Vinícius Aurélio Liebel

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6576515023904018
  • Última atualização do currículo em 21/01/2019


Pós-doutorando do PPG-História da Universidade Federal Fluminense (UFF) e pesquisador associado do Núcleo de Estudos Contemporâneos (NEC-UFF). Historiador pela UFPR (2003) com mestrado em História na linha de pesquisa "Cultura e Poder" da mesma instituição, grau obtido em 2006. Doutor em Ciência Política na linha de pesquisa "Politik und Kultur" no Instituto Otto-Suhr da Universidade Livre de Berlim (FU-Berlin), com bolsa integral do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst), estudo que foi defendido e publicado em 2011 sob o título Politische Karikaturen und die Grenzen des Humors und der Gewalt. Em 2012 foi aceito no Programa de Pós-doutorado em História na Universidade de São Paulo (USP), para o qual recebeu apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), tendo finalizado o PD em 2014. No mesmo ano recebeu uma bolsa PNPD da Capes, iniciando projeto de pesquisa pós-doutoral junto à Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e atuando como pesquisador e professor colaborador do PPG-História da mesma instituição, atividades que tiveram fim no ano de 2017. É pesquisador associado do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos e Árabes (Niej), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tem experiência na área de História Política, História do Brasil República, História Contemporânea, História Cultural do Político e Ciência Política, com ênfase em História Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: Totalitarismo, Autoritarismo, Nazismo, Fascismo, Estado Novo, Democracia, Violência Política, Antissemitismo e Cultura e Poder. Possui experiência também em Metodologias de Pesquisa Qualitativas, em especial no Método Documentário, e em Filosofia Política, com ênfase na obra de Hannah Arendt. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Vinícius Aurélio Liebel
Nome em citações bibliográficas
LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Fluminense, PPG-História, Núcleo de Estudos Contemporâneos.
Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis
São Domingos
24210201 - Niterói, RJ - Brasil
Telefone: (21) 26292949
URL da Homepage: http://www.historia.uff.br/nec/


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Ciência Política.
Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Título: Politische Karikaturen und die Grenzen des Humors und der Gewalt, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Hajo Funke.
Coorientador: Wolfgang Heuer.
Bolsista do(a): Deutscher Akademischer Austauschendienst, DAAD, Alemanha.
Palavras-chave: Nazismo; História Política; Imprensa e Propaganda; Método Documentário; Opinião Pública.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
2004 - 2006
Mestrado em História.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Humor, Propaganda e Persuasão,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Marion D. B. Magalhães.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: humor; Nazismo; Opinião Pública; Sentimentos Públicos.
Grande área: Ciências Humanas
1998 - 2003
Graduação em História.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Humor e Guerra : a formação da opinião pública pela mídia no período da Segunda Grande Guerra - o caso das charges.
Bolsista do(a): UFPR, PROEC-UFPR, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estudos Europeus.
2014 - 2017
Pós-Doutorado.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Ibero-americana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Transnacional.
2012 - 2014
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.


Formação Complementar


2015 - 2015
Journal Citation Reports na Plataforma Incites. (Carga horária: 2h).
Thomson Reuters, TRI, Canadá.
2002 - 2003
Extensão universitária em Extensão Universitária Cultura e Sociedades. (Carga horária: 24h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2000 - 2001
Extensão universitária em Educação para a Cidadania. (Carga horária: 384h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pós-doutorando, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2018 - Atual
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Cultura e Sociedade Contemporânea II - Cotidiano, poder e ação nos regimes autoritários do século XX
09/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , PPG-História, Núcleo de Estudos Contemporâneos.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado, Carga horária: 4

Atividades

03/2017 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.

Atividade realizada
Pesquisador Associado.

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Pesquisador PNPD, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador do PPGH, Carga horária: 20

Atividades

03/2016 - 06/2016
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Direitas, História e Memória II - Noções de Conservadorismo (Sociedade, Urbanização e Imigração III - 3150N-04)
04/2015 - 10/2015
Direção e administração, Reitoria, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

Cargo ou função
Co-coordenador do Laboratório de Pesquisa Histórica em Documentação Escrita.
03/2015 - 07/2015
Ensino, História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Direitas, História e Memória: Transnacionalismo e Debates Historiográficos (Sociedade, Urbanização e Imigração II - 3150M-04)

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado / Pós-doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2015 - 09/2015
Ensino, História Social, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Resistência como categoria política e memória histórica: conceitos e diálogos historiográficos (França, Brasil e Alemanha)
06/2012 - 10/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de História.

Linhas de pesquisa
História Política

Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: Bolsista DAAD, Enquadramento Funcional: Bolsista / Pesquisador, Carga horária: 40

Atividades

04/2007 - 01/2011
Pesquisa e desenvolvimento , Otto-Suhr Institut für Politikwissenschaft, .

Linhas de pesquisa
Politik und Kultur

Goethe Institut (Curitiba), GI, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mitarbeiter / Stipendiat, Carga horária: 8


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Bolsista Mestrado CNPq, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio Docente CNPq, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio Docência vinculado à bolsa de mestrado concedida pelo CNPq e realizado nas disciplinas História Contemporânea II e Tópicos Especiais de História e Política.

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Bolsista de Extensão (UFPR), Enquadramento Funcional: Bolsista Pesquisador, Carga horária: 40
Outras informações
Desenvolvimento do Projeto "O Nazismo e seus meios de Persuasão". Bolsista de Extensão Universitária (PROEC-UFPR).

Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Voluntário, Carga horária: 8
Outras informações
Desenvolvimento de material de apoio para professores da rede pública de ensino em parceria com o Museu do Expedicionário. Trabalho voluntário de pesquisa e produção.

Atividades

04/2000 - 06/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós-Graduação em História (PGHIS) - UFPR, .

Linhas de pesquisa
Cultura e Poder

Skill Escola de Idiomas, SKILL, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Freelancer, Enquadramento Funcional: Professor de alemão, Carga horária: 8


Unnicursos, UNNICURSOS, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Temporário, Carga horária: 8
Outras informações
Cursos preparatórios para concursos públicos. Disciplina ministrada: Geopolítica Brasileira.


Translateway Idiomas Tradução e Consultoria Empresarial, TRANSLATEWAY, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Freelance, Enquadramento Funcional: Tradutor, Carga horária: 20
Outras informações
Tradução freelance de materiais didáticos Inglês-Português.



