Pedro Paulo Garrido Pimenta

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 (***)

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5670120670428800
  • Última atualização do currículo em 27/09/2018


Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1994), mestre (1997) e doutor (2002) pela mesma instituição, onde leciona desde 2005. Dedica-se a estudos na área de Filosofia Moderna, com especial ênfase em autores do Século XVIII. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Pedro Paulo Garrido Pimenta
Nome em citações bibliográficas
PIMENTA, P. P. G.;Pedro Paulo Pimenta;Pimenta, Pedro Paulo

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.
Av. Prof. Luciano Gualberto, 315
Butantã
05508900 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30913761
Fax: (11) 30913765


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2002
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Imanência e finalidade na filosofia de Shaftesbury, Ano de obtenção: 2002.
Orientador: Maria Lúcia Mello e Oliveira Cacciola.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Imanência; Shaftesbury; Finalidade.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1994 - 1997
Mestrado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A finitude da razão na filosofia prática de Kant,Ano de Obtenção: 1997.
Orientador: Maria Lúcia Mello e Oliveira Cacciola.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: História da Filosofia; I. Kant; Finitude.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1990 - 1994
Graduação em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A questão do Iluminismo em Kant.
Orientador: Maria Lúcia Mello e Oliveira Cacciola.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado e Livre-docência


2015
Livre-docência.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Organismo e Finalidade na época da Ilustração, Ano de obtenção: 2015.
Palavras-chave: Finalidade; Organismo; Forma; Teleologia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Iluminismo.
2017 - 2018
Pós-Doutorado.
University of Edinburgh, EDINBURGH, Escócia.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2014 - 2014
Pós-Doutorado.
Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2003 - 2005
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


1999 - 1999
Extensão universitária em International English Language.
The British Council, BRITISH, Brasil.
1995 - 1995
Extensão universitária em Zertifikat Zur Deustch Als Fremdprache.
Instituto Goethe, GOETHE, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto de Estudos Avançados - USP, IEA-USP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor-Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
A constituição dos saberes positivos no Século XVIII
Descrição: Trata-se de examinar a constituição de algumas ciências consagradas no século XIX, a partir do que poderíamos chamar de resíduos conceituais da filosofia da época da Ilustração, principalmente em sua vertente de inspiração empirista, isto é, formada por autores que herdam conceitos e problemas colocados por Locke no Ensaio sobre o entendimento humano (1690). Não se trata com isso de esgotar, seja quanto aos autores, seja quanto aos temas, um período riquíssimo da história da filosofia, mas de recortá-lo de acordo com as intenções que permeiam a pesquisa. Dividimos os autores escolhidos a partir de certas linhas de investigação temáticas, a serem obedecidas ao longo do projeto: 1) Hume e os escoceses (história, economia política); 2) Condillac e os Idéologues (linguagem); 3) A Enciclopédia e a história natural (fisiologia, anatomia comparada); 4) A biologia: Kant e o transcendental. Não existe a pretensão de unificar esses campos de estudo, pois tal unidade é precisamente um dos problemas a serem investigados (desconfiando-se, portanto, das asserções de Foucault e de outros a respeito). Pretende-se apenas perseguir esses temas (em grupos de estudo, em cursos e colóquios, e também na produção científica) de modo a verificar como, nos domínios a eles relativos, observa-se um mesmo movimento: de constituição de novas ciências, que herdam conceitos e problemas, mas também, e isto talvez seja o mais importante, modos de pensar estabelecidos e problematizados pela reflexão filosófica. Há relações possíveis entre as linhas de investigação sugeridas: a economia política remete à fisiologia; a linguagem, à história, e assim por diante. Essas relações, que podem parecer inusitadas, servirão para iluminar conexões nem sempre reconhecidas entre as ciências posteriormente estabelecidas a partir desses saberes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) Doutorado: (10) .
Integrantes: Pedro Paulo Garrido Pimenta - Coordenador / Luiz Roberto Monzani - Integrante / Carlos Alberto de Moura - Integrante / Fernão de Oliveira Salles - Integrante / Ana Carolina Soliva Soria - Integrante.
2012 - Atual
Antropologia e história no Século das Luzes
Descrição: Um dos resultados mais imediatos do questionamento da metafísica como ciência, no Século das Luzes, é a descoberta ou invenção de um novo ramo do saber: as ciências humanas (também chamadas ?sociais?). O objetivo da pesquisa é investigar o modo de constituição e articulação de tais ciências a partir do exame do conflito entre história e antropologia, aquela uma disciplina tradicional que se redefine como ciência da natureza humana, esta uma disciplina nascente, que contesta os termos em que a história circunscreve seu objeto ? o homem. Tomando como ponto de partida vigorosas reflexões feitas a respeito por antropólogos contemporâneos (Lévi-Strauss, Evans-Pritchard), a pesquisa retorna ao Século XVIII e se detém no estudo de autores que se envolveram na disputa pela hegemonia do novo saber (Hume, Smith, Ferguson e outros escoceses; Rousseau, Condillac; Kant, Herder; os Idéologues), para neles encontrar a formulação de problemas até hoje pertinentes para as ciências humanas. A investigação privilegia a questão da linguagem, a partir da qual se definem, na época da Ilustração, a natureza, o alcance e os limites da nova espécie de conhecimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2010
Kant: o transcendental e a linguagem.
Descrição: Trata-se de investigar, a propósito da filosofia de Kant, a concepção dos princípios de regulação do discurso filosófico. Os elementos para tanto encontram-se em obras centrais do corpus kantiano, como a Crítica da razão pura, e em escritos periféricos, como alguns opúsculos e diversos cursos de lógica. A análise dos textos de Kant procura elucidar a maneira como o filósofo formula uma noção transcendental de linguagem que é tributária de uma profunda discussão com a tradição das disciplinas da linguagem - gramática, poética, retórica e lógica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Iluminismo.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Francesa.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Britânica.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Alemã.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Estética.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PIMENTA, P. P. G.2018PIMENTA, P. P. G.. Analogia técnica e seleção natural. Hume e Darwin. DOIS PONTOS (UFPR) DIGITAL, v. 15, p. 161-170, 2018.

