Josilene Pinheiro-Mariz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4945243844289619
  • Última atualização do currículo em 01/09/2018


Possui graduação em Letras Português-Francês pela Universidade Federal do Maranhão (1996), mestrado (2001) e doutorado (2008) em Letras (Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da Universidade de São Paulo e Pós-Doutorado pela Universidade Paris 8 -Vincennes-Saint Denis (2013). Professora Associada na Unidade Acadêmica de Letras, da Universidade Federal de Campina Grande, atuando na graduação em Letras- Língua Portuguesa e Língua Francesa (curso do qual foi coordenadora de novembro de 2012 a janeiro de 2016) e na Pós-Graduação em Linguagem e Ensino. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua e Literaturas de Língua Francesa, atuando principalmente nas seguintes áreas: Estudos da relação entre língua e literatura, confluindo para literatura comparada e interculturalidade; literaturas francófonas e africanas; formação de leitores de textos literários em língua estrangeira e materna; intercompreensão de línguas românicas; didática de línguas e ensino de FLE (crianças e adultos). É tutora do PET-Letras desde julho de 2012. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Josilene Pinheiro-Mariz
Nome em citações bibliográficas
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Campina Grande, Centro de Ciências Humanas, Unidade Acadêmica de Letras.
Av. Aprígio Veloso, n.882
Bodocongó
58109-970 - Campina Grande, PB - Brasil
Telefone: (83) 33101099
URL da Homepage: http://www.ufcg.edu.br/cch


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2007
Doutorado em LETRAS (EST. LING., LITERÁRIOS E TRADUTOLÓGICOS EM FRANCÊS).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O texto literário em aula de FLE, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Tokiko Ishihara.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: FLE; Texto Literário; didática de línguas.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Educação Superior.
1997 - 2001
Mestrado em LETRAS (EST. LING., LITERÁRIOS E TRADUTOLÓGICOS EM FRANCÊS).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Uma leitura de Smarra ou les démons de la nuit", de Charles Nodier,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Glória Carneiro do Amaral.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Smarra; Charles Nodier; Literatura Fantástica; Literatura Francesa; Sonho; Figura Feminina.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Educação Superior.
1992 - 1996
Graduação em Letras Português Francês.
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Título: O ser negro na literatura maranhense.
Orientador: Maria Helena Carvalho.


Pós-doutorado


2011 - 2013
Pós-Doutorado.
Université Paris 8 - Vincennes-Saint-Denis, PARIS 8, França.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literaturas Estrangeiras Modernas.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literaturas Estrangeiras Modernas / Especialidade: Littérature Francophone et la voix des femmes dans le monde.


Formação Complementar


2014 - 2014
Formação em Francês para Objetivos Específicos. (Carga horária: 15h).
Agence Universitaire de la Francophonie, AUF, Canadá.
2013 - 2013
DELF et DALF. (Carga horária: 40h).
Embassade de France à Recife et Alliance Française, AF ET AFR, Brasil.
2013 - 2013
Formation en Français sur Objectifs Universitaires. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
2012 - 2012
Editores de revistas cientificas: em busca da exce. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2012 - 2012
L?enseignement/apprentissage du FLE aux enfants. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2009 - 2009
Tradição Oral afro-bras:da África para o Brasil. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
2008 - 2008
Fábulas ontem e hoje: relações palimpsestas.
Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.
2007 - 2007
Cultura, alteridade e ensino. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.
2005 - 2005
Redação Científica Em Língua Portuguesa.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2005 - 2005
Enseignement Apprentissage Du Fle En Contexte Inst. (Carga horária: 32h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em III Seminário de Metodologia do Ensino de Língua P. (Carga horária: 13h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2004 - 2004
Teoria dos Gêneros do Discurso. (Carga horária: 7h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2004 - 2004
III Stage de Perfectionnement en FLE. (Carga horária: 7h).
Associação de Professores de Francês do Estado de São Paulo, APFESP, Brasil.
2003 - 2003
II Stage de Perfectionnement en FLE. (Carga horária: 7h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2002 - 2002
Enseigner le FLE sans matériel: créativité en .... (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
2000 - 2000
Nancy III. (Carga horária: 128h).
Alliance Française, AF, Brasil.
2000 - 2000
Stage de Perfectionnement en Langue Française. (Carga horária: 120h).
Universtié de Montréal, UNIV.MONTRÉAL, Canadá.
1999 - 1999
Nancy II. (Carga horária: 128h).
Alliance Française, AF, Brasil.
1998 - 1998
Nancy I. (Carga horária: 128h).
Alliance Française, AF, Brasil.
1997 - 1997
Cours de Langue Française. (Carga horária: 60h).
École Internationale de Français, E.F., França.
1996 - 1996
Extensão universitária em Projeto Universidade Solidária em Baraúna RN. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
1996 - 1996
Atualização Lingüística e Metodológica Para ....
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1996 - 1996
Pontuação e Processos Redacionais. (Carga horária: 72h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1996 - 1996
Aspectos da Presença Francesa no Brasil Revista da.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1996 - 1996
Machado de Assis e a França O Caso do Conselheiro. (Carga horária: 72h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual do Maranhão, UEMA, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pró-labore, Carga horária: 40

Atividades

7/2002 - 7/2002
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Semântica (Português V)

Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2018 - Atual
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Narrativa de Língua Francesa
Poesia de Língua Francesa
09/2018 - Atual
Ensino, Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos de pesquisa
08/2016 - Atual
Serviços técnicos especializados , Unida Acadêmica de Letras, .

Serviço realizado
Representante institucional da UFCG no âmbito do programa Idiomas sem Fronteiras - Francês..
10/2014 - Atual
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Narrativa Francesa
Poesia Francesa
TEL- Gêneros Acadêmicos
04/2018 - 08/2018
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Literatura Comparada Brasil/ França
04/2018 - 08/2018
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Literatura "francófona"
03/2018 - 07/2018
Ensino, Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Literatura e outras linguagens
09/2017 - 02/2018
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teatro de Língua francesa
09/2017 - 02/2018
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Intercompreensão de Línguas Românicas
08/2017 - 12/2017
Ensino, Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Pesquisa
04/2017 - 07/2017
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Avançado de Língua Francesa
04/2017 - 07/2017
Ensino, Extensão Universitária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa III
03/2017 - 06/2017
Ensino, Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teorias de Ensino de Línguas Estrangeiras
01/2016 - 06/2016
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Literatura Comparada
Literatura Francófona
Teatro Francês
Teorias de ensino de LE
01/2016 - 04/2016
Ensino, Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
teorias de ensino de línguas estrangeiras
04/2015 - 11/2015
Ensino, Letras Francês, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Poesia Francesa
Teorias de ensino de LE
05/2014 - 09/2014
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa VII
Literatura comparada Brasil/França
Literatura Francesa I
10/2013 - 04/2014
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa II
Língua Francesa Instrumental II
Poesia Francesa
Redação Cientifica
05/2013 - 10/2013
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa I
Língua Francesa Instrumental II
Literatura Francesa IV
Redação em Língua Francesa
11/2012 - 05/2013
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Francês
Linguística Aplicada ao Ensino de Francês Língua Estrangeira
Literatura Francesa II
Literatura Francesa III
02/2012 - 11/2012
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Cultura Francesa
Língua Francesa V
08/2011 - 12/2011
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa II
Literatura Francesa I
02/2011 - 07/2011
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa I
Redação em língua francesa
Língua Francesa VII
09/2008 - 12/2008
Ensino, Extensão Universitária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Preparatório para o DELF
04/2008 - 07/2008
Ensino, Curso de Especialização Em Lingüística Aplicada Ao, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
O texto literário em aula de francês língua estrangeira
07/2006 - 12/2006
Extensão universitária , Centro de Ciências Humanas, .

Atividade de extensão realizada
Professora de Língua Francesa I, II, III e V.
03/2006 - 06/2006
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa Instrumental I
Língua Lrancesa Instrumental II
Lingüística aplicada ao ensino de francês
Literatura Francesa II
Literatura Francesa III
Redação em Língua Francesa

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20

Atividades

3/2004 - 4/2004
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Francesa

Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Substituta, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora Contratada, Carga horária: 40

Atividades

9/1999 - 11/2002
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Francesa
9/1999 - 11/2002
Serviços técnicos especializados , Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis, Colun.

Serviço realizado
Supervisão técnica de estagiários de Letras-Francês/UFMA.
3/1995 - 6/1995
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Francesa no Núcleo de Cultura Lingüística - NCL/UFMA

Aliança Francesa, ALIANÇA FRANCESA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 0

Atividades

8/2000 - 12/2002
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Francesa

Centro de Ensino Universitário do Maranhão, UNICEUMA, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 0

Atividades

3/2002 - 11/2005
Ensino, Turismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Francesa

Governo do Estado do Maranhão, GOVERNO/MA, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20

Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Contratada, Carga horária: 20

Atividades

2/1999 - 2/2006
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Portuguesa e Literatura Brasileira
1/1994 - 12/1994
Ensino,

Disciplinas ministradas
Língua Portuguesa e Literatura Brasileira

Escola Nosso Mundo, ENM, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 1992
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Contratado, Carga horária: 10

Atividades

1989 - 1992
Ensino,

Disciplinas ministradas
Inglês Infantil

Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

7/2004 - 7/2004
Ensino, Letras, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ensino de FLE nas Universidades do Nordeste (mini-curso)
Palestras sobre Literatura Francesa (Teatro) e Tradução Literária (Francês)


