Marco Aurelio Ribeiro de Mello

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7861179238186694
  • Última atualização do currículo em 16/10/2018


Sou biólogo formado pela UFRJ, com mestrado em Ecologia pela UERJ e doutorado em Ecologia pela Unicamp e a Universität Ulm da Alemanha. Trabalhei como pesquisador associado na Universität Ulm e atualmente trabalho como professor na USP. Minha especialidade é ecologia teórica e faço pesquisas em síntese ecológica. Ou seja, quero ajudar a ligar os pontos entre dados e ideias. Minha principal meta é desvendar as regras de montagem de sistemas complexos formados por interações entre espécies diferentes. Tenho forte comprometimento também com a formação de jovens cientistas e a divulgação do conhecimento para o público. As atividades do meu laboratório são reportadas neste website. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marco Aurelio Ribeiro de Mello
Nome em citações bibliográficas
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.
Rua do Matão, 321/Travessa 14
Butantã
05508090 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30917600
URL da Homepage: http://marcomellolab.wordpress.com/


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Ecologia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Ulm University (Orientador: Elisabeth Klara Viktoria Kalko).
Título: Interações entre o Morcego Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) e Plantas da Família Solanaceae, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Wesley Rodrigues Silva.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: ecologia; frugivoria; Sturnira; morcegos; Solanaceae.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Ecologia de Morcegos.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Ecologia de Populações.
Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.
2000 - 2002
Mestrado em Biologia (Biociências Nucleares).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Piperaceae),Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Helena de Godoy Bergallo.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: ecologia; mamíferos; morcegos; frugivoria; reprodução; Mata Atlântica.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Interações Animal Planta.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Ecologia de Populações.
1996 - 2000
Graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Ecologia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Dinâmica populacional de morcegos em fragmentos de Mata Atlântica.
Orientador: Fernando Antonio dos Santos Fernandez.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2009 - 2011
Pós-Doutorado.
Ulm University, UNI/Ulm, Alemanha.
Bolsista do(a): Humboldt Stiftung, HUMBOLDT, Alemanha.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Teórica / Especialidade: Interações Animal Planta.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Ecologia de Comunidades.
2006 - 2009
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas / Especialidade: Interações Animal Planta.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Redes Ecológicas.


Formação Complementar


2008 - 2008
R.4.All - Curso introdutório à programação em R. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2008 - 2008
Especialização Individual em Populações Naturais. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2007 - 2007
Estrutura e Dinâmica de Redes Ecológicas. (Carga horária: 14h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2004 - 2004
Radio-telemetria convencional e via satélite. (Carga horária: 10h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Frugivoria e Dispersão de Sementes. (Carga horária: 120h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2002 - 2002
Como medir diversidade de mamíferos noções básicas. (Carga horária: 10h).
Universidade do Vale do Paraíba, UNIVAP, Brasil.
2001 - 2001
Estudo da atividade reprodutiva em mamíferos. (Carga horária: 6h).
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
2000 - 2000
Introdução a Ecologia Numérica. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
1998 - 1998
Introdução à Análise Multivariada. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
1997 - 1997
Biologia de Quirópteros. (Carga horária: 4h).
Fundação Rio Zoo, RIOZOO, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor doutor, contratado em 03/05/2018.

Atividades

05/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.

05/2018 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia Animal (a partir de 2019)
05/2018 - Atual
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Comunicação Oral (a partir de 2019)
05/2018 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.

Atividade de extensão realizada
Criador do blog "Sobrevivendo na Ciência" (desde 2012).
05/2018 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Biociências, Departamento de Ecologia Geral.

Atividade de extensão realizada
Vice-presidente do Clube Humboldt do Brasil.

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Adjunto III

Atividades

09/2012 - Atual
Ensino, Ecologia, Conservacao e Manejo da Vida Silvestre, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Curso de Campo da UFMG
Ecologia da Floresta Amazônica (via INPA)
Ecologia de Comunidades
Ecologia do Pantanal (via UFMS)
Método Científico
Redes Ecológicas
08/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

08/2012 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bases Ecológicas para o Desenvolvimento Sustentável
Ecologia II
Interação Animal-Planta
Ecologia I
08/2012 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre.
12/2015 - 12/2017
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Subcoordenador do Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (2015-2017).
12/2014 - 04/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Membro de comissões para seleção de monitores do curso de graduação em Ciências Biológicas.
12/2012 - 04/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Membro de comissões de seleção de alunos de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre.
02/2015 - 02/2017
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Atividade de extensão realizada
Vice-presidente do Clube Humboldt do Brasil (2015-2017, 2017-2019).
12/2013 - 12/2015
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Membro do colegiado do Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (2013-2015).
12/2013 - 12/2015
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Membro da câmara departamental da Biologia Geral (2013-2015, 2016-2018).
08/2013 - 12/2015
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Coordenador do Setor de Ecologia do Departamento de Biologia Geral (2013-2015).
08/2012 - 07/2015
Ensino, Ciências Socioambientais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Conservação da Biodiversidade
Fundamentos em Ecologia
Relações Internacionais e Meio Ambiente
04/2013 - 04/2015
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Atividade de extensão realizada
Presidente da Sociedade Brasileira para o Estudo de Quirópteros.
11/2014 - 12/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Biologia Geral.

Cargo ou função
Membro de comissões de seleção de alunos de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre.
08/2012 - 12/2012
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia Geral

Clube Humboldt do Brasil, CHB, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Vice-presidente, Carga horária: 1
Outras informações
Vice-presidente para o estado de MG, junto à diretoria eleita para a gestão 2017-2019. http://www.humboldtbrasil.org

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Vice-presidente, Carga horária: 1
Outras informações
Vice-presidente para o estado de MG, junto à diretoria eleita para a gestão 2015-2017. http://www.humboldtbrasil.org

Atividades

03/2015 - Atual
Direção e administração, Diretoria, .

Cargo ou função
Vice-presidente.

Sociedade Brasileira para o Estudo de Quirópteros, SBEQ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Conselheiro, Carga horária: 2
Outras informações
Membro do conselho da Sbeq.

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Presidente, Carga horária: 5
Outras informações
Presidente eleito para a gestão 2013-2015 em assembléia realizada no VII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros (http://sbeqwix.wix.com/sbeq).

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Secretário de Divulgação Científica
Outras informações
Secretário de Divulgação Científica, responsável por atender o público e desenvolver ações para popularizar conhecimentos sobre morcegos.

Vínculo institucional

2006 - 2011
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Primeiro Secretário
Outras informações
Primeiro Secretário da SBEQ (primeiro a ocupar o cargo após a fundação da sociedade).

Atividades

04/2013 - 04/2015
Direção e administração, Diretoria, .

Cargo ou função
Presidente.

Ulm University, UNI/Ulm, Alemanha.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador Assistente, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Cargo público de "Wissenschaftlicher Mitarbeiter" (Scientific Assistant). Responsável por atividades de pesquisa científica, ensino, orientação e divulgação científica.

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Pós-doutorado, Enquadramento Funcional: Pós-doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Post-doc da Fundação Alexander von Humboldt, responsável por pesquisas sobre redes mutualistas e também atividades de orientação, ensino e divulgação científica.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: doutorando em esquema sandwich, Enquadramento Funcional: Bolsista de doutorado sandwich, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Trabalhei na Uni-Ulm durante um ano, onde conclui as análises e redação da minha tese de doutorado com a minha co-orientadora, Profa. Dra. Elisabeth Kalko.

Atividades

04/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Institut für Experimentelle Ökologie, .

10/2011 - 06/2012
Ensino, Ökologie, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biodiversität
10/2009 - 06/2012
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Redes Ecológicas
Statistik für Biologen

Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor permanente do PPGZoo

Atividades

07/2009 - Atual
Ensino, Programa de Pós-graduação em Zoologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Redes Ecológicas

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador em projetos de pesquisa, Carga horária: 1
Outras informações
Realizo projetos em parceria com a Profa. Isabel Machado, do Departamento de Botânica.

Atividades

02/2008 - 11/2017
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica.


Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Jovem Pesquisador, Enquadramento Funcional: Jovem Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista pelo programa da FAPESP "Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes". Similar a um pós-doutorado.

Atividades

04/2007 - 10/2009
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioespeleologia (professor convidado)
Botânica Econômica (professor convidado)
Ecologia e Conservação de Fragmentos Florestais (professor convidado)
Formação de Monitores da Trilha Educativa (PET, professor convidado)
Temas Atuais em Biologia (professor convidado)
08/2006 - 10/2009
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCAR, Departamento de Botânica do CCBS.

Linhas de pesquisa
Interações animal-planta
07/2006 - 10/2009
Ensino, Ecologia e Recursos Naturais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ecologia da Floresta Amazônica (INPA/USP, professor convidado)
Ecologia da Mata Atlântica (USP/UNICAMP, professor convidado)
Ecologia, Sistemática e Evolução de Angiospermas (professor convidado)
Estrutura e Dinâmica de Redes Ecológicas (coordenador)
Frugivoria e Dispersão de Sementes (ERN.702, professor responsável)
Método Científico para Pesquisa Ecológica (ERN.702, professor responsável)
Redes Ecológicas (ERN.702, professor responsável)
03/2007 - 12/2007
Extensão universitária , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCAR, Departamento de Botânica do CCBS.

Atividade de extensão realizada
Bioforum - Fórum de debates do Departamento de Botância: http://www.casadosmorcegos.org/bioforum/.

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: bolsista de doutorado, Enquadramento Funcional: aluno de doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/2002 - 7/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, Departamento de Zoologia.

Linhas de pesquisa
Interações animal-planta
08/2002 - 07/2006
Ensino, Ecologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História Natural dos Vertebrados
Frugivoria e Dispersão de Sementes

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: aluno de mestrado, Carga horária: 0

Atividades

3/2000 - 3/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Biomédico, Departamento de Biologia Animal e Vegetal.

Linhas de pesquisa
Interações animal-planta
3/2000 - 7/2000
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tutoria (PED) em Ecologia II
Tutoria (PED) em Zoologia X

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1999
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: aluno de iniciação científica, Carga horária: 0

Atividades

3/1998 - 12/1999
Ensino, Ciências Biológicas Modalidade Ecologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria de Ecologia Básica
3/1998 - 12/1999
Ensino, Ciências Biológicas Modalidade Zoologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitoria em Técnicas de Campos em Zoologia e Zoologia IV
10/1996 - 12/1999
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, Departamento de Ecologia.

Linhas de pesquisa
Ecologia de morcegos


Linhas de pesquisa


1.
Interações animal-planta
2.
Interações animal-planta
3.
Ecologia de morcegos
4.
Ecologia de morcegos
5.
Ciência de redes
6.
Interações animal-planta
7.
Interações animal-planta
8.
Ecologia teórica
9.
Ciência de redes
10.
Síntese ecológica
11.
Polinização de flores de óleo
12.
Ecologia Teórica
13.
Síntese Ecológica
14.
Ciência de Redes


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Um síntese sobre as regras de montagem de sistemas complexos ecológicos
Descrição: A Ecologia foi chamada provocativamente por Lawton (1999, Oikos) e Vellend (2010, QRB) de "uma bagunça". Há nela uma profusão de dados mal contextualizados e hipóteses mal testadas, mas poucas teorias formalizadas e raríssimas leis. Esse descompasso entre as áreas teórica e empírica é um dos principais motivos pelos quais a Ecologia tem baixo poder preditivo. O presente projeto visa ajudar a preencher parte dessa lacuna através da formulação de uma nova teoria que ajude a ligar os pontos entre ideias e evidências, visando fazer uma síntese focada em uma das áreas centrais da Ecologia: as regras de montagem de sistemas complexos. Descobertas que fizemos em estudos anteriores fomentados pela Fapemig e outras agências nos levaram a formular uma nova hipótese, que agora pretendemos transformar em uma ?teoria integradora da especialização? (ITS, na sigla em inglês). Em um primeiro momento, pretendemos formalizar matematicamente e transformar a ITS e uma teoria stricto sensu, para depois fazermos simulações a fim de gerarmos cenários hipotéticos com base em diferentes ajustes dos parâmetros livres desse modelo. Em um segundo momento, queremos contrastar a estrutura de sistemas ecológicos reais com as variações estruturais observadas nesses cenários hipotéticos, a fim de desvendarmos quais processos estruturadores são mais importantes em diferentes escalas. Assim, a ITS ajudará a resolver três dilemas importantes em Ecologia: (i) trade-offs vs. processos de amplitude de nicho como explicação para a relação entre performance e especialização; (ii) aninhamento vs. modularidade como topologias predominantes em redes ecológicas; e (iii) lei de potência ou lei de potência truncada como padrão da distribuição de grau em redes ecológicas. Além disso, nossa síntese poderá ter aplicações práticas para a resolução de problemas relacionados a redes de interação, como por exemplo o declínio de polinizadores, a restauração de ambientes degradados e o controle de doenças emergentes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (4) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Carsten Dormann - Integrante / Marco Tschapka - Integrante / MUYLAERT, RENATA LARA - Integrante / PINHEIRO, RAFAEL B.P. - Integrante / FÉLIX, GABRIEL M.F. - Integrante / BRONSTEIN, JUDITH L. - Integrante / Robert Poulin - Integrante / Boris Krasnov - Integrante / KRUSZYNSKI, CECILIA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 3
2015 - 2017
A dualidade de espécies-chave em redes ecológicas
Descrição: Interações entre organismos de espécies diferentes envolvem custos e benefícios para ambas as partes. Assim, a relação custo-benefício determina se o resultado final da interação é positivo (mutualismo) ou negativo (antagonismo). Na verdade, muitas vezes, um mesmo par de espécies podem interagir ao mesmo tempo de forma negativa e positiva, dependendo de uma série de condições intrínsecas e ambientais. Essa dualidade começou a ser estudada mais a fundo no final do século XX, mas até agora foi analisada apenas em sistemas formados por poucas espécies. O presente projeto visa dar um passo além e estudar a dualidade das interações feitas por espécies-chave em redes formadas por várias espécies no nível da comunidade, com uma abordagem baseada na teoria de redes. Usaremos como modelos de estudo principalmente morcegos, roedores, marsupiais, aves, abelhas, formigas e as plantas-alimento desse animais. Trabalharemos com o banco de dados do Laboratório de Ecologia do Mutualismo da UFMG, composto por informações coletadas em trabalhos de campo da nossa equipe, cedidas por colaboradores ou compiladas da literatura. Para testar diferentes previsões da hipótese central proposta, usaremos métricas de centralidade provenientes da teoria de redes, calculadas a partir de redes complexas multi-relação formadas por dois ou mais tipos de interação ecológicas, uma abordagem completamente nova na área. O conhecimento que pretendemos gerar neste projeto têm o potencial de promover um avanço significativo na teoria ecológica que visa explicar a estrutura e dinâmica a redes de interação, sendo capaz também de fomentar estratégias para conservação da biodiversidade e controle de pragas agrícolas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Helena de Godoy Bergallo - Integrante / Machado, Isabel C. - Integrante / Renata Lara Muylaert - Integrante / Marco Tschapka - Integrante / Adriano Pereira Paglia - Integrante / Judith L. Bronstein - Integrante / Cecília Kruszynski - Integrante / Rafael Barros Pereira Pinheiro - Integrante / Gabriel Moreira Félix Ferreira - Integrante / Fernanda Vieira da Costa - Integrante / Leonardo Henrique Dias da Silva - Integrante.Financiador(es): Alexander Von Humboldt-Stiftung/Foundation - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / UFMG - Pró-Reitoria de Pesquisa - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 5
2015 - 2016
Acústica dos frutos: o papel da ecolocalização na seleção de frutos por morcegos filostomídeos
Descrição: Pflanzen, die von Fledermäusen bestäubt werden, haben spezielle Blütenformen entwickelt, die die Ultraschallrufe der Fledermäuse auffällig reflektieren. Wir wollen herausfinden, ob es auch Früchte gibt, die akustisch auffällig sind und feststellen wie stark sich frugivore Fledermäuse bei der Fruchtsuche auf die Echoortung verlassen..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Mata Atlântica: ações para integrar pesquisas e instituições

