Joao Carlos Belloti

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0981211406387862
  • Última atualização do currículo em 26/06/2018


- Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Vassouras (1988). - Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia e em Cirurgia da Mão pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) - Mestrado Profissionalizante em Efetivade em Saúde Baseada em Evidências (2002) pela Escola Paulista de Medicina(UNIFESP) - Mestrado(1999) E Doutorado (2005) em Ortopedia e Traumatologia pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) - Especialista e Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. - Professor adjunto Livre Docente e orientador do Programa de Pós Graduação em Cirurgia Translacional da Escola Paulista de Medicina - (UNIFESP) . - Pesquisador CNPQ ? Nível 2 (2018-2020) - Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Ortopedia e Traumatologia e cirurgia da Mão, atuando principalmente nos seguintes temas: medicina baseada em evidências, metanálises, fraturas do radio distal, fraturas da mão, lesão de nervos periféricos, lesões tendíneas e osteoartrite da mão. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Joao Carlos Belloti
Nome em citações bibliográficas
BELLOTI, J. C.;Belloti, João Carlos;Belloti, João C;BELLOTI, JOÃO;BELLOTI JC;BELLOTI, JOAO CARLOS;BELLOTI, JOÃO CARLOS;BELOTTI, JOÃO CARLOS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, Departamento de Ortopedia e Traumatologia.
Rua Borges Lagoa, 783 - 5º andar
Vila Clementino
04032-038 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 55716621
URL da Homepage: www.unifesp.br


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2005
Doutorado em Ortopedia e Traumatologia.
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Título: Fratura da extremidade distal do rádio: pinagem percutânea de palma vs fixador externo. Ensaio clínico randomizado, Ano de obtenção: 2005.
Orientador: Prof. Dr. Flávio Faloppa.
Palavras-chave: Fratura.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia da Mão e Membro Superior.
1998 - 1999
Mestrado em Ortopedia e Traumatologia.
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Título: Estudo populacional da ocorrência de hipermobilidade do escafóide no punho, mediante aplicação do teste de Watson, e suas correlações com a frouxidão ligamentar constitucional e com o exame radiográfico,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Prof. Dr. Walter Manna Albertoni.
Palavras-chave: Estudo populacional.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia da Mão e Membro Superior.
2002 - 2003
Mestrado profissional em Efetividade em saúde baseada em evidências.
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Título: Tratamento das fraturas com desvio, redutíveis e instáveis da extremidade distal do rádio: fixador externo x pinagem percutânea, Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Prof. Dr. Álvaro Nagib Atallah.
Palavras-chave: Tratamento das fraturas.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia da Mão e Membro Superior.
1989 - 1991
Especialização - Residência médica.
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil. Residência médica em: Ortopedia e Traumatologia
Número do registro: .
2009 - 2009
Especialização em Especialização em Perícia Médica/EPM (Escola Paulista de Magistratura). (Carga Horária: 360h).
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Título: Melhores evidências na síndrome do túnel do carpo.
Orientador: Prof. Dr. Flávio Faloppa.
1992 - 1993
Especialização em Cirurgia da Mão e Membro Superior.
Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Título: ..
1983 - 1988
Graduação em Medicina.
Faculdade de Medicina de Vassouras, FMV, Brasil.
Título: ..
Orientador: ..




Formação Complementar


2016 - 2016
Atualização em Ortopedia e Traumatologia (REUNIÃO CLÍNICA). (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2014 - 2014
Practical and theoretical ?ACAMO ? ceramic implantes? course. (Carga horária: 24h).
Anatomical Institute of the Medical University in Hannover, MHH, Alemanha.
2014 - 2014
Atualização em Ortopedia e Traumatologia (REUNIÃO CLÍNICA). (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2013 - 2013
Course 2-Day Advanced Upper Extremity Surgical Skills. (Carga horária: 16h).
Acumed ? Medical Education, ACUMED, Estados Unidos.
2013 - 2013
Practical/ theoretical ?ACAMO ? ceramic implantes? course. Mar 2013 11-15. (Carga horária: 40h).
Anatomical Institute of the RWTH University in Aachen, Dep Handsurgery, RWTH, Alemanha.
2012 - 2012
Seminar AOTrauma Roadmap to Research. November 1-2, 2012; Lima, Perú. (Carga horária: 16h).
AOTrauma Latin America, AOTRAUMA, Peru.
2010 - 2010
2nd IBRA Scientific Symposium & Workshop for the Upper Limb ? Trauma. (Carga horária: 16h).
International Bone Research Association, IBRA, Estados Unidos.


Atuação Profissional



Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, SBCM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Comissão Educação Continuada, Enquadramento Funcional: MEMBRO EFETIVO, Carga horária: 2

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 1
Outras informações
Membro da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, no período de 2010 e 2011, sob a presidência do Dr. Anderson Vieira Monteiro. São Paulo: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão; 2012 fev 09.

Atividades

01/2010 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Científica, .

Cargo ou função
Membro da Comissão Científica da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, no período de 2010 e 2011, sob a presidência do Dr. Anderson Vieira Monteiro. São Paulo: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão; 2012 fev 09.
01/2010 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Continuada, .

Cargo ou função
1. Membro da Comissão Continuada da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, no período de 2010 e 2011. São Paulo: Sociedade Brasileira de Cirugia da Mão; 2012 fev 09..
01/2010 - 12/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Regional Centro-Leste-Oeste, .

Cargo ou função
1. Diretor Substituto da Regional Centro-Leste-Oeste da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, no período de 2010. São Paulo: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. 2010 jan-dez..

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, SBOT, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Especialista (Médico) - Titular
Outras informações
Membro da Comissão Especial de Diretrizes - SBOT

Atividades

01/2015 - 12/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Educação Continuada, .

Cargo ou função
1. Membro da Comissão de Educação Continuada da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, sob a presidência do Prof. Marco Antonio Percope de Andrade. São Paulo: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; 2015 jan-dez..
01/2014 - 12/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Educação Continuada, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Educação Continuada da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, sob a presidência do Prof. Arnaldo José Hernandez. São Paulo: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; 2014 dez 31.

Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40
Outras informações
Homologado o Concurso Público de Professor de Ensino Superior, na classe de Professor Adjunto de acordo com Edital no. 535, de 17 de maio de 2010.

Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Médico, Carga horária: 20
Outras informações
Servidor Público Federal - categoria Técnico Administrativo em Educação (TAE) na categoria de MÉDICO, com atividades na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da EPM-UNIFESP. Carga horária de 40 horas no período de 2004 a 2010.

Atividades

09/2017 - Atual
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cirurgia Baseada em Evidências e Gestão - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
02/2017 - Atual
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica e Estatística - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Responsável/Coordenador de Disciplina
02/2017 - Atual
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise Crítica dos Projetos Científicos - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável por Disciplina
02/2017 - Atual
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação Crítica das Teses/Dissertações - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Orientador
10/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho do Departamento de Ortopedia e Traumatologia - como Representante (coordenação) do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, no período de outubro de 2016 a setembro de 2019..
09/2016 - Atual
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
RECREDENDIAMENTO como Professor Orientador no Programa de PG em Cirurgia Translacional, de acordo com APROVAÇÃO da Comissão de Credenciamento e Recredenciamento do Conselho de Pós-graduação e Pesquisa (CPG) da Unifesp
Período de 27/09/2016 a 26/09/2022.
09/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho de Administração do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, como Representante (coordenação) do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, no período de outubro de 2016 a setembro de 2019..
03/2016 - Atual
Direção e administração, Instituto de Cirurgia da Mão Walter Manna Albertoni, .

Cargo ou função
Diretoria eleita - na qualidade de Secretário do Instituto de Cirurgia da Mão Walter Manna Albertoni, sob a presidência do Prof. Carlos Henrique Fernandes, para o período de 03/03/2016 a 02/03/2020..
01/2011 - Atual
Direção e administração, Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, .

Cargo ou função
Professor Orientador no Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional da UNIFESP, programa envolvendo os Departamentos de Ortopedia e Traumatologia e Cirurgia (Disciplina de Cirurgia Plástica, inserido na área de Medicina III da Capes, Nota 6..
02/2008 - Atual
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia nos diversos
procedimentos cirúrgicos da área da Traumatologia Ortopédica.
01/2008 - Atual
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Cirurgia da Mão
e Membro Superior, nos procedimentos cirúrgicos da área de cirurgia da mão
02/2007 - Atual
Ensino, Ortopedia e Traumatologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Responsável pelo desenvolvimento dos Protocolos e Projetos de Pesquisa, carga horária: 8 horas semanais
01/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

04/2017 - 04/2017
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário aos alunos do Programa de Residência Médica: Cirurgia da Mão
? Síndrome Compartimental da extremidade superior , em 28/04/2017
03/2017 - 04/2017
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação específica da qualidade de vida - Função Sexual, AE, Capacidade Funcional, Atividade Física - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
02/2017 - 03/2017
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Lesão dos tendões flexores, ministrado nos dias 03/02 e 03/03/2017
02/2014 - 02/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Ensino da Pós-graduação (CEPG) do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional (PPG-CT) da UNIFESP.
12/2016 - 12/2016
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 3º Ano Médico, Módulo do Sistema Locomotor
Aula: Lesões Tendinosas do punho e mão, ministrada em 01/dez/2016.
03/2016 - 12/2016
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica e Estatística - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
02/2016 - 12/2016
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise Crítica dis Projetos Científicos - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina (atividade para todos os orientadores do Programa)
02/2016 - 12/2016
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise Crítica das Teses - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina (atividade de todos os orientadores)
01/2016 - 12/2016
Direção e administração, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - da Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia , Unifesp, sob a chefia do Prof. Carlos Henrique Fernandes..
01/2016 - 12/2016
Direção e administração, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
Vice-coordenador, Curso de Microcirugia da Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, de acordo com as normas para curso de aperfeiçoamento (MEC) na Pró-Reitoria de Extensão da Unifesp, no ano letivo d.
11/2016 - 11/2016
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário aos alunos do Programa de Residência Médica: Cirurgia da Mão
? Outras doenças do tecido conjuntivo da extremidade superior, em 11/11/2016
09/2016 - 10/2016
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação específica da qualidade de vida ? Função Sexual, AE, 9 Capacidade Funcional, Atividade Física - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
09/2016 - 09/2016
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Lesão dos tendões flexores, em 16/09/2016.
09/2013 - 09/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho do Departamento de Ortopedia e Traumatologia - na qualidade de Representante (por eleição de seus pares) dos Professores Adjuntos do Departamento de Ortopedia e Traumatologia.
09/2013 - 09/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho de Administração do Departamento de Ortopedia e Traumatologia - como Representante (coordenação) do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional.
01/2016 - 06/2016
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Lesão dos tendões flexores (22/01)
? Lesão dos tendões flexores (08/04)
? Lesão dos tendões flexores (17/06)
03/2016 - 04/2016
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cirurgia Baseada em Evidências e Gestão - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
05/2015 - 01/2016
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIO AOS ALUNOS DA RESIDÊNCIA MÉDICA (PRM CIRURGIA DA MÃO)
04/05/2015 - Síndrome compartimental da extremidade superior
22/01/2016 - Alongamento da mão e da extremidade superior em crianças
02/2015 - 12/2015
Direção e administração, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
Vice-coordenador do Curso de Microcirurgia da Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do DOT - EPM-UNIFESP, de acordo com as normas para curso de aperfeiçoamento - MEC/Pró-reitoria de Extensão da Unifesp.
02/2015 - 12/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica e Estatística - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
02/2015 - 12/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise Crítica dos Projetos Científicos - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina (atividade para os todos os orientadores)
02/2015 - 12/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação Crítica das Teses - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina (atividade para todos os orientadores)
01/2015 - 12/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, exercendo atividades de orientação e supervisão na graduação, residência médica e pós-graduação stricto sensu.
05/2015 - 10/2015
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Lesão dos tendões flexores (15/05)
? Lesão dos tendões flexores (19/06)
? Lesão dos tendões flexores (02/10)
05/2015 - 10/2015
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Lesão dos tendões flexores (15/05)
? Lesão dos tendões flexores (19/06)
? Lesão dos tendões flexores (02/10)
09/2015 - 09/2015
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 3º Ano de Medicina, Módulo do Sistema Locomotor
Aula: Lesões Tendinosas do punho e mão, ministrada em 24/set/2015.
07/2015 - 08/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cirurgia Baseada em Evidências e Gestão - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
07/2015 - 07/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
? Conferência Ministrada Ensaios Clínicos Randomizados, no Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional da Unifesp
04/2015 - 05/2015
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação específica da qualidade de vida ? Função Sexual, AE, Capacidade Funcional, Atividade Física - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
02/2014 - 12/2014
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica e Estatística - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
01/2014 - 12/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, exercendo atividades de orientação e supervisão na graduação, residência médica e pós-graduação stricto sensu.
10/2014 - 11/2014
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Qualidade em Cirurgia - - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
01/2014 - 11/2014
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Deformidades congênitas do membro superior - II (20/01)
? Lesão dos tendões flexores (20/06)
? Lesão dos tendões flexores (16/09)
? Lesão dos tendões flexores (25/11)
09/2014 - 09/2014
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 3º Ano: Módulo do Sistema Locomotor :
Aula: Lesões Tendinosas do punho e mão, ministrada em 18/set/2014
08/2014 - 09/2014
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cirurgia Baseada em Evidências - - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
01/2011 - 02/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Ensino da Pós-graduação (CEPG) do PPG Cirurgia Translacional, a partir da fusão dos Programas de PPG em Ortopedia e Traumatologia e PPG Cirurgia Plástica da UNIFESP.
03/2013 - 12/2013
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
? Exame físico do punho e da mão (04/03); ? Lesões vasculares e contratura de Volkmar (01/04);
? Lesão dos tendões extensores (10/06); ? Lesões da articulação radiulnar distal (15/07)
? Fratura das falanges e metacarpos (09/09); ? Paralisia cerebral (30/09)
? Fratura do rádio distal (09/12)
02/2013 - 12/2013
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica e Estatística - - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
01/2013 - 12/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, exercendo atividades de orientação e supervisão na graduação, residência médica e pós-graduação stricto sensu.
10/2013 - 11/2013
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Qualidade em Cirurgia - - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
01/2013 - 10/2013
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 6º Ano Médico
Atividades Teórico-Práticas: Atividades Semanais e Orientação do aluno em ambiente do Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia e Enfermaria com Discussão de casos clínicos.
Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão
07/2013 - 08/2013
Ensino, Cirurgia Translacional (33009015038P1), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metanálise e Revisão Sistemática - - aos alunos do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, na qualidade de Coordenador/Responsável da Disciplina
03/2011 - 08/2013
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIO AOS RESIDENTES (PRM CIRURGIA DA MÃO)
18/07/2011 - Malformações congênitas da mão
24/10/2011 - Infecções agudas da mão
12/11/2012 - Fratura de rádio distal
19/08/2013 - Instabilidade da articulação radiulnar distal
08/2010 - 08/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho do Departamento de Ortopedia e Traumatologia - na qualidade de Representante (por eleição de seus pares) dos Professores Adjuntos do Departamento de Ortopedia e Traumatologia.
08/2010 - 08/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Conselho de Administração do Departamento de Ortopedia e Traumatologia - como Representante (coordenação) do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional.
02/2008 - 02/2013
Ensino, Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Epidemiologia, Medicina baseada em evidências, Principais desenhos de pesquisa
Estudos de acurácia, Estudos de coorte
Estudos de custo-efetividades
Estudos de diagnóstico, Estudos de terapêutica; ensaios clínicos randomizados
Pesquisa em bases de dados na área da saúde
Revisões sistemáticas, Metanálises, Bioestatística
01/2012 - 12/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, exercendo atividades de orientação e supervisão na graduação, residência médica e pós-graduação stricto sensu.
03/2009 - 12/2012
Ensino, Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Responsável Científico do Curso (carga horária de 200 horas/ano). Proposta pedagógica para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e/ou estudos para serem desenvolvidos no Departamento de Ortopedia e Traumatologia
Níveis de graduação, Pós-graduação lato sensu/ especialização, Residência Médica e Pós-graduação stricto sensu
06/2012 - 10/2012
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas para os alunos do 6o. ano Médico ministradas:
16/junho: Artrite Reumatóide; 27/junho: Lesões Musculotendíneas do Membro Superior
11/julho: Síndromes Compressivas dos Nervos Periféricos; 25/julho: Fraturas da Mão e Punho
08/Agosto: Artrite Reumatóide; 22/Agosto: Lesões Musculotendíneas do Membro Superior
12/Setembro: Síndromes Compressivas dos Nervos Periféricos; 26/setembro: Fraturas da Mão e Punho
10/Outubro: Artrite Reumatóide; 24/Outubro: Lesões Musculotendíneas do Membro Superior
01/2012 - 10/2012
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 6º Ano
Atividades Teórico-Práticas: Atividades Semanais e Orientação do aluno em ambiente do Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia e Enfermaria com Discussão de casos clínicos.
? Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão.
01/2012 - 10/2012
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
24/01 - Lesão da articulação radiulnar distal
03/04 - Fratura do rádio distal
02/07 - Fratura das falanges e metacarpos
24/09 - Infecção na mão
29/10 - Doenças reumáticas da mão
09/2012 - 09/2012
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Em 17/09
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Medicina Baseada em Evidências ? Ensaios: Estrutura/ Registro/ Publicação de Protocolos
08/2012 - 08/2012
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Em 27/08
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Avaliação e Discussão de Projeto de Pesquisa
06/2012 - 06/2012
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Em 18/06
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Análise crítica na literatura de artigos originais em humanos: aspectos críticos
03/2012 - 05/2012
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas ministradas para os alunos do 6o. ano Médico:
07/março: Lesões Musculotendíneas do Membro Superior
21/março: Síndromes compressivas dos Nervos Periféricos
04/Abril: Fraturas da Mão e Punho
18/Abril: Artrite Reumatóide
02/Maio: Lesões Musculotendíneas do Membro Superior
16/Maio: Síndromes Compressivas dos Nervos Periféricos
06/2011 - 12/2011
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
14/06 - Fratura do rádio distal
12/07 - Lesões da articulação radiulnar distal
06/09 - Fratura do rádio distal
04/10 - Lesões da articulação radiulnar distal
06/12 - Fratura do rádio distal
01/2011 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior.

Cargo ou função
COORDENADOR CIENTÍFICO - na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, exercendo atividades de orientação e supervisão na graduação, residência médica e pós-graduação stricto sensu.
11/2011 - 11/2011
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Em 19/11 -
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Revisão Sistemática de Intervenção Terapêutica ? Direcionamento da terapêutica e testes diagnósticos
06/2011 - 10/2011
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 6º Ano Médico
Atividades Teórico-Práticas: Atividades Semanais e Orientação do aluno em ambiente do Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia e Enfermaria com Discussão de casos clínicos.
? Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão.
02/2011 - 02/2011
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Planejamento e Evolução do Projeto de Pesquisa
Ministrada em 21/02
02/2011 - 02/2011
Ensino, Aperfeiçoamento: Pesquisa Científica em Cirurgia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Em 28/11:
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp ? Ensaio Clinico Randomizado. Estrutura. Registro. Publicação de Protocolos
01/2010 - 11/2010
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Atividades aos alunos do 6º Ano Médico
Atividades Teórico-Práticas: Atividades Semanais e Orientação do aluno em ambiente do Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia e Enfermaria com Discussão de casos clínicos
Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão
06/2010 - 09/2010
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
08/06 - Fratura do rádio distal
29/06 - Tumores da mão
17/08 - Fratura do rádio distal
21/09 - Fratura dos ossos do carpo
02/2009 - 12/2009
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Fraturas da mão
Fraturas do escafóide
Fraturas do rádio distal
Lesões tendíneas
Medicina baseada em evidências
Principais tipos de pesquisa clínica
Revisão sistemática e metanálise
Síndromes compressivas dos MMSS
02/2009 - 12/2009
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Fraturas da mão
Fraturas do escafóide
Fraturas do rádio distal
Lesões tendíneas
Medicina baseada em evidências
Principais tipos de pesquisa clínica
Revisão sistemática e metanálise
Síndromes compressivas dos MMSS
08/2009 - 11/2009
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Atividade docente para os alunos da Escola Paulista de Medicina, ministradas anualmente
Fratura do rádio distal
Fraturas da mão
Lesão do tendão extensor
3º Ano Médico (Módulo Aparelho Locomotor)
01/2009 - 11/2009
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia
? Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão
04/2009 - 10/2009
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIOS AOS RESIDENTES (PRM CIRURGIA DA MÃO)
03/04/2009 ? Fratura de rádio distal
24/07/2009 ? Síndrome Compartimental da Extremidade Superior
16/10/2009 ? Desordens Vasculares da Extremidade Superior
02/2009 - 07/2009
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário no estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
20/02 ? Fratura do rádio distal;
03/04 ? Amputações da mão;
28/05 - Fratura do rádio distal;
25/06 - Lesões Vasculares e Contratura de Volkmar
24/07 - Síndrome Compartimental da Extremidade Superior
01/2004 - 03/2009
Direção e administração, Departamento de Ortopedia e Traumatologia, .

Cargo ou função
Chefe do Pronto Socorro do Departamento de Ortopedia e Traumatologia.
02/2008 - 01/2009
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2008 - 01/2009
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
08/2008 - 12/2008
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
3º Ano Médico
Fratura do rádio distal
Lesão do tendão extensor
Fraturas da mão
02/2008 - 12/2008
Ensino, Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Responsável Científico do Curso de Aperfeiçoamento em Capacitação em Metodologia da Pesquisa Músculoesquelética - (carga horária = 200 horas/ano)
03/2004 - 12/2008
Ensino, Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Responsável Científico do Curso (carga horária de 200 horas/ano). Proposta pedagógica para o desenvolvimento de projetos de pesquisa e/ou estudos para serem desenvolvidos no Departamento de Ortopedia e Traumatologia
Níveis de graduação, pós-graduação lato sensu/especialização e Residência Médica e Pós-graduação stricto sensu
01/2008 - 11/2008
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia
? Carga horária de 4 horas semanais, discussão de casos no Ambulatório de cirurgia da mão
03/2008 - 10/2008
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
SEMINÁRIOS AOS ALUNOS DA RESIDÊNCIA MÉDICA (PRM EM CIRURGIA DA MÃO)
20/03/2008 ? Fratura do rádio distal
31/07/2008 ? Malformações congênitas da mão
20/10/2008 ? Desordens Vasculares da Extremidade Superior
05/2008 - 06/2008
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
? Seminário do estágio de Cirurgia da Mão aos alunos (R2) do Programa de Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia
16/05 - Fratura do escafoide e ossos do carpo
06/06 - Paralisia cerebral
20/06 - Princípios de cobertura cutânea
02/2007 - 01/2008
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2007 - 01/2008
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2007 - 01/2008
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia nos diversos
procedimentos cirúrgicos da área da Traumatologia Ortopédica.
08/2007 - 12/2007
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
3º Ano Médico
Fratura do rádio distal
Lesão do tendão extensor
Fraturas da mão
02/2007 - 12/2007
Ensino, Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Bases de dados nas áreas médicas e da saúde
Desenvolvimento: roteiro de projeto de pesquisa
Epidemiologia, Bioestatística
Medicina baseada em evidências
Plano de intenção
Principais desenhos de pesquisa
Projeto de pesquisa
02/2007 - 12/2007
Ensino, Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Responsável Científico do Curso de Aperfeiçoamento em Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor
01/2007 - 11/2007
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia
02/2006 - 01/2007
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2006 - 01/2007
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2006 - 01/2007
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia nos diversos
procedimentos cirúrgicos da área da Traumatologia Ortopédica.
08/2006 - 12/2006
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
3º Ano Médico
Fratura do rádio distal
Lesão do tendão extensor
Fraturas da mão
02/2006 - 12/2006
Ensino, Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Responsável Científico do Curso de Aperfeiçoamento em Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor - (carga horária = 200 horas/ano)
01/2006 - 11/2006
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia
02/2005 - 01/2006
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2005 - 01/2006
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Revisão sistemática e metanálise
Principais tipos de pesquisa clínica
Medicina baseada em evidências
Síndromes compressivas dos MMSS
Lesões tendíneas
Fraturas do escafóide
Fraturas da mão
Fraturas do rádio distal
02/2005 - 01/2006
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia nos diversos
procedimentos cirúrgicos da área da Traumatologia Ortopédica.
08/2005 - 12/2005
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
3º Ano Médico
Fraturas da mão
Lesão do tendão extensor
Fratura do rádio distal
Aulas Práticas na Enfermaria do DOT
08/2005 - 12/2005
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Para os alunos do 3o. Ano da Escola Paulista de medicina - Módulo Aparelho Locomotor
Atividades Téoricas Ministradas
Fraturas da mão; Lesão do tendão extensor; Fratura do rádio distal; Aulas na Enfermaria do DOT
Em 05/ago ? Aula Prática na Enfermaria
01/2005 - 11/2005
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia
02/2004 - 01/2005
Ensino, Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Fraturas da mão
Fraturas do escafóide
Fraturas do rádio distal
Lesões tendíneas
Medicina baseada em evidências
Principais tipos de pesquisa clínica
Revisão sistemática e metanálise
Síndromes compressivas dos MMSS
02/2004 - 01/2005
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Fraturas da mão
Fraturas do escafóide
Fraturas do rádio distal
Lesões tendíneas
Medicina baseada em evidências
Principais tipos de pesquisa clínica
Revisão sistemática e metanálise
Síndromes compressivas dos MMSS
02/2004 - 01/2005
Ensino, Residência em Ortopedia e Traumatologia, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Orientação teórico-prático para os alunos da Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia nos diversos
procedimentos cirúrgicos da área da Traumatologia Ortopédica.
01/2004 - 11/2004
Ensino, Medicina - Depto de Ortopedia e Traumatologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Aulas Práticas Semanais e Orientação para alunos do 6º Ano Médico, no Pronto Socorro de Ortopedia e Traumatologia

Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, UNIFESP/EPM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Prof Adjunto/Orientador PPG Cir Translacional, Carga horária: 40


Regional São Paulo da SBOT, SBOT-SP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro Efetivo, Carga horária: 1

Atividades

01/2015 - 12/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Executiva, .