Linhas de pesquisa


1.
Cultura e Poder
2.
Politik und Kultur
3.
História Política
4.
Contemporânea II: Cultura e Política


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Ideias em tempo de Guerra Fria: circulação intelectual, encontros e desencontros
Descrição: Trata-se projeto contemplado no Edital CAPES-COFECUB, reunindo equipes de pesquisadores do Brasil (UFF e UNICAMP) e da França (Université Sorbonne Nouvelle ? Paris 3 / IHEAL e CREDA-UMR7227, e CNRS), sob coordenação de Denise Rollemberg (equipe brasileira) e Olivier Compagnon (equipe francesa). O projeto tem a intenção de ampliar e aprofundar o enfoque dos estudos das relações assimétricas franco-brasileiras, considerando-as a partir das tensões do mundo pós 2ª Guerra, quando diferentes atores e instituições de outros países das Américas e Europa ganharam relevância. As relações culturais entre o Brasil e a França desde o fim do século XVIII possibilitaram numerosos trabalhos (entre eles, Parvaux et Revel-Mouroz, 1991; Carelli, 1993; Lessa, 1997; Nitrini, 2000; Suppo, 2000; Mattoso, Capanema, Compagnon et Fléchet, 2017). Entretanto, podemos afirmar que aquelas produzidas na 2ª metade do século XX foram negligenciadas. Dois fatores conferem a esta sequência cronológica estatuto particular no longo período das relações franco-brasileiras. De um lado, a 2ª Guerra diminuiu a circulação cultural entre as duas bordas do Atlântico possibilitando a consolidação da presença cultural dos EUA na América Latina (AL) (Ninkovitch, 1981; Gamero, 1986; Pernet, 2007; Goebel, 2009). De outro, o surgimento da Guerra Fria na AL com a criação da Organização dos Estados Americanos em Bogotá (1948) e o início da difusão da Nacional Security Doctrine para o sul da América ? conferiram a Washington-Moscou estatuto referencial que era ocupado por outras ?metrópoles de substituição? ? entre elas Paris ? (Guerra, 1989) e transforma a AL em lugar de disputa cultural indireta destes dois Grandes até a virada dos anos 1980 e 1990 (Albuquerque, 2011; Ridenti, 2012; Pedemonte, 2016). As equipes aqui reunidas trabalharão em conjunto pela primeira vez. Denise Rollemberg, experiente pesquisadora sobre a ditadura militar brasileira e regimes autoritários e totalitários europeus, publicou artigo em livro (2016) organizado por Olivier Compagnon e Diogo Cunha, que será um dos pós doutorandos da equipe brasileira. Compagnon organizou com Angélica Müller (2018) um colóquio sobre os 50 anos de 1968 com a participação de Marcelo Ridenti, momento em que ambos brasileiros estavam como professores convidados do Iheal. Ridenti e Rollemberg já trabalharam em outros projetos Capes-Cofecub (Rolland; Rugai; Ridenti; Reis, 2003). Giselle Venâncio, cuja experiência no tema é grande, destacando o trabalho sobre as traduções de Serge Miliet, soma-se à equipe juntamente com as jovens pesquisadoras Francine Iegelski, cuja tese sobre Lévi-Strauss recebeu prêmio na USP, e Juliette Dumont, que estudou as relações internacionais culturais entre Brasil e França na 1a metade do XX. Hervé Théry, titular da cátedra Pierre Monbeig na USP, é antigo mediador entre os mundos acadêmicos franceses e brasileiros. Assim, as equipes propostas apresentam a tradição e a inovação necessárias para formar nova rede de pesquisadores projetando futuras parcerias a partir dos desdobramentos deste projeto inicial..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (4) .

