Juliana Reis Cortines

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4809242041040893
  • Última atualização do currículo em 13/11/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Médica pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2000), mestrado em Química Biológica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e doutorado em Química Biológica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006). Atualmente é professora adjunta do Instituto de Microbiologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de bioquímica, com ênfase em química de macromoléculas, atuando principalmente nos seguintes temas: espectrometria de massas, proteínas virais, transcrição e tradução in vitro, e técnicas espectroscópicas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Reis Cortines
Nome em citações bibliográficas
CORTINES, J. R.;CORTINES, JULIANA R.;CORTINES, JULIANA;CORTINES, JULIANA REIS;CORTINES, JULIANA R

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Microbiologia Paulo de Góes.
Av. Carlos Chagas Filho, s/n
Ilha do Fundão
21941902 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Química Biológica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Do Monômero ao Capsídeo Viral: Estudos Estruturais e Termodinâmicos da Proteína Capsídica do Vírus da Imunodeficiência Humano do Tipo 1, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Jerson Lima da Silva.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: proteína capsídica do HIV-1.
2000 - 2002
Mestrado em Química Biológica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Caracterização da estabilidade da proteína capsídica do vírus da imunodeficiência humana do tipo 1 (HIV-1) e seus domínios N- e C-terminais isolados.,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Jerson Lima da Silva.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1996 - 2000
Graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Médica.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Virologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas / Especialidade: ESPECTROMETRIA DE MASSAS DE MACROMOLÉCULAS.
2008 - 2011
Pós-Doutorado.
University of Connecticut, UConn, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Virologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
2006 - 2008
Pós-Doutorado.
University of Alabama at Birmingham, UAB, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Virologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas / Especialidade: ESPECTROMETRIA DE MASSAS DE MACROMOLÉCULAS.


Formação Complementar


2017 - 2017
Treinamento em Vinyasa de 24 h para professores de Yoga. (Carga horária: 24h).
Bikram Yoga Rio, BYR, Brasil.
2011 - 2011
Yoga Teahcer Training 200h. (Carga horária: 200h).
The Yoga Shop, TYS, Estados Unidos.
2010 - 2010
Synapt G2 Day. (Carga horária: 8h).
Waters Corporation, WATERS CORP, Estados Unidos.
2010 - 2010
HDX Deminar Day. (Carga horária: 6h).
Waters Corporation, WATERS CORP, Estados Unidos.
2002 - 2002
Biol. Mol. Estrutural e Planejamento de Fármacos. (Carga horária: 80h).
Instituto de Física de São Carlos - Universidade de São Paulo (USP), IFSC-USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Parque Lage, PARQUE LAGE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Pós-doutorado, Enquadramento Funcional: Pós-doutora, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Aluna de Doutorado, Enquadramento Funcional: Aluna de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Aluna de Mestrado, Enquadramento Funcional: Alunda de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1997 - 2000
Vínculo: Aluna de iniciação científica, Enquadramento Funcional: Aluno de iniciação científica, Carga horária: 20

Atividades

2012 - 2012
Ensino, Ciências Biológicas (Biofísica), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia de Flavivírus
2005 - 2005
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioquímica de Macromoléculas
2003 - 2003
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioquímica de Macromoléculas
07/2000 - 07/2000
Extensão universitária , Instituto de Bioquímica Médica, .

Atividade de extensão realizada
Monitoria do curso para professores dos ensinos fundamental e médio, intitulado "De que é feita a célula?"..
2000 - 2000
Ensino, Ciências Biológicas: Modalidade Médica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioquímica de Macromoléculas
2000 - 2000
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Bioquímica Médica, Instituto de Bioquímica Médica.

Atividade realizada
Aula prática de enovelamento de proteínas virais.

University of Connecticut, UConn, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pós-doutora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


University of Alabama at Birmigham, UAB, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pós-doutora, Regime: Dedicação exclusiva.


Reabilitarte, RAA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Direção
Outras informações
Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Afecções do Sistema Neurolocomotor, constituído como Organização Social de direito privado e sem fins lucrativos, sob regência da lei 9.790 de 23/03/1999 (www.reabilitarte.org).



