Flávio da Cunha Rezende

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4142292585628714
  • Última atualização do currículo em 05/09/2018


Ph.D. Cientista Político, Cornell University, EUA . Professor Associado III da Universidade Federal de Pernambuco e Pesquisador de Produtividade do CNPQ. Coordenador do grupo de Pesquisa Epistemologia e Métodos Comparados em Ciência Política - UFPE/CNPQ. Autor dos Livros: "Por que falham as reformas administrativas?" publicado pela FGV em 2004; e "Os leviatãs estão fora do lugar: Democracia, Globalização e Transformações no Papel do Estado 1990-2010" publicado como livro representante da pesquisa científica dos 70 anos da UFPE. Ao longo da carreira, tem pesquisado ativamente nas áreas de políticas públicas e atua prioritariamente nos seguintes temas: metodologia das ciências sociais, teoria política contemporânea, política comparada, políticas públicas, análise institucional e transformações no papel do estado. Sua pesquisa recente recai sobre os desenhos de pesquisa (experimentais e quasi-experimentais) e qualidade inferencial. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Flávio da Cunha Rezende
Nome em citações bibliográficas
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pernambuco, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais.
sn C. Universitário prédio do CFCH, 14 andar
Cidade Universitária
50670901 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 2718283
Fax: (81) 8121268922
URL da Homepage: www.politica.upfe.br


Formação acadêmica/titulação


1995 - 1999
Doutorado em City And Regional Planning.
Cornell University, CORNELL, Estados Unidos.
Título: Administrative Reform, Permanent Failure, and the Problem of External Support: Mare and the Reform of the State Apparatus in Brazil, Ano de obtenção: 1999.
Orientador: Theodore Lowi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Public Policy Analysis; Decision-Making Analysis; Administrative Reform Policies; Organization Theory; Institutional Analysis; Implementation Analysis.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas / Especialidade: Análise Institucional.
1990 - 1994
Mestrado em Desenvolvimento Urbano.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Políticas Públicas e Saneamento Básico: A Compesa entre o Estado e o Mercado,Ano de Obtenção: 1994.
Orientador: Marcus André BC de Melo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Políticas Públicas; Política de Saneamento; Administração Pública; Organizações Públicas; Setor Público.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Serviços Urbanos e Regionais / Especialidade: Administração Municipal e Urbana.
Setores de atividade: Captação, Tratamento e Distribuição de Água, Limpeza Urbana, Esgoto e Atividades Conexas.
1982 - 1987
Graduação em Engenharia Civil.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.




Formação Complementar


2010 - 2010
IPSA Summer School - Methods Political Science. (Carga horária: 30h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.


Atuação Profissional



Senshu University / Japan, SENSHU UNIVERSIT, Japão.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Avaliador Externo, Carga horária: 8
Outras informações
Membro da Comissão Avaliadora do Prêmio CAPES de Teses 2011 na Área de Ciência Política e Relações Internacionais OFÍCIO Nº 050/2012/SECOL/PR/CAPES


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Bolsista de Produtividade, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 10
Outras informações
Bolsista de Produtividade de Pesquisa com o projeto "O Novo Institucionalismo e os Limites da Explicação da Mudança Institucional na Ciência Política Contemporânea" aprovado sob bases competitivas.

Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Coordenador Grupo Pesquisa, Enquadramento Funcional: Coordenador, Carga horária: 5
Outras informações
Coordenador do Grupo de Pesquisa Estudos Legislativos cadastrado no CNPQ pela UFPE

Vínculo institucional

2001 - Atual
Vínculo: Coordenador, Enquadramento Funcional: Grupo de Pesquisa, Carga horária: 5
Outras informações
Coordenador de Grupo de Pesquisa Teoria Política Contemporânea pela Universidade Federal de Pernambuco


Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 8
Outras informações
Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais Metodologia de Pesquisa Científica Coordenador: Flávio da Cunha Rezende (Cientista Político, Ph.D Cornell University) Carga Horária: 30 Horas-Aula Datas, Horário e Local : Quartas-Feiras de 18:45 às 22:00 hs, no Bloco J e Sábados, de 9:00 às 13 hs, no Bloco B da UNICAP. O curso tem por propósito apresentar e discutir um conjunto de questões centrais para a metodologia da pesquisa social e suas conexões com a análise em ciência política, e, especificamente, para a área de relações internacionais. Pretende-se fornecer guias epistemológicos e metodológicos para referenciar a construção de projetos de pesquisa. Objetivamente, o curso se divide em 03 partes. A primeira discute aspectos gerais sobre a teoria do conhecimento científico. A segunda se propõe a apresentar tópicos de metodologia de pesquisa em ciências sociais, e a parte final discute abordagens contemporâneas para a análise em ciência política.

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 12
Outras informações
Curso "Globalização e Transformações no Papel do Estado" promovido pelo Núcleo de Estudos para América Latina - NEAL, na UNICAP, Março de 2003, totalizando 12 horas aula.

Atividades

6/2005 - 7/2005
Treinamentos ministrados , Propesq, Programa de Pós Graduação Em Relações Internacionais.

Treinamentos ministrados
Curso Metodologia da Pesquisa Científica (30 horas aula)
3/2003 - 3/2003
Treinamentos ministrados , Neal Núcleo de Estudos Para América Latina, .

Treinamentos ministrados
Curso - Globalização e Transformações no Papel do Estado

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40
Outras informações
Conferir Nomeação oficial de Flávio da Cunha Rezende, habilitado em Concurso Público de Provas, cuja homologação ocorreu em 17.06.2004 para o Quadro Permanente da Universidade Federal de Pernambuco, no Cargo de Professor Magistério Superior, Classe Adjunto, Nível I, nos termos do Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Civis da União e em Regime de Dedicação Exclusiva, na Portaria de N.1330 de 16 de Setembro de 2005, no Diário Oficial da União (ISSN 1677-7050), p.15.

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador/Bolsista PRODOC, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Com recursos fornecidos pelo PRODOC, o pesquisador atuou em atividades de ensino e pesquisa nos programas de pós-graduação em ciência política e sociologia na UFPE, bem como nos cursos de graduação no departamento de ciências sociais. Na ciência política, ele ofereceu cursos permanentes de Métodos e Técnicas de Pesquisa I e II (disciplina obrigatória do programa), bem como dsenvolveu pesquisa continuada sobre "Transformação Comparada no Papel dos Estados Contemporâneos". Participou de orientações de teses de mestrado, bancas de teses e dissertacoes, e manteve publicacao ativa em periódicos nacionais de primeira linha. Na Sociologia, ministrou cursos sobre "Globalização e Mudança Institucional comparada".

Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor visitante do Mestrado em Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco, financiado pelo CNPQ, com bolsa de desenvolvimento científico e regional.

Atividades

03/2003 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.

3/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais.

3/2000 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução a Ciência Política
Teoria Política Clássica
Teoria Política Contemporânea
Métodos e Técnicas de Pesquisa I e II
Estudos Legislativos
Tópicos Especiais de Metodologia: Teoria dos Jogos
Tópicos Especiais de Teoria Política
06/2003 - 3/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Curso de Mestrado em Sociologia.

Linhas de pesquisa
Metodologia de Pesquisa
3/2000 - 3/2005
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.

Atividade realizada
Professor Visitante.
10/2000 - 12/2000
Treinamentos ministrados , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais.

Treinamentos ministrados
Curso de Extensão - Políticas Públicas
Curso de Extensão - Reforma do Estado
"Escolha Racional em Ciência Política"

Universidade de Pernambuco, UPE, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Prestador de Serviço, Carga horária: 0
Outras informações
Professor Convidado no Curso Descentralizacao e Gestao Municipal ? FESP/IICA. Recife. 1998.

Atividades

8/1998 - 8/1998
Extensão universitária , Universidade de Pernambuco, .

Atividade de extensão realizada
Curso Descentralização e Políticas Públicas.

Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0
Outras informações
Participação como Professor Titular do Curso de Formação para Especialista em Políticas Pùblicas e Gestão Governamental, na disciplina "Transformações do Estado Contemporâneo", nos dias 25 e 26/03/2004, com carga horária total de 16 hs aula.

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Prestação de Serviço, Carga horária: 0
Outras informações
Professor Assistente na Disciplina Formas Históricas da Burocracia: Teoria e Análise. Escola Nacional de Administração Pública - ENAP, com carga horária total de 32 horas aula.

Atividades

3/2004 - 3/2004
Ensino, Curso de Formação Para Especialista Em Políticas P, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Transformações do Estado Contemporâneo
3/2004 - 3/2004
Treinamentos ministrados , Escola Nacional de Administração Pública, .

Treinamentos ministrados
Curso de Formação para Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental
5/1997 - 5/1997
Treinamentos ministrados , Escola Nacional de Administração Pública, .

Treinamentos ministrados
Curso Formas Históricas da Burocracia: teoria e análise

Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 10
Outras informações
Curso de 40 horas aula na disciplina Saúde e Sociedade no XV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA E PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE PÚBLICA do Programa de Pós-Graduação Latu Sensu, realizado pelo Departamento de Saúde Coletiva - NESC/ Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães/Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ

Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 8
Outras informações
Professor Convidado pela FIOCRUZ/NESC para o Módulo Saneamento (1992-1994); e para o módulo Teoria das Políticas Públicas (1996) na Disciplina " Saúde e Cidade" - Recife-PE.

Atividades

3/1999 - 4/1999
Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Departamento de Saúde Coletiva.

Treinamentos ministrados
Disciplina Saúde e Sociedade
2/1998 - 4/1998
Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Departamento de Saúde Coletiva.

Treinamentos ministrados
Curso em Políticas Püblicas
3/1996 - 4/1996
Treinamentos ministrados , Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Departamento de Saúde Coletiva.

Treinamentos ministrados
Curso em Políticas Püblicas

Fundação Joaquim Nabuco, FUNDAJ, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 8
Outras informações
Professor Convidado pela Fundação Joaquim Nabuco para o Módulo Políticas Públicas no Curso Superior de Polícia Militar (1993-1995) - Recife-Pe.

Atividades

1995 - 1995
Treinamentos ministrados , Fundação Joaquim Nabuco, .

Treinamentos ministrados
Curso em Teoria das Políticas Públicas
1994 - 1994
Treinamentos ministrados , Fundação Joaquim Nabuco, .