2.
PIMENTA, P. P. G.2017PIMENTA, P. P. G.. Hume: da teoria dos signos à gramática geral. PROMETEUS. FILOSOFIA EM REVISTA, v. 23, p. 101-120, 2017.

3.
PIMENTA, P. P. G.2017PIMENTA, P. P. G.. Le dessin originaire de la nature dans l?Histoire naturelle de Buffon et Daubenton. Revue Dix-Huitième Siècle, v. 49, p. 693-711, 2017.

4.
PIMENTA, P. P. G.2017PIMENTA, P. P. G.. A história filosófica contra Rousseau. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 22, p. 91-106, 2017.

5.
Pimenta, Pedro Paulo2017Pimenta, Pedro Paulo. A morfologia social de Robert Hertz. Revista de Antropologia (São Paulo), v. 60, p. 634-641, 2017.

6.
PIMENTA, P. P. G.2017PIMENTA, P. P. G.. La science des signes dans l'Encyclopédie. Recherches sur Diderot et sur l'Encyclopédie, v. 52, p. 39-58, 2017.

7.
Pimenta, Pedro Paulo2017Pimenta, Pedro Paulo. Anatomia como ciência transcendental. ESTUDOS KANTIANOS, v. 5, p. 63-78, 2017.

8.
PIMENTA, P. P. G.2017PIMENTA, P. P. G.. Metafísicas da Natureza da época das Luzes. Literatura e Sociedade, v. 25, p. 140, 2017.

9.
PIMENTA, P. P. G.2016PIMENTA, P. P. G.. A permanência da metafísica, pelas lentes de um antropólogo. NOVOS ESTUDOS CEBRAP (ONLINE), v. 1, p. 210-224, 2016.

10.
PIMENTA, P. P. G.2015PIMENTA, P. P. G.. Gibbon e a história filosófica de Tácito. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 20, p. 13, 2015.

11.
PIMENTA, P. P. G.2015PIMENTA, P. P. G.. Diderot et l'histoire naturelle. Recherches sur Diderot et sur l'Encyclopédie, v. 50, p. 83-96, 2015.

12.
PIMENTA, P. P. G.2014PIMENTA, P. P. G.. William Hazlitt, um crítico sobre o signo da revolução. Dois Pontos (UFPR), v. 11, p. 79-89, 2014.

13.
PIMENTA, P. P. G.2014PIMENTA, P. P. G.. Les passions intellectuelles, de Elisabeth Badinter. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, v. 44, p. 261-268, 2014.

14.
PIMENTA, P. P. G.2014PIMENTA, P. P. G.. Rousseau, Lévi-Strauss e o fim da filosofia. Ponto.Urbe (USP), v. 15, p. 1-8, 2014.

15.
PIMENTA, P. P. G.2014PIMENTA, P. P. G.. Notas sobre as origens da filosofia da história. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 19, p. 13-25, 2014.

16.
PIMENTA, P. P. G.2013PIMENTA, P. P. G.. David Hume no repertório de Gérard Lebrun. Rapsódia (USP), v. 07, p. 101-105, 2013.

17.
PIMENTA, P. P. G.2013PIMENTA, P. P. G.. Kant no pensamento selvagem de Lévi-Strauss. Revista de Antropologia (USP. Impresso), v. 56, p. 291-320, 2013.

18.
PIMENTA, P. P. G.2012PIMENTA, P. P. G.. Os antípodas franceses de Kant. Resenha a DESTTUT de TRACY. Ouvres complètes.. Cadernos de Filosofia Alemã, v. XIX, p. 161-174, 2012.

19.
PIMENTA, P. P. G.2011PIMENTA, P. P. G.. Entre refinamento e civilização. Dois Pontos (UFPR), v. 08, p. 87-96, 2011.

20.
PIMENTA, P. P. G.2010PIMENTA, P. P. G.. A 'Gramática saudável' de Kant. Cadernos de Filosofia Alemã, v. XV, p. 11-26, 2010.

21.
PIMENTA, P. P. G.2010PIMENTA, P. P. G.. William Robertson: Panorama do progresso da sociedade na Europa (Apresentação e tradução). Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP), v. 17, p. 229-248, 2010.

22.
PIMENTA, P. P. G.2008PIMENTA, P. P. G.. Le statut transcendental de l'enthousiasme. Revue de Métaphysique et de Morale, v. 59, p. 365-377, 2008.

23.
PIMENTA, P. P. G.2008PIMENTA, P. P. G.. Kant e a estrutura orgânica da razão. Dois Pontos (UFPR), v. 5, p. 123-138, 2008.

24.
PIMENTA, P. P. G.2008PIMENTA, P. P. G.. Foucault, Wind e a ironia de Kant. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, v. 38, p. 239-246, 2008.

25.
PIMENTA, P. P. G.2007PIMENTA, P. P. G.. A antropologia na encruzilhada. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 09, p. 127-140, 2007.

26.
PIMENTA, P. P. G.2007PIMENTA, P. P. G.. A dialética transcendental entre as palavras e as coisas. Dois Pontos (UFPR), v. 04, p. 27-46, 2007.

27.
PIMENTA, P. P. G.2006PIMENTA, P. P. G.. Joseph Addison: Dois textos sobre comércio. (Tradução). Rapsódia (USP), v. 03, p. 123-132, 2006.

28.
PIMENTA, P. P. G.2005PIMENTA, P. P. G.. Entusiasmo e fanatismo na filosofia de Kant. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, São Paulo, v. 34, p. 271-294, 2005.

