Marlise Miriam de Matos Almeida

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1974404093620849
  • Última atualização do currículo em 10/12/2018


Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), Aperfeiçoamento em Metodologia Quantitativa pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestrado em Teoria Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993), Doutorado em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas- SBI/IUPERJ (1998), Formação Complementar em Direito Internacional dos Direitos Humanos pela Universidad de La Republica (UDELAR, 2005) e Universidad de Buenos Aires (UBA, 2009), com apoio das Nações Unidas (ACNUR e ACNUDH). Atuou como Professora Agregada do Departamento de Sociologia e Política da PUC-Rio (1996-2005). Atualmente é Professora Associada do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais e Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher - NEPEM e do Centro do Interesse Feminista e de Gênero - CIFG (UFMG). É também Representante latino-americana do Research Comittee 32 Women in Society, da International Sociological Association (ISA) e Representante latino-americana da SWS - Sociologists for Women in Society. Foi Assessora da Sociedade Civil da ONU Mulheres Brasil por dois mandatos (2013-2014 e 2015-2016). Como pesquisadora tem atuado na área das relações de gênero, de avaliação de políticas públicas, de representação e participação políticas, movimentos sociais e minorias e comportamento político de mulheres. Tem experiência também nas áreas de sociologia e política das relações de gênero, desigualdades sociais, planejamento, avaliação e monitoramento de políticas públicas, direitos humanos e cidadania. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marlise Miriam de Matos Almeida
Nome em citações bibliográficas
MATOS, Marlise

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Políticas.
Av. Antônio Carlos 6627 Cidade Universitária - Fafich - sala 4097
Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 34095351
URL da Homepage: www.fafich.ufmg.br


Formação acadêmica/titulação


1994 - 1998
Doutorado em Sociologia.
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Título: Reinvenções do Vínculo Amoroso: cultura e identidade de gênero na modernidade tardia, Ano de obtenção: 1998.
Orientador: Neuma Aguiar e Luís Eduardo Soares.
Palavras-chave: Gênero, modernidade tardia.
Grande área: Ciências Humanas
1990 - 1993
Mestrado em Teoria Psicanalítica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A Psicanálise e a Mulher: Feminino e Plural,Ano de Obtenção: 1993.
Orientador: Anna Carolina Lo Bianco e Tânia Coelho dos Santos.
Palavras-chave: gênero; Psicanálise.
Grande área: Ciências Humanas
1989 - 1990
Especialização em Psicanálise.
Círculo Psicanálito de Minas Gerais, CPMG, Brasil.
1989 - 1989
Especialização em Psicanálise.
Instituto de Estudos Psicanalíticos, IEPSI, Brasil.
1988 - 1989
Especialização em Psicologia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Narcisismo e Castração: os Diferenciadores das Neuroses e das Psicoses.
Orientador: Ana Cecília Carvalho e Riva Satovschi.
1984 - 1988
Graduação em Psicologia.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.




Formação Complementar


2009 - 2009
Curso de Derecho Internacional de los Derechos Hum. (Carga horária: 24h).
Universidad de Buenos Aires, UBA, Argentina.
2008 - 2008
Curso Básico de Derecho Internacional de Los DHs. (Carga horária: 24h).
Alto Comisionado de Naciones Unidas para los Derechos Humanos, ACNUDH, Chile.
2005 - 2005
Drecho Internacional de los Derechos Humanos. (Carga horária: 80h).
Universidad de la Republica, UDELAR, Uruguai.
1999 - 1999
Curso Aperfeiçoamento em Metodologia Quantitattiva. (Carga horária: 180h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Atuação Profissional



Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, P/BELO HORIZONTE, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Assembléia Legislativa de Minas Gerais, ALMG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Escola Legislativo, Carga horária: 10


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora Efetivada do Departamento de Ciência Política da UFMG, desde Março de 2006

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Bolsista PRODOC-CAPES, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Lotada no Curso de Graduação em Ciências Sociais e no Programa de Mestrado em Ciência Política do Departamento de Ciência Política da UFMG

Atividades

03/2009 - Atual
Extensão universitária , Centro de Apoio a Educação a Distancia da UFMG, .

Atividade de extensão realizada
Coordeandção geral do Curso "Gênero e Diversidade na Escola" - GDE UFMG.
09/2008 - Atual
Direção e administração, Departamento de Ciências Políticas, .

Cargo ou função
Chefia de Departamento.
08/2007 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política Contemporânea - Políticas de Identidade: Debates sobre igualdade e diferença na construção da cidadania contemporânea
08/2007 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
12/2006 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Núcleo de Referência em Direitos Humanos e Cidadania GLBT ? NUH/UFMG.

Cargo ou função
Participante do Colegiado Coordenador.
09/2006 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Políticas.

Cargo ou função
Chefe de Departamento.
7/2004 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Sociologia e Antropologia.

Cargo ou função
Pareceirista e membro do Conselho Editorial da Revista Três Pontos - Revista do Centro Acadêmico de Ciências Sociais.
4/2004 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Estudos da Mulher - NEPEM.
04/2003 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Políticas.

04/2006 - 12/2018
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Politica Feminista
10/2009 - 12/2009
Ensino, Sistema de Protção Socal no Brasil: seguridade soc, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Desigualdades Sociais no âmbito das Rleações de Gênero, Raciais e Étnicas
08/2009 - 12/2009
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Dissertação I
03/2009 - 07/2009
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de dissertação I
02/2009 - 07/2009
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Dissertação I
08/2008 - 12/2008
Ensino, Ciclo Introdutório Básico Às Ciências Humanas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
08/2008 - 12/2008
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Gênero, feminismo e política
03/2008 - 07/2008
Ensino, Ciclo Introdutório Básico Às Ciências Humanas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
03/2008 - 07/2008
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política Feminista
05/2007 - 09/2007
Extensão universitária , Departamento de Ciências Políticas, Projeto Democracia Participativa.

Atividade de extensão realizada
? Disciplina ?Gênero e Cidadania? ? Disciplina Obrigatória do ?Curso de Especialização em Organizações Populares e Democracia Participativa? Organizado pelo PRODEP (Projeto Democracia Participativa) da UFMG, sob a Coordenação Geral do professor Leona.
05/2007 - 08/2007
Extensão universitária , Departamento de Ciências Políticas, Projeto Democracia Participativa.

Atividade de extensão realizada
? Disciplina ?Cidadania e Participação Política? ? Disciplina Obrigatória do Curso ?Curso de Atualização em Participação Política e Direitos Humanos?, tendo como público alvo Conselheiros de Direitos e de Políticas em todo o país, organizado pelo PRO.
02/2007 - 07/2007
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política Feminista
02/2007 - 07/2007
Ensino, Ciclo Introdutório Básico Às Ciências Humanas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
08/2006 - 12/2006
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política Contemporânea: Desigualdades, Democracia e Direitos Humanos
03/2006 - 07/2006
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria e Análise da Democracia Contemporânea: Visões da Democracia: política e cultura na contemporaniedade
3/2006 - 7/2006
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Política: Os Direitos Humanos em Perspectiva
8/2005 - 12/2005
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Justiça social e democracia: dilemas contemporâneos entre a racionalidade liberal e comunitária
3/2005 - 12/2005
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
3/2005 - 7/2005
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Percursos identitários - a retomada de um conceito pelas Ciências Sociais
8/2004 - 12/2004
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais em História do pensamento polítco - entre o liberalismo e o comunitarismo - teorias pós-socialistas na contemporaneidade
3/2004 - 12/2004
Ensino, Ciclo Introdutório Básico Às Ciências Humanas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
9/2004 - 10/2004
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

Atividade realizada
Participação na construção do módulo variável sobre identidade na Pesquisa da Região Metropolitana de Belo Horizonte (PRMBH), em parceria com a Professora Neuma Aguiar..
3/2004 - 7/2004
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Representação e pertencimento: esfera pública e espaços democráticos na contemporaneidade
08/2003 - 12/2003
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria de Movimentos Sociais: Desafios da Questão Urbana
08/2003 - 12/2003
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Políticas de Identidade: debates sobre igualdade X diferença na construção da cidadania
5/2003 - 9/2003
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado Moderno e Capitalismo
7/2003 - 8/2003
Direção e administração, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Sociologia e Antropologia.

Cargo ou função
Coordenadora interina do Laboratório de Metodologia em Ciências Sociais - LMCS durante o período de realização do curso intensivo de Metodologia Quantitativa.

ONU MUlheres, ONU MULHERES, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Outros, Enquadramento Funcional: Grupo Nacional Assessor da Soc Civil, Carga horária: 2
Outras informações
Selecionada para integrar o Grupo Nacional Assessor da Sociedade Civil da ONU Mulheres no Brasil. Integrantes no país: Aniran Lins Cavalcante ? Redede Mulheres Pescadoras e Marisqueiras do Sul da Bahia; Benilda Regina Paiva de Brito ? ODARA ? Instituto da Mulher Negra; Camila Morsch ? Instituto ETHOS; Delaine Martins Costa ? Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM); Denise Dora ? Fundo Brasil de Direitos Humanos; Evane Lopes Dias Silva ? Federação Quilombola de Minas Gerais; Guacira César de Oliveira ? CFEMEA ? Centro Feminista de Estudos e Assessoria; Jacqueline Pitanguy de Romani ? CEPIA; Jolúzia Batista ? Coletivo Leila Diniz;Jurema Werneck ? CRIOLA; Lia Lopes de Almeida ? Coletivo Jovens Feministas de São Paulo; Maria Aparecida da Silva Bento ? Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades (CEERT); Marlise Matos ? Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher (NEPEM) e Centro de Interesse Feminista e de Gênero (CIFG); Renata Thereza Fagundes Cunha ? SESI/SENAI PR; Suzi Guarani ? Associação Indígena Guateka Marçal de Souza.


Sociology for Women in Society, SWS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Outros, Enquadramento Funcional: Co-President RC32 Women in Society, Carga horária: 2
Outras informações
Co-president elected of RC32 - Womewn in Society for 2019-2021

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Membro representante da AL, Enquadramento Funcional: Membro Acadêmico Representate para a América, Carga horária: 4


Women in Informal Employment: Globalizing and Organizing, WIEGO, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Membro Acadêmcio, Carga horária: 4


Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, SPM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Representante Comitê Programa Pró-Equidade, Carga horária: 2
Outras informações
O Comitê Ad hoc do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça (um programa do governo federal, vinculado à Secretaria de política para as Mulheres, SPM/PR) tem como finalizdade assessorar a coordenação do referido programa na análise do plano de ação, do monitoramento e avaliação das ações desenvolvidas pelas organizações participantes.

Vínculo institucional

2009 - 2015
Vínculo: Integrante de Comitê Técnico, Enquadramento Funcional: Integrante Comtê Técnico Observatório Brasil, Carga horária: 4
Outras informações
Integrante Comtê Técnico Observatório Brasil pela Igualdade de Gênero

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Representante Membro da RedeFem, Carga horária: 4
Outras informações
Grupo Interministerial de Trabalho (GTI) liderado pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres para definição de três ?produtos?, a saber: (i) Edital de Pesquisa em Gênero; (ii) Prêmio de Ensaios ?Construindo a Igualdade?; e. (iii) Encontro Nacional de Núcleos de Grupos de Pesquisa em gênero, mulheres e feminismo.

Atividades

05/2007 - 03/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, .

Cargo ou função
Assessoria como Representante Membro da RedeFem.

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Agregado, Carga horária: 18
Outras informações
Trabalhou lecionando tanto na Pós-Graduação (Especialização) quanto em vários cursos de graduação

Atividades

3/2001 - 4/2003
Outras atividades técnico-científicas , Cce e Departamento de Sociologia e Política, Cce e Departamento de Sociologia e Política.

Atividade realizada
Atividades de orientação de alunos a nível do curso de Especialização: Sociologia Política e Cultura.
03/2000 - 03/2003
Ensino, Sociologia Política e Cultura, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Configurações Culturais Contemporâneas
Teorias e Diagnósticos Sociais Contemporâneos
03/1996 - 03/2003
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia das Ciências Sociais
Novas Teorias Sociológicas Contemporâneas
Sociologia I
Sociologia II
Sociologia da Vida Cotidiana
Sociologia e Comunicação

Rede Brasileira de Estudos e Pesquisas Feministas, REDEFEM, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2008
Vínculo: Coordenadora Nacional, Enquadramento Funcional: Coordenadora Nacional de Rede, Carga horária: 12
Outras informações
Eleita pela Assembléia Geral da RedeFem, em 10 de outubro de 2003, na cidade de Gramado RS, ao término dos trabalhos do IV Encontro Nacional e I Encontro Internacional da RedFem (2003). Coordenadora do GT - Gênero e Sexualidade (1996)

Atividades

11/2003 - 12/2008
Direção e administração, RedeFem, .

Cargo ou função
Coordenadora Nacional da Rede - www.redefem.ufrgs.br.

Secretaria de Estado de Segurança Pública do Governo do Rio de Janeiro, SSP-RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Diretora do Núcleo de Pesquisa e An. Criminal, Carga horária: 20
Outras informações
Direção e gestão do NUPAC (Núcleo de Pesquisa e Análise Criminal) da SSP-RJ, que operava com os vários Bancos de Dados de Informações Criminais do Estado do Rio de Janeiro, subsidiando a SSP e a Coordenadoria de Segurança e Defesa

Atividades

03/2002 - 02/2003
Outras atividades técnico-científicas , Núcleo de Pesquisa e Análise Criminal, Núcleo de Pesquisa e Análise Criminal.

Atividade realizada
Elaboração de vários Diagnósticos sobre a situação criminal do Rio.
04/2002 - 01/2003
Direção e administração, Núcleo de Pesquisa e Análise Criminal, .

Cargo ou função
Diretora.
11/2002 - 12/2002
Serviços técnicos especializados , Núcleo de Pesquisa e Análise Criminal, .

Serviço realizado
Elaboração do Anuário Estatístico do NUPAC.

Associação Brasileira de Psicologia Social, ABRAPSO, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultoria, Carga horária: 0
Outras informações
Compôs o Grupo de Pareceristas ad hoc do XII Encontro Nacional da Abrapso.

Atividades

6/2005 - 08/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, Associação Brasileira de Psicologia Social/RS, .

Cargo ou função
Consultora AD HOC.

Conselho Estadual da Mulher de Minas Gerais, CEMMG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Conselheira


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultoria AD HOC, Carga horária: 0
Outras informações
Prestação de serviços de avaliação AD HOC de projetos, Área de concentração em Psicologia e Sociologia

Atividades

5/2005 - 09/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, CAPES, .

Cargo ou função
Consultora ad hoc.

Canadense Frontline Safety, CFS, Canadá.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Consultoria técnica, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

6/2002 - 7/2002
Serviços técnicos especializados , Canadense Frontline Safety, .

Serviço realizado
Elaboração de um estudo sobre Equidade de Gênero na Empresa Petrobrás.

Fundação Carlos Chagas, FCC, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2000
Vínculo: Pesquisador Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 12
Outras informações
Bolsista do Programa PRODIR III - "Homens e Masculinidades"


Observatório da Justiça Brasileira, OJB, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 4


Observatório do Milênio, OMIL, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Integrante Comitê Científico, Enquadramento Funcional: Integrante Comitê Científico, Carga horária: 4
Outras informações
Integrante, pesquisadora e colaboradora do Observatório do Milênio, vinculado à Secretaria de Planejamento da PBH/MG


Scientific electronic library online, SCIELO, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultoria
Outras informações
Consultoria no processo de seleção de NOVOS periódicos para compor a coleção SciELO Brasil

Atividades

02/2007 - 05/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, SCIELO, .

Cargo ou função
Consultoria Ad HOC.

Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora Convidada, Carga horária: 0

Atividades

3/1999 - 12/1999
Ensino, Psicanálise, Filosofia e Ciências Socias, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Medodologia

Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1996
Vínculo: Professora Substituta, Enquadramento Funcional: Professora Substituta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Lecionando no Departamento de Sociologia e Metodologia das Ciências Sociais

Atividades

3/1996 - 12/1996
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Sociologia
Sociologia II
04/1995 - 12/1996
Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Métodos e Técnicas de Pesquisa I e II
Introdução à Sociologia
Sociologia II
7/1995 - 12/1995
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Gerais, Centro de Estudos Gerais.

Atividade realizada
atividades de orientação de monitoria. Monitora: Neusa Santos.
4/1995 - 12/1995
Ensino, Biblioteconomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Métodos e Técnicas de Pesquisa I e II

Associação Brasileira de Ciência Política, ABCP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Coordenador de Área Temática, Enquadramento Funcional: Coordenador de AT Gênero, Democracia Política, Carga horária: 2



Linhas de pesquisa


1.
Gênero e Política
2.
Comportamento Legislativo e Gênero

Objetivo: Desenvolver estudos e pesquisas e contribuir para a elaboração e desenvolvimento teórico-empíricos dos estudos sobre as relações de gênero no âmbito dos estudos legislativos. Análise da paraticipação política institucionalidade pelo viés crítico de gênero e feminista..
Palavras-chave: Cidadania; Democracia; Democracia Represetativa.
3.
Identidade, Política e Reconhecimento

Objetivo: Discussão em Teoria Política Contemporânea com objetivo de mapear as discussões recentes sobre o tema das políticas de identidade e de reconhecimento.
Palavras-chave: Ações Afirmativas; Destradicionalização; Emancipação Social; Gênero, modernidade tardia; Sexualidade/Corpo; Teoria Política.
4.
Avaliação de Políticas Públicas e Análise Política

