Oliver Tolle

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5537645024764855
  • Última atualização do currículo em 27/08/2018


Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1999), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2003) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2008). Atualmente é professor doutor da Universidade de São Paulo. As suas principais áreas de interesse são: Estética e Idealismo Alemão. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Oliver Tolle
Nome em citações bibliográficas
TOLLE, Oliver

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas.
Avenida Professor Luciano Gualberto
Butantã
05508010 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30913709
URL da Homepage: http://www.fflch.usp.br/df


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2008
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Luz Estética: A Ciência do Sensível de Baumgarten entre a arte e a iluminação, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Victor Knoll.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Filosofia; Estética; História da Filosofia.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
2000 - 2003
Mestrado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Tradução, seguida de introdução e notas, do capítulo Arquitetura" dos Cursos de Estética de Hegel,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Victor Knoll.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Estética; Arquitetura; Filosofia Alemã; História da Arte.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
1991 - 1999
Graduação em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O Problema do Conhecimento Sensível no Racionalismo Clássico: Descartes, Leibniz e Baumgarten.
Orientador: Márcio Suzuki.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2016 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador de Licenciatura em Filosofia. Vice-chefe do Departamento de Filosofia. Disciplinas ministradas: Introdução à Filosofia; Estética I (Graduação).

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador de Licenciatura em Filosofia. Vice-chefe do Departamento de Filosofia (a partir de julho de 2016). Disciplinas ministradas: Estética (Pós-Graduação), Filosofia Geral (Graduação.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador de Licenciatura em Filosofia. Disciplinas ministradas: Introdução à Filosofia, Estética II (Graduação); Estética (Pós-Graduação).

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas ministradas: Introdução à Filosofia, Estética I, Estágio Supervisionado em Licenciatura (Graduação).

Atividades

03/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .


Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID); disciplinas ministradas na gradução: Estética e Introdução à Filosofia.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Chefe do Departamento de Filosofia, Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID); Disciplinas ministradas na graduação: Filosofia da Educação, Tópicos Especiais em Estética; nas especializações: Filosofia e Arte no Idealismo Alemão, Tópicos em Teoria do Conhecimento II.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência; disciplinas ministradas na graduação: Estética e Introdução à Filosofia; disciplina ministrada no mestrado: Filosofia da Ilustração.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Chefe do Departamento de Filosofia, Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica (PIBID); Disciplinas ministradas: Leitura e Composição de Textos Filosóficos I, Problemas Metafísicos, Estágio Supervisionado II, Filosofia Geral II, Pesquisa Filosófica II

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Chefe do Departamento de Filosofia; Membro da Comissão de Estágio Curricular Obrigatório; Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID); Disciplinas ministradas: Leitura e Composição de Textos Filosóficos III e Introdução à Metodologia Científica

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Membro da Comissão de Estágio Curricular Obrigatório Coordenador do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Disciplinas ministradas: Leitura e Composição de Textos Filosóficos III e Introdução à Metodologia Científica

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas Ministradas: Introdução à Filosofia, Introdução à Metodologia Científica, Estética e Filosofia da Educação


Universidade Federal de Alagoas, UFAL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Tronco Inicial

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Tronco Inicial

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas ministradas: Produção do Conhecimento (Introdução à Filosofia da Ciência); Teoria e Estética da Arquitetura



