Jean Ricardo Simões Vitule

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4192365084441476
  • Última atualização do currículo em 17/11/2018


Possuo doutorado (2008) e pós-doutorado (2009) em Zoologia (PPGZOO) pela Universidade Federal do Paraná. Gosto de Ecologia, Evolução e Conservação, especialmente de ecologia de bioinvasões. Atualmente sou Professor Associado no departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal do Paraná e credenciado como permante nos programas PPGECO e PPGEA da UFPR. Sou consultor de agências como CAPES, CNPq, The National Geographyc Foundation, The National Research Foundation (NRF) - South Africa e de diversos periódicos científicos (e.g. Diversity and Distributions, Conservation Biology, Biological invasions, Fish and Fisheries e Hydrobiologia). Pesquisador residente da Rockefeller Foundation (Bellagio, Itália, 2014). Tenho experiência nas áreas de Ecologia, Conservação e Zoologia, com ênfase em: ictiofauna, espécies introduzidas, neobiota, invasões biológicas, fusão invasora, homogeneização biótica, ecologia trófica, Floresta atlântica, Rio Iguaçu e Ambientes aquáticos continentais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Jean Ricardo Simões Vitule
Nome em citações bibliográficas
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Paraná, Departamento de Engenharia Ambiental.
Centro Politécnico, Laboratório de Ecologia e Conservação - LEC
Jardim das Américas
81531-970 - Curitiba, PR - Brasil
Telefone: (41) 33613012
Ramal: 3012
Fax: (41) 02662042
URL da Homepage: http://www.prppg.ufpr.br:8080/ecologia/corpo_docente


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2008
Doutorado em Zoologia.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: DISTRIBUIÇÃO, ABUNDÂNCIA E ESTRUTURA POPULACIONAL DE PEIXES INTRODUZIDOS NO RIO GUARAGUAÇU, PARANAGUÁ, PARANÁ, BRASIL, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: José Marcelo Rocha Aranha.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ictiofauna; Clarias gariepinus; Capturabilidadde; Floresta Atlântica; Espécie exótica.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Outros; Pesca, Aqüicultura e Maricultura.
2002 - 2004
Mestrado em Zoologia.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Alimentação, estrutura populacional e reprodução de Deuterodon langei Travassos, 1957 (Characidae, Tetragonopterinae) na bacia do rio Ribeirão, Paranaguá, Paraná,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: José Marcelo Rocha Aranha.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Alimentação, Reprodução e Estrutura da População; Deuterodon, Alimentação; Floresta Atlântica.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
1997 - 2000
Graduação em Ciências biologicas.
Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.
Título: A composição da ictiofauna da bacia hidrográfica do rio Piraquara, alto rio Iguaçu, região metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil.
Orientador: Vinícius Abilhoa.


Pós-doutorado


2009 - 2010
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Formação Complementar


2007 - 2007
Extensão universitária em I Cuso Internacional de Planejamento Amostral e An. (Carga horária: 45h).
Fundação da UFPR para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Cultura, FUNPAR, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Inglês IV. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Inglês IV. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Inglês III. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Inglês I. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Inglês II. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Ictiologia Conceitos e Métodos. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2001 - 2001
Mergulho Autônomo. (Carga horária: 40h).
Aquanauta Curitiba, NAUI, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Dinâmica de Comunidade de Insetos Aquáticos. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Filogenias Como um Cenário Evolutivo. (Carga horária: 20h).
Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Rondônia, UNIR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Museu de História Natural Capão da Imbuia, MHNCI, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor Credenciado, Enquadramento Funcional: Ministrante Disciplina Ecologia de CAmpo 2009

Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20
Outras informações
Participação em coletas e estudos laboratoriais na área de ecologia de rios com enfoque principal na biologia de peixes.

Atividades

08/2000 - 02/2002
Estágios , Departamento de Zoologia, .

Estágio realizado
Coletas e estudos laboratoriais na área de ecologia de rios com enfoque principal na biologia de peixes..

Museu de História Natural Capão de Imbúia, MHNCI, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 15

Atividades

2/1999 - 11/2000
Estágios , Laboratório de Ictiologia, .

Estágio realizado
Sistemática e ecologia de peixes do alto Rio Iguaçu (Ictiologia).

Secretaria Estadual da Educação de Curitiba, SEEC, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Profesor clt, Carga horária: 12
Outras informações
Biologia

Atividades

12/1998 - 6/1999
Ensino,

Disciplinas ministradas
Biologia

Instituto Ambiental do Paraná, IAP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: MEMBRO DO CONFAUNA - CONVIDADO, Enquadramento Funcional: PESQUISADOR CONVIDADO



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
AVALIAÇÃO DE HIPÓTESES FUNDAMENTAIS SOBRE INVASÕES BIOLÓGICAS UTILIZANDO ORGANISMOS AQUÁTICOS SUBTROPICAIS
Descrição: PROJETO PQ GUARDA CHUVA TOTAL A introdução, acidental ou deliberada, de espécies não nativas por diferentes vetores é atualmente uma das principais mudanças globais, resultando em problemas locais e globais. Alguns dos seus principais impactos ecológicos estão relacionados à: modificação de ecossistemas, competição, predação, herbivoria, patógenos/parasitas e hibridização, que ocorrem durante as diferentes fases do processo de invasão biológica. Além dos impactos ecológicos, há o impacto econômico que pode chegar a 1.5 trilhões de dólares no mundo (5% da economia mundial). Comumente os estudos sobre invasões biológicas em ecossistemas tropicais e subtropicais do hemisfério sul, focam apenas no registro destas no ambiente ou nos impactos ecológicos mais óbvios dessas sobre espécies nativas. A diminuição dos estoques naturais de peixes tem gerado um acentuado incremento na aquicultura, por esta ser uma fonte alternativa de proteína e de renda. Em contrapartida, a aquicultura é a principal responsável pela introdução de espécies não nativas em ecossistemas aquáticos naturais. Os peixes introduzidos em águas continentais apresentam um grande histórico de casos catastróficos, com problemas ambientais, sócio-econômicos, homogeneização global, etc. O Brasil é uma das regiões mais ricas do planeta em relação a espécies de peixes nativos, entretanto, o país mantém toda sua base de produção em aquicultura e parte da pesca esportiva de águas interiores fundamentadas em espécies não nativas. Uma das mais preocupantes características de espécies não nativas que se tornam invasoras é seu potencial de dispersão e colonização de novas áreas e simbiose com humanos ou outras espécies não-nativas, características que incrementam muito sua ?invisibilidade? perante a sociedade e ampliam ainda mais seu potencial invasor. No caso das espécies introduzidas de águas continentais, os estuários também podem funcionar como pontes para novas invasões em sistemas interligados ou próximos. Neste contexto, a comunicação com o ambiente marinho/estuarino, proporciona uma via em potencial para a dispersão e contaminação entre bacias hidrográficas litorâneas adjacentes. A ecologia e monitoramento de espécies nativas e introduzidas e suas interações utilizando traços funcionais também são fundamentais, pois a rápida detecção de padrões e processos basais garante as melhores pesquisas e respostas ao manejo e prevenção em novas regiões. Em vista disso, com o conjunto de projetos específicos descritos abaixo, pretendo desvendar aspectos ecológicos, ecofisiológicos e biogeográficos de forma complementar e integrada. Ressalto que os projetos abaixo descritos são todos frutos de minha idealização intelectual, mas possuem apoio de vários estudantes, parceiros e colegas dedicados e especialistas em bioinvasões, muitos reconhecidos nacionalmente e internacionalmente. Assim, serão testadas diversas hipóteses fundamentais e subhipóteses integrantes do processo de invasão biológica, utilizando organismos aquáticos subtropicais, assim como novos métodos e ideias inovadoras: i) hipótese de que as espécies introduzidas apresentam comparativamente maior plasticidade ecofisiológica em termos de traços funcionais, sendo capazes de suportar maiores variações ambientais (e.g. aumento de salinidade e variação de temperatura) e probabilidade de se espalhar para outras bacias hidrográficas e corpos d?água adjacentes, através da permanência temporária em estuários; ii) hipóteses e sub-hipoteses relacionadas aos impactos negativos de florestas não nativas comerciais sobre a biota aquática e sua quantificação em diferentes aspectos ecológicos; iii) hipótese de homogeneização biótica em ecossistemas aquáticos tropicais usando reservatórios e bacias hidrográficas como modelos amostrais; iv) buscar crias novos métodos e detectar padrões gerais relacionados ao fenômeno de homogeneização biótica.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Raul Rennó Braga - Integrante / FREHSE, FABRÍCIO DE ANDRADE - Integrante / BEZERRA, LUIS A. V. - Integrante / DAGA, VANESSA S. - Integrante / RIBEIRO, VANESSA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 14 / Número de orientações: 8
2015 - Atual
HOMOGENEIZAÇÃO BIÓTICA: EM BUSCA DE PADRÕES E PROCESSOS: REVISÃO SISTEMATIZADA, HIERARQUIZAÇÃO DE HIPÓTESES E METANÁLISE
Descrição: A homogeneização biótica tem sido apontada como um fenômeno magno da crise na biodiversidade atual. Dessa forma, tal fenômeno passou a fazer parte de investigações relacionadas à biogeografia e conservação. Embora, nas últimas décadas, seja crescente o número de estudos identificando o problema, padrões, processos e escalas afetadas pela homogeneização biótica, assim como potenciais lacunas ou vieses ainda são pouco conhecidos e precisam ser elucidados. Assim, uma revisão e análise global podem auxiliar na identificação de padrões e processos da homogeneização biótica, bem como preencher lacunas de conhecimento e direcionar pesquisas. Em vista de sanar esse déficit, esse projeto se propõe a sintetizar o estado da arte a respeito da homogeneização biótica em escala regional e global. Através da revisão sistematizada, levantaremos as publicações mais relevantes relativas ao tema. Subsequentemente, utilizaremos a lógica da hierarquização de hipóteses (HoH), subdividindo hipóteses ecológicas gerais em sub-hipóteses mais comparáveis e testáveis. Por fim, cada sub-hipótese terá seus resultados escalonados e analisados por meio de modelos metanalíticos. Com isso esperamos identificar lacunas, padrões e processos relacionados à homogeneização biótica, além de direcionar estudos futuros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / André Andrian Padial - Integrante / Braga, Raul Rennó - Integrante / Letícia Pavani Pozenato - Integrante / Vanessa Maria Ribeiro - Integrante / DAGA, VANESSA SALETE - Integrante.
Número de produções C, T & A: 21 / Número de orientações: 5
2015 - Atual
AVALIAÇÃO DA PESCA ESPORTIVA COMO PRINCIPAL VETOR NO SUCESSO DE INVASÃO DE UMA ESPÉCIE PREDADORA DE TOPO EM RESERVATÓRIOS
Descrição: O estudo das invasões biológicas é um dos temas mais atuais envolvendo a ecologia de forma intersdisciplinar, sendo de suma importância para a aplicabilidade e inserção da ecologia na sociedade. Os peixes são um dos grupos mais problemáticos para o estudo de invasões, e no Brasil, isso se amplifica em função de nossa biodiversidade única e grande pressão por introduções por diferentes vetores relacionados ao crescimento econômico. A pesca esportiva é sabidamente um vetor importante ao redor do mundo em termos de disseminação de peixes predadores não nativos, mas são raros os trabalhos que avaliam o papel deste vetor no sucesso de invasões. Sendo assim, avaliaremos aspectos populacionais de uma espécie de peixe não nativa invasora e predadora de topo Micropterus salmoides em relação a diferentes pressões de pesca e de propágulos para diferentes reservatórios da região sul do Brasil. Serão aplicadas técnicas de marcação e recaptura de indivíduos para estimar tamanho, densidade e estrutura populacional para comparação entre reservatórios com diferentes pressões de propágulos. Análises genéticas serão realizadas para avaliar a variabilidade genética entre populações dos diferentes reservatórios e a influência da pressão de propágulos no sucesso de invasões. Esta proposta trará contribuições para o entendimento de questões teóricas e práticas relacionadas à ecologia de invasões além de fornecer informações cruciais para tomadores de decisão. Nossos resultados irão contribuir para solução de problemas ecológicos gerais e específicos de grande relevância ecológica, econômica e social da sociedade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Vinícius Abilhoa - Integrante / Marcio R. Pie - Integrante / André Andrian Padial - Integrante / Vanessa Maria Ribeiro - Integrante / DAGA, VANESSA SALETE - Integrante / Fabrício de Andrade Frehse - Integrante / Bruno Kazuo Nakagawa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 16 / Número de orientações: 5
2013 - Atual
PELD-LAGAMAR - SUBPROJETO PEIXES INVASORES O MONITORAMENTO DE ICTIOFAUNA: Modificações climáticas e ocupação humana no LAGAMAR: avaliação dos efeitos na estrutura das assembleias e em processos ecossistêmicos em gradientes espaçotemporais
Descrição: Descrição GERAL: No presente projeto propomos avaliar, na Mata Atlântica da região do Lagamar: i) as fontes de variação espacial e temporal das comunidades terrestres e aquáticas; ii) a concordância espaço-temporal das comunidades naturais; iii) a produção de biomassa ao longo dos gradientes ambientais; iv) variação espaço-temporal na interação planta-beija-flor; v) a resposta das comunidades aquáticas frente à eventos climáticos extremos e invasão de espécies não nativas; vi) a área de distribuição atual e em cenários de mudanças climáticas das espécie; vii) a efetividade de proteção da biodiversidade das unidades de conservação já existentes. O SUBPROJETO IRÁ FOCAR NOS PEIXES COMO INDICADORES EM ESPECIAL ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS. NO GERAL: Somos uma equipe composta por nove pesquisadores com diferentes expertises e ampla experiência em estudos na Mata Atlântica paranaense que pretende convergir esforços para estudos em longo prazo e focados numa área importante para a conservação da biodiversidade. Os estudos incluirão: i) compilação de metadados; ii) inventariamento de flora e fauna (anfíbios e mamíferos); iii) estudos de interação beija-flor-planta; iv) estudos de acúmulo e decomposição de serapilheira; vi) inventariamento de macrófitas e peixes; vii) análises de concordância multitaxa e viii) modelagem climática...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
PPBio Mata Atlântica: Biodiversidade do LAGAMAR: avaliação dos efeitos antrópicos sobre a estrutura das assembleias e os processos ecossistêmicos
Descrição: PPBio Mata Atlântica: Biodiversidade do LAGAMAR: avaliação dos efeitos antrópicos sobre a estrutura das assembleias e os processos ecossistêmicosDescrição: Dada a importância da região do Lagamar em termos de biodiversidade da Mata Atlântica, a presente proposta se integra a rede PPBio Mata Atlântica, buscando avaliar os principais processos e padrões geradores, mantenedores e impactantes da Biodiversidade da Mata Atlântica. Nossos estudos focam as comunidades de floresta e riacho, sujeitas a perturbações naturais (trombas dágua) e antrópicas (desmatamento, invasão biológica), numa perspectiva de mudanças climáticas. Projeto de Rede: Mata Atlântica: ações para integrar pesquisas e instituições Coordenação: Helena de Godoy Bergallo.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Avaliação sobre a informação e conhecimento do consumidor sobre os ecossistemas e espécies chave ou ameaçadas e o efeito de suas decisões: comprando gato por lebre = espécies ameaçadas de tubarões por cação
Descrição: A falta de identificação, monitoramento efetivo, e transferência de informações para sociedade sobre o pescado e frutos do mar em geral, em especial de tubarões, têm afetado diretamente às tentativas de conservação das espécies, gestão das pescarias comerciais, manutenção de serviços ecossistêmicos e preservação ambiental costeira. Em especial a falta de acurácia biológica ou ecológica mínima, na passagem da informação aos mercados e consumidores, tem afetado diretamente o público consumidor espécies ecologicamente ameaçadas e/ou chave em ecossistemas. Em muitos casos o consumidor, tende a consumir carne de tubarão pensando ser outro tipo de pescado ou não tendo a mínima noção do que está consumindo e de suas consequências ambientais. Tubarões e algumas espécies de raias são rotineiramente rotulados como ?cação? e são vendidos sem nenhuma identificação e informação apropriada em termos de conservação ambiental ou mesmo indo contra o código de defesa do consumidor. Esse fato implica em diversas questões, principalmente nas decisões sobre a compra de um tipo de carne. Portanto, os planos de conservação de espécies e funções ecossistêmicas necessitam urgentemente de medidas simples e realmente efetivas em todo mundo. As carnes com uma rotulagem apropriada, educação ambiental e avisos sobre as ameaças aos tubarões, são capazes de informar aos consumidores decisões sobre o consumo e a confiabilidade na compra da carne. Dessa forma, o presente projeto visa levantar dados provenientes de entrevistas, organizando informações a respeito da comercialização de carnes de pescado vendidas como ?cação?. Além disso, o projeto realizará trabalhos de educação ambiental, mostrando as ameaças que os tubarões e raias vêm sofrendo nos últimos tempos e os reais impactos dos declínios populacionais sobre a sociedade e ecossistema. Nosso projeto visa gerar valiosas informações de gestão ambiental e social, locais e globais, que são fundamentais para responder questões como: Qual o reconhecimento ou consciência ambiental do consumidor em relação a compra de frutos do mar, em especial tubarões e raias? Quais os efeitos da falta de acurácia mínima na informação ao consumidor sobre os ecossistemas e espécies chave ou ameaçadas? Quais são as informações mais úteis para esclarecer e ser honesto com os consumidores que desejam tomar decisões sobre os impactos ambientais e sociais relacionados ás opções e escolhas no seu consumo de frutos do mar?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Integrante / Raul Rennó Braga - Integrante / Bornatowski, H. - Coordenador / Carolina Kalinowski - Integrante.
2013 - Atual
Subprojeto Peixes como indicadores: PPBio Mata Atlântica: Biodiversidade do LAGAMAR
Descrição: PPBio Mata Atlântica subprojeto PEIXES: Biodiversidade do LAGAMAR: avaliação dos efeitos antrópicos sobre a estrutura das assembleias de peixes de rios e riachos e os processos ecossistêmicos aquático e terrestre Descrição: Dada a importância da região do Lagamar em termos de biodiversidade da Mata Atlântica, a presente proposta se integra a rede PPBio Mata Atlântica, buscando avaliar os principais processos e padrões geradores, mantenedores e impactantes da Biodiversidade da Mata Atlântica. Nossos estudos focam as comunidades de floresta e riacho, sujeitas a perturbações naturais (trombas dágua) e antrópicas (desmatamento, invasão biológica), numa perspectiva de mudanças climáticas. Coordenação: Jean R S Vitule.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Vinícius Abilhoa - Integrante / Raul Rennó Braga - Integrante / MARCOS O. VALDUGA - Integrante / André Andrian Padial - Integrante / Vanessa Maria Ribeiro - Integrante.
2013 - Atual
IMPACTOS DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: REVISÃO SISTEMÁTICA E PADRÕES GLOBAIS
Descrição: Os seres humanos vêm modificando a distribuição das espécies no planeta em taxas crescentes. A introdução, acidental ou deliberada, de espécies não nativas por diferentes vetores é atualmente uma das principais mudanças globais, resultando em uma série de problemas locais e globais. Embora nem todas as introduções de espécies não nativas possuam efeitos negativos, muitas das espécies não nativas podem apresentar efeitos indesejáveis sobre a biodiversidade, desde o nível genético até o de paisagens. Além dos problemas ecológicos de curto prazo, introduções de espécies não nativas podem se tornar invasões biológicas e ocasionar mudanças que só serão percebidas em longo prazo e larga escala espacial (ex.: homogeneização biótica). Frente ao crescente desafio de criar estratégias que salvem a fauna e flora em constante decréscimo, biólogos conservacionistas e ecologistas continuam a buscar métodos que possam distinguir locais para propósitos de conservação. Áreas protegidas ou unidades de conservação permanecem como sustentação fundamental na construção nacional e internacional de estratégias de conservação, apoiadas por governos e instituições internacionais. Essas, muitas vezes são o centro de esforços para proteger as espécies ameaçadas no mundo e estão sendo crescentemente reconhecidas como provedoras essenciais de serviços ecossistêmicos e recursos biológicos, componentes chave em estratégias de mitigação de mudanças climáticas e outros efeitos de micro e macro escalas ambientais. Os riscos que espécies invasoras podem trazer à locais destinados à conservação é de grande preocupação, devido principalmente, ao papel fundamental que esses locais possuem na preservação dos ecossistemas. Em vista da importância das unidades de conservação para a manutenção da biodiversidade e serviços ecossistêmicos essenciais ao bem estar humano e em função da magnitude da taxa de novas introduções de espécies não nativas e invasões biológicas e da crescente produção científica interdisciplinar global, objetivaremos realizar uma revisão sistematizada usando métodos cientométricos para verificar os impactos de espécies exóticas sobre unidades de conservação, visando detectar padrões gerais e potenciais lacunas. III. Objetivos: Este trabalho tem como objetivo geral, realizar uma revisão sistemática a fim de avaliar o que vem sendo estudado e publicado com relação aos impactos de espécies invasoras em unidades de conservação. Este trabalho tem como objetivos específicos: Avaliar qualitativamente e quantitativamente os tipos de artigos encontrados e suas características gerais e específicas; Analisar estatisticamente estudos em unidades de conservação, quais os tipos destas mais estudados e quais os grupos taxonômicos mais estudados e quais os principais impactos; Identificar as lacunas em estudos relacionadas ao tema e ou locais de estudos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Avaliação das hipóteses de fusão invasora e facilitação entre espécies não nativas de peixes em reservatórios da região neotropical
Descrição: A introdução, acidental ou deliberada, de espécies não nativas por diferentes vetores é atualmente uma das principais mudanças globais, resultando em problemas locais e globais. Alguns dos seus principais impactos ecológicos estão relacionados à: modificação de ecossistemas, competição, predação, herbivoria, patógenos/parasitas e hibridização. Além dos impactos ecológicos, há o impacto econômico que pode chegar a 1.4 trilhões de dólares no mundo (5% da economia mundial). Comumente os estudos de invasões biológicas, focam apenas no registro destas no ambiente ou no impacto delas sobre espécies nativas. Ao revisarem os tipos de interações entre espécies não nativas, Daniel Simberloff e Betsy Von Holle propuseram a hipótese da fusão invasora que remete á interações de facilitação ou sinergia entre espécies não nativas. Essa nova hipótese tem se mostrado uma importante fonte de ideias e questões práticas testáveis e de grande relevância na ecologia moderna uma vez que vai de encontro com teorias bastante difundidas, como a hipótese da resistência biótica e a teoria do equilíbrio de biogeografia de ilhas. O processo de facilitação entre espécies não nativas foi pouquíssimo testado experimentalmente. Ecossistemas aquáticos, quando comparados aos terrestres são extremamente vulneráveis ao estabelecimento de espécies não nativas. Adicionalmente espécies introduzidas de peixes são as principais responsáveis pela ameaça aos ambientes aquáticos de água doce. A introdução do Black bass (Micropterus salmoides), uma espécie norte americana predadora de topo de cadeia e amplamente disseminada ao redor do mundo, pode causar a redução ou extinção de populações locais de peixes. A constatação desta em reservatórios brasileiros é relevante e preocupante, já que é considerada uma das cem piores espécies alienígenas , é a quinta espécie de peixe mais introduzida no mundo além de ser considerada como peste em potencial pelo site FishBase. Sendo assim, o presente projeto tem por objetivo verificar a possível existência de facilitação (direta ou indireta) ou mesmo de fusão invasora entre M. salmoides e outra espécie não nativa impactante (Oreochromis niloticus) e qual o mecanismo envolvido, caso uma delas ocorra de fato. Para isso serão realizados testes em aquários (microcosmo) e em tanques-rede (mesocosmo) manipulando-se a presença e ausência tanto de predadores (não nativo e nativo) quanto de presas (não nativo e nativo). Para corroborar os resultados experimentais será realizada análise de dieta de M. salmoides capturados em locais de coocorrência com as mesmas espécies testadas nos experimentos...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Universal 14/2012 - Faixa B - AVALIAÇÃO DAS HIPÓTESES DE FUSÃO INVASORA E FACILITAÇÃO ENTRE ESPÉCIES NÃO NATIVAS DE PEIXES EM RESERVATÓRIOS DA REGIÃO NEOTROPICAL

