Ricardo Siqueira Bovendorp

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1340547670042166
  • Última atualização do currículo em 27/11/2018


Atualmente professor Visitante da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, sediado no Laboratório de Ecologia Aplicada à Conservação - LEAC, orienta pelo Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação da Biodiversidade (PPGECB) da UESC. Graduado em Ecologia pela Universidade Estadual Paulista - UNESP, Rio Claro e Doutor em Ciências (Ecologia Aplicada) pela Escola Superior de Agricultura ?Luiz de Queiroz? - ESALQ - USP, desfrutou de um período sanduíche no Grupo de Ecologia Integrativa, Estación Biológica de Doñana, CSIC, Sevilha, Espanha, coordenado pelo Dr. Pedro Jordano. Fez seu Pós-doutoramento pelo Departamento de Ecologia da Unesp, Rio Claro, SP, atuando durante o ano de 2015 como pesquisador visitante no McCleery`s Lab, coordenado pelo Dr. Robert McCleery, na Universidade da Flórida, FL, Estados Unidos. Com conhecimento em áreas como história natural, ecologia, biologia da conservação, modelagem, análises estatísticas e espacial, busca entender como as perturbações humanas (defaunação, fragmentação florestal e as mudanças climáticas) afetam a ocorrência e distribuição das espécies de mamíferos, além de processos como downsizing e rodentização. Atualmente procura compreender através de cálculos de métricas de diversidade (taxonômica, funcional e filogenética) quais são os principais processos ecológicos afetados pelas ações antrópicas, e como estes processos afetam o funcionamento dos ecossistemas. Os estudos estão concentrados na Mata Atlântica, um dos hotspots mundiais de biodiversidade devido ao alto nível de endemismo e riqueza de espécies, e onde está concentrado cerca de 80% da população brasileira. Foi bolsista PIBIC na graduação, bolsista FAPESP TT-3 durante o projeto de Treinamento Técnico, bolsista FAPESP DD e FAPESP BEPE-DD durante o doutorado e bolsista FAPESP PD e FAPESP BEPE-PD durante o Pós-doutoramento. Citações (https://scholar.google.com.br/citations?user=3cfmXXgAAAAJ&hl=en) FAPESP (http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/76113/ricardo-siqueira-bovendorp/) ResearchGate (https://www.researchgate.net/profile/Ricardo_Bovendorp) (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ricardo Siqueira Bovendorp
Nome em citações bibliográficas
BOVENDORP, R. S.;Bovendorp, Ricardo S.;Ricardo S. Bovendorp;Ricardo Siqueira Bovendorp;Ricardo S Bovendorp

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Santa Cruz, Departamento de Ciências Biológicas.
Universidade Estadual de Santa Cruz
Salobrinho
45662900 - Ilhéus, BA - Brasil
Telefone: (73) 36805754
Ramal: 5754
URL da Homepage: https://www.appliedecologylab.org


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2013
Doutorado em Ecologia Aplicada.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Estación Biológica Doñana (Orientador: Pedro Jordano).
Título: Historia natural e ecologia de duas espécies de roedores simpátricas da tribo Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na Floresta Atlântica., Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Alexandre Reis Percequillo.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: História Natural; Mata Atlântica; Oryzomyini; Ecologia; Pequenos mamíferos.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral.
2002 - 2005
Graduação em Ecologia.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Densidade e tamanho populacional de mamíferos não voadores no Parque Estadual Ilha Anchieta.
Orientador: Mauro Galetti Rodrigues.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2018 interrompida
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: História Natural.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Biologia da Conservação.
Ano de interrupção: 2018
2014 - 2017
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada / Especialidade: Conservação das Espécies Animais.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia da Conservação.


Formação Complementar


2014 - 2014
Workshop SECR no Ambiente R. (Carga horária: 30h).
ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", ESALQ, Brasil.
2014 - 2014
How and what to publish in intert.Scien. Journal.. (Carga horária: 30h).
ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", ESALQ, Brasil.
2012 - 2012
Tópicos Especiais em Zoologia: Análises de Isótopo. (Carga horária: 30h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2007 - 2007
Treinamento técnico - TT3. (Carga horária: 1920h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2004 - 2004
Comunicação oral e escrita. (Carga horária: 10h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2003 - 2003
Fotografia. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2003 - 2003
Biologia e Ecologia de Tubarões e Raias. (Carga horária: 10h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.


Atuação Profissional



ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", ESALQ, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplina para pós-graduação em Recursos Florestais: LCF5500: Introdução à diversidade Biológica - Cálculo e aplicações.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplina LCF - 5500 Introdução à diversidade biológica:Cálculo e aplicações

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 6
Outras informações
Discipline Zoologia de Vertebrados II


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 6
Outras informações
Disciplina de Fundamentos de Ecologia

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 6
Outras informações
Disciplina de Ecologia de Comunidades para o curso de graduação em Ecologia (3 ano).

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 40
Outras informações
Disciplina Ecologia de campo com ênfase em biologia da conservação.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Técnico Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa TT-3 FAPESP

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Professor convidado, Enquadramento Funcional: Professor colaborador, Carga horária: 60
Outras informações
Disciplina: Métodos para estudo de mamíferos em campo.


