João Carlos Amoroso Botelho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5318293368816272
  • Última atualização do currículo em 10/10/2018


É professor adjunto da Área de Ciência Política e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Goiás, doutor em Ciência Política pela Universidad de Salamanca, da Espanha, e mestre em Ciências Sociais, com área de concentração em Ciência Política, pela PUC-SP. Realizou estágio pós-doutoral na Universidad de Chile e na Harvard University. Coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas em América Latina e Política Comparada (NEPAC) e integra o grupo Democratización de América Latina en Perspectiva Comparada (DALC), no âmbito da Asociación Latinoamericana de Ciencia Política (ALACIP). Tem formação em métodos comparado e quantitativo de pesquisa por escolas de verão da International Political Science Association (IPSA) e colaborou com um programa de inovação docente em Ciência Política na Universidad de Salamanca. Seus temas de pesquisa são regimes e instituições políticas, integração regional e política comparada na América Latina. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
João Carlos Amoroso Botelho
Nome em citações bibliográficas
BOTELHO, João Carlos Amoroso

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciências Sociais.
Prédio de Humanidades, sala 23
Campus II
74001970 - Goiânia, GO - Brasil - Caixa-postal: 131
Telefone: (62) 35211128
Fax: (62) 35211100
URL da Homepage: http://www.ufg.br/


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2010
Doutorado em Ciência Política.
Universidad de Salamanca, USAL, Espanha.
com período co-tutela em Universidade de São Paulo (Orientador: Janina Onuki).
Título: La creación y la evolución de la CASA/UNASUR, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Iván Llamazares Valduvieco.
Palavras-chave: Integração; América do Sul; Política exterior; Argentina; Brasil; Venezuela.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Organizações Internacionais.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2003 - 2005
Mestrado em Ciências Sociais: Política.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Cláudio Gonçalves Couto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Instabilidade; América Latina; Século XXI; Argentina; Venezuela.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Conflitos e Coalizões Políticas.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2001 interrompida
Especialização interrompida em 2001 em Política Internacional.
Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, FESPSP, Brasil.
Título: Sem monografia.
Ano de interrupção: 2001
1992 - 1995
Graduação em Comunicação Social.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: Sentido Centro.
Orientador: Hamilton Octavio de Souza.


Pós-doutorado


2017 - 2017
Pós-Doutorado.
Harvard University, HARVARD, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Sistemas Governamentais Comparados.
2016 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade de Chile, UCHILE, Chile.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Sistemas Governamentais Comparados.


Formação Complementar


2018 - 2018
Modelos de Dados em Painel Básico. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2013 - 2013
Docência no ensino superior. (Carga horária: 50h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2012 - 2012
EMAS - Visualización y análisis espacial de datos. (Carga horária: 20h).
Universidade de Salamanca, USAL, Espanha.
2011 - 2011
Summer School - Multiple Regression Analysis. (Carga horária: 80h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.
2010 - 2010
Summer School - Configurational Comparative Method. (Carga horária: 80h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.


Atuação Profissional



Asociación Latinoamericana de Ciencia Política, ALACIP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Membro de grupo de pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2

Atividades

01/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Grupo de Investigación, Democratización de América Latina en Perspectiva Comparada (DALC).


Universidade Federal da Integração Latino-Americana, UNILA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Membro de grupo de pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2

Atividades

11/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Graduação em Relações Internacionais e Integração, .

Linhas de pesquisa
Democracia e desenvolvimento

Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

3/2018 - Atual
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Ciência Política I: Política comparada
3/2018 - Atual
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de dissertação
12/2013 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Ciências Sociais, .

Cargo ou função
Vice-Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.
03/2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Ciências Sociais, .

08/2017 - 12/2017
Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política brasileira
08/2017 - 12/2017
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Democracia em declínio? O debate sobre os dilemas da democracia no século XXI
03/2016 - 07/2016
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Ciência Política I: Política latino-americana
03/2016 - 07/2016
Ensino, Ciências Sociais - Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Ciência Política I: Política latino-americana
10/2015 - 03/2016
Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de Ciência Política I: Política comparada
02/2015 - 07/2015
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política 3
02/2015 - 07/2015
Ensino, Ciências Sociais - Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Trabalho final de curso I
08/2014 - 12/2014
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Política latino-americana e integração regional
08/2014 - 12/2014
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política II
03/2014 - 07/2014
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Métodos e técnicas de pesquisa em Ciências Sociais e Relações Internacionais
03/2014 - 07/2014
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Instituições políticas
08/2013 - 12/2013
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política 4
08/2013 - 12/2013
Ensino, Ciências Sociais - Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política 4
03/2013 - 11/2013
Direção e administração, Faculdade de Ciências Sociais, .

Cargo ou função
Coordenador da Área de Ciência Política.
03/2013 - 07/2013
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política I
03/2013 - 07/2013
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política I
10/2012 - 03/2013
Ensino, Ciências Sociais - Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política latino-americana e integração regional
09/2012 - 12/2012
Ensino, Ciência Política, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política II
02/2012 - 06/2012
Ensino, Comunicação Social - Publicidade e Propaganda, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciência Política
02/2012 - 06/2012
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política
08/2011 - 12/2011
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Treinamento Científico em Laboratório de Ciência Política
08/2011 - 12/2011
Ensino, Relações Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Ciência Política
08/2011 - 12/2011
Ensino, Ciências Sociais habilitação em Políticas Públicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Treinamento Científico em Laboratório de Ciência Política
03/2011 - 07/2011
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Política

Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas, FMU, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Atividades

02/2011 - 02/2011
Ensino, Jornalismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política
02/2011 - 02/2011
Ensino, Publicidade e Propaganda, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geopolítica e Mercados

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Professor temporário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Atividades

08/2008 - 12/2008
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política Comparada

Universidad de Salamanca, USAL, Espanha.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador

Atividades

01/2007 - 06/2007
Extensão universitária , Instituto Interuniversitario de Iberoamérica, .

Atividade de extensão realizada
Innovación docente en Ciencia Política.

Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor temporário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Atividades

08/2006 - 12/2006
Ensino, Jornalismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Jornalismo Online


Linhas de pesquisa


1.
Política latino-americana e integração regional

Objetivo: Desenvolver estudos comparados e de caso sobre regimes e instituições políticas e integração regional na América Latina..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Instituições Governamentais Específicas.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Integração Internacional, Conflito, Guerra e Paz.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Política comparada; Integração regional; América Latina.
2.
Regimes e instituições políticas

Objetivo: Desenvolver estudos comparados e de caso sobre instituições políticas e o processo de democratização na América Latina..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo / Especialidade: Instituições Governamentais Específicas.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Conflitos e Coalizões Políticas.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Política comparada; Regimes e instituições; América Latina.
3.
Democracia e desenvolvimento

Objetivo: Desenvolver estudos comparados e de caso sobre regimes democráticos e modelos de desenvolvimento na América do Sul..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: Regimes democráticos; América do Sul.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
A medição da concentração de poderes presidenciais na América Latina para além dos textos constitucionais
Descrição: A capacidade dos presidentes de influenciar a formulação de leis e políticas na América Latina pode ser entendida, segundo Shugart e Mainwaring (2002), como uma relação entre seus poderes constitucionais e partidários. Se os poderes constitucionais dos presidentes latino-americanos têm sido extensivamente estudados, o mesmo não se passa com as demais fontes, incluindo os mecanismos informais de influência. O estudo se dedicará, então, a elaborar um índice de concentração de poderes presidenciais na América Latina, que seja capaz de capturar e medir as diferentes fontes desses poderes, e a aplicá-lo para verificar a variação da concentração entre os países latino-americanos, confrontar essa variação com avaliações correntes e estabelecer a importância das diferentes fontes para a concentração de poderes presidenciais na América Latina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Coordenador / Maria Luiza Pereira Barretos - Integrante.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2015 - 2017
Mensurando a ideologia dos partidos políticos na América Latina: uma atualização da classificação de Michael Coppedge 15 anos depois
Descrição: A proposta da pesquisa é produzir um esquema de classificação ideológica para os partidos políticos na América Latina a partir da que foi elaborada por Michael Coppedge, de 1997. Pretende-se atualizar e ampliar a lista de partidos, conservando os mesmos métodos e critérios da classificação original. O trabalho de Coppedge (1997) foi o primeiro a sistematizar a classificação ideológica dos partidos latino-americanos e o único até o momento a oferecer uma base suficiente para comparações rigorosas. Por isso, tem sido amplamente utilizado por muitos analistas que mobilizam a ideologia partidária como variável explicativa para uma grande variedade de objetos, desde coligações eleitorais até políticas públicas. No entanto, muitos partidos que se tornaram importantes nos últimos vinte anos não constam da lista de Coppedge, assim como muitos dos que constam podem ter se movido na escala esquerda-direita. Dessa forma, uma atualização ou revisão da classificação de Coppedge se torna necessária..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Integrante / Denise Paiva Ferreira - Coordenador / Ana Lúcia Henrique Teixeira Gomes - Integrante / Andréia Vieira Bahia - Integrante / Camila Silva Rezende - Integrante / Daniel Buquet - Integrante / Gabriela da Silva Tarouco - Integrante / Lucía Selios - Integrante / Rafael Machado Madeira - Integrante / Sérgio Mendonça Benedito - Integrante / Soraia Marcelino Vieira - Integrante / Vinícius Silva Alves - Integrante.
Número de produções C, T & A: 2
2015 - Atual
Centro de Estudos Sócio-Políticos e Internacionais da América do Sul - CESPI
Descrição: O grupo se constitui como expansão do anterior, Região Andina em Foco, no intuito de abranger outros países da América do Sul, bem como um número maior de temáticas relacionadas às Ciências Sociais, à Economia e às Relações Internacionais. O núcleo está conformado em torno de dois eixos geográficos da América do Sul: a) região andina-pacífico-amazônica; e b) Cone Sul..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Integrante / Renata Peixoto de Oliveira - Coordenador / Fábio Borges - Integrante / André Kaysel Velasco e Cruz - Integrante / Fabricio Pereira da Silva - Integrante / Liliana Rocio Duarte Recalde - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2013 - 2015
A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral
Descrição: Depois de 14 anos de mandato de Hugo Chávez na Presidência da Venezuela, completados em 2013, a qualidade da democracia do país tem sido um foco de atenção e preocupação. Este trabalho se propõe a testar o regime venezuelano em um ano, o de 2013, propício para isso, por causa da realização de eleições presidenciais. Trata-se de uma oportunidade para observar e coletar dados em dimensões essenciais de uma democracia, como a competição e a participação políticas e o funcionamento das instituições e regras que garantem e regulam o processo. Ademais, há a influência do quadro socioeconômico difícil no país, com índices alarmantes de criminalidade e sob os efeitos da crise econômica mundial de 2008, especialmente grave para a Venezuela por causa da sua dependência das exportações de petróleo. Todo esse contexto cria uma oportunidade especial para a observação do cenário venezuelano e a aplicação de uma metodologia para avaliar a qualidade da democracia do país. O marco para isso vem de trabalhos clássicos de Dahl e O'Donnell e das dimensões da qualidade da democracia que têm sido propostas e desenvolvidas por Morlino..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Coordenador / Carlos Ugo Santander Joo - Integrante / Francisco Mata Machado Tavares - Integrante / João Pedro Tavares Damasceno - Integrante / Antonia Juliana Ferreira Teixeira - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 1
2012 - Atual
Grupo de Investigación Democratización de América Latina en Perspectiva Comparada - DALC
Descrição: Siendo que pensamos que el análisis comparado está en el centro de la Ciencia Política, el grupo de análisis político comparado de la democratización de América Latina se propone vincular e impulsar los esfuerzos diversos de investigación sobre el estado y progreso (o retroceso) de nuestras democracias, que se realizan en y acerca de la región. Las líneas de investigación incluyen las transiciones de régimen político, la evaluación y medición de la calidad de la democracia, las características de régimen a nivel sub-nacional, la presencia de ejercicios democracia participativa y la cobertura de los regímenes en relación a la equidad política y libertades civiles. También las características de los regímenes e instituciones políticas y sus vinculaciones con la eficacia y calidad de las políticas gubernamentales. La perspectiva comparada abarca estrategias de investigación que conllevan la contrastación de experiencias en diferentes regiones del mundo, dentro de la región latinoamericana y dentro de cada país..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição
Descrição: Há uma vasta literatura sobre a integração europeia, mas pouco do que se produz pode ser aplicado a outros casos. O nível de integração que foi alcançado na Europa não tem paralelo no resto do mundo. Assim, aplicar a outros processos os critérios elaborados para o caso europeu só pode levar aos mesmos resultados, a avaliação de que há problemas, de que as perspectivas são ruins e de que, em alguns exemplos, sequer se caracteriza um processo de integração. Portanto, é necessário o estabelecimento de critérios que possam ser aplicados universalmente e que avaliem os blocos de integração de acordo com seu nível de institucionalização, como já foi proposto e levado adiante na Ciência Política para os regimes democráticos e os sistemas partidários. Essa é uma tarefa urgente para a sistematização e a pesquisa comparativa no campo de estudos da integração regional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Coordenador / Marcelo Marques de Almeida Filho - Integrante.
Número de produções C, T & A: 12
2011 - Atual
Núcleo de Estudos e Pesquisas em América Latina e Política Comparada - NEPAC
Descrição: A política latino-americana e a integração regional são cada vez mais estudadas no Brasil, mas não tanto na Ciência Política. É necessário, então, aumentar o número de especialistas nesses campos de estudo na Ciência Política brasileira, começando pelo estímulo à pesquisa e pela preparação de estudantes para essa tarefa. Com essas premissas, o Núcleo de Estudos e Pesquisas em América Latina e Política Comparada busca reunir pesquisadores da Ciência Política e das demais áreas das Ciências Humanas interessados em estudar com profundidade a política e as relações internacionais da América Latina. O grupo prioriza a pesquisa comparativa, sem, no entanto, eliminar a opção pelos estudos de caso..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: João Carlos Amoroso Botelho - Coordenador / Carlos Ugo Santander Joo - Integrante / Carlos Federico Domínguez Avila - Integrante / Francisco Mata Machado Tavares - Integrante / Ricardo Rodrigues Alves de Lima - Integrante / João Henrique Ribeiro Roriz - Integrante / Camila Silva Rezende - Integrante / Ícaro Fernandes Nogueira Brito - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 42 / Número de orientações: 6
2006 - 2010
La creación y la evolución de la CASA/UNASUR
Descrição: Solo en el 2004, fue creado el primer organismo para reunir los 12 países de América del Sur, la CASA, que pasó a llamarse UNASUR en el 2007. Desde el siglo XIX, la región en su conjunto fue el foco de las tentativas de integración en el continente americano por primera vez en el 1993. Sin embargo, esa iniciativa no se concretó. Por qué, entonces, algo que no había sucedido a lo largo de tantos años ocurrió en el 2004? La hipótesis es que la convergencia de posiciones integracionistas en las tres potencias regionales, Argentina, Brasil y Venezuela, impulsada por los presidentes Lula y Chávez y el canciller brasileño Amorim, posibilitó la creación de UNASUR. Esa confluencia se debe más a prioridades de política exterior que a intereses económicos. Es la acción gubernamental, sobre todo de Brasil y Venezuela, que lleva al surgimiento del bloque, y no las demandas sociales. A pesar de eso, el intergubernamentalismo, en su versión liberal, no se ajusta totalmente al caso de UNASUR, pues, entre otros motivos, los intereses económicos no son suficientes para explicar la conformación del organismo y precisan ser combinados con los objetivos políticos de los gobiernos. En apoyo a sus argumentos, la tesis utiliza una serie de datos empíricos, que se refieren a Argentina, Brasil y Venezuela y abarcan desde los regimenes militares en los dos primeros hasta 2007, además de documentos, declaraciones y entrevistas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2005
A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela
Descrição: Argentina e Venezuela, considerados os países latino-americanos com modelos de sistemas bipartidários consolidados, entraram no início dos anos 2000 em períodos de instabilidade democrática. Esse tipo de turbulência, entendida como a que implica em ameaças à ordem democrática, se espalhou por outros países da América Latina na mesma década. A origem da instabilidade das democracias argentina e venezuelana pode ser identificada na combinação de crises econômica e de credibilidade de partidos e políticos. Por que, então, o Brasil, que passou pelos mesmos problemas no início dos anos 90, não registrou também instabilidade democrática? A hipótese é que multipartidarismo e governo de coalizão, que diferenciam o sistema político brasileiro do argentino e do venezuelano, são dois aspectos que, em países com altos níveis de desigualdade socioeconômica e pobreza, contribuem para a estabilidade democrática. Lijphart (2003) inclui as duas características entre as três primeiras do modelo consensual de democracia, que ele considera mais adequado a sociedades heterogêneas. A confrontação da hipótese com os casos de Argentina e Venezuela, além de outros incluídos para tornar o teste mais amplo, permitiu a conclusão de que multipartidarismo e governo de coalizão amenizam o potencial desestabilizador da desigualdade para o regime democrático, mas, no médio prazo, são insuficientes sem a combinação com medidas de inclusão social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: O COSMOPOLÍTICO
2018 - Atual
Periódico: SOCIEDADE E CULTURA (IMPRESSO)