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Helena de Godoy Bergallo em 19/03/2013.
Descrição: A Mata Atlântica é o bioma brasileiro que mais sofreu modificações antrópicas desde a época do descobrimento. A história da ocupação da Mata Atlântica acompanha os diferentes ciclos econômicos brasileiros e a fundação da maioria das grandes cidades do país. Como um bioma que teve sua história de devastação associada ao crescimento do país, a maioria das instituições de ensino e pesquisa está localizada dentro do domínio da Mata Atlântica. Conseqüentemente, é bastante grande o conhecimento acumulado para o bioma. Com tanto produzido, esperava-se que a compreensão dos processos, as listas de espécies, a indicação de áreas prioritárias para conservação e as formas de utilização racional dos recursos da Mata Atlântica já fossem conhecidas ou bem estabelecidas. Entretanto, o número de novas espécies descobertas por ano, a carência de estudos em diversas áreas do bioma e a escassez de estudos integrados, multidisciplinares e de longa duração demonstram que muito ainda se tem por estudar e fazer na Mata Atlântica. Considerando a premência da conservação da biodiversidade na Mata Atlântica, fica claro que apenas o desenvolvimento do conhecimento científico não é suficiente. São necessárias ações pragmáticas que venham a potencializar as estratégias e ações de conservação e a prover ao poder público, as ferramentas e subsídios básicos e fundamentais para estas ações. Com a experiência prévia na integração de pesquisadores através do RAPELD e com o gerenciamento e a disponibilização de dados em repositórios, os integrantes deste núcleo decidiram preparar a presente proposta de rede de pesquisa para a Mata Atlântica adotando os protocolos padronizados de coleta, inventário e monitoramento do PPBio, bem como a política de dados. O objetivo geral desta proposta é criar uma rede de pesquisa para a Mata Atlântica, e ecossistemas que pertencem ao Complexo Vegetacional Atlântico tais como restingas, campos de altitude, brejos e afloramentos rochosos, que integre as diversas competên.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Redes de interações mutualísticas ao longo de um gradiente altitudinal: formigas, insetos trofobiontes e plantas mirmecófilas
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Relação entre a composição de óleos florais em Malpighiaceae e a rede de interações com polinizadores
Descrição: A polinização é um exemplo clássico de mutualismo ecológico no qual as plantas proporcionam aos visitantes florais recursos nutritivos e estes, por sua vez, facilitam a reprodução de plantas através da dispersão dos grãos de pólen de plantas coespecíficas. O subsistema formado por flores de óleo e abelhas coletoras de óleos florais é marcado pela forte coesão entre as espécies relacionadas, devido ao alto grau filogenético de ambos os lados da interação. Flores de Malpighiaceae e sua rede de polinizadores foram estudadas no semiárido de Pernambuco, sendo obtidas informações sobre os padrões de interação, existindo um grupo de espécies generalistas e outro especialista. Pensando numa abordagem que tentasse decifrar a partilha parcial dos polinizadores, este projeto tem como objetivo analisar a rede planta polinizador do sistema Malpighiaceae/Centridini à luz da composição química do recurso floral..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
As bases biológicas da centralidade de espécies-chave em redes mutualistas
Descrição: Este projeto visa entender como as propriedades de uma espécie dentro de uma rede mutualista são determinadas por atributos de sua história natural e por características do tipo de interação feita. Para responder essa questão, utilizo diferentes ferramentas, desde estudos observacionais e experimentos em campo, até modelagem matemática baseada na teoria de redes. Os principais modelos de estudo são morcegos, abelhas, vespas e suas plantas-alimento. O projeto consiste de diferentes linhas de pesquisa desenvolvidas por mim e por colaboradores no Brasil, Alemanha, Espanha, Inglaterra e Dinamarca..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Helena de Godoy Bergallo - Integrante / Machado, Isabel C. - Integrante / Renata Lara Muylaert - Integrante / Marco Tschapka - Integrante / Carlos Peres - Integrante / Frederico Siqueira Neves - Integrante / Fábio Tulio Pacelhe - Integrante / Rafael Almeida de Souza - Integrante / Judith L. Bronstein - Integrante / Cecília Kruszynski - Integrante / Rafael Barros Pereira Pinheiro - Integrante / Gabriel Moreira Félix Ferreira - Integrante / Emilia Camurugi - Integrante / Fernanda Vieira da Costa - Integrante / Leonardo Henrique Dias da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Programa de Pesquisa em Biodiversidade - Auxílio financeiro / Universidade Federal de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Ecotone Inc. - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 22 / Número de orientações: 8
2011 - 2012
The biological basis of functional roles, guilds and robustness in mutualistic plant-animal networks
Descrição: Plant-animal mutualisms are crucial for maintaining biodiversity, as they ensure the viability of interacting populations and generate vital ecosystem services, such as pollination and seed dispersal. Mutualisms have been well studied at organism and population levels. In the past years, network theory has helped much to understand their complexity also at the community level. Phylogeny, ecological diversity, dietary specialization, and other key biological properties seem to play important roles in building-up the network as a whole and its constituting modules. Based on these findings, I aim at investigating in depth the biological basis of the fine structure of mutualistic networks. I will test three main hypotheses: (i) a hierarchy of general and specific biological properties determine the functional role (i.e. Eltonian niches) of a species within mixed and specialized mutualistic networks; (ii) the guild structure of mutualistic networks is determined by the interplay between phylogenetic inertia, trait-matching, and dietary preferences; (iii) the robustness of a mutualistic network depends on the balance between a modular and a nested topology, which is strongly influenced by highly central species. With this project, I aim at helping bridge the gap between natural history and network models, in order to advance the knowledge of mutualism and their associated ecosystem services..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (5) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Pedro Jordano - Integrante / Guimarães Jr., Paulo R. - Integrante / Isabel C.S. Machado - Integrante / Nico Bluethgen - Integrante / Daniel Kissling - Integrante / Adriana Ayub - Integrante / Santos, Gilberto Marcos de Mendonça - Integrante / Marco Tschapka - Integrante.Financiador(es): Ulm University - Remuneração.Número de orientações: 7
2009 - 2011
The backbone of seed dispersal and pollination networks: what matters and where
Descrição: In the tropics, most plants depend on animals for seed dispersal or pollination. Network theory depicts general community-level properties of those interactions. However, little is known about the ?backbones? of ecological networks, i.e. the core of a network that is responsible for maintaining its structure, and in this case crucial ecological services. Furthermore, the theory of the geographic mosaic of coevolution predicts that this backbone may differ among localities, because mutualistic associations may vary among populations of the same species. Therefore, it is also necessary to investigate whether and how those backbones may vary among different localities on a biogeographic scale. This knowledge is vital, considering that human activities increasingly affect diversity of animals and plants, leading in the worst case to extinctions and, ultimately, to the ?shutting down? or discontinuation of important services. Thus, in the present project I am planning to investigate the backbone of seed dispersal and pollination networks, and its geographical variation. First, I want to test how species in a particular network differ in their importance for the whole structure, considering that each species interacts with a subset of the available partners. Second, I will test the power of the metrics? hierarchical degree and idiosyncratic nestedness as predictors of a species? importance. The third hypothesis states that a core of species with higher hierarchical degree and idiosyncratic nestedness should form the backbone of the network. Finally, to tackle the fourth hypothesis with regard to the possible geographic mosaic structure of backbones, I will use tools from network theory and also develop novel metrics to assess possible inter-site differences in mutualistic interactions of selected species. Bats and their food-plants will be the main study model, because many species are known to alternate their function seasonally, acting mainly as a disperser in one seaso.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Elisabeth Klara Viktoria Kalko - Integrante.Financiador(es): Alexander Von Humboldt-Stiftung/Foundation - Bolsa.Número de orientações: 8
2008 - 2015
Generalizações e especializações no sistema Planta/Polinizador: síndromes, atributos florais e redes de interação em diferentes guildas e ecossistemas
Descrição: Realizar estudos de caso envolvendo a biologia da polinização de algumas espécies endêmicas e/ou ameaçadas de extinção em distintos ecossistemas do Nordeste; Analisar dados do sistema planta/polinizador, oriundos de projetos em desenvolvimento por nosso grupo de pesquisa, utilizando métricas apropriadas à abordagem de redes de interação, priorizando alguns sistemas de polinização especializados, como o de flores de óleo e quiropterofilia; Discutir conectância, simetria e dependência entre plantas/polinizadores para esses sistemas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Integrante / Isabel Cristina Sobreira Machado - Coordenador / Zelma Glebya Maciel Quirino - Integrante / Tarcila Correia de Lima Nadia - Integrante / Patrícia Morellato - Integrante / Elisangela Lucia Bezerra - Integrante / Joel Queiroz - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2
2006 - 2009
Frugivoria e dispersão de sementes em morcegos da família Phyllostomidae (Mammalia: Chiroptera)
Descrição: A Teoria da Dispersão de Sementes é um dos campos centrais dentro da Ecologia, tendo interfaces com diversas outras áreas. Dentro dela, pretendo estudar mais detalhadamente as hipóteses relacionadas aos benefícios da dispersão para plantas e animais, assim como para a manutenção da diversidade. Os morcegos neotropicais da família Phyllostomidae são excelentes modelos de estudo por serem muito diversos e abundantes, além de interagirem com centenas de espécies de plantas. Trabalharei com três linhas de pesquisa principais: os mecanismos que afetam a seleção de frutos por morcegos, os efeitos da dispersão sobre as populações das plantas-alimento, e o grau de especialização na interação morcego-planta. Realizarei a maioria dos estudos através da criação de um banco de dados com informações retiradas da literatura, com base no qual será possível realizar meta-análises e investigar padrões e processos mais gerais. Outras hipóteses serão testadas em estudos de campo, onde pretendo coletar novos dados empíricos, a serem realizados dentro da Mata Atlântica no estado de São Paulo. Os dados gerados pelo projeto serão importantes tanto para avançar o conhecimento científico sobre a dispersão de sementes, quanto para embasar estratégias de conservação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Paulo Roberto Guimarães Júnior - Integrante / Pedro Jordano - Integrante / Elisabeth Klara Viktoria Kalko - Integrante / Wesley Rodrigues Silva - Integrante / Dalva Maria da Silva Matos - Integrante / Ariovaldo Pereira da Cruz Neto - Integrante / Flávia Maria Darcie Marquitti - Integrante / Patricia Kerches Rogeri - Integrante / Tiago Yamazaki Andrade - Integrante / Reinaldo Chaves Teixeira - Integrante / Julia Estevao - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 73 / Número de orientações: 7
2005 - 2006
Effects of bat-plant interactions of spatial and temporal patterns of seed dispersal
Descrição: O objetivo do presente estudo é investigar como se dão as interações entre os morcegos da espécie Sturnira lilium e suas principais plantas-alimento, algumas espécies de solanáceas do gênero Solanum. As hipóteses de trabalho supõem que a variação disponibilidade de frutos, determinada pelas variações climáticas, determina variações em diversos parâmetros populacionais dos morcegos, incluindo a dieta, o uso do espaço, a estacionalidade reprodutiva, o peso, a estrutura etária e outros. Estas variações na população de morcegos, por sua vez, acabam por influenciar o forma como estes dispersam as sementes das solanáceas. Para a realização do estudo estou fazendo amostragens de morcegos com redes-de-neblina, além de monitoramento destes por radio-telemetria. Também estou amostrando as plantas de interesse, a fim de determinar sua fenologia e distribuição espacial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Elisabeth Klara Viktoria Kalko - Integrante / Wesley Rodrigues Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Deutscher Akademischer Austauschdienst - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 7
2002 - 2006
Efeitos da Interação entre Morcegos e Plantas sobre Padrões Espaciais e Temporais de Dispersão de Sementes
Descrição: O objetivo do presente estudo é investigar como se dão as interações entre os morcegos da espécie Sturnira lilium e suas principais plantas-alimento, algumas espécies de solanáceas do gênero Solanum. As hipóteses de trabalho supõem que a variação disponibilidade de frutos, determinada pelas variações climáticas, determina variações em diversos parâmetros populacionais dos morcegos, incluindo a dieta, o uso do espaço, a estacionalidade reprodutiva, o peso, a estrutura etária e outros. Estas variações na população de morcegos, por sua vez, acabam por influenciar o forma como estes dispersam as sementes das solanáceas. Para a realização do estudo estou fazendo amostragens de morcegos com redes-de-neblina, além de monitoramento destes por radio-telemetria. Também estou amostrando as plantas de interesse, a fim de determinar sua fenologia e distribuição espacial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Elisabeth Klara Viktoria Kalko - Integrante / Wesley Rodrigues Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Idea Wild - Auxílio financeiro / Bat Conservation International - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Bolsa.
Número de produções C, T & A: 23
2000 - 2002
Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Linnaeus, 1737) (Piperales: Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica
Descrição: Na região Neotropical e especialmente na Mata Atlântica, um ecossistema já quase totalmente destruído, os morcegos interagem com diversas espécies animais e vegetais, o que lhes confere o papel de mutualistas-chave, cruciais para a manutenção diversos processos ecológicos. Muito importantes neste universo de processos naturais são as interações entre morcegos e plantas. As duas síndromes de interação entre estes dois grupos são a quiropterofilia, relacionada à polinização, e a quiropterocoria, relacionada à dispersão de sementes. O presente estudo visou preencher algumas lacunas no conhecimento sobre as relações entre o morcego Carollia perspicillata e as plantas do gênero Piper. No contexto da quiropterocoria, estas plantas representam o principal alimento deste morcego em quase todas as localidades estudadas. Por sua vez, elas têm os morcegos do gênero Carollia como seus principais dispersores. Estudei alguns aspectos da ecologia de ambos os grupos: a estacionalidade reprodutiva, a distribuição espacial e a dieta de morcegos (consumo de Piper). O clima da área, descrito pela precipitação e a temperatura, foi caracterizado pelos pesquisadores do Programa Mata Atlântica. A influência dos fatores precipitação, temperatura, fenologia das plantas Piper e dieta sobre a reprodução de morcegos foi testada. O método de análise de caminhos foi utilizado, de modo a possibilitar a compreensão das inter-relações entre fatores e isolar a importância de cada um. Os resultados sugerem que a fenologia das plantas é a variável mais importante na determinação das estações reprodutivas de morcegos, seguida pela temperatura, dieta e precipitação. A explicação desse resultado começa pelo clima, que sofreu alterações de padrão em 2001, um ano muito mais quente e seco do que o normal. Essa mudança pode ter gerado efeitos sobre os padrões da interação. As variações na dieta apresentaram um padrão contrário ao esperado, pois a troca alimentar observada no ano 2000 ? piperáceas por solanáce.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Gilberto de Menezes Schittini - Integrante / Helena de Godoy Bergallo - Integrante / Pedro Selig - Integrante / Jacqueline Martins Gomes - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 19 / Número de orientações: 3
1996 - 2000
Conservação, manejo e restauração de fragmentos de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro: mamíferos como taxon focal para formulação de estratégias
Descrição: Em 1998, dentro do contexto do PROBIO de Fragmentação do Ministério do Meio Ambiente, a linha de pesquisa de morcegos, iniciada em novembro de 1997, teve como objetivos: 1. acompanhar as variações temporais de diversos aspectos de uma população de morcegos da espécie Carollia perspicillata (Phyllostomidae: Carolliinae), em um fragmento de mata na ReBio Poço das Antas; 2. comparar, em relação à composição e à identidade de espécies, alem da proporção entre as mesmas, as ReBios União e Poço das Antas e a Fazenda do Rio Vermelho, RJ. Para a população de Poço das Antas, foi possível determinar as estações reprodutivas da espécie estudada e também as variações em alguns outros aspectos demográficos, como a estrutura etária, proporção entre machos e fêmeas e horário de atividade. Todos estes aspectos pareceram estar fortemente relacionados às variações ao longo do ano na precipitação, que por sua vez devem influenciar a disponibilidade de frutos (principal alimento da espécie). Os resultados deste estudo foram publicados em uma série de trabalhos, que podem ser conferidos na seção Publicações. Quanto as comunidades das três áreas, conseguiu-se perceber que, para uma mesma quantidade de indivíduos capturados, a ReBio União apresenta maior numero de espécies, seguida pela Fazenda do Rio Vermelho e depois pela ReBio Poço das Antas. Nas três áreas, o morcego Carollia perspicillata representou mais de 80% do total de capturas. Encontrou-se durante o estudo algumas espécies localmente raras, como Pygoderma bilabiatum, Vampyressa pusila e Micronycteris minuta, mais um resultado que reforça a necessidade de proteger e estudar essas três áreas. Veja os resultados completos publicados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marco Aurelio Ribeiro de Mello - Coordenador / Gilberto de Menezes Schittini - Integrante / Fernando Antonio dos Santos Fernandez - Integrante / Jorge Luiz do Nascimento - Integrante.Financiador(es): Lincoln Park Zoo - Auxílio financeiro / Ministério do Meio Ambiente e da Amazonia Legal - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 35 / Número de orientações: 2


Membro de corpo editorial


2014 - 2016
Periódico: Boletim da Sociedade Brasileira de Mastozoologia
2014 - 2016
Periódico: Lundiana (UFMG)
2011 - 2016
Periódico: Chiroptera Neotropical
2007 - 2009
Periódico: Check List (UNESP)
1998 - 2000
Periódico: Bioletim


Revisor de periódico


2002 - Atual
Periódico: Mammalia (Paris)
2000 - Atual
Periódico: Chiroptera Neotropical
2005 - Atual
Periódico: Interciencia (Caracas)
2007 - Atual
Periódico: Check List (UNESP)
2007 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Zoologia
2007 - Atual
Periódico: Mastozoologia Neotropical
2007 - Atual
Periódico: Revista Saúde e Ambiente (UNIVILLE)
2008 - Atual
Periódico: Ecotropica (Bonn)
2008 - Atual
Periódico: Biotropica (Lawrence, KS)
2008 - Atual
Periódico: Journal of Tropical Ecology
2009 - Atual
Periódico: Biota Neotropica
2009 - Atual
Periódico: Mammalian Biology (Print)
2009 - Atual
Periódico: Biology Letters (Print)
2009 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Zoologia (Online)
2009 - Atual
Periódico: Neotropical Biology and Conservation
2010 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Zoociências
2010 - Atual
Periódico: Journal of Applied Ecology (Print)
2010 - Atual
Periódico: Acta Chiropterologica
2010 - Atual
Periódico: Journal of Mammalogy (Print)
2011 - Atual
Periódico: Oikos (Kobenhavn)
2011 - Atual
Periódico: Plant Biology (Stuttgart)
2011 - Atual
Periódico: Journal of Biogeography (Print)
2011 - Atual
Periódico: Ararajuba (Rio de Janeiro)
2011 - Atual
Periódico: Journal of Pollination Ecology
2011 - Atual
Periódico: Plos One
2011 - Atual
Periódico: Biological Conservation
2012 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Biology (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Oecologia
2012 - Atual
Periódico: Journal of Ecology
2012 - Atual
Periódico: Ecological Entomology (Print)
2012 - Atual
Periódico: Ecography (Copenhagen)
2013 - Atual
Periódico: Ecology (Brooklyn, New York, N.Y.)
2013 - Atual
Periódico: Studies on Neotropical Fauna and Environment
2013 - Atual
Periódico: Apidologie
2013 - Atual
Periódico: Behavioral Ecology and Sociobiology (Print)
2014 - Atual
Periódico: Mammal Review (Print)
2014 - Atual
Periódico: Journal of Zoology
2014 - Atual
Periódico: Natureza e Conservação - Brazilian Journal of Nature Conservation
2014 - Atual
Periódico: OECOLOGIA AUSTRALIS
2014 - Atual
Periódico: Animal Conservation (Print)
2014 - Atual
Periódico: Journal of Experimental Biology
2014 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Ecology and Evolution
2015 - Atual
Periódico: Annals of Botany Plants
2015 - Atual
Periódico: Rodriguésia (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Naturwissenschaften
2016 - Atual
Periódico: Functional Ecology (Print)
2016 - Atual
Periódico: Nature Ecology and Evolution
2016 - Atual
Periódico: Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences
2017 - Atual
Periódico: JOURNAL OF BIOGEOGRAPHY
2017 - Atual
Periódico: JOURNAL OF BIOGEOGRAPHY
2016 - Atual
Periódico: JOURNAL OF ANIMAL ECOLOGY
2015 - Atual
Periódico: RODRIGUÉSIA (IMPRESSO)
2017 - Atual
Periódico: BEHAVIOURAL PROCESSES
2017 - Atual
Periódico: BIOLOGICAL CONSERVATION
2018 - Atual
Periódico: Ecological Complexity


