Everton Cristo de Almeida

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1713587609774692
  • Última atualização do currículo em 20/06/2018


Sou formado no Curso de Bacharelado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2003) e Pós-graduação com título de Master Science (M.Sc.) em Ciências de Florestas Tropicais pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2008). Trabalhou no Projeto Floresta em Pé (MMA/IBAMA) em Santarém com comunidades no PA Mojú I e II, área de entorno da BR-163 . Tem experiência na área de Silvicultura, Sementes Florestais, Manejo de recursos florestais não madeireiros e Sistemas de Informações Geográficas para o planejamento florestal. Atualmente é Professor Adjunto C1 do Curso de Engenharia Florestal no Instituto de Biodiversidade e Florestas da Universidade Federal do Oeste do Pará e Doutorando no Programa de Pós-Graduação Sociedade Natureza e Desenvolvimento da UFOPA. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Everton Cristo de Almeida
Nome em citações bibliográficas
ALMEIDA, E. C.;ALMEIDA, EVERTON C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Oeste do Pará, Instituto de Biodiversidade e Florestas.
Rua Vera Paz, Laboratório de Sementes Florestais
Salé
68035110 - Santarém, PA - Brasil
Telefone: (93) 21014940
Ramal: 4940
URL da Homepage: http://www.ufopa.edu.br/


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento.
Universidade Federal do Oeste do Pará, UFOPA, Brasil.
Título: DINÂMICA DE USO DOS RECURSOS FLORESTAIS EM DIFERENTES MODELOS DE OCUPAÇÃO TERRITORIAL NO OESTE PARAENSE,
Orientador: João Ricardo Vasconcellos Gama.
Palavras-chave: Sistema Socioecológico; Recurso Florestal; Lógica Difusa (Fuzzy set).
Grande área: Outros
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal.
Setores de atividade: Produção Florestal.
2006 - 2008
Mestrado em Ciências de Florestas Tropicais.
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Título: Padrões de Crescimento e predição da estrutura diamétrica com auxílio de bandas dendrométricas na floresta nacional de Caxiuanã-Pará,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Joaquim dos Santos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Dendrometria; Padrão de crescimento; Terra preta antropogênica.
Grande área: Ciências Agrárias
1999 - 2003
Graduação em Engenharia Florestal.
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.




Formação Complementar


2002 - 2002
Elaboração de Projetos. (Carga horária: 18h).
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em II Curso de Fragmentação na Paisagem Amazônica. (Carga horária: 120h).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
2001 - 2001
Biologia,Conservação e Manejo de Sementes Floresta. (Carga horária: 20h).
Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
2000 - 2000
Infantaria. (Carga horária: 4380h).
Núcleo Preparatório de Oficiais da Reserva, NPOR, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em IV Curso de Ecologia de Campo. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
1999 - 1999
Uso de Alternativas Energéticas no Setor Rural. (Carga horária: 17h).
Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural da Amazônia, UFRA, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Outro (estagiário), Carga horária: 20

Atividades

2/2001 - 5/2001
Estágios , Pibic Cnpq, Departamento Ciências Florestais.

Estágio realizado
Manejo Florestal em uma área no Mojú.

Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Acadêmico, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Acadêmico, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 20

Atividades

10/2001 - Atual
Estágios , Ministério da Ciência e Tecnologia, Departamento de Ecologia.

Estágio realizado
(Lago da Usina Hidrelétrica de Curuá-Una, Delimitação da área da Bacia do Rio Anapú, Análise da Vegetação quanto a sua classificação e quanto a ação antrópica em Conceição do Araguaia),.
1/2000 - 4/2000
Estágios , Ministério da Ciência e Tecnologia, Departamento de Botânica.

Estágio realizado
Aspectos ecológicos de espécies florestais sob exploração madeireira no Estado do Pará.

Associação Intercomunitária do Tapajós, AITA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Assistente Técnico, Enquadramento Funcional: Administrador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2005 - 04/2006
Serviços técnicos especializados .

Serviço realizado
Condução de um Projeto de Manejo Florestal Comunitário para produção de móveis e artesanatos em três comunidades Na Flona Tapajós..

