Maria Izabel dos Santos Garcia

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7756948203501782
  • Última atualização do currículo em 12/04/2014


Doutorado em antropologia (UFRJ/2011), mestrado em psicologia e práticas sócio-culturais (UERJ/1999), certificação do Exame PROLIBRAS (UFSC-MEC/2009), especialização na área de surdez (PUC-RJ/1989) e graduação em psicologia (FEFACEL/1985). Atualmente é professora adjunta II da UFABC, coordenadora da Escola Preparatória em LIBRAS (EPLIBRAS/UFABC), membro-colaborador da Associação Brasileira de Surdocegos (ABRASC), membro do grupo de pesquisa "Atividades simbólicas e desenvolvimento humano: foco nas pessoas com necessidades especiais e/ou risco social" (CNPq) e membro do Grupo de Estudos Surdos e da Deficiência (NAU/USP). Tem experiência em antropologia urbana, psicologia clínica e institucional. Atua principalmente dentro das seguintes áreas: políticas públicas e acessibilidade, educação bilingüe para Surdos, comunidade/cultura/circuito de Surdos, novas formas de subjetivações, corpo e estigma. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maria Izabel dos Santos Garcia
Nome em citações bibliográficas
GARCIA, M. I. S.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do ABC, Centro de Ciências Naturais e Humanas.
Avenida dos Estados, 5001, sala 616-3
Bangu
09210580 - Santo André, SP - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2011
Doutorado em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Movimento social dos Surdos: interseções, atravessamentos e implicações, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Emerson Alessandro Giumbelli.
Palavras-chave: Políticas de educação de surdos; PROLIBRAS; Movimento social; Comunidades de Surdos; Corpo e deficiência.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana / Especialidade: Comunidades de Surdos.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Tópicos Específicos de Educação.
Setores de atividade: Formação Permanente e Outras Atividades de Ensino, Inclusive Educação À Distância e Educação Especial; Cuidado À Saúde das Populações Humanas.
1996 - 1999
Mestrado em Psicologia e Práticas Sócio-Culturais.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Fala Zé Mudo: aventuras e desventuras de uma trajetória,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Luis Felipe Baêta Neves.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Palavras-chave: surdos; Memória social; História oral; Identidade; Língua; Práticas cotidianas e sociabilidade.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação.
Setores de atividade: Formação Permanente e Outras Atividades de Ensino, Inclusive Educação À Distância e Educação Especial; Outros Setores.
1994 - 1994
Especialização em Metodologia de Invest Relac HIV/AIDS. (Carga Horária: 360h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Título: Prevenção do HIV/AIDS em comunidades de surdos: aspectos culturais e lingüísticos.
Orientador: Elizabeth Moreira dos Santos.
1988 - 1989
Especialização em Atendimento Multidisciplinar ao Def Auditivo. (Carga Horária: 360h).
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Diagnóstico Precoce-Diferencial e o Desenvolvimento da Linguagem.
Orientador: Francisco Amarante.
1985 - 1987
Especialização em Especialização Em Terapia Cognitivo Comportamental.
Espaço Clínica Psicoterápica.
Título: Aspectos facilitadores na relação psicoterápica.
Orientador: Eliane Mary de O Falcone.
1995 - 1995
Aperfeiçoamento em Atualização Em Hiv Aids.
Hospital Pedro Ernesto. Ano de finalização: 1995.
1993 - 1993
Aperfeiçoamento em Capacitação de Multiplicadores Inform sobre AIDS.
Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids. Ano de finalização: 1993.
1981 - 1985
Graduação em Psicologia.
Federação das Faculdades Celso Lisboa, FFCL, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Extensão universitária em Novas Tecnologias e Metodologias para a Educação. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do ABC, UFABC, Brasil.
1993 - 1993
Técnicas de Leitura e Escrita no Sistema Braille.
Instituto Benjamin Constant.
1990 - 1992
Extensão universitária em Lingüística Aplicada à Área Biomédica e Social.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1989 - 1990
Curso de Libras Língua Brasileira de Sinais.
Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Membro de grupo de pesquisa


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Membro do GESD/NAU


Universidade Federal do ABC, UFABC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do EPLIBRAS/UFABC, Carga horária: 24
Outras informações
Este curso é destinado aos Surdos em geral, com Ensino Fundamental (completo) ou Ensino Médio (incompleto ou completo), e tem como objetivo preparar os mesmos para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) que ocorrerá em outubro de 2013. Em junho/2013, o curso foi aprovado pelo CONSUNi como Escola Preparatória em LIBRAS, passando a se denominar EPLIBRAS/UFABC.

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Parecerista de projetos de extensão na UFABC, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto Nível 1, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Associação Brasileira de Surdocegos, ABRASC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Representante da instituição em Nova Friburgo, Carga horária: 10
Outras informações
A instituição tem como objetivo principal melhorar a qualidade de vida das pessoas surdocegas de todas as idades no Brasil, propiciando a oportunidade de desenvolvimento e agregação dos mesmos, a fim de mobilizar a sociedade para os direitos e devers de todos os cidadãos na concretização de valores como respeito e igualdade.


Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos, FENEIS, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Depart de Projetos Sociais, Carga horária: 20

Atividades

6/1993 - 6/1995
Pesquisa e desenvolvimento , Dataprev, Rj.

6/1993 - 6/1995
Serviços técnicos especializados , Departamento de Projetos Sociais, Rj.

Serviço realizado
Recrutamernto, seleção e treinamento de pessoal.
6/1993 - 6/1995
Treinamentos ministrados , Departamento de Projetos Sociais, Rj.

Treinamentos ministrados
Treinamento de Estagiários de Psicologia para atuarem junto à comunidade de surdos

Instituto de Psicologia Clínica Educacional e Profissional, IPCEP, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1989
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40
Outras informações
Acompanhamento de crianças, adolescentes e adultos "excepcionais", facilitadora no processo de aprendizagem de comportamentos básicos (higiene, alimentação etc), orientação à família, participação em estudos de casos e reuniôes técnicas, supervisão e triagem de novos casos.

Atividades

8/1987 - 7/1989
Serviços técnicos especializados , Privado Filantrópico, Botafogo.

Serviço realizado
psicologia aplicada ao atendimento de "excepcionais".

Núcleo de Orientação e Saúde Sexual, NOSS, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultora de projetos, Carga horária: 20
Outras informações
Consultora dos Projetos Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e Projeto Sinalizando contra HIV/AIDS: prevenção e tratamento para surdos. No primeiro tinha como responsabilidade a implementação de recursos estratégicos na formação de agentes com unitários surdos na disseminação de informações sobre o tema saúde-doença nas comunidades de surdos cariocas. No segundo era responsável pelo desenvolvimento de estratégias preventivas em relação à contaminação pelo HIV/AIDS junto ao grupo em questão.