Revisor de periódico


2011 - 2011
Periódico: Revista debates (UFRGS)
2009 - 2009
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2011 - 2011
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política
2012 - 2012
Periódico: Política & Trabalho (UFPB. Impresso)
2012 - 2013
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2013 - 2013
Periódico: Perspectivas Internacionales
2013 - 2013
Periódico: Revista Katálysis (Impresso)
2013 - 2013
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política
2010 - 2010
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2011 - 2011
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2012 - 2012
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2012 - 2012
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2014 - 2014
Periódico: Brazilian Journal of International Relations
2014 - 2014
Periódico: Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas
2015 - 2015
Periódico: Revista CEJ (Brasília)
2016 - 2016
Periódico: Revista do Serviço Público
2016 - 2016
Periódico: Conjuntura Austral
2017 - 2017
Periódico: SOCIEDADE E CULTURA (IMPRESSO)
2016 - 2017
Periódico: MEDIAÇÕES - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS
2017 - 2017
Periódico: PRELÚDIOS: REVISTA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFBA
2017 - 2018
Periódico: BRAZILIAN POLITICAL SCIENCE REVIEW


Revisor de projeto de fomento


2017 - 2017
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2017 - 2017
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2016 - 2016
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2016 - 2016
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2015 - 2015
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2014 - 2014
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco
2012 - 2012
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo/Especialidade: Sistemas Governamentais Comparados.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo/Especialidade: Instituições Governamentais Específicas.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Conflitos e Coalizões Políticas.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Integração Internacional, Conflito, Guerra e Paz.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2018BOTELHO, João Carlos Amoroso. DA PERDA DE LEGITIMIDADE À POLARIZAÇÃO: os partidos e os sistemas partidários de Argentina e Venezuela. Cadernos do CRH (UFBA), v. 31, p. 407-426, 2018.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2017 BOTELHO, João Carlos Amoroso; ALVES, V. S. . The weight of ideology on the attitude of Latin American countriestoward the United States. Revista Brasileira de Política Internacional (Online), v. 60, p. e004, 2017.