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Acadêmico, Enquadramento Funcional: Discente de pós-graduação, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Secretaria de Estado de Meio Ambiente, SEMA/PA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Analista Ambiental, Carga horária: 40


Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, IBAMA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Assessor Técnico, Enquadramento Funcional: Temporário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Oeste do Pará, UFOPA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estou como Professor no Instituto de Biodiversidade e Florestas, ministrando a disciplina Manejo de Plantações florestais e Silvicultura tropical, no Curso de Engenharia Florestal.

Atividades

01/2015 - Atual
Direção e administração, Instituto de Biodiversidade e Florestas, Coordenação do Curso de Engenharia Florestal.

Cargo ou função
Coordenador.
01/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biodiversidade e Florestas, Colegiado do Curso de Engenharia Florestal.

Cargo ou função
Presidente.
07/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biodiversidade e Florestas, Laboratório de Sementes Florestais.

01/2011 - Atual
Direção e administração, Instituto de Biodiversidade e Florestas, Laboratório de Sementes Florestais.

Cargo ou função
Coordenador.
12/2010 - Atual
Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sementes e Viveiros Florestais
Silvicultura
Silvicultura Urbana
Dendrologia
06/2013 - 06/2014
Extensão universitária , Instituto de Biodiversidade e Florestas, .

Atividade de extensão realizada
Potencial da Castanha de Arara na comunidade de Suruacá na RESEXTapajós Arapiuns.


Linhas de pesquisa


1.
Sementes florestais

Objetivo: Trabalhar com a tecnologia de sementes florestais, com o intuito de buscar sua utilidade para a comunidade científica e sociedade em geral, fortalecendo as iniciativas de silvicultura, produção de alimentos, cosméticos e farmacológicos..
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal.
Setores de atividade: Produção Florestal; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
Palavras-chave: Sementes; oleaginosas; germinação; tecnologia.
2.
Silvicultura
3.
Produtos Florestais Não madeireiros com ênfase às oleaginosas


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Validação de Metodologias para teste de germinação em sementes de espécies florestais
Descrição: A validação de diferentes testes em análises de sementes de espécies florestais é forma mais correta de conhecer a fundo as características reprodutivas de diferentes espécies com grande potencial na Amazônia. A crescente demanda em âmbito nacional, de reposição florestal, reflorestamento comercial, sistemas agroflorestais e outras formas de recomposição da vegetação e recuperação de áreas degradadas é um estímulo para o mercado de sementes de espécies florestais nativas. Os testes realizados fornecerão informações importantes para a questão silvicultural de essências florestais que ainda não são conhecidas no mercado, mas que apresentam diversas potencialidades. O acompanhamento das espécies na Floresta Nacional do Tapajós será periódico, com o objetivo de identificar os parâmetros fenológicos das espécies a serem estudadas, bem como os teste de germinação mais frequentes para sementes florestais e , sua respectiva validação, principalmente para aquelas já existentes no banco de dados do Laboratórios de Sementes florestais do Instituto de Biodiversidade e Florestas da Universidade Federal do Oeste do Pará. Neste contexto a análise de sementes e a fenologia de essências florestais fornecerão informações sobre as espécies selecionadas para a realização do presente estudo, onde serão realizadas a biometria, registro fotográfico, testes de germinabilidade (G%), tempo médio de germinação (tm), velocidade média de germinação (vm), índice de velocidade de germinação (IVG) e coeficiente de velocidade de germinação ou de emergência (CVG) que indicará o vigor entre outros parâmetros relacionados às sementes florestais e sua ecologia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Everton Cristo de Almeida - Coordenador.Número de orientações: 2


