Juliana Carvalho Tavares

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1526778796118109
  • Última atualização do currículo em 19/10/2018


possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1991) e doutorado em Programa de Biologia Molecular e Fisiologia - Universidad de Valladolid (1997). Atualmente é professora Associada I do Departamento de Fisiologia e Biofísica da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Imunologia, Fisiologia, Bioquímica com ênfase Neuroimunofisiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: cérebro, inflamação, Barreira hemato-encefálica, microcirculação, interação leucócito-endotélio. Atualmente, tem supervisionado estudos na áreas de Neurociências e educação. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Carvalho Tavares
Nome em citações bibliográficas
CARVALHO-TAVARES J;CARVALHO J;Carvalho-Tavares, Juliana, Juliana Carvalho;TAVARES, JULIANA CARVALHO;Tavares JC

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.
Av Antonio Carlos 6627 Bloco A4 sala168
Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 34092943
Fax: (31) 34092924


Formação acadêmica/titulação


1993 - 1997
Doutorado em Programa de Biologia Molecular e Fisiologia.
Universidad de Valladolid, U.V.A., Espanha.
Título: Senalizacion de la producion de oxido nitrico en macrofagos peritonilales por un mecanismo dependiente de IgE, Ano de obtenção: 1997.
Orientador: Mariano Sanchez Crespo.
Bolsista do(a): Agencia Española de Cooperación Internacional, A.E.C.I., Espanha.
Palavras-chave: Oxido nítrico; Macrófago; Anafilaxia.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas.
Setores de atividade: Fabricação de Produtos Farmacêuticos; Saúde Humana.
1987 - 1991
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
1997 - 2000
Pós-Doutorado.
University of Calgary, UCALGARI, Canadá.
Bolsista do(a): Heart And Stroke Foundation Of Canada, H.S.F., Canadá.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia.


Formação Complementar


2015 - 2015
1st Course of the Americas School of Neuroimmunology. (Carga horária: 16h).
University of Calgary, UCALGARI, Canadá.
2012 - 2012
Misconduct in Science. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Biological Resources Unit. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Radioactive Material Orientation Training. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Conflict of interest, conflict of commitment. (Carga horária: 1h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
The What, Where and How of Mentoring. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Data Acquisition, sharing, management, Ownership. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Responsible Publication Practices:Authors, editors. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2012 - 2012
Human Subject Research. (Carga horária: 2h).
Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
2008 - 2008
Neurociência da percepção. (Carga horária: 3h).
FESBE, FESBE, Brasil.
2007 - 2007
Capacitaçao de Avaliadores de Curso de Graduaçao. (Carga horária: 24h).
Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira, INEP, Brasil.
1998 - 1998
Radiation Protection.
University of Calgary, UCALGARI, Canadá.
1997 - 1997
Óxido Nítrico Processos Fisiológicos e Patológicos.
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FESBE, Brasil.
1993 - 1993
Nomeclatura Química y Diseño de Fármacos.
Universidad de Valladolid, U.V.A., Espanha.
1989 - 1989
Curso de Extensão em Cirurgia Experimental.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Atuação Profissional



Cleveland Clinic Lerner Research Institute, LERNER, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2002 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

1989 - 1991
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: estagiária, Carga horária: 20

Atividades

11/2017 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Sub-coordenadora Local do Programa de Mestrado Profissional em ensino de Biologia.
10/2017 - Atual
Ensino, Programa de Mestrado Profissional em ensino de Biologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
tema 1 ICB843
07/2017 - Atual
Direção e administração, Reitoria, .

Cargo ou função
Membro do Comitê Assessor da área Temática Saúde da Câmara de Extensão - ProEx.
05/2016 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante Suplente no Colegiado da PPG Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia.
05/2016 - Atual
Ensino, Neurociências e suas fronteiras, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Biologia do Sistema nervoso Central: SNA e estresse
04/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro titular da Comissão de Ensino do PPG em Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia.
08/2015 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora da Disciplina Sistemas Funcionais do Corpo Humano.
08/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

Linhas de pesquisa
Neurociências e educação
02/2015 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante do ICB no Colegiado do Curso de Nutrição.
01/2015 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora do Programa de Monitoria da Graduação (PMG) Depto de Fisiologia e Biofísica.
08/2013 - Atual
Ensino, Abi - Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Animal Comparada (Fisiologia cardiovascular)
10/2012 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
Coordenadora do Programa de Extensão AGERE.
01/2011 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora da disciplina Sistemas Funcionais Corpo Humano Curso Nutrição.
01/2010 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Animal Comparada (EAD), modulos de neurofisiologia e endocrino
03/2007 - Atual
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante titular do Departamento de Fisiologia no CENEX-ICB-UFMG.
02/2007 - Atual
Ensino, Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Neurofisiologia I e Neurofisiologia II
2/2005 - Atual
Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Renal
Neurofisiologia
2/2005 - Atual
Ensino, Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sistemas Funcionais do Corpo Humano (Neurofisiologia, Fisiologia Renal e Respiratorio)
03/2004 - Atual
Ensino, Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sistemas Funcionais do Corpo Humano
8/2002 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

10/2016 - 03/2018
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante do CENEX na Comissão de Recursos Humanos-Pessoal Docente- ICB.
12/2009 - 05/2017
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
Coordenadora do Projeto de Extensao Neurocurso.
06/2016 - 12/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão da Seleção do mestrado do Programa de Pós-graduação em Ciêncais Biológicas: Fisiologia e Farmacologia.
02/2014 - 12/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da comissão de ensino do Depto de Fisiologia e Biofísica.
08/2015 - 08/2016
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora da Disciplina Fisiologia Básica Fonoaudiologia (FIB609).
03/2015 - 06/2016
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Sub-Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Neurociências.
4/2004 - 04/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Cargo ou função
Membro da ComissÃo de AvaliaçÃo Discente para abreviamento dos cursos de Odontologia e Medicina.
12/2014 - 03/2016
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora do Programa de Monitoria da Graduação do Depto Fisiologia e Biofísica.
11/2010 - 11/2012
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Recursos Humanos - Pessoal Técnico e Administrativo em Educação.
08/2009 - 10/2012
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
Coordenadora do Programa de Extensao Liga Academica de epilepsia (LAE).
08/2010 - 08/2012
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante titular do Departamento de Fisiologia e Biofisica no Colegiado de Ciencias Biológicas.
08/2010 - 08/2012
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
Sub-coordenadora do CENEX ICB.
03/2010 - 03/2012
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Representante titular dos professores na Camara Departamental.
03/2011 - 12/2011
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Membro da Comissão Avaliadora do TCCII curso de Ciencias Biologicas.
02/2008 - 12/2010
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Comparada Animal (módulos de Neurofisiologia e endócrino)
04/2008 - 03/2010
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Cargo ou função
Representante suplente dos Professores Adjuntos na Cãmara Departamental.
02/2009 - 12/2009
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, .

