Mansuêmia Alves Couto de Oliveira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9938566536360560
  • Última atualização do currículo em 29/08/2018


Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (2002), mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade Federal de Lavras (2005) e doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (2009). Atualmente é fiscal agropecuário da Agência Goiana de Defesa Agropecuária e professora da FACULDADE SANTA RITA DE CASSIA. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitossanidade, atuando principalmente nos seguintes temas: defesa agropecuária, melhoramento vegetal, gestão ambiental, agronegócios. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mansuêmia Alves Couto de Oliveira
Nome em citações bibliográficas
COUTO, M. A.;OLIVEIRA, M.A.C

Endereço


Endereço Profissional
Agência Goiana de Defesa Agropecuária.
Rua Rio Verde
300
75500000 - Itumbiara, GO - Brasil
Telefone: (64) 34046657


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em Agronomia.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Controle genético da resistência ao agente causal da ramulose na cultura do algodoeiro herbáceo, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: João Batista Duarte.
Coorientador: Camilo de Lelis Morello.
Palavras-chave: algodão; Fitopatologia; genética; ramulose.
Grande área: Ciências Agrárias
2003 - 2005
Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas.
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Título: Seleção de Linhagens de feijão tipo Carioca com resistência à antracnose e à mancha angular,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: João Bosco dos Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: ANTRACNOSE, FEIJÂO; MANCHA ANGULAR NO FEIJOEIRO; MELHORAMENTO VEGETAL; Marcadores moleculares.
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Produtos e Processos Biotecnológicos Vinculados À Agricultura.
1998 - 2002
Graduação em Agrronomia.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Acompanhamento de metodologias para estudo da variabilidade patogênica dos agentes causais da antracnose e da mancha angular do feijoeiro comum.
Orientador: João Batista Duarte.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
CAR Cadastro Ambiental Rural. (Carga horária: 16h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR/AR GO, Brasil.
2017 - 2017
Recuperação de Nascentes. (Carga horária: 2h).
Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás, CREA GO, Brasil.
2017 - 2017
Workshop sobre transgênicos e Manejo integrado de pragas na Agricultura. (Carga horária: 4h).
Conselho Regional de Engenharia de Goiás, CREA - GO, Brasil.
2017 - 2017
Minhocultura. (Carga horária: 16h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR/AR GO, Brasil.
2016 - 2016
14 Encontro de Fiscalização e Seminário sobre Agrotóxicos. (Carga horária: 12h).
Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, MAPA, Brasil.
2016 - 2016
Levantamento de Amaranthus palmeri. (Carga horária: 8h).
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MAPA/DF, Brasil.
2016 - 2016
ELABORAÇÃO DO PMGIRS. (Carga horária: 6h).
EAD prof. Julio Carreiro, EAD PROF. JULIO, Brasil.
2015 - 2015
O Agronegócio e o Crescimento Brasileiro. (Carga horária: 20h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, SENAR/AR GO, Brasil.
2015 - 2015
Amostragem de sementes. (Carga horária: 8h).
Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, MAPA, Brasil.
2015 - 2015
FISCALIZAÇÃO DO COMÉRCIO DE SEMENTES. (Carga horária: 16h).
Agência Goiana de Defesa Agropecuária, AGRODEFESA, Brasil.
2014 - 2014
Estatística aplicada à química. (Carga horária: 4h).
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, IFG, Brasil.
2013 - 2013
Procedimentos operacionais de trânsito de vegetais. (Carga horária: 16h).
Agência Goiana de Defesa Agropecuária, AGRODEFESA, Brasil.
2011 - 2011
Fiscalização em postos fixos, moveis de vigilância. (Carga horária: 20h).
Agência Goiana de Defesa Agropecuária, AGRODEFESA, Brasil.
2010 - 2010
Formação de Fiscais Estaduais Agropecuários. (Carga horária: 80h).
Agência Goiana de Defesa Agropecuária, AGRODEFESA, Brasil.
2010 - 2010
Indicação Geográfica. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
Propriedade intelectual e inovação no agronegócio. (Carga horária: 90h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
Proteção de Cultivares. (Carga horária: 64h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2009 - 2009
Curso em elaboração, acomp e avaliação de projetos. (Carga horária: 16h).
Fórum nacional de secretários municipais da área de C&T, FNSM, Brasil.
2007 - 2007
Emprego da seleção recorrente no melhoram. plantas. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas, SBMP, Brasil.
2005 - 2005
III Curso de Análise Genômica aplic. Melhor. Plant. (Carga horária: 48h).
Embrapa Arroz e Feijão, EMBRAPA ARROZ E, Brasil.
2005 - 2005
Capacitação de extensionistas da AGENCIARURAL. (Carga horária: 120h).
Agencia Goiana de Desenvolvimento Rural e fundiário, AGENCIARURAL, Brasil.
2004 - 2004
Atualização e Perspectivas da Genômica Funcional. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
2002 - 2002
Macroecologia e Conservação da biodiversidade. (Carga horária: 6h).
Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - São Paulo, SBPC, Brasil.
2002 - 2002
Estágio no Laboratório de Resistência a doenças. (Carga horária: 96h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
2002 - 2002
Estágio curricular obrigatório. (Carga horária: 342h).
Embrapa Arroz e Feijão, EMBRAPA ARROZ E, Brasil.
1999 - 1999
Estágio no setor de melhoramento vegetal. (Carga horária: 100h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
1998 - 1998
Operação e Manutenção de Tratores MF. (Carga horária: 6h).
Agrimac S/A, AGRIMAC, Brasil.
1998 - 1998
Mercado Internacional de Produtos Agropecuários. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.