Linhas de pesquisa


1.
A faculdade de compor na psicologia empírica alemã


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Arte e religião no jovem Hegel
Descrição: O projeto consiste na análise e tradução de textos de juventude de G.W.F. Hegel, o que incluiu uma investigação de sua obra teológica, na qual a arte e a religião são compreendidas como expressões do absoluto na história. O jovem Hegel toma como ponto de partida que a espiritualidade (compreensão segundo uma totalidade) corre o risco em todos os momentos de se tornar inautêntica, isto é, de ser corrompida e transformada numa abstração, quando os significados em jogo perdem articulação entre si. Ora, esse risco decorre não só da ambição pelo poder, como no caso da religião instituída, mas também em virtude das limitações com que a espiritualidade (ou o absoluto) pode ser manifesta, já que é forçada constantemente a ultrapassar seu âmbito propriamente dito. A compreensão disso exige considerar os meios segundo os quais o divino é conhecido, na arte e na religião, o que permite, a nosso ver, uma aproximação com as mesmas questões epistemológicas que motivaram o surgimento da estética no começo do XVIII..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Autonomia e Ornamento
Descrição: Com a consolidação do conceito de autonomia da obra de arte na segunda metade do século XVIII, tem simultaneamente lugar o esforço em estelecer uma compreensão do ornamento e do seu correto emprego como recurso de embelezamento e da sua adequada relação com objetos artísticos. Assim, em contraste com a arte, ornamento é dispositivo engenhoso com a função de tornar mais agradável o convívio com toda a sorte de produtos da atividade humana. O seu âmbito envolve uma multidão de objetos cujo denominador comum é de difícil caracterização, mas que de um modo geral obedece à regra de estar presente sempre que a beleza de um objeto não for o seu aspecto principal: elementos arquitetônicos como frontões, estátuas, colunas e suas diversas partes, molduras de quadros, organização de paisagens segundo formas geométricas ou orgânicas, entalhes em madeira, jóias de uso pessoal, recursos retóricos na literatura e pintura e assim por diante. A discussão sobre a importância do ornamento ocorre nesse período em uma série de artigos publicados em revistas da época e em manuais e catálogos de arte, encontrando seu ponto culminante com a publicação da obra de Karl Philipp Moritz "Noções prévias para uma teoria dos ornamentos" (1793)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
A faculdade de compor na psicologia empírica alemã
Descrição: Como livrar a disciplina da estética estabelecida por Alexander Gottlieb Baumgarten de sua contaminação com o vocabulário aristotélico-escolástico e atenuar os efeitos dogmáticos de sua propensão a procurar leis de valor universal? É a essa questão que se dedica Johann Gottfried Herder em uma série de textos publicados nas décadas de 1760 e 70. Neles, Herder reconhece o esforço da ciência do sensível baumgarteana em delimitar o alcance de cada uma das faculdades inferiores do conhecimento e a sua descoberta do fingere como faculdade especificamente poética, mas questiona as condições de sua aplicabilidade, já que a ênfase do autor latino em um discurso abstrato e metafísico torna os conceitos ? apesar de devidamente fundamentados ? demasiado distantes daquilo que gostariam de explicar, a saber, a origem sensorial do conhecimento humano e os problemas práticos decorrentes dela. Ora, no lugar de conceitos abstratos, Herder defende a natureza simbólica da linguagem, a qual é mais conforme a esse deslocamento do problema do conhecimento para sua origem sensorial, embora ela só possa se desenvolver agora dentro de limites de uma antropologia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2014
Por uma ciência do sensível: Herder e a recepção da estética de Baumgarten
Descrição: Entre os anos de 1730 e 1780 um grande número de autores se debruçou na Alemanha sobre a questão da sensibilidade: não só Baumgarten, mas também Meier, Mendelssohn, Hamann, Sulzer, para não mencionar outros, se dedicaram a uma ciência do sensível. Em comum esses autores tinham a proposta de reconduzir a filosofia ao concreto e efetivo; esse impulso provocou um novo renascimento dos poetas e retores da antiguidade grega e latina, mas com o comprometimento de adequá-los às questões filosóficas da modernidade. Herder desempenha um papel particularmente importante nesse esforço. Como talvez o último a propor uma ciência do sensível ? os seus textos a esse respeito foram redigidos no período entre 1760 e 1780 ?, ele se encontra justamente no hiato entre o começo da decadência da metafísica na Alemanha e o surgimento da filosofia crítica. O presente projeto pretende traduzir textos de Herder e outros e apresentá-los criticamente ao leitor..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
A Autonomia como Ponto de Fuga da Modernidade
Descrição: Pretende-se identificar as transformações que o conceito de autonomia sofreu na filosofia hegeliana. Essas transformações aparentemente correspondem a um distanciamento progressivo em relação à expectativa de que o retorno à sensibilidade e à efetividade deveria ocorrer por meio da arte, expectativa que se encontra formulada na origem do idealismo absoluto. Ali a poesia aparece como a nova mestra da humanidade, capaz de estabelecer a igualdade e liberdade entre os homens, com a conseqüente dissolução do Estado. Contrasta fortemente com essa perspectiva o juízo hegeliano emitido trinta anos depois de que a arte é algo do passado e que a sua ligação com valores éticos só poderá se perpetuar simbolicamente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP
2013 - Atual
Periódico: Rapsódia (USP)
2010 - Atual
Periódico: Perspectiva Filosofica (UFPE)