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Análise da comunidade microbiana em ambientes impactados pela atividade petrolífera no Rio de Janeiro por metagenômica e transcriptômica
Descrição: O litoral brasileiro abriga biomas com inúmeras reentrâncias com praias, mangues, lagoas hipersalinas, recifes, baías e restingas de grande importância biológica. Alguns desses ambientes são considerados patrimônios nacionais e representam uma importante fonte de biodiversidade ainda inexplorada. Esses abrigam novos consórcios microbianos úteis para a aplicação em processos biotecnológicos de interesse econômico. O aumento da exploração de petróleo em plataformas offshore aumenta o risco da ocorrência de contaminações de ecossistemas litorâneos, podendo afetar a biodiversidade costeira. Em vista da importância e potencial da comunidade microbiana nos ecossistemas costeiros e do aumento da atividade petrolífera no litoral do Rio de Janeiro, pretendemos caracterizar a comunidade microbiana em ambientes não impactados e impactados por atividades relacionadas à produção de petróleo. Assim, o isolamento, a identificação e a caracterização de estirpes microbianas em conjunto com métodos moleculares baseados em sequenciamento de DNA (metagenoma) e RNA (metatranscriptoma) em larga escala poderão contribuir para um melhor conhecimento a cerca da diversidade microbiológica encontrada em ecossistemas do litoral brasileiro, bem como avaliar o potencial biotecnológico da comunidade microbiana desses locais. Em paralelo, amostras de diferentes ecossistemas litorâneos serão contaminadas in vitro com petróleo. Os resultados obtidos nesse estudo servirão de subsídios para a obtenção de ferramentas biotecnológicas para o biomonitoramento da qualidade ambiental e também, em caso de ambientes contaminados, acompanhar a população microbiana degradadora de hidrocarbonetos durante processos de biorremediação. O projeto ainda é o meio para o estabelecimento de novas linhas de pesquisa no Estado do Rio de Janeiro e para a formação de recursos humanos aptos a trabalhar com elas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Raquel Silva Peixoto - Coordenador / Diogo de Azevedo Jurelevicius - Integrante / Fernanda de Ávila Abreu - Integrante / Fabio Faria da Mota - Integrante / Rodrigo Pires do Nascimento - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Rede Multidisciplinar de Biologia Computacional
Descrição: A compreensão das complexas interações de uma célula hospedeira com um agente infeccioso no que tange a transcrição gênica, a secreção de proteínas e lipídeos, as alterações metabólicas requer abordagens experimentais, analíticas e de interpretação de dados que envolvem tecnologias de alto desempenho, bioinformática e estatística. Quando usamos esse tipo de abordagem, evitamos as distorções causadas pela expectativa prévia de que certas moléculas sofram variação da expressão, produção ou secreção, e passamos a trabalhar com todo um universo possível de alvos de um processo de sinalização que não era previsível a priori. O projeto científico proposto está articulado em forma de rede com diferentes subprojetos que se comunicam tanto no tema quanto nos seus participantes. Por sua natureza sincicial, o projeto permite ao longo de sua realização a inclusão de subprojetos e participantes, o que maximizará o uso dos recursos financeiros e a formação de recursos humanos. Acreditamos que com esses projetos que utilizam abordagens experimentais e de bioinformática, será possível obter uma compreensão global da relação parasito-hospedeiro permitindo a identificação de alvos terapêuticos, profiláticos ou de controle de transmissão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Caracterização dos mecanismos moleculares de interação entre microrganismos patogênicos e Acanthamoeba castellanii como abordagem para origem de fatores de virulência e evolução de patógenos intracelulares
Descrição: De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 3,4 milhões de pessoas morrem todos os anos devido à água contaminada, falta de saneamento básico e higiene. A contaminação microbiológica das águas tem grande contribuição de amebas de vida livre (AVLs). As AVLs são caracterizadas por serem bastante resistentes às adversidades do meio ambiente, bem como à germicidas. Portanto, são excelentes reservatórios para diversas bactérias e vírus encontrados no ambiente, como Legionella pneumophila, Mycobacterium sp., Escherichia coli e Adenovírus. Especificamente, AVLs Acanthamoeba castellanii tem sido descritas como possíveis hospedeiros ambientais para uma ampla variedade de patógenos fúngicos causadores de micoses endêmicas como Cryptococcus spp., Histoplasma capsulatum, Sporothrix schenkii e Blastomyces dermatitides. Além disso, estudos demonstram que a interação de diversos patógenos com A. castellanii é responsável pela pressão seletiva no ambiente, pela conservação de fatores de virulência e aumento da patogenicidade durante a infecção de hospedeiros vertebrados. Isto significa que as AVLs necessitam de um repertório de receptores bastante abrangentes ou uma classe universal destes para poder interagir com espécies de microrganismos tão distintos como os citados acima. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é desafiar culturas de A. castellanii com amostras de Legionella spp., fungos patogênicos e não-patogênicos. e Sambavírus para determinar os receptores responsáveis pela internalização destes patógenos humanos relevantes. Assim, pretendemos caracterizar molecularmente as instâncias que tornam as AVLs carreadoras de patógenos humanos que podem emergir como causadores de epidemias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Allan Jefferson Guimarães - Integrante / José Mauro Peralta - Coordenador / Regina Helena Saramago Peralta - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Velhos parceiros em novas aplicações: inovações em nanotecnologia utilizando a montagem de vírus icosaédricos e cônicos como modelos
Descrição: As infecções virais são um dos maiores problemas de saúde pública no mundo e poucos fármacos antivirais específicos se encontram disponíveis. Estes são normalmente direcionados a proteínas virais e/ou proteínas do hospedeiro que façam parte do ciclo replicativo de dado vírus. Conhecendo-se o processo de montagem dos vírus é possível gerar compostos que irão inibir em última instância a infecção. Em outra vertente, pode-se manipulá-los como nanomateriais, gerando substrato para fabricação de biosensores e capsídeos funcionalizados, entre outros. Este projeto visa utilizar os vírus P22, HIV, Adenovírus e Mimivírus como modelos para a compreensão do ciclo viral de distintas famílias e caracterizar as suas proteínas e a montagem de seus capsídeos de forma a utilizá-las a nosso favor. Também é objetivo deste trabalho elucidar as funções biofísicas e bioquímicas das subunidades proteicas do Mimivírus, um vírus gigante descrito recentemente e que pode ser o elo perdido na evolução de células e vírus. Além de ensaios clássicos bioquímicos, a espectrometria de massas será de fundamental aplicação à este projeto. Através desta técnica, todos os vírus serão identificados quanto ao seu conteúdo proteico, o que auxiliará na caracterização minunciosa das proteínas formadoras de cada um deles, utilizando suas estruturas tridimensionais de alta e média resoluções para complementar nossos estudos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Coordenador / Tayná Sequeira Valerio - Integrante / Jéssica Xavier da Silva Santos - Integrante / Max William Lisboa Gomes - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Caracterização do secretoma de Acanthamoeba castellanii e avaliação seus efeitos sobre comunidades de fungos patogênicos ambientais
Descrição: Amebas são protozoários de vida livre (AVLs) ubíquos na natureza, sendo encontrados principalmente em ambientes como por exemplo, solos, reservatórios de águas de consumo humano, piscina, soluções de lente de contato, entre outros. (Auran et al,. 1987; Stehr-Green et al, 1989; Badenoch et al, 1994; Walker, 1996; Sriram et al, 2008, Tanveer et al, 2013). Além disso, relatos da literatura descrevem o isolamento a partir de diversos organismos superiores invertebrados e vertebrados, incluindo mamíferos, vegetais, peixes, répteis, anfíbios, cães, macacos, aves. Em mamíferos o isolamento já foi descrito a partir de secreções pulmonares, seios maxilares e amostras de fezes (Visvesvara et al., 2007). As amebas são comumente encontradas em associação com biofilmes microbianos, que são por sua vez, utilizados como fonte de nutrientes pelas AVLs (Marciano-Cabral & Cabral, 2003, Coulon et al, 2010). Um grave problema nas estações de tratamento de recursos hídricos é a contaminação residual por amebas, extremamente resistentes às condições adversas do ambiente e ao tratamento com desinfetantes mais comuns, tornando sua eliminação virtualmente impossível, compondo então a população contaminante mais abundante pós-tratamento. Dados recentes abordando estações de tratamento de água na Espanha, mostraram que 90% das águas tratadas apresentam Acanthamoeba spp. como contaminantes residuais (Magnet et al, 2011). Coincidentemente, no Brasil, o estudo mais abrangente feito em Laguna dos Patos, Rio Grande do Sul, detectou a presença desta ameba em 91,7% das amostras avaliadas (Falchi, 2006). Metodologias mais eficazes para tratamento dos reservatórios de água são extremamente necessárias para assegurar a saúde plena da sociedade, pois a água é um bem essencial e insubstituível. Um outro problema crescente e que vem sendo estudado recentemente, é a presença de patógenos endossimbiontes destas Acanthamoebas. Portanto, não somente as próprias amebas são um risco para saúde pública, mas também são potenciais reservatórios de patógenos humanos epidemiologicamente importante, como bactérias e fungos patogênicos. Por isso, estudos mais aprofundados das interações das Acanthamoebas com o meio ambiente, incluindo classes de patógenos que habitam os mesmos nichos das amebas, seriam um grande avanço em direção ao entendimento de relações ambientais entre diferentes organismos e a distribuição de uma água ainda mais salutar. Patógenos de vida livre não requerem hospedeiros para sobrevivência, não sofrem pressão seletiva com relação à causa de danos a seus possíveis hospedeiros, e frequentemente a morte do hospedeiro leva ao retorno destes patógenos ao ambiente. Estes conceitos geram questões fundamentais em relação ao potencial dos microrganismos do solo em se tornarem virulentos e a origem da virulência (Mylonakis,. Casadevall & Ausubel, 2007; Casadevall & Pirofski, 2007; Casadevall, 2012). Estudos focando a interação entre microrganismos ambientais, como fungos, bactérias e vírus com amebas de vida livre (AVL), sugerem diferentes mecanismos pelos quais a virulência pode emergir ou ser selecionada nestes hospedeiros ?acidentais", já que a maioria destes não são patógenos intracelulares obrigatórios (Casadevall & Pirofski, 2001; Casadevall, 2006; Casadevall, 2008)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Allan Jefferson Guimarães - Coordenador / Diego de Souza Gonçalves - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2011 - 2013
