Tarsilla Couto de Brito

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2701726448999657
  • Última atualização do currículo em 21/09/2018


Professora de Teoria Literária e Ensino de literatura na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (UFG). Mestre em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas com dissertação sobre o poeta brasileiro Murilo Mendes (Unicamp-2005) e doutora pela mesma instituição com tese sobre a narrativa romanesca As aventuras de Telêmaco escrita por Fénelon no final do século XVII francês (Unicamp-2013). Desde as pesquisas de mestrado até o presente momento, seus interesses atravessam diferentes objetos literários com um objetivo teórico: compreender as práticas de deformação da realidade empreendidas na tradução de um sentimento de mundo para a linguagem literária. Atualmente, desenvolve o projeto de pesquisa MODOS E PROBLEMAS DE REPRESENTAÇÃO DA CRISE DA LITERATURA: UM DESAFIO AOS ESTUDOS LITERÁRIOS com seu grupo de estudos Desmundo. Além disso, coordena o sub-projeto de Língua Portuguesa do Pibid e integra o grupo de pesquisa interinstitucional (UFG/UNB/UNILAB) CRÍTICA E TRADUÇÃO DO EXÍLIO. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Tarsilla Couto de Brito
Nome em citações bibliográficas
BRITO, T. C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Letras.
sem logradouro
Campus II Samambaia
74001970 - Goiânia, GO - Brasil - Caixa-postal: 131
Telefone: (62) 35211160
URL da Homepage: http://www.letras.ufg.br/


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2013
Doutorado em Teoria e História Literária.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: O retorno de Astréia ou Fénelon e a arte de fugir ao tempo, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Carlos Eduardo Ornelas Berriel.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: As aventuras de Telêmaco; François Salignac de La Mothe Fénelon; Querela dos Antigos e Modernos; Utopia e distopia; Narração.
2003 - 2005
Mestrado em Teoria e História Literária.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: A poesia apocalíptica de Murilo Mendes,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Alexandre Soares Carneiro.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Murilo Mendes; Poesia apocalíptica.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Educação Superior.
1997 - 2001
Graduação em Bacharelado em Lingua Portuguesa e Linguistica.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Em busca da palavra-flor: metáfora em João Cabral de Melo Neto.
Orientador: Tania Ferreira Rezende Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Atuação Profissional



Faculdade de Letras - UFG, FL, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Magistério Superior, Classe A, Nível 1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 16
Outras informações
Professora substituta contratada temporariamente para a área de Teoria da Literatura e ensino


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Professor substituto, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Professor bolsista, Enquadramento Funcional: Projeto de extensão Teias do saber


Pontifícia Universidade Católica de Goiás, PUC GOIÁS, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 16


Faculdades Padrão, FP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 18


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Coordenação Pibid, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Modos e problemas de representação da crise da literatura: um desafio aos estudos literários
Descrição: O presente projeto parte do pressuposto de que existe um discurso de crise atravessando o conjunto de conhecimentos construídos em torno do literário ? o ensino, a crítica, a história e a teoria têm sido afetados por esse discurso ao longo do século XX. A hipótese que sustenta esta proposta de estudos pode ser sintetizada como uma crítica à dicotomia entre as epistemes do Particular e do Universal. Diante disso, este projeto tem como objetivos gerais: historicizar conceitos, correntes críticas e teorias pertinentes aos estudos literários para que a literatura e seus discursos não sucubam, por um lado, a ontologias essencialistas e, por outro, a relativismos niilistas; desenvolver estudos de obras literárias, autores de literatura e de texto críticos que contribuam para a dessencialização da literatura, promovendo assim a formação de professores-pesquisadores seguros da relevância política, social e estética da prática de leitura literária; resgatar o problema da representação como lugar de reflexão sobre o ensino, a crítica, a história e a teoria da literatura; como conceito capaz de criar relações entre a literatura e a realidade, o mundo e a sociedade. Esses objetivos serão realizados e, projeta-se, alcançados com a estruturação de quatro frentes de trabalho, cada uma com seus objetivos específicos: 1) Pesquisa sobre ensino de literatura; 2) Pesquisa de história das ideias literárias; 3) Reflexões teóricas sobre modos e problemas de representação; 4) Estudos de crítica literária. O princípio ético e crítico desse projeto encontra-se na definição de exílio elaborada por Edward Said: ?um estado de ser descontínuo? (Reflexões sobre o exílio, 2003). Nessa formulação, o universal e o particular, que, em oposição, fizeram a crise da literatura e dos estudos literários ao longo do século XX, estão de tal modo tensionados em uma identidade contraditória que um não pode ser compreendido sem o outro. O estado (universal, essência, categoria fixa) de exílio caracteriza-se pelo descontínuo (pelo particular, pelo provisório, pelo contingente). A premissa da tradição literária reformula-se aqui não mais como transmissão de valores ideais, mas como eixo sustentador de uma formulação que se deseja contraditória e em conflito..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Tarsilla Couto de Brito - Coordenador / Luã Áquila Ferreira de Freitas - Integrante / Thaynara Karolina Vaz da Cruz - Integrante / Rafaela Cristina Coelho - Integrante / Jullyana Correa Ribeiro - Integrante / Karen Lorrany Neves Adorno - Integrante.