Atuação Profissional



Agência Goiana de Defesa Agropecuária, AGRODEFESA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Fiscal Agropecuário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás, SEAGRO, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Responsável pela implantação do laboratório de Biotecnologia da Estação Experimental de Senador Canedo. O laboratório é fruto da pareceria Embrapa-Seagro (macro programa 3) com recurso federal destinado as OEPAS Contribui com a parceria SEAGRO, CTPA, EMBRAPA na cultura da soja. Integrante da equipe de pesquisadores da parceria IAC, IAPAR, SEAGRO na cultura do algodão

Atividades

01/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Gerencia de pesquisa, .


Agência Goiâna de Desenvolvimento Rural e Fundiário, AGÊNCIA RURAL, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Contrato temórário, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenadora do programa de melhoramento genético de sorgo e milheto da instituição. Responsável pela elaboração do projeto para instalação de laboratório de biotecnologia na Estação Experimental de Senador Canedo.


FACULDADE SANTA RITA DE CASSIA, IFASC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSORA, Carga horária: 8



Linhas de pesquisa


1.
Resistência genética à ferrugem asiática da soja
2.
Resistência genética à antracnose do sorgo
3.
Resistência genética à ramulose do algodoeiro
4.
Genétíca molecular

Objetivo: O conhecimento do tipo predominante da ação gênica é de fundamental importância para se direcionar um programa de melhoramento, a fim de se obter ganhos genéticos satisfatórios com o processo de seleção. Outra forma para maximizar a eficiência do processo de seleção é a integração das técnicas clássicas de melhoramento genético com ferramentas modernas de biotecnologia. Ao se tratar de resistência vertical, a identificação de marcadores ligados a alelos que conferem resistência a patógenos permite monitorar e acelerar a introgressão desses alelos em cultivares comerciais, além de possibilitar a piramidação de alelos de resistência. Em anos recentes, a técnica de seleção assistida por marcadores moleculares (marker assisted selection-MAS) vem sendo utilizada de modo a permitir a identificação de plantas resistentes desde as populações segregantes iniciais. A rápida seleção de plantas segregantes que possuem alelos de resistência permite reduzir o tamanho das populações segregantes a serem testadas nas gerações subsequentes. Marcadores fortemente ligados aos genes que se desejam introgredir são utilizados para monitorar a sua presença nas gerações de retrocruzamento e, ao mesmo tempo, a seleção é realizada para marcadores do genitor recorrente com o objetivo de recuperar mais rapidamente indivíduos com maior proporção do genoma recorrente. Assim, reduz-se o número de gerações de retrocruzamentos necessárias para o desenvolvimento das variedades melhoradas. A presente pesquisa tem o propósito de subsidiar os programas brasileiros de desenvolvimento de cultivares de algodão, no que concerne ao melhoramento para resistência à ramulose, com informações acerca do controle genético deste caráter; identificar marcador(es) molecular(es) ligado(s) a alelo(s) de resistência as principais doenças do algodão e do sorgo, utilizando-se a técnica de análise de bulk segregante (BSA) e também, utilização de marcadores ligados a ferrugem asiática para assistir o programa de melhoramen.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: MELHORAMENTO GENÉTICO VEGETAL.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade.
Palavras-chave: algodão; Antracnose; Biotecnologia; Fitopatologia; Glycine max (L.) Merril; ramulose.
5.
Melhoramento genético de plantas (soja, algodão e sorgo)


