Silvana de Souza Ramos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5970688893696378
  • Última atualização do currículo em 17/09/2018


Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2000), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004), doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2009) e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (2013). Atualmente é professora doutora junto ao Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética e Filosofia Política e em Filosofia Francesa Contemporânea. Dirige o grupo de pesquisa em fenomenologia e filosofia política na USP, do qual participam alunos de graduação e de pós-graduação. É editora dos Cadernos Espinosanos (USP), e membro dos seguintes GT da Anpof: GT Filosofia Francesa Contemporânea, GT Filosofia e Gênero, GT Ética e Política na Filosofia do Renascimento e GT Pensamento do Século XVII. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Silvana de Souza Ramos
Nome em citações bibliográficas
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas.
Av. Prof. Luciano Gualberto, 315
Cidade Universitária
05508-900 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 30312431


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne (Orientador: Renaud Barbaras).
Título: A Prosa de Dora: uma leitura da articulação entre natureza e cultura na filosofia de Merleau-Ponty, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Marilena de Souza Chaui.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2001 - 2004
Mestrado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Análise do ensaio De l'art de Conferer de Michel de Montaigne,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Marilena de Souza Chaui.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
1996 - 2000
Graduação em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Montaigne e La Boétie: um apelo à amizade.
Orientador: Marilena de Souza Chaui.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Pós-doutorado


2010 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Regime: Dedicação exclusiva.


Centro Universitário São Camilo, SÃO CAMILO, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente II, Carga horária: 8

Atividades

03/2005 - 06/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro Universitário São Camilo, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Curso de Graduação em Filosofia.
02/2005 - 06/2010
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência
História da Filosofia Moderna
História da Filosofia no Brasil e na América Latina
Metafísica


Projetos de pesquisa


2010 - 2013
Instinto e libido: mutações do conceito de vida na filosofia de Merleau-Ponty
Descrição: Tendo como eixo de análise as mutações do conceito de vida, a pesquisa investiga o abandono progressivo da dicotomia entre instinto e libido no decorrer da filosofia de Merleau-Ponty. Primeiro, mostramos que a ?ordem humana?, descrita n?A estrutura do comportamento e fundamentada na Fenomenologia da percepção pela exploração da consciência encarnada, aparece como uma superação dialética do comportamento vital, de modo que a existência humana ? dada a indeterminação da libido e a temporalidade da percepção ? ultrapassa a monotonia do instinto, ensejando a abertura ao simbólico. Segundo, discutimos como a concepção de vida ? surgida nos anos 1950, ou seja, nos cursos sobre a instituição e a passividade, e desdobrada nos cursos sobre o conceito de Natureza ? permite descrever o instinto segundo a noção de Stiftung. Nestes termos, a vida deixa de ser remetida à monotonia instintiva, e passa a ser compreendida segundo o modelo expressivo de temporalidade predominante nas discussões merleau-pontianas sobre a fecundidade simbólica da linguagem. Assim, já que o instinto aparece como uma Stiftung de certo modo imprevisível e fecunda, a separação entre humano e vital não pode mais ser fundada na diferença entre a monotonia do instinto e a riqueza expressiva do simbólico. Por fim, discutimos como este movimento aproxima vida e subjetividade, sugerindo problemas concernentes ao papel da libido. Pois, a partir do momento em que o simbólico se institui no seio do comportamento instintivo, como é possível assegurar a especificidade da libido humana perante a expressividade do comportamento vital?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2013
Projeto Tematico
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2009
A prosa de Dora: uma leitura da articulação entre Natureza e Cultura na filosofia de Merleau-Ponty
Descrição: A pesquisa objetiva oferecer uma leitura da articulação entre natureza e cultura na filosofia de Merleau-Ponty. Em primeiro lugar, mediante o estudo das obras dos anos 1940, mostramos o caráter problemático da manutenção de uma perspectiva da consciência que impede o filósofo de dar conta da não separação entre fato e essência. Em linhas gerais, mostramos, por um lado, que a Structure du comportement e a Phénoménologie de la perception comportam uma concepção de natureza entendida como plenitude e atualidade; por outro lado, a aparição do cogito tácito ? responsável por unificar as operações expressivas ? deixa claro que o simbólico só pode ter lugar na ordem humana. Em segundo lugar, investigamos como a reabilitação do conceito de natureza (atrelada à discussão sobre a historicidade do sentido, iniciada nos anos 1950) permite a Merleau-Ponty conceber o Ser natural como vida e como ?avanço criador?. Este movimento permite alastrar a expressão a todos as dimensões da experiência ? desde as naturais até as culturais ? de modo que a cultura possa ser engrenada à produtividade da natureza. Por fim, mediante a análise do problema da intersubjetividade em Merleau-Ponty, discutimos como a compreensão de um Ser relacional pode ensejar uma teoria da individuação e do reconhecimento. Para tanto, centramos nossa leitura na apropriação merleau-pontiana de alguns elementos da psicanálise. Trata-se de mostrar que o corpo humano carrega matrizes simbólicas opacas ? ou um sistema de equivalências carnais ? que guiam o desejo do sujeito e sua conseqüente formação, de modo que a experiência humana ? assim como o Ser no qual ela se desenrola ? guarda sempre um avesso de latência cujo desvelamento exige um discurso interrogativo que encontra seu modelo na experiência psicanalítica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2006
Projeto Temático Experiência do Pensamento
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2018 - 2018
Periódico: DISCURSO - DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA DA FFLCH DA USP
2018 - 2018
Periódico: CADERNOS DE ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA (USP)
2012 - Atual
Periódico: CADERNOS ESPINOSANOS (USP)


