Giane Vargas Escobar

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9076251806577555
  • Última atualização do currículo em 24/09/2018


Professora da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Curso de História-Licenciatura, Campus Jaguarão, Coordenadora do NEABI Mocinha - Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas - Campus Jaguarão. Junto de Nina Fola e Fernanda Oliveira idealizou "Atinuké" - Grupo de Estudos sobre o Pensamento de Mulheres Negras". É uma Atinuké e Doutora em Comunicação pelo POSCOM/UFSM (2017), na linha de pesquisa Mídia e Identidades Contemporâneas. Foi Professora Substituta do Curso de Bacharelado em Museologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul -UFRGS (2015-2016). Realizou estágio de Doutorado Sanduíche no Programa Doutoral em Estudos Culturais (PDEC), pelas Universidades de Aveiro-Minho, em Portugal (2014), no Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro, com bolsa CAPES. Foi Conselheira da Fundação Cultural Palmares-MinC como representante da academia (2015-2016). É Mestre em Patrimônio Cultural pela UFSM (2010). Especialista em Museologia pelo Centro Universitário Franciscano/UNIFRA (2002). Graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Imaculada Conceição/FIC (1988). É responsável pelo Projeto Museológico de criação e revitalização do Museu Treze de Maio de Santa Maria, o primeiro museu da cultura afro-brasileira do Estado do RS, atuando como Diretora Técnica no período 2003-2012. Coordenadora Executiva do projeto Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil desde 2009. Foi agraciada pela Fundação Manneby com o prêmio "Museum Prize Winner 2014", na cidade de Gotemburgo, na Suécia.Tem experiência na área de educação, gestão, preservação de acervos e conservação de bens culturais, Museologia e Patrimônio Cultural, com ênfase em Museologia Social e Comunitária. Tem interesse nos seguintes temas/áreas: Clubes Sociais Negros, Comunicação, Estudos Culturais, mulheres negras, cultura afro-brasileira, museus comunitários e ecomuseus. Membro efetivo da Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários, a ABREMC. É pesquisadora associada à ABPN - Associação Brasileira de Pesquisadores Negros/as e Coordenadora do IV COPENE SUL (2019). É investigadora voluntária na Agência Irenne de Comunicação e Educação para a Cidadania e Igualdade de Género do PDEC. Membro do Grupo de Pesquisa Estudos Culturais e Audiovisualidades do Curso de Comunicação da UFSM e do Grupo Género em Discussão, do Programa Doutoral em Estudos Culturais da Universidade de Aveiro, em Portugal. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Giane Vargas Escobar
Nome em citações bibliográficas
ESCOBAR, G. V.


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Comunicação.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: "Para encher os olhos": identidades e representações culturais das rainhas e princesas do Clube Treze de Maio de Santa Maria no jornal A Razão, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Ana Luiza Coiro Moraes.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2014 - 2015
Doutorado em Comunicação.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
com período sanduíche em Universidade de Aveiro (Orientador: Maria Manuel Rocha Teixeira Baptista).
Título: "Para encher os olhos": identidades e representações culturais das rainhas e princesas do Clube Treze de Maio de Santa Maria no jornal A Razão (1960-1980), Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Ana Luiza Coiro Moraes.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: mulheres negras; mídia; Identidades Negras; representações.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2008 - 2010
Mestrado profissional em Patrimônio Cultural.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: Clubes Sociais Negros: lugares de memória, resistência negra, patrimônio e potencial, Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Júlio Ricardo Quevedo dos Santos.
Palavras-chave: Clubes Sociais Negros; Patrimonio Imaterial; memoria; Patrimônio material; Políticas públicas; Registro.
2001 - 2002
Especialização em Museologia. (Carga Horária: 360h).
CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO - SANTA MARIA RS, UNIFRA, Brasil.
Título: Projeto de Organizaçao e Documentaçao para o Museu da Brigada Militar de Santa Maria.
Orientador: Maria Medianeira Padoin.
1985 - 1988
Graduação em LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS.
FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS IMACULADA CONCEIÇÃO., FIC, Brasil.




Formação Complementar


2014 - 2015
Extensão universitária em Programa Doutoral em Estudos Culturais - UM/UA. (Carga horária: 900h).
Universidade de Aveiro, UA, Portugal.
2012 - 2012
IV Enc Intern de Ecomuseus e Museus Comunitários. (Carga horária: 40h).
Ecomuseu da Amazônia, ECOMUSEU, Brasil.
2012 - 2012
Seminário Intern Mulheres e a Segurança Pública. (Carga horária: 30h).
Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, SPM, Brasil.
2011 - 2011
O passado presente: ações educativas através do pa. (Carga horária: 8h).
Arquivo Histórico Municipal de Santa Maria, AMARQHIST, Brasil.
2011 - 2011
II Curso sobre Africanidade e 23a Semana da CN. (Carga horária: 40h).
Faculdade Metodista de Santa Maria, FAMES, Brasil.
2011 - 2011
II Jornadas Formação em Museologia Comunitária 201. (Carga horária: 60h).
Museu Treze de Maio, MTM, Brasil.
2006 - 2006
Capacitacao em Lideranca para Dirigentes de OSC. (Carga horária: 16h).
Parceiros Voluntarios, PV, Brasil.
2005 - 2005
Formacao em Historia e Cultura Afro-Brasileira e. (Carga horária: 40h).
Ministério da Educação, MEC, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Universidade Livre "Egbe Omo". (Carga horária: 300h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CAPES, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No ano de 2014 realizou estágio sanduíche financiado pela CAPES durante 9 meses (abril-dezembro), no Programa Doutoral em Estudos Culturais das Universidade de Aveiro e do Minho (PDEC), no Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro (DLC), em Portugal. Cumpriu de forma satisfatória todas as metas previstas no Plano de Trabalho, colaborando no planejamento, organização e criação do Núcleo de Estudos Género em Discussão (http://estudosculturais.com/portal/nucleos-de-estudos/nucleo-de-estudos-de-genero/) e a partir de novembro de 2014 passou a trabalhar como investigadora voluntária da IRENNE, a Associação de Investigação, Prevenção e Combate à Violência e Exclusão, desempenhando suas atividades como integrante da equipe da Agência Irenne de Comunicação e educação para a Cidadania e Igualdade de Género (http://irenne.org.pt/equipa/giane-vargas-escobar).

Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Núcleo de Estudos de Patrimônio e Memória, Carga horária: 5


Agência Irenne de Comunicação e Educação para a Cidadania e Igualdade de Gé, IRENNE, Portugal.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CAPES, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No ano de 2014 realizou estágio sanduíche financiado pela CAPES durante 9 meses (abril-dezembro), no Programa Doutoral em Estudos Culturais das Universidade de Aveiro e do Minho (PDEC), no Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro (DLC), em Portugal. Cumpriu de forma satisfatória todas as metas previstas no Plano de Trabalho, colaborando no planejamento, organização e criação do Núcleo de Estudos Género em Discussão (http://estudosculturais.com/portal/nucleos-de-estudos/nucleo-de-estudos-de-genero/) e a partir de novembro de 2014 passou a trabalhar como investigadora voluntária da IRENNE, a Associação de Investigação, Prevenção e Combate à Violência e Exclusão, desempenhando suas atividades como integrante da equipe da Agência Irenne de Comunicação e educação para a Cidadania e Igualdade de Género (http://irenne.org.pt/equipa/giane-vargas-escobar). A Agência Irenne é um projeto de investigação-ação que focaliza as representações de género na imprensa portuguesa, com o objetivo de compreendê-las criticamente e de transformá-las tendo em conta a cidadania e a igualdade de género, por meio de ações de Educomunicação. O Observatório No Observatório coletamos e analisamos em profundidade notícias e outros tipos de textos jornalísticos dos quatro jornais diários de maior circulação em Portugal, optando por uma abordagem primordialmente qualitativa articulada a aspetos quantitativos sempre que isso for necessário. Os resultados dos nossos estudos serão apresentados em três relatórios parciais quadrimestrais e um relatório anual.


Museu Treze de Maio, MTM, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Especialista em Museologia, Carga horária: 12
Outras informações
Atua desde o ano de 2001 como produtora cultural, colaboradora voluntária e Diretora Técnica eleita pela comunidade por duas gestões; responsável pela elaboração de projetos técnicos e captação de recursos de acordo com as demandas da comunidade negra e interessados na recuperação e preservação do espaço que outrora foi um Clube Social Negro, a Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio de Santa Maria - RS. No final do ano de 2012 solicitou afastamento de suas funções como Diretora Técnica do Museu Treze de Maio, assumindo em seu lugar a colaboradora Marta Nunes. A partir de 2013 sua participação no Museu se dará como voluntária e colaboradora.

Atividades

03/2001 - Atual
Serviços técnicos especializados , Museu Treze de Maio, .

Serviço realizado
Servico tecnico na area de museologia.

Brigada Militar de Santa Maria - Museu do Centro Histórico Coronel Pillar, CHCP, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora Téc - Especialista em Museologia, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No ano de 2002 foi relotada, a pedido, na Brigada Militar de Santa Maria, no 1º Regimento de Polícia Montada "Rgt Cel Pillar", para exercer a função de Coordenadora do Museu do Centro Histórico Coronel Pillar, tendo em vista estar cursando Pós-Graduação em Museologia e o interesse do Comando da Brigada Militar de Santa Maria em reestruturar o espaço museológico da Corporacao Militar. Site: http://www.brigadamilitar.rs.gov.br/estrutura/chcp/default.htm Em junho de 2012 ingressou no Doutorado em Comunicação na Universidade Federal de Santa Maria. Conforme Diário Oficial do Estado do RS, em 30/08/2012 foi concedida (a pedido) Licença para Tratar de Interesse Particular por 2 anos. Exoneração (a pedido), publicada em Diário Oficial do Estado do RS, n° 081 de 30 de abril de 2014.

Atividades

03/2002 - Atual
Serviços técnicos especializados .

Serviço realizado
Serviços técnicos na área de museologia.

Sociedade Caritativa e Literária Franciscana, SCALIFRA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Contrato temporário, Carga horária: 20
Outras informações
À convite da Reitora do Centro Universitário Franciscano de Santa Maria - UNIFRA, Irmã Irani Rupolo, a especialista em Museologia Giane Vargas Escobar atuou como Coordenadora do Projeto de Sistematizaçao, Organização e Documentação do Acervo do Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas - MHIF, no período de 2007-2009. Neste projeto exerceu a função de Coordenadora da equipe que organizou e implantou o Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas de Santa Maria, com aproximadamente vinte e três mil peças. Elaborou e coordenou, ainda, os seguintes projetos para o MHIF: Projeto de Exposição Novos olhares, nova museologia, por uma concepção diferente de museu; Organização e difusão do acervo iconográfico do Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas; Oralidade: uma visão sobre a hitória do Museu da Província do Imaculado Coração de Maria; Sistema Municipal de Museus: participação do Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas; Sistema de Informatização de Acervo do Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas. Blog: http://mhif-sm.blogspot.com.br/search/label/Breve%20Hist%C3%B3rico

Atividades

06/2007 - Atual
Serviços técnicos especializados , SCALIFRA, .

Serviço realizado
Organização, documentação e sistematização do acervo museológico.

MUSEU DE ARTES DO ESTADO DO R IO GRANDE DO SUL, MARGS, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2001
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Ag Adm - Coordenadora do Núcleo Administrativ, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No período de 2000 a 2001 exerceu suas funções no Museu de Arte do RS, o MARGS, exercendo o cargo de Coordenadora do Núcleo Administrativo, onde atuou na coordenação executiva de várias exposições, dentre elas a Exposição Florença: Tesouros do Renascimento, realizada no período de 25 de janeiro a 05 de março de 2000.

Atividades

01/2000 - 12/2001
Direção e administração, .

Cargo ou função
COORDENAÇÃO DO NÚCLEO ADMINISTRATIVO.

ARQUIVO HISTÓRICO E MEMORIAL DO RIO GRANDE DO SUL, MRGS, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Agente Administrativo - Assessoria da Direção, Carga horária: 40
Outras informações
Trabalhoui no Memorial do RS durante a sua fase de restauração e no final do ano de 1999 foi convidada pelo Diretor do MARGS, Fábio Coutinho, para exercer o cargo de Coordenadora do Núcleo Administraivo do Museu de Arte do RS.

Atividades

1997 - 1998
Direção e administração, .

Cargo ou função
ASSESSORIA DA DIREÇÃO.

FUNDAÇÃO ESCOLAR SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO, ESMP, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Coordenação de Curso Regular e de Extensão, Carga horária: 45, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

06/1996 - 12/1999
Direção e administração, .

Cargo ou função
COORDENAÇÃO DO CURSO REGULAR E DE EXTENSÃO.

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL, INSS, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Atendimento Especializado aos clientes, Carga horária: 30, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/1999 - 01/2000
Serviços técnicos especializados .

Serviço realizado
ATENDIMENTO ESPECIALIZADO.

