Aline dos Santos De Maman

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3433929242064333
  • Última atualização do currículo em 03/01/2019


É professora efetiva de Anatomia Humana no Departamento de Biologia do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Possui Graduação em Fisioterapia pela Universidade Católica do Salvador (UCSal, 2002) e Especialização em Fisioterapia Musculoesquelética pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP, 2003). É Mestre (2006) e Doutora (2010) em Morfologia pelo departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), com estágio no Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto/Portugal (FMUP), onde mantém colaboração científica. Pós-doutoramento no Laboratório de Neurobiologia da dor do Departamento de Fisiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP, 2013). Tem experiência na área de Fisioterapia Musculoesquelética e na área de Morfologia, com ênfase em Anatomia Humana. Tem realizado pesquisas científicas relacionadas aos seguintes temas: dimorfismo sexual do sistema esquelético humano; descrição de variações anatômicas com relevância funcional e/ou clínica; morfologia e morfometria de tecidos nervoso e muscular em microscopia de luz e eletrônica de transmissão; metodologias de ensino em anatomia humana. É Sócia Efetiva da Sociedade Brasileira de Anatomia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Aline dos Santos De Maman
Nome em citações bibliográficas
De MAMAN, Aline Santos;DeMaman, A.S.;Demaman, A.S.;DeMaman A;DEMAMAN, ALINE

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Departamento de Biologia.
Rua Baraúnas
Universitário
58429500 - Campina Grande, PB - Brasil
Telefone: (83) 33153300


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em Morfologia e Medicina Experimental.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Faculdade de Medicina da Universidade do Porto / Portugal (Orientador: Maria Amélia Duarte Ferreira).
Título: Estudo Ultraestrutural do Nervo Óptico de Ratos Wistar após Recuperação da Anemia Ferropriva, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: João José Lachat.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Nervo óptico; Anemia; Morfometria; Microscopia Eletrônica.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Humana.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
2004 - 2006
Mestrado em Morfologia e Medicina Experimental.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Análise Morfométrica do Nervo Óptico de Ratos Wistar Após Recuperação da Anemia Ferropriva,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: João José Lachat.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Nervo óptico; Anemia; Morfometria.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Humana.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
2003 - 2003
Especialização em Fisioterapia Musculoesquelética. (Carga Horária: 1262h).
Universidade de Ribeirão Preto, UNAERP, Brasil.
Título: Tratamento fisioterapêutico para o ganho de dorsiflexão do tornozelo e melhora do modelo cinemático em toe-walking idiopático - relato de caso.
Orientador: Gil Lúcio Almeida.
Bolsista do(a): Universidade de Ribeirão Preto, UNAERP, Brasil.
1998 - 2002
Graduação em Fisioterapia.
Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Título: Distribuição Anatômica e Significância Funcional do Trato Iliotibial.
Orientador: Leila de Albuquerque.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, FMRP-USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas


Formação Complementar


2017 - 2018
Formação do Ator. (Carga horária: 180h).
Teatro Municipal Severino Cabral, TMSC, Brasil.
2017 - 2017
Oficina 'Exílio em Cena do Projeto Palco Giratório. (Carga horária: 4h).
Serviço Social do Comércio, SESC, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Perícia Criminal e Aplicação de Luminol na elucidação de crimes: Teoria e P. (Carga horária: 10h).
Associação dos Farmacêuticos de Pernambuco, AFP, Brasil.
2016 - 2016
Plastinação: Uma tecnologia possível no Brasil. (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Anatomia, SBA, Brasil.
2015 - 2015
Anatomia aplicada à perícia criminal. (Carga horária: 5h).
Sociedade Brasileira de Anatomia, SBA, Brasil.
2011 - 2011
Introdução aos Mapas Pensantes. (Carga horária: 4h).
Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
2011 - 2011
Atividade em Grupo: Como Avaliar?. (Carga horária: 3h).
Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
2007 - 2007
Relação Cêntrica Crânio-vertebral-Crâniomandibular. (Carga horária: 24h).
Academia Ibero-Latinoamericana de Disfunção Craniomandibular e Dor Facial, AILDC, Brasil.
2005 - 2005
Cirurgia Minimamente Invasiva da Coluna Vertebral. (Carga horária: 16h).
GCS Neurologia Neurocirurgia Coluna Vertebral, GCS, Brasil.
2005 - 2005
Avaliação e Mensuração de Dor. (Carga horária: 8h).
Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP, EERP, Brasil.
2005 - 2005
Didática. (Carga horária: 150h).
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto-USP, FEA-USP, Brasil.
2004 - 2004
Neuroanatomia Tridimensional do Encéfalo e das Abo. (Carga horária: 16h).
Oxford Eventos, OXFORD, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em fisiopatologia aplicada. (Carga horária: 180h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2002 - 2002
Curso de Fisioterapia nos Esportes Prevenção e Tra. (Carga horária: 16h).
Encontro Nacional de Atividade Física, ENAF, Brasil.
2002 - 2002
Curso de Hidrocinesioterapia Reabilitação Ortopédi. (Carga horária: 16h).
Encontro Nacional de Atividade Física, ENAF, Brasil.
2002 - 2002
I Curso de Quadril do Hospital Santa Izabel. (Carga horária: 24h).
Hospital Santa Izabel, HSI, Brasil.
2001 - 2001
I Curso de Joelho do Hupes Ufba. (Carga horária: 8h).
Hospital Universitário Professor Edgar Santos, HUPES, Brasil.
2001 - 2001
Curso de Fisioterapia Respiratória Abordagem Funci. (Carga horária: 32h).
Instituto do Pulmão da Bahia, IPB, Brasil.
2000 - 2000
I Curso Prático de Uti Pediátrica do Hospital São. (Carga horária: 16h).
Hospital São Rafael, HSR, Brasil.
2000 - 2000
I Curso de Farmacologia Clínica Para Fisioterapeut. (Carga horária: 30h).
Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
2000 - 2000
Visita técnica. (Carga horária: 20h).
Hospital Sarah de Salvador, SARAH, Brasil.
1999 - 1999
Curso de Cadeias Musculares. (Carga horária: 8h).
XIV Congresso Brasileiro de Fisioterapia, CBF, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual da Paraíba, UEPB, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Graduação, Enquadramento Funcional: Estagiária em Fisioterapia, Carga horária: 20
Outras informações
Estágio extracurricular supervisionado em Ortopedia e Traumatologia, totalizando 60 horas

Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Graduação, Enquadramento Funcional: Monitoria em Anatomia Humana, Carga horária: 8
Outras informações
Monitoria voluntária em Anatomia Humana para os cursos de Fisioterapia e Enfermagem da Universidade Católica do Salvador, totalizando 120h/aula

Atividades

07/2002 - 08/2002
Estágios , Unidade de Assistência em Fisioterapia (UNAFISIO), .

Estágio realizado
Atendimento em Fisioterapia Ortopédica, Reumatológica e Traumatológica.
08/2001 - 12/2001
Outras atividades técnico-científicas , Laboratório de Anatomia da UCSal, Laboratório de Anatomia da UCSal.

Atividade realizada
Monitora na disciplina de Anatomia Humana dos cursos de Fisioterapia e Enfermagem.

Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, EBMSP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 20

Atividades

07/2011 - 12/2011
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biomorfologia I

Centro Universitário Jorge Amado, UNIJORGE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor horista, Carga horária: 6

Atividades

02/2011 - 12/2011
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana
Fisiologia Geral
Fundamentos da Fisioterapia
Práticas Investigativas Interdisciplinares IV

Faculdade Regional da Bahia, FARB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Coordenadora do curso de Fisioterapia, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor horista, Carga horária: 8

Atividades

04/2011 - 08/2011
Direção e administração, Unirb, Faculdade Regional da Bahia Unirb.

