Maria Luiza Schmitz Fontes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4950084883464191
  • Última atualização do currículo em 29/04/2017


Possui graduação em ciencias bioquímicas pela Universidade Federal do Paraná (2000), mestrado em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) e doutorado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande (2009). Atuou como professora temporária da Universidade Federal de Santa Catarina junto aos cursos de oceanografia e geografia. Tem experiência na área de Oceanografia, com ênfase em Interação entre os Organismos Marinhos e os Parâmetros Ambientais, atuando principalmente nos seguintes temas: ambientes costeiros, picoplâncton, produção primária e secundária, diversidade de procariotas e anoxia. É membro do Grupo de Pesquisa Biologia, Cultivo e Biotecnologia de Microalgas - Santa Catarina, sediado na UFSC e do Grupo de Pesquisa Genética Molecular Aplicada - UNIVALI. Desenvolveu projetos de pesquisa junto `a University of Technology Sydney com foco na metagenômica como ferramenta para elucidar principais vias metabolicas em amostras ambientais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maria Luiza Schmitz Fontes
Nome em citações bibliográficas
FONTES, M. L. S.;Fontes, Maria Luiza S;Fontes, M L;FONTES, MARIA LUIZA S.;FONTES, MARIA;Maria LUIZA FONTES;FONTES, MARIA LUIZA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Catarina, PPGOCEANO.
UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina. Bloco D do Depto. de Geociências
Trindade
88040900 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 37213527


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em Oceanografia Biológica.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
com período sanduíche em University of Delaware (Orientador: David Kirchman).
Título: DINÂMICA E COMPOSIÇÃO DAS COMUNIDADES BACTERIANAS EM FUNÇÃO DA DIPONIBILIDADE DE OXIGÊNIO NA LAGOA DA CONCEIÇÃO, SC, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Paulo Cesar Oliveira Vergne de Abreu.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: lagoas costeiras; oxigênio dissolvido; hipoxia; bacterioplâncton; produção primária.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.
2001 - 2004
Mestrado em Engenharia Ambiental.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Breve Estudo espaço-Temporal e de Impacto do feriado de Carnaval e de Corpus Christi sobre Variáveis Ambientais da Lagoa da Conceição - Florianópolis,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Ariane Laurenti.
Palavras-chave: clorofila; lagoas costeiras; nutrientes; fitoplâncton.
Grande área: Engenharias
1996 - 2000
Graduação em Farmácia e bioquímica.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2015
Pós-Doutorado.
University of Technology Sydney, UTS, Austrália.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.
2009 - 2012
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas


Formação Complementar


2014 - 2014
The Omics Analysis Sydney Tutorial. (Carga horária: 16h).
Australian Museum, AM, Austrália.
2013 - 2013
Circulación-massas d'agua Atlántico Sudoccidental. (Carga horária: 40h).
Universidade de Concepcion, Udec, Chile.
2010 - 2010
Curso Avançado de Microscopia. (Carga horária: 45h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
Ecology and Diversity of Marine Microorganisms. (Carga horária: 140h).
University of Concepcion, UC, Chile.
2010 - 2010
Microbial Oceanography. (Carga horária: 130h).
Bermuda Institute of Ocean Sciences, BIOS, Bermudas.
2009 - 2009
BASES PARA REDAÇÃO E PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA INTERNA. (Carga horária: 24h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2008 - 2008
Estatística - uso de software gratuitos. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2006 - 2006
Arc GIS - Aplicação em Oceanografia. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2004 - 2004
Ecologia e Taxonomia de Protistas Planctônicos. (Carga horária: 10h).
Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Brasil.
2003 - 2003
Técnicas Modernas deEnumeração de Microorganismos. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Microbiologia, SBM, Brasil.
2003 - 2003
CorelDRAW 12. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2003 - 2003
Problemas de Florações de Algas em Mananciais. (Carga horária: 9h).
Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Brasil.
2003 - 2003
Metabolismo dos ecossistemas marinhos costeiros. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2000 - 2000
Beach and Barrier Morphodynamics and applications. (Carga horária: 10h).
Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Brasil.
1999 - 1999
Marine Processes. (Carga horária: 150h).
University of California - Santa Barbara, UCSB, Estados Unidos.
1995 - 1995
Microbiologia Aplicada. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.


Atuação Profissional



University of Technology Sydney, UTS, Austrália.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Climate Change Cluster Group

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: post doc, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ocean Microbiology Team of the Carbon Cluster Group


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: professor temporário, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplinas: Oceanografia GCN 7304 Introdução a Oceanografia GCN 7000 Poluição Marinha GCN 7013

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: bolsista PRODOC, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor convidado
Outras informações
Disciplina Ecologia de Campo

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: professor de disciplina na PGEco
Outras informações
Disciplina "Técnicas Moleculares Aplicadas ao Estudo de Ecologia Aquática"

Vínculo institucional

2001 - 2004
Vínculo: estudante de mestrado, Enquadramento Funcional: pós graduação em Engenharia Ambiental, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, .

08/2011 - 06/2013
Ensino, Oceanografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Poluição Marinha GCN 7013
Introdução a Oceanografia GCN 7000
08/2011 - 06/2013
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Oceanografia GCN 7304
10/2011 - 11/2011
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia de campo (ECO3300)
TOPICOS ESPECIAIS - TÉCNICAS MOLECULARES PARA ESTUDO DE ECOLOGIA MICROBIANA AQUÁTICA (ECO410016)
10/2010 - 10/2010
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia de Campo (ECO3300)
03/2010 - 07/2010
Ensino, Geografia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais em Utilização e Conservação de recursos naturais "Ecologia de Bacias Hidrográficas Costeiras"
03/2010 - 4/2010
Ensino, oceanografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução a Ecologia
11/2009 - 11/2009
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia de campo (ECO3300)

Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2009
Vínculo: Scholarship, Enquadramento Funcional: bolsista de doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2005 - 06/2009
Pesquisa e desenvolvimento , Oceanography, Laboratório de Fitoplâncton.


University of Delaware, UDEL, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: estágio sanduiche bolsa CAPES, Enquadramento Funcional: pesquisador visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


University of California - Santa Barbara, UCSB, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: estagiário, Enquadramento Funcional: Marine Botany Laboratory, Carga horária: 6

Atividades

12/1999 - 07/2000
Estágios , Marine Science, .

Estágio realizado
no laboratório de Botânica Marinha, dedicação parcial.

Santa Barbara Aquarium, AQUARIUM, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: estagiário, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 4

Atividades

10/1999 - 01/2000
Estágios , Santa Barbara Aquarium, .

Estágio realizado
feed marine animals at the aquarium and instructor of the touch tank.

UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: estagiário, Enquadramento Funcional: estágio Laboratório Parasitologia, Carga horária: 6

Atividades

03/1998 - 09/1998
Estágios , UFPR, .

Estágio realizado
Laboratório de Parasitologia.


Linhas de pesquisa


1.
oceanografia, microbiologia marinha
2.
Ecologia bacteriana marinha, efeito do oxigênio no metabolismo bacteriano

Objetivo: Compreender os processos metabólicos em ambientes desprovidos de oxigênio através de técnicas moleculares e isolamento..


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Estudo da Biodiversidade genômica planctônica e dinâmica da zona eufótica do ASPSP, Ilha da Trindade e Arquipélago de Martim Vaz, a bordo do veleiro ECO UFSC60.
Descrição: O objetivo principal é analisar a dinâmica da comunidade planctônica da zona eufótica das ilhas oceânicas e por toda a região oceânica entre elas, relacionando os dados de biodiversidade e distribuição com os ciclos biogeoquímicos do carbono e nitrogênio e com as características físicas da coluna de água..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Larissa D'Oliveira Fonseca - Integrante / Andrea Santarosa Freire - Coordenador / Orestes Estevam Alarcon - Integrante / Felipe Pimenta - Integrante / Andrea Green - Integrante / Andrea Piga - Integrante.
2013 - 2016
Dynamics of bacterioplankton assemblages within an anthropogenically impacted urban estuary. The use of high-throughput metagenomic DNA sequencing to address anthropogenic inputs within Sydney Harbour
Descrição: The current investigation of the coastal microbiology of the Sydney region includes identification of potential pathogenic (disease causing) microorganisms introduced by pollutants from wastewater, industrial runoff and stormwater. The project will use powerful new molecular microbiology techniques ? high throughput metagenomic DNA sequencing ? and provide a valuable dataset to guide environmental monitoring of potentially harmful microorganisms and responses to contamination..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Dinâmica e Fixação do carbono em uma laguna formadora de zona anóxica e sua relação com nitrogênio e fósforo dissolvido
Descrição: Com a expansão exponencial de zonas mortas mundialmente, espera-se uma diminuição na biodiversidade e na produção secundária (Diaz & Rosenberg 2008; Vaquer-Sunyer & Duarte 2008). Ademais, Brewer and Peltzer (2009) reportaram que o efeito combinado entre a diminuição de oxigênio (expansão das zonas de oxigênio mínimo) e o aumento na concentração de CO2 nos oceanos (acidificação dos oceanos) prejudicará ainda mais os organismos aquáticos. Entretanto, em sistemas costeiros rasos onde a luz alcança estas zonas hipóxicas, o aumento na concentração do CO2 pode, por sua vez, favorecer um grupo especializado de bactérias, as bactérias anaeróbicas anoxigênicas fototróficas - AnAnP (Overman & Garcia-Pichel 2006). Como observado mundialmente, as águas hipóxicas (zonas mortas) na Lagoa da Conceição se formam devido à estratificação da coluna d?água e à elevada produção primária nas águas superficiais (Odebrecht & Caruso 1987; Sierra de Ledo & Soriano-Sierra 1994). Antes da abertura permanente do canal, em 1980, não havia nenhum desenvolvimento de haloclina no setor central (Assumpção et al. 1981). Entretanto, desde 1982, a anoxia nas águas de fundo do setor central tem sido descrita (Odebrecht & Caruso 1987). Estas águas anóxicas igualmente mostraram as concentrações mais elevadas de biomassa fotossintética, como 1.604 μg L-1 de Chl a em maio de 1984 (Odebrecht & Caruso 1987) e 32.5 do μg L-1 de Chl a concomitantemente às concentrações de H2S de 34 μmol L-1 em Março de 2003 (Fontes 2004), enquanto a Chl a média no restante da Lagoa foi de 4-5 μg L-1. No período de verão, a fixação de carbono (de 100,0 mgC.m-3.h-1) nesta água de fundo da Lagoa da Conceição está associada com a produção de oxigênio e elevada biomassa fitoplanctônica (Fontes et al. 2011). No outono, com a diminuição da luminosidade, estes autores verificaram que a fixação de C (223,0 mgC.m-3.h-1) se dissocia da produção de oxigênio e correlaciona-se com o aumento da biomassa das bactérias AnAn.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Larissa D'Oliveira Fonseca - Coordenador / Luis Augusto dos Santos Madureira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Does microbial priming of degraded seagrasses contribute to global warming?
Descrição: Microbial priming is a fundamental process controlling underground ecosystem carbon (C) storage. It has become the new paradigm for understanding the dynamics of C release in terrestrial systems; however, it has been largely ignored in the aquatic fields. This project will provide a first assessment of microbial priming in Australian seagrasses ecosystems; thus providing vital new information for managing these powerful yet threatened C sinks. Using paleoreconstructions and new CO2 sensor technology, this project will (1) assess the contribution of microbial priming to C leakage from degraded seagrass meadows; (2) identify environmental factors that trigger microbial priming; and (3) determine whether leaked C contributes to atmospheric C..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Justin Seymour - Integrante / Peter Macreadie - Coordenador / Peter Ralph - Integrante / Stacey Trevathan-Tackett - Integrante.Financiador(es): Australian Research Council - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Oceanografia Integrada e Usos Múltiplos da Plataforma Continental e Oceano Adjacente Centro de Oceanografia Integrada (COI) (INCT Mar COI)