Cargo ou função
Coordenadora da Disciplina Sistemas Funcionais do Corpo Humano/curso Nutrição.
02/2009 - 12/2009
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Humana (módulo respiratório)
03/2007 - 03/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Odontologia, .

Cargo ou função
Membro da Comissao do Currículo Novo da Faculdade de Odontologia.
8/2004 - 8/2008
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Cargo ou função
Coordenadora da Disciplina Fisiologia Básica para Odontologia.
8/2004 - 12/2007
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Renal
8/2002 - 12/2007
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Neurofisiolgia Aplicada a Ciências Biológicas
06/2007 - 06/2007
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
I workshop: Educando para a Epilepsia.
8/2002 - 08/2005
Direção e administração, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Cargo ou função
Coordenadora da Disciplina Fisiologia Aplicada a Odontologia.
8/2002 - 8/2005
Ensino, Odontologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Aplicada a Odontologia
7/2004 - 07/2005
Direção e administração, Faculdade de Odontologia, Biblioteca.

Cargo ou função
Representante titular do Colegiado de Graduação em Odontologia na Comissão de Biblioteca.
6/2004 - 6/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Cargo ou função
Membro da Comissao de encargos didáticos.
12/2003 - 12/2004
Direção e administração, Faculdade de Odontologia, .

Cargo ou função
Representante Titular do ICB no colegiado de graduação do curso de Odontologia.
8/2004 - 10/2004
Ensino, Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Técnicas de Microscopia para estudo de Fisiologia Celular
3/2004 - 7/2004
Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Renal
3/2004 - 7/2004
Ensino, Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Renal
2/1991 - 11/1991
Estágios , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.

Estágio realizado
Liberação de acetilcolina no cordão nervoso de Periplaneta americana.
1/1989 - 1/1991
Estágios , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Biofísica.

Estágio realizado
Estudos sobre o papel das aferências renais no desenvolvimento da hipertensão neurogênica.

University of Calgary, UCALGARI, Canadá.
Vínculo institucional

1997 - 2000
Vínculo: Bolsista de pós-doutorado, Enquadramento Funcional: Estudante de pós-doutorado, Carga horária: 50
Outras informações
Durante o Pós-Doutorado foram consegudas duas bolsas: uma bolsa da "Multiple Sclerosis Society of Canada" e outra da "Heart & Stroke Foundation of Canada". Optei pela bolsa da segunda Instituição.

Atividades

11/1997 - 4/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Departament Of Physiology And Biophysics, Immunology Research Group.


Universidad de Valladolid, U.V.A., Espanha.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador

Vínculo institucional

1993 - 1997
Vínculo: Bolsista de Doutorado, Enquadramento Funcional: Estudante de doutorado, Carga horária: 50
Outras informações
Bolsista Mutis da Agencia Española de Cooperación Internacional (AECI)

Atividades

10/1993 - 7/1997
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Bioquímica Fisiologia e Biologia Molecular, .


Centro de Pesquisa René Rachou, C.P.R.R., Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: estagiária, Carga horária: 40

Atividades

2/1993 - 10/1993
Estágios , Laboratório de Imunologia Celular Molecular, .

Estágio realizado
Análise do repertório da células T na infecção pelo Trypanosoma cruzi.

Institut Pasteur, PASTEUR, França.
Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: estagiária, Carga horária: 40

Atividades

2/1996 - 3/1996
Estágios , Departamento de Farmacologia Celular, .

Estágio realizado
Estudo do recrutamento de eosinófilos nas vias aéras induzido por alérgeno.

Louisiana State University, LSU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 0
Outras informações
Colaboração Internacional em projeto de pesquisa Microvascular responses to Multiple Sclerosis) submetido ao Fogarty International Research Collaboration Award (FIIRCA)

Atividades

10/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , School Of Medicine, Department Of Molecular And Cellular Physiology.


National Heart Lung Institute, N.H.L.I., Inglaterra.
Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: estagiária, Carga horária: 40

Atividades

6/1995 - 7/1995
Estágios , Departamento de Farmacologia Aplicada, .

Estágio realizado
Medida "in vivo" da acumulação de leucócito em focos inflamatórios usando procedimentos isotópicos, enzimáticos e microscópicos.

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Depto Fisiologia, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Bolsa de produtividade em pesquisa CNPq, Carga horária: 0

Atividades

10/2000 - 7/2002
Ensino, Biologia (Biociências Nucleares), Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Microcirculação hepática e cerebral
5/2000 - 7/2002
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Biomédico, Departamento de Ciências Fisiológicas.

5/2000 - 7/2002
Ensino, Odontologia Medicina Ciências Biológicas Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fisiologia Renal


