Marina Vanzolini Figueiredo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9213941504816610
  • Última atualização do currículo em 12/12/2018


Professora de Antropologia Social na Universidade de São Paulo. Pesquisa teoria antropológica e etnologia indígena, com enfoque em parentesco, feitiçaria, política e mitologia. Experiência de campo no Alto Xingu, onde trabalha com os Aweti (tupi) desde 2004. Pesquisadora do Laboratório de Antropologia Simétrica (CNPq) desde 2005, e do Centro de Estudos Ameríndios (USP) desde 2013. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marina Vanzolini Figueiredo
Nome em citações bibliográficas
FIGUEIREDO, M. V.;VANZOLINI, Marina.;VANZOLINI, MARINA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Antropologia.
Avenida Professor Luciano Gualberto, 315
Butantã
05508010 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30913755


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em Museu Nacional / UFRJ.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A flecha do ciúme: o parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Eduardo Batalha Viveiros de Castro.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: Alto Xingu; Aweti; parentesco; feitiçaria.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2004 - 2006
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Centralização e Faccionalismo: Imagens da Política no Alto Xingu,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Eduardo Batalha Viveiros de Castro.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Alto Xingu; Política Ameríndia; Modelos Etnográficos.
Grande área: Ciências Humanas
1999 - 2003
Graduação em Comunicação Social / Jornalismo.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Cinema como Antropologia.
Orientador: Consuelo Lins.


Pós-doutorado


2010 - 2013
Pós-Doutorado.
Museu Nacional/ FCC da UFRJ, MN/UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Antropologia.

08/2013 - Atual
Ensino, Ciência Social (Antropologia Social), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A Nova Aliança: debates em epistemologia contemporânea
O mito na etnologia amazônica: formas de conceitualização e uso da mitologia na produção etnográfica

Fundação Nacional do Índio, FUNAI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaboradora convidada, Enquadramento Funcional: Colaboradora convidada
Outras informações
Coordenadora do GT de identificação e delimitação da Terra Indígena Tekohá Guasu Guavirá, no oeste do Paraná.


Museu Nacional/ FCC da UFRJ, MN/UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Pós Doc
Outras informações
Professora do curso Introdução às Cosmopolíticas Afroindígenas com o Professor Marcio Goldman (Museu Nacional/UFRJ), como bolsista de projeto de pós-doc desenvolvido na instituição.

Atividades

08/2011 - 12/2011
Ensino, Antropologia Social (mestrado e doutorado), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução às cosmopolíticas afroindígenas

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio docência realizado no Departamento de Antropologia Cultural do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ, sob supervisão da professora Cristiane Lasmar, na disciplina FCA 218 - Antropologia Cultural para Enfermagem.

Atividades

03/2008 - 07/2008
Estágios , Instituto de Filosofia e Ciências Humanas - UFRJ, .

Estágio realizado
Estágio docência realizado na disciplina Antropologia Cultural para Enfermagem.

Universidad Nacional de General San Martín, UNSAM, Argentina.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor visitante

Atividades

04/2012 - 06/2012
Ensino, Antropologia Social (mestrado e doutorado), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Críticas etnográficas a las nociones de cultura y sociedad


Linhas de pesquisa


1.
Etnologia indígena e teoria antropológica

Objetivo: Desenvolver pesquisas etnográficas e comparativas com foco povos indígenas das terras baixas sul-americanas, com especial ênfase aos temas do parentesco, política, xamanismo/feitiçaria e mitologia. Comparações com outros campos etnográficos e a incursão em debates de teoria antropológica não estão excluídos dessa perspectiva..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.
Palavras-chave: Etnologia ameríndia; parentesco; Política Ameríndia; feitiçaria; Mitologia ameríndia; Antropologia comparativa.