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Levantamento Fitossanitário para detecção de Amaranthus palmeri
Descrição: A primeira etapa do levantamento fitossanitário para a praga Amaranthus palmeri acontecerá no primeiro semestre de 2016 e será realizado pelos Fiscais da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (AGRODEFESA) em conjunto com Fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), na cultura do algodão, em áreas cultivadas na safra 2015/16. A segunda etapa do levantamento fitossanitário para a praga Amaranthus palmeri acontecerá a partir de novembro de 2016 e será realizado na cultura da soja, pelos mesmos Fiscais que participaram do treinamento, em áreas cultivadas na safra 2016/17. Os Fiscais responsáveis pelo monitoramento encaminharão ao Laboratório Nacional Agropecuário (LANAGRO-GO) as amostras com suspeita da praga para confirmação da ocorrência de Amaranthus palmeri, por meio de laudo laboratorial oficial. As amostras deverão ser embaladas em saco de papel ou envoltas em jornal e posterior acondicionamento em saco plástico. Até o envio ao laboratório as amostras deverão ser mantidas em geladeira e encaminhadas ao Laboratório com a maior brevidade possível, sempre acompanhadas do Termo de Coleta de Amostras com a seguinte identificação: ?Projeto de Levantamento da praga Amaranthus palmeri?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Uso de marcadores moleculares em programas de melhoramento vegetal da Agenciarural
Descrição: Objetivos ?Determinar o controle genético da resistência a ramulose, no algodoeiro, com base em componentes de médias e de variâncias, identificando a possível predominância de efeitos gênicos aditivos, de dominância ou até mesmo epistáticos. ?Selecionar primers microssatélites, que apresentem polimorfismo para a resistência à ramulose do algodoeiro. ?Identificar marcador(es) molecular(es) ligado(s) a alelo(s) de resistência, utilizando-se a técnica de análise de bulk segregante (BSA). ?Utilização de marcadores moleculares já descritos na literatura para assistir o programa de melhoramento de soja visando resistência à ferrugem; ?Auxiliar o programa de transgênico no sentido de acelerar o método de retrocruzamentos para algodão e soja ?Determinar o controle genético da resistência a antracnose, no sorgo ?Selecionar primers microssatélites, que apresentem polimorfismo para a resistência à antracnose do sorgo. ?Identificar marcador(es) molecular(es) ligado(s) a alelo(s) de resistência, utilizando-se a técnica de análise de bulk segregante (BSA)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2003 - Atual
Desenvolvimento de cultivares de algodoeiro com alta produtividade, qualidade, porcentagem de fibra e resistência a doenças.
Descrição: Objetivo: a obtenção de cultivares de algodoeiro adequadas para as diversas condições de cultivo, sistemas de produção e perfil tecnológico dos produtores, presentes no Estado de Goiás. Com vistas à sustentabilidade da atividade na região, busca-se, com as novas variedades, reverter ou atenuar fatores de desestabilização da cultura, tais como o agravamento e dispersão de doenças, a utilização excessiva de defensivos e fertilizantes, e o decorrente aumento nos custos de produção. Para tanto, as novas cultivares deverão possuir, ao lado de bons níveis nas características convencionais - produtividade, porcentagem de fibra e qualidade intrínseca desta - resistência múltipla, em graus diversos, aos patógenos mais destrutivos e, pelo menos, tolerância às doenças secundárias que ocorrem na região. Com base em potencial genético e estado de arte metodológico acumulado nos últimos 10 anos, pelas entidades executoras, o projeto atinge o quarto ano de execução, mostrando-se, assim, completo na metodologia e fases técnico-científicas propostas originalmente. Já no 6o ano de execução, cerca de 200 híbridos, 100 genótipos, em três estágios de desenvolvimento, e 1500 populações híbridas e progênies de diversas gerações estarão sendo estudados na região. O projeto contempla, ainda, atividades de produção inicial de sementes, divulgação e treinamento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
1998 - Atual
Desenvolvimento de cultivares de Soja
Descrição: Objetivo: ampliar a capacidade de seleção de progênies, avaliação de linhagens e aumentar os pontos de condução dos ensaios para obtenção de VCU e desenvolvimento de cultivares de soja convencional e trangênica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2015 - Atual
Educação ambiental
Descrição: A educação ambiental faz parte de um processo educativo amplo, uma vez que todos têm direito ao seu acesso incumbindo às instituições educativas, promover a atividades de maneira integrada aos programas educacionais que desenvolvem (Lei Nº 9.795, de 27 de abril de 1999, Art. 3º, inciso II). Com intuito de atender as exigências legais, a Faculdade Santa Rita de Cassia tem realizado diversas atividades com caráter socioambiental, especialmente nos últimos anos. Como exemplo dessas ações podemos citar: 1) A Feira Cultural de Itumbiara (FIC) é um evento que ocorre anualmente na Unifasc para exposição dos trabalhos realizados durante o semestre. É um evento cultural organizado pelos diferentes cursos da Unifasc 2) Palestras com temas relativos ao meio ambiente. O planejamento das atividades, na Unifasc, leva em consideração a Política Nacional e Educação Ambiental, correspondente a Lei Nº 9.795, de 27 de abril de 1999. Diante do exposto, utilizou-se como ferramenta de divulgações algumas palestras ministradas por diferentes profissionais (agrônomo, administrador, biólogo) de diferentes instituições (Stemac, AMMAI, Caramuru, CREA, Embrapa). 3) Visitas Técnicas 3.1)Exemplos de empresas com responsabilidade socioambiental ? Caramuru e Stemac 3.2) Matriz energética Brasileira ? Hidroelétrica de Furnas 3.3) Dia de Campo: Integração Lavoura Pecuária Floresta (ILPF) ? Da viabilidade Econômica a Sustentabilidade Ambiental 3.4) Oficina de Artes na Cooperativa de catadores de resíduos - RECICLAR. 4. Coleta seletiva na Unifasc Com base na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) um projeto para implantação da coleta seletiva na Unifasc tem sido desenvolvido desde 2016. Inicialmente os alunos do curso de direito fizeram uma perícia ambiental e um laudo ambiental foi elaborado. Posteriormente duas lixeiras foram confeccionadas por eles para que familiarizassem com os símbolos e com os itens que iria compor cada uma das lixeiras. Nesse semestre o trabalho continua com auxílio das turmas de Enfermagem e Radiologia para a conscientização dos demais alunos sobre a maneira correta de separação de resíduo/rejeito. 5) Projeto socioambiental: Eu acerto na Lata. Parceria com a Unimed para aquisição de cadeiras de rodas com a troca dos lacres recolhidos pelos alunos da Unifasc. 6) 20 anos da lei das águas - Trabalhando a conscientização do não desperdício da água, sobre o reuso entre outros. Serão apresentados posters na FIC relatando as ações realizadas nesses últimos 20 anos para que os objetivos propostos pela leis 9.433/1997 fossem alcançados..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (60) .
Integrantes: Mansuêmia Alves Couto de Oliveira - Coordenador / ADRIANE BORGES FRANCO - Integrante / ROOSEVELT GONÇALVES MOREIRA - Integrante / Simone Ramos Deconte - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Revista Científica Eletrônica - RACE Jurídica
2017 - Atual
Periódico: RACE ENGENHARIA
2016 - Atual
Periódico: Revista Científica Elerônica - Race Negócios


