Thiago Mota Cardoso

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4160103099571815
  • Última atualização do currículo em 26/09/2018


Biólogo, antropólogo e fotógrafo, com Doutorado em Antropologia Social na Universidade Federal de Santa Catarina, com Doutorado Sanduiche no projeto AURA - Living in the Anthropocene no Departamento de Cultura e Sociedade, na Aarhus University, Dinamarca. Mestrado em Ecologia pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, em Manaus. Experiência em educação intercultural como professor do Ibaorebu - Ensino Médio em Agroecologia Munduruku e da formação de pesquisadores Pataxó em gestão territorial - projeto Combioserve. Docente permanente da Escola Superior de Conservação e Sustentabilidade ? ESCAS Foi consultor PNUD, UNESCO, GIZ , do Museu do Índio e do Linden Museum, em temas que envolvem ambiente e sociedade junto a povos indígenas. Conviveu e atuou com as comunidades tradicionais dos patizeiros (Bahia), ribeirinhos e indígenas do Rio Negro (Amazonas), pescadores artesanais na foz do São Francisco (Sergipe) e caiçaras no litoral Paraná, bem como com os povos indígenas Pataxó, Potiguara, Kawaghiva Piripkura, Munduruku, Baré, Tukano e Guarani-Nhadeva. Possui interesse em temas como antropologia indigena e dos povos e comunidades tradicionais, ecologia política e sustentabilidade, terra e territorialidades, gestão ambiental e territorial, antropologia da vida e biosocialidades, estudos sobre conhecimento ecológicos e percepção ambiental, conservação da biodiversidade e da agrobiodiversidade, antropoceno e mudanças climáticas, políticas públicas, direitos e justiça socioambiental, patrimônios bioculturais, teorias e práticas decoloniais e educação intercultural. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Thiago Mota Cardoso
Nome em citações bibliográficas
CARDOSO, T. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia e Etnologia.
Rua Professor Aristides Novis
Federação
40210630 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32836440


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Antropologia Social.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
com período sanduíche em Aarhus University (Orientador: Anna Lowenhaupt Tsing).
Título: Paisagens em transe: uma etnografia sobre a poética e a cosmopolítica dos lugares habitados pelos Pataxó no Monte Pascoal, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Márnio Teixeira-Pinto.
Coorientador: Gabriel Coutinho Barbosa.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Cosmopolitica; Pataxó; Paisagem; Etnografia Multiespécie; Etnologia Indigena.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Ecologia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: História Ecológica / Especialidade: Antropologia da paisagem.
2006 - 2008
Mestrado em Biologia (Ecologia).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Título: Etnoecologia, construção da diversidade agricola e manejo da dinâmica espaço-temporal dos roçados indígenas do Rio Cuieiras, Amazonas,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Dr. Victor Py-Daniel.
Coorientador: Dra.Laure Emperaire.
Bolsista do(a): Fundaçãod e Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas, FAPEAM, Brasil.
Palavras-chave: agrobiodiversidade; Patrimônio Biocultural; Conhecimentos tradicionais; Ecologia de Saberes; Etnologia Indigena.
2011 - 2011
Especialização em Analisis de Redes Sociales. (Carga Horária: 125h).
ARSChile, ARS, Chile.
Título: Redes Sociales, Reciprocidad e Ambiente entre los pueblos indigenas del Nordeste de Brazil.
Orientador: José Ignácio Porras.
1999 - 2003
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Título: Etnoconservação da natureza e Saberes Tradicionais no Vale do PAti, Chapada Diamantina - Bahia.
Orientador: Myrt Thania Souza Cruz.
1996 interrompida
Graduação interrompida em 2001 em Administração.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Ano de interrupção: 2001


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal da Bahia, PPGA, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Vida.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropoceno.


Formação Complementar


2016 - 2016
Anthropocene Campus - The Technosphere Issue. (Carga horária: 80h).
Haus der Kulturen der welt, HKW, Alemanha.
2015 - 2015
PhD Course: Storying lively worlds. (Carga horária: 12h).
Aarhus University, AU, Dinamarca.
2015 - 2015
PhD course: Visuality, culture, methods. (Carga horária: 24h).
Aarhus University, AU, Dinamarca.
2012 - 2012
Especializacion UCINET 6. (Carga horária: 120h).
ARSChile, ARS, Chile.
2009 - 2009
Métodos Particip. no Desenvolv. Rural Sustentável. (Carga horária: 130h).
Rede Instituições Vinculadas a Capacitação em Economia Políticas Agrícolas, REDCAPA, Brasil.
2007 - 2007
Curso de Introdução ao SIG e Arcview 8.2. (Carga horária: 24h).
Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.
2006 - 2006
Etnobotânica e diversidade agrícola. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia, SBEE, Brasil.
2005 - 2005
Gestão de Unidades de Conservação na Amazônia. (Carga horária: 90h).
IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.
2005 - 2005
Meliponicultura prática. (Carga horária: 24h).
Instituto de Permacultura da Amazônia, IPA/AM, Brasil.
2005 - 2005
Manejo y Conservacion de La Fauna Silvestre. (Carga horária: 80h).
DICE University of Kent at Canterbury, DICE, Grã-Bretanha.
2004 - 2005
Programa Trainee em Meio Ambiente. (Carga horária: 200h).
Fundação Boticário de Proteção da Natureza, FBPN, Brasil.
2004 - 2004
Metodologia PESA de Diagnóstico Participativo. (Carga horária: 40h).
Grupo de Pesquisa e Extensão em Sistemas Agroflorestais do Acre, PESACRE, Brasil.
2003 - 2003
Etnoconservação da Biodiversidade. (Carga horária: 42h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2003 - 2003
História Ecológica Global. (Carga horária: 20h).
IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.
2002 - 2002
Etnoconservação. (Carga horária: 8h).
Encontro de Biologia da UEFS, V ENCOBIO, Brasil.
2002 - 2002
Fotografia Complementrar. (Carga horária: 70h).
Núcleo de Pesquisas e Estudos Fotográficos, CASA DA PHOTOG., Brasil.
2002 - 2002
Atualização em Etnoecologia (avançado). (Carga horária: 8h).
Simposio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, IV SBEE, Brasil.
2002 - 2002
Introdução à Etnoecologia (básico). (Carga horária: 8h).
Simposio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, IV SBEE, Brasil.
2001 - 2001
Programa de Capacitação de Executores. (Carga horária: 24h).
Fundo Nacional do Meio Ambiente, FNMA, Brasil.
2001 - 2001
A Dimensão Humana da Conservação. (Carga horária: 8h).
Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
2001 - 2001
Desenvolvimento Local Integrado e Terceiro Setor. (Carga horária: 12h).
Escola de Administração da UFBA, EAUFBA, Brasil.
2000 - 2000
Técnicas de Censo em Ecologia Animal. (Carga horária: 20h).
Encontro Nordestino de Biologia, I ENB, Brasil.
2000 - 2000
Elaboração de Projetos de Pesquisa. (Carga horária: 8h).
Congresso Nacional de Meio Ambiente, II CNMA, Brasil.
1997 - 1997
II Curso de Desenvolvimento Gerencial. (Carga horária: 30h).
Empresa Junior ADM-UFBA, EJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós Doutorado
Outras informações
Bolsista de Pós-Doutorado PNPD-CAPES

Atividades

08/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Antropologia e Etnologia, .

Linhas de pesquisa
Antropologia do habitar
02/2018 - Atual
Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Professor Colaborador FCHL63 ACCS: O habitar em prédios ocupados no centro de Salvador
01/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Antropologia e Etnologia, .

06/2018 - 06/2018
Outras atividades técnico-científicas , Programa de Pós-Graduação em Antropologia e Etnologia, Programa de Pós-Graduação em Antropologia e Etnologia.

Atividade realizada
Ministrou Curso "Cosmopoliticas dos Mapas: etnografia, cartografia e outros saberes localizados" (carga horária: 12).
06/2018 - 06/2018
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Antropologia e Etnologia, .

Cargo ou função
membro da banca de seleção para docente por tempo determinado.
10/2017 - 02/2018
Ensino, Antropologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
FCHL43 - Natureza, Cultura e Política
10/2017 - 02/2018
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Natureza, Cultura e Política
07/2017 - 07/2017
Ensino, Abi - Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Convidado para Palestra na disiciplina Etnografia - Profa. Marina Guimarães (2 horas)

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Ensino e Pesquisa

Atividades

07/2018 - Atual
Extensão universitária , UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Departamento de Antropologia.

Atividade de extensão realizada
Organização da VII Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia.
10/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, .

03/2012 - 08/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Núcleo de Pesquisa em Fundamentos de Antropologia - A-FUNDA.

08/2013 - 10/2013
Extensão universitária , Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, .

Atividade de extensão realizada
Organizador das Jornadas Antropológicas do PPGAS/UFSC.
09/2013 - 09/2013
Treinamentos ministrados , UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Licenciatura Intercultural Indigena.

Treinamentos ministrados
Curso sobre Mapeamento com Povos indígenas
03/2013 - 07/2013
Ensino, Antropologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docência em Etnologia Indígena (ANT 7004), Prof. Dr. Gabriel Coutinho Barbosa e Dr. Márnio Teixeira-Pinto
09/2012 - 12/2012
Outras atividades técnico-científicas , Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.

Atividade realizada
Atividade REUNI - Apoio aos graduandos da disciplina Pessoa e Corporalidade.
08/2012 - 12/2012
Ensino, Antropologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Docência na disciplina Cultura e Meio Ambiente (ANT 7017), Prof. Dr. Rafael Devos
03/2012 - 12/2012
Extensão universitária , Reitoria, Pró-Reitora de Pesquisa e Extensão.

Atividade de extensão realizada
Apoio Pedagógico e inserção social - REUNI.

Aarhus University, AU, Dinamarca.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: PhD Visitor
Outras informações
PhD Visitor Department of Culture and Society AURA: AARHUS UNIVERSITY RESEARCH ON THE ANTHROPOCENE:NIELS BOHR PROFESSORSHIP & PROJECT Discovering the Potential of Unintentional Design on Anthropogenic Landscapes. http://anthropocene.au.dk/

Atividades

01/2015 - 01/2017
Pesquisa e desenvolvimento , Project AURA - Living in the Anthropocene, .

04/2016 - 04/2016
Outras atividades técnico-científicas , Project AURA - Living in the Anthropocene, Project AURA - Living in the Anthropocene.

Atividade realizada
Seminar Feral Technology - Making and Unmaking Multispecies Dump, with Elaine Gan, Anna Tsing and Betina Stoetzer, in Anthropocene Curriculumr.
01/2015 - 10/2015
Estágios , Department of Culture and Society, .

Estágio realizado
PhD Visitor - AURA Project.
06/2015 - 08/2015
Serviços técnicos especializados , Project AURA - Living in the Anthropocene, .

Serviço realizado
Organização da Exposição Artistica, DUMP - Making and Unmaking Multispecies Dump, with Elaine Gan, Anna Tsing.

Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, ESCAS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Professor Efetivo, Enquadramento Funcional: Docente
Outras informações
Membro do Comitê de Orientação e Professor do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável (área Biodiversidade). Turmas Serra Grande - Bahia e Nazaré Paulista - São Paulo.

Atividades

04/2013 - Atual
Ensino, Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Etnografia e Investigação Participativa
Interfaces entre Antropologia e Ecologia
01/2012 - Atual
Ensino, Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversi, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Orientação de Dissertação de Mestrado

Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador

Atividades

09/2017 - 09/2017
Ensino, Antropologia Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
ANT0027 - SEMINÁRIO TEMÁTICO II - T01 (2017.2 - 6N1) - Cosmopolíticas dos Mapas: etnografia, cartografia e outros saberes localizados

Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado
Outras informações
Colaborador do Núcleo Ambiente, Sociedade e Sustentabilidade - NUPAS

Atividades

07/2012 - 12/2014
Pesquisa e desenvolvimento , NUPAS - Núcleo de Pesquisa em Ambiente, Sociedade e Sustentabilidade, .

07/2012 - 12/2014
Extensão universitária , NUPAS - Núcleo de Pesquisa em Ambiente, Sociedade e Sustentabilidade, .

Atividade de extensão realizada
Professor do curso de Formação Intercultural de Pesquisadores Indígenas em Gestão Etnoambiental de Territórios Pataxó (Local Coroa Vermelha e Monte Pascoal).
01/2012 - 12/2014
Direção e administração, NUPAS - Núcleo de Pesquisa em Ambiente, Sociedade e Sustentabilidade, .

Cargo ou função
Coordenador técnico do projeto COMBIOSERVE - Estratégia de gestão de bases comunitárias para a conservação da diversidade biocultural.

Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador
Outras informações
Projeto de Pesquisa: Identidades, Culturas Vulnerabilidades - Lugar, Pessoa, Pertença e territorialidades

Atividades

06/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Sociais, .


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2011
Vínculo: estudante mestrado, Enquadramento Funcional: grupo de pesquisa
Outras informações
Ligado ao Laboratório de Etnoecologia e Etnoepidemiologia


Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Aluno, Carga horária: 10

Atividades

08/2002 - 07/2013
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, .

08/2000 - 12/2000
Estágios , Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, .

Estágio realizado
Monitoria da Disciplina Zoologia I (Protozoa, Pórifera e Cnidária).

Institut de Recherche pour le Développement, IRD, França.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Pesquisador colaborador, Enquadramento Funcional: Pequisador
Outras informações
Pesquisador-membro do projeto PACTA - Populações Locais, Agrobiodiversidade e Conhecimentos Tradicionais Associados, participando do projeto em suas três fases. O projeto PACTA é um projeto de pesquisa desenvolvido no âmbito da cooperação bilateral franco-brasileiro do CNPq. É coordenado pela parte brasileira por Mauro Almeida (Unicamp) e pela parte francesa por Laure Emperaire (IRD). Consta com a participação de pesquisadores de diversas disciplinas como antropologia, biologia, ecologia, dentre outras. Na sua primeira fase (2005-2009, processo CNPq nº 492693/2004-8) o projeto abordou a questão da formação e das dinâmicas da agrobiodiversidade na escala local em duas regiões da Amazônia (Rio Negro e Acre), considerando a dimensão cultural e não apenas agronômica do conjunto das plantas cultivadas. Entre 2009 e 2013 (CNPq nº 490826/2008-3), o projeto foi ampliado para diversos contextos socioecológicos do território. Nesta fase, buscamos caracterizar com base empírica a noção de sistema agrícola tradicional, investigando os fatores responsáveis pela resiliência desses sistemas e também pela sua capacidade de inovar, no plano social ou técnico, e de gerar diversidade em termos ecossistêmico e / ou biológico. O último aspecto abordado é o dos instrumentos jurídicos, com ênfase nos instrumentos patrimoniais, e econômicos de valorização da diversidade agrícola e de consolidação dos processos locais de gestão dessa diversidade. Em sua terceira fase (CNPq nº 490376/2013-4), em andamento, e com o título ?Sistemas Agrícolas Locais numa Agricultura Globalizada: Transformações, Emergências e Conectividades?, tratamos do futuro dos sistemas agrícolas tradicionais no contexto da globalização. https://projetopacta.wordpress.com/producao/

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Gestor Cooperação Técnica
Outras informações
Gestor da cooperação técnica entre o IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas e o Projeto PACTA. Coordenador do projeto Agrobiodiversidade no IPÊ.

Atividades

06/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Projeto PACTA, .


Escola de Educação Basica e Profissional Munduruku, IBAOREBU, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2016
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador
Outras informações
Assessor e professor do Curso Técnico em Agroecologia - Ensino Médio Profissionalizante Munduruku. Projeto de educacao indigena com apoio da Fundacao nacional do Indio - FUNAI e Instituto Federal de Educacao, Ciencia e Tecnologia - IFPA, Campus Maraba.

Atividades

09/2007 - 12/2016
Ensino,

Disciplinas ministradas
Elaboracao de projeto de pesquisa
09/2007 - 12/2016
Ensino,

Disciplinas ministradas
Etnomapeamento Munduruku
09/2007 - 12/2016
Ensino,

Disciplinas ministradas
Etnobotanica
09/2007 - 12/2009
Direção e administração, Curso Tecnico em Agroecologia, .

Cargo ou função
Coordenador Pariwat (nao indigena)/ Elaboracao do projeto politico pedagogico.

Linden-Museum Stuttgart, LINDEN, Alemanha.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Curta Duração
Outras informações
Bolsista de curta duração para pesquisa de coleção Pataxó. Pesquisa realizada de forma colaborativa junto a pesquisadores indigenas.

Atividades

09/2017 - 09/2017
Outras atividades técnico-científicas , Latin America Department, Latin America Department.

Atividade realizada
Pesquisa antropológica na coleção Pataxó de Maximilian Wied Neuwied.

Museu do Índio, MI, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Contrato de Consultoria, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
914BRA4010 - DOCUMENTAÇAO DE LINGUAS E CULTURAS INDIGENAS BRASILEIRAS Desenvolver documentação museológica, pesquisa etnográfica, oficinas de qualificação de acervos existentes e de formação de acervos contemporâneos para a salvaguarda e divulgação da cultura material e saberes associados à produção cultural pelo povo Pataxó.

Atividades

06/2014 - 12/2015
Serviços técnicos especializados , PRODOCULT, .

