Aldo Lopes Dinucci

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7527207958979360
  • Última atualização do currículo em 14/12/2018


Vencedor, junto com a Dra. Kelli Rudolph (UNIKENT - UK), do Newton Advanced Fellowship Award da BRITISH ACADEMY, projeto que vigorará entre 2018 e 2020 (mais informações em 'projetos em andamento'). Bolsista em produtividade pelo CNPq entre 2015 e 2018. Pós-doutor pela UnB (2016) Pós-doutor pela Universidade de Kent, Canterbury (Reino Unido - 2015). Pós-doutor pelo IFCS/UFRJ (2014). Editor da revista PROMETEUS desde junho de 2008. Coordenador do Viiva Vox, grupo de pesquisa em filosofia antiga da UFS. Membro da CÁTEDRA UNESCO ARCHAI, sob a coordenação do Dr. Gabriele Cornelli (UNB). Membro do Pórtico de Epicteto, grupo de pesquisadores brasileiros em Epicteto. Participa dos comitês científicos da KINESIS (UNESP), GRIOT (UFRB), PERSPECTIVA (UFPE), ANAIS DE FILOSOFIA CLÁSSICA (AFC- IFCS/UFRJ), ARCHAI (UNB), Dialektike (IFRN- Rio Grande do Norte) e Classica (SBEC). Doutor em Filosofia Clássica pela PUC-RJ (2002). Mestre em Filosofia Clássica pela PUC-RJ (2002). Graduado em Filosofia pela UERJ. Atualmente é professor associado IV da UFS. Mais de setenta artigos publicados em periódicos da área, além de vários livros sobre Epicteto e estoicismo. Desde 2012, membro permanente do Programa de Mestrado em Filosofia da UFS. Desde 2016, membro permanente do Programa de mestrado em metafísica da UnB Desde 2017, membro do Programa de Mestrado em Filosofia da UFBA. Trabalhou entre 2009 e 2014 no projeto intitulado "Tradução bilíngue do Encheiridion de Epicteto", financiado pelo CNPq através dos editais de Ciências Humanas e Universal do CNPq do ano de 2013. Trabalhou entre 2013 e 2018 no projeto intitulado "O Problema da Consistência do Conceito Estoico de Phantasía", duplamente financiado pelo CNPq através dos editais de Ciências Humanas e Universal do CNPq do ano de 2013. Atualmente trabalha na tradução comentada do livro II das Diatribes de Epicteto. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Aldo Lopes Dinucci
Nome em citações bibliográficas
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES

Endereço


Endereço Profissional
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, VIVA VOX.
MARECHAL RONDON
JARDIM ROSA ELZE
49100-000 - Sao Cristovao, SE - Brasil
Telefone: () 2126737
URL da Homepage: http://musoniorufo.zip.net


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2002
Doutorado em Filosofia.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Arquitetura de Viver : As Reflexões de Sócrates e de Górgias quanto à Excelência Moral, ao Bem Viver e à Felicidade, Ano de obtenção: 2002.
Orientador: Maura Iglesias.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ética; Filosofia Antiga; Sócrates; Górgias; Teoria da Linguagem; Retórica e Filosofia.
Grande área: Ciências Humanas
1996 - 1998
Mestrado em Filosofia.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: A Defesa de Aristóteles do Princípio de Não-Contradição contra Górgias e Antístenes em Gama 4 da Metafísica",Ano de Obtenção: 1998.
Orientador: Maura Iglesias.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Metafísica; Lógica; Aristóteles; Sofística; Teoria do Conhecimento; Filosofia Antiga.
Grande área: Ciências Humanas
2007 - 2007
Especialização em Programa Inter-Institucional de Capacitação em EAD. (Carga Horária: 180h).
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ, CECIERJ, Brasil.
Título: Aulas de Introdução à filosofia -UAB.
1992 - 1995
Graduação em Filosofia.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: A POÉTICA DE ANTÔNIO CARLOS JOBIM.
Orientador: MARIA HELENA LISBOA.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.


Pós-doutorado


2014
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Lógica.
2015 - 2015
Pós-Doutorado.
University of Kent, U. KENT, Inglaterra.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2008 - 2008
Extensão universitária em CAPACITAÇÃO PARA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA. (Carga horária: 8h).
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, INEP/MEC, Brasil.


Atuação Profissional



University of Kent, U. KENT, Inglaterra.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Membro permanente do Mest em Filosofia da UFS, Carga horária: 4

Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: PROFESSOR ASSOCIADO DE nível 01, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aprovado em concurso público na primeira colocação. Desde Janeiro de 2012 é mebro permanente do Mestrado e m Filosofia da UFS. Membro permanente do mestrado em filosofia da UFS desde 2012.

Atividades

07/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , VIVA VOX, .

03/2003 - Atual
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Lógica I
História da Filoofia Antiga II
História da Filosofia Antiga I
INTRODUÇÃO À FILOSOFIA
INTRODUÇÃO À METODOLOGIA CIENTÍFICA
Tópicos de História da Filosofia Antiga

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: PROFESSOR SUBSTITUTO, Carga horária: 12

Atividades

02/2002 - 12/2002
Ensino, FILOSOFIA, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA MEDIEVAL I
FILOSOFIA MEDIEVAL II
INTRODUÇÃO À FILOSOFIA

Universidade Católica de Petrópolis, UCP, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PROFESSOR ADJUNTO, Carga horária: 40