Projetos de pesquisa


2013 - Atual
Regimes de verdade nos mundos indígenas
Descrição: Partindo da etnografia dos Aweti, povo tupi que integra o complexo multilíngue do Alto Xingu (MT), e abrindo perspectivas comparativas com a etnologia americanista, a pesquisa visa investigar concepções indígenas do conhecimento e e suas implicações ontológicas e políticas, ou político-ontológicas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Marina Vanzolini Figueiredo - Coordenador.Número de orientações: 3
2010 - 2015
FORMAS DO MALEFÍCIO, REGIMES DE INFLUÊNCIA Um estudo comparativo sobre feitiçaria e xamanismo na Amazônia a partir da etnografia dos Aweti (alto Xingu)
Descrição: O projeto propõe uma comparação entre a feitiçaria na região do alto Xingu (MT) e sistemas xamânicos na Amazônia. Sem deixar de considerar as particularidades do regime cosmopolítico xinguano ? no qual observa-se, por exemplo, e à diferença de outros regimes amazônicos, uma clara separação entre o xamanismo de cura e a agressão mágica que aqui demominamos feitiçaria - o que se pretende é apontar conexões entre os sistemas em questão, investigando a possibilidade de que sejam pensados em termos de um sistema de transformações. O que se propõe, assim, é avançar no esforço, que vem sendo empreendido por pesquisadores trabalhando recentemente na área do alto Xingu (cf. Barcelos Neto, 2005; Guerreiro Junior, 2011), de conectar a etnografia de região às análises e problemas teóricos que vem sendo desenvolvidos na etnologia dos povos das terras baixas sul-americanas nás últimas décadas. O objetivo do projeto é, portanto, duplo: espera-se por um lado, através da comparação em âmbito regional, lançar luz sobre aspectos até agora pouco explorados do regime cosmopolítico xinguano; por outro lado, visamos integrar a reflexão sobre este caso específico à etnologia americanista recente, buscando, antes que tomar por dada a existência de uma unidade ?amazônica?, refletir sobre os termos pelos quais tal unidade pode ser pensada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
A feitiçaria nas religiões de matriz africana e nas terras baixas sul-americasa: um estudo comparativo
Descrição: O objetivo deste projeto é produzir uma pesquisa que introduza na análise comparativa dos sistemas cosmológicos e ontológicos das religiões de matriz africana no Brasil uma dimensão apenas aparentemente ?externa? a elas, a saber, o material relativo às bem estudadas cosmologias dos povos ameríndios das terras baixas sul americanas. Trata-se, nesse sentido, de uma extensão do projeto individual Sistemas de Transformação e Ontologias de Geometria Variável nas Religiões de Matriz Africana no Brasil (que conta com uma Bolsa FAPERJ do ?Programa Cientistas do Nosso Estado?) e do projeto coletivo Religiões de Matriz Africana no Brasil: Uma Perspectiva Transformacional (que conta com o apoio do Programa da FAPERJ ?Apoio a Projetos de Pesquisa na Área de Humanidades?), que buscam analisar as variações entre as diversas manifestações das religiões de matriz africana no Brasil como versões situadas em uma cadeia transformacional (no sentido estabelecido por Lévi-Strauss ? 1964-1971 ? para a análise da mitologia ameríndia) em que nenhuma realização é considerada mais verdadeira ou original que as demais. Pretende-se, com esta proposta, incorporar esse material aparentemente exógeno, que, não obstante, possui claramente diversos pontos de contato com aquele oriundo das religiões de matriz africana. Esses pontos de contato podem, contudo, ser pensados ? e esta é uma das hipóteses deste projeto ? seja no plano das transformações lógicas entre sistemas, seja no eixo das coexistências e sucessões espaços-temporais. E ainda que a dupla natureza dessas relações não difira substancialmente na comparação entre religiões de matriz africana ou entre estas e o universo ameríndio, a verdade é que a primeira perspectiva corresponde mais ou menos diretamente àquela adotada nos projetos acima mencionadas, enquanto que a segunda merece considerações particulares..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Ontografia comparativa e equivocação controlada: cinco estudos etnográficos e suas implicações reversas
Descrição: Projeto de pesquisa coordenado por Eduardo Viveiros de Castro, visando à realização de cinco pesquisas de campo com povos indígenas na Amazônia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (3) .
Integrantes: Marina Vanzolini Figueiredo - Integrante / Luciana França - Integrante / Eduardo B. VIveiros de Castro - Coordenador / Beatriz Matos - Integrante / Bruno Marques - Integrante / Orlando Calheiros - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2006 - 2010
Feitiçaria e parentesco - etnografia dos Aweti do Alto Xingu
Descrição: A pesquisa visa à produção de uma etnografia sobre a feitiçaria e suas imbricações com o parentesco no sistema multilíngüe do Alto Xingu (MT) segundo um dos povos que o integram, os Aweti (tupi). Notando que o feitiço ocorre geralmente entre pessoas muito próximas, o que contrasta com a imagem, nativa e antropológica, do pacifismo como marca da relação entre os povos xinguanos, busca-se descrever aqui como a feitiçaria pode ser uma antítese do parentesco e, ao mesmo tempo, dele derivada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Imagens da política no Alto Xingu
Descrição: A pesquisa consiste em uma análise dos discursos sobre a política xinguana pela articulação desses discursos a modelos descritivos usados na história da antropologia em diferentes épocas e sob diferentes orientações teóricas. Dois tipos de imagens polares são identificados, uma que descreve a política local como sendo centralizadora e hierarquizada, e outra que descreve esta política como sendo flexível e com tendências centrífugas. Estas duas imagens serão associadas, na presente análise, respectivamente, ao modelo evolucionista da chefatura e à teoria de Pierre Clastres sobre a política ameríndia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2014 - 2015
Periódico: Revista de Antropologia (USP. Impresso)