Atividades

11/1996 - 12/1999
Conselhos, Comissões e Consultoria, Privado Filantrópico, Rj.

Cargo ou função
Consultoira do Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais.
6/1995 - 10/1996
Conselhos, Comissões e Consultoria, Privado Filantrópico, Rj.

Cargo ou função
Con sultoria do Projeto Sinais em Tempos de AIDS: prevenção de DST´s/HIV/AIDS em comunidades de surdos, parceria com a UFRJ/UTAS/COAS.

Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2008
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0
Outras informações
Nos oito anos em que atuei na instituição, realizei atividades que vão das aulas em disciplinas como psicologia social, análise institucional, psicologia do excepcional, pensamento e linguagem, estudos sócio-antropológicos, métodos e técnicas de pesquisa em psicologia, ética profissional, prática de pesquisa em psicologia, dentre outras. Estive à frente da Comissão Organizadora do I Fórum de Psicologia da Região Norte Fluminense: saúde, educação e diferenças sócio-culturais e em outras atividades cujo objetivo sempre foi a troca de experiência entre profissionais, pesquisadores e alunos na construção do conhecimento. Organizei a realização semestral das Jornadas de Alunos de Prática de Pesquisa em Psicologia. Nelas os alunos tinham a oportunidade de apresentar seus projetos a uma banca de professores convidados a emitir seus pareceres e dar suas sugestões para o melhor encaminhamento dos trabalhos de campo e análise. Estive durante dois anos à frente da coordenação do Laboratório de Práticas Sociais. Esse espaço era destinado ao desenvolvimento de projetos voltados ao atendimento das demandas da comunidade local. Orientei trabalhos de conclusão de curso e participei de bancas examinadoras de graduação.

Atividades

9/2000 - 12/2008
Ensino, Psicologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Desenvolvimento Lingüístico e Cognitivo
Estágio supervisionado em pesquisa
Estudos Sócio-Antropológicos
Metodologia de pesquisa
Monografia
Prática de Pesquisa em Psicologia I e II
Psicologia da Aprendizagem
Psicologia Social
2/2005 - 2/2006
Extensão universitária , Curso de Psicologia, .

Atividade de extensão realizada
Curso de Extensão Universitária no qual ministrava aulas de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), tendo com objetivo a inclusão de alunos surdos no sistema de ensino superior..
2/2004 - 12/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

2/2004 - 12/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

2/2004 - 12/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

5/2005 - 8/2005
Outras atividades técnico-científicas , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

Atividade realizada
Realização da II Jornada Interna de Alunos de Prática de Pesquisa I e I, com a apresentação de projetos a bancas formadas por professores da insituição.I.
12/2004 - 2/2005
Outras atividades técnico-científicas , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

Atividade realizada
Realização da I Jornada Interna de Alunos de Prática de Pesquisa I e II, com a apresentação de projetos a bancas formada por professores da instituição..
8/2003 - 12/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

8/2003 - 12/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

2/2002 - 12/2004
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem
6/2003 - 6/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

8/2003 - 12/2003
Ensino, Odontologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos Sócio-Antropológicos
5/2002 - 6/2003
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Nova Friburgo.

6/2002 - 5/2003
Pesquisa e desenvolvimento , Curso de Psicologia, Nova Friburgo.

3/2001 - 6/2001
Outras atividades técnico-científicas , Curso de Psicologia, Campos dos Goytacazes.

Atividade realizada
Membro da Comissão Organizadora do I Fórum da Região Norte Fluminense: saúde, educação e diferenças sócio-culturais, na função de coordenadora geral do evento que contou com o apoio de uma comissão formada por professores e alunos colaboradores..

Departamento de Psicologia do Sistema Penal Presídio Nelson Hungria, DPSPPNH, Brasil.
Vínculo institucional

1984 - 1985
Vínculo: Estagiária de psicologia, Enquadramento Funcional: Estagiária de graduação, Carga horária: 10
Outras informações
Durante o período de estágio realizei as seguintes atividades: aplicação de Exames de Verificação de Periculosidade, entrevistas e laudos psicológicos e estudos de casos.

Atividades

11/1984 - 7/1985
Estágios , Departamento de Psicologia, Nelson Hungria.

Estágio realizado
Estagiária de psicologia.

Casa de Repouso Alto da Boa Vista, CRABV, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1984
Vínculo: Estagiária de psicologia, Enquadramento Funcional: Estagiária de Graduação, Carga horária: 10
Outras informações
Durante o período de estágio foram realizadas as seguintes atividades: atendimento e acompanhamento de distúrbios comportamentais (quadros psicóticos, toxicomania e outros), particiapção na elaboração de laudos psicológicos, grupo operativo, terapia ocupacional e estudos de caso.

Atividades

8/1983 - 2/1984
Estágios , Clínica Privada, Rj.

Estágio realizado
Estágio de psicologia.

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: professor Substituto, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 20
Outras informações
Professora substituta da Graduação em Psicologia e do Serviço Social. Na primeira ministrava as disciplinas de psicologia social, psicologia do excepcional e psicopedagogia. Na segunda, psicologia social.

Atividades

2/2002 - 12/2002
Ensino, Psicologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia social
Psicologia do excepcional
Psicopedagogia
2/2002 - 12/2002
Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia social

Instituto Benjamin Constant, IBC*, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor colaborador, Carga horária: 20
Outras informações
Professora do Curso de Capacitação de profissionais na Área de Surdez & Surdocegueira, promovido pelo IBC/MEC em parceria com a UNED - Unidade de Ensino Descentralizada de Macaé e CEFET-Campos.

Atividades

5/2000 - 5/2000
Ensino, Capacitação de Profissionais na Área de Surdez e S, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Surdez: introdução aos aspectos sócio-históricos
A construção do discurso científico e as políticas de educação de surdos
Língua: aspectos lingüísticos, psicolingüísticos e socioculturais
Pesquisas lingüísticas na LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais)
Proposta bilingüe de educação de surdos e a promoção do exercício da cidadania pelas pessoas surdas

Escola de Serviço Público do Espírito Santo, ESESP*, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1992
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 40
Outras informações
Professora convidada no Curso de Preparação para Professores Atuarem na Área da Surdez.

Atividades

10/1992 - 10/1992
Ensino, Preparação Para Professores Atuarem na Área da Sur, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Dificuldade de aprendizagem
Integração e profissionalização de pessoas surdas
Bilingüismo e educação de surdos


Linhas de pesquisa


1.
Desenvolvimento de pessoal para atuar nas unidades da Dataprev
2.
Pesquisa: A Constituição de saberes: o uso de ervas na medicina popular, desenvolvida em parceria com as alunas Maria Suely Maia e Lúcia Maria Pumar-Cantini.