Descrição: O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Mar (INCT Mar) Centro de Oceanografia Integrada (COI), INCT-Mar COI tem como objetivo maior implantar e consolidar uma rede de instituições para desenvolverem pesquisas oceanográficas em mar aberto atuando na vanguarda do conhecimento e contribuindo para a formação de recursos humanos, transferência de conhecimento para a sociedade e para a geração de políticas publicas. A estratégia adotada para atingir este objetivo é composto de sete linhas integradas de pesquisa: (1) Valorização dos recursos vivos; (2) Conhecimento dos fundos marinhos: geodiversidade e biodiversidade; (3) Papel dos oceanos nas mudanças climáticas; (4) Formação e Capacitação de Pessoal Qualificado; (5) Transferência de Conhecimento para a Sociedade para o Setor Empresarial e para o Governo; (6) Formulação de Políticas Publicas; e, (7) Grandes equipamentos e infraestrutura. O INCT-Mar COI está sediado no Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (IO-FURG), e é formado por quase uma centena de pesquisadores distribuídos por 9 estados brasileiros (RS, SC, PR, SP, RJ, ES, BA, PE e AL), que englobam 15 instituições de ensino superior, 2 institutos de pesquisa e 1 instituto federal de educação tecnológica. Para a formação de recursos humanos, o INCT-Mar COI conta com uma rede de instituições acadêmicas, responsáveis por 1 (um) curso técnico profissionalizante (integrado ao Ensino Médio) e vários cursos de Graduação e Programas de Pós-Graduação. O INCT-Mar COI conta com apoio de inúmeras instituições internacionais de renome, muitas delas já engajadas com os temas científicos do INCT-Mar COI, confirmando a sua abrangência, influência e excelência técnico-científica. O INCT-Mar COI atende os objetivos do Programa dos INCTs de mobilizar e agregar, de forma articulada, com atuação em redes, os melhores grupos de pesquisa em áreas de fronteira da ciência e em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do País ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2016
Novel Oxygen Sensing Tools for Monitoring the Effects of Dredging on Australian Seagrass Communities
Descrição: Seagrasses sustain our coastal ecosystems but are threatened by dredging operations. Dredging reduces light and re-suspends sediment, which reduces oxygen, encourages sulphide toxicity and creates an imbalance of the root microbial consortia. Understanding the seagrass oxygen budget response to dredging is critical to preserve our existing seagrasses during dredging operations. An innovative study, using bio-optics and metagenomics, will be undertaken to determine seagrass responses to reduced oxygen and to characterise the microbial consortia that influence these processes. This research will deliver a new oxygen-sensor toolkit to arm seagrass managers with oxygen thresholds to mitigate the damage of a dredging plume..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Justin Seymour - Integrante / Peter Macreadie - Integrante / Peter Ralph - Coordenador / Michael Kuhl - Integrante / Michael Rasheed - Integrante.Financiador(es): Australian Research Council - Auxílio financeiro.
2010 - 2013
A DINÂMICA DAS FRENTES DA PLATAFORMA E TALUDE SUPERIOR NO SUL E SUDESTE DO BRASIL E SUA INFLUÊNCIA NOS FLUXOS DE CARBONO ENTRE OCEANO E ATMOSFERA - CO2 SSE
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Larissa D'Oliveira Fonseca - Integrante / L. A. Madureira - Integrante / Regina Vasconcellos Antônio - Integrante / Andrea Santarosa Freire - Integrante / Melissa Carvalho - Integrante / Áurea Ciotti - Integrante / Carlos Alberto Eiras Garcia - Coordenador / José Henrique Muelbert - Integrante / Rosane Gonçalves Ito - Integrante / Josefa Varela Guerra - Integrante / Alex Enrich Prast - Integrante / Ricardo Cesar Gonçalves Pollery - Integrante / Kalya Roux - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2010 - 2012
Biodiversidade das lagoas costeiras do Estado de Santa Catarina: avaliação atual, aplicação ao gerenciamento costeiro e ao monitoramento frente às mudanças ambientais globais.
Descrição: Este estudo pretende promover o conhecimento sobre a biodiversidade ecossistêmica e de espécies das lagoas costeiras do Estado de Santa Catarina, gerando ferramentas para a avaliação do efeito das mudanças ambientais sobre o ecossistema em foco e para o plano de gerenciamento costeiro do Estado. Este estudo pretende gerar um conhecimento amplo sobre a biodiversidade e funcionalidade das lagoas costeiras do Estado de Santa Catarina, promovendo estratégias de conservação multidisciplinares com base no conhecimento científico e na interação com agentes ambientais e sociedade civil organizada. As coletas e análises de dados, nunca antes realizadas nesses ecossistemas de extrema importância, fornecerão uma base de dados sólida e confiável à comunidade local e científica. O conhecimento gerado será disponibilizado à comunidade científica e local a partir de publicação em periódicos científicos e meios de comunicação em massa, além da construção e manutenção de uma página virtual. Os agentes dos órgãos públicos que atuam na área ambiental ao longo do litoral central e sul de SC, como a FATMA, a FLORAM, o ICMBio, o Conselho do Gerenciamento Costeiro do Estado, as secretarias de meio ambiente das prefeituras e a sociedade civil organizada que atuam em educação ambiental e preservação do meio ambiente terão acesso a um curso de capacitação sobre a biodiversidade e ecologia das lagoas costeiras. Este curso servirá também para apresentar um protocolo de monitoramento e de medidas mitigadoras que possam ser aplicadas na gestão da região litorânea do Estado. A partir deste projeto uma rede de pesquisa envolvendo o litoral central e sul do Estado será estabelecida entre pesquisadores pertencentes a grupos consolidados dentro da Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade do Sul de Santa Catarina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Fonseca - Coordenador / Paulo Roberto Pagliosa Alves - Integrante / Maurício M. Petrucio - Integrante / Sérgio Antonio Netto - Integrante / Regina Vasconcellos Antônio - Integrante / Eduardo Juan Soriano Sierra - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Processos oceanográficos na plataforma e talude continental de Santa Catarina e suas relações com a biomassa do fitoplâncton e as comunidades planctônicas
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Andrea Santarosa Freire - Integrante / Melissa Carvalho - Coordenador / Carlos Alberto Eiras Garcia - Integrante.
2010 - Atual
Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha (SISBIOTA-Mar)