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Vinícius Abilhoa em 14/05/2013.
Descrição: A introdução, acidental ou deliberada, de espécies não nativas por diferentes vetores é atualmente uma das principais mudanças globais, resultando em problemas locais e globais. Alguns dos seus principais impactos ecológicos estão relacionados à: modificação de ecossistemas, competição, predação, herbivoria, patógenos/parasitas e hibridização. Além dos impactos ecológicos, há o impacto econômico que pode chegar a 1.4 trilhões de dólares no mundo (5% da economia mundial). Comumente os estudos de invasões biológicas, focam apenas no registro destas no ambiente ou no impacto delas sobre espécies nativas. Ao revisarem os tipos de interações entre espécies não nativas, Daniel Simberloff e Betsy Von Holle propuseram a hipótese da ?fusão invasora? que remete á interações de facilitação ou sinergia entre espécies não nativas. Essa nova hipótese tem se mostrado uma importante fonte de ideias e questões práticas testáveis e de grande relevância na ecologia moderna uma vez que vai de encontro com teorias bastante difundidas, como a hipótese da resistência biótica e a teoria do equilíbrio de biogeografia de ilhas. O processo de facilitação entre espécies não nativas foi pouquíssimo testado experimentalmente. Ecossistemas aquáticos, quando comparados aos terrestres são extremamente vulneráveis ao estabelecimento de espécies não nativas. Adicionalmente espécies introduzidas de peixes são as principais responsáveis pela ameaça aos ambientes aquáticos de água doce. A introdução do Black bass (Micropterus salmoides), uma espécie norte americana predadora de topo de cadeia e amplamente disseminada ao redor do mundo, pode causar a redução ou extinção de populações locais de peixes. A constatação desta em reservatórios brasileiros é relevante e preocupante, já que é considerada uma das cem piores ?espécies alienígenas?, é a quinta espécie de peixe mais introduzida no mundo além de ser considerada como ?peste? em potencial pelo site FishBase. Sendo assim, o presente projeto tem por obje.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
QUANTIFICANDO A HOMOGENEIZAÇÃO TAXONÔMICA DA ICTIOFAUNA DO RIO PARANÁ APÓS ELIMINAÇÃO DE BARREIRA NATURAL DE SETE QUEDAS PELO RESERVATÓRIO DE ITAIPU
Descrição: Quantificar o grau de homogeneização taxônomica da fauna ictiológica entre as ecorregiões do Alto e Baixo rio Paraná após a inundação das Sete quedas, que atuava como barreira natural, pela Hidroelétrica de Itaipú.Busca por meio de revisão exaustiva em bancos de dados eletrônicos existentes (e.g. FishBase), dados de museus, artigos científicos, artigos de checklist, consultas à especialistas e todo tipo de informação disponível os dados referentes à composição taxonômica entre as duas províncias ictiológicas (Alto e Baixo rio Paraná) antes e depois da inundação de Sete Quedas. Criar um banco de dados com a composição natural e as quantidades de espécies introduzidas não naturalmente, tanto por Itaipú (desaparecimento de vicariância) quanto por outros tipos de introdução. Montar um banco de dados e planilhar os dados de presença e ausência entre as ecorregiões antes de depois da construção de Itaipu. Comparar as similaridades das faunas (por meio do índice de similaridade de Jaccard) e quantificar segundo metodologia proposta por Rahel (2000; 2002) a homogeneização taxonômica (Olden, 2006) causada pela eliminação da barreira natural (Sete Quedas) e especificar o quanto da homogeneização ocorreu por conta deste evento e o quanto ocorreu por conta da introdução de espécies não nativas introduzidas por outros fatores (e.g. aqüicultura, pesca esportiva, peixamento, introdução deliberada, etc.). Verificar o grau de similaridade taxonômica antes de depois da construção de Itaipu. E antes e depois do total de introduções de espécies não nativas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Vinícius Abilhoa - Integrante / FELIPE SKÓRA-NETO - Integrante / Rafaela Eloisa Ruthes - Integrante.
2010 - 2013
RESPOSTAS ECOLÓGICAS DE COMUNIDADES DE PEIXES AO MANEJO COMERCIAL DE CONÍFERAS NÃO NATIVAS E TESTE DE METODOLOGIAS ALTERNATIVAS EM ESTUDOS DE ECOLOGIA ALIMENTAR
Descrição: As mudanças na cobertura do solo estão entre as principais ameaças à biodiversidade e ao funcionamento dos ecossistemas aquáticos continentais. Estas mudanças podem causar alterações em diversos níveis ecológicos (desde indivíduos até ecossistemas), por exemplo, na estrutura e funcionamento das comunidades envolvidas, grupos filogenéticos ou funcionais, guildas tróficas, fluxo de matéria e energia e ciclos biogeoquímicos. Em virtude da crescente expansão das atividades exploratórias humanas (e.g. relacionadas às taxas de crescimento populacional, uso irracional dos recursos naturais e utilização de espécies não nativas com fins comerciais, em especial o ramo madeireiro => 3,5% do PIB nacional, com grande demanda e potencial de crescimento) são fundamentais estudos para detectar e quantificar de forma precisa e acurada os impactos destas atividades sobre as comunidades nativas e os ecossistemas aquáticos, visando garantir a sustentabilidade e/ou adequação destas atividades. Estudos desta natureza já foram desenvolvidos para atividades como agricultura, urbanização, aqüicultura e pecuária. Nas últimas décadas diversas estratégias, têm sido utilizadas para detectar os impactos destas atividades, principalmente aqueles que envolvem os processos e fatores que regem a estrutura e as funções das assembléias em diferentes comunidades e tipos de ecossistemas. Infelizmente, até o momento, para a região neotropical ainda não foram realizados estudos adequados para quantificar os possíveis impactos provenientes das atividades do manejo de florestas comerciais de coníferas não nativas (amplamente utilizadas como Pinus spp.) sobre a estrutura e função das assembléias de peixes (o grupo de maior dominância e importância ecológica em termos de vertebrados). Em vista disto, este projeto se propõe a analisar a estrutura trófica das assembléias de peixes de riachos (e a disponibilidade de seus recursos alimentares) em diferentes microbacias hidrográficas inseridas em uma área de plant.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Vinícius Abilhoa - Integrante / Raul Rennó Braga - Integrante / FELIPE SKÓRA-NETO - Integrante / MARCOS O. VALDUGA - Integrante.
2009 - 2015
AVALIAÇÃO DO POTENCIAL INVASOR DE PEIXES DULCÍCOLAS E DO PAPEL DOS ESTUÁRIOS COMO PONTES DISPERSORAS NO PROCESSO DE BIOINVASÃO EM CORPOS D?ÁGUA CONTINENTAIS UTILIZANDO FERRAMENTAS FISIOLÓGICAS
Descrição: A introdução de espécies é, no mínimo, a segunda maior ameaça para a diversidade biológica, sendo considerada o principal problema para a conservação de peixes de água doce, notoriamente em países em desenvolvimento e que mantêm sua produção baseada em espécies não-nativas, como é o caso do Brasil. Os peixes introduzidos em águas continentais apresentam um grande histórico de casos catastróficos, com problemas ambientais, sócio-econômicos, homogeneização global, etc. No caso das espécies introduzidas de águas continentais, os estuários podem funcionar como pontes para novas invasões. Neste contexto, a comunicação do rio Guaraguaçu com o ambiente marinho/estuarino, proporciona uma via em potencial para a dispersão e contaminação entre bacias hidrográficas litorâneas adjacentes. Assim, serão testadas as hipóteses de que as espécies introduzidas na bacia hidrográfica do rio Guaraguaçu apresentam grande plasticidade fisiológica, sendo capazes de suportar maiores variações ambientais (em especial aumento de salinidade e variação de temperatura) e probabilidade de se espalhar para outras bacias hidrográficas e corpos d?água adjacentes, através da permanência temporária em estuários. Os dados obtidos certamente irão gerar informações fundamentais sobre os processos de bioinvasão por peixes de água doce, provendo subsídios para a conservação da nossa fauna, e mesmo para propostas de cultivo de espécies nativas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Caracterização ecológica e biogeográfica da ecorregião aquática rio Iguaçu
Descrição: A bacia do rio Iguaçu forma um conjunto isolado da bacia do rio Paraná há milhões de anos e é caracterizada pelo seu elevado grau de endemismo, principalmente dos organismos aquáticos. O elevado endemismo confere a esta bacia alto interesse biogeográfico. A maior parte das informações mais recentes sobre o rio Iguaçu refere-se aos trechos médio e inferior (respectivamente segundo e terceiro planaltos paranaenses), onde se concentram diversos reservatórios formados pelas barragens de grandes usinas hidrelétricas, permanecendo o curso superior pouco estudado. Os dados são, em geral, pontuais e/ou fragmentados, a maioria tendo sido gerada como parte dos estudos previstos em EIA-RIMA de empreendimentos hidrelétricos, principalmente para o Baixo Iguaçu. Desta forma, tais dados carecem de maior abrangência espacial e melhor adequação para as finalidades de conservação. O principal objetivo deste projeto é a integração das informações disponíveis sobre a bacia do rio Iguaçu, no sentido da elaboração de um completo banco de dados que caracterize a ecorregião e permita discernir sub-unidades naturais na forma de grupos e/ou sistemas ecológicos, bem como a situe homogeneamente no contexto das demais. Tais informações poderão ser dispostas na forma de mapas temáticos, bem como utilizadas na elaboração de um diagnóstico ambiental da Ecorregião. As principais ferramentas para se alcançar este objetivo, são as modernas técnicas de SIG - sistemas de informações geográficas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Projeto Interdisciplinar sobre Eutrofização de Águas no Reservatório Rio Verde/Petrobrás, Araucária, Paraná, Brasil.
Descrição: O presente projeto tem por objeto estudar os fatores ambientais e antrópicos associados ao processo de eutrofização e floração de algas, assim como a disponibilidade hídrica do reservatório de águas do Rio Verde/Petrobrás e estabelecer proposição de tecnologias de manejo e gestão da bacia e do lago para minimização de problemas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Projeto Interdisciplinar sobre Eutrofização de Águas no Reservatório Rio Verde/Petrobrás, Araucária, Paraná, Brasil.
Descrição: O presente projeto tem por objeto estudar os fatores ambientais e antrópicos associados ao processo de eutrofização e floração de algas, assim como a disponibilidade hídrica do reservatório de águas do Rio Verde/Petrobrás e estabelecer proposição de tecnologias de manejo e gestão da bacia e do lago para minimização de problemas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Projeto Interdisciplinar sobre Eutrofização de Águas no Reservatório Rio Verde/Petrobrás, Araucária, Paraná, Brasil.
Descrição: O presente projeto tem por objeto estudar os fatores ambientais e antrópicos associados ao processo de eutrofização e floração de algas, assim como a disponibilidade hídrica do reservatório de águas do Rio Verde/Petrobrás e estabelecer proposição de tecnologias de manejo e gestão da bacia e do lago para minimização de problemas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
ECOLOGIA E BASES PARA O MANEJO DO BAGRE-AFRICANO Clarias gariepinus: espécies introduzida na bacia hidrográfica do rio Guaraguaçu.
Descrição: ECOLOGIA E BASES PARA O MANEJO DO BAGRE-AFRICANO Clarias gariepinus: espécies introduzida na bacia hidrográfica do rio Guaraguaçu. Estabelecer as principais áreas de ocorrência de C. gariepinus ao longo do rio e seus microhabitats preferenciais; Verificar a seletividade e a eficiência de diferentes técnicas e aparelhos na captura da espécie; Analisar a estrutura populacional em relação a sua composição quanto ao tamanho, sexo e possíveis variações temporais e espaciais; Analisar possíveis diferenças na estrutura populacional nos diferentes trechos analisados do rio. Estabelecer a relação peso-comprimento da população; ? Estabelecer espacialmente e ecologicamente as áreas de maior concentração de Clarias gariepinus ao longo da bacia hidrográfica do rio Guaraguaçu. ? Verificar qual a melhor forma e aparelho para a captura da espécie alvo minimizando a mortandade das espécies nativas. ? Definir a estrutura populacional da espécie na bacia do rio Guaraguaçu em relação ao tamanho, sexo e variações sazonais e/ou espaciais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Integrante / José Marcelo Rocha Aranha - Coordenador / Simone Camargo Umbria - Integrante.Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro / Instituto Ambiental do Paraná - Outra / IBAMA - Litoral do Paraná - Outra / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Apoio ao ordenamento da pesca do Pirarucu na bacia do Madeira
Descrição: Pirarucu (Arapaima gigas) was a frequent species in the Amazonian fisheries, and as a result of the modernization of its practices and fishing gear, a decline in its populations has been accentuated, making it a rare fish today. In the state of Rondônia the official records until 2012 indicated pirarucu occurrence only in areas downstream of the Teotônio Waterfall. However in the last 10 years, fishermen in the upstream area report the occurrence and increase of their abundance after the formation of the Santo Antônio and Jirau reservoirs on the Madeira River. The origin of this species in these localities is uncertain, but it is possible that they come from Bolivia or that they have escaped from pisciculture stations and are establishing themselves in these localities. Tissue samples will be collected from the native pirarucu populations of the state of Rondônia, located downstream of the old Teotônio waterfall and also from the supposedly invasive populations that occur upstream, so that a genetic investigation can be performed to confirm the origin of these individuals. This projets means to present and discuss the research results for future proposals for management and even release of pirarucu fishery, benefiting even the fishermen affected by the reduction of fishing in the area of reservoirs and upstream bodies of water..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Jean Ricardo Simões Vitule - Coordenador / Carolina Rodrigues da Costa Doria - Integrante / DAYANA TAMIRIS BRITO DOS SANTOS CATÂNEO - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Aquatic Invasions
2016 - Atual
Periódico: BioInvasions Records