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: CADERNOS ESPINOSANOS (USP)
2017 - Atual
Periódico: PRIMEIROS ESCRITOS
2016 - Atual
Periódico: CADERNOS DE ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA (USP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética e Filosofia Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Contemporânea.


Idiomas


Latim
Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
RAMOS, SILVANA DE SOUZA2018RAMOS, SILVANA DE SOUZA. Claude Lefort e a escrita democrática. DISCURSO - DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA DA FFLCH DA USP, v. 48, p. 155-166, 2018.

2.
RAMOS, S. S.2018RAMOS, S. S.. BERNARD FLYNN, LEITOR DE CLAUDE LEFORT. CADERNOS DE ÉTICA E FILOSOFIA POLÍTICA (USP), v. 1, p. 15-32, 2018.

3.
RAMOS, S. S.2017RAMOS, S. S.. Múltipla. CADERNOS ESPINOSANOS (USP), v. 1, p. 107-118, 2017.

4.
RAMOS, S. S.2017RAMOS, S. S.. O politicamente correto e a topologia da exclusão. REVISTA USP, v. 115, p. 41-50, 2017.

5.
RAMOS, SILVANA DE SOUZA2017RAMOS, SILVANA DE SOUZA. Hannah Arendt: não suportar o mal. COMUNICAÇÕES (UNIMEP), v. 24, p. 71-82, 2017.

6.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2016RAMOS, S. S.. Democracia e Cultura Popular na obra de Marilena Chaui. Cadernos Espinosanos (USP), v. 35, p. 43-61, 2016.

7.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2016RAMOS, S. S.. Vida, instinto e libido na obra de Merleau-Ponty. Dois Pontos (UFPR) digital, v. 13, p. 143-157, 2016.

8.
RAMOS, SILVANA DE SOUZA2016RAMOS, SILVANA DE SOUZA. Claude Lefort: Democracia e Luta por Direitos. Trans/form/ação (UNESP. Marília. On line), v. 39, p. 217-234, 2016.

9.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2015RAMOS, S. S.. Maio de 68: a leitura de Claude Lefort. Quadranti - Rivista Internazionali di Filosofia Contemporanea, v. III, p. 82-95, 2015.

10.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2014RAMOS, S. S.. Maquiavel e a Política do Desejo. Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP), v. 24, p. 40-61, 2014.

11.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2013RAMOS, S. S.. Sobre a imaginação: de Sartre a Merleau-Ponty. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 1, p. 28-49, 2013.

12.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2012RAMOS, S. S.. Vida e vivente na filosofia francesa contemporânea. Kínesis (Marília), v. IV, p. 107-117, 2012.

13.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2012RAMOS, S. S.. O pensamento de Merleau-Ponty e a insistência da ambiguidade. Dois Pontos (UFPR), v. 9, p. 306-315, 2012.

14.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2012 RAMOS, S. S.. A experiência da falta e o mistério do desejo. Cadernos Espinosanos (USP), v. XXVII, p. 159-178, 2012.

15.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2012RAMOS, S. S.. Sobre o erro na Ética de Espinosa. Revista Conatus (UECE. Online), v. 6, p. 43-50, 2012.

16.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2011RAMOS, S. S.. Deleuze, Merleau-Ponty e os desafios da diferença. Dois Pontos (UFPR), v. 8, p. 83-97, 2011.

17.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2009 RAMOS, S. S.. O conceito de vida e a gênese da ordem humana. Cadernos Espinosanos (USP), v. XX, p. 90-103, 2009.

18.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2008RAMOS, S. S.. El deseo y la textura imaginaria de lo real en la ontología indirecta de Merleau-Ponty. Revista Nadja, v. 1, p. 64-71, 2008.

19.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2007RAMOS, S. S.. Negação e objetividade na Crítica da Razão Pura: uma leitura da Dialética Transcendental. Cadernos Espinosanos (USP), v. 1, p. 41-60, 2007.

20.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2007RAMOS, S. S.. O vigor crítico da sagesse montaigniana. Cadernos Espinosanos (USP), v. XVII, p. 80-91, 2007.

21.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2006 RAMOS, S. S.. A integridade do corpo e o calor das palavras. Montaigne e a filosofia erótica dos Ensaios. Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP), v. 08, p. 87-105, 2006.

22.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2006RAMOS, S. S.. Descartes e a "reflexão espessa": uma leitura merleau-pontiana do dualismo cartesiano. Cadernos Espinosanos (USP), v. 1, p. 139-151, 2006.

