Marcelo Fabri

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9122803302644811
  • Última atualização do currículo em 05/11/2018


Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1985), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1989) e doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Realizou estágio pós-doutoral na Università di Catania (Itália), de outubro de 2004 a julho de 2005. Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Santa Maria. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética Fenomenológica, atuando principalmente nos seguintes temas: subjetividade, cultura, motivação, Husserl, Levinas, ontologia fenomenológica. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcelo Fabri
Nome em citações bibliográficas
FABRI, M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Sociais e Humanas, Departamento de Filosofia.
Campus Universitário Camobi
Camobi
97105-900 - Santa Maria, RS - Brasil - Caixa-postal: 5089
Telefone: (055) 32208462
Fax: (055) 2208462
URL da Homepage: http://www.ufsm.br/ppgf


Formação acadêmica/titulação


1991 - 1995
Doutorado em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Ética e dessacralização: a Questão da Subjetividade em Levinas, Ano de obtenção: 1995.
Orientador: Marcos Lutz Müller.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ética Dessacralização Ontologia Levinas.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1986 - 1989
Mestrado em Educação.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Mito e Educação: do caráter pedagógico do símbolo,Ano de Obtenção: 1989.
Orientador: Constança Marcondes César.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Mito Sagrado Educação Símbolo.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
1982 - 1985
Graduação em Filosofia.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.


Pós-doutorado


2004 - 2005
Pós-Doutorado.
Università di Catania, UNICT, Itália.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2006 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1997 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/1997 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Disciplina Eletiva (Introdução à Fenomenologia)
Introdução à Filosofia
Metafísica
9/1997 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Temas de Fenomenologia
Tópicos Especiais em Fenomenologia
Temas de Hermenêutica
09/2011 - 09/2013
Direção e administração, CCSH, .

Cargo ou função
Chefe de Departamento.
07/2006 - 07/2008
Direção e administração, CCSH, .

Cargo ou função
Coordenador de Programa.
07/2006 - 05/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, .

Cargo ou função
Membro do Conselho.

Universidade Metodista de Piracicaba, UNIMEP, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 1997
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor em dedicação parcial, Carga horária: 20
Outras informações
Vínculo finalizado em 1997

Atividades

8/1989 - 8/1997
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria do Conhecimento
História da filosofia Contemporânea
Metafísica


Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Entre ontologia e ética: análise fenomenológica da ipseidade
Descrição: Trata-se de examinar a tensão entre ontologia e ética tomando como fio condutor o conceito de ipseidade. Em vez de se propor a escolha entre ontologia e ética, como se fossem abordagens filosóficas excludentes, procura-se pensá-las a partir de um si-mesmo que, graças ao método fenomenológico, será descoberto numa condição de anterioridade em relação às escolhas ou adesões que ambas (ontologia e ética) terminam pressupondo ou exigindo. Heidegger fala em escuta do Ser, Levinas, por sua vez, propõe o acolhimento do Outro, mas ambas as alternativas são tributárias de um Si (Selbst, Soi) que somente uma análise fenomenológica genética, consolidada e desenvolvida por Husserl, sobretudo durante os anos 20 do século passado, estaria em condições de resgatar. A pergunta que guiará a presente pesquisa é esta: a tensão entre ontologia e ética, que, em boa medida, marcou a reflexão fenomenológica do pós-guerra na França, e que se efetivou principalmente pela leitura levinasiana de Heidegger, não pressupõe um ?terceiro termo? para ser compreendida, uma ipseidade que, sem realizar nenhuma síntese, seria a condição de possibilidade tanto da ética quanto da diferença ontológica? Além disso, pergunta-se: em que medida a fenomenologia do si-mesmo pode ser uma chave interpretativa importante não somente para se compreender a relação de Levinas com Heidegger, mas também e, sobretudo, as motivações filosóficas que marcaram o pensamento de fenomenólogos tão eminentes como Sartre, Merleau-Ponty, Michel Henry, Ricoeur e Marion?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2014
Ética fenomenológica: a unidade de um conceito
Descrição: Caracterizar conceitualmente a ética fenomenológica a partir do conceito de motivação, tal qual ele aparece nas obras de Edmund Husserl, mas também em alguns dos principais fenomenólogos da contemporaneidade: Levinas, Ricoeur, Merleau-Ponty, Waldenfels, etc..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marcelo Fabri - Coordenador / Cristiano Cerezer - Integrante / Kátia Marian Corrêa - Integrante / Felipe Bragagnolo - Integrante / Silvério Costella - Integrante / Leila Rosibeli Klaus - Integrante.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 5
2006 - 2012
Fenomenologia e Razão Prática. Da refutação do ceticismo à consciência de responsabilidade
Descrição: O projeto examina o conceito husserliano de razão prática, desde as formulações de uma ética formal até as discussões sobre os aspectos subjetivos e culturais da moralidade. Examina, ainda, algumas críticas e desdobramentos da fenomenologia para a questão da filosofia prática..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Marcelo Fabri - Coordenador / Cristiano Cerezer - Integrante / Adelar Conceição dos Santos - Integrante / Artur Ricardo de Aguiar Weidmann - Integrante / Jean Leison Simão - Integrante / Diego Ecker - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - Bolsa.
2004 - 2007
Ética fenomenológica e fenomenologia da cultura: Levinas na proximidade de Husserl
Descrição: Em sua críticas à tradição filosófica ocidental, Levinas insiste sobre a necessidade de um exame cuidadoso de conceitos-chave da fenomenologia husserliana, tais como Eu transcendental, intencionalidade, intuição, etc. Nesse exame, o tema da cultura parece ser secundário. O presente projeto propõe uma investigação sobre o conceito fenomenológico de cultura, mostrando em que medida tal conceito promove uma abertura que será decisiva para o pensamento levinasiano sobre a ética: a relação entre o próprio e o estrangeiro, a analogia entre razão teórica e razão prática, a subjetividade responsável, etc. A proximidade entre Husserl e Levinas se nota, sobretudo, com o exame do conceito de motivação. Enquanto lei fundamental da vida do espírito, a motivação permite aproximar o fenômeno cultural da vida ética, dando margens a uma articulação entre realidades muito diversas, tais como o Eu transcendental, as expressões simbólico-culturais e a transcendência do outro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2012 - Atual
Periódico: Thaumazein (Santa Maria)
2009 - Atual
Periódico: kínesis (Unesp)
2008 - Atual
Periódico: Cadernos Walter Benjamin


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Alemão
Lê Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FABRI, M.2018FABRI, M.. Le désenchantement de la phénoménologie: le sens éthique de la representation. SÍNTESE - REVISTA DE FILOSOFIA, v. 45, p. 217-228, 2018.

2.
FABRI, M.2017FABRI, M.. Subjetividade e afetividade:o entrelaçamento de intelecto e sentimento na ética de Edmund Husserl. Aoristo International Journal of Phenomenology, Hermeneutics and Metaphysics, v. 2, p. 85-97, 2017.

3.
FABRI, M.2017FABRI, M.. A essência do tribunal humano segundo Levinas: prolongamento ético da fenomenologia. Revista de Ética e Filosofia Política, v. 2, p. 135-151, 2017.

4.
FABRI, M.2016FABRI, M.. O motivo ético do recurso à subjetividade transcendental. Revista Philósophos, v. 21, p. 59-81, 2016.

5.
FABRI, M.2016FABRI, M.. Sobre a ipseidade: Marion leitor de Levinas. EDUCAÇÃO E FILOSOFIA (ONLINE), v. 30, p. 15-131, 2016.

6.
FABRI, M.2015FABRI, M.. A forma racional de vida preenchida pela subjetividade pessoal. Sapere Aude: Revista de Filosofia, v. 6, p. 527-539, 2015.

7.
FABRI, M.2015FABRI, M.. Entre fenomenologia e hermenêutica: a condição responsiva da subjetividade. Revista de Filosofia Moderna e Conmporânea, v. 3, p. 64-74, 2015.

8.
FABRI, M.2015FABRI, M.. O sujeito moral entre passividade e atividade: Husserl, Levinas e a afecção pelo valor. Ipseitas, v. 1, p. 106-118, 2015.