Treinamentos ministrados
Curso em Teoria das Políticas Públicas

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante
Outras informações
Participa na condição de professor visitante da disciplina: Tópicos em Metodologia B: Pluralismo inferencial em Ciência Política, com carga horária 45h e créditos 03, referente ao 2º Semestre de 2015 em parceria com o Prof. Dr. Manoel Leonardo Wanderley Duarte Santos do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Minas Gerais.


Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante
Outras informações
Ministrou Aula Magna no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política na UFCG, intitulada "A Evolução da Cientificidade na Ciência Política" realizada em 05 de março de 2018.



Linhas de pesquisa


1.
Metodologia de Pesquisa

Objetivo: Desenvolvimento e Produção de Conhecimento sobre Métodos e Técnicas de Pesquisa Social em Ciência Política e Sociologia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
Palavras-chave: Metodologia de Pesquisa; Pensamento Político e Social; Novo Institucionalismo; Escolha Racional; Teoria Social.
2.
Teoria Política Contemporânea em Ciência Política
3.
Escolha Racional e Novos Institucionalismos em Ciencia Política
4.
A Economia Política da Expansão Fiscal dos Estados Contemporâneos
5.
Teorias e Métodos em Politica Comparada

Objetivo: Desenvolvimento de Pesquisa sobre teoria em politica comparada (comparative politics) Promover o desenvolvimento metodológico e teórico da pesquisa comparativa em ciência política.
Grande área: Ciências Humanas
Palavras-chave: Política Comparada.
6.
Federalismos Fiscais em Perspectiva Comparada
7.
Análise de Políticas Públicas
8.
Metodologias Contemporâneas em Ciência Política
9.
Teoria dos Jogos e Ação Coletiva
10.
Mudança Institucional Comparada e as políticas de transformação no papel do Estado


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A Comparative Study of Regional Integration among Developing Countries
Descrição: Participante do projeto de pesquisa, " Um Estudo Comparativo de integração regional entre os países em desenvolvimento ", realizado na Universidade de Senshu , Japão, com o apoio da Sociedade Japonesa para a Promoção da Ciência ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Desenhos de Pesquisa, Qualidade Inferencial e o Pluralismo Inferencial na Ciência Política
Descrição: O projeto busca compreender a condição de pluralismo inferencial (Rezende, 2015) na ciência política. A partir de um exame comparativo de periodicos de alto fator de impacto na produção contemporânea, o projeto pretende caracterizar a ocorrência da existencia de multiplas alternativas para a geração de inferências causais na produção contemporânea.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador / Manoel Leonardo dos Santos - Integrante.
2015 - Atual
A Comparative Study of Regional Integration among Developing Countries
Descrição: Participante do projeto de pesquisa, " Um Estudo Comparativo de integração regional entre os países em desenvolvimento ", realizado na Universidade de Senshu , Japão, com o apoio da Sociedade Japonesa para a Promoção da Ciência ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Democracias Emergentes e a Organização Mundial do Comércio
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Razões e Possibildades de Desenhos de Pesquisa Experimental na Ciência Política Comparada
Descrição: Este projeto se volta para discutir o problema dos desenhos de pesquisa experimental na ciência política comparada. Ele se volta para tentar compreender as razões, os limites e as possibilidades do uso destes desenhos de pesquisa na fronteira do conhecimento neste campo disciplinar. O projeto pretende compreender os limites e as possibilidades relativas à geração de inferências causais na ciência política. A questão de pesquisa que o projeto lança é exatamente: ?como se estuturam os argumentos em torno da validade dos desenhos de pesquisa experimental, e, como estes vêm sendo aplicados empiricamente para a geração de inferências causais na ciência política comparada??. O projeto busca, portanto, compreender como a nova geração de estudos vem mobilizando desenhos experimentais (experimentos, quasi-experimentos, experimentos naturais) para a produção de inferências causais. Mais do que compreender as aplicações, o projeto se volta para compreender mais de perto os argumentos que alicerçam (e suas criticas) o emprego destes desenhos de pesquisa. O projeto parte do pressuposto de que o ressurgimento das possibilidades experimentais na ciência política está fortemente associado ao problema sobre a qualidade e inovação nos desenhos de pesquisa. O projeto supõe que estes padrões inovadores se estruturam a partir da possibilidade aberta geradas a partir da reflexividade sobre inferência causal na ciência política comparada. Estas inovações conduzem a novas formas de pensar causalidade, explicação, e, especialmente questões relativas ao problema da produção das inferências causais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2015
Inovações Analíticas na Ciência Política Comparada:o Problema da Inferência Causal em Desenhos de Pesquisa Small-N
Descrição: Este projeto de pesquisa se volta para discutir inovações analíticas sobre o problema da inferência causal nos desenhos de pesquisa small-n, questão de ponta nos debates metodológicos recentes no contexto da ciência política. Ele se volta para tentar compreender padrões emergentes de concepções acerca da conexão entre pesquisa qualitativa e inferência causal gerado por um conjunto de autores que trabalham na tradição da ?Nova Metodologia Qualitativa? na Ciência Política. O projeto pretende compreender como as questões de inferência causal permitem estabelecer novas fronteiras de demarcação e integração entre os métodos quantitativos e qualitativos. O projeto pressupõe a tese das diferenças consideradas essenciais entre os métodos quantitativos e qualitativos quando compreendidos em suas possibilidades para a geração de inferências causais válidas. As diferenças essenciais permitem ?demarcar? territórios de exclusividade dos métodos qualitativos O projeto lança o argumento em torno das diferenças essenciais entre os métodos e se volta para a análise comparativa de padrões de inovações que vem sendo produzidas sobre este problema nos debates recentes. O projeto supõe que estes novos padrões se organizam a partir de pelo menos três caminhos (ou vias): o primeiro caminho está relacionado aos propósitos específicos de análise causal na tradição qualitativa; a segunda diferença recai sobre a condição de explicar eventos raros e os contra-factuais; a terceira e última diferenciação reside na importante presença da agência e das instituições na explicação política. Estas diferenças conduzem a múltiplas formas de pensar causalidade, explicação, e, especialmente questões relativas ao problema da produção das inferências causais num contexto small-n, em contraposição das condições tradicionais da análise estatística..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.
2012 - Atual
A integração entre Métodos Quantitativos e Qualitativos na CIência Política Contemporânea
Descrição: Este projeto se volta para discutir o problema da integração entre métodos quantitativos e qualitativos na ciência política comparada. Ele se volta para tentar compreender padrões emergentes sobre a conexão entre pesquisa qualitativa e quantitativa gerado por um conjunto de autores que trabalham na tradição da ?Nova Metodologia Qualitativa? na Ciência Política. O projeto pretende compreender os limites e as possibilidades relativas às fronteiras de demarcação e integração entre os métodos quantitativos e qualitativos. A questão de pesquisa que o projeto lança é exatamente: como se fundamentam metodologicamente as inovações recentes nos desenhos de pesquisa voltadas para integrar métodos quantitativos e qualitativos de análise comparada na ciência política? O projeto busca, portanto, compreender de que maneira a nova geração de comparativistas vem sugerindo ?integrar? estes universos metodológicos, e quais os principais argumentos sustentados por estes trabalhos. O projeto sugere uma teoria de que existem diferenças essenciais entre os métodos e também fronteiras possíveis de integração. A análise comparativa de padrões de inovações que vem sendo produzidas sobre este problema nos debates recentes permite supor a existência de mecanismos causais relevantes para a inovação nos desenhos de pesquisa. O projeto supõe que estes novos padrões se organizam a partir de pelo menos três caminhos (ou vias): o primeiro caminho está relacionado aos propósitos específicos de análise causal na tradição qualitativa; a segunda recai sobre a condição de explicar eventos raros e os contrafactuais; a terceira e última diferenciação reside na importante presença da agência e das instituições na explicação política. Estas diferenças conduzem a múltiplas formas de pensar causalidade, explicação, e, especialmente questões relativas ao problema da produção das inferências causais num contexto small-n, em contraposição das condições tradicionais da análise estatística e experimental na ciên.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Outra.
2011 - 2013
Inovações Analíticas nas Teorias da Mudança Institucional na Política Comparada
Descrição: Este projeto se volta para o estudo comparativo das inovações analíticas emergentes nas teorias da mudança institucional produzidas pelos novos institucionalismos na ciência política. A análise toma como objeto de pesquisa as inovações geradas por quatro tradiçõesou programas de pesquisa emergentes: os modelos da mudança gradual, as abordagens path dependency, os modelos de múltiplas ordens, e, as contribuições recentes que levam em conta a interação entre as idéias e as instituições. O projeto proposto busca oferecer respostas para a seguinte questão de pesquisa: ?como estas novas tradições de pesquisa vem produzindo inovações analíticas para lidar com as usuais críticas as teorias da mudança??.A hipótese básica é de que estas novas tradições de pesquisa produziram substanciais avanços os quais dependem essencialmente dos desenhos de pesquisa e estão produzindo explicações com três características fundamentais: maior endogeneidade com inclusão de variáveis institucionais, maior inclusão da agência, maior atenção aos mecanismos causais, e, uso mais intensivo de desenhos de pesquisa do tipo small-n. A pesquisa proposta busca compreender com maior profundidade como estas inovações passam a introduzir novos padrões de análise -- causação, mecanismos causais, conceitos e categorias analíticas, e, tipos de explicação -- para lidar com os desafios metodológicos que são usualmente lançados nos debates sobre a produção de novas interpretações institucionais para o problema da mudança. A análise comparativa destas tradições pretende contribuir para os debates de ponta sobre as teorias institucionais da mudança que são de fundamental importância para o desenvolvimento de novas bases epistemológicas e metodológicas sobre o assunto na ciência política nacional. Como resultado geral, o projeto de pesquisa se volta para atingir esforços de sistematização e análise crítica sobre a relação entre teorias e métodos em ciência política comparada tomando como objeto de reflexão o pr.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.
2009 - 2012
Desenhos de Pesquisa e Inovações Metodológicas na Explicação da Mudança Institucional na Ciência Política Comparada
Descrição: Este projeto tem como objeto a análise das inovações e dos desafios metodológicos emergentes na política comparada que tentam oferecer explicações situadas entre as escolhas racionais e as instituições para compreender a mudança institucional. A análise comparada se volta para confrontar quatro tradições emergentes que se situam entre os modelos de escolha racional e dos novos institucionalismos: as Narrativas Analíticas (Bates et alli, 1998, 2000), a Teoria dos Veto Players (Tsebelis, 2002), modelos de análise institucional (Ostrom), e os modelos de custos de transação (North, 1990) que rivalizam na produção de explicações sobre o problema da mudança institucional. O projeto busca oferecer respostas para a seguinte questão de pesquisa: ?como estas novas tradições de pesquisa oferecem alternativas à integração dos métodos quantitativos e qualitativos, da produção de explicações que combinem racionalidade e instituições, bem como a conexão entre dados e modelos formais??. A hipótese básica é de que estas novas tradições de pesquisa produziram substanciais avanços os quais dependem essencialmente dos desenhos de pesquisa. Em sintonia com o argumento de King, Keohane e Verba (1993), este projeto considera que os desenhos de pesquisa importam. O modo específico pelo qual as exigências de teorização situadas entre a agência racional e as instituições têm estado diretamente ligados a inovações nos desenhos de pesquisa, e, por conseqüência, produzido um frutífero debate metodológico na ciência política empírica. A pesquisa proposta busca compreender exatamente como estes novos desenhos de pesquisa permitem (ou não) a integração e acomodação destes dilemas metodológicos. Para tanto ela lança mão de quatro das mais importantes tradições emergentes no campo da política comparada analisar a produção de inovações na produção de teorias e análise de dados em ciência política, tomando como campo ?empírico de investigação? a mudança institucional. O projeto pretende, portanto.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2008 - 2010
Fronteiras Metodológicas na Ciência Política Contemporânea: as bases da validade dos estudos de caso na pesquisa comparada
Descrição: Resumo. Este projeto de pesquisa objetiva a investigação comparativa sobre desenhos de pesquisa na ciência política comparada. Ele se orienta pela seguinte questão de pesquisa: ?num contexto de uma ciência política intensamente marcada pelo uso de modelos quantitativos e métodos formais, ainda existe espaço para os desenhos de pesquisa que se fundamentam em estudos de caso??. A hipótese básica a ser desenvolvida pela pesquisa é de que os estudos de caso ainda desempenham papel fundamental para três dimensões: a conexão entre teoria e dados; para o desenvolvimento de explicações baseadas em mecanismos causais, e, fundamentalmente para a construção de teorias. A ciência política comparada é um dos campos privilegiados onde este desenho de pesquisa ainda encontra validade. Há um debate contemporâneo que fundamenta este tipo de argumentação. A pesquisa proposta se enquadra exatamente na problematização sobre os limites dos estudos de caso para a ciência política comparada. O projeto pretende, portanto, compreender, no contexto da ciência política comparada, e, a partir do exame do debate contemporâneo recente, quais as bases metodológicas e epistemológicas que fundamentam o uso de desenhos de pesquisa baseado em estudos de caso. A partir do exame do diálogo critico que vem emergindo na ciência política recente sobre os desenhos de pesquisa, e, observando estudos recentes, a pesquisa se volta para tentar compreender como os desenhos de pesquisa que privilegiam os estudos de caso ainda encontram espaço no contexto da ciência política contemporânea. A pesquisa se volta para tal problema e tenta dar conta de como os desenhos de pesquisa interferem decisivamente sobre a produção da conexão entre teoria e dados empíricos, sobre as formas de causação na pesquisa comparada, e, no sentido mais amplo, sobre a construção de teorias. A principal preocupação é a de oferecer uma compreensão dos limites e potencialidades dos estudos de caso para o estudo dos fenômenos político.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2005 - 2009
O Novo Institucionalismo e os Limites da Explicação da Mudança Institucional na Ciência Política Contemporânea
Descrição: O Novo Institucionalismo e os Limites da Explicação da Mudança Institucional na Ciência Política Contemporânea.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Outros Projetos


