Newton Aquiles von Zuben

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7163247118278465
  • Última atualização do currículo em 06/10/2018


NEWTON AQUILES VON ZUBEN CONCLUIU O DOUTORADO EM FILOSOFIA - UNIVERSITÉ CATHOLIQUE DE LOUVAIN EM 1970 COM TESE SOBRE MARTIN BUBER. ATUOU NAS UNIVERSIDADES: PUC-SP(1971-1974) E UNICAMP (1974-2001) ONDE SE APOSENTOU EM 2001 COMO PROFESSOR TITULAR. ATUALMENTE E TITULAR DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS, PROFESSOR PESQUISADOR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA RELIGIÃO. PUBLICOU DIVERSOS TRABALHOS - ARTIGOS, CAPÍTULOS E LIVROS. ORIENTOU 24 DISSERTACÕES DE MESTRADO E 15 TESES DE DOUTORADO NAS ÁREAS DE EDUCAÇÃO, FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA RELIGIÃO. RECEBEU 2 PRÊMIOS E/OU HOMENAGENS. ATUA NA ÁREA DE HISTÓRIA DA FILOSOFIA ANTIGA, ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA, CIÊNCIAS DA RELIGIÃO, BIOÉTICA E FENOMENOLOGIA. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Newton Aquiles von Zuben
Nome em citações bibliográficas
ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES

Endereço


Endereço Profissional
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Programa de Pós-Graduação - Mestrado em Ciências da Religião.
Rodovia Do.Pedro I K. 136 .
Parque das Universidades
13086900 - Campinas, SP - Brasil
Telefone: (19) 33437408
URL da Homepage: www.puc-campinas.edu.br


Formação acadêmica/titulação


1966 - 1970
Doutorado em Filosofia.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Título: La relation chez Martin Buber, Ano de obtenção: 1970.
Orientador: Jacques Taminiaux.
Bolsista do(a): Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Palavras-chave: relation, Buber, ontologie, dialogue,hassidisme, r.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Filosofia Contemporanea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Antropologia Filosófica.
Setores de atividade: Educação Superior.
1963 - 1967
Mestrado em Filosofia.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Título: Le dialogue comme fondement ontologique de l´existence humaine daprès Martin Buber,Ano de Obtenção: 1967.
Orientador: Jacques Taminiaux.
Bolsista do(a): Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Palavras-chave: Relação, Buber, encontro, diálogo, ética.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Antropologia Filosófica.
Setores de atividade: Educação Superior.
1960 - 1962
Graduação em Filosofia.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Título: A Antropologia Filosófica contemporânea: a fenomenologia existencial..
Orientador: Jacques Taminiaux.
Bolsista do(a): Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.




Atuação Profissional



Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: titular, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Atividades

02/2010 - Atual
Direção e administração, Instituto de Filosofia, .

Cargo ou função
Diretor de Unidade.
02/2010 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Historia da Filosofia Antiga
8/2009 - 11/2009
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência
Tópicos Especiais da Paideia Cristã
Antropologia Filosófica
Historia da Filosofia Antiga
5/2006 - 10/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, .

Cargo ou função
Membro Titular do Comitê de Ética em Pesquisa.
2/2005 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia, Departamento de Pos-Graduacao Em Filosofia.

2/2006 - 6/2006
Ensino, Terapia Ocupacional, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Teoria do Conhecimento
2/2006 - 6/2006
Ensino, Ciencias Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e Sociedade contemporânea
8/2005 - 11/2005
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia da Pesquisa Ju
6/2005 - 11/2005
Ensino, Educação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica
6/2005 - 11/2005
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência
7/2004 - 10/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Filosofia, Departamento de Pos-Graduacao Em Filosofia.

Linhas de pesquisa
Bioética e Cultura
5/2005 - 6/2005
Extensão universitária , Instituto de Filosofia, Departamento de Pos-Graduacao Em Filosofia.

Atividade de extensão realizada
Bioética e Tecnociências.
2/2005 - 6/2005
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica
Filosofia da Ciência
2/2005 - 6/2005
Ensino, Ciencias Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e Sociedade Contemporânea
2/2005 - 6/2005
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Questões de Bioética
8/2004 - 11/2004
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Ciência
Filosofia da História
7/2004 - 11/2004
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Reflexão Filosófica
8/2004 - 10/2004
Extensão universitária , Instituto de Filosofia, Departamento de Pos-Graduacao Em Filosofia.

Atividade de extensão realizada
Bioética e Biociências.

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

1974 - 2001
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

3/1990 - 2/2001
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Educação, Departamento de Filosofia e História da Educação.

8/1999 - 12/1999
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ética e Praxis Educativa
Bioética e Velhice
3/1999 - 8/1999
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica
8/1998 - 12/1998
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação- Cultura e valores
3/1993 - 11/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Congregação da Faculdade de Educação.

Cargo ou função
Membro de conselho superior.
3/1998 - 8/1998
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Filosofia da Educação
3/1996 - 3/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Administração Superior, Conselho Universitário.

Cargo ou função
Membro Suplente Representate de Professores Titulares.
8/1997 - 12/1997
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da educação
8/1997 - 12/1997
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação
3/1997 - 8/1997
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Filosofia da Educação
3/1995 - 3/1997
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Departamento de Filosofia e História da Educação.

Cargo ou função
Chefia de Departamento (terceiro mandato).
8/1996 - 12/1996
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da EducaçãoII
8/1996 - 12/1996
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica
3/1996 - 7/1996
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introduçãoà Pedagogia
8/1995 - 12/1995
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação: cultura e valores
8/1994 - 12/1994
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação
8/1994 - 12/1994
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia das Ciências Humanas
3/1994 - 7/1994
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência Tec. e Educação
3/1990 - 11/1992
Conselhos, Comissões e Consultoria, Administração Superior, Reitoria.

Cargo ou função
Membro Titular da CADI ( Comissão de Avaliação do Desenvolvimento Institucional).
3/1984 - 6/1990
Conselhos, Comissões e Consultoria, Administração Superior, Reitoria.

Cargo ou função
Membro titular da Comissão Especial de Contratos ( Conselho Universitário).
3/1985 - 3/1987
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Pós Graduação.

Cargo ou função
Coordenador da Comissão de Pós-Graduação(terceiro mandato).
3/1982 - 2/1984
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Departamento de Filosofia e História da Educação.

Cargo ou função
Chefe de Departamento- segundo mandato.
11/1979 - 11/1982
Conselhos, Comissões e Consultoria, Administração Superior, Pro Reitoria de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro da Comissão Central de Pós-Graduação.
6/1979 - 6/1982
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pro Reitoria de Pós Graduação, Comissão Central de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro Titular da Comissão Central de Pós-Graduação.
3/1977 - 3/1982
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Pós Graduação.

Cargo ou função
Coordenador da Comissão de Pós-graduação.
3/1975 - 3/1979
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Educação, Departamento de Filosofia e História da Educação.

Cargo ou função
Chefe de Departamento.

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

1971 - 1974
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

2/1973 - 8/1974
Direção e administração, Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC/SP, Comissão Central de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro da Comissão Especial de Doutoramento.
2/1972 - 8/1974
Direção e administração, Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC/SP, Setor de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro titular da Comossão Central de Pós-Graduação.
2/1971 - 8/1974
Direção e administração, Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC/SP, Programa de Pós Graduação Em Filosofia da Educação.

Cargo ou função
Coordenador da Comissão de Pós-graduação.
2/1972 - 2/1974
Pesquisa e desenvolvimento , Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC/SP, .

2/1971 - 2/1974
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Pós Graduação, Setor de Pós Graduação.

Cargo ou função
Coordenador da Comissão de Pós-graduação.
2/1971 - 2/1974
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Pós Graduação, .

Cargo ou função
Coordenador.
2/1973 - 6/1973
Ensino, Educação: História, Política, Sociedade, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário avançado: o pensamento de E.Mounier.
2/1972 - 6/1972
Ensino, Educação: História, Política, Sociedade, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação
Antropologia Filosófica
Filosofia dos valores
Fenomenologia das relações humanas
Seminário avançado em Filosofia da Educação
Seminário avançado : Martin Buber ( doutoramento)

Universidade Metodista de Piracicaba, UNIMEP, Brasil.
Vínculo institucional

1972 - 1973
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 20

Atividades

2/1972 - 11/1973
Direção e administração, Setor de Pós Graduação, Programa de Mestrado Em Filosofia da Educação.

Cargo ou função
Coordenador de Programa de Mestrado.
2/1972 - 11/1973
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica
8/1972 - 12/1972
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia Filosófica

Faculdades Anchieta, FAA, Brasil.
Vínculo institucional

1970 - 1972
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 16

Atividades

3/1970 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Problemas de Metafísica
3/1970 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Problemas de Filosofia
3/1970 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da Educação
3/1970 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Filsofia Antiga e Medieval

Universidade de Sorocaba, UNISO, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1998 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 0

Atividades

8/2002 - 12/2002
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral: problemas metafísicos
8/2002 - 12/2002
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filsofia Geral: problemas cosmológicos
2/2002 - 12/2002
Outras atividades técnico-científicas , Comité de Ética Em Pesquisa, Comité de Ética Em Pesquisa.

Atividade realizada
Presidente do Comité.
3/2002 - 6/2002
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
filosofia geral: problemas cosmológicos
3/2002 - 6/2002
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Geral : problemas cosmológicos
3/2001 - 12/2001
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos Filosóficos da Educação
8/2001 - 11/2001
Ensino, Administração, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Metodologia do Trabalho Científico

Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 0
Outras informações
dedicação 40 horas

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 0
Outras informações
R egime de trabalho de 20 horas -participação de Grupo de pesquisa ( Formação de professores) como professor colaborador

Atividades

2/2003 - 11/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pro Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa, Revista Mimesis.

Cargo ou função
Presidente do Conselho Editorial.
10/2002 - 11/2004
Conselhos, Comissões e Consultoria, Presidente Comité de Ética Em Pesquisa, .

Cargo ou função
Presidente do Comité de Ética em Pesquisa.
10/2002 - 6/2004
Pesquisa e desenvolvimento , Pro Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa, Mestrado Em Educação.

Linhas de pesquisa
Formação de professores
2/2003 - 4/2004
Ensino, Educação, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Formação de Porfessores: as´pectos epistemológicos e éticos

Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1997
Vínculo: Professor Colaborador em Conve, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8

Atividades

6/1991 - 6/1997
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pro Reitoria de Pós Graduação e Pesquisa, Programa de Pós Graduação Em Educação.

Cargo ou função
Membro de comissão.
6/1992 - 6/1996
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos Filosóficos da Educação ( oferecida a cada ano)
8/1994 - 12/1994
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Epistemologia das Ciências da Educação

Universidade do Contestado, UnC, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1999
Vínculo: Colaborador em Convênio UNC-UN, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Atividades

2/1996 - 11/1999
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos Filosóficos da Educação ( oferecida a cada ano)

Instituto Redentorista de Ensino Superior, IRES, Brasil.
Vínculo institucional

1971 - 1972
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 12

Atividades

3/1971 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Filosofia Moderna e Contemporânea
Teoria do conhecimento
2/1971 - 11/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metafísica

Faculdades Associadas do Ipiranga, FAI, Brasil.
Vínculo institucional

1971 - 1972
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8

Atividades

3/1971 - 6/1972
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Filosofia


Linhas de pesquisa


1.
ETICA,POLÍTICA E EDUCAÇÃO
2.
EPISTEMOLOGIA E TEORIAS DA EDUCAÇÃO
3.
Fenomenologia e hermenêutica
4.
Formação de professores
5.
Bioética: fundamentos e aplicação

Objetivo: Essa linha de pesquisa, vinculada à área de concentração Ética e Filosofia Social do Programa de Mestrado em Filosofia da PUC-Campinas, tem dupla orientação: a busca de fundamentos e a análise das aplicações, com a Bioética, de modo especial as articulações com o domínio das biociências. Ela visa desenvolver de modo sitemático investigfações de caráter filosófico sobre a dimensão moral das ações humanas tanto no plano individual quanto no plano social. Os subsídios conceituais de sua fundamentação serão, de um lado, os das duas princiupais tradições constitutivas da herança filosófica ético-filosófica ocidental: a tradição teleológica e a tradição deontológica;de outro lado, o pensametno ético contemporâneo, como por exemplo a tentativa de Paul Ricoeur de articular as duas trasdições. Como um dos mais relevantes domínios da Ética contemporânea, a Bioética será escolhida como núcleo aglutinador das reflexões da ética aplicada, de modo especial no domínio das tecnociências bio-médicas. Uma das questões relevantes na investigação ética e na formação da consciência ética é o conceito de juízo moral, no processo de deliberação e de decisão. É pro essa razão que foi escolhido como eixo nodal responsável pela articulação das investigações o conceito de "juízo prudencial" em articulação dialética com o conceito de decisão..
Grande área: Ciências Humanas
Palavras-chave: Etica teleológica, ética deontológica, bioética, d.
6.
Bioética e Cultura

