Carlos Henrique Vieira Santana

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6102421925129604
  • Última atualização do currículo em 05/08/2018


Graduado em ciências sociais pela Universidade Federal da Bahia (2002), mestrado (2005) em ciência política pelo IUPERJ e doutorado (2012) em ciência política pelo IESP-UERJ. Foi pesquisador de pós-doutorado pela Fundação Humboldt na TU Darmstadt, Alemanha. Atua principalmente com análise institucional de políticas públicas numa perspectiva comparada: política industrial, sistema financeiro, papel dos bancos públicos e políticas de integração regional na América do Sul e BRICs. Atualmente é professor visitante da UNILA e pesquisador associado do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT/PPED). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Carlos Henrique Vieira Santana
Nome em citações bibliográficas
SANTANA, Carlos Henrique Vieira

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Integração Latino-Americana.
AC Parque Tecnológico Itaipu
Conjunto B
85867970 - Foz do Iguaçu, PR - Brasil - Caixa-postal: 2044
Telefone: (5545) 3529286
URL da Homepage: https://sig.unila.edu.br/sigaa/public/departamento/professores.jsf?id=329


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2012
Doutorado em Ciência Política.
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP-UERJ, Brasil.
Título: Trajetórias de Reformas e Mudanças institucionais na Semiperiferia: abertura financeira e capacidades estatais no Brasil e Índia, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Renato Raul Boschi.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2004 - 2005
Mestrado em Ciência Política (Ciência Política e Sociologia).
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Título: Politica industrial do governo Lula: limites da mudança,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Renato Raul Boschi.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Desenvolvimento; Política industrial; Insulamento burocrático.
1996 - 2002
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Clientelismo e planejamento no governo Balbino.
Orientador: Maria Cecília Velasco e Cruz.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Pós-doutorado


2015 - 2017
Pós-Doutorado.
Technische Universität Darmstadt, TU Darmstadt, Alemanha.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade Federal da Integração Latino-Americana, UNILA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Dedicação Exclusiva, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Technische Universität Darmstadt, TU Darmstadt, Alemanha.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Pesquisador de Pos-Doutorado, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pos-Doutorado
Outras informações
Bolsista da Capes/Humboldt-Stiftung


Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia, INCT/PPED, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado


Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF, IPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Faculdade Integrada Tiradentes, FITS, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40


Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento, CICFPD, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Prof. dep de Ciência Política, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 20


Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisador no Arbeitsstelle Internationale Politische Ökonomie - Otto-Suhr-Institut für Politische Wissenschaft


University of California at Berkeley, UC BERKELEY, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Visiting Researcher, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista sanduíche de doutorado no exterior, CNPq


Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 18


Núcleo de Estudos do Empresariado, Instituições e Capitalismo, NEIC-IUPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador



Projetos de pesquisa


2013 - Atual
Brasil e atores emergentes em perspectiva comparada: políticas públicas, capacidades estatais e desenvolvimento.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (14) .
Integrantes: Carlos Henrique Vieira Santana - Integrante / Renato Raul Boschi - Coordenador / Ana Celia Castro - Integrante / Eli Diniz - Integrante / Renata Bichir - Integrante / Santiago Bustelo - Integrante / Andres Del Rio - Integrante / Arnaldo Lanzana - Integrante / Celina Souza - Integrante / Anna Jaguaribe - Integrante / Fátima Anastasia - Integrante / Eduardo Gomes - Integrante / Ignacio Delgado - Integrante / Charles Pessanha - Integrante.
2012 - 2014
Capacidades Estatais e Desenvolvimento em Perspectiva Comparada: BRICS, Turquia e Argentina
Descrição: A crise dos países centrais, originada na especulação financeira dos derivativos nos Estados Unidos, é muito mais que um simples gargalo no crescimento: expressa uma reacomodação estratégica das relações de poder no sistema mundial. Diversas teorias econômicas e políticas se referem ao caráter cíclico do modo de produção capitalista, impulsionado pelo avanço tecnológico. Os países desenvolvidos eram responsáveis por 63% do PIB mundial em 2002, caindo para 52% em 2011, com previsão de ser apenas 40% em 2020. A hegemonia do eixo Atlântico, constituído pelos Estados Unidos e a Europa, parece estar chegando ao fim. Frente ao mundo unipolar, liderado pelos Estados Unidos, começa a tomar forma um sistema multipolar que abre janelas para se repensar desafios e oportunidades no grau de atuação dos Estados (especialmente aqueles situados na semiperiferia com maior capacidade relativa de agência) no sistema internacional de fluxos comerciais, financeiros e de circulação de tecnologia. Os países emergentes têm cada vez maior relevância na governança global. China, Índia, Rússia, Brasil e África do Sul (e em menor medida Turquia, Coréia e México) ocupam posição ativa nos fóruns internacionais informais e nas instituições multilaterais. Esses países têm sido analisados como parte do ?mundo emergente?, mas suas estratégias de participação no mercado mundial e as suas capacidades institucionais são muito diferentes. Aliás, mesmo quando existem iniciativas de cooperação (notadamente, no caso dos BRICS, bloco composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), os diferentes Estados concorrem por participação em mercados e por investimentos. A reconfiguração das relações de poder no sistema internacional e as maiores possibilidades para se pensar o papel do Brasil chama atenção para a necessidade de se deter na recuperação do papel do Estado como ator chave do processo de desenvolvimento. Os países de maior crescimento (China, Coréia, Taiwan) foram, h.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Abertura financeira e sistema bancário: paralelos entre as trajetórias da Índia e Brasil no financiamento para o desenvolvimento
Descrição: O projeto de pesquisa visa explorar as trajetórias de reformas orientadas para o mercado na Índia e no Brasil na década de 1990 e estabelecer como elas alteraram os mecanismos de financiamento para o desenvolvimento. O foco é na forma como o processo de liberalização ocorreu no âmbito do sistema financeiro e na compreensão dos novos padrões de financiamento através da análise da trajetória dos bancos do setor público e das políticas regulatórias estatais que decorreram desse processo. O objetivo será mostrar que a abertura implicou na ampliação da autoridade regulatória do Estado, com o surgimento de novas regras de supervisão e controle sobre o sistema financeiro bancário e de mercados de capitais, e avaliar as diferenças entre o padrão de coordenação Estatal do financiamento da Índia e do Brasil antes e após a crise financeira que atingiu os paises emergentes entre 1997-99..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Desenvolvimento em Debate (INCT/PPED)