Linhas de pesquisa


1.
Estudo dos parâmetros neuroimunes e inflamatórios associados a obesidade experimental e humana

Objetivo: Avaliar em animais tratados com dieta hiperlipídica durante 8 semanas: - Parâmetros relacionados ao tônus simpático - níveis de noradrenalina e inervação simpática do baço; - Parâmetros Metabólicos - consumo energético, variação de massa corporal, massa do tecido adiposo branco (epididimal e retroperitoneal) e tecido adiposo marrom, níveis séricos de glicose, LDL, HDL e triglicérides; - Parâmetros neuroimunológicos e da resposta inflamatória ?níveis séricos e do lavado peritoneal da citocina TNF-α e da IL-10, número total e diferencial de leucócitos circulantes e de lavado peritoneal, atividade quimiotática de neutrófilos, limiar de dor, volume de edema de pata, proliferação e produção de citocinas in vitro por células polimorfonucleadas retirados do baço.
Palavras-chave: dieta hiperlipídica; obesidade; leucócitos; citocinas; Sistema nervoso; sistema imune.
2.
Resposta inflamatória cerebral e atividade neural após indução da EAE em camundongos sedentários e treinados: uma abordagem in vivo do acoplamento neurovascular
3.
Efeitos do canabidiol sobre os eventos imunológicos e degenerativos induzidos pela EAE
4.
Papel funcional do receptor MAS no processo de recrutamento leucocitário induzido por LPS
5.
Papel da pioglitazona sobre o processo inflamatório cerebral em modelo de malária induzido por Plasmodium berghei ANKA
6.
Avaliação do papel da iNOS no recrutamento leucocitário cerebral, pulmonar e hepático em modelo experimental de malária induzido por P berghei NK65
7.
Neurociências e educação
8.
Sinalização da produção de óxido nítrico em macrófagos peritoniais por um mecanismo dependente de IgE
9.
Estudo das moléculas de adesão envolvidas no recrutamento de leucócitos na microcirculação hepática de camiundongo e recrutamento de leucócitos na microcirculção cerebral em condições controle, de isquemia-reperfusão e EAE
10.
Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na patogênese do Diabetes mellitus e Esclerose Múltipla-observação na microcirculação cerebral de camundongo
11.
Microvascular response to Multiple Sclerosis