Revisor de periódico


2014 - 2014
Periódico: Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP


Revisor de projeto de fomento


2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe
2014 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Estética.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Lê Razoavelmente.
Francês
Lê Razoavelmente.
Latim
Lê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TOLLE, Oliver2017TOLLE, Oliver. Fábula e Invenção. A PALO SECO: ESCRITOS DE FILOSOFIA E LITERATURA, v. 10, p. 73-78, 2017.

2.
TOLLE, Oliver2016TOLLE, Oliver. O livro da alma. Viso : Cadernos de Estética Aplicada, v. 19, p. 60-69, 2016.

3.
TOLLE, Oliver2014TOLLE, Oliver. Ideia sensível e imagem pictórica: a articulação dos gêneros artísticos na estética alemã. Dois Pontos (UFPR), v. 11, p. 67-78, 2014.

4.
TOLLE, Oliver2012TOLLE, Oliver. A religião como literatura. Rapsódia (USP), v. 6, p. 107-115, 2012.

5.
TOLLE, Oliver2012TOLLE, Oliver. Herder e a Metafísica. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, v. 42, p. 97-116, 2012.

6.
TOLLE, Oliver2011TOLLE, Oliver. Perfeição e beleza como atributos da sabedoria universal. Viso : Cadernos de Estética Aplicada, v. 9, p. 10-19, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
TOLLE, Oliver. A Arquitetura, de HEGEL, G.W.F.. 1. ed. São Paulo: EDUSP, 2017. v. 1. 208p .

2.
TOLLE, Oliver. O Nascimento da Estética no Século XVIII. 1. ed. São Paulo: Editora Clandestina, 2016. v. 1. 188p .

3.
TOLLE, Oliver. Fé e Saber, de HEGEL, G.W.F.. 2. ed. São Paulo: Hedra, 2010. v. 1. 176p .

4.
TOLLE, Oliver. Viagem de um alemão à Itália, de MORITZ, K.P.. 1. ed. São Paulo: Imprensa Oficial/ Humanitas, 2008. v. 1. 288p .

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
TOLLE, Oliver. Projetos e Perspectivas (resenhas). Jornal de Resenhas, São Paulo, p. 17 - 17.

Apresentações de Trabalho
1.
TOLLE, Oliver. Filosofia da arte e retórica, uma convivência difícil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
TOLLE, Oliver. História da Teoria da Arquitetura. São Paulo: Edusp, 2016. (Tradução/Livro).

2.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio . Cursos de Estética, Volume II. São Paulo: EDUSP, 2014. (Tradução/Livro).

3.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio . Cursos de Estética, Volume III. São Paulo: EDUSP, 2014. (Tradução/Livro).

4.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio . Cursos de Estética, Volume IV. São Paulo: EDUSP, 2014. (Tradução/Livro).