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2016SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Trade-Off Eleitoral do PT e o Esgotamento do Centro Político. Ponto de Vista (Rio de Janeiro), v. 1, p. 1, 2016.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2015SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Políticas de Infraestrutura Energética e Capacidades Estatais nos BRICs. Texto para Discussão (IPEA. Brasília), v. 2045, p. 1, 2015.

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2015SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Limits of VoC and institutional complementarities in the semi-periphery: comparative analysis of reforms in Brazil and India. Desenvolvimento em Debate (INCT/PPED), v. 3, p. 111-133, 2015.

4.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2014SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Cidadania como Consumo: novas clivagens da cidadania estratificada no Brasil. Ponto de Vista (Rio de Janeiro), v. 7, p. 1, 2014.

5.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2014SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Classe Média, Conservadorismo e uma Nova Economia Política Internacional. Insight Inteligência (Rio de Janeiro), v. 67, p. 82, 2014.

6.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2013SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Perspectivas Comparadas da Governança Corporativa: Brasil e Índia. Cadernos do Desenvolvimento, v. 8, p. 201, 2013.

7.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2011SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Liberalização financeira e sistema bancário: possíveis paralelos entre Índia e Brasil. Cadernos do Desenvolvimento, v. 6, p. 43-59, 2011.

8.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2008SANTANA, Carlos Henrique Vieira. BNDES e Fundos de Pensão - à procura do estado da arte. Custo Brasil, v. 12, p. 33-41, 2008.

9.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2008SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Realismo Político no Brasil: Invenção e Legado. Cadernos de Sociologia e Política (Online), v. 10, p. 23-44, 2008.

10.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2007SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Kasahara, Yuri . Algo de novo no front? O retorno do Estado e seus impactos sobre integração Sul Americana. Observador on-line, v. 2, p. 4, 2007.

11.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2006 SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Política Industrial do Governo Lula ? possibilidades de trajetória. Cadernos de Sociologia e Política (Online), v. 9, p. 59-86, 2006.

12.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2006SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Kasahara, Yuri . Limites da integração financeira e políticas de crédito na América do Sul: um novo modelo de desenvolvimento regional?. Observador on-line, v. 1, p. 5, 2006.

13.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2004SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Uma Crítica da Crítica da Razão Dualista - blorqueios centrais à modernidade periférica: caso CPE. O&S. Organizações & Sociedade, Salvador, v. 11, n.30, p. 67-87, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
David Lane ; Guichang Zhu ; Stefan Schmalz ; GRIFFITHS, R. T. ; Akram Umarov ; Harry Roberts ; Xueyu Wang ; Mohammad Razaul Karim ; MOLCHANOV, M. A. ; SANTANA, Carlos Henrique Vieira ; Shigehisa Kasahara ; Kaneshko Sangar ; SLOBODCHIKOFF, M. O. ; Zhigao He ; Jeanne Wilson ; Kees van der Pijl . Changing Regional Alliances for China and the West. 1. ed. Lanham: Lexington Books, 2017. 348p .

