Marisa Dalbosco

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8928703562191096
  • Última atualização do currículo em 15/02/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Passo Fundo (1997) e mestrado em Agronomia pela mesma instituição (2000). Atualmente é fitopatologista responsável e coordenadora técnica no Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marisa Dalbosco
Nome em citações bibliográficas
DALBOSCO, M.

Endereço


Endereço Profissional
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria.
Avenida Ipiranga, 7464, conj. 1202
Jardim Botânico
91530000 - Porto Alegre, RS - Brasil
Telefone: (51) 21316262


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2000
Mestrado em Agronomia.
Universidade de Passo Fundo, UPF, Brasil.
Título: Efeito do vírus do mosaico do trigo em cereais de inverno e gramíneas de verão, em sucessão,Ano de Obtenção: 2000.
Orientador: Jurema Schons.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Vírus do mosaico do trigo; Polymyxa graminis.
Grande área: Ciências Agrárias
1993 - 1997
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade de Passo Fundo, UPF, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Curso de 14 Ferramentas da Qualidade. (Carga horária: 8h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2017 - 2017
Novos Requisitos e as Mudanças Previstas na NBR ISO/IEC 17025. (Carga horária: 8h).
Conformità Avaliação da Conformidade, CAC, Brasil.
2017 - 2017
Validação de Métodos Biológicos. (Carga horária: 28h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2017 - 2017
Validação de Métodos Biológicos. (Carga horária: 28h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2016 - 2016
Validação de Métodos Qualitativos. (Carga horária: 16h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2016 - 2016
Identificação de Sementes de Plantas Invasoras. (Carga horária: 15h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2016 - 2016
Auditoria Interna de Sistemas de Gestão de Qualidade. (Carga horária: 16h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2016 - 2016
Feedback Corporativo como Ferramenta de Gestão. (Carga horária: 8h).
Missel Capacitação Empresarial, MCE, Brasil.
2015 - 2015
Limpeza e Conservação de Liquid Handling. (Carga horária: 1h).
Pró-Análise Experience, PAE, Brasil.
2013 - 2013
Controle de Qualidade de Produtos Biológicos a Base de Bacilos.
CHR Hansen Indústria e Comércio, CHR HANSEN, Brasil.
2013 - 2013
Validação de Ensaios Microbiológicos. (Carga horária: 16h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2013 - 2013
Boas Práticas de Pipetagem. (Carga horária: 2h).
Mettler Toledo, MT, Brasil.
2013 - 2013
Análise Crítica de Certificados de Calibração. (Carga horária: 5h).
Certificar Engenharia, CE, Brasil.
2012 - 2012
Treinamento Básico em Microscopia. (Carga horária: 3h).
Opti Tec Aparelhos Ópticos Médicos e Científicos Ltda., OT, Brasil.
2012 - 2012
Atitudes Geradoras de Motivação e Produtividade no Trabalho. (Carga horária: 2h).
Centro de Integração Empresa Escola do RS, CIEE - RS, Brasil.
2012 - 2012
Tropical Fusarium Workshop 2012. (Carga horária: 32h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
2012 - 2012
Desenvolvendo Competências e Habilidades. (Carga horária: 2h).
SIN Brasil, SIN, Brasil.
2012 - 2012
Estatística Aplicada à Incerteza de Medição. (Carga horária: 16h).
Associação Rede de Metrologia e Ensaios do Rio Grande do Sul, REDE METROLOGICA, Brasil.
2012 - 2012
Técnicas Básicas de Biologia Molecular. (Carga horária: 9h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2012 - 2012
Health Plant Services for Farmers.
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2012 - 2012
Atendimento com Qualidade. (Carga horária: 2h).
Centro de Integração Empresa Escola do RS, CIEE - RS, Brasil.
2012 - 2012
Avaliação da Qualidade de Produtos à Base de Trichoderma. (Carga horária: 24h).
Embrapa Meio Ambiente, EMBRAPA, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em Análise de Sanidade em Sementes. (Carga horária: 80h).
Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz, FEALQ, Brasil.
2011 - 2011
Utilização e Aplicação do Equipamento Rotor-Gene Q. (Carga horária: 8h).
Qiagen, QIAGEN, Brasil.
2009 - 2009
Agdia Products and Services, Troubleshooting, and Technical Support.
Agdia, Inc., AGDIA, Brasil.
2009 - 2009
Diagnose de Vírus em Materiais Vegetais. (Carga horária: 16h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2009 - 2009
Taxonomia de Fusarium spp.. (Carga horária: 32h).
Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, EMBRAPA, Brasil.
2009 - 2009
Método para Aval. da Concentração de Propágulos Viáveis de Trichoderma spp.. (Carga horária: 2h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2009 - 2009
Proc. de Amostras de Solo, Raízes e Sementes para Detec. de Fitonematóides. (Carga horária: 20h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2009 - 2009
Interpretação e Aplicação dos Requisitos da ABNT NBR ISO/IEC 17025:005. (Carga horária: 24h).
Certificar Gestão Empresarial, CGE, Brasil.
2008 - 2008
Tropical Fusarium Workshop 2008. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
2008 - 2008
Métodos Moleculares de Detecção de Fitopatógenos. (Carga horária: 20h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2008 - 2008
Triagem de Ácaros Fitófagos. (Carga horária: 4h).
Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
2008 - 2008
Técnicas de Diagnóstico do Huanglongbing. (Carga horária: 8h).
Fundo de Defesa da Citricultura, FUNDECITRUS, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Fundamentos de Imunobiologia. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2001 - 2001
O Uso da Biologia Molecular na Sistemática de Plantas. (Carga horária: 20h).
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação de Apoio à Universidade Federal do Rio Grande do Sul, FAURGS, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Laboratorista, Enquadramento Funcional: Laboratorista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