3.
DAMASCENO, J. P. T.2016DAMASCENO, J. P. T. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Pesquisa e produção de conhecimento sobre a América Latina na ciência política brasileira. Revista Brasileira de Ciência Política, p. 121-145, 2016.

4.
JOO, C. U. S.2015JOO, C. U. S. ; AVILA, C. F. D. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso ; MUNDIM, P. S. . La calidad de la democracia en Brasil: un régimen institucionalizado entre la inseguridad individual y desigualdad social. Latin American Review of Comparative Politics, v. 10, p. 87-122, 2015.

5.
MOREIRA, C.2015MOREIRA, C. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Presentación. Sociedade e Cultura (Impresso), v. 18, p. 7-9, 2015.

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2015BOTELHO, João Carlos Amoroso. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. Sociedade e Cultura (Impresso), v. 18, p. 25-39, 2015.

7.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2014 BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 36, p. 229-259, 2014.

8.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2013BOTELHO, João Carlos Amoroso. A aplicação do conceito de populismo à América Latina: pela necessidade de classificar, e não desqualificar. Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas, v. 7, p. 1-13, 2013.

9.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2013 BOTELHO, João Carlos Amoroso. The Reduction of Asymmetries in MERCOSUR as a Way of Development Aid and South-South Cooperation: The Case of FOCEM. Geopolitica(s): revista de estudios sobre espacio y poder, v. 4, p. 43-62, 2013.

10.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2009 BOTELHO, João Carlos Amoroso. De onde veio e o que está em torno do fenômeno Chávez. Revista Brasileira de Ciência Política (Impresso), v. 1, p. 331-357, 2009.

11.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2008BOTELHO, João Carlos Amoroso. As intenções dos atores e os resultados da implantação do sistema eleitoral misto na Venezuela. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 16, p. 105-112, 2008.

12.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2008BOTELHO, João Carlos Amoroso. A democracia na Venezuela da era chavista. Aurora (UNESP. Marília), v. 1, p. 18-25, 2008.

13.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2008BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de UNASUR. Revista Debates (UFRGS), v. 2, p. 299-324, 2008.

14.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2006BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. Projeto História (PUCSP), São Paulo, v. 32, p. 333-343, 2006.

15.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2005BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina: os casos da Argentina e da Venezuela. Tempo e Presença (Impresso), Rio de Janeiro, v. 342, p. 22-24, 2005.

16.
BOTELHO, João Carlos Amoroso2005BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. Mediações - Revista de Ciências Sociais, v. 10, p. 11-23, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de Unasur. 1. ed. Curitiba: Juruá, 2013. v. 1. 250p .

Capítulos de livros publicados
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; ALVES, V. S. . O peso da ideologia na atitude dos países latino-americanos em relação aos Estados Unidos. In: Lídia de Oliveira Xavier; Carlos Federico Domínguez Avila. (Org.). Política, cultura e sociedade na América Latina: estudos interdisciplinares e comparativos. 1ed.Curitiba: Editora CRV, 2018, v. 5, p. 1-572.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. As eleições legislativas de 2015 e as perspectivas do governo dividido na Venezuela: do confronto nas ruas ao confronto institucional. In: Lídia de Oliveira Xavier; Carlos Federico Domínguez Avila. (Org.). Política, cultura e sociedade na América Latina: estudos interdisciplinares e comparativos. 1ed.Curitiba: Editora CRV, 2016, v. 3, p. 1-562.

3.
JOO, C. U. S. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . A América Latina e a integração regional. In: Martins, Dilamar Cândida; Nunes, Jordão Horta; Lima Filho, Manuel Ferreira. (Org.). Subalternidade, fluxos e cenários. 1ed.Goiânia: Editora da PUC Goiás, 2012, v. , p. 1-280.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Bandidos e mocinhos. O Popular, p. 2 - 2, 14 abr. 2018.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Maduro radicaliza fórmula de Chávez e deixa Venezuela sem luz no fim do túnel. Jornal do Professor, Goiânia, p. 3 - 3, 01 set. 2017.

3.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Régimen de excepción. Visiones Internacionales, Santiago, , v. 6, p. 1 - 1, 10 jan. 2017.

4.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Regime de exceção. O Popular, Goiânia, p. 2 - 2, 01 set. 2016.

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. O passado não ficou para trás. O Popular, Goiânia, p. 2 - 2, 29 maio 2014.

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Venezuela é teste para novo repertório de ações desestabilizadoras na América Latina. Jornal do Professor, Goiânia, , v. 13, p. 2 - 2, 06 mar. 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; BONIFACIO, R. ; PEREIRA FILHO, A. J. . O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. In: XI Encontro da ABCP, 2018, Curitiba. XI Encontro da ABCP. Rio de Janeiro: ABCP, 2018. v. 1. p. 1-21.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Measuring presidential powers in Latin America beyond what is in Constitutions. In: 75th Annual MPSA Conference, 2017, Chicago. 75th Annual MPSA Conference. Bloomington: MPSA, 2017. p. 1-18.

3.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; ANDRADE, M. A. R. . A medição dos poderes presidenciais na América Latina para além dos textos constitucionais. In: 9º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2017, Montevidéu. 9º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Montevidéu: Asociación Uruguaya de Ciencia Política, 2017. p. 1-29.

4.
SANTOS, M. L. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Os desafios à introdução e ao ensino de QCA no Brasil. In: 8º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2015, Lima. 8º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Lima: Pontificia Universidad Católica del Perú, 2015. p. 1-18.

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . O peso da ideologia na atitude de países latino-americanos em relação aos Estados Unidos. In: IX Encontro da ABCP, 2014, Brasília. IX Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2014. p. 1-14.

6.
DAMASCENO, J. P. T. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . A América Latina na Ciência Política brasileira: pesquisa e produção de conhecimento sobre os países latino-americanos. In: IX Encontro da ABCP, 2014, Brasília. IX Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2014. p. 1-22.

7.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . The Weight of Ideology in the Attitude of Latin American Countries Toward the United States. In: 8th ECPR General Conference, 2014, Glasgow. 8th ECPR General Conference. Essex: ECPR, 2014. p. 1-14.

8.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. In: XXXI International Congress of the Latin American Studies Association, 2013, Washington. XXXI International Congress of the Latin American Studies Association. Pittsburgh: LASA, 2013. p. 1-31.

9.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. In: 7º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2013, Bogotá. 7º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Bogotá: Universidad de los Andes, 2013. p. 1-32.

