Indianara Fernanda Barcarolli

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5914204622450727
  • Última atualização do currículo em 11/04/2018


Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina(2001), mestrado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande(2004), doutorado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande(2009) e pós-doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande(2014). Atualmente é Revisor de periódico da Journal of Brazilian Society of Ecotoxicology e PROFESSOR EFETIVO da Universidade do Estado de Santa Catarina. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia Aplicada. Atuando principalmente nos seguintes temas:cobre, Excirolana armata, iono regulação, osmorregulação, anidrase carbônica e consumo de oxigênio. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)


Identificação


Nome
Indianara Fernanda Barcarolli
Nome em citações bibliográficas
BARCAROLLI, I. F.;BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA;BARCAROLLI, INDIANARA F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro Agroveterinário.
Avenida Luiz de Camões - 2090
Conta Dinheiro
88520000 - Lages, SC - Brasil
Telefone: (49) 32899262


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em Oceanografia Biológica.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Título: INFLUÊNCIA DE PARÂMETROS FÍSICO-QUÍMICOS NA ACUMULAÇÃO E MECANISMO DE TOXICIDADE DO COBRE NO ISÓPODO Excirolana armata, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Dr Adalto Bianchini.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: cobre; Excirolana armata; iono regulação; osmorregulação; anidrase carbônica; consumo de oxigênio.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Oceanografia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Comparada / Especialidade: Fisiologia Animal.
2002 - 2004
Mestrado em Oceanografia Biológica.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Título: MECANISMOS E LIMIARES PARA TOXICDADE AGUDA DO COBRE NO ISÓPODO EURIALINO Excirona armata Dana, 1852: IMPLICAÇÕES PARA O MODELO DO LIGANTE BIOLÓGICO,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Dr Adalto Bianchini.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Pesquisa, CNPQ, Brasil.
Palavras-chave: cobre; ISÓPODO; BLM; IONO-REGULAÇÃO; ATIVIDADE ENZIMÁTICA.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.
1997 - 2001
Graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Título: EFEITOS DO pH ÁCIDO E DO ALUMÍNIO EM PARÂMETROS FUNCIONAIS DE Leporinus macrocephalus..
Orientador: Dra Claudia Bueno dos Reis Martinez.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Pesquisa, CNPQ, Brasil.


Pós-doutorado


2010 - 2014
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Bolsista do(a): IDRC CANADIAN, IDRC, Canadá.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Comparada / Especialidade: Ecotoxicologia.


Formação Complementar


2009 - 2009
O Modelo do Ligante Biótico e suas aplicações em E. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2005 - 2005
Treinamento Espectro Fotômetro de Absorção Atômica. (Carga horária: 24h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Estresse Mecanismos Sistêmicos e Moleculares. (Carga horária: 4h).
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FESBE, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Controle Neural da Ritmicidade Circadiana. (Carga horária: 4h).
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FESBE, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Fisiologia do Sono e dos Sonhos. (Carga horária: 4h).
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FESBE, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Bioacústica e Sua Utilização nos Diferentes Grupos. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Cetáceos Introdução Metodologias de Pesquisa Com A. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em II Mostra de Painéis de Imunologia. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Imunogenética. (Carga horária: 3h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Pesca e Biologia de Tubarões. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Projeto Conheça a UEL. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Biologia e Conservação de Mamíferos Aquáticos. (Carga horária: 15h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: PROFESSOR EFETIVO, Carga horária: 40


Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Técnico de Nível Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2009
Vínculo: Aluna de Doutorado, Enquadramento Funcional: estudante de pós-graduação-doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Bolsista de Projeto de pesquis, Enquadramento Funcional: Bolsista de projeto de pesquisa (PROBIO), Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2002 - 2004
Vínculo: Aluna de Mestrado, Enquadramento Funcional: estudante de pós-graduação-mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pojeto em desenvolvimento: Mecanismos e limiares para toxicidade do cobre no isópodo eurialino Exciroalana armata: Implicações para o modelo do BLM

Atividades

11/2004 - 03/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

Linhas de pesquisa
Ecotoxicologoa Aquática
8/2002 - 7/2004
Outras atividades técnico-científicas , Universidade Federal do Rio Grande, Universidade Federal do Rio Grande.

Atividade realizada
mestrado.

Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 0, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1997 - 2000
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 12

Atividades

1/2001 - 8/2002
Estágios , Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Ciências Fisiológicas.

Estágio realizado
Análise dos Efeitos do Alumínio em Parâmetros Funcionais de Leporinus macrocephalus.
1/2000 - 12/2000
Estágios , Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Ciências Fisiológicas.

Estágio realizado
Parâmetros Fisiológicos do Lambari Astyanax bimaculatus Expostos ao Meio Ácido (pH 5,0) e ao Alumínio.
1/1998 - 12/1999
Estágios , Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Ciências Fisiológicas.

Estágio realizado
Aspectos da Fauna e Flora da Bacia do Rio Tibagi. Avaliação Toxicológica de Poluentes ao longo do Rio Tibagi, para espéciesde Peixes Nativas, através de ParâmetrosFisiológicos.
3/1997 - 12/1997
Estágios , Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Ciências Fisiológicas.

Estágio realizado
Desenvolvimento do projeto: Efeitos do Azodrin na Glicemia e Teor de Sódio Plasmático de Prochilodus lineatus.


