Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1425530245952137
  • Última atualização do currículo em 13/12/2016


FORMAÇÃO ACADÊMICA: / Eduardo Chaves (nome completo: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves) é Doutor em Filosofia (Ph.D.), na área de Filosofia, pela University of Pittsburgh (1972), e Mestre em Teologia (M.Div.), na área de História do Pensamento Cristão Ocidental, pelo Pittsburgh Theological Seminary (1970), ambas instituições em Pittsburgh, PA, EUA. / No Brasil, estudou Teologia no Brasil, na Faculdades de Teologia da Igreja Presbiteriana do Brasil, em Campinas, SP (1964-1966) e na Faculdade de Teologia da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, em São Leopoldo, RS (1967). / Seus estudos de Graduação foram considerados concluídos pelo Conselho Estadual da Educação do Estado da Pensilvânia, EUA, em 1967, que o considerou apto a prosseguir estudos nos Estados Unidos em nível de Pós-Graduação, tendo o Pittsburgh Theological Seminary lhe emitido um diploma de B.D. (Bachelor of Divinity). / EXPERIÊNCIA ACADÊMICA: / Eduardo Chaves é, atualmente (desde 2014), Professor de Teologia em tempo parcial na Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil em São Paulo, SP. / Também é, atualmente (desde 2009), Professor Colaborador em tempo parcial no Mestrado em Educação do Centro Universitário Salesiano (UNISAL), em Americana, SP. / Foi, de 2003-2006 e de 2011-2013) Coordenador da Cátedra UNESCO de Educação e Desenvolvimento Humano junto ao Instituto Ayrton Senna, cátedra criada em 2003 mediante proposta do Instituto, elaborada por ele. / Foi Professor Titular da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, onde trabalhou de 1974 a 2006, data em que se aposentou. / Na UNICAMP foi Coordenador de Curso de Graduação (Pedagogia), de Pós-Graduação (Educação), Diretor Associado e Diretor da Faculdade de Educação, Pró-Reitor Administrativo, e fundador e Coordenador do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED). / Antes de vir para a UNICAMP, trabalhou por dois anos nos Estados Unidos como Professor Visitante de Filosofia na California State University, Hayward, CA, EUA (1972-1973) e no Pomona College, Claremont, CA, EUA (1973-1974). / Depois de aposentado da UNICAMP, foi, em 2007, Secretário Adjunto de Ensino Superior do Estado de São Paulo e Presidente do Instituto Lumiar (2007-2009). / Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Epistemologia, Filosofia Política e Filosofia da Educação. Na área da Epistemologia defende um racionalismo do tipo objetivista, realista e crítico, que combate o ceticismo, o relativismo, o chamado pós-modernismo. / Na área da Filosofia Política defende o Liberalismo Clássico e o Libertarianismo, inclusive na área econômica, e combate incessantemente a esquerdopatia de que são vítimas nossas universidades, especialmente as públicas. / Na área da Filosofia da Educação, tem dedicado atenção, tanto teórica como prática, às questões relativas ao impacto da tecnologia sobre a educação e a aprendizagem - toda tecnologia, mas em especial as tecnologias digitais de informação e comunicação. Seu interesse maior está na gestão de processos de mudança e inovação tornados necessários, em parte, pelo desenvolvimento da tecnologia. / Tem procurado também esboçar, nesse contexto, uma filosofia da educação liberal que atenda às necessidades da Sociedade da Informação -- e ela é da informação, não do conhecimento. / EXPERIÊNCIA EM OUTRAS ÁREAS: / A partir do segundo semestre de 2007 até o final do primeiro semestre de 2009 Eduardo Chaves foi Presidente do Instituto Lumiar, ONG responsável pelas Escolas Lumiar. / Atualmente atua como Consultor de empresas, de agências governamentais e de organizações do Terceiro Setor. / Seus blogs podem ser acessados através de http://chaves.space. / Atualmente reside em Salto, SP, e pode ser contatado pelo e-mail eduardo@chaves.co./ (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves
Nome em citações bibliográficas
CHAVES, Eduardo O C