Cargo ou função
1. Delegado Suplente da Comissão Executiva pela Diretoria da Regional São Paulo da SBOT, sob a presidência do Dr. João Baptista Gomes dos Santos. São Paulo: Regional São Paulo da SBOT; 2015 dez 31..
01/2013 - 12/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão Executiva, .

Cargo ou função
1. Delegado Suplente da Comissão Executiva pela Diretoria da Regional São Paulo da SBOT. São Paulo: Regional São Paulo da SBOT; biênio 2013-2014, 2014 dez..


Linhas de pesquisa


1.
AVALIAÇAO DA EFETIVIDADE DAS INTERVENÇOES TERAPEUTICAS E DIAGNOSTICAS EM CIRURGIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Objetivo: Avaliaçao da efetividade das intervençoes diagnósticas e terapêuticas em cirurgia, mediante desenvolvimento de estudos secundários (revisões sistemáticas e metanálises). Planejamento e desenvolvimento de estudos clínicos randomizados para avaliar a efetividade dos métodos de tratamento das lesões musculoesqueléticas. Avaliação dos meios diagnósticos e das classificações, mediante avaliaçao de sua reprodutibilidade intra e interobservadores, desenvolvimento e aperfeiçoamento de novos métodos de classificação..
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Ortopedia e Traumatologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia da Mão e Membro Superior.
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais; Atividades de atenção à saúde humana; Educação.
Palavras-chave: medicina baseada em evidências; revisão sistemática; ensaio clinico randomizado; metanálise; reprodutibilidade intra e interobservador; Classificação das fraturas.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
MODALIDADES TERAPÊUTICAS VERSUS INJEÇÃO DE CÓRTICOESTERÓIDE PARA DEDO EM GATILHO. Ensaio Clínico Randomizado
Descrição: Dedo em gatilho é uma tenossinovite estenosante, de etiologia desconhecida que acomete a polia A1, (polia localizada na face palmar, próxima a cabeça do metacarpo). Está presente em 2.6% na população em geral, com incidência de 28:100.000 ao ano, atinge 4 vezes mais a população diabética, 2-6 vezes mais mulheres do que homens e a média de idade da lesão é de 58 anos. Apesar do tratamento não-cirúrgico ser frequentemente usado, não há evidência na literatura de qual tratamento conservador é o mais efetivo. Por isso, é necessária adequada metodologia para definir os benefícios e os riscos de cada modalidade e definir qual tem a maior resolução e a menor taxa de recidivas de dedo em gatilho em curto, médio e longo prazo. Poucos ensaios clínicos randomizados comparando 2 tipos de tratamento foram achados9, e em razão do grande número de pessoas afetadas por essa patologia, faz-se necessária mais pesquisas de qualidade. O objetivo desse estudo é avaliar a efetividade das modalidades terapêuticas (parafina, ultrassom e órtese) versus injeção de córticoesteróide para curto, médio e longo prazo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Edson Sasahara Sato - Integrante / Beatriz Sernajoto Cristiani Pedro - Integrante.Número de orientações: 1
2017 - Atual
RESULTADOS DA RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO POSTERIOR EM DUPLA BANDA COM ENXERTOS AUTÓLOGOS. COMPARAÇÃO ENTRE DOIS TIPOS DE ENXERTO E ENTRE PACIENTES COM LESÕES ISOLADAS E COMBINADAS
Descrição: Atualmente, existe preferência na literatura para o uso de enxertos homólogos, principalmente nos casos de lesões ligamentares múltiplas, devido à sua maior espessura e à não agressão ao local doador. Porém, em nosso país o uso de enxertos homólogos ainda é uma realidade limitada, uma vez que a maior parte dos serviços não tem acesso a um banco de tecidos. Apesar de muitos autores descreverem diversas técnicas para reconstrução do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) e de estruturas associadas, a infrequência desta lesão associada à pequena quantidade de estudos de longo prazo, inclusive prospectivos e randomizados, impedem a definição da melhor técnica cirúrgica disponível. É objetivo desta pesquisa avaliar a efetividade e segurança, utilizando-se enxertos autólogos, da reconstrução do LCP em dupla-banda. Objetivo: Avaliar os resultados obtidos com a técnica de reconstrução do LCP em dupla banda (duplo túnel femoral) com o uso de enxertos autólogos, mediante avaliação clínica-funcional pelos questionários IKDC e Lysholm, além da aferição da instabilidade pelo teste da gaveta posterior. Objetivos secundários: 1. Comparar os resultados dos subgrupos: uso de enxerto do tendão do quadricipital e semitendíneo, e uso de apenas os tendões flexores. 2. Comparar os resultados dos subgrupos: pacientes com lesões isoladas do LCP, e pacientes que apresentavam lesões ligamentares associadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Marcos Barbieri Mestriner - Integrante / Ricardo de Paula Leite Cury - Integrante.Número de orientações: 1
2017 - Atual
AVALIAÇAO DA QUALIDADE DAS REVISÕES SISTEMÁTICAS DO TRATAMENTO DE FRATURAS DE RÁDIO DISTAL?
Descrição: Introdução: Muitas revisões sistemáticas têm sido publicadas acerca dos diversos tratamentos de fraturas de rádio distal. Contudo, a metodologia desses estudos nem sempre é adequada. Existem, no entanto, algumas ferramentas úteis na avaliação da qualidade metodológica, como Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analyses (PRISMA) e Assessing the Methodological Quality of Systematic Reviews (AMSTAR). Nosso objetivo é avaliar, através desses questionários, a qualidade das revisões sistemáticas publicadas sobre tratamento de fraturas de rádio distal. Materiais e Métodos: Realizaremos uma revisão sistemática para avaliar revisões sistemáticas e meta-análises de intervenções cirúrgicas e não cirúrgicas de tratamento de fratura de rádio distal aguda em adultos. Será feita uma busca eletrônica através do PubMed por referências sobre o assunto, utilizando as palavras-chave ?distal radius fracture?, ?colles? e ?colles fracture?. Dois revisores selecionarão estudos independentemente e extrairão os dados. Serão excluídos os estudos sobre diagnóstico, intervenções medicamentosas e anestésicas. Avaliaremos os relatórios usando AMSTAR e PRISMA. As pontuações serão calculadas como a soma dos itens relatados. Também extrairemos as características do autor, do periódico e do artigo para determinar quais variáveis predizem a qualidade. Desfecho primário será considerada a pontuação AMSTAR e, desfecho secundário, a pontuação PRISMA..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Vinícius Ynoe de Moraes - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / Jordana Scheeren - Integrante.
2017 - Atual
ABORDAGEM PARA TRATAMENTO DA LESÃO DA PONTA DO DEDO POR ESPECIALISTAS EM CIRURGIA DA MÃO. ESTUDO TRANSVERSAL TIPO INQUÉRITO
Descrição: A falta de segurança no trabalho, aliada às falhas humanas relacionadas a imperícia, imprudência, alcoolismo e despreparo no exercício de atividades de alta periculosidade, dá às amputações localizadas na mão um importante significado econômico e social. Amputação da ponta do dedo é o tipo mais comum de amputação visto na extremidade superior. Os métodos gerais de reconstruir um dedo com uma porção distal amputada incluem cicatrização por segunda intenção, micro reimplantação, revisão da amputação, retalho local, enxerto de pele e enxerto composto. Atualmente, cada cirurgião, escolhe o tipo de cobertura que parece ser mais adequado para as necessidades desse indivíduo e dentro das suas habilidades técnicas. Independentemente da escolha do tratamento, os objetivos de preservar o comprimento funcional e restaurar a sensibilidade adequada permanecem constantes. Objetivo: Assim, o objetivo do trabalho é verificar qualitativamente e quantitativamente os tipos de tratamento. Materiais e métodos: Estudo transversal, utilizando questionário com 12 perguntas elaboradas pelo próprio pesquisador e aplicado aos participantes do 37º Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
TRATAMENTO DAS FRATURAS DA EXTREMIDADE DISTAL DO RÁDIO REDUTÍVEIS INSTÁVEIS. ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARANDO OS MÉTODOS DE FIXAÇÃO PERCUTÂNEA COM FIOS DE KIRSCHNER CRUZADOS X TÉCNICA DE DEPALMA X TÉCNICA DE KAPANDJI
Descrição: Para o tratamento das fraturas redutíveis e instáveis do rádio distal estão descritos uma variedade de opções de tratamento, como a redução fechada e fixação com fios de kirschner percutâneo. Embora existam diversos estudos na literatura comparando os métodos de tratamentos das fraturas redutíveis e instáveis do rádio distal nenhum estudo comparou os resultados funcionais da técnica de fixação percutânea cruzada em relação a técnica de fixação percutânea de DePalma e pinagem intrafocal de Kapandji. Método? Trata-se de um Ensaio Clínico Randomizado, envolvendo três intervenções cirúrgicas. Os pacientes serão alocados de forma randomizada utilizando-se envelopes opacos e lacrados. Serão incluídos 171 pacientes consecutivos com fraturas agudas (até 15 dias) e desviadas da extremidade distal do rádio do tipo 23A2, A3, C1 e C2 pela classificação AO-ASIF e tipo II ou tipo III pela classificação IDEAL, sem tratamentos cirúrgicos prévios, para uma das duas intervenções cirúrgicas. As cirurgias serão realizadas em regime ambulatorial. Participarão do estudo 04 cirurgiões previamente definidos e comprovadamente familiarizados com as duas técnicas. O seguimento clínico mínimo será de 12 meses, considerando-se como desfechos primários a função, medida pelo questionário PRWE e dor, medida pela Escala Visual Analógica. São desfechos secundários: a avaliação de parâmetros radiográficos (radiografias do punho), avaliação funcional objetiva (goniometria e dinamometria), taxa de complicações e de falha do método, respeitando o princípio de intenção de tratar..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Jorge Raduan Neto - Integrante / Vinícius Ynoe de Moraes - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / Aldo Okamura - Integrante.
2017 - Atual
AVALIAÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO IDEAL NA DETECÇÃO DAS FRATURAS INSTÁVEIS DE RÁDIO DISTAL. Estudo de Acurácia
Descrição: As fraturas da extremidade distal do rádio correspondem a 1/6 de todas as fraturas atendidas nas salas de emergência. Existem inúmeras classificações para fratura da extremidade distal do rádio entretanto o melhor método de classificação destas fraturas ainda não está totalmente definido. Este estudo é baseado na hipótese de que a Classificação IDEAL é plausível clínica e científicamente em relação a capacidade de detecção precoce das fratura instáveis do rádio distal. Método? Trata-se de um estudo de acurácia da classificação IDEAL para avaliar a capacidade da detecção da instabilidade precoce e tardia das fraturas do rádio distal, através de critérios radiográficos, submetidas a redução incruenta sob anestesia geral intravenosa no centro cirúrgico sob auxílio de fluoroscopia e imobilização gessada axilopalmar..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
EXISTE CONSENSO NO PLANEJAMENTO TERAPÊUTICO DA FRATURA DE ESCAFÓIDE E SUAS COMPLICAÇÕES?
Descrição: A fratura de escafóide é a segunda mais frequente do membro superior e quando se trata apenas do carpo, é o osso mais fraturado. Como é o principal elemento do carpo, tanto com relação à mobilidade quanto a estabilidade do punho. Na fratura, sua viabilidade pode ficar consideravelmente comprometida pela redução da vascularização. Em relação ao tratamento cirúrgico das não-uniões do escafoide, as técnicas clássicas levam um tempo de imobilização prolongado e a uma diminuição no arco de movimento ocasionado por cicatrização capsular. Atualmente a fixação percutânea in situ tem ganho espaço embora o prognostico ainda não esta bem estabelecido.Portanto, buscar a melhor estratégica terapêutica para estas entidades certamente tem grande impacto na morbi-mortalidade dos pacientes, como também na custo-efetividade. Na última década, estudos com boa qualidade científica foram publicados, trazendo algumas evidências para o tratamento desta fratura. Objetivo: Verificar a opinião dos cirurgiões da mão e ortopedistas brasileiros sobre os principais aspectos do tratamento da fratura de escafóide e da pseudartrose através de estudo transversal retrospectivo. Foi elaborado pelo próprio pesquisador, questionário de 15 itens com enfoque no planejamento terapêutico da fratura do escafóide e suas complicações, tendo como base as melhores evidencias da literatura quanto aos principais aspectos do planejamento terapêutico dessas lesões. Estudo transversal - ?Inquérito?, a ser realizado no 36˚ Congresso Brasileiro de Cirurgia da mão (CBCM) São Paulo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
INFLUÊNCIA DA COMPENSAÇÃO FINANCEIRA NO TEMPO DE RETORNO AO TRABALHO APÓS TRATAMENTO CIRÚRGICO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO: ESTUDO PROSPECTIVO
Descrição: Os cirurgiões devem utilizar os melhores estudos disponíveis, como guia para avaliar a influência do estado de compensação financeira dos pacientes com os resultados pós cirúrgico. Estes achados são de relevância quando o cirurgião e o médico perito querem prever os dias de afastamento, e a implicação socioeconômico, da saúde pública e direitos trabalhistas, já que afeta mais a população ativa da sociedade. Diversos fatores têm sido estudados para determinar o tempo de retorno ao trabalho, como questões psicológicas, tipo de trabalho e recursos no local de trabalho. A Síndrome do Túnel do carpo é o conjunto de sintomas causado pela compressão do nervo mediano no nível do punho, acomete cerca de 1-5% da população geral, representa 90% das síndromes compressivas e é a mais frequente do membro superior. Objetivo: Este estudo se baseia, na hipótese, que pacientes beneficiados com auxílio-doença apresentam maior tempo de afastamento do trabalho, quando comparada com coorte sem benefício, sendo um tema relevante com impacto socioeconômico, na saúde pública, previdenciária e trabalhista. Materiais e Métodos: Serão avaliados pacientes em pós-operatório Tardio de Síndrome do Túnel do Carpo por Via Aberta no período de um ano. Os sujeitos serão submetidos a um questionário proposto com perguntas pertinentes com o trabalho a ser realizado com duas semanas, um mês, dois meses, três meses e seis meses de pós-operatório, ou mais, se o paciente estiver afastado do trabalho, questionário de Boston e Questionário de qualidade de vida SF 12..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
TRATAMENTO CIRÚRGICO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO: ANESTESIA LOCAL COM ADRENALINA X ANESTESIA REGIONAL INTRAVENOSA. ENSAIO CLINICO RANDOMIZADO
Descrição: A síndrome do túnel do carpo (STC) é a síndrome compressiva mais frequente do membro superior e acomete o nervo mediano no punho. Nos estágios iniciais a STC pode ser tratada de forma não cirúrgica. Porém quando há falha desta modalidade de tratamento ou quando a condição clínica se apresenta nos estágios avançados com comprometimento motor do nervo e consequente hipotrofia da musculatura tenar, há necessidade do tratamento cirúrgico. A fim de saber qual a preferência dos cirurgiões de mão brasileiros realizamos um estudo transversal no 36o Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão em 2016 através da aplicação de questionário e detectamos que as anestesia mais utilizada pelos entrevistados foi a anestesia regional, sendo que 72% utilizam a técnica descrita por BIER. Na última década alguns estudos descreveram a realização desta cirurgia em regime ambulatorial, mediante a realização de anestesia local com adrenalina sem necessidade de sedação ou do emprego de garrote pneumático, havendo boa efetividade e redução substancial de custos para o procedimento com este método anestésico. Assim, neste projeto de pesquisa, nosso objetivo é avaliar de forma randomizada, a efetividade e o custo da cirurgia aberta para a STC comparando-se dois métodos de anestesia: anestesia regional intravenosa (Bier) e a anestesia local com adrenalina sem o garroteamento do membro (Lalonde). Este estudo será um Ensaio Clinico Randomizado, elaborado segundo as normas do CONSORT Statement ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
MODALIDADES ELETROTERAPEUTICAS PARA EPICONDILITE LATERAL. Revisão Sistemática
Descrição: Electrotherapy modalities for lateral elbow pain: Epicondilite lateral é uma condição frequente, sendo a maioria dos casos de dor lateral do cotovelo é devido a uma lesão musculotendínea de origem comum no tendão dos músculos extensores do punho com inserção no epicôndilo lateral. Esta condição dolorosa degenerativa afeta as atividades de vida diárias e atividades no trabalho (Stefanou 2012). Foi proposta uma grande variedade de estratégias de tratamento na literatura, incluindo as modalidades de eletroterapia. Estas modalidades podem ser potencialmente melhor do que outros tratamentos por proporcionar alívio da dor com efeitos adversos menores. Entretanto é necessário evidenciar quais modalidades são realmente efetivas para essa condição clínica. Objetivo: avaliar os benefícios e malefícios de modalidades eletroterapêuticas para alívio da dor em adultos com epicondilite lateral. Métodos: Tipo de estudo: Revisão Sistemática. Principais desfechos avaliados: Dor, função/ deficiência, amplitude de movimento (ativa e passiva), qualidade de vida, força de preensão, a satisfação com habilidades para realizar atividades completas e esporte, retorno ao trabalho, a percepção do paciente no efeito global, a preferência geral, a preferência dos médicos e adversas efeitos. Os desfechos serão avaliados logo após a aplicação da eletroterapia até dois anos mais tarde. Resultados esperados: espera-se responder a pergunta clinica e publicar a melhor evidência sobre os tratamentos eletroterapêuticos para epicondilite lateral..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Flávio Faloppa - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Milla Pompilio da Silva - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2014 - Atual
USO DE ÓRTESES NO PÓS-OPERATÓRIO DE DOENÇAS LOMBARES DEGENERATIVAS. Revisão Sistemática (Postoperative braces for degenerative lombar dissesses, Protocol)
Descrição: This is a protocol for a Cochrane Review (Intervention). The objectives are as follows: The primary objective is to evaluate the effectiveness of orthosis following lumbar spinal surgery for people with degenerative disease on pain reduction and improvement of functional status. Secondary objectives are to examine the effect of the intervention on overall health or health-related quality of life and treatment success (from the patient?s perspective). We will compare the effect of the intervention to no immobilization..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Andre Nunes Machado - Integrante.Número de orientações: 1
2013 - 2016
INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS (MICROFRATURA, PERFURAÇÃO, TRANSPLANTE OSTEOCONDRAL AUTÓLOGO E HOMÓLOGO) PARA O TRATAMENTO DE LESÕES (OSTEO)CONDRAIS NO JOELHO DE ADULTOS. Revisão Sistemática
Descrição: As lesões na cartilagem do joelho ou lesões condrais acometem pessoas de todas as idades e estima-se que 900.000 pessoas, por ano, apresentem doenças relativas à cartilagem (MITHOEFER et al., 2009). A prevalência da lesão em atletas é 36% maior do que na população normal (FLANIGAN et al., 2010). As lesões na cartilagem somada à lesão do osso subcondral (lesões osteocondrais) estão presentes em até 50% dos pacientes elegíveis para a artroscopia do joelho, por diversas patologias Introdução |3 (WIDUCHOWSKI et al., 2007). A manifestações clínicas das lesões (osteo)condrais apresentam amplo espectro de apresentação, variando de lesões assintomáticas a sintomáticas, com grande prejuízo da função articular. FLANIGAN et al. (2010) demonstraram que até 50% dos atletas assintomáticos apresentavam lesões de espessura total. Entretanto, HEIR et al. (2010) compararam os desfechos clínicos pré-operatórios, de pacientes com diferentes indicações cirúrgicas, e concluíram que pacientes com lesões (osteo)condrais apresentavam qualidade de vida comparável a pacientes com indicação cirúrgica de artroplastia do joelho..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Carlos Eduardo da Silveira Franciozi - Integrante / Marcus Vinicius Malheiros Luzo - Integrante / Guilerme Conforto Gracitelli - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1
2013 - 2016
RECONSTRUÇÃO COMBINADA INTRA E EXTRA-ARTICULAR VERSUS RECONSTRUÇÃO INTRA-ARTICULAR ISOLADA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR. Revisão Sistemática
Descrição: As Revisões Sistemáticas são consideradas o primeiro nível de evidência no processo de tomada das decisões clínicas. Resumem resultados de estudos primários relevantes, tais como ensaios clínicos randomizados, seguindo critérios pré-estabelecidos com o objetivo de se minimizar vieses, aperfeiçoando a qualidade das evidências disponíveis e identificando lacunas de conhecimento que mereçam mais pesquisas. Esse projeto fundamenta-se em uma revisão sistemática de Ensaios Clínicos Randomizados (ECR), que visa determinar quais as melhores evidências da literatura na comparação entre técnicas de reconstrução combinada intra e extra-articular versus técnicas de reconstrução intra-articular isolada do LCA. Hipótese: A reconstrução combinada intra e extra-articular não é mais efetiva em relação à função do joelho, ao retorno ao nível pré-lesão e complicações, mas pode ser superior em relação aos testes de estabilidade do joelho quando comparada com a técnica de reconstrução intra-articular isolada do LCA. Objetivo: Comparação da efetividade da reconstrução combinada intra e extra-articular com a reconstrução intra-articular isolada do ligamento cruzado anterior, por meio de revisão sistemática..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Carlos Eduardo da Silveira Franciozi - Integrante / Marcus Vinicius Malheiros Luzo - Integrante / REZENDE, FERNANDO CURY - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2013 - Atual
O USO DA TOXINA BOTULÍNICA TIPO A NO TRATAMENTO DA ESPASTICIDADE DOS MEMBROS INFERIORES EM CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL. Revisão Sistemática
Descrição: Protocolo registrado no Cochrane Developmental, Psychosocial and Learning Problems Group (Belfast). Nas últimas duas décadas, um grande número de estudos foram publicados sobre o uso da TBA no tratamento da espasticidade na PC. Entretanto, a grande heterogeneidade de grupamentos musculares visados e tipos de desfechos avaliados tornam as evidências disponíveis de difícil interpretação. Dentro do conceito da medicina baseada em evidências, o melhor desenho de estudo para sumarizar de forma organizada o resultado destes ensaios clínicos seria a revisão sistemática (RS). Tanto a morbidade causada por esta condição clínica quanto o potencial impacto econômico ao sistema de saúde, justificam a necessidade de se determinar a efetividade e segurança desta abordagem terapêutica para este grupo de pacientes. Esta revisão busca avaliar a hipótese de que a TBA é mais efetiva que o placebo ou outros métodos de tratamento no controle da espasticidade dos membros inferiores da PC, considerando-se a melhora do padrão de marcha, da funcionalidade, amplitude de movimento articular e satisfação. OBJETIVO deste trabalho é avaliar a segurança e a efetividade do uso da TBA no tratamento da espasticidade dos membros inferiores na PC. PERGUNTA CLÍNICA: A TBA é efetiva e segura para a redução dos efeitos clínicos provocados pela espasticidade dos membros inferiores na PC, quando comparado a outros métodos de tratamento? HIPÓTESE: Esta revisão busca avaliar a hipótese de que a TBA é mais efetiva que o placebo ou outros métodos de tratamento no controle da espasticidade dos membros inferiores da PC, considerando-se a melhora do padrão de marcha, da funcionalidade, amplitude de movimento articular e satisfação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Mário Lenza - Integrante / Francesco C Blumetti - Integrante / Jose A Pinto - Integrante.Número de orientações: 1
2013 - Atual
ACURÁCIA DA ULTRASSONOGRAFIA E ELETRONEUROMIOGRAFIA NO DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO
Descrição: A síndrome do túnel do carpo, caracterizada pela compressão do nervo mediano ao nível do punho, é a neuropatia compressiva mais comum do membro superior. Apesar disso, apresenta um diagnóstico inconsistente e controverso, não existindo um padrão de referência universalmente aceito na literatura. O objetivo neste estudo é avaliar a acurácia da ultrassonografia e da eletroneuromiografia no diagnóstico da síndrome do túnel do carpo. Métodos: calculamos um total de 115 pacientes com alta probabilidade de diagnóstico clínico para síndrome do túnel do carpo. Todos os pacientes realizarão ultrassonografia e eletroneuromiografia e submetidos ao tratamento cirúrgico. Para definir os pacientes portadores da síndrome do túnel do carpo, a remissão da parestesia após o tratamento cirúrgico será considerada como o padrão de referência (padrão ouro). A acurácia da ultrassonografia e da eletroneuromiografia será aferida mediante a avaliação dos resultados desses exames (positivo ou negativo) em relação aos resultados da cirurgia (remissão ou não da parestesia). Estudos primários, controlados, bem desenhados de STC e com boa qualidade metodológica para orientar as práticas de diagnóstico e avaliar a sua eficácia de forma integrada são incomuns na literatura atual, o que torna esse contexto desafiador. Na busca pela melhor acurácia dos testes diagnósticos mais utilizados na STC, foi adotado um recurso metodológico baseado na probabilidade do diagnóstico da STC de forma prospectiva nas intervenções diagnósticas. Foi elaborado um desenho de estudo inovador, único, de ensaio clínico de acurácia, que é utilizado especificamente quando não há um padrão de referência aceito na literatura, o que ocorre na STC. Assim, utilizaremos um algoritmo de diagnóstico com um desfecho clínico relevante para avaliar a perfomance dos testes diagnósticos na STC..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / Benedito Felipe Rabay Pimentel - Integrante.Número de orientações: 1
2012 - 2015
TERAPIAS RICAS EM PLAQUETAS PARA O TRATAMENTO DE LESÕES MUSCULOTENDÍNEAS:. Revisão Sistemática
Descrição: As lesões musculotendíneas (LMTs) compreendem uma miríade de condições clínicas. Estas podem se diferir no mecanismo de doença, características epidemiológicas, e, possivelmente diagnose e tratamento. Apesar destas diferenças, o substrato anatômico é o mesmo. O tema é fonte de diversos estudos em cirurgia ortopédica englobando estudos clínicos e experimentais. As LMTs são muito comuns, particularmente em adultos ativos, como os esportistas. LMTs podem ser agudas ou crônica. As lesões agudas são devidas ao rompimento de estruturas anatômicas e consequente formação de hematoma, que leva ao desencadeamento do processo de recuperação, que consiste nas fases de: proliferação celular, regeneração, reparo e remodelação. Dentre as opções de tratamento, os métodos não operatórios são de indicação crescente. Neste sentido, prevê-se a instituição de modalidades invasivas, utilizando-se da técnica intervencionista, como a infiltração de substâncias intra ou perilesionais e/ou métodos físicos de ação local, escopo da medicina regenerativa. As TRP iniciou sua aplicação em cirurgia ortopédico nos anos 2000, inicialmente ligados a relatos isolados de tratamento de atletas de alta performance e com substancial apelo midiático - fenômeno que provocou a necessidade de os pesquisadores aprofundarem os aspectos experimentais e clínicos desta nova aplicação. Neste projeto com o objetivo de unificar a terminologia e diminuir as inconsistências, optou-se por denominar TRP como termo que aglutina todas as modalidades que incluam terapias ricas em plaquetas. Pesquisadores do tema observaram a necessidade de normatizar o uso das TRP, a fim de estratificar a utilização de acordo com os seus produtos e subprodutos. Neste sentido, uma classificação abrangente de todos os concentrados de plaquetas, baseados em suas propriedades biológicas e potencial uso clínico: 1) PRP puro (P- PRP); Plasma rico em plaquetas e leucócitos (L- PRP); 3) Fibrina rica em plaquetas - puro (P-PRF) e 4) Fibrina rica em plaquetas e leucócitos (L- PRF). O plasma rico em plaquetas pode ser utilizado como tratamento isolado ou principal ? isto acontece quando a lesão está sendo tratada de forma não cirúrgica. É também previsto sua utilização de forma complementar - adjuvante ao tratamento cirúrgico ou outro método de tratamento conservador. Hipótese: As terapias ricas em plaquetas, por muitos consideradas como sistema biológico que otimiza os processos de regeneração e reparação tecidual, não são mais efetivas que o placebo para o tratamento de LMTs (agrupadas ou consideradas condição a condição). Objetivos: Por meio de uma Revisão Sistemática, junto a Colaboração Cochrane, comparar (benefícios e malefícios) da terapia rica em plaquetas versus não tratamento ou intervenções similares ao placebo (sangue autólogo, agulhamento seco, injeções de salina), tendo como desfechos primários função (por meio de questionários validados) e efeitos adversos. Destacamos o incentivo oferecido (Offer of Award) pela NATIONAL INSTITUTE FOR HEALTH RESEARCH NIHR - COCHRANE REVIEW INCENTIVE SCHEME 2013, ? para o estudo conduzido no Bone, Joint & Muscle Trauma Group da Cochrane ? título da Revisão Cochrane: Platelet rich therapies for musculoskeletal soft-tissue injuries (The Cochrane Library), em coautoria com Dra. Helen Handoll..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Lenza, Mario - Integrante / Vinícius Ynoe de Moraes - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / NATIONAL INSTITUTE FOR HEALTH RESEARCH NIHR - Outra.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2012 - Atual
TRATAMENTO NÃO CIRÚRGICO DAS FRATURAS DESVIADAS DA EXTREMIDADE DISTAL DO RÁDIO COM TALA LONGA VERSUS TALA CURTA. ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
Descrição: Para o tratamento não cirúrgico das fraturas do rádio distal estão descritos uma variedade de opções de aparelhos de imobilização. A literatura é inconclusiva em relação a recomendação de imobilização incluindo ou não o cotovelo a fim de prevenir a rotação do antebraço. Trata-se de um Ensaio Clínico Randomizado, envolvendo duas intervenções não cirúrgicas. Os pacientes serão randomizados e a alocação será através de envelopes opacos, lacrados e numerados sequencialmente. Serão incluídos 356 pacientes consecutivos com fraturas agudas (até 7 dias) da extremidade distal do rádio. Essas fraturas serão classificadas de acordo com AO-ASIF. As fraturas serão reduzidas sob anestesia(propofol) no centro cirúrgico com auxílio de escopia. Participarão do estudo 05 cirurgiões senior que supervisionarão os médicos residentes previamente definidos e comprovadamente familiarizados com as duas técnicas de imobilização. O seguimento clínico será de 3 meses, considerando-se como desfechos primário a perda da redução obtida(falha do tratamento), utilizando para isso parâmetros radiográficos pré-definidos. São desfechos secundários a função medida pelo Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand-DASH, Patient Wrist Report- PWRE, dor medida pela Escala Visual Analógica(EVA), avaliação funcional objetiva (goniometria e dinamometria), e taxa de complicações. O Cálculo Amostral, baseado na diferença de até 2mm na variância ulnar, medida com até 1mm de erro e risco Beta de 5% e significância estatística de 95% será necessário o mínimo de 30 pacientes em cada grupo. Considerando uma perda de 10% de seguimento consideramos a inclusão de 66 pacientes. Projeto de Pesquisa em desenvolvimento na Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior (DOT) para nível de Mestrado. Fase final de coleta dos dados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Flávio Faloppa - Integrante / Tamaoki, Marcel JS - Integrante / Jorge Raduan Neto - Integrante / Aldo Okamura - Integrante.
2011 - 2017
TRATAMENTO DAS FRATURAS DIAFISÁRIAS DO ÚMERO: OSTEOSSÍNTESE COM PLACA EM PONTE VS TRATAMENTO NÃO CIRÚRGICO COM ÓRTESE FUNCIONAL. Ensaio Clínico Randomizado
Descrição: As fraturas diafisárias do úmero são responsáveis por 1% a 3% de todas as fraturas e por 20% das fraturas do úmero. Apresentam uma incidência de 13 a 14,5 por 100.000 habitantes. O tratamento conservador é ainda o método de escolha no tratamento das fraturas isoladas da diáfise do úmero contudo um terço dos pacientes tratados por esse método apresentam resultados funcionais insatisfatórios. Conceitos modernos de fixação interna de fraturas da diáfise de ossos longos defendem técnicas de estabilização relativa, sem danos ao foco de fratura. Recentemente descrita, placa em ponte de minimamente invasiva tem se mostrado uma técnica segura, com bons resultados para a maioria das fraturas da diáfise do úmero. Este ensaio clínico randomizado será realizado para investigar a efetividade do tratamento cirúrgico das fraturas da diáfise do úmero com placa em ponte em comparação com o tratamento conservador com órtese funcional, considerando-se a função do membro superior do paciente, tempo retorno às atividades anteriores e qualidade de vida.Após avaliação da elegibilidade, cento de dez pacientes com fraturas diafisárias do úmero serão randomicamente alocados em um dos dois grupos: placa em ponte ou órtese funcional. Se alocado no grupo placa em ponte, o paciente será avaliado clinicamente e encaminhado para o tratamento cirúrgico com técnica conforme descrita por Livani 2004. Se alocado no grupo órtese funcional, ele será submetido a redução e imobilização inicial com tala de coaptação e após 14 dias, será trocada pela órtese funcional.Os pacientes serão avaliados após 1, 2, 4, 6, 8, 24, 48 e 96 semanas pós intervenção. Os desfechos primários serão os questionários DASH e SF-36 e tempo de retorno às atividades profissionais. Como desfecho secundário, avaliaremos clinicamente a dor (EVA), radiograficamente (consolilidação e angulação) e economicamente (custo do tratamento). Projeto com registro internacional na plataforma de Registro de Ensaios Clínicos Randomizados: Current Controlled Trials - acesso em http://www.controlled-trials.com/ISRCTN24835397/humeral Projeto de Doutorado desenvolvido no Programa de Pós-graduação em Cirurgia Translacional, com Auxílio Regular a Pesquisa da FAPESP - 11/21611-2 Vigência: 01 de maio de 2012 - 30 de abril de 2014..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Matsunaga, Fabio T - Integrante / Faloppa, Flávio - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3 / Número de orientações: 1
2011 - 2016
PARAFUSO DE INTERFERÊNCIA METÁLICO VERSUS BIOABSORVÍVEL PARA FIXAÇÃO DO ENXERTO NA RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUAZDO ANTERIOR. Revisão Sistemática
Descrição: Cerca de 100.000 reconstruções do Ligamento Cruzado Anterior são realizadas por ano nos Estados Unidos. Técnicas, tipos de enxerto, uso ou não do garrote e finalmente o tipo de fixação estão entre os diversos tópicos exaustivamente estudados na literatura. Um dos tipos de fixação mais eficazes, seja pela sua rigidez ou por sua capacidade de resisitir à movimentos cíclicos é o parafuso de interferência. Este é o tipo de fixação mais usado ainda nos dias de hoje e seu uso voltou à tona com a utilização de técnicas de reconstrução que se preocupam mais em restaurar a anatomia em detrimento da isometria. Diferenças discretas tem sido relatadas seja no tamanho dos túneis, deposição de detritos, dificuldades para uma eventual cirurgia de revisão, taxa de infecção, quebra do implante no intraoperatorio ou mesmo interferência em uma Ressonancia Magnética pós operatória. Permanece obscuro se é a forma ou o material do parafuso que influi na qualidade da fixação do enxerto. Nos ultimos anos, tivemos larga experiência com a utilizacão tanto dos dispositivos metálicos quanto dos bioabsorvíveis, utilizando os mais diversos tipos de enxerto, com bons resultados em ambos. Entretanto, analisando os diversos ensaios clinicos randomizados disponíveis e sem uma metanálise que conclua o assunto, optamos, no sistema público de saúde ao qual pertencemos, pelo uso dos parafusos de interferencia metálicos, dado seu menor custo. Sem dúvida, em nosso meio, a confecção de uma metanálise de qualidade indiscutível trará grande benefício clínico. Tipo de Estudo: Metanálise envolvendo qualquer ensaio clínico randomizado e quasi-randomizado comparando a reconstrução do ligamento cruzado anterior com parafusos de interferência metálicos ou bioabsorvíveis. Tipos de participantes: Adultos com ruptura do ligamento cruzado anterior, exigindo a reconstrução cirúrgica. Tipos de intervenções: Parafusos de interferência bioabsorvível ou metálico para a fixação do enxerto em qualquer tipo de reconstrução do LCA. Comparação: parafusos bioabsorvíveis (incluindo ácido poliláctico (PLLA) ou polyglyconate) versus parafusos metálicos (incluindo parafusos de titânio). Desfechos primários: Função (sempre que possível, mediante a utilização, como a IKDC, Lysholm e qualidade de vida. Falha de tratamento e eventos adversos (quebra do implante; migração do parafuso; perda do enxerto, necessidade de cirurgia de revisão), infecção superficial e profunda. Desfechos secundários: Restauração da estabilidade (sempre que possível, utilizando o KT 1000). Arco de movimento. Dor - sempre que possível com a VAS. Tempo de efusão. e reações inflamatórias assépticas. Os resultados serão medidos após os procedimentos de intervenção..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Flávio Faloppa - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Carlos Eduardo da Silveira Franciozi - Integrante / Mário Lenza - Integrante / Pedro Debieux Vargas Silva - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2011 - 2015
INTERVENÇÕES PARA O TRATAMENTO DAS FRATURAS DE PATELA EM ADULTOS. Revisão Sistemática
Descrição: Revisão Sistemática junto a Colaboração Cochrane. A medicina baseada em evidências é o padrão ouro, que combina a melhor evidência objetiva que existe com a experiência dos médicos frente aos problemas e questões em saúde.São descritas na literatura, desde 1868, muitos tipos de intervenções cirúrgicas e não cirúrgicas, para o tratamento das fraturas de patela em adultos. Entretanto, todas as intervenções possuem vantagens e desvantagens. Existem alguns ensaios clínicos randomizados comparando intervenções para o tratamento das fraturas de patela em adultos, mas não existe nenhuma revisão sistemática de evidência (somente com ensaios clínicos randomizados) para informar os melhores métodos de tratamento destas fraturas. Esta revisão sistemática foi desenvolvida, por não existirem evidências robustas que definam o método mais efetivo de tratamento dessa situação clínica e também como primeiro passo para nos embasar sobre a melhor forma para elaboração de futuros ensaios clínicos de adequada qualidade metodológica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Jorge Sayum Filho - Integrante / Moises Cohen - Integrante / Osvaldo G N Pires - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2011 - 2014
ELECTRICAL STIMULATION THERAPY FOR CHILDREN WITH CEREBRAL PALSY. Revisão Sistemática (protocolo)
Descrição: Revisão sistemática junto a Colaboração Cochrane. Publicação do protocolo.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Simone Battibugli - Integrante / Francesco C Blumetti - Integrante / Alexandre F Lourenço - Integrante / Jose A Pinto - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2011 - Atual
TRATAMENTO DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL REDUTÍVEIS E INSTÁVEIS. ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARANDO FIXAÇÃO COM PLACA VOLAR BLOQUEADA VERSUS FIXAÇÃO COM FIXADOR EXTERNO
Descrição: Embora as fraturas da extremidade distal do rádio estejam entre as mais frequentes do membro superior, o melhor método de tratamento para as fraturas redutíveis e instáveis ainda não está claramente definido. Objetivos - Os objetivos deste estudo clínico prospectivo e randomizado são: determinar qual é o melhor método de tratamento para pacientes jovens com fraturas redutível e instáveis da extremidade distal do rádio: fixação interna rígida com placas bloqueadas volares versus fixador externo para todos os desfechos. Hipótese - Este estudo é baseado na hipótese que a utilização de placas bloqueadas volares em pacientes jovens com fraturas instáveis da extremidade distal do rádio apresentarão melhores resultados quando comparados aos métodos de fixação externa, ao final de um ano de acompanhamento. Método - Os pacientes serão alocados de forma randomizada utilizando-se envelopes lacrados. Serão incluídos pacientes com fraturas agudas (até15 dias) da extremidade distal do rádio (classificação AO-ASIF A2, A3, C1,C2, C3), sem tratamentos cirúrgicos prévios, para uma das duas intervenções cirúrgicas que serão feitas em regime ambulatorial. Participarão do estudo 05 cirurgiões previamente definidos e comprovadamente familiarizados com as duas técnicas. O seguimento clínico mínimo será de 12 meses, considerando-se para avaliação dos resultados os desfechos radiográficos, funcionais (objetivos e subjetivos) e de qualidade de vida (questionários DASH e "Short Form 36 Health Survey"), complicações e falha do método. Cálculo Amostral - O tamanho amostral foi calculado considerando um intervalo de confiança de 95%, poder estatístico de 80% e 20% de erro amostral, para detectarmos uma diferença de pelo menos 10 pontos na escala DASH, necessitamos de 36 pacientes, considerando as perdas temos 40 pacientes em cada grupo. Registro Internacional de Ensaios Clínicos: External fixation or volar plating for treating deviated distal radius fracture: randomized clinical trial: Plataforma CURRENT CONTROLLED TRIALS (acesso: http://www.controlled-trials.com/ISRCTN09599740/radius+fracture) Projeto com Auxílio Regular a Fapesp - Processo: 12/00806-2 (Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Jorge Raduan Neto - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2010 - 2011
PERFIL DAS LICENÇAS MÉDICAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE AVALIADO PELA JUNTA MÉDICA PERICIAL DA UNIFESP-EPM NO PERÍODO DE 1998 A 2008 COM BASE NO REGIME JURÍDICO ÚNICO
Descrição: No presente estudo foi avaliado o absenteísmo dentro da Universidade, através de suas principais causas, com apoio nas licenças para tratamento da saúde concedidas aos servidores, através de Junta Médica Pericial, designada oficialmente na Instituição, no período compreendido entre 1998 e 2008. Foram levadas em conta a duração dessas licenças e a finalização da perícia, após o que o servidor pode: retornar ao trabalho, depois de várias ou de uma única avaliação pericial; ser exonerado ou redistribuído; ser aposentando por invalidez ou, ainda, vindo a falecer. Baseado no nível atual de conhecimento, este estudo tem a finalidade de identificar as causas que predispõem aos afastamentos por doenças. Foram salientados a diversidade de funções e os setores que a UNIFESP possui. Estes dados fundamentaram o perfil do ?Adoecer? dos servidores e fornecem as bases para uma política de preservação e promoção à saúde. Esse estudo correlaciona a admissão, a idade, o início do adoecimento, a patologia, que pode ou não estar relacionada à função ou ao local de trabalho, e permite o mapeamento e estudo das diretrizes que poderão ser desenvolvidas na UNIFESP, bem como em outros serviços públicos federais, por meio de uma política para melhor gerenciamento, recuperação, promoção e vigilância da Saúde do Trabalhador. O Governo Federal tem realizado ações procurando amenizar o absenteísmo. O estudo visa verificar as principais doenças identificadas como causas de afastamento do trabalho por licença médica, bem como o perfil epidemiológico dos servidores afastados, o tempo médio de afastamento, a relação entre o absenteísmo com a função exercida e o desfecho das perícias médicas realizadas no período de 1998 a 2008..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / vinicius Ynoe de moraes - Integrante / Antonio carlos C Zechinatti - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2010 - 2011
ENSAIOS CLÍNICOS RANDOMIZADOS NA ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Análise sistemática da evidência nacional
Descrição: Objetivo: Verificar se houve melhora da qualidade e quantidade dos ensaios clínicos randomizados (ECRs) publicados na literatura nacional, por meio da aplicação de escores estruturados e validados na literatura. Métodos: Selecionamos, eletronicamente, todas as edições das duas revistas indexadas e de escopo ortopédico da literatura nacional ? Acta Ortopédica Brasileira (AOB) e Revista Brasileira de Ortopedia (RBO), no período de 2000-2009, todos os ECRs publicados. Dois pesquisadores independentes identificaram e pontuaram os ECRs de acordo com as escalas de JADAD e do grupo de trauma musculoesquelético da Colaboração Cochrane..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - Atual
ESTUDO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARATIVO DO TRATAMENTO DA FASCEÍTE PLANTAR CRÔNICA COM ONDAS DE CHOQUE E INFILTRAÇÃO COM CORTICOESTERÓIDES

