Saulo Henrique Souza Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7454291242395665
  • Última atualização do currículo em 13/11/2018


Saulo Henrique Souza Silva é Licenciado em Filosofia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), Mestre e Doutor em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e possui estágio de Pós-doutorado junto ao Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP). Professor de Filosofia do Colégio de Aplicação (CODAP), Pesquisador permanente do Programa de Pós-graduação em Filosofia (PPGF) e do Programa de Pós-graduação em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais (PROF-CIAMB), ambos da UFS. Seus interesses de pesquisa estão concentrados em torno da filosofia política inglesa do século XVII, da discussão sobre tolerância, religião e ateísmo; sobre os pressupostos teóricos da ética ambiental e os problemas que envolvem o ensino de filosofia no Brasil. Em 2013 publicou o livro Tolerância Civil e Religiosa em John Locke (EDUFS). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Saulo Henrique Souza Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, S. H. S.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Sergipe, Centro de Educação de Ciências Humanas.
Av. Marechal Rondon, s/n
Jardim Rosa Elze
49100-000 - Sao Cristovao, SE - Brasil
URL da Homepage: http://www.ufs.br/


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Filosofia.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: ROBERT FILMER E A EMERGÊNCIA DA FILOSOFIA LIBERAL, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Antônio Carlos dos Santos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Absolutismo; Divisão de poderes; Liberalismo; Patriarcalismo; Política; Secularização.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2006 - 2008
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: A Exterioridade do Político e a interioridade da fé: Os Fundamentos da Tolerância em John Locke,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Antônio Carlos dos SAntos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Política; Secularização; Tolerância.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
2001 - 2005
Graduação em Filosofia.
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Título: Secularização e tolerância em John Locke.
Orientador: Antônio Carlos dos Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2015 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.


Formação Complementar


2013 - 2013
Ensino de Filosofia: experiências contemporâneas. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2008 - 2008
Fenomenologia. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2005 - 2005
Conhecimento e Ação na Crítica Kantiana. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2005 - 2005
Ética e Filosofia Política. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2005 - 2005
A crítica humeana à noção de casualidade. (Carga horária: 14h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2005 - 2005
Educação e Política em Platão e Rousseau. (Carga horária: 14h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2004 - 2004
Pessimismo e Feloicidade em Schopenhauer. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2002 - 2002
Mito e Filosofia. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
2001 - 2001
Ética, Existência e Teologia em S. A. Kierkegaard. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Sergipe, UFS, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Lotado no Colégio de Aplicação.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Tirocínio docente, Enquadramento Funcional: Bolsista/CAPES, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplina: Introdução a Filosofia


Centro de Educação Permanente da saúde, CEPS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: professor
Outras informações
Professor da Unidade Temática Processos Sociais e Comunicacionais que gira em torno da: sociabilidade, teoria da comunicação e linguagem em Habermas