Objetivo: Trabalhar sistematicamente com os temas da Avaliação, Acompanhamento e Monitoramento de Políticas Públicas em seus vários âmbitos e setores. Proposição de indicadores e sistemas de avaliação de políticas públicas..
Palavras-chave: Avaliação de Políticas Públicas; Cidadania; Metodologia Qualitativa; Metodologia Quantitativa; Participação Política.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A Violência Política e seus desdobramentos como violência política sexista
Descrição: Esta pesquisa tematiza a violência política e a sua escalada na América Latina e no Brasil. Iniciou-se com a análise da violência política sexista contra as mulheres políticas, analisada a partir dos exemplos das Presidentes Dilma Rousseff, Cristina Kirchner e Michelle Bachelet do Cone Sul. A pesquisa se realizou com a metodologia de análise de conteúdo, pautada na coleta e análise de imagens oriundas de capas de revistas, charges, memes e fotografias de manifestações públicas, todos materiais disponíveis na internet e de ampla circulação pública. Identificou-se um conjunto de onze mecanismos de violência politica sexista que operam na constituição do controle violento das três figuras presidenciais femininas. A pesquisa se aprofundou mais no caso de Dilma Rousseff, retomando alguns outros mecanismos através dos quais foram orquestradas as manobras políticas que culminaram com o golpe de 2016. Como extensão e numa segunda etapa a pesquisa recorta também a descrição da escalada geral da Violência Política no Brasil. Trás considerações gerais de caráter teórico sobre a violência política como linguagem da desdemocratização no Brasil, onde, ao final destacam-se algumas consequências desses mecanismos de promoção de violência politica, sendo a violencia tratada como forma de controle e exclusão de determinados segmentos dos espaços políticos e públicos e tb como reflexo claro de que as instituições democráticas estão fracas/fragilizadas e as normas sociais tornaram-se tolerantes com a violência..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Laura França Martello - Integrante / Pedro Barbabela - Integrante.
2016 - 2018
Investigando Características de Gênero em processos de assassinatos de mulheres: aprofundando a compreensão de casos de feminicídio em Minas Gerais
Descrição: Este Projeto de pesquisa pretende analisar a tramitação e descrever os principais argumentos e elementos substantivos que estão envolvidos e ligados a um conjunto de processos relativos a assassinatos de mulheres (feminicídios), especialmente aqueles cometidos em razão de dominação ou violência de gênero. Pretende-se identificar no Estado de Minas Gerais, se há (ou não) a adoção de perspectiva de gênero que respalde a atuação dos/as profissionais do sistema de justiça criminal, por meio da documentação dos processos penais cujas vítimas sejam mulheres. Também temos a intenção de identificar quais são as principais formas com que são (ou não) apontadas, nos processos, as circunstâncias em que foram cometidos esse tipo específico de crime nestas ações penais (especial atenção será dada para os seguintes elementos: (a) se o crime foi praticado no âmbito da unidade doméstica, no âmbito da família, em qualquer relação íntima de afeto; (b) se existiram sinais de violência sexual, antes ou após a morte; (c) se ocorreu mutilação ou desfiguração da vítima, antes ou após a morte; (d) se houve o emprego de tortura ou qualquer meio cruel, desumano ou degradante..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Luciana Andrade - Integrante / Lívia Pereira de Souza - Integrante / Mayara Myriam Alves Magalhães - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2015 - 2018
Políticas Públicas de Autonomia Econômica e Participação Politica de Mulheres
Descrição: O Projeto ?Políticas Públicas de Autonomia Econômica e de Participação das Mulheres? visa promover a discussão sobre igualdade e equidade de gênero num enfoque crítico-feminista, por meio do aprofundamento e sistematização de informações referentes às políticas públicas desenvolvidas para a autonomia das mulheres e da experiência de participação coletiva tanto na Conferência Nacional como na construção dessas políticas. O Projeto organiza-se em dois Eixos: (1) Elaboração de estudos/pesquisas acadêmicos/as na área das relações de gênero, empoderamento e autonomia econômica de mulheres, com realização de debates, produção de textos e de seminário; e a publicação de balanço de políticas públicas para autonomia das mulheres realizadas nos últimos doze anos, e; (2) Realizar levantamento sistemático de informações sobre o perfil e percepções das conselheiras na 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres (CNPM)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Solange Simões - Integrante / Laura França Martello - Integrante / Sonia Alvarez - Integrante / Fernanda Araújo - Integrante / Luan Rocha Guerra - Integrante / Bárbara Angove Lopes Campos - Integrante / Andrezza Souza - Integrante.Financiador(es): Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
O impacto do programa bolsa família sobre a vida das mulheres nos meios rural e urbano - Gestão do cotidiano e projeções para a autonomia
Descrição: O presente projeto de pesquisa propõe responder a duas questões que dizem respeito ao recebimento de renda pelo Programa Bolsa Família do governo federal pelas mulheres dos meios rural e urbano do Estado de Minas Gerais. A primeira questão procura elucidar, numa perspectiva feminista, quais as transformações sofridas pelas mulheres (e suas famílias) após o recebimento da transferência de renda do Programa Bolsa Família em termos pessoais/subjetivos, sociais, econômicos, culturais e políticos. Dito de outra maneira, procurar-se-á compreender o que o recebimento dessa renda, cujo objetivo não é o bem-estar da mulher pobre, mas o rompimento da reprodução da pobreza intergeracional, produz - ou não - em termos de relações sociais de gênero e de autonomia da mulher. A segunda questão visa conhecer quais seriam as possibilidades em relação ao que são chamadas de "portas de saída", ou seja, quais seriam as principais alternativas para que elas e suas famílias pudessem vir a deixar de receber essa transferência de renda do Estado como alternativas de "emancipação" e de autonomização. Como, no desenho do Programa, a mulher é definida como a pessoa de referência privilegiada para a administração da renda de transferência, caberia ser ela, também, população alvo para encontrar as vias alternativas para a saída da situação assistida. Tais possibilidades podem variar entre escolarização, profissionalização, economia solidária, cooperativismo. O que existe como efetivas possibilidades? Quais suas potencialidades para deixar de receber a renda do PBF, ou seja, auferir uma renda familiar maior? Caso contrário, o que deveria haver e quem deveria oferecer? Quais as resistências para que a mulher tenha acesso a tais serviços de formação ou organização de trabalho? Aqui o nosso foco incidiria sobre as alternativas de saída do programa, de forma a condizer a oferta de transferência do Estado com as possibilidades reais dessas famílias romperam com o ciclo intergeracional de pobreza, mas também com a perversa situação de vulnerabilidade específica das mulheres (e não apenas das próximas gerações, seus filhos) que fazem jus ao benefício..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Solange Simões - Integrante / Yumi Garcia dos Santos - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - 2013
Mulheres e políticas públicas na América Latina: desafios à democracia na região
Descrição: O objetivo maior deste Projeto de Pesquisa é compreender SE e COMO têm sido construídas na região latinoamericana as políticas públicas para as mulheres e quais seriam aqueles/as atore/atrizes comprometidos com esta agenda no âmbito do Poder Executivo nacional ou central de distintos países da região. Pretende-se estabelecer parâmetros para um diagnóstico a respeito das políticas públicas com enfoque em gênero, entendendo-as basicamente como mecanismos que fazem parte de um processo maior de legitimação de nova vertente interpretativa para a democracia no Sul global. Tais mecanismos de gênero vêm subsidiando não apenas programas de desenvolvimento social na região, mas têm se constituído igualmente em pontes entre as mais distintas experiências femininas de construção democrática, seja no âmbito da representatividade feminina, seja na iniciativa de formulação e implementação de políticas para as mulheres com o intuito final que é o de alavancar melhores condições de justiça e equidade de gênero para toda a população da região..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Marina Brito - Integrante / Laura França Martello - Integrante / Mariana Aparecida Dias - Integrante / Michele Assis - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2017
Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade
Descrição: O objetivo desta pesquisa é analisar o acesso à justiça brasileira pela perspectiva de grupos minoritários e/ou com pouca expressão nas questões comumente submetidas ao judiciário. Pretende-se elaborar um levantamento sistemático inicial de decisões sobre questões envolvendo as mulheres e a população negra, apontando-se as principais características e direções dessa jurisprudência . Atenção especial será dada às decisões envolvendo aspectos da implementação da Lei Maria da Penha..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Breno Cypriano - Integrante / Mariana Prandini - Integrante / Walter Loschi de Freitas - Integrante / Cynthia Samiramis - Integrante / Taís de Paula Barbosa Sousa - Integrante / Michele Assis - Integrante.Financiador(es): Ministério da justiça - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 2
2010 - 2011
Consórcio Bertha Lutz: Mulheres no processo eleitoral de 2010: candidaturas, representações, comportamento eleitoral e a consolidação de uma rede de pesquisa de gênero
Descrição: O Brasil vive atualmente o seu mais longo e mais profundo período de normalidade democrática. As eleições gerais de 2010 serão não apenas a maiores em termos de quantidade de eleitores inscritos (mais de 130 milhões) e de candidaturas (estima-se cerca de 6 mil candidaturas somente para deputados estaduais e federais), mas também as mais importantes em termos da participação feminina e do debate acerca da equidade de gênero no país. Embora o Brasil tenha uma das menores taxas de representação feminina na política institucional da América Latina e do mundo, existem novidades importantes nas eleições de 2010. Na disputa pelo cargo máximo do Executivo Federal, pela primeira vez na história do país existem duas mulheres que pretendem se candidatar à Presidência da República e aparecem bem posicionadas nas pesquisas eleitorais. Para as eleições proporcionais, espera-se um aumento do percentual de mulheres candidatas em decorrência da Lei nº 12.034/2009 que obriga os partidos a preencher a cota mínima de 30% das candidaturas para cada sexo. Na última década, as questões de gênero ganharam uma centralidade sem paralelo na história brasileira. A criação da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), em 2003, possibilitou, no plano Federal, que as questões de gênero fossem alçadas ao nível ministerial e passassem a estar presentes, de forma mais explícita, no cerne das políticas públicas. A realização das duas Conferências Nacionais de Políticas para as Mulheres, mobilizou centenas de milhares de brasileiras interessadas em mudar o quadro de desigualdades e de exclusão dos espaços do poder. A própria divulgação do edital para apresentação de ?propostas para a implementação de projeto de pesquisa sobre a participação das mulheres no processo e eleitoral de 2010? constitui um avanço para a compreensão das relações de gênero no país, particularmente no que se refere ao processo de empoderamento e de disputa, entre os sexos, pelos espaços de decisão na política. P.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Clara Araújo - Integrante / Celi Pinto - Integrante / ALVES, José Eustáquio Diniz - Integrante / Fátima Pacheco Jordão - Integrante / Jacira Melo - Integrante / Maria Bethânia Ávila - Integrante / Suzana Cavenaghi - Integrante / Teresa Sacchet - Integrante.Financiador(es): Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - Outra.
2009 - 2012
A representação política feminina na América Latina e Caribe: condicionantes e desafios à democracia na região
Descrição: O objetivo maior deste Projeto de Pesquisa é compreender um conjunto de determinantes de elegibilidade de mulheres aos parlamentos da América Latina e Caribe. Estamos nos propondo a uma análise mais sistemática de um conjunto agregado de fatores de: (i) cunho sócio-demográficos, (ii) de desigualdades de gênero,(iii) político-institucionais; (iv) culturais e de valores, que estariam na raiz dos processos representativos na região, com vistas a subsidiar um melhor entendimento daqueles determinantes que operam para definir um lento crescimento da representação de mulheres em cargos do poder legislativo. Inicialmente vamos trabalhar com 17 países da América Latina e Caribe para identificar perfis e tipologias da distribuição das mulheres eleitas aos parlamentos nacionais ? Câmara Baixa - para em seguida, com uma amostra de 8 países: Argentina, Costa Rica, Peru, Equador, Chile, Uruguai, Brasil e Colômbia, desdobrarmos e refinarmos mais as análises. Num terceiro momento pretende-se, através da realização de entrevistas semi-estruturadas e através da coleta de material de fonte secundária, proceder ao detalhamento dos condicionantes da elegibilidade das mulheres em cada um dos países escolhidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Breno Cypriano - Integrante / Marina Brito - Integrante / Danusa Marques - Integrante / Laura França Martello - Integrante / Ana Paula Salej - Integrante / Ana Luiza Melo Aranha - Integrante / Mariana Aparecida Dias - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
Construindo e Solidificando Informações sobre a Violência de Gênero no Âmbito Doméstico e Conjugal no Consórcio Metropolitano da Região Metropolitana de Belo Horizonte
Descrição: O objetivo do estudo é realizar uma ampla investigação sobre o estado da arte no que tange à coleta e armazenamento de dados sobre a violência de gênero (especialmente a violência contra a mulher) no âmbito doméstico, bem como nos interessa a identificação de questões e indicadores imprescindíveis para o desenvolvimento de um sistema de informações sobre a violência doméstica conjugal nas cidades componentes do Consórcio Metropolitano da Região Metropolitana de Belo Horizonte, atualmente formado pelos municípios de: Belo Horizonte, Betim, Contagem e Sabará..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Daniel Schroter Simião - Integrante / Carolina Marra - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2008 - 2009
Diagnóstico situacional do fenômeno da violência sexual infanto-juvenil e da rede de proteção à criança e ao adolescente na área de expansão do PAIR-MINAS nos Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e Região Metropolitana de Belo Horizonte
Descrição: A Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República estabeleceu uma parceria com a Pró-Reitoria de Extensão da UFMG para a expansão do Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil em Minas Gerais PAIR/MG nos Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e Região Metropolitana de Belo Horizonte. O projeto propõe uma metodologia de enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil que inclui, além de atividades de articulação e mobilização, diagnóstico, monitoramento e avaliação, a formação de coordenadores e formadores municipais, que multiplicarão os conhecimentos para os agentes da rede de proteção à crianças e adolescentes de suas cidades..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Daniela Elandro Rezende - Integrante / Magna Ignácio - Integrante / Matheus Cherem - Integrante.
2007 - 2009
A Política na Ausência das Mulheres (II): um estudo sobre recrutamento de mulheres e partidos políticos no Brasil
Descrição: O objetivo maior deste Projeto de Pesquisa, no âmbito de um projeto mais extenso que envolve outros aspectos da representação política de mulheres no âmbito legislativo (trajetórias, carreiras e comportamento legislativo), é compreender a estrutura geral do recrutamento e rotas de acesso a cargos legislativos, rm sua relação com as estruturas e as lideranças político-partidárias em Minas Gerais e no Brasil.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Breno Cypriano - Integrante / Marina Brito - Integrante / Danusa Marques - Integrante / Ana Luisa Aranha - Integrante / Felipe Recch - Integrante / Carlos Machado - Integrante / Laura França Martello - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 4
2007 - 2007
Cooperação técnica para o desenvolvimento de Sistema de Monitoramento da Política Estadual de Assistência Social
Descrição: Construção de Indicadores e de Sistema de Monitoramento e Avaliação para a Assistência Social de Minas Gerais ? com financiamento da SEDESE (Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de Minas Gerais), pesquisa vinculada ao PRODEP (Projeto Democracia Participativa) da UFMG, sob a Coordenação Geral do professor Leonardo Avritzer. Esta pesquisa é fruto de uma cooperação entre o PRODEP e o Núcleo de Desenvolvimento da Política de Assistência Social (NUPASS) para a elaboração de um sistema de monitoramento das ações da assistência social. Tal sistema será configurado como um sistema de gestão destas ações, de modo contínuo, diferindo portanto das avaliações de resultado/impacto realizadas de forma descontínua..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Integrante / Leonardo Avritzer - Coordenador / Alex Cambraia - Integrante / Flavia Xavier - Integrante / Edite Cunha - Integrante / Victor Mourão - Integrante.Financiador(es): Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais - Cooperação.
2007 - 2007
Avaliação dos 16 Programas Sentinelas Regionalizados do Estado de Minas Gerais
Descrição: A pesquisa contempla uma avaliação quali-quantitativa do universo dos Sentinelas Regionalizados em Minas Gerais no âmbito da análise das condições de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes (abusos e exploração sexual comercial), a implantação do serviço Sentinela, sua gestão, sua atuação em rede consorciada e monitoramento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Integrante / Breno Cypriano - Integrante / Marina Brito - Integrante / Danusa Marques - Integrante / Leonardo Avritzer - Coordenador / Alex Cambraia - Integrante / Flavia Xavier - Integrante.Financiador(es): Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2007 - 2007
Estudo Analítico Comparativo do Setor Educacional dos Países do Mercosul
Descrição: A referida pesquisa inclui a produção de uma análise geral sobre (1) o processo de integração regional, considerando as dimensões política, econômica, social e cultural; (2) o papel da educação na agenda da integração regional e a trajetória do Setor Educacional do Mercosul e; (3) principais tendências educacionais nos países do Mercosul, com base nas análises dos três níveis de ensino (Básico, Secundário e Superior)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Integrante / Fátima Anastasia - Coordenador / Magna Ignácio - Integrante / Danusa Marques - Integrante / Felipe Nunes - Integrante / Marta Mendes Rocha - Integrante / Francisco Soares - Integrante / Maria Tereza Gonzaga - Integrante / Florence Fiuza - Integrante.Financiador(es): Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Auxílio financeiro.
2006 - 2008
A Política na Ausência das Mulheres - Um estudo sobre recrutamento político, trajetórias/carreiras e comportamento legislativo de mulheres
Descrição: O objetivo maior deste Projeto de Pesquisa é compreender a estrutura geral do (i) recrutamento e rotas de acesso a cargos legislativos de mulheres, das (ii) estratégias de carreiras/trajetórias políticas femininas e também; (iii) do comportamento legislativo de mulheres, com vistas a subsidiar um melhor entendimento dos determinantes que operam para definir o lento crescimento da representação de mulheres em cargos do poder legislativo, no Brasil e, em especial, na Assembléia Legislativa de Minas Gerais. Conforme podemos evidenciar no registro da literatura pertinente (Pateman,1993; Okin,1995; Norris, 1997, Inglehart & Norris, 2000), algumas das concepções que nortearam nossas democracias ocidentais definiram espaços e construíram/conquistaram direitos assimetricamente para homens e mulheres. No século XX, para combater as discriminações, as mulheres se organizaram enquanto sujeitos políticos em quase todas as partes do mundo, tendo como pontos de partida suas vivências de privações, segregação e opressões dos mais distintos matizes. Neste século também foram criados e fortalecidos os movimentos feministas e de mulheres, nas mais diversas formas, tonalidades, ritmos e articulações locais, nacionais e internacionais. Este trabalho pretende tematizar a participação/representação política feminina, através de um estudo mais detalhado, em uma primeira etapa, da Assembléia Legislativa de Minas Gerais e depois da Câmara dos Deputados em Brasília. Ou seja, estarei aqui discorrendo sobre o tema mais geral do exercício dos poderes democráticos ? sobretudo do Poder Legislativo ? numa quase ausência de representação feminina..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Integrante / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Fátima Anastasia - Integrante / Breno Cypriano - Integrante / Marina Brito - Integrante / Carlos Ranulfo Félix Melo - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2006 - 2007
Acompanhamento das Eleições 2006
Descrição: O processo eleitoral é, sim, há algumas décadas, um jogo para a democracia brasileira que envolve competição e sabemos igualmente que as campanhas eleitorais são períodos críticos na vida das democracias contemporâneas. As campanhas eleitorais selecionam previamente os prováveis representantes e de certa forma acabam por dar um formato prévio às agendas e às políticas, que distribuem desigualmente poder, assim como nos provêm dos elementos centrais que afetarão o debate público e as expressões de opiniões a respeito das mais diferentes posições sociais e políticas conflitantes com relação a grandes temas nacionais. Além do mais sabemos igualmente que o contexto político em que estas eleições de 2006 irão acontecer ? um contexto de profunda crise política é especialmente relevante para compreender e vislumbrarmos quais são, de fato, aquelas mudanças e alterações que podem estar em curso neste jogo político-eleitoral diante do quadro de grave crise. O projeto de pesquisa visa a acompanhar o processo eleitoral de 2006 através da análise de dois grandes eixos que fundamentarão pesquisas e análises posteriores. Estes eixos são: 1 ? o das listas de candidatos de Minas Gerais à ALMG e a Câmara dos Deputados para o pleito de 2006; e 2 ? o dos Horários Políticos Eleitorais Gratuitos (HPEG). Pretende-se, em primeiro lugar, levantar as listas dos postulantes aos cargos de Deputado Estadual e Federal de Minas Gerais registradas pelos partidos políticos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com o objetivo de caracterizar, de um lado, o perfil sócio-demográfico, econômico e de carreira política dos candidatos e, de outro, os padrões utilizados pelos partidos políticos para o recrutamento de seus candidatos. Em segundo lugar, obter todos os programas partidários e eleitorais veiculados no horário gratuito das redes de televisão, em cadeira estadual, durante o ano de 2006, para caracterizar as estratégias de campanha dos partidos políticos e dos candidatos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Breno Cypriano - Integrante / Marina Brito - Integrante / Raquel Novaes - Integrante / Daniela Paiva - Integrante / Renato Francisquini - Integrante.
2004 - 2008
Pesquisa de Avaliação e Monitoramento do Programa SENTINELA
Descrição: Pesquisa de Avaliação e Monitoramento do Programa SENTINELA ? Programa Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual contra Crianças e Adolescentes, em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Social/SAGI (Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação), e PNUD-Brasil.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (6) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador.
2004 - 2004
Projeto MINAS 2020 - O Cidadão e o Servidor Público de Minas Gerais
Descrição: Pesquisa quantitativa e qualitativa em parceria com o Instituto Telemig Celular e o Governo Estadual de Minas Gerais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2004
Pesquisa de vitimização em Belo Horizonte
Descrição: A pesquisa foi desenvolvida em parceria com o Centro de Pesquisa em Criminalidade e Segurança Pública - CRISP, trabalhando no Banco de Dados Quantitativos da Pesquisa de Vitimização em BH, de 2002. A equipe de trabalho contou com alunos de graduação e pós-graduação do NEPEM-UFMG.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador.
2003 - 2004
Survey Internacional Comparativo ?Gênero, Família e Trabalho: práticas e percepções no Brasil contemporâneo?
Descrição: (ISSP ? International Social Survey Programm/IUPERJ/UERJ/CEDIM-RJ).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2004
Um diagnóstico sobre a assistência social no município de Betim
Descrição: A pesquisa propõe a utilização combinada de instrumentos quantitativos e qualitativos de coleta de dados, com vistas a propiciar um diagnóstico completo e acurado dos públicos e das ações de Assistência Social em Betim, além de verificar como se dá a participação nesse município..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Integrante / Maria de Fatima Junho Anastasia - Coordenador / Roberto do Nascimento Rodrigues - Integrante.Financiador(es): Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Betim - Auxílio financeiro.
1998 - 2000
Dimensões da Masculinidade no Brasil
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Acompanhamento dos ODS de Belo Horizonte 2018.
Descrição: O NEPEM realiza o acompanhamento do ODS número 5. Igualdade de gênero - Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. Os pesquisadores do NEPEMN sugerem à equipe de coordenação dos ODS da PBH indicadores de monitoramento deste Obejtivo 5.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Breno Cypriano - Integrante / Bárbara Angove Lopes Campos - Integrante.
2016 - 2018
?Mulheres Construindo Cidadania?: iniciativas para o empoderamento econômico de mulheres e construção da igualdade de gênero em Minas Gerais
Descrição: O Programa ?Mulheres Construindo Cidadania? será dirigido para o apoio técnico a 6 (SEIS) GRUPOS COLETIVIZADOS DE MULHERES E SEUS EMPREENDIMENTOSECONÔMICOS em Minas Gerais (três deles na RMBH e outros três no Vale do Jequitinhonha). Serão cerca de 120 mulheres participando desta proposta piloto ? contando que cada empreendimento feminino tenha cerca de, ao menos, 20 mulheres envolvidas ? 60 delas residentes na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e 60 residentes no Vale do Jequitinhonha/MG que estejam em situação de vulnerabilidade social e econômica. Na sequência, também pensamos em dar importância àquelas mulheres que são lideranças comunitárias, mulheres quilombolas, de assentamentos rurais e comunidades indígenas, mas sempre em condição de vulnerabilidade. Pretende-se que este Programa esteja fundamentado nos parâmetros da economia feminista assim como da economia solidária, que buscam criar e recriar as relações econômicas e sociais, na prática e na teoria, centradas na organização do trabalho coletivo, na autogestão, na cooperação e na solidariedade. O Programa será constituído de TRÊS grandes EIXOS: (1) Eixo de tratamento, análise, debates e consolidação dos dados de pesquisa de survey realizada pelo NEPEM/UFMG na 3ª. CNPM (ano de 2014); (2) Eixo de Formação Técnica a ser desenvolvido em dois momentos: um momento mais geral que vai tratar de discussões a respeito dos direitos humanos das mulheres, especialmente direitos econômicos, sociais e culturais, com foco em temáticas relativas à autonomia econômica das mulheres, e; um momento mais específico que vai tratar da economia feminista e solidária, entre outros temas a partir de um enquadramento crítico-feminista (ano de 2015); na Terceira Etapa ocorrerá o acompanhamento dos seis empreendimentos de mulheres, durante mais um ano (ano de 2016). Como público-alvo indireto, pretende-se alcançar cerca de 600 mulheres da Região do Vale do Jequitinhonha e da RMBH, além das instituições oriundas das redes de políticas sociais dos municípios destas duas regiões..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Priscila Delgado Carvalho - Integrante / Johanna Monagreda - Integrante / Ariana Oliveira - Integrante / Ariane Silva - Integrante / Luiza Diniz - Integrante / Maressa de Souza - Integrante / Meirilene da Silva Pereira - Integrante.Financiador(es): Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - Auxílio financeiro.
2015 - 2018
LIDFEM 2015 - Formação Política para Mulheres
Descrição: O objetivo geral do projeto é capacitar e contribuir para aperfeiçoar os conhecimentos de lideranças políticas femininas em áreas consideradas relevantes (Direitos Humanos, Movimentos Sociais e Cidadania, Noções Básicas de História Política de Minas Gerais, Sistema Político e Partidário Brasileiro, Leis Eleitorais, Princípios de Administração Municipal etc.). Isso acontecerá dentro de um viés crítico-feminista, no sentido da construção do protagonismo das mulheres, capacitando-as para fazer, com a qualificação de sua competência, o enfrentamento político necessário nos espaços sociais de articulação e, sobretudo, nos espaços institucionalizados e formais da política, em especial do Legislativo. Pretende-se também que, através do curso, essas mulheres possam atuar nos espaços legislativos e de suas comunidades como agentes multiplicadores dos Direitos das Mulheres e fomentando a discussão e reflexão sobre a temática das desigualdades de gênero na vida cotidiana dos (as) parlamentos e das pessoas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Laura França Martello - Integrante / Clarisse Goulart Paradis - Integrante / Luciana Andrade - Integrante.
2015 - Atual
Coluna Gênero e Feminismo
Descrição: Trata-se de uma Coluna no Jornal UFMG da Radio UFMG Educativa.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Soraya Fideles - Integrante.
2014 - 2016
III Curso GPP GeR - GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA
Descrição: O curso de Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER) tem como objetivo geral instrumentalizar as/os participantes para intervenção no processo de concepção, elaboração, implementação, monitoramento e avaliação dos programas e ações de forma a assegurar a transversalidade e a intersetorialidade de gênero e raça nas políticas públicas. O curso está dirigido para servidoras/es dos três níveis da administração pública, integrantes dos Conselhos de Direitos da Mulher, dos Fóruns Intergovernamentais de Promoção da Igualdade Racial, dos Conselhos de Educação, dirigentes de organismos não governamentais ligados à temática de gênero e da igualdade étnico-racial. Igualmente, espera-se contar com gestoras/es das áreas de educação, saúde, trabalho, segurança e planejamento, entre outras..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (7) Doutorado: (9) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Eleonora Schettini Martins Cunha - Integrante / José Angelo Machado - Integrante / Ricardo Fabrino Mendonça - Integrante / Rodrigo Edmilson de Jesus - Integrante.
2013 - 2015
GÊNERO E LIXO: Repensando as Relações de Gênero sob uma Perspectiva Emancipatória
Descrição: O projeto tem como objetivo compreender as dimensões de discriminação que as catadoras enfrentam (1) em casa, (2) em seu trabalho e (3) como líderes nas redes e nos movimentos. Além disso, o projeto também deseja mapear o que seriam as estratégias práticas, em termos de qualificação profissional e/ou educacional, de que as mulheres precisam para obter poder econômico e político. Para fazê-lo, a pesquisa tem como base determinadas premissas de Pesquisa-Ação Participante (PAR, acrônimo em inglês) e abordagens feministass para o empoderamento econômico, político e simbólico/cultural como objetivos mutuamente entrelaçados que podem levar a uma maior percepção de atuação das mulheres..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Carolina de Freitas Ogando - Integrante / Sônia Maria Dias - Integrante / Clarisse Goulart Paradis - Integrante.
2013 - 2014
II Curso GPP GeR - GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA
Descrição: O curso de Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER) tem como objetivo geral instrumentalizar as/os participantes para intervenção no processo de concepção, elaboração, implementação, monitoramento e avaliação dos programas e ações de forma a assegurar a transversalidade e a intersetorialidade de gênero e raça nas políticas públicas. O curso está dirigido para servidoras/es dos três níveis da administração pública, integrantes dos Conselhos de Direitos da Mulher, dos Fóruns Intergovernamentais de Promoção da Igualdade Racial, dos Conselhos de Educação, dirigentes de organismos não governamentais ligados à temática de gênero e da igualdade étnico-racial. Igualmente, espera-se contar com gestoras/es das áreas de educação, saúde, trabalho, segurança e planejamento, entre outras..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (8) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Eleonora Schettini Martins Cunha - Integrante / Fernando Filgueiras - Integrante / Claudia Mayorga - Integrante / José Angelo Machado - Integrante / Ricardo Fabrino Mendonça - Integrante.Financiador(es): Universidade Aberta do Brasil - Auxílio financeiro.
2013 - 2013
PROGRAMA DE EXTENSÃO FORUM DAS MULHERES DO VALE DO JEQUITINHONHA
Descrição: O Programa Fórum das Mulheres do Vale do Jequitinhonha se divide em três grandes conjuntos de projetos, a saber: (1) Projetos Formação para a Cidadania, (2) Projetos Geração de Renda e Autonomia, (3) Projetos Inclusão Digital e Cibernética com Ativismo Político..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ricardo Fabrino Mendonça - Integrante / Maria das Dores Pimentel Nogueira - Integrante / Maria Alice Braga - Integrante / Raiza Sarmento Souza - Integrante.Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.
2011 - 2012
Entre Gêneros: Grupos regionalizados de discussão sobre o enfrentamento à violência contra as mulheres
Descrição: Constituir grupos regionalizados para o debate acerca das questões de gênero, na perspectiva de construir e consolidar estratégias enfrentamento da violência contra as mulheres, com a comunidade participante do ?Programa Escola Aberta?, com idade a partir de 15 anos, totalizando 400 participantes. O projeto será desenvolvido em doze encontros quinzenais, ao longo dos quais serão trabalhados nove temas: Identidades; Direitos Humanos ? história dos movimentos sociais; Construção social do gênero ? movimento feminista; Masculinidades e feminilidades; Diversidade sexual; Gênero e Violências; Relações Étnico Raciais; Redes Sociais e Construção das Estratégias de Enfrentamento; Ações Afirmativas e Lei Maria da Penha e Mobilização..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Carolina Marra - Integrante / Clarisse Goulart Paradis - Integrante.Financiador(es): Prefeitura Municipal de Contagem - Auxílio financeiro.
2011 - 2012
MULHERES PROMOTORAS DE CIDADANIA: prevenção e enfrentamento à violência doméstica
Descrição: Programa de Extensão - ?Mulheres Promotoras de Cidadania? pretende-se que as próprias mulheres vítimas de alguma forma de violência ou violação dos direitos venham a atuar como agentes de cidadania e de defesa dos direitos humanos em suas comunidades locais, promovendo, em parceria com as demais lideranças comunitárias, organizações e instituições com vistas ao fortalecimento de uma atuação em rede. Pretende-se, então: ? A facilitação do acesso à justiça de mulheres vítimas de violência e em situação de violação de direitos e a prevenção de conflitos, a partir de uma formação específica para tal fim; ? O desenvolvimento e/ou fortalecimento de uma rede social de mulheres, para prevenção da violência doméstica por meio da difusão apropriada das informações e da constituição/reforço de uma articulação em rede A proposta de capacitação de mulheres em temas ligados às relações de gênero, aos diferentes campos do direito, à sexualidade e aos mecanismos de enfrentamento à violência contra a mulher surgiu a partir de experiências feministas existentes no Chile, Peru e Argentina. No Brasil, essa proposta ficou conhecida como Promotoras Legais Populares e foi implantada, inicialmente, em Porto Alegre, por meio de uma iniciativa da THEMIS: Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero e da União de Mulheres..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Claudia Mayorga - Integrante / Vanessa Andrade de Barros - Integrante.Financiador(es): Pro-Reitoria de Extensão UFMG - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Observatório de Direitos Humanos da UFMG
Descrição: O projeto se propõe à criação do Observatório dos Direitos Humanos da UFMG. Trata-se de uma iniciativa de caráter eminentemente interdisciplinar e de formação técnico-científica, que envolve levantamento das ações de Ensino, Extensão e Pesquisa da UFMG em Direitos Humanos com vistas a elaboração de uma homepage onde estarão disponibilizados para a comunidade extra-acadêmica, em formatos de Banco de dados, tais informações. Reconhecemos que um dos principais atores para a efetivação dos direitos humanos é o Poder Público, que assume um papel fundamental nas ações de promoção, defesa e garantia, em especial numa sociedade ainda marcada por situações de extrema desigualdade social e por inúmeras práticas de discriminação e violação de direitos, motivadas por questões econômicas, raciais, étnicas, de gênero, de geração, de orientação sexual, etc. O Observatório pretende ser um espaço de articulação e potencialização de ações entre o conhecimento produzido na academia, a sociedade civil e distintas esferas comunitárias e o poder público (em suas ações de políticas públicas), com vistas à divulgação científica de ações em Direitos Humanos que possam resultar em superação das condições periféricas de desenvolvimento do nosso estado e, em especial, da RMBH. A partir do levantamento inicial realizado entende-se que o espaço criado do Observatório possa funcionar como instância de pactuação de outros novos e diferentes Projetos de pesquisa, ensino e extensão da UFMG em Direitos Humanos com a comunidade de Minas Gerais, oportunizando uma apropriação mais clara e efetiva das massas populacionais (especialmente as da RMBH) dos códigos e linguagens típicos do desenvolvimento científico e tecnológico contemporâneo..
Situação: Desativado; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Eleonora Schettini Martins Cunha - Integrante / Fernando Filgueiras - Integrante / Ernesto friderich de Lima Amaral - Integrante / Natália Guimarães Duarte Satyro - Integrante.Financiador(es): Pro-Reitoria de Extensão UFMG - Bolsa.
2010 - 2011
I Curso GPP GeR - "GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS EM GÊNERO E RAÇA?
Descrição: O curso de Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GER) tem como objetivo geral instrumentalizar as/os participantes para intervenção no processo de concepção, elaboração, implementação, monitoramento e avaliação dos programas e ações de forma a assegurar a transversalidade e a intersetorialidade de gênero e raça nas políticas públicas. O curso está dirigido para servidoras/es dos três níveis da administração pública, integrantes dos Conselhos de Direitos da Mulher, dos Fóruns Intergovernamentais de Promoção da Igualdade Racial, dos Conselhos de Educação, dirigentes de organismos não governamentais ligados à temática de gênero e da igualdade étnico-racial. Igualmente, espera-se contar com gestoras/es das áreas de educação, saúde, trabalho, segurança e planejamento..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2009 - 2009
GDE - Curso Genero e Diversidade na Escola: Formação Continuada de Professores/as e Gestores/as de Educação em Gênero, Raça/Etnia e Orientação Sexual na Modalidade à Distância
Descrição: O curso se insere na modalidade de formação continuada de profissionais da educação tratando das temáticas de gênero, raça/etnia e orientação sexual, possibilitando aos professores/as condições de observar e introduzir nas suas reflexões e práticas pedagógicas as relações de gênero, possibilitando a construção de uma educação inclusiva e não sexista. O curso será desenvolvido durante cinco meses com acompanhamento de uma equipe selecionada pela Universidade, equipe está formada por: tutoria, coordenação, supervisão do curso entre outros. Será realizado nos seguintes Pólos UAB de MG: Araxá, Governador Valadares, Juiz de Fora, Teófilo Otoni, Uberaba e Uberlândia.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (10) / Mestrado acadêmico: (13) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Amélia Laborne - Integrante / Ana Maria Doimo - Integrante / GOMES, Nilma Lino - Integrante / Daniel Simião - Integrante / Frederico Vianna - Integrante.Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
LIDFEM - Capacitação Político-Feminista para Mulheres Líderes
Descrição: O objetivo geral do projeto é capacitar e contribuir para aperfeiçoar os conhecimentos de lideranças políticas femininas mineiras em áreas consideradas relevantes (Direitos Humanos, Movimentos Sociais e Cidadania, Noções Básicas de História Política de Minas Gerais, Sistema político e Partidário Brasileiro, Leis Eleitorais, Princípios de Administração Municipal etc.), dentro de um viés crítico-feminista, no sentido da construção do protagonismo das mulheres, capacitando-as para fazer, com a qualificação de sua competência, o enfrentamento político necessário nos espaços sociais de articulação e, sobretudo, nos espaços institucionalizados e formais da política, em especial do Legislativo. Pretende-se também que através do curso essas mulheres possam atuar nos espaços legislativos e de suas comunidades como agentes multiplicadores dos Direitos das Mulheres e fomentando a discussão e reflexão sobre a temática das desigualdades de gênero na vida cotidiana dos parlamentos e das pessoas. Ao mesmo tempo será possível ampliar também a contribuição do NEPEM na compreensão dos fenômenos que envolvem a atuação das mulheres na arena política brasileira e especificamente de Minas Gerais, com seus impasses e complexidades. As mulheres alvo deste processo formativo poderão se constituir em um laboratório vivo da participação política das mulheres nos movimentos sociais e como candidatas potenciais ao parlamento brasileiro na esfera municipal..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marlise Miriam de Matos Almeida - Coordenador / Ana Maria Doimo - Integrante / Carlos Ranulfo Félix Melo - Integrante / Ana Luisa Aranha - Integrante / Felipe Recch - Integrante / Laura França Martello - Integrante / Mariana Aparecida Dias - Integrante / Elizabeth Fleury - Integrante / Robinson Ayres Pimenta - Integrante / Geralda Luiza de Miranda - Integrante.Financiador(es): Assembléia Legislativa de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Revista Interdisciplinar de Direitos Humanos
2009 - Atual
Periódico: Pensar BH. Política Social
2008 - Atual
Periódico: Revista Extra Classe
2004 - Atual
Periódico: Revista Três Pontos
2004 - Atual
Periódico: Revista Nunciopolítica


Membro de comitê de assessoramento


2014 - Atual
Agência de fomento: International Sociological Association
2013 - Atual
Agência de fomento: Secretaria Especial de Política para as Mulheres
2012 - 2015
Agência de fomento: Onu Mulheres


Revisor de periódico


2003 - Atual
Periódico: Cadernos Pagu
2006 - Atual
Periódico: Revista Estudos Feministas
2004 - Atual
Periódico: Interseções (UERJ)
2007 - Atual
Periódico: Sexualidad, Salud y Sociedad - Revista Latinoamericana
2009 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro)
2008 - Atual
Periódico: Opinião Pública (UNICAMP)
2009 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política
2011 - Atual
Periódico: Brazilian political science review
2012 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Revista Teoria e Sociedade
2017 - Atual
Periódico: Dissonância: Revista de Teoria Crítica


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: CIÊNCIAS SOCIAIS.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2015
The Women's History Month Award, Department of Women's and Gender Studies, Eastern Michigan University, Estados Unidos.
2012
4a Edição do Prêmio ODM Brasil "Entre Gêneros" com parceria da pref. Contagem, Secretaria-Geral da Presidência da República, em parceria com o PNUD.
2010
1o. Prêmio "Boas Práticas na Aplicação, Divulgação ou Implementação da Lei Maria da Penha" - 1o. Lugar Categoria "Realização de Estudos e Pesquisas", Secretaria de Política para as Mulheres.
2010
Distinção Clara Zetkin pelos 100 anos do Dia Internacional da Mulher, SINPRO MINAS - Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais.
1999
Prêmio de Publicação de Melhor Tese de Doutorado - 30 anos do IUPERJ, IUPERJ.
1997
Prêmio de Publicação 1o. Concurso Série Estudos - IUPERJ, IUPERJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ANDRADE, L.2017ANDRADE, L. ; MATOS, Marlise . A criminalização da violência contra as mulheres no Brasil: de ?legítima defesa da honra? à violação dos direitos humanos. REVISTA SOCIAIS E HUMANAS, v. 30, p. 01-24, 2017.