Estudo biofísico da RNA polimerase dependente de RNA do vírus da Hepatite C.
Descrição: Como uma das poucas RNA-polimerase dependente de RNA (RpRd) conhecida, a NS5B tem papel crucial durante o ciclo viral do vírus da Hepatite C (HCV). Neste projeto, temos como objetivo principal testar novos compostos anti-virais para o tratamento de hepatite não-A não-B e avaliar o efeito destes compostos na estrutura da RpRd NS5B..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Ronaldo da Silva Mohana Borges - Coordenador / Estefania Aguilera - Integrante.
2011 - 2013
Espectrometria de massa como ferramenta para desvendar o proteoma e mitocondrioma de células infectadas pelo vírus da Dengue tipo 2.
Descrição: Uma vez que o fígado é o principal órgão de síntese de proteínas plasmáticas e dada a sua importância na resposta inflamatória, temos estudado os efeitos da infecção pelo vírus da dengue sobre a secreção de proteínas por células hepáticas. Inicialmente, estabelecemos um método de quantificação do RNA viral ao longo da infecção de diferentes tipos celulares com três sorotipos de vírus da dengue usando PCR em tempo real, e as condições para preparo de amostras de proteínas secretadas pelas células HepG2 e sua análise através de proteômica. Este projeto foi desenvolvido no âmbito da ?Rede Proteoma Rio? (http://www.bioinfo.ufrj.br/proteoma), uma rede criada no Estado do Rio de Janeiro, com o apoio financeiro da FAPERJ, e revelou várias alterações na secreção de proteínas em decorrência da infecção. O prosseguimento da identificação das proteínas secretadas pelas células infectadas é um dos objetivos do presente projeto e poderá permitir a identificação de marcadores protéicos para diagnóstico de dengue assim como de novos alvos moleculares para o desenvolvimento de terapias antivirais. O mapeamento dos diferentes componentes das mitocôndrias é de fundamental importância dado o papel central destas organelas na homeostase energética celular e no processo de apoptose, como já mostrado para casos de câncer. Nossos resultados prévios sugerem que a infecção pelo vírus da dengue interfere com a função mitocondrial de células HepG2, tanto através da modulação dos genes dos complexos protéicos da cadeia respiratória como através da alteração das propriedades respiratórias destas células. Portanto, o mapeamento das diferentes proteínas mitocondriais de células HepG2 infectadas ou transfectadas pelo vírus da dengue através de técnicas proteômicas apresenta-se potencialmente importante para o entendimento das bases da disfunção da fisiologia mitocondrial durante a infecção..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Como montar um vírus icosaédrico: análise das proteínas de alicerce e capsídica do bacteriófago P22.
Descrição: O bateriófago P22 é um vírus icosaédrico, com simetria T=7. Durante a montagem viral, a proteína capsídica e a de alicerce e o complexo portal interagem para formar uma estrutura intermediária, denominada procapsídeo (PC). A proteína de alicerce se encontra localizada no interior destas estruturas e durante a mutaração, esta é liberta do interior dos PCs e ADN é empacotado através do canal do complexo portal. Utilizando experimentos in vitro e in vivo, como escaneamento de alanina, "recombineering" e microscopia eletrônica, fomos capazes de identificar os resíduos na proteína de alicerce responsáveis pela interação com a proteína capsídica. Estes achados estão submetidos para publicação no Journal of Molecular Biology. Em uma segunda parte do projeto, identificamos o resíduo na proteína capsídica que interage com a proteína de alicerce, utilizando os mesmos procedimentos descritos acima, além de espectrometria de massas acoplada a cromatografia líquida analisada por tempo de voo. Ainda, estamos estudando como o complexo portal interage com a proteína de alicerce e com a proteína capsídica. Para tal, estamos utilizando transcrição e tradução in vitro, cross-linking por UV entre ARN e proteínas, para evaluar quais componentes estão presentes na nucleação de montagem do bacteriófago P22. Estes projetos elucidam questões levantadas há mais de 4 décadas e representam um grande avanço para a compreensão da montagem de capsídeos icosaédricos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Carolyn Teschke - Coordenador.Financiador(es): National Institute Of Health - Auxílio financeiro.
2006 - 2008
Investigação do papel do grampo beta na proteína capsídica do HIV-1.
Descrição: O vírus da imundeficiência humano do tipo 1 (HIV-1) é o agente causador da síndrome da imunodeficiência humana (SIDA), que atinge cerca de 33 milhões de pessoas mundialmente. Em 2009, cerca de 2 milhões de pessoas morreram devido à síndrome. Apesar de todos os avanços científicos das últimas décadas, ainda não há cura para a SIDA. O HIV-1 é um vírus envelopado, da família dos retrovírus e é formado primariamente por 15 proteínas e duas fitas de ARN. Essas proteínas são primariamente traduzidas em uma única poliproteína, denominada Gag. Durante o ciclo viral, o HIV se torna infeccioso após processo de maturação, onde a enzima viral protease cliva Gag em sítios específicos, gerando as proteínas estruturais, como a proteína capsídica (CA). O capsídeo viral maduro é formado unicamente por ~1500 cópias de CA. Durante a maturação, o capsídeo sofre drásticas mudanças morfológicas, governadas principalmente pela CA. A proteína capsídica possui 25602 daltons. É organizada em sua maioria em alfa-hélices. Pode ainda ser dividida em dois domínios funcionais e estruturais: o domínio C-terminal e o domínio N-terminal. Os primeiros 13 resíduos de CA (contidos no N-terminal) se rearranjam de uma volta desorndenada em um grampo beta durante o processo de maturação. Ainda, os resíduos prolina 1 e ácido aspártico 51 formam uma ponte salina, que estabiliza a CA. O foco deste projeto foi compreender a formação desta grampo beta através de técnicas bioquímicas como montagem viral in vitro e espectrometria de massas. Foram geradas mutações na região do grampo beta, onde esta estrutura foi substituída por uma sequência flexível de glicinas e serinas, prolina 1 foi deletado e o grampo do HIV-1 foi substituído pelo grampo beta do vírus de leucemia murino (MLV). Apenas o híbrido MLV:HIV foi capaz de formar capsídeos in vitro. Utilizando troca de hidrogênio deutério analisada por "Fourier-transform ion cyclotron mass spectrometry" identificamos mudança na dinâmica de CA..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Juliana Reis Cortines - Integrante / Peter E. Prevelige - Coordenador.Financiador(es): National Institute Of Health - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2015 - Atual
A Microbiologia em nosso dia a dia
Descrição: O projeto tem como objetivo a apresentação de temas relacionados à Microbiologia a alunos do ensino fundamental e médio de escolas públicas e integrantes de suas famílias, de forma a quebrar mitos e esclarecer questões do cotidiano. Os conceitos apresentados no curso são: (1) a definição de microrganismos; (2) onde são encontrados; (3) sua importância para o homem; (4) a participação dos microrganismos em processos naturais; (5) a participação dos microrganismos em processos industriais; (6) a participação dos microrganismos na doença; (7) procedimentos ideais no manuseio de alimentos e de higiene que contribuem para a manutenção da saúde familiar. Durante o projeto os alunos serão estimulados a desenvolver experimentos simples para demonstração da presença de microrganismos em todos os ambientes, da participação dos microrganismos na produção de alimentos e da eficiência de processos de desinfecção e esterilização utilizados no cotidiano familiar. Ao final do projeto os alunos apresentaram os temas abordados nos experimentos para seus familiares..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2014 - Atual
Divulgação das Bases Microbiológicas e Virológicas para Cidadania- Curso Desvendando o Invisível
Descrição: O curso de férias, Desvendando o Invisível, é oferecido, anualmente, no período das férias de julho, para atender alunos de ensino médio interessados em descobrir o mundo do micróbios. É um curso essencialmente prático, que adota a filosofia do aprender fazendo. É realizado nos laboratórios de aulas práticas do Instituto de Microbiologia Paulo de Góes da UFRJ..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2012 - Atual
ReAbilitArte: arte, cultura, reabilitação
Descrição: O ReAbilitArte é um projeto de extensão universitária que visa transformação social para pessoas com deficiências, seus cuidadores e pessoas interessadas, oferecendo informação científica e prática, além de fomentar a potencialidade destas pessoas na área de arte e cultura. O projeto ReAbilitArte baseia-se em alguns princípios: · Para poder exercer seu direito de levar uma vida ativa, a pessoa com deficiência precisa manter sua autonomia e se capacitar de forma criativa para garantir sua inclusão na sociedade. · A educação leva à formação de uma sociedade mais informada, democrática, responsável e inclusiva, propiciando uma melhor qualidade de vida. . A acessibilidade é direito de todos. O projeto ReAbilitArte criará formas eficientes de educação para o trabalho e a vida principalmente para pessoas com deficiência e a criação de uma ferramenta de tecnologia social na internet para mapear as condições de acessibilidade no Rio. Este projeto une Instituto ReAbilitArte, Agência de Inovação da UFRJ, Universidade das Quebradas em uma parceria com pessoas com deficiência, cientistas, estudantes, profissionais da saúde, lideranças comunitárias na área de deficiência para criarem propostas educacionais e soluções de tecnologia social que permita que todos possamos nos movimentar em uma cidade para todos ou mesmo criando uma cidadania digital que amplie a qualidade de vida das pessoas com deficiência. Também propomos um Laboratório Palavra de escrita criativa, onde fomentaremos a criação de livros digitais unindo pessoas da periferia, academia e pessoas com deficiência..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Outros Projetos


