Aline da Cruz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4931264307365579
  • Última atualização do currículo em 18/11/2018


Aline da Cruz é bacharel em Linguística e Letras-Português pela Universidade de São Paulo (2003), mestre em Linguística pela mesma universidade (2005) e doutora em Linguística pela Universidade Livre de Amsterdam (2011). Em 2016, realizou estágio pos-doutoral em Indigenous Heritage, na Faculdade de Arqueologia, da Universidade de Leiden. Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal de Goiás, onde atua na Licenciatura em Educação Intercultura do Núcleo Takinahaky de Formação Superior Indígena. Entre 2012 e 2018, atuou na graduação em Letras (Português e línguas estrangeiras), Letras-Libras, no Bacharelado em Linguística. Juntamente com seus colegas Roberto Zariquiey (PUC-Peru) e Lev Michael (Univ. de Berkeley), Aline atua como editora chefe dos Cadernos de Etnolinguistica. Ademais, participa do Núcleo de Tipologia Linguística, grupo de pesquisadores que descreve e analisa línguas indígenas sulamericanas. Em sua atuação como pesquisadora, desenvolve estudos em tipologia linguística, com enfoque na descrição e análise de línguas indígenas da família Tupi-Guarani e nos estudos do contato linguístico entre Nheengatu e língua Arawak, bem como Nheengatu e Português. (Nome-sinal: "A-curiosidade") (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Aline da Cruz
Nome em citações bibliográficas
CRUZ, A.;CRUZ, ALINE DA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Letras.
Campus II - Sambambaia
Vila Itatiaia
74110130 - Goiânia, GO - Brasil
Telefone: (62) 35211160
URL da Homepage: http://www.letras.ufg.br


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2011
Doutorado em Lingüística.
Universidade Livre de Amsterdam, VU, Holanda.
Título: Fonologia e Gramática do Nheengatú: a língua geral falada pelos povos Baré, Warekena e Baniwa, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Leo Wetzels e Willem Adelaar e F. Queixalós.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: gramática; Nheengatu (lingua geral); Línguas Tupi-Guarani; Documentaçao linguistica.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Fonologia.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Morfologia.
2003 - 2005
Mestrado em Lingüística.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O Resgate da Língua Geral - Modos de Representação das unidades lingüísticas da Língua Geral Brasílica e do Tupi Austral na obra de Martius (1794 - 1868),Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Maria Cristina Fernandes Salles Altman.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: classificação lingüística; lingua geral; Línguas Tupi-Guarani; Martius (1794 ?1868); política linguística.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Fonologia.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Morfologia.
1999 - 2003
Graduação em Lingüística/Letras Português.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2016 - 2016
Pós-Doutorado.
Leiden University, LEIDEN, Holanda.
Bolsista do(a): Coimbra Group, COIMBRA-GROUP, Holanda.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2017 - 2017
Extensão universitária em Tópicos de análise gramatical, com Prof. Dr. F. Queixalos (CNRS). (Carga horária: 8h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2017 - 2017
Extensão universitária em Tipologia, Contato e Herança Genética, com Prof. Dr. Lylle Campbell. (Carga horária: 8h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2015 - 2015
Transferência e contato linguístico (Profa. Claire Lefebvre). (Carga horária: 6h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2015 - 2015
Tipologia das Línguas em Contato (Prof. Peter Bakker). (Carga horária: 2015h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2015 - 2015
Argumento e Predicado (Prof. Queixalós). (Carga horária: 15h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2014 - 2014
Topicos em Sintaxe (Shibatani). (Carga horária: 6h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2014 - 2014
Docência no Ensino Superior / Estágio Probatório. (Carga horária: 48h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2013 - 2013
Tópicos de Fonologia Indígena (Leo Wetzels). (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2010 - 2010
Lexical Categories and their morphology (Stiebels). (Carga horária: 12h).
DGfS-CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS-CNRS, Alemanha.
2010 - 2010
Reciprocity and Reflexivity (König & Moyse-Faurie). (Carga horária: 12h).
DGfS - CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS - CNRS, Alemanha.
2010 - 2010
Typology of Questions and Answers. (Carga horária: 12h).
DGfS-CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS-CNRS, Alemanha.
2010 - 2010
Verbal Plurality (Cabredo Hofherr). (Carga horária: 12h).
DGfS - CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS - CNRS, Alemanha.
2010 - 2010
Evidentiality (Guentchéva & Gärtner). (Carga horária: 12h).
DGfS - CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS - CNRS, Alemanha.
2010 - 2010
The nature of morphosyntactic universals (Haspelm.. (Carga horária: 12h).
DGfS-CNRS Summer School on Linguistic Typology, DGFS-CNRS, Alemanha.
2009 - 2009
?Documentation of contextualised linguistic practi.
University of Lyon, UL, França.
2009 - 2009
Video Recording Techniques.
University of Lyon, UL, França.
2009 - 2009
Audio Recording Techniques.
University of Lyon, UL, França.
2009 - 2009
Intro/State-of-the-Art Phonology (H. Jacobs). (Carga horária: 10h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2009 - 2009
The phonology of sonorants (Bert Botma). (Carga horária: 10h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2009 - 2009
Looking at the syntax of a language from its inter. (Carga horária: 10h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2009 - 2009
Field Linguist?s Toolbox Software.
University of Lyon, UL, França.
2009 - 2009
Morphology (Geert Booij). (Carga horária: 10h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2008 - 2008
Typology and language description. (Carga horária: 40h).
Leiden University, LEIDEN, Holanda.
2007 - 2007
Morphological Change. (Carga horária: 120h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2007 - 2007
Historical Linguistics. (Carga horária: 120h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2007 - 2007
Perspectives on Language contact. (Carga horária: 120h).
Netherlands Graduate School of Linguistics, LOT, Holanda.
2006 - 2006
Languge Area: Guianas.
Leiden University, LEIDEN, Holanda.
2005 - 2005
Extensão universitária em O pensamento lingüístico: uma introdução à sua his.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2005 - 2005
Gradiência e Dinâmica na Fonologia e na Morfologia. (Carga horária: 15h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Sócio-dialetologia da região uruguaio-brasileira. (Carga horária: 32h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Lingüística de Corpus.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2003 - 2003
How do we show that languages are related?. (Carga horária: 15h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2013 - Atual
Ensino, Letras - Libras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fonética e Fonologia
Morfologia
Semântica
Sintaxe
03/2013 - Atual
Ensino, Letras - Linguística, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fonética e Fonologia
Introdução aos Modelos Fonológicos não-lineares
02/2013 - Atual
Ensino, Educação Intercultural - Ciências da Linguagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Inglês Intercultural III (leitura de textos sobre bilinguismo, línguas ameaçadas e interculturalidade)
Línguas Indígenas e Português Brasileiro II (morfologia)
Línguas Indígenas III (morfologia: conceitos básicos)
Português Intercultural II (Textos oficiais)
Português Intercultural IV (Leitura e produção de textos informativos)
Português Intercultural VIII (produção do texto acadêmico)
Línguas Indígenas IV (morfologia: processos de formação de palavras)
05/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Letras, .

05/2012 - Atual
Ensino, Letras - Português, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fonologia do Português
Introdução aos Estudos da Linguagem
Leitura e Produção Textual
Linguística Antropológica
Linguística Descritiva

Vrije Universiteit Amsterdam, VU, Holanda.
Vínculo institucional

2006 - 2011
Vínculo: Gastpromovendus (doutorando), Enquadramento Funcional: Gastpromovendus (doutorando), Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 15

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Convidada pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social para ministrar o curso Introdução à língua Nheengatu (língua geral amazônica) para os alunos do programa, bem como para mestrandos e doutorantos, provenientes de cursos de Letras e Linguística.


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 6
Outras informações
Monitora do curso de Pragmática, responsável pelo plantão de dúvidas para alunos de graduação em Letras;

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Colaborador - Monitor, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 6
Outras informações
Monitora do curso de Elementos de Lingüística, responsável pelo plantão de dúvidas para alunos de graduação em Letras.

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 20
Outras informações
Redação de textos e edição do Boletim e do website do Departamento de Lingüística (USP) (www.fflch.usp.br/dl);

Atividades

03/2005 - 07/2005
Estágios , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Lingüística.

Estágio realizado
Monitor de Pragmática.
03/2004 - 07/2004
Estágios , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Lingüística.

Estágio realizado
Monitor de Elementos de Lingüística I.
8/2002 - 8/2003
Estágios , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Lingüística.

Estágio realizado
Edição do Boletim do DL e site (www.fflch.usp.br/dl).

