Luís César Guimarães Oliva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1240915011966456
  • Última atualização do currículo em 11/10/2018


Possui doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2002). É professor-livre-docente da Universidade de São Paulo e membro do Grupo de Estudos Espinosanos da USP. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia Moderna, atuando principalmente nos seguintes temas: Pascal, Leibniz, Espinosa, século xvii, necessidade, contingência, graça e natureza humana. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luís César Guimarães Oliva
Nome em citações bibliográficas
OLIVA, L. C. G.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas.
Av. Prof. Luciano Gualberto, 315
Cidade Universitária
05508-900 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 30913761
URL da Homepage: http://www.fflch.usp.br


Formação acadêmica/titulação


1997 - 2002
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: As Marcas do sacrifício: um estudo sobre a possibilidade da História em Pascal, Ano de obtenção: 2002.
Orientador: Franklin Leopoldo e Silva.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: condição humana; história; pecado original; século XVII; Pascal.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.
1994 - 1996
Mestrado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: A questão da graça em Blaise Pascal,Ano de Obtenção: 1996.
Orientador: Franklin Leopoldo e Silva.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: século XVII; Pascal; graça; natureza humana.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação Superior.


Pós-doutorado e Livre-docência


2013
Livre-docência.
Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, FFLCH-USP, Brasil.
Título: Existência e Eternidade em Leibniz e Espinosa, Ano de obtenção: 2013.
Palavras-chave: Espinosa; eternidade; existência; contingência; Leibniz.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
2011 - 2011
Pós-Doutorado.
Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, UP1, França.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2002 - 2003
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor doutor, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

10/2003 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, .

08/2003 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Filosofia Moderna III (A noção de natureza humana em Pascal e seus antecedentes)
Introdução à Filosofia (O método cartesiano nas Regras para a Direção do Espírito)
História da Filosofia Moderna I (Uma introdução à Metafísica de Leibniz)
Filosofia Geral (Pascal crítico de Descartes)

Universidade Ibirapuera, UNIB, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 12

