Jorge Luiz Mattar Villela

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8301325600502054
  • Última atualização do currículo em 16/08/2018


Graduado em Antropologia Social e Cultural pela Universidade Nova de Lisboa (1992), mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995) e doutor em Antropologia Social pelo PPGAS-/MUseu Nacional-UFRJ (2003). Pos-doutorado no Departamento de Antropologia na Universidade de Edimburg. Atualmente é professor Associado 1 da Universidade Federal de São Carlos, Pesquisador nível 2 do CNPq, co-líder do núcleo de pesquisa Hybris e coordenador do Laboratório de Estudos sobre os Agenciamentos Prisionais (LEAP). Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia da Política. Atua principalmente nos seguintes temas: política, antropologia, violência, família e teoria antropológica. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Jorge Luiz Mattar Villela
Nome em citações bibliográficas
VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Carlos, Centro de Educação e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais.
Rod. Washington Luis
centro
13565905 - São Carlos, SP - Brasil
Telefone: (16) 33351839
URL da Homepage: http://www.ufscar.br


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2003
Doutorado em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Povo em Armas - Violência e Política no Sertão de pernambuco, Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Marcio Goldman.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: violência; política; pernambuco; sertão; familia; cangaço.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros Setores.
1993 - 1995
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Organização Espacial do Cangaço sob a Chefia de Virgulino Ferreira da Silva, Lampião (1922-1922 / 1928-1938) ou como produzir territõrio em movimento,Ano de Obtenção: 1995.
Orientador: Ilka Boaventura Leite.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: cangaço; banditismo; nordeste; espaço; sertão; Lampião.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural / Especialidade: Territorialidade e Nomadismo.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural / Especialidade: Antropologia Política.
Setores de atividade: Outros Setores.
1988 - 1992
Graduação em Antropologia Social e Cultural.
Universidade Nova de Lisboa, UNL, Portugal.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
University of Edinburgh, EDINBURGH, Escócia.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural / Especialidade: Antropologia da Política.


Atuação Profissional



Centro em Rede de Investigação em Antropologia, CRIA, Portugal.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: pesquisador colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisador colaborador


Faculdades Integradas Benett, FIB, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor contratado, Carga horária: 6

Atividades

8/1998 - 12/1998
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
introdução a antropologia
teologia

Universidad de Buenos Aires, UBA, Argentina.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: visitante, Carga horária: 6
Outras informações
Curso de carga horária total de 21 horas ministrado para os alunos do curso de doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires

Atividades

11/2004 - 12/2004
Ensino, Pós Graduação Em Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
antropologia da política

Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2015 - Atual
Direção e administração, Centro de Educação e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS-UFSCar).
10/2005 - Atual
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
antropologia da política
antropologia política
introdução às ciências sociais
pesquisa qualitativa em ciências sociais
10/2005 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
teoria antropológica
08/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Educação e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais.

02/2014 - 06/2014
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
08/2013 - 12/2013
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia das Relações de Poder
02/2013 - 06/2013
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
12/2010 - 12/2012
Direção e administração, Centro de Educação e Ciências Humanas, .

Cargo ou função
Suplente de Chefia do Departamento de ciências Sociais.
02/2012 - 06/2012
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais A
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais B
08/2011 - 12/2011
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia das Relações de Poder
02/2011 - 06/2011
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais A
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais B
08/2010 - 12/2010
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Organização Social e Parentesco
02/2010 - 06/2010
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais A
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais B
08/2009 - 12/2009
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Política
02/2009 - 06/2009
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Antropologia Social I
08/2008 - 12/2008
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Temas Contemporâneos em Antropologia Social II
Monografia de conclusão de curso em Ciências Sociais
02/2008 - 06/2008
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais II
Antropologia Política
08/2007 - 12/2007
Ensino, Antropologia Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Poder, Política e Modos de Subjetivação
08/2007 - 12/2007
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução às Ciências Sociais
03/2007 - 06/2007
Ensino, Antropologia Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Política
02/2007 - 06/2007
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
Pesquisa Social
08/2006 - 12/2006
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução às Ciências Sociais
02/2006 - 06/2006
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Política
Pesquisa Qualitativa em Ciências Sociais
08/2005 - 12/2005
Ensino, ciências sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Antropologia Social I
Introdução às Ciências Sociais