Secretaria Municipal de Educação e Cultura de São Gabriel da Cachoeira, SEMEC-SGC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Mediadora em formação técnica e pedagógica, Carga horária: 40
Outras informações
Atuei como formadora no Curso de Capacitação para Professores Indígenas de São Gabriel da Cachoeira, no quadro do programa de Formação Continuada de Professores Indígenas de São Gabriel da Cachoeira em parceira com a Secretaria de Educação do Estado do Amazonas. Do curso participaram professores indígenas das etnia Baré, Baniwa e Werekena.


Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SENAC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor contratado, Enquadramento Funcional: Professor contratado, Carga horária: 20

Atividades

08/2011 - 12/2011
Ensino, Curso Livre, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Expressão Escrita e Revisão Gramatical

École de Langue Française pour Étrangers, ELFE, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Professor contratado, Enquadramento Funcional: contratado, Carga horária: 20

Atividades

12/2005 - 10/2006
Ensino,

Disciplinas ministradas
Português para Estrangeiros (falantes de Espanhol, Francês, Chinês)

Master Languages, MASTER, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Professor contratado, Enquadramento Funcional: contratado, Carga horária: 6

Atividades

09/2011 - 01/2012
Ensino,

Disciplinas ministradas
Português para Estrangeiros (Falantes de Espanhol)


Linhas de pesquisa


1.
Tipologia e Descrição Linguística
2.
Línguas em Contato


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Omnipredicatividade na família Tupi-Guarani
Descrição: No atual contexto de crescente conscientização sobre a importância das línguas indígenas brasileiras, este projeto propõe a descrição e análise de características associadas ao conceito de omnipredicatividade de cinco línguas da família Tupi-Guarani (TG), a saber, Tupinambá, Tapirapé (Apyãwa), Guajá e Nheengatu, e uma língua que representa um estágio pré-Tupi-Guarani, o Sateré-Mawé, classificado como MAwetí-Tupi-Guarani. A omnipredicatividade é definida essencialmente por Launey (1994) como um fenômeno tipológico característico de línguas em que a maioria das entradas lexicais podem funcionar por si só como predicados e que os argumentos são predicados subordinados que designam uma entidade, ou melhor, descrevem o valor referencial do termo. Sendo assim, sintaticamente, a parte informativa seria o predicado, ou seja, o Rheme, independentemente de seu núcleo ser um verbo, um nome ou outra palavra. A análise de características específicas dessas cinco línguas visa à investigação da hipótese apresentada por Queixalòs (2001; 2006) de que a família linguística Tupi-Guarani teria sido, em um estágio anterior comum às línguas desta família, uma língua omnipredicativa (ou não-configuracional) e que, sincronicamente, elas representam diferentes fases de mudança de um padrão mais prototipicamente omnipredicativo para padrões menos prototipicamete omnipredicativos. Meira (2006) sugere que o estágio omnipredicativo, defendido por Queixalòs (2001; 2006), pode ser atribuído ao MAwetí-Tupi-Guarani, uma vez que as línguas dessa família teriam inovado sintaticamente em relação às demais línguas Tupi, justamente pela possibilidade de predicados possessivos serem expressos sem cópula ? característica essencial do tipo omnipredicativo. Apesar de tanto autores que trabalham com esse fenômeno sob um ponto de vista teórico gerativista (Halle (1983), Jelinek (1984), Baker (2001), entre outros), quanto autores de suporte funcionalista (Launey (1984), Queixalòs (2001; 2006)) reconhecerem a importância do estudo das línguas não-configuracionais ou omnipredicativas, essas línguas são ainda pouco conhecidas, tendo sido o estudo de línguas australianas a principal referência de investigação deste fenômeno. Assim, a descrição, a documentação e as análises individual e comparativa das línguas Sateré-Mawé, Tupinambá, Tapirapé, Guajá e Nheengatu é de relevante importância para o avanço do estudo desse fenômeno tipológico no cenário mundial justamente porque permite analisar propriedades morfossintáticas de línguas pouco conhecidas da América relacionadas ao padrão omnipredicativo/não-configuracional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Aline da Cruz - Coordenador / Marina Maria Silva Magalhães - Integrante / Raynice Geraldine Pereira da Silva - Integrante / Walkiria Neiva Praça - Integrante.
Número de produções C, T & A: 2
2014 - 2016
Projeto de Descrição e Documentação das Variedades de Nheengatu no Amazonas
Descrição: Esta pesquisa sobre as varidades de Nheengatu (nheen ´língua´ e katu ´boa´) objetiva a análise, a descrição e a documentação de uma língua natural em seus aspectos gramaticais visando mapear seu uso e um maior conhecimento dessa língua na região do Amazonas atualmente. O Nheengatu possui falantes em algumas regiões do estado do Amazonas com variados graus de uso, alternando desde comunidades praticamente monolingues em Nheengatu, como é o caso de comunidades Werekena do rio Xié, no Alto Rio Negro, até comunidades em que apenas os mais idosos se lembram da língua indígena. Na região do Alto Rio Negro, o Nheengatu é falado Baré, Baniwa e Werekena, povos que substituíram suas línguas tradicionais do grupo Arúak do norte pelo Nheengatu. Os níveis de fluência em Nheengatu no Alto Rio Negro é bastante variado. No baixo Rio Negro, região habitada pelos Baré, o Nheengatu foi substituído pelo Português, sendo preservado apenas na fala dos idosos. No Alto Rio Negro, região habitada pelos Baré, e no Baixo Rio Içana, região habitada pelos Baniwa, a maioria das pessoas é bilíngue em Nheengatu e em Português, sendo aquela adquirida como primeira língua e esta durante a adolescência . No rio Xié, os mais idosos (acima de 80 anos) são bilíngues em Werekena (L1) e Nheengatu (L2), enquanto os adultos e as crianças são em geral monolíngues em Nheengatu. Apenas alguns adolescentes e jovens adultos falam Português por conta dos contatos com a cidade e também pelo aprendizado nas escolas municipais existentes nas aldeias indígenas. Deve-se mencionar ainda que no município de São Gabriel da Cachoeira, o Nheengatu é uma das línguas co-oficiais (além do Nhengatu, são também línguas co-oficiais nesse município o Tukano e o Baniwa). Na região do Médio Rio Amazonas, o Nheengatu foi introduzido pelos jesuítas em 1690 em uma região que tem como língua predominante o Sateré-Mawé, também do tronco Tupi. Os relatos dos viajantes e missionários do passado acusam o uso, por alguns indígenas, do Nheengatu, chamados de tupi . Atualmente é possível verificar que o Nheengatu não é mais usado como língua de comunicação, mas tem-se conhecimento de alguns poucos indígenas Sateré-Mawé que sabem Nheengatu. A documentação dessa variedade, portanto, é fundamental para um maior conhecimento da língua. A última região a ser pesquisada nessa proposta é a região do Médio Rio Solimões. Sobre falantes de Nheengatu nessa região, sabe-se que ainda há alguns indígenas da etnia Mayoruna já idosos que sabem Nheengatu, mas que falam Português. Pelos relatos, é possível verificar que esses indígenas substituíram o uso do Mayoruna pelo Nheengatu e, posteriormente, perderam o Nheengatu e atualmente só falam Português na aldeia. Há, no entanto, um projeto dos professores indígenas Mayoruna, de resgate do Nheengatu para ser utilizado na escola como língua indígena. O Nheengatu é uma língua de grande importância histórico-cultural para o país, seja pela sua rica história de implantação, muitas vezes sofrida e sacrificante, seja pela sua importância social, uma vez que essa língua foi adotada pela a maioria dos povos que não falam mais suas línguas originárias. O mapeamento atual das variedades da língua Nheengatu nessas três regiões a região do Alto Rio Negro, do Médio Rio Solimões e do Médio Rio Amazonas tem importância social e científica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Aline da Cruz - Integrante / Raynice Geraldine Pereira da Silva - Coordenador / Giancarlo Stefani - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 14
2012 - 2016
Proposta de estudo dos efeitos linguísticos da substituição das línguas Arúak do norte pelo Nheengatu entre os séculos XIX e XXI
Descrição: Este projeto pretende dar mais subsídios à hipótese de que em processos de substituição linguística, as línguas substituídas tendem a induzir mudanças estruturais na língua alvo. Por hipótese, essas mudanças estruturais induzidas por contato seriam mais comuns na fonologia e na sintaxe (cf. , por exemplo, Thomanson e Kaufman (1988) e Van Coetsen (1988)). A análise considera dados do Nheengatu, língua descendente do Tupinambá (Tupi-Gurani) que se desenvolveu como ?língua geral? em decorrência do processo de colonização. Atualmente, a língua é utilizada como língua geral pelos povos Baré, Baniwa e Werekena, que substituíram suas línguas nativas originais do grupo Arúak do Norte pelo Nheengatú. O projeto investiga as variedades de Nheengatu registradas no século XIX e as compara com o Nheengatu falado no século XXI. A partir da comparação, as mudanças estruturais ocorridas na língua serão analisadas, tendo como objetivo observar até que ponto as mudanças podem ser explicadas como deriva interna da língua ou se podem ser correlacionadas a interferências estruturais das línguas Arúak substituídas ou, mais recentemente, da interferência do Português..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Aline da Cruz - Coordenador / Elivelto Cardoso e Silva - Integrante / Giovana Alves de Oliveira - Integrante / Barbara Heliodora Lemos de Pinheiro Santos - Integrante.
Número de produções C, T & A: 13 / Número de orientações: 4
2011 - 2016
CONSTRUÇÃO DO ACERVO AUDIOVISUAL DA LÍNGUA FALADA EM GOIÁS E EXECUÇÃO DO ATLAS LINGUÍSTICO DE GOIÁS - ALINGGO
Descrição: Descrição: Pretende-se organizar um acervo de toda a fala dos goianos de todas as partes do estado, coletada com rigor socioliguístico, visando a feitura do Atlas linguístico do estado, bem como outros projetos de apoio a esducação linguística no estado. Pretende-se também registrar imagens, em fotos e vídeos, de todas as cidades e regiões do estado para que pesquisas de caráter linguístico crítico e de sócio imagem possam ser desenvolvidas na Faculdade de Letras da UFG...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aline da Cruz - Integrante / Sebastiao Elias Milani - Coordenador / Tania Ferreira Rezende - Integrante / Rita de Cássia de Oliveira Azevedo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2000 - 2004
Historiografia da Lingüística Brasileira: 'Nossa Lingua e essoutras': uma historiografia da diversidade lingüística
Descrição: O projeto integrado "O Tratamento da Diversidade Lingüística" inaugurou a segunda fase do 'Grupo de estudos em historiografia lingüística' do CEDOCH-DL/ USP. Inspirado nas tradições lingüísticas a que individualmente têm se dedicado seus participantes, o projeto resulta da primeira tentativa de reflexão conjunta do Grupo sobre certos problemas relacionados com as formas de percepção e representação da diversidade lingüística, em alguns momentos da historiografia brasileira. Os documentos preferenciais do trabalho são as gramáticas e os vocabulários das línguas descritas ao longo dos séculos XVI, XVII, XVIII, XIX e primeira metade do século XX, embora também tenham sido utilizados catálogos, cartas, mapas, narrativas de viajantes, monografias, manuscritos, fotos e desenhos. A metodologia da análise é a buscada pelo Grupo desde a sua formação: mapeamento do problema e definição do tema; estabelecimento de unidades de trabalho por periodização; seleção das fontes primárias pertinentes; caracterização do clima intelectual de produção/recepção das fontes; caracterização dos dados lingüísticos fornecidos pelas fontes; definição conjunta dos parâmetros de análise dos dados; discussão e correlação dos resultados tendo em vista a detecção dos movimentos de continuidade e descontinuidade no tratamento da diversidade lingüística, enquanto problema descritivo. Embora não exclusivamente, os níveis de representação lingüística privilegiados no projeto são o fonético, o fonológico, o morfossintático e o lexical..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Aline da Cruz - Integrante / Luciana Gimenes - Integrante / Beatriz Protti Christino - Integrante / Erani Stutz - Integrante / Angela França - Integrante / Eliza Tashiro - Integrante / Maria Cristina Fernandes Salles Altman - Coordenador / Olga Ferreira Coelho - Integrante.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Fortalecimento cultural de povos indígenas do Ceará, por meio do ensino de Nheengatu
Descrição: O projeto de curso de extensão ?Fortalecimento cultural de povos indígenas do Ceará, por meio do ensino de Nheengatu? consiste em um plano de atividades voltadas ao estudo de línguas indígenas, de modo peculiar, ao ensino do Nheengatu, cuja etapa inicial dar-se-á junto ao povo Tapeba de Caucaia, atendendo a solicitação feita por integrantes da Articulação de Jovens Indígenas Tapeba. Esses jovens indígenas que estão participando do planejamento deste projeto de curso tomam o Nheengatu como um elemento cultural importante para a comunicação entre indígenas e para o desenvolvimento de trabalhos em suas escolas. A contribuição da Linguística no fortalecimento das culturas indígenas do Ceará, através do ensino dessa língua, ocorrerá de modo a atender as tradições de conhecimentos e as metas que são formuladas pelos povos, organizações e comunidades indígenas deste Estado, bem como a atender os propósitos pedagógicos dos cursos de licenciatura plena intercultural indígena, ofertados pela UFC. A história dos cursos de licenciatura plena intercultural indígena no Estado do Ceará tem sido marcada pela participação peremptória de integrantes do Movimento Indígena Cearense. O mesmo tem ocorrido com a efetivação de uma gama de atividades, tais como eventos artísticos culturais, reuniões de organizações indígenas e cursos relacionados à educação que acabam por complementar a formação acadêmica dos alunos desses cursos. As Atividades Complementares são aqui tomadas como ações promotoras da diversidade sociocultural, que ocorrem pela articulação entre atores sociais de comunidades indígenas e gestores da formação acadêmica de professores de escolas indígenas. Além da positivação da diversidade sociocultural como estímulo a ações pedagógicas que juntam saberes técnico-científicos e tradições de conhecimentos, o curso de extensão ora proposto tem por resultado esperado a valorização das culturas dos povos indígenas do Ceará. É um curso que se volta à afirmação e manutenção da diversidade étnica existente neste Estado..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Aline da Cruz - Integrante / Leo Wetzels - Coordenador / Luiz Lacerda S. Cruz - Integrante.
2016 - Atual
Ampliação do Acervo da Biblioteca Digital Curt Nimuendaju
Descrição: Este projeto procura ampliar o acervo da Biblioteca Digital Curt Nimuendajú, por meio da digitalização, transcrição e elaboração de apresentação, notas e disponibilização online de duas obras sobre povos e culturas indígenas, a saber: o Vocabulario da lingua indigena geral para uso do Seminario Episcopal do Pará (Seixas 1853), e a Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira, Herbert Baldus (1954). Mais informações sobre o projeto: http://blog.etnolinguistica.org/2017/01/bibliografia-critica-da-etnologia.html Versão on-line da Bibliografia: http://www.etnolinguistica.org/baldus.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Aline da Cruz - Coordenador / YASMIN RODRIGUES DE OLIVEIRA - Integrante / AMANDA DINIZ VALLADA - Integrante / KEILA MARIANA SILVA - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Cadernos de Etnolinguistica