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: National Geographic Society's The Research, Conservation and Exploration St
2016 - Atual
Agência de fomento: Netherlands Organization for Scientific Research
2015 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2015 - Atual
Agência de fomento: The National Research Foundation (NRF) - South Africa


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: Hydrobiologia (The Hague)
2008 - Atual
Periódico: Biological Invasions
2008 - Atual
Periódico: Biota Neotropica
2009 - Atual
Periódico: Neotropical Ichthyology
2009 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Oceanography
2009 - Atual
Periódico: Conservation Biology
2010 - Atual
Periódico: Ambio (Oslo)
2010 - Atual
Periódico: Natureza e Conservação
2010 - Atual
Periódico: Check List (São Paulo. Online)
2010 - Atual
Periódico: African Journal of Agricultural Research
2011 - Atual
Periódico: Diversity and Distributions (Print)
2011 - Atual
Periódico: International Journal of Tropical Biology
2011 - Atual
Periódico: Reviews in Fish Biology and Fisheries
2012 - Atual
Periódico: Aquatic Invasions
2012 - Atual
Periódico: Boletim do Instituto de Pesca
2012 - Atual
Periódico: Aquatic Conservation (Print)
2012 - Atual
Periódico: Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Analecta (UNICENTRO)
2012 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Environmental Biology of Fishes
2012 - Atual
Periódico: Journal of Integrated Coastal Zone Management
2013 - Atual
Periódico: Iheringia. Série Zoologia (Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Iheringia. Série Zoologia (Online)
2013 - Atual
Periódico: International Journal of Fisheries and Aquaculture
2013 - Atual
Periódico: Ecology of Freshwater Fish
2013 - Atual
Periódico: Biodiversity and Conservation (Dordrecht. Online)
2013 - Atual
Periódico: Marine and Freshwater Research
2013 - Atual
Periódico: Environmental Engineering and Management Journal (Print)
2013 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Transactions of the Royal Society of South Africa
2014 - Atual
Periódico: BioInvasions Records
2014 - Atual
Periódico: Limnologica (Elsevier) - Ecology and Management of Inland Waters
2016 - Atual
Periódico: Zoologia (Curitiba): an international journal for zoology
2014 - Atual
Periódico: Zoologia (Curitiba): an international journal for zoology
2014 - Atual
Periódico: PLoS Biology (Online)
2014 - Atual
Periódico: Fish and Fisheries (Oxford. Print)
2014 - Atual
Periódico: Fish and Fisheries
2015 - Atual
Periódico: Ecohydrology
2015 - Atual
Periódico: Ecology (Brooklyn, New York, N.Y.)
2015 - Atual
Periódico: Journal of Fish Biology
2015 - Atual
Periódico: Biotemas (UFSC)
2015 - Atual
Periódico: Reviews in Aquaculture
2016 - Atual
Periódico: Freshwater Biology
2016 - Atual
Periódico: Interciencia (Caracas)
2016 - Atual
Periódico: National Geographic (Barcelona)
2016 - Atual
Periódico: Bothalia (Pretoria)
2016 - Atual
Periódico: Ecological Indicators
2017 - Atual
Periódico: Biology Letters
2017 - Atual
Periódico: Biological Conservation
2017 - Atual
Periódico: Biological Conservation
2017 - Atual
Periódico: BRAZILIAN JOURNAL OF AQUATIC SCIENCE AND TECHNOLOGY - BJAST
2017 - Atual
Periódico: Revista Ambiente e Agua
2017 - Atual
Periódico: BIOLOGICAL CONSERVATION
2018 - Atual
Periódico: Revista CEPSUL - Biodiversidade e Conservação Marinha ISSN 2177-9392
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF FRESHWATER ECOLOGY
2018 - Atual
Periódico: COPEIA (ONLINE)
2018 - Atual
Periódico: GLOBAL ECOLOGY AND CONSERVATION
2018 - Atual
Periódico: Lakes and Reservoirs


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2017 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2013 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2013 - Atual
Agência de fomento: The National Research Foundation (NRF) - South Africa


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Conservação das Espécies Animais.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Controle Populacional de Animais.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
PATRONO TURMA 2013 Professor homenageado pelos Formandos do Curso de Engenharia Ambiental DEA UFPR, DEA UFPR.
2015
C·I·B Fellowship Wards - fellowship award consists of funding and in-kind support for a one to three month visit to the C·I·B (to the value of ZAR 50 000)., The C·I·B is an inter-institutional Centre of Excellence established in 2004 within the DST-NRF..
2013
PATRONO TURMA 2013 Professor homenageado pelos Formandos do Curso de Engenharia Ambiental DEA UFPR, EA DEA UFPR.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:37
Total de citações:513
Fator H:11
Vitule, Jean R. S.  Data: 08/06/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:65
Total de citações:912
Vitule JR OR Vitule JRS  Data: 11/03/2017

Outras
Total de trabalhos:62
Total de citações:1790
Vitule J  Data: 30/08/2013

Artigos completos publicados em periódicos

1.
BRAGA, R. R.2018BRAGA, R. R. ; GOMEZ-APARICIO, L. ; HEGER, T. ; VITULE, JEAN ; JESCHKE, J. M. . Structuring evidence for invasional meltdown: broad support but with biases and gaps. BIOLOGICAL INVASIONS, v. 1, p. 1, 2018.

2.
ZWIENER, VICTOR P.2018ZWIENER, VICTOR P. ; LIRA-NORIEGA, ANDRÉS ; GRADY, CHARLES J. ; PADIAL, ANDRÉ A. ; Vitule, Jean R. S. . Climate change as a driver of biotic homogenization of woody plants in the Atlantic Forest. GLOBAL ECOLOGY AND BIOGEOGRAPHY, v. 1, p. 1, 2018.

3.
LIMA JUNIOR, DILERMANDO PEREIRA2018LIMA JUNIOR, DILERMANDO PEREIRA ; MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO ; PELICICE, FERNANDO MAYER ; VITULE, JEAN RICARDO SIMÕES ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; ORSI, MÁRIO LUÍS ; Simberloff, Daniel ; AGOSTINHO, ANGELO ANTÔNIO . Aquaculture expansion in Brazilian freshwaters against the Aichi Biodiversity Targets. AMBIO, v. 1, p. 1-1, 2018.

4.
FREHSE, FABRÍCIO DE ANDRADE2018FREHSE, FABRÍCIO DE ANDRADE ; Patricia Dammski Borges de Andrade ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Absence of the invasive golden mussel in a reservoir near Curitiba, Brazil: A possible case of invasion failure. NEOTROPICAL BIOLOGY AND CONSERVATION, v. 13, p. 86-89, 2018.

5.
Thiago Vinicius Trento Occhi2018Thiago Vinicius Trento Occhi ; FARIA, L. ; VITULE JEAN, R.S. . Native or non-native? That is the question: A complementary discussion to Saint-Paul (2017). ACTAPESCA, v. 5, p. 12-16, 2018.

6.
COSTA, ANA PAULA LULA2018COSTA, ANA PAULA LULA ; TAKEMOTO, RICARDO MASSATO ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Metazoan parasites of Micropterus salmoides (Lacépède 1802) (Perciformes, Centrarchidae): a review with evidences of spillover and spillback. PARASITOLOGY RESEARCH, v. 1, p. 1-11, 2018.

7.
PATOKA, JI'Í2018PATOKA, JI'Í ; MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO ; KOUBA, ANTONÍN ; FAULKES, ZEN ; JERIKHO, RIKHO ; VITULE, JEAN RICARDO SIMÕES . Invasive aquatic pets: failed policies increase risks of harmful invasions. BIODIVERSITY AND CONSERVATION, v. 28, p. 1-10, 2018.

8.
BRITO, MARCELO F. G.2018BRITO, MARCELO F. G. ; Magalhães, JLB ; LIMA JUNIOR, D. P. ; PELICICE, F. M. ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M ; CUNICO, ALMIR ; VITULE, JEAN R S . Brazil naturalizes non-native species. SCIENCE, v. 6398, p. 139, 2018.

9.
QUEIROZ-SOUSA, JAMILE2018QUEIROZ-SOUSA, JAMILE ; BRAMBILLA, EDUARDO MENEGUZZI ; GARCIA-AYALA, JAMES RAUL ; TRAVASSOS, FABIO ALEXANDRE ; DAGA, VANESSA SALETE ; PADIAL, ANDRÉ ANDRIAN ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Biology, ecology and biogeography of the South American silver croaker, an important Neotropical fish species in South America. REVIEWS IN FISH BIOLOGY AND FISHERIES, v. 1, p. 1, 2018.

10.
GARCIA, DIEGO A. Z.2018GARCIA, DIEGO A. Z. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; Vitule, Jean R. S. ; CASIMIRO, ARMANDO C. R. ; LIMA-JUNIOR, DILERMANDO P. ; CUNICO, ALMIR M. ; BRITO, MARCELO F. G. ; PETRERE-JUNIOR, MIGUEL ; AGOSTINHO, ÂNGELO A. ; ORSI, MÁRIO L. . The same old mistakes in aquaculture: the newly-available striped catfish Pangasianodon hypophthalmus is on its way to putting Brazilian freshwater ecosystems at risk. BIODIVERSITY AND CONSERVATION, v. 1, p. 1-1, 2018.

11.
GRASEL, DANIEL2018GRASEL, DANIEL ; FEARNSIDE, PHILIP MARTIN ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; BOZELLI, REINALDO LUIZ ; MORMUL, ROGER PAULO ; RODRIGUES, RICARDO RIBEIRO ; WITTMANN, FLORIAN ; AGOSTINHO, ANGELO ANTONIO ; JARENKOW, JOÃO ANDRÉ . Brazilian wetlands on the brink. BIODIVERSITY AND CONSERVATION, v. 1, p. 1, 2018.

12.
AZEVEDO-SANTOS, VALTER M.2018AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; FREDERICO, RENATA G. ; FAGUNDES, CAMILA K. ; POMPEU, PAULO S. ; PELICICE, FERNANDO M. ; PADIAL, ANDRÉ A. ; NOGUEIRA, MARCOS G. ; FEARNSIDE, PHILIP M. ; LIMA, LUCIANO B. ; DAGA, VANESSA S. ; OLIVEIRA, FAGNER J. M. ; Vitule, Jean R. S. ; CALLISTO, MARCOS ; AGOSTINHO, ANGELO A. ; ESTEVES, FRANCISCO A. ; LIMA-JUNIOR, DILERMANDO P. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; SABINO, JOSÉ ; MORMUL, ROGER P. ; GRASEL, DANIEL ; ZUANON, JANSEN ; VILELLA, FÁBIO S. ; HENRY, RAOUL . Protected areas: A focus on Brazilian freshwater biodiversity. DIVERSITY AND DISTRIBUTIONS, v. 24, p. 1-2, 2018.

13.
PADIAL, ANDRÉ A.2017PADIAL, ANDRÉ A. ; AGOSTINHO, ÂNGELO A. ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; FREHSE, FABRÍCIO A. ; LIMA-JUNIOR, DILERMANDO P. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; MORMUL, ROGER P. ; PELICICE, FERNANDO M. ; BEZERRA, LUIS A. V. ; ORSI, MÁRIO L. ; PETRERE-JUNIOR, MIGUEL ; Vitule, Jean R. S. . The -Tilapia Law- encouraging non-native fish threatens Amazonian River basins. Biodiversity and Conservation, v. 26, p. 243-246, 2017.

14.
MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO2017MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO. Brazil: Biodiversity at risk from austerity law. Nature (London), v. 542, p. 295-295, 2017.

15.
Vitule, Jean R. S.2017Vitule, Jean R. S.; AGOSTINHO, ANGELO A. ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; DAGA, VANESSA S. ; DARWALL, WILLIAM R. T. ; FITZGERALD, DANIEL B. ; FREHSE, FABRÍCIO A. ; HOEINGHAUS, DAVID J. ; LIMA-JUNIOR, DILERMANDO P. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; ORSI, MÁRIO L. ; PADIAL, ANDRÉ A. ; PELICICE, FERNANDO M. ; PETRERE, MIGUEL ; POMPEU, PAULO S. ; WINEMILLER, KIRK O. . We need better understanding about functional diversity and vulnerability of tropical freshwater fishes. Biodiversity and Conservation, v. 26, p. 757-762, 2017.

16.
RENNÓ BRAGA, RAUL2017RENNÓ BRAGA, RAUL ; RIBEIRO, VANESSA ; Bornatowski, Hugo ; ABILHOA, VINICIUS ; SIMÕES VITULE, JEAN . Gastric lavage for dietary studies of small fishes: Efficiency, survival and applicability. Acta Ichthyologica et Piscatoria, v. 47, p. 97-100, 2017.

17.
RIBAS, LUIZ GUILHERME DOS SANTOS2017RIBAS, LUIZ GUILHERME DOS SANTOS ; CUNHA, EDUARDO RIBEIRO ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; MORMUL, ROGER PAULO ; THOMAZ, SIDINEI MAGELA ; PADIAL, ANDRÉ ANDRIAN . Biotic resistance by snails and fish to an exotic invasive aquatic plant. FRESHWATER BIOLOGY, v. 1, p. 1, 2017.

18.
AZEVEDO-SANTOS, VALTER M.2017AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; FEARNSIDE, PHILIP M. ; OLIVEIRA, CAROLINE S. ; PADIAL, ANDRÉ A. ; PELICICE, FERNANDO M. ; LIMA, DILERMANDO P. ; Simberloff, Daniel ; LOVEJOY, THOMAS E. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; ORSI, MARIO L. ; AGOSTINHO, ANGELO A. ; ESTEVES, FRANCISCO A. ; POMPEU, PAULO S. ; LAURANCE, WILLIAM F. ; PETRERE, MIGUEL ; MORMUL, ROGER P. ; Vitule, Jean R. S. . Removing the abyss between conservation science and policy decisions in Brazil. BIODIVERSITY AND CONSERVATION, v. 26, p. 1745-1752, 2017.

19.
PELICICE, FERNANDO M2017PELICICE, FERNANDO M ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M ; VITULE, JEAN R S ; ORSI, MÁRIO L ; LIMA JUNIOR, DILERMANDO P ; MAGALHÃES, ANDRÉ L B ; POMPEU, PAULO S ; PETRERE, MIGUEL ; AGOSTINHO, ANGELO A . Neotropical freshwater fishes imperilled by unsustainable policies. FISH AND FISHERIES, v. 1, p. 1-1, 2017.

20.
RIBEIRO, VINÍCIUS RICARDO2017RIBEIRO, VINÍCIUS RICARDO ; SILVA, PEDRO ROGÉRIO LEANDRO DA ; GUBIANI, ÉDER ANDRÉ ; FARIA, LARISSA ; DAGA, VANESSA SALETE ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Imminent threat of the predator fish invasion Salminus brasiliensis in a Neotropical ecoregion: eco-vandalism masked as an environmental project. Perspectives in Ecology and Conservation, v. 1, p. 1-1, 2017.

21.
BEZERRA, LUIS ARTUR VALÕES2017BEZERRA, LUIS ARTUR VALÕES ; ANGELINI, RONALDO ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; COLL, MARTA ; SÁNCHEZ-BOTERO, JORGE IVÁN . Food web changes associated with drought and invasive species in a tropical semiarid reservoir. HYDROBIOLOGIA, v. 1, p. 1-1, 2017.

22.
MAGALHÃES, ANDRÉ L. B.2017MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. ; ORSI, MÁRIO LUIS ; PELICICE, FERNANDO M. ; AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; Vitule, Jean R. S. ; P. LIMA-JUNIOR, DILERMANDO ; BRITO, MARCELO F. G. . Small size today, aquarium dumping tomorrow: sales of juvenile non-native large fish as an important threat in Brazil. Neotropical Ichthyology, v. 15, p. 1-1, 2017.