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
INVESTIGANDO A LÍRICA FEMININA CONTEMPORÂNEA DO MAGREBE E DO MACHREK AFRICANO DE LÍNGUA FRANCESA
Descrição: Investigar a produção literária de escritoras pelos espaços geográficos da ?francofonia? tem sido nosso interesse não apenas pela necessidade de se discutir questões ligadas ao gênero, tão em voga nos nossos dias, mas, sobretudo, porque de uma maneira geral, a mulher tem ocupado poucos lugares nos estudos literários (DALCASTAGNÈ, 2012). Mesmo quando se leva em conta o fato de a língua francesa está presente nos cinco continentes, pensar nela ainda parece ser pensar na França, muito provavelmente pela história de glamour que marca a língua francesa, ainda hoje. Ora, se a língua francesa fora da França ainda ocupa, de certa forma, o imaginário coletivo em todo mundo, o que dizer sobre a sua literatura? Nesse âmbito, o que dizer da mulher escritora, particularmente, a poetisa? Por certo, ao tocarmos nesse ponto, adentramos em um espaço ainda mais limitado, no qual aportamos a nossa problemática de pesquisa: Investigando a lírica feminina contemporânea do Magrebe e do Machrek africano de língua francesa. Ressalte-se que nesse espaço geográfico, há particularidades sociais que restringem ainda mais o papel da mulher no seu espaço social, logo, também como escritora/poetisa. A partir dessa perspectiva, objetivamos investigar a produção poética feminina de países da ?dita África Branca? (em um contraponto à África subsaariana, conhecida como ?África Negra?), região localizada ao norte do deserto do Saara, enfocando os países que têm a língua francesa como materna, de estudos ou administrativa. A problemática de nossa pesquisa dá enfoque ao fato de haver uma frágil divulgação de registros acerca da produção das vozes poéticas femininas não unicamente nessa região de língua francesa, mas, em diversos outros espaços, conforme sinaliza a História Literária (ADLER; BOLLMAN, 2017). Portanto, esta investigação tem sua relevância ao consideramos que, no Brasil, a Lei Federal 10.639/03 orientaria quanto ao ensino da cultura africana e afro-brasileira. Por esse prisma, entendemos também que para o professor de língua francesa é possível ensinar a respeito da África pela via da língua francesa; ainda que diversas discussões apontem para a anulação dessa Lei, entendemos que tal abordagem é necessária para a formação de leitores e de professores de qualquer língua, uma vez que se trata de uma perspectiva que visa a uma formação integral do ser humano. Nesta pesquisa, a partir do objetivo de investigar a lírica feminina africana das regiões do Magrebe e Machrek, buscaremos responder às seguintes questões: a) que espaço é reservado às poetisas nos países de língua francesa localizados no Magrebe e no Machrek?; b) quando publicam seus poemas, quais os meios de divulgação?; c) o fato de estarem em uma região em que o espaço dado à mulher ainda é bastante restrito, tal comportamento ecoa na produção poética?; d) haveria diferenças da produção poética feminina, quanto ao estilo e à temática considerando os países ao norte e ao sul do grande deserto do Saara? Em busca dessas respostas, ancoramo-nos em resultados em Gontard (2005), Doucey (2008; 2010; 2011, 2017), Combes e Despax (2017) e em documentos que apresentam resultados de PIVIC/ 2013-2017), uma vez que tais estudos e antologias dão especial atenção à ?francofonia?, apresentando discussões basilares a respeito do lugar da poética feminina em espaço que parece ser reservado unicamente à autoria masculina. Com o intuito de revelar essa riqueza que acreditamos ser a lírica feminina da África francófona do Magrebe e do Machrek, executaremos uma pesquisa quali- quantitativa, de cunho bibliográfico e documental (MOREIRA; CALEFE, 2008). Assim, buscamos investigar a poética produzida por mulheres do universo francófono africano na região ao norte do continente africano, intentando ratificar a importância dessa poética na contemporaneidade, destacando-se as subjacentes questões histórico-sociais que podem e.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Luana Costa de Farias - Integrante.
2018 - Atual
LEITURAS LITERÁRIAS PARA UM PLURILINGUISMO NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA CRIANÇAS
Descrição: Este projeto de pesquisa está ancorado em uma perspectiva que identifica a necessidade de uma formação integral na infância, entendendo que a literatura ao lado do plurilinguismo pode ser uma impactante abordagem para tal formação. É necessário que as escolas formes crianças e jovens com uma visão inter e pluricultural; e, para isso, faz-se necessário que sejam dados aos aprendizes, os recursos para tal comportamento. Entendemos que são necessárias discussões a respeito da sensibilização às línguas, de modo sistematizado, de modo especial, na Universidade. Nesse âmbito, a ILR configura-se em um importante espaço para que se estimule tal formação. A IC instiga à reflexão sobre o lugar da nossa língua e pode promover a aprendizagem de línguas aparentadas ao acionar o repertório linguístico, estimulando o desenvolvimento da competência plurilíngue e pluricultural de aprendizes em qualquer nível de escolaridade. A partir dessas considerações, temos como questão norteadora a seguinte pergunta: a literatura e o plurilingismo podem se constituir em uma importante abordagem na formação de professores de línguas estrangeiras para crianças, a partir da IC? Partindo dessa questão norteadora, buscamos resposta para algumas perguntas de nossa pesquisa: a) quando associados à literatura, os fundamentos da IC, -enquanto metodologia para o ensino de línguas estrangeiras-, podem impulsionar a formação de professores, com foco no ensino de LE para crianças? b) que obras literárias plurilíngues podem ser apropriadas para o ensino de LE na educação infantil? c) obras literárias plurilíngues podem se configurar em uma estratégia de leitura, na aprendizagem de LE, no âmbito da educação infantil, independentemente da língua estudada? d) que obras podem ser abordadas na sala de aula de LE, quando da execução de uma proposta de IC no ensino infantil? Intentando encontrar respostas para estas questões, desenvolveremos uma pesquisa de cunho qualitativo e documental, uma vez que consideramos a natureza do fenômeno investigado (MOREIRA; CALEFE, 2008). Nossa base teórico-metodológica para um plurilinguismo está em Coracini (2007), Derrida (1996), além de estudos que se debruçam sobre o ensino de línguas parentes, tais como Araújo e Sá; Downing; Melo-Pfeifer; Séré; Vela Delfa; 2009), além de Capucho (2013), De Carlo, (2009) e Souza e Alas-Martins (2012). Esses estudos vêm mostrando a importância da ILR em diversos países de línguas de raiz românica. Também encontramos em Kail (2015), Vanthier (2009) e Gaonac?h (2006), Poslaniec, (2001), reflexões que dão suporte para se pensar no ensino de LE desde a infância, sobretudo, quando associado à literatura. Assim, trabalhamos por esse prisma, haja vista que se trata de um caminho essencial para se formar cidadãos conscientes da diversidade linguística, com uma visão de um mundo intercultural para além de suas próprias fronteiras. PALAVRAS-CHAVE: Intercompreensão de Línguas Românicas; Ensino infantil; LE para crianças..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / João Leonel Farias Silva - Integrante.
2018 - Atual
O LUGAR DA MULHER NA LITERATURA INFANTO-JUVENIL EM LÍNGUA FRANCESA, DE AUTORIA FEMININA, NO CONTINENTE AFRICANO
Descrição: Há cerca de cinco anos, temos buscado inventariar a produção literária infanto-juvenil de língua francesa do mundo ?dito francófono?, assim como a produção de escritoras, pelo mundo, a produzirem também nessa língua. Obtivemos resultados surpreendentes no que diz respeito à imensa produção dedicada ao público infantil, o que pode ratificar que o nosso olhar sobre a temática é coerente. Paralelamente à catalogação da produção literária ?francófona? para crianças, fizemos pesquisa semelhante buscando identificar se a produção de escritoras nesse espaço também tem espaço tanto quanto ao que é designado aos escritores. Tais resultados vêm chancelando de um lado, quão a leitura literária é importante na formação integral da criança, sobretudo quando ela está no ensino infantil, aprendendo uma língua/cultura estrangeira à sua. Do outro lado, destaque-se que muito embora o espaço para as escritoras do mundo ?francófono? ainda não seja paritário quando comparado ao espaço dos escritores, há uma significativa produção literária de mulheres que escrevem em língua francesa, produção na qual são reveladas vozes que buscam, dentre outras coisas, um espaço igualitário e respeito. Nesse sentido, temos confirmado a urgência de um ensino de francês para crianças, no contexto brasileiro, no qual se tenha contato com a diversidade cultural da língua em aprendizagem. Sob o nosso ponto de vista, trata-se de um caminho que possibilita uma formação como leitores sem preconceitos, e conscientes da diversidade de uma língua/(cultura) utilizada por cerca de 220 milhões de pessoas em todo o mundo (OIF, 2018). A partir dessas considerações, buscamos articular a produção feminina, em África, à literatura francófona infanto-juvenil do continente. Assim, a questão norteadora de nossa pesquisa busca responder: qual é o lugar da mulher na literatura infanto-juvenil francófona produzida por escritoras do continente africano? Na busca por essa resposta a esta questão cerne, o objetivo geral desta pesquisa é: analisar a presença da figura feminina na literatura africana infanto-juvenil francófona escrita por autoras; e, os específicos são: a) Identificar os papeis que a mulher ocupa na literatura francófona infanto-juvenil, sob a ótica de autoras africanas; b) Verificar como a literatura destinada às crianças e aos jovens aborda temáticas como infância e maternidade, dentre outras mais recorrentes em tal produção; c) Analisar três obras infanto-juvenis de escritoras africanas a fim de examinar o possível impacto da leitura literária na formação humana (uma obra de cada uma das grandes regiões: Magrebe, Machrek e África Subsaariana). No que concerne à metodologia, esta pesquisa se caracteriza como qualitativa, de caráter bibliográfica, documental e analítica (MOREIRA; CALEFE, 2008). Sua execução se dará em duas fases: 1) levantamento das obras, produzidas por escritoras, que dão enfoque ao lugar da mulher na literatura infanto-juvenil, seja como tema, seja como autora e seleção das obras a serem analisadas, identificando-se os papeis ocupados pela mulher na ficção infantil; 2) análise das três obras selecionadas, justificando-se as escolhas, momento no qual os dois últimos objetivos deverão ser alcançados. Para as análises, partiremos inicialmente de resultados PIBIC/PIVIC anteriores; no entanto, buscaremos em reflexões de Chevrier (2006) e Joubert (2013), sobre a literatura francófona na África; e, também em Vanthier (2009), Kail (2015) e Poslaniec (2002) quanto às reflexões de estímulo à leitura e à sensibilização literária e a formação leitora, respostas para a nossa questão central a fim de alcançar os objetivos desta pesquisa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Manuella Barreto Bitencourt - Integrante.
2017 - 2018
A POÉTICA CONTEMPORÂNEA DA ÁFRICA FRANCÓFONA SUBSAARIANA ESCRITA NO FEMININO
Descrição: Estudar a produção literária de escritoras pelos espaços geográficos da francofonia vem sendo nosso interesse não apenas pela necessidade de se discutir questões ligadas ao gênero, tão em voga nos nossos dias, mas, sobretudo, porque de uma maneira geral, a mulher tem ocupado poucos lugares em nossos estudos literários. Mesmo se considerando que a língua francesa está presente nos cinco continentes, pensar nela parece ser pensar na França, muito provavelmente pela história de glamour que marca a língua francesa ainda hoje. Ora, se a língua francesa fora da França ainda pouco ocupa o imaginário coletivo em todo mundo, o que dizer sobre a sua literatura? Adentrando um pouco mais nessa problemática, o que dizer da mulher escritora? E daquela que se consagra à poesia? Evidentemente, entramos em um espaço, por assim dizer, de minorias das minorias. Aqui ancora, portanto, o cerne de nossa motivação para realizar a pesquisa sobre A poética contemporânea da África francófona subsaariana escrita no feminino. Sob esse prisma, objetivamos investigar a recente produção poética feminina de países da África subsaariana quem tenham a língua francesa como materna, ou veicular ou ainda administrativa. A problemática de nossa pesquisa gira em torno do fato de haver uma frágil divulgação de registros acerca da produção, enfocando a voz da mulher, especificamente das poetisas, na história literária. Nessa perspectiva, esta investigação apresenta um importante grau de relevância, posto que, no Brasil, há a Lei Federal 10.639/03 que obriga o ensino da cultura africana e afro-brasileira; e, por esse olhar, entendemos também que para o professor de língua francesa é viável e, até mesmo, indispensável, ensinar sobre a África por intermédio da língua francesa. Assim, buscamos responder a algumas indagações, como: a) no âmbito da francofonia, qual é o lugar quali e quantitativo da poetisa africana na África subsaariana, na contemporaneidade? b) qual o principal espaço de divulgação dessa poética? c) em quais países dessa região do continente estaria a maior produção literária da poética feminina? d) quais seriam as temáticas mais apreciadas por essas poetisas presentes em antologias e livros didáticos de FLE? Para encontrar respostas para essas indagações, embasamo-nos nos resultados da pesquisa PIVICCNPq/UFCG (2015-2016) e também em Gorceix (2000), Gontard (2005), Doucey (2008; 2010; 2011), haja vista que tais estudiosos da francofonia apresentam importantes discussões sobre o lugar da produção literária da mulher em um espaço marcadamente de autoria masculina. Com o intuito de revelar essa riqueza que acreditamos ser a poética feminina da África francófona subsaariana, executaremos uma pesquisa quali- quantitativa, de cunho bibliográfico e documental. Intentamos, portanto, investigar a poesia produzida por mulheres do universo francófono africano na região conhecida como subsaariana, uma vez que está geograficamente localizada ao sul do grande deserto do Saara, levando-se em conta que essa poética na contemporaneidade pode ressaltar que ainda há um longo caminho a ser perquirido, uma vez que nela subjazem questões histórico-sociais e, sobretudo, uma poética que convida a ser lida e experimentada..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Luana Costa de Farias - Integrante.
2017 - 2018
ESTUDOS DA LITERATURA FRANCÓFONA INFANTO-JUVENIL NA REGIÃO DO MACHREK
Descrição: O presente projeto de pesquisa tem sua origem nos resultados de pesquisas anteriores executadas com o suporte do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Nas referidas pesquisas, inventariamos a produção literária infanto-juvenil de língua francesa do mundo francófono. Assim, nas últimas pesquisas, catalogamos a produção literária francófona infantojuvenil do continente africano (PIBIC/CNPq 2014-2015) e, na sequência, estudamos a região ao norte e a situada ao sul do deserto do Saara. Os resultados vêm sancionando a imprescindibilidade da leitura literária, quando vista instrumento concreto na formação integral da criança, sobretudo quando ela ainda está no ensino infantil, aprendendo uma língua/cultura estrangeira à sua. Nesse sentido, essas pesquisas têm confirmado o quanto é fundamental que aprendizes da língua francesa, em qualquer fase da vida, tenham contato com a diversidade da língua em aprendizagem, com vistas a uma formação como leitores desprovidos de preconceitos, e conscientes da diversidade de uma língua/cultura enquanto instrumento de comunicação de mais de duzentos milhões de usuários em todo o mundo, como é o caso da língua francesa (OIF, 2017). Refletindo sobre os dados obtidos anteriormente, (PIBIC/CNPq 2015-2016), verificamos a intensa produção francófona infantojuvenil de países da África Subsaariana e, em estudo mais recente (PIBIC/CNPq 2016-2017), demos maior enfoque à produção magrebina. Neste projeto, concluindo o ciclo de estudos da literatura francófona infanto-juvenil africana, buscamos expandir as reflexões para a região da Ásia Ocidental, verificando características similares de países que constituem a região conhecida como Machrek. A nossa principal questão de pesquisa é: quais as características da literatura infantojuvenil do Machrek que favorecem uma formação integral da criança? Partindo dessa questão norteadora, intentamos obter respostas para as seguintes questões que estão diretamente relacionadas aos nossos objetivos de pesquisa: a) quais gêneros literários são mais produzidos para crianças e jovens leitores de literatura dessa região?; b) considerando-se que o Machrek expande-se da África à Ásia, a literatura destinada às crianças tem a mesma abordagem nos dois continentes? ; c) levando-se em conta que se trata de uma região de históricas disputas territoriais, pode-se dizer que tais fatos estão refletidos na literatura infanto-juvenil?; d) haveria uma temática mais recorrente na literatura infanto-juvenil do Machrek? Metodologicamente, esta pesquisa é qualitativa, de caráter bibliográfico e documental, sendo também analítica (MOREIRA; CALEFE, 2008). Ela será executada em duas fases: 1) arrolamento das obras a serem estudadas; 2) seleção das obras a serem estudadas, constituindo-se no suporte necessário para responder às nossas perguntas de pesquisa. As análises serão feitas a partir das reflexões de Hadad (2008) e Joubert (2013), sobre a literatura francófona no Machrek e na África; e, também em Vanthier (2009), Kail (2015) e Poslaniec (2002) quanto às reflexões de estímulo à leitura e à sensibilização literária..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Manuella Barreto Bitencourt - Integrante.
2017 - 2018
INTERCULTURALIDADE E INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: CAMINHOS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA CRIANÇAS - PIVIC
Descrição: No âmbito das Letras ou em qualquer outro espaço acadêmico e escolar, tem havido uma constante discussão a respeito da necessidade de se formar cidadãos com uma visão plurilíngue e intercultural a propósito do mundo contemporâneo. Como exemplo disso, identificamos ações governamentais que promovem esse pensamento, favorecendo mobilidade acadêmica a partir de programas como o Idiomas sem Fronteiras (ISF) ou o Internacional de Licenciaturas (PLI). Mas, como ressaltar a importância de estudar línguas estrangeiras (LE)? Apenas as iniciativas já citadas seriam suficientes? Por que é importante formar jovens plurilíngues e com uma visão inter e pluricultural? Eis algumas de nossas inquietações que subsidiam este projeto de pesquisa. Entendemos serem necessárias discussões que coloquem na ordem do dia uma sensibilização às línguas de modo sistematizado e consolidado. Assim, identificamos na metodologia conhecida como Intercompreensão de Línguas Românicas (IC ou ILR), um espaço sine qua non para se fomentar tal formação. A IC instiga à reflexão concernente à sensibilização e formação cidadã, promovendo e ativando o repertório linguístico e estimulando o desenvolvimento da competência plurilíngue e pluricultural de aprendizes em qualquer nível de escolaridade. Observando a importância da IC, perguntamo-nos: a intercompreensão de línguas românicas pode ser um caminho importante para a educação infantil plurilíngue no Brasil? Partindo dessa questão norteadora, buscamos resposta para algumas perguntas de nossa pesquisa: a) os fundamentos básicos para a utilização da IC, -enquanto metodologia para o ensino de línguas estrangeiras-, podem dar o suporte necessário para o ensino de LE para crianças? b) a partir de qual idade se poderia propor a abordagem da IC na educação infantil, buscando-se formar cidadãos plurilíngues e pluriculturais em nosso meio? c) a leitura literária pode ser um espaço que possibilitaria o ensino da IC na educação infantil? d) quais materiais didáticos podem ser utilizados na execução de uma proposta de IC no ensino infantil? Na busca de respostas a essas perguntas, desenvolveremos uma pesquisa de cunho qualitativo e documental, uma vez que consideramos a natureza do fenômeno investigado (MOREIRA; CALEFE, 2008). Assim, buscaremos publicações que enfocam esse tema, dentre os quais podemos citar importantes pesquisadores que têm estimulado e divulgado tal perspectiva de ensino de línguas parentes (ARAÚJO E SÁ; DOWNING; MELO-PFEIFER; SÉRÉ; VELA DELFA; 2009), além de Capucho (2013), De Carlo, (2009) e Souza e Alas-Martins (2012). Todos esses estudos vêm mostrando a importância da ILR em países de línguas de raiz românica, incluindo-se nesse contexto, o Brasil, enquanto falante da língua portuguesa. Também encontramos em Kail (2015), Vanthier (2009) e Gaonac?h (2006), reflexões que dão suporte para se pensar no ensino de LE desde a infância. Assim, entendemos que essa metodologia é tanto inovadora, quanto essencial para se formar cidadãos conscientes da diversidade linguística, com uma visão de um mundo intercultural para além de suas próprias fronteiras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / João Leonel Farias Silva - Integrante.
2017 - Atual
Literaturas francófonas em ecos na contemporaneidade
Descrição: Este projeto de pesquisa busca aprofundar reflexões anteriormente iniciadas no âmbito do ensino de FLE (francês como língua estrangeira) e pretende, doravante, instigar ainda mais reflexões a respeito do papel das literaturas ditas francófonas nas nossas sociedades. Em busca dos ecos dessas literaturas nas sociedades contemporâneas, identificamos laços entre as literaturas de línguas francesa ao redor do mundo, ligando-as às literaturas marginalizadas, menores, ou qualquer outra forma que identifique as conhecidas literaturas menores (DELEUZE; GUATARI, 2014). Isso resulta, naturalmente, em estudos que dão enfoque a outras literaturas (não unicamente francófonas) mas, que se ocupam com questões ligadas às "literaturas marginais". As reflexões suscitadas a partir de pesquisas realizadas até o momento contemplam literaturas de autora feminina em outras línguas, considerando-se, nesses casos, não a língua do colonizador, mas a do colonizado, conduzindo-nos aos estudos culturais e pós-coloniais e também aos diversos vieses dos estudos femininos/ feministas (HUANON, 1998; ZOLIN, 2010; BONI, 2012). Nessa esteira, entendemos estar em um processo de constante estímulo às reflexões que estariam, por assim dizer, na ordem do dia, sem que estejam, no entanto, esgotadas; carecendo, portanto, de pertinentes ponderações que deem conta de sua importância na contemporaneidade. Logo, ao consideramos a multiplicidade linguística e temática das obras literárias a partir das quais buscamos identificar seu reflexo em nossos dias, identificamos na abordagem conhecida como Intercompreensão de Línguas Românicas (IRL ou IC) um importante instrumento que dá suporte ao leitor para a compreensão escrita de obras de línguas românicas, prioritariamente. Uma vez que, sob o nosso prisma, a ILR constitui-se em um essencial recurso na abertura de horizontes linguístico-culturais. Este projeto tem sua ancoragem em pesquisas bibliográficas e qualitativas, por vezes, com caráter de pesquisa-ação ou bibliográfica. Os primeiros resultados já apontam para uma marcante produção literária de poetisas e romancistas africanas, incluindo-se o Magrebe, avançando pelo Machrek. Os nossos estudos têm dado enfoque à produção feminina por entendermos que embora seja uma prática muito antiga, ainda hoje, a escrita literária ainda está muito ligada à produção masculina. Além disse, temos buscado investigar obras de gêneros menos canônicos no universo da literatura, haja vista ser também esse o nosso cerne de reflexões. Os resultados parciais sinalizam a frutuosa produção literária feminina ou de escritoras africanas ou ambientadas naquele continente, refletindo que em muitos casos as semelhanças entre o Brasil e a África são muito mais sólidas e presentes do que podem apontar a escrita da História..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Albenise Mariana de Queiroz Sales - Integrante / Jéssica Rodrigues Florêncio - Integrante / Nicole Blondeau - Integrante / Déborah Alves Miranda - Integrante / Mariana de Normando Lira - Integrante / Thales Lamonier G. Campos - Integrante / Thaíse Jordania Porto dos Santos - Integrante / Luana Costa de Farias - Integrante / João Leonel de Farias Silva - Integrante / Manuella Barreto Bitencourt - Integrante / Ferroudja Allouache - Integrante.
2016 - 2017
ESTUDOS DA POÉTICA FEMININA DA ÁFRICA FRANCÓFONA
Descrição: Estudar a produção literária de escritoras pelos espaços geográficos da francofonia vem sendo nosso interesse não apenas pela necessidade de se discutir questões ligadas ao gênero, tão em voga nos nossos dias; mas, sobretudo, porque de uma maneira geral, a mulher tem ocupado poucos lugares em nossos estudos literários. Mesmo se considerando que a língua francesa está presente nos cinco continentes, pensar nela parece ser pensar na França, muito provavelmente pela história de glamour que marca a língua francesa ainda hoje. Ora, se a língua francesa fora da França ainda ocupa pouco o imaginário coletivo, o que dizer sobre a sua literatura? Adentrando um pouco mais nessa problemática, o que dizer da mulher escritora? E daquela que se consagra à poesia? Evidentemente, entramos em um espaço, por assim dizer, de minorias das minorias. Aqui ancora, portanto, o cerne de nossa motivação para realizar a pesquisa sobre Estudos da poética feminina da África francófona. Sob esse prisma, objetivamos investigar a recente produção poética feminina de países da África quem tenham a língua francesa como materna, veicular ou administrativa. A problemática de nossa pesquisa gira em torno do fato de haver uma frágil divulgação de registros acerca da produção, enfocando a voz da mulher, especificamente das poetisas, na história literária. Nessa perspectiva, a nossa investigação apresenta um importante grau de relevância, posto que, no Brasil, há a Lei Federal 10.639/03 que obriga o ensino da cultura africana e afro-brasileira; e, por esse olhar, entendemos também que para o professor de língua francesa é viável e, até mesmo, indispensável, ensinar sobre a África por intermédio da língua francesa. Assim, buscamos responder à algumas indagações, como: a) no âmbito da francofonia, qual é o lugar quali e quantitativo da poetisa africana? b) qual o principal espaço de divulgação dessa poética? c) em que região do continente estaria a maior produção literária da poética feminina? d) quais seriam as temáticas mais apreciadas por essas poetisas presentes em antologias e livros didáticos de FLE? Para encontrar respostas para essas indagações, embasamo-nos nos resultados da pesquisa PIVIC-CNPq/UFCG (2015-2016) e também em Gorceix (2000), Gontard (2005), Doucey (2008; 2010; 2011) e Pinheiro-Mariz e Blondeau (2012), haja vista que tais estudiosos da francofonia apresentam importantes discussões sobre o lugar da produção literária da mulher em um espaço marcadamente de autoria masculina. Com o intuito de revelar essa riqueza que acreditamos ser a poética feminina na África, executaremos uma pesquisa quali- quantitativa, bibliográfica e documental. Intentamos, portanto, investigar a poesia produzida por mulheres do universo francófono africano, levando-se em conta que essa poética na contemporaneidade pode ressaltar que ainda há um longo caminho a ser perquirido, uma vez que nela subjazem questões histórico-sociais e, sobretudo, uma poética que convida a ser lida e experimentada. Palavras-Chave: Literatura francófona; Poesia francófona africana; Escritora.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Emily Thaís Barbosa Neves - Integrante.
2016 - 2017
INVESTIGAÇÕES SOBRE A LITERATURA FRANCÓFONA MAGREBINA INFANTO-JUVENIL COMO LUGAR DE DIÁLOGOS INTERCULTURAIS
Descrição: O objeto de estudo do presente projeto de pesquisa tem sua origem em pesquisas anteriores que vêm tendo no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, o suporte necessário para o seu desenvolvimento. Temos voltado o nosso olhar para o mundo de língua francesa e, de um modo mais especial, para a África. Tais investigações vêm confirmando quão imprescindível é o exercício da leitura literária como fruição, enquanto instrumento concreto na formação integral da criança, sobretudo quando ela ainda está no ensino infantil, aprendendo uma língua/cultura estrangeira à sua. A partir dessa ótica, compreendemos que é preciso formar leitores desprovidos de preconceitos e conscientes da diversidade de uma língua/cultura enquanto instrumento de comunicação de mais de duzentos milhões de usuários em todo o mundo (OIF, 2016). Anteriormente, (PIBIC/CNPq 2015-2016), examinamos a produção literária infanto-juvenil africana e identificamos que a produzida na região situada ao norte do deserto do Saara, (Magrebe e Machrek) representa um percentual significativo, quando considerado no contexto do continente africano. Por essa razão, temos o intento de adentrar no estudo de obras literárias infanto-juvenis Magrebinas, aprofundando o seu estudo estético, mas também os indícios histórico-geográficos propiciadores de pontes interculturais. A pergunta norteadora desta pesquisa é: a literatura infanto-juvenil magrebina pode ser um espaço para trocas interculturais? Tal questão deve ser investigada, uma vez que a Lei Federal 10.639/03 orienta sobre o ensino da cultura africana e afro-brasileira. Buscamos ainda responder a algumas inquietações, como: a) considerando os vinte milhões de usuários da língua francesa localizados ao norte do deserto do Saara, quais são os gêneros literários mais produzidos na região?; b) levando-se em conta o fato de ser uma área de grandes conflitos, existiria uma temática mais recorrente na literatura infanto-juvenil?; c) haveria diferença de gêneros e temas na literatura infanto-juvenil entre o Magrebe e o Machrek?; d) como tais obras literárias poderiam estimular as trocas interculturais entre a referida região e o Brasil? Nossa investigação tem características de pesquisa qualitativa, de cunho bibliográfica, documental e também, analítica (MOREIRA; CALEFE, 2008). Para sua execução, em um primeiro momento, faremos um levantamento das principais publicações de literatura infanto-juvenil da região, para então, analisarmos uma amostra significativa de obras que nos apontariam possíveis diálogos entre essa região e o nosso país. As nossas análises serão desenvolvidas a partir de Chevrier (2010); Joubert (2013), no estudo da literatura francófona; e, ainda, Vanthier (2009) e Poslaniec (2002) que nos nortearão quanto às obras que ressaltam características de estímulo à leitura-fruição, à sensibilização literária e quanto à quebra de barreiras culturais, podendo promover trocas interculturais para crianças e jovens aprendizes/leitores em formação. Palavras-Chave: Leitura literária; Magrebe; Literatura infanto-infantil; FLE.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Jéssica Rodrigues Florêncio - Integrante.
2016 - 2017
A INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS NA FORMAÇÃO PLURILÍNGUE E INTERCULTURAL NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA CRIANÇAS
Descrição: No meio acadêmico e escolar, sobretudo no âmbito das Letras, tem havido uma constante discussão a respeito da necessidade de se formar cidadãos com uma visão plurilíngue e intercultural a propósito do mundo contemporâneo. Como exemplo disso, identificamos ações governamentais que promovem esse pensamento, favorecendo mobilidade acadêmica a partir de programas como o Idiomas sem Fronteiras (ISF) ou o Internacional de Licenciaturas (PLI). Mas, como ressaltar a importância de estudar línguas estrangeiras? Apenas as iniciativas já citadas seriam suficientes? Por que é importante formar jovens plurilíngues e com uma visão inter e pluricultural? Eis algumas de nossas inquietações que subsidiam este projeto de pesquisa. Entendemos serem necessárias discussões que coloquem na ordem do dia uma sensibilização às línguas de modo sistematizado e consolidado. Assim, identificamos na metodologia conhecida como Intercompreensão de Línguas Românicas (IC ou ILR), um espaço sine qua non para se fomentar tal formação. A IC instiga à reflexão concernente à sensibilização e formação cidadã, promovendo e ativando o repertório linguístico e estimulando o desenvolvimento da competência plurilíngue e pluricultural de aprendizes em qualquer nível de escolaridade. Observando a importância da IC, perguntamo-nos: qual o impacto dessa formação na educação infantil? Partindo dessa questão norteadora, buscamos resposta para algumas perguntas de nossa pesquisa: a) quais os fundamentos básicos para a utilização da IC, enquanto metodologia para o ensino de línguas estrangeiras? b) seria possível propor a metodologia da IC desde a infância, buscando-se formar cidadãos plurilíngues e pluriculturais em nosso meio? c) quais estratégias possibilitariam o ensino da IC na educação infantil? d) existe material didático para a execução de uma proposta de IC no ensino infantil? Na busca de respostas a essas perguntas, desenvolveremos uma pesquisa de cunho qualitativo e documental, uma vez que consideramos a natureza do fenômeno investigado (MOREIRA; CALEFE, 2008). Assim, buscaremos publicações que enfocam esse tema, dentre os quais podemos citar importantes pesquisadores que têm estimulado e divulgado tal perspectiva de ensino de línguas parentes (ARAÚJO E SÁ; DOWNING; MELO-PFEIFER; SÉRÉ; VELA DELFA; 2009), além de Capucho (2013), De Carlo, (2009) e Souza e Alas-Martins (2012). Todos esses estudos vêm mostrando a importância da ILR em países de línguas de raiz românica, incluindo-se nesse contexto, o Brasil, enquanto falante da língua portuguesa. Também encontramos em Kail (2015), Vanthier (2009) e Gaonac?h (2006), reflexões que dão suporte para se pensar no ensino de LE desde a infância. Assim, entendemos que essa metodologia é tanto inovadora, quanto essencial para se formar cidadãos conscientes da diversidade linguística, com uma visão de um mundo intercultural para além de suas próprias fronteiras..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Mariana de Normando Lira - Integrante.
2016 - 2017
INVESTIGAÇÕES SOBRE A LITERATURA FRANCÓFONA MAGREBINA INFANTO-JUVENIL COMO ESPAÇO PARA TROCAS INTERCULTURAIS
Descrição: O objeto de estudo do presente projeto de pesquisa tem sua origem em pesquisas anteriores que vêm tendo no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, o suporte necessário para o seu desenvolvimento. Temos voltado o nosso olhar para o mundo de língua francesa e, de um modo mais especial, para a África. Tais investigações vêm confirmando quão imprescindível é o exercício da leitura literária como fruição, enquanto instrumento concreto na formação integral da criança, sobretudo quando ela ainda está no ensino infantil, aprendendo uma língua/cultura estrangeira à sua. A partir dessa ótica, compreendemos que é preciso formar leitores desprovidos de preconceitos e conscientes da diversidade de uma língua/cultura enquanto instrumento de comunicação de mais de duzentos milhões de usuários em todo o mundo (OIF, 2016). Anteriormente (PIBIC/CNPq 2015-2016), identificamos que a literatura infanto-juvenil produzida na região situada ao norte do deserto do Saara, (Maghrebe e Machrek) representa um percentual significativo, quando considerado no contexto do continente africano. Por essa razão, temos o intento de adentrar no estudo de obras literárias infanto-juvenis Magrebinas, aprofundando o estudo estético das obras, mas também os indícios histórico-geográficos propiciadores de pontes interculturais. A pergunta norteadora desta pesquisa é: a literatura infanto-juvenil magrebina pode ser um espaço para trocas interculturais? Tal questão deve ser investigada, uma vez que a Lei Federal 10.639/03 orienta sobre o ensino da cultura africana e afro-brasileira. Buscamos ainda responder à algumas inquietações[J2] , como: a) considerando os vinte milhões de usuários da língua francesa [J3] ao norte do deserto do Saara, quais são os gêneros literários mais produzidos na região?; b) levando-se em conta o fato de ser uma área de grandes conflitos, existiria uma temática mais recorrente na literatura infanto-juvenil?; c) haveria diferença de gêneros e temas na literatura infanto-juvenil entre o Magrebe e o Machrek?; d) como tais obras literárias poderiam estimular as trocas interculturais entre a referida região e o Brasil? Nossa investigação tem características de pesquisa qualitativa, de cunho bibliográfica, documental e também, analítica (MOREIRA; CALEFE, 2008). Para sua execução, em um primeiro momento, faremos um levantamento das principais publicações de literatura infanto-juvenil da região, para então, analisarmos uma amostra significativa de obras que nos apontariam possíveis diálogos entre essa região e o nosso país. As nossas análises serão desenvolvidas a partir de Chevrier (2010); Joubert (2013), no estudo da literatura francófona; e, ainda, Vanthier (2009) e Poslaniec (2002) que nos nortearão quanto às obras que ressaltam características de estímulo à leitura-fruição, à sensibilização literária e quanto à quebra de barreiras culturais, podendo promover trocas interculturais para jovens leitores em formação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Manuella Barreto Bitencourt - Integrante.
2015 - 2016
Estudos sobre a literatura africana de língua francesa na formação de leitores infanto-juvenis: em busca dos laços interculturais
Descrição: Este projeto de pesquisa tem sua origem nos dados obtidos em pesquisas anteriores, iniciadas no projeto PIBIC CNPq/ UFCG 2011-2012, sendo desenvolvida por diversos vieses até o PIBIC CNPq/ UFCG 2014-2015. Essas investigações anteriores ratificam o quanto é indispensável o exercício da leitura literária como fruição na formação integral da criança, sobretudo quando ela está em fase de aprendizagem de uma língua estrangeira; além de ressaltar que nesse âmbito, os elementos multimodais são indispensáveis para instigar a curiosidade da criança, conduzindo-a à aprendizagem. Assim, temos buscado encontrar caminhos que deem suporte a estes estudos, garantindo, portanto, a leitura/ contação de histórias da literatura de língua francesa no mundo. Isto por que entendermos ser necessário que a criança cresça consciente de que essa língua é falada por mais de duzentos milhões de usuários em todo o planeta, estando presente nos cinco continentes, mas que apenas uma parte deles está na França europeia, informação que pode promover quebra de estereótipos sobre a língua francesa. Nessa perspectiva, objetivamos aprofundar o levantamento e o estudo de obras literárias infanto-juvenis de língua francesa na conjuntura da francofonia, iniciado anteriormente; mas, neste projeto, enfocamos a produção da África, considerando-se, para tanto, os laços histórico-geográficos como caminhos para as pontes interculturais. A problemática que alimenta esta investigação ressalta-se nas seguintes questões: a) com tantos países e tantos falantes de língua francesa, a África produz que tipo de literatura para crianças? b) a partir dessa produção, poder-se-ia dizer que a literatura infanto-juvenil desse continente tem uma característica definida? c) as obras literárias nascidas na África de língua francesa estimulam quebra de clichés e estereótipos, promovendo diálogos interculturais? d) no que concerne à temática da produção literária para crianças, haveria diferenças entre o Magrebe e o Machrek, regiões ao norte do Saara, e a região ao sul desse deserto? Na busca por respostas, desenvolveremos uma pesquisa que se desenha metodologicamente como qualitativa, prioritariamente, mas também quantitativa e de cunho bibliográfica e documental e também, analítica (MOREIRA; CALEFE, 2008). As etapas para a sua execução constam de: primeiramente, um olhar atento para o levantamento das principais publicações de literatura infanto-juvenil da África anteriormente realizada (PIBIC CNPq/ UFCG 2014-2015); em seguida, identificaremos as características dessa literatura publicada ao norte e ao sul do Saara, buscando identificar diálogos entre essas ?duas Áfricas?. Na continuidade, executaremos leituras de algumas dessas produções e faremos ponderações sobre tais obras, destacando as características que instigam à quebra de estereótipos e estimulam pontes interculturais. As análises estarão embasadas em Coelho (2008; 2010); Lépine (2012); Chevrier (2010); Joubert (2013); Vanthier (2009) e Poslaniec (2002). A partir das reflexões desses especialistas, identificaremos as obras literárias infanto-juvenis que ressaltam características de estímulo à leitura-fruição, à sensibilização literária e à quebra de barreiras culturais enquanto elementos indispensáveis à formação de jovens leitores literários de língua francesa. PALAVRAS-CHAVE: Leitura literária; África; Literatura infantil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Em busca de obras literárias para o ensino da língua francesa para crianças em contexto exolingue
Descrição: Considerando dados obtidos em pesquisa, identificamos que embora a leitura-fruição seja um elemento indispensável para a formação da criança, na sua integralidade, os livros didáticos que tem como alvo aprendizes entre quatro e oito anos de idade propõem um número pouco significativo de textos literários, embora haja, nesse material, numerosas atividades com gêneros multimodais. A partir dessa constatação, procuraremos identificar textos literários que possam ser inseridos no âmbito do ensino de língua francesa para crianças em um espaço exolíngue, possibilitando o ensino da língua, associado à literatura a fim de favorecer a não dissociação entre língua e literatura ao propiciar a leitura-fruição. Para o desenvolvimento desta pesquisa, intentamos responder às seguintes questões: Quais textos literários de língua francesa podem ser mais adequados para crianças na primeira infância e em fase de aprendizagem do FLE (francês como língua estrangeira)? Quais gêneros literários são mais apropriados para serem inseridos nesse contexto de aprendizagem: contos, poemas, outros? Para darmos resposta a perguntas como essas, desenvolveremos uma pesquisa de cunho qualitativo, documental, uma vez que consideramos a natureza do fenômeno investigado (MOREIRA; CALEFE, 2008). Assim, buscaremos obras canônicas de autores franceses, considerados clássicos da literatura infantil universal, como La Fontaine e Perrault, bem como outros textos literários que poderão ser inseridos no espaço de ensino de FLE para crianças na primeira infância. Com base nesse recolho de textos, traremos à luz, as razões que justificam tais textos como propícios para serem trabalhados no contexto especificado. A análise será feita sob a ótica de Hunt (2010); Coelho (2008; 2010) e Reyes (2010), pois tais estudiosos identificam características que corroboram o texto literário como um meio de fruição, logo, imprescindível para o desenvolvimento humano. Também buscamos em Vanthier (2009); Gaonac?h (2006) e Poslaniec, (2002) argumentos que comprovam que essa leitura-fruição se constitui em uma atividade lúdica importante para a aprendizagem do FLE. Com esta pesquisa, espera-se fornecer um material que promova esse ensino a partir de textos literários para crianças ainda na primeira infância com vistas a formar a criança na sua integral complexidade e instigando o seu universo imaginário..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Investigando a produção poética francófona de escritoras dos séculos XIX e XX: ser mulher e ser poeta
Descrição: Ser mulher e ser poeta é reconhecer um lugar de minorias, sobretudo quando as ponderações são feitas a partir de dois vieses: estar ancorado no século XIX e no século XX, com uma particularidade: estar no âmbito da francofonia. Eis o principal motor que alimenta as inquietações que serão investigadas nesta pesquisa em projeto. A partir dessa realidade, objetivamos perquirir aspectos como identificar a produção de poemas, em um primeiro momento, para em seguida, analisá-la, buscando identificar a voz poética feminina no século XIX e no século XX, através de um mapeamento dessa produção literária escrita em língua francesa fora da França metropolitana, isto é, buscaremos estudar a poética feminina de países de língua francesa situados nos cinco continentes, excluindo-se a França. Ora, se acerca dessa importante produção, há escassos registros na história literária enfocando a voz da mulher escritora especificamente das poetisas, -na própria França-, o que dizer dessa poética no universo da francofonia? Tal constatação tem, de certa forma, inviabilizado estudos sobre esse imenso legado cultural, bem como a circulação das obras nos espaços de formação de leitores/ as, em especial, nas instâncias universitária e escolar, espaços naturalmente propícios para cogitações necessárias. Portanto, identificamos como principal problemática a carência de documentos como antologias, por exemplo, que deem destaque à produção literária poética de escritoras. Assim, embasamos nossa investigação em Doucey (2010), Gemis (2010) e Pinheiro-Mariz e Blondeau (2012), uma vez que esses estudiosos apresentam ponderações em torno da abertura para a mulher em um espaço marcadamente de autoria masculina. A fim de mostrar essa importância, procuramos identificar, através de uma pesquisa qualitativa bibliográfica e documental, que as mulheres no século XIX inscreveram suas marcas na sociedade buscando instaurar uma identidade própria pautada nas singularidades dos universos femininos. Nossa pesquisa aponta para resultados que constatam a ideia de que a poesia produzida por mulheres do universo francófono, no século XIX, reflete e, em muitas vezes, amplia uma ?poética do silêncio?, mas também abre espaços para a poética francófona da contemporaneidade e ressaltam que ainda há um longo caminho a ser percorrido, os quais envolvem apenas questões históricas, mas, principalmente, as estéticas. PALAVRAS-CHAVE: Leitura literária; África; Literatura infantil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2015
Formando jovens leitores literários em língua francesa: levantamento e estudo introdutório de obras literárias infanto-juvenis no âmbito da francofonia
Descrição: Este projeto tem sua origem nos dados obtidos em pesquisas anteriores PIBIC CNPq/UFCG 2012-2013: Os gêneros multimodais nos livros didáticos de francês como língua estrangeira para crianças como suporte para a leitura literária e, na continuidade, PIBIC CNPq/ UFCG 2013-2014, - Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças. Nos referidos estudos, identificamos o quanto é indispensável o exercício da leitura literária como fruição na formação inicial da criança, seja a partir do livro didático com seus elementos multimodais, seja na leitura de obras que instigam às novas descobertas de mundo. Considerando-se o ensino de línguas estrangeiras desde a primeira infância, é no livro didático que a criança tem seus primeiros contatos com a literatura e é também esse recurso o principal responsável por apresentar certa carência de obras literárias que sensibilizem a criança. Assim, fortalecendo a necessidade da não dissociação entre a língua e a literatura desde o início da formação escolar, buscamos neste projeto fazer um levantamento e estudo de obras literárias infanto-juvenis de língua francesa no contexto da francofonia. Isto é, pretendemos inventariar as obras oriundas de países de língua francesa, ratificando, assim, que a aprendizagem de uma língua estrangeira tem relação direta com o estudo de culturas dos povos dessa língua. Para o implemento desta investigação, buscamos responder às seguintes perguntas que se constituem como bases do nosso problema: a) as obras literárias escritas em língua francesa, produzidas e publicadas fora da França podem favorecer a formação de leitores aprendizes dessa língua?; b) os gêneros literários mais produzidos, nesse âmbito, estimulam pontes interculturais, formando jovens leitores desprovidos de preconceitos? Na busca por respostas, desenvolveremos uma pesquisa quali-quantitativa, de cunho bibliográfico e documental, (MOREIRA; CALEFE, 2008), cujas etapas constarão de um levantamento das principais publicações -de literatura infanto-juvenil francófonas-, em espaços especializados como sítios de editoras, de livrarias e de órgãos da divulgação geral da Francofonia. Em seguida, passaremos à identificação dos continentes que mais apresentam publicações dessa natureza e, então, analisaremos essas obras destacando o gênero mais agraciado em publicações. A análise introdutória das obras literárias será feita à luz de Coelho (2008; 2010) e Reyes (2010), além de Chevrier (2006), Joubert (2010), Matateyou (2011), Vanthier (2009) e Poslaniec (2002) e deverá identificar aquelas obras literárias infanto-juvenis que apresentam características de estímulo à leitura-fruição e à sensibilização literária como características indispensáveis na formação leitora de crianças e jovens. PALAVRAS-CHAVE: Leitura literária; Francofonia; Literatura infantil; FLE para crianças..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Jéssica Rodrigues Florêncio - Integrante.Número de orientações: 1
2013 - 2014
Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças
Descrição: Estabelecer relações entre o ensino de literatura e o ensino de línguas vai muito além de dizer que ambas as práticas são pertinentes dentro da sala de aula. É preciso refletir sobre quais efeitos podemos colher a partir da conciliação dessas duas vertentes, sem fazer com que uma seja tida como objeto da outra. Nessa perspectiva da não dissociação do ensino de literatura e do ensino de língua estrangeira na sala de aula, propomos, nesta pesquisa, a identificação da leitura-fruição como um elemento essencial para a criança, no processo de aprendizagem do francês como língua estrangeira (FLE). Nesse estudo, apontamos quais textos literários de língua francesa podem ser mais adequados para crianças, em fase de aprendizagem do FLE, indicando os nomes das obras literárias mais apropriadas para essa abordagem. Para tanto, essa pesquisa de cunho qualitativo e documental teve como embasamento teórico reflexões de alguns estudiosos acerca do texto literário como meio de fruição, bem como sobre os benefícios da leitura literária para o desenvolvimento cognitivo da criança, além de situarmos qual seria o papel social da literatura infanto-juvenil (POSLANIEC, 2002; VANTHIER, 2009; MARCOIN, 2007). Sobre os resultados obtidos, obtivemos uma compilação de títulos de obras literárias adaptadas para o público infantil, cujas experiências estéticas podem ser realizadas na aula de FLE para crianças, de modo a favorecer o processo de aprendizagem da língua em estudo. Palavras-chave: Leitura literária; fruição; francês para crianças..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
O TEATRO NA ESCOLA: UM SUPORTE PARA A APRENDIZAGEM DO FRANCÊS NA UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (UEI), DA UFCG
Descrição: Este projeto se propõe a aprimorar o ensino de uma língua estrangeira para crianças na primeira infância. Tal projeto tem se apresentado, desde a sua primeira edição, como um caminho para diminuir barreiras entre as teorias aprendidas ao longo da formação e a prática docente, fortalecendo desse modo, o novo Projeto Político Pedagógico do curso de Letras Língua Portuguesa e Língua Francesa, pois favorece a experiência da sala de aula de língua estrangeira para crianças. Na sua quinta edição, propomo-nos a trabalhar a ludicidade, quem vem sendo o fio condutor das atividades de ensino, através de jogos teatrais. Por essa razão, neste ano letivo de 2013.1 e 2013.2 buscamos motivar o ensino, aprimorando a aprendizagem do francês pelo teatro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
LEITURAS LITERÁRIAS PARA O ENSINO DO FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS
Descrição: Estabelecer relações entre o ensino de literatura e o ensino de línguas vai muito além de dizer que ambas as práticas são pertinentes dentro da sala de aula. É preciso refletir sobre quais efeitos podemos colher a partir da conciliação dessas duas vertentes, sem fazer com que uma seja tida como objeto da outra. Nessa perspectiva da não dissociação do ensino de literatura e do ensino de língua estrangeira na sala de aula, propomos, nesta pesquisa, a identificação da leitura-fruição como um elemento essencial para a criança, no processo de aprendizagem do francês como língua estrangeira (FLE). Nesse estudo, apontamos quais textos literários de língua francesa podem ser mais adequados para crianças, em fase de aprendizagem do FLE, indicando os nomes das obras literárias mais apropriadas para essa abordagem. Para tanto, essa pesquisa de cunho qualitativo e documental teve como embasamento teórico reflexões de alguns estudiosos acerca do texto literário como meio de fruição, bem como sobre os benefícios da leitura literária para o desenvolvimento cognitivo da criança, além de situarmos qual seria o papel social da literatura infanto-juvenil (POSLANIEC, 2002; VANTHIER, 2009; MARCOIN, 2007). Sobre os resultados obtidos, obtivemos uma compilação de títulos de obras literárias adaptadas para o público infantil, cujas experiências estéticas podem ser realizadas na aula de FLE para crianças, de modo a favorecer o processo de aprendizagem da língua em estudo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante.
2012 - 2013
OS GÊNEROS MULTIMODAIS NOS LIVROS DIDÁTICOS, DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS, COMO SUPORTE PARA A LEITURA LITERÁRIA
Descrição: O ensino de uma língua estrangeira (LE) apresenta-se como uma atividade de grande importância para o desenvolvimento cognitivo da criança. Com vistas a promover esse ensino, o livro didático constitui-se em um recurso pedagógico determinante, atrativo e pleno de gêneros multimodais. Assim, com base em resultados obtidos na execução da pesquisa PIBIC CNPq/UFCG 2011-2012, intentamos, neste projeto, identificar a presença de gêneros multimodais nos livros didáticos de Francês como Língua Estrangeira (FLE), direcionados a crianças entre quatro e oito anos de idade, averiguando se tais gêneros favorecem a leitura literária, enquanto elemento de fruição (COSSON, 2006). Para tanto, partimos das seguintes perguntas: Quais gêneros literários estão presentes nos livros didáticos de FLE para crianças? Os gêneros multimodais estimulam a aprendizagem e a leitura fruição de crianças nessa fase da infância? Tais gêneros podem favorecer uma educação intercultural desde a infância? No que concerne à metodologia, realizaremos uma pesquisa de cunho qualitativo, pois levaremos em consideração a natureza do fenômeno investigado, já que pretendemos averiguar a multimodalidade dos textos presentes nos referidos livros didáticos e as atividades propostas, no sentido de verificar se elas estimulam a aprendizagem das crianças. Primeiramente, identificaremos a presença dos gêneros literários, fazendo uma análise da multimodalidade dos textos, no intuito de responder à nossa primeira questão de pesquisa. Em seguida, averiguaremos como os gêneros multimodais apresentam-se nos livros e se a abordagem do conteúdo incita a aprendizagem, conforme propõem os especialistas (VANTHIER, 2009; GAONAC?H, 2006) e a fruição (POSLANIEC, 2002). Na fase de conclusão da pesquisa, analisaremos se as atividades propostas instigam uma educação intercultural (ABDALLAH-PRETCEILLE; PORCHER, 2002). Em princípio, serão analisados manuais de três grandes editoras de livros didáticos de FLE para crianças, considerando-se.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante.
2012 - 2013
AS COMPTINES COMO SUPORTE PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UNIDADE DE EDUCAÇÃO INFANTIL UFCG.
Descrição: Ensinar uma língua estrangeira é uma atividade que demanda intensa aplicação por parte dos participantes desse processo, sobretudo quando o ensino é direcionado às crianças na primeira infância; fazendo-se, portanto, necessário dizer que a dedicação deve ser ainda maior. Isso, na realidade, é um fato determinante, já que na primeira infância a criança tem um vasto mundo a ser descoberto, uma vez que se apresenta como um espaço fértil para aprendizagens e, em especial, de línguas estrangeiras (doravante LE). O projeto de ensino precoce do FLE (Francês Língua Estrangeira) na Unidade de Educação Infantil (UEI), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) tem se apresentado, desde 2009, como uma forma de diminuir barreiras, aproximando de espaços diferentes as crianças, jovens aprendizes da língua. Neste ano de 2012, ano de sua quarta edição, estamos nos voltando para uma proposta que busque incitar ainda mais o lúdico próprio dos participantes atendidos pelo projeto; assim, como uma forma de inovação, propomos as comptines para o ensino do FLE precoce na UEI. Desse modo, o principal objetivo é propiciar uma imersão ainda maior com a língua e as culturas de povos de língua francesa, utilizando a internet, por meio do blog http://francesnaufcg.blogspot.com/, criado no ano de 2011, quando da execução do projeto, para divulga-lo e acolher os pais das crianças, sanando as suas dúvidas. Outro objetivo, evidentemente, centra-se na proposta primeira de Universidade, que se propõe a trabalhar, em conjunto, o ensino, a pesquisa e a extensão, estimulando a relação entre a teoria e a prática. Assim, além de ensinar uma língua estrangeira, o espaço da sala de aula é também o nosso campo de pesquisa no qual desenvolvemos, atualmente, a nossa pesquisa PIBIC na qual buscamos estudar a aquisição de uma língua estrangeira na primeira infância. E, este projeto se adequa à extensão, uma vez que grupo de crianças, atendido pelo projeto, é formado por alunos inscritos na UEI, sendo, po.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Vanessa Cavalcanti Pequeno - Integrante / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante / Elyzama Thamirys Araújo Morais - Integrante / Adriana Franklin dos Santos - Integrante / Albenise Mariana de Queiroz Sales - Integrante / Gabryelle de Melo Silva - Integrante / Jéssica Rodrigues Florêncio - Integrante.
2011 - 2012
ESTUDOS SOBRE A AQUISIÇÃO E A APRENDIZAGEM PRECOCE DA LÍNGUA FRANCESA EM AMBIENTE EXOLINGUE
Descrição: No âmbito da Educação Infantil, ensinar uma língua estrangeira para crianças na primeira infância constitui-se em uma atividade que demanda intensa aplicação por parte dos participantes desse processo. Assim, neste projeto, temos como principal objetivo identificar os principais fatores que motivam a aprendizagem precoce do Francês língua Estrangeira (FLE). Intentamos também demonstrar como essa aprendizagem pode estimular a afetividade, bem como aspectos psicolinguísticos, tais como o imaginário e o lúdico na criança. O ponto de partida para a execução dessa pesquisa são os seguintes questionamentos: A criança na primeira infância tem mais facilidade para aprender línguas estrangeiras? Como acontece a aprendizagem / aquisição do novo idioma na primeira infância? Quais os benefícios que a aprendizagem precoce pode trazer para a criança? Como tal aprendizagem pode orientar a criança em direção a uma educação intercultural? Os participantes colaboradores desta pesquisa serão os aprendizes de FLE, crianças entre três e cinco anos de idade, matriculadas na Unidade de Educação Infantil (UEI) da Universidade Federal de Campina Grande, bem como os seus pais e/ ou responsáveis e suas professoras. Quanto aos procedimentos metodológicos, no primeiro momento da pesquisa, buscaremos identificar, a partir de um levantamento bibliográfico, isto é, de uma pesquisa documental, os principais percursos teóricos a propósito do ensino de línguas estrangeiras na primeira infância; respondendo, assim, às nossas duas primeiras perguntas de pesquisa. Em uma segunda etapa, para a coleta dos dados, aplicaremos um questionário curto com perguntas abertas e questões semi-estruturadas junto a todos os colaboradores com o objetivo de responder às duas últimas questões de nossa investigação. Paralelamente às duas etapas, em um momento no qual a pesquisa se caracteriza como pesquisa-ação, faremos intervenções em sala de aula, verificando, dessa forma, os melhores procedimentos e/ ou estratégias pa.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador.
2009 - 2016
O TEXTO LITERÁRIO COMO ESPAÇO PARA TROCAS INTERCULTURAIS NO ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA (FLE).
Descrição: Refletindo sobre a literatura como um caminho especial para se ler, estudar e como elemento sui generis para o prazer do texto, é que nos últimos anos, tem-se pensado nela com mais frequência enquanto espaço emblemático para as trocas interculturais. Isso se dá por suas características de atemporalidade, de documento autêntico e sem intencionalidade pedagógica, permitindo que se estude a partir dele os mais variados aspectos como características sócio-culturais e/ou sócio-linguísticas de cada povo. A presente pesquisa visa à contribuir com formação de professores e alunos de línguas estrangeiras, em especial os de FLE, propondo reflexões sobre o texto literário como ambiente propício para a tomada de consciência intercultural e como forma de desenvolver as habilidades necessárias no ensino/aprendizagem de uma língua estrangeira. Visa também à dar continuidade ao trabalho desenvolvido por Pinheiro-Mariz (2007) sobre a abordagem do texto literário em aula de FLE, enquanto ambiente favorável para tais trocas a ponto de aprimorar a autonomia do aluno aperfeiçoando a aprendizagem/aquisição. Para a investigação, levantamos as seguintes perguntas de pesquisa: O que é ensinar cultura estrangeira e como trabalhar a competência intercultural em aula de FLE? Há diferença entre essas duas questões? Os alunos, em especial os que estão em formação docente, têm noção real da necessidade de se trabalhar aspectos interculturais? Como despertar no aprendiz a consciência intercultural? De que maneiras o gênero TL pode ajudar no aperfeiçoamento das habilidades necessárias ao aprendiz do FLE, destacando-se o intercultural? Quais aspectos devem ser considerados nas abordagens de interculturalidade, através TL, entre grupos de alunos de FLE com objetivos distintos? Existem diferenças significativas de recepção e de desempenho nessa proposta entre os diferentes públicos? Esta pesquisa tem características de pesquisa-ação, uma vez que visa à melhoria da prática docente do professor de FLE,.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (18) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Dalva Sarinho - Integrante / Divaneide Cruz Rocha - Integrante / Kelly da Silva Melo - Integrante / Ribamar Bezerra - Integrante / Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos - Integrante / Núbia Verônica Avelino - Integrante / Marinez Tamburini Brito - Integrante / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante / Isolda Alexandrina Beserra - Integrante / Marcela de Melo Cordeiro Eulálio - Integrante / Lino Dias Correia Neto - Integrante / Bruno Rafael Costa Venancio da Silva - Integrante / Flávia Pompeu Alves - Integrante / Aluska Silva - Integrante / Josimar Alves - Integrante / Paula Sousa Costa - Integrante / José Veranildo Lopes da Costa Júnior - Integrante / Julio César Vasconcelos - Integrante.
2009 - 2010
LEITURA E GÊNEROS TEXTUAIS NA APRENDIZAGEM DA ESCRITA EM FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA
Descrição: Pretende-se, neste projeto de pesquisa, identificar como os gêneros textuais, enquanto estratégias de leitura (PIBIC/ CNPq 2008-2009) podem favorecer e estimular a produção escrita de alunos do curso de Letras / Francês da UFCG em formação. A presente pesquisa pretende responder às seguintes questões: Quais as principais dificuldades encontradas pelos alunos no momento da produção escrita? A fluência na leitura pode ajudar a melhorar a escrita? Dependendo do gênero proposto, pode haver uma maior ?desenvoltura? na escrita? Quais estratégias podem ajudar na produção de um texto? Os participantes desta pesquisa serão os alunos de Língua Francesa inscritos na graduação (futuros professores de língua francesa), bem como os alunos inscritos nos cursos de extensão oferecidos pela Unidade Acadêmica de Letras da Universidade Federal de Campina Grande. Com relação aos procedimentos, primeiramente, a pesquisa se dará mediante um levantamento das noções teórico-metodológicas que embasam as pesquisas e o ensino dessa competência; em seguida, serão coletados os dados que comporão o corpus para as análises. A coleta se dará mediante um questionário curto com perguntas abertas de questões semiestruturadas a respeito das principais dificuldades no momento da produção escrita na língua alvo. Na fase final, serão realizadas atividades de produção/ expressão escrita em cada turma, para que sejam conhecidas, na prática, as respostas para questões desta pesquisa, comparando-se, desse modo, os resultados obtidos em pesquisa anterior (PIBIC/ CNPq 2008-2009) com os dados da presente pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / COUTINHO, Janaína A. - Integrante / Viviane Moraes de Caldas Gomes - Integrante.
2008 - 2009
GÊNEROS TEXTUAIS E ESTRATÉGIAS PARA A APRENDIZAGEM DA LEITURA INSTRUMENTAL EM FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA
Descrição: Neste projeto de pesquisa, há o interesse em se estudar as estratégias utilizadas por alunos de francês instrumental, relacionado-as também aos gêneros textuais, quando da atividade de compreensão escrita. Para tanto, pretende-se questionar: Qual a importância das estratégias de leitura para a compreensão de um texto escrito em língua francesa? Como a utilização dessas estratégias pode ser feita em salas de FLE? Como se dá a presença das estratégias de leitura em textos de gêneros variados? Participarão desta pesquisa alunos das turmas de Língua Francesa Instrumental I e II, diurno e noturno, da graduação do Curso de Letras e também alunos da pós-graduação, inscritos na referida disciplina, oferecida pela Unidade Acadêmica de Letras da Universidade Federal de Campina Grande. Em um primeiro momento, a pesquisa se dará mediante um levantamento teórico sobre a atividade de leitura no âmbito do ensino do Francês Instrumental para, em seguida, se elencar as principais estratégias destacadas por professores e demais especialistas em leitura instrumental. A coleta de dados contará com a colaboração dos alunos da disciplina, que responderão a um questionário curto com perguntas abertas e serão entrevistados mediante questões semi-estruturadas sobre as estratégias mais utilizadas para a compreensão dos textos em língua francesa. Por último, serão feitas atividades de leitura em cada turma, quando será possível, a partir das estratégias citadas pelos alunos, se responder às questões desta pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / COUTINHO, Janaína A. - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2017 - 2018
Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural
Descrição: Ensinar uma língua estrangeira desde a infância nos tem sido, já há alguns anos, uma inquietação tanto enquanto professora, formadora de novos professores, quanto como profissional da área de Letras e que, portanto, reconhece quão importante é que se tenha uma formação que plurilíngue e também pluricultural enquanto construto indispensável na formação humana. Assim, para a criança, faz-se necessário que se evidencie desde a primeira infância, a seriedade no que diz respeito à aprendizagem de línguas estrangeiras o mais cedo possível, como elemento fundamental para a sua formação integral. Assim, a execução deste projeto de extensão é motivada por diversas razões, dentre as quais destacamos as competências linguísticas enquanto elemento imprescindível à formação plural e integral da criança, uma vez que se trata de um fator que não pode, nem deve ser negligenciado; e, por essa razão, o quanto antes se começar a sensibilização ao ensino de línguas, mais cedo se terá uma resposta eficiente e eficaz na formação da criança enquanto ser humano moldado por suas múltiplas competências e, dentre elas, a de conhecer línguas/culturas diferentes, o que pode levá-la a ter um grande diferencial. Nesse sentido, evocamos a consistente discussão sobre a formação de crianças com uma visão intercultural, posto estarmos vivenciando experiências em um mundo contemporâneo. Muito embora exista uma nova configuração do Ensino Médio brasileiro que coloca a língua inglesa como única língua de ensino no Brasil, há também programas institucionais que reconhecem a importância do plurilinguismo, tais como o programa Idiomas sem Fronteiras (ISF) e o Programa Internacional de Licenciaturas (PLI), bastante atuantes na área de Letras. Intentando difundir essa visão de pluralidade, este projeto de extensão visa a dar enfoque à importância de estudar línguas estrangeiras desde a infância pelos caminhos da Intercompreensão de Línguas Românicas (IC ou ILR), enquanto espaço bastante profícuo para se promover a formação plurilingue e pluricultural. A ILR, como procedimento metodológico, incita ajuizamentos fundamentais concernentes à sensibilização para uma formação cidadã, na sua amplitude social, podendo promover e ativar o repertório linguístico da criança e estimulando o desenvolvimento da competência intercultural, uma vez que ela abrange também a plurilíngue e a pluricultural de aprendizes em qualquer nível de escolaridade. Assim, este projeto de extensão intitulado Ensino de línguas estrangeiras na infância: a Intercompreensão de Línguas Românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural tem o intento de oferecer cursos de línguas estrangeiras a crianças do quarto e do quinto ano, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Miron, no município de Campina Grande. Considerando que a IC tem as bases na raiz latina, busca-se sensibilizar as crianças para a aprendizagem das línguas estrangeiras francesa, espanhola e italiana, levando-se em consideração que tais crianças, que serão atendidas pelo projeto, naturalmente, se depararão com inglesa na escola, por uma obrigação curricular. Entendemos que com a execução deste projeto de extensão, estaremos dando um importante suporte para a aprendizagem da língua portuguesa, pois ao conhecer as citadas línguas, as crianças estarão se deparando com a estrutura da própria língua materna. Também estaremos cumprindo o nosso papel social de levar inovações para a rede pública, atendendo a crianças que, de uma maneira geral, não teriam oportunidade de aprender sobre outros mundos pelos caminhos das línguas estrangeiras, com suporte na Intercompreensão de Línguas Românicas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Ribamar Bezerra - Integrante / Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos - Integrante / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante / Sinara de Oliveira Branco - Integrante / Julio César Vasconcelos - Integrante / Josimar Alves da Silva - Integrante / Bianca Souza da Silva - Integrante / Luana Costa de Farias - Integrante / Solaneres Láertia Nunes Sabino Nascimento - Integrante / João Leonel de Farias Silva - Integrante / Milena Maria dos Santos Diniz - Integrante / Mariana Normando Lira - Integrante / Elizabeth Campêlo - Integrante / Philipe Araújo - Integrante / Bruno Venâncio Silva - Integrante / Thayse Porto - Integrante.
2013 - 2013
Brincando e aprendendo Francês na UEI
Descrição: Neste projeto, tem-se como principal interesse o ensino da língua francesa para crianças, como uma atividade de extensão promovida pela articulação entre a Unidade Acadêmica de Letras (UAL), a Unidade de Educação Infantil (UEI) e o apoio da Unidade Acadêmica de Educação (UAEDU), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Campina Grande-PB. Partimos do princípio que aprender uma língua estrangeira deve ser uma atividade prazerosa/lúdica, estimulando o aprendiz a ter contato com línguas e, consequentemente, com culturas diversas. Acreditamos que esse fator pode influenciar diretamente e de modo positivo no desenvolvimento da criança enquanto ser humano pleno de complexidades. O projeto aqui apresentado busca oferecer o ensino do francês língua estrangeira (FLE), em princípio, a crianças egressas da Unidade de Educação Infantil; mas, também, a qualquer criança entre seis e oito anos de idade, tanto da comunidade universitária, quanto das comunidades circunvizinhas da UFCG. O projeto se justifica pela necessidade de uma formação mais integral nessa idade escolar, tratando-se de um momento especial na vida da criança. Destaque-se que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, 1996), Lei nº 9.394 assegura que, nessa fase, é necessária uma formação mais integral para que, posteriormente, o cidadão tenha subsídios para inserção no mercado de trabalho. Pretende-se também, com este projeto, permitir que o estudante de licenciatura em francês-português da UAL-UFCG tenha, o quanto antes, um contato mais próximo com a sala de aula. Essa interação é benéfica nesse processo, pois pode promover o aperfeiçoamento das habilidades profissionais necessárias para o futuro professor, sobretudo, quando se considera o novo projeto político pedagógico que prevê desde cedo o contato com a sala de aula na formação docente. Com esse projeto, estaremos articulando o ensino, que serão as atividades executadas em sala de aula, à atividade extensionista..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Jéssica Rodrigues Florêncio - Integrante / Déborah Alves Miranda - Integrante / Emily Thaís Barbosa Neves - Integrante / Mariana de Normando Lira - Integrante.
2012 - 2012
Brincando e aprendendo francês na UEI
Descrição: Neste projeto, tem-se como principal interesse o ensino da língua francesa para crianças, como uma atividade de extensão promovida pela articulação entre a Unidade Acadêmica de Letras (UAL), a Unidade de Educação Infantil (UEI) e o apoio da Unidade Acadêmica de Educação (UAEDU), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), campus de Campina Grande-PB. Partimos do princípio que aprender uma língua estrangeira deve ser uma atividade prazerosa/lúdica, estimulando o aprendiz a ter contato com línguas e, consequentemente, com culturas diversas. Acreditamos que esse fator pode influenciar diretamente e de modo positivo no desenvolvimento da criança enquanto ser humano pleno de complexidades. O projeto aqui apresentado busca oferecer o ensino do francês língua estrangeira (FLE), em princípio, a crianças egressas da Unidade de Educação Infantil; mas, também, a qualquer criança entre seis e oito anos de idade, tanto da comunidade universitária, quanto das comunidades circunvizinhas da UFCG. O projeto se justifica pela necessidade de uma formação mais integral nessa idade escolar, tratando-se de um momento especial na vida da criança. Destaque-se que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, 1996), Lei nº 9.394 assegura que, nessa fase, é necessária uma formação mais integral para que, posteriormente, o cidadão tenha subsídios para inserção no mercado de trabalho. Pretende-se também, com este projeto, permitir que o estudante de licenciatura em francês-português da UAL-UFCG tenha, o quanto antes, um contato mais próximo com a sala de aula. Essa interação é benéfica nesse processo, pois pode promover o aperfeiçoamento das habilidades profissionais necessárias para o futuro professor, sobretudo, quando se considera o novo projeto político pedagógico que prevê desde cedo o contato com a sala de aula na formação docente. Com esse projeto, estaremos articulando o ensino, que serão as atividades executadas em sala de aula, à atividade extensionista. Tal articulação favorec.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Dalva Sarinho - Integrante / Núbia Verônica Avelino - Integrante / Déborah Alves Miranda - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2011 - 2011
O ensino do Francês Língua Estrangeira (FLE) através da canção
Descrição: Considerando-se o ensino e a aprendizagem de línguas estrangeiras como um elemento preponderante na formação humana, busca-se, nesse âmbito, um tipo de contrato entre professor e aprendiz com vistas a uma transferência de competências idiomático-culturais, uma vez que essa é a natureza do ensino/aprendizagem. Assim, aprender línguas estrangeiras deve ser uma atividade prazerosa, estimulando o aprendiz a ter contato com línguas e, consequentemente, com culturas diversas, influenciando diretamente no seu desenvolvimento. O projeto aqui apresentado busca oferecer o ensino do francês língua estrangeira (FLE) aos alunos da rede pública de ensino que prentendem apresentar-se ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no ano corrente, tendo na língua francesa uma opção ao inglês e ao espanhol. Essas atividades de aulas contarão com o apoio didático-pedagógico do gênero canção, considerando-se que esse gênero pode estimular o lúdico e, portanto, favorecer a aprendizagem da língua e das competências linguísticas (ouvir, falar, ler e escrever) necessárias ao aprendiz do FLE. Outro objetivo importante é que com a execução deste projeto, a UFCG estará permitindo que alunos da rede pública, que não têm acesso a cursos de idiomas, venham a participar de um curso com a qualidade que é marca desta universidade e ainda estará apoiando esses jovens em busca de uma política linguística plurilíngue. Além do mais, esta seria uma maneira admirável de a UFCG viabilizar a sua função transformadora na sociedade, colaborando com os alunos que estão em vias de entrar na universidade, sendo este um grupo especial e com grande relevância na sociedade, pois são os futuros profissionais da nação. Os participantes da pesquisa serão docentes e discentes da Unidade Acadêmica de Letras, uma funcionária da Unidade Acadêmica de Arte e Mídia e alunos daquela unidade; o público assistido será formado por alunos inscritos no terceiro ano do Ensino Médio de escolas da rede pública da cidade de Campina Grande.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos - Integrante / Francinaldo de Souza Lima - Integrante / Débora Alves Miranda - Integrante / Hortência de Fátima Azevedo Morais - Integrante.
2010 - 2010
Ensino da Lingua Francesa na comunidade do Pedregal
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Dalva Sarinho - Integrante / Kelly da Silva Melo - Integrante / Sara Damares do Egito Barbosa - Integrante / COUTINHO, Janaína A. - Integrante.
2009 - 2010
ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA NA COMUNIDADE DO PEDREGAL
Descrição: Considerando-se a tríade inseparável ensino, pesquisa e extensão que sustenta a Universidade de modo a fazê-la realizar o seu papel de universalizar o saber, é que desenvolvemos este projeto. Compreendemos a extensão como uma possibilidade de contribuir para a qualidade de vida de crianças e jovens carentes, bem como com mudanças sociais, impactando a comunidade na qual está inserida. A Universidade, enquanto instrumento ímpar na promoção de questões de grande relevância na formação humana como o plurilinguismo, o bilinguismo, o pluri, multi e interculturalismo, pode levar a comunidade às percepções de atividades educativas como o ensino de uma língua estrangeira, favorecendo uma vivência harmônica em um mundo plural. A fundamental importância de se oferecer a língua francesa para crianças na comunidade está no fato de que se trata de uma forma de apresentar um novo universo com todas as suas peculiaridades em um ambiente que conhece prioritariamente a sua língua materna. Na busca por uma afinidade na tríade inseparável, essa pesquisa de extensão, ligada diretamente ao ensino funciona também como um laboratório para as nossas pesquisas relacionadas ao projeto maior sobre ?O texto literário como espaço para trocas interculturais no ensino do francês língua estrangeira (FLE)? e suas variáveis. Ainda quanto à analogia entre ensino, pesquisa e extensão, observa-se, a partir deste projeto, uma possibilidade de associar a atividade de extensão à de ensino e de formação profissional do aluno e fazer com que ele não somente tenha a oportunidade de interagir com a comunidade extra-muros; mas que, especialmente, tal interação favoreça o desenvolvimento de aptidões e técnicas pedagógicas não apenas sob o ponto de vista linguístico, mas também de conhecimentos sócio-culturais. Assim, vemos esse ambiente como um campo peculiar para se desenvolver atividades conectadas ao Mestrado em Linguagem e Ensino, aperfeiçoando pesquisadores nas linhas de pesquisa de ?linguagem e interação.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Dalva Sarinho - Integrante / Carmen Veronica Nóbrega - Integrante / Sara Damares do Egito Barbosa - Integrante / COUTINHO, Janaína A. - Integrante.
2009 - 2009
O FRANCÊS PRECOCE COMO PROPOSTA PARA PROMOVER AS RELAÇÕES INTERCULTURAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL.
Descrição: Neste projeto, tem-se como principal interesse o ensino precoce do Francês língua Estrangeira (FLE). O ponto de partida são os seguintes questionamentos: A criança na primeira infância tem mais facilidade para aprender línguas estrangeiras? Como tal aprendizagem pode orientar a criança em direção a uma educação intercultural? Como acontece a aprendizagem / aquisição do novo idioma na primeira infância? Quais os benefícios que a aprendizagem precoce pode trazer para a criança? Os participantes desta pesquisa são alunos da Unidade de Educação Infantil (UEI) entre 4 e 5 anos da Universidade Federal de Campina Grande. Pretende-se também, com este projeto, permitir que o aluno de licenciatura em francês da Unidade Acadêmica de Letras (UAL) da UFCG tenha, o quanto antes, um contato mais próximo possível com a sala de aula. Essa interação é benéfica nesse processo, pois pode promover o aperfeiçoamento das habilidades profissionais necessárias para o futuro professor, sobretudo, quando se considera o novo projeto político pedagógico que prevê desde cedo o contato com a sala de aula na formação docente. Acreditamos que o ensino precoce do FLE pode ser uma forma bastante proveitosa de aproximar a criança de outros horizontes em um mundo diferente do qual ela vive, permitindo que esse ser humano venha a ter, o mais cedo possível, um contato com o mundo que o cerca. Com o intuito de mensurar e observar quais os benefícios da aprendizagem precoce da língua francesa entre os alunos da UEI/UFCG, serão desenvolvidas atividades orais com excertos de programas de televisão francesa, bem como de músicas e outras formas de se estimular o aprendizado da língua francesa desses alunos. Ainda é nosso objetivo favorecer a criação de um ambiente no qual o aluno possa se comunicar na língua que estuda e, também, escrever (esboçar) textos literários, jornais escolares, fabricar jogos educativos; enfim, fazer da psicomotricidade uma educação física em duas línguas, promovendo, assim, o que se.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Maria Clara do Bu Araújo - Integrante / Viviane Moraes de Caldas Gomes - Integrante.
2008 - 2009
Línguas Estrangeiras na comunidade: integrando a graduação à extensão
Descrição: Linhas programáticas: Linha Programática Principal: (5) Educação continuada e qualificação profissional Área temática: EDUCAÇÃO.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Projetos de desenvolvimento