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Cadernos de Campo (USP. 1991)
2011 - Atual
Periódico: Revista de Antropologia (USP. Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia comparada.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VANZOLINI, MARINA2018VANZOLINI, MARINA. O feitiço e a feitiçaria capitalista. Revista IEB, v. 69, p. 324-337, 2018.

2.
VANZOLINI, MARINA2018 VANZOLINI, MARINA. As histórias dos outros. Revista de Antropologia (São Paulo), v. 61, p. 162-184, 2018.

3.
VANZOLINI, MARINA2016 VANZOLINI, MARINA; SAUMA, JULIA . PEACE AND KNOWLEDGE POLITICS IN THE UPPER XINGU. Common Knowledge (Oxford), v. 22, p. 25-42, 2016.

4.
PINHEIRO DIAS, JAMILLE2016PINHEIRO DIAS, JAMILLE ; VANZOLINI, MARINA ; SZTUTMAN, RENATO ; MARRAS, STELIO ; BORBA, MARIA ; SCHAVELZON, SALVADOR . Uma ciência triste é aquela em que não se dança. Conversações com Isabelle Stengers. Revista de Antropologia (USP. Impresso), v. 59, p. 155-186, 2016.

5.
VANZOLINI, Marina.2014VANZOLINI, Marina.. Daquilo que não se sabe bem o que é: a indeterminação como poder nos mundos afroindígenas. CADERNOS DE CAMPO (USP), v. 23, p. 271-285, 2014.

6.
VANZOLINI, Marina.2014VANZOLINI, Marina.. A vida antes do tempo: mitos xinguanos sobre as origens de um mundo dividido. Cosmos e Contexto. Revista Eletrônica de Cosmologia e Cultura, v. 25, p. 000, 2014.

7.
VANZOLINI, Marina.2013 VANZOLINI, Marina.. Ser e não ser gente: dinâmicas da feitiçaria no Alto Xingu. Mana (Rio de Janeiro. Online), v. 19, p. 341-370, 2013.

8.
VANZOLINI, Marina.2013VANZOLINI, Marina.. El hechicero no es gente: consideraciones para pensar el conjunto multietnico xinguano (MT) desde la hehicería y el parentesco. Runa archivo para las ciencias del hombre, v. 34(2), p. 215-232, 2013.

9.
VANZOLINI, Marina.2011 VANZOLINI, Marina.. Eleições na aldeia ou, o Alto Xingu contra o Estado?. Anuário Antropológico, v. 2010/1, p. 31-54, 2011.

10.
FIGUEIREDO, M. V.2009FIGUEIREDO, M. V.. Escrever, ouvir: perspectivas sobre o saber entre os Aweti do Alto Xingu. Ide (São Paulo. Impresso), v. 48, p. 147-162, 2009.

11.
FIGUEIREDO, M. V.2008FIGUEIREDO, M. V.. Imagens do poder: a política xinguana na etnografia. Cadernos de Campo (USP. 1991), v. 17, p. 89-110, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
VANZOLINI, Marina.. A flecha do ciúme. O parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu. 1. ed. Sao Paulo: Terceiro Nome, 2015. v. 1. 373p .