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Integrante / Denise Rollemberg - Coordenador / Marcelo Ridenti - Integrante / Giselle Venâncio - Integrante / Olivier Compagnon - Integrante.
Financiador(es): COFECUB - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
A Visualidade do Ódio - O Antissemitismo na República de Weimar em Perspectiva Político-Cultural
Descrição: Ao tomar a charge enquanto fonte histórica, alguns de seus elementos saltam aos olhos do pesquisador. O primeiro deles é, certamente, o humor. O segundo é a violência intrínseca ao humor político. O terceiro elemento é a gama de subjetividades que essa modalidade da imprensa pode suscitar, envolvendo elementos e estruturas mentais e de ação, como imaginário (Castoriadis), visões de mundo (Mannheim), ideologias e habitus (Bourdieu). Diante disso, tomar a charge enquanto um reflexo e representação de tais estruturas sociais, mas também delas produtora (Mitchell), é reconhecer seu valor documentário da práxis social, da dinâmica política e das estruturas sociais. Em suma, a charge é percebida como uma ação política, dotada de presença e atuação na arena pública. Ela atua, assim, no campo do político, espaço próprio da aparência (Arendt). Nesse sentido, as charges podem desempenhar um papel determinante na construção de ideias, imagens e visões de mundo na medida em que atingem uma comunidade de sentido própria, delimitada pelo alcance de seu meio. A presente pesquisa visa ao mapeamento, análise e detalhamento das estratégias visuais de construção do ?inimigo judeu? na Alemanha de Weimar pelo jornal nacional-socialista Der Stürmer. no período anterior à ascensão de Hitler ao poder. Isso garante a análise da fonte inserida em um período democrático, ainda aberto a uma pluralidade de ideias. A busca por apoiadores do antissemitismo nazista e pela normalização da imagem do ?inimigo judeu? levava ao emprego de metáforas, estruturas e narrativas específicas. Apoiada no método documentário de análise de imagens, essa pesquisa se volta a essas estratégias e às subjetividades envoltas ao emprego do humor e da violência nessa caracterização político-racial..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
2017 - Atual
Política e Cultura: Imagem e Visão de Mundo na Construção Social de Regimes Autoritários (Alemanha, 1930-45)
Descrição: A ascensão dos regimes autoritários na contramarcha/sequência da Primeira Guerra Mundial traz consigo mais do que a evidência da crise do Liberalismo e do medo do Comunismo. Ela carrega consigo uma nova forma de perceber e de fazer política, baseada nas visões de mundo ou ideologias, na comunicação de massas e nas novas formas de violência que orientavam os princípios de ação destes regimes. Mas a instituição e o desenvolvimento desses regimes tornavam também imperativa sua constante revitalização político-cultural. Nesse processo, e aliadas à violência inerente a esses sistemas, as imagens e representações assumem um papel preponderante na construção social desses regimes autoritários. Veiculadas em forma de filmes, cartazes, charges e fotografias, mas sempre sob o princípio da eficácia propagandística, as imagens produzidas dentro do princípio norteador desses regimes servem, a um só momento, à construção do mundo das aparências e à retroalimentação ideológica. Orientada pelos princípios teóricos e epistemológicos da História Cultural do Político, da História Conceitual do Político e da História Filosófica do Político, esta pesquisa visa, a partir da análise de fontes imagéticas ? particularmente as charges, mas não só elas ?, a um mapeamento das estruturas de ação e de pensamento, como imaginário, visões de mundo, ideologias e habitus que transparecem nessas manifestações político-culturais. Um ambiente se mostra particularmente profícuo para tal análise no recorte temporal determinado e é aqui tomado como caso de estudo, tanto individual quanto comparativo: a Alemanha nazista. Esse se mostra relevante pela própria importância que a Alemanha assume no jogo político internacional do período, pela liderança e exemplaridade do regime nazista frente aos demais regimes autoritários de direita, por sua ambição totalitária e pela violência empregada em sua orientação ideológica, chegando ao evento-limite do Holocausto. Nesse sentido, a pesquisa aqui apresentada se lança ao estudo das representações e dos elementos constituintes das estruturas mentais e de ação dominantes nesse regime, propondo uma análise da cultura política que se pretende construir nesse recorte espaço-temporal através do estudo das imagens (estáticas e dinâmicas) e dos conceitos neles produzidos, como a própria ideia de Autoritarismo, de Democracia, e as imagens de judeus, comunistas, maçons, etc. No campo metodológico, essa pesquisa se pautará pelo método documentário, guiado por um princípio reconstrutivo e qualitativo segundo o qual se intenta destacar, por meio de uma análise comparativa (interna e externa), as estruturas discursivas, de pensamento e de ação inerentes a essas manifestações político-culturais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
2015 - 2017
Imprensa Ilustrada, Política e Sociedade em Perspectiva Político-Cultural
Descrição: Ao tomar a charge enquanto fonte histórica, alguns de seus elementos saltam aos olhos do pesquisador. O primeiro deles é, certamente, o humor. O segundo é a violência intrínseca ao humor político. O terceiro elemento é a gama de subjetividades que essa modalidade da imprensa pode suscitar, envolvendo elementos e estruturas mentais e de ação, como imaginário (Castoriadis), visões de mundo (Mannheim), ideologias e habitus (Bourdieu). Diante disso, tomar a charge enquanto um reflexo e representação de tais estruturas sociais, mas também delas produtora (Mitchell), é reconhecer seu valor documentário da práxis social, da dinâmica política e das estruturas sociais. Em suma, a charge é percebida como uma ação política específica, com importância e efeito no campo público, político e social da aparência (Arendt). É na análise baseada nesse quadro que a pesquisa aqui apresentada propõe, seguindo os pressupostos da História Cultural do Político, a reflexão sobre as diferentes formas de humor, de violência e de discursos que as charges apresentam em diferentes ambientes autoritários, em diferentes campos e grupos urbanos, buscando, dessa forma, reconstruir uma memória ligada ao Autoritarismo em diferentes contextos. Para tanto, quatro lugares de produção foram escolhidos: a Argentina, onde a revista Clarinada com sua vertente abertamente nazista foi impressa, a Alemanha, local de produção do semanário Der Stürmer, parte importante da máquina propagandística nazista, Portugal, onde o bissemanário Os Ridículos atravessou todo o período salazarista, e o Brasil, onde a revista Careta é tomada como caso de estudo. Visando uma exposição mais aguçada de conceitos, imagens e ideias chaves, como o próprio Autoritarismo, a Democracia e a imagem do ?outro?, dentre os quais se destacam ?o judeu? e ?o imigrante?, opta-se pela análise dos periódicos listados no período da Segunda Guerra. Essa escolha tem dois motivos principais. O primeiro é que dessa forma a experiência do Autoritarismo nos países selecionados é contemplada; o segundo é que os conceitos e imagens que se visa analisar nas representações das charges são aguçados e tomam o primeiro plano da arena pública pela própria natureza do conflito mundial. Com o auxílio do Método Documentário (Bohnsack), pautado por um norte reconstrutivo, e tendo os diferentes contextos autoritários como foco, intenta-se compreender as estruturas que transpassam essas imagens, as relações transnacionais que podem ser nelas observadas em relação a seus pares, bem como as dinâmicas internas que se operam nas charges. Dessa forma, acredita-se que uma contribuição inovadora e valiosa pode ser feita à historiografia nacional, especialmente no que se refere aos estudos do Autoritarismo e aos estudos das imagens..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2012 - 2015
Intermitências do Humor
Descrição: Intenciona-se com este trabalho, especificamente, analisar as estratégias visuais utilizadas por Belmonte (Folha da Manhã) entre os anos de 1937 e 1945 em suas críticas veladas ao governo Vargas. A performatividade e a dinâmica internas de suas charges, o gestual de seus personagens, as metáforas das quais lançou mão e o imaginário que transpassa e que é construído com seus desenhos serão pontos focais das análises. Metodologicamente a pesquisa se destaca por contar com o método documentário de análise de imagens, sendo esta uma pesquisa pioneira na introdução da metodologia no país. A importância da pesquisa reside ainda na construção da memória paulista e brasileira, em especial da imprensa. A coleta, catalogação e análise das charges de Belmonte ? um dos mais importantes chargistas da história do país ? vêm ao encontro da tendência relativamente recente na historiografia brasileira de abrir espaço para a utilização de imagens como fontes primárias na construção do saber histórico. Em relação às charges essa tendência é ainda incipiente; este estudo pretende, desta forma, oferecer um caso de estudo basilar nesse campo da pesquisa historiográfica brasileira, aliado à introdução de uma metodologia de análise condizente ao estudo das charges. A pesquisa conta com o apoio da Fapesp..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2007 - 2010
Politische Karikaturen und die Grenzen des Humors und der Gewalt
Descrição: Pesquisa individual doutoral desenvolvida junto ao Otto-Suhr Institut für Politikwissenschaft da Freie Universität Berlin, com financiamento integral do DAAD (Deutscher Akademischer Austauschdienst). Neste projeto a natureza própria das charges, suas potencialidades e características nos diferentes sistemas políticos são estudadas detidamente, buscando caracterizar a charge enquanto fonte de pesquisa histórico-política. Também é intentado desenvolver uma metodologia própria para uma análise qualitativa das charges nas Ciências Humanas. Para tanto o método documentário desenvolvido por Ralf Bohnsack é tomado como base. As possibilidades do método e da teoria desenvolvida são apresentados através da análise das charges do semanário Der Stürmer, publicado na Alemanha entre as décadas de 1920 e 1940 e fonte privilegiada por transpassar dois dos momentos mais marcantes da história recente da Alemanha, a saber, a República de Weimar e o Terceiro Reich..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
Financiador(es): Deutscher Akademischer Austauschdienst - Bolsa.
2004 - 2006
Raça, Propaganda e Persuasão
Descrição: Pesquisa desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em História da UFPR. Teve como objetivo produzir uma análise comparativa entre o discurso das charges divulgadas entre os imigrantes de origem teitônica no território brasileiro e as difundidas na Alemanha nas décadas de 1930 e 40. Para tanto dois veículos de boa inserção nestes grupos foram selecionados: o Der Stürmer de Nuremberg e o Deutscher Morgen de São Paulo. A análise foi focada na utilização das charges como propaganda política, enquanto transmissoras de valores intrínsecos ao pangermanismo e de um imaginário alemão. Assim, tradições novecentistas e o discurso nacional-socialista se intercalam e suas análises permitem visualizar as propriedades e as continuidades discursivas, bem como afetivas, que ligavam esses dois grupos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2001 - 2003
Guerra e Humor - A formação da opinião pública pela mídia no período da Segunda Guerra
Descrição: Pesquisa individual voltada à coleta e comparação das charges produzidas por três autores de destaque no período referido: Belmonte, da "Folha da Manhã" de São Paulo, Chichorro, do Diário "O Dia" de Curitiba, e Fips, do "Der Stürmer" de Nuremberg. A intenção do estabelecimento destes três campos de análise foi observar possíveis diferenças regionais no discurso das charges no Brasil por meio da comparação dos dois primeiros casos e, também em uma perspectiva transnacional, comparar os casos brasileiros com o alemão. Neste projeto os elementos próprios do discurso pictórico, bem como o estilo empregado pelos autores e os focos de suas críticas, ganham em importância..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Coordenador.


Projetos de extensão


2014 - 2015
O centenário da Primeira Guerra Mundial e a Imprensa Brasileira no contexto latino-americano
Descrição: Com o centenário do início da Primeira Guerra Mundial, diversas instituições mundiais estão criando comissões, projetos acadêmicos e ações públicas, para elaborar um programa destinado a reproduzir este período. A proposta investigativa tem como objetivo analisar a participação do Brasil no conflito, destacando o seu papel no cenário político latino-americano no contexto do conflito mundial. Pretende-se identificar o papel da imprensa e da intelectualidade brasileira no sentido de propagar ideais favoráveis e/ou contrários a presença do Brasil no conflito. Documentos da imprensa serão buscados para que seja possível o estabelecimento de uma sistematização do papel do Brasil na Primeira Guerra Mundial e buscando ainda compreender qual a importância do conflito para a política internacional brasileira na América do Sul. O trabalho propõe a divisão em três momentos: período da neutralidade, período da guerra e período da paz, sendo que essas fases terão como base analítica jornais da imprensa brasileira como fonte central para a busca interpretativa do conflito mundial. Projeto coordenado pelos Professores Leandro Pereira Gonçalves e Vinícius Liebel..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Integrante / Leandro Pereira Gonçalves - Coordenador / Guilherme Breda de Magalhães - Integrante / Frederico de Moraes Thofehrn - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2002 - 2003
O Nazismo e seus meios de Persuasão
Descrição: Projeto individual vinculado ao Projeto de Extensão Universitária "Educação para a Cidadania". Teve como objetivo o desenvolvimento de materiais didáticos de fácil entendimento e aplicação para os professores da rede pública e privada e em conformidade com os Parâmetros Curriculares Nacionais do MEC. A pesquisa se centrou na análise dos aspectos mais relevantes do fenômeno histórico do Nazismo e na relação destes com as Competências e Habilidades sugeridas pelo MEC em suas novas orientações. O resultado foi um CD-ROM com materiais de apoio e de preparo para os professores de Ensino Fundamental e Médio..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Integrante / Marionilde Magalhães - Coordenador.
Financiador(es): Universidade Federal do Paraná - Bolsa.
2000 - 2001
Imagem do Comunismo nos Jornais Paranaenses nas décadas de 30 e 40
Descrição: Projeto coletivo vinculado à "Academia Montese", programa de estudos de História Militar ligado ao Programa de Extensão Universitária da UFPR, "Educação para a Cidadania". Com base em pesquisas realizadas no Museu do Expedicionário de Curitiba e na Biblioteca Pública do Paraná, este projeto teve o intuito de analisar a imagem do sistema comunista e da União Soviética apresentada na imprensa paranaense. As variações e a construção dos discursos na mídia impressa e os debates desenvolvidos nas páginas dos jornais foram o foco principal da pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .

Integrantes: Vinícius Aurélio Liebel - Integrante / Ricardo Soares - Integrante / Dennison de Oliveira - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2015 - 2017
Periódico: Estudos Ibero-Americanos (PUCRS. Impresso)
2015 - Atual
Periódico: HannahArendt.net - Zeitschrift für politisches Denken


Revisor de periódico


2015 - 2017
Periódico: Estudos Ibero-Americanos (PUCRS. Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Contemporânea.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Cultural do Político.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil República.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:3
Total de citações:4
LIEBEL, Vinícius  Data: 10/07/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:7
Total de citações:3
LIEBEL, Vinícius  Data: 10/07/2018

Outras
Total de trabalhos:9
Total de citações:40
LIEBEL, Vinícius  Data: 10/07/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
1LIEBEL, VINÍCIUS2017 LIEBEL, VINÍCIUS. Uma facada pelas costas: paranoia e Teoria da Conspiração entre conservadores no refluxo das Greves de 1917 na Alemanha. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA (IMPRESSO), v. 37, p. 45-71, 2017.

2.
2HEUER, Wolfgang2017HEUER, Wolfgang ; LIEBEL, VINÍCIUS . -Pensar, julgar e aplicar julgamento às nossas próprias ações- - entrevista com Jerome Kohn. ESTUDOS IBERO-AMERICANOS, v. 43, p. 597-401, 2017.

3.
3LIEBEL, Vinícius2016 LIEBEL, Vinícius. O historiador e o trato com as fontes pictóricas - a alternativa do método documentário. TOPOI (ONLINE): REVISTA DE HISTORIA, v. 17, p. 372-398, 2016.

4.
6LIEBEL, Vinícius2016LIEBEL, Vinícius. Humor e liberdades: um breve ensaio sobre ser Charlie. Tempo e Argumento, v. 08, p. 268-290, 2016.

5.
4LIEBEL, Vinícius2016LIEBEL, Vinícius. Humor and Freedoms : A short Essay on being Charlie. Tempo e Argumento, v. 8, p. 594-614, 2016.

6.
5LIEBEL, Vinícius2016LIEBEL, Vinícius; CALDEIRA NETO, O. ; UMLAND, A. . Uma visão do leste: autoritarismo e conservadorismo na Ucrânia e na Rússia - Entrevista com Andreas Umland * A view of the east: authoritarianism and conservatives in Ukraine and Russia - an interview with Andreas Umland. História e Cultura, v. 5, p. 388, 2016.

7.
7GERTZ, RENÉ E.2016GERTZ, RENÉ E. ; GONÇALVES, LEANDRO PEREIRA ; LIEBEL, VINÍCIUS . Camisas Verdes, 45 anos depois - uma entrevista com Hélgio Trindade. ESTUDOS IBERO-AMERICANOS, v. 42, p. 189-208, 2016.

8.
11LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius. Ângelo Agostini e a Charge no Crepúsculo Imperial : Apontamentos Preliminares acerca da Questão Abolicionista. Almanack, v. 11, p. 759-778, 2015.

9.
8LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015 LIEBEL, Vinícius; NEVES, Ozias Paese . Os Regimes Militares no Brasil e na América do Sul : Historiografia e Perspectivas. REVISTA ELETRÔNICA DA ANPHLAC, v. 18, p. 56-86, 2015.

10.
10LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius. Confrontação e Cordialidade: Elementos para uma Comparação entre os Pensamentos Autoritários de Carl Schmitt e Francisco Campos. Oficina do Historiador, v. 8, p. 120-136, 2015.

11.
14LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius; HEUER, Wolfgang . Laços humanos, política e história - Uma entrevista com Wolfgang Heuer. Estudos Ibero-Americanos, v. 41, p. 209-219, 2015.

12.
12LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius. Humor, Violence and Memory : Comments on the use of cartoons as a source in Political History. Projeto História (PUCSP), v. 53, p. 182-214, 2015.

13.
9LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius. Ângelo Agostini and the Cartoons at the Imperial Twilight - Preliminary Notes on the Abolition in Brazil. ALMANACK, p. 774-792, 2015.

14.
13LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2015LIEBEL, Vinícius; MARTINS, L. C. P. . A Revolução Cubana e sua Recepções: Imprensa e Academia. Revista Contemporânea, v. 8, p. 1-24, 2015.

15.
15LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2013LIEBEL, Vinícius; LIEBEL, Silvia . The Hunger Games : or 1984 in the entertainment Era. Journal of American Studies of Turkey, v. 1, p. 132-134, 2013.

16.
16LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2012LIEBEL, Vinícius. Ás dos Ases - a vida e a morte de Manfred von Richthofen. Leituras da História, v. 52, p. 26-30, 2012.

17.
17LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2011LIEBEL, Vinícius. Entre sentidos e interpretações: apontamentos sobre análise documentária de imagens. ETD: EDUCAÇÃO TEMÁTICA DIGITAL, v. 12, p. 172, 2011.

18.
18LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2011LIEBEL, Vinícius. Resenha: Wie wurde man Parteigenosse?. Revista História Social, v. 1, p. 255-258, 2011.

19.
20LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2010LIEBEL, Vinícius. No Grande Salão de Espelhos. Revista Eletrônica de Ciência Política - recp, v. 1, p. 306-312, 2010.

20.
19LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2010LIEBEL, Vinícius. Die politische Karikatur im Stürmer : eine dokumentarische Interpretation. Zeitschrift fur Qualitative Bildungs-, Beratungs- und Sozialforschung, v. 1, p. 57-74, 2010.

21.
23LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2005LIEBEL, Vinícius. Resenha : Razão e Paixão na Política.. História. Questões e Debates, v. 41, p. 217-222, 2005.

22.
22LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2005LIEBEL, Vinícius. Herdeiros do Ódio. Resenha do livro Tu carregas meu nome.. Projeto História (PUCSP), v. 30, p. 403-406, 2005.

23.
21LIEBEL, Vinícius;LIEBEL, VINÍCIUS2005LIEBEL, Vinícius. A Instituição do Imaginário e a História Política. Apontamentos sobre o imaginário alemão no entre-guerras. Territórios e Fronteiras (UFMT. Impresso), v. 6, p. 119-132, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LIEBEL, Vinícius; PAREDES, M. (Org.) . Cultura no Contexto Ibero-americano. 1. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2018. v. 1. 220p .

2.
LIEBEL, Vinícius. Os Alemães. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2018. v. 1. 320p .

3.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. (Org.) . Espaços e Sociabilidades no Mundo Ibero-americano. 1. ed. Porto Alegre: Edipucrs, 2018. v. 1. 236p .