Objetivo: Geral: trazer à tona os bastidores de um saber que se mantém a despeito da rapidez e volatização do mundo moderno. Específicos: compreender como se dá o uso de ervas pelas rezadeiras; entender que crenças alicerçam tais práticas e como sobrevivem na tradição oral da região serrana do Estado do Rio de Janeiro. .
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Pesquisa Social.
Palavras-chave: Constituição de saberes; História social da medicina; História oral.
3.
Pesquisa: Enclausuramento ou liberdade: um novo desafio para o louco, desenvolvida em parceria com as alunas Maria Suely Maia e Lúcia Maria Pumar-Cantini.

Objetivo: Geral: Recuperar o discurso familiar que mantém práticas excludentes em relação ao "portador de transtornos mentais". Específicos: Investigar de que modo a ideologia enclausurante domina o imaginário dos familiares dos portadores de esquizofrenia; Entender como essas representações carregam o ranço da incapacidade , da exclusão, geradas pela prática do confinamento em manicômios, ainda presentes em nossa sociedade. .
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Palavras-chave: Doença Mental; Estigma; Políticas públicas; relação médico-paciente.
4.
Pesquisa: A mente dividida, desenvolvida em parceria com as alunas Daynna Gomes Pinheiro e Érika Lopes Faria.

Objetivo: Geral: Entender como se estabelece a discriminação entre as doenças de tipo orgânico e o indivíduo portador de transtornos mentais, particularmente os chamados esquizofrênicos. Epecíficos: Entender em que lugar está ancorado a discriminação que os doentes mentais sofrem; Compreender como a clínica psiquiátrica é vista pela comunidade em que está inserida; Perceber como o médico contribui para a sociedade fortalecer o estigma, por a ele ser atribuído um saber universal. .
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Palavras-chave: des-hospitalização; Doença Mental; Políticas públicas.
5.
Pesquisa: Psicólogo escolar: dificuldades e possibilidades de atuação na rede particular de ensino de Campos dos Goytacazes, desenvolvida em parceria com os alunos Alice Andreão Schettino e Vitor Almada Hildebrandt.

Objetivo: Geral: Entender como a prática do psicólogo escolar define seu campo de atuação e quais as dificuldades decorrentes dessa delimitação de atividades. Específico: Compreender o papel do psicólogo a partir das relações político-sociais que se estabelecem neste espaço social chamado escola"..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Tópicos Específicos de Educação.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Palavras-chave: Educação; Intervenção; psicologia escolar.
6.
Pesquisa: A construção da ´identidade´ homossexual e o lidar cotidiano com o estigma, desenvolida em parceria com o aluno Salvador Pereira Corrêa Júnior.

Objetivo: Geral: Entender a homossexualidade a partir de sua constituição histórica. Específico: Refletir sobre a relação de poder implicada na construção da identidade homossexual.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Pesquisa Social.
Palavras-chave: Construção de identidade; Estigma; Homossexualidade.
7.
Pesquisa: Desafios e perspectivas na terceira idade, desenvolvida em parceria com a aluna Denize G. Beiral.

Objetivo: Geral: Conhecer o idoso fidelense e as questões que o cercam procurando entender como são enfrentados os desafios que são apresentados com o envelhecimento. Específicos: Entender as vivências trazidas pelos idosos a partir de sua história, participação nas relações familiares e demais grupos sociais de modo a podermos analisar o seu papel enquanto ator social de um cenário coletivo ao qual está inserido; Refletir sobre como a aposentadoria, as mudanças físicas, psicológicas e sociais são experienciadas pela pessoa que entra na terceira idade..
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Palavras-chave: História oral; Representações sociais; Terceira idade.
8.
Pesquisa: Jovens fidelenses e a vivência da gravidez: uma reflexão sobre o contexto e as expectativas sociais enfrentadas pelas adolescentes, desenvolvida em parceria com as alunas Lecimar Costa e Micheline Quintan.

Objetivo: Geral: Interpretar as mudanças bio-psicossociais, que requerem uma nova adaptação no cotidiano do/a adolescente diante das responsabilidades que surgem numa gravidez na adolescência. Específicos: Refletir como o período ou vivência de uma gravidez na adolescência influencia na construção da identidade do adolescente; Entender de que forma o meio social pode influir na gravidez precoce do adolescente; Analisar como informações relativas à gravidez e contracepção são transmitidas e entendidas pelos adolescentes; Compreender a direção que a vida do adolescente toma após vivenciar a gravidez na adolescência. .
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Palavras-chave: Gravidez na adolescência; História oral; Políticas públicas.
9.
Pesquisa:A interface entre os tratamentos psicoterápicos e psicofarmacológicos no transtorno bipolar do humor, desenvolvida em parceria coma a aluna Emília Celso.

Objetivo: Geral: Entender o transtorno bipolar a partir da interface entre os tratamentos psicofarmacológico e psicoterápico, buscando compreender como esse transtorno afeta a vida social das pessoas. Específico: Investigar a interferência dos fatores ambientais e biológicos nos momentos de crise, a partir da atuação dos psiquiatras e psicólogos frente a esse transtorno..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
Palavras-chave: Doença Mental; Intervenção; Medicina Comportamental.


Projetos de pesquisa


2011 - 2011
Os surdos da Região do Gurguéia (PI): levantamento e situação sócio-escolar atual

Descrição: O presente projeto é um segmento da pesquisa realiada no Doutorado em Antropologia/IFCS-UFRJ, que por sua vez representou uma continuidade de pesquisa anterior, realizada durante o curso de Mestrado em Psicologia e Práticas Sócio-Culturais/UERJ. Em ambas, o foco principal é a comunidade de surdos, com especial interesse nos movimentos sociais promovidos pela liderança de Surdos nos últimos anos. No atual projeto de pesquisa, o principal objetivo é levantar a situação sócio-escolar das pessoas surdas da Região do Gurguéia, situada ao sul do Estado do Piauí e, a partir desse levantamento, traçar estratégias de ação que visem à acessibilidade dos membros desse grupo aos bens culturais produzidos pela sociedade. Vale ressaltar que, por integrar algumas frentes de militâncias de pessoas surdas brasileiras, fica evidente em seus discursos a necessidade de respeito à LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), à segregação imposta pela sociedade através da inacessibilidade à educação, à informação ou ao mercado de trabalho formal. Língua e cultura, portanto, são assuntos recorrentes quando em contato com surdos que estão à frente de instituições organizadas politicamente e cujos objetivos incluem a luta pelo direito ao uso da LIBRAS no ambiente escolar e social. Desse modo, o presente projeto visa levantar a situação atual dos surdos da região acima citada. O mesmo se desenvolverá durante o período de junho/2011 até dezembro/2011 e conta com o apoio de dois bolsistas não remunerados e um bolsista remunerado através de bolsa da PRAEC (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários). .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador.