Projetos de extensão


2014 - Atual
Validação de Metodologias para teste de germinação em sementes de espécies florestais
Descrição: Validar as metodologias existentes para teste s de germinação de sementes de espécies florestais na Floresta Nacional do Tapajós..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Everton Cristo de Almeida - Coordenador.
2013 - Atual
Potencialidades de oleaginosas na RESEX Tapajós-Arapiuns para o desenvolvimento de processos produtivos
Descrição: A extensão universitária, principalmente ligada às questões comunitárias, envolvendo sistemas produtivos simples, mas com visibilidade de mercado, integrando a comunidade nas ações da Universidade e Vice versa, pode ajudar significativamente na evolução de ideias que possam melhorar a qualidade de vida. As técnicas previstas na proposta não são novas, elas apenas serão aplicadas numa perspectiva de cooperação entre o grupo extensionista e à comunidade, por conseguinte levando estas discussões e informações ao meio acadêmico e, principalmente, em forma de restituição às comunidades, servindo também como fonte de saberes e conhecimentos, frutos da sinergia entre a academia e o homem do campo. Este projeto pretende atingir de forma significativa um publico de jovens e adultos que serão capazes de buscar soluções ou colocar em pauta, problemáticas que possam ser resolvidas de forma coerente, com tecnologias simples e de fácil acesso para o manejo e produção de subprodutos florestais, como é o caso dos óleos vegetais, que muito acrescentam, devido ao grande interesse nos mercados de cosméticos, fármacos e energéticos..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Everton Cristo de Almeida - Coordenador.
2011 - 2012
Práxis da Agrossilvicultura e Agroecologia por meio de Agentes Multiplicadores Mirins na Comunidade Santo Antônio - Projeto de Assentamento Mojú, Santarém - PA.
Descrição: A extensão universitária, principalmente ligada às questões agrárias, é de grande importância no processo evolutivo de técnicas que garantam a promoção da agricultura familiar no sentido mais amplo da palavra, subsidiando não só de forma técnica, mas também científica, integrando a comunidade nas ações da Universidade e Vice versa. As técnicas previstas na proposta não são novas, elas apenas serão aplicadas numa perspectiva de cooperação entre o grupo extensionista e as escolas, por conseguinte levando estas discussões e informações ao meio acadêmico e, principalmente, às comunidades, como forma restituição, servindo também como fonte interessante de saberes e conhecimentos, frutos da sinergia entre a academia e o homem do campo. Este projeto pretende atingir de forma significativa um publico repleto de jovens e adultos que serão formados Agentes Multiplicadores Mirins, que serão referência nos locais onde atuam, adquirindo parte do conhecimento técnico científico de maneira prática, podendo então ser capaz de buscar soluções ou colocar em pauta, problemáticas que possam ser resolvidas de forma coerente, com tecnologias simples e de fácil acesso. Palavras chaves: Extensão universitária, agricultura familiar, agroecologia, agentes multiplicadores, Assentamento..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal/Especialidade: Ordenamento Florestal.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Silvicultura/Especialidade: Florestamento e Reflorestamento.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Silvicultura/Especialidade: Sementes Florestais.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Silvicultura/Especialidade: Sistemas Agroflorestais.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Silvicultura.
6.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FAUSET, SOPHIE2015FAUSET, SOPHIE JOHNSON, MICHELLE O. GLOOR, MANUEL BAKER, TIMOTHY R. MONTEAGUDO M., ABEL BRIENEN, ROEL J.W. FELDPAUSCH, TED R. LOPEZ-GONZALEZ, GABRIELA MALHI, YADVINDER TER STEEGE, HANS PITMAN, NIGEL C.A. BARALOTO, CHRISTOPHER ENGEL, JULIEN PÉTRONELLI, PASCAL ANDRADE, ANA CAMARGO, JOSÉ LUÍS C. LAURANCE, SUSAN G.W. LAURANCE, WILLIAM F. CHAVE, JERÔME ALLIE, ELODIE VARGAS, PERCY NÚÑEZ TERBORGH, JOHN W. RUOKOLAINEN, KALLE SILVEIRA, MARCOS AYMARD C., GERARDO A. , et al.ARROYO, LUZMILA BONAL, DAMIEN RAMIREZ-ANGULO, HIRMA ARAUJO-MURAKAMI, ALEJANDRO NEILL, DAVID HÉRAULT, BRUNO DOURDAIN, AURÉLIE TORRES-LEZAMA, ARMANDO MARIMON, BEATRIZ S. SALOMÃO, RAFAEL P. COMISKEY, JAMES A. RÉJOU-MÉCHAIN, MAXIME TOLEDO, MARISOL LICONA, JUAN CARLOS ALARCÓN, ALFREDO PRIETO, ADRIANA RUDAS, AGUSTÍN VAN DER MEER, PETER J. KILLEEN, TIMOTHY J. MARIMON JUNIOR, BEN-HUR POORTER, LOURENS BOOT, RENE G.A. STERGIOS, BASIL TORRE, EMILIO VILANOVA COSTA, FLÁVIA R.C. LEVIS, CAROLINA SCHIETTI, JULIANA SOUZA, PRISCILA GROOT, NIKÉE ARETS, ERIC MOSCOSO, VICTOR CHAMA CASTRO, WENDESON CORONADO, EURIDICE N. HONORIO PEÑA-CLAROS, MARIELOS STAHL, CLEMENT BARROSO, JORCELY TALBOT, JOEY VIEIRA, IMA CÉLIA GUIMARÃES VAN DER HEIJDEN, GEERTJE THOMAS, RAQUEL VOS, VINCENT A. ALMEIDA, EVERTON C. DAVILA, ESTEBAN ÁLVAREZ ARAGÃO, LUIZ E.O.C. ERWIN, TERRY L. MORANDI, PAULO S. DE OLIVEIRA, EDMAR ALMEIDA VALADÃO, MARCO B.X. ZAGT, RODERICK J. VAN DER HOUT, PETER LOAYZA, PATRICIA ALVAREZ PIPOLY, JOHN J. WANG, OPHELIA ALEXIADES, MIGUEL CERÓN, CARLOS E. HUAMANTUPA-CHUQUIMACO, ISAU DI FIORE, ANTHONY PEACOCK, JULIE CAMACHO, NADIR C. PALLQUI UMETSU, RICARDO K. DE CAMARGO, PLÍNIO BARBOSA BURNHAM, ROBYN J. HERRERA, RAFAEL QUESADA, CARLOS A. STROPP, JULIANA VIEIRA, SIMONE A. STEININGER, MARC RODRÍGUEZ, CARLOS REYNEL RESTREPO, ZORAYDA MUELBERT, ADRIANE ESQUIVEL LEWIS, SIMON L. PICKAVANCE, GEORGIA C. PHILLIPS, OLIVER L. ; Hyperdominance in Amazonian forest carbon cycling. Nature Communications, v. 6, p. 6857-9, 2015.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ALMEIDA, E. C.; MOTA, C. G. . Guia de Produção de Sementes para Sistemas Agroflorestais na Amazônia. 1. ed. Ananindeua: Instituto Sócio Ambiental Flora Nativa, 2015. v. 1. 28p .