Capítulos de livros publicados
1.
VANZOLINI, Marina.. Sorcery comes from nearby: problems of the human condition according to some Amazonian indigenous peoples. In: Gert Melville; Carlos Ruta. (Org.). Life Configurations. 1ed.Berlin: De Gruyter Oldenbourg, 2014, v. 1, p. 130-137.

2.
VANZOLINI, Marina.. O parentesco pervertido: nota sobre a feitiçaria entre os Aweti do Alto Xingu. In: Edilene Coffaci de Lima; Lorena Córdoba. (Org.). Os outros dos Outros: Relações Interétnicas na Etnologia Sul-Americana. 1ed.Curitiba: UFPR, 2011, v. , p. 211-223.

3.
FIGUEIREDO, M. V.. 'Os donos estão indo embora'. In: Instituto Sócio Ambiental. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2006-2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socio Ambiental, 2011, v. 1, p. 30-31.

Apresentações de Trabalho
1.
VANZOLINI, Marina.. Notas sobre os nomes aweti: o que faz um nome herdado?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
VANZOLINI, Marina.; Neves, E.G. . O que um nome pode fazer?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VANZOLINI, MARINA. Feitiço de gente, feitiço de bicho, feitiço de santo ?a etnografia aweti (alto Xingu) em um exercício de comparação afroindígena. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
VANZOLINI, MARINA. O feitiço e a feitiçaria capitalista. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
VANZOLINI, MARINA. Ehezu. Notas sobre a onomástica aweti.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
VANZOLINI, Marina.. O mito é um termômetro, a fofoca uma bússola. A temporalidade mítica repensada através de uma etnografia Aweti. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
VANZOLINI, Marina.. As histórias dos outros: notas para pensar como os Aweti do Alto Xingu pensam seus mitos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
VANZOLINI, Marina.. As histórias dos outros: variação mítica e mentira no mundo dos Aweti do alto Xingu. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
VANZOLINI, Marina.. Antes do tempo: mitos xinguanos sobre as origens de um mundo dividido. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
VANZOLINI, Marina.. A vida antes do tempo: mitos xinguanos sobre as origens de um mundo dividido. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
VANZOLINI, Marina.. As histórias dos outros: uma reflexão sobre o regime de verdade nas narrativas aweti (alto Xingu) e suas implicações cosmopolíticas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
VANZOLINI, Marina.. Isso que não se sabe o que é. Idéias sobre o axé do perspectivismo. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
VANZOLINI, Marina.. The Unstable Condition of Humanity According to some Amazonian Indigenous Peoples. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
VANZOLINI, Marina.. La jefatura contra el poder. Observaciones sobre la dinámica política en un pueblo indígena de Brasil Centrall.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
FIGUEIREDO, M. V.. O povo dele sabe que ele é ruim. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
VANZOLINI, Marina.. O contra-Estado no Alto Xingu. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
VANZOLINI, Marina.. Das participações míticas: notas sobre o axé e o perspectivismo ameríndio. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
FIGUEIREDO, M. V.. A Feitiçaria na Amazônia: reflexões a partir do caso aweti. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
FIGUEIREDO, M. V.. A Feitiçaria na Amazônia: reflexões a partir do caso aweti. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
FIGUEIREDO, M. V.. ?Xinguano no es gente?. Brujería y parentesco según los Aweti de la Amazonía brasileña. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
FIGUEIREDO, M. V.. Ontologias do feitiço: esboço comparativo a partir da etnografia dos Aweti do Alto Xingu. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
FIGUEIREDO, M. V.. ?A flecha do ciúme. O parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu? ? alguns comentários sobre a tese. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
FIGUEIREDO, M. V.. O parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
FIGUEIREDO, M. V.. O Parentesco pervertido: notas sobre a feitiçaria entre os Aweti do Alto Xingu. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
FIGUEIREDO, M. V.. A maldição da imparcialidade (em A profissão d'in-diferença). 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
FIGUEIREDO, M. V.. Aquela velha mentirosa, o maconheiro magricela, Chapolim e outras figuras da política Aweti. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
FIGUEIREDO, M. V.. Política, Mito e Ciência: Locke no Xingu e as Antropolíticas do Estado. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
FIGUEIREDO, M. V.. Relatos e projetos de viagem etnográfica à Amazônia. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
VANZOLINI, Marina.; CESARINO, P. N. . ?Perspectivism?. Em: Oxford Bibliographies in Anthropology. Nova Iorque: Oxford University Press, 2014 (Verbete para .).