Revisor de periódico


2014 - 2014
Periódico: Revista Signótica
2014 - 2014
Periódico: Letrônica
2015 - Atual
Periódico: Estudos Linguísticos (São Paulo. 1978)
2016 - 2016
Periódico: Revista Eixo
2012 - 2016
Periódico: Via Litterae


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: TIPOLOGIA E DESCRIÇÃO LINGUISTICA.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Contato Linguístico.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Historiografia Lingüística.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Scholarship Programme for Young Professors and Researchers from Latin American Universities, Coimbra Group.
2011
Bolsa do Programa de Doutorado Pleno no Exterior, CAPES.
2001
Trabalho destacado na mesa n. 2 do IX SIICUSP - Área de Ciências Humanas e Humanidades, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CRUZ, ALINE DA2018CRUZ, ALINE DA; AZEVEDO, R. C. O. . Um Poquin de Goiás: Usos do Diminutivo no Noroeste Goiano. PORTO DAS LETRAS, v. 4, p. 68-82, 2018.

2.
PRACA, W. N.2017PRACA, W. N. ; Magalhães, M. M. S. ; CRUZ, ALINE DA . Indicativo II da família Tupi Guarani: uma questão de modo?. LIAMES, v. 17, p. 39, 2017.

3.
KHOURI, J. I. B. E.2017KHOURI, J. I. B. E. ; CARNEIRO, B. G. ; CRUZ, ALINE DA . Verbos de indicação na Libras: possíveis evidências de distanciamento. PORTO DAS LETRAS, v. 3, p. 60-74, 2017.

4.
CRUZ, ALINE DA2015 CRUZ, ALINE DA. The rise of number agreement in Nheengatu. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 10, p. 419-439, 2015.

5.
CRUZ, A.;CRUZ, ALINE DA2014CRUZ, A.. Cisão morfológica em construções bitransitivas em Nheengatu. Revista Signótica, v. 26, p. 265-285, 2014.

6.
CRUZ, A.;CRUZ, ALINE DA2007CRUZ, A.. A grafia das línguas gerais (Tupi) no século XVIII. Liames (UNICAMP), v. 7, p. 7-23, 2007.

7.
CRUZ, A.;CRUZ, ALINE DA2005CRUZ, A.; Christino, B. . O contato lingüístico para Martius (1794-1868), Steinen (1855-1929) e Ehrenreich (1855-1914). Papia (Brasília), v. 15, p. 102-110, 2005.