Linhas de pesquisa


1.
Ecotoxicologoa Aquática


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO CAVEIRAS ATRAVÉS DE MONITORAMENTO DE HORMÔNIOS E BIOLÓGICO
Descrição: O lançamento de diversas substâncias em corpos hídrico acarreta em degradação da qualidade ambiental. Esses compostos acabam por contaminar e poluir as águas trazendo doenças e diversos efeitos nos organismos que ali vivem e também para o homem. Através de análises químicas e biológicas é possível detectar muitas dessas substâncias. Nos últimos anos, com o aprimoramento de técnicas analíticas que permitiram a detecção e a quantificação de substâncias em nível traço, mais substâncias passaram a ser detectadas nos ambientes aquáticos, bem como foram descobertos diversos micropoluentes nesses ambientes, os chamados contaminantes emergentes (GAMA, 2010). Esses contaminantes, aportados aos compartimentos aquáticos, geralmente são oriundos de processos industriais, agricultura e decorrentes do crescimento populacional (BLASTO; PICÓ, 2009). Dentre os interferentes endócrinos que mais vêm recebendo atenção estão os hormônios sexuais femininos (HSFs), devido à maior demanda de anticoncepcionais. No Brasil este aumento está relacionado com o crescimento no poder aquisitivo, com a maior participação da mulher no mercado de trabalho e o controle da fertilidade (PERSHE, 2000). Dentre os HSFs, os estrógenos são os mais preocupantes, sendo considerados os responsáveis pela maioria dos efeitos disruptores desencadeados pela disposição de efluentes contaminados, são extremamente ativos biologicamente e estão relacionados à etiologia de vários tipos de cânceres. Os estrógenos introduzidos no ambiente podem ser naturais, como 17β-estradiol (E2), estriol (E3), estrona (E1) ou o sintético 17α-etinilestradiol (EE2), desenvolvido para uso em terapias de reposição hormonal e métodos contraceptivos (REIS FILHO et al 2006). Contaminantes naturais e sintéticos presentes em concentrações na faixa de pgL-1 a ngL-1 apresentam um risco à saúde dos ecossistemas, pois existe uma carência na avaliação dos seus efeitos, conhecimento de suas fontes, comportamento no ambiente e níveis tóxicos de concentração. Tais contaminantes vêm chamando a atenção, sendo denominados contaminantes emergentes (FERNANDES et al., 2011)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Coordenador / Darluci Picolli - Integrante / Flávia Corrêa Ramos - Integrante.
2015 - Atual
Remediação de solo contaminado com fenantreno e antraceno utilizando fungos e bactérias.
Descrição: É observado que, nas ultimas décadas, a contaminação e poluição causada pelo petróleo e por seus derivados são uns dos principais problemas ao meio ambiente. Um exemplo disso é o derramamento da gasolina nos solos, que podem acabar por contaminar as águas subterrâneas. Esses acontecimentos vieram a influenciar no desenvolvimento de técnicas que visam descontaminar esses meios. Uma delas, a biorremediação, está se destacando por ser uma alternativa viável e eficaz na remediação dos meios contaminados pelo petróleo e por seus derivados. A biorremediação é uma alternativa de remediação devido ao fato de reduzir o uso de reagentes químicos, são mais baratas e não geram resíduos tóxicos ao ambiente. Os microorganismos, especialmente fungos e bactérias, têm a capacidade de usar diversas substâncias orgânicas como fontes de energia, transformando esses compostos em produtos do metabolismo como (CO2 e água). Em função disso, o presente projeto tem por objetivo avaliar o potencial que fungos e bactérias apresentam para realizar o processo de decomposição dos compostos orgânicos fenantreno e antraceno, em diferentes concentrações, em solo. Para tanto, diferentes espécies de fungos: Aspergillus terreus, Aspergillus niger, Penicillium corylophilum e bactérias: Pseudomonas oleovorans, Pseudomonas mendocina, Bacillus subtilis, Bacillus flexus serão adquiridas comercialmente, cultivadas em laboratório posteriormente adicionadas em diferentes meios de solo, contendo diferentes concentrações dos compostos acima citados. Os testes terão duração de 30 dias, sendo que amostras de solo de cada tratamento serão coletadas a cada 10 dias para verificar a sua concentração. As amostras de solo serão enviadas a UFSM-RS, para que as análises sejam feitas. Após será determinada a eficiência de degradação de cada espécie de microoganismo para cada composto testado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Coordenador / Rodrigo Morche - Integrante / Emilly De Marco - Integrante.
2013 - 2017
Identificação e desenvolvimento de biomarcadores bioquímicos e fisiológicos de peixes e crustáceos nas nascentes do Rio Caveiras
Descrição: As regiões de nascentes dos rios são consideradas potenciais zonas de contaminação ambiental, pois dependendo da sua localização podem receber descarga de uma grande variedade de xenobióticos provenientes do ambiente no seu entorno, como rodovias, indústrias e descarga orgânica de fontes pontuais e difusas. A grande maioria dos poluentes acaba sendo transportada direta ou indiretamente para as nascentes, o que leva à descarga de efluentes industriais, domésticos, pluviais, urbanos e rurais nesses ambientes. Uma atividade potencialmente poluidora, seja de origem antrópica ou natural, emite poluentes característicos que levam a efeitos com diferentes níveis de poluição. A fonte emissora determina o tipo de poluente emitido, o qual pode ser tanto orgânico, quanto inorgânico. Atingindo o ambiente aquático na forma de misturas complexas, estes contaminantes são capazes de provocar efeitos deletérios nos organismos que o habitam. O presente projeto tem por objetivo principal a identificação e desenvolvimento de diferentes biomarcadores para seu uso como ferramentas práticas na avaliação de impacto e monitoramento das diferentes classes de tóxicos que podem estar presentes nas nascentes. Para tanto, exemplares de peixes e crustáceos, serão coletados e identificados. Após, diversos tecidos serão coletados para determinação dos biomarcadores: acetilcolinesterase, EROD, metalotioneínas e lipoperoxidação. Após as análises serão determinados qual ou quais biomarcadores melhor respondem aos efeitos provocados pelos compostos tóxicos presentes nesse ambiente. Os locais selecionado para estudo, serão escolhidos em função da sua importância na preservação e conservação do ambiente em si, bem como para os organismos que habitam este ecossistema..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Coordenador / Valter Becegato - Integrante / Everton Skoronsky - Integrante / Idelgardis Bertol - Integrante.Financiador(es): Klabin - Auxílio financeiro.
2010 - 2014
IDRC- Environmental Health
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Integrante / Adalto Bianchini - Coordenador.
2008 - 2009
IDENTIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE BIOINDICADORES PARA A DETERMINAÇÃO DA QUALIDADE DAS ÁGUAS ESTUARINAS DA LAGOA DOS PATOS (RS) UTILIZADAS EM AQÜICULTURA E PESCA
Descrição: Apesar da relativa abundância de dados referentes a aspectos químicos da água e da existência de alguns estudos enfocando a estruturação de comunidades bentônicas em ambientes impactados do estuário da Lagoa dos Patos, são raros os trabalhos voltados para a avaliação dos efeitos da exposição aos diversos poluentes em menores níveis de organização biológica, e não existem propostas de regulamentação das descargas de contaminantes neste ambiente com base nas interações entre estes elementos, as propriedades físico-químicas do ambiente e os organismos que nele habitam. Por suas características físico-químicas, a Lagoa dos Patos (RS), e principalmente a sua região estuarina, constitui-se em importante criadouro e berçário de diversas espécies de interesse comercial para a região Sul, como, por exemplo, o camarão-rosa Farfantepeneaus paulensis, o siri Callinectes sapidus, a tainha Mugil platanus, o peixe-rei Odonthestes argentinensis, o linguado Paralichthys orbignyanus e a corvina Micropogonias furnieri, principais recursos pesqueiros desta região. Apesar de sua importância ecológica e econômica, existem ainda relativamente poucos estudos de determinação e quantificação de poluentes no estuário da Lagoa dos Patos e região costeira adjacente. No entanto, estes estudos já indicam a presença de uma importante contaminação inorgânica (metais) e orgânica (nutrientes, compostos nitrogenados, hidrocarbonetos e pesticidas). Assim, os experimentos delineados no presente projeto têm como objetivo principal a identificação e desenvolvimento de biomarcadores fisiológicos, bioquímicos, imunológicos e genéticos para seu uso como ferramentas práticas no monitoramento das diferentes classes de tóxicos presentes na Lagoa dos Patos. Neste contexto, as espécies a serem estudadas (corvina Micropogonias furnieri, siri azul Callinectes sapidus, e o copépode Acartia tonsa) apresentam características ecológicas e fisiológicas relevantes, tornando-os importantes modelos para a avaliação de biom.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Integrante / Adalto Bianchini - Coordenador / Isabel Soares Chaves - Integrante / Christiane Lorea Paganini - Integrante.
2004 - 2005
PROBIO - Proteínas Bioindicadoras de Alterações Climáticas (PROBAC)
Descrição: O objetivo central desse projeto é determinar o padrão de variação da proteína de choque térmico (Hsp70) para animais costeiros do sul do Brasil, visando a utilização deste bioindicador específico e sensível a variações térmicas. São objetivos específicos deste projeto: 1- Determinar os níveis basais de expressão da Hsp70 nas células imunológicas circulantes de diferentes espécies-chave do ecossistema costeiro do sul do Brasil. 2- Determinar em laboratório o padrão de resposta ao aumento da temperatura, em termos de expressão de Hsp70, de diferentes espécies-chave do ecossistema costeiro do sul do Brasil. 3- Padronizar o uso da Hsp70 como bioindicador sensível à variação térmica em espécies-chave do ecossistema costeiro do sul do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2004
MECANISMOS E LIMIARES DA TOXICIDADE AGUDA DO COBRE EM INVERTEBRADOS EURIALINOS: IMPLICAÇÕES PARA O MODELO DO LIGANTE BIÓTICO
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Indianara Fernanda Barcarolli - Integrante / Samantha Eslava Martins - Integrante / Adalto Bianchini - Coordenador.