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Wagner Iglecias (Org.) . Estado, Burocracia e Controle Democrático. 1. ed. São Paulo: Alameda, 2015. 502p .

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; BOSCHI, R. R. (Org.) . Development and Semi-periphery - Post-neoliberal Trajectories in South America and Central Eastern Europe. 1. ed. Londres: Anthem Press, 2012.

4.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Intelectuais, Planejamento e Clientelismo. 1a. ed. Salvador: Contexto e Arte, 2002. v. 300. 216p .

Capítulos de livros publicados
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Reformas Orientadas para o Mercado na Índia e Brasil: capacidades estatais, dependencia de trajetória e papel dos bancos públicos. In: Flavio Gaitán e Andres del Rio. (Org.). Institutições, Política e Desenvolvimento: América Latina frente ao século XXI. 1ed.Curitiba: CRV, 2013, v. , p. 191-234.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Critical Junctures, Institutional Legacies and Epistemic Communities: a development agenda in Brasil. In: Carlos Henrique Santana; Renato Boschi. (Org.). Development and Semi-periphery - Post-neoliberal Trajectories in South America and Central Eastern Europe. 1ed.Londres: Anthem Press, 2012, v. , p. 201-238.

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Conjuntura Crítica, Legados Institucionais e Comunidades Epistêmicas - limites e possibilidades de uma agenda de desenvolvimento. In: Renato Raul Boschi. (Org.). Variedades de Capitalismo, Políticas e Desenvolvimento na América Latina. 1ed.Belo Horizonte: Editores UFMG/Humanitas, 2011, v. , p. 121-163.

4.
Souza, André Luiz C. ; SANTANA, Carlos Henrique Vieira . Democracia e desenvolvimento no Equador: instabilidade crônica e estelionato eleitoral. In: Maria Regina Soares de Lima; Marcelo Vasconcelos. (Org.). Agenda sul-americana: mudanças e desafios no início do Século XXI. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2007, v. , p. -.

5.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Kasahara, Yuri . Os limites da integração financeira e políticas de crédito na América do Sul: um novo modelo de desenvolvimento regional?. In: Eli Diniz. (Org.). Globalização, Estado e desenvolvimento - Dilemas do Brasil no novo milênio. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. O Colapso da Democracia Brasileira. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, 28 jan. 2017.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Der Zusammenbruch der Brasilianischen Demokratie. Kooperation Brasilien, 29 dez. 2016.

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Lillemets, Krista . Populistid, kelmid või kangelased ? paranoia või müstifikatsioon?. SIRP - Eesti Kultuurileht, Tallinn, 12 dez. 2008.

4.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Ações de Estado e inserção global. Foco Economia e Negócios, São Paulo, 22 out. 2007.

5.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. CPE e os desafios Futuros. A Tarde, Salvador, 16 ago. 2007.

6.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. As reformas e o BNDES. Foco Economia e Negócios, São Paulo, 23 jul. 2007.

7.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Associações num novo arranjo para política monetária no Brasil. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 23 jun. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Variedades semiperiféricas de capitalismo: capacidades estatais e políticas energéticas nos BRIC. In: THE INTERNATIONAL CONFERENCE National Perspectives in a Global Economy: Rethinking State Capacities, Public Policies and the Brazilian Crisis, 2016, Rio de Janeiro. National Perspectives in a Global Economy: Rethinking State Capacities, Public Policies and the Brazilian Crisis, 2016.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Limits of VoC and Institutional Complementarities in Semi-periphery: Comparative Analysis of Reforms in Brazil and India. In: 23rd World Confress of Political Science, 2014, Montreal. Challenges of Contemporary Governance, 2014.

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Energy Infrastructure Policies and State Capacities in BRICs Countries. In: 26th SASE Annual Meeting, 2014, Chicago. The Institutional Fundations of Capitalism, 2014.

4.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. A Comparative Analysis of Public Policies Between Brazil and India. In: WISC Forth Global International Studies Conference, 2014, Frankfurt. Conference Program, 2014.

5.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Limites da VoC e complementaridades institucionais na semiperiferia: análise comparada das reformas no Brasil e Índia. In: Séptimo Congresso Latino Americano de Ciência Política, 2013, Bogotá. Séptimo Congresso Latino Americano de Ciência Política, 2013.

6.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Liberalização financeira e sistema bancário: possíveis paralelos entre Índia e Brasil. In: 7º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2010, Recife. 7º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2010.

7.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Liberalização financeira e sistema bancário: possíveis paralelos entre Índia e Brasil. In: Repensando el Desarrollo: Argentina y Brasil en perspectiva comparada, 2009, Buenos Aires. Repensando el Desarrollo: Argentina y Brasil en perspectiva comparada, 2009.