2.
VANZOLINI, Marina.. Xingu. São Paulo: Instituto Moreira Salles (no prelo), 2013 (Legendas).

3.
VANZOLINI, Marina.. A História de Lince (orelha do livro). São Paulo, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

4.
FIGUEIREDO, M. V.. Apapaatai: rituais de máscaras no Alto Xingu. Rio de Janeiro: Contra-Capa, 2010 (Resenha).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
FIGUEIREDO, M. V.. Parecer de artigo científico para Cadernos de Campo. 2012.

2.
VANZOLINI, Marina.. Parecer de artigo científico para Amazônica. 2012.

3.
VANZOLINI, Marina.. Paracer de artigo científico para Mundo Amazónico. 2012.

4.
FIGUEIREDO, M. V.. Parecer de artigo científico para Enfoques. 2012.

5.
FIGUEIREDO, M. V.. Parecer de artigo científico para Revista de Antropologia. 2011.

6.
FIGUEIREDO, M. V.. Parecer de artigo científico para Revista de Antropologia. 2011.

7.
FIGUEIREDO, M. V.. Parecer de artigo científico para Três Pontos. 2009.

8.
CASTRO, E. B. V. ; FIGUEIREDO, M. V. ; FRANCA, L. ; MARQUES, B. ; MATOS, B. ; ROCHA, P. . Ontografia comparativa e equivocação controlada: cinco estudos etnográficos e suas implicações reversas (projeto de pesquisa). 2008.

9.
FIGUEIREDO, M. V.. Tukyt, o sal do índio (projeto). 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
VANZOLINI, MARINA; SCHAVELZON, SALVADOR . Cosmopolíticas, feitiços e contra-feitiços. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
VANZOLINI, Marina.; GORODISCHER, V. . Uno y el Universo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
VANZOLINI, Marina.; OLIVEIRA, D. ; SALLES, C. . Relatório Circunstanciado de Identificação de Delimitação da TI Tekohá Guasu Guavirá. 2015. (Relatório Circunstanciado de Identificação de Delimitação da TI Tekohá Guasu Guavirá).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
VANZOLINI, MARINA; Guerreiro Jr. A.R; LUBEL, A.F.. Participação em banca de Diogo Henrique Cardoso. Chefes, aldeias e suas histórias: memória e política no Alto Xingu. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
VANZOLINI, MARINA; MACEDO, V.; SZTUTMAN, R.; NUNES, E.S.. Participação em banca de Rodrigo Rossi Mora Brusco. Outros parentes. Casamentos com brancos nas terras baixas sul-americanas.. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

3.
VANZOLINI, MARINA; GALLOIS, D. T.; LANGDON, E. J. M.. Participação em banca de Alice Haibara de Oliveira. JÁ ME TRANSFORMEI: Modos de circulação e transformação de pessoas e saberes entre os Huni Kuĩ (Kaxinawá). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

4.
VANZOLINI, Marina.; COHN, C.; SZTUTMAN, R.. Participação em banca de Joana Farias. Fazendo corpos: uma reflexão sobre a fabricação de pessoas e cerâmica entre os Karajá. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

5.
VANZOLINI, Marina.; Marcio Goldman; Miriam Rabelo. Participação em banca de Cauê Fraga Machado. Desfazer laços e obrigações: Sobre a morte e a transformação das Relações no Batuque de Oyó/RS. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social (mestrado e doutorado)) - Museu Nacional/ FCC da UFRJ.