Revisor de periódico


2007 - Atual
Periódico: Journal of Brazilian Society of Ecotoxicology


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada/Especialidade: Ecotoxicologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Comparada/Especialidade: Fisioecologia de Peixes.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de isópodo.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de isópodo/Especialidade: Oceanografia Biológica.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LEIDENS, DANUSA2018LEIDENS, DANUSA ; BIANCHINI, ADALTO ; VARELA JUNIOR, ANTONIO SERGIO ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; ROSA, CARLOS EDUARDO ; BONNEL, JOSIANE ; CALABUIG, CECILIA PEREZ ; CORCINI, CARINE DAHL . Effects of Experimental Lead Exposure on Testis of the Chestnut Capped Blackbird Chrysomus ruficapillus. Bulletin of Environmental Contamination and Toxicology, v. 100, p. 324-330, 2018.

2.
OLIVEIRA, JOSIANI C.2017OLIVEIRA, JOSIANI C. ; BECEGATO, VITOR R. ; BARCAROLLI, INDIANARA F. ; PAULINO, ALEXANDRE TADEU ; BECEGATO, VALTER A. . Environmental Characteristics and Water Quality of a Drainage Basin Impacted by Human Activities. ENVIRONMENTAL MANAGEMENT AND SUSTAINABLE DEVELOPMENT, v. 6, p. 373, 2017.

3.
VERONEZ, ALEXANDRA CAROLINE DA SILVA2016VERONEZ, ALEXANDRA CAROLINE DA SILVA ; SALLA, RÔMULO VICTOR ; BARONI, VINÍCIUS DADALTO ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; BIANCHINI, ADALTO ; DOS REIS MARTINEZ, CLAUDIA BUENO ; CHIPPARI-GOMES, ADRIANA REGINA . Genetic and biochemical effects induced by iron ore, Fe and Mn exposure in tadpoles of the bullfrog Lithobates catesbeianus. Aquatic Toxicology, v. 174, p. 101-108, 2016.

4.
ABOU ANNI, IURI SALIM2016ABOU ANNI, IURI SALIM ; BIANCHINI, ADALTO ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; VARELA, ANTONIO SERGIO ; ROBALDO, RICARDO BERTEAUX ; TESSER, MARCELO BORGES ; SAMPAIO, LUÍS ANDRÉ . Salinity influence on growth, osmoregulation and energy turnover in juvenile pompano Trachinotus marginatus Cuvier 1832. Aquaculture (Amsterdam), v. 455, p. 63-72, 2016.

5.
DA SILVA, CINTHIA CARNEIRO2016DA SILVA, CINTHIA CARNEIRO ; KLEIN, ROBERTA DANIELE ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; BIANCHINI, ADALTO . Metal contamination as a possible etiology of fibropapillomatosis in juvenile female green sea turtles Chelonia mydas from the southern Atlantic Ocean. Aquatic Toxicology, v. 170, p. 42-51, 2016.