Revisor de projeto de fomento


2017 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2016 - Atual
Agência de fomento: Austrian Science Fund
2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação Oswaldo Cruz
2016 - Atual
Agência de fomento: Deutscher Akademischer Austauschdienst
2016 - Atual
Agência de fomento: Deutscher Akademischer Austauschdienst
2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS
2007 - Atual
Agência de fomento: (FAPESP) Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Teórica.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Síntese Ecológica.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Interações Ecológicas.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Redes Ecológicas.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Matemática / Subárea: Ciência de Redes.
6.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Matemática / Subárea: Ciência de Dados.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2017
Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
2011
Melhor resumo expandido apresentado no VI Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros, Sociedade Brasileira para o Estudo de Quirópteros.
2009
Fellow of the Alexander von Humboldt Stiftung, Alexander von Humboldt Stiftung.
2008
2008 Luis F. Bacardi Post-Doctoral Award for Advances in Tropical Conservation, Association for Tropical Biology and Conservation (DOI: 10.1111/j.1744-7429.2008.00467.x).
2006
Bolsa Jovem Pesquisador da FAPESP, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
2005
Bolsa de doutorando sandwich do DAAD, Deutscher Akademischer Austauschdienst.
2003
Student award (grant), Bat Conservation International (BCI), USA.
2003
Student award (grant), Ideal Wild, USA.
2002
Primeiro lugar no exame de seleção para o doutorado, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Unicamp.
2001
Bolsa Nota 10 pelo primeiro lugar na seleção do Mestrado em Ecologia da UERJ, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.
1999
Primeiro lugar no exame de seleção para o mestrado em Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Biociências Nucleares, UERJ.
1999
Primeiro lugar no exame de seleção para o mestrado em Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, UFRJ.
1998
Student award (grant), Lincoln Park Zoo, USA.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:48
Total de citações:577
Fator H:15
Mello, Marco A.R.  Data: 11/10/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:39
Total de citações:734
Scopus: fator H = 17; nomes - Mello, M.A.R.; de mello, m.a.r.; ribeiro de mello, m.a.; ribeiro mello, m.a.  Data: 11/10/2018

Outras
Total de trabalhos:70
Total de citações:1423
Google Scholar: fator H = 23; nomes - mello, m.a.r.; de mello, m.a.r.; ribeiro de mello, m.a.; ribeiro mello, m.a.  Data: 11/10/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
GONCALVES, F.2018GONCALVES, F. ; BOVENDORP, R. S. ; BECA, G. ; BELLO, C. ; COSTA-PEREIRA, R. ; Muylaert, R.L. ; RODARTE, R. R. ; VILLAR, N. ; SOUZA, R. ; GRAIPEL, M. E. ; CHEREM, J. J. ; FARIA, D. ; BAUMGARTEN, J. ; ALVAREZ, M. R. ; VIEIRA, E. M. ; CACERES, N. ; PARDINI, R. ; LEITE, Y. L. R. ; COSTA, L. P. ; Mello, Marco A. R. . ATLANTIC MAMMAL TRAITS: a data set of morphological traits of mammals in the Atlantic Forest of South America. ECOLOGY, v. 99, p. 498-498, 2018.

2.
BOVO, ALEX AUGUSTO DE ABREU2018BOVO, ALEX AUGUSTO DE ABREU ; MAGIOLI, MARCELO ; PERCEQUILLO, ALEXANDRE REIS ; KRUSZYNSKI, CECILIA ; ALBERICI, VINICIUS ; Mello, Marco A. R. ; CORREA, LIDIANI SILVA ; GEBIN, JOÃO CARLOS ZECCHINI ; RIBEIRO, YURI GERALDO GOMES ; COSTA, FRANCISCO BORGES ; RAMOS, VANESSA NASCIMENTO ; BENATTI, HECTOR RIBEIRO ; LOPES, BEATRIZ ; MARTINS, MAÍSA Z. A. ; DINIZ-REIS, THAIS ROVERE ; CAMARGO, PLÍNIO BARBOSA DE ; LABRUNA, MARCELO BAHIA ; FERRAZ, KATIA MARIA PASCHOALETTO MICCHI DE BARROS . Human-modified landscape acts as refuge for mammals in Atlantic Forest. BIOTA NEOTROPICA (ONLINE. EDIÇÃO EM INGLÊS), v. 18, p. e20170395, 2018.

3.
VOIGT, C. C.2017 VOIGT, C. C. ; FRICK, W. ; HOLDERIED, M. ; HOLLAND, R. ; KERTH, G. ; MELLO, M.A.R. ; PLOWRIGHT, R. K. ; YOVEL, Y. . Principles and Patterns of Bat Movements: From Aerodynamics to Ecology. QUARTERLY REVIEW OF BIOLOGY, v. 92, p. 267-287, 2017.

4.
GENRICH, CHRISTIANE M.2017 GENRICH, CHRISTIANE M. ; Mello, Marco A. R. ; SILVEIRA, FERNANDO A. O. ; BRONSTEIN, JUDITH L. ; PAGLIA, ADRIANO P. . Duality of interaction outcomes in a plant-frugivore multilayer network. OIKOS, v. 126, p. 361-368, 2017.

5.
MUYLAERT, RENATA D. L.2017MUYLAERT, RENATA D. L. ; STEVENS, RICHARD D. ; ESBÉRARD, CARLOS E. L. ; Mello, Marco A. R. ; GARBINO, GUILHERME S. T. ; VARZINCZAK, LUIZ H. ; FARIA, DEBORAH ; WEBER, MARCELO D. M. ; KERCHES ROGERI, PATRICIA ; REGOLIN, ANDRÉ L. ; OLIVEIRA, HERNANI F. M. D. ; COSTA, LUCIANA D. M. ; BARROS, MARÍLIA A. S. ; SABINO-SANTOS, GILBERTO ; CREPALDI DE MORAIS, MARA ARIANE ; KAVAGUTTI, VINICIUS S. ; PASSOS, FERNANDO C. ; MARJAKANGAS, EMMA-LIINA ; MAIA, FELIPE G. M. ; RIBEIRO, MILTON C. ; GALETTI, MAURO . ATLANTIC BATS: a data set of bat communities from the Atlantic Forests of South America. ECOLOGY, v. 98, p. 3227-3227, 2017.

6.
PINHEIRO, RAFAEL B.P.2016 PINHEIRO, RAFAEL B.P. ; FÉLIX, GABRIEL M.F. ; CHAVES, ANDERSON V. ; LACORTE, GUSTAVO A. ; SANTOS, FABRÍCIO R. ; BRAGA, ÉRIKA M. ; Mello, Marco A.R. . Trade-offs and resource breadth processes as drivers of performance and specificity in a host-parasite system: a new integrative hypothesis. INTERNATIONAL JOURNAL FOR PARASITOLOGY, v. 46, p. 115-121, 2016.

7.
COSTA, F. V.2016COSTA, F. V. ; Mello, MAR ; BRONSTEIN, J. L. ; GUERRA, T. J. A. ; Muylaert, R.L. ; LEITE, A. C. ; Neves, F.S. . Few Ant Species Play a Central Role Linking Different Plant Resources in a Network in Rupestrian Grasslands. Plos One, v. 11, p. e0167161, 2016.

8.
PETERS, VALERIE E.2016 PETERS, VALERIE E. ; CARLO, TOMÁS A. ; Mello, Marco A. R. ; RICE, ROBERT A. ; TALLAMY, DOUG W. ; CAUDILL, S. AMANDA ; FLEMING, THEODORE H. . Using Plant-Animal Interactions to Inform Tree Selection in Tree-Based Agroecosystems for Enhanced Biodiversity. BIOSCIENCE, v. 66, p. biw140-1056, 2016.

9.
BELLAY, S.2015BELLAY, S. ; DE OLIVEIRA, E. F. ; ALMEIDA-NETO, M. ; Mello, M. A. R. ; TAKEMOTO, R. M. ; LUQUE, J. L. . Ectoparasites and endoparasites of fish form networks with different structures. Parasitology (London. Print), v. 142, p. 1-9, 2015.

10.
HEER, KATRIN2015HEER, KATRIN ; HELBIG-BONITZ, MARIA ; FERNANDES, RENATO G. ; Mello, Marco A. R. ; KALKO, ELISABETH K. V. . Effects of land use on bat diversity in a complex plantation-forest landscape in northeastern Brazil. Journal of Mammalogy (Print), v. 96, p. 720-731, 2015.

11.
Mello, Marco Aurelio Ribeiro2015 Mello, Marco Aurelio Ribeiro; RODRIGUES, FRANCISCO APARECIDO ; COSTA, LUCIANO DA FONTOURA ; KISSLING, W. DANIEL ; 'EKERCIO'LU, ÇA'AN H. ; MARQUITTI, FLAVIA MARIA DARCIE ; Kalko, Elisabeth Klara Viktoria . Keystone species in seed dispersal networks are mainly determined by dietary specialization. Oikos (Kobenhavn), v. 124, p. 1031-1039, 2015.

12.
Mello, M. A. R.2014Mello, M. A. R.. The false dilemma of natural history vs. modern biology in Neotropical bat research. Chiroptera Neotropical, v. 19, p. 31-35, 2014.

13.
MELLO, M.A.R.2014MELLO, M.A.R.; Oliveira, Leonardo C. ; LORETTO, D. . O que define um bom cientista?. OECOLOGIA AUSTRALIS, v. 17, p. 397-401, 2014.

14.
SARMENTO, R.2014SARMENTO, R. ; Alves-Costa, C.P. ; Ayub, A. ; Mello, M. A. R. . Partitioning of seed dispersal services between birds and bats in a fragment of the Brazilian Atlantic Forest. Zoologia (Curitiba): an international journal for zoology, v. 31, p. 245-255, 2014.

15.
Muylaert, R.L.2014Muylaert, R.L. ; TEIXEIRA, R. C. ; HORTENCI, L. ; ESTEVAO, J. ; ROGERI, P. K. ; Mello, Marco A.R. . Bats (Mammalia: Chiroptera) in a cerrado landscape in São Carlos, southeastern Brazil. Check List (São Paulo. Online), v. 10, p. 287-291, 2014.

16.
Mello, M. A. R.2014Mello, M. A. R.; TAVARES, V. C. . A tribute to our Grand Master. Chiroptera Neotropical, v. 19, p. 1-2, 2014.

17.
Mello, M. A. R.2013Mello, M. A. R.; Kalko, E.K.V. ; SILVA, W.R. . Effects of moonlight on the capturability of frugivorous phyllostomid bats (Chiroptera: Phyllostomidae) at different time scales. Zoologia (Curitiba. Impresso), v. 30, p. 397-402, 2013.

18.
Mello, Marco A. R.2013Mello, Marco A. R.; BEZERRA, ELISÂNGELA L. S. ; Machado, Isabel C. . Functional Roles of Centridini Oil Bees and Malpighiaceae Oil Flowers in Biome-wide Pollination Networks. Biotropica (Lawrence, KS), v. 45, p. 45-53, 2013.

19.
ANDRADE, TIAGO Y.2013ANDRADE, TIAGO Y. ; THIES, WIBKE ; ROGERI, PATRÍCIA K. ; KALKO, ELISABETH K. V. ; Mello, Marco A. R. . Hierarchical fruit selection by Neotropical leaf-nosed bats (Chiroptera: Phyllostomidae). Journal of Mammalogy (Print), v. 94, p. 1094-1101, 2013.

20.
MUYLAERT, RENATA LARA2013MUYLAERT, RENATA LARA ; MATOS, DALVA MARIA DA SILVA ; Mello, Marco Aurelio Ribeiro . Interindividual variations in fruit preferences of the yellow-shouldered bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in a cafeteria experiment. mammalia, v. 78, p. 1-9, 2013.

21.
Renner, S.2012Renner, S. ; Baur, S. ; Böhm, S. ; Kalko, E.K.V. ; Mello, M. A. R. ; Possler, A. ; Winkler, J. . Food Preferences of Winter Bird Communities in Different Forest Types. Plos One, v. 7, p. e53121, 2012.

22.
M. Santos, Gilberto M.2012M. Santos, Gilberto M. ; Aguiar, Cândida M. L. ; Genini, Julieta ; Martins, Celso F. ; Zanella, Fernando C. V. ; Mello, Marco A. R. . Invasive Africanized honeybees change the structure of native pollination networks in Brazil. Biological Invasions, v. XX, p. 10.1007/s10530-, 2012.

23.
M. Santos, Gilberto M.2012M. Santos, Gilberto M. ; Carvalho, Carlos A. L. ; Aguiar, Cândida M. L. ; Macêdo, Leonardo S. S. R. ; Mello, Marco A. R. . Overlap in trophic and temporal niches in the flower-visiting bee guild (Hymenoptera, Apoidea) of a tropical dry forest. Apidologie (Celle), v. 44, p. 1-11, 2012.

24.
Mello, Marco Aurelio Ribeiro2011Mello, Marco Aurelio Ribeiro; Marquitti, Flávia Maria Darcie ; Guimarães Jr., Paulo R. ; Kalko, Elisabeth Klara Viktoria ; Jordano, Pedro ; de Aguiar, Marcus Aloizio Martinez . The Missing Part of Seed Dispersal Networks: Structure and Robustness of Bat-Fruit Interactions. Plos One, v. 6, p. e17395, 2011.

25.
Mello, Marco Aurelio Ribeiro2011Mello, Marco Aurelio Ribeiro; Marquitti, Flávia Maria Darcie ; Guimarães Jr., Paulo R. ; Kalko, Elisabeth Klara Viktoria ; Jordano, Pedro ; Aguiar, Marcus Aloizio Martinez . The modularity of seed dispersal: differences in structure and robustness between bat and bird fruit networks. OECOLOGIA, v. 167, p. 131-140, 2011.

26.
Mello, M. A. R.2011Mello, M. A. R.; Santos, Gilberto Marcos de Mendonça ; Mechi, Maria Rita ; Hermes, Marcel G. . High generalization in flower-visiting networks of social wasps. Acta Oecologica (Montrouge), v. 37, p. 37-42, 2011.

27.
MELLO, M.A.R.2010MELLO, M.A.R.. On the shoulder of giants: how to go further in the study of bat-plant interactions. Chiroptera Neotropical, v. 16, p. 497-500, 2010.

28.
ESBÉRARD, C.E.L.2010ESBÉRARD, C.E.L. ; MELLO, M.A.R. ; Moratelli, R. ; LUZ, J.L. ; Costa, L.M. . Erros freqüentes nos resumos submetidos ao V EBEQ e sugestões para melhorar na redação científica. Chiroptera Neotropical, v. 16, p. 9-12, 2010.

29.
Santos, Gilberto M. de Mendonça2010Santos, Gilberto M. de Mendonça ; Aguiar, C.M.L. ; MELLO, M.A.R. . Flower-visiting guild associated with the Caatinga flora: trophic interaction networks formed by social bees and social wasps with plants. Apidologie (Celle), v. 41, p. 466-475, 2010.

30.
Brito, Daniel2009Brito, Daniel ; Oliveira, Leonardo C. ; Oprea, Monik ; Mello, Marco A. R. . An overview of Brazilian mammalogy: trends, biases and future directions. Revista Brasileira de Zoologia, v. 26, p. 67-73, 2009.

31.
MELLO, M.A.R.2009MELLO, M.A.R.; Kalko, E.K.V. ; SILVA, W.R. . Ambient temperature is more important than food availability in explaining reproductive timing of the bat Sturnira lilium (Mammalia: Chiroptera) in a montane Atlantic Forest. Canadian Journal of Zoology (Online), v. 87, p. 239-245, 2009.

32.
Ribeiro Mello, Marco Aurelio2009Ribeiro Mello, Marco Aurelio. Temporal variation in the organization of a Neotropical assemblage of leaf-nosed bats (Chiroptera: Phyllostomidae). Acta Oecologica (Montrouge), v. 35, p. 280-286, 2009.

33.
Bezerra, Elisângela L.S.2009Bezerra, Elisângela L.S. ; Machado, Isabel C. ; Mello, Marco A. R. . Pollination networks of oil-flowers: a tiny world within the smallest of all worlds. JOURNAL OF ANIMAL ECOLOGY, v. 78, p. 1096-1101, 2009.

34.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2008Mello, MAR; KALKO, E.K.V ; SILVA, W.R. . Diet and abundance of the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in a Brazilian Montane Atlantic Forest. Journal of Mammalogy (Print), v. 89, p. 485-492, 2008.

35.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2008Mello, MAR; SILVA, W.R. ; KALKO, E.K.V . Movements of the bat Sturnira lilium and its role as a seed disperser of Solanaceae in the Brazilian Atlantic forest. Journal of Tropical Ecology (Print), v. 24, p. 225-228, 2008.

36.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2007Mello, MAR. Influence of herbivore attack patterns on reproductive success of the plant Piper hispidum (Piperaceae). Ecotropica (Bonn), v. 13, p. 1-6, 2007.