Cargo ou função
Coordenador de Curso.
03/2011 - 07/2011
Ensino, Curso Superior de Tecnologia em Radiologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: aluna de pós-doutoramento, Enquadramento Funcional: aluna de pós-doutoramento, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2010
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Pós-graduanda, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aluna de pós-graduação (mestrado e doutorado). Área de concentração: Morfologia, pelo Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (FMRP-USP).

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Professora convidada, Carga horária: 8
Outras informações
Aulas práticas de anatomia macroscópica na disciplina de Anatomia Humana II (Curso de Graduação em Fisioterapia), ministrando 24h/aula no total

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Professora convidada, Carga horária: 32
Outras informações
Aulas práticas da disciplina de Morfologia III (Curso de Graduação em Medicina), totalizando 32h/aula

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Professora convidada, Carga horária: 7
Outras informações
Aulas teóricas e práticas da disciplina de Anatomia Humana II (Curso de Graduação em Fisioterapia), totalizando 40h/aula

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Estagiária em docência, Carga horária: 6
Outras informações
Estágio em docência para nível superior pelo Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE), tendo desenvolvido atividades didáticasjunto à displina de Morfologia III aos alunos do curso de graduação em medicina da Universidade de São Paulo.

Atividades

02/2006 - 05/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, .

09/2008 - 10/2008
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Professora convidada - aulas práticas da disciplina de Anatomia Humana II
08/2007 - 10/2007
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Professora convidada - aulas teóricas e práticas da disciplina de Anatomia Topográfica dos Membros Superiores e Membros Inferiores
08/2007 - 08/2007
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Professora convidada - aulas práticas da disciplina de Morfologia III (Anatomia Topográfica)
08/2005 - 10/2005
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monitora PAE (Programa de Aperfeiçoamento ao ensino) - Disciplina de Morfologia III (Anatomia Topográfica do Abdome, Pelve e Membro Inferior)

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto / Portugal, FMUP, Portugal.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Pós-graduação, Enquadramento Funcional: Doutoramento sanduíche, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2008 - 09/2008
Estágios , Instituto de Anatomia e Instituto de Biologia Molecular e Celular, .

Estágio realizado
Microscopia eletrônica; Análise morfométrica de tecido nervoso; Atividades de auxílio à docência em anatomia humana.

Instituto Zimmerman de Ensino Ltda, IZE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: horista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: horista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3

Atividades

02/2009 - 08/2010
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplina de Anatomia e Fisiologia Humana nos Cursos Técnicos em Radiologia Médica e Enfermagem
Disciplina de Patologia nos Cursos Técnicos em Radiologia Médica e Enfermagem
02/2006 - 12/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplina de Anatomia e Fisiologia Humana no Curso Técnico em Radiologia Médica

Centro Clínico Electro Bonini ? UNAERP, UNAERP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Especialização, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta, Carga horária: 20
Outras informações
Atendimento fisioterapêutico no Centro Clínico Electro Bonini, com carga horária total de 1262 horas

Atividades

02/2003 - 02/2004
Serviços técnicos especializados , Universidade de Ribeirão Preto, .

Serviço realizado
Atendimento em Fisioterapia Ortopédica e Traumatológica pelo Sistema Unificado de Saúde.

Angioclínica Ortopedia Traumatologia Reumatologia Angiologia e Fisioterapia, ANGIOCLÍNICA, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária em Fisioterapia, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio extracurricular no setor de Fisioterapia da Angioclínica, com carga horária total de 260 horas

Atividades

08/2001 - 09/2002
Estágios , Setor de Fisioterapia, .

Estágio realizado
Atendimento em Fisioterapia Ortopédica, Reumatológica e Traumatológica.

Hospital Geral do Estado, HGE, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária de Fisioterapia, Carga horária: 24
Outras informações
Estágio extracurricular em Fisioterapia na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com carga horária total de 652 horas, tendo sido aprovada através de concurso.

Atividades

02/2001 - 08/2001
Estágios , Unidade de Terapia Intensiva, .

Estágio realizado
Atendimento em Fisioterapia Respiratória e Motora.


Linhas de pesquisa


1.
Estudo morfológico e fisiopatológico de nervos espinhais e cranianos

Objetivo: Esta linha de investigação relaciona-se ao estudo dos nervos em geral. O objetivo é estudar, através de técnicas morfológicas, morfométricas, histoquímicas e imunohistoquímicas com o auxílio de microscopia de luz e eletrônica, a organização morfofuncional dos referidos nervos em indivíduos normais ou submetidos a diversos tipos de agressão, induzidos experimentalmente ou determinadas por processos mórbidos específicos..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Anatomia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Neuroanatomia.
Setores de atividade: Neurociências; Saúde Humana.
Palavras-chave: Bainha de mielina; Célula de Schwann; Degeneração axonal; Fibra amielínica; Nervo craniano; Nervo espinhal.