2.
MATOS, Marlise2016MATOS, Marlise. A banalização da violência contra as mulheres e a ?cultura do estupro? no Brasil. ÁGORA: Políticas Públicas, Comunicação e Governança Informacional, v. 1, p. 01-10, 2016.

3.
MATOS, Marlise2015MATOS, Marlise. Democracia, sistema político brasileiro e a exclusão das mulheres: a urgência em se aprofundar estratégias de descolonização e despatriarcalização do Estado. Revista do Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, v. Ano5 vol7, p. 24-35, 2015.

4.
MATOS, Marlise2014MATOS, Marlise; PARADIS, Clarisse G. . Desafios à despatriarcalização do Estado brasileiro. Cadernos Pagu (UNICAMP. Impresso), v. 43, p. 57-118, 2014.

5.
MATOS, Marlise2013 MATOS, Marlise; PARADIS, Clarisse G. . Los feminismos latinoamericanos y su compleja relación con el Estado: debates actuales. Íconos (Quito), v. 45, p. 91-107, 2013.

6.
MATOS, Marlise2011MATOS, Marlise; MARRA, Carolina ; PARADIS, Clarisse G. . Educação, Responsabilização e Intervenção: desafios da construção de uma agenda democrática de gênero nas políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres em Contagem. Gênero (Niterói), v. 1, p. 22-30, 2011.

7.
MATOS, Marlise2011MATOS, Marlise. Recentes Dilemas da Democracia e do Desenvolvimento no Brasil: porque precisamos de mais mulheres no poderPRECISAMO S DE MAIS MULHERES NA POLÍTICA?. Sinais Sociais, v. Vol. 5, p. 110-142, 2011.

8.
MATOS, Marlise2010 MATOS, Marlise. Movimento e a Teoria Feminista em sua Nova Onda: entre encontros e confrontos, seria possível reconstruir a Teoria Feminista a partir do Sul Global?. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 18, p. 67-92, 2010.

9.
MATOS, Marlise2010MATOS, Marlise. Opinião pública e representação política das mulheres: novos horizontes para 2010?. Em Debate (Belo Horizonte), v. 2, p. 31-37, 2010.

10.
MATOS, Marlise2010MATOS, Marlise. Paradoxos da Incompletude da Cidadania polítca das Mulheres: novos horizontes para 2010. Em Debate (Belo Horizonte), v. 2, p. 31-59, 2010.

11.
GOMES, A. P. S.2010GOMES, A. P. S. ; MATOS, Marlise . As Mulheres e as Políticas Públicas: a necessidade da reconstrução do Estado para a inclusão de uma nova perspectiva de democracia. Pensar BH. Política Social, v. 26, p. 28-33, 2010.

12.
MATOS, Marlise2010MATOS, Marlise. O que se pode esperar de uma presidência e de um governo no feminino? Mais mulheres no poder podem fazer a diferença?. Em Debate (Belo Horizonte), v. 2, p. 14-21, 2010.

13.
MATOS, Marlise2008MATOS, Marlise. Teorias de Gênero ou Teorias e Gênero ? Se e como os estudos de gênero se transformaram em um novo campo para as ciências. Revista Estudos Feministas (UFSC. Impresso), v. 16, p. 333-357, 2008.

14.
SIMOES, S.2008SIMOES, S. ; MATOS, Marlise . Modern ideas, traditional behaviors, and the persistence of gender iniequality in Brazil. International Journal of Sociology, v. VOL.38, p. 94-110, 2008.

15.
MATOS, Marlise2008MATOS, Marlise. Políticas Públicas para as Mulheres: um desafio à nossa institucionalidade de estado. Pensar BH. Política Social, v. 20, p. 15-17, 2008.

16.
MATOS, Marlise2008MATOS, Marlise. Objetivos do Milênio e Exclusões Milenares: políticas sociais, minorias, desigualdades e teoria política feminista. Revista do Observatório do Milênio de Belo Horizonte, v. vol 1, p. 53-67, 2008.

17.
MATOS, Marlise2007MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. . Estudo qualitativo sobre o Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes ? Programa Sentinela. Cadernos de Estudos.Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação, v. 5, p. 47-51, 2007.

18.
MATOS, Marlise2007MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. . Estudo para elaboração do índice de elegibilidade dos municípios (IEMS) ao Programa Sentinela. Cadernos de Estudos.Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação, v. 5, p. 43-47, 2007.

19.
MATOS, Marlise2002MATOS, Marlise. Os Novos Desafios criados pela Multiplicação das Identidades de Gênero: para onde fomos?. Interseções (UERJ), RJ, v. 4, n.2, p. 159-174, 2002.

20.
MATOS, Marlise2001MATOS, Marlise. Masculinidades: uma discussão conceitual preliminar. Mulher Gênero e Sociedade, Rio de Janeiro, 2001.

21.
MATOS, Marlise2000MATOS, Marlise. Dimensões da Masculinidade no Brasil. Gênero, Niterói, v. 1, n.1, p. 29-40, 2000.

22.
MATOS, Marlise1999MATOS, Marlise. Simone de Beauvoir: uma luz em nosso caminho. Cadernos Pagu (UNICAMP), Campinas, v. 12, p. 145-156, 1999.

23.
MATOS, Marlise1998MATOS, Marlise. Cultura, Gênero e Conjugalidade: as transformações da intimidade como desafio. Lugar Comum (UFRJ), Rio de Janeiro, v. 5-6, p. 165-177, 1998.

24.
MATOS, Marlise1997MATOS, Marlise. Pierre Bourdieu e O Genero: Possibilidades e Criticas. SERIE ESTUDOS/94, RIO DE JANEIRO, v. 1, n.1, p. 03-49, 1997.

25.
MATOS, Marlise1996MATOS, Marlise. Mito e Cidadania: Um Enfoque de Gênero. Cadernos do ICHF. Série Estudos e Pesquisas (UFF), Rio de Janeiro, 1996.

26.
MATOS, Marlise1995MATOS, Marlise. Identidade de Genero,Identidade Sexual e Cultura: As Transformaçoes das Diferenças Sexuais e das Relaçoes de Genero Num Enfoque Interdisciplinar. CADERNOS DE SOCIOLOGIA E POLITICA, RIO DE JANEIRO, v. 1, n.1, p. 67-79, 1995.

27.
MATOS, Marlise1991MATOS, Marlise. Narcisismo e Paradoxo do Duplo Em Psicanalise. BOLETIM MESTRADO EM TEORIA PSICANALITICA ORGAO OFICIAL DE PUBLICAÇAO DA PRODUÇAO DISCENTE DO INSTITUTO DE PSICOLOGIA DA UFRJ, RIO DE JANEIRO, v. 6, n.11, p. 90-115, 1991.

28.
MATOS, Marlise1991MATOS, Marlise. Weiblich, Weiblichkeit e Weibliche Sexualitat: Uma Necessaria Distinçao Conceitual. Boletim do Mestrado em Teoria Psicanalítica Orgao Oficial de Publicaçao Discente, RIO DE JANEIRO, v. 6, n.12, p. 106-134, 1991.

29.
MATOS, Marlise1991MATOS, Marlise. Castraçao e Monismo Falico:Algumas Implicações A Proposito da Diferença Sexual e da Sexualidade Feminina. BOLETIM MESTRADO EM TEORIA PSICANALITICA ORGAO OFICIAL DE PUBLICAÇAO DISCENTE, v. 6, n.12, p. 64-103, 1991.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia (Org.) . Quem são as mulheres das políticas para as mulheres no Brasil: o feminismo estatal participativo brasileiro. 01. ed. Porto Alegre: Editora Zouk, 2018. v. 2. 276p .

2.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia (Org.) . Quem são as mulheres das políticas para as mulheres no Brasil: expressões feministas nas Conferências Nacionais de Políticas para as Mulheres Vol 2. 01. ed. Porto Alegre: Editora Zouk, 2018. v. 2. 312p .

3.
MATOS, Marlise. Pedagogias Feministas Decoloniais: a Extensão Universitária como possibilidade de construção da cidadania e autonomia das mulheres em Minas Gerais. 01. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018. v. 01. 267p .

4.
MATOS, Marlise. Acesso ao Direito e à Justiça Brasileiros na Perspectiva de Gênero/Sexualidade, Raça/Etnia: Entre o Estado e a Comunidade. 01. ed. Belo Horizonte: FAFICH - UFMG, 2011. v. 01. 127p .

5.
MATOS, Marlise; CORTES, I. RAMALHO. . Mais Mulheres no Poder: Contribuição à Formação Política das Mulheres. BRASÍLIA: sECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES/PRESIDENCIA DA REPÚBLICA, 2010. v. 01. 106p .

6.
MATOS, Marlise. Enfoques Feministas e os Desafios Contemporâneos. 01. ed. Belo Horizonte: DCP/FAFICH/UFMG, 2009. v. 4. 450p .

7.
MATOS, Marlise; MATOS, M. . Reinvenções do Vínculos Amorosos: cultura e identidade de gênero na modernidade tardia. 1. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000. v. 1. 332p .

Capítulos de livros publicados
1.
MATOS, Marlise. Inclusão Democrática no Brasil Contemporâneo. In: Ricardo Fabrino Mendonça; Eleonora Schettini Martins Cunha. (Org.). Introdução à Teoria Democrática: conceitos, histórias, instituições e questões transversais. 1ed.Belo Horizonte: Editora UFMG, 2018, v. 1, p. 263-288.

2.
MATOS, Marlise; BIROLI, F. . Democracia, Estado e Patriarcado: disputas em torno dos direitos e das políticas de gênero. In: Cristina Buarque de Holada; Luciana Fernandes Veiga; Oswaldo E. do Amaral. (Org.). A Constituição de 88 Trinta Anos Depois. 1ed.Curitiba: Editora da UFPR, 2018, v. 1, p. 329-357.

3.
MATOS, Marlise; LINS, I. L. . As Conferências Nacionais de Políticas para as Mulheres: histórico, regras, temáticas, desafios e proposições. In: Marlise Matos; Sônia E. Alvarez. (Org.). Quem são as mulheres das políticas para as mulheres? Vol. I O Feminismo Estatal Participativo Brasileiro. 1ed.Porto Alegre: Editora Zouk, 2018, v. 1, p. 139-175.

4.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; PINHEIRO, M. B. . A avaliação das políticas para as mulheres pelas delegadas e os processos inacabados de despatriarcalização do Estado brasileiro: até onde chegamos?. In: Marlise Matos;Sônia E. Alvarez. (Org.). Quem são as mulheres das políticas para as mulheres? Vol. I O Feminismo Estatal Participativo Brasileiro. 1ed.Porto Alegre: Editora Zouk, 2018, v. 1, p. 225-267.

5.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia . As CNPMs e a configuração do campo feminista: sidestreaming e mainstreaming através do ?feminismo estatal participativo?. In: Marlise Matos; Sônia Alvarez. (Org.). Quem são as Mulheres das Políticas para as Mulheres? Vol II Expressões Feministas nas Conferências Nacionais de Políticas para as Mulheres. 1ed.Porto ASegre: Editora Zouk, 2018, v. 2, p. 87-134.

6.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia . A percepção das relações de gênero e raça das delegadas em perspectiva comparada nacional e entre elas e entre as duas conferências. In: Marlise Matos; Sônia E. Alvarez. (Org.). Quem são as mulheres das políticas para as mulheres? Vol. II Expressões Feministas na Conferências Nacionais de Políticas para as Mulheres. 1ed.Porto Alegre: Editora Zouk, 2018, v. 2, p. 135-170.

7.
MATOS, Marlise; SIMOES, S. . Emergence of Intersectional Activist Feminism in Brazil: The Interplay of Local and Global Contexts. In: Glenda Tibe Bonifacio. (Org.). Global Currents in Gender and Feminisms: Canadian and International Perspectives. 1ed.Bingley, Reino Unido: Emerald Publishing Limited, 2017, v. 1, p. 42-73.

8.
MATOS, Marlise; MASCARELLO, L. . Representação e Responsabilização de gênero: a urgência da maior presença política das Mulheres. In: Manoel Leonardo Santos, Fatima Anastasia. (Org.). Politica e Desenvolvimento Institucional no Legislativo de Minas Gerais. 1ed.Belo Horizonte: PUC/MINAS, 2016, v. 1, p. 317-337.

9.
MATOS, Marlise. A institucionalização academica dos estudos de gênero e feministas na ciência política brasileira. In: Leonardo Avritzer, Carlos R.S. Milani, Amaria do Socorro Braga. (Org.). A Ciência Políticas no Brasil: 1960-2015. 1ed.Rio de Janeiro: FGV Editora, 2016, v. 1, p. 347-391.

10.
MATOS, Marlise. O Campo-crítico-emancipatório das Diferenças e a Quarta Onda Latinoamericana como experiencia da descolonização acadêmica. In: Karina Bidaseca. (Org.). Feminismos y Poscolonialidad 2. 1ed.Buenos Aires: Ediciones Godot, 2016, v. 1, p. 263-321.

11.
MATOS, Marlise. Marlise Matos - Mídia, Misogina e Golpe. In: Elen Cristina Geraldes; Tânia Regina Oliveira Ramos; Juliano Domingues da Silva; Liliane Maria Macedo Machado; Vanessa Negrini.. (Org.). Mídia, Misoginia e Golpe. 01ed.Brasilia: FAC UNB, 2016, v. 01, p. 220-232.

12.
MATOS, Marlise. Direitos das Mulheres. In: Elizabeth Fleury-Teixeira;Stela N. Meneguel. (Org.). Dicionário Feminino da Infâmia. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, v. 1, p. 96-98.

13.
MATOS, Marlise. Gênero. In: Elizabeth Fleury-Teixeira; Stella N. Meneguel. (Org.). Dicionário Feminino da Infâmia. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, v. 1, p. 153-155.

14.
MATOS, Marlise. Construção social de Gênero. In: Elizabeth Fleury-Teixeira; Stella N. Meneguel. (Org.). Dicionário Feminino da Infâmia. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, v. 1, p. 68-71.

15.
MATOS, Marlise. Feminismo. In: Elizabeth Fleury-Teixeira; Stella N. Meneguel. (Org.). Dicionário Feminino da Infâmia. 1ed.Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2015, v. 1, p. 150-152.

16.
MATOS, Marlise. "Pra mudar a sociedade do jeito que gente quer, participando sem medo de ser mulher!": mulheres do Jequitinhonha articuladas na construção da autonomia. In: Horta, Carlos Roberto; Costa, Candida da; Alves, Flavia Assis. (Org.). Trabalho e Experiências Emancipatórias. 1ed.Belo Horizonte: Editora O Lutador, 2015, v. 1, p. 191-208.

17.
MATOS, Marlise. Direitos Humanos das Mulheres ontem e no pós-2015: uma agenda a ser conquistada. In: Maria das Dores Pimentel Nogeuira. (Org.). Vale do Jequitinhonha: Direitos Humanos e Promoção da Cidadania. 1ed.Belo Horizonte: PROEXT/SESU/MEC, 2015, v. 1, p. 170-197.

18.
MATOS, Marlise. A Democracia Brasileira na Ausência das Mulheres: a perspectiva da teoria politica feminista. In: Avritzer, Leonardo. (Org.). Experiência Democrática, Sistema Político e Participação Popular. 1ed.São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2014, v. 1, p. 56-70.

19.
MATOS, Marlise. Feminismo e Teorias da Justiça. In: Avritzer, Leonardo; Bignotto, Newton; Filgueiras, Fernando; Guimarães, Juarez; Starling, Heloisa. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, v. 01, p. 141-155.

20.
DIAS, Sônia Maria ; MATOS, Marlise ; OGANDO, Ana Carolina de Freitas . Mujeres Recicladoras: Construyendo una agenda de genero en las organizaciones de recicladores. In: Fernando López Castellano; Roser Manzanera Ruiz;Carmen Miguel Juan;Vanessa Sánchez Maldonado. (Org.). MEDIO AMBIENTE Y DESARROLLO: MIRADAS FEMINISTAS DESDE AMBOS HEMISFERIOS. 1ed.Granada: Editorial Universidad de Granada, 2013, v. 01, p. 221-.

21.
MATOS, Marlise. Mulheres em busca de cidadania política: paradoxos de uma incompletude. In: VENTURI, Gustavo; GODINHO, Tatau. (Org.). Mulheres Brasileiras e Gênero nos Espaços Públicos e Privado: uma década de mudanças na opinião pública. 1ed.São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2013, v. 01, p. 315-332.

22.
MATOS, Marlise. O Campo Científico-critico- emancipatório das Diferenças como Experiência de Descolonização Acadêmica. In: Flavia Biroli ; Luis Felipe Miguel. (Org.). Teoria Política e Feminismo. 01ed.Vinhedo: Horizonte, 2012, v. 01, p. 47-101.

23.
MATOS, Marlise. Comportamento, Percepções e Tendências do Eleitorado Brasileiro - Apresentação do Eixo1. In: José Eustáquio Diniz Alves; Céli Regina Jardim Pinto; Fátima Jordão (Orgs.). (Org.). Mulheres nas eleições 2010. 1ed.Brasília: ABCP e SPM/PR, 2012, v. 1, p. 15-20.

24.
MATOS, Marlise; PINHEIRO, M. B. . Dilemas do conservadorismo político e do Tradicionalismo de gênero nas eleições de 2010: o eleitorado brasileiro e suas percepções. In: José Eustáquio Diniz Alves; Céli Regina Jardim Pinto; Fátima Jordão (Orgs.). (Org.). Mulheres nas Eleições 2010. 1ed.Brasília: ABCP e SPM/PR, 2012, v. 1, p. 51-93.

25.
MATOS, Marlise. Desafios da Cidadania Feminina no Brasil. In: PROEX UFMG. (Org.). I Fòrum da Mulher dio Vale do Jequitinhonha. 1ed.Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2012, v. 1, p. 09-33.

26.
MATOS, Marlise. A Subrepresentação Política das Mulheres na chave da sua Subteorização na Ciência Política. In: Denise Paiva. (Org.). Mulheres, Poder e Política: a experiência do Brasil e do Canadá. 1ed.Goiania: Editora da Universidade de Goiás, 2011, v. 01, p. 22-54.

27.
MATOS, Marlise. Mulheres e Política: da cidadania inacabada das mulheres a um projeto de desenvolvimento brasileiro sustentado. In: Ministério das Relações Exteriores. (Org.). Autonomia econômica e Empoderamento da Mulher. 01ed.Brasília: Ministério das Relaçoes Exteriores, 2011, v. 01, p. 103-121.

28.
MATOS, Marlise. Desafios da Cidadania Feminina no Brasil. In: PROEX UFMG. (Org.). I Forum da Mulher do Jequitinhonha. 1ed.Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2011, v. 01, p. 09-33.

29.
MATOS, Marlise; INÁCIO, Magna ; REZENDE, D. L. . A Construção dos Diagnósticos Situacionais nas regiões de expansão do PAIR Minas em 2009: desafios da informação teórica e diagnóstica no âmbito do enfrentamento e combate à violência sexual infanto juvenil Vales do Jequitinhonha, Mucuri, Rio Doce e RMBH. In: Edite da Penha Cunha; Marina Lopes Andalécio. (Org.). PAIR Minas-Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil nos Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e Região Metropolitana de Belo Horizonte. 1ed.Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2011, v. 1, p. 101-134.

30.
INÁCIO, Magna ; MATOS, Marlise ; REZENDE, D. L. . Construindo Estratégias, Sistematizando e Avaliando Políticas Públicas a partir de Informações: desafios da construção de um sistema de monitroamento para o PAIR Minas. In: Edite da Penha Cunha; Marina Lopes Andalécio. (Org.). PAIR Minas-Enfrentamento à Violência Sexual Infantojuvenil nos Vales do Jequitinhonha, do Mucuri e Região Metropolitana de Belo Horizonte. 1ed.Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2011, v. 1, p. 135-153.

31.
SIMOES, S. ; MATOS, Marlise . Idéias Modernas e Comportamentos Tradicionais. In: SOUZA, Márcio Ferreira de. (Org.). Desigualdades de Gênero no Brasil: novas idéias e práticas antigas. Belo Horizonte: FAFICH/DCP, 2010, v. 1, p. 17-40.

32.
MATOS, Marlise. Justiça Social e Representação Democrática: é Possível Incluir Democraticamente no Brasil? O Caso das Mulheres Candidatas na Política. In: Izabel Mizagia. (Org.). Região e Poder. 186ed.Goiânia: editora da PUC de Goiás, 2010, v. 01, p. 155-.

33.
RIFIOTIS, T. ; MATOS, Marlise . Judiaciliazação, Direitos Humanos e Cidadania. In: Lucia de Fátima Guerra Ferreira;Maria de Nazaré Tavares Zenaide;Célia maria Rodrigues da Costa Pereira;Itamar Nunes da Silva. (Org.). DIREITOS HUMANOS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR -SUBSÍDIOS PARA A EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NAS CIÊNCIAS SOCIAIS. 1ed.João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2010, v. 3, p. 237-286.

34.
MATOS, Marlise. Memórias da Construção das Políticas Públicas no Enfrentamento à Violência Sexual perpetrada contra Crianças e Adolescentes no Brasil (Cap. 6). In: Cassandra Pereira França. (Org.). Perversão: as engrenagens da violência sexual infantojuvenil. 01ed.Rio de Janeiro: Imago Editora, 2010, v. 01, p. 75-91.

35.
REZENDE, D. L. ; MATOS, Marlise . Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes. In: Cassandra Pereira França. (Org.). Perversão:. 1ed.Rio de Janeiro: Imago Editora, 2010, v. 0, p. 119-133.

36.
MATOS, Marlise. Cidadania porque, quando, para quê e para quem? Desafios contemporâneos ao Estado e à democracia inclusiva. In: Leonardo Avritzer. (Org.). Cidadania e a luta por direitos humanos, sociais, econômicos, culturais. Belo Horizonte: Editora do Departamento de Ciência Política da UFMG, 2009, v. 6, p. 34-79.

37.
MATOS, Marlise. Desdobramentos das agendas dos feminismos contemporâneos: a ?quarta onda?. In: MATOS, Marlise. (Org.). Enfoques Feministas e os Desafios Contemporâneos - Vol. 1 Debates Acerca do Feminismo: antigos e novos desafios. 1ed.Belo Horizonte: FAFICH/DCP, 2009, v. 01, p. 13-43.

38.
MATOS, Marlise. Em busca de uma teoria crítico-emancipatória feminista de gênero: reflexões a partir da experiência da política na ausência das mulheres. In: MATOS, Marlise. (Org.). ENFOQUES FEMINISTAS E OS DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS: Perspectiva Feminista de Gênero na Política e nas Políticas Públicas. Belo Horizonte: FAFICH/DCP, 2009, v. 04, p. 59-112.

39.
MATOS, Marlise; Varios . Do Medo à Tribuna: a agenda inacabada do feminsimo nestas Gerais. In: Constância Lima Duarte;Dinorah Carmo;Jalmelice Luz. (Org.). Mulheres de Minas: Lutas e Conquistas. no1ed.Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 2008, v. vol 1, p. 222-225.

40.
MATOS, Marlise; DIAS, Sônia Maria . Fórum Lixo & Cidadania: Inovação Institucional na Fomulação de Políticas Púbicas de Resíduos Sólidos. In: KEMP, Valéria Heloísa; CRIVELLARI, Helena Maria Tarchi. (Org.). Catadores na Cena Urbana: construção de políticas sócio-ambientais. Belo Horizonte: Autêntica, 2008, v. 01, p. 249-264.

41.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. ; REZENDE, Daniela Elandro ; JÊRONIMO, Mauro . Avaliação do Programa de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes - Sentinela. In: Jeni Vaitsman; Rômulo Paes-Sousa. (Org.). Avaliação de Políticas e Programas do MDS - Resultados (volume II - Bolsa Família e Assistência Social). 1ed.Brasíli: Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, 2007, v. 2, p. 369-410.

42.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. ; REZENDE, Daniela Elandro ; JÊRONIMO, Mauro . Estudo para a elaboração do Índice de Elegibilidade dos Municípios ao Programa. In: Rômulo Paes-Sousa, Jeni Vaitsman. (Org.). Metodologias e instrumentos de pesquisas de avaliação de programas do MDS: Bolsa Família, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional. 1ed.Brasília: MDS e SAGI, 2007, v. , p. -.

43.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. ; REZENDE, Daniela Elandro ; JÊRONIMO, Mauro . Estudo Qualitativo sobre o Programa Sentinela. In: Rômulo Paes-Sousa; Jeni Vaitsman. (Org.). Metodologias e instrumentos de pesquisas de avaliação de programas do MDS: Bolsa Família, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional. 1ed.Brasília: MDS e SAGI, 2007, v. , p. -.

44.
MATOS, Marlise. A Democracia não deveria parar na porta de casa: a criação de um índice de tradicionalização e destradicionalização de gênero no Brasil. In: Clara Araújo; Celi Scalon. (Org.). Gênero, Família e Trabalho no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 2005, v. , p. -.