37.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2006Mello, MAR; POL, A. . First record of the bat Mimon crenulatum (E. Geoffroy, 1801) (Mammalia: Chiroptera) in the state of Rio de Janeiro, Southeastern Brazil. Brazilian Journal of Biology, v. 66, n.2, p. 295-299, 2006.

38.
CRUZ, D.2006CRUZ, D. ; Mello, MAR ; VAN SLUYS, M. . Phenology and Floral Visitors of Two Sympatric Heliconia Species in an Atlantic Rain Forest in Brazil. Flora (Jena), v. 201, n.7, p. 519-527, 2006.

39.
Oprea, M.2006Oprea, M. ; BRITO, D. ; Mello, MAR ; Aguiar, L.M.S. . Ten years of Chiroptera Neotropical: accomplishments and future directions. Chiroptera Neotropical, v. 12, p. 262-267, 2006.

40.
Mello, Marco Aurelio Ribeiro2005Mello, Marco Aurelio Ribeiro; Leiner, Natália Oliveira ; Guimarães Jr., Paulo R. ; Jordano, Pedro . Size-based fruit selection of Calophyllum brasiliense (Clusiaceae) by bats of the genus Artibeus (Phyllostomidae) in a Restinga area, southeastern Brazil. Acta Chiropterologica, v. 7, n.1, p. 179-182, 2005.

41.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2005Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. . Ecological analysis of three bat assemblages from conservation units in the Lowland Atlantic Forest of Rio de Janeiro, Brazil.. Chiroptera Neotropical, v. 11, n.1, p. 206-210, 2005.

42.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2004Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; SELIG, P. ; BERGALLO, H.G. . Seasonal variation in the diet of the bat Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) in an Atlantic Forest area in southeastern Brazil. Mammalia (Paris), v. 68, n.1, p. 49-55, 2004.

43.
BRITO, D2004BRITO, D ; OLIVEIRA, L.C. ; MELLO, M.A.R. . An overview of mammalian conservation at Poco das Antas Biological Reserve, southeastern Brazil. Journal for Nature Conservation, v. 12, p. 219-228, 2004.

44.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2004Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; SELIG, P. ; BERGALLO, H.G. . A test of the effects of climate and fruiting of Piper species (Piperaceae) on reproductive patterns of the bat Carollia perspicillata (Phyllostomidae). Acta Chiropterologica, v. 6, n.2, p. 309-318, 2004.

45.
BERGALLO, H.G.2003BERGALLO, H.G. ; ESBÉRARD, C.E.L. ; Mello, MAR ; LINS, V. ; MANGOLIN, R. ; MELO, G.G.S. ; BAPTISTA, M. . Bat Species Richness in Atlantic Forest: What Is the Minimum Sampling Effort?. Biotropica (Lawrence, KS), v. 35, n.2, p. 278-288, 2003.

46.
BAPTISTA, M.2001BAPTISTA, M. ; Mello, MAR . Preliminary inventory of the bat species of the Poço das Antas Biological Reserve, RJ. Chiroptera Neotropical, Brasília, v. 7, n.1, p. 133-135, 2001.

47.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.2000Mello, MAR; FERNANDEZ, F.A.S. . Reproductive ecology of the bat Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) in a fragment of the Brazilian Atlantic coastalf forest. Mammalian Biology, Alemanha, v. 65, p. 340-349, 2000.

48.
Mello, MAR;de Mello, MAR;Ribeiro Mello, MA;Mello, Marco A. R.1999Mello, MAR; NASCIMENTO, J. L. ; FERNANDEZ, F.A.S. . How often should researchers go to the field to conduct demographic studies on Carollia perspicillata?. Bat Research News, Estados Unidos da América, v. 40, n.2, p. 39-41, 1999.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Mello, MAR. Sobrevivendo na ciência: um pequeno manual para a jornada do cientista. 1. ed. Belo Horizonte: Edição do autor, 2017. 370p .

2.
Mello, Marco A. R.; Muylaert, R.L. ; PINHEIRO, R. B. P. ; FERREIRA, G. M. F. . Guia para análise de redes ecológicas. 1. ed. Belo Horizonte: Edição dos autores, 2016. v. 1. 112p .

Capítulos de livros publicados
1.
Mello, Marco A.R.. Radiotelemetria aplicada a pesquisas sobre morcegos. In: Reis, Nelio Roberto; Peracchi, Adriano Lúcio; Rossaneis, Bruna Karla; Fregonezi, Maíra Nunes. (Org.). Técnicas de estudo aplicadas aos mamíferos silvestres brasileiros. 2ed.Rio de Janeiro: Technical Books Editora, 2014, v. , p. 1-20.

2.
Mello, M. A. R.. Redes de dispersão de sementes: pequenos mundos mutualistas (Cap.4). In: Francisco Carlos Barboza Nogueira; Carla Ferreira Rezende; Rafael Dias Loyola; Rogério Parentoni Martins. (Org.). A Teoria ecológica: perspectivas e avanços futuros nos últimos dez anos de pesquisa no Brasil. 1ed.Fortaleza: Artes Gráficas Quadricolor, 2013, v. 1, p. 46-68.

3.
MELLO, M.A.R.. Radiotelemetria aplicada a estudos sobre morcegos. In: Reis, N.L.; Peracchi, A.L.. (Org.). Técnicas para estudo de mamíferos silvestres. Londrina: Editora da UEL, 2010, v. , p. 70-88.

4.
Pacheco, S. ; Sodré, M. ; MELLO, M.A.R. ; MARQUES, R.V. ; Uieda, W. ; Aguiar, L.M.S. ; PASSOS, F.C. ; Trajano, E. ; Bredt, A. . Chiroptera. In: Rocha, R.M.; Boeger, W.. (Org.). Estado da arte e perspectivas para a zoologia no Brasil. Curitiba: Editora da UFPR, 2009, v. , p. 231-248.

5.
Mello, MAR; PASSOS, F.C. . Frugivoria em morcegos brasileiros. In: Susi Missel Pacheco; Carloes Eduardo Lustosa Esberard; Rosane Vera Marques. (Org.). Morcegos do Brasil: Biologia, Sistemática, Ecologia e Conservação. Porto Alegre: Armazém Digital, 2008, v. , p. -.

6.
Mello, MAR. Morcegos on line. In: Susi Missel Pacheco; Carlos Eduardo Lustosa Esberard; Rosane Vera Marques. (Org.). Morcegos do Brasil: Biologia, Sistemática, Ecologia e Conservação. Porto Alegre: Armazém Digital, 2008, v. , p. -.

7.
BERGALLO, H.G. ; HATANO, F.M. ; RAÍCES, D.S. ; RIBEIRO, T.T.L. ; ALVES, A.G. ; LUZ, J.L. ; MANGOLIN, R. ; Mello, MAR . Os mamíferos da restinga de Jurubatiba. In: Carlos Frederico Duarte da Rocha; Francisco de Assis Esteves; Fábio Rubio Scarano. (Org.). Pesquisas de longa duração na restinga de Jurubatiba. 1ed.Rio de Janeiro: RIMA Editora, 2004, v. , p. 215-230.

8.
VIEIRA, M.V. ; FARIA, D. ; FERNANDEZ, F.A.S. ; FERRARI, S. ; FREITAS, S. ; GASPAR, D.A. ; MOURA, R.T. ; OLIFIERS, N. ; PROCÓPIO, P.P. ; PARDINI, R. ; PIRES, A. ; RAVETTA, A. ; Mello, MAR ; RUIZ, C. ; SETZ, E.Z.F. . Mamíferos. In: Denise Rambaldi; D.A.S. Oliveira. (Org.). Fragmentação de ecossistemas: Causas, efeitos sobre a biodiversidade e recomendações de políticas públicas. Brasília: Ministério do Meio Ambiente / SBF, 2003, v. , p. 125-151.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Mello, MAR. Desemaranhando a colina de Darwin. Ciência Hoje, , v. 58, p. 50 - 57, 21 dez. 2016.

2.
Mello, MAR. Os semeadores de florestas. Jornal do Brasil, , v. 117168, 23 set. 2007.

3.
Mello, MAR. Morcegos e frutos: interação que gera florestas. Ciência Hoje, , v. 41, p. 30 - 35, 01 set. 2007.

4.
Mello, MAR. Projeto Morcegos e Plantas. Ciência Online, Internet, , v. 8, 11 out. 2003.

5.
Mello, MAR. Morcegos gostam de pimentas. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, , v. 32, p. 74 - 76, 01 dez. 2002.

6.
Mello, MAR. Wer sind die Fledermäuse?. Boletim Inter-Cultural da Associação dos Professores de Alemão do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, , v. 23, p. 2 - 2, 17 jun. 1999.

7.
Mello, MAR. Quem são os morcegos?. Tribuna do Sul, Sombrio, , v. 49, 11 jun. 1999.

8.
Mello, MAR; GONZAGA, M.O. . Falsas flores. Ciência Hoje, , v. 215.

9.
MELLO, M.A.R.. Redes mutualistas: pequenos mundos de interações entre animais e plantas. Ciência Hoje, , v. 277, p. 32 - 37.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Muylaert, R.L. ; MELLO, M.A.R. ; MATOS, D.M.S. ; Sacilotto, L. ; Kavagutti, V.S. . Especialização individual na dieta do morcego frugívoro Sturnira lilium. In: VI Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros, 2011, Maringá. Resumos do VI Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros, 2011.

2.
Silva, C. I. ; MELLO, M.A.R. ; Oliveira, P. E. . A palinologia como uma ferramenta importante nos estudos das interações entre Xylocopa spp. e plantas no cerrado. In: IX Encontro sobre Abelhas, 2010, Ribeirão Preto. Resumos do IX Encontro sobre Abelhas, 2010.

3.
Santos, G.M.M. ; Aguiar, C.M.L. ; MELLO, M.A.R. . A abordagem de redes complexas em estudos de interações abelha-planta: conectando ferramentas de redes complexas e conceitos de ecologia de comunidades. In: IX Encontro sobre Abelhas, 2010, Ribeirão Preto. Resumos do IX Encontro sobre Abelhas, 2010.

4.
Pereira, R. ; Alves-Costa, C.P. ; MELLO, M.A.R. ; Ayub, A. . Compartilhamento de serviços de dispersão de sementes por morcegos e aves em uma rede mutualista. In: V Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2010, São Pedro. Resumos do V Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2010.

5.
ANDRADE, T. Y. ; ROGERI, P. K. ; MELLO, M.A.R. . Diferenças na seleção de frutos por morcegos filostomídeos em níveis filogenéticos distintos. In: V Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2010, São Pedro. Resumos do V Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Mello, M. A. R.; PIRES, M. M. ; VARASSIN, I. G. . Redes ecológicas: desemaranhando a teia da vida. In: 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO, 2016, Gramado. Resumos do 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO. Gramado: ABECO, 2016. p. 20-20.

2.
FERREIRA, G. M. F. ; PINHEIRO, RAFAEL B.P. ; Mello, M. A. R. . Aninhamento versus modularidade: uma questão de escala. In: 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO, 2016, Gramado. Resumos do 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO. Gramado: ABECO, 2016. p. 100-100.

3.
PINHEIRO, RAFAEL B.P. ; FÉLIX, GABRIEL M.F. ; Mello, M. A. R. . A hipótese integradora da especialização de parasitos: reconciliando trade-offs e amplitude de nicho. In: 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO, 2016, Geamado. Resumos do 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO. Gramado: ABECO, 2016. p. 103-103.

4.
BRAGA, L. D. S. ; COSTA, F. V. ; SORTE, B. B. ; Neves, F.S. ; Mello, M. A. R. . Diversidade beta e turnover espacial de interações formiga-planta nos campos rupestres. In: 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO, 2016, Gramado. Resumos do 5º Simpósio de Ecologia Teórica / 1ª Reunião da ABECO. Gramado: ABECO, 2016. p. 106-106.

5.
Mello, M. A. R.. How do bats select fruits and why does it matter?. In: ESA Annual Meeting 2016, 2016, Fort Lauderdale. Abstracts of ESA Annual Meeting 2016. Fort Lauderdale: ESA, 2016. p. 1-2.

6.
Mello, M. A. R.. Bridges between worlds in plant-animal multilayer networks. In: 17th International Bat Research Conference, 2016, Durban. Abstracts of the 17th International Bat Research Conference. Durban: IBRC, 2016. p. 95-96.

7.
Mello, M. A. R.. Bridges between worlds in multilayer ecological networks. In: Humboldt Kolleg 2016, 2016, São Carlos. Abstracts of the Humboldt Kolleg 2016. São Carlos: Clube Humboldt do Brasil, 2016.

8.
Mello, Marco A. R.. Network science and the fifty shades of grey in ecological interactions. In: Humboldt-Kolloquium ?Forschungsexzellenz in einer globalisierten Welt ? Erfahrungen und Herausforderungen aus brasilianisch-deutscher Perspektive?, 2015, São Paulo. Humboldt-Kolloquium ?Forschungsexzellenz in einer globalisierten Welt ? Erfahrungen und Herausforderungen aus brasilianisch-deutscher Perspektive?, 2015.

9.
Mello, Marco A. R.. Bats and plants entangled in the web of life. In: 4th International Berlin Bat Meeting, 2015, Berlin. 4th International Berlin Bat Meeting - Abstracts. Berlin: Leibniz-Institut für Zoo- und Wildtierforschung, 2015. p. 1-90.

10.
KRUSZYNSKI, C. ; MARTINS, J. ; CAMURUGI, E. ; Mello, M. A. R. ; SIMON, R. . Does the texture of Piper fruits (Piperaceae) influence their selection by Carollia bats?. In: VIII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros, 2015, Ouro Preto. Resumos do VIII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros, 2015.

11.
COSTA, F. V. ; LEITE, A. C. ; Mello, M. A. R. ; GUERRA, T. J. A. ; Neves, F.S. . Keystone species in a multi-relation network between ants and plants in campo rupestre. In: XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015, Ilhéus. Resumos do XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015.

12.
COSTA, F. V. ; BRAGA, L. D. S. ; SORTE, B. B. ; LEITE, A. C. ; VILA-REAL, A. L. C. ; Mello, M. A. R. ; Neves, F.S. . Temperature and resource type influence the phenology of ant-plant mutualisms in campo rupestre. In: XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015, Ilhéus. Resumos do XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015.

13.
SORTE, B. B. ; COSTA, F. V. ; BRAGA, L. D. S. ; Mello, M. A. R. ; Neves, F.S. . O papel dos recursos alimentares nas interações entre formigas e plantas no campo rupestre. In: Semana do Conhecimento UFMG 2015, 2015, Belo Horizonte. Resumos da Semana do Conhecimento UFMG 2015, 2015.

14.
PACELHE, F. T. ; COSTA, F. V. ; Neves, F.S. ; Mello, M. A. R. . Plants that offer extrafloral nectar with best quality are better protected by ants. In: XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015, Ilhéus. Resumos do XXII Simpósio de Mirmecologia, 2015.

15.
SOUZA, R. A. ; Mello, M. A. R. . A influência da filogenia nas redes de interação morcego-planta. In: XXIV Semana do Conhecimento, 2015, Belo Horizonte. Resumos da XXIV Semana do Conhecimento, 2015.

16.
Muylaert, R.L. ; ROGERI, P. K. ; Mello, M. A. R. . The success of cafeteria trials with the bat Sturnira ilium (Chiroptera: Phyllostomidae) depends on how the fruits are offered. In: VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2015, Gramado. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2014.

17.
PACELHE, F. T. ; SOUZA, R. A. ; Mello, M. A. R. . Temporal turnover in the structure of a pollination network. In: I Simpósio Internacional de Ecologia e Conservação, 2014, Belo Horizonte. Anais do I Simpósio Internacional de Ecologia e Conservação. Belo Horizonte: PPG-ECMVS/UFMG, 2014. p. 1-178.

18.
KRUSZYNSKI, C. ; DINIZ-REIS, T. R. ; Mello, M. A. R. ; CAMARGO, P. B. . O potencial de morcegos como controladores de pragas em uma paisagem heterogênea. In: VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2014, Gramado. Resumos do VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2015.

19.
HELBIG-BONITZ, M. ; Tschapka, M. ; BOHNING-GAESE, K. ; Mello, M. A. R. ; Kalko, E.K.V. . How disturbance-gradients affect aerial insectivorous bats: two stroies about the New and Old World tropics. In: 3rd International Bat Meeting: Bats in the Anthropocene, 2013, Berlin. 3rd International Bat Meeting: Bats in the Anthropocene. Berlin: Leibniz Institute for Zoo and Wildlife Research, 2013. p. 24.

20.
Mello, M. A. R.. Bat-plant networks: small mutualistic worlds. In: 49th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito. ATBC 2012 Program, 2012. p. 755-755.

21.
Muylaert, R.L. ; ROGERI, P. K. ; Mello, MAR . Interindividual variations in use of space and fruit preferences of the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in a Cerrado area. In: 49th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito. ATBC 2012 Program, 2012. p. 758-758.

22.
ROGERI, P. K. ; Muylaert, R.L. ; Mello, M. A. R. . Use of space by the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in a heterogeneous Cerrado area. In: 49th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2012, Bonito. ATBC 2012 Program, 2012. p. 763-763.

23.
Mello, M. A. R.. Mundos minúsculos dentro de mundos pequenos: morcegos em redes de dispersão de sementes. In: VI Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2012, Corumbá. Resumos do VI CBMz, 2012.

24.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . So close, no matter how far: the importance of different species in mutualistic networks. In: Annual Conference of the Society for Tropical Ecology, 2011, Frankfurt. Annual Conference of the Society for Tropical Ecology 2011, 2011.

25.
Heer, K. ; Helbig, M. ; MELLO, M.A.R. ; KALKO, E.K.V . Responses of bats to habitat disruption in a plantation-forest mosaic in Bahia, Brazil. In: Joint International Meeting ATBC & SCB Africa, 2011, Arusha. Joint International Meeting ATBC & SCB Africa Meeting Programme, 2011. p. 40-41.