Objetivo: O Grupo de Pesquisa "Bioética e Cultura" se propõe desenvolver estudos e investigações sobre questões éticas e bioéticas provocadas pelas inovações tecnocientíficas, suas intervenções no ser vivo - humano, animal e vegetal- no sentido de avaliar a relevância de suas aplicações e impactos sobre o indivíduo, a vida social e o meio ambiente. A bioética como prática discursiva englobando análise crítica, debates de argumentação, deliberação e tomada de decisão intervem com sua atuação nos planos da pessoa humana, da técnica e do político. O desafio mais agudo é a questão do estatuo ético das investigações tecnocientíficas sobretudo no domínio das biotecnologias( procriática e manipulações genéticas, tanatologia) com impactos severos na representação de cada indivíduo sobre sua própria existência como humano nas suas mais variadas manifestações. Desse modo é relevante a preocupação do questionamento bioético ao se interrogar sobre o estatuto do conhecimento e do saber prátrico na biomedicina.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Saúde Humana.
Palavras-chave: bioética, cultura, sociedade, pessoa, autonomia, i.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
A razão e a fé: questões epistemológicas e injunções éticas envolvendo as relações entre religião e ciência.
Descrição: A problemática da relação entre fé e razão esteve e continua presente tanto na história da filosofia quanto na história da teologia. Entende-se o homem como possuidor de razão e, também, como ser religioso. Assim, faz sentido buscar compreender essas duas dimensões da existência humana. A história nos apresenta uma tensão entre as duas dimensões nas obras de diversos teólogos filosofantes, dentre os quais se destaca Tomás de Aquino cuja síntese original entre fé e razão ainda é considerada pela Igreja católica como relevante para a sua teologia. No advento da modernidade a obra de Galileu representou uma época de conflito entre a religião e a ciência que perdura até o presente, sobre a qual tem sido apresentada inúmeras concepções; tendências conciliadoras que defendem a tese da harmonia entre razão e fé como duas fontes de conhecimento que unidas poderia atingir a verdade, e tendência separatistas que concebem a razão como a única fonte da busca da verdade, sendo a fé considerada como um obstáculo ao projeto da razão. Trata-se de compreender a questão de uma determinada conjunção. Assim, para tanto o objetivo dessa investigação é apresentar uma tipologia da articulação entre os discursos religiosos e científicos como utensílio heurístico e não com finalidades normativas. A hermenêutica entra em cena como um ?acompanhamento crítico? recíproco das linguagens, de características epistemológicas desses discursos, assim como suas finalidades no horizonte de significado da ?existência humana? individual e coletiva. Como contribuição espera-se apresentar a hermenêutica, como dinâmica epistemológica de análise, como locus possível no qual é plausível o debate entre as duas dimensões, sem qualquer a priori ou preconceito ideológico, filosófico ou religioso..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
2016 - Atual
A razão filosófica e a fé: questões epistemológicas presentes na encíclica Fides et Ratio.
Descrição: RESUMO Fides et Ratio apresenta uma questão axial que não é nova, mas é atual. Recoloca a relevância e o sentido do intellectus fidei. A encíclica pretende resgatar a dimensão sapiencial da filosofia honrando seu caráter existencial e mesmo espiritual. Há quase dois milênios foi colocado o problema das relações entre a razão filosófica e a fé cristã. O próprio percurso dessa questão mostra que se trata de um verdadeiro problema filosófico cujos termos sofreram, no decorrer da história do ocidente, modificações a cada tentativa de aprofundar-lhe o significado. O exame da questão, desde a patrística até a idade contemporânea, passando pela escolástica e pela idade moderna, não se resume a indagar sobre relações possíveis entre duas noções imutáveis e claras, mas, ao contrário, é mais relevante compreender a questão da realidade misteriosa e ambígua que é a existência humana à procura de saber e de salvação. (FR 1, 2). Duas atitudes em interação embora irredutíveis moldam o espaço do intellectus fidei, a saber, intelligo ut credam e credo ut intelligam (FR cap.II e III). Esse estudo pretende analisar a relação entre a reflexão filosófica e a fé cristã recusando uma posição de rejeição mútua: rejeição da fé pela filosofia, assimilada à superstição; rejeição da filosofia pela fé considerada como uma inclinação em direção ao subjetivismo e, mesmo, uma negação de Deus. Entre duas posturas extremas do racionalismo e do fideismo, será proposta a via de relação em tensão entre a razão e a fé. A primeira é colocada em situação de combate espiritual, mas vê ampliar-se seu campo de ação; a segunda é chamada a uma inscrição racional. A problemática será encaminhada a partir da questão: qual o significado da filosofia a partir da perspectiva da fé cristã? (Intelligo ut credam). A compreensão da reflexão filosófica e de suas potencialidades (FR 4) levará à busca de sentido da existência humana (FR 2) em sua dimensão de crença como forma de vida. É o mesmo homem que crê e que reflete. O homem como sujeito do pensar e do crer. Será, assim, uma auto-análise da razão filosófica e seu compromisso-desafio no mundo contemporâneo, de modo particular, no cristianismo atual, e mais especificamente, na Universidade Católica. Razão filosófica e fé são irredutíveis, não eliminam, no entanto, a presença de um tertium, a busca do sentido e da verdade, o que poderia permitir uma articulação de correlação e diálogo. A fenomenologia poderá ser entendida como um caminho para a compreensão da fé e, também um modo de reflexão privilegiado para se dizer a todo indivíduo, crente ou não, sobre a condição e o destino espiritual de todo homem..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
2014 - 2015
Ciência e religião: racionalidades na tensão de linguagens em Bioética.
Descrição: O horizonte de sentido no qual se situa esse trabalho é a questão das relações entre as racionalidades da ciência, da fé e da filosofia. Entre dois extremos do racionalismo e do fideismo, procurarei balizar o caminho de uma dialética da razão e da fé. A primeira é posta pela fé numa situação de combate espiritual, e vê , por isso, dilatar-se seu domínio de exercício; a segunda, é chamada a uma inscrição racional. A encíclica Fides et Ratio pode representar uma referência para a análise. O objetivo é estudar a possibilidade de um confronto salutar entre Religião e Ciência. Como podem relacionar-se a fé cristã e o saber científico na atualidade. A análise se fará sob a perspectiva crítica da filosofia, como instância racional. O percurso hermenêutico suscita o entendimento da razão no seu esforço de radicalização, razão como ?ato? definido como comportamento segundo a razão; e o sentido da crença, em geral, e da fé cristã como vida. A racionalidade filosófica e a atividade científica revelam a historicidade de experiências categorais. A fé, para o crente é a questão decisiva que dá sentido à sua existência. Fé e razão são duas formas de vida. É pertinente um estudo crítico sobre o significado dessas categorias para entender suas relações, em especial diante do cenário atual dominado pelos desenvolvimentos das biotecnologias, de um lado, e da urgência em se recuperar todos os recursos da ?razão prática? para fazer frente a uma paralisia no campo da ética e da moral. O tema-objeto será as linguagens religiosa e bioética. A bioética representa uma situação de linguagem na qual diversos saberes se interferem em confronto salutar e fértil para a busca de balizas para o agir ético. Como na tensão dos dois polos, fé e razão, pode-se pensar uma ética, senão universal objetiva, pelo menos universalizável, respeitando as diferenças dos respectivos solos ontológicos e antropológicos que subjazem a cada uma das linguagens?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.Financiador(es): Pontifícia Universidade Católica de Campinas - Remuneração.Número de orientações: 1
2010 - 2012
Ética e transcendência: símbolo e técnica na condição humana
Descrição: Ao se indagar sobre o significado do impacto das inovações e ?avanços? das tecnociências impôem-se a necessidade de se esclarecer a correlação, ou a complexa intersecção entre a ?dimensão simbólica? ( cultura) ou capacidade de linguagem, do ser humano e a ?dimensão operatória? da técnica. Na órbita desse núcleo do tema, situam-se a questão da idéia de progresso, ou em termos antropológicos filosóficos, da sua auto-transformação, da ?perfectibilidade? a que o ser humano pode aspirar, do ?aperfeiçoamento de si? na sua dimensão existencial como ?ser-com-os-outros? (com toda carga semântica que se reconhece a essa expressão), da realização de seu ser, da sua ?transcendência?. Como estará sendo pensada a condição humana até o momento sob o signo da "simbolização" diante de uma nova situação, dessa feita mais afeta a uma "antropo-técnica" e não mais meramente "antropo-lógica"..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
2008 - 2009
Bioética: princípios, avaliação, deliberação e decisão
Descrição: O presente projeto visa mostrar que a Bioética ilustra a busca de consenso por meio da discussão, argumentação e deliberação e de compromisso como meio de resolução de conflitos. Tenta mostrar que esse novo fenômeno cultural pode ser compreendido tanto por meio de suas análises e decisões sobre determinado campo temático (sua gênese vincula-se ao domínio das ciências biomédicas, no plano da pesquisa e no plano clínico), quanto pela análise epistemológica de seu método como prática discursiva transdisciplinar, pluralista e afetada pelo signo de uma racionalidade dialógica. Assim justifica-se, e para isso tentarei argumentar, a tentativa em se abordar a bioética no interior de sua dinâmica discursiva, dialógica, por meio de uma análise sobre o principal modelo de abordagem ( os "princípios") das questões éticas e morais, assim como por meio de outras categorias ( os conceitos operatórios). O recorte feito tomou como tema a questão da avaliação tecnológica, a deliberação pelo juízo prudencial e o processo de tomada de decisão. Os avanços biotecnológicos geram incerteza por conta de sua ambivalência essencial. Havendo incerteza impõe-se a escolha para a decisão. E como processo que precede a decisão é imprescindível a deliberação por meio do juízo prudencial. Essa dinâmica se concretiza num processo de avaliação por meio de princípios ( precaução) e valores ( respeito à biosfera). Assim justifica-se, e para isso tentarei argumentar, a tentativa em se abordar a bioética no interior de sua dinâmica discursiva, dialógica, por meio de uma análise sobre o principal modelo de abordagem ( os "princípios") das questões éticas e morais, assim como por meio de outras categorias ( os conceitos operatórios). O recorte feito tomou como tema a questão da avaliação tecnológica, a deliberação pelo juízo prudencial e o processo de tomada de decisão. Os avanços biotecnológicos geram incerteza por conta de sua ambivalência essencial. Havendo incerteza impõe-se.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.Financiador(es): Pontifícia Universidade Católica de Campinas - Auxílio financeiro.
2005 - 2007
Bioética: do imperativo das normas à interrogação ética
Descrição: O principal cenário atual do questionamento da Bioética é constituído pelo complexo domínio das tecnociências, de modo particular as biotecnologias e o campo biomédico. Daí a necessidade de colocar numa perspectiva ética as ciências em geral e as ciências do ser vivo em particular. A interrogação axial de todo empreendimento investigativo concerne ao que se deve fazer no domínio das biotecnologias Nesse quadro, impõe-se voltar a atenção para a questão da natureza, alcance, características da Bioética, como instância de reflexão ética cuja intenção tem se voltado para a análise crítica dessas inovações tecnocientíficas . A intenção visada no projeto se revela em três pontos: 1 - Mostrar a Bioética como prática discursiva de análise e de juízo prático de caráter prudencial visando deliberação e decisão sobre questões éticas relacionadas às inovações tecnocientíficas e suas aplicações no domínio das biociências. 2 - Mostrar como a prática Bioética é efetivada em situações concretas em instituições de caráter multidisciplinar e democrático cuja sustentação racional é o respeito à diferença, ao pluralismo ideológico e multicultural. As Comissões e os Comitês institucionalizados em grande parte dos países ocidentais. 3 - Mostrar como a Bioética é antes afetada pelo signo da intenção ética do que por uma intenção deontológica. A norma passa pelo crivo da ética..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
2004 - 2005
Compreensão da eticidade no contexto das tecnociências
Descrição: A pesquisa teve como objetivo estudar a questão da eticidade, configurada na compreensão e adesão a valores mínimos compartilháveis por cidadãos no seio de uma sociedade marcada pelo domínio das tecnociências em todas as suas manifestações. A pretensão foi mostrar que a atitude e consciência éticas, objetivadas na capacidade de juízo fundado em razões, na capacidade de compreender valores de ordem ética e a eles aderir e na capacidade comunicativa, condicionam favoravelmente a vivência numa sociedade que se propõe democrática e na qual os indivíduos agindo consciente e solidariamente podem participar como cidadãos. O problema refere-se à formação e desenvolvimento de atitudes orientadas para uma "perspectiva ética", retomando a expressão de Ricoeur, vale dizer, a busca da "vida boa" com e para os outros nas instituições justas. Decidi por um recorte no projeto e consagrei-me mais detidamente à primeira etapa anunciada no projeto, a saber: "1 - Analisar o sentido e as características das tecnociências e a situação de crise em que se encontra a filosofia, com repercussões evidentes no campo da ética, em face da problemática criada pelo caráter de exterioridade do tecnocientífico em relação ao domínio do simbólico. A crise se explicita, ainda, na fissura entre a razão" antropo-lógica "e a racionalidade tecnocientífica, no âmbito da reflexão filosófica sobre a condição humana (antropologia filosófica) e sua relação com a dimensão prática da atividade humana. O campo de pesquisa dessa questão responde pela expressão sucinta "as correlações entre o símbolo e a técnica". O encaminhamento do sentido e da pertinência do tipo de relação a que se chega dependerá o encaminhamento das questões relativas à ética. As análises estão sendo feitas com base nas obras de Jacques Ellul, Heidegger e Gilbert Hottois..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2002 - 2003
Formação de professores: da incereteza à compreensão
Descrição: A Formação de Professores é um tema que persegue a comunidade de educadores e de todos que se preocupam com a educação, empirica, cientifica e filosoficamente. A incerteza é o signo desse projeto de formação. Em um primeiro olhar, essa incerteza instala-se na complexidade histórico-social em que vivemos, hoje. Uma incursão mais atenta, abvrangente e profunda leva-nos ao âmamgo da questão "formar" Constata-se que, desde o início da História da Filosofia Ocidental, concepções e propostas filosófico-pedagógicas nutrem debates e viabilizam teorias sobre educação e como educar. Desde a Paideia da "polis" até a !"Bildung" moderna. Nenhuma, porém, responde suficientemente às situações enfrentadas no cotidiano por aqueles responsáveis pela educação do outro. Trata-se de "compreender " tarefa complexa. Tomando o apoio teórico na obra de Hannah Arendt estabelecveu-se a articulação entre a compreensão e o juízo. O texto elaborado foi publicado como capítulo de livro: Bicudo, Maria Aparecida ( org.) -Formação de Professores? Da incerteza à compreensão. Bauru EDUSC. 2003. 160 páginas. ( pp. 47 - 84)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 2
1999 - 2001
Ética e a racionalidade dialógica.
Descrição: Esse projeto de pesquisa vincula-se à Linha de Pesquisa "Ética, Política e Educação". Tem como objetivo analisar o significado e a relevância do conceito de "racionalidade dialógica" na prática da Bioética, como local eminente onde se concretiza uma "ética do discurso" no cenário dos debates públicos sobre as questões éticas levantadas pelas inovações no campo da pesquisa e da terapia biomédica. Considera em seu campo epistemológico o que Morin denomina paradigma da complexidade. Inspira-se nas considerações de Apel sobre o " paradoxo da situação problema" quando analisa as relações entre ciência e ética na sociedade contemporânea. A expressão racionalidade dialógica, retorna às origens gregas uma vez que a tese segundo a qual todo autenticamente racional é necessariamente dialógico já se encontra em Platão. Na verdade, os gregos entendiam o "logos" como razão e como palavra. Entendo a racionalidade dialógica como instrumento essencial na prática do debate público e democrático da Bioética. Essa na realidade busca definir seu campo temático e as características desse debate transdisciplinar. O foco é delimitado pelas questões de ordem ética levantadas pelas inovações tecnocientíficas no campo da biomedicina. Apel fala da " comunidade do diálogo". E essa parece ser a grande inovação do movimento bioético no domínio da ética: uma instância de reflexão, debate, crítica, argumentações, juízos que possam levar a uma tomada de decisão..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Newton Aquiles von Zuben - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1


Membro de corpo editorial


2008 - Atual
Periódico: O Mundo da Saúde
2006 - Atual
Periódico: Reflexão (PUCCAMP)
2002 - 2004
Periódico: Mimesis (Bauru)


Revisor de projeto de fomento


2010 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Ciencias da Religião.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Bioética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Ética.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Epistemologia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Filosofia das Tecnociências.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Teologia / Subárea: Antropologia Filosófica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


1994
Prêmio Acadêmico Zeferino Vaz, UNICAMP.
1992
Homenagem 20 anos de Mestrado em Educação, Universidade Metodista de Piracicaba.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
29VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2018VON ZUBEN, NEWTON AQUILES; LANDGRAF, ROBERT DONIZETI . Piedade popular e o culto a Maria: um olhar a partir do Diretório de Piedade Popular e Liturgia e da Exortação Apostólica Marialis Cultus. REVISTA DE CULTURA TEOLÓGICA, v. 91, p. 209-228, 2018.