5.
TOLLE, Oliver. Monumento a Baumgarten, 2010. (Tradução/Artigo).

6.
DESCARTES, R. ; ANDRADE, E. ; TOLLE, Oliver . O Mundo ou Tratado da Luz. São Paulo: Hedra, 2008 (Preparação).

7.
LOCKE, J. ; BRITO, A. R. T. ; TOLLE, Oliver . Carta sobre a Tolerância. São Paulo: Hedra, 2007 (Revisão Técnica).

8.
MAQUIAVEL, N. ; MARTINS, J. A. ; AMBROSIO, R. ; TOLLE, Oliver . O Príncipe. São Paulo: Hedra, 2007 (Preparação).

9.
REINHARDT, K. ; TOLLE, Oliver . Sófocles. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2007. (Tradução/Livro).

10.
FERNANDES, A. ; COSTA, B. ; CAGLIARDI, C. ; MANTEGARI, F. ; SALLUM, J. ; TOLLE, Oliver ; VALLE, R. M. ; MUSSE, R. . Coleção Hedra. São Paulo: Hedra, 2006 (Membro do Corpo Editorial).

11.
GOETHE, J. W. V. ; TOLLE, Oliver . Os Sofrimentos do Jovem Werther. São Paulo, 2006. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

12.
GUMBRECHT, H. U. ; TOLLE, Oliver . Desconstrucionismo na América. Uma história com contornos marcantes. Vitória da Conquista: Departamento de Estudos Lingüísticos e Literários/ UESB, 2004. (Tradução/Artigo).

13.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio ; KNOLL, Victor . Cursos de Estética IV. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004. (Tradução/Livro).

14.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio ; KNOLL, Victor . Cursos de Estética III. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2002. (Tradução/Livro).

15.
HEGEL, G. W. F. ; WERLE, Marco Aurélio ; KNOLL, Victor ; TOLLE, Oliver . Cursos de Estética I. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2001 (Consultoria).

16.
TOLLE, Oliver; WERLE, Marco Aurélio ; KNOLL, Victor . Cursos de Estética II. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000. (Tradução/Livro).

17.
GOETHE, J. W. ; TOLLE, Oliver . Suplemento à Poética de Goethe. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 2000. (Tradução/Artigo).


Demais tipos de produção técnica
1.
TOLLE, Oliver. A Metafísica de A. G. Baumgarten. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PIAUI, William de Siqueira; DINUCCI, Aldo Lopes; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Húdson Kléber Palmeira Canuto. Leibniz: A origem dos franceses - Tradução, apresentação e comentários. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
RAMOS, JACQUELINE; TOLLE, Oliver; Sá, Fernando. Participação em banca de Kelly Cristina dos Santos. Artur Azevedo e o Teatro. 2016. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Sergipe.

3.
BEZERRA, Cicero Cunha; RAMOS, JACQUELINE; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Jossineide Maria de Souza. Mística e Cotidiano em Cacos para um Vitral de Adélia Prado. 2012. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal de Sergipe.

4.
AZEVEDO, E. de; LEITE DA SILVA, B.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Maria Eveline Ramalho Ribeiro. O brilho sensível do espírito absoluto: a arte em Hegel. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Paraíba.