Atividades

03/1997 - 05/1999
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência


Linhas de pesquisa


1.
HIstória da Filosofia Moderna


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Liberdade de opinião e Liberdade da razão em Espinosa
Descrição: Na primeira parte da Ética de Espinosa, a definição de coisa livre apresenta-a como aquela que existe por sua própria natureza e determina-se por si só a agir. Ora, tais características só se aplicam a Deus. Por sua vez, na parte II, é feita uma dura crítica à noção de livre-arbítrio como total indeterminação. Quando tudo parecia nos conduzir à conclusão de que não há liberdade para o homem, Espinosa apresenta uma teoria do homem livre, no final da parte IV, entendendo-o como aquele que se conduz pela razão, ou seja, como causa adequada de suas ações. Finalmente, na parte V, a noção de liberdade é recuperada em um sentido novo, ganhando um elemento de eternidade que parecia faltar na parte IV. Assim vemos como a noção de liberdade passa por um percurso de reformulação no decorrer do livro. Por sua vez, no final do Tratado-teológico-político, é dito que o fim da república é a liberdade, mais precisamente que os homens usem livremente a razão. Sabemos, porém, que a república não é composta de sábios, portanto o TTP não pode estar se referindo à liberdade do sábio, tal como descrita na Ética. Por outro lado, o TTP fala da ?liberdade de pensar o que quiser?, a liberdade de opinião que é saudável na república. O objetivo deste projeto é investigar os sentidos de liberdade na Ética e confrontá-los com o uso do conceito no TTP, verificando se os conceitos de ambas as obras são compatíveis..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Luís César Guimarães Oliva - Coordenador.
2011 - 2015
As ideias de modos inexistentes em Espinosa
Descrição: Na proposição III 7 da Ética, Espinosa diz que a essência de uma coisa é identificada com seu esforço de perseverar na existência. Ao mesmo tempo, na definição 2 da parte II, o filósofo nos diz que pertence à essência de uma coisa aquilo que põe a coisa. Sendo assim, não parece razoável falar, na filosofia espinosana, de essências inexistentes ou separadas de sua existência. Mas então como entender a proposição 8 da parte II, que nos fala de idéias de modos inexistentes? Seria uma maneira de recuperar os possíveis, depois que a parte I nos garantiu que tudo é necessário? O intuito deste projeto é examinar este enigma, que coloca dificuldades para os intérpretes e não parece ter encontrado ainda uma solução definitiva. Para isso, investigaremos os desdobramentos desta proposição, que se dão em partes do texto aparentemente conflitantes: de um lado, a proposição II 8 é invocada no escólio da proposição 11 da parte III, onde se está demonstrando como uma idéia pode ser contrária à nossa mente; de outro, ela tem papel importante na parte V, onde se diz que a mente é eterna e, nesta medida, imune à contrariedade. Por isso cremos que o exame do papel da proposição II 8 na Ética também pode ajudar a esclarecer as relações entre eternidade e duração (que é o terreno da contrariedade) na filosofia de Espinosa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Ruptura e Continuidade: Investigações sobre a relação entre Natureza e História a partir de sua formulação pelo Grande Racionalismo Seiscentista (projeto n. 162-09)
Descrição: O acordo de cooperação e pesquisa congrega os programas de pós-graduação em filosofia da Universidade de São Paulo, Brasil, e da Universidad Nacional de Córdoba, Argentina, por meio dos grupos de pesquisas coordenados pelos professores Marilena de Souza Chaui e Diego Tatián. No Brasil, as atividades são financiadas pela CAPES; na Argentina, pelo MINCYT. O acordo prevê o intercâmbio de doutorandos e pós-doutorandos, bem como a realização de missões de trabalho de professores dos dois países. O projeto de investigação se volta para a elaboração das relações entre Natureza e História na Filosofia do Século XVII buscando não somente as concepções seiscentistas, mas também o legado sobre o qual se apóiam, bem como as críticas e retomadas das formulações dos Seiscentos na filosofia posterior, particularmente na Ilustração Francesa, no Idealismo Alemão e em alguns filósofos contemporâneos, como Nietzsche, Merleau-Ponty, Deleuze e Foucault..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2012
Ruptura e continuidade: investigação sobre as relações entre natureza e história a partir de sua formulação pelo Grande Racionalismo seiscentista
Descrição: Sumário Ruptura e Continuidade: Investigações sobre a relação entre Natureza e História a partir de sua formulação pelo Grande Racionalismo Seiscentista. O projeto se volta para a elaboração das relações entre Natureza e História na Filosofia do Século XVII buscando não somente as concepções seiscentistas, mas também o legado sobre o qual se apóiam, bem como as críticas e retomadas das formulações dos Seiscentos na filosofia posterior, particularmente na Ilustração Francesa, no Idealismo Alemão e em alguns filósofos contemporâneos, como Nietzsche, Merleau-Ponty, Deleuze e Foucault. O ponto de partida serão as formulações renascentistas dos florentinos e dos juristas franceses, sua presença e modificações nas obras de Bacon, Espinosa, Pascal e Leibniz. O primeiro contraponto, em que a ruptura se apresenta superior à continuidade, será feito com a obra de Vico, que anuncia os trabalhos da Ilustração Francesa. Da Renascença à Ilustração, as relações entre Natureza e História não são tensas: não só a História está inserida na Natureza, como esta, pensada como artefato e artesã, está embebida na História; além disso, a idéia de natureza humana fornece a mediação necessária entre ambas. Tudo muda e a ruptura se torna patente com as obras do Idealismo Alemão, isto é, com a distinção entre Natureza e Cultura, ainda que o Romantismo pretenda retomar sua inseparabilidade, graças a uma nova Filosofia da Natureza. Tomando como referência a análise do Grande Racionalismo, por Merleau-Ponty, suas críticas ao ?fracasso das filosofias dialéticas? e sua hipótese da possibilidade de fundar na Natureza uma nova concepção da História, algumas das pesquisas examinarão o papel dos conceitos de devir e acontecimento nas filosofias de Nietzsche e Deleuze, a ênfase na idéia de descontinuidade temporal, nas primeiras obras de Foucault, e o ressurgimento da determinação natural do histórico em suas últimas obras, dedicadas ao conceito de biopoder..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Capes-Cofecub n. 611/08 Crises e anátemas da modernidade filosófica: Spinoza e Nietzsche como sismos na metafísica da subjetividade
Descrição: Spinoza e Nietzsche representam, cada um a seu modo, pedras de tropeço na marcha triunfal da racionalidade emergente na modernidade, tanto em seu apogeu, quanto no esgotamento de suas virtualidades. O projeto tem como objetivo aprofundar o estudo das relações entre esses dois pensadores, de um ponto de vista historiográfico e conceitual, assim como revisar a contribuição crítica de ambos para pensar os problemas e dilemas de nosso próprio tempo. Trata-se de um convênio Capes-Cofecub envolvendo as seguintes universidades: UFRJ, USP, Unicamp, Université d'Amiens, Université de Reims..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2006
EXPERIÊNCIA E RAZÃO NO PENSAMENTO MODERNO
Descrição: O projeto examina um tema que, atualmente, vem ocupando os pesquisadores do pensamento seiscentista, a saber, a relação entre experiência e razão na formulação da filosofia e da ciência modernas. Para tanto, a pesquisa se distribuirá em três vertentes principais: 1) vertente epistêmica, na qual recusaremos a distinção tradicional entre empirismo e racionalismo no pensamento clássico, uma vez que o racionalismo é a marca do pensamento moderno, a diferença entre ?empiristas? e ?racionalistas? encontrando-se simplesmente no lugar que atribuem à experiência e à razão na fundamentação do conhecimento; 2) vertente ético-política, na qual examinaremos o nascimento do pensamento ético-político moderno a partir do lugar que a experiência passa a ocupar na formulação de uma teoria das ações humanas cuja racionalidade depende, justamente, da relação entre a experiência prática e sua elaboração pela razão; 3) vertente ontológica, na qual examinaremos a relação entre experiência e razão, filosofia e ciência, teoria e prática a partir da idéia de infinito positivo ou de infinito atual..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2000 - Atual
Periódico: Cadernos Espinosanos (USP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia/Especialidade: História da Filosofia Moderna.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Latim
Lê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
OLIVA, L. C. G.2018OLIVA, L. C. G.; XAVIER, H. P. . Clarice e Espinosa: batidas (des)ordenadas entre dois corações). Santa Barbara Portuguese Studies, v. 2, p. 1, 2018.

2.
OLIVA, L. C. G.2018OLIVA, L. C. G.. O Conatus em Descartes, Hobbes e Espinosa. DOIS PONTOS (UFPR), v. 15, p. 61-77, 2018.

3.
OLIVA, L. C. G.2017OLIVA, L. C. G.. ?CHAUI E O MODELO DA NATUREZA HUMANA NA ÉTICA DE ESPINOSA?. CADERNOS ESPINOSANOS (USP), v. 36, p. 20-40, 2017.

4.
OLIVA, L. C. G.2015OLIVA, L. C. G.. ?Corrupção humana e justiça em Pascal?. Cadernos Espinosanos (USP), v. 33, p. 75-93, 2015.

5.
OLIVA, L. C. G.2015OLIVA, L. C. G.. Causalidade e necessidade na ontologia de Espinosa. Discurso - Departamento de Filosofia da FFLCH DA USP, v. 45 /2, p. 249-272, 2015.

6.
OLIVA, L. C. G.2014OLIVA, L. C. G.. Contemplação e medida dos afetos na Ética IV. Cadernos Espinosanos (USP), v. 31, p. 11-27, 2014.