Linhas de pesquisa


1.
ÉTICA
2.
FILOSOFIA CLÁSSICA E HELENÍSTICA

Objetivo: R EALIZAR PESQUISAS EM FILOSOFIA CLÁSSICA E HELENÍSTICA, VISANDO A PRODUÇÃO DE ARTIGOS, LIVROS, MATERAIL DIDÁTICO, E A REALIZAÇÃO DE CURSOS DE EXTENSÃO.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
The Logic and Perception of Persuasion in Stoicism
Descrição: In a world where communication among distant strangers is growing, and concerns over the authenticity of news are ever present, persuasion is more important than ever. What makes an argument persuasive? What are the mental conditions necessary for people to identify something as persuasive? Like us, the Stoics were occupied by these questions. This project analyses the understudied Stoic concept of persuasion. For them, the persuasive (pithanos) is essentially linked to the representation (phantasia) of an object, grasped by reason, that grounds true thinking. To elucidate the nature of this link we will address three fundamental questions: What makes logical propositions and arguments persuasive? What are the mental factors that allow people to perceive something as persuasive? Is persuasion a genuine part of the Stoic taxonomy of representation? Answering these questions provides a clearer understanding of ancient Stoicism, while also enriching our understanding of the notion of persuasion today..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Aldo Lopes Dinucci - Coordenador / Luís Márcio Fontes - Integrante / Kelli Rudolph - Integrante / Marcus de Aquino Resende - Integrante / Marcos Balieiro - Integrante.Financiador(es): British Academy of Humanities and Social Sciences - Cooperação.
2013 - 2018
O Problema da Consistência do Conceito Estoico de Phantasía
Descrição: Introdução: No presente projeto deter-nos-emos em tópicos relacionados ao problema da consistência do conceito estoico de phantasía . A pesquisa parte da hipótese de trabalho de que o conceito em questão designa a interface entre o pensamento humano e o mundo, possuindo simultaneamente um caráter material (sendo uma alteração da mente causada por um objeto exterior), um lógico (pois a phantasía racional possui conteúdo proposicional) e um epistemológico (pois através da phantasía os seres humanos podem efetivamente conhecer o mundo). O problema subjacente à nossa investigação pode ser traduzido numa questão: Como o ser humano, a partir da percepção, obtém conhecimento sobre o mundo que o cerca? Os estoicos tentam solucionar esse problema afirmando que a phantasía possui tanto uma faceta corpórea, seu conteúdo perceptivo, os dados brutos obtidos pelos sentidos, quanto uma faceta incorpórea, seu conteúdo proposicional, a avaliação que a mente faz acerca daquilo que causa a percepção. Daí vem o problema que norteará nossa pesquisa: tal solução apresentada pelos estoicos é consistente e sustentável? Buscaremos uma a resposta a esse problema avaliando se a dupla faceta da noção estoica de phantasía, que une o corpóreo e o incorpóreo (em sentido que esclareceremos através de nossa pesquisa), ameaça a consistência do conceito em questão. Para tal, investigaremos a malha conceitual que envolve a noção estoica de phantasía. Em primeiro lugar, trataremos do status ontológico do conteúdo proposicional da phantasía racional (própria do ser humano), analisando o conceito estoico de lektón e o sentido da afirmação estoica de seu caráter incorpóreo. Voltar-nos-emos então para a análise do status epistemológico do conceito de phantasía, averiguando primeiramente a concepção de phantasía de Cleanto e, em seguida, o desenvolvimento realizado por Crisipo em relação à mesma. A seguir, estudaremos a distinção estoica entre aisthēsis e phantasía, para então tratarmos da taxonomia das phantasíai e da relação entre lektón, phantasía e verdade. Nossa pesquisa encerrar-se-á com o estudo da relação entre phantasía, causalidade e conhecimento e com nossa solução para o problema apresentado acima: é o conceito estoico de phantasía consistente e capaz de dar cabo do problema subjacente à nossa investigação, qual seja: como o ser humano, a partir da percepção, obtém conhecimento sobre o mundo que o cerca? 1. O conceito de lektón: Para os estoicos, a phantasía logikē (racional) possui conteúdo proposicional, i.e. contém o que os estoicos chamam de axiōma, o detentor primário de valor de verdade ou falsidade, que é definido como ?um lektón completo em si mesmo que pode ser afirmado no que concerne a si mesmo? (Sexto Empírico, Esboços de Pirronismo, 2.104). Como a phantasía possui conteúdo proposicional, ou seja, contém um axiōma, e como axiōma é um tipo de lektón, caber-nos-á primeiramente investigar a noção de lektón e a afirmação estoica de seu caráter incorpóreo. Para os estoicos, a phantasía tem prioridade epistemológica sobre o pensamento (diánoia), o qual ?expressa pelo lógos o que experiencia por causa da representação? (cf. Diógenes Laércio, 7.49). Isso significa que, enquanto a imagem perceptiva não é expressa em linguagem articulada, ela permanece no estágio pré-racional (Cf. Verbeke, 1977, p. 37). O ato de pôr em palavras a imagem pré-racional dá origem à phantasía logikē (phantasía racional), que é o pensamento (cf. Diógenes Laércio, 7.51). Para o estoicismo, a linguagem existe também em forma interior..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
Ferreira Gullar: Pensamento e Poesia
Descrição: Em Vanguarda e Subdesenvolvimento, obra na qual Ferreira Gullar justifica filosoficamente sua poética, o poeta progressivamente afasta-se da noção de absoluto e, consequentemente, das visões metafísicas do mundo, concentrando-se e estabelecendo-se sobre uma visão dialética da realidade. Gullar começar por observar o caráter relativamente recente da noção de avant-garde, que é inaugurada junto com o advento da burguesia européia no século XVIII, e é representada por obras artísticas nas quais preponderam a pesquisa e a invenção estilística. Com os burgueses, o caráter político da função intelectual passa a ser evidente, restando aos intelectuais a possibilidade de ou alinharem-se à burguesia ou se oporem a ela. Neste contexto, o romantismo nasce como uma oposição à falta de idealismo da burguesia. Os artistas, porém, percebendo o caráter inútil da oposição romântica, iniciam o período da arte-pela-arte, no qual, marginalizados, desistem de mudar o mundo. A arte passa a ser a pátria do artista verdadeiro, inconformado com a estreiteza de visão e com a mediocridade do universo burguês. Gullar reflete sobre o caráter dessas vanguardas no panorama nacional, verificando que elas, assimiladas pelos brasileiros a partir do século XIX, repercutiram no Brasil de forma distinta daquela que o fizeram na Europa. Porém, observa Gullar, tal internacionalização da arte, causada pela própria burguesia, dado o caráter cosmopolita que lhe é inerente em razão do comércio, da produção e do consumo que suscita, não se faz igualmente em todos os sentidos: a desigualdade na distribuição da riqueza tem reflexos também na distribuição da cultura. Entretanto, embora caiba aos países mais ricos e mais desenvolvidos a primazia quanto à produção e à distribuição de cultura, os demais países têm de cumprir o papel de manifestar o universal a partir de sua própria realidade através da expressão e da superação do nacional ou do regional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2012
Stockdale: Ética Aplicada a Situações Extremas
Descrição: Trata-se de um estudo da obra de James B. Stockdale sobre a aplicação das reflexões sobre a ética em situações de guerra, de cativeiro e em ambientes extorsivos em geral. Uma questão fundamental orientará nossa pesquisa no referido autor: Como se pode manter a dignidade e inquebrantável a vontade em ambientes hostis?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aldo Lopes Dinucci - Coordenador / Alexandre Cabeceiras - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Sergipe - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2007 - 2012
Tradução bilingüe comentada e anotada do Enqueirídion de Epicteto
Descrição: Este projeto tem como objetivo a produção de tradução bilingüe (a partir do grego clássico) do "Encheirídion" de Epicteto, filósofo grego extremamente importante para o desenvolvimento do pensamento ocidental mas pouco estudado no Brasil. Como resultados, espera-se tanto a produção de material didático quanto a publicação de um livro com introdução e notas contendo a referida tradução..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aldo Lopes Dinucci - Coordenador / Alfredo Julien - Integrante / Antonio carlos de Oliveira Rodrigues - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 14
2003 - 2015
Tradução Comentada de Seleção de Cartas de Sêneca a Lucílio
Descrição: Este projeto tem como objetivo a produção de tradução (a partir do latim clássico) de uma seleção de cartas de Sêneca a Lucílio, filósofo romano grego, extremamente importante para o desenvolvimento do pensamento ocidental, mas pouco estudado no Brasil. Como resultados, espera-se tanto a produção de material didático quanto a publicação de um livro com introdução e notas contendo a referida tradução..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2012
Conversas Socráticas
Descrição: O objetivo desse projeto é a produção de textos sobre o pensamento de Sócrates e dos socráticos, objetivando a consituição de um livro de artigos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - Atual
Tradução comentada das Diatribes de Epicteto
Descrição: Este projeto tem como objetivo a produção de tradução (a partir do grego clássico) dos "Discursos" de Epicteto, filósofo helenístico grego, extremamente importante para o desenvolvimento do pensamento ocidental, mas pouco estudado no Brasil. Como resultados, espera-se tanto a produção de material didático quanto a publicação de um livro com introdução e notas contendo a referida tradução. As Diatribes de Epicteto são prefaciadas por uma carta de Arriano endereçada a certo Lúcio Gélio (provavelmente parente de Aulo Gélio), na qual o autor afirma que (1) não compôs as Diatribes, mas que elas são meras transcrições das aulas de Epicteto em Hierápolis, e (2) não tomou a iniciativa de torná-las públicas, visto serem somente notas que escreveu para si mesmo e seus próximos, mas que elas se disseminaram sem que ele assim o desejasse. Diante da inesperada difusão dos escritos, Arriano decidiu dar-lhes forma final e publicá-los. Quanto ao ponto (1), Dobbin observa que, ao fazer tal afirmação, Arriano quer diferenciar-se de Platão e Xenofonte no que se refere ao papel que tiveram em relação a Sócrates. Em outras palavras: Arriano assevera não ter a pretensão de compor obras tratando do pensamento de Epicteto como aqueles o fizeram em relação a Sócrates, mas tão somente declara haver feito a transcrição das palavras de Epicteto sem nenhum tratamento literário. Dobbin questiona essa asserção de Arriano argumentando que, em sua época, as técnicas estenográficas eram primitivas e reservadas a escravos. Quanto a isso, podemos contraargumentar que nada impede que Arriano tenha adquirido essa técnica com a finalidade de captar com precisão as palavras de seu professor . E mesmo que não tenha transcrito verbatim tudo o que disse Epicteto, o que fez foi o suficiente para que ele próprio considerasse tê-lo feito na medida do possível e com fidelidade . Dobbin também observa que várias diatribes que apresentam Epicteto em conversas pessoais (por exemplo: D 1.11; 1.15; 2.14; 3.7) contradiriam essa afirmação de Arriano, pois este não teria acesso a tais diálogos. Entretanto, nada impede que Arriano, como aluno próximo a Epicteto, tenha efetivamente presenciado tais conversas e memorizado o seu cerne para depois transcrevê-las. Além disso, como o próprio Dobbin reconhece, concorda-se que, apesar de não se poder saber ao certo como as Diatribes foram escritas, elas refletem o pensamento de Epicteto, já que testemunhos antigos comprovam essa fidelidade . Por essas razões, embora organizadas e editadas por Arriano, a autoria das Diatribes é tradicionalmente atribuída a Epicteto . Quanto ao título da obra, desde a Antiguidade foram-lhe atribuídos diferentes títulos. O próprio Arriano, em sua carta-prefácio, chama-as de Logoi (?Discursos?) e, depois, de Hyponemata (?Memórias?). Aulo Gélio as chama de Dissertationes (?Discursos?), ora ?Ordenados? , ora ?Compostos? por Arriano. Também as denomina Dialexeis, termo grego que ele mesmo traduz por Dissertationes (19.1). Marcos Aurélio ecoa Arriano, referindo-se às Diatribes como Epikteteia Hyponemata (?Memórias Epictetianas?). Autores tardios ainda dão outros nomes à obra. Estobeu, em suas Éclogas, muitas vezes as denomina simplesmente Epiktetou (?De Epicteto?); em outras oportunidades as intitula Apomnemoneumata (?Comentários?). Assim, temos vários títulos atribuídos à mesma obra, provavelmente em razão da difusão espontânea, pois, como observamos acima, o trabalho já circulava sem o consentimento de Arriano e sem sua edição final. O nome atual em grego é aquele presente no mais antigo códice de que dispomos (e arquétipo de todos os demais): o Bodleianus Graecorum Miscellaneorum 251 (s), do fim do século XI ou do início do século XII, conservado na biblioteca Bodleiana, em Oxford..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Aldo Lopes Dinucci - Coordenador / Antonio carlos de Oliveira Rodrigues - Integrante.
2000 - 2011
Teoria da Linguagem em Górgias de Leontinos
Descrição: Produção de artigos sobre Górgias e sua teoria da linguagem.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Dialektike
2014 - Atual
Periódico: Anais de Filosofia Clássica (Online)
2014 - Atual
Periódico: Revista Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental
2013 - Atual
Periódico: Perspectiva Filosofica (UFPE)
2012 - Atual
Periódico: GRIOT / UFRB
2010 - Atual
Periódico: Kinesis UNESP
2008 - Atual
Periódico: Prometeus


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: Prometeus (São Cristovão)
2008 - 2010
Periódico: Cadernos UFS. Filosofia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia/Especialidade: Socratismo.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende BemLê Bem.
Francês
Lê Bem.
Grego
Lê Bem.
Latim
Lê Bem.


Prêmios e títulos


2018
Newton Advanced Fellowship Award- B (2018-2020), BRITISH ACADEMY FOR HUMANIITIES AND SOCIAL SCIENCES.
2018
Prêmio Destaque (área de ciências Humanas) por orientação PIBIC no 28o EIC, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:2
Total de citações:4
Dinucci, A ; Dinucci, Aldo  Data: 22/08/2008

SCOPUS
Total de trabalhos:1
Total de citações:2
Aldo Dinucci  Data: 29/08/2014

Outras
Total de trabalhos:3
Total de citações:3
DINUCCI  Data: 15/06/2010

Artigos completos publicados em periódicos

1.
DINUCCI, A. L.2018DINUCCI, A. L.. GÓRGIAS E SÓCRATES QUANTO À EDUCAÇÃO: OPOSIÇÃO E COMPLEMENTARIDADE. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 10, p. 23-37, 2018.

2.
Dinucci, Aldo2018Dinucci, Aldo. [RESENHA] Anderson, Peter J. (2015). Seneca: selected dialogues and consolations. Indianapolis; Cambridge, Hackett Publishing Company, Inc.. Atlantis reviews, v. 21, p. 1, 2018.

3.
Dinucci, Aldo2018Dinucci, Aldo. O CARÁCTER COSMOPOLITA DO ESTOICISMO. Pórtico de Epicteto, v. 1, p. 9-13, 2018.

4.
DINUCCI, ALDO LOPES2018DINUCCI, ALDO LOPES. Epicteto e os estoicos: uma ontologia da superfície. PROMETEUS. FILOSOFIA EM REVISTA, v. 11, p. 1, 2018.

5.
Dinucci, Aldo2018Dinucci, Aldo; V. D> M. J. . [Nota de Pesquisa]: PESQUISAS BRASILEIRAS EM LÓGICA ESTOICA. PROMETEUS. FILOSOFIA EM REVISTA, v. 11, p. 303, 2018.

6.
DINUCCI, ALDO LOPES2017 DINUCCI, ALDO LOPES. Phantasia, Phainomenon and Dogma in Epictetus. Athens journal of humanities and arts, v. 4, p. 101-121, 2017.

7.
DINUCCI, ALDO LOPES2017DINUCCI, ALDO LOPES; V. D> M. J. . Amizade e coragem em Epicteto: apresentação e tradução das diatribes 1.11 e 1.23. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 1, p. 85, 2017.