9.
FABRI, M.2013FABRI, M.. Entre hospes e hostis: hospitalidade como resposta ao estrangeiro. Thaumazein (Santa Maria), v. 12, p. 104-116, 2013.

10.
FABRI, M.2013FABRI, M.. Quando falar é fabular: a simultaneidade da civilização segundo Levinas. Ágora Filosófica, v. 1, p. 7-22, 2013.

11.
FABRI, M.2012FABRI, M.. Da mômada ao social: a intersubjetividade segundo Levinas. Cadernos IHU Idéias (UNISINOS), v. 174, p. 3-14, 2012.

12.
FABRI, M.2012FABRI, M.. Ética Pura e Situações Motivacionais: O sujeito moral em Husserl. Dissertatio (UFPel), v. 35, p. 31-45, 2012.

13.
FABRI, M.2012FABRI, M.. Levinas, Ricoeur e os imprevistos da história. Ethic@ (UFSC), v. 11, p. 125-139, 2012.

14.
FABRI, M.2012FABRI, M.. Análise fenomenológica do Conhecimento: essência e atualidade de um modelo. Thaumazein (Santa Maria), v. V, p. 05-19, 2012.

15.
FABRI, M.2011FABRI, M.. Implicações Éticas e Políticas da Redução Fenomenológica. Thaumazein (Santa Maria), v. 7, p. 3-16, 2011.

16.
FABRI, M.2011FABRI, M.. A fenomenologia levinasiana da vontade. Ethica (UGF), v. 18, p. 41-54, 2011.

17.
FABRI, M.2010FABRI, M.. Modalidades psíquicas irredutíveis: Levinas e a negação originária. Revista de Filosofia: Aurora (PUCPR. Impresso), v. 22, p. 409-422, 2010.

18.
FABRI, M.2010FABRI, M.. Entre o conceito e a metáfora: a palavra viva segundo Levinas. Ethica (UGF), v. 17, p. 67-80, 2010.

19.
FABRI, M.2010FABRI, M.. Implicações éticas da unidade da consciência: o humanismo de Franz Brentano. Humanidades em Revista / Filosofia, v. 10/11, p. 43-55, 2010.

20.
FABRI, M.2009FABRI, M.. A ética entre civilização e cultura na fenomenologia de Levinas. Ethica (UGF), v. 16, p. 167-183, 2009.

21.
FABRI, M.2008FABRI, M.. Cuidaddo da alma e inquietude ética: elementos para uma fenomenologia da vida filosófica. Revista Filosofazer, v. 1, p. 9-21, 2008.

22.
FABRI, M.2008FABRI, M.. Identidade Pessoal em Husserl: Razão e Motivação. Natureza Humana, v. 10, p. 93-105, 2008.

23.
FABRI, M.2008FABRI, M.. Claridade e Obscuridade: Heidegger, Levinas e o deus invisível. Natureza Humana, v. 10, p. 73-88, 2008.

24.
FABRI, M.2007FABRI, M.. Fenomenologia e cultura: significado crítico e limites da idéia husserliana de Europa. Filosofia Unisinos, v. 8, p. 39-48, 2007.

25.
FABRI, M.2006FABRI, M.. A Atualidade da Ética Husserliana. Veritas (Porto Alegre), v. 51, p. 69-78, 2006.

26.
FABRI, M.2004 FABRI, M.. Finitude e Inquietude: A função estratégica do conceito de intencionalidade no enunciado levinasiano de um outramente que ser. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 50, n.2, p. 305-316, 2004.

27.
FABRI, M.2003FABRI, M.. Para Além do Sagrado e do Profano: A Dimensão Ética do Conhecimento Segundo Levinas. Perspectiva Filosófica, Recife, v. 1, n.n. 19, p. 57-70, 2003.

28.
FABRI, M.2002 FABRI, M.. Despertar do Anonimato: Levinas e a Fenomenologia. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 47, n.1, p. 121-130, 2002.

29.
FABRI, M.2001FABRI, M.. A Ética como dessacralização em Levinas. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 46, n.2, p. 295-302, 2001.

30.
FABRI, M.2001 FABRI, M.. Linguagem e Desmistificação em Levinas. Síntese (Belo Horizonte), Belo Horizonte, v. 28, n.91, p. 245-266, 2001.

31.
FABRI, M.2000FABRI, M.. Levinas e a Busca do Autêntico. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 45, n.2, p. 185-194, 2000.

32.
FABRI, M.2000FABRI, M.. Distância e Proximidade: Levinas e a Hermenêutica. Numem (UFJF), Juiz de Fora, v. 3, n.1, p. 53-68, 2000.

33.
FABRI, M.1999FABRI, M.. Levinas: Mito-Logos e a possibilidade de um Sentido Ético. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 44, n.2, p. 285-296, 1999.

34.
FABRI, M.1999FABRI, M.. Hermenêutica e Ontologia em Levinas. Acta Scientiarum (UEM), Maringá (PR), v. 21, n.1, p. 113-119, 1999.

35.
FABRI, M.1997FABRI, M.. Edmund Husserl e a Busca da Verdade: Notas sobre as Investigações Lógicas. Revista Unimar, Maringá (PR), v. 19, n.1, p. 281-298, 1997.

36.
FABRI, M.1997FABRI, M.. Sentido Ético e Compreensão: em torno da questão levinasiana A ontologia é fundamental?. Cadernos de Subjetividade (PUCSP), São Paulo (PUCSP), v. 5, n.1, p. 53-69, 1997.

37.
FABRI, M.1994FABRI, M.. Francis Bacon: Patologia dos Erros e crítica do saber Tradicional. Impulso (Piracicaba), v. 7, p. 115-132, 1994.

38.
FABRI, M.1990FABRI, M.. Desejo e verdade em Emmanuel Levinas. Impulso (Piracicaba), v. 8, p. 75-79, 1990.

39.
FABRI, M.1988FABRI, M.. A epistemologia de Platão. Reflexão (Campinas), v. 40, p. 49-57, 1988.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SOUZA, R. T. (Org.) ; FABRI, M. (Org.) ; Frarias, A.B. (Org.) . Alteridade e Ética. Obra Comemorativa de Nascimento de Emmanuel Levinas. 1. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. v. 1. 411p .

2.
FABRI, M.. Fenomenologia e Cultura: Husserl, Levinas e a motivação ética do pensar. 1. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007. v. 1. 160p .

3.
FABRI, M.; SUSIN, L. C. (Org.) ; Pergentino Stefano Pivatto (Org.) ; SOUZA, R. T. (Org.) . Éticas em Diálogo. Levinas e o Pensamento contemporâneo. 1. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. v. 1. 382p .

4.
NAPOLI, R. B. (Org.) ; FABRI, M. (Org.) ; ROSSATTO, N. (Org.) . Ética e Justiça. 11. ed. Santa Maria RS: Palloti, 2003. v. 1. 208p .

5.
FABRI, M.. Desencantando a Ontologia: Subjetividade e Sentido Ético em Levinas. 1. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1997. v. 1. 219p .

Capítulos de livros publicados
1.
FABRI, M.. Da solidão trágica ao convívio com os filhos dos homens: ipseidade e amor. In: Nilo Ribeiro Júnior; Diogo Villas Bôas Aguiar; Gregory Rial; Felipe Rodolfo de Carvalho. (Org.). Amor em Justiça em Levinas. 1ed.São Paulo: Perspectiva, 2018, v. 1, p. 61-74.

2.
FABRI, M.. "Personificar" o impessoal: a ambiguidade do termo pessoa na fenomenologia de Levinas. In: Adão José Peixoto/Newton Aquiles Von Zuben/Tommy Akira Goto. (Org.). A Pessoa. Da conceituação à afirmação da dignidade humana. 1ed.Curitiba: CRV, 2017, v. 1, p. 135-147.

3.
FABRI, M.. Práxis formal e responsabilidade: anúncio do sujeito ético nas Lições de 1914. In: Everaldo Cescon. (Org.). Ética e Subjetividade. 1ed.Petrópolis: Vozes, 2016, v. 1, p. 107-123.

