Carlos Alexandre Felicio Brito

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3357632901736816
  • Última atualização do currículo em 17/10/2018


Possui graduação em Licenciatura Plena pela Faculdade de Educação Física de Santo Andre (1990), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2000); Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2005). É Professor Doutor da Universidade Paulista e Professor-IC da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Exerce a função na USCS na graduação no Núcelo Comum (Metodologia da Pesquisa) e na áre da Educação Física (Disciplinas Específicas). Atua como professor no Mestrado Profissional Inovação no Ensino Superior em Saúde, na Linha 1, e compôe o grupo de avaliadores do MEC-INEP (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Carlos Alexandre Felicio Brito
Nome em citações bibliográficas
BRITO, C. A. F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universidade Municipal de São Caetano do Sul.
Rua Santo Antônio
Centro
09521160 - São Caetano do Sul, SP - Brasil
Telefone: (011) 42393200
Fax: (011) 42261920
URL da Homepage: www.uscs.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2001 - 2005
Doutorado em Educação Física.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: O Campo Atrativo Perceptual do nadar (CAPn) e a propulsão na natação, Ano de obtenção: 2005.
Orientador: Braúlio Araujo Junior.
Palavras-chave: percepção; Pedagogia, aperfeiçoamento, natação.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Atividades Recreativas, Culturais e Desportivas; Educação.
1998 - 2000
Mestrado em Educação Física.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: PROGRAMA PERCEPTIVO-MOTOR APLICADO À HABILIDADE NADAR NA FASE DE APERFEIÇOAMENTO,Ano de Obtenção: 2000.
Orientador: Bráulio Araujo Júnior.
Palavras-chave: Aprendizagem; Educação Física; natação; Pedagogia; percepção; Sincronização.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Atividades Recreativas, Culturais e Desportivas.
1993 - 1993
Especialização em Especialização em natação e hidroginástica.
Universidade Gama Filho, UGF, Brasil.
1992 - 1992
Aperfeiçoamento em Curso Técnico de Natação.
Faculadade de Educação Física de Santo André, FEFISA, Brasil.
Título: aplicação do terinamento de força na natação. Ano de finalização: 1992.
1988 - 1990
Graduação em Licenciatura Plena.
Faculdade de Educação Física de Santo Andre, FEFISA, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Metodologias Ativas para a Educação Presencial, Blended e a Distância. (Carga horária: 40h).
Artesanato Educacional (On-line), AE, Brasil.
2018 - 2018
Capacitação de Docentes para o BASIs. (Carga horária: 40h).
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP/MEC, Brasil.
2018 - 2018
Técnicas de cientometria e mapeamento do conhecimento. (Carga horária: 4h).
Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
2011 - 2011
Pró-Multiplicar. (Carga horária: 30h).
Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
2011 - 2011
Avaliação do estudante: novas perspectivas para o. (Carga horária: 8h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Didática do Ensino Superior. (Carga horária: 60h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
1995 - 1995
Curso Técnico de Nutrição esportiva. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
1994 - 1994
Nutrição Esportiva Avançada. (Carga horária: 120h).
International School of Sports Nutrition and Human Performance, ISSNHP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Gama Filho, UGF, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Horista, Carga horária: 24
Outras informações
Metodologia da Pesquisa


Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor IC, Carga horária: 40
Outras informações
Aprovado pelo concurso publico realizado na cidade de São Caetano do Sul, São Paulo.

Atividades

01/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Universidade Municipal de São Caetano do Sul, .

Linhas de pesquisa
Ensino em Saúde
01/2017 - Atual
Ensino, Ensino em Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Atividade física, saúde e mudança de comportamento
08/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

Atividade realizada
Coordenador dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).
02/2011 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

Atividade realizada
Editor Chefe da Revista de Atenção à Saúde (RAS) - Antiga Revista Brasileira de Ciências da Saúde.
02/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Municipal de São Caetano do Sul, .

Cargo ou função
Comitê Institucional do Programa de Iniciação Científica.
02/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Universidade Municipal de São Caetano do Sul, .

02/2002 - Atual
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Atividades Aquáticas
Atividades de Academia II
Núcleos de Estudos (TCC)
Pedagogia da Natação
Seminários de Projetos
Treinamento Desportivo
Metodologia Científica (Núcleo Comum - Área da saúde)
08/2009 - 07/2010
Direção e administração, Universidade Municipal de São Caetano do Sul, .

Cargo ou função
Gestor do Curso de Educação Física.
09/2008 - 02/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Municipal de São Caetano do Sul, .

Cargo ou função
Membro do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP).

Universidade Paulista, UNIP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 11

Atividades

02/2010 - Atual
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
AMAPE (Atividade Motora para Populações Especiais)
Avaliação Diagnóstica
Ginástica Laboral
Natação e aspectos pedagógicos
Tomo (ENADE)
Bioestatistica

Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2013
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Docente Doutor, Carga horária: 13

Atividades

08/2011 - Atual
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biomecânica
Biomecanica do movimento humano
08/2011 - Atual
Ensino, Tecnologia em Estética e Cosmética, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Qualidade de Vida e Bem Estar
08/2002 - Atual
Direção e administração, UNISA, .

Cargo ou função
Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Física (GEPEF).
02/2000 - Atual
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Atividades Aquáticas
Cinesiologia da Atividade Física
Natação
Seminários de Pesquisa
Técnicas de Estudos e Pesquisa
02/2009 - 08/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNISA, .

Cargo ou função
Membro do NDE.
02/2012 - 03/2013
Ensino, Ciências da Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida
05/2010 - 12/2012
Extensão universitária , UNISA, .

Atividade de extensão realizada
Esporte, Saúde e Meio Ambiente.
02/2002 - 02/2012
Direção e administração, UNISA, .

Cargo ou função
Lider de Trabalho de Conclusão de Curso.
02/2009 - 02/2011
Ensino, Saúde Materno Infantil, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Atividade Física e Saúde
02/2006 - 02/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNISA, .

Cargo ou função
Membro do Conselho de Curso de Educação Física.
02/2004 - 03/2004
Ensino, Educação Física Escolar, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Teoria do Comportamento Humano

Faculadade de Educação Física de Santo André, FEFISA, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assitente, Carga horária: 20

Atividades

02/1999 - 02/2000
Ensino, Treinamento Desportivo, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Metodologia do Treinamento Desportivo
Bioestatistica Aplicada ao Desporto
02/1997 - 02/2000
Ensino, Licenciatura Plena, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Condicionamento Físico
02/1994 - 02/2000
Ensino, Curso Técnico de Natação, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Avaliação do Rendimento da Natação
Periodização do Treinamento da Natação
02/1999 - 02/1999
Extensão universitária , Faculdade de Educação Física de Santo André, .

Atividade de extensão realizada
Curso da Melhor Idade.
02/1999 - 02/1999
Extensão universitária , Faculdade de Educação Física de Santo André, .

Atividade de extensão realizada
Curso da Melhor Idade.

Faculdades Integradas de Ribeirão Pires, FIRP, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

02/1998 - 02/2000
Direção e administração, Faculdades Integradas de Ribeirão Pires, .

Cargo ou função
Coordenador da Faculdade de Educação Física.
02/1996 - 02/2000
Ensino, Licenciatura Plena, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioestatística Alpicada à Educação Física
Medidas e Avaliação em Educação Física
Natação

Universidade do Grande ABC, UNIABC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 10

Atividades

02/2007 - 06/2008
Ensino, Licenciatura Plena, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioestatística Aplicada a Educação Física
Cineantropometria Aplicada a Educação Física
Trabalho de Conclusão de Curso

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, ULHT, Portugal.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 0
Outras informações
A colaboração neste programa de Mestrado Acadêmico se deve pela parceria realizada com a empresa acadêmica ora denominada Conhecimento & Ciência, sendo a mesma dirigida pelo Prof. Dr. Ricardo Figueirado Pinto (http://www.conhecimentoeciencia.com). A empresa Conhecimento & Ciência, criada em abril de 2000, a onze anos vem atuando no mercado educacional, em especial com cursos de pós-graduação. Dentre os cursos desenvolvidos ou em desenvolvimento pela empresa registra-se mais de 40 cursos de especialização, 16 cursos de mestrado, e cinco cursos de doutorado em convênios e parcerias com instituições acadêmicas nacionais e internacionais. E para o ano de 2011 há uma perspectiva de abertura de pelo menos vinte novas turmas de pós-graduação. Dentre as diversas cidades de atuação de nossa empresa destacam-se e cidades de Santarém-PA, Belém-PA, e Macapá-AP, bem como várias outras aos arredores destas. Nestes onze anos de atividade, a empresa já preparou para o mercado de trabalho mais de 70 mestres e mais de 600 especialistas. E até o final de 2011 a expectativa é de certificar mais de 300 novos especialistas e mais de 200 mestres e doutores. A partir de abril de 2011 a empresa estará proporcionando aos interessados diversos cursos de especialização, mestrado e doutorado, fruto de novas parcerias com instituições acadêmicas pertencentes aos estados do Pará, Tocantins, Ceará, São Paulo e além de países como Portugal, Chile e Paraguai



Linhas de pesquisa


1.
Ensino em Saúde

Objetivo: Avaliar a eficácia dos programas de desenvolvimento docente interdisciplinar, fundamentado no princípio da integralidade em saúde, na qualidade da docência, na formação discente e na estrutura dos cursos da área da saúde.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Educação.
Palavras-chave: Atenção à Saúde; Desenvolvimento Humano; Produção de Conhecimento.
2.
Pedagogia do Movimento

Objetivo: a)Compreender as bases teóricas da percepção humana nos jogos, brincadeiras, nas atividades rítmicas, esportes coletivos e esportes individuais; b)Analisar as teorias cognitivas, sistêmicas, de campo e dialética na Educação Física escolar e não escolar; c)Desenvolver novas abordagens metodológicas aplicadas a Educação Física escolar e não escolar; d)Estudar e analisar a formação do profissional da Educação Física..
3.
Atividade Física e Saúde

