Fernando Dias Andrade

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3185213643144135
  • Última atualização do currículo em 03/11/2018


FERNANDO DIAS ANDRADE é Livre-Docente pela Universidade Federal de São Paulo, onde também é Professor Associado II de História da Filosofia, com obra dedicada especialmente à História da Filosofia do Século XVII (com ênfase na filosofia de Espinosa), à Ética e à Filosofia Política (com ênfase em teorias da democracia e estudos sobre ideologia) e à História da Filosofia do Direito (com ênfase em teorias da justiça e em racionalismo jurídico). Tese de doutorado em Filosofia: Pax spinozana. Direito natural e direito justo em Espinosa. 2001. PDF disponível em http://bit.ly/2ifmiQB (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernando Dias Andrade
Nome em citações bibliográficas
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Filosofia.
Avenida Monteiro Lobato 679
Macedo
07112000 - Guarulhos, SP - Brasil
Telefone: (011) 33812000
URL da Homepage: http://humanas.unifesp.br


Formação acadêmica/titulação


2004 interrompida
Doutorado interrompido em 2009 em Direito.
Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, FD-USP, Brasil.
Título: Juridologia do afeto: Um estudo filosófico das concepções jurídicas do afeto no direito civil familiarista brasileiro,
Orientador: Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka.
Ano de interrupção: 2009
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Privado / Especialidade: Direito Civil.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito / Especialidade: Teoria Geral do Direito.
Setores de atividade: Educação Superior.
1998 - 2001
Doutorado em Filosofia.
Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp, FFLCH-USP, Brasil.
Título: Pax spinozana: direito natural e direito justo em Espinosa, Ano de obtenção: 2001.
Orientador: Marilena de Souza Chauí.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Espinosa; direito justo; Democracia; direito natural; Justiça; Liberdade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética e Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia do Direito.
Setores de atividade: Educação.
2017 interrompida
Graduação interrompida em 2018 em Direito.
Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, FD-USP, Brasil.
Ano de interrupção: 2018
1991 - 1997
Graduação em Filosofia.
Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp, FFLCH-USP, Brasil.
1992 interrompida
Graduação interrompida em 1993 em Direito.
Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, FDSBC, Brasil.
Ano de interrupção: 1993


Pós-doutorado e Livre-docência


2016
Livre-docência.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Título: Quão judaico é o Deus de Espinosa?, Ano de obtenção: 2016.
Palavras-chave: Judaicidade; Ateísmo; Espinosa judaico; Deus de Espinosa; Definição de Deus; Espinosa e a tradição judaica.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
Setores de atividade: Educação.
2005 - 2006
Pós-Doutorado.
Université de Rennes I, RENNES 1, França.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética e Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia do Direito.
2003 - 2006
Pós-Doutorado.
Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp, FFLCH-USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética e Filosofia Política.


Formação Complementar


2005 - 2005
Holandês.
Multiple Choice, MCSP, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em Massorá A Tradição Massorética de Preservação e Tr. (Carga horária: 15h).
Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp, FFLCH-USP, Brasil.
1992 - 2000
Francês.
Aliança Francesa de São Paulo, AFSP, Brasil.
1993 - 1993
Alemão.
Instituto Goethe São Paulo, GOETHE, Brasil.
1987 - 1988
Inglês.
Centro de Cultura Norte-Americana, CNA, Brasil.


Atuação Profissional



Associação Brasileira de Estudos do Século XVIII, ABES18, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: -


Associação Brasileira de Filosofia e Sociologia do Direito, ABRAFI, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Associado


Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Promoção para a classe de associado deferida pela Comissão de Avaliação de Desempenho em 17.07.2015.

Vínculo institucional

2006 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aprovado por concurso público realizado entre 30 de maio e 2 de junho de 2006.

Atividades

05/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Membro de Comissão de Seleção de candidatos ao PPGF 2º Sem/2015.
03/2015 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Filosofia, Departamento de Filosofia.

Atividade realizada
Coordenação do Grupo de Estudos de História da Filosofia do Século XVII (GEF17).
08/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Implantação do Curso de Direito da Unifesp.
03/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Membro de Comissão Processante (processo 23089.000049/2013-36).
10/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Membro de Comissão de Projeto de Doutorado.
07/2010 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
2010, 2º semestre: Pax spinozana I: O antijusnaturalismo espinosano [História da Filosofia do Direito]
2015, 1º semestre: O realismo político-jurídico de Espinosa: o capítulo I do Tratado político [Filosofia e Teologia Política]
3/2010 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Integrante da Comissão editorial da Revista do Curso de Filosofia da UNIFESP.
10/2008 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Integrante da Comissão de pós-graduação do curso de Filosofia da UNIFESP.
03/2008 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Filosofia, Departamento de Filosofia.

Atividade realizada
Coordenação do Grupo de Estudos de História da Filosofia do Direito (GEFiD).
3/2007 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
2007, 1º semestre: Leitura e Interpretação de Textos Clássicos I [Leitura do Tratado político de Espinosa]
2007, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura da parte I da Ética de Espinosa]
2008, 1º semestre: Teoria do Conhecimento I [Introdução às epistemologias de Descartes e Espinosa]
2008, 2º semestre: Ética e Filosofia Política I [Introdução ao Tratado teológico-político de Espinosa]
2009, 1º semestre: História da Filosofia do Direito I [Leitura de Hobbes, Os elementos da lei natural e política]
2009, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura da parte I da Ética de Espinosa]
2010, 1º semestre: História da Filosofia do Direito II [Leitura de Rawls, Uma teoria da justiça]
2010, 1º semestre: História da Filosofia Moderna V [Leitura de Hobbes, Os elementos da lei natural e política]
2010, 2º semestre: História da Filosofia Moderna VI [As paixões no século XVII, I: De Aristóteles a Bacon]
2011, 1º semestre: História da Filosofia Moderna V [As paixões no século XVII: Bacon e Descartes, As paixões da alma]
2012, 2º semestre: Filosofia Geral [Leitura de Espinosa, Tratado político]
2012, 2º semestre: Filosofia Geral [Leitura de Hobbes, Os elementos da lei natural e política]
2013, 1º semestre: Filosofia da Ciência [Aula: "Verdade e ciência em Descartes"]
2013, 1º semestre: História da Filosofia Moderna II [Leitura de Espinosa, Tratado político, caps I-V]
2013, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura de Espinosa, Tratado político]
2014, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura de Descartes, Meditações metafísicas]
2014, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura de Espinosa, Tratado da emenda do intelecto]
2015, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [Leitura da parte I da Ética de Espinosa]
2016, 1º semestre: Leitura e Introdução de Textos Clássicos [Leitura da cap I do Tratado político de Espinosa + Ideologia e cinema]
2016, 2º semestre: História da Filosofia Moderna I [As definições da parte I da Ética de Espinosa + O século XVII no cinema]
2/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Campus Guarulhos, .

2/2007 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Coordenador da Comissão de Atividades Complementares do curso de Filosofia.
03/2017 - 03/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Avaliador ad hoc - Bolsa demanda social, linha de pesquisa História da Filosofia.
06/2016 - 6/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Membro da CAEP - Comissão de Avaliação de Estágio Probatório.
08/2014 - 08/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Filosofia, .

10/2006 - 04/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Guarulhos, .

Cargo ou função
Integrante Vice-Coordenador da Comissão de Informática.

Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0


Université de Rennes I, RENNES 1, França.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisa realizada em Paris (2005) e Amsterdam (2006), por conta do pós-doutorado no exterior. Supervisora: Profª Drª Jacqueline Lagrée.


Instituto Brasileiro de Direito de Família, IBDFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

6/2004 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Instituto Brasileiro de Direito de Família, Instituto Brasileiro de Direito de Família.

Atividade realizada
Associado.
6/2004 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Brasileiro de Direito de Família, .

Cargo ou função
Integrante da Comissão de Relações Interdisciplinares do IBDFAM.

Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp, FFLCH-USP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador do Projeto Temático "Ruptura e continuidade" (FFLCH-USP/Fapesp), coordenado pela Profª Drª Marilena de Souza Chauí.

Vínculo institucional

2003 - 2007
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador integrante do Projeto Temático "Razão e experiência no Século XVII", coordenado pela Profª Drª Marilena de Souza Chauí.

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Pesquisador de pós-doutorado em Filosofia. Vinculado no Brasil à FFLCH-USP e no exterior à Université de Rennes I, França.