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: RACE NEGÓCIOS
2017 - Atual
Periódico: RACE ENGENHARIA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: GENÉTICA E MELLHORAMENTO DE PLANTAS.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitossanidade.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Quantitativa.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Estatística.
6.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Genética Molecular.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
OLIVEIRA, M.A.C2017OLIVEIRA, M.A.C; CHAVES, L. J. ; DUARTE, J. B. . Variabilidade genética de caracteres juvenis em subpopulações e progênies de pequizeiro. RACE Engenharia, v. 1, p. 6-14, 2017.

2.
OLIVEIRA, M.A.C2016 OLIVEIRA, M.A.C; DUARTE, J.B. ; MORELLO, C. L. ; SUASSUNA, N. D. ; OLIVEIRA, A. B. . Mixed inheritance in the genetic control of ramulosis (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides) resistance in cotton. Genetics and Molecular Research, v. 15, p. 1-9, 2016.

3.
CUNHA, B. T.2016CUNHA, B. T. ; OLIVEIRA, M.A.C . Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade Empresarial. Revista Científica Eletrônica RACE Negócios, v. 02, p. 1-120, 2016.

4.
COUTO, M. A.;OLIVEIRA, M.A.C2010COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; MORELLO, C. L. ; SUASSUNA, N. D. ; OLIVEIRA, A. B. . Inheritance of resistance to Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides in cotton. Crop Breeding and Applied Biotechnology, v. 10, p. 65-73, 2010.