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Flavio Faloppa em 11/09/2017.
Descrição: Fasceíte plantar é uma das causas mais comuns de talalgia, afetando cerca de dois milhões de americanos por ano40. A fasceíte plantar é caracterizada pelo processo inflamatório na fáscia plantar, um tecido fibroso que une a região inferior do calcâneo aos dedos dos pés. A fasceíte plantar acomete, mais comumente, indivíduos na faixa etária entre quarenta e sessenta anos, as mulheres são mais afetadas que os homens e geralmente o quadro é unilateral. O diagnóstico da fasceíte plantar é realizado com base na história e no exame físico do paciente com queixa inicial de dor plantar no pé. O tratamento preconizado é conservador, mas cerca de 10% dos pacientes falham no tratamento ou não se curam espontaneamente. Este quadro doloroso foi relatado por afetar cerca de 20% da população geral pelo menos uma vez durante a vida e é responsável por cerca de dois milhões de atendimentos médicos por ano. O tratamento inadequado ou a falta dele pode transformar a fasceíte plantar em uma condição crônica, dificultando atividades de vida diária e resultando em alterações posturais na deambulação que podem afetar os pés, os joelhos, quadris e a coluna vertebral. Estas alterações, em longo prazo, podem levar a um desgaste (osteoartrose) mais precoce das articulações acima8. Uma alternativa para o tratamento da fasceíte plantar é o uso de terapia de ondas de choque, um método que é seguro, inócuo e pode ter grande ação analgésica com uma única aplicação. Aprovado pelo CEP/UNIFESP em março de 2011. Projeto Clínico que compõe a Metafísica do projeto principal FINEP Ref. 1873/07 (Convênio 01.08.0524.00 - Encomenda Vertical de Projeto de Pesquisa) - intitulado: TRATAMENTO ALTERNATIVO PARA CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS CRÔNICAS DE PELE E REGENERAÇÃO ÓSSEA. CENTRO DE PESQUISAS EM REGENERAÇÃO DE TECIDOS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Flavio Faloppa - Coordenador / Eduardo Shoiji Takimoto - Integrante / Renan Gonçalves Leão - Integrante / Thiago Sato - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2010 - Atual
EFETIVIDADE DAS INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS PARA O TRATAMENTO DO DEDO EM GATILHO NO ADULTO: REVISÃO SISTEMÁTICA
Descrição: Embora o dedo em gatilho seja uma doença comum, responsável por alterações funcionais da mão, com impacto direto na população ativa, muitas incertezas ainda persistem quanto à eleição do melhor método para tratá-lo. Nosso grupo de pesquisadores iniciou uma linha de pesquisa sobre dedo em gatilho com um estudo anatômico (FIORINI et al., 2011) e um ensaio clínico randomizado (SATO et al., 2012), bem como realizou esta revisão sistemática com metodologia e suporte da Colaboração Cochrane, objetivando diminuir as incertezas e obter as melhores evidências atuais sobre o tratamento cirúrgico para o dedo em gatilho no adulto. Objetivo: Verificar a efetividade dos diferentes métodos de tratamento cirúrgico para dedo em gatilho em adultos com a doença em qualquer estágio..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Flávio Faloppa - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante / Mário Lenza - Integrante / Edson Sasahara Sato - Integrante / Haroldo Fiorini Junior - Integrante.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2010 - Atual
INTERVENÇÕES PARA PREVINIR A OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA APÓS TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURAS DO ACETÁBULO. Revisão Sistemática
Descrição: Dentre as lesões traumáticas ortopédicas, as fraturas de acetábulo representam uma das entidades mais desafiadoras. Seu tratamento cirúrgico necessita de grande expêriencia e habilidade do cirurgião, já que a exposição cirúrgica, redução e a fixação desta lesão são bastante difíceis. Os resultados funcionais após o tratamento destas fraturas não dependem apenas da reconstrução bem sucedida das estruturas ósseas. Ossificação periarticulares podem limitar o sucesso do tratamento significativamente, apesar de uma acurada redução e fixação da fratura. Dessa forma, a prevenção destas calcificações tem significativa relevância clínica. Sendo a ossificação heterotópica uma das complicações mais frequentes após tratamento cirúrgico das fraturas acetabulares, nos motivamos a buscar na literatura evidências científicas a respeito do melhor método de prevenção desta afecção. A possibilidade de realização de uma Revisão sistemática sobre o tema, viso que existem controvérsias a respeito de qual método é o mais apropriado para prevenir a formação de OH apos tratmento cirúrgico de fraturas do acetábulo. Protocolo publicado no Bone, Joint and Muscle Trauma Group da Colaboração Cochrane..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Mário Lenza - Integrante / Marcelo Hide Matsumoto - Integrante / Matsunaga, Fabio T - Integrante / Rebeca B Furakava - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2009 - 2014
ABORDAGENS CIRÚRGICAS PARA O TRATAMENTO DAS LUXAÇÕES FACETÁRIAS DA COLUNA CERVICAL. Revisão Sistemática
Descrição: A escolha da via de acesso cirúrgica para tratamento das luxações facetárias da coluna cervical subaxial é tema de controvérsia entre cirurgiões de coluna. Muitos estudos já foram publicados, mas ainda não existe um consenso com base nas evidências disponíveis na literatura. O objetivo deste estudo é comparar a efetividade e a segurança das diferentes abordagens cirúrgicas usadas para tratar pacientes com luxação facetária da coluna cervical. A comparação principal focará as vias de acesso anterior e posterior. A grande quantidade de intervenções disponíveis e a diversidade de princípios e materiais de síntese aplicáveis ao tratamento cirúrgico das luxações facetárias cervicais não foram acompanhadas por publicações de ensaios randomizados que comparassem as abordagens entre si. Com o intuito de apresentar as melhores evidências disponíveis atualmente e, desta forma, avaliar e orientar a realização de novos estudos com qualidade metodológica satisfatória, decidimos desenvolver esta revisão sistemática. Busca de ensaios clínicos controlados randomizados e quase randomizados nas bases de dados MEDLINE, EMBASE, Cochrane Library e LILACS, que incluem pacientes com e sem lesão medular. Os desfechos avaliados foram o status neurológico pós-cirúrgico, dor, aspectos funcionais e de qualidade de vida, dados radiográficos e complicações..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Puertas Eduardo Barros - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / David Del Curto - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2009 - 2013
UM NOVO MÉTODO DE AVALIAÇÃO DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL: A Classificação IDEAL.
Descrição: Em continuidade ao estudo desenvolvido no doutorado, realizamos um estudo de acurácia sobre a reprodutibilidade das classificações da fratura do rádio distal (publicado no São Paulo Medical Journal), um estudo de coorte sobre a influência das fraturas do processo estilóide da ulna associadas as fraturas do rádio distal (J Orthopaedic Sci) e, baseados nestes resultados, desenvolvemos um novo método de classificação para estas fraturas ?classificação IDEAL?..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Flávio Faloppa - Integrante / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / João Baptista Gomes dos Santos - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 26 / Número de orientações: 2
2009 - 2013
TRATAMENTO CIRÚRGICO VERSUS NÃO CIRÚRGICO DAS LUXAÇÕES ACROMIOCLAVICULARES AGUDAS NOS ADULTOS. Revisão Sistemática
Descrição: Revisão Sistemática realizada no Cochrane Bone, Joint and Muscle Trauma Group.Em virtude da importância e frequência das luxações acromioclaviculares agudas, que podem ser demonstradas pelo grande número de publicações sobre o tema (por volta 664 publicações, fevereiro de 2011), se realiza busca Pubmed (com mesh terms acromioclavicular e dislocation) e por não haver evidências robustas que definam o método mais efetivo de tratamento dessa situação clínica, desenvolvemos este estudo de revisão sistemática, também como primeiro passo para nos embasar sobre a melhor forma para elaboração de futuros ensaios clínicos de adequada qualidade metodológica. Objetivo: avaliar a efetividade das intervenções cirúrgicas comparadas às não cirúrgicas para o tratamento das luxações acromioclaviculares agudas em adultos. Esta revisão objetiva testar as seguintes hipóteses: ? não existem diferenças entre ao desfechos clínicos nos diferentes métodos de intervenções cirúrgicas e não cirúrgicas para tratar a luxação acromioclavicular aguda. ? existem diferenças favoráveis ao tratamento cirúrgico em alguns subgrupos de pacientes (ex.: atletas, trabalhadores braçais) em relação ao não cirúrgico. ? existem diferenças favoráveis ao tratamento cirúrgico em alguns subgrupos de lesões acromioclaviculares (ex.: tipo IV, V e VI de Rockwood 1984) em relação ao grupo não cirúrgico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Marcel Jun Sugawara Tamaoki - Integrante / Mário Lenza - Integrante / Marcelo Hide Matsumoto - Integrante / Flavio Faloppa - Integrante / Nicola Archetti Netto - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2009 - 2011
A HIERARQUIA DAS EVIDÊNCIAS EM CIRURGIA DA MÃO NAS REVISTAS ORTOPÉDICAS NACIONAIS
Descrição: Não há uma avaliação sistemática da qualidade da produção cientí ca na especialidade de cirurgia da mão em nosso meio. Este estudo objetiva analisar o status da geração de evidências em cirurgia da mão, por meio de avaliação sistematizada, além de avaliar a reprodutibilidade da classi cação baseada na pirâmide das evidências. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo secundário realizado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e Faculdade Estadual de Medicina de Marília (Famema). MÉTODOS: De forma independente, dois pesquisadores promoveram uma busca eletrônica dos trabalhos envolvendo cirurgia da mão, no período de 2000-2009, para duas principais revistas na literatura ortopédica nacional (Acta Ortopédica Brasileira e Revista Brasileira de Ortopedia). Os trabalhos identi cados foram subsequentemente classi cados pelo tipo de delineamento metodológico (revisões sistemáticas da literatura, estudos clínicos randomizados, estudos de coorte, estudos caso-controle, séries de casos e outros estudos) e nível de evidência (I a V)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
QUAL O ENFOQUE ATUAL DA ARTROPLASTIA TOTAL DO JOELHO NO BRASIL? Estudo Transversal
Descrição: mmm.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Coordenador / Almeida, Raul Frankllim de Carvalho - Integrante / Queiroz, Antônio Altenor Bessa de - Integrante / Navarro, Ricardo Dizioli - Integrante / Moises Cohen - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2008 - 2017
TRATAMENTO DAS FRATURAS DIAFISÁRIAS DA CLAVÍCULA COMPARANDO AS TÉCNICAS DE OSTEOSÍNTESE COM PLACA E IMOBILIZAÇÃO COM BANDAGEM EM OITO. Ensaio Clínico Randomizado
Descrição: Projeto de Pos-doc realizado no Programa de Pós-Graduação em Cirurgia Transacional . O tratamento das fraturas do terço médio da clavícula, não cirúrgico com imobilizador, tem sido questionado. Os pacientes adultos apresentam até 15% de não consolidação com este método. O tratamento cirúrgico como forma de diminuir esta taxa de não consolidação, no entanto, também tem suas complicações como infecção, lesão neurolófica, cicatriz hipertrófica. Para avaliar qual o método mais efetivo para o tratamento destas fraturas em adultos propusermos este ensaio clínico randomizado (aprovado no Comitê em Ética de Pesquisa - CEP 0891/08). Foram incluídos pacientes adultos (>18 anos), com fratura isolada do terço médio da clavícula com desvio (2B de Robinson 1998), considerando translação entre os fragmentos principais igual ou maior que 100% em pelo menos uma das incidências radiográficas ou sem contato entre os fragmentos e com fragmentos medial e lateral que permitam a fixação mínima com três parafusos. 101 pacientes foram randomizados para um dos dois grupos : tratamento conservador com imobilização em oito ou tratamento cirúrgico com redução e fixação das fraturas com placa e parafusos. Intervenções: O atendimento inicial realizado com exame clínico e radiográfico dos pacientes. As radiografias realizadas nas incidências anteroposterior com inclinação de 45 graus caudal, 45 graus de inclinação cefálica e radiografia em anteroposterior incluindo os dois ombros. Após avaliação e cadastrados, recebem um número de ordem sequencial do protocolo do estudo. O tratamento conservador consistiu de imobilizador em oito pré-fabricado durante sua colocação o paciente foi orientado quanto a correta manutenção da tensão do dispositivo e cuidados de assepsia da região axilar. No grupo cirúrgico, os pacientes serão submetidos a avaliação pré-anestesica. A intervenção será realizada no centro cirúrgico. Participarão do estudo 6 cirurgiões previamente definidos e familiarizados com a técnica cirúrgica utilizada no estudo (intervenção: paciente, após reduzido e fixado com uma placa de reconstrução de pequenos fragmentos de 3,5 mm na superfície anteroinferior. Essa fixação será de no mínimo seis corticais no fragmento medial). Os desfechos serão realizados por profissionais não ligados diretamente ao estudo. O seguimento pós-operatório e pós-imobilização serão acompanhados semanalmente até a sexta semana e após 3, 6 e 12 meses, para avaliação clínica, radiológica e aplicação dos questionários de avaliação. Serão avaliados os desfechos clínico primário,a satisfação do paciente com o método empregado, utilizando o questionário DASH, validado para o Brasil. Quanto aos desfechos secundários, serão avaliados o arco de movimento e a dor, utilizando a Escala da dor. Objetivo da Pesquisa: Avaliar a efetividade do tratamento cirúrgico em comparação ao não cirúrgico nas fraturas desviadas da clavícula. Registro Internacional de Ensaios Clínicos; CURRENT CONTROLLED TRAILS, disponível em: http://www.controlled-trials.com/ISRCTN66495030/clavicle.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2013
INTERVENÇÕES PARA TRATAMENTO DA FRATURA DA CLAVÍCULA E PSEUDOARTROSE EM ADOLESCENTES E ADULTOS. Revisão Sistemática