Objetivo: Estudos sobre as adaptações filo e ontogenéticas relacionadas ao movimento humano, esporte, lazer e na atividade física. Estudo da atividade física (Restrita e Ampliada) relacionada à promoção de saúde, como meio de controle e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Atenção à Saúde.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
O que motiva o docente no exercício da profissão? Em busca da(s) necessidade(s) de formação
Descrição: A melhoria dos professores de ensino superior não se dará apenas por meio de mudanças na sua atuação em sala de aula, mas também a partir do estímulo para que esses docentes reflitam sobre sua prática e sobre as crenças que permeiam a sua conduta. Nesse sentido, a autoeficácia pode ser considerada uma auto-crença central na regulação do comportamento humano, pois afeta os processos cognitivos, motivacionais, afetivos e de seleção. Assim, este projeto de pesquisa terá como objetivo geral verificar e compreender as motivações à docência e as necessidades de formação na área da saúde..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade Municipal de São Caetano do Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3
2017 - 2018
APLICAÇÃO DA ESCALA DE DESENVOLVIMENTO MOTOR (EDM) E DE INDICADORES MATURACIONAIS NA FASE ESCOLAR
Descrição: A organização dos movimentos ao longo do tempo (Desenvolvimento Motor - DM) é um processo sequencial relacionado a idade cronológica, com interação entre a tarefa motora a ser executada, limites biológico do indivíduo e o seu meio ambiente. Assim, há grande interesse entre os pesquisadores dessa área na infância, pois há intensas mudanças no processo de escolarização que irão depender destas interações. Na literatura, é possível verificar várias proposta de avaliação no que diz respeito ao DM. Muito embora há propostas que podem ser consideradas na literatura como ?padrão ouro? há outras que podem ser verificadas com alta confiabilidade e que tem tido atenção nas pesquisas. No entanto, quase nenhuma destas escalas engloba completamente todos os aspectos do desenvolvimento. Assim, o objetivo do presente estudo será aplicar a escala de desenvolvimento motor (EDM), proposta por Neto (2002), em escolares regularmente matriculados na rede de Ensino do Município de São Caetano do Sul e, em seguida, verificar o nível de aptidão motora destes escolares ao longo do tempo (4 a 10 anos)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.
2014 - 2016
A ESTRUTURA COORDENATIVA DO NADO CRAWL: COMPREENDENDO A SUA ORGANIZAÇÃO TEMPORAL
Descrição: As pesquisas na área do comportamento, especificamente no que diz respeito ao controle motor, têm procurado discutir como ocorre a organização temporal nas habilidades motoras. Neste sentido, há um esforço para compreensão desta estrutura e descobrir a natureza das suas representações em seus aspectos variantes (Características de superfície) e invariantes (Estrutura profunda). Para descobrir estes aspectos alguns estudos têm manipulado alguns parâmetros (Distância; velocidade; força; peso; amplitude) flexíveis do movimento e verificado que há em sua estrutura aspectos que se mantêm constante (Organização temporal relativa). Entretanto, não se tem observado estudos conduzidos na manipulação perceptual mantendo-se as características de superfície constante. Para o entendimento de como há possibilidade do nadador adquirir novos padrões em sua habilidade no nadar, é necessário compreender o conceito de restrições. A restrição é conceituada como um fator que pode definir o comportamento fenomenal, pois toda a ação é adquirida e sincronizada dentro de um conjunto de restrições. Esse conjunto de restrições pode ser do meio geográfico (ambiente), do organismo (nadador) ou da própria tarefa (o nadar). Deve-se entendê-la como os limites ou condições impostas ao nadador, levando à sincronização do movimento. Objetivo Geral O objetivo deste estudo será observar e compreender como o papel da restrição na habilidade nadar (Oclusão dos óculos parcial) pode influenciar nos aspectos variantes e invariantes do nado crawl..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador / Mauricio de OLIVEIRA - Integrante.Financiador(es): Universidade Municipal de São Caetano do Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 3
2012 - 2013
Atividade Física e a sua influência na Variabilidade da Freqüência Cardíaca
Descrição: Objetivo geral Este projeto tem como objetivo geral verificar e analisar o nível de atividade física da população e sua influência no sistema cardiovascular. Objetivos Específicos 1. Sensibilizar a população sobre a importância de manter-se ativo e seu impacto na saúde; 2. Obter um quadro geral sobre a condição de saúde desta comunidade a partir do nível de Atividade Física; 3. Verificar o impacto da Atividade Física na Modulação Cardiovascular; 4. Observar os Estágios de Mudança de Comportamento e relacioná-lo aos itens 2 e 3 dos objetivos específicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador / Denise de Oliveira Alonso - Integrante / Vagner Raso - Integrante / Victor Conceição dos Santos - Integrante / Camila Silvestre Lima - Integrante.Financiador(es): Universidade de Santo Amaro - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 28 / Número de orientações: 2
2011 - 2011
O impacto da manipulação perceptiva visual na estrutura da habilidade do nadar
Descrição: As pesquisas na área do comportamento, especificamente no que diz respeito ao controle motor (sincronização), têm procurado discutir como ocorre a organização temporal nas habilidades motoras. Neste sentido, há um esforço para compreensão desta estrutura e descobrir a natureza das suas representações, em seus aspectos variantes (características de superfície) e invariantes (estrutura profunda). Para descobrir estes aspectos alguns estudos têm manipulado alguns parâmetros (distância; velocidade; força; peso; amplitude) flexível do movimento e verificado que há em sua estrutura aspectos que se mantêm constante (organização temporal relativa). Entretanto, não se tem observado estudos conduzidos na manipulação perceptual mantendo-se as características de superfícies constantes. Assim, a hipótese deste estudo será verificar se há diferenças significativas nos parâmetros flexíveis do nado crawl com manutenção do ritmo de nado e distância após restrição da tarefa no campo perceptual (demanda visual). O objetivo deste estudo será observar e compreender como o papel da restrição na habilidade nadar (oclusão dos óculos parcial) pode influenciar nos parâmetros superficiais do nado crawl. A natureza da pesquisa será direta e utilizaremos o método descritivo (com ênfase no estudo exploratório) e do método experimental. A amostra será do tipo sistemática-aleatória perfazendo cerca de 5% do total de nadadores de baixa habilidade (aperfeiçoamento), do DETUR, matriculados no ano de 2011. Será utilizado cronômetro para registro do tempo percorrido nos 12,5 metros. O mesmo será filmado. A perturbação na sincronização do nadar será realizada de maneira que a luz emitida na retina forma a configuração de acordo com o nível de complexidade (utilizaremos papel para realização do experimento) em ritmo tranqüilo ou denominado natural. A opção do teste estatístico paramétrico ou não irá depender da verificação da normalidade da distribuição por meio do teste de kolmogorov-Smirnov. Os dados.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade Municipal de São Caetano do Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 20 / Número de orientações: 4
2010 - 2011
PERFIL NUTRICIONAL E DE CRESCIMENTO FÍSICO DE CRIANÇAS DE 07 A 10 ANOS NA 18ª USE DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ- BRASIL
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Integrante / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante / JOÃO FLORENTINO DA GAMA BRITO - Integrante / RUI JOSE PANARRA FERREIRA BRITO DAS NEVES - Coordenador.Financiador(es): Conhecimento & Ciência - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 13 / Número de orientações: 7
2010 - 2011
A IMPORTÂNCIA DOS DIFERENTES TIPOS DE EXERCÍCIOS FÍSICOS NO COMBATE A OBESIDADE
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Integrante / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante / RODOLFO DE AZEVEDO RAIOL - Coordenador.Financiador(es): Conhecimento & Ciência - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 5
2010 - 2011
EFICIÊNCIA E DESEMPENHO DA TÉCNICA DA BRAÇADA DO NADO DE CRAWL
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Integrante / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante / WILSON FERNANDO WILKINSON RODRIGUEZ - Coordenador.Financiador(es): Conhecimento & Ciência - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 12 / Número de orientações: 5
2010 - 2011
ATIVIDADE FÍSICA PARA PREVENÇÃO DE QUEDAS EM IDOSOS
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Integrante / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante / SUMAYA COSTA QUEMEL - Coordenador / Cesar Augusto Santos - Integrante.Financiador(es): Conhecimento & Ciência - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 4
2010 - 2011
A IMPORTÂCIA DA PRÁTICA DA NATAÇÃO PARA BEBÊS.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Integrante / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante / PALOMA AGUIAR FERREIRA DA SILVA RAIOL - Coordenador.Financiador(es): Conhecimento & Ciência - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 6
2009 - 2010
A Organização Temporal Relativa da Habilidade Nadar: aspectos variantes e invariantes da habilidade
Descrição: As pesquisas na área do comportamento motor têm procurado discutir como ocorre a organização temporal nas habilidades motoras para compreender a natureza das suas representações (Aspectos variantes e invariantes). Entretanto, não se tem observado estudos conduzidos na manipulação perceptual mantendo-se as características de superfícies constantes. A hipótese deste estudo foi verificar se há diferenças significativas nos parâmetros flexíveis do nado crawl com manutenção do ritmo de nado e distância após restrição da tarefa no campo perceptual. O objetivo deste estudo foi observar como a restrição na habilidade nadar pode influenciar nos parâmetros superficiais do nado crawl. Utilizou-se o método descritivo e o experimental. A amostra é do tipo sistemática-aleatória com cerca de 5% do total de nadadores matriculados, no PAEC, UNISA, Santo Amaro, no ano de 2010. Foi utilizado o cronômetro Seiko de 100 memórias para registro do tempo percorrido nos 25 metros. O mesmo foi filmado. A perturbação na sincronização do nadar foi realizada de maneira que a luz emitida na retina forma a configuração de acordo com o nível de complexidade (Utilizou-se papel nos óculos de natação), em ritmo natural. A opção do teste estatístico paramétrico foi devido a verificação da normalidade da distribuição por meio do teste de kolmogorov-Smirnov. Os dados foram analisados pelo teste Mauchly's Test of Sphericity e utilizou-se ANOVA para medidas repetidas (Contraste). A probabilidade foi de 5% (p<0,05). Para efetivação dos cálculos foi utilizado o SPSS.vs.13.0. ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Santo Amaro - Bolsa.
2008 - 2010
Natação, percepção e subjetividade: compreendendo a organização dinâmica do movimento
Descrição: O problema central deste projeto de pesquisa será discutir, analisar e descrever como o comportamento do nadar ? comportamento fenomenal ou concreto ? pode ser controlado (sincronização), porém com a sua representação simbólica descrita após a sua ação. A natureza da pesquisa será direta e utilizaremos o método descritivo (com ênfase no estudo exploratório) e pelo método experimental. Este estudo terá como objetivos: a) Manipular a sincronização do nadar conforme a força tensional gerada pelo CAPn de acordo com luz refletida na retina ao longo do tempo (t ? dimensão temporal); b) Observar a auto-organização no sistema gerador de tensão após a perturbação no nado (Cs, Ci e Cl - dimensão espacial) e c) Descrever a representação simbólica com relação a sua auto-organização. A teoria de base utilizado neste projeto será a de campo (Koffka, SD) e o modelo explicativo sugerido é apresentado como Campo Atrativo Perceptual do nadar ? CAPn (Brito, 2005)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade Municipal de São Caetano do Sul - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 8
2008 - 2009
Qualidade de Vida no DEPER
Descrição: Tendo como pressuposto que a atividade física pode contribuir na qualidade de vida das pessoas, principalmente nos aspectos relacionados aos fatores que interferem na saúde, devido ao mundo moderno (Sedentarismo), a Faculdade de Educação Física da UNISA (Universidade de Santo Amaro) vem oferecendo serviços que contribuem para esta qualidade. A estratégia utilizada e adotada pela Faculdade foi a de oferecer a esta comunidade atividades organizadas e orientadas pelos discentes e docentes. Estas atividades são oferecidas pelo Departamento de Extensão de Práticas Esportivas e Recreativas (DEPER). Entretanto, se faz necessário verificar a percepção deste serviço entre os participantes envolvidos neste programa, com intuito de conseguir vencer os desafios do nosso cotidiano, esperando desta forma, mudanças significativas de comportamento; tema este amplamente discutido na área acadêmica e presente na mídia. Há uma hipótese que deverá ser confirmada a partir do nosso pressuposto, ou seja, há uma qualidade subjetiva percebida pelos indivíduos na medida em que elas recebem este serviço ao longo do tempo e, com efeito, haverá uma representação significa sobre o que seja a saúde bem como do seu tempo livre (Ócio). Diante deste fato pretendemos apreender/compreender na realidade concreta vivida por eles (comunidade) em que medida este serviço possa estar atingindo os seus objetivos. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Santo Amaro - Auxílio financeiro.
2004 - 2004
Programa de Natação para Deficientes Visuais na Faixa Etária de 4 a 14 anos em Ambos os Gêneros
Descrição: Este projeto tem como objetivo implantar um programa de natação para deficientes visuais na faixa etária de 04 a 14 anos em ambos os gêneros na UNISA Universidade de Santo Amaro...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Santo Amaro - Auxílio financeiro.
2002 - 2002
A Influência da Visão Focal na Aprendizagem da Natação
Descrição: O objetivo do presente estudo foi verificar como a percepção visual pode influenciar na habilidade motora da natação em praticantes de um programa de extensão universitária (serviço prestado a comunidade). A hipótese experimental do estudo sugere que o grupo maior índice de braçada apresenta maior percepção de seu movimento dentro d água em relação ao grupo com menor índice de braçada . Os sujeitos selecionados foram alunos de ambos os sexos, com idade entre 8 e 16 anos, na fase de iniciação, que praticavam aulas de natação no Departamento de Práticas Esportivas e Recreativas (DEPER) da Universidade de Santo Amaro (UNISA), na Faculdade de Educação Física. A amostra foi composta por 35 sujeitos que foram divididos em dois grupos: um grupo com maior Índice de Braçadas e com menor índice de Braçadas a divisão dos grupos foi feita por meio do percentil 50. O teste foi realizado numa piscina de 25 metros, coberta e aquecida durante todo o ano, onde nadaram 12,5 metros de crawl duas vezes. Foram analisados os parâmetros cinemáticos e estes foram analisados pela filmagem (Sharp, modelo VL-AH131U, Hi 8, 14.345 ms, power zoom 16x) e responderam a um questionário com perguntas fechadas. Os dados foram analisados pela estatística não paramétrica: Quiquadrado e o teste de Mann-Whitney. A probabilidade aceita para este estudo foi de 5% (p< 0,05). Os resultados encontrados sugerem que os nadadores com menor Índice de Braçadas (IB) apresentaram uma visão focal direcionada com uma variabilidade a diferentes ângulos. Os nadadores com maior IB tiveram uma tendência em receber menos informações visuais, no que diz respeito aos ângulos, para controle de seu movimento na água. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Santo Amaro - Auxílio financeiro.
1999 - 2000
Programa Perceptivo Motor Aplicado à Habilidade Nadar na Fase de Aperfeiçoamento
Descrição: A sensação e percepção na habilidade nadar é entendida pela expressão ?sensação para a água? ou feel for the water (Counsilman, 1980; Maglislho, 1982; Sharp, 1982; Coyle, 1984; Costill, 1985; Neufer, 1987; Navaro, 1990 e Maglislho, 1993). Este estudo teve como objetivo verificar a contribuição que um programa perceptivo-motor pode oferecer à habilidade nadar e, desta forma, propor uma estratégia de trabalho na fase de aperfeiçoamento, que leve o indivíduo a utilizar seus segmentos com economia de movimento. Os sujeitos analisados foram de 13 à 15 anos em ambos os gêneros na fase de aperfeiçoamento. Dividiu-se da seguinte forma: Grupo de Aplicação (GA, n=22) onde objetivou-se o trabalho proprioceptivo (Schmidt, 1993) e um Grupo Controle (GC, n=16) em ambos os gêneros. Utilizou-se a análise estatística descritiva e o teste ?t? Student?s pareado e não pareado, adotando-se o nível de significância de p < 0,05. Ao final do programa verificou-se que a Amplitude (Am) evoluiu cerca de 3,08%, Velocidade máxima (V) em 2,94% e o Índice de Braçadas (I.B.) em 5,97% no gênero feminino do Grupo de Aplicação (GA). No gênero masculino do GA foi observado um aumento de 5,56% na Am e na V de 7,77% e I.B. em 13,16%. No gênero feminino do Grupo Controle (GC) houve um aumento na V em 12,22%, porém uma piora de 5% na a Am e redução de 3,75% no I.B. No gênero masculino no GC a V aumentou 2,04%, a Am diminuiu cerca de 12,16% e o I.B. cerca de 10,81%. Após análise dos resultados verificamos uma tendência na contribuição do programa perceptivo-motor aplicado à performance dos nadadores. Os resultados observados na variável do comportamento biomecânico parecem indicar aprovação da aplicação da proposta, mesmo não tendo diferenças significantes estatisticamente. Portanto, acreditamos que este trabalho monográfico tenha colaborado para melhor direcionamento de uma pedagogia aplicada à aprendizagem da natação. Recomendamos assim a adoção do programa perceptivo-motor aplicado à habilidade nadar, n.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Faculdade de Educação Física de Santo André - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 41 / Número de orientações: 8
1997 - 1998
Validade e a reprodutibilidade do teste de 15 metros para nadadores de velocidade
Descrição: O trabalho procurou realizar um disgnóstico da velocidade máxima por meio do teste de 15 metros, realizado na piscina, com a utilização de cronometro digital. O teste foi adaptado de Fomitchencko (1996) na qual tem como objetivo, avaliar e ou diagnosticar a eficiência mecânica e a velocidade máxima dos nadadores. É um teste realizado com característica fisiológica alático. Em conclusão o teste se mostrou eficiente na determinação da velocidade máxima, principalmente para nadadores pós puberes treinados..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante.Financiador(es): Faculdades Integradas de Ribeirão Pires - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 12
1997 - 1998
Validade e reprodutibilidade do teste de 15 metros para nadadores de velocidade
Descrição: O trabalho procurou realizar um disgnóstico da velocidade máxima por meio do teste de 15 metros, realizado na piscina, com a utilização de cronometro digital. O teste foi adaptado de Fomitchencko (1996) na qual tem como objetivo, avaliar e ou diagnosticar a eficiência mecânica e a velocidade máxima dos nadadores. É um teste realizado com característica fisiológica alático. Em conclusão o teste se mostrou eficiente na determinação da velocidade máxima, principalmente para nadadores pós puberes treinados..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador / Ricardo Figueiredo Pinto - Integrante.Financiador(es): Faculadade de Educação Física de Santo André - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 11
1996 - 2000
MODELO BIOLÓGICO PARA A DETECÇÃO DE TALENTOS NA NATAÇÃO
Descrição: Este estudo teve como objetivo determinar os valores médios de nadadores do gênero feminino, que competem em nível regional e nacional, na aptidão física específica. O intuito é desenvolver um padrão referencial em dados estabelecidos a partir de um população localizada em São Paulo. Os nadadores selecionados neste experimento foram divididos da seguinte forma: Grupo de São Paulo (GSP; n = 14); Grupo de Santo André (GSA, n = 27) e Grupo da População (GP, n = 31), todas do gênero feminino em idades variando em torno de 13 a 15 anos. O teste utilizado foi de 15 metros (BRITO & PINTO, 1998) específico à nadadores. Os dados foram analisados pela estatística descritiva, teste entre médias paramétricas bem como análise de variância e estratégia ?Z? CELAFISCS adotando-se como critério padrão referencial a probabilidade de p < 0,05. Os principais resultados demonstram que a variável velocidade (V) bem como o índice de braçadas (IB) parecem ser os principais pré requisitos básicos na detecção de talentos em nadadores do gênero feminino. Em conclusão sugere-se que novas investigações possam ser realizadas com um maior número de nadadores para o GP e desta forma, este estudo, possa ser expandido para o gênero masculino adotando-se os mesmos procedimentos metodológicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador.Financiador(es): Faculdade de Educação Física de Santo André - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 16 / Número de orientações: 4