10.
JOO, C. U. S. ; AVILA, C. F. D. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso ; MUNDIM, P. S. . La calidad de la democracia en Brasil. In: 7º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2013, Bogotá. 7º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Bogotá: Universidad de los Andes, 2013. p. 1-20.

11.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A aplicação do conceito de populismo à América Latina: pela necessidade de classificar, e não desqualificar. In: 6º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2012, Quito. 6º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Quito: FLACSO Ecuador, 2012. v. 1. p. 1-11.

12.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. The Reduction of Asymmetries in MERCOSUR As a Way of Development Aid and South-South Cooperation: the Case of FOCEM. In: 22nd World Congress of Political Science, 2012, Madri. 22nd World Congress of Political Science. Montreal: International Political Science Association, 2012. p. 1-17.

13.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. In: XII Congresso Internacional do FoMerco, 2011, Rio de Janeiro. Anais 2011. Rio de Janeiro: FoMerco, 2011. v. 1. p. 1-23.

14.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. In: 35º Encontro Anual da ANPOCS, 2011, Caxambu (MG). 35º Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2011. p. 1-29.

15.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La institucionalización de bloques de integración: una propuesta de criterios de medición. In: XXIX International Congress of the Latin American Studies Association, 2010, Toronto. XXIX International Congress of the Latin American Studies Association. Pittsburgh: LASA, 2010. p. 1-19.

16.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de UNASUR. In: XXVIII International Congress of the Latin American Studies Association, 2009, Rio de Janeiro. XXVIII International Congress Latin American Studies Association. Pittsburgh: LASA, 2009. p. 1-18.

17.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de la CASA/UNASUR. In: 6º Encontro da ABCP, 2008, Campinas (SP). 6º Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2008. p. 1-25.

18.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La inestabilidad democrática en la América Latina del siglo XXI: los casos de Argentina y Venezuela. In: XII Encuentro de Latinoamericanistas Españoles, 2006, Santander. Viejas y nuevas alianzas entre América Latina y España. Santander: Consejo Español de Estudios Iberoamericanos, 2006. v. 1. p. 1-9.

19.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. In: 3º Congresso Latino-Americano de Ciência Política, 2006, Campinas (SP). 3º Congresso Latino-Americano de Ciência Política. Campinas (SP): ALACIP, 2006. v. 1. p. 1-31.

20.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. In: I Simpósio Estadual Lutas Sociais na América Latina: uma outra América é possível? O significado das lutas populares hoje, 2005, Londrina (PR). v. 10, n. 2 (2005): Dossiê ? Lutas Sociais, Democracia e Governabilidade na América Latina. Londrina (PR): CLCH-UEL, 2005. v. 10. p. 11-23.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; BONIFACIO, R. ; PEREIRA FILHO, A. J. . O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. In: XI Encontro da ABCP, 2018, Curitiba. XI Encontro da ABCP. Rio de Janeiro: ABCP, 2018. v. 1. p. 1-12.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. In: 35º Encontro Anual da ANPOCS, 2011, Caxambu (MG). 35º Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2011. p. 1-3.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . O peso da ideologia na atitude de países latino-americanos em relação aos Estados Unidos. In: IX Encontro da ABCP, 2014, Brasília. IX Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2014. p. 1-1.

2.
DAMASCENO, J. P. T. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . A América Latina na Ciência Política brasileira: pesquisa e produção de conhecimento sobre os países latino-americanos. In: IX Encontro da ABCP, 2014, Brasília. IX Encontro da ABCP. São Paulo: ABCP, 2014. p. 1-1.

3.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . The Weight of Ideology in the Attitude of Latin American Countries Toward the United States. In: 8th ECPR General Conference, 2014, Glasgow. 8th ECPR General Conference. Essex: ECPR, 2014. p. 1-1.

4.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. The Reduction of Asymmetries in MERCOSUR As a Way of Development Aid and South-South Cooperation: the Case of FOCEM. In: 22nd World Congress of Political Science, 2012, Madri. 22nd World Congress of Political Science. Montreal: International Political Science Association, 2012. p. 1-1.

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. In: XII Congresso Internacional do FoMerco, 2011, Rio de Janeiro. XII Congresso Internacional do FoMerco. Rio de Janeiro: FoMerco, 2011. p. 1-1.

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La inestabilidad democrática en la América Latina del siglo XXI: los casos de Argentina y Venezuela. In: XII Encuentro de Latinoamericanistas Españoles, 2006, Santander. Viejas y nuevas alianzas entre América Latina y España. Santander: Consejo Español de Estudios Iberoamericanos, 2006. p. 1-1.

7.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. In: II Seminário Problemas do Estado democrático contemporâneo: o futuro da democracia, 2005, Goiânia. O futuro da democracia: atas do II Seminário Problemas do Estado democrático contemporâneo. Goiânia: Editora da UCG, 2005. v. 1. p. 1-59.

Apresentações de Trabalho
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; BONIFACIO, R. ; PEREIRA FILHO, A. J. . O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; BONIFACIO, R. ; PEREIRA FILHO, A. J. . O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Las crisis presidenciales en Brasil y sus antecedentes políticos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A democratização da comunicação no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Measuring presidential powers in Latin America beyond what is in Constitutions. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. O cenário político-eleitoral na América Latina: novo ciclo ou momento de indefinição?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. O presidencialismo de coalizão e sua vigência no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
BONIFACIO, R. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Voto de classe ou voto econômico? O apoio eleitoral ao chavismo (1998 - 2015). 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Da perda de legitimidade à polarização: os partidos e sistemas partidários de Argentina e Venezuela. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. El impeachment de Dilma Rousseff y sus antecedentes políticos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; BONIFACIO, R. . Eleições de 2015 na Venezuela: mudança ou continuidade nos padrões de voto sob o chavismo?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
SANTOS, M. L. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Os desafios à introdução e ao ensino de QCA no Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Brasil: Mundial de fútbol, protesta social y elecciones 2014. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de Unasur. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Impressões de viagem: Venezuela. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . O peso da ideologia na atitude de países latino-americanos em relação aos Estados Unidos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; DAMASCENO, J. P. T. . The Weight of Ideology in the Attitude of Latin American Countries Toward the United States. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
DAMASCENO, J. P. T. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . A América Latina na Ciência Política brasileira: pesquisa e produção de conhecimento sobre os países latino-americanos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de Unasur. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
JOO, C. U. S. ; AVILA, C. F. D. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso ; MUNDIM, P. S. . La calidad de la democracia en Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A aplicação do conceito de populismo à América Latina: pela necessidade de classificar, e não desqualificar. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. The Reduction of Asymmetries in MERCOSUR As a Way of Development Aid and South-South Cooperation: the Case of FOCEM. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; SARTORE, M. S. ; OLIVEIRA, V. D. E. . Conhecimento e interesse: pesquisas em Ciências Sociais e Museologia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

28.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La institucionalización de bloques de integración: una propuesta de criterios de medición. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de UNASUR. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de la CASA/UNASUR. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. La creación y la evolución de la CASA/UNASUR. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

33.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
HEDLUND, A. L. S. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Qualidades da democracia: como analisá-las. Goiânia: Sociedade e Cultura, 2015. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SENNES, Ricardo ; MENDES, Ricardo Camargo ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Estudo sobre a participação do Brasil nas transformações políticas, econômicas e ambientais na América Latina. 2011.