Descrição: O Mar Territorial Brasileiro e a Zona Econômica Exclusiva compreendem quase 4,5 milhões de km2 e equivalem a mais da metade do território emerso do Brasil. Entretanto, no Ano Internacional da Biodiversidade (2010), o imenso Bioma Marinho permanece como o menos conhecido e protegido no País e o Brasil permanece como um países que menos conhecem e protegem a sua biodiversidade marinha. Nesse contexto, e a fim de ampliar em larga escala o conhecimento sobre a biodiversidade marinha no curto e médio prazo, a presente proposta implementará a Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha. A Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha abrange toda a extensão da biota marinha recifal brasileira e será constituída por oito Universidades Federais e Estaduais (UFSC, UFRGS, USP, UFF, UFRJ, UFES, UFC e UFRPE), 15 Programas de Pós-Graduação, e 15 Pesquisadores de Produtividade do CNPq (3 PQ1A, 1 PQ1B, 1 PQ1C, 2 PQ1D, e 8 PQ2), além de Jovens Pesquisadores. O SISBIOTA-Mar envolverá a integração de mais de 25 projetos de pesquisa e extensão vigentes sintetizados aqui em 3 projetos: Projeto 1 (Ecologia), Projeto 2 (Evolução) e Projeto 3 (Química Marinha Aplicada). O Projeto 1 envolve um conjunto de projetos com enfoque nos padrões e processos ecológicos da Biodiversidade Marinha Brasileira (p. ex., interações tróficas peixes-bentos), com ênfase em grupos funcionais, e é diretamente relacionado aos projetos 1 e 3. Já o Projeto 2 lida com os padrões e processos evolutivos (p. ex., dispersão e vicariância) de formação da Biodiversidade Marinha Brasileira no espaço e no tempo, em um contexto histórico. Por fim, o Projeto 3 visa investigar do ponto de vista químico as relações ecológicas (p. ex., predação e herbivoria), bem como aplicar o conhecimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Sérgio Ricardo Floeter - Coordenador / Barbara Segal - Integrante / Guilherme Longo - Integrante / Carlos Eduardo Leite Ferreira - Integrante / Paulo Antunes Horta - Integrante / Alberto Lindner - Integrante / Jean Christophe Joyeux - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2009 - 2015
Caracterização da biomassa fitoplanctônica do ecossistema da plataforma continental do Estado de Santa Catarina e suas relações com as condições oceanográficas.
Descrição: O conhecimento da biomassa fitoplanctônica e dos processos que governam sua distribuição e abundância são de extrema importância para o manejo dos recursos e conservação do ecossistema da plataforma continental. Apesar de apresentar grande valor econômico e ecológico, são escassas as informações a respeito da biomassa e composição do fitoplâncton da região da plataforma continental do estado de Santa Catarina. O presente trabalho tem como objetivo analisar as variações espaciais e sazonais da biomassa fitoplanctônica no ecossistema da plataforma continental catarinense e suas relações com as condições hidrográficas regionais. Para isso a estratégia utilizada será a combinação de amostragens in situ, utilizando dois diferentes desenhos amostrais, um regional e outro local, e observações sinópticas de toda a plataforma do estado através de imagens de temperatura e concentração de clorofila-a do sensor MODIS, nas diferentes épocas (primavera, verão, outono e inverno). Espera-se, através dos resultados obtidos, avançar no conhecimento a respeito da biomassa e composição do fitoplâncton e os processos físicos e biogeoquímicos que determinam sua variabilidade, e assim colaborar com a geração de informações úteis para o manejo dos recursos e conservação do ecossistema..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Larissa D'Oliveira Fonseca - Integrante / Regina Vasconcellos Antônio - Coordenador / Andrea Santarosa Freire - Integrante / Melissa Carvalho - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2009 - 2012
ZONA MORTA NA LAGOA DA CONCEIÇÃO: PROCESSO DE FORMAÇÃO, EFEITO SOBRE A CADEIA ALIMENTAR E SOBRE OS BENS E SERVIÇOS DO ECOSSISTEMA
Descrição: As zonas mortas na região costeira do planeta aumentaram exponencialmente a partir da década de 60, alterando significativamente a funcionalidade e os bens e serviços dos ecossistemas marinhos, como os recursos pesqueiros e genéticos e o turismo. O aumento de nutrientes na interfase terra-mar devido à atividade humana, agricultura e urbanização, favorecem a eutrofização: proliferação de microalgas na coluna d água e o acúmulo de matéria orgânica nos sedimentos. Como conseqüência, verifica-se o aumento da atividade microbiana e o consumo de oxigênio nas águas de fundo, gerando a falta de oxigênio e as zonas mortas. Hoje, mais de 400 sistemas no mundo, incluindo a Lagoa da Conceição, apresentam zonas mortas, são 245,000 km2 no meio marinho que sofrem com a perda da biodiversidade, a mortalidade excessiva de organismos marinhos e a alteração da cadeia alimentar. A Lagoa da Conceição é caracterizada por uma cadeia alimentar fitoplanctônica, porém a formação da anôxia na camada de fundo pode favorecer o domínio rápido da cadeia microbiana no fluxo de energia do ecossistema, alterando a produção secundária e aumentando as perdas de biomassa e de energia ao longo da cadeia alimentar. Compreender o processo de formação e manutenção da zona morta na Lagoa da Conceição e relacioná-la aos fluxos de energia e matéria da cadeia alimentar é imprescindível para avaliar o efeito da urbanização nos bens e serviços oferecidos por este ecossistema. A pesca artesanal, o lazer e a cultura local são dependentes da qualidade ambiental da Lagoa da Conceição. A construção do saber a partir do procedimento técnico-científico terá respaldo para alimentar as discussões políticas, econômicas e sociais na região em prol do desenvolvimento sustentável, garantindo a manutenção dos valores do ecossistema lagunar para as gerações futuras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Maria Luiza Schmitz Fontes - Integrante / Alessandra Fonseca - Coordenador / Davide Franco - Integrante.Financiador(es): Funpesquisa - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2009 - 2012
Interação entre Bacias Hidrográficas Costeiras e Sistemas Marinhos
Descrição: As conexões na interface bacia hidrográfica costeira - sistema marinho são estabelecidas e influenciadas tanto por eventos que ocorrem dentro e ao longo das bacias, como entre as bacias e as águas marinhas adjacentes, e vice-versa (UNCLES, 2003). Estudos com esta abordagem podem, por exemplo, evidenciar mudanças no uso do solo, represamento de rios e destruição das áreas úmidas e seus efeitos na alteração do fluxo de entrada de água doce, sedimentos e substâncias no ambiente marinho. Desta forma, desvendando as diferentes forças que atuam na perda da biodiversidade. Estes podem ser percebidos nas mudanças na estrutura das comunidades, produtividade biológica e nas respostas dos diferentes níveis da hierarquia ecológica a determinadas substâncias disponibilizadas no meio. Assim, será monitorada a estrutura da "comunidade" bentônica, planctônica e nectônica de ambientes costeiros de água doce, salobra e água salgada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Biotemas (UFSC)
2010 - Atual
Periódico: Microbiology Antimicrobials
2011 - Atual
Periódico: Microbial Ecology
2011 - Atual
Periódico: Acta Limnologica Brasiliensia
2013 - Atual
Periódico: Journal of the Brazilian Society of Ecotoxicology
2012 - 2012
Periódico: Oecologia Australis


