Erica Giesbrecht

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2062332425067431
  • Última atualização do currículo em 29/11/2017


Pesquisadora favorável ao restabelecimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, inconformada com o sucateamento dos Ministérios da Educação e da Cultura e ansiosa pelo retorno à normalidade democrática no Brasil. Possui graduação em Ciências Sociais (1999), mestrado em Antropologia Social (2002) e doutorado em Música pela Universidade Estadual de Campinas (2011), com estágio no exterior em Etnomusicologia na Queen's University-Belfast (2009). Concluiu em 2016 seu Pós Doutorado em Antropologia Social na Universidade de São Paulo, com estágio no exterior em antropologia Visual (BEPE - FAPESP) na Paris Ouest - Nanterre (2016). Desde 2010 é professora colaboradora da Pós Graduação em Música da Universidade Estadual de Campinas, lecionando Etnomusicologia. A experiência docente se complementa com cursos ministrados na Graduação em Música e em Artes da Unicamp (estágios docentes - 2008, 2010) e com tutoria virtual no curso de Educação Musical da Universidade Federal de São Carlos (2012). Tem experiência, publicações e projetos nas áreas de Etnomusicologia, Antropologia Visual e Antropologia da Performance atuando principalmente nos seguintes temas: antropologia do som, repertórios afro-brasileiros, culturas expressivas, corpo, memória e performance. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Erica Giesbrecht
Nome em citações bibliográficas
GIESBRECHT, E.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes.
R. Elis Regina, 50
Barão Geraldo
13085570 - Campinas, SP - Brasil
Telefone: (019) 37887195


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2011
Doutorado em Música.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Queens University of Belfast (Orientador: Suzel Ana Reily).
Título: Urucungos, Puítas e Quigêngues, um estudo etnomusicológico sobre cultura popular, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Lenita W. Mendes Nogueira.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Música; Cultura Popular; Etnomusicologia; Identificação.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Outros Setores.
2000 - 2002
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Fiéis em Fuga? A nova Configuração da Igreja PResbiteriana do Brasil,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: José Luiz dos Santos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Presbiterianismo; Presbiterianos.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros Setores.
1995 - 1999
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Igreja Presbiteriana de Campinas: um estudo sobre valores e socialização.
Orientador: Eliezer Rizzo e Oliveira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2016
Pós-Doutorado.
Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP, FFLCH - USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Formação Complementar


2013 - 2013
Séminaire Anthropologie visuelle et Hypermédia. (Carga horária: 40h).
Musée du quai Branly, MQB, França.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Tutor Virtual, Carga horária: 20


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor/ Pós-doutor em Pós-Graduação, Carga horária: 8
Outras informações
Como parte de meu pós-doutorado, lecionei a disciplina Antropologia do Som no programa de pós-graduação em Antropologia Social da FFLCH - USP

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor participante, Carga horária: 4
Outras informações
Professora participante na disciplina Antropologia do Som, ministrada no programa de Pós-graduação em Música da Universidade Estadual de Campinas

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: PED, Carga horária: 2
Outras informações
DISCIPLINA: HISTÓRIA DA MÚSICA DO BRASIL Professora pelo Programa de Estágio Docente ? Categoria C: parcialmente responsável. Carga horária: 2, Regime: Parcial

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Programa de Estágio docente, Enquadramento Funcional: Estágio Voluntário de atividade docente, Carga horária: 2


Queens University Belfast, QUB, Irlanda do Norte.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado, Carga horária: 30
Outras informações
Resumo de atividades desenvoltidas: 1) reunioes semanais com minha orientadora, Suzel Ana Reily, para discussao do andamento do projeto de pesquisa; 2) participacao como ouvinte no modulo 'Antopologia da Musica', ministrado pelas professoras Marina Roseman e Suzel Reily; 3) participacao no seminario dos alunos de pos-graduacao (liderado por F Magowan); 4) participacao no seminario departamental (dirigido por F Magowan e S Reily); 5) co-organizacao e co-direcao (com S Reily) de uma serie de oficinas de dancas afro-brasileiras com alunos de graduacao no programa de etnomusicologia. Estas oficinas fizeram parte integral de uma pesquisa experimental, voltada aa analise do impacto cognitivo, corporal e intelectual da experiencia musical pratica. Ensaios fotograficos e videos tanto das oficinas quanto do concerto final no qual o resultado deste trabalho foi apresentado, ja se encontram disponiveis.