7.
OLIVA, L. C. G.2014OLIVA, L. C. G.. Despertando do sonho: a refutação experimental do império da mente sobre o corpo. Revista Conatus (UECE. Online), v. 8, p. 77-86, 2014.

8.
OLIVA, L. C. G.2012OLIVA, L. C. G.. A noção de graça em Blaise Pascal. Cadernos Espinosanos (USP), v. 26, p. 25-46, 2012.

9.
OLIVA, L. C. G.2011OLIVA, L. C. G.. Da independência dos atributos à ordenação das coisas. Revista Conatus (UECE. Impresso), v. 5, p. 75-81, 2011.

10.
OLIVA, L. C. G.2009OLIVA, L. C. G.. O problema da incompossibilidade em Leibniz. O Que nos Faz Pensar (PUCRJ), v. 26, p. 133-144, 2009.

11.
OLIVA, L. C. G.2008OLIVA, L. C. G.. Apontamentos sobre a moral em Descartes. Bioethikós (Centro Universitário São Camilo), v. 2, p. 163-176, 2008.

12.
OLIVA, L. C. G.2008OLIVA, L. C. G.. A noção de contemplação no livro II da Ética de Espinosa. Cadernos Espinosanos (USP), v. XIX, p. 47-64, 2008.

13.
OLIVA, L. C. G.2007OLIVA, L. C. G.. Vontade divina e contingência na correspondência Leibniz-Arnauld. Síntese (Belo Horizonte), v. 34, p. 101-114, 2007.

14.
OLIVA, L. C. G.2006OLIVA, L. C. G.. Antecedentes filosóficos e teológicos do conceito pascaliano de natureza humana. Kriterion, v. 47, p. 367-408, 2006.

15.
OLIVA, L. C. G.2006OLIVA, L. C. G.. Bondade divina e contingência em Leibniz. Cadernos Espinosanos (USP), v. XV, p. 59-86, 2006.

16.
OLIVA, L. C. G.2005OLIVA, L. C. G.. Fenômeno e Corporalidade em Leibniz. Dois Pontos (UFPR), Curitiba, v. 2, n.1, p. 83-99, 2005.

17.
OLIVA, L. C. G.2004OLIVA, L. C. G.. O Conhecimento em Pascal. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. 11, p. 111-122, 2004.

18.
OLIVA, L. C. G.2004OLIVA, L. C. G.. Algumas considerações sobre o conceito de Forma em Bacon. Cadernos de História e Filosofia da Ciência (UNICAMP), Campinas-SP, v. 13, n.n.1, p. 33-44, 2004.

19.
OLIVA, L. C. G.2004OLIVA, L. C. G.. A história como sacrifício em Blaise Pascal. Kriterion (UFMG. Impresso), Belo Horizonte-MG, v. XLV, n.109, p. 7-31, 2004.

20.
OLIVA, L. C. G.2002OLIVA, L. C. G.. Graça e Livre Arbítrio em Blaise Pascal. Cadernos de História e Filosofia da Ciência (UNICAMP), campinas-sp, v. 12, n.1-2, p. 327-338, 2002.

21.
OLIVA, L. C. G.2001OLIVA, L. C. G.. Profecia e Contemporaneidade na História pascaliana. Cadernos de História e Filosofia da Ciência (UNICAMP), Campinas-sp, v. 11, n.1, p. 45-62, 2001.

22.
OLIVA, L. C. G.2000 OLIVA, L. C. G.. O homem e a temporalidade em Pascal. Kriterion, Belo Horizonte-MG, v. 41, n.101, p. 109-122, 2000.

23.
OLIVA, L. C. G.1998OLIVA, L. C. G.. A natureza em Pascal. Kriterion, Belo Horizonte-mg, v. 39, n.97, p. 203-211, 1998.

24.
OLIVA, L. C. G.1998OLIVA, L. C. G.. A Verdade em Blaise Pascal. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. 4, p. 41-54, 1998.

25.
OLIVA, L. C. G.1997OLIVA, L. C. G.. A interpretação das Escrituras em Pascal. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. 2, n.1, p. 79-94, 1997.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BATTISTI, C. (Org.) ; CORREIA, A. (Org.) ; LEIVAS, C. (Org.) ; OLIVA, L. C. G. (Org.) ; FRAGOSO, E. A. R. (Org.) . Filosofia do Século XVII (Coleção XVII Encontro Anpof). 1. ed. São Paulo: ANPOF, 2017. v. 1. 310p .

2.
OLIVA, L. C. G.. Existência e Eternidade em Leibniz e Espinosa. 1. ed. São Paulo: Discurso Editorial, 2016. v. 1. 345p .

3.
OLIVA, L. C. G.; FORLIN, E. (Org.) ; FRAGOSO, E. A. R. (Org.) ; CARVALHO, M. (Org.) . Filosofia do Renascimento e Século XVII (Coleção XVI Encontro Anpof). 1. ed. SÃO PAULO: Anpof, 2015. v. 1. 535p .

4.
OLIVA, L. C. G.. O mal. 1. ed. SÃO PAULO: Discurso/Barcarolla, 2013. v. 1. 140p .

5.
OLIVA, L. C. G.. A existência e a morte. 1. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2012. v. 1. 81p .

6.
Carvalho, André Martins (Org.) ; SANTIAGO, H. (Org.) ; OLIVA, L. C. G. (Org.) . As ilusões do eu: Spinoza e Nietzsche. 1. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. v. 1. 573p .

7.
OLIVA, L. C. G.. Necessidade e contingência na modernidade. 1. ed. São Paulo: barcarolla, 2009. 296p .

8.
OLIVA, L. C. G.. As marcas do sacrifício. Um estudo sobre a possibilidade da História em Pascal. São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2004. v. 1. 207p .