45.
MATOS, Marlise. Masculinidades: uma Discussão conceitual preliminar. In: Rose Marie Muraro; Andréa Barndão Puppin. (Org.). Mulher, Gênero e Sociedade. 1ed.Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001, v. 1, p. 21-38.

46.
LOBIANCO, A. C. ; MATOS, Marlise . Articulaçoes Psicanalise/Feminismo: Dificuldades e Novas Perspectivas. In: Neuma Aguiar. (Org.). GENERO E CIENCIAS HUMANAS: DESAFIO AS CIENCIAS DESDE A PERSPECTIVA DAS MULHERES. 1ed.RIO DE JANEIRO: ROSA DOS TEMPOS/RECORD, 1997, v. , p. 115-136.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MATOS, Marlise. Precisamos falar sobre feminicídio. Jornal O Tempo, Belo Horizonte, Minas Gerais,, p. 1 - 1, 03 nov. 2018.

2.
MATOS, Marlise. A exclusão política das mulheres no Brasil. Boletim da UFMG, Belo Horizonte, p. 02 - 02, 12 mar. 2018.

3.
MATOS, Marlise. Violência contra a Mulher é um ato de poder. Boletim da UFMG, Belo Horizonte, p. 02 - 02, 13 nov. 2017.

4.
MATOS, Marlise. ?Corpo da mulher ainda é visto como objeto?, diz socióloga Marlise Matos critica postura omissa do Estado em relação a casos de assédio. Jornal O Globo - Caderno Sociedade, Rio de Janeiro, p. 12 - 13, 15 out. 2017.

5.
MATOS, Marlise. Elas por Elas: relato pessoal de uma construção coletiva. Elas por Elas, SINPRO MG, Belo Horizonte, p. 09 - 09, 01 ago. 2017.

6.
MATOS, Marlise. Golpe Misógino: democracia em risco. Elas por Elas, SINPRO MG, Belo Horizonte, p. 17 - 18, 01 ago. 2017.

7.
MATOS, Marlise. A cada hora, 14 mulheres sofrem violência doméstica. Jornal O Tempo, Belo Horizonte, p. 04 - 05, 07 mar. 2017.

8.
MATOS, Marlise. Reforma da Previdência, ?vai afetar de maneira dramática a vida das mulheres'. Blog Luiz Muller, Internet, p. 1 - 2, 13 fev. 2017.

9.
MATOS, Marlise. ?Os homens e as mulheres não têm uma percepção igualitária em relação aos gêneros?. Jornal Edição do Brasil, 07 out. 2016.

10.
MATOS, Marlise; BRAGA, Ariane . Especialista afirma que a mulher é vítima de uma sociedade patriarcal. Jornal Edição do Brasil ONLINE, Brasília, p. 1 - 2, 07 out. 2016.

11.
MATOS, Marlise. Mulheres na Política. Boletim do Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais, Belo Horizonte, 06 out. 2016.

12.
MATOS, Marlise. Por que as mulheres devem ocupar o poder? Entre a opressão da tradição, das igrejas, do estado e da mídia, onde está liberdade das mulheres?. ESCUTA. Revista de política e cultura, p. 01 - 01, 22 jun. 2016.

13.
MATOS, Marlise. Gênero e sexualidade nas políticas públicas: o temor de retrocesso. Teoria e Debates, São Paulo, p. 01 - 01, 17 jun. 2016.

14.
MATOS, Marlise. Questão de Gênero:Desequilíbrio doméstico segue inabalado nas famílias brasileiras. Estado de Minas, 19 abr. 2016.

15.
MATOS, Marlise. Cientistas políticos criticam argumentos de deputados em votação. Jornal do Brasil, Internet, p. 1 - 2, 18 abr. 2016.

16.
MATOS, Marlise. UEMG Carangola desponta como uma da melhores de Minas Gerais. Jornal Folha da Mata, 24 mar. 2015.

17.
MATOS, Marlise. De Olho na Política :: 51% do eleitorado de Minas Gerais é composto por mulheres. Jornal Araxá, 30 set. 2014.

18.
MATOS, Marlise. Espaço das Mulheres na Política aumenta, mas é preciso avançar. Jornal HOJE EM DIA, Belo Horizonte, MG, p. 02 - 02, 08 mar. 2014.

19.
FERREIRA, J. ; MATOS, Marlise . Público feminino lidera salas de universidades da capital. Jornal Estado de Minas, Belo Horizonte, p. 1 - 2, 17 out. 2013.

20.
MATOS, Marlise. Em Clima de Decisão. Jornal Estado de Minas, Belo Horizonte, p. 23 - 23, 30 jun. 2013.

21.
ALVIM, C. ; MATOS, Marlise . Mulheres Ainda são Minoria na Política, Março de 2013. Revista Elas por Elas - Sindicato do Professores de Minas Gerais, Belo Horizonte, p. 09 - 14, 05 mar. 2013.

22.
MATOS, Marlise. O protagonismo do STF e o silêncio dos demais Poderes. Revista Carta Capital, Internet, 03 maio 2012.

23.
MATOS, Marlise. Correio Braziliense. Correio Braziliense - DF, Brasília - DF, p. 9 - 9, 02 nov. 2011.

24.
MATOS, Marlise. Entre a opressão da Tradição, da Igreja e do Estado, onde está liberdade das mulheres? Em busca de um Estado laico. Blog Marcha pelo Estado Laico em BH, http://marchaestadolaicobh.wor, p. 1 - 4, 08 set. 2011.

25.
MATOS, Marlise. Despatriarcalizar nosso Jogo Democrático. Teoria e Debate - Revista Bimestral da Fundação Perseu Abramo, São Paulo, p. 43 - 48, 01 abr. 2011.

26.
MATOS, Marlise. Revista LIBERTA - Instituto Pauline Reichstul. Uma Questão de Gênero: uma conversa com Marlise Matos, Belo Horizonte, p. 17 - 18, 07 mar. 2011.

27.
MATOS, Marlise. A politica na ausencia das mulheres. Folha de São Paulo, S/ão Paulo, 08 fev. 2011.

28.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa . CAMINHOS DAS DISCUSSÕES ACADÊMICAS SOBRE O TEMA DE GÊNERO, MULHERES E POLÍTICA: EM QUE MOMENTO ESTAMOS ?. Observatório Brasil da Igualdade de Gênero, Brasília, p. 1 - 55, 05 dez. 2010.

29.
MATOS, Marlise. Trajetória Feminina: o caminho apenas começou. Momento - Jornal da Anglogold Ashanti, Nova Lima, p. 6 - 6, 01 dez. 2010.

30.
MATOS, Marlise; GUIMARAES, J. R. . Dilma e o momento épico da mulher brasileira. Revista Carta Capital, http://www.cartacapital.com.br, 20 out. 2010.

31.
MATOS, Marlise. Apesar de avanços, mulher enfrenta desafios na participação política. Tv Assembléia, Endereço eletrônico ALMG, 09 set. 2010.

32.
MATOS, Marlise. Desigualdade ainda pesa contra as mulheres no mercado de trabalho. Tribuna Popular, 08 mar. 2010.

33.
MATOS, Marlise. O Poder ainda é deles. Correio Semanal, Nova Lima, p. 6 - 7, 07 mar. 2010.

34.
MATOS, Marlise. POLÍTICAS PARA A DIVERSIDADE: como alargar a cidadania e a democracia. Elas Por Elas - Sindicatos do Professores do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, p. 26 - 30, 08 ago. 2009.

35.
MATOS, Marlise. Um mundo sem mulher: Corrida de Obstáculo para as Mulheres. Boletim da UFMG, Belo Horizonte, p. 4 - 4, 30 jun. 2008.

36.
MATOS, Marlise. RENOVAR A TEORIA CRÍTICA E REIVENTAR A EMANCIPAÇÃO SOCIAL - Resenha de Livro. Revista Teoria e Debate, São Paulo, p. 28 - 28, 05 set. 2007.

37.
MATOS, Marlise; ATHAYDE, P. . JOGO DE DAMAS - No Brasil e no mundo, elas são protagonistas cada vez mais importantes do cenário político. Mas será que mais mulheres no poder significa um poder diferente?. Carta Capital, São Paulo, p. 12 - 16, 19 abr. 2006.

38.
MATOS, Marlise. Mulheres já superaram homens em número de estudantes, mas a paridade em altos cargos ainda está longe de ser realidade. IG pagina da internet.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MATOS, Marlise. A Quarta onda feminista e o Campo crítico-emancipatório das diferenças no Brasil: entre a destradicionalização social e o neoconservadorismo político. In: 38o. Encontro Anual da ANPOCS, 2014, Caxambu, 27 a 31 de Outubro. Anais di 38. encontro ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2014. v. 1. p. 01-28.

2.
MATOS, Marlise. Diferentes Processos de Institucionalização das Demandas das Mulheres: direitos em construção. In: III Fórum das Mulheres do Vale do Jequitinhonha, 2013, Capelina. Album do II Forum da Mulher do Vale do Jequitinhonha. Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2013. v. 1. p. 29-49.

3.
MATOS, Marlise. ACESSO AOS DIREITOS E À JUSTIÇA BRASILEIROS NA PERSPECTIVA DE GÊNERO/SEXUALIDADE E RAÇA/ETNIA. In: 36º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 21 a 25 de outubro de 2012, Mesa Redonda MR11 - Direitos Humanos: direitos do sujeito e sujeito de direitos 2,, 2012, Águas de Lindóia. ANAIS DO 36º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS - MR11 - Direitos Humanos: direitos do sujeito e sujeito de direitos. São Paulo: ANPOCS, 2012. v. 1. p. 1-32.

4.
MATOS, Marlise; CHEREM, Matheus S. ; SOUSA, T. P. B. . O Eleitorado Brasileiro e Processos de Socialização Política: dilemas do conservadorismo político e do tradicionalismo de gênero no processo eleitoral de 2010. In: IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública da WAPOR, 2011, Belo Horizonte. IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública da WAPOR, 2011. v. 2. p. 165-181.

5.
MATOS, Marlise. Mulheres e Política - da cidadania inacabada das mulheres no Brasil a um projeto de desenvolvimento sustentado. In: Seminário Autonomia Econômica e Empodermanro da Mulher, 2011, Rio de Janeiro. Autonomia Econômica e Empodermanro da Mulher. Brasília: Ministério das Relaçoes Exteriores, 2011. v. 1. p. 103-121.

6.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa . CAMINHOS DAS DISCUSSÕES ACADÊMICAS SOBRE O TEMA DE GÊNERO, MULHERES E POLÍTICA: EM QUE MOMENTO ESTAMOS ?. In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010, Florianópolis, Santa Catarina. Seminário Internacional Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010. v. 1.

7.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Affirmative Action for the Presence of Women in Latin-American Politics: from Argentinean cupos to Brazilian cotas. In: 21th World Congress of Political Science, 2009, Santiago. Global Discontent?. Quebec: International Political Science Association, 2009.

8.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. . (Alg)uma Teoria(s) da Justiça: a política nos rastros da luta pela justiça social. In: 33o. Encontro Anual da ANPOCS, 2009, Caxambu. ANPOCS 33o. Encontro Anual, 2009. v. 1.

9.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. . Críticas Feministas e Teorias da Justiça Social. In: XXXII Encontro Anual da ANPOCS, 2008, Caxambu. Anais do 32o Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2008. v. 1. p. 141-143.

10.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Cotas de gênero para o reconhecimento das mulheres na política: Um estudo comparado dessas ações afirmativas. In: XIII Congresso Brasileiro de Sociologia, 2007, Recife. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Sociologia. Recife: Sociedade brasileira de Sociologia, 2007.

11.
MATOS, Marlise. Ações afirmativas: dinâmicas e dilemas teóricos entre a redistribuição e o reconhecimento. In: II Seminário Nacional Movimentos Sociais, participação e democracia, 2007, Florianópolis. Anais do II Seminário Nacional Movimentos Sociais, participação e democracia. Florianópolis: NPMS, 2007.

12.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; BUENO, N. . Democracy, Participation and Representation: Citizens' Evaluation of Governmental Performance in Minas Gerais. In: 20the IPSA WORLD Gongress, 2007, Fukuoka. Is Democracy Working?. Fukuoka: IPSA, 2006.

13.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Mulheres e a corrida de obstáculos nas eleições 2006: quais barreiras ainda não foram superadas?. In: XXXI Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2007, Caxambu. Anais do XXXI Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: Anpocs, 2007.

14.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Mulheres e a corrida de obstáculos nas eleições 2006: quais barreiras ainda não foram superadas?. In: II Compolítica, 2007, Belo Horizonte. Anais Compolitica 2007, 2007.

15.
MATOS, Marlise. A Institucionalização do Feminismo no Brasil. Os núcleos de Estudos de Relações de Gênero eo Feminismo como Produtores de Conhecimento: a experiência da RedeFEm. In: Encontro Nacional Pensando Gênero e Ciências - Núcleo e Grupos de Pesquisa, 2006, Brasíla. Encontro Nacional Pensando Gênero e Ciências - Núcleo e Grupos de Pesquisa. Brasília: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, 2006. v. 1. p. 65-75.

16.
MATOS, Marlise. Teorias de Gênero ou Teorias e Gênero: se como os estudos de gênero se transformaram num novo campo para as ciências humanas e sociais. In: XII Congresso Brasileiro de Sociologia - Sociologia e Realidade: Pesquisa Social no Século XXI, 2005, Belo Horizonte, 2005.

17.
MATOS, Marlise. As Políticas Públicas de Combate a Discriminação Racial - As Ações Afirmativas. In: 1ª Semana da Consciência Negra - Da Discriminação a Ação, 2004, Belo Horizonte, 2004.

18.
MATOS, Marlise. A Democracia não deveria parar na porta de casa: a criação de um índice de tradicionalização e destradicionalização de gênero no Brasil. In: Seminário Gênero, Família e Trabalho: Práticas e Percepções no Brasil Contemporâneo, 2004, Rio de Janeiro, 2004.

19.
MATOS, Marlise. As Políticas Públicas e a Rede de Atenção à Mulher. In: Simpósio Cidadania e Direitos Humanos, 2004, Divinópolis, 2004.

20.
MATOS, Marlise. Sobre os Direitos das Mulheres - uma avaliação das propostas e respostas do governo brasileiro à CEDAW. In: Seminário Recomendações do Comitê CEDAW e o Governo Brasileiro, 2003, Brasília, 2003.

21.
MATOS, Marlise. Juventude, Poder e Políticas Públicas. In: 1ª Seminário de Políticas Públicas da Juventude, 2003, Belo Horizonte, 2003.

22.
MATOS, Marlise. Políticas Públicas de Combate à Violência. In: Semana do ICHL - Violência na Sociedade Brasileira, 2002, Juiz de Fora, 2002.

23.
MATOS, Marlise. Reinvenções dos Vínculos Amorosos: cultura e identidade de gênero na modernidade tardia. In: XXV Encontro Anual da ANPOCS, 2001, Caxambu. Resumo de Trabalhos, 2001. v. 1. p. 90-90.

24.
MATOS, Marlise. Tradição e destradicionalização nas masculinidades brasileiras: transformações na sexualidade, erotismo e corporalidade masculinas de gênero. In: III Encontro Enfoques Feministas e as Tradições Disciplinares nas Ciências e na Academia, 2001, Niterói. Livro de Resumos, 2001. v. 1. p. 122-123.

25.
MATOS, Marlise. Dimensões da Masculinidades. In: Seminário de Encerramento do Terceiro Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe/ PRODIR III - Homens e Masculinidades, 2001, Recife, 2001.

26.
MATOS, Marlise. Dimensões da Masculinidade no Brasil. In: Seminário de Trabalho do Terceiro Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe, 1999, São Paulo, 1999.

27.
MATOS, Marlise. Teoria Psicanalítica, feminismo e outras possibilidades de articulações teórico-psicanalíticas de gênero: uma revisão. In: II Encontro - Enfoques Feministas e as Ciências e a Academia - Novos Desafios, 1998, Belo Horizonte, 1998.

28.
MATOS, Marlise. Mito e Cidadania: Uma Perspectiva de Gênero. In: ENCONTROS COM A SOCIOLOGIA, 1996. ANAIS DOS ENCONTROS COM A SOCIOLOGIA/CADERNOS DO ICHF. UFF. v. 2. p. 57-73.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MATOS, Marlise. A Construção de um Ìndice de Tradicionalização/Destradicionalização de Gênero. In: XI Congresso Brasileiro de Sociologia, 2003, Campinas. Anais do XI Congresso da SBS. Campinas: SBS, 2003. v. 1.

2.
MATOS, Marlise. Dimensões da Masculinidade no Brasil. In: X Congresso Brasileiro de Sociologia, 2001, Fortaleza. Resumo de Trabalhos, 2001. v. 1. p. 171-172.

3.
MATOS, Marlise. As Entrevistas Transferenciais: um recurso estratégico de delicadeza epsitemológica. In: VII Colóquio Internacional de Sociologia Clínica e Psicossociologia: Transformações sociais, subjetividade e política, 2001, Belo Horizonte. Resumo de Trabalhos, 2001. v. 1. p. 131-132.

4.
MATOS, Marlise. Dimensões da Masculinidade no Brasil. In: I Simpósio Internacional O Desafio da Diferença: articulando Gênero, Raça e Classe, 2000, Salvador. Anais, 2000. v. 1. p. 39-39.

5.
MATOS, Marlise. Os Novos Desafios criados pela Multiplicação das Identidades de gênero: para onde fomos?. In: O Feminismo na Passagem do Século: balanço e perspectivas, 2000, Rio de Janeiro. Resumo de Trabalhos, 2000. v. 1. p. 27-27.

6.
MATOS, Marlise. Acerca da Dominação Masculina: de Bourdieu a Latour passando pelo Brasil. In: IX Congresso Brasileiro de Sociologia, 1999, Porto Alegre. Anais do IX Congresso Brasileiro de Sociologia, 1999. v. 1. p. 65-66.

7.
MATOS, Marlise. Detraditionalization And Family: Contemporary Gender And Conjugality Transformations In Brazil. In: 14 CONGRESSO MUNDIAL DE SOCIOLOGIA, 1998. SOCIOLOGICAL ABSTRACTS. MONTREAL CANADA. v. 1. p. 1-13.

8.
MATOS, Marlise. Identity as a 'frontier', sexuality and body as 'territories'and transference as 'temporality': Battles of power between the psychic and the social. In: 14o CONGRESSO INTERNACIONAL DE SOCIOLOGIA, 1998. SOCIOLOGICAL ABSTRACTS. MONTREAL CANADA. v. 1. p. 1-13.

Apresentações de Trabalho
1.
MATOS, Marlise; JESUS, E. ; GOMES, M. . Os Direitos Humanos como Emancipação. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MATOS, Marlise. Aspuv Debate: Mulheres na Política. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MATOS, Marlise. Marlise Matos: The Forth Feminist Wave in Latin America. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MATOS, Marlise. A Equidade de Gênero como objeto do desenvolvimento sustentável. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MATOS, Marlise. Guia estratégico para o empoderamento político das mulheres. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MATOS, Marlise. Desigualdade de Gênero: Cotidiano, Violências e Desafios. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MATOS, Marlise. Pedagogias feministas descoloniais: práticas contra a matriz modenda colonial de gênero. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
MATOS, Marlise; SIMOES, S. . Desafios da institucionalização da agenda feminista e de Gênero. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
MATOS, Marlise. Análise da Participação Feminina no Processo Político Brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
MATOS, Marlise. A experiência do Programa Forum da Mulher do Vale do Jequitinhonha - a Linha do tempo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
MATOS, Marlise. Transmissão Intergeracional de Saberes entre as Mulheres. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
MATOS, Marlise. Mulheres e Enfrentamento a Violência. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
MATOS, Marlise. Mulheres, cidadania e políticas públicas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
MATOS, Marlise. Democracia Justiça e Inclusão Social: desafios de uma agenda inconclusa para os países do sul global. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
MATOS, Marlise. As Mulheres e os Direitos Humanos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
MATOS, Marlise. Mulher e Política. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
MATOS, Marlise. DEMOCRACIA, JUSTIÇA E INCLUSÃO SOCIAL: desafios de uma agenda inconclusa para os países do Sul Global. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
MATOS, Marlise. A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA FEMININA NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: CONDICIONANTES À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
GOMES, A. P. S. ; MATOS, Marlise . DIFERENTES PERFIS DE REPRESENTAÇÃO POLÍTICA FEMINIMA NOS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA E CARIBE: os desafios metodológicos da abordagem multidimensional a partir do GoM. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa ; MARTELLO, Laura F. . A Produção Academica brasileira sobre mulheres nos espaços de poder e decisão. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
MATOS, Marlise. Desafios da Participação das Mulheres em Campanhas Eleitorais. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. ; PRANDINI, M. ; MARQUES, Danusa ; OGANDO, Ana Carolina de Freitas . Mulheres, Desigualdades e Poder (Pré-Conferências Municipais de Polítcas para as Mulheres). 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
MATOS, Marlise. A Participação da Mulher nos Espaços de Poder. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Mulheres e a "corrida de obstáculos" nas eleições 2006: quais barreiras ainda não foram superadas?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . Mulheres e a ?corrida de obstáculos? nas eleições 2006: quais barreiras ainda não foram superadas?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
MATOS, Marlise. Índice de Elegibilidade Municipal ao Programa Sentinela. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
MATOS, Marlise. A Multiplicação das Identidades de Gênero: Para onde fomos? - Impactos de uma Agenda Democrática de Luta Política e Social. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

28.
MATOS, Marlise. Os novos desafios criados pela multiplicação das identidades de gênero: para onde fomos?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
MATOS, Marlise. Teorias de Gênero ou Teorias e Gênero: se como os estudos de gênero se transformam num novo campo para as ciêncas humanas e sociais. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
MATOS, Marlise. Políticas públicas para a mulher. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

31.
MATOS, Marlise. Atuação conjunta do executivo, legislativo e sociedade civil na elaboração e acompanhamento de políticas públicas. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
MATOS, Marlise. Juventude, Democracia e Participação. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
MATOS, Marlise. As políticas públicas de combate a discriminação racial - as ações afirmativas. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
MATOS, Marlise. As políticas públicas e a rede de atenção à mulher. 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

35.
MATOS, Marlise. Mesa Redonda: Análises interdisciplinares sobre a questão de gênero. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

36.
MATOS, Marlise. A democracia não deveria parar na porta de casa: criação de um índice de tradicionalização e destradicionalização de gênero no Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

37.
MATOS, Marlise. A criação de um índice de tradicionalização e destradicionalização de gênero no Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

38.
MATOS, Marlise. Sobre os direitos das mulheres - uma avaliação das propostas e respostas do governo brasileiro à CEDAW. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

39.
MATOS, Marlise. Juventude, poder e políticas públicas. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

40.
MATOS, Marlise. Mesa Redonda: Divisão sexual do trabalho e divisão do trabalho doméstico. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
MATOS, Marlise. Políticas públicas de combate à violência. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
MATOS, Marlise. Mesa Redonda: Mulher, Gênero e Sociedade Brasileira. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
MATOS, Marlise. Tradição e destradicionalização nas masculinidades brasileiras: transformações na sexualidade, erotismo e corporalidade masculinas de gênero. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

44.
MATOS, Marlise. Dimensões da masculinidade no Brasil. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
MATOS, Marlise. As entrevistas transferenciais: um recurso estratégico de delicadeza epistemológica. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

46.
MATOS, Marlise. Dimensões da masculinidade no Brasil. 2001. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

47.
MATOS, Marlise. Reinvenções dos vínculos amorosos: cultura e identidade de gênero na modernidade tardia. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

48.
MATOS, Marlise. Os novos desafios criados pela multiplicação das identidades de gênero: para onde fomos?. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

49.
MATOS, Marlise. Dimensões da masculinidade no Brasil. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

50.
MATOS, Marlise. Acerca da dominação masculina: de Bourdieu a Latour passando pelo Brasil. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
MATOS, Marlise. Pesquisa: Dimensões da Masculinidade no Brasil. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

52.
MATOS, Marlise. Destradicionalização e família: transformações de gênero e de conjugalidade no Brasil. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

53.
MATOS, Marlise. Identidade como fronteira: sexualidade e corpo com territórios e transferência como temporalidade. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

54.
MATOS, Marlise. Teoria Psicanalítica, feminismo e outras possibilidades de articulação teórico-psicanalíticas de gênero: uma revisão. 1998. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia . Apresentação. Porto Alegre, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
MATOS, Marlise. Apresentação: Memória e Reconhecimento. Belo Horizonte, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

3.
MATOS, Marlise. Por que as mulheres devem ocupar o poder? Entre a opressão da tradição, das igrejas, do estado e da mídia, onde está liberdade das mulheres?. Brasil: Blog Revista ESCUTA: Revista de Política e Cultura, 2016 (Revista não indexada).

4.
MATOS, Marlise. Apresentação do IV Fórum da Mulher do Jequitinhonha. Belo Horizonte, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

5.
MATOS, Marlise. A Democracia Brasileira na Ausência das Mulheres: a perspectiva da Teoria Feminista. Maringá, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
MATOS, Marlise. Saberes entre Gerações de Mulheres no Vale do Jequitinhonha. Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2014 (Artigo publicado em periódico não indexado).

7.
MATOS, Marlise. Diferentes processos de institucionalização das demandas das mulheres: direitos em construção. Belo Horizonte: UFMG, 2013 (Artigo publicado em periódico não indexado).

8.
PEREIRA, Katia ; MATOS, Marlise . Entrevista sobre Violência Doméstica contra as Mulheres - OBSERVATÓRIO FEMININO 2012 (Apresentação ou Prefácio).

9.
MATOS, Marlise. Entrevista Estado de Minas - IBGE mostra que mulheres recebem salário melhor e eles ganham mais em Minas. Belo Horizonte: Portal UAI Minas, 2012 (Apresentação ou Prefácio).

10.
MATOS, Marlise. Entrevista ao PORTAL Vermelho - Uma mulher é agredida a cada 4 minutos no Brasil. Portal Vermelho, 2012 (Apresentação ou Prefácio).

11.
MATOS, Marlise. Diferentes processos de institucionalização das demandas das mulheres: direitos em construção. Belo Horizonte: PROEX UFMG, 2012 (Artigo publicado em periódico não indexado).

12.
MATOS, Marlise; MARRA, Carolina ; PARADIS, Clarisse G. . Educação, Responsabilização e Intervenção: desafios da construção de uma agenda democrática de gênero nas políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres em Contagem. Contagem: Prefeitura de Contagem, 2011 (Revista não indexada).

13.
MATOS, Marlise. Apesar de avanços, mulher enfrenta desafios na participação política (15/03/2011). Notícias Jurídicas: Portal Jus Brasil Notícias, 2011 (Apresentação ou Prefácio).

14.
MATOS, Marlise. Entrevista " Mulheres continuam em desvantagem". Portal IEA - Instituto de Estudos Avançados, 2011 (Apresentação ou Prefácio).

15.
MATOS, Marlise. Lente e foco nas Masculinidades: desafios relacionais de uma agenda de gênero inconclusa. Rio de Janeiro, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

16.
MATOS, Marlise. Entrevista Mulheres na política - Portal do Governo SPM/PR 2010 (Apresentação ou Prefácio).

17.
MATOS, Marlise. Inclusão Democrática e Políticas da Diferença: desafios contemporâneos ao Estado brasileiro. Belo Horizonte, 2010. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

18.
MATOS, Marlise; SILVA, E. M. . Guia Operacional do Serviço de Enfrentamento à Violência, ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes e suas Famílias. Belo Horizonte: UFMG DCP/FAFICH, 2009 (Guia de Orientação para Serviços CREAS).

19.
MATOS, Marlise. A revisão do Plano Estadual de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes de Minas Gerais - Notas Introdutórias. Belo Horizonte: SEDESE MG, 2009 (Apresentação do Plano Estadual de Enfrentamento à Violência contra Criança do Estado de MG).