2012 - Atual
Núcleo de Pesquisa Epistemologia e Métodos na Ciência Política Comparada (NEMCP)
Descrição: Este Núcleo de Pesquisa pretende gerar conhecimento continuado no campo dos debates correntes sobre a pesquisa multi-método, a inferência causal, e, da integração dos métodos quantitativos e qualitativos, e outros temas relativos à produção do conhecimento na Ciência política comparada. O Núcleo vem a preencher lacuna na pós-graduação brasileira buscando a formação de pesquisadores voltados para a análise e desenvolvimento da reflexão sobre os métodos e possibilidades de produção do conhecimento na ciência política..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador.
2010 - Atual
Grupo de Pesquisa Epistemologia e Método em Ciência Política Comparada
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávio da Cunha Rezende - Coordenador / Emerson Oliveira do Nascimento - Integrante / Armando Albuquerque de Oliveira - Integrante / Bruno Pinheiro Wanderley Reis - Integrante / Cátia Wanderley Lubambo - Integrante / Eduarda Borba Lagiola Lippo - Integrante / Flavianne Fernanda Bittencourt Nóbrega - Integrante / José Maria da Nóbrega Jr - Integrante / Sérgio Eduardo Ferraz - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Conexão Política
2005 - Atual
Periódico: Política hoje (0104-7094)


Membro de comitê de assessoramento


2017 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: São Paulo em Perspectiva
2006 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais
2008 - 2008
Periódico: Teoria & Sociedade (UFMG)
2011 - 2011
Periódico: Brazilian political science review
2012 - 2012
Periódico: Revista de Sociologia e Política (Online)
2013 - 2013
Periódico: Revista Econômica do Nordeste
2015 - Atual
Periódico: Revista de Administração Pública (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso)


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Ciência Política Comparada.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Metodologia/Epistemologia.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Análise Institucional.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Política Comparada.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2014
Professor Paraninfo - Turma Ciência Política/Relações Internacionais, UFPE.
2013
Vencedor do I Concurso BNB/ANPOCS de Bolsas de Mestrado e Doutorado em Ciências Sociais na Categoria Doutorado (Orientador) com o Trabalho "A Primazia dos Clãs: A Família na Política Nordestina", BNB/ANPOCS.
2013
Professor Paraninfo - Turma Ciência Política/Relações Internacionais, UFPE.
2012
Membro do Comitê Avaliador do Prêmio Melhores Teses na Área de Ciência Política e Relações Internacionais, CAPES.
2012
Professor Paraninfo - Turma Ciência Política/Relações Internacionais, UFPE.
2011
Membro do Comitê Avaliador do Prêmio Melhores Teses na Área de Ciência Política e Relações Internacionais, CAPES.
2003
Bolsa PRODOC, CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
2000
Bolsa de Desenvolvimento Científico e Regional (DCR) Categoria 2C, CNPQ - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnologico.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2017REZENDE, F. C.. Transformações Metodológicas na Ciência Política Contemporânea. Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 24, p. 13-45, 2017.

2.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2017REZENDE, F. C.. O Pluralismo Inferencial na Ciência Política Pós-KKV (2005-2015): Argumento e Evidências. Revista Política Hoje, v. 26, p. 241-278, 2017.

3.
DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2017DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO. Transformações na cientificidade e o ajuste inferencial na Ciência Política: argumento e evidências na produção de alto fator de impacto. Revista de Sociologia e Política, v. 25, p. 103-138, 2017.

4.
REZENDE, F. C.2017REZENDE, F. C.. DESVENDANDO) A DINÂMICA DO AJUSTE INFERENCIAL NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS (2000-2017). CONEXÃO POLÍTICA - REVISTAS ELETRÔNICAS DA UFPI, v. 6, p. 11-54, 2017.

5.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. Fronteiras de Integração entre Métodos Quantitativos na Ciência Política Comparada. Teoria & Sociedade (UFMG), v. 22, p. 40-74, 2015.

6.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. Desenhos de Pesquisa e Qualidade Inferencial na Ciência Política: o modelo de engrenagens analíticas. Conexão Política - Revistas Eletrônicas da UFPI, v. 4, p. 47-66, 2015.

7.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. As instituições mudam endogenamente?: Limites e Possibilidades da Mudança Institucional Endógena na Teoria Institucional Contemporânea. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS SOCIAIS (IMPRESSO), v. 76, p. 33-61, 2015.

8.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2012REZENDE, F. C.. Convergências e controvérsias sobre a mudança institucional: modelos tradicionais em perspectiva comparada. Revista de Sociologia e Política (Online), v. 20, p. 37-51, 2012.

9.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2012 REZENDE, F. C.. Do Institutions Produce Institutional Change? The New Historical Institutionalism and Analytic Innovations in the Theory of Change). Brazilian political science review, v. 5, p. 129-152, 2012.

10.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2012 REZENDE, F. C.. Da Exogeneidade ao Gradualismo: Inovações na teoria da mudança institucional. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), v. 27, p. 113-130, 2012.

11.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2011 REZENDE, F. C.. Razões Emergentes para a validade dos estudos de caso na ciência política comparada. Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso), v. 6, p. 297-337, 2011.

12.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2011 REZENDE, F. C.. A ?Nova Metodologia Qualitativa? e as Condições Essenciais de Demarcação entre Desenhos de Pesquisa na Ciência Política Comparada. Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 20, p. 218-252, 2011.

13.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2010REZENDE, F. C.. Analytical Challenges for the Neoinstitutional Theories of Institutional Change in Comparative Political Science. Brazilian political science review, v. 3, p. 98-126, 2010.

14.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2010REZENDE, F. C.. Argumentos em torno da Mudança Institucional e suas Falhas Analíticas: o caso da governança econômica no capitalismo contemporâneo. Teoria & Sociedade (UFMG), v. 18, p. 200-225, 2010.

15.
ZAVERUCHA, Jorge2009 ZAVERUCHA, Jorge ; REZENDE, F. C. . How the Military Competes for Expenditure in Brazilian Democracy: Arguments for an Outlier. International Political Science Review, v. 30, p. 1-23, 2009.

16.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2008REZENDE, F. C.. Visões "rivais" sobre mudança estrutural e proteção social. Nova Economia (UFMG), v. 18, p. 35-49, 2008.

17.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2008REZENDE, F. C.. O Ajuste Gerencial e seus limites: a falha seqüencial em perspectiva comparada. Revista de Sociologia e Política (Online), v. 16, p. 127-143, 2008.

18.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2008REZENDE, F. C.. Teoria Comparada e a Economia Política da Expansão dos Gastos Públicos. Revista de Economia Aplicada, v. 12, p. 607-633, 2008.

19.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2006REZENDE, F. C.. Fatores Políticos e Institucionais nas Teorias Contemporâneas sobre a Expansão dos Gastos Públicos. Revista de Economia Política, v. 26 (2), p. 274-289, 2006.

20.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2004REZENDE, F. C.. Instituições Políticas e Gastos Públicos: o papel do Estado e o problema da desagregação. Revista de Economia Política, são paulo, 2004.