Linhas de pesquisa


1.
Memória, violência, política, família


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
As Implicações Recíprocas dos Vivos nas Vidas dos Mortos e dos Mortos nas Vidas do Vivos. Política, família e memória no Sertão de Pernambuco
Descrição: Este projeto é o prolongamento dos dois anteriores apresentados ao CNPq. As leituras e as publicações resultantes do projeto imediatamente anterior, agora encerrado, sobre Patronagem e Clientelismo, e as consequentes críticas às limitações analíticas desta expressão conceitual, os problemas levantados desde os inícios de minha pesquisa de campo no sertão de Pernambuco concernentes à família, à violência e à memória, a relevância da ancestralidade na formação de quadros políticos, enfim, conduziram minha atenção para um problema até agora negligenciado tanto por meu próprio trabalho quanto nas escassas etnografias existentes acerca da região: as relações entre vivos e mortos. Este projeto propõe a investigação e a descrição da eficácia política dos mortos sob quatro posições diferentes: a de ancestrais; a de vítimas do esquema de vinganças familiares; a de almas à procura dos vivos; a de parentes próximos mortos bruscamente. Minha hipótese geral é a de que cada uma dessas condições libera certos efeitos políticos, históricos e mnemônicos nos vivos, assim como os obriga a certas condutas existenciais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jorge Luiz Mattar Villela - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Ações ressocializadoras nas prisões de Guarulhos: Um estudo sobre relações entre gestão penitenciária e pessoas em privação de liberdade
Descrição: Descrição: Esta pesquisa tem como tema as relações que se dão entre o "Estado" e os "presos", assim como no interior de cada um destes conjuntos, em meio a projetos de ressocialização em curso no complexo prisional de Guarulhos (São Paulo). Este complexo é composto por dois Centros de Detenção Provisória (CDP 1 e 2), pelas penitenciárias Desembargador Adriano Marrey (P-2) e José Parada Neto (P-1), e pelo anexo (à P-1) de regime semi-aberto. A partir de trabalho de campo junto a presos, agentes penitenciários, diretores de seções, diretores de unidades, técnicos administrativos e - não menos importante - documentos que transitam pelas unidades prisionais, nosso objetivo é descrever as incitações e variações que tencionam o movimento pendular entre os esforços políticos postos em exercício para adequar a realidade prisional à Lei de Execução Penal e aqueles que procuram "ajustar" as leis e as operações mais rotineiras às exigências assumidas pela segurança pública. Com essa pesquisa, pretendemos trazer à tona relações que são eclipsadas nas abordagens que evidenciam os aspectos macro-estruturais (política, economia, cultura) que estão na base da tendência global do crescimento do encarceramento. Início: jan/2013 Término: dez/2015.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Jorge Luiz Mattar Villela - Coordenador / Karina Biondi - Integrante / Adalton Marques - Integrante / Guilherme Boldrin - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2013 - Atual
Antropologia da Política e da Democracia. Esforço Comparativo
Descrição: Este projeto visa ampliar o alcance do projeto de bolsa PQ precedente e do projeto de Jovem Pesquisador financiado pela FAPESP entre os anos de 2007 e 2011. São quatro as suas justificativas essenciais: 1. A pesquisa a ser realizada que se liga a uma proposta comparativa entre diversos lugares do mundo no que toca aos estudos antropológicos da democracia ou antropologia da política; 2. Ela se ancora inicialmente no período de pós-doutorado, também financiado pela FAPESP (julho de 2012 a Marco de 2013) no Departamento de Antropologia da Universidade de Edimburgo; 3. A proposta de integrar nas discussões de um centro internacional importante na produção da antropologia política o material e a análise da antropologia brasileira sobre política e democracia; 4. O estabelecimento de uma rede de pesquisa acerca do Nordeste Brasileiro (sobretudo o Sertão e o Agreste de Pernambuco) mesorregiões pouco estudadas pela antropologia brasileira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jorge Luiz Mattar Villela - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2013 - Atual
Efeitos de Estado em Ambientes Prisionais
Descrição: Esta pesquisa tem como tema as relações que se dão entre o ?Estado? e os ?presos?, assim como no interior de cada um estes conjuntos, em meio a projetos de ressocialização em curso no complexo prisional de Guarulhos (São Paulo). Este complexo é composto por dois Centros de Detenção Provisória (CDP 1 e 2), pelas penitenciárias Desembargador Adriano Marrey (P-1) e José Parada Neto (P-2), e pelo anexo (à P-2) de regime semi-aberto. A partir de trabalho de campo junto a presos, agentes penitenciários, diretores de seções, diretores de unidades, técnicos administrativos e ? não menos importante ? documentos que transitam pelas unidades prisionais, nosso objetivo é descrever as incitações e variações que tencionam o movimento pendular entre os esforços políticos postos em exercício para adequar a realidade prisional à Lei de Execução Penal e aqueles que procuram ?ajustar? as leis e as operações mais rotineiras às exigências assumidas pela segurança pública. Com essa pesquisa, pretendemos trazer à tona relações que são eclipsadas nas abordagens que evidenciam os aspectos macro-estruturais (política, economia, cultura) que estão na base da tendência global do crescimento do encarceramento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Jorge Luiz Mattar Villela - Coordenador / Biondi, Karina - Integrante / Adalton Marques - Integrante / Vanessa Ogino - Integrante / Guilherme Boldrin - Integrante / Rafael Leonardo - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de São Carlos - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2007 - 2011
Memória: Política, Família e Violência do Sertão de Pernambu
Descrição: O projeto visa investigar a sociedade do Vale do Pajéú, mesorregião do Sertão de Pernambuco, sob o ponto de vista de três elementos centrais de sua composição, de resto, dissociáveis apenas do ponto de vista analítico: a violência, a memória, a família (e seu componente territorial)amarrados que são por um quarto: a memória. O método empregado é o da pesquisa intensiva de campo, nos moldes tradicionais da antropologia..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Revisor de periódico


2005 - Atual
Periódico: Mana (Rio de Janeiro)
2006 - Atual
Periódico: Revista de Antropologia (São Paulo)
2005 - Atual
Periódico: Cadernos de Campo (USP)
2015 - Atual
Periódico: Etnográfica (Lisboa
2014 - Atual
Periódico: Horizontes Antropológicos (UFRGS. Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural/Especialidade: Antropologia da Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural/Especialidade: Antropologia do Espaço.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural/Especialidade: Territorialidade e Nomadismo.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural/Especialidade: Violência.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2018VILLELA, J. L. M.. Electiones Todos Los Días. Revista de la Facultad de Derecho de México, v. 69, p. 221-244, 2018.

2.
VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2017VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR; MARQUES, ANA CLAUDIA DUARTE ROCHA . O sangue e a política: sobre a produção de família nas disputas eleitorais no sertão de Pernambuco. REVISTA PÓS-CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 14, p. 33-52, 2017.

3.
1VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2016VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia . Le Sang et la Politique. La production de la famille dans les joutes electorales au sertão de Pernambouc, Brésil. Anthropologica, v. 58, p. 291-301, 2016.

4.
2VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2015VILLELA, J. L. M.. Os Vivos, Os Mortos e a política no sertão de Pernambuco. Revista de Historia (USP), v. 00, p. 1-30, 2015.

5.
VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2015VILLELA, J. L. M.. Clementino Quelé: banditismo rural e administração da segurança no Brasil da Primeira República. Ruris, v. 9, p. 63, 2015.

6.
4VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2015VILLELA, J. L. M.. Clementino Quelé. Banditismo Rural e Administraçao da Segurança no Brasil da Primeira República. Ruris (Campinas), v. 09, p. 63-89, 2015.

7.
3VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2013VILLELA, J. L. M.. Pat Garret & Billy the Kid. Conservação e Risco. R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v. 5, p. 37-49, 2013.

8.
5VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2011VILLELA, J. L. M.. O Voto como forma de luta e mecanismo de inibição. R@U : Revista de Antropologia Social dos Alunos do PPGAS-UFSCAR, v. 3, p. 10-29, 2011.

9.
9VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2010VILLELA, J. L. M.. Moral da Política e Antropologia das Relações de Poder no Sertão de Pernambuco. Lua Nova (Impresso), v. 79, p. 163-199, 2010.

10.
10VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2009VILLELA, J. L. M.. "Família Como Grupo? Política como agrupamento?". Revista de Antropologia (USP. Impresso), v. 52, p. 201-246, 2009.

11.
6VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2006 VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia . Municipal Elections: favor, vote and credit in Pernambucan Sertão of Brazil. The Latin Americanist, University of Central Florida, v. 49, n.2, p. 25-64, 2006.