23.
VALDUGA, M. O.2016VALDUGA, M. O. ; ZENNI, R. D. ; VITULE JEAN, R.S. . Ecological impacts of non-native tree species plantations are broad and heterogeneous: a review of Brazilian research. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Online), v. 1, p. 1-14, 2016.

24.
VITULE, JEAN2016VITULE, JEAN; Oliveira Freitas, M ; RIBEIRO, V. M. ; Bornatowski H . First records of Sigmodontinae (Mammalia) predation by Oligosarcus hepsetus (Cuvier, 1829) (Characiformes, Characidae) in Atlantic Rain Forest rivers, of southern Brazil. Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 10, p. 328-331, 2016.

25.
VALLEJOS, M. A. V.2016VALLEJOS, M. A. V. ; Padial A. A. ; VITULE, J. R. S. . Human-induced landscape changes homogenize Atlantic Forest bird assemblages through nested species loss. Plos One, v. 11, p. e0147058, 2016.

26.
DAGA, VANESSA SALETE2016DAGA, VANESSA SALETE ; DEBONA, T. ; ABILHOA, V. ; GUBIANE, E. ; VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES . Non-native fish invasions of a Neotropical ecoregion with high endemism: a review of the Iguaçu River. Aquatic Invasions, v. 1, p. 1, 2016.

27.
AZEVEDO-SANTOS, V. M.2016AZEVEDO-SANTOS, V. M. ; SIMOES VITULE, J. R. ; GARCIA-BERTHOU, E. ; PELICICE, F. M. ; SIMBERLOFF, D. . Misguided strategy for mosquito control. Science (New York, N.Y.), v. 351, p. 675-675, 2016.

28.
NAZARENO, ALISON GONÇALVES2016NAZARENO, ALISON GONÇALVES ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Pollution: Too many mining disasters in Brazil. Nature (London), v. 531, p. 580-580, 2016.

29.
LUCY, FRANCES2016LUCY, FRANCES ROY, HELEN SIMPSON, ANNIE CARLTON, JAMES HANSON, JOHN MARK MAGELLAN, KIT CAMPBELL, MARNIE COSTELLO, MARK PAGAD, SHYAMA HEWITT, CHAD MCDONALD, JUSTIN CASSEY, PHILLIP THOMAZ, SIDINEI KATSANEVAKIS, STELIOS ZENETOS, ARGYRO TRICARICO, ELENA BOGGERO, ANGELA GROOM, QUENTIN ADRIAENS, TIM VANDERHOEVEN, SONIA TORCHIN, MARK HUFBAUER, RUTH FULLER, PAM CARMAN, MARY CONN, DAVID BRUCE , et al.VITULE, JEAN CANNING-CLODE, JOÃO GALIL, BELLA OJAVEER, HENN BAILEY, SARAH THERRIAULT, THOMAS CLAUDI, RENATA GAZDA, ANNA DICK, JAIMIE CAFFREY, JOE WITT, ARNE KENIS, MARC LEHTINIEMI, MAIJU HELMISAARI, HARRY PANOV, VADIM ; INVASIVESNET towards an International Association for Open Knowledge on Invasive Alien Species. Management of Biological Invasions, v. 7, p. 131-139, 2016.

30.
FERREIRA MERCURI, EMÍLIO GRACILIANO2016FERREIRA MERCURI, EMÍLIO GRACILIANO ; JAKUBIAK KUMATA, ALBERT YUJI ; AMARAL, EMILLE BERTHA ; SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO . Energy by Microbial Fuel Cells: Scientometric global synthesis and challenges. Renewable & Sustainable Energy Reviews, v. 65, p. 832-840, 2016.

31.
Vitule, Jean Ricardo Simões2016Vitule, Jean Ricardo Simões. The Need to Dive Deep in Marine Biodiversity. Conservation Biology, v. 1, p. 1-3, 2016.

32.
VITULE, J. R. S.2016VITULE, J. R. S.; DA COSTA, A. P. L. ; FREHSE, F. A. ; BEZERRA, L. A. V. ; OCCHI, T. V. T. ; DAGA, V. S. ; PADIAL, A. A. . Comments on `Fish biodiversity and conservation in South America by Reis (2016)?. Journal of Fish Biology, v. 1, p. 1, 2016.

33.
ABILHOA, VINICIUS2016ABILHOA, VINICIUS ; VALDUGA, MARCOS O. ; FREHSE, FABRICIO DE A. ; VITULE, JEAN R.S. . Use of food resources and resource partitioning among five syntopic species of Hypostomus (Teleostei: Loricariidae) in an Atlantic Forest river in southern Brazil. Zoologia (Curitiba. Online), v. 33, p. 1-1, 2016.

34.
WEYL, O. L. F.2016WEYL, O. L. F. ; DAGA, V. S. ; ELLENDER, B. R. ; VITULE, J. R. S. . A review of Clarias gariepinus invasions in Brazil and South Africa. Journal of Fish Biology, v. 89, p. 386-402, 2016.

35.
AZEVEDO-SANTOS, VALTER M.2016AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; Vitule, Jean R. S. ; PELICICE, FERNANDO M. ; GARCÍA-BERTHOU, EMILI ; Simberloff, Daniel . Nonnative Fish to Control Aedes Mosquitoes: A Controversial, Harmful Tool. Bioscience (Washington. Print), v. 67, p. biw156-90, 2016.

36.
FREHSE, FABRÍCIO DE ANDRADE2016FREHSE, FABRÍCIO DE ANDRADE ; Braga, Raul Rennó ; NOCERA, GABRIEL AUGUSTO ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Non-native species and invasion biology in a megadiverse country: scientometric analysis and ecological interactions in Brazil. BIOLOGICAL INVASIONS, v. 18, p. 3713-3725, 2016.

37.
OLIVEIRA, IGOR SOARES DE2016OLIVEIRA, IGOR SOARES DE ; RIBEIRO, VANESSA MARIA ; PEREIRA, ELDER RIBEIRO ; Vitule, Jean Ricardo Simões . PREDATION ON NATIVE ANURANS BY INVASIVE VERTEBRATES IN THE ATLANTIC RAIN FOREST, BRAZIL. Oecologia Australis, v. 20, p. 70-74, 2016.

38.
SAMPAIO, FLAVIA D.F.2015SAMPAIO, FLAVIA D.F. ; FREIRE CAROLINA, A. ; SAMPAIO TONY VINÍCIUS, M. ; VITULE JEAN, R.S. ; FÁVARO LUÍS, F. . The precautionary principle and its approach to risk analysis and quarantine related to the trade of marine ornamental fishes in Brazil. MARINE POLICY, v. 51, p. 163-168, 2015.

39.
VITULE, JEAN2015VITULE, JEAN; BRAGA, R. R. . Impact factor is not the evil for ecology and conservation in South America. OECOLOGIA AUSTRALIS, v. 18, p. 33-34, 2015.

40.
SKORA-NETO, F.2015 SKORA-NETO, F. ; PADIAL, A. ; ABILHOA, V. ; VITULE, JEAN . Darwin's hypotheses to explain colonization trends: evidence from a -natural experiment and a new conceptual model. Diversity and Distributions (Print), v. 267, p. n/a-n/a, 2015.

41.
FREHSE, F. A.2015FREHSE, F. A. ; VALDUGA, M. O. ; CORRÊA, M. F. M. ; PINHEIRO, P. C. ; VITULE, J. R. S. . Feeding ecology and resource sharing patterns between (Jordan, 1889) and (Schultz, 1945) (Perciformes: Sciaenidae) along the coasts of Paraná and Santa Catarina, Brazil. Journal of Applied Ichthyology, v. 32, p. n/a-n/a, 2015.

42.
SIMOES VITULE, J. R.2015SIMOES VITULE, J. R.; AZEVEDO-SANTOS, V. M. ; SALETE DAGA, V. ; PEREIRA LIMA-JUNIOR, D. ; BARROSO DE MAGALHAES, A. L. ; ORSI, M. L. ; MAYER PELICICE, F. ; AGOSTINHO, A. A. . Brazil's drought: Protect biodiversity. Science (New York, N.Y.), v. 347, p. 1427-1428, 2015.

43.
DAGA, VANESSA SALETE2015DAGA, VANESSA SALETE ; Skóra, Felipe ; PADIAL, ANDRÉ ANDRIAN ; Abilhoa, Vinícius ; GUBIANI, ÉDER ANDRÉ ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Homogenization dynamics of the fish assemblages in Neotropical reservoirs: comparing the roles of introduced species and their vectors. Hydrobiologia (The Hague. Print), v. 746, p. 327-347, 2015.

44.
RIBEIRO, V. M.2015RIBEIRO, V. M. ; BRAGA, R. R. ; ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. . Evaluation of three capture techniques for invasive Micropterus salmoides (Lacépède, 1802) in a Neotropical reservoir: implications for population control and management. Journal of Applied Ichthyology, v. 31, p. n/a-n/a, 2015.

45.
CASIMIRO, A. C. R.2015CASIMIRO, A. C. R. ; GARCIA, D. A. Z. ; MAGNONI, J. ; VITULE, JEAN ; ORSI, M. . Biodiversity: is there light for native fish assemblages at the end of the Anthropocene tunnel?. Journal of Fish Biology, v. 1, p. n/a-n/a, 2015.

46.
Bornatowski H2015Bornatowski H ; KALINOWSKI, C. ; BRAGA, R. R. ; VITULE, J. R. S. . Buying a pig in a poke : The problem of elasmobranch meat consumption in southern Brazil. Ethnobiology Letters, v. 6, p. 196-202, 2015.

47.
LIMA JUNIOR, D. P.2015LIMA JUNIOR, D. P. ; Magalhães, JLB ; VITULE, J. R. S. . 'Dams, politics and drought threat: the march of folly in Brazilian freshwaters ecosystems'. Natureza & Conservação, v. 111, p. 111, 2015.

48.
FREIRE, CAROLINA A.2015FREIRE, CAROLINA A. ; SOUZA-BASTOS, LUCIANA R. ; CHIESSE, JULIANA ; TINCANI, FLÁVIO H. ; PIANCINI, LAERCIO D. S. ; RANDI, MARCO A. F. ; PRODOCIMO, VIVIANE ; CESTARI, MARTA M. ; SILVA-DE-ASSIS, HELENA C. ; Abilhoa, Vinícius ; Vitule, Jean R. S. ; BASTOS, LEONARDO P. ; DE OLIVEIRA-RIBEIRO, CIRO A. . A multibiomarker evaluation of urban, industrial, and agricultural exposure of small characins in a large freshwater basin in southern Brazil. Environmental Science and Pollution Research International, v. 22, p. 13263-13277, 2015.

49.
AZEVEDO-SANTOS, VALTER M.2015AZEVEDO-SANTOS, VALTER M. ; PELICICE, FERNANDO MAYER ; LIMA-JUNIOR, DILERMANDO PEREIRA ; MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO ; ORSI, MARIO LUIS ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; AGOSTINHO, ANGELO ANTONIO . How to avoid fish introductions in Brazil: education and information as alternatives. Natureza & Conservação, v. 13, p. 123-132, 2015.

50.
PELICICE, FERNANDO MAYER2014PELICICE, FERNANDO MAYER ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; LIMA JUNIOR, DILERMANDO PEREIRA ; ORSI, MÁRIO LUIS ; AGOSTINHO, ANGELO ANTONIO . A Serious New Threat to Brazilian Freshwater Ecosystems: The Naturalization of Nonnative Fish by Decree. Conservation Letters, v. 7, p. 55-60, 2014.

51.
CUNICO, ALMIR2014CUNICO, ALMIR ; VITULE, JEAN . First records of the European catfish, Silurus glanis Linnaeus, 1758 in the Americas (Brazil). BioInvasions Records, v. 3, p. 117-122, 2014.

52.
Bornatowski, Hugo2014Bornatowski, Hugo ; Braga, Raul Rennó ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Threats to sharks in a developing country: The need for effective and simple conservation measures. Natureza & Conservação, v. 12, p. 11-18, 2014.

53.
Vitule, Jean R. S.2014Vitule, Jean R. S.; SAMPAIO, FLÁVIA D. F. ; MAGALHÃES, ANDRÉ L. B. . Aquarium trade: Monitor Brazil's fish sampling closely. Nature (London), v. 513, p. 315-315, 2014.

54.
VITULE, JEAN2014VITULE, JEAN; Bornatowski, Hugo ; FREIRE, CAROLINA ; Abilhoa, Vinícius . Extralimital introductions of Salminus brasiliensis (Cuvier, 1816) (Teleostei, Characidae) for sport fishing purposes: a growing challenge for the conservation of biodiversity in neotropical aquatic ecosystems. BioInvasions Records, v. 3, p. 291-296, 2014.

55.
GUTIERRE, SILVIA MARIA MILLAN2014GUTIERRE, SILVIA MARIA MILLAN ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; Freire, Carolina Arruda ; PRODOCIMO, VIVIANE . Physiological tools to predict invasiveness and spread via estuarine bridges: tolerance of Brazilian native and worldwide introduced freshwater fishes to increased salinity. Marine and Freshwater Research, v. 65, p. 425, 2014.

56.
ABILHOA, V.2013ABILHOA, V. ; Bornatowski, H. ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Occurrence of the alien invasive loach Misgurnus anguillicaudatus in the Iguaçu River basin in southern Brazil: a note of concern. Journal of Applied Ichthyology, v. 29, p. 1-4, 2013.

57.
VITULE, J. R. S.2013VITULE, J. R. S.; F. F. GAZOLA-SILVA ; Bornatowski H ; ABILHOA, V. . Feeding ecology of fish in a coastal river of the Atlantic Rain Forest. Environmental Biology of Fishes, v. 96, p. 1029-1044, 2013.

58.
Braga, Raul Rennó2013Braga, Raul Rennó ; Braga, Marcelo Rennó ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Population structure and reproduction of Mimagoniates microlepis with a new hypothesis of ontogenetic migration: implications for stream fish conservation in the Neotropics. Environmental Biology of Fishes, v. 96, p. 21-31, 2013.

59.
Bornatowski, H.2013Bornatowski, H. ; Braga, Raul Rennó ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Shark mislabeling in markets threatens marine biodiversity (letter). Science (New York, N.Y.), v. 340, p. 923-923, 2013.

60.
BARROSO MAGALHAES, A. L.2013BARROSO MAGALHAES, A. L. ; SIMOES VITULE, J. R. . Aquarium Industry Threatens Biodiversity. Science (New York, N.Y.), v. 341, p. 457-457, 2013.

61.
Simberloff, Daniel2013Simberloff, Daniel ; Vitule, Jean R. S. . A call for an end to calls for the end of invasion biology. Oikos (Kobenhavn), v. 123, p. no-no, 2013.

62.
Lövei G. L.2012Lövei G. L. Lewinsohn T. M. Dirzo R Elhassan E F M Ezcurra Freire, CA Gui F. Halley J M Tibazarwa F. I. Jiang M Katebaka R Kinyamario J Kymanywa S Liu F LIU, W. Liu Y Lu B. Minot E. O. Qiang S Qiu B Shen H Soberon J Sujii E. R. Tang J Uludag A. , et al.VITULE, J. R. S. Wan F. Wang Y Yang G. Zhang Y. You M ; Megadiverse developing countries face huge risks from invasives.. Trends in Ecology & Evolution (Amsterdam. Print), v. 27, p. 3-4, 2012.

63.
Vitule, Jean Ricardo Simões2012 Vitule, Jean Ricardo Simões; Skóra, Felipe ; Abilhoa, Vinícius . Homogenization of freshwater fish faunas after the elimination of a natural barrier by a dam in Neotropics. Diversity and Distributions (Print), v. 18, p. 111-120, 2012.

64.
LIMA JUNIOR, D. P.2012LIMA JUNIOR, D. P. ; PELICICE, F. M. ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; Agostinho, A.A. . Aquicultura, Política e Meio Ambiente no Brasil: Novas Propostas e Velhos Equívocos. Natureza & Conservação, v. 10, p. 88-91, 2012.

65.
VITULE, J. R. S.2012VITULE, J. R. S.; LIMA JUNIOR, D. P. ; PELICICE, F. M. ; ORSI, M. ; Agostinho, A.A. . Ecology: Preserve Brazil's aquatic biodiversity (correspondence not peer-reviewed). Nature (London), v. 485, p. 309-309, 2012.

66.
Vitule, Jean R. S.2012Vitule, Jean R. S.; Freire, Carolina Arruda ; Vazquez D. ; NUÑEZ M. A. ; SIMBERLOFF, D. . Revisiting the Potential Conservation Value of Non-Native Species. Conservation Biology, v. 24, p. n/a-n/a, 2012.

67.
Braga, Raul Rennó2012Braga, Raul Rennó ; Bornatowski, Hugo ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Feeding ecology of fishes: an overview of worldwide publications. Reviews in Fish Biology and Fisheries, v. 22, p. 915-929, 2012.

68.
Vitule, Jean Ricardo Simões2012Vitule, Jean Ricardo Simões; Prodocimo V . Introdução de espécies não nativas e invasões biológicas. Estudos de Biologia (UCP. Impresso), v. 34, p. 225, 2012.

69.
Vitule, Jean R. S.2012Vitule, Jean R. S.; POZENATO, L. P. . Homogeneização biótica: Misturando organismos em um mundo pequeno e globalizado. Estudos de Biologia (UCP. Impresso), v. 34, p. 239, 2012.

70.
Magalhães, JLB2011Magalhães, JLB ; Casatti L. ; VITULE, J. R. S. . Alterações no Código Florestal Brasileiro Favorecerão Espécies Não-nativas de Peixes de Água Doce. Natureza & Conservação, v. 9, p. 121-124, 2011.

71.
ABILHOA, V.2010ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. ; Bornatowski H ; Lara, F. B. ; Kohler G. U. ; Festti, L. ; do Carmo, W. P. D. ; Ribeiro, I. K. . Effects of body size on the diet of Rivulus haraldsiolii (Aplocheiloidei: Rivulidae) in a coastal Atlantic Rainforest island stream, southern Brazil. Biotemas, v. 23, p. 59-64, 2010.