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
AVANÇOS DA TÉCNICA, DESCOMPASSO MORAL E PRESSUPOSTOS DA ÉTICA AMBIENTAL
Descrição: O ambiente espiritual da modernidade instaurou a concepção segundo a qual o conhecimento científico deveria ser o meio pelo qual o homem poderia dominar a natureza; tal utilidade estava sintonizada com a ampliação do comércio e o aprofundamento do desenvolvimento da técnica. O pensamento científico ajuizava justamente à possibilidade do homem vencer as forças encantadas da natureza e instaurara seu domínio sobre o que antes era pura obscuridade. Dessa orientação, as sociedades contemporâneas herdaram o desenvolvimento da razão instrumental, o avanço desenfreado do homem sobre a natureza e a reificação dos bens naturais mediada pela técnica. Sobre esse diagnóstico, existem algumas premissas básicas que este projeto visa desenvolver, a saber, a) A ciência moderna deve desencantar a natureza. b) O desencanto da natureza consiste no conhecimento de suas regras. c) O conhecimento do funcionamento da natureza possibilitaria o domínio do homem sobre a natureza. d) Dominar a natureza significa ao mesmo tempo ocupar os espaços vazios e torná-la mais produtiva. e) Para tanto, era preciso aprofundar o domínio da técnica como uma maneira de tronar possível esse domínio. Dessa forma, o problema que se instaura é justamente: até que ponto a técnica e a utilidade na ciência podem conviver com a preservação/conservação do meio ambiente? Além disso, outras questões são fundamentais como, até que ponto a natureza pode ser compreendida como possuidora de um valor em si mesmo que justifique a sua preservação? Qual o ganho que as éticas ambientais têm conseguido em sua tentativa de elegera a natureza a um tema filosófico fundamental? Além das questões éticas que envolvem o meio ambiente terreno, com a escalda das experiências e projetos futuros de colonização humana de outros mundos, a reflexão ética deve também ser expandida para esses mundos ou estar restrita à natureza da Terra? A humanidade desenvolveu a técnica para tornar-se senhora da natureza e se apropriar melhor dos bens naturais, transformando a terra em uma mãe mais produtiva e a natureza em uma potência menos mágica, desencantada. Chegou a um ponto em que o muito foi devastado, florestas foram destruídas, rios poluídos, pessoas quase escravizadas por meio de horas e horas diárias de trabalho, espécies da fauna e da flora extintas. Tudo em vista do lucro e da necessidade de uma ciência útil, aplicável, não contemplativa, como aquela dos antigos. Enfim, o avanço e a salvação do planeta não estão mais no desenvolvimento do raciocínio frio e calculista, mas na capacidade de compreender a natureza sobre o ponto de vista ético. Equilibrando a relação predatória do homem com a necessidade de preservação dos ambientes ainda incultos. O simples raciocínio calculista e preso à utilidade, porém despido de qualquer reflexão problematizadora, pode nos levar ao abismo da destruição de nosso próprio mundo e de outros mundos que o homem venha a conhecer. Ao fim e ao cabo, apesar do avanço pioneiro desses autores na discussão da ética ambiental, é preciso ampliar a reflexão para outros mundos possíveis, que estão no alvo de exploração da humanidade, como luas e planetas do próprio sistema solar. Dessa forma, o desenvolvimento da ética ambiental não deve mais permanecer nas fronteiras daquilo que o homem pode fazer com o planeta de origem, mas deve refletir sobre a ação humana em um espaço mais amplo que envolve a possibilidade de modificação e destruição de outros mundos. O projeto estará relacionado com as atividades desenvolvidas entre professores vinculados ao PROF-CIAMB/SE e ao Colégio de Aplicação. : Assim, a pesquisa visa desenvolver a temática da ética ambiental com estudantes de educação básica que tenham interesse em pesquisas cujo enfoque parta da Ética Ambiental;.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Saulo Henrique Souza Silva - Coordenador.
2018 - Atual
Pesquisa quantitativa sobre opinião política e crença religiosa no âmbito da Universidade Federal de Sergipe (Campus de São Cristóvão)
Descrição: Existe uma relação estreita entre ideias políticas e religiosas. Mesmo na vida contemporânea, onde se pensou que a religião deixaria o espaço público, cada vez mais religião e ideias políticas têm sido difundidas como partícipes do mesmo pensamento geral. Por sua vez, mesmo quando a concepção de secularização e afastamento do religioso da esfera política é exercida e as igrejas ou sociedades religiosas permanecem restritas ao espaço privado, ainda assim, a crença religiosa vem acompanhada de um quadro de regras éticas que se efetuam na sociedade civil, esfera pública. Dessa forma, tomando por base a discussão teórica acerca dos temas secularização, modernidade e espaço público pretendemos desenvolver o pano de fundo adequado para a melhoria dos questionários? informados abaixo? bem como fornecer ao jovem pesquisador (a) o conhecimento adequado tanto para a implementação dos questionários quanto para saber trabalhar com os dados obtidos. Com esta pesquisa estaremos dando continuidade aos projetos desenvolvidos por meio do incentivo de bolsas PIBIC Jr com alunos do Colégio de Aplicação da UFS. No último edital foi elaborado, a partir de uma rigorosa discussão teórica, os questionários listados abaixo. Dessa forma, neste edital pretendemos revisar os questionários e aplicá-los dentro no universo da Cidade Universitária José Aloísio de Campos (Campus de São Cristóvão da UFS), entre os estudantes de todos os níveis, os servidores efetivos e terceirizados, entre os professores. A partir da aplicação desse questionário poderemos ter uma ideia da relação entre opinião política e crença religiosa no âmbito da Universidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
Rei, povo e soberania popular: Robert Filmer contra John Milton
Descrição: Em geral, Filmer ficou conhecido por ter sistematizado uma doutrina absolutista alicerçada no simbolismo bíblico de Adão e na analogia entre a pessoa do rei e aquela do pai, o denominado patriarcalismo político. Por sua vez, os seus ?inimigos? foram todos aqueles cujas obras estabeleciam direitos naturais ou civis à multidão, como ele frequentemente qualificava o conjunto da população de um Estado. Assim, tentou ?corrigir? as interpretações sobre a filosofia política de Aristóteles e discutiu a concepção de Edward Coke a respeito da relação entre a common law e os poderes governamentais. Combateu Philip Hunton , Hugo Grotius e Thomas Hobbes . Entre os religiosos, Filmer cita os reformadores João Calvino, George Buchanan e todos os divulgadores da ?disciplina de Genebra?; igualmente, a doutrina dos jesuítas entre os quais destacar-se-iam três personagens distintas: o Cardeal Roberto Belarmino, o professor da Universidade de Coimbra Francisco Suárez e o líder jesuíta na Inglaterra Robert Parsons (Cf. Patriarcha, p. 3) . Com efeito, o objetivo deste projeto é aprofundar a discussão no contexto das respostas Filmer aos seus adversários republicanos e liberais , enfatizando essa investigação na crítica a soberania popular em John Milton (1608-1674)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
A teoria liberal-democrática à luz da crítica contemporânea ao individualismo
Descrição: A estrutura das sociedades contemporâneas pode ser entendia a partir do aprofundamento da filosofia moral e política que atribui ao indivíduo humano uma diversidade de direitos fundamentais, entendidos como naturais (jus naturae). Por sua vez, é factível afirmar a hipótese de que os germes desse pensamento podem ser investigados nas teses desenvolvidas pelos filósofos ingleses do século XVII. Sobre isso, segundo o professor C.B. Macpherson, em uma obra já clássica e intitulada A teoria do individualismo possessivo, ?(...) vale a pena indagar se essa base teórica não estará tanto nas raízes da tradição liberal, quanto em algum desenvolvimento posterior (...), podemos considerar as raízes como estando presentes na teoria e na prática política do século XVII inglês? (1979, p. 13). Neste projeto pretendemos desenvolver essa orientação a partir da compreensão segundo a qual o indivíduo é livre na medida em que é proprietário de sua pessoa e de suas capacidades, essa asserção consiste em princípios que alicerçam a organização social e economia da maior parte dos estados ocidentais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Sociedade, Diversidade e Tolerância
Descrição: O projeto tem como objetivo levar os alunos a investigar o significado dos conceitos: sociedade, diversidade e tolerância a partir da gênese filosófica dos mesmos, compreender os fundamentos da sociedade civil, da ética ocidental e da ocorrência da diversidade religiosa e cultural na sociedade. Assim, os alunos iniciantes na pesquisa deverão ser capazes de identificar alguns aspectos da configuração social (ética e política) contemporânea a partir do estudo de três pensadores: John Locke, Voltaire e Marcel Gauchet..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
As origens da Filosofia política liberal
Descrição: O projeto tem como objetivo levar os alunos a investigar a origem do pensamento político liberal, o qual em seu desenvolvimento passou a ser chamado de liberalismo político. Dessa forma, os alunos envolvidos com esta pesquisa deverão analisar os seguintes conceitos: liberdade, individualismo, contratualismo e Estado. Para tanto, estabelecemos três autores basilares para o desenvolvimento deste projeto, a saber: John Locke, Adam Smith e John Rawls..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
AS FUNDAÇÕES DA TEORIA LIBERAL
Descrição: A pesquisa tem por objetivo estudar a gênese das ideias do Estado liberal. A hipótese é que o eixo base de construção de conceitos como: tolerância, separação de poder, constitucionalismo, individualidade, democracia representativa, entre outros, que definem as bases da teoria liberal do Estado, se originam da refutação aos modelos absolutistas do século XVII, especialmente ao patriarcalismo de Robert Filmer..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
Os Fundamentos da Tolerância em John locke
Descrição: O projeto tratou de investigar os fundamentos ou princípios pelos quais o filósofo inglês John Locke trabalhou o problema da tolerância religiosa no século XVII..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2005
Locke e Bayle contra o arsenal da intolerância
Descrição: O problema da tolerância surgiu no século XVII no quadro teológico-político. Locke e Bayle tiveram um papel importante: o primeiro distingüiu claramente a ordem da autoridade política e a eclesiástica, sob a tutela da liberdade pública; o segundo apresentou uma idéia de tolerância sobre as bases da liberdade de consciência. Para os dois, igualmente, a força, sobre o plano da fé, é um meio odioso e ineficaz. Sendo assim, o objetivo deste projeto é analisar o fundamento filosófico da tolerância sob a ótica da liberdade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2004
A concepção circular da história em Maquiavel
Descrição: O tema geral tratado nesse projeto de pesquisa diz respeito ao conceito de História no pensamento de Nicolau Maquiavel. Esta pesquisa abordou a obra do autor florentino, demonstrando a quebra de paradigma que sua nova teoria política, viria a provocar no pensamento ocidental. É a partir dessa teoria concepção de história que Maquiavel tentará compreender o mundo dos homens, pois, toda perspectiva humana é sempre histórica e esta, segundo o florentino, se movimenta em ciclos, sempre se repete. Tal atitude frente à História, deixa clara a influência relevante do historiador grego Políbios..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia da religião.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ensino de Filosofia.