Universidade Estadual de Santa Cruz, UESC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atualmente sou professor Visitante do Departamento de Ciências Biológicas - DCB da Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, sediado no Laboratório de Ecologia Aplicada à Conservação - LEAC e oriento pelo Programa de Pós-graduação em Ecologia e Conservação da Biodiversidade (PPGECB) da UESC. Desde 2012, o LEAC possui uma importante parceria com o Ministério Público da Bahia, instituição que atua na defesa legal do bioma Mata Atlântica. O nosso objetivo é fornecer informações técnicas para subsidiar o Ministério Público em suas atividades, uma colaboração com marcante importância estratégica para ambas as instituições.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
AVALIANDO AMEAÇAS À DIVERSIDADE FILOGENÉTICA E FUNCIONAL E AS CONSEQUÊNCIAS PARA OS SERVIÇOS DE ECOSSISTÊMICOS
Descrição: A ordem Rodentia é o grupo mais diversificado de mamíferos do mundo. Mais de 90 espécies de roedores ocorrem na Floresta Atlântica, sendo 30% endêmicos. A região está fortemente fragmentada, com menos de 12% de floresta restantes; sete espécies de roedores são consideradas ameaçadas pela UICN, 10 classificadas como deficientes em dados e 30 espécies não são avaliadas. A publicação recente do conjunto de dados Atlantic Small Mammal na revista internacional ECOLOGY (Bovendorp et al., 2017) compilou informações sobre o status da população de 94 espécies de roedores e 30 de marsupiais. Recentemente, este conjunto de dados foi utilizado para inferir a diversidade funcional e filogenética para 300 comunidades de pequenos mamíferos da Floresta Atlântica (veja Bovendorp et al. 2016, 2017). Nesta proposta, buscamos desenvolver uma análise da distribuição do risco de extinção e avaliar os padrões de traços funcionais através das linhagens filogenéticas da Ordem Rodentia, com foco nos clados distribuídos no Brasil e na América Latina. A ordem Rodentia é especialmente relevante devido à sua alta diversidade, distribuição em todos os ecossistemas relevantes, profunda associação ecológica com os habitats em que vivem e alta diversidade de traços funcionais. As convenções internacionais como a Convenção sobre a Diversidade Biológica (CBD), a Plataforma Intergovernamental de Ciência e Política sobre Biodiversidade e Serviços de Ecossistemas (IPBES) e a Rede de Soluções de Desenvolvimento Sustentável (SDSN) estão centradas na manutenção de serviços ecossistêmicos e utilizam a Lista Vermelha da IUCN dados para avaliar o risco para a biodiversidade e indiretamente a função do ecossistema. Nossas análises pretendem desenvolver essas relações em um cenário mais explícito. Além disso, abordaremos essas questões em um contexto evolutivo, mapeando os padrões de risco em uma filogenia completa. Nossa análise será um piloto para a criação de bancos de dados que relacionem a biodiversidade em risco aos serviços críticos dos ecossistemas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Mudança na diversidade funcional e filogenética de pequenos mamíferos em paisagens defaunadas na Mata Atlântica
Descrição: Apesar dos esforços para a conservação, a perda de biodiversidade continua em ritmo acelerado tanto em escala regional quanto global, especialmente em hotspots como a Mata Atlântica, seja devido ao aumento da intensidade dos distúrbios, como a exploração excessiva das espécies, destruição de habitats, invasão por espécies exóticas e a remoção de grandes mamíferos. Os pequenos mamíferos desempenham um papel importante na dinâmica florestal e são bons indicadores de alterações locais e paisagem. Atualmente estudos apontam que o conhecimento das alterações na diversidade funcional e filogenética em diferentes organismos são de extrema importância para a melhor compreensão: (a) da densidade e riqueza apresentadas, (b) do favorecimento ecológico de algumas espécies em detrimento de outras e (c) das diferentes funções realizadas pelas espécies, alterando a funcionalidade e, portanto, os serviços ecológicos prestados ao ecossistema. Portanto o presente projeto de pesquisa visa investigar as mudanças na diversidade funcional e filogenética de pequenos roedores em paisagens defaunadas da Mata Atlântica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Coordenador / Galetti, Mauro - Integrante / Thais Martins Labecca - Integrante / Laís Lautenschlager Rodrigues - Integrante.
2014 - 2017
Consequências ecológicas da defaunação na Mata Atlântica
Descrição: Ecólogos a muito tempo tem tentando entender os mecanismos que promovem a coexistência das espécies, particularmente em ecossistemas altamente diversos. Enquanto alguns ecólogos acreditam que a mortalidade-dependente, os estrutura de comunidades ou efeitos estocásticos são os principais mecanismos, nós ainda carecemos de estudos em grandes escalas de tempo e espaço psrs testar essas hipóteses. Em ecossistemas tropicais caçadores removem uma grande proporção da biomassa de vertebrados, diminuindo entre 60-100%. Esses grandes mamíferos são importantes predadores de topo, dispersores e predadores de sementes e herbívoros e sua perda pode mudar a estutura trófica e a composição florestal. ALém disso, a severa limitação da dispersão de sementes irá erodir importantes serviços ecossistêmico com potencial efeito no estoque de carbono. Nessa proposta nós buscamos continuar o monitoramento dos impactos da defaunação na diversidade florestal e na cadeia trófica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Integrante / Mauro Galetti - Coordenador / Milton Cezar Ribeiro - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Outra.
2007 - 2008
Estudo da Riqueza de Pequenos Roedores e o seu Papel na Predação de Sementes em Três Hábitats na Ilha Anchieta, SP.
Descrição: Em 1983, 15 espécies de mamíferos foram introduzidas na Ilha Anchieta, Ubatuba, SP. O censo de mamíferos de médio e grande porte foi realizado na Ilha em 2004, apresentando uma alta densidade de mamíferos de médio e grande porte. Portanto, o presente projeto teve como principal objetivo avaliar a fauna de pequenos mamíferos em três hábitats com distintos estágios sucessionais da Ilha Anchieta , verificando (i) a composição, (ii) a abundância e (iii) o potencial dos pequenos roedores como predadores de sementes nestes três ambientes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Distribuição, densidade e viabilidade populacional de jacutingas em áreas protegidas do Estado de São Paulo
Descrição: A jacutinga Aburria jacutinga é endêmica à Mata Atlântica do Brasil oriental, nordeste da Argentina e Paraguai oriental. Desflorestamento extenso e pressão severa de caçada eliminou a espécie de grande parte de sua distribuição original, e causou um declínio dramático na população, a qual é praticamente inexistente fora de areas de proteção. Estudos recentes focalizaram em consolidar o conhecimento da espécie em áreas protegidas. Os censos continuam em muitas áreas protegidas do Estado de São Paulo, Brasil, para avaliar a densidade e o tamanho populacional desta espécie. A análise de viabilidade de população finalmente será usada para indicar que áreas de proteção asseguram populações viáveis, e ajudar a identificar locais onde ações de gerência (reintroduções, translocações, etc.) são exigidas para prevenir extinção local. Censos recentes de jacutingas (resumidos abaixo) foram analisados usando o software DISTANCE (Buckland et al. 1993, Laake et al. 1994)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Integrante / Rafael Bueno - Integrante / Mauro Galetti - Integrante / Carla Steffler - Coordenador / Paulo Rubim - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2003 - 2008
Interações ecológicas entre plantas e animais: implicações para a conservação e restauração de uma ilha pluvial atlâtica
Descrição: Os ecossistemas de ilhas, continentais ou oceânicas, são considerados os mais sensíveis à perturbação humana. A maioria das ilhas costeiras do Brasil sofreu fortes alterações na fauna e flora silvestre. A Ilha Anchieta (Ubatuba, SP) é uma Área Protegida com um longo histórico de perturbação, tendo sido amplamente desmatada no passado e sofrido a introdução de animais, algumas dessas atualmente superpopulosas. Sabe-se que a fauna possui um papel chave na composição e estrutura da comunidade vegetal, favorecendo algumas espécies ou prejudicando outras. Sendo assim, a perda ou a alteração dos processos de interações entre animais e plantas afetam na estrutura e composição de espécies..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Integrante / Mauro Galetti - Coordenador / Julieta Genini - Integrante / Rodrigo Fadini - Integrante / Ariane Alvarez - Integrante / Marina Fleury - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Programa Ibero-Americano de Ciencia y Tecnologia para el Desarrollo - Auxílio financeiro.
2003 - 2005
Densidade e tamanho populacional de mamíferos não voadores no Parque Estadual Ilha Anchieta
Descrição: Ilhas são ecossistemas frágeis à introdução de espécies exóticas. Em 1983, 15 espécies de mamíferos foram introduzidas na Ilha Anchieta, Ubatuba, SP. A partir de trancecções lineares foi possível determinar a abundância relativa, densidade e tamanho populacional de nove espécies introduzidas e uma nativa. De janeiro de 2002 a fevereiro de 2005, foram percorridos 213 km no período diurno e 83 km no período noturno. Cinco espécies não foram registradas e estão provavelmente extintas como o tatu de rabo mole (Cabassous tatoualy), veado catingueiro (Mazama gouazoubira), ratão do banhado (Myocastor coypus) Tatu peba (Euphractus sexcinctus) e a preguiça preta (Bradypus torquatus). Foram introduzidas 2 espécies de cutias (Dasyprocta azarae e leporina) entretanto os indivíduos registrados na amostragem foram identificados apenas ao nível de gênero. A ilha possui uma alta densidade de mamíferos (480.21 ind/km2). A maior densidade foi da cutia (Dasyprocta spp.) com 197 ind./km2 (CV=11.2) e a população estimada de 1160 (930-1446) indivíduos, seguida pelo mico-estrela (Callithrix penicillata) com 110 ind./km2 (CV=14.31) e uma população estimada de 654 (494-865) indivíduos. O coati (Nasua nasua) possui uma densidade de 25 ind./km2 (CV=27,39) e a sua população estimada é de 149 (87-253) indivíduos. A capivara (Hydrochaeris hydrochaeris) possui uma densidade de 35,3 ind./km2 (CV=30,3) e uma população estimada de 292 (162-528) Capivaras. Censos realizados na Serra do Mar apontam densidades bem mais baixas. A alta densidade de mamíferos exóticos deve ter um reflexo direto na vegetação (herbivoria e predação de sementes) e predação de ninhos de aves, e o manejo eficiente é urgente e recomendável..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Coordenador / Rafael Bueno - Integrante / Mauro Galetti - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2002 - 2008
Diagnóstico das populações de aves e mamíferos cinegéticos nas Uc´s de São Paulo
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Integrante / Mauro Galetti - Coordenador / Renato M. Marques - Integrante / Rodrigo Nobre - Integrante / Sabrina Gobbo - Integrante / Carla Steffler - Integrante / Paulo Rubim - Integrante / Rodrigo Fadini - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2002 - 2005
Diagnóstico das Populações de Aves e Mamíferos Cinegéticos na Serra do Mar
Descrição: Esse projeto consiste em diagnosticar as populações de aves e mamíferos cinegéticos em 10 áreas (4 novas áreas foram incluídas em 2004 e 1 em 2005) de conservação de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. Além disso, informações precisas sobre a distribuição espacial desses animais nessas áreas estão sendo coletadas para futuro monitoramento e proteção efetiva. Esse projeto visa estimar a abundância e densidade de várias aves de grande porte (jacutinga, jacuguaçu, uru, macuco) e mamíferos em geral (mono-carvoeiros, bugios, antas, pacas, esquilos, porcos-do-mato, felinos, etc.), sendo que muitas destas espécies são consideradas ameaçadas de extinção. Além disso, esse projeto está avaliando a influência dos diversos fatores, ambientais e antrópicos, na ocorrência destas espécies. Muitos desses animais são importantes dispersores e predadores de sementes e também desempenham um grande papel na herbivoria de plântulas, portanto suas ocorrências devem estar correlacionadas com a estrutura da comunidade vegetal da área. Porém, sabemos que fatores de impacto tais como pressão de caça, retirada de palmito e o turismo podem afetar a dinâmica local. Nós visamos também, ao final do projeto, fornecer dados importantes para a elaboração de planos de manejo para essas espécies nas unidades amostradas, tentando identificar também as fragilidades específicas em cada uma das áreas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ricardo Siqueira Bovendorp - Integrante / Mauro Galetti - Coordenador / Carla Steffler - Integrante / Paulo Rubim - Integrante / Camila I. Donatti - Integrante / Alexandra Pires - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Biological Conservation
2012 - Atual
Periódico: Ecology and Evolution
2014 - Atual
Periódico: Mammalia (Paris)
2014 - Atual
Periódico: Acta Amazonica (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Biological Invasions
2017 - Atual
Periódico: BIOTROPICA
2017 - Atual
Periódico: BIOTA NEOTROPICA
2017 - Atual
Periódico: PEERJ PREPRINTS
2017 - Atual
Periódico: MASTOZOOLOGÍA NEOTROPICAL (IMPRESA)
2018 - Atual
Periódico: INTERNATIONAL JOURNAL OF BIODIVERSITY AND CONSERVATION
2018 - Atual
Periódico: HYSTRIX, THE ITALIAN JOURNAL OF MAMMALOGY
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF MAMMALOGY
2018 - Atual
Periódico: Environment, Development and Sustainability
2018 - Atual
Periódico: DATA IN BRIEF
2018 - Atual
Periódico: SYSTEMATICS AND BIODIVERSITY
2018 - Atual
Periódico: LANDSCAPE ECOLOGY
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF BIOGEOGRAPHY
2018 - Atual
Periódico: BIODIVERSITY AND CONSERVATION
2018 - Atual
Periódico: BRAZILIAN ARCHIVES OF BIOLOGY AND TECHNOLOGY