6.
VANZOLINI, Marina.; GALLOIS, D. T.; PIMENTEL, S. K.. Participação em banca de Tatiane Maíra Klein. Práticas midiáticas e redes de relações entre os Kaiowá e Guarani em Mato Grosso do Sul. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

7.
VANZOLINI, Marina.; Figueiredo, Paulo Maia; Lima, Tânia Stolze. Participação em banca de Bruno Emílio Fadel Daschieri. Musica do Jurupari: um ensaio sobre sonoridade e transformação. 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

Teses de doutorado
1.
VANZOLINI, Marina.; GALLOIS, D.; COHN, C.; GOMES, A. M. R.; SANTOS, G. M.. Participação em banca de Talita Lazarin Dal Bó. A presença de estudantes indígenas nas universidades: entre ações afirmativas e composições de modos de conhecer. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

2.
VANZOLINI, MARINA; PERRONE-MOISES, B.; COHN, C.; SILVA, M. F.; GRUPIONI, L.D.B.. Participação em banca de Ana Caroline Amorim Oliveira. "A caneta é nossa borduna": um estudo etnográfico sobre as experiências indígenas Tenetehara/Guajajara no ensino superior no Maranhão. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

3.
VANZOLINI, Marina.; GALLOIS, D. T.; Guerreiro Jr. A.R; Louault, Frédéric; Lenaarts, Marc. Participação em banca de Nicodème de Renesse. Seguir ou sair de sua história: ramificação e antagonismos narrativos entre os Paiter Suruí (tupi-mondé). 2017. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

4.
ANDRELLO, G.; COHN, C.; FRANCHETTO, B.; CARDOSO, M.; VANZOLINI, MARINA. Participação em banca de Marina Pereira Novo. ESSE É O MEU PATIKULA?: UMA ETNOGRAFIA DO DINHEIRO E OUTRAS COISAS ENTRE OS KALAPALO DE AIHA. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
VANZOLINI, MARINA; GALLOIS, D.; Testa, A.Q.; MACEDO, V.; AMOROSO, M. R.. Participação em banca de Ligia Rodrigues de Almeida. Estar em movimento é estar vivo. Territorialidade, pessoa e sonho entre famílias tupi guarani. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

6.
GALLOIS, D. T.; VANZOLINI, Marina.; MACEDO, V.; LADEIRA, M. I.; COHN, C.. Participação em banca de Camila Mainardi. Desfazer e refazer coletivos. O movimento tupi guarani.. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

7.
VANZOLINI, Marina.; PACINI, A.; SILVA, J. A. F.; GALLOIS, D. T.; AMOROSO, M. R.. Participação em banca de Verone Cristina da Silva. Carnaval: alegria dos imortais. Ritual, pessoa e cosmologia entre os Chiquitano no Brasil. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

8.
VANZOLINI, Marina.; GALLOIS, D.; SZTUTMAN, R.; GARCIA, U.; MONTARDO, D. L. O.. Participação em banca de Adriana Queiroz Testa. Caminhos de saberes Guarani Mbya: modos de criar, crescer e comunicar. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
VANZOLINI, Marina.; SZTUTMAN, RENATO; GONCALVES, M. A.. Participação em banca de André Luís Lopes Neves. A apropriação dos recursos audiovisuais pelos Manoki e Myky: uma abordagem de suas relações com a alteridade mediadas por experimentos fílmicos.. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

2.
VANZOLINI, Marina.; SATIKO, R. H.; CAIUBY, S.. Participação em banca de Renato Jacques de Brito Veiga. Os ensaístas do corpo. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

3.
VANZOLINI, MARINA; GALLOIS, D.; SZTUTMAN, R.. Participação em banca de Luísa G. Girardi. Diferença e parentesco entre os Katxuyana. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

4.
VANZOLINI, MARINA; GALLOIS, D.; PERRONE-MOISES, B.. Participação em banca de Ana Carolina Amorim Oliveira. Qualificação. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

5.
VANZOLINI, Marina.. Participação em banca de Marina Pereira Novo. Esse é meu patikulá: uma etnografia do dinheiro e outras coisas entre os Kalapalo do Anto Xingu. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
VANZOLINI, Marina.; SILVA, M. F.. Participação em banca de Nicodème de Renesse. Relatos paiter suruí da história: historiopoiese, ramificação e articulação do conhecimento entre os Paiter Suruí. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
VANZOLINI, Marina.; Oliveira, Joana C.; MARRAS, S.. Participação em banca de Rafaela Aparecida Romano. Produzindo fitoterápicos com Espíritos: a relação entre ciência e religião em um grupo Kardecista no Alto do Paranaíba. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

2.
VANZOLINI, Marina.; GUERREIRO JR, A.; KOFES, M. S.. Participação em banca de Diogo Henrique Cardoso. Chefes, aldeias e suas histórias: memória e política no Alto Xingu. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
VANZOLINI, MARINA; GALLOIS, D. T.; CESARINO, P. N.. Participação em banca de Flávio Bassi Junior. Entresaberes: modos de conhecer paiter e suas transformações. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

4.
VANZOLINI, MARINA; SZTUTMAN, R.; CESARINO, P. N.. Participação em banca de Henrique Pougy. Poética e política no Alto Xingu. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.