Formação acadêmica/titulação


1970 - 1972
Doutorado em Ph.D. em Filosofia.
Universidade de Pittsburgh, UP, Estados Unidos.
Título: David Humes´s Philosophical Critique of Theology and its Significance for the History of Christian Thought, Ano de obtenção: 1972.
Orientador: William Warren Bartley, III.
1967 - 1970
Mestrado em Master of Divinity.
Pittsburgh Theological Seminary, PTS, Estados Unidos.
Título: 'Cognitio Dei' in the Thought of Saint Thomas Aquinas,Ano de Obtenção: 1970.
Orientador: George H. Kehm.
1967 interrompida
Graduação interrompida em 1967 em Bacharelado em Teologia.
Faculdade de Teologia da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, FTL, Brasil.
Ano de interrupção: 1967
1964 interrompida
Graduação interrompida em 1966 em Bacharelado em Teologia.
Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana do Brasil, SPS, Brasil.
Ano de interrupção: 1966




Atuação Profissional



Centro Universitário Salesiano São Paulo, UNISAL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 12
Outras informações
Programa de Pós-Graduação em Educação Comunitária


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

1974 - 2006
Vínculo: Professor Titular, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aposentado em 7/1/2007

Atividades

07/1974 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Educação, Departamento de Filosofia e História da Educação.

07/1974 - 12/2006
Ensino, Licenciatura em Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia da CIência
Filosofia da Educação
Filosofia Política
Teoria da Educação
07/1974 - 12/2006
Ensino, Educação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Liberalismo: Uma Defesa
Em Defesa da Razão
Filosofia da Educação
Filosofia das Ciências Humanas
Filosofia Política
Teoria do Conhecimento

Instituto Ayrton Senna, IAS, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: livre
Outras informações
Ex-Consultor do Projeto ?Sua Escola a 2000 por Hora? no Instituto Ayrton Senna (1999-2006, 2011-2013) e ex-Coordenador da Cátedra UNESCO de Educação e Desenvolvimento Humano na mesma instituição, São Paulo, SP (2003-2006, 2011-2013)


Microsoft Corporation, MC*, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2003 - 2013
Vínculo: livre, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho Consultivo Internacional
Outras informações
Membro do Conselho Consultivo Internacional do Programa ?Partners in Learning? da Microsoft Corporation, Redmond, WA, EUA (2003-presente) e membro do Fórum de Líderes Educacionais do mesmo programa no Brasil, São Paulo, SP (2004-presente)



Linhas de pesquisa


1.
Techné - Tecnologia e Educação

Objetivo: Pesquisar o impacto sobre educação e sobre os processos de aprendizagem, formal, não-formal, e tácita, das tecnologias em geral, entendidas estas como invenções humanas que têm como objetivo facilitar a vida ou torná-la mais prazerosa.,.
Palavras-chave: Educação e Tecnologia.
2.
Paideia - Filosofia e Educação

Objetivo: Pesquisar as questões básicas da Filosofia da Educação. No caso, ênfase nas relações conceituais entre, de um lado, a educação e, de outro, a doutrinação, a lavagem cerebral, e outras formas de menticídio..
Palavras-chave: Educação e Doutrinação; Educação e Lavagem Cerebral; Educação e Ideologia.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Fundamentos da Educação/Especialidade: Filosofia da Educação.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Tecnologia e Aprendizagem.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Filosofia Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Teoria Política.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Liberalismo Econômico / Capitalismo.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Epistemologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CHAVES, Eduardo O C1999 CHAVES, Eduardo O C. Preâmbulo a Uma Defesa do Liberalismo. Pró-Posições (UNICAMP. Impresso), v. 8, p. 43-57, 1999.

2.
CHAVES, Eduardo O C1991 CHAVES, Eduardo O C. Justiça Social, Igualitarismo e Inveja: A Propósito do Livro de Gonzalo Fernández de la Mora. Pró-Posições (UNICAMP. Impresso), v. 4, p. 26-40, 1991.