6.
LISBOA, VIVIANA2015LISBOA, VIVIANA ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; SAMPAIO, LUÍS ANDRÉ ; BIANCHINI, ADALTO . Effect of salinity on survival, growth and biochemical parameters in juvenile Lebranch mullet Mugil liza (Perciformes: Mugilidae). Neotropical Ichthyology (Online), v. 13, p. 447-452, 2015.

7.
LISBOA, VIVIANA2015LISBOA, VIVIANA ; BARCAROLLI, INDIANARA F. ; SAMPAIO, LUÍS A. ; BIANCHINI, ADALTO . Acclimation of juvenile Mugil liza Valenciennes, 1836 (Mugiliformes: Mugilidae) to different environmental salinities. Neotropical Ichthyology (Online), v. 13, p. 591-598, 2015.

8.
DA SILVA, CINTHIA CARNEIRO2014DA SILVA, CINTHIA CARNEIRO ; VARELA, ANTONIO SERGIO ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; BIANCHINI, ADALTO . Concentrations and distributions of metals in tissues of stranded green sea turtles (Chelonia mydas) from the southern Atlantic coast of Brazil. Science of the Total Environment, v. 466-467, p. 109-118, 2014.

9.
MONTEIRO, SANDRA CARVALHO RODRIGUES2013MONTEIRO, SANDRA CARVALHO RODRIGUES ; PINHO, GRASIELA LOPES LEÃES ; HOFFMANN, KARINE ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA ; BIANCHINI, ADALTO . Acute waterborne copper toxicity to the euryhaline copepod at different salinities: Influence of natural freshwater and marine dissolved organic matter. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 32, p. 1412-1419, 2013.

10.
Zimmer, A.M.2012Zimmer, A.M. ; BARCAROLLI, I. F. ; WOOD, C. M. ; BIANCHINI, A. . Waterborne copper exposure inhibits ammonia excretion and branchial carbonic anhydrase activity in euryhaline guppies acclimated to both fresh water and sea water. Aquatic Toxicology, v. 122-123, p. 2012-180, 2012.

11.
MARTINS, T. L.2011MARTINS, T. L. ; BARCAROLLI, I. F. ; OLIVEIRA, C. ; SOUZA, M. M. ; BIANCHINI, A. . Mechanisms of copper accumulation in isolated mantle cells of the marine clam Mesodesma mactroides. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 30, p. 1586-1592, 2011.

12.
MARTINS, T. L.2011MARTINS, T. L. ; BARCAROLLI, I. F. ; OLIVEIRA, C. ; SOUZA, M. M. ; BIANCHINI, A. . Effect of copper on ion contend in isolated mantle cells of the marine clam Mesodesma mactroides. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 30, p. 1582-1585, 2011.

13.
LEONARD, E. M.2011LEONARD, E. M. ; BARCAROLLI, I. F. ; SILVA, K. ; WASIELESKI, W. ; WOOD, C. M. ; BIANCHINI, A. . The effect of salinity on acute and chronic nickel and bioaccumulation in two crustaceans: Litopenaeus vannamei and Excirolana armata. Comparative Biochemistry and Physiology. Part C, Pharmacology, Toxicology & Endocrinology (Cessou em 1999. Cont. ISSN 1532-0456 Comparative Biochemist, v. 156, p. 409-419, 2011.

14.
MARTINS, C. M. G.2010MARTINS, C. M. G. ; BARCAROLLI, I. F. ; MENEZES, E. J. ; GIACOMIN, M. M. ; WOOD, C. M. ; BIANCHINI, A. . Acute toxicity, accumulation and tissue distribution of copper in the blue crab. Aquatic Toxicology, v. 101, p. 88-99, 2010.

15.
BARCAROLLI, I. F.;BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA;BARCAROLLI, INDIANARA F.2004BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . Effects of Aluminium in Acidc water on Hematological and Physiological Parameters of the Neotropical Leporinus macrocephalus (Anostomidade). Bulletin of Environmental Contamination and Toxicology, New York, v. 72, p. 639-646, 2004.

16.
BIANCHINI, A.2004BIANCHINI, A. ; MARTINS, S. E. ; BARCAROLLI, I. F. . Mechanism of acute copper toxicity in euryhaline crustaceans: implications for the Biotic Ligand Model. International Congress Series, v. 1275, p. 189-194, 2004.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BIANCHINI, A. ; MARTINS, S. E. ; BARCAROLLI, I. F. . Mechanism of acute copper toxicity in euryhaline crustaceans: implications for the Biotic Ligand Model.. In: International Congress Series, 2004, Amsterdan. Comparative Physiology and Biochemistry in Africa, 2004. v. 1. p. 1-1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MATOS, A. C. B. ; AMARAL, A. P. M. ; DEBACKER, J. ; BARCAROLLI, I. F. . AVALIAÇÃO DA TOXICIDADE DO COBRE ATRAVÉS DO USO DE BIOMARCADORES. In: 2º Congresso de Engenharia Ambiental do Sul do Brasil, 2017, Lages. 2º Congresso de Engenharia Ambiental do Sul do Brasil, 2017.

2.
MATOS, A. C. B. ; AMARAL, A. P. M. ; MECABO, B. G. M. ; MENDES, C. F. ; DEBACKER, J. ; BARCAROLLI, I. F. . USO DE BIOMARCADORES NA DETERMINAÇÃO DA TOXICIDADE DO COBRE EM AMBIENTE AQUÁTICO. In: Simpósio Internacional, ciência, saúde e território, 2017, Lages. Simpósio Internacional ciência, saúde e território, 2017.

3.
CAMPOS, R. F. ; BARCAROLLI, I. F. ; MATIAS, C. A. ; WENDLING, C. S. . Viabilidade ambiental da utilização do biomonitoramento de sistemas lóticos: Perspectiva de implantação na Bacia Hidrográfica do Rio do Peixe, Santa Catarina. In: I Congresso Nacional de ciência, arte e tecnologia, 2017, Lages. I Congresso Nacional de ciência, arte e tecnologia, 2017.