Projetos de extensão


2016 - 2016
I Encontro de Crítica e Tradução do Exílio
Descrição: O I Encontro de Crítica e Tradução do Exílio reuniu professores e alunos do grupo de estudos interinstitucional homônimo. Alice Maria de Araújo Ferreira (UNB), Maria da Glória Magalhães (UNB), SIlvana Matias Freire (UFG) e Tarsilla Couto de Brito (UFG) são as professoras fundadoras do grupo..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2016 - 2016
Problemas de representação no século XX - em torno do Mímesis de Auerbach
Descrição: Seminário de comemoração dos 70 anos de publicação do livro Mímesis. Palestras e sessões de comunicação..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
100 anos de Bernardo Élis
Descrição: O seminário de homenagem ao centenário do escritor goiano Bernardo Élis foi idealizado pelo Departamento de Estudos Literários da Faculdade de Letras da UFG. Contou com financiamento da Fapeg e reuniu, entre os dias 9 e 11 de novembro de 2015, no auditório da FL/UFG, professores especialistas no autor homenageado bem como no tema regionalismo e sistemas literários..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
Práticas de Ensino de Leitura
Descrição: Nossa proposta surgiu no contexto de desenvolvimento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) pela Faculdade de Letras. Durante as reuniões do primeiro semestre de 2014, a elaboração de atividades de leitura, fossem elas literárias ou não, levou nossos bolsistas a manifestarem uma certa insegurança no trato com o texto e a reivindicarem mais tempo e mais orientação para discussão e estudo do assunto. Diante dessa demanda, decidimos criar alternativas de espaço e de orientações para a reflexão sobre os diferentes modos de leitura que o professor de português pode desenvolver em sala de aula. A grade curricular da licenciatura em português da Faculdade de Letras da UFG oferece sim momentos de discussão teórica sobre a leitura de uma forma geral e sobre a leitura literária de forma específica, mas não existe uma disciplina específica que permita ao graduando testar os modelos teóricos debatidos em uma prática continuada de elaboração e de reelaboração de atividades leitoras em sala de aula. O estágio seria, obviamente, esse espaço, mas há uma insuficiência do tempo dedicado às estratégias de intervenção decorrente do fato de que o processo de elaboração, aplicação, avaliação de resultados, reformulação, discussão coletiva e reelaboração das atividades de leitura não estão explicitamente regulamentadas pelas ementas. Não se trata, contudo, de sugerir uma reformulação do estatuto de Estágio, mas, antes, de constatar que essa abertura da grade curricular oferece uma oportunidade ímpar de reunir professores em formação e professores formados. A singularidade deste projeto reside no fato de que as oficinas e palestras sobre "Práticas de ensino de leitura" criarão uma situação de debate em que o professor egresso, em atividade, trará suas experiências positivas e negativas, assim como o professor em formação, aluno do Estágio e bolsista do Pibid, trará suas mais recentes discussões teóricas e críticas advindas de suas atividades de observação. Reforçamos, assim, a importância objetiva de criar um novo espaço para pensar as "Práticas de ensino de Leitura" na área de Português/Literaturas.Para ser coerente com a própria formação oferecida pela Faculdade de Letras da UFG, partimos da teoria do Letramento - eixo de nossas reflexões pedagógicas sobre a formação do professor de leitura. Segundo a maior especialista brasileira, Angela Kleiman (1995, p. 19), "Podemos definir hoje o letramento como um conjunto de práticas sociais que usam a escrita, enquanto sistema simbólico e enquanto tecnologia, em contextos específicos, para objetivos específicos". Em outro texto, a professora descreve o processo de letramento "como as práticas e eventos relacionados com uso, função e impacto social da escrita" (idem, 1998, p. 181). Entendendo que o letramento são as práticas sociais de leitura e escrita e os eventos em que essas práticas são postas em ação, bem como as conseqüências delas sobre a sociedade, justificamos a necessidade do presente projeto. A formação leitora de um sujeito está, segundo essa teoria, em situação permanente de inacabamento: desde nossos professores em formação até nossos professores formados e, ainda, nós mesmos, professores orientadores precisamos de espaços alternativos para discussão de nossas práticas de ensino de leitura..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Tarsilla Couto de Brito - Coordenador / Marcelo Ferraz de Paula - Integrante / Wilson José Flores Junior - Integrante / Jamesson Buarque de Souza - Integrante / Wilton Divino da Silva Junior - Integrante / Agostinho Potenciano de Souza - Integrante / Poliane Vieira Nogueira - Integrante.