Colegiado Setorial de Museus RS, CSM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Voluntária, Carga horária: 5
Outras informações
No dia 21 de outubro de 2011 Giane Vargas Escobar foi empossada pelo Secretário de Estado da Cultura RS, Assis Brasil, como representante da 5ª Região Museológica, que compreende aproximadamente 60 municípios do RS. Esta é uma função voluntária designada através do de Diário Oficial do Estado, Portaria nº 32 de 03 de junho de 2011, para que representantes de diversas áreas da Cultura construam coletivamente o Plano Estadual de Cultura RS. A representação neste Colegiado Setorial de Museus do Rio Grande do Sul é referente à Gestão 2011-2013.


Conselho Municipal de Cultura de Santa Maria, CMCSM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Voluntário, Carga horária: 2

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Conselheira da Comissão Normativa da LIC SM, Carga horária: 5
Outras informações
Conselheira da Comissão Normativa da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria - Área Acervo, Patrimônio e Museologia, através da Portaria n 007/2011/SMC/ LIC-SM, de 22.11.2011. Durante o período 2011-2012 em que foi membro do Conselho Municipal de Cultura de Santa Maria, como responsável pela Área Patrimônio Histórico-Cultural, trabalhou voluntariamente na construção do Plano Municipal de Cultura, cujo texto final será apresentado na Conferência Municipal de Cultura em março de 2013.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Regime: Dedicação exclusiva.


Sistema Municipal de Museus de Santa Maria, SMM, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Voluntário, Carga horária: 4
Outras informações
Em 22/10/2008 foi sancionada pelo Prefeito Municipal Antônio Valdeci de Oliveira a Lei 5163, que ?institui o Sistema de Museus do Município de Santa Maria e o Fundo Municipal e dá outras providências?. Ainda em 2008 foi eleita pelo Conselho Gestor do SMM, a primeira Coordenação do SMM (2008-2010), ficando assim composta: Danieli Sanches Venturini, Marta Rosa Borin e Giane Vargas Escobar. Uma das primeiras ações dessa Coordenação foi trabalhar pela qualificação do grupo, e assim se buscou o apoio do Departamento de Museus, DEMU-IPHAN, bem como do Sistema Estadual de Museus/SEM/5ª RM para a realização da oficina ?Plano Museológico, implantação e gestão de Museus?, ministrada em 2009, pelo Museólogo Albino Oliveira Júnior. Em 2009 ainda, o SMM formalizou convênio com o Curso de Mestrado em Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Santa Maria, para em parceria trabalharem com projetos de extensão pela melhoria dos Museus de Santa Maria e esta coordenação criou um blog para divulgar as ações do mesmo (www.sistemademuseussm.blogspot.com). Exerceu a função de Coordenadora do Sistema Municipal de Museus de Santa Maria juntamente com as Coordenadoras Marta Borin, do Museu Sacro de Santa Maria e Daniele Sanches, do Museu Vicente Pallotti.


Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: Professor Substituto Bacharelado Museologia, Carga horária: 40

Atividades

10/2015 - 07/2016
Ensino, Museologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Museus e Diversidade Cultural
Arquitetura e Espaços em Museus
Práticas em Conservação Preventiva
Cultura, Cidadania e Ambiente
Fundamentos da Preservação de Documenbtos

Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor do Magistério Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor do Magistério Superior, Classe A, Professor Assistente A, Nível I, Dedicação Exclusiva.

Atividades

03/2018 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Patrimônio, Cultura Material e Arqueologia
03/2018 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos em História da África e Cultura Afro-Brasileira - ERER- Educação das Relações Étnico-Raciais
05/2017 - Atual
Direção e administração, Universidade Federal do Pampa, .

Cargo ou função
Coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas da Unipampa Campus Jaguarão - NEABI MOCINHA.
12/2017 - 02/2018
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Federal do Pampa, .

Cargo ou função
Comissão Local de Verificação de Autodeclaração Étnico-Racial.
08/2017 - 12/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Patrimônio e Museus
Estágio Supervisionado III
03/2017 - 07/2017
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais do Ensino de História - Educação e Transformação Social
Estágio Supervisionado II