4.
PICOLLI, D. ; BARCAROLLI, I. F. . ANÁLISE DA QUALIDADE DA ÁGUA DA SEMASA ATRAVÉS DE MONITORAMENTO AMBIENTAL E BIOLÓGICO. In: 27 Seminário de Iniciação Científica SIC -UDESC-CAV, 2017, Lages. 27 Seminário de Iniciação Científica SIC -UDESC-CAV, 2017.

5.
NASCIMENTO, A. C. ; DONADEL, C. ; BARBOSA, B. B. ; MENDEZ, J. G. ; BARROS, L. G. ; DIAS, L. A. ; IKEHARA, M. ; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA . Biomarcadores em mexilhões Perna perna coletados no costão do Santinho-SC. In: XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016, Curitiba. XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016.

6.
BRORING, M. M. ; RICARDO, G. S. ; NEDEL, T. ; CHIODELLI, G. M. ; CEMBRANEL, G. S. ; GOMES, A. A. ; MUNIZ, B. R. B. ; MACHADO, G. E. ; BARCAROLLI, I. F. . Atividade enzimática em ostras coletadas em Sambaqui-SC. In: XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016, Curitiba. XIV Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2016.

7.
MIRANDA, D. S. ; GOULART, J. ; PRAZERES, M. ; BARCAROLLI, INDIANARA F. ; BIANCHINI, A. . Peroxidação lipídica como biomarcador de contaminação por compostos químicos em águas estuarinas. In: XII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2012, Porto de Galinhas. XII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2012.

8.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . ACUMULAÇÃO DE COBRE NO ISÓPODO Excirolana armata EM DIFERENTES SALINIDADES E TEMPERATURAS. In: X Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2008, Bento Gonçalves. X Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2008. p. 166-166.

9.
MACHADO, A. A. S. ; JULIAO, H. P. ; NEVES, C. A. ; BARCAROLLI, I. F. ; MARTINS, C. M. G. . BIOMARCADORES DE CONTAMINAÇÃO AQUÁTICA PELO COBRE NO CAMARÃO BRANCO Litopenaeus vannamei (BOONE, 1931) (DECAPODA, PENAEIDAE). In: X Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2008, Bento Gonçalves. X Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2008. p. 235-235.

10.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . SALINITY EFFECT ON COPPER ACCUMULATION IN THE EURYHALINE ISOPOD Excirolana armata. In: 14th International Symposium Pollutant Response in Marine Organisms (PRIMO), 2007, Florianópolis. PRIMO14, 2007. p. 80-80.

11.
BIANCHINI, A. ; BARCAROLLI, I. F. ; AMADO, L. L. ; CHAVES, I. S. ; MONSERRAT, J. M. ; BARROS, D. M. ; NERY, L. E. M. ; MARTINEZ, A.M. B. ; COLARES, E. P. ; MARTNEZ, P. E. . HSP70 AS BIOMARKER OF THERMAL STRESS IN KEY-SPECIES FROM THE ATLANTC SOUTHERN COAST OF BRAZIL. In: 14th International Symposium Pollutant Response in Marine Organisms (PRIMO), 2007, Florianópolis. PRIMO 14, 2007. p. 183-183.

12.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, C. M. G. ; BIANCHINI, A. . Indução da Síntese de Metalotioneína no Isópodo Eurialino Excirolana armata. In: IX Congresso Nacional Brasileiro de Ecotoxicologia, 2006, São Pedro- SP. IX Congresso Nacional Brasileiro de Ecotoxicologia, 2006. v. 1. p. 79-79.

13.
LOEBMANN, D. ; MAI, A. ; BARCAROLLI, I. F. ; MARTINS, S. E. ; PRELLVITZ, L. ; FIGUEIREDO, M. R. C. ; NERY, L. E. M. . Tolerância à salinidade e osmorregulação do sapo-das-dunas Bufo arenarum (Hensel, 1867) (Amphibia, Bufonidae). In: II Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. II Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

14.
LOEBMANN, D. ; MAI, A. ; BARCAROLLI, I. F. ; PRELLVITZ, L. ; MARTINS, S. E. ; NERY, L. E. M. . Descrição da dieta alimentar do Sapo-das-dunas Bufo arenarum (Hensel, 1867) (Amphibia, Anura) da região costeira do Rio Grande do Sul, Brasil. In: II Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. II Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

15.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, C. M. G. ; BIANCHINI, A. . COPPE-INDUCED METALLOTHIONEIN SYNTHESIS IN THE EURYHALINE ISOPOD Excirolana armata. In: XXV Congresso de Ciências Del Mar de Chile XI Congresso LatinoAmericano de Ciências Del Mar, 2005, Viña del Mar. COLACMAR XI, 2005. p. 228-228.

16.
MARTINS, S. E. ; BARCAROLLI, I. F. ; BIANCHINI, A. . MECHANISMS OF COPPER TOXICITY IN EURYHALINE INVERTEBRATES. In: International Conference of Comparative Physiology and Biochemistry ANIMALS and ENVIRONMENTS, 2004, KwaZulu-Natal. International Conference of Comparative Physiology and Biochemistry ANIMALS and ENVIRONMENTS, 2004. p. 30.

17.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, S. E. ; PEDROSO, M. S. ; PINHO, G. L. L. ; BIANCHINI, A. . APPLICATION OF THE BLM FOR COPPER IN EURYHALINE CRUSTACEANS. In: 3 Brasilian Crustacean Congress & The Crustacean Society Meeting, 2004, Florianópolis. 3 Brasilian Crustacean Congress & The Crustacean Society Meeting, 2004. p. 185.

18.
GEIHS, M. A. ; SOUZA, R. C. M. ; BARCAROLLI, I. F. ; MEDEIROS, E. S. ; NEVES, C. A. ; NERY, L. E. M. . CAPACIDADE IONOREGULATÓRIA DOS CRUSTÁCEOS Palaemonetes argentinus (DECAPODA, CARIDAE) E eMERITA BRASILIENSIS (DECAPODA, ANOMURA). In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004, Itajaí. Congresso Brasileiro de Oceanografia XVI Semana Nacional de Oceanografia, 2004. p. 172.