5.
COUTO, M. A.;OLIVEIRA, M.A.C2008COUTO, M. A.; SANTOS, J. B. ; FERREIRA, J. L. . Melhoramento do feijoeiro comum com grão tipo carioca visando resistência à antracnose e à mancha angular. Ciência e Agrotecnologia, v. 32, p. 1643-1648, 2008.

6.
OLIVEIRA, A. B.2006OLIVEIRA, A. B. ; DUARTE, J.B. ; CHAVES, L. J. ; COUTO, M. A. . Environmental and genotypic factors associated with genotype by environment interactions in soybean. Crop Breeding and Applied Biotechnology (Impresso), Viçosa, v. 6, p. 79-86, 2006.

7.
ZUCCHI, M. I.2005 ZUCCHI, M. I. ; PINHEIRO, J. B. ; CHAVES, L. J. ; GUEDES, A. S. ; COUTO, M. A. ; MORAIS, L. K. ; VENCOVSKY, R. . Genetic structure and gene flow of Eugenia dysenterica natural populationsDC in brazilian cerrado utilizing RAPD markers. Pesquisa Agropecuária Brasileira, BRASÍLIA, v. 40, n.n.10, p. 975-980, 2005.

8.
COUTO, M. A.;OLIVEIRA, M.A.C2005COUTO, M. A.; SANTOS, J. B. ; ABREU, Â. F. B. . Selection of Carioca type common bean lines with anthracnose and angular leaf spot- resistance. Crop Breeding and Applied Biotechnology, Viçosa, v. 5, n.3, p. 324-331, 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
OLIVEIRA, A. B. ; COUTO, M. A. ; CUNHA, H. F. ; Santos, G. ; CIA, E. ; FUZATTO, M. G. ; Luders, R. ; KONDO, J. I. ; ALMEIDA, W. P. . Comportamento de linhagens de algodão às condições de cultivo do Estado de Goiás. In: VI Congresso Brasileiro do Algodão, 2007, Uberlândia. VI Congresso Brasileiro do Algodão. Uberlândia: Esphera, 2007.

2.
COUTO, M. A.; SANTOS, J. B. ; FERREIRA, J. L. . Melhoramento do feijão carioca visando resistência à antracnose e à mancha angular. In: III Congresso Nacional de pesquisa de feijão, 2005, Goiânia. III Congresso Nacional de pesquisa de feijão. Goiânia: Embrapa Arroz e Feijão, 2005.

3.
COUTO, M. A.. Relatótio Final: Acompanhamento de metodologias para o estudo da variabilidade patogênica dos agentes causais da antracnose e da mancha angular do feijoeiro comum. In: Estagio Curricular Obrigatório, 2002. Relátorio de Final de Curso. Goiânia: UFG, 2002.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; Morello, C.L. ; Nelson Dias Suassuna ; OLIVEIRA, A. B. . Teste de aderência em geração F2 e modelo de herança mista no estudo da herança á ramulose do algodoeiro. In: 5º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2009, Grarapari. ANAIS do 5º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2009.

2.
OLIVEIRA, A. B. ; CIA, E. ; ALMEIDA, W. P. ; FUZATTO, M. G. ; KONDO, J. I. ; OLIVEIRA, M.A.C . Interação de genótipos com ambientes em produtividade de algodoeiro. In: 5º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2009, Grarapari. ANAIS do 5º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2009.

3.
COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; Morello, C.L. ; Nelson Dias Suassuna ; OLIVEIRA, A. B. . Componentes de médias e de variâncias de gerações no estudo do controle genético da resistência ao agente causal da ramulose do algodoeiro. In: VII Congresso Brasileiro de algodão, 2009, Foz do Iguaçu. ANAIS do VII Congresso Brasileiro de algodão, 2009.

4.
COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; Morello, C.L. ; MELO, P. G. S. . Relátorio parcial: Controle Genético da resistência à ramulose do algodoeiro. In: III Jornada científica da UFG, 2007. III Jornada científica da UFG. Goiânia: UFG, 2007.

5.
COUTO, M. A.; OLIVEIRA, A. B. ; SILVA, N.L. . Interação de genótipos com ambientes na cultura do sorgo granífero. In: 4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2007, São Lourenço. 4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas. Lavras: UFLA, 2007.