2.
1VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2017 VON ZUBEN, NEWTON AQUILES. Emuna e pistis: a noção de fé no pensamento de Martin Buber. HORIZONTE: REVISTA DE ESTUDOS DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS DA RELIGIÃO (ONLINE), v. 15, p. 134-162, 2017.

3.
19ZUBEN, N. A. V.2017ZUBEN, N. A. V.; MIGUEL, M. R. . O modelo religioso e o progresso ético da comunidade de Mateus na perspectiva de Max Scheler. INTERAÇÕES, v. 12, p. 137, 2017.

4.
30ZUBEN, NEWTON AQUILES VON2017ZUBEN, NEWTON AQUILES VON. CIÊNCIA E FÉ CRISTÃ: TENSÃO E DIÁLOGO. Caderno de Fé e Ciltura, v. 2, p. 137-150, 2017.

5.
2ZUBEN, NEWTON AQUILES VON2015 ZUBEN, NEWTON AQUILES VON. Tu Eterno e religiosidade no pensamento de Martin Buber. HORIZONTE: REVISTA DE ESTUDOS DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS DA RELIGIÃO (ONLINE), v. 13, p. 941-968, 2015.

6.
6GONCALVES, P. S. L.2015GONCALVES, P. S. L. ; ZUBEN, NEWTON AQUILES VON . Pós-humanismo e o humanum: tensão e caminhos possíveis. REVISTA PISTIS & PRAXIS: TEOLOGIA E PASTORAL, v. 7, p. 681-704, 2015.

7.
8ZUBEN, N. A. V.2015ZUBEN, N. A. V.. Rubem Alves, teólogo da esperança. FILOSOFIA E EDUCAÇÃO, v. 7, p. 1'5-24, 2015.

8.
7ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2012ZUBEN, N. A. V.. Vulnerabilidade e finitude: a Ètica do cuidado do outro. Sintese (Belo Horizonte. 1974), v. 39, p. 433-456, 2012.

9.
3ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2011ZUBEN, N. A. V.. A Fenomenologia como retorno à Ontologia em Martin Heidegger. Trans/Form/Ação (UNESP. Marília. Impresso), v. 34, p. 85-101, 2011.

10.
4ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2008ZUBEN, N. A. V.. A questão do interhumano: uma releitura de EU e TU de Martin Buber. Síntese (Belo Horizonte), v. 35, p. 87-110, 2008.

11.
10ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2007ZUBEN, N. A. V.. As investigações científicas e a experimentação humana: aspectos bioéticos. Bioethikós (Centro Universitário São Camilo), v. 1, p. 12-23, 2007.

12.
11ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2007ZUBEN, N. A. V.. Bioética e Biosegurança. As tecnociências e a transcendência de limites. Gestión y Ambiente, v. 10, p. 115-124, 2007.

13.
12ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2006ZUBEN, N. A. V.. Vulnerabilidade e decisão: tensão no pacto médico. O Mundo da Saúde, v. 30, p. 441-447, 2006.

14.
14ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2002ZUBEN, N. A. V.. A Bioética: audácia e prudência. Mimeses (Bauru), Bauru, v. 23, n.1, p. 55-70, 2002.

15.
13ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2001ZUBEN, N. A. V.. A tecnociência e as metamorfoses do pensar. Crítica (UEL), Londrina, v. 9, n.25, p. 13-15, 2001.

16.
15ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES2001ZUBEN, N. A. V.. Etica: do paradoxo à racionalidade dialógica. Revista Comunicações, Piracicaba, v. VIII, n.1, p. 15-31, 2001.

17.
5ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1999ZUBEN, N. A. V.. O pensar : Hannah Arendt e Paul Ricoeur. Pró-Posições (UNICAMP. Impresso), Campinas, v. 16, p. 22-37, 1999.

18.
16ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1999ZUBEN, N. A. V.. As dualidades antropológicas e educação: pensamento e ação. Perspectiva (Erexim), Santa Catarina, v. 17, n.32, p. 33-50, 1999.

19.
17ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1999ZUBEN, N. A. V.. Bioética: morte e direito de morrer. Texto na Internet, Campinas, 1999.

20.
18ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1999ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber: de la philosophie de la realization au dialogique. Texto Publicado na Internet, Campinas, 1999.

21.
19ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1998ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber: la philosophie de la realization dans les dialogues de DANIEL. Texto Publicado na Internet, Campinas, 1998.

22.
20ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1995ZUBEN, N. A. V.. Compreensão e Bioética ; Os Desafios da Tecnologia. Pro-Posições (Unicamp), Campinas, v. 8, p. 39-48, 1995.

23.
28ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1995ZUBEN, N. A. V.. A relevância da iniciação à pesquisa científica na Universidade. Pro-Posições (Unicamp), ampinas, v. 06, n.17, p. 05-18, 1995.

24.
21ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1993ZUBEN, N. A. V.. A Filosofia e A Condição Humana. Pro-posições, Campinas, v. 4, n.3, p. 07-21, 1993.

25.
22ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1990ZUBEN, N. A. V.. Filosodia e Educação. Em Aberto, Brasilia, v. IX, n.45, p. 11-18, 1990.

26.
23ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1984ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber e a nostalgia de um mundo novo. Reflexão (Campinas), Campinas, v. 30, p. 03-27, 1984.

27.
24ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1981ZUBEN, N. A. V.. O primado da presença e diálogo em Martin Buber. Reflexão (Campinas), Campinas, v. 23, p. 14-32, 1981.

28.
25ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1978ZUBEN, N. A. V.. Eclipse do humano e a força da palavra:Martin Buber e a questão antropológica.. Reflexão (Campinas), Campinas, p. 108-127, 1978.

29.
27ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1976ZUBEN, N. A. V.. Projeto e utopismo dialógico. Reflexão (Campinas), Campinas, v. 7, p. 97-105, 1976.

30.
26ZUBEN, N. A. V.;ZUBEN, NEWTON AQUILES VON;VON ZUBEN, NEWTON AQUILES1975ZUBEN, N. A. V.. O sentido das palavras-princípio na filosofia da relação de Martin Buber. Revista da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sãoi Paulo, v. XLV, n.89/90, p. 70-90, 1975.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ZUBEN, N. A. V.. A Pessoa : da conceituação à afirmação da dignidade humana. 1. ed. CURITIBA: CRV, 2017. v. 197.

2.
ZUBEN, N. A. V.. Bioética e Tecnociências. A saga de Prometeu e a esperança paradoxal. 1a.. ed. Bauru SP: EDUSC ( Editora da Universidade do Sagrado Coração), 2006. 280p .

3.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber: cumplicidade e diálogo. 1a.. ed. Bauru: EDUSC-Editora da Universidade do Sagrado Coração, 2003. 239p .

Capítulos de livros publicados
1.
ZUBEN, N. A. V.. A Filosofia e seu Outro. In: Jorge da Cunha Dutra; Roberto Goto. (Org.). O Filosofar, hoje na pesquisa e no ensino. 1ed.Blumenau: Instituto Federal Catarinense, 2018, v. , p. 47-63.

2.
ZUBEN, N. A. V.. A noção de pessoa no pensamento de Martin Buber. In: Adão José Peixoto; Newton Aquiles von Zuben; Tommy Akira Goto. (Org.). A Pessoa: da conceituação à afirmação da dignidade humana. 1ed.Curitiba: CRV, 2018, v. , p. 163-184.

3.
ZUBEN, N. A. V.. Religião, ciência e filosofia: reflexões a partir de Fides et Ratio.. In: Paulo Sergio Lopes Gonçalves; Breno

4.
ZUBEN, N. A. V.. Genética e Filosofia: a dignidade humana à prova da antropotécnica. In: Alexandre Garcia. (Org.). Engenharia Genética e sua implicações: sociológicas, antropológicas,filosóficas, simbólicas. 1ed.Madrid: Common Groud Publishing Espanha S.I., 2014, v. , p. 19-39.

5.
HOSNE ; PESSINI, L. ; DRANE, J. ; FORTES, P.A.C. ; DRUMOND ; ZUBEN, N. A. V. ; MORENO, L. V. A. ; PEGORARO, O. ; SILVA, F. L. E. ; BARCHIFONTAINE, C. P. ; CORTINA, A. ; CASALI, A. ; BEHRENS, M. A. ; ANJOS, M. F. ; LEPARGNEUR, H. ; EBOLI, E. L. C. P. ; JUNGES, J. R. ; VIEIRA, S. ; MARINO JUNIOR, R. ; ENGELHARDT, H. T. . BIOÉTICA: novas tiranias e fundamentalismos. In: PESSINI, Leo , SIQUEIRA, José Eduardo de. (Org.). BIOÉTICA EM TEMPO DE INCERTEZAS. 1ed.São Paulo: Edições LOYOLA e Centro Universitário São Camilo, 2010, v. , p. 177-195.

6.
ZUBEN, N. A. V.; GALLO, Silvio Donizetti de Oiveira . Filosofia, política y educación: sobre la libertad. In: Guillermo Hoyos Vásquez. (Org.). Filosofia de la Educación - volume 29 da Enciclopedia IberoAmericana de Filosofia. 1A.ed.MADRID: TROTTA, 2008, v. 29, p. 179-206.

7.
ZUBEN, N. A. V.. Vulnerabilidade e decisão : tensão no pacto médico. In: Barchifontaine, Christian de Paul ; Zoboli, Elma. (Org.). Bioética, Vulnerabilidade e Saúde. 1ed.São Paulo: Idéias e Letras / Centro Univ.São Camilo, 2007, v. , p. 61-76.

8.
ZUBEN, N. A. V.. Sala de aula: da angustia do labirinto a fundação da liberdade. In: João Francisco Régis de Morais. (Org.). A sala de aula: que espaço é esse?. 19ªed.Campinas: Papirus, 2006, v. un, p. 29-37.

9.
ZUBEN, N. A. V.; GALLO, Silvio D O . Escenários de ruptura y valores compartidos en la conquista de la ciudadania. Analisis de los Parametros Curriculares Nacionales. In: Oraison,Mercedes. (Org.). La conquista de la ciudadania en el siglo XXI. 1a.ed.Barcelona: Ediciones Octaedro y OEI ( Organización de los Estados Iberoamericanos), 2005, v. , p. 125-157.

10.
ZUBEN, N. A. V.. Merleau-Ponty, a sombra da Filosofia, a razão e o ser-no-mundo. In: Adão José Peixoto. (Org.). Concepções sobre Fenomenologia. 1ed.Goiania: Editora da Universidade Federal de Goiás, 2003, v. , p. 33-59.

11.
ZUBEN, N. A. V.. Formação de Professores: da incerteza à compreensão. In: Maria Aparecida Viggiani Bicudo. (Org.). Formação de Professores? Da incerteza à compreensão. 1ed.Bauru: EDUSC -Editora da Universidade do Sagrado Coração., 2003, v. , p. 47-84.

12.
ZUBEN, N. A. V.. Envelhecimento: metamorfose de sentido sob o signo da finitude. In: A l,Neri. (Org.). Maturidade e envelhecimento. 1a.ed.Campinas: Papirus, 2001, v. un, p. 151-182.

13.
ZUBEN, N. A. V.. Jacob L.Moreno e Martin Buber : um encontro.. In: Newton Aquiles von Zuben. (Org.). Jacob L. Moreno, o Psicodramamturgo. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1989, v. , p. 106-118.

14.
ZUBEN, N. A. V.. A fenomenologia em questão : desafio de um projeto. In: Newton Aquiles von Zuben. (Org.). Paradigmas Filosóficos da atualidade. 1ed.Campinas: Papirus, 1989, v. , p. 145-166.

15.
ZUBEN, N. A. V.. O Homo Faber e a mundanidade no pensamento político de Hannah Arendt. In: João Francisco Regis de Morais. (Org.). Filosofia, Educação e Sociedade- Ensaios Filosóficos.. 1a.ed.Campinas: Papirus, 1989, v. , p. 151-166.

16.
ZUBEN, N. A. V.; MUCHAIL, Salma Tannus ; CRETELLI, Dulce Mara ; DICHTCHEKENIAN, Maria Fernanda ; VALENTINI, Luigino ; TÁPIA, Luiz Ernesto Rodrigues . Fenomenologia e Existência: uma leitura de Merleau-Ponty. In: Joel Martins; Maria Fernanda S.Farinha Beirão Dichtchekenian. (Org.). Temas Fundamentais de Fenomenologia. São Paulo: Editora Moraes, 1984, v. , p. 55-68.