Projetos de pesquisa


2017 - 2018
AVALIAÇÃO DO POTENCIAL MUTAGÊNICO DA LESÃO COMPRESSIVA PARCIAL DO NERVO ISQUIÁTICO
Descrição: Introdução: Lesões nervosas periféricas podem desencadear alterações sensoriais relacionadas ao sistema nociceptivo. A lesão promove alterações fisiopatológicas, a exemplo da intensificação da produção de mediadores químicos da inflamação e incremento da produção de radicais livres, além do estresse ocasionado pela dor neuropática. Esses fatores podem aumentar a probabilidade da ocorrência de danos genômicos e alterações da regulação transcricional do ciclo celular em células em divisão, podendo levar a anormalidades genéticas nas células-filhas descendentes. Objetivo: Avaliar o possível potencial mutagênico da lesão compressiva parcial do nervo isquiático, através do teste de micronúcleo in vivo em sangue periférico de camundongos machos, decorridos 30 horas, 14 e 42 dias pós-lesão nervosa periférica. Materiais e métodos: Os animais foram divididos em grupo controle negativo (CN), controle positivo (CP), grupo submetido à lesão parcial compressiva do nervo isquiático, do qual foi analisado o sangue periférico 30h (SNL30h), 14 dias (SNL14d) e 42 dias pós-lesão (SNL42d). Cada grupo apresentou um total de 6 animais. A frequência de micronúcleos em células sanguíneas foi obtida por meio de contagem de 2000 eritrócitos policromáticos em teste cego. A análise estatística da frequência de micronúcleos foi realizada através da análise de variância (ANOVA) para fator único. O post-hoc utilizado foi o teste de Tukey, considerando-se o nível de significância p<0,05. Resultados: Houve aumento estatisticamente significante (p<0,001) da frequência de micronúcleos em todos os grupos experimentais, em comparação ao grupo CN, sendo o tempo de 14 dias pós-lesão aquele que exibiu a maior média de micronúcleos. Os animais submetidos à lesão nervosa periférica, todavia, evidenciaram taxas de micronúcleos menores (p<0,001) em relação ao grupo CP ao longo de todos os tempos pós-lesão avaliados. Não houve diferença estatisticamente significante (p>0,05) entre os grupos SNL30h e SNL14d, já o grupo SNL42d apresentou uma redução na frequência de mcronúcleos, quando comparado aos grupos SNL30h (p<0,05) e SNL14d (p<0,01). Conclusões: A lesão parcial compressiva do nervo isquiático promoveu um aumento na frequência de micronúcleos nos eritrócitos dos animais lesionados após 30h, 14 e 42 dias, sugerindo que a lesão nervosa periférica representa um fator de estresse com potencial mutagênico..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Alexa Alves de Moraes - Integrante / Walclécio Morais Lira - Integrante.
2016 - 2017
ANÁLISE DA IMPORTÂNCIA DO USO DO CADÁVER NAS AULAS PRÁTICAS DE ANATOMIA HUMANA DENTRE OS MEMBROS DISCENTES DOS CURSOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DO CAMPUS I DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA: UMA BASE PARA A CRIAÇÃO DE PROGRAMA DE DOAÇÃO VOLUNTÁR
Descrição: A anatomia humana tem sido historicamente um pilar da educação nos cursos das áreas de ciências biológicas e da saúde em todos os países. Com o crescente aumento do número de instituições de ensino e a progressiva diminuição do número de corpos não reclamados, enfrenta-se atualmente grande dificuldade em obter cadáveres para os laboratórios didáticos de anatomia humana. Além disso, novas prioridades tem representado os cursos contemporâneos, sendo reduzidas as cargas horárias dos componentes curriculares de anatomia humana e adicionadas novas disciplinas aos currículos. Esta problemática tem estimulado o desenvolvimento de novas técnicas de estudo da anatomia humana que substituam as aulas práticas com a utilização de cadáveres, tais como modelos anatômicos em resina plástica emborrachada, exames de imagem, simuladores virtuais ou multimídia interativa, embora somente o uso de cadáveres em aulas práticas seja capaz de retratar o corpo humano de forma real. Considerando a atual variedade de recursos didático-pedagógicos oferecidos aos alunos para o processo de ensino-aprendizagem do componente curricular de anatomia humana, o objetivo desse trabalho é analisar o grau de importância atribuído pelos discentes ao uso do cadáver nas aulas práticas para a formação acadêmica nos cursos de ciências biológicas e da saúde da UEPB. Foi realizada uma pesquisa descritiva através de um formulário estruturado aplicado a discentes da UEPB, com questões relacionadas à caracterização do vínculo do entrevistado com o curso e com o componente curricular de Anatomia Humana, bem como o grau de importância das aulas práticas e do uso de cadáveres na formação acadêmica. Este estudo propiciou um elo de comunicação com a comunidade acadêmica e permitiu aos discentes expressarem seus pontos de vista a cerca da identificação com o componente curricular de anatomia humana e com os respectivos recursos didáticos que vêm sendo utilizados no processo de ensino-aprendizagem deste componente na UEPB. Concluiu-se que os alunos que tiveram aulas práticas com cadáveres foram também os alunos que apresentaram maior motivação, satisfação e identificação com o componente curricular de Anatomia Humana. O presente estudo desperta, portanto, a importância do uso de cadáveres nas aulas práticas para a boa qualidade da formação dos futuros profissionais de ciências biológicas e da saúde da UEPB e, dessa forma, reforça a necessidade de medidas de obtenção de mais cadáveres para os laboratórios didáticos de Anatomia Humana da UEPB, o que justifica a importância da criação de um programa de doação voluntária de corpos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Robson de Melo - Integrante.
2015 - 2016
ANÁLISE HISTOMUTAGÊNICA EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS À IMOBILIZAÇÃO
Descrição: O tecido muscular sofre adaptações em decorrência do uso ou do desuso excessivo. O desuso do tecido muscular pode ser decorrente de lesões neurológicas que causam paralisias ou da imobilização, comumente usada como recurso terapêutico no tratamento de lesões ortopédicas diversas. As adaptações sofridas pelo tecido muscular durante a imobilização podem ser influenciadas pelas variáveis: tempo e posição do membro imobilizado. O objetivo deste trabalho é avaliar o possível potencial mutagênico da imobilização, através do teste de micronúcleo in vivo, bem como as alterações morfológicas dos músculos gastrocnêmios do membro posterior esquerdo dos camundongos machos submetidos ao período de 21 dias de imobilização, em ambas as posições de flexão plantar e flexão dorsotibial. Os animais foram divididos em seis grupos: I- Imobilização da pata traseira esquerda por 21 dias em posição de flexão plantar (IMPE21dFP), II- Imobilização da pata traseira esquerda por 21 dias em posição de flexão dorsotibial (IMPE21dFD), III- Grupo controle negativo/flexão plantar (GC-FP), IV- Grupo controle negativo/ flexão dorsotibial (GC-FD), V- Grupo Controle Positivo (GC+), VI- Grupo controle (GC). Os pesos corpóreos dos animais foram registrados ao início e término do experimento. O sangue foi coletado no primeiro e último dias de imobilização, e ao término dos períodos de imobilização, os animais foram sacrificados e os músculos gastrocnêmios foram extraídos, pesados em balança digital, medidos com paquímetro digital e processados para inclusão em blocos de parafina para obtenção de cortes transversais e longitudinais para análise em microscopia de luz. Na análise morfológica foram analisados o epimísio, perimísio, endomísio, vasos sanguíneos e miócitos. A partir do sangue coletado, foi realizada a contagem de micronúcleos e estabelecida a relação de toxicidade da imobilização. Constatou-se que a imobilização por 21 dias em ambas as posições, desencadeou atrofia muscular bem evidente, mediada por aumento de tecido conjuntivo tanto no endomísio, quanto no perimísio. As fibras mostraram-se com morfologia alterada. Os animais imobilizados apresentaram menor aumento do peso corpóreo entre o primeiro e o último dias de imobilização, em comparação com o grupo controle. Os animais imobilizados em ambas as posições também apresentaram redução do peso, largura e espessura dos músculos gastrocnêmios, em comparação ao grupo controle. Além disso, nos grupos imobilizados observou-se um discreto aumento na frequência de micronúcleos, em comparação aos respectivos grupos controles negativos, indicando que a imobilização pode ser considerada como um fator de estresse com potencial mutagênico, embora neste tempo de imobilização utilizado no presente estudo, esta diferença não tenha sido estatisticamente significante. Portanto, a imobilização acarreta alterações histológicas evidentes e influencia na frequência de micronúcleos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Walclécio Morais Lira - Integrante / Morgana Oliveira Lira - Integrante.
2015 - 2016
ANÁLISE MORFOMÈTRICA DOS MÚSCULOS SÓLEO E GASTROCNÊMIO DE CAMUNDONGOS APÓS IMOBILIZAÇÃO DURANTE 7 E 70 DIAS
Descrição: O tecido muscular sofre adaptações em decorrência do uso ou do desuso excessivo. O desuso do tecido muscular pode ser decorrente de lesões neurológicas que causam paralisias ou da imobilização, comumente usada como recurso terapêutico no tratamento de lesões ortopédicas diversas. As adaptações sofridas pelo tecido muscular durante a imobilização podem ser influenciadas pelas variáveis: tempo e posição do membro imobilizado. O objetivo deste trabalho foi realizar uma análise morfoquantitativa do músculo sóleo de camundongos submetidos a períodos de 7 dias de imobilização em posição de alongamento do músculo sóleo, através da manutenção da pata traseira esquerda em flexão dorsotibial, bem como em posição de encurtamento deste músculo, através da manutenção da pata traseira esquerda em flexão plantar, ao mesmo tempo que permite a livre deambulação do animal, simulando um contexto pós-cirúrgico real de pacientes imobilizados. Os camundongos foram anestesiados via intramuscular com dosagens mínimas de cloridrato de Cetamin e Dopaser, na proporção de 1:1, em dose de 4 µl, para proceder-se a imobilização. Foram utilizados 18 camundongos machos divididos entre os seguintes grupos: I- Controle, II- Imobilização durante 7 dias em posição de flexão dorsotibial (IM7dFD), III- Imobilização durante 7 dias em posição de flexão plantar (IM7dFP). Cada grupo foi composto por seis animais e seus pesos corpóreos foram registrados ao início e ao término do período de imobilização. Após o período de imobilização, os animais foram sacrificados, seus músculos sóleos foram extraídos para pesagem, medição de largura e processamento para inclusão em blocos de parafina. Foram obtidos cortes de 5 µm de espessura e corados com hematoxilina-Eosina para análise morfoquantitativa em microscópio de luz acoplado a um sistema de análise de imagem para cálculo da área de secção transversal do ventre muscular e análise morfológica das fibras musculares e espaço intersticial. A imobilização durante 7 dias, em ambas as posições de flexão plantar e flexão dorsotibial, não alterou o peso nem a largura do músculo sóleo, porém, gerou discreta redução da área da secção transversal do músculo sóleo e comprometeu o ganho de peso corpóreo, especialmente no grupo submetido à flexão plantar. Na análise morfológica do músculo sóleo, observou-se que a imobilização gerou um aumento da extensão do perimísio e do endomísio, bem como uma menor frequência de núcleos de fibras musculares, especialmente nos animais imobilizados em flexão plantar. Portanto, a imobilização durante 7 dias, em ambas posições, comprometeu o ganho de peso corpóreo e gerou alterações morfológicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Morgana Oliveira Lira - Integrante / Larissa Lima Alves - Integrante.
2014 - 2015
EFICÁCIA DA NATAÇÃO PARA A RECUPERAÇÃO DAS ALTERAÇÕES ESTRUTURAIS DO NERVO ISQUIÁTICO CAUSADAS PELA LESÃO NERVOSA COMPRESSIVA