4.
LIEBEL, Vinícius. Humor, Propaganda e Persuasão: As Charges na Propaganda Nazista - uma análise dos jornais Der Stürmer (Alemanha) e Deutscher Morgen (Brasil). 1. ed. Saarbrücken: Novas Edições Acadêmicas, 2017. v. 1. 173p .

5.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. (Org.) ; PAREDES, M. (Org.) ; ABREU, L. A. (Org.) . Caderno de resumos e programação : X Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos : Portugal 1975 : 40 anos depois. 1. ed. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015. v. 1. 42p .

6.
LIEBEL, Vinícius. Politische Karikaturen und die Grenzen des Humors und der Gewalt - Eine dokumentarische Analyse der nationalsozialistischen Zeitung. 1. ed. Opladen & Farmington Hills: Budrich UniPress, 2011. v. 1. 210p .

Capítulos de livros publicados
1.
LIEBEL, Vinícius. Raça e Propaganda: Visões de Mundo propagadas pelo NSDAP no Deutsche Woche. In: CARVALHO, B,; LUCAS, T.. (Org.). Expressões do Nazismo no Brasil. 1ed.Salvador: Sagga, 2018, v. 1, p. 95-117.

2.
LIEBEL, Vinícius. Nation Building à Brasileira ? A Experiência Histórica do Estado Novo. In: CARVALHO, K.; CORDEIRO, J.; SOUZA, C.. (Org.). O País do Futuro: Modrnidade, Modernização e Imaginário Coletivo no Brasil Republicano. 1ed.Curitiba: Prismas, 2018, v. 1, p. 179-204.

3.
LIEBEL, Vinícius. Charges. In: RODRIGUES, R.. (Org.). Possibilidades de Pesquisa em História. 1ed.São Paulo: Contexto, 2017, v. , p. 83-114.

4.
LIEBEL, Vinícius. Uma Educação (In)Sensível : A Questão Judaica na Sala de Aula durante o Terceiro Reich. In: PARADA, M.; GONÇALVES, L.. (Org.). Políticas Educacionais e Regimes Autoritários: Intelectuais, Projetos e Instituições. 1ed.Rio de Janeiro, Porto Alegre: Autografia, EDUPE, EdiPUCRS, 2017, v. 1, p. 52-73.

5.
LIEBEL, Vinícius. A análise de charges segundo o método documentário. In: WELLER, Wivian; PFAFF, Nicolle. (Org.). Metodologias da Pesquisa Qualitativa em Educação - Teoria e Prática. 1ed.Petrópolis: Vozes, 2010, v. , p. 182-196.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LIEBEL, Vinícius; LIEBEL, Silvia . O Homem Cordial Biografado. O Diário Catarinense, Florianópolis, p. C1 - C1, 19 out. 2013.

2.
LIEBEL, Vinícius; LIEBEL, Silvia . A Crença e a Opinião na Democracia. Jornal de Londrina, Londrina, p. 6 - 6, 12 out. 2012.

3.
LIEBEL, Vinícius; LIEBEL, Silvia . A Crença e a Opinião na Democracia. Gazeta do Povo, Curitiba, p. 6 - 6, 12 out. 2012.

4.
LIEBEL, Vinícius. Marina Silva, o PV e a chance de ouro. Gazeta do povo, Curitiba, p. 15 - 15, 08 jul. 2011.

5.
LIEBEL, Vinícius. Osama bin Laden e a Desconstrução de Ícones. DIÁRIO DOS CAMPOS, Ponta Grossa, p. 2A - 2A, 03 maio 2011.

6.
LIEBEL, Vinícius. Osama bin Laden e a Desconstrução de Ícones. Jornal O Diário do Norte do Paraná, Maringá, p. A2 - A2, 03 maio 2011.

7.
LIEBEL, Vinícius. O Riso, o sério e o esdrúxulo. A Tarde, Salvador, p. A3 - A3, 02 set. 2010.

8.
LIEBEL, Vinícius. A Alemanha saindo do Divã.. Jornal Olá, Curitiba, p. 8 - 8, 23 nov. 2006.

9.
LIEBEL, Vinícius. E Agora George?.. Jornal Olá, Curitiba, p. 8 - 8, 09 nov. 2006.

10.
LIEBEL, Vinícius. A Encruzilhada da ONU.. Jornal Olá, Curitiba, p. 8 - 8, 19 out. 2006.

11.
LIEBEL, Vinícius. A Mesma Velha Política.. Jornal Olá, Curitiba, p. 8 - 8, 28 set. 2006.

12.
LIEBEL, Vinícius. Dois Pesos, Duas Medidas.. Folha da Cidade, Curitiba, p. 6 - 6, 07 fev. 2006.

13.
LIEBEL, Vinícius. Dos Amores Chineses em Terra Brasilis.. Folha da Cidade, Curitiba, p. 6 - 6, 31 jan. 2006.

14.
LIEBEL, Vinícius. De Política e Publicitários.. Folha da Cidade, Curitiba, p. 5 - 5, 24 jan. 2006.

15.
LIEBEL, Vinícius. O presente passado nazista.. Gazeta do Povo, Curitiba, p. 3 - 3, 09 ago. 2004.

16.
LIEBEL, Vinícius. O Presente Passado Nazista.. Jornal de Londrina, Londrina, p. 4C - 4C, 14 jul. 2004.

17.
LIEBEL, Vinícius; OLIVEIRA, S.C. . O Iraque como Reflexo.. O Estado do Paraná - caderno Direito & Justiça, Curitiba, p. 2 - 2, 17 abr. 2003.

18.
LIEBEL, Vinícius; OLIVEIRA, S.C. . O Iraque como Reflexo.. Gazeta Mercantil, São Paulo, p. 2 - 2, 16 abr. 2003.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LIEBEL, Vinícius. Arianas e Judias - Representações de Gênero nas páginas do semanário nazista Der Stürmer. In: XV Encontro Regional de História - AnpuhSC, 2014, Florianópolis. Anais do XV Encontro Estadual de História ?1964-201 4: Memórias, Testemunhos e Estado". Florianópolis: Anpuh-SC, 2014. v. 1. p. 1-8.

2.
LIEBEL, Vinícius. De Saias na Guerra: Representações do Feminino nas Charges de Belmonte (1939-45). In: X Seminário Internacional Fazendo Gênero, 2013, Florianópolis. Anais Eletrônicos do X Seminário Internacional Fazendo Gênero. Florianópolis, 2013. v. 01. p. 01-07.

3.
LIEBEL, Vinícius. Reconstruindo Imagens - o método documentário de análise. In: XV Congresso Brasileiro de Sociologia, 2011, Curitiba. Anais do XV Congresso Brasileiro de Sociologia, realizado em Curitiba-PR, de 26 a 29 de julho de 2011, 2011.

4.
LIEBEL, Vinícius. Humor Gráfico - Apontamentos sobre a análise das charges na História.. In: XXIII Simpósio Nacional de HistóriaI ? História: Guerra e Paz, 2005, Londrina. Anais do XXIII Simpósio Nacional de História ? História: Guerra e Paz, 2005.

5.
LIEBEL, Vinícius. O jornalismo servil e a produção de charges no semanário Der Stürmer.. In: XVII Encontro Regional de História - O Lugar da História, 2004, Campinas. Anais do XVII Encontro Regional de História - O Lugar da História, 2004.

6.
LIEBEL, Vinícius. Humor e Guerra: a formação da opinião pública através do discurso humorístico das charges.. In: X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder, 2004, Florianópolis. Anais do X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder, 2004. v. 1. p. 230-232.