17.
ZUBEN, N. A. V.. Diálogo e existência no pensamento de Martin Buber. In: Forghieri,M.C.. (Org.). Fenomenologia e Psicologia. São Paulo: Cortez, 1983, v. , p. -.

18.
ZUBEN, N. A. V.. A emergência do sujeito e educação. In: Rezende,Antonio Muniz. (Org.). Iniciação teórica e prática às Ciências da Educação. Rio de Janeiro: Vozes, 1979, v. , p. 193-218.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ZUBEN, N. A. V.. A mística hassídica na visão de Martin Buber. In: 28 o. Congresso Internacional SOTER, 2015, Belo Horizonte. Religião e Espaço Público: cenários contemporâneos. Belo Horizonte: SOTER, 2015. p. 523-530.

2.
ZUBEN, N. A. V.. Religiosidade, presença e o Tu Eterno em Martin Buber. In: 27o.Congresso Internacional SOTER, 2014, Belo Horizonte. Espiritualidades e dinâmicas sociais:. Belo Horizonte: SOTER, 2014. v. 13. p. 944--755.

3.
ZUBEN, N. A. V.. Pós-humanismo e transcendências em tensão: a dimensão simbólica e a operatividade da antropotécnica. In: X Simpósio Internacional FilosóficoTeologico - FAGE, 2014, Belo Horizonte. Do humanismo ao Pós-humanismo: encruzilhada ou destino.. BELO HORIZONTE: FAGE, 2014. p. 1-13.

4.
ZUBEN, N. A. V.. Vulnerabilidade e decisão: tensão no pacto médico. In: IV Encontro Luso-Brasileiro de Bioética, 2006, São Paulo. IV Encontro Luso-Brasileiro de Bioética - II Forum Brasileiro de Bioética, 2006.

5.
ZUBEN, N. A. V.. Tecno-logia:ambivalência e a clivagem natural-artificial. In: III Seminário Internacional As redes de Conhecimentos e a tecnologia, 2005, Rio de Janeiro. III Seminário Internacional As Redes de Conhecimento e a Tecnologia. Professores/professoras: textos, imagens e sons., 2005.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Bioética e Biosegurança: as tecnociências e a transcendência de limites. In: II Seminário Internacional sobre Pensamento Ambiental- II Encuentro Latino Americano de Filosofia y Medio Ambiente, 2005, Manizales - Colombia. II Seminario Internacional sobre Pensamiento Ambiental. Manizales: Universidad Nacional de Colombia- Sede Manizales, 2005.

7.
ZUBEN, N. A. V.. Meio ambiente e Tecnociências.. In: 26.Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2003, Poços de Caldas MG. Novo Governo, Novas políticas? Anais 2003, 2003.

8.
ZUBEN, N. A. V.. Dualidades antropológicas e educação: pensamento e ação. In: Reunião Anual da Anped, 1998, Caxambu. Anais da XXI Reunião da Anped, 1998. v. 1. p. 16-32.

9.
ZUBEN, N. A. V.. A Bioética: audácia e prudência. In: XXI Jornada Médico - Social - 3ª Idade, 1998, São Paulo. Publicação Veiculada pela Internet, 1998.

10.
ZUBEN, N. A. V.. O papel da aprendizagem de linguas estrangeiras na formação integral do indivíduo. In: V Encontro Nacional de Professores Universitários de lingua inglêsa, 1983, São Paulo. Anais do V Encontro Nacional de professores de lingua inglesa, 1983. p. 35-42.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ZUBEN, N. A. V.. A Revelação no pensamento de Martin Buber. In: V Congresso Nacional da ANPTECRE - Religião, Direitos Humanos e Laicidade, 2016, Curitiba. V Congresso ANPTECRE - RELIGIÃO, DIREITOS HUMANOS E LAICIDADE. Curitiba: ANPTECRE, 2015. p. 1-1908.

Artigos aceitos para publicação
1.
ZUBEN, N. A. V.. A Revelação no pensamento de Martin Buber. REVISTA PISTIS & PRÁXIS: TEOLOGIA E PASTORAL, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
ZUBEN, NEWTON AQUILES VON. Ciência e fé cristã: tensão e diálogo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ZUBEN, N. A. V.. EMUNAH e PISTIS: a noção de fé em Martin Buber. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VON ZUBEN, NEWTON AQUILES. CIÊNCIA FÉ E TRANSCENDÊNCIA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
ZUBEN, N. A. V.. A REVELAÇÃO NO PENSAMENTO DE MARTIN BUBER. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
ZUBEN, N. A. V.. A MÍSITICA HASSIDICA NA VISÃO DE MARTIN BUBER. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ZUBEN, N. A. V.. ETICA COMO FORMA DE PENSAR E DE VIVER A REALIDADE DA PROFISSÃO DOCENTE. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ZUBEN, N. A. V.. PÓS-HUMANISMO E TRANSCENDÊNCIAS EM TENSÃO: A DIMENSÃO SIMBÓLICA E A OPERATIVIDADE DA ANTROPOTÉCNICA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
ZUBEN, N. A. V.. RELIGIOSIDADE, PRESENÇA E O TU ETERNO EM MARTIN BUBER. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ZUBEN, N. A. V.. A FENOMENOLOGIA, A ÉTICA E O CUIDAR. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ZUBEN, N. A. V.. A questão do inter-humano em Martin Buber. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ZUBEN, N. A. V.. BIOÉTICA: PRINCÍPIOS E DILEMAS. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ZUBEN, N. A. V.. Ética, comportamento e Educação. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
ZUBEN, N. A. V.. As concepções ontológicas e epistemológicas das diferentes modalidades de pesquisas qualitativa: aproximações e divergências.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
ZUBEN, N. A. V.. Formação pessoal de professores: da incerteza à compreensão. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
ZUBEN, N. A. V.. As Tecnociências e a Declaração Universal dos Direitos do Homem. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
ZUBEN, N. A. V.. Formação da eticidade, intuição valorativa e cidadania. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
ZUBEN, N. A. V.. Formação de Professores : da compreensão ao juízo ético.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
ZUBEN, N. A. V.. O Natural e o Artificial : Ética e Tecnociências. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
ZUBEN, N. A. V.. Bioética: do paradoxo à racionalidade. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
ZUBEN, N. A. V.. Identidade da Filosofia da Educação. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
ZUBEN, NEWTON AQUILES VON. A vida nos faz pensar: paradoxos da Bioética. 1992. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
ZUBEN, N. A. V.. BELEZAS IMAGINÁRIAS.Antropologia do corpo e do parentesco. SÃO PAULO: IDEIAS & LETRAS, 2013. (Tradução/Livro).

2.
ZUBEN, N. A. V.. História da Medicina. Aparecida SP: idéias e letras, 2011. (Tradução/Livro).

3.
MORENO, L. V. A. ; Rosito ; ZUBEN, N. A. V. . Pensar o sujeito na ação. São Paulo, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

4.
ZUBEN, N. A. V.. Crise de sentido e Educação em Valores. Bauru , S.P.: Editora da Universidade do Sagrado Coração, 2006 (Introdução à obra: Uma Etica para educar.).

5.
BASSO, Ilda ; ZUBEN, N. A. V. . Crise de sentido e Educação em valores. Bauru, 2006. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Burber: La philosophie de la réalisation dans les dialogues de Daniel. internet: internet, 1998 (artigos (internet)).

7.
ZUBEN, N. A. V.. Os caminhos da Fenomenologia. Brasilia, 1994. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

8.
ZUBEN, N. A. V.. Sobre a comunidade, 1987. (Prefácio, Pósfacio/Posfácio)>.

9.
ZUBEN, N. A. V.. Sobre comunidade. São Paulo: Perspectiva, 1987. (Tradução/Livro).

10.
ZUBEN, N. A. V.. Eu e Tu de uma ontologia da relação a uma antropologia do interhuman.. São Paulo: Cortes e Moraes, 1978 (introdução).

11.
ZUBEN, N. A. V.. Sentido e tarefa da Antropologia filosófica. São Paulo, 1978. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

12.
ZUBEN, N. A. V.. Eu e Tu. sÃO pAULO: cORRTES E mORAES, 1978. (Tradução/Livro).

13.
ZUBEN, N. A. V.. La relation chez Martin Buber. Louvain, Bélgica: Numero limitado de cópias mimeografadas, 1970 (Tese doutoral).

14.
ZUBEN, N. A. V.. Le fondement ontologique de l´existence humaine 1967 (Dissertação de mestrado).


Demais tipos de produção técnica
1.
ZUBEN, N. A. V.. Bioética e Tecnociências. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
ZUBEN, N. A. V.. Bioética e Biociências. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
ZUBEN, N. A. V.. Mimesis. 2003. (Editoração/Periódico).

4.
ZUBEN, N. A. V.. Ética Humanismo e Cidadania. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
ZUBEN, N. A. V.. A Fenomenlogia - ( unidade no curso de Mestrado Fundamentos da Educação).Disc. Ciência e Método. 1992. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
ZUBEN, N. A. V.. Epistemologia das Ciências Humanas. Curso de Atualização. 1989. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Bub er e o Judaísmo. 1985. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
ZUBEN, N. A. V.. HANNAH ARENDT E O JUDAÍSMO. 1985. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
ZUBEN, N. A. V.. Hannah Arendt e o Judaismo. 1985. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber e a Educação. 1983. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
ZUBEN, N. A. V.. Fenomenolgia e Psicanálise. 1977. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
ZUBEN, N. A. V.. XIII Congresso Nacional de Neurologia Psiquiatria e Higiene Menteal. 1977. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
ZUBEN, N. A. V.. Curso de Especialização em Antropologia Unidade: Antropologia Filosófica. 1974. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

14.
ZUBEN, N. A. V.. Seminário: Martin Buber e J.L.Moreno. 1972. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber : Psicologia e Educação.. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
ZUBEN, N. A. V.. Ética, Humanismo e Cidadania. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
ZUBEN, N. A. V.. Existencialismo. 1990. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
ZUBEN, N. A. V.. Hannah Arendt e o Judaísmo. 1985. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
ZUBEN, N. A. V.. Martin Buber e a Educação.. 1984. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
ZUBEN, N. A. V.. La relation chez Martin Buber. 1970 (Tese doutoral) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BARROS, D. F.; ZUBEN, N. A. V.; GOUVEA, R. Q.; ZUBEN, NEWTON AQUILES VON. Participação em banca de Carlos Campelo da Silva. Temor e tremor: a religião além dos limites da mera razão. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

2.
GONCALVES, P. S. L.; BELLO, A. A.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maiara Rúbia Miguel. O modelo religioso e a experiência religiosa da comunidade mateana: uma análise à liuz de Max Scheler. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

3.
GONCALVES, P. S. L.; SOUZA, N.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alexandre Boratti Favreto. A liberdade religiosa na declaração Dignitatis Humanae: contexto, gênese temática e debate.. 2015.

4.
BELLO, O. D. D.; MOREIRA, W. W.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alex Araujo Macedo. Moralidade na adolescência: desenvolvimento e julgamento moral. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

5.
CRITELLI, D. M.; VALVERDE, A. J. R.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Fábio Evaristo Resende Silva. Natalidade e Política no pensamento de Hannah Arent. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

6.
KIRSCHBAUM, S.; SPERBER, S. F.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Leo Agapejev de Andrade. Almas em fogo As histórias do Rabi sob o pensamento de Martin Buber. 2009. Dissertação (Mestrado em Teoria e História Literária) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
SILVA, F. L. E.; ROSITOI, M. M. B.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Luiza Soares Santos. Estudo sobre a contribuição do ensino de filosofia para crianças na educação em bioética. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Bioética) - Centro Universitário São Camilo.

8.
ZANCANARO, L.; VOLPATO, R. A.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Flávio Ramos Mendes. Tecnologia e a construção do conhecimento na Sociedade de informação. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina.

9.
FONTANELLA, Francisco Cook; PAIVA, José Maria de; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Juan Covarrubias Cárdenas. Lenguaje de la Modernidad y Educación. El desafio de pa periferia. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

10.
GOMES, H. S. R.; ALMEIDA, L. R.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Teresa Paletta Lomar. O diálogo na prática docente: a compreesão de professoras de uma escola pública do município de São Paulo. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação (Psicologia da Educação)) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

11.
ZUBEN, N. A. V.; ROUANET, Luiz Paulo; MORAES, João Carlos Kfouri Quartin de. Participação em banca de Atanásio Mykonios. A metafísica do trabalho: uma crítica a concepção marxiana do trabalho. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - PUC Campinas.

12.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, José Luiz; AMORIM, Maria Lucia. Participação em banca de Maria Isolda Lichtenhaeler Azevedo. A Universidade e o mundo midiático: relendo a utopia. 2005 - Universidade de Sorocaba.

13.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Joyce Ernesto da Silva Moron. Laços e estilhaços numa trajetória de aprendizagem e ensinoi de Ciências. 2005 - Universidade de Sorocaba.