Capítulos de livros publicados
1.
OLIVA, L. C. G.. Afetividade e Amor erga Deum na parte V da Ética. In: Becker, R. C.; Fragoso, E; Itokazu, E.; Guimaraens, F.; Rocha, M.. (Org.). Spinoza e Nós. Segundo Volume: Spinoza atual/inatual.. 1ed.Rio de Janeiro: Ed. Puc-rio, 2017, v. 2, p. 128-139.

2.
OLIVA, L. C. G.. Amor próprio e Sociedade em Pascal. In: Antônio Carlos dos Santos. (Org.). Tempo, História e Sociedade. 1ed.São Paulo: Humanitas, 2016, v. , p. 145-162.

3.
OLIVA, L. C. G.. Pascal crítico de Descartes. In: Carvalho, M.; Leivas, C.; Fragoso, E.; Forlin, E.; Oliva, L.C.. (Org.). Filosofia do Renascimento e Século XVII (Coleção XVI Encontro Anpof). 1ed.SÃO PAULO: Anpof, 2015, v. , p. 376-384.

4.
OLIVA, L. C. G.. Spinoza e as Américas. In: Grasset, B.; Fragoso, E; Itokazu, E.; Guimaraens, F.; Rocha, M.. (Org.). Contrariedade, afetividade e morte em Spinoza. 758ed.Fortaleza: Eduece, 2014, v. 1, p. 277-286.

5.
OLIVA, L. C. G.. Geometria e Linguagem na ciência hobbesiana. In: Pereira Filho, A.J.; Balieiro, M. (orgs.). (Org.). História e Política no Pensamento Moderno. 1ed.Porto Alegre: Redes, 2013, v. , p. 63-74.

6.
OLIVA, L. C. G.. Do conhecimento de si à contemplação de si próprio. In: Carvalho, Martins A.; Santiago, H.; Oliva, L.C.. (Org.). As ilusões do eu: Spinoza e Nietzsche. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011, v. 1, p. 367-390.

7.
OLIVA, L. C. G.. Observações iniciais sobre a idéia de modo inexistente em Espinosa. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza. Séptimo coloquio. Cordoba (Arg.): Editorial Brujas, 2011, v. , p. 105-111.

8.
OLIVA, L. C. G.. Mal, vontade e moralidade em Leibniz. In: Rocha Fragoso, E. ; Costa, R. da. (Org.). Ética e subjetividade. Fortaleza: Ed. UECE, 2011, v. , p. 141-164.

9.
OLIVA, L. C. G.. Contingência e existência em Leibniz. In: Luís César Oliva. (Org.). Necessidade e contingência na modernidade. São Paulo: barcarolla, 2009, v. , p. 85-104.

10.
OLIVA, L. C. G.; TATIAN, D. ; Reijen, M. . A noção de contemplação na Ética III. In: Diego Tatián. (Org.). Spinoza. Quinto Coloquio. 1ed.Córdoba: Editorial Brujas, 2009, v. , p. 315-324.

11.
OLIVA, L. C. G.. A História e a Crítica do Progresso em Pascal. In: Antônio Carlos dos Santos. (Org.). Variações Filosóficas: entre a Ética e a Política. Aracaju: Universidade Federal de Sergipe, 2004, v. , p. 53-86.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
OLIVA, L. C. G.; SOUZA, M. G. ; SANTIAGO, H. ; CARDOSO, S. ; PINHEIRO, P. S. ; BIGNOTTO, N. . Um frágil diagnóstico sobre Marilena Chaui e as esquerdas. Cult, São paulo, p. 68 - 71, 01 nov. 2016.

2.
OLIVA, L. C. G.. A Universalidade da Razão e o Método cartesiano. Cult, São Paulo, p. 34 - 34, 01 mar. 2003.

3.
OLIVA, L. C. G.. A questão do divertimento em Pascal. Cult, São Paulo, p. 30 - 30, 01 fev. 2003.

4.
OLIVA, L. C. G.. A condição humana segundo Pascal. Cult, São Paulo, p. 50 - 51, 01 dez. 2002.

5.
OLIVA, L. C. G.. O século XVII e o progresso. Cult, São Paulo, p. 32 - 33, 01 nov. 2002.

6.
OLIVA, L. C. G.. A idéia de progresso. Cult, São Paulo, p. 17 - 17, 01 out. 2002.

7.
OLIVA, L. C. G.. Espinosa e a crítica do finalismo. Cult, São Paulo, p. 47 - 47, 01 set. 2002.

8.
OLIVA, L. C. G.. Espinosa e a causalidade. Cult, São Paulo, p. 7 - 7, 01 ago. 2002.

9.
OLIVA, L. C. G.. Aristóteles e a questão da causalidade. Cult, São Paulo, p. 24 - 24, 01 jul. 2002.

10.
OLIVA, L. C. G.. Bacon e a modernidade. Cult, São Paulo, p. 33 - 33, 01 jun. 2002.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
OLIVA, L. C. G.. Leibniz: da noção completa à mônada. In: II Simpósio de Filosofia: Ciência e Modernidade, 2007, maringá-PR. Anais do II Simpósio de Filosofia: Ciência e Modernidade. maringá - PR: Universidade Estadual de Maringá, 2007. p. 18-28.