6.
OLIVEIRA, A. B. ; COUTO, M. A. ; CUNHA, H. F. ; Santos, G. . Interação de genótipos com ambientes na cultura do algodoeiro. In: 4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2007, São Lourenço. 4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas. Lavras: UFLA, 2007.

7.
COUTO, M. A.; SILVA, N.L. ; MONTEIRO, P. M. F. O. ; OLIVEIRA, A. B. . Interação genótipos com ambientes em cultivares de sorgo granífero no Cerrado. In: XXVI Congresso Nacional de Milho e Sorgo, 2006, Belo Horizonte. XXVI Congresso Nacional de Milho e Sorgo. Sete Lagoas: ABMS, 2006. p. 358.

8.
OLIVEIRA, A. B. ; CIA, E. ; ALMEIDA, W. P. ; RUANO, O. ; CUNHA, H. F. ; FUZATTO, M. G. ; COUTO, M. A. . Reação de cultivares e linhagens do algodoeiro a doenças e nematóides. In: V Congresso Brasileiro de Algodão, 2005, Salvador. V Congresso Brasileiro de Algodão, 2005. v. V.

9.
COUTO, M. A.; SANTOS, J. B. ; ABREU, A. F. B. . Seleção de linhagens de feijão tipo carioca com resistência à antracnose e à mancha angular. In: III Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2005, Gramado. III Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas, 2005.

10.
OLIVEIRA, A. B. ; COUTO, M. A. . Interação de genótipos com ambientes em produtividade do algodoeiro. In: V Congresso Brasileiro de Algodão, 2005, Salvador. V Congresso Brasileiro de Algodão. Salvador: abapa, 2005.

11.
ESTRELA, C. T. ; NAVES, R. V. ; REZENDE, C. F. A. ; MESQUITA, M. A. M. ; BERNARDES, T. G. ; COUTO, M. A. . PROPAGAÇÃO SEXUADA DO ARATICUM. In: XVII Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2002, Belém, Pará. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Fruticultura, 2002.

12.
COUTO, M. A.; CHAVES, L. J. ; DUARTE, J. B. ; NAVES, R. V. . Varialbilidade Genética de caracteris juvenis em sub-populações e progênies de pequizeiro. In: 1ºCONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 2001. 1ºCONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS. Goiânia: UFG, 2001.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; LELIS, C. M. ; MELO, P. G. S. . Projeto de tese: Controle genético da resistência á ramulose no algodoeiro. In: COMPEEX, 2005, Goiânia. II Jornada Científica da pós-graduação na EA/UFG. Goiânia: UFG, 2005. v. II.

2.
OLIVEIRA, A. B. ; COUTO, M. A. ; DUARTE, J. B. ; PINHEIRO, J. B. ; AZARA, N. A. ; UMENO, F. ; SANTOS, F. P. . FATORES AMBIENTAIS E GENOTÍPICOS ASSOCIADOS À INTERAÇÃO DE GENÓTIPOS COM AMBIENTES EM SOJA. In: 49º CONGRESSO NACIONAL DE GENÉTICA, 2003, ÁGUAS DE LINDOIA. 49º CONGRESSO NACIONAL DE GENÉTICA. RIBEIRÃO PRETO: SOCIEDADE BRASILEIRA DE GENÉTICA, 2003. v. 49.

3.
OLIVEIRA, A. B. ; DUARTE, J. B. ; PINHEIRO, J. B. ; COUTO, M. A. ; UMENO, F. ; SANTOS, F. P. ; AZARA, N. A. . Interação de genótipos com ambientes em linhagens experimentais de soja. In: 48º Congresso Nacional de Genética, 2002, Águas de Lindóia. Anais do 48º Congresso Nacional de Genética, 2002. v. 48.

4.
COUTO, M. A.; SANTOS, I. M. ; BRASIL, E. M. . AVALIAÇÃO DE UM CICLO DE SELEÇÃO DA POPULA'CÃO SAMAMBAIA NO ESTADO DE GOIÁS. In: 47 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2001, AGUAS DE LINDOIA. 47 CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA, 2001.

5.
COUTO, M. A.; CHAVES, L. J. . ESTUDO DA VARIABILIDADE GENÉTICA DE CARACTERES JUVENIS EM POPULAÇÕES DE PEQUIZEIRO. In: VII SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA UFG, 2000, GOIANIA. VII SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NA UFG. GOIANIA: CEGRAF, 2000.