2011 - 2011
A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) COMO UM SUPORTE PARA O ENSINO PRECOCE DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UEI-UFCG
Descrição: O ensino precoce do FLE (Francês Língua Estrangeira) na Unidade de Educação Infantil (UEI), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) tem se apresentado como uma forma plausível de diminuir barreiras, aproximando de espaços diferentes as crianças, jovens aprendizes da língua. Nesta edição, propomos a adequação desse ensino ao ambiente virtual, favorecido por tecnologias e mídias como a internet, uma vez que se trata de uma realidade de todas as crianças dessa unidade de ensino. O nosso principal objetivo é proporcionar uma imersão mais próxima do que seria um real contato com a língua e a cultura francesa, utilizando a internet, por meio do blog http://francesnaufcg.blogspot.com/, criado para divulgar o projeto e acolher os pais das crianças, sanando as suas dúvidas. Considerando que essa mídia pode ainda levar o aprendiz em direção a outros países onde a língua francesa é falada, nos cinco continentes do nosso planeta. Outro objetivo está centrado na tríade da universidade, uma vez que se trata, em princípio, de uma atividade de ensino de uma língua estrangeira, favorecendo a relação entre a teoria e a prática; no entanto, é para os participantes do projeto um vasto campo de pesquisa, pois se trata de um momento especial de aquisição de uma língua. Abraçamos também a extensão, considerando que o grupo atendido é formado por alunos inscritos na UEI, sendo, porém, crianças da comunidade universitária, filhos e parentes de funcionários, professores e terceirizados da UFCG. Por essa razão, vemos a execução desse projeto como uma significante forma de incorporação dos princípios da universidade e, sobretudo, como um meio especial de promover o respeito ao outro independente da classe social. Os participantes atendidos pelo projeto estão em dois grupos da UEI, o IV e o V; isto é, alunos que já estão saindo e alunos que ainda terão um ano a mais na escola, podendo ainda ter a oportunidade de ter outro ano de língua francesa. Também participarão quatro alunos inscri.
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Vanessa Cavalcanti Pequeno - Integrante / Maria Rennally Soares da Silva - Integrante / Elyzama Thamirys Araújo Morais - Integrante / Adriana Franklin dos Santos - Integrante / Albenise Mariana de Queiroz Sales - Integrante.


Outros Projetos


2009 - 2009
Fortalecendo o ensino do francês precoce na UEI-UFCG para a promoção das trocas interculturais na educação infantil
Descrição: O projeto intenta fortalecer o ensino precoce da língua francesa na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), uma vez que durante o ano letivo de 2009, iniciou-se o projeto piloto que ofereceu essa opção de língua estrangeira a 33 alunos com idade entre 4 e 5 anos, atendidos pela Unidade de Educação Infantil (UEI) dessa Universidade. Vemos no ensino precoce do FLE (Francês Língua Estrangeira) uma forma possível de aproximar a criança de outros horizontes em um mundo diferente do qual ela vive, permitindo que esse ser humano venha a ter, o mais cedo possível, um contato com o mundo que o cerca. Os participantes são os alunos da UEI, pertencentes ao grupo 5; e, aluno(a)s do curso de licenciatura em Letras Francês da UFCG. Um dos principais objetivos deste projeto é permitir que o aluno de licenciatura em francês da Unidade Acadêmica de Letras (UAL) da UFCG tenha um contato mais próximo possível com a sala de aula de modo; pois, sabe-se da necessidade de levar o professor em formação à prática de sala de aula. Essa atitude comportamental é, certamente, favorável ao aperfeiçoamento das habilidades profissionais necessárias para o futuro professor. O novo projeto político pedagógico do curso de Letras prevê o contato com a sala de aula na formação docente o mais cedo possível. Tendo os objetivos alcançados no ano anterior, nessa nova etapa, nos propomos a continuar com alguns dos procedimentos realizados em 2009, mas, como o grande salto de qualidade em 2010, criar um espaço francófono, no qual as crianças poderão estar entre livros, jogos; enfim, em um ambiente que favoreça a aprendizagem da língua. Os resultados dessa atividade de ensino, prioritariamente, mas, também com características de pesquisa e extensão, poderão ser observados por intermédio de atividades orais, motivados por programas infantis veiculados de televisão de países de língua francesa e recebidos pela TV5 Monde e ainda por outras formas de se estimular esse aprendizado. É necessário que se ratif.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Josilene Pinheiro-Mariz - Coordenador / Ana Paula Sales - Integrante / Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: REVISTA ODISSÉIA
2017 - Atual
Periódico: Revista eletrônica Areia
2015 - Atual
Periódico: Synergies Brésil
2014 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Iniciação Científica
2013 - Atual
Periódico: Revista Letras Raras
2012 - Atual
Periódico: Revista Letras Raras
2009 - Atual
Periódico: Leia Escola (UFPB)


Membro de comitê de assessoramento


2013 - 2013
Agência de fomento: CH-UFCG


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Littera (UFMA)
2014 - Atual
Periódico: Miscelânea: Revista de Pós-Graduação em Letras: TEoria Literária, Literatur
2012 - Atual
Periódico: REVISTA AO PE DA LETRA
2017 - Atual
Periódico: Terra Roxa e Outras Terras
2017 - Atual
Periódico: Diálogo das Letras
2017 - Atual
Periódico: Letras em Revista


Revisor de projeto de fomento


2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literaturas Estrangeiras Modernas/Especialidade: Literatura Francesa.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Comparada.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Línguas Estrangeiras Modernas/Especialidade: Língua Francesa.
4.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
5.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Lingüística Aplicada.
6.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Portuguesa.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem.
Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2009
1 lugar da area de Ciências Humanas no VI Congresso de Iniciação Cientifica (orientadora da bolsista Janaina Araujo Coutinho), CNPq / Universidade Federal de Campina Grande.
2000
Diplôme Approfondi de Langue Française - DALF - B3 e B4, Ministère de l'Éducation Nationale - République Française.
1999
Diplôme Approfondi de Langue Française - DALF - B1 e B2, Ministère de l'Éducation Nationale - République Française.
1998
Test d'Accès au Diplôme Approfondi de Langue Française, Ministère de l'Éducation Nationale - République Française.
1996
Diplôme d'Etudes en Langue Française - A1 e A2, Ministère de l'Éducation Nationale.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PINHEIRO-MARIZ, J.2018PINHEIRO-MARIZ, J.; LIRA, M. N. . ON THE USE OF CHILDREN?S LITERATURE IN FRENCH AS A FOREIGN LANGUAGE CLASSROOM: TEACHING CHILDREN IN AN EXOLINGUE CONTEXT. Revista UNIABEU, v. 11, p. 61-79, 2018.

2.
MIRANDA, D. A.2017MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Aya de Yopougon: um romance gráfico como resistência feminina na África Subsaariana nos anos setenta. LUMEN ET VIRTUS, v. VIII, p. 153-174, 2017.

3.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2017PINHEIRO-MARIZ; FLORÊNCIO, J. R. . INTRODUCTORY SURVEY AND STUDY OF CHILDREN AND JUVENILE FRANCOPHONE WORKS. HUMANISING LANGUAGE TEACHING, v. 3, p. 1-12, 2017.

4.
COSTA, J. V. L.2017COSTA, J. V. L. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Escrever o passado: as escritas de si na sala de aula de língua espanhola.. Web Revista Linguagem, Educação e Memória, v. 1, p. 127-141, 2017.

5.
PINHEIRO-MARIZ, J.2017PINHEIRO-MARIZ, J.; SILVA, B. S. ; SILVA, J. L. F. . Por uma formação plurilíngue e intercultural no desenvolvimento integral da criança. Revista Letras Raras, v. 6, p. 96-116, 2017.

6.
LIRA, M. N.2017LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . A INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS NA FORMAÇÃO PLURILÍNGUE E INTERCULTURAL NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA CRIANÇAS. Letras em Revista, v. 8, p. 466-485, 2017.

7.
LIMA, F. S.2016LIMA, F. S. ; PINHEIRO-MARIZ . PONDERAÇÕES SOBRE A TRADUÇÃO BÍBLICA PARA LINGUAGEM CONTEMPORÂNEA. Revista UNIABEU, v. 9, p. 32-46, 2016.

8.
MENEGON, P. P.2016MENEGON, P. P. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA INFANTIL INSTIGANDO QUESTÕES ?DELICADAS? DESDE A INFÂNCIA: O CASO DE BINTOU?S BRAIDS. Revista Leia Escola, v. 16, p. 57-71, 2016.

9.
COSTA, J. V. L.2016COSTA, J. V. L. ; PINHEIRO-MARIZ . A LEITURA DE OBRAS LITERÁRIAS NOS CURSOS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS: DE JUSTIFICATIVA PARA AVALIAÇÃO ORAL A UM USO EFICAZ PARA O FOMENTO DA COMPETÊNCIA LEITORA. Revista Claraboia, v. 5, p. 124-128, 2016.

10.
PINHEIRO-MARIZ2016PINHEIRO-MARIZ; EULALIO, M. M. C. . Oralitura em aula de Língua Portuguesa como espaço para diálogos interculturais. Mulemba, v. 14, p. 76-90, 2016.

11.
PINHEIRO-MARIZ2016PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . Uma leitura de Os Paraísos Artificiais, de Charles Baudelaire sob a ótica da psicofarmacologia. Via Atlântica, v. 29, p. 271-284, 2016.

12.
2016PINHEIRO-MARIZ . AYANDA , DE VÉRONIQUE TADJO: UMA NARRATIVA MARFINENSE PARA UMA FORMAÇÃO INTERCULTURAL NO ENSINO DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS. Lumen et Virtus, v. VII, p. 53-74, 2016.

13.
2016PINHEIRO-MARIZ . Variação linguística em textos literários: por um diálogo entre língua e literatura no ensino do espanhol no Brasil. Ideas 2 Época, v. 2, p. 131-155, 2016.

14.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE2015PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE; VENÂNCIO DA SILVA, BRUNO RAFAEL COSTA . Entre a língua e a literatura: variação linguística e ensino de espanhol. SIGNUM [LONDRINA]: ESTUDOS DE LINGUAGEM, v. 18, p. 404-422, 2015.

15.
BESERRA, I. A.2015BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Perspectivas interculturais na obra pós-colonial de Cortázar: um olhar para a sala de aula. Ariús: Revista de Ciências Humanas e Artes (UFCG), v. 21, p. 29-42, 2015.

16.
PINHEIRO-MARIZ2015PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . Uma narrativa antilhana e a cura pelas plantas: bruxaria ou prática cultural. Revista Verbo de Minas, v. 16, p. 117-134, 2015.

17.
PINHEIRO-MARIZ2015PINHEIRO-MARIZ; BLONDEAU, N. . La francophonie: la voix de la langue française aujourd?hui. Lettres Francaises (UNESP Araraquara), v. 16, p. 15-29, 2015.

18.
VENÂNCIO DA SILVA, B. R.2015VENÂNCIO DA SILVA, B. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Da relação entre língua e literatura nos livros didáticos para o ensino da língua espanhola. DESENREDO (PPGL/UPF), v. 11, p. 401-417, 2015.

19.
PINHEIRO-MARIZ, J.2015PINHEIRO-MARIZ, J.. Percepções sobre Ensinar Literatura no Âmbito do Ensino de Línguas Estrangeiras (LE). Revista Todas as Letras (MACKENZIE. Online), v. 17, p. 72-84, 2015.

20.
Rocha, D C2014Rocha, D C ; Josilene . O LIVRO DIDÁTICO COMO SUPORTE NA RELAÇÃO ENTRE CULTURA E LITERATURA NO ENSINO DO FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA. Revista Eletrônica de Línguas e Literaturas Estrangeiras, v. 4, p. 1-15, 2014.

21.
SILVA, M. R. S.2014SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Cognição e linguagem: atividades neuronais envolvidas na aquisição do francês como língua estrangeira. Revista Saúde & Ciência, v. 3, p. 91-104, 2014.

22.
MIRANDA, D. A.2014MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Nos limiares da literatura: história em quadrinhos, adaptações e outras artes. Revista Letras Raras, v. 2, p. 172-185, 2014.

23.
CARVALHO, A. M. C. P.2014CARVALHO, A. M. C. P. ; PINHEIRO-MARIZ . Da natureza, dos homens e das coisas: entre os efeitos estéticos da obra e a concepção de educação na obra Emílio, de Jean-Jacques Rousseau. Guavira Letras, v. 18, p. 686-704, 2014.

24.
PINHEIRO-MARIZ2014PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . A apaixonante Madame Bovary, de Gustave Flaubert ou o veneno como o voejo libertário de Emma. Revista verbo de Minas, v. 14, p. 28-50, 2014.

25.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2014PINHEIRO-MARIZ; MARIZ . A APAIXONANTE MADAME BOVARY, DE GUSTAVE FLAUBERT OU O VENENO COMO O VOEJO LIBERTÁRIO DE EMMA. Verbo de Minas, v. 15, p. 51-67, 2014.

26.
OLIVEIRA, M. A.2013OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O discurso da cinderela não é mais o mesmo: as vontades de verdade acerca das Cinderelas modernas. REVELL - Revista de Estudos Literários da UEMS, v. 1, p. 79-91, 2013.

27.
SILVA, M. R. S.2013SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Variedade multimodal de gêneros textuais nos livros didáticos de Francês para crianças. Revista de Ciências Humanas, v. 13, p. 327-341-341, 2013.

28.
LIMA, F. S2013LIMA, F. S ; Morais, H. de F. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Mulher, sociedade e religião: uma leitura do romance Des rêves et des assassins, de Malika Mokeddem. Revista Letras Raras, v. 2, p. 107-124, 2013.

29.
PINHEIRO-MARIZ2013PINHEIRO-MARIZ; GOMES, V. M. C . A oralidade como um caminho para leitura literária em aula de francês como língua estrangeira. Revista Horizontes de Linguistica Aplicada, v. 12, p. 49-70, 2013.

30.
OLIVEIRA, M. A.2013OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Dialogismo e vontades de verdade na discursividade da Cinderela. Revista de Letras (Fortaleza), v. 32, p. 111-117, 2013.

31.
SILVA, M. R. S.2013SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Variedade multimodal de gêneros textuais nos livros didáticos de Francês para crianças. Revista de Ciências Humanas, v. 13, p. 327-341, 2013.

32.
LIMA, F. S.2013LIMA, F. S. ; MORAIS, H. F. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Mulher, sociedade e religião: uma leitura do romance ?Des rêves et des assassins?, de Malika Mokeddem. Revista Letras Raras, v. 2, p. 107-124, 2013.

33.
PINHEIRO-MARIZ2012PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A gastronomia na literatura: lugar de memória, sedução e poder. Todas as Musas: Revista de Literatura e das Múltiplas Linguagens da Arte (Online), v. 02, p. 39-45, 2012.

34.
PINHEIRO-MARIZ2012 PINHEIRO-MARIZ; BLONDEAU, N. . Há uma voz feminina nos mares e nos continentes de língua francesa?. Revista Pontos de Interrogação, v. 1, p. 136-156, 2012.

35.
Josilene2012Josilene; SILVA, M. R. S. . A tecnologia de informação e comunicação na didática do ensino do francês língua estrangeira para crianças.. Revista Científica Digital da FAETEC, v. 4, p. x-xx, 2012.

36.
BRITO, M. T.2012BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . Por uma política de inclusão da língua espanhola no ensino básico: caminhos da literatura. Leia Escola (UFPB), v. 12, p. x--xx, 2012.

37.
PINHEIRO-MARIZ2012PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Da aprendizagem de uma língua estrangeira na primeira infância: a literatura como um caminho para imersão no imaginário do universo infantil. Revista UNIABEU, v. 5, p. 32-47, 2012.

38.
LIMA, F. S2012LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . A personagem formiga em fábulas de La Fontaine: uma abordagem em aulas de francês como língua estrangeira. Revista Letras Raras, v. 1, p. 79-94, 2012.

39.
PINHEIRO-MARIZ2012PINHEIRO-MARIZ. Relações Brasil-França a partir de contos fantásticos. Guavira Letras, v. 15, p. 81-101, 2012.