5.
SUZUKI, Márcio; Mazzari, Marcus Vinícius; TOLLE, Oliver. Participação em banca de José Feres Sabino. Ensaios de Karl Philipp Moritz: linguagem, arte, filosofia (seleção, introdução e notas). 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
WERLE, Marco Aurélio; MARTIN, L. F. B.; SILVA, Arlenice Almeida; AMARAL, Ilana Viana; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Patrick de Oliveira Almeida. Humor Objetivo e Aparência Estética: uma Leitura sobre a Questão da Dissolução da Arte na Estética de Hegel. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
SUZUKI, Márcio; NASCIMENTO, L. F. S.; COHN, Danièle; DISSELKAMP, Martin; BUTTGEN, Philippe; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Mario Spezzapria. A linha metafísica do belo. Estética e antropologia em K.P. Moritz. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
WERLE, Marco Aurélio; SUZUKI, Márcio; NASCIMENTO, L. F. S.; Sussekind, Pedro; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Pedro Fernandés Galé. Winckelmann: uma história da arte entre a norma e a forma. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
TOLLE, Oliver; PIMENTA, Pedro Paulo; NASCIMENTO, L. F. S.; CACCIOLA, M. L. M. E. O.; HULSHOF, M.. Participação em banca de Isabel Coelho Fragelli. Natureza, história, poesia. A exposição simbólica da Bildung. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
SUZUKI, Márcio; KNOLL, Victor; WERLE, Marco Aurélio; PACHECO, Marília Batista Cota; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Phillip Wilhelm Keller. Estrutura da obra de arte na filosofia de Hegel. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
KNOLL, Victor; WERLE, Marco Aurélio; TOLLE, Oliver; MAMMI, Lorenzo; MARQUES FILHO, Luis César. Participação em banca de Rejane Maria Bernal Ventura. O Dialogo di pittura de Paolo Pino, o Dialogo della pittura, intitolato L'Aretino de Lodovico Dolce e a reflexão sobre a arte em Veneza no século XVI. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
LEOPOLDO E SILVA, Franklin; FORLIN, Eneias Junior; ANDRADE, Érico; MENNA, Sergio Hugo; TOLLE, Oliver. Participação em banca de William de Siqueira Piauí. Realidade do Ideal e substancialidade do mundo em Leibniz: percorrendo e sobrevoando o labirinto do contínuo. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
TOLLE, Oliver; CACCIOLA, M. L. M. E. O.; ROSA FILHO, S.. Participação em banca de Paulo Roberto Pinheiro da Silva. Kant e a passagem da Razão observante para o Espírito, na Fenomenologia do espírito de Hegel. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
WERLE, Marco Aurélio; MARTIN, L. F. B.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Patrick de Oliveira Almeida. Humor objetivo e aparência estética: uma leitura sobre a questão da dissolução da arte na Estética de Hegel. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
TOLLE, Oliver; KEINERT, M. C.; SAFATLE, V.. Participação em banca de Caio Cesar Cabral. Simondon e Dewey: o ato investigativo nas individuações biológica e psíquica. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
WERLE, Marco Aurélio; NASCIMENTO, L. F. S.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Pedro Fernandes Galé. Winckelmann: o poder descritivo como formação histórica. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
HUCHET, Stéphane; VELLOSO, R. C. L.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Júnia Cambraia Mortimer. Forma e função da história para a arquitetura: movimentos historiográficos e epistemológicos de uma disciplina moderna. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Arquitetura) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
PIMENTA, Pedro Paulo; NASCIMENTO, L. F. S.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Isabel Coelho Fragelli. A Bildung como tarefa infinita. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
SAES, S. F. A.; SALVIANO, J. O. S.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Mariana Lins Costa. Niilismo e Heroísmo: continuidades e rupturas entre Dostoiévsky e Nietzsche. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

8.
SUZUKI, Márcio; WERLE, Marco Aurélio; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Phillip Wilhelm Keller. Estrutura da Obra de Arte na Filosofia de Hegel. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CASTRO, R. J.; MENNA, Sergio Hugo; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Gustavo Almeida de Azevedo.Excurso Teórico e o Argumento da Sensatez. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
RAMOS, JACQUELINE; GOMES, C. M. S.; TOLLE, Oliver. Participação em banca de Kelly Cristina dos Santos.Artur Azevedo e o teatro do riso. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras) - Universidade Federal de Sergipe.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CAMPOS, Rogério G.; BARROS, João R. B.; TOLLE, Oliver. Concurso Professor Adjunto - Área de Ensino: Estética. 2016. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

2.
DURMAIER, A. T. M. C.; AMARAL, I. V.; TOLLE, Oliver. Concurso Professor Adjunto - Área de Ensino: Estética. 2014. Universidade Federal da Paraíba.