8.
DINUCCI, A. L.2017DINUCCI, A. L.. [RESENHA] BELINTANI, LUÍS FELIPE ET alii. Anônimos Sofísticos. Discursos Duplos e Anônimo de Jâmblico. Rio de Janeiro: Hexis, 2012.. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 22, p. 221, 2017.

9.
DINUCCI, ALDO LOPES2017DINUCCI, ALDO LOPES. EPICTETO: CINCO DIATRIBES SOBRE PROGRESSO E ARTE DE VIVER. PERI, v. 8, p. 177, 2017.

10.
Dinucci, Aldo2017Dinucci, Aldo. O conceito estoico de phantasia: de Zenão a Crisipo. REVISTA ARCHAI: REVISTA DE ESTUDOS SOBRE AS ORIGENS DO PENSAMENTO OCIDENTAL, v. 21, p. 15, 2017.

11.
Dinucci, Aldo2017Dinucci, Aldo. [RESENHA] Anderson, Peter J. (2015). Seneca: selected dialogues and consolations. Indianapolis; Cambridge, Hackett Publishing Company, Inc.. REVISTA ARCHAI: REVISTA DE ESTUDOS SOBRE AS ORIGENS DO PENSAMENTO OCIDENTAL, v. 21, p. 337, 2017.

12.
Dinucci, Aldo2017Dinucci, Aldo. ASSENTIMENTO E LIBERDADE ? APRESENTAÇÃO E TRADUÇÃO DAS DIATRIBES DE EPICTETO 1.18 e 1.19. PENSANDO: REVISTA DE FILOSOFIA (UFPI), v. 8, p. 351, 2017.

13.
Dinucci, Aldo2016Dinucci, Aldo; BRITO, R. P. . Diatribes 19 e 20 de Musônio Rufo: sobre vestuário, habitação e utensílios domésticos. Revista ARCHAI. As origens do pensamento ocidental, v. 16, p. 201, 2016.

14.
Dinucci, Aldo2016Dinucci, Aldo. Epicteto: Diatribes 1.29 e 1.30 - uma síntese da filosofia epictetiana das Diatribes. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 19, p. 229, 2016.

15.
Dinucci, Aldo2016Dinucci, Aldo; FONTES, L. M. . Lista dos estoicos antigos. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 19, p. 267, 2016.

16.
Dinucci, Aldo2016Dinucci, Aldo. EPICTETO: SEIS DIATRIBES TEOLÓGICAS. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 8, p. 101, 2016.

17.
BRITO, RODRIGO PINTO DE2016BRITO, RODRIGO PINTO DE ; Dinucci, Aldo . Ário Dídimo, Epítome de Ética Estoica, 2.7.5A- 2.7.5B. Trans/form/ação (UNESP. Marília. On line), v. 39, p. 255-274, 2016.

18.
DINUCCI, A. L.2016DINUCCI, A. L.. 2a. edição [Recensão a] GOURINAT, J. B.; BARNES, J. (Org.). Ler os Estoicos. Paula S. R. C. Silva (Trad.). São Paulo: Loyola, 2013. Atlantis reviews, v. 12, p. 122, 2016.

19.
DINUCCI, A. L.2016DINUCCI, A. L.. 2a edição [Recensão a] SEXTO EMPÍRICO. Contra os Retóricos. Introdução, Tradução e notas de Rodrigo Brito e Rafael Huguenin. Marília: UNESP, 2013. Atlantis reviews, v. 11, p. 122, 2016.

20.
DINUCCI, ALDO LOPES2016DINUCCI, ALDO LOPES. CINCO DIATRIBES DE EPICTETO SOBRE RAZÃO E LOUCURA. Griot, v. 14, p. 469, 2016.

21.
DINUCCI, ALDO LOPES2016DINUCCI, ALDO LOPES. [2a. Edição] A ESCRITA HERACLÍTICA DE FERREIRA GULLAR. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 21, p. 5, 2016.

22.
DINUCCI, ALDO LOPES2016DINUCCI, ALDO LOPES. EPICTETO, DIATRIBE 1.28 - PORQUE É PRECISO NÃO SE IRRITAR COM OS SERES HUMANOS, E QUAIS SÃO AS COISAS PEQUENAS E GRANDES ENTRE ELES. Dialektiké, v. 2, p. 48, 2016.

23.
Dinucci, Aldo2015Dinucci, Aldo. Joaquim Nabuco, Epicteto e a Abolição da Escravatura. Genius, v. 6, p. 41-45, 2015.

24.
Dinucci, Aldo2015Dinucci, Aldo. [RESENHA] SEXTO EMPÍRICO. Contra os Retóricos. Introdução, Tradução e notas de Rodrigo Brito e Rafael Huguenin. Marília: UNESP, 2013.. Revista ARCHAI. As origens do pensamento ocidental, v. 8, p. 153, 2015.

25.
Dinucci, Aldo2015Dinucci, Aldo. O. D'Jeranian (trans.) Épictetè: sentences et fragments. Pp. 136. Paris: Éditions Manucius, 2014. Paper, -10. ISBN: 978-28-45784-30-7.. Classical Review, v. 66, p. 1-2, 2015.

26.
DINUCCI, ALDO LOPES2015DINUCCI, ALDO LOPES. DIATRIBES 1.24 E 1.25: ENFRENTANDO AS DIFICULDADES DA VIDA. Dialektiké, v. 2, p. 131-142, 2015.

27.
Dinucci, Aldo2015Dinucci, Aldo. Diatribes 5 e 6 de Musônio Rufo: Sobre a relação entre teoria, hábito e exercício. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 7, p. 87, 2015.

28.
V. D> M. J.2015V. D> M. J. ; Dinucci, Aldo . SOLUÇÃO DE SILOGISMOS ESTOICOS. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 7, p. 40, 2015.

29.
Dinucci, Aldo2015 Dinucci, Aldo; V. D> M. J. . TEORIA ESTOICA DOS ARGUMENTOS. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 7, p. 22, 2015.

30.
Dinucci, Aldo2015Dinucci, Aldo. Epicteto: Diatribes I.7 e II.25 ? relação entre a lógica e as ações convenientes. Classica, v. 28, p. 193-203, 2015.

31.
DINUCCI, A. L.2014DINUCCI, A. L.. Apresentação e tradução do proêmio do comentário de Simplício ao Encheirídion de Epicteto. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 7, p. 165, 2014.

32.
DINUCCI, A. L.2014DINUCCI, A. L.. GOURINAT, J. B.; BARNES, J. (Org.).Ler os Estoicos. Paula S. R. C. Silva (Trad.). São Paulo: Loyola, 2013.. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 7, p. 251, 2014.

33.
Dinucci, Aldo2014Dinucci, Aldo. Apresentação e tradução da Diatribe 1.1 de Epicteto. Revista ARCHAI. As origens do pensamento ocidental, v. 13, p. 143-157, 2014.

34.
Dinucci, Aldo2014Dinucci, Aldo. APRESENTAÇÃO E TRADUÇÃO DA DIATRIBE DE EPICTETO 1.8. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 7, p. 289-295, 2014.

35.
Dinucci, Aldo2014Dinucci, Aldo; V. D> M. J. . Taxonomia dos axiomata da lógica proposicional estoica. O QUE NOS FAZ PENSAR (PUCRJ), v. 34, p. 1-25, 2014.

36.
DINUCCI, A. L.2014DINUCCI, A. L.; BRITO, R. P. . Tradução e Apresentação da Diatribe de Epicteto 1.5. Revista de Filosofia Antiga (USP. Ed. português), v. 8, p. 116, 2014.

37.
DINUCCI, A. L.2013DINUCCI, A. L.. Diatribes 12 e 13 de Musônio Rufo: Sobre coisas relativas a Afrodite e casamento. Revista Crítica Histórica, v. 7, p. 348, 2013.

38.
DINUCCI, A. L.2013DINUCCI, A. L.. [Resenha] Sexto Empírico. Contra os Retóricos. Introdução, Tradução e notas de Rodrigo Brito e Rafael Huguenin. Marília: UNESP, 2013.. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 6, p. 293, 2013.

39.
DINUCCI, A. L.2013DINUCCI, A. L.. Encheirídon de Epicteto: sua transmissão e seu olvido da antiguidade aos nossos dias. FêniX (UFU. Online), v. 10, p. 1, 2013.

40.
Dinucci, Aldo2013Dinucci, Aldo. Blade Runner, pós-modernidade e totalitarismo. Viso : Cadernos de Estética Aplicada, v. 13, p. 1, 2013.

41.
DINUCCI, A. L.2012DINUCCI, A. L.. O Punhal de Epicteto. Critica (London), v. 1, p. 1, 2012.

42.
Dinucci, Aldo2012Dinucci, Aldo. Sócrates e as Estátuas de Dédalo: Algumas Considerações Sobre a Techné Moral Socrática. Revista Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 9, p. 50-60, 2012.

43.
Dinucci, Aldo2012Dinucci, Aldo; JULIEN, A. . Apresentação e Tradução do Encheirídion de Epicteto. Revista Archai: Revista de Estudos sobre as Origens do Pensamento Ocidental, v. 9, p. 100-120, 2012.

44.
Dinucci, Aldo2012Dinucci, Aldo. Fragmentos menores de Caio Musônio Rufo Gaius Musonius Rufus - Fragmenta Minora. Trans/Form/Ação (UNESP. Marília. Impresso), v. 35, p. 267-284, 2012.

45.
Dinucci, Aldo2012Dinucci, Aldo. TRADUÇÃO E COMENTÁRIO À DIATRIBE DE EPICTETO 1.2: COMO MANTER O CARÁTER PRÓPRIO EM TODAS AS OCASIÕES. Veredas da História, v. 5, p. 197-208, 2012.

46.
Dinucci, Aldo2011Dinucci, Aldo. (Resenha) Epictetus Encheiridion. Ed. G. J. Boter. Berlim: De Gruyter, 2007. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 7, p. 153-157, 2011.

47.
Dinucci, Aldo2011Dinucci, Aldo. A lógica estóica segundo Suzanne Bobzien. Critica (London), v. 1, p. 1, 2011.

48.
Dinucci, Aldo2011Dinucci, Aldo. A Escrita Heraclítica de Ferreira Gullar. Aisthe (Online), v. 5, p. 49-57, 2011.

49.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo. Diógenes, o Cão: Imagens, Ditos Célebres, Comentários, Epigramas. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 5, p. 85-99, 2010.

50.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo. Apresentação e Tradução do Elogio de Helena de Górgias de Leontinos. Ethica (UGF), v. 16, p. 201-212, 2010.

51.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo; Nascimento, Joelson . (Resenha) Coragem sob Fogo, de James B. Stockdale. Critica (London), v. 1, p. 1, 2010.