Idiomas


Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Bem.


Prêmios e títulos


2012
Primeiro Lugar em Projetos de PIBIC Jr, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação tecnológica do Estado de Sergipe.
2012
Terceiro Lugar em projetos de Pibic Jr, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação tecnológica do Estado de Sergipe.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVA, S. H. S.2018SILVA, S. H. S.. História Natural e Ateísmo antropológico em John Locke. CADERNOS ESPINOSANOS (USP), v. 38, p. 107-126, 2018.

2.
SILVA, S. H. S.2017SILVA, S. H. S.. Walter Benjamin e C.B. Macpherson, sobre a mercantilização da obra de arte à luz do individualismo possessivo. Quadranti, v. 1, p. 301-313, 2017.

3.
SILVA, S. H. S.2016SILVA, S. H. S.. ABSOLUTISMO, SOBERANIA POPULAR E REVOLUÇÃO: ROBERT FILMER CONTRA JOHN MILTON. FILOSOFIA (Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto), v. 33, p. 229-242, 2016.

4.
SILVA, S. H. S.2015SILVA, S. H. S.. História sagrada e absolutismo monárquico em Robert Filmer e Jacques Bossuet. Quadranti â013 Rivista Internazionale di Filosofia Contemporanea, v. III, p. 215-230, 2015.

5.
SILVA, S. H. S.2008SILVA, S. H. S.. Religião e Estado em Locke e Rousseau: aproximações e divergências. Cadernos UFS. Filosofia, v. 4, p. 85-93, 2008.

6.
SILVA, S. H. S.2008SILVA, S. H. S.. Locke e a crítica à prova cartesiana da existência necessária de Deusl. Polymátheia (UECE), v. Vol.IV, p. 145-159, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SILVA, S. H. S.; PRIMO, M. S. A. (Org.) ; BECKER, Evaldo (Org.) . Moral, Ciência e História no Pensamento Moderno. 01. ed. São Cristóvão: EDUFS, 2018. 415p .

2.
SILVA, S. H. S.. Tolerância Civil e Religiosa em John Locke. 01. ed. São Cristóvão: Editora da UFS, 2013.

Capítulos de livros publicados
1.
SILVA, S. H. S.. Religião e sedição popular na Inglaterra seiscentista de Robert Filmer e John Milton. In: Saulo Henrique Souza Silva; Evaldo Becker; Marcelo de Sant'Anna Alves Primo. (Org.). Moral, Ciência e História no Pensamento Moderno. 01ed.São Cristóvão: EDUFS, 2018, v. , p. 55-84.

2.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer, Thomas Hobbes e a polêmica entre a vertente contratual e a patriarcal da fundação da autoridade política. In: Carvalho, Marcelo. Freitas, Jacira de. Santos, Antônio dos.. (Org.). Filosofia do Século XVIII (Coleção do XVI Encontro da ANPOF). 01ed.São Paulo: ANPOF, 2015, v. , p. 25-36.

3.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer, John Locke e a controvérsia sobre a origem e a extensão da autoridade política.. In: Antônio José pereira Filho e Marcos Ribeiro Balieiro. (Org.). História e Política no Pensamento Moderno. 01ed.Porto Alegre: Redes Editora LTDA, 2013, v. , p. 33-48.