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Clube Social 24 de Agosto: memórias negras
Descrição: Este projeto tem como objetivo registrar e divulgar a trajetória do Clube Social 24 de Agosto da cidade de Jaguarão. Criado em 1918 por um conjunto de operários negros, este espaço se tornou uma das referências da sociabilidade e resistência dos afrodescendentes na região. O Clube ainda funciona em sua antiga sede, construída na década de 1970. A construção da sede é um marco importante tendo em vista que o Clube dependia de locais cedidos para realizarem suas atividades. Este espaço continua a reafirmar a sua identidade negra, em práticas relacionadas à Memória, à História e à Cultura. Como um território negro, é extremamente representativo na região de Jaguarão, e recentemente foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado , o primeiro clube negro a receber tal distinção. Pretendemos, além de registrar estas histórias, higienizar e organizar o atual acervo da instituição, para que assim futuramente, outros pesquisadores e educadores possam realizar atividades que valorizem as histórias dos afrodescendentes do lugar, mas, sobretudo, teçam práticas educativas que combatam o preconceito racial ainda latente nos dias atuais. Registro no SIPPE: 20180116112654.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Integrante / Caiuá Cardoso Al-Alam - Coordenador / Sara Teixeira Munaretto - Integrante.
2017 - Atual
Grupo de Estudos e Pesquisas AFROnteiras Negras Unipampa
Descrição: Afronteiras é um Grupo de Estudos e Pesquisas que ?está na fronteira, que afronta e que ultrapassa as fronteiras?. Essas foram as palavras da intelectual negra, historiadora e Professora da UFRJ, Giovana Xavier, em uma conversa informal, em que ambas tentávamos elaborar o nome do grupo. A partir dessa reflexão é que surgiu o nome AFROnteiras Negras Unipampa. Esse neologismo vai ao encontro do pensamento da intelectual negra Lélia Gonzalez (2005), ao afirmar que ?No meio do movimento das mulheres brancas, eu sou a criadora de caso, porque elas não conseguiram me cooptar?. Lélia explica que ?No interior do movimento havia um discurso estabelecido com relação às mulheres negras, um estereótipo. As mulheres negras são agressivas, são criadoras de caso, não dá para a gente dialogar com elas etc.? O fato é que em meio a esse discurso evidencia-se a presença de racismo e de diversas formas de opressão pelas quais as mulheres negras estão submetidas, por serem mulheres, negras e majoritariamente pobres. Dessa forma, esse projeto prioriza estudos de pensadoras/intelectuais negras que têm uma forma específica de ver o mundo, de se colocar diante dele e de forjar novas epistemologias. Registro no SIPPE: 06.002.18.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Rainhas Negras do Clube 24 de Agosto: identidades, representações e trajetórias de mulheres de um Clube Social Negro na fronteira Brasil-Uruguai
Descrição: A presente investigação articula questões de gênero, raça e classe com o objetivo de realizar uma análise cultural (Guerra, 2010), em que são centrais as rainhas dos certames de beleza realizado pelo Clube 24 de Agosto, na cidade de Jaguarão, Rio Grande do Sul, ao longo de sua trajetória de um século de existência. A pesquisa ancora-se na teoria da interseccionalidade, termo cunhado por Kimbele Crenshaw, em 1989, com vistas a discutir qual era o lugar que as Rainhas do 24 ocupavam no interior da sociedade negra e como se davam as relações de gênero, raça e classe no interior do clube, bem como com outras sociedades não negras da cidade de Jaguarão e no Uruguai. Essa teoria, mesmo sem ser utilizada com esse nome já era uma prática nos estudos e reflexões de Davis (2016) e Gonzalez (Rattz e Rios, 2010) no início dos anos de 1980. Essa investigação alia-se às teorias preconizadas por intelectuais negras como Sueli Carneiro, Lélia Gonzalez, Beatriz Nascimento, bell hooks, Neusa Santos Souza, o que nos permitirá perceber as várias formas de opressões combinadas ou entrecruzadas no interior do clube negro e na sociedade jaguarense e como essas mulheres forjaram estratégias de apoderamento e visibilidade. Essa investigação ancora-se, ainda, nos conceitos de identidade e representação de Stuart Hall que preconiza uma não fixação das identidades, já que essas mulheres certamente constituem um grupo que não é homogêneo, por isso a importância de se perceber as diferentes identidades negras forjadas no interior da agremiação negra e que constituem uma forma específica de ser e estar mulher negra na sociedade jaguarense. Registro no SIPPE: 20180228195233.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Coordenador / Shirlei Pereira Rosa - Integrante / Gabriela Oliveira de Aveiro - Integrante / Karina Constantino Brisolla - Integrante / Vanessa Olanda - Integrante / Caroline Maria dos Santos Souza - Integrante.
2015 - Atual
Pontos Negros da Memória da Cidade de Santa Maria: ação cultural educativa e a Lei 10639/03
Descrição: Este projeto tem como fonte de inspiração o passeio monitorado intitulado Tour ?Linha Preta?, um evento cultural e educativo organizado durante o II COPENE SUL , o Congresso de Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul, realizado no período de 21 a 24 de julho de 2015, na cidade de Curitiba no Paraná. O projeto referencia-se também na inciativa do Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, pois ?não possui sede, endereço fixo ou coleção, como a maioria dos museus?. São Pontos Negros ancorados na memória e, a exemplo deste museu ?zarpa em direção ao futuro? (RAMOS et al, 2015). Nesse sentido, este projeto vem para conhecer e tornar conhecidos os sujeitos negros e negras que constroem e/ou construíram esse município, os lugares, as ruas, as praças, os prédios, os monumentos, etc, que tiveram e ainda têm a marca, as mãos e os braços negros, demonstrando uma significativa capacidade criativa no desenvolvimento da cidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Coordenador / Bianca Lopes Brites - Integrante / Andressa Duarte - Integrante / Taiane Lima - Integrante.
2012 - Atual
GP Estudos Culturais e Audiovisualidades
Descrição: : O Grupo de Pesquisa Estudos Culturais e Audiovisualidades tem como pressuposto a compreensão da cultura como a esfera do sentido que unifica os setores da produção e das relações sociais e pessoais. Tal visão se ampara no viés teórico-metodológico interdisciplinar que caracteriza os Estudos Culturais, cuja vocação para orientar pesquisas no campo da comunicação consolidou-se ao longo das muitas investigações acadêmicas, cuja utilização, mais das vezes de caráter qualitativo e empírico, vem operacionalizando o diálogo entre as estratégias de produção e o consumo cultural. As pesquisas deste grupo trazem em seu bojo questões étnicas, de gênero e sexualidade, identidades culturais, contemporaneidade e globalização, além de pesquisas de recepção, circulação e de produção dos sentidos que neste grupo se concretizam por meio das temáticas referenciadas, especialmente no âmbito da mídia e dos processos audiovisuais. Também são acolhidos neste grupo investigações que tragam questões pertinentes à memória e à história, principalmente se articuladas à mídia...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
GT Negros - NECON/PG e PPGCSociais da UFSM
Descrição: O GT Negros, Grupo de Trabalho ligado ao NECON/Curso de Ciências Sociais da UFSM visa contribuir para que seus membros ampliem a compreensão das dinâmicas sociais que envolvem a comunidade negra local e regional. Criado em setembro de 2011, é formado por pesquisadores que se interessam pela temática étnico-racial, professores e membro do Movimento Social Negro. Tem como objetivo promover a revisão de literatura, através da leitura, fichamento, síntese e apresentação do pensamento de autores que abordam a temática étnico-racial; realizar pesquisa empírica de temas locais considerados relevantes; produzir artigos e constituir um banco de informações sobre a população negra do município e região..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Portal Clubes Sociais Negros do Brasil
Descrição: O Projeto Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil segue as diretrizes apontadas e consideradas prioridade pelo Movimento Clubista Negro. Foi elaborado por Giane Vargas Escobar e inserido no SICONV sob o número 028923/2009 (ANEXO J). Tem como órgão financiador a SEPPIR, a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal e como proponente a Associação dos Amigos do Museu Treze de Maio. O convênio foi assinado pelo Ministro Edson Santos em 26 de novembro de 2009 e publicado em Diário Oficial em 26 de janeiro de 2010. O projeto financiado pela SEPPIR será mantido por 24 meses. A SEPPIR viabilizou o valor de R$23,6mil; a AAMTM e o MTM darão a contrapartida em serviços e equipamentos, no valor de R$4,8mil, totalizando R$ 28.480,00 (vinte oito mil quatrocentos e oitenta reais). A existência de um Site/Portal dedicado especificamente à preservação da memória dos Clubes Sociais Negros do Brasil e sua revitalização na atualidade evidenciará a importante participação do negro na construção social, cultural e econômica do estado e do país, contribuindo para a divulgação de iniciativas individuais e coletivas, aproximação e ampliação dos conhecimentos referentes a esta área. Em âmbito local, pode-se afirmar que este portal virá para provocar uma mudança de comportamento e um novo olhar sobre a história do negro como o articulador e construtor deste país. Um cadastro atualizado dos clubes, em meio eletrônico, com a possibilidade de comunicar-se e acessar rapidamente às informações representa um espaço para o exercício da cidadania, promovendo visibilidade e protagonismo aos seus agentes, possibilitando vivenciar o sentimento de pertencimento, de identidade, de fazer parte de um grupo, bem como de partilhar as histórias de vida..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Registro dos Clubes Sociais Negros do Brasil como Lugares de Memória: cidadania, inclusão e preservação do patrimônio cultural imaterial afro-brasileiro
Descrição: O pedido de Registro dos Clubes Sociais Negros como Patrimônio Brasileiro e sua inclusão no ?Livro de Registro dos Lugares? do IPHAN, enquanto PATRIMÔNIO IMATERIAL foi encaminhado em 13 de maio de 2009 pela Comissão Nacional de Clubes Sociais Negros, representada pelos Estados do RS, RJ, SP, SC e MG. Esta Comissão, eleita em 2006, durante a realização do 1º Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras realizado em Santa Maria/RS, onde participaram aproximadamente 300 pessoas dentre ativistas do Movimento Negro, poder público e interessados pelo tema, que registraram as suas demandas na ?Carta de Santa Maria? , amplamente divulgada em âmbito nacional e internacional. Com o Registro vislumbra-se garantir a preservação, em âmbito nacional, de todos os Clubes Sociais Negros do país, com vistas a sua salvaguarda, manutenção e reconhecimento por parte do estado de que eles são legítimos ?lugares de memória? e empoderamento da comunidade negra. Por iniciativa do ?Movimento Clubista?, no ano de 2009 o município de Santa Maria foi contemplado com uma emenda parlamentar oriunda da Deputada Federal Luciana Genro, no valor de R$ 500mil (quinhentos mil reais), do orçamento da Fundação Cultural Palmares, para dar início ao Projeto de Pesquisa intitulado ?Registro dos Clubes Sociais Negros do Brasil como Lugar de Memória: Cidadania, Inclusão e Preservação do Patrimônio Cultural Afro-Brasileiro?, o que vem para subsidiar e complementar a documentação protocolada no IPHAN. Em 16/11/09, foi encaminhado oficio informando a Comissao Nacional que foi aberto pelo IPHAN, o Processo de Registro dos Clubes Sociais Negros do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Roda de Lembrancas com antigos socios do Clube Treze de Maio
Descrição: Inspirados na oficina ?Roda de Lembranças com os pescadores de Sepetiba?, Santa Cruz, Rio de Janeiro, evento este realizado em 2009, durante a I Jornada Formação em Museologia Comunitária, em Santa Cruz no Rio de Janeiro, é que a equipe do Museu Treze de Maio inseriu, em Santa Maria, a ?Roda de Lembranças com os antigos associados do Treze?, que foi realizada no dia 16 de novembro de 2009, durante as atividades alusivas a 21a Semana Municipal da Consciencia Negra. Os antigos sócios que nesta ocasião participaram da atividade e deram seus depoimentos foram Alcione Flores do Amaral, Sirlei, Jocélia Rodrigues, Petrolina Barbosa Marques, Mayara Medianeira de Oliveira, Jonbelina da Silva Vargas, José Antonio Xavier, o Toninho e Adão Valdeci Barbosa, o Zico. Nesta roda de lembranças foi possível resgatar o famoso ?pente quente?, ?a vaselina?, ?a banha? que as mulheres negras passavam no cabelo para ele ficar ?lisinho? à moda 1960 e 1970. Este era também um padrão de beleza imposto ao corpo da mulher negra que tinha que usar o ?pente quente? para ficar ?bonita?, . Petrolina (2009) lembrou que ?a Ângela é que cuidava de todas as mulheres negras, pois ela é que tinha o pente quente. E faturava!? O corpo se impõe como um dos lugares privilegiados de inscrição da identidade, segundo Giacomini (2006), e o cuidado com a aparência, mais que simples capricho ou acessório, torna-se estratégia de um grupo que quer afirmar, de modo conspícuo, que detém determinados atributos de classe raramente associados aos negros na sociedade brasileira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Clubes Sociais Negros: lugares de memoria, resitencia negra, patrimonio e potencial
Descrição: Os Clubes Sociais Negros tiveram papel decisivo na formação da sociedade brasileira. Romperam com os padrões de uma época, atuando incisivamente na luta contra a escravidão e a discriminação racial, sendo que o espaço mais antigo do país se localiza no RS, além de constituírem a maior representatividade até então mapeada. O problema que delineia este trabalho versa sobre quais as principais medidas que devem ser tomadas por gestores clubistas e Estado no que tange à preservação destes territórios que, ao final do século XX e início de novo milênio, vêm procurando sobreviver às intempéries da desarticulação, do descaso e pedindo socorro. O presente trabalho utiliza como metodologia a pesquisa documental e bibliográfica, além de técnicas de história oral e observação participante, com caráter etnográfico, aplicação de questionário, analisando os encaminhamentos finais do 1º Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras, realizado no ano de 2006, em Santa Maria/RS, o qual representou um marco histórico na construção de um novo paradigma, com demandas registradas na ?Carta de Santa Maria?, que apontou as principais diretrizes para as ações de dirigentes clubistas e poder público nos próximos anos. A investigação tem como objetivo principal propor a implementação de políticas públicas de preservação, manutenção, fortalecimento, difusão e salvaguarda destes lugares de resistência e identidade negra, centrando o estudo na trajetória e transformações pelas quais passou a Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio, Clube Social Negro criado por ferroviários da extinta Viação Férrea de Santa Maria/RS, em especial no período do seu nascimento, de 1903 a 1914, e sua posterior revitalização como um museu comunitário que surge em pleno século XXI, como uma estratégia, uma reinvenção do patrimônio, com olhar para o passado, buscando as origens, mas com ações no presente com vistas ao reconhecimento e Registro desta centenária agremiação e outros pares como patrimônio imaterial.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Manutenção e Melhorias para o Acervo do Centro Histórico Coronel Pillar: Compromisso com a preservação da História da Brigada Militar de Santa Maria
Descrição: Atuou como Produtora Cultural deste projeto, captando recursos através da Lei de Incentivo à Cultura Municipal de Santa Maria - LIC. O valor total do incentivo captado através de impostos municipais (IPTU, ISSQN e ISBN) foi de R$10.139,30 (dez mil cento e trinta e nove reais e trinta centavos), o que viabilizou a manutenção e melhorias para a conservação do acervo museológico e arquivístico, dando continuidade ao processo organização do Centro Histórico Coronel Pillar..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - Atual
Brigada Militar: fardamentos e imagens
Descrição: A concepção da exposição intitulada ?Brigada Militar: Fardamentos e Imagens? foi inspirada nos princípios de uma ?museologia diferente?, que diz que os museus contemporâneos têm o dever de analisar a história das comunidades, promovendo o diálogo e a troca de experiências entre os profissionais, buscando, dessa forma, ultrapassar o seu espaço formal para que a integração seja efetivada. As potencialidades da coleção foram exploradas, dando prioridade aos uniformes utilizados pela Brigada Militar no período de 1892 a década de 1990, trazendo em detalhes o popular ?Papo Roxo?, o tradicional ?Aba Larga? e o fardamento utilizado pela Polícia Feminina. A mostra foi inaugurada em 15 de maio de 2008 no Centro Histórico Coronel Pillar, na Brigada Militar de Santa Maria. O Projeto Museológico e Museográfico foi elaborado por Giane Vargas Escobar; Maria Candida da Silveira Skrebsky e Priscila Terra Quesada. A pequisa, os textos, a montagem e conservação do acervo ficou a cargo de Giane Vargas Escobar; Maria Candida da Silveira Skrebsky; Vladimir Fernando Dalla Costa Ribas; João Francisco Serpa Filho; José Luiz Schardong; Acadêmicos da Disciplina Prática do Historiador em Museu/ Curso História UFSM; Aldrovando Costa da Silva; Franciele Roveda Maffi; Leandra Lock Aires Kurtz; Milton Luis Lopes; Neimar Martin da Silva; Patrick Alves de Oliveira; Renato Adolfo Moralles; Sávio Solto da Silva; Tamiris Carvalho; Tarciso Zonin Viero; Tiago Cardoso Lemes; Vinícius dos Santos Bonato; Vinícius Lorentz Dutra; Vladimir Fernando Dalla Costa Ribas; José Luiz Schardong. A Coordenação Geral e captação de recursos ficou a cargo de Giane Vargas Escobar, que atuou como Produtora Cultural captando o valor de R$ 12.300,00 (doze mil e trezentos reais) através da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (LIC)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Projeto de Sistematização, Organizacao e Documentacao do Acervo do Museu da Província Franciscana de Santa Maria/RS
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
Projeto de Modernização do Centro Histórico Coronel Pillar
Descrição: Este projeto foi encaminhado para a LIC/RS - Lei de Incentivo à Cultura do Estado do RS em maio de 2004, obtendo aprovação em outubro do mesmo ano, tendo como proponente a Associação Cívico Cultural Coronel Pillar e Coordenação Geral à cargo de Giane Vargas Escobar e Maria Candida da Silveira Skrebsky. A captação de recursos executada por Giane Vargas Escobar em empresas que pagam ICMS ao Governo do Estado, iniciou em maio de 2005 e os incentivos das três empresas que apoiaram o Projeto foram de fundamental importância para o desenvolvimento do CHCP. Com os recursos captados na ordem de R$61,8mil (sessenta e um mil e oitocentos reais) das empresas locais, a CVI Refrigerantes, a Eletropeças Ltda e Walter Beltrame foi possível modernizar e organizar o CHCP, contribuindo com a preservação e a recuperação do patrimônio cultural material e imaterial do Estado do RS. O Projeto teve como objetivos específicos: implementar a pesquisa (intrínseca e extrínseca) sobre cada objeto do acervo museológico já coletado; desenvolver a documentação manual e informatizada do acervo, possibilitando rápido acesso às informações, de acordo com procedimentos museológicos contemporâneos, elaborando as fichas de identificação e de localização, abertura de inventário, catalogação; incentivando a pesquisa, promovendo um maior contato com a comunidade, bem como disponibilizando o acervo museológico e arquivístico; implantando um Banco de Histórica Oral, viabilizando o registro de fatos, relatos, peculiaridades que a historiografia oficial não registrou, buscando, também, informações sobre a história de cada objeto do acervo do museu; higienizando, acondicionando e armazenando o acervo arquivístico e museológico com vistas a sua preservação; desenvolvendo estudos para a classificação, arranjo, avaliação e descrição dos documentos arquivísticos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - 2017
I Semana Intercultural Integrada da UNIPAMPA - Campus Jaguarão: UNIPAMPA 10 anos de história
Descrição: A proposta de execução da I Semana Intercultural Integrada da UNIPAMPA - Campus Jaguarão ? 10 anos UNIPAMPA no período de 27/11/17 a 01/12/17 na GIM (Galeria Intercultural Magliani) no saguão inferior que antecede o auditório, por assimilar que tal lugar seja um local de trânsito da comunidade acadêmica e que proporciona condições adequadas à contemplação das atividades realizadas. Intenta-se maior integração entre discentes e docentes na construção de novas simbologias culturais que permeiam o âmbito acadêmico da UNIPAMPA, juntamente com a comunidade externa. Espera-se, também, incentivar e fomentar tais manifestações culturais, que estão e estiveram presentes dentro dessas territorialidades e na construção do decorrer dos 10 anos da UNIPAMPA. Registro no SIPPE: 06.031.17.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2017 - Atual
Galeria Intercultural Magliani
Descrição: Outorga-se às galerias como um território intercultural, um lugar multiuso e de emponderamento de culturas diversas, onde poderes simbólicos são ressignificados, assim como a definição e a redefinição de ideologias, de acordo com a necessidade e na elaboração de se pensar novas simbologias que venham a contribuir à ordem social, embasadas pelos conceitos do poder simbólico pensado por Bourdieu (1989). Reivindicando neste território intercultural multiuso o reconhecimento de novas culturas, que constituem um novo poder simbólico visual e plástico transpassado pela pluralidade cultural, no qual tolerância, aceitação e respeito sejam mútuos num ideal social comum. A Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA, Campus Jaguarão, pode ser considerada como um território acadêmico de mobilidade e de transitoriedade de indivíduos advindos de diversos lugares do Brasil. Neste sentido, concebe-se a necessidade de implementar uma Galeria Intercultural, que facilite o diálogo com os estudantes através das artes plásticas e visuais, promovendo maior integração cultural entre a comunidade acadêmica e a comunidade externa. A proposta é de implementar a Galeria no saguão inferior que antecede o auditório, por assimilar que tal lugar seja um local de trânsito da comunidade acadêmica e que proporciona condições adequadas à contemplação das obras expostas. Intenta-se maior integração entre discentes e docentes na construção de novas simbologias culturais que permeiam o âmbito acadêmico da UNIPAMPA, assim como um lugar de experienciação expositiva das artes plásticas e visuais resultantes desta integração, espera-se, também, estimular a propagação do gosto pelas artes plásticas e visuais, como também incentivar os alunos e professores a compartilhar das suas linguagens estéticas, enquanto artistas, pesquisadores, estudiosos ou, ainda, apreciadores das artes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Integrante / Patrícia Schneider Severo - Coordenador / Bruna Rodrigues da Silva - Integrante / Alef Franco Caldeira - Integrante / Claudiane Rodrigues Moura Echevengua - Integrante / Fernanda Lemos Fattah - Integrante / Matielli Faria Medeiros - Integrante / Breno Primo de Mélo de Araújo Brito - Integrante / Sabina Vallarino Sebasti - Integrante / Alexandre Caldeirão Carvalho - Integrante / Simone Prior Prietsch - Integrante / Helora Ataydes Dilelio Ávila - Integrante.
2016 - Atual
?Atinuké? ? Grupo de Estudos sobre o Pensamento de Mulheres Negras
Descrição: Este projeto nasce da inquietação de três mulheres negras, militantes e pesquisadoras, acerca de temas que lhes dizem respeito, temas que lhes afetam, pois ?só investigamos de verdade o que nos afeta?, e afetar vem de afeto (Gramsci apud Martín Barbero, 2004, p. 25). A situação da mulher negra na sociedade brasileira é radicalmente diferente da mulher branca, pois possuem pontos de partidas diferentes, especificidades que precisam ser priorizadas, em especial na produção de conhecimento acadêmico ou de comunicação, onde se vive ainda sob o manto de uma estrutura educacional, política e midiática majoritariamente branca. Como acadêmicas negras e ativistas do movimento de mulheres negras e de matriz africana, sentimos a necessidade de entender esse processo e lutar pela sua transformação através da educação, pois como diz Sueli Carneiro é preciso ?enegrecer o feminismo?. Segundo a filósofa, alcançar a igualdade de direitos é converter-se em um ser humano pleno e cheio de possibilidades e oportunidades para além de sua condição de raça e de gênero. Esse é o sentido final dessa luta. Por isso a necessidade de buscar referências, compreender e compartilhar com outras mulheres negras, especialmente, o conhecimento teórico e acadêmico acerca de um pensamento político, negro, feminista e interseccional, nacional e internacional e que permita refletir sobre outras possibilidades de identidades de gênero e de visibilidade para as lutas feministas, com recorte étnico-racial negro..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2014 - Atual
Comunidades e Museologia Social (Comusas): extensão universitária e ações afirmativas entre comunidades negras, indígenas, quilombolas, periféricas e LGBT
Descrição: Certificado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), o grupo vincula-se a organizações comunitárias, em especial aquelas atendidas por políticas públicas contemporâneas relacionadas ao direito à cultura e ao direito à memória, tal qual Pontos de Cultura, Pontos de Memória e demais iniciativas comunitárias em memória e museologia social desenvolvidas por comunidades vulneráveis negras, indígenas, quilombolas, periféricas e LGBT. Ao somar extensão universitária e ações afirmativas, desenvolvem-se pesquisas que problematizam a relação entre universidade e comunidade, propondo uma conexão horizontal e promotora da democratização de espaços públicos. Reúne pesquisadores provindos de comunidades, intelectuais orgânicos e/ou agentes culturais. Com o objetivo de promover a pesquisa e a extensão universitária a partir da Museologia Social, possui como metodologia ações participativas interessadas na potencialização da memória social válida para a promoção da superação da vulnerabilidade social..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2013 - Atual
Ponto de Cultura Museu Treze de Maio
Descrição: Selecionado no Edital Rede RS de Pontos de Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Diretoria de Cidadania e Diversidade Cultural, Portaria Sedac nº 29/2013, publicada no D.O.E. do dia 03 de abril de 2013...
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Integrante / João Heitor da Silva Macedo - Coordenador / Geanine Vargas Escobar - Integrante / Marta Regina dos Santos Nunes - Integrante.