40.
PINHEIRO-MARIZ2011PINHEIRO-MARIZ. Da necessidade de uma ?Literatura-Mundo? no ensino do francês no Brasil. Linguagens : Revista de Letras, Artes e Comunicação (FURB), v. 42, p. 341-361, 2011.

41.
GOMES, V. M. C2011GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Gêneros textuais na aprendizagem da escrita em francês língua estrangeira, v. 6, p. 115-136, 2011.

42.
PINHEIRO-MARIZ2011PINHEIRO-MARIZ. A figura feminina como a mulher fatal em um conto fantástico francês. Raído (UFGD), v. 5, p. 12-33, 2011.

43.
AVELINO, N. V.2011AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . A leitura literária como elemento 'sine qua non' para a formação humana. Revista Saúde & Ciência, v. 2, p. 121-131, 2011.

44.
CARVALHO, A. M. C. P.2011CARVALHO, A. M. C. P. ; PINHEIRO-MARIZ . O aprendiz-leitor na modalidade EJA e o texto literário: diálogos sobre ensino e literatura. Leia Escola (UFPB), v. 11, p. 13-44, 2011.

45.
PINHEIRO-MARIZ2009PINHEIRO-MARIZ. Fiche Pedagogique: LE SYNDICAT DES CASTORS. Le Français dans le Monde, v. 362, p. 78-79, 2009.

46.
PINHEIRO-MARIZ2009PINHEIRO-MARIZ. Panorama do ensino de literatura de língua francesa em contexto exolingue. Leia Escola (UFPB), v. 9, p. 97-115, 2009.

47.
PINHEIRO-MARIZ2008PINHEIRO-MARIZ. Reflexões a respeito da abordagem do texto literário em aula de Francês Língua Estrangeira (FLE. Eutomia (Recife), v. 2, p. 522-537, 2008.

48.
PINHEIRO-MARIZ2008PINHEIRO-MARIZ. LEITURA LITERÁRIA E UTILIZAÇÃO DE IMAGENS EM AULA DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA (FLE). Signum. Estudos de Linguagem, v. 11, p. 177-194, 2008.

49.
LIMA, Thaís Andrade2008LIMA, Thaís Andrade ; PINHEIRO-MARIZ . CONSIDERAÇÕES E OBSERVAÇÕES SOBRE A AUTONOMIA DE APRENDIZES DE FRANCÊS LINGUA ESTRANGEIRA (FLE).. Revista X, v. 2, p. 60, 2008.

50.
PINHEIRO-MARIZ2008PINHEIRO-MARIZ. O Tratamento do Texto Literário nos Manuais para o Ensino de Francês Língua/literatura Estrangeira. Ariús : revista de ciências humanas e artes (UFCG), v. 14, p. 95-102, 2008.

51.
MELO-ARAUJO, K S2008MELO-ARAUJO, K S ; PINHEIRO-MARIZ . O PRAZER DA LEITURA LITERÁRIA DE TEXTOS FRANCÓFONOS EM AULAS DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA. Leia Escola (UFPB),. Leia Escola (UFPB), v. 9, p. 79-93, 2008.

52.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2007PINHEIRO-MARIZ; ISHIHARA, Tokiko . L'enseignement de la littérature en classe de FLE dans un contexte exolangue. Letra Viva (UFPB), v. Ed esp, p. 73-84, 2007.

53.
MARIZ, Saulo R2006MARIZ, Saulo R ; CUTRIM, Marcio D ; BRASIL, Vanessa V L ; SOUZA, Alana L ; NAZARENO, Niara S ; PINHEIRO-MARIZ ; SILVEIRA, Luiz Mário S . Uso de drogas entre segmentos de uma comunidade universitária: suporte a um programa de prevenção. Revista de Ciências da Saúde Santa Maria, Cajazeiras - PB, v. 1, n.1, p. 42-48, 2006.

54.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2005PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, Saulo Rios ; BARROS, Marcos A C . O consumo de substâncias psicoativas por estudantes do ensino médio, em Sâo Luís-MA (Brasil). Infarma (Brasília), Brasília, v. 17, n.5/6, p. 49-52, 2005.

55.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2004PINHEIRO-MARIZ. Le Trosième A, de Michel Tournier: um texto literário em aula de Frnacês Língua Estrangeira (FLE). Letra Viva (UFPB), João Pessoa, v. 6, n.1, p. 117-130, 2004.

56.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2003PINHEIRO-MARIZ. O ensino de língua francesa no COLUN - UFMA: uma experiência. Cadernos de Pesquisa - Universidade Federal do Maranhão, São Luís-MA (no prelo), v. 14, p. 84-94, 2003.

57.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2003PINHEIRO-MARIZ. Fundamentos da prevenção ao uso indevido de drogas entre estudantes. Cadernos de Pesquisa (UFMA), São Luís, MA, v. 14, n.1, p. 69-87, 2003.

58.
PINHEIRO-MARIZ;Josilene;PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE;PINHEIRO-MARIZ, J.2002 PINHEIRO-MARIZ. O Legado Poético de Charles Nodier. Cadernos de Pesquisa (UFMA), São Luís-MA, v. 13, n.2, p. 51-64, 2002.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PINHEIRO-MARIZ; ARAUJO, N. S. (Org.) . Línguas, Literaturas e Ensino: reflexões da contemporaneidade. 1. ed. São Luís: Editora da Universidade Federal do Maranhão, 2017. v. 1. 208p .

2.
ARAUJO, N. S. (Org.) ; PINHEIRO-MARIZ, J. (Org.) . Línguas, literaturas e ensino: reflexões da contemporaneidade. 1. ed. São Luís: EDUFMA, 2017. v. 1. 214p .

3.
BRANCO, S. O. (Org.) ; PINHEIRO-MARIZ (Org.) . Estudos em linguagens, discurso e tradução:O VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e o I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens. 1. ed. Campina Grande: EDUFCG, 2016.

4.
PINHEIRO-MARIZ; GONCALVES, J. P. (Org.) ; ARAUJO, L. B. (Org.) . A infância em suas múltiplas faces. 1. ed. Campina Grande: Editora da Universidade Fedearal de Campina Grande, 2016. v. 1. 307p .

5.
PINHEIRO-MARIZ; LUNA, R. P. (Org.) . O envelhecer é poético nas letras. 1. ed. Campina Grande: EDUFCG, 2014. 253p .

6.
PINHEIRO-MARIZ. Em Busca do Prazer do Texto Literário em Aula de Línguas. 1. ed. Campina Grande: EDUFCG, 2013. 206p .

7.
CRUZ NC (Org.) ; PINHEIRO-MARIZ (Org.) . Ensino de línguas estrangeiras: contribuições teóricas e de pesquisa Campina Grande. Campina Grande - PB: Editora da Universidade Federal de Campina Grande, 2011. 270p .

Capítulos de livros publicados
1.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . UM ROMANCE MAGREBINO NO PERCURSO DA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA FRANCESA NO BRASIL. In: Ivete Maria Martel Da Silva, Luciana Rocha Cavalcante, Naiara Sales Araújo. (Org.). Ensino de Línguas: Interfaces e Novas Perspectivas (Impresso). 1ed.EDUFMA: São Luís, 2018, v. 1, p. 65-85.

2.
CORREIA NETO, L. D. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . SOBRE IMAGINÁRIO E REPRESENTAÇÕES DE PROFESSORES DE FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA EM FORMAÇÃO INICIAL. In: Aluizio Lendl; Cássia da Silva; José Veranildo Lopes da Costa Junior. (Org.). ENSINO DE LÍNGUAS E LITERATURAS: QUESTÕES DA CONTEMPORANEIDADE. 1ed.RIO DE JANEIRO: Oficina da Leitura, 2018, v. 1, p. 139-153.

3.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Um romance magrebino no percurso da aprendizagem da língua francesa no Brasil. In: Naiara Sales Araújo; Ivete Maria Martel; Luciana Rocha Cavalcanti. (Org.). Ensino de Línguas: Interfaces e Novas Perspectivas (E-book). 1ed.São Luís: EDUFMA, 2018, v. 1, p. 65-85.

4.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Uma África feminina e resistente em um romance argelino. In: Naiara Sales Araújo; Josilene Pinheiro-Mariz. (Org.). Línguas, literatura e ensino: reflexões da contemporaneidade. 1ed.São Luís: EDUFMA, 2017, v. , p. 183-200.

5.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A Literatura Francófona Africana Como Voz Da Mulher Idosa. In: Sinara de Oliveira Branco; Josilene Pinheiro-Mariz. (Org.). Estudos em linguagens, discurso e tradução:O VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e o I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens. 1ed.Campina Grande: EDUFCG, 2016, v. , p. 111-134.

6.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Identidade no contexto de interculturalidade diaspórico sob o prisma do romance Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie. In: Marize Aranha; Naiara Araújo; Sônia Almeida. (Org.). Identidade: determinações e ressonâncias da pesquisa em linguagem e sociedade. 1ed.São Luiz: EDUFMA, 2016, v. , p. 85-99.

7.
PINHEIRO-MARIZ. O livro didático no ensino de línguas estrangeiras como um espaço de práticas discursivas: confluências para relação entre língua e literatura. In: Luciana Rocha Cavalcante; Mônica Fontenelle Carneiro; Naiara Sales Araújo Santos. (Org.). Ensino de línguas e práticas discursivas: múltiplos olhares. 1ed.São Luiz: EDUFMA, 2016, v. , p. 35-63.

8.
GONCALVES, J. P. ; BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Discursos sobre a mulher africana, cultura e sociedade: uma análise do conto de tradição oral As duas moças bonitas como melancias. In: Tânia Lima e Derivaldo dos Santos. (Org.). GRIOTS: Literaturas e culturas africanas. 1ed.Fortaleza: Editora Mangues&Letras, 2016, v. , p. 205-215.

9.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Ensino da cultura africana no Brasil: considerações sobre a literatura infantil da África de Língua Francesa. In: Tânia Lima; Derivaldo dos Santos. (Org.). GRIOTS: Literaturas e culturas africanas. 1ed.Fortaleza: Editora Mangues&Letras, 2016, v. , p. 216-226.

10.
ARAUJO, L. B. ; MEDEIROS, B. M. ; PINHEIRO-MARIZ . Contribuições dos contos de tradição oral para o ensino de literatura afro-brasileira. In: Tânia Lima; Derivaldo dos Santos. (Org.). GRIOTS: Literaturas e culturas africanas. 1ed.Fortaleza: Editora Mangues&Letras, 2016, v. , p. 238-250.

11.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Literatura e infância: sobre o ensino de línguas estrangeiras para crianças. In: PINHEIRO-MARIZ, J.; GONÇALVES, J. P.; ARAÚJO, L. B.. (Org.). A infância em suas múltiplas faces.. 1ed.Campina Grande: EDUFCG, 2016, v. 1, p. 149-164.

12.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Le griot et les aventures de Gao: histórias em quadrinhos na cultura africana. In: Tânia Lima e Derivaldo dos Santos.. (Org.). GRIOTS: Literaturas e culturas africanas.. 1ed.Fortaleza: Editora Mangues &Letras, 2016, v. 1, p. 100-113.

13.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . Ciência e ficção: uma leitura do romance antilhano Pluie et vent sur télumée miracle. In: Tania Lima; Derivaldo dos Santos. (Org.). GRIOTS: Literaturas e culturas africanas. 1ed.Fortaleza: Editora Mangues&Letras, 2016, v. , p. 227-237.

14.
PINHEIRO-MARIZ. Por uma formação intercultural no ensino de francês para crianças. In: Ilza Galvão Cutrim; Mônica da Silva Cruz; Naiara Sales de Araújo Santos. (Org.). Letras em extensão: Discurso, formação e ensino. 1ed.São Luís: EDUFMA-Editora da Universidade Federal do Maranhão, 2015, v. 1, p. 43-63.

15.
PINHEIRO-MARIZ. Contos e sonhos em narrativas de Machado de Assis de Charles Nodier: pontes entre Brasil e França. In: Laura Taddei Brandini. (Org.). Brasil e França: Laços Literários. 1ed.Londrina: EDUEL, 2015, v. , p. 39-61.

16.
PINHEIRO-MARIZ. A licenciatura em Letras Língua Portuguesa e Língua Francesa: pelas trilhas da tradução literária. In: Souza, J.M.R.; Silva, F. V. (Org.). Reflexões sobre o ensino de língua(s) e outras questões de linguagem.. 1ed.Campinas: Pontes Editora, 2015, v. 19, p. 111-128.

17.
PINHEIRO-MARIZ. O desenvolvimento da competência intercultural em aula de FLE. In: Cristina Pietraróia e Heloísa Albuquerque-Costa. (Org.). O ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA EM CONTEXTO(S). 1ed.São Paulo: Editora Paulistana, 2014, v. , p. 87-111.

18.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Provérbios sobre o idoso nas relações Brasil e África. In: Josilene Pinheiro-Mariz; Rossana Paulino de Luna. (Org.). O envelhecer é poético nas letras. 1ed.Campina Grande: EDUFCG, 2014, v. , p. 127-157.

19.
PINHEIRO-MARIZ. Lendo obras-primas pelos caminhos da adaptação: por uma formação literária em língua estrangeira. In: Josilene Pinheiro Mariz. (Org.). Em Busca do Prazer do Texto Literário em Aula de Línguas. 1ed.Campina Grande/ Jundiaí: EdufcG/ Paco Editorial, 2013, v. , p. 89-103.

20.
PINHEIRO-MARIZ. Sobre a relação entre língua e literatura na formação de professores de FLE em um contexto brasileiro. In: Isis Milreu; Márcia Candeia Rodrigues. (Org.). Ensino de Língua e Literatura: Políticas, Práticas e Projetos. 1ed.Campina Grande: Bagagem Editora, 2012, v. 1, p. 167-190.

21.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A LITERATURA ESTABELECENDO PONTES INTERCULTURAIS ENTRE CAMARÕES E BRASIL. In: Tânia Lima; Izabel Nascimento; Carmen Alveal. (Org.). GRIOTS : culturas africanas : literatura, cultura, violência, preconceito, racismo, mídias. 1ed.: , 2012, v. , p. 379-394.

22.
PINHEIRO-MARIZ. DA NECESSIDADE DO ENSINO PRECOCE DA LÍNGUA FRANCESA EM CONTEXTO EXOLINGUE. In: Neide Cesar Cruz; Josilene Pinheiro Mariz. (Org.). Ensino de línguas estrangeiras: contribuições teóricas e de pesquisa. 1ed.Campina Grande - PB: Editora da Universidade Federal de Campina Grande, 2011, v. , p. 203-231.

23.
PINHEIRO-MARIZ. A importância do ensino precoce de francês na educação infantil: a UEI apontando caminhos. In: Fabiana Ramos de Lima; Fernanda de Lourdes Almeida Leal; Luísa de Marillac Ramos Soares. (Org.). Educação Infantil: construindo caminhos. 1ed.Campina Grande (PB): Editora da Universidade Federal de Campina Grande, 2011, v. 1, p. 219-238.

24.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . O conto de tradição oral africana nas relações interculturais. In: Simone Dália Gusmão Aranha; Tânia Maria Augusto Pereira; Maria de Lourdes Leandro Almeida. (Org.). Gêneros e Linguagens: Diálogos Abertos. João Pessoa: Editora Universitária UFPB, 2009, v. , p. 141-158.

25.
PINHEIRO-MARIZ. O universo encantado de Charles Nodier, o iniciador do conto fantástico na França. In: Márcia Tavares Silva; Etiene Mendes Rodrigues. (Org.). LEITURA LITERÁRIA: PROPOSTAS E PERSPECTIVAS DE UM ENCONTRO. 1ed.Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009, v. 1, p. 95-111.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHEIRO-MARIZ. Da necessidade de uma Literatura-Mundo no ensino do francês no Brasil.. Sala do Professor: Paco Editoria, São Paulo.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura infanto-juvenil da África Francófona: alguns dados e perspectivas. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2015. p. 1-12.

2.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Os discursos Brasileiro e Angolano na aula de língua portuguesa por meio do conto oral. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2015. p. 1-17.

3.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . A descoberta da identidade na voz da Americanah. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2016. p. 1-14.

4.
VIANA, J. C. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Língua e literatura: pela não dissociação potencializando o ensino de ELE. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 53-63.

5.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . A AUSÊNCIA DA CULTURA AFRICANA NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 201-213.

6.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ . PRODUÇÃO POÉTICA FRANCÓFONA FEMININA NOS SÉCULOS XIX e XX NO CONTINENTE AFRICANO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 226-234.

7.
SOUZA, F. ; PINHEIRO-MARIZ . UMA LEITURA INTERSEMIÓTICA DA REPRESENTAÇÃO DA MULHER NA OBRA ?L?HOMME QUI RIT? DE VICTOR HUGO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 279-289.

8.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . IDENTIFICANDO TEXTOS LITERÁRIOS QUE AUXILIEM NO ENSINO DO FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 365-373.

9.
CAETANO, G. P. ; MEDEIROS, B. M. ; PINHEIRO-MARIZ . REFLEXÕES SOBRE A UTILIZAÇÃO DA LÍNGUA MATERNA EM AULAS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 411-418.

10.
BEZERRA, J. R. C. ; PINHEIRO-MARIZ . INTERCOMPREENSÃO E TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA: UMA PROPOSTA DIDÁTICA. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 163.

11.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LES MISÉRABLES , DE VICTOR HUGO: ASPECTOS PLURILINGUÍSTICOS E MULTICULTURAIS NO ENSINO DE LE, NO APERFEIÇOAMENTO DA LM. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016. p. 174.

12.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . RESISTÊNCIA E TRANSGRESSÃO EM L?AMOUR, LA FANTASIA : A ESCRITA FEMININA NA ÁFRICA MEDITERRÂNEA. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 186.

13.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A NARRATIVA ORAL AFRICANA: ESTRUTURA E ANÁLISE. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 214.

14.
COSTA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . AS MÚLTIPLAS FACES DE IFEMELU NO ROMANCE AMERICANAH. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 60-69.

15.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA DE TRADIÇÃO ORAL E QUESTÃO DA AUTORIA. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 70-84.

16.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . ALTERIDADE E INTERCULTURALIDADE NA LEITURA DA OBRA AMERICANAH NA SALA DE AULA DE LÍNGUA INGLESA. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 85-93.

17.
BRAZIL, P. N. ; ROCHA, T. P. ; PINHEIRO-MARIZ . A INTERCOMPREENSÃO E O ENSINO DE LÍNGUAS: UM DIÁLOGO PERTINENTE PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 307-314.

18.
ALVES, N. N. T. ; FREITAS, D. B. ; GONCALVES, J. P. ; PINHEIRO-MARIZ . APLICAÇÕES DA INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS AO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: CAMINHOS POSSÍVEIS. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 334-342.

19.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LIBERTAÇÃO E RESISTÊNCIA FEMININA NA ÁFRICA SUBSAARIANA NOS ANOS DE 197O: UM ESTUDO DA PERSONAGEM AYA DO ROMANCE GRÁFICO AYA DE YOPOUGON. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 163-174.

20.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . ROMANCE GRÁFICO EM AULA DE LÍNGUAS: UM ESTUDO SOBRE BORDADOS, DE MARJANE SATRAPI. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 175-188.

21.
CAMPOS, T. L. G. ; PINHEIRO-MARIZ . EL TIEMPO ENTRE COSTURAS, DE MARIA DUEÑAS: UM DIÁLOGO LITERÁRIO, HISTÓRICO E CULTURAL. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 149-162.

22.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ . PLURI-MULTICULTURALISMO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: LEITURA LITERÁRIA PELOS CAMINHOS DA INTERCOMPREENSÃO. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 315-326.

23.
SANTOS, T. J. P. ; PINHEIRO-MARIZ . INTERCOMPREENSÃO EM AULAS DE INGLÊS: UMA PROPOSTA COM UM OLHAR PARA A ÁFRICA E PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES. In: III Colóquio Nacional de 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Trabalhos completos- III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 327-333.

24.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A LITERATURA INFANTO-JUVENIL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PELOS CAMINHOS DA INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: PINÓQUIO NA SALA DE AULA. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

25.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

26.
ALCANTARA, G. D. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . CINEMA E POESIA NO UNIVERSO IMAGINÁRIO INFANTIL. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

27.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . IMPLICAÇÕES DA INTERCULTURALIDADE NA SALA DE AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

28.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: LETRAMENTO LITERÁRIO DE RESISTÊNCIA FEMININA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FLE. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

29.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: LETRAMENTO LITERÁRIO DE RESISTÊNCIA FEMININA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FLE. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

30.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O DES-SILENCIAMENTO NA PRODUÇÃO POÉTICA FEMININA: ESCRITORAS FRANCÓFONAS NOS SÉCULOS XX E XXI. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

31.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O TEXTO LITERÁRIO EM AULA DE FLE PARA CRIANÇAS: REFLEXÕES SOBRE UM CAMINHO POSSÍVEL. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

32.
BEZERRA, A. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . POESIA AFRICANA NA AULA DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS: O CASO DE KASSALA, DA ESCRITORA FAÏK-NZUJI. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

33.
SILVA, N. R. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . PONDERAÇÕES SOBRE POESIA E CANÇÃO NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

34.
MARIZ, S. R. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . ?ALLAH N?EST PAS OBLIGÉ?, DE AMADOU KOUROUMA: DESCAMINHOS DE UMA INFÂNCIA PERDIDA. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE.

35.
ROCHA, T. P. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . « UN MATIN », DA ESCRITORA KINE KIRAMA FALL, NO ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

36.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA AFRICANA DE LÍNGUA PORTUGUESA: UMA POSSIBILIDADE DE DIÁLOGO ENTRE BRASIL E ANGOLA. In: III Encontro Nacional e II Internacional de Linguística e Literatura - III ENILLI, 2015, Garanhuns. Anais doIII Encontro Nacional e II Internacional de Linguística e Literatura - III ENILLI, 2015.

37.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . O Sonho de Emma Bovary: Entre o veneno e o remédio. In: Encontro nacional de literatura infanto-juvenil e ensino, 2015, Campina Grande. Anais do ENLIJE V, 2014.

38.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: UMA PROPOSTA COM DON QUIJOTE DE LA MANCHA , NA PROMOÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA. In: IX SELIMEL, 2015, Campina Grande. Anais Eletrônicos, 2015. p. 1-14.

39.
ALVES, F. P. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . A LITERATURA HISPANOGUINEANA EM AULA DE LÍNGUA ESPANHOLA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais Eletrônicos- vol. 1, 2015. p. 40.

40.
VIANA, J. C. V. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . UMA LEITURA DO ROMANCE EL AMOR EN TIEMPOS DEL CÓLERA NA LITERATURA E NO CINEMA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos vol. 1, 2015. p. 202.

41.
FREITAS, D. B. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . ÁLVARES DE AZEVEDO EM UMA VISÃO DE MUNDO DO JOVEM POETA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos. vol. 2, 2015. p. 170.

42.
GONCALVES, J. P. ; BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . ENTRE O ESCRITO E O AUDIOVISUAL: O QUE A PEÇA TEATRAL OS SALTIMBANCOS NOS APRESENTA ACERCA DA INFÂNCIA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos vol. 2, 2015. p. 217.

43.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . O LUGAR DO EU FEMININO NA POÉTICA FRANCESA DO SÉCULO XIX. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos vol. 3, 2015. p. 203.

44.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . PRODUÇÃO POÉTICA FRANCÓFONA NO SÉCULO XIX : SER MULHER E SER POETA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos- vol. 3, 2015. p. 292.

45.
SOBRAL, R. A. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . UMA LEITURA DE THE YOUNG KING, DE OSCAR WILDE. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos- vol. 3, 2015. p. 299.

46.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . UM DIÁLOGO CULTURAL ENTRE BRASIL E ANGOLA NA AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA. In: II ENELF, 2015, Fortaleza-CE. Anais eletrônicos- vol. 3, 2015. p. 349.

47.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . ENTRE FICÇÃO E REALIDADE: ELEMENTOS CULTURAIS NAS LITERATURAS FRANCÓFONAS, DA ÁFRICA, PARA CRIANÇAS. In: II ENELF, 2015, Fortaleza- CE. Anais eletrônicos- vol. 3, 2015. p. 366.

48.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Interlocução de provérbios sobre o envelhecimento: Brasil X África. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Trabalhos completos, 2014.

49.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . COMO SE FAZ UM POEMA? O FAZER POÉTICO EM PRÉVERT E EM DRUMMOND. In: II Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 123-135.

50.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA COMPARADA E HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: UMA LEITURA DA ADAPTAÇÃO DO CONTO LE PARAPLUIE DE GUY DE MAUPASSANT. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014. p. 300-311.

51.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA E PINTURA: A RELAÇÃO ENTRE DOIS POEMAS DE CHARLES BAUDELAIRE E A ARTE SIMBOLISTA. In: II Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 357-369.

52.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . BRASIL E ÁFRICA: RELAÇÕES ENTRE VELHOS E CRIANÇAS A PARTIR DE PROVÉRBIOS. In: Encontro nacional de literatura infanto-juvenil e ensino, 2014, Campina Grande. Anais ENLIJE V, 2014.

53.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, Saulo Rios . O SONHO DE EMMA BOVARY: ENTRE O VENENO E O REMÉDIO. In: Encontro nacional de literatura infanto-juvenil e ensino, 2014, Campina Grande. Anais do ENLIJE V, 2014.

54.
GONCALVES, J. P. ; BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . IMERSÃO PET LETRAS: TRABALHANDO COM A LEITURA DE CRÔNICAS E FÁBULAS NO ENSINO FUNDAMENTAL. In: V ENLIJE, 2014, Campina Grande. Anais Enlije V. Campina Grande, 2014.

55.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: A VOZ DA MULHER ÁRABE ACIMA DO SILENCIAMENTO. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Anais do VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013. p. 1365-1372.

56.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . UM BREVE PANORAMA: A LITERATURA DA ÁFRICA FRANCÓFONA PARA CRIANÇAS APRENDIZES DE FLE. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Anais do VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013. p. 1373-1383.

57.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . CONTANDO HISTÓRIAS E DESCOBRINDO O MUNDO: A LEITURA LITERÁRIA COMO SUPORTE PARA O ENSINO DO FLE PARA CRIANÇAS. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Anais do VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013. p. 2127-2137.

58.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . HISTÓRIAS EM QUADRINHO (HQ): LITERATURA OU OUTRA ARTE?. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Anais do VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013. p. 2222-2234.

59.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . TRANSCULTURAÇÃO DE PROVÉRBIOS: O TEMA ENVELHECIMENTO ULTRAPASSANDO AS FRONTEIRAS. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. ANAIS DO I COLÓQUIO DE TRADUÇÃO E AUTORIA- TRABALHOS COMPLETOS, 2013. p. 118-132.

60.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . UMA NEGOCIAÇÃO DE SENTIDOS EM BEL-AMI, DE MAUPASSANT: DA NOVELA AO CINEMA. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. ANAIS DO I COLÓQUIO DE TRADUÇÃO E AUTORIA- TRABALHOS COMPLETOS, 2013. p. 159-171.

61.
VENÂNCIO DA SILVA, B. R. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA E SUAS POSSIBILIDADES: VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E ENSINO DE ESPANHOL. In: III Colóquio Nacional de Linguagem e Discurso, 2013, Mossoró. PRÁTICAS DISCURSIVAS, LINGUAGENS E ENSINO Anais do III Colóquio Nacional de Linguagem e Discurso. Mossoró: Edições UERN, 2013. p. 295-305.

62.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A transculturação de provérbios. In: I Encontro PIBID: diálogos entre o ensino superior e a escola pública, 2013, Campina Grande. Anais- Trabalhos Completos, 2013.

63.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua Estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande: Editora Realize, 2012. v. 1. p. I--XII.

64.
PINHEIRO-MARIZ. A literatura em conexão com outras linguagens pelo ensino de línguas estrangeiras para crianças. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Anais do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 25-36.

65.
Miranda, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A bande dessiné em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE: um gênero literário?. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Anais do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 176-189.

66.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O texto literário: um olhar sobre algumas ementas de cursos de letras com habilitação em língua espanhola. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Anais do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 140-150.

67.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua Estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Realize, 2012. v. 1. p. V-X.

68.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura de diáspora africana para crianças em aprendizagem de língua francesa. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realize, 2012. v. 1. p. XV-XX.

69.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE para crianças: descobrindo territórios simbólicos. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realize, 2012. v. 1. p. xxv-xxx.

70.
NASCIMENTO, J. R. ; EULALIO, M. M. C. ; NASCIMENTO, V. L. ; PINHEIRO-MARIZ . Uma análise comparativa da exploração feminina em dois poemas de autores brasileiros. In: Colóquio Nacional 15 de outubro, 2012, Campina Grande. Anais, 2012. p. 389-400.

71.
SILVA, M. R. S. ; FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . A comptine como recurso para o ensino da língua francesa para crianças. In: Colóquio Nacional 15 de outubro, 2012, Campina Grande. Anais, 2012. p. 507-517.

72.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Textos literários na aprendizagem das competências de oralidade em francês língua estrangeira. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

73.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE como um caminho para a imersão da criança no universo do imaginário. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

74.
PEQUENO, V. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A influência da Língua Materna na aquisição de francês Língua Estrangeira (FLE): uma experiência de ensino de francês na UEI. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

75.
PINHEIRO-MARIZ. La femme fatale avant la lettre, segundo Charles Nodier. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

76.
PINHEIRO-MARIZ. Ecos literários Brasil-França: a influência de Charles Nodier na obra machadiana. In: VI SIGET 2011 ? Simpósio Internacional sobre Gêneros Textuais, 2011, Natal. VI SIGET 2011 ? Simpósio Internacional sobre Gêneros Textuais. Natal: EDUFRN, 2011.

77.
Josilene. Por uma ?literatura mundo? no ensino do FLE. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Anais. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 114-122.

78.
MELO-ARAUJO, K. S ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução Literária em aulas de Francês Língua Estrangeira. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Anais. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 142-153.

79.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . A comptine fortalecendo as relações interculturais em aula de francês língua estrangeira (FLE). In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Anais. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 9-18.

80.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura e inclusão no ensino da língua espanhola no COLUN/ UFMA. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Anais. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 73-79.

81.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Práticas de leituras de narrativas para crianças. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Anais. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 123-131.

82.
PINHEIRO-MARIZ. L'approche de l'interculturel en classe de FLE: la littérature francophone comme un moyen possible. In: XII Congresso da ARIC, 2009, Florianopolis. XII Congresso da Association pour la Recherche Interculturellle, 2009.

83.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . Le petit chaperon rouge em uma perspectiva de ensino precoce do fle. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009.

84.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias de leitura de textos literários em aula de FLE. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009.

85.
BARBOSA, S. D. E. ; PINHEIRO-MARIZ . Marcas do discurso libertário de Diderot nos artigos Autorité Politique e Droit Naturel. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009.

86.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . A leitura instrumental de textos literários em língua francesa. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009.

87.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Contos francófonos em sala de aula de FLE: uma reflexão sobre as relações interculturais.. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009.

88.
CRUZ, R. A. ; PINHEIRO-MARIZ ; ARANHA, S. D. G. . LES AFFAIRES INTERNATIONAUX: LA NECESSITÉ D?UNE FORMATION SPÉCIALISÉE POUR LES PROFESSIONNELS TRADUCTEURS DE DOCUMENTS JURIDIQUES. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2009, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

89.
PINHEIRO-MARIZ; GOMES, V. M. C ; ARAÚJO, Maria Clara Do Bu . O FRANCÊS PRECOCE COMO PROPOSTA PARA PROMOVER AS RELAÇÕES INTERCULTURAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL.. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009.

90.
PINHEIRO-MARIZ. POUR UN PROGRAMME DE LITTÉRATURES FRANCOPHONES EN FLE. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2009, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

91.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . A abordagem da literatura em classe de Francês Língua Estrangeira (FLE): uma proposta de trabalho para a obra "Le Petit Prince". In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

92.
BARBOSA, S. D. E. ; PINHEIRO-MARIZ . Da construção das personagens nos contos infantis de Chales Perrault, ilustrados por Gustave Doré. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

93.
MARENCO, A. R. L. ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de textos sincréticos em Língua Estrangeira. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

94.
GUIMARAES, D. R. ; SOUZA, C. R. R. ; PINHEIRO-MARIZ . O papel das obras adaptadas para leitura instrumental em Língua Estrangeria. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem EditoraC, 2008.

95.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença da Gula nos contos de Perrault. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

96.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . Da importância de Charels Perrault para a Literatura Oral Francesa. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

97.
PINHEIRO-MARIZ. O universo encantado de Charles Nodier, o iniciador dofantástico na França. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008.

98.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Textos Literários para Iniciantes em Francês Língua Estrangeira (FLE).. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008. p. 84-85.

99.
PINHEIRO-MARIZ. Visão diacrônica do ensino da literatura em língua francesa. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008.

100.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . A Língua francesa Instrumental e sua Relação com as Estratégias de Leitura e com os Gêneros Textuais. 200. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008.

101.
PINHEIRO-MARIZ. LITERATURA E RELAÇÕES IDENTITÁRIAS NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA (FLE). In: Encontro Internacional Texto e Cultura, 2008, Fortaleza. Anais do Encontro Internacional Texto e Cultura, 2008.

102.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de contes francophones em Francês Língua Estrangeira. In: I Simpósio Nacional de Leitura, 2007, João Pessoa - PB. Anais. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007.

103.
PINHEIRO-MARIZ. Reflexões sobre a literatura em aula de FLE. In: V Seminário sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura, 2007, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2007.

104.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . A importância de Léopold Sédar pra a literatura de expressão francesa. In: V Seminário sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura, 2007, Campina Grande. Anais. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2007.

105.
MELO M C ; PINHEIRO-MARIZ . A chanson, um texto profícuo para a leitura em aula de língua estrangeira (LE). In: V ELFE - Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita, 2006, Maceió (AL). Anais. Maceió (AL): Q Gráfica, 2006.

106.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Motivação, afetividade, leitura e expressão oral: a chanson em aula de francês língua estrangeira.. In: V ELFE - Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita, 2006, Maceió (AL). Anais. Maceió (AL): Q Gráfica, 2006.