Projetos de extensão


2009 - 2012
Atividade Física e Condições Associadas à Saúde
Descrição: Os efeitos benéficos da Atividade Física (AF) são bastante difundidos, mas a obtenção deles depende da manutenção desta prática. A aderência à AF pode ser abordada pela teoria de Estágios de Mudança de Comportamento (EMC), cujos estágios são definidos como pré-contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção. Vários são os fatores que levam o indivíduo a passar de um estágio para outro. Neste sentido, algumas ações podem ser criadas para auxiliar no processo educativo da comunidade. Assim, surgiu o Projeto de Extensão: Esporte, Saúde e Meio Ambiente, que vem sendo aplicado na região sul do município de São Paulo, na Subprefeitura da Capela do Socorro que é a mais populosa das 31 Subprefeituras do município de São Paulo, com estimativa de 683.083 habitantes. É uma região de contrastes, com heterogeneidade de classes sociais, distribuídas nos três Distritos Administrativos que compõem a região. Os objetivos são: i) verificar as características antropométricas, ii) pressão arterial, iii) nível de atividade física, iv) aderência à AF de indivíduos dessa região. Estudo transversal, descritivo, Survey, descrevendo a realidade sem a preocupação de se estabelecer relação de causa e efeito entre as variáveis estudadas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Carlos Alexandre Felicio Brito - Coordenador / Denise de Oliveira Alonso - Integrante / Victor Keihan Rodrigues Matsudo - Integrante / Vagner Raso - Integrante / Timóteo Leandro Araujo - Integrante / Victor Conceição dos Santos - Integrante / Andrea Catani - Integrante / Artur Siqueira Neto - Integrante.Financiador(es): Associação Saúde da Família - Cooperação / Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul - Cooperação / Proximus Tecnologia - Cooperação / Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo - Cooperação / Universidade de Santo Amaro - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 27 / Número de orientações: 3


Membro de corpo editorial


2011 - Atual
Periódico: Revista Brasileira Ciências da Saúde
2010 - Atual
Periódico: Pesquisa em Saúde (Belém)
1997 - 2000
Periódico: Corpoconsciência (São Paulo)


Membro de comitê de assessoramento


2014 - Atual
Agência de fomento: Universidade Federal do ABC
2012 - 2013
Agência de fomento: Universidade de Santo Amaro
2013 - Atual
Agência de fomento: Universidade Municipal de São Caetano do Sul


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Corpoconsciência (São Paulo)
1997 - 2000
Periódico: Corpoconsciência (São Paulo)
2008 - Atual
Periódico: Educação Profissional: Ciência e Tecnologia
2010 - Atual
Periódico: Revista Mackenzie de Educacão Física e Esporte


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Atividade Física.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


1998
Simpósio Metropolitano da Atividade Física, Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU.
1997
1º Simpósio Fitness Brasil, Ciências do Movimento e Qualidade de Vida, Fitness Brasil - Mecânica de Produções.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:16
Total de citações:21
Fator H:3
BRITO, C. A. F.  Data: 23/07/2018

SciELO
Total de trabalhos:1
Total de citações:6
CAF Brito  Data: 01/01/2015

SCOPUS
Total de trabalhos:2
Total de citações:3
BRITO, C. A. F.  Data: 23/07/2018

Outras
Total de trabalhos:6
Total de citações:14
BRITO, C A F  Data: 14/12/2011

Artigos completos publicados em periódicos

1.
LUZ, M. M.2018LUZ, M. M. ; BRITO, C. A. F. ; BATISTA, J. N. F. ; LOURENCO, P. M. . A utilização da Escala de Desenvolvimento Motor (EDM) e a sua aplicação na fase escolar: uma realidade brasileira?. Revista de Estudos Aplicados em Educação, v. 3, p. 86-99, 2018.

2.
ROQUE, L. B.2015ROQUE, L. B. ; BRITO, C. A. F. . Atividade física e a sua influência na variabilidade da frequência cardíaca. LECTURAS EDUCACIÓN FÍSICA Y DEPORTES, v. 19, p. 202, 2015.

3.
NETO, J P2015 NETO, J P ; RASO, V. ; BRITO, C. A. F. . Mobilidade funcional em função da força muscular em mulheres idosas fisicamente ativas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 21, p. 369-371, 2015.

4.
CORTE, A.2013CORTE, A. ; LIMA, C. ; JARA, J. ; BRITO, C. A. F. . A influência de fatores sócio-demográficos e comportamentais. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 18, p. 180, 2013.

5.
MELO, Bruno2011MELO, Bruno ; BRITO, C. A. F. . A ORGANIZAÇÃO TEMPORAL RELATIVA DE INICIANTES NA NATAÇÃO SEM E COM PEGADA DUPLA: ASPECTOS VARIANTES DA HABILIDADE NADAR. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 154, 2011.

6.
CARABETTA JUNIOR, V.2011CARABETTA JUNIOR, V. ; BRITO, C. A. F. . BASES INTRODUTÓRIAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EM SAÚDE NA ESCOLHA DO MÉTODO DE PESQUISA. Revista Brasileira Ciências da Saúde, v. 9, p. 64-72, 2011.

7.
BRITO, C. A. F.2010 BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . O papel da restrição perceptiva visual parcial na organização temporal do nado crawl. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 1-5, 2010.

8.
BRITO, C. A. F.2010BRITO, C. A. F.; PRADO, S. R. L. A. ; ARMOND, J. E. ; CASAL, L. C. ; NAMBA, M. ; ALONSO, D. O. . Atividade física e a percepção da comunidade para mudança de comportamento. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 150, 2010.

9.
BRITO, C. A. F.2009BRITO, C. A. F.. Como a restrição na habilidade nadar (Oclusão dos óculos) pode influenciar na percepção. Revista Brasileira Ciências da Saúde, v. 7, p. 45-52, 2009.

10.
GRACIA, J. L.2009GRACIA, J. L. ; DALANO, C. L. ; BORRAGINE, S. O. F. ; BRITO, C. A. F. . Atividade física intencional e sua influencia na qualidade de vida: desafios para o profissional de Educação Física. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 14, p. 1-5, 2009.

11.
Paula Cestaro2009Paula Cestaro ; Simone Capelato De Marchi ; BRITO, C. A. F. . Limitações das Competências e Habilidades do professor que atua sistemas fechados segundo perspectiva Taylorista. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v. VII, p. 45-52, 2009.

12.
MAGALHÃES, E A2009MAGALHÃES, E A ; LIMA, M L da S ; MARIANO, M P ; BRITO, C. A. F. . O Papel das Ciências Humanas na Formação Acadêmica do Professor de Educação Física. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v. 7, p. 74-82, 2009.

13.
BRITO, C. A. F.2007BRITO, C. A. F.. A sincronização no nadar é um problema de ordem dinâmico: um estudo descritivo e exploratório. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, v. III, p. 24-32, 2007.

14.
BRITO, C. A. F.2004BRITO, C. A. F.. A influência da visão focal na aprendizagem da natação. Revista Brasileira de Ciências da Saúde (IMES), Publicação do Centro de Saúde, v. 2, n.jan/jun, p. 5-10, 2004.

15.
BRITO, C. A. F.2003BRITO, C. A. F.. O sucesso na performance e a informação sensorial. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, São Paulo, v. 2, p. 37-48, 2003.

16.
BRITO, C. A. F.2003BRITO, C. A. F.. A importância da natação na adaptação cardiovascular: uma questão de qualidade?. Revista Brasileira de Ciências da Saúde (IMES), IMES - S. C. do Sul, v. 1, p. 33-36, 2003.

17.
BRITO, C. A. F.2001BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . Sensação e percepção na habilidade nadar na fase de aperfeiçoamento. Modular, Caraguatatuba, v. 1, n.1, p. 83-94, 2001.

18.
RAMIREZ, E. F.2000RAMIREZ, E. F. ; BRITO, C. A. F. . Comportamiento de la fuerza especial y relativa en nadadores brasileños de competición. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 5, p. 28, 2000.

19.
BRITO, C. A. F.1999BRITO, C. A. F.. Aspectos biomecânicos relacionados ao nadador: uma breve revisão de literatura. Revista das Faculdades Claretianas, Batatais - SP, v. 8, p. 142-150, 1999.

20.
BRITO, C. A. F.1998BRITO, C. A. F.. A validade e reprodutibilidade do teste de 15 metros para nadadores de velocidade. Corpoconsciência (São Paulo), Santo André - SP, v. 2, p. 61-68, 1998.

21.
BRITO, C. A. F.1997BRITO, C. A. F.. A influência da carga e sua relação na performance competitiva em nadadores de nível estadual e nacional. Corpoconsciência (São Paulo), Faculdade de Educação Física, v. 1, p. 71-84, 1997.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BRITO, C. A. F.. Natação - Teoria Gestáltica: uma nova concepção pedagógica. 1. ed. São Paulo: Phorte Editora, 2008. v. 1. 120p .

Capítulos de livros publicados
1.
BRITO, C. A. F.; ALONSO, D. O. ; RASO, V. . Atividade Física e Saúde: determinantes e suas barreiras. In: Ricardo Figueiredo Pinto; Antonio Augusto Teixeira Costa. (Org.). II Forum Internacional de Conhecimento e Ciência. 1ed.Belém: Conhecimento & Ciência, 2012, v. 2, p. 129-138.

2.
BRITO, C. A. F.. Natação e Percepção: em busca da eficiência. In: Camila Coelho Greco; Irene Conceição Andrade Rangel; Suraya Cristina Darido. (Org.). Aspectos Fisiológicos e Técnicos da Natação. 1ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011, v. , p. 84-105.

3.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . The effect of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: surface characteristics. In: Per-Ludvik Kjendlie; Robert Keig Stallman; Jan Cabri. (Org.). Biomechanics and Medicine in swimming XI. 1ed.Oslo: Norwegian School of Sport Science, 2010, v. 1, p. 316-318.

4.
BRITO, C. A. F.. Qualidade de vida, Sáude e Atividade Física. In: Ricardo Figueiredo Pinto. (Org.). Forúm Internacional de Conhecimento & Ciência. 1ed.Belém: Conhecimento & Ciência, 2010, v. 1, p. 29-38.

5.
BRITO, C. A. F.; PINTO, R. F. . The Validity And Reproducibility Of The 15-Meter Test For. In: Kari l. Keskinen; Paavo v. komi; A. Peter Hollander. (Org.). Biomechanics and Medicine in Swimming VIII. Jyväskylä: Gummerus Printing, 1999, v. , p. 253-257.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BRITO, C. A. F.. Apresentação da sessão técnica. Jornal Informe Zona Sul, Empresa Brasileira de Eventos, p. 8 - 8, 06 fev. 2010.

2.
HOLANDA, D. T. ; NETO, J. M. ; BRITO, C. A. F. . Educação é a onda certa:Surf para o desenvolvimento sóciocultural. Instituto Brasileiro de Surf, site www.ibrasurf.com.br, 13 out. 2008.

3.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . O campo atrativo perceptual do nadar (capn) e propulsão na natação. Conexões (Campinas. Online), Resumos e Teses, p. 108 - 108, 01 jul. 2005.

4.
BRITO, C. A. F.. Adaptação do treinamento de força especial em nadadores competitivos. Parque Aquático, Rio de Janeiro - RJ, p. 8 - 11, 01 abr. 1998.

5.
BRITO, C. A. F.; OLIVEIRA, P. R. . Força em natação: uma visão atual. Revista Brasileira dos Esportes Aquáticos, São Paulo, p. 8 - 10, 01 jan. 1997.

6.
BRITO, C. A. F.. O polimento para mirins - uam abordagem prática. Jornal Aquática Paulista, São Paulo, p. 4 - 4, 01 maio 1996.

7.
BRITO, C. A. F.. Radicais livres e treinamento de natação. Revista Brasileira dos Esportes Aquáticos, São Paulo, p. 14 - 15, 01 mar. 1995.

8.
BRITO, C. A. F.. A elaboração eficaz de um programa de força para nadadores das categorias juvenil, junior e sênior. Revista Brasileira dos Esportes Aquáticos, São Paulo, p. 12 - 13, 01 ago. 1994.