7.
LIEBEL, Vinícius. As charges e a influência do humor durante a Segunda Guerra Mundial.. In: IX Encontro Regional de História: Identidades e Representações, 2004, Ponta Grossa. Anais do IX Encontro Regional de História: Identidades e Representações, 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LIEBEL, Vinícius. Arianas e Judias - Representações de Gênero nas páginas do semanário nazista Der Stürmer. In: XV Encontro Estadual de História da Anpuh-SC, 2014, Florianópolis. Caderno de Resumos do XV Encontro Regional de História da Anpuh-SC. Florianópolis, 2014. v. 1. p. 39-40.

2.
LIEBEL, Vinícius. Reconstruindo Imagens - o método documentário de análise. In: XV Congresso Brasileiro de Sociologia, 2011, Curitiba. XV Congresso Brasileiro de Sociologia, 2011.

3.
LIEBEL, Vinícius. The construction of the Untermenschen ? the Jews? image in cartoons of the Nazi newspaper Der Stürmer. In: 1st. Global Conference on Genocide ? Genocide: the Future of Prevention, 2009, Sheffield. 1st. Global Conference on Genocide ? Genocide: the Future of Prevention. Sheffield, 2009. v. 1. p. 39-39.

4.
LIEBEL, Vinícius. Humor Gráfico - Apontamentos sobre a análise das charges na História.. In: XXIII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. Programas e Resumos do XXIII Simpósio Nacional de História, 2005. p. 458-458.

5.
LIEBEL, Vinícius. As charges e a influência do humor durante a Segunda Guerra Mundial.. In: IX Encontro Regional de História: Identidades e Representações, 2004, Ponta Grossa. Caderno de Resumos do IX Encontro Regional de História: Identidades e Representações, 2004. p. 17-17.

6.
LIEBEL, Vinícius. O jornalismo servil e a produção de charges no semanário Der Stürmer.. In: XVII Encontro Regional de História - O lugar da História, 2004, Campinas. Livro de Resumos - XVII Encontro Regional de História: O lugar da História., 2004. p. 293-294.

7.
LIEBEL, Vinícius. Humor e guerra: a formação da opinião pública através do discurso humorístico das charges. In: X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder., 2004, Florianópolis. Caderno de Programação e Resumos do X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder, 2004. v. 1. p. 56-56.

Apresentações de Trabalho
1.
LIEBEL, Vinícius. Sonhar às Sombras de Auschwitz: O 68 Alemão. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
LIEBEL, VINÍCIUS. Hannah Arendt, Imagem & Ação: Sobre o Mundo das Aparências, o Campo do Político e um Chargista Antissemita. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
LIEBEL, Vinícius. Da Facada pelas Costas à Shoah: Um Percurso de Paranoia e Violência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LIEBEL, Vinícius. A História em Traços - Apontamentos para a Análise de Charges. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
LIEBEL, Vinícius. Arquivos e Fontes: os acervos de entrevistas nos arquivos modernos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
LIEBEL, Vinícius. A Hermenêutica e os Sentidos da Oralidade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
LIEBEL, Vinícius. O Lusotropicalismo, Portugal e a Política Externa de JK. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
LIEBEL, Vinícius. O Itamaraty entre a Política Independente e o Alinhamento. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
LIEBEL, Vinícius. O Brasil e a Descolonização - Repensar a África. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
LIEBEL, Vinícius. História e Historiografia do Brasil Colônia - Quatro Olhares. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
LIEBEL, Vinícius. Identidades Corrompidas - as representações de arianas e judias nas charges do semanário alemão Der Stürmer. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
LIEBEL, Vinícius. Corpos Ditatoriais - Representações do Autoritarismo nas Charges de Belmonte. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
LIEBEL, Vinícius. Arianas e Judias - Representações de Gênero nas páginas do semanário nazista Der Stürmer. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
LIEBEL, Vinícius. Ecos da Grande Guerra: Antissemitismo e o Complô Judaico na Construção de um Imaginário. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
LIEBEL, Vinícius. O Esvaziamento da Política ? Percepções sobre a difusão do Autoritarismo entre as décadas de 1920 e 1940. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
LIEBEL, Vinícius. Belmonte: Repressão e Censura no Estado Novo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
LIEBEL, Vinícius. Ângelo Agostini e a Causa Abolicionista. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
LIEBEL, Vinícius. Belmonte, Imprensa e Política nos anos 1930 e 1940. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
LIEBEL, Vinícius. De Saias na Guerra: Representações do Feminino nas Charges de Belmonte. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

20.
LIEBEL, Vinícius. Reconstruindo Imagens ? o método documentário de análise. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
LIEBEL, Vinícius. Der jüdische Habitus und die politischen Karikaturen des Stürmers. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
LIEBEL, Vinícius. As charges do Der Stürmer e a aplicação do método documentário de análise de imagens. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

23.
LIEBEL, Vinícius. The construction of the Untermenschen ? the Jews? image in cartoons of the Nazi newspaper Der Stürmer.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
LIEBEL, Vinícius. Die Karikatur und die Nutzung der dokumentarischen Bildinterpretation zu ihrer Analyse.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

25.
LIEBEL, Vinícius. Das qualitative Verfahren und die Bildanalyse.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

26.
LIEBEL, Vinícius. As charges e a influência do humor durante a Segunda Guerra Mundial.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
LIEBEL, Vinícius. Humor e Guerra: a formação da opinião pública através do discurso humorístico das charges.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
LIEBEL, Vinícius. O jornalismo servil e a produção de charges no semanário Der Stürmer.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
LIEBEL, Vinícius; FUNKE, Hajo . As Sombras da História: Memórias de 1968 na Alemanha. Rio de Janeiro: UFRJ, 2018. (Tradução/Artigo).

2.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. ; MONTEIRO, C. . A Nova Fase da Estudos Ibero-americanos, o Indigenismo e as Culturas Indígenas. Porto Alegre: Edipucrs, 2017 (Editorial para a Revista Estudos Ibero-americanos).

3.
LIEBEL, Vinícius; KOHN, J. ; HEUER, Wolfgang . 'Pensar, Julgar e Aplicar Julgamento ás nossas próprias Ações' - Entrevista com Jerome Kohn. Porto Alegre: Edipucrs, 2017 (Condução de entrevista).

4.
LIEBEL, Vinícius; HEUER, Wolfgang . Amor Mundi - Atualidade e Recepção de Hannah Arendt. Porto Alegre: Edipucrs, 2017 (Organização de Dossiê Temático para a Revista Estudos Ibero-americanos).

5.
LIEBEL, Vinícius; HEUER, Wolfgang . Amor Mundi - Atualidade e Recepção da Obra de Hannah Arendt. Porto Alegre: Edipucrs, 2017 (Apresentação).

6.
KOHN, J. ; HEUER, Wolfgang ; LIEBEL, Vinícius . ?Pensar, julgar e aplicar julgamento às nossas próprias ações? ? entrevista com Jerome Kohn. Porto Alegre: Edipucrs, 2017. (Tradução/Artigo).

7.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. . Editorial: 40 Anos de Independência em África. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2016 (Editorial para a Revista Estudos Ibero-americanos).

8.
LIEBEL, Vinícius; GERTZ, R. ; GONCALVES, L. P. . Camisas Verdes, 45 Anos Depois - Uma Entrevista com Hélgio Trindade. Porto Alegre: Edipucrs, 2016 (Condução de entrevista).

9.
LIEBEL, Vinícius; CALDEIRA NETO, O. . Autoritarismo e Conservadorismos Políticos. Franca: Ed. Unesp, 2016 (Organização de Dossiê Temático - Revista História e Cultura).