Outros Projetos


2014 - 2018
Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid)
Descrição: O programa oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos presenciais que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e que, quando graduados, se comprometam com o exercício do magistério na rede pública. O objetivo é antecipar o vínculo entre os futuros mestres e as salas de aula da rede pública. Com essa iniciativa, o Pibid faz uma articulação entre a educação superior (por meio das licenciaturas), a escola e os sistemas estaduais e municipais. A intenção do programa é unir as secretarias estaduais e municipais de educação e as universidades públicas, a favor da melhoria do ensino nas escolas públicas em que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) esteja abaixo da média nacional, de 4,4. Entre as propostas do Pibid está o incentivo à carreira do magistério nas áreas da educação básica com maior carência de professores com formação específica: ciência e matemática de quinta a oitava séries do ensino fundamental e física, química, biologia e matemática para o ensino médio..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Membro de corpo editorial


2012 - Atual
Periódico: Revista Nome
2010 - Atual
Periódico: Revelli - Revista de Educação, Linguagem e Literatura da UEG-Inhumas


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Portuguesa.
4.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria Literária.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1BRITO, T. C.2018BRITO, T. C.. A NEGAÇÃO DO PERTENCIMENTO: A IMAGEM DO EXÍLIO EM EDWARD SAID E EM TZVETAN TODOROV. TERRA ROXA E OUTRAS TERRAS, v. 33, p. 30-40, 2018.

2.
2BRITO, T. C.2018BRITO, T. C.; FERREIRA, A. M. A. . Exílio, tradução e antropofagia na literatura mundial. REVISTA BRASILEIRA DE LITERATURA COMPARADA, v. 20, p. 12-22, 2018.

3.
3Sinval Filho2017Sinval Filho ; Glaucia Candido ; BRITO, T. C. . O avesso do direito à literatura: por uma definição de literatura indígena. ESTUDOS DE LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA, v. 53, p. 177-197, 2017.

4.
4BRITO, T. C.2016BRITO, T. C.. Fénelon e as ilusões do Classicismo. Caligrama (UFMG), v. 21, p. 133-151, 2016.

5.
5BRITO, T. C.2015BRITO, T. C.. Liberdade, Liberdade: as lições da tradição e do distanciamento. Revista Interfaces (UFRJ), v. 2, p. 67-76, 2015.

6.
7BRITO, T. C.2014BRITO, T. C.. Tempo e eternidade: a restauração da poesia do fim. Texto Poético, v. 16, p. 123-144, 2014.

7.
6BRITO, T. C.2014BRITO, T. C.. Querelas de ontem, querelas de hoje: a teoria da literatura como desafio à formação do leitor. Em Tese (Belo Horizonte. Online), v. 20, p. 127-139, 2014.