Instituto de Artes - Unicamp, IA - UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 30



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
O Musicar Local ? novas trilhas para a etnomusicologia
Descrição: O Projeto Temático visa investigar como o musicar constrói a localidade e como é construído por ela. Ao dar foco à localidade da atividade musical, pretende-se chamar atenção para o papel da música na articulação deste contexto, independentemente da origem do estilo em questão. Localidades são contextos dinâmicos; são pontos de encontros contínuos entre pessoas, ideias, práticas, tecnologias, objetos que vão convergindo no local ao longo do tempo. A especificidade da localidade deriva de suas relações com outras localidades, mais do que com o seu isolamento. Busca-se, aqui, documentar como o engajamento musical se articula com as interações sociais que ocorrem durante o musicar, sejam os participantes amadores ou profissionais. O projeto, portanto, volta-se para a investigação da relação entre música e localidade a partir das práticas das pessoas envolvidas no musicar..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (6) Doutorado: (4) .

Integrantes: Erica Giesbrecht - Integrante / REILY, Suzel Ana - Coordenador / Rose S. G. Hikiji - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Antropologia do Som
Descrição: Reunindo pesquisadores e alunos interessados em orientação, e criando um espaço para debates teóricos relacionados à etnomusicologia, o Grupo de Pesquisa Antropologia do Som vem se constituindo como um fórum de interlocução, viabilizando discussões profícuas sobre uma antropologia da música e das dimensões sonoras das vidas humanas. Tais discussões se revertem para o trabalho de cada um e reflexivamente reconstroem orientações teórico-metodológicas em grupo. Concentram-se assim interesses diversos, como performance, educação musical, efeitos sonoros, identidades elaboradas musicalmente, estética da escuta, apreciação musical, história, antropologia e sociologia da música, dentre outras temáticas. Como propostas iniciais, além de reuniões fechadas de trabalho, o grupo se propõe à criação de um site, como forma de acessibilidade a seu fórum, e posteriormente pretende organizar seminários mensais abertos a toda a comunidade acadêmica e um periódico eletrônico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (4) .

Integrantes: Erica Giesbrecht - Coordenador / Lenita Waldige Mendes Nogueira - Integrante.


Projetos de extensão


2011 - 2012
Itinerários do Saber Musical
Descrição: Com apoio da Pró-Reitoria de Extensão e do Instituto de Artes da Unicamp, da Casa de Cultura Fazenda Roseira e da Casa de Cultura Tainã, o projeto Itinerários do Saber Musical propõe uma via de mão dupla de troca de saberes entre músicos inseridos no espaço acadêmico e músicos de grupos de cultura popular. Os primeiros dominam a linguagem escrita dentre outras habilidades que os legitimam enquanto ?músicos?. Já os últimos experimentam formas diversificadas de saber musical, perpetuáveis no tempo e transmitidas por gerações por meios educativos não convencionais de um ponto de vista estritamente escolástico. Atualmente, um educador musical tem ministrado aulas semanais de musicalização nas Casas de Cultura Tainã e Roseira, não com o intuito de ensinar música, visto que os alunos já são músicos, mas de compatilhar uma linguagem que muitas vezes simboliza um diferencial de status e poder social. Ao mesmo tempo, os músicos destas e de outras comunidades populares têm oferecido oficinas no Instituto de Artes mensalmente, explorando sensações, emoções e relações entre música e corpo. Ambos os lados têm ensinado um ao outro, explorando um caminho em busca da troca de saberes e da valorização da diversidade cultural. Favorecendo este projeto vemos numa ponta o desejo explícito dos músicos de grupos populares em aprender uma linguagem que lhes é praticamente inacessível e na outra, um panorama acadêmico cada vez mais aberto a novas formas de conhecimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .

Integrantes: Erica Giesbrecht - Coordenador / Lenita Waldige Mendes Nogueira - Integrante / Vilmar Sartori - Integrante / Jairo Perin - Integrante.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: GIS - Gesto, Imagem e Som - Revista de Antropologia


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Anthropology & Aging Quarterly
2014 - Atual
Periódico: Revista Mediações (UEL)
2015 - Atual
Periódico: Primeiros Estudos - Revista de Graduação em Ciências Sociais


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Melhor Documentário. "Baile para Matar Saudades", Campinas, 70 min., FIFER - Festival de Filme Etnográfico do Recife.
2011
Promoção Da Continuidade Das Culturas Tradicionais no Estado De São Paulo, Secratria do Estado da Cultura.
2011
Santander Awards - Incoming Student from Iberoamerica, Queens University Belfast.
2007
Pesquisa em Cultura, FICC - Fundo de Investimento Cultural de Campinas.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GIESBRECHT, E.2016GIESBRECHT, E.. Apresentação: Quarenta anos de etnomusicologia e comunicação visual. GIS - Gesto, Imagem e Som - Revista de Antropologia, v. 1, p. 239-241, 2016.

2.
GIESBRECHT, E.2015GIESBRECHT, E.. Entre os limites da pele negra: respostas corporizadas aos temores da essencialização. Cadernos de Arte e Antropologia, v. 4, p. 125-140, 2015.

3.
GIESBRECHT, E.2014GIESBRECHT, E.. Jongos, Batuques e Sambas de Bumbo: Dançando a memória negra de Campinas. Música & Cultura (Salvador. Online), v. 9, p. 1, 2014.

4.
GIESBRECHT, E.2013GIESBRECHT, E.; SOUSA, C. D. . ?Não há música sem dimensão política?: conversa com Suzel Reily sobre música, etnomusicologia e os estudos acerca da cultura popular brasileira. PROA: Revista de Antropologia e Arte, v. 1, p. 1, 2013.

5.
GIESBRECHT, E.2012GIESBRECHT, E.. Sambas de Bumbo em Campinas: uma reflexão sobre corpo, performance e memória social. PROA: Revista de Antropologia e Arte, v. 1, p. 1-33, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GIESBRECHT, E.. A Memória em Negro - Sambas de Bumbo, Bailes Negros e Carnavais construindo a comunidade negra de Campinas.. 1. ed. Campinas: Pontes Editores, 2011. v. 1000. 184p .

Capítulos de livros publicados
1.
GIESBRECHT, E.. It gets better when the people come to dance!?": The role of participatory music in the black community of Campinas. In: Suzel A. Reily, Katherine Brucher. (Org.). The Routledge Companion to the Study of Local Musicking. 1ed.: , 2017, v. , p. 1-.

2.
GIESBRECHT, E.. Música participativa e saberes inclusivos: considerações sobre as performances populares ou tradicionais.. De experiências e aprendizados: educação não formal, música e cultura popular. 1ed.São Carlos: EdUfscar, 2013, v. 1, p. 85-96.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GIESBRECHT, E.; REIS, Estevão Amaro ; Vilmar Sartori ; NOGUEIRA, L. W. M. . Comunidades Musicais Tradicionais no Contexto Contemporâneo: recriações de valores, autenticidades e formas estéticas. In: XXII Congresso da ANPPOM, 2012, João Pessoa. Anais do XXII Congresso da ANPPOM, 2012.

2.
GIESBRECHT, E.; NOGUEIRA, L. W. M. . Música de Preto. In: VI Enecult, 2008, Salvador. Anais/ CD Rom, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
GIESBRECHT, E.. O Corpo como Espaço de Inscrição e Inscritor da Memória. In: XX ANPPOM ,, 2010, Florianópolis. Anais da Anppom, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GIESBRECHT, E.. Bailando la memoria negra: la performance de sambas de bumbo, jongos e otros ritmos por grupos culturales de la actualidad en el interior de São Paulo- Brasil. In: VII CONGRESO CHILENO DE MUSICOLOGÍA, 2013, Concepcion. CADERNOS DO VII CONGRESO CHILENO DE MUSICOLOGÍA, 2013.