4.
SILVA, S. H. S.. O ensino de filosofia ente incertezas e possibilidades. In: Evaldo Becker; Marcos Balieiro; Oliver Tolle. (Org.). Filosofia no Ensino Médio: filosofia da ciência. 1ºed.São Cristívão: Editora UFS, 2013, v. , p. 153-164.

5.
SILVA, S. H. S.. A exterioridade do político e a interioridade da fé: os fundamentos da tolerância em John Locke. In: Edmilson Meneses Santos, Everaldo de Oliveira. (Org.). Modernidade filosófica: um projeto, múltiplos caminhos. 1ºed.São Cristóvão: Editora UFS, 2011, v. , p. 117-145.

6.
SILVA, S. H. S.. Entre a razão e a revelação: o paradoxo da filosofia moral e política de John Locke. In: SANTOS, Antonio Carlos dos. (Org.). Entre a cruz e a espada: reflexões filosóficas sobre a religião e a política. 1ºed.São Cristóvão: Editora UFS, 2010, v. , p. 75-90.

7.
SILVA, S. H. S.. Milagres: as credênciais da revelação cristã. In: Antônio Carlos dos Santos. (Org.). O outro como problema: o surgimento da tolerância na modernidade. São Paulo: Alameda, 2010, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SILVA, S. H. S.. A CRISE INSTITUCIONAL E O AVANÇO DA LUTA TRABALHISTA NO BRASIL. Expressão Sergipana, Aracaju, p. 01 - 01, 22 maio 2017.

2.
SILVA, S. H. S.. A Crise democrática e o avanço do autoritarismo no Brasil. Expressão Sergipana, Aracaju, p. 01 - 01, 17 nov. 2016.

3.
SILVA, S. H. S.. Corrupção, antirrepublicanismo e desesperança no sistema político brasileiro. Artigos Portal UFS, São Cristóvão, 07 mar. 2016.

4.
SILVA, S. H. S.. retórica frágil e democracia no Brasil. Cinform, aracaju, p. C1 - C1, 21 dez. 2015.

5.
SILVA, S. H. S.. O Club Sportivo Sergipe, a paixão e o fim da urucubaca. PORTAL UFS, São Cristóvão, p. 1 - 1, 29 maio 2013.

6.
SILVA, S. H. S.. O AUMENTO DA TARIFA DO TRANSPORTE COLETIVO EM ARACAJU E O PROBLEMA DA ÉTICA. JORNAL DA CIDADE, Aracaju, p. B6 - B6, 15 maio 2013.

7.
SILVA, S. H. S.. A história, João Alves Filho e o espectro da esperança. Jornal da Cidade, Aracaju, p. B6 - B6, 10 out. 2012.

8.
SILVA, S. H. S.. A Filosofia em meio à popularização e ao estranhamento (Parte II). Jornal da Cidade, Aracaju, p. B-4 - B-4, 23 mar. 2011.

9.
SILVA, S. H. S.. A Filosofia em meio à popularização e ao estranhamento (Parte I). Jornal da Cidade, Aracaju, p. B-4 - B-4, 22 mar. 2011.

10.
SILVA, S. H. S.. A polêmica sobre o aborto e a relação entre política e religião. Jornal da Cidade, 20 out. 2010.

11.
SILVA, S. H. S.. Aracaju, entre a evolução urbanística e a diversidade arquitetônica. Revista arteambiente, Aracaju, p. 38 - 38, 04 jul. 2009.

12.
SILVA, S. H. S.. O Pré-caju é uma festa benéfica e necessária?. Cinform, Aracaju, p. 6 - 6, 02 jan. 2009.

13.
SILVA, S. H. S.. O assassinato de Marielle Franco e o fim da política. Portal UFS, Seção Artigos, Aracaju, p. 01 - 01.

14.
SILVA, S. H. S.. Quando a democracia encontra o autoritarismo: novos momentos do caos brasileiro. Site da ADUFS, São Cristóvão -SE, p. 01 - 01.

15.
SILVA, S. H. S.. Aracaju: entre a evolução urbanística e a diversidade arquitetônica. Cinform, Aracaju.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, S. H. S.. 1. História, virtú e fortuna no pensamento de Maquiavel.. In: VII Semana de História da UFS, 2004, São Cristóvão. Anais da VII Semana de História da UFS. São Cristóvão: Editora UFS, 2004. p. 188-195.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, S. H. S.. Sobre trabalho, dinheiro e mercado em John Locke. In: II Encontro de São Lázaro, 2011, Salvador. Livro de Resumos do II Encontro de São Lázaro. Salvador: Quarteto, 2011. p. 298-299.

2.
SILVA, S. H. S.. John Locke, John Rawls e os princípios do liberalismo político. In: VII Seminário de Pesquisa do NEPHEM, 2010, São Cristóvão. Caderno de Resumos do VII Seminário de Pesquisa do NEPHEM. São Cristóvão: UFS, 2010.

3.
SILVA, S. H. S.. 11. Robert Filmer, John Locke e a controvérsia sobre a origem e a extensão da autoridade política. In: VI Encontro de pesquisa do NEPHEM, 2008, São Cristóvão. Cadernos de Resumos do VI Seminário de Pesquisa do NEPHEM, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, S. H. S.. História Sagrada e absolutismo em Filmer e Bossuet: notas aproximativas que partem de Voltaire. In: VIII Colóquio Nacional de Filosofia da História, 2015, São Cristóvão/São Paulo. Caderno de Resumos. São Cristóvão: EDUFS, 2015. v. 01. p. 19-20.

2.
SILVA, S. H. S.. Beasts, Mens, Aliens, Spirits and God: John Locke and the Chain of Life. In: Workshop: The Origin and Concept of Life, 2015, San Cristobal (Galápagos). Participants Abstracts. San Cristobal, Galápagos.: Galapagos Institute for the Arts and Sciences, 2015. p. 11-12.