2011 - Atual
JPower-Yoga para todos
Descrição: Quando pensamos em bem estar, pensamos na maioria das vezes em exercitar nossos corpos. Mas e se pudéssemos exercitar nossos corpos e mentes ao mesmo tempo? Isto é possível! Com a prática de Yoga nós nos voltamos para nosso interior e ao mesmo tempo, desafiamos nossos limites físicos praticando os asanas (as poses). A Power Yoga é uma das muitas modalidades da prática física da Yoga, derivada da Vinyasa, mas com um ritmo um pouco mais rápido. Sempre respeitando nossa respiração, nos movemos com graça entre um asana e outro, tornando a prática uma meditação em movimento. Como a prática respeita os seus limites, você irá evoluir de acordo com seus desejos. As práticas acontecem pela manhã, uma vez ao mês no Parque Lage, normalmente no último domingo do mês. As aulas são gratuitas. Os eventos são sempre colocados na página JPower no Facebook. Aceite o desafio e venha praticar com a gente! Te vejo no seu tapete! Namaste..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: FRONTIERS IN BIOENGINEERING AND BIOTECHNOLOGY


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Diálogos & Ciência (Online)
2014 - 2015
Periódico: Journal of AIDS and immune research
2015 - Atual
Periódico: Frontiers in Microbiology (Online)
2014 - Atual
Periódico: Revista Ciência Hoje
2016 - Atual
Periódico: Current Opinion in Microbiology


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Virologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Química de Macromoléculas/Especialidade: ESPECTROMETRIA DE MASSAS DE MACROMOLÉCULAS.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Auxílio para o Researcher Links Workshop on Understanding and Advancing Therapies for CNS Disorders, Newton Fund e The British Council, Reino Unido.
2011
Travel Award, Gordon Research Conferences.
2010
Travel Award, Federation of American Societies for Experimental Biology.
2005
International Travel Grant, Biophysical Society.
2005
Conference Scholarship, XIX Phage/Virus Assembly.
2003
Conference Scholarship, XVIII Phage/Virus Assembly.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:4
Total de citações:21
Fator H:2
cortines jr*  Data: 27/06/2012

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ANDRADE, ANA CLÁUDIA DOS S. P.2018ANDRADE, ANA CLÁUDIA DOS S. P. ; ARANTES, THALITA S. ; RODRIGUES, RODRIGO A. L. ; MACHADO, TALITA B. ; DORNAS, FÁBIO P. ; LANDELL, MELISSA F. ; FURST, CINTHIA ; BORGES, LUIZ G. A. ; DUTRA, LARA A. L. ; ALMEIDA, GABRIEL ; TRINDADE, GILIANE DE S. ; BERGIER, IVAN ; ABRAHÃO, WALTER ; BORGES, IARA A. ; CORTINES, JULIANA R. ; DE OLIVEIRA, DANILO B. ; KROON, ERNA G. ; ABRAHÃO, JÔNATAS S. . Ubiquitous giants: a plethora of giant viruses found in Brazil and Antarctica. Virology Journal, v. 15, p. 22, 2018.

2.
GONÇALVES, DIEGO DE SOUZA2018GONÇALVES, DIEGO DE SOUZA ; FERREIRA, MARINA DA SILVA ; LIEDKE, SUSIE COUTINHO ; GOMES, KAMILLA XAVIER ; DE OLIVEIRA, GABRIEL AFONSO ; LEÃO, PEDRO ERNESTO LOPES ; CESAR, GABRIELE VARGAS ; SEABRA, SERGIO H. ; CORTINES, JULIANA REIS ; CASADEVALL, ARTURO ; NIMRICHTER, LEONARDO ; DOMONT, GILBERTO BARBOSA ; JUNQUEIRA, MAGNO RODRIGUES ; PERALTA, JOSE MAURO ; GUIMARAES, ALLAN J. . Extracellular vesicles and vesicle-free secretome of the protozoa Acanthamoeba castellanii under homeostasis and nutritional stress and their damaging potential to host cells. Virulence, v. 21, p. 00-00, 2018.

3.
DO CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE2018DO CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE ; COELHO-CERQUEIRA, EDUARDO ; CORTINES, JULIANA R. ; DE SOUZA, THEO LUIZ FERRAZ ; ROMÃO, LUCIANA ; FOLLMER, CRISTIAN . In vitro neurotoxicity of salsolinol is attenuated by the presynaptic protein α-synuclein. BIOCHIMICA ET BIOPHYSICA ACTA-GENERAL SUBJECTS, v. 1862, p. 2835-2845, 2018.