20.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. . (ALG)UMA(S) TEORIA(S) DA JUSTIÇA:a teoria política nos rastros da luta pela justiça social. ANPOCS, 2009 (Artigo publicado em periódico não indexado).

21.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa . CAMINHOS DAS DISCUSSÕES ACADÊMICAS SOBRE O TEMA DE GÊNERO, MULHERES E POLÍTICA: EM QUE MOMENTO ESTAMOS ?. Brasília: Observatório da Igualdade de Gênero SPM/PR, 2009 (Artigo publicado em periódico não indexado).

22.
MATOS, Marlise. Entrevista exclusiva do site ?Mais Mulheres no Poder? com Marlise Matos, professora e chefe do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) 2008 (Apresentação ou Prefácio).

23.
MATOS, Marlise. Direitos Humanos: História e Contextualização. Belo Horzonte: Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, 2006 (Artigo publicado em periódico não indexado).

24.
MATOS, Marlise. Produzindo Gênero. Porto Alegre: Sulina, 2004 (Apresentação ou Prefácio).

25.
MATOS, Marlise; RESPONSÁVEL, E. E. C. . Anuário Estatístico do NUPAC. RJ 2002 (Anuário Estatístico - Banco de Dados).

26.
MATOS, Marlise; RESPONSÁVEL, E. E. C. . Perfil do Efetivo Ativo da PMERJ 2002 (Perfil Demográfico e Social).

27.
MATOS, Marlise; RESPONSÁVEL, E. E. C. . Perfil das Chamadas ao "190" - COPOM da PMERJ 2002 (Perfil De Ocorrências).

28.
PIRANI, Denise ; MATOS, Marlise . RESENHA DO LIVRO Reinvenções do Vinculo Amoroso. Florianópolis: Mulheres, 2001 (Apresentação ou Prefácio).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MATOS, Marlise. Coordenadora Adjunta no Programa Nacional de Biblioteca na Escola (PNBE) Temático 2013 - Àrea de Direitos Humanos. 2013.

2.
AVRITZER, Leonardo ; CUNHA, E. ; MATOS, Marlise ; CAMBRAIA, A. . Projeto de Cooperação Técnica para o Desenvolvimento do Sistema de Monitormento e Avaliação da Política de Assistência Social do Estado de Minas gerais. 2008.

3.
MATOS, Marlise; CUNHA, E. ; CUNHA, E. S. M. . Elaboração do Plano Decenal da Assistência Social (2008-2017) para o estado de Minas Gerais (1a. Versão)). 2008.

4.
MATOS, Marlise; CUNHA, E. S. M. ; CUNHA, E. . Elaboração do Plano Plurianual da Assistência Social (2008-2011) de Minas Gerais. 2008.

5.
MATOS, Marlise; MOREIRA, Eduardo . Revisão do Plano Estadual de Enfrentamento à Violência contra Crianças e Adolescentes do estado de Minas Gerais. 2008.

6.
MATOS, Marlise. Relatório de pesquisa: O Cidadão e o Servidor Público de Minas Gerais. 2004.

7.
MATOS, Marlise. Relatório de pesquisa: A Política de Assistência Social em Betim. 2003.

8.
MATOS, Marlise. Relatório de consultoria: A Gender Equality Study at Petrobrás. 2002.

9.
MATOS, Marlise. Relatório de consultoria: A Gender Equality Study at Petrobras - Brazil. 2002.

Produtos tecnológicos
1.
MATOS, Marlise. Anuário Estatístico do NuPAC. 2002.

2.
MATOS, Marlise. Anuário Estatístico do NUPAC. 2002.

Processos ou técnicas
1.
MATOS, Marlise; SZCZYGLAK, G. . PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO PARA CARREIRAS ? 2017 Gênero e Políticas Públicas. 2017.

Trabalhos técnicos
1.
MATOS, Marlise. Relatório Final da Comissão Extraordinária de Mulheres da ALMG: RESPONSABILIZAÇÃO E JUSTIÇA DE GÊNERO: DESAFIOS CONCRETOS AO PROTAGONISMO POLÍTICO DAS MULHERES PARLAMENTARES NA ALMG. 2016.

2.
MATOS, Marlise. MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA AMÉRICA LATINA. 2013.

3.
MATOS, Marlise; REZENDE, D. L. . Relatório de acompanhamento objetivos de desenvolvimento do milênio Belo Horizonte ? 2010/Secretaria Municipal de Planejamento, orçamento e informação. Belo Horizonte: SMPL, 2010.. 2010.

4.
MATOS, Marlise. A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA FEMININA NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: CONDICIONANTES E DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2010.

5.
MATOS, Marlise. Revista DADOS - Revista de Ciências Sociais. 2009.

6.
MATOS, Marlise. Revista Latino Americana de Sexualidade, Saúde e Sociedade. 2009.

7.
MATOS, Marlise. Revista Brasileira de Ciência Política. 2009.

8.
MATOS, Marlise. Revista Opinião Pública. 2009.

9.
Varios ; MATOS, Marlise . Relatório de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio de Belo Horizonte. 2008.

10.
MATOS, Marlise. A Política na Ausência das Mulheres: um estudo sobre recrutamento político, trajetórias/carreiras políticas e comporttamento político de mulheres. 2008.

11.
MATOS, Marlise. Revista Opinião Pública - Revista do CESOP. 2008.

12.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. . Descrição dos Resultados de Percepção dos Beneficiários, Banco de Boas Práticas e de Práticas Não-Recomendadas, Proposta de Módulo com Indicadores de Monitoramento e dos Padrões Mínimos para o Serviço Sentinela. 2006.

13.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. . Contextualização Geral das Políticas Públicas de Combate e Enfrentamento à Violência Sexual e Breve Esboço Teórico sobre o tema da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. 2006.

14.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; IGNACIO, M. . Descrição dos Resultados Processo e Metodologia de Avaliação Qualitativa do Programa Sentinela ? os componentes de contextualização, implantação, vigilância sócio-assistencial, gestão, articulação e transversalidade institucional. 2006.

15.
MATOS, Marlise. Índice de elegibilidade dos municípios brasileiros ao Programa Sentinela (Programa Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes) - IEMS: índice multicritério (Banco de Dados). 2005.

16.
MATOS, Marlise. Projeto de pesquisa PROSARE 2005 - Avaliação de políticas públicas e suas repercussões no campo da saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos: análise do impacto dos Programas de Transferência de Renda sobre dimensões de gênero. 2005.

17.
MATOS, Marlise. Relatório de pesquisa: A metodologia do índice de elegibilidade ao Programa Sentinela (IEMS). 2005.

18.
MATOS, Marlise. Relatório de pesquisa: Estratégia de levantamento de dados para o IEMS. 2005.

19.
MATOS, Marlise. Relatório de pesquisa: Caracterização dos 316 Municípios Sentinela no Brasil. 2005.

20.
MATOS, Marlise. Banco de dados com candidatos a deputado federal pelo recorte de sexo (1990, 1994, 1998, 2002). 2005.

21.
MATOS, Marlise. Revista Estudos Feministas. 2005.

22.
MATOS, Marlise. Revista Estudos Feministas. 2005.

23.
MATOS, Marlise. Índice de Tradicionalismo e Destradicionalização de Gênero. 2004.

24.
MATOS, Marlise. Banco de Dados MINAS 2020. 2004.

25.
MATOS, Marlise. Revista Eletrônica Metapolítica. 2003.

26.
MATOS, Marlise. Anuário Estatístico do NuPAC. 2002.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MATOS, Marlise. Covardia que apavora: 433 mulheres assassinadas em Minas por serem mulheres. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
MATOS, Marlise. OAB de Minas Gerais lança campanha para chamar a atenção sobre participação da mulher na política. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
MATOS, Marlise. Brasileiras entram na polêmica sobre assédio sexual em Hollywood. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
MATOS, Marlise. Mais de 200 mulheres sofrem processo por aborto em Minas. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
MATOS, Marlise. ONU Brasil - Marlise Matos: igualdade de gênero na política #Brasil5050. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MATOS, Marlise. Entrevista: ?Quando o Estado não resolve o caso Marielle, está dizendo: ?podem matar mulheres políticas, que nós não vamos investigar??. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
MATOS, Marlise. Eleições 2018: Conheça os grupos que se elegeram para exercer 'mandatos coletivos' de deputados. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
MATOS, Marlise. Em BH, cinco jornalistas relatam ameaças de eleitores de Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
MATOS, Marlise. Ações de violência contra mulher superam as de crime de trânsito. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
MATOS, Marlise. Covardia que apavora: 433 mulheres assassinadas em Minas por serem mulheres. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
MATOS, Marlise; DAVILA, M. . Mulheres na Política. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

12.
MATOS, Marlise. A cada hora, 14 mulheres sofrem violência doméstica. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
MATOS, Marlise. O feminismo, a construção social de gênero e os direitos das mulheres. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

14.
MATOS, Marlise. ' O Legado da Construção de Políticas de Gênero e sexualidade no Brasil'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

15.
MATOS, Marlise. 'Mulheres e violência no âmbito das Universidades'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

16.
MATOS, Marlise. Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
MATOS, Marlise. Tv Horizonte. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
MATOS, Marlise. A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
MATOS, Marlise. Masculinidades tóxicas e Necropolítica: anatomia masculina do golpe brasileiro. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

20.
MATOS, Marlise. NOVO JORNAL. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

21.
MATOS, Marlise. Gazeta On line. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

22.
MATOS, Marlise. AMAGIS - Associação dos Magistrados Mineiros. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

23.
MATOS, Marlise. JORNAL O TEMPO. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

24.
MATOS, Marlise. Desequilíbrio doméstico segue inabalado nas famílias brasileiras. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

25.
MATOS, Marlise. As mulheres e a nova onda feminista. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

26.
MATOS, Marlise. Cientistas políticos criticam argumentos de deputados em votação do impeachment. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

27.
MATOS, Marlise. As mulheres não se calam. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

28.
MATOS, Marlise. Masculinidades tóxicas e Necropolítica: anatomia masculina do golpe brasileiro. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

29.
MATOS, Marlise. Volência contra a mulher é discutida no Jornal Minas. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

30.
MATOS, Marlise. A ONU MULHERES E A VIOLÊNCIA DE GÊNERO NO BRASIL. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

31.
MATOS, Marlise. Profissionais liberais mantêm hegemonia na Assembleia de Minas. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

32.
MATOS, Marlise; BRITO, B. ; REIS, Rosangela ; MATOZINHOS, E. . Igualdade de Gênero e Reforma Política. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

33.
MATOS, Marlise. Programa Extra Classe 'Mulher e Política'. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

34.
MATOS, Marlise. A Tipificação do Femnicídio, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

35.
MATOS, Marlise. Políticas Públicas para as Mulheres Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

36.
MATOS, Marlise; FIDELES, S. . Programas e políticas públicas voltados para as mulheres. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

37.
MATOS, Marlise. Participação das mulheres no poder do Brasil, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

38.
MATOS, Marlise. Ocupação por mulheres de espaços do poder no país, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

39.
MATOS, Marlise. Primeira Onda de lutas universalista travada pelas mulheres, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

40.
MATOS, Marlise. A segunda e a terceira onda do feminismo, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

41.
MATOS, Marlise. A quarta onda do feminismo, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

42.
MATOS, Marlise. Brasil pode ter primeiro partido feminista, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

43.
MATOS, Marlise. Polêmica: item de gênero fora dos planos municipais de educação, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

44.
MATOS, Marlise. A #partidA, um partido feminista, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

45.
MATOS, Marlise. Campanha da ONU Mulher, Eles por Elas, versão brasileira do He for She, Coluna Gênero e Feminismo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

46.
MATOS, Marlise; LAISNER, R. ; RODRIGUES, C. . Em briga de marido e mulher, a gente mete a colher, sim!. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

47.
MATOS, Marlise. Jornal folha da Mata. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

48.
MATOS, Marlise. Entenda a reforma política defendida por mais de 100 entidades civis. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

49.
MATOS, Marlise. Mudança virá por educação de crianças. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

50.
MATOS, Marlise; SEMIRAMIS, C. . Programa Panorama TV ALMG. 2014.

51.
MATOS, Marlise. MG TV Cientista política fala sobre conquistas das mulheres nas últimas décadas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

52.
MATOS, Marlise; REIS, G. . CAFÉ & PROSA 16 - A LUTA DA MULHER NO BRASIL Parte 1 e 2. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

53.
MATOS, Marlise. Movimento #EuNãoMereçoSerEstuprada faz Joinville entrar na discussão sobre violência sexual. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

54.
MATOS, Marlise; ASSUNCAO, Y. . Radio UFMG Educativa. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

55.
MATOS, Marlise. Espaço das mulheres na política aumenta, mas é preciso avançar. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

56.
MATOS, Marlise. Dia internacional » Mulher não é obrigada a ser multitarefa, mas é cobrada por isso2. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

57.
MATOS, Marlise; ALVES, Nanci . Machismo: Doença cultural que precisa ser curada. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

58.
MATOS, Marlise. Mulheres representam a quebra de barreiras e a realização de sonhos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

59.
MATOS, Marlise. Estudantes da UFMG fazem apologia ao estupro e geram revolta em BH. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

60.
MATOS, Marlise. Movimento EuNãoMereçoSerEstuprada criado pela jornalista Nana Queiroz continua com força total na internet. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

61.
MATOS, Marlise. Violencia sexual contra a mulher. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

62.
MATOS, Marlise. :: De Olho na Política :: 51% do eleitorado de Minas Gerais é composto por mulheres. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

63.
MATOS, Marlise. Brasil tem número de mulheres no Congresso inferior à média mundial. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

64.
MATOS, Marlise. A tripla rotina é muito pesada, de mãe, trabalhadora e mulher. Uma consequência inevitável desse processo é a recusa à maternidade. É um fenômeno irrevogável'. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

65.
MATOS, Marlise. Bancada de mulheres no Brasil é inferior à média mundial, diz ONU. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

66.
MATOS, Marlise. Cai o número de mulheres eleitas vereadoras no Brasil. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

67.
MATOS, Marlise. Em Clima de Decisão. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

68.
MATOS, Marlise; PIOLLA, E. ; GOMES, M. . Programa Brasil das Gerais - Violência contra a mulher. 2013.

69.
MATOS, Marlise. Presença feminina Mulheres são maioria nas graduações das principais universidades da capital. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

70.
MATOS, Marlise. Violência doméstica: mulheres ainda engolem o choro. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

71.
MATOS, Marlise; RIFIOTIS, T. ; FONSECA, C. ; SCHRITZMEYER, A. L. P. . MR11 - Sujeitos de Direito ou Direito dos Sujeitos. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

72.
MATOS, Marlise. Participação e Controle Social pelas Mulheres. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

73.
MATOS, Marlise. Precisamos de mais mulheres, com classe, na política. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

74.
MATOS, Marlise. Nove Partidos descumprem as cotas de 30%. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

75.
MATOS, Marlise. Trajetórias de conquistas e desafios das mulheres mineiras. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

76.
MATOS, Marlise. Mais Mulheres no Poder. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

77.
MATOS, Marlise. Mulheres continuam em desvantagem. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

78.
MATOS, Marlise. A 'ausência' das mulheres na política e a cidadania incompleta. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

79.
MATOS, Marlise. Apesar de avanços, mulher enfrenta desafios na participação política. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

80.
MATOS, Marlise; TEIXEIRA, M. J. G. ; ANDRADE, E. F. . Noite de debates marca 140 anos da Comuna de Paris. 2011. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

81.
MATOS, Marlise. Maioria no ensino superior, mulheres ainda estão em desvantagem. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

82.
MATOS, Marlise. Artigo premiado discute relação entre mulheres e corrupção. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

83.
MATOS, Marlise. Os Homens não são todos iguais. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

84.
MATOS, Marlise. Desigualdade ainda pesa contra as mulheres no mercado de trabalho. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

85.
MATOS, Marlise. Corrida de obstáculos para mulheres. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
MATOS, Marlise; PRADO, M. A. M. ; NOGUEIRA, P. ; ZILLER, J. . Não É Ideologia. 2017; Tema: Pagina de Divulgação Científica sobre os temas relacionados a gênero, sexualidade e raça. (Rede social).

2.
MATOS, Marlise; PRADO, M. A. M. ; NOGUEIRA, P. ; ZILLER, J. . NãoEIdeologia UFMG: é sobre gênero. 2017; Tema: Videos instrutivos e de divulgação científica sobre relações de gênero, sexualidade e raça. (Rede social).

3.
MATOS, Marlise. Masculinidades tóxicas e Necropolítica: anatomia masculina do golpe brasileiro. 2016; Tema: Golpe democrático de 2016. (Blog).

4.
OGANDO, Ana Carolina de Freitas ; SILVA, Aurea Carolina de Freitas e ; CYPRIANO, B. ; MARRA, Carolina ; MAYORGA, Claudia ; SAMIRAMIS, C. ; BIROLI, F. ; NEVES, Magda ; PINHEIRO, M. B. ; MATOS, Marlise ; AGUIAR, Neuma ; SANTOS, Y. G. ; WERNECK, J. ; GASMAN, N. ; PINTO, C. ; BRITO, B. ; LOPES, L. ; MORAES, J. ; OLIVEIRA, G. C. ; GODINHO, T. ; LEON, M. . Seminário 30 anos do NEPEM UFMG. 2014; Tema: Seminário de comemoração de 30 anos do NEPEM e IV Seminário internacional Politica e Feminismo. (Site).

5.
MENDONCA, R. F. ; LOPES, T. S. V. ; MATOS, Marlise . Blog Jequi Conectada. 2013; Tema: Mulheres e Direitos no Vale do Jequitinhonha. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
MATOS, Marlise. Gênero e Políticas Públicas: autonomia política, democracia paritária e empoderamento das mulheres. 2018. .

2.
MATOS, Marlise; SZCZYGLAK, G. . Curso Internacional Gênero e Políticas Públicas. 2017. .

3.
MATOS, Marlise. Lugar de Mulher, lugar de homem. Para onde vamos?. 2017. (Palestra).

4.
MATOS, Marlise. 'Gênero e Interseccionalidades: conceitos e Aplicação para a Compreensão da Violência contra as Mulheres no Brasil'. 2016. (Painel).

5.
MATOS, Marlise. The Climate Change of Decolonial Feminisms: Tow Post-Human. 2016. (Painel).

6.
MATOS, Marlise. Gênero e sexualidade nas políticas públicas brasileiras:desafios recentes da despatriarcalização e da deseheteronormalização do Estado. 2016. (Painel).

7.
MATOS, Marlise. Análise da participação feminina no processo político brasileiro. 2016. (Palestra).

8.
MATOS, Marlise. Reforma Política e Representação das mulheres no Brasil: desafios atuais e propostas elaboradas. 2015. (Painel).

9.
MATOS, Marlise. Mulheres e Políticas Públicas na América Latina: desafios à democracia na região. 2013. (Relatório de pesquisa).

10.
MATOS, Marlise; SALEJ, Ana Paula ; CHEREM, Matheus S. ; SOUSA, T. P. B. . A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA FEMININA NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: CONDICIONANTES E DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2011. (Relatório de pesquisa).

11.
MATOS, Marlise; GOMES, Nilma Lino ; SIMIÃO, Daniel S. ; VIANA, Frederico . Curso Gênero e Diversidade na Escola: curso de formação continuada de professores da rede pública da Educação Básica. 2009. .

12.
MATOS, Marlise; SIMIÃO, Daniel S. . Construindo e Solidificando Informações sobre a Violência de Gênero no Âmbito Doméstico e Conjugal no Consórcio Metropolitano da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 2009. (Relatório de pesquisa).

13.
MATOS, Marlise. A POLÍTICA NA AUSÊNCIA DAS MULHERES: UM ESTUDO SOBRE RECRUTAMENTO POLÍTICO, TRAJETÓRIAS/CARREIRAS E COMPORTAMENTO LEGISLATIVO DE MULHERES. 2009. (Relatório de pesquisa).

14.
MATOS, Marlise. 1o. Curso de Capacitação Político-feminista para Mulheres Líderes. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
MATOS, Marlise. ?A Política na Ausência das Mulheres: um estudo sobre recrutamento, trajetórias/carreiras e comportamento legislativo de mulheres?. 2008. (Relatório de pesquisa).

16.
MATOS, Marlise. Introdução à Metodologia Qualitativa. 2007. .

17.
MATOS, Marlise. Curso Livre - Sociedade, Cultura e Política: os desafios da contemporaneidade. 2007. .

18.
MATOS, Marlise. Do sexo ao gênero: dilemas do feminismo contemporâneo. 2007. .

19.
MATOS, Marlise. Capacitação de agentes multiplicadores PAIR-BH: curso de enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes. 2007. .

20.
MATOS, Marlise. Curso de Introdução a Metodologia Qualitativa. 2007. .

21.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho ; INÁCIO, Magna ; JERONYMO, Mauro L. . Pesquisa de Avaliação Qualitativa do Programa Sentinela Relatório Intermediário e Descritivo de Atividades Abril / 2006. 2006. (Relatório de pesquisa).

22.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho ; INÁCIO, Magna ; JERONYMO, Mauro L. . Pesquisa de Avaliação Qualitativa do Programa Sentinela Relatório Final de Atividades Julho / 2006. 2006. (Relatório de pesquisa).

23.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; INÁCIO, Magna ; JERONYMO, Mauro L. . Pesquisa e Avaliação do Programa Sentinela Segundo Relatório PARCIAL de Atividades Abril- Maio / 2005. 2005. (Relatório de pesquisa).

24.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho ; IGNACIO, M. ; JERONYMO, Mauro L. . Avaliação do Programa Sentinela Terceiro Relatório de Atividades Maio / Junho de 2005. 2005. (Relatório de pesquisa).

25.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho ; IGNACIO, M. ; JERONYMO, Mauro L. . Pesquisa de Avaliação do Programa Sentinela Quarto Relatório de Atividades Agosto / Setembro de 2005. 2005. (Relatório de pesquisa).

26.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho ; JERONYMO, Mauro L. ; IGNACIO, M. . Pesquisa de Avaliação do Programa Sentinela PROPOSTA DE AMOSTRA PARA AVALIAÇÃO QUALITATIVA Outubro de 2005. 2005. (Relatório de pesquisa).

27.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Fátima ; INÁCIO, Magna ; JERONYMO, Mauro L. . Pesquisa e Avaliação do Programa Sentinela Primeiro Relatório de Atividades Parte QT. 2005. (Relatório de pesquisa).

Demais trabalhos
1.
MATOS, Marlise. XIV Congresso Mundial de Sociologia. 1998 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTÍFICO / RESEARCH COMMITTEE 32) .

2.
MATOS, Marlise. XIV Congresso Mundial de Sociologia. 1998 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTIFICO / RESEARCH COMMITEE 42) .

3.
MATOS, Marlise. II Encontro "Os Enfoques Feministas e as Tradições Disciplinares". 1998 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTÍFICO) .

4.
MATOS, Marlise. Encontros Com A Sociologia / 1997. 1997 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO) .

5.
MATOS, Marlise. VII Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia / SBS. 1997 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTÍFICO) .

6.
MATOS, Marlise. Encontros Com A Sociologia / 1995. 1995 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO E COORDENAÇÃO DO EVENTO) .

7.
MATOS, Marlise; RESPONSÁVEL, E. E. C. ; I Encontro "Os Enfoques Feministas e As Tradições Disciplinares Nas Ciências e Na Acdemia: Desafios e Perspectivas". 1995 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTÍFICO) .

8.
MATOS, Marlise. Encontro Com Professores de Sociologia do Segundo Grau/ Curso de Atualização. 1995 (ARTIGO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA) .

9.
MATOS, Marlise. IX Encontro de Estudos Populacionais. 1994 (TRABALHO APRESENTADO EM CONGRESSO CIENTÍFICO) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MATOS, Marlise; Marona, M.; Ribeiro, Ludmila M.L. Participação em banca de Mayara Myriam Alves Magalhães. Feminicídio e Sistema de Justiça Criminal: Uma análise dos processos judiciais da comarca de Belo Horizonte/MG (2000-2016). 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise; RAMOS, M. M.; MOURA, A. S.. Participação em banca de Maíra Cristina Corrêa Fernandes. Sobreviver Mulher: sujeitas às violências de gênero, sujeitas insurgentes no feminismo. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise; MOREIRA, Maria Ignez M.; ROESE, A.. Participação em banca de Carolina Mesquita de Oliveira. Os Sentidos produzidos para a Violência contra as Mulheres pela Equipe da Delegacia Especializada de Atendimento às Mulheres de Betim/MG". 2015. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

4.
MATOS, Marlise; OGANDO, Ana Carolina de Freitas. Participação em banca de Laura França Martello. Tensões e Desafios na construção de Espaços e Encontros entre Feministas Jovens Autonomistas no contexto brasileiro e latino-americano (2011-2014). 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MATOS, Marlise; ROESE, A.; MOREIRA, Maria Ignez M.. Participação em banca de Carolina Mesquisa de Oliveira. Os sentidos produzidos para a violência contra as mulheres pela equipe da DEAM de Betim/MG (13 de março de 2015). 2015. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

6.
MATOS, Marlise; FARIA, C. F.. Participação em banca de Áurea Carolina de Freitas e Silva. Ampliando os limites do Estado: conflito e cooperação entre agentes estatais e da sociedade civil na luta por inclusão das mulheres jovens na agenda governamental (04 de abril de 2015). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise; SCHRITZMEYER, A. L. P.; OGANDO, Ana Carolina de Freitas. Participação em banca de Thiago Coacci. Do Homossexualismo à Homoafetividade: discursos judiciais sobre as homossexualidades no STJ e no STF de 1989 a 2012. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
MATOS, Marlise; MENDONCA, Ricardo F.; OGANDO, Ana Carolina de Freitas. Participação em banca de Michele Cristina de Assis Dutra. Um útero todo seu: público e privado nos posts sobre aborto das Blogueiras Feministas. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
GUIMARÃES, Juarez; JESUS, R. E.; RODRIGUES, C.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Johanna Katiuska Monagreda. Estado e Cidadania Diferenciada a partir do pertencimento étnico-racial afrodescendente no Brasil e na Venezuela: uma perspectiva comparada. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
MATOS, Marlise; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de; GUIMARAES, J. R.. Participação em banca de Clarisse Goulart Paradis. Do Estado Patriarcal ao Feminismo Estatal: o caso dos mecanismos institucionais de mulheres na América Latina. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
MATOS, Marlise; AFONSO, M. L. M.; MELO JUNIOR, W.; SILVA, M. V.. Participação em banca de Bruno Ricardo Bérgamo Florentino. Sistema Único de Assistência Social: perspectivas pra o exercício profissional do psicólogo que trabalha no CRAS. 2013. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de São João Del-Rei.

12.
MATOS, Marlise; FERREIRA, D. P.; BEZERRA, H. D.. Participação em banca de Raimunda Almeida dos Santos Velázques. Espaços conquistados pelas deputadas no âmbito da Assembléia Legislativa do Estado de Goiás (1987-2011). 2012. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás.

13.
CARRIERI, A. P.; MATOS, Marlise; SARAIVA, L. A. S.; CARVALHO NETO, A. M.. Participação em banca de Ana Paula Rodrigues Diniz. Mulheres Gerenciáveis? Uma análise dos Discursos sobre mulheres na revista Exame. 2012. Dissertação (Mestrado em Centro de Pós-graduação e Pesquisas Administraçã) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
AVRITZER, Leonardo; MATOS, Marlise; NEVES, Magda. Participação em banca de Uriella Coelho Ribeiro. Participação, Inclusão e Gênero: um estudo sobre Conselhos Municipais de Saúde. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
MATOS, Marlise; PINTO, C.; FILGUEIRAS, F.. Participação em banca de Ana Luiza de Melo Aranha. Corrupção e Governo Local: uma análise dos municípios mineiros. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
MATOS, Marlise; NEVES, Magda; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de. Participação em banca de Aléxia Dutra Balona Passos. As Políticas para as Mulheres e LGBT na Prefeitura de Belo Horizonte: um estudo comparativo. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

17.
MATOS, Marlise; STENGEL, M.; MOREIRA, Maria Ignez M.. Participação em banca de Fernanda Inez Siqueira Arantes. A mulher desdobrável: a articulação entre as esferas pública e privada. 2010. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

18.
MATOS, Marlise; MOREIRA, M. I. C.; NEVES, Magda; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de. Participação em banca de Renata Adriana Rosa. Entre o feminismo e o Familismo: o sujeito feminino nas Políticas de Assistência Social. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

19.
MATOS, Marlise; MIGUEL, L. F.; BIROLI, F.. Participação em banca de Gabriela Oliveira de Andrade. Presença da Diferença: uma análise da atuação feminina no Congresso Nacional (2003-2006). 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de Brasília.