19.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . CALIBRATION OF THE BIOTIC LIGAND MODEL IN THE EURYHALINE ISOPD Excirolana armata Dana, 1825. In: ECOTOX, 2004, Florianópolis. VIII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia, 2004.

20.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, S. E. ; LOEBMANN, D. ; BIANCHINI, A. . EFEITOS AGUDOS DO CHUMBO SOBRE A ATIVIDADE DA COLINESTERASE EM Astyanax eingemanniorum (COPE, 1894) (PISCES, CHARACIDAE). In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004, Itajaí. Congresso Brasileiro de Oceanografia XVI Semana Nacional de Oceanografia, 2004.

21.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, S. E. ; PEDROSO, M. S. ; PINHO, G. L. L. ; BIANCHINI, A. . Validation of the Biotic Ligand Model for copper in estuarine and marine crustaceans.. In: Fourth SETAC World Congress, 2004, Portland-OR -USA. Fourth SETAC World Congress, 2004. v. 1. p. 51-51.

22.
VAZ, W. P. ; LEITE, A. M. ; PINHO, G. L. L. ; CHAVES, I. S. ; BARCAROLLI, I. F. ; ROBALDO, R. B. ; NERY, L. E. M. ; BIANCHINI, A. ; MARTNEZ, P. E. . Explosão respiratória em fagócitos de Micropogonias furnieri no monitoramento do efeito de poluentes no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande, RS.Explosão respiratória em fagócitos de Micropogonias furnieri no monitoramento do efeito de poluentes no estuário da Lagoa dos Patos, Rio Grande, RS.. In: XIX Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 2004, Águas de Lindóia -SP. XIX Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 2004. v. 1. p. 1-1.

23.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINS, S. E. ; SPENGER, A. ; PEDROSO, M. S. ; BIANCHINI, A. . EFEITOS DO COBRE SOBRE A IONORREGULAÇÃO EM CRUSTÁCEOS EURIALINOS.. In: FesBE, 2003, Curitiba. XVIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2003.

24.
MARTINS, S. E. ; PEDROSO, M. S. ; SPENGER, A. ; BARCAROLLI, I. F. ; BIANCHINI, A. . TOXICIDADE AGUDA DO COBRE EM CRUSTÁCEOS EURIALINOS. In: FesBE, 2003, Curitiba. XVIII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2003.

25.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . MECHANISM OF ACUTE COPPER TOXICITY IN THE EURYHALINE ISOPOD.. In: XXXVIII Congresso da SBFis & XXI Congresso da ALACF, 2003, Ribeirão Preto. XXXVIII Congresso da SBFis & XXI Congresso da ALACF, 2003.

26.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . ACUTE TOXICITY OF COPPER ON ION AND OSMOREGULATION TO Excirolana armata (ISOPODA- CIROLANIDAE).. In: 24o.Encontro Anual da SETAC, 2003, Austin - Texas, 2003.

27.
WINKALER, E. U. ; BARCAROLLI, I. F. ; ALMEIDA, J. S. ; MARTINEZ, C. B. R. . ATIVIDADE HEPÁTICA DA GLUTATIONA TRANSFERASE EM PEIXES COLETADOS NO RIBEIRÃO LINDÓIA, LONDRINA (PR) APÓS VAZAMENTO DE ÓLEO.. In: XV Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2003, São Paulo. Rumos da Ictiologia Brasileira, 2003.

28.
WINKALER, E. U. ; ALMEIDA, J. S. ; BARCAROLLI, I. F. ; GALINDO, B. A. ; MARTINEZ, C. B. R. . BIOINDICADORES DE CASCUDOS E LAMBARIS PAR O MONITORAMENTO DO RIBEIRÃO LINDÓIA (londrina, PR). In: XV Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2003, São Paulo. Rumos da Ictiologia Brasileira, 2003.

29.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . Mechanism of acute copper toxicity in the euryhaline isopod Excirolana armata (Isopoda-Cirolanidae).. In: SETAC North America - 24rd Annual Meeting, 2003, Austin-Texas. SETAC North America - 24rd Annual Meeting, 2003. v. 1. p. 12-12.

30.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A. . Na+,K+-ATPase activity and ion regulation in the euryhaline isopod Excirolana armata (Isopoda - Cirolanidae) exposed to copper.. In: ALACF & SBFIS Meeting, 2003, 2003, Ribeirão Preto -SP. ALACF & SBFIS Meeting, 2003. v. 1. p. 96-96.

31.
LANGIANO, V. C. ; BARCAROLLI, I. F. ; MARTINEZ, C. B. R. . EFEITOS DO ALUMÍNIO NA MORFOLOGIA BRANQUIAL DE Leporinus macrocephalus. In: VII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia e V Reunião da SETAC Latino-Americana, 2002, Vitória-ES. VII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia e V Reunião da SETAC Latino-Americano, 2002. p. 211.

32.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . EFEITOS DO pH ÁCIDO E DO ALUMÍNIO EM PARÂMETROS FUNCIONAIS DE Leporinus macrocephalus. In: ECOTOX, 2002, Vitória. VII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia e V Reunião da SETAC Latino-Americano, 2002. p. 213.

33.
ALMEIDA, J. S. ; BARCAROLLI, I. F. ; WINKALER, E. U. ; GALINDO, B. A. ; MARTINEZ, C. B. R. . BIOMARCADORES PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DA ÁGUA DO ALTO RIBEIRÃO CAMBÉ (Londrina, PR). I PARÂMETROS FUNCIONAIS DE CASCUDOS E LAMBARIS.. In: VII Congresso Brasileiro de Ecotoxicologia e V Reunião da SETAC Latino-Americana, 2002, Vitória, 2002. p. 118.

34.
BARCAROLLI, I. F.; PANIS, C. ; AZEVEDO, M. ; SOUZA, M. M. ; FREIRE, C. ; MARTINEZ, C. B. R. . BALANÇO IÔNICO EM PIAVUSSU EXPOSTO AO ALUMÍNIO E AO MEIO ÁCIDO. In: XV Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 2001, Caxambu, 2001. p. 97.