4.
PREVELIGE, PETER E2018PREVELIGE, PETER E ; CORTINES, JULIANA R . Phage assembly and the special role of the portal protein. Current Opinion in Virology, v. 31, p. 66-73, 2018.

5.
CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE2018CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE ; DO NASCIMENTO, LUCAS ALEX ; CORTINES, JULIANA R. ; ELIEZER, DAVID ; ROMÃO, LUCIANA ; FOLLMER, CRISTIAN . Exploring the role of methionine residues on the oligomerization and neurotoxic properties of DOPAL-modified α-synuclein. BIOCHEMICAL AND BIOPHYSICAL RESEARCH COMMUNICATIONS, v. 505, p. 295, 2018.

6.
SCHRAD, JASON2017SCHRAD, JASON ; YOUNG, ERIC ; ABRAHÃO, JÔNATAS ; CORTINES, JULIANA ; PARENT, KRISTIN . Microscopic Characterization of the Brazilian Giant Samba Virus. VIRUSES, v. 9, p. 30, 2017.

7.
MOTWANI, TINA2017MOTWANI, TINA ; LOKAREDDY, RAVI K. ; DUNBAR, CARMEN A. ; CORTINES, JULIANA R. ; JARROLD, MARTIN F. ; CINGOLANI, GINO ; TESCHKE, CAROLYN M. . A viral scaffolding protein triggers portal ring oligomerization and incorporation during procapsid assembly. SCIENCE ADVANCES, v. 3, p. e1700423, 2017.

8.
BORATTO, PAULO VICTOR MIRANDA2017BORATTO, PAULO VICTOR MIRANDA ; DORNAS, FÁBIO PIO ; DA SILVA, LORENA CHRISTINE FERREIRA ; RODRIGUES, RODRIGO ARAÚJO LIMA ; OLIVEIRA, GRAZIELE PEREIRA ; CORTINES, JULIANA REIS ; DRUMOND, BETÂNIA PAIVA ; ABRAHÃO, JÔNATAS SANTOS . The analysis of KV mimivirus major capsid gene and its transcript highlights a distinct pattern of gene evolution and splicing among mimiviruses. JOURNAL OF VIROLOGY, v. 92, p. JVI.01782-17, 2017.

9.
LIXA, CAROLINA2016LIXA, CAROLINA ; MARQUES, ADRIANA F. ; CORTINES, JULIANA R. ; NEVES, BIANCA C. ; OLIVEIRA, DANIELLE M.P. ; ANOBOM, CRISTIANE D. ; LIMA, LUÍS MAURÍCIO T.R. ; PINHEIRO, ANDERSON S. . Refolding, purification, and preliminary structural characterization of the DNA-binding domain of the quorum sensing receptor RhlR from Pseudomonas aeruginosa. Protein Expression and Purification (Print), v. 121, p. 31-40, 2016.

10.
GUIMARAES, ALLAN J.2016GUIMARAES, ALLAN J. ; GOMES, KAMILLA XAVIER ; CORTINES, JULIANA REIS ; PERALTA, JOSÉ MAURO ; PERALTA, REGINA H.SARAMAGO . Acanthamoeba spp as a universal host for pathogenic microorganisms: one bridge from environment to host virulence. MICROBIOLOGICAL RESEARCH (PRINT), v. 193, p. 30, 2016.

11.
RODRIGUES, RODRIGO ARAÚJO LIMA2015RODRIGUES, RODRIGO ARAÚJO LIMA ; SILVA, LUDMILA KAREN DOS SANTOS ; DORNAS, FÁBIO PIO ; DE OLIVEIRA, DANILO BRETAS ; MAGALHÃES, THAIS FURTADO FERREIRA ; SANTOS, DANIEL ASSIS ; COSTA, ADRIANA OLIVEIRA ; DE MACÊDO FARIAS, LUIZ ; MAGALHÃES, PAULA PRAZERES ; BONJARDIM, CLÁUDIO ANTÔNIO ; KROON, ERNA GEESSIEN ; LA SCOLA, BERNARD ; CORTINES, JULIANA REIS ; ABRAHÃO, JÔNATAS SANTOS . Mimivirus fibrils are important for viral attachment to microbial world by a diverse glycoside interaction repertoire. Journal of Virology (Print), v. 1, p. JVI.01976-15, 2015.

12.
CORTINES, J. R.2014CORTINES, J. R.; MOTWANI, T. ; VYAS, A. A. ; TESCHKE, C. M. . Highly specific salt bridges govern bacteriophage P22 icosahedral capsid assembly: identification of the site in coat protein responsible for interaction with scaffolding protein. Journal of Virology (Print), v. 000, p. 36, 2014.

13.
CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE2014CARMO-GONÇALVES, PHELIPPE ; PINHEIRO, ANDERSON S. ; ROMÃO, LUCIANA ; CORTINES, JULIANA ; FOLLMER, CRISTIAN . UV-induced selective oxidation of Met5 to Met-sulfoxide leads to the formation of neurotoxic fibril-incompetent α-synuclein oligomers. Amyloid (Carnforth), v. 00, p. 1-12, 2014.

14.
SANTANNA, R.2014SANTANNA, R. ; BRAGA, C. A. C. A. ; VAREJAO, N. ; PIMENTA, K. M. ; GRANA-MONTES, R. ; ALVES, A. ; CORTINES, JULIANA ; CORDEIRO, Y. ; VENTURA, S. ; Debora Foguel . The importance of a gatekeeper residue on the aggregation of transthyretin: implications to transthyretin-related amyloidoses. The Journal of Biological Chemistry (Print), v. 000, p. 1-31, 2014.

15.
CORTINES, JULIANA R.2014CORTINES, JULIANA R.; LIMA, LUÍS MAURICIO T.R. ; MOHANA-BORGES, RONALDO ; MILLEN, THIAGO DE A. ; GASPAR, LUCIANE PINTO ; LANMAN, JASON K. ; Prevelige, Peter E. ; SILVA, JERSON L. . Structural insights into the stabilization of the human immunodeficiency virus type 1 capsid protein by the cyclophilin-binding domain and implications on the virus cycle. Biochimica et Biophysica Acta. Proteins and Proteomics, v. 0000, p. 00000, 2014.

16.
COELHO-CERQUEIRA, E.2013COELHO-CERQUEIRA, E. ; GONCALVES, P. C. ; PINHEIRO, A. S. ; CORTINES, J. R. ; FOLLMER, C. . α-Synuclein as an intrinsically disordered monomer: fact or artifact?. FEBS Journal, v. 280, p. 4915, 2013.

17.
GONÇALVES, KAREN M.2013GONÇALVES, KAREN M. ; BARBOSA, LEANDRO R.S. ; LIMA, LUÍS MAURÍCIO T.R. ; CORTINES, JULIANA R. ; KALUME, DÁRIO E. ; LEAL, IVANA C.R. ; MARIZ E MIRANDA, LEANDRO S. ; DE SOUZA, RODRIGO O.M. ; CORDEIRO, YRAIMA . Conformational dissection of Thermomyces lanuginosus lipase in solution. Biophysical Chemistry (Print), v. 185, p. 88-97, 2013.