72.
Bornatowski, H.2010Bornatowski, H. ; Simões Vitule, J. R. ; ABILHOA, V. ; Maia Corrêa, M. F. . Unconventional fishing for large sharks in the State of Paraná, southern Brazil: a note of concern. Journal of Applied Ichthyology, v. 1, p. 1-4, 2010.

73.
Abilhoa, Vinícius2010Abilhoa, Vinícius ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; Bornatowski, Hugo . Feeding ecology of Rivulus luelingi (Aplocheiloidei: Rivulidae) in a Coastal Atlantic Rainforest stream, southern Brazil. Neotropical Ichthyology (Impresso), v. 8, p. 1-6, 2010.

74.
Vitule, Jean Ricardo Simões2009 Vitule, Jean Ricardo Simões; Freire, Carolina Arruda ; Simberloff, Daniel . Introduction of non-native freshwater fish can certainly be bad. Fish and Fisheries, v. 10, p. 98-108, 2009.

75.
VITULE, J. R. S.2009 VITULE, J. R. S.. Introdução de peixes em ecossistemas continentais brasileiros: revisão, comentários e sugestões de ações contra o inimigo quase invisível. Neotropical Biology And Conservation, v. 4, p. 111-122, 2009.

76.
PIE, M. R.2009PIE, M. R. ; BAGGIO, R. A. ; BOEGER, W. A. ; Patella, L. A. ; OSTRENSKY, A. ; VITULE, J. R. S. ; ABILHOA, V. . Molecular data reveal a diverse Astyanax species complex in the upper Iguaçu River. Journal of Fish Biology, v. 75, p. 2357-2362, 2009.

77.
Freire, CA2008Freire, CA ; Amado, EM ; Souza, L.R. ; Veiga, MPT ; VITULE, J. R. S. ; Souza, MM ; Prodocimo V . Muscle water control in crustaceans and fishes as a function of habitat, osmoregulatory capacity, and degree of euryhalinity. Comparative Biochemistry and Physiology. Part A, Molecular & Integrative Physiology, v. 149, p. 435-446, 2008.

78.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2008VITULE, J. R. S.; M. R. BRAGA ; ARANHA, J. M. R. . Ontogenetic, spatial and temporal variations on the feeding ecology of Deuterodon langei Travassos, 1957 (Teleostei: Characidae) in a Neotropical stream from the Atlantic rainforest, southern Brazil. Neotropical Ichthyology (Impresso), v. 6, p. 211-222, 2008.

79.
M. R. BRAGA2008M. R. BRAGA ; ARANHA, J. M. R. ; VITULE, J. R. S. . Reproduction Period of Mimagoniates microlepis, from an Atlantic Forest Stream in Southern Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology, v. 51, p. 345-351, 2008.

80.
Ludwig, Gabriela2008Ludwig, Gabriela ; Aguiar, Lucas M. ; Svoboda, Walfrido K. ; Hilst, Carmen L. S. ; Navarro, Italmar T. ; VITULE, J. R. S. ; Passos, Fernando C. . Comparison of the diet of Alouatta caraya (Primates: Atelidae) between a riparian island and mainland on the Upper Parana River, southern Brazil. Revista Brasileira de Zoologia, v. 25, p. 419-426, 2008.

81.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2008VITULE, J. R. S.; Úmbria, S. C. ; ARANHA, J. M. R. . Record of native amphibian predation by the alien African Catfish in the Brazilian Atlantic Rain Forest. Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 3, p. 105-107, 2008.

82.
Vitule, Jean Ricardo Simões2008Vitule, Jean Ricardo Simões; Braga, Marcelo Rennó ; Aranha, José Marcelo Rocha . Population structure and reproduction of Deuterodon langei travassos, 1957 (Teleostei, Characidae) in a neotropical stream basin from the Atlantic Forest, Southern Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso), v. 51, p. 1187-1198, 2008.

83.
F. F. GAZOLA-SILVA2007F. F. GAZOLA-SILVA ; S. G. MELO ; VITULE, J. R. S. . Macrobrachium rosenbergii (Decapoda: Palaemonidae): possível introdução em um rio da planície litorânea paranaense (PR, Brasil). Acta Biologica Paranaense, v. 36, p. 83-90, 2007.

84.
M. R. BRAGA2007M. R. BRAGA ; VITULE, J. R. S. ; ARANHA, J. M. R. . Estrutura populacional de Mimagoniates microlepis (Steindachner, 1876) (Characidae, Glandulocaudinae) em um riacho de Floresta Atlântica, Paraná (Brasil). Acta Biologica Paranaense, v. 36, p. 67-81, 2007.

85.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2007VITULE, J. R. S.; F. F. GAZOLA-SILVA ; ARANHA, J. M. R. . Desenvolvimento gonadal de Deuterodon langei Travassos (Teleostei: Characidae). Acta Biologica Paranaense, v. 36, p. 113-119, 2007.

86.
F. F. GAZOLA-SILVA2007F. F. GAZOLA-SILVA ; Mott T. ; GAREY, M. V. ; VITULE, J. R. S. . Chthonerpeton viviparum Parker & Wettstein, 1929 (Amphibia, Gymnophiona, Typhlonectidae) in Paraná state, Brazil and the first record of predation of this species by Hoplias malabaricus (Bloch, 1974) (Actinopterygii, Erythrinidae). Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 2, p. 161-162, 2007.

87.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2006 VITULE, J. R. S.; Umbria S.C. ; ARANHA, J. M. R. . Introduction of the African catfish Clarias gariepinus (BURCHELL, 1822) into Southern Brazil. Biological Invasions, v. 8, p. 677-681, 2006.

88.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2003VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . A composição da ictiofauna na bacia hidrográfica do rio Piraquara, Alto rio Iguaçu, região metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil. Estudos de Biologia (UCP. Impresso), Curitiba -PR, v. 52, p. 43-49, 2003.

89.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2003VITULE, J. R. S.; ALVES, M. P. . Comparação entre a taxocenose de insetos aquáticos em três ambientes distintos da bacia do rio Piraquara, Região metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil. Estudos de Biologia, Curitiba - PR, v. 52, p. 1-2, 2003.

90.
VITULE, J. R. S.;Vitule, Jean R. S.;Vitule, Jean Ricardo Simões;Simões Vitule, J. R.;SIMOES VITULE, J. R.;VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES;VITULE, JEAN;VITULE JEAN, R.S.;VITULE, JEAN RICARDO SIMõES;SIMÕES VITULE, JEAN RICARDO;VITULE, JEAN R.S.;CO AUTOR DE bARROZO mAGALHÃES EM NATURE EM SUPPLEMENTAR MATERIAL doi:10.1038/542295e;BARROSO MAGALHÃES;MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO;SIMÕES VITULE, JEAN;VITULE, JEAN R S;15,364 scientist signatories from 184 countries2002VITULE, J. R. S.; ARANHA, J. M. R. . Ecologia alimentar do lambarí Deuterodon langei Travassos, 1957 (Characidae, Tetragonopterinae) de diferentes tamanhos em um riacho da Floresta Atlântica, Paraná, Brasil. Acta Biológica Paranaense, Curitiba, v. 31, n.1,2,3,4, p. 137-150, 2002.

Capítulos de livros publicados
1.
Braga, Raul Rennó ; GOMEZ-APARICIO, L. ; HEGER, T. ; Vitule, Jean Ricardo Simões ; JESCHKE, J. M. . Invasional meltdown hypothesis. In: Jeschke, J.M.; Heger, T.. (Org.). Invasion Biology: Hypotheses and Evidence - Cabi. 1ed.Global CABI: CABI (Centre for Agriculture and Biosciences International), 2018, v. 1, p. 1-188.

2.
Abilhoa, Vinícius ; Lima, L. ; Laynes, W. ; Michalik, L. ; VITULE, JEAN . ICHthyofauna. Reservoir Eutrophication: Prevention Management - An applied example of integrated Basin Manegement Interdiciplinary Research. 1ed.: , 2014, v. , p. 1-.

3.
Azevedo-Santo V.M. ; Magalhães, JLB ; RIGOLIN-SA, O. ; VITULE, J. R. S. . Registro de um grande exemplar de carpa-cabeçuda Hypophthalmichthys nobilis (Richardson, 1845) (Cypriniformes: Cyprinidae) no reservatório de Furnas, Minas Gerais, Brasil.. In: Odila Rigolin de Sá. (Org.). Bacia hidrográfica: Estudos do Rio Grande no Sudoeste de Minas Gerais - Brasil. Passos: EDIFESP, 2012, v. 01, p. -.. 2ed.Passos: EDIFESP, 2013, v. 1, p. 3-11.

4.
ABILHOA, V. ; BRAGA, R. R. ; Bornatowski H ; VITULE, J. R. S. . Fish of the Atlantic Rain Forest streams: ecological patterns and conservation. In: Oscar Grillo. (Org.). In: Oscar Grillo ed. Changing Diversity in Changing Environmen. 1ed.Rijeka / Croatia: Intech, 2011, v. 1, p. 100-120.

5.
Abilhoa, Vinícius ; Laynes, W. ; Michalik, L. ; Lima, L. ; Fávaro L. F. ; Vitule, Jean Ricardo Simões . ICTIOFAUNA. In: CUNHA, C.; CARNEIRO, C.; GOBBI, E.F.; ANDREOLI, C. V.. (Org.). Eutrofização de Reservatórios: Gestão Preventiva. Estudo Interdisciplinar na Bacia do Rio Verde. 1ed.Curitiba: UFPR, 2011, v. 1, p. 111-156.

6.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . Plano de Controle para Bagre-africano Clarias gariepinus. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia de Guadalupe Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Controle de Espécies Exóticas Invasoras. Curitiba: IAP Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 87-97.

7.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . Plano de Controle para Tilápias. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia de Guadalupe Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Planos de ação para Espécies Exóticas Invasoras no Estado do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP- Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 79-87.

8.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . Plano de Controle para Bagre-do-Canal ou Catfish Ictalurus punctatus. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia de Guadalupe Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Controle de Espécies Exóticas Invasoras no Estado do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP - Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 56-67.

9.
VITULE, J. R. S.; Prodocimo V ; Freire, Carolina Arruda . Plano de Controle para Camarão-gigante-da-Malásia Macrobrachium rosenbergii. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia de Guadalupe Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Controle de Espécies Exóticas Invasoras no Estado do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP- Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 67-79.

10.
ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. . Plano de Controle para Black bass Micropterus salmoides. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia Guadalupe de Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Controle de Espécies Exóticas Invasoras no Estado do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP - Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 97-104.

11.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . Plano de Conservação para Peixes de Água Doce da Planície Litorânea. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia Guadalupe de Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Conservação para Espécies da Ictiofauna ameaçada do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP - Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 13-26.

12.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. ; Mauro de Moura Britto . O Proplema das Espécies Invasoras do Estado do Paraná. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia Guadalupe de Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Conservação para Espécies da Ictiofauna ameaçada do Paraná. 1ed.Curitiba: IAP - Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 11-17.

13.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . Plano de conservação para peixes do rio Iguaçu. In: Gisley Paula Vidolin; Márcia Guadalupe de Pires Tossulino; Mauro de Moura Britto. (Org.). Plano de Conservação para Espécies da Ictiofauna ameaçada do Paraná. Curitiba: IAP - Instituto Ambiental do Paraná, 2009, v. 1, p. 26-38.

14.
VITULE, J. R. S.; Umbria S.C. ; ARANHA, J. M. R. . Introdução de espécies, com ênfase em peixes de ecossistemas continentais. In: MONTEIRO-FILHO, E. L. A. (Org.) ; ARANHA, J. M. R. (Org.). (Org.). Revisões em Zoologia - I: Volume comemorativo dos 30 anos do Curso de Pós-Graduação em Zoologia da Universidade Federal do Paraná.. 1ed.Curitiba - PR: Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Paraná., 2006, v. I, p. 217-229.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Azevedo-Santo V.M. ; CASTILHO, M. C. A. ; PELICICE, F. M. ; VITULE, J. R. S. ; GARCIA, D. A. Z. ; ESTEVES, F. A. . A dura lição com a tragédia do rio Doce. Boletim ABLimno, p. 09 - 13, 12 mar. 2016.

2.
LIMA JUNIOR, D. P. ; LIMA, L. B. ; VITULE, JEAN ; ORSI, M. ; AZEVEDO-SANTOS, V. M. . Modificação das diretrizes do CONAMA no 413/2009 sobre licenciamento ambiental da aquicultura: retirando os 'obstáculos normativos' para a criação de espécies não nativas em águas brasileiras. Boletim ABLimno, http://www.ablimno.org.br/abli, p. 3 - 11, 04 dez. 2014.

3.
VITULE, J. R. S.; Magalhães, JLB ; SAMPAIO, F. D. F. . Legislação ambiental e peixes ornamentais no Brasil: onde estamos, para onde vamos e qual o papel dos ictiólogos. Boletim Sociedade Brasileira de Ictiologia, No 111, Brasil, p. 2 - 7, 30 set. 2014.

4.
VITULE, J. R. S.; Magalhães, JLB ; ABILHOA, V. ; BRAGA, M. R. ; Bornatowski H . Crítica aos programas de estocagem com espécies de peixes não-nativas: a soltura de trutas-arco-íris (Walbaum) em riachos de altitude na região das Serras Gaúchas e nas Terras Altas da Mantiqueira. Boletim, Sociedade Brasileira de Ictiologia, Rio de Janeiro, p. 7 - 9, 01 jun. 2009.

5.
VITULE, J. R. S.. Introduções de peixes em águas continentais tropicais: "é melhor prevenir que remediar". Boletim, Sociedade Brasileira de Ictiologia, Rio de Janeiro, p. 8 - 9, 28 out. 2008.

6.
VITULE, J. R. S.. A ?invisibilidade? dos peixes introduzidos em ecossistemas continentais brasileiros: necessidade de ações e o papel dos ictiólogos. Boletim, Sociedade Brasileira de Ictiologia, p. 4 - 5.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BRAGA, R. R. ; Teitge G.R. ; VITULE, J. R. S. . FUSÃO INVASORA: UMA LACUNA NOS ESTUDOS DE ESPECIES INTRODUZIDAS NO BRASIL. In: X Congresso de Ecologia do Brasil, 2011, São Lourenço -MG. X Congresso de Ecologia do Brasil, 2011. v. 1. p. 1-3.

2.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. ; SKORA-NETO, F. . Which kinds of impacts are being underestimated in relation to non-native species on impoundments in South America? Quantifying homogenization after the elimination of an ecological filter: potential and real effects. In: II Jornada de Espécies Invasoras, 2010, SÃO cARLOS. II Jornada de Espécies Invasoras. SÃO CARLOS: UFSCAR, 2010. v. 1. p. 1-15.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BRAGA, R. R. ; THOMAS, S. M. ; Vitule, Jean R. S. . Invasional Meltdown 14 years later is Still Poorly Understood. In: Neobiota - 2014, 2014, Antalya. Proceedings of the Neobiota - 2014 - from understanding to action. Antalya: XMAT, 2014. v. 1. p. 58-58.

2.
SKORA-NETO, F. ; Abilhoa, Vinícius ; VITULE, J. R. S. . Taxonomic relatedness and functional traits as predictors of establishment success after a massive freshwater fish invasion in Neotropics. In: ICAIS 18th International Conference on Aquatic Invasive Species, 2013, Ontario, Canada. ICAIS 18th International Conference on Aquatic Invasive Species, 2013.

3.
VALDUGA, M. O. ; ABILHOA, V. ; Vitule, Jean Ricardo Simões . Sobreposição alimentar entre quatro espécies de Hypostomus. In: XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011, Natal. XIII Congresso Brasileiro de Limnologia, 2011. v. 1. p. 1-1.

4.
VITULE, J. R. S.; Skóra, Felipe ; ABILHOA, V. . Functional homogenization by dam: An underestimeted impact caused by the elimination of an ecological filter in neotropics. In: BIOLIEF 2011 ? 2nd World Conference on Biological Invasions and Ecosystem Functioning, 2011, Mar del Plata. 2nd World Conference on Biological Invasions and Ecosystem Functioning. Mar del Plata: 2nd World Conference on Biological Invasions and Ecosystem Functioning, 2011. v. 1. p. 84-84.

5.
ABILHOA, V. ; Bornatowski H ; Oliveira Freitas, M ; VITULE, J. R. S. . Conservation of threatened freshwater fishes of the Atlantic Rainforest in Southern Brazil: check list, protection priorities and impacts of human activities. In: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010, Edmonton. 24th International Congress for Conservation Biology. Edmonton: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010. v. 1. p. 28-28.

6.
Bornatowski H ; ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. . About an unconventional artisanal fishing activity of large sharks in Southern Brazil: Implications for conservation and urgent needs to investigations. In: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010, Edmonton. 24th International Congress for Conservation Biology. Edmonton: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010. v. 1. p. 44-44.

7.
VITULE, J. R. S.; Prodocimo V ; Freire, Carolina Arruda . Estuaries as saline bridges to adjacent freshwater systems: Comparing salinity tolerance between native and non-native catfishes. In: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010, Edmonton. 24th International Congress for Conservation Biology. Edmonton: 24th International Congress for Conservation Biology, 2010. v. 1. p. 81-81.

8.
F. F. GAZOLA-SILVA ; VITULE, J. R. S. ; ARANHA, J. M. R. . ESPÉCIES DE PEIXES INTRODUZIDOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GUARAGUAÇU, PARANAGUÁ, PARANÁ. In: XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008, Curitiba. XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008. v. 1. p. 491-491.

9.
F. F. GAZOLA-SILVA ; VITULE, J. R. S. ; ARANHA, J. M. R. . COMPOSIÇÃO E VARIAÇÃO SAZONAL DA DIETA DE TRÊS ESPÉCIES DE PEIXES DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GUARAGUAÇU (PARANAGUÁ, PARANÁ). In: XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008, Curitiba. XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008. v. 1. p. 351-351.