12.
7VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2005 VILLELA, J. L. M.. O Dinheiro e suas Diversas Faces nas Eleições Municipais do Sertão de Pernambuco. Mana (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 11, n.1, p. 267-296, 2005.

13.
11MARQUES, Ana Claudia2005MARQUES, Ana Claudia ; VILLELA, J. L. M. . O que se Diz, o que se Escreve: etnografia e trabalho de campo no Sertão de Pernambuco. Revista de Antropologia (São Paulo), São Paulo, v. 48, n.1, p. 37-74, 2005.

14.
12VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2002VILLELA, J. L. M.. Resenha: Loïc Wacquant "Corpo e Alma". Mana (Rio de Janeiro), v. 8, p. 220-222, 2002.

15.
8VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2001 VILLELA, J. L. M.. A Dívida e a Diferença. Reflexões a respeito da reciprocidade. Revista de Antropologia (São Paulo), São Paulo, v. 44, n.1, p. 185-221, 2001.

16.
13VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2001VILLELA, J. L. M.. Societas Sceleris: cangaço e formação de bandos armados no sertão de Pernambuco. Civitas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 1, n.2, p. 143-164, 2001.

17.
17VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1999VILLELA, J. L. M.. Operação Anti-cangaço: as táticas e estratégias de combate ao banditismo de Virgulino Ferreira, Lampião. Revista de Ciências Humanas (Florianópolis), Florianópolis, v. 25, p. 93-117, 1999.

18.
16VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1999VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia . O Poder e o Território do Bandido. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v. 1, n.0, p. 119-139, 1999.

19.
14VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1999VILLELA, J. L. M.. A Respeito da questão do espaço em The Emperor of the North Pole de Robert Aldrich. Lugar Comum (UFRJ), Rio de Janeiro, v. 8, p. 173-188, 1999.

20.
15VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1999VILLELA, J. L. M.. As Práticas Policiais de Legalidade e Ilegalidade: O Combate ao Banditismo de Virgulino Ferreira, Lampião. Barbarói (USCS), Santa Cruz do Sul, v. 10, n.1, p. 61-86, 1999.

21.
19VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1997VILLELA, J. L. M.. O Jovem José Ramos e a Força Volante. Polígono Revista da Sociedade de Estudos do Cangaço, Mossoró, v. VIII, n.1, p. 61-66, 1997.

22.
18VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1997VILLELA, J. L. M.. A Morte de Lampião e o Advento do Estado Novo. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, n.9, p. 81-94, 1997.

23.
20VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1997VILLELA, J. L. M.. Por uma Etnografia da Pelada. Pesquisa de Campo, Rio de Janeiro, v. 5, p. 69-94, 1997.

24.
21VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR1995VILLELA, J. L. M.. O que distingue o Nomadismo da Migração? - O Caso de Lampião. Travessia Centro de Estudos Migratórios, São Paulo, v. X, n.27, p. 25-28, 1995.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
VILLELA, J. L. M.. Negri no Trópico 23o, 26', 14". 1. ed. São Paulo: Autonomia Literária, N-1 edições e Editora da Cidade, 2017. v. 1. 336p .

2.
VILLELA, J. L. M.. Ordem Pública e Segurança Individual. Política e polícia no sertão de Pernambuco. 1. ed. São Carlos: Udufscar, 2011. v. 1. 136p .

3.
VILLELA, J. L. M.. Eleições e Política no Sertão de Pernambuco. O Povo em Armas. 1. ed. Campinas: Pontes, 2008. v. 1. 249p .

4.
VILLELA, J. L. M.. O Povo em Armas. Violência e Política no Sertão de Pernambuco. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004. v. 1.

5.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia (Org.) ; BROGNOLI, F. F. (Org.) . Andarilhos e Cangaceiros: A arte de produzir território em movimento. 1. ed. Itajaí: Editora Univali, 1999. v. 1. 223p .

6.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, A. C. D. R. ; BROGNOLI, F. F. . Andarilhos e Cangaceiros. 1. ed. Itajaí: Editora Univalli, 1999. v. 1. 233p .

Capítulos de livros publicados
1.
VILLELA, J. L. M.. Forward. Sharing this Walk. 1ed.Chapel Hill: North Carolina University Press, 2017, v. 1, p. 17-25.

2.
Munhoz, Sara ; VILLELA, J. L. M. . Apresentação. O Governo dos meninos. 0ed.São Carlos: EdUFSCAr, 2017, v. 1, p. 1-10.

3.
VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR. Apresentação: "Novos Modos de Lidar com o Real. Proibido Roubar na Quebrada. 1ed.São Paulo: Terceiro Nome, 2017, v. 1, p. 21-29.

4.
VILLELA, J. L. M.. Lutas Desiguais e Pesquisas Negligenciadas. In: Barreira, C. Sá, L., Aquino, J.. (Org.). Violência, Ilegalismos e Lugares Morais. 1ed.Campinas: Pontes, 2014, v. 1, p. 59-76.

5.
VILLELA, J. L. M.. Antropología y Literatura como Problema. In: Maria Cándida Ferreira de Almeida; Diego Arévalo Viveros. (Org.). Escribir al Otro. Alteridad, literatura y antropología. 1ed.Bogotá: Ediciones Uniandes, 2013, v. 1, p. 23-27.

6.
VILLELA, J. L. M.. Confiança, autonomia e dependência na política eleitoral no sertão de Pernambuco,. In: Carlos Alberto Steil e isabel de Moura Carvalho. (Org.). Cultura, Percepção e Ambiente. Diálogos com Tim Ingold. 1ed.São Paulo: Terceiro Nome, 2012, v. 1, p. 211-226.

7.
VILLELA, J. L. M.. Fazer Família e Fazer Política no sertão de Pernambuco. In: Custódia Selma Sena e Mireya Suárez. (Org.). Os Sentidos do Sertão. 1ed.Goiânia: Cânone, 2011, v. 1, p. 255-284.

8.
VILLELA, J. L. M.. Violência e Mediação de Vingança de Sangue no Sertão de Pernambuco. In: Ana Claudia Marques. (Org.). Conflitos, Política e Relações Pessoais. 1ed.Campinas: Pontes, 2007, v. 1, p. 109-128.

9.
VILLELA, J. L. M.. Clientelismo e Patronagem. Reflexões sobre o tema no Brasil e na Argentina. In: Ayrton Fausto. (Org.). Diálogos sobre a Pátria Grande. Brasília: Abaré, 2006, v. II, p. 42-67.