18.
PADILLA-MEIER, G. P.2012PADILLA-MEIER, G. P. ; GILCREASE, E. ; WEIGELE, P. ; CORTINES, J. R. ; SIEGEL, M. ; LEAVITT, J. C. ; TESCHKE, C.M. ; CASJENS, S. R. . Unraveling the role of the C-terminal helix-turn-helix of the coat-binding domain of bacteriophage P22 scaffolding protein. The Journal of Biological Chemistry (Print), v. 9, p. epub, 2012.

19.
CORTINES, J. R.;CORTINES, JULIANA R.;CORTINES, JULIANA;CORTINES, JULIANA REIS;CORTINES, JULIANA R2011 CORTINES, J. R.; WEIGELE, P. ; GILCREASE, E. ; Casjens, S. ; TESCHKE, C.M. . Decoding bacteriohage P22 assembly: identification of two charged residues in scaffolding protein responsible for coat protein interaction. Virology (New York, N.Y. Print), v. 5, p. 1-11, 2011.

20.
Cortines, Juliana R.2011 Cortines, Juliana R. ; Monroe, Eric B. ; Kang, Sebyung ; Prevelige, Peter E. ; CORTINES, J. R. . A Retroviral Chimeric Capsid Protein Reveals the Role of the N-Terminal β-Hairpin in Mature Core Assembly. Journal of Molecular Biology, v. 410, p. 641-652, 2011.

21.
PARENT, K. N.2010PARENT, K. N. ; KHAYAT, R. ; TU, L.H. ; SUHANOVSKY, M.M. ; CORTINES, J. R. ; TESCHKE, C.M. ; JOHNSON, J.E. ; BAKER, T.S. . P22 coat protein structures reveal a novel mechanism for capsid maturation: stability without auxiliary proteins or chemical crosslinks. Structure (London), v. 18, p. 390-401, 2010.

22.
BRAGA, C. A. C. A.2006BRAGA, C. A. C. A. ; Danielle Carvalho ; Flavio Alves Lara ; CORTINES, J. R. ; Sean D. Moore ; PREVELIGE, P. E. ; Debora Foguel . An aggregation-prone intermediate species is present in the unfolding pathway of the monomeric portal protein of bacteriophage P22: implications for portal assembly.. Biochemistry (Easton), v. 48, p. 7353-7364, 2006.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
OLIVEIRA, A. C. ; GOMES, A. M. O. ; MARIA, S. ; Goncalver, R. B. ; SILVA, A. C. B. ; CORTINES, J. R. ; SILVA, J. L. . Effect of hydrostatic pressure on viruses. Washington, D.C.: ASM Press, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, K. X. ; LIEDKE, S. C. ; PERALTA, R. H. S. ; CORTINES, J. R. ; PERALTA, J. M. ; GUIMARAES, A. J. . Acanthamoeba castellanii as host model for innate immunity: studies on virulence factor origin and intracellular pathogenesis. In: SPANISH SOCIETY OF ALLERGY AND CLINICAL IMMUNOLOGY 30TH ANNUAL CONGRESS 2014, 2014, Salamanca. SPANISH SOCIETY OF ALLERGY AND CLINICAL IMMUNOLOGY 30TH ANNUAL CONGRESS 2014, 2014.

2.
Aguilera, E. ; Pereira, N. C. D. ; Neto, J. B. A. ; CORTINES, J. R. ; Mohana-Borges, R. S. . Thermodynamic characterization of hepatites C virus NS5b protein expressed in E. coli.. In: XLI Reunião da Sociedade Brasileira de Bioquímica, 2012, Foz do Iguaçu. XLI Reunião da Sociedade Brasileira de Bioquímica, 2012.

3.
CORTINES, J. R.; WEIGELE, P. ; PADILLA, G.P. ; GILCREASE, E. ; Casjens, S. ; TESCHKE, C.M. . Bacteriophage P22 scaffolding protein: identification of the C-terminal residues responsible for coat protein binding and assembly. In: Gordon-Kenan Research Conference, 2011, Ventura. Gordon-Kenan Research Conference, 2011.

4.
CORTINES, J. R.; PADILLA, G.P. ; WEIGELE, P. ; GILCREASE, E. ; Casjens, S. ; TESCHKE, C.M. . Bacteriophage P22 scaffolding protein: identification of the C-terminal residues responsible for coat protein binding and assembly. In: Gordon Research Conference, Physical Virology, 2011, Ventura. Gordon Research Conference, Physical Virology, 2011.

5.
CORTINES, J. R.; MONROE, E. B. ; Kang, S. ; PREVELIGE, P. E. . A retroviral chimeric protein reveals the role of the N-terminal ß-hairpin in matire core assembly. In: IV BrMass, 2011, Campinas. IV BrMass, 2011.

6.
CORTINES, J. R.; WEIGELE, P. ; PADILLA, G.P. ; GILCREASE, E. ; Casjens, S. ; TESCHKE, C.M. . Bacteriophage P22 scaffolding protein: identification of the C-terminal residues responsible for protein binding and assembly. In: XX Virus Structure and Assembly, FASEB Summer Conference, 2010, Saxtons Rivers. XX Virus Structure and Assembly, FASEB Summer Conference, 2010.

7.
CORTINES, J. R.; PADILLA, G.P. ; SUHANOVSKY, M.M. ; GILCREASE, E. ; Casjens, S. ; TESCHKE, C.M. . Role of the C-terminal domain of phage P22 scaffolding protein in assembly. In: 2009 Gordon Research Conference on Physical Virolgy, 2009. 2009 Gordon Research Conference on Physical Virolgy.

8.
CORTINES, J. R.; PREVELIGE, P. E. . Construction, biochemical and structural analysis of HIV-1 capsid protein hexamers. In: XX Phage and Virus Assembly Meeting, 2007, Berrie. XX Phage and Virus Assembly Meeting, 2007.

9.
CORTINES, J. R.; PREVELIGE, P. E. . Mutational analysis of HIV-1 capsid protein: role of the hairpin region on mature core formation. In: UAB Microbiology Research Retreat, 2007, Rogersville. UAB Microbiology Research Retreat, 2007.

10.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; MILLEN, T. A. ; SANTANNA, C. ; ATTIAS, M. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Investigating the use of agents capable of disrupting HIV-1 capsid assemblies.. In: Phage and Virus Assembly XIX, 2005, Winter Park, Colorado. Phaeg/Virus Assmebly XIX, 2005.

11.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; MILLEN, T. A. ; SANTANNA, C. ; ATTIAS, M. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Destruction for the sake of construction: a comprehensive study in HIV-1 capsid assembly.. In: XXXIV Reunião Anual Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2005, Águas de Lindóia, MG. XXXIV Reunião Anual Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2005.

12.
CORTINES, J. R.; MILLEN, T. A. ; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Understanding the pH role during HIV-1 capsid assembly. In: 49th Annual Meeting Biophysical Society, 2005, Long Beach, California. 49th Annual Meeting Biophysical Society, 2005.

13.
MILLEN, T. A. ; CORTINES, J. R. ; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Understanding the pH role during HIV-1 capsid assembly. In: 3rd International Conference on High Pressure Biosciences and Biotechnology, 2004, Rio de Janeiro. Book of abstracts - 3rd International Conference on High Pressure Biosciences and Biotechnology, 2004.