Trabalhos técnicos
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Venezuela?s 2017 Crisis: a failed Bolivarian experiment or a legitimate claim of US Imperialism?. 2018.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A reconstrução do diálogo político com a Venezuela pela mediação internacional é possível?. 2018.

3.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Mais recursos ou melhor gestão? Uma análise do impacto das transferências federais sobre o desempenho das políticas públicas de educação e saúde no Brasil. 2018.

4.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democracia procedimental e a redemocratização na América Latina: apontamentos teóricos. 2017.

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Análise institucional da gestão ambiental no Brasil sob a ótica da ação coletiva: o caso de Pernambuco. 2017.

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Política externa e a semiperiferia: discursos e práticas. 2017.

7.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Perfil do eleitor ?terceira via? nas eleições presidenciais brasileiras (2002-2014). 2017.

8.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Os impactos do Programa Mãe Coruja Pernambucana nas dinâmicas social e eleitoral. 2017.

9.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A importância dos documentos da política brasileira de defesa na construção dos laços de confiança mútua entre os países da América Latina. 2016.

10.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democracia y economía: determinantes políticos del desempeño económico en América Latina. 2016.

11.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Financiamento de campanha e comportamento parlamentar no Congresso Nacional (2003-2014). 2016.

12.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Atuação dos partidos nos órgãos de governança eleitoral. 2016.

13.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Mais recursos ou melhor gestão? Uma análise do impacto das transferências federais sobre o desempenho das políticas públicas de educação e saúde no Brasil. 2015.

14.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Perfil comparado da composição do Supremo Tribunal Federal e da Corte Constitucional Italiana. 2015.

15.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Ativismo judicial no Brasil: uma abordagem multi-método. 2014.

16.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democratizando a integração: eleições diretas para os parlamentos europeu e do MERCOSUL. 2014.

17.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. KURTZ, Marcus J. Latin American State building in comparative: social foundations of institutional order. 2014.

18.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Petróleo, democracia e a agenda social na era Chávez: a revolução em busca de legitimidade. 2013.

19.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Integración energética en UNASUR e inserción internacional de Argentina y Brasil: el caso de los biocombustibles (2005-2012). 2013.

20.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Neoliberalismo: reiteração e aprofundamento da inserção periférica e dependente da América Latina no capitalismo. 2013.

21.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; JOO, C. U. S. ; FERREIRA, D. P. . III Simpósio Internacional de Ciências Sociais: a comparação nas Ciências Sociais. 2013.

22.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democracia e violência na Venezuela de Hugo Chávez. 2013.

23.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. O Partido Socialista do Chile: uma experiência social-democrática renovada. 2012.

24.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A construção institucional da política comercial brasileira: a Câmara de Comércio Exterior (CAMEX) no governo Cardoso. 2012.

25.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democracia, deliberação e autonomia. 2012.

26.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Democracias mais do que modernas ou novas ditaduras? Uma análise da Venezuela. 2012.

27.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Política externa e instituições democráticas no governo Lula: politização, interpretações divergentes e ensaios de opinião pública. 2011.

28.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Redemocratização latina e tratados de integração regional: em foco Brasil e Bolívia. 2011.

29.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Legislativo e política comercial: a aprovação do TLC com os EUA nos Legislativos sul-americanos. 2011.

30.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; RIBEIRO, P. F. . Projeto do PPGCP (Programa de Pós-Graduação em Ciência Política) da UFG. 2011.

31.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. El conflicto social: su accionar en Venezuela. 2010.

32.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. A democracia e seus ?ismos?: o fenômeno Hugo Chávez. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Política comparada na América Latina. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Relatório técnico-científico. 2015. (Relatório de pesquisa).

3.
ASSUNCAO, H. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Anais do III Simpósio Internacional de Ciências Sociais: a comparação nas Ciências Sociais. 2013. (Editoração/Anais).

4.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; JOO, C. U. S. . Política latino-americana e integração regional. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
PUIG, S. M. I. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso ; SANCHEZ, A. B. B. . Innovación docente en Ciencia Política. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de apoio docente disponível na internet).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Insano. 2000 (Livro).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SADDI, F. C.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; COUTO, Cláudio Gonçalves. Participação em banca de Bárbara Salatiel Borges. Entre líderes partidários e trajetórias individuais: as implicações do background em saúde sobre o comportamento parlamentar. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

2.
FERREIRA, D. P.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; PIETRAFESA, P. A.. Participação em banca de Albertino Lopes Mendes. O processo de institucionalização do sistema partidário em Cabo Verde no período compreendido entre 1991 a 2011. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

3.
MUNDIM, P. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; TUZZO, S. A.. Participação em banca de Uirá de Melo. Efeitos de mídia e adesão à democracia no Brasil após os protestos de 2013. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

4.
JOO, C. U. S.; AVILA, C. F. D.; BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Andrey Borges Pimentel Ribeiro. A constitucionalização da plurinacionalidade como condição para o desenvolvimento das autonomias políticas na Bolívia. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

5.
LUCENA, A. F.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; NEGRI, C.. Participação em banca de Márcio Roberto da Costa Barbosa. O fim do paraíso fiscal sul-americano: uma análise do processo decisório uruguaio. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

Qualificações de Doutorado
1.
FERREIRA, D. P.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; SOUZA, M. R.. Participação em banca de Ana Lúcia Henrique Teixeira Gomes. Rebeldes com causa? Investigando o multipartidarismo e a fragmentação partidária na Câmara dos Deputados sob a nova Lei Orgânica dos Partidos. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás.

Qualificações de Mestrado
1.
JOO, C. U. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; OLIVEIRA, D. D.. Participação em banca de Otávio Guimarães Munhoz. A educação em direitos humanos como base para a prevenção e combate ao terrorismo. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Direitos Humanos) - Universidade Federal de Goiás.