4.
FABRI, M.. A formação do professor de filosofia: testemunho pessoal de uma inquietação. In: Elisete M. Tomazetti. (Org.). Ensino de Filosofia. Experiências, problemas e perspectivas. 1ed.Curitiba: Appris, 2015, v. 1, p. 73-88.

5.
FABRI, M.. Entre objetivação e interpretação: oralidade e escrita na escola de Levinas. In: Sandro Sayão. (Org.). Levinas entre nós. 1ed.Recife: UFPE, 2014, v. 1, p. 113-127.

6.
FABRI, M.. A motivação ética da fenomenologia husserliana. In: Carlos Diógenes Côrtes Tourinho. (Org.). Origens e Caminhos da Fenomenologia. 1ed.Rio de Janeiro: Booklink, 2014, v. 1, p. 66-84.

7.
FABRI, M.. Redescobrindo o cotidiano e a vida: sentido fenomenológico da educação integral. In: Èlsio José Corá. (Org.). Reflexões acerca da Educação em Tempo Integral. 1ed.Porto Alegre: Evangraf, 2014, v. 1, p. 15-28.

8.
FABRI, M.. Do sensível ao social: recriação ética do mundo da vida. In: Amarildo Luiz Trevisan/Noeli Dutra Rossatto. (Org.). Filosofia e Educação. Interatividade, singularidade e mundo comum. 1ed.Campinas - SP: Mercado de Letras, 2013, v. 1, p. 59-74.

9.
FABRI, M.. Intencionalidade e moralidade: o humanismo de J.-P. Sartre. In: Diego Ecker/Ésio Francisco Salvetti. (Org.). Existência e Liberdade. Diálogos Filosóficos e Pedagógicos em J.-P. Sartre. 1ed.Passo Fundo: IFIBE, 2013, v. 1, p. 45-62.

10.
FABRI, M.. A razão prática segundo Husserl. In: Tourinho, C. D. C. & Bicudo, M. A. V.. (Org.). Fenomenologia: influxos e dissidências. A Tradição Fenomenológico-Existencial na Filosofia Contemporânea. 1ed.Rio de Janeiro: Booklink, 2011, v. 1, p. 40-57.

11.
FABRI, M.. Husserl, Levinas e a crise do projeto transcendental da modernidade. In: André Roberto cremoneze;Rogério baptistella. (Org.). Sociedade Pós-Moderna. Luzes e Sombras. 1ed.Nova Petrópolis: Nova Harmonia, 2011, v. , p. 15-31.

12.
FABRI, M.. Filosofia, ficção e vida imaginária. In: José Luís Corrêa Novaes;Marco Antonio de Oliveira de Azevedo. (Org.). A filosofia e seu ensino: desafios emergentes. 1ed.Porto Alegre: Sulina, 2010, v. 1, p. 188-200.

13.
FABRI, M.. A política perturbada pela ética: Levinas e a má consciência europeia. In: TREVISAN, A.L.;TOMAZETTI, E.M.;ROSSATTO, N.D.. (Org.). Diferença, cultura e educação. 1ed.Porto Alegre: Sulinas, 2010, v. 1, p. 272-284.

14.
FABRI, M.. Entre Unidade e Pluralidade: Husserl e o Sujeito Racionalmente Motivado. In: César Augusto Battisti. (Org.). Às voltas com a questão di sujeito. Posições e perspectivas. 1ed.Ijuí/Cascavel: UNIJUÍ/EDUNOESTE, 2010, v. 1, p. 269-283.

15.
FABRI, M.. Reminiscência, responsividade, desejo: três faces do humano. In: Sandro Cozza Sayão. (Org.). Faces do Humano. 1ed.Recife: Editora Universitária - UFPE, 2010, v. 1, p. 43-60.

16.
FABRI, M.. Quando o passado confere sentido ao presente: justiça e memória das vítimas. In: Castor Bartolomé Ruiz. (Org.). Jusiça e memória. Para uma crítica ética da violência. 1ed.São Leopoldo: Editora Unisinos, 2009, v. 1, p. 159-171.

17.
FABRI, M.. Fim do mundo e fenomenologia do humano. In: Ricardo Timm de Souza/Nythamar Fernandes de Oliveira. (Org.). Fenomenologia Hoje III. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008, v. III, p. 401-416.

18.
FABRI, M.. Levinas e o conceito fenomenológico de motivação. In: SOUZA, R.T.;FARIAS,A.B.;FABRI, M.. (Org.). Alteridade e Ética. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008, v. 204, p. 259-273.

19.
FABRI, M.. Sentido ético e fenomenologia da cultura. In: CARBONARI, P.C.;COSTA,A.;DALMÁS,G.. (Org.). Ética,Educação e Direitos Humanos. 1ed.Passo Fundo: IFIBE, 2008, v. 1, p. 91-105.

20.
FABRI, M.. Una rilettura apocalittica di Levinas. In: Barcellona, P.;Ciaramelli, F.; Fai, R.. (Org.). Apocalisse e Post-umano. Il Crepuscculo della Modernità. 1ed.Bari: Dedalo, 2007, v. 1, p. 183-195.

21.
FABRI, M.. Harmonização e Estranhamento. A Proposta de Uma Fenomenologia Responsiva.. In: TREVISAN, A.L;TOMAZETTI, E.M.. (Org.). Cultura e Alteridade. Confluências.. 1ed.Ijuí: UNIJUÍ, 2006, v. 1, p. 143-155.

22.
FABRI, M.. A Fala Docente e o Paradoxo do Ensino. In: TREVISAN, Amarildo Luiz; ROSSATTO, Noeli Dutra. (Org.). Filosofia e Educação. Confluências. 1ed.Santa Maria RS: FACOS-UFSM, 2005, v. 1, p. 67-76.

23.
FABRI, M.. A filosofia é inseparável de seu ensino. In: Candido, Celso; Carbonara, Wanderlei. (Org.). Filosofia e Ensino. Um Diálogo Transdisciplinar. 1ed.Ijuí: UNIJUÍ, 2004, v. 5, p. 257-268.

24.
FABRI, M.. Monólogo, Diálogo, Ensino. In: ROLLA, A.B.M.; SANTOS NETO, A.; QUEIROZ,I.P.. (Org.). Filosofia e Ensino. Possibilidades e Desafios. 1ed.Ijuí RS: Unijuí, 2003, v. 1, p. 135-148.

25.
FABRI, M.. Memória, Repetição e Ressurgimento do Si-Mesmo. In: SUSIN, L.C; FABRI, M.; PIVATTO, P.S.; SOUZA,R.T.. (Org.). Éticas em diálogo. Levinas e o Pensamento Contemporâneo. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003, v. 1, p. 79-95.

26.
FABRI, M.. Levinas e o fenômeno da Justiça. In: NAPOLI, R.B.; ROSSATTO, N.; FABRI, M.. (Org.). Ética e Justiça. 1ed.Santa Maria: Palloti, 2003, v. 1, p. 187-200.

27.
FABRI, M.. Levinas e a Crise do Humanismo. In: Angelo Lôndero; Simone Freitas da Silva Gallina. (Org.). Textos Filosóficos. 1ed.Santa Maria - RS: Biblos Editora, 2002, v. 1, p. 113-128.

28.
FABRI, M.. Despertar do Anonimato Levinas e a Fenomenologia. In: Ricardo Timm de Souza; Nythamar Fernandes de Oliveira. (Org.). Fenomenologia Hoje II. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, v. 1, p. 119-132.

29.
FABRI, M.. Levinas e a Busca do Autêntico. In: Ricardo Timm de Souza; Nythamar Fernandes de Oliveira. (Org.). Fenomenologia Hoje. Existência, ser e sentido no alvorecer do século XXI. 1ed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2001, v. 129, p. 67-79.