Vínculo institucional

1998 - 2001
Vínculo: Pesquisador Doutorando, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador de Doutorado. O resultado desta pesquisa é minha tese de doutorado em Filosofia, "Pax spinozana: direito natural e direito justo em Espinosa"


Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, FD-USP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 0
Outras informações
Na condição de doutorando em Direito, não pleiteei bolsa de pesquisa por já ser bolsista do programa de pós-doutorado em Filosofia.

Atividades

3/2004 - Atual
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Direito Civil - Teoria Geral das Obrigações

Universidade Municipal de São Caetano do Sul, USCS, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor temporário, Carga horária: 6

Atividades

3/2003 - 6/2003
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral e Lógica Jurídica

Associação de Estudos Filosóficos do Século XVII, ABES17, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2006
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: -
Outras informações
A Associação foi encerrada em dezembro de 2006.


Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, FDSBC, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8
Outras informações
Ingressei na FD-SBC mediante concurso público para a disciplina de Filosofia Jurídica, com carga horária de 8 horas semanais. A partir de 2002, essa carga horária foi dobrada porque a disciplina passou a ser ministrada simultaneamente para o segundo e o quinto ano do curso. Além disso, carga horária suplementar semanal deveu-se a orientações de alunos e dedicação à Comissão de Análise de Atividades Complementares sob minha presidência entre 2001-2003. Monitorias: Em 2002, tive como monitores extra-oficiais, na disciplina de Filosofia Jurídica, os advogados Alessandra Carbonero Lima e Francisco Santaella Galvão, ambos meus ex-alunos na FD-SBC (em 2000).

Atividades

4/2001 - 2/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Análise de Atividades Complementares Caac, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Análise de Atividades Complementares (CAAC).
4/2000 - 2/2003
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

Atividade realizada
Orientação de monografias.
4/2000 - 2/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Análise de Atividades Complementares Caac, .

Cargo ou função
Integrante da Comissão de Análise de Atividades Complementares (CAAC).
2/2000 - 2/2003
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Jurídica

Universidade de Uberaba, UNIUBE, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Atividades

10/1999 - 2/2000
Outras atividades técnico-científicas , Departamento de Direito, Departamento de Direito.

Atividade realizada
Tutor de alunos da graduação.
7/1999 - 2/2000
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral e Jurídica
Tópicos Especiais - História do pensamento jurídico contemporâneo
Tópicos Especiais - Lógica jurídica

Universidade Paulista, UNIP, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor temporário, Carga horária: 4

Atividades

3/1999 - 7/1999
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral e Jurídica

Faculdade de Direito de Franca, FD-FRANCA, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8
Outras informações
Em 1998, tive como monitora extra-oficial, na disciplina de Filosofia Geral, a discente Maísa Cristina Dante da Silveira.

Atividades

2/1998 - 8/1999
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral
1998 - 8/1999
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Direito de Franca, .

Cargo ou função
Membro de conselho editorial.

Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, FIESP, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar técnico administrativo, Carga horária: 40
Outras informações
A atividade não era ligada a pesquisa, mas serviu de experiência prática fundamental para minhas atividades posteriores como orientador de grupos de trabalho e de pesquisa.

Atividades

12/1995 - 1/1997
Serviços técnicos especializados , Secretaria Geral, Setor de Comissões e Grupos.

Serviço realizado
Secretaria de Comissões e Grupos.

Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, TRT-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1995
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Atendente judiciário, Carga horária: 40
Outras informações
A atividade não era ligada a pesquisa, mas serviu de experiência prática fundamental para minhas atividades posteriores como professor e pesquisador do direito e da prática da justiça.

Atividades

9/1995 - 11/1995
Serviços técnicos especializados , Setor de Registro e Autuação do Trt da 2ª Região, .

Serviço realizado
Registro e autuação de processos trabalhistas.
12/1994 - 9/1995
Serviços técnicos especializados , 71ª Junta de Conciliação de Julgamento de São Paulo, Secretaria.

Serviço realizado
Atividades de secretaria.

Eepsg Manfredi, MANFREDI, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor estudante, Carga horária: 4

Atividades

3/1994 - 5/1994
Ensino,

Disciplinas ministradas
Sociologia

Eepsg Brazília Tondi de Lima, BRAZÍLIA, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Professor estudante, Carga horária: 4

Atividades

3/1993 - 12/1993
Ensino,

Disciplinas ministradas
Filosofia

Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos - Sobravime, SOBRAVIME, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar administrativo, Carga horária: 20



Linhas de pesquisa


1.
Avaliador no Simpósio de Graduação da Unifesp
2.
História da Filosofia do Direito
3.
História da Filosofia Moderna e Contemporânea
4.
Ética, Filosofia Política e do Direito