9.
BRITO, C. A. F.. Natação para masters. Revista Brasileira dos Esportes Aquáticos, São Paulo, p. 19 - 20, 01 nov. 1993.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MAGALHÃES, E A ; LIMA, M L da S ; MARIANO, M P ; BRITO, C. A. F. . O Papel das Ciências Humanas na Formação Acadêmica do Professor de Educação Física. In: 12º Congresso de Iniciação Científica e 6ª Mostra da Pós-Graduação, 2009, São Paulo. 12º Congresso de Iniciação Científica e 6ª Mostra da Pós-Graduação, 2009.

2.
BRITO, C. A. F.. A sincronização intencional na natação: um problema de ordem dinâmico. In: 4º Congresso Cinetífico Latino-Americano de Educação Física, 2006, Piracicaba - SP. Educação Física, Cultura e Sociedade, 2006.

3.
BRITO, C. A. F.. O problema da sincronização do nadar: o que explica a sua natureza. In: Congresso Nacional de Educação Física, 2005, São Paulo. Congresso nacional de Educação Física, 2005.

4.
BRITO, C. A. F.. O campo atrativo perceptual do nadar influencia a propulsão. In: III Congresso Científico Latino-Americano, 2004, Piracicaba. III Congresso Científico Latino-Americano, 2004.

5.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . O Campo Atrativo Perceptual do Nadar e a sua influência na Propulsão. In: 3º Congresso Científico Latino-Amaericano de Educação Física - UNIMEP, 2004, Piracicaba. 3º Congresso Científico Latino-Americano de Educação Física - UNIMEP, 2004.

6.
BRITO, C. A. F.. Programa Perceptivo Motor Aplicado à Habilidade Nadar na Fase de Aperfeiçoamento. In: 1º Congresso Científico Latino-Americano FIEP, 2000, Piracicaba. 1º Congresso Científico Latino-Americano FIEP - UNIMEP, 2000.

7.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . Programa perceptivo-motor aplicado à habilidade nadar na fase de aperfeiçoamento. In: 1º Congresso Cinetífico Latino-Americano de Educação Física, 2000, Piracicaba. O Fenômeno Esportivo no Início de um Novo Milênio, 2000.

8.
BRITO, C. A. F.. A qualidade de movimento como pré requisito no período de base na natação. In: 1º Congresso Cinetífico Latino-Americano de Educação Física, 2000, Piracicaba. O Fenômeno Esportivo no Início de um Novo Milênio, 2000.

9.
BRITO, C. A. F.. Validity and Reproducibility of the Test of 15 Meters for Swimmers'Speed. In: VIII International Symposium Biomechanics and Medicine in Swimming, 1999, Jyväskylä. VIII International Symposium Biomechanics and Medicine in Swimming, 1999.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Belvis, W. C. ; Bellini, J. G. ; Evangelista, A. F. ; BRITO, C. A. F. . COMO O PROFISSIONAL DETERMINA A CARGA DE TRABALHO EM NADADORES DE ALTO NÍVEL: UM ESTUDO PILOTO. In: II Congresso Nacional de Educação Física, 2007, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: o saber ser e fazer do professor, 2007.

2.
Xavier, A. F. ; Santos, J. ; Reis, M. de L. ; Silva, T. L. ; BRITO, C. A. F. . A CONTRIBUIÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR NA VISTA TEÓRICA ECOLÓGICA EM CRIANÇAS AUTISTAS. In: II Congresso Nacional de Educação Física, 2007, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: o saber ser e fazer do professor, 2007.

3.
Silva, M. R. ; Ribeiro, R. K. E. ; Silva, R. M. M. ; BRITO, C. A. F. . COMO A PRATICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PODERIA CONTRIBUIR NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. In: II Congresso Nacional de Educação Física, 2007, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: o saber ser e fazer do professor, 2007.

4.
BRITO, C. A. F.. A importância da sensação e da percepção no desenvolvimento da performance e no aprendizado da natação. In: Congresso Nacional deEducação Física, 2005, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: da heteronomia útil à autonomia inútil, 2005.

5.
BRITO, C. A. F.. Configuração de fluxo ou configurador de fluxo: qual a diferença desses dois conceitos e como eles podem auxiliar no ensino-aprendizado da natação. In: Congresso Nacional deEducação Física, 2005, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: da heteronomia útil à autonomia inútil, 2005.

6.
BRITO, C. A. F.. O problema da sincronização do nadar: o que explica a sua natureza. In: Congresso Nacional deEducação Física, 2005, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: da heteronomia útil à autonomia inútil, 2005.

7.
BRITO, C. A. F.. Compreendendo a tarefa nadar para o desenvolvimento motor de crianças de 0 a 2 anos. In: Congresso Nacional deEducação Física, 2005, São Paulo. Educação Física e Conhecimento: da heteronomia útil à autonomia inútil, 2005.

8.
BRITO, C. A. F.. Qual a relação da Velocidade Critica na performance de nadadores de aperfeiçoamento. In: 3º Congresso Científico Latino-Americano de Educação Física, 2004, Piracicaba - SP. Educação Física: intervenção e conhecimento científico, 2004.

9.
Ribeiro, R. K. E. ; BRITO, C. A. F. . A percepção rítmica vivenciada na pedagogia da capoeira: um estudo piloto. In: 3º Congresso Científico Latino-Americano de Educação Física, 2004, Piracicaba - SP. Educação Física: intervenção e conhecimento científico, 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BRITO, C. A. F.. Índice abdominal menor ou igual a 0,60 pode indicar melhora da regulação autonômica do coração de idosos que praticam atividade física regular. In: 37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2014, São Paulo. Lições & Sonhos na Atividade Física e no Exercício. Brasília: Revista Brasileira de Ciências e Movimento, 2014. v. 22. p. 134-134.

2.
ROQUE, L. B. ; BRITO, C. A. F. . O índice abdominal (InABD) é preditora da variável espectral HF-porcentagem em idosos que praticam atividade física. In: 37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2014, São Paulo. Lições & Sonhos na Atividade Física e no Exercício. Brasília: Revista Brasileira de Ciências e Movimento, 2014. v. 22. p. 174-174.

3.
CINTRA, W. S. ; OLIVEIRA, M. ; BRITO, C. A. F. . A restrição da habilidade nadar (oclusão dos óculos parcial) pode influenciar os aspectos variantes e invariantes do nado crawl. In: 37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2014, São Paulo. Lições & Sonhos na Atividade Física e no Exercício. Brasília: Revista Brasileira de Ciências e Movimento, 2014. v. 22. p. 216-216.

4.
ALONSO, D. O. ; BORTOLETO, M. C. A. ; GONÇALVES, J. A. ; FURTADO, V. V. ; BRITO, C. A. F. . Heart Rate Variability At Rest, Exercise And Recovery In Stroke Patients. In: 60th ACSM Annual Meeting and 4th World Congress on Exercise is Medicine, 2013, Indianapolis. Medicine and Science in Sports and Exercise, 2013. v. 45. p. 716-716.

5.
BRITO, C. A. F.. Qualidade de vida em idosos praticantes de atividade física em academia-escola. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Ampliando os horizontes na prevenção cardiovascular, 2013.

6.
BRITO, C. A. F.. Variabilidade da Freqüência cardíaca em portadores de acidente vascular cerebral. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Ampliando os horizontes na prevenção cardiovascular, 2013.

7.
NETO, J P ; BRITO, C. A. F. ; RASO, V. . Mobilidade Funcional e Força Muscular em Mulheres Idosas Praticantes de Atividades Fisicas. In: XI Congresso Sudamericano de Medicina del Deporte, 2012, Porto Alegre. XI Congresso Sudamericano de Medicina del Deporte, 2012. p. 38-38.

8.
BRITO, C. A. F.; RASO, V. ; GONÇALVES, J. A. ; BORTOLETO, M. C. A. ; CATANI, A. ; ELIAS, B. D. ; SANTOS, V. C. ; VIGNOLA, A. G. O. ; ALONSO, D. O. . Índice Abdominal como preditor do intervalo RR e da Razão LF/HF em mulheres idosas. In: 35º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2012, São Paulo. Esporte e Atividade Física: o legado para saúde da população. São Caetano do Sul: CELAFISCS, 2012. v. 1. p. 7-7.

9.
PREGUICA NETO, A. ; RASO, V. ; BRITO, C. A. F. . A capacidade funcional medida, mas não percebida, influencia a caminhada de pessoas idosas. In: 35º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2012, São Paulo. Esporte e Atividaed Física: o legado para saúde da população. São Caetano do Sul: CELAFISCS, 2012. v. 1. p. 76-76.

10.
ALONSO, D. O. ; BORTOLETO, M. C. A. ; GONÇALVES, J. A. ; SILVA, R. M. ; BRITTO, H. D. ; BRITO, C. A. F. . Variáveis associadas com a aderência à prática de atividade física no diabetes. In: 35º Simpósio Internacional de Ciências do Eporte, 2012, São Paulo. Esporte e Atividaed Física; o legado para saúde da população. São Caetano do Sul: CELAFISCS, 2012. v. 1. p. 101-101.

11.
SOUZA, P. C. ; BRITO, C. A. F. ; PANDOLFI, M. M. . Associação do Índice de Massa Corpórea com níveis de atividade física e comportamentos sedentários entre adultos. In: 11º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e nutrição (SBAN), 2011, Fortaleza. Nutrição Baseada em Evidência. São Paulo: SBAN, 2011. v. 1. p. 1-1.

12.
PANDOLFI, M. M. ; BRITO, C. A. F. ; ARMOND, J. E. ; JULIANAO, Y. ; SOUZA, P. C. . ATIVIDADE FÍSICA E COLESTEROL DE CRIANÇAS OBESAS. In: 11º Congresso Nacional da Sociedade de Alimentação e Nutrição (SBAN), 2011, Fortaleza. Nutrição Baseada em Evidência. São Paulo: SBAN, 2011. v. 1. p. 1-1.

13.
BRITO, C. A. F.; PANDOLFI, M. M. ; COLOMBO, P. S. . Níveis de Atividade Física e Estágios de Mudança de Comportamento na Determinação do Índice de Massa Corporal. In: XXXIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2011, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Edição Especial da Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2011. v. 19. p. 265-265.

14.
ELIAS, B. D. ; SOARES, D. P. ; SILVA, P. C. ; OLIVEIRA Jr., A. G. ; LIMA, V. R. A. ; ALVARES, P. R. ; BRITO, C. A. F. . A percepção da comunidade sobre as barreiras para prática da atividade física em adultos da região sul de São Paulo. In: XXXIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2011, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Edicação Especial da Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2011. v. 19. p. 281-281.

15.
JARA, J. M. G. ; CORTE, A. S. ; LIMA, V. R. A. ; SILVA, P. C. ; SANTOS, M. S. ; BRITO, C. A. F. . A influência de fatores sócio-demográficos e comportamentais no nível de atividade física em adultos da região sul de São Paulo. In: XXXIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2011, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Edicação Especial da Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2011. v. 19. p. 280-280.

16.
BORRAGINE, S. O. F. ; LEITE, L. C. ; TOLEDO, S. R. ; LOPES, E. D. B. ; LENCI, F. ; DALANO, C. L. ; PREGUICA NETO, A. ; VIGNOLA, A. G. O. ; GARCIA, C. L. ; BRITO, C. A. F. . O que determina as barreiras para prática da atividade física. In: XXXIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2011, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Edição Especial da Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2011. v. 19. p. 179-179.

17.
SOUZA, P. C. ; BRITO, C. A. F. ; ARMOND, J. E. ; JULIANAO, Y. ; PANDOLFI, M. M. . La Actividad Física Y El Colesterol en Niños Obesos. In: X Speedo (Sociedad Española para el estudio de la obesidad, 2011, Barcelona. Hacia una mejor comprension de la obesidad. Madrid: Grupo Acción Médica, 2011. v. 9. p. 95-95.

18.
JARA, J. M. G. ; BRITO, C. A. F. . A INFLUÊNCIA DE FATORES SÓCIO-DEMOGRÁFICOS E COMPORTAMENTAIS NO NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA. In: 14º Congresso de Iniciação Científica e 8ª Mostra de Pós-Graduação, 2011, São Paulo. 14º Congresso de Iniciação Científica e 8ª Mostra de Pós-Graduação. São Paulo: Universidade de Santo Amaro, 2011. v. 14. p. 23-23.

19.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . The effect of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: surface characteristics. In: XI World Symposium Biomechanics and Medicine in Swimmingg, 2010, Noruega. XI World Symposium Biomechanics and Medicine in Swimming. Oslo: Norweigian School of Sport Science, 2010. v. 1. p. 69-69.

20.
BRITO, C. A. F.; PRADO, S. R. L. A. ; ARMOND, J. E. ; CASAL, L. C. ; NAMBA, M. ; ALONSO, D. O. . Esporte, Saúde e Meio Ambiente: desafios para uma vida saudável. In: XXXIII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2010, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. São Caetano do Sul: Edição Especial da Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2010. v. 18. p. 283-283.

21.
MELO, Bruno ; BRITO, C. A. F. . A Organização Temporal Relativa de Iniciantes na Natação Sem e Com Pegada Dupla: Aspectos Variantes da Habilidade Nadar. In: 13º Congresso de Iniciação Cientítifca e 7ª Mostra de Pós-Graduação, 2010, São Paulo. 13º Congresso de Iniciação Cientítifca e 7ª Mostra de Pós-Graduação. São Paulo: Universidade de Santo Amaro, 2010. v. 13. p. 1-1.

22.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . The effect of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: surface characteristics. In: 14th Annual Congress of the European College of Sport Science, 2009, Oslo. Sport Sciences: Nature, Nurture and Culture. Germany: Gamlebyen Grafiske As, 2009. p. 577-578.

23.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . The influence of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: signic representation. In: 14th Annual Congress of the European College of Sport Science, 2009, Oslo. Sport Sciences: Nature, Nurture and Culture. Germany: Gamlebyen Grafiske As, 2009. p. 578-578.

24.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . Compreendendo o papel da restrição na habilidade nadar e sua influência nos parâmetros superficiais. In: 32º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2009. v. 17. p. 187-187.

25.
BRITO, C. A. F.; MACHADO, D. P. . Correlação da carga subjetiva e objetiva do esforço após uma sessão de hidroginástica em adultos sedentários. In: 32º Simppsio Internaciona de Ciências do Esporte, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasilia: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2009. v. 17. p. 237-237.