29.
PIMENTA, P. P. G.2004PIMENTA, P. P. G.. Shaftesbury: Carta sobre a arte ou a ciência do desenho (1772). Terceira Margem, v. 08, p. 50-66, 2004.

30.
PIMENTA, P. P. G.2003PIMENTA, P. P. G.. Sentimento de prazer e consideração teleológica na Crítica do Juízo. Studia Kantiana (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, v. 4, p. 137-148, 2003.

31.
PIMENTA, P. P. G.2002PIMENTA, P. P. G.. A finitude da razão na Crítica do Juízo teleológico de Kant. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, São Paulo, v. 32, p. 193-234, 2002.

32.
PIMENTA, P. P. G.2001PIMENTA, P. P. G.. David Hume sobre a Teoria dos sentimentos morais, de Adam Smith. Tradução e notas. Rapsódia (USP), v. 01, p. 83-117, 2001.

33.
PIMENTA, P. P. G.1998PIMENTA, P. P. G.. De Shaftesbury a Kant. A ilustração entre a filosofia e o senso comum. Cadernos de Filosofia Alemã, São Paulo, v. 4, p. 5-30, 1998.

34.
PIMENTA, P. P. G.1998PIMENTA, P. P. G.; NASCIMENTO, Luís Fernandes Do . Resenha: Friedrich Schlegel. O dialeto dos fragmentos.. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 04, p. 107-110, 1998.

35.
PIMENTA, P. P. G.1997PIMENTA, P. P. G.. Entendimento discursivo e entendimento intuitivo no § 77 da Crítica do juízo. Cadernos de Filosofia Alemã, São Paulo, v. 2, p. 19-34, 1997.

36.
PIMENTA, P. P. G.1997PIMENTA, P. P. G.; COHN, Sérgio . Um Toque de Ironia. Apresentação de Rubens Rodrigues Torres Filho, seguida de entrevista com o autor realizada juntamente com Sergio Cohn. Revista Azougue, Rio de Janeiro, v. 5, p. 4-11, 1997.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PIMENTA, P. P. G.. A trama da natureza. Organismo e finalidade na época da Ilustração. 1a. ed. São Paulo: Unesp, 2018. v. 1. 469p .

2.
PIMENTA, P. P. G.. A Imaginação Crítica. Hume no Século das Luzes. 1a. ed. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2012. 239p .

3.
PIMENTA, P. P. G.. O Iluminismo escocês. 1a. ed. São Paulo: Alameda Casa Editorial, 2011. 305p .

4.
PIMENTA, P. P. G.. A linguagem das formas. Natureza e arte em Shaftesbury. 1a. ed. São Paulo: Alameda Editorial, 2007. 223p .

5.
PIMENTA, P. P. G.. Reflexão e moral em Kant. 1a. ed. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2004. 192p .

Capítulos de livros publicados
1.
PIMENTA, P. P. G.. Espírito de sistema e espírito sistemático na Enciclopédia. In: Antonio Carlos dos Santos. (Org.). Tempo, História e Sociedade. Homenagem a Maria das Graças de Souza. 1aed.São Paulo: Humanitas, 2016, v. , p. 116-131.

2.
PIMENTA, P. P. G.. Origem dos signos e metafisica primeira. In: Condillac; Fernão de Oliveira Salles. (Org.). Lógica e outros escritos. 1aed.São Paulo: Unesp, 2016, v. , p. 295-313.

3.
PIMENTA, P. P. G.. Impotência da linguagem, força da razão. In: Eduardo Ribeiro da Fonseca. (Org.). Dogmatismo e antidogmatismo. Filosofia crítica, vontade e liberdade. 1aed.Curitiba: Editora UFPR, 2015, v. , p. 195-212.

4.
PIMENTA, P. P. G.. Reading the appendix to Kant's Critique of teleological judgement. In: Frederick Rauscher e Daniel Omar Perez. (Org.). Kant in Brazil. 1ed.Rochester: University of Rochester Press, 2012, v. 10, p. 337-347.

5.
PIMENTA, P. P. G.. Hume et la logique du tableau. In: Charlotte Morel. (Org.). Esthétique et logique. 1aed.Villeneuve d'Ascq: Presses Universitaires du Septentrion, 2012, v. , p. 205-221.

6.
PIMENTA, P. P. G.. O interesse prático da razão em Kant. In: Daniel Tourinho Peres. (Org.). Virtude, justiça e democracia. Salvador: UFBA, 2006, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PIMENTA, P. P. G.. Pense no Haiti. Quatro Cinco Um, São Paulo, p. 24 - 25, 05 ago. 2018.

2.
PIMENTA, P. P. G.. Uma outra biologia. Quatro Cinco Um, São Paulo, p. 26 - 26, 02 abr. 2018.

3.
Pimenta, Pedro Paulo. Ler, um ato político. Quatro Cinco Um, São Paulo, p. 56 - 57, 04 dez. 2017.

4.
PIMENTA, P. P. G.. Iluminismo à portuguesa. Quatro Cinco Um, p. 26 - 27, 01 set. 2017.

5.
PIMENTA, P. P. G.. A criação do imaginário ocidental. Revista 451, p. 30 - 30, 01 jul. 2017.

6.
PIMENTA, P. P. G.. Diderot ou o filósofo no espelho da história. Quatro Cinco Um, São Paulo, p. 28 - 28, 05 maio 2017.

7.
SOUZA, M. G. ; PIMENTA, P. P. G. . Enciclopédia, a síntese do saber. Folha de São Paulo, Caderno Ilustríssima, p. 4 - 5, 16 ago. 2015.