Capítulos de livros publicados
1.
Sist, Plinio ; Ruschel, A. R ; Kanashiro, M. ; Mazzei, L. ; Melo, M. S. ; ALMEIDA, E. C. ; DANTAS, J. B. . A viabilidade ecológica e técnica do manejo florestal de uso múltiplo na Amazônia brasileira. In: Plinio Sist ; Ademir R. Ruschel ; Milton Kanashiro; Lucas Mazzei; Marcelo Santos Melo ; Everton Cristo de Almeida; Jurandy Batista Dantas. (Org.). Manejo florestal na Amazônia brasileira: em busca da valorização da floresta, conservação e condições de sustentabilidade. 1ed.Belém: IBAMA, 2011, v. 1, p. 69-94.

2.
Melo, M. S. ; Sablayrolles, P. ; ALMEIDA, E. C. ; DANTAS, J. B. . Viabilidade social e socioeconômica dos acordos comunidades|empresas para o manejo florestal. In: Hildemberg Cruz; Philippe Sablayrolles; Milton Kanashiro; Manuel Amaral; Plinio Sist. (Org.). Os custos de produção e o quadro financeiro do manejo florestal em florestas comunitárias da região de Santarém. 1ed.Belém - Pará: Superintendência do IBAMA no Pará, 2011, v. 1, p. 172-206.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SANTOS, C. A. A. ; ALMEIDA, E. C. . Análise do Solo é indispensável à Silvicultura. Campos e Negócio Florestas, Uberlâdia - Minas Gerais, p. 03 - 50, 01 nov. 2013.

2.
ALMEIDA, E. C.. Você sabia que a Noruega guarda uma coleção de sementes de todas as partes do mundo?. Revista Ciência Hoje das Crianças, Rio de Janeiro - RJ, 01 set. 2013.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Lopes, L.S.S. ; Araújo, K. V. ; ALMEIDA, E. C. . Biometria e métodos para superação de dormência de sementes de Caesalpinia ferrea Mart. ex Tul.. In: 14ª Semana de Integração das Ciências Agrárias - SICA, 2014, Altamira Pará. Regularização Ambiental e Cadeias Produtivas da Amazônia, 2014. v. 09.