2.
LAMEIRAO, C. R.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; FERREIRA, D. P.. Participação em banca de Larissa Garcia Barbosa Mendonça. Tendência das alterações legislativas pós-Constituição de 1988: valorização partidária ou individualismo?. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

3.
FERREIRA, D. P.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; LAMEIRAO, C. R.. Participação em banca de Albertino Lopes Mendes. A institucionalização do sistema partidário de Cabo Verde no período compreendido entre 1991 e 2014. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

4.
TAVARES, F. M. M.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; LOPES, A. D.. Participação em banca de Frederico dos Santos Araújo. A aplicação do pensamento de Girgio Agamben na literatura política da América Latina. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

5.
MUNDIM, P. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; TAVARES, F. M. M.. Participação em banca de Uirá de Melo. Efeitos de mídia e adesão à democracia: um estudo de caso após os protestos de 2013. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

6.
MUNDIM, P. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; RORIZ, J. H. R.. Participação em banca de Lehninger Thiago Mota. Corrupção política e seus efeitos: o impacto da cobertura da imprensa nas avaliações institucionais. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

7.
JOO, C. U. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; DURAES, T. F. N.. Participação em banca de Andrey Borges Pimentel Ribeiro. A constitucionalização da plurinacionalidade como condição para o desenvolvimento das autonomias políticas na Bolívia. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

8.
FERREIRA, D. P.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; LAMEIRAO, C. R.. Participação em banca de Vinícius Silva Alves. A contribuição da Constituição Brasileira de 1988 para a influência do presidente da república no processo legislativo. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

9.
LUCENA, A. F.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; CARVALHO, C. R. R.. Participação em banca de Márcio Roberto da Costa Barbosa. O fim do paraíso fiscal sul-americano: uma análise do processo decisório uruguaio. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PATTI, C.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; BRITTO, L.. Participação em banca de Charles Milhomem Mendonça.Similaridades ou paralelismo? Entre o pragmatismo responsável de Ernesto Geisel (1974 - 1979) e a participação pela integração de Luiz Inácio Lula da Silva (2006 - 2010). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Goiás.

2.
JOO, C. U. S.; BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Maiara Raquel Campos Leal.A democracia reinventando o seu papel: experiências de participação popular em dois países latino-americanos - Brasil e Uruguai. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás.

3.
TAVARES, F. M. M.; BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Osmar Lúcio Custódio.O jogo de interesses no projeto de financiamento exclusivamente público de campanhas eleitorais e seus obstáculos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Goiás.

4.
BORGES, P. C. A.; BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Maykel William Antônio da Cunha.A desigualdade social e habitacional no município de Aparecida de Goiânia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás.

5.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Regiane Muniz.Mundo das motos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

6.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. Participação em banca de Anselmo Caparica et. al.Notícias do boi. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; LAMEIRAO, C. R.; SADDI, F. C.. Concurso para professor substituto de Ciência Política. 2015. Universidade Federal de Goiás.

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; PATTI, C.; TAVARES, F. M. M.. Concurso para professor visitante e professor/pesquisador visitante estrangeiro. 2015. Universidade Federal de Goiás.

3.
RORIZ, J. H. R.; BOTELHO, João Carlos Amoroso; MENDES, C. G.. Concurso para professor efetivo de Relações Internacionais. 2014. Universidade Federal de Goiás.

Outras participações
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; OLIVEIRA, R. P.; OLIVEIRA, L. K.; LUCCA, J. B.. Comissão de credenciamento docente de programa externo de pós-graduação. 2017. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
1ª Semana de Jornalismo: a política em pauta.A democratização da comunicação no Brasil. 2018. (Outra).

2.
XI Encontro da ABCP.O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. 2018. (Encontro).

3.
XIII Congreso Nacional y VI Congreso Internacional sobre Democracia. O déficit democrático na América Latina: diagnóstico e fatores explicativos. 2018. (Congresso).

4.
XIII Congreso Nacional y VI Congreso Internacional sobre Democracia. Las crisis presidenciales en Brasil y sus antecedentes políticos. 2018. (Congresso).

5.
75th Annual MPSA Conference. Intra- and Extra-regional Relations: Latin America, the Caribbean, and the World. 2017. (Congresso).

6.
75th Annual MPSA Conference. Measuring presidential powers in Latin America beyond what is in Constitutions. 2017. (Congresso).

7.
I Encontro Centro-Norte de Ciência Política.O cenário político-eleitoral na América Latina: novo ciclo ou momento de indefinição?. 2017. (Encontro).

8.
IV Workshop sobre Comportamento Político e Opinião Pública.Voto de classe ou voto econômico? O apoio eleitoral ao chavismo (1998 - 2015). 2017. (Outra).

9.
Projeto Politizar 2017.O presidencialismo de coalizão e sua vigência no Brasil. 2017. (Outra).

10.
Medio Día Internacional.El impeachment de Dilma Rousseff y sus antecedentes políticos. 2016. (Encontro).

11.
XII Congreso Nacional y V Congreso Internacional sobre Democracia: la democracia por venir. Elecciones, nuevos sujetos políticos, desigualdades, globalización. Da perda de legitimidade à polarização: os partidos e sistemas partidários de Argentina e Venezuela. 2016. (Congresso).

12.
8º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. Os desafios à introdução e ao ensino de QCA no Brasil. 2015. (Congresso).

13.
8th ECPR General Conference. The Weight of Ideology in the Attitude of Latin American Countries Toward the United States. 2014. (Congresso).

14.
Ciclo de conferencias La política importa.Brasil: Mundial de fútbol, protesta social y elecciones 2014. 2014. (Encontro).

15.
IX Encontro da ABCP: 1964-2014, autoritarismo, democracia e direitos humanos.A América Latina na Ciência Política brasileira: pesquisa e produção de conhecimento sobre os países latino-americanos. 2014. (Encontro).

16.
IX Encontro da ABCP: 1964-2014, autoritarismo, democracia e direitos humanos.O peso da ideologia na atitude de países latino-americanos em relação aos Estados Unidos. 2014. (Encontro).

17.
La creación y la evolución de Unasur.La creación y la evolución de Unasur. 2014. (Encontro).

18.
Seminários de pesquisa em política latino-americana e integração regional.Impressões de viagem: Venezuela. 2014. (Seminário).

19.
1º Seminário de Estudos Latino-Americanos. Interpretando os Andes: novos paradigmas para o século XXI.Grupo de trabalho região andina: instituições políticas, democracia e accountability. 2013. (Seminário).