10.
BRAGA, R. R. ; M. R. BRAGA ; VITULE, J. R. S. . ESTRUTURA POPULACIONAL DE Mimagoniates microlepis (Steindachner, 1876) (Characidae, Glandulocaudinae) NO RIO PIRAQUARA, ALTO-IGUAÇU, PARANÁ. In: XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008, Curitiba. XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008. v. 1. p. 1252-1252.

11.
BAGGIO, R. A. ; SCHUHLI, G. S. ; PIE, M. R. ; ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. ; OSTRENSKY, A. ; BOEGER, W. A. . DADOS MOLECULARES REVELAM UM COMPLEXO DE ESPÉCIES DE Astyanax spp. NO ALTO RIO IGUAÇU. In: XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008, Curitiba. XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2008. v. 1. p. 1774-1774.

12.
VITULE, J. R. S.; ARANHA, J. M. R. . ESTRUTURA POPULACIONAL DE Deuterodon langei Travassos, 1957 NUMA BACIA HIDROGRÁFICA DA FLORESTA ATLÂNTICA PAARANAENSE. In: XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2006, LONDRINA. XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA, 2006.

13.
VITULE, J. R. S.; ARANHA, J. M. R. ; Úmbria, S. C. . Registro de ocorrência do Bagre Africano Clarias gariepinus (BURCHELL, 1822) em uma importante bacia hidrografica da Floresta Atlântica paranaense.. In: XVI Encontro Basileiro de Ictiologia, 2005, João Pessoa. Resumos do XVI Encontro Basileiro de Ictiologia. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba, 2005. v. 1. p. 70-71.

14.
Úmbria, S. C. ; VITULE, J. R. S. ; KOCH C. ; ARANHA, J. M. R. . RESULTADOS PRELIMINARES DA ALIMENTAÇÃO DE Clarias gariepinus (BURCHELL, 1822)), ESPÉCIE INTRODUZIDA NO RIO GUARAGUAÇU, PARANAGUA, PARANÁ. In: 1° SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS, 2005, BRASÍLIA. 1° SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS. BRASILIA: MMA, 2005. v. 1.

15.
VITULE, J. R. S.; Umbria S.C. ; ARANHA, J. M. R. . Registro de ocorrência do Bagre-do-canal Ictalurus punctatus (RAFINESQUE, 1818) em uma importante bacia hidrografica da Floresta Atlântica paranaense. In: 1° SIMPÓSIO BASILEIRO SOBRE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS, 2005, BRASÍLIA. 1° SIMPÓSIO BASILEIRO SOBRE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS. BRASÍLIA: MMA, 2005. v. PRELO.

16.
VITULE, J. R. S.; Úmbria, S. C. ; ARANHA, J. M. R. . Registro de Ocorrência do Bagre do Canal Ictalurus Punctatus (Rafinesque, 1818) em uma Importante Bacia Hidrográfica da Floresta Atlântica Paranaense. In: I Simpósio Brasileiro sobre Espécies Exóticas Invasoras, 2005. http://www.mma.gov.br/port/sbf/invasoras/index.cfm, 2005. v. 1.

17.
Úmbria, S. C. ; VITULE, J. R. S. ; ARANHA, J. M. R. . Resultados Preliminares da Alimentação de Clarias Gariepinus (Burchell, 1822), Espécie Introduzida no Rio Guaraguaçu, Paranaguá, Paraná. In: I Simpósio Brasileiro sobre Espécies Exóticas Invasoras, 2005, Brasília. I Simpósio Brasileiro sobre Espécies Exóticas Invasoras, 2005.

18.
VITULE, J. R. S.. REPRODUÇÃO DE Deuterodon langei TRAVASSOS, 1957 (CHARACIDAE, TETRAGONOPTERINAE) NA BACIA DO RIO RIBEIRÃO, PARANAGUÁ, PARANÁ. In: XXV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2004, BRASÍLIA. RESUMOS XXV Congresso Brasileiro de Zoologia. BRASÍLIA: EDITORA DAUNIVERSIDADE DE BRASÍLIA, 2004. v. 1. p. 314-314.

19.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . A Composição da ictiofauna da bacia hidrográfica do rio Piraquara, Alto rio Iguaçu, região metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajaí. XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia- A zoologia e os ecossistemas costeiros, 2002. v. 1. p. 328-328.

20.
VITULE, J. R. S.; ARANHA, J. M. R. . Dieta Alimentar de Deuterodon langei em um riacho da região costeria do Paraná. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajaí. XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia- A zoologia e os ecossistemas costeiros, 2002.

21.
VITULE, J. R. S.; ALVES, M. P. . Comparação entre as comunidades de insetos aquáticos em três ambientes distintos da bacia hidrográfica do rio Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajaí. XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia- A zoologia e os ecossistemas costeiros, 2002. v. 1. p. 55.

22.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . A distribuição da ictiofauna da bacia hidrográfica do rio Piraquara, alto rio Iguaçu, dentro de seus micro-hábitats. In: Biocec, 2001, Curitiba. Resumos - Biocec. Curitiba: PUC, 2001. v. 1. p. 6-6.

23.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V. . A composição da ictiofauna da bacia hidrográfica do rio Piraquara, alto rio Iguaçu, Curitiba, Paraná. In: Biocec 2, 2001, Curitiba. Resumos Biocec 2. Curitiba: PUC, 2001. v. 1. p. 5-5.

Apresentações de Trabalho
1.
VITULE, JEAN R.S.. Palestra para comunidades de Pescadores e Associações de Guaramirim RO e Bolívia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
VITULE, J. R. S.. Invasive non-native fishes in Brazil: where are we and where are we going?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
VITULE, J. R. S.. Understanding invasion status and risks of an emerging species in the global aquaculture industry ? The African sharptooth catfish Clarias gariepinus. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
VITULE, J. R. S.. Introduções de peixes em águas interiores: os exemplos do Rio Guaraguaçu, Paraná, Brasil.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
VITULE, J. R. S.. Bioinvasões: alienígenas entre nós.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
VITULE, J. R. S.. Peixes introduzidos em ecossitemas continentais. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
VITULE, J. R. S.. Estrutura Populacional, Capturabilidade e Problemática do Bagre Africano Clarias gariepinus: espécies introduzida na bacia hidrográfica do rio Guaraguaçu. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
VAN-DAMME, P. ; RUFFINO, M. L. ; BAIGUN, C. ; CANAS, C. ; MIRANDA, G. ; MACNAUGHTON, A. ; DORIA, C. R. C. ; HAUSER, M. ; CORDOVA, L. ; ECHEVERRIA, A. ; HAHN, L. ; HALLWAS, G. ; ORTUNO, O. ; VITULE, JEAN RICARDO SIMõES . Ações urgentes para a conservação da dourada (Brachyplatystoma rousseauxii) na bacia do rio Madeira. Cochabamba: WWF, 2018 (Policy Brief).

2.
Vitule, Jean R. S.. O valor da Biodiversidade - publicado no Blog Farmácia Marinha http://farmaciamarinha.blogspot.com/2014/08/o-valor-da-biodiversidade.html 2014 (TEXTO EM PÁGINA ELETRONICA NA WEB).

3.
SIMBERLOFF, D. ; VITULE, J. R. S. . No more calls for the end of invasion biology? (TEXTO NO BLOG DA REVISTA OIKOS). wordpress.com, 2013 (TEXTO EM PÁGINA ELETRONICA NA WEB).

4.
VITULE, J. R. S.. Relevância da introdução de espécies não nativas e invasões biológicas para as ciências ambientais e necessidades extremas da mudança do panorama atual na América do Sul 2012 (TEXTO EM PÁGINA ELETRONICA NA WEB).

5.
VITULE, J. R. S.; Freire, CA ; SIMBERLOFF, D. . Introductions, risk perception and the precautionary approach 2009 (TEXTO EM PÁGINA ELETRONICA NA WEB).

6.
VITULE, J. R. S.. DISTRIBUIÇÃO, ABUNDÂNCIA E ESTRUTURA POPULACIONAL DE PEIXES INTRODUZIDOS NO RIO GUARAGUAÇU, PARANAGUÁ, PARANÁ, BRASIL 2008 (Tese de Doutorado).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ABILHOA, V. ; VITULE, J. R. S. . Complementação do relatório da UH Salto Grande - Rio Chopim - PR, levantamento Ictiológico. 2008.

Trabalhos técnicos
1.
VITULE, JEAN R S. Parecer referee janeiro para revista CEPSUL - ISSN 2177-9392 biodiversidade e conservação marinha. 2018.

2.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Biota Neotropica I. 2018.

3.
Vitule, Jean R. S.. Apoio ao ordenamento da pesca após modificações ambientais de invasões no estado de RO. 2018.

4.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. Parecer 1 de 2018 Biota Neotropica. 2018.

5.
VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES. Parecer to Marine and Freshwater Research 1 semestre 1. 2018.

6.
VITULE, JEAN R.S.. Parecer ad hoc. Regional Studies in Marine Science referee I semestre I. 2018.

7.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. Parecer ad hoc Journal of Freshwater Ecology I maio. 2018.

8.
VITULE, JEAN R.S.. Parecer referee Revista Ambiagua I maio. 2018.

9.
VITULE, J. R. S.. Parecer referee Biological Invasions maio. 2018.

10.
VITULE, JEAN R.S.. Parecer referee Hydrobiologia maio I. 2018.

11.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. Parecer add hoc periódico Copeia I agosto 2018. 2018.

12.
VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES. Parecer para Global Ecology & Conservation I semtestre I. 2018.

13.
VITULE JEAN, R.S.. Parecer Biological Invasions II semestre. 2018.

14.
VITULE, JEAN R S. Parecer ad hoc Lakes & Reservoirs: Science, Policy and Management for Sustainable Use I semestre um agosto. 2018.

15.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer Journal of Fish Biology I semestre. 2018.

16.
VITULE, J. R. S.. parecer ad hoc para Biology Letters mês II. 2017.

17.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer Biological Conservation em 07 de abril de 2017. 2017.

18.
VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES. BRAZILIAN JOURNAL OF AQUATIC SCIENCE AND TECHNOLOGY - BJAST ABRIL 2017. 2017.

19.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. ANALISTA DE PROJETOS DE DISSERTAÇÃO E TESE INOVADORES PARA A AVALIAÇÃO DO QUADRIÊNIO DA ÁREA DE BIODIVERSIDADE DA CAPES ABRIL. 2017.

20.
SIMOES VITULE, J. R.. Parecer em maio para Biological Conservation. 2017.

21.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. Parecer Hydrobiologia junho referee. 2017.

22.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Environmental Biology of Fishes agosto de 2017. 2017.

23.
VITULE JEAN, R.S.. Parecer Biota Neotropica agosto mes 08 2017. 2017.

24.
Vitule, Jean R. S.. Referre ad hoc SETembro - Hydrobiologia in: the Special Issue Aquatic Invasive Species II,. 2017.

25.
VITULE JEAN, R.S.. Revisor para artigo em outubro Revista Ambiente e Água. 2017.

26.
VITULE, JEAN R S. Biological Conservation parecer em novembro de 2017 revisão artigo. 2017.

27.
VITULE, J. R. S.. Parecer Environmental Biology of Fishes Novembro. 2017.

28.
VITULE, JEAN. Parecer como referee para Diversity and Distributions. 2016.

29.
Vitule, Jean R. S.. Parecer ad hoc referre to Diversity and Distributions. 2016.

30.
VITULE, JEAN. Parecer ad hoc referre to Biota Neotropica. 2016.

31.
SIMOES VITULE, J. R.. Parecer ad hoc referre to FRESHWATER BIOLOGY. 2016.

32.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to Freshwater Biology. 2016.

33.
VITULE, JEAN. Parecer ad hoc referre to Freshwater Biology. 2016.

34.
VITULE, JEAN. Parecer ad hoc referre to Hydrobiologia. 2016.

35.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to Hydrobiologia. 2016.

36.
Vitule, Jean R. S.. Parecer ad hoc referre to Interciencia. 2016.

37.
VITULE, J. R. S.. parecer ad hoc para National Geographic Society's. 2016.

38.
VITULE, J. R. S.. parecer ad hoc para South Africa?s National Research Foundation (NRF). 2016.

39.
VITULE, J. R. S.. parecer ad hoc para South Africa?s National Research Foundation (NRF). 2016.

40.
Vitule, Jean R. S.. rEVIEW AD HOC Council for Earth and Life Sciences (ALW) Netherlands Organization for Scientific Research (NWO). 2016.

41.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to Diversity and Distributions. 2016.

42.
VITULE JEAN, R.S.. parecer ad hoc para Bothalia, South African botanical community since its inception in 1921, is changing its name. The new subtitle, African Biodiversity & Conservation, reflects the expanded mandate of the South African National Biodiversity Institute (SANBI) in the biodiversity sciences. Bothalia's rich scientific history of covering South Africa's fauna and flora will hencef. 2016.

43.
VITULE, JEAN. parecer ad hoc para Ecological Indicators. 2016.

44.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to Hydrobiologia. 2016.

45.
VITULE, J. R. S.. Parecer para Journal of Fish Biology - como referee. 2016.

46.
VITULE, JEAN. Iheringia Série Zoologia set. 2016.

47.
VITULE, JEAN RICARDO SIMõES. parecer para Reviews in Fish Biology and Fisheries. 2015.

48.
VITULE JEAN, R.S.. Parecer referee ad hoc parecer para Ecohydrology. 2015.

49.
VITULE, JEAN. Parecer ad hoc Neotropical Ichthyology. 2015.

50.
VITULE, JEAN. Parecer para Plos One Biology. 2015.

51.
Vitule, Jean R. S.. PARECER COMO REFEREE PARA BIR BioInvasion Records Journal. 2015.

52.
VITULE, JEAN. Parecer como referee para Ecology, the leading international journal in therms os general ecology. 2015.

53.
VITULE, J. R. S.. Parecer para Journal of Fish Biology - como referee. 2015.

54.
VITULE, J. R. S.. Parecer to Marine and Freshwater Research. 2015.

55.
VITULE, J. R. S.. Parecer to Marine and Freshwater Research. 2015.

56.
VITULE, J. R. S.. PARECER TÉCNICO NATONAL RESEARCH FUNDATION SOUTH AFRICA Competitive Programme for Rated Researchers 2016. 2015.

57.
VITULE, JEAN. Parecer CNPq projeto de bolsa PDJ. 2015.

58.
VITULE JEAN, R.S.. Parecer como revisor ad hoc para Biotemas. 2015.

59.
VITULE JEAN, R.S.. Parecer Hydrobiologia. 2015.

60.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to Reviews in Aquaculture. 2015.

61.
VITULE, J. R. S.. REFEREE Conservation Biology - Parece Add Hoc. 2015.

62.
Vitule, Jean R. S.. Iheringia Série Zoologia. 2015.

63.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc referre to NI. Neotropical Ichthyology. 2015.

64.
Simões Vitule, J. R.. Parecer ad hoc to Aquatic Invasions. 2014.

65.
VITULE, J. R. S.. PARECER ADHOC Transactions of the Royal Society of South Africa. 2014.

66.
VITULE, J. R. S.. PARECER COMO REFEREE PARA BIR BioInvasion Records Journal. 2014.

67.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer ad hoc to Zoologia Ctba. 2014.

68.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer ad hoc to Neotropical Ichthyology. 2014.

69.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - Parecer Ad Hoc periódico internacional. 2014.

70.
Vitule, Jean Ricardo Simões. parecer para Reviews in Fish Biology and Fisheries. 2014.

71.
VITULE, J. R. S.. Parecer para Plos One Biology. 2014.

72.
VITULE, J. R. S.. Diversity and Distribution - Parecer Ad hoc. 2014.

73.
Vitule, Jean R. S.. Fish and Fisheries - parecer Ad. hoc.. 2014.

74.
VITULE, JEAN. Parecer Hydrobiologia. 2014.

75.
VITULE, JEAN. Parecer para o CNPq avaliação de projeto de pós-doutorado Sanduíche. 2014.

76.
Vitule, Jean R. S.. Parecer para o CNPq bolsista de produtividade. 2014.

77.
Simões Vitule, J. R.. Iheringia Série Zoologia. 2013.

78.
Simões Vitule, J. R.. International Journal of Fisheries and Aquaculture. 2013.

79.
Simões Vitule, J. R.. Parecer ad hoc Ecology of Freshwater Fish. 2013.

80.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc Hydrobiologia. 2013.

81.
Vitule, Jean R. S.. Parecer to Marine and Freshwater Research. 2013.

82.
Vitule, Jean R. S.. PARECER COMO REFEREE PARA Environmental Engineering and Management Journal omicron.ch.tuiasi.ro/EEMJ/‎. 2013.

83.
Simões Vitule, J. R.. Parecer ad hoc Hydrobiologia. 2013.

84.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Reviewer for the Competitive Programme for Rated Researchers of the The National Research Foundation (NRF) - South Africa. 2013.

85.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer ad hoc Biota NEotropica. 2013.

86.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer ad hoc to Aquatic Invasions. 2013.

87.
SIMOES VITULE, J. R.. PARECER COMO REFEREE PARA Brazilian Journal of Aquatic Science and Technology‎. 2013.

88.
VITULE, J. R. S.. Iheringia Série Zoologia. 2013.

89.
Simões Vitule, J. R.. Projeto bolsa de Produtividade do CNPq. 2013.

90.
Vitule, Jean R. S.. Projeto bolsa de Produtividade do CNPq. 2013.

91.
VITULE, J. R. S.. Análise de mérito de projetos do Programa CAPES/Humboldt Brazil/Alemanha. 2013.

92.
VITULE JEAN, R.S.. Hydrobiologia parecer referee ad hoc. 2013.

93.
VITULE, J. R. S.. Parecer Ad hoc - referee Aquactic Invasions Journal - is an open access, peer-reviewed international journal focusing on biological invasions in inland and coastal water ecosystems from around the world (please see "Journal Information" and "Author Guidelines" pages for more information).. 2012.