26.
MELLO, M.A.R.. Bat-fruit interactions in the Neotropics: cohesive and resilient subsystems within seed dispersal networks.. In: 15th International Bat Research Conference, 2010, Praga. 15th International Bat Research Conference - Abstracts, 2010.

27.
MELLO, M.A.R.. The backbone of seed dispersal: within- and among-network variation in the importance of different dispersers. In: 5th International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal, 2010, Montepellier. 5th International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal - Abstracts, 2010.

28.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V ; BLUETHGEN, N. . The backbone of seed dispersal and mutualism: what matters and where2. In: 2009 Netzwerktagung der Alexander von Humboldt Stiftung, 2009, Heidelberg. Abstracts, 2009.

29.
Mello, MAR; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V . Mutualismo entre morcegos e plantas: desvendando os caminhos da coevolução. In: XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2008, Curitiba. Resumos do XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba: Editora da Universidade Federal do Paraná, 2008.

30.
Mello, MAR; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; JORDANO, P. ; KALKO, E.K.V . Pequenas diferenças, grandes conseqüências: redes de dispersão de sementes de morcegos e aves nos Neotrópicos. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumo do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

31.
Mello, MAR; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; JORDANO, P. . Small differences may lead to big consequences: bat and bird seed dispersal networks. In: Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2008, Paramaribo. Abstracts Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2008.

32.
Mello, MAR. A estrutura das redes ecológicas morcego-fruto e sua robustez a extinções. In: V Simpósio de Ecologia Comportamental e Interações, 2008, Uberlândia. Resumos do V Simpósio de Ecologia Comportamental e Interações, 2008.

33.
ANDRADE, T. Y. ; ROGERI, P. K. ; Mello, MAR . Seleção de frutos por morcegos filostomídeos: preferência ou oportunismo?. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

34.
ANDRADE, T. Y. ; ROGERI, P. K. ; Mello, MAR . Morcegos (Chiroptera: Phyllostomidae) selecionam frutos de Piperaceae com base no tamanho?. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

35.
ESTEVAO, J. ; TEIXEIRA, R. C. ; Mello, MAR ; MATOS, D.M.S. . Como ocorre e quão forte é a interação entre a pata-de-vaca Bauhinia holophylla (Leguminosae) e morcegos nectarívoros (Phyllostomidae)?. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

36.
MARQUITTI, F. M. D. ; Mello, MAR . Efeito do balanço oferta-demanda sobre o nicho de morcegos e aves em redes de dispersão de sementes. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

37.
ROGERI, P. K. ; ANDRADE, T. Y. ; Mello, MAR . Morcegos frugívoros (Chiroptera: Phyllostomidae) realizam dispersão de sementes direcionada?. In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

38.
TEIXEIRA, R. C. ; ESTEVAO, J. ; Mello, MAR ; MATOS, D.M.S. . Mecanismos de coexistência entre duas espécies de Bauhinia (Leguminosae) polinizadas por morcegos (Chiroptera: Phyllostomidae). In: IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Resumos do IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2008.

39.
Mello, MAR; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; MARQUITTI, F. M. D. ; KALKO, E.K.V . Bat-plant frugivory networks: trophic subgroups among fruit-eating bats. In: 14th International Bat Research Conference, 2007, Mérida. Abstracts, 2007.

40.
MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; Mello, MAR . Bat-plant frugivory networks: organization and fragility to extinction. In: 14th International Bat Research Conference, 2007, Mérida. Abstracts, 2007.

41.
Mello, MAR; KALKO, E.K.V ; SILVA, W.R. . Feeding habits of the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in the montane Atlantic Forest of southeastern Brazil. In: 19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ), 2006, Kaiserslautern. Abstracts of the 19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ), 2006.

42.
Mello, MAR; KALKO, E.K.V ; SILVA, W.R. . Seed dispersal of Solanaceae by the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in the montane Atlantic Forest of southeastern Brazil. In: 19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ), 2006, Kaiserslautern. Abstracts of the 19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ), 2006.

43.
CRUZ, D. ; VAN SLUYS, M. ; Mello, MAR . Phenology of Two Sympatric Heliconia species in an Area of Atlantic Forest in Southeastern Brazil.. In: ATBC Meeting 2005, 2005, Uberlândia. Abstracts ATBC Meeting 2005, 2005.

44.
Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; SELIG, P. ; BERGALLO, H.G. . Fobia lunar em três espécies de morcegos filostomídeos de uma área de Mata Atlântica. In: XXV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2004, Brasília. XXV Congresso Brasileiro de Zoologia: Resumos, 2004. p. 245.

45.
Mello, MAR. Efeitos da interação entre morcegos (Sturnira lilium) e plantas (Solanaceae) sobre padrões espaciais e temporais de dispersão de sementes.. In: 1º Simpósio de Frugivoria e Biologia da Conservação, 2004, Rio Claro. Livro de Rresumos do 1º Simpósio de Frugivoria e Biologia da Conservação, 2004.

46.
BERGALLO, H.G. ; HATANO, F.M. ; RAÍCES, D.S. ; RIBEIRO, T.T.L. ; ALVES, A.G. ; LUZ, J.L. ; MANGOLIN, R. ; Mello, MAR . Os mamíferos do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba. In: II Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2003, Belo Horizonte. Resumos do II Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2003.

47.
Mello, MAR; ESBÉRARD, C.E.L. ; BERGALLO, H.G. ; MANGOLIN, R. ; MELO, G.G.S. ; BAPTISTA, M. . Amostragem de morcegos na mata atlântica: qual deve ser o esforço mínimo?. In: IV Encontro Brasileiro para o Estudo dos Quirópteros, 2002, Porto Alegre, 2002.

48.
HATANO, F.M. ; ALVES, A.G. ; RAÍCES, D.S. ; MANGOLIN, R. ; RIBEIRO, T.T.L. ; Mello, MAR . Ácaros lelapídeos associados à pequenos mamíferos no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, RJ.. In: XII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2002, Rio de Janeiro. Resumos do XII Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2002.

49.
Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; FERNANDEZ, F.A.S. ; BERGALLO, H.G. . Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Piperaceae).. In: I Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2001, Porto Alegre, 2001.

50.
Mello, MAR; POL, A. . Primeiro registro de Mimon crenulatum (E. Geoffroy, 1810) para o estado do Rio de Janeiro, na Reserva Biológica Poço das Antas e na Fazenda do Rio Vermelho, Região Sudeste do Brasil (Chiroptera: Phyllostomidae).. In: I Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2001, Porto Alegre, 2001.

51.
Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; FERNANDEZ, F.A.S. ; BERGALLO, H.G. . Estudo das taxocenoses de morcegos de três áreas de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro, apresentando diferentes graus de preservação.. In: I Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2001, Porto Alegre, 2001.

52.
Mello, MAR; SCHITTINI, G.M. ; FERNANDEZ, F.A.S. . Composição de uma taxocenose de morcegos (mammalia: chiroptera) em um fragmento de Mata Atlântica, no Norte do Rio de Janeiro.. In: XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2000, Cuiabá, 2000.

53.
SCHITTINI, G.M. ; Mello, MAR ; FERNANDEZ, F.A.S. . Demografia dos morcegos Sturnira Lilium e Artibeus Lituratus (Mammalia: Chiroptera) em um fragmento de Mata Atlântica, no Norte do Rio de Janeiro. In: XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2000, Cuiabá, 2000.

54.
Mello, MAR; FERNANDEZ, F.A.S. . Ecologia reprodutiva do morcego Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) em um fragmento de Mata Atlântica. In: XXI Jornada de iniciação Científica da Universidade Federal do Rio de Janeiro., 1999, Rio de Janeiro, 1999.

55.
Mello, MAR; FERNANDEZ, F.A.S. . Reprodução de Carollia perspicillata (Chiroptera: Phyllostomidae) em um fragmento de Mata Atlântica. In: 4o Congresso de Ecologia do Brasil, 1998, Belém, 1998.

56.
BAPTISTA, M. ; Mello, MAR . Listagem preliminar das espécies de morcegos da Reserva Biológica de Poço das Antas, Silva Jardim, RJ (Mammalia: Chiroptera). In: XIII Jornadas Argentinas de Mastozoologia, 1998, Puerto Iguazú, 1998.

57.
Mello, MAR; FERNANDEZ, F.A.S. . Variations in age structure and sex ratio of a Carollia perspicillata population in an Atlantic Forest fragment in Southeastern Brazil. In: 11th International Bat Research Conference, 1998, Pirenópolis. 11th International Bat Research Conference - Abstracts, 1998.

58.
Mello, MAR; FERNANDEZ, F.A.S. ; BAPTISTA, M. . Dinâmica populacional de morcegos em fragmentos de Mata Atlântica na ReBio de Poço das Antas, RJ. In: IV Encontro de Pesquisadores da Reserva Biológica de Poço das Antas, 1998, Silva Jardim, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
Mello, Marco A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Mello, Marco A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Mello, Marco A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Mello, Marco A. R.. Kevin Bacon e as redes ecológicas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Mello, M. A. R.. Falando a língua da galera. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Mello, M. A. R.. Falando a língua da galera. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
Mello, M. A. R.. Ligando os pontos entre dados e ideias. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
Mello, MAR. Desemaranhando a colina de Darwin. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
Mello, M. A. R.. Dilemas emaranhados na colina de Darwin. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
Mello, M. A. R.. Dilemas emaranhados na colina de Darwin. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
Mello, M. A. R.. A jornada do cientista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
Mello, M. A. R.. Gerenciamento 5S. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
Mello, M. A. R.. Os cinquenta tons de cinza da teia da vida. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
Mello, MAR. Bridges between worlds in plant-animal multilayer networks. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
Mello, MAR. How do bats select fruits and why does it matter?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
Mello, Marco A. R.. Network science and the fifty shades of grey in ecological interactions. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
Mello, Marco A. R.. Bats and plants entangled in the web of life. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
Mello, Marco A.R.. Beyond black and white in ecological interactions. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
Mello, Marco A.R.. Morcegos emaranhados na teia da vida. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
Mello, M. A. R.. Os cinquenta tons de cinza da teia da vida. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
Mello, Marco A.R.. Redes mutualistas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

27.
Mello, Marco A. R.. The tyranny of the discontinuous mind and how it affects our understanding of the natural world. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
Mello, M. A. R.. CSI Ecology: the importance of hypothesis-oriented research. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

29.
Mello, Marco A. R.. Os cinquenta tons de cinza nas interações entre animais e plantas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
KRUSZYNSKI, C. ; DINIZ-REIS, T. R. ; Mello, Marco A. R. ; CAMARG, P. B. . O potencial de morcegos como controladores de pragas em uma paisagem heterogênea. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
Muylaert, R.L. ; ROGERI, P. K. ; Mello, Marco A. R. . The success of cafeteria trials with the bat Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) depends on how the fruits are offered. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
FOSTER, V. ; Mello, Marco A. R. . Uso de tocas de tatu-peba pela fauna comensal no Pantanal de Miranda. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
Mello, M. A. R.. Cinquenta tons de cinza nas interações entre animais e plantas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
Mello, M. A. R.. Os cinquenta tons de cinza da teia da vida. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
Mello, Marco A. R.. Cinquenta tons de cinza nas interações da teia da vida. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
Mello, M. A. R.. A teoria de redes como ferramenta no estudo de morcegos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
Mello, M. A. R.. Sobrevivendo na ciência: desafios e perspectivas da vida acadêmica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

38.
Mello, M. A. R.. Desemaranhando a teia da vida. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

39.
MELLO, M.A.R.. Disentangling the web of life: network theory applied to the study of mutualisms. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

40.
Mello, M. A. R.. Disentangling bats from the web of life. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

41.
Mello, M. A. R.. Looking for the master key to the small world of bat-fruit interactions. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

42.
Mello, M. A. R.. Bat-plant networks: small mutualistic worlds. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
Mello, M. A. R.. Mundos minúsculos dentro de mundos pequenos: morcegos em redes de dispersão de sementes. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
Mello, M. A. R.. Do grafite ao Mallandro: redes mutualistas e serviços ambientais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

45.
Mello, M. A. R.. The Kevin Bacons of mutualism. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

46.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . Samenausbreitung in Fledermausgemeinschaften: Struktur und Robustheit von Netzwerken. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

47.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . So close, no matter how far: the importance of different species in mutualistic networks. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

48.
MELLO, M.A.R.. Redes de dispersão de sementes: propriedades emergentes e base biológica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
MELLO, M.A.R.. Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum: papéis funcionais e guildas em redes mutualistas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
MELLO, M.A.R.. Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum: papéis funcionais e guildas em redes mutualistas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
MELLO, M.A.R.. Frugivory networks: emergent properties of seed dispersal systems. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

52.
MELLO, M.A.R.. The organization of small worlds: functional roles and guilds in mutualistic networks. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

53.
MELLO, M.A.R.. So close, no matter how far: guilds and functional roles in mutualistic networks. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
MELLO, M.A.R.; Costa, L.F. ; RODRIGUES, F. ; MARQUITTI, F. M. D. ; KALKO, E.K.V ; Kissling, D. ; Sekercioglu, C. . The backbone of seed dispersal: within- and among-network variation in the importance of different dispersers. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

55.
MELLO, M.A.R.; MARQUITTI, F. M. D. ; KALKO, E.K.V ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; JORDANO, P. ; Aguiar, M. . Bat-fruit interactions in the Neotropics: cohesive and resilient subsystems within seed dispersal networks. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

56.
MELLO, M.A.R.. Modularity and hierarchy in mutualistic networks. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

57.
ANDRADE, T. Y. ; ROGERI, P. K. ; MELLO, M.A.R. . Diferenças na seleção de frutos por morcegos filostomídeos em níveis filogenéticos distintos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

58.
Pereira, R. ; Alves-Costa, C.P. ; MELLO, M.A.R. ; Ayub, A. . Compartilhamento de serviços de dispersão de sementes por morcegos e aves em uma rede mutualista. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

59.
MELLO, M.A.R.. Tão perto, não importa quão longe: hierarquia e modularidade em redes mutualistas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

60.
MELLO, M.A.R.. Tão perto, não importa quão longe: hierarquia e modularidade em redes mutualistas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

61.
MELLO, M.A.R.. Dispersão de sementes por morcegos: mudando o foco das populações para as comunidades. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

62.
BEZERRA, E. L. ; Machado, I.C.S. ; Mello, M. A. R. . Pollination networks of oil-flowers: a tiny world within the smallest of all worlds. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

63.
MELLO, M.A.R.. The devil is in the details: modularity of mutualistic networks. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

64.
Mello, M. A. R.. A teoria de redes como ferramenta para o estudo de invasões biológicas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

65.
Mello, MAR. Mutualismo entre morcegos e plantas: desvendando os caminhos da coevolução. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

66.
Mello, MAR. Estrutura das interações entre morcegos e plantas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

67.
Mello, MAR; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; JORDANO, P. . Small differences may lead to big consequences: bat and bird seed dispersal networks. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

68.
Mello, MAR. A estrutura das redes ecológicas morcego-fruto e sua robustez a extinções. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

69.
BRITO, D. ; OLIVEIRA, L.C. ; Oprea, M. ; MELLO, M.A.R. . An overview of Brazilian mammalogy: trends, biases and future directions. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

70.
Mello, M. A. R.. O que define o conhecimento científico?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

71.
Mello, M. A. R.; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; JORDANO, P. . Pequenas diferenças, grandes conseqüências: redes de dispersão de sementes de morcegos e aves nos Neotrópicos. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

72.
MELLO, M.A.R.. Die kleinste aller Welten: Samenausbreitungsnetzwerke in den Neotropen. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

73.
Mello, MAR. A estrutura das redes formadas por morcegos e plantas e suas conseqüências para o processo de dispersão de sementes. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

74.
Mello, MAR. Possíveis efeitos da colheita de sementes sobre mamíferos predadores e dispersores de sementes. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

75.
Mello, M. A. R.; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; JORDANO, P. . Bat-plant frugivory networks: trophic subgroups among fruit-eating bats. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

76.
Mello, M. A. R.; MARQUITTI, F. M. D. ; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R. ; KALKO, E.K.V ; JORDANO, P. . Bat-plant frugivory networks: organization and fragility to extinction. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

77.
Mello, MAR; CRUZ NETO, A.P. . Interações entre Morcegos e Plantas: novas perspectivas ecológicas, fisiológicas e evolutivas. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

78.
Mello, M. A. R.. Efeitos da interação entre morcegos (Sturnira lilium) e plantas (Solanaceae) sobre padrões espaciais e temporais de dispersão de sementes. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

79.
Mello, MAR. Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) (Chiroptera:Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Linnaeus, 1737) (Piperales: Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

80.
Mello, MAR. Interações entre morcegos e plantas. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

81.
Mello, MAR. Ecologia de Morcegos. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
PINHEIRO, R. B. P. ; FÉLIX, GABRIEL M.F. ; Dormann, C. ; MELLO, M.A.R. . A new model explaining the origin of different topologies in interaction networks. Cold Spring Harbor: bioRxiv, 2018 (preprint).

2.
FERREIRA, G. M. F. ; PINHEIRO, R. B. P. ; POULIN, R. ; KRASNOV, B. ; Mello, Marco A. R. . The compound topology of a continent-wide interaction network explained by an integrative hypothesis of specialization. Cold Spring Harbor: bioRxiv, 2017 (preprint).

3.
Mello, M. A. R.. 2008 Luis F. Bacardi Post-Doctoral Award for Advances in Tropical Conservation 2008 (Resumo de trabalho premiado).

4.
Mello, M. A. R.. Interações entre o morcego Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae ) e plantas da família Solanaceae 2007 (Resumo de tese de doutorado).

5.
Mello, M. A. R.; Marquitti, Flávia Maria Darcie ; Guimarães Jr., Paulo R. ; Kalko, E.K.V. . Bat-plant frugivory networks: trophic subgroups among fruit-eating bats 2007 (Resumo publicado em revista).