Outros Projetos


2018 - 2018
Projeto "Funga Aláfia" Seja bem vindo/a!
Descrição: A Oficina de Teatro "Funga Aláfia" - Seja bem vindo/a! aconteceu no período de 19 a 21 de março de 2018. Atividade de acolhida aos estudantes cotistas, ministrada pela Professora de Teatro Dedy Ricardo é uma parceria do NEABI MOCINHA Unipampa Campus Jaguarão e a SMED-Secretaria Municipal de São Leopoldo. Contou com o apoio do Ilê Axé Mãe Nice D'Xangô; do Grupo Abi Axé; do Grupo de Estudos sobre o Pensamento de Mulheres Negras "Atinuké"; do Clube 24 de Agosto e da GIM, a Galeria Intercultural Magliani..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (30) .
Integrantes: Giane Vargas Escobar - Integrante / Carlos Pereira - Integrante / Edilaine Ricardo Machado - Coordenador.
2010 - 2012
Exposição de Longa Duração: Policiais da Brigada Militar em Minaturas
Descrição: O Projeto de Exposição de Longa Duração intitulado "Policiais da Brigada Militar de Santa Maria em Miniaturas" foi aprovado na Lei de Incentivo à Cultura/LIC-RS, conforme publicação em Diário Oficial do Estado do RS, em 28/02/2012. O Projeto foi elaborado por Giane Vargas Escobar e Lidiane Baumart Nunes e inicialmente encaminhado ao Edital 01/2010 do Fundo de Apoio à Cultura do Estado - FAC/RS, pela produtora cultural Franciele Rocha de Oliveira, para concorrer nesta modalidade de financiamento no ano de 2011. Este projeto visa promover melhorias na exposição de longa duração do Centro Histórico Coronel Pillar, incorporando novos mobiliários e expositores, além de elementos lúdicos como os próprios policiais militares retratados em miniaturas e com a fisionomia daqueles que foram escolhidos pelos Comandantes das Unidades militares ou pelos seus colegas para representá-los na exposição. O projeto, no valor de R$31.081,58 mil, ganhou a chancela do Fundo de Apoio à Cultura - FAC/RS, com MENÇÃO DE RECONHECIMENTO DE MÉRITO e foi recomendada a sua execução, porém em 2012 foi inscrito em nova modalidade de financiamento o PRÓ-CULTURA/RS - Sistema LIC, estando apto a captar recursos de empresas que recolhem e pagam ICMS no ano de 2012..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
2004 - 2012
Os Abas Largas: a recuperação de uma obra
Descrição: O Centro Histórico Coronel Pillar-CHCP, a Casa de Memória Edmundo Cardoso e o Santa Maria Vídeo e Cinema estão trabalhando no projeto de recuperação do filme da única cópia do longa-metragem ?Os Abas Largas?, dirigido por Sanin Cherques, em 1962. Esta cópia está guardada na Cinemateca Brasileira de São Paulo. A obra filmada grande parte em Santa Maria contou com a colaboração da Brigada Militar local e com a atuação de atores da Escola de Teatro Leopoldo Fróes da cidade. A obra é o primeiro longa-metragem dirigido na cidade e também o primeiro faroeste do país e trata da atuação da Polícia Rural da Brigada Militar no combate ao abigeato na fronteira rio-grandense. Edmundo Cardoso, ator, referência cultural da cidade, faz, neste filme, o chefe dos bandidos. Os policiais da BM participaram como figurantes ou atuando como faziam na vida real. A obra teve, ainda, locações nas cidades de Porto Alegre, Tupanciretã e Camaquã. Seu título está condicionado à denominação popular recebida pelo efetivo do Regimento de Polícia Rural Montada da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, que faziam o policiamento na zona rural gaúcha, tendo como peça de fardamento seu característico chapéu de amplas abas. Irene Kovak e Jorge Karan, protagonistas do longa-metragem foram premiados como atores revelação no Primeiro Festival do Cinema Brasileiro de Teresópolis, Rio de Janeiro. O evento foi realizado em julho de 1964 com o slogan ?falem mal, mas falem do cinema nacional? . Para Gilda May Cardoso Santos, filha de Edmundo Cardoso ?recuperar a cópia do filme realizado por meu pai é reconhecer seu trabalho para a cultura da cidade?. Wladimir Comassetto, Comandante do 1º Regimento de Polícia Montada ?Rgt Cel Pillar? e Diretor do Centro Histórico Coronel Pillar, complementa dizendo ?a Brigada Militar sempre contribuiu para a cidade, este filme, preserva nossa história?..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.


Membro de comitê de assessoramento


2017 - 2017
Agência de fomento: Universidade Estadual de Goiás


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Museologia.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Comunicação / Subárea: Comunicação.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2018
Prêmio Donna Mulheres que Inspiram, Revista Donna (Jornal Zero Hora - http://revistadonna.clicrbs.com.br/gente/conheca-as-10-indicadas-).
2018
Paraninfa da Turma 2018 do Curso de História-Licenciatura Unipampa Campus Jaguarão, Universidade Federal do Pampa Campus Jaguarão.
2018
Prêmio Donna Mulheres que Inspiram, Revista Donna (Jornal Zero Hora) - Link: http://revistadonna.clicrbs.com.br/gente/conheca-as-tres-ve.
2018
Prêmio Donna Mulheres que Inspiram, Reconhecimento do Poder Legislativo de Jaguarão - RS.
2017
Coordenadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas da Unipampa - Campus Jaguarão, Universidade Federal do Pampa.
2017
Professor do Magistério Superior, Universidade Federal do Pampa.
2017
Sócio Honorário do Clube 24 de Agosto, Clube 24 de Agosto,fundado em 24/08/1918.
2017
Coordenadora IV COPENE Sul - Portaria Nº 011/2017, Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as.
2017
Coordenadora da Área Científica Memória e Patrimônio - quadriênio 2017-2020, Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as.
2015
Aprovada em 2º lugar no Processo Seletivo de Professor Substituto do Edital nº 11/2015 ? Área Ciências Sociais Aplicadas/Museologia ? Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS.
2015
Reconhecimento - A Universidade Federal de Santa Maria reconhece o mérito e enaltece seu esforço e dedicação, que resultaram na conquista de significativa distinção, no ano de 2014, UFSM.
2015
Conselheira da Fundação Cultural Palmares - FCP/MinC, Fundação Cultural Palmares - Ministério da Cultura - Governo Federal.
2014
"The 2014 Hans Manneby Prize" - International museum Prize winner 2014, Hans Manneby Memorial Fund for Museum Development - www.museumhorizon.se.
2012
Medalha de Serviços Distintos, Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul.
2011
Medalha da Ordem do Mérito Cel Pillar, Associação Cívivo cultural "Cel Pillar" - Brigada Militar de Santa Maria - RS.
2011
Comenda "Zumbi dos Palmares", Câmara de Vereadores de Santa Maria - RS.
2011
Aprovada em 2º lugar no Concurso Público para Professor Assistente - Área Museologia ? Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA). Publicado em Diário Oficial da União N 97, de 23/05/2011, pág. 48 e 49, Universidade Fedeal do Pampa - UNIPAMPA.
2010
Louvor de ME e FC (individual), Brigada Militar de Santa Maria - 1º Regimento de Polícia Montada Rgt Cel Pillar.
2009
Destaque Negro do RS/2009, Associacao Cultural Beneficente Floresta Montenegrina - Montenegro/RS - 93 Aniversario.
2007
Destaque Funcional/2007, Brigada Militar de Santa Maria/1º Regimento de Polícia Montada "Rgt Cel Pillar".
2006
Certificado de Mérito e Louvor - Organização do Seminário Olhares Sobre o Rio Grande do Sul: Sujeitos Formadores da História e seus Contextos, MEC/Universidade Federal de Santa Maria/CCSH/Curso de História.
2005
Destaque Funcional/2005, Brigada Militar de Santa Maria/1º Regimento de Polícia Montada "Rgt Cel Pillar".


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
ESCOBAR, Giane Vargas. Clubes Sociais Negros: lugares de memória, resistência negra, patrimônio e potencial. Dissertação defendida na Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-Graduação Profissionalizante em Patrimônio Cultural, Santa Maria/RS, 2010.  Data: 21/11/2012

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ESCOBAR, G. V.2012ESCOBAR, G. V.; WINCH, R. R. . Os Lugares de Mulher Negra na Publicidade Brasileira. Cadernos de Comunicação (UFSM), v. 16, p. 227-244, 2012.

2.
ESCOBAR, G. V.2004 ESCOBAR, G. V.; LAMEIRA, L. V. ; LIMBERGER, L. R. L. . Museu Treze de Maio: memoria e identidade negra em Santa Maria - RS. Musas (IPHAN), v. 2, p. 58-68, 2004.

3.
ESCOBAR, G. V.2003ESCOBAR, G. V.; LOPES, J. U. S. ; MORO, T. A. ; WEIBLEN, H. ; ROVEDER, L. ; BERTOLINI, E. ; BASTOS, O. ; SOUZA, F. W. . Folclore e Tradicao. Santa Maria Cidade Cultura, v. 1, p. 52-63, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ESCOBAR, G. V.; AL-ALAM, C. C. ; MUNARETTO, S. T. . Clube 24 de Agosto: 100 anos de resistência de um clube social negro na fronteira Brasil-Uruguai. 1. ed. Porto Alegre: Ilu Editora, 2018. v. 1. 208p .