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica/Especialidade: Interação entre os Organismos Marinhos e os Parâmetros Ambientais.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
3.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Saneamento Ambiental/Especialidade: Ecologia Aplicada a Engenharia Sanitária.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Oceanografia / Subárea: Oceanografia Biológica.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


1994
Bolsa de estudos, .


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Silva, V E C2017Silva, V E C ; Fonseca, A L ; FONTES, M. L. S. ; Varela A ; Franco, D. . Space time evolution of the trophic state of a subtropical lagoon: Lagoa da Conceição, Florianópolis Island of Santa Catarina, Brazil. REVISTA BRASILEIRA DE RECURSOS HÍDRICOS, v. 22, p. 1-17, 2017.

2.
T J2016T J ; Fontes, Maria Luiza S ; Harrison D P ; DONGEN-VOGELS, V. V. ; EYRE, B. D. ; RALPH, P. J. ; SEYMOUR, J. . Bacterioplankton Dynamics within a Large Anthropogenically Impacted Urban Estuary. Frontiers in Microbiology (Online), v. 6, p. 1438, 2016.

3.
FONTES, M. L. S.2015 FONTES, M. L. S.; Marotta, H. ; MacIntyre S ; PETRUCIO M M . Inter- and intra-annual variations of pCO2 and pO2 in a freshwater subtropical coastal lake. Inland Waters, v. 5, p. 107-116, 2015.

4.
TONETTA, D.2015TONETTA, D. ; Fontes, Maria Luiza S ; PETRUCIO, MAURICIO . Linking summer conditions to CO2 undersaturation and CO2 influx in a subtropical coastal lake. Limnology (Tokyo. Print), v. 16, p. 193-201, 2015.

5.
TONETA, DENISE2014TONETA, DENISE ; FONTES, MARIA ; PETRUCIO, MAURICIO . Determining the high variability of pCO2 and pO2 in the littoral zone of a subtropical coastal lake. Acta Limnologica Brasiliensia (Online), v. 26, p. 288-295, 2014.

6.
LOSS, R. A.2013LOSS, R. A. ; FONTES, M. L. S. ; REGINATTO V ; Antonio R V . BIOHYDROGEN PRODUCTION BY A MIXED PHOTOHETEROTOTROFIC CULTURE OBTAINED OF A WINOGRADSKY COLUMN BUILT FROM SEDIMENT OF A BRAZILIAN LAGOON. Renewable Energy, v. 50, p. 648-654, 2013.

7.
FONTES, MARIA LUIZA S.2013 FONTES, MARIA LUIZA S.; TONETTA, DENISE ; DALPAZ, LARISSA ; ANTÔNIO, REGINA V. ; PETRUCIO, MAURÍCIO M. . Dynamics of Planktonic Prokaryotes and Dissolved Carbon in a Subtropical Coastal Lake. Frontiers in Microbiology (Online), v. 4, p. 1-9, 2013.

8.
FONTES, M. L. S.2012 FONTES, M. L. S.; ABREU, P. . A vigorous specialized microbial food web in the suboxic waters of a shallow subtropical coastal lagoon. Microbial Ecology, v. 64, p. 334-345, 2012.

9.
Marotta, H.2012 Marotta, H. ; FONTES, M. L. S. ; PETRUCIO M M . Natural events of anoxia and low respiration index in oligotrophic lakes of the Atlantic Tropical Forest. Biogeosciences (Katlenburg-Lindau. Print), v. 9, p. 2879-2887, 2012.

10.
FONTES, M. L. S.2011 FONTES, M. L. S.; Suzuki, M. T. ; COTTRELL, M. ; ABREU, P. . Primary Production in a Subtropical Stratified Coastal Lagoon?Contribution of Anoxygenic Phototrophic Bacteria. Microbial Ecology, v. 61, p. 223-237, 2011.

11.
FONTES, M. L. S.2009FONTES, M. L. S.; ABREU, P. . Spatio-temporal variation of bacterial assemblages in a shallow subtropical coastal lagoon in Southern Brazil. Microbial Ecology, v. 58, p. 140-152, 2009.

12.
FONTES, M. L. S.2006FONTES, M. L. S.; Renata Cavellucci ; Ariane Laurenti ; Eunice C. Machado ; Maurício Camargo ; Nilva Brandini . Detection of Environmental Impact on Variations in Dissolved Nutrients and Chl-a. Journal of Coastal Research, v. 39, p. 1407-1412, 2006.

Capítulos de livros publicados
1.
SALDANHA, J ; HERST, D ; FUENTES, E V ; SAITO, E. N. ; TSUDA, E. T. ; FONTES, M. L. S. . O efeito da eutrofização artificial sobre a produção primária fitoplanctônica da Lagoa do Peri, Florianópolis, SC. In: Eduardo Vetromilla, Monica Hessel, Makva I M Hernandez. (Org.). Ecologia de Campo na ilha de Santa Catarina. 1ed.Florianopolis: UFSC, 2012, v. 1, p. 127-134.

2.
TONETTA, D. ; Campos, R. C. ; Anderson, A. B. ; Rovai, A. S. ; Schmidt, G. ; Martins, I. M. ; FONTES, M. L. S. . Estimativa experimental da produção primária líquida e respiração da comunidade planctônica na lagoa do Peri, Florianópolis, SC. In: João Gabriel Doria; Andros Gianuca; Malva Isabel Medina Hernández. (Org.). Ecologia de Campo no Parque Municipal da Lagoa do Peri. Florianópolis: PPG Ecologia UFSC, 2011, v. 2010, p. 139-144.

3.
Schmidt, G. ; Cereto, C. E. ; FONTES, M. L. S. . O incremento de nutrientes realmente influencia nas taxas de produção e respiração fitoplanctônica? O caso da adição experimental de fósforo e nitrogênio na Lagoa do Peri, Florianópolis, sul do Brasil. In: Doria J.G.; Gianuca, A.; Hernández, M.I.M.. (Org.). Ecologia de Campo no Parque Municipal da Lagoa do Peri. Florianópolis: PPG Ecologia UFSC, 2011, v. 2010, p. 181-188.

4.
Martins, I. M. ; FONTES, M. L. S. . Efeito top-down sobre a produção primária líquida e respiração da comunidade planctônica na lagoa do Peri, Florianópolis, SC. In: Doria J.G.; Gianuca, A.; Hernández, M.I.M.. (Org.). Ecologia de Campo no Parque Municipal da Lagoa do Peri. Florianópolis: PPG Ecologia UFSC, 2011, v. 2010, p. 213-220.

5.
Capel, K.C.C ; Dinslaken, D. ; Galitzki, E. L. ; Gianuca, A. ; Teive, L. F. ; Rech, R. ; FONTES, M. L. S. . Variação da produtividade primária líquida da comunidade fitoplanctônica da lagoa do Peri através de um gradiente de disponibilidade de fósforo. In: João Gabriel Doria; Andros Gianuca; Malva Isabel Medina Hernández. (Org.). Ecologia de Campo no Parque Municipal da Lagoa do Peri. Florianópolis: PPG Ecologia UFSC, 2011, v. 2010, p. 125-132.

6.
Martins C. ; Barneche D. R. ; Corso, G. ; COSTA-ARAUJO, R. ; Macedo-Soares, L. C. P. ; Zank, S. ; FONTES, M. L. S. . A influência do incremento de nutrientes na produção primária em área marginal da Lagoa do Peri, SC.. In: Mauricio Cantor; Luis Carlos Pinto de Macedo-Soares; Natalia Hanazaki. (Org.). Ecologia de Campo na Lagoa do Peri. PPG Ecologia UFSC, 2009. 1ed.Florianópolis: UFSC, 2010, v. 1, p. 11-19.