6.
Mello, M. A. R.; Marquitti, Flávia Maria Darcie ; Guimarães Jr., Paulo R. ; Kalko, E.K.V. . Bat-plant frugivory networks: organization and fragility to extinction 2007 (resumo publicado em revista).

7.
Mello, M. A. R.. Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica 2004 (Resumo de dissertação de mestrado).

8.
Mello, M. A. R.; FERNANDEZ, F.A.S. . Variations in age structure and sex ratio of a Carollia perspicillata population in an Atlantic Forest fragment in Southeastern Brazil 1999 (Resumo publicado em revista).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Ecological Entomology. 2018.

2.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oikos. 2018.

3.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oikos. 2018.

4.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Behavioural Processes. 2018.

5.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biotropica. 2018.

6.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oikos. 2018.

7.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biotropica. 2018.

8.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2018.

9.
Mello, Marco A.R.. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2018.

10.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2018.

11.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Ecological Complexity. 2018.

12.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Biotropica. 2017.

13.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2017.

14.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Nature Ecology and Evolution. 2017.

15.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica PLoS One. 2017.

16.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Biogeography. 2017.

17.
MELLO, M.A.R.. Assessoria ad hoc para o DAAD/CNPq. 2017.

18.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2017.

19.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica The Science of Nature. 2017.

20.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Nature Ecology and Evolution. 2017.

21.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biological Conservation. 2017.

22.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Behavioural Processes. 2017.

23.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oecologia Australis. 2017.

24.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biotropica. 2017.

25.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oecologia Australis. 2017.

26.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oecologia Australis. 2017.

27.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para o CNPq. 2017.

28.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Zoologia. 2016.

29.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Mammalogy. 2016.

30.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a Fundação Oswaldo Cruz. 2016.

31.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Naturwissenschaften. 2016.

32.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Ecography. 2016.

33.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para o Austrian Science Fund. 2016.

34.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Apidologie. 2016.

35.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Ecology. 2016.

36.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Functional Ecology. 2016.

37.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Nature Ecology and Evolution. 2016.

38.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para o DAAD. 2016.

39.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Proceedings of the Royal Society B. 2016.

40.
Mello, MAR. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Animal Ecology. 2016.

41.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Annals of Botany Plants. 2015.

42.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Rodriguésia. 2015.

43.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica PLoS One. 2015.

44.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oikos. 2015.

45.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Zoologia. 2015.

46.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biology Letters. 2015.

47.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Acta Chiropterologica. 2015.

48.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oikos. 2015.

49.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Biology Letters. 2015.

50.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Rodriguésia. 2015.

51.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Boletim da Sociedade Brasileira de Mastozoologia. 2015.

52.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a Universidade Federal de Mato Grosso. 2015.

53.
Mello, M. A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Zoologia. 2015.

54.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Universidade Federal de Minas Gerais. 2014.

55.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Mammal Review. 2014.

56.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Zoology. 2014.

57.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Natureza & Conservação. 2014.

58.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Oecologia Australis. 2014.

59.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Animal Conservation. 2014.

60.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Journal of Experimental Biology. 2014.

61.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Anais da Academia Brasileira de Ciências. 2014.

62.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Ecology and Evolution. 2014.

63.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Ecology. 2013.

64.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Studies on Neotropical Fauna and Environment. 2013.

65.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Apidologie. 2013.

66.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a revista científica Behavioral Ecology and Sociobiology. 2013.

67.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Universidade Estadual de Santa Cruz. 2010.

68.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2008.

69.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Universidade Estadual de Santa Cruz. 2008.

70.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2007.

71.
Mello, Marco A. R.. Assessoria ad hoc para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 2007.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Mello, Marco A. R.. Entrevista sobre data paper sobre os mamíferos da Mata Atlântica. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
Mello, Marco A. R.. Desemaranhando a colina de Darwin. 2018.

3.
VAIANO, B. ; MELLO, M.A.R. . A máquina que trava a ciência. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
Mello, Marco A. R.. O que determina o resultado de interações ecológicas?. 2017.

5.
Mello, Marco A. R.. Entrevista sobre os resultados de um projeto financiado pelo CNPq e a Fapemig. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MELLO, M.A.R.; BARBOSA, N. . Entrevista sobre divulgação científica para o blog Ciência com Guaraná. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
Mello, M. A. R.. Entrevista sobre redes ecológicas, método científico e conservação. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
Mello, M. A. R.. Entrevista sobre redes ecológicas para o programa Paideia da Rádio UFSCar. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
HAMPTON, T. ; Mello, Marco A. R. . Influenza A in bats. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
BOURSCHEIT, A. ; Mello, Marco A. R. . Anjos negros. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
FIGUEIREDO, L. ; Mello, Marco A. R. . Senhores da noite. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
VIEIRA, L. ; Mello, Marco A. R. . Cara de vilão, vida de mocinho. 2005. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
Mello, MAR. Entrevista sobre morcegos para o Programa do Jô. 2003. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
GUIMARAES, B. ; PENNA, M. ; Mello, Marco A. R. . Morcegos. 2002. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
Mello, MAR. Entrevista sobre morcegos para o Programa Olga Bongiovani. 2001. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
Mello, MAR. Participação em documentário sobre morcegos para o canal a cabo Animal Planet. 2001.

Redes sociais, websites e blogs
1.
Mello, M. A. R.. Guest post in the blog Dynamic Ecology: Doing ecology on a rollercoaster in Brazil. 2017; Tema: Fomento à ciência. (Blog).

2.
Mello, M. A. R.. Post convidado no Blog do Ipê: Como evitar o medo, o terror e a escuridão na pós-graduação. 2017; Tema: Coaching. (Blog).

3.
Mello, Marco A.R.. Sobrevivendo na Ciência. 2012; Tema: Dicas para cientistas iniciantes. (Blog).

4.
Mello, Marco A.R.; Moratelli, R. ; Lima, I. P. ; ESBÉRARD, C.E.L. . Blog da SBEQ. 2012; Tema: Blog para divulgação das atividades da Sociedade Brasileira para o Estudo de Quirópteros. (Blog).

5.
Mello, Marco A.R.. Ecological Synthesis Lab. 2005; Tema: Site para divulgação das atividades de pesquisa, ensino e extensão do meu laboratório. (Site).

6.
Mello, Marco A.R.. Casa dos Morcegos. 1999; Tema: Informações científicas sobre morcegos. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
Mello, MAR. Guia para análise de redes ecológicas. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - guia).

2.
MELLO, M.A.R.. Comunicação Científica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
Mello, MAR. Guias sobre ciência e vida acadêmica. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - guia).

4.
Mello, MAR. Biologia de Morcegos. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; BRITO, D. . Mamíferos da Mata Atlântica. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; BRITO, D. ; BELARMINO, M. . Mamíferos da Mata Atlântica. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; BRITO, D. ; CUNHA, H. . Mamíferos da Mata Atlântica. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
Mello, MAR. Biologia de Morcegos. 2001. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apostila).

9.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; BRITO, D. . Mamíferos da Mata Atlântica. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; PINHEIRO, P.S. . Mamíferos da Mata Atlântica. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
Mello, MAR; OLIVEIRA, L.C. ; BRITO, D. . Mamíferos da Mata Atlântica. 1999. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - apostila).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Mello, Marco A. R.; SOLAR, R. R. C.; Lewinsohn, T.M.. Participação em banca de Gabriel Moreira Felix Ferreira. Uma hipótese integradora da especialização ecológica. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
Paglia, A.P.; Mello, MAR; MARCO, P.. Participação em banca de Augusto Milagres e Gomes. Uma luz na escuridão: desvendando os processos estruturadores da fauna cavernícola via partição de variância. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Mello, M. A. R.; GUERRA, T. J. A.; FAGUNDES, R.. Participação em banca de Fábio Túlio Pacelhe de Souza. Plantas que produzem néctar extrafloral de melhor qualidade são mais bem protegidas por formigas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
Mello, M. A. R.; BARBOSA, N. P. U.; Paglia, A.P.. Participação em banca de Rafael Almeida de Souza. A influência de fatores evolutivos e geográficos sobre a topologia de redes mutualistas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
Mello, M. A. R.; ARAUJO, A. C.; LANGE, D.; MENDONCA, P. K. M.; FARIA, R. R.. Participação em banca de Júnior Henrique Frey Dargas,. Comportamento, uso de recursos e influência de Apis mellifera na rede de interações entre abelhas e plantas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

6.
Mello, M. A. R.; Neves, F.S.; BARBOSA, N. P. U.. Participação em banca de Rafael Barros Pereira Pinheiro. Trade-offs and resource breadth processes as drivers of performance and specificity in a host-parasite system: a new integrative hypothesis. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
Mello, Marco Aurelio Ribeiro; PERINI, F. A.; SCHLINDWEIN, C. P.. Participação em banca de Emilia Camurugi Almeida Guimarães. A importância relativa de diferentes espécies de morcegos (Mammalia: Chiroptera) para a estrutura de redes de polinização neotropicais. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana.

8.
REIS, N. R.; Mello, Marco A. R.; BIANCHINI, E.. Participação em banca de Eduardo Ribeiro Sartore. Influência do nicho trófico na coexistência de duas espécies simpátricas de morcegos frugívoros. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Londrina.

9.
REIS, N. R.; Mello, Marco A. R.; BIRINDELLI, J. L. O.. Participação em banca de Vivien Rissato Santos. Relação entre massa corporal e dieta de morcegos filostomídeos frugívoros (Chiroptera: Phyllostomidae) em fragmentos de Mata Atlântica no sul do Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Londrina.

10.
VARASSIN, I. G.; MARQUES, M. C. M.; Mello, Marco A. R.. Participação em banca de Tiago Simões Malucelli. Fatores envolvlidos na estruturação das redes de polinização beija-flor-planta em um gradiente sucessional. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

11.
PASSOS, F.C.; ROPER, J. J.; Mello, Marco A. R.. Participação em banca de Thais Bastos Zanatha. Macroecologia das interações entre aves nectarívoras e plantas. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

12.
FREITAS, A. F. N.; QUEIROZ, J. M.; Mello, Marco A.R.. Participação em banca de Bianca Ferreira da Silva. Interações entre diásporos e formigas em flroestas secundárias na Ilha da Marambaia-Mangaratiba/RJ, Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

13.
Mello, Marco A.R.; Aguiar, L.M.S.; TALAMONI, S.. Participação em banca de Michael Bruno. Morcegos vivendo em um ambiente urbano no sudeste do Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Zoologia de Vertebrados) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

14.
Paglia, A.P.; Mello, Marco A. R.; LESSA, L.. Participação em banca de Christiane Marta Genrich. O papel dos pequenos mamíferos não-voadores na dispersão de sementes em áreas protegidas: o potencial para a recuperação de áreas degradadas. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
RIBEIRO, M. C.; Mello, Marco A. R.; CORTES, M. C.. Participação em banca de Renata de Lara Muylaert. Influências multi-escala da paisagem e limiar da fragmentação em morcegos no cerrado. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

16.
ESBÉRARD, C.E.L.; Mello, Marco A. R.; PIRES, A. S.. Participação em banca de Ayesha Ribeiro Pedrozo. Os morcegos frugívoros Carollia perspicillata e Sturnira lilium apresentam o mesmo padrão de atividade? Uma análise local e regional. 2014. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

17.
FREITAS, A. F. N.; PIRES, A. S.; Mello, Marco A.R.. Participação em banca de Rafael Ferreira Boechat. Interações entre epífitas vasculares e aves na Reserva Ecológica de Guapiaçu, Cachoeiras de Macacu, RJ. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

18.
Mello, M. A. R.; Melo, C.. Participação em banca de Adriano Marcos da Silva. Sobreposição em assembleias de aves frugívoras e dispersão de sementes no cerrado sensu stricto. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais) - Universidade Federal de Uberlândia.

19.
Mello, M. A. R.; NOBRE, P. H.; MANHAES, M. A.; SOUSA, B. M.. Participação em banca de Rodrigo de Macêdo Mello. Morcegos (Chiroptera: Phyllostomidae) no Parque Estadual Do Ibitipoca, Minas Gerais ? Brasil: Composição da AssembléIa e Frugivoria. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

20.
Paglia, A.P.; Mello, M. A. R.; VIEIRA, M.V.. Participação em banca de Daniele Bilate Cury Puida. Análise temporal da fauna de pequenos mamíferos em paisagens silviculturais: uma abordagem em múltiplas escalas. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

21.
Mello, M. A. R.; PERACCHI, A. L.; GEISE, L.. Participação em banca de Maíra Sant?Ana de Macedo Godoy. Biologia reprodutiva de Sturnira lilium (Chiroptera, Phyllostomidae) na Floresta Atlântica do estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

22.
Paglia, A.P.; Mello, M. A. R.; MARCO, P.. Participação em banca de Rosinalva da Cunha dos Santos. Efeitos do fogo sobre a estrutura de comunidades de abelhas e sobre redes de interações abelha?planta em áreas de canga no Parque Estadual da Serra do Rola Moça. 2013. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

23.
PERACCHI, A. L.; NOGUEIRA, M.R.; MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Luiz Antonio Costa Gomes. Morcegos Phyllostomidae (Mammalia, Chiroptera) em um remanescente de Floresta Atlântica no sudeste do Brasil: composição de espécies, sazonalidade e frugivoria. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

24.
Mello, M. A. R.. Participação em banca de Waldemar Guimarães Barbosa Filho. Redes de interação planta-polinizador em duas fitofisionomias de cerrado na Serra de Maracaju, Mato Grosso do Sul. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

25.
Mello, M. A. R.. Participação em banca de Rodrigo Marciente Teixeira da Silva. Resposta de morcegos frugivoros e animalivoros catadores (Chiroptera: Phyllostomidae) a obstrução da vegetação no sub-bosque na Amazonia central, Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Ecologia) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

26.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Camila Vidotto. Dispersão de sementes por aves e morcegos em capões do Pantanal do Miranda-Abobral, Mato Grosso do Sul. 2010. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

27.
SILVA, W.R.; Loyola, R.D.; Lewinsohn, T.M.; Reis, S.F.; Mello, M. A. R.. Participação em banca de Maria Clara Oleski Amatuzzi. Redes de interações entre plantas e frugívoros na Mata Atlântica: estrutura e fragilidade a extinções. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

28.
MATOS, D.M.S.; Mello, M. A. R.; BICHUETTE, M.E.. Participação em banca de Julia Ramos Estêvão. Atração e recompensa de morcegos nectarívoros (Chiroptera: Phyllostomidae) pela pata-de-vaca Bauhinia holophylla (Fabaceae) em uma área de cerrado. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

29.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Paul François Colas-Rosas. Suscetibilidade ao estresse em populações de Artibeus obscurus e Artibeus fimbriatus (Chiroptera, Phyllostomidae) de áreas preservada e perturbada da Mata Atlântica de Ubatuba-SP, Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

30.
MELLO, M.A.R.; SILVA, W.R.; CRUZ NETO, A.P.. Participação em banca de Leonardo Carreira Trevelin. Diversidade, abundância e padrões de deslocamentos de morcegos Phyllostomidae em uma área restaurada no interior do Estado de São Paulo. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

31.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Hedda Carolina Schmidt Scultori da Silva. Morcegos e suas interações com flores em mata atlântica do sul do Brasil. 2009. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

32.
Mello, MAR. Participação em banca de Lucas de Almeida Alves. Estrutura das Comunidades de morcegos do Parque Estadual da Ilha do Cardoso. 2008. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

33.
MELLO, M.A.R.; SILVA, W.R.; GUIMARÃES JÚNIOR, P.R.. Participação em banca de Maria Clara Oleski Amatuzzi. Redes de interações entre plantas e frugívoros na Mata Atlântica: estrutura e fragilidade a extinções. 2008. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

34.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Vanessa Staggemeier. Padrões reprodutivos em Myrtaceae: uma abordagem ecológica e filogenética. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

35.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Maria Carolina de Carvalho Ricardo. Frugivoria em morcegos em floresta estacional semidecídua: dieta, riqueza de espécies e germinação de sementes após passagem pelo sistema digestivo. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Botânica)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Teses de doutorado
1.
CARVALHEIRO, L. G.; Mello, Marco A. R.; CARLUCCI, M. B.; TORRES, M. W.; BUGONI, J. V.; MOURA, M. O.. Participação em banca de Thais Bastos Zanata. Beija-flores e suas fontes de néctar: interações raras, espécies-chave e vulnerabilidade à extinção. 2018. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

2.
PADIAL, A.; VAZQUEZ, D.; Mello, Marco A. R.; MARUYAMA, P.; GUARALDO, A.; SOUZA, J. T.. Participação em banca de Tiago Simões Malucelli. Interação entre plantas e beija-flores em diferentes escalas espaciais. 2018. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

3.
Mello, Marco A. R.; BRANCALION, P. H. S.; Galetti, M.; PIRES, M. M.; EMER, C.. Participação em banca de Laura Carolina Bello Lozano. Defaunation effects on carbon stock in tropical forests. 2018. Tese (Doutorado em Ecologia e Biodiversidade) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
RODRIGUES, FRANCISCO APARECIDO; TRAVIESO, G.; SILVA FILHO, A. C. R.; Mello, MAR; FONTANARI, J. F.. Participação em banca de Didier Augusto Vega Oliveros. Dinâmicas de propagação de informações e rumores em redes sociais. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
QUENTAL, T.; SANTOS, E. S. A.; Mello, M. A. R.; MORELLATO, P.; Aguiar, Marcus Aloizio Martinez. Participação em banca de Gustavo Burin Ferreira. Os papéis da dieta, especiação e extinção na diversificação de aves e na montagem de redes de frugivoria. 2017. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade de São Paulo.

