José Guilherme Martins dos Santos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5997657584785803
  • Última atualização do currículo em 19/10/2018


Bacharel em Meteorologia pela Universidade Federal do Pará (2002), mestre em Meteorologia pela Universidade Federal de Pelotas (2005) e doutor em Ciência do Sistema Terrestre pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (2015). Atua na área de Geociências, com ênfase em Meteorologia, Modelagem da Atmosfera, Climatologia, modelagem numérica ambiental e Interação Biosfera-Atmosfera. Tem experiência em mais de 10 anos na área de geoprocessamento e na manipulação e visualização de dados ambientais utilizando NCL, CDO, GrADS e o interpretador bash. É responsável por ministrar cursos dessa ferramentas em institutos e universidades nacionais tendo capacitado mais de 200 pessoas ao longo de mais de 10 anos de experiência. A partir dessas ferramentas são geradas rotinas automáticas para os produtos de risco de fogo, precipitação, umidade relativa, direção e velocidade do vento, dentre outros. Toda essa experiência adquirida em programação e utilização de scripts é utilizada nos projetos de pesquisa que atua. Atualmente realiza pesquisa e desenvolvimento no Programa de Monitoramento de Queimadas do INPE no contexto do modelo de risco de fogo para a América do Sul como também no desenvolvimento do produto de severidade. É colaborador dos seguintes produtos e serviços gerados pelo grupo de queimadas: boletim Infoqueima, elaboração do fumaçograma e briefing meteorológico. Conhecimentos em Unix, Linux, Windows, Climate Data Operators (CDO), netCDF Operators (NCO), Grid Analysis and Display System (GrADS), NCAR Command Language (NCL), LATEX, Fortran 90, Python e Shell (Bash). E-mail para contato: jgmsantos@gmail.com. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Guilherme Martins dos Santos
Nome em citações bibliográficas
MARTINS, G.;SANTOS, J. G. M.;SANTOS, G. M.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos.
Rodovia Presidente Dutra, km 40
Jardim Europa
12630000 - Cachoeira Paulista, SP - Brasil
Telefone: (12) 31869205
URL da Homepage: http://www.cptec.inpe.br


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2015
Doutorado em CIÊNCIA DO SISTEMA TERRESTRE.
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Título: Transporte de umidade na Amazônia e sua relação com a Temperatura da Superfície do Mar dos oceanos adjacentes utilizando as simulações do CMIP5, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Gilvan Sampaio de Oliveira.
Coorientador: Celso von Randow.
Palavras-chave: CMIP5; Amazônia; precipitação; TSM; umidade.
2003 - 2005
Mestrado em Meteorologia.
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Título: Estudo Observacional dos Jato de Baixos Níveis na Região Metropolitana de Porto Alegre durante o período de 1989 a 2003,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Cláudia Rejane Jacondino de Campos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Porto Alegre; Jato de Baixos Níveis; Sul do Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
1998 - 2002
Graduação em Meteorologia.
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Título: Estimativa do Fluxo de Calor Sensível na Floresta Nativa de Caxiuanã-PA, no Período Seco e Chuvoso.
Orientador: Jose Ricardo Santos de Souza.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Capacitação em Monitoramento Ambiental com a Plataforma TerraMA2Q. (Carga horária: 24h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2017 - 2017
Gestão de Pequenos e Médios Projetos - Turma II. (Carga horária: 40h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2016 - 2016
NCL Workshop. (Carga horária: 28h).
National Center for Atmospheric Research, NCAR, Estados Unidos.
2014 - 2015
Extensão universitária em My English Online (MEO) - Nível 2. (Carga horária: 120h).
Ministério da Educação, MEC, Brasil.
2014 - 2014
Introdução à Programação com Ênfase em Fortran 90. (Carga horária: 24h).
Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos, CPTEC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Curso Básico de Linux. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Use of seasonal climate predictions. (Carga horária: 80h).
Instituto Interamericano para Pesquisas em Mudanças Globais, IAI, Brasil.
2010 - 2010
Exame de Língua Estrangeira - Espanhol. (Carga horária: 4h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2010 - 2010
Orientação para Publicação Digital no INPE. (Carga horária: 2h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2010 - 2010
Exame de Língua Estrangeira - Inglês. (Carga horária: 4h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Latin American Data Workshop. (Carga horária: 24h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2008 - 2008
Global Climate Change Data Analysis. (Carga horária: 32h).
Universidade Nacional Autônoma do México, UNAM, México.
2007 - 2007
Extensão universitária em Aplicações do MATLAB em Meteorologia e Climatologi. (Carga horária: 10h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Curso de Inglês Intermediário. (Carga horária: 120h).
Centro Cultural Anglo Americano, CCAA*, Brasil.
2006 - 2006
Lógica de Programação. (Carga horária: 60h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SENAC, Brasil.
2006 - 2006
II Mini Workshop Início da Estação Chuvosa. (Carga horária: 9h).
Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos, CPTEC, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em Mini-Curso de Sistemas Convectivos de Mesoescala. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
2004 - 2004
Teste de Competência em Leitura em Língua Estrange. (Carga horária: 4h).
Centro de Pesquisa e Extensão Em Lingüística e Literatura, CPEL, Brasil.
2004 - 2004
Curso Básico de Inglês. (Carga horária: 144h).
Centro de Estudos Especiais Em Língua Inglesa, CEELI, Brasil.
2003 - 2003
Inglês Instrumental Para Meteorologia. (Carga horária: 96h).
Centro de Estudos Especiais Em Língua Inglesa, CEELI, Brasil.
2003 - 2003
Efeito dos fenômenos El Niño/La Niña sobre o rendi. (Carga horária: 6h).
Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, SBAGRO, Brasil.
2003 - 2003
Experimento de Campo - SALLJEX. (Carga horária: 960h).
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
2001 - 2001
Monito. da Irrigação por Rede de Estações Agromete. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, SBAGRO, Brasil.
2001 - 2001
Programa Arquipélago São Pedro e São Paulo. (Carga horária: 192h).
Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar, SCIRM, Brasil.
2000 - 2000
Extensão universitária em Experimento de Campo em Agrometeorologia. (Carga horária: 168h).
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
2000 - 2000
Técnicas de Planejamento e de Apresentação de Semi. (Carga horária: 25h).
Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
2000 - 2000
Meteorologia por Satélite e Radiação. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Meteorologia, SBMET, Brasil.
1999 - 1999
Curso de Operaçao, digitaçao e computaçao grafica. (Carga horária: 110h).
Compumaster Informatica, COMPUMASTER, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, INPE, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisa e desenvolvimento, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Realização de pesquisa e desenvolvimento de produtos para queimadas junto ao Programa de Monitoramento de Queimadas do CPTEC/INPE.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa e desenvolvimento, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 40
Outras informações
Participação em projetos de pesquisa

Vínculo institucional

2010 - 2015
Vínculo: Aluno de Doutorado, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aluno de doutorado em Ciência do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CST/INPE) desde março de 2010.