35.
BARCAROLLI, I. F.; LANGIANO, V. C. ; MARTINEZ, C. B. R. . CONTEÚDO DE HEMOGLOBINA E METABÓLITOS PLASMÁTICOS DE PIAVUSSU: EFEITOS DO pH E ALUMÍNIO. In: XV Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 2001, Caxambú, 2001. p. 415.

36.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . ANÁLISE DOS EFEITOS AGUDOS DO ALUMÍNIO EM BRÃNQUIAS DE Astyanax bimaculatus. In: XIV Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2001, São Leopoldo, 2001.

37.
BARCAROLLI, I. F.; LANGIANO, V. C. ; MARTINEZ, C. B. R. . ÍONS PLASMÁTICOS E HEMATÓCRITO DE PIAVUSSU COMO INDICADORES DA EXPOSIÇÃO AO ALUMÍNIO EM AMBIENTES ÁCIDOS. In: Congresso de Ecologia, 2001, Porto Alegre, 2001. p. 393.

38.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . RESPOSTAS FISIOLÓGICAS DO LAMBARI Á EXPOSIÇÃO AGUDA AO ALUMÍNIO. In: XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2000, Cuiabá, 2000. p. 380.

39.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . RESPOSTAS FISIOLÓGICAS DO LAMBARI Á EXPOSIÇÃO AGUDA AO ALUMÍNIO. In: Aspectos da Fauna e Flora da Bacia do Rio Tibagi, 2000, Londrina. Londrina: EDUEL, 2000. p. 105-106.

40.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . EFEITOS DO ALUMÍNIO EM PARÂMETROS FISIOLÓGICOS DO LAMBARI. In: IX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2000, Londrina. Londrina: EDUEL, 2000. p. 188-189.

41.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . EFEITOS MORFOFUNCIONAIS DA EXPOSIÇÃO AO ALUMÍNIO PARA LAMBARIS. In: XV Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 2000, Caxambú, 2000. p. 281.

42.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . HEMATÓCRITO, GLICEMIA E TEOR PLASMÁTICO DE SÓDIO DO CURIMBA (Prochilodus lineatus) EXPOSTO AO INSETICIDA AZODRIN. In: I Encontro Maringaense de Biologia; XIV Semana da Biologia, 1999, Maringá, 1999. p. 140.

43.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . PARÂMETROS FISIOLÓGICOS Prochilodus lineatus (PISCES, Prochilodontidae) EXPOSTOS AO INSETICIDA AZODRIN. In: VIII Encontro Anual de Iniciação Científica- PIBIC/CNPq, 1999, Cascavel. Cascavel: EDUNIOESTE, 1999. p. 148-149.

44.
BARCAROLLI, I. F.; WINKALER, E. U. ; BARCAROLII, I. F. . EFEITOS DA AMÔNIA NA MORFOLOGIA BRANQUIAL DE Prochilodus lineatus. In: XXII Congresso Brasileiro de Zoologia, 1998, Recife, 1998. p. 207.

45.
BARCAROLLI, I. F.; AZEVEDO, F. ; WINKALER, E. U. ; BARCAROLII, I. F. . SENSIBILIDADE DE Astyanax bimaculatus E Prochilodus lineatus Á AMÔNIA. In: V Encontro Brasileiro de Patologistas de Organismos Aquáticos; Encontro Latino Americano de Patologistas de Organismos Aquáticos, 1998, Maringá, 1998. p. 86.

46.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . MORFOLOGIA BRANQUIAL DE Prochilodus lineatus EXPOSTO AO pH ÁCIDO. In: VII Encontro Anual de Iniciação Científica, 1998, Maringá. Maringá: EDUEM, 1998. p. 231.

47.
BARCAROLLI, I. F.; MARTINEZ, C. B. R. . ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS EM BRÂNQUIAS DE Prochilodus lineatus exposto ao meio ácido. In: 5 Encontro Brasileiro de Ecotoxicologia, 1998, Itajaí. Perspectivas da Ecotoxicologia no Brasil, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA. Toxicologia Ambiental. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Corrêa, A. ; Oehme, P. C. ; Martins, J. ; Jarenkow, G.L. ; Vieira, R.M. ; Serena, L.D. ; BARCAROLLI, I. F. . AVALIAÇÃO DE ACETILCOLINESTERASE, CATALASE E GST COMO BIOMARCADOR DE CONTAMINAÇÃO DE COBRE EM PEIXES. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
FRANCHIN, R.FRANCHIN ; QUINATTO, J. ; DUARTE, L.L. ; FERREIRA, G. I. ; MACHADO, T. ; BARCAROLLI, I. F. . EFEITO DO COBRE NA ATIVIDADE DA ACETILCOLINESTERASE (ACHE), CATALASE (CAT) E A GLUTATIONA S-TRANSFERASE (GST) EM PEIXEIS DA ESPÉCIE ASTYANAX BIMACULADOS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
VANASSI, M. ; GIROTTO, S. ; AVI, E. ; ELY, C. ; LINDERMANN, L. ; BORGES, J. ; BARCAROLLI, I. F. . ANÁLISE DE ALTERAÇÕES EM PARÂMETROS BIOQUÍMICOS E FISIOLÓGICOS PELA EXPOSIÇÃO AO COBRE NO PEIXE GEOPHAGUS BRASILIENSIS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BARCAROLLI, I. F.. Engenharia Ambiental voltada à área biológica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
BARCAROLLI, I. F.; JORGE, M. B. . Ecotoxicologia Aquática. 2011. (Mini-Curso).

2.
BARCAROLLI, I. F.; CHAVES, I. S. . Ecotoxicologia: Uma abordagem da contaminação aquática. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ROSA, C. E.; LIMA, J. V.; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA. Participação em banca de Fabio de Melo Tarouco. Efeitos bioquímicos do herbicida Roundup no poliqueto estuarino Laeonereis acuta (Polychaeta: Nereididae). 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas - Fisiologia Animal Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande.

2.
BECEGATO, V. A.; CABRAL, J. B. P.; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA. Participação em banca de Josiane Cordova de Oliveira. Caracterização ambiental dda bacia hidrográfica do rio Ponte Grande no município de Lages-SC. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
MARTINS, C. M. G.; BIANCHINI, ADALTO; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA. Participação em banca de Eduardo Guerreiro. Efeitos da salinidade e do cobre na excreção de amônia e parâmetros associados à osmorregulação no siri-azul Callinectes sapidus. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas - Fisiologia Animal Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande.