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biologia Geral / Subárea: Biologia da Conservação.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: História Natural.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2007
Formaçao Acadêmica na UNESP e Experiência Profissional, Universidade Estadual Paulista.
2004
Additional Funds, IDEA WILD.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GONÇALVES, F.2018GONÇALVES, F. BOVENDORP, R. S. BECA, G. BELLO, C. COSTA-PEREIRA, R. MUYLAERT, R. L. RODARTE, R. R. VILLAR, N. SOUZA, R. GRAIPEL, M. E. CHEREM, J. J. FARIA, D. BAUMGARTEN, J. ALVAREZ, M. R. VIEIRA, E. M. CACERES, N. PARDINI, R. LEITE, Y. L. R. COSTA, L. P. MELLO, M. A. R. FISCHER, E. PASSOS, F. C. VARZINCZAK, L. H. PREVEDELLO, J. A. CRUZ-NETO, A. P. , et al.CARVALHO, F. PERCEQUILLO, A. R. PAVIOLO, A. NAVA, A. DUARTE, J. M. B. SANCHA, N. U. L. BERNARD, E. MORATO, R. G. RIBEIRO, J. F. BECKER, R. G. PAISE, G. TOMASI, P. S. VELEZ-GARCIA, F. MELO, G. L. SPONCHIADO, J. CEREZER, F. BARROS, M. A. S. SOUZA, A. Q. S. SANTOS, C. C. GINE, G. A. F. KERCHES-ROGERI, P. WEBER, M. M. AMBAR, G. CABRERA-MARTINEZ, L. V. ERIKSSON, A.F. SILVEIRA, M. SANTOS, C. F. ALVES, L. BARBIER, E. REZENDE, G. C. GARBINO, G. S. T. RIOS, E. O. SILVA, A. NASCIMENTO, A. T. A. CARVALHO, R. S. FEIJO, A. ARRABAL, J. AGOSTINI, I. LAMATTINA, D. COSTA, S. VANDERHOEVEN, E. MELO, F. R. LAROQUE, P. O. JERUSALINSKY, L. VALENCA-MONTENEGRO, M. M. MARTINS, A. B. LUDWIG, G. AZEVEDO, R. B. ANZOATEGUI, A. SILVA, M. X. MORAES, M. F. D. VOGLIOTTI, A. GATTI, A. PUTTKER, T. BARROS, C. S. MARTINS, T. K. KEUROGHLIAN, A. EATON, D. P. NEVES, C. L. NARDI, M. S. BRAGA, C. GONCALVES, P. R. SRBEK-ARAUJO, A. C. MENDES, P. OLIVEIRA, J. A. SOARES, F. A. M. ROCHA, P. A. CRAWSHAW JR, P. RIBEIRO, M. C. GALETTI, M. ; ATLANTIC MAMMAL TRAITS: a data set of morphological traits of mammals in the Atlantic Forest of South America. ECOLOGY, v. 99, p. 498-498, 2018.

2.
D?BASTIANI, E.2018D?BASTIANI, E. ; D?BASTIANI, M. ; PEREIRA, A. D. ; Bovendorp, Ricardo S. ; FARACO-JUNIOR, H. ; MARQUES, J. L. A. ; BAZILIO, S. . Inventário de mamíferos de médios e grande porte na Reserva Biológica de Araucárias, Paraná, Brasil. ACTA BIOLÓGICA PARANAENSE, v. 46, p. 1-8, 2018.

3.
Bovendorp, Ricardo S.2018Bovendorp, Ricardo S.. Artificial Islands are not forest fragments. International Journal of Zoology and Animal Biology, v. 1, p. 000104, 2018.

4.
Ricardo Siqueira Bovendorp2018Ricardo Siqueira Bovendorp; BRUM, F. T. ; MCCLEERY, ROBERT A. ; BAISER, B. ; LOYOLA, R. ; CIANCIARUSO, M. ; Galetti, Mauro . Defaunation and fragmentation erode small mammal diversity dimensions in tropical forests. ECOGRAPHY, v. xx, p. xx-xx, 2018.

5.
BOVENDORP, R. S.2017BOVENDORP, R. S.; LASKOWSKI, J. A. ; Percequillo, A. R. . A first view of the unseen: nests of an endangered Atlantic Forest rat species. MAMMALIA, v. 81, p. 203-206, 2017.

6.
Ricardo Siqueira Bovendorp2017 Ricardo Siqueira Bovendorp; MCCLEERY, R. A. ; GALETTI, M. . Optimising sampling methods for small mammal communities in Neotropical rainforests. MAMMAL REVIEW, v. 47, p. 148-158, 2017.

7.
BERTOLUCI, J.2017BERTOLUCI, J. ; AZEVEDO, B. P. ; ORTIZ, C. ; Ricardo Siqueira Bovendorp ; Percequillo, A. R. . Reproductive allometry and sexual dimorphism in body size in the Brazilian frog Chiasmocleis leucosticta (Anura: Microhylidae). HERPETOLOGICAL REVIEW, v. 48, p. 36-38, 2017.

8.
Ricardo Siqueira Bovendorp2017 Ricardo Siqueira Bovendorp; VILLAR, N. ; ABREU JUNIOR, E. F. ; BELLO, C. ; REGOLIN, A. ; Percequillo, A. R. ; Galetti, Mauro . Atlantic-small mammals: A dataset of communities of rodents and marsupials of the Atlantic Forests of South America. ECOLOGY, v. xX, p. xX-x, 2017.