14.
ZUBEN, N. A. V.; NOGUEIRA, João Carlos; GALLO, Silvio Donizetti de Oiveira. Participação em banca de Luiz Fernando Crespo. A possibilidade de uma Ética onto-eco-ambiental no pensamento Heideggeriano. 2005. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

15.
ZUBEN, N. A. V.; FONTANELLA, Francisco Cock; BORTOLETO, Edivaldo José. Participação em banca de Antonio Dezembro Braz. Possibilidade de uma Ética de Libertação na Idade da Globalização e Exclusão. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

16.
ZUBEN, N. A. V.; NOGUEIRA, João Carlos; CESAR, Constança T Marcondes. Participação em banca de Emanuel Cristiano RodriguesMendes Domingues. Justiça e responsabilidade em Paul Ricoeur. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

17.
ZUBEN, N. A. V.; NOGUEIRA, João Carlos; PELUSO, Luiz Alberto. Participação em banca de Gilzane Silva Naves. A Ética em Ser e Tempo: uma análise interpretativa de caráter ontico e ontológico dos conceitos de Martin Heidegger. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

18.
ZUBEN, N. A. V.; SANTIAGO, Gabriel Lomba; NOGUEIRA, João Carlos. Participação em banca de José Roberto Garcia. A ética como filosofia primeira no pensamento de Emmanuel Levinas. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

19.
ZUBEN, N. A. V.; ALMEIDA JUNIOR, João Baptista de; CASTANHO, Maria Eugênia de Lima e Montes. Participação em banca de Ilda Basso. Dimensões axiológicas da formação de educadores na sociedade em mudança acelerada. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

20.
ZUBEN, N. A. V.; ROUANET, Luiz Paulo; SMITH, Plínio Junqueira. Participação em banca de José Natal de Oliveira. A moral altruista em David Hume. 2004. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

21.
ZUBEN, N. A. V.; CORNELLI, Gabriele; SGUISSARDI, Valdemar. Participação em banca de Carlos Libman. A figura do cliente e a ética nos negócios como metáforas da cidadania. 2004 - Universidade Metodista de Piracicaba.

22.
ZUBEN, N. A. V.; SILVA, E. T.. Participação em banca de Maria Cristina Rosa Wenzel. Uma leitura histórica, filosófica e política de desenhos animados. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

23.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de José Luiz Pastre. Expressão e coexistência :alguns signos em Merleau-Ponty. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

24.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Marlene Zwierewicz. A prática pedagógica e o fracasso escolar. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Contestado.

25.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosália. Participação em banca de Aline Andréia Nicolli. Edcucação da sexualidade para o século XXI: concepções, proposições e ações escolares. 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Contestado.

26.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria dos Remédios Brito. Moral e educação:um estudo a partir de Nietzsche.. 2001. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

27.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Jussara Fonseca. Uma História oral da Infância no século XX no contexto do Município de Caçador- SC. 2001 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

28.
BEZERRA, S.; ZUBEN, N. A. V.; GALLO, S. D. O.. Participação em banca de Silvana Bezerra. Do assistencial ao educacional: por uma fundamentação filosófica da educação não formal. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

29.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Ozanan Vicente Carrara. Relação e comunidade nopensamento de Martin Buber.. 2000. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

30.
ZUBEN, N. A. V.; MORAIS, J. F. R.. Participação em banca de Adão Evilásio Vieira. A educação do pastor presbiteriano no Brasil na sua origem,experiência pioneira do Seminário Presbiteriano do Sul: 1988-1998. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

31.
ZUBEN, N. A. V.; GUIMARÃES, Isaura. Participação em banca de Maria Cristiana Folmer Johnson. Projeto pessoa de vida e trabalho: a orientação profissional na perspectiva de orientadores e orientandos. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

32.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosália M R de; AROUCA, Lucila S. Participação em banca de Mario Bandiera. A influência da avaliação oral do professor no processo de aprendizagem dos alunos de 5a. a 8a. série do ensino fundamental. 2000 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

33.
ZUBEN, N. A. V.; LOMBARDI, J. C.; SANFELICE, José Luiz. Participação em banca de Ludimar Pegoraro. Universidade e competência. 2000 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

34.
ZUBEN, N. A. V.; LGOERGEN, P.. Participação em banca de Eldon Henrique Mühl. Racionalidade comunicativa e educação emancipada. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

35.
ZUBEN, N. A. V.; ARANA, H.. Participação em banca de Ruth Rieth Leonhardt. Homem, Cultura unidade essencial. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

36.
ZUBEN, N. A. V.; PEREIRA, E. A.; SANFELICE, José Luiz. Participação em banca de José Luiz Zanella. As metamorfoses da educação: o ensino reflexivo à luz da Filosofia da Práxis. 1999 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

37.
ZUBEN, N. A. V.; GALLO, Silvio; GAMBOA, S.. Participação em banca de Zelandia Cecconi. Interdisciplinaridade: do taylorismo à sociedade global. 1999 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

38.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Isabela Bozzini. Concepções docentes de ensino, aprendizagem e conhecimento: um estudo de caso sobre o curso de Licenciatura em Ciências biológicas. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

39.
ZUBEN, N. A. V.; ARANA, Hermas Gonçalvez; GOERGEN, Pedro. Participação em banca de Ruth Rieth Leonhardt. Homem-cultura, unidade essencial. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

40.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Adriana Maria Saura Vaz. O modismo no ensino da Filosofia- uma análise a partir do conmceito de eticidade dos costumes em Nietzsche. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

41.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosália; BURACK, Dionísio. Participação em banca de Vilson Pohlenz. O estágio no curso de licenciatura em Matemática da Universidade do Contestado- Campus Caçador: um estudo de caso.. 1999 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

42.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Santo Rei de Almeida Lima. A informática na Educação - realidade, amplitudes, necessidades e resistências. 1999 - Universidade de Sorocaba.

43.
ZUBEN, N. A. V.; GUIMARÃES, Isaura. Participação em banca de Maria Cristina Folmer Johnson. A questão do envolvimento do adolescente com a orientação profissional. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

44.
TOREZAN, M.; ZUBEN, N. A. V.; LIMA JUNIOR, José; ARANA, H. G.. Participação em banca de Marlene Torezan. Wittgennstein: a educação como um jogo de linguagem. 1998. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

45.
ZUBEN, N. A. V.; SAROUCA, L.; GOERGE, P.. Participação em banca de Adelar Hegenmühle. Educação: em busca de referenciais trasnformadores- um estudo de caso no Colégio Imperatriz Dona Leopoldina.. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

46.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, J. L.; MOSER, A.. Participação em banca de Germán Calderon Calderón. O estatuto da criança e do adolescente na intersecção família-escola: uma proposta para mudança. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

47.
ZUBEN, N. A. V.; AROUCA, L. S.; GAMBOA, S.. Participação em banca de Vilmar Scherer. As relações interhumanas professor-aluno na ação pedagógica. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

48.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Eliane Stack. Um estudo sobre a evolução do conceito de energia em alunos de 8a. série do ensino fundamental. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

49.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Adair A. Dalarosa. Estado Educação e cidadania. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

50.
ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, Pedro; AROUCA, Lucila Schwantes. Participação em banca de Adelar Hengemühle. Educação: em busca de referenciais transformadores - um estudo de caso no Colégio Imperatriz Dona Leopoldina. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

51.
ZUBEN, N. A. V.; LIMA JUNIOR, José; ARANA, Hermas Gonçalvez. Participação em banca de Marlene Torezan. Wittgenstein: a educação como um jogo de linguagem. 1998. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

52.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de José Maria Molenda. Investigando a formação do bacharel em Ciências contábeis. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

53.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosalia R; PACHECO, Decio. Participação em banca de Ninon Rose Stremel. Indisciplina na sala de aula: um desafio às competências docentes na informação de professores. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

54.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosália; BURACK, Dionísio. Participação em banca de ucy Salete Bortolini Nazaro. História e Histórias do Kainggang de Palmas - uma literatura para a escola indígena. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

55.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosalia; SANFELICE, José Luiz. Participação em banca de Tania Maria Rechia. Disciplina e controle escolar. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

56.
ZUBEN, N. A. V.; AROUCA, Lucila Schwanz; BURACK, Dionisio. Participação em banca de Luiz Fernando de Lima. O conhecimewnto como instrumento de poder no processo de globalização. 1998 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

57.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Adriana Davoli. Medicina:da mísatica sacral à mística científico-tecnológica. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

58.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Jorge Carlos Correa Guerra. Pedagogia da Qualidae total ou Neotecnicismo?. 1997 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

59.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Ines Costa Jaeger. O vivido e o representado pelo estudante trabalhador no Centro de Estudos Supletivos de Guarapuava. 1997 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

60.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de T arcísio Kummer. Um caminho para a matemática: do cotidiano parta o escolar. 1997 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

61.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Joseli Luiza Moreto. Prudência moral como solução para a miséria: as proposta de Thomas Malthus.. 1997. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

62.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Déa Maria Ferreira Siulveira. Escola de aldeia:rumo a uma educação diferenciada. 1997 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

63.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, José Luiz; GALLO, Silvio Doliveira. Participação em banca de Aldo Nelson Bona. O filosofar na Universidade um espaço de socialização da palavra. 1997 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

64.
ZUBEN, N. A. V.; MOSER, A.; SANFELICE, José Luiz. Participação em banca de Elias Dallabrida. A construção da cidadania . A contribuição da metodologia analética de filosofar.. 1996 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

65.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Antonio Piva. Etica e cidadania mo pensamento de JeanJ.Rousseau. 1996. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

66.
ZUBEN, N. A. V.; MOSER, A.; ARAGÃO, Rosália M R de. Participação em banca de Elias Dallabrida. A construção da cidadania. A contribuição da metodologia analética de filosofar. 1996 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

67.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, Jose´luiz; GALLO, Silvio. Participação em banca de Aldo Nelson Bona. O filosofar na Universidade: um espaço de socialização da palavra. 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

68.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, R. M. R.; MOSER, A.. Participação em banca de Edy das Graças Braun. Entre o dito e o feito um lugar para o conceito.O espaço e o tempo no processo de ensino-aprendizagem no 2o. grau.. 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

69.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, R. M. R.. Participação em banca de Klevi Mary Fanfa Ribas. Orientação educacional: doimaginário à prática.. 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

70.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Silvana Bezerra. O pensamento pedagógico em Agostinho. 1995. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

71.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, José Luiz. Participação em banca de Carlos Eduardo Schipanski. História da Educação em Guarapuava: quatro décadas de ensino agrícola profissionalizante( 1954-1994). 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

72.
ZUBEN, N. A. V.; AROUCA, Lucila; ARAGÃO, Rosália M R. Participação em banca de GuiomarSchroeder Silva. Recreio escolar: espaço de manifestação do ser total pelo jogo e pela brincadeira. 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

73.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosalia Maria Ribeiro. Participação em banca de Regina Célia Habib Wipieski Padilha. Trajetos e projetos de avaliação educacional: do medo à alegria. 1995 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

74.
CESAR, Constança T Marcondes; NOGUEIRA, J. C.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Silvio Medeiros. Moral e Política em Hannah Arendt e Walter Benjamin. 1994. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

75.
ZUBEN, N. A. V.; ARAGÃO, Rosália M R. Participação em banca de Regina Célia Padilha. Uma avaliação da avaliação. 1993 - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

76.
SOUZA, P. R.; NOGUEIRA, J. C.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Alice Gaioto. O Homem, o Espaço habitável e o conforto ambiental. 1993. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

77.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Luis Alfredo Chinagli. Contribuições para uma análise do credencialismo. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

78.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alzino Furtado de Mendonça. Educação e Modernidade: Reflexões na contramão da via chamada progresso. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás.

79.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Lúcia Maria Zuppi. Comunidade terapêutica - uma visão ontológico-existencial. 1992. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

80.
ZUBEN, N. A. V.; DIAS SOBRINHO, J.; SANTOS FILHO, José Camilos dos. Participação em banca de Luiz Alfredo Chiali. Contribuições para uma análise do credencialismo. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

81.
ZUBEN, N. A. V.; GANDINI, Raquel Pereira Chainho; MORAIS, João Francisco Regis de. Participação em banca de Silvio Gallo. A des-construção do poder: em torno de uma concepção anarquista da educação. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

82.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alzino Furtado de Mensdonça. Educação e modernidade: reflexões na contramão da via chamada progresso. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás.

83.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alzino Furtado de Mendonça. Educação e Modernidade: reflexões na contramão da via chamada Progresso. 1992. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás.

84.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Joana Peixoto. Do desencantamento pela existência e do amor pelo mundo:natalidade e educação em H.Arendt. 1991. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Goiás.

85.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, José Luiz; MORAES, João Francisco Regis de. Participação em banca de Hector Rene Bustos Bustos. Linguagem e educação. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

86.
ZUBEN, N. A. V.; CESAR, Constança M; MORAES, João F Régis de. Participação em banca de Gabriel Luiz A. Jaramillo. Sentido e tarefa da Educação Física. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

87.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Osvaldo Dalbério. Prazer versus disciplina . Um estrudo sobre propostas pedagógicas contemporâneas. 1990. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

88.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Alejandro Bustamante Veloso. Tempo e espaço míticos Mapuches. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

89.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Oaul Wevering Weidemann. Evangelização : educação e promoção de direito. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

90.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria de Lourdes Kato. Contribuições do enfoque dialógico de Buber para o ensino da Psicologia. 1990. Dissertação (Mestrado em Psicologia (Psicologia Experimental)) - Universidade de São Paulo.