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos.

Atividade realizada
Elaboração do boletim mensal INFOQUEIMA.
07/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, Divisão de Satélites Ambientais.

04/2016 - 08/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, .

09/2015 - 01/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciência do Sistema Terrestre, .

03/2012 - 01/2016
Extensão universitária , Centro de Ciência do Sistema Terrestre, .

Atividade de extensão realizada
Membro colaborador do Grupo de Superfície-Biosfera-Atmosfera - GSBA.
03/2009 - 10/2011
Extensão universitária , Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, Divisão de Modelagem e Desenvolvimento - DMD.

Atividade de extensão realizada
Membro Colaborador do Grupo de Modelagem da Atmosfera e Interfaces - GMAI.

Young Earth System Scientists Community, YESS, Alemanha.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Council Member, Carga horária: 2


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Meteorologista, Carga horária: 32
Outras informações
Meteorologista no Laboratório de Hidrometeorologia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG/USP).

Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

12/2011 - 02/2012
Serviços técnicos especializados , Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, Departamento de Ciências Atmosféricas.

Serviço realizado
Meteorologista previsor responsável pelo monitoramento de tempestades severas..
08/2005 - 12/2008
Extensão universitária , Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, Departamento de Ciências Atmosféricas.

Atividade de extensão realizada
Membro Colaborador do Grupo de Estudos Climáticos - GrEC.

Universidade Nacional Autônoma do México, UNAM, México.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
O candidato realizou estágio na Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) sob orientação do Prof. Dr. Victor Magaña. Os recursos financeiros foram fornecidos pelo CNPq.

Atividades

11/2007 - 05/2008
Estágios , Meteorologia Tropical, .

Estágio realizado
Realizou-se no Departamento de Meteorologia Tropical um estudo sobre Ondas Equatoriais para verificar se estas ondas podem modular a convecção na região norte da América do Sul.
11/2007 - 05/2008
Extensão universitária , Meteorologia Tropical, .

Atividade de extensão realizada
Membro do Grupo de Meteorologia Tropical.

Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista de Pós-Graduação/Mest, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2003 - 03/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Meteorologia, Cpgmet.

Linhas de pesquisa
Meteorologia de Mesoescala
03/2003 - 03/2003
Ensino, Faculdade de Meteorologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Docência Orientada em Hidrometeorologia

Universidade Federal do Pará, UFPA, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 8

Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Instituto Nacional de Meteorologia, INMET-2°DISME, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário de Meteorologia, Carga horária: 20

Atividades

9/2000 - 8/2001
Estágios , Ministério da Agricultura, Inmet 2°disme.

Estágio realizado
Prática na Estação Meteorológica de Superfície, consistência de dados e utilização de técnicas de previsão de tempo.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 8
Outras informações
Participação em projetos na UFRN.



Linhas de pesquisa


1.
Meteorologia de Mesoescala
2.
Desenvolvimento de produtos para desastres naturais
3.
Melhorias no código do modelo de risco de fogo diário.
4.
Modelagem atmosférica
5.
Mudanças Climáticas