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Flavio Faloppa em 29/08/2017.
Descrição: Há poucos estudos randomizados comparando os tipos de intervenção para tratar fratura e pseudartrose da clavícula. Como primeiro passo para desenvolver futuros ensaios clínicos de adequada qualidade metodológica, buscou-se desenvolver uma revisão sistemática para determinar a melhor evidência relacionada ao tratamento destas comorbidades.A relevância da presente revisão é sustentada pela alta prevalência de fraturas de clavícula, bem como pela ausência de evidência definitiva que sustente a tomada de decisões no tratamento de pacientes acometidos por este tipo de fratura. Esta revisão sistemática visa proporcionar informações para intervenções terapêuticas e futuros planos de pesquisa (desenho do estudo, estimativas de tamanho de amostras e geração de hipóteses). 1.1. Objetivos 1. Avaliar a efetividade dos diferentes métodos não cirúrgicos para o tratamento da fratura do terço médio da clavícula em adultos e adolescentes. 2. Avaliar a efetividade dos diferentes métodos de tratamento cirúrgico da fratura aguda e pseudartrose do terço médio da clavícula em adultos e adolescentes. 3. Avaliar o relativo efeito dos tratamentos cirúrgicos comparados com os não cirúrgicos para o tratamento da fratura aguda e pseudartrose do terço médio da clavícula em adultos e adolescentes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Joao Carlos Belloti - Integrante / Flávio Faloppa - Coordenador / Mário Lenza - Integrante / Rachelle Buchbinder - Integrante / Renea V Johnston - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2008 - Atual
Periódico: Diagnóstico & Tratamento


Membro de comitê de assessoramento


2013 - Atual
Agência de fomento: Agência Nacional de Vigilância Sanitária


Revisor de periódico


2007 - Atual
Periódico: São Paulo Medical Journal
2011 - Atual
Periódico: Clinics (USP. Impresso)
2010 - Atual
Periódico: Cochrane Database of Systematic Reviews (Online)
2010 - Atual
Periódico: Journal of Hand and Microsurgery
2014 - Atual
Periódico: BRITISH JOURNAL OF MEDICINE AND MEDICAL RESEARCH
2014 - Atual
Periódico: Journal of Pediatric Orthopedics B - JPOB
2017 - Atual
Periódico: BMJ Open
2017 - Atual
Periódico: The Physician and Sportsmedicine


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2012 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Ortopedia e Traumatologia.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia da Mão e Membro Superior.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Medicina Baseada em Evidências.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Prêmio Científico na categoria E-POSTER: Tratamento das Síndromes Compressivas do Nervo Interósseo Posterior: Revisão Sistemática, 48o. CBOT 2016 Nov 17-19; Expominas, Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatolog.
2015
PREMIO DE MELHOR TEMA LIVRE -CATEGORIA ESTUDO CLÍNICO Titulo : Parafuso de interferencia Metálico Versus Absorvível para as lesoes do ligamento cruzado anteriro. Revisão Sistemática, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - Congresso Brasileiro (CBOT) 2015.
2015
Gestão 2015 Certifica e reconhece a dedicação e competência - 016 Mar 10; São Paulo: Comissão de Educação Continuada (CEC), Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia..
2013
Reconhecimento e gratidão - Diretoria da SBOT - Gestão 2013 (Comissão de Educação Continuada - CEC), Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.
2009
MELHOR TRABALHO CLÍNICO ? PRÊMIO ANTONIO CARLOS LOPES - "A fratura do estilóide da ulna interfere nos resultados da fratura da extremidade distal do rádio?, 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.
2009
MELHOR TRABALHO DO CONGRESSO ? PRÊMIO EXTERA ? MEDARTIS - "Tratamento das fraturas instáveis e redutíveis da extremidade distal do rádio: Fix Ext x Pinagem perc de DePalma. Ensaio clínico randomizado", 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.
2009
Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.
2007
MEMBRO TITULAR, Associação Brasileira de Cirurgia da Mão.
2003
RECERTIFICAÇÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA - (pelos próximos cinco anos), Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT.
1993
ESPECIALISTA EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, Conselho Federal de Medicina - CFM.
1992
MEMBRO TITULAR, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:46
Total de citações:309
Fator H:10
Belloti JC, Belotti JC, Belloti João Carlos  Data: 16/10/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:60
Total de citações:582
Belloti João Carlos  Data: 31/10/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
FIORINI JUNIOR, H.2018FIORINI JUNIOR, H. ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Lenza, Mario ; Santos, João Baptista Gomes ; Faloppa, Flavio ; Belloti, João C . Surgery for trigger finger.. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 20:2, p. 01, 2018.

2.
Okamura A.2018Okamura A. ; Raduan Neto J ; Moraes, Vinícius Ynoe de ; Faloppa, Flavio ; Belloti, João Carlos . Above-versus below-elbow casting for conservative treatment of distal radius fractures: a randomized controlled trial and study protocol.. BMC MUSCULOSKELETAL DISORDERS, v. 19, p. 92, 2018.

3.
PIMENTEL, BENEDITO FELIPE RABAY2018PIMENTEL, BENEDITO FELIPE RABAY ; Faloppa, Flávio ; TAMAOKI, MARCEL JUN SUGAWARA ; BELLOTI, JOÃO CARLOS . Effectiveness of ultrasonography and nerve conduction studies in the diagnosing of carpal tunnel syndrome: clinical trial on accuracy. BMC MUSCULOSKELETAL DISORDERS, v. 19, p. 115, 2018.

4.
OKAMURA, ALDO2018OKAMURA, ALDO ; GUIDETTI, BRUNA CALVI ; CASELLI, RAPHAEL ; BORRACINI, JONAS APARECIDO ; MORAES, VINICIUS YNOE DE ; BELLOTI, JOÃO CARLOS . HOW DO BOARD-CERTIFIED HAND SURGEONS MANAGE CARPAL TUNNEL SYNDROME? A NATIONAL SURVEY. Acta Ortopedica Brasileira, v. 26, p. 48-53, 2018.

5.
MATSUNAGA, FABIO TERUO2017MATSUNAGA, FABIO TERUO ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Netto, Nicola Archetti ; Faloppa, Flavio ; BELLOTI, JOAO CARLOS . Minimally Invasive Osteosynthesis with a Bridge Plate Versus a Functional Brace for Humeral Shaft Fractures. JOURNAL OF BONE AND JOINT SURGERY-AMERICAN VOLUME, v. 99, p. 583-592, 2017.

6.
MANSUR, NACIME SALOMÃO BARBACHAN2017MANSUR, NACIME SALOMÃO BARBACHAN ; Faloppa, Flávio ; Belloti, João Carlos ; INGHAM, SHEILA J MCNEILL ; MATSUNAGA, FABIO TERUO ; SANTOS, PAULO ROBERTO DIAS DOS ; SANTOS, BRUNO SCHIEFER DOS ; CARRAZZONE, ORESTE LEMOS ; PEIXOTO, GABRIEL ; AOYAMA, BRUNO TAKESHI ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara . Shock wave therapy associated with eccentric strengthening versus isolated eccentric strengthening for Achilles insertional tendinopathy treatment: a double-blinded randomised clinical trial protocol. BMJ Open, v. 7, p. e013332, 2017.

7.
Tamaoki, Marcel Jun Sugawara2017Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; MATSUNAGA, FABIO TERUO ; COSTA, ADELMO REZENDE FERREIRA DA ; Netto, Nicola Archetti ; Matsumoto, Marcelo Hide ; BELLOTI, JOAO CARLOS . Treatment of Displaced Midshaft Clavicle Fractures. JOURNAL OF BONE AND JOINT SURGERY-AMERICAN VOLUME, v. 99, p. 1159-1165, 2017.

8.
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, BRAZIL2017UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, BRAZIL ; MORAES, MARCO AURÉLIO DE ; GONÇALVES, RUBENS GUILHERME ; Santos, João Baptista Gomes dos ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. ; Moraes, Vinícius Ynoe de . DIAGNOSIS AND TREATMENT OF POSTERIOR INTEROSSEOUS NERVE ENTRAPMENT: SYSTEMATIC REVIEW. Acta Ortopedica Brasileira, v. 25, p. 52-54, 2017.

9.
MACHADO AN2017MACHADO AN ; AYALA, A.P. ; RUBINSTEIN, S.M. ; DIB, R. E. ; RODRIGUES L ; GOTFRYD, A. ; TAMAOKI, MARCEL JUN SUGAWARA ; BELLOTI JC . Postoperative braces for degenerative lumbar diseases (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 6, p. CD012550, 2017.

10.
PARANAÍBA, VINÍCIUS FERREIRA2017PARANAÍBA, VINÍCIUS FERREIRA ; Santos, João Baptista Gomes dos ; RADUAN NETO, JORGE ; Moraes, Vinícius Ynoe ; BELOTTI, JOÃO CARLOS ; Faloppa, Flávio . PRWE application in distal radius fracture: comparison and correlation with established outcomes. REVISTA BRASILEIRA DE ORTOPEDIA, v. 52, p. 278-283, 2017.

11.
REZENDE, FERNANDO CURY2017REZENDE, FERNANDO CURY ; Moraes, V. Y. ; FRANCIOZI, C. E. S. ; Debieux P ; LUZO, M. V. M. ; Belloti, João C . One-incision versus two-incision techniques for arthroscopically assisted anterior cruciate ligament reconstruction in adults. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 15:12, p. 01, 2017.

12.
CARRAZZONE, ORESTE LEMOS2017CARRAZZONE, ORESTE LEMOS ; BELLOTI, JOÃO CARLOS ; MATSUNAGA, FABIO TERUO ; MANSUR, NACIME SALOMÃO BARBACHAN ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Faloppa, Flavio ; TAMAOKI, MARCEL JUN SUGAWARA . Surgical Interventions for the Treatment of Supracondylar Humerus Fractures in Children: Protocol of a Systematic Review. JMIR RESEARCH PROTOCOLS, v. 6, p. e232, 2017.

13.
BARROSO, THAÍS SILVA2017BARROSO, THAÍS SILVA ; CAVALCANTE, MARCELO CORTÊS ; SANTOS, JOÃO BAPTISTA GOMES DOS ; BELLOTI, JOÃO CARLOS ; Faloppa, Flávio ; Moraes, Vinícius Ynoe de . Evidence hierarchies relating to hand surgery: current status and improvement. A bibliometric analysis study. Sao Paulo Medical Journal, v. 135, p. 01-27, 2017.

14.
REZENDE, FERNANDO CURY2016REZENDE, FERNANDO CURY ; DE MORAES, VINICIUS YNOE ; LUZO, MARCUS VINÍCIUS ; DA SILVEIRA FRANCIOZI, CARLOS EDUARDO ; Belloti, João Carlos . Reply to the Letter to the Editor: Does Combined Intra- and Extraarticular ACL Reconstruction Improve Function and Stability? A Meta-analysis. CLINICAL ORTHOPAEDICS AND RELATED RESEARCH, v. 474, p. 1341-1343, 2016.

15.
DEBIEUX, P.2016DEBIEUX, P. ; FRANCIOZI, C. E. S. ; Lenza, Mario ; TAMAOKI, MARCEL J S ; Faloppa, Flavio ; BELLOTI, J. C. . Bioabsorbable versus metallic interference screws for graft fixation in anterior cruciate ligament reconstruction.. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 24, p. CD009772-45, 2016.

16.
MAIA, MAURÍCIO VIEIRA DE PÁDUA2016MAIA, MAURÍCIO VIEIRA DE PÁDUA ; de Moraes, Vinícius Ynoe ; DOS SANTOS, JOÃO BAPTISTA GOMES ; Faloppa, Flávio ; Belloti, João Carlos . Minimal important difference after hand surgery: a prospective assessment for DASH, MHQ, and SF-12. SICOT-J, v. 2, p. 32, 2016.

17.
GRACITELLI, GC2016GRACITELLI, GC ; MORAES, VY ; FRANCIOZI, C. E. S. ; LUZO, M. V. M. ; BELLOTI JC . Surgical interventions (microfracture, drilling, mosaicplasty, and allograft transplantation) for treating isolated cartilage defects of the knee in adults. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 3, p. CD010675-30, 2016.

18.
GRACITELLI, G. C.2015GRACITELLI, G. C. ; MERIC, G. ; BRIGGS, D. T. ; PULIDO, P. A. ; MCCAULEY, J. C. ; BELLOTI, J. C. ; BUGBEE, W. D. . Fresh Osteochondral Allografts in the Knee: Comparison of Primary Transplantation Versus Transplantation After Failure of Previous Subchondral Marrow Stimulation. American Journal of Sports Medicine, v. 43, p. 885-891, 2015.

19.
REZENDE, FERNANDO CURY2015REZENDE, FERNANDO CURY ; DE MORAES, VINICIUS YNOE ; MARTIMBIANCO, ANA LUIZA CABRERA ; LUZO, MARCUS VINÍCIUS ; DA SILVEIRA FRANCIOZI, CARLOS EDUARDO ; Belloti, João Carlos . Does Combined Intra- and Extraarticular ACL Reconstruction Improve Function and Stability? A Meta-analysis. Clinical Orthopaedics and Related Research, v. 473, p. 2609-2618, 2015.

20.
PIGNATARO, GUSTAVO SORIANO2015PIGNATARO, GUSTAVO SORIANO ; JUNQUEIRA, ANDRÉ ELIAS ; MATSUNAGA, FABIO TERUO ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Belloti, João Carlos ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara . Evaluation of the reproducibility of the AO/ASIF classification for humeral shaft fractures. Revista Brasileira de Ortopedia (English Edition), v. 50, p. 378-382, 2015.

21.
SAYUM, J.2015SAYUM, J. ; LENZA M ; CARVALHO, R.T. ; PIRES OGN ; COHEN, M. ; BELLOTI, J. C. . Interventions for treating fractures of the patella in adults.. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 2, p. CD009651, 2015.

22.
POHL, P.2015POHL, P. ; TAMAOKI, MARCEL J S ; RODRIGUES, L. ; RADCLIFF, K. ; YURUBE, T. ; KANG, JD ; BELLOTI JC . Posterior surgical approach procedures for cervicalmyelopathy (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 3, p. CD011553, 2015.