05/2002 - 06/2006
Serviços técnicos especializados , Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande do Sul, .

Serviço realizado
Diagnóstico fitossanitário.

Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, FEPAGRO, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Laboratorista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

11/2000 - 12/2001
Serviços técnicos especializados , Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, .

Serviço realizado
Microbiologia.

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40
Outras informações
Laboratório de Bioquímica de Microrganismos e Plantas

Atividades

09/2000 - 11/2000
Estágios , Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, .

Estágio realizado
Microbiologia.

Universidade de Passo Fundo, UPF, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Atividades

08/2005 - 07/2007
Estágios , Universidade de Passo Fundo, .

Estágio realizado
Biotecnologia vegetal.

Agronômica Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário e Consultoria, AGRO, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Fitopatologista, resp. e coord. técnica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Fitopatologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Defesa Fitossanitária.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade/Especialidade: Microbiologia Agrícola.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DALBOSCO, M.2004DALBOSCO, M.; TASSA, S. O. M. ; DUARTE, V. . Ocorrência de podridão negra, causada por Chalara elegans, em raízes de cenoura no Rio Grande do Sul.. Fitopatologia Brasileira, v. 29, p. 336, 2004.

2.
DALBOSCO, M.2002DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, A. P. ; CECCHETTI, D. . Efeito do vírus do mosaico do trigo sobre o rendimento de trigo e triticale. Fitopatologia Brasileira, v. 22, p. 53-58, 2002.

3.
DALBOSCO, M.2002DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, A. P. . Incidência e índice de doença do mosaico do trigo em cereais de inverno e em gramíneas de verão, associados ao Polymyxa graminis.. Fitopatologia Brasileira, v. 27, p. 48-52, 2002.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, Ariano Prestes . Incidência e severidade do vírus do mosaico do trigo em cereais de inverno. In: Congresso Brasileiro de Fitopatologia, 1999, Curitiba. Revista Brasileira de Fitopatologia. Fortaleza: Sociedade Brasileira de Fitopatologia, 1999. v. 24. p. 359.