26.
BRITO, C. A. F.; SÁ, Ivo. R. . O papel da restrição na habilidade nadar: implicações pedagógicas para o fitness ao alto rendimento. In: XXXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2008, São Paulo. Da teoria à prática: do fitness ao alto rendimento. Brasilia: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2008. v. 16. p. 236-236.

27.
MANIAS, B. F. ; BRITO, C. A. F. ; CARNEIRO, R. C. . Flexibilidade: um estudo comparativo entre alunos de 10 a 14 anos do ensino fundamntal. In: Da teoria à prática: do fitness ao alto rendimento, 2008, São Paulo. XXXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. Brasilia: Revista Brasileira de Ciências e Movimento, 2008. v. 16. p. 154-154.

28.
BORRAGINE, S. O. F. ; GRACIA, J. L. ; DALANO, C. L. ; BRITO, C. A. F. . Percepção da comunidade sobre atividade físca: desafios para o profissional de educação física. In: XXXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2008, São Paulo. Da teoria à prática: do fitness ao alto rendimento. Brasilia: Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 2008. v. 16. p. 116-116.

29.
GRACIA, J. L. ; BORRAGINE, S. O. F. ; DALANO, C. L. ; BRITO, C. A. F. . A ATIVIDADE FÍSICA INTENCIONAL E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA. In: 11º Congresso de Iniciação Científica, 5ª mostra de Pós-Graduação., 2008, São Paulo. 11º Congresso de Iniciação Científica, 5ª mostra de Pós-Graduação, 2008.

30.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. . Qual a relação da velocidade critica na performance de nadadores na fase de aperfeiçoamento. In: 3º Congresso Científico Latino-Amaericano de Educação Física - UNIMEP, 2004, Piracicaba. 3º Congresso Científico Latino-Amaericano de Educação Física - UNIMEP, 2004.

31.
BRITO, C. A. F.; MORAES, G. M. I. . A percepção rítmica vivenciada na pedagogica da capoeira: um estudo piloto. In: 3º Congresso Científico Latino-Amaericano de Educação Física - UNIMEP, 2004, Unimep. 3º Congresso Científico Latino-Americano de Educação Física - UNIMEP, 2004.

32.
BRITO, C. A. F.. A reprodutibilidade do teste de percepção rítimica (peri) em crianças de 4 a 6 anos em ambos os gêneros na capoeira. In: I Jornada Acadêmica Científica Módulo: a pesquisa acadêmica e a formação profissional, 2003, Caraguatatuba. I Jornada Acadêmica Científica Módulo: a pesquisa acadêmica e a formação profissional, 2003.

33.
BRITO, C. A. F.. Como a natação pode influenciar na relação da capacidade pulmonar em indivíduos asmáticos. In: I Jornada Acadêmica Científica Módulo: a pesquisa acadêmica e a formação profissional, 2003, Caraguatatuba. I Jornada Acadêmica Científica Módulo: a pesquisa acadêmica e a formação profissional, 2003.

34.
BRITO, C. A. F.. Como a natação pode influenciar na relação da capcidade pulmonar em individuos asmáticos. In: 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003, São Paulo. 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003.

35.
BRITO, C. A. F.; MORAES, G. M. I. . A importância da percepção na aprendizagem da natação. In: 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003, São Paulo. 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003.

36.
BRITO, C. A. F.; MORAES, G. M. I. . A influência da capacidade física força na performance de nadadores. In: 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003, São Paulo. 6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA, 2003.

37.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . Does it exist a perceptual standard in swimmers of high ability?. In: IX World Symposium Biomechanics and Medicine in Swimmingg, 2002, Saint-Etienne. Biomechanics and medicine in Swimming, 2002. p. 38.

38.
BRITO, C. A. F.. Percepção e experiência: sua importância na aquisição da habilidade nadar. In: I Congresso Modulo: educação e ambiente - gestão social, 2002, Caraguatatuba. I Congresso Módulo: Educação e Ambiente: Gestão Social, 2002.

39.
BRITO, C. A. F.. Qual é a importância de realizarmos uma avaliação na natação na fase de aprendizagem. In: I Congresso Modulo: educação e ambiente - gestão social, 2002, Caraguatatuba. I Congresso Modulo: educação e ambiente - gestão social, 2002.

40.
BRITO, C. A. F.; RASO, W. . Nível de associação entre índice de braçadas e potência anaeróbica em nadadores na fase de aperfeiçoamento. In: XIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2001, São Paulo. XIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2001.

41.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . Performance de nado e habilidade motora na fase de aperfeiçoamento: relação com idade, gênero e algumas caracteristicas antropométricas. In: Congresso Sudamericano FIEP y Septima Jornada de Educacion Fisica Del Mercosur, 2001, Córdoba. Congresso Sudamericano FIEP, 2001.

42.
OLIVEIRA JUNIOR, Juerlei Rafel ; DORRIGUELLO, Neusa Maria de Oliveira ; BRITO, C. A. F. . A Evolução da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e a valorização recebida hoje pela Educação Física como componente curricular do Ensino Fundamental e Médio.. In: Rev. Paul. Educ. Fís, 2001, São Paulo. Rev. paul. Educ. Fís., São Paulo, supl.4. São Paulo: USP, 2001. p. 116-124.

43.
BRITO, C. A. F.. The contribution of a proprioceptive programme in swimming ability. In: 42nd World Congress ICHPER.SD, 1999, Cairo. Developing Strategies of International Cooperation of HPERSD for the New Millennium. Cairo: The contribution of a proprioceptive programme in swimming ability, 1999. p. 108-108.

44.
BRITO, C. A. F.; ARAUJO JUNIOR, B. . Motor-Perceptive Programme Applied to the Swimming Skill Improvement Phase. In: Developing Strategies of International Cooperation of HPERSD for the New Millenium, 1999, Cairo. 42º World Congress of the International Council for Health, Physical Education, R, S and D, 1999.

45.
BRITO, C. A. F.. Correlation Between the force of lower liembs and distance of the grab start in swimming. In: Developing Strategies of International Cooperation of HPERSD for the New Millenium, 1999, Cairio. Developing Strategies of International Cooperation of HPERSD for the New Millenium, 1999.

46.
BRITO, C. A. F.. A influência das forças horizontais no comportamento cinético de nadadores com diferentes habilidades e metodologias. In: XXII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 1999, São Paulo. Atividade física: da comunidade ao alto rendimento, 1999.

47.
BRITO, C. A. F.. Correlação entre a força de membros inferiores, a impulsão vertical e saída de bloco na natação. In: 14º Congresso Internacional de Educação Física, Desporto e Recreação - FIEP, 1999, Foz do Iguaçu. A Educação Física na Qualidade de Vida do Mercosul, 1999.

48.
BRITO, C. A. F.; RASO, W. . O Índice de Braçadas (IB) como Indicador da Performance: a influência do volume. In: XXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 1998, São Paulo. Atividades Física: passaporte para a saúde, 1998.

49.
BRITO, C. A. F.; OLIVEIRA, P. R. . Análise do programa de força especial em nadadores de alta habilidade. In: XVII Congresso Panamericano de Medicina do Esporte, 1997, Gramado. XVII Congresso Panamericano de Medicina do Esporte, 1997.

50.
BRITO, C. A. F.. Apresentação de Tema Livre. In: I Semana da Educação Física e Esportes, 1997, Santo André. I Semana da Educação Física e Esportes, 1997.

51.
BRITO, C. A. F.. Força na natação: uma nova proposta para fitness em academia, club e afins.. In: I Simpósio Fitness Brasil, 1997, Santos. I Simpósio Fitness Brasil, 1997.

52.
BRITO, C. A. F.. O treinamento da força em nadadores competitivos e sua influência na mecânica no nado crawl. In: I Congresso Internacional do Desporto e Atividade Física - CIDAF, 1997, São Paulo. I Congresso Internacional do Desporto e Atividade Física - CIDAF, 1997.

53.
BRITO, C. A. F.; OLIVEIRA, P. R. . A influência da sobrecarga na eficiência mecânica do nado crawl em nadadores de nível estadual e nacional. In: VI Simpósio Paulista de Educação Física, 1997, Rio Claro. VI Simpósio Paulista de Educação Física, 1997.

54.
BRITO, C. A. F.; OLIVEIRA, P. R. . Força para nadadores: uma nova proposta pedagógica. In: 3º Congresso Latino-Americano, 1996, Foz do Iguaçu. Esporte, Educação e Sáude no movimento Humano, 1996.

55.
BRITO, C. A. F.. Avaliação da força em nadadores de velocidade após 9 semanas de treinamento: uma abordagem prática. In: V Simpósio Mineiro de Ciência do Movimento, 1996, Muzambinho. V Simpósio Mineiro de Ciência do Movimento, 1996.

56.
BRITO, C. A. F.; OLIVEIRA, P. R. . Análise de um programa de força e sua interferência na velocidade do nadador. In: XX Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 1996, São Paulo. Sáude, Nutrição e Performance, 1996.

57.
BRITO, C. A. F.. Personal Training: overtraining e o triatleta. In: Convenção Fitness Reebok, 1996, São Paulo. Convenção Fitness Reebok, 1996.

58.
BRITO, C. A. F.. O treinamento de força para crianças nadadoras de 11 e 12 anos. In: Convenção Fitness Reebok, 1996, São Paulo. Convenção Fitness Reebok, 1996.

59.
BRITO, C. A. F.. Personal Training: overtraining. In: VI Convenção Internacional Reebok University/Fitness Brasil, 1996, Santos. VI Convenção Internacional Reebok University/Fitness Brasil, 1996.

60.
BRITO, C. A. F.. O triatleta e o treinamento de força para crianças nadadoras de 11 e 12 anos: uma abordagem pedagógica. In: VI Convenção Internacional Reebok University/Fitness Brasil, 1996, Santos. VI Convenção Internacional Reebok University/Fitness Brasil, 1996.

61.
BRITO, C. A. F.. O desenvolvimento da força relativa na natação de alto rendimento. In: XIX Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 1994, São Paulo. Saúde e Desempenho, 1994.

Artigos aceitos para publicação
1.
ROCHA, J. F. ; BRITO, C. A. F. . PERFIL DA CAPACIDADE FUNCIONAL E DO CONTROLE MOTOR DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA RECREATIVA. revista digital efdeportes, 2019.

2.
BRITO, C. A. F.; CAMPOS, M. Z. . Facilitando o processo de aprendizagem no ensino superior: o papel das metodologias ativas. REVISTA IBERO-AMERICANA DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO, 2019.

Apresentações de Trabalho
1.
BRITO, C. A. F.; PASETTO, C. F. ; SCARPATO, M. . Os desafios da avaliação da aprendizagem na prática docente. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BRITO, C. A. F.. Controle Motor na Atividade Física. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
BRITO, C. A. F.. Controle Motor na Natação. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . THE EFFECT OF RESTRICTING THE PERCEPTUAL TASK IN TEMPORAL ORGANIZATION OF THE SWIMMING CRAWL: surface characteristics. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . THE INFLUENCE OF RESTRICTING THE PERCEPTUAL TASK IN TEMPORAL ORGANIZATION OF THE SWIMMING CRAWL: signic representation. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. ; OLIVEIRA, M. . Compreendendo o papel da restrição na habilidade nadar e sua influência nos parâmetros superficiais. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
BRITO, C. A. F.; MACHADO, D. P. . Correlação da carga subjetiva e objetiva do esforço após uma sessão de hidroginástica em adultos sedentários. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
BRITO, C. A. F.. Atuação dos professores nas Atividades Aquáticas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
MANIAS, B. F. ; BRITO, C. A. F. ; CARNEIRO, R. C. . Flexibilidade: um estudo comparativo entre alunos de 10 a 14 anos do ensino fundamental. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
BRITO, C. A. F.. A Atuação do Profissional de Educação Física na Escola. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
BRITO, C. A. F.. A Utilização da Metodologia Científica nos diversos Tipos de Trabalhos Acadêmicos. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BRITO, C. A. F.; PELLEGRINOTTI, I. L. . A análise da performance humana: correlação entre treinamento aeróbico e velocidade máxima em nadadores. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BRITO, C. A. F.. Adaptação do Volume de Treinamento na Natação para Ótima Performance. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BRITO, C. A. F.. Adaptação do Volume de Treino na Natação para uma ótima Performance. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
BRITO, C. A. F.. Treinamento Desportivo na Realidade Brasileira. 1997. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BRITO, C. A. F.. Preparação Física: da iniciação ao alto rendimento. 1996. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
BRITO, C. A. F.. Programa Perceptivo-Motor Aplicado à Habilidade Nadar na Fase de Aperfeiçoamento 2000 (Pesquisa Científica (Progrma de Pesquisa Docente)).

2.
BRITO, C. A. F.. Cinestesia na natação: a busca de uma unidade 1999 (Pesquisa Científica (Progrma de Pesquisa Docente)).

3.
BRITO, C. A. F.. Modelo Biológico Específico para Detecção de Talentos na Natação 1999 (Pesquisa Científica (Progrma de Pesquisa Docente)).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BRITO, C. A. F.; Belvis, W. C. . Natação e Percepção. 2009.

2.
BRITO, C. A. F.. Avaliação na natação: técnica e perfromance competitiva. 2008.

3.
BRITO, C. A. F.. Natação, técnica e sincronização. 2008.

4.
BRITO, C. A. F.; PINTO, R. F. . Avaliação Cinemática do Campeonato Sul Americano de Natação. 2002.

5.
BRITO, C. A. F.. Curso de reciclagem teórico-prático de natação. 1998.

Programas de computador sem registro
1.
BRITO, C. A. F.; BARRETO JUNIOR, H. M. ; GALVANI, C. A. . Swimming Personal Training. 2004.

Processos ou técnicas
1.
BRITO, C. A. F.; CAMPOS, M. Z. . Aplicação de metodologias ativas na graduação. 2018.

2.
BRITO, C. A. F.. O que motiva o docente no exercício da profissão? Em busca da(s) necessidade(s) de formação. 2018.

Trabalhos técnicos
1.
BRITO, C. A. F.. O QUE MOTIVA O DOCENTE NO EXERCÍCIO DA PROFISSÃO? EM BUSCA DA(S) NECESSIDADE(S) DE FORMAÇÃO. 2018.