30.
FABRI, M.. Sobre o Dizer e o seu Epos. In: Heloísa Pedroso de Moraes Feltes; Urbano Zilles. (Org.). Filosofia: Diálogo de Horizontes. Festschrift em homenagem a Jaime Paviani. Caxias do Sul/Porto Alegre: EDUCS/EDIPUCRS, 2001, v. 1, p. 237-249.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FABRI, M.. A Filosofia submetida à ética: a função humana da ciência segundo Husserl. In: I Encontro Nacional de Fenomenologia- IV Encontro do GT de Fenomenologia da ANPOF, 2015, Belo Horizonte. I Encontro Nacional de Fenomenologia- IV Encontro do GT de Fenomenologia da ANPOF. A tradição fenomenológico-existencial na filosofia contemporânea. Rio de Janeiro: Book Link, 2015. v. 1. p. 21-22.

2.
FABRI, M.. A função fabuladora como origem do racional. In: XVII Congresso Interamericano de Filosofia, 2013, Salvador. XVII Congresso Interamericano de Filosofia. Salvador: Quarteto, 2013. p. 352-352.

3.
FABRI, M.. A imagem, o sesnível, o musical: há uma lição da arte na fenomenologia de Levinas?. In: XIV Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporãnea, 2009, Toledo. XIV Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporãnea da Unioeste. Toledo, 2009.

4.
FABRI, M.. Condição Humana e Palavra em Levinas. In: III Congresso de Fenomenologia da Região Centro-Oeste, 2009, Goiânia. Anais do III Congreso de Fenomenologia da região Centro-Oeste. Goiânia: UCG/Kelps, 2009. v. 1. p. 41-42.

5.
FABRI, M.. Levinas e o conceito fenomenológico de modalidade. In: XIII Encontro Nacional da ANPOF, 2008, Canela RS. Livro de Atas do XIII Encontro Nacional da ANPOF. São Leopoldo: Unisinos, 2008. v. 1. p. 447-447.

6.
FABRI, M.. Levinas e o conceito fenomenológico de motivação. In: ANPOF, 2006, Salvador. XII Encontro Nacinal de Filosofia da ANPOF . Livro de Atas.. Salvador: EDUFBA, 2006. v. 1. p. 356-356.

7.
FABRI, M.. Levinas: O tempo como ressurgimento do Si-mesmo. In: X Encontro Nacional de filosofia - ANPOF, 2002, São Paulo. Atas do X Encontro Nacional de Filosofia. Campinas - SP: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2002. v. 1. p. 33-33.

8.
FABRI, M.. Cogito e crítica do conhecimento em Levinas. In: ANPOF, 2000, Poços de Caldas. Anais da ANPOF, 2000.

9.
FABRI, M.. Sentido e Ausência de Sentido: Notas sobre a desmistificação da linguagem em Levinas. In: VIII Encontro Nacional da ANPOF, 1998, Caxambu. Anais do VIII Encontro Nacional da ANPOF, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
FABRI, M.. Reconhecimento como resposta ao estrangeiro: uma leitura fenomenológica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
FABRI, M.. Introdução à ética fenomenológica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
FABRI, M.. A ética como filosofia primeira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
FABRI, M.. A formação do professor de filosofia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
FABRI, M.. Levinas e o conceito fenomenológico de motivação. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
FABRI, M.. Finitude e Inquietude: a função estratégica da intencionalidade no enunciado levinasiano de um outramente que ser. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
FABRI, M.. Hermenêutica Linguagem e Educação. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
FABRI, M.. IV Simpósio Sul Brasileiro Sobre Ensino de Filosofia. 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
FABRI, M.. Desejo: sentido originário e consciência ética no pensamento de Levinas. Porto Alegre, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
SANFELICE, V. ; FABRI, M. . Cinco Lições: da linguagem à imagem. Aesthetica Preprint: Sapere Aude, 2013. (Tradução/Artigo).

3.
FABRI, M.. A alteridade radical de Levinas e a ética racionalista de Husserl. São Leopoldo: Unisinos, 2012 (entrevista).

4.
FABRI, M.. O Aparecer da Noite e a Redescoberta da Sensibilidade. Santa Maria RS: UNIFRA, 2004 (Artigo Completo Publicado em Anais de Evento).

5.
FABRI, M.. Introdução. Porto Alegre, 2003. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
FABRI, M.. De Deus que vem à Idéia. Petrópolis: Vozes, 2002. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
FABRI, M.. Artigo sobre Levinas. 2018.

2.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre a escola de Frankfurt. 2017.

3.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre fenomenologia da experiência religiosa Revista Horizonte. 2017.

4.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Paul Ricoeur Revista Ethic@. 2017.

5.
FABRI, M.. Parecer sobre artigo sobre Husserl - Revista Philósophos - UFG. 2017.

6.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Levinas Revista kriterion. 2017.

7.
FABRI, M.. Parecer artigo sobre Husserl Revista Educação e Filosofia (UFU). 2017.

8.
FABRI, M.. Parecerista de artigo sobre Levinas Revista Horizonte. 2016.

9.
FABRI, M.. Parecer de Artigo sobre Husserl Revista Philósophos. 2016.

10.
FABRI, M.. Parecer de Artigo sobre Buber - Revista Educação (PUCRS). 2015.

11.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Fenomenologia (Revista Philósophos). 2015.

12.
FABRI, M.. Parecer sobre artigo (Levinas) Revista Kínesis. 2015.

13.
FABRI, M.. Parecer sobre artigo Revista Kriterion. 2015.

14.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Husserl - Revista Philósophos (UFG). 2014.

15.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Buber - Revista Educação - PUCRS. 2013.

16.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Sartre (Revista Humanidades em Diálogo - USP). 2013.

17.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Husserl (Revista Philosóphos) UFG. 2013.

18.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Heidegger Revista Philósophos - UFG. 2013.

19.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre fenomenologia - Revista Philósophos. 2012.

20.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Levinas Revista Horizonte. 2012.

21.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Levinas - Revista Inquietude - UFG. 2011.

22.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Agamben - Revista de Filosofia UNISINOS. 2011.

23.
FABRI, M.. Parecer de artigo sobre Husserl - Revista kínesis - UNESP. 2011.


Demais tipos de produção técnica
1.
FABRI, M.. Da mônada ao social: a intersubjetividade segundo Levinas. 2012. (Palestra).

2.
FABRI, M.. Fenomenologia e Teoria do Conhecimento. 2012. (Palestra).

3.
FABRI, M.. Ética e Fenomenologia. 2011. (Palestra).

4.
FABRI, M.. Levinas: a escola condiciona a ciência. 2011. (Palestra).

5.
FABRI, M.. Ética na fenomenologia. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
FABRI, M.. A imagem, o sesnível, o musical: há uma lição da arte na fenomenologia de Levinas?. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
FABRI, M.. Levinas: Civilização e Cultura. 2006. (Conferência).

8.
FABRI, M.. Conceito fenomenológico de pessoa. 2006. (Palestra).

9.
FABRI, M.. "Fim do Mundo e Fenomenoilogia do Humano". 2006. (Mesa Redonda).

10.
FABRI, M.. Filosofia e Alteridade. 2006. (Mesa Redonda).

Demais trabalhos
1.
FABRI, M.. Fim do mundo e fenomenologia do humano. 2006 (palestra) .

2.
FABRI, M.. Fenomenologia dell'agire umano. 2005 (Palestra) .

3.
FABRI, M.. Interpretazione e applicazione della legge. 2005 (Palestra) .

4.
FABRI, M.. Radici del Brasile. 2005 (Palestra) .

5.
FABRI, M.. Soggetto e Modernità. 2005 (Palestra) .

6.
FABRI, M.. A atualidade da ética fenomenológica. 2005 (Palestra) .

7.
FABRI, M.. Ética e subjetividade no pensamento de Levinas. 2004 (Palestra) .

8.
FABRI, M.. Fenomenologia: uma introdução. 2004 (minicurso) .

9.
FABRI, M.. O aparecer da noite e a redescoberta da sensibildade. 2004 (Palestra) .

10.
FABRI, M.. A Fundamentação Fenomenológica do Conhecimento. 2003 (Conferência) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
RIBEIRO JUNIOR, N.; FABRI, M.; CARDOSO, D.. Participação em banca de Luiz Alexandre Larcher Amaral dos Santos. A Gênese do Político: uma leitura de Autrement qu'être ou au-delà de l'essence de Emmanuel Levinas. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia.