Descrição: A lesão nervosa periférica causa danos à estrutura do nervo, com alterações motoras e sensoriais e o exercício físico parece contribuir para a recuperação deste tipo de lesão, posto que proporciona aumento da síntese de neurotrofinas. Devido às alterações estruturais decorrentes da lesão nervosa periférica e aos efeitos do exercício físico sobre a regeneração do nervo e, este estudo visa investigar as alterações morfológicas causadas pela lesão compressiva parcial do nervo isquiático e a eficácia do treino de natação de baixa intensidade como recurso terapêutico para a neurorregeneração. Camundongos foram submetidos à lesão por compressão parcial e unilateral do nervo isquiático ou lesão sham e, sete dias após a lesão, os animais foram divididos em grupos sedentários e treinados. Após análise morfológica e morfométrica, constatou-se que a lesão nervosa compressiva acarreta alterações histopatológicas, e que o treino de natação promove ações terapêuticas sobre o processo neurorregenerativo. Assim, aos 14 dias pós-lesão, os danos ainda não estão tão aparentes, enquanto que, aos 42 dias pós-lesão, eles estão bastante visíveis. Aos 70 dias decorridos da lesão nervosa, ocorre regeneração nervosa ? entretanto, a mesma encontra-se ainda incompleta. Ademais, o treino de natação mostrou-se bastante eficaz para a neurorregeneração, posto que o grupo treinado apresentou dados similares ao grupo controle, além de melhora aparente em relação ao grupo sedentário por 42 dias.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / José Antônio Thomazini - Integrante / Guilherme de Araújo Lucas - Integrante / ALMEIDA, CAYO - Integrante / Mariana Cavalcante de Menezes - Integrante / Alexa Alves de Moraes - Integrante.
2011 - Atual
Ação do exercício sobre a expressão e atividade de ligantes da família do Fator Neurotrófico Derivado da Glia: integrando mecanismos de dor neuropática e o valor terapêutico da atividade física
Descrição: O exercício físico exerce um efeito crucial na recuperação da atividade neuronal após lesão do sistema nervoso, restaurando, significativamente, a atividade motora. Entretanto, a ação do treinamento físico sobre a recuperação do sistema sensorial é ainda pouco conhecida, particularmente os mecanismos celulares e moleculares desencadeados pelo sistema motor. Este projeto visa investigar os mecanismos neurobiológicos ativados pelo treinamento físico (natação) em modelo experimental de neuropatia periférica induzida por lesão parcial do nervo isquiático..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Estudo anátomo-antropológico da face articular da cavidade glenóide da escápula em cadáveres humanos brasileiros
Descrição: Investigar a estrutura anatômica da face articular da cavidade glenoide para fornecer parâmetros que permitam avaliar seu dimorfismo sexual em Medicina Legal e uma base segura para atuação clínico-cirúrgica em Ortopedia.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2010
Estudo quantitativo dos efeitos da deficiência em ferro no nervo óptico de ratos Wistar
Descrição: Sendo a anemia ferropriva um problema de saúde pública mundial e estando a mesma relacionada ao desenvolvimento e comportamento na infância e adolescência, seria importante verificar se a deficiência de ferro afeta o nervo óptico , potencializando as deficiências do desenvolvimento e comportamento. Dentro deste contexto, é justificada a realização de um estudo morfométrico do nervo óptico de ratos com deficiência de ferro, para se verificar e quantificar as possíveis alterações desta estrutura, em conseqüência da anemia ferropriva. Desta forma, o objetivo desse estudo é avaliar os possíveis efeitos da anemia ferropriva durante a lactação e pós-lactação, sobre parâmetros morfométricos do nervo óptico, através de microscopia de luz e eletrônica de transmissão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO DE ANATOMIA HUMANA, REFERENTE À PARTE CERVICAL DA COLUNA VERTEBRAL E ESPECÍFICO PARA ALUNOS SURDOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
Descrição: A educação tem papel essencial para a formação do indivíduo, para a sociedade e para o desenvolvimento do país, devendo proporcionar o desenvolvimento humano na sua plenitude, em condições de liberdade e dignidade, respeitando e valorizando as diferenças. A formação escolar é o alicerce indispensável e condição primeira para o exercício pleno da cidadania. No âmbito da educação, a inclusão não se restringe ao aumento do número de vagas ocupadas por deficientes em escolas e universidades, sendo de fundamental importância o desenvolvimento de materiais didáticos e abordagens pedagógicas voltadas para estes alunos com deficiência, a fim de suprir os conteúdos ministrados. Estas estratégias para inclusão dos alunos deficientes nos ambientes escolar e universitário são essenciais para assegurar condições igualitárias no processo de ensino-aprendizagem, possibilitando, assim, uma boa qualificação profissional e inclusão destas pessoas em postos de trabalho mais valorizados. As pessoas com deficiência auditiva não possuem as mesmas condições para aprendizagem, desenvolvimento cognitivo e qualificação profissional, em comparação às pessoas que não apresentam qualquer deficiência. As ações inclusivas são essenciais para viabilizar a aprendizagem, ou seja, o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social dos alunos com deficiências. Pensar a educação de surdos em uma perspectiva bilíngue desperta para a atual realidade de escassez de recursos didáticos que viabilizem um processo de ensino-aprendizagem de maior especificidade para estudantes surdos. Há uma carência de sinais em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para os termos anatômicos e nomes das estruturas anatômicas que são estudadas no componente curricular de Anatomia Humana, gerando limitações aos alunos surdos durante o estudo do corpo humano, tanto no ensino fundamental e médio, quanto no decorrer da disciplina de Anatomia Humana em cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde. O presente projeto visa produzir um material didático em LIBRAS, referente à parte cervical da coluna vertebral, específico para alunos surdos matriculados em cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde, permitindo aos estudantes surdos de graduação o acesso a conteúdos mais aprofundados do componente curricular de anatomia humana e, consequentemente, proporcionando condições mais igualitárias para o processo de ensino-aprendizagem entre os estudantes surdos e os estudantes que não possuem deficiências. A disponibilização de um material didático de anatomia humana, voltado para cursos de graduação e específico para alunos surdos, também proporcionará maior segurança e autoestima para estes estudantes durante o processo de aprendizagem, reduzindo o índice de evasão e incentivando o ingresso de novos alunos surdos no ambiente universitário..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Thays Fernanda - Integrante / Ricardo Manoel O Ferreira - Integrante / Herbert Costa Rego - Integrante.
2017 - Atual
ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO DE ANATOMIA HUMANA, REFERENTE À PARTE CERVICAL DA COLUNA VERTEBRAL E ESPECÍFICO PARA ALUNOS SURDOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE
Descrição: A educação tem papel essencial para a formação do indivíduo, para a sociedade e para o desenvolvimento do país, devendo proporcionar o desenvolvimento humano na sua plenitude, em condições de liberdade e dignidade, respeitando e valorizando as diferenças. A formação escolar é o alicerce indispensável e condição primeira para o exercício pleno da cidadania. No âmbito da educação, a inclusão não se restringe ao aumento do número de vagas ocupadas por deficientes em escolas e universidades, sendo de fundamental importância o desenvolvimento de materiais didáticos e abordagens pedagógicas voltadas para estes alunos com deficiência, a fim de suprir os conteúdos ministrados. Estas estratégias para inclusão dos alunos deficientes nos ambientes escolar e universitário são essenciais para assegurar condições igualitárias no processo de ensino-aprendizagem, possibilitando, assim, uma boa qualificação profissional e inclusão destas pessoas em postos de trabalho mais valorizados. As pessoas com deficiência auditiva não possuem as mesmas condições para aprendizagem, desenvolvimento cognitivo e qualificação profissional, em comparação às pessoas que não apresentam qualquer deficiência. As ações inclusivas são essenciais para viabilizar a aprendizagem, ou seja, o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social dos alunos com deficiências. Pensar a educação de surdos em uma perspectiva bilíngue desperta para a atual realidade de escassez de recursos didáticos que viabilizem um processo de ensino-aprendizagem de maior especificidade para estudantes surdos. Há uma carência de sinais em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para os termos anatômicos e nomes das estruturas anatômicas que são estudadas no componente curricular de Anatomia Humana, gerando limitações aos alunos surdos durante o estudo do corpo humano, tanto no ensino fundamental e médio, quanto no decorrer da disciplina de Anatomia Humana em cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde. O presente projeto visa produzir um material didático em LIBRAS, referente à parte cervical da coluna vertebral, específico para alunos surdos matriculados em cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde, permitindo aos estudantes surdos de graduação o acesso a conteúdos mais aprofundados do componente curricular de anatomia humana e, consequentemente, proporcionando condições mais igualitárias para o processo de ensino-aprendizagem entre os estudantes surdos e os estudantes que não possuem deficiências. A disponibilização de um material didático de anatomia humana, voltado para cursos de graduação e específico para alunos surdos, também proporcionará maior segurança e autoestima para estes estudantes durante o processo de aprendizagem, reduzindo o índice de evasão e incentivando o ingresso de novos alunos surdos no ambiente universitário..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2016 - Atual
Elaboração de material didático impresso de Anatomia Humana, referente aos ossos do crânio e específico para alunos surdos de cursos de graduação em Ciências Biológicas e da Saúde
Descrição: A educação tem papel essencial para a formação do indivíduo, para a sociedade e para o desenvolvimento do país. A deficiência auditiva acomete 5,1% da população brasileira. A inclusão não se restringe ao aumento do número de vagas ocupadas por deficientes em escolas e universidades, sendo de fundamental importância o desenvolvimento de materiais didáticos e abordagens pedagógicas voltadas para estes alunos com deficiência, a fim de suprir os conteúdos ministrados. Há uma carência de sinais em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para os termos anatômicos e nomes das estruturas anatômicas que são estudadas no componente curricular de Anatomia Humana, gerando limitações aos alunos surdos durante o estudo do corpo humano, tanto no ensino fundamental e médio, quanto no decorrer da disciplina de Anatomia Humana em cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde. Neste projeto será elaborado um material didático impresso e detalhado referente aos ossos do crânio e seus respectivos acidentes anatômicos, específico para os estudantes surdos matriculados nos cursos de graduação em ciências biológicas e da saúde, envolvendo a criação de sinais em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) para aquelas estruturas anatômicos que ainda não possuem seus respectivos sinais, permitindo aos estudantes surdos de graduação o acesso a conteúdos mais aprofundados do componente curricular de anatomia humana e, consequentemente, proporcionando condições mais igualitárias para o processo de ensino-aprendizagem entre os estudantes surdos e os estudantes que não possuem deficiências..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Aline dos Santos De Maman - Coordenador / Thays Fernanda - Integrante / Ricardo Manoel O Ferreira - Integrante / Herbert Costa Rego - Integrante / Leticia Brasileiro - Integrante.