107.
PINHEIRO-MARIZ. L'enseignement de la littérature en classe de FLE dans les Universités Fedérales du Nord-est du Brésil. In: XVe Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2005, Belo Horizonte. Anais, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA COMO MEIO DE PROMOÇÃO DA CULTURA AFRICANA DE LÍNGUA FRANCESA: REFLEXÕES E PERSPECTIVAS. In: Congresso internacional de educação e inclusão, 2014, Campina Grande. Anais CINTEDI- 2014, 2014.

2.
PINHEIRO-MARIZ. O texto literário em aula de língua estrangeira como propiciador de trocas interculturais. In: XXI Jornada Nacional de Estudos Lingüíticos, 2006, João Pessoa - PB. Programação e Resumos, 2006. p. 36.

3.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de um texto em francês língua estrangeira (FLE). In: VII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro de Humanidades da UFCG, 2006, Campina Grande - PB. Caderno de Resumos, 2006. p. 12.

4.
PINHEIRO-MARIZ. Um conto fantástico em aula de frances língua estrangeira. In: VII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro de Humanidades da UFCG, 2006, Campina Grande - PB. Caderno de Resumos, 2006. p. 12.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . La femme algérienne réécrit sont histoire: L'amour, la fantasia, de Assia Djebar, en classe de FLE. In: Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2017, Aracaju. Français, langue de la modernité, 2017. v. 1. p. 71-72.

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.; SPITA, D. ; MARTINS, S. A. . Formation, apprentissage des langues et intercompréhension. In: Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2017. Français, langue de la modernité, 2017. p. 10-11.

3.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . L?intercompréhension des langues romanes dans l?enseignement et l?apprentissage du français langue étrangère à destination des enfants. In: Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2017. Français, langue de la modernité, 2017.

4.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura Infanto-Juvenil da África Francófona: Alguns dados e perspectivas. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2015. p. 1.

5.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Os discursos Brasileiro e Angolano na aula de Língua Portuguesa por meio do Conto Oral. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2015. p. 1.

6.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . A descoberta da Identidade na voz da Americanah. In: IX SELIMEL, 2016, Campina Grande. Anais Eletrônicos do Evento, 2015. p. 1.

7.
VIANA, J. C. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Língua e literatura: pela não dissociação potencializando o ensino de ELE. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 9.

8.
BEZERRA, J. R. C. ; PINHEIRO-MARIZ . INTERCOMPREENSÃO E TRADUÇÃO INTERSEMIÓTICA: UMA PROPOSTA DIDÁTICA. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2015. p. 23.

9.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LES MISÉRABLES , DE VICTOR HUGO: ASPECTOS PLURILINGUÍSTICOS E MULTICULTURAIS NO ENSINO DE LE, NO APERFEIÇOAMENTO DA LM. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Cadernos de Resumos, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016. p. 24.

10.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A NARRATIVA ORAL AFRICANA: ESTRUTURA E ANÁLISE. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2016. p. 25.

11.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . RESISTÊNCIA E TRANSGRESSÃO: A ESCRITA FEMININA NA ÁFRICA MEDITERRÂNEA. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2015. p. 26.

12.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . A AUSÊNCIA DA CULTURA A FRICANA NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2016. p. 27.

13.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ . PRODUÇÃO POÉTICA FRANCÓFONA FEMININA NOS SÉCULOS XIX e XX NO CONTINENTE AFRICANO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2015. p. 28.

14.
SOUZA, F. ; PINHEIRO-MARIZ . UMA LEITURA INTERSEMIÓTICA DA REPRESENTAÇÃO DA MULHER NA OBRA L?HOMME QUI RIT , DE VICTOR HUGO. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens- Caderno de Resumos, 2015. p. 36.

15.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . IDENTIFICANDO TEXTOS LITERÁRIOS QUE AUXILIEM NO ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 44.

16.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . ADAPTAÇÃO DE CONTOS PARA HISTÓRIAS EM QUADRINHOS ? LE MASQUE , GUY DE MAUPASSANT. In: II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2016, Campina Grande. Anais da II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2015. p. 60.

17.
COSTA, J. V. L. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . Compromisso de memória e realismo afetivo em 'antes que anoiteça', de Reinaldo Arenas.. In: II Simpósio Internacional Pensar e Repensar a América Latina, 2016, Sao Paulo. Caderno de resumo, 2016.

18.
COSTA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . AS MÚLTIPLAS FACES DE IFEMELU NO ROMANCE AMERICANAH. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 16-16.

19.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA DE TRADIÇÃO ORAL E QUESTÃO DA AUTORIA. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 14-14.

20.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . ALTERIDADE E INTERCULTURALIDADE NA LEITURA DA OBRA AMERICANAH NA SALA DE AULA DE LÍNGUA INGLESA. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 17-17.

21.
BRAZIL, P. N. ; ROCHA, T. P. ; PINHEIRO-MARIZ . A INTERCOMPREENSÃO E O ENSINO DE LÍNGUAS: UM DIÁLOGO PERTINENTE PARA PROFESSORES EM FORMAÇÃO. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 47-47.

22.
ALVES, N. N. T. ; FREITAS, D. B. ; GONCALVES, J. P. ; PINHEIRO-MARIZ . APLICAÇÕES DA INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS AO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: CAMINHOS POSSÍVEIS. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 49-49.

23.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LIBERTAÇÃO E RESISTÊNCIA FEMININA NA ÁFRICA SUBSAARIANA NOS ANOS DE 197O: UM ESTUDO DA PERSONAGEM AYA DO ROMANCE GRÁFICO AYA DE YOPOUGON. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 28-28.

24.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . ROMANCE GRÁFICO EM AULA DE LÍNGUAS: UM ESTUDO SOBRE BORDADOS, DE MARJANE SATRAPI. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 27-27.

25.
CAMPOS, T. L. G. ; PINHEIRO-MARIZ . EL TIEMPO ENTRE COSTURAS, DE MARIA DUEÑAS: UM DIÁLOGO LITERÁRIO, HISTÓRICO E CULTURAL. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 26-26.

26.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ . PLURI-MULTICULTURALISMO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: LEITURA LITERÁRIA PELOS CAMINHOS DA INTERCOMPREENSÃO. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 48-48.

27.
SANTOS, T. J. P. ; PINHEIRO-MARIZ . INTERCOMPREENSÃO EM AULAS DE INGLÊS: UMA PROPOSTA COM UM OLHAR PARA A ÁFRICA E PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 46-46.

28.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . IDENTIDADE-RIZOMA: A RECONSTRUÇÃO DA SUBJETIVIDADE FEMININA EM L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR. In: III Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2016, Campina Grande. Caderno de resumos do III Colóquio Nacional 15 de Outubro. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2016. v. 5. p. 29-29.

29.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A LITERATURA INFANTO-JUVENIL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PELOS CAMINHOS DA INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: PINÓQUIO NA SALA DE AULA. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE. Campina Grande, 2016.

30.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

31.
ALCANTARA, G. D. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . CINEMA E POESIA NO UNIVERSO IMAGINÁRIO INFANTIL. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

32.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . IMPLICAÇÕES DA INTERCULTURALIDADE NA SALA DE AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

33.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: LETRAMENTO LITERÁRIO DE RESISTÊNCIA FEMININA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FLE. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

34.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O DES-SILENCIAMENTO NA PRODUÇÃO POÉTICA FEMININA: ESCRITORAS FRANCÓFONAS NOS SÉCULOS XX E XXI. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

35.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O TEXTO LITERÁRIO EM AULA DE FLE PARA CRIANÇAS: REFLEXÕES SOBRE UM CAMINHO POSSÍVEL. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

36.
BEZERRA, A. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . POESIA AFRICANA NA AULA DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS: O CASO DE KASSALA, DA ESCRITORA FAÏK-NZUJI. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

37.
SILVA, N. R. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . PONDERAÇÕES SOBRE POESIA E CANÇÃO NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. In: VI ENLIJE, 2016, Campina Grande. VI ENLIJE, 2016.

38.
PINHEIRO-MARIZ, J.; MARIZ, S. R. . ?ALLAH N?EST PAS OBLIGÉ?, DE AMADOU KOUROUMA: DESCAMINHOS DE UMA INFÂNCIA PERDIDA. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE, 2016.

39.
ROCHA, T. P. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . « UN MATIN », DA ESCRITORA KINE KIRAMA FALL, NO ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. In: VI ENLIJE, 2016. VI ENLIJE.

40.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Interlocução de provérbios sobre o envelhecimento: Brasil X África. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014.

41.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Brasil e África: relações entre velhos e jovens a partir de provérbios.. In: Griots- III Colóquio Internacional de Culturas africanas: literatura, história e cultura afro-brasileira e africana, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

42.
MEDEIROS, B. M. ; ARAUJO, L. B. ; PINHEIRO-MARIZ . Contribuições dos contos de tradição oral africanos de literatura francesa para o ensino de literatura afro-brasileira. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

43.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Le griot et les aventures de Gao: Histórias em quadrinhos na cultura africana. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

44.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, Saulo Rios . Ciência e ficção: uma leitura do romance antilhano Pluie et vent sur télumée miracle. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

45.
NEVES, E. T. B. ; LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . A literatura francófona no ensino do francês como língua estrangeira. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

46.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . Palavras-chave da poesia 'francófona' contemporânea. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

47.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Ensino da cultura africana no Brasil: considerações sobre a literatura infantil da áfrica de língua francesa. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

48.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Assia Djebar: uma literatura de resistência como porta-voz da mulher magrebina. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

49.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Tradição, memória e identidade nas 'abensonhadas' vozes dos avós de Mia Couto. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

50.
GONCALVES, J. P. ; BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Discursos sobre a mulher africana, cultura e sociedade: uma análise do conto de tradição oral as duas moças bonitas como melancias. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

51.
LIMA, F. N. O. ; PINHEIRO-MARIZ . Nascidas para cozinha, pano e pranto: um diálogo entre duas mulheres de Mia Couto e de contos orais africanos. In: III Colóquio Internacional de Culturas Africanas -GRIOTS, 2014, Natal. Caderno de resumos, 2014.

52.
VENÂNCIO DA SILVA, B. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Aspectos de variação linguística em Esperando la carroza de Jacobo Langner. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014. p. 8-9.

53.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . 'Ser ou não ser literatura': uma reflexão sobre a problemática da Bande Dessinée. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014.

54.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . O teatro no ensino de língua francesa para crianças: En jeu de rôles. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014. p. 48-48.

55.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . O papel da leitura literária em aula de francês como língua estrangeira para crianças. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014.

56.
NEVES, E. T. B. ; LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . A importância da associação entre teoria e prática na formação inicial do professor de FLE: Um olhar reflexivo. In: Jornada Nacional de Línguas e Linguagens, 2014, Campina Grande. Caderno de resumos, 2014. p. 52-53.

57.
PINHEIRO-MARIZ. O PEQUENO PRÍNCIPE PELAS VIAS DA INTERCOMPREENSÃO: EM BUSCA DA LEITURA LITERÁRIA EM LÍNGUAS ESTRANGEIRAS. In: II Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 15-15.

58.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . COMO SE FAZ UM POEMA? O FAZER POÉTICO EM PRÉVERT E EM DRUMMOND. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 16-16.

59.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA COMPARADA E HISTÓRIAS EM QUADRINHOS: UMA LEITURA DA ADAPTAÇÃO DO CONTO LE PARAPLUIE, DE GUY DE MAUPASSANT. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do Colóquio 15 de outubro, 2014. p. 17-18.

60.
Morais, H. de F. A. ; LUNA, R. P. ; PINHEIRO-MARIZ . ALICE ORIENTAL: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O ROMANCE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS E O FILME A VIAGEM DE CHIHIRO. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 18-18.

61.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA E PINTURA: A RELAÇÃO ENTRE DOIS POEMAS DE CHARLES BAUDELAIRE E A ARTE SIMBOLISTA. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 19-20.

62.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA ORAL: DIÁLOGO INT ERCULTURAL ENTRE O BRASIL E ANGOLA. In: II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro, 2014. p. 24-25.

63.
EULALIO, M. M. C. ; ALVES, F. P. ; PINHEIRO-MARIZ . LI TERATURA ORAL: DIÁLOGO INTERCULTURAL ENTRE BRASIL E MOÇAMBIQUE. In: Congresso internacional de educação e inclusão, 2014, Campina Grande. Anais CINTEDI- 2014, 2014.

64.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . BRASIL E ÁFRICA: RELAÇÕES ENTRE VELHOS E CRIANÇAS A PARTIR DE PROVÉRBIOS. In: Encontro nacional de literatura infanto-juvenil e ensino, 2014, Campina Grande. Anais Enlije V, 2014.

65.
MARIZ, Saulo Rios ; PINHEIRO-MARIZ . O SONHO DE EMMA BOVARY: ENTRE O VENENO E O REMÉDIO. In: Encontro nacional de literatura infanto-juvenil e ensino, 2014, Campina Grande. Anais ENLIJE V, 2014.

66.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA ORAL: DIÁLOGO INTERCULTURAL ENTRE O BRASIL E ANGOLA. In: Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio nacional 15 de outubro. Resumos, 2014.

67.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução bíblica em linguagem contemporânea: prós e contras.. In: III Encontro Nacional Cultura e Tradução, 2014, João Pessoa. Resumos do III Encontro Nacional Cultura e Tradução (ENCULT) e do III Encontro de Tradutores: a tradução de obras francesas no Brasil. João Pessoa: Editora da UFPB, 2014. v. 2. p. 42-42.

68.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . A língua(gem) é viva: a personificação da linguagem em Érik Orsenna e Monteiro Lobato. In: II Colóquio Nacional 15 de Outubro, 2014, Campina Grande. Anais do II Colóquio Nacional 15 de Outubro - Caderno de Resumos.. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2014. v. 1. p. 19-19.

69.
PINHEIRO-MARIZ. O ensino da língua francesa para crianças: entre a teoria e as práticas na formação de novos professores. In: IV Congresso Latino-Americano de Formação de Professores de Línguas, 2013, Brasília. Livro de Resumos do IV CLAFPL. Brasília: Instituto de Letras, 2013. v. 1. p. 79-79.

70.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . POR QUE PROFESSORES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS TÊM RECEIO DE TRABALHAR COM OS TEXTOS LITERÁRIOS EM AULA DE LÍNGUAS?. In: IV Congresso Latino-Americano de Formação de Professores de Línguas, 2013, Brasília. Livro de Resumos do IV CLAFPL. Brasília: Instituto de Letras, 2013. p. 225.

71.
MIRANDA, D. A. ; FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Brincando e aprendendo francês na UEI: um novo olhar para o ensino de FLE. In: VII Encontro de Extensão Universitária da Universidade Federal de Campina Grande, 2013, Cajazeiras. Anais do VII Encontro de Extensão Universitária da Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande (PB): Editora da Universidade Federal de Campina Grande, 2013.

72.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . EL TEXTO LITERARIO COMO PUENTE PARA LA ENSEÑANZA DE LA LENGUA ESPAÑOLA PARA DISCAPACITADOS VISUALES: UNA REALIDAD EN EL PROYECTO ALLENDE. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR y II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR, 2013, Buenos Aires. Libro de resúmenes, 2013. p. 319-319.

73.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . DE LA UTILIZACIÓN DEL TEXTO LITERARIO EN CLASES DE LENGUA ESPAÑOLA, UN ENFOQUE EN LAS CREENCIAS DE LOS ALUMNOS DE LA UEPB. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR y II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR, 2013, Buenos Aires. Libros de resúmenes, 2013. p. 404-404.

74.
PINHEIRO-MARIZ. FORMANDO LEITORES LITERÁRIOS A PARTIR DA ATIVIDADE TRADUTÓRIA: REFLEXÕES A RESPEITO DA LICENCIATURA DUPLA EM LETRAS PORTUGUÊS E FRANCÊS. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR y II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR, 2013, Buenos Aires. Libro de resúmenes, 2013. p. 606-607.

75.
PINHEIRO-MARIZ. LE RÊVE DANS LES CONTES DE MACHADO DE ASSIS ET DE CHARLES NODIER : DES PONTS ENTRE LA FRANCE ET LE BRESIL. In: Association Internationale de Litterature Comparée, 2013, Paris. Association Internationale de Litterature Comparée, 2013. p. 554-554.

76.
PINHEIRO-MARIZ. UN DIALOGUE INTERCULTUREL D?APRÈS DEUX ROMANS DONT LA THÉMATIQUE EST LA GASTRONOMIE. In: Association Internationale de Literatture Comparée, 2013, Paris. Association Internationale de Literatture Comparée, 2013. p. 1007-1007.

77.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . TRADUÇÕES BÍBLICAS EM LINGUAGEM CONTEMPORÂNEA: ANÁLISE DE TEXTOS CLÁSSICOS EM VERSÕES NO PORTUGUÊS E NO FRANCÊS. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos do I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013. p. 12-12.

78.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . TRANSCULTURAÇÃO DE PROVÉRBIOS: O TEMA ENVELHECIMENTO ULTRAPASSANDO AS FRONTEIRAS. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos do I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013. p. 16-16.

79.
FLORÊNCIO, J. R. ; MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . DESENHO DE CRIANÇAS: UMA FORMA DE TRADUZIR E INTERPRETAR O MUNDO. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos do I Colóquio de Tradução e Autoria. Campina Grande: Revista Letras Raras, 2013. p. 23-24.

80.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . UMA NEGOCIAÇÃO DE SENTIDOS EM BEL-AMI, DE MAUPASSANT: DA NOVELA AO CINEMA. In: I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos do I Colóquio de Tradução e Autoria, 2013. p. 24-24.

81.
LUNA, R. P. ; PINHEIRO-MARIZ . A MARCA DE CRAIG THOMPSON NO CENÁRIO DOS ROMANCES GRÁFICOS. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 80-80.

82.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . O TEXTO LITERÁRIO E A ABORDAGEM DO INTERCULTURAL: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES PROPOSTAS NOS MANUAIS DIDÁTICOS DE FLE. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 86-86.

83.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Transculturação de provérbios: a religião regida por diferentes culturas. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 110-110.

84.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Transculturação de provérbios: a educação intercultural. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 110-110.

85.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . UM BREVE PANORAMA: A LITERATURA DA ÁFRICA FRANCÓFONA PARA CRIANÇAS APRENDIZES DE FLE. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 125-125.

86.
LIMA, F. S ; Morais, H. de F. A. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA E ESTUDOS SOCIOCULTURAIS: UMA LEITURA DO CONTO PORTRAIT DE FAMILLE DE MARYSE CONDÉ. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 125-126.

87.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A MULHER IDOSA NA LITERATURA FRANCÓFONA AFRICANA E DE DIÁSPORA: VELHICE, MEMÓRIA E SILÊNCIO. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 129-129.

88.
PINHEIRO-MARIZ. SOBRE A LITERATURA AFRICANA E ANTILHANA, DE LÍNGUA FRANCESA, NO ENSINO DO FRANCÊS NO BRASIL. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 129-130.

89.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: A VOZ DA MULHER ÁRABE MAIS FORTE QUE O SILENCIAMENTO.. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 132-133.

90.
NASCIMENTO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . A VELHICE NAS PÁGINAS DE REDES SOCIAIS: PALAVRAS QUE REVELAM UMA CONCEPÇÃO NACIONAL DO ENVELHER. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 146-146.

91.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . HISTÓRIAS EM QUADRINHO (HQ): LITERATURA OU OUTRA ARTE?. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 195-196.

92.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . CONTANDO HISTÓRIAS E DESCOBRINDO O MUNDO: A LEITURA LITERÁRIA COMO SUPORTE PARA O ENSINO DO FLE PARA CRIANÇAS. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 198-198.

93.
CORREIA NETO, L. D. ; PINHEIRO-MARIZ . ANÁLISE EXPLORATÓRIA DO COMPONENTE INTERCULTURAL E DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS NO LIVRO DIDÁTICO DE FLE. In: VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagens, 2013, Campina Grande. Caderno de resumos, 2013. p. 204-205.

94.
VENÂNCIO DA SILVA, B. R. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA E SUAS POSSIBILIDADES: VARIAÇÃO LINGUÍSTICA E ENSINO DE ESPANHOL. In: PRÁTICAS DISCURSIVAS, LINGUAGENS E ENSINO: III Colóquio Nacional de Linguagem e Discurso, 2013, Mossoró. Anais do III Colóquio Nacional de Linguagem e Discurso. Mossoró: Edições UERN, 2013. p. 84-84.

95.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A transculturação de provérbios. In: I Encontro PIBID: diálogos entre o ensino superior e a escola pública, 2013, Campina Grande. Anais I Encontro PIBID/UFCG, 2013.

96.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . TRANSCULTURAÇÃO DE PROVÉRBIOS: O TEMA ENVELHECIMENTO ULTRAPASSANDO AS FRONTEIRAS.. In: III Expopep- Exposição de Trabalho de pesquisa, de extensão e de Grupos PET, 2013, Campina Grande. Trabalhos de Grupos PET, 2013.

97.
EULALIO, M. M. C. ; MESSIAS, J. S. ; NASCIMENTO, J. R. ; SILVA, J. A. S. ; PINHEIRO-MARIZ . O poético envelhecimento em Mário Quintana. In: III Congresso Internacional de Envelhecimento Humano, 2013, Campina Grande. Anais, 2013.

98.
NASCIMENTO, J. R. ; EULALIO, M. M. C. ; MESSIAS, J. S. ; SILVA, J. A. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Veneração versus indiferença: Uma análise comparativa da imagem da velhice na cultura africana e a cultura brasileira. In: III Congresso Internacional de Envelhecimento Humano, 2013, Campina Grande. Anais, 2013.

99.
EULALIO, M. M. C. ; MESSIAS, J. S. ; NASCIMENTO, J. R. ; SILVA, J. A. S. ; PINHEIRO-MARIZ . As implicações das políticas públicas para os idosos na nossa sociedade. In: III Congresso Internacional de Envelhecimento Humano, 2013, Campina Grande. Anais, 2013.

100.
Rocha, D C ; Josilene . DE QUE MANEIRA A CULTURA E A LITERATURA SÃO ABORDADOS NOS MANUAIS PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA (FLE)?. In: SINIEL- Simpósio Internacional do Núcleo Interdisciplinar de Estudos da Linguagem, 2012, Recife. Cadernos de resumos. Recife: Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2012.

101.
Josilene. A VOZ DA ESCRITORA DE LÍNGUA FRANCESA NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA EM CONTEXTO EXOLINGUE. In: SINIEL- Simpósio Internacional do Núcleo Interdisciplinar de Estudos da Linguagem, 2012, Recife. Cadernos de resumos. Recife: Universidade Federal Rural de Pernambuco, 2012.

102.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE para crianças: descobrindo territórios simbólicos.. In: IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino - IV ENLIJE, 2012, Campina Grande. IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino - IV ENLIJE. Campina Grande: Bagagem, 2012.

103.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O lugar do texto literário: uma análise do conto Casa Tomada, de Julio Cortázar.. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino. Campina Grande: Bagagem, 2012.

104.
SILVA, G. M. ; PINHEIRO-MARIZ . Por que o teatro em sala de aula de línguas estrangeiras?. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino. Campina Grande: Bagagem, 2012.

105.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua Estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino. Campina Grande: Bagagem, 2012.

106.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura de diáspora africana para crianças em aprendizagem de língua francesa. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. IV Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino. Campina Grande: Bagagem, 2012.

107.
SANTOS, N. E. P. ; PINHEIRO-MARIZ . Relações entre literatura, cinema e ensino. In: XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste, 2012, Natal. Anais do XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste. Natal: EDUFRN, 2012.

108.
FLORÊNCIO, J. R. ; SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . No ritmo da palavra: a comptine como suporte didático para ensino precoce do FLE. In: XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste, 2012, Natal. Anais do XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste. Natal: EDUFRN, 2012.

109.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua Estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. In: Encontro Nacional de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realiza, 2012. v. 1. p. X-X.

110.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . Os labirintos oníricos em um conto fantástico de Charles Nodier. In: Congresso da Associação Brasileira de Literatura Comparada, 2012, Campina Grande. Anais da ABRALIC (2012). Campina Grande: Realize, 2012. v. 1. p. x-xx.

111.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . ?A Cinderela mudou de ideia? na ordem do dialogismo. In: Congresso da Associação Brasileira de Literatura Comparada, 2012, Campina Grande. Anais do XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste. Campina Grande (PB): Realize, 2012. v. 1.

112.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A bande dessiné em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE: um gênero literário?. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Caderno de Resumos do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 22-22.

113.
PINHEIRO-MARIZ. A literatura em conexão com outras linguagens pelo ensino de línguas estrangeiras para crianças. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Caderno de Resumos do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 167-167.

114.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O texto literário: um olhar sobre algumas ementas de cursos de letras com habilitação em língua espanhola. In: Colóquio 15 de Outubro, 2012, Campina Grande. Caderno de Resumos do Colóquio 15 de Outubro. Campina Grande (PB): Revista Letras Raras, 2012. v. 1. p. 193-193.

115.
SANTOS, A. F. ; PINHEIRO-MARIZ . Imergindo no universo infantil, a partir das fábulas, no ensino de língua francesa para crianças. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Realize, 2012. v. 1. p. xx-xxI.

116.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A presença da literatura infantil em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE.. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Realize, 2012. v. 1. p. x-xv.

117.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realize, 2012. v. 1.

118.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura de diáspora africana para crianças em aprendizagem de língua francesa. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realize, 2012. v. 1. p. 2-2.

119.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Imergindo no universo infantil, a partir das fábulas, no ensino de língua francesa para crianças. In: IV ENLIJE Encontro de Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2012, Campina Grande. Anais ENLIJE (2012). Campina Grande (PB): Editora Realize, 2012. v. 1. p. xxx-xxxxv.

120.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . El texto literario y el desarrollo de las destrezas lingüísticas en la clase de ELE en el COLU/UFMA.. In: IV Encuentro de la Hispanidad, 2011, Boa Vista. Cuaderno de Resúmenes. Boa Vista/RR. Boa Vista: EDUFRR, 2011, 2011.

121.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A literatura estabelecendo pontes interculturais entre Camarões e Brasil. In: II Colóquio de Culturas Africanas, 2011, Natal. Cadernos de resumos. Natal: UFRN, 2011.

122.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Em uma é assim, a outra é assado: as vontades de verdade pelas vozes do Griots. In: II Colóquio de Culturas Africanas, 2011, Natal. Cadernos de resumos. Natal: UFRN, 2011.

123.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença do texto literário e do intercultural nos manuais didáticos para o ensino da língua francesa. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. VII SELIMEL- ensino de língua e literatura: práticas, estágios e políticas.. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

124.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . . Literatura em aula de FLE como um caminho para a imersão da criança no universo do imaginário. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

125.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Textos literários na aprendizagem das competências de oralidade em francês língua estrangeira. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

126.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Breves reflexões acerca da contribuição de Charles Perrault para a literatura infantil ocidental.. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

127.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Breves reflexões acerca da contribuição de Charles Perrault para a literatura infantil ocidental.. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

128.
PINHEIRO-MARIZ. Ecos literários Brasil-França: a influência de Charles Nodier na obra machadiana. In: VI SIGET 2011 ? Simpósio Internacional sobre Gêneros Textuais, 2011, Natal. VI SIGET 2011 ? Simpósio Internacional sobre Gêneros Textuais. Natal: EDUFRN, 2011.

129.
PINHEIRO-MARIZ. Lire la littérature en français facile comme une voie pour une littératie littéraire en classe de langue française. In: XVIII Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2011, Curitiba. XVIII Congrès Brésilien des Professeurs de Français. Curitiba: EDFPR, 2011.

130.
FARIAS Alyere Silva ; PINHEIRO-MARIZ ; BARBOSA, Marcio Venicio . Meursault et Latino Salãthiel : Le même regard, mais deux resultats. In: XVIII Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2011, Curitiba. XVIII Congrès Brésilien des Professeurs de Français. Curitiba: EDFPR, 2011.

131.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . O fator cultural como estratégia de tradução. In: II Encontro Nacional Cultura e Tradução, 2011, João Pessoa. II Encontro Nacional Cultura e Tradução. João Pessoa: Ideia editora, 2011.

132.
PINHEIRO-MARIZ. A tradução na formação de leitores literários e futuros professores de francês. In: II Encontro Nacional Cultura e Tradução, 2011, João Pessoa. II Encontro Nacional Cultura e Tradução. João Pessoa: Ideia editora, 2011.

133.
PEQUENO, V. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A influência da Língua Materna na aquisição de francês Língua Estrangeira (FLE): uma experiência de ensino de francês na UEI. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

134.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença do texto literário e do intercultural nos manuais didáticos para o ensino da língua francesa. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

135.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE como um caminho para a imersão da criança no universo do imaginário. In: VII SELIMEL- Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura,, 2011, Campina Grande. Ensino de Língua e Literatura: Práticas, Estágios e Políticas. Campina Grande: Bagagem Editora, 2011.

136.
PINHEIRO-MARIZ. Por uma ?literatura mundo? no ensino do FLE. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Caderno de resumos. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 112.

137.
MELO-ARAUJO, K. S ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução Literária em aulas de Francês Língua Estrangeira. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Caderno de resumos. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 114.

138.
SARINHO, Maria Dalva ; Josilene . A comptine fortalecendo as relações interculturais em aula de francês língua estrangeira (FLE). In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Caderno de resumos. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 115.

139.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Práticas de leituras de narrativas para crianças. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Caderno de resumos. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 117.

140.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura e inclusão no ensino da língua espanhola no COLUN/ UFMA. In: III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino, 2010, Campina Grande. III Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-juvenil e ensino Caderno de resumos. Campina Grande: Bagagem Editora, 2010. p. 116.

141.
PINHEIRO-MARIZ; PEQUENO, V. C. ; ARAUJO, A. . Ensino da língua francesa na comunidade do Pedregal. In: Encontro de Extensão Universitária, 2010, Campina Grande. Encontro de Extensão Universitária, 2010.

142.
PINHEIRO-MARIZ. L?APPROCHE DE L?INTERCULTUREL EN CLASSE DE FLE : UNE VOIE D?ACCÈS, LA LITTÉRATURE FRANCOPHONE. In: XII Congresso da ARIC, 2009, Floriaopolis. Diálogos Interculturais: descolonizar o saber. Florianópolis, 2009.

143.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . LE PETIT CHAPERON ROUGE EM UMA PERSPECTIVA DE ENSINO PRECOCE DO FLE. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. VI SEMINÁRIO SOBRE ENSINO DE LÍNGUA MATERNA ESTRANGEIRA E DE LITERATURA. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 55-55.

144.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias de leitura de textos literários em aula de FLE. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 54-55.

145.
BARBOSA, S. D. E. ; PINHEIRO-MARIZ . Marcas do discurso libertário de Diderot nos artigos Autorité Politique e Droit Naturel. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 56.

146.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . A leitura instrumental de textos literários em língua francesa. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 54.

147.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . CONTOS FRANCÓFONOS EM SALA DE AULA DE FLE: UMA REFLEXÃO SOBRE AS RELAÇÕES INTERCULTURAIS.. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 55.

148.
AZEVEDO, C. ; PINHEIRO-MARIZ . A BUSCA POR UMA IDENTIDADE NACIONAL NA LITERATURA ANTILHANA.. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 53.

149.
PINHEIRO-MARIZ. IDENTIDADE E COMBATE NA LITERATURA FEMININA DO MAGHREBE. In: SELIMEL, 2009. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura, 2009. p. 54.

150.
SANTOS, N. E. P. ; PINHEIRO-MARIZ . LE SILENCE DE LA MER: PRESERVAÇÃO IDENTITÁRIA ATRAVÉS DO SILÊNCIO. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 56.

151.
ARAÚJO JÚNIOR, U. V. R. ; PINHEIRO-MARIZ . DA PARATOPIA DO NARRADOR LAFERRIERINO EM JE VOYAGE EN FRANÇAIS. In: SELIMEL, 2009, Campina Grande. Seminário sobre ensino de língua materna e estrangeira e de literatura. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2009. p. 57.

152.
PINHEIRO-MARIZ. À propos de la traduction de contes francophones de l?afrique: un rendez-vous avec « l?autre ».. In: XVII Congrès Brésilien des professeurs de Français, 2009, Brasília. Politiques publiques et changements en éducation: pour un enseignement réciproque du portugais et du français., 2009.

153.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . STRATÉGIES DE LECTURE EN CLASSE DE FRANCAIS INSTRUMENTAL. In: XVII Congrès Brésilien des professeurs de Français, 2009. Politiques publiques et changements en éducation: pour un enseignement réciproque du portugais et du français., 2009. p. 85.

154.
FARIAS Alyere Silva ; PINHEIRO-MARIZ . Sade et l?a contestation de la morale dans le XVIIIeme siècle: L´Époux Complaisant? et ?Il y a place pour deux?. In: XVII Congrès Brésilien des professeurs de Français, 2009, Brasília. Politiques publiques et changements en éducation: pour un enseignement réciproque du portugais et du français.. Brasília, 2009. p. 57.

155.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . LA VIABILITE DE LA "LECTURE LITTERAIRE" EN CLASSE DE FLE: L'ENSEIGNEMENT PRECOCE A L?UEI-UFCG. In: XVII Congrès Brésilien des professeurs de Français, 2009. Politiques publiques et changements en éducation: pour un enseignement réciproque du portugais et du français., 2009. p. 103.

156.
PINHEIRO-MARIZ. POUR UN PROGRAMME DE LITTÉRATURES FRANCOPHONES EN FLE. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2009, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

157.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . CONTE FRANCOPHONE: UN ATOUT POUR LE DEVELOPPEMENT DES COMPÉTENCES EN FLE. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2009, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

158.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . UNE ANALYSE DE LA COMPÉTENCE INTERCULTURELLE DANS LES MANUELS CONNEXIONS 1 ET LATTITUDES 1. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2009, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

159.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . POUR UNE APPROCHE INTERCULTURELLE DANS LA FORMATION DE L'ENSEIGNANT DE LANGUE ÉTRANGÈRE. In: XVII Congrès Brésilien des professeurs de Français, 2009. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

160.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . O CONTO DE TRADIÇÃO ORAL AFRICANA NAS RELAÇÕES INTERCULTURAIS. In: SINALGE, 2009, Campina Grande. II SIMPÓSIO NACIONAL LINGUAGENS E GÊNEROS TEXTUAIS. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

161.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . ERA UMA VEZ CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO-MULHER: JOGOS DE VERDADE E RELAÇÕES DE PODER EM CONTOS. In: SINALGE, 2009. II SIMPÓSIO NACIONAL LINGUAGENS E GÊNEROS TEXTUAIS. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

162.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A literatura francófona na construção identitária do sujeito aprendiz de FLE. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 42.