Artigos aceitos para publicação
1.
OLIVEIRA, M.A.C; DUARTE, J. B. ; MORELLO, C. L. ; SUASSUNA, N. D. ; OLIVEIRA, A. B. . Mixed inheritance in the genetic control of ramulosis (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides) resistance in cotton. Genetics and Molecular Research, 2016.

2.
OLIVEIRA, M.A.C; DUARTE, J. B. ; Morello, C.L. ; Nelson Dias Suassuna ; OLIVEIRA, A. B. . Components of means and variances in the inheritance of resistance to Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides in cotton. Crop Breeding and Applied Biotechnology, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
CARDOSO, A. T. ; PACHECO, R. R. ; GOULART, S. M. ; VICTORINO, J. P. S. ; OLIVEIRA, M.A.C . Seletividade da Extração sólido-líquido com partição à baixa temperatura na análise de Carbaril em Banana. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
COUTO, M. A.; DUARTE, J. B. ; Morello, C.L. ; Nelson Dias Suassuna ; OLIVEIRA, A. B. . Teste de aderência em geração F2 e modelo de herança mista no estudo da herança á ramulose do algodoeiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
OLIVEIRA, M.A.C. Melhoramento genético de sorgo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
cardoso, a.t ; NUNES, R. C. N. ; GOULART, S. M. ; GOULART, A. C. ; SANTOS, J. P. V. ; OLIVEIRA, M.A.C . Agrotóxicos em culturas de abacaxi e banana no programa de análise de resíduos de agrotóxicos (PARA). 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
OLIVEIRA, M.A.C. Mudanças na sociedade humana: 50 anos após a descoberta da estrutura do DNA. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
OLIVEIRA, M.A.C; OLIVEIRA, A. B. ; Catalani, k k . Defesa Agropecuária no Estado de Goiás. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
REZENDE, D. M. L. C.; SILVA, A. T. L. E.; OLIVEIRA, M.A.C. Participação em banca de Ramon Lourenço.Custo-Benefício do controle da broca submetido a diferentes inseticidas. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) - Faculdade Santa Rita de Cássia.

2.
ALVES, B. H. P.; GOULART, S. M.; COUTO, M. A.. Participação em banca de Rogério Pacheco Rodrigues e Waldiclécio Ribeiro Farias.Otimizaçaõ da técnica extração sólido-líquido com partição em baixa temperatura para determinação de carbofurano em Curcubita pepo por cromatografia líquida de alta eficiência. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciaturia em Química) - Instituto federal de Goiás.

3.
REZENDE, D. M. L. C.; OLIVEIRA, M.A.C. Participação em banca de Gustavo Azevedo Dantas Radin.Terceirização Logística. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) - Faculdade Santa Rita de Cássia.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII Congresso Brasileiro de Soja. 2018. (Congresso).

2.
5º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas. Teste de aderência em geração F2 e modelo de herança mista no estudo da herança á ramulose do algodoeiro. 2009. (Congresso).

3.
V Congresso Brasileiro de Soja. V Congresso Brasileiro de Soja. 2009. (Congresso).

4.
4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas. Interação de Genótipos com Ambientes na cultura do sorgo / Interação de genótipos com ambientes na cultura do algodoeiro. 2007. (Congresso).

5.
III Jornada científica da UFG.Relátorio parcial: Controle Genético da resistência à ramulose do algodoeiro. 2007. (Outra).

6.
VI Congresso Brasileiro do Algodão. Comportamento de linhagens de algodão às condições de cultivo do Estado de Goiás. 2007. (Congresso).

7.
Workshop "Aplicações de Ferramentas Moleculares no Melhoramento de Plantas. 2007. (Outra).

8.
Agenda Goiana de Programas de Fomento à Pesquisa. 2006. (Outra).

9.
I Simpósio sobre Colletotrichum graminicola. 2006. (Simpósio).

10.
XXVI Congresso Nacional de Milho e Sorgo. Interação genótipos com ambientes em cultivares de sorgo granífero no Cerrado. 2006. (Congresso).

11.
III Congresso Nacional de pesquisa de feijão. Melhoramento do feijão carioca visando resistência à antracnose e à mancha angular. 2005. (Congresso).

12.
II Jornada Científica da Pós-Graduação na EA/UFG.Projeto: Controle genético da resistência à ramulose do algodoeiro. 2005. (Outra).

13.
V Congresso Brasileiro de Algodão. Interação de genótipos com ambientes em produtivadade do algodoeiro / Reação de cultivares e linhagens do algodoeiro a doenças e nematóides. 2005. (Congresso).