2.
SILVA, C. A. F.; FABRI, M.; KAHLMEYER-MERTENS, R.. Participação em banca de Cristiane Picinini. Liberdade e má-fé em Sartre: Matizes ético-fenomenológicas. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

3.
GRZIBOWSKI, S.; FURTADO, J. L.; FABRI, M.. Participação em banca de Jéssica Coimbra Padilha. A fenomenologia estética em M. Henry: A arte como revelação da vida invisível. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
FABRI, M.; COSTA, J. A.; COSTA, P. S. J.. Participação em banca de Frederico Santos Ferreira. Gozo e sensibilidade em Totalidade e Infinito. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
FABRI, M.; GRZIBOWSKI, S.; SALDANHA, M. R.. Participação em banca de Luiz Edmundo Pinto Bonilha. A subjetividade do corpo em Michel Henry. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

6.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; Sass, S.D.. Participação em banca de Kátia Marian Corrêa. Liberdade de palavra: uma leitura ética do existencialismo sartreano. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

7.
COSTA, P. S. J.; ALVES, M. A.; FABRI, M.. Participação em banca de Jefferson Polidoro Dias. A Justiça em Emmanuel Levinas: uma análise do terceiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

8.
GRZIBOWSKI, S.; CESCON, E.; FABRI, M.. Participação em banca de Leandro Righi de Sousa. O corpo na obra Ideias II de Edmund Husserl: esquecimento, ponto-zero, sensações. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

9.
FABRI, M.; COSTA, M. L.; VARELLA, A. A. B.; MIRANDA, R. L.. Participação em banca de Gillianno José Mazzetto de Castro. Para além da clareira: aproximações entre fenomenologia e pesquisa em psicologia da saúde. 2016. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica Dom Bosco.

10.
GRZIBOWSKI, S.; SOUZA, J. T. B.; FABRI, M.. Participação em banca de Rubens Machado. A noção de verdade em Emmanuel Levinas. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

11.
GRZIBOWSKI, S.; RIBEIRO JUNIOR, N.; FABRI, M.. Participação em banca de Janilce Silva Praseres. Fenomenologia da afetividade: um estudo a partir de M. Henry. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

12.
FABRI, M.; KORELC, M.; GRZIBOWSKI, S.. Participação em banca de Felipe Bragagnolo. Da representação à sensibilidade: leitura levinasiana de Husserl. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

13.
GRZIBOWSKI, S.; FABRI, M.; RUIZ, C. B.. Participação em banca de Rudimar Barea. O tema da empatia em Edith Stein. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

14.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; CORA, E. J.. Participação em banca de Vinícius Oliveira Sanfelice. Metáfora e imaginação poética em Paul Ricoeur. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

15.
FABRI, M.; GRZIBOWSKI, S.; SANTOS, R.. Participação em banca de Leila Rosibelli Klaus. A abordagem fenomenológica da antropologia filosófica: pessoa e espírito em Max Scheler. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

16.
REIS, R. R.; FLEIG, M.; FABRI, M.. Participação em banca de Bruno de Prá Michels. O problema da fonte da inteligibilidade na ontologia hermenêutica de Martin Heidegger. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

17.
FABRI, M.; SILVA, C. A. F.; GRZIBOWSKI, S.. Participação em banca de Grasiela Cristine Celich Dani. Liberdade e Reconhecimento: Uma interpretação da vida e da morte a partir da Fenomenologia do Espírito de Hegel. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

18.
REIS, R. R.; Scneider, P.; FABRI, M.. Participação em banca de Jaderson Oliveira da Silva. Heidegger e Kant: O projeto Ontológico de Ser e Tempo e a Interpretação Fenomenológica da Crítica da Razão Pura. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

19.
FABRI, M.; KORELC, M.; REIS, R. R.. Participação em banca de Fernanda da Silva Rodrigues Pereira. Analogia entre Lógica e Ética: A proposta husserliana de uma ética formal. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

20.
FABRI, M.; GRZIBOWSKI, S.; SILVA, C. A. F.. Participação em banca de Josiana Hadlich de Olivera. Percepção e Intersubjetividade: Pressupostos da Formulação de Juízos Éticos Evidenciados na Experiência Antepredicativa. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

21.
Miranda de Almeida, R.; Paschoal, A.E.; FABRI, M.. Participação em banca de João Marcelo Crubelatte. Liberdade nos estádios existenciais kierkegaardianos. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

22.
FABRI, M.; ONATE, A. M.; CARDOSO NETO, L.. Participação em banca de José André de Azevedo. Da abstração à concretude da experiência: a filosofia concreta em Gabriel Marcel. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

23.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; ALVES, M. A.. Participação em banca de Aline Ibaldo Gonçalves. O problema do outro em sartre. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

24.
FABRI, M.; FARIAS, A.B.; CESCON, E.. Participação em banca de Marco António Gonçalves. Ética e consumo. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

25.
FABRI, M.; Sass, S.D.; Amitrano, G.. Participação em banca de Angélica Silva Costa. A noção de engajamento no pensamento de Jean-Paul Sartre. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Uberlândia.

26.
SAYÃO, S.C..; FABRI, M.; Pelizzoli, M.L.. Participação em banca de Raphael Douglas Monteiro Tenório Filho. A finitude em Emmanuel Levinas: a morte como experiência inexperienciável da alteridade. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Pernambuco.

27.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; Scneider, P.. Participação em banca de Fabiane Scneider Machado. O ego como problema existencial em Sartre. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

28.
NODARI, P.C.; Frarias, A.B.; FABRI, M.. Participação em banca de Karin Zanotto. O cuidado de si e a constituição do sujeito em Foucault. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Caxias do Sul.

29.
REIS, R. R.; WU, R.; FABRI, M.. Participação em banca de Ronaldo Palma Guerche. Hermenêutica da facticidade e coexistência cotidiana com outros: Heidegger e a retórica de Aristóteles. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

30.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; Sass, S.D.. Participação em banca de Diego Ecker. Fenomenologia da consciência e ontologia em Sartre. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

31.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; Sass, S.D.. Participação em banca de Artur Ricardo Aguiar Weidmann. Implicações éticas do métodpo fenomenológico. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

32.
KORELC, M.; FABRI, M.; Zerbina, M.. Participação em banca de Alice Catarina de Barros Morais da Silveira. O sentido transcendental do outro na fenomenologia de Husserl. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás.

33.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; Salles Gentil, H.. Participação em banca de João Batista Botton. o caráter e a promessa em Ricoeur: uma perspectiva narrativa. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

34.
FABRI, M.; REIS, R. R.; Fragozo, F.. Participação em banca de Juliana Mezzomo Flores. O conceito de totalidade na obra de Martin Heidegger. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

35.
FABRI, M.; REIS, R. R.; Scneider, P.. Participação em banca de Thiago Luiz do Nascimento. Sentido e Compreensão em "Ser e Tempo". 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

36.
ROSSATTO, N.; GALLINA, A. L.; FABRI, M.. Participação em banca de Adriane da Silva Machado. O Mal sofrido em Paul Ricoeur. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

37.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; POMMER, A.. Participação em banca de maria Luíza Diello. Michel Foucault e a problematização da subjetivação. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

38.
Garcia, E.; FABRI, M.; GARCIA, E.. Participação em banca de André Luiz Pinto da Rocha. Sensibilidade e Ruptura da Ontologia: as bases fenomenológicas do pensamento de Levinas. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

39.
FABRI, M.; TREVISAN, A. L.; HERMANN, N.. Participação em banca de Maurício Cristiano de Azevedo. Educação Estética e Razão Comunicativa: um outro da razão ou uma outra racionalidade. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Maria.

40.
FABRI, M.; REIS, R. R.; VIDEIRA, A. A. P.. Participação em banca de Ademar Pires Goulart Júnior. Gênese Ontológica do Comportamento Científico em Ser e Tempo, de Martin Heidegger.. 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

41.
PISANI DESTRO, M.R.; GALLO, S.; FABRI, M.. Participação em banca de Marcelo fernandes Pereira. A filosofia humanista de Emmanuel Levinas e suas articulações com a educação. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

42.
KEIM, E. J.; FABRI, M.; LAMAR, A. R.. Participação em banca de Rodolfo Stringari. O Eu e o Outro na Educação: Uma abordagem filosófica a partir de E. Levinas e E. Dussel. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Fundação Universidade Regional de Blumenau.