21.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2002REZENDE, F. C.. Gastos Públicos e Mudanças Recentes no Papel do Estado: uma análise comparada entre países desenvolvidos e em desenvolvimento. Novos Estudos CEBRAP (Impresso), São Paulo, v. 62, p. 123-139, 2002.

22.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2002REZENDE, F. C.. O dilema do controle e a falha sequencial nas reformas gerenciais. Revista de Serviço Público, Brasília, v. 53, n.3, p. 51-77, 2002.

23.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2002REZENDE, F. C.. Por que reformas administrativas falham ?. Revista Brasileira de Ciencias Sociais, São Paulo, v. 17, n.50, p. 123-143, 2002.

24.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2002REZENDE, F. C.. Razões da Crise de Implementação do Estado Gerencial - desempenho versus ajuste fiscal. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 19, p. 111-123, 2002.

25.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2001REZENDE, F. C.. Políticas de Controle dos Gastos Públicos e Comportamento das Organizações do Governo. Política Hoje, Recife, v. 11, p. 124-137, 2001.

26.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2000REZENDE, F. C.. Organizações e Respostas a Políticas de Controle dos Gastos: um estudo empírico no Executivo Federal no Brasil. Revista de Sociologia e Política (Online), Paraná, v. 14, p. 119-138, 2000.

27.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1999REZENDE, F. C.. Capacidade de Governo, Instituições e Descentralização: um estudo empírico sobre governos locais no. Cadernos de Estudos Sociais (FUNDAJ), Recife, 1999.

28.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1998REZENDE, F. C.. Clinton e a Reinvenção do Governo Federal. Revista do Serviço Público, Brasília, v. 49, n.1, p. 93-140, 1998.

29.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1997REZENDE, F. C.. Descentralização, Gastos Públicos e Preferências Alocativas dos Governos Locais no Brasil. Dados - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 40, n.3, p. 413-440, 1997.

30.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1997REZENDE, F. C.. Between Blind Faith and High Rationality. Journal Of Planning And Urban Issues, Ithaca, 1997.

31.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1996REZENDE, F. C.. Os leviatãs estão fora do lugar. Dados - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 39, n.2, p. 195-211, 1996.

32.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1996REZENDE, F. C.. As eternas reformas, captura, e ação do governo. Política Hoje Revista do Mestrado em Ciências Políticas da UFPE, Recife, 1996.

33.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO1996REZENDE, F. C.. Políticas Públicas e Saneamento Básico: A Compesa entre o Estado e o Mercado. RAP. Revista Brasileira de Administração Pública, Rio de Janeiro, 1996.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
REZENDE, F. C.. Os Leviatãs estão fora do lugar: democracia, globalização e transformações no papel do Estado 1990-2010. 23. ed. Recife / PE: Editora UFPE,2016, 2016. 284p .

2.
REZENDE, F. C.. Por que falham as reformas administrativas ?. 01. ed. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2004. v. 1000. 132p .

Capítulos de livros publicados
1.
REZENDE, F. C.. Tendências da Gestão Pública nos Países OCDE. In: Evelyn Levy; Pedro Aníbal Drago. (Org.). Gestão Pública no Brasil Contemporâneo. 1ed.São Paulo: Edições Fundap, 2005, v. 1, p. 29-39.

2.
REZENDE, F. C.. Decentralization and Governance in Brazil. In: Joseph S. Tulchin; Andrew Selee. (Org.). Decentralization and Democratic Governance in Latin America. 12ed.Washington D.C: Woodrow Wilson International Center for Scholars, 2005, v. , p. 37-67.

3.
REZENDE, F. C.. As reformas do Estado em Perspectiva Comparada. In: MP - SEGES. (Org.). Balanço da Reforma do Estado no Brasil: a nova gestão pública. 1ed.Brasilia: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, 2003, v. 1, p. 223-235.

4.
REZENDE, F. C.. As reformas e as transformações no papel do Estado: o Brasil em Perspectiva Comparada. In: Fernando Luiz Abrúcio; Maria Rita Loureiro. (Org.). O Estado numa era de Reformas: os anos FHC - Parte 1. 01ed.Brasília: ENAP - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, 2003, v. 01, p. 163-208.

5.
REZENDE, F. C.. Políticas de Controle dos Gastos Públicos e Comportamento do Governo - uma análise de arenas de políticas públicas. In: Marcos Costa Lima. (Org.). O lugar da América Latina na nova ordem mundial. São Paulo: Cortez Editora, 2001, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
REZENDE, F. C.. Reforma Tributária e CPMF. Gazeta Mercantil, p. 2 - 2, 19 abr. 2002.

2.
REZENDE, F. C.. A Nova Gestão Pública, Performance e Reinvenção das Instituições: um desafio para a reforma do Estado. Reforma Gerencial.

3.
REZENDE, F. C.. Os leviatãs estão fora de lugar. Diário de Pernambuco, Recife.

4.
REZENDE, F. C.. As falhas de estado e a metrópole quase seca. Diário de Pernambuco, Recife.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
REZENDE, F. C.. Instituições e Políticas Públicas no Brasil. In: I Seminário de Ciência Política da UFPE - Democracia e Instituições, 2005, Recife, 2005.

2.
REZENDE, F. C.. Instituições Políticas e os Determinantes do Gasto Público. In: II Encontro Anual da Associação Brasileira de Ciência Política, 2003, Niterói - RJ. Anais do II Encontro da ABCP, 2003.

3.
REZENDE, F. C.. Transformações no Papel do Estado nos anos 90: revisitando a hipótese dos Leviatãs estão fora do Lugar. In: América do Sul 2005: Desafios e Perspectivas, 2000, Recife, 2000.

4.
REZENDE, F. C.. Políticas de Controle dos Gastos Públicos e Comportamento das Organizações do Governo: uma interpretação de arenas de políticas públicas. In: América do Sul 2005: desafios e perspectivas, 2000, Recife. O lugar da américa do sul na nova ordem mundial. São Paulo: Editora Cortez, 2000. p. 241-262.

5.
REZENDE, F. C.. A economia política do federalismo fiscal. In: Desarrollo Político Comparado - Brasil e Argentina, 1998, Buenos Aires, 1998.

Artigos aceitos para publicação
1.
REZENDE, F. C.. (Desvendando) A Dinâmica do Ajuste Inferencial nas Relações Internacionais. CONEXÃO POLÍTICA - REVISTAS ELETRÔNICAS DA UFPI, 2018.

2.
REZENDE, F. C.. Transformações na cientificidade e o ajuste inferencial na Ciência Política: argumento e evidências na produção de alto fator de impacto. Revista do IEEE América Latina, 2017.

3.
REZENDE, F. C.. Fronteiras de Integração entre Métodos Quantitativos e Qualitativos na Ciência Política Comparada. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), 2015.

4.
REZENDE, F. C.. Desenhos de Pesquisa e Qualidade Inferencial na Ciência Política: o Modelo de Engrenagens Analíticas. Conexão Política, 2015.

5.
REZENDE, F. C.. Desafios Analíticos para a Teoria Neoinstitucional da Mudança na Ciência Política Comparada. Conexão Política, 2015.

6.
REZENDE, F. C.. As instituições mudam endogenamente? Limites e Possibilidades da Mudança Institucional Endógena na Teoria Institucional Contemporânea. BIB. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, 2014.

7.
REZENDE, F. C.. Racionalidade, Instituições e Mudança: alternativas e concepções institucionais. BIB. Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais, 2013.

8.
REZENDE, F. C.. Da Exogeneidade ao Gradualismo: O Novo Institucionalismo Histórico e Inovações Analíticas na Teoria da Mudança. Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso), 2012.

9.
REZENDE, F. C.. Razões para o Uso de Estudos de Caso. Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso), 2011.

10.
REZENDE, F. C.. Argumentos em torno da mudança institucional e suas falhas analíticas: o caso da governança econômica no capitalismo contemporâneo. Teoria & Sociedade (UFMG), 2011.

11.
REZENDE, F. C.. Convergências Analíticas sobre Instituições e Mudança Institucional. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), 2011.

12.
REZENDE, F. C.. The Limits of Managerial Adjustment: Sequential Failures in Comparative Perspective. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), 2010.

13.
REZENDE, F. C.; ZAVERUCHA, Jorge . Do Soldiers Compete for Expenditures in Brazilian Democracy? Arguments for an Outlier. International Political Science Review, 2009.

14.
REZENDE, F. C.. O ajuste gerencial e seus limites: a falha seqüencial em perspectiva comparada. Revista de Sociologia e Política (Online), 2008.

15.
REZENDE, F. C.. Visões Rivais sobre Mudança Estrutural e Proteção Social. Nova Economia (UFMG), 2008.

16.
REZENDE, F. C.. Entre performance gerencial e deliberação política: repensando a governança pública no Brasil. Nueva Sociedad, 2008.

17.
REZENDE, F. C.. Desafios Gerenciais para a Reconfiguração da Administração Burocrática Brasileira. Sociologias (UFRGS), 2008.

18.
REZENDE, F. C.. Teoria Comparada e a Economia Política da Expansão dos Gastos Públicos. Revista de Economia Aplicada, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
REZENDE, F. C.. Os Desafios da Reforma do Estado no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
REZENDE, F. C.. Fronteiras de Integracao cntre Métodos Quantitativos e Qualitativos na Ciência Política Comparada. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
REZENDE, F. C.; CARNEIRO, C. A. L. ; NOGUEIRA, T. . Political Competition, Emerging Democracies, and Assertiveness in the Word Trade Organization: The Dual Logic of the International Trade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
REZENDE, F. C.; CARNEIRO, C. A. L. ; NOGUEIRA, T. . Regime Type and Assertiveness in the WTO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
REZENDE, F. C.; CARNEIRO, C. A. L. ; NOGUEIRA, T. . Political Competition, Emerging Democracies, and Assertiveness in the Word Trade Organization: The Dual Logic of the International Trade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
REZENDE, F. C.. Desenhos de Pesquisa em Ciência Política: transformações recentes e perspectivas futuras. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
REZENDE, F. C.. Modelos de Causação e Pluralismo Inferencial em Ciência Política. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
REZENDE, F. C.; CARNEIRO, C. A. L. ; NOGUEIRA, T. . Political Competition, Emerging Democracies, and Assertiveness in the Word Trade Organization: The Dual Logic of the International Trade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
REZENDE, F. C.. Reflexões sobre Metodologia Comparada na Ciência Política. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ZAVERUCHA, Jorge ; REZENDE, F. C. . How the military compete for expenditure in Brazilian Democracy. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
REZENDE, F. C.. Razões Emergentes para o uso dos estudos de caso na ciencia política comparada. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
REZENDE, F. C.. Reflexões sobre as reformas da administração estadual no Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
REZENDE, F. C.. Determinantes políticos e econômicos das transformações recentes no papel do Estado nacional. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
REZENDE, F. C.. Os Leviatãs Estão Fora do Lugar: Democracia, Globalização e Transformações no Papel do Estado. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2013 (Artigo Científico).