Projetos de pesquisa


2016 - 2016
SISTEMA DE MONITORAMENTO E ALERTA PARA EVENTOS HIDROLÓGICOS EXTREMOS DO TIPO INUNDAÇÃO
Descrição: Desastres naturais podem ser definidos como o resultado do impacto de fenômenos naturais extremos ou intensos sobre um sistema social, causando sérios danos e prejuízos que excede a capacidade da comunidade ou da sociedade atingida em conviver com o impacto. No Brasil, os principais fenômenos relacionados a desastres naturais são derivados da dinâmica externa da Terra, tais como, inundações e enchentes, escorregamentos de solos e/ou rochas e tempestades, geralmente associados a eventos pluviométricos intensos e prolongados. No Brasil, o fenômeno de inundação brusca causa o segundo maior número de vítimas relacionadas à desastres naturais, totalizando mais de 32% dos óbitos. Inundações e enchentes são eventos naturais frequentemente deflagrados por chuvas fortes e rápidas ou chuvas de longa duração, geralmente associadas à elevação do volume de precipitação sobre a bacia de drenagem, levando o rio a ultrapassar sua cota máxima. No estado de São Paulo, por exemplo, eventos de inundação brusca e graduais apresentaram ocorrências em praticamente todas mesorregiões, com a inundação brusca apresentando o maior número de ocorrências no estado. Para a análise da probabilidade e a ocorrência de inundação, enchente e de alagamento torna-se necessário analisar naturais e antrópicos, como por exemplo, formas do relevo, características da rede de drenagem, além da intensidade, quantidade, distribuição e frequência das chuvas. Considerando que a ocorrência de desastres naturais no Brasil está aumentando nos últimos anos, o uso de ferramentas mais precisas para o auxílio no monitoramento de eventos hidrológicos extremos torna-se necessária, visando sempre diminuir o número de perdas humanas e materiais. Neste contexto, o projeto proposto tem como principal objetivo desenvolver e implementar um sistema de alerta e monitoramento de eventos extremos relacionados diretamente à valores extremos de precipitação e à processos hidrológicos. Sendo assim, no escopo desta pesquisa pretende-se caracterizar eventos hidrológicos em micro-bacias através de dados climatológicos de nível, vazão e precipitação, caracterizar os principais sistemas meteorológicos associados à eventos hidrológicos extremos sobre as bacias estudadas, desenvolver de ferramentas para o monitoramento de bacias, realizar previsão hidrológica para as bacias em estudo e finalmente elaborar um sistema automático para auxílio no monitoramento e alerta de desastres naturais relacionados à eventos hidrológicos. Considerando os objetivos e metas propostas para o desenvolvimento do projeto, serão utilizadas diversas fontes de informações meteorológicas e hidrológicas como, por exemplo, dados de estimativas de precipitação por radar, além de ferramentas já existentes, como modelos atmosféricos e modelos de previsão de cheias combinadas através de uma metodologia de multiferramentas que auxiliem no objetivo principal proposto. Além do objetivo principal e objetivos específicos apresentados, o projeto proposto visa implementar uma parceria entre as instituições estaduais Universidade Estadual Paulista (UNESP), Instituo de Pesquisas Meteorológicas (IPMet) e o Instituto Tecnológico SIMEPAR (Sistema Meteorológico do Paraná), com os principais centros de meteorologia e monitoramento de desastres naturais, sendo eles o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN). Esta interação das Instituições de Ensino e Pesquisa com os Centros Regionais será de extrema importância para o desenvolvimento de produtos operacionais específicos, tanto de monitoramento como de modelagem numérica, que permitam a rápida identificação de áreas com a probabilidade da ocorrência de extremos meteorológicos e hidrológicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
RESILIÊNCIA DA FLORESTA AMAZÔNICA À OCORRÊNCIA DE EPISÓDIOS DE SECAS EXTREMAS
Descrição: No presente projeto, será realizado um acoplamento entre esse modelo atmosférico simplificado 0-dimensional D' Andrea et al., (2006) e o modelo de superfície INLAND (Foley, et al, 1996 e Kucharik, et al, 2000) com o intuito de estudar a resiliência da floresta amazônica à episódios de secas extremas a partir da análise do comportamento da biomassa, GPP, NPP e taxa de mortalidade. O uso de modelo simplificado permite a realização de um número grande de simulações de centenas a milhares de anos, e com diferentes condições de sensibilidade do modelo às forçantes externas. No estudo de possível ocorrência de tipping points e ?dieback? da Amazonia usando modelos acoplados, Cox et al. (2013) identificaram uma relação entre a variabilidade interanual do balanço de carbono terrestre e as anomalias de temperatura e usaram esta relação como um fator ?limitante? (?emergent constraint? para reduzir as incertezas dos modelos. De posse de inter-relações emergentes a partir de análises com dados observacionais, o modelo 0-D será constrangido para simular a evolução do sistema acoplado vegetação-clima de maneira mais realista, identificando quais condições mais críticas podem levar o sistema a um ponto de bifurcação ou a um estado crítico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
EXTREMOS DE PRECIPITAÇÃO EM SIMULAÇÕES CLIMÁTICAS REFERENTES AOS CLIMAS DO PASSADO E DO PRESENTE E PROJEÇÕES PARA O FUTURO SOBRE O NORDESTE DO BRASIL
Descrição: A previsão numérica de tempo tem sido cada vez mais utilizada como informação estratégica de planejamento para diversas áreas de atividade econômica e social. Contudo, a previsão da intensidade e localização da chuva, ainda é um dos principais desafios enfrentados nas atividades operacionais dos principais centros mundiais de previsão de tempo e clima. Estes eventos serão identificados por meio da Técnica dos Quantis, tanto para os dados observados de precipitação quanto para os resultados das simulações numéricas de seis modelos regionais, sejam eles: Eta (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos/Instituto Nacional de Pesquisas Espacias), Rossby Centre Regional Climate Model (RCA), PROgnostic at the MESoscale (PROMES), International Centre for Theoretical Physics REGional Climate Model (RegCM3), Max-Planck-Institute for Meteorology REgional MOdel (REMO) e Modele de Circulation Generale du Laboratoire de Meteorologie Dynamique (LMDZ). A partir disto, esses eventos serão separados de acordo com o tipo de sistema atmosférico atuante na região em estudo. E, então, as características atmosféricas anômalas de variáveis meteorológicas serão estudadas por meio da anomalia de composição dos eventos extremos de precipitação. Análises da média dos resultados de todos os modelos regionais (multimodel ensemble) e da dispersão (incertezas) destes serão realizadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: José Guilherme Martins dos Santos - Integrante / Kellen Carla Lima - Coordenador / Claudio M. S. Silva - Integrante / MAYTÊ DUARTE LEAL COUTINHO - Integrante / PRISCILLA TELES DE OLIVEIRA - Integrante / Matheus de Mendonça Andrade - Integrante.Financiador(es): PROPESQ-REUNI - Cooperação.
2012 - 2014
AVALIAÇÃO DOS SERVIÇOS AMBIENTAIS FORNECIDOS PELA FLORESTA AMAZÔNICA UTILIZANDO O MODELO INLAND
Descrição: O projeto intitulado AMAZALERT (http://www.eu-amazalert.org) é uma cooperação internacional com o objetivo de avaliar um possível sistema de monitoramento na Amazônia utilizando o estado-da-arte em modelagem numérica e processos de interação entre clima, sociedade, mudança de uso do solo, alterações na vegetação e disponibilidade de água e políticas publicas para esta região. O projeto consiste em utilizar o modelo dinâmico vegetação-clima Integrated Land Model (INLAND) acoplado a um modelo atmosférico, para representar as características de interação e regulação do clima atual na região Amazônica, e posteriormente avaliando como as interações entre a hidrologia e o ciclo de carbono podem se modificar em cenários de mudanças ambientais projetadas até o final deste século..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
SUPERCLIMA
Descrição: Realizar avaliação e validação de novas funcionalidades decorrentes da implementação do sistema CCATT-BRAMS no MCGA. Em particular: testar módulo de emissão, checar unidades e conservação de massa, testar módulo de emissão juntamente com módulo de advecção, checar características do transporte: monotonicidade, positividade, conservação de massa, testar módulo de emissão juntamente com módulo de advecção e difusão e checar características do transporte: positividade, conservação de massa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
DESENVOVLIMENTO DE UM SISTEMA DINAMICAMENTE ADAPTATIVO PARA PRODUÇÃO DE ALERTAS PARA A REGIÃO SUL/SUDESTE
Descrição: Os fenômenos meteorológicos extremos que causam grandes impactos sócio-econômicos ocorrem em escala de minutos a horas. Estes fenômenos estão geralmente associados a processos físicos da atmosfera que não são totalmente resolvidos pela modelagem numérica de baixa resolução. No entanto, há uma grande diversidade e quantidade de dados/parâmetros meteorológicos oriundos de diversos sensores que poderiam ser usados para monitoramento e previsão desses fenômenos. Um sistema que englobe estes e outros aspectos certamente deve contribuir a aprimorar condições para a tomada de decisões. O Projeto ADAPT implementado pelo Convênio celebrado entre a FINEP, APLBA e o MCT, datado de 27.12, visa desenvolver um sistema dinamicamente adaptativo para a produção de alertas meteorológicos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Guilherme Martins dos Santos - Integrante / SANTOS, J. G. M. - Integrante / Saulo Ribeiro de Freitas - Coordenador / Rafael Stockler Santos Lima - Integrante.Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.
2005 - 2008
IMPACTOS DE EVENTOS DE BAIXA FREQUÊNCIA NA ATMOSFERA SOBRE O CLIMA DAS AMÉRICAS
Descrição: O Grupo vem desenvolvendo trabalhos em áreas de diferente escala temporal e espacial. Estudos numéricos e observacionais, bem como o uso de ferramentas de sensoriamento remoto tem contribuido para o crescimento de todos. Atualmente o grupo tem trabalhado na área de modelagem regional do clima tendo o apoio financeiro do CNPq e FAPESP..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2008
MODELAGEM NUMÉRICA PARA O SISTEMA INTEGRADO DE HIDROMETEOROLOGIA NO ESTADO DE SAO PAULO
Descrição: Nesta primeira fase do SIHESP um grande número de observações convencionais (estações de superfície) e não convencionais (radar meteorológico) será acoplado ao sistema de observação atualmente existente em São Paulo. A utilização destas observações em modelos numéricos atmosféricos irá trazer um enorme benefício científico e social ao conjunto da sociedade em escalas de tempo distintas. Num primeiro momento, irá melhorar a previsão de curto e curtíssimo prazo tão necessária na mitigação de catástrofes no Estado de São Paulo (inundações, frios severos, ventos intensos, etc.). Numa escala de tempo maior, a configuração de um modelo atmosférico climático, poderá fornecer elementos para o planejamento antecipado (por exemplo manejo da água) de dois a três meses com enormes benefícios em vários setores da sociedade, sem contar com o fornecimento de melhores informações de clima a Defesa Civil, que poderia se preparar mais adequadamente para eventos extremos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2005
ASSOCIAÇÃO DO JATO DE BAIXOS NÍVEIS COM OS SISTEMAS METEOROLÓGICOS NO SUL DO BRASIL (COCEPE - 1.07.03.081)
Descrição: Este projeto tem por objetivo geral estudar a relação dos JBN com os sistemas meteorológicos que ocorreram na Região Sul do Brasil. Objetivos Específicos 1. Obter uma Climatologia dos JBN na região de Porto Alegre para o período de 1989-2003. 2. Classificar os JBN de acordo com o critério proposto por Bonner (1968) e modificado por Whiteman (1997) para todo o período (1989-2003). 3. Fazer a classificação sazonal dos JBN na região de Estudo. 4. Correlacionar os JBN com os eventos de ENOS. 5. Selecionar a estação do ano que apresentou JBN mais intensos e selecionar um destes casos. 6. Realizar um estudo de caso, selecionado no item 5, utilizando imagens de satélites no canal infravermelho, campos do Modelo Global e ETA e/ou reanálises, bem como o Modelo RAMS para simular tal caso.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: José Guilherme Martins dos Santos - Integrante / SANTOS, J. G. M. - Integrante / Cláudia Rejane Jacondino de Campos - Coordenador / Diegos Simões Fernandes - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
1999 - 2002
IMPACTO DO DESMATAMENTO JUNTO AO LITORAL ATLÂNTICO DA AMAZÔNIA
Descrição: O objetivo geral desse projeto foi avaliar a relação dos ecossistemas de manguezal (Bragança), floresta (Caxiuanã), e campo (Soure) sobre o clima no leste da Amazônia. Simulações numéricas com o modelo atmosférico mostraram que a substituição de "floresta" por "pastagem" implica numa diminuição da precipitação e aquecimento generalizado da temperatura do ar, compatível com resultados de estudos anteriores com modelos de grande escala..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de desenvolvimento