Apresentações de Trabalho
1.
FINGER, M. I. F. ; DUARTE, V. ; DALBOSCO, M. . Identificação de Phakopsora meibomiae em lablab.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
DALBOSCO, M.; PORTO, M. D. M. ; DUARTE, V. . Primeiro registro da ocorrência de amarelo em cinamomo no Brasil.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
DUARTE, V. ; DALBOSCO, M. ; TASSA, S. O. M. . Ocorrência de crestamento bacteriano, causado por Xanthomonas hortorum pv. pelargonii, em gerânio no Estado do Rio Grande do Sul.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
DALBOSCO, M.; DUARTE, V. ; COLODEL, S. O. M. T. . Ocorrência de Chalara elegans em raízes de cenoura no Rio Grande do Sul.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
DUARTE, V. ; DALBOSCO, M. ; TASSA, S. O. M. . Identificação de isolados de Ralstonia solanacearum provenientes de plantas de fumo da Bahia e do Rio Grande do Sul.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, A. P. . Incidência e índice de doença do vírus do mosaico do trigo em cereais de inverno e gramíneas de verão em sucessão associado com o fungo Polymyxa graminis.. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, A. P. . Efeito do vírus do mosaico do trigo em cultivares de trigo e triticale. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
SCHONS, J. ; DALBOSCO, M. ; PANISSON, E. ; BOLLER, W. ; SOUZA, R. . Danos causados pelo Barley yellow dwarf virus em trigo. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
SCHONS, J. ; DALBOSCO, M. . Effects of SBWMV on the levels of protein and the activity of peroxidase in wheat.. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
SCHONS, J. ; DALBOSCO, M. . Identificação de estirpes de vírus do nanismo amarelo da cevada. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
DALBOSCO, M.; SCHONS, J. ; PRESTES, A. P. . Incidência e Severidade do Vírus do Mosaico do Trigo em Cereais de Inverno. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
DALBOSCO, M.; BOHRER, S. ; AUGUSTIN, L. ; GRANDO, M. F. ; SUZIN, M. . Aclimatização de mudas de morango micropropagadas através de cultura de meristemas. 1997. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
DALBOSCO, M.; BOHRER, S. ; GRANDO, M. F. ; AUGUSTIN, L. ; SUZIN, M. . Produção de mudas de morango livre de vírus através da cultura de meristemas in vitro. 1996. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARBONARI, J. J. ; OLOVATE, P. C. C. ; GRASSELLI, V. ; DUARTE, V. ; TELO, P. S. ; GONCALVES, D. ; SIQUEIRA, K. M. S. ; OLIVEIRA, M. F. ; DALBOSCO, M. ; FERREIRA, P. S. C. . Curso de Certificação Fitossanitária de Origem (CFO) para Pragas de Milho e Soja - Exigências de Países Importadores do Brasil. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Interceptação de Candidatus Liberibacter solanacearum em sementes de cenoura, salsa e tomate importadas. 2017. (Congresso).

2.
50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia. First report of Bipolaris micropus, Curvularia geniculata, Epicoccum sorghinum, and Fusarium incarnatum on Paspalum guenoarum seeds in Rio Grande do Sul, Brasil. 2017. (Congresso).

3.
50º Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Optimization of a qPCR protocol for detection of Stenocarpella macrospora and S. maydis in corn seeds. 2017. (Congresso).

4.
49º Congresso Brasileiro de Fitopatologia. 2016. (Congresso).

5.
44º Congresso Brasileiro de Fitopatologia. 2011. (Congresso).

6.
II Semana de Estudos em Biotecnologia, Engenharia em Energia e Tecnologia em Automação Industrial.Influência do tempo de permanência de sementes de arroz em solução tampão fosfato no isolamento de Xanthomonas sp. 2011. (Outra).

7.
62ª Reunião Anual da SBPC.Perfil de estirpes de Xanthomonas isoladas de sementes de arroz produzidas no Brasil. 2010. (Outra).

8.
I Seminário sobre Gramados: Técnicas e Inovações. 2007. (Seminário).

9.
9° Simpósio Brasileiro de Patologia de Sementes. 2006. (Simpósio).

10.
XXXVIII Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Primeiro registro da ocorrência de amarelo em cinamomo no Brasil. 2005. (Congresso).

11.
10° Encontro Nacional de Virologia e 2º Encontro de Virologia do Mercosul. 1999. (Encontro).

12.
Congresso Brasileiro de Fitopatologia. Incidência e severidade do vírus do mosaico do trigo em cereais de inverno. 1999. (Congresso).

13.
X Reunião Estadual de Biotecnologia Vegetal, da I Reunião REDBIO Brasil ? Zona Sul e da I Reunião de Coordenadores da REDBIO Brasil,. 1999. (Outra).

14.
XVIII Reunião Nacional de Pesquisa de Trigo. 1999. (Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/11/2018 às 4:41:54