8.
PIMENTA, P. P. G.. A difícil tarefa do tradutor. Jornal de Resenhas, São Paulo, p. 5, 12 dez. 2014.

9.
PIMENTA, P. P. G.. Nietzsche e a 'história natural da moral'. Revista Olhar, São Carlos, p. 141 - 148, 05 dez. 2012.

10.
PIMENTA, P. P. G.. A galante barriga do Sr. Hume. Folha de S. Paulo, São Paulo, 07 ago. 2011.

11.
PIMENTA, P. P. G.. Kant no Século das Luzes. Mente & Cérebro Filosofia, São Paulo, p. 06 - 09, 05 maio 2011.

12.
PIMENTA, P. P. G.. Por que ler Kant hoje. Mente e Cérebro Filosofia, São Paulo, p. 98 - 98, 05 maio 2011.

13.
PIMENTA, P. P. G.. Kant e a revolução copernicana. Mente, Cérebro e Filosofia, São Paulo, p. 15 - 19, 10 abr. 2007.

14.
PIMENTA, P. P. G.. Razão e Sensibilidade em Kant: as paixões e a faculdade de julgar. Mente Cérebro Filosofia, São Paulo, p. 41 - 47, 04 abr. 2007.

15.
PIMENTA, P. P. G.. Locke: Origem e formação das idéias.. Mente, cérebro e filosofia, São Paulo, p. 23 - 25, 10 mar. 2007.

16.
PIMENTA, P. P. G.. John Locke: Anatomia da mente.. Mente, Cérebro e Filosofia, São Paulo, p. 31 - 35, 10 mar. 2007.

17.
PIMENTA, P. P. G.. John Locke: Armadilhas da Linguagem. Mente, Cérebro e Filosofia, p. 36 - 41, 10 mar. 2007.

18.
PIMENTA, P. P. G.. A formação do caráter (segundo Kant). Revista Cult, São Paulo, p. 54 - 56, 10 maio 2004.

19.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: O dialeto dos fragmentos, de Friedrich Schlegel. Jornal da Tarde, São Paulo, p. 4, 07 jan. 1998.

20.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Plutarco. Como Distinguir o Bajulador do Amigo. São Paulo, Scrinium,1996.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, p. 6, 28 jun. 1997.

21.
PIMENTA, P. P. G.; COHN, Sérgio . Um toque de ironia (Sobre Rubens Rodrigues Torres Filho). Azougue, São Paulo, p. 4 - 11, 25 jun. 1997.

22.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Martin Heidegger. A origem do pensamento ocidental/Lógica: A doutrina heraclitiana do Logos. Rio de Janeiro: Relume Dumará.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, p. 6, 17 maio 1997.

23.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Jean-Paul Sartre. O ser e o Nada. Ensaio de ontologia fenomenológica. Petrópolis: Ed. Vozes.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, p. 6, 19 abr. 1997.

24.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Renato Lessa. Veneno pirrônico: Ensaios sobre o ceticismo. Rio de Janeiro: Ed. Francisco Alves.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, p. 6, 12 abr. 1997.

25.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Paulo Eduardo Arantes. O ressentimento da dialética. Rio de Janeiro, Paz e Terra.. Jornal da Tarde, 08 mar. 1997.

26.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Ralph W. Emerson. Homens Representativos. São Paulo, Imago.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 7, 01 fev. 1997.

27.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: G. W. F. Hegel. Estética. Martins Fontes, São Paulo.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 4 - 5, 25 jan. 1997.

28.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Eric Havelock. Prefácio a Platão. Campinas, Papirus.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 7, 04 jan. 1997.

29.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Denis Rosenfield. Descartes e as Peripécias da Razão. São Paulo, Iluminuras.. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 7, 16 nov. 1996.

30.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: John Yolton. Dicionário Locke. Rio de Janeiro, Jorge Zahar .. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 6, 09 nov. 1996.

31.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Shaftesbury e outros. Filosofia Moral Britânica: Textos do Século XVIII. Campinas, Unicamp. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 5, 28 set. 1996.

32.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Monique David-Ménard . A Loucura na Razão Pura: Kant, leitor de Swedenborg. São Paulo, 34,. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 7, 01 jun. 1996.

33.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Ricardo Terra. A Política Tensa. São Paulo, Iluminuras. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 6, 09 dez. 1995.

34.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: David Hume. Resumo do Tratado da Natureza Humana. Porto Alegre, Paraula. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, 10 jun. 1995.

35.
PIMENTA, P. P. G.. Resenha: Jean-Paul Sartre: A Questão Judaica. São Paulo, Ed. Ática. Caderno de Cultura do Jornal da Tarde, São Paulo, p. 6, 10 jun. 1995.

36.
PIMENTA, P. P. G.. A experiência, domínio da interpretação. Jornal do Colégio Equipe, São Paulo, , v. 01, p. 3.

37.
PIMENTA, P. P. G.. Filosofia e Cidadania. Jornal do Colégio Equipe, São Paulo, p. 11.

38.
PIMENTA, P. P. G.. A arte de ler Kant : Edição francesa reúne textos de Lebrun. Jornal de Resenhas, p. 20 - 21.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PIMENTA, P. P. G.. Le principe transcendental du sentiment. In: X Congresso Kant internacional, 2009, São Paulo, Brasil. Akten des X. Internationalen Kant-Kongresses. Hildesheim: Olms Verlag, 2009. v. IV.

Apresentações de Trabalho
1.
PIMENTA, P. P. G.. Kant e Nietzsche: Crítica e genealogia da metafísica. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
PIMENTA, P. P. G.. O paradoxo das espécies. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
PIMENTA, P. P. G.. A lei do desejo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
PIMENTA, P. P. G.. Diderot: uma poética do objeto. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
PIMENTA, P. P. G.. O grande livro de Charles Darwin. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
PIMENTA, P. P. G.. A crítica da metafísica em Condillac. São Paulo, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
PIMENTA, P. P. G.. A origem das espécies por meio de seleção natural. São Paulo: UBU, 2018. (Tradução/Livro).