94.
Vitule, Jean Ricardo Simões. BOLETIM DO INSTITUTO DE PESCA - parecer ad hoc referee. 2012.

95.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc Neotropical Ichthyology. 2012.

96.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Aquatic Conservation: Marine and Freshwater Ecosystems - parecer como referee. 2012.

97.
Vitule, Jean R. S.. Boletim do Instituto de Pesca Parecer ad hoc. 2012.

98.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad-hoc para REvista Natureza & Conservação. 2012.

99.
VITULE, J. R. S.. Anais da Academia Brasileira de Ciências. 2012.

100.
Simões Vitule, J. R.. Environmental Biology of Fishes. 2012.

101.
VITULE, J. R. S.. Parecer Ad hoc - refereeJournal of Integrated Coastal Zone Management. 2012.

102.
VITULE, J. R. S.. Parecer ad hoc Neotropical Ichthyology. 2012.

103.
Simões Vitule, J. R.. Parecer ad hoc hYDROBIOLOGIA THE HUGE. 2012.

104.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - Parecer Ad Hoc periódico internacional. 2011.

105.
VITULE, J. R. S.. Diversity and Distribution - Parecer Ad hoc. 2011.

106.
Vitule, Jean Ricardo Simões. parecer para Reviews in Fish Biology and Fisheries. 2011.

107.
VITULE, J. R. S.. Parecer Ad Hoc periódico Neotropical Ichthyology. 2010.

108.
VITULE, J. R. S.. AMBIO, A journal of the Human Environment. 2010.

109.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Natureza e Conservação parecer como referee ad hoc. 2010.

110.
VITULE, J. R. S.. Check List. 2010.

111.
Vitule, Jean Ricardo Simões. Parecer ad hoc Neotropical Ictiology. 2010.

112.
VITULE, J. R. S.. Hydrobiologia parecer artigo como referee. 2010.

113.
VITULE, J. R. S.. Referee ad hoc revisão internacional African Journal of Agricultural Research. 2010.

114.
Vitule, Jean Ricardo Simões. International Journal of Tropical Biology. 2010.

115.
VITULE, J. R. S.. Hydrobiologia the Huge - Periódico Internacional. 2009.

116.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions Parecer Ad hoc. 2009.

117.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - Parecer Ad Hoc. 2009.

118.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - Parecer Ad Hoc periódico internacional. 2009.

119.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - Parecer Ad Hoc. 2009.

120.
VITULE, J. R. S.. Brazilian Journal of Oceanography. 2009.

121.
VITULE, J. R. S.. Biota Neotropica Parecer Ad Hoc em artigo. 2009.

122.
Vitule, Jean R. S.. Parece ad hoc Biota Neotropica. 2009.

123.
Vitule, Jean R. S.. Parecer ad hoc Neotropical Ichthyology. 2009.

124.
VITULE, J. R. S.. Parecer Ad Hoc periódico Neotropical Ichthyology. 2009.

125.
VITULE, J. R. S.. Conservation Biology - Parece Add Hoc. 2009.

126.
VITULE, J. R. S.. Periódico Hydrobiology. 2008.

127.
VITULE, J. R. S.. Biological Invasions - International Periódico. 2008.

128.
VITULE, J. R. S.. Biota Neotropica. 2008.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
VITULE, JEAN; Azevedo-Santo V.M. ; PELICICE, F. M. . Cientistas brasileiros criticam uso de peixe contra larvas do aedes. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
VITULE, JEAN. Blog Jean Vitule sobre Ecologia e Conservação. 2013; Tema: Ecologia e conservação. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
VITULE, J. R. S.. LOCALIZAÇÃO DAS CAPTURAS DAS ESPÉCIES DE PEIXES INTRODUZIDOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO GUARAGUAÇU. 2006. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

Demais trabalhos
1.
VITULE, J. R. S.. Monitoria Projeto Mata Viva. 2005 (Monitoria Projeto Mata Viva) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ERRERA, M. R.; MERCURI, E. G. F.; MARQUES, M. C. M.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de MARCUS VINICIUS RIBEIRO FERREIRA DOS SANTOS. "Verificação do Modelo ECM01 na Previsão de Variação de Riqueza de Espécies no Processo Sucessional Vegetal de uma Floresta Atlântica no Litoral do Estado do Paraná.". 2016. Dissertação (Mestrado em ENGENHARIA AMBIENTAL) - Universidade Federal do Paraná.

2.
CARAMASCHI, E.; VITULE, JEAN; BOZELLI, R. L.. Participação em banca de Renato Rieboldt. ESTRUTURA DA POPULAÇÃO, DIETA E REPRODUÇÃO DO BAGRE AFRICANO - CLARIAS GARIEPINUS (BURCHELL, 1822) ? EM UM RIO FLUMINENSE. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
SPACH, H. L.; VOLPETO, A. V.; Vitule, Jean R. S.. Participação em banca de Barbara Maichak de Carvalho. Mudanças ontogenéticas no uso do hábitat e crescimento da Anchoa tricolor (Engraulidae) em um estuário subtropical. 2014. Dissertação (Mestrado em PGSISCO - Sistemas costeiros e oceânicos) - Universidade Federal do Paraná.

4.
VITULE, J. R. S.; GUBIANE, E.. Participação em banca de CRISTINA SARTORI. A hipótese de aceitação biótica explica o sucesso das invasões biológicas em ambientes aquáticos modificados. 2014. Dissertação (Mestrado em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

5.
Simões Vitule, J. R.; Agostinho, A.A.; PELICICE, F. M.. Participação em banca de Vanessa Maria Ribeiro. Micropterus salmoides, predador introduzido em um reservatório Neotropical: composição da dieta, táticas reprodutivas e métodos de captura. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

6.
Vitule, Jean Ricardo Simões; Agostinho, A.A.; PELICICE, F. M.. Participação em banca de FELIPE SKÓRA NETO. Hydrological infrastructure and freshwater fish invasions in neotropics : implications to biotic homogenization and Darwin naturalization hypothesis. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

7.
VITULE, J. R. S.; Casatti L.. Participação em banca de Raul Rennó Braga. Ecologia alimentar de peixes: revisão e avaliação da aplicabilidade da lavagem gástrica para estudos com peixes de riachos neotropicais. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

8.
FLOETER, S. R.; Ferreira, C. E. L.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Guilherme Ortigara Longo. FLOETER, S. R.; SEGAL, B.; FERREIRA, C. E. L.. Participação em banca de Guilherme Ortigara Longo. Influência da ictiofauna sobre comunidades bentônicas em ilhas de Santa Catarina e no Arquipélago dos Abrolhos, BA. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

9.
Donattti L.; VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V.. Participação em banca de Flávia Baduy Vaz da Silva. Composição, estrutura e dieta da assembléia de peixes em duas áreas do Rio das Pedras - BAcia hidrográfica do Médio Iguaçu, Guarapuava, Brasil. 2009.

10.
Corrêa, MFM; VITULE, J. R. S.; Pinheiro, PC. Participação em banca de Fabrício de Andrade Frehse. Estrutura populacional e alimentação de Stellifer rastrifer e Stellifer brasiliensis no período diurno e noturno na plataforma sul do estado do Paraná e norte do estado de Santa Catarina. 2009. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

Teses de doutorado
1.
VITULE, JEAN R.S.; AFFONSO, I. P.; MORMUL, ROGER PAULO; CASTILHO, M. F.; MAGALHÃES, ANDRÉ LINCOLN BARROSO. Participação em banca de VANESSA MARIA RIBEIRO. Hipótese de Ingenuidade ecológica: Revisão histórica e avaliação experimental. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

2.
THOMAS, S. M.; AGOSTINHO, ANGELO A; BEHREND, R. D. L.; OLIVEIRA, E. F.; VITULE, JEAN R.S.. Participação em banca de EDUARDO RIBEIRO DA CUNHA. Padrões emergentes da montagem de comunidades de peixes e sua relação com fatores estruturadores, como a complexidade de habitat, invasão de espécies e processos temporais. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

3.
ROCHA, R. M.; TURRA, A.; BRANDINI, F.; LANA, P.; VITULE, JEAN R.S.. Participação em banca de JANAÍNA DE ARAÚJO BUMBEER E COUTO. Bioinvasão marinha no litoral do Paraná: da pesquisa à gestão. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

4.
VITULE, J. R. S.; OLIVEIRA, A. A. B.; MORMUL, R. P.; GUARALDO, A. C.; DECHOUM, M. S.. Participação em banca de Louri Klemann Junior. HOMOGENEIZAÇÃO BIÓTICA: COMPOSIÇÃO E ALTERAÇÕES DA AVIFAUNA PARANAENSE AO LONGO DE 195 ANOSDE MODIFICAÇÕES ANTRÓPICAS NA PAISAGEM. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

5.
Vitule, Jean R. S.; ZENNI, R. D.; ABILHOA, V.; DECHOUM, M. S.; CAMPIAO, K. M.. Participação em banca de Raul Rennó Braga. FUSÃO INVASORA: HIERARQUIZAÇÃO DA HIPÓTESE, AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL E ?FRAMEWORK? PARA TESTE E SÍNTESE. 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

6.
SPACH, H. L.; Vitule, Jean R. S.; ABILHOA, V.; VASKE, T.. Participação em banca de Ciro Colodetti Vilar de Araujo. Biogeografia, ecologia e prioridades para conservação de vertebrados marinhos brasileiros. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

7.
SPACH, H. L.; VITULE, J. R. S.; ROBERT, M. C.; PINHEIRO, P.; MOURA, R. L.. Participação em banca de Matheus Oliveira Freitas. Auto-ecologia de Ephinepholus morio e Micteroperca bonaci: serranídeos comercialmente importantes e ameaçados do Banco dos Abrolhos. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

8.
VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES; CUNICO, A.; GUBIANE, E.; PADIAL, A.. Participação em banca de MARCOS OSTROWSKI VALDUGA. IMPACTOS DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS PARA A BIODIVERSIDADE BRASILEIRA: REVISÃO SISTEMÁTICA E ESTUDO DE CASO. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

9.
Freire, CA; Souza, MM; Fávaro L. F.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Flávia Duarte Ferraz Sampaio. Estresse do transporte em peixes ornamentais marinhos: aspectos políticos para a conservação, aplicação comercial e avaliação experimental. 2014. Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná.

10.
VITULE, J. R. S.; ORSI, M.; BARBOSA, F. A. R.; BARBOSA, P.; Santos, G. B.. Participação em banca de Lorena Torres Oporto. Aspectos ecológicos e sociais da invasão de peixes em lagos naturais do médio rio Doce. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
Simões Vitule, J. R.; WEYL, O.; MOYLE, P.; GOZLAN, R.. Participação em banca de BRUCE ROBERT ELLENDER. ECOLOGICAL CONSEQUENCES OF NON-NATIVE FISH INVAQSION IN EASTERN CAPE HEADWATER STREMS. 2013. Tese (Doutorado em Ecology) - Rhodes University.

12.
Agostinho, A.A.; VITULE, J. R. S.; PELICICE, F. M.; GOMES, L. C.; THOMAS, S. M.. Participação em banca de Eveline de Almeida Ferreira. Padrões de invasão de peixes em reservatórios neotropicais. 2012. Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

13.
VITULE, J. R. S.; VIEIRA, F.; LATINI, A. O.; BAZZOLI, N.; Jacobi CM. Participação em banca de André Licon Barroso Magalhães. Efeitos da introdução de peixes ornamentais não nativos em bacias hidrográficas de Minas Gerais. 2010. Tese (Doutorado em Pós'graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
PIE, M. R.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Ana M.R. Liedke. Feeding ecology of the banded butterflyfish Chaetodon striatus along its distribution range. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Padial A. A.; VITULE, JEAN RICARDO SIM'ES. Participação em banca de Jaqueline Dittrich.Escalas de variação de múltiplas comunidades aquáticas do Alto Rio Paraná. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná.

2.
Errera M R; Vitule, Jean R. S.; DIAS, N.. Participação em banca de Marcus Vinícius Ribeiro.INVESTIGAÇÃO DE SENSIBILIDADE DE PARÂMETROS NO MODELO ECM01 DE SUCESSÃO VEGETAL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

3.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V.; Corrêa, MFM. Participação em banca de Ana Carolina dos Passos.Ictiofauna e crustáceos decápodas de um banco de marisma da gamboa de Perequê-PR-Brasil. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Paraná.

4.
PIE, M. R.; ABILHOA, V.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Marcel Kruchelski Tschá.Avaliação do Impacto de Barragens na Variabilidade e Estruturação Genética de Pygocentrus piraya (Teleostei: Characiformes) no Rio São Francisco. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná.

5.
Corrêa, MFM; ABILHOA, V.; VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Ana Carolina dos Passos.Ictiofauna e Crustáceos Decápodes de um banco de marisma da Gamboa do Perequê. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Paraná.

6.
Errera M R; Marques MCM; Vitule, Jean Ricardo Simões. Participação em banca de Pedro Cavichiolo.Investigação da sensibilidade de Parâmetros no modelo ECM01 de Sucessão Vegetal em Projetos de Restauração: O caso da Mata Atlântica de Antonina ? Paraná. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

7.
Errera M R; Marques MCM; Vitule, Jean Ricardo Simões. Participação em banca de Anderson Frigo.Simulação do modelo EF01 de interações entre dispersores e plantas para fins de recuperação de áreas degradadas: O caso da Mata Atlântica de Antonina ? Paraná. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

8.
Godoi AFL; Vitule, Jean Ricardo Simões; Froehner SJ. Participação em banca de Antoine Marie Viganó Tavares.Quantificação de Benzeno, Tolueno, Tolueno e Xilenos (BTEX) em estações tubos na região central de Curitiba.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná.

9.
VITULE, J. R. S.. Participação em banca de Hesly Borges.Distribuição vertical e tamanho territorial de Stegastes fuscus (Perciformes: Pomacentridae) nas Ilhas Itacolomis, Santa Catarina, Brasil.. 2006 - Pontifícia universidade católica do Paraná.

10.
VITULE, J. R. S.; ARANHA, J. M. R.. Participação em banca de Maria Carolina Canassa.Crecimento do Mandi beiçudoIheringichctyes labrosus na região de Porto Rico Alto rio Paraná.. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanografia) - Universidade Federal do Paraná.

11.
VITULE, J. R. S.; Donattti L.; Favaro L.F.. Participação em banca de Elton Celton de Oliveira.ESTRUTURA POPULACIONAL DE Atherinella brasiliensis (QUOY & GAIMARD, 1825) NO COMPLEXO ESTUARINO DE PARANAGUÁ/PR. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
VITULE, JEAN; MARQUE JUNIOR, W.; EIDAM, J. C. C.. Estágio Probatório. 2015. Universidade Federal do Paraná.

2.
Vitule, Jean Ricardo Simões; ABILHOA, V.. VI SEMANA DO MESTRANDO ? PPGZOO-UFPR -avaliação projeto Ecologia alimentar e reprodução de Haemulon plumieri (Lacepède, 1801) (Teleostei - Haemulidae) no Banco de Abrolhos, Bahia-Brasil. 2014. Universidade Federal do Paraná.

3.
Vitule, Jean R. S.; Abilhoa, Vinícius. VI SEMANA DO MESTRANDO ? PPGZOO-UFPR -avaliação projeto: Ecologia alimentar e reprodução de Rhomboplites aurorubens (Cuvier, 1829) (Teleostei, Lutjanidae) no Banco de Abrolhos, Brasil. 2014.

4.
VITULE, J. R. S.. avaliação de projeto de mestrado Rafael Vitame Kauano. 2013.

5.
Vitule, Jean Ricardo Simões. XVI EPGPEA- Avaliação de Projetos de Mestrandos. 2013. Universidade Estadual de Maringá.

6.
Vitule, Jean R. S.; Froehner SJ; Godoi AFL. Pré-defesa de Mestrado der Cybelli Barbosa. 2013. Universidade Federal do Paraná.

7.
Padial A. A.; VITULE, J. R. S.. (EXAME DE QUALIFICAÇÃO PPGECO) Ciro Colodetti Vilar de Araujo Processos ecológicos locais e regionais estruturando as assembleias de peixes em estuários brasileiros. 2012. Universidade Federal do Paraná.

8.
VITULE, J. R. S.; PIE, M. R.. Feeding ecology of the banded butterflyfish Chaetodon striatus along its distribution range. 2012. Universidade Federal do Paraná.

9.
Errera M R; Vitule, Jean R. S.; SHIMAKURA, S. E.. (exame de qualificação PPGERHA UFPR) Um modelo constructal de interação entre dispersores e plantas para fins de recuperação de áreas degradas; por: Anderson Frigo. 2012. Universidade Federal do Paraná.

10.
VITULE, J. R. S.; Chaves PTC. Exame de Qualificação de Elton Celton de Oliveira - REprodução de linguado Etropus crossotus na Baía de Paranaguá. 2010. Universidade Federal do Paraná.

11.
VITULE, J. R. S.; ABILHOA, V.. A PESCA DE ESPINHEL PELÁGICO E O IMPACTO SOBRE A ESPÉCIE Carcharhinus signatus CAPTURADA INCIDENTALMENTE NO SUDESTE E SUL DO BRASIL.. 2010. Universidade Federal do Paraná.

12.
Chaves PTC; VITULE, J. R. S.. EFICIÊNCIA DE REDUTORES DE CAPTURA INCIDENTAL NA PESCA ARTESANAL DO CAMARÃO SETE-BARBAS (Xiphopenaeus kroyeri) NO PARANÁ, BRASIL. 2010. Universidade Federal do Paraná.

13.
VITULE, J. R. S.; Chaves PTC. Diego Zanlorenzi. A pesca da tainha em cevas na região de cabeceira da Baía de Guaratuba: um estudo de caso sobre a alimentação e composição do pescado - avaliador semana mestrando. 2010.