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Journal of Morphological Sciences


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Anatomia Humana.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional / Subárea: Fisioterapia Musculoesquelética.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Morfologia e Medicina Experimental.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2015
Certificado de premiação de tema livre apresentado no III SIMPÓSIO PARAIBANO DE ANATOMIA, FACISA.
2003
Aprovada em primeiro lugar em exame para obtenção de bolsa de estudos para o curso de Especialização em Fisioterapia Musculoesquelética da UNAERP, Universidade de Ribeirão Preto - UNAERP.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MORAES, A. A.2018MORAES, A. A. ; ALMEIDA, C. S. ; Lucas, G. ; THOMAZINI, J. A. ; DeMaman, A S . Effect of swimming training on nerve morphological recovery after compressive injury. NEUROLOGICAL RESEARCH, v. 9, p. 1-8, 2018.

2.
HOMEM, J. M.2018HOMEM, J. M. ; DeMaman, Aline S. ; LACHAT, D. ; Zamarioli A ; THOMAZINI, J. A. ; Lachat, João-José . Anatomical and Anthropological Investigation of the Articular Surface of the Human Glenoid Cavity in Brazilian Corpses. SM JOURNAL OF CLINICAL ANATOMY, v. 2, p. 1010-1015, 2018.

3.
ALMEIDA, CAYO2015ALMEIDA, CAYO ; DEMAMAN, ALINE ; KUSUDA, RICARDO ; CADETTI, FLAVIANE ; RAVANELLI, MARIA IDA ; QUEIROZ, ANDRÉ L. ; SOUSA, THAIS A. ; ZANON, SONIA ; SILVEIRA, LEONARDO R. ; LUCAS, GUILHERME . Exercise therapy normalizes BDNF upregulation and glial hyperactivity in a mouse model of neuropathic pain. Pain (Amsterdam. Print), v. 156, p. 504-513, 2015.

4.
Zamarioli, Ariane2010 Zamarioli, Ariane ; DeMAMAN, Aline Santos ; Bim, Waldeci Roberto ; Homem, Jefferson Mallman ; Thomazini, Jose Antonio . A simple and efficient device for demonstrating cross-sectional anatomy of the head. Anatomical Sciences Education, p. NA-NA, 2010.

5.
Demaman, A. S.2010 Demaman, A. S.; Bim, W. R. ; THOMAZINI, J. A. . The extensor digitorum brevis manus muscle. Journal of Hand Surgery. European Volume, v. 35, p. 328-329, 2010.

6.
DeMaman, A.S.2009 DeMaman, A.S.; Melo, P ; Homem, J M ; Tavares, M A ; Lachat, J-J . Effectiveness of iron repletion in the diet for the optic nerve development of anaemic rats. Eye (London. 1987), v. 24, p. 901-908, 2009.

7.
DeMaman, A S2008 DeMaman, A S; Homem, Jefferson M. ; Lachat, João-José . Early iron deficiency produces persistent damage to visual tracts in Wistar rats. Nutritional Neuroscience, v. 11, p. 283-289, 2008.

8.
DeMaman, A S2003DeMaman, A S; ALBUQUERQUE, L. . Distribuição Anatômica e Significância Funcional do Trato Iliotibial. Fisioterapia Brasil, Revisões, v. 4, n.2, p. 133-138, 2003.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DeMaman, A.S.; LACHAT, J. J. . Análise morfométrica do nervo óptico de ratos wistar após recuperação da anemia ferropriva. Medicina Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, p. 274 - 275, 01 abr. 2006.

2.
DeMaman, A S. Saiba como proteger a sua coluna. Boletim Nova Ribeirão, Ribeirão Preto, , v. 7-69, p. 20 - 21, 14 nov. 2003.

3.
De MAMAN, Aline Santos. Fisioterapia no Brasil. Boletim Nova Ribeirão, Ribeirão Preto, , v. 7-68, p. 17 - 18, 12 out. 2003.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
De MAMAN, Aline Santos; Ribeiro, G ; HOMEM, J. M. ; LACHAT, J. J. . Iron deficiency and recovery effects on the structural and morphometric aspects of the rat optic nerve. In: XX Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise, 2005, Águas de Lindóia - SP. Braz. J. morphol. Sci., Supplement - 2005. Campinas - SP: editorial office, 2005. p. 118-119.