Serviço realizado
Produção de Videos Etnográficos e Projeto de Curadoria dos Artefatos da Cultural Material.
11/2013 - 12/2015
Direção e administração, PRODOCULT, .

Cargo ou função
Coordenador do Projeto Pataxó, no PRODOCULT-Museu do ìndio-RJ.
11/2013 - 12/2015
Serviços técnicos especializados , PRODOCULT, .

Serviço realizado
Formação e Qualificação de Acervo Audiovisual.
11/2013 - 12/2015
Serviços técnicos especializados , PRODOCULT, .

Serviço realizado
Pesquisa, Formação e Qualificação do Acervo da Cultura MAterial Pataxó em Museus Brasileiros e no Museu do Indio.
11/2013 - 12/2015
Treinamentos ministrados , PRODOCULT, .

Treinamentos ministrados
Oficina de produção de artefatos e audiovisual
05/2015 - 05/2015
Serviços técnicos especializados , PRODOCULT, .

Serviço realizado
Visita Técnica ao Museu Linden de Etnologia, Stuttgart, Alemanha.
11/2013 - 12/2014
Pesquisa e desenvolvimento , PRODOCULT, .


Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, UNESCO, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor
Outras informações
Contrato 914BRA4008 - UNESCO/FUNAI- Fundação Nacional do Índio - SALVAGUARDA DE COMUNIDADES INDIGENAS. Objetivo: Monitoramento do grupo de trabalho multidisciplinar para elaboração de estudo e implementação de propostas de ações de gestão ambiental e territorial, com enfoque no etnodesenvolvimento, no monitoramento do território e na conservação ambiental voltadas para salvaguardas das comunidades indígenas Pataxó, das Terras Indígenas Barra Velha e Águas Belas, no Estado da Bahia e comunidades indígenas Potiguara, Terra Indígena Jacaré de São Domingos, Terra Indígena Potiguara e Terra Indígena Potiguara de Monte-Mor, na Baía da Traição, Paraíba.

Atividades

08/2010 - 09/2011
Serviços técnicos especializados , CGMT/FUNAI, .

Serviço realizado
Coordenar, e realizar oficinas de elaboração do plano de gestão territorial das comunidades Pataxó do Monte Pascoa.
08/2010 - 08/2011
Direção e administração, CGMT/FUNAI, .

Cargo ou função
Coordenar e sistematizar atividades da equipe de consultores na elaboração de ações de salvaguarda aos povos indígenas Pataxó e Potiguara.
08/2010 - 08/2011
Serviços técnicos especializados , CGMT/FUNAI, .

Serviço realizado
Coordenar e realizar o Etnomapeamento das Terras Indígenas Potiguara, na Paraíba.
08/2010 - 08/2011
Treinamentos ministrados , CGMT/FUNAI, .

Treinamentos ministrados
Oficinas de capacitação em mobilização de recursos junto às lideranças indígenas Pataxó(financeiros, técnicos, humanos, etc
Coordenar elaboração de material didático e instrucional
08/2010 - 08/2011
Treinamentos ministrados , CGMT/FUNAI, .

Treinamentos ministrados
Oficinas de capacitação em formação de educadores agroecológicos e agroflorestais, possibilitando a realização de atividade sustentáveis e a formação de agentes mobilizadores.
Coordenar elaboração de material didático e instrucional

Programas das Nações Unidas para o Desenvolvimento no Brasil, PNUD BRASIL, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor
Outras informações
Contrato PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e MMA (Ministério do Meio Ambiente), através da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável. Realização do etnomapeamento e o zoneamento agroextrativista da região do ParNa Monte Pascoal e o seu entorno, considerando a população indígena da Terra Indígena Barra Velha e Águas Belas ? no Extremo Sul da Bahia.

Atividades

09/2007 - 04/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, PNUD/MMA, .

Cargo ou função
Elaboração do etnomapeamento e zoneamento agroextrativista na TI dos Pataxó do Monte Pascoal.

Ambassade de France au Bresil - Cooperation et d'Action Culturelle, AF, França.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Consultor
Outras informações
Contratado pela Embaixada da França no Brasil e pelo Ministério do Meio Ambiente para atuar na Cooperação técnica entre Brasil e França, para fortalecer os Mosaicos de Áreas Protegidas no Brasil. Enfoque em gestão e desenvolvimento territorial e da identidade cultural. A consultoria visou o acompanhamento dos Seminarios da Cooperação sobre o Patrimonio Natural e Cultural das àreas protegidas e a escrita do livro "Mosaicos de Áreas Protegidas: reflexões e propostas da cooperação franco-brasileira" com experiência da cooperação.

Atividades

09/2009 - 08/2010
Serviços técnicos especializados , Coooperação e Ação Cultural, .

Serviço realizado
Realização de Oficina para tratar de Identidade territorial, Saber-fazer e produtos dos Mosaicos brasileiros.
09/2009 - 08/2010
Serviços técnicos especializados , Coooperação e Ação Cultural, .

Serviço realizado
Elaboração do livro "Mosaicos de Áreas Protegidas: reflexões da cooperação franco-brasileira".

Deutsche Gesellschat fur Internationale Zusammenarbeit, GIZ, Alemanha.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Prestação de Serviços, Enquadramento Funcional: Assessoria
Outras informações
Revisão do Manual do Ambientalista e Elaboração do Documento de Orientação Básicas para Caracterização Ambiental de Terras Indígenas. Documento subsidiador dos Grupos de Trabalho em Identificação e Delimitação de Terras Indígenas. Contrato com Coordenação Geral de Identificação e Delimitação - CGID/FUNAI.

Atividades

11/2012 - 08/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa para a Proteção e Gestão Sustentável das Florestas Tropicais, .

Cargo ou função
Consultor para elaboração do Documento Orientador para Estudos de Ocupação Não Índigena das Terras Indígenas.
09/2011 - 11/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Programa para a Proteção e Gestão Sustentável das Florestas Tropicais, .

Cargo ou função
Elaborar o documento Orientações Básicas para Caracterização Ambiental de Terras Indígenas.

Fundação Nacional do Índio, FUNAI, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2016
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Colaborador/ Assessor

Atividades

05/2017 - Atual
Serviços técnicos especializados , Coordenação Geral de Identificação e Demarcação, .

Serviço realizado
Antropólogo colaborador na realização dos estudos de natureza etno-histórica, antropológica e ambiental ne-cessários para identificação e delimitação da Terra Indígena Ponta Grande, do Povo Pataxó, Bahia.
09/2007 - 12/2016
Serviços técnicos especializados , Coordenação de Educação, .

Serviço realizado
Assessor e professor do Curso de Agroecologia da Escola Ibaorebu- Ensino Médio Profissionalizante, do povo Munduruku, do Pará. Co-responsável pela elaboração da proposta currícular, e metodologia dialógica entre o saber indigena e cientifico..
04/2011 - 07/2013
Serviços técnicos especializados , Coordenação Geral de Identificação e Demarcação, .

Serviço realizado
Biólogo colaborador nos estudos complementares de natureza etnohistórica, antropológica, cartográfica, necessários à continuidade do procedimento de identificação e delimitação da Terra Indígena Cahy/ Pequi (Comexatibá), localizada no município de Pr.
09/2011 - 08/2012
Serviços técnicos especializados , Administração Regional Executiva de Eunápolis, .

Serviço realizado
Realização de Diagnóstico Etnoambiental e Etnomapeamento junto às etnias Tupinambá, Pataxó e Pataxó ha-hã-hãe no Sul da Bahia.
05/2011 - 07/2012
Serviços técnicos especializados , Coordenação Geral de Identificação e Demarcação, .

Serviço realizado
Biólogo colaborador nos estudos de natureza etno-histórica, antropológica e ambiental ne-cessários para revisão de limites da Terra Indígena Mata Medonha, do Povo Pataxó, Bahia.
12/2011 - 12/2011
Serviços técnicos especializados , Coordenação Regional de Itanhaém, .

Serviço realizado
Realização de Etnomapeamento e Plano de Vida da Terra Indígena Piaçaguera, Peruíbe, São Paulo (Etnia Tupi e Guarani Nhadeva).
02/2010 - 07/2010
Serviços técnicos especializados , Coordenação de Monitoramento Territorial, .

Serviço realizado
Gestão territorial e ambiental do território Pataxó; Oficinas; Capacitação; Diagnóstico. Colaborador no processo de devolução de dados do Etnomapeamento e zoneamento agroextrativista do Complexo AldeiasPataxó. Realização de DRP. Coordenação e instruç.

Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Facilitador, Carga horária: 10
Outras informações
1º Curso de Aperfeiçoamento por Alternância em Agroecologia para Técnicos Agropecuários de Nível Médio dos Territórios da Cidadania da Região Amazônica. Em parceria com Rede de Instituições Vinculadas à Capacitação em Economia e Políticas Agrícolas da América Latina e do Caribe (REDCAPA).

Atividades

09/2008 - 11/2008
Ensino, 1º Curso de Aperfeiçoamento em Agroecologia, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Facilitador do 1º Curso de Aperfeiçoamento por Alternância em Agroecologia para Técnicos Agropecuários de Nível Médio dos Territórios da Cidadania da Região Amazônica. Experiência de Educação a Distância.

Associação Civil Greenpeace, GREENPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Assessoria, Enquadramento Funcional: Facilitador
Outras informações
Assessoria em processos de construção de Mapas para os Direitos Indígenas junto ao povo Munduruku do Médio Tapajós - Terra Indígena Sawre Muybu.


Wayuri Assessoria Socioambiental, WAYURI, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Assessor, Enquadramento Funcional: Sócio-Diretor

Atividades

04/2016 - Atual
Treinamentos ministrados , Pesquisa, .

Treinamentos ministrados
Formação em Mapas para os Direitos Indígenas junto ao povo indígena Munduruku, da Terra Indígena Sawre Muybu - Pará (Contrato Greenpeace)
11/2012 - 12/2013
Treinamentos ministrados , Pesquisa, .

Treinamentos ministrados
Curso sobre Cartografia e Direitos Indígenas para o povo Munduruku - aldeia Sai Cinza (Contrato FUNAI/TNC - Projeto GATI)
11/2012 - 12/2013
Outras atividades técnico-científicas , Pesquisa, Pesquisa.

Atividade realizada
Coordenador do Etnomapeamento e Diagnóstico Ambiental das Terras Indígenas Trincheira-bacajá (Xikrin) e Apiterewa (Parakanã), Contrato com TNC/FUNAI - Projeto GATI.
11/2011 - 03/2012
Outras atividades técnico-científicas , Pesquisa, Pesquisa.

Atividade realizada
Pesquis Etnnobotânica para o projeto ?An online practical guide and information system for stakeholders and decision makers in reforestation initiatives: a model project for the Brazilian Atlantic Forest in the region of Nazaré Paulista, São Paulo (IPÊ).

Centro de Trabalho Indigenista, CTI, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Consultor
Outras informações
Contrato Wayuri-CTI para realização de Diagnóstico antropológico e ambiental da Terra Indígena Piripkura (Kawahiva).

Atividades

09/2016 - 09/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Gestão Ambiental e Territorial, .

Cargo ou função
Consultor na realização de estudo antropológico e ambiental do povo Kagwahiva (coletivo Piripkura).

Instituto de Pesquisas Ecológicas, IPÊ, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2012
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Atividades

01/2009 - 10/2015
Extensão universitária , Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, .

Atividade de extensão realizada
projeto sociobiodiversidade.
07/2004 - 01/2012
Outras atividades técnico-científicas , Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade.

Atividade realizada
Pesquisador associado do programa de Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade. Desenvolve projetos em etnobiologia, uso dos recursos naturais, agrobiodiversidade, educação e projetos comunitários sustentáveis.
11/2009 - 03/2011
Direção e administração, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, .

Cargo ou função
Coordenador do Projeto Mosaico de Áreas Protegidas do Rio Negro. Financiado pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente.
12/2005 - 11/2009
Direção e administração, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, .

Cargo ou função
Coordenador Técnico do Projeto Etnobotânica e Manejo Agroflorestal. Financiado pelo FNMA - Fundo Nacional do Meio Ambiente. Atividades: Pesquisa Etnobotânica, Educação Ambiental e Agroflorestal e Sistema de Informação Geográfica.
10/2006 - 04/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, .

Cargo ou função
Conselheiro Suplente no Conselho Consultivo da Estação Ecológica de Anavilhanas - AM, representando a sociedade civil organizada..
08/2006 - 08/2007
Outras atividades técnico-científicas , Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade.

Atividade realizada
Coordenador da equipe de levantamento de dados em socioeconomia e socioambiental do Plano de Gestão do Parque Estadual Rio Negro - Setor Sul.
08/2003 - 12/2005
Outras atividades técnico-científicas , Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade, Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade.

Atividade realizada
Pesquisador do projeto ?Alliance for the Forests of the Amazon and Atlantic Regions?, financiado pela USAID. Manejo dos Recursos Naturais em Superagui-PR e Anavilhanas-AM.
08/2003 - 07/2004
Outras atividades técnico-científicas .

Atividade realizada
Coordenador de campo em manejo dos recursos pesqueiros, do programa de Pesquisa e Conservação dos Recursos Pesqueiros (ecologia pesqueira, etnobiologia) no entorno do Parque Nacional do Superagui..
02/2003 - 03/2003
Estágios .

Estágio realizado
Pesquisa e Conservação dos Recursos Pesqueiros: Ecologia Pesqueira.
12/2001 - 01/2002
Estágios .

Estágio realizado
Pesquisa e Conservação dos Recursos Pesqueiros: Ecologia Pesqueira.

Centro Brasileiro de Biologia da Conservação, CBBC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Instrutor do Curso Latino Americano de Biologia da Conservação e Manejo da Vida Silvestre.

Atividades

11/2011 - 11/2011
Treinamentos ministrados , Curso Latino Americano de Biologia da Conservação, .

Treinamentos ministrados
Etnoconservação da Biodiversidade
11/2010 - 12/2010
Treinamentos ministrados , Curso Latino Americano de Biologia da Conservação, .

Treinamentos ministrados
Etnoconservação da Biodiversidade
11/2009 - 12/2009
Treinamentos ministrados , Curso Latino Americano de Biologia da Conservação, .

Treinamentos ministrados
Etnobiologia, comunidades e conservação da biodiversidade
11/2007 - 12/2007
Treinamentos ministrados , Curso Latino Americano de Biologia da Conservação, .

Treinamentos ministrados
Etnobiologia, comunidades e conservação da biodiversidade
11/2006 - 12/2006
Treinamentos ministrados , Curso Latino Americano de Biologia da Conservação, .

Treinamentos ministrados
Etnobiologia, comunidades e conservação da biodiversidade - carga horária 9 horas

Fundação Pró-TAMAR, TAMAR, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2002
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30

Atividades

12/2001 - 11/2002
Estágios .

Estágio realizado
Estágio na Dissertação de Mestrado ?Projetos Ecológicos e o Desenvolvimento Local ? Estudo de Caso do Projeto TAMAR. Autor: Victor Patiri, sob orientação da Dra. Tânia Fischer. Escola de Administração da UFBA.
08/2000 - 12/2001
Estágios , Diretoria Executiva, .

Estágio realizado
Monitor do Projeto ?Ostreicultura Comunitária de Ponta dos Mangues/Sergipe?, no entorno da Reserva Biológica de Santa Isabel, onde desenvolveu-se atividades de Educação Ambiental, Educação Cooperativista e Apoio a Gestão da Ostreicultura Comunitária.
08/1998 - 08/2000
Estágios .

Estágio realizado
Participação nas atividades de desenvolvimento institucional, de geração e captação de recursos (Responsável pelo setor de convênios), e dos Programas ? comunitário e gestão ambiental.

Empresa Junior ADM-UFBA, EJ, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Membro e Coordenador, Carga horária: 20
Outras informações
Membro da Diretoria Administrativa da Gestão 1998. Membro da Diretoria de Projetos. Coordenou todo o processo de promoção do I e II Curso de Desenvolvimento Gerencial. No âmbito de Projetos Sociais, concorreu ao Prêmio FENEAD 97, com o Projeto "Farmácia Viva: O Milagre da Ervas" (Botica da Terra). Este último foi classificado entre os vinte melhores do país.


Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, UNILAB, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Pesquisador Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 2

Atividades

09/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Humanidades e Letras - Campus Malês, .