2.
BRITO, C. A. F.. Envelhecimento Ativo e Promoção de Saúde. 2015.

3.
BRITO, C. A. F.. Atividade física e os benefícios para o seu coração. 2013.

4.
VIGNOLA, A. G. O. ; BRITO, C. A. F. ; ARAUJO, T. L. ; SANTOS, V. C. ; CATANI, A. ; ALONSO, D. O. . Atividade Física e sua Influência no Sistema Cardiovascular: desafios para mudança de Comportamento. 2012.

5.
BRITO, C. A. F.; ALONSO, D. O. ; SANTOS, V. C. . Atividade Física na UBS de Vargem Grande: dados preliminares. 2012.

6.
BRITO, C. A. F.. Programa de Iniciação Científica 2012-2013 USCS. 2012.

7.
BRITO, C. A. F.. Reeorganização do Grupo de Estudos: Percepção Humana e Performance. 2011.

8.
BRITO, C. A. F.. Relatório técnico de Iniciação Científica (IC) na área da saúde. 2011.

9.
BRITO, C. A. F.; VIGNOLA, A. G. O. . ESPORTE, SAÚDE e MEIO AMBIENTE. 2011.

10.
BRITO, C. A. F.. Relatório Parcial de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). 2011.

11.
BRITO, C. A. F.. Avaliação de Projeto de TCC. 2011.

12.
BRITO, C. A. F.; VIGNOLA, A. G. O. . Dia Mundial da Atividade Física. 2011.

13.
VIGNOLA, A. G. O. ; BRITO, C. A. F. ; BORRAGINE, S. O. F. ; DALANO, C. L. ; GARCIA, C. L. ; PREGUICA NETO, A. . II UNISA em Ação. 2011.

14.
BRITO, C. A. F.. Relatório de Trabalho de Conclusão de Curso - Licenciatura. 2011.

15.
BRITO, C. A. F.. Apresentação de Trabalhos de Conclusão de Curso. 2011.

16.
CASAL, L. C. ; ARMOND, J. E. ; NAMBA, M. ; PRADO, S. R. L. A. ; BRITO, C. A. F. . Esporte, Saúde e Meio Ambiente. 2010.

17.
BRITO, C. A. F.. 13º Congresso de Iniciação Científica da UNISA. 2010.

18.
CASAL, L. C. ; MARCHESONI, D. C. C. ; BRITO, C. A. F. ; BORRAGINE, S. O. F. . Simulado ENADE Bacharelado. 2010.

19.
BRITO, C. A. F.. Apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso. 2010.

20.
BRITO, C. A. F.. Relatório de Atividades Complementares. 2010.

21.
BRITO, C. A. F.. Esporte, Desempenho e Aptidão Físca. 2009.

22.
BRITO, C. A. F.. Educação Profissional: Ciência e Tecnologia. 2008.

23.
BRITO, C. A. F.. Manual de Orientações do Trabalho de Conclusão de Curso. 2006.

24.
BRITO, C. A. F.. Departamento de Trabalhos Interdisciplinares e de Conclusão de Curso - DTICC. 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BRITO, C. A. F.; SCARPATO, M. . O processo de ensino-aprendizagem e as metodologias de ensino ativas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa e TCC (Turma 4971). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa e TCC (Turma 01536 e 01833). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2018. (Editoração/Periódico).

4.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2018. (Editoração/Periódico).

5.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2017. (Editoração/Periódico).

6.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2017. (Editoração/Periódico).

7.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2017. (Editoração/Periódico).

8.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2017. (Editoração/Periódico).

9.
BRITO, C. A. F.; ROCHA, J. F. . PERFIL DA CAPACIDADE FUNCIONAL E DO CONTROLE MOTOR DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA RECREATIVA. 2017. (Relatório de pesquisa).

10.
BRITO, C. A. F.. Avaliador de Projetos de Pesquisa - Iniciação Científica. 2017. (Acadêmica - Ensino).

11.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2016. (Editoração/Periódico).

12.
BRITO, C. A. F.. Avaliador de Projetos de Pesquisa - Iniciação Científica. 2016. (Acadêmica - Ensino).

13.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2015. (Editoração/Periódico).

14.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2015. (Editoração/Periódico).

15.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2015. (Editoração/Periódico).

16.
BRITO, C. A. F.; MARQUES, R. M. . A ESTRUTURA COORDENATIVA DO NADO CRAWL: COMPREENDENDO A SUA ORGANIZAÇÃO TEMPORAL. 2015. (Relatório de pesquisa).

17.
BRITO, C. A. F.. V Encontro de IC e VIII Simpósio de IC. 2015. (Acadêmica - Ensino).

18.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2014. (Editoração/Periódico).

19.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasielira de Ciências da Saúde. 2014. (Editoração/Periódico).

20.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2014. (Editoração/Periódico).

21.
BRITO, C. A. F.. Revista de Atenção à Saúde. 2014. (Editoração/Periódico).

22.
BRITO, C. A. F.. Estudo comparativo da adesão ao tratamento anti-hipertensivo por raça/cor. 2014. (Relatório de pesquisa).

23.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2013. (Editoração/Periódico).

24.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Cïências da Saúde. 2013. (Editoração/Periódico).

25.
BRITO, C. A. F.. Efeitos da poluição do ar e das condições meteorológicas nos atendimentos de emergência por doenças cardiovasculares no município de São Caetano do Sul. 2013. (Relatório de pesquisa).

26.
BRITO, C. A. F.. Atividade Física na infância e na Adolescência. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

27.
BRITO, C. A. F.. Atividade Física e Qualidade de Vida. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

28.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2012. (Editoração/Periódico).

29.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2012. (Editoração/Periódico).

30.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2012. (Editoração/Periódico).

31.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2012. (Editoração/Periódico).

32.
BRITO, C. A. F.. Avaliador de Projetos de Pesquisa - Iniciação Científica. 2012. (Acadêmica - Ensino).

33.
BRITO, C. A. F.. Seminário V - Controle Motor e Aprendizagem Motora. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

34.
OLIVEIRA, M. ; BRITO, C. A. F. . Bimecânica aplicada a natação. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

35.
BRITO, C. A. F.; VIGNOLA, A. G. O. . Boas Práticas na Promoção de Atividade Física. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Acadêmica).

36.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciencias da Sáude. 2011. (Editoração/Periódico).

37.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2011. (Editoração/Periódico).

38.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2011. (Editoração/Periódico).

39.
BRITO, C. A. F.. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2011. (Editoração/Periódico).

40.
BRITO, C. A. F.. Relatório de Atividades Acadêmicas Científicas. 2011. (Acadêmica - Ensino).

41.
BRITO, C. A. F.; CASAL, L. C. . AVALIAÇÃO DO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Acadêmica).

42.
BRITO, C. A. F.. A pesquisa nos cursos de pós-graduação em saúde. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Acadêmica).

43.
BRITO, C. A. F.. A organização temporal relativa da habilidade de nadar: aspectos variantes e invariantes da habilidade. 2010. (Relatório de pesquisa).

44.
BRITO, C. A. F.. Relatório da Produção Acadêmica - TCC. 2010. (Acadêmica - Ensino).

45.
BRITO, C. A. F.. Relatório de Atividades Complementares. 2010. (Acadêmica - Ensino).

46.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa Científica. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

47.
BRITO, C. A. F.. A influência da restrição da tarefa perceptual na organização temporal no nado crawl. 2009. (Relatório de pesquisa).

48.
BRITO, C. A. F.. Natação:iniciação e aperfeiçoamento. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

49.
BRITO, C. A. F.. Natação: da iniciação ao aperfeiçoamento. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

50.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa Científica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

51.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa Científica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

52.
BRITO, C. A. F.. Metodologia da Pesquisa Científica. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

53.
BRITO, C. A. F.. Aprendizagem Motora. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

54.
BRITO, C. A. F.. Nadando de forma consciente. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

55.
BRITO, C. A. F.. Swimming Personal Trainning. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

56.
BRITO, C. A. F.. Aperfeiçoamento em Natação. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

57.
BRITO, C. A. F.. Treinamento de Alto Nível em Natação. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

58.
BRITO, C. A. F.. Performance humana na natação: do aprendiz ao mais habilidoso. 2001. .

59.
BRITO, C. A. F.. Atividades Aquáticas e Qualidade de Vida. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

60.
BRITO, C. A. F.. Atividades Física, Exercício e Performance Esportiva. 2000. .

61.
BRITO, C. A. F.. Orientação Acadêmica. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

62.
BRITO, C. A. F.. Avaliação da Potência Anaeróbica e Prescrição do Treinamento. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

63.
BRITO, C. A. F.. Avaliação da Potência Anaeróbica e Prescrição de Treinamento. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

64.
BRITO, C. A. F.. Curso Teórico-Prático de Reciclagem em Natação. 1998. .

65.
BRITO, C. A. F.. Natação e Treinamento. 1994. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BRITO, C. A. F.; GOULART, R. M. M.; BRAGGION, G. F.. Participação em banca de Maria Daniela Clementino. Nível de atividade física e qualidade de vida em idosos octogenários. 2018. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS DO ENVELHECIMENTO) - Universidade São Judas Tadeu.

2.
GOULART, R. M. M.; BRAGGION, G. F.; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Taíse Martinoff dos Santos. Avaliação da capacidade funcional e fatores associados de idosos residentes no município de São Caetano do Sul - SP. 2017. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIAS DO ENVELHECIMENTO) - Universidade São Judas Tadeu.

3.
RASO, V.; BRITO, C. A. F.; KASSE, C. A.. Participação em banca de Fernando Morales Vilha Júnior. Conhecimento sobre exercício físico para idosos com síndrome vestibulares. 2013. Dissertação (Mestrado em Reabilitação do Equilíbrio Corporal) - Universidade Anhanguera de São Paulo.

4.
NUNES JUNIOR, V. S.; BRITO, C. A. F.; CARABETTA JUNIOR, V.. Participação em banca de Marco Aurélio Paganella. A Responsabilidade Jurídica do Estado por Políticas Públicas em Favor de Prevenção de Doenças e Promoção de Saúde. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro.

5.
NOVO, N. F.; ARMOND, J. E.; SILVA, R. T. da; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Sérgio Luiz de Oliveira. Avaliação da Qualidade de Vida em Atletas Veteranos de Voleibol. 2010. Dissertação (Mestrado em Saude Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro.

6.
SOUZA, P. C.; ARMOND, J. E.; BRITO, C. A. F.; NOVO, N. F.. Participação em banca de Marcela Maria Pandolfi. Fatores predisponentes para alteração do colesterol em crianças obesas. 2010. Dissertação (Mestrado em Saude Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro.

7.
PINTO, R. F.; Fernanades Filho, J.; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de José Wildemar Paiva de Assis. A Agarrada Marajoara como manifestação de identidade cultural da ilha de Marajó - Pará. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciencia da Motricidade Humana) - Universidade Castelo Branco.

8.
BRITO, C. A. F.; Almeida, D. D. M.; Panizzolo, C.. Participação em banca de Carmen Lopes. Perspectiva Coroporal na Formação do educador para Mostrar Benefícios Epistemológicos e Teóricos para a Prática Educacional: um enfoque na educação física. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de São Paulo.

9.
BRITO, C. A. F.; ARMOND, J. E.; MONTESE, J. C.. Participação em banca de Ricardo Vieira Gallindo. Prevenção Também se Ensina: ações de saúde promovidas pelas escolas estaduais da Região Sul de São Paulo. 2008. Dissertação (Mestrado em Saúde Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro.

Qualificações de Mestrado
1.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Maria Daniela Clementino. Prática de atividade física e qualidade de vida em idosos octogenários. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS DO ENVELHECIMENTO) - Universidade São Judas Tadeu.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Fernando Zanoli. Criação de tabelas de classificação para testes de resistência muscular localizada de reto abdominais. 2000. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

2.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Valdete Neide Correia. Personal Trainer. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

3.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Alfredo Enrique Messenger Valenzuela. A análise biomecânica do fundamento do serviço no tênis de campo. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

4.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Luciane Dias de Souza. Esteróides Anabolizantes. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

5.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Omara Sousa Castellar. Escolhina de Esporte: uma análise de um projeto para aulas de educação física. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

6.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Alessandro Hervaldo Nocolai Ré. VO2 Máximo e Limiar Anaeróbio de adolescentes masculinos ente 12 e 16 anos. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

7.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Silvia Soraia da Silva. Ginástica aquática para deficientes. 1999. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Física Escolar (Educação Motora)) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

8.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Banca Examinadora. Avaliador da TURMA 1996/1997. 1998. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Treinamento Desportivo) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Leonardo Carvalho de Alencar e Gabriela Fernandes Vidal Sale.Desenvolvimento motor de pré-adolescentes praticantes de capoeira. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

2.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Raphael Marques da Silva.O sedentarismo e a obesidade da adolescência: as contribuições da educação física escolar na construção do adulto ativo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

3.
MACRI, S. P. C. da S.; VIGNOLA, A. G. O.; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Thaís Abrahão.Proposta para validação e adaptação cultural do questionário Oxforfd Shoulder Score. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de Santo Amaro.

4.
VIGNOLA, A. G. O.; FABRI, C. R. F.; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Fabrício Santana Barros.Efetividade do exercício em cadeia cinética aberta e cadeia cinética fechada no tratamento da Síndrome da Dor Patelofemoral. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de Santo Amaro.

5.
MARCHESE, D. M. de A.; VIGNOLA, A. G. O.; BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Renata Crispim Lopes.Orientações sobre quedas que são oferecidas a idosos através da mídia eletrônica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de Santo Amaro.