9.
LOPES, M. S.2017LOPES, M. S. ; Ricardo S. Bovendorp ; Percequillo, A. R. ; BERTOLUCI, J. . Diversity of ants and mites in the diet of the Brazilian frog Chiasmocleis leucosticta (Anura: Microhylidae). BIOTA NEOTROPICA (ONLINE. EDIÇÃO EM INGLÊS), v. 17, p. e20170323, 2017.

10.
Ricardo Siqueira Bovendorp2017Ricardo Siqueira Bovendorp; LIBARDI, G. S. ; SARMENTO, M. M. M. ; CAMARGO, P. B. ; Percequillo, A. R. . Age and habitat quality matters: isotopic variation of two sympatric species of rodents in Neotropical Forest. HYSTRIX-Italian Journal of Mammalogy, v. XX, p. XX-XX, 2017.

11.
Galetti, M.2016Galetti, M. ; BROCARDO, C. R. ; BEGOTTI, R. A. ; HORTENCI, L. ; ROCHA-MENDES, F. ; BERNARDO, C. S. S. ; BUENO, R. S. ; NOBRE, R. ; BOVENDORP, R. S. ; MARQUES, R. M. ; MEIRELLES, F. ; GOBBO, S. K. ; BECA, G. ; SCHMAEDECKE, G. ; SIQUEIRA, T. . Defaunation and biomass collapse of mammals in the largest Atlantic forest remnant. ANIMAL CONSERVATION, v. 1, p. 1-12, 2016.

12.
Ricardo Siqueira Bovendorp2016Ricardo Siqueira Bovendorp; CALVO-NETO, A. . Pygochelidon cyanoleuca predation by Ramphastos dicolorus in São Bento do Sapucaí municipality, São Paulo, Brazil. Atualidades Ornitológicas, v. 191, p. 26-26, 2016.

13.
Galetti, Mauro2015Galetti, Mauro ; Bovendorp, Ricardo S. ; GUEVARA, ROGER . Defaunation of large mammals leads to an increase in seed predation in the Atlantic forests. Global Ecology and Conservation, v. 3, p. 824-830, 2015.

14.
Galetti, M.2015 Galetti, M. ; GUEVARA, ROGER ; NEVES, CAROLINA L. ; RODARTE, RAISA R. ; BOVENDORP, R. S. ; MOREIRA, MARCELO ; HOPKINS, JOHN B. ; YEAKEL, JUSTIN D. . Defaunation affects the populations and diets of rodents in Neotropical rainforests. Biological Conservation, v. 190, p. 2-7, 2015.

15.
BOVENDORP, R. S.2012BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. ; NEVES, C. L. . Phenotypic changes and small mammal impoverishment on a Brazilian Atlantic forest island. Mammalia (Paris), v. 1, p. 1-8, 2012.

16.
Bernardo, Christine S. S.2011Bernardo, Christine S. S. ; Rubim, Paulo ; Bueno, Rafael S. ; Begotti, Rodrigo A. ; Meirelles, Fernanda ; Donatti, Camila I. ; Denzin, Carolina ; Steffler, Carla E. ; Marques, Renato M. ; Bovendorp, Ricardo S. ; Gobbo, Sabrina K. ; Galetti, Mauro . Density Estimates of the Black-Fronted Piping Guan in the Brazilian Atlantic Rainforest. The Wilson Journal of Ornithology, v. 123, p. 690-698, 2011.

17.
Galetti, Mauro2010Galetti, Mauro ; Donatti, Camila I. ; Steffler, Carla ; Genini, Julieta ; Bovendorp, Ricardo S. ; Fleury, Marina . The role of seed mass on the caching decision by agoutis, Dasyprocta leporina (Rodentia: Agoutidae). Zoologia (Curitiba. Impresso), v. 27, p. 472-476, 2010.

18.
Galetti, Mauro2009 Galetti, Mauro ; Giacomini, Henrique C. ; Bueno, Rafael S. ; Bernardo, Christine S.S. ; Marques, Renato M. ; BOVENDORP, R. S. ; Steffler, Carla E. ; Rubim, Paulo ; Gobbo, Sabrina K. ; Donatti, Camila I. . Priority areas for the conservation of Atlantic forest large mammals. Biological Conservation, v. 142, p. 1229-1241, 2009.

19.
Galetti, Mauro2009Galetti, Mauro ; Bovendorp, Ricardo S. ; Fadini, Rodrigo F. ; Gussoni, Carlos O. A. ; Rodrigues, Marcos ; Alvarez, Ariane D. ; Guimarães Jr, Paulo R. ; Alves, Kaiser . Hyper abundant mesopredators and bird extinction in an Atlantic forest island. Revista Brasileira de Zoologia, v. 26, p. 288-298, 2009.

20.
BOVENDORP, R. S.;Bovendorp, Ricardo S.;Ricardo S. Bovendorp;Ricardo Siqueira Bovendorp;Ricardo S Bovendorp2008BOVENDORP, R. S.; ALVAREZ, A. ; GALETTI, M. . Density of the Tegu Lizard (Tupinambis merianae) and its Role as Nest Predator at Anchieta Island, Brazil. Neotropical Biology and Conservation, v. 3, p. 9-12, 2008.

21.
BOVENDORP, R. S.;Bovendorp, Ricardo S.;Ricardo S. Bovendorp;Ricardo Siqueira Bovendorp;Ricardo S Bovendorp2007 BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Density and population size of mammals introduced on a land-bridge island in southeastern Brazil. Biological Invasions, v. 9, p. 353-357, 2007.

22.
GENINI, J.2005GENINI, J. ; BOVENDORP, R. S. ; GALETTI, M. . La Mata Atlántica Brasilera. El Indiferente, Argentina, v. 17, n.janeiro, p. 48-51, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Percequillo, A. R. ; Simoes, D.R. ; ALTEFF, E. F. ; ABREU JUNIOR, E. F. ; LIBARDI, G. S. ; GOMES, I. B. S. R. ; PRADO, J. R. ; CORAGEM, J. T. ; SILVEIRA, L. F. ; STORTI, L. F. ; TURCI, L. C. B. ; BERNARDES, M. L. ; BRENNAND, P. G. G. ; BOVENDORP, R. S. . UHE Santo Antonio: Guia das Especies de fauna resgatadas. 1. ed. Sao Paulo: Scriba Comunicacao corpporativa, 2011. 328p .

Capítulos de livros publicados
1.
Percequillo, A. R. ; ABREU JUNIOR, E. F. ; BOVENDORP, R. S. ; BRENNAND, P. G. G. ; CHIQUITO, E. A. ; CORREA, L. S. ; GODOY, L. P. ; LIBARDI, G. S. ; PRADO, J. R. ; ROTH, P. R. O. ; SALLES, V. L. . Roedores sigmodontíneos da Amazônia brasileira: composição, distribuição geográfica e diagnoses. In: Ana Cristina Mendes-Oliveira; Cleuton Lima Miranda. (Org.). Pequenos Mamíferos Não-voadores da Amazônia Brasileira. 1ed.Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Mastozoologia, 2015, v. 1, p. 1-333.

2.
Percequillo, A. R. ; BOVENDORP, R. S. ; COMIN, F. H. ; PRADO, J. R. . Avaliacao do Meio Biotico - Mamiferos. In: Governo do estado de Sao Paulo, Secretaria do meio ambiente, Fundacao florestal do Estado de Sao Paulo. (Org.). Plano de manejo do Parque Xixova-Japui. 1ed.Sao Paulo: Fundacao Florestal, 2010, v. 1, p. 34-38.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
GALETTI, M. ; RIBEIRO, M. C. ; Bovendorp, Ricardo S. ; LIMA, F. ; RODRIGUES, R. R. ; METZGER, J. P. ; HASUI, E. ; SILVEIRA, L. F. ; OVASKAINEN, O. . As metamorfoses da Mata Atlântica. Pesquisa FAPESP, São Paulo, p. 45 - 47, 21 maio 2018.

2.
TAKAHASHI, R. ; Ricardo Siqueira Bovendorp ; GALETTI, M. . Parques Estaduais falham na proteção de mamíferos de Mata Atlântica, mostra estudo da Unesp. InforMar Ubatuba, Ubatuba, SP, p. 10 - 11, 11 maio 2017.

3.
Ricardo Siqueira Bovendorp; GALETTI, M. ; Peres, C. A. ; ANTUNES, A. P. . Os efeitos danosos da caça ilegal. Pesquisa FAPESP, São Paulo, p. 46 - 51, 10 nov. 2016.