2.
Ribeiro, G ; De MAMAN, Aline Santos ; HOMEM, J. M. ; LACHAT, J. J. . Structural and morphometric aspects on the optic nerve of the wistar rats with iron deficiency. In: XX Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise, 2005, Águas de Lindóia - SP. Braz. J. morphol. Sci., Supplement - 2005. Campinas - SP: editorial office, 2005. p. 143-143.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DeMaman, A S; LIRA, M. O. ; ALVES, L. L. ; TEODOMIRO, R. S. ; LIRA, W. M. . Avaliação do potencial mutagênico da imobilização durante 21 dias através do teste de micronúcleo in vivo. In: XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2016, Natal. XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2016.

2.
LIRA, M. O. ; NASCIMENTO, D. Q. ; SILVA, G. C. L. ; DeMaman, A S . Contribuições da monitoria acadêmica para o processo de formação inicial docente de licenciandos em ciências biológicas da UEPB. In: II Congresso Nacional de Educação, 2015, Campina Grande. II Congresso Nacional de Educação, 2015.

3.
FARIAS, T. E. B. A. ; LIRA, M. O. ; PIMENTEL, A. C. S. ; OLIVEIRA, E. A. ; DeMaman, A S . Variações anatômicas envolvidas na técnica de injeção intramuscular no músculo deltóide. In: III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015, Campina Grande. III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015.

4.
LIRA, M. O. ; GONZAGA, K. A. ; MACEDO, B. F. ; SILVA, M. N. S. ; DeMaman, A S . O impacto da Monitoria em anatomia humana sob o ponto de vista dos monitores: relato de experiência. In: III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015, Campina Grande. III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015.

5.
LIRA, M. O. ; ALVES, L. L. ; TEODOMIRO, R. S. ; LIRA, W. M. ; DeMaman, A S . Avaliação do potencial mutagênico da imobilização em curto período através do teste de micronúcleo in vivo: estudo piloto. In: III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015, Campina Grande. III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015.

6.
MENEZES, M. C. ; MORAES, A. A. ; THOMAZINI, J. A. ; ALMEIDA, C. S. ; LUCAS, GUILHERME ; DeMaman, A S . Efeitos do treino de natação sobre a morfologia do nervo isquiático após lesão compressiva. In: III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015, Campina Grande. III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015.

7.
MENEZES, M. C. ; MORAES, A. A. ; THOMAZINI, J. A. ; ALMEIDA, CAYO ; Lucas, G. ; DeMaman, A S . Efeitos da lesão nervosa compressiva sobre a morfologia do nervo isquiático. In: III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015, Campina Grande. III Simpósio Paraibano de Anatomia, 2015.

8.
ALMEIDA, C. S. ; DeMaman, A.S. ; CADETTI, F. N. ; KUSUDA, R. ; ZANON, S. A. ; TURCATO, F. C. ; RASSI, D. ; RIBEIRO, V. B. ; LUCAS, G. A. . EFFECTS OF PHYSICAL ACTIVITY ON NEURONAL PLASTICITY IN THE DORSAL ROOT GANGLIA INDUCED PERIPHERAL NEUROPATHY. In: XLVIII Congresso Anual Da Sociedade Brasileira De Fisiologia, 2013, Ribeirão Preto. XLVIII Congresso Anual Da Sociedade Brasileira De Fisiologia, 2013.

9.
ALMEIDA, C. S. ; DeMaman, A.S. ; CADETTI, F. N. ; KUSUDA, R. ; ZANON, S. A. ; RASSI, D. ; LUCAS, G. A. . EFFECTS OF PHYSICAL ACTIVITY ON NEURONAL PLASTICITY IN THE SPINAL CORD INDUCED PERIPHERAL NEUROPATHY. In: XXXVIII Reunião Anual da SBNeC, 2013, Belo Horizonte. XXXVIII Reunião Anual da SBNeC E VII Simpósio Internacional de Neurociências da UFMG, 2013.

10.
PRADO, C. M. ; SILVA, P. D. S. ; DeMaman, A S ; Bim, W. R. ; THOMAZINI, J. A. . Anatomia do encéfalo humano: comparação de duas técnicas de estudo e aprendizado em laboratório de anatomia. In: II Encontro Internacional de Ensino em Anatomia do ICB/USP, 2011, São Paulo. J. Morphol. Sci.. São Paulo, 2011. v. 28. p. 1-52.

11.
PRADO, C. M. ; Demaman, A. S. ; SICCHIERI, P. D. ; Bim, W. R. ; Barbosa, MHN ; THOMAZINI, J. A. . VÉRTEBRA LOMBAR EXTRANUMERÁRIA (L6): UMA RARA VARIAÇÃO ANATÔMICA. In: XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010, Ribeirão Preto. Anais do XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010.

12.
SILVA, P. D. S. ; Demaman, A. S. ; PRADO, C. M. ; PARADA, K. ; THOMAZINI, J. A. . ESTUDO MORFOLÓGICO E MORFOMÉTRICO DAS ADAPTAÇÕES DO CORAÇÃO DE RATOS ALBINOS-WISTAR ADULTOS SUBMETIDOS A EXERCÍCIO AERÓBIO EM ESTEIRA ERGOMÉTRICA. In: XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010, Ribeirão Preto. Anais do XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010.

13.
Demaman, A. S.; PRADO, C. M. ; SILVA, P. D. S. ; Bim, W. R. ; THOMAZINI, J. A. . O ENSINO DE NEUROANATOMIA SECCIONAL: COMPARAÇÃO DE DUAS TÉCNICAS DE ESTUDO E APRENDIZADO. In: XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010, Ribeirão Preto. Anais do XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia, 2010.

14.
De MAMAN, Aline Santos; LACHAT, J. J. ; Zamarioli A ; HOMEM, J. M. ; THOMAZINI, J. A. . Morphologic aspects of the articular face of the glenoid cavity in the human scapulae: preliminar outcomes. In: XXIII Congresso Brasileiro de Anatomia / XI Congresso Luso-brasileiro / IX Congresso do Cone Sul / XXVIII Congresso Chileno de Anatomia, 2008, Belém / Pará. Braz. J. Morphol. Sci., 2008. v. 25. p. 157-214.

15.
Zamarioli A ; HOMEM, J. M. ; De MAMAN, Aline Santos ; Bin WR ; THOMAZINI, J. A. . The new technique to improve the study of the anatomy cross-sectional of the head. In: XXIII Congresso Brasileiro de Anatomia / XI Congresso Luso-brasileiro de Anatomia / IX Congresso do Cone Sul / XXVIII Congresso Chileno de Anatomia, 2008, Belém-Pará. Braz. J. Morphol. Sci., 2008. v. 25. p. 139-152.

16.
De MAMAN, Aline Santos; RIBEIRO, T.S. ; LACHAT, J. J. ; HOMEM, J. M. ; THOMAZINI, J. A. . ESTUDO ANATÓMICO DA FACE ARTICULAR DA CAVIDADE GLENÓIDE DA ESCÁPULA EM HUMANOS: RESULTADOS PRELIMINARES. In: XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE ANATOMÍA E XXVII CONGRESO CHILENO DE ANATOMÍA VIII CONGRESO DE ANATOMÍA DEL CONO SUR. 8 - 12 DE OUTUBRO DE 2006, FLORIANOPOLIS, BRASIL, 2007, Florianópolis. International Journal of Morphology, 2007. v. 25. p. 145-234.

17.
De MAMAN, Aline Santos; Ribeiro, G ; ALBUQUERQUE, L. . Distribuição Anatômica e significância Funcional do Trato Iliotibial. In: 4ºCongresso de iniciação científica e pesquisa da Universidade de Ribeirão Preto, 2003, Ribeirão Preto. An Inic Cient Pesqui da Univ. Ribeirão Preto, 2003. v. 4. p. 30-30.