10.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, A. C. D. R. . Sobre a Circulação de Recursos nas Eleições Municipais no Sertão de Pernambuco. In: Beatriz Heredia; Carla Teixeira; Irlys Barreira. (Org.). Como se Fazem Eleições no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002, v. 1, p. 63-102.

11.
VILLELA, J. L. M.. Introdução. In: Ana Claudia Marques; Felipe Faria Brognoli; Jorge Mattar Villela. (Org.). Andarilhos e Cangaceiros. 1ed.Itajaí: Editora Univali, 1999, v. , p. 11-14.

12.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia ; BROGNOLI, F. F. . O Espaço Social e o Nomadismo. In: Ana Claudia Marques; Felipe Faria Brognoli; Jorge Mattar Villela. (Org.). Andarilhos e Cangaceiros: A arte de produzir território em movimento. 1ed.Itajaí: Editora Univali, 1999, v. 1, p. 15-53.

13.
VILLELA, J. L. M.. Cangaço Banditismo Nômade. In: Ana Claudia Marques; Felipe Brognoli; Jorge Mattar Villela. (Org.). Andarilhos e Cangaceiros: A arte de produzir território em movimento. 1ed.Itajaí: Editora Univali, 1999, v. , p. 159-233.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VILLELA, J. L. M.. The Various Faces of Money in the Pernambuco Municipal Election. CSA Worldwise, EUA, 28 ago. 2006.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VILLELA, J. L. M.; BIONDI, K. . A Ordem e a Segurança Pública - O cangaço das décadas de 1910 e 1920 no Sertão de Pernambuco e a Violência Urbana do Sudeste Brasileito do Século XXI. As ressonâncias do discurso acadêmico/legal. In: X Conlab, 2009, Braga. X ConLab, 2009. v. x.

2.
VILLELA, J. L. M.. Moral da Política e Antropologia da Ética.. In: VIII Reunión de Antropolo'gia del Mercosul, 2009, Buenos Aires. VIII RAM 2009 "Diversidad y Poder en America Latina, 2009. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VILLELA, J. L. M.; BIONDI, K. . A Ordem e a Segurança Pública - O cangaço das décadas de 1910 e 1920 no Sertão de Pernambuco e a Violência Urbana do Sudeste Brasileito do Século XXI. As ressonâncias do discurso acadêmico/legal. In: X Congresso Luso-Afro-Brasileiro, 2009, Braga. X ConLab, 2009. v. X. p. 95-95.

2.
VILLELA, J. L. M.. Família como grupo? Política como agrupamento?. In: I Reunião Equatorial de Antropologia, 2007, Aracaju. I Reunião equatorial de Antropologia, 2007. v. 1.

3.
VILLELA, J. L. M.. Mediación de Venganzas de Sangre en el Sertão de Pernambuco. In: IV Jornadas de Investigatión Cientifica en Antropología Social, 2006, Buenos Aires. IV Jornadas de Investigatión en Antropología Social, 2006. v. 1. p. 8-9.

4.
VILLELA, J. L. M.. Memória: política, família e violência no sertão de Pernambuco. In: Reunião Anual da ANPOCS, 2005, Caxambu. XXVI Reunião Anual da Anpocs, 2005.

5.
VILLELA, J. L. M.. Júri Popular e Vingança de Sangue no Sertão de Pernambuco. In: XXIV Reunião Brasileira de Antropologia - Nação e Cidadania, 2004, Olinda. Programa e Resumos - XXIV Reunião Brasileira de Antropologia - Nação e Cidadania. Brasília: Associação Brasileira e Antropologia, 2004. v. 1. p. 331-332.

6.
VILLELA, J. L. M.. O Povo em Armas. Violência e Política no Sertão de Pernambuco. In: Reunião de Antropologia do Mercosul, 2003, Florianópolis. V Reunião de Antropologia do Mercosul, 2003. v. 1.

7.
VILLELA, J. L. M.. O Dinheiro e suas Diversas Faces nas Eleições Municipais em Pernambuco. In: XXVI Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2002, Caxambu. Programas e REsumos, 2002. v. 1. p. 152-152.

8.
VILLELA, J. L. M.. Clementino Quelé. Política e Violência nas Relações Município/Estado em Pernambuco e na Paraíba. In: 22a Reunião Brasileira de Antropologia, 2000, Brasília. 22a Reunião Brasileira de Antropologia. Rio de Janeiro: ABA, 2000. v. 1. p. cd-cd.

9.
VILLELA, J. L. M.. Repressão anti-banditismo e estado de ocupação no Sertão de Pernambuco. In: 21a REunião da Associação Brasileira de Antropologia, 1998, Vitória. 21a REunião da Associação Brasileira de Antropologia / 1a REunião Internacional de Teoria Arqueológica na América do Sul. Vitória, 1998. v. 1. p. 100-101.

10.
VILLELA, J. L. M.. Espaço Cangaceiro e Banditismo de Lampião. In: XVII Congresso Internacional de Estudos Latino-Americanos - ILASSA, 1997, Texas. XVII International Latin-American Studies Congress, 1997. v. 1. p. 81-81.

11.
VILLELA, J. L. M.. Produção Territorial e Nomadismo no Cangaço de Lampião. In: 5a Reunião Regional da Associação Brasileira de Antropologia - ABA/SUL, 1995, Tramandaí. IV Reunião Regional ABA-SUL. POrto Alegre: EDUFRS, 1995. v. 1. p. 43-43.

12.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia . Os Nômades do Sertão. In: Reunião da Associção Brasileira de Antropologia (ABA-SUL), 1993, Florianópolis. IV Renuião ABA-Sul. Florianópolis: EDUFSC, 1993. v. 1. p. 39-40.