Linhas de pesquisa
Ambiente e Sociedade


Linhas de pesquisa


1.
Saberes Tradicionais no Vale do Pati, Chapada Diamantina
2.
Ecologia da paisagem, território e conservação da diversidade biocultural

Objetivo: Análise dos processos de mudanças do uso da terra e cobertura vegetal em territórios de povos tradicionais, indígenas e em unidades de conservação e seus impactos na gestão e conservação da biodiversidade e diversidade cultural.
Palavras-chave: Diversidade Biocultural; Ecologia da Paisagem.
3.
Etnoecologia: conhecimento, manejo e cosmovisão das populações tradicionais e povos indígenas

Objetivo: Estudo dos sistemas de conhecimento e manejo dos ecossistemas e da biodiversidade das populações tradicionais e povos indígenas, bem como se suas percepções e conceitos sobre a natureza e a sociedade..
Palavras-chave: Conhecimentos tradicionais; Percepção; Antropoloigia da Paisagem.
4.
(Politica e redes) x (heterogeneas e comparadas)

Objetivo: Articulação entre grandes temáticas da antropologia, como o parentesco, a política e a natureza do vínculo social a contextos socioculturais contemporâneos, articulando regimes e modos de socialidades e conceitos "nativos", incluindo órgãos do estado, a chamada ?sociedade envolvente?, e as populações ditas tradicionais. As pesquisas visam oferecer subsídios etnográficos e analíticos para avanços etnográficos e teo.
Palavras-chave: Etnologia Indigena; Redes e Socialidade; Politicas Amerindias.
5.
Ambientes, Percepções e Práticas
6.
Ciência, educação, técnica e ambiente
7.
Etnografia Colaborativa sobre Cultura Material Pataxó, com ênfase no Patrimônio Cultural
8.
Etnografia Multiespecie
9.
Paisagem e Antropoceno
10.
Identidades, Culturas Vulnerabilidades - Lugar, Pessoa, Pertença e territorialidades
11.
Antropologia da Vida
12.
Etnografias do Antropoceno
13.
Antropologia do habitar
14.
Coordenador do projeto Agrobiodiversidade no Baixo Rio Negro (IpÊ), associado ao projeto PACTA - Populações locais, agrobiodiversidade e conhecimentos tradicionais associados na Amazônia brasileira
15.
Pesquisador-membro do PACTA II - Populações locais, agrobiodiversidade e conhecimentos tradicionais associados
16.
Pesquisador-Membro do PACTA III - Populações Locais, Agrobiodiversidade e Conhecimentos Tradicionais - Fase 3 : Sistemas Agrícolas Locais numa Agricultura Globalizada: Transformações, Emergências e Conectividades.
17.
Ambiente e Sociedade


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Um contraponto do Mangue: território pesqueiro, petróleo, monocultura e justiça ambiental no Recôncavo da Bahia
Descrição: O presente projeto pretende discutir territórios pesqueiros, petróleo, monocultura e justiça ambiental à luz da realidade dos catadores de caranguejo e guaiamum e das marisqueiras que vivem nas áreas de manguezal no município de São Francisco do Conde, no Recôncavo da Bahia. A intenção é colocar o mangue e as malhas de relação multiespécie que conformam os territórios pesqueiros como contraponto de dois modelos socioeconômicos que marcam a história e o presente do lugar: o petróleo e a monocultura. Com isso pretendemos trazer, através de metodologia que conjuga etnografia, cartografia, análise bibliográfica e pesquisa documental, os modos de vida e territórios dos catadores, bem como casos concretos de conflitos socioambientais, devastação ambiental e processos de resistência e ressurgência nas paisagens de manguezal da cidade. O projeto visa contribuir para a compreensão antropológica da história social e ambiental do Recôncavo da Bahia a partir das paisagens de manguezal: lugar simultaneamente central para sua população, negligenciado pelo Poder Público e ausente nas análises historiográficas e das ciências humanas sobre a região. Em linhas gerais, a intenção é fazer das malhas de relação que conformam os territórios pesqueiros dos manguezais um contraponto para compreendermos etnograficamente a história e o presente do Recôncavo da Bahia: marcado pela precarização, ruína, contaminação, cercamento, devastação, racismo ambiental, história, vida, diversidade, resistência e ressurgência..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Etnografias no/do antropoceno: vidas, paisagens e políticas amerindias
Descrição: Esta proposta de pesquisa etnográfica busca compreender processos multiespecíficos e fenomenológicos em um mundo em transformação. Em termos específicos buscando realizar uma pesquisa com coletivos indigenas em torno da noção de vida e do ?'bem viver?, pretendemos descrever os processos emergentes da vida em movimento, dialogando com a literatura antropológica, com a filosofia e com a biologia, delineando uma antropologia da vida e do viver no antropoceno, a era das catástrofes. Questionando o processo do viver e como é viver em paisagens arruinadas e precarizadas, pretendemos penetrar nas malhas nais quais as vidas se movimentam e se relacionam, afim de compreender a cosmopolítica da reconstituição de um mundo, o ?bem viver? como concebem, por exemplo os Pataxó, coletivo indigena, a partir da noção de ?viver sossegado?.A pesquisa tem a proposta de se desenvolver enquanto etnografia colaborativa, e navega pelo paradigma interdisciplinar e (in)disciplinar da ecologia política e das teorias e práticas decoloniais, com foco nas dinâmicas do (pós)desenvolvimentos, do (pós) humanismo, e da confluência entre epistemologias e ontologias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
AURA - Living in the Anthropocene: NIELS BOHR PROFESSORSHIP & PROJECT Discovering the Potential of Unintentional Design on Anthropogenic Landscapes
Descrição: We have entered the Anthropocene - a new geologic epoch, defined by unprecedented human disturbance of the earth?s ecosystems. The Anthropocene is a confusing age. At a time when humans have come to be a 'force of nature' that is instrumental in causing rapid, often unintended, changes to the earth they inhabit, nature in its classical sense is over. Nature itself has become a cultural side-effect, a side-effect full of unintended consequences. At the heart of our confusion is the problem of unintentional design on anthropogenic, i.e. human disturbed, landscapes. Human projects do not always result in the landscapes of which we dream. Climate change is one example of unintentional design; new zoonotic diseases are another. As these examples suggest, we tend to imagine unintentional design as a danger to human survival. But what if anthropogenic landscapes were sometimes also sites of new designs for living?unplanned but still life-enhancing? New approaches that cut across the conventional divide between the human sciences and the life sciences are required to consider these Anthropocene dilemmas. "Living in the Anthropocene: Discovering the potential of unintentional design on anthropogenic landscapes" is a research project at Aarhus University that seeks to study these dilemmas.Headed by Niels Bohr professor and anthropologist Anna Tsing, the project aims to open up a novel and truly trans-disciplinary field of research into the Anthropocene. Applying insights and methods from anthropology, biology and philosophy, the project will focus on the 'co-species landscapes' that humans and other species come to co-inhabit in the Anthropocene. The projects suggests that a descriptive and trans-disciplinary approach is needed to understand the kinds of lives that are made and the futures that are possible in the ruined, re-wilded, and unintended landscapes of the Anthropocene..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Populações Locais, Agrobiodiversidade e Conhecimentos Tradicionais - Fase 3 : Sistemas Agrícolas Locais numa Agricultura Globalizada: Transformações, Emergências e Conectividades.
Descrição: No PACTA 3, a questão principal é o futuro dos sistemas agrícolas tradicionais no contexto da globalização. A hipótese de base considerada é que os sistemas agrícolas tradicionais são um componente importante do perfil agrícola do país, ao lado do sistema agroindustrial e das agriculturas biológicas, ambas cientificamente orientadas. Assim, nesta terceira etapa (PACTA 3) indaga-se sobre a importância de estudar e fortalecer os sistemas agrícolas tradicionais, não apenas como patrimônio do passado, mas como um importante componente da diversidade cultural e biológica do país, em diálogo e cooperação com os demais componentes da agricultura no Brasil. Um cenário em que esses sistemas possuem futuro é indicado por sugestões de que a própria globalização tende a gerar novas formas de comunidade. Geram-se conexões entre grupos indígenas e tradicionais, fortalecidas pela internet e pelo emprego de tecnologias de comunicação, tendo como resultante junções paradoxais de comunidades tradicionais (redes locais face-a-face) e de redes de cooperação que as colocam em contato com técnicos, agências de financiamento e pesquisadores. Nessas comunidades híbridas, valorizam-se a variedade cultural e biológica da agricultura tradicional, lado a lado dos aportes das agriculturas biológicas modernas. RELEVÂNCIA SOCIAL. A contribuição potencial da pesquisa pode ser agrupada em diferentes elementos da sociedade, populações locais, comunidade científica (e formas de cooperação entre os dois) e políticas públicas voltadas para povos e comunidades tradicionais. OBJETIVOS. O objetivo principal é a compreensão dos processos sociais e bio-ecológicos (representados pela agrobiodiversidade) que estão na origem da resiliência / resistência ou vulnerabilidade de sistemas agrícolas de base territorializada e vinculados a certos grupos culturais em um contexto de modernização da agricultura no Brasil e, de modo mais geral, em um contexto de maior aproximação das populações locais com processos e dinâmicas de escala nacional. É a questão da conservação da diversidade cultural e da diversidade biológica associada que é colocada frente a processos de homogeneização. Inclui os seguintes objetivos específicos (1) Explicitar os sistemas agrícolas locais: identificação, caracterização e análise dos diversos componentes - materiais e imateriais- desses sistemas agrícolas, de suas inter-relações e de seu caráter dinâmico; (2) Identificar a vulnerabilidade ou resistência do sistema agrícola frente à modernização/ globalização tendo como principal fio condutor a análise das condições de produção da diversidade de plantas cultivadas; (3) Elaborar propostas para as políticas públicas visando contemplar as territorialidades, práticas e saberes dos agricultores locais; (4) Propor uma reflexão metodológica sobre sistemas complexos e interdisciplinaridade. A realização desses objetivos permitirá contribuir a quatro campos do conhecimento científico: a) Conceitos e escalas de apreensão dos sistemas agrícolas territorializados; b) Importância e vulnerabilidade dos Conhecimentos tradicionais; c) Patrimônios: processos de visibilização e produção de instrumentos de salvaguarda; - Conservação da agrobiodiversidade: processos versus plantas; d) Direitos coletivos, normas e políticas públicas aplicadas a sistemas agrícolas e alimentares; e) Análise de Sistemas complexo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Pesquisa Etnográfica sobre a Cultura Material Pataxó
Descrição: Desenvolver documentação museológica, pesquisa etnográfica, oficinas de qualificação de acervos existentes e de formação de acervos contemporâneos para a salvaguarda e divulgação da cultura material e saberes associados à produção de artefatos pelo povo Pataxó, abrangendo; a) pesquisa, descrição e qualificação de acervos existentes no Museu do Índio, Museu Nacional/UFRJ, Museu Goeldi/MCT, Museu de Arqueologia e Antropologia/USP, entre outros museus etnográficos;b) obtenção de anuência da comunidade indígena para a realização dos trabalhos de campo e gravações nas aldeias, bem como para uso e divulgação de imagens, sons e outros materiais gerados durante o projeto;c) promoção de oficina de qualificação do acervo etnográfico da etnia indígena existente no Museu do Índio, com enfoque na descrição das peças; d) promoção de oficina de produção de artefatos, com a participação de artesãos tendo em vista a replicação do conhecimento gerado na oficina de qualificação do acervo por meio de prática de produção de objetos - a oficina deve ser registrada da coleta de matérias-primas, processamento até o acabamento dos objetos. e) formação de coleções de objetos e supervisão de sua incorporação ao acervo do Museu do Índio de modo qualificado etnográfica e museologicamente; f) concepção de exposição museográfica e de mostra fotográfica, bem como de catálogos;g) coordenação de atividades de sistematização de fotografias, transcrição e tradução de material fílmico e de registros de áudio;h) registro fotográfico e fílmico tendo em vista a elaboração de um filme sobre as atividades de salvaguarda dos bens culturais estudados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2014
Assessing the effectiveness of community-based management strategies for biocultural conservation - COMBIOSERVE
Descrição: The COMBIOSERVE consortium aims to identify the conditions and principles of successful community-based conservation in selected locations in Mexico, Brazil and Bolivia, working in partnership with local Civil Society Organisations (CSOs) and indigenous communities. Many Latin American and Caribbean rural and indigenous communities have historically developed strategies to regulate land use and conserve biodiversity whilst enhancing livelihoods and reducing conflicts. This has occurred while new panaceas for conservation and development, such as ecotourism, payments for environmental services, and biodiversity derivatives, have emerged and impacted community dynamics in ways that require urgent analysis. Our analysis will rely on the assessment of past and present trajectories and future scenarios of environmental change; an examination of individual and collective dependence on natural resources and ecosystem services, and analysis of people s capacity to adapt and be resilient to multiple stressors. We will also assess the cultural traditions, knowledge systems, and institutional arrangements that have allowed communities to devise collective conservation strategies, address social tensions, and resolve resource conflicts. The development of a co-enquiry/advocacy approach will provide significant benefits to local communities and CSOs. The project outcomes will strengthen community conservation and management of natural resources through the design and provision of locally-owned methods and data, and will provide the theoretical and empirical foundations for scaling-up in similar communities and environments. We will scientifically address the opportunities and challenges of biocultural diversity conservation and its role in the resilience of socio-ecological systems, and produce documents for policy and civil society audiences at European and international levels, using varied communication platforms and strategies..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2015
Agrobiodiversidade e produção agricola nas comunidades do Rio Cuieiras, Manaus - AM,
Descrição: Levantamento da agrobiodiversidade e produção agricola das comunidades do Rio Cuieiras: verificar as especies cultivadas, quantificar a produção, consumo e comercio da mesma na região...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2013
Populações locais, agrobiodiversidade e conhecimentos tradicionais associados - PACTA II
Descrição: Em sua primeira fase (2006-2009), os objetivos do programa PACTA I eram compreender como a diversidade das plantas cultivadas resultava de uma construção biológica e sóciocultural, e refletir a respeito de formas de conservação e valorização que integrem essas dimensões. Dois objetivos orientam a pesquisa. Trata-se de caracterizar com base empírica a noção de sistema agrícola tradicional, investigando os fatores responsáveis pela resiliência desses sistemas e também pela sua capacidade de inovar, no plano social ou técnico, e de gerar diversidade em termos ecossistêmico e / ou biológico, ou outros planos. De modo mais especifico, visamos:(i) identificar os elementos estruturantes dos sistemas agrícolas, e em particular a organização do espaço, a diversidade de plantas e o papel de certas espécies centrais, bem como as dinâmicas espaciais e temporais de conservação e de inovação, extensivos aos sub-sistemas de objetos e da alimentação;(ii) entender os sistemas conceituais e simbólicos associados aos sistemas agrícolas, os sistemas de direitos e normas ligados ao uso e à circulação de plantas e de seus subprodutos, bem como modelos de gestão e acesso aos sistemas legais.O segundo objetivo é dar início à elaboração de um Atlas de Sistemas Agrícolas Tradicionais, sem o objetivo de ser exaustivo, mas capaz de refletir a variedade e pluralismo dos sistemas agrícolas em diferentes contextos culturais e em diferentes biomas, e com atenção para aspectos materiais e simbólicos da diversidade e suas dinâmicas. Outra parte da pesquisa diz respeito à questão da complementaridade das formas de gestão e conservação in situ e on farm, a partir da análise dos conhecimentos e práticas mobilizados nesses dois registros. O último aspecto abordado é o dos instrumentos jurídicos e econômicos de valorização da diversidade agrícola e de consolidação dos processos locais de gestão dessa diversidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2009
Populações locais, agrobiodiversidade e conhecimentos tradicionais associados na Amazônia brasileira
Descrição: O projeto aborda a aceleração dos processos de erosão genética e cultural que colocam em risco a biodiversidade agrícola tradicional da Amazônia brasileira, tornando vulneráveis os sistemas de produção tradicionais e ameaçando a produção e transmissão de conhecimentos tradicionais associados. O projeto visa identificar os processos biológicos e socioculturais que geram a agrobiodiversidade na Amazônia brasileira, e que são indissociáveis da produção e transmissão dos saberes associados, respondendo às seguintes perguntas. Quais são os processos de construção de objetos biológicos e de saberes locais? Como assegurar a continuidade dos processos de construção da agrobiodiversidade e dos conhecimentos a eles associados? METODOS. A metodologia é baseia-se na participação das populações locais, espacialização dos dados e identificação de redes. Ela utiliza métodos próprios à antropologia e à etnobiologia. A pesquisa será realizada no Rio Negro e no Alto Juruá, áreas com alta biodiversidade natural e cultivada, ampla diversidade sociocultural, e onde há boa experiência anterior de pesquisa das instituições. RESULTADOS ESPERADOS. (1) fortalecer os estudos etnobiológicos e antropológicos sobre a agricultura tradicional, (2) contribuir, através de instrumentos de conservação, para políticas públicas de valorização da agrobiodiversidade e do papel das populações locais na sua gestão. Os dados originais sobre plantas cultivadas e conhecimentos tradicionais serão protegidos, respeitando o patrimônio genético nacional e os direitos intelectuais dos grupos locais, conforme manda lei e conforme acordos específicos com as comunidades locais envolvidas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
Etnoecologia e estratégias de caça por povos tradicionais no Rio Cuieiras, Amazonas, Brasil.
Descrição: Busca compreender e descrever os saberes locais e as estratégias empregadas para a captura e alimentação da fauna silvestre por populaçòes indígenas e não-indigenas do rio Cuieiras. Elaboração de roteiro metodológico e educativo e plano de monitoramento comunitário de caça, tendo em vista a sustentabilidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Thiago Mota Cardoso - Integrante / Marilena Altenfelder de Arruda Campos - Coordenador / Victor Py-Daniel - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Instituto de Pesquisas Ecológicas - Auxílio financeiro / Laboratório de etnoepidemiologia e etnoecologia indígena - Outra / Instituto Internacional de Educação do Brasil - Bolsa.
2002 - 2003
Saberes Tradicionais no Vale do Pati, Chapada Diamantina
Descrição: O Vale do Pati fica no coração do Parque Nacional da Chapada Diamantina, entre as Serras do Rio Preto e a Serra de Andaraí, na chamada Chapada Diamantina Meridional. Este projeto busca estudar as práticas de manejo dos ecossistemas, pelos moradores do Pati, num contexto de interação biocultural e conflito social. A metodologia, advinda da etnoecologia, busca um equilíbrio entre a abordagem ética e êmica na descrição do modo de vida tradicional, numa tentativa de atingir a interação entre o corpus, a práxis e o cosmos. Utilizamos a técnica do aprendizado vivencial, intercalada com entrevistas semi-estruturadas, análise bibliográfica e de escritos da escola local, para posterior análise qualitativa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Organização da VII Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia
Descrição: Este projeto tem por objetivo viabilizar a realização da Sétima Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia (VII ReACT), que deverá ocorrer entre os dias 7 e 10 de maio de 2019, com atividades no campus da Universidade Federal de Santa Catarina em Florianópolis (SC). A ReACT tem como intuito promover um intenso e reflexivo debate que discuta o potencial e as contribuições da Antropologia na construção de perspectivas acerca das ciências/conhecimentos/saberes, das tecnologias/técnicas/inovações, e das relações entre estas e as formas de constituição da vida e do futuro. O evento, desde suas edições anteriores, tem se convertido em um importante fórum de discussão sobre pesquisas, objetos, abordagens e perspectivas teóricas/epistemológicas do campo da Antropologia da Ciência e da Tecnologia (ACT), em interface com outras matrizes disciplinares e campos de atuação. O projeto envolve a organização do evento, sua realização e ainda a fase de prestação de contas e produção de anais dos trabalhos apresentados..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2018 - Atual
Paisagens de diversidade contaminada e socialidades mais que humanas - diálogos e traduções com Anna Tsing
Descrição: O objetivo geral deste projeto é o de realizar atividades em diálogo entre pesquisadores ligados ao PPGAS e ao curso de antropologia da UFSC com a Professora Anna Lowenhaupt Tsing (University of California Santa Cruz / EUA). Como objetivos específicos, destacam-se: - Tradução de textos da Profa. Anna Lowenhaupt Tsing em português para organização de coletânea a ser publicada em 2019. - Viabilizar a vinda da Profa. Anna Lowenhaupt Tsing à UFSC para participação na 7a. Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia e demais atividades na UFSC em maio de 2019, por um período de 10 dias. - Organização de atividades acadêmicas como seminários e oficinas com a presença da Profa. Anna Tsing na UFSC, em maio de 2019..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2011 - 2014
Formação Intercultural de Pesquisadores Indígenas em Gestão Ambiental e Territorial - Povo Pataxó
Descrição: A formação, ocorreu por dentro do projeto COMBIOSERVE - Estratégia de Gestão Comunitária para Conservação da Diversidade Biocultural teve como princípios a pedagogia da alternância e o aprendizado através da pesquisa e como ferramenta privilegiada o mapeamento participativo. A realização das pesquisas no âmbito de um processo formativo envolvendo sábios e anciões pataxó, acadêmicos de diferentes áreas, homens e mulheres de variadas idades, foi pensada enquanto uma estratégia para a criação de um ambiente favorável à produção participativa de conhecimentos, onde imperasse o respeito aos diferentes protocolos de investigação próprios de cada sistema de conhecimento, nesse caso, o conhecimento técnico ou acadêmico científico e o conhecimento tradicional Pataxó. Buscando desenvolver assim uma proposta contrária às práticas de pesquisa convencional na qual o pesquisador, detentor do arcabouço teórico e das ferramentas apropriadas, investiga e interroga os informantes ou especialistas locais produzindo conhecimento e propondo soluções..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2009 - 2015
Projeto Sociobiodiversidade
Descrição: Este projeto pretende atuar diretamente nas questões da agricultura, da segurança alimentar e da valorização cultural, com a abertura de novas frentes de ação para a conservação e uso sustentável da biodiversidade. Parte-se do princípio de que tanto estes recursos, serviços e produtos, como o ?saber-fazer? desenvolvido por estas populações, têm tido pouca atenção no âmbito das estratégias de conservação. O histórico de exploração do Rio Negro contribui para isso, por causa da especialização das atividades produtivas, principalmente a exploração madeireira, que tem provocado o abandono das práticas tradicionais de agricultura e extrativismo. O desenvolvimento de produtos da sociobiodiversidade*, considerando estes como patrimônios materiais e imateriais dos povos tradicionais que habitam a região do mosaico do baixo Rio Negro, pode se configurar como uma estratégia viável de etnodesenvolvimento e de conservação das áreas protegidas. Desenvolver e consolidar sistemas produtivos agroecológicos e produtos da sociobiodiversidade, por meio da pesquisa etnobiológica e etnoecológica, valorização do conhecimento local, formação de educadores agroecológicos, empreendedorismo e fortalecimento das organizações locais. Para tanto, o projeto tem em vista o protagonismo das populações, além do cruzamento dos saberes locais com os técnicos e a identidade territorial. * ?Bens e serviços (produtos finais, matérias primas ou benefícios) gerados a partir de recursos da biodiversidade, voltados à formação de cadeias produtivas de interesse de povos e comunidades tradicionais e de agricultores familiares, que promovam a manutenção e valorização de suas práticas e saberes, e assegurem os direitos decorrentes, gerando renda e promovendo a melhoria de sua qualidade de vida e do ambiente em que vivem? (Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade - MDA/MMA/MDS)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2007 - 2011
Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro
Descrição: O projeto MOSAICOS (Mosaicos de áreas protegidas: uma estratégia de desenvolvimento territorial com bases na sociobiodiversidade), desenvolvido pelo IPÊ Instituto de Pesquisas Ecológicas, objetiva formar o mosaico de áreas protegidas do Baixo Rio Negro, envolvendo os atores sociais na sua gestão e elaborar e implementar o plano de Desenvolvimento Territorial do mosaico, contribuindo para a implementação e consolidação do SNUC. Para atingir tais objetivos, projeta-se o desenvolvimento de atividades de identificação, sensibilização e capacitação do conselho gestor, a elaboração e implementação de um Plano de Desenvolvimento Territorial para o mosaico e a capacitação das comunidades locais para o desenvolvimento de projetos sustentáveis. Teremos como produtos, após a vigência do projeto, a realização de cursos para capacitação dos conselheiros e oficinas participativas para desenvolver o capital social em projetos, a elaboração de um Plano de DTBC e de um Plano de Negócios, o envio da proposta de formação do mosaico e de constituição do conselho consultivo e a elaboração do regimento interno do mesmo. O mosaico se apresenta como um espaço de zoneamento ecológico do território, tendo em vista as possibilidades da conservação, desenvolvimento e valorização dos territórios sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Thiago Mota Cardoso - Coordenador / Leonardo Pereira Kurihara - Integrante / Filipe Mosqueira - Integrante / Rafael Illenseer - Integrante / OScars Sarcinelli - Integrante / Sarita de Moura - Integrante / Marco Antonio Vaz de Lima - Integrante.Financiador(es): Fundo Nacional do Meio Ambiente - Auxílio financeiro.
2006 - 2009
Etnobotânica, Educação Ambiental e Manejo Agroflorestal
Descrição: Objetiva descrever as formas de construção da diversidade agrícola através da etnoecologia. a)inventário e mapeamento da distribuição das plantas cultivadas; b) descrição dos saberes locais e práticas de manejo; c) mapear rede social de troca de cultivar.Em paralelo, desenvolvem-se atividades de educação ambiental comunitária, visando o manejo dos ecossistemas e da paisagem..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Thiago Mota Cardoso - Coordenador / Humberto Zontini Malheiros - Integrante / Marilena Altenfelder de Arruda Campos - Integrante / Leonardo Pereira Kurihara - Integrante / Mariana Gama Semeghini - Integrante / Francimara Nascimento - Integrante / Hercules Quelu - Integrante / Caroline Silva - Integrante.Financiador(es): Fundo Nacional do Meio Ambiente - Cooperação.Número de orientações: 1
2003 - 2007
Manejo de Pesca, Maricultura, Educação Ambiental e Turismo Responsável como Alternativas Sustentáveis para as Comunidades do Entorno do Parque Nacional do Superagüi - Guaraqueçaba/PR.
Descrição: As comunidades de pescadores artesanais, abrangidas pelo Projeto ''Manejo de Pesca, Maricultura e Turismo Responsável como alternativas sustentávei para as comunidades do entorno do Parque Nacional do Superagüi'', situam-se no Complexo Estuarino da Baía de Paranaguá, na costa do Paraná. Objetiva-se o desenvolvimento de um espaço interdisciplinar, como ferramenta na conservaçã de habitats, fauna e flora marinha e terrestre do Parque Nacional do Superagüi, através da pesquisa, educação e organização comunitária. A implantação das estruturas dos cultivos de ostra (Crassostrea brasiliana), mexilhão (Perna perna) e tanque-rede para o estoque de camarão- (Lithopenaeus schimitti), realizou-se de acordo com as característica geográficas ambientais e culturais das diversa comunidades. Além disto, incentiva-se a gestão comunitária através da criação e fortalecimento das três associaçõe locais de maricultores. Realiza-se a caracterizaçã e o monitoramento dos fatores bióticos e abióticos dos sítios pesqueiros, através de trabalhos de biometria do camarão sete-barbas (Xiphopenaeus Kroyeri) estatística pesqueira, acompanhamento da pesca amadora no estuário e a avaliação do banc de ostras Subsidiando, desta forma, uma melhor compreensã da dinâmica da pesc artesanal local e a geração de informações para a gestão dos recursos Estuda-se a organização social das comunidades, o saber tradicional dos pescadores e o acompanhamento do desdobramento da maricultura, através da etnografia sobre o modo de vida dos pescadores. As atividades de ecoturismo comunitário visam o ordenamento do turismo local, com a promoção de uma alternativa econômica sustentável. Permeando as diversa atividades, a educação ambiental, busca construção de valores éticos e de práticas voltadas à sustentabilidade no uso dos recursos locais..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Thiago Mota Cardoso - Integrante / Itana Augusta dos Santos Barreto - Integrante / Luis Henrique Lima - Coordenador / Helio de Castro Lima Rodrigues - Integrante / Marcos Eduardo Garcia - Integrante / Humberto Zontini Malheiros - Integrante / Sandra Regina Afonso - Integrante.Financiador(es): Fundo Nacional do Meio Ambiente - Auxílio financeiro.