4.
PIMENTA, P. P. G.. A eternidade conforme os astros, 2018. (Tradução/Livro).

5.
PIMENTA, P. P. G.. Ensaio sobre a origem dos conhecimentos humanos. São Paulo: Unesp, 2018. (Tradução/Livro).

6.
PIMENTA, P. P. G.. O destino da Metafísica na Enciclopédia. São Paulo, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

7.
PIMENTA, P. P. G.. Shaftesbury e a busca pela filosofia. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

8.
PIMENTA, P. P. G.. Shaftesbury. Exercícios. São Paulo: Unesp, 2016. (Tradução/Livro).

9.
SALLES, F. O. ; SILVA, L. F. N. E. ; PIMENTA, P. P. G. . Condillac. Lógica e outros escritos. São Paulo: Unesp, 2016. (Tradução/Livro).

10.
PIMENTA, P. P. G.. Apresentação à História da Inglaterra. São Paulo, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

11.
PIMENTA, P. P. G.. As ciências no labirinto da natureza, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

12.
PIMENTA, P. P. G.. Uma nova concepção de filosofia. São Paulo, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

13.
PIMENTA, P. P. G.; SOUZA, M. G. . Diderot&d'Alembert.Enciclopédia, ou dicionário arrazoado das ciências, das artes e dos ofícios.. São Paulo: Edunesp, 2015. (Tradução/Livro).

14.
PIMENTA, P. P. G.. David Hume.História da Inglaterra. São Paulo: Edunesp, 2015. (Tradução/Livro).

15.
PIMENTA, P. P. G.. Apresentação a Ensaios de História, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

16.
PIMENTA, P. P. G.. Edward Gibbon.Ensaios de história. São Paulo: Iluminuras, 2014. (Tradução/Livro).

17.
PIMENTA, P. P. G.. John Locke. Draft A do Ensaio sobre o entendimento humano. São Paulo: Unesp, 2013. (Tradução/Livro).

18.
PIMENTA, P. P. G.. Apresentação ao Draft A de Locke, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

19.
PIMENTA, P. P. G.; SUZUKI, M. . David Hume. Da arte de escrever ensaios e outros textos.. São Paulo: Iluminuras, 2011. (Tradução/Livro).

20.
PIMENTA, P. P. G.. Cassirer, Ernst. A filosofia das formas simbólicas: a linguagem. Revisão técnica da tradução de Marion Fleischer.. São Paulo: Martins Fontes, 2001 (Revisão Técnica).

21.
PIMENTA, P. P. G.. Uma filosofia e suas relações. São Paulo, 2000. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

22.
PIMENTA, P. P. G.. Franz Hemsterhuis. Sobre o Homem e suas Relações. Tradução, introdução e notas.. São Paulo: Iluminuras, 2000. (Tradução/Livro).


Demais tipos de produção técnica
1.
PIMENTA, P. P. G.. O destino da metafísica: Kant na filosofia francesa contemporânea. 2017. .

2.
PIMENTA, P. P. G.. A inteligência Crítica. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
PIMENTA, P. P. G.. O gosto dos filósofos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
PIMENTA, P. P. G.. Segredos do empirismo. Hume na filosofia contemporânea. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
PIMENTA, P. P. G.. Pesquisador na biblioteca do muséum d'Histoire naturelle. 2014 (Estudo e pesquisa) .

2.
PIMENTA, P. P. G.. Pesquisador na Bibliothèque Nationale e na Bibliothèque de la Sorbonne.. 2008 (Pesquisa Bibliográfica) .

3.
PIMENTA, P. P. G.. Pesquisador no Public Record Office e no Courtauld Institute of Arts.. 2002 (Pesquisa Bibliográfica) .

4.
PIMENTA, P. P. G.. Pesquisador no Public Record Office e na British Library.. 2000 (Pesquisa Bibliográfica) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SALLES, F. O.; NASCIMENTO, Luís Fernandes Do; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de José Carlos Alves Júnior. Fisiologia e Estética: elementos de uma antropologia em Diderot. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
NASCIMENTO, Luís Fernandes Do; SALLES, F. O.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de David Ferreira Camargo. Desenvolvimento da ideia de sensibilidade em Diderot. O Sonho de d'Alembert e o Paradoxo sobre o Comediante. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
OLIVEIRA FILHO, J. J.; WEISS, R. A.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Jayme Gomes Neto. Durkheim, Kant e as categorias do pensamento. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

4.
KEINERT, M. C.; NOTTO, C. S.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Dyogo Henrique Silva Leão. Arqueologia de uma tensão. O diagnóstico do presente em As Palavras e as Coisas. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

5.
BRANDAO, E.; YAZBEK, A.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Michael Ciano Gartrell. Foucault e Mallarmé: o espessamento da linguagem. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
BARROS, A. R.; SALLES, F. O.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Rodrigo Violante Spagnol. Autoridade, comércio e liberdade civil. A política como florescimento em David Hume. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
KEINERT, M. C.; PIMENTA, P. P. G.; NADAI, B.. Participação em banca de Susana Carla de Sousa Ferraz. A função dos exemplos na Antropologia de um ponto de vista pragmático. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

8.
SUZUKI, M.; LIMONGI, M. I.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Eveline Campos Hauck. Tradução das Instituições Morais, de Adam Ferguson. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

9.
PIMENTA, P. P. G.; WERLE, D. L.; PINZANI, A.; TONETTO, M. C.. Participação em banca de Germano Gimenez Mendes. Os mecanismos do poder e a consciência moral. Razão e história em Locke. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

10.
FERRAZ NETO, B. P. A.; SALLES, F. O.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Luiz Henrique Alves de Souza Monzani. Teatro e sociedade em Rousseau. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