Apresentações de Trabalho
1.
OLIVA, L. C. G.. Observações sobre a Maria Antônia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
OLIVA, L. C. G.; XAVIER, H. P. . Clarice e Espinosa: batidas (des)ordenadas entre dois corações. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
OLIVA, L. C. G.. - ?Marilena Chaui e o múltiplo simultâneo na Ética de Espinosa?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
OLIVA, L. C. G.. A Aposta. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
OLIVA, L. C. G.. Références spinozistes chez Clarice Lispector. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
OLIVA, L. C. G.. De no pensar en la muerte a no temer a la muerte en Spinoza. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
OLIVA, L. C. G.. De não pensar na morte a não temer a morte. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
OLIVA, L. C. G.. Espinosa e a Afetividade Humana. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
OLIVA, L. C. G.. Introdução à filosofia de Espinosa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
OLIVA, L. C. G.. Corrupção Humana e Justiça em Pascal. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
OLIVA, L. C. G.. O lugar da singularidade na Ética de Espinosa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
OLIVA, L. C. G.. Os dois infinitos em Pascal. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
OLIVA, L. C. G.. Corrupção humana e justiça em Pascal. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
OLIVA, L. C. G.. - ?Amor próprio e sociedade em Pascal?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
OLIVA, L. C. G.. Despertando do sonho: a refutação experimental do império da mente sobre o corpo em Espinosa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
OLIVA, L. C. G.. A temática da Natureza e da Graça no pensamento de Pascal. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
OLIVA, L. C. G.. Pascal entre o infinito e o nada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
OLIVA, L. C. G.. - ?Contrariedade e afetividade em Espinosa?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
OLIVA, L. C. G.. A filosofia de Descartes. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
OLIVA, L. C. G.. Pascal crítico de Descartes. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
OLIVA, L. C. G.. Afetividade e Amor erga Deum na parte V da Ética. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
OLIVA, L. C. G.. O conatus em Descartes, Hobbes e Espinosa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
OLIVA, L. C. G.. Liberdade e Moralidade em Leibniz. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
OLIVA, L. C. G.. O Mal no pensamento moderno. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
OLIVA, L. C. G.. Contrariedade e afetividade em Espinosa. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
OLIVA, L. C. G.. Espinosa e o problema do suicídio. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
OLIVA, L. C. G.. L´idée de mode non existant chez Spinoza. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
OLIVA, L. C. G.. as ideias de modos inexistentes em Spinoza. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
OLIVA, L. C. G.. Contemplação e imaginação na Ética de Espinosa. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
OLIVA, L. C. G.. Da independência dos atributos à ordem das coisas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
OLIVA, L. C. G.. O conceito de contemplação na Ética de Espinosa. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
OLIVA, L. C. G.. A noção de contemplação no livro III da Ética. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
OLIVA, L. C. G.. Leibniz: da noção completa à mônada. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
OLIVA, L. C. G.. O problema da icompossibilidade em Leibniz. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
OLIVA, L. C. G.. Leibniz: Da noção completa à mônada. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
OLIVA, L. C. G.. Amor a Deus e satisfação em Leibniz. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
OLIVA, L. C. G.. O problema da incompossibilidade em Leibniz. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
OLIVA, L. C. G.. O problema da natureza humana em Hume e Pascal. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
OLIVA, L. C. G.. Vontade divina e criação em Leibniz. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
OLIVA, L. C. G.. A História e a crítica do Progresso em Pascal. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
OLIVA, L. C. G.. Fenômeno e corporalidade em Leibniz. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
OLIVA, L. C. G.. criação e contingência em Leibniz. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
OLIVA, L. C. G.. A questão da existência em Leibniz. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
OLIVA, L. C. G.. Filosofia e Modernidade. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
OLIVA, L. C. G.. Graça e Livre Arbítrio em Pascal. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
OLIVA, L. C. G.. A noção de contemporaneidade da história em Pascal. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
OLIVA, L. C. G.. Dor , Corpo e Morte na correspondência pascaliana. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

48.
OLIVA, L. C. G.. A Verdade em Blaise Pascal. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

49.
OLIVA, L. C. G.. sobre a possibilidade da História em Pascal. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

50.
OLIVA, L. C. G.. A Natureza em Pascal. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

51.
OLIVA, L. C. G.. O livre arbítrio em Pascal. 1994. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

52.
OLIVA, L. C. G.. O Livre Arbítrio em Pascal. 1994. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
OLIVA, L. C. G.. Leibniz e Hobbes: Causalidade e princípio de razão suficiente.. São Paulo: Edusp, 2017 (orelha do livro de Celi Hirata).

2.
OLIVA, L. C. G.. Dez lições sobre Pascal. Petrópolis: Vozes, 2017 (Orelha para o livro de Ricardo Mantovani).

3.
OLIVA, L. C. G.. Do Espírito Geométrico e Da Arte de Persuadir. belo Horizonte: Autêntica, 2017 (revisão técnica de tradução).

4.
OLIVA, L. C. G.. ?Seguindo os passos da alegria?. São Paulo, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

5.
OLIVA, L. C. G.. Descartes segundo a ordem das razões (M. Gueroult). São Paulo: Discurso Editorial, 2016 (revisão técnica de tradução).

6.
OLIVA, L. C. G.. Nos laços da trama. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

7.
OLIVA, L. C. G.. Do choque à sedução. São Paulo, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

8.
OLIVA, L. C. G.. Ética de Espinosa. São Paulo: Edusp, 2015 (revisão técnica de tradução).

9.
OLIVA, L. C. G.. Um trabalho espinosano (introdução à tradução da Ética de Espinosa. SÃO PAULO, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

10.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H. . Princípios da Filosofia Cartesiana e Pensamentos Metafísicos. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. (Tradução/Livro).

11.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M. ; ROCHA, A. M. ; REZENDE, C. N. ; SANTIAGO, H. ; OUTROS, E. . Ética. SÃO PAULO: Edusp, 2015. (Tradução/Livro).

12.
OLIVA, L. C. G.; FRAGOSO, E. A. R. . breve tratado de Deus, do homem e do seu bem-estar. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. (Tradução/Livro).

13.
OLIVA, L. C. G.; Ferreira de Paula, M. . A unidade do corpo e da mente: afetos, ações e paixões em Espinosa.. São Paulo: Autêntica, 2011. (Tradução/Livro).

14.
OLIVA, L. C. G.. A potência da imaginação em Spinoza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. (Tradução/Artigo).

15.
OLIVA, L. C. G.. Do eu ao si: a refundação da interioridade em Spinoza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
OLIVA, L. C. G.. Parecer ad hoc para Publications de la Sorbonne. 2018.