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Efeito do tratamento intranasal com nanopartículas lipídicas sólidas contendo dimetilfumarato sobre a resposta neurinflamatória e neurodegenerativa presente em camundongos com encefalomielite autoimune experimental (EAE)
Descrição: O dimetilfumarato (DMF) ou BG-12 é um fármaco aprovado recentemente para tratar a EM-RR através da administração oral de 240 mg, duas vezes ao dia (Lee et al., 2013).Com administração oral, ocorre metabolismo de primeira passagem, e a quantidade de fármaco que atravessa a barreira hemato-encefálica é pequena, chegando pouco fármaco ao cérebro. Além disto, efeitos adversos gastrointestinais têm se manifestado com administração oral do dimetilfumarato. Baseado nesses fundamentos, o objetivo geral do projeto será avaliar o efeito da administração intranasal de nanopartículas contendo dimetilfumarato, sobre os parâmetros neuroinflamatórios (recrutamento de leucócitos, ruptura da BHE, produção de citocinas) e neurodegenerativos (morte neuronal, desmielinização), associados ao modelo experimental da Esclerose Múltipla, EAE..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante / Lorena Natasha Brito Ribeiro - Integrante / Natália Matos - Integrante / Gisela Bevilacqua Rolfsen Ferreira da Silva - Integrante / Fábio de Lima Leite - Integrante / Anselmo Gomes de Oliveira - Integrante.
Número de orientações: 1
2016 - Atual
Avaliação do efeito do tratamento com nanopartículas contendo Angiotensina 1-7 sobre os processos neuroinflammatórios associados ao EAE
Descrição: A esclerose múltipla (EM) é uma doença crônica, progressiva e autoimune caracterizada por infiltrado inflamatório, gliose, desmielinização e degeneração neuroaxonal no sistema nervoso central. Embora a doença apresente caráter irreversível e progressivo, diversas formas de tratamento têm sido utilizadas com o objetivo de minimizar os sintomas clínicos da EM. No entanto, muitos desses medicamentos são de alto custo e apresentam sérios efeitos adversos, diminuindo a adesão dos pacientes ao tratamento e em alguns casos podendo ser fatais. Sendo assim, é relevante e necessário avaliar novas vias e estratégias terapêuticas para o tratamento da EM. O objetivo desse trabalho é analisar o efeito da nebulização de lipossomas contendo Angiotensina 1-7 sobre a resposta inflamatória induzida pelo modelo experimental de Esclerose Múltipla, EAE..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Cláudia Martins Carneiro - Integrante / Robson Augusto Soares dos Santos - Integrante / Maura Regina Silva da Páscoa Vilela - Integrante / Bárbara Fernandes Pinto - Integrante / Frédéric Jean Georges Frézard - Integrante.
2015 - 2017
Análise do ensino de ciências com o uso da educação não formal - visitas a museus influenciam no aprendizado?
Descrição: No Brasil, o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Básico ? SAEB ? do INEP/MEC é responsável por avaliar a aprendizagem dos alunos em determinadas disciplinas. Em 1997, este sistema implantou a aferição da aprendizagem das Ciências numa amostra nacional de alunos da 4ª e da 8ª série do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio, sendo que em 1999 a avaliação foi repetida, porém essa avaliação foi reduzida, ficando exclusivamente centrada nas disciplinas de português e Matemática. Por mais que a avaliação tenha sido realizada com empenho, os resultados das provas de Ciências nesses dois ciclos do SAEB praticamente não foram divulgados e nem mesmo trabalhados. É fato que o ensino das ciências no Brasil não tem sido bem sucedido. Uma comprovação disso é uma avaliação internacional feita em 57 países, incluindo o Brasil. Esta avaliação é chamada de PISA (Programa Internacional para a Avaliação de Alunos). Em 2006 esta avaliação foi aplicada, sendo que o eixo temático foi necessariamente o domínio de competências científicas por parte de estudantes de diversos países do mundo. Pode-se dizer que os resultados não foram nada alentadores, já que o Brasil obteve 390,3 pontos, correspondendo assim ao posto 52 entre os 57 países participantes. Em 2003, ou seja, na avaliação anterior, os resultados foram extremamente parecidos, o Brasil obteve 389,6 pontos, o que mostra uma crítica estagnação no ensino das ciências no país. Além disso, mais de 60% dos alunos brasileiros não possuem competências suficientes para lidar com questões e desafios científicos cotidianos da vida atual, segundo o PISA aplicado em 2006. Pode-se concluir assim, que sem solucionar o analfabetismo científico dos alunos brasileiros, é muito pouco provável que o Brasil consiga atingir a meta do Ministério da Educação prevista em seu Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), em que se pretende alcançar até 2022 o mesmo nível em que se encontram os países industrializados, membros da OCDE. Ou seja, salvo por uma avaliação internacional, PISA, o Brasil não teria informações sobre a situação do aprendizado no ensino de ciências e suas possíveis evoluções. Desta forma, a proposta deste trabalho é avaliar se o aprendizado das ciências é modificado com o uso da educação não formal, utilizando-se de visitações ao Espaço Interativo de Ciências da Vida e Museu de Morfologia da UFMG, visando assim contribuir para a melhoria do ensino das ciências no país, bem como incluir a população brasileira na Era do Conhecimento e no mercado de trabalho, além do próprio país no cenário internacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Letícia Santos Guimarães - Integrante.
Número de orientações: 1
2015 - Atual
Papel das cavéolas na ativação de células endoteliais humanas (HUVEC) tratdas com soro de pacientes com Esclerose Múltipla.
Descrição: A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença inflamatória crônica autoimune caracterizada por infiltrado não fisiológico de linfócitos T CD4+ para dentro do Sistema Nervoso Central, os quais são responsáveis pela destruição da bainha de mielina que reveste os neurônios, a qual é responsável pela grande velocidade da condução do impulso nervoso. Esse processo patológico acontece por um mecanismo ainda não muito bem elucidado, mas sabe-se que as células endoteliais exercem um papel ativo para que o processo de transmigração leucocitária ocorra, já que na sua superfície de membrana são expressas moléculas de adesão envolvidas nas etapas dessa diapedese. Além disso, sabe-se que componentes do soro de pacientes com EM também influenciam de forma direta a ativação das células endoteliais e sua consequente mudança conformacional durante os processos de rolamento, adesão e transmigração do linfócito T. Nesse projeto avaliaremos se células endoteliais imortalizadas do cordão umbilical humano (EAhy.926) têm alterados o ciclo celular, a morfologia e organização do citoesqueleto quando submetidas a tratamento com soro de pacientes com Esclerose Múltipla..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Denison Alves Pedrosa - Integrante / Elaine Souza Fagundes - Integrante / Jonas Ramos - Integrante / Francisco Oliveira - Integrante.
2015 - Atual
Investigar potencial efeito anti-tumoral e anti-inflamatório dos venenos de Androctonus australis e Leiurus quinquestriatus no sistema nervoso central
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Maria Elena de Lima Perez Garcia - Integrante / Elaine Souza Fagundes - Integrante / Mostafa Abdellatif Abdelsalam Abdelrheem - Integrante.
Número de orientações: 1
2012 - 2014
Avaliação do papel da iNOS no recrutamento leucocitário pulmonar e hepático em modelo experimental de malária por P. berghei NK65