Apresentações de Trabalho
1.
VILLELA, J. L. M.. As ecologias políticas da multidão. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
VILLELA, J. L. M.. Memória e Thanasimologia do sertão de Pernambuco. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VILLELA, J. L. M.. Pequisas Desiguais e Lutas Negligenciadas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
VILLELA, J. L. M.. Os Vivos, os mortos e a política no Sertão de Pernambuco. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
VILLELA, J. L. M.. Fazer Família e Fazer Política no Interior de Pernambuco. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
VILLELA, J. L. M.. Confiança, Autonomia e Dependêcia na Política Eleitoral do Sertão de Pernambuco. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
VILLELA, J. L. M.. among Votes and Faith. Elections, Religion and Morality in Two Municiplities of Inner Northeast Brazil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
VILLELA, J. L. M.. Lutas Desiguais e Agrupamentos Negligenciados. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
VILLELA, J. L. M.. Moral da Política e Antropologia da Ética.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
VILLELA, J. L. M.. O Voto contra-Estado e a Noção de Povo em Armas. Eleições e Política no Sertão de Pernambuco. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
VILLELA, J. L. M.. Política Eleitoral e Justiça Eleitoral. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
VILLELA, J. L. M.. FAmília como Grupo? Política como Agrupamento?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
VILLELA, J. L. M.. Violencia y Venganza de Sangre en el Sertão de Pernambuco. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
VILLELA, J. L. M.. Júri Popular e vingança de Sangue no Sertão de Pernambuco. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
VILLELA, J. L. M.. O Povo em Armas. Violência e Política no Sertão de Pernambuco. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
VILLELA, J. L. M.. O Dinheiro e suas Diversas Faces nas Eleições Municipai em Pernambuco. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
VILLELA, J. L. M.. Clementino Quelé. Política e Violência nas Relações Município/Estado em Pernambuco e na Paraíba. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
VILLELA, J. L. M.. Repressão anti-banditismo e estado de ocupação no Sertão de Pernambuco.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
VILLELA, J. L. M.. Espaço Cangaceiro e Banditismo de Lampião. 1997. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
VILLELA, J. L. M.. Produção TErritorial e Nomadismo no Cangaço de Lampião. 1995. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, Ana Claudia . Os Nômades do Sertão. 1993. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
VILLELA, J. L. M.. Uma etnografia do amor feminino. São Paulo: Alameda, 2015 (Apresentação de Livro).

2.
VILLELA, J. L. M.. Apresentação. São Carlos, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

3.
VILLELA, J. L. M.. Apresentação. São Paulo, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
VILLELA, J. L. M.. Claude Lévi-Strauss. São Paulo: Editora Unesp, 2011. (Tradução/Livro).

5.
VILLELA, J. L. M.. Os Mestiços mais Puros. Representações Chiriguano e Chané da Mestiçagem. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2007. (Tradução/Artigo).

6.
VILLELA, J. L. M.. "As Transfgormações do Poder Municipal. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2006. (Tradução/Artigo).

7.
VILLELA, J. L. M.. : "No caminho das escolas: um olhar distanciado sobre o sistema educacional de Rio Formoso". FGV Editora, 2006. (Tradução/Artigo).

8.
VILLELA, J. L. M.. Santos e Contrabandistas: nacionalização do São Sebastião e a fronteira austral chileno-argentina. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2003. (Tradução/Artigo).

9.
VILLELA, J. L. M.. Corpo e Alma - Loic Waclquant. Rio de Janeiro: Relume Dumarál, 2002 (orelha).

10.
VILLELA, J. L. M.. Práticas Econômicas e Formas Ordinárias de Cálculo. Rio de Janeiro: Contra Capar - Mana - Estudos de Antropologia Social, 2002. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
VILLELA, J. L. M.. Parecer FAPESP. 2017.

2.
VILLELA, J. L. M.. Tempo Social. 2017.

3.
VILLELA, J. L. M.. Evento. 2017.

Trabalhos técnicos
1.
VILLELA, J. L. M.. diversos artigos. 2010.

2.
VILLELA, J. L. M.. Divinity and Experience: The Religion of the Dinka. 2004.

3.
VILLELA, J. L. M.. Orelha do Llivro Corpo e Alma - Notas Etnográficas de um Aprendiz de Boxe. 2002.

4.
VILLELA, J. L. M.. Corps et Âme - Carnets ethnographiques d´un apprenti boxeur. 2001.


Demais tipos de produção técnica
1.
VILLELA, J. L. M.. A Evolução bioenergética, o capitlaismo contemporâneo e as lutas anti-consfiscatórias. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
VILLELA, J. L. M.. RElatório de pesquisa. 2017. (Relatório de pesquisa).

3.
VILLELA, J. L. M.; BIONDI, K. ; MARQUES, A. . Relatório final de auxílio CNPQ/CAPES, processo 408714/2013-1, referente à chamada Chamada MCTI/CNPq/MEC/CAPES No 43/2013. 2016. (Relatório de pesquisa).

4.
VILLELA, J. L. M.. Foucault e a Antropologia. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
VILLELA, J. L. M.. Antropologia da Política e da Família no Sertão de Pernambuco. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
VILLELA, J. L. M.. Sobre Vigiar e Punir. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
VILLELA, J. L. M.. Investigaciones acerca a la macroestablidad politica y económica y la violencia persistente en Colombia Investigador principal: Não consta no projeto. 2009. (Parecer).

8.
VILLELA, J. L. M.. A antropologia de Pierre Clastres. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Demais trabalhos
1.
VILLELA, J. L. M.. A Antropologia de Pierre Clastres. 2006 (mini-curso) .

2.
VILLELA, J. L. M.. O Povo em Armas. Violência e Política no Sertão de Pernambuco. 2004 (palestra) .

3.
VILLELA, J. L. M.. Memória: Política, violência e parentesco no Sertão de Pernambuco. 2004 (palestra) .

4.
VILLELA, J. L. M.. Memória: Política, violência e parentesco no Sertão de Pernambuco. 2004 (palestra) .

5.
VILLELA, J. L. M.. Clientelismo político en los procesos electorales en Brasil. 2004 (palestra) .

6.
VILLELA, J. L. M.. Espaço Social, TErritório e Nomadismo. 1999 (palestra) .

7.
VILLELA, J. L. M.. Dívida, Crédito, Honra e Memóiria: Nietzsche, Mauss e Cls e Clastres. 1998 (curso) .

8.
VILLELA, J. L. M.. Cultura e Relativismo Cultural. 1997 (Palestra) .

9.
VILLELA, J. L. M.. O Nascimento da Antropologia na obra de Franz Boas. 1997 (Palestra) .

10.
VILLELA, J. L. M.. Memória e Cultura na Segunda Dissertação da Genealogia da Moral de F. W. Nietzsche. 1996 (Palestra) .

11.
VILLELA, J. L. M.. As Relações da Passagem da Palavra-eficaz para a Palavra-diálogo com a Tra´gedia Édipo Rei, de Sófocles. 1996 (Palestra) .

12.
VILLELA, J. L. M.. Organização do Espaço e Produção Territorial do Cangaço no Tempo de Virgulino Ferreira, Lampião. 1996 (Palestra) .