Projetos de extensão


2013 - Atual
Escola Preparatória em LIBRAS - EPLIBRAS

Descrição: Esse curso é destinado aos Surdos em geral, com Ensino Fundamental (completo) e Ensino Médio (completo ou incompleto) e tem como objetivo preparar os mesmos para o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). O curso conta com tradutores/intérpretes de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), além de professores usuários da LIBRAS. Todas as aulas serão filmadas e depois cada aluno receberá os DVD s com as aulas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador.
2011 - 2011
Curso Básico de LIBRAS para a comunidade

Descrição: O presente curso visa congregar a comunidade de surdos da Região do Gurguéia, localizada ao sul do Piauí, de modo a fornecer ao grupo em questão a possibilidade de aprender um código lingüístico baseado na modalidade gestual-visual. O mesmo também se estende os familiares e professores de surdos da região.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador.
2011 - 2011
Políticas Públicas e Educação Inclusiva

Descrição: O presente curso visa atender a demanda de licenciandos da UESPI - Universidade do Estado do Piauí, no que tange ao debate atual em torno da chamada educação inclusiva..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador.
Financiador(es): Universidade do Estado do Piauí - Auxílio financeiro.


Projetos de desenvolvimento


1996 - 1999
Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais)

Descrição: O presente projeto surgiu em julho de 1994, por ocasião da realização do Curso Internacional de Aperfeiçoamento em Metodologias de Investigações Relacionadas à Prevenção da epidemia de HIV/AIDS, realizado pela ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública/FIOCRUZ, no HU da UFRJ. Nesse curso, além do contato com profissionais da área de saúde de diversos órgãos, públicos e privados, foi possível estabelecer metas a longo prazo que atendessem a demanda por um trabalho interdisciplinar nas diversas especialidades. Esse projeto, pioneiro no país, pretende, através de levantamento e estudo cuidadosos, caracterizar algumas particularidades existentes no desenvolvimento e construção do discurso de sexualidade de um grupo de pessoas da Comunidade de Surdos do Município do Rio de Janeiro. O estudo da sexualidade e do comportamento sexual humanos, aparentemente, sempre foram temas difíceis de serem abordados e pesquisados. Nos últimos anos, no entanto, afastaram-se alguns tabus que impediam uma discussão mais aberta sobre sexo, de modo que não somos mais tão obrigados a contornar o assunto. O comportamento sexual, por tratar-se de uma atividade íntima e particular, torna custoso uma investigação científica. Além disso, o assunto tem sido estreitamente associado à moralidade e ao comportamento pecaminoso que às vezes é difícil manter objetividade a respeito do mesmo. .
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador / José Airton Rocha Cabral - Integrante / Luiz Carlos Souza - Integrante.
Financiador(es): Ministério da Saúde - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 1
1993 - 1995
Projeto de Ampliação do Mercado de Trabalho para Surdos

Descrição: O Projeto de Ampliação do Mercado de Trabalho para Surdos teve sua origem na demanda por um trabalho específico voltado ao atendimento de jovens e adultos surdos. Seu principal objetivo era sensibilizar empresas públicas e privadas para a inclusão em seu quadro de funcionários, pessoas portadoras de deficiência, particularmente, as pessoas surdas. Inicalmente foi estabelecida parceria com a DATAPREV (parceria que vigorá até os dias atuais) e em seguida outras instituições/empresas se agregaram ao projeto. Às mesmas era oferecida assessoria e acompanhamento do funcionários surdos. O presente projeto é subsidiado pela DATAPREV e demais empresas conveniadas à FENEIS (Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos). .
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador / Ana Regina e Souza Campello - Integrante.
Financiador(es): Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social - Cooperação.


Outros Projetos


2013 - Atual
Grupo de pesquisa "Atividades simbólicas e desenvolvimento humano: foco nas pessoas com necessidades especiais e/ou risco social"

Descrição: Pesquisa-se as questões simbólicas sobre o ser humano em condições especiais de desenvolvimento, freqüentemente excluídas socialmente, com focos: nas pessoas com necessidades especiais (ênfase em pessoas com deficiência intelectual), nas pessoas em risco social, e/ou nas pessoas idosas com comprometimento cognitivo orgânico, descritas pela literatura com predominância no campo da debilidade, deficiência ou degeneração. Seu objetivo é discutir sobre os fatores psicossociais, psicodinâmicos e psicopedagógicos atualizados em atividades simbólicas do cotidiano que intervém no desenvolvimento, e, fortalecer o ser humano na construção da autonomia e da autoria do pensamento. Busca-se explorar o aspecto efetivo desta população, baseado na qualidade e no sentido de vida, fatores imprescindíveis para o movimento de inclusão social. São discutidos temas tais quais: significado e sentido, razão e emoção, indivíduo e sociedade, pensamento e linguagem na relação entre constituição de sujeito e construção do conhecimento. Destacam-se as estratégias metacognitivas e de enfrentamento aos fatores estressores e aos contextos de precarização simbólica no intuito de favorecer a resiliência. Valoriza-se a auto-eco-organização, a consciência cidadã, a complexidade humana, o compromisso psicossocial, o erro construtivo, conseqüentemente, a religação dos saberes na transdiciplinariedade e as conexões entre conhecimento científico e leigo. O ponto de partida é o fortalecimento (empoderamento) deste grupo social e de outros atores envolvidos, tais como: familiares, profissionais e demais pessoas comprometidas com a luta e garantia dos Direitos Humanos. Através dos resultados do grupo de pesquisa pretende-se fortalecer a produção acadêmica nesta área, além de contribuir para projetos sociais comprometidos com a inclusão social, laborativa e educacional. http://dgp.cnpq.br/buscaoperacional/detalhegrupo.jsp?grupo=02117078HT2AJE.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador / Valéria Marques de Oliveira - Integrante / Priscila Pires Alves - Integrante.
2013 - Atual
Grupo de Estudos Surdos e da Deficiência - GESD (NAU/USP)

Descrição: Desde 2001, em sintonia com o processo histórico-social que levou ao reconhecimento jurídico da língua brasileira de sinais (libras) como meio legal de comunicação e expressão (Lei Federal 10.436/2002), o Núcleo de Antropologia Urbana da USP desenvolve pesquisas no âmbito da surdez e língua de sinais, com a intenção de compreender a elaboração da surdez como particularidade étnico-lingüística, algo desenhado no Brasil em domínios acadêmicos, religiosos e políticos. Mais recentemente, em 2011, em uma nova re-estruturação do NAU, foi fundado o Grupo de Estudos Surdos e da Deficiência (GESD), que tem por intenção ampliar as investigações relativas à surdez, tomando por objeto questões referentes ao tema da deficiência em geral. De maneira semelhante às pesquisas vinculadas à surdez/língua de sinais, temos por objetivo compreender a formulação das deficiências no modelo social, a saber, o processo político que tem levado a uma crescente despatologização/desmedicalização do tema e sua elaboração como expressão da diversidade humana. Com a intenção de analisar esse fenômeno o universo que compõe as investigações é bastante diversificado, sendo composto, sobretudo, por domínios empíricos nos quais as deficiências entram como questões e pautas constitutivas. Visa-se etnografar e analisar redes de sociabilidade, lazer e esporte; circuitos formados por instituições especializadas (escolas, associações e igrejas); territórios apropriados por grupos específicos com deficiência; formas de associativismo político; controvérsias públicas sobre o tema; produção de disciplinas corporais, categorias identitárias e normatividades jurídicas; processos de medicalização e desmedicalização; o mercado vinculado ao tema e, por fim, o cruzamento da deficiência com outros marcadores de diferença (gênero, raça, orientação sexual, geração). Importante considerar que a pesquisa de campo de caráter etnográfico constitui o método privilegiado do grupo, o que tem sido complementado com a análise de documentos históricos. Página do GESD: http://n-a-u.org/?page_id=610.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador / César Augusto de Assis Silva - Integrante.
2011 - 2011
Monitoria: I Encontro de Monitores da UFPI