20.
NEVES, Magda; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de; MATOS, Marlise. Participação em banca de Renata adriana Rosa. A Concepção de Sujeito Feminino presente nos programas Sócio-familiares da Política Municipal de assistência Social e os Dilemas que apontam com Relação à perspectiva de Construção da Autonomia e Superação da Subordinação sócio-cultural para as Mulheres. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

21.
ALVES, José Eustáquio Diniz; NOVELLINO, Maria Salet Ferreira; BELTRÃO, Kaizô Iwakami; MATOS, Marlise. Participação em banca de Thiago Cortez Costa. Participação Política Feminina: modelos de efeito misto para análise dos resultados eleitorais de 2006. 2008. Dissertação (Mestrado em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais) - Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

22.
PEREIRA, William César Castilho; PEREIRA, Rodrigo da Cunha; MATOS, Marlise. Participação em banca de Simone Aparecida Noronha. O Amor de Mulheres por Mulheres: a circulação pulsional nas famílias homoparentais recompostas femininas. 2008. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

23.
MATOS, Marlise; NEVES, Magda; Moreira, Maria Inez. Participação em banca de Bianca Aparecida Lima Costa. Em busca de autonomia: a trajetória de mulheres na economia solidária. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

24.
MATOS, Marlise; PRADO, M. A. M.; CARRARA, S.. Participação em banca de Frederico Viana Machado. Muito Além do Arco-Íris: a constituição de identidades coletivas entre a sociedade civil e o estado. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Psicologia) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

25.
AVRITZER, Leonardo; FILGUEIRAS, Cristina; MATOS, Marlise. Participação em banca de Ana Paula Salej. Dilemas Contemporâneos na Análise das Políticas Sociais: o caso do município de Belo Horizonte. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

26.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley. Participação em banca de Ana Flávia Martins Machado. Belo Horizonte "Democrática-Popular": Uma análise descritiva das instituições de participação popular em Belo Horizonte. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

27.
AVRITZER, Leonardo; MATOS, Marlise; FERES, João. Participação em banca de Mariana Prandini Fraga Assis. Diversidade e ESfera Pública: Conexões Possíveis: Um debate sobre reconhecimento no interior da Teoria Crítica. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

28.
MATOS, Marlise; PINTO, C.; GUIMARÃES, Juarez. Participação em banca de Ana Carolina de Freitas Ogando. Feminismo, Justiça e Reconhecimento: repensando a cidadania das mulheres no Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

29.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley; VARGAS, Eduardo Viana. Participação em banca de Luciana da Costa Amorim. Eletrônica: um continente político? - Participação e apatia política vistas através de um movimento cultural da juventude. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

30.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Roberta Carolina Valle da Trindade. Sonhos Possíveis Realidades Compatíveis: experiências de vida de jogadoras de vôlei de praia sobre a profissão e a maternidade. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Gama Filho.

31.
MATOS, Marlise; ROMERO, E.; VOTRE, S.. Participação em banca de Roberta Carolina Valle da Trindade. Mulheres que Nadam Contra o Tempo. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciencia da Motricidade Humana) - Universidade Castelo Branco.

Teses de doutorado
1.
MATOS, Marlise; Souza, C. Vidal; Souki, Léa G.; Caetano, André J.; Nascimento, Alcileide C.. Participação em banca de Renata Adriana Rosa. As mulheres e os territórios do cotidiano: uso do tempo e mobilidade feminina nas cidades de Belo Horizonte e do Recife". 2018. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise; MENDONCA, Ricardo F.; RODRIGUES, C.; FACCHINI, R.; TEIXEIRA, F. B.; ALMEIDA, G. S.. Participação em banca de Thiago Coacci Rangel Pereira. Conhecimento Precário e Conhecimento Contra-Público: a co-produção dos conhecimentos e dos movimentos sociais de pessoas trans no Brasil. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise; MENDONCA, Ricardo F.; AVRITZER, Leonardo; ALVAREZ, Sonia; ROSA, Marcelo C.; MEDEIROS, L. S.. Participação em banca de Priscila Delgado de Carvalho. A Produção Transnacional: compilações da agricultura familiar e camponesa na Contag e no MPA. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Raysa Sarmento de Sousa. Das sufragistas às ativistas 2.0: Feminismo, mídia e política no Brasil (1921-2016). 2017. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MATOS, Marlise; MENDONCA, R. F.; OGANDO, Ana Carolina de Freitas; AFONSO, M. L. M.. Participação em banca de Carolina Marra Simões Coelho. Adesão dos estados ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres: desafios da institucionalização de políticas públicas de gênero no contexto federativo brasileiro. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
GUIMARÃES, Juarez; MATOS, Marlise; CUNHA, E. S. M.; SILVA, C.A.C.G; PIRES JUNIOR, P. A.. Participação em banca de Daniela Mateus de Vasconcelos. A Exceção da Justiça: razões do atraso e dos impasses da Justiça de Transição no Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise; PINTO, C.; MENDONCA, R. F.; MARIANO, S.; BIROLI, Flavia. Participação em banca de Breno Henrique Ferreira Cypriano. Teoria Política Feminista e seus "nós": "a" política e "o" político (re)pensados a partir da construção dos saberes políticos do Norte/Sul Global. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
MATOS, Marlise; ALVAREZ, Sonia; CUNHA, E. S. M.; FILGUEIRAS, F.; GOMES, A. P. S.. Participação em banca de Marina Brito Pinheiro. Sobre a relação entre os movimentos feministas e o Estado no Brasil (2003-2014). 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
MATOS, Marlise; INÁCIO, Magna; MELO, C. R. F.; ARAUJO, Paulo Magalhães; SACCHET, T.. Participação em banca de Daniela Leandro Rezende. "Qual lugar reservado as mulheres? Uma analise generificada de comissões legislativas na Argentina, no Brasil e no Uruguai". 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
MATOS, Marlise; GUIMARAES, J. R.; AGUIAR, Neuma; PINTO, C.; FILGUEIRAS, F.; MENDONCA, Ricardo F.. Participação em banca de Ana Carolina Freitas LIma Ogando. Da República sem Mulheres à Modernização Patriarcal: origens e metamosfoses das relações de gênero no Brasil. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
OLIVEIRA, J. L.; CARRIERI, A. P.; HANASHIRO, D. M.; CAPELLE, M. C. A.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Raquel Santos Soares Menezes. Feminilidades em primeira pessoa: narrativas plurais, vivências singulares de mulheres de 'negócios'. 2012. Tese (Doutorado em Administração) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley; BIROLI, F.; MITRE, A. F.; SANTOS, M. L. W. D.. Participação em banca de Danusa Marques. Determinantes de carreiras políticas no Brasil, na Argentina e no Uruguai: uma abordagem comparativa entre Deputadas e Deputados (17/12/2012). 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
MATOS, Marlise; VITA, A.; ARAUJO, C. R. R.; PINZANI, A.; LAVALLE, A. G.. Participação em banca de San Romanelli Assumpção. Justiça e Gênero sob uma perspectiva cosmopolita (14/12/2012). 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

14.
TEIXEIRA, Ines de Castro Assunção; MATOS, Marlise; NEVES, Magda; CARVALHO, Marília Pinto; GIOVANETTI, M. A. G. C.. Participação em banca de Maria Luciana Brandão Silva. Uma pedagogia do encontro, entre saberes bordados ans trocas (a Associação de Mulheres do bairro Bethânia/Ipatinga, MG). 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação Conhecimento e Inclusão) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
AGUIAR, Neuma; SOUZA, Marcio Ferreira; NEVES, Magda; FONSECA, Maria do Carmo; MUNIZ, R. M.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Rafaela Cyrino Peralva. A Construção Social da Temporalidade e a Articulação entre Trabalho Doméstico e Assalariado: o caso das mulheres executivas. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
MATOS, Marlise; PINTO, C.; OSTRENSKY, Eunice; ARAUJO, C. R. R.; MACEDO Jr, Ronaldo. Participação em banca de Ingrid Cyfer Chambouleyron. A tensão entre a modernidade e a pós-modernidade na crítica à exclusão do feminismo. 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

17.
AVRITZER, Leonardo; MATOS, Marlise; GUIMARÃES, Juarez; GOMES, Nilma Lino; WRAMPLER, Brian. Participação em banca de Lilian Cristina Bernardo Gomes. Justiça seja feita: Direiro quilombola ao território. 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

18.
MATOS, Marlise; AVRITZER, Leonardo; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de; COSTA, Heloísa; COHEN, Peter F.. Participação em banca de Sonia Maria Dias. Trajetórias e Memórias dos Fóruns Lixo e Cidadania no Brasil: experimentos singulares de Justiça Social e de Governança Participativa. 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

19.
MATOS, Marlise; TONELI, M. J. F.; SCOTT, R. P.; ASSMANN, S. J.; MALUF, S. W.. Participação em banca de Karla Galvão Adrião. Encontro do Feminismo: Uma análise do campo feminista brasileiro a partir das esferas do movimento, do governo e da academia. 2008. Tese (Doutorado em Curso de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

20.
MATOS, Marlise; AGUIAR, Neuma; CARVALHO, Marijane. Participação em banca de Márcio Ferreira de Sousa. A Percepção do Tempo na Vida Cotidiana sob a Perspectiva de Gênero: o dia-a-dia em Belo Horizonte. 2007. Tese (Doutorado em Sociologia e Política) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

21.
AGUIAR, Neuma; MATOS, Marlise; MIRANDA, P.; FONSECA, Maria do Carmo; DULCI, Otávio. Participação em banca de Maria da Luz Alves Ferreira. Trabalho Informal e Cidadania: heterogeneidade social e relações de gênero. 2007. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política) - Faculdade Filosofia Ciencias Humanas.

22.
AGUIAR, Neuma; MATOS, Marlise; DULCI, Otávio; FONSECA, Maria do Carmo; RIBEIRO, Paula Miranda. Participação em banca de Maria da Luz Alves Ferreira. Trabalho Informal e Cidadania: heterogeneidade social e relações de gênero. 2007. Tese (Doutorado em Sociologia e Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
MATOS, Marlise; Garcêz, Regiane L. O.; Oliveira, Luciana. Participação em banca de Paula Cunha Lopes. Mídia, poder e gênero: a crítica feminista latino-americana a partir das representaç~]oes midiáticas das presidentas Dilma Rousseff, Michelle Bachelet e Cristina Kirchner. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Comunicação Social) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Thiago Coacci Rangel Pereira. Conhecimento e política nos movimentos sociais: em estudo sobre os usos políticos da ciência pelo movimento de pessoas trans brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Zulma Viviana Lenarduzzi. Processos de emancipación Y doninación en experiencias de generaciones de mujeres en el sindicalismo docente argentino (1984/2016). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Educação: conhecimento e inclusão social) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MENDONCA, R. F.; MATOS, Marlise; MARQUES, A. C. S.. Participação em banca de Rayza Sarmento. Feminismo, Política e Comunicação no Brasil. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MATOS, Marlise; MENICUCCI, Telma; MACHADO, José A.. Participação em banca de Carolina Marra Simões Coelho. Adesão dos estados ao pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres: desafios da institucionalização de políticas de gênero no contexto federativo brasileiro. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
MATOS, Marlise; MELO, C. R. F.; IGNACIO, M.. Participação em banca de Daniela Leandro Rezende. Da massa crítica aos atos críticos: reavaliando a desigualdade de gênero em oito legislativos e executivos latinoamericanos. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley; GUIMARAES, J. R.. Participação em banca de Daniela Mateus de Vasconcelos. A Exceção da Justiça: as Razões do Atraso e dos Impasses da Justiça de transição no Brasil. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
MATOS, Marlise; SATYRO, N. G. D.; FARIA, Carlos Aurelio Pimienta de. Participação em banca de Ana Paula Salej Gomes. O Welfare Estate no Século XXI: cidadania e justiça social em diferentes regimes de welfare latino-americanos, os casos de Chile, Bolívia, Brasil e Colômbia (22/11/12). 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley; MIGUEL, L. F.. Participação em banca de Danusa Marques Barbosa. Determinantes de carreiras políticas no Brasil, na Argentina e no Uruguai: trajetórias de deputadas e deputados. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
OLIVEIRA, J. L.; CARRIERI, A. P.; MACHADO, H. V.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Raquel Santos Soares Menezes. As Feminilidades de Mulheres de Negócio em Discurso: relações, representações e identidade. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administraç) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
AVRITZER, Leonardo; GOMES, Nilma Lino; MATOS, Marlise. Participação em banca de Lílian Cristina Bernardo Gomes. Justiça Seja feita: direito quilombola ao território. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
MATOS, Marlise; COSTA, Heloísa. Participação em banca de Sonia Maria Dias. Trajetórias e Memórias dos Fóruns de Lixo e Cidadania no Brasil: experimentos singulares de Justiça Social e Governança Participativa. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
MATOS, Marlise; COSTA, Heloísa. Participação em banca de Sonia Maria Dias. Fóruns de Lixo e Cidadania: Política Pública Afirmativa ou Transformativa?. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia e Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
AGUIAR, Neuma; PRATES, Antonio Augusto Pereira; SOUZA, Marcio Ferreira; MATOS, Marlise. Participação em banca de Rafaela Cyrino Peralva Dias. A Construção Social da Temporalidade e a Articulação entre Trabalho Doméstico e Assalariado: o caso das mulheres executivas. 2008.

15.
TEIXEIRA, Ines de Castro Assunção; MATOS, Marlise; CARVALHO, Marília Pinto; GOMES, Nilma Lino. Participação em banca de Maria Luciana Brandão Silva. Tornar-se mulher nos movimentos sociais na região do Vale do Aço: relações de gênero e processo educativo. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Márcio Ferreira de Souza. A Percepção do Tempo na Vida Cotidiana sob a Perspectiva de Gênero: a representação da Masculinidade. 2003. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia e Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Mestrado
1.
MATOS, Marlise; Del Gaudio, R.; Pereira, D. B.. Participação em banca de Solimar Carnavalli Rocha. Associativismo de Mulheres, empoderamento e atuação política: a experiência das Mulheres da Vila. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
MATOS, Marlise; MARRA, Carolina. Participação em banca de Gleizer Mirtes de Souza. Estudo da Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres em Minas Gerais: uma proposta intersetorial (10/07/2012). 2012. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Políticas Públicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa. Participação em banca de Ana Paula de Souza Pachito. Movimento de Mulheres pela Saúde: município de Campo Grande/MS. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Democracia Participativa) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa. Participação em banca de Daniela dos Santos Pinto. A Informação na Formação da Mulher Cidadã. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Democracia Participativa) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa. Participação em banca de Érika Gomes Silva. Atrizes no cenário político: representação e participação política das mulheres. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Democracia Participativa) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MATOS, Marlise; MARQUES, Danusa. Participação em banca de Maria das Graças Costa. O SINDSEP de Quixadá e região(Ceará) e a equidade de Gênero e Remuneração. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Democracia Participativa) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
MATOS, Marlise; DOIMO, Ana Maria. Participação em banca de Elizabeth Fleury. Movimento Feminista e Políticas Públicas. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Políticas Públicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Tania Darc dos Santos. Delinquencia feminina: suas causas, motivos e reflexos sociais. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Alexandre França Campbell. A violência doméstica: uma reflexão sobre a atuação da Delegacia Especializada de Crimes contra a mulher com o advento da Lei 9.009/95 (Juizado Especial Criminal). 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Estudos de Criminalidade) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
MATOS, Marlise; PAIVA, A.; Burgos, M.. Participação em banca de Maria Cristina Montenegro. Indentidade Masculina na Pós-Modernidade: Pesquisando o Exercício da Identificação com a experiência da intimidade, em amostra religiosa com características de refelexividade. 2002. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em III Curso de Educación En Ddhh y Derecho Internaci) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MATOS, Marlise; SANTOS, Y. G.; Monagreda, J.. Participação em banca de Fernanda Pereira de Araújo.O Feminismo como lente, o Sul como direção: um panorama do feminismo decolonial. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise; HORTA, C. R.; Alves, F. A.. Participação em banca de Gabriela Reis Mendonça.Grupo de mulheres quilombolas de Três Barras e Buraco - economia solidária e transformação da vida. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Socioambientais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise; MACHADO, José A.. Participação em banca de Breno Fonseca Mendes.As Ações Afirmativas e a política de cotas raciais (15 de dezembro de 2015). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MATOS, Marlise; SANTOS, Y. G.. Participação em banca de Fernanda Maria Caldeira de Azevedo.O Patriarcado na formação social do Brasil e suas consequências na atulidade. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MATOS, Marlise; CUNHA, E. S. M.. Participação em banca de Priscila Williams Costa.O Empoderamento Feminino e as mulheres do Programa Bolsa Família: o caso de Pedro leopoldo. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
MACHADO, José A.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Gustavo Henrique Moreira Dias Almeida.Agências Interorganizacionais e implementação de ´políticas Públicas de gênero e raça,: o caso brasileiro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise; MARQUES, A. C. S.; GUIMARÃES, L.. Participação em banca de Laiza Monique Sousa Alvez.Mafalda: Revista Virtual sobre gênero e políticas públicas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
SOUZA, Erica R.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Clara Cazarini Trotta.Pensando a maternidade: diálogos entre o feminismo e as ciências sociais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
MATOS, Marlise; CUNHA, E. S. M.. Participação em banca de Gabriel Rocha Campanha.Elaboração de Iniciativa Pública de Inclusão de Travestis e Transexuais no Mercado de Trabalho Formal. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
MATOS, Marlise; MARQUES, A. C. S.; AFONSO JUNIOR, D.. Participação em banca de Jéssica Almeida.O Pessoal é Político (09/07/12). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
MATOS, Marlise; PEREIRA, Marcus A. G.. Participação em banca de Pedro Mendes Rufino Barbosa.Projetos Contra-hegemônicos de Direitos Humanos: uma análise das experiências transnacionais dos movimentos feministas latino-americanos (18/12/2012). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
MATOS, Marlise; PEREIRA, Marcus A. G.. Participação em banca de Pedro Mendes Rufino Barbosa.Projetos Contra-hegemônicos de Direitos Humanos: uma análise das experiências dos movimentos feministas latino-americanos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
MATOS, Marlise; SOUZA, Erica R.. Participação em banca de Regina Pollyana Bernardes Silva.Por um Feminismo Multicultural. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
MATOS, Marlise; SATYRO, N. G. D.. Participação em banca de Isabella Dias Cunha.Pobreza sob a Perspectiva de Gênero: a incidência do fenômeno entre as mulheres. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
MATOS, Marlise; SOUZA, Erica R.. Participação em banca de Nayara Ferreira de Souza Saraiva.O que ficou por dizer: um estudo sobre as mulheres detidas pelo envolvimento com o tráfico de drogas em um Presídio Estadual. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
MAGALHAES, G. E.; MATOS, Marlise. Participação em banca de Manoel Francisco de Andrade Santos.Desigualdade de gênero da UFMG: um estudo de caso. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

17.
MATOS, Marlise; MELO, C. R. F.. Participação em banca de Marina Brito Pinheiro.Em busca de representação: trajetórias femininas na Câmara dos Deputados. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

18.
MATOS, Marlise; GUIMARAES, J. R.. Participação em banca de Raquel Vilela Cecílio.Percepções e valores sob a ótica da violência de Gênero. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

19.
MATOS, Marlise; FARIA, C. F.. Participação em banca de Breno Henrique Ferreira Cypriano.Sobre as ausências de mulheres nos espações da política: (Re)afirmar a política para as mulheres?. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

20.
MATOS, Marlise; HORTA, C. R.. Participação em banca de Anderson Xavier.Estudantes Negros/as da UFMG: Um estudo sobre as relações entre as variáveis raça e classe a partir das memórias e percursos destes sujeitos. 2007.

21.
MATOS, Marlise; DOIMO, Ana Maria. Participação em banca de Uriella Coelho Ribeiro.Mulheres no orçamento participativo de Belo Horizonte. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

22.
MATOS, Marlise; ARANHA, A. V. S.. Participação em banca de Ana Amélia de Paula Laborne.Mobilidade Educacional: um estudo a partir de trajetórias educacionais de mulheres negras. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

23.
MATOS, Marlise; FARIA, C. F.. Participação em banca de Maria Cristina Andrade Aires.O Processo de Construção Democrática no Iraque: Uma Análise acerca da Legitimidade e dos Elementos Determinantes para a Durabilidade do Regime Democrático. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

24.
MATOS, Marlise; DAYRELL, Juarez. Participação em banca de Juliana Baptista dos Reis.Juventude e políticas públicas. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

25.
MATOS, Marlise; DAYRELL, Juarez. Participação em banca de Claudinéia Aparecida Pereira Coura.A juventude como um grupo político: o papel da identidade na busca por direitos políticos. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

26.
MATOS, Marlise; QUINTANEIRO, T.. Participação em banca de Keli Rodrigues de Andrade.Discussões sobre a Violência Doméstica de Gênero: um enfoque sobre a vitimização doméstica conjugal em Belo Horizonte. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

27.
MATOS, Marlise; LIMA, D.. Participação em banca de Ádria Santos Vulponi.Educação Ambiental e Interdisciplinaridade: uma análise de programa de Educação ambiental do Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

28.
MATOS, Marlise; DAVIS, C.. Participação em banca de Lídia Cristina S. Barbosa.Mulheres que Cometeram Delitos, Motivação e História de Vida. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

29.
MATOS, Marlise; ARANHA, A. V. S.. Participação em banca de Daniela Leandro Rezende.Negros e Carentes, negros ou carentes? Um estudo sobre a relação entre os elementos raça e classe na constituição da identidade dos estudantes dos grupos Educafro em Belo Horizonte. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

30.
MATOS, Marlise; QUINTANEIRO, T.. Participação em banca de Alzirene Ferreira Araújo D'Assunção.Estudo Exploratório nas Mudanças das Relações Familiais através das Análises das Ações de Divórcio e Separação Judicial em Belo Horizonte. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

31.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Jamir Calili Ribeiro.Princípio da Igualdade e as Cotas para Negros na Universidade sob a Ótica do Poder Judiciário Brasileiro. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

32.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Adriana Moura Caciquinho.Educação e democracia: reflexões a respeito da construção da cidadania ativa no Brasil. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

33.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Adriane Peixoto Câmara.Masculinidades de Polícia Militar. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

34.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Rivana Alves.Tradição e pós-modernidade: uma discussão sobre valores na Pesquisa da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

35.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Maria Fernanda Barreto Ribas.A representação feminina no Legislativo Mineiro. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

36.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Patrícia Aparecida Maciel Gomes Senesi.Mulheres idosas negras: diferenças de raça e de gênero no processo de envelhecimento. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

37.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley. Participação em banca de Alvino Rodrigues de Carvalho.Comunidade cívica e apatia política: o papel dos movimentos culturais na formação do ator político na RMBH. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

38.
MATOS, Marlise; ZAULI, Eduardo. Participação em banca de Gilson Adriano de Oliveira Lima.A construção do estado do bem estar social brasileiro: avanços e limites. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

39.
MATOS, Marlise; DOIMO, Ana Maria. Participação em banca de João Marcelo Horta Mendes.Perfil dos formatos híbridos de participação na Regional Noroeste de BH: experiências de institucionalização e 'empoderamento'da sociedade civil. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

40.
MATOS, Marlise; RODRIGUES, Marta Assunção. Participação em banca de Carlos Andre Teixeira Gomes.Lula-lá se foram 13 anos: as imagens de Lula, do Brasil e do PT no horário eleitoral gratuito de 1989 e 2002. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

41.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Eleuza de Souza Silva.O Celibato Contemporâneo: a metamorfose da conjugalidade. 2003 - Universidade Federal de Minas Gerais.

42.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Alexandre Moreira da Silva.Ações afirmativas: limites e possibilidades. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

43.
MATOS, Marlise; GIACOMINI, S. M.; ALMEIDA, M. I. M.. Participação em banca de Suzana Carvalho Maria Vasconcelos Rodrigues.Reinventando o Vínculo Paterno. 1998. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Outros tipos
1.
MATOS, Marlise. Participação em banca de Roberta Carolina Valle da Trindade. Sonhos Possíveis Realidades Compatíveis: experiências de vida de jogadoras de vôlei de praia sobre a profissão e a maternidade. 2003. Outra participação, Universidade Gama Filho.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MATOS, Marlise; MIGUEL, L. F.; MENEZES, M. L.. Banca Examinadora de Concurso Público Prof Adjunto - Teoria Politica. 2009. Universidade de Brasília.

2.
MATOS, Marlise; FARIA, C. F.; FILGUEIRAS, F.. Banca de Seleção para Mestrado em Ciência Política - UFMG. 2009. Departamento de Ciência Política.

3.
MATOS, Marlise; ANASTASIA, Maria de Fatima Junho; AVRITZER, Leonardo; BORSANI, Hugo; COUTO, Claudio; CARDOSO, Vera Alice. Paricipação em Banca para Concurso Público para Professor Adjunto. 2008. Universidade Federal de Minas Gerais.

Avaliação de cursos
1.
MATOS, Marlise; FILGUEIRAS, F.; MACHADO, José A.. Banmca Examinadora de Seleção para o Mestrado do Programa de Pós-graduação do Departamento de Ciência Política - UFMG. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

Outras participações
1.
MATOS, Marlise; MENDONCA, R. F.; MELO, C. R. F.. Banca de Seleção de Alunos Pós-Graduação. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MATOS, Marlise; LOPES, D. B.; ROSA, Marcelo C.. Banca Examinadora de Defesa de Projeto de Doutorado PRISCILA DELGADO DE CARVALHO. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
MATOS, Marlise; AFONSO, M. L. M.; CUNHA, E. S. M.. Banca Examinadora do Exame de Qualificação de Tese de Doutorado (13 de fevereiro de 2015). 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MATOS, Marlise; CARRIERI, A. P.; MIRANDA, C. E. S.. Banca examinadora do projeto de Dissertação de Mestrado. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MELO, C. R. F.; MATOS, Marlise; GUIMARAES, J. R.. Participação como membro titular na Banca de Avaliação do Concurso do Doutorado. 2007. Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
MATOS, Marlise; REIS, Bruno Pinheiro Wanderley; MITRE, A. F.. Banca do Concurso de Mestrado em Ciência Política. 2006. Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
MATOS, Marlise. Participação na banca de seleção para monitoria do Laboratório de Metodologia em Ciências Sociais - LMCS/ UFMG. 2003. Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
MATOS, Marlise. Participação e colaboração na banca de seleção para monitoria. 1995. Universidade Federal Fluminense.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
17a Jornada de Extensão da UFMG - Inserção Social: Universidade - Sociedade.O trabalho de Extensão Universitário do NEPEM UFMG - pedagogias feministas decoloniais. 2018. (Encontro).

2.
17ª Jornada de Extensão.A Extensão como atividade feminista decolonial. 2018. (Encontro).

3.
42 Encontro Anual da ANPOCS. ?SIDESTREAMING" FEMINISTA: A ANÁLISE DAS PRINCIPAIS TRAJETÓRIAS DAS MULHERES DO FEMINISMO ESTATAL PARTICIPATIVO BRASILEIRO. 2018. (Congresso).