Capítulos de livros publicados
1.
ESCOBAR, G. V.; MORAES, A. L. C. . A representação e as representações distorcidas no jornalismo: relações conceituais de racismo e sexismo. In: Flavi Ferreira Lisboa Filho, Thomas Josue Silva. (Org.). Cultura e identidade: subjetividades e minorias sociais. 316ed.Santa Maria: Facos-UFSM, 2018, v. 1, p. 42-58.

2.
ESCOBAR, G. V.; ROSA, S. P. ; AVEIRO, G. O. ; SANTOS, V. O. ; SOUZA, C. M. S. . Rainhas Negras do Clube 24 de Agosto: identidades, representações e trajetórias de mulheres de um clube social negro na fronteira Brasil-Uruguai. In: Giane Vargas Escobar, Caiuá Cardoso Al-Alam, Sara Teixeira Munaretto. (Org.). Clube 24 de Agosto: 100 anos de resistência de um clube social negro na fronteira Brasil-Uruguai. 1ed.Porto Alegre: Ilu Editora, 2018, v. 1, p. 121-146.

3.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Rodas de Lembranças do Museu Comunitário Treze de Maio: comunicação, educação e identidade de mulheres negras. In: Jane Rocha de Mattos (Org.). (Org.). Museus e Africanidades. 1ed.Porto Alegre: Edições Museu Júlio de Castilhos, 2013, 2013, v. 1, p. 157-182.

4.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Negras e negros em evidência: os dispositivos comunicacionais do Museu Comunitário Treze de Maio de Santa Maria. In: MELLO, Paulo Cezar Barbosa; FONSECA, Reinaldo. (Org.). As imbricações da cultura contemporânea à popular. 5ed.Brumadinho - Inhotim: PMStudium Com. E Design, 2012, v. , p. 276-285.

5.
ESCOBAR, G. V.. A face afro-brasileira do patrimônio: a reinvenção do Clube Social Negro Treze de Maio de Santa Maria em Museu Comunitário. In: RIBEIRO, José Iran; WEBER, Beatriz Teixeira. (Org.). Nova História de Santa Maria: outras contribuições recentes. 1ed.Santa Maria: , 2012, v. 1, p. 279-299.

6.
ESCOBAR, G. V.. História, Cultura e Educação. In: SILVA, Denise Almeida; EVARISTO, Conceição. (Org.). Literatura, história, etnicidade e educação: estudos nos contextos afro-brasileiro, aficano e da diáspora africana. 1ed.Frederico Westphalen: Editora URI - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, 2011, v. 2, p. 55-68.

7.
ESCOBAR, G. V.. Museu Treze de Maio: lugar de memória, resistência negra, patrimônio e potencial. In: Júlio Quevedo; Maria Rita Py Dutra. (Org.). Nas Trilhas da Negritude: consciência e afirmação. 1ed.Porto Alegre: Martins Livreiro, 2007, v. 1, p. 99-114.

8.
ESCOBAR, G. V.. O Movimento Negro em Santa Maria. In: Conselho Municipal de Cultura de Santa Maria, Secretaria de Município da Cultura de Santa Maria, Segmentos Culturais, Instituições de Ensino Superior de Santa Maria, Instituto dos Arquitetos do Brasil, Câmara de Vereadores de Santa Maria. (Org.). Santa Maria Cidade Cultura. Santa Maria: Gráfica e Editora Pallotti, 2003, v. 1, p. 52-54.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ESCOBAR, G. V.; QUEVEDO, J. R. . Memoria e Resistencia. Revista MIX Ideias, Santa Maria -RS, p. 10 - 11, 09 ago. 2009.

2.
ESCOBAR, G. V.; MAFFI, F. R. ; CORREA, R. C. . Centro Historico Coronel Pillar: Sistematizacao e Organizacao do Acervo Museologico da Brigada Militar/SM. Disciplinarum Scientia. Série Ciências Sociais e Humanas (Cessou em 2002. Cont. 1981-1381 Disciplinarum Scientia. Série Ciências Humanas), Santa Maria: UNIFRA, , v. 6, p. 119 - 130, 01 jan. 2007.

3.
ESCOBAR, G. V.. Sociedade 13 de Maio: Patrimônio Negro de Santa Maria. Conexão Negra - Política, Economia e Cultura - Ano I - Nº 02 - jan/fev/mar 2003, Porto Alegre, p. 26 - 26.

4.
ESCOBAR, G. V.. Afro-brasileiros: A Sociedade Cultural Ferroviária 13 de Maio. Memória e Etnicidade, Santa Maria - NEP-UFSM.

5.
ESCOBAR, G. V.. Um Museu Afro-Brasileiro em Santa Maria?. A Razão do Leitor.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Identidades e representações de mulheres negras na imprensa em Santa Maria. In: IV Congresso Internacional em Estudos Culturais - Colonialismos, Pós-Colonialismos e Lusofonias, 2014, Aveiro - Portugal. Atas IV Congresso Internacional em Estudos Culturais - Colonialismos, Pós-Colonialismos e Lusofonias. Coimbra: Ver O Verso Edições  , 2014. p. 560.

2.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Identities and representations of black women in the press in Santa Maria - RS. In: 4th International Congress in Cultural Studies, 2014, Aveiro - Portugal. Colonialisms, Post-colonialisms and Lusophonies ? Proceedings of the 4th International Congress in Cultural Studies. Lisboa - Portugal: Ver O Verso Edições, 2014. p. 547-554.

3.
ESCOBAR, G. V.. Mulheres Negras, Comunicação, Identidade e Cidadania no Clube Social Negro Treze de Maio de Santa Maria - RS. In: V SIPECOM - Seminário Internacional de Pesquisa em Comunicação, 2013, Santa Maria. Anais do V SIPECOM. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 2013.

4.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Rodas de Lembranças de mulheres negras: comunicação e cidadania no Museu Comunitário Treze de Maio. In: IV Conferência Sul-Americana e IX Conferência Brasileira de Mídia Cidadã: Marcos Regulatórios da Comunicação na América Latina, 2013, Curitiba (PR). Anais Mídia Cidadã 2013, 2012, Curitiba - PR. Anais Mídia Cidadã 2013, 2012. v. 1.

5.
ESCOBAR, G. V.; Marjorie Edianez dos Santos Göttert . A essência revolucionária em Abayomi: uma boneca negra de pano em movimento. In: I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade, 2010, Santa Maria. Anais do I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade. Itajaí-SC: Editora Casa Aberta, 2010.. Itajaí - SC: Casa Aberta, 2010.

6.
ESCOBAR, G. V.. Sociedade Cultural Ferroviária 13 de Maio, um Patrimônio Local. In: 5º SEPE - Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão e 1ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência, do Centro Universitário Franciscano, 2001, Santa Maria. 5º SEPE - Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão e 1ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência, do Centro Universitário Franciscano, 2001.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ESCOBAR, G. V.; MARIA, J. N. ; RANGEL, B. G. ; MINUZZI, J. D. . Roda de Lembranças no Museu Treze de Maio: sensibilizando antigos sócios do Clube Treze de Maio para a preservação da memória coletiva. In: I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade, 2010, Santa Maria. Anais do I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade. Itajaí-SC: Editora Casa Aberta, 2010.. IUtajaí SC: Casa Aberta, ISBN 21784981, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ESCOBAR, G. V.; MAFFI, F. R. ; PRESTES, F. S. ; SILVA, A. P. R. . Organização, Documentação e Sistematização do Acervo do Museu da Província Franciscana. In: XI Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura, 2007, Santa Maria. XI Simpósio de Ensio, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura, 2007.

2.
ESCOBAR, G. V.. Museu da Guarnição da Brigada Militar de Santa Maria: um espaço para Memória e a Preservação da Identidade. In: 6º Simpósio de Ensino, pesquisa e Extensão e 2ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência, do centro Universitário Franciscano, 2002, Santa Maria. 6º SEPE - Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão e 2ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência, do Centro Universitário Franciscano, 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
ESCOBAR, G. V.. Rainhas Negras do Clube 24 de Agosto: identidades, representações e trajetórias de mulheres de um Clube Social Negro na fronteira Brasil-Uruguai. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
ESCOBAR, G. V.; SILVA, F. O. ; CUNHA, J. . 'ATINUKÉ': IDENTIDADES E REPRESENTAÇÕES A PARTIR DO PENSAMENTO DE MULHERES NEGRAS DO SUL DO BRASIL. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ROSA, S. P. ; AVEIRO, G. O. ; BRISOLLA, K. C. ; ESCOBAR, G. V. . Rainhas negras do Clube 24 de Agosto: identidades e representações de mulheres na fronteira Brasil-Uruguai. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
ESCOBAR, G. V.. Museu Comunitário Treze de Maio: movimento negro em movimento da praça pública à internet. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . 'Para Encher os Olhos': identidades e representações das rainhas e princesas do Clube Treze de Maio de Santa Maria no jornal A Razão (1960-1980). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ESCOBAR, G. V.. Patrimônio Cultural Afro-Brasileiro e Comunicação: os museus também têm sentimento de culpa?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Identidades e representações de mulheres negras na imprensa em Santa Maria - RS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ESCOBAR, G. V.. Mulheres Negras, Comunicação, Identidade e Cidadania no Clube Social Negro Treze de Maio de Santa Maria - RS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ESCOBAR, G. V.. Roda de Conversa Políticas Públicas para iniciativas comunitárias em Memória e Museologia Social no Rio Grande do Sul. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ESCOBAR, G. V.. Ação Cultural Educativa em espaços de ensino não formais: do Museu Treze de Maio (Santa Maria) à Sociedade José do Patrocínio (Júlio de Castilhos). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ESCOBAR, G. V.. Clubes Sociais Negros e Patrimônio Histórico: a experiência de Santa Maria. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ESCOBAR, G. V.. A Alforria da Memória: trajetórias de Clubes Sociais Negros no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
ESCOBAR, G. V.. Ecos das II Jornadas Formação em Museologia Comunitária. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
ESCOBAR, G. V.. O lugar das Organizações Negras na luta de combate ao racismo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
ESCOBAR, G. V.. Captação de Recursos para Gestão de Acervos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
ESCOBAR, G. V.. Museologia: Os Museus na Contemporaneidade. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
ESCOBAR, G. V.; QUEVEDO, J. R. . Clubes Sociais Negros: lugares de sociabilidade e de defesa de direitos das elites negras urbanas no periodo pos-abolicao. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
ESCOBAR, G. V.. Seminário Debates - A Questão Negra em Evidência no Memorial do RS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
ESCOBAR, G. V.. O Cadastro Nacional de Clubes Sociais Negros como instrumento basilar para a construção do. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
ESCOBAR, G. V.. Museu Treze de Maio e as Políticas Públicas a favor da Preservação da Memória e Salvaguarda dos Clubes Sociais Negros do Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
ESCOBAR, G. V.; GOTTERT, M. E. S. . A essência revolucionária em Abayomi: uma boneca negra de pano em movimento. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
ESCOBAR, G. V.; QUEVEDO, J. R. . Clubes Sociais Negros: lugares de sociabilidade e de defesa de direitos das elites negras urbanas no período pós-abolição. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
ESCOBAR, G. V.; QUEVEDO, J. R. . Registro dos Clubes Sociais Negros como Patrimonio Cultural Imaterial Imaterial: uma estrategia para salvaguardar um legado afro-brasileiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
ESCOBAR, G. V.. Clubes Sociais Negros: lugares de sociabilidade das elites negras urbanas no periodo pos-abolicao. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
ESCOBAR, G. V.. Museu Treze de Maio: uma experiencia de reconstituicao do patrimonio material e imaterial afro-brasileiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
ESCOBAR, G. V.. Clubes Sociais Negros: lugares de sociabilidade e de defesa de direitos das elites negras urbanas no periodo pos-abolicao. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
ESCOBAR, G. V.. Elaboração de Projetos - Oficina. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

28.
ESCOBAR, G. V.. Membro Efetivo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

29.
ESCOBAR, G. V.; BRITTO, A. . O Museu Treze de Maio (Santa Maria/RS): uma experiência de reconstituição do patrimônio afro-brasileiro. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
ESCOBAR, G. V.. Clubes e Sociedades Negras: territorios de memoria, resistencia negra, patrimonio e potencial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
ESCOBAR, G. V.; QUEVEDO, J. R. . Clubes e Sociedades Negras: territorios de memoria, resistencia negra, patrimonio e potencial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
ESCOBAR, G. V.. Clubes e Sociedades Negras: territórios de memória, resistência negra, patrimônio e potencial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
ESCOBAR, G. V.; TRINDADE, B. M. ; CONCEICAO, C. B. ; SILVA, J. S. ; CARVALHO, T. ; CORREA, R. C. . UNIFRA e CHCP: práticas Museológicas e Educação Patrimonial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
ESCOBAR, G. V.; CORREA, R. C. ; SILVA, J. S. ; CARVALHO, T. ; TRINDADE, B. M. ; CONCEICAO, C. B. . Tratamento de um acervo museológico: o caso do CHCP. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
ESCOBAR, G. V.. Centro Historico Coronel Pillar - Historia, Revitalizacao e Acoes Culturais. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
ESCOBAR, G. V.. Patrimonio Historico e Memoria - 1a Jornada da Cultura Afro-Brasileira. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
ESCOBAR, G. V.; CORREA, R. C. ; MAFFI, F. R. . Centro Historico Coronel Pillar: sistematizacao e organizacao do acervo museologico da Brigada Militar/SM. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
ESCOBAR, G. V.; SKREBSKY, M. C. S. . Case Centro Historico Coronel Pillar. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
ESCOBAR, G. V.. Implantacao do Museu Treze de Maio. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
ESCOBAR, G. V.; SKREBSKY, M. C. S. . Centro Historico Coronel Pillar: A Memoria da Brigada Militar em Santa Maria. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
ESCOBAR, G. V.. Seminario Cidade e Memoria. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
ESCOBAR, G. V.. A Formacao Profissional do Negro e a Insercao no Mercado de Trabalho. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
ESCOBAR, G. V.. Museu da Guarnicao da Brigada Militar de Santa Maria: um espaco para memoria e a preservacao da identidade. 2002. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

44.
ESCOBAR, G. V.; CARNELOSSO, N. ; MACEDO, J. H. S. ; ROSA, J. L. ; SCHLEE, A. R. . Pelos Caminhos da Santa... Maria - Exposicao. 2002. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

45.
ESCOBAR, G. V.. Sociedade Cultural Ferroviaria Treze de Maio, um Patrimonio Local. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
ESCOBAR, G. V.. Literatura, história, etnicidade e educação: estudos nos contextos afro-brasileiro, africano e da diáspora africana. Frederico Westphalen: URI, 2011 (Livro).