8.
CRUZ, A.;CRUZ, ALINE DA2004CRUZ, A.. Subvenção e Política Científica no século XIX: O Contexto de Produção dos Glossaria Linguarum Brasiliensium. Historiografia da Linguistica Brasileira, São Paulo: CEDOCH, v. 7, p. 85-97, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MILANI, S. E. ; REZENDE, T. F. ; CRUZ, A. ; SILVA, D. M. . ALINGO: Atlas Linguístico de Goiás. 1a. ed. , 2015.

2.
CRUZ, A.. Fonologia e Gramática do Nheengatú: a língua geral falada pelos povos Baré, Warekena e Baniwa. 1. ed. Utrecht, Países Baixos: LOT, 2011. 652p .

Capítulos de livros publicados
1.
CRUZ, ALINE DA; PRACA, W. N. . Preservação do Léxico do ?Historia Naturalis Brasiliae? entre os Baré e os Apyãwa. In: Cristina Martins Fargetti. (Org.). Léxico em pesquisa no Brasil. 1ed.Araraquara: Letraria, 2018, v. , p. 39-54.

2.
CRUZ, ALINE DA. Von Martius e o IHGB em busca de uma História do Brasil. In: Olga Coleho. (Org.). A Historiografia Linguística no Brasil (1993-2018): memória, estudos. 1ed.Campinas: Pontes, 2018, v. , p. 103-125.

3.
CRUZ, ALINE DA. Towards an understanding of the origin of aspectual marks on nouns: evidence from Nheengatu and Tupinambá. In: Queixalós, F; Gomes, D.. (Org.). O Sintagma Nominal em Línguas Amazônicas. 1ed.São Paulo: Pontes Editora, 2016, v. , p. 45-74.

4.
CRUZ, A.. Reduplication in Nheengatú. In: Gale Goodwin Gómez ; Hein van der Voort. (Org.). Reduplication in Indigenous Languages of South America. 1ed.Leiden: Brill, 2014, v. 7, p. 114-140.

5.
CRUZ, A.. O estatuto das fricativas na língua geral amazônica. In: Suzi Oliveira de Lima (Org.). (Org.). Afinal, o que, nós, lingüistas, fazemos?. 0ed.Sao Paulo: Paulistana Editora, 2007, v. , p. 0-.

6.
CRUZ, A.. A representação de segmentos complexos da língua geral nos séculos XVIII e XIX. In: Cristiane Benjamim Santos; Cristiane Conceição Silva; Leandro de Oliveira Neris; Lidia Lima da Silva; Renata T. F. Leung; Sueli Maria Ramos da Silva. (Org.). Interface da Ciência Lingüística com as demais áreas do conhecimento: domínios e fronteiras.. 1ed.São Paulo: Paulistana Editora, 2007, v. , p. 0-.

7.
CRUZ, A.. A Viagem pelo Brasil como fonte para compreender a classificação linguistica dos Glossaria Linguarum Brasiliensium. In: Alessandra Paola Caramori. (Org.). Portugues ou Brasileiro: que lingua é essa?. 1ed.São Paulo: Anablume, 2004, v. , p. 17-25.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CRUZ, A.. Os custos do monolinguismo. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, p. Jornal de Debat, 31 jul. 2012.

2.
CRUZ, A.. Razões para a existência da universidade pública. Observatório da Imprensa (São Paulo), São Paulo, , v. 699, p. Cad. Cidadania, 19 jun. 2012.

3.
CRUZ, A.. Entrevista a Diana Luz Pessoa de Barros. Informe da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo, 19 abr. 2004.

4.
CRUZ, A.. Entrevista a Izidoro Blikstein. Informe da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo, 19 abr. 2004.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PRACA, W. N. ; Magalhães, M. M. S. ; CRUZ, ALINE DA . Are adverbial phrases in Tupi-Guarani a trigger of nominalization?. In: VII Syntax of World's languages, 2016, Cidade do México. Book of Abstracts. Cidade do México: UNAM, 2016. p. sn-sn.

2.
CRUZ, A.. Etnotopônimos: do registro à sistematização. In: VII Mini ENAPOL de Lexicologia, Lexicografia, Terminologia, Toponímia e Tradução, 2004, São Paulo. Tratamentos do léxico: diálogos transdisciplinares. São Paulo: Departamento de Lingüística - FFLCH - USP, 2004. p. 10-10.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Magalhães, M. M. S. ; CRUZ, ALINE DA ; PRACA, W. N. . The transcategorial morphology and its relation to the omnipredicative pattern in languages of Tupi-Guarani family. In: VIII Syntax of the World's Languages, 2018, Paris. Abstracts - VIII Syntax of the World's Languages. Paris: INALCO, 2018. v. 1. p. 147-148.

2.
SILVA, E. C. E. ; CRUZ, ALINE DA . Construções causativas morfológicas e perifrásticas em Nheengatu do século XIX. In: IX Encontro da ABECS, 2016, Brasília. Caderno de Resumo do IX Encontro da ABECS. Brasília: UnB, 2016. p. 71-72.

3.
CARVALHO, A. G. ; CRUZ, ALINE DA . Contato de Linguas e formacao de compostos: lingua brasileira de sinais e lingua portuguesa em foco. In: IX Encontro da ABECS, 2016, Brasília. Caderno de Resumos do IX Encontro da ABECS. Brasília: UnB, 2016. p. 115-117.

4.
CRUZ, ALINE DA. Linguistic and Cultural Exchanges in the Amazonian Region: The case of Lingua geral. In: Linguistic and Other Cultural Exchanges across Brazilian Histeory: The indigenous rol, 2016, Chicago. Abstracts. Chicabo: University of Chicago, 2016.

5.
CRUZ, ALINE DA. O Nheengatu no Rio Negro: evidências de mudança induzida pelo contato de línguas Arawak. In: IX Encontro da ABECS, 2016, Brasilia. Caderno de Resumos do IX Encontro da ABECS. Brasília: UnB, 2016. p. 31-32.

6.
SANTOS, B. H. L. P. ; CRUZ, ALINE DA . Análise comparativa dos empréstimos lexicais do português para a língua geral: séculos XVIII, XIX e XXI. In: IX Encontro da ABECS, 2016, Brasilia. Caderno de Resumos do IX Encontro da ABECS. Brasilia: UnB, 2016. p. 119-121.

7.
PRACA, W. N. ; CRUZ, A. . ESTRATÉGIAS INTEGRATIVAS NO BOJO DOS SINTAGMAS: MARCAS DE ADJACÊNCIA EM LÍNGUAS INDÍGENAS. In: IX Congresso Internacional da ABRALIN, 2015, Belém. Caderno de resumos do IX Congresso Internacional da Abralin. Belem: ABRALIN, 2015. p. 911-911.

8.
CRUZ, A.. PREFIXOS RELACIONAIS EM LÍNGUAS TUPI-GUARANI: CONTRIBUIÇÕES PARA A DISCUSSÃO SOBRE SUA ORIGEM. In: IX Congresso Internacional da ABRALIN, 2015, Belém. Caderno de resumos do IX Congresso Internacional da Abralin. Belém: ABRALIN, 2015. p. 917-917.

9.
CRUZ, A.; GOMES, E. A. . Produção de Material Didático em Yegatu. In: 1o. Encontro Nacional de Municípios Plurilingues, 2015, Florianopolis. Caderno de Resumos. Florianopolis: IPOL. p. 33-33.

10.
CRUZ, A.; REZENDE, T. F. . Documentação Linguística em políticas de formação intercultural de docentes indígenas. In: 1o. Encontro Nacional de Municípios Plurilingues, 2015, Florianopolis. Caderno de Resumos. Florianopolis: UFSC / IPOL, 2015. p. 15-15.

11.
SANTOS, B. H. L. P. ; CRUZ, ALINE DA . Tipos de adaptações realizadas nos empréstimos do Português para a Língua Geral Brasílica no século XVIII. In: I Simpósio de Línguas Indígenas da Região Norte, 2015, Macapá. Caderno de Resumos. Macapa: UNIFAP, 2015.

12.
CRUZ, A.. HIERARQUIA DE REFERÊNCIA EM CONSTRUÇÕES COM TRÊS PARTICIPANTES EM NHEENGATU. In: IV Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia, 2013, Belém. Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia - Caderno de Resumos, 2013. p. não numerada.

13.
CRUZ, A.. Padrão de alinhamento em Nheengatu. In: IV Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa, 2013, Goiânia. IV Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa. Goiania: UFG, 2013. p. 557-557.

14.
Christino, B. ; CRUZ, A. . Contato e mudança linguística. In: Congresso Internacional da Faculdade de Letras da UFRJ, 2013, Rio de Janeiro. LISTA COMPLETA DOS SIMPÓSIOS E DAS COMUNICAÇÕES ORAIS APROVADAS., 2013. p. s/ página-s/ página.