4.
Café Controverso Março de 2018.As Mulheres nos Espaços de Poder. 2018. (Outra).

5.
Debate Mais Mulheres no Poder.Desafios da exclusão e da violência contra as mulheres na política. 2018. (Outra).

6.
Encontro de Pesquisa em Comunicação na Amazônia (EPCA)..Violência política, violência política sexista: a linguagem da desdemocratização. 2018. (Encontro).

7.
Evento da ASPUV -Seção Sindical dos Docentes da UFV, Viçosa MG."Mulheres e Política: os desafios de uma cidadania incompleta". 2018. (Encontro).

8.
Jornadas de Extensão da UFMG.Jornadas de Extensão. 2018. (Encontro).

9.
Parlamento Jovem da Escola do Legislativo/Câmara Municipal de BH."Violência nos espaços institucionais de poder". 2018. (Encontro).

10.
Seminário Equidade de Gênero: Representação Política de Mulheres.?Despatriarcalização do Estado: um caminho para a democracia paritária?. 2018. (Seminário).

11.
Seminários "Lutas, Conquistas e Perspectivas dos Direitos das Mulheres".Lutas e Conquistas das Mulheres. 2018. (Encontro).

12.
XI Encontro da ABCP. Crítica democrática na América Latina: contribuições dos feminismos. 2018. (Congresso).

13.
Curso de Defensoras Populares - Escola Superior da Defensoria Pública de Minas Gerais.Igualdade de gênero e espaços de poder da mulher. 2017. (Outra).

14.
Desenvolvimento e Inclusão debate: Diverso feminino.Mesa de debate desigualdades de gênero: Cotidiano, violências e desafios.. 2017. (Outra).

15.
Seminário Internacional "Equidade de Gênero no Setor Público ".Gênero e sexualidade nas políticas públicas brasileiras: um balanço do Brasil democrático (1988-2016). 2017. (Seminário).

16.
Seminário Internacional "Olhares cruzados: política(s), gênero e territorialidades".A conjuntura Política contemporânea na América Latina e a questão de gênero. 2017. (Seminário).

17.
8 de março na FAPEMIG.Feminismo, violência de gênero e limites da Lei Maria da Penha. 2016. (Encontro).

18.
Audiência Pública das Mulheres dos Vales Enfrentando a Violência..A importância das políticas publicas de enfrentamento as violências contras as mulheres no Vale Jequitinhonha. 2016. (Outra).

19.
Curta o Gênero 2016. Pedagogias Decoloniais Feministas. 2016. (Congresso).

20.
I Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral: diálogos com a Democracia. Implicações Jurídicas, econômicas e sociais do cenário político atual. 2016. (Congresso).

21.
Mesa redonda "O protagonismo feminino nas ocupações"."O protagonismo feminino nas ocupações". 2016. (Encontro).

22.
X Encontro da ABCP. Gênero e Sexualidade nas Políticas Públicas Brasileiras: Desafios Recentes da Despatriarcalização e da Des-heteronormatização do Estado. 2016. (Congresso).

23.
(In)visibilidade da Diversidade Sexual e de Gênero.Mesa Redonda O Estatuto da Família. 2015. (Encontro).

24.
1o. Seminário Interno de Avaliação dos Programas e Projetos do Edital PROEXT/MEC/SESU.Os Programas de Extensão da UFMG. 2015. (Seminário).

25.
4a. Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres. 2015. (Outra).

26.
4a. Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres.As Políticas para as Mulheres: desafios da institucionalização. 2015. (Outra).

27.
Brazilian Scholars EMU Visist.Diversity Roundtable - International Week event. 2015. (Simpósio).

28.
Brazilian Scholars EMU Visit.Community Involvement Roundtable: the experience of Vale do Jequtinhonha Women's Forum. 2015. (Simpósio).

29.
Ciclo de Debates Reforma Política, Igualdade de Gênero e Participação: o que querem as mulheres de Minas.Reforma Política e Representação das Mulheres no Brasil: desafios atuais e propostas elaboradas. 2015. (Encontro).

30.
Guest Lecture to Commemorate International Women's Day.The Fourth Feminist Wave in Latin America. 2015. (Outra).

31.
II Ciclo de Debates GPFEM: Relações de Gênero e Violência, Liberdade e Responsabilidade.Feminismo e Política na América Latina: as perspectivas da Quarta Onda do feminismo para o enfrentamento do patriarcado. 2015. (Seminário).

32.
Sociologists for Women in Society Annual Meeting. The Brazilian family cash transfer program: reducing poverty and inequality while empowering women?. 2015. (Congresso).

33.
Sociologists for Women in Society Annual Meeting. THE FOURTH FEMINIST WAVE IN LATIN AMERICA. 2015. (Congresso).

34.
The Women's History Month.Feminist Theory and Praxis from a Global South Perspective. 2015. (Outra).

35.
V Seminário Discente da Pós-graduação em Ciência Política.Mesa 10: Gêneros, Feminismos e Política. 2015. (Seminário).

36.
V Seminário Discente da Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de São Paulo.Mesa 10 - Gêneros, Feminismos e Política. 2015. (Seminário).

37.
1 Congresso de Diversidade Sexual e de Gênero. Estado Laico, Direitos Humanos e Direitos LGBT. 2014. (Congresso).

38.
38o. Encontro Anual da ANPOCS. A Quarta onda feminista e o Campo crítico-emancipatório das diferenças no Brasil: entre a destradicionalização social e o neoconservadorismo político. 2014. (Congresso).

39.
III Simpósio Gênero e Políticas Públicas.Desafios da Despatriarcalização do Estado Brasileiro. 2014. (Simpósio).

40.
IV Fórum da Mulher do Vale do Jequitinhonha, 15 e 16 de Maio de 2014.As Mulheres e a Política. 2014. (Encontro).

41.
IV Seminário Internacional Politica e Feminismo.A Quarta onda feminista, o Campo crítico-emancipatório das diferenças e a descolonização do Estado: entre a destradicionalização social e o neoconservadorismo político. 2014. (Seminário).

42.
IX Encontro da associação Brasileira de Ciência Política ABCP.Cultura política e Democracia. 2014. (Encontro).

43.
Recepção de Calouroxs UNIFICADA da FAFICH.Combatendo as Opressões. 2014. (Outra).

44.
Retratos e Desafios do Gênero na Política.A Perspectiva Nacional e Global. 2014. (Oficina).

45.
Seminário de apresentação dos resultados da Chamada Pública: Relações de Gênero, Mulheres e e Feminismo.O Impacto do Programa Bolsa Família sobre a vida das mulheres nos meios urbano e rural. 2014. (Seminário).

46.
Seminário Enfrentamento ao Sexismo e à Homofobia no Espaço Escolar.Gênero um conceito estrutural: relações de gênero na escola. Como enfrentar o machismo?. 2014. (Seminário).

47.
Women?s World Congress. The Brazilian family cash transfer program: reducing poverty and inequality while empowering women?. 2014. (Congresso).

48.
"Educação Legislativa para Todos", 29/11/2013.O Protagonismo da Mulher na gestão Pública. 2013. (Outra).

49.
1º Seminário Integrado das Comissões Operativas Locais do PAIR.O PAIR como política intersetorial. 2013. (Seminário).

50.
37º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 23 a 27 de setembro de 2013.Mulheres e políticas públicas na América Latina e Caribe: desafios à democracia na região. 2013. (Encontro).

51.
Debate sobre a Reforma Política Brasileira.Plesbiscito Vs Referendo e o Financiamento de Campanhas. 2013. (Encontro).

52.
Formação Crítica e Sensibilização para atendimento à Diversidade de gênero , Raça e orientação Sexual no Sistema de Justiça.Gênero e Sexualidade no Sistema de Justiça. 2013. (Outra).

53.
III Encontro Nacional de Antropologia do Direito.M.IV ? Direitos e Marcadores Sociais da Diferença. 2013. (Encontro).

54.
III Forum da Mulher do Vale do Jequitinhonha, 06 e 07 de Junho de 2013."Saberes entre Gerações". 2013. (Encontro).

55.
Seminários A Universidade do Futuro.Interdisciplinaridade nas Humanidades, Letras e Artes. 2013. (Seminário).

56.
XI Semana de Ciências Sociais.Saberes Localizados. 2013. (Simpósio).

57.
X Jornada de Ciências Sociais - América Latina.Movimentos Sociais e Movimentos Feministas na América Latina. 2013. (Simpósio).

58.
XVI Congresso Brasileiro de Sociologia: A Sociologia como Artesanato Intelectual10 a 13 de setembro de 2013. CEDAW no contexto da globalização política e feminismo transnacional: uma abordagem comparativa (Brasil e EUA). 2013. (Congresso).

59.
2nd ISA Forum of Sociology Social Justice & Democratization. Movimientos de Mujeres por la justicia social y la democratizacion en America Latina. 2012. (Congresso).

60.
36º ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 21 a 25 de outubro de 2012, Mesa Redonda MR11 - Direitos Humanos: direitos do sujeito e sujeito de direitos 2,. Acesso aos direitos e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero/sexualidade, raça/etnia: um estudo exploratório em seis estados brasileiros. 2012. (Congresso).

61.
Debate "Mulher: Democracia, Políticas Públicas e Cidadania".Mulheres e Cidadania: uma luta inconclusa. 2012. (Encontro).

62.
I Ciclo de Debates sobre a Condição da Mulher: História, Perspectivas e Desafios Contemporâneos.Acesso à Justiça Brasileiros na Perspectiva de Gênero e Raça. 2012. (Outra).

63.
II Forum da Mulher do Vale do Jequitinhonha, 24 e 25 de Maio de 2012.MULHERES: PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL. 2012. (Encontro).

64.
Seminário "Uso do Tempo e Políticas de Cuidado: reflexões pára uma agenda de desenvolvimento sustentável" (18 e 19/11/2012).Trabalho Produtivo e Reprodutivo: uma difícil e desigual dinâmica no cotidiano das mulheres. 2012. (Seminário).

65.
Seminário "Violencia Doméstica: um Desafio".Uma reflexão a respeito da violência patriarcal institucional estatal. 2012. (Seminário).

66.
Seminário de Lançamento Revista SINAIS SOCIAIS.RECENTES DILEMAS DA DEMO CRACIA E DO DESENVOLVIMENTO NO BRASIL: POR QUE PRECISAMO S DE MAIS MULHERES NA POLÍTICA?. 2012. (Seminário).

67.
Seminário Internacional "Cenários da Justiça no Brasil".Mesa 1: Acesso à Justiça. 2012. (Seminário).

68.
1a. Conferencia Regional de Políticas para as Mulheres do Sul de Minas Gerais.Os Desafios da Construção da Igualdade de Gênero em MInas Gerais. 2011. (Outra).

69.
1o. Encuentro Internacional Legislativos en América Latina.A Representação Política Feminina na América Latina e Caribe: condicionantes e desafios para a consolidação da democracia na região. 2011. (Encontro).

70.
1o. Seminário sobre Diversidades no CEFET-MG.Gênero e Identidade de Gênero: para onde fomos?. 2011. (Seminário).

71.
1o. Workshop da Área de Humanidades e Artes IBE.Mesa 34. 2011. (Encontro).

72.
2a. Conferencia do Desenvolvimento - CODE/IPEA. Representação política, gênero e desenvolvimento. 2011. (Congresso).

73.
3a. Conferencia Municipal de Políticas Para as Mulheres.A Análise da Realidade Municipal -econômica, política, cultural - e os desafios para a construção da igualdade de gênero". 2011. (Outra).

74.
3a. Conferencia Nacional de Políticas Para as Mulheres.Delegada Estadual. 2011. (Outra).

75.
A Comuna de Paris - 140 anos.As Mulheres e a Comuna: a sempre difícil inclusão. 2011. (Encontro).

76.
Encontro das Mulheres do PSB (MG).Desafios das mulheres na política: uma cidadania inacabada. 2011. (Seminário).

77.
I Fórum da Mulher do Vale do Jequitinhonha.Os Desafios da Cidadania Contemporânea das Mulheres. 2011. (Outra).

78.
III Conferencia Estadual de Políticas para as Mulheres.Grupo de Trabalho 5 - Mulheres nos espaços de Poder e Mídia Igualitárias. 2011. (Outra).

79.
III Encontro Integrado de Psicologia na PUC Minas São Gabriel.Mulheres, Gênero e Política. 2011. (Encontro).

80.
IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública da WAPOR. Gênero, Juventude e Opnião Pública. 2011. (Congresso).

81.
Mulheres Brasileiras: gênero nos espaços publico e privado.Mulheres nos Espaços de Poder. 2011. (Seminário).

82.
Oficina Regional Estado + Direitos.Mesa Temática I: Direitos Humanos na Contemporaneidade. 2011. (Oficina).

83.
Os Desafios do Feminismo Contemporâneo.O Eleitorado brasileiro e se Conservadorismo oplítico e tradicionalismo de Gênero. 2011. (Encontro).

84.
Plenária Estadual Preparatória para o 8º Congresso Nacional da UBM.A PARTICIPAÇÃO POLÍTICA DA MULHER E O NOVO PROJETO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO. 2011. (Encontro).

85.
Reunião Plenária em Comemoração ao Dia Internacional da Mulher.Mulher e democracia: os desafios da representação de mulheres no Brasil e em Minas Gerais. 2011. (Encontro).

86.
Salto em Negócios 2011.Segurança e Violencia Contra as Mulheres - desafios para o Estado. 2011. (Outra).

87.
Seminário Autonomia Econômica e Empoderamento da Mulher.Painel. 2011. (Seminário).

88.
Seminário Internacional Mulheres e Participação Política: Brasil e Canadá.Mulheres, Poder e Política. 2011. (Seminário).

89.
Seminário Internacional Mulheres e Participação Política: Brasil e Canadá.A sub-representação política das mulheres na chave da sua sub-teorização na Ciência Política. 2011. (Seminário).

90.
Seminário Mulheres Na Política.Mesa Redonda: Ideologia e Programa Partidário. 2011. (Seminário).

91.
Seminário Projetio "Entre Gêneros / 100 Città.Educação, Responsabilização e Intervenção: desafios da construção de uma agenda democrática de gênero nas políticas públicas de enfrentamento à violência contra as mulheres em Contagem. 2011. (Seminário).

92.
1º Seminário de Enfrentamento à Violência contra a Mulher em Ribeirão das Neves.Gênero, Violência e Políticas Públicas. 2010. (Seminário).

93.
33a Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação em Educação. As Ações Afirmativas e as Políticas para Mulheres no Brasil: um balanço. 2010. (Congresso).

94.
34o. Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais. As Mulheres na Política: desafios teóricos e metodológicos (Fórum de Pesquisa). 2010. (Congresso).

95.
6o. Encontro Anual da ANDHEP Direitos Humanos, Cidades e Desenvolvimento.Diretrizes para a Educação em Direitos Humanos - GT Ciências Sociais. 2010. (Encontro).

96.
7o. Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP).O Papel das Pesquisas de urvey paera a Análise dos Processos de Democratização. 2010. (Encontro).

97.
7º. Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Mesa redonda ?O Papel das pesquisas de Survey para a análise dos processos de democratização?. 2010. (Congresso).

98.
CONAE 2010 - Conferencia Nacional de Educação.Educação, Responsabilização e Intervenção: desafios da construção de uma agenda democrática de gênero, raça e etnia e sexualidade nas escolas. 2010. (Outra).

99.
Diálogos e Desafios Contemporâneos - Receita Federal.As Mulheres e a Democracia. 2010. (Outra).

100.
Encontro de Educação em Direitos Humanos e I Colóquio de Educação em Direitos Humanos no Enfrentamento das Violências.Educação em Direitos Humanos nas Ciências Sociais. 2010. (Encontro).

101.
Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos. A Produção Academica brasileira sobre mulheres nos espaços de poder e decisão. 2010. (Congresso).

102.
I Colóquio dos Cursos de Especialização a Distância na UFMG.Desafios da Especialização a Distancia - como avançar. 2010. (Outra).

103.
II Seminário Subsídios para a Elaboração de Diretrizes para Educação em Direitos Humanos.Desafios do Ensino dos Direitos Humanos nas Ciências Sociais. 2010. (Seminário).

104.
II Seminário Subsídios para elaboração de diretrizes para educação em Direitos Humanos.Ciências Sociais e Educação em Direitos Humanos - GT Ciências Sociais. 2010. (Simpósio).

105.
II Simpósio de Pesquisas do Projeto CAVAS/UFMG.Direitos Humanos, Violência Infantojuvenil e Garantias de Direitos: desafios da complexidade. 2010. (Simpósio).

106.
Inclusive Cities for the Working Poor - General Assembly WIEGO.Democracia, Justiça e Inclusão Social: desafios de uma agenda inconclusa para os países do Sul Global. 2010. (Encontro).

107.
I Seminário Anual de Extensão - Dimensão essencial para o desenvolvimento da Universidade como instituição educativa, científica , tecnológica e cultural.Extensão e Políticas Públicas. 2010. (Seminário).

108.
Políticas Públicas e a Diversidade."Gênero e Políticas Públicas no Brasil". 2010. (Encontro).

109.
Seminário "A Mulher e a Democracia".Mulheres e Democracia. 2010. (Seminário).

110.
Seminário "Repensando o Acesso à Justiça no Brasil".Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça: entre o Estado e a comunidade. 2010. (Seminário).

111.
Seminário Dia Internacional da Mulher.Enfrentamento à Violência contra as Mulheres. 2010. (Encontro).

112.
SEMINÁRIO UFMG Conhecimento e Cultura: a Natureza do Conhecimento, XIV Semana da Graduação da UFMG,.A experiencia do PROVOC UFMG. 2010. (Encontro).

113.
16o. Seminário Anual da Coordenadoria de Direitos Humanos.A Transversalidade dos Direitos Humanos em Debate. 2009. (Seminário).

114.
33o. Encontro Anual da ANPOCS.(Alg)uma Teoria(s) da Justiça: a política nos rastros da luta pela justiça social. 2009. (Encontro).

115.
Curso Campanha Eleitoral: Mulheres no Poder.Desafios da Participação Política das Mulheres. 2009. (Encontro).

116.
Curso sobre Fortalecimento da implementação da Lei 11.340/06 "Maria da Penha".O conceito de G~enero e seus desafios para as Políticas Públicas. 2009. (Outra).

117.
Diálogos no Conselho - Homofobia: Sociedade, diversidade e preconceito.Combate à Homofobia: um compromisso de todos. 2009. (Encontro).

118.
I Colóquio Simone de Beauvoir: Maternidades, Paternidades, Conjugalidades e Política.A POLÍTICA NA AUSÊNCIA DAS MULHERE - Mulheres, Desigualdades e Poder. 2009. (Simpósio).

119.
I Colóquio Simone de Beuavoir: maternidades, paternidades, conjugalidades e Política. Mulher e Política. 2009. (Congresso).

120.
II Seminário de Educação à istância da UFMG.Os Curso de Extensão em EAD na UFMG - a experiencioa inaugiral do GDE UFMG. 2009. (Seminário).

121.
I Simpósio Nacional de Ciências Sociais.Justiça e Representação. 2009. (Simpósio).

122.
Seminário Direito e Diversidade: Direito a ter Direitos - os desafios propostos por uma prática jurídica de exclusão.Direito, Liberdade Sexual e Questões de gênero: Direito ao Aborto?. 2009. (Seminário).

123.
Simpósio Internacional sobre Desenvolvimento Social: Políticas Sociais para o Desenvolvimento. 2009. (Simpósio).

124.
V Conferencia Municipal de educação de Belo Horizonte.Justiça Social e Educação: inclusão, diversidade e promoção da igualdade social. 2009. (Outra).

125.
Curso de capacitação em Gênero da rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e Consórcio Mulheres das Gerais.Direitos Humanos, Poder e Gênero. 2008. (Outra).

126.
Escuta BH: por uma BH bem mais humana.Políticas Públicas de Cidadania numa perspectiva emancipatóri. 2008. (Encontro).

127.
Escuta BH Debate: Por uma BH mais Humana.Políticas Públicas de Cidadania numa Perspectiva Emancipatória. 2008. (Encontro).

128.
I Seminário Nacional da rede da Educação para a Diversidade.Gênero e Diversidade na Escola. 2008. (Seminário).

129.
I Simpósio de Pesquisa do projeto CAVAS A Rede de Proteção a Crianças e Adolescentes Vítimas de Abuso Sexual.Avaliação Crítica do Progrma Sentinela. 2008. (Simpósio).

130.
I Simpósio Nacional Marketing Político e Opinião Pública.Comunicação Política na Mídia. 2008. (Simpósio).

131.
Les 6èmes Rencontres Démocr@tics.O Projeto e-Agora e a Democracia Eletrônica: a experi~encia do PRODEP/UFMG. 2008. (Encontro).

132.
Seminário Os desafios da Representatividade na Sociedade do Ponto de Vista das Mulheres.Desafios da Representatividade na Sociedade do Ponto de Vista de Gênero. 2008. (Seminário).

133.
Seminário Os Desafios da representatividade na Sociedade do ponto de vista das Mulheres.Os Desafios da Representatividade na sociedade do ponto de vista das Mulheres. 2008. (Seminário).

134.
VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. Comentador da Área Temática. 2008. (Congresso).

135.
VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. A Relação entre Cultura Política e Instituições Democrática - a Política na Ausência das Mulheres. 2008. (Congresso).

136.
VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Cultura Política e Democracia. 2008. (Encontro).

137.
VI Encontro da Rede Brasileira de Estudos e Pesquisas Feministas.A Política na Ausência das Mulheres. 2008. (Outra).

138.
VI Jornada de Ciências Sociais.O Pensamento Social Brasileiro: entre Letras e Imagens. 2008. (Encontro).

139.
XXXII Encontro Anual da ANPOCS.Críticas Feministas e as Teorias da Justiça Social. 2008. (Encontro).

140.
1o Seminário Política e Feminismo: A política na ausência das mulheres.Participação política de mulheres e ações afiurmativas numa avaliação crítica de inclusão de mulheres no poder. 2007. (Seminário).

141.
31o. Encontro Anual da ANPOCS. Mulheres e a ?corrida de obstáculos? nas eleições 2006: quais barreiras ainda não foram superadas?. 2007. (Congresso).

142.
Colóquio Internacional Mídia, Espaço público, Identidades Coletivas: Perpectivas Interdisciplinares.Mulheres e a “corrida de obstáculos” nas eleições 2006: quais barreiras ainda não forma superadas?. 2007. (Outra).

143.
Comemoração do Dia Internacional da Mulher.Ciclo de Debates: A participação da mulher nos espaços de poder. 2007. (Outra).

144.
Conferência Nacional de Política para as mulheres. 2007. (Outra).

145.
Encontro Nacional Pensando Gênero e Ciências.A Institucionalização do Feminismo no Brasil. Os núcleos de estudos de relações de gênero e o feminismo como produtores de conhecimento: a experiência da RedeFem. 2007. (Encontro).

146.
II Conferência Nacional de Política para as Mulheres. 2007. (Outra).

147.
I Jornada Municipal de Políticas de Direitos de Cidadania: ampliando os horizontes da Cidadania.Direitos de Cidadania: desafios e perspectivas. 2007. (Simpósio).

148.
Olhares e fazeres: por um mundo sem racismo, machismo e homofobia.Mesa Redonda: Olhares e fazeres: por um mundo sem racismo, machismo e homofobia. 2007. (Seminário).

149.
Política, Desenvolvimento e as Relações Internacionais da América Latina.Cidadania e direitos humanos na América Latina. 2007. (Seminário).

150.
Projeto Direitos Humanos e a discriminação racial.Filosofia dos direitos humanos e a discriminação racial. 2007. (Seminário).

151.
Seminário Antes do Vendaval: Um diagnóstico do governo Lula antes da crise política de 2005.Mesa Redonda: O governo Lula e a consolidação da democracia no Brasil. 2007. (Seminário).

152.
Seminário de Avalaição das Políticas e Programas Sociais do MDS (20, 21 e 22/04/2007).Avaliação dos Programas Sociais. 2007. (Seminário).

153.
Seminário de Saude e Violências: abordagens nas redes de prevenção, atenção e proteção.Direitos das Mulheres na Saúde. 2007. (Seminário).

154.
Encontro Nacional Pensando Gênero e Ciências.Encontro Nacional Pensando Gênero e Ciências. 2006. (Encontro).

155.
Fórum do Centro de Apoio às Vítimas de Violência ? CAVIV.Fórum do Centro de Apoio às Vítimas de Violência ? CAVIV. 2006. (Outra).

156.
I Congresso Nacional de Mulheres do Partido Popular Socialista. I Congresso Nacional de Mulheres do Partido Popular Socialista. 2006. (Congresso).

157.
I Fórum Técnico Políticas Públicas para as Mulheres: força para avançar.: painel "Plano de políticas públicas para as mulheres - diagnóstico atual: obstáculos e perspectivas". 2006. (Outra).

158.
I Seminário Cidadania Efetiva com o tema: Relações raciais e segurança pública.Relações raciais e segurança pública. 2006. (Seminário).

159.
Seminário Mineiro ?Coisas de Mulher?.Seminário Mineiro ?Coisas de Mulher?. 2006. (Seminário).

160.
1º Seminário de Estudos da Homocultura.1º Seminário de Estudos da Homocultura. 2005. (Seminário).

161.
Conferência ?A Informação como Componente Estratégico da Avaliação ? Aplicações do Sistema de Informação do MDS?.Conferência ?A Informação como Componente Estratégico da Avaliação ? Aplicações do Sistema de Informação do MDS?. 2005. (Outra).

162.
Encontros Regionais ?Desafios da Agenda Municipal 2005?.Encontros Regionais ?Desafios da Agenda Municipal 2005?. 2005. (Encontro).

163.
Encontros Regionais ?Desafios da Agenda Municipal 2005?, como palestrante no evento:.Encontros Regionais ?Desafios da Agenda Municipal 2005?. 2005. (Encontro).

164.
Fórum de Discussão sobre as Recomendações dos Comitês CEDAW e DESC na área de Saúde das Mulheres.Fórum de Discussão sobre as Recomendações dos Comitês CEDAW e DESC na área de Saúde das Mulheres. 2005. (Outra).

165.
I Seminário Internacional Enfoques Feministas e o Século XXI: Feminismo e Universidade na América Latina.I Seminário Internacional Enfoques Feministas e o Século XXI: Feminismo e Universidade na América Latina. 2005. (Seminário).

166.
I Seminário Municipal dos Direitos da Mulher de Governador Valadares ? ?Acorda, Mulher!?.I Seminário Municipal dos Direitos da Mulher de Governador Valadares ? ?Acorda, Mulher!?. 2005. (Seminário).

167.
Seminário, Leitura de Peças e Filmes ?Sartre ? As Razões da Liberdade?.Seminário, Leitura de Peças e Filmes ?Sartre ? As Razões da Liberdade?. 2005. (Seminário).

168.
Seminário Interdisciplinar ?A mulher no mundo contemporâneo: dilemas e desafios?.Seminário Interdisciplinar ?A mulher no mundo contemporâneo: dilemas e desafios?. 2005. (Seminário).

169.
XII Congresso Brasileiro de Sociologia ?Sociologia e Realidade: Pesquisa Social no Século XXI?. XII Congresso Brasileiro de Sociologia ?Sociologia e Realidade: Pesquisa Social no Século XXI?. 2005. (Congresso).

170.
XX Encontro Nacional da associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO).XX Encontro Nacional da associação Brasileira de Psicologia Social (ABRAPSO). 2005. (Encontro).

171.
1ª Semana da Consciência Negra ?Da Discriminação a Ação?,.1ª Semana da Consciência Negra ?Da Discriminação a Ação?,. 2004. (Outra).