8.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Critical junctures, institutional legacies and epistemic communities: a development agenda in Brazil. In: International Conference: Comparative perspectives of development experiences in South America and Eastern Europe: Development and semi-periphery, 2008, Tallinn. International Conference: Comparative perspectives of development experiences in South America and Eastern Europe: Development and semi-periphery, 2008.

9.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. BNDES e Fundos de Pensão ? inserção externa das empresas brasileiras e graus de coordenação. In: 6º Encontro da ABCP, 2008, Campinas. 6º Encontro da ABCP, 2008.

10.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Redes de profissionais na definição da agenda de políticas macroeconômicas no Brasil. In: 31º Encontro Anual da Anpocs, 2007, Caxambu. 31º Encontro Anual da Anpocs, 2007.

11.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Política monetária versus política industrial: um trade-off necessário?. In: 30º Encontro Anual da ANPOCS, 2006, Caxambu. 30º Encontro Anual da ANPOCS, 2006.

12.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Política Industrial, BNDES e desenvolvimento. In: 3º Congresso Latino-Americano de Ciência Política ? Democracia e Desigualdades, 2006, Campinas. 3º Congresso Latino-Americano de Ciência Política ? Democracia e Desigualdades, 2006.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Conjuntura crítica, legados institucionais e comunidades epistêmicas: limites e possibilidades de uma agenda de desenvolvimento no Brasil. In: VI Workshop Empresa, Empresários e Sociedade - Estado e Mercado após as reformas: o Brasil e a nova ordem internacional, 2008, Niterói. VI Workshop Empresa, Empresários e Sociedade, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Financial Opening and Banking System: parallels between the trajectories of India and Brasil in Financing for Development. In: The 40th World Congress of the International Institute of Sociology (IIS), 2012, Delhi. After Western Hegemony: Social Science and its Publics, 2012.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. India e Brasil: Resultados inversos de duas experiências de desenvolvimento similares. In: Índia: debates com Deepak Nayyar, 2012, Rio de Janeiro. Índia: debates com Deepak Nayyar, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Der Zusammenbruch der Brasilianischen Demokratie. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. BNDES e fundos de pensão: padrões de reestruturação acionária e graus de internacionalização. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. BNDES e Fundos de Pensão - inserção externa das empresas brasileiras e graus de coordenação. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Kasahara, Yuri . Limites da integração financeira na América do Sul. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Workshop CAPACIDADES ESTATAIS PARA O DESENVOLVIMENTO: VANTAGENS INSTITUCIONAIS COMPARATIVAS EM PAÍSES EMERGENTES (BRICS, TURQUIA E ARGENTINA).Padrões de financiamento e capacidades burocráticas: trajetória de investimento em infraestrutura entre os BRICs. 2012. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira; Lillemets, Krista . INTERNATIONAL CONFERENCE: Comparative perspectives of development experiences in South America and Eastern Europe: Development and semi-periphery. 2008. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2015SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Políticas de Infraestrutura Energética e Capacidades Estatais nos BRICs. Texto para Discussão (IPEA. Brasília), v. 2045, p. 1, 2015.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira2016SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Trade-Off Eleitoral do PT e o Esgotamento do Centro Político. Ponto de Vista (Rio de Janeiro), v. 1, p. 1, 2016.


Livros e capítulos
1.
David Lane ; Guichang Zhu ; Stefan Schmalz ; GRIFFITHS, R. T. ; Akram Umarov ; Harry Roberts ; Xueyu Wang ; Mohammad Razaul Karim ; MOLCHANOV, M. A. ; SANTANA, Carlos Henrique Vieira ; Shigehisa Kasahara ; Kaneshko Sangar ; SLOBODCHIKOFF, M. O. ; Zhigao He ; Jeanne Wilson ; Kees van der Pijl . Changing Regional Alliances for China and the West. 1. ed. Lanham: Lexington Books, 2017. 348p .

1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Conjuntura Crítica, Legados Institucionais e Comunidades Epistêmicas - limites e possibilidades de uma agenda de desenvolvimento. In: Renato Raul Boschi. (Org.). Variedades de Capitalismo, Políticas e Desenvolvimento na América Latina. 1ed.Belo Horizonte: Editores UFMG/Humanitas, 2011, v. , p. 121-163.

2.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Critical Junctures, Institutional Legacies and Epistemic Communities: a development agenda in Brasil. In: Carlos Henrique Santana; Renato Boschi. (Org.). Development and Semi-periphery - Post-neoliberal Trajectories in South America and Central Eastern Europe. 1ed.Londres: Anthem Press, 2012, v. , p. 201-238.


Apresentações de Trabalho
1.
SANTANA, Carlos Henrique Vieira. Der Zusammenbruch der Brasilianischen Demokratie. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 7:32:26