15.
CRUZ, A.. O rema atrai tudo? Considerações sobre a posição das partículas em Nheengatu. In: Congresso Partículas, 2013, Brasília. Partículas - Programação e Resumos. Brasilia: NTL e PPGL-UnB, 2013. p. 10-10.

16.
CRUZ, A.. De múltiplos eventos a múltiplas entidades: mudança induzida por contato nos numerais em Nheengatu. In: II Congresso Internacional da Faculdade de Letras da UFRJ, 2013, Rio de Janeiro. II Congresso Internacional da Faculdade de Letras da UFRJ - Simpósio Contato e Mudança Linguística. Rio de Janeiro: UFRJ, 2013. p. 11-12.

17.
CRUZ, A.. The emergence of number agreement in Nheengatú. In: Rethinking Contact Induced Change, 2011, Leiden. Conference - Rethinking Contact Induced Change. Leiden: Universidade de Leiden, 2011. p. não numerada.

18.
CRUZ, A.. Development of evidentiality through areal diffusion - a case stuydy on Nheengatú (Tupi-Guarani). In: Workshop on mood and modality in the indigenous language of the Americas, 2010, Leiden. Workshop on mood and modality in the indigenous language of the Americas. Leiden: Universidade de Leiden, 2010. p. não numerada.

19.
CRUZ, A.. The Nheengatu Paradox - Dealing with loan-adjectives in a language with no adjectives. In: Americanists in the Netherlands, 2010, Amsterdam. Americanists in the Netherlands, 2010. p. sem página.

20.
CRUZ, A.. The sociolinguistic status of Nheengatú spoken in the Upper Rio Negro. In: Sociolinguistcs of Language Endangerment, 2009, Londres. Sociolinguistcs of Language Endangerment, 2009. p. 8-8.

21.
CRUZ, A.. A representação dos segmentos complexos em documentos dos séculos XVIII e XIX. In: VIII Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Lingüística, 2005, São Paulo - SP. VIII Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Lingüística. São Paulo - SP: Pós-Graduação em Semiótica e Lingüística Geral - DL/USP, 2005. p. 34-34.

22.
CRUZ, A.. O Conhecimento Lingüístico como fonte para a História do Brasil. In: XIX Encontro Nacional da ANPOLL, 2004, Maceio, AL. Caderno de Resumos do XIX ENANPOLL, 2004. v. v.1.

23.
CRUZ, A.. Os processos de enriquecimento do Léxico da Língua Geral no Worterburch Tupi-Portuguez-Deutsch (1863). In: VII Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Lingüística, 2004, São Paulo. O Papel do Lingüista na Sociedade - Programação e Caderno de Resumos. São Paulo: FFLCH - USP, 2004. p. 45-45.

24.
CRUZ, A.; Christino, B. . O contato lingüístico para Martius (1794-1868), von den Steinen (1855-1929) e Paul Ehrenreich (1855-1914). In: III Encontro da Associação Brasileira de Estudos Crioulos e Similares, 2004, São Paulo. Caderno de Resumos. São Paulo: FFLCH-USP, 2004.

25.
CRUZ, A.. Relações entre Lingüística e História Natural no século XIX a partir dos Glossaria Linguarum Brasiliensium (Martius 1863). In: 52o. Seminário do GEL, 2004, Campinas. Programação e Resumos, 2004.

26.
CRUZ, A.. 'Língua Geral' - Um Antídoto para a Maldição Babélica. In: 51o. Seminário do GEL, 2003, Taubaté. Programação Geral e Caderno de Resumos - GEL. São Paulo e Taubaté: GEL (FFLCH - USP) e UNITAU, 2003. p. 91-91.

27.
CRUZ, A.. Viagem ao Brasil: fonte para compreender os Glossaria Linguarum Brasiliensium de Martius?. In: IV Encontro dos Alunos e Pós-Graduação em Lingüística, 2003, São Paulo. IV Encontro dos Alunos e Pós-Graduação em Lingüística da Universidade de São Paulo. São Paulo: Departamento de Lingüística -USP, 2003. p. 21.

28.
CRUZ, A.. Teoria Gerativa pelo olhar do outro. In: X Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, 2002, São Paulo - SP. 10o. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, 2002.

29.
CRUZ, A.. Primeira Pessoa do Singular: A Diversidade Lingüística em Revista. In: 9a. Simpósio Internacional de Iniciação Científica, 2001, São Paulo. 9a. Simpósio Internacional de Iniciação Científica. Sao Paulo: USP, 2001.

30.
CRUZ, A.. Primeira Pessoa do Singular: A Diversidade Lingüística como Especialidade Acadêmica. In: Simpósio Internacional de Iniciação Científica, 2000, São Paulo. 8a. Simpósio Internacional de Iniciação Científica. São Paulo: zero/onze produções, 2000.

Apresentações de Trabalho
1.
CRUZ, ALINE DA. Intercâmbios culturais e linguisticos na Amazônia: o caso da língua geral. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CRUZ, ALINE DA. The emergence of aspectual system from gramaticalization of nouns - a case study on Nheengatu. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
Magalhães, M. M. S. ; CRUZ, ALINE DA ; PRACA, W. N. . A morfologia transcategorial e sua relação com o padrão omnipredicativo das línguas Tupi-Guarani. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
CRUZ, ALINE DA. Takinahaky: preparing indigenous people to become teachers in their own communities.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CRUZ, ALINE DA; Magalhães, M. M. S. ; PRACA, W. N. . The transcategorial morphology and its relation to the omnipredicative pattern in Tupi-Guarani languages. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
SILVA, L. V. ; CRUZ, ALINE DA ; KOGUT, M. K. . O USO DE DESCRIÇÕES IMAGÉTICAS NA LIBRAS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
SANTOS, B. H. L. P. ; CRUZ, ALINE DA . Análise comparativa dos empréstimos lexicais do Português para a Língua Geral: séculos XVIII, XIX e XXI. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
PRACA, W. N. ; Magalhães, M. M. S. ; CRUZ, ALINE DA . Are adverbial phrases in Tupi-Guarani a trigger of nominalization?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
SILVA, E. C. E. ; CRUZ, ALINE DA . Construções causativas morfológicas e perifrásticas em Nheengatu do século XIX. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
CARVALHO, A. G. ; CRUZ, ALINE DA . Contato de Linguas e formacao de compostos: lingua brasileira de sinais e lingua portuguesa em foco. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
CRUZ, ALINE DA. Linguistic and Cultural Exchanges in the Amazonian Region: The case of Lingua geral. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
CRUZ, ALINE DA. O Nheengatu no Rio Negro: evidências de mudança induzida pelo contato com línguas Arawak. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
CRUZ, A.. PREFIXOS RELACIONAIS EM LÍNGUAS TUPI-GUARANI: CONTRIBUIÇÕES PARA A DISCUSSÃO SOBRE SUA ORIGEM. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
CRUZ, ALINE DA; CANDIDO, G. V. ; OLIVEIRA, C. C. . Traços fonológicos com valor morfológico em línguas indígenas brasileiras. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
CRUZ, ALINE DA; PRACA, W. N. . Inovações nos processos de nominalização em língua Tupi-Guarani: Análise Comparativa de Tupinambá, Apyãwa e Nheengatu (versão preliminar). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
SANTOS, B. H. L. P. ; CRUZ, ALINE DA . Tipos de adaptações realizadas nos empréstimos do Português para a Língua Geral Brasílica no século XVIII. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
CRUZ, ALINE DA. Uma análise diacrônica da acessibilidade a empréstimos em Nheengatu. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
CRUZ, ALINE DA; GOMES, E. A. . Produção de Material Didático em Yegatu. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
CRUZ, ALINE DA; REZENDE, T. F. . Documentação Linguística em Políticas de Formação Intercultural de Docentes Indígenas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
CRUZ, ALINE DA; PRACA, W. N. . Innovation in nominalization in Tupi-Guarani languages: a comparative analysis of Tupinambá, Apyãwa and Nheengatu. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
CRUZ, A.. Nominalização de eventos e de participantes em Nheengatu. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
CRUZ, A.. Event nominalizations and participant nominalizations in Nheengatu. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
CRUZ, ALINE DA. Nominalização de eventos e de participantes em Nheengatu. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
CRUZ, A.. Unificação e oficialização das grafias de uma língua. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
CRUZ, A.. Hierarquia de referência em construções com três participantes em Nheengatú. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
CRUZ, A.. Predicação não verbal em Nheengatu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
CRUZ, A.. Padrao de alinhamento em Nheengatu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
CRUZ, A.. Importância dos estudos sobre línguas indígenas para a Linguística. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
CRUZ, A.. O rema atrai tudo? Considerações sobre a posição de partículas no Nheengatu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
CRUZ, A.. De múltiplos eventos a múltiplas entidades: mudança induzida por contato nos numerais do Nheengatu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
CRUZ, A.. O Nheengatu falado por Baré, Baniwa e Werekena: um estudo do contato linguístico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
CRUZ, A.. The emergence of number agreement in Nheengatú. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
CRUZ, A.. Development of evidentiality through areal diffusion - a case study on Nheengatú (Tupi-Guarani). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
CRUZ, A.. The Sociolinguistic Status of Nheengatú spoken in the Upper Rio Negro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
CRUZ, A.. Phonology of Nheengatu spoken in the Upper Rio Negro (Amazonia, Brazil). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
CRUZ, A.. A distinção entre nomes e verbos em Nheengatu (Tupi-Guarani). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
CRUZ, A.. Operações lexicais para marcar aspectualidade em Nheengatu. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
CRUZ, A.. Como a tecnologia pode ajudar na revitalização das línguas do Alto Rio Negro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
CRUZ, A.. ?Towards ?spontaneous data? ? a case study on Amazonian?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
CRUZ, A.. On Von Matius?s Distinction between North and South Tupi. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
CRUZ, A.. Portuguese loanwords in 18th century Tupi. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