Projetos de pesquisa


2008 - 2012
Projeto Temático Ruptura e Continuidade: Investigações sobre a relação entre natureza e história a partir de sua formulação pelo Grande Racionalismo Seiscentista
Descrição: I. Justificativa Diz-se que um projeto de pesquisa possui boas qualidades quando preenche algumas condições: 1) realiza um trabalho de formação do pesquisador, fazendo-o conhecer os clássicos de seu campo de pesquisa e as questões mais relevantes que o constituem; 2) circunscreve um território no qual a articulação imanente de temas, problemas e questões abre para uma pluralidade de investigações individuais conectadas umas às outras graças às conexões conceituais do território investigado; 3) cria um espaço de colaboração e diálogo entre os pesquisadores, assegurando o desenvolvimento de cada um deles e do grupo; 4) traduz o trabalho realizado em obras ? dissertações de mestrado, teses de doutorado, artigos, livros, comunicações em colóquios e congressos --, assegurando o caráter público dos resultados da pesquisa. Percorrendo os trabalhos concretizados nos quatro (4) anos do período de realização do Projeto Temático Experiência e razão no pensamento moderno, julgamos que nele se concretizaram as condições acima mencionadas (o que se evidencia nos relatórios das atividades individuais e coletivas). Porém, às condições mencionadas cabe acrescentar mais uma: um projeto de pesquisa manifesta sua boa qualidade quando se torna capaz de suscitar um novo projeto, ou, em outras palavras, quando o campo pesquisado se abre para novas e originais vertentes de indagação. Um trabalho de formação sólido e rigoroso é capaz de instituir uma tradição, isto é, um estilo de pensamento e de escrita que podem dirigir-se ao novo porque fortemente ancorados no saber já adquirido. Em vista dessas considerações, nosso grupo de pesquisa pretende continuar seu trabalho expandindo e alargando temas e questões suscitados pelas investigações já concluídas e por aquelas que estão em curso. II. Proposta O Projeto Temático se debruçará sobre o legado da modernidade e sobre a recepção do saber formulado no Século XVII, pesquisando formas e sentidos da ruptura e da continuidade, tendo com.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
Introdução à leitura da História da Filosofia do Direito - Grupo de Estudos de História da Filosofia do Direito (GEFiD)
Descrição: O tema principal de estudo do Grupo de Estudos de História da Filosofia do Direito (GEFiD), criado em 2008, é a própria noção de Filosofia do Direito ? dividida entre uma perspectiva temática e uma perspectiva historiográfica. Porque essa noção ? ?Filosofia do Direito? ? se constitui já num tema privilegiado da própria Filosofia do Direito e está presente em todos os momentos de sua expressão na História da Filosofia, pela rubrica ?Introdução à leitura da História da Filosofia do Direito? deve-se compreender tanto a noção de Filosofia do Direito quanto os seus conceitos-chave que dela derivem ou que a constituam (justiça, lei, legitimidade, direito, direitos, direito natural, direito positivo, etc). Trata-se, em suma, de uma orientação dirigida à introdução à História da Filosofia com o fito de melhor definir o que pode ser uma História da Filosofia do Direito e quais são os temas que necessariamente constituem esse campo como um campo filosófico e não técnico (o que o diferencia, portanto, da maneira como a Filosofia do Direito é realizada nos cursos de Direito). Neste sentido, o trabalho do grupo envolve tanto uma introdução dirigida à prática da pesquisa (p.ex., textos de Umberto Eco e Gérard Lebrun), à leitura de clássicos da História da Filosofia (ex.: Bréhier, Morente, Châtelet, Reale, Marilena Chauí) e especialmente de clássicos da História da Filosofia do Direito (exemplo nuclear: Guido Fassò, que já vem sendo o objeto dos estudos do grupo). Como grande resultado, visa-se preparar melhor os alunos integrantes à tarefa de elaboração de um estudo sobre algum problema específico de História da Filosofia do Direito que demonstre um preparo adequado para o ingresso seguro nas suas atividades curriculares da graduação, de iniciação científica e mesmo de pós-graduação. Com respeito à perspectiva historiográfica do GEFiD: Dentro do recorte cronológico entre o Renascimento e Kant, a História da Filosofia Moderna corresponde às filosofias empenhadas na superação do p.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Fernando Dias Andrade - Coordenador / Willians Palma Silva - Integrante / Leandro Gomes da Silva - Integrante / Vagner Pessoa - Integrante / Deborah Moreira Guimarães - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 4
2006 - Atual
Fontes da teoria espinosana da democracia: Lipsius, Van den Enden, De la Court e Koerbagh na origem da concepção do mais natural dos imperia por Espinosa
Descrição: Resumo: Embora Baruch Espinosa possa ser tido como o primeiro a apresentar uma defesa completa e consistente da democracia em meio a todas as práticas hipoteticamente possíveis para a vida republicana, não é o primeiro, efetivamente, a defender os elementos da democracia. De fato, sua crítica ao poder teológico-político disposta no TTP e todo o conteúdo do seu Tractatus politicus refletem ou aprofundam reflexões inovadoras de outros autores neerlandeses em torno da relação entre a natureza humana ou a natureza das sociedades e a história das nações ou das instituições políticas. Pode-se levar em consideração, como autores com os quais Espinosa teria de certa forma dialogado no percurso que leva à formação da sua defesa de democracia: Justus Lipsius, a fonte mais influente do republicanismo clássico, e neste sentido o grande responsável pela instalação no panorama intelectual neerlandês do paradigma da história clássica como espelho para a prática política e a reflexão das paixões humanas; Franciscus Van den Enden, que apresenta pessoalmente esse mundo clássico a Espinosa e provavelmente incute nele a noção de validade histórica da democracia, já que a concebe como resultado possível de uma revolução contra a oligarquia; Pieter de la Court, que já opera validamente uma defesa da democracia no interior dessa retomada do republicanismo, constrói uma sutil reflexão calcada na observação da experiência política holandesa e é o primeiro a dizer que a democracia é um imperium natural; e Adriaan Koerbagh, que a despeito de não ser anterior a Espinosa serve-lhe de espelho ao ter visto na democracia espinosana um fundamento para a radicalização da política. O estudo desses autores (especialmente Lipsius e De la Court) é certamente esclarecedor para apresentar a exata dimensão do que há de inovador na democracia espinosana, além de fazer justiça à necessidade de se reconhecer o valor em si mesmo do pensamento desses autores, que estão longe de serem meros precursores; também,.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2005 - Atual
GT Filosofia e Direito (CNPq)
Descrição: O campo de investigação deste grupo de pesquisa abrange as reflexões, ao longo da história da filosofia, sobre as relações entre a filosofia e o direito, tendo como eixo a tradição crítica do direito natural antigo e do moderno. As indagações a respeito do fundamento do direito passam necessariamente pela revisitação do historicismo e de sua crítica moderna, realizada sobretudo pelos jusnaturalistas do século XVII, frente a escola clássica do direito natural. O chamado direito natural racional, que se contrapõe ao direito natural clássico, ao erigir a razão como ponto de referência e ancoragem para o direito, ao mesmo tempo, inaugura o terreno para a fundamentação dos direitos humanos, que carregarão, desde a origem, a ambiguidade de se constituírem ao mesmo tempo como direitos naturais e direitos civis. Por isso mesmo, será necessário analisar as repercussões dessa ambiguidade quando estiver em jogo a explicitação das reivindicações dos direitos. O grupo propõe-se realizar encontros regionais, com a frequência de pelo menos 1 por semestre e divulgar o resultado dessas sessões de trabalho em artigos de revistas especializadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Fernando Dias Andrade - Integrante / Adriana Mattar Maamari - Integrante / Milton Meira do Nascimento - Coordenador.
2005 - Atual
GT Filosofia e Direito (Anpof)
Descrição: O campo de investigação deste grupo de pesquisa abrange as reflexões, ao longo da história da filosofia, sobre as relações entre a filosofia e o direito, tendo como eixo a tradição crítica do direito natural antigo e do moderno. As indagações a respeito do fundamento do direito passam necessariamente pela revisitação do historicismo e de sua crítica moderna, realizada sobretudo pelos jusnaturalistas do século XVII, frente a escola clássica do direito natural. O chamado direito natural racional, que se contrapõe ao direito natural clássico, ao erigir a razão como ponto de referência e ancoragem para o direito, ao mesmo tempo, inaugura o terreno para a fundamentação dos direitos humanos, que carregarão, desde a origem, a ambiguidade de se constituírem ao mesmo tempo como direitos naturais e direitos civis. Por isso mesmo, será necessário analisar as repercussões dessa ambiguidade quando estiver em jogo a explicitação das reivindicações dos direitos. O grupo propõe-se realizar encontros regionais, com a frequência de pelo menos 1 por semestre e divulgar o resultado dessas sessões de trabalho em artigos de revistas especializadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Fernando Dias Andrade - Integrante / Adriana Mattar Maamari - Integrante / Milton Meira do Nascimento - Coordenador.
2003 - 2007
Projeto Temático Experiência e Razão no Século XVII
Descrição: O projeto pretende determinar um conjunto de questões concernentes à experiência e à razão no pensamento do Século XVII, uma vez que Bacon propõe uma reforma filosófico-científica que transforme a experiência errante em experimento lucífero e frutífero, Descartes afirma que a razão é a coisa do mundo melhor partilhada e Galileu abre a modernidade realizando experiências em pensamento. A pesquisa se desdobra em três direções principais: Vertente epistêmica: A primeira direção investigativa tem como núcleo a discussão sobre o estatuto e da razão no pensamento do Século XVII, fundamentalmente as disputas entre empiristas e intelectualistas durante a constituição da ciência moderna. Vertente ético-política: A segunda direção da pesquisa, tomando agora o referencial das questões postas à razão e à experiência pela autoridade teológica, retoma a relação entre experiência e razão, mas agora do ponto de vista da prática, isto é, da elaboração da ética e das filosofias políticas modernas. É bastante conhecido o mote do pensamento seiscentista: "sabe quem faz". Em outras palavras, os modernos afirmam que conhecer o inseparável de produzir um efeito, de sorte que só conhece quem é capaz de produzir um efeito determinado porque conhece sua causa produtora ou eficiente. Esse mote, que explica tanto o prestígio da matemática nos seiscentos como o da experiência sob a forma dos experimentos científicos, é a pedra de toque da laicização e dessacralização da ética e da política. Vertente ontológica: Finalmente, a terceira direção da pesquisa recoloca a relação entre experiência e razão na ontologia, isto é, na formulação da metafísica clássica. Essa terceira direção toma como pressuposto a interpretação oferecida por Merleau-Ponty daquilo que o filósofo denominou de "o grande racionalismo do Século XVII", que "levou ao seu mais alto ponto a consciência do problema ontológico". O foco de Merleau-Ponty é dado pela diferença entre o Grande Racionalismo seisce.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2000 - Atual
GT Pensamento do Século XVII (ANPOF)
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Outros Projetos


2004 - 2007
Projeto Temático
Descrição: O ideal filosófico-político de construção das repúblicas democráticas modernas, no bojo da Revolução Francesa e da Independência dos Estados Unidos da América, trouxe consigo um problema premente: a decisão sobre o modelo de escola, seus fundamentos, organização e critérios para sua ampla implantação. A escola tornava-se indispensável à realização da República desejada, pois a sua manutenção e posterior aperfeiçoamento só seria possível no interior de uma pátria em que os cidadãos fossem instruídos. Pretendemos conceituar, contextualizar, problematizar e compreender os conceitos fundamentais de natureza filosófico-política que estão na origem da escola republicana, a saber: cidadania, educação, instrução, liberdade, igualdade, democracia e república..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Fernando Dias Andrade - Integrante / Adriana Mattar Maamari - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Trágica: Estudos sobre Nietzsche


Revisor de periódico


2007 - Atual
Periódico: Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP)
2009 - Atual
Periódico: Cadernos Espinosanos (USP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia/Especialidade: História da Filosofia Moderna.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia do Direito.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética e Filosofia Política.