4.
COLARES, E. P.; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA; SOUZA, M. M.. Participação em banca de Cíntia Barbosa Ramm. Contaminação por metais nas capivaras Hydrochoerus hydrochaeris no Sul do Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Biologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Federal do Rio Grande.

5.
COLARES, E. P.; BIANCHINI, A.; BAICH, A. L.; OLIVEIRA, G. T.; BARCAROLLI, I. F.. Participação em banca de Loraine Neves Moraes. Efeitos da suplementação de cobre pela água de consumo na hematologia e na acumulação do metal no sangue e fígado em CALOMYS LAUCHA OLFERS, 1818 (MAMMALIA: RODENTIA). 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Fisiológicas - Fisiologia Animal Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande.

6.
ROBALDO, R. B.; BARCAROLLI, I. F.; TESSER, M.; CAMPOS, V.. Participação em banca de Raquel Silveira Corrêa. Respostas dos papa-terras Menticirrhus americanus e Menticirrhus littoralis ao choque osmótico. 2011. Dissertação (Mestrado em Aqüicultura) - Universidade Federal do Rio Grande.

Teses de doutorado
1.
CAMPOS, M. L.; GOMES, C. U.; RECH, T. D.; BARCAROLLI, INDIANARA FERNANDA; OLIVEIRA, A. F.. Participação em banca de Letícia Cristina de Souza. Teores naturais de arsênio, bário, cádmio e níquel para solos do Estado de Santa Catarina. 2015.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
PINHO, G. L. L.; BARCAROLLI, I. F.; CHAVES, I. S.; Dy Costa, L. Participação em banca de Mariana Leivas Müller Hoff. Biomarcadores de poluição em corvinas (Micropogonias furnieri) expostas aos compostos químicos liberados por tintas anti-incrustantes. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ecologia Aquática Costeira) - Universidade Federal do Rio Grande.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MARTINS, S. E.; BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A.. Participação em banca de Marcela Lópes Alves.Toxicidade de misturas de metais para o copépode eurialino Acartia tonsa. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Toxicologia Ambiental) - Universidade Federal do Rio Grande.

2.
PINHO, G. L. L.; MARTINS, S. E.; BARCAROLLI, I. F.. Participação em banca de Luciara Ibia dos Santos Machado.Viabilidade do copepode Nitokra sp. para utilização em testes ecotoxicológicos realizados pelo laboratório de microcontaminantesorgânicos e ecotoxicologia aquática. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanologia) - Universidade Federal do Rio Grande.

3.
COLARES, E. P.; SANTOS, G. T.; BARCAROLLI, I. F.. Participação em banca de Roberta Daniele Klein.Acumulação de cobre nos tecidos do roedor Calomys laucha Olfers, 1818. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande.

4.
BARCAROLLI, I. F.; BIANCHINI, A.; FILHO, K. C.. Participação em banca de Luiza Dy Fonseca Costa.Toxicidade Aguda e Acumulação de Prata no Caranguejo Estuarino Chasmagnatus granulatus. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Oceanologia) - Universidade Federal do Rio Grande.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BARCAROLLI, I. F.; CONTE, G.; BIFFI, L.J.. PLANEJAMENTO E GESTÃO DE RECURSOS HIDRICOS. 2015. Universidade do Estado de Santa Catarina.

Outras participações
1.
BARCAROLLI, I. F.. 23 SEMINÁRIO DE INICAÇÃO CIENTÍFICA UDESC. 2013. Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
BARCAROLLI, I. F.. XV Congresso de Iniciação Científica; IXSeminário de Extensão; I Seminário de Ensino; VIII Encontro de pós-Graduação. 2006. Universidade Federal do Rio Grande.

3.
BARCAROLLI, I. F.. Avaliação dos trabalhos da Feira de Ciências dos alunos de ensino fundamental e ensino médio. 1997. Colégio Estadual Barão do Rio Branco.



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BARCAROLLI, I. F.. IV Encontro Paranaense de Genética. 1998. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Jaqueline Cremione. Monitoramento ambiental em áreas contaminadas com efluentes de indústria de processamento de carne. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Roger Francisco Campos. Monitoramento químico e biológico do Rio do Peixe-SC. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina. (Orientador).

3.
Grazyelle Pereira. Efeitos da variação de pH e temperatura na fisiologia do coral invasor Tubastraea spp. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Franccielle Veronese Granja. BIOMARCADORES BIOQUÍMICOS EM MEXILHÕES Perna perna (LINNAEUS, 1758), COLETADAS EM FLORIANÓPOLIS, SANTA CATARINA, BRASIL. 2018. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

2.
Vitor Rodolfo Becegato. QUALIDADE AMBIENTAL DA ÁREA DE INFLUÊNCIA DIRETA E INDIRETA DO ATERRO CONTROLADO DESATIVADO DE LAGES-SC. 2017. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

3.
Franccielle Cristiane Veronese Granja. Monitoramento ambiental da qualidade da água utilizando ostras e mexilhões como biomonitores. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós Graduação em Ciências Ambientais) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Guilherme Ramos Martins. MONITORAMENTO DA QUALIDADE DE ÁGUAS SUPERFICIAIS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

2.
Jéssica Pâmela Borges. A UTILIZAÇÃO DE ENSAIOS ECOTOXICOLÓGICOS SUBLETAIS PARA AVALIAÇÃO DE RISCO TOXICOLÓGICO DO INSETICIDA ACEFATO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

3.
Aline Costenaro krüger. FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL E O PAPEL DO PELOTÃO DE POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL DE HERVAL D?OESTE- SC. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.

4.
Grazyelle Duarte Pereira. MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS E A FAUNA CORALÍNEA BRASILEIRA: ACOMPANHAMENTO E ANÁLISE DOS PROCESSOS REALIZADOS NO PROJETO CORAL VIVO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Indianara Fernanda Barcarolli.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 4:30:04