2010 - 2011
DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÕES AMBIENTAIS COMO FERRAMENTA À VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL
Descrição: Realizar consistências das saídas do modelo BRAMS para o site do Sistema de Informações Ambientais (SISAM)..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: José Guilherme Martins dos Santos - Integrante / SANTOS, J. G. M. - Integrante / Karla M. Longo - Integrante / Sandra Hacon - Coordenador.Financiador(es): Fundação para o Desenvolvimento Científicio e Tecnológico em Saúde - Bolsa.


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: American Journal of Climate Change
2015 - Atual
Periódico: Boletim de Geografia (UEM)
2015 - Atual
Periódico: Agrarian (Dourados. Online)
2017 - Atual
Periódico: BRITISH JOURNAL OF APPLIED SCIENCE & TECHNOLOGY
2017 - Atual
Periódico: ADVANCES IN RESEARCH
2017 - Atual
Periódico: Physical Science International Journal
2017 - Atual
Periódico: REVISTA BRASILEIRA DE METEOROLOGIA
2017 - Atual
Periódico: Journal of Global Ecology and Environment
2017 - Atual
Periódico: Internation STD Research & Reviews
2018 - Atual
Periódico: Current Journal of Applied Science and Technology
2018 - Atual
Periódico: SCIENTIA PLENA
2018 - Atual
Periódico: Journal of Geography, Environment and Earth Science International


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Meteorologia de Mesoescala.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Meteorologia Dinâmica.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Meteorologia/Especialidade: Climatologia.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Interação biosfera-atmosfera.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Doutorado em Ciência do Sistema Terrestre, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).
2005
Mestre em Meteorologia, Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
2003
Bacharel em Meteorologia, Universidade Federal do Pará (UFPa).


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SIQUEIRA, B.2018SIQUEIRA, B. ; NERY, J. T. ; MARTINS, G. . VARIABILIDADE SAZONAL DA PRECIPITAÇÃO NABACIA DO PARANÁ EM TERRITÓRIO BRASILEIRO. Revista Brasileira de Climatologia, v. 23, p. 45-59, 2018.

2.
SANTOS, A. P. P.2016SANTOS, A. P. P. ; ARAGAO, M. R. S. ; SANTOS, J. G. M. ; LIMA, F. J. L. L. ; SANTOS, S. R. Q. ; CORREIA, M. F. . Mecanismos dinâmicos associados à ocorrência de um Evento Climático Extremo de Precipitação na cidade de Salvador-BA. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 9, p. 1-10, 2016.

3.
MARTINS, G.2015MARTINS, G.; SANTOS E SILVA, C. M. . Balanço de água na floresta amazônica no final da primeira metade do século XXI utilizando as simulações do CMIP5. Boletim de Geografia (Online), v. 33, p. 1-16, 2015.

4.
MARTINS, G.2015MARTINS, G.; KUBOTA, P. Y. ; SANTOS E SILVA, C. M. . Características da circulação atmosférica e precipitação utilizando o modelo acoplado MCGA/IBIS. Boletim de Geografia (Online), v. 33, p. 100-114, 2015.

5.
LIMA, K. C.2011LIMA, K. C. ; SANTOS, J. G. M. . Relação entre Eventos de Precipitação Normal e Intensa com as Anomalias de Temperatura da Superfície do Mar. Engenharia Ambiental (Online), v. 8, p. 151-163, 2011.

6.
ORIQUI, L. R.2011ORIQUI, L. R. ; MORI, M. ; WONGTSCHOWSKI, P. ; FREITAS, S. R. ; SANTOS, J. G. M. . Definição de Shelf Life para Produtos Químicos A Importância de um Guia de Estabilidade Específico para o Segmento. Química Nova (Impresso), v. 34, p. 1869-1874, 2011.