14.
I Encontro Goiano de Melhoramento de Plantas. 2004. (Encontro).

15.
VIII Simpósio de Atualização em Genética e Melhoramento de Plantas. 2004. (Simpósio).

16.
Palestras em escola de 2º grau em Lavras.Mudanças na sociedade humana: 50 anos após a descoberta da estrutura do DNA. 2003. (Outra).

17.
VII Simpósio de atualização em genética e melhoramento de plantas. 2003. (Simpósio).

18.
48º Congresso Nacional de Genética. Interação de genótipos com ambientes em linhagens experimentais de soja. 2002. (Congresso).

19.
54º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. 2002. (Outra).

20.
AGROCENTRO 2002. 2002. (Outra).

21.
Expociência. 2002. (Outra).

22.
1ºCONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS. Varialbilidade Genética de Caracteres juvenis em sub-populações e progênies de pequizeiro. 2001. (Congresso).

23.
AGROCENTRO Feira Nacional de Tecnologia e Negócios Rurais. 2001. (Outra).

24.
I ENCONTRO REGIONAL DE AGROECOLOGIA.Palestra sobre nativas do Cerrado. 2001. (Encontro).

25.
5º SIMPÓSIO AMBIENTALISTA BRASILEIRO NO CERRADO. 1999. (Simpósio).

26.
I SEMINÁRIO DE AGRICULTURA ORGÂNICA DO ESTADO DE GOIÁS. 1999. (Seminário).

27.
2º FÓRUM DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. 1998. (Outra).

28.
4º SIMPÓSIO AMBIENTALISTA BRASILEIRO NO CERRADO. 1998. (Simpósio).

29.
6º ENCONTRO NACIONAL DE PLANTIO DIRETO NA PALHA. 1998. (Encontro).

30.
EROSÕES DA REGIÃO DAS NASCENTES DO RIO ARAGUAIA. 1998. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COUTO, M. A.. II Jornada Científica da Pós-Graduação. 2005. (Outro).

2.
COUTO, M. A.. Gincana da II Semana de Biologia - 30 Anos DBI. 2003. (Outro).

3.
COUTO, M. A.. MONITORA DA 54º Reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciencia(SBPC) Período de 7 a 12 de julho. 2002. (Outro).

4.
COUTO, M. A.. IV SEMINÁRIO GOIANO DE RECURSOS HÍDRICOS, realizado no dia 21/08/2001. 2001. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
BRUNA TIAGO DA CUNHA. RESPONSABILIDADE SOCIAMBIENTAL E A SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ADMINISTRAÇÃO) - FACULDADE SANTA RITA DE CASSIA. (Orientador).

2.
DOUGLAS SERVATO. MATRIZES ENERGETICAS UTILIZADAS PELAS INDÚSTRIAS NO CENTRO-OESTE BRASILEIRO ENTRE 2000 A 2014. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ADMINISTRAÇÃO) - FACULDADE SANTA RITA DE CASSIA. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Bruna Tiago da Cunha. Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade Empresarial. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ADMINISTRAÇÃO) - FACULDADE SANTA RITA DE CASSIA. Orientador: Mansuêmia Alves Couto de Oliveira.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
OLIVEIRA, M.A.C2016 OLIVEIRA, M.A.C; DUARTE, J.B. ; MORELLO, C. L. ; SUASSUNA, N. D. ; OLIVEIRA, A. B. . Mixed inheritance in the genetic control of ramulosis (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides) resistance in cotton. Genetics and Molecular Research, v. 15, p. 1-9, 2016.


Apresentações de Trabalho
1.
OLIVEIRA, M.A.C. Mudanças na sociedade humana: 50 anos após a descoberta da estrutura do DNA. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
OLIVEIRA, M.A.C. Melhoramento genético de sorgo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CARDOSO, A. T. ; PACHECO, R. R. ; GOULART, S. M. ; VICTORINO, J. P. S. ; OLIVEIRA, M.A.C . Seletividade da Extração sólido-líquido com partição à baixa temperatura na análise de Carbaril em Banana. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Cursos de curta duração ministrados
1.
OLIVEIRA, M.A.C; OLIVEIRA, A. B. ; Catalani, k k . Defesa Agropecuária no Estado de Goiás. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Outras informações relevantes


Consultora ad hoc na avaliação dos trabalhos na área de Ciência Agrárias, submetidos à Semana de Educação, Ciência e Tecnologia - SECITEC 2016, IFG - Campus Itumbiara



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/10/2018 às 10:17:44