2.
SILVEIRA, O. F. ; ESCOBAR, G. V. . Poemas: antologia Oliveira Ferreira da Silveira. Porto Alegre: Edição dos Vinte - Editora Letra 1, 2009 (Livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ESCOBAR, G. V.. Projeto de Sistematização, Organização e Documentação do Acervo do Museu da Província Franciscana de Santa Maria/RS. 2007.

2.
ESCOBAR, G. V.; Ivonete Carvalho . Projeto de Mobilização e Auto Organização de Comunidades Remanescentes de Quilombos da Região Central do RS. 2005.

Produtos tecnológicos
1.
ESCOBAR, G. V.; MINUZZI, J. D. ; RANGEL, B. G. . Blog Museu Treze de Maio. 2010.

2.
ESCOBAR, G. V.. Site Clubes Sociais Negros do Brasil. 2010.

Trabalhos técnicos
1.
ESCOBAR, G. V.; OLIVEIRA, F. R. ; NUNES, L. B. . Exposição de Longa Duração: Policiais da Brigada Militar de Santa Maria em Miniaturas. 2012.

2.
ESCOBAR, G. V.. Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil. 2009.

3.
ESCOBAR, G. V.. Projeto Museológico e Museográfico da Exposicao de Longa Duração do Museu Histórico-Cultural das Irmãs Franciscanas de Santa Maria - MHIF. 2008.

4.
ESCOBAR, G. V.; SKREBSKY, M. C. S. . Exposição Brigada Militar: Fardamentos e Imagens - Longa Duração. 2008.

5.
ESCOBAR, G. V.; QUESADA, P. T. . Projeto de Revitalização do Prédio do Museu Treze de Maio - 1a Fase. 2007.

6.
ESCOBAR, G. V.. Projeto 1° Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras. 2006.

7.
ESCOBAR, G. V.; SKREBSKY, M. C. S. . Projeto de Modernizacao do Centro Historico Coronel Pillar. 2006.

8.
ESCOBAR, G. V.. Exposição Regimento Coronel Pillar: Símbolo de Tradição e Segurança Pública. 2003.

9.
ESCOBAR, G. V.. Projeto Museológico de Implantação do Museu Treze de Maio, o Museu Afro-Brasileiro de Santa Maria. 2003.

10.
ESCOBAR, G. V.; SCHLEE, A. R. ; MACEDO, J. H. S. ; ROSA, J. L. ; CARNELOSSO, N. . Exposição: Pelos Caminhos da Santa ... Maria. 2002.

11.
ESCOBAR, G. V.. Exposição: Sociedade Cultural Ferroviária 13 de Maio, Patrimônio Negro de Santa Maria. 2001.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ESCOBAR, G. V.. Elas fazem a diferença - Prêmio Donna Mulheres que Inspiram. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
ESCOBAR, G. V.. Museu Treze de Maioi e o Movimento Negro. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
ESCOBAR, G. V.. 21a Semana Municipal da Consciencia Negra de Santa Maria. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
ESCOBAR, G. V.; ESCOBAR, G. V. ; WINCH, R. R. ; FONSECA, G. ; CARVALHO, J. . Website do Museu Treze de Maio. 2014. (Site).

2.
ESCOBAR, G. V.; FIUZA, A. ; FONSECA, G. ; ZASSO, J. ; DENARDIN, M. ; TEIXEIRA, T. ; SILVA, S. R. . Fanpage do Museu Treze de Maio. 2013. (Rede social).

3.
SKREBSKY, M. C. S. ; ESCOBAR, G. V. ; NUNES, L. B. ; ROSCOFF, L. J. A. . Site do Centro Histórico Coronel Pillar. 2012. (Site).

4.
ESCOBAR, G. V.; AVILA, E. ; ESCOBAR, G. V. ; GOMES, A. S. ; PEREIRA, E. ; SILVA, F. O. ; CORREA, L. A. . Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil. 2011. (Site).

5.
ESCOBAR, G. V.; MINUZZI, J. D. ; RANGEL, B. G. . Blog do Museu Comunitário Treze de Maio. 2010. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
ESCOBAR, G. V.. Formação Teoria e Prática em Museologia Social: Módulo 4 - Expografia. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ESCOBAR, G. V.. I Formação para Gestores de Clubes Sociais Negros do Estado de São Paulo. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ESCOBAR, G. V.. Captação de Recursos para Gestão de Acervos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
ESCOBAR, G. V.; SILVA, Gilberto Ferreira da ; SANTOS, J. A. ; CARNEIRO, L. C. C. . RS Negro: cartografias sobre a produção do conhecimento. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

5.
ESCOBAR, G. V.. Oficina Elaboracao de Projetos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
ESCOBAR, G. V.. Oficina Interagindo com a "Caixa de Memoria de Negros e Negras". 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
ESCOBAR, G. V.. Assessoria em Planejamento Estrategico para implementacao de Projetos para Preservacao da Memoria e Acervo Fotografico e Documental do Clube 28 de Setembro de Jundiai/ SP. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
ESCOBAR, G. V.. 24ª Semana Municipal da Consciência Negra de Santa Maria - Novembro Ébano. 2012 (Cultural).

2.
ESCOBAR, G. V.. 23ª Semana Municipal da Consciência Negra de Santa Maria - Novembro Ébano. 2011.

3.
ESCOBAR, G. V.. Encontro com pesquisadores do Bloco Afro Ilê Aiyê de Salvador/Bahia. 2011.

4.
ESCOBAR, G. V.. Museu Treze de Maio e o Movimento Negro. 2010.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ESCOBAR, G. V.; MACHADO, J. B.; POZZOBON, M. C. C.; PERONDI, M.. Participação em banca de Juliana da Rosa Brochado. Mulher, negra e estudante: gênero e raça na educação de jovens e adultos. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação (PPGEdu)) - Universidade Federal do Pampa.

2.
SAAD, D. S.; LOPES, C. E. J.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Suziane Deyse Vaz Pereira. Proposta de um Manual demonstrativo para captar recursos à cultura pelo viés da dedução do IRPF dos servidores da UFSM. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Patrimônio Cultural) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
ESCOBAR, G. V.; SAAD, D. S.; JOVANOVICH, C. E.. Participação em banca de Suziane Deyse Vaz Pereira. Proposta de um manual demonstrativo para captar recursos à cultura pelo viés da dedução do IRPF dos servidores da UFSM. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissionalizante em Patrimônio Cultural) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
ESCOBAR, G. V.; MACHADO, J. B.; POZZOBON, M. C. C.; PASSOS, J. C.. Participação em banca de Juliana da Rosa Brochado. Mulher, negra e estudante... Gênero,raça e currículo da educação de jovens e adultos. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Educação (PPGEdu)) - Universidade Federal do Pampa.

Qualificações de Mestrado
1.
ESCOBAR, G. V.; LISBOA FILHO, F. F.; PONS, M. E. D.. Participação em banca de Sérgio Marques da Silva. Carnaval e Identidade: o revival dos sambas-enredos da Escola de Samba A.A.C. Vila Brasil. 2018.

2.
RUBERT, R. A.; ALTMANN, L.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Taís Rodrigues de Aguiar. Cachos e crespo: estratégias estéticas de mulheres negras. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de Pelotas.

3.
ESCOBAR, G. V.; Orientadora - Professora Doutora em História; COSTA, H. H. F. G.. Participação em banca de Eráclito Pereira. Clubes Sociais Negros: espaços de memória e desenvolvimento social. 2012.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PEREIRA, E.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Sabrina Toledo Medeiros.Patrimônio Cultural Imaterial: reflexões sobre identidade, gênero e suas representações na Roda de Capoeira. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Museologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
PEREIRA, E.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Camila Ribeiro da Silva.Emanoel Araújo e o Museu Afro Brasil: destaque, agência e construção de uma nova mamória. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Museologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

3.
PEREIRA, E.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Natália Souza Silva.Bloco Afro Odomodê no Vinte de Novembro: celebração e resistência negra nas ruas de Porto Alegre. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Museologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

4.
SILVA, F. O.; NUNES, G. L.; ESCOBAR, G. V.. Participação em banca de Shirlei Pereira Rosa.?QUEM TEM TERRA FAZ A ROÇA/PLANTA ARROZ MILHO E FEIJÃO/NESSE TRABALHO DO DIA A DIA/EM NOSSA MESA NÃO FALTA O PÃO?: MULHERES QUILOMBOLAS DO NHUNGUARA NA LUTA CONTRA CONSTRUÇÃO DAS BARRAGENS (1992-1997). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Pampa.

5.
ESCOBAR, G. V.; SILVEIRA, C.. Participação em banca de Larissa Pinto Martins.CHANA COM CHANA TAMBÉM É BACANA: ESTUDO SOBRE REPRESENTATIVIDADE LÉSBICA ATRAVÉS DOS BOLETINS CHANACOMCHANA NA DÉCADA DE 1980. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Pampa.

6.
ESCOBAR, G. V.; PALMA, G. B.; SANCHOTENE, C. R. S.. Participação em banca de Mariana Pedrozo da Silva.A mulher negra no telejornalismo gaúcho: percepções sobre gênero, raça e profissão. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Curso de Comunicação Social: Jornalismo) - Universidade Franciscana.

7.
ESCOBAR, G. V.; LONER, Beatriz Ana; FARINATTI, Luiz Augusto. Participação em banca de Jéssica Nobre Maria.Comunidade Negra de Fronteira: Clube Farroupilha de Santana do Livramento, RS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Universidade Federal de Santa Maria.

8.
ESCOBAR, G. V.; GUIMARAES, I. P.; LISBOA FILHO, F. F.. Participação em banca de Jorge Francisco Puente Arnao Galarreta.A Construção de Identidades no Futebol: análise de uma partida entre Grêmio e Flamengo. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Santa Maria.

9.
ESCOBAR, G. V.; GUIMARAES, I. P.; MACHADO, A.. Participação em banca de Sonia Carolini Munhoz Guazina.O Super Corpo Negro: um estudo sobre a representação do lutador Anderson Silva, no comercial "The Great Preparation", da Cervejaria Budweiser. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Relações Públicas) - Universidade Federal de Santa Maria.

10.
ESCOBAR, G. V.; Rosane Rosa. Participação em banca de Grazielle Gonçalves da Fonseca.Museu Comunitário Treze de Maio: o ponto de cultura afro de Santa Maria sob o olhar da educomunicação. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Santa Maria.

11.
ESCOBAR, G. V.; AMARAL, M. F.. Participação em banca de Fernanda Nunes da Silva Arispe.Cotas raciais em Zero Hora: uma análise da produção da notícia e dos seus desdobramentos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social - Jornalismo) - Universidade Federal de Santa Maria.

12.
ESCOBAR, G. V.; Dutra, Maria Rita Py; ZANINI, M. C.. Participação em banca de Lucinéia Inês Weber.Memórias de um Clube Social Ferroviário: Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Santa Maria.

13.
ESCOBAR, G. V.; Ana Luiza Coiro Moraes; Zucolo. Participação em banca de Jucineide Teresinha Silva Ferreira.A Visibilidade do Negro na Mídia: O Negro na Coluna Social do Jornal APalavra de São Sepé. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Curso de Comunicação Social: Jornalismo) - Universidade Franciscana.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
ESCOBAR, G. V.; LOPES, D. L.. Coordenadora do GT Memória e Patrimônio do II Congresso dos Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul - II COPENE SUL 2015. 2015. Universidade Federal do Paraná.