4.
BOVENDORP, R. S.; ALVAREZ, A. D. ; GALETTI, M. ; BUENO, R. ; MARQUES, R. M. . Novo método faz censo de mamiferos da Mata Atlantica. Jornal do Brasil, Vida, Saude e Ciencia, p. 31 - 31, 05 jul. 2009.

5.
ALVAREZ, A. ; BOVENDORP, R. S. ; Fleury, M. ; GALETTI, M. . Um Paraiso de Exóticos. Ciência Hoje, Revista, p. 69 - 71, 10 mar. 2008.

6.
BOVENDORP, R. S.. "Bichos do zôo soltos em ilha se multiplicam. E não há jeito de parar.". O Estado de São Paulo, caderno vida &, 11 maio 2006.

7.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. ; FADINI, R. ; ALVAREZ, A. . Ilha Anchieta. Terra da Gente, Brasil, p. 64 - 69, 03 jul. 2005.

8.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Censo quantifica desequilíbio ambiental na Ilha Anchieta. Jornal Unesp, p. 4 - 4, 10 abr. 2005.

9.
GALETTI, M. ; Giacomini, H. C. ; Bueno, Rafael S. ; BERNARDO, C. S. S ; Marques, Renato M. ; BOVENDORP, R. S. ; STEFFLER, C. ; RUBIM, P. ; Gobbo, Sabrina K. ; Donatti, C. I. ; Begotti, Rodrigo A. ; Meirelles,F. ; NOBRE, R. ; Chiarello, A. G. ; Peres, C. A. . Censo revela: cai número populacional de grandes mamíferos na Mata Atlântica.. Diário Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BOVENDORP, R. S.; NEVES, C. L. ; GALETTI, M. . Oferecimento e preferência de sementes por dois roedores da Mata Atlântica. In: XI Congresso de Ecologia e I Congresso Internacional de Ecologia, 2013, Porto Seguro. XI Congresso de Ecologia e I Congresso Internacional de Ecologia, 2013. v. 1. p. 1-243.

2.
SARMENTO, M. M. M. ; BOVENDORP, R. S. ; LIBARDI, G. S. ; CAMARGO, P. B. ; Percequillo, A. R. . Comparação isotópica (δ15N e δ13C) de dois roedores simpátricos da Floresta Atlântica: hábitos e habitat.. In: 6 Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2012, Corumbá. 6 Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2012.

3.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. ; Pardini. R. ; Puttker. T. . Euryoryzomys russatus em uma área de Floresta Atlântica no Planalto Atlântico Paulistano: variação da taxa de captura em função da sazonalidade.. In: V Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2010, São Pedro, SP. A construção da Mastozoologia no Brasil, 2010. v. 1. p. 249-252.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Bovendorp, Ricardo S.; BELLO, C. ; VANCINE, M. ; SOUZA, T. S. ; DALAPICOLLA, J. ; PERCEQUILLO, A. R. ; Galetti, Mauro . Climate change effects on a mammalian-rich and phylogenetic diverse Neotropical hotspot. In: 28th International Congress for Conservation Biology, 2017, Cartagena. Insights for sustaining life on Earth, 2017. v. 1. p. xX-xX.

2.
Bovendorp, Ricardo S.; DALAPICOLLA, J. ; ABREU JUNIOR, E. F. ; ROTH, P. R. O. ; CHIQUITO, E. A. ; PAVAN, A. C. ; BRENNAND, P. G. G. ; PERCEQUILLO, A. R. ; GALETTI, M. . Evidencing new areas of endemism on Atlantic Forest Biome: an approach of non-volant small mammals. In: 12th International Mammalogical Congress, 2017, Perth. International Mammalogical Congress, 2017. v. 1. p. xX-xX.

3.
Bovendorp, Ricardo S.; BRUM, F. T. ; MCCLEERY, ROBERT A. ; BAISER, B. H. ; LOYOLA, R. ; CIANCIARUSO, M. ; Galetti, Mauro . Os mamíferos no Antropoceno: A diversidade e conservação diante das alterações ambientais. In: 9° Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2017, Pirenópolis. Resumos do 9 Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2017. v. 1. p. xX-xX.

4.
Ricardo Siqueira Bovendorp; MCCLEERY, R. A. ; BAISER, B. H. ; Galetti, Mauro . Defaunation affects functional and phylogenetic diversity of small mammals in tropical rainforests. In: 101st Ecological Society of America Annual Meeting, 2016, Fort Lauderdale. 101st ESA Annual Meeting. Washington DC: Ecological Society of America (ESA), 2016. v. 1. p. Cos 42-3-Cos 42-3.

5.
BOVENDORP, R. S.; MCCLEERY, R. A. ; GALETTI, M. . Patch size effects and functional diversity drivers: A small mammal approach. In: 95TH Annual Meeting of the American Society of Mammalogists, 2015, Jacksonville. 95TH Annual Meeting of the American Society of Mammalogists, 2015. v. 1. p. 1-104.

6.
BOVENDORP, R. S.; MCCLEERY, R. A. ; GALETTI, M. . Functional diversity relationship behind and beyond defauntated forest landscapes. In: 52ND Annual Meeting of the Association of Tropical Biology and Conservation, 2015, Honolulu. 52ND Annual Meeting of the Association of Tropical Biology and Conservation, 2015. v. 1. p. 1-156.

7.
BOVENDORP, R. S.; Jordano, P. ; Percequillo, A. R. . Ecological determinants of home range size and microhabitat utilization by two sympatric Atlantic Forest rodents (Cricetidae: Sigmodontinae). In: XI International Mammalogical Congress, 2013, Belfast. 11th International Mammalogical Congress 2013, 2013.

8.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. . Ratada: explosión demográfica de población de roedores vinculada a la floración del bambú Merostachys riedeliana (Poaceae: Bambusoideae) en la Meseta Atlántica Paulista, Brasil. In: II Congreso Latinoamericano de Mastozoología y XXV Jornadas Argentinas de Mastozoología, 2012, Buenos Aires. II Congreso Latinoamericano de Mastozoología y XXV Jornadas Argentinas de Mastozoología, 2012.

9.
SARMENTO, M. M. M. ; BOVENDORP, R. S. ; Percequillo, A. R. . Analise comparativa da morfologia externa dos tratos digestorios de duas especies simpatricas de roedores na floresta atlantica: Um enfoque ecol'ogico. In: X Congresso de ecologia do Brasil, 2011, Sao Lorenco. X Congresso de Ecologia do Brasil, 2011.

10.
Fleury, Marina ; BOVENDORP, R. S. ; RODRIGUES, R. R. ; GALETTI, M. . The Effect of Invasive Agoutis on the Regeneration Potential of an Atlantic Forest Island. In: Joint International Meeting ATBC & SCB Africa Meeting Programme, 2011, Arusha. Adaptability to Climate Change and Attaining the Millennium Development Goals for Tropical Ecosystems, 2011. v. 1. p. 78-78.

11.
Esteves, C. F. ; Ferraz, K. M. P. M. B. ; BOVENDORP, R. S. ; FERRAZ, S. F. B. ; ALVAREZ, A. D. ; GALETTI, M. . Predictive modeling of potential nest predators on a land-bridge island southeastern Brazil. In: Xth International Congress of Mammalogy, 2009, Mendoza. IMC 10, 2009.

12.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. ; NEVES, C. L. ; GALETTI, M. . Overpopulation of Didelphis aurita and the small mammal impoverishment in a tropical island.. In: Xth International Congress of Mammalogy, 2009, Mendoza. IMC 10, 2009.

13.
BOVENDORP, R. S.; NEVES, C. L. ; GALETTI, M. . Riqueza e abundância de pequenos mamíferos não-voadores em uma ilha do litoral norte de São Paulo; Parque Estadual Ilha Anchieta. In: IV Congesso Brasileiro de Mastozoologia, 2008, São Lourenço. Anais do IV Congresso Brasileiro de Zoologia, 18 A 22 de Agosto de 2008, São Lourenço, MG, 2008.