91.
ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, Jose´luiz; CESAR, Constança Marcondes. Participação em banca de Andres Troncoso Avila. História da Pontificia Universidade Católica do Chile - Sede Regional Villarrica 1938/1986. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

92.
ZUBEN, N. A. V.; CESAR, Constança Marcondes; BALZAN, Newton Cesar. Participação em banca de Sonia del Carmen Vasquez Garrido. Valores educatiovos do Povo Mapuche. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

93.
ZUBEN, N. A. V.; MORAIS, João Francisco Regis de; CESAR, Constança Marcondes. Participação em banca de Paul Bernard Wevering Weidemann. Evangelização : educação e promoção de direito. 1990. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

94.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Cristina v.Zuben de Arruda Camargo. O impacto da ciência e da tecnologia sobre a prática e ensino médico. 1989. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

95.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Gabriel Lomba Santiago. As CEBs frente ao Estaqdo e a Igreja. 1989. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

96.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Windys Brazão Ferreira. Espontaneidade e encontro. Um novo caminho para a Educação- contribuição de Jacob L.Moreno. 1988. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

97.
ZUBEN, N. A. V.; COSTELLA, Domenico; FIGURELI, Roberto. Participação em banca de Maria Cristina de Oliveira Espínola. O absurdo e a revolta na primeira fase do pensamento de Albert Camus.. 1986 - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

98.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Rita Vaz da Costa. A praxis da Filosofia Social: qual é a da Academia Brasileira. 1986. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

99.
ZUBEN, N. A. V.; DEBRUN, M.. Participação em banca de Antonio Tavares de Jesus. A Educação como hegemonia no pensamento de Antonio Gramsci. 1985. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

100.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Beatriz Gomes de Paiva Bordeaux Rego. Escola, trabalho e qualificação para o trabalho. 1983. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

101.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Luiz Aaron Lazzaro. O relativismo ético ( ensaio de caracterização antropologico-cultural). 1983. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

102.
ZUBEN, N. A. V.; CESAR, Constança Marcondes; NOGUEIRA, João Carlos. Participação em banca de Luiz Lázaro. O relativismo ético. 1983. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

103.
ZUBEN, N. A. V.; MONTEZUMA, Marconi Freire; NOVASKI, Augusto. Participação em banca de Florindo Stella. O relacionamento mewdico-paciente:implicações educacionais. 1983. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

104.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Vicentina Velasco. O fundamento antropológico do Serviço Social :uma aproximação da perspectiva heideggeriana. 1982. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

105.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Lucila da Silveira. O diálogo como proposta da comunicação docente: os limites e as possibilidades de sua realização na prática educativa.. 1982. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

106.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Florindo Stela. O relacionamento médico-paciente: implicações educaionais.. 1982. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

107.
ZUBEN, N. A. V.; SEVERINO, Antonio Joaquim; TONACO, Geraldo. Participação em banca de Lucila Silveira. O diálogo como proposta da comunicação docente: os limites e as possibilidades de sua realização na prática educativa. 1982 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

108.
ZUBEN, N. A. V.; SAVIANI, Dermeval; SEVERINO, Antonio Joaquim. Participação em banca de Selama Garrido Pimenta. A decisão em Orientação Vocacional - caracterização do significado da orientação vocacional na educação brasileira através da crítica aos enfoques da psicologia e da fenomenologia existencial. 1979 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

109.
ZUBEN, N. A. V.; REIS FILHO, Casemiro dos. Participação em banca de José Maria de Paiva. O papel da catequese dos índios no processo de colonização. 1978. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

110.
ZUBEN, N. A. V.; TONACO, Geraldo; SEVERINO, Antonio Joaquim. Participação em banca de Dulce Marfa Cretelli. Educação e dominação cultural: tentativa de reflexão ontológica. 1978 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

111.
ZUBEN, N. A. V.; SIGRIST, Jose´luiz; TONACO, Geraldo. Participação em banca de Elias Boanventura. A Educação Metodista no Brasil- origem, evolução e Ideologia. 1978. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

112.
ZUBEN, N. A. V.; TONACO, Geraldo; SEVERINO, Antonio Joaquim. Participação em banca de Augusto C.Novaski. Análise fenomenológicca da proposta de desescolarização de Ivan Illich. 1978. Dissertação (Mestrado em Educação: História, Política, Sociedade) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

113.
ZUBEN, N. A. V.; TONACO, Geraldo; SIGRIST, José Luiz. Participação em banca de Elias Boaventura. A Educação Metodista no Brasil - Orifgem, evolução e Ideologia.. 1978. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

114.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Patricia Lessa Santos. No caldeirão dos bruchos: afilosofia herética de Giordano Bruno. 1977. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

Teses de doutorado
1.
MOISES, C. P.; CAMPOS, G. F.; VENTURA, D. F. L.; GIULIO, G. M.; LOUREIRO, C. R. O. M. S.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Gabriela Rodrigues Saab Riva. O Direito Internacional e os testes de medicamentos com seres humanos. 2018. Tese (Doutorado em Direito internacional) - Faculdade de Direito da USP.

2.
GOTO, R. A.; GONCALVES, T.; PANSARELLI, D.; RODRIGO, L. M.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Flávio Rovani de Andrade. A compreesão dos elementos pré-totalitários na educação, segundo Hannah Arent. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
GIACOIA JUNIOR, O.; ZUBEN, N. A. V.; Romano, Roberto; NASCIMENTO, D. A.; Mellin , Oscar. Participação em banca de Glauco Barsalini. Estado de Exceção Permanente: soberania, violência e direito na obra de Giorgio Agamben. 2011. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.

4.
KNAUSS, P.; CEZAR, T. A. C.; NEVES, G. P. C. P.; CAMPIGOTO, J. A.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Aldo Nelson Bona. Paul Ricoeur e uma epistemologia da Historia centrada no sujeito. 2010. Tese (Doutorado em DOUTORADO EM HISTÓRIA) - Universidade Federal Fluminense.

5.
ROHR, F.; MATOS, J. C.; POLICARPO JUNIOR, J.; FREITAS, A. S.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Betânia do Nascimento Santiago. Diálofo e Educação: o pensamento pedagógico em MARTIN BUBER. 2008. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Pernambuco.

6.
FONTANELLA, F.; GALLO, Silvio Donizetti de Oiveira; BORTOLETO, Edivaldo José; ZUBEN, N. A. V.; Nabor, N.F.. Participação em banca de Ivan Serra Braga. Crise na política e crise na educação: um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. 2006. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

7.
ZUBEN, N. A. V.; FAZENDA, Ivani Catarina Arantes; SANTO, Ruy Cezar Do Espírito; FURLANETO, Ecleide Cunico; MENESES, João Gualberto de Carvalho. Participação em banca de Fábio Alberti Cascino. Reflexões sobre a construção de uma teoria:interdisciplinaridade na Educação Brasileira. 2004. Tese (Doutorado em Educação (Currículo)) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

8.
ZUBEN, N. A. V.; GONZALES, Maria Eunice Quilice. Participação em banca de José de Carvalho Sombra. A subjetiviaded corpórea ou a naturalização da subjetividade: uma interpretação de Merleau-Ponty.. 2003 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

9.
ZUBEN, N. A. V.; AZEVEDO, Maria Amélia Nogueira de; MASINI, Elcie Apparecida Fortes Salzano; BOARINI, Maria Lúcia; AZEVEDO, Antonia Cristina Peluso de. Participação em banca de Antonio Augusto Pinto Junior. Violência sexual doméstica contra meninos: um estudo fenomenológico. 2003. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano) - Universidade de São Paulo.

10.
ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, Pedro; GALLO, Silvio; RODRIGO, Lídia Maria; LIMA, Walter Matias. Participação em banca de Márcio Danelo. Educação e subjetividade: uma interpretação à luz de Sartre. 2003. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

11.
ZUBEN, N. A. V.; GONZALES, Maria Eunice Quilice; MARTINS, P. M.; BROENS, M. C.; COELHO, J. G.. Participação em banca de José de Carvalho Sombra. A naturalização da consciência- uma interpretação da Filosofia de M.Merleau-Ponty. 2003. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

12.
ZUBEN, N. A. V.; ASSMAM, Hugo; GALLO, Silvio; FONTANELLA, F.; SUNG, Jung Mo. Participação em banca de Rosangela Aparecida Volpato. Apredizado Ético na Evolução Biotecnológica. 2002. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

13.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Gilberto Damiano. Semente voadora. 2001. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

14.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Adlai Ralph Detoni. Investigações acerca do Espaço como modo da Existência e da Geometria que ocorre no pré-reflexivo. 2000. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

15.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Akiko Santos. Didática : a complexidade da relação ser, saber e educar.. 2000. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Metodista de Piracicaba.

16.
MUHL, E. H.; ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, P. L.; PUCCI, B.. Participação em banca de Eldon Henrique Muhl. Racionalidade comunicativa e educação emencipatória. 1999. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

17.
ANASTÁCIO, M. Q. A.; ZUBEN, N. A. V.; FERREIRA, E. S.; POMPEU JUNIOR, G.. Participação em banca de Maria Queiroga Amoroso Anastácio. Três ensaios numa articulação sobre a racionalidade, o corpo e a educação matemática. 1999. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

18.
ZANCANARO, L.; ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, P. L.; PROTA, L.. Participação em banca de Lourenço Zancanaro. O conceito de responsabilidade em Hans Jonas. 1999. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

19.
FELLER, W.; ZUBEN, N. A. V.; ARANA, H. G.; FONTES JUNIOR, J. B.. Participação em banca de Waldemar Feller. Descartes e as humanidades. 1999. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

20.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Lourenço Zancanaro. O conceito de responsabilidade em Hans Jonas. 1999. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

21.
LAMAR, A. R.; ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, P. L.; PAIVA, J. M.; GAMBOA, S. A. S.. Participação em banca de Adolfo Ramos Lamar. A concepção Kuhniana da ciência e a pesquisa educacional: o caso das teses de doutorado da FE/UNICAMP. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

22.
SANTO, Ruy Cezar Do Espírito; ZUBEN, N. A. V.; ARANA, H. G.; FAZENDA, I. A.. Participação em banca de Ruy Cezar do Espírito Santo. Renascimento do Sagrado na Educação. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

23.
CAMARGO, M. C. V. Z. DE A.; ZUBEN, N. A. V.; SEGRE, M.; SOUZA, P. R.. Participação em banca de Maria Cristina von Zuben de Arruda Camargo. A vida, o corpo e a morte como objeto de apropriação da medicina. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

24.
GOMES, P. T.; ZUBEN, N. A. V.; CARVALHO, Ariadne Rizzoni; CESAR, C. T. M.. Participação em banca de Paulo Tarso Gomes. Tempo e consciência. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

25.
CHINALLI, L. A.; ZUBEN, N. A. V.; SANFELICE, J. L.; DIAS SOBRINHO, J.. Participação em banca de Luis Alfredo Chinalli. Fênix e a globalização (ou Malthus Revisitado). 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

26.
ZUBEN, N. A. V.; LGOERGEN, P.; GAMBOA, S.. Participação em banca de Adolfo Ranos Lamar. A concepção khuniana da ciência e a pesquisa educacional: o caso das teses de doutorado da FE-UNICAMP. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

27.
ZUBEN, N. A. V.; CORREIA, F. A.; SEGRE, M.; HOSSNE, William Saad; MORAIS, João Francisco Regis de. Participação em banca de Maria Cristina von Zuben de Arruda Camargo. A vida, o corpo, e amorte como objeto de apropriação da Medicina. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

28.
ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, Pedro; PAIVA, José Maria de; GAMBOA, Silvio Ancizar; PELUZZO, J. Participação em banca de Adolfo Ramos Lamar. A concepção Kuhniana da ciência e a pesquisa educaional: o caso das teses de doutorado da FE/Unicamp. 1998. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

29.
ALMEIDA JUNIOR, João Baptista de; ZUBEN, N. A. V.; ARANA, H. G.; NOGUEIRA, João Carlos. Participação em banca de João Baptista de Almeida Junior. Imagem e conhecimento: análise das concepções representacionista e fenomenolôgica e suas implicações na educação. 1997. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

30.
BETTI, M.; ZUBEN, N. A. V.; GUIMARAES, A. M.; MORAIS, J. F. R.. Participação em banca de Mauro Betti. A janela de vidro: esporte, televisão e educação física. 1997. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

31.
ECHEVERRI, A. P. N. DE; ZUBEN, N. A. V.; GAMBOA, S. A. S.; FONTES JUNIOR, J. B.. Participação em banca de Ana Patricia Nogueira de Echeverri. Educação estética e fenomenologia. Problemas fundamentais da educação estética na modernidade. 1997. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

32.
ZUBEN, N. A. V.; MORAIS, João Francisco Regis de; GUIMARÃES, Aurea. Participação em banca de Mauro Betti. A janela de vidro: esporte, televisão e educação.. 1997. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

33.
ZUBEN, N. A. V.; SIGRIST, José Luiz. Participação em banca de Antonio Geraldo de Aguiar. A pedagogia da formação dos leigos católicos. 1996. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

34.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Silvio Donizetti de Oliveira Gallo. Autoridade e a construção da liberdade : o paradigma anarquista em educação.. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

35.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Elizabeth Maria Alcântara. Autor, Leitor,Crítico, Obra. Anotações sobre os pontos de referência da Literatura. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

36.
ZUBEN, N. A. V.; ALVES, Ruibem Azevedo; MARASCHIN, Jaci; NOGUEIRA, João Carlos; REZENDE, Antonio Muniz de. Participação em banca de Sérgio de Gouveia Franco. Hermenêutica e Psicanálise na obra de Paul Ricoeur. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

37.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Antonio Carlos Bergo. Darwinismo social e educação no Brasil. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

38.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Antonio Carlos Bergo. Darwinismo social e educação no Brasil. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

39.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Elizabeth Maria Alcântara. Autor, leitor, crítico, obra. anotações sobre pontos de referência da literatura. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

40.
ZUBEN, N. A. V.; NOGUEIRA, João Carlos. Participação em banca de Benedito Eliseu L.Cintra. Paulo Freire entre o grego e o semita: educação, filosofia e comunhão. 1992. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

41.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Raimunda Medeiros Germano. O ensino da Ética na Enfermagem do Brasil. 1992. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

42.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Aurea Maria Guiimarães. A depredação escolar e a dinâmica da violencia. 1990. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

43.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Ademar Heemann. Abordagem naturalistica do comportamento ético e moral .Implicações politico-educaionais. 1989. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

44.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Jeferson Ildefonso da Silva. Educação e consciência de classe: um outro dedterminante na formação do educador. 1988. Tese (Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

45.
ZUBEN, N. A. V.; SIGRIST, José Luiz. Participação em banca de Hermas Gonçalves Arana. O discurso sobre o método fenomenológico. 1987. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

46.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de João Ribeiro Junior. Democracia e Educação. 1986. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

47.
ZUBEN, N. A. V.; MARTINS, Joel. Participação em banca de Paulo Afonso Caruso Ronca. Con-vivendo com a maconha. 1985. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

48.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Osvaldo Freitas de Jesus. Em busca de uma Educação crítica e transformadora. 1985. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

49.
ZUBEN, N. A. V.; NOVASKI, A. C.; NOGUEIRA, J. C.. Participação em banca de Francisco Fontanella. O corpo no limiar da subjetividade. 1985. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

50.
ZUBEN, N. A. V.; PELÁ, Nilza Tereza Roter; ANGERAMI, Emilia Luigia Saporiti; SOUZA, Mariana Fernandez de; MARTINS, Joel. Participação em banca de Magali Roseira Boemer. A morte, o morrer e o morrendo; estudo de pacientes terminais.. 1985. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade de São Paulo.