23.
SATO, EDSON SASAHARA2014SATO, EDSON SASAHARA ; DOS SANTOS, JOÃO BAPTISTA GOMES ; Belloti, João Carlos ; ALBERTONI, WALTER MANNA ; Faloppa, Flavio . Percutaneous Release of Trigger Fingers. Hand Clinics, v. 30, p. 39-45, 2014.

24.
RADUAN NETO, JORGE2014RADUAN NETO, JORGE ; DE MORAES, VINICIUS ; GOMES DOS SANTOS, JOÃO B ; Faloppa, Flávio ; BELLOTI, JOÃO . Treatment of reducible unstable fractures of the distal radius: randomized clinical study comparing the locked volar plate and external fixator methods: study protocol. BMC Musculoskeletal Disorders (Online), v. 15, p. 65, 2014.

25.
CAPORRINO, F. A.2014CAPORRINO, F. A. ; MOREIRA, L. ; Moraes, V. Y. ; BELLOTI, J. C. ; Gomes dos Santos, J. B. ; FALOPPA, F. . BRACHIAL PLEXUS INJURIES: DIAGNOSIS PERFORMANCE AND RELIABILITY OF EVERYDAY TOOLS. Hand Surgery (Singapore), v. 19, p. 7-11, 2014.

26.
de Moraes, Vinícius Ynoe2014de Moraes, Vinícius Ynoe ; GODIN, KATELYN ; DOS REIS, FERNANDO BALDY ; Belloti, João Carlos ; BHANDARI, MOHIT . Status of Road Safety and Injury Burden. Journal of Orthopaedic Trauma, v. 28, p. S45-S46, 2014.

27.
Balbachevsky, Daniel2014Balbachevsky, Daniel ; Belloti, João Carlos ; DOCA, DANIEL GONÇALVES ; JANNARELLI, BRUNO ; JUNIOR, JOÃO ALBERTO YAZIGI ; Fernandes, Hélio Jorge Alvachian ; Reis, Fernando Baldy dos . Treatment of pelvic fractures - a national survey. Injury, v. 45, p. S46-S51, 2014.

28.
Tamaoki, Marcel Jun Sugawara2014Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; MATSUNAGA, FABIO TERUO ; SILVEIRA, JULIANA DOERING ; Balbachevsky, Daniel ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Belloti, João Carlos . Reproducibility of classifications for olecranon fractures. Injury, v. 45, p. S18-S20, 2014.

29.
CURTO, D.2014CURTO, D. ; Tamaoki MJ ; Martins DE ; Puertas EB ; BELLOTI, J. C. . Surgical approaches for cervical spine facet dislocations in adults. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. CD008129, p. 01, 2014.

30.
Lenza, Mario2014Lenza, Mario ; BELLOTI, J. C. ; ANDRIOLO, R. B. ; FALOPPA, F. . Conservative interventions for treating middle third clavicle fractures in adolescents and adults. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 7121, p. 01, 2014.

31.
MORAES, VY2014MORAES, VY ; LENZA, M. ; FALOPPA, F. ; TAMAOKI, MARCEL J S ; BELLOTI JC . Platelet-rich therapies for musculoskeletal soft tissue injuries. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 29, p. CD010071, 2014.

32.
CAPORRINO, FÁBIO A.2014CAPORRINO, FÁBIO A. ; DOS SANTOS, JOÃO BAPTISTA G. ; PENTEADO, FERNANDO T. ; DE MORAES, VINÍCIUS Y. ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. . Dorsal Vascularized Grafting for Scaphoid Nonunion. Journal of Orthopaedic Trauma, v. 28, p. e44-e48, 2014.

33.
Moraes, Vinícius Ynoe de2014Moraes, Vinícius Ynoe de ; FERRARI, PAULA MARTINS DE OLIVEIRA ; GRACITELLI, GUILHERME CONFORTO ; FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Outcomes in orthopedics and traumatology: translating research into practice. Acta Ortopédica Brasileira (Impresso), v. 22, p. 330-333, 2014.

34.
Moraes, Vinícius Ynoe de2014Moraes, Vinícius Ynoe de ; BELLOTI, J. C. ; TAMAOKI, M. J. S. ; Faloppa, Flavio ; Belloti, João Carlos . Platelet-rich therapies for musculoskeletal soft tissue injuries. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 2013, p. CD010071., 2014.

35.
CURTO, D.2014CURTO, D. ; TAMAOKI, M. J. S. ; MARTINS, D. E. ; PUERTAS, E. B. ; BELLOTI, J. C. . Surgical approaches for cervical spine facet dislocations in adults.. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 2014 Oct 3, p. CD008129, 2014.

36.
Pires, Robinson Esteves Santos2014Pires, Robinson Esteves Santos ; MAUFFREY, CYRIL ; DE ANDRADE, MARCO ANTÔNIO PERCOPE ; FIGUEIREDO, LEONARDO BRANDÃO ; GIORDANO, VINCENZO ; BELLOTI, JOÃO CARLOS ; DOS REIS, FERNANDO BALDY . Minimally invasive percutaneous plate osteosynthesis for ankle fractures: a prospective observational cohort study. EUROPEAN JOURNAL OF ORTHOPAEDIC SURGERY & TRAUMATOLOGY, v. 24, p. 1297-1303, 2014.

37.
de Moraes, Vinícius Ynoe2013de Moraes, Vinícius Ynoe ; GODIN, KATELYN ; DOS SANTOS, JOÃO BAPTISTA ; Faloppa, Flávio ; BHANDARI, MOHIT ; Belloti, João Carlos . Influence of compensation status on time off work after carpal tunnel release and rotator cuff surgery: a meta-analysis. Patient Safety in Surgery, v. 7, p. 1, 2013.

38.
Matsunaga, Fabio T2013Matsunaga, Fabio T ; TAMAOKI, MARCEL J S ; Matsumoto, Marcelo H ; DOS SANTOS, JOÃO B G ; Faloppa, Flavio ; Belloti, João C . Treatment of the humeral shaft fractures - minimally invasive osteosynthesis with bridge plate versus conservative treatment with functional brace: study protocol for a randomised controlled trial. Trials (London), v. 14, p. 246, 2013.

39.
BELLOTI, J. C.;Belloti, João Carlos;Belloti, João C;BELLOTI, JOÃO;BELLOTI JC;BELLOTI, JOAO CARLOS;BELLOTI, JOÃO CARLOS;BELOTTI, JOÃO CARLOS2013BELLOTI, J. C.; Santos, João Baptista Gomes dos ; ERAZO, JAIME PICARO ; IANI, LEONARDO JORGE ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; MORAES, VY ; Moraes, Vinícius Ynoe de ; FALOPPA, Flávio . A new method for classifying distal radius fracture: the IDEAL classification. Revista Brasileira de Ortopedia (English Edition), v. 48, p. 36-40, 2013.

40.
PIGNATARO, GUSTAVO SORIANO2013PIGNATARO, GUSTAVO SORIANO ; LINS, THEOPHILO ÁSFORA ; OLIVEIRA, JOSÉ RENATO ASSIS LEMOS MARQUES DE ; MORAES, VY ; Moraes, Vinícius Ynoe de ; OKAMURA, ALDO ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, Flávio . Prospective Non-randomized Studies in Orthopaedics and Traumatology: Systematic Assessment of its Methodological Quality. Revista Brasileira de Ortopedia (English Edition), v. 48, p. 126-130, 2013.

41.
Lenza M.2013Lenza M. ; Buchbinder R ; Johnston R ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. ; Faloppa, Flávio . Surgical versus conservative interventions for treating fractures of the middle third of the clavicle. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 6, p. CD009363, 2013.

42.
Belloti, João Carlos2013Belloti, João Carlos ; GOMES dosSANTOS, J. B. ; BELLOTI, J. C. ; WINK, F. V. ; TAMAOKI, M. J. S. ; Tamaoki MJ ; Faloppa, Flávio . The IDEAL classification system: a new method for classifying fractures of the distal extremity of the radius - description and reproducibility.. São Paulo Medical Journal (Impresso), v. 131, p. 252-256, 2013.

43.
REZENDE, FERNANDO CURY2013REZENDE, FERNANDO CURY ; MORAES, V. Y. ; FRANCIOZI, C. E. S. ; DEBIEUX, PEDRO ; LUZO, M. V. M. ; BELLOTI JC . One-incision versus two-incision techniques for arthroscopically- assisted anterior cruciate ligament reconstruction in adults (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 12, p. CD010875, 2013.

44.
Sayum Filho J2012Sayum Filho J ; Teixeira de Carvalho R ; LENZA, M. ; Cohen M ; Pires OGN ; BELLOTI, J. C. . Interventions for treating fractures of the patella in adults (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 02, p. 009651, 2012.

45.
Netto, Nicola Archetti2012Netto, Nicola Archetti ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Lenza, Mario ; Santos, João Baptista Gomes dos ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Faloppa, Flavio ; Belloti, João Carlos . Treatment of Bankart Lesions in Traumatic Anterior Instability of the Shoulder: A Randomized Controlled Trial Comparing Arthroscopy and Open Techniques. Arthroscopy (New York. Print), v. xzx, p. 01-09, 2012.

46.
Zechinatti, Antonio Carlos2012Zechinatti, Antonio Carlos ; Belloti, João Carlos ; de Moraes, Vinícius Ynoe ; Albertoni, Walter M . Occupational musculoskeletal and mental disorders as the most frequent associations to worker's sickness absence: A 10-year cohort study. BMC Research Notes, v. 5, p. 229, 2012.

47.
Penteado, Fernando Travaglini2012Penteado, Fernando Travaglini ; Santos, João Baptista Gomes ; Caporrino, Fábio Augusto ; Moraes, Vinícius Ynoe ; Belloti, João Carlos ; Faloppa, Flávio . Scaphoid Nonunion Advanced Collapse Classifications: A Reliability Study. Journal of Hand and Microsurgery, v. 4, p. 12-15, 2012.

48.
PIRES, RES2012PIRES, RES ; SANTOS, L. E. N. ; BELLOTI, J. C. ; LOURENCO, P. R. B. T. ; FORTES, E. P. ; GIBRAM, A. V. . Anatomia radiográfica da região proximal do fêmur: correlação com a ocorrência de fraturas.. Acta Ortopédica Brasileira (Impresso), v. 20, p. 79-83, 2012.

49.
de Moraes, Vinícius Ynoe2012de Moraes, Vinícius Ynoe ; GODIN, KATELYN ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Faloppa, Flávio ; BHANDARI, MOHIT ; Belloti, João Carlos . Workers Compensation Status: Does It Affect Orthopaedic Surgery Outcomes? A Meta-Analysis. Plos One, v. 7, p. e50251, 2012.

50.
Tamaoki, Marcel Jun Sugawara2012Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Faloppa, Flavio ; WAJNSZTEJN, ANDRÉ ; ARCHETTI NETTO, NICOLA ; Matsumoto, Marcelo Hide ; Belloti, João Carlos . Effectiveness of intra-articular lidocaine injection for reduction of anterior shoulder dislocation: randomized clinical trial. São Paulo Medical Journal (Impresso), v. 130, p. 367-372, 2012.

51.
SATO, E. S.2012SATO, E. S. ; Santos, João Baptista Gomes dos ; BELLOTI, J. C. ; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. . Treatment of trigger finger: randomized clinical trial comparing the methods of corticosteroid injection, percutaneous release and open surgery. Rheumatology (Oxford. Print), v. 51, p. 93-99, 2012.

52.
Moraes, Vinícius Ynoe de2011Moraes, Vinícius Ynoe de ; Belloti, João Carlos ; Moraes, Fábio Ynoe de ; Galbiatti, José Antonio ; Palácio, Evandro Pereira ; Santos, João Baptista Gomes dos ; Faloppa, Flávio . Hierarchy of evidence relating to hand surgery in Brazilian orthopedic journals. São Paulo Medical Journal (Impresso), v. 129, p. 94-98, 2011.

53.
carazzone lo2011carazzone lo ; TAMAOKI, M. J. S. ; Ambra lfa ; Archetti Neto, Nicola ; MATSUMOTO, M. H. ; Belloti, João Carlos . Prevalência das lesões associadas na luxação recidivante traumática do ombro. Revista Brasileira de Ortopedia (Impresso), v. 46, p. 281-287, 2011.

54.
Furakava RB2011Furakava RB ; LENZA, M. ; Matsunaga, Fabio T ; MATSUMOTO, M. H. ; TAMAOKI, M. J. S. ; BELLOTI, J. C. . Interventions for preventing heterotopic bone formation after surgery for acetabular fractures. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 8, p. 1-9, 2011.

55.
PENTEADO, F. T.2011PENTEADO, F. T. ; FALOPPA, F. ; de moraes VY ; Giusti G ; BELLOTI, J. C. ; dos Santos, João BG . High-energy extracorporeal shockwave therapy in a patellar tendon animal model: a vascularizationfocused. Clinics (USP. Impresso), v. 66, p. 1611-14, 2011.

56.
LENZA, M.2011LENZA, M. ; BUCHBINDER, R. ; Johnston RV ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. . Surgical versus conservative interventions for treating fractures of the middle third of the clavicle. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 10, p. 1-10, 2011.

57.
Battibugli S2011Battibugli S ; Blumetti FC ; TAMAOKI, M. J. S. ; Lourenço AF ; Pinto JA ; BELLOTI, J. C. . Electrical stimulation therapy for children with cerebral palsy (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 12, p. 009478, 2011.

58.
Sato, E. S.2011Sato, E. S. ; Gomes dos Santos, J. B. ; BELLOTI, J. C. ; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. . Treatment of trigger finger: randomized clinical trial comparing the methods of corticosteroid injection, percutaneous release and open surgery. Rheumatology (Oxford. Print), v. 51, p. 93-99, 2011.

59.
Moraes, Vinícius Ynoe2010Moraes, Vinícius Ynoe ; Jorge, Miguel Roberto ; Faloppa, Flávio ; Belloti, João Carlos . Anxiety and Depression in Brazilian Orthopaedics Inpatients: A Cross Sectional Study with a Clinical Sample Comparison. Journal of Clinical Psychology in Medical Settings, v. 17, p. 31-37, 2010.

60.
TAMAOKI, M. J. S.2010 TAMAOKI, M. J. S. ; BELLOTI, J. C. ; LENZA, M. ; MATSUMOTO, M. H. ; SANTOS, J. B. G. ; FALOPPA, F. . Surgical versus conservative interventions for treating acromioclavicular dislocation of the shoulder in adults. Cochrane Database of Systematic Reviews (Online), v. 4, p. CD007429, 2010.

61.
BELLOTI, J. C.2010 BELLOTI, J. C.; Moraes, V. Y. ; Albers, M. B. ; FALOPPA, F. ; Gomes dos Santos, J. B. . Does an ulnar styloid fracture interfere with the results of a distal radius fracture?. Journal of Orthopaedic Science (Print), v. 15, p. 216-222, 2010.

62.
Belloti, João C2010 Belloti, João C; Tamaoki, Marcel JS ; Atallah, Alvaro N ; Albertoni, Walter M ; dos Santos, João BG ; Faloppa, Flavio . Treatment of reducible unstable fractures of the distal radius in adults: a randomised controlled trial of De Palma percutaneous pinning versus bridging external fixation. BMC Musculoskeletal Disorders (Online), v. 11, p. 137, 2010.

63.
Martins DE2010Martins DE ; Oliveira Filho, J.R. ; Alves MTS ; BELLOTI, J. C. ; Landim E ; Puertas EB ; Ishida A . Correlations between radiographic, magnetic resonance and histological examinations on the degeneration of human lumbar intervertebral discs. São Paulo Medical Journal (Impresso), v. 128, p. 63-68, 2010.

64.
Belangero, Paulo Santoro2010Belangero, Paulo Santoro ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Nakama, Gilberto Yoshinobu ; Shoiti, Marcus Vinicius ; Gomes, Rodrigo Vick Fernandes ; Belloti, João Carlos . Como o ortopedista brasileiro trata entorse lateral aguda do tornozelo?. Revista Brasileira de Ortopedia (Impresso), v. 45, p. 468-473, 2010.

65.
Moraes, Vinícius Ynoe de2010Moraes, Vinícius Ynoe de ; Moreira, Cesar Domingues ; Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Faloppa, Flávio ; Belloti, João Carlos . Ensaios Clínicos Randomizados na ortopedia e traumatologia: avaliação sistemática da evidência nacional. Revista Brasileira de Ortopedia (Impresso), v. 45, p. 601-605, 2010.

66.
PIRES, R. E. S.2010PIRES, R. E. S. ; FERNANDES, H. J. A. ; BELLOTI, J. C. ; BALBACHEVSKY, D. ; REIS, F. B. . Perfil do ortopedista brasileiro com relação ao tratamento das fraturas diafisárias fechadas do fêmur no adulto.. Revista Portuguesa de Ortopedia e Traumatologia, v. 14, p. 152-152, 2010.

67.
Almeida, Raul Frankllim de Carvalho2009Almeida, Raul Frankllim de Carvalho ; Queiroz, Antônio Altenor Bessa de ; BELLOTI, J. C. ; Castro Filho, José Maria Bedran de ; Cohen, Moisés ; Navarro, Ricardo Dizioli . Approach towards total knee arthroplasty in Brazil: cross-sectional study. São Paulo Medical Journal, v. 127, p. 190-197, 2009.

68.
Matsunaga, Fabio T2009Matsunaga, Fabio T ; Tamaoki, Marcel JS ; Cordeiro, Eduardo F ; Uehara, Anderson ; Ikawa, Marcos H ; Matsumoto, Marcelo H ; dos Santos, João BG ; Belloti, João C . Are classifications of proximal radius fractures reproducible?. BMC Musculoskeletal Disorders (Online), v. 10, p. 120, 2009.

69.
André Wajnsztejn2009André Wajnsztejn ; TAMAOKI, M. J. S. ; Nicola Archetti Netto ; Belloti, João C ; MATSUMOTO, M. H. ; FALOPPA, F. . Estudo transversal sobre os diferentes métodos de tratamento das luxações traumáticas glenoumerais. Revista Brasileira de Ortopedia (Impresso), v. 44, p. 391-396, 2009.

70.
Tamaoki, Marcel Jun Sugawara2009Tamaoki, Marcel Jun Sugawara ; Cocco, Luiz Fernando ; Pereira, Henrique Rodrigues Fernandes ; Belloti, João Carlos ; Santos, João Baptista Gomes dos ; Archetti Neto, Nicola ; Matsumoto, Marcelo Hide . Estudo transversal sobre o tratamento das lesões acrômioclaviculares agudas. Acta Ortopédica Brasileira, v. 17, p. 300-304, 2009.

71.
BELLOTI, J. C.2009BELLOTI, J. C.. Cenário atual do uso de próteses ortopédicas: discussão sobre próteses nacionais versus importadas. Diagnóstico & Tratamento, v. 14, p. 9-11, 2009.

72.
LENZA, M.2009 LENZA, M. ; BELLOTI, J. C. ; SANTOS, J. B. G. ; MATSUMOTO, M. H. ; FALOPPA, F. . Surgical interventions for treating acute fractures or non-union of the middle third of the clavicle. Cochrane Library (Online), v. 4, p. 1-27, 2009.

73.
BELLOTI, J. C.;Belloti, João Carlos;Belloti, João C;BELLOTI, JOÃO;BELLOTI JC;BELLOTI, JOAO CARLOS;BELLOTI, JOÃO CARLOS;BELOTTI, JOÃO CARLOS2008 BELLOTI, J. C.; TAMAOKI, M. J. S. ; FRANCIOZI, C. E. S. ; SANTOS, J. B. G. ; BALBACHEVSKY, D. ; CHAP, E. C. ; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. . Are distal radius fracture classifications reproducible ? Intra and interobserver agreement. São Paulo Medical Journal, v. 126, p. 180-185, 2008.

74.
LENZA, M.2008LENZA, M. ; BELLOTI, J. C. ; SANTOS, J. B. G. ; MATSUMOTO, M. H. ; FALOPPA, F. . Surgical interventions for treating acute fractures or non-union of the middle third of the clavicle (Protocol). The Cochrane Library, v. 4, p. 1-12, 2008.

75.
FERRACINI, A. M.2008FERRACINI, A. M. ; FALOPPA, F. ; DALTRO, G. C. ; CRISOSTOMO JUNIOR, D. C. ; REIS, F. B. ; BELLOTI, J. C. . Estudo prospectivo e randomizado de pacientes com fraturas expostas da diáfise do fêmur submetidos a osteossíntese com placa e haste intramedular bloqueada a foco aberto. Acta Ortopédica Brasileira, v. 16, p. 102-106, 2008.

76.
ANGELINI, L. C.2008ANGELINI, L. C. ; BELLOTI, J. C. . Fratura da extremidade do terço distal do rádio. Programa de Atualização, v. 5, p. 69-99, 2008.

77.
Lenza, Mario2008Lenza, Mario ; BELLOTI JC ; ANDRIOLO, R. B. ; Santos, João Baptista Gomes ; Faloppa, Flavio . Conservative interventions for treating middle third clavicle in adolescentes and adults (Protocol).. Cochrane Database of Systematic Reviews, v. 2, p. CD007121., 2008.

78.
BELLOTI, J. C.;Belloti, João Carlos;Belloti, João C;BELLOTI, JOÃO;BELLOTI JC;BELLOTI, JOAO CARLOS;BELLOTI, JOÃO CARLOS;BELOTTI, JOÃO CARLOS2007BELLOTI, J. C.; SANTOS, J. B. G. ; ATALLAH, A. N. ; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. . Fractures of the distal radius (Colles´ fracture). São Paulo Medical Journal, v. 125, p. 132-138, 2007.

79.
FALOPPA, F.2006FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Tratamento clínico da osteoartrose: evidências atuais. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 41, p. 47-53, 2006.

80.
Pires, Robinson Esteves Santos2006Pires, Robinson Esteves Santos ; Fernandes, Hélio Jorge Alvachian ; Belloti, João Carlos ; Balbachevsky, Daniel ; Faloppa, Flávio ; Reis, Fernando Baldy dos . Como são tratadas as fraturas diafisárias fechadas do fêmur no Brasil? Estudo transversal. Acta Ortopédica Brasileira, v. 14, p. 165-169, 2006.

81.
REIS, F. B.2005REIS, F. B. ; FERNANDES, H. J. A. ; BELLOTI, J. C. . Existe evidência clínica, baseada em estudo de metanálise, para a melhor opção de osteossíntese nas fraturas expostas da diáfise da tíbia ?. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 40, p. 223-228, 2005.

82.
Balbachevsky, Daniel2005Balbachevsky, Daniel ; Belloti, João Carlos ; Martins, César Vinícius Enzo ; Fernandes, Hélio Jorge Alvachian ; Faloppa, Flávio ; Reis, Fernando Baldy dos . Como são tratadas as fraturas expostas da tíbia no Brasil? Estudo transversal. Acta Ortopédica Brasileira, v. 13, p. 229-232, 2005.

83.
ALBERTONI, W. M.2002ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Tratamento das fraturas da extremidade distal do rádio. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 37, p. 1-4, 2002.

84.
BELLOTI, J. C.;Belloti, João Carlos;Belloti, João C;BELLOTI, JOÃO;BELLOTI JC;BELLOTI, JOAO CARLOS;BELLOTI, JOÃO CARLOS;BELOTTI, JOÃO CARLOS2002BELLOTI, J. C.; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. . Estudo populacional do teste de Watson para avaliação da hipermobilidade do escafóide no punho. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 37, p. 171-175, 2002.

85.
GALBIATTI, J. A.1992GALBIATTI, J. A. ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. ; ALBERTONI, W. M. . Retalho fasciocutâneo interósseo posterior nas lesões traumáticas da mão. Revista Brasileira de Ortopedia, v. 27, p. 691-698, 1992.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BELLOTI JC. Atualização Terapêutica de Prado, Ramos e Valle: diagnóstico e tratamento = Coordenador de Seção: Abordagens clínica e cirúrgica de doenças prevalentes.. 25. ed. São Paulo: ABDR, 2014. v. 1. 1990p .

Capítulos de livros publicados
1.
BELLOTI JC; TAMAOKI, M. J. S. ; Moraes, V. Y. . Lesões Musculotendíneas.. In: Prado, Ramos, Valle, Borges DR (Presidente da Comissão Editorial),. (Org.). n: Belloti JC. Abordagens clínica e cirúrgica de doenças prevalentes. Atualização Terapêutica 2014-2015, Diagnóstico e Tratamento: Prado, Ramos, Valle, Borges DR (Presidente da Comissão Editorial), 25a. edição reformulada e atual ? São Paulo, Artes Médica. 25ed.São Paulo: Artes Médicas, 2014, v. 1, p. 154-.