43.
ROSSATTO, N.; PIRES, C. M. P.; FABRI, M.. Participação em banca de Raimundo de Maria mena Reyes. A superação do solipsismo em Sartre. 2007. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

44.
FABRI, M.; REIS, R. R.; ROSSATTO, N.. Participação em banca de Rodrigo Brito Felin. O Cuidado como Fundamento das Pulsões. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

45.
FABRI, M.; REIS, R. R.; CASANOVA, M. A.. Participação em banca de Rogério da Silva Almeida. Cuidado como Indicação Formal:Práxis e Poiesis no Horizonte da Facticidade. 2003. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

46.
FABRI, M.; SAUTTER, F. T.; SOUZA, R. T.. Participação em banca de Sanqueilo de Lima Santos. O Pensamento e a Linguagem nas Investigações Lógicas de Edmund Husserl. 2003. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

47.
FABRI, M.; Pergentino Stefano Pivatto; SOUZA, R. T.. Participação em banca de Vanderlei Carbonara. Justiça e Responsabilidade no Pensamento Ético de Emmanuel Levinas. 2003. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Teses de doutorado
1.
TORRES, J. C. B.; CASTRO, F. C. L.; BOEIRA, N. F.; MOUTINHO, L. D.; FABRI, M.. Participação em banca de Adelar Conceição dos Santos. Do sujeito constituinte à constituição da subjetividade: o problema do fundamento da subjetividade na fenomenologia. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; PIRES, C. M. P.; ALVES, M. A.; COSTA, P. S. J.. Participação em banca de Aline Ibaldo Gonçalves. Reciprocidade nos grupos em fusão em J.-P. Sartre. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
OLIVEIRA, N.; FABRI, M.; SOUZA, R. T.; PONTIN, F.; MISSAGGIA, J. O.. Participação em banca de Cesar Augusto Erthal. A solidariedade afetiva como fundamento ético: Husserl e a renovação no mudo da vida". 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

4.
FABRI, M.; SUSIN, L. C.; ALVES, M. A.; GRZIBOWSKI, S.; COSTA, P. S. J.. Participação em banca de Silvério Costella. Sentido e não-sentido: a hospitalidade em situações extremas. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
ROSSATTO, N.; SCHAEFER, O. M.; GRZIBOWSKI, S.; MOBBS, A. S. M.; FABRI, M.. Participação em banca de Paulo Gilberto Gubert. Da reciprocidade à mutualidade: a questão da assimetria em Ricoeur. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

6.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; CORA, E. J.; NASCIMENTO, C. R.; SCHAEFER, O. M.. Participação em banca de Adriane da Silva Machado Mobbs. O problema da mediação imperfeita em Paul Ricoeur. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

7.
ZILLES, U.; OLIVEIRA, N.; PAVIANI, J.; PONTIN, F.; FABRI, M.. Participação em banca de Márcio Junglos. Fenomenologia da inclusividade. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

8.
FABRI, M.; CULLETON, A.; SIDEKUN, A.; VIDAL, A.; HELFER, I.. Participação em banca de Rogério Baptistella. A Filosofia da Realidade Histórica num contexto político-humanizador em Ignácio Ellacuría e. 2012. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

9.
Pelizzoli, M.L.; FABRI, M.; STRIEDER, I.R.; RIBEIRO JUNIOR, N.; OLIVEIRA CAMINHA, I.-. Participação em banca de Márcio Adriano dos Santos |Dias. A subjetividade ética como fundamento da justiça a partir de Levinas. 2011. Tese (Doutorado em Programa Integrado de Doutorado em Filosofia UFPB-) - Universidade Federal de Pernambuco.

10.
FABRI, M.. Participação em banca de Fabiano Pures Paes. Elementos da fundamentação do trabalho em Herbert Marcuse e seus efeitos na lógica social do consumo fundamentada por Jean Baudrillard. 2010. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

11.
Gagnebin, J.M.; FABRI, M.; Leopoldo Silva, F.; Salles Gentil, H.; Perine, M.. Participação em banca de Sybil Safdie Douek. Sujeito e Alteridade em Paul Ricoeur e Emmanuel Levinas: proximidades e distâncias. 2009. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

12.
Pergentino Stefano Pivatto; FABRI, M.; SOUZA, R. T.; Pelizzoli, M.L.; SOUZA, D. G.. Participação em banca de Luciano Costa Santos. O sujeito é de carne e de sangue: a sensibilidade como paradigma ético em Levinas. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

13.
FABRI, M.. Participação em banca de José Tadeu Batista de Souza. Ética como metafísica da alteridade em Levinas. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

14.
FABRI, M.; SUSIN, L. C.; Pergentino Stefano Pivatto; SOUZA, R. T.; LUFT, E.. Participação em banca de Martina korelc. O Problema do ser em Levinas. 2006. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

15.
FABRI, M.. Participação em banca de Martina korelc. O Problema do ser em Levinas. 2006. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

16.
FABRI, M.; SOUZA, R. T.; Pergentino Stefano Pivatto; VALLS, A. M.; OLIVEIRA, N. F.. Participação em banca de Evaldo Antonio Kuiawa. Transcendência e Linguagem. O Dizer como Fundamento da Racionalidade Ética em E. Levinas. 2003. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Doutorado
1.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; GRZIBOWSKI, S.; COSTA, P. S. J.; ALVES, M. A.. Participação em banca de Silvério Costella. Sofrimento Psíquico e Hospitalidade. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
FABRI, M.; ROSSATTO, N.; ALVES, M. A.; GRZIBOWSKI, S.; COSTA, P. S. J.. Participação em banca de Cristiano cerezer. A gênese da subjetividade ética desde o paradigma da sensibilidade. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
VAISMAN, E.; MORO, U. V.; FABRI, M.. Participação em banca de Leonardo Meirelles Ribeiro. O conceito de justiça para além da ética em Levinas em Autrement qu'être. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; GRZIBOWSKI, S.; ALVES, M. A.; COSTA, P. S. J.. Participação em banca de Paulo Gilberto Gubert. Mutualidade e Reciprocidade: a assimetria enquanto pressuposto fundamental para a alteridade e para o reconhecimento mútuo em Ricoeur. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
NAPOLI, R. B.; RIBEIRO, L. M.; ROSSATTO, N.; FABRI, M.; SATTLER, J.. Participação em banca de Lauren de Lacerda Nunes. O papel das emoções na abordagem dos dilemas morais. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

6.
ROSSATTO, N.; GRZIBOWSKI, S.; ALVES, M. A.; FABRI, M.; VASCONCELOS, M. L. C.. Participação em banca de Adriane da Silva Machado Mobbs. A simbólica do la interpretada em Paul Ricoeur. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SANTOS, C. S.; FABRI, M.; DEBONA, V.. Participação em banca de Fabrício Souza de Almeida.A noção de lei no Tratado Teológico-Político. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
ROSSATTO, N.; FABRI, M.; DEBONA, V.. Participação em banca de Lucas Camargo.Vattimo leitor de Joaquim de Fiore. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

3.
SANTOS, C. S.; FABRI, M.; CORREA, R. F. S.. Participação em banca de Úrsula Maria Coelho Lied.A consciência nas teorias bergsonianas da memória e da evolução da vida. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

4.
KRASSUSKI, J. A.; SATTLER, J.; FABRI, M.. Participação em banca de Andressa Corrêa Cristofari.Desigualdades distributivas: a perspectiva de John Rawls. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

5.
COSTA, P. S. J.; ROSSATTO, N.; FABRI, M.. Participação em banca de Mariane Gehlen Perin.A importância da linguagem simbólica para a interpretação de "Assim Falava Zaratustra". 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.