6.
BRITO, C. A. F.; FIGUEIRA Jr., A.; AGUIAR, E. F.. Participação em banca de Renan de Syllos Lima.O fenômeno bullying e o profissional de educação física na escola: possibilidades de intervenção. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

7.
BRITO, C. A. F.; VANÍCOLA, M. C.; MINCIOTTI, A. N.. Participação em banca de Vinicius Santos Amaral Silva.Lendas e mitos da história do xadrez. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

8.
FIGUEIRA Jr., A.; BRITO, C. A. F.; GARCIA, C. C.. Participação em banca de Guilherme Oriel Aguillar.O Método Natural e a liberdade de corpo na contemporaneidade: uma análise da prática de esporte radical urbano Le Parkour. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

9.
BRITO, C. A. F.; SÁ, Ivo. R.. Participação em banca de Fernanda Cesarini Perroni e Flavia Villa Ribeiro.A inserção da capoeira e do judô no âmbito escolar. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

10.
BRITO, C. A. F.; SÁ, Ivo. R.. Participação em banca de Renato França e Tatiane Paula Cavallini.A psicologia do esporte e a ansiedade no futebol: possibilidades de intervenção. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

11.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Acadêmicos do Curso de Educação Física.Avaliador dos Trabalhos de Conclusão de Curso - forma Banner. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

12.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Marlene Stephanie R. Rojas.O espaço da educação física na associação de pais e amigos excepcional de são caetano do sul. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

13.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Rodrigo Máximo Toledo.Efeito agudo do exercício físico em indivíduos hipertensos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

14.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Bruno Ribeiro Visconti.A prevenção de lesões no futebol: o papel do professor de educação física. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

15.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de PALÁCIO, A. C.; VOTO, C. A. F. e SILVA, O. L. da S..Atividade Física e Osteoporose. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

16.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Romana Luna Barros.Os benefícios da natação para crianças asmáticas de 4 a 7 anos. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

17.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Roberto Domingues Nogueira.A expressão corporal através da dançaterapia para portadores de deficiência auditiva. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

18.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Carlos Claúdio Barnabé Cajado.Ginástica laboral, como proposta alternativa para melhoria da qualidade de vida no ambiente de trabalho. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

19.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Carlos Eduardo Shintate.Medidas preventivas para lesões na aritculação do joelho. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

20.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Carla Cristina Evangelista Fonseca.Metabolismo aeróbico em adultos sedentários no treino de natação. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

21.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Adriana Cristina Julião Brandão.A importância da respiração na natação para iniciantes. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

22.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Marcelly Ramos Ribeiro.Perfil da potência anaeróbica na natação em alunos de educação física em ambos os sexos. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

23.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Marcos Evangelista Borghi e Edinaldo da Silva.Pré-disposição biomecânica para treinamento de natação enrte diferentes sexos. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

24.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Christiane Gouvêa Piva.Como o seporte ajuda crianças e adolescentes a ficarem longe das violência. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

25.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Douglas Wili.A utilização do príncipio da interdependencia (volume x intensidade) em Capoeiristas. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

26.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Sheyla Guilherme Xavier.Atividade física para adultos obesos e sedentários. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

27.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de José Neris Nogueira.Capoeira: postura, riscos e cuidados. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

28.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Luis Carlos dos Santos.Treinamento de velocidade em crianças na idade escolar primária. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro.

29.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Graziela Regina Tomé.Análise da pressão arterial em mulheres praticantes de hidroginástica. 1998. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André.

30.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Tatiana Olberga Oliveira.O índice de massa corporal e a medida da cintura-quadril em mulheres ativas e em sedentárias. 1998.

31.
BRITO, C. A. F.. Participação em banca de Débora Batista da Silva.Academia e obesidade: qual é a relação?. 1998. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BRITO, C. A. F.. Concurso Publico de Provas e Títulos para Docentes. 2015. Coordenadoria de Apoio a Instituições Públicas.

Outras participações
1.
BRITO, C. A. F.. IV Congresso de Iniciação Científica da Universidade Municipal ed São Caetano do Sul. 2009. Universidade Municipal de São Caetano do Sul.

2.
BRITO, C. A. F.. I Congresso de Iniciação Científica. 2006. Centro Universitário Municiapl de São caetano do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Workshop de Produção de Pesquisa em Temas de Fronteira. 2017. (Outra).

2.
X Fórum Teenager de Universidade e Profissões no ABC.O Professor e o Profissional da Educação Física. 2017. (Encontro).

3.
XVII Encontro Científico.O processo de ensino-aprendizagem e as metodologias de ensino ativas. 2017. (Encontro).

4.
XVI ENCONTRO CIENTÍFICO.Os desafios da avaliação da aprendizagem na prática docente. 2016. (Encontro).

5.
VIII Fórum Teenager de Universidade e Profissões no ABC.A Profissão da Educação Física. 2015. (Encontro).

6.
37º Simpósio Internacional de Ciências do Eporte.Índice Abdominal menor ou igual a 0,60 pode indicar melhora da regulação autonômica do coração de idosos que praticam Atividade Física regular. 2014. (Simpósio).

7.
IV Encontro de Iniciação Científica.Processos de transformação. 2014. (Encontro).

8.
XXII Curso de Editoração Científica. 2014. (Encontro).

9.
4 Jornada de Educação Física.Cuidados com o coração: desafios no século XXI. 2013. (Encontro).

10.
III Simpósio WHF & Education.O trabalho coletivo e individualilzado: implicações para o profissional de EF. 2013. (Seminário).

11.
17ª Semana de Estudos do Curso de Enfermagem.Atividade Física e Qualidade de Vida. 2012. (Encontro).

12.
35º Simpósio Internacional de Ciências do Eporte.Índice Abdominal como preditor do intervalo RR e da razão LF/HF em mulheres adultas. 2012. (Simpósio).

13.
I Seminário Avaliação da contribuição da prática esportiva para o desenvolvimento integral da criança. 2012. (Seminário).

14.
Simposio do Grande ABC.Sessão temática das ciencias da saude e biologicas. 2012. (Simpósio).

15.
XI Congresso Sudamericano de Medicina del Deporte. Mobilidade Funcional e Força Muscular em Mulheres Idosas Praticantes de Atividade Físicas. 2012. (Congresso).

16.
XXXIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. Promoção da atividade física para a saúde cardiovascular. 2012. (Congresso).

17.
11º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e nutrição (SBAN). Associação do Índice de Massa Corpórea com níveis de atividade física e comportamentos sedentários entre adultos. 2011. (Congresso).

18.
I Simpósio de Pesquisa do Grande ABC.Area de Concentração e Linhas de Pesquisa. 2011. (Simpósio).

19.
XXXIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Níveis de Atividade Física e Estágios de Mudança de Comportamento na Determinação do Índice de Massa Corporal. 2011. (Simpósio).

20.
3º Simpósio de Pós-Graduação em Fisioterapia do Trabalho.Boas Práticas na Empresa: o domínio da atividade física. 2010. (Simpósio).

21.
Forum Internacional de Conhecimento e Ciência.A pesquisa nos cursos de pós-graduação em direito, educação, saúde, gestão e ciência política. 2010. (Simpósio).

22.
Jornada de Educação Física da UNIP.Controle Motor na Natação. 2010. (Encontro).

23.
XI World Symposium Biomechanics and Medicine in Swimmingg. The effect of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: surface characteristics. 2010. (Congresso).

24.
XV Semana de Fisioterapia da UNISA.Controle Motor na Atividade Física. 2010. (Outra).

25.
XXXIII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Esporte, Saúde e Ambiente: desafios para uma vida saudável. 2010. (Simpósio).

26.
12º Congresso de Iniciação Científica e 6ª Mostra da Pós-Graduação. O papel das Ciências Humanas na formação acadêmica do professor de Educação Física: um estudo de caso. 2009. (Congresso).

27.
14th Annual Congress of the European College of Sport Science. The effect of restricting the perceptual task in temporal organization of the swimming crawl: surface chracteristics. 2009. (Congresso).

28.
32º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Compreendendo o papel da restrição na habilidade nadar e sua influência nos parâmetros superficiais. 2009. (Simpósio).

29.
Aplicando estatística básica inferencial utilizando o SPSS. 2009. (Outra).

30.
Aplicando estatística básica utilizando do SPSS. 2009. (Outra).

31.
11º Congresso de Iniciação Científica, 5ª mostra de Pós-Graduação.. A ATIVIDADE FÍSICA INTENCIONAL E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA. 2008. (Congresso).

32.
XXXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.O papel da restrição na habilidade nadar: implicações pedagógicas para o fitness ao alto rendimento. 2008. (Simpósio).

33.
II Congresso Nacional de Educação Física. COMO A PRATICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA PODERIA CONTRIBUIR NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. 2007. (Congresso).

34.
4º Congresso Cinetífico Latino-Americano de Educação Física. A sincronização intencional na natação: um problema de ordem dinâmico. 2006. (Congresso).

35.
Congresso Nacional deEducação Física. O problema da sincronização do nadar: o que explica a sua natureza. 2005. (Congresso).

36.
Fórum SESI 2005 - Especialização Esportiva Precoce: Mitos e Verdades. 2005. (Outra).

37.
3º Congresso Científico Latino-Amaericano de Educação Física - UNIMEP. Qual a relação da velocidade critica na performance de nadadores na fase de aperfeiçoamento. 2004. (Congresso).

38.
I Jornada de Fisioterapia. 2004. (Encontro).

39.
6º Congresso de Iniciação Científica da UNISA. Como a natação pode influenciar na relação da capacidade pulmonar em individuos asmáticos. 2003. (Congresso).

40.
Educação Física e Conhecimento: perspectivas do século XXI. 2003. (Outra).

41.
I Congresso Científico do Instituto Superior de Educação Alvorada Plus. A utilização da metodologia científica nos diversos tipos de trabalhos acadêmicos. 2003. (Congresso).

42.
I Fórum Científico em Educação Física.O jogo da consciência: como fazer?. 2003. (Outra).

43.
II Semana da Sáude: Saúde ao Longo da Vida. 2003. (Encontro).

44.
I Jornada Acadêmica Científica Módulo: a pesquisa acadêmica e a formação profissional.A reprodutibilidade do teste de percepção rítmica (peri) em crianças de 4 a 6 anos em ambos os gêneros na capoeira. 2003. (Outra).

45.
I Congresso Modulo: educação e ambiente - gestão social. Percepção e experiência: sua importância na aquisição da habilidade nadar. 2002. (Congresso).

46.
Atividade Física para o Novo Milênio. 2001. (Simpósio).

47.
Congresso Sudamericano FIEP y Septima Jornada de Educacion Fisica Del Mercosur. Performance de nado e habilidade motora na fase de aperfeiçoamento: relação com idade, gênero e algumas caracteristicas antropométricas. 2001. (Congresso).

48.
Federacion Internacional de educacion Fisica. 2001. (Congresso).

49.
XIV Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Nível de associação entre índice de braçadas e potência anaeróbica em nadadores na fase de aperfeiçoamento. 2001. (Simpósio).

50.
1º Congresso Cinetífico Latino-Americano de Educação Física. Programa perceptivo-motor aplicado à habilidade nadar na fase de aperfeiçoamento. 2000. (Congresso).

51.
Educação Física: a profissão do século XXI. 2000. (Encontro).

52.
14º Congresso Internacional de Educação Física, Desporto e Recreação - FIEP. Correlação entre força de membros inferiores, a impulsão vertical e a saída de bloco na natação. 1999. (Congresso).

53.
Developing Strategies of International Cooperation of HPERSD for the New Millenium. Motor-Perceptive Programme Applied to the Swimmimg Skill Improvement Phase. 1999. (Congresso).

54.
I Congresso Inernacional deEducação Física e Motricidade Humana. 1999. (Congresso).

55.
III Congresso Arte e Ciência. 1999. (Congresso).

56.
III Congresso Arte e Ciência: descobertas e descobrimentos - Terras Brasilis. 1999. (Congresso).

57.
I Simpósio Científico Regional de Educação Física. 1999. (Simpósio).

58.
XXII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. A influência das forças horizontais no comportamento cinético de nadadores com diferentes habilidade e metodologias. 1999. (Congresso).

59.
10 Anos de LACOM. 1998. (Seminário).

60.
II Semana e Ética e Cidadania. 1998. (Encontro).

61.
Simpósio Metropolitano da Atividade Física - SIMEFI. 1998. (Simpósio).

62.
V Educador: Congresso Internacional de Educação. 1998. (Congresso).

63.
VIII International Symposium Biomechanics and Medicine in Swimming.VIII International Symposium Biomechanics and Medicine in Swimming. 1998. (Simpósio).

64.
XXI Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.O Índice de Braçadas (IB) como Indicador da Performance: a influência do volume. 1998. (Simpósio).

65.
Estrutura da Imprensa, Rádio e Televisão Esportivas na Europa: particularidades da Espanha. 1997. (Encontro).

66.
I Congresso Internacional do Desporto e Atividade Física - CIDAF. O treinamento da força em nadadores competitivos e sua influência na mecânica no nado crawl. 1997. (Congresso).

67.
I Semana da Educação Física e Esportes.Apresentação de Tema Livre. 1997. (Encontro).

68.
I Simpósio Fitness Brasil.Força na natação: uma nova proposta para fitness em academia, club e afins.. 1997. (Simpósio).

69.
VI Congresso de Educação Física de Volta Redonda e XII Encontro de Alunos e Professores de Educação Física. Treinamento Desportivo na Realidade Brasileira. 1997. (Congresso).

70.
VI Simpósio Paulista de Educação Física.A influência da sobrecarga na eficiência mecânica do nado crawl em nadadores de nível estadual e nacional. 1997. (Simpósio).

71.
XVII Congresso Panamericano de Medicina do Esporte. Análise do programa de força especial em nadadores de alta performance. 1997. (Congresso).

72.
3º Congresso Latino-Americano. Força para nadadores: uma nova proposta pedagógica. 1996. (Congresso).

73.
Convenção Fitness Reebok.Personal Training: overtraining e o triatleta. 1996. (Outra).

74.
VI Convenção Internacional Reebok University/Fitness Brasil.Personal Training: overtraining. 1996. (Outra).

75.
V Simpósio Mineiro de Ciência do Movimento.Avaliação da força em nadadores de velocidade após 9 semanas de treinamento: uma abordagem prática. 1996. (Simpósio).

76.
XX Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Análise de um programa de força e sua interferência na velocidade do nadador. 1996. (Simpósio).

77.
2º Simpósio de Medicina Desportiva da EPM: Nutrição no Esporte. 1994. (Simpósio).