13.
VILLELA, J. L. M.. O Momento Trágico na Grécia Antiga: o caso de Édipo Rei, de Sófocles. 1996 (Palestra) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Almeira, Mauro; Godey, Emilia; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Rodrigo Ribeiro de Castro. Expulsão por Cansaço e Resistência: etnografia das relações de poder no conflito territorial da Jureia (SP). 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
Morawska, Catarina; Monteiro, M.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Alessandra Regina dos Santos. Nesse Solo que Vós Estais, Lembrai-vos que é de Morrer. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
VILLELA, J. L. M.; Toledo, L.H.; DINIZ, S.. Participação em banca de Carla Souza de Camargo. Partidos e Grupos Políticos num Município do Sertão de Pernambuco. 2012. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

4.
Clarice Cohn; Cibele Rizek; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Mariana Medina Martinez. Andando e parando pelos trechos: uma etnografia das trajetórias de rua em São Carlos. 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
Almeida, Mauro; LANNA, M.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Sérgio Procópio Carmona Mendes. A Cultura da Economia: Marshall Sahlins e a Arqueologia do conceitos de " necessidade econômica". 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
VILLELA, J. L. M.; Marina Cardoso; MARQUES, A. C. D. R.. Participação em banca de Lecy Sartori. Manejo da Cidadania em um Centro de Atenção Psicossocial. 2010. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

7.
CARDOSO, M.; Nakamura, Eunice; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Vítor Amaral Costa. Do Sofrimento Psicológico entre universitários: uma etnografia com jovens estudantes e grupos terapêuticos. 2010. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

8.
Almeida, R.; Kofes, Sueli; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Delcides Marques. Confissões e Ficções de um antropólogo. Deus e o Diabo na Praça da Sé. 2009. Dissertação (Mestrado em mestrado) - Universidade Estadual de Campinas.

9.
Toledo, L.H.; Almeida, R.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Patricia dos Santos Begnami. Pelos Olhos das Crianças. 2008. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

10.
LEINER, P.; VILLELA, J. L. M.; Almeida, R.. Participação em banca de Alexandre Colli. Um cotidiano ritualizado: a temporalidade militar em perspectiva etnográfica. 2008. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

11.
VILLELA, J. L. M.; DAWSEY, J.; MOURA, M. M.. Participação em banca de Rafael Henrique Teixeira. A Perda e o Medo. 2007. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
Palmeira, M.; MARQUES, A. C.; COMMERFORD, J.; VIANNA, A.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Dibe Ayub. Entre Jagunços e Valentes: família, terra e violência no interior do Paraná. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia) - Museu Nacional - UFRJ.

2.
COHN, C.; LEA, V.; COELHO, M.; MORAWSKA, C.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Thais Mantovanelli. Os Xikrin do Bacajá e a Usina de Belo Monte: uma crítica indígena à política dos brancos. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
LANNA, M.; Toledo, L.H.; VILLELA, J. L. M.; SILVA, M. B. B. E.; RICKLI, J. F.. Participação em banca de Maria Carolina de Araujo. A ética do Desejo: estudo etnográfico da formação de psicanalistas em instituições de psicanálise lacanianas. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

4.
ANDRELLO, G.; VILLELA, J. L. M.; PERRONE-MOISES, B.; GUERREIRO JR., A.; LOLLI, P. A.. Participação em banca de Aline Fonseca Iubel. Transformações políticas e indígenas: movimento e prefeitura no alto rio Begro. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
VILLELA, J. L. M.; Morawska, Catarina; LEINER, P.; ADORNO, R. C. F.; RIZEK, C. S.. Participação em banca de Mariana Medina Martinez. Redes de Cuidado: Etnografia de aparatos de gestão intersetorial para usuários de drogas.. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

6.
SCHWARCZ, L. M.; BIEHL, J.; SAFATLE, V.; SZTUTMAN, R.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Gabriel Pugliese. História da Dietética. Esbocó de uma Crítica Antropológica da Razao Bioascética. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de São Paulo.

7.
ANDRELLO, G.; LOLLI, P. A.; PERRONE-MOYSES, B.; GUERREIRO JR., A.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Aline Fonseca Iubel. Transformaçoes Políticas e Indígenas: movimento e prefeitura no Alto Rio Negro. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

8.
Stolze, Tania; Barbosa, A.R.; Sussekind, F.; Miller, J.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Pedro da Silva Santos. De Abondono, Proteção e outras formas de relacão com animais. 2014. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

9.
Toledo, L.H.; Nacimento, S; Clarice Cohn; Pereira, A.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Patricia Begnami. Infâncias Possíveis: ser criança na favela do Gonzaga e no condomínio Jardim Paulista. 2014. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

10.
VILLELA, J. L. M.; Toledo, L.H.; Morawska, Catarina; COMERFORD, J. C.; VELHO, O. G. C. A.. Participação em banca de Karina Biondi. Etnografia no Movimento. território, hierarquia e lei no PCC. 2014. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

Qualificações de Doutorado
1.
GUERREIRO JR., A.; ANDRELLO, G.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Aline Fonseca Iubel. Estados em Transformação: movimentos indígenas e política no alto rio Negro. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Adalton Marques. De Crítica da ditadura à reformadas instituições democráticas: uma etnográfa da noção de segurança pública em São Paulo. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
MARQUES, Ana Claudia; Almeida, Mauro; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Daniela Carolina Perutti. De Cunha a Magalhães: trajetos de uma família rural a partir de seu reconhecimento étnico. 2013.

4.
SCHWARCZ, L.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Gabriel Pugliese. Genealogia dos transtornos alimentares. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em programa de pos-graduação em antropologia social) - Universidade de São Paulo.

5.
LANNA, M.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Maria Carolina de Araújo Antonio. A Ética dos desejos: um estudo etnográfico da formação de psicanalistas em uma instituição lacaniana de psicanálise. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

6.
VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Lecy Sartori. A política de financiamento de uma tecnologia de cuidado no campo de saúde mental em Campinas. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

7.
SPENCER, J.; COURSE, M.; MARTHUR, N.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Pablo Briceño Gonzales. Politization and Despolitization Dynamics: violence, memory and neoliberalism in everyday life in the Chilean Transition. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em PHD in Social Anthropology) - University of Edinburgh.