3.
SILVA, S. H. S.. Jean-Jacques Rousseau e o 'odioso sistema de Robert Filmer'. In: VI Colóquio Internacional Jean-Jacques Rousseau, 2013, Pirenópolis. Cadernos de Resumos do VI Colóquio Internacional Jean-Jacques Rousseau, 2013.

4.
SILVA, S. H. S.. Religião, moralidade e tolerância em John Locke. In: VII Congresso latino-americano sobre ciência e religião, 2012, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos do VII Congresso latino-americano sobre ciência e religião, 2012. p. 74-75.

5.
SILVA, S. H. S.. Natureza e apropriação humana dos bens naturais: Robert Filmer crítico de Hugo Grotius. In: III Encontro de São Lázaro, 2012, Salvador. Livro de Resumos III Encontro de São Lázaro. Salvador: Quarteto Editora, 2012.

6.
SILVA, S. H. S.. A concepção Rousseauniana da propriedade: entre a perspectiva patriarcal e a liberal. In: V Colóqui Nacional Rousseau, 2011, São Cristóvão. Programa e caderno de resumos do V colóquio nacional Rousseau, 2011. v. 01. p. 90-91.

7.
SILVA, S. H. S.. A concepção de milagre na filosofia da religião de John Locke. In: Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião, 2011, Brasília. Anais do IV Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião, 2011. v. 01. p. 88-89.

8.
SILVA, S. H. S.. Robert Fillmer e os paradoxos do patriarcalismo: inovação e arcaísmo. In: XIV Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2010, Águas de Lindóia. Anais do XIV Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2010.

9.
SILVA, S. H. S.. História Sagrada e autoridade política no patriarcalismo de Robert Filmer. In: V Colóquio Nacional de Filosofia da História, 2009, Salvador. Caderno de Resumos do V Colóquio Nacional de Filosofia da História, 2009.

10.
SILVA, S. H. S.. Locke e Lebniz, sobre fé e razão. In: III Congresso Nacional de Filosofia da Religião, 2009, Brasília. Anais do III Congresso Nacional de Filosofia da Religião, 2009.

11.
SILVA, S. H. S.. Entre a razão e a revelação: o paradoxo da filosofia moral e política de John locke. In: II Colóquio Nacional de Ética e Filosofia Política na UFS, 2009, São Cristóvão. Caderno de Resumos do II Colóquio Nacional de Ética e Filosofia Política na UFS, 2009.

12.
SILVA, S. H. S.. 9. Entre acusadores e defensores: a controvérsia entre as interpretações da teoria lockeana da propriedade.. In: X Semana de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe, 2008, São Cristóvão. Caderno de Resumos da X Semana de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe, 2008.

13.
SILVA, S. H. S.. 10. Entre a filosofia política e a epistemologia da religião: a doutrina da tolerância em John Locke. In: XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2008, Canela-RS. Livro de Atas do XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.. Porto Alegre: Unisinos, 2008.

14.
SILVA, S. H. S.. Locke e a crítica à prova cartesiana da existência necessária de Deus: um problema moral.. In: I ENCONTRO DE PESQUISA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA DA UFBA, 2007, Salvador. Caderno de resumos do I ENCONTRO DE PESQUISA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA DA UFBA. Salvador: UFBA, 2007. v. 1.

15.
SILVA, S. H. S.. Religião e Estado em Rousseau e Locke: aproximações e divergências. In: III Colóquio Jean Jacques Rousseau, 2007, Salvador. Caderno de Rsumos do III Colóquio Jean Jacques Rousseau, 2007.

16.
SILVA, S. H. S.. 3. Poder e liberdade em Locke. In: VIII Semana de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe, 2005, São Cristóvão. Caderno de Resumos da VIII Semana de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe. São Cristóvão: UFS, 2005. v. 1.

17.
SILVA, S. H. S.. 4. Estado, Igreja e a Tolerância em John Locke. In: IV Seminário de Pesquisa do NEPHEM, 2005, São Cristóvão. Caderno de Resumos do IV Seminário de Pesquisa do NEPHEM. São Cristóvão: UFS, 2005. v. 1.

18.
SILVA, S. H. S.. 5. As Duas Vias da Tolerância em Locke. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisa na Graduação em Filosofia da Universidade de São Paulo, 2005, São Paulo. Caderno de Resumos do VIII Encontro Nacional de Pesquisa na Graduação em Filosofia da Universidade de São Paulo. São Paulo: USP, 2005. v. 1.

19.
SILVA, S. H. S.. 6. Secularização e Natureza Humana: os Fundamentos da Lei da Tolerância em John Locke. In: VII Congresso de Iniciação Científica UFS/CNPq, 2005, São Cristóvão. Caderno de Resumos do VII Congresso de Iniciação Científica UFS/CNPq. São Cristóvão: UFS, 2005. v. 1.

20.
SILVA, S. H. S.. 2. História e liberdade em Maquiavel. In: VI congresso de iniciação científica UFS/CNPq, 2004, São Cristóvão. Caderno de Resumos do VI congresso de iniciação científica UFS/CNPq. São Cristóvão: UFS, 2004. v. 1.