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: Desenvolvimento e Meio Ambiente (UFPR)
2017 - Atual
Periódico: ILHA. REVISTA DE ANTROPOLOGIA (FLORIANÓPOLIS)
2017 - Atual
Periódico: CADERNOS DE CAMPO (UNESP)
2017 - Atual
Periódico: JOURNAL OF RURAL STUDIES
2017 - Atual
Periódico: R@U : REVISTA DE ANTROPOLOGIA SOCIAL DOS ALUNOS DO PPGAS-UFSCAR
2017 - Atual
Periódico: REVISTA DO INSTITUTO DE ESTUDOS BRASILEIROS
2018 - 2018
Periódico: Universidad Cooperativa de Colombia Press
2018 - Atual
Periódico: TEORIA & SOCIEDADE (UFMG)


Revisor de projeto de fomento


2017 - Atual
Agência de fomento: Camara de Pesquisa E Pos-Graduacao da UESC


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia e Ecologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia da Terra e Territórios.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Política.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Conhecimento, percepção e educação.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropoceno e Sustentabilidade.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Prêmio Darrel Posey, SBEE-Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia.
2017
Tese de Doutorado selecionada para o Prêmio CAPES 2017, Universidade Federal de Santa Catarina.
2017
Prêmio Juliana Santilli - Agrobiodiversidade, Instituto Socioambiental - ISA / Instituto Internacional de Educação - IEB.
2017
Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese 2016, Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
2015
Grant by Anthropocene Campus - The Technosphere Issue., Haus der Kulturen der welt, HKW, Alemanha (Max Planck Institute for the History of Science).
2015
Grant by AURA - Living in the Anthropocene, Aarhus Universitet.
2006
Prêmio Darrel Posey (Selecionado - Finalista), SBEE - Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia.
2005
Bolsa Beca - Analise de Sustentabilidade de Caça no Peru, IEB.
2000
Prêmio FENEAD 2000 - Concurso Nacional de Projetos Sociais para Estudantes Universitários. Projeto Ostreicultura Comunitária em Ponta dos Mangues - Sergipe, FENEAD - Federação Nacional dos Estudantes de Administração.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CARDOSO, T. M.2018CARDOSO, T. M.. Entrelaçando Mulheres e Plantas: Ensaio Fotoetnográfico do Mundo da Roça no Rio Negro. Amazônica: Revista de Antropologia, v. 9, p. 506, 2018.

2.
CARDOSO, T. M.2018CARDOSO, T. M.; PATAXO, R. ; PATAXO, N. ; PATAXO, K. ; KURELA, D. . Pataxó facing Maximilian zu Wied-Neuwied, 200 years after: from natural history to cultural decolonization. Tribus : Jahrbuch des Linden-Museums Stuttgart, v. 1, p. 162-191, 2018.

3.
FRASER, J.2017FRASER, J. ; CARDOSO, T. M. ; PARRY, L. ; STEWARD, A. . Amazonian peasant livelihood differentiation as mutuality-market dialectics. JOURNAL OF PEASANT STUDIES, p. 1-27, 2017.

4.
CARDOSO, T. M.2017CARDOSO, T. M.; PARRA, Lilian B. ; MODERCIN, Isabel Fróes . MAPAS EM MOVIMENTO: OS (DES)CAMINHOS DE UMA PRÁTICA CARTOGRÁFICA JUNTO AOS POTIGUARA. ESPAÇO AMERÍNDIO (UFRGS), v. 11, p. 71-111, 2017.

5.
CARDOSO, T. M.2017CARDOSO, T. M.. Por uma antropologia imersa na vida. Cadernos de Campo (UNESP), v. 1, p. 21, 2017.

6.
CARUSO, E.2016CARUSO, E. ; CARDOSO, T. M. ; SCHUNKO, C. ; CORBERA, E. ; MALLEN, I. R. ; VOGL, C. R. ; MARTIN, G. ; ARRAZOLA, S. ; BANDEIRA, F. P. ; BOYERO, D. C. ; BENAVIDES, C. C. ; CHAN-DZUL, A. ; CONDE, E. ; GARCIA, C. C. ; HUANCA, T. ; SAMPAIO, J. A. L. ; LOPEZ, S. O. ; PORTER-BOLLAND, L. ; BETANCOURT, O. R. . Lessons for Research Policy and Practice: The Case of Co-enquiry Research With Rural Communities. Journal of Research Practice, v. 12, p. 1, 2016.

7.
CARDOSO, T. M.2012CARDOSO, T. M.. STANG, Carla. A walk to the river in Amazonia: ordinary reality for the Mehinaku indians. ILHA - REVISTA DE ANTROPOLOGIA, v. 14, p. 213-219, 2012.

8.
CARDOSO, T. M.2011CARDOSO, T. M.; MODERCIN, I. F. ; PARRA, L. B. . Persistência dos bens e espaços comuns na agricultura indígena na Bahia. Estudos Sociedade e Agricultura (UFRJ), v. 19, p. 149-181, 2011.

9.
CARDOSO, T. M.2009CARDOSO, T. M.. Manejo da agrobiodiversidade na agricultura indígena de corte e queima do baixo rio Negro, Amazonas, Brasil.. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 4, p. 2180-2183, 2009.

10.
KURIHARA, L. P.2009KURIHARA, L. P. ; CARDOSO, T. M. . Exploração Madeireira de Pequena Escala na Amazônia Central: Uma Ameaça aos Sistemas Agrícolas Tradicionais?. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 4, p. 1314-1317, 2009.

11.
KURIHARA, L. P.2007KURIHARA, L. P. ; CARDOSO, T. M. . Experiência de implantação da meliponicultura como componente agroecológicojunto a comunidades ribeirinhas no baixo Rio Negro: resultados preliminares. Revista Brasileira de Agroecologia (Online), v. 2, p. 472-473, 2007.

12.
CARDOSO, T. M.2007CARDOSO, T. M.; RAMALHO, A. L. ; PY-DANIEL, V. . A construção do espaço agroecológico por comunidades indígenas peri-urbanas(Manaus - Amazonas). Revista Brasileira de Agroecologia, v. 2, p. 517-519, 2007.

13.
SANTOS, R. S.2001SANTOS, R. S. ; CARDOSO, T. M. ; OUTROS, . Em busca da apreensão de um conceito para a administração política. Revista de Administração Pública (Impresso), v. 35, p. 49-77, 2001.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CARDOSO, T. M.. Paisagens em transe: ecologia da vida e cosmopolítica Pataxó no Monte Pascoal. 1. ed. Brasilia: IEB Mil Folhas, 2018. 424p .

2.
LIMA, A. G. M. ; SCARAMUZZI, I. ; OLIVEIRA, J. C. ; SANTONIERI, L. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Práticas e saberes sobre agrobiodiversidade: a contribuição de povos tradicionais. 1. ed. Brasilia: IEB Mil Folhas, 2018. 208p .

3.
MODERCIN, I. F. (Org.) ; CARDOSO, T. M. (Org.) ; FERREIRA, O. S. (Org.) ; SANTOS, M. N. C. A. (Org.) ; BANDEIRA, F. (Org.) . Assim contam os mais velhos: experiências e resultados da formação intercultural de pesquisadores Pataxó em gestão ambiental e territorial. 1. ed. Feira de Santana: Editora da UEFS, 2018.