7.
Moreira, M. C. ; Alves, G. F. ; Cantor, M. ; Begnini, R. M. ; Barbosa C. ; FONTES, M. L. S. . Estimativas do Fluxo de Dióxido de Carbono entre a Interface Água-Atmosfera em uma Área Rasa da Lagoa do Peri (SC). In: Mauricio Cantor; Luis Carlos Pinto de Macedo-Soares; Natalia Hanazaki. (Org.). Ecologia de Campo na Lagoa do Peri. PPG Ecologia UFSC, 2009. 1ed.Florianópolis: UFSC, 2010, v. 1, p. 20-29.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
FONTES, M. L. S.. Sinais de poluição na Lagoa da Conceição. A Notícia, Florianópolis - SC, 10 out. 2003.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FONTES, M. L. S.; Renata Cavellucci ; Ariane Laurenti ; Eunice C. Machado ; Maurício Camargo ; Nilva Brandini . Detection of Environmental Impact on Variations in Dissolved Nutrients and Chl-a in the Conceição Lagoon, Florianópolis, SC, Brazil. In: International Coastal Symposium 2004, 2004, Itapema. ICS 2004, 2004.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BERRI, A. ; RITTER, F. ; MELISSA, C ; Freire A S ; Fonseca, A L ; Antonio R V ; FONTES, M. L. S. . Influence of water masses on the distribution of bacterioplankton in the Continental Shelf of Santa Catarina, Southwestern Atlantic. In: International Symposium on Materials Transfer at the Continent-Ocean Interface, 2011, Fortaleza. International Symposium on Materials Transfer at the Continent-Ocean Interface, 2011.

2.
Fonseca, A L ; FONTES, M. L. S. ; DREYER, J. ; SILVA, A. P. ; SANTOS, A. ; ZONTA, A. L. ; VIRISSIMO, L. ; BERRI, A. ; PIRES, P. ; Antonio R V . Disruption of anoxic event during the winter and changes in the characterization of the water column of Conceição Lagoon (Southern Brazil).. In: International Symposium on Materials Transfer at the Continent-Ocean Interface., 2011, Fortaleza. International Symposium on Materials Transfer at the Continent-Ocean Interface., 2011.

3.
PEREZ, B ; AGUAYO, P. ; ALDUNATE, M. ; BRESCIANO, J. ; LEVIPAN, H. ; MANDAKOVI, D. ; MARCOS, M. ; FONTES, M. L. S. ; ALLEN, E. ; IGLESIA, R. ; MOLINA, V. ; TREFAULT, N. ; UGALDE, J. ; ULLOA, O. ; VAULOT, D. ; HANSELMANN, K. . Presence of functional genes for sulfur metabolism and proteorhodopsin-driven energy conversion in planktonic prokaryotes of Concepción Bay, Chile. In: XIV COLACMAR, 2011, Balneário Camboriú. XIV COLACMAR, 2011.

4.
DREYER, J. ; GONCALVES NETO, A. ; FONTES, M. L. S. ; Franco, D. ; Miranda, J. R. ; Oliveira, J. L. C ; FONSECA, A. . ANÁLISE DOS PARÂMETROS FÍSICOS E QUÍMICOS E SUAS RELAÇÕES NA PLATAFORMA CONTINENTAL DA COSTA DE SANTA CATARINA, BRASIL, EM AGOSTO DE 2009. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010, 2010, Rio Grande. III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010. Itajaí: AOCEANO, 2010. p. 1060-1062.

5.
FONSECA, A. ; DREYER, J. ; GONCALVES NETO, A. ; Bedin M. ; Malandin, D. ; FONTES, M. L. S. . CARACTERÍSTICA FÍSICA, QUÍMICA E BIOLÓGICA AO LONGO DA COLUNA D?ÁGUA SOB INFLUÊNCIA DE EVENTO ANÓXICO NA LAGOA DA CONCEIÇÃO (SC, BRASIL). In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010, 2010, Rio Grande. III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010. Itajaí: AOCEANO, 2010. p. 1015-1017.

6.
GONCALVES NETO, A. ; DREYER, J. ; Oliveira, J. L. C ; Bercovich, M. ; FONTES, M. L. S. ; Franco, D. ; Miranda, J. R. ; Fonseca, A L . VARIAÇÃO ESPACIAL DAS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS NA ÁGUA SUPERFICIAL DA PLATAFORMA CONTINENTAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA, BRASIL, OUTUBRO DE 2009. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010, 2010, Rio Grande. III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010. Itajaí: AOCEANO, 2010. p. 3668-3670.

7.
FONTES, M. L. S.; Silva R. A. M. ; GONCALVES NETO, A. ; DREYER, J. ; Bedin M. ; SACCOL, A. ; ABREU, P. ; Fonseca, A L . OXIGÊNIO DISSOLVIDO E A DISTRIBUIÇÃO VERTICAL DE PROTISTAS NA LAGOA DA CONCEIÇÃO. In: III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010, 2010, Rio Grande. III Congresso Brasileiro de Oceanografia ? CBO?2010. Itajaí: AOCEANO, 2010. p. 3523-3525.

8.
FONTES, M. L. S.; Renata Cavellucci ; Rafael F. Arantes ; Eunice C. Machado ; Maurício Camargo . Conceição Lagoon - A Brief Description of its pelagic system. In: 4th International Symposium Environmental Geochemistry in Tropical Countries, 2004, Búzios - RJ. 4th International Symposium Environmental Geochemistry in Tropical Countries - Book of Abstracts, 2004. p. 100-101.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
T J ; Fontes, M L ; J S . The Sydney Harbour microbiome: bacterioplankton dynamics and function in an urbanized marine system. In: 14th Annual Meeting: The Australian Society for Microbiology, 2014, Melbourne. Australian Society for Microbiology: Annual Scientific Meeting 2014, 2014.

2.
TONETTA, D. ; FONTES, M. L. S. ; PETRUCIO M M . Variação diária e sazonal da produção primária e respiração em uma lagoa costeira subtropical. In: II Seminário sobre Estudos Limnológicos em Clima Subtropical, 2011, Erechim. II Seminário sobre Estudos Limnológicos em Clima Subtropical, 2011.

3.
Talgatti, D. ; Silva R L ; FONTES, M. L. S. ; Fernandes, H. ; ODEBRECHT, C. . OCORRÊNCIA DE Pseudo-nitzschia PERAGALO NA ILHA DE SANTA CATARINA, SC, BRASIL. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Parati. XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

4.
FONSECA, A. ; NETO, A. H. M. G. ; Silva R. A. M. ; PETRUCIO M M ; Silva R L ; MADUREIRA, L. A. ; HORTA, P. A. ; PAGLIOSA, P. R. ; FONTES, M. L. S. . Zona anóxica e suas implicações no ecossistema da Lagoa da Conceição, SC, Brasil.. In: XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009, Gramado, RS. XII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2009.