6.
RODRIGUES, R. R.; SFAIR, J. C.; Mello, Marco A. R.; BRANCALION, P. H. S.; SILVA, W.R.. Participação em banca de Fernanda Ribeiro da Silva. Redes mutualísticas na avaliação da restauração da Mata Atlântica. 2015. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
Paglia, A.P.; LEITE, L. O.; Mello, M. A. R.; TAVARES, V. C.; Neves, F.S.. Participação em banca de Luiz Alberto Dolabela Falcão. Morcegos em Florestas Tropicais Secas Brasileiras. 2015. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
Mello, M. A. R.; MACHADO, I. C. S.; Leal, I.R.; Bezerra, Elisângela L.S.; VASCONCELOS, S. F.. Participação em banca de George Machado Tabatinga Filho. Rede de interações entre flores e abelhas em caatinga: atributos florais e dinâmica da oferta de recursos. 2013. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco.

9.
Mello, M. A. R.; VARASSIN, I. G.. Participação em banca de Jana Magaly Tesserolli De Souza. Redes de polinização em áreas restauradas de floresta atlântica. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal do Paraná.

10.
Mello, M. A. R.. Participação em banca de Natália Oliveira Leiner. Padrões de uso do espaço em múltiplas escalas por roedores e marsupiais de Mata Atlântica. 2009. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas.

11.
MELLO, M.A.R.; CRUZ NETO, A.P.; Galleti, M.; Trajano, E.; Pedro, W.A.. Participação em banca de Gledson Vigiano Bianconi. Morcegos frugívoros no uso do habitat fragmentado e seu potencial para recuperação de áreas degradadas: subsídios para uma nova ferramenta voltada para conservação. 2009. Tese (Doutorado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

12.
Mello, MAR; JORDANO, P.; Pizo, M.A.; SILVA, W.R.; Buzatto, S.. Participação em banca de Eliana Cazetta. Variação morfológica e química dos frutos na escolha dos animais frugívoros da Mata Atlântica. 2008. Tese (Doutorado em Ciencias Biologicas (Biologia Vegetal)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Qualificações de Doutorado
1.
Mello, M. A. R.; DEVELEY, P. F.; MIYAKI, C. Y.. Participação em banca de Lívia Petelincar De Sordi. Diversidade funcional de aves em diferentes fisionomias de cerrado. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade de São Paulo.

2.
Mello, Marco A.R.; SARAIVA, A. M.; Guimarães Jr., Paulo R.. Participação em banca de Joice Iamara Nogueira. Compilação de dados sobre plantas e polinizadores vertebrados na Mata Atlântica e análise da produção de néctar e do sucesso reprodutivo de espécies polinizadas preferencialmente por beija-flores Phaethornithinae ou Trochilinae. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade de São Paulo.

3.
Mello, MAR; COSTA, L. M.; PEIXOTO, P. E. C.. Participação em banca de Fernando Marques dos Santos. Delayed plumage maturation explains differences in reproductive output in saffron finches. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
Mello, M. A. R.; LEMOS FILHO, J. P.; GUERRA, T. J. A.. Participação em banca de Lisieux Franco Fuzessy. How far do monkeys disperse seeds? A review on quality of dispersal service provided in Neotropical forests. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
Mello, M. A. R.; SOLARI, S.; LONDONO, M. C.. Participação em banca de John Harold Castaño Salazar. Redes de interacción entre murciélagos frugívoros y plantas quiropterocoras en un paisaje rural heterogéneo. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doctorado en Ciencias Biológicas) - Pontificia Universidad Javeriana - Bogotá.

6.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Jamille de Assis Bomfim. Especialização da dieta e estruturação de redes de dispersão de sementes: o papel o tamanho da área. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Conservação da Biodiversidade) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

7.
BEZERRA NETO, J. F.; FIGUEIRA, J. E. C.; Mello, Marco A. R.. Participação em banca de Diego Guimarães Florencio Pujoni. Modelling the role of food web structure on trophic cascade: from positive to negative relation between planktivorous fish mortality and algae biomass. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
Paglia, A.P.; FIGUEIRA, J. E. C.; Mello, Marco A. R.. Participação em banca de Alexandre Túlio Amaral Nascimento. Dispersão, composição de novos grupos e dinâmica de uso do espaço no longo prazo em micos-leões-da-cara-preta (Leontopithecus caissara). 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
MELLO, M.A.R.; FAGUNDES, R.; OKI, Y.. Participação em banca de Tate Corrêa Lana. Ants sprout after fire in rupestrian fields. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
Mello, M. A. R.; AZEVEDO, F. C. C.; RODRIGUES, M.. Participação em banca de Luis Diego Alfaro-Alvarado. Uso de fuentes de agua naturales por felinos silvestres y sus presas durante el periodo seco en el Parque Nacional Santa Rosa, Guanacaste. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
COZZUOL, M. A.; ETEROVICK, P. C.; Mello, M. A. R.. Participação em banca de Patricia da Silva Santos. Structure of anuran communities at an Atlantic Forest fragment in southeastern Brazil: species composition, use of habitats and phenological patterns of calling activity. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia, Conservacao e Manejo da Vida Silvestre) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
BEZERRA NETO, J. F.; FIGUEIRA, J. E. C.; Mello, M. A. R.. Participação em banca de Lorena Torres Oporto. Modelos preditivos para seis espécies de peixes invasores em um sistema de lagos tropicais. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia, Conservacao e Manejo da Vida Silvestre) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
Parentoni, R.; Rezende, C.; MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Alípio José de Souza Pacheco Filho. Regeneração de redes planta-polinizador. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal do Ceará.

14.
MELLO, M.A.R.; BERGALLO, H.G.. Participação em banca de Maurício Silveira. Distribuição espacial e sazonal de morcegos filostomídeos no Pantanal da Nhecolândia: efeitos da disponibilidade de recursos e estrutura da vegetação em escalas local e regional. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Conservação) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

15.
MELLO, M.A.R.. Participação em banca de Igor Aurelio da Silva. Species co-occurrence in Brazilian savannas under different fire frequencies. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

16.
SOAREAS, J.J.; Figueiredo, R.A.; BICHUETTE, M.E.; MELLO, M.A.R.; PERET, A.C.. Participação em banca de Isabela Codolo de Lucena. Efeito do fogo sobre a estrutura de tamanho e a distribuição espacial de 4 espécies lenhosas em cerrado sensu stricto. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

17.
Lima, MIS; Mello, MAR; Figueiredo, R.A.. Participação em banca de Gilberto Terra. Aspectos ecológicos do desenvolvimento dos colmos de diferentes coortes de Guadua tagoara (Nees) Kunth (Poaceae: Bambusoideae). 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MELLO, M.A.R.; OLIVEIRA, R.. Participação em banca de Letícia Carvalho Boratto.Ecologia da comunicação visual na polinização de Banksia (Proteaceae). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
MELLO, M.A.R.; SOLAR, R. R. C.. Participação em banca de Laura di Spirito Braga.Diversidade beta em redes de interações formiga-planta. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Mello, MAR; BRAGA, E. M.. Participação em banca de Gabriel Moreira Felix Ferreira.Explorando a diversidade de malária aviária no sudeste brasileiro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MATOS, D.M.S.; Mello, MAR. Participação em banca de Patrícia Kerches Rogeri.Morcegos frugívoros realizam dispersão direcionada?. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
MELLO, M.A.R.; MATOS, D.M.S.. Participação em banca de Tiago Yamazaki Andrade.Hierarquia de seleção de frutos por morcegos filostomídeos nos níveis de espécies e indivíduos. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Mello, M. A. R.; DRUMMOND, M. A.; BEZERRA NETO, J. F.. Concurso público de provas e títulos para contratação de professor substituto na área de Ecologia. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
LEINER, N.O.; Mello, M. A. R.; BRITO, D. Concurso público de provas e títulos para contratação de professor adjunto na área de Ecologia. 2013. Universidade Federal de Uberlândia.

Outras participações
1.
PEIXOTO, P. E. C.; Mello, MAR; JACOBI, C. M.. Banca de seleção de monitores de Ecologia da UFMG. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
Mello, MAR; SOLAR, R. R. C.; LEITAO, R. P.; ISAIAS, R. M. S.; SANTOS, A. J.. Comissão de seleção de pós-doutores PNPD/Capes do PPG-ECMVS. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Mello, M. A. R.; SOUZA, R. P.; SVARTMAN, M.. Banca de seleção de monitores de Ecologia e Evolução da UFMG. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
Mello, M. A. R.; RIETZLER, A.; JACOBI, C. M.. Banca de seleção de monitores de Ecologia da UFMG. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
Mello, Marco A. R.; Paglia, A.P.; Neves, F.S.. Banca de seleção de monitores de Ecologia da UFMG. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
Mello, Marco A. R.; Neves, F.S.. Banca de seleção de alunos de doutorado do PPG-ECMVS/UFMG. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
Mello, M. A. R.; FISCHER, E.. Banca de seleção de candidata estrangeira ao mestrado em Ecologia e Conservação. 2014. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

8.
MELLO, M.A.R.; PERINI, F. A.; FIGUEIREDO, C.. Comissão de seleção de pós-doutores PNPD/Capes do PPG-ECMVS. 2014. Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
Mello, Marco A. R.; Neves, F.S.; Paglia, A.P.. Banca de seleção de monitores de Ecologia da UFMG. 2014. Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
Mello, M. A. R.; Neves, F.S.; JACOBI, C.. Comissão de seleção do mestrado do PPG-ECMVS/UFMG. 2014. Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
Neves, F.S.; MELLO, M.A.R.; Paglia, A.P.. Banca de seleção de alunos de doutorado do PPG-ECMVS/UFMG. 2013. Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
Mello, M. A. R.; Neves, F.S.; Paglia, A.P.. Comissão de seleção do mestrado do PPG-ECMVS/UFMG. 2013. Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
Mello, MAR. Banca de seleção de alunos de doutorado em Ecologia. 2013. Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

14.
Rodrigues, F.H.G.; Paglia, A.P.; Mello, M. A. R.. Banca de seleção de alunos de doutorado do PPG-ECMVS/UFMG. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
Mello, M. A. R.; Neves, F.S.. Banca de seleção de alunos de doutorado do PPG-ECMVS/UFMG. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
Mello, MAR. Banca de seleção de alunos de doutorado em Ecologia e Conservação. 2011. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Avistar 2018. Kevin bacon e as redes ecológicas. 2018. (Congresso).

2.
I Simpósio de Biodiversidade.Falando a língua da galera. 2018. (Simpósio).

3.
Relevant Universities in the XXI Century: Science, Technology, and Society.Falando a língua da galera. 2018. (Simpósio).

4.
Seminários do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Tecidual.A jornada do cientista. 2018. (Simpósio).

5.
Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal da Unicamp.A jornada do cientista. 2018. (Simpósio).

6.
Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ecologia da USP.A jornada do cientista. 2018. (Simpósio).

7.
USP Talks. 2018. (Seminário).

8.
V Encontro dos Discentes da Pós-Graduação em Entomologia.A jornada do cientista. 2018. (Encontro).

9.
V Mês da Biologia.Ligando os pontos entre dados e ideias. 2018. (Encontro).

10.
X Encontro de Pós-Graduação FMB-UNESP. A jornada do cientista. 2018. (Congresso).

11.
XV Simpósio de Ecologia e Conservação.A jornada do cientista. 2018. (Simpósio).

12.
Congresso Online de Botânica. Desemaranhando a colina de Darwin. 2017. (Congresso).

13.
Semana Acadêmica do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação.A jornada do cientista. 2017. (Simpósio).

14.
XII Simpósio de Pesquisa e XVI Semana de Iniciação Científica.A jornada do cientista. 2017. (Simpósio).

15.
17th International Bat Research Conference. Bat community ecology in the 21st century: novel frameworks, tools, and challenges. 2016. (Congresso).

16.
5º Simpósio de Ecologia Teórica. Desemaranhando a colina de Darwin: espécies-chave em redes ecológicas multicamada. 2016. (Congresso).

17.
Annual Meeting of the Ecological Society of America 2016. Bearing Fruit: Towards Synthesis of Major Themes in the Ecology of Fruit. 2016. (Congresso).

18.
Humboldt-Kolloquium ?Forschungsexzellenz in einer globalisierten Welt ? Erfahrungen und Herausforderungen aus brasilianisch-deutscher Perspektive?. Interdisciplinary Workshops on Current Research Projects of Humboldt Alumni and Early Career Researchers. 2015. (Congresso).

19.
III Workshop de Ecologia e Evolução. Cinquenta tons de cinza nas interações da teia da vida. 2014. (Congresso).

20.
I Simpósio Internacional de Ecologia e Conservação.CSI Ecology: the importance of hypothesis-oriented research. 2014. (Simpósio).

21.
VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Os cinquenta tons de cinza nas interações entre animais e plantas. 2014. (Congresso).

22.
III Simpósio do Mestrado de Ciências Biológicas, XV Semana de Biologia e X Encontro Norte Mineiro de Biólogos.Desemaranhando a teia da vida. 2013. (Simpósio).

23.
VII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros. A teoria de redes como ferramenta no estudo de morcego. 2013. (Congresso).

24.
49th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. Bat-plant networks: small mutualistic worlds. 2012. (Congresso).

25.
Simpósio de Ecologia e Evolução.Do grafite ao Mallandro: redes mutualistas e serviços ambientais. 2012. (Simpósio).

26.
Simpósio de Ecologia e Evolução.Do grafite ao Mallandro: redes mutualistas e serviços ambientais. 2012. (Simpósio).

27.
VI Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Mundos minúsculos dentro de mundos pequenos: morcegos em redes de dispersão de sementes. 2012. (Congresso).

28.
Annual Conference of the Society for Tropical Ecology. So close, no matter how far: the importance of different species in mutualistic networks. 2011. (Congresso).

29.
III Simpósio Nacional de Ecologia Teórica. Redes de dispersão de sementes. 2011. (Congresso).

30.
Treffen der Fledermausforscher in Deutschland. Samenausbreitung in Fledermausgemeinschaften: Struktur und Robustheit von Netzwerken. 2011. (Congresso).

31.
15th International Bat Research Conference. Bat-fruit interactions in the Neotropics: cohesive and resilient subsystems within seed dispersal networks.. 2010. (Congresso).

32.
5th International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal. The backbone of seed dispersal: within- and among-network variation in the importance of different dispersers. 2010. (Congresso).

33.
V Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Dispersão de sementes por morcegos: mudando o foco das populações para as comunidades. 2010. (Congresso).

34.
2009 Netzwerktagung der Alexander von Humboldt Stiftung.The backbone of seed dispersal and mutualism: what matters and where. 2009. (Simpósio).

35.
Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation.Pollination networks of oil-flowers: a tiny world within the smallest of all worlds. 2009. (Simpósio).

36.
Multi-species interactions in changing environments.The devil is in the details: modularity of mutualistic networks. 2009. (Oficina).

37.
Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. Small differences may lead to big consequences: bat and bird seed dispersal networks. 2008. (Congresso).

38.
IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Pequenas diferenças, grandes conseqüências: redes de dispersão de sementes de morcegos e aves nos Neotrópicos. 2008. (Congresso).

39.
IV Congresso Brasilerio de Mastozoologia. Interações morcego-planta: avanços e perspectivas futuras. 2008. (Congresso).

40.
IV Semana da Biologia UFSCar. Estrutura das interações entre morcegos e plantas. 2008. (Congresso).

41.
Oberseminar.Die kleinste aller Welten: Samenausbreitungsnetzwerke in den Neotropen. 2008. (Seminário).

42.
V Simpósio de Ecologia Comportamental e Interações.A estrutura das redes ecológicas morcego-fruto e sua robustez a extinções. 2008. (Simpósio).

43.
XVIII Congresso Brasileiro de Zoologia. O estado da arte no conhecimento sobre quiróperos no Brasil: evolução, conservação e manejo. 2008. (Congresso).

44.
14th International Bat Research Conference. Bat-plant frugivory networks: trophic subgroups among fruit-eating bats. 2007. (Congresso).

45.
Eco-Seminários IV.A estrutura das redes formadas por morcegos e plantas e suas conseqüências para o processo de dispersão de sementes. 2007. (Seminário).

46.
Jornada de Estudos Ambientais.O que é o conhecimento científico?. 2007. (Simpósio).

47.
Workshop sobre Regulamentação da Colheita de Sementes em Unidades de Conservação.Possíveis efeitos da colheita de sementes sobre mamíferos predadores e dispersores de sementes. 2007. (Oficina).

48.
19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ). 19th Annual Meeting of the Society for Tropical Ecology (GTÖ). 2006. (Congresso).

49.
I Congresso Sul-Americano de Mastozoologia. Interações entre Morcegos e Plantas: novas perspectivas ecológicas, fisiológicas e evolutivas. 2006. (Congresso).

50.
V Curso Ibero-Americano de Frugivoria e Dispersao de Sementes.V Curso Ibero-Americano de Frugivoria e Dispersao de Sementes. 2005. (Outra).

51.
1º Simpósio de Frugivoria e Biologia da Conservação.1º Simpósio de Frugivoria e Biologia da Conservação. 2004. (Simpósio).

52.
IV Curso Ibero-Americano de Frugivoria e Dispersao de Sementes.IV Curso Ibero-Americano de Frugivoria e Dispersao de Sementes. 2004. (Outra).

53.
XXV Congresso Brasileiro de Zoologia. XXV Congresso Brasileiro de Zoologia. 2004. (Congresso).

54.
II Congresso Brasileiro de Mastozoologia. II Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2003. (Congresso).

55.
1º Congresso Internacional de Divulgação Científica. 1º Congresso Internacional de Divulgação Científica. 2002. (Congresso).

56.
III Semana da Biologia da UNIVAP. III Semana da Biologia da UNIVAP. 2002. (Congresso).

57.
IV Encontro Brasileiro para o Estudo dos Quirópteros.IV Encontro Brasileiro para o Estudo dos Quirópteros. 2002. (Encontro).

58.
1ª Semana de Biologia e Meio Ambiente. 1ª Semana de Biologia e Meio Ambiente. 2001. (Congresso).