Descrição: A formação profissional é uma prática social. Parafraseando Paulo Freire, ninguém educa ninguém e ninguém se educa sozinho, as pessoas se educam em comunhão. Assim, falar em comunhão é pensar a educação como uma prática social de cooperação e não de competição. É preciso estimular práticas cooperativas dentro do espaço acadêmico, a fim de garantir a socialização de saberes entre os educandos e não apenas uma formação receptiva centrada no professor. Nessa perspectiva é que se insere o presente projeto de monitoria, como um espaço de cooperação em que os alunos do curso de formação em ciências biológicas assumem a docência para compartilhar saberes das disciplinas de LIBRAS, Avaliação da Aprendizagem e Psicologia da Educação com os colegas. Não como um espaço em que o aluno mais forte ajuda o mais fraco , mas sim dentro de uma atitude cooperativa na qual a idéia de ensinar está indissociavelmente ligada ao aprender. Desse modo, a troca de experiências torna-se também fator indispensável. Assim, em dezembro de 2011 será realizado o I Encontro de Monitores da UFPI. O mesmo visa a troca entre alunos-monitores não só dos diversos campi da UFPI como também de outras IES's..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Coordenador.
2004 - 2005
Desenvolvimento de Habilidades Sociais em Indivíduos Negros como Estratégia de Enfrentamento da Discriminação Racial, implementado em co-parceria com Djenane Brasil da Conceição/UNESA, em parceria com o Grupo NEGRÔ/ UENF, tendo a partipação dos estagiário

Descrição: O presente projeto teve a iniciativa da professora Djenane Brasil da Conceição, possuindo como objetivo mais geral a possibilidade de "ampliar a contribuição da psicologia no que concerne ao problema da discriminação racial no Brasil" (Conceição, mimeo, p. 4). Sua hipótese é a de que "através do treinamento de habilidades sociais, instrumento teórico-prático da abordagem cognitivo-comportamental, uma parte dessa história de discriminação possa ser modificada na medida em que o indivíduo se qualifica para atuar socialmente de modo mais eficaz" (Conceição, mimeo, p. 4). Para a implementação do mesmo, a equipe do LPS fez contato com o Negrô - Núcleo de Estudos Guerreiro Ramos/Núcleo de Consciência Negra, Estudos e Políticas para a Promoção da Igualdade dos Negros. Fundado em abril de 2004, o Negrô é um núcleo de estudos formado e dirigido por alunos negros e afro-descendentes, dos cursos de graduação e pós-graduação da UENF, tendo como objetivo fortalecer a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, com respeito às diferenças. .
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Maria Izabel dos Santos Garcia - Integrante / Djenane Brasil da Conceição - Coordenador / Ana Claudia Borges Campos - Integrante.


Membro de corpo editorial


2004 - 2006
Periódico: Revista Enfoques (Rio de Janeiro)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Tópicos Específicos de Educação/Especialidade: Educação Especial.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.
5.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Filosofia da Linguagem/Especialidade: Língua Brasileira de Sinais.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Outros
Compreende Bem, Fala Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2009
Exame de Proficiência em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), MEC/UFSC/COPERVE.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
GARCIA, M. I. S. (Org.) . A construção do objeto de pesquisa em representações sociais. 1. ed. Rio de Janeiro: EDUERJ, 1998. v. 1. 110p .

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
GARCIA, M. I. S. . LIBRAS: uma marca de identidade dos surdos brasileiros. Jornal da Associação Serrana de Surdos, Rio de Janeiro, , v. Ano I, p. 2 - 2, 02 dez. 1999.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GARCIA, M. I. S. ; CORRÊA JÚNIOR, Salvador Pereira . A construção da ´identidade´ homossexual e o lidar cotidiano com o estigma. In: III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005, Rio de Janeiro. III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005. v. III.

2.
GARCIA, M. I. S. . `Cultura` de Surdos: um olhar sobre o fazer psicoterápico. In: III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005, Rio de Janeiro. III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005. v. III.

3.
GARCIA, M. I. S. ; COSTA, Lecimar ; QUINTAN, Micheline . Jovens fidelenses e a vivência da gravidez: uma reflexão sobre o contexto e as expectativas sociais enfrentadas pelas adolescentes. In: III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005, Rio de Janeiro. III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental, 2005. v. III.

4.
GARCIA, M. I. S. . Comunidade de Surdos: a produção de uma nova visibilidade da surdez a partir dos movimentos sociais . In: XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social: Os múltiplos lugares de produção e ação da Psicologia Social, 2005, Belo Horizonte. XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social: Os múltiplos lugares de produção e ação da psicologia social, 2005.

5.
GARCIA, M. I. S. . Os Surdos: uma proposta de discussão antropológica do processo de inclusão/exclusão social. In: VI Clio-Psyché 'Corpo: psicologia e história', 2004, Rio de Janeiro. VI Clio-Psyché 'Corpo: psicologia e história'. Centro de Produção: UERJ, 2004. p. 93-94.

6.
GARCIA, M. I. S. ; MAIA, Maria Suely ; PUMARCANTINI, Lucia . Des-hospitalização: novos desafios na ressocialização do 'louco'. In: II Regional Rio da ABRAPSO, 2004, Rio de Janeiro. Anais da ABRAPSO-RIO, 2004.

7.
GARCIA, M. I. S. . Movimentos sociais e a produção de novos sentidos da surdez. In: VI Jornada Interna dos Alunos do PPGSA (Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia), 2004, Rio de Janeiro. VI Jornada Interna dos Alunos do PPGSA, 2004. v. VI.

8.
GARCIA, M. I. S. . "Os Surdos: uma proposta de discussão antropológica do processo de inclusão/exclusão social". In: VI Encontro Clio-Psyché Corpo: psicologia e história, 2004, Rio de Janeiro. Anais do VI Encontro Clio-Psyché Corpo: psicologia e história, 2004.