2.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para a Comissão de Pesquisa da FE (USP). 2018.

3.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Revista Primeiros Escritos. 2017.

4.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Revista Trágica. 2017.

5.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2017.

6.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Cadernos espinosanos. 2017.

7.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para revista Primeiros Escritos. 2017.

8.
OLIVA, L. C. G.. parecerista para Cadernos PET (UFPR). 2016.

9.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Revista Ipseitas (UFSCAR). 2016.

10.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Fapesp. 2015.

11.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2015.

12.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Fapesp. 2014.

13.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Kinesis. 2013.

14.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2013.

15.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2011.

16.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2011.

17.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para CAPES. 2011.

18.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Trans/Form/Ação. 2010.

19.
OLIVA, L. C. G.. parecer ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2010.

20.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Editora Discurso. 2009.

21.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Cadernos Espinosanos. 2009.

22.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Pro-posições. 2009.

23.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Horizonte. 2008.

24.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Editora da UFBA. 2008.

25.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Trans/Form/Ação. 2007.

26.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Dois Pontos. 2007.

27.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2006.

28.
OLIVA, L. C. G.. parecer sobre projeto de iniciação científica - UFPR. 2006.

29.
OLIVA, L. C. G.. parecerista ad hoc para revista Dois Pontos. 2005.

30.
OLIVA, L. C. G.. parecer sobre projeto de Iniciação Científica - UFPR. 2004.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
OLIVA, L. C. G.. Como nasceu o primeiro sistema de transporte coletivo do mundo. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).


Demais tipos de produção técnica
1.
OLIVA, L. C. G.; ITOKAZU, E. M. . As Paixões e a Política. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
OLIVA, L. C. G.. Pascal entre a Religião e a Política. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OLIVA, L. C. G.; HIRATA, C.; LACERDA, T. M.. Participação em banca de Cristian Vasconcellos Paoletti. O problema da felicidade humana no melhor dos mundos possíveis. 2017. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

2.
OLIVA, L. C. G.; Ferreira de Paula, M.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Rafael dos Santos Monteiro. Unidade entre mente e corpo na experiência afetiva em Espinosa. 2017. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

3.
OLIVA, L. C. G.; MAIA NETO, J. R.; MARCONDES, D.; DUARTE, J. T. A. B.. Participação em banca de Camila Lima de Oliveira. Ceticismo e Reminiscência em Pascal. 2016. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

4.
OLIVA, L. C. G.; SUZUKI, M.; CRUZ, F. O. S. S.. Participação em banca de Dalila Pinheiro da Silva. A imaginação e seus duplos: costume, opinião e fantasia em Pascal. 2016. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

5.
OLIVA, L. C. G.; MENEZES, E.; SANTOS, A. C.. Participação em banca de Maria Lúcia Rizzetto Patrocinio. Progresso e História: Voltaire contra Pascal. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Sergipe.

6.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; REZENDE, C. N.. Participação em banca de Juarez Lopes Rodrigues. Identidade entre idéia e volição: a crítica à imagem do livre-arbítrio em Espinosa. 2014. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

7.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; EVA, L. A. A.. Participação em banca de Ricardo Mantovani. Limites epistemológicos da apologética de Blaise Pascal. 2014. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

8.
BIRCHAL, T. S.; LOPES, R. A.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Thiago Borges de Almeida. As linguagens em Pascal: carne, espírito e caridade. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; AQUINO, J. E. F.. Participação em banca de Anderson Augusto dos Anjos. Divertimento pascaliano: a agitada busca pelo repouso. 2012. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

10.
OLIVA, L. C. G.; LIMONGI, M. I.; FIGUEIREDO, V. B.. Participação em banca de Wilson de Oliveira. A condição humana em Pascal a partir da Noção de Justiça. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Paraná.

11.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; MARQUES, E. R.. Participação em banca de Wilson Alves Sparvoli. A questão das substâncias corporais em Leibniz. 2010. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

12.
OLIVA, L. C. G.; CARDOSO, S.; ARANOVICH, P.. Participação em banca de Sandra da Silva Pires. Ensaios de Montaigne: o jugement e sua forma. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

13.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; Baioni, J. E.. Participação em banca de Celi Hirata. O perspectivismo e o projeto leibniziano de conciliação das filosofias. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; SOUZA, M. G.; PECORA, A.; MACEDO, C. C.. Participação em banca de Fran Alavina. Espinosa leitor de Leão Hebreu. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

2.
CHAUI, M.; OLIVA, L. C. G.; FALBEL, N.; MEZAN, R.; FELDMAN, S. A.. Participação em banca de Alexandre Goes Leone. Infinito, Imanência e Transcendência na Filosofia Judaica Medieval: Hasdai Crescas. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

3.
OLIVA, L. C. G.; SOUZA, M. G.; RAMOS, S. S.; ARANOVICH, P.; ARAUJO, S. X. G.. Participação em banca de Sandra Pires de Toledo Pedroso. O TEMPO DA UTOPIA. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

4.
OLIVA, L. C. G.; REZENDE, C. N.; PERES, D. T.; FERREIRA, G. G.; CAMPOS, M. A.. Participação em banca de Luiz Marcelo Rusmando. O Problema da substância única em Espinosa: da conciliação do múltiplo à unicidade do diverso. Sob a perspectiva do Breve Tratado e da Ética.. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

5.
OLIVA, L. C. G.; VERMEREN, P.; JAQUET, C.; NAVET, G.; MOREAU, P. F.. Participação em banca de Elen Pimentel. La liberté chez Spinoza. 2017. Tese (Doutorado em Philosophie) - Université Paris 8 - Vincennes-Saint-Denis.