2.
ESCOBAR, G. V.. Membro da Comissão Científica/Parecerista do V EIEMC - Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários 2015. 2015. Universidade Federal de Juiz de Fora.

3.
ESCOBAR, G. V.. I COPENE SUL - Congresso dos/as Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul - Lei 10639/03: Dez anos rompendo fronteiras territoriais, identitárias, culturais, sociais, acadêmicas e políticas no âmbito das relações étnico-raciais na região sul - ABPN. 2013. Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/a.

4.
ZANINI, M. C.; CUNHA, J.; QUEVEDO, J. R.; ESCOBAR, G. V.. Trajetória de Professoras Negras que Atuam nos anos iniciais de Ensino, em Santa Maria. 2011. Universidade Federal de Santa Maria.

5.
ESCOBAR, G. V.. Conselheira da Comissão Normativa da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria - Área de Acervo, Patrimônio e Museologia. 2011. Secretaria de Município da Cultura - Prefeitura Municipal de Santa Maria.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
36º SEURS - Seminário de Extensão Universitária da Região Sul.Galeria Intercultural Magliani: fomento a cultura como desenvolvimento no âmbito acadêmico. 2018. (Seminário).

2.
9º Siepe - Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão.Rainhas negras do Clube 24 de Agosto: Identidades e representações de mulheres na fronteira Brasil-Uruguai. 2017. (Outra).

3.
Gênero e Participação Feminina na África Contemporânea. 2017. (Encontro).

4.
IV Seminário Corpos, Gêneros, Sexualidades e Relações Étnico-Raciais na educação: avanços e retrocessos nas práticas sociais e na produção de subjetividades."ATINUKÉ": IDENTIDADES E REPRESENTAÇÕES A PARTIR DO PENSAMENTO DE MULHERES NEGRAS DO SUL DO BRASIL. 2017. (Seminário).

5.
10º Encontro Nacional de História da Mídia - ALCAR 2015.Museu Comunitário Treze de Maio: movimento negro em movimento da praça pública à internet. 2015. (Encontro).

6.
I Seminário Estudos Culturais Aplicados à Comunicação."Para Encher os Olhos": identidades e representações das rainhas e princesas do Clube Treze de Maio de Santa Maria no jornal A Razão (1960-1980). 2015. (Seminário).

7.
2a Conferência Internacional para a Inclusão - INCLUDIT. 2014. (Outra).

8.
Gender in focus (new) trends in media. 2014. (Outra).

9.
Aula Magna 2013 - com a Profa Maria Immacolata Vassallo Lopes. 2013. (Outra).

10.
I COPENE SUL - Congresso dos/as Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul - Lei 10639/03: Dez anos rompendo fronteiras territoriais, identitárias, culturais, sociais, acadêmicas e políticas no âmbito das relações étnico-raciais na região sul - ABPN. 2013. (Congresso).

11.
I COPENE SUL - Congresso dos/as Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul - Lei 10639/03: Dez anos rompendo fronteiras territoriais, identitárias, culturais, sociais, acadêmicas e políticas no âmbito das relações étnico-raciais na região sul - ABPN. Rodas de Lembranças do Museu Comunitário de Santa Maria - RS: comunicação, educação e protagonismo feminino. 2013. (Congresso).

12.
V SIPECOM - Seminário Internacional de Pesquisa em Comunicação. 2013. (Seminário).

13.
3º Fórum Nacional das Cidades Históricas e Turísticas. 2012. (Outra).

14.
I Formação para Gestores de Clubes Sociais Negros do Estado de São Paulo.Gestão do Patrimônio Afro-Brasileiro e Planejamento Estratégico. 2012. (Oficina).

15.
I Formação para Gestores de Clubes Sociais Negros do Estado de São Paulo.Clubes Sociais Negros e Patrimônio Histórico: a experiência de Santa Maria. 2012. (Encontro).

16.
IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários.Relação do Turismo de Base Comunitária e o Desenvolvimento Local. 2012. (Encontro).

17.
IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários.Ecos das II Jornadas Formação em Museologia Comunitária. 2012. (Encontro).

18.
Seminário Internacional "Mulheres e a Segurança Pública". 2012. (Seminário).

19.
6º Simpósio de Arte Contemporânea. 2011. (Simpósio).

20.
6º Simpósio de Arte Contemporânea - Fotografia analógica e digital. 2011. (Simpósio).

21.
Diálogos MASM.Museologia - Os Museus na Contemporaneidade. 2011. (Outra).

22.
Fórum Jaguarão Cidade Patrimônio.O Museu Comunitário Treze de Maio de Santa Maria-RS e a Construção do Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil como Instrumento de Difusão e Salvaguarda do Patrimônio Cultural Afro-Brasileiro. 2011. (Outra).

23.
II Seminário Internacional da Cultura Afro: Diversidade e Inclusão na UNIPAMPA.O Lugar das Organizações Negras na luta de combate ao racismo - Clubes Sociais Negros do RS. 2011. (Seminário).

24.
Iº Sem de EF - Narrativas de Africanidades e Afrobrasilida.Caixa de Memória Afro-brasileira. 2011. (Seminário).

25.
O passado presente: ações educativas através do patrimônio cultural". 2011. (Oficina).

26.
XIV Ciclo de palestras Revisão Histórica do Rio Grande do Sul: O Afro Brasileiro no Desenvolvimento do RS e Semana Acadêmica de História.Os Clubes Sociais Negros do Rio Grande do Sul. 2011. (Outra).

27.
"Os Movimentos Negros".O Museu Treze de Maio de Santa Maria - RS na gênese da construção do Movimento Clubista Negro. 2010. (Seminário).

28.
12 Fórum Estadual de Museus."Sistemas de Museus Municipais" - Mesa Redonda. 2010. (Outra).

29.
12 Fórum Estadual de Museus. 2010. (Outra).

30.
12 Fórum Estadual de Museus/RS."Museus Comunitários"- Museu Treze de Maio - Santa Maria. 2010. (Outra).

31.
22ª Semana Municipal da Consciência Negra 2010 - Oficina Caixa de Memória Afro-Brasileira.Oficina Caixa de Memória Afro-Brasileira. 2010. (Oficina).

32.
Curso: Educação, Cultura Africana e Afro-Brasileira numa Perspectiva Curricular.Patrimônio Afro-Brasileiro: os Clubes Sociais Negros como um Instrumento de Resistência e Visibilidade Negra no Pós-abolição. 2010. (Outra).

33.
Curso Seminários Debates - A Questão Negra em Evidência no Memorial do RS.Clubes Sociais Negros: Patrimônio Imaterial Afro-Brasileiro. 2010. (Outra).

34.
I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade. Roda de Lembranças no Museus Treze de Maio: sensibilizando antigos sócios do Clube Treze de Maio para a preservação da memória coletiva. 2010. (Congresso).

35.
I Congresso Nacional de Memória e Etnicidade. Museu Treze de Maio e as Políticas Públicas a favor da Preservação da Memória e Salvaguarda dos Clubes Sociais Negros do Brasil. 2010. (Congresso).

36.
II Encontro Internacional de Ciencias Sociais: as Ciencias Sociais e os desafios para o seculo XXI.Clubes Sociais Negros: lugares de sociabilidade e de defesa de direitos das elites negras urbanas no periodo pos-abolicao. 2010. (Encontro).

37.
Jornada Pedagógica - Compromisso com a aprendizagem.Educação Patrimonial e Sociabilidade: a experiência do Museu Comunitário Treze de Maio (Santa Maria - RS) na revitalização do patrimônio afro-brasileiro. 2010. (Outra).

38.
Movimento de Mulheres Negras: as bonecas de pano abayomi. 2010. (Outra).

39.
Seminário Internacional de Reflexão "Mulher Afro Latino Caribenha".Mulheres Negras nos Clubes Sociais Negros do RS. 2010. (Seminário).

40.
Seminário sobre a LIC Estadual RS.Seminário sobre a LIC Estadual RS. 2010. (Seminário).

41.
VIII Jornada Estadual de Estudos Afro-Brasileiros.O Cadastro Nacional de Clubes Sociais Negros como instrumento basilar para a construção do. 2010. (Outra).

42.
24a Jornada Acadêmcia Integrada, da Universidade Federal de Santa Mariua.Transcrição Paleográfica da Ata n 1 da antiga Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio. 2009. (Outra).

43.
I Curso sobre Africanidade na Escola e no Ensino Supeiror - II Seminario do NEAB/FAMES.A Experiencia do Museu Afro-Brasil: Preservacao do Patrimonio Cultural Negro e a Construcao da Auto-estima - analise do artigo. 2009. (Seminário).

44.
I Jornada Formacao em Museologia Comunitaria.Museu Treze de Maio: uma experiencia de reconstituicao do patrimonio material e imaterial afro-brasileiro. 2009. (Outra).

45.
I Seminario "Zumbi dos Palmares" - Semana da Consciencia Negra 2009.O Museu Comunitario Treze de Maio e o Movimento Clubista. 2009. (Seminário).

46.
I Seminario Nacional de Empoderamento das Mulheres Negras. 2009. (Seminário).

47.
Seminario de Lançamento do Plano Nacional de Implantação da Lei 10.639.Projeto de Registro e Memoria dos Clubes Sociais Negros do Brasil e a Lei 10639/03. 2009. (Seminário).

48.
VII Jornada Estadual de Estudos Afro-Brasileiros - "Direitos Humanos, Pesquisa e Educação.Registro dos Clubes Sociais Negros como patrimônio cultural imaterial: uma estratégia para salvaguardar um legado afro-brasileiro. 2009. (Outra).

49.
11° Fórum Estadual de Museus do Rio Grande do Sul.Minicurso "Gestão documental para acervos museológicos". 2008. (Outra).

50.
14a Jornada Nacional de Educação.Tratamento de um acervo museológico: o caso do CHCP. 2008. (Outra).

51.
3° Fórum Nacional de Museus.Clubes e Sociedades Negras: territórios de memória, resistência negra, patrimônio e potencial. 2008. (Outra).

52.
Ciclo Etnografia. 2008. (Outra).

53.
I Seminario do Nucleo de Estudos Afro-Brasileiro - NEAB/FAMES: Negritude Brasileira Conquistas e Desafios para o Seculo XXI.Patrimonio Cultural: Reconhecimento e Conquistas. 2008. (Seminário).

54.
I Seminario do Nucleo de Estudos Afro-Brasileiro - NEAB/FAMES: Negritude Brasileira Conquistas e Desafios para o Seculo XXI. 2008. (Seminário).

55.
I Seminário do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros - NEAB da Faculdade Metodista de Santa Maria - FAMES: Negritude Brasileira, Conquistas e Desafios para o Século XXI. 2008. (Seminário).

56.
Oficina "Ação Educativa em Museus". 2008. (Oficina).

57.
Oficina "Segurnaça em Museus". 2008. (Oficina).

58.
Oficina Plano Museológico: implantação, gestão e organização dos museus. 2008. (Oficina).

59.
Seminário Patrimônio Cultural e Memória Coletiva.O Museu Treze de Maio (Santa Maria/RS): uma experiência de reconstituição do patrimônio afro-brasileiro. 2008. (Seminário).

60.
XII Simposio de Ensino, Pesquisa e Extensao - SEPE 2008.Clubes Sociais Negros: Lugares de Memoria, Resistencia Negra, Patrimonio e Potencial. 2008. (Simpósio).

61.
XII Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensao - SEPE 2008. 2008. (Simpósio).

62.
XII Simposio de Esnsino, Pesquisa e Extensao - SEPE 2008.UNIFRA e CHCP: Práticas Museológicas e Educaçao Patrimonial. 2008. (Simpósio).

63.
XII Simposio de Esnsino, Pesquisa e Extensao - SEPE 2008.Memorias Individuais e Csoletivas Relembradas a partir dos Objetos do Museu Historico-Cultural das Irmas Franciscanas. 2008. (Simpósio).

64.
II Seminário Internacional - Negritude na Escola e III Seminário Municipal Educação e Diversidade Étnico-Cultural.Museu, Memória e Escola: ação educativa no Museu Treze de Maio, Museu Afro-Brasileiro de Santa Maria. 2007. (Seminário).

65.
Políticas de Gestão de Acervos: Integrar Sistemas.Sistema de Museus do Município de Santa Maria. 2007. (Seminário).

66.
XI Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura.Organização e Difusão do Acervo Fotográfico do Museu da Província Franciscana. 2007. (Simpósio).

67.
XI Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura.Organização e Difusão do Acervo Fotográfico do Museu da Província Franciscana. 2007. (Simpósio).

68.
XI Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura.Bastidores de um Acervo: Preservação da Memória e Prática Museológica (CHCP/RS). 2007. (Simpósio).

69.
XI Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão - 3º Salão de Iniciação Científica - Humanização, Ciência e Cultura.Organização, Documentação e Sistematização do Acervo do Museu da Província Franciscana. 2007. (Simpósio).

70.
10 Forum Estadual de Museus/RS - Museus - Turismo - Publico Jovem.Projeto de Modernizacao do Centro Historico Coronel Pillar. 2006. (Outra).

71.
2 Encontro de Museus Militares. 2006. (Encontro).