3.
CHAVES, Eduardo O C1978CHAVES, Eduardo O C. Milagres, a História e a Ciência. Manuscrito (UNICAMP), v. I, p. 25-43, 1978.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CHAVES, Eduardo O C; Chaves, Paloma . Educação e Tecnologia : Mudança e inovação com o Uso das Redes Sociais. 1. ed. São Paulo: Editora Ática / MindWare Editora, 2012. v. 1. 110p .

2.
CHAVES, Eduardo O C. Sua Escola a 2000 por Hora: Educação para o Desenvolvimento Humano pela Tecnologia Digital. 1. ed. São Paulo: Editora Saraiva / Coedição: Instituto Ayrton Senna, 2005. v. 1. 184p .

3.
CHAVES, Eduardo O C. Tecnologia e Educação: O Futuro da Escola na Sociedade da Informação. Brasília: Ministério da Educação, 1999. v. 1.

4.
CHAVES, Eduardo O C. Administração do Tempo. Campinas: People Computação Editora, 1992. v. 1.

5.
CHAVES, Eduardo O C. Multimídia: Conceituação, Aplicações e Tecnologia. 1. ed. Campinas, SP: Editora People Computação Ltda., 1991. v. 1. 205p .

6.
CHAVES, Eduardo O C; J. A. Pinotti ; A. F. Faúndes . Uma Nova Estratégia para a Área Social. São Paulo: Paris Editorial, 1988. v. 1.

7.
CHAVES, Eduardo O C; J. A. Pinotti . Informatics and Telematics in Health: Present and Potential Uses. Genebra, Suiça: World Health Organization, 1988. v. 1.

8.
CHAVES, Eduardo O C; V. W. Setzer . O Uso de Computadores em Escolas: Fundamentos e Críticas. São Paulo: Scipione, 1987. v. 1.

9.
CHAVES, Eduardo O C. Informática: Micro Revelações. Campinas: Cartgraf Editora, 1985. v. 1.

Capítulos de livros publicados
1.
Soffner, Renato Kraide ; CHAVES, Eduardo O C . Avaliação de Tecnologia no Suporte às Práticas Educativas Sociocomunitárias. In: Maria Luísa Bissoto e Antonio Carlos Miranda. (Org.). Educação Sociocomunitária: Tecendo Saberes. 1ed.Campinas, SP: Editora Alínea, 2012, v. 1, p. 127-136.

2.
CHAVES, Eduardo O C. O Liberalismo na Política, Economia e Sociedade e suas Implicações para a Educação: Uma Defesa. In: José Claudinei Lombardi e José Luís Sanfelice. (Org.). Liberalismo e Educação em Debate. 1ed.Campinas: Autores Associados, 2007, v. 1, p. 1-60.

3.
CHAVES, Eduardo O C. Alavanca para um Salto de Qualidade. In: Fernandl José de Almeida e Maria Elizabeth B. B. de Almeida. (Org.). Liderança, Gestão e Tecnologias: Para a Melhoria da Educação no Brasil. 1ed.São Paulo, SP: PUC-SP / Coedição: Microsoft Informática Ltda., 2006, v. 1, p. 21-25.

4.
CHAVES, Eduardo O C. Acompanha a Filosofia da Educação a Evolução da Tecnologia. In: ABE - Congresso em Comemoração ao 100º aniversário do nascimento de Anísio Teixeira. (Org.). Anais do I Congresso Latino de Filosofia da Educação. 1ed.Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Educação, 2000, v. 1, p. 93-136.

5.
CHAVES, Eduardo O C. Educação, Temas Transversais - e Tecnologia?. In: José Claudinei Lombardi. (Org.). Pesquisa em Educação: História, Filosofia e Temas Transversais. 1ed.Campinas: Autores Associados, 1999, v. 1, p. 107-122.

6.
CHAVES, Eduardo O C. A Tecnologia e os Paradigmas na Educação: O Paradigma Letrado entre o Paradigma Oral e o Paradigma Audiovisual. In: Valdir Heitor Barzotto e Maria Inês Ghilardi. (Org.). Mídia, Educação e Leitura. 1ed.São Paulo: Anhembi-Morumbi / Coedição: ALB, 1999, v. 1, p. 193-214.