7.
SANTOS, J. G. M.2008 SANTOS, J. G. M. ; CAMPOS, C. R. J. ; LIMA, K. C. . Análise de jatos de baixos níveis associados aum sistema convectivo de mesoescala na américa do sul: um estudo de caso. Revista Brasileira de Geofísica (Impresso), v. 26, p. 451-468, 2008.

8.
CAMPOS, C. R. J.2007 CAMPOS, C. R. J. ; SANTOS, J. G. M. . Climatologia Sazonal dos Jatos de Baixos Níveis na Região Metropolitana de. Anuário do Instituto de Geociências (UFRJ. Impresso), v. 30, p. 83-92, 2007.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SIQUEIRA, B. ; NERY, J. T. ; MARTINS, G. . Análise da Dinâmica Climática na Bacia do Rio Paraná: anomalias de precipitação e o Índice Padronizado de Precipitação. In: XIII Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, 2018, Juiz de Fora. ., 2018.

2.
MARTINS, G.; von Randow, C. ; SAMPAIO, G. . Sazonalidade dos Fluxos de Calor e Umidade na Amazônia utilizando o modelo INLAND. In: XVII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2012, Gramado. XVII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2012.

3.
Stockler, R ; FREITAS, S. R. ; FERREIRA, N. J. ; SANTOS, J. G. M. ; FONSECA, R. M. . Desenvolvimento de uma Interface Gráfica para Monitorar e Prever Tempestades Severas utilizando o BRAMS. In: XVII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2012, Gramado. XVII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2012.

4.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. ; BEZERRA, D. S. ; NORA, E. L. D. . Impacto na qualidade do ar devido à emissão de material particulado no Estado do Mato Grosso e sua consequência à saúde humana. In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011, Curitiba. XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011.

5.
BEZERRA, D. S. ; NORA, E. L. D. ; AMARAL, S. ; SANTOS, J. G. M. ; CARIDADE, E. O. ; SOUSA, E. R. ; SOUSA, M. O. . Uso de modelagem e de geoprocessamento para a análise da relação demanda urbana/disponibilidade hídrica no Maranhão ? Estudo de caso: A bacia hidrográfica do rio Munin. In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011, Curitiba. XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011.

6.
NORA, E. L. D. ; SANTOS, J. E. ; BEZERRA, D. S. ; SANTOS, J. G. M. . Análise da suscetibilidade a erosão da zona de amortecimento de áreas naturais legalmente protegidas. In: XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011, Curitiba. XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2011.

7.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, R. S. S. ; FREITAS, S. R. ; FERREIRA, N. J. ; FONSECA, R. M. . Sistema Emergencial para Monitoramento e Previsão de Tempestades Severas. In: XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2010, Belém. XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2010.

8.
SIQUEIRA, R. A. ; FREITAS, S. R. ; LONGO, K. M. ; SILVA, C. M. S. E. ; SANTOS, J. G. M. ; HOELZEMANN, J. ; FRANCA, D. A. ; LIMA, R. S. S. ; FONSECA, R. M. ; CASTRO, A. A. . Efeito dos aerossóis de queimadas e das mudanças de uso da terra no ciclo hidrológico e nos fluxos de superfície no período de 2007 a 2030 na Amazônia simulados com o CCATT-BRAMS. In: XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2010, Belem. XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2010.

9.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. . Climatologia Sazonal das Ondas de Leste no Atlântico Tropical usando a Técnica de Tracking. In: III Simpósio Internacional de Climatologia, 2009, Canela. III Simpósio Internacional de Climatologia, 2009.

10.
SANTOS, J. G. M. ; AMBRIZZI, T. . Eventos de Jato de Baixos Níveis na América do Sul durante os verões de 1978 a 2006. In: XIV Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2006, Florianópolis. XIV Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2006.

11.
SANTOS, J. G. M. ; CAMPOS, C. R. J. ; MOURA, C. R. W. . Climatologia dos Jatos de Baixos Níveis para Porto Alegre no horário das 12 UTC no período de 1989 a 2003. In: XIII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2004, Fortaleza. XIII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2004.

12.
FONSECA, Z. L. ; SANTOS, J. G. M. ; SOUZA, J. R. S. ; COHEN, J. C. P. . Estimativa de Fluxo de Calor Sensível em Floresta Nativa da Amazônia Oriental. In: XIII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2004, Fortaleza. XIII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2004.

13.
MACHADO, R. D. ; SANTOS, J. G. M. ; CAMPOS, C. R. J. . Ocorrência de Jato de Baixos Níveis duplos no Período de 1989 a 2003 na Região metropolitana de Porto Alegre. In: XIII Congresso de Iniciação Científica e VI Encontro de Pós-Graduação, 2004, Pelotas. XIII Congresso de Iniciação Científica e VI Encontro de Pós-Graduação, 2004.

14.
SANTOS, J. G. M. ; SOUZA, J. R. S. . Fluxo de Calor Sensível na Floresta Nativa de Caxiuanã-PA durante o Período Seco. In: XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003, Santa Maria-RS. XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003. v. 1. p. 111-112.

15.
WEYKAMP, F. V. ; CALEARO, D. S. ; MATOS, J. G. Z. ; KLERING, E. V. ; SANTOS, J. G. M. ; CHAPA, S. R. . Estudo de Um Caso de Geada de Radiação na Região Sul do Brasil. In: XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003, Santa Maria-RS. XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003. v. 2. p. 1017-1018.

16.
SOUSA, A. M. L. ; SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. ; JESUS, E. S. . Análise do Balanço Hídrico e Aptidão Agroclimática para a Região Centro-Oeste do Estado do Pará nos Anos de 1987 a 1990 em Altamira. In: XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003, Santa Maria-RS. XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003. v. 2. p. 1121-1122.

17.
AGUIAR, A. S. ; SANTOS, J. G. M. ; MATOS, J. G. Z. ; KLERING, E. V. ; CHAPA, S. R. . Contribuição de Tipos de Sistemas de Chuva na Região Sul do Brasil Durante o ano de 1997-1998. In: XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003, Santa Maria-RS. XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia, 2003. v. 2.

18.
ROCHA, E. J. P. ; ROLIM, P. A. M. ; NEVES, D. G. ; BRAGA, A. P. ; PERDIGÃO, G. J. A. ; RIBEIRO, J. B. M. ; SANTOS, J. G. M. . Aplicação do Modelo Estatístico de Previsão Hidrométrica na Bacia do Rio Capim em Badajós. In: XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002, Foz do Iguaçu-PR. XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002.