52.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo. (Resenha) Banquete e Apologia de Sócrates, de Xenofonte Tradução de Ana Elias Pinheiro. Critica (London), v. 1, p. 1, 2010.

53.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo. (Resenha): O Retorno da História, de Robert Kagan. Revista Pontes, v. 20, p. 111-114, 2010.

54.
DINUCCI, A. L.2010DINUCCI, A. L.. Górgias 448 C- 460 b: Sócrates estabelecendo as fundações da crítica à retórica através de sua concepção de technê. O Que nos Faz Pensar (PUCRJ), v. 28, p. 215-231, 2010.

55.
Dinucci, Aldo2010Dinucci, Aldo; Sêneca . TRADUÇÃO: LÚCIO ANEU SÊNECA. CARTA A LUCÍLIO IX (SOBRE FILOSOFIA E AMIZADE). Prometeus. Filosofia em Revista, v. 4, p. 117-125, 2010.

56.
DINUCCI, A. L.2010DINUCCI, A. L.. TEOLOGIA, ÉTICA E RACIONALIDADE EM SÓCRATES. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 6, p. 56-64, 2010.

57.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. Notas sobre a Teoria Aristotélica da Linguagem. Cadernos UFS. Filosofia, v. 5, p. 7-16, 2009.

58.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. Kairós. Confraria ( Rio de Janeiro), v. 24, p. 2-9, 2009.

59.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. A Iminência da Morte e o Desfrutar da Vida na Poesia e no Ethos Greco-Romano. Notandum (USP), v. 19, p. 38-44, 2009.

60.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. A Sedução do Lógos no Elogio de Helena de Górgias. Artefilosofia (UFOP), v. 6, p. 135-146, 2009.

61.
DINUCCI, A. L.2009DINUCCI, A. L.. Guerra, técnica, eficácia e moral: reflexões de Stockdale sobre a Guerra do Vietnã e os conflitos bélicos do século XX. Revista Urutágua (Online), v. 19, p. 63-71, 2009.

62.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. A relação entre virtude e felicidade em Sócrates. Filosofia Unisinos, v. 10, p. 254-264, 2009.

63.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. Princípios epistemológicos do elenchus socrático. Trilhas Filosóficas (Online), v. 2, p. 72-85, 2009.

64.
Dinucci, Aldo2009Dinucci, Aldo. (Resenha) Indivíduo e comunidade na filosofia de Kierkegaard, de Marcio Gimenes de Paula. Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP), v. 15, p. 233-236, 2009.

65.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2008DINUCCI, A. L.. Tradução da Carta Ad Lucilium CVII de Sêneca. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 1, p. 21-23, 2008.

66.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2008DINUCCI, A. L.. Kairós, Retórica e Ética em Górgias de Leontinos. Controvérsia (UNISINOS), v. 4, p. 18-25, 2008.

67.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2008DINUCCI, A. L.. O doce encanto da pintura e da escultura no Elogio de Helena de Górgias de Leontinos. Viso : Cadernos de Estética Aplicada, v. 4, p. 29, 2008.

68.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2008DINUCCI, A. L.. Paráfrase do MXG do Tratado do Não-Ser de Górgias de Leontinos. Trans/Form/Ação, v. 31, p. 197-203, 2008.

69.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. Platão entre a Filosofia e a Retórica. Prometeus. Filosofia em Revista, v. 2, p. 1-14, 2008.

70.
DINUCCI, A. L.2008DINUCCI, A. L.. Nota sobre o Trágico e o Lapso entre o Ético e o Natural em Górgias de Leontinos. Existência e Arte, v. 3, p. 1-5, 2008.

71.
DINUCCI, A. L.2008DINUCCI, A. L.. Sêneca, Epicteto, Medéia e a Dissolução do Trágico. Revista Digital Art&, v. 10, p. 6, 2008.

72.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. A Bela Morte é o Belo Fim da Vida de Sócrates. Aisthe (Online), v. 2, p. 155-159, 2008.

73.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. Sócrates por Xenofonte: a filosofia em ação para a construção de um homem forte e senhor de si mesmo. Nuntius Antiquus, v. 2, p. 55-70, 2008.

74.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. O Elenchus como principal instrumento da pedagogia socrática. Saberes (Natal), v. 1, p. 5-16, 2008.

75.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. Análise das Três Teses do Tratado do Não-Ser de Górgias de Leontinos. O Que nos Faz Pensar (PUCRJ), v. 24, p. 5-22, 2008.

76.
DINUCCI, A. L.2008DINUCCI, A. L.. Joaquim Nabuco, Epicteto e a Abolição da Escravatura. Fenix: revista de historia e estudos culturais, v. 5, p. 1-14, 2008.

77.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. SÓCRATES VERSUS GÓRGIAS: As noções de téchne e dýnamis aplicadas à retórica. Anais de Filosofia Clássica (Online), v. 2, p. 3, 2008.

78.
Dinucci, Aldo2008Dinucci, Aldo. Arete, Techne e Phronesis em Sócrates. Humanidades em Revista, v. 7, p. 25-42, 2008.

79.
DINUCCI, A. L.2008DINUCCI, A. L.. Análise e Tradução do "Epitáfio" de Górgias de Leontinos. Olhar (UFSCar), v. 19, p. 222-227, 2008.

80.
DINUCCI, A. L.2008DINUCCI, A. L.. Linguagem, ontologia e a defesa aristotélica do principio de não-contradição. Kalagatos (UECE), v. 5, p. 11-32, 2008.

81.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2007DINUCCI, A. L.. Sócrates e sua Arquitetura de Viver. Ethica (UGF), v. 14, p. 15-45, 2007.

82.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2007DINUCCI, A. L.. Os Axiomas do Pensamento Socrático. Dissertatio (UFPel), v. 26, p. 155-164, 2007.

83.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2005DINUCCI, A. L.. Miscelânia Sofística. Cadernos UFS. Filosofia, ARACAJU, v. 01, n.3, p. 7-32, 2005.

84.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2005DINUCCI, A. L.. Caracterização, Indemonstrabalidade Ontológica e Demonstração Indireta do Princípio de Não-Contradição em Aristóteles. Kalagatos (UECE), v. 2, p. 11-36, 2005.

85.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2005DINUCCI, A. L.. A arquitetura de viver de Sócrates. Phronesis (PUCCAMP), v. 7, p. 11-30, 2005.

86.
DINUCCI, A. L.2002DINUCCI, A. L.. A sabedoria humana em Socrátes. Anais de Filosofia (UFSJ), v. 9, p. 189-191, 2002.

87.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES2001DINUCCI, A. L.. A Sabedoria do Carpe Diem. Alter (Rio de Janeiro), v. 1, p. 5-10, 2001.

88.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES1999DINUCCI, A. L.. Lógica e Teoria da Linguagem em Antístenes. O Que nos Faz Pensar, Rio de Janeiro, v. 13, n.13, p. 105-118, 1999.

89.
DINUCCI, A. L.;Dinucci, Aldo;DINUCCI, ALDO LOPES1999DINUCCI, A. L.. O Estatuto do Princípio de Não-Contradição nos Primeiros Analíticos de Aristóteles. Trama (UERJ), Rio de Janeiro, v. VI, n.10, p. 78-106, 1999.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Dinucci, Aldo. Anais do V Seminário Viva Vox. 1. ed. ARACAJU: Infographics, 2018. v. 1. 196p .

2.
DINUCCI, ALDO LOPES; FONTES, L. M. (Org.) ; BRITO, RODRIGO PINTO DE (Org.) ; CAVALCANTE, G. (Org.) ; MORAIS, L. I. (Org.) . Górgias de Leontinos. 1. ed. São Paulo: Oficina do Livro, 2017. 200p .

3.
Dinucci, Aldo; V. D> M. J. ; FONTES, L. M. ; CABECEIRAS, A. ; BRITO, R. P. . Introdução à lógica proposicional estoica. 1. ed. São Cristóvão: EdUFS, 2016. v. 1. 134p .

4.
BRITO, R. P. ; HUGUENIN, R. ; Dinucci, Aldo ; EL-JAICK, A. P. G. ; F. Fortes ; V. D> M. J. . Contra os gramáticos. 1. ed. São Paulo: UNESP, 2015. v. 1. 253p .

5.
DINUCCI, A. L.; JULIEN, A. ; HIERAPOLIS, E. ; Arriano, Fávio . O Encheiridion de Epicteto. 1. ed. Coimbra - São Paulo: Imprensa da Universidade Coimbra - Annablume, 2014. 100p .

6.
ARRIANO ; JULIEN, A. ; DINUCCI, A. L. ; EPICTETO . O Manual de Epicteto 3a. Edição. 3. ed. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2012. 52p .

7.
ARRIANO ; EPICTETO ; DINUCCI, A. L. ; JULIEN, A. . O ENCHEIRÍDION DE EPICTETO: EDIÇÃO BILÍNGUE. 1. ed. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2012. 96p .

8.
James B. Stockdale (Org.) ; Dinucci, Aldo (Org.) ; CABECEIRAS, A. (Org.) . A Tríade do Guerreiro Estoico. 1. ed. São Cristóvão: Editora da UFS, 2011. v. 1. 48p .

9.
James B. Stockdale (Org.) ; Dinucci, Aldo (Org.) ; Nascimento, Joelson (Org.) . Coragem sob Fogo: testando as doutrinas de Epicteto num laboratório comportamental humano.. 1. ed. São cristóvão: Editora da UFS, 2009. v. 1. 48p .

10.
DINUCCI, A. L.. Curso de Introdução à Filosofia. 1. ed. São Cristóvão: CESAD-UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, 2008. v. 1. 81p .

11.
Arriano, Fávio ; Dinucci, Aldo . O Manual de Epicteto: Aforismos da Sabedoria Estoica 2a. Edição. 2. ed. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2008. v. 1. 52p .

12.
ARRIANO ; EPICTETO ; DINUCCI, A. L. ; JULIEN, A. . Epicteto: Testemunhos e Fragmentos. 1. ed. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA UFS, 2008. v. 1. 56p .

13.
DINUCCI, A. L.. O Manual de Epicteto: Aforismos da Sabedoria Estoica 1a. Edição. 1. ed. Sao Cristovao: Editora da UFS, 2007. v. 1. 56p .

Capítulos de livros publicados
1.
Dinucci, Aldo. Phantasia, phainomenon e dogma em Epicteto. In: Aldo Dinucci. (Org.). Anais do V Seminário Viva Vox. 1ed.ARACAJU: Infographics, 2018, v. 1, p. 45-83.

2.
Dinucci, Aldo. Koinonia cósmica e antropológica em Epicteto. In: Deflim Leão, Gabriele Cornelli. (Org.). Cosmópolis: mobilidades culturais às origens do pensamento antigo. 1ed.Coimbra: Imprensa de Coimbra, 2017, v. , p. 75-88.