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2012 - 2013
O papel do recrutamento de leucócitos sobre a ruptura da barreira hematoencefálica no modelo experimental de epilepsia : um estudo molecular e celular
Descrição: As epilepsias são condições crônicas caracterizadas por crises recorrentes, na ausência de doença tóxico-metabólica ou febre. O modelo experimental de epilepsia induzida pela pilocarpina é caracterizada pela ocorrência de status epilepticus (SE). O SE é caracterizado por crises repetidas durante um longo período. Na última década a pesquisa tem sido direcionada para elucidar o possível papel dos processos imunes e inflamatórios na etiopatogenia das crises em vários tipos de epilepsia. O recrutamento de leucócitos é alvo para intervenção terapêutica em condições inflamatórias. Entretanto, tem sido pouco explorado o papel das interações leucócito-endotélio na patogênese das crises Embora, evidências experimentais e clínicas, sugerem um papel da inflamação intravascular na origem das crises, várias lacunas ainda não foram elucidadas com relação à interação das células do sistema imune com a barreira hematoencefálica (BHE) e a hiperexcitabilidade neuronal. Nesta proposta, o objetivo é estudar os mecanismos moleculares e celulares associados à interação leucócito-BHE em diferentes tempos após SE (agudo e crônico), tanto in vivo como in vitro. Utilizando o modelo experimental de epilepsia induzido com injeção de pilocarpina, será avaliado por citometria de fluxo o perfil de linfócitos T que são capazes de migrar, assim como a alteração da integridade da BHE, usando o corante Azul de Evans. Além da técnica usando o Azul de Evans, a ruptura da BHE, também será quantificada através da medida in vitro da resistência elétrica trans-endotelial (TEER). Além disso, os níveis de expressão gênica (RNA) e protéica das moléculas formadoras das junções de adesão e junções de aderência das células endoteliais (ocludina, claudina-5, caderinas 1,2, e 5), serão quantificadas, na presença ou não de células T ativadas. E finalmente, usando o modelo de BHE in vitro, será possível elucidar se a transferência adaptativa de células T ativadas pela pilocarpina ex-vivo, é capaz de induzir ruptura.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Damir Janigro - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2011 - 2015
Análise da influência obesidade em parâmetros neuroimunes e inflamatórios
Descrição: A obesidade é considerada uma epidemia mundial e está associada a várias patologias. Indivíduos obesos, concomitante à disfunção metabólica, apresentam alterações da resposta imune e inflamatória e maior susceptibilidade a infecções (Lamas, Marti et al., 2002). Estudos epidemiológicos apontam a obesidade como fator de risco para o acometimento por asma, doenças alérgicas e auto-imunes. Além disso, indivíduos obesos apresentam maior susceptibilidade e severidade em quadros de sepse, apresentando maior número de óbitos (Vachharajani e Vital, 2006). Estudos em modelos de obesidade demonstraram alterações da atividade de macrófagos (Cousin, Andre et al., 2001), alteração no padrão de produção de citocinas, alteração da função do receptor TLR2 (Amar, Zhou et al., 2007), redução da citotoxicidade e expressão de citocinas por células NK (Smith, Sheridan et al., 2007); e alteração da proliferação e função de linfócitos T (Matarese, Procaccini et al., 2010). Recentemente, nosso grupo observou que camundongos tratados com dieta hiperlipídica e injetados com lipopolissacarídeo (LPS) apresentam redução do recrutamento leucocitário cerebral (dados não publicados), o que indica que o estado nutricional provavelmente exerce influência também na resposta inflamatória encefálica. Por outro lado, a obesidade também está relacionada ao aumento do tônus simpático e o sistema nervoso simpático é de extrema importância para a modulação da função imune. Assim, este projeto tem como alvo de estudo a modulação neuroimune na obesidade, a qual é de grande relevância para a compreensão de fenômenos relacionados à disfunção imune em indivíduos obesos e para o posterior desenvolvimento de terapias cujo alvo seja receptores adrenérgicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Andre Klein - Integrante / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante / Natália Lourenço de Almeida - Integrante / Angela Maria Ribeiro - Integrante.
2011 - Atual
Avaliação dos efeitos do canabidiol sobre a resposta imunológica e neurodegenerativa induzidas plea encefalomielite autoimune experimental (EAE)
Descrição: A esclerose múltipla é a doença neurologicamente progressiva e incapacitante mais comum entre adultos jovens. A doença se caracteriza pela ocorrência de desmielinização, inflamação crônica e perda axonal e de oligodendrócitos. A compreensão dos mecanismos imuno-patológicos e possíveis tratamentos é um grande desafio. Para elucidar algumas destas questões, o uso de modelos animais que reproduzem as alterações e manifestações clínicas da doença representa uma ferramenta útil. Dentre os modelos, cita-se a encefalomielite autoimune experimental (EAE) induzida pela imunização com neuroantígenos. O recrutamento leucocitário para o parênquima do sistema nervoso, constitui um importante passo na resposta inflamatória durante o desenvolvimento da doença e substâncias que interferem neste processo representam potenciais agentes terapêuticos. O canabidiol (CBD) é considerado o principal componente da Cannabis sativa destituído de efeitos psicoativos. As suas ações neuroprotetora, principalmente devido as propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, já tem sido documentada em estudos pré-clínicos e clínicos de diversas desordens neurodegenerativas. Considerando este cenário, o objetivo projeto é avaliar a influência do CBD sobre o desenvolvimento clínico e as interações leucócito/endotélio durante o EAE.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante / Danielle Bernardes - Integrante / Thiago Vitarelli da Silva - Integrante / Fabrício de A. Moreira - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
Avaliação do papel da angiotensina (1-7)/receptor Mas na resposta inflamatória aguda induzida por LPS
Descrição: Diversos estudos têm demonstrado que as implicações fisiológicas do sistema Renina-Angiotensina são diversas e vão muito além do controle da pressão arterial. Trabalhos demonstram o envolvimento do SRA em doenças inflamatórias, com ênfase especial sobre o papel pró-inflamatório da Angiotensina II, mediado principalmente pela ativação do receptor AT1. Sabe-se que, in vivo, o receptor Mas/Ang-(1-7) pode hetero-oligomerizar com o receptor AT1 e assim inibir as ações de Ang II, atuando como antagonista deste receptor (Kostenis et al.,2005). Neste contexto, nós hipotetizamos que o eixo contra-regulatório à Ang II, representado por Ang 1-7/receptor Mas, possa mediar efeitos anti-inflamatórios in vivo. Apesar de vários estudos terem investigado o envolvimento da Ang II na resposta inflamatória, poucos trabalhos se propuseram a investigar a participação do receptor Mas na resposta inflamatória cerebral. Dentro do contexto da inflamação, trabalhos anteriores demonstraram que a ativação do receptor Mas pela Ang-(1-7) apresentou efeito anti-inflamatório nos modelos experimentais de artrite, asma alérgica e síndrome do desconforto respiratório agudo. Além disso, observou-se que Ang-(1?7) apresenta efeitos anti-inflamatórios a nível celular por reduzir a ativação de macrófagos estimulados com LPS. Essa é uma linha de investigação recente e relevante, pois investiga um novo papel do eixo Angiotensina 1-7, e sua sinalização via receptor MAS. Neste projeto, propomos elucidar o papel do receptor Mas nos mecanismos moleculares e celulares associados à inflamação cerebral e sistêmica induzida por LPS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Natália Lourenço de Almeida - Integrante / OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA CRISTINA - Integrante / Robson Augusto Soares dos Santos - Integrante / Denison Alves Pedrosa - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2013