19.
LIMA, K. C. ; SANTOS, J. G. M. ; PEREIRA, C. M. M. ; MARTINS, A. C. S. ; SANTOS, D. H. B. ; ANDRADE, L. S. ; ARAÚJO, K. M. ; NEVES, D. G. . Estudo do Conforto Térmico na VIII Edição da Feira do Vestibular realizada no Shopping Castanheira em Belém-PA. In: XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002, Foz do Iguaçu-PR. XII Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2002.

20.
NETO, L. A. S. ; ATAÍDE, K. R. P. ; ASSUNÇÃO, C. P. ; SANTOS, J. G. M. ; COSTA, J. P. R. . Estudo da Variabilidade Diária da Temperatura do ar e no Perfil do Solo em Caxiuanã, Para os Períodos Úmido e Seco. In: XII Congresso Brasileiro de Meteorlogia, 2002, Foz do Iguaçu-PR. XII Congresso Brasileiro de Meteorlogia, 2002.

21.
JÚNIOR, G. B. C. ; LIMA, K. C. ; CARDIM, A. H. ; SANTOS, D. N. ; SANTOS, J. G. M. ; SILVA, A. J. S. ; SANTOS, D. H. B. . Comportamento da Temperatura Média e Umidade Relativa em Anos de Ocorrência do Fenômeno El Nino para o Período de Janeiro de 1995 a Dezembro de 1999 na Cidade de Belém-PA. In: XII Congresso Brasileiro de Meteorlogia, 2002, Foz do Iguaçu-PR. XII Congresso Brasileiro de Meteorlogia, 2002.

22.
SANTOS, J. G. M. ; COSTA, A. C. L. . Variações Meteorológicas em Três Ecossistemas na Região Amazônica. In: XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia, 2001, Fortaleza-CE. XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia, 2001.

23.
PEREIRA, C. M. M. ; SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. ; MARTINS, A. C. S. ; COSTA, A. C. L. . Variabilidade Média Horária Sazonal da Temperatura do Ar, Umidade Relativa do Ar e Precipitação em Três Ecossistemas na Região Amazônica. In: XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia, 2001, Fortaleza-CE. XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia, 2001.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PEREIRA, A. S. B. ; LAMOSA, D. M. ; MARTINS, G. ; SAMPAIO, G. . Geração de Produtos Meteorológicos para a Previsão de Tempo do CPTEC/INPE. In: XIX Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2016, João Pessoa. XIX Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2016.

2.
DOLMAN, A. J. ; von Randow, C. ; SAMPAIO, G. ; MARTINS, G. ; NOBRE, C. A. . Constraining the Sensitivity of Amazonian Rainfall with Observations of Surface Temperature. In: AGU FALL MEETING, 2016, São Francisco. AGU FALL MEETING, 2016.

3.
MARTINS, G.; von Randow, C. ; SAMPAIO, G. ; DOLMAN, A. J. . Impact of Sea Surface Temperature on moisture transport and Amazon precipitation in CMIP5 simulations. In: 4th iLEAPS Science Conference: Terrestrial ecosystems, atmosphere, and people in the Earth System, 2014, Nanjing. 4th iLEAPS Science Conference: Terrestrial ecosystems, atmosphere, and people in the Earth System, 2014.

4.
BELEM, C. M. ; SANTOS, G. M. ; SILVA, L. F. M. . Urbanization, climate change and anthropogenic impacts: case study on location of sporting events of the Olympic Games Rio 2016. In: Olympic Legacies: International Conference - Impacts of Mega-Events on Cities, 2013, Londres. Olympic Legacies: International Conference - Impacts of Mega-Events on Cities, 2013.

5.
BELEM, C. M. ; SANTOS, G. M. ; SILVA, L. F. M. . The Occupation of the Urban Environment in the Region of the Future Olympic Park: A case study of the Pan American Games of 2007 towards Rio 2016. In: Olympic Legacies: International Conference - Impacts of Mega-Events on Cities, 2013, Londres. Olympic Legacies: International Conference - Impacts of Mega-Events on Cities, 2013.

6.
Stockler, R ; FREITAS, S. R. ; FERREIRA, N. J. ; SANTOS, J. G. M. ; FONSECA, R. M. . Sistema Emergencial para Monitoramento e Previsão de Tempestades Severas. In: I Workshop Científico do Projeto Chuva, 2012, São José dos Campos. I Workshop Científico do Projeto Chuva, 2012.

7.
LONGO, K. M. ; BROWN, I. F. ; FREITAS, S. R. ; CAVALCANTE, F. ; ROSARIO, N. E. ; FRANCA, D. A. ; SETZER, A. ; MORELLI, F. ; MELLO, R. ; Stockler, R ; SANTOS, J. G. M. ; GACITA, M. S. ; SIQUEIRA, R. A. ; REGO, P. ; LOPES, A. ; GONCALVES, M. C. A. ; HACON, S. ; IGNOTTI, E. ; DUARTE, A. F. . Trans-frontier biomass burning smoke in Amazonia: combining science and legal action. In: Planet Under Pressure, 2012, Londres. Proceedings of Planet Under Pressure, 2012.

8.
SIQUEIRA, R. A. ; FREITAS, S. R. ; LONGO, K. M. ; SILVA, C. M. S. E. ; SANTOS, J. G. M. ; HISSA, L. B. V. ; SOARES-FILLHO, B. S. ; HOELZEMANN, J. ; FRANCA, D. A. ; LIMA, R. S. S. . Efeito dos aerossóis de queimadas e das mudanças de uso da terra no ciclo hidrológico e nos fluxos de superfície no período de 2007 a 2030 na Amazônia simulados com o CCATT-BRAMS. In: IV Conferência Regional Sobre Mudanças Globais: O Plano Brasileiro Para Um Futuro Sustentável, 2011, São Paulo. IV Conferência Regional Sobre Mudanças Globais: O Plano Brasileiro Para Um Futuro Sustentável, 2011.

9.
SIQUEIRA, R. A. ; FREITAS, S. R. ; LONGO, K. M. ; SILVA, C. M. S. ; SANTOS, J. G. M. ; HOELZEMANN, J. ; FRANCA, D. A. ; LIMA, R. S. S. ; FONSECA, R. M. ; CASTRO, A. A. . Effects of Biomass Burning Aerosols and Land Cover Use Change on the Hydrological Cycle and Surface Fluxes in the Amazon Region. In: The Meeting of the Americas - American Geophysical Union (AGU), 2010, Foz do Iguaçu. The Meeting of the Americas - American Geophysical Union (AGU), 2010.