11.
CACCIOLA, M. L.; PIMENTA, P. P. G.; HULSHOF, M.. Participação em banca de André Luís Doneux Ferreira. Discurso propedêutico de Kant diante da recepção da Crítica da Razão Pura. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

12.
FERRAZ NETO, B. P. A.; SALLES, F. O.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Gustavo Oliveira. Percepção e ideias abstratas em Hume. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

13.
NASCIMENTO, Luís Fernandes Do; PIMENTA, P. P. G.; Fonseca, T. L.. Participação em banca de Caio Augusto Teixeira Souto. O conceito de literatura em Foucault. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

14.
Leopoldo e Silva, Franklin; PIMENTA, P. P. G.; Bruni, J. C.. Participação em banca de Adriano Ricardo Mergulhão. O debate de Davos entre Cassirer e Heidegger. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Mosteiro de São Bento de São Paulo.

15.
SUZUKI, M.; LICHT, P.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Claudio Sehnem. A imaginação na Crítica da razão pura. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

16.
MOURA, C. A.; MOUTINHO, L. A. D.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Carolina de Souza Noto. A ontologia do sujeito em Michel Foucault. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

17.
LICHT, P.; Fonseca, T. L.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Elias Sérgio Dutra. Erro e ilusão na Crítica de Kant. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

18.
TERRA, R. R.; PERES, D. T.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Bruno Nadai. Teleologia e história em Kant. 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

19.
SUZUKI, M.; FIGUEIREDO, V.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Alexandre Amaral Rodrigues. Ensaio sobre o gênio, de Alexander Gerard (Tradução). 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

20.
SOUZA, M. G.; LIMONGI, M. I.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Marcos Ribeiro Balieiro. Razão e sentimento na teoria moral de Hume. 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

21.
SOUZA, M. G.; SANTOS, E. M.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Vladimir de Oliva Mota. Voltaire e a crítica à metafísica. 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

22.
PERES, D. T.; PIMENTA, P. P. G.; SALLES, J. C.. Participação em banca de João Ricardo de Oliveira. A teoria das paixões de Hume. 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

23.
SOUZA, M. G.; MONZANI, L. R.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Rodrigo Brandão. Metafísica e filosofia inglesa na formação de Voltaire. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
KEINERT, M. C.; CACCIOLA, M. L.; MATTOS, F. C.; NADAI, B.; Pimenta, Pedro Paulo. Participação em banca de Sérgio Izidoro de Souza. Organismo como finalidade em Kant. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
SOUZA, M. G.; PIMENTA, P. P. G.; ROSA., J. F.; BECKER, E.; MOSCATELLI, R.. Participação em banca de Mauro Dela Bandera Arco Jr.. A origem da alteração e a alteração da origem: antropologia em Rousseau. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
NOBRE, M.; GONCALVES, M. C.; MADUREIRA, M. M. S.; LIMA, E. C.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Ricardo Crissiuma. A formação do jovem Hegel: do esclarecimento do homem comum ao carecimento da filosofia. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.

4.
KEINERT, M. C.; FRATESCHI, Y.; MOURA, A. C.; ASSY, B. A.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Adriana Carvalho Novaes. Pensar sem apoios: Hanna Arendt e a filosofia do espírito como política do pensar. 2017.

5.
BLOMBERG, C.; ZWILLING, C.; MATOS., L. F. B. F.; SOUZA, M. G.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Fabio Yasoshima. O pensamento musical de Rousseau contra os sistema harmônico de Rameau. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

6.
SOUZA, M. G.; LIMONGI, M. I.; SALLES, F. O.; COUTINHO, M. C.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Alexandre Amaral Rodrigues. Ambição e prudência: os sistemas econômicos de Adam Smith. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

7.
Leopoldo e Silva, Franklin; STIVAL, M. L.; YAZBEK, A. C.; CANDIOTTO, C.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Alexandre Gomes dos Santos. Desenvolvimentos de uma genealogia da governamentalidade. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

8.
ALMEIDA, G. A.; CACCIOLA, M. L.; FIGUEIREDO, V.; MOURA, C. A.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Márcio Pires. Subjetividade e sistema na filosofia transcendental de Kant. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

9.
PIMENTA, P. P. G.; BARROS, A. R. G.; MARSOLA, M. P.; COUTINHO, J. J. F. B. P.; ARAUJO, C. R. R.. Participação em banca de Martim Vasques da Cunha de Eça e Almeida. Violência e epifania: a liberdade interior na filosofia política de John Milton. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

10.
PINTO, D. C. M.; STIVAL, M. L.; PIMENTA, P. P. G.; SUZUKI, M.; YAZBEK, A. C.. Participação em banca de Fillipa Carneiro Silveira. Sujeito e homem na crítica de Foucault à antropologia. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

11.
MOURA, C. A.; SUZUKI, M.; MOUTINHO, L. A. D.; FONSECA, M. A.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Carolina de Souza Noto. A recusa do transcendental: Um estudo sobre a filosofia crítica de Foucault. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

12.
JAFFRO, L.; GUIMARAES, L.; PIMENTA, P. P. G.; GAUTHIER, C.. Participação em banca de Lisa Broussois. Francis Hutcheson et la politique du sens moral. 2014. Tese (Doutorado em Philosophie) - Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne.