18.
De MAMAN, Aline Santos; Ribeiro, G ; DIONÍSIO, Valdeci Carlos ; ALMEIDA, Gil Lúcio de . Tratamento fisioterapêutico para o ganho de dorsiflexão do tornozelo e melhora do modelo cinemático em toe-walking idiopático-relato de caso. In: 4ºCongresso de iniciação científica e pesquisa da Universidade de Ribeirão Preto, 2003, Ribeirão Preto. An Inic Cient Pesqui da Univ. Ribeirão Preto, 2003. v. 4. p. 30-30.

19.
Ribeiro, G ; De MAMAN, Aline Santos ; PAULINO, R. G. ; DIONÍSIO, Valdeci Carlos ; ALMEIDA, Gil Lúcio de . A atividade eletromiográfica dos músculos VMO e VL durante agachamento unipodal com pronação e supinação da articulação do tornozelo-estudo piloto. In: 4ºcongresso de iniciação científica e pesquisa da Universidade de Ribeirão Preto, 2003, Ribeirão Preto. An Inic Cient Pesqui da Univ. Ribeirão Preto, 2003. v. 4. p. 31-31.

20.
Ribeiro, G ; De MAMAN, Aline Santos ; FERREIRA, R. B. ; SOUZA, A. B. ; SILVA, S. S. . Intervenção fisioterapêutica proprioceptiva na articulação temporomandibular. In: 4ºCongresso de iniciação científica e pesquisa da Universidade de Ribeirão Preto, 2003, Ribeirão Preto. An Inic Cient Pesqui da Univ. Ribeirão Preto, 2003. v. 4. p. 5-5.

Apresentações de Trabalho
1.
DeMaman A. Atualizações e descobertas anatômicas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
DeMaman A. Anatomia Humana do Sistema Tegumentar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MENEZES, M. C. ; MORAES, A. A. ; THOMAZINI, J. A. ; ALMEIDA, CAYO ; LUCAS, G. A. ; Demaman, A. S. . EFEITOS DO TREINO DE NATAÇÃO SOBRE A MORFOLOGIA DO NERVO ISQUIÁTICO APÓS LESÃO COMPRESSIVA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
MENEZES, M. C. ; MORAES, A. A. ; THOMAZINI, J. A. ; ALMEIDA, CAYO ; LUCAS, G. A. ; Demaman, A. S. . EFEITOS DA LESÃO NERVOSA COMPRESSIVA SOBRE A MORFOLOGIA DO NERVO ISQUIÁTICO. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Demais tipos de produção técnica
1.
OLIVEIRA, E. A. ; DeMaman, A S . Curso de Atualização em Avaliação e Tratamento de Feridas. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
ALBUQUERQUE, R. ; Demaman, A.S. ; ALBUQUERQUE, R. ; BURITI, B. ; RODRIGUES, D. ; MONTEIRO, T. . Don Juan. 2017. Teatral.

2.
Lello Guazzelli ; DeMaman, A.S. ; Pagnano, P ; Dani ; Zica ; Nara . O Bom Político Brasileiro. 2009. Teatral.

3.
Lello Guazzelli ; DeMAMAN, Aline Santos ; Chan, A ; Sayuri, B ; Busatto, D ; Pires, MF ; Pagnano, P ; Oliveira, R . A Escada do Sucesso. 2006. Teatral.

4.
Lello Guazzelli ; DeMaman, A.S. . Cotidiano. 2005. Teatral.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
DeMaman, A S; ALMEIDA, V. C.; VASCONCELOS, D. A.. Participação em banca de MORGANA OLIVEIRA LIRA.ANÁLISE HISTOMUTAGÊNICA EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS À IMOBILIZAÇÃO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual da Paraíba.

2.
Lima, BGC; DeMaman, A S. Participação em banca de Vanessa Ribeiro do Sacramento.Tratamento endovascular da estenose carotídea: resultados precoces. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

3.
DeMaman, A S; Lima, BGC. Participação em banca de Winnie Bastos Nunes.Fatores de morbi-mortalidade na amputação das extremidades inferiores de etiologia vascular. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

4.
DeMaman, A.S.; Lima, BGC. Participação em banca de Juliana Larissa Oliveira Santos.Implante de filtro em veia cava inferior em hospital do Sistema Único de Saúde: aspectos clínicos e resultados. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.

5.
Lima, BGC; DeMaman, A.S.. Participação em banca de Ive Lima Souza.Resultados da Angioplastia transluminal percutânea no segmento infra-poplíteo em hospital de referência em Salvador. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina) - Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
FELISMINO, D. C.; Demaman, A.S.; CLAUDINO, O. R.. Processo seletivo para professor substituto T-20 - Ciências Morfológicas. 2018. UEPB.

2.
DeMaman A; COUTINHO, G. F.; ASSIS, T. O.. Processo seletivo para professor substituto T-40 - Fisioterapia cardiovascular e respiratória. 2017. UEPB.

3.
MENESES, C. H. S. G.; DeMaman A; CLAUDINO, O. R.. Processo seletivo para professor substituto T-20 - Ciências Morfológicas. 2017. UEPB.

4.
MENESES, C. H. S. G.; DeMaman, A S; CLAUDINO, O. R.. Seleção Simplificada para Professor Substituto T-40 - Ciências Morfológicas. 2016. Universidade Estadual da Paraíba.

5.
BARBOSA, M. S.; DeMaman, A S; VIEIRA, R. S.. Seleção Simplificada para Professor Substituto T-40 - Fisioterapia Uroginecológica e Obstetrícia. 2016. Universidade Estadual da Paraíba.

6.
SALES, A. T. N.; Demaman, A.S.; ASSIS, T. O.. Pocesso de Seleção Simplificada para Professor Substituto T-20 e T-40 na área de Fisioterapia Respiratória. 2016. UEPB.

7.
DeMaman, A.S.; OLIVEIRA, J. V.; PIRES, D. N.. Seleção Simplificada para Professor Substituto - T 40 - Anatomia Humana. 2013. Universidade Estadual da Paraíba.

Outras participações
1.
BICHO, C. L.; Demaman, A.S.; LIRA, W.. Estágio probatório de docente efetivo da UEPB. 2018. UEPB.

2.
DeMaman A. I Exposição Paraibana de Anatomia Humana - CCBS/UFCG. 2017. Universidade Federal de Campina Grande.

3.
DeMaman, A S; MOITA, L.. XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia. 2016. Sociedade Brasileira de Anatomia.

4.
O FILHO, S. R.; RIBEIRO, V. V.; GERMANO, S. R.; LUNA, K. P. O.; DeMaman, A S; SILVA, S. M.; SILVA, J. C.; ASSIS, E. L.. Colegiado do Curso de Ciências Biológicas. 2016. Universidade Estadual da Paraíba.

5.
BICHO, C. L.; DeMaman, A S; LIRA, W. M.. Banca de Estágio Probatório de docente. 2016. Universidade Estadual da Paraíba.

6.
Demaman, A. S.. III Simpósio Paraibano de Anatomia. 2015. FACISA.

7.
FRANCO, C. I. F.; FERNANDES, M. L.; VASCONCELOS, D. A.; MELO, M. D. B.; DeMaman, A S. Colegiado do Curso de Fisioterapia - UEPB. 2014. Universidade Estadual da Paraíba.

8.
OLIVEIRA, J. V.; DeMaman, A S; LUNA, K. P. O.. Processo de Progressão Funcional de docente. 2014. Universidade Estadual da Paraíba.

9.
Demaman, A. S.. XXV Congresso Brasileiro de Anatomia / XIV Congreso de Anatomia Del Cono Sur / XXXIIICongreso Chileno de Anatomia. 2012. Sociedade Brasileira de Anatomia.

10.
DeMaman, A.S.. 17 Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo - Área Biológicas. 2009. Universidade de São Paulo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Exposição Paraibana de Anatomia Humana - CCBS/UFCG. Palestrante: Atualizações e descobertas anatômicas. 2017. (Exposição).