6.
COSTA, P. S. J.; SANTOS, C. S.; FABRI, M.. Participação em banca de Jefferson Polidoro Dias.A questão política em Emmanuel Levinas: uma outra justiça". 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
CULLETON, A.; ROHDEN, L.; FABRI, M.. Comissão especial para promoção à Classe de Professor Titular. 2018. Universidade Federal de Santa Maria.

2.
FABRI, M.. Comissão Examinadora de Concurso para Professor Titular. 2016. Universidade Federal de Santa Maria.

Concurso público
1.
FABRI, M.. Concurso público para professor adjunto em filosofia (metafísica e ontologia). 2009. Universidade Federal de Goiás.

Outras participações
1.
FABRI, M.; SOUZA, R. T.; Pergentino Stefano Pivatto; OLIVEIRA, N. F.; RUIZ, C. B.. Para além da essência - Racionalidade ética e subjetividade no pensamento de Emmanuel Levinas. 2006. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

2.
FABRI, M.. Para além da essência - Racionalidade ética e subjetividade no pensamento de Emmanuel Levinas. 2006. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

3.
FABRI, M.. O conceito de evidência nas "Meditações Cartesianas": A crítica de Husserl a Descartes. 2005. Universidade Federal de Santa Maria.

4.
FABRI, M.; GALLINA, A. L.; KRASSUSKI, J. A.. Seleção de alunos do mestrado em filosofia da UFSM. 2005. Universidade Federal de Santa Maria.

5.
FABRI, M.; STEIN, E.; Pergentino Stefano Pivatto. O enxerto da hermenêutica na fenomenologia segundo Paul Ricoeur. 2004. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

6.
FABRI, M.. Hermenêutica e Teoria da Ação em "O si-mesmo como um outro" de Paul Ricoeur. 2004. Universidade Federal de Santa Maria.

7.
FABRI, M.. O Conceito de Pulsão em Ser e Tempo. 2004. Universidade Federal de Santa Maria.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Colóquio Internacional de Fenomenologia e Enfermagem.A subjetividade corporal entre liberdade e fatalidade: desafio ético da fenomenologia em tempos de mutações. 2018. (Outra).

2.
XVIII Encontro Nacional da ANPOF.O próprio, o estrangeiro e o ponto de vista do universal: Aproximações entre Levinas e Waldenfels. 2018. (Encontro).

3.
XVII Semana Acadêmica do Curso de Filosofia.Subjetividade e Metafísica: uma interpretação fenomenológica. 2018. (Outra).

4.
III Colóquio Husserl (Metafísica: Subjetividade e Natureza).Reafirmar a efetividade do mundo: uma tarefa para a fenomenologia em tempos de mutações. 2017. (Outra).

5.
III Seminário Internacional Emanuel Levinas.Da solidão trágica ao convívio com os filhos dos homens: ipseidade e amor. 2017. (Seminário).

6.
V Encontro do GT de Fenomenologia da ANPOF e II Encontro Nacional de Fenomenologia.O sentimento na ética: Husserl leitor de Husserl. 2017. (Encontro).

7.
XV Congresso de Filosofia Contemporânea da PUCPR. Bergson, Husserl e Patocka. 2017. (Congresso).

8.
Colloque International de Philosophie: Représentation et Altérité. Le désenchantement de la phénoménologie: le sens éthique de la représentation. 2015. (Congresso).

9.
Encontro de Fenomenologia - IV Encontro do GT de Fenomenologia da ANPOF.A Filosofia submetida à Ética: uma mudança no projeto da fenomenologia transcendental?. 2015. (Encontro).

10.
II Colóquio Internacional Husserl.O motivo ético do recurso ao sujeito transcendental. 2015. (Simpósio).

11.
VI Colóquio Internacional de Ética.Práxis formal e responsabilidade: anúncio do sujeito moral nas Lições de 1914. 2014. (Outra).

12.
XVII Semana de Filosofia da UFU.Sobre a ipseidade: Marion leitor de Levinas. 2014. (Outra).

13.
Encontro do GT de Fenomenologia da ANPOF.A motivação ética da fenomenologia husserliana. 2013. (Encontro).

14.
VI Seminário Filosofia e Demais Saberes - Justiça e Ética da Hospitalidade.Ética da Hospitalidade e Fenomenologia do Estrangeiro. 2013. (Seminário).

15.
XVII Congresso Interamericano de Filosofia. A função fabuladora como origem do racional. 2013. (Congresso).

16.
XXXII Semana de Filosofia da UCDB.Consciência e Vida: Abordagem Fenomenológica da Filosofia Francesa Contemporânea. 2013. (Outra).

17.
Encontro de Pesquisadores dos PPG em Filosofia do Rio Grande do Sul.Ética Fenomenológica e Motivação. 2012. (Encontro).

18.
IV Seminário Nacional de Filosofia e Educação.Ética, Singularidade e Sociabilidade. 2012. (Seminário).

19.
VI Seminário Temático Existência e Liberdade.Intencionalidade e Existência: O Humanismo de J.-P. Sartre. 2012. (Seminário).

20.
XV Encontro Nacional da ANPOF.Duração e Simultaneidade: Influxo bergsoniano sobre Levinas. 2012. (Encontro).

21.
IV Ciclo de palestras: Filosofia e demais saberes.problemas ético-políticos na fenomenologia. 2011. (Outra).

22.
Primeiro Colóquio do NuFFC: A Alteridade.Responsabilidade por si e responsabilidade pelo outro: a fenomenologia levinasiana da vontade. 2011. (Outra).

23.
X Colóquio de Epistemologia da USJT: Texto e História a partir de Paul Ricoeur.Levinas, Ricoeur e os Imprevistos da História. 2011. (Outra).

24.
IX Semana Acadêmica do Curso de Filosofia.Ética fenomenológica e pós-modernidade. 2010. (Encontro).

25.
IX Simpósio Sul Brasileuro de Ensino de Filosofia.Filosofia e existência. 2010. (Simpósio).

26.
XIV Encontro Nacional ANPOF.A essência metafórica da linguagem segundo Levinas. 2010. (Encontro).

27.
III Congresso de Fenomenologia da Região Centro-Oeste. Cindição Humana e Ética na fenomenologia de Levinasi. 2009. (Congresso).

28.
III Seminário Nacional de Filosofia e Educação - Confluências.Ética, Política e Diferença. 2009. (Seminário).

29.
V Semana Acadêmica de Filosofia do Instituto Sapientia de Filosofia.Levinas e a Educação. 2009. (Outra).

30.
XIV Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporãnea.Mini-curso sobre História da Filosofia (Imaginação). 2009. (Simpósio).

31.
III Simpósio da Cátedra Unesco de Direitos Humanos.Fenomenologia, ética e memória das vítimas. 2008. (Simpósio).

32.
Seminário A Fenomenologia e as Ciências Humanas.Fenomenologia e Cultura. 2008. (Seminário).

33.
Seminário Cultura e Alteridade.Alteridade e Cultura: Husserl e Levinas. 2008. (Seminário).

34.
VI Semana Acadêmica Curso de Filosofia FAPAS.A reativação fenomenológica do Humanismo. 2008. (Outra).

35.
XIII Encontro Nacional da ANPOF.Levinas e o conceito fenomenológico de modalidade. 2008. (Encontro).

36.
III Simpósio Internacional de Filosofia - Identidade Pessoal e Reconhecimento.Identidade Pessoal em Husserl: razão e motivação. 2007. (Simpósio).

37.
II Seminário Internacional Levinas e a Educação.Interculturalidade, Educação e Direitos Humanos. 2007. (Seminário).

38.
IV Semana Acadêmica da Filosofia.Consciência e Ação: abordagem fenomenológica. 2007. (Encontro).

39.
Seminário Nacional "Vsões do Mundo Contemporâneo".Racionalidade Fenomenológica e Consciência Histórica. 2007. (Seminário).

40.
XII Colóquio Heidegger.Claridade e Obscuridade: Heidegger, Levinas e o deus invisível. 2007. (Seminário).

41.
"Fim do Mundo" e Fenomenologia do Humano.III Simposio Internacional de Fenomenologia e Hermenêutica. 2006. (Simpósio).