Idiomas


Alemão
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Holandês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Grego
Compreende PoucoLê Razoavelmente.
Latim
Compreende BemLê Bem, Escreve Pouco.
Hebraico
Compreende PoucoLê Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ANDRADE, FERNANDO DIAS2016 ANDRADE, FERNANDO DIAS. QUÃO JUDAICO É O DEUS DE ESPINOSA?. Cadernos Espinosanos (USP), v. 1, p. 63-133, 2016.

2.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2015 ANDRADE, Fernando Dias. Um crisol contra o estado servil: sobre Espinosa, Tratado político, III, 1-9. Ipseitas (Revista da Pós-Graduação em Filosofia da UFSCar), v. 1 (2), p. 17-38, 2015.

3.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2012ANDRADE, Fernando Dias. Direitos subjetivos na filosofia do direito de Espinosa. Revista Conatus (UECE. Online), v. 5, p. 31-36, 2012.

4.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2011ANDRADE, Fernando Dias. Impossibilidade da violência na democracia de Espinosa. Revista Conatus (UECE. Online), v. 4, p. 47-53, 2011.

5.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2010ANDRADE, Fernando Dias; HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes . Ensino da responsabilidade civil na graduação em Direito. Revista da Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, v. 103, p. 127-162, 2010.

6.
HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes2008HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes ; ANDRADE, Fernando Dias . A renovação da doutrina do Direito de Família. Revista Brasileira de Direito das Famílias e Sucessões, v. 5, p. 124-125, 2008.

7.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2005 ANDRADE, Fernando Dias. Responsabilidade civil e ética em Espinosa. Revista EPD, São Paulo, v. 1, p. 157-180, 2005.

8.
HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes2003HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes ; ANDRADE, Fernando Dias . A certeza pela dogmática. Revista Trimestral de Direito Civil, Rio de Janeiro, Padma, v. 13, 2003.

9.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2002 ANDRADE, Fernando Dias. Sobre ética e ética jurídica. Revista da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo, v. 8, p. 99-129, 2002.

10.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2001ANDRADE, Fernando Dias. A monografia jurídica: livro, artigo ou gaveta?. Revista da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo, v. 7, p. 54-71, 2001.

11.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2000ANDRADE, Fernando Dias. Direitos humanos racionalmente fundados: uma concepção política, não metafísica. Fragmentos de Cultura (Goiânia), Goiânia, v. 10, n.6, p. 1167-1180, 2000.

12.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS2000ANDRADE, Fernando Dias. Infâmia da pesquisa acadêmica e morte do pensamento nos cursos de direito. Revista da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo, v. 6, n.I, p. 77-93, 2000.

13.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS1998ANDRADE, Fernando Dias. Uma cronologia espinosana. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. IV, 1998.

14.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS1998ANDRADE, Fernando Dias. A razão democrática em Beccaria. Revista da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo, v. 4, p. 115-129, 1998.

15.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS1998ANDRADE, Fernando Dias. Em que sentido se pode dizer que a geometria da Ética é apropriada, adequada e necessária ao seu conteúdo?. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. III, p. 9-16, 1998.

16.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS1997ANDRADE, Fernando Dias. Sobre a adoção de métodos filosóficos no estudo jurídico da filosofia e da filosofia do direito. Revista da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo, v. 3, p. 56-62, 1997.

17.
ANDRADE, Fernando Dias;ANDRADE, FERNANDO DIAS1996ANDRADE, Fernando Dias. Desejo, alegria, tristeza: o conatus como potência de existir e agir. Cadernos Espinosanos (USP), São Paulo, v. I, n.1, p. 7-44, 1996.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ANDRADE, Fernando Dias. A ideologia antes de Marx. 1. ed. São Paulo: Edição do Autor, 2015. v. 1. 54p .

2.
ANDRADE, Fernando Dias; MAAMARI, Adriana Mattar (Org.) ; ZANCANARO, Lourenço (Org.) . Anais da I Jornada de Filosofia e Direitos Humanos. Londrina: Editora da UEL, 2006.

Capítulos de livros publicados
1.
ANDRADE, Fernando Dias; Hironaka, Giselda Maria Fernandes Novaes . Ensino da responsabilidade civil na graduação em Direito. In: Lima; Saad-Diniz; Marrara. (Org.). O Direito Brasileiro em evolução. 1ed.São Paulo: Almedina, 2017, v. , p. 57-97.

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Cuán judío es el Dios de Spinoza?. In: Cavaleiro de Macedo, Cecilia Cintra (org).. (Org.). La Noción de Dios en la Filosofía Judía.. 1ed.Bogotá: Editorial San Pablo, 2017, v. , p. 149-197.

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Um crisol contra o estado servil. Sobre Espinosa, Tratado político, III, 1-9.. In: Jamil Iskandar; Rita Paiva. (Org.). Filosofemas II. 1ed.São Paulo: Editora Unifesp, 2016, v. , p. 461-487.

4.
ANDRADE, Fernando Dias. A essência da política. Necessidade da democracia no Tratado político de Espinosa. In: Paiva, Rita. (Org.). Filosofemas: ética, arte, existência [ISBN 9788561673147]. São Paulo: Editora da Unifesp, 2010, v. , p. 41-80.

5.
ANDRADE, Fernando Dias. A essência da política. Necessidade da democracia no Tratado político de Espinosa. In: Luís Cesar Guimarães Oliva. (Org.). Necessidade e contingência na modernidade [ISBN 9788598233413]. 1ed.São Paulo: Barcarolla, 2009, v. , p. 247-281.

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Poder familiar e afeto numa perspectiva espinosana. In: Tartuce, Flávio; Castilho, Ricardo. (Org.). Direito Civil - Direito Patrimonial e Existencial. Estudos em Homenagem à professora Giselda Maria Fernandes Novaes Hironaka [ISBN 8576601087]. 1ed.São Paulo: Editora Método, 2006, v. , p. 777-798.

7.
ANDRADE, Fernando Dias. Poder familiar e afeto numa perspectiva espinosana. In: Rodrigo da Cunha Pereira. (Org.). Família e dignidade humana: Anais do V Congresso Brasileiro de Direito de Família. 1ed.São Paulo: IOB Thomson, 2006, v. , p. 367-393.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa, vida e obra: Desconstruindo a própria tradição. Discutinfo Filosofia, São Paulo, 01 maio 2007.

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Justiça e eqüidade segundo John Rawls. Discutindo Filosofia, São Paulo, , v. 2, 21 fev. 2006.

3.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 8. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,9, p. 20 - 21, 01 nov. 1999.

4.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 7. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,7, p. 20 - 21, 01 set. 1999.

5.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 6. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,6, p. 26 - 27, 01 jul. 1999.

6.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 5. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,5, p. 22 - 23, 01 jun. 1999.

7.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 4. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,4, p. 20 - 21, 01 maio 1999.

8.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 3. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,3, p. 20 - 21, 01 abr. 1999.

9.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 1. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLI,10, p. 20 - 21, 01 jan. 1999.

10.
ANDRADE, Fernando Dias. O que são direitos humanos? - Parte 2. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLII,1, p. 24 - 25, 01 jan. 1999.

11.
ANDRADE, Fernando Dias. Votar: começo ou fim da esperança? - Parte 2. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLI, 9, p. 22 - 23, 01 nov. 1998.

12.
ANDRADE, Fernando Dias. Votar: começo ou fim da esperança? - Parte 1. O mensageiro de Santo Antônio, Santo André, , v. XLI, 8, p. 20 - 21, 01 out. 1998.

13.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia do direito na Filosofia-USP. Terceira margem, São Paulo, , v. 1.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Poder familiar e afeto numa perspectiva espinosana. In: V Congresso Brasileiro de Direito de Família, 2005, Belo Horizonte. Anais do V Congresso Brasileiro de Direito de Família. Belo Horizonte: IBDFAM-Del Rey, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Justiça e democracia. In: III Jornada de Filosofia e Direitos Humanos, 2007, Goiânia. Direitos humanos e democracia - Caderno de Atas. Goiânia: Editora da Universidade Ctólica de Goiás, 2007. p. 23-23.

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Ulrik Huber, leitor de Espinosa. In: XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2006, Salvador, BA. Atas do XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. Salvador, BA: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2006. p. 189-189.

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Existe um direito de guerra em Espinosa?. In: XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2004, Salvador, BA. Atas do XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. Salvador, BA: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2004. p. 157-157.