59.
BioSemana 2001 da UFRJ. BioSemana 2001 da UFRJ. 2001. (Congresso).

60.
I Congresso Brasileiro de Mastozoologia. I Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2001. (Congresso).

61.
XV Jornada de Biologia da PUC-MG. XV Jornada de Biologia da PUC-MG. 2001. (Congresso).

62.
3rd International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal.3rd International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal. 2000. (Simpósio).

63.
V Semana de Ciências Biológicas da UNI-RIO. V Semana de Ciências Biológicas da UNI-RIO. 2000. (Congresso).

64.
XIV Jornada de Biologia da PUC-MG. XIV Jornada de Biologia da PUC-MG. 2000. (Congresso).

65.
XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2000. (Congresso).

66.
I Jornada de Zoologia da UNI-RIO. I Jornada de Zoologia da UNI-RIO. 1999. (Congresso).

67.
XXI Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. XXI Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. 1999. (Congresso).

68.
11th International Bat Research Conference. 11th International Bat Research Conference. 1998. (Congresso).

69.
4o Congresso de Ecologia do Brasil. 4o Congresso de Ecologia do Brasil. 1998. (Congresso).

70.
BioSemana 98 da UFRJ. BioSemana 98 da UFRJ. 1998. (Congresso).

71.
IV Encontro de Pesquisadores da Reserva Biológica de Poço das Antas.IV Encontro de Pesquisadores da Reserva Biológica de Poço das Antas. 1998. (Encontro).

72.
BioSemana 97 da UFRJ. BioSemana 97 da UFRJ. 1997. (Congresso).

73.
III Encontro de Pesquisadores da Reserva Biológica de Poço das Antas.III Encontro de Pesquisadores da Reserva Biológica de Poço das Antas. 1997. (Encontro).

74.
III Eugene Warming Lectures in Evolutionary Ecology.III Eugene Warming Lectures in Evolutionary Ecology. 1997. (Simpósio).

75.
BioSemana 96 da UFRJ. BioSemana 96 da UFRJ. 1996. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVEIRA, F. A. O. ; GARCIA, Q. S. ; OLIVEIRA, D. M. T. ; LEMOS-FILHO, J. P. ; PAIVA, E. A. S. ; JACOBI, C. M. ; Mello, M. A. R. . 5th International Society for Seed Science Meeting on Seeds and the Environment. 2016. (Congresso).

2.
Mello, MAR. 17th International Bat Research Conference. 2016. (Congresso).

3.
Mello, Marco A. R.. 4th International Berlin Bat Meeting. 2015. (Congresso).

4.
Mello, M. A. R.; NOGUEIRA, M.R. ; Lima, I. P. ; FALCAO, L. A. D. ; MORAS, L. . VIII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros. 2015. (Congresso).

5.
Mello, Marco A.R.; CRUZ NETO, A.P. ; BERNARD, E. . VIII Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2015. (Congresso).

6.
Mello, Marco A.R.; OLIVEIRA, P. S. M. C. . 52nd Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. 2015. (Congresso).

7.
Paglia, A.P. ; Neves, F.S. ; Mello, M. A. R. ; SILVEIRA, F. A. O. . I Simpósio Internacional de Ecologia e Conservação. 2014. (Congresso).

8.
Mello, Marco A. R.. VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2014. (Congresso).

9.
Mello, M. A. R.. VII Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros. 2013. (Congresso).

10.
Mello, M. A. R.. VI Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2012. (Congresso).

11.
Mello, M. A. R.. 49th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. 2012. (Congresso).

12.
MELLO, M.A.R.. X Congresso de Ecologia do Brasil. 2011. (Congresso).

13.
Moratelli, R. ; Pacheco, S. ; MELLO, M.A.R. . V Encontro Brasileiro para o Estudo de Quirópteros. 2010. (Congresso).

14.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . 5th International Symposium-Workshop on Frugivores and Seed Dispersal. 2010. (Congresso).

15.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . 15th International Bat Research Conference. 2010. (Congresso).

16.
MELLO, M.A.R.. V Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2010. (Congresso).

17.
MELLO, M.A.R.; KALKO, E.K.V . Annual Conference of the Society for Tropical Ecology 2011. 2010. (Congresso).

18.
Mello, M. A. R.. IX Congresso de Ecologia do Brasil. 2009. (Congresso).

19.
MELLO, M.A.R.. XXVII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2009. (Congresso).

20.
SBMz ; MELLO, M.A.R. . IV Congresso Brasilerio de Mastozoologia. 2008. (Congresso).

21.
Mello, MAR. Biosemana 1998 UFRJ. 1998. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Guillermo Flórez Montero. Frugivoria e dispersão de sementes na Mata Atlântica (provisório). Início: 2018. Tese (Doutorado em Evolução e Diversidade) - Universidade Federal do ABC, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Coorientador).

2.
Cecilia Kruszynski Assis. Brazilian bat migration through isotopic patterns. Início: 2016. Tese (Doutorado em Doutorado) - Freie Universität Berlin, Deutscher Akademischer Austauschdienst. (Coorientador).

3.
Rafael Barros Pereira Pinheiro. Um nova teoria mecanística de interações parasito-hospedeiro. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Lucas Arantes Camacho. Como variações nas interações ecológicas influenciam o processo coevolutivo. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade de São Paulo. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Renata de Lara Muylaert. Efeitos da paisagem e a interação entre os mamíferos e o hantavírus na Mata Atlântica. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Natália de Freitas Medeiros. Aumentado o realismo biológico dos modelos de cascatas de coextinção. 2018. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

2.
Gabriel Moreira Félix. Uma hipótese integradora da especialização ecológica. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

3.
Cecilia Kruszynski Assis. Análise isotópica da dieta de morcegos. 2016. Dissertação (Mestrado em Energia Nuclear na Agricultura (Esalq)) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

4.
Rafael Almeida de Souza. A influência de fatores evolutivos e geográficos na topologia de redes mutualistas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

5.
Fábio Túlio Pacelhe de Souza Junior. Plantas que produzem néctar extraforal de melhor qualidade são mais bem protegidas por formigas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

6.
Ana Cristina Crestani. interação aves frugívoras dispersoras e plantas. 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biomonitoramento) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

7.
Emília Camurugi. A importância relativa de diferentes espécies de morcegos (Mammalia: Chiroptera) para a estrutura de redes de polinização neotropicais. 2015. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

8.
Rafael Barros Pereira Pinheiro. Trade-offs and resource breadth processes as drivers of performance and specificity in a host-parasite system: a new integrative hypothesis. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

9.
Danielle Mendes Carvalho. Análise de visitantes florais associados a agroecossistemas na região de Feira de Santana-Ba: uma abordagem de redes de interação. 2013. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Estadual de Feira de Santana, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

10.
Flávia Maria Darcie Marquitti. Redes de interação entre morcegos frugívoros e plantas: variação geográfica e conservação filogenética. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

11.
Patrícia Kerches Rogeri. Padrões de uso do espaço e comportamento de forrageio em morcegos frugívoros e suas implicações para a dispersão de sementes. 2011. Dissertação (Mestrado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

12.
Julia Ramos Estêvão. Interações entre a pata-de-vaca Bauhinia longifolia (Leguminosae) e morcegos (Mammalia: Chiroptera). 2009. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

Tese de doutorado
1.
Leonardo Henrique Dias da Silva. Uso de habitat e seleção de abrigos cavernícolas por morcegos. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

2.
Fernanda Vieira da Costa. Redes mutualísticas ao longo de um gradiente altitudinal: formigas, insetos trofobiontes e plantas mirmecófilas. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia (Conservação e Manejo da Vida Silvestre)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

3.
Hedda Carolina Schmidt Scultori da Silva. Morcegos frugívoros em áreas alteradas da Floresta Atlântica: estrutura da comunidade, uso do habitat e seu papel na restauração florestal. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

4.
Joel Araújo Queiroz. Guilda de flores noturnas e seus polinizadores na caatinga: fenologia, redes de interação e biologia reprodutiva. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

5.
Maria Helbig. Influence of habitat fragmentation and habitat disruption on species diversity and assemblage structure of animalivorous bats. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia) - Ulm University, Deutsche Forschungsgemeischaft. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

6.
Katrin Heer. Frugivorous bats (Chiroptera: Phyllostomidae) as keystone species for forest regeneration and dynamics in degraded landscapes. 2013. Tese (Doutorado em Ecologia) - Ulm University, Deutsche Forschungsgemeischaft. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

7.
George Machado Tabatinga Filho. Rede de interações entre flores e abelhas em uma área de caatinga: atributos florais e dinâmica da oferta de recursos. 2013. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

8.
Reinaldo Chaves Teixeira. Coexistência de espécies quiropterófilas no cerrado brasileiro. 2010. Tese (Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Letícia Carvalho Boratto. Ecologia da comunicação visual na polinização de Banksia (Proteaceae). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

2.
Renata Muylaert. Especialização individual na dieta do morcego frugívoro Sturnira lilium (Mammalia: Chiroptera). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

3.
Raissa Pereira. Modularidade de uma rede de dispersao de sementes formada por morcegos e aves no nordeste do Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

4.
Adriana Ayub. Estrutura da comunidade de morcegos e seu papel na dispersão de sementes em um remanescente de Floresta Atlântica Nordestina, Alagoas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

Iniciação científica
1.
Rafael Almeida de Souza. Redes de interação morcego-planta nos Neotrópicos: o papel da filogenia na estruturação de guildas e papéis funcionais. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

2.
Laura Di Spirito Braga. A importância de espécies-chaves para a persistência temporal do mutualismo formiga-planta em campos rupestres. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

3.
Jessica Martins Silva. Critérios de seleção de frutos por morcegos filostomídeos. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG - Pró-Reitoria de Pesquisa. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

4.
Patrick Oliveira. A influência do tamanho dos frutos na sua seleção por morcegos filostomídeos dispersores de sementes. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

5.
Patrícia Kerches Rogeri. Morcegos frugívoros realizam dispersão direcionada?. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

6.
Tiago Yamazaki Andrade. Seleção de frutos por morcegos: preferência ou oportunismo?. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

Orientações de outra natureza
1.
John Harold Castaño Salazar. Interacción entre murciélagos frugívoros y plantas quiropterocoras en un paisaje rural cafetero. 2018. Orientação de outra natureza. (Doutorado em Ecologia Tropical) - Pontificia Universidad Javeriana - Bogotá. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

2.
Patrícia Kerches Rogeri. Padrões de uso do espaço e comportamento de forrageio em morcegos frugívoros e suas implicações para a dispersão de sementes. 2009. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

3.
Flávia Maria Dulcie Marquitti. Redes de interação entre morcegos e plantas: estrutura e fragilidade a extinções. 2008. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

4.
Pedro Selig Botafogo. Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Linnaeus, 1737) (Piperales: Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica. 2002. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

5.
Jacqueline Martins Gomes. Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Linnaeus, 1737) (Piperales: Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica. 2002. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

6.
Gilberto de Menezes Schittini. Interações entre o morcego Carollia perspicillata (Linnaeus, 1758) (Chiroptera: Phyllostomidae) e plantas do gênero Piper (Linnaeus, 1737) (Piperales: Piperaceae) em uma área de Mata Atlântica. 2002. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas Modalidade Ecologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

7.
Gilberto de Menezes Schittini. Conservação, manejo e restauração de fragmentos de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro: mamíferos como taxon focal para formulação de estratégias. 2000. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.

8.
Jorge Luis do Nascimento. Conservação, manejo e restauração de fragmentos de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro: mamíferos como taxon focal para formulação de estratégias. 1999. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Marco Aurelio Ribeiro de Mello.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Mello, MAR. Quem são os morcegos?. Tribuna do Sul, Sombrio, , v. 49, 11 jun. 1999.

2.
Mello, MAR. Wer sind die Fledermäuse?. Boletim Inter-Cultural da Associação dos Professores de Alemão do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, , v. 23, p. 2 - 2, 17 jun. 1999.

3.
Mello, MAR. Projeto Morcegos e Plantas. Ciência Online, Internet, , v. 8, 11 out. 2003.

4.
Mello, MAR; GONZAGA, M.O. . Falsas flores. Ciência Hoje, , v. 215.

5.
Mello, MAR. Morcegos e frutos: interação que gera florestas. Ciência Hoje, , v. 41, p. 30 - 35, 01 set. 2007.

6.
Mello, MAR. Os semeadores de florestas. Jornal do Brasil, , v. 117168, 23 set. 2007.

7.
MELLO, M.A.R.. Redes mutualistas: pequenos mundos de interações entre animais e plantas. Ciência Hoje, , v. 277, p. 32 - 37.

8.
Mello, MAR. Desemaranhando a colina de Darwin. Ciência Hoje, , v. 58, p. 50 - 57, 21 dez. 2016.

9.
Mello, MAR. Morcegos gostam de pimentas. Ciência Hoje, Rio de Janeiro, , v. 32, p. 74 - 76, 01 dez. 2002.


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Mello, MAR. Entrevista sobre morcegos para o Programa do Jô. 2003. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
Mello, MAR. Entrevista sobre morcegos para o Programa Olga Bongiovani. 2001. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
Mello, MAR. Participação em documentário sobre morcegos para o canal a cabo Animal Planet. 2001.

4.
Mello, M. A. R.. Entrevista sobre redes ecológicas para o programa Paideia da Rádio UFSCar. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
Mello, M. A. R.. Entrevista sobre redes ecológicas, método científico e conservação. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MELLO, M.A.R.; BARBOSA, N. . Entrevista sobre divulgação científica para o blog Ciência com Guaraná. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
Mello, Marco A. R.. Entrevista sobre os resultados de um projeto financiado pelo CNPq e a Fapemig. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
HAMPTON, T. ; Mello, Marco A. R. . Influenza A in bats. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
FIGUEIREDO, L. ; Mello, Marco A. R. . Senhores da noite. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
VIEIRA, L. ; Mello, Marco A. R. . Cara de vilão, vida de mocinho. 2005. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
GUIMARAES, B. ; PENNA, M. ; Mello, Marco A. R. . Morcegos. 2002. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
VAIANO, B. ; MELLO, M.A.R. . A máquina que trava a ciência. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
Mello, Marco A. R.. Entrevista sobre data paper sobre os mamíferos da Mata Atlântica. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
Mello, Marco A. R.. Desemaranhando a colina de Darwin. 2018.

15.
Mello, Marco A. R.. O que determina o resultado de interações ecológicas?. 2017.

16.
BOURSCHEIT, A. ; Mello, Marco A. R. . Anjos negros. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Redes sociais, websites e blogs
1.
Mello, Marco A.R.. Sobrevivendo na Ciência. 2012; Tema: Dicas para cientistas iniciantes. (Blog).

2.
Mello, Marco A.R.. Ecological Synthesis Lab. 2005; Tema: Site para divulgação das atividades de pesquisa, ensino e extensão do meu laboratório. (Site).

3.
Mello, Marco A.R.; Moratelli, R. ; Lima, I. P. ; ESBÉRARD, C.E.L. . Blog da SBEQ. 2012; Tema: Blog para divulgação das atividades da Sociedade Brasileira para o Estudo de Quirópteros. (Blog).

4.
Mello, M. A. R.. Guest post in the blog Dynamic Ecology: Doing ecology on a rollercoaster in Brazil. 2017; Tema: Fomento à ciência. (Blog).

5.
Mello, M. A. R.. Post convidado no Blog do Ipê: Como evitar o medo, o terror e a escuridão na pós-graduação. 2017; Tema: Coaching. (Blog).

6.
Mello, Marco A.R.. Casa dos Morcegos. 1999; Tema: Informações científicas sobre morcegos. (Site).



Outras informações relevantes


Auxílios à pesquisa recebidos: 
- Fapemig, Edital Universal (2017)
- Bolsa de Produtividade em Pesquisa, nível 2, CNPq (2017)
- Bayerisches Hochschulzentrum für Lateinamerika, BayLat (2016)
- Alexander von Humboldt Stiftung, Gerätebeihilfe für Alumni (2015)
- Fapemig, Programa Pesquisador Mineiro (2015-2017)
- Ecotone Inc., "Do Science and Get Support" (2014)
- Fapemig, Edital Universal (2013-2016)
- CNPq, Edital Universal (2013-2016)
- UFMG, Edital de Professores Doutores (2013 e 2014)
- Alexander von Humboldt Stiftung, Postdoctoral Fellow (2009-2011)
- FAPESP, Jovem Pesquisador (2006-2009)
- Idea Wild (2004)
- Bat Conservation International (2004)
- FAPESP (2003-2005)
- FAPERJ (2000-2002)
- Lincoln Park Zoo (1998-2000)
- CNPq/PIBIC (1998-2000)
- PROBIO/PRONABIO/MMA (1998-2000)

Bolsas recebidas: 
- 2009-2011, Bolsa de pós-doutorado pela Alexander von Humboldt Stiftung (Alemanha)
- 2006-2009, Bolsa de jovem pesquisador pela FAPESP
- 2005-2006, Doutorado-sanduíche pelo DAAD/CNPq (Alemanha)
- 2002-2005, Doutorado primeiro pela CAPES e depois pela FAPESP
- 2000-2002, Mestrado pela FAPERJ (Programa Bolsa Nota 10)
- 1998-2000, Iniciação científica pelo PIBIC/UFRJ

Experiência em cursos de campo:
- Curso de Campo, UFMG - professor em 2013, coordenador de 2014 a 2016
- Ecologia do Pantanal, UFMS - professor em 2012 e 2013
- Ecologia da Floresta Amazônica, INPA - professor de 2007 a 2013
- Ecologia da Mata Atlântica, USP - professor em 2007 e 2008
- Ecologia de Campo, Unicamp - aluno em 2003
- Frugivoria e Dispersão de Sementes, Unicamp - aluno em 2003, professor de 2004 a 2007
- Ecologia de Campo, UERJ - aluno em 2001
- Ecologia Básica, UFRJ - aluno em 1998, monitor em 1999
- Zoologia IV, UFRJ - monitor de 1997 a 1999
- Técnicas de Campo em Zoologia - monitor de 1997 a 1999



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 17:21:27