172.
Evento UFMG JOVEM.Evento UFMG JOVEM. 2004. (Encontro).

173.
III Semana das Ciências Sociais da UFMG.III Semana das Ciências Sociais da UFMG. 2004. (Outra).

174.
IV Encontro Nacional e I Encontro Internacional da Rede Brasileira de Estudos e Pesquisas Feministas.IV Encontro Nacional e I Encontro Internacional da Rede Brasileira de Estudos e Pesquisas Feministas. 2004. (Encontro).

175.
Seminário ?Gênero, Família e Trabalho: práticas e percepções no Brasil Contemporâneo? Rodada Preliminar de Apresentação dos Resultados do Survey Nacional com o mesmo título.Seminário ?Gênero, Família e Trabalho: práticas e percepções no Brasil Contemporâneo?. 2004. (Seminário).

176.
Seminário ?Youth and Democracy Seminar Series - Democracia, Juventude e Participação?.Seminário ?Youth and Democracy Seminar Series - Democracia, Juventude e Participação?. 2004. (Seminário).

177.
Simpósio ?Cidadania e Direitos Humanos?.Simpósio ?Cidadania e Direitos Humanos?. 2004. (Simpósio).

178.
1o. Seminário de Políticas Públicas da Juventude.1o. Seminário de Políticas Públicas da Juventude. 2003. (Seminário).

179.
Colóquio Internacional Mídia, Espaço Público, Identidades Coletivas: Perspectivas Interdisciplinares.Colóquio Internacional Mídia, Espaço Público e Identidades Coletivas. 2003. (Outra).

180.
Oficinas de Capacitação Trabalho e Cidadania II.Mulheres e Homens: Côncavo e Convexo. 2003. (Oficina).

181.
Seminário Recomendações do Comitê CEDAW e o Estado Brasileiro.Seminário Recomendações do Comitê CEDAW e o Estado Brasileiro. 2003. (Seminário).

182.
XI Congresso Brasileiro de Sociologia ?Sociologia: muito além das fronteiras?. XI Congresso Brasileiro de Sociologia ?Sociologia: muito além das fronteiras?. 2003. (Congresso).

183.
Semana do Instituto de Ciências Humanas e Letras.Semana do ICHL - Violência na Sociedade Brasileira. 2002. (Outra).

184.
Seminários de Integração 2002: Nos Bastidores da Pesquisa.Seminários de Integração 2002: Nos Bastidores da Pesquisa. 2002. (Seminário).

185.
III Encontro Enfoques Feministas e as TRadições Disciplinares na Ciência e na Academia.Tradição e Destradicionalização nas Masculinidades Brasileiras: transformações na sexualidade, erotismo e corporalidade masculinas de gênero. 2001. (Encontro).

186.
Seminário de Encerramento do III Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe.Seminário de Encerramento do III Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe. 2001. (Seminário).

187.
Seminário Internacional de Encerramento do Terceiro Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe / PRODIR III.Dimensões da Masculinidade no Brasil. 2001. (Seminário).

188.
VII Colóquio Internacional de Sociologia Clínica e Psicossociologia. As Entrevistas Transferenciais: um recurso estratégico de delicadeza epistemológica. 2001. (Congresso).

189.
X Congresso Brasileiro de Sociologia. Dimensões da Masculinidade no Brasil. 2001. (Congresso).

190.
XXV Encontro Anual da ANPOCS. Reinvenções dos Vínculos Amorosos: cultura e identidade de gênero na modernidade tardia. 2001. (Congresso).

191.
Conferência Internacional - Limites do Imaginário.Conferência Internacional - Limites do Imaginário. 2000. (Outra).

192.
I Seminário Internacional "O Desafio da Diferença: articulando Raça, Classe e^Gênero"".Dimensões da Masculinidade. 2000. (Seminário).

193.
Seminário Nacional "O Feminismo na Passagem do Século: balanço e perspectivas" !.Os Novos Desafios Criados pela Multiplicação das Identidades de gênero: para onde fomos?. 2000. (Seminário).

194.
Conferência Internacional - A Construção do Tempo e os Futuros Possíveis.Conferência Internacional - A Construção do Tempo e os Futuros Possíveis. 1999. (Outra).

195.
IX Congresso Barsileiro de Sociologia. Acerca da Dominação Masculina: de Bourdieu a Latour passando pelo Brasil. 1999. (Congresso).

196.
Seminário de Trabalho do III Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe.Seminário de Trabalho do III Programa de Treinamento em Pesquisa sobre Direitos Reprodutivos na América Latina e Caribe. 1999. (Seminário).

197.
II Encontro Enfoques Feministas e as Ciências e a Academia - Novos Desafios.Teoria Psicanalítica, Feminismo e outras Possibilidades de Articulações Teórico-psicanalíticas de gênero: uma Revisão. 1998. (Encontro).

198.
Seminário Internacional - Mídia e Percepção Social.Seminário Internacional - Mídia e Percepção Social. 1998. (Seminário).

199.
XIV ISA World Congress of Sociology. Detradicionalization and Family: comtemporary gender and conjugality transformations in Brazil. 1998. (Congresso).

200.
XIV ISA World Congress of Sociology. Identity as a Frontier, Sexuality and Bodies as Territories and Transference as Temporality: Batles of power Between the Psychic and the Social. 1998. (Congresso).

201.
Encontros com a Sociologia - 1997.Modernidade, Pós-Modernidade: Desafios Sociológicos de Final de Século. 1997. (Encontro).

202.
Seminário Internacional - A Ética do Futuro.Seminário Internacional - A Ética do Futuro. 1997. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MATOS, Marlise. Jornadas do NEPEM - Pedagogias Feministas Decoloniais. 2018. (Outro).

2.
MATOS, Marlise. Quem são as mulheres das políticas para as mulheres no Brasil?. 2018. (Congresso).

3.
MATOS, Marlise. I Seminário Mulheres Transformando a Economia. 2016. (Outro).

4.
MATOS, Marlise. Ni Una Menos em BH. 2016. (Outro).

5.
MATOS, Marlise. 1a. Oficina do Programa ?Mulheres Construindo Cidadania?: Divulgação, Mídias Socias e Fotografia de Produtos. 2016. (Outro).

6.
MATOS, Marlise. 2ª Oficina do Programa "Mulheres Construindo Cidadania": Mulheres e Expressão corporal e mundo do trabalho. 2016. (Outro).

7.
RODRIGUES, C. ; MATOS, Marlise . Mesa redonda: "Mulheres Negras em Movimento(s): trajetórias, intersecções e novos cenários para a teoria e praxis feminista no Brasil". 2016. (Outro).

8.
MATOS, Marlise; SILVA, Aurea Carolina de Freitas e ; KAMBIWÁ, Aveli, B. ; GONÇALVES, Isabela ; BONATA, Marcia ; SANTOS, Neusinha ; BATISTA, Neila ; Amaral, Polly do . Debate Candidatas a Vereadoras BH 2016. 2016. (Outro).

9.
MATOS, Marlise. IV Encontro Internacional Política e Feminismo e Seminário de 30 anos do NEPEM UFMG. 2014. (Congresso).

10.
MATOS, Marlise. III Seminário Internacional Política e Feminismo e I Encontro Político Feminista para Lideranças Mulheres - LIDFEM. 2009. (Congresso).

11.
MATOS, Marlise. VI Encontro da Rede Brasileira de Estudos e Pesquisas Feministas. 2008. (Congresso).

12.
MATOS, Marlise. II Encontro Internacional Política e Feminismo. 2008. (Congresso).

13.
MATOS, Marlise. I Curso de Capacitação Político-Feminista para Mulheres Líderes. 2008. (Outro).

14.
MATOS, Marlise; CYPRIANO, B. ; BRITO, M. . I Seminário Internacional Política e Feminismo - A Política na Ausência das Mulheres e 1º Fórum Feminista do DCP. 2007. (Outro).

15.
MATOS, Marlise. Conferência - O Desafio da Educação em Direitos Humanos na América Latina. 2005. (Outro).

16.
MATOS, Marlise. Seminário Youth and democracy seminar series - democracia, juventude e participação. 2004. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Pedro Barbabela. ENTRE AS TRAMAS DA VIOLÊNCIA E DA MOBILIZAÇÃO:um estudo dos repertórios de ação emancipatória das organizações de mulheres e feministas na construção da paz na Colômbia. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Barbara Lopes Campos. A INCORPORAÇÃO DA AGENDA DE GÊNERO NO ESTADO: um estudo de caso sobre os processos de despatriarcalização no Brasil (1995 - 2016). Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Orientador).

2.
Laura França Martello. Os Feminismos Jovens Autonomistas da América Latina. Início: 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

3.
Johanna Katiuska Monagreda. Afrodescendência no Brasil, Venezuela e Colômbia. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Mayara Myriam Alves Magalhães. Feminicídio e Sistema de Justiça Criminal: uma análise dos processos judiciais da comarca de Belo Horizonte/MG (2000-2016). 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Luciana Vieira Rubim Andrade. Nas linhas da justiça: Uma análise feminista sobre os acórdãos judiciais de violência contra as mulheres do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (1998-2015). 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Laura França Martello. Tensões e Desafios na construção de Espaços e Encontros entre Feministas Jovens Autonomistas no contexto brasileiro e latino-americano (2011-2014). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Luciana Andrade. A Implementação da Lei Maria da Penha. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Johanna Katiuska Monagreda. CIDADANIA DIFERENCIADA: PARTICIPAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DA POPULAÇÃO AFRODESCENDENTE NOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO NO ÂMBITO NACIONAL NO BRASIL E NA VENEZUELA. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Thiago Coacci. DO HOMOSSEXUALISMO À HOMOAFETIVIDADE: discursos judiciais sobre as homossexualidades no STJ e no STF de 1989 a 2012. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Ana Luiza de Melo Aranha. Corrupção e Governo Local: uma análise dos municípios mineiros. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
Clarisse Goulart Paradis. Os Mecanismos Institucionais de Mulheres (MIN?s) na América Latina: despatriarcalização do Estado e construção da igualdade de gênero. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Renata Adriana Rosa. Entre o feminismo e o Familismo: o sujeito feminino nas Políticas de Assistência Social. 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Breno Henrique Ferreira Cypriano. Lutas feministas por medidas distributivas na etapa ideológica do desenvolvimento político brasileiro. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Marina Brito Pinheiro. As bancadas temáticas da Câmara dos Deputados. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

12.
Ana Paula Salej. Políticas Sociais de Belo Horizonte: um olhar bi-dimensional. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

13.
Daniela Leandro Rezende. Teoria democrática e instituições políticas: análise da representação de mulheres na ALMG (1999-2006). 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

14.
Ana Carolina Freitas Lima Ogando. Feminismo, justiça e reconhecimento:repensando a cidadania das mulheres brasileiras. 2006. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

15.
Ana Carolina de Freitas Ogando. O paradigma Bi-Dimensional de Nancy Fraser: impactos para o feminismo brasileiro. 2004. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

Tese de doutorado
1.
Priscila Delgado de Carvalho. A produção do transnacional: compilações da agricultura familiar e camponesa na Contag e no MPA. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Marina Brito Pinheiro. SOBRE A RELAÇÃO ENTRE OS MOVIMENTOS FEMINISTAS E O ESTADO NO BRASIL (2003-2014). 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Carolina Marra Simões Coelho. Adesão dos estados ao Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres: desafios da institucionalização de políticas públicas de gênero no contexto federativo brasileiro. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Breno Henrique Cypriano. Teoria política feminista e seus ?nós? ?a? política e ?o? político (re)pensados a partir da construção dos saberes políticos do Norte/Sul Global. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Thiago Coacci Pereira Rangel. NA FRONTEIRA ENTRE MOVIMENTOS, TEORIAS E SUJEITOS: UM MAPEAMENTO DO TRANSFEMINISMO NO BRASIL. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Ana Paula Salej Gomes. O WELFARE STATE NO SÉCULO XXI:recuperando a Teoria da Cidadania para os welfare states latino-americanos. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Priscila Delgado de Carvalho. AÇÃO TRANSNACIONAL A PARTIR DA AMÉRICA LATINA: AS TRAJETÓRIAS DAS ORGANIZAÇÕES E MOVIMENTOS FEMINISTAS E DO CAMPO BRASILEIROS DE 1992 A 2002. 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
Ana Carolina Lima de Freitas Ogando. Da República sem Mulheres à Modernizaçãio Patriarcal: origens e metamosfoses das relações de gênero no Brasil. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Danusa Marques. Representação política de Mulheres na Argentina, no Brasil e no Uruguai - traços institucionais e mobilização social. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Breno Henrique Ferreira Cypriano. Teoria Política Feminista e seus. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Sônia Maria Dias. Trajetórias e Memórias dos Fóruns Lixo e Cidadania no Brasil:experimentos singulares de Justiça Social e de Governança Participativa. 2004. 0 f. Tese (Doutorado em Sociologia e Política) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Pedro Mendes Rufino Barbosa. Projetos Contra-hegemônicos de Direitos Humano: uma análise das experiências internacionais dos movimentos feministas latino-americanos. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Luiza Mascarello. A Presença das Mulheres na Câmara de Deputados: (re)pensando a democracia brasileira. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Alzirene Ferreira Araujo Dássumpção. As Políticas Públicas e a Violência Doméstica: a análise dos programas de atenção às crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e intra-familar em Belo Horizonte. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Políticas Públicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Mauber Bandeira. Lei Maria da Penha: refelxões sobre a violência doméstica. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Ana Margareth Gonçalves. : O lugar dos direitos humanos nas representações sociais de uma tropa de elite e seus efeitos em sua atuação profissional. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Viviane Barbosa. Uma Análise do Ensino de Direitos Humanos na PMMG. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Maria Regina Rodrigues. Introdução do Tema dos Direitos Humanos na Academia de Polícia Civil de Minas Gerais. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
André Luiz Souza e Silva. A Polícia Militar de Minas Gerais e a Violência Doméstica Conjugal contra a Mulher. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Elizabeth Fleury. Movimento Feminista e Políticas Públicas. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Políticas Públicas) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Renata Rosa. A defesa dos Direitos das Mulheres e a Implantação de Políticas Públicas pela Igualdade de gênero em Belo Horizonte - 1995/2006. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Políticas Públicas) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Hélcio Martins Borges. Desafios a Implementação de Políticas Públicas destinadas á População Afrodescendente: a experiência da institucionalização de políticas púbicas para esse segmento social em Belo Horizonte (1993-2004). 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Políticas Públicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

12.
Tânia D'Arc dos Santos. Delinqüência feminina: suas causas, motivos e reflexos sociais. 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

13.
Alexandre França Campbell Penna. A Violência Doméstica: Uma Reflexão Sobre a Atuação da Delegacia Especializada de Crimes Contra Mulheres com Advento Da Lei 9.009/95 (Juizado Especial Criminal). 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Estudos de Criminalidad) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Gisele Duarte Maia. A GESTÃO PÚBLICA NA TRANSFORMAÇÃO DA VIDA DAS MULHERES: POLÍTICAS PÚBLICAS EM MINAS GERAIS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Nathália Ferreira Guimarães. Empoderamento pelo Fórum das Mulheres do Vale do Jequitinhonha. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Mayara Myriam Alves Magalhães. Violência contra as Mulheres no Estado de Minas Gerais: um estudo a partir do Ligue 180. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Priscila Williams Costa. O EMPODERAMENTO FEMININO E AS MULHERES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O caso de Pedro Leopoldo/MG. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Gabriel Rocha Campanha. Elaboração de Iniciativa Pública de Inclusão de Travestis e Transexuais no Mercado de Trabalho Formal. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Dayane Nayara Conceição de Assis. INTERSETORIALIDADE, INTERSECCIONALIDADE E TRANSVERSALIDADE NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE GÊNERO E RAÇA. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Nayara Ferreira de Souza Saraiva. O que ficou por dizer: um estudo sobre as mulheres detidas pelo envolvimento com o tráfico de drogas em um Presídio Estadual. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
Michele Cristina de Assis Dutra. A questão do aborto no Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Mariana Aparecida Dias. Formação de agenda das políticas públicas no Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Liliane Conceição Rosa da Silva. Casa de Família - Profissão e Identidade: um estudo da relação entre trabalho e identidade no caso do emprego doméstico. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Manoel Francisco de Andrade Santos. Desigualdade de gênero um estudo de caso: as mulheres e suas profissões na UFMG. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

12.
Andiara Gonçalves. Alterações sociais das mulheres chinesas após a abertura econômica da China. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Faculdade Filosofia Ciencias Humanas. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

13.
Ana Luiza Melo Aranha. Mulheres e Corrupção. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

14.
Anderson Xavier. Estudantes Negros/as da UFMG: Um estudo sobre as relações entre as variáveis raça e classe a partir das memórias e percursos destes sujeitos. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

15.
Uriella Coelho Ribeiro. As Mulheres no orçamento Participativo de Belo Horizonte. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

16.
Marina Brito Pinheiro. Em busca de representação: trajetórias femininas na Câmara dos Deputados. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

17.
Breno Henrique Ferreira Cypriano. Sobre as ausências de mulheres nos espações da política: (Re)afirmar a política para as mulheres?. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

18.
Izabella Drumond. Direitos Humanos e Multiculturalismo. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

19.
Luciene Gomes Moreira Bernardes. Violência Doméstica, políticas Públicas e Empreendimentos Solidários. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

20.
Maria Cristina Andrade Aires. O Processo de Construção Democrática no Iraque: Uma Análise acerca da Legitimidade e dos Elementos Determinantes para a Durabilidade do Regime Democrático. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

21.
Adria Vulponi. Meio ambiente, interdisciplinariedade e a experiência do Museu Histórico Natural da UFMG. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

22.
Ana Amélia Laborne. Mobilidade social de mulheres negras em Belo Horizonte. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

23.
Aurea Carolina de Freitas e Silva. Juventude e políticas públicas. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

24.
Bruna Dias de Azevedo. Mulher e política. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

25.
Claudinéia Aparecida Pereira Couro. Juventude e política: um estudo de caso do Grupo D.Ver. Cidade. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

26.
Daniela Leandro Rezende. A análise dos pré-vestibulares populares (PVP) em Belo Horizonte. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

27.
Keli Rodrigues de Andrade. A violência doméstica e conjugal em Belo Horizonte. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

28.
Lídia Cristina Silva Barbosa. As mulheres agentes do crime. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

29.
Jamir Calili Ribeiro. Decisões do Supremo Tribunal em relação ao tema das minorias. 2004. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

30.
Raquel Villela Cecílio. Mulheres, Violência e Políticas Públicas. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

31.
Patrícia Aparecida Maciel Gomes Senesi. Mulheres Idosas Negras: diferenças de raça e de gênero no processo de envelhecimento. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

32.
Maria Fernanda Barretos Ribas. A Representação Feminina no Legislativo Mineiro. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

33.
Rivana Alves. Tradição e Pós-Modernidade: uma discussão sobre valores na Pesquisa da Região Metropolitana de Belo Horizonte. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

34.
Adriane Peixoto Câmara. Masculinidades de Polícia Militar. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

35.
Adriana Moura Caciquinho. Educação e democracia: reflexões a respeito da construção da cidadania ativa no Brasil. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

36.
Alexandre Moreira da Silva. Ações Afirmativas: limites e possibilidades. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

Iniciação científica
1.
Amanda Martins da Silva. MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA AMÉRICA LATINA: DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Camylla Carolyna Cotta. MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA AMÉRICA LATINA: DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Pedro Mendes Rufino Barbosa. MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA AMÉRICA LATINA: DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Raphaela Ferreira Guimaraes. MULHERES E POLÍTICAS PÚBLICAS NA AMÉRICA LATINA: DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Gestão Pública) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Taís de Paula Barbosa Sousa. A abordagem das questões de genêro nas Pesquisas de Opinião e Percepção do Latinobarômetro: uma análise longitudinal. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Matheus Soares Cherem. A REPRESENTAÇÃO POLÍTICA FEMININA NA AMÉRICA LATINA E CARIBE: CONDICIONANTES E DESAFIOS À DEMOCRACIA NA REGIÃO. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Matheus Soares Cherem. A representação política feminina na América Latina e Caribe: Condicionantes e desafios à democracia na região. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
Tais de Paula Barbosa Sousa. A representação política feminina na América Latina e Caribe: Condicionantes e desafios à democracia na região. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Mariana Aparecida Dias. Recrutamento Político: a Politica na Ausência das Mulheres II. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Laura França Martello. A Política na Ausência das Mulheres. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Filipe Recch França Guimarães. A Política na Ausência das Mulheres. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

12.
Ana Luiza Melo Aranha. A Política na Ausência das Mulheres. 2008. Iniciação Científica - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

13.
Marina Brito Pinheiro. A Política na Ausência das Mulheres. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

14.
Breno Henrique Ferreia Cypriano. A Política na Ausência das Mulheres. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

Orientações de outra natureza
1.
Laura França Martello. Observatório dos Direitos Humanos da UFMG: projetos de extensão. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, PROEX/UFMG. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

2.
Lucas Castro Vieira. Observatório dos Direitos Humanos da UFMG: graduação e pós-graduação. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, PROEX/UFMG. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

3.
Lucas Chaves Winter. Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade. 2010. Orientação de outra natureza. (Direito) - Universidade Federal de Minas Gerais, Observatório da Justiça Brasileira e Ministério da Justiça. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

4.
Clara Cazarini Trotta. Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Observatório da Justiça Brasileira e Ministério da Justiça. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

5.
Michele Cristina de Assis Dutra. Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Observatório da Justiça Brasileira e Ministério da Justiça. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

6.
Clarissa Tavares de Oliveira Endo. Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Observatório da Justiça Brasileira e Ministério da Justiça. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

7.
Liliane da Conceição Rosa da Silva. Acesso ao direito e à justiça brasileiros na perspectiva de gênero e raça/etnia: entre o Estado e a comunidade. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Observatório da Justiça Brasileira e Ministério da Justiça. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

8.
Michele Cristina de Assis Dutra. Curso de Capacitação Político Feminista para Mulheres Líderes - LIDFEM. 2009. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Secretaria Especial de Política para as Mulheres. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

9.
Gustavo Domingues. Gênero e Diversidade na Escola. 2009. Orientação de outra natureza. (Coltec) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

10.
Thais Ketlyn Barreto. Pesquisa sobre representação Politica de Mulheres na América Latina e Caribe. 2009. Orientação de outra natureza. (Coltec) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

11.
Mariana Aparecida Dias. Curso de Capacitação Político-Feminista (Lidfem). 2008. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Secretaria Especial de Política para as Mulheres. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

12.
Rogério Jerônimo Barbosa. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

13.
Raquel Guilherme de Lima. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

14.
Uriella Coelho Ribeiro. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

15.
Raquel Villela Cecílio. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

16.
Daniela Leandro Rezende. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

17.
Denise Ferreira da Costa Cruz. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

18.
Laura Jardim. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

19.
Ricardo Vilela. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2006. Orientação de outra natureza. (Estatística) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

20.
Ana Amélia de Paula Laborne. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

21.
Fernanda Perira Mendes Matta. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

22.
Marina Guimarães Paes de Barros. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

23.
Murilo Marschner Alves de Brito. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

24.
André Drumond Mello Silva. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

25.
Keli Rodrigues de Andrade. Estágio na Avaliação do Programa SENTINELA. 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.

26.
Cínthia Barros dos Santos. Estágio no Programa Acadêmico Especial (PAE). 2005. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marlise Miriam de Matos Almeida.



Inovação



Processos ou técnicas
1.
MATOS, Marlise; SZCZYGLAK, G. . PROGRAMA DE APERFEIÇOAMENTO PARA CARREIRAS ? 2017 Gênero e Políticas Públicas. 2017.


Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MATOS, Marlise; BRAGA, Ariane . Especialista afirma que a mulher é vítima de uma sociedade patriarcal. Jornal Edição do Brasil ONLINE, Brasília, p. 1 - 2, 07 out. 2016.

2.
MATOS, Marlise. Violência contra a Mulher é um ato de poder. Boletim da UFMG, Belo Horizonte, p. 02 - 02, 13 nov. 2017.

3.
MATOS, Marlise. A exclusão política das mulheres no Brasil. Boletim da UFMG, Belo Horizonte, p. 02 - 02, 12 mar. 2018.

4.
MATOS, Marlise. Precisamos falar sobre feminicídio. Jornal O Tempo, Belo Horizonte, Minas Gerais,, p. 1 - 1, 03 nov. 2018.


Apresentações de Trabalho
1.
MATOS, Marlise. Análise da Participação Feminina no Processo Político Brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MATOS, Marlise; JESUS, E. ; GOMES, M. . Os Direitos Humanos como Emancipação. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
MATOS, Marlise; SZCZYGLAK, G. . Curso Internacional Gênero e Políticas Públicas. 2017. .


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MATOS, Marlise; SEMIRAMIS, C. . Programa Panorama TV ALMG. 2014.

2.
MATOS, Marlise. MG TV Cientista política fala sobre conquistas das mulheres nas últimas décadas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
MATOS, Marlise; REIS, G. . CAFÉ & PROSA 16 - A LUTA DA MULHER NO BRASIL Parte 1 e 2. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
MATOS, Marlise; PIOLLA, E. ; GOMES, M. . Programa Brasil das Gerais - Violência contra a mulher. 2013.

5.
MATOS, Marlise. Movimento #EuNãoMereçoSerEstuprada faz Joinville entrar na discussão sobre violência sexual. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MATOS, Marlise; ASSUNCAO, Y. . Radio UFMG Educativa. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
MATOS, Marlise. Espaço das mulheres na política aumenta, mas é preciso avançar. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
MATOS, Marlise. Dia internacional » Mulher não é obrigada a ser multitarefa, mas é cobrada por isso2. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
MATOS, Marlise; ALVES, Nanci . Machismo: Doença cultural que precisa ser curada. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
MATOS, Marlise. Mulheres representam a quebra de barreiras e a realização de sonhos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
MATOS, Marlise. Presença feminina Mulheres são maioria nas graduações das principais universidades da capital. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
MATOS, Marlise. Estudantes da UFMG fazem apologia ao estupro e geram revolta em BH. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
MATOS, Marlise. Movimento EuNãoMereçoSerEstuprada criado pela jornalista Nana Queiroz continua com força total na internet. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
MATOS, Marlise; BRITO, B. ; REIS, Rosangela ; MATOZINHOS, E. . Igualdade de Gênero e Reforma Política. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

15.
MATOS, Marlise. Covardia que apavora: 433 mulheres assassinadas em Minas por serem mulheres. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
MATOS, Marlise. OAB de Minas Gerais lança campanha para chamar a atenção sobre participação da mulher na política. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
MATOS, Marlise. ONU Brasil - Marlise Matos: igualdade de gênero na política #Brasil5050. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Redes sociais, websites e blogs
1.
MATOS, Marlise; PRADO, M. A. M. ; NOGUEIRA, P. ; ZILLER, J. . Não É Ideologia. 2017; Tema: Pagina de Divulgação Científica sobre os temas relacionados a gênero, sexualidade e raça. (Rede social).

2.
MATOS, Marlise; PRADO, M. A. M. ; NOGUEIRA, P. ; ZILLER, J. . NãoEIdeologia UFMG: é sobre gênero. 2017; Tema: Videos instrutivos e de divulgação científica sobre relações de gênero, sexualidade e raça. (Rede social).



Outras informações relevantes


Concurso Público da Fundação Oswaldo Cruz ? Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). 
Cargo: Assistente de Pesquisa na Área de Ciências Sociais 
(Metodologia de Pesquisa na área de Ciências Sociais para Avaliação de 
Políticas Públicas) .
Aprovada em 3º. Lugar
Membro Efetivo da CAIS - COMISSÃO DE ESTUDO E ACOMPANHAMENTO DE MEDIDAS DE INCLUSÃO SOCIAL PARA O CORPO DISCENTE DA UFMG - Presidente da Sub-Comissão de Avaliação (2009-2012)


XVI Concurso Público da Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro ? Comissário de Justiça da Infância e Juventude Efetivo.
Novembro de 1977.
Aprovada em 155º Lugar.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/01/2019 às 18:40:16