10.
LIEBEL, Vinícius; CALDEIRA NETO, O. . Autoritarismo e Conservadorismos Políticos. Franca, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

11.
LIEBEL, Vinícius; UMLAND, A. ; CALDEIRA NETO, O. . Uma Visão do Leste: Autoritarismo e Conservadorismo na Ucrânia e na Rússia. Franca: Ed. Unesp, 2016. (Tradução/Artigo).

12.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. ; MONTEIRO, Charles . Laços Sociais, Laços Transnacionais - da construção de vínculos na História. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015 (Organização de Dossiê Temático para a Revista Estudos Ibero-americanos).

13.
LIEBEL, Vinícius. Guerras e Revoluções no Século XX. Rio de Janeiro: UFF, 2015 (Organização de Dossiê Temático para a Revista Contemporânea).

14.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. ; PAREDES, M. ; ABREU, L. A. . Apresentação do Caderno de Resumos X CIEIA. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2015 (Apresentação).

15.
LIEBEL, Vinícius; DALENOGARE, W. ; MUNARETO, G. ; OLIVEIRA, D. ; OLIVEIRA, L. ; GONCALVES, L. P. ; MONTEIRO, Charles . Laços Sociais, Laços Transnacionais - da construção de vínculos na História. Porto Alegre, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

16.
LIEBEL, Vinícius. Nada de Novo no Front - O Século XX em Revista. Rio de Janeiro, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

17.
LIEBEL, Vinícius; HEUER, Wolfgang . Laços Humanos, Política e História - Uma Entrevista com Wolfgang Heuer, 2015. (Tradução/Artigo).

18.
BOHNSACK, Ralf ; LIEBEL, Vinícius . A Multidimensionalidade do Habitus e a Construção de Tipos Praxiológica. Campinas: Biblioteca Prof. Joel Martins da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, 2011. (Tradução/Artigo).

19.
WIEZORECK, C. ; LIEBEL, Vinícius . A integração da pesquisa qualitativa na formação de professores: compreensão e reflexão da ação pedagógica através de um estudo de caso. In: WELLER, W. e PFAFF, N. (org). Metodologias da Pesquisa Qualitativa em Educação.. Petrópolis: Vozes, 2010 (Consultoria linguística / Revisão de tradução alemão/português).

20.
NOHL, Arnd-Michel ; OFNER, Ulrike Selma ; LIEBEL, Vinícius . Migrantes altamente qualificados: oportunidades, restrições e motivos da imigração. In: WELLER, W. e PFAFF, N. (org). Metodologias da Pesquisa Qualitativa em Educação. Petrópolis: Vozes, 2010 (Consultoria linguística / Revisão de tradução inglês/português).

21.
BALTRUSCHAT, Astrid ; LIEBEL, Vinícius . A interpretação de filmes segundo o método documentário. In: WELLER, W. e PFAFF, N. Metodologias da Pesquisa Qualitativa em Educação. Petrópolis: Vozes, 2010 (Consultoria linguística / Revisão de tradução alemão/português).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Brasileira de História. 2018.

2.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Temporalidades (UFMG). 2018.

3.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Topoi. 2018.

4.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Artemis (UFPB). 2018.

5.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Antíteses (UEL). 2018.

6.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff). 2018.

7.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Russian Sociological Review. 2018.

8.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Estudos Ibero-americanos. 2017.

9.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Estudos Ibero-americanos. 2017.

10.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Escrita da História. 2017.

11.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Estudos Ibero-americanos. 2016.

12.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Tempos Históricos. 2016.

13.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista História Unisinos. 2015.

14.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Estudos Ibero-americanos. 2015.

15.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Oficina do Historiador. 2015.

16.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Estudos Ibero-americanos. 2015.

17.
LIEBEL, Vinícius. Parecer ad hoc à Revista Topoi. 2014.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
LIEBEL, Vinícius. Entrevista sobre o Livro Os Alemães - Rádio Metrópole de Salvador. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
LIEBEL, Vinícius. Entrevista para o documentário Anauê, de Zeca Pires. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
LIEBEL, Vinícius. Crise do Estado passa pela Discussão do Federalismo - Editorial J. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
LIEBEL, Vinícius. Blog da Contexto - Um Grito contra o Autoritarismo: 1968 na Alemanha. 2018; Tema: 1968 na Alemanha. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
LIEBEL, Vinícius. Moderação de Mesa / I Simpósio Hannah Arendt. 2017. (Moderação de Mesa).

2.
LIEBEL, Vinícius. Oficina: O Riso e a Memória - o processo empírico de análise de charges na História. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
LIEBEL, Vinícius. Oficina História e Imagem: Teoria e Metodologia. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
LIEBEL, Vinícius. Oficina: O Humor Ativo - da análise de charges na História. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. . Coordenação do Simpósio Temático 12: Direitas, História e Memória. 2014. (Coordenação de Simpósio Temátic).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
LIEBEL, Vinícius; PAREDES, M.; BASTOS, M. H. C.. Participação em banca de Milene Moraes de Figueiredo. A Nacionalização do Ginásio teuto-brasileiro Farroupilha: Um Complexo Jogo de Adesões e Resistências (1937-1945). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Teses de doutorado
1.
LIEBEL, Vinícius; LOBO, V. M.; LINO, S. M.; MOTTA, R. P. S.; PERLATTO, F.. Participação em banca de Marcelo Romero. O Governo Fernando Henrique Cardoso na Charge de Angeli. 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

2.
LIEBEL, Vinícius; WELLER, Wivian; BONETTI, Alinne de Lima; SOUSA, Carlos Ângelo M.; MÜLLER, Fernanda. Participação em banca de Lucélia de Moraes Braga Bassalo. Entre sentidos e significados: visões de mundo e discussões de gênero de jovens internautas. 2012. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P.; MARTINHO, F. C. P.. Participação em banca de Alexandre Luis de Oliveira. Autoritarismo Transnacional: Cardeal Leme e Cardeal Cerejeira, o Projeto de Recatolização no Brasil e em Portugal. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P.; ANDRADE, Guilherme Franco de. Participação em banca de Bianca Onófrio.O Movimento Tea Party: Surgimento, Composição e Ideologia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

2.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P.; MAIA, T.. Participação em banca de Fábio Turmina.Imigração Luso-africana para o Brasil pós-25 de abril. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

3.
LIEBEL, Vinícius; LIEBEL, Silvia; RODRIGUES, R. R.. Participação em banca de Jamylle Goulart Colvara.Aquilo que não era Schiller: A Presença do "Outro" em "Os Bandoleiros" e "Intriga e Amor". 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
LIEBEL, Vinícius; GERTZ, R.; FAY, C. M.; MARTINS, L. C. P.; GONCALVES, L. P.; RUGGIERO, A.. Banca de Seleção Mestrado/Doutorado. 2016. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

2.
LIEBEL, Vinícius; MONTICELLI, Gislene; MORETTI, Cheron. Seminário Interno de Avaliação da Iniciação Científica CNPq/Fapergs. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

3.
LIEBEL, Vinícius; DAL SASSO, R.; FELIPPE, G.. XVI Salão de Iniciação Científica PUCRS. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

4.
LIEBEL, Vinícius; FELIPPE, G.; SIDARTA, C.. XVI Salão de Iniciação Científica PUCRS. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

5.
LIEBEL, Vinícius; MONTICELLI, G.; DORFMAN, B. R.. XVI Salão de Iniciação Científica PUCRS. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

6.
LIEBEL, Vinícius; RUGGIERO, A.; GERTZ, R.; MARTINS, L. C. P.; GONCALVES, L. P.; FAY, C. M.. Banca de Seleção Mestrado/Doutorado. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

7.
LIEBEL, Vinícius; GERTZ, R.; FAY, C. M.; RUGGIERO, A.; GONCALVES, L. P.; MARTINS, L. C. P.. Banca de Seleção Mestrado/Doutorado. 2015. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

8.
LIEBEL, Vinícius; RUGGIERO, A.; FAY, C. M.; MARTINS, L. C. P.; GONCALVES, L. P.. Banca de Seleção Mestrado/Doutorado. 2014. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
1968: Os Desafios de uma Reflexão Crítica.Sonhar às Sombras de Auschwitz: O 68 Alemão. 2018. (Simpósio).