13.
MOURA, C. A.; TERRA, R. R.; JAFFRO, L.; GIACOIA, O.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Monica Loyola Stival. Foucault entre a Crítica e o Nominalismo. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

14.
PIMENTA, P. P. G.; MONZANI, L. R.; SALLES, F. O.; BATTISTI, C. A.; Marques, E. A.. Participação em banca de João Antonio Ferrer Guimarães. A noção cartesiana de subjetividade. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

15.
SOUZA, M. G.; Leopoldo e Silva, Franklin; PUJOL, S.; FREITAS, J.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Vladimir de Oliva Mota. Acerca da noção de filosofia em Voltaire. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

16.
CACCIOLA, M. L.; FIGUEIREDO, V.; LOUZADO, G.; PIMENTA, P. P. G.; TERRA, R. R.. Participação em banca de Monique Hulshoff. A coisa em si entre teoria e prática: uma exigência crítica. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

17.
CACCIOLA, M. L.; MONZANI, L. R.; Fonseca, T. L.; Bairrão, J. M.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Ana Carolina Soria Soliva. Interpretação, sentido, e jogo: um estudo sobre a fantasia em Freud. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

18.
MOUTINHO, L. A. D.; NASCIMENTO, Luís Fernandes Do; Leopoldo e Silva, Franklin; Fonseca, T. L.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Giovana Carmo Temple. Poder e resistência em Michel Foucault: uma genealogia do acontecimento. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

19.
SOUZA, M. G.; LIMONGI, M. I.; MOURA, C. A.; GUIMARAES, L.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Marcos Balieiro. Filosofia e vida comum em David Hume. 2010. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

20.
PIMENTA, P. P. G.; SOUZA, M. G.; Leopoldo e Silva, Franklin; SANTOS, E. M.; Marques, José Oscar de Almeida. Participação em banca de Rodrigo Brandão. A metafísica de Voltaire. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

21.
TERRA, R. R.; LICHT, P.; PERES, D. T.; CACCIOLA, M. L.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Maurício Cardoso Keinert. A razão prática de Kant. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

22.
MONZANI, L. R.; Abib, J. A.; Bairrão, J. M.; Simanke, R.; PIMENTA, P. P. G.. Participação em banca de Saulo de Freitas Araújo. A fundamentação filosófica do projeto de uma psicologia científica em W. Wundt. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Estética e mal-estar na civilização.O fim das hierarquias. 2018. (Outra).

2.
As Luzes e o Brasil. Ada Smith e os Enciclopedistas. 2017. (Congresso).

3.
Colóquio de estética moderna e contemporânea.A emancipação da metafísica: Rancière e Kant. 2017. (Encontro).

4.
Encontro de Estética Moderna e Contemporânea.Pressupostos de uma filosofia do estilo em David Hume. 2017. (Encontro).

5.
VIII Colóquio Nacional Jean-Jacques Rousseau. Rousseau na filosofia francesa contemporânea: a questão da linguagem. 2017. (Congresso).

6.
44a Semana de Filosofia.Filosofia e experiência antropológica. 2016. (Seminário).

7.
Anpof 2016. Anatomia e Fisiologia no Tratado de Hume. 2016. (Congresso).

8.
Encontro de Graduação em Filosofia.Uma anatomia das paixões. 2016. (Encontro).

9.
Mesa redonda: Estética e História Natural no século XVIII.Organismo e finalidade na época da Ilustração. 2016. (Outra).

10.
O ponto de vista da periferia. Vinte anos de O ressentimento da dialética. O avesso do ressentimento. 2016. (Congresso).

11.
Colóquio Rousseau.Rousseau: a escrita e o desejo. 2015. (Encontro).

12.
Gêneros literários. A pluma e a razão.O verbete e a organização do saber na Enciclopédia. 2015. (Encontro).

13.
III Jornada Internacional de Filosofia Moderna.Técnica e natureza em Diderot. 2015. (Simpósio).

14.
Sentidos da História em Hume.Sentidos da História em Hume (com Maria Isabel Limongi). 2015. (Encontro).

15.
VIII Colóquio Nacional de Filosofia da História. Diderot e a técnica. 2015. (Congresso).

16.
Foucault e Kant.Foucault entre Kant e Adam Smith. 2014. (Encontro).

17.
Problemas de metodologia: caráter da empiria e a natureza da Antropologia..Experiência e método. 2014. (Outra).

18.
Colóquio Locke.Hume e as lições da gramática. 2013. (Encontro).

19.
Jornada O materialismo das Luzes: comemoração do tricentenário de Diderot.. A história natural em face da física, ou Diderot contra d'Alembert. 2013. (Congresso).

20.
Le Sensible et les Formes.La question de la forme dans l'histoire naturelle. 2013. (Simpósio).

21.
XIV Semana São Bento de Filosofia.A ética do reconhecimento. 2013. (Encontro).

22.
Colóquio Internacional Rousseau 300 anos. Rousseau nas origens da antropologia estrutural. 2012. (Congresso).

23.
Morphologies.Imagination et forme: sur le rôle de Kant dans La Pensée sauvage. 2012. (Seminário).

24.
O Pensamento Selvagem de Lévi-Strauss.Rousseau e o pensamento selvagem. 2012. (Encontro).

25.
Rationalités pratiques.Rationalité et jugement : encore un mot sur le kantisme de Lévi-Strauss. 2012. (Encontro).

26.
XIII Semana São Bento de Filosofia.Filosofia, história e retórica no século XVIII. 2012. (Outra).

27.
III Colóquio de Luzes Britânicas.Gibbon e a história filosófica de Tácito. 2011. (Outra).

28.
Lévi-Strauss e a filosofia.Lévi-Strauss face a Rousseau e Kant. 2011. (Oficina).

29.
Pensando Lebrun.David Hume no repertório de Lebrun. 2011. (Encontro).

30.
Filosofia e Pintura.Percepção e pintura no empirismo. 2010. (Outra).

31.
Figuras do filósofo.Rousseau visto por Hume. 2009. (Outra).

32.
Colóquio Enlightenment e Aufklärung - Filosofia britânica e filosofia alemã.Empirismo e linguagem. 2008. (Outra).

33.
Empirismo e linguagem.Empirismo e linguagem: Hume e Condillac. 2008. (Seminário).

34.
Hume et la rhétorique.Le problème de la rhétorique chez Hume. 2008. (Outra).

35.
Colóquio Crítica e genealogia: discutindo a Genealogia da Moral..História natural da moral em Nietzsche. 2007. (Encontro).