2.
BELLOTI, J. C.. Artrose. In: Flávio Faloppa; Walter Manna Albertoni. (Org.). Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar da UNIFESP-EPM. Ortopedia e Traumatologia. 14ed.São Paulo: Manole, 2008, v. 1, p. 5-.

3.
FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Fraturas da extremidade distal do rádio. In: Walter Manna Albertoni; José Laredo Filho; Nelson Mattioli Leite; Fernando Baldy dos Reis. (Org.). Clínica Cirúrgica Ortopédica ? Traumatologia. Rio de Janeiro - RJ: Guanabara Koogan, 2008, v. 3, p. 430-442.

4.
CAPORRINO, F. A. ; BELLOTI, J. C. . Fraturas da extremidade distal do rádio e da ulna - Parte A "Genealidades e tratamento conservador". In: Arlindo Pardini; Afrânio Freitas. (Org.). Traumatismos da Mão. 4ed.Rio de Janeiro - RJ: MedBook, 2008, v. , p. 411-419.

5.
ANGELINI, L. C. ; BELLOTI, J. C. . Fratura da extremidade do terço distal do radio. In: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. (Org.). PROATO: Programa de Atualização em Traumatologia e Ortopedia. Sistema de Educação Médica Continuada a Distância.. PortoAlegre: Artmed, 2008, v. , p. 69-100.

6.
FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Fratura da extremidade distal do rádio. In: Flávio Faloppa; Walter Manna Albertoni. (Org.). Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar da UNIFESP-EPM. Ortopedia e Traumatologia. São Paulo: Manole, 2008, v. 1, p. 523-531.

7.
LEITE, N. M. ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. ; ANGELINI, L. C. ; FERNANDES, C. H. ; REIS, F. B. . Fratura de rádio distal em adulto. In: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.. (Org.). Projeto Diretrizes. 1ed.: , 2007, v. 7, p. 77-87.

8.
BELLOTI, J. C.. Atualização em artrose - Medicina baseada em evidências. In: Pardini A; Souza G.. (Org.). Clínica Ortopédica - Atualização em Osteoartroses. 2ed.Rio de Janeiro - RJ: MEDSI, 2005, v. 6, p. 187-197.

9.
FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Fratura de Colles - Redução incruenta e fixação percutânea. In: Pardini A. & Souza G.. (Org.). Clínica Ortopédica - Controvérsias no tratamento das fraturas e luxações nos membros superiores. 2ed.Rio de Janeiro - RJ: MEDSI, 2004, v. 5, p. 435-445.

Apresentações de Trabalho
1.
BELLOTI, J. C.; SANTOS, J. B. G. ; ALBERTONI, W. M. ; Moraes, Vinícius Ynoe ; FALOPPA, F. . Tratamento das fraturas instáveis e redutíveis da extremidade distal do rádio: fixador externo x pinagem percutânea de Depalma. Ensaio clínico randomizado.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BELLOTI, J. C.; SANTOS, J. B. G. ; ALBERTONI, W. M. ; Moraes, Vinícius Ynoe ; TAMAOKI, M. J. S. ; FALOPPA, F. . Descrição e validação de um novo método de classificação para as fraturas da extremidade distal do rádio.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
André Wajnsztejn ; TAMAOKI, M. J. S. ; Carrazzone, O.L. ; Archetti Neto, Nicola ; MATSUMOTO, M. H. ; BELLOTI, J. C. . Utilização da infiltração intraarticular de lidocaína a 1% para redução das luxações do ombro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
André Wajnsztejn ; TAMAOKI, M. J. S. ; Carrazzone, O.L. ; Archetti Neto, Nicola ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. . . Estudo transversal sobre o tratamento das luxações gleno-umerais no Pronto Socorro.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Carrazzone, O.L. ; TAMAOKI, M. J. S. ; Ambda, L.F. ; Pierry, M. ; Archetti Neto, Nicola ; MATSUMOTO, M. H. ; BELLOTI, J. C. ; SANTOS, J. B. G. . Instabilidade anterior traumática crônica: prevalência de lesões associadas.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
Matsunaga, Fabio T ; TAMAOKI, M. J. S. ; Cordeiro, Eduardo F ; Uehara, Anderson ; Ikawa, Marcos H ; MATSUMOTO, M. H. ; SANTOS, J. B. G. ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. . As classificações para fratura do rádio proximal são reprodutíveis?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
BELLOTI, J. C.; SANTOS, J. B. G. ; ALBERTONI, W. M. ; Moraes, Vinícius Ynoe ; albers m ; FALOPPA, F. . A fratura do estilóide da ulna interfere nos resultados da fratura da extremidade distal do rádio?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BELLOTI, J. C.; SANTOS, J. B. G. ; FALOPPA, F. ; ALBERTONI, W. M. . Tratamento das fraturas instáveis da extremidade distal do rádio: fixador externo x pinagem percutânea. Estudo clínico prospectivo e randomizado.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
TAMAOKI, M. J. S. ; Cocco, Luiz Fernando ; carvalho, R.L. ; BALBACHEVSKY, D. ; BELLOTI, J. C. ; FALOPPA, F. . Como o ortopedista brasileiro trata as lesões acromioclaviculares agudas ?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Almeida, Raul Frankllim de Carvalho ; Queiroz, Antônio Altenor Bessa de ; Navarro, Ricardo Dizioli ; Castro Filho, José Maria Bedran de ; BELLOTI, J. C. . Abordagem da artroplastia total do joelho no Brasil. Estudo transversal.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BELLOTI, J. C.; FALOPPA, F. ; SANTOS, J. B. G. ; TAMAOKI, M. J. S. ; FRANCIOZI, C. E. S. ; CHAP, E. C. ; ALBERTONI, W. M. . Aplicabilidade dos métodos atuais de classificação das fraturas da extremidade distal do rádio.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
Almeida, Raul Frankllim de Carvalho ; Queiroz, Antônio Altenor Bessa de ; Navarro, Ricardo Dizioli ; Castro Filho, José Maria Bedran de ; BELLOTI, J. C. ; medeiros, D.R. . Abordagem da artroplastia total do joelho no Brasil. Estudo transversal.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
Almeida, Raul Frankllim de Carvalho ; Queiroz, Antônio Altenor Bessa de ; Navarro, Ricardo Dizioli ; Castro Filho, José Maria Bedran de ; BELLOTI, J. C. ; medeiros, D.R. . Artroplastia total do joelho bilateral simultânea.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
Almeida, Raul Frankllim de Carvalho ; Queiroz, Antônio Altenor Bessa de ; Navarro, Ricardo Dizioli ; medeiros, D.R. ; BELLOTI, J. C. . Osteotomia varizante do fémur distal no tratamento da deformidade em valgo do joelho. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
PIRES, R. E. S. ; FERNANDES, H. J. A. ; BELLOTI, J. C. ; BALBACHEVSKY, D. ; FALOPPA, F. ; REIS, F. B. . Perfil do ortopedista brasileiro em relação ao tratamento das fraturas diafisárias fechadas do fêmur no adulto.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BELLOTI, J. C.; ALBERTONI, W. M. ; FALOPPA, F. ; SANTOS, J. B. G. . Tratamento cirúrgico das fraturas da extremidade distal do rádio - fixador externo x pinagem percutânea de Depalma. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
BELLOTI, J. C.; ALBERTONI, W. M. ; SANTOS, J. B. G. ; FALOPPA, F. . Fraturas da extremidade distal do rádio.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
BELLOTI JC; REIS, F. B. ; BALBACHEVSKY, D. . Tibial open fractures fixation: intramedullary nailing versus bridge plating. 2012 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

2.
Raduan Neto J ; Belloti, João C ; Faloppa, Flavio ; dos Santos, João BG ; Tamaoki, Marcel JS . External fixation or volar plating for treating deviated distal radius fracture: randomized clinical trial. London - UK: Current Controlled Trials Ltd, 2011 (Registro Internacional de Ensaios Clínicos).

3.
Belloti, João C; Costa Adelmo Rezende ; dos Santos, João BG ; Tamaoki, Marcel JS ; Matsunaga, Fabio T ; Faloppa, Flavio . Surgical intervention with bridging plate osteosynthesis versus conservative treatment with functional brace for humeral shaft fractures in adult men and women for better functional results and quality of life: a randomised controlled trial. London - UK: Current Controlled Trials Ltd, 2011 (Registro Internacional de Ensaios Clínicos).

4.
BELLOTI, J. C.; FALOPPA, F. ; DOS SANTOS, JOÃO BAPTISTA ; Raduan Neto J . External fixation or volar plating for treating deviated distal radius fracture. 2011 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

5.
TAMAOKI, M. J. S. ; BELLOTI, J. C. . Reduction of acute anterior shoulder dislocation with or without the use of articular lidocaine anaesthedia 2011 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

6.
BELLOTI JC; SANTOS, J. B. G. ; FALOPPA, F. ; FLORES, L.P. ; KIMAID, P.A.T. . Síndrome do Túnel do Carpo: Tratamento. Associação Médica Brasileira e Agência Nacional de Saúde Suplementar, 2011 (Diretrizes Clínicas na Saúde Suplementar).

7.
BARROSO, B.G. ; FALCOCHIO, D.F. ; EIS, S.R. ; REIS, HB.. ; SILVA, M.R. ; BELLOTI JC . Fraturas do Colo do Quinto Metacarpo no Adulto. Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina, 2011 (Projeto Diretrizes).

8.
TAMAOKI, M. J. S. ; Costa Adelmo Rezende ; dos Santos, João BG ; MATSUMOTO, M. H. ; FALOPPA, F. ; BELLOTI, J. C. . Treatment of midshaft clavicle fractures: plate fixation versus figure-of-eight bandage.. Londres: Current Controlled Trials Limited, 2010 (Registro Internacional de Ensaios Clínicos).

9.
BELLOTI JC; TAMAOKI, M. J. S. ; Costa AR . Treatment of midshaft clavicle fractures: plate fixation versus figure-of-eight bandage: Randomised controlled clinical trial 2010 (Registro Internacional de Ensaios Clínicos).

10.
BELLOTI JC; TAMAOKI, M. J. S. ; MATSUNAGA, FABIO TERUO . Conservative versus surgical interventions for treatment of the humeral shaft fractures in adults 2010 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

11.
BELLOTI JC; TAMAOKI, M. J. ; ARCHETTI-NETO, N . Open surgery versus arthroscopy for treating traumatic instability of the shoulder in adults 2010 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

12.
FALOPPA, F. ; BELLOTI JC ; SANTOS, J. B. G. ; Tamaoki MJ ; SATO, E. S. . ?Trigger finger?: comparative analysis of treatment methods by steroid injection, percutaneous release and open surgery 2010 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

13.
BELLOTI, J. C.; FALOPPA, F. ; dos Santos, João BG ; TAMAOKI, M. J. S. . Treatment of reducible unstable fractures of the distal extremity of the radius: external fixation versus percutaneous pinning. Londres: Current Controlled Trials Limited,, 2009 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

14.
BELLOTI JC. Treatment of reducible unstable fractures of the distal extremity of the radius: external fixation versus percutaneous pinning 2009 (registro Internacional de Ensaio Clínicos Randomizados).

15.
FALOPPA, F. ; NAKACHIMA, L. R. ; BELLOTI, J. C. . Trauma do membro superior. Departamento de Ortopedia e Traumatologia, 2004 (SEMINÁRIOS EM ORTOPEDIA).

16.
FALOPPA, F. ; LEITE, V. M. ; SANTOS, J. B. G. ; FERNANDES, C. H. ; CAPORRINO, F. A. ; NAKACHIMA, L. R. ; BELLOTI, J. C. . Fratura de escafóide. São Paulo: Departamento de Ortopedia e Traumatologia, 2004 (SEMINÁRIOS EM ORTOPEDIA).

17.
FALOPPA, F. ; LEITE, V. M. ; SANTOS, J. B. G. ; FERNANDES, C. H. ; CAPORRINO, F. A. ; NAKACHIMA, L. R. ; BELLOTI, J. C. . Fratura da extremidade distal do rádio 2004 (SEMINÁRIOS EM ORTOPEDIA).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BELLOTI JC; ENGEL, E. E.; Mazzer N; ETCHEBEHERE, M.; SHIMANO, A. C.. Participação em banca de Maria Júlia Escanhoela Paulo. Osteointegração de substitutos ósseos porosos absorvíveis. Uma revisão sistemática da literatura.. 2015. Dissertação (Mestrado em PPG em Ciências da Saúde Aplicadas ao Aparelho Locomotor) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

2.
BELLOTI JC; ANDRADE, M. A. P.; TEIXEIRA, L. E. M.; LEAL, J. S.. Participação em banca de Gustavo Pacheco Martins Ferreira. Avaliação da concordância interobservadores da tomografia computadorizada e seu papel em modificar a classificação e o tratamento das fraturas da extremidade distal do rádio quando comparada à radiografia convencional. 2014. Dissertação (Mestrado em PPG Ciências Aplicadas à Cirurgia e a Oftalmologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
BELLOTI JC; BRAZ JRC; Campos JHO. Participação em banca de Silvia Areias Forstes de Lourenço. Segurança da Anestesia Periduaral Torácica em Cirurgia Plástica de Mama. 2013. Dissertação (Mestrado em Tecnologias e Atenção à Saúde - Mestrado Profissional/MEPAREM) - Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo.

4.
Mazzer N; RIPERTO, M.; BELLOTI JC. Participação em banca de Danilo Arruda de Souza. Comparação entre abordagens percutâneas e abordagens cirúrgicas abertas para o tratamento de contraturas em mãos e dedos decorrentes da Doença de Dupuytren: revisão sistemática.. 2013. Dissertação (Mestrado em PPG em Ciências da Saúde Aplicadas ao Aparelho Locomotor) - Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

5.
BELLOTI, J. C.; da Silva MSP; ROSA, S. M. M. G.; Ejnisman B. Participação em banca de Felipe Alves Machado. Desempenho Isocinético do Joelho após Reconstrução do LCA com Ligamento da Patela e Tendões Flexores. 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós graduação Ortopedia Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

6.
BELLOTI JC; GALBIATTI, J. A.; Joao Jose Sabongi Neto; MATSUMOTO, M. H.. Participação em banca de Haroldo Fiorini Junior. Estudo Anatômico da Polia A1: Localização por Referência Cutânea na Superfície Palmar. 2010. Dissertação (Mestrado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo.

7.
VIEIRA, E. A.; BELLOTI, J. C.; SEVERINO, N. R.; LUZO, M. V. M.. Participação em banca de GILBERTO YOSHINOBU NAKAMA. Revisão sistemática do uso do cimento na artroplastia total do joelho para o tratamento da osteoartrose e outras doenças não traumáticas. 2008. Dissertação (Mestrado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

8.
BELLOTI, J. C.; KFURI JUNIOR, M.; CANTO, R. S. T.; FERNANDES, H. J. A.. Participação em banca de ROBINSON ESTEVES SANTOS PIRES. Como são tratadas as fraturas diafisárias fechadas do fêmur no Brasil ? Estudo transversal. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor - Modalidade Mestrado Profissional) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

9.
BELLOTI, J. C.; CAMARGO, O. P. A.; CICONELLI, R. M.; ABDALLA, R. J.. Participação em banca de PRISCILA NIGRI PRESS. Activities of daily living scale (ADLS) - Tradução, adaptação cultural e validação da escala de atividade de vida diária, em pacientes portadores de afecções do joelho. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas ao Aparelho Locomotor - Modalidade Mestrado Profissional) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

Teses de doutorado
1.
BELLOTI JC; TAMAOKI, M. J. S.; DEMANGE MK; PIEDADE SR; CURY RPL; FRANCIOZI, C. E. S.; MILANI A. Participação em banca de Fernando Cury Rezende. RECONSTRUÇÃO COMBINADA INTRA E EXTRA-ARTICULAR VERSUS RECONSTRUÇÃO INTRA-ARTICULAR ISOLADA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR. Revisão Sistemática. 2016. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

2.
BELLOTI JC; DOBASHI ET; Moraes Filho MC; Santili C; Akkari M; ATALLAH, A. N.; Cunha LAM. Participação em banca de Francesco Camara Blumetti. O USO DA TOXINA BOTULÍNICA TIPO A NO TRATAMENTO DA ESPASTICIDADE DOS MEMBROS INFERIORES EM CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL. Revisão Sistemática. 2016. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

3.
BELLOTI JC; DEMANGE MK; TAMAOKI, M. J. S.; PIEDADE SR; MILANI A; SABINO NETO M; CURY RPL. Participação em banca de Guilherme Conforto Gracitelli. INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS (MICROFRATURA, PERFURAÇÃO, TRANSPLANTE OSTEOCONDRAL AUTÓLOGO E HOMÓLOGO) PARA O TRATAMENTO DE LESÕES (OSTEO)CONDRAIS NO JOELHO DE ADULTOS. Revisão Sistemática. 2016. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

4.
BELLOTI JC; FALOPPA, F.; Galbiatti, José Antonio; Rezende MR; Chakkour I; SANTOS, J. B. G.; ANGELINI, L. C.. Participação em banca de Haroldo Fiorini Junior. EFETIVIDADE DAS INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS PARA O TRATAMENTO DO DEDO EM GATILHO NO ADULTO: REVISÃO SISTEMÁTICA. 2016. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

5.
BELLOTI JC; FALOPPA, F.; Galbiatti, José Antonio; Rezende MR; ANGELINI, L. C.; REIS, F. B.; Chakkour I. Participação em banca de Benedito Felipe Rabay Pimentel. ACURÁCIA DA ULTRASSONOGRAFIA E ELETRONEUROMIOGRAFIA NO DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO. 2016. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

6.
BELLOTI JC; Silva JS; Alberto Naoki Miyazaki; BELANGERO, W. D.; TAMAOKI, M. J. S.; ARCHETTI-NETO, N; Galbiatti, José Antonio. Participação em banca de Fabio Teruo Matsunaga. TRATAMENTO DAS FRATURAS DIAFISÁRIAS DO ÚMERO: OSTEOSSÍNTESE COM PLACA EM PONTE VS TRATAMENTO NÃO CIRÚRGICO COM ÓRTESE FUNCIONAL. Ensaio Clínico Randomizado. 2015. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

7.
BELLOTI JC; FALOPPA, F.; Rezende MR; Joao Jose Sabongi Neto; Chakkour I; ANGELINI, L. C.; SANTOS, J. B. G.. Participação em banca de Jorge Raduan Neto. TRATAMENTO DAS FRATURAS DO RADIO DISTAL REDUTÍVEIS E INSTÁVEIS - ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARANDO FXAÇÃO COM PLACA VOLAR BLOQUEADA VERSUS FIXAÇÃO COM FIXADOR EXTERNO. 2015. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

8.
BELLOTI JC; DEMANGE MK; LUZO, M. V. M.; SEVERINO, N. R.; FUJIKI EN; ANGELINI, L. C.; INGHAM, SHEILA J MCNEILL. Participação em banca de Pedro Debieux Vargas Silva. PARAFUSO DE INTERFERÊNCIA METÁLICO VERSUS BIOABSORVÍVEL PARA FIXAÇÃO DO ENXERTO NA RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUAZDO ANTERIOR. Revisão Sistemática. 2015. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

9.
BELLOTI JC; SABINO NETO M; ATALLAH, A. N.; CAMARGO OP; BELANGERO, W. D.; ANGELINI, L. C.; Cristante AF. Participação em banca de Vinícius Ynoe de Moraes. TERAPIAS RICAS EM PLAQUETAS PARA O TRATAMENTO DE LESÕES MUSCULOTENDÍNEAS. Revisão Sistemática. 2015. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo.

10.
BELLOTI, J. C.; MATSUMOTO, M. H.; Americo Zoppi Filho; Joao Jose Sabongi Neto; BENEGAS, E.; Chueire AG; SANTOS, J. B. G.. Participação em banca de Marcel Jun Sugawara Tamaoki. INTERVENÇÃO CIRÚRGICA VERSUS CONSERVADORA PARA O TRATAMENTO DAS LUXAÇÕES ACROMIOCLAVICULARES EM ADULTOS. REVISÃO SISTEMÁTICA. 2011. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

11.
Faloppa, Flavio; BELLOTI, J. C.; Americo Zoppi Filho; Arnaldo Amado Ferreira Neto; Alberto Naoki Miyazaki. Participação em banca de Nicola Archetti Netto. Instabilidade anterior traumática do ombro: Técnica aberta versus artroscópica para o tratamento da lesão de Bankar. 2010. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

12.
REIS, F. B.; BELLOTI, J. C.; ANGELINI, L. C.; Joao Jose Sabongi Neto; Arnaldo de Souza Matos; Francisco YA; da Guia RGP. Participação em banca de Antonio Carlos C Zechinatti. Avaliação das Licenças Médicas na UNIFESP no período de 1998 a 2008. 2010. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.

13.
FALOPPA, F.; BELLOTI, J. C.; ATALLAH, A. N.; Godinho GG; Mazzer N; Manso GC; CANTO, R. S. T.. Participação em banca de Mario Lenza. INTERVENÇÕES PARA O TRATAMENTO DE FRATURA E PSEUDARTROSE DA CLAVÍCULA EM ADULTOS E ADOLESCENTES: Revisão sistemática. 2010. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BELLOTI JC; NAKACHIMA, L. R.. Banca de Concurso de Residência Médica da Universidade Federal de São Paulo. 2017. Universidade Federal de São Paulo.

2.
BELLOTI JC; Segre NG. Concurso de Residência Médica - Edital de Processo Seletivo de Residência Médica 2015. 2015. Universidade Federal de São Paulo.

3.
BELLOTI JC; NAKACHIMA, L. R.. Concurso de Residência Médica da Universidade Federal de São Paulo. 2012. Universidade Federal de São Paulo.

Outras participações
1.
BELLOTI JC. Examinador de Suficiência para obtenção do Título de Especialista em Cirurgia da Mão. 2016. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

2.
BELLOTI JC. Examinador do SIMÃO 2015 - Simulado do Exame de Suficiência para o T'tulo de Especialista em Cirurgia da Mão. 2015. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

3.
BELLOTI JC. Examinador do 44º. Exame para Obtenção do Título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia - SBOT, ; 2015 Jan 8-10; Campinas (SP): Comissão de Ensino e Treinamento (CET) - Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.. 2015. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

4.
BELLOTI JC. Observador do Exame de Suficiência para a obtenção de Título de Especialista em Cirurgia da Mão. 2014. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

5.
BELLOTI JC; CAPORRINO, F. A.; MONTEIRO, A. V.. Examinador do Exame de Suficiência para a obtenção de Título de Especialista em Cirurgia da Mão. 2012. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

6.
BELLOTI JC. EXAMINADOR do 39o. Exame para Obtenção do Título de Especialista de Ortopedia e Traumatologia. 2010. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

7.
BELLOTI JC. EXAMINADOR do Exame de Suficiência para a obtenção do Título de Especialista em Cirurgia da Mão Categoria Especial. 2010. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

8.
BELLOTI, J. C.. EXAMINADOR , no Exame para obtenção do Título de Especialista em Cirurgia da Mão, realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. 2009. Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.

9.
BELLOTI, J. C.. EXAMINADOR, no 38º Exame para obtenção do Título de Especialista da SBOT, realizado pela Comissão de Ensino e Treinamento ? CET. 2009. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

10.
BELLOTI, J. C.. EXAMINADOR, no 37º Exame para obtenção do Título de Especialista da SBOT, realizado pela Comissão de Ensino e Treinamento ? CET. 2008. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

11.
BELLOTI, J. C.. EXAMINADOR, no 36º Exame para obtenção do Título de Especialista da SBOT, realizado pela Comissão de Ensino e Treinamento ? CET. 2007. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
37o, Congresso Brasileiro de Cirugia da Mão ? Mão 2017. 2017 Mar-Abr 30-1. Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. . Acurácia da ultrassonogradia e eletroneuromiografia no diagnóstico da síndrome do túnel do carpo [Tema Livre, oral ou Poster]: Belloti JC, Pimentel BFR, Tamaoki MJ, Moraes MY, Faloppa F.. 2017. (Congresso).

2.
37o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2017 Mar 30-Abr 1; Hotel Ouro Minas, Belo Horizonte (MG): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. 2017. (Congresso).