5.
VANZOLINI, Marina.; RAE, E. M.; GONCALVES, V.. Participação em banca de Alvaro Russo. É na boca da mata que eles moram. Diálogos entre santo daime e umbanda.. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
42 Encontro Anual da ANPOCS. "Antropologias afroindígenas: contrassincretismos e suas políticas". 2018. (Congresso).

2.
Encontro Sextas na Quinta.Notas sobre os nomes aweti: o que faz um nome herdado?. 2018. (Encontro).

3.
?A Relação Afroindígena na Bahia e Alhures: Cosmopolíticas em Contato?.Feitiço de gente, feitiço de bicho, feitiço de santo ? a etnografia aweti (alto Xingu) em um exercício de comparação afroindígena. 2017. (Seminário).

4.
Qué es una relación? Perspectivas etnográficas desde la Sudamérica indígena.Ehezu. Notas sobre a onomástica aweti.hezu. Notas sobre a onomástica aweti.. 2017. (Oficina).

5.
VI Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia. O feitiço e a feitiçaria capitalista. 2017. (Congresso).

6.
40 Encontro Anual da Anpocs. Antropologias Afroindígenas: Contradiscursos e Contramestiçagens. 2016. (Congresso).

7.
Comendo como gente. Práticas de conhecimento indígenas sobre alimentação e comensalidade.Comida pra desfazer parente. 2015. (Encontro).

8.
Seminário permanente do CEPEI.O mito é um termômetro, a fofoca uma bússola. A temporalidade mítica repensada através de uma etnografia Aweti. 2014. (Seminário).

9.
Sexta do Mês (FFLCH-USP).Aquilo que não se sabe bem o que é: da indeterminação como poder nos mundos afrondígenas. 2014. (Seminário).

10.
37o Encontro Anual da Anpocs. As histórias dos outros: uma reflexão sobre o regime de verdade nas narrativas aweti (alto Xingu) e suas implicações cosmopolíticas. 2013. (Congresso).

11.
CEstA de Boas-Vindas.As histórias dos outros: variação mítica e mentira no mundo dos Aweti do alto Xingu. 2013. (Seminário).

12.
Mitos Cosmogônicos.Antes do tempo: mitos xinguanos sobre as origens de um mundo dividido. 2013. (Seminário).

13.
Saberes Ameríndios.A vida antes do tempo: mitos xinguanos sobre as origens de um mundo dividido. 2013. (Seminário).

14.
Seminários Ameríndios.As histórias dos outros: notas para pensar como os Aweti do Alto Xingu pensam seus mitos. 2013. (Seminário).

15.
Sextas na Quinta.Isso que não se sabe o que é. Idéias sobre o axé do perspectivismo. 2013. (Seminário).

16.
Simpósio CEstA nas redes Guarani.Conexões, alteridades, alterações. 2013. (Simpósio).

17.
28 Reunião Brasileira de Antropologia. apresentação do trabalho ?O povo dele sabe que ele é ruim? na mesa redonda "Críticas ameríndias da política: experiências cruzadas (Amazônia, Andes, Chaco)". 2012. (Congresso).

18.
28 Reunião Brasileira de Antropologia. comentadora do GT: "Repensando a política indígena: liderança, contra-o-Estado, respostas às formas modernas". 2012. (Congresso).

19.
36 Encontro Anual da Anpocs. Das participações míticas: notas sobre o axé e o perspectivismo ameríndio. 2012. (Congresso).

20.
Configuraciones de Vida/Life Configurations.The Unstable Condition of Humanity According to some Amazonian Indigenous Peoples. 2012. (Seminário).

21.
35 Encontro Anual da Anpocs. Ontologias do feitiço: esboço comparativo a partir da etnografia dos Aweti do Alto Xingu. 2011. (Congresso).