163.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura discursiva dos jogos de verdade constitutivos das fábulas fabulosas. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 42.

164.
BARBOSA, S. D. E. ; COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . VOCÊ PODE ME DAR UMA MÃOZINHA?: EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO PROJETO PROBEX ENSINO DA FLE NA COMUNIDADE DO PEDREGAL. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 56.

165.
PINHEIRO-MARIZ; BARBOSA, S. D. E. ; Coutinho, J A . O ensino da Língua Francesa na comunidade do Pedregal. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 57.

166.
Coutinho, J A ; BARBOSA, S. D. E. ; PINHEIRO-MARIZ . A IMPORTÂNCIA DE MATERIAIS LÚDICO-DIDÁTICOS NO ENSINO INFANTIL DE FLE NA COMUNIDADE DO PEDREGAL. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 56.

167.
PINHEIRO-MARIZ; GOMES, V. M. C ; ARAÚJO, Maria Clara Do Bu . O FRANCÊS PRECOCE COMO PROPOSTA PARA PROMOVER AS RELAÇÕES INTERCULTURAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL.. In: X Semana de Ensino, Pesquisa e extesnsão do CH/ UFCG, 2009, Campina Grande. A Universidade e as dinâmicas sociais emergentes. Campina Grande (PB): UFCG, 2009. p. 56.

168.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . A abordagem da literatura em classe de Francês Língua Estrangeira (FLE): uma proposta de trabalho para a obra "Le Petit Prince". In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008. p. 52-52.

169.
MARENCO, A. R. L. ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de textos sincréticos em Língua Estrangeira. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem EditoraC, 2008. p. 80-80.

170.
GUIMARAES, D. R. ; SOUZA, C. R. R. ; PINHEIRO-MARIZ . O papel das obras adaptadas para leitura instrumental em Língua Estrangeria. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008. p. 81-82B.

171.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença da Gula nos contos de Perrault. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008. p. 82-82.

172.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . Da importância de Charels Perrault para a Literatura Oral Francesa. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2008. p. 85-85.

173.
PINHEIRO-MARIZ. O universo encantado de Charles Nodier, o iniciador dofantástico na França. In: II Encontro Nacional sobre Literatura Infanto-Juvenil e Ensino, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos, 2008. p. 86-86.

174.
LIMA, Thaís Andrade ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias Individuais de Aprendizagem: um caminho em busca do desenvolvimento da autonomia do aprendiz. In: XIV Semana de Letras Linguagens e Estudos Culturais:Convergências e Divergências, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande: Realize Editora, 2008. p. 03-96.

175.
PINHEIRO-MARIZ. Tradução e referência no ensino da língua francesa: um exemplo no conto Le troisième A, de MIchel Tournier.. In: XIV Semana de Letras Linguagens e Estudos Culturais: Convergências e Divergências, 2008, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande: Realize Editora, 2008. p. 03-96.

176.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . Considerações sobre o ensino-aprendizagem da compreensão escrita segundo o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas. In: XIV Semana de Letras Linguagens e Estudos Culturais: Convergências e Divergências, 2008, Campina Grande. Caderno de resumos. Campina Grande: Realize Editora, 2008. p. 03-96.

177.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . A viabilidade do ensino do francês precoce: uma proposta de trabalho. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008.

178.
LIMA, Thaís Andrade ; PINHEIRO-MARIZ . Reflexões sobre a autonomia de aprendizes de língua francesa. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008.

179.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . A compreensão escrita de textos literários francófonos. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008, Campina Grande. X Semana de ensino, pesquisa e extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. O debate atual nos campos disciplinares das humanidades - conhecer para se posiciona, 2008.

180.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Compreensão escrita: estratégias de leitura de textos literários em francês língua estrangeira (FLE). In: Encontro Internacional Texto e Cultura, 2008, Fortaleza. Encontro Internacional Texto e Cultura, 2008.

181.
Josilene. Visão diacrônica do ensino da literatura em língua francesa. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008.. Campina Grande (PB): UFCG, 2008.

182.
COUTINHO, Janaína A. ; Josilene . A Língua francesa Instrumental e sua Relação com as Estratégias de Leitura e com os Gêneros Textuais.. In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande : UFCG, 2008. Campina Grande (PB): UFCG, 2008.

183.
GOMES, V. M. C ; Josilene . Textos Literários para Iniciantes em Francês Língua Estrangeira (FLE). In: IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG, 2008, Campina Grande. IX Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH/UFCG. Campina Grande (PB): UFCG, 2008.

184.
CRUZ, R. A. ; PINHEIRO-MARIZ ; ARANHA, S. D. G. . LES AFFAIRES INTERNATIONAUX: LA NECESSITÉ D?UNE FORMATION SPÉCIALISÉE POUR LES PROFESSIONNELS TRADUCTEURS DE DOCUMENTS JURIDIQUES. In: Seminário Nacional sobre a Formação do Profissional de Línguas, 2008, Campina Grande. Pensando nos Desafios das condições de formação, da absorção de trabalho e da formação continuada. Campina Grande (PB): UEPB, 2009.

185.
PINHEIRO-MARIZ. Le texte littéraire en classe de FLE: un espace pour les échanges interculturels. In: XVIème CONGRÉS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumés. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 155-156.

186.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . L'approche de l'interculturel dans quelques méthodes de FLE. In: XVIème CONGRÈS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumés. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 86-87.

187.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . La littérature d'expression française en classe de FLE. In: XVIème CONGRÈS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumés. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 53-54.

188.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . La bande dessinée dans l'enseignement du FLE. In: XVIème CONGRÈS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumé. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 180-181.

189.
Nascimento, N T ; PINHEIRO-MARIZ . La construction de sens dans le langue étrangère à travers des genres textuels. In: XVIème CONGRÈS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumé. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 184-185.

190.
Nobréga, C V ; PINHEIRO-MARIZ . Réflexions sur lea traduction en classe: Il faut faire la classe de FLE en français?. In: XVIème CONGRÈS BRÉSILIEN DES PROFESSEURS DE FRANÇAIS, 2007, João Pessoa - PB. Programme Résumé. João Pessoa - PB: Idéia Editora, 2007. p. 146-147.

191.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de contes francophones em Francês Língua Estrangeira. In: I Simpósio Nacional de Leitura, 2007, João Pessoa - PB. Anais, 2007.

192.
PINHEIRO-MARIZ. La malade imaginaire de Molière: discurso e interação em aula de FLE. In: II Simpósio Internacinal de Análise Crítica do Discursos, 2007, São Paulo - SP. Programação e Resumos, 2007. p. 198-198.

193.
PINHEIRO-MARIZ. Reflexões sobre a literatura em aula de FLE. In: Seminário Nacional sobre o Ensino de Língua Materna e Estrangeira e Literatura (SELIMEL) IV Colóquio de Profs de Metod do Ensino de Líng Portuguesa e Literatura, 2007, Campina Gande PB. Anais, 2007.

194.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . A chanson francophone em sala de aula de FLE: uma abordagem intercultural dos gêneros musicais.. In: VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG, 2007, Campina Grande (PB). Caderno de Resumos, 2007.

195.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . A importância da sequência didática no processo de formação do professor de FLE. In: VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG, 2007, Campina Grande (PB). Caderno de Resumos, 2007.

196.
FARIAS Alyere Silva ; PINHEIRO-MARIZ . Uma leitura dos poemas FAMILIALE e LES ROSES de Saadi. In: VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG, 2007, Campina Grande (PB). Caderno de Resumos, 2007.

197.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias de leitura em língua francesa: um caminho possível.. In: VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG, 2007, Campina Grande - PB. Caderno de Resumos, 2007.

198.
PINHEIRO-MARIZ. Imagem e texto literário: uma possibilidade de leitura em aula de FLE.. In: VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG, 2007, Campina Grande - PB. Caderno de Resumos, 2007.

199.
Coutinho, J A ; PINHEIRO-MARIZ . A importância de Léopold Sédar pra a literatura de expressão francesa. In: V Seminário sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura, 2007, Campina Grande. Caderno de Resumos. Campina Grande (PB): Bagagem Editora, 2007. p. 130-130.

200.
PINHEIRO-MARIZ. Ensino de Literatura em aula de língua estrangeira (FLE). In: XXI Jornada Nacional de Estudos Lingüíticos, 2006, João Pessoa - PB. Programação e Resumos, 2006. p. 29.

201.
PINHEIRO-MARIZ; MELO, Maria Do Carmo de Carvalho . A chanson, um texto profícuo para a leitura em aula de língua estrangeira (LE). In: V Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita & II Workshop Romania Nova, 2006, Maceió - AL. Programação e Resumos, 2006. v. 132.

202.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Motivação, afetividade, leitura e expressão oral: a chanson em aula de francês língua estrangeira.. In: V Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita & II Workshop Romania Nova, 2006, Maceió - AL. Programação e Resumos, 2006. p. 164.

203.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura em aula de língua: uma abordagem necessária. In: II Semana de Letras - UNIGRANRIO, 2005, Duque de Caxias (RJ). Revista de Letras do Instituto de Humanidades da UNIGRARIO (no prelo). Duque de Caxias (RJ): UNIGRANRIO, 2005.

204.
PINHEIRO-MARIZ. Pourquoi travailler la littérature en classe de FLE: une realité du Nord-est du Brésil.. In: XVe Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2005, Belo Horizonte (MG). Programme, 2005. p. 118-118.

205.
PINHEIRO-MARIZ. L'enseignement de la littérature en classe de FLE dans les Universités Fedérales du Nord-est du Brésil. In: XVe Congrès Brésilien des Professeurs de Français, 2005, Belo Horizonte (MG). Programme, 2005. p. 181-181.

206.
PINHEIRO-MARIZ; ISHIHARA, Tokiko . A Literatura Africana francófona como espaço para trocas interculturais na realidade brasileira.. In: VIII Encontro dos Alunos da Pós-Graduação em Lingüística da USP, 2005, São Paulo - SP. Cadernos de Resumo, 2005. p. 48-48.

207.
PINHEIRO-MARIZ. Texto Literário e Semiótica nos manuais de francês língua estrangeira, um tratamento negligenciado. In: II Congresso Internacional da Associação Brasileira de Estudos Semióticos, 2005, São Paulo - SP. Resumos e Programação, 2005. p. 100-100.

208.
PINHEIRO-MARIZ. A isotopia na abordagem do texto literário em aula de francês língua estrangeira. In: II Congresso Internacional da Associação Brasileira de Estudos Semióticos, 2005, São Paulo - SP. Resumos e Programção, 2005. p. 61-61.

209.
PINHEIRO-MARIZ. Le troisième A de Michel Tournier: um texto literário em aula de Francês Língua Estrangeira. In: XX Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos, 2004, João Pessoa (PB). Programação, 2004. p. 10-10.

210.
PINHEIRO-MARIZ. O texto literário em aula de Francês Língua Estrangeira (FLE). In: XX Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos, 2004, João Pessoa (PB). Programação, 2004. p. 43-43.

211.
PINHEIRO-MARIZ. Leitura / Interpretação e Tradução em aula de Francês Língua Estrangeira (FLE). In: IX Encontro Nacional e III Encontro Internacional de Tradutores: Mídia, Tradução e Ensino, 2004, Fortaleza (CE). Programa & Resumos, 2004. p. 103-103.

212.
PINHEIRO-MARIZ. A importância do Ensino de Francês Língua Estrangeira. In: II Encontro sobre o ensino de Língua e Literatura, 2004, Olinda (PE). Resumos, 2004. p. 36-36.

213.
PINHEIRO-MARIZ. Charles Nodier: um desconhecido padrinho do romantismo francês. In: II Encontro sobre o ensino de Língua e Literatura, 2004, Olinda (PE). Resumos, 2004. p. 37-37.

214.
PINHEIRO-MARIZ. Uma visão panorâmica da literatura francófona. In: XII Semana de Humanidades, 2004, Natal (RN), 2004.

215.
PINHEIRO-MARIZ. Ensino de Literatura - um espaça de trocas interculturais. In: II Semana de Humanidades, 2004, Natal (RN), 2004.

216.
PINHEIRO-MARIZ. Panorama de l'enseignement du Français au Maranhão dans les dernières années. In: Congresso Brasileiro de Professores de Francês, 2003, Belém, 2003.

217.
SOUZA, Allana ; MARIZ, Saulo ; PINHEIRO-MARIZ . Levantamento sobre uso indevido de drogas no COLUN-UFMA. In: Congresso Brasileiro de Toxicologia, 2001, Porto Alegre. Rev Bras Toxicol, 2001. v. 14. p. 62.

218.
MARIZ, Saulo ; CORREA ; SANTOS, Raimunda ; SOUSA ; JANDIRA ; COSTA, Ieda ; PINHEIRO-MARIZ ; REIS ; SOUSA, Alana ; PALHANO, Ruy . Programa de Prevenção ao uso indevido de drogas no COLUN-UFMA. In: Congresso Latino-Americano de Toxicologia, 2000, Cmapinas. Revista Brasileira de Toxicologia, 2000. v. 13. p. 95.

Apresentações de Trabalho
1.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Un regard sur la littérature ?dite francophone? écrite au féminin. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Por um necessário plurilinguismo na formação do profissional de Letras. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . A luta das mulheres africanas pelo direito a si, no romane gráfico Aya de Yopogon. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
BITENCOURT, M. B. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . L'intercompréhension des langues romanes dans l'enseignement et l'apprentissage du français langue étrangère à destination des enfants. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . La femme algérienne réécrit sont histoire: L'amour, la fantasia, de Assia Djebar, en classe de FLE. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Em busca da diversidade linguística pela leitura de poemas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
PINHEIRO-MARIZ, J.. A intercompreensão de Línguas Românicas na formação de professores de português como língua estrangeira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
CAETANO, G. P. ; PINHEIRO-MARIZ, J. ; RANGEL, J. D. ; SANTOS, Y. S. . Reflexões sobre a abordagem da Intercompreensão de Línguas Românicas nas aulas de Língua Inglesa. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
SILVA, J. L. F. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A intercompreensão de Línguas Românicas na infância: reflexões sobre a idade real para aprender línguas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
FARIAS, L. C. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Estudos da poética contemporânea da África francófona subsaariana escrita no feminino. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, Saulo Rios . Da necessidade da aprendizagem de línguas estrangeiras para estudantes da área de saúde. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
COSTA, J. V. L. ; PINHEIRO-MARIZ . Compromisso de memória e realismo afetivo em ?Antes Que Anoiteça?, de Reinaldo Arenas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
SILVA, J. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A literatura infanto-juvenil na Educação de Jovens e Adultos pelos caminhos da Intercompreensão de Línguas Românicas: Pinóquio na sala de aula. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ALCANTARA, G. D. ; PINHEIRO-MARIZ . CINEMA E POESIA NO UNIVERSO IMAGINÁRIO INFANTIL. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BEZERRA, A. S. ; PINHEIRO-MARIZ . POESIA AFRICANA NA AULA DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS: O CASO DE KASSALA, DA ESCRITORA FAÏK - NZUJI. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
SILVA, N. R. ; PINHEIRO-MARIZ . PONDERAÇÕES SOBRE POESIA E CANÇÃO NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ROCHA, T. P. ; PINHEIRO-MARIZ . « UN MATIN », DA ESCRITORA KINE KIRAMA FALL, NO ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . ?ALLAH N?EST PAS OBLIGÉ?, DE AMADOU KOUROUMA: DESCAMINHOS DE UMA INFÂNCIA PERDIDA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
PINHEIRO-MARIZ. Leituras literárias em língua estrangeira: lendo outros mundos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA DE TRADIÇÃO ORAL E QUESTÃO DA AUTORIA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
COSTA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . AS MÚLTIPLAS FACES DE IFEMELU NO ROMANCE AMERICANAH. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ . ALTERIDADE E INTERCULTURALIDADE NA LEITURA DA OBRA AMERICANAH NA SALA DE AULA DE LÍNGUA INGLESA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . A INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Libertação e resistência feminina na África Subsaariana nos anos de 197O: um estudo da personagem Aya do romance gráfico AYA DE YOPOUGON. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . O TEXTO LITERÁRIO EM AULA DE FLE PARA CRIANÇAS: REFLEXÕES SOBRE UM CAMINHO POSSÍVE. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A LITERATURA INFANTO-JUVENIL FRANCÓFONA DA ÁFRICA: UMA PESQUISA DOCUMENTAL E BIBLIOGRÁFICA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
COSTA, P. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . IMPLICAÇÕES DA INTERCULTURALIDADE NA SALA DE AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: LETRAMENTO LITERÁRIO DE RESISTÊNCIA FEMININA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FLE. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O DES-SILENCIAMENTO NA PRODUÇÃO POÉTICA FEMININA: ESCRITORAS FRANCÓFONAS NOS SÉCULOS XX E XXI. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . O TEXTO LITERÁRIO EM AULA DE FLE PARA CRIANÇAS: REFLEXÕES SOBRE UM CAMINHO POSSÍVEL. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
PINHEIRO-MARIZ. Laços Literários além do Atlântico: Jorge Amado e Calithe Beyala. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
PINHEIRO-MARIZ. Entre o Outro e o monolinguismo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
GONCALVES, J. P. ; LIRA, M. N. ; FREITAS, D. B. ; CAETANO, G. P. ; ALVES, N. N. T. ; PINHEIRO-MARIZ . A contribuição das atividades de ensino desenvolvidas pelo PET-Letras UFCG para a comunidade e para o fortalecimento do grupo enquanto programa de educação tutorial. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ . O LUGAR DO EU FEMININO NA POÉTICA FRANCESA DO SÉCULO XIX. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

36.
GONCALVES, J. P. ; BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ . ENTRE O ESCRITO E O AUDIOVISUAL: O QUE A PEÇA TEATRAL OS SALTIMBANCOS NOS APRESENTA ACERCA DA INFÂNCIA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . LITERATURA INFANTO-JUVENIL DA ÁFRICA FRANCÓFONA: ALGUNS DADOS E PERSPECTIVAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
SALES, A. M. Q. ; PINHEIRO-MARIZ . Adaptação de contos para historias em quadrinhos -Le masque, Guy de Maupassant.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . ELEMENTOS CULTURAIS NAS LITERATURAS FRANCÓFONAS DA ÁFRICA PARA CRIANÇAS: UM ESTUDO CONFIRMATÓRIO. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
PINHEIRO-MARIZ. Os paraísos artificiais, de Baudelaire sob uma ótica contemporanea. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
PINHEIRO-MARIZ. Entre ficção e realidade: elementos culturais nas literaturas francófonas, da África para crianças. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
COSTA, J. V. L. ; PRATA, A. S. ; PINHEIRO-MARIZ . A relação indissociável entre língua e literatura e a formação do profissional de Letras no Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
PINHEIRO-MARIZ. Por um prazer da literatura francófona da África para jovens leitores. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Formando jovens leitores literários em Língua Francesa: levantamento e estudo introdutório de obras literárias infanto-juvenis no ambito da Francofonia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
PINHEIRO-MARIZ. Uma visão da mulher pelo olhar do fantástico, de Charles Nodier e Machado de Assis. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
PINHEIRO-MARIZ; MARIZ, S. R. . Ópio, melancolía e alucinações no caminho do fantástico francês. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE . IDENTIFICANDO TEXTOS LITERÁRIOS QUE AUXILIEM NO ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

48.
PINHEIRO-MARIZ. Um diálogo cultural entre Brasil e Angola na aula de Língua Portuguesa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

49.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . 'Ser ou não ser literatura': uma reflexão sobre a problemática da bande dessinée. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

50.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . 'Le griot et les aventures de Gao': histórias em quadrinhos na cultura Africana.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

51.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . O PAPEL DA LEITURA LITERÁRIA EM AULA DE FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

52.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . ENSINO DA CULTURA AFRICANA NO BRASIL: CONSIDERAÇÕES SOBRE A LITERATURA INFANTIL DA ÁFRICA DE LÍNGUA FRANCESA.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

53.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . O teatro no ensino de língua francesa para crianças: un jeu de rôles. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

54.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Interlocução de provérbios sobre o envelhecimento: Brasil X África.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

55.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Brasil e África: relações entre velhos e jovens a partir de provérbios.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

56.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A fábula além da moral: pelas mãos de La Fontaine, a história do absolutismo francês. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

57.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . Literatura francófona, cultura e história na formação de jovens leitores em língua francesa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

58.
PINHEIRO-MARIZ. A reatualização dos contos de fadas entre a tradição e a tradução.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

59.
LIRA, M. N. ; NEVES, E. T. B. ; PINHEIRO-MARIZ . A LITERATURA FRANCÓFONA NO ENSINO DO FRANCÊS COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

60.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução bíblica em linguagem contemporânea: prós e contras.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

61.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

62.
MIRANDA, D. A. ; FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Brincando e aprendendo francês na UEI: um novo olhar para o ensino de FLE. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

63.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . POR QUE PROFESSORES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS TÊM RECEIO DE TRABALHAR COM OS TEXTOS LITERÁRIOS EM AULA DE LÍNGUAS?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

64.
PINHEIRO-MARIZ. O ensino da língua francesa para crianças: entre a teoria e as práticas na formação de novos professores. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

65.
PINHEIRO-MARIZ. O ensino da língua francesa para crianças: entre a teoria e as práticas na formação de novos professores. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

66.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Transculturação de provérbios: a religião regida por diferentes culturas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

67.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Transculturação de provérbios: a educação intercultural. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

68.
PINHEIRO-MARIZ. Análise exploratória do componente intercultural e das representações sociais no livro didático de FLE. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

69.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Histórias em Quadrinho (HQ): Literatura ou Outra Arte?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

70.
PINHEIRO-MARIZ. AULA DE LÍNGUA E GÊNEROS LITERÁRIOS: METODOLOGIAS E SABERES. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

71.
EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ . Transculturação de provérbios: o tema envelhecimento ultrapassando as fronteiras.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

72.
EULALIO, M. M. C. ; MESSIAS, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ ; SILVA, J. A. S. ; NASCIMENTO, J. R. . O poético envelhecimento em Mário Quintana. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

73.
NASCIMENTO, J. R. ; MESSIAS, J. S. ; EULALIO, M. M. C. ; PINHEIRO-MARIZ ; SILVA, J. A. S. . Veneração versus indiferença: Uma análise comparativa da imagem da velhice na cultura africana e a cultura brasileira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

74.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . De la utilización del texto literario en clases de lengua española, un enfoque en las creencias de los aluminos de la UEPB. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

75.
PINHEIRO-MARIZ. Formando leitores literários a partir da atividade tradutória: reflexões a respeito da licenciatura dupla em letras português e francês. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

76.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . El texto literario como puente para la enseñanza de la lengua española para discapacitados visuales: una realidad en el proyecto allende. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

77.
PINHEIRO-MARIZ. Les recherches en littérature et FLE au Brésil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

78.
BARBOSA, J. S. ; PINHEIRO-MARIZ ; GONCALVES, J. P. . A IMAGEM DO IDOSO NOS CONTOS SONHO E NO TEMPO DA TOSSE COMPRIDA, DE MOACYR SCLIAR. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

79.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Imergindo no universo infantil, a partir das fábulas, no ensino de língua francesa para crianças. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

80.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura de diáspora africana para crianças em aprendizagem de língua francesa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

81.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

82.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A presença da literatura infantil em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

83.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O texto literário: um olhar sobre algumas ementas de cursos de letras com habilitação em língua espanhola. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

84.
PINHEIRO-MARIZ. A literatura em conexão com outras linguagens pelo ensino de línguas estrangeiras para crianças. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

85.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A bande dessiné em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE: um gênero literário?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

86.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . A Cinderela mudou de ideia na ordem do dialogismo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

87.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Os labirintos oníricos em um conto fantástico de Charles Nodier. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

88.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . Letramento literário em língua Estrangeira: atividades com gêneros literários para o ensino de FLE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

89.
SILVA, G. M. ; PINHEIRO-MARIZ . Por que o teatro em sala de aula de línguas estrangeiras?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

90.
SILVA, M. R. S. ; FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . No ritmo da palavra: a comptine como suporte didático para ensino precoce do FLE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

91.
SANTOS, N. E. P. ; PINHEIRO-MARIZ . Relações entre literatura, cinema e ensino. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

92.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura de diáspora africana para crianças em aprendizagem de língua francesa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

93.
BESERRA, I. A. ; PINHEIRO-MARIZ . O lugar do texto literário: uma análise do conto Casa Tomada, de Julio Cortázar. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

94.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE para crianças: descobrindo territórios simbólicos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

95.
PINHEIRO-MARIZ. A VOZ DA ESCRITORA DE LÍNGUA FRANCESA NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA EM CONTEXTO EXOLINGUE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

96.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . DE QUE MANEIRA A CULTURA E A LITERATURA SÃO ABORDADOS NOS MANUAIS PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA (FLE)?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

97.
PINHEIRO-MARIZ. Por uma leitura literária na primeira formação leitora: a multimodalide nos livros didáticos de francês para crianças. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

98.
PINHEIRO-MARIZ. Uma viagem pela escrita feminina na África de língua francesa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

99.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura em aula de FLE como um caminho para a imersão da criança no universo do imaginário.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

100.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença do texto literário e do intercultural nos manuais didáticos para o ensino da língua francesa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

101.
PEQUENO, V. C. ; PINHEIRO-MARIZ . A influência da Língua Materna na aquisição de francês Língua Estrangeira (FLE): uma experiência de ensino de francês na UEI. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

102.
PINHEIRO-MARIZ. A tradução na formação de leitores literários e futuros professores de francês. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

103.
LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . O fator cultural como estratégia de tradução. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

104.
FARIAS Alyere Silva ; PINHEIRO-MARIZ ; BARBOSA, Marcio Venicio . Meursault et Latino Salãthiel : Le même regard, mais deux resultats. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

105.
PINHEIRO-MARIZ. Lire la littérature en français facile comme une voie pour une lecture littéraire en classe de langue française. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

106.
PINHEIRO-MARIZ. Ecos literários Brasil-França: a influência de Charles Nodier na obra machadiana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

107.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Breves reflexões acerca da contribuição de Charles Perrault para a literatura infantil ocidental. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

108.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Textos literários na aprendizagem das competências de oralidade em francês língua estrangeira. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

109.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Em uma é assim, a outra é assado: as vontades de verdade pelas vozes do Griots. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

110.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A literatura estabelecendo pontes interculturais entre Camarões e Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

111.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . El texto literario y el desarrollo de las destrezas lingüísticas en la clase de ELE en el COLU/UFMA. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

112.
PINHEIRO-MARIZ. O ensino de Francês Língua Estrangeira (FLE) através da canção. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

113.
PINHEIRO-MARIZ. Dificuldades no processo de tradução do conto La fille du fleuve, le dragon et le petit homme. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

114.
PINHEIRO-MARIZ. La femme fatale avant la lettre, segundo Charles Nodier. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

115.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . Estudos de compreensão e expressão oral 'no ensino do francês língua estrangeira'. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

116.
PINHEIRO-MARIZ. Por uma ?literatura mundo? no ensino do FLE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

117.
AVELINO, N. V. ; PINHEIRO-MARIZ . Práticas de leituras de narrativas para crianças. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

118.
MELO-ARAUJO, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução Literária em aulas de Francês Língua Estrangeira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

119.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . A comptine fortalecendo as relações interculturais em aula de francês língua estrangeira (FLE). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

120.
BRITO, M. T. ; PINHEIRO-MARIZ . Literatura e inclusão no ensino da língua espanhola no COLUN/ UFMA. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

121.
PINHEIRO-MARIZ; PEQUENO, V. C. ; ARAUJO, A. . Ensino da língua francesa na comunidade do Pedregal. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

122.
PINHEIRO-MARIZ. Leitura Literária de textos francófonos em aulas de francês instrumental. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

123.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . O conto de tradição oral africana nas relações interculturais. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

124.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Era uma vez constituição do sujeito-mulher: jogos de verdade e relações de poder em contos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

125.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A. . A literatura francófona na construção identitária do sujeito aprendiz de FLE. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

126.
OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura discursiva dos jogos de verdade constitutivos das fábulas fabulosas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

127.
BARBOSA, S. D. E. ; COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . VOCÊ PODE ME DAR UMA MÃOZINHA?: EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO PROJETO PROBEX ENSINO DA FLE NA COMUNIDADE DO PEDREGAL.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

128.
PINHEIRO-MARIZ; BARBOSA, S. D. E. ; Coutinho, J A . O ensino da Língua Francesa na comunidade do Pedregal. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

129.
PINHEIRO-MARIZ. L' APPROCHE DE L INTERCULTUREL EN CLASSE DE FLE : UNE VOIE D ACCÈS, LA LITTÉRATURE FRANCOPHONE.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

130.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . LE PETIT CHAPERON ROUGE EM UMA PERSPECTIVA DE ENSINO PRECOCE DO FLE. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

131.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias de leitura de textos literários em aula de FLE.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

132.
ARAÚJO JÚNIOR, U. V. R. ; PINHEIRO-MARIZ . DA PARATOPIA DO NARRADOR LAFERRIERINO EM JE VOYAGE EN FRANÇAIS.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

133.
PINHEIRO-MARIZ. À propos de la traduction de contes francophones de l'Afrique: un rendez-vous avec l'autre. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

134.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . STRATÉGIES DE LECTURE EN CLASSE DE FRANCAIS INSTRUMENTAL. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

135.
FARIAS Alyere Silva ; PINHEIRO-MARIZ . Sade et l a contestation de la morale dans le XVIIIeme siècle: L´Époux Complaisant et Il y a place pour deux. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

136.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . La viabilité de la "lecture littéraire" en classe de FLE: l'enseignement précoce a l?UEI-UFCG. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

137.
PINHEIRO-MARIZ. Pour un programme de littératures francophones en FLE. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

138.
MELO-ARAUJO, K. S ; PINHEIRO-MARIZ . Conte francophone: un atout pour le développement des compétences en FLE. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

139.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . Une analyse de la compétence interculturelle dans les manuels Connexions 1 et Lattitudes 1. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

140.
PINHEIRO-MARIZ; GOMES, V. M. C . O Francês Precoce como proposta para promover as relações interculturais desde a educação infantil.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

141.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . A abordagem da literatura em classe de Francês Língua Estrangeira (FLE): uma proposta de trabalho para a obra. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

142.
MARENCO, A. R. L. ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de textos sincréticos em Língua Estrangeira.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

143.
GUIMARAES, D. R. ; SOUZA, C. R. R. ; PINHEIRO-MARIZ . O papel das obras adaptadas para leitura instrumental em Língua Estrangeria.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

144.
Rocha, D C ; PINHEIRO-MARIZ . A presença da Gula nos contos de Perrault.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

145.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . Da importância de Charles Perrault para a Literatura Oral Francesa.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

146.
LIMA, Thaís Andrade ; PINHEIRO-MARIZ . Estratégias Individuais de Aprendizagem: um caminho em busca do desenvolvimento da autonomia do aprendiz.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

147.
PINHEIRO-MARIZ. O universo encantado de Charles Nodier, o iniciador dofantástico na França.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

148.
COUTINHO, Janaína A. ; PINHEIRO-MARIZ . Considerações sobre o ensino-aprendizagem da compreensão escrita segundo o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

149.
ARAÚJO, Maria Clara Do Bu ; PINHEIRO-MARIZ . A viabilidade do ensino do francês precoce: uma proposta de trabalho.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

150.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . A compreensão escrita de textos literários francófonos.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

151.
Melo, K S ; PINHEIRO-MARIZ . Compreensão escrita: estratégias de leitura de textos literários em francês língua estrangeira (FLE).. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

152.
PINHEIRO-MARIZ. Leitura e relações identitárias na formação do professor de francês língua estrangeira. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

153.
PINHEIRO-MARIZ. Reflexões sobre a literatura em aula de FLE.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

154.
PINHEIRO-MARIZ. Imagem e texto literário: uma possibilidade de leitura em aula de FLE... 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

155.
PINHEIRO-MARIZ. La malade imaginaire de Molière: discurso e interação em aula de FLE.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

156.
PINHEIRO-MARIZ. Le texte littéraire en classe de FLE: un espace pour les échanges interculturels.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

157.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Leitura de contes francophones em Francês Língua Estrangeira. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

158.
Josilene. Reflexões sobre a literatura em aula de FLE.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

159.
PINHEIRO-MARIZ. O texto literário em aula de língua estrangeira como propiciador de trocas interculturais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

160.
PINHEIRO-MARIZ. Um conto fantástico em aula de frances língua estrangeira.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

161.
SARINHO, Maria Dalva ; PINHEIRO-MARIZ . Motivação, afetividade, leitura e expressão oral: a chanson em aula de francês língua estrangeira.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

162.
MELO M C ; PINHEIRO-MARIZ . A chanson, um texto profícuo para a leitura em aula de língua estrangeira (LE).. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
PINHEIRO-MARIZ, J.; SILVA, N. R. ; SILVA, B. S. . ANAIS DA III JORNADA NACIONAL DE LÍNGUAS E LINGUAGENS. Campina Grande: EDUCG, 2017 (TRABALHOS COMPLETOS DA III JORNADA NACIONAL DE LÍNGUAS E LINGUAGENS).

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Autobiografias linguageiras para a re/construção do seu próprio percurso. São Luis: EDUFMA, 2017. (Tradução/Artigo).

3.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . 'Ensino da literatura: experiência estética e formação do leitor. Campina Grande: ABRALIC-Universidade Estadual da Paraíba, 2014. (Tradução/Artigo).

4.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Sobre pesquisas a respeito de Simone Weil no Brasil. Campina Grande: EDUFCG, 2014. (Tradução/Artigo).

5.
PINHEIRO-MARIZ; FLORÊNCIO, J. R. ; MIRANDA, D. A. ; FARIAS Alyere Silva ; ARAUJO, A. A. . Entre os sexos, os mundos e as culturas, 2014. (Tradução/Outra).

6.
MIRANDA, D. A. ; PINHEIRO-MARIZ . Literaturas ditas 'francófonas' e o ensino aprendizagem do Francês como língua Estrangeira: um encontro perdido?. Jundiaí: Paco Editorial, 2013. (Tradução/Outra).