2.
REZENDE, F. C.. The Implementation Problem of New Public Management Reforms: the dilemma of control and the theory of sequential failure. International Public Management Journal, 2008 (Artigo Científico).

3.
OLIVEIRA, A. ; REZENDE, F. C. . Tráfico de Drogas e Crime Organizado: Peças e Mecanismos. Curitiba, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
REZENDE, F. C.. Revista Eletrônica de Ciência Política / Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGCP) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). 2018.

2.
REZENDE, F. C.. Revista Brasileira de Ciências Sociais ? RBCS. 2018.

3.
REZENDE, F. C.. Revista LUA NOVA. 2018.

4.
REZENDE, F. C.. Revista Brasileira de Ciências Sociais - RBCS. 2017.

5.
REZENDE, F. C.. Revista Caderno CRH - Centro de Estudos e Pesquisas em Humanidades (CRH). 2017.

6.
REZENDE, F. C.. Bolsas no País - Pós-doutorado Júnior - PDJ. 2017.

7.
REZENDE, F. C.. Brazilian Political Science Review as reviewer of manuscripts. 2017.

8.
REZENDE, F. C.. Atualização do Diagnóstico das Políticas de Gestão de Recursos Humanos no Governo Federal Brasileiro. 2008.

9.
REZENDE, F. C.. Brasil - Diagnóstico de Los Sistemas de Servicio Civil en Los Estados del Brasil. 2006.

10.
REZENDE, F. C.. O Estado Brasileiro em Números. 2003.

11.
MELO, Marcus André Barreto Campelo ; REZENDE, F. C. . Desenho e Implantação da Estratégia de Avaliação dos Programas Sociais Prioritários do Governo Federal Brasileiro. 1998.

Trabalhos técnicos
1.
REZENDE, F. C.. Estratégias e Orientações da Pesquisa de Campo "Gestão das Políticas de RH nos Estados Brasileiros". 2007.

2.
REZENDE, F. C.. Gestão de Políticas de RH nos Estados Brasileiros (Instrumentos de Pesquisa). 2007.

3.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Estudo de Caso - Pernambuco. 2007.

4.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Bahia. 2007.

5.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Rio Grande do Norte. 2007.

6.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Minas Gerais. 2007.

7.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Mato Grosso. 2007.

8.
REZENDE, F. C.. Relatório Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros - Rio Grande do Sul. 2007.

9.
REZENDE, F. C.. Relatório Análitico Final da Pesquisa "Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais Brasileiros". 2007.

10.
REZENDE, F. C.. A Nova Gestão Pública e as Transformações Recentes na Administração Pública do Estado de São Paulo. 2005.

11.
REZENDE, F. C.. O Estado Brasileiro em Números - Metodologia e Indicadores de Pesquisa. 2003.

12.
MELO, Marcus André Barreto Campelo ; REZENDE, F. C. . Consultations with the Poor - Brazil - National Synthesis Report. 1999.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
REZENDE, F. C.. Os Leviatãs estão fora do lugar, de Flávio da Cunha Rezende ? parte 1. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
REZENDE, F. C.. Transformações Metodológicas e o Pluralismo Inferencial na Ciência Política. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
REZENDE, F. C.; LACERDA, G, B. de ; CODATO, A. . As lógicas da inferência causal na Ciência Política. 2015. (Proposta Técnica).

3.
REZENDE, F. C.. Instituições, Institucionalismos e Desafios para o Estudo da Reforma das Políticas de Gestão Pública no Brasil. 2013. (Proposta Técnica).

4.
REZENDE, F. C.. Os Leviatãs estão fora do lugar: Democracia, Globalização e Transformações no Papel do Estado. 2012. (Relatório de pesquisa).

5.
REZENDE, F. C.. Gestão das Políticas de Recursos Humanos no Governo Federal Brasileiro. 2009. (Relatório de pesquisa).

6.
REZENDE, F. C.. Proposta de Reformulação das Regras e Diretrizes para o Processo Seletivo do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. 2009. (Proposta Técnica).

7.
REZENDE, F. C.. Pesquisa Quantitativa nas Ciências Sociais. 2008. .

8.
REZENDE, F. C.. Gestão das Políticas de Recursos Humanos nos Governos Estaduais Brasileiros. 2007. (Relatório de pesquisa).

9.
REZENDE, F. C.. Estratégias e Orientações da Pesquisa de Campo "Gestão das Políticas de RH nos Estados Brasileiros". 2007. (Relatório de pesquisa).

10.
REZENDE, F. C.. Gestão das Políticas de RH nos Estados Brasileiros - Instrumentos de Pesquisa. 2007. (Relatório de pesquisa).

11.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Pernambuco. 2007. (Relatório de pesquisa).

12.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Bahia. 2007. (Relatório de pesquisa).

13.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Rio Grande do Norte. 2007. (Relatório de pesquisa).

14.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Minas Gerais. 2007. (Relatório de pesquisa).

15.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Mato Grosso. 2007. (Relatório de pesquisa).

16.
REZENDE, F. C.. Relatório - Gestão das Políticas de RH nos Governos Estaduais - Rio Grande do Sul. 2007. (Relatório de pesquisa).

17.
REZENDE, F. C.; FITTIPALDI, Ítalo . A Nova Gestão Pública e Transformações Recentes na Administração Paulista 1995-2005. 2005. (Relatório de pesquisa).

18.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo ; TULCHIN, J. S. ; Selee, Andrew . Decentralization and Democratic Governance in Latin America. 2004. (Relatório de pesquisa).

19.
REZENDE, F. C.. O Estado Brasileiro em Números: dados e indicadores de pesquisa. 2003. (Relatório de pesquisa).

20.
MELO, M. A. B. ; LUBAMBO, C. ; REZENDE, F. C. . Relatório Anual de Pesquisa de Avaliação do Programa Estadual da Qualificação - PEQ. 2000. (Relatório de pesquisa).

21.
MELO, M. A. B. ; LUBAMBO, C. ; REZENDE, F. C. . Urban Governance, Partnership and Poverty. 2000. (Relatório de pesquisa).

22.
LUBAMBO, C. ; MELO, Marcus André Barreto Campelo ; REZENDE, F. C. . Consultations with the Poor: Brazil - National Synthesis Report. 1999. (Relatório de pesquisa).

23.
MELO, M. A. B. ; REZENDE, F. C. . Voices of the Poor. 1999. (Relatório de pesquisa).

Demais trabalhos
1.
REZENDE, F. C.. O Estado Brasileiro em Números. 2003 (Estudos e Projetos de Pesquisa) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SOUZA, M. A. A.; REZENDE, F. C.; SOUZA, F. A. M.; VASCONCELOS, R. F. A.. Participação em banca de Arnaldo de Souza. Articulações entre o público e o privado: o caso do Programa Cidade Saneada. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Julio Cesar Guimarães de Paula. Os Estudos Legislativos e suas Engrenagens Analíticas: as interconexões entre teoria, empiria e metodologia na produção acadêmica recente (2006-2015). 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Ramos, Francisco de Souza; Sampaio, Breno R.; Melo Filho, Paulo Guilherme M; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Emanuel Felipe Patriota de Albuquerque. Corruption and Political Marketing: a game theoretical approach. 2016. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
ZAVERUCHA, Jorge; OLIVEIRA, A.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Juliano Mendonça Domingues da Silva. Como Surgiu a TV Digital no Brasil: uma narrativa analítica sobre a formação de preferências e decisão governamental. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

5.
MELO, M. A. B.; RENNO, L.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Mariana Batista da Silva. Independência Após a Delegação? Uma análise exploratória da interferência política nas Agências Regulatórias Brasileiras. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

6.
ZAVERUCHA, Jorge; CASTRO, T.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Aécio de Souza Melo Filho. As Forças Armadas contra a criminalidade: doutrina da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no avanço da militarização da segurança pública. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

7.
LUBAMBO, C.; SICSU, Abraam; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Roberto Pedrosa Soriano de Oliveira. Fundo de Participação dos Estados no Brasil: equalização fiscal". 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Gestão Pública) - Universidade Federal de Pernambuco.

8.
PONTUAL, V.; ZANCHETTI, Silvio Mendes; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Juliana Cunha Barreto. De Montremartre Nordestino a mercado persa de luxo: o Sítio Histórico de Olinda e a Participação dos Moradores na Salvaguarda do Patrimônio Cultural. 2008. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

9.
REZENDE, F. C.; AMORIM NETO, O.; MELO, Marcus André Barreto Campelo de. Participação em banca de José Alexandre da Silva. As Sementes da Discórdia: Regras e Exceções da Indisciplina Partidária. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

10.
REZENDE, F. C.; ZAVERUCHA, Jorge; OLIVEIRA, R. R.. Participação em banca de Vannucio Medeiros Pimentel. Entre a Aprendizagem e a Imitação: Isomorfismos Institucionais na Difusão de Políticas de Reforma da Previdência na América Latina. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

11.
DE, M. A. D.; TINOCO, D. S.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Gidyenne Christine Bandeira Silva. Avaliação da Política de Segurança Alimentar implementada através dos Restaurantes Populares do Rio Grande do Norte. 2008. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

12.
ZAVERUCHA, Jorge; OLIVEIRA, A.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Maria Carmen Araújo de Castro Chaves. As Relações entre as empresas de segurança privada e o governo do Estado de Pernambuco entre 1999 e 2006. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

13.
ZAVERUCHA, Jorge; Gustavo Just; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Maria Helena Urbano Ribemboim. O poder dos juízes brasileiros afeta a implementação da agenda do governo. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

14.
CARNEIRO, A. R. S.; BERNARDES, D. A. M.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Fábio Christiano Cavalcanti Gonçalves. Paisagem e Reminiscência: o tombamento do campo de batalha dos Montes dos Guararapes. 2008. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