23.
RAMOS, S. S.;RAMOS, SILVANA DE SOUZA2001RAMOS, S. S.. La Boétie e Montaigne: um apelo à amizade. Primeiros Escritos, v. 4, p. 120-123, 2001.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
RAMOS, S. S.. A Prosa de Dora. Uma leitura da articulação entre natureza e cultura na filosofia de Merleau-Ponty. 1. ed. São Paulo: Edusp, 2013. v. 1. 328p .

2.
RAMOS, S. S.. Corpo e Mente. 1. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2010. 72p .

Capítulos de livros publicados
1.
RAMOS, S. S.. Gilles Deleuze, leitor d'A Evolução Criadora de Henri Bergson. In: Sandro Kobol Fornazari. (Org.). Deleuze Hoje. 1ed.São Paulo: Editora Fap-Unifesp, 2014, v. , p. 217-229.

2.
RAMOS, S. S.. Apontamentos sobre o encontro Merleau-Ponty e Espinosa. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza Sexto Coloquio. 1ed.Cordoba: Brujas, 2010, v. , p. 91-97.

3.
RAMOS, S. S.. A filosofia da imanência e a gênese dos vínculos sociais. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza: cuarto coloquio. 1ed.Córdoba: Editorial Brujas, 2008, v. , p. 219-226.

4.
RAMOS, S. S.. O papel de eros em Montaigne e Marcuse. In: Moreno, L. V. A.; Rosito, M. M. B.. (Org.). O sujeito na educação e saúde. 1ed.São Paulo: Loyola, Soc. Ed. Ass. Social, 2007, v. 1, p. 215-226.

5.
RAMOS, S. S.. Por uma filosofia do corpo: Descartes e os impasses do logos do mundo sensível. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza: tercer coloquio. 1ed.Córdoba: Editorial Brujas, 2007, v. , p. 335-344.

6.
RAMOS, S. S.. A união do corpo e da mente. Experiência e subjetividade em Espinosa e Merleau-Ponty. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza: segundo coloquio. 1ed.: , 2006, v. , p. 109-120.

7.
RAMOS, S. S.. A união do corpo e da mente: experiência e subjetividade em Espinosa e Merleau-Ponty. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza Segundo Coloquio. 1ed.Buenos Aires: Altamira, 2006, v. 1, p. 108-120.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
RAMOS, S. S.. Tensões éticas do progresso científico. Bahiaciência, São Paulo, p. 73 - 73, 01 jul. 2014.

2.
RAMOS, S. S.. O riso de Montaigne. Cult (São Paulo), São Paulo, p. 55 - 57, 05 fev. 2010.

3.
RAMOS, S. S.. As ambigüidades do tempo. Filosofia (São Paulo), São Paulo, p. 42 - 47, 17 fev. 2008.

4.
RAMOS, S. S.. Montaigne e a fórmula do amor. Discutindo Filosofia, São Paulo, p. 56 - 60, 01 fev. 2008.

5.
RAMOS, S. S.. A Ética dos afetos. Discutindo Filosofia, Sâo Paulo, p. 46 - 49, 05 mar. 2007.

6.
RAMOS, S. S.. À flor da pele. Discutindo Filosofia, São Paulo, p. 12 - 17, 02 jan. 2006.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RAMOS, S. S.. Apontamentos sobre a potência crítica do surrealismo. In: Fantasia & Crítica, 2013, Ouro Preto. Fantasia & Crítica. Belo Horizonte: Edição ABRE, 2012. v. 1. p. 328-338.

2.
RAMOS, S. S.. A dignidade ontológica e ética da experiência estética na visão de Merleau-Ponty. In: Estéticas do Deslocamento, 2007, Belo Horizonte. Estéticas do Deslocamento. Belo Horizonte: UFMG, 2007. v. 01. p. 47-47.

3.
RAMOS, S. S.. A vida do corpo e o calor das palavras: O papel de eros em Montaigne e Marcuse. In: Congresso Internacional Dimensão Estética: 50 de Eros e Civilização, 2005, Belo Horizonte. Congresso Internacional Dimensão Estética: 50 anos de Eros e Civilização, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
RAMOS, S. S.. A evolução da vida e a gênese da racionalidade em Bergson e Canguilhem. In: III Congresso Iberoamericano de Filosofía de la Ciencia y de la Tecnología, 2010, Buenos Aires. Libro de Abstracts y resúmenes. Buenos Aires: EDUNTREF, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RAMOS, S. S.. Qual o estatuto da noção de diferença em Deleuze e em Merleau-Ponty tendo em vista o lugar concedido ao empirismo?. In: XIV Encontro Nacional Anpof, 2010, Águas de Lindóia. Atas do XIV Encontro Nacional de Filosofia da Anpof. Águas de Lindóia: Anpof, 2010. p. 527-527.

2.
RAMOS, S. S.. O desejo e a textura imaginária do real na ontologia indireta de Merleau-Ponty. In: II Congresso Internacional de Filosofia da Psicanálise, 2007, São Carlos. II Congresso Internacional de Filosofia da Psicanálise. São Carlos: GT Filosofia e Psicanálise - Anpof, 2007. v. 01. p. 114-115.