8.
8BRITO, T. C.2013BRITO, T. C.. Fénelon e a imitação dos Antigos. Cultura histórica & Patrimônio, v. 2, p. 126-141, 2013.

9.
9BRITO, T. C.2013BRITO, T. C.. História exemplar e mimese literária em As aventuras de Telêmaco. Miscelânea (Assis. Online), v. 13, p. 203-222, 2013.

10.
10BRITO, T. C.2012 BRITO, T. C.. As aventuras de Telêmaco para além da alegoria. Philia e Filia, v. 3, p. 1-115, 2012.

11.
11BRITO, T. C.2011BRITO, T. C.. Fénelon entre Antigos e Modernos. Revista Letras (UFSM) online, v. 43, p. 285-304, 2011.

12.
13BRITO, T. C.2009 BRITO, T. C.. As aventuras de Telêmaco: História crítica e releituras. Revista Criação & Crítica, v. 3, p. 33-45, 2009.

13.
12BRITO, T. C.2009 BRITO, T. C.. Aires, um narrador-diplomata. Cadernos de Letras da UFF, v. 39, p. 285-301, 2009.

14.
14BRITO, T. C.2009BRITO, T. C.. Leitura e memória: monteiro lobato na tradição literária brasileira. Revista de Literatura, História e Memória (Impresso), v. 5, p. 37-45, 2009.

15.
15BRITO, T. C.2005BRITO, T. C.. Estudo para o caos erótico de Murilo Mendes. Letras & Letras (UFU. Impresso), v. 21, p. 59-80, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FLORES JUNIOR, W. J. (Org.) ; BRITO, T. C. (Org.) . 100 anos de Bernardo Élis. 1. ed. Goiânia: Editora da Imprensa Universitária, 2017. 296p .

2.
FERREIRA, A. M. A. (Org.) ; REIS, M. G. M. (Org.) ; BRITO, T. C. (Org.) . Crítica e tradução do exílio: ensaios e experiências. 1. ed. GOIANIA: Editora da Imprensa Universitária UFG, 2017. v. 1. 599p .

Capítulos de livros publicados
1.
BRITO, T. C.. O leitor no exílio, a literatura comparada a favor da opacidade do cânone. In: Alice Maria de Araújo Ferreira; Maria da Glória Magalhães dos Reis; Tarsilla Couto de Brito (Org.). (Org.). Crítica e tradução do exílio: ensaios e experiências. 1ed.GOIANIA: Editora da Imprensa Universitária UFG, 2017, v. 1, p. 288-333.

2.
COELHO, R. C. ; BRITO, T. C. . Uma leitura em contraponto entre Ana em Veneza, de João Silvério Trevisan, e a Literatura no Brasil, de Afrânio Coutinho. In: Alice Maria de Araújo Ferreira; Maria da Glória Magalhães dos Reis; Tarsilla Couto de Brito (Org.).. (Org.). Crítica e tradução do exílio: ensaios e experiências. 1ed.GOIANIA: Editora da Imprensa Universitária UFG, 2017, v. 1, p. 334-362.

3.
DUARTE, D. L. ; BRITO, T. C. . Exotopia: um diálogo possível entre Mikhaïl Bakhtin e Tzvetan Todorov. In: Alice Maria de Araújo Ferreira; Maria da Glória Magalhães dos Reis; Tarsilla Couto de Brito (Org.).. (Org.). Crítica e tradução do exílio: ensaios e experiências. 1ed.GOIANIA: Editora da Imprensa Universitária UFG, 2017, v. 1, p. 363-388.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BRITO, T. C.. Antes o romance não existia. Ermira: Cultura, Ideias e Redemoinhos, GOIANIA, p. 1 - 1, 25 fev. 2018.

2.
BRITO, T. C.. Sobre duas paralelas do senso comum. Ermira: Cultura, Ideias e Redemoinhos, GOIANIA, p. 1 - 1, 26 jan. 2018.

3.
BRITO, T. C.. O chapéu de Charles Bovary. Ermira: Cultura, Ideias e Redemoinhos, p. 1 - 1, 22 dez. 2017.

4.
BRITO, T. C.. Breve passeio pelos desvãos do Masp. Ermira: Cultura, Ideias e Redemoinhos, p. 1 - 1, 29 nov. 2017.

5.
BRITO, T. C.. Todorov, uma crônica do século XX. Ermira: Cultura, Ideias e Redemoinhos, GOIANIA, p. 1 - 1, 08 fev. 2017.