ESTUDO LONGITUDINAL DO ESCORE CLÍNICO E DO RECRUTAMENTO LEUCOCITÁRIO NA ENCEFALOMIELITE AUTOIMUNE EXPERIMENTAL EM CAMUNDGOS WT E APOE -/-
Descrição: A Esclerose Múltipla (EM), doença inflamatória, desmielinizante e neurodegenerativa do Sistema Nervoso Central (SNC), acomete, principalmente, adultos caucasianos, jovens, do sexo feminino, causando debilidades motoras, sensoriais e autonômicas. O uso de modelos experimentais da EM, como a Encefalomielite Autoimune Experimental (EAE), tem contribuido significativamente para o estudo dos mecanismos patogenéticos da doença e de moléculas que possam estar envolvidas nesses mecanismos. Dentre elas, a Apolipoproteína E (ApoE) é um alvo potencial, uma vez que é produzida no SNC, onde desempenha funções na manutenção do complexo sinapto-dendrítico, na plasticidade neuronal e no transporte de lipídios, além de ter um papel sistêmico na modulação da inflamação. Estudamos o papel da ApoE na progressão clínica da EAE e em uma das primeiras fases do processo inflamatório, desencadeado por essa doença: o recrutamento leucocitário. Para isso, utilizamos animais nocautes para essa proteína (ApoE-/-) e comparamos parâmetros referentes ao escore clínico, ao peso e ao recrutamento leucocitário no cérebro e medula espinhal com os obtidos para os animais tipo selvagem (WT). Os parâmetros clínicos foram analisados por 21 dias, enquanto o recrutamento leucocitário cerebral e na medula espinhal foi observado no 7º, 14º e 21º dias pós-indução (dpi), através da técnica de microscopia intravital. Em relação ao escore clínico, verificamos maiores índices para os animais WT EAE no 10º e 11º dia pós-indução (dpi), além de início mais precoce da doença e maior escore clínico cumulativo do 1º ao 14º dpi para esse grupo, quando comparado aos animais ApoE-/- EAE. Entretanto, não encontramos diferenças em relação ao rolamento e adesão leucocitários que evidencie um papel para a apolipoproteína E nessa fase da doença. No 7º dpi, o recrutamento leucocitário no cérebro e na medula é alto para ambos os grupos, apesar de não haver acometimento clínico importante nos animais nesse dia. Esses resultados s.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Rosa Maria Esteves Aranes - Integrante / Thiago Vitarelli da Silva - Integrante / CAMILA CRISTINA FRAGA FARACO - Integrante / Danielle Bernardes - Integrante.
Número de orientações: 1
2010 - 2012
Papel da pioglitazona sobre o processo inflamatório cerebral desencadeado após a indução de malária cerebral por Plasmodium berghei ANKA
Descrição: Os receptores ativados por proliferador de peroxissomo, do inglês, PPAR (peroxisome proliferator-activated receptor) são um grupo de proteínas receptoras nucleares que funcionam como fatores de transcrição que regulam a expressão de determinados genes. O PPAR-g exerce propriedades anti-inflamatórias em células nervosas reduzindo a expressão gênica de mediadores pró-inflamatórios, como ciclooxigenase-2 (COX-2), IL-1a, IL-6, TNF-a, reduzindo ainda a produção de óxido nítrico pela diminuição da expressão da enzima óxido nítrico sintase (iNOS), e interferindo a transcrição das vias inflamatórias no fator nuclear kB e do fator de transcrição AP-1. O PPAR- tem sido associado ao controle de migração e adesão celular. Segundo revisão de Blaheta e Cinatl Jr. (2002), alguns dos efeitos biológicos do PPAR incluem: diminuição da adesão e migração celular; redução da expressão gênica de VCAM-1, ICAM-1, E-selectina e IL-6, quando liberado pelas células endoteliais; diminuição da capacidade de adesão, e redução da expressão gênica de VCAM-1 e IL-6 pelos monócitos/macrófagos.Sendo assim, a ativação do PPAR-g pode ser considerada uma via para inibir respostas inflamatórias. O objetivo desse trabalho é avaliar o papel da papel da pioglitazona (agonista de PPAR-γ)sobre o processo inflamatório cerebral desencadeado após a indução de malária cerebral por Plasmodium berghei ANKA..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante / Marcelo Limborço Filho - Integrante / Antônio Carlos Pinheiro de Oliveira - Integrante.
2009 - 2013
?RESPOSTA INFLAMATÓRIA CEREBRAL E ATIVIDADE NEURAL APÓS A INDUÇÃO DA ENCEFALOMIELITE AUTOIMUNE EXPERIMENTAL EM CAMUNDONGOS SEDENTÁRIOS E TREINADOS: UMA ABORDAGEM IN VIVO DO ACOPLAMENTO NEUROVASCULAR ?
Descrição: Introdução: A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença inflamatória crônica do Sistema Nervoso Central (SNC) que acomete cerca de 2,5 milhões de pessoas no mundo23 sendo 25-30 mil no Brasil. Sua incidência varia de acordo com predisposição genética (ter pais/irmãos com EM aumentam as chances de desenvolver a doença), raça (sendo mais comum nos caucasianos, clima (mais comum no temperado), contato com vírus e até nível sócioeconômico. Ainda, a doença afeta principalmente mulheres na faixa etária entre 25 e 30 anos, sendo considerada rara na puberdade e depois dos 50 anos de idade. É caracterizada pela destruição da bainha de mielina, perda de oligodendrócitos, gliose e lesão axonal, sendo que as lesões aparecem como placas desmielinizantes na substância branca. Tendo sido descrita como uma doença autoimune, na qual as células T CD4+ reconhecem componentes da bainha de mielina, como a glicoproteína associada à mielina (MAG), proteína básica da mielina (MBP), proteolipídeo (PLP) e a glicoproteína da mielina associada à oligodendrócitos (MOG). Assim, a etapa inicial do processo inflamatório no SNC consiste na migração de células T ativadas através da barreira hemato-encefálica, levando a uma amplificação da resposta imune através de diferentes mediadores inflamatórios, como citocinas, peptídeos vasoativos e outras neurotoxinas, liberados por células ativadas do sistema imune e por células residentes do SNC, como a microglia. O infiltrado inflamatório observado nas lesões EM constitui principalmente de linfócitos T, B e macrófagos. A Encefalomielite Autoimune Experimental (EAE), modelo experimental da Esclerose Múltipla (EM), tem sido um bom instrumento para melhor compreensão da patogênese desta doença. Os indivíduos portadores de EM acreditam que treinamento físico é prejudicial ao desenvolvimento da doença, tornado-se um grupo particularmente vulnerável ao ganho de peso devido à perda de mobilidade, fadiga, depressão, dor e menor participação social. Estudo recente.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Danielle Bernardes - Integrante / Thiago Vitarelli da Silva - Integrante / CAMILA CRISTINA FRAGA FARACO - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2008 - 2011
AVALIAÇÃO DO PAPEL DA iNOS NA RESPOSTA INFLAMATÓRIA CEREBRAL NO MODELO EXPERIMENTAL DE MALÁRIA INDUZIDO POR PLASMODIUM BERGHEI NK65