7.
FLORÊNCIO, J. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Marginalização das literaturas francófonas nas antologias e dicionários literários. Campina Grande-PB: Paco Editorial, 2013. (Tradução/Outra).

8.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Le chien et la poule. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2012. (Tradução/Outra).

9.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . La femme qui mangeait le soleil. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).

10.
MELO-ARAUJO, K. S ; PINHEIRO-MARIZ . La mouche et la statuette. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).

11.
PINHEIRO-MARIZ; BARBOSA, S. D. E. . Le serpent et la perdrix. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).

12.
SILVA, M. R. S. ; PINHEIRO-MARIZ . Le soleil et la lune. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).

13.
SANTOS, N. E. P. ; PINHEIRO-MARIZ . L'eau eu le feu. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).

14.
MELO-ARAUJO, K. S ; PINHEIRO-MARIZ . Le lion et le caïman. Florianópolis: Ilha de Desterro, 2011. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Consultora FAPEMA (A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão). 2018.

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Consultora ad.hoc.PIBIC/ PIVIC. 2018.

3.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Consultora ad.hoc.PIBIC/ PIVIC. 2017.

4.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIBIC - UFCG. 2016.

5.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIVIC - UFCG. 2016.

6.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Consultora FAPEMA (A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão). 2016.

7.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIBIC - UFCG. 2015.

8.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIVIC - UFCG. 2015.

9.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIBIC - UFCG. 2014.

10.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIVIC - UFCG. 2014.

11.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad.hoc PIBIC - UFCG. 2013.

12.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc PIBIC - UFCG. 2012.

13.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc. 2011.

14.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc. 2010.

15.
PINHEIRO-MARIZ. Consultor ad. Hoc. 2009.

16.
Josilene. Consultor ad. Hoc. 2008.

Trabalhos técnicos
1.
PINHEIRO-MARIZ. Avaliador de projetos de pesquisa no I Fórum de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino. 2016.

2.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Parecerista ad hoc do Volume 5, no 01, 2015, Dossiê Diálogos entre literatura e outras artes (música, pintura, dança, cinema, teatro): relações interartísticas, do periódico eletrônico LETRAS EM REVISTA. 2015.

3.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Parecerista ad hoc da Terra roxa e outras terras: Revista de Estudos Literários- volume 30. 2015.

4.
PINHEIRO-MARIZ. Avaliador de apresentação de trabalhos durante o VIII Seminário Nacional de Língua Materna, Estrangeira e de Literatura e I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagem. 2013.

5.
PINHEIRO-MARIZ. Parecer sobre artigo acadêmico proposto para a Revista Brasileira de Literatura Comparada, nº 22, cuja temática é ?Ensino de literatura e comparativismo?. 2013.

6.
PINHEIRO-MARIZ. 'Relatório de monitoria em Língua Francesa Instrumental. 2008.

7.
MELO M C ; RAMOS M S M ; PINHEIRO-MARIZ ; Nobréga, C V . Membro da comissão do novo projeto político-pedagógico para graduação em Letras - Francês/Português da UFCG. 2007.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SPITA, D. ; MARTINS, S. A. ; PINHEIRO-MARIZ, J. . Formation, apprentissage des langues et intercompréhension. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Ações e perspectivas do programa Idiomas sem Fronteiras na UFCG - na III Jornada Nacional de Línguas e Linguagens. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

3.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Literaturas pós-coloniais como lugar de memórias, identidades e alteridades na aula de literatura em contexto exolíngue. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

4.
JUSTINO, L. B. ; SOUZA, M. P. ; ATAIDE, A. ; LIRA, J. ; PINHEIRO-MARIZ . Tradução de Poesia. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

5.
REZENDE, N. L. ; ROUXEL, A. ; PINHEIRO-MARIZ . Ensino de Literatura em perspectiva comparada. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
PINHEIRO-MARIZ, J.; LIRA, M. N. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIVIC. 2017. (Relatório de pesquisa).

2.
PINHEIRO-MARIZ, J.; BITENCOURT, M. B. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIBIC. 2017. (Relatório de pesquisa).

3.
PINHEIRO-MARIZ, J.; NEVES, E. T. B. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIVIC. 2017. (Relatório de pesquisa).

4.
PINHEIRO-MARIZ, J.; ALVES, J. H. P. ; NOBREGA, M. M. S. ; WANDERLEY, N. A. . Elaboração da prova de seleção da área de Estudos Literários do Processo Seletivo do PósLE. 2017. (Elaboração de seleção - Programa de Pós Graduação em Linguagem e Ensino).

5.
PINHEIRO-MARIZ, J.; ALVES, J. H. P. ; NOBREGA, M. M. S. ; WANDERLEY, N. A. ; SILVA, M. T. . Entrevistadora da área de Estudos literários do Processo seletivo Pós-LE - 2017. 2017. (Comissão entrevistadora da área de Estudos literários Pós-LE).

6.
PINHEIRO-MARIZ, J.; ALVES, J. H. P. ; NOBREGA, M. M. S. ; WANDERLEY, N. A. . Corretora da prova de seleção da área de Estudos literários do Processo Seletivo 2017 do Programa de Pós-Graduação Linguagem e Ensino. 2017. (Comissão corretora - seleção Pós-LE 2017).

7.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Entrevistadora de 9 candidatos no Processo seletivo do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino.. 2017. (Entrevistadora da seleção 2017 do Programa de Pós-Graduação LE).

8.
PINHEIRO-MARIZ, J.; Nobréga, C V ; ALVES, J. H. P. ; AMORIM, K. V. ; BEZERRA, M. A. . Comissão do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Curso de Letras-Língua Portuguesa e Língua Francesa da UFCG, de 01 de fevereiro a 31 de dezembro de 2017. 2017. (Comissão NDE - UFCG).

9.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Comissão de (re)credenciamento docente, do Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino - UFCG. 2017. (Comissão recredenciamento docente- Pós-LE).

10.
PINHEIRO-MARIZ, J.. Comissão de apresentação de proposta para recredenciamento docente do POSLE, durante os meses de julho e agosto de 2017.. 2017. (Comissão de proposta - Pós-LE UFCG).

11.
PINHEIRO-MARIZ, J.; NOBREGA, M. M. S. ; COSTA, M. A. M. . Comissão de reavaliação da nota atribuída à revista Leia Escola, durante o mês de agosto de 2017. 2017. (Comissão de reavaliação da Revista Leia Escola - POSLE UFCG).

12.
PINHEIRO-MARIZ, J.; COSTA, M. A. M. ; OLIVEIRA, M. A. ; BRANCO, S. O. . Banca examinadora de defesa de mestrado de Melina Ribeiro, intitulada 'O inglês em tempos de globalização: uma crítica aos efeitos do neolioberal no ensino/aprendizagem de ILE no brasil'.. 2017. (Banca examinadora de defesa de dissertação de Mestrado de Melina Ribeiro Rodrigues).

13.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Editora-Chefe da Revista Letras Raras. 2016. (Editoração/Periódico).

14.
PINHEIRO-MARIZ, J.; FLORÊNCIO, J. R. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIBIC. 2016. (Relatório de pesquisa).

15.
PINHEIRO-MARIZ, J.; LIRA, M. N. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIBIC. 2016. (Relatório de pesquisa).

16.
PINHEIRO-MARIZ, J.; NEVES, E. T. B. . Relatório de Pesquisa de Iniciação Científica - PIVIC. 2016. (Relatório de pesquisa).

17.
MONTEIRO, V. ; SANTOS, M. M. R. ; PINHEIRO-MARIZ . Comissão de elaboração e correção das provas de proficiência de inglês, espanhol e francês. 2016. (Exame de proficiência).

18.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura e outras linguagens no ensino de línguas. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Editora-Chefe da Revista Letras Raras. 2015. (Editoração/Periódico).

20.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Anais da II Jornada de Línguas e Linguagens. 2015. (Editoração/Anais).

21.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Formando jovens leitores literários em língua francesa: levantamento e estudo introdutório de obras literárias infanto-juvenis no âmbito da francofonia. 2015. (Relatório de pesquisa).

22.
PINHEIRO-MARIZ. O texto literário como espaço para trocas interculturais no ensino de francês língua estrangeira (FLE). 2015. (Relatório de pesquisa).

23.
PINHEIRO-MARIZ. Relatório de atividades do PET-LETRAS. 2015. (Relatório de pesquisa).

24.
LIRA, M. N. ; Morais, H. de F. A. ; LIMA, F. S ; PINHEIRO-MARIZ . Curso Instrumental em Língua Francesa. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
PINHEIRO-MARIZ; SANTOS, N. E. P. . Literatura e cinema: relações intersemióticas no ensino de literatura em línguas estrangeiras. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

26.
FREITAS, D. B. ; GONCALVES, J. P. ; LIRA, M. N. ; LUNA, R. P. ; PINHEIRO-MARIZ . Anais do II Colóquio Nacional 15 de outubro. 2014. (Editoração/Anais).

27.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Anais da Jornada Nacional de Línguas e Linguagens. 2014. (Editoração/Anais).

28.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Editora-Chefe da Revista Letras Raras. 2014. (Editoração/Periódico).

29.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. ; FLORÊNCIO, J. R. ; LIRA, M. N. ; NEVES, E. T. B. ; QUEIROZ, A. M . O teatro na escola: um suporte para a aprendizagem do francês na unidade acadêmica de educação infantil (UEI), da UFCG. 2014. (Relatório de pesquisa).

30.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças. 2014. (Relatório de pesquisa).

31.
PINHEIRO-MARIZ. Relatório de atividades do PET-LETRAS. 2014. (Relatório de pesquisa).

32.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE; LUNA, R. P. ; LIRA, M. N. ; GONCALVES, J. P. ; FREITAS, D. B. . Revisão do livro O envelhecer é poético nas letras. 2014. (Revisão de livro).

33.
PINHEIRO-MARIZ. Entre la Langue et la Litterature: Une promenade dans le Monde Francophone à Travers la Voix Féminine. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

34.
PINHEIRO-MARIZ. Editora-Chefe da revista Letras Raras. 2013. (Editoração/Periódico).

35.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Anais do I Encontro PIBID/UFCG. 2013. (Editoração/Anais).

36.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Anais do I Colóquio de Tradução e autoria. 2013. (Editoração/Anais).

37.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Os gêneros multimodais nos livros didáticos de francês como língua estrangeira para crianças como suporte para a leitura literária. 2013. (Relatório de pesquisa).

38.
PINHEIRO-MARIZ; MIRANDA, D. A. . Relatório de atividades de pesquisa do projeto Brincando e Aprendendo Francês na UEI. 2013. (Relatório de pesquisa).

39.
PINHEIRO-MARIZ. Relatório de pesquisas desenvolvidas no PET-Letras. 2013. (Relatório de pesquisa).

40.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. . Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças.. 2013. (Relatório de pesquisa).

41.
PINHEIRO-MARIZ; BLONDEAU, N. . La femme aux quatre continents et aux trois océans: le plaisir de lire en classe de FLE. 2013. (Relatório de pesquisa).

42.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. R. S. ; Miranda, D. A. ; FLORÊNCIO, J. R. . As comptines como suporte pedagógico para o ensino do francês língua estrangeira na unidade de educação infantil UFCG. 2013. (Relatório de pesquisa).

43.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M ; CORREIA NETO, L. D. . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Liíngua. 2013. (Exame de proficiência).

44.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Liíngua. 2013. (Exame de proficiência).

45.
PINHEIRO-MARIZ. Editora-Chefe da Revista Letras Raras. 2012. (Editoração/Periódico).

46.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. Anais do Colóquio Nacional 15 de outubro. 2012. (Editoração/Anais).

47.
PINHEIRO-MARIZ. O ensino do Francês Língua Estrangeira (FLE) através da canção. 2012. (Relatório de pesquisa).

48.
PINHEIRO-MARIZ. Relatório de atividades do PET-LETRAS. 2012. (Relatório de pesquisa).

49.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2012. (Exame de proficiência).

50.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Liíngua. 2012. (Exame de proficiência).

51.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa (1º semestre). 2012. (Exame de proficiência).

52.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa (2º semestre). 2012. (Exame de proficiência).

53.
PINHEIRO-MARIZ. Curso: Leitura e Produção Oral em Língua Inglesa. 2012. (Elaboração de Módulos PET).

54.
PINHEIRO-MARIZ. Une promenada à travers l'écriture féminine. 2012. (Mini-curso).

55.
PINHEIRO-MARIZ. A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) COMO UM SUPORTE PARA O ENSINO PRECOCE DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UEI-UFCG. 2011. (Relatório de pesquisa).

56.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2011. (Exame de proficiência).

57.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Língua. 2011. (Exame de proficiência).

58.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa (1º semestre). 2011. (Exame de proficiência).

59.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa (2º semestre). 2011. (Exame de proficiência).

60.
GOMES, V. M. C ; PINHEIRO-MARIZ . LEITURA E GÊNEROS TEXTUAIS NA APRENDIZAGEM DA ESCRITA EM FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA. 2010. (Relatório de pesquisa).

61.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2010. (Exame de proficiência).

62.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Língua Materna. 2010. (Exame de proficiência).

63.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração de exames de proficiência em Língua Francesa. 2010. (Exame de proficiência).

64.
PINHEIRO-MARIZ; GOMES, V. M. C ; SALES, A. P ; AZEVEDO, C. . O FRANCÊS PRECOCE COMO PROPOSTA PARA PROMOVER AS RELAÇÕES INTERCULTURAIS DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL. 2009. (Relatório de pesquisa).

65.
PINHEIRO-MARIZ; BARBOSA, S. D. E. ; COUTINHO, Janaína A. . Ensino da Língua Francesa na comunidade do Pedregal. 2009. (Relatório de pesquisa).

66.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2009. (Exame de proficiência).

67.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Liíngua. 2009. (Exame de proficiência).

68.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa. 2009. (Exame de proficiência).

69.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exame para proficiência em língua e literatura francesa. 2008. (Exame de proficiência).

70.
Josilene. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa. 2008. (Exame de proficiência).

71.
Josilene. Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2008. (Exame de proficiência).

72.
RAMOS M S M ; Josilene . Elaboração e correção de exames de proficiência em Língua Francesa para a área de Literatura. 2008. (Exame de proficiência).

73.
PINHEIRO-MARIZ. Literatura em aula de Francês Língua Estrangeira (FLE). 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

74.
PINHEIRO-MARIZ. Elaboração e correção de exame para proficiência em língua e em literatura francesa. 2007. (Exame de proficiência).

Demais trabalhos
1.
PINHEIRO-MARIZ. Membro do Corpo Editorial da Revista de Ciências da Saúde Santa Maria. 2006.

2.
PINHEIRO-MARIZ. Corretora de Redações do ENEM. 2005.

3.
PINHEIRO-MARIZ. Aprovação em concurso público para professor de Língua Francesa no programa extra-curriculares da Faculdade de Letras -USP. 2004 (concurso público) .

4.
PINHEIRO-MARIZ. Aprovação em concurso público para Profa Substituta de Francês no Curso de Letras da UFRN. 2004 (concurso público) .

5.
PINHEIRO-MARIZ. Concurso público para Profa de Língua Portuguesa da Sec de Estado da Educação - MA. 2002 (concurso público) .

6.
PINHEIRO-MARIZ. Aprovação em Concurso Público para Profa de Francês no UNICEUMA. 2002 (concurso público) .

7.
PINHEIRO-MARIZ. Participação como 1a Secretária na Associação de Profs de Francês do MA (APFMA). 2002 (Demais trabalhos relevantes) .

8.
PINHEIRO-MARIZ. Participação como 1a Secretária na Associação de Professores de Francês do MA (APFMA). 2001.

9.
PINHEIRO-MARIZ. Participação com 2a Tesoureira na APFMA. 2000.

10.
PINHEIRO-MARIZ. Aprovação em concurso público para Profa de Francês no COLUN-UFMA. 1999 (concurso público) .

11.
PINHEIRO-MARIZ. Aprovação no concurso público para Profa de Língua Portuguesa na Sec. de Estado da Educação. 1994 (concurso público) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
COSTA, M. A. M.; PINHEIRO-MARIZ, J.; OLIVEIRA, M. A.; BRANCO, S. O.. Participação em banca de Melina Ribeiro Rodrigues. O inglês em tempos de globalização: uma crítica aos efeitos do neoliberal no ensino/aprendizagem de ILE no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

2.
SOUZA, F. Z. D.; ALVES, M. F.; PINHEIRO-MARIZ, J.. Participação em banca de Maria Rennally SoaresdaSilva. L´amour, La fantasia, de Assia Djebar: a literatura em aula de FLE como lugar de resistência feminina. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

3.
RODRIGUES, M.; COSTA, M. A. M.; PINHEIRO-MARIZ, J.. Participação em banca de Luciana Parnaíba de Castro.. Aprendizagem por design: movimentos do conhecimento de estagiárias de um curso de Letras - língua inglesa.. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

4.
PINHEIRO-MARIZ, J.; COSTA, M. A. M.; RODRIGUES, M.. Participação em banca de Josimar Alves da Silva. Intercompreensão de línguas românicas e literatura na educação de jovens e adultos para a formação humana. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

5.
NOBREGA, M. M. S.; SOUZA, F. Z. D.; PINHEIRO-MARIZ, J.. Participação em banca de Paula Sousa Costa. AMERICANAH: O PERCURSO LITERÁRIO NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

6.
PINHEIRO-MARIZ, J.; COSTA, M. A. M.; ALVES, W. S.. Participação em banca de José Veranildo Lopes da Costa Junior. Gabriel García Márquez: das escritas de si à sala de aula de Língua Espanhola. 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

7.
PINHEIRO-MARIZ; BRANCO, S. O.; MARTINS, S. A.; OLIVEIRA, M. A.. Participação em banca de José Ribamar Carolino Bezerra. Intercompreensão de Línguas Românicas através de documentos audiovisuais: uma proposta metodológica para o ensino de Línguas Estrangeiras. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

8.
MARTINS, S. A.; WEISSHEIMER, J.; COOPER, J. S.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Janaina Michelle França de Oliveira. A intercompreensão de línguas românicas nas aulas de inglês: uma experiência inovadora nos cursos de Educação de Jovens e Adultos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

9.
PINHEIRO-MARIZ; NOBREGA, M. M. S.; ALVES, W. S.; BONGESTAB, C.. Participação em banca de Flávia Pompeu Alves. Recortes de memória em El corazón de los Pájaros, de Elza Lópes: Caminhos para o ensino das literaturas hispanoafricanas em aula do EIE. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

10.
PINHEIRO-MARIZ; SILVA, M. T.; BONGESTAB, C.; ALVES, W. S.. Participação em banca de Júlio Cesar Vasconcelos Viana. El amor en los tiempos del cólera: romance e cinema formando leitores literários em aulas de língua espanhola. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

11.
PINHEIRO-MARIZ; BRANCO, S. O.; CASTEDO, T. M.. Participação em banca de Bruno Rafael Costa Venâncio da Silva. Diversidade Linguística nos Textos Literários de Livros Didáticos de Espanhol. 2015. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

12.
BRANCO, S. O.; ASSIS, R. C.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Iá Niani Belo Maia. Entre Terra Sonâmbula e Sleepwalking Land: As (im)possibilidades da tradução literária.. 2015. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

13.
SAMPAIO, M. L. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de José Marcos Rosendo de Sousa. Entre palavras e sinais:letramento literário, literatura infantil e surdez. 2015. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

14.
NOBREGA, D. G. A.; PINHEIRO-MARIZ; ARAUJO, P. C. A.. Participação em banca de Fabiana Teles Patrício de Oliveira. Aulas de leitura em língua inglesa no contexto da Educação de Jovens e Adultos. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado profissional em Formação de Professores) - Universidade Estadual da Paraíba.

15.
PINHEIRO-MARIZ; COSTA, M. A. M.; MARTINS, S. A.. Participação em banca de Lino Dias Correia Neto. Estudos de Interculturalidade na Formação Inicial de Professores de Língua Francesa. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

16.
ALVES, J. H. P.; PINHEIRO-MARIZ; MARQUES JUNIOR, M.. Participação em banca de Viviane Mores de Caldas Gomes. A tragédia Clássica Grega: Uma vivência com a Antígona, de Sófocles, na sala de aula. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

17.
PINHEIRO-MARIZ; ALVES, J. H. P.; BARBOSA, Marcio Venicio. Participação em banca de Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. Cinema e Literatura: A adaptação Fílmica como suporte à Leitura Literária em Contexto de Ensino do francês como língua estrangeira. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

18.
SYLVESTRE, F. A.; ALVES, J. H. P.; PINHEIRO-MARIZ; QUEIROZ, R. M. S.; NOBREGA, M. M. S.. Participação em banca de Magnólia de Negreiros Cruz. O diálogo entre o ensino de literatura inglesa e o cinema: método e recepção. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

19.
PINHEIRO-MARIZ; SANTORO, E.; SAMPAIO, M. L. P.. Participação em banca de Isolda Alexandrina Silva Beserra. O texto literário em Aulas de Língua Espanhola em Contexto Universitário. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

20.
CRUZ NC; NOBREGA, D. G. A.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Virgínia Souza Falcão. Estratégias de compreensão oral em aulas de língua inglesa: o livro didático e o professor. 2014.

21.
MARTINS, S. A.; PINHEIRO-MARIZ; WEISSHEIMER, J.. Participação em banca de Luis Ferdinando da Silva Patriota. O papel da atividade lúdica como motivadora da aprendizagem da língua inglesa: análise de um livro didático. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

22.
CRUZ, N. F. C.; NOBREGA, D. G. A.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Mirelly Karolinny de Melo Meireles. O livro didático e o professor em aulas de compreensão oral de Língua Inglesa: produto ou processo?. 2013. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

23.
BRANCO, S. O.; PINHEIRO-MARIZ; NOBREGA, D. G. A.. Participação em banca de Shalatiel Bernardo Martins. Categorias de Tradução em Livros Didáticos de inglês Instrumental: Uma Perspectiva Funcionalista. 2013. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

24.
PINHEIRO-MARIZ; WANDERLEY, N.; SAMPAIO, M. L. P.. Participação em banca de Nubia Veronica Ferreira Avelino. Leitura literária na educação infantil:narrativas como caminho para fruição. 2012. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

25.
OLIVEIRA, M. A.; FRANCELINO, P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Carolina Coeli Rodrigues-Batisa. As Relações de Poder em Sala de Aula: Uma análise discursiva sobre a perda da autoridade do sujeito-professor nesse espaço. 2011. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

26.
BRANCO, S. O.; FERNADES, L. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Marília Bezerra Cacho. Análise das estratégias de tradução em textos traduzidos do inglês para o português por aprendizes do Curso de Letras da UFCG.. 2011. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

27.
ALVES, J. H. P.; AVELINO, D.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Ana Paula Soares. Leitura de Poemas infantis de Cecília Meireles. 2010. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

Teses de doutorado
1.
SOUZA, F. Z. D.; DIAS, V. C. A.; PINHEIRO-MARIZ; MACIEL, D. A. V.; QUEIROZ, R. M. S.. Participação em banca de Patrício de Albuquerque Vieira. Epitáfio para Luísa e Irene: Prostituição, Solidão e Morte na Literatura Brasileira. 2016. Tese (Doutorado em Literatura e Interculturalidade) - Universidade Estadual da Paraíba.

2.
BARBOSA, Marcio Venicio; CAVALCANTE, A. B. P.; SANTOS, D.; PINHEIRO-MARIZ; JUSTINO, L. B.. Participação em banca de Alyere Silva Farias. A metamorfose em "Meu Tio o Iauaretê" : Um estudo sobre as reconfigurações do ser por meio da palavra. 2016. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

3.
OLIVEIRA, M. A.; COSTA, M. A. M.; BRAGA, A.; MENDONCA, M. R.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Rosa Maria da Silva Medeiros. O professor é um profissional? Verdades de gregos e de dicionários brasileiros de Língua Portuguesa. 2015. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

4.
OLIVEIRA, M. A.; ARAGAO, M. S. S.; BRAGA, A. B.; MATA, A. C.; PINHEIRO-MARIZ; OLEGARIO, M. L.. Participação em banca de Carolina Coeli Rodrigues Batista. Da baleia à musa renascentista: Os discursos e o processo de subjetivação da mulher gorda através da escrita de si em redes sociais. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

5.
MARTINS, S. A.; PINHEIRO-MARIZ; COSTA, H. A; WEISSHEIMER, J.; CANAN, A. G.. Participação em banca de Rudson Gomes de Souza. Didática do Plurilinguismo: efeitos da intercompreensão de línguas românicas na compreensão de textos escritos em português. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Qualificações de Doutorado
1.
OLIVEIRA, M. A.; BARBOSA, S. F. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Rosa Maria da Silva Medeiros. O professor é um profissional no Brasil? resposta discionaristica e empresarial.... 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

2.
CHIANCA, Rosalina; CELI, R. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Fatiha Dechicha Parahyba. A avaliação do desempenho escrito e seus impactos na aprendizagem de inglês por universitarios. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

Qualificações de Mestrado
1.
NOBREGA, M. M. S.; SOUZA, F. Z. D.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de José Augusto Soares Lima. O ensino de literaturas africanas lusófonas na formação inicial docente: A estratégia dos círculos de leitura a partir de Terra Sonâmbula de Mia Couto. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

2.
BRANCO, S. O.; PINHEIRO-MARIZ; SOUZA, F. M.. Participação em banca de Nathalia Leite de Queiroz Sátiro. Tradução para o Português Brasileiro de Expressoes idiomáticas nas legendas de fãs do seriado GLEE. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

3.
PINHEIRO-MARIZ; MATA, A. C.; SILVA, M. T.. Participação em banca de Júlio César Vasconcelos Viana. El amor em los tiempos del cólera: Literatura e Cinema formando leitores literários em aulas de Língua Espanhola. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

4.
PINHEIRO-MARIZ; SOUZA, F. Z. D.; NOBREGA, M. M. S.; ALVES, W. S.. Participação em banca de Flávia Pompeu Alves. Recortes da Memória nas literaturas hispanoafricanas em El Corazón Laspájaros possibilidade metodológica para o ensino de espanhol como língua estrangeira. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

5.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A.; NOBREGA, M. M. S.. Participação em banca de Marcela de Melo Cordeiro Eulálio. Oralitura: literatura e cultura africana em aula de língua portuguesa. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

6.
OLIVEIRA, M. A.; MATA, A. C.; PINHEIRO-MARIZ; OLEGARIO, M. L.. Participação em banca de Quezia Fideles Ferreira. A constituição discursiva do sujeito mulher iraniana: verdades e relações do poder. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

7.
COSTA, M. A. M.; ARAUJO, D. L.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Anna Raphaella de Lima Marenco. As questões de Leitura Multimodal no Ensino de Língua Inglesa: Paralelo entre o Livro Didático e o Exame Nacional do Ensino Médio-ENEM. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

8.
SAMPAIO, M. L. P.; VIEIRA, F. B. A.; PINHEIRO-MARIZ; PONTES, V. M. A.. Participação em banca de José Marcos Rosendo de Souza. Entre palavras e sinais: letramento literário, literatura infantil e surdez. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pós-graduação em Letras-PPGL) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

9.
SAMPAIO, M. L. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de José Marcos Rosendo de Souza. Entre palavras e sinais:letramento literário, literatura infantil e surdez. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

10.
NOBREGA, D. G. A.; ARAUJO, P. C. A.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Fabiana Teles Patrício de Oliveira. Interação, leitura e compreensão de textos em língua inglesa no contexto de EJA. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado profissional em Formação de Professores) - Universidade Estadual da Paraíba.

11.
PINHEIRO-MARIZ; NOBREGA, M. M. S.; SAMPAIO, M. L. P.. Participação em banca de Isolda Alexandrina Silva Beserra. Da abordagem do Texto Literário nas Aulas de Língua Espanhola: Um Foco na Formação Inicial de Professores. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

12.
ALVES, J. H. P.; PINHEIRO-MARIZ; AIRES, K. S. I.. Participação em banca de Viviane Moraes de Caldas Gomes. A Tragédia Clássica Grega: Uma Vivência com a Antígona, de Sófocles na Sala de Aula. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

13.
BRANCO, S. O.; PINHEIRO-MARIZ; NOBREGA, D. G. A.. Participação em banca de Shalatiel Bernardo Martins. O Uso de Tradução no Ensino de Inglês Instrumental: um estudo de caso. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

14.
PINHEIRO-MARIZ; ALVES, J. H. P.; BARBOSA, Marcio Venicio. Participação em banca de Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. Cinema e Literatura: A adaptação Fílmica como suporte a Leitura Literária em Contexto do francês Língua Estrangeira. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

15.
PINHEIRO-MARIZ; COSTA, M. A. M.; MARTINS, S. A.. Participação em banca de Lino Dias Correia Neto. A abordagem Intercultural na Formação de Professores de FLE: Entre representações Sociais e o Paradigma Reflexivo. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

16.
PINHEIRO-MARIZ; NOBREGA, M. M. S.; SUASSUNA, L.; ALVES, J. H. P.. Participação em banca de Aluska Silva. LITERATURA NO ENEM: REFLEXÕES SOBRE SABERES E PRÁTICAS DOCENTES EM UM CONTEXTO DE TRANSIÇÃO. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

17.
Josilene; ROCHEBOIS, C. B.; OLIVEIRA, M. A.. Participação em banca de Divaneide Cruz Rocha Luna. A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO E DO INTERCULTURAL NOS MANUAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

18.
SYLVESTRE, F. A.; TAVARES, M.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Rodrigo Fernandes de Sousa. Contribuições de uma estranha literatura: recepção de contos fantásticos em sala de aula. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

19.
OLIVEIRA, M. A.; FRANCELINO, P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Carolina Coeli Rodrigues-Batisa. As Relações de Poder em Sala de Aula: Uma análise discursiva sobre a perda da autoridade do sujeito-professor nesse espaço. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal da Paraíba.

20.
BRANCO, S. O.; FERNADES, L. P.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Marília Bezerra Cacho. Análise das estratégias de tradução em textos traduzidos do inglês para o português por aprendizes do Curso de Letras da UFCG.. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

21.
PINHEIRO-MARIZ; WANDERLEY, N.; SAMPAIO, M. L. P.. Participação em banca de Nubia Veronica Ferreira Avelino. Leitura literária na educação infantil:narrativas como caminho para fruição.. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

22.
ALVES, J. H. P.; AVELINO, D.; PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Ana Paula Soares. Leitura de Poemas infantis de Cecília Meireles. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE; Nobréga, C V; SANTOS, N. E. P.. Participação em banca de Jéssica Rodrigues Florêncio.UM ESTUDO SOBRE A LITERATURA AFRICANA FRANCÓFONA INFANTO-JUVENIL: em busca dos laços interculturais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande.

2.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A.; AVELINO, N. V. F.. Participação em banca de Déborah Alves Miranda.A jovem mulher marfinense dos anos de 1970: um estudo da personagem AYA do romance gráfico AYA DE YOPOUGON. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande.

3.
PINHEIRO-MARIZ; BRANCO, S. O.; CORREIA NETO, L. D.. Participação em banca de Marcela de Melo Cordeiro Eulálio.Interlocução de provérbios sobre o envelhecimento: como são tratados os idosos nas culturas africana e brasileira?.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Campina Grande.

4.
PINHEIRO-MARIZ; COSTA, M. A. M.; CORREIA NETO, L. D.. Participação em banca de Maria Rennally Soares da Silva.Aspectos neurodidáticos envolvidos na aquisição/aprendizagem da língua francesa para crianças. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande.

5.
PINHEIRO-MARIZ; GOIS, L. L.. Participação em banca de Simone Nazaré Pereira.O fantástico no conto "Teleco, o coelhinho"de Murilo Rubião. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Campina Grande.

6.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M. Participação em banca de Viviane Moraes de Caldas Gomes.Os gêneros textuais na aprendizagem da produção escrita em francês língua estrangeira. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Campina Grande.

7.
PINHEIRO-MARIZ; OLIVEIRA, M. A.. Participação em banca de Janaína Araújo Coutinho.Construção de sentidos a partir de gêneros textuais e outras estratégias de leitura em aula de FLE instrumental. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Campina Grande.

8.
PINHEIRO-MARIZ; Almeida, N. B.. Participação em banca de Thaís de Andrade Lima..Um estudo sobre a autonomia de aprendizes de Francês Língua Estrangeira (FLE). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande.

9.
PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Francisco Elício Pacífico.La motivation pour l'apprentissage du français langue étrangère - une expérience avec un groupe d'élèves du réseau municipal de São Luís. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras Português Francês) - Universidade Federal do Maranhão.

10.
PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Maria dos Remédios Moraes dos Santos.Traduction en Portuguais du Conte Une Heure ou la Vision de Charles Nodier. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Letras Português Francês) - Universidade Federal do Maranhão.

11.
PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Allana Ludmila de Souza.Levantamento sobre o uso de drogas no COLUN-UFMA. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Maranhão.

12.
PINHEIRO-MARIZ. Participação em banca de Walterlene de Carvalho Gonçalves.Levantamento sobre o uso de drogas entre estudantes de escolas públicas de São Luís-MA. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal do Maranhão.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
PAGEL, D. F.; OLIVEIRA, R.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para professor Efetivo de Língua Francesa. 2015. Universidade Federal de Sergipe.

2.
ROCHA, M. F. S; BELICHE, C. C; PINHEIRO-MARIZ; CUTRIM, I. G.; SILVA, T. J. B.. Concurso Público para Provimento de Cargo da Carreira do Magistério. 2014. Universidade Federal do Maranhão.

3.
LIMOLI, L.; PIERINI, F. L.; PINHEIRO-MARIZ; RODRIGUES ALVES, M. C.. Concurso para Língua Francesa. 2013. Universidade Estadual de Londrina.

4.
SANTANA, G.; OLIVEIRA, R.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso para provimento de vagas para professor de língua francesa. 2012. Universidade Federal de Sergipe.

5.
MARTINS, S. A.; BEZERRA, M. A.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para provimento de vagas para professor de Língua Francesa. 2011. Universidade Federal de Campina Grande.

6.
FERRAZ-SAILLER, R.; HOLANDA, L.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para provimento de vagas para professor de Língua Francesa. 2010. Universidade Federal de Pernambuco.

7.
ARCHANJO, R.; BRAGA, C.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para provimento de vagas para professor de Língua Francesa. 2010. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

8.
ISHIHARA, Tokiko; CUTRIM, I. G.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para Provimento de Cargo da Carreira do Magistério Superior. 2009. Universidade Federal do Maranhão.