Apresentações de Trabalho
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa ensina o caminho da serenidade: Não rir, nem lamentar, nem odiar, mas entender.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. A democracia e a guerra. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Os pensadores: Espinosa. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
ANDRADE, Fernando Dias. Sobre o direito natural. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ANDRADE, Fernando Dias. Descartes e a busca da verdade. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa e o sentido da vida. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa, uma introdução: O filósofo dos filósofos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
ANDRADE, Fernando Dias. Sobre Marilena Chauí, A nervura do real 2, cap 4, 1ª metade (sobre Ética, parte III, até 1ª proposição). 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
ANDRADE, Fernando Dias. Carta a Marilena Chauí sobre seu conceito de justiça. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ANDRADE, Fernando Dias. Descartes. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ANDRADE, Fernando Dias. Ideologia e intolerância. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
ANDRADE, Fernando Dias. Os Pensadores: Descartes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
ANDRADE, Fernando Dias. A ideologia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
ANDRADE, Fernando Dias. Os Pensadores: Espinosa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
ANDRADE, Fernando Dias. Sobre Espinosa, Tratado teológico-político, cap. XVI. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa contra Grotius, jurista e jusnaturalista maior do século XVII holandês. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
ANDRADE, Fernando Dias. Um crisol contra o estado servil. Sobre Espinosa, TP, III, 1-9. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
ANDRADE, Fernando Dias. Direitos subjetivos na filosofia do direito de Espinosa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
ANDRADE, Fernando Dias. Uma antropologia espinosana?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
ANDRADE, Fernando Dias. Sobre a tradução de imperium no Tratado político de Espinosa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
ANDRADE, Fernando Dias. O imperium não é um Estado. O estatuto do imperium na filosofia do direito de Espinosa. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
ANDRADE, Fernando Dias. Elogio da disputa. As paixões nos Elementos da lei de Hobbes. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
ANDRADE, Fernando Dias. Recepção do pensamento de Espinosa pelos juristas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
ANDRADE, Fernando Dias. A democracia de Nietzsche contra a democracia de Espinosa. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
ANDRADE, Fernando Dias. A formação do modelo jusnaturalista hobbesiano nos Elementos da lei. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
ANDRADE, Fernando Dias. Impossibilidade da violência na democracia de Espinosa. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
ANDRADE, Fernando Dias. Defesa da Filosofia política moderna. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
ANDRADE, Fernando Dias. Seminário sobre O conflito das faculdades. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosismo e marxismo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
ANDRADE, Fernando Dias. Direito e Poder. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
ANDRADE, Fernando Dias. Direito e justiça I. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
ANDRADE, Fernando Dias. Direito e justiça II. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
ANDRADE, Fernando Dias; AGUIAR, Marcelo Souza . Interpretação I: Métodos de interpretação. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
ANDRADE, Fernando Dias. Educação no Ensino Superior: diagnóstico e prognóstico. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
ANDRADE, Fernando Dias. Justiça e democracia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
ANDRADE, Fernando Dias. Justiça e democracia. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
ANDRADE, Fernando Dias. A razão barroca: natureza e história em Espinosa, Vico e Marx. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
ANDRADE, Fernando Dias. O direito romano-holandês na filosofia do direito de Espinosa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
ANDRADE, Fernando Dias. Ulrik Huber, leitor de Espinosa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
ANDRADE, Fernando Dias. O poder na concepção espinosana de democracia: um paradigma para o direito político. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
ANDRADE, Fernando Dias. O direito romano-holandês na filosofia do direito de Espinosa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
ANDRADE, Fernando Dias. Jus sive potentia: desconstrução do direito no racionalismo jurídico de Espinosa. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
ANDRADE, Fernando Dias. Novo Código Civil Brasileiro: estado da arte, acertos e desacertos - uma visão crítica. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
ANDRADE, Fernando Dias. Análise dos Enunciados do CJF. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

46.
ANDRADE, Fernando Dias; MAAMARI, Adriana Mattar . Apresentação. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

47.
ANDRADE, Fernando Dias. Verri e Beccaria: o nascimento da filosofia penal como crítica à crueldade das penas. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
ANDRADE, Fernando Dias. O que é reflexão ético-política do ensino do direito?. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

49.
ANDRADE, Fernando Dias. Educação no ensino superior: diagnóstico e prognóstico. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
ANDRADE, Fernando Dias. A configuração da herança e as razões da sua administração no Direito. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

51.
ANDRADE, Fernando Dias. Novo Código Civil Brasileiro: estado da arte, acertos e desacertos - uma visão crítica. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

52.
ANDRADE, Fernando Dias. Análise dos Enunciados do CJF. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

53.
ANDRADE, Fernando Dias. Poder familiar e afeto numa perspectiva espinosana. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
ANDRADE, Fernando Dias. Communis Civitatis juris: a propriedade comum do solo no Tratado político de Espinosa. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

55.
ANDRADE, Fernando Dias. Existe um direito de guerra em Espinosa?. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

56.
ANDRADE, Fernando Dias. Direito de Família in vitro. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

57.
ANDRADE, Fernando Dias. O poder familiar e o afeto a partir de Espinosa. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

58.
ANDRADE, Fernando Dias. Imputabilidade e responsabilidade no Ensaio sobre o entendimento humano de Locke. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

59.
ANDRADE, Fernando Dias. Responsabilidade civil e ética em Espinosa. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

60.
ANDRADE, Fernando Dias. Antijusnaturalismo e história em Espinosa. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

61.
ANDRADE, Fernando Dias. Direitos naturais sem jusnaturalismo em Espinosa. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

62.
ANDRADE, Fernando Dias. Pax spinozana: direito natural e direito justo em Espinosa. 2000. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

63.
ANDRADE, Fernando Dias. Para além da Carta 50: nota sobre o antihobbesianismo espinosano. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

64.
ANDRADE, Fernando Dias. Direito natural, direito justo Temas para o pensamento político espinosano. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

65.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa: o direito positivo enquanto instrumento racional. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

66.
ANDRADE, Fernando Dias. O direito justo em Espinosa. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

67.
ANDRADE, Fernando Dias; FORNAZARI, Sandro Kobol ; FREZZATTI JR, Wilson Antonio ; LODDI, Nigge Marianne Piovesan ; PUPO, Lygia Rivero . Seminário acerca do Capítulo 2 do Tratado político de Espinosa. 1994. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

68.
ANDRADE, Fernando Dias. O jusnaturalismo antes de Espinosa. 1994. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
ANDRADE, Fernando Dias; CHAUÍ, Marilena de Souza ; OLIVA, Luís César Guimarães ; LACERDA, Tessa Moura ; MACHADO FILHO, Moysés Floriano ; REZENDE, Cristiano Novaes de ; SANTIAGO, Homero Silveira ; ITOKAZU, Ericka Marie ; BAIONI, José Eduardo Marques . Ética. São Paulo: Edusp, 2015. (Tradução/Livro).

2.
ANDRADE, Fernando Dias; VALENCISE, J.M. . João Miguel Valencise. [Dissertação de mestrado.] UFSCar.. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos, 2012 (Revisão técnica).

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Christophe Miqueu: A aposta do spinozismo, ou o fim do finalismo. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2009. (Tradução/Artigo).

4.
ANDRADE, Fernando Dias. Thomas Hobbes: Os elementos da lei natural e política. São Paulo e Guarulhos: Edição de Autor, 2009. (Tradução/Livro).

5.
ANDRADE, Fernando Dias. Michel Vovelle: A hora da grande passagem, 2008. (Tradução/Livro).

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Edson de Faria Francisco: Manual da Bíblia Hebraica, 3ª edição.. São Paulo: Vida Nova, 2005 (Revisão técnica).

7.
ANDRADE, Fernando Dias. Pierre Gribeauval: Moral, ética, deontologia, direito, etc.. São Paulo: Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos, 2004. (Tradução/Artigo).

8.
ANDRADE, Fernando Dias. Emile Durkheim: Sociologia e filosofia. São Paulo: Ícone, 2004. (Tradução/Livro).

9.
ANDRADE, Fernando Dias. John Locke: Carta sobre a tolerância - Prefácio. São Paulo: Ícone, 2004. (Tradução/Livro).

10.
ANDRADE, Fernando Dias. John Locke: Carta sobre a tolerância - Introdução. São Paulo: Ícone, 2004. (Tradução/Livro).

11.
ANDRADE, Fernando Dias. Thomas Hobbes: Os elementos da lei natural e política. São Paulo: Ícone, 2002. (Tradução/Livro).