14.
MILLEN, T. A. ; CORTINES, J. R. ; LANMAN, J. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Characterization of aggregates of HIV-1 capsid protein. In: XXXIII Reunião Anual Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2004, Caxambu, MG. XXXIII Reunião Anual Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2004.

15.
CORTINES, J. R.; MILLEN, T. A. ; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Understanding the pH role during HIV-1 capsid assembly. In: 1st Latin American Protein Society Meeting, 2004, Angra dos Reis. Abstracts and Programs - 1st Latin American Protein Society Meeting, 2004.

16.
GASPAR, L. P. ; CORTINES, J. R. ; MILLEN, T. A. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Studies of human immunodeficiency virus type 1 capsid protein probed by biological and biophysical approaches. In: 1st Latin American Protein Society Meeting, 2004, Angra dos Reis. Abstracts and Programs, 1st Latin American Protein Society Meeting, 2004.

17.
CORTINES, J. R.; MILLEN, T. A. ; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Characterization of the role of cyclophilin A in HIV-1 life cycle: interaction effects in viral assembly process. In: XVIII Phage and Virus Assembly, 2003, Woods Hole. XVIII Phage and Virus Assembly, 2003.

18.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; MILLEN, T. A. ; TEREZAN, A. F. ; ATTIAS, M. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Thermodynamic and kinetic studies of the HIV-1 capsid protein: implications for protein aggregation and viral assembly. In: Hydration forces in protein folding and protein interactions: osmotic and hydrostatic pressure approaches Satellite Meeting of the XIV International Biophysics Congress, 2002, Rio de Janeiro. Hydration forces in protein folding and protein interactions: osmotic and hydrostatic pressure approaches Satellite Meeting of the XIV International Biophysics Congress, 2002. p. 46-46.

19.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; MILLEN, T. A. ; TEREZAN, A. F. ; SANTANNA, C. ; ATTIAS, M. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Thermodynamic and kinetic studies of the HIV-1 capsid protein: implications for protein aggregation and viral assembly. In: Biophysical Society - 46th Annual Meeting, 2002, San Francisco. Abstracts 46th Annual Meeting Biphysical Journal, 2002. v. 82. p. 324a-324a.

20.
MILLEN, T. A. ; CORTINES, J. R. ; GASPAR, L. P. ; LANMAN, J. ; TEREZAN, A. F. ; ATTIAS, M. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Thermodynamic and kinetic studies of the HIV-1 capsid protein: implications for protein aggregation and viral assembly. In: XXXI Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular ? Sbbq, 2002, Caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXXI Reuniao Anual - 2002, 2002. p. 173-173.

21.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; TEREZAN, A. F. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Thermodynamics and conformational changes analyses of amino and carboxyl-terminal domains of the HIV-1 capsid protein. In: XXX Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular ? Sbbq, 2001, Caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXX Reuniao Anual - 2001, 2001. p. 156-156.

22.
CORTINES, J. R.; GASPAR, L. P. ; TEREZAN, A. F. ; PREVELIGE, P. E. ; SILVA, J. L. . Thermodynamics and conformational changes analyses of amino and carboxyl-terminal domains of the hiv-1 capsid protein. In: I International Workshop on Spectroscopy for Biology, 2001, São Paulo. International Workshop on Spectroscopy for Biology Programs and abstracts, 2001. p. 51-51.

23.
FORNELLS, L. A. M. G. ; CORTINES, J. R. ; SILVA, J. L. . New perspectives on human adenovirus type 2 fiber stability. In: XXIX Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular - Sbbq, 2000, Caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXIX Reuniao Anual - 2000, 2000. p. 43-43.

24.
CORTINES, J. R.; FORNELLS, L. A. M. G. ; SILVA, J. L. . High hydrostatic pressure as a tool to investigate human adenovirus type 2 fiber's stability. In: IV Congresso de Biofísica do Cone Sul, 2000, Campinas. Biofísica do Cone Sul 2000, 2000. p. 82-82.

25.
CORTINES, J. R.; ISHIMARU, D. ; SILVA, J. L. . Pressure stability of the ?Velcro? coiled-coil leucine zipper. In: XXIX Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular - Sbbq, 2000, Caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXIX Reuniao Anual - 2000, 2000. p. 146-146.

26.
FERREIRA, R. O. ; CORTINES, J. R. ; FORNELLS, L. A. M. G. ; MORGADO, F. N. ; SILVA, J. L. . Hexon and fiber stability during adenovirus high hydrostatic pressure inativation. In: XXVIII Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular - SBBq, 1999, Caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXVIII Reuniao Anual - 1999, 1999. p. 48-48.

27.
FORNELLS, L. A. M. G. ; CORTINES, J. R. ; SILVA, J. L. . Effects of high pressure on adenovirus? fiber.. In: XXVII Reunião da Sociedade Brasileira da Bioquímica e Biologia Molecular SBBq, 1998, caxambu. SBBq-Programa e Resumos da XXVII Reuniao Anual - 1998, 1998. p. 56-56.

28.
FORNELLS, L. A. M. G. ; CORTINES, J. R. ; SILVA, J. L. . Effects of high pressure on adenovirus? fiber. In: IX Encontro Nacional de Virologia da Sociedade Brasileira de Virologia - SBV, 1998, São Lourenço. Virus Reviews & Research, 1998. v. 03. p. 69-69.