6.
OLIVA, L. C. G.; BEZERRA, V. A.; RABOUIN, D.; DESCOTES, D.; ROMMEVAUX, S.. Participação em banca de João Cortese. L?infini en poids, nombre et mesure: la comparaison des incomparables dans l?oeuvre de Blaise Pascal.. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

7.
CHAUI, M.; LEONE, A. G.; ROCHA, M.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Antônio Mario David Siqueira Ferreira. Sui juris, fortunae juris: ensaio sobre a ontologia e a história em Espinosa. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

8.
OLIVA, L. C. G.; FIGUEIREDO, V. B.; LIMONGI, M. I.; BRANDAO, R.; LISBOA, W. B.. Participação em banca de Wilson de Oliveira. Direito e natureza em Pascal. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Paraná.

9.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; SILVA, F. L. E.; PARRAZ, I.; MARTINS, A. V.. Participação em banca de Fábio Cristiano de Moraes. As Razões do Coração: um estudo sobre a centralidade do coração em Pascal. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

10.
LACERDA, T. M.; OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; MARQUES, E. R.; PINHEIRO, U.. Participação em banca de Cristiano Bonneau. Fundamentos para uma Ética em Leibniz. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

11.
OLIVA, L. C. G.; ROCHA, A. M.; REZENDE, C. N.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Fernando Bonadia de Oliveira. Coerência e comunidade em Espinosa. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

12.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; MUNOZ, Y. G.; VALVERDE, A. J. R.. Participação em banca de Luiz Carlos Montans Braga. Trama afetiva da política: uma leitura da filosofia de Espinosa. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

13.
OLIVA, L. C. G.; ANDRADE, E.; PINHEIRO, U.; CHAUI, M.; SILVA, F. L. E.. Participação em banca de Wilson Alves Sparvoli. O Janus Bifronte: um ensaio sobre os limites do racionalismo em Descartes. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

14.
SANTIAGO, H.; CHAUI, M.; OLIVA, L. C. G.; ANDRADE, E.; FORLIN, E.. Participação em banca de Carlos Eduardo Pereira Oliveira. A teoria cartesiana da criação. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

15.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; LACERDA, T. M.; MOREIRA, V. C.; RAMOS, S. S.. Participação em banca de Celi Hirata. Leibniz e Hobbes: causalidade e princípio de razão suficiente. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

16.
PONDE, L. F.; ANDRADE, R. G.; ALTEMEYER JR., F.; VERCOSA FILHO, E. G.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Andrei Venturini Martins. Amor próprio e vazio infinito: uma análise do homem sem Deus em Blaise Pascal. 2011 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

17.
OLIVA, L. C. G.; GONZALES, M. E. Q.; CASS, M. J. R.; SALLES, F. O.. Participação em banca de Patrícia Coradim Sita. Leibniz contra o vazio: a relação entre a teoria das substâncias e o conceito de espaço. 2010. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Carlos.

18.
SOUZA, M. G.; PEREIRA FILHO, A. J.; GUIDO, H.; LIMA, J. E. P.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Sertório de Amorim da Silva Neto. As razões da política: Humanitas e Barbárie em Giambattista Vico. 2010. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

19.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; Carvalho, André Martins; ANDRADE, F. D.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Marcos Ferreira de Paula. Da Alegria à Felicidade. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

20.
SILVA, F. L. E.; SANTOS, L. H. L.; MARQUES, E. R.; MOREIRA, V. C.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Júlio Couto Filho. Leibniz e o labirinto do contínuo. 2005. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
OLIVA, L. C. G.; LACERDA, T. M.; SILVA, F. L. E.. Participação em banca de Sacha Kontic. A percepção em Malebranche. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

2.
OLIVA, L. C. G.; LACERDA, T. M.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Juarez Lopes Rodrigues. O Império da Razão: Liberdade ou Felicidade em Espinosa. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

3.
OLIVA, L. C. G.; SOUZA, M. G.; MARTINS, A. V.. Participação em banca de Ricardo Mantovani. A sociedade em Blaise Pascal. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

4.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; REZENDE, C. N.. Participação em banca de Cátia Cristina Benevenuto de Almeida. Memória e História em Espinosa: uma Física. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

5.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; FALBEL, N.. Participação em banca de Alexandre G. Leone. Infinito, Imanência e Transcendência na Filosofia Judaica Medieval: A crítica de Hasdai Crescas (1340-1411) a Maimônides (1135-1204). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

6.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; CHAUI, M.. Participação em banca de Ravena Olinda. A beatitude suprema, a eternidade da mente e a memória na Ética de Espinosa. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

7.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; BEZERRA, V. A.. Participação em banca de João Fiqueiredo Cortese. A Analogia de desproporção em Pascal. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

8.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Fran de Oliveira Alavina. Espinosa, leitor de Leão Hebreu: um estudo sobre o Breve Tratado.. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

9.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; SANTIAGO, H.. Participação em banca de Antônio David. Cultivar a vida, evitar a morte: Ensaio sobre ontologia, política e história em Espinosa. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

10.
OLIVA, L. C. G.; PISSARRA, M. C. P.; VALVERDE, A. J. R.. Participação em banca de Luiz Carlos Montans Braga. Espinosa e a trama da política. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

11.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; ROCHA, A. M.. Participação em banca de Fernando Bonadia de Oliveira. O conceito de comum na Ética de Espinosa. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

12.
OLIVA, L. C. G.; SOUZA, M. G.; LIMA, J. E. P.. Participação em banca de Liliane Severiano Silva. Vico e defesa dos liames da vida civil: o universo prático da Nuova Scienza.. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

13.
OLIVA, L. C. G.; SILVA, F. L. E.; LACERDA, T. M.. Participação em banca de Celi Hirata. Leibniz e Hobbes: causalidade e princípio de razão suficiente. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

14.
OLIVA, L. C. G.; CHAUI, M.; SILVA, F. L. E.. Participação em banca de Marinê de Souza Pereira. Entre Bergson e Espinosa: eternidade ou duração. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