7.
CHAVES, Eduardo O C. A Filosofia da Educação e a Análise de Conceitos Educacionais. In: Antonio Muniz de Rezende. (Org.). Iniciação Teórica e Prática às Ciências da Educação. 1ed.Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1979, v. 1, p. 111-140.

Apresentações de Trabalho
1.
CHAVES, Eduardo O C. Avaliação de Software para a Educação a Distância (EAD): Considerações Gerais. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CHAVES, Eduardo O C. Educação e Tecnologia para o Desenvolvimento Humano. 2003. (Congresso).

2.
CHAVES, Eduardo O C. Congresso Educador - Feira Educar. 2000. (Congresso).

3.
CHAVES, Eduardo O C. Congresso Educador - Feira Educar. 1997. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Ellen Marques de Oliveira Rocha Prates. O Diálogo Investigativo e a Aprendizagem Significativa. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves.

2.
Brasílio Socalschi. Fundamentos e Subsídios para o Planejamento Estratégico da Informação em Instituições de Ensino Superior. 1996. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves.

3.
Orandi Mina Falsarella. Sistema de Apoio à Decisão na Área de Infecção Hospitalar. 1994. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, . Orientador: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves.

Tese de doutorado
1.
Ana Sílvia Couto de Abreu. Escola e Escola On-Line: Alguns Efeitos do Discurso Pedagógico Mediatizado. 2006. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves.

2.
Renato Kraide Soffner. As Tecnologias da Inteligência e a Educação como Desenvolvimento do Potencial Humano. 2005. Tese (Doutorado em Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas, . Orientador: Eduardo Oscar Epprecht e Machado de Campos Chaves.



Outras informações relevantes


Sou filósofo, por vocação, formação e, ousaria dizer, destino - e professor universitário por necessidade, circunstância e escolha. Na nossa sociedade virtualmente não há como exercer a profissão de filósofo sem que ela esteja "ancorada" numa outra fonte de renda. 

Aposentei-me da UNICAMP no final de 2006, depois de 32 anos de trabalho lá (e seis anos de trabalho em outras instituições). 

Tenho 70 anos. Nasci num 7 de Setembro - durante a Segunda Guerra Mundial e o Estado Novo aqui no Brasil (1943). 

Meu primeiro emprego formal, com carteira assinada, foi em 1959, no Banco Indústria e Comércio de Santa Catarina S/A, de Santo André (hoje absorvido pelo Bradesco). Depois do "INCO" trabalhei em outras empresas privadas: na Swift (frigorífico) e na Bosch. Desde 1994 tenho uma empresa de consultoria. 

Parei de trabalhar com carteira assinada de 1961 a 1972 para poder estudar. Nesse período fiz o curso Clássico (1961-63), três anos de Ensino Superior, em dois Seminários protestantes, aqui no Brasil (1964-66), concluí o Ensino Superior e fiz Mestrado e Doutorado, esses últimos três nos Estados Unidos (1967-1972). 

Antes de vir para a UNICAMP trabalhei na California State University, em Hayward, CA, e no Pomona College, em Claremont, CA. Depois de estar na UNICAMP fui "emprestado" durante parte do tempo para a PUCCAMP (quase cinco anos) e durante cinco anos (estes integrais, não em tempo parcial) para o Governo do Estado de São Paulo (Secretaria da Educação e da Saúde). Depois de aposentado fiquei por breves quatro meses como Secretário Adjunto de Ensino Superior do Estado de São Paulo. Pedi demissão, enojado. 

Sou casado, pela terceira vez, tenho duas filhas, três enteadas, um enteado, e sete netos (quatro homens, um falecido, e três mulheres). 

As coisas que faço com maior prazer são ler, escrever, ouvir música e assistir a filmes. Os gastos que faço com essas fontes de prazer não considero de modo algum supérfluos. 

05/2014



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/11/2018 às 23:58:42