3.
RAMOS, S. S.. Merleau-Ponty: Experiência e Subjetividade. In: XII Encontro Nacional de Filosofia da Anpof, 2006, Salvador. Anais do XII Encontro nacional de Filosofia da Anpof, 2006.

Apresentações de Trabalho
1.
RAMOS, S. S.. Representação e sociedade autoritária. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
RAMOS, S. S.. Du Brésil à la France, quels territoires pour des résistances communes?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
RAMOS, S. S.. Montaigne e o arrependimento: ecos da reforma. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
RAMOS, S. S.. Merleau-Ponty, Institución y Subjetividad. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
RAMOS, S. S.. Existent Generality, Deep Temporality and Being as Creativity in Merleau-Ponty, de David Morris. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
RAMOS, S. S.. Claude Lefort, Maquiavel e a Invenção Democrática. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
RAMOS, S. S.. O tempo dos direitos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
RAMOS, S. S.. O Sertão de Guimarães Rosa: uma leitura existencialista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
RAMOS, S. S.. Hannah Arendt tra politica ed etica. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
RAMOS, S. S.. Hanna Arendt: On Revolution (parte prima). 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
RAMOS, S. S.. Dogma e Verdade na visão de Merleau-Ponty. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
RAMOS, S. S.. Intervenção e resistência. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
RAMOS, S. S.. Claude Lefort, leitor de Hannah Arendt. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
RAMOS, S. S.. O direito e a polis. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
RAMOS, S. S.. Montaigne e o Erotismo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
RAMOS, S. S.. Revolução e liberdade: desafios de um pensamento materialista. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
RAMOS, S. S.. Feminino feminismo: reflexões sobre o pessoal e o politico na trajetória de uma intelectual. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
RAMOS, S. S.. Estado-nação e direitos humanos: Hannah Arendt. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
RAMOS, S. S.. Amizade e Justiça: Michel de Montaigne e Étienne de La Boétie. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
RAMOS, S. S.. A vingança de Dora. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
RAMOS, S. S.. Claude Lefort: escrever sobre Maio de 68. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
RAMOS, S. S.. Commentaire du texte de Patrice Maniglier 'Manifeste pour un comparatisme supérieur en philosophie'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

23.
RAMOS, S. S.. Pensar o outro a partir da experiência do erro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
RAMOS, S. S.. Claude Lefort, Maquiavel e a escrita democrática. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
RAMOS, S. S.. Sobre o princípio de 'poupar a vontade'. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
RAMOS, S. S.. O desafio de um imaginário concreto: de Sartre a Merleau-Ponty. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
RAMOS, S. S.. O prefeito e o príncipe. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
RAMOS, S. S.. A trajetória da imaginação na obra de Merleau-Ponty. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
RAMOS, S. S.. O surrealismo segundo a Escola de Frankfurt e o existencialismo francês: a potência crítica da fantasia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
RAMOS, S. S.. Autoritarismo e cultura popular na visão de Marilena Chaui. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
RAMOS, S. S.. Espinosa e o riso para além da sátira. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
RAMOS, S. S.. Como o filósofo emerge no ritmo de uma nova prática?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
RAMOS, S. S.. A imaginação e o simbólico em Merleau-Ponty. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
RAMOS, S. S.. Althusser, Merleau-Ponty e a estrutura social. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
RAMOS, S. S.. A Experiência da falta e o mistério do desejo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

36.
RAMOS, S. S.. A noção de diferença pensada a partir do atomismo humiano. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
RAMOS, S. S.. A evolução da vida e a gênese da racionalidade em Bergson e Canguilhem. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

38.
RAMOS, S. S.. Espinosa, Merleau-Ponty, a tristeza, o sonho, a cura. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
RAMOS, S. S.. Dora: La Trayectoria de la patología en la obra de Merleau-Ponty. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
RAMOS, S. S.. Imaginação e infinito. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

41.
RAMOS, S. S.. Merleau-Ponty e a linha flexuosa de Paul Klee. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

42.
RAMOS, S. S.. Natureza e vida humana na ontologia de Merleau-Ponty. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
RAMOS, S. S.. O conceito de vida e a gênese da ordem humana. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
RAMOS, S. S.. O desejo e a textura imaginária do real. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
RAMOS, S. S.. Merleau-Ponty e os impasses da economia libidinal. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
RAMOS, S. S.. A sagesse montaigniana como apropriação crítica da herança humanista. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

47.
RAMOS, S. S.. Hegel. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
RAMOS, S. S.. Por uma filosofia do corpo: Descartes e o logos do mundo sensível. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
RAMOS, S. S.. Envelhecimento e temporalidade. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
RAMOS, S. S.. Merleau-Ponty: experiência e subjetividade. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
RAMOS, S. S.. A união corpo e alma. Experiência e subjetividade em Espinosa e Merleau-Ponty. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

52.
RAMOS, S. S.. A vida do corpo e o calor das palavras: o papel de eros em Montaigne e Marcuse. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

53.
RAMOS, S. S.. O ensaio como norma. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

54.
RAMOS, S. S.. Ensaio como norma: considerações sobre Michel de Montaigne. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

55.
RAMOS, S. S.. Notas sobre a Investigação Filosófica: a conversa em Montaigne. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
RAMOS, S. S.. Elogio do Político. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
RAMOS, S. S.. VICENT PEILLON. ÉLOGE DU POLITIQUE:UNE INTRODUCTION AU XXIᵉSIÈCLE. São Paulo: USP, 2015 (Resenha).