10.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. . Características da Região de Formação e Trajetória das Ondas Leste no Atlântico Tropical usando a Técnica de Tracking. In: IX Encontro dos Alunos da Pós-Graduação do INPE, 2009, Cachoeira Paulista. IX Encontro dos Alunos da Pós-Graduação do INPE, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
SANTOS, J. G. M. . Projeto Educação - Extensão Educacional - INPE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MARTINS, G.; von Randow, C. ; SAMPAIO, G. . Modelagem do Balanço de Carbono e do Ciclo Hidrológico na Floresta Amazônica na Primeira Metade do Século XXI. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. . Características da Região de Formação e Trajetória das Ondas de Leste no Atlântico Tropical usando a Técnica de Tracking. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
SANTOS, J. G. M. ; LIMA, K. C. . Climatologia Sazonal das Ondas de Leste no Atlântico Tropical usando a Técnica de Tracking. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
SANTOS, J. G. M. ; AMBRIZZI, T. . Eventos de Jato de Baixos Níveis na América do Sul durante os verões de 1978 a 2006. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
SANTOS, J. G. M. ; CAMPOS, C. R. J. ; MOURA, C. R. W. . Climatologia dos Jatos de Baixos Níveis para Porto Alegre no horário das 12UTC no período de 1989 a 2003. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
SANTOS, J. G. M. . Fluxo de Calor Sensível na Floresta Nativa de Caxiuanã-PA durante o período Seco e Chuvoso. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
SANTOS, J. G. M. . Variações Meteorológicas em Três Ecossistemas na Região Amazônica. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
SANTOS, J. G. M. . Precipitação associada a Raios Nuvens-Solo em torno de Belém-PA. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
PEREIRA, A. S. B. ; MARTINS, G. . Operacionalização de Produtos Meteorológicos. 2018.

Trabalhos técnicos
1.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Current Journal of Applied Science and Technology. 2018.

2.
SANTOS, J. G. M. . Parecer sobre artigo científico submetido ao Journal of Geography, Environment and Earth Science International. 2018.

3.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2017.

4.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Boletim de Geografia. 2017.

5.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2017.

6.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Journal of Scientific Research and Reports. 2017.

7.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao British Journal of Applied Science & Technology. 2017.

8.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Boletim de Geografia. 2017.

9.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Advances in Research. 2017.

10.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Physical Science International Journal. 2017.

11.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Journal of Global Ecology and Environment. 2017.

12.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido a Revista Brasileira de Meteorologia. 2017.

13.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2017.

14.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido a Revista Brasileira de Meteorologia. 2017.

15.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2017.

16.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido a Revista Brasileira de Meteorologia. 2017.

17.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2017.

18.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2016.

19.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2016.

20.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2016.

21.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2016.

22.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Journal of Scientific Research and Reports. 2016.

23.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao Boletim de Geografia. 2016.

24.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2015.

25.
SANTOS, J. G. M. . Parecer sobre artigo científico submetido ao Boletim de Geografia. 2015.

26.
SANTOS, J. G. M. . Transporte de umidade na Amazônia e sua relação com a Temperatura da Superfície do Mar dos oceanos adjacentes utilizando as simulações do CMIP5. 2015.

27.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2015.

28.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao AGRARIAN. 2015.

29.
MARTINS, G.. Parecer sobre artigo científico submetido ao American Journal of Climate Change. 2015.

30.
SANTOS, J. G. M. . Parecer sobre artigo científico submetido ao Boletim de Geografia. 2014.

31.
SANTOS, J. G. M. . Estudo Observacional dos Jato de Baixos Níveis na Região Metropolitana de Porto Alegre durante o período de 1989 a 2003. 2005.

32.
SANTOS, J. G. M. . Estimativa do Fluxo de Calor Sensível na Floresta Nativa de Caxiuanã-PA, no Período Seco e Chuvoso. 2002.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MARTINS, G.. Teaching NCL tutorials in Brazil. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
MARTINS, G.. NCL STUDENTS BECOME NCL TEACHERS IN BRAZIL AND GERMANY. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
MARTINS, G.. TRAINING IN GEOSCIENTIFIC TOOLS. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

Redes sociais, websites e blogs
1.
SANTOS, J. G. M. . https://sites.google.com/site/jgmsantos. 2002; Tema: Meteorologia. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
SANTOS, J. G. M. . NCAR Command Language (NCL). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
SANTOS, J. G. M. . Introdução ao Climate Data Operators - CDO. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
SANTOS, J. G. M. . 2nd WCRP Summer School on Climate Model Development: scale-aware parameterization for representing sub-grid scale processes. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
SANTOS, J. G. M. . Climate Data Operators (CDO). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
SANTOS, J. G. M. . IV Workshop de Probabilidade e Estatística. 2018. (Avaliador de Pôsteres).

6.
MARTINS, G.. Climate Data Operators - CDO. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
SETZER, A. ; SISMANOGLU, R. A. ; MARTINS, G. . METODOLOGIA DO CÁLCULO DO RISCO DE FOGO DO PROGRAMA QUEIMADAS DO INPE - VERSÃO 10, JUNHO/2016. 2017. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Materialdeconsulta).

8.
MARTINS, G.. NCL (NCAR Command Language). 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
MARTINS, G.. Uso do NCL e CDO no processamento de dados dos modelos do IPCC/AR5. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
SANTOS, J. G. M. . Processamento e visualização de dados atmosféricos utilizando o CDO e NCL. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
SANTOS, J. G. M. . Grid Analysis and Display System (GrADS). 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
SANTOS, J. G. M. . Introdução ao NCAR Command Language (NCL). 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de consulta).

13.
SANTOS, J. G. M. . Introdução ao Grid Analysis and Display System (GrADS). 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de consulta).

14.
SANTOS, J. G. M. . Introdução ao Climate Data Operators (CDO). 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Materialdeconsulta).

15.
MARTINS, G.. Climate Data Operators (CDO) e Grid Analysis and Display System (GrADS). 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
SANTOS, J. G. M. . I Curso sobre Ferramentas Computacionais para dados atmosféricos: CDO e NCL. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

17.
SANTOS, J. G. M. . II Curso sobre Ferramentas Computacionais para dados atmosféricos: Uso de funções do NCL. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

18.
SANTOS, J. G. M. . Linux Básico. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
SANTOS, J. G. M. . Linux. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
SANTOS, J. G. M. . Fortran 90. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

21.
SANTOS, J. G. M. . Linux. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

22.
MATOS, J. G. Z. ; SANTOS, A. F. ; SANTOS, J. G. M. . Minicurso de Fortran 90. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

23.
SANTOS, J. G. M. ; AMBRIZZI, T. . Sistemas Meteorológicos atuantes na Região do Atlântico Tropical Norte e sua relação com o Jato de Baixos Níveis a Leste dos Andes. 2009. (Relatório de pesquisa).