8.
Almeida, Mauro; LEA, V.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Eliza Mara Lozano Costa. Política na Floresta. Observações na REserva Extrativista do Alto Juruá, Acre. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

9.
VILLELA, J. L. M.; CARDOSO, M.; LANNA, M.. Participação em banca de João Valentin Wawzyniak. Assombro de Olhada de Bicho no Tapajós. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

Qualificações de Mestrado
1.
VILLELA, J. L. M.; Morawska, Catarina. Participação em banca de Ayni Estevão de Araujo. Guerreiras: a organização política de mulheres do Hip Hop em São Paulo. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
Morawska, Catarina; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Fernando Lopez Mazzer. Economia do desejo e desejo de economia: retroalimentação e troca em coletivos da rede Fora do Eixo no interior de São Paulo. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
VILLELA, J. L. M.; LEIRNER, P.; VELDEN, F. V.. Participação em banca de Ariane Vasques Zambrini. A criação na solta: relações familiares e o laboro com cabras no sertão de Pernambuco. 2014.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Guilherme Ramos Boldrin.Monas, envolvidos e o crime: etnografia com Travestis e homossexuais em uma prisão paulista. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
VILLELA, J. L. M.; BIONDI, K.. Participação em banca de Marcos Vinícius Guidotti Silva.Balão não tem destino: uma etnografia das relações de quebrada pela prática dos baloeiros. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
VILLELA, J. L. M.; MARTINS, C.. Participação em banca de Caroline Mendes dos Santos.Um vereador entre duas eleições: O mandato parlamentar em uma análise antropológica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

4.
VILLELA, J. L. M.; Basques, Messias. Participação em banca de Laís Meneghelo Bressan.Memória e Vida"imagens da política e da família no Sertão de Pernambuco. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
VILLELA, J. L. M.; Biondi, Karina. Participação em banca de Jacqueline Stefany Ferraz de Lima.Amor Eterno. Uma etnografia da dinâmica familiar dos presos relacionados ao PCC. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

6.
VILLELA, J. L. M.; Geraldo Andrello. Participação em banca de Jorge Barbosa.Como se faz e se fala Memória. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

7.
Toledo, L.H.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Plínio Stocco Muniz.Manguebit: a diversidade e suas apropriações. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

8.
VILLELA, J. L. M.; LEINER, P.. Participação em banca de Mariana Zanetti.Vivendo no Trecho. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

9.
LEINER, P.; VILLELA, J. L. M.. Participação em banca de Victor Hugo Ribeiro Ficher da Silva.Representações da Burocracia: um estudo antropológico sobre burocracia e desburocratização no Brasil. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

10.
VILLELA, J. L. M.; CARDOSO, M.. Participação em banca de Marcos Castro Carvalho.Das Políticas de Saúde Mental ao Cotidiano da Atenção Psicossocial: uma análise sobre o atual contexto da Reforma Psiquiátrica no Município de São Carlos - SP. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
VILLELA, J. L. M.; Igor de Renó Machado; Ciméa Bevilacqua; KOFFES, S.; Antonella Tassinari. Provimento de uma vaga para professor adjunto do depto de CS. 2010. Universidade Federal de São Carlos.

2.
Keila Pinesi; ALVIM, R.; VILLELA, J. L. M.. Provimento de uma vaga Centro de CH. 2009. Universidade Federal do ABC.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
114o. Congresso da American Association of Anthropology. Illusions and Disillusons of Politics. 2016. (Congresso).

2.
Conversas com Antonio Negri.A Multidão e as lutas contemporâneas. 2016. (Seminário).

3.
Sexta do Mês.Os Vivos, os mortos e a política no Sertão de Pernambuco. 2014. (Outra).

4.
Department Seminars.Justice, Morality and Politics in Electoral in Northeast Brazil. 2013. (Seminário).

5.
Transoceanik.Quatre Rapports entre les Vivants et les Mort au Sertão de Pernambuco. 2013. (Simpósio).

6.
III Seminario Internacional Violências e Conflitos Sociais: ilegalismos e lugares morais.Entre o Legal e o Ilegal: agências e redes. 2011. (Seminário).

7.
Reunião Hybris: relações de poder, socialidadese conflitos.Lutas Desiguais, pesquisas negligenciadas. 2010. (Seminário).

8.
Mediación de Venganzas de Sangre en el Sertão de Pernambuco. IV Jornadas de Investigatión Cientifica en Antropología Social. 2006. (Congresso).

9.
Memória: Política, Família e Violência no Sertão de Pernambuco. Reunião Anual da Anpocs. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VILLELA, J. L. M.. Eventos Hybris. 2013. (Outro).

2.
MARQUES, A. C. D. R. ; MAYBLIN, M. ; VILLELA, J. L. M. . Refletions on Assymetry. 2012. (Congresso).

3.
VILLELA, J. L. M.. Eventos Hybris. 2012. (Outro).

4.
Diógenes, Jânia ; VILLELA, J. L. M. . Grupo de Trabalho. 2011. (Congresso).

5.
Diógenes, Jânia ; VILLELA, J. L. M. . Redes Criminais, Dispositivos de Classificação e Punição. 2011. (Congresso).

6.
VILLELA, J. L. M.; MARQUES, A. C. D. R. . Reunião Hybris: relações de poder, socialidades e conflitos. 2010. (Outro).

7.
VILLELA, J. L. M.. Simpósio de Antropologia "Entre o Legal e o Ilegal". 2008. (Outro).

8.
VILLELA, J. L. M.. Quartas Indomáveis - Encontros de Antropologia Social. 2008. (Outro).

9.
LEINER, P. ; VILLELA, J. L. M. . Antropologia e Fiolosofia: homenagem a Bento Prado, Jr.. 2007. (Outro).

10.
VILLELA, J. L. M.. Quartas Indomáveis. 2006. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Gustavo Ramos. Política Indígena: a experiência Tuxá no Comitê da Bacia Hidrogáfica do Rio São Francisco. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Daniel Cardoso. Dispositivos de Execução Penal: uma análise antrol[ogico-política das práticas penais no estado de São Paulo. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Sara Regina Munhoz. Jurisprudência das Famílias. Uma etnografia do entendimento jurídico em processos de reorganização das relações familiares. Início: 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Clarissa Martins. Os meus, os nossos e os dos outros: uma etnografia da vida dos mortos e seus efeitos entre os Xukuru do Ororubá. Início: 2014. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Paula Araújo. Política eleitoral num município de médio porte em São Paulo. Início: 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Gabriela de Paula Marcurio. Os mortos no Desastre de Mariana. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

2.
Barbara Gonçalves Moraes. Estado-rede e Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental: uma análise antropológica da Reforma Administrativa no Brasil. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Ariane Vasques Zambrini. As veredas do Bodes. Criação na solta e laboro no sertão de Pernambuco. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