9.
GARCIA, M. I. S. ; RIBEIRO, Sílvia Nascimento . O processo de inclusão/exclusão social: influências na formação da identidade de indivíduos estigmatizados. In: I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002, São Paulo. Anais do I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002.

10.
GARCIA, M. I. S. ; PUMARCANTINI, Lucia . Constituição dos saberes: o uso de ervas na medicina popular. In: I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002, São Paulo. Anais do I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002.

11.
GARCIA, M. I. S. ; MAIA, Maria Sueli . Enclausuramento ou liberdade: um novo desafio para o louco. In: I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002, São Paulo. I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão, 2002. v. I. p. 93-93.

12.
GARCIA, M. I. S. ; MAIA, Maria Sueli . Ser louco, ser solto: um questionamento sobre as novas direções no tratamento do esquizofrêncio. In: XXXI Reunião Anual de Psicologia: sustentação científica da prática em psicologia/SBP, 2002, Santa Catarina. XXXI Reunião Anual de Psicologia: sustentação científica da prática em psicologia, 2002. v. XXXI.

13.
GARCIA, M. I. S. ; OLIVEIRA, Valéria de ; CABRAL, José Airton Rocha . Educação e saúde em comunidades de surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais). In: XIV Encontro Nacional dos Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico, 1998, Fortaleza. XIV Encontro Nacional dos Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico, 1998.

14.
GARCIA, M. I. S. ; CABRAL, José Airton Rocha ; OLIVEIRA, Valéria de . "Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais . In: XIV ENATESPO (Encontro Nacional dos Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico) /III Congresso Brasileiro de Saúde Bucal Coletiva, 1998, Fortaleza. Anais da XIV ENATESPO Encontro Nacional dos Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico/III Congresso Brasileiro de Saúde Bucal Coletiva, 1998.

15.
GARCIA, M. I. S. ; SANT'ANNA, R. A. ; DANTAS, C. ; PEREIRA, A. . Idade, classe social e auto-estima . In: XXVI Congresso Interamericano de Psicologia, 1997, Sâo Paulo. Anais do XXVI Congresso Interamericano de Psicologia, 1997.

16.
GARCIA, M. I. S. ; SOUZA, Luis Carlos ; PINTO, Alexandre Luiz Lopes ; BARCELLOS, Patrícia P . Sinais em tempos de AIDS: projeto de AIDS extensivo ao atendimento comunidade de surdos brasileira. In: XI Conferência Internacional em AIDS, 1996, Vancouver. Anais da XI Conferência Internacional em AIDS, 1996. v. XI.

Apresentações de Trabalho
1.
GARCIA, M. I. S. . O uso da tecnologia como meio de comunicação e acessibilidade entre as comunidades de surdos brasileiras.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
GARCIA, M. I. S. . A Inserção de surdos no Ensino Superior brasileiro: Desafios e Possibilidades. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
OLIVEIRA, V. M. ; GARCIA, M. I. S. ; ALVES, P. P. . Surdos e Redes Sociais: A Produção de Novas Narrativas Imagéticas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
GARCIA, M. I. S. . .Os desafios da educação de surdos no Brasil: velhos preconceitos e novos desafios. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
GARCIA, M. I. S. . Comunidade de Surdos: a produção de uma nova visibilidade da surdez a partir dos movimentos sociais. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
GARCIA, M. I. S. . Movimentos sociais e a produção de novos sentidos da surdez . 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
GARCIA, M. I. S. . Os Surdos: uma proposta de discussão antropológica do processo de inclusão/exclusão social. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
GARCIA, M. I. S. . Enclausuramento ou liberdade: um novo desafio para o louco. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
GARCIA, M. I. S. . Estudo Exploratório Sobre a Atuação do Psicólogo do Trabalho na Cidade de Nova Friburgo . 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
GARCIA, M. I. S. . Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
GARCIA, M. I. S. . "Projeto Sinais em Tempos de AIDS: um projeto de prevenção de surdos para surdos em Língua Brasileira de Sinais . 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
GARCIA, M. I. S. . "O psicólogo da educação e o mercado de trabalho". 1995. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
GARCIA, M. I. S. . "Surdez: aspectos familiares, educacionais e sociais . 1992. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
GARCIA, M. I. S. . "Surdez: aspectos lingüísticos e culturais". 1992. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
GARCIA, M. I. S. . "A formação de conceitos pelo surdo". 1990. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
GARCIA, M. I. S. . O surdo e o mercado de trabalho . 1990. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
GARCIA, M. I. S. . O surdo e o mercado de trabalho . 1990. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
GARCIA, M. I. S. . Mercado de trabalho para os surdos: novas perspectivas". 1990. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
GARCIA, M. I. S. . "A formação de conceitos pelo surdo". 1990. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
AURICCHIO, P.; SILVA, L. B.; GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Brisa Costa guimarães Aguiar.Contribuição ao conhecimento da ictiofauna e respectivos aspecos etno-ictiológicos da região sul do Piauí. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Piauí.

2.
AURICCHIO, P.; SILVA, L. B.; GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Enio Saraiva Soares.Contribuição ao conhecimeto da herpetofauna e respectivos aspectos etno-ictiológicos da região da Bacia do Alto e Médio gurguéia, sul do Piauí. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Piauí.

3.
GARCIA, M. I. S.; BORTONE, Fernanda Macieira; CONSTANTINO, Patrícia. Participação em banca de Vitor Almada Hildebrandt.Superando o psicologismo na prática do psicólogo escolar. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

4.
GARCIA, M. I. S.; CONSTANTINO, Patrícia; CAMPISTA, Val´ria. Participação em banca de Wesley Rodrigues.Imaginário social e o homem religioso. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

5.
GARCIA, M. I. S.; CAMPISTA, Valeska Do Rosário; JULLIBONI, Elisabeth. Participação em banca de Sérgio de Siqueira Tavares.A psicologia como instrumento de transformação social: o psicólogo diante das políticas públicas. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

6.
GARCIA, M. I. S.; CAMPISTA, Valeska Do Rosário; XIMENES, Liana. Participação em banca de Dayanna Gomes Pineiro.A influência da cultura na perda de identidade do doente mental. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

7.
GARCIA, M. I. S.; CAMPISTA, Valeska Do Rosário; XIMENES, Liana. Participação em banca de Érika Lopes Faria.Um olhar sobre as instituições psiquiátricas. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

8.
GARCIA, M. I. S.; VELOSO, Helena Cosma da Graça Fonseca; ESCOCARD, Maurício Lobo. Participação em banca de Érika Lopes Faria.O adoecimento psíquico: subjetividades implicadas. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

9.
GARCIA, M. I. S.; MOREIRA, Ana Rosa Costa Picanço; ISTOE, R. M. C.. Participação em banca de Laura Muniz Galo.Um novo olhar sobre o sistema penitenciário. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