2.
VINHOLTE, J. T. ; ALMEIDA, E. C. . Práticas produtivas de Carapa guianensis Aubl. (Andiroba), como alternativa de renda de uma comunidade no Assentamento PA Moju I e II, Santarém-PA. In: Semana de Integração de Ciências Agrárias, 2012, Altamira. Organização Produtiva Para o Desenvolvimento Rural na Amazônia, 2012. v. 7.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Kanashiro, M. ; Melo, M. S. ; ALMEIDA, E. C. ; Ruschel, A. R ; Sist, Plinio . Fruit production of Carapa guianensis: a multiple-use timber species of the Amazon forest.. In: XXIII IUFRO World Congress, 2010, Seoul, Republic of Korea. Forests for the Future: Sustaining Society and the Environment , 23-28 August. Dinchope, Shropshire SY7 9JJ,: The Crib - Commonwealth Forestry Association, 2010. v. 12. p. Capa-Index for autho.

Apresentações de Trabalho
1.
ALMEIDA, E. C.. Manejo de Produtos Florestais Não-madeireriros. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
ALMEIDA, E. C.. Manual Ilustrado para o Manejo e Produção de Andiroba 2013 (outros).

2.
ALMEIDA, E. C.. Manual Ilustrado para o Manejo e Produção de Copaíba 2013 (outros).

3.
Melo, M. S. ; ALMEIDA, E. C. ; DANTAS, J. B. . Boas Práticas de Manejo e Extração de óleo vegetal de Andiroba. Santarém: IBAMA, 2011 (outros).

4.
Melo, M. S. ; Sablayrolles, P. ; ALMEIDA, E. C. ; DANTAS, J. B. . Custos de produção e quadro financeiro da relação empresa comunidade 2009 (Capítulo de Livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Vieira, Gil ; ALMEIDA, E. C. . Preparação de substrato para fabricação de dispositivos de semeadura direta e dispersão de sementes na área. 2008.

Programas de computador sem registro
1.
ALMEIDA, E. C.. Guia Dendrológico Tapajós UFOPA. 2015.

Trabalhos técnicos
1.
Melo, M. S. ; ALMEIDA, E. C. ; DANTAS, J. B. . Boas Práticas de Manejo e Extração de Óleo Vegetal de Andiroba. 2011.

2.
ALMEIDA, S. S. ; ALMEIDA, E. C. . SISTEMA AGROFLORESTAL COM AROMÁTICAS E FRUTIFERAS: MODELO PARA MITIGAÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DO EFEITO ESTUFA. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
ALMEIDA, E. C.. Análise Financeira de Projetos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ALMEIDA, E. C.. Prognose da Produção Florestal:Matriz de transição. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ALMEIDA, E. C.. Aspectos Técnicos e Legais da utilização de resíduos da exploração Florestal:Cubagem e Romaneio. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Santos. K. J. S.; Lustosa, D. C.; ALMEIDA, E. C.. Participação em banca de Keilla Jeanne Silva dos Santos.Crescimento de Aniba parviflora (Meissn) Mez.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Oeste do Pará.

2.
MELO, L. O.; ALMEIDA, E. C.. Participação em banca de Tatiana da Cunha Castro.Estrutura de floresta ombrófila aberta no parque estadual Monte Alegre, município de Monte Alegre, Estado do Pará. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade Federal Rural da Amazônia.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Curso para multiplicadores em boas práticas de manejo e extração de óleo de andiroba e óleo-resina de copaíba.Boas práticas de manejo e ecologia da espécie Carapa guianensis (Andiroba). 2012. (Outra).

2.
Workshop de Sementes e Mudas de espécies florestais nativas: Situação atual e perspectivas no estado do Pará.Importância da Análise de Sementes tendo em vista os procedimentos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 2012. (Outra).

3.
Capacitação em Fortalecimento Organizacional e Gestão da Produção Comunitária. 2009. (Oficina).

4.
Relações entre Empresas, Governo e Comunidade na Amazônia Brasileira. 2009. (Seminário).

5.
XI Seminário de Iniciação Científica de FCAP e V Seminário de Iniciação Científica da Embrapa Amazônia Oriental. 2002. (Seminário).