3.
Dinucci, Aldo. O doce encanto da pintura e da escultura no Elogio de Helena de Górgias de Leontinos. In: Izabela Bocayuva. (Org.). O BELO NA ANTIGUIDADE GREGA. 1ed.Rio de Janeiro: Nau, 2017, v. , p. 1-.

4.
DINUCCI, ALDO LOPES. A Sedução do Discurso Poético no Elogio de Helena de. In: Aldo Dinucci. (Org.). Górgias de Leontinos. 1ed.São Paulo: Oficina do Livro, 2017, v. 1, p. 29-50.

5.
DINUCCI, ALDO LOPES. O doce encanto da pintura e da escultura no Elogio de Helena de Górgias de Leontinos. In: Aldo Dinucci. (Org.). Górgias de Leontinos. 1ed.São Paulo: editorial Prometeus - Oficina do LIvro, 2017, v. , p. 51-64.

6.
DINUCCI, ALDO LOPES. Elogio de Helena (apresentação e tradução). In: Aldo Dincuci. (Org.). Górgias de Leontinos. 1ed.São Paulo: Editorial Prometeus - Oficina do Livro, 2017, v. , p. 65-76.

7.
DINUCCI, ALDO LOPES. Epitáfio (apresentação e tradução). In: Aldo Dinucci. (Org.). Górgias de Leontinos. 1ed.São Paulo: Editorial Prometeus - Oficina do Livro, 2017, v. , p. 77-86.

8.
DINUCCI, ALDO LOPES. Paráfrase do Tratado do Não-Ser no MXG (apresentação e tradução). In: Aldo Dinucci. (Org.). Górgias de Leontinos. 1ed.São Paulo: Editorial Prometeus- Oficina do Livro, 2017, v. 1, p. 87-102.

9.
DINUCCI, A. L.; V. D> M. J. . O caráter semântico e psicofísico do conceito estoico de lekton. In: Marcus José Alves de Souza; Maxwell Morais de Lima Filho. (Org.). Escritos e filosofia II Linguagem e Cognição. 1ed.Maceió: Edufal, 2017, v. , p. 105-.

10.
DINUCCI, ALDO LOPES; RODRIGUES, A. C. O. . A Eucharistia em Epicteto. In: Clóvis Ecco. (Org.). Epistemologias da religião e relações da religiosidade. 1ed.Curitiba: Prismas, 2017, v. , p. 17-54.

11.
Dinucci, Aldo. Sêneca, Epicteto, Medeia e a dissolução do trágico. In: Maria de Fátima Silva, Maria do Céu Fialho; José Luís Brandão. (Org.). Teatro Greco-Latino e sua recepção I. 1ed.Coimbra: Imprensa de Coimbra, 2016, v. , p. 331-340.

12.
Dinucci, Aldo. Encheirídon de Epicteto: transmissão e recepção da Antiguidade aos nossos dias. In: LIMA, Marcelo Pereira; MUNIZ, Márcio Ricardo Coelho; CAVICCHIOLI [. (Org.). TEMPO, HISTÓRIA E FICÇÃO: ENSAIOS SOBRE A ANTIGUIDADE E A IDADE MÉDIA. 1ed.Salvador: Quarteto, 2014, v. , p. 15-32.

13.
CABECEIRAS, A. ; DINUCCI, A. L. . Górgias e a destruição da ontologia. In: Sergio Hugo Menna. (Org.). Conhecimento e Linguagem. 1ed.Porto Alegre: Redes Editora, 2013, v. , p. 49-56.

14.
Dinucci, Aldo. Sobre os Fragmentos Epictetianos. In: Aldo DInucci ; Alfredo Julien. (Org.). Epicteto: Testemunhos e fragmentos. 1ed.São Cristóvão: Editora da UFS, 2008, v. , p. 19-56.

15.
DINUCCI, A. L.. Notas sobre la Escuela Filosófica Cínica. In: Sergio H. Menna. (Org.). Estudios Contemporáneos sobre Ética. 1ed.Córdoba: Jorge Sarmeiento Editor / Universitas, 2008, v. , p. 139-144.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DINUCCI, A. L.. Ética Aplicada: estratégias para lidar com o assédio moral no trabalho e no lar. Cinform, Aracaju, p. 1 - 1, 02 fev. 2009.

2.
DINUCCI, A. L.. Inclusão social em mão dupla. ANF - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DAS FAVELAS, 12 jan. 2009.

3.
DINUCCI, A. L.. Viva Vox difunde pensamento clássico. Cinform, p. 2 - 3, 25 mar. 2008.

4.
DINUCCI, A. L.. FILOSOFIA PARA QUE SERVE?. INFORMATIVO DO CECH, SÃO CRISTÓVÃO, p. 1 - 1, 06 maio 2005.

5.
DINUCCI, A. L.. A FILOSOFIA É BELA. Prometeus (São Cristovão), UFS, p. 1 - 1, 15 jul. 2004.

6.
DINUCCI, A. L.. 'CARPE DIEM'. JORNAL DA CIDADE, ARACAJU, p. B-6 - B-6, 10 dez. 2003.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Dinucci, Aldo. A ESCRITA HERACLÍTICA DE FERREIRA GULLAR. In: III Seminário de Filosofia Antiga Noesis, 2009. Anais de Filosofia Antiga. Rio de Janeiro: Poesis, 2009. v. 3.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Dinucci, Aldo. A Erótica Socrática por Xenofonte. In: XI SIMPÓSIO INTERNACIONAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PLATONISTAS E VII SEMINÁRIO INTERNACIONAL ARCHAI, 2011, RECIFE. Caderno de Resumos (Seminário Internacional Archai). Recife: ufpe/unb, 2011.

2.
DINUCCI, A. L.. A Lógica Estoica segundo Bobzien. In: I Simpósio Prometeus Filosofia em Revista ; III Seminário Viva Vox, 2011, SÃO CRISTÓVÃO. CADERNO DE RESUMOS, 2011.

3.
Dinucci, Aldo. Encheirídion de Epicteto: sua transmissão e seu olvido da antiguidade aos nossos dias. In: V Seminário de Filosofia Antiga Noesis, 2011, RIO DE JANEIRO. CADERNO DE RESUMOS, 2011.

4.
DINUCCI, A. L.. O Poder e a Sedução do Discurso no Pensamento de Górgias de Leontinos. In: III ENCONTRO INTERINSTITUCUIONAL DE FILOSOFIA - UFPB-UFPE-UFRN, 2005, RECIFE. ANAIS DO III ENCONTRO INTERINSTITUCUIONAL DE FILOSOFIA - UFPB-UFPE-UFRN. RECIFE: UFPE, 2005.

5.
DINUCCI, A. L.. A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. In: II ENCONTRO INTERINSTITUCIONAL DE FILOSOFIA, 2004, JOÃO PESSOA. RESUMOS DO II ENCONTRO INTERINSTITUCIONAL DE FILOSOFIA, 2004. p. 5-6.

6.
DINUCCI, A. L.. A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. In: XI ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA, 2004, SALVADOR. ANAIS DO XI ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA. SÃO PAULO: ANPOF, 2004.

7.
VENÂNCIO, R. ; DINUCCI, A. L. . AS TRES MEDÉIAS. In: VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2004, SÃO CRISTÓVÃO. ANAIS DO VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2004.

8.
VENÂNCIO, R. ; DINUCCI, A. L. . OTIMISMO E PESSIMISMO EM SCHOPENHAUER. In: VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2004. ANAIS DO VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2004.

9.
DINUCCI, A. L.. CONSIDERAÇÕES SOBRE A SOFÍSTICA. In: VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS, 2003, SÃO CRISTÓVÃO. ANAIS DA VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2003. p. 13-13.

10.
DINUCCI, A. L.. A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. In: VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS, 2003, são cristóvão. ANAIS DA VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS. SÃO CRISTÓVÃO: EDITORA DA UFS, 2003. p. 12-12.

11.
DINUCCI, A. L.. ARISTÓTELES E A DOUTRINA DAS QUATRO AITIAI. In: I CONGRESSO INTERNACIONAL DE METAFÍSICA, 2003, NATAL. ANAIS DO I CONGRESSO INTERNACIONAL DE METAFÍSICA. NATAL: EDITORA DA UFRN, 2003.

12.
DINUCCI, A. L.. ELEMENTOS SOBRE A RELIGIOSIDADE NA ERA CLÁSSICA. In: V CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2003, SÃO CRISTÓVÃO. ANAIS DO V CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. SÃO CRISTÓVÃO: EDITRA DA UFS, 2003.

13.
DINUCCI, A. L.. A PIEDADE SOCRÁTICA. In: X ANPOF, 2002, SÃO PAULO. ATAS DO X ENCONTRO DE FILOSOFIA. CAMPINAS: FÁTIMA REGINA R. ÉVORA, 2002. p. 267-267.

14.
DINUCCI, A. L.. ARQUITETURA DE VIVER. In: II Semana dos Alunos de Pós-Graduação da PUC-Rio, 2001, RIO DE JANEIRO. ANAIS DA II Semana dos Alunos de Pós-Graduação da PUC-Rio. RIO DE JANEIRO: EDITOA DA PUC-RJ, 2001.

15.
DINUCCI, A. L.. SABEDORIA HUMANA E SABEDORIA DIVINA EM SÓCRATES. In: III ENCONTRO DE FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA, 2001, SÃO JOÃO DEL REY. ANAIS DO III ENCONTRO DE FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA. SÃO JOÃO DEL REY: EDITORA DA UFSJR, 2001. v. 9. p. 189-191.

16.
DINUCCI, A. L.. A TEORIA DA LINGUAGEM EM GÓRGIAS. In: VIIII ANPOF, 1998, CAXAMBÚ. ATAS DO XIII ENCONTRO DE FILOSOFIA, 1998.

17.
DINUCCI, A. L.. A POÉTICA DE ANTÔNIO CARLOS JOBIM. In: 4 SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 1995, RIO DE JANEIRO. ANAIS DA 4 SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UERJ. RIO DE JANEIRO: EDITORA DA UERJ, 1995.

Apresentações de Trabalho
1.
Dinucci, Aldo. O doce encanto da pintura e da escultura no Elogio de Helena no Górgias de Leontinosb. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
DINUCCI, A. L.. Préefácio. Porto Alegre, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY - PROGRAMA DE ESTREIA. 2016.

2.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 2o Programa DICK FARNEY SOLO RADIO UFS 92.1. 2016.