15.
ZANCHETTI, Silvio Mendes; MORA, L. L.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Evelyne Labanca Correia de Araújo. O Laço que Prende: um estudo sobre conservação integrada em metodologias de desenvolvimento local sustentável. 2007. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

16.
ZAVERUCHA, Jorge; REZENDE, F. C.; CAMPOS, A. M.. Participação em banca de Flavianne Fernanda Bittencourt Nóbrega. Entre o Brasil Formal e o Brasil Real: Ministério Público no Brasil. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

17.
ZAVERUCHA, Jorge; REZENDE, F. C.; NUMERIANO, C. R.. Participação em banca de Marilea Lima Prazeres. Ensino Militar Pós 1985: O Currículo da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

18.
REZENDE, F. C.; RATTON, J. L.; CARVALHO, E.. Participação em banca de Rodrigo Barros de Albuquerque. Limites e Possibilidades da Formalização das Ciências Sociais. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

19.
REZENDE, F. C.; FERREIRA FILHO, J. A.; CARVALHO, E.. Participação em banca de Daniel Duarte Guedes de Andrade. Veto Players e a Produção de Políticas em Jogos de Dois Níveis. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

20.
REZENDE, F. C.; ZAVERUCHA, Jorge; ANASTASIA, F.. Participação em banca de Júlio Cezar Gaudêncio da Silva. Organização Legislativa e Formação de Coalizões em Regimes Presidencialistas. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

21.
REZENDE, F. C.; RATTON, J. L.; CARVALHO, E.. Participação em banca de Emerson Oliveira do Nascimento. Sobre os Postulados da Análise Institucional: as Teorias Positivas da Organização Legislativa na Ciência Política Contemporânea. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

22.
REZENDE, F. C.; LUBAMBO, C.; OLIVEIRA, R. R.. Participação em banca de Maria Cristina Buarque de Gusmão. O Modelo de Macro-Estrutura Organizacional da Administração Estadual Pernambucana. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Gestão Pública) - Universidade Federal de Pernambuco.

23.
REZENDE, F. C.; Da Maia, Alexandre; Vasquez, Jesus. Participação em banca de Rodrigo Gomes Leite. Teoria do Reconhecimento: a crítica universalista ao argumento multiculturalista. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

24.
REZENDE, F. C.; LUBAMBO, C.. Participação em banca de Marco Antônio Ferreira de Araújo. Padrões Contemporâneos na Explicação da Formulação de Políticas de Comércio Exterior. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

25.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Manoel Leonardo Wanderley Duarte Santos. As Teorias Positivas sobre a Organização do Legislativo e as Explicações sobre o Congresso Nacional. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

26.
LUBAMBO, C.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Paulo Henrique Saraiva Câmara. A Gestão dos Recursos Públicos e suas variáveis: uma análise dos municípios pernambucanos. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Gestão Pública) - Universidade Federal de Pernambuco.

27.
LUBAMBO, C.; SICSU, Abraam; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Paulo Henrique Saraiva Câmara. O papel do TCE-PE na qualidade de gestão dos recursos públicos: uma análise dos municípios pernambucanos. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Gestão Pública) - Universidade Federal de Pernambuco.

28.
LUBAMBO, C.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Carla Vanessa Sales. Entre Instituições e Racionalidade: o Federalismo na Ciência Política no Brasil. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

29.
SOUSA, S. A.; CARVALHO, C. A. P.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Laís Albuquerque de Carvalho. Pressões Ambientais e Mudança Institucional no Campo do Cinema em Pernambuco. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Pernambuco.

30.
REZENDE, F. C.; ZAVERUCHA, Jorge; LIMA, Roberto Kant de. Participação em banca de José Maria Pereira da Nóbrega Júnior. As Instituições Coercitivas e a Semidemocracia Brasileira. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

31.
REGIS, André; MELO, Marcus André Barreto Campelo de; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Carlos Maurício Cabral Figueiredo. Tribunais de Contas dos Estados e Municípios Brasileiros: Do Remanso do Tracajá ao Controle Interativo. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

32.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo de; REGIS, André. Participação em banca de Arthur Leandro Alves da Silva. Análise de Políticas Municipais de Habitação e Urbanismo: Policy, Eficiência e Controle Externo na Esfera Municipal. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

33.
REZENDE, F. C.; GONÇALVES, Norma Lacerda; LAPA, Tomás de Albuquerque. Participação em banca de Paulo Henrique Gomes de Lima. Promoção Imobiliária em Teresina/PI: uma análise do desenvolvimento da produção privada de habitações - 1984 a 1999. 2004. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

34.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo; ALMEIDA, M. H. T.. Participação em banca de Saulo Santos de Souza. Instituições Fiscais e o Novo Federalismo em Transformação: O federalismo fiscal no Brasil e EUA. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

35.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Clóvis Tatsumi Miyachi. O Processo de Cristalização do Voto sob a Ótica da Teoria dos Custos de Transação. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

36.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Clóvis Alberto Vieira de Melo. Alta Corrupção como resposta a baixos níveis de accountability. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

37.
REZENDE, F. C.; DWECK, Ruth Helena. Participação em banca de Luís Sérgio de Oliveira Araújo. A Economia Política das Vinculações de Receitas: uma visão democrática das decisões orçamentárias. 2003. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal Fluminense.

38.
REZENDE, F. C.; LUBAMBO, C.; RATTON, J. L.. Participação em banca de Amaro Tavares de Lima. A Gênese do Papel do Estado na Segurança Pública. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

39.
REZENDE, F. C.; LIMA, Marcos Costa; SICSU, Abraam. Participação em banca de Milza Costa Barreto. A inserção da fruticultura de exportação do Vale do São Francisco no Mercado Internacional. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

40.
REZENDE, F. C.; L.ABRUCIO, F.; MELO, M. A. B.. Participação em banca de Italo Fititpaldi. Razões da Fragmentação das Políticas de Reforma Administrativa. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

41.
MELO, Marcus André Barreto Campelo; REZENDE, F. C.; LUBAMBO, C.. Participação em banca de Denílson Bandeira Coelho. Determinantes da Descentralização: a política inovadora do PLANFOR. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

42.
REZENDE, F. C.; MELO, M. A. B.. Participação em banca de Carlos Augusto Santanna. Os microfundamentos da mudança institucional: incentivos, saída e voz na reforma administrativa. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

43.
GONÇALVES, Norma Lacerda; LAPA, Tomás de Albuquerque; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Paulo Henrique Gomes de Lima. Promoção Imobiliária em Teresina/PI: uma análise do desenvolvimento da produção privada de habitações - 1984/1999. 2001. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

Teses de doutorado
1.
Sampaio, Breno R.; REZENDE, F. C.; SAMPAIO, Y. S. B.; PAZ, N. L.; PAVAO, N. C.. Participação em banca de Vitor Gonçalves Cavalcanti. Essays on Economics Evaluation. 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Juliano Mendonça Domingues da Silva. Frágil Democracia e Políticas de Comunicação: Processos Regulatórios, Diversidade de Concentração na TV Aberta no Brasil e na Argentina. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Vitor Gonçalves Cavalcanti. Ensaios em Economia. 2015. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
REZENDE, F. C.; FERRAZ, S.; NOBREGA JR., J. M.; ZAVERUCHA, Jorge; OLIVEIRA, A.. Participação em banca de Júlio César Gaudêncio. Entre Instituições e Cultura Política: Reflexões em Torno das Análises acerca da Democracia Brasileira e Considerações sobre a Agenda de Pesquisa. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

5.
ZAVERUCHA, Jorge; BRANDAO, A.; REZENDE, F. C.; Kenkel, Kai M.; SAINT-PIERRE, H. L.. Participação em banca de Armando Albuquerque de Oliveira. (Des)controle Civil sobre os Militares no Brasil: um Estudo Comparado (1945-1964/1985-2009). 2010. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

6.
ZANCHETTI, Silvio Mendes; PONTUAL, V.; GONÇALVES, Norma Lacerda; REZENDE, F. C.; SOUZA, A.. Participação em banca de Ana Cláudia Rocha Cavalcanti. A difusão da agenda urbana das agências multilaterais de desenvolvimento na cidade do Recife. 2008. Tese (Doutorado em Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

7.
CAVALCANTI, F. I. D.; REZENDE, F. C.; NOBRE JUNIOR, E. P.; ZAIDAN, M.; JULIANO, Raimundo. Participação em banca de Luciana de Medeiros Fernandes. Reforma do Estado e Terceiro Setor: as Organizações Sociais e os Desvirtuamentos dos Modelos de Implementação na Administração Pública Brasileira. 2007. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Federal de Pernambuco.

8.
ZAVERUCHA, Jorge; REZENDE, F. C.; SOARES, G. A. D.; BRANDAO, A.; OLIVEIRA, A.. Participação em banca de Carlos Roberto Magalhães Numeriano. A Inteligência Civil do Brasil, Portugal e Espanha: Legados Autoritários como Constrangimentos à Democratização. 2007. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

9.
ZAVERUCHA, Jorge; PEREIRA, A.; JULIANO, Raimundo; MINGARDI, G.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Adriano Oliveira dos Santos. As Peças e os Mecanismos do Fenômeno Tráfico de Drogas e do Crime Organizado. 2006. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

10.
ZANCHETTI, Silvio Mendes; CASTILHO, C.; GONÇALVES, Norma Lacerda; PONTUAL, V.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Natália Miranda Vieira. Gestão de Sítios Históricos: a transformação dos valores culturais e econômicos nas fases de formulação e implementação de programas de revitalização em áreas históricas no Brasil. 2006. Tese (Doutorado em Pós-graduação em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

11.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo; MORAIS, Jorge Ventura de; HAMILIN, Cinthia. Participação em banca de José Luiz de Amorim Ratton Júnior. Ulisses Liberto ou Prometeu Acorrentado? Virtudes e Limites da Explicação da Ação na obra de Jon Elster. 2003. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Pernambuco.

12.
REZENDE, F. C.; JULIANO, Raimundo; REGO, George Browne; CAVALCANTI, Francisco de Queiroz Bezerra. Participação em banca de Robertônio Santos Pessoa. Configuração Atual da Competência Normativa da Administração Pública. 2003. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Federal de Pernambuco.