42.
CRUZ, A.. O estatuto da fricativas na Língua Geral Brasílica. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
CRUZ, A.. A concorrência das tradições Tupi e Guarani na documentação do 'Tupi Austral'. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
CRUZ, A.. Que língua 'geral' falavam os brasileiros?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
CRUZ, A.. A representação dos segmentos complexos em documentos dos séculos XVIII e XIX. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
CRUZ, A.; Christino, B. . O contato linguistico para Martius (1794-1868), von den Stein e Paul Ehrenreich (1855-1914). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
CRUZ, A.. Os processos de enriquecimento do léxico da língua geral no Worterburch Tupi-Portuguez-Deutsch (1863). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

48.
CRUZ, A.. A relação Tupi e Guarani em obras de Martius (1794 - 1868). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

49.
CRUZ, A.. Relações entre Linguistica e História Natural no século XIX a partir dos Glossaria Linguarum Brasiliensius (Martius 1863). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

50.
CRUZ, A.. O Conhecimento Linguistico como fonte para a História do Brasil. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

51.
CRUZ, A.. Etnotoponimos: do registro à sistematização. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

52.
CRUZ, A.. Língua Geral - um antídoto para a maldição babélica. 2003. (Apresentação de Trabalho/Outra).

53.
CRUZ, A.; Gimenes, Luciana ; Altman, Cristina . Critérios & Critérios de classificação das línguas do Brasil. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

54.
CRUZ, A.. Primeira Pessoa do Singular: estórias da lingüística brasileira. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
CRUZ, ALINE DA. Nheengatu Letramento. Manaus, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
CORDEIRO, F. ; CRUZ, A. . Yumbuesa resewara - Sobre o aprendizado. Belo Horizonte: UFMG, 2009 (Edição e tradução de poesia em Nheengatú).

3.
CRUZ, A.. Rio Babel: a história das línguas na Amazônia de José R. Bessa Freire. Araraquara: Grupo de Estudos Lingüísticos de São Paulo, 2005 (Resenha).

4.
Altman, Cristina ; CRUZ, A. ; COELHO, O. . Ataliba de Castilho, por Ataliba Teixeira de Castilho. São Paulo: Humanitas, 2001 (Edição de Entrevista).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
CRUZ, A.. Parecer ad hoc Revista Signótica. 2014.

2.
CRUZ, A.. Parecer para Comissão Científica do II Colóquio Nacional de Letras e XV Colóquio de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Letras. 2014.

3.
CRUZ, A.. Parecer ad hoc Revista Letronica. 2014.

4.
CRUZ, A.. Parecer para revista Via Litterae (código 20135202-1N). 2013.

5.
CRUZ, A.. Parecer ad hoc da Revista Via Litterae. 2012.

6.
CRUZ, A.. Parecer ad hoc para os Cadernos de Etnolinguística. 2011.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CRUZ, A.. Het Nheengatú, taal van de Amazone. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
CRUZ, ALINE DA; VALLADA, A. D. ; SILVA, K. M. . Digitalização - Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira, por Herbett Baldus, 2. 2017; Tema: Etnologia. (Site).

2.
CRUZ, A.. Núcleo de Tipologia Linguística. 2013. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
CRUZ, ALINE DA. Fortalecimento cultural de povos indígenas do Ceará, por meio do ensino de Nheengatu. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
CRUZ, ALINE DA; VALLADA, A. D. ; SILVA, K. M. ; RIBEIRO, E. R. . Digitalização - Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira, por Herbett Baldus. 2017. (Editoração/Catálogo).

3.
CRUZ, A.. CONTATO LINGUÍSTICO E MUDANÇA GRAMATICAL: O CASO DO NHEENGATU. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CRUZ, A.. Introdução à Lingua Nheengatu. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
CRUZ, A.. História do Nheengatú. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
CRUZ, A.. Verbos em Nheengatú. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
CRUZ, A.; Altman, Cristina . Boletim VII de Historiografia da Lingüística Brasileira. 2004. (Editoração/Periódico).

8.
Altman, Cristina ; VIOTTI, E. ; HACKEROTT, M. ; COELHO, O. ; Christino, B. ; CRUZ, A. . Revista do GEL. 2002. (Editoração/Periódico).

9.
CRUZ, A.; ALTMAN, M. C. F. S. ; COELHO, O. F. . Boletim 6 do Centro de Documentação em Historiografia da Linguística (CEDOCH). Em homenagem a Ataliba de Castilho. 2001. (Editoração/Periódico).

10.
Altman, Cristina ; Gimenes, Luciana ; CRUZ, A. . Boletim V do GT de Historiografia da Lingüística Brasileira. 2000. (Revisão de periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PRACA, W. N.; GOMES, D.; CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Cristiane Torido Serra. Aspectos morfossintáticos do portugues falado no quilombo Siricari/Marajo: uma perspectiva afro-indigena. 2016. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) - Universidade Federal de Goiás.

2.
Magalhães, M. M. S.; CRUZ, A.; PRACA, W. N.. Participação em banca de Ana Cristina Rodrigues de Mattos. Intransitividade Cindida em línguas da família Tupí-Guaraní. 2015. Dissertação (Mestrado em Lingüística) - Universidade de Brasília.

3.
SILVA, R. G. P.; SEKI, L.; CRUZ, A.. Participação em banca de MICHÉLI CAROLÍNI DE DEUS LIMA SCHWADE. DESCRIÇÃO FONÉTICO-FONOLÓGICA DO NHEENGATU FALADO NO MÉDIO AMAZONAS). 2014. Dissertação (Mestrado em LETRAS) - Universidade Federal do Amazonas.

Teses de doutorado
1.
OLIVEIRA, D. H.; WETZELS, L.; FERRE, V. M.; CRUZ, ALINE DA; Coler, M; HINSKENS, F.; HERMANS, B.. Participação em banca de Marlon Miranda da Silva. Aspectos da fonologia e da morfologia da fala do quilombo do Curiaú, Amapá, Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Linguística) - Vrije Universiteit Amsterdam.

2.
MIOTO, C.; CRUZ, A.; GUESSER, S. L.; RECH, N. F.; MARCHESAN, A. C.; QUAREZEMIN, S.. Participação em banca de Mateus Coimbra de Oliveira. Sentenças WH em Nheengatu: interrogativas e relativas. 2014. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Lingüística da UFSC) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
GRANNIER, D. M.; CRUZ, ALINE DA; PRACA, W. N.. Participação em banca de Andrea dos Guimaraes Carvalho. Sinais Simples e compostos: reflexões sobre conceitos, critérios de formação e utilização por usuários da Libras. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Lingüística) - Universidade de Brasília.

2.
ARAUJO, G. A.; Ferreira Netto, W; CRUZ, A.. Participação em banca de Ana Lívia dos Santos Agostinho. Gramática pedagógica do principense (lung'ie). 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Letras) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
MARTINS, S. A.; MARTINS, V.; CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Ademar dos Santos Lima. Educação Escolar Indígena: Um estudo sociolinguistico do Nheengatu na escola Piranga Pisasu do Rio Negro em Manaus, AM. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Letras e Artes) - Universidade do Estado do Amazonas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Alba Regiane dos Santos Ribeiro.Uma análies da recorrência das construções de gerúndio na produção textuall de estudantes do curso de Letras. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás.

2.
CANDIDO, G. V.; CRUZ, ALINE DA; Trindade, I. E.. Participação em banca de GYOVANNA MILHOMEM SILVA.PROCESSO FONOLÓGICO DE NASALIZAÇÃO NAS LÍNGUAS DA FAMÍLIA PANO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Linguística) - Universidade Federal de Goiás.