3.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 3o. PROGRAMA - SUCESSOS UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

4.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 4o. PROGRAMA - JAM (1954 -1955)- UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

5.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 6o. PROGRAMA - Reserva especial (2001) UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

6.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 7o. PROGRAMA - Música romântica com Dick Farney (1954) UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

7.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 8o. PROGRAMA - Farney no MIS/SP (1987) UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

8.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 9o. PROGRAMA - Farney na TV Cultura 1972 - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

9.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 10o. PROGRAMA - Farney na Elenco - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

10.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 11o. PROGRAMA - Farney e Simonetti - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

11.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 12o. PROGRAMA - Farney e Lúcio Alves - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

12.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 13o. PROGRAMA - Farney JAZZ 1962 - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

13.
Dinucci, Aldo. Dick Farney - Noite (1981, Completo) TonicoManel 233 visualizações 32:58 Dick Farney - 1975 - Dick Farney Saulo Nunes 1,4 mil visualizações 50:51 Especial Dick Farney 66 O Piano Extraordinário de Dick Farney IV Aldo Dinucci 311 visualizações 45:14 Especial Dick Farney 100: Copacabana Aldo Dinucci 66 visualizações 59:42 Dick Farney - 1990 - Especial Saulo Nunes 8,2 mil visualizaçõe. 2016.

14.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 16o. PROGRAMA - Dick Farney 1975 - UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

15.
Dinucci, Aldo. DICK FARNEY PGM 88 - Show ao vivo 1986 parte final Aldo Dinucci 74 visualizações 49:50 ESPECIAL DICK FARNEY 9o. PROGRAMA - Farney na TV Cultura 1972 - UFS FM 92.1 SERGIPE Aldo Dinucci 1,2 mil visualizações 32:29 Dick Farney 1974 Dick Farney e Você Saulo Nunes 1,2 mil visualizações 47:23 DICK FARNEY PGM 86 - As duas maneiras de Dick Farney Aldo Dinucci 67 visualizações 41:12 ESPECI. 2016.

16.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 18o. PROGRAMA - Trio Dick Farney 5 anos de JAZZ - UFS FM 92.1 SE. 2016.

17.
Dinucci, Aldo. Especial Dick Farney Entrevista com Mariângela Toledo Foi ao ar em , 9:00 h, pela- Rádio UFS 92.1 FM SERGIPE. 2016.

18.
Dinucci, Aldo. Especial Dick Farney Entrevista com Mariângela Toledo, segunda parte. 2016.

19.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY 5o. PROGRAMA - Feliz de amor (1983) UFS FM 92.1 SERGIPE. 2016.

Redes sociais, websites e blogs
1.
Dinucci, Aldo. O que promete e o que requer de nós o estoicismo. 2018; Tema: filosofia. (Blog).

2.
Dinucci, Aldo. Lúcio Aneu Sêneca: Carta a Lucílio IX ? Sobre Filosofia e Amizade (trad. A. Dinucci). 2018; Tema: Estoicismo. (Blog).

3.
Dinucci, Aldo. A tese estoica da irmandade de todos os humanos. 2018; Tema: estoicismo. (Blog).

4.
Dinucci, Aldo. O que fazer diante daquele que tem opiniões com as quais não concordamos? Algumas considerações epictetianas. 2018; Tema: estoicismo e ética. (Blog).

5.
Dinucci, Aldo. Opinião e amizade ? algumas considerações epictetianas. 2018; Tema: estoicismo. (Blog).

6.
DINUCCI, ALDO LOPES. Redescobrindo os estoicos: Uma entrevista com Aldo Dinucci. 2017; Tema: Estoicismo. (Blog).

7.
DINUCCI, A. L.. Epicteto e Stockdale: Algumas estratégias para combater o assédio moral. 2017; Tema: assédio moral. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 25 Edição especial. 2018. (Editoração/Periódico).

2.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 26. 2018. (Editoração/Periódico).

3.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 10 VOLUME 10 NÚMERO 22. 2017. (Editoração/Periódico).

4.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 10 VOLUME 10 NÚMERO 23. 2017. (Editoração/Periódico).

5.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 24. 2017. (Editoração/Periódico).

6.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 19. 2016. (Editoração/Periódico).

7.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 20. 2016. (Editoração/Periódico).

8.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 9 VOLUME 9 NÚMERO 21 edição especial. 2016. (Editoração/Periódico).

9.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 8 VOLUME 8 NÚMERO 17. 2015. (Editoração/Periódico).

10.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 8 VOLUME 8 NÚMERO 18. 2015. (Editoração/Periódico).

11.
Dinucci, Aldo; BRITO, R. P. . Editor convidado de duas edições (13 e 14) da ANAIS DE FILOSOFIA CLÁSSICA (IFCS). 2015. (Editor).

12.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 7 VOLUME 7 NÚMERO 15. 2014. (Editoração/Periódico).

13.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 7 VOLUME 7 NÚMERO 16. 2014. (Editoração/Periódico).

14.
DINUCCI, A. L.. REVISTA PROMETEUS N. 10. 2013. (Editoração/Periódico).

15.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETESU N. 11. 2013. (Editoração/Periódico).

16.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 6 VOLUME 6 NÚMERO 14 Edição Especial: Seis conferências de Michel Foucault sobre a parrhesia. 2013. (Editoração/Periódico).

17.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 9. 2012. (Editoração/Periódico).

18.
Dinucci, Aldo. PROMETEUS ANO 6 VOLUME 6 NÚMERO 12. 2012. (Editoração/Periódico).

19.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 8. 2011. (Editoração/Periódico).

20.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 5. 2010. (Editoração/Periódico).

21.
Dinucci, Aldo. Cadernos UFS Filosofia N. 7. 2010. (Editoração/Periódico).

22.
DINUCCI, A. L.. REVISTA PROMETEUS N. 6. 2010. (Editoração/Periódico).

23.
Dinucci, Aldo. Revista Prometeus n.6. 2010. (Editoração/Periódico).

24.
Dinucci, Aldo. Acerca do Encheirídion de Epicteto. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 3. 2009. (Editoração/Periódico).

26.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 4. 2009. (Editoração/Periódico).

27.
Dinucci, Aldo. Cadernos UFS Filosofia N. 5. 2009. (Editoração/Periódico).

28.
Dinucci, Aldo. Cadernos UFS Filosofia N. 6. 2009. (Editoração/Periódico).

29.
MARCOS ANTONIO DA SILVA ; Dinucci, Aldo . A Construção do Texto na Ciência. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

30.
JULIEN, A. ; Dinucci, Aldo . Epicteto: Testemunhos e Fragmentos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

31.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 2. 2008. (Editoração/Periódico).

32.
Dinucci, Aldo. Cadernos UFS Filosofia N. 4. 2008. (Editoração/Periódico).

33.
Dinucci, Aldo. Cadernos UFS Filosofia N. 3. 2008. (Editoração/Periódico).

34.
Dinucci, Aldo. REVISTA PROMETEUS N. 1. 2008. (Editoração/Periódico).

35.
DINUCCI, A. L.. O Manual de Epicteto - Segunda Edição. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

36.
DINUCCI, A. L.. O Manual de Epicteto: Aforismos da Sabedoria Estóica. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

37.
DINUCCI, A. L.. AULAS DE INTRODUÇÃO À FILOSOFIA - UNIDADE 1 (10 AULAS). 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO PARA A UAB).

38.
DINUCCI, A. L.. INTRODUÇÃO AO GREGO ÁTICO. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
DINUCCI, A. L.; PIAUI, W. S.; MONEGALHA, F.. Participação em banca de Edson Peixoto Andrade. O problema do sentido em Deleuze. 2018. Dissertação (Mestrado em MESTRADO EM FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

2.
DINUCCI, A. L.; BECKER, E.; ALVARO, B.. Participação em banca de Marcus de Aquino Resende. Górgias de Leontinos: filósofo, retor, político e sua retórica do Kosmos Social. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

3.
Dinucci, Aldo; RODRIGUES, A. C. O.; PICH, R. H.. Participação em banca de Diogo da Luz. Pathos; distúrbio passional e terapia em Epicteto. 2018. Dissertação (Mestrado em MESTRADO EM FILOSOFIA) - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL.

4.
OLIVEIRA, F. L.; REIS, M.; Dinucci, Aldo. Participação em banca de Fernanda Lopes de Oliveira. A tanatologia em Epicteto. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado e Filosofia) - Universidade Federal Fluminense.

5.
Dinucci, Aldo; PIAUI, W. S.; TOLLE, O.. Participação em banca de Hudson Kleber Plmeira Canuto. Leibniz: a origem dos franceses tradução, apresentação e comentários. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

6.
Dinucci, Aldo; PIAUI, W. S.; BRITO, R. P.. Participação em banca de VALTER DUARTE MOREIRA JUNIOR. NOTAS SOBRE A LÓGICA ESTOICA. 2016. Dissertação (Mestrado em MESTRADO EM FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

7.
DINUCCI, A. L.; Nascimento, Joelson; MENNA, S. H.; SANTORO, F.. Participação em banca de Joelson Santos Nascimento. O entimema na Arte retórica de Aristóteles. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

Teses de doutorado
1.
C M J; FRANCO, I.; ANACHORETA, M. I.; HOLANDA, L. S. B.; BELLINTANI, L. F.; DINUCCI, A. L.; Dinucci, Aldo. Participação em banca de Carlos Moneteiro Júnior. Filosofia, retórica e educação no pensamento de Isócrates. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

2.
ZINGANO, M. A. A.; DINUCCI, A. L.; PUENTE, F. E. B. R.; BOLZANI FILHO, R.; MOTTA, A. C.. Participação em banca de Hugo Bezerra Tiburtino. Lógica como órganon no aristotelismo antigo. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
SOUZA FILHO, D. M.; BRITO, R. P.; Dinucci, Aldo. Participação em banca de Alexandre Skvirsky. O ceticismo é uma doutrina da dúvida?. 2015. Tese (Doutorado em Programa de pós-graduação em Filsoofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

4.
PERINE, M.; VALVERDE, A.; Dinucci, Aldo; SAYEGH, A.; ANTONIO, S.. Participação em banca de Antonio Carlos de Oliveira Rodrigues. Askesis e Katharsis em Epicteto. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

5.
Dinucci, Aldo; FRANCO, I. F.; BUENO, V. C. A.; SOUZA FILHO, D. M.. Participação em banca de Rodrigo Pinto de Brito. Da coerência pragmática da dynamis cética em perspectiva dialética. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
Dinucci, Aldo; CABECEIRAS, A.; SERGIO HUGO MENNA. Participação em banca de Alípio José Viana Pereira Neto. Sofismas: uma classificação. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São João Del-Rei.

2.
CABECEIRAS, A.; DINUCCI, A. L.; A. A. Koslowski. Participação em banca de Cinthia Almeida Lima. Argumento ou argumentos ontológicos em Santo Anselmo?. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em MESTRADO EM FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

3.
DINUCCI, ALDO LOPES; REIS, M.. Participação em banca de Fernanda Lopes. Tanatologia em Epicteto. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado e Filosofia) - Universidade Federal Fluminense.