6.
BRITO, T. C.. Naturalista, mas nem tanto. O popular, 01 jun. 2013.

7.
BRITO, T. C.. A sombra de Don Juan. O popular, 22 dez. 2012.

8.
BRITO, T. C.. Uma música dissonante na modernidade: alguns passos para as Flores do mal. Conjecturas e outras verdades, 01 ago. 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BRITO, T. C.. : A negação do pertencimento: o exílio em Edward Said e Tzvetan Todorov. In: Congresso Internazionale Culture e letterature in dialogo: identità in movimento, 2016, Perugia. Congresso Internazionale Culture e letterature in dialogo: identità in movimento, 2016.

2.
BRITO, T. C.. Mímesis e interdisciplinaridade. In: I Encontro Internacional e VII Encontro Nacional do Gelco (Grupo de estudos da linguagem do Centro-Oeste), 2014, Cidade de Goiás. I Encontro Internacional e VII Encontro Nacional do Gelco (Grupo de estudos da linguagem do Centro-Oeste). Cidade de Goiás: Gelco, 2014. v. VII. p. 9-393.

3.
BRITO, T. C.. O romance em disputa na Querela entre Antigos e Modernos. In: 33ª Semana de Estudos Clássicos e II Simpósio Internacional de Estudos Clássicos, 2014, Rio de Janeiro. 33ª Semana de Estudos Clássicos e II Simpósio Internacional de Estudos Clássicos. Rio de Janeiro: UFRJ, 2014. v. II. p. 53-53.

4.
BRITO, T. C.. A ALEGORIA DO INFERNO ENTRE A IMITAÇÃO E A CRIAÇÃO: AS AVENTURAS DE TELÊMACO [1699] DE FÉNELON. In: I Encontro Internacional e VII Encontro Nacional do Gelco (Grupo de estudos da linguagem do Centro-Oeste), 2014, Cidade de Goiás. I Encontro Internacional e VII Encontro Nacional do Gelco (Grupo de estudos da linguagem do Centro-Oeste). Cidade de Goiás: Gelco, 2014. v. VII. p. 9-393.

5.
BRITO, T. C.. Modos de ver e estar na Paris do Segundo Império. In: II Encontro Nacional do Grupo de Estudos da Linguagem do Centro-Oeste, 2003, Goiânia. II Encontro Nacional do Gelco - Programa e resumos. Goiânia: Gráfica Vieira Ltda., 2003. p. 01-358.

6.
BRITO, T. C.. A Espanha invisível de João Cabral. In: 5ª Semana de Letras Neolatinas: Saberes em movimento, 2003, Rio de Janeiro. Caderno de resumos da 5ª Semana de Letras Neolatinas: Saberes em movimento, 2003. p. 01-55.

7.
BRITO, T. C.. As metamorfoses do olhar de Murilo Mendes. In: XII Congresso da Associação de Estudos da Linguagem do Rio de Janeiro, 2003, Rio de Janeiro. Livro de Resumos e programação do XII Assel-Rio. Rio de Janeiro: Digraf/Uerj, 2003. p. 01-199.