3.
SAYAO, S. C.; OLIVEIRA, R. R.; TOLLE, Oliver. Concurso Professor Adjunto - Área de Ensino: Filosofia Geral com ênfase em Estética. 2014. Universidade Federal de Pernambuco.

4.
HUCHET, Stéphane; GOIS BARROS, Francisca Argentina; TOLLE, Oliver. Concurso Professor Adjunto - Matéria de Ensino: Fundamentos de Ensino de Artes Visuais/ Curso de Artes Visuais. 2013. Universidade Federal de Sergipe.

5.
LIMA, M. J. S.; RAMOS, F. C.; TOLLE, Oliver. Concurso para Professor Assistente (Matéria Filosofia). 2012. Universidade Federal da Bahia.

6.
JUNGMANN, Rodrigo; BALIEIRO, MARCOS R.; TOLLE, Oliver. Professor Substituto de Introdução à Filosofia e Metodologia Científica. 2011. Universidade Federal de Sergipe.

7.
FERRAZ NETO, B. P. A.; Monzani, Luiz Roberto; SANTOS, Gislene Aparecida dos; MAAMARI, Adriana Mattar; TOLLE, Oliver. Concurso para Professor Doutor/ Núcleo Básico Comum (Ética e Cidadania). 2011. Universidade Estadual de Campinas.

8.
JUNGMANN, Rodrigo; BECKER, Evaldo; TOLLE, Oliver. Professor Substituto de Metodologia Científica e Introdução à Filosofia. 2010. Universidade Federal de Sergipe.

9.
SANTOS, David Lopes dos; PIAUI, William de Siqueira; TOLLE, Oliver. Professor Assistente. 2010. Universidade Federal de Alagoas.

10.
PERES, Daniel Tourinho; ITAPARICA, André Luís Mota; TOLLE, Oliver. Professor Assistente de Filosofia. 2009. Universidade Federal da Bahia.

11.
ANDRADE, E.; BRANDAO, A. R. P.; TOLLE, Oliver. Professor Assistente de Filosofia/ Produção do Conhecimento. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

12.
ANDRADE, Érico; BRANDAO, A. R. P.; TOLLE, Oliver. Professor Substituto de Filosofia/Produção do Conhecimento. 2007. Universidade Federal de Alagoas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio de Estética Moderna e Contemporânea. Mitologia e fantasia: a arte como ponto de união no jovem Hegel. 2017. (Congresso).

2.
I Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Século XVIII. A arte da retórica esclarecida. 2017. (Congresso).

3.
IV Congreso Internacional de Estudios Hegelianos. Arte e religião no jovem Hegel. 2016. (Congresso).

4.
Colóquio Filosofia e Literatura - Romantismo e Modernidade.A biografia e o romance psicológico - Herder, Moritz e a expressão da sensibilidade. 2015. (Seminário).

5.
Jornada Estética Moderna e Estética Contemporânea.A faculdade de julgar em Baumgarten e Herder. 2015. (Simpósio).

6.
VIII Colóquio Nacional de Filosofia da História. Hegel e a ideia de ascetismo social. 2015. (Congresso).

7.
Encuentro Hispano-Português de Estética. Filosofia da arte e retórica, uma convivência difícil. 2014. (Congresso).

8.
Religião, Política e Arte: alguns recortes acerca do contexto histórico filosófico germânico dos séculos XIX e XX. Os escritos juvenis e a filosofia da religião de Hegel. 2012. (Congresso).

9.
III Colóquio de Filosofia das Luzes Britânicas.O Livro da Alma. 2011. (Outra).

10.
II Mini-Symposium de estudos em Estética: O belo artístico em Hegel.Arte e religião no jovem Hegel. 2011. (Simpósio).

11.
Congresso Internacional Habermas 80 Anos. Habermas leitor de Hegel. 2009. (Congresso).

12.
Figuras do Filósofo.Baumgarten. 2009. (Outra).

13.
I Congresso Internacional da Associação Goethe do Brasil. Estranho Destino: sensibilidade em Herder e Goethe. 2009. (Congresso).