20.
7º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. 2013. (Congresso).

21.
III Simpósio Internacional de Ciências Sociais: a comparação nas Ciências Sociais.Las nuevas agendas de investigación legislativa comparada en América Latina. 2013. (Simpósio).

22.
II Ponderi (Pontos de Debate em Relações Internacionais).La creación y la evolución de Unasur. 2013. (Encontro).

23.
XXXI International Congress of the Latin American Studies Association: Towards a New Social Contract?. A Venezuela em teste: a qualidade da democracia venezuelana em ano eleitoral. 2013. (Congresso).

24.
22nd World Congress of Political Science: Reshaping Power, Shifting Boundaries. The Reduction of Asymmetries in MERCOSUR As a Way of Development Aid and South-South Cooperation: the Case of FOCEM. 2012. (Congresso).

25.
6º Congreso Latinoamericano de Ciencia Política: la investigación política en América Latina. A aplicação do conceito de populismo à América Latina: pela necessidade de classificar, e não desqualificar. 2012. (Congresso).

26.
35º Encontro Anual da ANPOCS.A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. 2011. (Encontro).

27.
II Seminário de Pesquisa da Faculdade de Ciências Sociais da UFG.Grupo de trabalho Educação, cidadania e interseccionalidades. 2011. (Seminário).

28.
II Seminário de Pesquisa da Faculdade de Ciências Sociais da UFG.Conhecimento e interesse: pesquisas em Ciências Sociais e Museologia. 2011. (Seminário).

29.
II Simpósio Internacional de Ciências Sociais: subalternidades, trânsitos e cenários.Grupo de trabalho Direitos humanos, desenvolvimento e diversidade. 2011. (Simpósio).

30.
Seminário de Pesquisa Qualitativa: técnica, ética e usos em campanhas eleitorais. 2011. (Seminário).

31.
XII Congresso Internacional do FoMerco. A institucionalização de blocos de integração: uma proposta de critérios de medição. 2011. (Congresso).

32.
XXIX International Congress Latin American Studies Association: Crisis, Response, Recovery. La institucionalización de bloques de integración: una propuesta de criterios de medición. 2010. (Congresso).

33.
XXVIII International Congress Latin American Studies Association: Rethinking Inequalities. La creación y la evolución de UNASUR. 2009. (Congresso).

34.
XXVIII International Congress Latin American Studies Association: Rethinking Inequalities. Regional integration: achievements and limitations, I. 2009. (Congresso).

35.
32º Encontro Anual da ANPOCS. 2008. (Encontro).

36.
6º Encontro da ABCP.La creación y la evolución de la CASA/UNASUR. 2008. (Encontro).

37.
VII Semana de Relações Internacionais da PUC-SP.Integração regional. 2008. (Outra).

38.
V Simpósio dos Pós-Graduandos em Ciência Política da USP.La creación y la evolución de la CASA/UNASUR. 2008. (Simpósio).

39.
3º Congresso Latino-Americano de Ciência Política: democracia e desigualdades. A instabilidade democrática na América Latina do século XXI: os casos da Argentina e da Venezuela. 2006. (Congresso).

40.
A instabilidade democrática na América Latina do século XXI.A instabilidade democrática na América Latina do século XXI. 2005. (Encontro).

41.
A instabilidade democrática na América Latina e o caso do Equador.A instabilidade democrática na América Latina e o caso do Equador. 2005. (Encontro).

42.
Venezuela: do golpe ao plebiscito.Venezuela: do golpe ao plebiscito. 2004. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FERREIRA, D. P. ; BOTELHO, João Carlos Amoroso . Seminário Partidos Políticos e Democracia na América Latina. 2015. (Outro).

2.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; JOO, C. U. S. ; FERREIRA, D. P. ; LIMA FILHO, M. F. ; LIMA, R. B. . III Simpósio Internacional de Ciências Sociais: a comparação nas Ciências Sociais. 2013. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Renato Cardoso Nascimento. A relação entre accountability horizontal e democracia participativa à luz da atuação do Tribunal de Contas da União. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Márcio Aluísio de Menezes Torres. A ascensão eleitoral do nacionalismo conservador: Estados Unidos e Àustria. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Goiás. (Orientador).

2.
Raul Costa Cambuim. Políticas de austeridade e qualidade da democracia: o caso do Brasil pós-eleições de 2014. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Goiás. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Raul Costa Cambuim. Políticas de austeridade e qualidade da democracia: o caso do Brasil pós-eleições de 2014. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Maria Luiza Pereira Barretos. Uma análise qualitativa comparativa das interrupções de mandato presidencial na América Latina durante os anos 2010. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Ícaro Fernandes Nogueira Brito. Os espaços de ação do secretariado em um bloco de natureza intergovernamental: o caso da Secretaria do MERCOSUL e seus diretores. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

2.
Camila Silva Rezende. Regime de políticas públicas no Brasil: o processo decisório para a adoção do Programa Bolsa Família. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

3.
André Luiz Oliveira Guimarães Pitaluga. O processo decisório da anexação do Acre sob a ótica de uma análise de política externa. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

4.
João Pedro Tavares Damasceno. Pesquisa e produção de conhecimento sobre a América Latina na Ciência Política brasileira. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

5.
Marcelo Marques de Almeida Filho. A crise internacional de 2008 e a integração regional: os efeitos e as estratégias adotadas no MERCOSUL e na União Europeia. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Isadora Félix Mattos. A América do Sul e os princípios de política externa brasileira no discurso oficial de 1995 a 2010. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

2.
Cláudio Roberto dos Santos. Justiça transicional e políticas de reparação na Argentina e no Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

3.
Antonia Juliana Ferreira Teixeira. A atuação da mídia como partido político na Venezuela. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

4.
Adriane Pereira Vinhal. O funcionamento de conselhos municipais e o desenvolvimento na Região Metropolitana de Goiânia. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

5.
Camila Silva Rezende. Mecanismos institucionais e desenvolvimento na América Latina: Brasil e Peru em perspectiva comparada. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.

Iniciação científica
1.
Maria Luiza Pereira Barretos. O funcionamento da democracia chilena para além das prescrições constitucionais. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais - Políticas Públicas) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: João Carlos Amoroso Botelho.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso. O presidencialismo de coalizão e sua vigência no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BOTELHO, João Carlos Amoroso; JOO, C. U. S. ; FERREIRA, D. P. ; LIMA FILHO, M. F. ; LIMA, R. B. . III Simpósio Internacional de Ciências Sociais: a comparação nas Ciências Sociais. 2013. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 2:37:21