51.
ZUBEN, N. A. V.; DIAS SOBRINHO, J.. Participação em banca de Antenor Antonio Gonçalves Filho. O ensino da Literatura : um fator de fragmentação da práxis cultural. 1984. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

52.
ZUBEN, N. A. V.; REZENDE, A. M.; ALVES, R.; NOGUEIRA, João Carlos. Participação em banca de Augusto João Crema Novaski. Fenomenologia da ação. Proposta de uma Filosofia da Educação a partir da fenomenologia de Paul Ricoeur. 1984. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

53.
ZUBEN, N. A. V.; MARTINS, Joel; DIETCHEKENIAN, Fernanda. Participação em banca de Márcia Regina Ferreira de Brito. Uma análise fenomenológica da avaliação.. 1984. Tese (Doutorado em Educação (Psicologia da Educação)) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

54.
ZUBEN, N. A. V.; MARTINS, Joel. Participação em banca de Ezequiel Teodoro do Silva. Uma reflexão sobre o ato de Ler. 1978. Tese (Doutorado em Educação (Psicologia da Educação)) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

55.
ZUBEN, N. A. V.; ALVES, Rubem; MONTEZUMA, Marconi; MARTINS, Joel. Participação em banca de José Dias Sobrinho. O projeto antropológico de Georges Gusdorf. 1975. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.

56.
ZUBEN, N. A. V.; DOWELL, João A A Mac; SEVERINO, Antonio Joaquim; VARGAS, Milton; BARBUY, Belkiss. Participação em banca de Geraldo Pinheiro Machado. Fatos do Espírito Humano de Gonçalves de Magalhães. 1974 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

57.
ZUBEN, N. A. V.; TONACO, Geraldo; SEVERINO, Antonio Joaquim; MACDOWEL, João; MONTORO, André Franco. Participação em banca de Carlos Eduardo Meirelles Matheus. Da realização histórica dos valores na Ética de Max Scheler. 1974 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

58.
ZUBEN, N. A. V.; COELHO, Ruy; TONACO, Geraldo de Oliveira; SOUZA, Gilda de Mello e; PEREIRA, Wilcon. Participação em banca de Lauro Frederico Barbosa da Silveira. Espaço e lugar na obra de Pierre Francastel. 1974 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

59.
ZUBEN, N. A. V.; REZENDE, Antonio Muniz de; ALVES, Ruben. Participação em banca de José Luiz Sigrist. Fenomenologia da consciência Universitária cristã no Brasil. 1974 - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

60.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Apparecida Viggiani Bicudo. Um novo enfoque em OPrientação Educacional. 1973. Tese (Doutorado em Educação Escolar) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

61.
ZUBEN, N. A. V.; TONACO, Geraldo. Participação em banca de Salma Tannus Muchail. Maurice Nédoncelle ou uma Filosofia do Equilíbrio.. 1973 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

62.
ZUBEN, N. A. V.; HEGENBERG, Leonidas; TONACO, Geraldo. Participação em banca de Canstança T.Marcondes Cesar. A influência de Brunschvig na concepção evolutiva do Conhecimento científico em Gaston Bachelard. 1973. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

63.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Maria Isabel Moraes Pitombo. A gnoseologia e a axiologia Deweyana e suas consequências na Educação. 1971. Tese (Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

64.
ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Antonio Joaquim Severino. Pessoa e Existência. Os princípios ontológicos do personalismo de E.Mounier. 1971 - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
GOTO, R. A.; GONCALVES, T.; ZUBEN, N. A. V.. Participação em banca de Flávio Rovani de Andrade. Elementos totalitários em "A crise da educação" de Hannah Arent. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
CARNEIRO, M. C.; SORRENTINO, M.; ZUBEN, N. A. V.; GOERGEN, P. L.; SOUZA NETO, S.. A ideia de natureza no pensamento filosófico: a constituição de uma " Filosofia da Natureza" e sua contribuição para a Educação Ambiental. 2018. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
ZUBEN, N. A. V.; BRANDÃO, Carlos Rodrigues; CESAR, Constança Marcondes; CANFIELD, Jefferson Tadeu; BACAL, Sarah. Concurso Público para Prof.Titular na área :As inter-relações do Lazer na Sociedade I - disciplina Tópicos Especiais em Recreação e Lazer I. 2004. Universidade Estadual de Campinas.

3.
ZUBEN, N. A. V.. Banca Julgadora do concurso de Prof.Dr.Pedro Goergen. 2001. Universidade Estadual de Campinas.

4.
ZUBEN, N. A. V.. Membro Titular da Comissão Examinadora do Concurso de Professor Titular na Universidade São Francisco. 1999. Universidade São Francisco.

5.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - Pedro Laudinor Goergen. 1998. Universidade Estadual de Campinas.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - José Camilo dos Santos Filho. 1998. Universidade Estadual de Campinas.

7.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - Joaquim Brasil Fontes Junior. 1996. Universidade Estadual de Campinas.

8.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - (Anita LiberalessoNeri). 1995. Universidade Estadual de Campinas.

9.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - João Francisco Régis de Morais. 1995. Universidade Estadual de Campinas.

Concurso público
1.
ZUBEN, N. A. V.. Banca Examinadora do concurso para Professor Associado do Prof.Benedito E.Cintra. 2000. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

2.
ZUBEN, N. A. V.. Concurso público para a Carreira do Magistério Superior. 1996. Universidade Federal do Paraná.

3.
ZUBEN, N. A. V.. Carreira do Magistério Superior Professor Assistente. 1996. Universidade Federal do Paraná.

4.
ZUBEN, N. A. V.. Membro Titular da Banca Examinadora do Concurso Público para a Carreira do Magistério Superior. 1996. Universidade Federal do Paraná.

5.
ZUBEN, N. A. V.. Concurso para Professor Adjunto. 1992. Universidade Estadual de Campinas.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Concurso para provimento de cargo de Professor Assistente, área de Filosofia da Educação. 1989. Universidade Estadual de Campinas.

7.
ZUBEN, N. A. V.; MARTINS, Joel; MAHONEY, Abigail; BÁRBARA, Leila; BICUDO, Maria Apparecida Vigiani. Concurso para Professor Associado. 1984. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Livre docência
1.
ZUBEN, N. A. V.; RAGO, L. M.; VEIGA-NETO, A. J.; FAVARETTO, C. F.; PASSETTI, E.. Linhas de fuga: virtualidades de uma trajetória em Filosofia da Educação. 2009. Universidade Estadual de Campinas.

2.
ZUBEN, N. A. V.. Banca Julgadora do Concurso deProf.Antonio Joaquim Severino. 2000. Universidade de São Paulo.

3.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - Silvio Ancizar Sanchez Gamboa. 2000. Universidade Estadual de Campinas.

4.
ZUBEN, N. A. V.; MELLO, Sylvia Leser de; RAMADAN, Zacaria Borge Ali; BOSI, Ecléa; VIEIRA, Raymundo Manno. Fenomenologia do existir de uma Professora Universitária. 1991. Universidade de São Paulo.

5.
ZUBEN, N. A. V.; BOSI, Ecléa; MELLO, Sylvia Leser de; VIEIRA, Raimundo Manno; RAMADAM, Zacaria Ali. Departamento de Psicologia da Aprendizagem, do Desenvolvimento e da Personalidade. 1991. Universidade de São Paulo.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Livre docencia no Departamento de Filosofia e História da Educação. 1989. Universidade Estadual de Campinas.

Outras participações
1.
ZUBEN, N. A. V.; CAMARGO, Dulce Maria Pompeo de; LOPES, Doraci Alves. Banca examinadora para Concurso Interno Centro de Ciências Humanas. 2005. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

2.
ZUBEN, N. A. V.; TORRANO, Luiz Antonio Alves; BELTRAMELLI NETO, Silvio. Banca examinadora Concurso Interno Centro de Ciências Humanas. 2005. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

3.
ZUBEN, N. A. V.; ALMEIDA, Celso Antonio de; LENSI, Ersio. Concurso Interno para atribuições de aulas temporárias.. 2005. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

4.
ZUBEN, N. A. V.; GALLO, Silvio. Membro da banca examinadora de concurso de ingresso na carreira docente. 2000. Universidade Metodista de Piracicaba.

5.
ZUBEN, N. A. V.. Seleção de docente para o curso de Filosofia. 2000. Universidade Metodista de Piracicaba.

6.
ZUBEN, N. A. V.. Banca Examinadora do concurso de Promoção na carreira de magistério. 2000. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

7.
ZUBEN, N. A. V.. Banca de Seleção de docente de Regime de Dedicação Integral. 2000. Universidade Metodista de Piracicaba.

8.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - Ezequiel Theodoro da Silva. 1997. Universidade Estadual de Campinas.

9.
ZUBEN, N. A. V.. Seleção Interna do Instituto de Filosofia. 1994. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

10.
ZUBEN, N. A. V.. Membro titular da banca - João Francisco Régis de Morais. 1992. Universidade Estadual de Campinas.

11.
ZUBEN, N. A. V.. Banca examinadora do Processo Avaliativo para Enquadramento de docentes da Pós-graduação em Filosofia da PUC-Campinas. 1990. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

12.
ZUBEN, N. A. V.. Proces so seletivo de docentes- ingresso na carreira no Instituto de Teologia e Ciências Religiosas.. 1989. Pontifícia Universidade Católica de Campinas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
29o. Congresso Internacional da SOTER : "Tempos de Espírito: Inspiração e Discernimento". EMUNAH E PISTIS : a noção de fé em Martin Buber. 2016. (Congresso).

2.
28o. CONGRESSO INTERNACIONAL SOTER Religião e E spaço público:cenários contemporâneos. A mística hassídica no pensamento de Martin Buber. 2015. (Congresso).

3.
V CONGRESSO NACIONAL DA ANPTECRE. A REVELAÇÃO NO PENSAMENTO DE MARTIN BUBER. 2015. (Congresso).

4.
27o. Congresso Internacional SOTER. Religiosidade, Presença e o Tu Eterno em Martin Buber. 2014. (Congresso).

5.
X Simpósio Internacional Filosófico Teológico -FAGE.Pós-Humanismo e transcendências em tensão: a dimensão simbólica e a operatividade da antropotécnica. 2014. (Simpósio).

6.
III Simpóaio sobre ensino de filosofia.RELIGIÃO E FILOSOFIA NA ESCOLA. 2013. (Simpósio).

7.
VI FORUM Internacional de Bioética. 2010. (Outra).

8.
XX Semana Jurídica DIREITO E BIOÉTICA UNESP.Ética, religião, moral e direito: faces da mesma moeda?. 2009. (Outra).

9.
I Congresso de Fenomenologia da Região Centro-Oeste. Merleau-Ponty e a Fenomenologia da Percepção. 2007. (Congresso).

10.
VII Congresso Brasileiro de Bioética , I Congresso Mundial Extraoridnário da Sociedade Internacional de Bioética. 2007. (Congresso).

11.
XX Semana Filosófica : Bioética e Cultura.Bioética e Biotecnologia. 2007. (Outra).

12.
III Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos.As investigações tecnocientíficas : aspectos bioéticos. 2006. (Seminário).

13.
III Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos e V encontro de Fenomenologia e Análise doExistir.Participação como membro da Comissão Científica. 2006. (Seminário).

14.
II Seminário de Epistemologia e Teorias da Educação.Ética, corporeidade e saúde. 2006. (Seminário).

15.
IV Encontro Luso-Brasileiro de Bioética.Vulnerabilidade e decisão: tensão no pacto médico. 2006. (Encontro).

16.
Oficina de Bioética - Faculdade de Terapia Ocupacional..Bioética: princípios e dilemas. 2006. (Outra).

17.
X ENAP - Encontro de Apresentação de Projetos.QUESTÕES ÉTICAS NAS PESQUISAS DA ÁREA DE CIÊNCIAS HUMANAS. 2006. (Seminário).

18.
III Seminário Internacional- As redes de conhecimento e a Tecnologia: professores/professoras: textos, imagens e sons.Tecno-logia: ambivalência e a clivagem natural-artificial. 2005. (Seminário).

19.
Jornadas de Ética e Bioética.O Estatuto Epistemológico da Bioética. 2005. (Encontro).

20.
Seminário Nacional Crime Organizado X Direitos Humanos.Ética, Comportamento e Educação. 2005. (Seminário).

21.
Vocação e papel do Centro de Ciências Humanas no contexto sócio-economico-cultural e universitário brasileiro.Universidade em contextos turbulentos: perspectiva epistemológica. 2005. (Oficina).

22.
12o. Congresso de Iniciação Científica. Debatedor na Sessão de Ciências Humanas. 2004. (Congresso).

23.
Congresso da Sociedade Brasileira de Teologia Moral. Bioética e as Tecnociências na sociedade pluralista. 2004. (Congresso).

24.
II Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos.II Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos. 2004. (Seminário).

25.
II Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos.II Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos. 2004. (Seminário).

26.
I Simpósio de Psicologia.Ética na Formação Universitária. 2004. (Simpósio).

27.
IV Encontro de Fenomenologia e Análise do Existir.A questão do Inter-humano. Uma releitura da obra Eu e Tu de Martin Buber.. 2004. (Encontro).

28.
Mesa-redonda: Ciências Humanas: pesquisa e diversidade metodológica.As investigações científicas: entre o cristal e a fumaça. 2004. (Encontro).

29.
Utilização de células-tronco embionárias em pesquisa e terapêutica unimep.As células-tronco embrionárias em pesquisa e terapêutica: aspectos éticos. 2004. (Seminário).

30.
XVII Semana Filosófica : Nos caminhos da Filosofia.Mediador da palestra de Marcelo Perine: Interpretação aristotélica da doutrina não escrita de Platão e seu significado hoje.. 2004. (Outra).

31.
1o. Congresso de Pesquisa Unimep. A Saga de Prometeu: tecnocciência e ética. 2003. (Congresso).

32.
26a.Reunião Anual da ANPED- Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Direitos Humanos, Educação Ambiental e Formação da Cidadania. 2003. (Congresso).