10.
GARCIA, M. I. S.; RODRIGUES, Ana Cristina; MARTINEZ, Sílvia Alicia. Participação em banca de Sílvia Nascimento Ribeiro.Da história da educação à construção da identidade surda. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

11.
GARCIA, M. I. S.; ESCOCARD, Mauricio Lobo; ANDRADE, Edson. Participação em banca de Júlio César Vasconcelos da Silva.Da força de um discurso, ao 'sentido interditado': um novo paradigma nesse fazer. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

12.
GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Lucia Maria Pumar-Cantini.A história social das práticas de cura: um estudo sobre o fazer de rezadeiras em Nova Friburgo. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

13.
GARCIA, M. I. S.; VELOSO, Helena Cosma da Graça Fonseca; HOTT, Sandra Regina C de Araújo. Participação em banca de Pollyana Guimarães Dias.O eu globalizado. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

14.
GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Viviane Maria Pires Crespo.A vida sócio-familiar da pessoa portadora de HIV. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

15.
GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Lêda Aparecida de Souza Batista.A criança e o brincar na educação infantil. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.

16.
GARCIA, M. I. S.. Participação em banca de Miriam Michelli Stofel.Repressão das emoções e suas implicações para o organismo. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
GARCIA, M. I. S.; REIS, F.. Avaliação de Servidor Federal Tradutor de LIBRAS/UFTM. 2012. Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

2.
GARCIA, M. I. S.; REIS, F.. Avaliação de Servidor Federal Tradutor de LIBRAS/UFTM. 2012. Universidade Federal do Triângulo Mineiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
8º CONPSI - Congresso Norte-Nordeste de Psicologia. Surdos e Redes Sociais: A Produção de Novas Narrativas Imagéticas. 2013. (Congresso).

2.
Seminário Nacional da Pessoa com Deficiência no Ensino Superior: Balanços e Perspectivas. 2013. (Seminário).

3.
V Seminário Povos Indígenas e Sustentabilidade - do campo ao campus e do campus ao campo: trajetória de saberes.A Inserção de surdos no Ensino Superior brasileiro: Desafios e Possibilidades. 2013. (Seminário).

4.
I ENEI - Encontro Nacional de Estudantes Indígenas. 2013. (Encontro).

5.
X RAM - Reunión de Antropología del Mercosur.O uso da tecnologia como meio de comunicação e acessibilidade entre as comunidades de surdos brasileiras. 2013. (Outra).

6.
III Congresso Nacional de Inclusão Social do Negro Surdo - Museu Afro Brasil/FENEIS. 2012. (Congresso).

7.
VIII Seminário Racismo e Educação & VII Seminário Gênero, Raça e Etnia - UFU/Núcleo de Estudos Afro Brasileiros (NEAB).Os desafios da educação de surdos no Brasil: velhos preconceitos e novos desafios. 2012. (Seminário).

8.
História de L'abbé de L'épée, Milan 1880, IVT e Oficina Visual Vernacular - FENEIS/UFRJ. 2012. (Oficina).

9.
Ações Afirmativas em Educação para Pessoas com Deficiência - UFABC/PROEX. 2012. (Encontro).

10.
I Colóquio sobre Educação Inclusiva de Nova Friburgo: educação, diferença & deficiência. 2009. (Seminário).

11.
XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social: Os múltiplos lugares de produção e ação da Psicologia Social. Comunidade de Surdos: a produção de uma nova visibilidade da surdez a partir dos movimentos sociais . 2005. (Encontro).

12.
III Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental."Cultura de Surdos: um olhar sobre o fazer psicoterápico . 2005. (Outra).

13.
VI Jornada Interna dos Alunos do PPGSA (Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia. Movimentos sociais e a produção de novos sentidos da surdez". 2004. (Oficina).

14.
XXVIII Encontro Anual da ANPOCS. 2004. (Encontro).

15.
VI Encontro Clio-Psyché Corpo: psicologia e história."Os Surdos: uma proposta de discussão antropológica do processo de inclusão/exclusão social". 2004. (Encontro).

16.
II Mostra Universitária de Produção Científica em Terapia Cognitivo-Comportamental. 2004. (Outra).

17.
I Congresso Brasileiro de Psicologia: ciência e profissão. "Enclausuramento ou liberdade: um novo desafio para o louco". 2002. (Congresso).

18.
Conferência Nacional Universidade e Desigualdades Raciais: para além das políticas públicas. 2002. (Congresso).

19.
A Centralidade da Ética no Século XXI. 2001. (Seminário).

20.
I Fórum de Psicologia da Região Norte Fluminense: saúde, educação e diferenças sócio-culturais. 2001. (Encontro).

21.
II Jornada Científica e Cultural: psicologia, educação e interfaces. Estudo Exploratório Sobre a Atuação do Psicólogo do Trabalho na Cidade de Nova Friburgo . 2000. (Oficina).

22.
X Conferência Internacional de História Oral. 1998. (Congresso).

23.
XIV ENATESPO (Encontro Nacional dos Administradores e Técnicos do Serviço Público Odontológico) /III Congresso Brasileiro de Saúde Bucal Coletiva. "Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais . 1998. (Congresso).

24.
Seminário Ideais de Modernidade e Sociologia no Brasil: a contribuição do pensamento de L. A. Costa Pinto. 1998. (Seminário).

25.
XXVI Congresso Interamericano de Psicologia. Fases do desenvolvimento e classes sociais: um estudo de suas possíveis interferências na auto-estima . 1997. (Congresso).

26.
I Seminário Internacional Sobre Arquivos Pessoais. 1997. (Seminário).

27.
Seminário Desafios e Possibilidades na Educação Bilingue para Surdos. 1997. (Seminário).

28.
Seminário "Cognição, Ideologia e Discurso". 1997. (Seminário).

29.
Fórum Psicologia: crise de paradigma ou crise social. 1997. (Simpósio).

30.
II Encontro Nacional de Psicologia Comunitária."Projeto Sinais em Tempos de AIDS: um projeto de prevenção de surdos para surdos em Língua Brasileira de Sinais . 1997. (Encontro).

31.
Seminário Saúde Reprodutiva em Tempos de AIDS. 1996. (Seminário).

32.
II Seminário para Psicoterapeutas Membros do Banco de Horas. 1996. (Seminário).

33.
VI Encontro Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS/II Jornada Nacional de Vacinas Anti-HIV/AIDS. 1996. (Encontro).

34.
VIII Encontro Nacional de ONG's/AIDS. 1996. (Encontro).

35.
XIV Semana de Psicologia: Limites e Possibilidades da Prática do Psicólogo."O psicólogo da educação e o mercado de trabalho". 1995. (Encontro).