12.
ANDRADE, Fernando Dias. Gérard Courtois: Inocência e responsabilidade segundo Espinosa, 2001. (Tradução/Artigo).

13.
ANDRADE, Fernando Dias. Ángel Cristóbal Montes: Introdução ao Direito imobiliário registral. Porto Alegre: Sérgio Antonio Fabris Editor, 1999. (Tradução/Livro).

14.
ANDRADE, Fernando Dias. Alfred Dufour: Direito natural / direito positivo. Paris: Sirey, 1999. (Tradução/Artigo).

15.
ANDRADE, Fernando Dias. Michel Villey: O direito romano - sua atualidade, 1996. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Concorrência sucessória. Parte 1: Morrer. Capítulo 3: Cortejo. Questões históricas para pensar a morte [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 20.01.2010]. 2010.

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Concorrência sucessória. Parte 1: Morrer. Capítulo 1: Pranto. Questões de método para pensar a morte [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 14.04.2008]. 2008.

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Concorrência sucessória. Parte 1: Morrer. Capítulo 2: Culto. Questões jurídicas para pensar a morte [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 21.04.2008]. 2008.

4.
ANDRADE, Fernando Dias. Paulo Lôbo e a renovação da doutrina do Direito de Família [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 03.08.2008]. 2008.

5.
ANDRADE, Fernando Dias; HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes . Hermenêutica civilista [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 05.10.2007]. 2007.

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Família, indignidade, solidariedade: A indignidade como causa da escusabilidade do dever de alimentar [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 13.11.2007]. 2007.

7.
ANDRADE, Fernando Dias. Ensino jurídico e OAB [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 17.11.2007]. 2007.

8.
ANDRADE, Fernando Dias. Inovações biotecnológicas e direito das sucessões [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 07.08.2006]. 2006.

9.
ANDRADE, Fernando Dias. Ensino da responsabilidade civil na graduação em Direito [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 26.11.2005]. 2005.

10.
ANDRADE, Fernando Dias. Juízes não violam contratos [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 19.02.2004]. 2004.

11.
ANDRADE, Fernando Dias. A armadilha do mestrado profissionalizante em Direito [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 28.04.2004]. 2004.

12.
ANDRADE, Fernando Dias. Distinção entre moral e ética: um princípio? [Consultoria para Rodrigo Pereira; Conclusão: 16.08.2004]. 2004.

13.
ANDRADE, Fernando Dias. Princípio da dignidade da pessoa humana [Consultoria para Rodrigo Pereira; Conclusão: 18.08.2004]. 2004.

14.
ANDRADE, Fernando Dias. Ensino do Direito: dos primórdios à expansão pelo setor privado [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 14.08.2004]. 2004.

15.
ANDRADE, Fernando Dias. Sobre peixes e afetos Um devaneio acerca da ética no Direito de Família [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 17.07.2003]. 2003.

16.
ANDRADE, Fernando Dias. Irracionalismo e violência em torno da Dignidade da pessoa humana [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 15.03.2002]. 2002.

17.
ANDRADE, Fernando Dias. Ensino jurídico no Brasil: Desafios para o conteúdo de formação profissional [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 17.07.2002]. 2002.

18.
ANDRADE, Fernando Dias. Responsabilidade civil e história [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: maio de 2001]. 2001.

19.
ANDRADE, Fernando Dias. Responsabilidade civil na relação paterno-filial [Consultoria para Giselda Hironaka; Conclusão: 20.10.2001]. 2001.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ANDRADE, Fernando Dias. O que a esquerda diz que é fascismo e o que realmente é. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. O que é fascismo?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
ANDRADE, Fernando Dias; PISSARRA, Maria da Conceição . Paz em tempos de guerra. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia, Direito e Arte: Blog do Prof Fernando Dias Andrade. 2018. (Blog).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia, Direito e Arte: o blog. 2010; Tema: História da Filosofia do Século XVII, Espinosa, Espinosismo jurídico, Direito & Arte. (Blog).

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia, Direito e Arte: sítio do professor Fernando Dias Andrade. 2005; Tema: História da Filosofia do Século XVII, Espinosa, Espinosismo jurídico, Direito & Arte. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
ANDRADE, Fernando Dias. O combate à intolerância religiosa é um dever na democracia. 2016. (Prova concursal).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Fernando Dias Andrade, A ideologia antes de Marx. 2015. (Editoração/Livro).

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Espinosa e a revolução. 2013. (Avaliação).

4.
ANDRADE, Fernando Dias. A doutrina das virtudes na ética aristotélica. 2013. (Avaliação).

5.
ANDRADE, Fernando Dias. Descartes. Discurso do método. 2008. (Editoração/Livro).

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Descartes. Meditações metafísicas. Objeções e respostas [seleção].. 2008. (Editoração/Livro).

7.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-G] 4 para Projeto Temático RE17 (16.01.2007). 2007. (Relatório de pesquisa).

8.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-H] 3 para Pós-doutorado no Brasil (10.04.2007). 2007. (Relatório de pesquisa).

9.
ANDRADE, Fernando Dias. Organograma da responsabilidade civil. 2006. (Cartas, mapas ou similares/Outra).

10.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-E] 2 para Pós-doutorado no Brasil (06.03.2006). 2006. (Relatório de pesquisa).

11.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-F] para Pós-doutorado no Exterior (30.04.2006). 2006. (Relatório de pesquisa).

12.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-D] 3 para Projeto Temático RE17 (16.11.2005). 2005. (Relatório de pesquisa).

13.
ANDRADE, Fernando Dias. I Jornada de Filosofia e Direitos Humanos. 2005. (Coordenação de debates).

14.
ANDRADE, Fernando Dias. O papel do parlamento em ambiente parlamentarista e em cenário presidencial. 2005. (Trabalho de aproveitamento).

15.
ANDRADE, Fernando Dias. Biopoder e direitos de reprodução assistida. 2005. (Trabalho de aproveitamento).

16.
ANDRADE, Fernando Dias; SILVA, Alexandre Alberto Gonçalves da ; BEZERRA, Donizete Aparecido Leandro . Processo comicial romano (Anquisitio). 2005. (Trabalho de aproveitamento).

17.
ANDRADE, Fernando Dias; SILVA, Alexandre Alberto Gonçalves da ; BEZERRA, Donizete Aparecido Leandro . Influência do direito processual penal romano-canônico no lusitano. 2005. (Trabalho de aproveitamento).

18.
ANDRADE, Fernando Dias. O que resta dos direitos humanos? Para uma leitura de Agamben. 2005. (Trabalho de aproveitamento).

19.
ANDRADE, Fernando Dias. Definir família. 2005. (Trabalho de aproveitamento).

20.
ANDRADE, Fernando Dias. Teoria e história da responsabilidade civil. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-B] 1 para Pós-doutorado no Brasil (10.09.2004). 2004. (Relatório de pesquisa).

22.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-C] 2 para Projeto Temático RE17 (30.11.2004). 2004. (Relatório de pesquisa).

23.
ANDRADE, Fernando Dias. Relatório [EJ-A] 1 para Projeto Temático RE17 (04.11.2003). 2003. (Relatório de pesquisa).

24.
ANDRADE, Fernando Dias. Introdução à filosofia penal. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
ANDRADE, Fernando Dias. Responsabilidade civil e ética. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
ANDRADE, Fernando Dias. Pax spinozana: direito natural e direito justo em Espinosa. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
ANDRADE, Fernando Dias. Os direitos humanos numa perspectiva racionalista. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

28.
ANDRADE, Fernando Dias. Positivismo jurídico kelnesiano e democracia. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

29.
ANDRADE, Fernando Dias. Positivismo jurídico e direito natural. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

30.
ANDRADE, Fernando Dias. Jusnaturalismo e direito positivo. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

31.
ANDRADE, Fernando Dias. Fundamentação racional dos direitos humanos em Rawls Asnice. 1998. (Trabalho de aproveitamento).

32.
ANDRADE, Fernando Dias. Da guerra do Wille zur Macht contra os afirmantes do Conatus. 1995. (Trabalho de aproveitamento).

33.
ANDRADE, Fernando Dias. Boletim da Sobravime. 1994. (Editoração/Periódico).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Cartaz do II Encontro de Estudos Filosóficos do Sécilo XVII. 1997. Outra.

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Drad e Bakall. 1993. Pintura.