4.
DINUCCI, A. L.; PIAUI, W. S.; BRITO, R. P.. Participação em banca de Edson Peixoto de Andrade. O problema do sentido em Deleuze. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

5.
PIAUI, W. S.; Dinucci, Aldo; A. A. Koslowski. Participação em banca de Hudson Kleber Palmeira Canuto. Leibniz e a origem dos franceses. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

6.
OLIVEIRA, L.; ALBUQUERQUE, G.; Dinucci, Aldo. Participação em banca de Aryane Raysa Araújo dos Santos. O conceito da firmeza de alma nas cartas a Lucílio de Sêneca. 2015.

7.
C T Cesar; G SIlva; Dinucci, Aldo. Participação em banca de TELMA MARIA SANTOS MACHADO. Ética da responsabilidade ambiental em Hans Jonas e a relevância do diálogo entre a Filosofia, a Biologia e o Direito. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em PPFL) - Universidade Fderal de Serigpe.

8.
Dinucci, Aldo; OLIVEIRA, L.; FEITOSA, Z. M. L.. Participação em banca de RANCISCO EDUARDO LEITE. A QUESTÃO DO TEMPO EM SÊNECA: SUA RELAÇÃO COM O ÓCIO E A EDUCAÇÃO DO CARÁTER. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Piauí.

9.
DINUCCI, A. L.; MENNA, S. H.; BALIEIRO, M. R.. Participação em banca de JOELSON SANTOS NASCIMENTO. O ENTIMEMA NA RETÓRICA DE ARISTÓTELES: SUA ESTRUTURA LÓGICA E SUA RELAÇÃO COM O PATHOS E O ETHOS. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

10.
BALIEIRO, M. R.; SERGIO HUGO MENNA; DINUCCI, A. L.. Participação em banca de VAGNER GOMES RAMALHO u. Os problemas centrais do desenvolvimento da ciência segundo Thomas S. Kuhn ? Explicação e análise do modelo proposto em A estrutura das revoluções científicas. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
Dinucci, Aldo; SILVA, M.; PIAUI, W. S.. Participação em banca de Marina FernandesMarasco. Sobre a verdade;uma discussão entre inferencialismo semântico e behaviorismo radical. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Filosofia) - Universidade Federal de Alagoas.

2.
MARCOS ANTONIO DA SILVA; MARCOS ANDRÉ DE BARROS; DINUCCI, A. L.. Participação em banca de WILSON MACEDO SIQUEIRA. A hermenêutica Gadameriana como Instrumento de Racionalidade da Decusão Judicial. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA) - Universidade Federal de Sergipe.

3.
MARCOS ANTONIO DA SILVA; MARCOS ANDRÉ DE BARROS; DINUCCI, A. L.. Participação em banca de MAX AUGUSTO FRANCO PEREIRA. CIÊNCIAS E PARADIGMAS. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA) - Universidade Federal de Sergipe.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SILVA, C. E. M. L. E.; Dinucci, Aldo; BALIEIRO, M.; RESENDE, M. A.; FONTES, L. M.. Participação em banca de Carlos Enéas Moraes Lins e Silva.Reflexões polítiicas em Musônio Rufo. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

2.
Dinucci, Aldo; CABECEIRAS, A.; BALIEIRO, M.. Participação em banca de Valter Duarte.Lógica Estoica: algumas notas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe.

3.
DINUCCI, A. L.; MARCOS ANTONIO DA SILVA; MARCOS ANDRÉ DE BARROS. Participação em banca de jJOELSOSN NASCIMENTO.A RETÓRICA DE ARISTÓTELES. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

4.
DINUCCI, A. L.. Participação em banca de EDMILSON MARTINS DOS SANTOS.EXISTENCIALISMO E FELICIDADE EM SARTRE. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SILVESTRE, R.; LUZ, A. M.; Dinucci, Aldo. CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA ADJUNTO EFETIVO. 2009. Universidade Federal de Sergipe.

2.
DINUCCI, A. L.; BEZERRA, C.; Figueira, M.. CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA ADJUNTO EFETIVO. 2009. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

3.
MARCOS ANTONIO DA SILVA; MARCOS ANDRÉ DE BARROS; DINUCCI, A. L.. CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2008. Universidade Federal de Sergipe.

4.
DINUCCI, A. L.. CONCURSO PARA SELEÇÃO DE PROFESSOR ADJUNTO EFETIVO - CADEIRA ÉTICA. 2006. Universidade Federal de Sergipe.

5.
DINUCCI, A. L.. CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2004. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

6.
DINUCCI, A. L.. CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2003. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

7.
DINUCCI, A. L.. CONCCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2003. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

8.
DINUCCI, A. L.. CONCURSO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2003. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.

Outras participações
1.
Dinucci, Aldo; BALIEIRO, M.. Seleção mestrado filosoifa UFS. 2018. Universidade Fderal de Serigpe.

2.
Dinucci, Aldo; BALIEIRO, M.. Seleção mestrado filosofia UFS. 2016. Universidade Fderal de Serigpe.

3.
MARCOS ANDRÉ DE BARROS; Dinucci, Aldo; FREIRE, S.. DINUCCI, Aldo Lopes; BARROS, Marcos André; BARRETO, Sônia / FREIRE, Sônia Barreto. Banca Examinadora de Aproveitamento de Estudos. Universidade Federal de Sergipe.. 2008. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
A dialética estoica e o elenchos socrático -Univ. Metodista SP.A dialética estoica e o elenchos socrático. 2018. (Outra).

2.
III Colóquio Brasileiro sobre Epicteto. O conceito de theorema em Epicteto. 2018. (Congresso).

3.
II Summer School Archai.Capítulo 1 do Encheiridion de Epicteto. 2018. (Seminário).

4.
IV Colóquio Nacional de Ética e Filosofia Política da UFS.Notas sobre a parrhesia na Antiguidade. 2018. (Outra).

5.
IV Jornada Ética e Linguagem.Epicteto e os estoicos: uma ontologia da superfície. 2018. (Seminário).

6.
IV Semana Nacional de Filosofia da UFAL.Persuasão e Anfibolia na Lógica Estoica. 2018. (Seminário).

7.
V Encontro Linguagem e Cognição.Se é necessário estudar lógica, então e necessário estudar lógica: análise do argumento de Diatribes 2.25. 2018. (Encontro).

8.
XVI Seminário Archai.O theorema condicional em Epicteto. 2018. (Seminário).

9.
Ciência na escola.Estratégias para o combate do assédio moral a partir de Epicteto e Stockdale. 2017. (Outra).

10.
Drama: da tragédia à filosofia- PUC-RJ. Sêneca, Epicteto, Medeia e a dissolução do trágico. 2017. (Congresso).

11.
II Colóquio Brasileiro sobre Epicteto.Epicteto e os estoicos: uma ontologia da superfície. 2017. (Outra).

12.
III SEMANA DE FILOSOFIA DA LINGUAGEM - UFS. É a lógica estoica paraconsistente?. 2017. (Exposição).

13.
III SILC.O método Rescher para contrafactuais. 2017. (Seminário).

14.
I Summer - Archai.Epicteto e os estoicos: uma ontologia da superfície. 2017. (Seminário).

15.
IV Semana de Filosofia da Linguagem.NOTAS INTRODUTÓRIAS SOBRE O CONCEITO ESTOICO DE LEKTON. 2017. (Seminário).

16.
Marginália Filosófica UFS.Blade Runner: totalitarismo e pós-modernidade. 2017. (Simpósio).

17.
Semana de filosofia da UFS.Epicteto e os estoicos: uma ontologia da superfície. 2017. (Seminário).

18.
Semana de Filosofia do CAFIL.Notas sobre o Encheiridion de Epicteto. 2017. (Seminário).

19.
UFBA- MInicurso UFS Introdução ao Manual de Epicteto.Introdução ao Manual de Epicteto. 2017. (Seminário).

20.
VII Feira científica de Sergipe. Lógica estoica: uma lógica para o dia a dia. 2017. (Feira).

21.
17 ANPOF. O conceito estoico de phantasia: de Zenão a Crisipo. 2016. (Congresso).

22.
CLASTEA: Teatro clássico e a sua recepção. Sêneca, Epicteto, Medeia e a dissolução do trágico. 2016. (Congresso).

23.
II Encontro de cognição e linguagem UFAL.O conceito estoico de lekton. 2016. (Encontro).

24.
II SILC.Fundamentos da lógica estoica. 2016. (Seminário).

25.
Primeiro Colóquio Brasileiro sobre Epicteto.Phantasia tracheia em Epicteto. 2016. (Outra).

26.
UERJ- Minicurso NOESIS Lógica estoica.Introdução à lógica estoica. 2016. (Seminário).

27.
UFS MInicurso Introdução ao Manual de Epicteto - Semana de Fil UFS.Introdução ao Manual de Epicteto. 2016. (Oficina).

28.
VIII Colóquio Conhecimento & Ciência e II Semana de Filosofia da Linguagem. O conceito estoico de phantasia: de Zenão a Crisipo. 2016. (Congresso).

29.
III Seminário do Grupo Askesis - I Seminário do GT de Filosofia Helenística.Phantasia, phainomenon e dogma em Epicteto. 2015. (Seminário).

30.
Minicurso NOESIS UERJ: Catarse em Epicteto.Phanasai, phainomenon e dogma em Epicteto. 2015. (Outra).

31.
Primeira Jornada: Lógica e Linguagem - UFS.Considerações sobre a lógica estoica. 2015. (Seminário).

32.
Seminário de Pesquisa ARCHAI.O conceito estoico de phantasia, de Zenão a Crisipo. 2015. (Seminário).

33.
SEMINAR OF CLASSICAL STUDIES - KENT.Phantasia, phainomenon and dogma in Epictetus. 2015. (Seminário).

34.
XXV CICLO DE DEBATES EM HISTÓRIA ANTIGA. Joaquim Nabuco, Epicteto e a abolição da escravatura. 2015. (Congresso).

35.
Cosmópolis: mobilidades culturais.Koinonía cósmica e antropológica em Epicteto. 2014. (Seminário).

36.
II Colóquio sobre ceticismo.Epicteto em diálogo com os céticos: phantasía pithané. 2014. (Outra).

37.
Minicurso IFCS UFRJ: Lógica estoica.A Lógica Estoica. 2014. (Outra).

38.
Minicurso NOESIS UERJ: Phantasia, phainomenon e dogma em Epicteto.Phantasia, phainomenon e dogma em Epicteto. 2014. (Outra).