4.
BANDEIRA, F. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; LOBAO, J. . Path, trais and experiences in landscape participatory mapping methods for land use and environmental conflicts analysis. 1. ed. Feira de Santana: Editora da UEFS, 2018.

5.
CARDOSO, T. M.; PINHEIRO, M. (Org.) . Aragwaksã: plano de gestão territorial do povo indígena Pataxó de Barra Velha e Águas Belas. 1. ed. Brasilia: FUNAI-DEDOC, 2012. 106p .

6.
CARDOSO, T. M.; GUIMARAES, G. C. (Org.) . Etnomapeamento dos Potiguara da Paraíba. 1. ed. Brasilia: FUNAI-DEDOC, 2012. 108p .

7.
CARDOSO, T. M.. O saber biodiverso - práticas e conhecimentos na agricultura indígena do baixo Rio Negro. 1. ed. Manaus: Editora da Universidade do Amazonas (EDUA), 2010. 190p .

8.
DELELIS, C. J. ; CARDOSO, T. M. ; REHDER, T. . Mosaicos de áreas protegidas: reflexões e propostas da cooperação franco-brasileira. Brasilia: MMA, 2010.

9.
COSTA, C. ; LINO, C. F. ; DIAS, H. ; FERREIRA, I. V. ; LAMAS, I. R. ; LEDERMAN, M. R. ; PINHEIRO, M. R. ; FERNANDES, R. V. ; DELELIS, C. J. ; CARDOSO, T. M. . Recomendações para reconhecimento e implementação de mosaicos de áreas protegidas. Brasilia: GTZ, 2010. 83p .

10.
DELELIS, C. J. ; CARDOSO, T. M. ; REHDER, T. . Mosaiques d'aires protégées: réflexions et propositions de la coopération franco-brésilienne. Brasilia: MMA, 2010.

11.
CARDOSO, T. M.; SEMEGHINI, M. G. (Org.) . Diálogos agroecológicos: conhecimentos científico e tradicional na conservação da agrobiodiversidade no rio Cuieiras (Amazônia Central). Manaus: IPÊ-Instituto de Pesquisas Ecológicas, 2009. v. 500. 160p .

Capítulos de livros publicados
1.
LIMA, A. G. M. ; SCARAMUZZI, I. ; OLIVEIRA, J. C. ; SANTONIERI, L. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Introdução: Práticas e Saberes sobre a Agrobiodiversidade. In: Ana Gabriela Morim de Lima et al. (Org.). Práticas e saberes sobre agrobiodiversidade: a contribuição de povos tradicionais. 1ed.Brasilia: IEB Mil Folhas, 2018, v. , p. 6-16.

2.
CARDOSO, T. M.. Entre diversos tons de verde: cosmopolítica nos sistemas agrícolas Potiguara. In: Ana Gabriela Morim de Lima et al. (Org.). Práticas e saberes sobre agrobiodiversidade: a contribuição de povos tradicionais. 1ed.Brasilia: IEB Mil Folhas, 2018, v. , p. 60-85.

3.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Quintais Pataxó: lugares de reXistência. In: Emmanuel Duarte Almada; Mariana Oliveira e Souza. (Org.). Quintais: memória, resistência e patrimônio biocultural. 1ed.Montes Claros: UEMG, 2017, v. , p. 1-.

4.
SEMEGHINI, M. G. ; MENEZES, M. ; KURIHARA, L. P. ; CARDOSO, T. M. . Sociobiodiversidade e Agroecologia. In: Albejamere Pereira de Castro; Therezinha de Jesus Pinto Fraxe; Jozane lima Santiago. (Org.). Agroecologia nas sociedades amazônicas. 1ed.Manaus: Moderna, 2015, v. , p. 1-.

5.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . E pra tirar panema? gente, animal e doença no baixo Rio Negro. In: Haverrot, Moacir. (Org.). Etnobiologia e Saúde de Povos Indígenas. 1ed.Recife: NUPPEA, 2013, v. , p. 130-.

6.
ILLENSEER, R. ; CARDOSO, T. M. . Mosaicos e povos indígenas: um ensaio sobre os povos Enawene Nawe e Deni e a temática da gestão territorial integrada. In: Rinaldo S. V. Arruda; Andrea Jakubaszko; Marcos de M. Ramires. (Org.). Reflexões Indigenistas. : Editora Curt Nimuendajú, 2011, v. , p. -.

7.
FRASER, J. ; CARDOSO, T. M. ; JUNQUEIRA, A. ; FALCAO, N. ; CLEMENT, C. . Historical Ecology and Dark Earths in Whitewater and Blackwater Environments: Comparing the Middle Madeira and Lower Negro Rivers. In: Woods, W.I.; Teixeira, W.G.; Lehmann, J.; Steiner, C.; WinklerPrins, A.M.G.A.; Rebellato, L.. (Org.). Amazonian Dark Earths: Wim Sombroek's Vision. 1ed.: Springer Netherlands, 2009, v. , p. 229-264.

8.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; MOSQUEIRA, F. ; SEMEGHINI, M. G. . Povos Tradicionais e o Ordenamento territorial na Pespectiva da Conservação e Uso Sustentável da Biodiversidade no baixo Rio Negro. In: Nurit Bensusan; Gordon Amstrong. (Org.). Do manejo da paisagem a paisagem do manejo. Brasilia: IIEB, 2008, v. , p. -.

9.
SEMEGHINI, M. G. ; CARDOSO, T. M. ; KURIHARA, L. P. . Diagnóstico participativo em comunidades ribeirinhas do entorno da ESEC Anavilhanas. In: Roberto Xavier de Lima. (Org.). Serie Corredores Ecológicos. Brasilia: MMA, 2008, v. , p. 60-67.

10.
CARDOSO, T. M.. A Roça. In: Thiago Cardoso; Mariana Semeghini. (Org.). DIÁLOGOS AGROECOLÓGICOS Conhecimento Científico e Tradicional na Conservação da Agrobiodiversidade no Rio Cuieiras (Amazônia Central). 1ed.Manaus: IPẼ, 2008, v. , p. 40-54.

11.
CARDOSO, T. M.. Plantas cultivadas. In: Thiago Cardoso; Mariana Semeghini. (Org.). DIÁLOGOS AGROECOLÓGICOS Conhecimento Científico e Tradicional na Conservação da Agrobiodiversidade no Rio Cuieiras (Amazônia Central). 1ed.Manaus: IPÊ, 2008, v. , p. 71-82.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARDOSO, T. M.. Mosaico de áreas protegidas do Baixo Rio Negro envolve comunidades tradicionais em sua construção. Noticias Socioambientais, http://www.socioambiental.org/, 25 ago. 2008.

2.
CARDOSO, T. M.; BULBARELLI, L. . O Mãgute Pataxó em vias de extinção?. Alimentação e Cultura, Slow Food Foundation.

3.
CARDOSO, T. M.. Construindo a cooperação - entrevista com Iara Vasco Ferreira. Boletim da Cooperação Brasil-França sobre Áreas Protegidas.

4.
CARDOSO, T. M.. Sociedade e Ecologia. CMI-Centro de Mídia Independente.

5.
CARDOSO, T. M.. Conexões nem tanto ocultas tecendo a Rede dos Mosaicos de Áreas Protegidas no Brasil. Noticias do IPÊ.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PARRA, Lilian B. ; PINHEIRO, M. ; CARDOSO, T. M. . Retomadas em movimento: notas sobre a territorialização Pataxó. In: SINGA - XIII Simpósio Internacional de Geografia Agrária: Geografia das Redes de Mobilização Social na América Latina, 2017, Curitiba. anais do XIII Simpósio Internacional de Geografia Agrária, 2017.

2.
BANDEIRA, F. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, Isabel Fróes ; FERREIRA, O. S. ; SANTOS, M. N. C. A. ; SANTOS, A. A. ; SANTOS, A. A. ; LOBAO, J. . A experiência do projeto COMBIOSERVE de mapeamento participativo com comunidades Pataxó de Porto Seguro (Bahia, Brasil). In: Congreso Internacional Conservación Comunitaria en Latinoamérica: Innovaciones en la investigación y en la práctica, 2016, Xalapa. Proceedings from the COMBIOSERVE Conference Community Conservation in Latin America: innovations in research and practice, 2016.

3.
MODERCIN, Isabel Fróes ; CARDOSO, T. M. ; OUTROS, . Co-Investigação Como Abordagem Na Formação Intercultural Em Gestão Ambiental De Territórios Indígenas Pataxó: A Experiência Do Projeto Combioserve No Sudeste Da Bahia, Brasil. In: Conference Community Conservation in Latin America: innovations in research and practice, 2016, Xalapa. Proceedings from the COMBIOSERVE Conference Community Conservation in Latin America: innovations in research and practice, 2015.

4.
TOMIOKA, M. ; PARRA, L. B. ; PRUDENTE, H ; CARDOSO, T. M. . Cruzando os limites: reflexões sobre algumas experiências de gestão territorial indigena no Nordeste. In: VII Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social ? SAPIS e II En- contro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social ? ELAPIS, 2015, Florianopolis. Anais do VII Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social ? SAPIS e II En- contro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social ? ELAPIS, 2015. p. 581-588.

5.
CARDOSO, T. M.. Malhas cartográficas técnicas, conhecimentos e cosmopolítica do ato de mapear territórios indígenas. In: ReACT - Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia, 2014, Campinas. Anais da ReACT - Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia, 2014. v. 1.

6.
CARDOSO, T. M.; MODERCIN, I. F. ; PARRA, L. B. . A construção da paisagem Potiguara: do habitar cotidiano à ecologia política. In: 28 Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. 28 Reunião Brasileira de Antropologia, 2012.

7.
CARDOSO, T. M.; ELOY, L. ; EMPERAIRE, L. . Role des dynamiques spatio-temporelles dans la conservation de l´agrobiodiversite des systemes agricoles amerindiens du bas Rio Negro (Amazonas, Bresil). In: Dans Innovation and Sustainable Development in Agriculture and Food - ISDA 2010, 2010, Montpellier. Proceedings of the Symposium Innovation and Sustainable Development in Agriculture and Food - ISDA 2010. Montpellier: Eds: Coudel, Devautour, Soulard, Hubert, 2010.

8.
SEMEGHINI, M. G. ; CARDOSO, T. M. ; KURIHARA, L. P. . Saberes e sabores da agrobiodiversidade - a participacao das mulheres em projetos de desenvolvimento rural no rio Cuieiras, Amazonas. In: V Encontro da ANPPAS, 2010. V Encontro da ANPPAS.

9.
SPINOLA, J. L. ; CARDOSO, T. M. ; TEIXEIRA, C. F. . Espaços e recursos naturais comuns e o arranjo institucional Reserva Extrativista: uma reflexão sobre beneficios e desafios do processo de institucionalização. In: V Encontro do ANPPAS, 2010, Florianopolis. V Encontro do ANPPAS.

10.
CARDOSO, T. M.; BULBARELLI, L. ; MODERCIN, I. F. . Persistencia dos bens e espaços comuns na agricultura indigena da Bahia. In: VII Congresso Latino Americano de Sociologia Rural, 2010, Porto de Galinhas. Anais do VII Congresso Latino Americano de Sociologia Rural.

11.
KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; CARDOSO, T. M. . Mapeando os comuns: uma estratégia de empoderamento das comunidades ribeirinhas do Baixo Rio Negro. In: V Encontro da ANPPAS, 2010, Florianopolis. V Encontro da ANPPAS.

12.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; SANTOS, G. M. . A produção da paisagem por comunidades plurietnicas do Rio Cuieiras, Baixo Rio Negro, Amazonas. In: IX Congresso de Ecologia do Brasil, 2009. Anais do IX Congresso de Ecologia do Brasil. São Lourenço.

13.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; ILLENSEER, R. ; Lima, M.A.V . Áreas protegidas e territorios sociais no baixo Rio Negro: é possivel uma trégua na guerra dos mapas?. In: V Simposio de Areas Protegidas e Inclusao Social, 2009. Áreas Protegidas e Inclusão Social. Belém. v. 4.

14.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; MOURA, S. ; SARCINELLI, O. ; KURIHARA, L. P. ; Lima, M.A.V ; ZINGRA, A.F.C. . Estratégias de formação do conselho do mosaico de áreas protegidas do baixo Rio Negro, Amazonas. In: V Simposio de Areas Protegidas e Inclusao Social, 2009. Áreas Protegidas e Inclusão Social. Belém. v. 4.

15.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; MOURA, S. ; KURIHARA, L. P. ; Lima, M.A.V . Identidade territorial como método de definição da área de abrangência de mosaicos de áreas protegidas. In: V Simposio de Areas Protegidas e Inclusao Social, 2009. Áreas Protegidas e Inclusão Social. Belém. v. 4.

16.
SARCINELLI, O. ; ILLENSEER, R. ; CARDOSO, T. M. ; KURIHARA, L. P. . Proposta de desenvolvimento territorial no mosaico de áreas protegidas do baixo rio Negro. In: V Simposio de Areas Protegidas e Inclusao Social, 2009. Áreas Protegidas e Inclusão Social. Belém. v. 4.

17.
ILLENSEER, R. ; SEMEGHINI, M. G. ; CARDOSO, T. M. . O mosaico de área protegida como espaço efetivo de proposição de novos acordos de pesca. In: V Simposio de Areas Protegidas e Inclusao Social, 2009. Áreas Protegidas e Inclusão Social. p. 194-196.

18.
CARDOSO, T. M.; SARCINELLI, O. ; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. ; MOURA, M. S. . Territorios da sustentabilidade: mosaicos de areas protegidas como ferramenta de gestão e desenvolvimento territorial na Amazonia Brasileira. In: XI Coloquio Internacional sobre Poder Local - Desenvolvimento e gestão Social de territórios, 2009. Anais do Coloquio Internacional sobre Poder Local, 2009.

19.
MOURA, M. S. ; MEIRA, L. ; BARRETO, I. A. S. ; CARDOSO, T. M. ; OLIVEIRA, F. L. C. . Desafios metodológicos para o estudo de empreendimentos solidários.. In: IX Colóquio Internacional sobre Poder Local: gestão XXI, gestão social e gestão do desenvolvimento, 2003, Salvador. IX Colóquio Internacional sobre Poder Local: gestão XXI, gestão social e gestão do desenvolvimento, 2003.

20.
CARDOSO, T. M.; CRUZ, M. T. S. . Etnoconservação, saberes tradicionais e área protegida: estudo de caso da comunidade do Vale do Pati, Chapada Diamantina ? Bahia. In: I SEESUL - Simpósio de Etnobiologia e Etnoecologia da Região Sul - Aspectos humanos da Biodiversidade, 2003, Florianopolis. Anais do Simposio de Etnobiologia e Etnoecologia da Regiao Sul, 2003.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. ; SANTOS, G. M. ; PY-DANIEL, V. . Percepção espaço temporal da fauna cinegetica pelos caçadores do rio Cuieiras: uma abordagem etnoecológica. In: IX Congresso de Ecologia do Brasil, 2009. Anais do IX Congresso de Ecologia do Brasil. São Lourenço.

2.
CARDOSO, T. M.; SILVA, C. . Saberes tradicionais sobre quintais agroflorestais no rio Cuieiras, Baixo Rio Negro (Manaus-AM). In: Reunião Amazônica de Agroecologia, 2007. Anais da I Reuniao Amazonica de Agroecologia, 2007.

3.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. ; MOSQUEIRA, F. ; MALHEIROS, H. Z. ; CAMPOS, M. A. A. . Projeto Etnobotânica e Manejo Agroflorestal no entorno da Estação Ecológica de Anavilhanas, Baixo Rio Negro (Manaus-AM). In: Reunião Amazônica de Agroecologia, 2007, Manaus. Anais da I Reuniao de Agroecologia da Amazonia, 2007.

4.
SILVA, A. C. C. D. ; FRAGA, R. T. ; PATIRI, V. J. A. ; CARDOSO, T. M. ; OLIVEIRA, F. L. C. ; BEZERRA JUNIOR, J. C. . Ostreicultura Comunitária de Ponta dos Mangues (SE): implantação de alternativas econômicas sustentáveis.. In: II Congresso Nacional do Meio Ambiente, 2000, Salvador. II Congresso Nacional do Meio Ambiente, 2000.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARDOSO, T. M.. Environmental conflicts between indigenous peoples and Monte Pascoal National Park: toward a conversation on politics of dwelling. In: 18 th IUAES World of Encounters, 2018, Florianopolis. Anais eletrônicos do Electronic records of / 18th IUAES World Congress;. Florianopolis: Tribo da Ilha, 2018. p. 600-600.

2.
CARDOSO, T. M.. Os lugares 'contra' o Estado. In: Belém+30, 2018, Belem. Anais do Belém+30, 2018.

3.
CARDOSO, T. M.. Devir planta, devir nativo: ecologias indisciplinadas em paisagens multiespecie. In: Belém+30, 2018, Belem. Anais do Belém+30, 2018.

4.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Simbiopoiese contra domesticação: notas para uma etnografia multiespecie da mandioca. In: Belém+30, 2018, Belem. Anais do Belém+30, 2018.