Apresentações de Trabalho
1.
BRITO, T. C.. Auto definições literárias. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
BRITO, T. C.. Penélope na poesia de autoria feminina contemporânea: um recorte. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BRITO, T. C.. O estranho contemporâneo no conto Jumping Monkey Hill de Chimamanda. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
BRITO, T. C.. Literatura indígena: avessos e direitos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
FERREIRA, A. M. A. ; BRITO, T. C. . Por uma crítica do exílio: tensões entre o particular e o universal. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
BRITO, T. C.. A MÍMESIS COMO ARENA DE CONFLITOS ENTRE O UNIVERSAL E O PARTICULA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BRITO, T. C.. Diálogos pela decolonização da linguagem na literatura. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
BRITO, T. C.. Liberdade, Liberdade de Millôr Fernandes e Flávio Rangel. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
BRITO, T. C.. A crítica como querela e o problema do gosto no século XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
BRITO, T. C.. O juízo de valor na crítica do século XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
BRITO, T. C.; JACOMO, G. . Leitura de Poesia em Corpo e Voz. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
BRITO, T. C.. Madame Bovary de Claude Chabrol adaptado do romance homônimo de Gustave Flaubert. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BRITO, T. C.. Como se forma um leitor?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BRITO, T. C.. Outros tempos, outros mundos: o espaço literário da utopia e da distopia. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
BRITO, T. C.. Gêneros textuais no vestibular da UFG/2008-1: O conto fantástico. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
BRITO, T. C.. Sobre Observações, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
FERNANDES, C. L. ; BRITO, T. C. ; PERES, N. B. . Revista Ciência e Cultura. Goiânia: Faculdade Padrão, 2006 (Conselho Editorial).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MARIANO, O. ; RABELO, H. ; MELO, B. ; SENA, P. ; FAGUNDES, L. ; BRITO, T. C. . O juízo de valor na crítica do século XX. 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
BRITO, T. C.. História da Leitura e da Escrita. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
BRITO, T. C.. Curso Corrigindo Redação na UFG. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
BRITO, T. C.. Curso Corrigindo Redações na UFG. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
BRITO, T. C.. Curso Corrigindo Redações na UFG. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
BRITO, T. C.. Revista Plurais. 2008. (Parecer relativo a artigo candidato a publicação).

6.
BRITO, T. C.. Licenciatura Letras Português/Inglês. 2006. (Projeto de curso de graduação em Letras).

7.
BRITO, T. C.. Redação Empresarial. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
BRITO, T. C.. Eu assino embaixo: biografia, memória e cultura. 2003 (Pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SOUZA, J. B.; BRITO, T. C.; REIS, M. G. M.. Participação em banca de Mariana Fernandes Brito. Qorpo-Santo, Zé limeira e Campos de Carvalho à luz do absurdo. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística) - Faculdade de Letras - UFG.

2.
FERREIRA, A. M. A.; PEREIRA, G. H.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Marcondes Henrique Barbosa Silva. In a deranged world: A tradução comentada dos contos de Hanif Kureishi. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Estudos da Tradução) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
CAMARGO, F. P.; CRUVINEL, L. W. F.; FROTA, A. J. S.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Marcela Ferreira da Silva. Mobilidades clandestinas: o espaço da solidão na narrativa de Luiz Ruffato. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Pós-Graduação em Letras e Linguística) - Faculdade de Letras - UFG.

Qualificações de Mestrado
1.
SOUZA, J. B.; ORTIZ, G. F.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Mariana Fernandes Britto. Literatura do absurdo no Brasil: Qorpo Santo, Zé Limeira e Campos de Carvalho. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística) - Faculdade de Letras - UFG.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GERVASIO, E. V.; NUNES, I. A.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Ana Carolina Alves e Jane Cléia Rosa Carneiro.A simbologia na contística de Machado de Assis. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras) - Faculdades Padrão.

2.
GERVASIO, E. V.; MOREIRA, W. C.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Angela Maria Pereira da Silva.Revisão da fortuna crítica do romance Memórias de um sargento de milícias. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Licenciatura em Portugês) - Faculdades Padrão.

3.
GERVASIO, E. V.; MOREIRA, W. C.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Gláucia Nunes da Mata.O romance-reportagem em Goiás. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Licenciatura em Portugês) - Faculdades Padrão.

4.
GERVASIO, E. V.; MOREIRA, W. C.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Aline Arifa Ferreira.A representação da mulher na poesia de Cora Coralina. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Licenciatura em Portugês) - Faculdades Padrão.

5.
GERVASIO, E. V.; BRITO, T. C.; MOTA, H. M.. Participação em banca de Adiana Carla Mendanha Brunes.A narrativa policial em Goiás: uma leitura de Morte sob encomenda de Bariani Ortêncio. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Licenciatura em Portugês) - Faculdades Padrão.

6.
GERVASIO, E. V.; BRITO, T. C.; MOTA, H. M.. Participação em banca de Akla Priscila Oliveira Lima Gonçalves.Os personagens em O cortiço de Aluízio Azevedo à luz da crítica do imaginário. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Licenciatura em Portugês) - Faculdades Padrão.