3.
RAMOS, S. S.. Le travail de l'oeuvre Machiavel, de Claude Lefort. São Paulo: Departamento de Filosofia - USP, 2015 (Resenha).

4.
RAMOS, S. S.. Tensões éticas do progresso científico. São Paulo: Aretê, 2014 (Resenha).

5.
RAMOS, S. S.. O corpo vivido e o movimento da vida em M. Merleau-Ponty e R. Barbaras. São Paulo: Departamento de Filosofia da FFLCH-USP, 2012. (Tradução/Artigo).

6.
RAMOS, S. S.. Marilena Chaui e a revolução ativa do pensar 2011 (Artigo publicado em website).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
RAMOS, S. S.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2012.

2.
RAMOS, S. S.. Revista Philósophos. 2012.

3.
RAMOS, S. S.. Cadernos Espinosanos. 2012.

4.
RAMOS, S. S.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2011.

5.
RAMOS, S. S.. Cadernos Espinosanos. 2011.

6.
RAMOS, S. S.. Cadernos Espinosanos. 2010.

7.
RAMOS, S. S.. Cadernos de Éica e Filosofia Política. 2010.

8.
RAMOS, S. S.. Cadernos Espinosanos. 2009.

9.
RAMOS, S. S.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2009.

10.
RAMOS, S. S.. Primeiros Escritos (USP). 2008.

11.
RAMOS, S. S.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2008.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
RAMOS, S. S.. Jovens sentem falta de falar sobre política e corrupção nas escolas. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
RAMOS, S. S.; ARAUJO, P. Z. . ?Veremos o que sobra da nossa democracia depois desse processo?, diz a professora de filosofia Silvana Ramos, da USP. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
RAMOS, S. S.. Ver TV - Filosofia na Televisão. 2016.

4.
RAMOS, S. S.. Os protestos pelo impeachment vão contra qualquer espírito democrático. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
RAMOS, S. S.. On revolution, Hannah Arendt. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
RAMOS, S. S.. Seminários de Iniciação Científica. 2011. .

3.
RAMOS, S. S.. O conceito de vida no pensamento francês do início dos anos quarenta. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
RAMOS, S. S.. As múltiplas faces da histeria. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
RAMOS, S. S.. Canguilhem e a ciência do vivente. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
RAMOS, S. S.. Seminários de Iniciação Científica. 2010. .

7.
RAMOS, S. S.. A metafísica do corpo. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
RAMOS, S. S.; MULLER, M. J.; NOTO, C. S.. Participação em banca de Diego Luiz Warmling. A construção do feminino em Freud. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
RAMOS, S. S.; CHAUI, M. S.; PINTO, D. C. M.; RODRIGUEZ, P. E.. Participação em banca de Lucas Paolo Sanches Vilalta. A criação do devir: ética e ontogênese na filosofia de Gilbert Simondon. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
RAMOS, S. S.; MACEDO JUNIOR, R. P.; BARROS, A. R. G.. Participação em banca de Daniel Chiaretti. A teoria da justiça republicana de Philip Pettit. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de José Marcelo Ramos Siviero. Merleau-Ponty e a sexualidade: o papel do corpo sexuado na coexistência interpessoal e a constituição de uma afetividade encarnada. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
Santiago, H. S.; Oliva, L. C. G.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Claudia Ferreira dos Santos. Unidade e diversidade no espinosismo: o atributo como infinita expressividade da substância única. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
Silva, F. L.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Hugo Américo Pita Lisman. Educação e educador: Interpretação de uma Situação Histórica à Luz do Existencialismo de Sartre. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Mosteiro de São Bento de São Paulo.

7.
Silva, F. L.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Clovis Paes Marques. Uma reflexão sobre corporeidade e sua relação com a bioética. 2011. Dissertação (Mestrado em Bioética) - Centro Universitário São Camilo.