21.
SILVA, S. H. S.. 1. História, virtú e fortuna no pensamento de Maquiavel. In: VII Semana de Filosofia da Universidade Federal de Sergipe, 2003, São Cristóvão. Caderno de Resumos da VII Semana de Filosofia da UFS. São Cristóvão: UFS, 2003. v. 1. p. 5-5.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, S. H. S.. A crise da democracia e o avanço do autoritarismo no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SILVA, S. H. S.. A defesa da soberania popular em Belarmino e Suárez. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SILVA, S. H. S.. Religião, Absolutismo e Revolução: Robert Filmer contra John Milton. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SILVA, S. H. S.. História Sagrada e absolutismo em Filmer e Bossuet: notas aproximativas que partem de Voltaire. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer e a crítica ao republicanismo de Philip Hunton. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
SILVA, S. H. S.. Beasts, Mens, Aliens, Spirits and God: John Locke and the Chain of Life. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
SILVA, S. H. S.. GOVERNO, POVO E SOBERANIA POPULAR: ROBERT FILMER CONTRA JOHN MILTON. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
SILVA, S. H. S.. O SIGNIFICADO DA LINGUAGEM EM THOMAS HOBBES E JOHN LOCKE. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
SILVA, S. H. S.. Apropriação dos recursos ambientais em Locke. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer, Thomas Hobbes e a polêmica entre a vertente contratual e a patriarcal da fundação da autoridade política. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
SILVA, S. H. S.. Problemas e perspectivas para o Ensino e a pesquisa em filosofia na educação básica: a experiência do colégio de aplicação da ufs. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
SILVA, S. H. S.. Jean-Jacques Rousseau e o odioso sistema de Robert Filmer. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
SILVA, S. H. S.. Religião, fundamentalismo e sexualidade. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer e as vertentes do pensamento político na Inglaterra da primeira métade do século XVII. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
SILVA, S. H. S.. Regnum institutivum e regnum patrimoniale: Robert Filmer contra Thomas Hobbes. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer e a polêmica contra Hugo Grotius sobre a comunidade e a propriedade dos bens naturais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
SILVA, S. H. S.. Família, Estado e propriedade: J-J Rousseau contra Robert Filmer. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
SILVA, S. H. S.. Religião, moralidade e tolerância em John Locke. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
SILVA, S. H. S.. O ENSINO DE FILOSOFIA À LUZ DO MÉTODO ESTRUTURALISTA: UMA ANÁLISE CRÍTICA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
SILVA, S. H. S.. Natureza e apropriação humana dos bens naturais: Robert Filmer crítico de Hugo Grotius. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
SILVA, S. H. S.. Sobre trabalho, dinheiro e mercado em John Locke. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
SILVA, S. H. S.. A concepção rousseauniana da propriedade: entre a perspectiva patriarcal e a liberal. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
SILVA, S. H. S.. O Ensino de Filosofia e o Problema Metodológico. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
SILVA, S. H. S.. A concepção de milagre na filosofia da religião de John Locke. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
SILVA, S. H. S.. O PNLD 2012, as características dos livros selecionados e algumas razões para não se prender ao livro didático. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
SILVA, S. H. S.. O que é a filosofia e qual o papel do filósofo para a sociedade. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
SILVA, S. H. S.. Robert Fillmer e os paradoxos do patriarcalismo: inovação e arcaísmo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
SILVA, S. H. S.. John Locke, John Rawls e os princípios do liberalismo político. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
SILVA, S. H. S.. História Sagrada e autoridade política no patriarcalismo de Robert Filmer. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
SILVA, S. H. S.. Entre a razão e revelação: o paradoxo da filosofia moral e política de John Locke. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
SILVA, S. H. S.. Educação para o esclarecimento: o projeto Iluminista ainda é possível?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
SILVA, S. H. S.. Locke e Leibniz, sobre fé e razão. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
SILVA, S. H. S.. A formação universitária, o curso de filosofia: perspectivas para o futuro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
SILVA, S. H. S.. O patriarcalismo de Robert Filmer versus o liberalismo de John Locke: a controvérsia política na Inglaterra seiscentista. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
SILVA, S. H. S.. Entre acusadores e defensores: a controvérsia entre as interpretações da teoria lockeana da propriedade. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

36.
SILVA, S. H. S.. Entre a filosofia política e a epistemologia da religião: a doutrina da tolerância em John Locke. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
SILVA, S. H. S.. Robert Filmer, John Locke e a controvérsia sobre a origem e a extensão da autoridade política. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
SILVA, S. H. S.. A tolerância como paradigma moderno, quais os caminhos?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
SILVA, S. H. S.. O conceito de Fé e o Limite à Consciência em Locke. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
SILVA, S. H. S.. Locke e a Crítica à prova cartesiana da existência necessária de Deus: Um Problema Moral. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
SILVA, S. H. S.. Religião e Estado em Rousseau e Locke: aproximações e divergências.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
SILVA, S. H. S.. Poder e liberdade em Locke.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
SILVA, S. H. S.. Estado, Igreja e tolerância em John Locke. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
SILVA, S. H. S.. As Duas Vias da Tolerância em Locke. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
SILVA, S. H. S.. Secularização e Natureza Humana: os Fundamentos da Lei da Tolerância em John Locke. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
SILVA, S. H. S.. O conceito de história em Maquiavel. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
SILVA, S. H. S.. Liberdade e História em Maquiavel. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

48.
SILVA, S. H. S.. História, virtú e fortuna no pensamento de Maquiavel. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
SILVA, S. H. S.; CUTTICA, C. . Análise da ?pior forma de governo? no início da Inglaterra moderna: a democracia entre a popularidade, o radicalismo religioso e o inculto Homo Democraticus. São Cristóvão: EDUFS, 2018. (Tradução/Artigo).

2.
SILVA, S. H. S.. Algumas filiações de Rousseau. São Paulo: Cadernos de Ética e Filosofia Política da USP, 2012. (Tradução/Artigo).

3.
SILVA, S. H. S.. DO ESPAÇO DO MUNDO AO TEMPO DOS HOMENS: A FILOSOFIA DA HISTÓRIA COMO TEODICÉIA EM AGOSTINHO. Salvador: UFBA, 2011. (Tradução/Artigo).

4.
SILVA, S. H. S.. BERKELEY E MANDEVILLE: RELIGIÃO E MORALIDADE. São Leopoldo: Editora UNISINOS, 2011. (Tradução/Artigo).