Qualificações de Doutorado
1.
REZENDE, F. C.. Participação em banca de Mariana Dionísio de Andrade. As Determinantes da Sobrevivência Polítca: uma análise com foco na duração dos secretários estaduais. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
REZENDE, F. C.; NEIVA, P.; SILVA, M. B.; BRITTO FILHO, Dalson. Participação em banca de Marcelo Augusto Prudente Lima. Municípios Rentistas: competição política e empreguismo no Brasil 1996 - 2012. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
GONÇALVES, Norma Lacerda; LEAL, S. M. R.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Winnie Emily Fellow. Planejamento Social e planejamento empresarial urbanos - interesses em disputa. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Bc de; ZANCHETTI, Silvio Mendes. Participação em banca de Ana Cláudia Rocha Cavalcanti. A difusão da política urbana das agências multilaterais na agenda urbana das cidades brasileiras. 2004. Exame de qualificação (Doutorando em Desenvolvimento Urbano) - Universidade Federal de Pernambuco.

5.
REZENDE, F. C.; L.ABRUCIO, F.; MOTTA, P.. Participação em banca de Humberto Falcão Martins. O problema da coordenação nas reformas administrativas. 2002. Exame de qualificação (Doutorando em Administração) - Fundação Getúlio Vargas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MELO, Marcus André Bc de; SOARES, M. V.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de José Radamés Marques Miguel dos Anjos.Rigidez Constitucional na América Latina: O Brasil em Perspectiva Comparada. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

2.
TAROUCO, G.; NEIVA, P.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Manoela de Souza Pereira.Reformas Eleitorais e a Confiança Institucional na América Latina. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
TAROUCO, G.; SOARES, M. V.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Vírginia Rocha da Silva.Governo Federal e Organizações Sociais em Pernambuco: uma análise dos convênios realizados entre 1995 e 2012. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

4.
TAROUCO, G.; SILVA, M. B.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Thaís Teles Coutinho de Mendonça.Ministério das Cidades em Perspectiva Institucional. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

5.
TAROUCO, G.; NEIVA, P.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Heloá Costa Landim.Participação Eleitoral no Brasil: uma análise da eleição de 2012. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

6.
MELO, M. A. B.; NEIVA, P.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Camila Justino Bivar.Por que alguns sobrevivem e outros não: a duração dos ministros brasileiros em seus cargos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco.

7.
ZAVERUCHA, Jorge; OLIVEIRA, A.; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Roberto Santos Leite Falcão de Lima.Mais do Mesmo: a semidesmilitarização da aviação civil na semidemocracia brasileira. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco.

8.
LIMA, Marcos Costa; Carlos A. Santana; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Lenira Pereira da Silva.Efeito do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do FUNDEF. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco.

9.
Luís Canuto Neto; Tito Bartolomeu; REZENDE, F. C.. Participação em banca de Carlos Heliy Furtado Saraiva.Capital Social: uma investigação das virtudes cívicas num assentamento agrícola. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco.

10.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo; LIMA, Marcos Costa. Participação em banca de Dalson Brito Figueiredo Filho.Regulação Eleitoral e Financiamento de Campanha. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco.

11.
REZENDE, F. C.; MELO, Marcus André Barreto Campelo; LIMA, Marcos Costa. Participação em banca de Teófilo Quaresma.Vinte anos de Nova República no Brasil. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
REZENDE, F. C.. Concurso Brasileiro ANPOCS de Teses e Dissertações Universitárias em Ciências Sociais - Edital 2015. 2015. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.

2.
REZENDE, F. C.. Professor Adjunto - Ciência Política - Nível 1. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
LIMA, Marcos Costa; BORGES, R.; REZENDE, F. C.. Participação em Banca de Seleção de Mestrado. 2010. Universidade Federal de Pernambuco.

4.
Celina Souza; André Marenco; REZENDE, F. C.. Concurso Público para Professor Adjunto I. 2009. Universidade Federal de Pernambuco.

5.
NASCIMENTO, E. O.; OLIVEIRA, E. A. F.; REZENDE, F. C.. Concurso Público para Professor Efetivo em Ciência Política. 2009. Universidade Federal de Alagoas.

6.
REZENDE, F. C.; VITULO, G.. Professor Adjunto - Ciência Política Nivel I. 2008. Universidade Federal de Campina Grande.

Outras participações
1.
REZENDE, F. C.. Banca de Seleção de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. 2017. Universidade Federal de Pernambuco.

2.
REZENDE, F. C.. Banca de Seleção do Doutorado 2015/2016 do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. 2016. Universidade Federal de Pernambuco.

3.
REZENDE, F. C.. Revista do Serviço Público (RSP). 2015. Escola Nacional de Administração Pública.

4.
REZENDE, F. C.. Edital Propesq Professor Visitante. 2014. Universidade Federal de Pelotas.

5.
REZENDE, F. C.; VIGEVANI, T.; JASMIN, M. G.. Premio CAPES de Teses - Ciência Política/Relações Internacional. 2012. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

6.
REZENDE, F. C.; MENICUCCI, T. M. G.; VIZENTINI, P. G. F.. Premio CAPES de Teses - Ciência Política/Relações Internacional. 2011. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

7.
LIMA, Marcos Costa; LUBAMBO, C.; REZENDE, F. C.. Comissão de Seleção de Mestrado em Ciência Política. 2006. Universidade Federal de Pernambuco.

8.
MUTZEMBERG, R.; Bivar, Renata; REZENDE, F. C.. Membro da Comissão Examinadora do Processo Seletivo do PET - Ciências Sociais. 2006. Universidade Federal de Pernambuco.

9.
REZENDE, F. C.. Comissão de Seleção para o Mestrado em Ciência Política. 2005. Universidade Federal de Pernambuco.

10.
ZANCHETTI, Silvio Mendes; Tavares, Gustavo; REZENDE, F. C.. Qualificação de Doutorado de Ana Cláudia Rocha Cavalcanti. 2004. Universidade Federal de Pernambuco.

11.
REZENDE, F. C.. Comissão de Seleção para o Mestrado em Ciência Política. 2004. Universidade Federal de Pernambuco.

12.
REZENDE, F. C.; ZANCHETTI, Sílvio Mendes; MELO, Marcus André Bc de. Qualificação de Doutorado do Candidato Cristóvão de Souza Brito. 2004. Universidade Federal de Pernambuco.

13.
REZENDE, F. C.; LIMA, Marcos Costa; OLIVEIRA, L.. Banca de Seleção de Mestrado. 2002. Universidade Federal de Pernambuco.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Anual da Northeastern Political Science Association. Emerging Democracies and Assertiveness in the World Trade Organization: The Dual Logic of Internacional Trade. 2015. (Congresso).

2.
2 Seminário Internacional de Gestão e Políticas Públicas.Desafios Analíticos Comparativos para a Reforma da Gestão Pública no Brasil. 2013. (Seminário).

3.
Seminários Internos do Departamento de Gestão Pública da FGV SP.Os Leviatãs estão fora de lugar: elementos de metodologia comparada. 2012. (Seminário).

4.
Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte - CONGESP. Gestão de Recursos Humanos nos Estados Brasileiros: Desafios e Oportunidades. 2010. (Congresso).

5.
Encontro Anual da ABCP 2010 - Recife.How the military compete for expenditure in Brazilian Democracy: arguments for an outlier. 2010. (Encontro).

6.
IPSA Summer School. 2010. (Outra).

7.
IPSA - World Congress of Political Science. Do soldiers compete for expenditure in Brazilian Democracy? Arguments for an Outlier. 2009. (Congresso).

8.
Seminário Intermediário da Associação Brasileira de Ciência Politica - A Ciência Política e a Interdisciplinaridade.Reflexões sobre o novo institucionalismo e mudança institucional. 2009. (Seminário).

9.
V Semana de Gestão de Políticas Públicas - Escola de Artes, Ciências e Humanidades - USP/Leste.O ajuste gerencial e seus limites: a experiência brasileira. 2009. (Seminário).

10.
I Seminário Federalismo, Descentralização e Políticas Públicas no Brasil.Gerencialismo público e transformações recentes nas políticas de recursos humanos nos estados brasileiros. 2008. (Seminário).

11.
IV Seminário de Ciência Política da UPFE.Dilemas Metodológicos para a Ciência Política Brasileira. 2008. (Seminário).

12.
Introdução à Construção do Conhecimento - MDU/UFPE.Limites e Possibilidades da experiência de ensino de Metodologia de Pesquisa. 2007. (Oficina).

13.
Seminário Avaliação de Políticas Públicas e Dinâmicas Institucionais.Dinâmicas e Mudanças Institucionais: Desafio para as Políticas Sociais. 2006. (Seminário).

14.
I Seminário de Ciência Política da UFPE - Democracia e Instituições.Instituições e Políticas Públicas no Brasil. 2005. (Seminário).

15.
Ciclo de Seminários Permanentes sobre Temas Estratégicos, Reforma do Estado e Administração Pública.Dilemas e Desafios das Reformas Administrativas. 2004. (Seminário).

16.
Programa Avançado em Gestão Pública Contemporânea.Palestra Tendências da Gestão Pública nos Países da OCDE. 2004. (Seminário).

17.
Seminário do Programa de Administração Pública e Governo.Participação como Palestrante Principal no Seminário do Programa de Administração Pública e Governo da Fundação Getúlio Vargas, apresentando o livro de sua autoria Por que falham as reformas administrativas ?. 2004. (Seminário).

18.
VII Encontro de Ciências Sociais.Reforma do Estado e Políticas Públicas. 2004. (Encontro).

19.
Encontro Anual da ABCP.Determinantes Políticos e Econômicos das transformações recentes no papel do Estado. 2002. (Encontro).

20.
Seminários de Ciência Política.Palestra Globalização, Reforma do Estado e Políticas Sociais. 2002. (Encontro).

21.
Encontro Anual da ANPOCS.Gastos Públicos e Transformações no Papel do Estado. 2001. (Encontro).

22.
Palestra em Seminário Interno.Dilemas de Implementação em Reformas Administrativas. 2001. (Outra).

23.
I Encontro Internacional do Recife.Participação na Mesa Redonda - As Políticas de Ajuste e A Reforma do Estado - no I Encontro Internacional do Recife. 2000. (Encontro).

24.
Desarollo Político Comparado de Argentina y Brasil.Apresentação do paper A Economia Política do Federalismo Fiscal no Seminário Desarollo Político Comparado de Argentina y Brasil. 1999. (Seminário).

25.
Seminários de Política Comparada.Conferência sobre Os Leviatãs estão Fora do Lugar: a reforma do Estado em perspectiva comparada. 1998. (Outra).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Caio Gomes Brandão Rios. Regressão Descontínua e o Efeito da Incumbência nas Eleições Municipais.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Heloá Costa Landim. Capacidade do Estado e Autonomia Burocrática nos Municípios Brasileiros: medindo o efeito sobre a provisão de serviços públicos. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).