3.
I Curso de Trauma Geriátrico do Hospital Samaritano SP, Americas Serviços Médicos e OTC Brasil. 2017 Set 29; São Paulo: Instituto de Conhecimento, Ensino e Pesquisa ? ICP, Hospital Samaritano ? SP..160. Ministrou o tema Fraturas do Punho ? Tratamento Cirúrgico. 2017. (Outra).

4.
36o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão ? Mão 2016 ? A Mão Olímpica. 2016 Mai 26-28; Maksoud Paza São Paulo, São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. Presidente - Temas Livres VII. 2016. (Congresso).

5.
36o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão ? Mão 2016 ? A Mão Olímpica. 2016 Mai 26-28; Maksoud Paza São Paulo, São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. 2016. (Congresso).

6.
48o. Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. 2016 Nov 17-19; Expominas, Belo Horizonte: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Diagnóstico e Tratamento das Síndromes Compressivas do Nervo Interósseo Posterior: Revisão Sistemática.: Marco Aurélio de Moraes, Vinicius Ynoe de Moraes, Flavio Faloppa, João Baptista Gomes dos Santos, João Carlos Belloti, Rubens Guilherme Gonçalves. 2016. (Congresso).

7.
In: 48o. Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia (CBOT). 2016 Nov 17-19. Belo Horizonte (MG): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. [Vencedor do Prêmio Científico Ê-Poster].. Diagnóstico e Tratamento das Síndromes Compressivas do Nervo Interósseo Posterior: Revisão Sistemática [Ê-Poster].Marco Aurélio de Moraes, Vinicius Ynoe de Moraes, Flávio Faloppa, João Baptista Gomes dos Santos, João Carlos Belloti;. 2016. (Congresso).

8.
Liga de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Itajubá, V Congresso Sul Mineiro de Ortopedia e Traumatologia. 2016 Set 30: Departamento de Assuntos Científicos-Culturais ? DACC, Associação de Integração Social de Itajubá.Moderador da Mesa Redonda Fratura do Rádio Distal.. 2016. (Outra).

9.
Liga de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina de Itajubá, V Congresso Sul Mineiro de Ortopedia e Traumatologia. 2016 Set 30 - Departamento de Assuntos Científicos-Culturais ? DACC, Associação de Integração Social de Itajubá.Proferiu a palestra Fratura do Radio Distal. 2016. (Outra).

10.
Reunião Clínica-Científica da Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, em 19/07/2016.Fratura Luxação do Punho. 2016. (Outra).

11.
V Curso de Atualização em Ortopedia e Traumatologia. 2016 Mar 8 - Dez 6; São Paulo: Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Carga horária: 60 horas.. 2016. (Outra).

12.
17o. Congresso Brasileiro de Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo. 2015 Mai 1-2; Belo Horizonte (MG): Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé.. Ministrou o Pré-Congresso com o Curso de Metodologia Científica. 2015. (Congresso).

13.
35o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2015 Mar 19-21; Bourbon Cataratas, Foz de Iguaçu (PR): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. 2015. (Congresso).

14.
35o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2015 Mar 19-21; Bourbon Cataratas, Foz de Iguaçu (PR): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. Participou com Apresentador de Vídeo ? Sessão de Vídeos, com o tema: Prótese IFP. 2015. (Congresso).

15.
47o. Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. 2015 Nov 19-21; São Paulo: Sociedade Brasileira de Ortopedia (SBOT).. Parafuso de Interferência Metálico versus biabsorvíveis para fixação do enxerto na reconstrução do Ligamento Cruzado: Revisão Sistemática:: Pedro Debieux Vargas Silva, João Carlos Belloti, Flávio Faloppa, Carlos Eduardo da Silveira Franciozi, Marcus Vin. 2015. (Congresso).

16.
47o. Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. 2015 Nov 19-21. São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. [Prêmio de Melhor Trabalho ? Estudo Clínico ? Prof. Luiz Rezende Puech].. Parafuso de interfeência metálico versus biabsorvível para fixação do enxerto na reconstrução do ligamento cruzado: revisão sistemática. 21. Pedro Debieux Vargas Silva, João Carlos Belloti, Mario Lenza, Marcel Jun Tamaoki, Flavio Faloppa, Carlos Eduardo d. 2015. (Congresso).

17.
7o. Fórum Nacional dos Preceptores. 2015 Ago 15; Marriott, Guarulhos (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.. 2015. (Outra).

18.
7o. Fórum Nacional dos Preceptores. 2015 Ago 15; Marriott, Guarulhos (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia..Palestrante na atividade Passo a Passo de um Trabalho Científico: da escolha do tema à publicação (módulo 3 ? CEC).. 2015. (Outra).

19.
7o. Fórum Nacional dos Preceptores. 2015 Ago 15; Marriott, Guarulhos (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia..Participou do Módulo 4: Introdução ao projeto CAPOT ? Curso de Aperfeiçoamento de Preceptores em Ortopedia e Traumatologia. 2015. (Outra).

20.
Academic Visitor Program (AVP) Hospital for Special Surgery (HSS) ? Orthopaedic Department (Hand surgery). May 2015 4-8th , New York: Hospital for Special Surgery. 2015. (Outra).

21.
I Congresso Acadêmico Unifesp, XXIII Congresso de Iniciação Científica ? PIBIC, VIII Congresso de Iniciação em Tecnologia e Inovação - PIBITI. 2015 Jun 8-11. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo, CNPq, Capes.. Diagnóstico das Lesões dos Tendões Flexores Provocadas pelo Emprego da Placa Volar Bloqueada na Osteossíntese da Fratura da Extremidade Distal do Rádio: Acurácia do Diagnóstico Clínico Comparado aos Exames Complementares [Poster]. Nogueira Caio Kzan G. 2015. (Congresso).

22.
III Encontro de Cirurgia da Mão do Hospital Universitário de Taubaté, II Encontro de Cirurgia da Mão do Centro de Estudos Prof. Dr. Flávio Faloppa. 2015 Out 15; Lorena (SP): Serviço de Cirurgia da Mão HUT, Centro de Estudos Prof. Dr. Flávio Faloppa..Palestrante do tema Tratamento das Sequelas de Fraturas do Rádio Distal.. 2015. (Encontro).

23.
III Encontro de Cirurgia da Mão do Hospital Universitário de Taubaté, II Encontro de Cirurgia da Mão do Centro de Estudos Prof. Dr. Flávio Faloppa. 2015 Out 15; Lorena (SP): Serviço de Cirurgia da Mão HUT, Centro de Estudos Prof. Dr. Flávio Faloppa.. 2015. (Encontro).

24.
In: 47o. Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. 2015 Nov 19-21; São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.. 154. Autor do Tema Livre Parafuso de Inteferência Metálico versus Bioaborsível para fixação do enxerto na reconstrução do Ligamento Cruzado: revisão sistemática. 2015. (Congresso).

25.
2o. Encontro de Cirurgia da Mão do Hospital Universitário de Taubaté. 2014 Out 11; Lorena (SP): Serviço de Ortopedia do Hospital de Taubaté, Santa Casa de Lorena.. 2014. (Encontro).

26.
Curso de Cirurgia da Mão ? Tema: Punho. 2014 Out 17-18; Itupeva (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão ? Regional São Paulo..Participou na Mesa Conferência Internacional: Visão atual sobre artroplastia total do punho/ Prótese de IFP/ Enxerto ósseo vascularizado/ Prótese para Rizartrose. 2014. (Outra).

27.
Curso de Cirurgia da Mão ? Tema: Punho. 2014 Out 17-18; Itupeva (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão ? Regional São Paulo.. 2014. (Outra).

28.
Curso de Trauma Ortopédico. 2014 Jun 14; Hospital Samaritano de São Paulo, São Paulo (SP): Instituto de Conhecimento Ensino e Pesquis ? ICEP- Hospital Samaritano ? HS..Palestrante no evento Curso de Trauma Ortopédico. 2014. (Outra).

29.
III Ciclo de Seminários ? Atualização em Ortopedia e Traumatologia. 2014 Mar 11 ? Dez 9: São Paulo: Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Carga horária: 60 horas.. 2014. (Outra).

30.
III Curso de Atualização em Ortopedia e Traumatologia. 2014 Mar 4 - Dez 9; São Paulo: Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Carga horária: 60 horas.. 2014. (Outra).

31.
IV Curso Teórico Prático de Fixação Externa. 2014 Mai 30-32. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia..Participante do Workshop ? Fixação externa do distal do rádio. 2014. (Outra).

32.
IV Curso Teórico Prático de Fixação Externa. 2014 Mai 30-32. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia..Participante com Vídeo-Workshop com tema Fraturas da extremidade distal do rádio.. 2014. (Outra).

33.
IV Curso Teórico Prático de Fixação Externa. 2014 Mai 30-32. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia.. 2014. (Outra).

34.
IV Curso Teórico Prático de Fixação Externa. 2014 Mai 30-32. São Paulo (SP): Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia..Participante com o tema Fraturas da extremidade distal do rádio. 2014. (Outra).

35.
Practical and theoretical ?ACAMO ? ceramic implantes? course. September 2014 22nd-25th. 2014. (Outra).

36.
Web Meeting do Clube da Mão. 2014 Dez 2; Sede da Atitude Mídia Digital, São Paulo: Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão..Debatedor sob o tema Síndrome do túnel do carpo x síndrome do pronador.. 2014. (Outra).

37.
XX Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico. 2014 Mai 8-10; Serrano Resort Convenções & Spa, Granado (RS): Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico.. 2014. (Congresso).

38.
XX Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico. 2014 Mai 8-10; Serrano Resort Convenções & Spa, Granado (RS): Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico.. Palestrante do tema Fraturas distais do rádio ? dicas e truques no Curso ?Placas bloqueadas ? Indicações e técnicas?.. 2014. (Congresso).

39.
14o. Congresso Sul-Americano de Cirurgia da Mão. 2013 Abr 25-27; Hotel Royal Tulip, Rio de Janeiro (RJ): Federação Sul Americana de Cirurgia da Mão.. 2013. (Congresso).

40.
1o. Curso de Atualização em trauma ortopédico. 2013 Out 19; Hotel Mercury, São Paulo: IEP Amil ? Instituto de Ensino e Pesquisa (Hospital Alvorada)..Palestrante do tema Fratura da extremidade distal do rádio. 2013. (Outra).

41.
33o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão, 14o. Congresso Sul-Americano de Cirurgia da Mão. 2013 Abr 25-27; Hotel Royal Tulip, Rio de Janeiro (RJ): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, Federação Sul Americana de Cirurgia da Mão.. Moderador ? Mesa Redonda Moderna: Radio Distal.. 2013. (Congresso).

42.
33o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão - 2013 Abr 25-27; Hotel Royal Tulip, Rio de Janeiro (RJ): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. 2013. (Congresso).

43.
5O. Fórum Nacional dos Preceptores dos Serviços Credenciados da SBOT, no Módulo 2: Aspectos Pedagógicos da Residência Médica. 2013 Ago 9-10; Ceaser Park Hotel, Guarulhos (SP): Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia..Palestrante do tema: Como elaborar um trabalho científico. 2013. (Outra).

44.
AAHS PreCourse ? Surgical Advances in Elbow, Wrist and Hand Surgery. 2013 Abr 24; Hotel Royal Tulip, Rio de Janeiro (RJ): American Association for Hand Surgery (AAHS).. 2013. (Outra).

45.
Acumed Surgeon Surgical Skills Course 2-Day Advanced Upper Extremity Surgical Skills. The workshop consisted of in-depth didactic lectures and hands on training with cadaveric dissection. November 2013 7-8th. 2013. (Outra).

46.
Curso Casa da Mão ? 20 anos ? 1o. Curso de Artroplastia do Membro Superior. 2013 Set 6-7; São Paulo: Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Universidade Federal de São Paulo..Participante da cirurgia ao vivo. 2013. (Outra).

47.
Practical and theoretical ?ACAMO ? ceramic implantes? course. March 2013 11-15th; Aachen, Germany: Anatomical Institute of the RWTH University in Aachen, Germany ? Department of Handsurgery, Hospital Bückeburg.. 2013. (Outra).

48.
Simpósio de Cirurgia da Mão em Sorocaba - Tema: Trauma. 2013 Ago 3; Sorocaba (SP): Biblioteca Prof. Dr. Luiz Ferraz de Sampaio Jr ? Faculdade de Ciências Médicas e da saúde da PUC-SP, Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão..Palestrante do tema: Pinagem Percutânea do Curso de Tratamento Cirúrgico das Fraturas Distais do Radio. 2013. (Simpósio).

49.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 02/07/2012.? Captação de recursos para pesquisa ? importância da busca de fomento à pesquisa. 2012. (Outra).

50.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 17/09/2012.? Medicina Baseada em Evidências ? Ensaios: Estrutura/ Registro/ Publicação de Protocolos. 2012. (Outra).

51.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em18/06/2012.? Análise crítica na literatura de artigos originais em humanos: aspectos críticos. 2012. (Outra).

52.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 27/08/2012..? Avaliação e Discussão de Projeto de Pesquisa. 2012. (Outra).

53.
32o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2012 Abr 28-30; Centro de Convenções Rebouças, São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. 2012. (Congresso).

54.
32o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2012 Abr 28-30; Centro de Convenções Rebouças, São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. Participou como Coordenador do Curso Doenças Ocupacionais. 2012. (Congresso).

55.
32o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2012 Abr 28-30; Centro de Convenções Rebouças, São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. Apresentador do Tema Livre (Atualização dos Tema Livre Premiados nos últimos congressos), com o tema: A fratura do estilóide de ulna nos resultados da fratura da extremidade distal do rádio. 2012. (Congresso).

56.
I Congresso Paulista de Medicina Legal e Perícias Médicas. 2012 Jun 20-23; Centro de Convenções Rebouças, São Paulo: Sociedade Brasileira de Perícias Médicas, Associação Brasileira de Medicina Legal, Sociedade Paulista de Perícias Médicas. Palestrante do Curso Perícias Médicas e Medicina Baseada em Evidências.. 2012. (Congresso).

57.
no I Curso de Atualização em Ortopedia e Traumatologia. 2012 Fev 28 - Dez 4; São Paulo: Universidade Federal de São Paulo ? Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Carga Horária: 60 horas.. 2012. (Outra).

58.
Reunião Clínica-Científica da Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior do Departamento de Ortopedia e Traumatologia , em 20/09/2012..Artrose da Articulação Interfalangeana proximal da mão. 2012. (Outra).

59.
Seminar AOTrauma Roadmap to Research. November 1-2, 2012; Lima, Perú: AOTrauma Latin America.. 2012. (Outra).

60.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 19/11/2011.? Revisão Sistemática de Intervenção Terapêutica ? Direcionamento da terapêutica e testes diagnósticos. 2011. (Outra).

61.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 21/02/2011.Planejamento e Evolução do Projeto de Pesquisa. 2011. (Outra).

62.
? Curso de Aperfeiçoamento em Pesquisa Científica em Cirurgia, Disciplina de Cirurgia Plástica da Unifesp, em 28/02/2011..? Ensaio Clinico Randomizado. Estrutura. Registro. Publicação de Protocolos. 2011. (Outra).

63.
43o Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, 2011, São Paulo. Programa Oficial - 43o Congresso de Ortopedia e Traumatologia, 2011. v. 1. p. 61-61.. Intervenção Cirúrgica X Não Cirúrgica para as Fraturas do Terço Médio da Clavícula em Adultos. Ensaio Clínico Randomizado ? Resultados Preliminares [Poster].19. Tamaoki MJ; Rezende, AG; Belloti, JC; Netto, NA; Matsumoto, MH.. 2011. (Congresso).

64.
Clube da Mão, Programa de Educação Continuada à Distância da SBCM - . 2011 Jul 19. São Paulo (SP): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão..Coordenador no Clube da Mão, Programa de Educação Continuada à Distância da SBCM. Tema: Rigidez nas Lesões pós-traumáticas da mão e Punho.. 2011. (Outra).

65.
II Curso da Liga Acadêmica de Traumatologia Ortopédica; 2011 Out 24-27, 31; São Paulo (SP): Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Escola Paulista de Medicina: Universidade Federal de São Paulo..Participou no Curso da Liga Acadêmica de Traumatologia Ortopédica. Tema: Traumatologia Baseada em Evidências. 2011. (Outra).

66.
Reunião de Coordenadores de PPG da área de Medicina III..da Reunião de Coordenadores de PPG da área de Medicina III. 2011 Set 26; Brasília (DF): Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ? Diretoria de Avaliação. 2011. (Outra).

67.
XVII Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico. 2011 Mai 12-14; Salvador (BA): Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico. 2011. (Congresso).

68.
XVII Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico. 2011 Mai 12-14; Salvador (BA): Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico.. Debatedor no Caso Clínico Ilustrativo com ARS. 2011. (Congresso).

69.
XVII Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico. 2011 Mai 12-14; Salvador (BA): Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico.. Proferiu a Conferência Fixador Externo. 2011. (Congresso).

70.
2nd USA IBRA Scientific Symposium & Workshop for the Upper Limb ? Trauma and reconstruction of the Upper Limb, (Scientific Symposium & Cadaver Workshop ? an interative, hands-on symposium and workshop). 2010. (Outra).

71.
30o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão; 2010 Mai 13-15; Belo Horizonte (MG): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. Palestrante do Curso Metodologia Científica. Tema: Importância da Metodologia nos Trabalhos Científicos. 2010. (Congresso).

72.
30o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão; 2010 Mai 13-15; Belo Horizonte (MG): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.. Palestrante do Curso Metodologia Científica. Tema: Desenho dos Estudos.. 2010. (Congresso).

73.
30o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão; 2010 Mai 13-15; Belo Horizonte (MG): Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão. Carga horária: 24 horas.. 2010. (Congresso).

74.
Curso de Aperfeiçaomento ? Atualização e Pesquisa em Cirurgia Plástica. 2010 Jun 21; São Paulo: Disciplina de Cirurgia Plástica, Escola Paulista de Medicina, Unifesp..Medicina Baseda em Evidências. 2010. (Outra).

75.
I Curso da Liga Acadêmica de Traumatologia Ortopédica; 2010 Out 18-22; São Paulo (SP): Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Escola Paulista de Medicina: Universidade Federal de São Paulo..Curso da Liga Acadêmica de Traumatologia Ortopédica. Tema: Semiologia. 2010. (Outra).

76.
Programa de Pós-graduação em Cirurgia Plástica. 2010 Ago 2; São Paulo: Universidade Federal de São Paulo.Medicina Baseda em Evidências ? Conceitos e Perspectivas. 2010. (Outra).

77.
VII Encontro da Regional São Paulo; 2010 Dez 4; São Paulo: Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão.Mesa Redonda Moderna. Tema: Fraturas do radio distal.. 2010. (Encontro).

78.
29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2009. (Congresso).

79.
41st Brazilian Congress of Orthopaedics and Traumatology. 2009 Nov. Rio de Janeiro: SBOT.. Effetiveness of intra-articular lidocaine injection for reduction of anterior shoylder dislocation: randomized clinical trial [Conference] 18. Tamaoki MJS, Faloppa F, Wajnsztejn A, Archetti-Netto N, Matsumoto MH, Bellotti JC..[Indexed SP Medi J, 2012]. 2009. (Congresso).

80.
9º CONGRESSO DE CIRURGIA ESPINHAL. Participante. 2009. (Congresso).

81.
Conferencista com o tema Classificação da extremidade distal do rádio, classificação ideal?, no V SIMPÓSIO DE PUNHO E MÃO E ENCONTRO DA REGIONAL ? ABCMRJ, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Conferencista. 2009. (Simpósio).

82.
Curso Cobertura cutânea dos MMSS, no 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2009. (Congresso).

83.
Curso de Cirrugia da Mão Trauma do Punho. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Universidade Federal de São Paulo.Análise crítica das classificações da extremidade distal do rádio. 2009. (Outra).

84.
Curso de Cirurgia da Mão Trauma do Punho. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Universidade Federal de São Paulo.Estudo randomizado fixador externo x pinagem percutânea. 2009. (Outra).

85.
Curso de Cirurgia da Mão Trauma do Punho. Departamento de Ortopedia e Traumatologia. Universidade Federal de São Paulo.Fraturas da extremidade distal do rádio no esqueleto imaturo. 2009. (Outra).

86.
Debatedor na Mesa Redonda Híbrida: Fratura luxação do cotovelo, no V SIMPÓSIO DE PUNHO E MÃO E ENCONTRO DA REGIONAL ? ABCMRJ, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Debatedor de Mesa Redonda. 2009. (Simpósio).

87.
Membro da Comissão Científica, no 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Membro da Comissão Científica. 2009. (Congresso).

88.
Palestrante com o tema Atualização no tratamento das fraturas da extremidade distal do rádio, no I CONGRESSO SUL MINEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO NA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ E ORGANIZADO PELA SBOT-MG. Palestrante. 2009. (Congresso).

89.
palestra proferida no curso de especialização em Terapia da Mão e Membro Superior e Terapia Ocupacional em Reabilitação.Fratura dorádio e ulna distais. 2009. (Outra).

90.
Participante do Curso Artroscopia do punho: realidade e limites, no 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2009. (Congresso).

91.
Participante do Curso de Cirurgia da Mão Trauma do Punho. Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Universidade Federal de São Paulo. 2009. (Outra).

92.
Presidente da Sessão de Temas Livres, no 29º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Presidente da Sessão de Temas Livres. 2009. (Congresso).

93.
Seminário Matinal 2 ? Dor discogênica ? Evidências, no 9º CONGRESSO DE CIRURGIA ESPINHAL. Palestrante. 2009. (Congresso).

94.
V Curso Teórico-prático de cirurgia do ombro e cotovelo. 2009. (Outra).

95.
V Curso Teórico-prático de cirurgia do Ombro e Cotovelo. 2009. (Outra).

96.
Conferência Nacional com o tema Fratura distal do rádio - Aspectos atuais, no 16º CONGRESSO MINEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT-MG. Conferencista. 2008. (Congresso).

97.
Debatedor na Mesa Redonda Rádio distal, no IV SIMPÓSIO DE PUNHO E MÃO E ENCONTRO DA REGIONAL - ABCMRJ, PROMOVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Debatedor. 2008. (Simpósio).

98.
Palestrante do tema Análise da qualidade da literatura, no I CONGRESSO DE TRAUMA ORTOPÉDICO DA SBOT-ES, REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA-ES. Palestrante. 2008. (Congresso).

99.
Palestrante do tema Evidências atuais das fraturas da extremidade distal do rádio, no I CONGRESSO DE TRAUMA ORTOPÉDICO DA SBOT-ES, REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA-ES. Palestrante. 2008. (Congresso).

100.
Palestrante do tema Traumatologia baseado em evidências, no I CONGRESSO DE TRAUMA ORTOPÉDICO DA SBOT-ES, REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA-ES. Palestrante. 2008. (Congresso).

101.
Palestrante na mesa Punho e Mão, com o tema Fratura do rádio distal, no CURSO COMO EVITAR COMPLICAÇÕES EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA - APRENDENDO COM AS DIFICULDADES, PROMOVIDO PELO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM.Palestrante. 2008. (Outra).

102.
Participante, do 28º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, REALIZADO PELA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2008. (Congresso).

103.
Pesquisa em Ortopedia, no IV SIMPÓSIO DE PUNHO E MÃO E ENCONTRO DA REGIONAL - ABCMRJ, PROMOVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Conferencista. 2008. (Simpósio).

104.
Presidente da Sessão de Temas Livres, no 28º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, REALIZADO PELA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Presidente. 2008. (Congresso).

105.
Debatedor do tema Caso clínico - Mão, na III JORNADA DOS EX-RESIDENTES, ESTAGIÁRIOS E PÓS-GRADUANDOS DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM, REALIZADO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA.Debatedor. 2007. (Outra).

106.
IV Curso de atualização em Cirurgia da mão. 2007. (Outra).

107.
Palestrante do Curso Especial como interpretar um trabalho científico - avaliação da qualidade dos estudos, no 39º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, PROMOVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Palestrante. 2007. (Congresso).

108.
Palestrante do tema Evidências dos métodos diagnósticos, no CURSO DE ATUALIZAÇÃO NAS PATOLOGIAS DOS NERVOS PERIFÉRICOS, APOIO DA SBOT-MG E REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Palestrante. 2007. (Outra).