5.
SILVA, S. H. S.. Discurso sobre os milagres. São Paulo: Alameda, 2010. (Tradução/Livro).

6.
SILVA, S. H. S.. Da religião à política: usos de um modelo filosófico na antiguidade tardia. São Cristóvão: Editora UFS, 2010. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SILVA, S. H. S.. Caleidoscópio: República e laicidade. 2018.

2.
SILVA, S. H. S.. Caleidoscópio: As dúvidas e incertezas da sedições. 2018.

3.
SILVA, S. H. S.; PRADO, M. ; ARAGAO, T. . Assunto do dia: Reforma do Ensino médio. 2017.

4.
SILVA, S. H. S.; CARVALHO, V. F. A. ; CUNHA, M. ; SOUZA, R. C. . A experiência do Ensino de Filosofia no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
SILVA, S. H. S.; PRIMO, M. S. A. . Religião e tolerância na modernidade. 2017. .

2.
SILVA, S. H. S.; Nascimento, CLN . Filosofia: Problemas e Perspectivas do Ensino. 2011. .

3.
SILVA, S. H. S.. Os fundamentos da Tolerância em John Locke. 2008. (Relatório de pesquisa).

4.
SILVA, S. H. S.. Secularização e Natureza Humana: os Fundamentos da Lei da Tolerância em John Locke. 2005. (Relatório de pesquisa).

5.
SILVA, S. H. S.. Liberdade e Tolerância em Locke. 2004. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BATISTA, R. O. S.; SANTOS, G. N.; SILVA, S. H. S.; SHIMADA, S. O.. Participação em banca de Laysa da Hora Santos. Os Meandros da Pesca Artesanal e a Escola Municipal Barquinho Amarelo/São Braz-SE. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
SILVA, S. H. S.; Santos, Antônio Carlos dos; BARROS, A. R. G.. Participação em banca de Mykael Morais Viana. O conceito de coisas indiferentes em John Locke. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

3.
SILVA, S. H. S.; BALIEIRO, M. R.; ALMEIDA, M. C. P.. Participação em banca de PERCY DANIEL ARCE SANTOS. A relação entre propriedade e estado em John Locke. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

Qualificações de Mestrado
1.
SILVA, S. H. S.; BATISTA, R. O. S.; ROCHA, F. S.; SHIMADA, S. O.. Participação em banca de Michelle Fraga Lima. Vida e saúde da comunidade do açude da Marcela/SE: uma proposta de instrumental em Educação Ambiental. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Sergipe.

2.
SILVA, S. H. S.; BATISTA, R. O. S.; ROCHA, F. S.; SANTOS, G. N.. Participação em banca de Laysa da Hora Santos. Aspectos Éticos e Culturais dos pescadores artesanais: uma contribuição à cidadania ambiental no povoado São Braz-SE. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Sergipe.

3.
BALIEIRO, M. R.; Santos, Antônio Carlos dos; SILVA, S. H. S.. Participação em banca de MYKAEL MORAIS VIANA. O CONCEITO DE COISAS INDIFERENTES EM LOCKE. 2016.

4.
Santos, Antônio Carlos dos; BALIEIRO, M. R.; SILVA, S. H. S.. Participação em banca de PERCY DANIEL ARCE SANTOS. A Relação entre Propriedade e Estado em John Locke. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
SILVA, S. H. S.; SANTOS, E. F.. Banca Para Professor Titular. 2018. Instituto Federal de Sergipe.

Concurso público
1.
SILVA, S. H. S.; BALIEIRO, M. R.; Nascimento, Joelson Santos. Banca Examinadora do concurso público para o cargo de Professor Efetivo de Filosofia do Colégio de Aplicação da UFS. 2018. Universidade Federal de Sergipe.

2.
SILVA, S. H. S.. Professor Substituto do Núcleo de Ciência da Religião da UFS. 2018. Universidade Federal de Sergipe.

3.
SILVA, S. H. S.; Pereira, G. A. E.; DENTZ, V. V.. Banca Examinadora do concurso público para o cargo de Professor Efetivo de Filosofia do Colégio de Aplicação da UFSC. 2011. Universidade Federal de Santa Catarina.

4.
SILVA, S. H. S.; BECKER, Evaldo; BALIEIRO, M. R.. Banca Examinadora do concurso público para o cargo de Professor Substituto de Filosofia do Colégio de Aplicação da UFS. 2011.

Outras participações
1.
SILVA, S. H. S.; BATISTA, R. O. S.; Costa, JJ. Banca examinadora da seleção de mestrado do Prof-Ciamb/UFS. 2017. Universidade Federal de São João Del-Rei.

2.
SILVA, S. H. S.. Banca examinadora da seleção de mestrado para o Programa de Filosofia da UFS. 2017. Universidade Federal de Sergipe.

3.
SILVA, S. H. S.. Banca examinadora da Seleção do Mestrado em Filosofia da Universidade Federal de Sergipe.. 2016.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVI Congresso Nacional da ANPOF. Robert Filmer, Thomas Hobbes e a polêmica entre a vertente contratual e a patriarcal da fundação da autoridade política. 2014. (Congresso).

2.
Encontro Ensino de Filosofia: experiências contemporâneas. 2013. (Encontro).

3.
II Colóquio Nacional de Ética e Filosofia Política. 2009. (Congresso).

4.
VI Seminário de Pesquisa do NEPHEM. 2008. (Seminário).

5.
XIII Encontro Nacional De Filosofia. 2008. (Congresso).

6.
I Encontro de Pesquisa de Pós-Graduação em Filosofia da UFBA. 2007. (Seminário).

7.
III Colóquio Jean Jacques Rousseau: Rousseau e o iluminismo. 2007. (Congresso).

8.
Seminário Filosofia e Natureza. 2006. (Seminário).

9.
XII Encontro Nacional de Filosofia Da ANPOF. 2006. (Congresso).

10.
VII Congresso de Iniciação Científica/ XV Encontro de Iniciação Científica- UFS/CNPq. 2005. (Congresso).

11.
VIII Semana de Filosofia da UFS. 2005. (Congresso).

12.
I Colóquio Sobre Ética e Filosofia Política na UFS. 2004. (Congresso).

13.
VII Semana de Filosofia da UFS. 2003. (Congresso).

14.
II Seminário de Filosofia do Séc. XVII. 2002. (Seminário).

15.
VI Semana de Filosofia da UFS. 2002. (Outra).

16.
II Ciclo de Conferência do Nephem. 2001. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVA, S. H. S.. III OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. 2018. (Outro).