3.
ANDRADE, Fernando Dias. Opus 8 - Bakall e Boris. 1990. Desenho.

4.
ANDRADE, Fernando Dias; VALENCISE, J.M. . Sedução do verso. 1987. Pintura.

5.
ANDRADE, Fernando Dias. A linguagem é um vírus. 1987. Desenho.

6.
ANDRADE, Fernando Dias. Caju de Colombo. 1986. Desenho.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
LACERDA, Tessa Moura; ANDRADE, Fernando Dias; PONZILACQUA, Márcio Henrique Pereira. Participação em banca de André de Paiva Bonillo Fernandes. O direito natural entre Deus e a razão: aproximações entre Tomás de Aquino e Hugo Grotius. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

2.
REZENDE, Cristiano Novaes de; ANDRADE, Fernando Dias; SANTOS NETO, Arnaldo Bastos. Participação em banca de Faustino Matos Leite. Raízes kantianas do conceito de dignidade da pessoa humana: suas potencialidades e limites no horizonte dos direitos humanos e do direito constitucional brasileiro. 2015. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Federal de Goiás.

3.
ANDRADE, Fernando Dias; CARVALHO, André Martins Vilar de; AZAR Filho, Celso Martins. Participação em banca de Pablo Ramos de Azevedo. Potentia multitudinis: Política e multidão em Spinoza, Hobbes e Maquiavel. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
CHAUÍ, Marilena de Souza; ANDRADE, Fernando Dias; SANTIAGO, Homero Silveira. Participação em banca de André Menezes Rocha. Fortuna e Superstição: um estudo destes temas no Tratado Teológico-Político de Espinosa. 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Departamento de Filosofia.

5.
CINTRA, A. C. F.; HIGUET, E. A.; ANDRADE, Fernando Dias; JOSGRILBERG, R. S.. Participação em banca de Antonio Carlos Fontes Cintra. A manifestação dos valores de justiça na consciência humana. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Universidade Metodista de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
ANDRADE, Fernando Dias; CHAUÍ, Marilena de Souza; SANTIAGO, Homero Silveira; HANSEN, João Adolfo; FAJARDO, Carlos Alberto. Participação em banca de Henrique Piccinato Xavier. Por uma estética da imanência. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Pau.

2.
CHAUÍ, Marilena de Souza; ANDRADE, Fernando Dias; CARVALHO, André Martins Vilar de; OLIVA, Luís César Guimarães; SANTIAGO, Homero Silveira. Participação em banca de Marcos Ferreira de Paula. Alegria e felicidade: a expriência do processo liberador em Espinosa. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

3.
CHAUÍ, Marilena de Souza; CARVALHO, André Martins Vilar de; ANDRADE, Fernando Dias; SANTIAGO, Homero Silveira; SOUZA, Maria das Graças de. Participação em banca de Sérgio Luis Persch. Imaginação e profecias no Tratado teológico-político de Espinosa. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp.

Qualificações de Doutorado
1.
ANDRADE, Fernando Dias; FREITAS, Jacira de Freitas; SAHD, L. F. N. A. E. S.; SOUZA, Maria das Graças de. Participação em banca de André Queiroz de Lucena. Verdade contra sistema: uma leitura rousseauísta da soberania. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo.

2.
CHAUÍ, Marilena de Souza; SANTIAGO, Homero Silveira; ANDRADE, Fernando Dias; SOUZA, Maria das Graças de. Participação em banca de André Menezes Rocha. Filologia e História, As definições da política no TTP. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Usp.

Qualificações de Mestrado
1.
SANTIAGO, Homero Silveira; LACERDA, Tessa Moura; ANDRADE, Fernando Dias. Participação em banca de Tatiana Aparecida Picosque. O Direito na imanência a partir dos Tratados Teológico-Político e Político. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Pau.

2.
LACERDA, Tessa Moura; ANDRADE, Fernando Dias; PONZILACQUA, Márcio Henrique Pereira. Participação em banca de André de Paiva Bonillo Fernandes. Teologia do direito: aproximações sobre a racionalidade em Hugo Grócio e Tomás de Aquino a partir do jusnaturalismo. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Pau.

3.
TELES, Edson Luis de Almeida; ANDRADE, Fernando Dias; FREITAS, Jacira de Freitas. Participação em banca de André Queiroz de Lucena. Dos deveres à união das vontades: formação da sociedade política na interlocução entre Pufendorf e Rousseau. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo.

4.
LACERDA, Tessa Moura; ANDRADE, Fernando Dias; PONZILACQUA, Márcio Henrique Pereira. Participação em banca de André de Paiva Bonillo Fernandes. Teologia do direito: aproximações sobre a racionalidade em Hugo Grócio e Tomás de Aquino a partir do jusnaturalismo. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Filosofia) - Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Pau.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
FULLIN, C. S.; NÍMIA, R. C.; ANDRADE, Fernando Dias; IASI, M. L.. Participação em banca de Rosana Canal Nímia.Um exemplo de atuação do Terceiro Setor: a Casa Hope. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.

2.
OLIVEIRA, S. M.; MUSSE, L. B.; CARDOSO, E. B.; ANDRADE, Fernando Dias. Participação em banca de Sônia Maria de Oliveira.O direito alternativo brasileiro. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SPADARI, Regina Célia; ANDRADE, Fernando Dias; SILVA, Maria Norma de Oliveira Braz Peixoto da; ALMENDRA, Carlos Alberto da Cunha; SCARCELLI, Ianni Regia; LORIERI, Marcos Antonio. Concurso para Professor adjunto de Filosofia para Serviço Social. 2010. Universidade Federal de São Paulo.

2.
BATISTA, Nildo Alves; ANDRADE, Fernando Dias; FÁTIMA E SILVA, Maria do Rosário de; OLIVEIRA E SILVA, Maria Liduína de; SANTA'ANA, Raquel Santos; Santos, Cleusa dos. Concurso para professor adjunto de Serviço social. 2010. Universidade Federal de São Paulo.

3.
LEDERMAN, Henrique Manoel; ANDRADE, Fernando Dias; CISTER, Ângelo Maia; THOMAZ, José Carlos; RITTNER, Mario Celso; IIZUKA, Edson Sadao. Concurso para professor adjunto de Administração (Organização, Sistemas e Práticas da Administração). 2010. Universidade Federal de São Paulo.

4.
RIBEIRO, Eliane Beraldi; GOMES, Mauricio Talebi; ANDRADE, Fernando Dias; MORALES, Angélica Gois Müller; SANTANA, Luiz Carlos; ZOBOLI, Elma Lourdes Campos Pavone. Concurso para professor adjunto de Ética, Sociedade e Meio Ambiente. 2009. Universidade Federal de São Paulo.

5.
ANDRADE, Fernando Dias; MATTOS, Olgária Chain Féres; SOUZA, Maria das Graças de; Figueiredo, Vinicius Berlendis de. Concurso para professor adjunto de Filosofia, área Século XVIII. 2008. Universidade Federal de São Paulo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
IV Congresso Acadêmico e V Colóquio de Humanidades. [PAD Wellington C da Silva] Patrimônio e Museu: conservação e restauração. 2018. (Congresso).

2.
IV Congresso Acadêmico e V Colóquio de Humanidades. [Mestrado, Fernando Bianco Solano] O ensino de Geografia no ciclo de alfabetização da rede municipal de São Paulo. 2018. (Congresso).

3.
IV Congresso Acadêmico e V Colóquio de Humanidades. [PET, Alicea da Assunção Neves; Amanda Serzedello de Souza; Talita dos Santos Cavalheiro] Projeto de monitoria para os estágios supervisionados de licenciatura em História. 2018. (Congresso).

4.
VIII SOFIA - Semana de Orientação Filosófica e Acadêmica.Mediação da Mesa "Filosofia do Século XVII" em 26.09.2014 (conferencista: Cristiano Novaes de Rezende). 2014. (Encontro).

5.
Colóquio Internacional Hobbes.A formação do modelo jusnaturalista hobbesiano nos Elementos da lei. 2009. (Outra).

6.
II Congresso Internacional Spinoza-Nietzsche. A democracia de Nietzsche contra a democracia de Espinosa. 2009. (Congresso).

7.
IV Colóquio FSP-USP de psicopatologia e saúde pública.O direito em Espinosa (Conferência de Marilena Chauí), 28 de junho de 2009. 2009. (Outra).