42.
Conceito Fenomenológico de Pessoa.II Colóquio de Ética e Ética Aplicada. 2006. (Seminário).

43.
II Seminário Nacional de Filosofia e Educação - Confluências..Filosofia e Alteridade. 2006. (Seminário).

44.
Seminário Internacional - Levinas e a Educação.Levinas: Civilização e Cultura. 2006. (Seminário).

45.
Colóquio Nacional sobre Ética e Justiça. Levinas e o fenômeno da Justiça. 2003. (Congresso).

46.
III Simpósio Sul-Brasileiro sobre Ensino de Filosofia.Monólogo, diálogo, Ensino. 2003. (Simpósio).

47.
I Seminário Estadual da FAPAS: Filosofia e Ensino.Filosofia e Sociedade. 2003. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
HAMM, C. V. ; NAPOLI, R. B. ; FABRI, M. . VI Colóquio Internacional de Ética: Intencionalidade e Responsabilidade moral. 2014. (Outro).

2.
SOARES, A. G. T. ; FABRI, M. . XVII Semana de Filosofia da UFU. 2014. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Graciele Pasqualeto carpes. Os direitos humanos e a categoria de feminino na fenomenologia de Levinas. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Bruno Fleck da Silva. Sobre o conceito de phrônesis em Paul Ricoeur. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Rudinei Cogo Mor. Fenomenologia da imparcialidade: abertura ou ruptura em relação a outrem. Início: 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. (Orientador).

2.
Jeferson Flores Portela da Silva. A ontologia do si-mesmo em Paul Ricoeur. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. (Orientador).

3.
Diego Ecker. A ética de Jean-Paul Sartre. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Jeferson Flores Portela da Silva. O problema da identidade pessoal em Paul Ricoeur: dimensão ética da ipseidade. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

2.
Adriano André Maslowski. Rosto e intencionalidade: superação ou renovação da fenomenologia. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

3.
Kátia Marian Corrêa. Liberdade de palavra: Uma leitura ética do existencialismo sartreano. 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

4.
Felipe Bragagnolo. Da representação à sensibilidade: leitura levinasiana de Husserl. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

5.
Vinicius Oliveira Sanfelice. Metáfora e imaginação poética em Paul Ricoeur. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

6.
Grasiela Cristine Celich Dani. Liberdade e Reconhecimento: Uma interpretação da vida e da morte a partir da Fenomenologia do Espírito de Hegel. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

7.
Leila Rosibeli Klaus. A abordagem fenomenológica da antropologia filosófica: pessoa e espírito em Scheler. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

8.
Josiana Hadlich de Oliveira. Percepção e Intersubjetividade: Pressupostos da Formulação de Juízos Éticos Evidenciados na Experiência Antepredicativa. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

9.
Fernanda da Silva Rodrigues Pereira. Analogia entre lógica e ética: A proposta husserliana de uma ética formal. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

10.
Rudinei Cogo Moor. A superação do solipsismo a partir da 5a Meditação Cartesiana. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

11.
Vítor Hugo dos Reis Costa. Má-fé e psicanálise existencial em Sartre. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

12.
Cristiano Cereser. A sensibilidade como condição-gênese da individuação em Levinas. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

13.
Diego Ecker. Fenomenologia da consciência e ontologia em Sartre. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

14.
Artur Ricardo Aguiar Weidmann. Implicações éticas do método fenomenológico. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

15.
Márcio Junglos. Do logos estético ao logos Cultural: implicações éticas da fenomenologia do corpo próprio. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

16.
Jean Leison Simão. Husserl e os limites da redução nas Idéias I. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

17.
Sabrina Corrêa da Silva. A má consciência em Nietzsche. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

18.
Adelar Conceição dos Santos. A crítica de Sartre ao Ego transcendental. 2008. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

19.
Leocir Bressan. O conceito de evidência nas "Meditações Cartesianas": A crítica de Husserl a Descartes. 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

20.
Sanqueilo de Lima Santos. Pensamento e Linguagem nas Investigações Lógicas. 2003. 0 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

21.
Marcos Alexandre Alves. Das Intenções ao Desejo: Levinas e a Fenomenologia. 2002. 0 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

22.
Maristela Rempel Ebert. O significado do esquecimento e da recordação do ser em Ser e Tempo. 2002. 0 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

23.
Lázaro Eustáquio da Silva Simim. O especificamente cristão em Kierkegaard. 2000. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

24.
Maciel Antoninho Viera. Merleau-Ponty e a Fala Originária. 1999. 0 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

Tese de doutorado
1.
Diogo Villas-Boas Aguiar. Por um conceito ampliado de liberdade: sobre a bi-implicação de autonomia e heternonomia. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

2.
Artur Ricardo de Aguiar Weidmann. Da ontologia à moral: o problema da conversão da liberdade nos escritos de Sartre. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

3.
Alceu Cavalheiri. Entre o mesmo e o outro: a ambiguidade do conceito de renovação. 2018. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

4.
Silvério Costella. Sentido e não-sentido: a hospitalidade em situações de sofrimento extremo. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, . Orientador: Marcelo Fabri.

5.
Cristiano Cerezer. A gênese da subjetividade ética desde o paradigma da sensibilidade. 2016. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcelo Fabri.

6.
Ozanan Carrara. Levinas e o sujeito político. 2008. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Marcelo Fabri.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Pamella Cossul. A condição e a ação humanas: um projeto antropológico a partir de "A condição humana", de Hannah Arendt. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Marcelo Fabri.

2.
Débora Beck Serro. Albert Camus: a sensibilidade constituinte do humano. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Marcelo Fabri.

3.
Tarso Bortolucci Pires. A filosofia das formas simbólicas como projeto de uma filosofia da cultura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria. Orientador: Marcelo Fabri.

Iniciação científica
1.
Jonathas Kilques Villanova. A analogia entre juízos e emoções em Franz Brentano. 2018. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

2.
Pedro Igor Almeida Araújo. A ipseidade na perspectiva bergsoniana. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

3.
Eduardo Simonato Salamoni. Do eu transcendental à subjetividade respondente. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

4.
Brenda Rossi Anhanha. Leitura sartreana do conceito de intencionalidade. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundo de Incentivo á Pesquisa. Orientador: Marcelo Fabri.

5.
Kátia Marian Correa. O papel dos atos afetivos na ética husserliana. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

6.
Karine Rossi. Ética fenomenológica e existencialismo sartirano. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

7.
Pablo Rolim. O conceito de razão prática em Husserl. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundo de Incentivo á Pesquisa. Orientador: Marcelo Fabri.

8.
Cristiano Cerezer. Fenomenologia e Razão Prática: Levinas, leitor de Husserl. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

9.
Fernanda Pereira. Fenomenologia e Razão Prática: a analogia entre lógica e ética (Brentano e Husserl). 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

10.
Artur Ricardo de Aguiar Weidmann. Implicações éticas da Quinta Meditação Cartesiana. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

11.
Jean Leison Simão. Do empírico ao transcendental: sobre a relação entre fenomenologia e psicologia. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

12.
Letícia Machado. Deus e a Filosofia: a Abordagem fenomenológica de Levinas. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

13.
Maurício Cristiano de Azevedo. Responsabilidade e Vida Ética: a relação entre o teórico e o prático na fenomenologia husserliana. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Marcelo Fabri.

14.
Leocir Bressan. O Giro Transcendental da Filosofia Moderna: Uma Leitura Fenomenológica. 2001. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.

15.
Rubens Machado. Levinas: Recepção e Leitura da Fenomenologia. 1999. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul. Orientador: Marcelo Fabri.

16.
Cecília rearte Terrosa. O Sentido do Sujeito em Levinas: uma reflexão sobre os desafios éticos da atualidade. 1998. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Maria, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Fabri.



Outras informações relevantes


Em julho de 2005, concluí meu estágio pos-doutoral, junto à Università di Catania (Italia), com o professor Fabio Ciaramelli. O título da pesquisa, que já foi publicada sob a forma de livro, é: "Fenomenologia e Cultura: Husserl, Levinas e a motivação ética do pensar". A pesquisa contou com o apoio da Capes.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 20:51:09