2.
GIESBRECHT, E.. O Passado Negro: a incorporação da memória negra da cidade de Campinas através de performances de legados musicais. In: Performa 11, 2011, Aveiro. Livro de Anais do Performa 11, 2011. v. 1.

3.
GIESBRECHT, E.. Axé! Corpos e Música na Performance de Legados Expressivos Afro-brasileiros. In: V Enabet ? Encontro da Associação Brasileira de Etnomusicologia, 2011, Belém. Revista dos Anais do V Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia-ABET, 2011. p. 178-188.

4.
GIESBRECHT, E.. Do oral à transcrição: tensões entre discursos de autenticidade num caso de documentação de repertório afro-brasileiro. In: 54th Annual Meeting of the Society for Ethnomusicology, 2009, Cidade do México. 54th Annual Meeting of the Society for Ethnomusicology Abstract Book, 2009. v. 1. p. 51-51.

5.
GIESBRECHT, E.. Êêêêêêêêê...Boi!!!! - Uma análise da canção como elemento narrativo na dramaturgia popular. In: X Congresso Luso-Afro-BRasileiro de Ciencias Sociais, 2009, Braga. Anais do X Congresso Luso-Afro-BRasileiro de Ciencias Sociais, 2009.

6.
GIESBRECHT, E.. 30 Anos de Pró Música: ideais e desafios iniciais de uma instituição.. In: V Seminário ?MEMÓRIA, CIÊNCIA e ARTE?, 2007, Campinas. Caderno de Resumos do V Seminário MEMÓRIA, CIÊNCIA e ARTE, 2007.

Artigos aceitos para publicação
1.
GIESBRECHT, E.. ?Baile pra matar saudades. Antropologia, música e vídeo como meios de memória e expressão?. Revista de Antropologia (São Paulo), 2018.

2.
GIESBRECHT, E.; REILY, Suzel Ana . Rehearsing Memory: The Bumba meu Boi and Urucungos in Campinas. The World of Music (Wilhelmshaven), 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
GIESBRECHT, E.. ?Popular dances and Social Practices in Contemporary Brazil?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
GIESBRECHT, E.. ?Música para Curar e Nutrir? - comunicação em texto o vídeo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
GIESBRECHT, E.. Pra lá da Anhanguera? também tem cultura: música afro-brasileira e sustentabilidade nas periferias de Campinas - SP.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
GIESBRECHT, E.. Bailando la Memória Negra. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
GIESBRECHT, E.. Música popular e Corporalidade. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
GIESBRECHT, E.. Experience, Memory and Youtube: the reenactment of long life stories though video and performance.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
GIESBRECHT, E.. O Tradicional nunca esteve tão moderno: hibridismos e (re)tradicionalizações nas novas comunidades tradicionais.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
GIESBRECHT, E.. ?Itinerários do Saber Musical: uma troca de saberes entre educadores de música'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
GIESBRECHT, E.. ?Bumba meu Boi and the Arts of Resistence?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
GIESBRECHT, E.. O corpo como espaço de inscrição e inscritor da memória social. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
GIESBRECHT, E.. Do oral à transcrição: tensões entre discursos de autenticidade num caso de documentação de repertório afro-brasileiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
GIESBRECHT, E.. Êêêêêêêêê...Boi!!!! - Uma análise da canção como elemento narrativo na dramaturgia popular. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
GIESBRECHT, E.; NOGUEIRA, L. W. M. . ?MÚSICA DE PRETO? Contribuições de Geertz e Adorno para uma análise da música de grupos de Cultura Popular em Campinas.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
GIESBRECHT, E.. 30 Anos de Pró Música: ideais e desafios iniciais de uma instituição particular de ensino de música em Campinas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
GIESBRECHT, E.. Antropologia e Comunicação Visual. São Paulo: Gis - Gesto, Imagem, Som - Revista de Antropologia, 2016. (Tradução/Artigo).