5.
FONTES, M. L. S.; FONSECA, A. ; SCHU, A. . Temporal trends in the stratified water column of conceição lagoon, SC, Brazil. In: Oxygen minimum systems in the ocean: distribution, diversity and dynamics, 2006, Concepción. Gayana. Concepcion: Universidade de Concepción, 2006. v. 70. p. 111-111.

6.
FONTES, M. L. S.; Ariane Laurenti . Hypoxic processes in the Central Area of Conceição lagoon, SC, Brazil. In: Oxygen minium systems in the Oceans, 2006, Concepcion. Gayana. Concepción: Universida de Concepcion, 2006. v. 70. p. 110-110.

7.
FONTES, M. L. S.; Rafael F. Arantes ; Renata Cavellucci . UTILIZAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE NUTRIENTES E DE CLOROFILA-A NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DA LAGOA DA CONCEIÇÃO, FLORIANÓPOLIS-SC. In: Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004, São Paulo. Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004.

8.
FONTES, M. L. S.; Ariane Laurenti ; Renata Cavellucci . SPATIAL VARIATIONS OF DISSOLVED NUTRIENTS AND CHL-A (SUMMER 2003) IN THE CONCEIÇÃO LAGOON, FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRAZIL. In: II Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental, 2003, Itajaí. II Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental, 2003.

9.
FONTES, M. L. S.; Renata Cavellucci . Variação Espacial de nutrientes e clorofila-a na Lagoa da Conceição - Florianópolis, SC. In: XI Encontro de Química da Região Sul, 2003, Pelotas. XI Encontro de Química da Região Sul, 2003.

10.
Biaggi, C. ; Cunico, C. ; Klisiowicz, D. ; PEREZ, E. ; MENDES, J. ; FONTES, M. L. S. . Enteroparasitoses na Creche Municipal Cajuru (Curitiba-PR) - prevalência, mecanismo de transmissão e profilaxia. In: XI Congresso Científico do Hospital de Clínicas e setor de Ciências da Saúde da UFPR, 1999, Curitiba. XI Congresso Científico do Hospital de Clínicas e setor de Ciências da Saúde da UFPR, 1999.

Artigos aceitos para publicação
1.
de Barros G ; Fonseca, A L ; Cabral, A ; FONTES, M. L. S. ; Varela A ; Franco, D. . NUTRIENT DISTRIBUTION IN A SHALLOW SUBTROPICAL LAGOON, SOUTH BRAZIL, SUBJECTED TO SEASONAL HYPOXIC AND ANOXIC EVENTS. Brazilian Journal of Oceanography (Impresso), 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
FONTES, M. L. S.; DALPAZ, L. ; Antonio R V ; PETRUCIO M M . Bacterial community regulates carbon variability in a subtropical coastal lake. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
FONTES, M. L. S.. Oceanografia Microbiana no Atlântico SW. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
FONTES, M. L. S.; Fonseca, A L ; ODEBRECHT, C. ; ABREU, P. . ?Dead?zones in coastal lagoon? is it really bad? The role of anoxygenic primary producers in a vigorous microbial food web. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
TONETTA, D. ; FONTES, M. L. S. ; PETRUCIO M M . Variação diária e sazonal da produção primária e respiração em uma lagoa costeira subtropical. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
FONTES, M. L. S.. Ecologia Microbiana do Oceano. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
FONTES, MARIA LUIZA S.. Oceanografia Microbiana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
FONTES, M. L. S.; ABREU, P. . Primary production and the microbial food web in the suboxic waters of a subtropical coastal lagoon. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
FONTES, M. L. S.; Silva R. A. M. ; GONCALVES NETO, A. ; DREYER, J. ; Bedin M. ; SACCOL, A. ; ODEBRECHT, C. ; ABREU, P. ; Fonseca, A L . OXIGÊNIO DISSOLVIDO E A DISTRIBUIÇÃO VERTICAL DE PROTISTAS NA LAGOA DA CONCEIÇÃO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
FONTES, M. L. S.; FONSECA, A. . Temporal trends in the stratified water column of Conceição Lagoon, SC, Brazil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
FONTES, M. L. S.; Ariane Laurenti . hypoxic processes in the Central area of Conceição Lagoon, SC, Brazil. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PETRUCIO M M; FONTES, M. L. S.; Motta-Marques, D.; Silva R L; Huszar, V.. Participação em banca de Denise Tonetta. Produção primária e respiração pelágica de uma lagoa costeira no sul do Brasil: variação vertical e temporal e sua relação com a comunidade fitoplanctônica. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
Antonio R V; FONTES, M. L. S.; AMANTE, E. R.; NETTO, W. S.. Participação em banca de RAQUEL APARECIDA LOSS. AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO POR CONSÓRCIO FOTOTRÓFICO. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
Antonio R V; Fonseca, A L; FONTES, M. L. S.. Participação em banca de Aline Viancelli. Caracterização e análise filogenética de ANAMMOX: uma bactéria chave no ciclo do nitrogênio. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
LINDNER, A.; FONTES, MARIA; BRANDINI F; TAVARES, M. D. S.; SOUZA, I. L.. Participação em banca de Manoela Costa Brandão. Biodiversidade e distribuição de larvas de invertebrados da plataforma Sudeste-Sul do Brasil (21?34 ºS), com ênfase em larvas de Decapoda. 2015. Tese (Doutorado em Pós-graduação em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Madureira, L A S; FONTES, M. L. S.; Fernandes, M. Participação em banca de Patrícia Puhl.Desenvolvimento de metodologia para determinação de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos e avaliuação de sua degradação em águas costeiras. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
FLOETER, S.; FONTES, M. L. S.; MELISSA, C; HORTA, P. A.. Membro da Comissão de Seleção de Doutorado em Ecologia. 2011. Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
LOPES, B. C.; Nuner, A. P. O.; LOPES, P. C. S.; SACCOL, A.; MELISSA, C; FONTES, M. L. S.. Seleção de Mestrado em Ecologia. 2010. Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
Antonio R V; HANAZAKI, N.; CASTELLANI, T.; SACCOL, A.; FONTES, M. L. S.. Seleção de Mestrado em Ecologia. 2009. Universidade Federal de Santa Catarina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
The Australian Society for Microbiology. The Sydney Harbour microbiome: bacterioplankton dynamics and function in an urbanized marine system. 2014. (Congresso).