Artigos aceitos para publicação
1.
DOMITROVIC, T. ; CORTINES, J. R. . Dividing, conquering and rebuilding: the macromolecular assembly of viruses. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Online), 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
PARENT, K. N. ; SCHRAD, JASON ; YOUNG, ERIC ; ABRAHÃO, JÔNATAS SANTOS ; CORTINES, J. R. . A Gateway Into Understanding the Unique Vertex of Samba Virus. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
CORTINES, J. R.. Cinquenta bilhões de chances para curar doenças do sistema nervoso central: utilização de gaiolas proteicas derivadas do bacteriófago P22 para encapsulamento e direcionamento de compostos para células gliais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
CORTINES, J. R.. Assembly of icosahedral viruses. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CORTINES, J. R.. Assembly of icosahedral viruses. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
CORTINES, J. R.. Capsid protein and virus assembly. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
CORTINES, J. R.. Defining the interaction sites between bacteriophage P22 scaffolding protein and coat proteins. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CORTINES, J. R.. Defining the interaction sites between bacteriophage P22 scaffolding protein and coat proteins. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CORTINES, J. R.. Capsid protein and virus assembly. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
CORTINES, J. R.; TESCHKE, C.M. . Bacteriophage P22 scaffolding protein: identification of the C-terminal residues responsible for coat protein binding and assembly.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CORTINES, J. R.; PREVELIGE, P. E. . Mutational analysis of HIV-1 capsid protein: role of the hairpin region on mature core formation. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CORTINES, J. R.. Bases moleculares e estruturais do vírus HIV-1. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CORTINES, J. R.. ASM Virtual Session. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
CORTINES, J. R.. Divulgação das bases microbiológicas e virológicas para cidadania. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
CORTINES, J. R.. Hoje a universidade é nossa escola. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
CORTINES, J. R.. Hoje a Universidade é nossa escola. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
CORTINES, J. R.; Mohana-Borges, R. S. . Curso de Biologia dos Flavivírus. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CORTINES, J. R.. Participação em banca de Beatriz Rosa Penna. Prospecção de novos alvos biotecnológicos: Caracterização bioquímica e estrutural da fosfatase hipotética DSM-14977 de Oceanithermus profundus. 2018. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
CORTINES, J. R.. Participação em banca de Mariana Garrido de Castro. Investigação das alterações causadas pela infecção do vírus da febre amarela em megacarioblastos humanos em diferentes estágios da diferenciação. 2018. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
CORTINES, JULIANA R.. Participação em banca de Bruna Guedes de Souza. Estudo do papel da proteína NS3 do vírus da dengue no metabolismo de células humanas. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências (Microbiologia)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
ABRAHÃO, JÔNATAS; CORTINES, JULIANA R.. Participação em banca de Paulo Victor de Boratto Miranda. Isolamento e caracterização genética de amostras de mimivírus obtidas a partir de água de lagoas urbanas em Minas Gerais, Brasil. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Microbiologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
SILVA, H. P.; SAMPAIO, T. L. C.; BONAMINO, M. H.; ARRUDA, L. B.; RESENDE, V. T. R.; CORTINES, J. R.. Participação em banca de Mariana Santana Dias. Modulação da transdução gênica do vetor viral rAAV2 na retina de ratos após injeção intravítrea. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CORTINES, J. R.; NIMRICHTER, L.. Participação em banca de Marina da Silva Ferreira.Caracterização da interação entre fungos e Acanthamoeba castellanii através do receptor universal de manos. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas - Genética) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
GUIMARAES, A. J.; CORTINES, J. R.; REYNALDO, D. P.. Participação em banca de Bruna Almeida Penides Ferreira.Purificação e prospecção de vírus gigantes. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Universidade do Grande Rio.

3.
CORTINES, J. R.. Participação em banca de Mariana da Silva Ferreira.Caracterização da interação entre fungos e Acanthamoeba castellanii através do receptor universal de manose. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
CORTINES, J. R.. Participação em banca de Diego Rodrigues Coelho.Análise estrutural da proteína NS1 do vírus da Dengue.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Médica) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
CORTINES, J. R.. Participação em banca de Talita Lopes dos Santos.Variabilidade conformacional e sua importância no processo de interação com alvos celulares: caso do peptídeo antimicrobiano tritrptisina (TRP3). 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

6.
CORTINES, J. R.; BRAGA, C. A. C. A.; SILVA, J. L.. Participação em banca de Priscila dos Santos Ferreira da Silva.Estudo do enovelamento e agregação do tetrâmero construído da proteína amiloidogênica transtirretina (BD-TTR) e avaliação da citotoxidade da transtirretina selvagem (WT-TTR) e seus mutantes L55P-TTR e V30M-TTR.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas - Modalidade Médica) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CORTINES, J. R.. Concurso para professor substituto. 2016. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Outras participações
1.
CORTINES, J. R.. Exame de qualificação para doutorado. 2016. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CORTINES, J. R.. Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, artística e cultural. 2015. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
CORTINES, J. R.. Banca de exames de conhecimentos gerais. 2015. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

4.
CORTINES, J. R.. 14a. Jornada de Inciação Científica. 2015. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

5.
CORTINES, J. R.. Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, artística e cultural. 2014. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

6.
CORTINES, J. R.. Semana de Microbiologia e Imunologia. 2014. Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
30 anos LTPV. 2018. (Encontro).

2.
Escola Internacional de Biologia Estrutural.Introduction do Mass Spectrometry and Structural Biology Applications. 2018. (Outra).

3.
Humboldt Kolleg.Spotting the giants. 2018. (Simpósio).

4.
II Simpósio de Biotecnologia UFRJ 2018.Evolução da vida na Terra contada pelos vírus. 2018. (Simpósio).

5.
NESS 2018.não foi apresentado poster. 2018. (Simpósio).

6.
Hoje a nossa escola é a universidade. Microbiologia no dia-a-dia. 2017. (Exposição).

7.
XXVIII congresso da sociedde brasileira de virologia. Sppoting the giant. 2017. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BIANCONI, L. ; CORTINES, J. R. . Workshop on Biocalorimetry and Biological Thermodynamics. 2006. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Gabriel Nunes. Bilhões de chances de cura de doenças do sistema nervoso central. Início: 2015 - Universidade Federal do Rio de Janeiro. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Amanda Critina da Silva Peres. Prospecção de vírus gigantes. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Escola Técnica Estadual Oscar Tenório. (Orientador).

2.
Ana Luiza Cerqueira. Prospecção de vírus gigantes. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Escola Técnica Estadual Oscar Tenório. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Estefania Aguilera. Estudo da polimerase-dependenete de RNA NS5B do vírus da Hepatite C.. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Biofísica)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, . Coorientador: Juliana Reis Cortines.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Bruna Almeida Penides Ferreira. Purifcação e prospecção de vírus gigantes. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biomedicina) - Universidade do Grande Rio. Orientador: Juliana Reis Cortines.

Iniciação científica
1.
Mariana Baiense. Prospecção dos vírus gigantes. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

2.
Victória Trindade. Estudo estrutural de vírus gigantes. 2017. Iniciação Científica - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

3.
Jonas Marques. Caracterização dos mecanismos moleculares de interação entre microrganismos patogênicos e Acanthamoeba castellanii como abordagem para origem de fatores de virulência e evolução de patógenos intracelulares. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas: Microbiologia e Imunologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

4.
Otávio Santos. Caracterização estrutural do vírus gigante SMBV. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas: Biotecnologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

5.
Gabriel Mello. Velhos parceiros em novas aplicações: inovações em nanotecnologia utilizando a montagem de vírus icosaédricos e cônicos como modelos. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas - Licenciatura Ou Bacharelado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

6.
Jéssica Xavier da Silva Santos. Velhos parceiros em novas aplicações: inovações em nanotecnologia utilizando a montagem de vírus icosaédricos e cônicos como modelos. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Universidade Castelo Branco. Orientador: Juliana Reis Cortines.

7.
Júlia Fernandes. Utilização de capsídeos virais como plataformas para nanotecnologia.. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

8.
Tayná Sequeira Valerio. Velhos parceiros em novas aplicações: inovações em nanotecnologia utilizando a montagem de vírus icosaédricos e cônicos como modelos. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.

9.
Thiago de Amorim Millen. Estudo do enovelamento da proteína capsídica do HIV-1 e de seus domínios N- e C-terminais isolados. 2001. Iniciação Científica. (Graduando em Biociências) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Juliana Reis Cortines.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
CORTINES, J. R.. Divulgação das bases microbiológicas e virológicas para cidadania. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
CORTINES, J. R.. Hoje a Universidade é nossa escola. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
CORTINES, J. R.. Hoje a universidade é nossa escola. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CORTINES, J. R.. ASM Virtual Session. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).



Outras informações relevantes


Aprovada em primeiro lugar e indicada para a vaga de professora adjunta do Instituto de Microbiologia Paulo de Góes da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em concurso público realizado em 15-18 de outubro de 2012.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/11/2018 às 23:24:00