15.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; CHAUI, M.. Participação em banca de marcos Ferreira de Paula. Da alegria à felicidade. 2008. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

16.
CHAUI, M.; OLIVA, L. C. G.; Baioni, J. E.. Participação em banca de Éricka Marie Itokazu. Tempo, duração e eternidade na filosofia de Espinosa. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

17.
CHAUI, M.; SANTIAGO, H.; OLIVA, L. C. G.. Participação em banca de Sérgio Luiz Persch. Espinosa intérprete das Escrituras. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; BONADIA, F.. Participação em banca de Victor Fiori Augusto. Para além dos preconceitos: as implicações da negação do livre-arbítrio na filosofia política de Espinosa. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

2.
OLIVA, L. C. G.; HIRATA, C.; LACERDA, T. M.. Participação em banca de Chaianne Maria da Silva Faria. Lógica e ontologia: a raiz da contingência em Leibniz. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Livre docência
1.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H.; CHAUI, M.; MATOS, O.; AMANCIO, M.. Quão judaico era o Deus de Espinosa? (livre docência de Fernando Dias Andrade). 2016. Universidade Federal de São Paulo.



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H. ; LACERDA, T. M. . Jornada Espinosa e a Cultura de Língua Portuguesa. 2018. (Congresso).

2.
OLIVA, L. C. G.; MANTOVANI, R. ; CORTESE, J. . Colóquio Pascal. 2017. (Congresso).

3.
OLIVA, L. C. G.. I Jornada de Estudos em homenagem a Marilena Chaui. 2016. (Congresso).

4.
SANTOS, A. C. ; OLIVA, L. C. G. ; BARROS, A. R. . VIII Colóquio Nacional de Filosofia da História. 2015. (Congresso).

5.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H. . I Colóquio Luso-brasileiro Maquiavel- Espinosa. 2013. (Congresso).

6.
OLIVA, L. C. G.; SANTIAGO, H. ; Carvalho, André Martins . II Congresso Internacional Spinoza e Nietzsche. 2009. (Congresso).

7.
OLIVA, L. C. G.; LACERDA, T. M. . Seminário de estudos Leibniz. 2006. (Outro).

8.
OLIVA, L. C. G.. Jornada Leibniziana. 2003. (Outro).

9.
OLIVA, L. C. G.. X Encontro Nacional de Filosofia. 2002. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Douglas Nunes Vieira. O arrependimento em Espinosa. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp. (Orientador).

2.
Victor Fiori Augusto. PARA ALÉM DOS PRECONCEITOS: IMPLICAÇÕES DA NEGAÇÃO DO LIVRE-ARBÍTRIO NA FILOSOFIA POLÍTICA DE ESPINOSA. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Rafael dos Santos Monteiro. A linguagem em Espinosa. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

2.
Ricardo Mantovani. O corpo político em Pascal. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp. (Orientador).

3.
Juarez Lopes Rodrigues. O império da razão e a liberdade em Espinosa. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Cíntia Vieira da Silva. Início: 2017. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp.

Iniciação científica
1.
Gabriel Frizzarin. (A doutrina do erro na filosofia de Espinosa). Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rafael dos Santos Monteiro. Unidade entre mente e corpo na experiência afetiva em Espinosa. 2017. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

2.
Juarez Lopes Rodrigues. Identidade entre idéia e volição: a crítica à imagem do livre-arbítrio em Espinosa. 2014. Dissertação (Mestrado em filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

3.
Ricardo Mantovani. Limites epistemológicos da apologética de Blaise Pascal. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

4.
Ânderson Augusto dos Anjos. Divertimento pascaliano: a agitada busca pelo repouso. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

5.
Fábio Cristiano de Moraes. Blaise Pascal, a ciência diante da incerteza. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

6.
Wilson Alves Sparvoli. A questão das substâncias corporais em Leibniz. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

7.
Celi Hirata. O perspectivismo e o projeto leibniziano de conciliação das filosofias. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

Tese de doutorado
1.
Fran de Oliveira Alavina. Espinosa leitor de Leão Hebreu. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

2.
João Cortese. L?infini en poids, nombre et mesure: la comparaison des incomparables dans l?oeuvre de Blaise Pascal.. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

3.
Fábio Cristiano de Moraes. As Razões do Coração: um estudo sobre a centralidade do coração em Pascal. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

4.
Wilson Alves Sparvoli. O Janus Bifronte: um ensaio sobre os limites do racionalismo em Descartes. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

5.
Celi Hirata. Leibniz e Hobbes: causalidade e princípio de razão suficiente. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Galen Barry. 2016. Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, fulbright. Luís César Guimarães Oliva.

Iniciação científica
1.
Victor Fiori. Os preconceitos comuns na filosofia de Espinosa. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

2.
Leandro Gomes da Silva. Guerra e paz em Espinosa:. 2009. Iniciação Científica - Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas- Usp. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

3.
Juarez Lopes Rodrigues. A doutrina da necessidade de Espinosa. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

4.
Anderson Augusto dos Anjos. Abordagem do tema do Divertimento na filosofia de Blaise Pascal. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

5.
Wilson Sparvoli. A crítica da extensão cartesiana em Leibniz. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

6.
Antônio Felipe Araújo Silva. A relação substancial e a harmonia pré-estabelecida em Leibniz. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.

7.
Braian Sanches Matilde. A idéia de perfeição em Leibniz. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Luís César Guimarães Oliva.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
OLIVA, L. C. G.. A existência e a morte. 1. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2012. v. 1. 81p .


Apresentações de Trabalho
1.
OLIVA, L. C. G.. - ?Contrariedade e afetividade em Espinosa?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


Estágio de pesquisa junto à École Pratique de Hautes Études (Paris), jan-jul. de 2000.
Participou do curso de língua alemã (Oberstufe) junto à Die Neue Schule (Berlin), jan-fev. de 2008.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 24:29:20