36.
V Encontro Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS. 1995. (Encontro).

37.
IV Encontro Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS. 1994. (Encontro).

38.
II Congresso Latino-Americano de Bilingüismo para Surdos: língua oral/língua de sinais. 1993. (Congresso).

39.
I Simpósio Internacional de Língua de Sinais e Educação do Surdo. 1993. (Simpósio).

40.
II Seminário Juizforano sobre Surdez. 1992. (Seminário).

41.
I Simpósio Internacional sobre Meio-Ambiente e Deficiência."Surdez: aspectos lingüísticos e culturais". 1992. (Simpósio).

42.
I Simpósio sobre Surdez na Zona Oeste. 1992. (Simpósio).

43.
I Encontro Brasileiro de Psicoterapia e Medicina Comportamental."Surdez: aspectos familiares, educacionais e sociais . 1992. (Encontro).

44.
I Encontro sobre Sáude, Esporte e Ecologia para Surdos. 1992. (Encontro).

45.
I Congresso Brasileiro de Comunicação e Estigma: a imagem do portador de deficiência através da mídia. 1991. (Congresso).

46.
1 Seminário Capixaba sobre Surdez. 1991. (Seminário).

47.
1 Seminário Capixaba sobre Surdez. 1991. (Seminário).

48.
I Simpósio Intermunicipal sobre Surdez em Angra dos Reis. 1991. (Simpósio).

49.
I Encontro Baiano da Problemática dos Surdos. Mercado de trabalho para os surdos: novas perspectivas". 1990. (Encontro).

50.
IV ENPAS - Encontro Nacional de Pais e Amigos dos Surdos. O surdo e o mercado de trabalho . 1990. (Encontro).

51.
I Fórum de Comunicações de Alunos de Pós-Graduação em Lingüística do Estado do Rio de Janeiro."A formação de conceitos pelo surdo". 1990. (Encontro).

52.
II GT - Grupo de Trabalho dos Profissionais de Comunicação Total. 1990. (Outra).

53.
IV Simpósio de Deficiência Auditiva. 1989. (Simpósio).

54.
I Encontro Estadual de Prevenção Integral ao Uso Indevido de Drogas. 1989. (Encontro).

55.
I GT - Grupo de Trabalho dos Profissionais de Comunicação Total. 1989. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GARCIA, M. I. S. . I Colóquio de Surdos do ABC: Desafios e estratégias da militância". 2013. (Outro).

2.
GARCIA, M. I. S. . UFABC para Todos. 2013. (Outro).

3.
COUTINHO, J. ; GARCIA, M. I. S. ; NOBREGA, R. S. A. ; MELO, M. T. ; FURTINI, M. B. ; OSAJIMA, J. A. ; SANTOS, J. P. ; MACHADO, L. P. . I Seminário de Extensão Universitária da UFPI. 2011. (Outro).

4.
GARCIA, M. I. S. ; FERRO, S. . I Colóquio sobre Educação Inclusiva de Nova Friburgo: educação, diferença & deficiência. 2009. (Outro).

5.
GARCIA, M. I. S. . I Fórum de Psicologia da Região Norte Fluminense: saúde, educação e diferenças sócio-culturais. 2001. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Orientações de outra natureza
1.
Deyse Mendes Oliveira. A inclusão educacional dos surdos no Município de Cristino Castro-PI: um estudo exploratório. Início: 2011. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Piauí. (Orientador).

2.
Salviana Araújo Ferreira. Violência nas escolas de Cristino Castro-PI: um estudo comparativo entre as escolas rurais e urbanas. Início: 2011. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Piauí. (Orientador).

3.
Fabíola Dias Alencar. A evasão nas esclas estaduais de Cristino Castro-PI: possíveis causas. Início: 2011. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Piauí. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Sérgio de Siqueira Tavares. "A psicologia como instrumento de transformação social: o psicólogo diante das políticas públicas". 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

2.
Dayanna Gomes Pinheiro. A influência da cultura na perda da identidade do doente mental . 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

3.
Érika Lopes Faria. Um olhar sobre as instituições psiquiátricas ,. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

4.
Laura Muniz Galo. Um novo olhar sobre o sistema penitenciário ,. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

5.
Vitor Almada Hildebrandt. "Superando o psicologismo na prática do psicólogo escolar . 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

6.
Júlio César Vasconcelos da Silva. "Da força de um discurso ao sentido interditado: um novo paradigma nesse fazer". 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

7.
Sílvia Nascimento Ribeiro. "Da história da educação à construção da identidade surda". 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

8.
Lucia Maria Pumar-Cantini. "A história social das práticas de cura: um estudo sobre o fazer de rezadeiras em Nova Friburgo". 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

9.
Viviane Maria Pires Crespo. "A vida sócio-familiar da pessoa portadora de HIV". 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

10.
Pollyanna Guimarães Dias. "O Eu globalizado". 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

11.
Lêda Aparecida de Souza Batista. "A criança e o brincar na educação infantil". 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.

Orientações de outra natureza
1.
Érika Lopes Faria. O adoecimento psíquico: subjetividades implicadas . 2005. Orientação de outra natureza. (Psicologia) - Universidade Estácio de Sá. Orientador: Maria Izabel dos Santos Garcia.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
GARCIA, M. I. S. . Projeto Educação e Saúde em Comunidades de Surdos do Rio de Janeiro: uma proposta participativa na formação de agentes de saúde com o uso da LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
GARCIA, M. I. S. . Enclausuramento ou liberdade: um novo desafio para o louco. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
GARCIA, M. I. S. . Os Surdos: uma proposta de discussão antropológica do processo de inclusão/exclusão social. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
GARCIA, M. I. S. . Comunidade de Surdos: a produção de uma nova visibilidade da surdez a partir dos movimentos sociais. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
GARCIA, M. I. S. . .Os desafios da educação de surdos no Brasil: velhos preconceitos e novos desafios. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
GARCIA, M. I. S. . O uso da tecnologia como meio de comunicação e acessibilidade entre as comunidades de surdos brasileiras.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
GARCIA, M. I. S. . A Inserção de surdos no Ensino Superior brasileiro: Desafios e Possibilidades. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
OLIVEIRA, V. M. ; GARCIA, M. I. S. ; ALVES, P. P. . Surdos e Redes Sociais: A Produção de Novas Narrativas Imagéticas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Outras informações relevantes


1) Membro das Comissões para organização do I Encontro de Cursos de Extensão e Iniciação Científica/UFPI/2011 e para a reformulação das regras/formatação dos trabahos de TCC/UFPI/2011;
2) Concurso para o Magistério Superior da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, Edital 001/2010 de 16/03/2010, no qual obteve a 1ª colocação;
3) Concurso para o Magistério Superior da Universidade Federal do Piauí, Edital 013/2009 de 27/04/2009, reaberto em fevereiro/2010, no qual obteve a 1ª colocação;
4) Concurso para o Magistério Superior da Universidade Federal da Bahia, Edital 04/2006 de 08/03/2006, no qual obteve a 2ª colocação.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 02/09/2014 às 20:45:36