14.
BUENO, R. ; GALETTI, M. ; MARQUES, R. M. ; Cristine S. S. ; BOVENDORP, R. S. ; NOBRE, R. ; GOBBO, S. ; STEFFLER, C. ; RUBIM, P. . Living in an empty forest: density and population size of game birds and mammals in the Atlantic Forest of Brasil. In: XIX annual meetting of the society for conservation biology, 2005, Brasília. XIX annual meetting of the society for conservation biology, 2005.

15.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Density of introduced mammals and their impacts in a land-bridge island in Atlantic Forest. In: XIX annual meetting of the society for conservation biology, 2005, Brasília. XIX annual meetting of the society for conservation biology, 2005.

16.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Evidenciando uma ilha com muitos Mesopredadores: Introduções e extinções de mamíferos no Parque Estadual da Ilha Anchieta.. In: VII Congresso de Ecologia do Brasil, 2005, Caxambú-MG. VII Congresso de Ecologia do Brasil. Avanços nos estudos de ecossistemas terrestres, marinhos, e de aguas continentais, 2005.

17.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Densidade de mamíferos introduzidos e seus impactos em uma ilha na Mata Atlântica. In: V Simpósio e V Reunião de avaliação do programa BIOITA/FAPESP, 2005, Águas de Lindóia. V Reunião de avaliação do programa BIOITA/FAPESP, 2005.

18.
BOVENDORP, R. S.; GALETTI, M. . Tamanho populacional de mamíferos e seus impactos na fauna e flora da Ilha Anchieta, SP.. In: XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2005, Rio Claro, SP. XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2005.

19.
ALVAREZ, A. ; GALETTI, M. ; BOVENDORP, R. S. ; FADINI, R. ; GUSSONI, C. A. ; Guimarães Jr, P. . Avian extinction and introduced mesopredators in a land-bridge island in the Atlantic forest of Brazil.. In: The Association for Tropical Biology and Conservation Meeting, 2005, Uberlândia. The Association for Tropical Biology and Conservation Meeting, 2005.

20.
BOVENDORP, R. S.. Densidade e tamanho pupulacional de mamíferos nao voadores da Ilha Anchieta. In: XVI Congresso de Iniciação Científica, 2004, Ilha Solteira. Iniciação Científica e o Mercado de trabalho, 2004.

21.
BOVENDORP, R. S.. Densidade e distribuição espacial de mamíferos não voadores no Parque Estadual da Ilha Anchieta. In: VI Simpósio de Iniciação científica, 2004, Rio Claro. VI Simpósio de Iniciação científica do Campus de Rio Claro, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
BOVENDORP, R. S.; BRUM, F. T. ; BAISER, B. H. ; MCCLEERY, R. A. ; LOYOLA, R. ; CIANCIARUSO, M. ; Galetti, M. . Defaunation and forest fragmentation change the functional but not phylogenetic diversity of small mammals in tropical forests. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BOVENDORP, R. S.; BELLO, C. ; VANCINE, M. ; SOUZA, T. S. ; DALAPICOLLA, J. ; Percequillo, A. R. ; Galetti, Mauro . Climate change effects on a mammalian-rich and phylogenetic diverse Neotropical hotspot. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Ricardo Siqueira Bovendorp; ABREU JUNIOR, E. F. ; PRADO, J. R. ; DALAPICOLLA, J. ; ROTH, P. R. O. ; CHIQUITO, E. A. ; BRENNAND, P. G. G. ; Percequillo, A. R. ; GALETTI, M. . Evidencing new areas of endemism on Atlantic Forest Biome: an approach of small mammals. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
Ricardo Siqueira Bovendorp; MCCLEERY, R. A. ; BAISER, B. H. ; Galetti, Mauro . Defaunation affects functional and phylogenetic diversity of small mammals in tropical rainforests. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BOVENDORP, R. S.; MCCLEERY, R. A. ; GALETTI, M. . Functional diversity relationship behind and beyond defauntated forest landscapes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
BOVENDORP, R. S.; MCCLEERY, R. A. ; GALETTI, M. . Patch size effects and functional diversity drivers: A small mammal approach. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
BOVENDORP, R. S.; SARMENTO, M. M. M. ; CAMARGO, P. B. ; Percequillo, A. R. . Valores isotópicos apresentados pelo roedor Euryoryzomys russatus: Respostas à distintas estruturas de vegetação na Reserva Florestal Morro Grande, SP. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
BOVENDORP, R. S.; Jordano, P. ; Percequillo, A. R. . Ecological determinants of home range size and microhabitat utilization by two sympatric Atlantic Forest rodents (Cricetidae: Sigmodontinae). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Bovendorp, Ricardo S.; NEVES, C. L. ; Galetti, Mauro . Oferecimento e preferência de sementes por dois roedores da Mata Atlântica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. . Ratada: explosión demográfica de población de roedores vinculada a la floración del bambú Merostachys riedeliana (Poaceae: Bambusoideae) en la Meseta Atlántica Paulista, Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BOVENDORP, R. S.. Historia natural y ecología de dos especies de roedores simpatricos de la tribu Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) de la Mata Atlántica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. . HISTÓRIA NATURAL E ECOLOGIA DE DUAS ESPÉCIES DE ROEDORES SIMPÁTRICAS DA TRIBO ORYZOMYINI (CRICETIDAE: SIGMODONTINAE) NA FLORESTA ATLÂNTICA.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. . Historia natural e ecologia de duas especies de roedores simpatricas da tribo orizomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na floresta Atlantica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
SARMENTO, M. M. M. ; BOVENDORP, R. S. ; Percequillo, A. R. . Voce digere o que voce come? Analise da dieta e da morfologia do trato digestorio de dois roedores simpatricos da Mata Atlantica. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

15.
Fleury, M. ; Bovendorp, Ricardo S. ; RODRIGUES, R. R. ; GALETTI, M. . The Effect of Invasive Agoutis on the Regeneration Potential of an Atlantic Forest Island. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. . História natural e ecologia de duas espécies de roedores simpátricas da tribo Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) na Floresta Atlântica.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. ; Pardini. R. ; Puttker. T. . Euryoryzomys russatus em uma área de Floresta Atlântica no Planalto Atlântico Paulistano: variação da taxa de captura em função da sazonalidade.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
Esteves, C. F. ; Ferraz, K. M. P. M. B. ; BOVENDORP, R. S. ; FERRAZ, S. F. B. ; ALVAREZ, A. D. ; GALETTI, M. . PREDICTIVE MODELING OF POTENTIAL NEST PREDATORS ON A LAND-BRIDGE ISLAND IN SOUTHEASTERN BRAZIL. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
BOVENDORP, R. S.; Percequillo, A. R. ; NEVES, C. L. ; GALETTI, M. . OVERPOPULATION OF DIDELPHIS AURITA AND THE SMALL MAMMAL IMPOVERISHMENT IN A TROPICAL ISLAND. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
Fleury, M. ; CALDERON, L. ; Alves, K. ; ALVAREZ, A. D. ; Bovendorp, Ricardo S. ; ZIPPARRO, V. ; LUIZE, B. ; GALETTI, M. . Animal-plant interactions: implications for restoration and conservation of an Atlantic forest island.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
BOVENDORP, R. S.. Densidade e tamanho populacional de mamíferos introduzidos na Ilha Anchieta. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
BOVENDORP, R. S.. Profissão: Ecólogo. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
Bovendorp, Ricardo S.. Ecologia de campo com ênfase em Biologia da Conservação. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
Bovendorp, Ricardo S.; SARMENTO, M. M. M. . Levantamento e técnicas aplicadas aos estudos ecológicos de pequenos mamíferos não voadores. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
Bovendorp, Ricardo S.. Metodologia de amostragem de médios e grandes mamíferos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
BOVENDORP, R. S.. Levantamento (censo) de grandes e médios mamíferos. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
BOVENDORP, R. S.. Tecnicas de amostragens de mamíferos de médio e grande porte. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
BOVENDORP, R. S.. O Brasil e seus biomas. 2006 (Palestra) .