2.
CERF 2012 - The Changing Coastal & Estuarine Environment: A Comparative Approach. "Dead" zones in coastal lagoon - is it really bad? The role of anoxygenic primary producers in a vigorous microbial food web. 2012. (Congresso).

3.
Limnologia 2012 - XVI Congresso da Sociedade Ibérica de Limnologia. Bacterial community regulates carbon variability in a subtropical coastal lake. 2012. (Congresso).

4.
XXIV Semana Nacional de Oceanografia. Oceanografia Microbiana no Atlântico SW. 2012. (Congresso).

5.
GLEON 13.Microbial Ecology Working Group. 2011. (Oficina).

6.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. OXIGÊNIO DISSOLVIDO E A DISTRIBUIÇÃO VERTICAL DE PROTISTAS NA LAGOA DA CONCEIÇÃO. 2010. (Congresso).

7.
GLEON 10.Primary production and the microbial food web in the suboxic waters of a subtropical coastal lagoon. 2010. (Encontro).

8.
GLEON 11.Produção Primária na Lagoa da Conceição. 2010. (Encontro).

9.
XII Congresso Latino Americano de Ciências do Mar COLACMAR. 2007. (Congresso).

10.
Oxygen Minimum Systems in the Ocean: Distribution, Diversity, and Dynamics.Hypoxic processes in Conceição lagoon, SC, Brazil. 2006. (Outra).

11.
Oxygen Minimum Systems in the Ocean: Distribution, Diversity, and Dynamics.Temporal trends in the stratified water column of Conceição Lagoon, SC, Brazil. 2006. (Outra).

12.
Congresso Brasileiro de Oceanografia. Dinamica de nutrientes e de pigmentos fotossintetizantes nas águas da Lagoa da Conceição, Fpolis, SC. 2004. (Congresso).

13.
ICS 2004.Detection of Environmental Impact on Variations in Dissolved Nutrients and Chl-a in the Conceição Lagoon, Florianópolis, SC, Brazil. 2004. (Simpósio).

14.
Simpósio Brasileireo de Oceanografia.UTILIZAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE NUTRIENTES E DE CLOROFILA-A NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DA LAGOA DA CONCEIÇÃO, FLORIANÓPOLIS-SC. 2004. (Simpósio).

15.
VIII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia. Can a summer holiday affect water quality of the Conceição lçagoon - SC?. 2004. (Congresso).

16.
Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2003. (Congresso).

17.
Simpósio Brasileiro de Engenharia Ambiental.SPATIAL VARIATIONS OF DISSOLVED NUTRIENTS AND CHL-A (SUMMER 2003) IN THE CONCEIÇÃO LAGOON, FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRAZIL. 2003. (Simpósio).

18.
XI Encontro de Química da Região Sul - SBQSUL.Variação Espacial de nutrientes e clorofila-a na Lagoa da Conceição - Florianópolis, SC. 2003. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Alexandre V Berri. DISTRIBUIÇÃO DAS COMUNIDADES PICOPLANCTÔNICAS NA PLATAFORMA SUL/SUDESTE DO BRASIL.. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Luan Aires. Identificação de cianobactérias com potencial produção de biohidrogênio em colunas de Winogradsky. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Coorientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Fernando de Freitas. Bacterioplankton Diversity in Global Subtropical Coastal Systems. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Catarina. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Mônica Hessel Silveira. VARIAÇÕES NO PADRÃO DE DOMINÂNCIA DE CIANOBACTÉRIAS NA ESTRUTURA DA COMUNIDADE FITOPLANCTÔNICA DA LAGOA DO PERI, SC: UM ENFOQUE ECOLÓGICO. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Santa Catarina, . Coorientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Alexandre Berii. Distribuição Espacial do Picoplâncton e sua Relação com Processos Oceanográficos na Plataforma Continental e Talude Superior Sul/Sudeste do Brasil.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

2.
Fernando Ritter. PADRÃO LATITUDINAL NA DIVERSIDADE, BIOMASSA E ABUNDÂNCIA BACTERIANA ASSOCIADA AO TURF ALGAL EM AMBIENTES RECIFAIS NA COSTA DO BRASIL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

Iniciação científica
1.
Lisiane Eble Heinzen de Liz. Distribuição de picofitoplâncton na Plataforma Continental do Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

2.
Vinicius Werneck Salazar. DETERMINAÇÃO DE DIVERSIDADE FILOGENÉTICA EM ZONAS MORTAS COM ÊNFASE NA IDENTIFICAÇÃO DE BACTÉRIAS PRODUTORAS DE HIDROGÊNIO. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

3.
João Pedro Steil. Distribuição do picoplâncton na Elevação de Rio Grade. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

4.
Luã Viríssimo de Souza. Zonas Mortas e suas implicações na Lagoa da Conceição. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em engenharia de aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

5.
Larissa Dalpaz. Metabolismo da Lagoa do Peri. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em engenharia sanitária e ambiental) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

6.
Paula Pires. Biodiversidade das lagoas Costeiras do estado de Santa Catarina: Avaliação atual, aplicação ao gerenciamento costeiro e ao monitoramento frente à mudança ambiental global. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em engenharia de aquicultura) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.

7.
Larissa Felicidade. Dinâmica das frentes da plataforma e talude superior no sul e sudeste do brasil e sua influência nos fluxos de carbono entre oceano e atmosfera ? CO2 SSE.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em oceanografia) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Maria Luiza Schmitz Fontes.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
FONTES, MARIA LUIZA S.. Oceanografia Microbiana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


1. Participei como voluntária na avaliação dos resumos na área de oceanografia biológica para a mostra de produção universitária - pós graduação da FURG em 2008.
 
2. Aprovação em primeiro lugar na selecao para cargo de professor substituto (20 horas) nas disciplinas "Poluição Marinha" e "Oceanografia" da UFSC em julho de 2011
 
3a. Aprovação em terceiro lugar no concurso para cargo de professor adjunto 1 na disciplina "Poluição Marinha e Biogeoquímica" da UERJ em dezembro de 2011; 

3b. Aprovação em segundo lugar no concurso publico da UFSC para cargo de professor auxiliar na area de Oceanografia Quimica (DDP/008/2013) em junho de 2013.

4. Participação em expedição científica oceanográfica a bordo do navio hidroceanográfico da Marinha do Brasil (H-38) em dezembro de 2010.

5. É membro desde 2010 do GLEON (Glogal Lake Ecological Observatory Network) - grupo internacional que discute ecologia em lagos no mundo. Atuo na área de Metabolismo de Lagos.

6. Artigo submetido para Fontiers in Microbiology - section Aquatic Microbiology: "Anthropogenic impacts on the microbial ecology and function of aquatic environments?, hosted by Maurizio Labbate, Justin Seymour, Mark Brown, Federico Lauro.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 11:14:55