2.
Assano, Cristhiane ; GIESBRECHT, E. . The Street Cries of Down Town Niteroi: Speech, Song or Shout. Routledge, 2012. (Tradução/Artigo).

3.
GIESBRECHT, E.. Modern and Popular Dances in Brazil. Farmington Hills, Michigan, US: Gale Publishers, 2011 (Capítulo em Enciclpodia Digital).

4.
GIESBRECHT, E.. Folk and Traditional Dances in Brazil. Farmington Hills, Michigan, US: Gale Publishers, 2011 (Capítulo em Enciclpodia Digital).

5.
GIESBRECHT, E.; NOGUEIRA, L. W. M. . O Passado Negro: a incorporação da memória negra da cidade de Campinas através de performances de legados musicais.. Campinas: Unicamp, 2011 (Tese de Doutorado).

6.
GIESBRECHT, E.. A Estética dos outros. Revista Proa - Revista de Antropologia e Arte, 2010. (Tradução/Artigo).

7.
GIESBRECHT, E.. Registro do repertório oral do grupo de cultura afro-brasileira Urucungos, Puítas e Quijêngues, 2007. (Partitura Musical/Outro).

8.
GIESBRECHT, E.; SANTOS, J. L. . Fiéis em Fuga? A nova configuração da Igreja Presbiteriana de Campinas. Campinas: Editora da Unicamp, 2002 (Tese de Mestrado).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
GIESBRECHT, E.. Parecer técnico para a Secretaria do Estado da Cultura do Distrito Federal. Seleção para o Fundo de Apoio à Cultura (FAC). Modalidade: Cultura Popular.. 2017.

2.
GIESBRECHT, E.. Parecer técnico para a Secretaria do Estado da Cultura do Distrito Federal. Seleção para o Fundo de Apoio à Cultura (FAC). Modalidades: Patrimônio Histórico e Artístico material e imaterial; Música, Ópera e Musicais; Dança.. 2011.

Trabalhos técnicos
1.
GIESBRECHT, E.. Parecer técnico para a Secretaria do Estado da Cultura do Distrito Federal Modalidades: Patrimônio Histórico e Artístico material e imaterial; Música, Ópera e Musicais; Dança. 2011.


Demais tipos de produção técnica
1.
MARSHALL, A. ; GIESBRECHT, E. . Mulheres Negras no Caribe proferida pela professora Annecka Marshall - The University of the West Indies at Mona, Jamaica.. 2010. (Interpretação de Palestra na Língua Inglesa).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
GIESBRECHT, E.; ANTONIA, R. ; ESTEVAM, A. J. . Oficina de danças Afro-Brassileiras. 2011. Coreográfica.

2.
GIESBRECHT, E.; QUIJENGUES, G. U. P. E. ; REILY, Suzel Ana . Apresentação de Bumba meu Boi.. 2011. Coreográfica.

3.
GIESBRECHT, E.; ANTONIA, R. ; ESTEVAM, A. J. ; RODRIGUES, N. S. ; REILY, Suzel Ana . Oficinas de Jongo do sudeste. 2011. Coreográfica.

4.
GIESBRECHT, E.; QUIJENGUES, G. U. P. E. . Oficina de Danças Afro-brasileiras. 2009. Coreográfica.

5.
GIESBRECHT, E.; REILY, Suzel Ana . Oficina de Danças Afro-brasileiras.Queen?s University - Belfast.. 2009. Coreográfica.

Música
1.
GIESBRECHT, E.. Registro do Repertório do Grupo de Teatro e danças Populares Urucungos Puítas e Quijêngues. 2007. Arranjo.

Artes Visuais
1.
GIESBRECHT, E.. Marcha Zumbi dos Palmares - 2016. 2016. Vídeo.