36.
Estética no idealismo alemão.A filosofia, uma questão de gosto?. 2007. (Seminário).

37.
Esthétique et logique: de Leibniz aux contemporains.Hume et la logique du tableau. 2007. (Seminário).

38.
II Colóquio Luzes Britânicas.Shaftesbury e a medida da arte. 2007. (Outra).

39.
Structure, sujet et système.Organisme et système chez Kant. 2006. (Encontro).

40.
XII Encontro da ANPOF. Dialética e antinomia na Crítica da razão pura. 2006. (Congresso).

41.
I Colóquio Necessidade, contingência e teleologia.Razão prática e teleologia em Kant. 2005. (Simpósio).

42.
I Colóquio Virtude, justiça e democracia.O interesse da razão em Kant. 2005. (Simpósio).

43.
X Congresso Kant internacional. O princípio transcendental do sentimento. 2005. (Congresso).

44.
Enthusiasme dans la philosophie et la politique du siècle XVIII.Modulations of enthusiasm in Kant's Critique of Judgement. 2004. (Simpósio).

45.
I Colóquio Kant "Posteridades da Crítica"..Dogmatismo e criticismo.. 2004. (Outra).

46.
I Colóquio Luzes Britânicas. Natural e inato em Shaftesbury. 2004. (Congresso).

47.
XI Encontro da ANPOF. Uma metáfora de Kant. 2004. (Congresso).

48.
Colóquio Identidade e consciência em Locke..Crítica das noções comuns em Locke. 2003. (Simpósio).

49.
Colóquio Identidade e consciência em Locke..Identidade e consciência em Locke.. 2003. (Outra).

50.
X Encontro da ANPOF. De "ideias inatas" e "noções conaturais": a crítica de Shaftesbury ao cogito cartesiano.. 2002. (Congresso).

51.
III Congresso Kant: Perspectivas kantianas no século XXI. Sentimento de prazer na Crítica do Juízo. 2001. (Congresso).

52.
IX Encontro da ANPOF. Forma e argumento teleológico em Shaftesbury.. 2000. (Congresso).

53.
III Colóquio internacional de estudos do século XVII. Ateísmo e entusiasmo: Shaftesbury e a Escola de Cambridge. 1999. (Congresso).

54.
VIII Encontro da ANPOF. Crítica e sátira em Shaftesbury. 1998. (Congresso).

55.
Colóquio Direito e Virtude.Relações econômicas e sociabilidade segundo Kant.. 1997. (Outra).

56.
II Congresso Kant: 200 anos da Metafísica dos Costumes.. Economia e sociabilidade em Kant. 1997. (Congresso).

57.
VII Encontro da ANPOF. A finitude da razão na Crítica do Juízo. 1996. (Congresso).

58.
VI Encontro da ANPOF. Kant e a Ilustração. 1994. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Dario Queiroz Galvão. Identidade e subjetividade em Hume. Início: 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Hamilton Fernandes dos Santos. A paixão pela fama: Hume e Montaigne. Início: 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Lourenço Fernandes Neto e Silva. Condillac e a gênese do código. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Lara Figueira Anastácio Pimentel. Nietzsche e Kant: a genealogia do vivente. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

5.
Thiago Nantes Tedesco. A questão da identidade em Hume. Início: 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

6.
Eveline Campos Hauck. Filosofia da história e política: Adam Ferguson e David Hume. Início: 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Leonardo André Paes Muller. Início: 2017. Universidade de São Paulo.

2.
Isabel Coelho Fragelli. Início: 2015. Universidade de São Paulo.


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Dario de Queiroz Galvão Neto. Identidade pessoal e simpatia no Tratado de Hume. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

2.
Lourenço Fernandes Neto e Silva. O animal em Condillac ou as reinvenções do humano. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

3.
Thiago Nantes Tedesco. David Hume e o padrão moral. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

4.
Dario Galvão. Hume e os sentimentos morais. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

5.
Dircilene da Mota Falcão. Filosofia e retórica em David Hume. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

6.
Lara Pimentel Figuiera Anastácio. Subjetividade e verdade. O cuidado de si em Foucault. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

7.
Sérgio Izidoro de Sousa. História natural em Kant. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

8.
Leonardo Rennó. O aprimoramento moral na antropologia de Kant. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

9.
Edna Adell. Diderot e o problema de Molyneux. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

Tese de doutorado
1.
Leonardo André Paes Müller. A filosofia de Adam Smith: imaginação e especulação. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Coorientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

2.
Leonardo Rennó. O cultivo das faculdades humanas nas lições de Kant sobre antropologia. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

3.
Edna Adell. A linguagem e os signos nas teorias do conhecimento no Século das Luzes. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

4.
Isabel Coelho Fragelli. Natureza, História, Poesia. A exposição simbólica da Bildung. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

5.
Marília Cortes de Ferraz. A divindade e o mal nos Diálogos de Hume. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.

6.
Edna Adell. Teoria dos signos: Condillac e os Idéologues. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Pedro Paulo Garrido Pimenta.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOUZA, M. G. ; PIMENTA, P. P. G. . Enciclopédia, a síntese do saber. Folha de São Paulo, Caderno Ilustríssima, p. 4 - 5, 16 ago. 2015.


Cursos de curta duração ministrados
1.
PIMENTA, P. P. G.. Segredos do empirismo. Hume na filosofia contemporânea. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
PIMENTA, P. P. G.. O gosto dos filósofos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
PIMENTA, P. P. G.. O destino da metafísica: Kant na filosofia francesa contemporânea. 2017. .




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 24:24:50