39.
Minicurso UFSC: Phantasía, phainómenon e dógma em Epicteto.Phantasía, phainómenon e dógma em Epicteto. 2014. (Oficina).

40.
VII SEMINÁRIO DE FILOSOFIA OUSIA.O doce encanto da pintura e da escultura no Elogio de Helena no Górgias de Leontinos. 2014. (Seminário).

41.
Congresso sobre éticas gregas e filosofia contemporânea. Encheirídion de Epicteto: recepção e transmissão, da Antiguidade aos nossos dias. 2013. (Congresso).

42.
I Encontro Nacional Vivarium.Transmissãoe Recepção do Encheiorídion de Epicteto: da Antiguidade aos nossos dias. 2013. (Encontro).

43.
MEDEIA, DO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO.A Medeia de Sêneca. 2013. (Oficina).

44.
Noesis: VI Seminário de Filosofia Antiga.Flávio Arriano: Preservando a memória de Epicteto. 2013. (Seminário).

45.
III JORNADA D ESTUDES CLÁSSICOS - UFES. CAPÍTULO 1 DO ENCHEIRÍDION DE EPICTETO: APRESENTAÇÃO DA OBRA E EXERCÍCIO DE TRADUÇÃO. 2012. (Congresso).

46.
MEDEIA, DO CLÁSSICO AO CONTEMPORÂNEO.A Medéia de Sêneca. 2012. (Oficina).

47.
XIII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS.NOTAS SOBRE A LÓGICA ESTOICA. 2012. (Outra).

48.
I Simpósio Prometeus Filosofia em Revista - III Seminário Viva Vox.A Lógica Estoica segundo Bobzien. 2011. (Simpósio).

49.
IV COLÓQUIO CONHECIMENTO & CIÊNCIA.CIÊNCIA E FILOSOFIA EM BLADE RUNNER. 2011. (Outra).

50.
V Seminário de Filosofia Antiga Noesis.Encheirídion de Epicteto: sua transmissão e seu olvido da antiguidade aos nossos dias. 2011. (Seminário).

51.
XI SIMPÓSIO INTERNACIONAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PLATONISTAS E VII SEMINÁRIO INTERNACIONAL ARCHAI.A ERÓTICA SOCRÁTICA POR XENOFONTE. 2011. (Simpósio).

52.
II Colóquio InternacIonal de Filosofia Antiga na Paraíba.A Oposição Estóica nos séculos 1 e 2 - Mesa. 2009. (Outra).

53.
III Seminário de Filosofia Antiga Noesis.A Escrita Heraclítica de Ferreira Gullar. 2009. (Seminário).

54.
Primeiro Seminário Viva Vox.SOBRE O PROJETO DIGNIDADE NA ADVERSIDADE. 2009. (Seminário).

55.
CAPACITAÇÃO DO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL EXTERNA. 2008. (Seminário).

56.
I Semana de Estudos Clássicos da UFS. Contribuição dos Estudos Clássicos na Contemporaneidade 2008. 2008. (Congresso).

57.
do I Encontro Nacional de Estudos Neoplatônicos. Destino e Liberdade em Sêneca. 2005. (Congresso).

58.
III ENCONTRO INTERINSTITUCUIONAL DE FILOSOFIA - UFPB-UFPE-UFRN.O PODER E A SEDUÇÃO DO DISCURSO NO PENSAMENTO DE GÓRGIAS DE LEONTINOS. 2005. (Encontro).

59.
II ENCONTRO INTERINSTITUICIONAL DE FILOSOFIA.A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. 2004. (Encontro).

60.
SEXTAS BÁSICAS.DIÓGENES MAIOR QUE ALEXANDRE. 2004. (Seminário).

61.
SEXTAS BÁSICAS.REFLEXÕES DA ANTIGÜIDADE SOBRE A MORTE. 2004. (Seminário).

62.
VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. PESSIMISMO E FELICIDADE EM SCHOPENHAUER. 2004. (Congresso).

63.
VI CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFS. AS TRES MEDÉIAS. 2004. (Congresso).

64.
VII SEMANA FILOSÓFICA E TEOLÓGICA.HOMEM: SER PARA O NADA OU PARA O INFINITO?. 2004. (Encontro).

65.
XI ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA.A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. 2004. (Encontro).

66.
I CONGRESSO INTERNACIONAL DE METAFÍSICA. ARISTÓTELES E A DOUTRINA DAS QUATRO AITIAI. 2003. (Congresso).

67.
SEXTAS BÁSICAS.CARPE DIEM E KAIRÓS NA LITERATURA GRECO-ROMANA. 2003. (Seminário).

68.
V CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. ELEMENTOS SOBRE A RELIGIOSIDADE NA ERA CLÁSSICA. 2003. (Congresso).

69.
VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS.A ARQUITETURA SOCRÁTICA DE VIVER. 2003. (Encontro).

70.
VII SEMANA DE FILOSOFIA DA UFS.CONSIDERAÇÕES SOBRE A SOFÍSTICA. 2003. (Encontro).

71.
X ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA. A Piedade Socrática. 2002. (Congresso).

72.
III ENCONTRO DE FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA. SABEDORIA HUMANA E SABEDORIA DIVINA EM SÓCRATES. 2001. (Congresso).

73.
II Semana dos Alunos de Pós-Graduação da PUC-Rio. ARQUITETURA DE VIVER. 2001. (Congresso).

74.
VIII ENCONTRO NACIONAL DE FILOSOFIA. A TEORIA DA LINGUAGEM EM GÓRGIAS. 1998. (Congresso).

75.
4 SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. A POÉTICA DE ANTÔNIO CARLOS JOBIM. 1995. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Dinucci, Aldo; CAVALCANTE, G. . II Summer School Archai. 2018. (Congresso).

2.
Dinucci, Aldo; RESENDE, M. A. . VI Seminário Viva Vox. 2018. (Outro).

3.
DINUCCI, ALDO LOPES. I SUMMER ARCHAI. 2017. (Congresso).

4.
DINUCCI, ALDO LOPES. V Seminário Viva Vox. 2017. (Congresso).

5.
Dinucci, Aldo; BRITO, R. P. . IV SEMINÁRIO VIVA VOX, I colóquio brasileiro sobre Epicteto. 2016. (Congresso).

6.
Dinucci, Aldo. I Simpósio Prometeus Filosofia em Revista; III Seminário Viva Vox. 2011. (Congresso).

7.
Dinucci, Aldo. II Semana de Estudos Clássicos; II Seminário Viva Vox. 2010. (Congresso).

8.
Dinucci, Aldo; Nascimento, Joelson . I SEMINÁRIO VIVA VOX. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Marcelo Barreto dos Santos. Phantasia em Epicteto. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia. (Coorientador).

2.
ALÍPIO JOSE VIANA PEREIRA NETO. Classificação de sofismas. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Marcus Resende de Aquino. A persuasão em Górgias. 2016. Dissertação (Mestrado em MESTRADO EM FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

2.
Valter Duarte Moreira Júnior. Notas sobre a lógica estoica. 2014. Dissertação (Mestrado em PPFL) - Universidade Fderal de Serigpe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

3.
Joelson Santos Nascimento. A relação entre ethos, páthos e entimema na retórica aristotélica. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Carlos Enéas Moraes Lins e Silva. Uma investigação sobre as reflexões políticas de Musônio Rufo. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

2.
Valter Duarte Moreira Júnior. Lógica Estoica: algumas notas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

3.
Joelson Nascimento dos Santos. A Retórica Aristotélica. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

4.
Marcus Everson dos Santos. A Poética de Aristóteles. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em filosofia) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

Iniciação científica
1.
CARLOS ENEAS MORAES LINS DA SILVA. A interpretação de Bobzien da Lógica estoica. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

2.
ALEX DEIWISON FIEL DE ANDRADE CANDIDO. Leitura dos fragmentos que nos chegaram sobre a lógica estoica. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

3.
Lauro Iane de Morais. Lógica estoica. 2016. Iniciação Científica - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

4.
Michelle Teles Dinucci. A lógica estoica. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras) - Universidade Fderal de Serigpe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

5.
CARLOS ENÉAS MORAES LINS DA SILVA. Lógica estoica. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em FILOSOFIA) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, FAPITEC. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

6.
Lauro iane de Moraes. A lógica estoica segundo Suzane Bobzien. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

7.
Valter Duarte Moreira Júnior. Lógica Estoica. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

8.
Lauro Iane de Moraes. A lógica estoica segundo Bozien. 2013. Iniciação Científica - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

9.
Murilo Souza de Lima. A lógica estoica segundo Bobzien. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

10.
Valter Duarte Junior. As doutrinas da causalidade de Aristóteles e Hume. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

11.
Marcos Sávio Santos Aguiar. A teoria da Causalidade de Hume. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade Fderal de Serigpe, Universidade Fderal de Serigpe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

12.
Edivan Santos. A Teoria da Causalidade em Aristóteles e Hume. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Licenciatura em filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

Orientações de outra natureza
1.
Valter Duarte Júnior. Dignidade na Adversidade. 2009. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Universidade Fderal de Serigpe. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.

2.
Joelson Nascimento dos Santos. A Amizade na Antigüidade. 2007. Orientação de outra natureza. (Licenciatura em filosofia) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aldo Lopes Dinucci.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
Dinucci, Aldo2018Dinucci, Aldo. O CARÁCTER COSMOPOLITA DO ESTOICISMO. Pórtico de Epicteto, v. 1, p. 9-13, 2018.


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Dinucci, Aldo. ESPECIAL DICK FARNEY - PROGRAMA DE ESTREIA. 2016.


Redes sociais, websites e blogs
1.
DINUCCI, ALDO LOPES. Redescobrindo os estoicos: Uma entrevista com Aldo Dinucci. 2017; Tema: Estoicismo. (Blog).

2.
Dinucci, Aldo. O que promete e o que requer de nós o estoicismo. 2018; Tema: filosofia. (Blog).

3.
Dinucci, Aldo. Lúcio Aneu Sêneca: Carta a Lucílio IX ? Sobre Filosofia e Amizade (trad. A. Dinucci). 2018; Tema: Estoicismo. (Blog).

4.
Dinucci, Aldo. A tese estoica da irmandade de todos os humanos. 2018; Tema: estoicismo. (Blog).

5.
Dinucci, Aldo. O que fazer diante daquele que tem opiniões com as quais não concordamos? Algumas considerações epictetianas. 2018; Tema: estoicismo e ética. (Blog).

6.
Dinucci, Aldo. Opinião e amizade ? algumas considerações epictetianas. 2018; Tema: estoicismo. (Blog).

7.
DINUCCI, A. L.. Epicteto e Stockdale: Algumas estratégias para combater o assédio moral. 2017; Tema: assédio moral. (Blog).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/12/2018 às 13:59:28