2.
BOVENDORP, R. S.; ALVAREZ, A. ; GALETTI, M. ; FADINI, R. . Densidade de Mamíferos e seus impáctos na avifauna da Ilha Anchieta. 2005 (Documentário) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GALETTI-JR, P. M.; VERDADE, L. M.; Ricardo Siqueira Bovendorp; MOSCHINI, L. E.. Participação em banca de Tatiane Cristina Rech Fernandes. Relação custo/benefício de métodos de levantamento de fauna silvestre. 2017. Dissertação (Mestrado em Diversidade Biológica e Conservação) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
BOVENDORP, R. S.; CIOCHETI, G.; GOMES, P. B.. Participação em banca de Fabiana Cerqueira Nogueira de Sá. Análise dos Padrões Temporais e Especiais dos Atropelamentos de Vertebrados Silvestres na BR ? 174 Floresta Amazônica. 2016. Dissertação (Mestrado em ECOLOGIA) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Teses de doutorado
1.
MAGRO, T. C.; RODRIGUES, C. L.; Ricardo Siqueira Bovendorp; MOLINA, S. M. G.; ADAMS, C.. Participação em banca de Gricelda Lily Gutierrez Alvarez. O PETAR e os modos de vida dos moradores do Bairro Ribeirão dos Camargo. 2016. Tese (Doutorado em Recursos Florestais) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

2.
Ricardo Siqueira Bovendorp; MAGRO, T. C.; Ferraz, K. M. P. M. B.; MORAES, G. J.; FIALHO, M.. Participação em banca de Josi Fernanda Cerveira. Implicações da remoção de fezes de por Scarabaeinae (Coleoptera: Scarabaeidae) sobre a avaliação de aspectos ecológicos de Mazama (Artiodactyla: Cervidae), na Amazonia. 2016. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

3.
CRUZ NETO, A.; ANDRADE, D. O. V.; SPINELLI OLIVEIRA, E. S.; Puttker. T.; BOVENDORP, R. S.. Participação em banca de Alexandre Castellar. ESTUDO SOBRE AS RESPOSTAS DIFERENCIADAS DE 3 ESPÉCIES DE ROEDORES À FRAGMENTAÇÃO DA MATA ATLÂNTICA, UTILIZANDO UMA ABORDAGEM INTEGRATIVA DO BALANÇO HÍDRICO. 2015. Tese (Doutorado em Ciencias Biologicas (Zoologia)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
Percequillo, A. R.; BARRETO, A. S.; DURA-JORGE, F. G.; Ferraz, K. M. P. M. B.; Bovendorp, Ricardo S.. Participação em banca de Inaê Guion de Almeida. Viabilidade populacional de Sotalia guianensis (van BÉNÉDEN, 1864) (Cetacea, Delphinidae) no Complexo Estuarino-Lagunar de Cananéia, São Paulo. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia Aplicada - Interunidades) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

5.
ALVES, R. R. N.; LANGGUTH, A.; SANTOS, B. A.; MOURAO, J. S.; BOVENDORP, R. S.. Participação em banca de Hugo Fernandes-Ferreira. A caça no Brasil - Panorama Histórico e atual. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia)) - Universidade Federal da Paraíba.

Qualificações de Doutorado
1.
Ferraz, K. M. P. M. B.; Chiarello, A. G.; Bovendorp, Ricardo S.. Participação em banca de Mariana Bueno Landis. Conservação da Anta (Tapirus terrestris) no Corredor da Serra do Mar, Mata Atlântica. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia Aplicada - Interunidades) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

2.
GALETTI, M.; RIBEIRO, M. C.; Bovendorp, Ricardo S.. Participação em banca de Calebe Pereira Mendes. Caching behavior of an imminent extinct sub-species: the Mt. Graham squirrel. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em curso de Ciências Biológicas, AC: Zoologia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
RIBEIRO, M. C.; Ricardo Siqueira Bovendorp; SANTOS JUNIOR, G. S.. Participação em banca de Renata de Lara Muylaert. Landscape effects and the interaction between mammals and hantavirus in the Atlantic Forest. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em ECOLOGIA E BIODIVERSIDADE) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
MAGRO, T. C.; Ferraz, K. M. P. M. B.; BOVENDORP, R. S.. Participação em banca de Josi F. Cerveira. Aspectos ecológicos de espécies simpáticas de Mazama (CERVIDAE: ARTIODACTYLA) na Amazônia ocidental, utilizando DNA fecal. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia Aplicada - Interunidades) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ALVAREZ, M. R. V.; SCHILLING, A. C.; ARGÔLO, A. J. S.; BOVENDORP, R. S.. Participação em banca de Beatriz Oliveira de Carvalho.Morfometria craniana e dimorfismo sexual em Metachirus nudicaudatus (É. Geoffroy, 1803) (Mammalia: Didelphiomorpha) no Sul da Bahia, Brasil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

2.
Bovendorp, Ricardo S.; MAGIOLI, M.; Ferraz, K. M. P. M. B.. Participação em banca de Gabriel Loehle Urbano.Análise da ecologia alimentar de Leopardus guttulus e Leopardus pardalis em um fragmento de mata atlântica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biol'ogicas) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

3.
Ricardo Siqueira Bovendorp; Ferraz, K. M. P. M. B.; MAGIOLI, M.. Participação em banca de Lucas Dantas Romano.Dieta da onça-parda Puma concolor (Linnaeus, 1771) em quatro áreas do maior contínuo florestal da Mata Atlântica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biol'ogicas) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

4.
Percequillo, A. R.; Lima, E.F.; BOVENDORP, R. S.. Participação em banca de Fabrízio Pereira de Araújo Pereira.Levantamento de mamíferos não voadores em uma área de restauração florestal, Piracicaba, SP. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciencias Biol'ogicas) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
CUNHA, R. G. T.; Bovendorp, Ricardo S.; VIEIRA, M. V.. A intensidade do manejo agrícola influencia a estrutura da comunidade de mamíferos?. 2018. Universidade Federal de Alfenas.

2.
BARROS, T. S.; PIRES, M. M.; OMENA, P. M.; SAITO, V. S.; Bovendorp, Ricardo S.. Influência de fatores estruturais e impactos ambientais sobre a estabilidade de meta-redes tróficas. 2017. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
Bovendorp, Ricardo S.. XXIX Congresso de Iniciação Científica. Dimensões humanas na ciência. 2017. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
MOKROSS, K. S.; CONDEZ, T. H.; BOVENDORP, R. S.. Influência de fatores extrínsecos e intrínsecos nos padrões de movimentação e percepção do ambiente de anfíbios anuros em paisagens fragmentadas. 2016. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

5.
MOKROSS, K. S.; SOUZA, T. S.; BOVENDORP, R. S.. Movement ecology and spatial distribution of a large herbivore in heterogeneous tropical landscapes. 2016.

6.
Bovendorp, Ricardo S.. XXVIII Congresso de Iniciação Científica da UNESP. Conservação da diversidade Biológica: Desafios enfrentados na atualidade. 2016. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
BOVENDORP, R. S.; CIOCHETI, G.; MOURA, G.. ANALISE DOS PADRÕES TEMPORAIS E ESPACIAIS DOS ATROPELAMENTOS DE VERTEBRADOS SILVESTRES NA BR-174, FLORESTA AMAZÔNICA. 2015. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

8.
RIBEIRO, M. C.; PIZO, M. A.; BOVENDORP, R. S.. Efeito do movimento do animal sobre a interações animal-planta. 2014. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

9.
Bovendorp, Ricardo S.. Wokshop em Ecologia Aplicada.Analise de ecologia de aranhas (Aranae) atraves da variacao na abundancia natural de isotopos estaveis em cultivos de citros no municipio de Gaviao Peixoto. 2011. ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".

10.
Bovendorp, Ricardo S.. Wokshop em Ecologia Aplicada.Imp'actos da estrutura e dinamica de uma paisagem antropica na comunidade de mamiferos de medio e grande porte. 2011. ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz".



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2 RABECO & 6 SET.Defaunation and fragmentation erode small mammal diversity dimensions in tropical forests. 2018. (Simpósio).

2.
VI Semana de Estudos da Biologia da UFSCAR.Megafauna. 2018. (Outra).

3.
12th International Mammalogical Congress. Evidencing new areas of endemism on Atlantic Forest Biome: an approach of small mammals. 2017. (Congresso).