14.
I Congresso Internacional Feuerbach. Hegel de ponta-cabeça: religião e sociedade na Fenomenologia do Espírito. 2009. (Congresso).

15.
IX Semana de Filosofia: Verdade, Belo e Bom.A Recepção da Estética de Baumgarten. 2009. (Outra).

16.
Seminário de Patrimônio Cultural.A Sobrevida da História da Arte. 2009. (Seminário).

17.
VI Encontro Interinstitucional de Filosofia UFPE UFRN UFPB.Mini-Curso: Os Limites da Filosofia da Subjetividade no Jovem Hegel. 2008. (Encontro).

18.
II Semana de Filosofia: História e Linguagem.Mini-Curso: O Fim da Arte na Estética de Hegel. 2007. (Outra).

19.
II Semana de Filosofia: História e Linguagem.A Ciência da Arte no Idealismo Alemão. 2007. (Outra).

20.
Seminário de Estudos Leibniz.Contemplação e Sabedoria. 2006. (Seminário).

21.
Congresso da Sociedade Hegel Brasileira. A Gênese do Conceito de Símbolo em Hegel. 2003. (Congresso).

22.
Jornada Leibniziana.Leibniz Precursor de Baumgarten. 2003. (Encontro).

23.
VII Encontro de Pesquisa em Filosofia na Graduação.Coordenação de Mesa. 2003. (Encontro).

24.
X Encontro Nacional de Filosofia.A Arquitetura como Obra de Arte Simbólica. 2002. (Encontro).

25.
IX Encontro Nacional de Filosofia.A Arte de Construir e a Arte da Palavra na Estética Hegeliana. 2000. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Rosana de Oliveira. Da natureza exterior ao espaço interior. Arquitetura e espaço nos Cursos de Estética de Hegel. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Guilherme da Silva Cunha. A poética como expressão estética em Nietzsche. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Gustavo Henrique dos Santos Guimarães. A estética do significado na filosofia da arte de Arthur C. Danto. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

4.
Ubiratane de Morais Rodrigues. A estética utópica do Princípio Esperança de Ernst Bloch. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA. (Orientador).

5.
Juliana Ferraci Martone. Realismo e não-filosofia em F. H. Jacobi. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

6.
Sílvio Moreira Barbosa Júnior. A irredutibilidade da arte. Início: 2008. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Gustavo Henrique dos Santos Guimarães. Da obra ao conceito: a narrativa da desmaterialização da arte em Arthur Danto. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, . Orientador: Oliver Tolle.

2.
Max Batista Vieira. Hegel: a abstração e seus desdobramentos. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Oliver Tolle.

3.
Washington Santos Oliveira. Hegel e a Arquitetura. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, . Orientador: Oliver Tolle.

Iniciação científica
1.
Paula Fernanda Auday Santos Moreira. Estabelecimento dos conceitos de Representação e Simbolismo na leitura de Antígona de Sófocles. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Coordenação de Pesquisa da Univesidade Federal de Sergipe. Orientador: Oliver Tolle.

2.
José Domingos Angelo Santos. Entre logos e pathos: por uma retórica aplicada. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Letras) - Universidade Federal de Sergipe, Coordenação de Pesquisa da Univesidade Federal de Sergipe. Orientador: Oliver Tolle.

Orientações de outra natureza
1.
David Vilermano Bispo dos Santos. Preparação para o Ensino de Filosofia no Segundo Grau. 2011. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Oliver Tolle.

2.
Paula Fernanda Auday Santos Moreira. Filosofia no Ensino Medio. 2011. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Oliver Tolle.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
TOLLE, Oliver2017TOLLE, Oliver. Fábula e Invenção. A PALO SECO: ESCRITOS DE FILOSOFIA E LITERATURA, v. 10, p. 73-78, 2017.


Cursos de curta duração ministrados
1.
TOLLE, Oliver. A Metafísica de A. G. Baumgarten. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 4:57:41