2.
Vitor Gonçalves Cavalcanti. Essays on Economics Evaluation. Início: 2017. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Pernambuco. (Coorientador).

3.
Mariana Dionisio de Andrade. Neoinstitucionalismo e a Adoção de Políticas Públicas: reencontro do subcidadão com a cidadania material ou escolha racional de atores políticos?. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Maria Luciana Bezerra Souza. Avaliar o impacto do programa bolsa família na taxa de mortalidade infantil nos municípios brasileiros.. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco. (Orientador).

5.
Marcelo Augusto Prudente Lima. Recursos Naturais e Instituições Políticas: Royalties e Gestão Municipal. Início: 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

6.
Terezinha Cabral de Albuquerque Neta Barros. Coordenação de Políticas Públicas e Governança Metropolitana. Início: 2013. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Caio Ribeiro. Quasi-experimentos e qualidade inferencial: regressões discontínuas em ciência política. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).

2.
Alexandre Lindemberg Vieira Azevedo. Do gerencialismo ao experimentalismo: uma análise da reforma Bresser e Mangabeira. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).

3.
Amanda Alves Vieira. Análise da tomada de decisão nas comissões na Câmara de Vereadores da cidade do Recife. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Sabrina Karlla Oliveira de Almeida. A influência da coalizão nas transferências discricionárias federais para os municípios brasileiros 2011-2014. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

2.
Virginia Rocha da Silva. Como a relação entre política e burocracia afeta a corrupção? Uma análise dos Incentivos e Constrangimentos sobre a corrupção nos Municípios Brasileiros. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

3.
Dalson Britto Figueiredo Filho. O Elo Corporativo? Grupos de Interesse, Financiamento de Campanha e Regulação Eleitoral. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

4.
José Alexandre da Silva. As Sementes da Discordia: Regras e Exceções da Disciplina Partidária. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

5.
Vannucio Medeiros Pimentel. Entre a Aprendizagem e a Imitação: Isomorfismos Institucionais na Difusão de Políticas de Reforma Previdenciária na América Latina. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

6.
Rodrigo Barros de Albuquerque. Limites e Possibilidades da Formalização em Ciências Sociais. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

7.
Daniel Duarte Guedes de Andrade. Veto Players e a Produção de Políticas em Jogos de Dois Níveis. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

8.
Júlio Cezar Gaudêncio da Silva. Organização Legislativa e Formação de Coalizões em Regimes Presidencialistas: Elucidações sobre uma Teoria do "Presidencialismo de Coalizão". 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

9.
Emerson Oliveira do Nascimento. Sobre os Postulados da Análise Institucional: as Teorias Positivas da Organização Legislativa na Ciência Política Contemporânea. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

10.
Emerson Francisco de Assis. Democracia Participativa e Capital Social: uma visão sobre o movimento associativista no município de Petrolândia. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

11.
Priscila Maria Lapa. O Papel do Legislativo no Processo Orçamentário: Explicações, Modelos e Teorias na Ciência Política Brasileira. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

12.
Carla Vanessa Sales. O Federalismo na Ciência Política Brasileira Contemporânea. 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

13.
Manoel Leonardo Wanderley Duarte Santos. As Teorias Positivas sobre a Organização do Legislativo e as Explicações sobre o Congresso Nacional. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

14.
Marco Antônio Ferreira de Araújo. Padrões Contemporâneos de Explicação da Formulação das Políticas de Comércio Exterior. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

15.
Rodrigo Gomes Leite. Teoria do Reconhecimento. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Coorientador: Flávio da Cunha Rezende.

16.
Saulo Souza Santos. Instituições Fiscais e o Federalismo em Transformação: Brasil e EUA em Perspectiva Comparada. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

17.
Amaro Tavares de Lima. A Gênese do Papel do Estado na Segurança Púlblica. 2003. 120 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

18.
Ítalo Fittipaldi. Razões da Fragmentação das Políticas de Reforma Administrativas no Setor Público: um estudo de caso sobre a experiência recente de Pernambuco. 2001. 120 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

Tese de doutorado
1.
Mariana Dionísio de Andrade. As Determinantes da Sobrevivência Política: Uma análise sobre a duração dos Secretários Estaduais entre 1990 e 2016. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

2.
Terezinha Cabral de Albuquerque Neta. Competição Política e Eficiência Municipal: uma análise do efeito das eleições locais nas políticas públicas. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

3.
Marcelo Augusto Prudente Lima. Municípios Rentistas: roylties e competição política nos municípios brasileiros. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

4.
Ana Carolina Miranda Gomes Vieira da Silva. Qualidade da burocracia e inovação institucional: evidências dos municípios brasileiros. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

5.
Vanuccio Medeiros Pimentel. A Primazia dos Clãs: a família na política nordestina. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

6.
Júlio César Gaudêncio. Entre Instituições e Cultura Política: Reflexões em Torno das Análises acerca da Democracia Brasileira e Considerações sobre a Agenda de Pesquisa. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

7.
Emerson Oliveira do Nascimento. Ciência, Política, e Normatividade: Dilemas Metodológicos. 2011. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, . Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Maria Salete Souza de Amorim. 2018. Universidade Federal de Pernambuco, . Flávio da Cunha Rezende.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Alexandre Lindemberg Vieira. Do gerencialismo ao experimentalismo: uma análise da reforma Bresser e Mangabeira. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

2.
Maitê Priscila Lima Jota de Queiroz. A Nacionalização do Sistema Partidário afeta a Formação de Gabinete? Estudo de Caso da Bélgica e Estudo Comparado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

3.
Breno Lacet Lucena. Oportunidades Digitais: o Facebook e a eleição municipal do Recife em 2012. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

4.
Sabrina Almeida. Experimentalismo na Ciência Política Comparada. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

5.
Ana Carolina Barros. Reformas Administrativas e Profissionalização no Setor Público Brasileiro. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

6.
Bruno da Silva Araújo Pereira. As Razões do Separatismo no Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

7.
Alexandre Lins. Organizações Partidárias: a institucionalização em função dos mercados eleitorais em Pernambuco. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

8.
Sabrina Karlla Oliveira. Razões para o Desenvolvimnento do Método Experimental na Ciência Política Contemporânea. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

9.
Mariana Batista da Silva. A agenda de pesquisa sobre o novo regime regulatório brasileiro. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

10.
Cláudia Barbosa Nóbrega. Avanços da Reforma Gerencial do Aparelho Burocrático do Estado Brasileiro. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

11.
Dalson Britto Filho. Regulação Eleitoral e Financiamento de Campanha. 2005. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

Iniciação científica
1.
Pedro Lopes de França. Ação Coletiva e Mobilidade Urbana. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

2.
Aloizio Rodrigo Eloy da Hora Teti. Instituições e Descentralização das Políticas Agrícolas no Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

3.
Marcelo Veloso Maciel. Modelos e Ciência Política: entre explicação e interpretação. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

4.
Marute Viana de Almeida. Novo Institucionalismo e Mudança Institucional na Ciência Política Comparada. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

5.
Diego Silva Abreu. . Novo Institucionalismo e Mudança Institucional na Ciência Política Comparada. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

6.
Diego Silva Abreu. Agentes e Instituições: uma relação entre o neo-institucionalismo racional, jogos ocultos e dilemas da ação coletivo. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

7.
Marute Viana de Almeida. As Instituições Importam? Inovações Analíticas na Teoria da Mudança. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco, CNPq. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.

Orientações de outra natureza
1.
Mariana Dionísio de Andrade. As Determinantes da Sobrevivência Política: Uma Análise com Foco na Duração dos Secretários Estaduais. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciência Política) - Universidade Federal de Pernambuco. Orientador: Flávio da Cunha Rezende.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. Fronteiras de Integração entre Métodos Quantitativos na Ciência Política Comparada. Teoria & Sociedade (UFMG), v. 22, p. 40-74, 2015.

2.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2017REZENDE, F. C.. Transformações Metodológicas na Ciência Política Contemporânea. Politica Hoje (UFPE. Impresso), v. 24, p. 13-45, 2017.

3.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. Desenhos de Pesquisa e Qualidade Inferencial na Ciência Política: o modelo de engrenagens analíticas. Conexão Política - Revistas Eletrônicas da UFPI, v. 4, p. 47-66, 2015.

4.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2017REZENDE, F. C.. O Pluralismo Inferencial na Ciência Política Pós-KKV (2005-2015): Argumento e Evidências. Revista Política Hoje, v. 26, p. 241-278, 2017.

5.
REZENDE, F. C.;DA CUNHA REZENDE, FLÁVIO2015REZENDE, F. C.. As instituições mudam endogenamente?: Limites e Possibilidades da Mudança Institucional Endógena na Teoria Institucional Contemporânea. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS SOCIAIS (IMPRESSO), v. 76, p. 33-61, 2015.

6.
REZENDE, F. C.2017REZENDE, F. C.. DESVENDANDO) A DINÂMICA DO AJUSTE INFERENCIAL NAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS (2000-2017). CONEXÃO POLÍTICA - REVISTAS ELETRÔNICAS DA UFPI, v. 6, p. 11-54, 2017.



Outras informações relevantes


Tem atuado nos últimos 10 anos de sua carreira profissional como Professor e Pesquisador na Área de Epistemologia e Métodos da Ciência Política Comparada. Atualmente é o Pesquisador Líder (Coordenador) do Grupo de Pesquisa (CNPQ) e Núcleo de Pesquisa (UFPE/PPGCP-UFPE) na área de Epistemologia e Métodos na Ciência Política Comparada.
Na pesquisa comparada, o principal foco de investigação recai sobre a análise das teorias da mudança com ênfase nas teorias institucionais, e, em particular os novos institucionalismos na ciência política. 
O livro recente intitulado "Os Leviatãs estão fora do lugar: Democracia, Globalização e Transformações no Papel do Estado 1990-2010", o primeiro de uma trilogia sobre Reformas do Estado em Perspectiva Comparada", prevista para ser concluída em 2014, está sendo publicado pela Editora da Fundação Getúlio Vargas no Rio de Janeiro no primeiro semestre deste ano. 
Seus projetos recentes incluem a conclusão do segundo livro da trilogia chamdo "Razões para os Leviatãs fora do Lugar" com conclusão prevista para setembro 2013; e, um livro inédito sobre Metodologia da Política Comparada na Ciência Política.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 20:54:24