7.
OLIVEIRA, R. C.; BRITO, T. C.. Participação em banca de Maykol Vespucci de Oliveira.Ruas Goianienses: história de vida de Daniel Caldeira de Moura. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Goiás.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
VELOSO, M. B.; BRITO, T. C.. Membro de banca de concurso para docente efetivo na instituição. 2017. Faculdade de Letras - UFG.

2.
BRITO, T. C.; RIBEIRO, M. F. M.; ABDALA JUNIOR, B.. BANCA DE CONCURSO SETOR LITERATURAS EM LINGUA PORTUGUESA EDITAL 142/2014. 2015. Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira.

3.
BRITO, T. C.. Concurso para docentes da Universidade Estadual do Amapá. 2014. Universidade Estadual do Amapá.

4.
BRITO, T. C.. Concurso Público para o Cargo de Professor Nível III do Quadro Permanente. 2010. Secretaria da Educação de Goiás.

Outras participações
1.
BRITO, T. C.. Exame Nacional do Ensino Médio. 2012.

2.
BRITO, T. C.. Exame Nacional do Ensino Médio. 2011.

3.
BRITO, T. C.. Processo Seletivo Vestibular da UFG. 2011. Universidade Federal de Goiás.

4.
BRITO, T. C.. Exame Nacional do Ensino Médio. 2010.

5.
BRITO, T. C.. Processo Seletivo Vestibular da UFG. 2010. Universidade Federal de Goiás.

6.
BRITO, T. C.. Processo Seletivo Vestibular da UFG. 2009. Universidade Federal de Goiás.

7.
BRITO, T. C.. Processo Seletivo Vestibular da UFG. 2008. Universidade Federal de Goiás.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
8o Colóquio Internacional Filosofia e Ficção.Mímesis nos trópicos: da impossibilidade da imitação. 2017. (Seminário).

2.
II Encontro de Crítica e Tradução do Exílio.Literatura Indígena: avessos e direitos. 2017. (Encontro).

3.
VI SIMELP SIMPÓSIO MUNDIAL DE ESTUDOS DA LÍNGUA PORTUGUESA.Retórica da alteridade: ?mais de uma língua? na construção do outro. 2017. (Simpósio).

4.
"Regards croisés sur l'École : France, Portugal et Brésil d'hier à aujourd'hui".Querelas de ontem, querelas de hoje: a teoria da literatura como desafio à formação do professor. 2014. (Outra).

5.
Grupo de Estudos de Linguagem do Centro-Oeste GELCO.A alegoria do inferno entre a imitação e a criação. 2014. (Encontro).

6.
Grupo de Estudos de Linguagem do Centro-Oeste GELCO.Mimesis e interdisciplinaridade. 2014. (Encontro).

7.
XXXIII Semana de Estudos Clássicos/II Simpósio Internacionalal.O romance em disputa na Querela entre Antigos e Modernos. 2014. (Simpósio).

8.
XVII Seminário de teses em andamento.o conceito de utopia em As aventuras de Telêmaco. 2011. (Seminário).

9.
6º Seminário de Pesquisas da Graduação do IEL.Literatura Brasileira. 2009. (Seminário).

10.
1ª Bienal do Livro de Goiás.Chapeuzinho Vermelho, uma história que não acaba mais. 2005. (Oficina).

11.
1ª Bienal do Livro de Goiás.A poesia apocalíptica de Murilo Mendes. 2005. (Oficina).

12.
1ª Feira de Livros do Estado de Goiás.Poesia para crianças e adultos inteligentes. 2004. (Oficina).

13.
II Encontro Nacional do Grupo de Estudos de Linguagem do Centro-oeste.Modos de ver e estar na Paris do Segundo Império. 2003. (Encontro).

14.
XII Congresso da ASSEL-Rio. As metamorfoses do olhar de Murilo Mendes. 2003. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FERREIRA, A. M. A. ; REIS, M. G. M. ; FREIRE, S. M. ; BRITO, T. C. . I Encontro de Crítica e Tradução do Exílio. 2016. (Outro).