5.
ALMADA, E. D. ; CARDOSO, T. M. ; THE, A. P. G. ; CONTRERAS, E. J. ; MOURA, G. . Etnoecologia marginal. In: Belém+30, 2018, Belem. Anais do Belém+30, 2018.

6.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Na roça com os pataxó: resiliência e diversidade de mandioca no Monte pascoal. In: Belém+30, 2018, Belem. Anais do Belém+30, 2018.

7.
CARDOSO, T. M.. Retomadas no Monte Pascoal: entre modos de habitar e a cosmopolítica de (re) criar 'outros mundos'. In: VI Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2016, Coimbra. Anais do VI Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2016.

8.
BANDEIRA, F. ; LOBAO, J. ; MODERCIN, I. F. ; CARDOSO, T. M. ; MIRANDA, S. . Impact of change in land use and traditional knowledge on natural resource. In: international conference on Community-based conservation in Latin America: innovations in research and practice., 2014, Xalapa. international conference on Community-based conservation in Latin America: innovations in research and practice, 2014.

9.
MODERCIN, I. F. ; PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. . Os (des) caminhos do etnomapeamento junto aos Potiguara (PB). In: IV REA e XIII ABANNE, 2013, Fortaleza. Anais da IV REA e XIII ABANNE, 2013.

10.
CARDOSO, T. M.. Cosmografias de um aldeamento: notas sobre os Pataxó e os processos territoriais em torno da aldeia Bom Jardim (1861). In: V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2013. Anais da V APA, 2013.

11.
CARDOSO, T. M.. Povo Pataxó e PARNA Monte Pascoal. In: Workshop Políticas de Reconhecimento e Sobreposições Territoriais, 2013, Campinas. Workshop Políticas de Reconhecimento e Sobreposições Territoriais, 2013.

12.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Entre genes e (a)gentes: interfaces entre antropologia e ecologia na conservação da agrobiodiversidade. In: V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2013, Vila Real. Anais do V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2013.

13.
CARDOSO, T. M.; EMPERAIRE, L. . Social ecological network and circulation os agrobiodiversity in lower Rio Negro. In: 3th Congress of the International Society of Ethnobiology,, 2012, Montpelier. Procedings 3th Congress of the International Society of Ethnobiology.

14.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. ; PY-DANIEL, V. ; SANTOS, G. M. . Food taboos and Mammals in rio Cuieiras, Amazonas, Brazil. In: Symposium HUman Ecology, 2007, Rio de Janeiro. Anais do XIX Symposium of Human Ecology, 2007.

15.
CARDOSO, T. M.. Pati Patizeiro! Saberes Tradicionais e conflito no Vale do Pati, Chapada Diamantina, Bahia. In: VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006, Porto Alegre. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia: etnobiologia e compromisso social, 2006.

16.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. ; MALHEIROS, H. Z. ; BADIALLI, J. E. L. ; QUELU, H. . Etnobotânica e educação agroecológica no baixo rio Negro, Amazonas.. In: VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006, Porto Alegre. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia: etnobiologia e compromisso social, 2006.

17.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. ; FREITAS, C. ; CHICCUTA, F. ; MORAES, L.F. . Estratégias de pesca e a seca de 2005 no lago do Catalão, Iranduba, Amazonas.. In: VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006, Porto Alegre. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006.

18.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. . Mapeamento participativo da paisagem cultivada no rio Cuieiras. In: VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006, Porto Alegre. Anais do VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2006.

19.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. . Mapeamento participativo do uso dos recursos faunísticos no rio Cuieiras, Amazonas, Brasil. In: VII Congresso Internacional de Manejo da Fauna Silvestre na Amazônia e América Latina, 2006, Ilhéus. Anais do VII Congresso Internacional de Manejo da Fauna Silvestre na Amazônia e América Latina, 2006.

20.
MOREIRA, L. ; CARDOSO, T. M. ; FREITAS, C. ; CAMPOS, M. A. A. ; CORDEIRO, C. ; ORTEGA, J. ; MENDES-PONTES, A. . Levantamento rápido de mamíferos de médio e grande porte do Parque Nacional do Viruá, Roraima, Brasil. In: VII Congresso Internacional de Manejo da Fauna Silvestre na Amazônia e América Latina, 2006, Ilhéus. Anais do VII Congresso Internacional de Manejo da Fauna Silvestre na Amazônia e América Latina, 2006.

21.
SILVA, C. ; CARDOSO, T. M. ; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. . Aspectos etnobotânicos de quintais agroflorestais no Rio Cuieiras. In: I Simpósio da SBPC no Amazonas, 2006, Manaus. Anais do I Simpósio da SBPC no Amazonas, 2006.

22.
LIMA, L. H. ; RODRIGUES, H. C. L. ; CARDOSO, T. M. ; MALHEIROS, H. Z. ; GARCIA, M. E. ; AFONSO, S. R. ; BARRETO, I. A. S. ; PAES, E. T. . Abordagem interdisciplinar para a conservação dos recursos pesqueiros em comunidades de pescadores artesanais. In: II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004, São Paulo. II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004.

23.
LIMA, L. H. ; RODRIGUES, H. C. L. ; CARDOSO, T. M. ; MALHEIROS, H. Z. ; PAES, E. T. . A pesca artesanal na área da Barra do Superagui - Guaraqueçaba - Paraná (2001-2002). In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004, Itajaí. Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004.

24.
CARDOSO, T. M.; MALHEIROS, H. Z. . Aspectos etnoecológicos da pesca do cerco-fixo no entorno do Parque Nacional do Superagui. In: Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004, Itajai. Congresso Brasileiro de Oceanografia, 2004.

25.
BARRETO, I. A. S. ; OLIVEIRA, F. L. C. ; CARDOSO, T. M. ; ROCHA, D. ; MEIRA, L. ; MOURA, M. S. ; GOMES, E. . Ostrarte: educação ambiental e artesanato em Ponta dos Mangues (SE). In: IV Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2002, Recife. Anais do IV Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, 2002.

26.
CARDOSO, T. M.; OLIVEIRA, F. L. C. ; BARRETO, I. A. S. ; PATIRI, V. J. A. ; MEIRA, L. ; SILVA, A. C. C. D. ; FRAGA, R. T. ; BEZERRA JUNIOR, J. C. ; GOMES, E. ; MOURA, M. S. . Cooperativismo e conservação do manguezal em Ponta dos Mangues (SE).. In: III Encontro Nacional de Educação Ambiental em Áreas de Manguezal, 2001, Maragogipe. Anais do III Encontro Nacional de Educação Ambiental em Áreas de Manguezal, 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
CARDOSO, T. M.. ''É andando que se aprende': ambientes e práticas de conhecimento entre os Pataxó. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Simbiopoiese 'contra' a domesticação: notas para uma etnografia multiespécie da mandioca.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ALMADA, E. D. ; CARDOSO, T. M. ; THE, A. P. G. . Etnoecologia marginal: saberes subalternos e cosmopolíticas na América latina. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
CARDOSO, T. M.. Devir planta, devir nativo: ecologias indisciplinadas em paisagens multiespécie. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
CARDOSO, T. M.. Environmental conflicts between indigenous peoples and Monte Pascoal National Park: toward a conversation on politics of dwelling. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
CARDOSO, T. M.. Debate sobre o filme Wind River - dangers comes with the territory. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
CARDOSO, T. M.. Os lugares ?contra? o Estado: saberes localizados e cosmopoliticas amerindias no Monte Pascoal. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CARDOSO, T. M.; BUTI, R. . Povos Indigenas e Antropologia: decolonialidade de norte a sul.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Simbiopoiese contra Domesticação: caminhos para uma etnografia multiespécie da mandioca. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
CARDOSO, T. M.. A arte de habitar as ruínas: vida, bem viver e politicas amerindias. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CARDOSO, T. M.. Etnografia como ontologia combativa e tradução decolonial: caminhos de uma pesquisa engajada entre os Pataxó. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
CARDOSO, T. M.. Ethnography of Pataxó material culture. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
CARDOSO, T. M.. Projektvorstellung 'Ethnographic research of Pataxó Material Culture. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Manutenção da Agrobiodiversidade entre os Povos Indígenas no Nordeste: caso do povo Pataxó (BA) e Potiguara (PB). 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
CARDOSO, T. M.. Antropologia, cartografia e afins: reflexões em torno dos direitos territoriais indigenas no Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

16.
CARDOSO, T. M.. Retomadas no Monte Pascoal - entre modos de habitar e a cosmopolítica do (re) criar mundosOS MUNDOS?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
CARDOSO, T. M.. Nos rastros de tupi: passos de uma etnografia andarilha. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
CARDOSO, T. M.. The Art of Living in the Anthropocene: a call to a ?radical? collaborative practices between natural and human sciences. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Human-Manioc entangled: simpoiesis against domestication.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
CARDOSO, T. M.. Amerindian Perspectivism and Eduardo Viveiros de Castro readings. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
CARDOSO, T. M.. Enacted landscapes: practices, ontologies and misunderstandings in ethnocartographic encounters. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
CARDOSO, T. M.. Walking through the lines: the art of storytelling more-than-human landscapes in Monte Pascoal, Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

23.
CARDOSO, T. M.. Moving throught the lines: The art and the politics of storyteliing more-than-human landscapes in Monte Pascoal. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Agrobiodiversité et patrimoine alimentaire des Indiens Pataxó de Bahia (Brésil). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
CARDOSO, T. M.. Textura de um mundo vivido: reflexões sobre etnografia, percepção e paisagem. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
CARDOSO, T. M.. Sobreposição entre Parques Nacionais e Territórios Pataxó. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
MODERCIN, I. F. ; PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. . Os (des) caminhos do etnomapeamento junto aos Potiguara (PB). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
CARDOSO, T. M.; PARRA, Lilian B. ; GUIMARAES, G. C. . Etnomapeamento Potiguara. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

29.
CARDOSO, T. M.. Cosmografias de um aldeamento: notas sobre os Pataxó e os processos territoriais em torno da aldeia Bom Jardim (1861). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
CARDOSO, T. M.. Malhas cartográficas: técnica, conhecimento e cosmopolítica do ato de mapear territórios indígenas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
CARDOSO, T. M.. Das malhas territoriais à politica do habitar: o caso da 'sobreposição' territorial no sul da Bahia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
CARDOSO, T. M.. Elaboração de Planos de Gestão Territorial e Ambiental de TI (PGTA).. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
CARDOSO, T. M.. Pesquisadores Pataxó em Gestão Territorial. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
CARDOSO, T. M.; EMPERAIRE, L. . Social ecological network and circulation os agrobiodiversity in lower Rio Negro. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
CARDOSO, T. M.; MODERCIN, Isabel Fróes . A construção da paisagem pelos Potiguara: do habitar cotidiano à ecologia política. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

36.
CARDOSO, T. M.. Etnomapeamento em territórios indígenas no Nordeste. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
CARDOSO, T. M.. Experiências de Gestão Territorial Intercultural de Terras Indígenas no Nordeste. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
CARDOSO, T. M.. Os desafios da gestão territorial e ambiental das terras indígenas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
CARDOSO, T. M.. Mini-Curso: Abordagens participativas na gestão territorial e ambiental de terras indigenas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

40.
CARDOSO, T. M.. Redes e Interculturalidade no Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro (Expositor na Mesa Redonda: Unidades de Conservação e Diálogos Com Populações Tradicionais. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
CARDOSO, T. M.; ELOY, L. . Spatial innovations govern transformations of indigenous farming systems in Amazonia (Brazil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; SANTOS, G. M. . A produção da paisagem por comunidades plurietnicas do rio Cuieiras. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
CARDOSO, T. M.. Pati, Patizeiro. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
CARDOSO, T. M.. Manifesto para Viver no Antropoceno, 2017. (Tradução/Livro).

2.
CARDOSO, T. M.; BANDEIRA, F. ; LOBAO, J. ; MODERCIN, I. F. . Socio-environmental conflict analysis and the implications for public policy design and environmental management 2015 (European Policy Brief).

3.
BANDEIRA, F. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; LOBAO, J. ; PORTER-BOLLAND, L. ; LIENDO, X. V. . Landscape perception and computer modelling in participatory mapping efforts in Latin America 2015 (European Policy Brief).

4.
BANDEIRA, F. ; LOBAO, J. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; BOLLAND, L. P. ; LIENDO, X. V. . Integrating communities values of biodiversity and traditional knowledge with scientific knowledge to environmental management 2015 (European Policy Brief).

5.
SILVEIRA, P. C. B. ; CARDOSO, T. M. . Margens Indomáveis: cogumelos como espécies companheiras. Florianópolis: Ilha Revista de Antropologia, 2015. (Tradução/Artigo).

6.
BANDEIRA, F. ; MODERCIN, I. F. ; LOBAO, J. ; CARDOSO, T. M. . Impact of change in land use and traditional knowledge on natural resource management 2012 (Texto em site).

7.
CARDOSO, T. M.. O significado do que é exatamente animal é extremamente problemático. São Paulo, 2011. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

8.
CARDOSO, T. M.. Depoimento: O Mosaico do Baixo Rio Negro 2010 (Texto em site).

9.
SARCINELLI, O. ; ILLENSEER, R. ; MOURA, S. ; CARDOSO, T. M. . Metodologia de mapeamento de cadeia de produtos da sociobidoiversidade no mosaico de areas protegidas do baixo rio negro 2009 (Caderno Técnico de Educação e Extenção Socioambiental do IPÊ).

10.
CARDOSO, T. M.. Etnoconservação da natureza e saberes tradicionais no Vale do Pati, Chapada Diamantina ? Bahia. 2003 (Trabalho Monográfico).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Facilitação e sistematização de documento com objetivo de ser um conjunto de orientações básicas de elaboração da caracterização da ocupação não-indígena, em terras em estudo. 2013.

2.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Facilitação e sistematização de documento com objetivo de ser um conjunto de orientações básicas de elaboração da caracterização da ocupação não-indígena, em terras em estudo. 2013.

3.
CARDOSO, T. M.. Facilitação e sistematização de documento com objetivo de ser um conjunto de orientações básicas de elaboração da caracterização ambiental em terras em estudo - Preliminar. 2012.

4.
CARDOSO, T. M.. Formação de Agentes Agroecológicos e Agroflorestais Pataxó das Terras Indígenas Barra Velha e Águas Belas - relatório de monitoria e sistematização. 2011.

5.
CARDOSO, T. M.; SANTANA, G. . ARAGUAKISÃ - Plano de Gestão Territorial Pataxó Terras Indígenas Barra Velha e Águas Belas. 2011.

Trabalhos técnicos
1.
CARDOSO, T. M.. 'É andando que se aprende': conhecimentos e cosmografias da paisagem entre os Pataxó. 2013.

2.
PINHEIRO, M. ; PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. . Mapeamento Participativo da Terra Indígena Piaçaguera (Tupi - Guarani Nhandeva). 2013.

3.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; BULBARELLI, L. . Relatório Etnoambiental da Revisão de Limites da Terra Indígena Mata Medonha. 2012.

4.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; PARRA, L. B. . Relatório Etnoambiental para Identificação e Delimitação da Terra Indígena Comexatiba. 2012.

5.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; ILLENSEER, R. . Projeto Mosaicos de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro - Relatório Final. 2012.

6.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. ; MODERCIN, I. F. . Diagnóstico Etnoambiental do Território do Povo Potiguara, PB. 2011.

7.
MODERCIN, I. F. ; PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. . Estudo Etnoecológico das Terras Indígenas Potiguara, PB. 2011.

8.
CARDOSO, T. M.. Elaboração do Plano de Gestão Territorial Intercultural Araguakisã: Terras Indígenas Barra Velha e Águas Belas.. 2011.

9.
CARDOSO, T. M.. Capacitação em Associações e Projetos Indígenas: relatório de monitoria e sistematização. 2011.

10.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. . Plano de Ação Territorial e Ambiental do Mosaico do Baixo Rio Negro. 2011.

11.
CARDOSO, T. M.. Análise comparativa dos resultados e avaliação das ações de salvaguarda realizadas junto aos povos Potiguara e Pataxó. 2011.

12.
CARDOSO, T. M.; MOURA, S. ; Delelis, C. ; Rehder, T. . Relatório da Oficina - Instrumentos de valorização de produtos, serviços e saber-fazer: aplicações em mosaicos. 2009.

13.
CARDOSO, T. M.. Relatório do V Seminário da Cooperação Brasil França de Áreas Protegidas. 2009.

14.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; CAMPOS, M. A. A. ; SEMEGHINI, M. G. . Relatório Final do Projeto Etnobotânica e Manejo Agroflorestal. 2009.

15.
ILLENSEER, R. ; CARDOSO, T. M. . Relatório da I Oficina de Gestão do Mosaico do Baixo Rio Negro. 2008.

16.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; MOURA, S. ; SARCINELLI, O. ; KURIHARA, L. P. . Relatório Parcial do Projeto Mosaico de áreas protegidas do baixo rio negro. 2008.

17.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; KURIHARA, L. P. ; NASCIMENTO, F. ; SEMEGHINI, M. G. . Socioeconomia e uso dos recursos naturais - relatório do plano de gestao do parque estadual do rio negro. 2007.

18.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. ; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; NASCIMENTO, F. . Relatório Parcial do Projeto Etnobotânica e manejo agroflorestal. 2007.