2.
SILVA, S. H. S.. II OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. 2016. (Outro).

3.
SILVA, S. H. S.. I CODAP CONVIDA: Educação em Debate: Política, Religião e Gênero. 2015. (Outro).

4.
SILVA, S. H. S.. I OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JUNIOR DO CODAP. 2013. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
UILSON DE MENESES HORA. Cidadania ambiental numa perspectiva pedagógica: a contaminação dos mananciais por resíduos sólidos do povoado morena, em Itaporanga D'Ajuda-SE. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).

2.
RAYANE RABELO FERRAZ VIANA. A Metodologia da problematização como proposta para ressignificar os conceitos de desenvolvimento sustentável e educação ambiental em escolas públicas de Sergipe. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Ciências Ambientais) - Universidade Federal de Sergipe. (Orientador).

Iniciação científica
1.
DANIEL LIMA COSTA NETO. AVANÇOS DA TÉCNICA, DESCOMPASSO MORAL E PRESSUPOSTOS DA ÉTICA AMBIENTAL. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. (Orientador).

2.
CAMILA MOURA DE CARVALHO. A construção do Estado moderno: autoridade política e liberdade republicana. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Direito) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
BARBARA MARIA SOUZA ANDRADE. Pesquisa quantitativa sobre opinião política e crença religiosa no âmbito da Universidade Federal de Sergipe (Campus de São Cristóvão). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. (Orientador).

4.
FRANCIELLY MELO PEREIRA. Pesquisa quantitativa sobre opinião política e crença religiosa no âmbito da Universidade Federal de Sergipe (Campus de São Cristóvão). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de São João Del-Rei, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. (Orientador).

5.
ANA CLAUDIA OLIVEIRA SILVA. AVANÇOS DA TÉCNICA, DESCOMPASSO MORAL E PRESSUPOSTOS DA ÉTICA AMBIENTAL. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
ALLANA DO NASCIMENTO SANTOS. AS ORIGENS DO PARTIDO COMUNISTA EM SERGIPE. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

Iniciação científica
1.
MARIA GIULIA SOUZA SILVA. GOVERNO, POVO E SOBERANIA POPULAR. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

2.
KEROLIN ELIZABETE RAMOS DOS SANTOS. GOVERNO, POVO E SOBERANIA POPULAR. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

3.
VICTÓRIA MARIA SILVA RODRIGUES. GOVERNO, POVO E SOBERANIA POPULAR. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

4.
RAFAELA SANTOS ANDRADE. Republicanismo e antiabsolutismo em John Milton. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

5.
JULIANA CRISTINA LIMA DAL FARRA. Conservadorismo e Criticismo em Robert Filmer. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

6.
LAURA BEATRIZ SANTOS CONCEIÇÃO. República, diversidade e intolerância. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

7.
RAONI FRAGA ABREU. Governo, representação e revolução. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

8.
DANILO ROBERTO DOS SANTOS. Governo, representação e revolução. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

9.
Cristefer Lima Santana. A teoria liberal-democrática à luz da crítica contemporânea ao individualismo. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

10.
Fernanda Katherinne Siqueira Conceição. A teoria liberal-democrática à luz da crítica contemporânea ao individualismo. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Básica) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

11.
Camila Moura de Carvalho. A teoria liberal-democrática à luz da crítica contemporânea ao individualismo. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Básica) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

12.
Rafaela Santos Andrade. A teoria liberal-democrática à luz da crítica contemporânea ao individualismo. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Básica) - Universidade Federal de Sergipe, Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

13.
Victor Fernando Alves Carvalho. Sociedade, diversidade e tolerância. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

14.
Lucas Fontes Costa. As origens da Filosofia política liberal. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

15.
Brida Ferreira Carneiro. As origens da Filosofia política liberal. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

16.
Marília Fernanda santos Lima. Sociedade, Diversidade e tolerância.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

17.
Fernanda Katherinne Siqueira Conceição. Sociedade, diversidade e tolerância.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.

18.
Pablo Gabriel Monteiro Santana. As origens da filosofia política liberal. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ensino Médio do Colégio de Aplicação) - Universidade Federal de Sergipe, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Saulo Henrique Souza Silva.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
SILVA, S. H. S.. O ensino de filosofia ente incertezas e possibilidades. In: Evaldo Becker; Marcos Balieiro; Oliver Tolle. (Org.). Filosofia no Ensino Médio: filosofia da ciência. 1ºed.São Cristívão: Editora UFS, 2013, v. , p. 153-164.


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SILVA, S. H. S.; PRADO, M. ; ARAGAO, T. . Assunto do dia: Reforma do Ensino médio. 2017.

2.
SILVA, S. H. S.. Caleidoscópio: República e laicidade. 2018.

3.
SILVA, S. H. S.; CARVALHO, V. F. A. ; CUNHA, M. ; SOUZA, R. C. . A experiência do Ensino de Filosofia no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVA, S. H. S.. I OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JUNIOR DO CODAP. 2013. (Outro).

2.
SILVA, S. H. S.. III OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. 2018. (Outro).

3.
SILVA, S. H. S.. II OFICINA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 8:57:45