4.
9 Congresso Brasileiro de Mastozoologia. OS MAMÍFEROS NO ANTROPOCENO: A DIVERSIDADE E CONSERVAÇÃO DIANTE DAS ALTERAÇÕES AMBIENTAIS. 2017. (Congresso).

5.
International Congress for Conservation Biology. Climate change effects on a mammalian-rich and phylogenetic diverse Neotropical hotspot. 2017. (Congresso).

6.
XXIX Congresso de Iniciação Científica. Dimensões humanas na ciência. 2017. (Congresso).

7.
101st Ecologica Society of America Annual Meeting. Defaunation affects functional and phylogenetic diversity of small mammals in tropical rainforests. 2016. (Congresso).

8.
Ciclo de palestras "Defaunação".Ciclo de palestras "Defaunação". 2016. (Encontro).

9.
Ciclo de Seminários do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Goiânia.Who is shaping functional and phylogenetic diversity of small mammals in Atlantic Forest?. 2016. (Seminário).

10.
Eco Seminários.aradigmas da diversidade na Mata Atlântica: uma visão funcional e filogenética.. 2016. (Seminário).

11.
XXVIII Congresso de Iniciação Científica da UNESP. Conservação da diversidade Biológica: Desafios enfrentados na atualidade. 2016. (Congresso).

12.
XXXII Semana de Estudos da Biologia ? UNESP.Paradigmas da diversidade na Mata Atlântica: Uma visão funcional frente a defaunação no Antropoceno. 2016. (Simpósio).

13.
52ND Annual Meeting of the Association of Tropical Biology and Conservation. Functional diversity relationship behind and beyond defauntated forest landscapes. 2015. (Congresso).

14.
95TH Annual Meeting of the American Society of Mammalogists. Patch size effects and functional diversity drivers: A small mammal approach. 2015. (Congresso).

15.
VII Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Valores isotópicos apresentados pelo roedor Euryoryzomys russatus: Respostas à distintas estruturas de vegetação na Reserva Florestal Morro Grande, SP. 2014. (Congresso).

16.
XI Congresso de Ecologia e I Congresso Internacional de Ecologia. Oferecimento e preferência de sementes por dois roedores da Mata Atlântica. 2013. (Congresso).

17.
XI International Mammalogical Congress. Ecological determinants of home range size and microhabitat utilization by two sympatric Atlantic Forest rodents (Cricetidae: Sigmodontinae). 2013. (Congresso).

18.
Biofórum 2012.História natural e ecologia de duas espécies de roedores da Tribo Oryzomyini (Cricetidae: Sigmodontinae) no Planalto Atlântico Paulista.. 2012. (Seminário).

19.
II Congreso Latinoamericano de Mastozoología y XXV Jornadas Argentinas de Mastozoología. Ratada: explosión demográfica de población de roedores vinculada a la floración del bambú Merostachys riedeliana (Poaceae: Bambusoideae) en la Meseta Atlántica Paulista, Brasil. 2012. (Congresso).

20.
Wokshop em Ecologia Aplicada.Analise de ecologia de aranhas (Aranae) atraves da variacao na abundancia natural de isotopos estaveis em cultivos de citros no municipio de Gaviao Peixoto - SP. 2011. (Outra).

21.
Wokshop em Ecologia Aplicada.Imp'actos da estrutura e dinamica de uma paisagem antropica na comunidade de mamiferos de medio e grande porte.. 2011. (Outra).

22.
XXII Semana de Estudos da Ecologia.Levantamento e tecnicas aplicadas aos estudos ecologicos para pequenos mamiferos nao voadores.. 2011. (Oficina).

23.
V Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Euryoryzomys russatus em uma área de Floresta Atlântica no Planalto Atlântico Paulistano: variação da taxa de captura em função da sazonalidade.. 2010. (Congresso).

24.
Xth International Congress of Mammalogy. OVERPOPULATION OF DIDELPHIS AURITA AND THE SMALL MAMMAL IMPOVERISHMENT IN A TROPICAL ISLAND. 2009. (Congresso).

25.
Encontro sobre a fauna nativa e introduzida no Parque estadual Ilha Anchieta.Densidade e Tamanho Populacional de Mamíferos Introduzidos na Ilha Anchieta. 2007. (Encontro).

26.
Encontro sobre a fauna nativa e introduzida no Parque Estadual Ilha Anchieta.Encontro sobre a fauna nativa e introduzida no Parque Estadual Ilha Anchieta. 2007. (Encontro).

27.
Formaçao Acadêmica na UNESP e Experiencia Profissional.Formaçao Acadêmica na UNESP e Experiencia Profissional. 2007. (Outra).

28.
VII Congresso de Ecologia do Brasil. Congressista; VII Congresso de Ecologia do Brasil. 2005. (Congresso).

29.
V Simpósio e V Reunião de avaliação do programa BIOTA/ FAPESP.Congressista; V Simpósio e V Reunião de avaliação do programa BIOTA/ FAPESP. 2005. (Simpósio).

30.
XIX Annual Meeting of the Society for Conservation Biology. Congressista; XIX Annual Meeting of the Society for Conservation Biology. 2005. (Congresso).

31.
XVI Congresso de Iniciação Científica. Congressista; XVI Congresso de Iniciação Científica. 2004. (Congresso).

32.
Biologia e Ecologia de Tubarões e Raias. 2003. (Oficina).

33.
Semana de Estudos da Ecologia. 2003. (Outra).

34.
VI Congresso de Ecologia do Brasil. 2003. (Congresso).

35.
5 Simpósio de Iniciação Científica do Campus Rio Claro. 2002. (Simpósio).

36.
Curso de Fotografia. 2002. (Oficina).

37.
Encontro Nacional do Gerenciamento Costeiro. 2002. (Congresso).

38.
Semana de Estudos da Ecologia. 2002. (Outra).

39.
Semana de Estudos da Ecologia. 2002. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BOVENDORP, R. S.. Semana de Estudos da Ecologia. 2004. (Outro).

2.
BOVENDORP, R. S.. Encontro Nacional de Ecólogos. 2003. (Outro).

3.
BOVENDORP, R. S.. Semana de Estudos da Ecologia. 2003. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Clariana Lima André. Diversidade de pequenos mamíferos não voadores em áreas defaunadas e não defaunadas da Mata Atlântica. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Biodiversidade) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Thais Martins Labecca. BANCO DE DADOS DE MAMÍFEROS TERRESTRES NA MATA ATLÂNTICA: UMA ABORDAGEM SOBRE DIVERSIDADE FUNCIONAL E FILOGENÉTICA. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ecologia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Ricardo Siqueira Bovendorp.

Orientações de outra natureza
1.
Mariana Montagner de Moraes Sarmento. Analise comparativa da dieta de duas especies simpatricas de roedores na Floresta Atlantica. 2010. Orientação de outra natureza. (Ciencias Biol'ogicas) - ESALQ - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Ricardo Siqueira Bovendorp.



Outras informações relevantes


Fui membro efetivo da diretoria do Centro Acadêmico da Ecologia nos anos de 2003 à 2005. Atualmente (2017 - atual) Vice-presidente da Associação Brasileira de Ecólogos - ABE. Criada em 1991, a ABE é uma entidade civil juridicamente constituída, sem fins lucrativos, que representa os profissionais graduados em Ecologia no Brasil. A atuação da ABE tem sido focada na articulação da regulamentação do profissional Ecólogo e na defesa de seu espaço no mercado de trabalho.
-> SEGUNDO LUGAR NO PROCESSO SELETIVO 2017 - EDITAL UESC No 195 - PARA PROFESSOR VISITANTE SOB REDA - DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (DCB) - ÁREA DE CONHECIMENTO DE ECOLOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ, ILHÉUS, BA.
-> SEGUNDO LUGAR NO PROCESSO SELETIVO 2017 - EDITAL No 84 - PARA PROFESSOR VISITANTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - ÁREA DE CONHECIMENTO DIVERSIDADE BIOLÓGICA E CONSERVAÇÃO NOS TRÓPICOS - ÁREA ZOOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS.
-> SEGUNDO LUGAR NO PROCESSO SELETIVO 2018 - EDITAL N° 22/2018 ? PPG/UEMA PESQUISADOR SÊNIOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO - ÁREA DE BIODIVERSIDADE, AMBIENTE E SAÚDE.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 16:47:28