8.
Silva, F. L.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Wilson Alves Sparvoli. A questão das substâncias corporais em Leibniz. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
RAMOS, S. S.; SOUZA, M. G.; PISSARRA, M. C. P.; MATOS, O. C. F.; SILVA, A. C.. Participação em banca de Júlio César Soriano Moysés. Crítica das instituições em Hannad Arendt. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
RAMOS, S. S.; Oliva, L. C. G.; SOUZA, M. G.; ARANOVICH, P. F.; ARAUJO, S. X. G.. Participação em banca de Sandra Pires do Toledo. O tempo da utopia. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
RAMOS, S. S.; NASCIMENTO, M. M.; FREITAS, J.; MUNIZ, F. A. A. F.; SILVA, G. F.. Participação em banca de Maira de Cinque Pereira da Costa. Rousseau: dialética e teleologia. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
RAMOS, S. S.; CHAUI, M. S.; MOURA, C. A. R.; CAPPELLO, M. A. C.; MOUTINHO, L. D. S.. Participação em banca de José Luiz Bastos Neves. Merleau-Ponty e o problema fenomenológico - inerência e transcendência. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
RAMOS, S. S.; SOUZA, M. G.; CARDOSO, S.; ORIONE, E. J. M.; BIRCHAL, T. S.. Participação em banca de Edson Donizete Querubini. Escrita instruída e Licença nos Ensaios de Montaigne. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
RAMOS, S. S.; BARROS, A. R. G.; SOUZA, M. G.; HANSEN, G. L.; DUTRA, D. J. V.. Participação em banca de Alberto Paulo Neto. Entre o consenso e a contestação no Estado democrático de direito: uma interlocução entre a teoria democrática de J. Habermas e P. Pettit. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
RAMOS, S. S.; PINTO, D. C. M.; FERRAZ NETO, B. P. A.; MOURA, A. C.; CAMARGO, J.. Participação em banca de Jeovane Camargo. Transcendência e Linguagem em Merleau-Ponty. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

8.
CHAUI, M. S.; Cabral, I. M. D. C.; Muchail, S. T.; RAMOS, S. S.; Silva, F. L.. Participação em banca de Maria Edvânia Vicente dos Santos. Arte e verdade: ecos de um entrelaçamento. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

9.
RAMOS, S. S.; PINTO, D. C. M.; FERRAZ, M. S. A.; MOUTINHO, L. D. S.; SUZUKI, M.. Participação em banca de Natália Giosa Fujita. A união do corpo e da alma n'A estrutura do comportamento. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

10.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de Gastão Clovis Lima Correia. O conceito da racionalidade: ética x ciência. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

11.
Oliva, L. C. G.; Moreira, V. C.; RAMOS, S. S.; Lacerda, T. M.; CHAUI, M. S.. Participação em banca de Celi Hirata. Leibniz e Hobbes: causalidade e princípio de razão suficiente. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de Dioclézio Domingos Faustino. Sobre o "cuidado de si": Foucault leitor dos Antigos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
RAMOS, S. S.; CHAUI, M. S.; BARROS, A. R. G.. Participação em banca de thiago Dias da Silva. Hannah Arendt leitora de Karl Marx. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
RAMOS, S. S.; SOUZA, M. G.; BARROS, A. R. G.. Participação em banca de Júlio César Soriano Moysés. Crítica das Instituições Políticas em Hannah Arendt. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
RAMOS, S. S.; CARDOSO, S.; SOUZA, M. G.. Participação em banca de Ana Letícia Adami Batista. A ética do prazer de Lorenzo Valla. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de Bruno Santos Alexandre. Uma história entre o republicanismo e a democracia: povo, liberdade e poder na interpretação e atualização democrática do republicanismo. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
RAMOS, S. S.; CHAUI, M. S.; SOUZA, H. P.. Participação em banca de Lucas Paolo Sanches Vilalta. A criação do devir: Ética e Ontogênese na filosofia de Glbert Simondon. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
RAMOS, S. S.; BOLLE, S. W.; SOUZA, T. M.. Participação em banca de Luana Alves dos Santos. Jagunços em Situação - O romance Grande Sertão: Verdas no redemunho da Liberdade Sartreana. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
RAMOS, S. S.; STIVAL, M. L.; FONSECA, M. A.. Participação em banca de Mario Antunes Marino. Os dispositivos de segurança do neoliberalismo em Michel Foucault. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de Daniel Chiaretti. O republicanismo como alternativa à teoria da justiça liberal-igualitária. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
RAMOS, S. S.; CHAUI, M. S.; Santiago, H. S.. Participação em banca de Jefferson Martins Viel. Trabalho Imaterial: da sociologia à ontologia. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
RAMOS, S. S.. Participação em banca de José Marcelo Ramos Siviero. Motricidade, Sensibilidade e Desejo: três leituras do corpo na Fenomenologia da Percepção de Merleau-Ponty. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
RAMOS, S. S.; Santiago, H. S.; Safatle, V. P.. Participação em banca de Thiago Silva Augusto da Fonseca. Hardt, Negri e a organização do desejo: pelo Império ou contra o Império?. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

8.
RAMOS, S. S.; Lacerda, T. M.; RAMOS, M. C.. Participação em banca de Felipe Augusto de Luca. Expressividade e Comunicação: A harmonia social a partir dos pensamentos de G.W. Leibniz e N. Luhmann. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CARNEIRO, S. R. G.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Paula Nabarreti e Marcelino Queiroz.Estudo da Teoria da Deriva. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo.

2.
CARNEIRO, S. R. G.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Milene Luiz Lima.A palavra Expressa na Obra de Chico Buarque de Hollanda com uma Perspectiva do Cotidiano ao Carnaval. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo.

3.
RAMOS, S. S.; Aiub, M.. Participação em banca de Jusisrlene Alves de Souza.A questão da alteridade na educação. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo.

4.
Gracioso, J.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Rodrigo dos Santos.A questão do suicídio em Sêneca. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XIIº Colóquio Internacional Spinoza.Pensar o outro a partir da experiência do erro. 2015. (Simpósio).