2.
I Exposição Paraibana de Anatomia Humana - CCBS/UFCG. Avaliação de trabalhos científicos. 2017. (Exposição).

3.
Curso de atualização em avaliação e tratamento de feridas.Palestrante: Anatomia do sistema tegumentar. 2016. (Outra).

4.
XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia. Avaliação de trabalhos científicos. 2016. (Congresso).

5.
XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia e III Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia. Avaliação do potencial mutagênico da imobilização durante 21 dias através do teste de micronúcleo in vivo. 2016. (Congresso).

6.
II Congresso Nacional de Educação. Contribuições da monitoria acadêmica para o processo de formação inicial docente de licenciandos em ciências biológicas da UEPB. 2015. (Congresso).

7.
III Simpósio Paraibano de Anatomia.VARIAÇÕES ANATÔMICAS ENVOLVIDAS NA TÉCNICA DE INJEÇÃO INTRAMUSCULAR NO MÚSCULO DELTÓIDE. 2015. (Simpósio).

8.
III Simpósio Paraibano de Anatomia.Avaliação de trabalhos científicos. 2015. (Simpósio).

9.
III Simpósio Paraibano de Anatomia.EFEITOS DA LESÃO NERVOSA COMPRESSIVA SOBRE A MORFOLOGIA DO NERVO ISQUIÁTICO. 2015. (Simpósio).

10.
III Simpósio Paraibano de Anatomia.O IMPACTO DA MONITORIA EM ANATOMIA HUMANA SOB O PONTO DE VISTA DOS MONITORES: RELATO DE EXPERIÊNCIA. 2015. (Simpósio).

11.
III Simpósio Paraibano de Anatomia.AVALIAÇÃO DO POTENCIAL MUTAGÊNICO DA IMOBILIZAÇÃO EM CURTO PERÍODO ATRAVÉS DO TESTE DE MICRONÚCLEO IN VIVO: ESTUDO PILOTO. 2015. (Simpósio).

12.
XXII Encontro de Iniciação Científica da UEPB.THE EFFECT OF SWIMMING FOR THE RECOVERY OF THE STRUCTURAL CHANGES CAUSED BY NERVE COMPRESSION INJURY. 2015. (Encontro).

13.
XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ANATOMIA, XIV Congreso de Anatomía del Cono Sur, XXXIII Congreso Chileno de Anatomía e I Encontro das Ligas Estudantis de Morfologia. Avaliação de temas livres. 2012. (Congresso).

14.
I Encontro Internacional de Ensino em Anatomia do ICB / USP. 2010. (Encontro).

15.
XXIV Congresso Brasileiro de Anatomia. O ensino de neuroanatomia seccional: comparação de duas técnicas de estudo e aprendizado. 2010. (Congresso).

16.
XVII Simpósio internacional de iniciação científica da Universidade de São Paulo.Debatedor e Avaliador de painéis. 2009. (Simpósio).

17.
XXIII Congresso Brasileiro de Anatomia / XI Congresso Luso-brasileiro de Anatomia / IX Congresso do Cone Sul / XXVIII Congresso Chileno de Anatomia. Morphologic aspects of the articular face of the glenoid cavity in the human scapulae: preliminar outcomes. 2008. (Congresso).

18.
IV Simpósio sobre ética no uso de animais. 2006. (Simpósio).

19.
Neuroendocrine Control of Body Fluid Homeostasis: Past, Present and Future. 2006. (Simpósio).

20.
X Encontro AAARL de Medicina Esportiva. 2006. (Encontro).

21.
XXII CONGRESSO BRASILEIRO DE ANATOMÍA E XXVII CONGRESO CHILENO DE ANATOMÍA VIII CONGRESO DE ANATOMÍA DEL CONO SUR. 8 - 12 DE OUTUBRO DE 2006, FLORIANOPOLIS, BRASIL. ESTUDO ANATÓMICO DA FACE ARTICULAR DA CAVIDADE GLENÓIDE DA ESCÁPULA EM HUMANOS: RESULTADOS PRELIMINARES. 2006. (Congresso).

22.
I Simpósio de Disfunções Temporomandibulares. 2005. (Simpósio).

23.
XX Congresso Brasileiro de Microscopia e Microanálise. Iron deficiency and recovery effects on the structural and morphometric aspects of the rat optic nerve. 2005. (Congresso).

24.
IX Encontro AAARL de Medicina Esportiva. 2004. (Encontro).

25.
ENAF Bahia Encontro Nacional de Atividade Física. 2002. (Encontro).

26.
Congresso Baiano de Ortopedia e Traumatologia. 2001. (Congresso).

27.
I Congresso Brasileiro de Terapia Manual. 2001. (Congresso).

28.
IV Encontro Baiano de Atualização em Cinesiologia. 2000. (Encontro).

29.
IV Simpósio Multidisciplinar Da UTI Cardiológica do Hospital São Rafael. 2000. (Simpósio).

30.
VI Jornada Baiana de Geriatria e Gerontologia. 2000. (Encontro).

31.
XIV Congresso Brasileiro de Fisioterapia. 1999. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Alexa Alves de Moraes. Effect of swimming training on nerve morphological recovery after compressive injury. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - UEPB. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Alexa Alves de Moraes. Avaliação do potencial mutagênico da lesão compressiva parcial do nervo isquiático. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Estadual da Paraíba. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Thays Fernanda Henriques Dantas da Fonseca. ELABORAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO DE ANATOMIA HUMANA, REFERENTE À PARTE CERVICAL DA COLUNA VERTEBRAL E ESPECÍFICO PARA ALUNOS SURDOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE. Início: 2018. Orientação de outra natureza. UEPB. UEPB. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
MORGANA OLIVEIRA LIRA. ANÁLISE HISTOMUTAGÊNICA EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS À IMOBILIZAÇÃO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual da Paraíba. Orientador: Aline dos Santos De Maman.

Iniciação científica
1.
Larissa Lima Alves. ANÁLISE MORFOMÈTRICA DOS MÚSCULOS SÓLEO E GASTROCNÊMIO DE CAMUNDONGOS APÓS IMOBILIZAÇÃO DURANTE 7 E 70 DIAS. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual da Paraíba, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Aline dos Santos De Maman.

2.
Robson de Melo. Análise da importância do uso do cadáver nas aulas práticas de anatomia humana dentre os membros discente e docente dos cursos de ciências biológicas e da saúde da Universidade Estadual da Paraíba: uma base para a criação de programa de doação voluntária de corpos.. 2016. Iniciação Científica - Universidade Estadual da Paraíba. Orientador: Aline dos Santos De Maman.

3.
Alexa Alves de Moraes. Efeitos da Lesão Nervosa Compressiva sobre a Morfologia do Nervo Isquiático. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Estadual da Paraíba. Orientador: Aline dos Santos De Maman.

4.
Mariana Cavalcante de Menezes. Efeitos do treino de natação sobre a morfologia do nervo isquiático após lesão compressiva. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Fisioterapia) - Universidade Estadual da Paraíba. Orientador: Aline dos Santos De Maman.

Orientações de outra natureza
1.
Thays Fernanda. Elaboração de material didático impresso de Anatomia Humana, referente aos ossos do crânio e específico para alunos surdos de cursos de graduação em Ciências Biológicas e da Saúde. 2017. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade Estadual da Paraíba, UEPB. Orientador: Aline dos Santos De Maman.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Outras informações relevantes


Foi Membro da Comissão de Pós-Graduação do Programa de Clínica Cirúrgica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo - USP, na categoria de Representante Discente, durante os anos de 2007 e 2008.

O trabalho "Efeitos da lesão nervosa compressiva sobre a morfologia do nervo isquiático", por mim orientado e apresentado no III Simpósio Paraibano de Anatomia, sob a forma de tema livre oral, foi classificado em quinto lugar entre todos os trabalhos apresentados no evento.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 6:33:09