14.
Chaves PTC; Corrêa, MFM; VITULE, J. R. S.. Karine Orlandi Bonato. Estrutura da Comunidade e Dieta da Taxocenose de Peixes do Rio Sambaqui, Morretes, PR. Início: 2009. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - avaliador seman mestrando. 2010.

15.
Vitule, Jean Ricardo Simões; Godoi AFL. 18o Encontro de Iniciação Científica da UFPR. 2010. Universidade Federal do Paraná.

16.
Prodocimo V; VITULE, J. R. S.. O Jundiá (Rhamdia quelen) como bioindicador de contaminação na Bacia do Rio Iguaçu, região do Alto Iguaçu.. 2009. Universidade Federal do Paraná.

17.
VITULE, J. R. S.. Exame de Qualificação - Avaliação da comunidade plactônica na área de cultivos de ostras na Baía de Guaratuba. 2009. Universidade Federal do Paraná.

18.
Cestari MM; Catilho MF; Vitule, Jean R. S.. Comissão do processo de seleção do PPGECO 2009 - para entrada em 2010. 2009. Universidade Federal do Paraná.

19.
VITULE, J. R. S.. Biologia de Centropomus parallelus Poey 1860 no sistema Baía de Guaratuba - Mestrado - Amanda Bortolan Nogueira. 2008. Universidade Federal do Paraná.

20.
VITULE, J. R. S.. Avaliação da atividade reprodutiva da ictiofauna capturada na pesca de arrasto camaroeiro pela comunidade de Itapema do Norte, Itapoá, litoral norte de Santa Catarina - Mestrado - Juliana Ventura de Pina. 2008. Universidade Federal do Paraná.

21.
VITULE, J. R. S.. Caracterização do habitat de Epinephelus marginatus na Ilha do Campeche, Santa Catarina, Brasil - Mestardo - Jonas Rodrigues Leite. 2008. Universidade Federal do Paraná.

22.
VITULE, J. R. S.. Hábito alimentar de Stellifer rastrifer e Stellifer brasiliensis nos períodos noturno e diurno, em quatro áreas da plataforma sul do Estado do Paraná e norte de Santa Catarina - Mestrado - Fabrício de Andrade Frehse. 2008. Universidade Federal do Paraná.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Congresso Boliviano de Ictiologia. Espécies Exóticas no Brasil^o inimigo invisível. 2017. (Congresso).

2.
19th Congress of the Entomological Society of Southern Africa and 37th Congress of the Zoological Society of Southern Africa held between the 13th and 17th July 2015, hosted by Rhodes University in Grahamstown South Africa. Understanding invasion status and risks of an emerging species in the global aquaculture industry ? The African sharptooth catfish Clarias gariepinus. 2015. (Congresso).

3.
Primeiro Simpósio PPBIO -MA.Comparação entre métodos de coleta do protocolo PPbio - para peixes e novas técnicas usando câmeras digitais sub-aquáticas. 2015. (Simpósio).

4.
IV SEMINÁRIO SOBRE ESTUDOS LIMNOLÓGICOS EM CLIMA SUB-TROPICAL.Espécies Invasoras e a Conservação de Ecossistemas Aquáticos. 2014. (Seminário).

5.
Neobiota 2014 - 8th International Conference on Biological Invasions. Invasional Meltdown 14 years later is Still Poorly Understood. 2014. (Congresso).

6.
XV EMABI. Legislação para conservação da biodiversidade aquática brasileira. 2014. (Congresso).

7.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Estudos com espécies não-nativas e invasões biológicas são necessários ou não? Uma abordagem no contexto teórico e aplicado para o Brasil. 2014. (Congresso).

8.
Horizontal Scanning about Biolgoical Invasion in megadiver Regions.Horizontal Scanning about Biolgoical Invasion in megadiver Regions. 2013. (Outra).

9.
Pre-event Discussions about Horizontal Scanning in Megadiverse Regions.Pre-event Discussions about Horizontal Scanning in Megadiverse Regions. 2013. (Outra).

10.
V Semana do Mestrando do Programa de Pós-graduação em Zoologia da UFPR.V Semana do Mestrando do Programa de Pós-graduação em Zoologia da UFPR. 2013. (Outra).

11.
XVI EPGPEA - Encontro de Pós-graduandos do Programa de Pós-Graduação em E Ecologia Aquática da UEM.Estudos com espécies não-nativas e invasões biológicas são realmente relevantes no contexto teórico e aplicado da ecologia e conservação?. 2013. (Encontro).

12.
XX Encontro Brasileiro de Ictiologia. Invasões biológicas em ecossistemas aquáticos. 2013. (Congresso).

13.
III Simpósio Brasileiro Sobre Bioinvasões em: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia.A ?invisibilidade? dos peixes introduzidos em ecossistemas continentais brasileiros: necessidade de ações e o papel dos zoólogos. 2012. (Simpósio).

14.
V Semana Acadêmica e II Seminário de Pesquisas Ambientais: Meio Ambiente e Conservação UNESPAR.Espécies Invasoras e introdução de espécies. 2012. (Seminário).

15.
BIOLIEF 2011 ? 2nd World Conference on Biological Invasions and Ecosystem Functioning.Functional homogenization by dam: An underestimeted impact caused by the elimination of an ecological filter in neotropics. 2011. (Outra).

16.
XIII Congresso Brasileiro de Limnologia. Sobreposição alimentar entre quatro espécies de Hypostomus. 2011. (Congresso).

17.
24th International Congress for Conservation Biology. Estuaries as saline bridges to adjacent freshwater systems: Comparing salinity tolerance between native and non-native catfishes. 2010. (Congresso).

18.
II Jornada de Espécies Invasoras.Which kinds of impacts are being underestimated in relation to non-native species on impoundments in South America? Quantifying homogenization after the elimination of an ecological filter: potential and real effects. 2010. (Simpósio).

19.
VII Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação..Avaliador de projetod de alunos de Doutorado e Mestrado e Posters. 2010. (Simpósio).

20.
XXII Semana dos Doutorandos do Programa de pós-Graduação de Zoologia.Bioinvasões e conservação. 2010. (Outra).

21.
VI Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação..Invasões biológicas e ECOLOGIA. 2009. (Simpósio).

22.
XII Congresso Brasileiro de Limnologia. 2009. (Congresso).

23.
II Workshop para elaboração de Planos de Ação para a política pública Estadual de proteção à fauna. IAP - PR CONFAUNA.II Workshop para elaboração de Planos de Ação para a política pública Estadual de proteção à fauna. IAP - PR CONFAUNA. 2008. (Outra).

24.
I Workshop para elaboração de Planos de Ação. IAP - PR CONFAUNA.I Workshop para elaboração de Planos de Ação. ´PLANOS DE ACÇÃO PRA ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS. 2008. (Oficina).

25.
XIV Semana Acadêmica de Biologia da PUCPR.Princípios básicos da Introdução de espécies, com ênfase em peixes de águas continentais. MINI CURSO. 2008. (Outra).

26.
XX SEMANA DO DOUTORANDO.PUBLICAÇÕES. 2008. (Simpósio).

27.
XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA. ESPÉCIES DE PEIXES INTRODUZIDOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GUARAGUAÇU, PARANAGUÁ, PARANÁ. 2008. (Congresso).

28.
I Simpósio de Radiotelemetria do Brasil.I Simpósio de Radiotelemetria do Brasil. 2006. (Simpósio).

29.
XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOLOGIA. ESTRUTURA POPOULACIONAL DE Deuterodon langei Travasso 1957, NUMA BACIA HIDROGRÁFICA DA FLORESTA ATLÂNTICA PARANAENSE. 2006. (Congresso).

30.
I Simpósio Brasileiro sobre Espécies Exóticas Invasoras.Registro de Ocorrência do Bagre do Canal Ictalurus Punctatus (Rafinesque, 1818) em uma Importante Bacia Hidrográfica da Floresta Atlântica Paranaense. 2005. (Simpósio).

31.
XV Encontro Brasileiro de Ictiologia.XV Encontro Brasileiro de Ictiologia. 2003. (Encontro).

32.
XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia. XXIV Congresso Brasileiro de zoologia. 2002. (Congresso).

33.
Reunião Técnica sobre Ictiologia em Estuários.Reunião Técnica sobre Ictiologia em Estuários. 2001. (Encontro).

34.
XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2000. (Congresso).

35.
VII Semana do meio ambiente. 1999. (Congresso).

36.
IV Semana de Biologia. IV Semana de Biologia. 1997. (Congresso).

37.
Semana do meio ambiente. Semana do Meio Ambiente. 1997. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VITULE, J. R. S.. XVIII SEMANA DO DOUTORANDO. 2006. (Outro).

2.
VITULE, J. R. S.. XVI SEMANA DO DOUTORANDO. 2004. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Hugo Pereira. Modelagem de coexistência e interações entre espécies invasoras. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Thiago Occhi. Revisão global sobre traços funcionais em peixes invasores e estudo de caso para o rio Guaraguaçu sobre traços funcionais. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná. (Orientador).

3.
Sandra Forneck. Sandra Forneck. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Fabrício de Andrade Frehse. O uso de estruturas artificiais como atratores de peixes em reservatórios. Início: 2014. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Raul Rennó Braga. AVALIAÇÃO DAS HIPÓTESES DE FUSÃO INVASORA E FACILITAÇÃO ENTRE ESPÉCIES. Início: 2018. Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

2.
larissa Strictar Pereira. Início: 2018. Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

3.
Vanessa Salete Daga. Início: 2017. Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

4.
Matheus Oliveira Freitas. Início: 2017. Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Iniciação científica
1.
Victor Pelaquim Loss. Homogeneização biótica em meio às modificações ambientais antropogênicas. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná. (Orientador).

2.
Karen Alves de Oliveira. Homogeneização biótica: Revisão sistematizada e análise cienciométrica. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Larissa Faria. Avaliação comparativa da resposta funcional de peixes nativos invasores. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
Bruno K. Nakagawa. Parâmetros populacionais e padrão de movimentação do Micropterus salmoides (Black bass) no reservatório do Passaúna, Araucária, Paraná, Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
Ana Paula Lula da Costa. Parasitos de Micropterus salmoides em reservatórios urbanos. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

4.
FELIPE SKÓRA NETO. Hydrological infrastructure and freshwater fish invasions in neotropics : implications to biotic homogenization and Darwin naturalization hypothesis. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, reune. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

5.
Vanessa Maria Ribeiro. Micropterus salmoides, predador introduzido em um reservatório Neotropical: composição da dieta, táticas reprodutivas e métodos de captura. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, reune. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

6.
Camila Ghilardi Cardoso. Influências filogenéticas temporal e espacial na dieta de peixes em dois reservatórios de uma região neotropical de alto endemismo. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

7.
MARCOS OSTROWSKI VALDUGA. PADRÕES NA ALIMENTAÇÃO DA ICTIOFAUNA NO MÉDIO CURSO DO RIO CORUMBATAÍ ? BACIA DO IVAÍ ? PARANÁ. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, . Coorientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

8.
Raul Rennó Braga. Métodos não letais para estudos com alimentação de peixes em riachos. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

Tese de doutorado
1.
Louri Klemann Junior. HOMOGENEIZAÇÃO BIÓTICA: COMPOSIÇÃO E ALTERAÇÕES DA AVIFAUNA PARANAENSE AO LONGO DE 195 ANOSDE MODIFICAÇÕES ANTRÓPICAS NA PAISAGEM. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
Raul Rennó Braga. FUSÃO INVASORA: HIERARQUIZAÇÃO DA HIPÓTESE, AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL E ?FRAMEWORK? PARA TESTE E SÍNTESE. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
MARCOS OSTROWSKI VALDUGA. RESPOSTAS ECOLÓGICAS DE COMUNIDADES DE PEIXES AO CORTE RASO DE CONÍFERAS NÃO NATIVAS. 2015. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, . Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

4.
Vanessa Maria Ribeiro. Hipótese de Ingenuidade ecológica: Revisão histórica e avaliação experimental. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

5.
Vanessa Salete Daga. PAPEL DE ESPÉCIES NÃO NATIVAS NO PROCESSO DE HOMOGENEIZAÇÃO DE PEIXES EM RESERVATÓRIOS DO PARANÁ, BRASIL. 2013. Tese (Doutorado em Zoologia) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Victor Yamagami. Revisão sobre efeitos de obras de infraestruta no processo de homogeneização biótica. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
ANDRE LUIZ FREIRE DE CARVALHO KATO. PATTERNS ON PLANT-POLLINATION INTERACTIONS IN AGRO-ECOSYSTEMS: A GLOBAL SYSTEMATC REVIEW. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
KETLYN APARECIDA SIEVERS. MODIFICAÇÕES AMBIENTAIS DEVIDO ÀS AÇÕES ANTRÓPICAS PODEM. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Aline Neher. Espécies invasoras em unidades de conservação: uma revisão sistematizada para o Brazil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
Marília Moreira. Homogeneização biótica em plantas: uma revisão sistematizada dos estudos no Brazil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
Letícia Pavani Pozenato. ANÁLISE DE HOMOGENEIZAÇÃO DE ICTIOFAUNA EM RESERVATÓRIOS DO PARANÁ. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

4.
Ruthes, Rafaela. Lutjanidae (Actinopterygii: Perciformes): estado da arte, padrões gerais e lacunas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

5.
Gabriel Augusto Nocera. Revisão sobre fusão invasora no Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

6.
Priscila Groppa. Revisão sobre Estudos Ecológicos em Florestas Comerciais de Pinus spp. e Eucalyptus spp. no Brasil. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

7.
Raul Rennó Braga. Estrutura Populacional e Reprodução de Mimagoniates microlepis (Steindachner, 1877) (Characidae, Glandulocaudinae) no Rio Piraquara, Alto-Iguaçu, PARANÁ, BRASIL. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências biologicas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

Iniciação científica
1.
Felipe Walter. Revisão Sobre Impactos Ecológicos do invasor Blackbass Micropterus salmoides. 2018. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
Camila Malassa. Impactos de Espécies Exóticas invasoras em unidades de conservação - uma avaliação temporal. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
Ariel Roecke. Impactos de Espécies Exóticas invasoras em unidades de conservação - uma por tipo de ecossiistema. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

4.
Jean Ricardo Simões Vitule. Tábata Thaisa Gallo. 2015. Iniciação Científica - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

5.
Tábata Thaisa Gallo. Avaliação da pesca esportiva como principal vetor no sucesso de invasão de uma espécie predadora de topo em. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná, Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

6.
Carolina Kalinowski. Consumo de carne d Elamobranquios E CONSERVAÇÃO: COMPRANDO GATO POR LEBRE. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

7.
Carolina Kalinowski. IMPACTOS DE ESPÉCIES EXÓTICAS INVASORAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: REVISÃO SISTEMÁTICA E PADRÕES GLOBAIS. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

8.
Ruthes, Rafaela. AVALIAÇÃO DE POTENCIAL INVASOR E CONSERVAÇÃO DE PEIXES EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS CONTINENTAIS. 2011. Iniciação Científica - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

9.
FELIPE SKÓRA NETO. AVALIAÇÃO DE POTENCIAL INVASOR E CONSERVAÇÃO DE PEIXES EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS CONTINENTAIS. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

10.
Raul Rennó Braga. Estrutura populacional e Reprodução de Mimagoniates microlepis no rio Piragura, PR. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

Orientações de outra natureza
1.
Raul Rennó Braga. Estrutura populacional de Mimagoniates microlepis (Steindachner, 1876) (Charcidae, Galandulocaudinae) no Rio Piraquara, Alto Rio Iguaçu, Paraná. 2007. Orientação de outra natureza. (Ciências biologicas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

2.
Raul Rennó Braga. Ecologia de Mimagoniates microlepis (Steindachner, 1876) (Charcidae, Galandulocaudinae) no Rio Piraquara, Alto Rio Iguaçu, Paraná. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências biologicas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

3.
Caroline Koch. Alimentação do Bagre-africano, Clarias gariepinus (Burchell, 1822): espécie introduzida no rio Guaraguaçu, Paranaguá, Paraná. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.

4.
Flávia Francine Gazola da Silva. Estrutura trófica da ictiofauna do rio Faisqueira (Antonina, PR, BR). 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Paraná. Orientador: Jean Ricardo Simões Vitule.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
Vitule, Jean Ricardo Simões2012Vitule, Jean Ricardo Simões; Prodocimo V . Introdução de espécies não nativas e invasões biológicas. Estudos de Biologia (UCP. Impresso), v. 34, p. 225, 2012.

2.
Vitule, Jean R. S.2012Vitule, Jean R. S.; POZENATO, L. P. . Homogeneização biótica: Misturando organismos em um mundo pequeno e globalizado. Estudos de Biologia (UCP. Impresso), v. 34, p. 239, 2012.

3.
LIMA JUNIOR, D. P.2015LIMA JUNIOR, D. P. ; Magalhães, JLB ; VITULE, J. R. S. . 'Dams, politics and drought threat: the march of folly in Brazilian freshwaters ecosystems'. Natureza & Conservação, v. 111, p. 111, 2015.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LIMA JUNIOR, D. P. ; LIMA, L. B. ; VITULE, JEAN ; ORSI, M. ; AZEVEDO-SANTOS, V. M. . Modificação das diretrizes do CONAMA no 413/2009 sobre licenciamento ambiental da aquicultura: retirando os 'obstáculos normativos' para a criação de espécies não nativas em águas brasileiras. Boletim ABLimno, http://www.ablimno.org.br/abli, p. 3 - 11, 04 dez. 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
VITULE, JEAN R.S.. Palestra para comunidades de Pescadores e Associações de Guaramirim RO e Bolívia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Outras informações relevantes


Colaboração/Interação em ecologia de bioinvasões com o Dr. Daniel Simberloff - Gore Hunger Professor of Environmental Science Ecology and Evolutionary Biology, University of Tennessee.

Signing in the article ?Scientists? Warning to Humanity: A Second Notice?. in BioScience with other 15,364 gobal scientist signatories from 184 different countries by the article published in Bioscience. BioScience website: https://doi.org/10.1093/biosci/bix125



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 22:44:44