72.
I Seminario de Museologia da Universidade Federal de Pelotas.Centro Historico Coronel Pillar: sistematizacao e organizacao do acervo museologico da Brigada Militar/SM. 2006. (Seminário).

73.
Palestra na Disciplina DCG - Perspectivas do Profissional Arquivista - Curso de Arquivologia.O Profissional Arquisita no setor público - Apresentação do case Centro Histórico Coronel Pillar. 2006. (Outra).

74.
Semiinario Internacional Negritude na Escola e Seminario Municipal Educacao e Diversidade Etnico-Cultural (I e II Etapas). 2006. (Seminário).

75.
1 Encontro de Museus Militares. 2005. (Encontro).

76.
I Conferencia Estadual de Politicas de Promocao da Igualdade Racial. 2005. (Outra).

77.
II Encontro Nacional de Intregracao entre Arquivologia, Historia e Museologia/ENIAHM. 2005. (Encontro).

78.
Oficina de "Conservacao Preventiva em Museus - Nocoes Basicas". 2005. (Oficina).

79.
Seminario "Olhares sobre o Rio Grande do Sul: Sujeitos Fomradores da Historia e seus Contextos". 2005. (Seminário).

80.
9 Forum Estadual de Museus. 2004. (Outra).

81.
I Conferencia Nacional de Politicas para as Mulheres. 2004. (Outra).

82.
I Encontro Nacional de Integracao entre Arquivologia, Historia e Museologia da UFSM.Museu Treze de Maio: um espaco de preservacao, valorizacao e difusao da cultura fro-brasileira, em Santa Maria/RS. 2004. (Encontro).

83.
I Encontro Nacional de Integracao entre Arquivologia, Historia e Museologia da UFSM.O Centro Historico Coronel Pillar: a memoria da Brigada Militar, em Santa Maria/RS. 2004. (Encontro).

84.
6° SEPE - Simpósio de Ensino Pesquisa e Extensão - 2ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência.Museu da Guarnição da Brigada Militar de Santa Maria: um espaço para memória e a preservação da identidade. 2002. (Simpósio).

85.
6° SEPE - Simpósio de Ensino Pesquisa e Extensão - 2ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência. 2002. (Simpósio).

86.
8 Forum Estadual de Museus do RS - Museus e Globalizacao. 2002. (Outra).

87.
Oficina de Museografia. 2002. (Oficina).

88.
Seminário Museu Afro-Brasileiro: Culturas Africanas e Afro-Brasileiras. 2002. (Seminário).

89.
1 Ciclo de Conferencias "O Patrimonio Arquitetonico de Santa Maria". 2001. (Outra).

90.
5° SEPE - Simpósio de Ensino Pesquisa e Extensão - 2ª FEATEC - Feira de Artes, Tecnologia e Ciência.Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio, um Patrimônio Local. 2001. (Simpósio).

91.
5° Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão e 1ª Feira de Artes, Tecnologia e Ciência. 2001. (Simpósio).

92.
I Conferencia Estadual da Comunidade Negra. 2001. (Outra).

93.
O Patrimônio Arquitetônico de Santa Maria - 1º Ciclo de Conferências. 2001. (Seminário).

94.
Seminário: Território, Patrimônio e Memória. 2001. (Seminário).

95.
Seminario Territorio, Patrimonio e Memoria. 2001. (Seminário).

96.
Seminário Internacional de Museus - Arquitetura e Gestão. 2000. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ESCOBAR, G. V.; BAPTISTA, M. M. R. T. ; MAIA, S. V. ; MARTINEZ, M. . IV Congresso Internacional em Estudos Culturais "Colonialismos, Pós-Colonialismos e Lusofonias". 2014. (Congresso).

2.
ESCOBAR, G. V.. I COPENE SUL - Congresso dos/as Pesquisadores/as Negros/as da Região Sul - Lei 10639/03: Dez anos rompendo fronteiras territoriais, identitárias, culturais, sociais, acadêmicas e políticas no âmbito das relações étnico-raciais na região sul - ABPN. 2013. (Congresso).

3.
ESCOBAR, G. V.. II Jornadas Formação em Museologia Comunitária 2011 - Povos Afrodescendentes e Iniciativas Comunitáriass do Novo Milênio. 2011. (Outro).

4.
ESCOBAR, G. V.. 22a Semana Municipal da Consciência Negra de Santa Maria. 2010. (Outro).

5.
ESCOBAR, G. V.. Camafeu. 2010. (Outro).

6.
ESCOBAR, G. V.; BORIN, M. R. ; VENTURINI, D. S. ; ROCHA, M. I. M. ; MONTEIRO, S. F. . 12 Fórum Estadual de Museus/RS. 2010. (Outro).

7.
ESCOBAR, G. V.. 21a Semana Municipal da Consciencia Negra. 2009. (Outro).

8.
ESCOBAR, G. V.. I Seminário do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros - NEAB da Faculdade Metodista de Santa Maria - FAMES: Negritude Brasileira, Conquistas e Desafios para o Século XXI. 2008. (Outro).

9.
ESCOBAR, G. V.. Semana Municipal da Mulher. 2007. (Outro).

10.
ESCOBAR, G. V.. 1 Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras. 2006. (Outro).

11.
ESCOBAR, G. V.. Seminario dos Museus de Santa Maria. 2006. (Outro).

12.
ESCOBAR, G. V.. 18a Semana da Consciencia Negra - Territorios Negros de Resistencia. 2006. (Outro).

13.
ESCOBAR, G. V.. 17a Semana da Consciencia Negra. 2005. (Outro).

14.
ESCOBAR, G. V.; SKREBSKY, M. C. S. . Seminario "Olhares sobre o Rio Grande do Sul: Sujeitos Formadores da Historia e seus Contextos". 2005. (Outro).

15.
ESCOBAR, G. V.. 5a Festa das Etnias. 2005. (Outro).

16.
ESCOBAR, G. V.. 16a Semana da Consciencia Negra. 2004. (Outro).

17.
ESCOBAR, G. V.. 4a Festa das Etnias. 2004. (Outro).

18.
ESCOBAR, G. V.. 15a Semana da Consciência Negra. 2003. (Outro).

19.
ESCOBAR, G. V.. 3a Festa das Etnias. 2003. (Outro).

20.
ESCOBAR, G. V.. 14a Semana da Consciência Negra. 2002. (Outro).

21.
ESCOBAR, G. V.. 2a Festa das Etnias. 2002. (Outro).

22.
ESCOBAR, G. V.. 13a Semana da Consciência Negra. 2001. (Outro).

23.
ESCOBAR, G. V.. 1a Festa das Etnias. 2001. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Rodrigo Francisco de Souza. Clube Social 24 de Agosto: memórias negras. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal do Pampa. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Lisliane dos Santos Cardozo. Insercao da Educacao Patrimonial no Centro Historico Coronel Pillar - inicio em 2006. Início: 2007. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Santa Maria. (Orientador).

2.
Tales Henrique Albarello. Insercao da Educacao Patrimonial no Centro Historico Coronel Pillar - inicio em 2006. Início: 2007. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Santa Maria. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Shirlei Pereira Rosa. "Quem tem terra faz a roça/planta arroz, milho e feijão/nesse trabalho do dia a dia/em nossa mesa não falta o pão": mulheres quilombolas do Nhunguara na luta contra a construção das barragens (1992-1997). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

2.
Fernanda Nunes da Silva Arispe. Cotas raciais em Zero Hora: uma análise da produção da notícia e dos seus desdobramentos. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Giane Vargas Escobar.

3.
Leonardo Varonimo Lameira. Museu Treze de Maio: espaco de preservacao e difusao da cultura afro-brasileira. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Arquitetura e urbanismo) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Giane Vargas Escobar.

Orientações de outra natureza
1.
Bruna Cordeiros Lira. A Yiabasé no cuidado com o alimento para o corpo e a alma - Ilê Axé Mãe Nice D'Xangô. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

2.
Felipe Domingues Teixeira. Uma experiência na Biblioteca Pública de Jaguarão. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

3.
Francine Soares. Estágio Supervisionada na Biblioteca Pública Municipal Oscar Furtado de Azambuja, em Jaguarão. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

4.
Gian Silveira. Estágio Supervisionada na Biblioteca Pública Municipal Oscar Furtado de Azambuja, em Jaguarão. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

5.
Raniere de oliveira Santos Dourado. Estudo sobre a Salvaguarda dos Jornais da Biblioteca Pública de Jaguarão: apontamentos para a sua preservação. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

6.
Shirlei Pereira Rosa. A Yiabasé no cuidado com o alimento para o corpo e a alma - Ilê Axé Mãe Nice D'Xangô. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Giane Vargas Escobar.

7.
Franciele R. de Oliveira. Museu Comunitário Treze de Maio. 2010. Orientação de outra natureza. (Historia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Giane Vargas Escobar.

8.
Alexon Messias da Rocha. Museu Comunitário Treze de Maio. 2010. Orientação de outra natureza. (Historia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Giane Vargas Escobar.

9.
Iana Meira. Museu Comunitário Treze de Maio. 2010. Orientação de outra natureza. (Historia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Giane Vargas Escobar.

10.
Franciele Roveda Maffi. Projeto de Documentacao e Organizacao do Acervo Museologico da Brigada Militar de Santa Maria - inicio dem 2006. 2006. Orientação de outra natureza. (Historia) - CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO - SANTA MARIA RS. Orientador: Giane Vargas Escobar.

11.
Franciele Roveda Maffi. Patrimonio Historico e Memoria: do Arquivo ao Museu - inicio em 2005. 2005. Orientação de outra natureza. (Historia) - CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO - SANTA MARIA RS. Orientador: Giane Vargas Escobar.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Negras e negros em evidência: os dispositivos comunicacionais do Museu Comunitário Treze de Maio de Santa Maria. In: MELLO, Paulo Cezar Barbosa; FONSECA, Reinaldo. (Org.). As imbricações da cultura contemporânea à popular. 5ed.Brumadinho - Inhotim: PMStudium Com. E Design, 2012, v. , p. 276-285.


Apresentações de Trabalho
1.
ESCOBAR, G. V.. Mulheres Negras, Comunicação, Identidade e Cidadania no Clube Social Negro Treze de Maio de Santa Maria - RS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
ESCOBAR, G. V.. Roda de Conversa Políticas Públicas para iniciativas comunitárias em Memória e Museologia Social no Rio Grande do Sul. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . Identidades e representações de mulheres negras na imprensa em Santa Maria - RS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
ESCOBAR, G. V.. Museu Comunitário Treze de Maio: movimento negro em movimento da praça pública à internet. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
ESCOBAR, G. V.; COIRO-MORAES, Ana Luiza . 'Para Encher os Olhos': identidades e representações das rainhas e princesas do Clube Treze de Maio de Santa Maria no jornal A Razão (1960-1980). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ESCOBAR, G. V.. Patrimônio Cultural Afro-Brasileiro e Comunicação: os museus também têm sentimento de culpa?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ESCOBAR, G. V.; SILVA, F. O. ; CUNHA, J. . 'ATINUKÉ': IDENTIDADES E REPRESENTAÇÕES A PARTIR DO PENSAMENTO DE MULHERES NEGRAS DO SUL DO BRASIL. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
ROSA, S. P. ; AVEIRO, G. O. ; BRISOLLA, K. C. ; ESCOBAR, G. V. . Rainhas negras do Clube 24 de Agosto: identidades e representações de mulheres na fronteira Brasil-Uruguai. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
ESCOBAR, G. V.. Formação Teoria e Prática em Museologia Social: Módulo 4 - Expografia. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Redes sociais, websites e blogs
1.
ESCOBAR, G. V.; ESCOBAR, G. V. ; WINCH, R. R. ; FONSECA, G. ; CARVALHO, J. . Website do Museu Treze de Maio. 2014. (Site).

2.
ESCOBAR, G. V.; FIUZA, A. ; FONSECA, G. ; ZASSO, J. ; DENARDIN, M. ; TEIXEIRA, T. ; SILVA, S. R. . Fanpage do Museu Treze de Maio. 2013. (Rede social).



Outras informações relevantes


I - Membro da Coordenação do Sistema Municipal de Museus de Santa Maria (Gestão 2008-2010). 

II - Titular da 5a Região Museológica no Colegiado Setorial de Museus na construção do Plano Estadual de Cultura-RS(2011-2013). 

III - Representante do Conselho Municipal de Cultura de Santa Maria - Área Patrimônio Histórico-Cultural (2011-2012). 

IV - Membro da diretoria da ABREMC, a Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários (Gestão 2009-2012 e 2013-2015).

V - Ativista do Movimento Negro, participando da organizacão de eventos e elaboração de projetos que visam a implantacão de politicas públicas de promoção da igualdade racial, destacando-se entre eles o 1º Encontro Nacional de Clubes e Sociedades Negras, realizado em Santa Maria, em novembro de 2006. Atuou como representante do Estado do RS na Comissao Nacional de Clubes e Sociedades Negras com representatividade junto à SEPPIR, a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal no período 2006-2011.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 18:29:30