33.
II Simpósio de Educação em Pedagogia Uni.S.C..Situações de aprendizagem. ( mesa redonda). 2003. (Simpósio).

34.
IX Encontro Goiano da Abordagem Gestáltica.O Diálogo no horizonte da Bioética. 2003. (Encontro).

35.
IX Encontro Goiano da Abordagem Gestáltica: A Emergência da Totalidade.Mini-curso : Diálogo e Bioética. Data:17/05/2003. 2003. (Encontro).

36.
IX Encontro Goiano da Abordagem Gestaltica- A Emergência da Totalidade.Mesa redonda: Relação EU-TU :acesso à totalidade do Ser. 2003. (Encontro).

37.
Colóquio Franco Brasileiro de Filosofia da Educação.Formação da eticidade, intuição valorativa e cidadania. 2002. (Simpósio).

38.
III Congresso Regional de Educação. Formação de professores: da compreensão ao juíz ético. 2002. (Congresso).

39.
Semana de Filosofia : Filosofia e Humanismo.O natural e o artificial: as tecnociências e a ética. 2002. (Simpósio).

40.
8o. Seminário de Educação e Sociedade : Tecnologia para a Humanização.Tecnologias e meio ambiente :desafios para a educação.. 2001. (Seminário).

41.
III Encontro de Psiciologia Humanista do Interior Paulista.Martin Buber : Psicologia e Educação.. 2001. (Seminário).

42.
I Semana de Ética e Bioética.Ética e tecnociência. 2001. (Simpósio).

43.
Reflexão e Fromação Pedagógica.Ética no mundo de hoje. 2001. (Seminário).

44.
3o. Encontro de Pesquisadores e de Iniciação Científica da UNISO.Pesquisa, Ética e a transformação do pensar. 2000. (Encontro).

45.
21a. Reunião anual da ANPED.21a. REUNIÃO ANUAL DA ANPED . Associação Nacional de Pós-graduação em Educação. 1998. (Outra).

46.
Diálogos Universidade de Sorocaba.Mesa redonda: Morte: Conhecimento e Significado. 1998. (Encontro).

47.
III Semana de EStudos Integrada.Debatedor do tema: A Ética do desenvolvimento e as relações com Saúde e Ambiente.. 1993. (Encontro).

48.
3o. Simpósio Brasileiro de Comunicação em Enfermagem.A vida nos faz pensar : paradoxos da Bioética. 1992. (Simpósio).

49.
Os Fundamentos epistemológicos das principais correntes filosóficas contemporâneas ( curso de extensão).Seminário sobre tema : Existencialismo. No Curso de Extensão Universitária.. 1990. (Seminário).

50.
Curso de atualização: Epistemologia das Ciencias Humanas.O movimento fenomenológico e as ciências humanas. 1989. (Seminário).

51.
Seminário: As grendes linhas da Epistemologia contemporânea..As grendes linhas da Epistemologia contemporânea- A Fenomenologia. 1988. (Seminário).

52.
Congresso Intercom 87. Debatedor no Painel: Comunicação Interpessoal e Fortalecimento da Cidadanian. No Congresso Intercom 87 e X Ciclo de Estudos Interdisciplinares da Comunicação.. 1987. (Congresso).

53.
Mesa redonda sobre Os Valores da Educação Brasileira.Expositor do tema : Valores em Educação.. 1985. (Encontro).

54.
Seminário sobre temas de Educação..Martin Buber e a Educação. 1984. (Seminário).

55.
3a. Semana Multidisciplinas de Campinas.Mesa Redonda sobre tema: Violência contra Juventude. III Semana Multidisciplinar de Campinas. 1983. (Encontro).

56.
V Encopntro Nacional de`Professores Universitários de Lingua Inglesa.O papel da aprendizagem de linguas estrangeiras na formação integral do indivíduo.. 1983. (Encontro).

57.
VII Semana de Estudos de Filosofia.VII Semana de Estudos de Filosofia. Mesa Redonda : A Linguagem do corpo e repressão social.. 1983. (Outra).

58.
Ciclo de Palestras sobre: Temas Fundamentais de Fenomenologia..Fenomenologia e Existência: uma leitura de Merleau-Ponty. 1982. (Seminário).

59.
XIIIO Congresso Nacional de Neurologia, Psiquiatria e Higiene Mental.Mesa-Redonda Sobre Depressão Mascarada. 1977. (Oficina).

60.
IV Encontro Psiquiátrico do Hospital das Clínicas - Interação social do paciente psiquiátrico.A questão filosófica do conceito de doença.. 1975. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
CAMILA BRAGA MEDINA MARÇAL. O FENÔMENO RELIGIOSO E A QUESTÃO DA VERDADE: reflexões a partir da hermenêutica filosófica de Gadamer. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Anderson da Silva Oliveira. A esperança desesperada: religiosidade e religião na obra dde Miguel de Unamuno. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Robert Donizeti LANDGRAF. A EXPERIÊNCIA RELIGIOSA PRESENTE NO DOGMA DA IMACULADA CONCEIÇÃO. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

2.
MAIARA RUBIA MIGUEL. O modelo religioso e a experiência religiosa da comunidade mateana: uma análise à luz de Max Scheler. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Banco Santander (Brasil) S.A.. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

3.
Carlos Alberto Olinto. A mística de Plotino e a experiência religiosa do Agostinho de Cassicíaco: uma análise a luz de William James. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

4.
Cláudio Medeiros. O perdão no espaço público na perspectiva de Hannah Arendt. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - PUC Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

5.
Sabrina Helena Ferigato. Os processos de exclusão da loucura na perspectiva de Michel Foucault. 2006. 0 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

6.
Daniela Martins Simões. A legalidade do vigiar e punir em instituições de ensino: um estudo a partir de Michel Foucault. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

7.
Maria Isolda Lichtenthälter Azevedo. A Universidade e o mundo midiático: relendo a utopia.. 2005. 143 f. Dissertação - Universidade de Sorocaba, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

8.
Luiz Fernando Crespo. A possibilidade de uma ética onto-eco-ambiental no pensamento heideggeriano. 2005. 109 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

9.
Mario Bandiera. A influência da avaliação oral do professor no processo de aprendizagem dos alunos de 5a. a 8a. série do Ensino Fundamental. 2000. 167 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

10.
Ludimar Pegoraro. Universidade e competência. 2000. 178 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

11.
Zelandia Cecconi. Interdisciplionaridade : do Taylorismo à sociedade global. 1999. 167 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

12.
José Luiz Zanella. As metamorfoses da educação: o ensino reflexivo à luz da Filosofia da Praxis. 1999. 158 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

13.
Adelar Hengemühler. Educação: em busca de referênciais transformadores: um estudo de caso do Colégio Imperatriz Leopoldina. 1998. 185 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

14.
Vilmar Scherer. As relações interhumanas professor-aluno na ação pedagógica. 1998. 165 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

15.
Aldo Nelson Bona. O filosofar na Universidade: um espaço de socialização da palavra. 1997. 145 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

16.
Elias Dallabrida. A construção da cidadania: a contribuição da metodologia analética de filosofar. 1996. 168 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

17.
Edy Braun. Entre o dito e o feito um lugar para o conceito. O espaço e o tempo no processo ensino-aprendizagem. 1995. 218 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

18.
Klevy Mary Fanfa. Orientação Educacional: do imaginário 'a prática. 1995. 178 f. Dissertação - Universidade Estadual do Centro-Oeste, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

19.
Silvana Bezerra. O pensamento pedagógico em Agostinho. 1995. 165 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

20.
Windyz Ferreira. Psicodrama e violência. 1993. 0 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

21.
Luiz Alfredo Chinalli. Contribuições para uma análise do credencialismo. 1992. 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

22.
Hector Bustos Bustos. Lenguaje y Educación. 1990. 0 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

23.
Gabriel Alvarez Jaramillo. Sentido y tarea de la educaion física. 1990. 163 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

24.
Gabriel Lomba Santiago. As CEBs frente ao Estado e a Igreja. 1989. 213 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

25.
Maria Cristina von Zuben de Arruda Camargo. im'pacto da ciência e da tecnologia sobre a prática e o ensino médico. 1989. 165 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

26.
Augusto Crem Novaski. Individuo e Instituição em conflito: análise fenomenológica da proposta de desescolarização de Ivan Illich. 1978. 185 f. Dissertação - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

27.
Benedito Eliseu Cintra. O sentido do outro em Paulo Freirte. 1978. 185 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

28.
Wlademir dos Santos. Mensuração e Avaliação - Significados, Funções Diretrizes. 1978. 0 f. Dissertação - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

Tese de doutorado
1.
Maria Cristina von Zuben de Arruda Camargo. A Vida ,O Corpo e A Morte Como Objetos de Apropriação da Medicina. 1998. 195 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

2.
Lourenço Zancanaro. A responsabilidade: uma ética para o mundo tecnológico. 1998. 230 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

3.
Ruy Cesar do Espírito Santo. Renascimento do Sagrado na Educação. 1998. 0 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

4.
João Batista de Almeida Junior. Imagem e Conhecimento : Análise das Concepções Representacionista e Fenomenológica e Suas Implicações Na Educação .. 1997. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

5.
Silvio D.Gallo. -Autoridade e Construção da Liberdade: O Paradigma Anarquista Em Educação. 1993. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

6.
Francisco de Assis Correia. A alteridade como critério fundamental e englobante da Bioética. 1993. 235 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

7.
Benedito Eliseu Cintra. Paulo Freire : entre o grego e o semita.Educação, Filosofia e comunhão.. 1992. 520 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

8.
Aurea Guimarães. A depredação escolar e a dinâmica da violência.. 1990. 265 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

9.
João Ribeiro Junior. Educação e Democracia. 1986. 0 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

10.
Osvaldo Freitas de Jesus. Fundamentos antropológicos-existenciais para uma teoria da Educação. 1985. 0 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

11.
Francisco Cook Fontanella. O corpo no limiar da subjetividade. 1985. 235 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

12.
José Dias Sobrinho. O projetro antropológico de Geroge Gusdorf. 1975. 280 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

13.
Geraldo Pinheiro Machado. Fatos do Espírito Humano de Gonçalves de Magalhães. 1974. 212 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

14.
Carlos Eduardo Meirelles Matheus. Da realização histórica dos valores na Ética de Max Scheler. 1974. 315 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

15.
Lauro Frederico Barbosa. Espaço-Lugar na obra de Pierre Francast el. 1974. 285 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, . Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

Iniciação científica
1.
Rodrigo Camilo Camargo. A filosofia e a fé: leitura da. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

2.
Andréia Mafra Benatti. O itinerário de Agostinho para a fé e a razão na busca da beatitude. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

3.
Rafael Chilese. ANÁLISE BIOÉTICA DA ENCÍCLICA «EVANGELHO DA VIDA» À LUZ DE FIDES ET RATIO: DIÁLOGO ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC-Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

4.
Jorge Mendes G.Bento. A tarefa da filosofia e a Universidade Católica na encíclica Fides et Ratio. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

5.
JOÃO HENRIQUE CARNEIRO STABILE. AS BIOTECNOLOGIAS E A QUIESTÃO DO APRIMORAMENTO HUMANO E SUAS IMPLICAÇÕES ÉTICAS. ANÁLISE BIOÉTICA. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

6.
Diego Inácio F.Vasconcelos. HABERMAS: A dignidade hummana e a eugenia liberal. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

7.
William Fonseca. Qual dignidade numa era pós-humana. A concepção de Francis Fukuyama. 2013. Iniciação Científica - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

8.
Geciane Gomes. A dfignidade humana e a clonagem. Análise bioética. 2013. Iniciação Científica - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

9.
Rafael Tuckmanrtel Massiviero. A noção de pessoa e o princípio de autonomia. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

10.
Carlos Educardo S.Farias dos Santos. O problema do agir e da liberdade em Paul Ricoeur. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

11.
Felipe Manoel Zangari Flor. A tecnociência, o progresso e o trans-humano: considerações bioéticas. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

12.
Arlindo José Vicente Jr.. Ação e identidade narrativa na ética de Paul Ricoeur. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

13.
Mayra Rafaela Closs Bragotto B. Peterlevits. A ética da responsabilidade na avaliação ética das tecnociências. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

14.
Marcos Vieira das Neves. Bem-viver, praxis e phronesis em Paul Ricoeur. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

15.
Rafael Chinazzo. A apropriação ricoeurriana dos temas da ética kantiana. 2010. Iniciação Científica - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

16.
RENATOMALTONI GEHRINGER. A pesquisa com células-tronco e o estatuto do embrião. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

17.
BRUNA TOFFOLI PACHECO LIMBERTI. Preceitos morais, éticos e filosóficos que regem a problemática da eutanásia: um estudo comparativo entre paises de legislação diferentes. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

18.
MAICI BARBOSA DOS SANTOS. Bioética e Direito: parâmetros para as investigações científicas e tecnológicasa. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

19.
FELIPE DE MORAES NEGRO. Tecnociências, sociedade e o princípio de precaução:aspectos bioéticos. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

20.
Luciana Cristina Tavares Caires. Distanásia e princípios bioéticos dos cuidados paliativos. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.

21.
Ana Paula de Aguiar Barros. A questão da saúde coletiva: aspectos sociais e bioéticos. 2005. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciencias Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Newton Aquiles von Zuben.



Outras informações relevantes


- Membro fundador da Sociedade Brasileira de Fenomenologia-
 - Membro da Sociedade Brasileira de Bioética
 - Presidente do Comité de Ética em Pesquisa da Universidade de Sorocaba  (2002-2003)
 - Presidente do Comité de Ética em Pesquisa da Universidade do Sagrado      Coração- Bauru S.Paulo ( biênio 2003-2004)
 - Membro Titular - representante da comunidade científica externa- do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Metodista de`Piracicaba ( biênio 2003-2004)

 - Membro da Société Philosophique de Louvain. Bélgica (1978 atual)

 - Membro da Academic Advisory Board of the Institute on Comparative Political  and Economic Systems. Georgetown University-Washington D.C U.S.A.

 - Membro de Centro de Lógica e Epistemologia - Universidade Estadual de      Campinas

 - Membro da Sociedad Iberoamericana de Fenomenologia



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 3:08:20