2.
Ayni Estêvão. Entre Minas e Manos. Uma etnografia sobre o Movimento de Mulheres no Hip Hop e a Casa do Hip Hop Sanca. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, . Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

3.
Ion Fernandez de las Heras. Algo a fazer. Oicogênese e Arquitetura do Vale do Araotz, País Basco. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

4.
Guilherme Ramos Boldrin. Etnografia com Monas e Envolvidos na Penetensiária José Parada Neto, São Paulo. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

5.
Marcos Vinícius Guidotti Silva. A definir. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

6.
Caroline Mendes dos Santos. Como se Escolhe em Candidato? Uma etnografia das estratégias pré-eleitorais para as eleições de 2016. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

7.
Renan Pereira. Agilidade e prestígio (como se tornar um vaqueiro no sertão de pernambuco). 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

8.
Sara Regina Munhoz. A construção do atendimento em um núcleo de medidas socioeducativas em meio aberto. 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

9.
Jacqueline Ferraz de Lima. Mulher Fiel. As famílias das mulheres dos presos relacionados ao Primeiro Comando da Capital. 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

10.
Karina Biondi. Junto e Misturado. Imanência e Transcendência no PCC. 2009. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

11.
Carla Camargo. Partidos e Grupos Políticos num muncípio do Sertão de Pernambuco. 2009. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

12.
Samirian Viviani Grimberg. Luta de Guereiros, Castigo de Nijas e Amor de Guerreiras. Etnografia de uma rebelião prisional. 2009. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, . Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

13.
Lecy Sartori. Dos Loucos aos Doentes Mentais: as relações de poder e controle nas instituições psiquiátricas. 2007. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

Tese de doutorado
1.
Luisa Maria Ferreira. Na Primeira Terra todos eram Mbya. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

2.
Adalton Marques. Contra a Sociologia da Violência: uma genealogia da segurança pública em São Paulo. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

3.
Mariana Martinez. As Redes de Cuidado: etnografia de aparatos de gestao intesetorial para usuários de drogas. 2015. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, . Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

4.
Mariana Medina Martinez. Redes de Cuidado: Etnografia de aparatos de gestão intersetorial para usuários de drogas.. 2011. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

5.
Lecy Sartori. Política de financiamento de uma tecnologia de cuidado. Etnografia do processo de reforma psiquiátrica do Serviço de saúde Dr. Cândido Ferreira. 2010. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

6.
Karina Biondi. Etnografia no Movimento. território, hierarquia e lei no PCC. 2009. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Anna Catarina Morawska Vianna. 2012. Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Jorge Luiz Mattar Villela.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
João Lima Dias. A Busca de Apoio Político em uma Eleição no Interior de Minas Gerais. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
João Francisco Ghelere Biasin Lima Dias. A busca de apoio político em uma eleição no interior de Minas Gerais. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

2.
Estêvão Barros Chaves. Entre Ovelhas e Lobos: política e religião numa Assembleia de Deus. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

3.
Guilherme Ramos Boldrin. Monas, envolvidos e o crime: etnografia com Travestis e homossexuais em uma prisão paulista. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

4.
Caroline Mendes dos Santos. Um vereador entre duas eleições: O mandato parlamentar em uma análise antropológica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

5.
Laís Meneguelo Bressan. Memória e vida: imagens da política e da família no sertão de Pernambuco. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

6.
Bárbara Monsignori. Análise das estratégias de incubação da Incubadora Regional de Cooperativas Populares.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

7.
Jacqueline Ferraz de Lima. Amor Eterno: uma etnografia da dinâmica familiar dos presos relacionados ao PCC. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

8.
Jorge Augusto de Camargo Barboza. Como os memorialistas falam e fazem família?. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

9.
Renan Pereira. "Levantar os feridos e salvar os fracos: a reabilitação de usuários de "drogas" numa comunidade terapêutica evangélica. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

10.
Mariana Camargo. Entre o Real e a Ficção: uma etnografia de um filme etnográfico. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

11.
Jonathan Trevisan. Uma Antropologia da Política: relações pessoais erepresentação no universo político brasileiro. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

12.
Carla Camargo. Estratégias, Modos e Planejamentos: Como votam os militares?. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

13.
Mariana Zaneti. Vivendo no Trecho. etnografia dos Trecheiros em São Carlos. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

14.
Walter Fonseca Junior. Unschooling: novos caminhos no aprendizado e na relação entre pais e filhos. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

Iniciação científica
1.
Jesser Rodolfo Ramos. Produzindo direitos, produzindo resistências: o sindicato dos professores de São Carlos. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

2.
João Francisco Ghelere Biasin Lima Dias. A busca de apoio político em uma eleição no interior de Minas Gerais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

3.
Caroline Mendes dos Santos. Um vereador entre duas eleições: O mandato parlamentar em uma análise antropológica. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

4.
Estêvão Barros Chaves. Entre Ovelhas e Lobos: política e religião numa Assembleia de Deus. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

5.
Rafael Leonardo Dias Andrade. Pesquisador do Laboratório de Estudos dos Agenciamentos Prisionais. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

6.
Vanessa Ogino. Nos efeitos do estado: estudo antropológico dos dispositivos estatais na penitenciaria. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

7.
Jacqueline Ferraz de Lima. Amor Eterno. Uma etnografia da dinâmica familiar dos presos relacionados ao PCC. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

8.
Renan Martins. ?Levantando os Feridos e Salvando os Fracos?: a disciplina e o funcionamento de uma comunidade terapêutica evangélica.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

9.
Mariana Camargo. Entre o Real e a Ficção: uma etnografia de um filme etnográfico. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

10.
Jorge Augusto de Camargo Barboza. Como os memorialistas falam e fazem família?. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

11.
Laís Meneguelo Bressan. Memória e Vida: p]imagens da política e da família no Sertão de Pernambuco. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

12.
Carolina Capelli. Análise dos Jornais do Sertão de Pernambuco. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

13.
Jacqueline Lima. Amor Eterno. Uma etnografia da dinâmica familiar dos presos relacionados ao PCC. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em ciências sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.

14.
Carla Camargo. Estratégias, Modos e Planejamentos: Como votam os militares?. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Jorge Luiz Mattar Villela.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
4VILLELA, J. L. M.;VILLELA, JORGE LUIZ MATTAR2015VILLELA, J. L. M.. Clementino Quelé. Banditismo Rural e Administraçao da Segurança no Brasil da Primeira República. Ruris (Campinas), v. 09, p. 63-89, 2015.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 4:40:13