19.
CARDOSO, T. M.. Moderação de Acordos de Pesca no Rio Negro. 2005.

20.
CARDOSO, T. M.; MEIRA, L. . Oficina de Associativismo para Ostreicultores em Ponta dos Mangues. 2001.

Redes sociais, websites e blogs
1.
CARDOSO, T. M.. Indigenous Women in Movement. 2018. (Blog).

2.
CARDOSO, T. M.. Indigenous cinema and the art of (r)existence. 2018. (Blog).

3.
CARDOSO, T. M.. High-Tech Amerindians. 2018. (Blog).

4.
CARDOSO, T. M.. A palavra pra casa é ? Mundo! o caminhar político da mulher indígena. 2018. (Blog).

5.
CARDOSO, T. M.. Facing Agrobiodiversity A Brief Story About Indigenous Women and Their Plants. 2018. (Blog).

6.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Threats to the Amazon rainforest and it peoples ? the time of the sugar cane?. 2018. (Blog).

7.
CARDOSO, T. M.. Is it possible to think of nature as a person? Lessons from the Amazon. 2018. (Blog).

8.
CARDOSO, T. M.. Living with difference: indigenous peoples and biodiversity. 2018. (Blog).

9.
CARDOSO, T. M.. The image of a slow violence. 2018. (Blog).

10.
CARDOSO, T. M.. Voices from the Amazon: Indigenous peoples in front of climate change. 2017; Tema: Mudanças Climáticas e Povos Indigenas. (Blog).

11.
CARDOSO, T. M.. Vozes da Amazônia, os povos indígenas diante das mudanças climáticas. 2017. (Blog).

12.
CARDOSO, T. M.. A vida multiespécie dos ferals dendezeiros. 2017. (Blog).

13.
CARDOSO, T. M.. Manifesto para viver no Antropoceno. 2017; Tema: Tradução de ?Manifesto for Living in the Anthropocene?, © Katherine Gibson, Deborah Bird Rose, and Ruth Fincher. (Blog).

14.
CARDOSO, T. M.. Let?s Talk About ?Culture?. 2017; Tema: Cultura; Povos Indígenas; Meio Ambiente. (Blog).

15.
CARDOSO, T. M.. Cultivating People and Plants. 2017. (Blog).

16.
CARDOSO, T. M.. The Multispecies Life of Feral Dendezeiros: Ethnography in Motion. 2016; Tema: Engagement, a blog published by the Anthropology and Environment Society, a section of the American Anthropological Association. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARDOSO, T. M.. Mapa da Vida: Tapajós e Sawre Muybu: a visão do povo Munduruku sobre seu rio e seu território. 2018. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

2.
CARDOSO, T. M.. Cosmopolíticas dos mapas: etnografia, cartografia e outros saberes localizados. 2018. .

3.
CARDOSO, T. M.; CAMPOS, M. A. A. . Etnografia multiespecie: leituras sobre natureza e cultura no Antropoceno. 2018. .

4.
CARDOSO, T. M.. Modos de habitar a terra do Povo Kagwahiva (coletivo Piripkura): relações entre pessoa e ambiente. 2017. (Relatório de pesquisa).

5.
BANDEIRA, F. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; LOBAO, J. . Path, trails and experiences in landscape: participatory mapping methods for land uses and environmental conflicts analisys. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensão e educação socioambiental).

6.
MODERCIN, I. F. ; CARDOSO, T. M. ; SANTANA, O. ; SANTOS, M. N. A. ; LOBAO, J. ; BANDEIRA, F. . Educational brochure regarding Traditional Ecological Knowledge and cosmovision. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensão e Conhecimento Indígena).

7.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Orientações Básicas para os Estudos de Natureza Fundiária ? primeira etapa do processo demarcatório de terras indígenas. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual).

8.
BANDEIRA, F. P. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; FERREIRA, O. S. ; SANTOS, M. N. C. A. . ?Assim contam os mais velhos?: resultados e experiências da formação intercultural de pesquisadores Pataxó em Gestão Ambiental e Territorial. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ExtensãoeConhecimentoIndígena).

9.
BANDEIRA, F. P. ; CARDOSO, T. M. ; LOBAO, J. ; MODERCIN, I. F. . Trajetos, trilhas e movimentos: métodos de mapeamento participativo da paisagem e na análise dos conflitos socioambientais (no prelo). 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensãoeeducaçãosocioambiental).

10.
PARRA, L. B. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Etnomapa de Impactos e Conflitos Socioambientais. 2013. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

11.
PARRA, L. B. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Etnomapa de usos da TI Comexatibá. 2013. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

12.
PARRA, L. B. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Etnomapa de Ambientes da TI Comexatibá. 2013. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

13.
CARDOSO, T. M.; SILVEIRA, P. C. B. ; TOMIOKA, M. . Gestão Territorial e Mapeamento Munduruku. 2013. .

14.
BULBARELLI, L. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Mapa de Conflitos e Impactos Socioambientais da Terra Indígena Mata Medonha. 2012. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

15.
BULBARELLI, L. ; CAMPOS, M. A. A. ; CARDOSO, T. M. . Etnomapa de Ambientes e Usos da Terra Indígena Mata Medonha. 2012. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

16.
CARDOSO, T. M.. Orientações básicas para elaboração da caracterização ambiental de Terras Indígenas em estudo. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual).

17.
PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. . Etnomapa de Solos do Povo Indígena Potiguara, PB. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

18.
PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. . Mapa de Impactos e Conflitos Socioambientais das Terras Indígenas do Povo Potiguara, PB. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

19.
PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. . Etnomapa dos ambientes do povo indígena Potiguara, PB. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

20.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Zoneamento Agroextrativista do Território Pataxó do Monte Pascoal. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

21.
PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. . Mapa de Redes e Fluxos Econômicos do Povo Indígena Potiguara, PB. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

22.
PARRA, L. B. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. . Etnomapa de Uso do Espaço pelo Povo Indígena Potiguara, PB. 2011. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

23.
CARDOSO, T. M.. Abordagem participativa na gestão territorial das comunidades indígenas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

24.
CARDOSO, T. M.. Abordagens participativas na gestão territorial e ambiental de terras indigenas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

25.
CARDOSO, T. M.; FRANCO, M. G. ; PINHEIRO, M. . Formação de Agentes Agroecológicos e Agroflorestais. 2011. .

26.
CARDOSO, T. M.; FRANCO, M. G. ; PINHEIRO, M. . Intercâmbio Agroflorestal na Cooperafloresta. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

27.
CARDOSO, T. M.. Elaboração de projetos para povos indigenas. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

28.
CARDOSO, T. M.; BULBARELLI, L. . Etnomapas das Aldeias Pataxó do Monte Pascoal. 2009. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

29.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Uso dos Recursos no Território Pataxó do Monte Pascoal. 2009. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

30.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Etnopedologia do Território Pataxó do Monte Pascoal. 2009. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

31.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Vegetação do Território Pataxó do Monte Pascoal. 2009. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

32.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. . Formação de Gestores do Mosaico do Baixo Rio Negro. 2009. .

33.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Etnomapeamento e Zoneamento Agroextrativista das aldeias Pataxó do Monte Pascoal. 2009. (Relatório de pesquisa).

34.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; MENEZES, M. . Educação Agroflorestal. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

35.
CARDOSO, T. M.; MALHEIROS, H. Z. . Introdução a Sistema de Informação Geográfica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

36.
CARDOSO, T. M.. Etnobiologia e Conservação da Biodiversidade. 2008. .

37.
CARDOSO, T. M.. Etnobiologia e Conservação da Biodiversidade. 2007. .

38.
CARDOSO, T. M.. Etnobiologia e Conservação da Biodiversidade. 2006. .

39.
CARDOSO, T. M.. Introdução a Fotografia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

40.
CARDOSO, T. M.. Fotograifia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

41.
CARDOSO, T. M.. Apoio no curso de Permacultura. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
TSING, Anna. L. ; GAN, E. ; KNUDSEN, H. ; CARDOSO, T. M. . Landscape Change and Fungal Histories (In: DUMP! MULTISPECIES MAKING AND UNMAKING at Kunsthal Aarhus). 2015. Diversas.

2.
CARDOSO, T. M.; SANTOS, K. . Massaká Eoatá (colar vermelho). 2015. Vídeo.

3.
CARDOSO, T. M.; SANTOS, K. . Peneira de Uruba. 2015. Vídeo.

4.
CARDOSO, T. M.. Entrelaçando, mulheres e plantas. 2013. Fotografia.

5.
CARDOSO, T. M.. Pati Patizeiro!. 2006. Fotografia.

6.
CARDOSO, T. M.. Pai Baiano. 2004. Fotografia.

Demais trabalhos
1.
CARDOSO, T. M.. Oficina - Noções Básicas de Fotografia. 2003 (Ministrante) .

2.
CARDOSO, T. M.. II Encontro Ecológico e Cultural da UCSAL. 2002 (Organizador) .

3.
CARDOSO, T. M.. Grupo de Trabalho - Ecologia Social e Comunidades. 2002 (Facilitador) .

4.
CARDOSO, T. M.. I Encontro Ecológico e Cultural da UCSAL. 2001 (Organizador) .

5.
CARDOSO, T. M.. I Curso de Desenvolvimento Gerencial. 1997 (Coordenação) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CARDOSO, T. M.; PADUA, Susana.; MONTANARI JR., I.. Participação em banca de Juliana Santos Rocha. Diversidade, usos e circulação de plantas medicionais no bairro de Nossa Senhora da Vitória, Ilhéus, Bahia. 2018. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

2.
CARDOSO, T. M.; ALMADA, E. D.; SOUZA, J.. Participação em banca de Kele Conceição Alves Vilaça Amaral. "A gente cuida do cerrado porque ele cuida de nós": um diálogo entre educação, ambiente e saberes tradicionais. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação) - Universidade do Estado de Minas Gerais.

3.
PROFICE, C.; MONTANO, R. A. M.; CARDOSO, T. M.. Participação em banca de Damile de Jesus Ferreira. O ambiente percebido: valores, sentidos e olhares dos moradores da comunidade rural do Barrocão, Serra Grande, Uruçuca (bahia). 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

4.
CARDOSO, T. M.; URIARTE, U. M.; SOUZA, C.. Participação em banca de Pedro Almeida. Entre infâncias e espaços urbanos: Uma etnografia do habitar das crianças do Atlântico Norte, região metropolitana de Salvador. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

5.
PADUA, S.; PROFICE, C.; CARDOSO, T. M.. Participação em banca de Mônica Pereira. Educação ambiental em comunidades rurais: reflexões e práticas. 2017. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

6.
DEVOS, R.; CARDOSO, T. M.; DITT, E.; PADUA, S.. Participação em banca de Sefora Tognolo de Aguilar. Moinho de saberes: etnobotânica, educação e videodocumentário junto a moradores do bairro Moinho, Nazaré Paulista-SP. 2013. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

7.
SHEPARD JR., G.; CARDOSO, T. M.; DITT, E.; UEZU, A.. Participação em banca de Sidney Novoa Sheppard. Vulnerabilidade e adaptação às mudanças climáticas: caso da comunidade indígena Gastabala, Ucaialy, Peru. 2013. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

8.
CARDOSO, T. M.; MARINELLI, C. E.; MOREIRA, D. S.. Participação em banca de Daniele Gidsicki. Desenvolvimento de um protocolo para avaliação de efetividade de Mosaicos de Áreas Protegidas no Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado em Gestão de Áreas Protegidas na Amazônia) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Qualificações de Doutorado
1.
CARDOSO, T. M.; PROFICE, C.; OLIVEIRA, A. F.; AMIM, V.; TREVIZAN, S.. Participação em banca de Bárbara Flores. Sustentabilidade ambiental em Comunidades Intencionais e Indígenas: uma análise a partir do ecofeminismo. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Universidade Estadual de Santa Cruz.

2.
MACCALLUM, C.; SANTOS, Amaranta. E. C.; CARDOSO, T. M.. Participação em banca de Thais Brito da Silva. A cosmopoliticas das imagens dos Juruna da Volta Grande do Xingú. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

Qualificações de Mestrado
1.
CARDOSO, T. M.; MARTINS, C. S.; DELELIS, C. J.. Participação em banca de Patricia Caldas. Plantas alimenticias não convencionais em comunidades de Maraú - Bahia. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversi) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

2.
CARDOSO, T. M.; SOUZA, C.; URIARTE, U. M.. Participação em banca de Pedro Pereira Almeida da Silva. Entre infâncias e espaços urbanos: Uma etnografia do habitar das crianças do Atlântico Norte, região metropolitana de Salvador. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

3.
CARDOSO, T. M.; MACCALLUM, C.; MATOS, B.. Participação em banca de Tainã Assis Macedo. Tem canto em cima: deineando noções de terra TIKMŨ?ŨN. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

4.
CARDOSO, T. M.; MONTANARI JR., I.; DUTRA, C. C.. Participação em banca de Juliana Santos Rocha. Diversidade, usos e circulação de plantas medicinais no bairro Nossa Senhora das Graças, Ilhéus. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversi) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

5.
CARDOSO, T. M.; MATOS, M. H. O.; BRUNO, A. C. S.. Participação em banca de Luana Lila Orlandi Polinesio. Das flechas as palavras escritas: uma analise das cartas Munduruku no processo de resistência às hidrelétricas e na luta pela demarcação. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas.

6.
PADUA, S.; ROCHA, R.; CARDOSO, T. M.. Participação em banca de Krishna Cesario Alvim de Castro. Cirandando na praça!?Sarau Serra Viva como mobilizador da gestão socioambiental da Vila de Serra Grande. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

7.
CARDOSO, T. M.; DITT, E.; UEZU, A.. Participação em banca de Sidney Novoa Sheppard. Vulnerabilidade e adaptação às mudanças climáticas: caso da comunidade indígena Gastabala, Ucaialy, Peru. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.

8.
CARDOSO, T. M.; PADUA, Susana.; DITT, E.. Participação em banca de Sefora Tognolo de Aguilar. Moinho de Saberes: etnobotânica, educação e videodocumentário junto a moradores do bairro do Moinho, Nazaré Paulista - SP. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CARDOSO, T. M.; SILVA, M. L. E.; SILVA, R. C. A.. Contratação de Docente por Tempo Determinado. 2018. Departamento de Antropologia e Etnologia da Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
18 th IUAES World Congress. Environmental conflicts between indigenous peoples and Monte Pascoal National Park: toward a conversation on politics of dwelling. 2018. (Congresso).

2.
Belém+30 Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. Os lugares ?contra? o Estado: saberes localizados e cosmopoliticas amerindias no Monte Pascoal. 2018. (Congresso).

3.
Belém+30 Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. Devir planta, devir nativo: ecologias indisciplinadas em paisagens multiespécie. 2018. (Congresso).

4.
Belém+30 Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. Simbiopoiese "contra" a domesticação: notas para uma etnografia multiespécie da mandioca.. 2018. (Congresso).

5.
Belém+30 Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia. Na roça com os Pataxó: Resiliência e diversidade de mandioca no Monte Pascoal, Sul da Bahia.. 2018. (Congresso).

6.
Belém+30 Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia.Etnoecologia marginal: saberes subalternos e cosmopolíticas na América latina. 2018. (Seminário).

7.
A Relação Afroindígena na Bahia e Alhures: Cosmopolíticas em Contato. 2017. (Seminário).

8.
IV Ciclo de Estudos e Debates em Etnologia Indígena.Coordenador e Debatedor do GT - Lutas pela terra, politicas indigenas e cosmologias. 2017. (Encontro).

9.
VI Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia.Coordenador do ST - A ecologia política das paisagens mais-que-humanas: etnografias, engajamentos e práticas de conhecimento. 2017. (Outra).

10.
Povos Indígenas e Comunidades Locais nos Diagnósticos do Painel da Biodiversidade - Segundo Seminário.Manutenção da Agrobiodiversidade entre os Povos Indígenas no Nordeste: caso do povo Pataxó (BA) e Potiguara (PB). 2016. (Seminário).

11.
Whose? Reading "the technosphere" and the "anthropocene" from Africa. 2016. (Simpósio).

12.
Academic Hour series, Contemporary Ethnography presents: Eben Kirksey (University of New South Wales): ?Ontological Amphibians?. 2015. (Outra).

13.
Academic hour with thom Van Dooren: BANKING THE FOREST: LOSS, HOPE AND CARE IN HAWAIIAN CONSERVATION. 2015. (Outra).

14.
AURA Lab with Natahsa Finj: How observational filmmaking can be used as a tool in multispecies ethnography. 2015. (Outra).

15.
AURA Slow Seminar: Anthropocene Beginnings? or Chronotopes of the Anthropocene (with Nils Bubandt). 2015. (Outra).

16.
AURA Slow Seminar: Climax, Succession, Alternate Stable States: theories and practices of change in ecologilogy. 2015. (Outra).

17.
AURA Slow Seminar: how much diversity, contingency and contradiction can we manage? (. 2015. (Outra).

18.
AURA Slow Seminar: Readings on Niche Construction and Plant Communication (Andrew Mathews, University Calofornia Santa Cruz). 2015. (Outra).

19.
AURA Slow Seminar - Elizabeth Kolbert?s The Sixth Extinction: An Unnatural History (Anna Tsing).. 2015. (Outra).

20.
AURA Slow Seminar - moving through the landscape. 2015. (Seminário).

21.
Beyond Perception 15.Walking through the lines: the art of storytelling more-than-human landscapes in Monte Pascoal, Brazil. 2015. (Simpósio).