2.
BRITO, T. C.; FLORES JUNIOR, W. J. . Seminário 100 anos de Bernardo Élis. 2015. (Outro).

3.
FERREIRA, A. M. A. ; BRITO, T. C. . Simpósio "Por uma crítica do exílio: tensões entre o particular e o universal". 2015. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Arthur Barboza Ferreira. A lua vem da Ásia, de Campos de Carvalho: semelhanças e diferenças com o surrealismo. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. (Orientador).

2.
Marina Lacerda Machado. Tradução e gênero: um estudo comparado entre Odissey de fagles (1996) e de Wilson (2017). Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. (Orientador).

3.
Camilla Angélica Dantas. Dialogismo: uma hipótese para o conceito de mímesis em Bakhtin. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. (Orientador).

4.
Andressa Albernaz Lima. As aventuras de Robinson Crusoe e Foe: a mudança do conceito de ficção a partir de uma releitura. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. (Orientador).

5.
Renata Servato Gomes. Problemas de ficção no romance O deus de Caim. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Thaynara Karolina Vaz da Cruz. O regionalismo em Ricardo Guilherme Dicke. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Bacharelado em Estudos Literários) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luiza Beltrão Moraes. O novo humanismo de Edward W. Said. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

2.
Raphaela Elias Xavier. Redescobrindo Los Gauchos Judios sob a perspectiva da tradução. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Espanhol) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

3.
Jullyana Correa Ribeiro. REGIONALISMO LITERÁRIO Uma breve análise de São Bernardo e Grande sertão: veredas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

4.
Jeane de Souza Mesquita. O IMPACTO DOS ESTUDOS CULTURAIS NO ENSINO DE LITERATURA NO BRASIL DO SÉCULO XXI. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

Iniciação científica
1.
Débora Lucas Duarte. Mikhaïl Bakhtine, le principe dialogique, Tzevtan Todorov: da imanência da linguagem à pesquisa do extrínseco.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Francês) - Universidade Federal de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

2.
Giulia Geovana Campos de Lima. As Definições de Literatura e Constituição do Cânone nos editais do PNBE indígena.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Inglês) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

3.
Rafaela Cristina Coelho. O romance histórico contemporâneo como provocação à história da arte nacional: algumas interpretações das conquistas estéticas da identidade artística brasileira. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado em estudos literários) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

4.
Karen Lorrany Neves Adorno. Crise da literatura e narrativas de crise. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

5.
Rafaela Cristina Coelho. O romance histórico contemporâneo como provocação à história da arte nacional. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Estudos Literários) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

Orientações de outra natureza
1.
Giselle Souza Rodrigues. LÍNGUA, LITERATURA E LINGUAGEM EM ESCOLAS INOVADORAS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

2.
AMANDA KAROLINE OLIVEIRA BARBOSA. OS DESAFIOS DE INCENTIVAR A LEITURA E A ESCRITA NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE TÓPICOS PRÉ-MOLDADOS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

3.
ANA KARLA ARBUÉS OLIVEIRA E SILVA. OS DESAFIOS DE INCENTIVAR A LEITURA E A ESCRITA NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE TÓPICOS PRÉ-MOLDADOS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

4.
NATÁLIA SILVA BORGES. OS DESAFIOS DE INCENTIVAR A LEITURA E A ESCRITA NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE TÓPICOS PRÉ-MOLDADOS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

5.
JULIANA DIAS ERTHAL. OS DESAFIOS DE INCENTIVAR A LEITURA E A ESCRITA NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE TÓPICOS PRÉ-MOLDADOS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

6.
NATALIA OLIVEIRA E SILVA. LÍNGUA, LITERATURA E LINGUAGEM EM ESCOLAS INOVADORAS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

7.
FABIANA CRISTINA GOMES. LÍNGUA, LITERATURA E LINGUAGEM EM ESCOLAS INOVADORAS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.

8.
Leticia Kayla Rodrigues Xavier. OS DESAFIOS DE INCENTIVAR A LEITURA E A ESCRITA NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA A PARTIR DE TÓPICOS PRÉ-MOLDADOS. 2017. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Letras - Português) - Faculdade de Letras - UFG, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Tarsilla Couto de Brito.



Inovação



Outros projetos



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/11/2018 às 8:54:26