Descrição: A Malária é uma doença infecciosa sistêmica que provoca alterações na maioria dos órgãos, sendo a Malária Cerebral a maior complicação letal desta patologia. É causada por protozoários parasitas do gênero Plasmodium.Tem sido observado um ressurgimento da Malária nos últimos anos, devido principalmente à crescente resistência do parasita às drogas, o que acarreta em uma necessidade urgente de vacinas e novos medicamentos. Sendo importante, portanto, compreender melhor os mecanismos celulares e moleculares envolvidos em sua fisiopatologia. O óxido nítrico liberado durante a inflamação é sabidamente envolvido na patogênese da Malária, no entanto, o seu papel ainda permanece controverso. Altos níveis de NO são associados não somente á diminuição na parasitemia como também á redução na severidade da doença, porém, é necessário que produção de NO seja balanceada de modo que acarrete na eliminação ou controle da invasão parasitária sem causar efeitos citotóxicos ao hospedeiro. Em infecções por protozoários, como ocorre na Malária, há um aumento na produção de óxido nítrico devido á expressão de iNOS (enzima óxido nítrico sintase induzível) em uma diversidade de células via estímulo de citocinas. Considerando a participação da iNOS na resposta imune á malária cerebral e a necessidade de se compreender melhor os mecanismos fisiopatológicos desta doença, esta enzima torna-se um importante alvo de estudo. Desta forma, o presente trabalho propõe avaliar o impacto da ausência da iNOS na resposta inflamatória cerebral em camundongos portadores de malária por Plasmodium berghei NK 65. Serão utilizados camundongos C57Bl/6, fêmeas, jovens, com idade média de seis semanas. Os grupos experimentais serão: geneticamente deficiente em iNOS infectado; iNOS-KO controle (não infectado); selvagem infectado e selvagem controle. Os camundongos dos grupos infectados receberão uma injeção intra-peritoneal (i.p.), com inóculo padronizado de 106 hemácias parasitadas em solução tampão fosf.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Raphaela Menin Franco Martins - Integrante / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante / Marcelo Limborço Filho - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2008 - 2011
Papel da leptina na resposta inflamatória cerebral em camundongos normais e obesos
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Naiara Sa Reis - Integrante / Natália Lourenço de Almeida - Integrante.
Número de orientações: 1
2007 - 2009
Avaliação do papel da toxina TsTX na microcirculação cerebral de ratos jovens: mecanismos moleculares e celulares
Descrição: As toxinas de escorpião são ferramentas moléculas preciosas para entender o mecanismo de resposta neuronal excitatória e/ou inibitória. O escorpião Tityus serrulatus é considerado uma das espécies mais perigosas para os humanos no Brasil. A injeção de veneno de escorpião em animais de experimentação produz sinais sistêmicos e sintomas similares àqueles apresentados por intoxicação de humanos: hipertermia, agitação psicomotora, salivação, lacrimação, aumento da motilidade gastrointestinal, arritimias cardíacas e respiratórias, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, edema pulmonar e choque (Freire-Maia e Campos, 1989). Neste estudo avaliaremos diferentes aspectos moleculares e celulares da intoxicação experimental por TsTX no cérebro de ratos jovens da linhagem Wistar.Desta forma, associaremos estudos de microscopia intravital com parâmetros histopatológicos, expressão gênica e protéica de possíveis mediadores inflamatórios, as alterações hemodinâmicas e com o registro de EEG, em ratos intoxicados com TsTX..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Marcelo Limborço Filho - Integrante / Iva Tereza Van Fraga - Integrante.
2005 - 2007
Recrutamento de leucócitos no sistema nervoso central de camundongos após a induçao da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) por paraquat
Descrição: A síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) é decorrente de lesão inflamatória da membrana alvéolo-capilar, e é caracterizada pela formação de edema alveolar rico em proteínas e hipoxemia grave. Há várias evidências indicando ativação e aumento do número de neutrófilos na microcirculação pulmonar e conseqüentemente na sua passagem para o interstício. Uma vez ativadas estas células provocam lesão tecidual mecanismos, tais como, a produção de radicais oxidantes, liberação de enzimas proteolíticas e amplificação da resposta inflamatória. Por outro lado, vários outros mecanismos, como ativação de macrófagos e plaquetas, formação de metabólitos do ácido araquidônico, de peptídeos derivados da fibrina e do fator de necrose tumoral, foram implicados no desencadeamento e amplificação da lesão, na alteração vascular pulmonar (alteração da relação entre ventilação e perfusão), além da inibição do surfactante em modelos experimentais específicos Disfunções extrapulmonares, como infecção e sepse abdominal, podem liberar mediadores inflamatórios que lesam os pulmões. As citocinas TNF-alfa e IL-1beta, liberadas no pulmão, atuam sobre as células epiteliais, endoteliais, fibroblastos, plaquetas, matriz extracelular, neutrófilos e linfócitos, levando liberação de outras citocinas e quimiocinas, com amplificação da resposta inflamatória. A IL-1beta é a citocina mais importante, presente no lavado bronco-alveolar da SDRA. O TNF-alfa estimula a infiltração de leucócitos no pulmão, e inibe o metabolismo do surfactante através da diminuição de fosfolipídeos. Em pacientes com SDRA, há acúmulo de fibrina no interior do alvéolo, levando a formaçao de cicatrizes fibróticas, paredes alveolares espessas ou espaços aéreos obliterados. A apoptose tem importante papel na regulação e manutenção do processo inflamatório. Os neutrófilos que migram para o foco inflamatório são removidos por necrose, com liberação de mediadores tóxicos, ou por apoptose que envolve a involução de células.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (4) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Janetti Nogueira de Francischi - Integrante / Eduardo Brandao Azevedo - Integrante / Leonardo Silva - Integrante / Igor Generoso Magalhaes - Integrante / Anna Flávia Nunes Clementino - Integrante / Maria da Glória Rodrigues - Integrante / Cláudia Martins Carneiro - Integrante / Gustavo Batista Menezes - Integrante.
2004 - 2010
Estudo dos mecanismos moleculares e celulares envolvidos na patogênse da malária cerebral experimental induzida por Plasmodium berghei NK62
Descrição: A malária é uma das doenças tropicais mais sérias que atinge a humanidade, causando debilidade e morbidez. A doença é causadda por um parasita protozoário, do gênero Plasmodium, transmitido através da picada da fêmea do mosquito Anopheles. O portador de malária se não é tratado apresenta complicações letais, uma condição conhecida como malária severa, caracterizada por anemia, insuficiência renal, edema pulmonar e malária cerebral. A maior porcentagem de morte em crianças africanas se deve à malária cerebral e anemia severa associados a hipoglicemia. Devido às dificuldades para esclarecer a patogênese da malária cerebral humana , diversos modelos animais têm sido desenvolvidos, principalmente em macacos, hamters e camundongos. Em camundongos três cepas do parsita têm sido utilizadas para induzir malária cerebral: Plasmodium berghei ANKA, Plasmodium berghei K173 e Plasmodium yoelii. Nos últimos anos alguns trablhos tem proposto mecanismos que possam elucidar melhor a patogênese da doença, já que uma resposta imune anti-antígenos do parasita conduz a complicações da malária, particularmente lesões neurovasculares. Baseando-nos nos dados da literatura este projeto tem como objetivo elucidar algumas lacunas do mecanismo patogênico da malária cerebral, no que se refere a interações celulares e moleculares nos vasos da pia-máter. Para realizar o estudos dos mecanismos intravasculares de recrutamento de leucócitos utilizaremos uma tecnologia de ponta, a microscopia intravital, na qual utilizando uma substância fluorescente, podermos acompanhar in vivo as etapas do mecanismo de tráfico leucocitário. E para relaizar os testes terapêuticos utilizaremos no nosso modelo experimental de malária cerebral algumas drogas capsuladas e a seguir observaremos seus efeitos na microcirculação cerebral por microscopia intravital...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Norinne Lacerda Queiroz - Integrante / Érika Martins braga - Integrante / Cláudia Martins Carneiro - Integrante / Raphaela Menin Franco Martins - Integrante / Onesia Cristina Oliveira Lima - Integrante.