109.
Palestrante do tema Fratura da extremidade distal do rádio ? Como eu trato, na III JORNADA DOS EX-RESIDENTES, ESTAGIÁRIOS E PÓS-GRADUANDOS DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM, REALIZADO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - EPM.Palestrante. 2007. (Outra).

110.
Participante, da III JORNADA DOS EX-RESIDENTES, ESTAGIÁRIOS E PÓS-GRADUANDOS DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM, REALIZADO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA.Participante. 2007. (Outra).

111.
Participante, do 27º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2007. (Congresso).

112.
Participante, do 39º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, PROMOVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Participante. 2007. (Congresso).

113.
Participante, do CURSO DE ATUALIZAÇÃO NAS PATOLOGIAS DOS NERVOS PERIFÉRICOS, APOIO DA SBOT-MG E REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. Participante. 2007. (Congresso).

114.
Participante, do IV CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA DA MÃO, REALIZADO PELA REGIONAL SÃO PAULO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Participante. 2007. (Outra).

115.
Participante, do WORKSHOP ? DIRETRIZES CLÍNICAS BASEADAS EM EVIDÊNCIA CIENTÍFICA E CENTRADA NO PACIENTE, REALIZADA PELA ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA ? AMB.Participante. 2007. (Outra).

116.
Participante do Dia da Especialidade - Comitê Cirurgia da Mão, no 39º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, PROMOVIDO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Participante. 2007. (Congresso).

117.
Professor da Sessão Ortopedia Geral, com o tema Fraturas da mão, no 3º CURSO TEÓRICO-PRÁTICO DE ALONGAMENTO ÓSSEO E RECONSTRUÇÃO ÓSTEO-ARTICULAR, PROMOVIDO PELO COMITÊ ASAMI - SBOT.Professor da Sessão. 2007. (Outra).

118.
Professor da Sessão Pediátrica, com o tema Fraturas da mão, no 3º CURSO TEÓRICO-PRÁTICO DE ALONGAMENTO ÓSSEO E RECONSTRUÇÃO ÓSTEO-ARTICULAR, PROMOVIDO PELO COMITÊ ASAMI - SBOT.Professor da Sessão. 2007. (Outra).

119.
Relator da Mesa Redonda Moderna, com o tema Luxação - Luxação do carpo, do IV CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM CIRURGIA DA MÃO, REALIZADO PELA REGIONAL SÃO PAULO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Relator da Mesa Redonda Moderna. 2007. (Outra).

120.
XXXIX Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. Como interpretar um trabalho científico: avaliação da qualidade dos estudos. 2007. (Congresso).

121.
Palestrante, no V CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA, TRAUMATOLOGIA E LESÕES DO ESPORTE - V CURSO INTEGRADO DAS LIGAS ACADÊMICAS DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA.Palestrante. 2006. (Outra).

122.
Palestrante do Curso Atualização em cirurgia da mão - Fraturas do rádio distal, com o tema Tratamento com fixador externo x fios percutâneos, no 38º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Palestrante. 2006. (Congresso).

123.
Palestrante do tema Atendimento do politraumatizado, na I JORNADA CIENTÍFICA DE ENFERMAGEM, NO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ - UNIEG.Palestrante. 2006. (Outra).

124.
Participante, do 26º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO ? VIII JORNADA DE REABILITAÇÃO DA MÃO DA SBTM. Participante. 2006. (Congresso).

125.
Participante, do 38º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2006. (Congresso).

126.
Participante, do AO COURSE INTERNATIONAL - ADVANCES IN OPERATIVE FRACTURE MANAGEMENT.Participante. 2006. (Outra).

127.
Participante do Curso Atualização em cirurgia da mão - Fraturas do rádio distal, no 38º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2006. (Congresso).

128.
Participante do Curso Como evitar e tratar infecção em ortopedia, no 38º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2006. (Congresso).

129.
Participante na Mesa Redonda Moderna Fraturas da extremidade distal do rádio, no V CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA, TRAUMATOLOGIA E LESÕES DO ESPORTE - V CURSO INTEGRADO DAS LIGAS ACADÊMICAS DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA.Participante. 2006. (Outra).

130.
Debatedor da MRM Trauma II ? MS, tema Frat do 1/3 médio da clavícula adultos/Frat do úmero com lesão do nervo radial adultos/Frat de Monteggia adultos/Frat segmentar ossos do antebraço, no 37º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA. Debatedor da MRM. 2005. (Congresso).

131.
Participante, do 2º CURSO INTERINSTITUCIONAL DE TRAUMATOLOGIA ORTOPÉDICA, REALIZADO PELO DOT DA UNIFESP/EPM.Participante. 2005. (Outra).

132.
Participante, do 37º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2005. (Congresso).

133.
Autor do Pôster Fraturas da extremidade distal do rádio, no 36º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Autor do Pôster. 2004. (Congresso).

134.
Ministrou Aula com tema Revisão sistemática das fraturas da extremidade do rádio distal, no II CURSO AVANÇADO DE FRATURA DA EXTREMIDADE DO RÁDIO DISTAL (TÉCNICA AO), PROMOVIDO PELA DISC CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR - DISC TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM.Participante. 2004. (Outra).

135.
Participante, do AO COURSE INTERNATIONAL - PRINCIPLES OF OPERATIVE FRACTURE.Participante. 2004. (Outra).

136.
Participante, do II CURSO AVANÇADO DE FRATURA DA EXTREMIDADE DO RÁDIO DISTAL (TÉCNICA AO), PROMOVIDO PELA DISCIPLINA DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR - DISCIPLINA DE TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM.Participante. 2004. (Outra).

137.
Participante, do 23º CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO ? VII CONGRESSO BRASILEIRO DE REABILITAÇÃO DA MÃO ? II JORNADA LUSO-FRANCO-BRASILEIRA DE TERAPIA DA MÃO. Participante. 2003. (Congresso).

138.
Participante, do WORSHOP DE INTRODUÇÃO À REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE DO CENTRO COCHRANE DO BRASIL - UNIFESP/EPM.Participante. 2003. (Outra).

139.
Participante, do XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2003. (Congresso).

140.
Participante do Curso Trauma I, no XXXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2003. (Congresso).

141.
Curso Problemas comuns do fêmoro-patelar. O que fazer e quando ? no 34º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2002. (Congresso).

142.
Participante, da II JORNADA DOS EX-RESIDENTES, ESTAGIÁRIOS E PÓS-GRADUANDOS DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM.Participante. 2002. (Outra).

143.
Participante, do 34º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2002. (Congresso).

144.
Participante, do Curso A arte e a ciência na avaliação de trabalhos científicos. Ortopedia baseada em evidências, no 34º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2002. (Congresso).

145.
Participante, do I CURSO INTERINSTITUCIONAL DE TRAUMATOLOGIA DO APARELHO LOCOMOTOR ? TÉCNICA AO, PROMOVIDO PELO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM E PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA UNIFESP/EPM.Participante. 2002. (Outra).

146.
Participante do Curso Mão, como Apresentador do tema Fraturas da extremidade distal do rádio, no 32º CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 2000. (Congresso).

147.
Participante, do XIX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA DA MÃO, VII CONGRESO SUDAMERICANO DE CIRURGIA DE LA MANO, II CONGRESO SUDAMERICANO DE TERAPIA DE LA MANO, II ENCUENTRO IBERO-AMERICANO DE CIRURGIA DE LA MANO. Participante. 1999. (Congresso).

148.
Participante, com o tema Patologia do membro superior, na V JORNADA CIENTÍFICA DO CLUBE DO OSSO, na qualidade de Organizador.Organizador. 1998. (Outra).

149.
Participante com o tema Patologias do pé e tornozelo, na IV JORNADA CIENTÍFICA DO CLUBE DO OSSO.Participante. 1998. (Outra).

150.
Participante, do 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

151.
Participante das Atividades do Dia da Especialidade na Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, no 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

152.
Participante do Curso Artrose do joelho, no 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

153.
Participante do Curso Instabilidade fêmoro-patelar, no 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

154.
Participante do Curso Problemas de Ortopedia Pediátrica comuns no consultório, no 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

155.
Participante do Curso Quadril doloroso em paciente jovem, no 30º CONGRESSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, REALIZADO PELA SBOT. Participante. 1996. (Congresso).

156.
Apresentador do tema Retalho faciocutâneo interósseo posterior ? Tema oficial Mão, no IV CONGRESSO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO - IV COTESP. Apresentador do tema. 1992. (Congresso).

157.
Autor do tema Retalho faciocutâneo interósseo posterior ? Tema oficial Mão, no IV CONGRESSO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO - IV COTESP. Autor do tema. 1992. (Congresso).

158.
Ouvinte, no 41º CURSO DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO. 1992. (Outra).

159.
Participante, do CURSO AVANÇADO DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR, REALIZADO PELA DISCIPLINA DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA.Participante. 1992. (Outra).

160.
Participante, do IV CONGRESSO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO ESTADO DE SÃO PAULO - IV COTESP. Participante. 1992. (Congresso).

161.
Participante na qualidade de Residente, no 41º CURSO DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO.Participante. 1992. (Outra).

162.
Participante, da IV JORNADA DE CAMPOS DO JORDÃO, REALIZADA PELO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA ? APM E SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA ? SBOT / REGIONAL SÃO PAULO.Participante. 1991. (Outra).

163.
Participante, da JORNADA REGIONAL DE RECICLAGEM EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA ? APM.Participante. 1991. (Outra).

164.
Participante, da JORNADA REGIONAL DE RECICLAGEM EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA II DO DEPARTAMENTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA ? APM.Participante. 1991. (Outra).

165.
Participante, do XXVII CONGRESSSO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA, XIV CONGRESSO LATINO AMERICANO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA E II CONGRESSO PANAMERICANO DE TRAUMATOLOGIA. Participante. 1990. (Congresso).

166.
Participante, do XXXIX CURSO DE CIRURGIA DA MÃO E MEMBRO SUPERIOR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DA MÃO, CO-PATROCINADO PELO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DA ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA.Participante. 1990. (Outra).

167.
Autor da Monografia do título Fratura de escafóide, no XIII CONGRESSO MÉDICO SUL-FLUMINENSE E XIX JORNADA MÉDICA DE VASSOURAS, REALIZADO PELA FUND EDUC SEVERINO SOMBRA DA FAC MED VASSOURAS E HOSPITAL ESC JARBAS PASSARINHO ? DIRETÓRIO ACAD FRÓES DA FONSECA. Participante. 1988. (Congresso).

168.
Autor do tema Paralisia obstétrica de Erb ? Duchenne: Revisão de fatores predisponentes e apresentação de caso clínico, no VIII CAMFMUMC ? VIII CONGRESSO ACADÊMICO ? MÉDICO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES. Participante. 1988. (Congresso).

169.
Como membro residente do Curso Patologia da Coluna Vertebral. 1987. (Outra).

170.
Participante na qualidade de Membro Residente, do CURSO PATOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL, ORGANIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA ? REGIONAL RIO DE JANEIRO.Participante. 1987. (Outra).

171.
Autor e Apresentador do tema Poliomielite, no XI CONGRESSO MÉDICO SUL-FLUMINENSE E XVII JORNADA MÉDICA DE VASSOURAS, REALIZADO PELA FUND EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA DA FAC MEDICINA DE VASSOURAS E HOSPITAL ESC JARBAS PASSARINHO. Participante. 1986. (Congresso).

172.
Curso Diabetes Mellitus, para Clínicos, na III JORNADA CARIOCA DE DIABÉTICOS ? ASSOCIAÇÃO CARIOCA DE DIABÉTICOS, REALIZADA NA SOCIEDADE DE MEDICINA E CIRURGIA DO RIO DE JANEIRO. 1986. (Outra).

173.
Participante, do Curso de Iniciação à Obstetrícia, PROMOVIDO PELO CENTRO DE ESTUDOS DO HOSPITAL ESTADUAL PADRE OLIVÉRIO KRAEMER ? SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE ? ESTADO DO RIO DE JANEIRO.Participante. 1986. (Outra).

174.
Participante como Membro Efetivo, do II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE ORTOPEDIA PEDIÁTRICA, PATROCÍNIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA REGIONAL DO RIO DE JANEIRO.Participante. 1986. (Seminário).

175.
Participante na qualidade de aluno, da V JORNADA DE DIABETES E HIPERTENSÃO, PROMOVIDO PELAS DISCIPLINAS DE CLÍNICA PROPEDÊUTICA MÉDICA E ENDOCRINOLOGIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE VASSOURAS E FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA.Participante. 1986. (Outra).

176.
Participante na qualidade de aluno, do XI CONGRESSO MÉDICO SUL-FLUMINENSE E XVII JORNADA MÉDICA DE VASSOURAS, REALIZADO PELA FUND EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA DA FAC MEDICINA DE VASSOURAS E HOSPITAL ESC JARBAS PASSARINHO ? DIRETÓRIO ACAD FRÓES DA FONSECA. Participante. 1986. (Congresso).

177.
SIMPÓSIO AGREGAÇÃO PLAQUETÁRIA E DOENÇA CARDIOVASCULAR, REALIZADO PELA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR ? REGIONAL RIO DE JANEIRO. 1986. (Simpósio).

178.
Participante, do 1º CURSO DE ANATOMIA MACROSCÓPICA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL, DA DISCIPLINA DE ANATOMIA DO DEPARTAMENTO DE MORFOLOGIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE VASSOURAS - FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA.Participante. 1985. (Outra).

179.
Participante, do IX CONGRESSO MÉDICO SUL-FLUMINENSE E XV JORNADA MÉDICA DE VASSOURAS, REALIZADO PELA FACULDADE DE MEDICINA DE VASSOURAS E FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SEVERINO SOMBRA. Participante. 1984. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BELLOTI JC; SANTOS, J. B. G. ; FALOPPA, F. ; FERNANDES, C. H. . Participou da Comissão Organizadora no Curso Casa da Mão ? 20 anos ? 1o. Curso de Artroplastia do Membro Superior. 2013 Set 6-7; São Paulo: Disciplina de Cirurgia da Mão e Membro Superior, Universidade Federal de São Paulo.. 2013. (Outro).

2.
BELLOTI JC. Membro da Comissão Científica. In: 32o. Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão. 2012 Abr 28-30. 2012. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Marcos Barbieri Mestriner. RESULTADOS DA RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO POSTERIOR EM DUPLA BANDA COM ENXERTOS AUTÓLOGOS. COMPARAÇÃO ENTRE DOIS TIPOS DE ENXERTO E ENTRE PACIENTES COM LESÕES ISOLADAS E COMBINADAS. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

2.
André Nunes Machado. USO DE ÓRTESES NO PÓS-OPERATÓRIO DE DOENÇAS LOMBARES DEGENERATIVAS. Revisão Sistemática. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Milla Pompilio da Silva. MODALIDADES ELETROTERAPEUTICAS PARA EPICONDILITE LATERAL. Revisão Sistemática. Início: 2015. Tese (Doutorado em Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Beatriz Sernajoto Cristiani Pedro. MODALIDADES TERAPÊUTICAS VERSUS INJEÇÃO DE CÓRTICOESTERÓIDE PARA DEDO EM GATILHO. Ensaio Clínico Randomizado. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento: Capacitação em Pesquisa em Cirurgia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

2.
Jordana Scheeren. QUAL É A QUALIDADE DAS REVISÕES SISTEMÁTICAS SOBRE TRATAMENTO DE FRATURAS DE RÁDIO DISTAL?. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento: Capacitação em Pesquisa em Cirurgia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Nicole Takakura Gaggioli. INTERVENÇÕES PARA PREVINIR A OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA APÓS TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURAS DO ACETÁBULO. Revisão Sistemática. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Simone Battibugli. Tratamento de crianças com paralisia cerebral espástica mediante aplicação de estimulação elétrica. Revisão Sistemática. Electrical stimulation therapy for children with cerebral palsy.. 2014. Dissertação (Mestrado em Curso de Pós-Graduação em Cirurgia Translacional) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

2.
Jorge Sayum Filho. INTERVENÇÕES PARA O TRATAMENTO DAS FRATURAS DE PATELA EM ADULTOS. Revisão Sistemática. 2014. Dissertação (Mestrado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

3.
Rebeca Barros Furukava. INTERVENÇÕES PARA PREVENIR A OSSIFICAÇÃO HETEROTÓPICA APÓS TRATAMENTO CIRÚRGICO DE FRATURAS DO ACETÁBULO. Revisão Sistemática. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado Prof Associado R Méd (MEPAREM) TECNOLOGIA E ATENÇÃO À SAÚDE) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

4.
David Del Curto. ABORDAGENS CIRÚRGICAS PARA O TRATAMENTO DAS LUXAÇÕES FACETÁRIAS DA COLUNA CERVICAL. Revisão Sistemática. 2011. Dissertação (Mestrado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

5.
Raul Frankllim De Carvalho Almeida. Qual o Enfoque Atual da Artroplastia Total do Joelho no Brasil? Estudo Transversal. 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós graduação Ortopedia Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

Tese de doutorado
1.
Benedito Felipe Rabay Pimentel. ACURÁCIA DA ULTRASSONOGRAFIA E ELETRONEUROMIOGRAFIA NO DIAGNÓSTICO DA SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO. 2016. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

2.
Haroldo Fiorini Junior. EFETIVIDADE DAS INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS PARA O TRATAMENTO DO DEDO EM GATILHO NO ADULTO. Revisão Sistemática. 2016. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

3.
Fernando Cury Rezende. RECONSTRUÇÃO COMBINADA INTRA E EXTRA-ARTICULAR VERSUS RECONSTRUÇÃO INTRA-ARTICULAR ISOLADA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR. Revisão Sistemática. 2016. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

4.
Guilherme Confort Gracitelli. INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS (MICROFRATURA, PERFURAÇÃO, TRANSPLANTE OSTEOCONDRAL AUTÓLOGO E HOMÓLOGO) PARA O TRATAMENTO DE LESÕES (OSTEO)CONDRAIS NO JOELHO DE ADULTOS. Revisão Sistemático. 2016. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Joao Carlos Belloti.

5.
Francesco Camara Blumetti. Toxina Botulínica tipo A para Espasticidade dos Membros Inferiores na Paralisia Cerebral. 2016. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

6.
Vinícius Ynoe de Moraes. TERAPIAS RICAS EM PLAQUETAS PARA O TRATAMENTO DE LESÕES MUSCULOTENDÍNEAS:. Revisão Sistemática. 2015. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Joao Carlos Belloti.

7.
Fabio Teruo Matsunaga. Treatment of the humeral shaft fractures - minimally invasive osteosynthesis with bridge plate versus conservative treatment with functional brace: study protocol for a randomised controlled trial. 2015. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Joao Carlos Belloti.

8.
Jorge Raduan Neto. Treatment of reducible unstable fractures of the distal radius: randomized clinical study comparing the locked volar plate and external fixator methods: study protocol. 2015. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

9.
Pedro Debieux Vargas Silva. PARAFUSO DE INTERFERÊNCIA METÁLICO VERSUS BIOABSORVÍVEL PARA FIXAÇÃO DO ENXERRO NA RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CURZADO ANTERIOR.. 2015. Tese (Doutorado em cirurgia translacional) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

10.
Nicola Archetti Netto. Treatment of Bankart Lesions in Traumatic Anterior Instability of the Shoulder: A Randomized Controlled Trial Comparing Arthroscopy and Open Techniques.. 2012. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina, . Coorientador: Joao Carlos Belloti.

11.
Marcel Jun Sugawara Tamaoki. INTERVENÇÃO CIRÚRGICA VERSUS CONSERVADORA PARA O TRATAMENTO DAS LUXAÇÕES ACROMIOCLAVICULARES EM ADULTOS. REVISÃO SISTEMÁTICA. 2011. Tese (Doutorado em PPG Cirurgia Translacional (33009015038P1)) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Joao Carlos Belloti.

12.
Antonio Carlos Campanini Zechinatti. AVALIAÇÃO DAS LICENÇAS MÉDICAS NA UNIFESP NO PERÍODO DE 1998 A 2008. 2010. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Joao Carlos Belloti.

13.
Mário Lenza. INTERVENÇÕES PARA TRATAMENTO DA FRATURA DA CLAVÍCULA E PSEUDOARTROSE EM ADOLESCENTES E ADULTOS. Revisão Sistemática. 2010. Tese (Doutorado em Ortopedia e Traumatologia) - Universidade Federal de São Paulo, . Coorientador: Joao Carlos Belloti.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Marcel Jun Sugawara Tamaoki. 2017. Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Joao Carlos Belloti.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Pedro HI Pohl. Posterior surgical approach procedures for cervical myelopathy. 2014. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento: Capacitação em Pesquisa em Cirurgia) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

2.
Rogerio Teixeira de Carvalho. Interventions for treating fractures of the patella in adults (Protocol). 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

3.
João Alberto Yazigi Junior. Treatment of pelvic fractures - a national survey. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

4.
Vinícius Ynoe de Moraes. A hierarquia das evidências em cirurgia da mão nas revistas ortopédicas nacionais. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência de Cirurgia da Mão e Membro Superior) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

5.
Oreste Carrazone. Prevalência das lesões associadas na luxação recidivante traumática do ombro. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

6.
Fabio Teruo Matsunaga. Are classifications of proximal radius fractures reproducible?.. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

7.
Francesco Câmara Blumetti. Botulinum toxin A for the prevention of hip dislocation in cerebral palsy. (Revisão Sistemática). 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

8.
Antonio Marcos Ferracini. Estudo prospectivo e randomizado de pacientes com fraturas expostas da diáfise do fêmur submetidos a osteossíntese com placa e haste intramedular bloqueada a foco aberto. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

9.
Délio Eulálio Martins Filho. Correlação entre exame radiológico, ressonância magnética e exame histológico na degeneração dos discos intervertebrais lombares humanos. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

10.
Robinson Esteves Santos Pires. Como são tratadas as fraturas diafisárias fechadas do fêmur no Brasil?. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

11.
Daniel Balbachevsky. Como são tratadas as fraturas expostas da tíbia no Brasil? Estudo transversal.. 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperf em Capacitação Metod Pesq Musculoesquelética) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

Iniciação científica
1.
Renan Gonçalves Leão. Estudo clínico randomizado comparativo do tratamento da fasceíte plantar crônica com ondas de choque e infiltração com corticoesteroides. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

2.
Thiago Sato de Castro. Estudo clínico randomizado comparativo do tratamento da fasceíte plantar crônica com ondas de choque e infiltração com corticoesteróides. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

3.
Jaime Picaro Erazo. UM NOVO MÉTODO DE AVALIAÇÃO DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL: A Classificação IDEAL.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

4.
Leonardo Jorge Iani. UM NOVO MÉTODO DE AVALIAÇÃO DAS FRATURAS DO RÁDIO DISTAL: A Classificação IDEAL.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Joao Carlos Belloti.

5.
Eduardo Cerello Chapchap. Concordância Intraobservadores e Interobservadores Classificação. Fraturas do Rádio Distal com Desvio. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Joao Carlos Belloti.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
de Moraes, Vinícius Ynoe2014de Moraes, Vinícius Ynoe ; GODIN, KATELYN ; DOS REIS, FERNANDO BALDY ; Belloti, João Carlos ; BHANDARI, MOHIT . Status of Road Safety and Injury Burden. Journal of Orthopaedic Trauma, v. 28, p. S45-S46, 2014.



Outras informações relevantes


Nos úlimos dois anos recebeu recursos da Agência de Fomento FAPESP em 4 projetos de Pesquisa na categoria: Auxílio de Projeto Regular - Fonte - Biblioteca Vietual FAPESP:   http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/94894/joao-carlos-belloti/ 
1- Descrição e validação de um novo método de classificação para as fraturas da extremidade distal do rádio
Processo:10/52594-3 - Concluído
2-Tratamento das fraturas da extremidade distal do rádio redutíveis instáveis: ensaio clínico randomizado comparando os métodos de placa volar bloqueada e fixador externo -   Processo:	12/00806-2       Vigência:	 01 de junho de 2012 - 31 de maio de 2014
3-Tratamento das fraturas diafisárias do úmero: osteossíntese com placa em ponte X tratamento não cirúrgico com órtese funcional: ensaio clínico randomizado-   Processo:	 11/21611-2   Vigência:	 01 de maio de 2012 - 30 de abril de 201
4-Influência do fenômeno da compensação laboral após cirurgia ortopédica do membro superior: revisão sistemática do prognóstico pós operatório   Processo: 11/20684-6   Vigência:	 01 de abril de 2012 - 31 de março de 2013. 
Pesquisador CNPQ II (2013-2016)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/01/2019 às 1:22:06