9.
COIMET, Y.; FERRAZ-SAILLER, R.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para provimento de vagas para professor de Língua Francesa. 2009. Universidade Federal de Pernambuco.

10.
ARCHANJO, R.; PINHEIRO-MARIZ. Concurso Público para provimento de vagas para professor de Língua Francesa. 2009. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

11.
PINHEIRO-MARIZ; CAMARÃO, J.; RIBEIRO, M. S. Língua Francesa para o curso de Turismo. 2003. Centro de Ensino Universitário do Maranhão.

Outras participações
1.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo para o PET/CONEXÕES DE SABERES/FITOTERAPIA/CCBS/UACS- Fitoterapia: do conhecimento popular à comprovação científica. 2016. Universidade Federal de Campina Grande.

2.
COSTA, M. A. M.; PINHEIRO-MARIZ; BRANCO, S. O.. Processo seletivo do mestrado em Linguagem e Ensino da UFCG- área de língua estrangeira. 2016. Universidade Federal de Campina Grande.

3.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo do mestrado em Linguagem e ensino- UFCG. 2015. Universidade Federal de Campina Grande.

4.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo PET LETRAS. 2015. Universidade Federal de Campina Grande.

5.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo do mestrado em Linguagem e ensino- UFCG. 2014. Universidade Federal de Campina Grande.

6.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo PET-LETRAS. 2014. Universidade Federal de Campina Grande.

7.
PINHEIRO-MARIZ; COSTA, M. A. M.; BRANCO, S. O.. Processo Seletivo do Mestrado em Linguagem e Ensino (Linha de Pesquisa Ensino de Línguas Estrangeiras). 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

8.
PINHEIRO-MARIZ; TAVARES, M.; ARAUJO, C. R. F.. Segunda Seleção para Bolsistas do Programa de Educação Tutorial (PET)-Letras. 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

9.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M. Seleção de Monitoria para o Curso de Francês. 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

10.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo do PET Antropologia. 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

11.
PINHEIRO-MARIZ; CRUZ NC. Primeiro Processo Seletivo para o Programa de Educação Tutorial (PET) Letras. 2013. Universidade Federal de Campina Grande.

12.
PINHEIRO-MARIZ; RAMOS M S M. Concurso para bolsista REUNI para Língua Francesa. 2012. Universidade Federal de Campina Grande.

13.
PINHEIRO-MARIZ; GOIS, L. L.. Concurso para bolsista REUNI de Língua Espanhola. 2012. Universidade Federal de Campina Grande.

14.
PINHEIRO-MARIZ. Processo seletivo PET-LETRAS. 2012. Universidade Federal de Campina Grande.

15.
RAMOS M S M; PINHEIRO-MARIZ; Nobréga, C V. Seleção para monitoria de Língua Francesa I. 2008. Universidade Federal de Campina Grande.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congrès Brésilien des Professeurs de Français. La femme algérienne réécrit sont histoire: L'amour, la fantasia, de Assia Djebar, en classe de FLE. 2017. (Congresso).

2.
III Jornada Nacional de Línguas e Linguagens.Reflexões sobre a abordagem de Intercompreensão de línguas românicas nas aulas de Língua Inglesa. 2017. (Simpósio).

3.
III Seminário MILBA - UFRPE Historiografia, crítica e escrevivências nas literaturas de autoria feminina.A luta das mulheres africanas pelo direito a si, no romane gráfico Aya de Yopogon. 2017. (Seminário).

4.
I Jornada Latino-americana de Estudos em Intercompreensão. A intercompreensão de Línguas Românicas na formação de professores de português como língua estrangeira. 2017. (Congresso).

5.
1° Seminário do Grupo de Estudos de Literatura e crítica contemporâneas..A PARTIR DE UM MOSAICO DE SITUAÇÕES, COMO VIVEM AS MULHERES EM ÁFRICA?. 2016. (Seminário).

6.
II Encontro do Centro de Línguas da FFLCH-USP.DA NECESSIDADE DA APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA ESTUDANTES DA ÁREA DE SAÚDE. 2016. (Encontro).

7.
III Colóquio Nacional 15 de Outubro.Libertação e resistência feminina na África Subsaariana nos anos de 197O: um estudo da personagem Aya do romance gráfico AYA DE YOPOUGON. 2016. (Outra).

8.
II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens.RESISTÊNCIA E TRANSGRESSÃO: A ESCRITA FEMININA NA ÁFRICA MEDITERRÂNEA. 2016. (Outra).

9.
II Simpósio Internacional Pensar e Repensar a América Latina.Compromisso de memória e realismo afetivo em 'antes que anoiteça', de Reinaldo Arenas. 2016. (Simpósio).

10.
VI ENLIJE.« UN MATIN », DA ESCRITORA KINE KIRAMA FALL, NO ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. 2016. (Encontro).

11.
3º Encontro de Editores de Revistas Academicas: Politícas editoriais para períodicos da área de Letras e Linguística -critérios, tendencias e perspectivas. 2015. (Encontro).

12.
II Encontro Nacional de Estética, Literatura e Filosofia- Romantismo: Desdobramentos Contemporaneos.O LUGAR DO EU FEMININO NA POÉTICA FRANCESA DO SÉCULO XIX. 2015. (Encontro).

13.
IX SELIMEL.INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: UMA PROPOSTA COM DON QUIJOTE DE LA MANCHA , NA PROMOÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA. 2015. (Seminário).

14.
V Encontro de iniciação a docência da UEPB.A contribuição das atividades de ensino desenvolvidas pelo PET-Letras UFCG para a comunidade e para o fortalecimento do grupo enquanto programa de educação tutorial. 2015. (Encontro).

15.
VII Encontro de Literatura Infantil e Juvenil: a literatura, a arte e as culturas.Por um prazer da literatura francófona da África para jovens leitores. 2015. (Encontro).

16.
3º CIELLI- Colóquio Internacional de Estudos Linguísticos e Literários.A reatualização dos contos de fadas entre a tradição e a tradução.. 2014. (Outra).

17.
II Colóquio Nacional 15 de Outubro.Literatura e pintura: a relação entre dois poemas de Charles Baudelaire e a arte simbolista. 2014. (Outra).

18.
III Colóquio Internacional de Culturas Africanas-GRIOTS.Ciência e ficção: uma leitura do romance antilhano Pluie et vent sur télumée miracle. 2014. (Outra).

19.
I Colóquio de Tradução e Autoria. 2013. (Outra).

20.
II CIPLOM - 2º Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur. De la utilización del texto literario en clases de lengua española, un enfoque en las creencias de los alumnos de la UEPB. 2013. (Congresso).

21.
III Colóquio Nacional de Linguagem e Discurso.A literatura e suas possibilidades: variação linguística e ensino de espanhol. 2013. (Outra).

22.
XIII Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada. Ensino de Literatura em perspectiva comparada. 2013. (Congresso).

23.
Bain Linguistique- Week-end d'immersion en Français.Entre la Langue et la Litterature: Une promenade dans le Monde Francophone à Travers la Voix Féminine. 2012. (Outra).

24.
Colóquio Nacional 15 de Outubro.La bande dessinée em manuais de literatura francesa para o ensino de FLE: um gênero literário.. 2012. (Outra).

25.
XXIV Jornada Nacional do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste. 2012. (Outra).

26.
II Colóquio Internacional de Culturas Africanas.A literatura estabelecendo pontes interculturais entre Camarões e Brasil. 2011. (Outra).

27.
II ENCULT- Encontro Nacional Cultura e Tradução.Dificuldades no processo de tradução do conto La fille du fleuve, le dragon et le petit homme. 2011. (Outra).

28.
XVIII Congresso Brasileiro de Professores de Francês. Lire la littérature en français facile: une voie pour une lecture litteraire en classe de langue française. 2011. (Congresso).

29.
II Encontro Nacional de Licenciaturas de Francês no Brasil.Mobilidade Estudantil/ Pesquisa FLE expectativas e pressões institucionais. 2010. (Encontro).

30.
II Simpósio Internacional de Análise Crítica do Discurso / VIII Encontro Nacional de Integração em Linguagem Verbal e não- verbal.Le malade imaginaire, de Molière: discurso e interação em aula de FLE. 2007. (Simpósio).

31.
I Simpósio Nacional de Leitura.Leitura de Contes Francofones em FLE. 2007. (Simpósio).

32.
Seminário Nacional sobre o Ensino de Língua Materna e Estrangeira e Literatura (SELIMEL) IV Colóquio de Profs de Metod do Ensino de Líng Portuguesa e Literatura.A formação do professor de língua e literatura francesa. 2007. (Seminário).

33.
VIII Semana de Culturas Francófonas da UFPE.Literaturas Francófonas do Maghreb. 2007. (Outra).

34.
VIII Semana de Culturas Francófonas da UFPE.Literaturas francófonas e francês língua estrangeira. 2007. (Outra).

35.
VIII Semana de Culturas Francófonas da UFPE.La traduction des contes africaines francophones: un rendez-vous avec "l'autre". 2007. (Outra).

36.
VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG.Coordenação do GT - Ensino de Línguas e Literaturas Estrangeiras.. 2007. (Outra).

37.
VIII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do CH - UFCG. 2007. (Outra).

38.
XVIème Congrès Brésilien des Professeurs de Français. Le texte littéraire en classe de FLE: un espace pour les échanges inteculturels. 2007. (Congresso).

39.
V Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita.V Encontro Nacional de Língua Falada e Escrita. 2006. (Encontro).

40.
VII Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão do Centro de Humanidades da UFCG.Ensino de Língua e Literaturas Estrangeiras. 2006. (Outra).

41.
XXI Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos. XXI Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos. 2006. (Congresso).

42.
II Congresso Internacional da ABES. II Congresso Internacional da ABES. 2005. (Congresso).

43.
II Encontro de Prof de Línguas Estrangeiras.III Encontro de Professores de Línguas Estrangeiras. 2005. (Encontro).

44.
II Semana de Letras.II Semana de Letras da UNIGRANRIO. 2005. (Outra).

45.
VIII ENAPOL - Encontro dos alunos de pós-graduação em lingüística da USP.VIII ENAPOL - Encontro dos alunos de pós-graduação em lingüística da USP. 2005. (Encontro).

46.
Xve Congrès Brésilien des Professeurs de Français. XVe Congrès Brésilien des Professeurs de Français. 2005. (Congresso).

47.
II Encontro sobre o Ensino de Língua e Literatura.II Semana sobre o Ensino de Língua e Literatura - FACHO. 2004. (Encontro).

48.
IX Encontro Nacional e II Encontro Intenacional de Tradutores.IX Encontro Nacional e II Encontro Intenacional de Tradutores. 2004. (Encontro).

49.
XII Semana de Humanidades.Colaboradora na oficina OUTILS ET TECHNIQUES DE CLASSE. 2004. (Encontro).

50.
XII Semana de Humanidades.XII Semana de Humanidades da UFRN. 2004. (Outra).

51.
XX Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos. XX Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos (GELNE). 2004. (Congresso).

52.
. XIV Congrès Brésilien des Professeurs de Français. 2003. (Congresso).

53.
.Séminaire de Formation Continue du Nord-Est. 2003. (Seminário).

54.
.Colóquio Barthes: O Saber com Sabor. 2003. (Encontro).

55.
.II Colóquio 15 de outubro - A formação de Professores de Línguas Estrangeiras - o plurilingüismo.. 2003. (Encontro).

56.
.Colóquio Clarice Lispector. 2003. (Encontro).

57.
.II Encontro de Professores de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. 2003. (Encontro).

58.
Conferência sobre Diversité des Genres.Conferência - Diversité de Genres - (por Dominique Maingueneau). 2003. (Outra).

59.
Conferência sobre Sujeito e Escrita.Conferência sobre: Sujeito e Escrita. 2003. (Outra).

60.
.Organização do evento cultural Soirée Karaoké (músicas francesas) - APFMA. 2002. (Outra).

61.
.L'atelier Phonétique du Français - Professor Jean-Guy Lebel. 2000. (Encontro).

62.
.I Colloque de Didactique de Langue Française au Maranhão. 2000. (Encontro).

63.
.Encontro Estadual do Programa de Incentivo a Leitura - PROLER. 2000. (Encontro).

64.
Associação de Profs de Francês do MA.Conferencista no I Colloque de Didactique de Langue Française au MA. 2000. (Encontro).

65.
. Colóquio Internacional: Pesquisa, Ensino e Línguas Estrangeiras e Mercado: Encontros e Espaços.. 1998. (Congresso).

66.
.I Jornada de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa. 1996. (Encontro).

67.
.II Encontro Maranhense de Professores de Português. 1994. (Encontro).

68.
.Bolsista de Extensão no Núcleo de Cultura Lingüística - NCL.. 1994. (Outra).

69.
.Bolsista de Extensão no Núcleo de Cultura Lingüística - NCL. 1993. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHEIRO-MARIZ, J.. III Jornada Nacional de Línguas e Linguagens. 2017. (Congresso).

2.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. VI ENCONTRO NACIONAL DE LITERATURA INFANTO-JUVENIL E ENSINO Literatura e outras artes: reflexões, interfaces e diálogos com o ensino. 2016. (Outro).

3.
PINHEIRO-MARIZ, JOSILENE. I Congresso Internacional de Ficção, Identidade e Discurso. 2016. (Congresso).

4.
PINHEIRO-MARIZ, J.. III Colóquio Nacional 15 de outubro. 2016. (Outro).

5.
PINHEIRO-MARIZ. IX Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura. 2015. (Congresso).

6.
PINHEIRO-MARIZ. II Jornada Nacional de Línguas e Linguagens. 2015. (Outro).

7.
PINHEIRO-MARIZ. Jornada Nacional de Línguas e Linguagens. 2014. (Outro).

8.
FREITAS, D. B. ; LIRA, M. N. ; PINHEIRO-MARIZ ; Morais, H. de F. A. ; LIMA, F. S ; ALVES, N. N. T. ; SOBRAL, R. A. ; SANTOS, S. C. ; NASCIMENTO, J. R. ; GONCALVES, J. P. . II Coloquio Nacional 15 de Outubro. 2014. (Outro).

9.
PINHEIRO-MARIZ. Colóquio Nacional 15 de Outubro. 2013. (Outro).

10.
PINHEIRO-MARIZ. I Colóquio de Tradução e Autoria. 2013. (Outro).

11.
PINHEIRO-MARIZ. Oficina de Tradução com Claire Varin. 2013. (Outro).

12.
PINHEIRO-MARIZ; LUNA, R. P. ; LIMA, F. S . Concurso literário "Envelhecer é Poético". 2013. (Concurso).

13.
BRANCO, S. O. ; OLIVEIRA, M. A. ; PINHEIRO-MARIZ . VIII SELIMEL - VIII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna, Estrangeira e de Literatura e I SIEL - I Simpósio Internacional de Estudos em Linguagem.. 2013. (Congresso).

14.
PINHEIRO-MARIZ. V Seminário Nac Sobre o Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura (SELIMEL) e IV Colóquio de Professores de Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa e Literatura. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Déborah Alves Miranda. Entre o silêncio e os ecos das vozes femininas na África subsaariana: a luta das mulheres africanas pelo direito a si no romance gráfico marfinense Aya de Yopougon. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Jéssica Rodrigues Florêncio. O genocídio na narrativa-testemunho Le livre d'Élise, de Élise Musomandera: literatura, memória e história. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Paula Sousa Costa. AMERICANAH: O PERCURSO LITERÁRIO NO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Linguagem e Ensino) - CH-UFCG, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

2.
José Veranildo Lopes da Costa Junior. Gabriel García Márquez: das escritas de si à sala de aula de Língua Espanhola. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Linguagem e Ensino) - CH-UFCG, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

3.
Maria Rennally Soares da Silva. L'amour, la fantasia, de Assia Djebar: A literatura como lugar de resistência da mulher em sociedades africanas. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

4.
Josimar Alves. Intercompreensão de Línguas Românicas através de textos clássicos: possibilidades para melhorias do ensino da língua portuguesa. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós- Graduação em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

5.
Júlio César Vasconcelos Viana. EL AMOR EN TIEMPOS DEL CÓLERA: LITERATURA E CINEMA NA FORMAÇÃO DE LEITORES LITERÁRIOS NO ENSINO DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

6.
José Ribamar Carolino Bezerra. Uma propostas de leitura em língua estrangeira pelos caminhos da Intercompreensão de Línguas Românicas. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

7.
Flávia Pompeu Alves. Recortes da Memória nas literaturas hispanoafricanas em El Corazón de los pájaros: possibilidade metodológica para o ensino de espanhol como língua estrangeira. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

8.
Albenise Mariana de Queiroz Sales. Memória em romance gráfico: um estudo sobre Bordados, de Marjane Satrapi. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

9.
Thales Lamonier Guedes Campos. El tiempo entre costuras: O texto literário sob a perspectiva intercultural nas aulas de ELE. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

10.
Thaise Jordania Porto dos Santos. CANÇÕES EM PORTUGUÊS, FRANCÊS E ESPANHOL E A INTERCOMPREENSÃO NA ÁFRICA: PROPOSTA PLURILÍNGUE PARA O ENSINO DA LÍNGUA INGLESA. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

11.
Marcela de Melo Cordeiro Eulálio. Oralidade e oralitura: por um diálogo literário e cultural entre Brasil e África. 2016. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

12.
Bruno Rafael Costa Venancio da Silva. Variação linguística nos textos literários em livros didáticos de língua espanhola. 2015. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

13.
Maria Rennally Soares da Silva. L'amour, la fantasia, de Assia Djebar: A literatura como lugar de resistência da mulher em sociedades africanas. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Linguagem e Ensino) - CH-UFCG, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

14.
Lino Dias Correia Neto. A ABORDAGEM INTERCULTURAL NO ENSINO DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA: O PROFESSOR, O LIVRO DIDÁTICO E SUAS RESPECTIVAS ATUAÇÕES.. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

15.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. Cinema e literatura: a adaptação como suporte à leitura literária em contexto de ensino do francês língua estrangeira (FLE). 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

16.
Isolda Alexandrina Silva Beserra. Da abordagem do texto literário nas aulas de língua espanhola. 2014. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

17.
Aluska Silva. A LITERATURA NO ENEM: questionamentos, perspectivas e propostas. 2013. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

18.
Divaneide Cruz Rocha Luna. A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO E DO INTERCULTURAL NOS MANUAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA. 2013. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

19.
Nubia Veronica Ferreira Avelino. Leitura literária na educação infantil:narrativas como caminho para fruição. 2012. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

20.
Maria Dalva Sarinho. A canção francófona como gênero didatizado na promoção de trocas interculturais. 2011. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Ensino) - Universidade Federal de Campina Grande, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

21.
Marinez de Souza Tamburini Brito. A abordagem do texto literário como principal Tecnologia Assistiva de baixo custo no processo ensino e aprendizagem da língua espanhola sob um enfoque inclusivo na Escola de Aplicação da Universidade Federal do Maranhão/ Brasil. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciências da Educação) - Universidad Autonoma de Asuncion, . Coorientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

22.
Kelly da Silva Melo Araújo. Leitura literária em aula de francês língua estrangeira: a tradução como um caminho possível. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Linguagem e Ensino) - CH-UFCG, . Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

Tese de doutorado
1.
Carolina Coeli Rodrigues Batista. Da baleia à musa renascentista: Os discursos e o processo de subjetivação da mulher gorda através da escrita de si em redes sociais. 2015. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal da Paraíba, . Coorientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Kelly da Silva melo Araújo. Compreensão Escrita: Estratégias de Leitura de textos literários em Francês Língua Estrangeira.. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização Em Lingüística Aplicada Ao) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Emily Thaís Barbosa Neves. REFLEXÕES SOBRE A POÉTICA DE ESCRITORAS FRANCÓFONAS AFRICANAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

2.
Mariana de Normando Lira. A intercompreensão de Línguas Românicas no Ensino de Línguas Estrangeiras para crianças através da leitura literária. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

3.
Joseane dos Santos Costa. Algumas faces da protagonista Ifemelu no romance Americanah, de Chimamanda Adichie. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

4.
Déborah Alves Miranda. A jovem mulher marfinense dos anos de 1970: Um estudo da personagem Aya do romance gráfico Aya de Yopougon -Volume 3. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

5.
Jéssica Rodrigues Florêncio. UM ESTUDO SOBRE A LITERATURA AFRICANA FRANCÓFONA INFANTO-JUVENIL: em busca dos laços interculturais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - CH-UFCG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

6.
Albenise Mariana de Queiroz Sales. Literatura em quadrinhos: três contos de Guy de Maupassant. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

7.
Maria Rennally Soares da Silva. Aspectos neurodidáticos envolvidos na aquisição/aprendizagem da língua francesa para crianças. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

8.
Thalyta Costa Vidal. O CARÁTER FILOSÓFICO EM O PEQUENO PRÍNCIPE: UMA ANÁLISE EXISTENCIALISTA DO ROMANCE DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÈRY.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

9.
Marcela de Melo Cordeiro Eulálio. INTERLOCUÇÃO DE PROVÉRBIOS SOBRE O ENVELHECIMENTO: COMO SÃO TRATADOS OS IDOSOS NAS CULTURAS AFRICANA E BRASILEIRA?. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

10.
Viviane de Moraes Caldas. Os gêneros textuais na aprendizagem da produção escrita em francês língua estrangeira. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

11.
Janaína Araújo Coutinho. Construção de sentidos a partir de gêneros textuais e outras estratégias de leitura em aulas de FLE instrumental.. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

12.
Thaís de Andrade Lima. Um estudo sobre a autonomia de aprendizes de Francês Língua Estrangeira (FLE). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

13.
Maria dos Remédios Moraes dos Santos. Traduction en Portugais du conte Une heure ou la vision de Charles Nodier. 2002. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Francês) - Universidade Federal do Maranhão. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

Iniciação científica
1.
Luana Costa de Farias. A Poética Contemporânea da África francófona subsaariana escrita no feminino - PIVIC/CNPq. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

2.
Manuella Barreto Bitencourt. Estudos da literatura francófona infanto-juvenil na região do Machrek - PIBIC - 2017-2018. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

3.
João Leonel de Farias Silva. Interculturalidade e Intercompreensão de Línguas Românicas: caminhos para o ensino de Línguas Estrangeiras para crianças - PIVIC. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

4.
Jéssica Rodrigues Florêncio. INVESTIGAÇÕES SOBRE A LITERATURA FRANCÓFONA MAGREBINA INFANTO-JUVENIL COMO LUGAR DE DIÁLOGOS INTERCULTURAIS. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

5.
Emily Thaís Barbosa Neves. ESTUDOS DA POÉTICA FEMININA DA ÁFRICA FRANCÓFONA. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

6.
Mariana de Normando Lira. A INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS NA FORMAÇÃO PLURILÍNGUE E INTERCULTURAL NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PARA CRIANÇAS. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

7.
Manuella Barreto Bitencourt. Investigações sobre a literatura francófona magrebina infanto-juvenil como espaço para trocas interculturais 2016-2017. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

8.
Jéssica Rodrigues Florêncio. Estudos sobre a literatura africana de língua francesa na formação de leitores infanto-juvenis: em busca dos laços interculturais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - CH-UFCG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

9.
Jéssica Rodrigues Florêncio. Formando jovens leitores literários em língua francesa: levantamento e estudo introdutório de obras literárias infanto-juvenis no âmbito da francofonia. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - CH-UFCG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

10.
Emily Thaís Barbosa Neves. Investigando a produção poética francófona de escritoras dos séculos XIX e XX: ser mulher e ser poeta. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

11.
Mariana de Normando Lira. Em busca de obras literárias para o ensino da língua francesa para crianças em contexto exolingue. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

12.
Maria Rennally Soares da Silva. Leituras literárias para o ensino do francês como língua estrangeira para crianças. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

13.
Maria Rennally Soares da Silva. OS GÊNEROS MULTIMODAIS NOS LIVROS DIDÁTICOS, DE FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA PARA CRIANÇAS, COMO SUPORTE PARA A LEITURA LITERÁRIA. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

14.
Viviane Moraes de Caldas Gomes. Estudos de compreensão e expressão oral no ensino do francês língua estrangeira. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

15.
Viviane Moraes de Caldas Gomes. ESTUDOS SOBRE A AQUISIÇÃO E A APRENDIZAGEM PRECOCE DA LÍNGUA FRANCESA EM AMBIENTE EXOLINGUE. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

16.
Viviane Moraes de Caldas Gomes. Leitura e gêneros textuais na aprendizagem da escrita em francês língua estrangeira. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Letras) - CH-UFCG, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

17.
Janaína Araújo Coutinho. GÊNEROS TEXTUAIS E ESTRATÉGIAS PARA A APRENDIZAGEM DA LEITURA INSTRUMENTAL EM FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

Orientações de outra natureza
1.
Luana Costa de Fariasl. Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural - PIVIC. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

2.
Solaneres Láertia Nunes Sabino Nascimento. Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural - PROBEX. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

3.
João Leonel de Farias Silva. Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural - PROBEX. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

4.
Milena Maria dos Santos Diniz. Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural - PROBEX. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

5.
Bianca Souza da Silva. Ensino de línguas estrangeiras na infância: a intercompreensão de línguas românicas como caminho para a diversidade linguística e cultural - PROBEX. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

6.
Josimar Alves da Silva. A LITERATURA INFANTO-JUVENIL NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PELOS CAMINHOS DA INTERCOMPREENSÃO DE LÍNGUAS ROMÂNICAS: PINÓQUIO NA SALA DE AULA. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

7.
Paula de Sousa Costa. A PRESENÇA DO TEXTO LITERÁRIO NO LIVRO DIDÁTICO DE INGLÊS PARA O ENSINO MÉDIO. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

8.
Marcela de Melo Cordeiro Eulálio. IMPLICAÇÕES DA INTERCULTURALIDADE NA SALA DE AULA DE LÍNGUA PORTUGUESA. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

9.
Maria Rennally Soares da Silva. L?AMOUR, LA FANTASIA, DE ASSIA DJEBAR: LETRAMENTO LITERÁRIO DE RESISTÊNCIA FEMININA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE FLE. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

10.
Emily Thaís Barbosa Neves. O DES-SILENCIAMENTO NA PRODUÇÃO POÉTICA FEMININA: ESCRITORAS FRANCÓFONAS NOS SÉCULOS XX E XXI. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

11.
Emily Thaís Barbosa Neves. O DES-SILENCIAMENTO NA PRODUÇÃO POÉTICA FEMININA: ESCRITORAS FRANCÓFONAS NOS SÉCULOS XX E XXI. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

12.
Mariana de Normando Lira. O TEXTO LITERÁRIO EM AULA DE FLE PARA CRIANÇAS: REFLEXÕES SOBRE UM CAMINHO POSSÍVEL. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

13.
Alíssia de Souza Bezerra. POESIA AFRICANA NA AULA DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS: O CASO DE KASSALA, DA ESCRITORA FAÏK-NZUJI. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

14.
Natielly Rosa da Silva. PONDERAÇÕES SOBRE POESIA E CANÇÃO NO ENSINO DE LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

15.
Tainah Palmeira Rocha. « UN MATIN », DA ESCRITORA KINE KIRAMA FALL, NO ENSINO DA LÍNGUA FRANCESA PARA CRIANÇAS. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

16.
Gessika Demétrio de Alcântara. CINEMA E POESIA NO UNIVERSO IMAGINÁRIO INFANTIL. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

17.
Déborah Alves Miranda. Brincando e Aprendendo Francês na UEI. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

18.
Adriana Franklin. AS COMPTINES COMO SUPORTE PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UNIDADE DE EDUCAÇÃO INFANTIL UFCG.. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

19.
Déborah Alves Miranda. AS COMPTINES COMO SUPORTE PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UNIDADE DE EDUCAÇÃO INFANTIL UFCG.. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

20.
Maria Rennally SoaresdaSilva. O teatro na escola: um suporte para a aprendizagem do francês na unidade acadêmica de educação infantil (UEI), da UFCG. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

21.
Jéssica Rodrigues Florêncio. O teatro na escola: um suporte para a aprendizagem do francês na unidade acadêmica de educação infantil (UEI), da UFCG. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

22.
Emily Thaís Barbosa Neves. O teatro na escola: um suporte para a aprendizagem do francês na unidade acadêmica de educação infantil (UEI), da UFCG. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

23.
Mariana de Normando Lira. O TEATRO NA ESCOLA: UM SUPORTE PARA A APRENDIZAGEM DO FRANCÊS NA UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (UEI), DA UFCG. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

24.
Thalyta Vidal. Brincando e aprendendo Francês na UEI (ano II). 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

25.
Jéssica Rodrigues Florêncio. O TEATRO NA ESCOLA: UM SUPORTE PARA A APRENDIZAGEM DO FRANCÊS NA UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO INFANTIL (UEI), DA UFCG. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

26.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

27.
Albenise Mariana de Queiroz Sales. AS FÁBULAS DE LA FONTAINE E O ENSINO DE FRANCÊS PARA CRIANÇAS. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

28.
Maria Rennally Soares da Silva. A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) COMO METODOLOGIA FUNCIONAL PARA ENSINO PRECOCE DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

29.
Albenise Mariana Queiroz. AS COMPTINES COMO SUPORTE PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UNIDADE DE EDUCAÇÃO INFANTIL UFCG.. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

30.
Jéssica Rodrigues Florêncio. AS COMPTINES COMO SUPORTE PEDAGÓGICO PARA O ENSINO DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UNIDADE DE EDUCAÇÃO INFANTIL UFCG.. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

31.
Déborah Alves Miranda. Brincando e Aprendendo Francês na UEI. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras - Português e Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

32.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. A tecnologia de informação e comunicação (TIC) como um suporte para o ensino precoce do francês língua estrangeira na UEI-UFCG - PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

33.
Maria Rennally Araújo. A tecnologia de informação e comunicação (TIC) como um suporte para o ensino precoce do francês língua estrangeira na UEI-UFCG - PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

34.
Maria Rennally Soares da Silva. A TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) COMO UM SUPORTE PARA O ENSINO PRECOCE DO FRANCÊS LÍNGUA ESTRANGEIRA NA UEI-UFCG : Projeto PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

35.
Vanessa Cavalcante Pequeno. A tecnologia de informação e comunicação (TIC) como um suporte para o ensino precoce do francês língua estrangeira na UEI-UFCG - PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

36.
Elyzama Thamires Morae. A tecnologia de informação e comunicação (TIC) como um suporte para o ensino precoce do francês língua estrangeira na UEI-UFCG - PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

37.
Elyzama Thamires Morais. Projeto Francês para crianças- Projeto PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

38.
Vanessa Cavalcante Pequeno. Projeto de Ensino de Francês para crianças- Projeto PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

39.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. O ensino do francês através da canção. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

40.
Débora Alves Miranda. O ensino do francês através da canção. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

41.
Hortência de Fátima Azevedo Morais. O ensino do francês através da canção. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

42.
Francinaldo de Souza Lima. O ensino do francês através da canção. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

43.
Albenise Mariana de Queiroz Sales. Ensino de Francês para crianças Projeto PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

44.
Adriana Franklin. Ensino de Francês para Crianças - Projeto PROLICEN. 2011. Orientação de outra natureza. (Letras - Língua Portuguesa e Língua Francesa) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

45.
Vanessa Cavalcante Pequeno. Ensino da Lingua Francesa na comunidade do Pedregal (PROBEX- Projeto de Extensão). 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

46.
Janaína Araújo Coutinho. Ensino da Lingua Francesa na comunidade do Pedregal (PROBEX- Projeto de Extensão). 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

47.
Sara Damares do Egito Barbosa. Ensino da Lingua Francesa na comunidade do Pedregal (PROBEX- Projeto de Extensão). 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

48.
Angélica Araújoo. Ensino da Lingua Francesa na comunidade do Pedregal (PROBEX- Projeto de Extensão). 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

49.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. Fortalecendo o ensino do francês precoce na UEI-UFCG para a promoção das trocas interculturais na educação infantil - PROLICEN. 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

50.
Ana Paula Sales. Fortalecendo o ensino do francês precoce na UEI-UFCG para a promoção das trocas interculturais na educação infantil - PROLICEN. 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

51.
Maria Rennally Araújo. Fortalecendo o ensino do francês precoce na UEI-UFCG para a promoção das trocas interculturais na educação infantil - PROLICEN. 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

52.
Rodrigo Fernandes de Souza. A monitoria na Formação de professores (MONITORIA / CH-UFCG). 2010. Orientação de outra natureza. (Letras) - CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

53.
Nyeberth Emanuel Pereira dos Santos. A monitoria na Formação de professores (MONITORIA / CH-UFCG). 2009. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

54.
Divaneide Cruz Rocha. A presença da gula/alimentação nos contos de Charles Perrault (PLPT III). 2008. Orientação de outra natureza. (Letras Francês) - Universidade Federal de Campina Grande. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.

55.
Janaína de Araújo Coutinho. Monitoria em Língua Francesa Instrumental I e II. 2007. Orientação de outra natureza. (Letras - Francês) - Universidade Federal de Campina Grande, CH-UFCG. Orientador: Josilene Pinheiro-Mariz.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PINHEIRO-MARIZ. Da necessidade de uma Literatura-Mundo no ensino do francês no Brasil.. Sala do Professor: Paco Editoria, São Paulo.



Outras informações relevantes


Professeur invitée par le Département Communication/Français langue étrangère du 08 au 30 avril 2015- Université Paris 8 (Vincennes -Saint-Denis)

Representante Institucional da Língua Francesa, do Programa Idiomas sem Fronteiras, do MEC (de janeiro a outubro de 2014 e de maio de 2016 até o presente)

Membro da Comissão Assessora para Revisão do Regulamento de Ensino de Graduação da UFCG (PORTARIA PRE Nº 005, DE 02 DE SETEMBRO DE 2014);

Obteve a poio financeiro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para custear participação em evento internacional da Association Internationale de Literatture Comparée, na cidade de Paris em 2013;

Tutora do PET-Letras-UFCG desde julho de 2012;

Coordenadora do curso de Letras, Língua Portuguesa e Língua Francesa de novembro de 2012 a janeiro de 2016;

Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) (2012-2014 /2014-2016/ 2016-2018.) do Curso de Graduação em Letras- Língua Portuguesa e Língua Francesa



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/11/2018 às 23:15:25