22.
Encuentro del grupo de Etnología y Etnografía de la FFL/UBA.??Xinguano no es gente?. Brujería y parentesco según los Aweti de la Amazonía brasileña?. 2011. (Encontro).

23.
IX Reunião de Antropologia do MERCOSUL (RAM). A feitiçaria na Amazônia: considerações a partir do caso aweti. 2011. (Congresso).

24.
IX Reunião de Antropologia dos Mercosul. A Feitiçaria na Amazônica: reflexões a partir do caso aweti. 2011. (Congresso).

25.
Seminario Permanente del Centro de Antropología Social del IDES.La jefatura contra el poder. Observaciones sobre la dinámica política en un pueblo indígena de Brasil Centrall.. 2011. (Seminário).

26.
VII Reunião Internacional da Society for the Anthopology of Lowland South America (Salsa). A feitiçaria na Amazônia: reflexões a partir do caso aweti. 2011. (Congresso).

27.
Encontro do Núcleo de História Indígena e do Indigenismo/FFLCH, USP.?A flecha do ciúme. O parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu? ? alguns comentários sobre a tese?. 2010. (Encontro).

28.
Sextas na Quinta.O parentesco e seu avesso segundo os Aweti do Alto Xingu. 2010. (Encontro).

29.
VIII Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM). O Parentesco pervertido: notas sobre a feitiçaria entre os Aweti do Alto Xingu. 2009. (Congresso).

30.
Sextas na Quinta.A maldição da imparcialidade (em A profissão d'in-diferença). 2007. (Encontro).

31.
Sextas na Quinta.Aquela velha mentirosa, o maconheiro magricela, Chapolim e outras figuras da política Aweti. 2007. (Encontro).

32.
Seminários NuTI.Política, Mito e Ciência: Locke no Xingu e as Antropolíticas do Estado. 2005. (Encontro).

33.
Seminários NuTI.Relatos e projetos de viagem etnográfica à Amazônia. 2004. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VANZOLINI, MARINA; SZTUTMAN, RENATO ; Girardi, L. ; Giram, P. ; Meneses, G. ; Bertolin, G. . Lições de Fala. 2018. (Congresso).

2.
VANZOLINI, MARINA; GUERREIRO JR, A. ; BARCELOS NETO, A. . Workshp Pesquisas Recentes em Etnologia Xinguana. 2016. (Congresso).

3.
VANZOLINI, Marina.; BELAUNDE, L. E. ; LAGROU, E. . Foucault na Amazonia? Sexualidades Indígenas. 2015. (Congresso).

4.
VANZOLINI, Marina.. Conferências PPGAS. 2013. (Outro).

5.
VANZOLINI, Marina.; Bonilla, Oiara ; Cerqueira, Ana Carneiro . A academia e a floresta: visões xamânicas. 2011. (Outro).

6.
VANZOLINI, Marina.; Bonilla, Oiara ; Cerqueira, Ana Carneiro . Organização do evento Sexta na Quinta (Março a Julho de 2011). 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Jaime da Silva Mayuruna. Tantiabenash shubinuN na: O choro-canto fúnebre dos Matses. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Brett Alan Buckingham. Descolonização e práticas de cura nos Andes bolivianos: ?seres-terra? e conhecimento ukamaw. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

3.
Rafaela Aparecida Romano. Produção fitoterápica e conservação ambiental: construindo uma rede sociotécnica. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Isabela do Valle Zangrossi. Imagens do saber: um levantamento acerca do que é conhecimento para os indígenas das terras baixas da América do Sul. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rodrigo Rossi Mora Brusco. Outros parentes. Casamentos com brancos nas terras baixas sul-americanas. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Social (Antropologia Social)) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marina Vanzolini Figueiredo.

Iniciação científica
1.
Rodrigo Rossi Mora Brusco. Da ideia de ?mistura? à sua negação: estrutura e transformação entre os Tupi Guarani e os Mbyá. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Marina Vanzolini Figueiredo.

2.
Lucas Justino. Encontros entre alteridades num contexto afroindígena: reflexoes sobre os Tupinamba da Serra do Padeiro. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marina Vanzolini Figueiredo.



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Realiza trabalho de campo com os Aweti, povo tupi do complexo multilíngue do Alto Xingu (MT) desde 2004.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/01/2019 às 9:42:39