6.
Trangênicos, Saúde humana e ecossistema amazônico. 2001. (Simpósio).

7.
V ciclo de Palestras da FCAP. 2001. (Congresso).

8.
3ª Semana do Meio Ambiente. 1999. (Congresso).

9.
II Semana de Valorização e Integração Agrária. 1999. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
SABRINA PAIVA CONCEIÇÃO. Análise e tecnologia de sementes de Minquartia guianensis Aubl., Bagassa guianensis Aubl. e Manilkara huberi (Ducke) A. Chev.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
KATHARINE VINHOLTE DE ARAÚJO. Análise e tecnologia de sementes de Nectandra cuspidata Ness& Mart., Pouteria guianensis Aubl. e Manilkara bidentada subsp. surinamensis (Miq.) T.D. Penn.. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Juliana Tamyres Vinholte do Rêgo. PRÁTICAS PRODUTIVAS DE CarapaguianensisAubl. (ANDIROBA), COMO ALTERNATIVA DE RENDA DE UMA COMUNIDADE NO ASSENTAMENTO MOJÚ I E II, SANTARÉM ? PA.. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Florestal) - Universidade Federal do Oeste do Pará, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Everton Cristo de Almeida.



Inovação



Programa de computador sem registro
1.
ALMEIDA, E. C.. Guia Dendrológico Tapajós UFOPA. 2015.


Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SANTOS, C. A. A. ; ALMEIDA, E. C. . Análise do Solo é indispensável à Silvicultura. Campos e Negócio Florestas, Uberlâdia - Minas Gerais, p. 03 - 50, 01 nov. 2013.

2.
ALMEIDA, E. C.. Você sabia que a Noruega guarda uma coleção de sementes de todas as partes do mundo?. Revista Ciência Hoje das Crianças, Rio de Janeiro - RJ, 01 set. 2013.


Apresentações de Trabalho
1.
ALMEIDA, E. C.. Manejo de Produtos Florestais Não-madeireriros. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Programa de Computador sem registro de patente
1.
ALMEIDA, E. C.. Guia Dendrológico Tapajós UFOPA. 2015.



Outras informações relevantes


Assessor técnico do Projeto ?Floresta em Pé? - ?Manejo sustentável de recursos florestais na Amazônia Brasileira por meio de uma parceria empresas / comunidades, no Estado do Pará? (16/02/2009).
Contratação temporária realizada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), fazendo parte do quadro técnico da Força-tarefa (Hangar) como analista ambiental, efetuando análise e vistoria de Planos de Manejo Florestais de caráter comunitário em Projetos de Assentamento. Sendo contratado por um período de 6 meses (29/07/2008 à 29/01/2009).
Coordenação técnica e administrativa do projeto 234/04 ?Manejo Florestal comunitário, para produção de móveis e artesanatos em três comunidades na margem direita do Rio Tapajós, Tauarí, Paraíso e Jutuarana, na Floresta Nacional do Tapajós?. Este, vinculado ao ProManejo Santarém, Componente IV, trabalhando para a Associação Intercomunitária do Tapajós ? AITA a proponente, por um período de 17 meses (início em 01/12/2004 à 04/04/2006).
Implementação do viveiro florestal inter-comunitário (12 comunidades), que visa atender a demanda de mudas para revegetação e para agricultura de ciclo longo das comunidades. Este projeto foi desenvolvido pelo Museu Goeldi e Universidade Federal Rural da Amazônia(UFRA) em parceria com o programa de P&D da CELPA REDE e FIDESA, início em 10/03/2004 e término em 20/06/2004.
Instrutor do curso de Técnicas de Coleta e Identificação Botânica, na Estação Científica Ferreira Penna, ministrando as Instruções de Coleta de Material Botânico com técnicas antigas e avançadas; segurança no campo e orientação com Bússola e Receptor de sinal de GPS (GARMIN), em julho/2004.
Expedições a campo no Projeto de Análise florística e fitossociológica do Parque Ecológico de Gunma, financiado pela Agência Internacional de Cooperação do Japão (JICA), no município de Santa Bárbara - PA, trabalhando com elaboração de um banco de dados para o mapeamento de todas as espécies em 4 (quatro) fitofisionomias



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 16:56:13