3.
CRUZ, ALINE DA; CANDIDO, G. V.; SILVA, L. A.. Participação em banca de Deuseni Miranda de Farias.Cisao Morfologica de dativo em Nheengatu. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Linguística) - Universidade Federal de Goiás.

4.
CANDIDO, G. V.; CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Wesley Nascimento do Santos.Do Protopano a um conjunto de linguas Pano modernas: algumas consideracoes sobre mudancas em um conjunto de protoformas lexicais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Linguística) - Universidade Federal de Goiás.

5.
MILANI, S. E.; CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Larissa Nogueira de Oliveira.Os morfemas tupi ará e ita em nomes de cidades goianas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás.

6.
CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de José Ishac Brandão El Khouri.Deixis de Pessoa na Libras: uma análise dos verbos indicadores. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás.

7.
CRUZ, ALINE DA. Participação em banca de Andrea dos Guimarães de Carvalho.Composição Hibrida na Libras: estudo do contato entre Língua Brasileira de Sinais e o Portugues. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás.

8.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V.; AGUIAR, M. S.. Participação em banca de Flávia Leonel Falchi.Fonêmica do Katukina Pano. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Linguística) - Universidade Federal de Goiás.

9.
LIMA, H. J.; CRUZ, A.. Participação em banca de Fernanda Bonfim de Oliveira.A repetição de sinais na estrutura sintática da LIBRAS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás.

10.
FARIA, J. G.; CRUZ, A.. Participação em banca de Glaucielle Celestina de Sá.O uso da internet pelo sujeito surdo: um olhar a partir da inclusão digital. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CRUZ, A.; CHAVEIRO, N.; OLIVEIRA, J. S.. Concurso público para seleção de professor efeito em Libras e Linguística. 2015. Universidade Federal de Goiás.

2.
BARROS, M. E.; NASCIMENTO, S. P. F.; CRUZ, A.. Concurso público para contratação de professor efetivo na área de Libras e Linguística. 2014. Universidade Federal de Goiás.

Outras participações
1.
SANTOS, L. A.; CRUZ, ALINE DA; CANDIDO, G. V.. Línguas Indígenas e Bilinguismo. 2017. Universidade Federal de Goiás.

2.
CRUZ, A.; LIMA, H. J.; MARTINS, L. M.. Processo seletivo para monitoria em Morfologia e Fonologia - Letras:Libras. 2014. Universidade Federal de Goiás.

3.
CANDIDO, G. V.; Fernandes, E. M. F; CRUZ, A.. Processo Seletivo Simplificado para contratação de professor substituto para "Leitura e Produção Textual e Ensino de Português". 2013. Universidade Federal de Goiás.

4.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V.; Trindade, I. E.. Processo seletivo para contratação de monitor em Linguística. 2013.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Encontro Internacional e VIII Encontro Nacional do Grupo de Estudos de de linguagem no centro -oeste. O USO DE DESCRIÇÕES IMAGÉTICAS NA LIBRAS. 2017. (Congresso).

2.
Towards a Typology of Regional Multilingual Systems: West Africa and Amazonia, ,.Listening to Nheengatu history through the voices of Baré, Baniwa and Werekena. 2017. (Simpósio).

3.
X MiniEnapol de Historiografia Linguística. Von Martius e o projeto transdiciplinar de documentar as diversidades brasileiras. 2017. (Congresso).

4.
CIFALE. De múltiplos eventos a múltiplas entidades: mudança induzida por contato nos numerais do Nheengatu. 2013. (Congresso).

5.
Congresso Partículas. O rema atrai tudo? Considerações sobre a posição das partículas em Nheengatu. 2013. (Congresso).

6.
IV Congresso Internacional de Estudos Linguísticos e Literários na Amazônia. Hierarquai de referência em construções com três participantes em Nheengatu. 2013. (Congresso).

7.
IV Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa.Padrões de alinhamento em Nheengatú. 2013. (Simpósio).

8.
Roda de conversas sem fronteiras - Por que o Português Brasileiro incomoda os Portugueses. 2013. (Encontro).

9.
Seminário de Unificação das Grafias das Línguas Indígenas Cooficiais em São Gabriel da Cachoeira.Unificação e oficialização das grafias de uma língua. 2013. (Seminário).

10.
Tópicos de tipologia linguística: Predicação não-verbal.Predicação não verbal em Nheengatu. 2013. (Seminário).

11.
Seminário Internacional de Linguística do Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística da UFG. 2012. (Seminário).

12.
Issues in Language Revitalization and Maintenance. 2008. (Encontro).

13.
Stage Doctoral CELIA. 2008. (Oficina).

14.
A Estrutura das Línguas Amazônicas ? Fonologia e Gramática. 2007. (Encontro).

15.
Encontro de Americanistas. 2006. (Encontro).

16.
Going Romance XX. 2006. (Congresso).

17.
I Mini-ENAPOL do Grupo de Estudos de Línguas Africanas. 2004. (Encontro).

18.
2o. Macro-Jê - Encontro de Pesquisadores de Línguas Je e Macro-Je. 2002. (Encontro).

19.
50o. Seminário do GEL.50o. Seminário do GEL. 2002. (Seminário).

20.
V ENAPOL.V ENAPOL. 2002. (Encontro).

21.
IV ENAPOL.IV ENAPOL. 2001. (Encontro).

22.
XLIX Seminário do GEL.XLIX Seminário do GEL. 2001. (Seminário).

23.
Encontro de Lingüistas: Epistemologia da Lingüística. Problemas e Métodos. 2000. (Encontro).

24.
III ENAPOL.III ENAPOL. 2000. (Encontro).

25.
Mini-ENAPOL de Geolingüística. 2000. (Encontro).

26.
Mini-ENAPOL do Grupo de Estudos em Historiografia da Lingüística Brasileira.Mini-ENAPOL do Grupo de Estudos em Historiografia da Lingüística Brasileira. 1999. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CRUVINEL, L. W. F. ; CRUZ, ALINE DA ; CANDIDO, G. V. ; LIMA, H. J. ; Trindade, I. E. ; SILVA, C. A. M. E. ; PORTO, L. V. ; PAULO, M. F. ; FARIA, N. G. ; GOMES, V. M. A. . IV Colóquio Nacional de Letras e XVII Colóquio de Pesquisa e Extensão da FL/UFG. 2016. (Congresso).

2.
SILVA, C. A. M. E. ; CRUZ, A. ; CANDIDO, G. V. ; CRUVINEL, L. W. F. ; PORTO, L. V. ; PAULO, M. F. ; GOMES, V. M. A. ; LIMA, H. J. ; FARIA, N. G. ; Trindade, I. E. ; BASTOS, C. R. . III Colóquio Nacional de Letras e XVI Colóquio de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Letras da UFG. 2015. (Congresso).

3.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. ; CRUVINEL, L. W. F. ; FARIA, N. G. ; GOMES, V. M. A. ; Trindade, I. E. ; SILVA, C. A. M. E. . II Colóquio Nacional de Letras e XV Colóquio de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Letras. 2014. (Congresso).

4.
PRACA, W. N. ; CRUZ, A. . Tópicos em Sintaxe. 2014. (Outro).

5.
CRUZ, A.; PRACA, W. N. ; OLIVEIRA, C. C. . Ciclo de Palestras com Prof. Shibatani. 2014. (Outro).

6.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . IV Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

7.
CRUZ, A.; Magalhães, M. M. S. ; CANDIDO, G. V. . III Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

8.
GOMES, V. M. A. ; CRUVINEL, L. W. F. ; CRUZ, A. ; FARIA, N. G. . I Colóquio Nacional de Letras e XIV Colóquio de Pesquisa e Extensão. 2013. (Congresso).

9.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . V Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

10.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . VI Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

11.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . VII Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

12.
Magalhães, M. M. S. ; QUEIXALOS, F. ; PRACA, W. N. ; GOMES, D. ; CRUZ, A. ; SILVA, L. J. ; ALVES, F. C. ; ESTEVAM, A. . Congresso Partículas. 2013. (Congresso).

13.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . II Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2012. (Outro).

14.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . I Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2012. (Outro).

15.
ZWARTJES, O. ; ALEXANDER-BAKKERUS, A. ; Coler, M ; CRUZ, A. . Revitalizing older linguistic documentation. 2011. (Congresso).

16.
ZWARTJES, O. ; Altman, Cristina ; RUFINO, M. R. ; Gimenes, Luciana ; HACKEROTT, M. ; GONZALES, N. ; CRUZ, A. ; Christino, B. ; COELHO, O. ; NEVES, M. . II International Conference on (Missionary-) Colonial Linguistics (1492 - 1850). 2004. (Congresso).