2.
I Colóquio Luso-brasileiro Maquiavel-Espinosa. O prefeito e o príncipe. 2013. (Congresso).

3.
Congresso Internacional Fantasia & Crítica. O surrealismo segundo a Escola de Frankfurt e o existencialismo francês: a potência crítica da fantasia. 2012. (Congresso).

4.
XV Encontro Nacional da Anpof.A trajetória da imaginação na obra de Merleau-Ponty. 2012. (Encontro).

5.
Colóquio Deleuze & Guattari Filosofia Prática. Como o filósofo emerge no ritmo de uma nova prática?. 2011. (Congresso).

6.
Colóquio Internacional Republicanismo e Democracia. Autoritarismo e cultura popular na visão de Marilena Chaui. 2011. (Congresso).

7.
Jornada Barbaras.A experiência da falta e o mistério do desejo. 2011. (Simpósio).

8.
Jornadas Luis Althusser.Althusser, Merleau-Ponty e a estrutura social. 2011. (Simpósio).

9.
Mini curso.O conceito de vida no pensamento francês no início dos anos 1940. 2011. (Outra).

10.
Octavo Coloquio Internacional Spinoza. Espinosa e a alegria para além da sátira. 2011. (Congresso).

11.
Colóquio Deleuze leitor dos Modernos.A noção de diferença pensada a partir do atomismo humiano. 2010. (Outra).

12.
III Congresso Iberoamericano de Filosofía de la Ciencia y de la Tecnología. A evolução da vida e a gênese da racionalidade em Bergson e Canguilhem. 2010. (Congresso).

13.
III Simpósio de Filosofia: Música e Filosofia.Mesa: Nietzsche e a música - visões do popular. 2010. (Simpósio).

14.
Séptimo Coloquio Internacional Spinoza.Espinoza, Merleau-Ponty, a tristeza, o sonho e a cura. 2010. (Outra).

15.
XIV Encontro Nacional Anpof.Qual o estatuto da noção de diferença em Deleuze e em Merleau-Ponty tendo em vista o lugar concedido ao empirismo?. 2010. (Encontro).

16.
XIV Encontro Nacional Anpof. 2010. (Encontro).

17.
XV Congreso Nacional de Filosofía AFRA. Dora: la trayectoria de la patología en la obra de Merleau-Ponty. 2010. (Congresso).

18.
Coloquio Patologias do social: a razão diagnóstica em questão. Merleau-Ponty em busca da linha flexuosa de Paul Klee. 2009. (Congresso).

19.
Sexto Coloquio Internacional Spinoza. Imaginación y infinito. 2009. (Congresso).

20.
Simpósio de Filosofia - Fé e Razão: Contradição ou Cooperação.Renascimento e Iluminismo. 2009. (Simpósio).

21.
Simpósio de Filosofia - Fé e Razão: Contradição ou cooperação?.Mesa Renascimento e Iluminismo. 2009. (Simpósio).

22.
Coloquio Internacional Henri Bergson. O conceito de vida e a gênese da ordem humana. 2008. (Congresso).

23.
Congresso Internacional Centenário Merleau-Ponty. Natureza e vida humana na ontologia de Merleau-Ponty. 2008. (Congresso).

24.
Colóquio Humanismos do Renascimento.A sagesse montaigniana como apropriação crítica da herança humanista. 2007. (Outra).

25.
Cuarto Coloquio Internacional Spinoza.O problema da imagem e da expressão na filosofia da imanência: considerações sobre Espinosa e Merleau-Ponty. 2007. (Outra).

26.
Estéticas do Deslocamento. A dignidade ontológica e prática da experiência estética na visão de Merleau-Ponty. 2007. (Congresso).

27.
Evento sobre Ética.Hegel. 2007. (Seminário).

28.
II Congresso Internacional de Filosofia da Psicanálise. O desejo e a textura imaginária do real na ontologia indireta de Merleau-Ponty. 2007. (Congresso).

29.
I Jornada Paulistana de Filosofia da Mente. 2007. (Outra).

30.
Mesa redonda "Corpo a corpo".Perspectivas contemporâneas sobre o corpo. 2007. (Outra).

31.
I Semana de Filosofia do Centro Universitário São Camilo.Envelhecimento e Temporalidade. 2006. (Outra).

32.
I Semana de Filosofia do Centro Universitário São Camilo.A metafísica do corpo. 2006. (Outra).

33.
IV Fórum de reformulação curricular. 2006. (Outra).

34.
Tercer Coloquio Internacional Spinoza.Por uma filosofia do corpo. Descartes e o logos do mundo sensível. 2006. (Outra).

35.
XII Encontro Nacional de Filosofia da Anpof.Merleau-Ponty: Experiência e Subjetividade. 2006. (Encontro).

36.
Congresso Internacional Dimensão Estética: 50 de Eros e Civilização. A vida do Corpo e o Calor das Palavras: o Papel de eros em Montaigne e Marcuse. 2005. (Congresso).