22.
CAOS Inaugural Conference: Anthropological Visions of Sustainable Futures. 2015. (Outra).

23.
EnergyScapes: Making Air, Land, and Sea Environments/Energy Futures Seminar with David Turnbull and Lucy Suchman. 2015. (Seminário).

24.
Future Lectures: Domestication of fire, plants, animals and....us (James Scott). 2015. (Outra).

25.
MEGA SEMINAR 2015 GENRES - MODES OF ETHNOGRAPHY IN THE 21 ST CENTURY.Enacted landscapes: practices, ontologies and misunderstandings in ethnocartographic encounters. 2015. (Seminário).

26.
Poscolonial Nature Seminar. 2015. (Seminário).

27.
Poscolonial Nature Workshop (with Lesley Green, Itty Abraham, Shiho Satsuka, Marcos Lopez, Paulla Ebron, Anna Tsing, HEather Sanson). 2015. (Oficina).

28.
Storying lively worlds: Anthropology of the more-than-human.Human-Manioc entangled: simpoiesis against domestication. 2015. (Oficina).

29.
The Human Condition - Reinventing Philosophical Anthropology. 2015. (Seminário).

30.
Workshop with John Law (AURA Project). 2015. (Oficina).

31.
X Simposio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia.GT Ecologia Política. 2014. (Simpósio).

32.
X Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia.Patrimônio biocultural: instrumentos jurídicos e ferramentas politicas. 2014. (Simpósio).

33.
IV Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia.Malhas cartográficas: técnica, conhecimento e cosmopolítica do ato de mapear territórios indígenas. 2013. (Outra).

34.
IV Reunião Equatoriald e Antropologia e XIII Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste. Os (des) caminhos do etnomapeamento junto aos Potiguara (PB). 2013. (Congresso).

35.
Kãdawê Nuhãtê Pataxó: Conferência de Caciques e Lideranças Pataxó. 2013. (Outra).

36.
Museu do Indio - Documentando Culturas. 2013. (Oficina).

37.
Produção Cultural e Povos Indigenas. 2013. (Simpósio).

38.
V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. Cosmografias de um aldeamento: notas sobre os Pataxó e os processos territoriais em torno da aldeia Bom Jardim (1861). 2013. (Congresso).

39.
VI Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia.Coordenador ST2 A ecologia política das paisagens mais-que-humanas: etnografias, engajamentos e práticas de conhecimento. 2013. (Outra).

40.
Workshop Políticas de Reconhecimento e Sobreposições territoriais.Sobreposição entre Parques Nacionais e Territórios Pataxó. 2013. (Oficina).

41.
13th Congress of the International Society of Ethnobiology. Social ecological network and circulation os agrobiodiversity in lower Rio Negro. 2012. (Congresso).

42.
28ª Reunião Brasileira de Antropologia (RBA) ?Desafios Antropológicos Contemporâneos?.A construção da paisagem pelos Potiguara: do habitar cotidiano à ecologia política. 2012. (Encontro).

43.
Arqueologia, Memória e História Indígena. 2012. (Simpósio).

44.
III Simpósio de Pesca, Turismo e Meio Ambiente. 2012. (Simpósio).

45.
Outros Mapas: Cartografia e Pesquisa social.Etnomapeamento em territórios indígenas no Nordeste. 2012. (Seminário).

46.
Reunião dos Pesquisadores do PACTA.Paisagem entre os Pataxó: potenciais da pesquisa antropológica. 2012. (Oficina).

47.
III Reunião Equatorial de Antropologia e XII Encontro de Antropólogos do Norte/Nordeste.Redes e Interculturalidade no Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro (Expositor na Mesa Redonda: Unidades de Conservação e Diálogos Com Populações Tradicionais. 2011. (Encontro).

48.
Oficina do GATI (Gestão Ambiental e Territorial das Terras Indígenas).Experiências de Gestão Territorial Intercultural de Terras Indígenas no Nordeste. 2011. (Oficina).

49.
Simpósio Nordestino de Etnobiologia e Etnoecologia.Os desafios da gestão territorial e ambiental das terras indígenas. 2011. (Simpósio).

50.
II Oficina-capacitação em Gestão de Mosaicos de Áreas Protegidas.Sustentabilidade dos mosaicos: mobilização de redes, parcerias e recursos. 2010. (Oficina).

51.
VI Seminário da Cooperação Franco Brasileira de Áreas Protegidas.Lançamento do Livro: Mosaico de Áreas Protegidas. 2010. (Seminário).

52.
Workshop "Indicadores de Sustentabilidade de Unidades de Conservação da Amazônia Brasileira.Moderador do Grupo "Identidade Cultural". 2010. (Oficina).

53.
3 Rencontres de la Coopération Décentralisée.Participação no Atelier "La dimension sociale et culturelle du développement durable". 2009. (Encontro).

54.
Encontro sobre resultados e aprendizados da cooperação Brasil França para a gestão ambiental na Amazonia.Mosaico do Baixo Rio Negro. 2009. (Encontro).

55.
Gestión territorial y áreas protegidas: conciliar protección del medio ambiente y desarrolo sustentable.Experiência brasileira de mosaicos. 2009. (Seminário).

56.
Patrimônio cultural e sistemas agrícolas locais. 2009. (Seminário).

57.
Seminário sobre Gestão Territorial para Conservação da Biodiversidade.Moderador do Grupo "Território". 2009. (Seminário).

58.
V Seminário da Cooperação Franco Brasileira de Áreas Protegidas.Coordenador da mesa redonda. 2009. (Seminário).

59.
XI Coloquio Internacional sobre Poder Local - Desenvolvimento e gestão Social de territórios.Território da Sustentabilidade. 2009. (Outra).

60.
Consulta da Sociedade Civil Organizada sobre uma proposta de Monitoramenteo Socioambiental das Unidades de Conservação da Amazônia. 2008. (Oficina).

61.
IV Seminário de mosaicos de áreas protegidas ? cooperação Brasil ? França.Mosaico de Áreas Protegidas do Baixo Rio Negro. 2008. (Seminário).

62.
Conversa com o Autor: Laymert Garcia, Manuela Carneiro da Cunha e Mauro Almeida. 2007. (Outra).

63.
Reunião Amazônica de Agroecologia.Saberes tradicionais sobre quintais agroflorestais no rio Cuieiras, Baixo Rio Negro (Manaus-AM). 2007. (Encontro).

64.
Seminário Mosaico de Áreas Protegidas.Conjunto de áreas protegidas do rio Negro. 2007. (Seminário).

65.
Fórum de Discussão do Programa de Monitoramento da Biodiversidade e Uso dos Recursos Naturais em Unidades de Conservação Estaduais do Amazonas - Pro BUC.Monitoramento. 2006. (Oficina).

66.
VI Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia.Pati, Patizeiro. 2006. (Simpósio).

67.
IV Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. 2004. (Congresso).

68.
Unidades de Conservação e Áreas Protegidas na Implementação da Convenção da Diversidade Biológica. 2004. (Congresso).

69.
XV Encontro Regional de Estudantes de Biologia. 2004. (Encontro).

70.
15º Conselho Nacional dos Estudantes de Biologia. 2003. (Encontro).

71.
I SEESUL - Simpósio de Etnobiologia e Etnoecologia da Região Sul - Aspectos humanos da Biodiversidade.Saberes Tradicionais e Areas Protegidas no Vale do Pati. 2003. (Simpósio).

72.
23º ENEB - Encontro Nacional dos Estudantes de Biologia. 2002. (Encontro).

73.
IV Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia. 2002. (Simpósio).

74.
Reunião do Conselho Nacional dos Estudantes de Biologia. 2002. (Encontro).

75.
XXIII Encontro Nacional de Estudantes de Biologia. 2002. (Encontro).

76.
53ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 2001. (Outra).

77.
III Encontro Nordestino de Educação Ambiental em Áreas de Manguezal. 2001. (Encontro).

78.
I Seminário de Contabilidade Ambiental. 2001. (Seminário).

79.
Seminário dos Finalistas do Concurso Nacional de Projetos Sociais para Estudantes Universitários.Prêmio FENEAD. 2001. (Seminário).

80.
I Encontro Nordestino de Biologia. 2000. (Encontro).

81.
II Congresso Nacional de Meio Ambiente. Ostreicultura Comunitaria no Entorno da Reserva Biológica de Santa Isabel/Sergipe. 2000. (Congresso).

82.
II Semana de Mobilização Científica. 1999. (Outra).

83.
II Encontro Nacional de Ecoturismo no Sul da Bahia. 1998. (Encontro).

84.
IX Festival Internacional de Publicidade do Turismo e Ecologia. 1998. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CARDOSO, T. M.; SILVEIRA, P. C. B. ; ELOY, L. . Convenor of PANEL Anthropology of Protected Areas and Sustainability. 2018. (Congresso).

2.
CARDOSO, T. M.; SILVEIRA, P. C. B. . Coordenador do ST - A ecologia política das paisagens mais-que-humanas: etnografias, engajamentos e práticas de conhecimento. 2017. (Congresso).

3.
CARDOSO, T. M.. Coordenador e Debatedor do GT - Lutas pela terra, politicas indigenas e cosmologias. 2017. (Congresso).

4.
MENDES, A. B. ; CARDOSO, T. M. . Coordenador GT - Ecologia Politica. 2014. (Congresso).

5.
COLETIVO, ; CARDOSO, T. M. . Jornadas Antropológicas do PPGAS-UFSC 2013. 2013. (Congresso).

6.
CARDOSO, T. M.; IORIS, E. . Coordenação do Ateliê de Pesquisa: 'Territórios, Ambientes e Saberes',. 2013. (Congresso).

7.
CARDOSO, T. M.; BARBOSA, G. C. ; BUTI, R. ; DEVOS, R. . Coordenação do Fórum de Leitura: 'Antropologia, Cartografia e Afins',. 2013. (Congresso).

8.
BARRETO FILHO, H. T. ; CARDOSO, T. M. . GT: Paisagens, Territorialidades e Cartografias: elementos para pensar a gestão territorial e ambiental em terras indigenas. 2013. (Congresso).

9.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. ; ZINGRA, A.F.C. . Oficina-capacitação de Gestão de Mosaicos de Áreas Protegidas. 2010. (Outro).

10.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. ; ZINGRA, A.F.C. . II Oficina-Capacitação em Gestão de Mosaicos de Áreas Protegidas. 2010. (Outro).

11.
CARDOSO, T. M.; Rehder, T. ; Delelis, C. . Oficina Identidade territorial e valorizacao de produtos e serviços: enfoque em mosaicos de áreas protegidas. 2009. (Outro).

12.
COLETIVO, ; CARDOSO, T. M. . II Encontro Ecológico e Cultural da Chapada Diamantina. 2002. (Outro).

13.
COLETIVO, ; CARDOSO, T. M. . I Encontro Ecológico e Cultural na Chapada Diamantina. 2001. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Graziane Santos Amorim. Desafios e proposições para a integração das dimensões sociais e ambientais nos Projetos de Trabalho Social da Coordenação Social da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade. (Orientador).

2.
Maria Eduarda Sampaio da Cunha. Concessão de serviços públicos como instrumento de inclusão social em unidades de conservação. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade. (Orientador).

3.
Helder Rocha da Conceição. Agrobiodiversidade e segurança alimentar nos quintais agroflorestais no Baixo Sul da Bahia.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade. (Orientador).

4.
Patrícia Lima Caldas. Plantas alimenticias não convencionais em comunidades de Maraú - Bahia. Início: 2015. Dissertação (Mestrado profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Erilsa Braz. História da Demarcação do Território Pataxó. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Formação Intercultural Para Educadores Indígenas) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Maria Helena Ortolan Matos. Das flechas às palavras escritas: uma análise das cartas Munduruku no processo de resistência às hidrelétricas e na lula pela demarcação'. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, . Coorientador: Thiago Mota Cardoso.

2.
André Moreira. Indicadores de desenvolvimento no Médio Rio Negro a partir de uma visão do Sistema Agrícola. 2015. Dissertação (Mestrado em MBA em Negócios Sustentáveis) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, . Orientador: Thiago Mota Cardoso.

3.
Juliana Santos Rocha. Plantas Medicionais do Sul da Bahia. 2015. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, . Orientador: Thiago Mota Cardoso.

4.
Krishna de Castro. Cirandando na praça!?Sarau Serra Viva como mobilizador da gestão socioambiental da Vila de Serra Grande. 2014. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, . Orientador: Thiago Mota Cardoso.

5.
Sidney Novoa Sheppard. Vulnerabilidade e adaptação às mudanças climáticas: caso da comunidade indígena Gastabala, Ucaialy, Peru. 2012. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, . Orientador: Thiago Mota Cardoso.

6.
Sefora Tognolo de Aguilar. Moinho de saberes: etnobotânica, educação e videodocumentário junto a moradores do bairro Moinho, Nazaré Paulista-SP. 2012. Dissertação (Mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade) - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, . Orientador: Thiago Mota Cardoso.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Rafael Illenseer. Ensaio sobre Mosaicos de Áreas Protegidas: dois cenários indígenas ? os Deni e os Enawene Nawe. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Indigenismo) - Universidade Positivo. Orientador: Thiago Mota Cardoso.

Orientações de outra natureza
1.
Caroline Oliveira. Levantamento Etnobotânico de Quintais Agroflorestais no Rio Cuieiras, Baixo Rio Negro, Amazonas. 2006. Orientação de outra natureza - IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, Fundo Nacional do Meio Ambiente. Orientador: Thiago Mota Cardoso.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
CARDOSO, T. M.. Abordagens participativas na gestão territorial e ambiental de terras indigenas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CARDOSO, T. M.. Introdução a Fotografia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CARDOSO, T. M.. Fotograifia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CARDOSO, T. M.; FRANCO, M. G. ; PINHEIRO, M. . Formação de Agentes Agroecológicos e Agroflorestais. 2011. .

5.
CARDOSO, T. M.; ILLENSEER, R. ; KURIHARA, L. P. . Formação de Gestores do Mosaico do Baixo Rio Negro. 2009. .

6.
CARDOSO, T. M.; KURIHARA, L. P. ; SEMEGHINI, M. G. ; MENEZES, M. . Educação Agroflorestal. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
CARDOSO, T. M.. Apoio no curso de Permacultura. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
CARDOSO, T. M.; MALHEIROS, H. Z. . Introdução a Sistema de Informação Geográfica. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
CARDOSO, T. M.. Elaboração de projetos para povos indigenas. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
CARDOSO, T. M.; FRANCO, M. G. ; PINHEIRO, M. . Intercâmbio Agroflorestal na Cooperafloresta. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
CARDOSO, T. M.; PARRA, L. B. . Orientações Básicas para os Estudos de Natureza Fundiária ? primeira etapa do processo demarcatório de terras indígenas. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual).

2.
BANDEIRA, F. P. ; CARDOSO, T. M. ; MODERCIN, I. F. ; FERREIRA, O. S. ; SANTOS, M. N. C. A. . ?Assim contam os mais velhos?: resultados e experiências da formação intercultural de pesquisadores Pataxó em Gestão Ambiental e Territorial. 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ExtensãoeConhecimentoIndígena).

3.
BANDEIRA, F. P. ; CARDOSO, T. M. ; LOBAO, J. ; MODERCIN, I. F. . Trajetos, trilhas e movimentos: métodos de mapeamento participativo da paisagem e na análise dos conflitos socioambientais (no prelo). 2014. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Extensãoeeducaçãosocioambiental).



Outras informações relevantes


Aprovado e habilitado no Concurso Público de Provas e Títulos, para Magistério Superior, Classe
Assistente I, Área de Conhecimento: Gestão Ambiental. Edital 05.2011 da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
Data: 21/01/2011

Aprovado e habilitado no Concurso Público de Provas e Títulos, para Magistério Superior, Classe
Assistente I, Área de Conhecimento: Etnobiologia, ambiente e educação. Edital 02.2010 da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Data: 16/08/2010

Aprovado e habilitado no Concurso Público de Provas e Títulos, para Magistério Superior, Classe
Adjunto A, Área de Conhecimento: Antropologia/Campo Das Humanidades. Edital 26/2017 da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFBA). Data: 19/01/2018

Aprovado e habilitado no Concurso Público de Provas e Títulos, para Magistério Superior, Classe
Adjunto A, Área de Conhecimento: Ciências Sociais. Edital 227/2017 do Departamento de Teoria e Fundamentos (Faculdade de Educação), Universidade de Brasília. Data: 14/06/2018

Sócio da Associação Brasileira de Antropologia _ABA

Sócio da Associação Portuguesa de Antropologia _APA

Foi Discente na Comissao de Gestao do PPGAS da UFSC

Colaborador no artigo "Less Than One But More Than Many: Anthropocene as Science Fiction and Scholarship-in-the-Making" escrito por
Heather Anne Swanson, Nils Bubandt, and Anna Tsing e publicado no Environment and Society: Advances in Research 6 (2015): 149?166 © Berghahn Books doi:10.3167/ares.2015.060109

Bolsista CAPES-REUNI no Doutorado

Bolsista CAPES-Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior no período no Doutorado Sanduiche (2015)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 21:33:55