17.
CRUZ, A.; Christino, B. . IV Mini ENAPOL de Historiografia da Linguistica. 2004. (Congresso).

18.
GOMES, A.P.Q. ; CRUZ, A. . V ENAPOL. 2002. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Yasmin Rodrigues de Oliveira. Análise de reflexivos e recíprocos em Nheengatu do século XIX. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Letras) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
BÁRBARA HELIODORA LEMOS DE PINHEIRO SANTOS. EMPRÉSTIMOS LEXICAIS EM LÍNGUA GERA. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

2.
JOSE ISHAC BRANDAO EL KHOURI. DÊIXIS DE PESSOA NA LIBRAS: UMA ANÁLISE DOS VERBOS INDICADORES. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

3.
Andrea dos Guimarães Carvalho. Estudo da Composição Híbrida resultante do contato entre língua brasileira de sinais (Libras) e o Português. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

4.
Leandro Viana Silva. O USO DAS DESCRIÇÕES IMAGÉTICAS NA LIBRAS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

5.
Deuseni Miranda de Farias. Cisão morfológica de dativo em Nheengatu. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Linguística) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

6.
Rita de Cássia Oliveira Azevedo. A formação de palavras em diminutivo e o processo de flexão de gênero: uma análise do português brasileiro dos municípios de Aragarças, Piranhas e Aruanã. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Português) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

Iniciação científica
1.
Elivelto Cardoso e Silva. Construções Causativas Morfológicas e Perifrásticas em Nheengatu do século XIX. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

2.
GIOVANA ALVES DE OLIVEIRA. WAREKENA: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS DESCRIÇÕES DE AIKHENVALD (1998) E RAMIREZ (2001). 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

3.
BÁRBARA HELIODORA LEMOS DE PINHEIRO SANTOS. ANÁLISE FONOLÓGICA DE EMPRÉSTIMOS LEXICAIS DO PORTUGUÊS PARA A LÍNGUA GERAL: SÉCULO XIX. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

4.
Barbara Heliodora Lemos de Pinheiro Santos. LEVANTAMENTO E ANÁLISE FONOLÓGICA DE EMPRÉSTIMOS LEXICAIS NA LÍNGUA GERAL BRASÍLICA NO DECORRER DO SÉCULO XVIII. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline da Cruz.

5.
Estépheny Alvarenga Gomes. Produção piloto de material didático em Nheengatu para as escolas da rede pública municipal de São Gabriel da Cachoeira, Amazonas - Brasil. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Letras) - Universidade Federal de Goiás, PROLICEN-UFG. Orientador: Aline da Cruz.

6.
Isadora Cristina Moraes Silva. Linguagem e TDAH: o que os linguistas descobriram sobre o tema?. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Letras) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Aline da Cruz.

7.
Rita de Cássia de Oliveira Azevedo. Análise morfofonológicca dos processos de formação de palavras no Acervo Audiovisual da Língua Falada em Goiás. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Português) - Universidade Federal de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline da Cruz.

Orientações de outra natureza
1.
Letícia Mota Vasconcelos. Metodologia do Ensino de Português para falantes de outras línguas. 2012. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

2.
Nayara Aparecida Mendes Pereira. Metodologia de ensino da língua portuguesa como segunda língua para surdos. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Libras) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

3.
Ilkiss Lima Wilhelms. Metodologia do Ensino de Português para falantes de outras línguas. 2012. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

4.
Marcos Vinícius de Oliveira SILVA. Uma análise do ensino de português para estrangeiros na internet. 2012. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

5.
Thaís Elizabeth Pereira Batista. Português como segunda língua em blogs e websites especializados. 2012. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.

6.
Samuel Caetano Costa PEREIRA. Metodologia do ensino de português para falantes de outras línguas: análise dos sites Brasiliano e Portugiesisch Lernen. 2012. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Aline da Cruz.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
MILANI, S. E. ; REZENDE, T. F. ; CRUZ, A. ; SILVA, D. M. . ALINGO: Atlas Linguístico de Goiás. 1a. ed. , 2015.

1.
CRUZ, ALINE DA; PRACA, W. N. . Preservação do Léxico do ?Historia Naturalis Brasiliae? entre os Baré e os Apyãwa. In: Cristina Martins Fargetti. (Org.). Léxico em pesquisa no Brasil. 1ed.Araraquara: Letraria, 2018, v. , p. 39-54.


Apresentações de Trabalho
1.
CRUZ, A.. Como a tecnologia pode ajudar na revitalização das línguas do Alto Rio Negro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CRUZ, A.. Unificação e oficialização das grafias de uma língua. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CRUZ, A.. Importância dos estudos sobre línguas indígenas para a Linguística. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CRUZ, ALINE DA; CANDIDO, G. V. ; OLIVEIRA, C. C. . Traços fonológicos com valor morfológico em línguas indígenas brasileiras. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
CRUZ, ALINE DA; GOMES, E. A. . Produção de Material Didático em Yegatu. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
CRUZ, ALINE DA; REZENDE, T. F. . Documentação Linguística em Políticas de Formação Intercultural de Docentes Indígenas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
CRUZ, ALINE DA. Takinahaky: preparing indigenous people to become teachers in their own communities.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
CRUZ, A.. Introdução à Lingua Nheengatu. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CRUZ, ALINE DA. Fortalecimento cultural de povos indígenas do Ceará, por meio do ensino de Nheengatu. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
CRUZ, A.. História do Nheengatú. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CRUZ, A.. Verbos em Nheengatú. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
CRUZ, A.. CONTATO LINGUÍSTICO E MUDANÇA GRAMATICAL: O CASO DO NHEENGATU. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CRUZ, A.. Het Nheengatú, taal van de Amazone. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . II Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2012. (Outro).

2.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . IV Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

3.
CRUZ, A.; Magalhães, M. M. S. ; CANDIDO, G. V. . III Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

4.
GOMES, V. M. A. ; CRUVINEL, L. W. F. ; CRUZ, A. ; FARIA, N. G. . I Colóquio Nacional de Letras e XIV Colóquio de Pesquisa e Extensão. 2013. (Congresso).

5.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . V Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

6.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . VI Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2013. (Outro).

7.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. ; CRUVINEL, L. W. F. ; FARIA, N. G. ; GOMES, V. M. A. ; Trindade, I. E. ; SILVA, C. A. M. E. . II Colóquio Nacional de Letras e XV Colóquio de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Letras. 2014. (Congresso).

8.
SILVA, C. A. M. E. ; CRUZ, A. ; CANDIDO, G. V. ; CRUVINEL, L. W. F. ; PORTO, L. V. ; PAULO, M. F. ; GOMES, V. M. A. ; LIMA, H. J. ; FARIA, N. G. ; Trindade, I. E. ; BASTOS, C. R. . III Colóquio Nacional de Letras e XVI Colóquio de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Letras da UFG. 2015. (Congresso).

9.
CRUVINEL, L. W. F. ; CRUZ, ALINE DA ; CANDIDO, G. V. ; LIMA, H. J. ; Trindade, I. E. ; SILVA, C. A. M. E. ; PORTO, L. V. ; PAULO, M. F. ; FARIA, N. G. ; GOMES, V. M. A. . IV Colóquio Nacional de Letras e XVII Colóquio de Pesquisa e Extensão da FL/UFG. 2016. (Congresso).

10.
CRUZ, A.; CANDIDO, G. V. . I Colóquio de Linguística Descritiva e Políticas Linguísticas. 2012. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
CRUZ, ALINE DA; VALLADA, A. D. ; SILVA, K. M. . Digitalização - Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira, por Herbett Baldus, 2. 2017; Tema: Etnologia. (Site).

2.
CRUZ, A.. Núcleo de Tipologia Linguística. 2013. (Site).



Outras informações relevantes


1. Realizou pesquisa de campo na Terra Indígena do Alto Rio Negro, estado do Amazonas (cinco viagens, 2007, 2008, 2009, 2013, 2014). Comunidades visitadas: Anamoim e Tunum (Rio Xié, território Werekena); Assunção (Rio Içana, território Baniwa); Boa Vista (Rio Içana, território Baré, Baniwa); Juruti e Nova Vida (Rio Negro, território Baré, Rio Negro); área urbana.

2. Atuou como Lider do Núcleo de Tipologia Linguística, que congrega pesquisadores da UnB, UFG, CNRS e UQAM (cf. http://ntl-grupo.blogspot.com.br/), e agora mantém-se como membro permanente.

3. Professora colaboradora do Núcleo Takinahaky de Formação Superior Indígena da UFG.

4. Atuou como professora colaboradora do curso de Letras-Libras da UFG, no período 2013-2015.

5. Atuou como pesquisadora (iniciação científica e mestranda) no Centro de Documentação em Historiografia da Linguística (CEDOCH-DL/USP) entre 1999 e 2006, sob orientação da Profa. Dra. Cristina Altman.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/11/2018 às 8:43:25