78.
VII Ciclo de Palestras: Nutrição Atividade Física e Formação de Radicais. 1994. (Encontro).

79.
XIX Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.O desenvolvimento da força relativa na natação de alto rendimento. 1994. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRITO, C. A. F.. VI encontro de Iniciação Científica. 2016. (Congresso).

2.
BRITO, C. A. F.. Mostra de Iniciação Científica da USCS-MIC. 2015. (Outro).

3.
BRITO, C. A. F.. 37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. 2014. (Congresso).

4.
BRITO, C. A. F.. Simpósio de Pesquisa do Grande ABC. 2013. (Outro).

5.
BRITO, C. A. F.. I Seminário de Pesquisa da UNISA. 2012. (Outro).

6.
VIGNOLA, A. G. O. ; BRITO, C. A. F. ; ALONSO, D. O. ; CATANI, A. ; ARAUJO, T. L. ; SANTOS, V. C. ; ELIAS, B. D. . Atividade física e o seu impacto na saúde cardiovascular. 2012. (Outro).

7.
VIGNOLA, A. G. O. ; BRITO, C. A. F. ; ALONSO, D. O. ; SANTOS, V. C. ; ARAUJO, T. L. ; CATANI, A. ; ELIAS, B. D. . Atividade física e seu imapcto na saúde cardiovascular. 2012. (Outro).

8.
BRITO, C. A. F.. Simpósio de Pesquisa do Grande ABC. 2012. (Outro).

9.
VIGNOLA, A. G. O. ; BRITO, C. A. F. . I Semana Integrada de Educação Física e Fisioterapia. 2011. (Outro).

10.
BRITO, C. A. F.. 14º Congresso de Iniciação Científica e 8ª Mostra de Pós-Graduação. 2011. (Congresso).

11.
BRITO, C. A. F.. Comissões de Área. 2011. (Congresso).

12.
PINTO, R. F. ; BRITO, C. A. F. . Apresentação de posters. 2010. (Congresso).

13.
BRITO, C. A. F.. Comissão Avaliadora no 12º Congresso de Iniciação Científica e 6ª Mostra de Pesquisa da Pós Graduação. 2009. (Congresso).

14.
BRITO, C. A. F.; SÁ, Ivo. R. . IX Semana de Educação Física. 2008. (Outro).

15.
BRITO, C. A. F.. II Congresso de Educação Física (Educação Física e Conhecimento: saber ser e fazer do profissional). 2007. (Congresso).

16.
SÁ, Ivo. R. ; BRITO, C. A. F. . Formação e atuação profissional. 2007. (Outro).

17.
BRITO, C. A. F.. I Congresso de Educação Física (Educação Física e Conhecimento: da heteronomia útil a autônomia inútil). 2005. (Congresso).

18.
BRITO, C. A. F.. Fórum SESI 2005 - Especialização Esportiva Precoce: mitos e verdades. 2005. (Outro).

19.
BRITO, C. A. F.. 2º Fórum Científico da Educação Física (Educação física e conhecimento: repensando a nossa área profissional). 2004. (Outro).

20.
BRITO, C. A. F.. 1º FORUM CIENTÍFICO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA UNISA (Educação Física e conhecimento: perspectiva do século XXI). 2003. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ian Hampl Duwe. O que motiva o docente no exercício da profissão? Em busca da(s) necessidade(s) de formação. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em MESTRADO PROFISSIONAL INOVAÇÃO NO ENSINO SUPERIOR EM SAÚDE) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Artur Joaquim Preguiça Neto. A capacidade funcional medida, mas não percebida, infuencia a cminhada de pessoas idosas. 2013. Dissertação (Mestrado em Saúde Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro, . Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

2.
Cézar Augusto Figueiredo Bezerra. Estágio de Comportamento e nível de atividade física habitual em acadêmicos dos cursos de saúde da região sul. 2013. Dissertação (Mestrado em Saude Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro, . Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

3.
João Puerro Neto. Mobilidade funcional e força muscular em mulheres idosas praticantes de atividade física. 2012. Dissertação (Mestrado em Saúde Materno Infantil) - Universidade de Santo Amaro, . Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Felipe Lima. O ensino da natação: contrastes e possibilidades. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Escola de Saúde) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

2.
BELVIS, W. C.. THE INFLUENCE OF RESTRICTING THE PERCEPTUAL TASK IN TEMPORAL ORGANIZATION OF THE SWIMMING CRAWL: signic representation. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Atividades Aquáticas e Natação) - Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

3.
Carlos Alexandre Felício Brito. Surf nas ondas da Educação Física: contribuição para o desenvolvimento sócio-cultural. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Licenciatura) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Matheus Martins Luz. A utilização da Escalade Desenvolvimento Motor (EDM) e a sua aplicação na fase escolar. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

2.
Jonathan da Silva Ferreira. Perfil de nadadores amadores: aspectos cinemáticos e antropométricos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

3.
Bruna lino Squarelli Souza. Natação e desempenho: um estudo de caso em nadadores amadores. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

4.
Carolina Kicoaroff Pazzo e Thais Oliveira Pacheco. Efeitos da hidroginástica na qualidade de vida de idosos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

5.
Amanda de Sousa Moreira. A ginástica artística no ambiente escolar pode favorecer o desenvolvimento motor de crianças de 4 a 6 anos?. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

6.
Celso da Silva Coelho e Silvia Serpejante Cruz de Azevedo. Os fatores antropométricos e maturacionais que influenciam no nado crawl. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

7.
Carlos Alexandre Felício Brito. O jogo de futebol: Aspectos relevantes para aumento da habilidade motora. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

8.
Carlos Alexandre Felício Brito. A ESTRUTURA COORDENATIVA DO NADO CRAWL: COMPREENDENDO A SUA ORGANIZAÇÃO TEMPORAL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

9.
Natalie Rosa e Pamella Borges. O currículo multicultural na Educação Física Escolar. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

10.
Cristina da Silva Chaves; Daniella e Anderson. COMPREENDENDO O DESENVOLVIMENTO MOTOR NO AMBIENTE DOMÉSTICO DE CRIANÇAS ENTRE 18 E 42 MESES: UMA VISÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

11.
Cauê Martins Silva e Bruno Akio Morisse. Níveis motivacionais de nadadores fundistas e velocistas das categorias Junior II e Sênior em função da competição. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

12.
Jonas Batista Oliveira e Marlon Bedin. A iinfluência da hidroginástica para o público da terceira idade. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Físia) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

13.
Bruno Melo; Eduardo Rodrigues; Reinivaldo Vitório. Tênis de campo nas escolas: método gestáltico. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

14.
Thatiane P. Cardoso; Cauê M. Silva; Bruno A. Morisse. O elemento lúdico na aprendizagem da natação. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

15.
Aline Souza; Rosangela A. Vida; Andressa C. Menezes. Treinamento de natação para mulheres com deficiência visual. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

16.
MAGALHÃES, E. A.; LIMA, M. L. S.; MARIANO, P. M.. O papel das ciências humanas na formação acadêmica do professor de educação física. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

17.
CESTARO, P. e DE MARCHI, S. C.. A análise das competências do professor de educação física no ato da sua profissão: um estudo de caso. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

18.
Evandro Ximenes Aguiar Freire e Robson Lira. Motricidade e o desenvolvimento infantil na Eduação Física Escolar. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

19.
Ramon K. E. Ribeiro; Marcelo R. da Silva e Rosana M. Silva. A educação física e a sua relação educacional na infância: um olhar na educação infantil. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

20.
Lucas N. Brigido e Talita W. da Cunha. A influência da natação no desenvolvimento motor de crianças. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

21.
Janaina Bardela; Marco Andrade; Murilo Souza e Thalita Silva. De que maneira a educação física podería auxiliar no desenvolvimento motor das crianças com deficiência mental na escola?. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

22.
Alana Xavier; Josimar Santos; Monique Reis; Thiago Carregoza. Educação Física Escolar: contribuições para interação social das crianças autistas na 2ª infância. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

Iniciação científica
1.
Juliana Da Fonseca Rocha. Perfil da capacidade funcional e do controle motor de idosos praticantes de natação recreativa. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

2.
Letícia Bezerra Roque. Atividade física e a sua influência na variabilidade da frequência cardíaca. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

3.
Renato Marreto Marques. A ESTRUTURA COORDENATIVA DO NADO CRAWL: COMPREENDENDO A SUA ORGANIZAÇÃO TEMPORAL. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

4.
Letícia Bezerra Roque. Atividade Física e a sua influência na Variabilidade da Freqüência Cardíaca. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

5.
Camila Silvestre Lima. Atividade Física e a sua influência na Variabilidade da Freqüência Cardíaca. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

6.
Janaina Leandra Garcia. Atividade física intencional e sua influencia na Qualidade de Vida: desafios para o profissional de Educação Física. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

7.
Bruno Mello. A organização temporal relativa da habilidade de nadar: aspectos variantes e invariantes da habilidade. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

8.
JANAINA LEANDRA GARCIA. Qualidade de Vida Presente no Departamento de Praticas Esporticas e Recreativas (DEPER). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

9.
Cleber Zsengeller Evangelista. Controle do movimento na natação: a influência do lúdico. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universiadde Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

10.
Thais Lopes. O envelhecimento e o impacto da atividade física em sua vida diária: o problema da sua auto-eficácia.. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universiadde Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

11.
Wagner Belvis; Juliana Bellini. Determinando o Limiar Anaeróbico (LAn) na natação competitiva: uma proposta não invasiva.. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Graduação) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Universiadde Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

12.
BINCELLI, I. P.; ANDREOTTI, J. M. e COLTRO, L.. Natação para bebês. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

13.
BARUCO, M. D.. A influência da hidroginástica nos aspectos sócio-afetivos da terceira idade. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

14.
Marcelly Ramos Ribeiro. Perfil da potência anaeróbica na natação em alunos de educação física em ambos os sexos. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

15.
Marcos Evangelista Borghi. Pré-disposição biomecânica para treinamento de natação entre diferentes sexos. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

16.
Tatiana Ferreira da Silva Zulin. A percepção pode ajudar na aprendizagem da natação?. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

17.
Eduardo Arantes do Prado. A influência da capacidade física força na performance de nadadores. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

18.
Marcos Evangelista Borghi. Percepção e experiência: sua importância na aquisição da habilidade nadar. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

19.
Ricardo Pontin Martins. Como a natação pode influenciar na relação da capacidade pulmonar em indivíduos asmáticos. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

20.
Gabriela de Carvalho Mandl. A importância da percepção na aprendizagem da natação. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

21.
Charles Henrique Custódio dos Santos. A reprodutibilidade do teste de Percepçãp Rítmica (PERI) em crianças de 4 a 6 anos em ambos so gêneros na capoeira. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Educação Física) - Universidade de Santo Amaro, Universidade de Santo Amaro. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

22.
Nilson de Oliveira. A utilização do princípio da interdependência (Volume x Intensidade) em capoeiristas. 2000. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Faculadade de Educação Física de Santo André. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

23.
Lara Oliveira de March. O estudo da magnitude de força em pré-adolescentes: uma meta análise. 2000. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura Plena) - Faculdade de Educação Física de Santo André, Faculadade de Educação Física de Santo André. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

24.
Graziela Regina Tomé. Análise da pressão arterial em mulheres praticantes de hidroginástica. 1998. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André, Faculadade de Educação Física de Santo André. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

25.
Débora Batista da Silva. Academia e obesidade: qual é a relação?. 1998. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André, Faculadade de Educação Física de Santo André. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.

26.
Tatiana Olberga Oliveira. O índice de massa corporal e a medida da cintura-quadril em mulheres ativas e sedentárias. 1998. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Educação Física) - Faculdade de Educação Física de Santo André, Faculadade de Educação Física de Santo André. Orientador: Carlos Alexandre Felicio Brito.



Inovação



Processos ou técnicas
1.
BRITO, C. A. F.; CAMPOS, M. Z. . Aplicação de metodologias ativas na graduação. 2018.

2.
BRITO, C. A. F.. O que motiva o docente no exercício da profissão? Em busca da(s) necessidade(s) de formação. 2018.


Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
CORTE, A.2013CORTE, A. ; LIMA, C. ; JARA, J. ; BRITO, C. A. F. . A influência de fatores sócio-demográficos e comportamentais. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 18, p. 180, 2013.

2.
ROQUE, L. B.2015ROQUE, L. B. ; BRITO, C. A. F. . Atividade física e a sua influência na variabilidade da frequência cardíaca. LECTURAS EDUCACIÓN FÍSICA Y DEPORTES, v. 19, p. 202, 2015.

3.
LUZ, M. M.2018LUZ, M. M. ; BRITO, C. A. F. ; BATISTA, J. N. F. ; LOURENCO, P. M. . A utilização da Escala de Desenvolvimento Motor (EDM) e a sua aplicação na fase escolar: uma realidade brasileira?. Revista de Estudos Aplicados em Educação, v. 3, p. 86-99, 2018.

Artigos aceitos para publicação
1.
ROCHA, J. F. ; BRITO, C. A. F. . PERFIL DA CAPACIDADE FUNCIONAL E DO CONTROLE MOTOR DE IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA RECREATIVA. revista digital efdeportes, 2019.

2.
BRITO, C. A. F.; CAMPOS, M. Z. . Facilitando o processo de aprendizagem no ensino superior: o papel das metodologias ativas. REVISTA IBERO-AMERICANA DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO, 2019.


Livros e capítulos
1.
BRITO, C. A. F.; ALONSO, D. O. ; RASO, V. . Atividade Física e Saúde: determinantes e suas barreiras. In: Ricardo Figueiredo Pinto; Antonio Augusto Teixeira Costa. (Org.). II Forum Internacional de Conhecimento e Ciência. 1ed.Belém: Conhecimento & Ciência, 2012, v. 2, p. 129-138.


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRITO, C. A. F.. Simpósio de Pesquisa do Grande ABC. 2012. (Outro).

2.
BRITO, C. A. F.. 37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. 2014. (Congresso).



Outras informações relevantes


Aprovado no concurso publico da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), no ano de 2002.

Aprovado no concurso publico da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), no ano de 2014.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/11/2018 às 7:35:53