2.
GIESBRECHT, E.. Música para Curar e Nutrir. 2015. Vídeo.

3.
GIESBRECHT, E.. Baile pra Matar Saudades. 2015. Vídeo.

4.
GIESBRECHT, E.; RAMPAZZO, M. ; PIMENTA, V. A. ; Robson Bomfim Sampaio . Exposição - O passado Negro. 2011. Fotografia.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
GOLDEMBERG, R.; GIESBRECHT, E.; NASCIMENTO, H.. Participação em banca de Marcus V.S.R.M. Almeida. ANTROPOLOGIA E MÚSICA: uma alternativa para o estudo da performance. 2013. Tese (Doutorado em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Doutorado
1.
SCHROEDER, J. L.; GIESBRECHT, E.; GOLDEMBERG, R.. Participação em banca de Marcus Vinícius Sanavez Ramasotti Medeiros de Almeida. O estudo da Performance. 2014 - Instituto de Artes - Unicamp.

Qualificações de Mestrado
1.
NOGUEIRA, L. W. M.; GALZERANI, M.C.B.; GIESBRECHT, E.. Participação em banca de Vilmar Sartori. Vilmar Sartori. A banda Carlos Gomes de Campinas. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Música) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
SCHROEDER, J. L.; SCHROEDER, S. C. N.; GIESBRECHT, E.. Participação em banca de Jairo Perin Silveira. Com quantas flautas se faz uma canção. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Música) - Universidade Estadual de Campinas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
GIESBRECHT, E.. Seleção para o Programa de Pós Graduação em Música. 2014. Instituto de Artes - Unicamp.

2.
GIESBRECHT, E.. Seleção para o Programa de Pós Graduação em Música. 2013. Instituto de Artes - Unicamp.

3.
GIESBRECHT, E.. Seleção para o Fundo de Apoio à Cultura. 2012. Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

4.
GIESBRECHT, E.. Seleção do Programa de Pós-graduação em Música. 2012. Instituto de Artes - Unicamp.

Avaliação de cursos
1.
GIESBRECHT, E.. Avaliação de disciplinas do Curso de Educação Musical à Distância. 2012. Universidade Federal de São Carlos.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Annual Meeting of the British Forum for Ethnomusicology / International Council for Traditional Music (Ireland Chapter). Experience, Memory and Youtube: the reenactment of long life stories though video and performance.. 2013. (Congresso).

2.
VI Encontro Nacional da Associação Brasileira de Etnomusicologia. ?Pra lá da Anhanguera? também tem cultura: música afro-brasileira e sustentabilidade nas periferias de Campinas - SP.. 2013. (Congresso).

3.
VII Congreso Chileno de Musicología, Concepción-Chile 2013. ?Bailando la memoria negra: la performance de sambas de bumbo, jongos e otros ritmos por grupos culturales de la actualidad en lo interior de São Paulo- Brasil. 2013. (Congresso).

4.
V Encontro de Educação Musical.Itinerários do Saber Musical: uma troca de saberes entre educadores de música.. 2012. (Encontro).

5.
Ciclo de debates sobre mês da Consciência Negra ? Associação Cultural Casa do Lago Preac/ Unicamp ?.A mulher negra e a sociedade atual. 2011. (Encontro).

6.
Latin American Week.Bumba meu Boi and the Arts of Resistence. 2011. (Seminário).

7.
Semana de Estudos de História ? Pontofícia Universidade Católica de Campinas.A Memória Negra de Campinas. 2010. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
HIKIJI, R. S. G. ; GRUNVALD, V. ; RIBEIRO, M. ; MORGADO, P. ; NOVAES, S. C. ; PESSUTO, K. ; GIESBRECHT, E. . Encontro Internacional de Antropologia Visual. 2014. (Congresso).

2.
REILY, Suzel Ana ; GIESBRECHT, E. . Seminário em Etnomusicologia: Música Local com Suzel Reily. 2013. (Outro).

3.
REILY, Suzel Ana ; GIESBRECHT, E. . Encontros em Etnomusicologia - com Suzel Reily. 2012. (Outro).

4.
GIESBRECHT, E.. Curso de Teoria Etnomusicológica com Suzel Reilly. 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Gabriel Alamino Iglesias Martins. Doze Tribos ? a comunidade de Israel: uma análise nas manifestações musicais. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Música) - Universidade Estadual de Campinas. (Orientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 21:28:40