2.
II Colóquio Internacional sobre Violência Política no século XX. Da Facada pelas Costas à Shoah: Um Percurso de Paranoia e Violência. 2017. (Congresso).

3.
I Simpósio Hannah Arendt.Hannah Arendt, Imagem & Ação: Sobre o Mundo das Aparências, o Campo do Político e um Chargista Antissemita. 2017. (Simpósio).

4.
I Jornada Utopia: Linguagens e Representação. 2015. (Simpósio).

5.
XXVIII Simpósio Nacional da Anpuh.O Urubu Regente - análise de uma metáfora visual antissemita. 2015. (Simpósio).

6.
Conferência Internacional Cem Anos de Guerra Moderna - Rememorando a I Guerra Mundial.Ecos da Grande Guerra: Antissemitismo e o Complô Judaico na Construção de um Imaginário. 2014. (Outra).

7.
Disciplina História do Brasi Independentel II - Dehis/USP.Belmonte: Repressão e Censura no Estado Novo. 2014. (Outra).

8.
VI EPED - Encontro de Pós-Graduandos em Estudos Discursivos.Discurso e Representação da Identidade Feminina. 2014. (Encontro).

9.
VII Simpósio Nacional de História Cultural.Gestos, Poses e Corpos - A Performatividade do Autoritarismo nas Charges de Belmonte. 2014. (Simpósio).

10.
XIX Encontro Regional Anpuh-MG.Corpos Ditatoriais - Representações do Autoritarismo nas Charges de Belmonte. 2014. (Encontro).

11.
XV Encontro Estadual da Anpuh-SC.Arianas e Judias - Representações de Gênero nas páginas do semanário nazista Der Stürmer. 2014. (Encontro).

12.
XVII Congresso Internacional de Ahila. O Esvaziamento da Política ? Percepções sobre a difusão do Autoritarismo entre as décadas de 1920 e 1940. 2014. (Congresso).

13.
Disciplina História do Brasi Independentel II - Dehis/USP.Belmonte - Imprensa e Política nos anos 1930-40. 2013. (Outra).

14.
Disciplina História do Brasil Independente - Dehis / USP.Ângelo Agostini e as charges no crepúsculo imperial. 2013. (Outra).

15.
X Seminário Internacional Fazendo Gênero.De Saias na Guerra - Representações do Feminino nas Charges de Belmonte. 2013. (Seminário).

16.
XV Congresso Brasileiro de Sociologia. Reconstruindo Imagens : o método documentário de análise. 2011. (Congresso).

17.
Deutsch-brasilianischen Tagung zur qualitativen Forschung - Rekonstruktion von Habitus und inkorporierter Praxis.As charges do ?Der Stürmer? e a aplicação do método documentário de análise de imagens. 2010. (Simpósio).

18.
Forschungswerkstatt des Arbeitsbereichs Qualitative Bildungsforschung.Der jüdische Habitus und die politischen Karikaturen des Stürmers. 2010. (Oficina).

19.
1st. Global Conference on Genocide - Genocide: The Future of Prevention. The construction of the Untermenschen : the Jews' image in cartoons of the Nazi newspaper Der Stürmer.. 2009. (Congresso).

20.
Colloque Interdits & Genre. 2009. (Simpósio).

21.
Forschungswerkstatt des Arbeitsbereichs Qualitative Bildungsforschung.Die Karikatur und die Nutzung der dokumentarischen Bildinterpretation zu ihrer Analyse.. 2009. (Oficina).

22.
Sixteenth Century Studies Conference. 2009. (Simpósio).

23.
Forschungswerkstatt des Arbeitsbereichs Qualitative Bildungsforschung.Das qualitative Verfahren und die Bildanalyse. 2008. (Oficina).

24.
1906-2006: Hannah Arendt cent ans après sa naissance. 2006. (Seminário).

25.
XXIII Simpósio Nacional de História ? História: Guerra e Paz.Humor Gráfico ? Apontamentos sobre a análise das charges na História.. 2005. (Simpósio).

26.
IX Encontro Regional de História: Identidades e Representações. As charges e a influência do humor durante a Segunda Guerra Mundial.. 2004. (Congresso).

27.
X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura, e Poder. Humor e Guerra: a formação da opinião pública através do discurso humorístico das charges.. 2004. (Congresso).

28.
XVII Encontro Regional de História - O Lugar da História. O jornalismo servil e a produção de charges no semanário Der Stürmer.. 2004. (Congresso).

29.
Colóquio Internacional "A banalização da violência: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt". 2002. (Congresso).

30.
Colóquio "Os Lugares da Violência". 2001. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LIEBEL, Vinícius; CORREIA, S. ; MORELI, A. ; SIMAN, M. ; VENEU, M. . Tempos de Violência - O Fim da Primeira Guerra e o Início de uma Era. 2018. (Congresso).

2.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. . Galiza e a Emigração: uma identidade diaspórica (conferência de Xosé Nuñes Seixas). 2015. (Congresso).

3.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. ; SALATA, A. . Ciclo de Diálogos "História e Democracia" - O Federalismo como alternativa necessária ao Estado Nacional (conferência de Wolfgang Heuer). 2015. (Congresso).

4.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. ; MONTEIRO, C. ; MONTICELLI, G. ; FAY, C. M. ; HILBERT, K. . Porto Alegre: Múltiplas histórias e múltiplos olhares através de documentos, sons, imagens e da cultura material. 2015. (Congresso).

5.
LIEBEL, Vinícius; GONCALVES, L. P. . X Congresso Internacional de Estudos Ibero-americanos. 2015. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Marcelo Almeida Silva. Os Traços de um Mito: Getúlio Vargas, seus governos, e suas representações cômico-visuais na Imprensa Nacional,. Início: 2015. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Juiz de Fora. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Stefania dalla Rosa. O Integralismo em Foco ? Imagens Fotográficas do Acervo de Documentação da AIB-PRP. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de Bolsa Pesquisa Aluno. Orientador: Vinícius Aurélio Liebel.

2.
Fernanda de Abreu. O Integralismo em Revista: A Revista Anauê! e a Memória da AIB. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Programa de Bolsa Pesquisa Aluno. Orientador: Vinícius Aurélio Liebel.



Outras informações relevantes


Associado à ANPUH - Associação Nacional de História, à SBS - Sociedade Brasileira de Sociologia, à YIISA - The Yale Initiative for the Study of Antisemitism e à INOGs - International Network of Genocide Scholars.


Representante discente do Colegiado do PPGHIS da UFPR no biênio 2005-6.


Tese indicada ao prêmio DVPW-Förderpreis 2012 de melhor tese impressa no ano de 2011, organizado pela Deutsche Vereinigung für Politische Wissenschaft.


Diploma de doutorado reconhecido pela Universidade de São Paulo (USP)


Pesquisador Associado do Núcleo de Estudos Contemporâneos (NEC-UFF)
Pesquisador Associado do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos e Árabes (Niej-UFRJ)
Investigador Associado da Rede de Investigação Direita, História e Memória
Pesquisador Associado da Rede Conexões Lusófonas



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 2:46:54