8.
Fórum Novos Caminhos da Unifesp. 2006. (Seminário).

9.
Seminário "Juventude, Violência e Políticas Neoliberais". 2006. (Seminário).

10.
XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.Ulrik Huber, leitor de Espinosa. 2006. (Encontro).

11.
Spinoza: individuo e moltitudine. 2005. (Encontro).

12.
XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. 2004. (Encontro).

13.
IV Colóquio Internacional de Estudos Filosóficos do Século XVII: Liberdade, Necessidade e Contingência nas Filosofias do Século XVII.IV Colóquio Internacional de Estudos Filosóficos do Século XVII: Liberdade, Necessidade e Contingência nas Filosofias do Século XVII. 2001. (Encontro).

14.
IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. 2000. (Encontro).

15.
III Colóquio Internacional de Estudos do Século XVII: Cartas filosóficas, científicas e literária: o papel da correspondência.III Colóquio Internacional de Estudos do Século XVII: Cartas filosóficas, científicas e literária: o papel da correspondência. 1999. (Encontro).

16.
III Encontro Regional de Estudos Filosóficos do Século XVII: Conhecer é conhecer pela causa.III Encontro Regional de Estudos Filosóficos do Século XVII: Conhecer é conhecer pela causa. 1998. (Encontro).

17.
II Encontro de Estudos Filosóficos do Século XVII: O pensamento do Século XVII.II Encontro Regional de Estudos Filosóficos do Século XVII: O Pensamento do Século XVII. 1997. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ANDRADE, Fernando Dias; DAMIGOS, Emmanuel Ioannidis . Curso do Prof Emmanuel Damigos: "O amor como aporia". 2010. (Outro).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Palestra do Prof Sebastián Torres Castaños: "Machiavelli-Spinoza: la institución de lo social". 2010. (Outro).

3.
ANDRADE, Fernando Dias. I Colóquio UNIFESP de Filosofia Política e do Direito. 2009. (Congresso).

4.
ANDRADE, Fernando Dias; DAMIGOS, Emmanuel Ioannidis . Curso do Prof Emmanuel Damigos: "Formas da alegria na filosofia de Nietzsche". 2009. (Outro).

5.
ANDRADE, Fernando Dias. I Jornada UNIFESP de Filosofia Moderna. 2007. (Outro).

6.
ANDRADE, Fernando Dias; MAAMARI, Adriana Mattar ; ZANCANARO, Lourenço . I Jornada de Filosofia e Direitos Humanos. 2005. (Outro).

7.
ANDRADE, Fernando Dias; HIRONAKA, Giselda Maria Fernandes Novaes ; CANEZIN, Claudete Carvalho . Jornada de Direito Civil: Os desacertos do Novo Código Civil e as tentativas de solução intentadas por meio dos conjuntos de Enunciados do Conselho da Justiça Federal (uma análise crítica). 2005. (Outro).

8.
ANDRADE, Fernando Dias. II SEMANAJUR - Semana Jurídica e Cultural da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. 2002. (Congresso).

9.
ANDRADE, Fernando Dias. I SEMANAJUR - Semana Jurídica e Cultural da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. 2001. (Congresso).

10.
ANDRADE, Fernando Dias; CARMO, Luciana Rugene Do . II Encontro Regional de Estudos Filosóficos do Século XVII: O Pensamento do Século XVII. 1997. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Leandro Ribeiro de Moura. A definição de Natureza humana no Breve tratado de Espinosa. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

2.
Marcelo Cerquera Bonanno. Retórica em Hobbes dos Elementos ao Leviatã. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
André de Paiva Bonillo Fernandes. À imagem e semelhança: Deus e a validade do direito voluntário humano em Hugo Grotius. Início: 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

2.
Emanuel dos Santos Sasso. O Filósofo e o Político: Fundamentos de uma relação. Início: 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Vivian Silva dos Santos. Filosofia descolonial, ou filosofia libertadora das ideologias corruptoras. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

2.
Bruno Victor de Oliveira Flavio. Meditações sobre as noções comuns. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

3.
Emanuel dos Santos Sasso. Princípios operadores disciplinares e a resistência contra a sujeição: Uma perspectiva foucaultiana.. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

4.
William Tito Schuman Marinho. A Concepção da Posição Original em John Rawls. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

5.
Ricardo Bergmann. As partes e o todo: Pascal, Kant e os caminhos da dialética segundo Lucien Goldmann. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

6.
Frederico Augusto Paschoal. Rawls e as leituras em Marx. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

7.
Luiz Fernando de Melo Martinelli Fernandes. O Estado como Fundamentação da Liberdade Religiosa e de Pensamento no Tratado Teológico-Político de Espinosa. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, . Orientador: Fernando Dias Andrade.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Glauco Costa Leite. Competência internacional nos crimes contra a humanidade. 2002. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

2.
Matheus Squarize. A aplicabilidade da norma jurídica e seus efeitos sociais. 2002. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

3.
Paulo João Benevento. Uma epistemologia da subsunção. 2002. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

4.
Rosilene Pova. Sobre ética e legitimidade. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

5.
Mariza Bento. Sobre Foucault. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

6.
Marcelo Donato da Silva. Qual o caminho da segurança pública?. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

7.
Hamilton Fernandes de Souza. Crimes na pele: uma abordagem da linguagem das tatuagens feitas pelos detentos do Carandiru. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

8.
Flávio Cilento. A transformação da pesquisa judiciária da verdade na Grécia Antiga, segundo Michel Foucault. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

9.
Fernanda Dafne Cesarin. Sobre Introdução ao Estudo do Direito. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

10.
Elder Pereira da Silva. Sobre a Constituição de 1824. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

11.
Elaine Pires Gaspar. Sobre Foucault. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

12.
Alexandra Pinto Cherri. Sobre a tortura. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

13.
Bárbara Tarifa Mordaquine. O julgamento de Jesus. 2001. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

14.
Renata Rodrigues Rossit. Direitos e garantias fundamentais frente ao estado de sítio. 2001. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

15.
Alessandra Carbonero Lima. A razão democrática na crítica beccariana da prática penal. 2000. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

16.
Mariângela Daiuto. Da relação entre a ética e o direito a partir de uma perspectiva espinosana. 2000. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

Iniciação científica
1.
Antonio Pedro Lima Junior. O conceito de Deus ou Natureza no Breve tratado de Baruch de Espinosa. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

2.
Antonio Pedro Lima Junior. O conceito de Deus sive natura no De Deo da Ética de Espinosa. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

3.
Leandro Ribeiro de Moura. A natureza humana no Tratado político de Espinosa. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

4.
Leandro Ribeiro de Moura. A Natureza Humana no Tratado Político de Espinosa. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

5.
Bruno Victor de Oliveira Flavio. A certeza nas Meditações de Descartes. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

6.
Deborah Moreira Guimarães. A construção imaginativa dos afetos. Imaginação e afetividade na filosofia de Espinosa. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

7.
Deborah Moreira Guimarães. A virtude e a paidéia grega como agentes fundamentais ao estabelecimento da justiça na Apologia de Sócrates. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

8.
Deborah Moreira Guimarães. A questão da justiça na Apologia de Sócrates. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernando Dias Andrade.

Orientações de outra natureza
1.
Vagner Pessoa. A crítica de Platão à idéia hesiódica de justiça. 2008. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

2.
Leandro Gomes da Silva. Guerra e paz em Espinosa: do conflito na solidão ao conflito e à pax no imperium multitudinis. 2008. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

3.
Willians Palma Silva. Os conceitos de liberdade e igualdade no Contrato social de Rousseau. 2008. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Fernando Dias Andrade.

4.
Vagner Pessoa. A justiça em Platão. 2007. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Universidade Federal de São Paulo, Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Fernando Dias Andrade.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Descartes e a busca da verdade. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Redes sociais, websites e blogs
1.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia, Direito e Arte: o blog. 2010; Tema: História da Filosofia do Século XVII, Espinosa, Espinosismo jurídico, Direito & Arte. (Blog).

2.
ANDRADE, Fernando Dias. Filosofia, Direito e Arte: sítio do professor Fernando Dias Andrade. 2005; Tema: História da Filosofia do Século XVII, Espinosa, Espinosismo jurídico, Direito & Arte. (Site).



Outras informações relevantes


Aprovado em concurso para Professor Doutor de Filosofia do Direito da FDRP-USP em 02.04.2008 (candidato indicado: Nuno Manuel Morgadinho dos Santos Coelho).

Aprovado em concurso para Professor Doutor de Ética e Filosofia Política da FFLCH-USP em 07.09.2013 (candidata indicada: Silvana de Souza Ramos).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 6:07:54