24.
SANTOS, J. G. M. . Noções do Aplicativo GrADS. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
SANTOS, J. G. M.; ALCANTARA, C. R.; SOUZA, E. P.; BRITO, J. I. B.; CAVALCANTI, E. P.; GONCALVES, W. A.. Participação em banca de Danielson Jorge Delgado Neves. Padrões Atmosféricos Associados aos Distúrbios Ondulatórios de Leste no Leste do Nordeste do Brasil. 2018. Tese (Doutorado em Meteorologia) - Universidade Federal de Campina Grande.

Qualificações de Doutorado
1.
NERY, J. T.; GALVANI, E.; AMORIM, R. R.; CARFAN, A. C.; SANTOS, J. G. M.. Participação em banca de Beatriz Siqueira. ANÁLISE DA VARIABILIDADE DA PRECIPITAÇÃO NA BACIA DO PARANÁ: o clima como um parâmetro físico na organização do espaço. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
JUSTINO, F. B.; BARBOSA, H. A.; HAMAKAWA, P. J.; SANTOS, J. G. M.; SETZER, A.. Participação em banca de Alex dos Santos da Silva. Modelagem do Risco de Fogo em Vegetação. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa.

3.
SANTOS, J. G. M.; GONCALVES, W. A.; CAVALCANTI, E. P.; BRITO, J. I. B.. Participação em banca de Danielson Jorge Delgado Neves. Contribuições para o entendimento sobre Distúrbios Ondulatórios de Leste: Gênese, Deslocamento e atuação no Leste do Nordeste do Brasil. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Meteorologia) - Universidade Federal de Campina Grande.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SANTOS, J. G. M.; MATOS, João Gerd Zell de; LAMOSA, D. M.; SALGADO, A. E. M.. Participação em banca de Arielle dos Santos Bassanelli Pereira.Operacionalização de Produtos Meteorológicos utilizados pelo Grupo de Previsão de Tempo do CPTEC/INPE. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Computação) - Universidade de Taubaté.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário de Encerramento do Projeto Monitoramento Ambiental por Satélite no Bioma Amazônia (MSA). 2018. (Seminário).

2.
Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Meteorologia.Caminhos para a ética na produção científica. 2017. (Encontro).

3.
I Simpósio dos Alunos da Pós-Graduação em Ciência do Sistema Terrestre do INPE.Modelagem do Balanço de Carbono e do Ciclo Hidrológico na Floresta Amazônica na Primeira Metade do Século XXI. 2012. (Simpósio).

4.
V Workshop do Integrated Model of Land Surface Processes - INLAND. 2012. (Oficina).

5.
XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia. Sistema Emergencial para Monitoramento e Previsão de Tempestades Severas. 2010. (Congresso).

6.
III Simpósio Internacional de Climatologia.Climatologia Sazonal das Ondas de Leste no Atlântico Tropical usando a Técnica de Tracking. 2009. (Simpósio).

7.
IX Encontro dos Alunos da Pós-Graduação do INPE.Características da região de formação e trajetória das Ondas de Leste no Atlântico Tropical usando a técnica de tracking. 2009. (Encontro).

8.
Monitoramento Climático para o Brasil: setembro/2008... 2008. (Seminário).

9.
XV Congresso Brasileiro de Meteorologia. 2008. (Congresso).

10.
Previsão Climática para o trimestre Jun-Jul-Ago de 2007... 2007. (Seminário).

11.
Monitoramento Climático do mês de Janeiro/2006... 2006. (Seminário).

12.
XIV Congresso Brasileiro de Meteorologia. Eventos de Jato de Baixos Níveis na América do Sul durante os verões de 1978 a 2006. 2006. (Congresso).

13.
XIII Congresso Brasileiro de Meteorologia. Climatologia dos Jatos de Baixos Níveis para Porto Alegre no horário das 12UTC no período de 1989 a 2003. 2004. (Congresso).

14.
XIII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia. Fluxo de Calor Sensível na Floresta Nativa de Caxiuanã-PA durante o período Seco. 2003. (Congresso).

15.
Dia Meteorológico Mundial. 2002. (Seminário).

16.
I Congresso de Estudantes e Bolsistas do Experimento LBA. 2002. (Congresso).

17.
25 Anos de Meteorologia na UFPa. 2001. (Seminário).

18.
Dia Meteorológico Mundial. 2001. (Seminário).

19.
Feira do Vestibular - 8ª edição. Expositor do Curso de Meteorologia na VIII Feira do Vestibular. 2001. (Encontro).

20.
XII Congresso Brasileiro de Agrometeorologia e da III Reunião Latino-Americana de Agrometeorologia. Variações Meterológicas em três Ecossistemas na Região Amazônica. 2001. (Congresso).

21.
Dia Meteorológico Mundial. 2000. (Seminário).

22.
Feira do Vestibular - 7ª edição. Expositor do Curso de Meteorologia na VII Feira do Vestibular. 2000. (Encontro).

23.
XI Congresso Brasileiro de Meteorologia. 2000. (Congresso).

24.
XI Seminário de Iniciação Científica da UFPa.Precipitação associada a raios nuvens-solo, em torno de Belém-Pa. 2000. (Seminário).

25.
Feira do Vestibular - 6ª edição. Expositor do Curso de Meteorologia na VI Feira do Vestibular. 1999. (Encontro).

26.
Feira do Vestibular - 5ª edição. Expositor do Curso de Meteorologia na V Feira do Vestibular. 1998. (Encontro).

27.
Fontes Tropicais de Calor e Simulações do El Niño 97-98. 1998. (Seminário).



Outras informações relevantes


  1. Classificado em primeiro lugar como analista programador em geoprocessamento/modelagem conforme o Edital 38/2017. Disponível em: http://www.fundep.ufmg.br/wp-content/uploads/2017/08/TERMO-DE-REFER%C3%8ANCIA-CI-38-2017.pdf
  2. Classificado em segundo lugar conforme o Edital 14/2017 para Professor Substituto da Universidade Federal de Itajubá para o Curso de Ciências Atmosféricas. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0Byp5yB5LAYTqVjJ6MVI3OXJYWjQ/view
  3. Aprovado em primeiro lugar para atuar na FUNCEME no plano de trabalho 1.1.3 com o tema Modelagem Numérica Regional para previsão das condições atmosféricas na escala de Tempo para Brasil. Disponível em: http://www3.funceme.br/data/editais/Resultado%20Final%20-%20Homologa%C3%A7%C3%A3o.pdf
  4. Conhecimentos em: Unix, Linux, Shell (Bash), Aplicativo GrADS, Climate Data Operators (CDO), netCDF Operators (NCO), LATEX, NCAR Command Language (NCL) e Fortran 90.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 22:15:41