37.
Segundo Coloquio Internacional Spinoza.A união corpo e alma. Experiência e subjetividade em Espinosa e Merleau-Ponty. 2005. (Outra).

38.
8 Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.Montaigne e a arte de conversar. 2000. (Simpósio).

39.
IV Encontro de Pesquisa na Graduação em Filosofia.Ensaio como norma: considerações sobre Michel de Montaigne. 2000. (Encontro).

40.
IX Encontro Nacional de Filosofia da Anpof.O Ensaio como Norma. 2000. (Encontro).

41.
7 simpósio Internacional de Iniciação Científica e 1 Simpósio Internacional de Iniciação Científica.Montaigne e a Arte de Conversar. 1999. (Simpósio).

42.
III Encontro de Pesquisa na Graduação em Filosofia.Notas sobre a Investigação Filosófica: a Conversa em Montaigne. 1999. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RAMOS, S. S.. Iª Jornada Michel Foucault: Foucault Filósofo. 2017. (Outro).

2.
RAMOS, S. S.; CARDOSO, S. ; BATAILLON, G. . Colóquio Internacional "Claude Lefort": A Invenção Democrática Hoje. 2015. (Outro).

3.
RAMOS, S. S.; Larison, M. . Jornada Barbaras. 2011. (Congresso).

4.
RAMOS, S. S.; CARNEIRO, S. R. G. ; Mendonça, T. B. ; Selito SD ; França, L. ; Cintra, R. S. . Seminário "Labirintos e trincheiras: onde a estética encontra a esquerda". 2011. (Outro).

5.
RAMOS, S. S.. Música e Filosofia. 2010. (Congresso).

6.
RAMOS, S. S.. Razão e evolução: biologia e ciências do vivente na filosofia francesa contemporânea. 2010. (Outro).

7.
RAMOS, S. S.. Colóquio Patologia do Social. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Luis Miguel Fontes de Mas Santacreu. Violência na obra de Jean-Paul Sartre. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Antonio Vinicius Fernandes dos Santos. A Política em Hannah Arendt compreendida a partir da tripartição da vita activa. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Caio Marin Lee. Aforismo, aporia e espanto na mínima moralia de Theodor W. Adorno. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Filipe José Macedo de Barros. Dispositivos em Preciado. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, USP. (Orientador).

2.
Lucas Bittencourt Vasconcellos. A morte do homem e a linguagem em Foucault. Início: 2017 - Universidade de São Paulo, USP. (Orientador).

3.
Melissa Tami Otsuka. Genealogia das ontologias de gênero: uma crítica às práticas normativas segundo o pensamento de Judith Butler. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Programa Unificados de Bolsas da USP. (Orientador).

4.
Ricardo Polidoro Mendes. Claude Lefort, leitor de Maquiavel. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Elizete Waughan da Silva. Democracia e burocracia em Claude Lefort. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

6.
Isadora Mendes de Paula Souza. O Estado de exceção em Giorgio Agamben. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luana Alves dos Santos. Jagunços em Situação - O romance Grande Sertão: Verdas no redemunho da Liberdade Sartreana. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Silvana de Souza Ramos.

2.
Mário Antunes Marino. Os dispositivos de segurança do neoliberalismo em Michel Foucault. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

3.
Lucas Paolo Sanches Vilalta. A criação do devir: Ética e Ontogênese na filosofia de Glbert Simondon. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Hugo Sérgio Xavier Coelho Pinto. A experiência trágica: paixão e virtude na Grécia Antiga. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

2.
Josy Anne Panão. O pensamento autônomo: Deleuze, Lispector e Sá-Carneiro. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

3.
Eliton da Costa Rocha. A causalidade nos afetos de Espinosa. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

4.
Claudia Ferreira dos Santos. Deus ou natureza: causalidade imanente na Ética de Espinosa. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Silvana de Souza Ramos.

5.
Maicon Kehl de Souza. Humanismo e consciência na filosofia de Jean-Paul Sartre. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Centro Universitário São Camilo. Orientador: Silvana de Souza Ramos.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
RAMOS, S. S.. On revolution, Hannah Arendt. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Outras informações relevantes


É editora dos Cadernos Espinosanos (USP). Participou como pesquisadora pós-doutoranda do Projeto Temático "Ruptura e continuidade: Investigação sobre as relações entre Natureza e História desde sua formulação pelo racionalismo seiscentista", coordenado por Marilena Chaui, realizado no Departamento de Filosofia da USP e financiado pela Fapesp (Fundação de amparo à pesuisa do Estado de São Paulo); desde 2000 é membro do Grupo de Estudos Espinosanos (USP), coordenado por Marilena de Souza Chaui; desde 2010 é membro do GT de Filosofia Contemporânea (Anpof); desde 2006 é membro do GT de Filosofia Moderna (Anpof); de 2006 a 2009 participou do Latesfip/USP (Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da Universidade de São Paulo), programa de pesquisa coordenado por Paulo Eduardo Arantes(Filosofia-USP), Vladimir Safatle (FIlosofia-USP), Christian I. Dunker (Psicologia-USP) e Nelson da Silva Jr (Psicologia-USP).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 24:24:02