Financiador(es): Centro de Pesquisa René Rachou - Cooperação / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2003 - 2006
Papel da bradicinina no modelo experimental da Esclerose Múltipla: um estudo por microscopia intravital
Descrição: A Esclerose Múltipla MS) é uma das doenças mais comuns do sistema nervoso central (SNC) que afeta adultos jovens. Um modelo animal que tem sido utilizado para estudar a MS é a Encefalomielite alérgica experimental (EAE). A EAE é caracterizada por uma paralisia ascendente progressiva. Neste projeto utilizaremos a glicoproteína oligodendrócito da mielina (MOG) para induzir EAE em camundongos da linhagem C57Bl/06. Baseando-nos em dados da literatura, propomos investigar o papel da bradicinina na patogênese da Esclerose múltipla. Utilizando animais knockout para receptores B1 e B2 (B1 e B2 KO) da bradicinina, analisaremos o papel destes receptores no desenvolvimento clínico da doença. Como segundo objetivo, verificaremos a expressão de moléculas de adesão, citocinas e quimiocinas que podem estar implicadas na açÃo da bradicinina na EAE. E finalmente, utilizando a técnica de microscopia intravital, analisaremos o recrutamento de leucócitos na microcirculação da pia-máter de camundongos controle e knockout B1 e B2, os quais desenvolveram a encefalomielite alérgica experimental..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador.
2003 - 2004
Estudo dos mecanismos vasculares induzidos após o processo alimentar de triatomíneos na microcirculação da orelha de camundongos hairless: um estudo por microscopia intravital
Descrição: O ciclo vital e a dinâmica populacional dos triatomíneos dependem sobremaneira da interação com sues hospedeiros. Os triatomíneos são grandes e por isso necessitam de quantidade consideráveis de sangue.Os triatomíneos ao procurar um vaso sanguíneo de calibre adequado realizam a fase de sondagem. Durante esta fase ele retira periodicamente amostras de sangue do líquido que envolve as maxilas, analisando-o com seus receptores epifaríngeos.A sucção do sangue, durante a fase de engurgitamento, se dá pela ação da bomba cibarial. Assim como acontece com outros insetos hematófagos, ao introduzirem as peças bucais no hospedeiro, em busca de sangue, os triatomíneos desencadeiam uma série de respostas fisiológicas de reparo, dentre elas; a agregação plaquetária, constrição do vaso lesado, e coagulação sangüínea. Também pode ocorrer aumento de permeabilidade vascular e quimiotaxia leucocitária. Para permitir uma alimentação rápida e eficiente, os triatomíneos provavelmente liberam saliva, durante todo o processo alimentar, para contrapor as reações adversas do hospedeiro. Uma grande variedade de componentes farmacológicos tem sido detectados na saliva dos triatomíneos, incluindo anticoagulantes, vasodilatadores, antihistamínico, sialiidase, bloqueador de canal de sódio, imunosupressores, inibidores de agregação plaquetária etc. Baseando-se nos dados da literatura este projeto tem como objetivo caracterizar, durante o processo alimentar dos triatomíneos, o tipo de vaso utilizado, bem como, os seguintes parâmetros da microcirculação da orelha de camundongos hairless através de microscopia intravital: presença de hemorragias, alteração da permeabilidade vascular, alterações no diâmetro dos vasos, e o recrutamento de leucócitos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Adriana Coelho Soares - Integrante / Marcos Horácio Pereira - Integrante / Nelder F Gontijo - Integrante.
Financiador(es): Universidade Federal de Minas Gerais - Cooperação.Número de orientações: 1
2003 - 2004
Toxinologia IV. Desenvolvimento de Conhecimentos Básicos e Aplicados ao Estudo de Toxinas Animais. Sub-projeto: Componentes de venenos de serpentes com atividade trombolítica
Descrição: O veneno de serpente .e uma mistura complexa de componentes tóxicos e atóxicos que apresentam efeitos fisiológicos no sistema cardiovascular, na permeabilidade vascular, função renal e hemostasia. Duas metaloproteinases originalmente conhecidas comofator hemorrágico de LAchesis (correspondendo respectivamente à mutalisina I e II) foram purificados e caracterizados. Estas enzimas interferem no sistema fibrinolítico e na agregação plaquetária. Neste projeto avaliaremos por microscopia intravital a açÃo da mutalisina II sobre o trombo formado na microcirculaçÃo da orelha de camundongos hairless. O mecanismo de trombose será induzido por fototoxicidade com FITC-dextran.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Norinne Lacerda Queiroz - Integrante / Arinos Magalhães - Integrante / Eládio F SAnchéz - Integrante / Oscar Nassif Mesquita - Integrante / Ubirajara Agrero - Integrante.
Financiador(es): Fundação Ezequiel Dias - Cooperação / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Interagir: Ensino básico/técnico e UFMG para educação em saúde
Descrição: Estratégias de ensino pautadas na simples transmissão de informação têm sido colocadas em cheque nas últimas décadas, pois não são suficientes para transformar valores e interferir nos processos de formação para a vida. De que serve deter grande quantidade de informação se esta não é capaz de afetar o indivíduo nas formas de encarar o mundo? O conhecimento só tem valor se é construído de forma significativa com base na experiência . É desafiador envolver jovens do ensino básico e do ensino técnico nos processos de aprendizado da educação formal e a possibilidade de adentrar o ambiente de estudo universitário pode ser um estímulo à busca pelo conhecimento integrado à vida. Ações de extensão universitária buscam integrar a comunidade na construção do saber tendo como premissas a indissociabilidade entre ensino-pesquisa-extensão , e a transformação social. Este projeto visa proporcionar a estudantes do ensino básico/técnico uma experiência significativa e integrada de aprendizado no campo da saúde, a partir abordagem de temas pertinentes à saúde do adolescente associada à observação e manipulação de peças anatômicas reais (método de aprendizado que comumente está restrito aos acadêmicos e pesquisadores universitários)e demais equipamentos de laboratórios, como microscópios, eletrocardiogramas, eletroestimuladores, dentre outros. Acredita-se que essa experiência possa ser transformadora no que diz respeito à percepção do corpo humano, a visão sobre o estudo na área da saúde e as inter-relações entre o aprendizado escolar e as vivências significativas de cada indivíduo. Além disso, este tipo de prática pode instigar os estudantes na busca por conhecimentos mais aprofundados sobre fisiologia, anatomia e saúde humana de forma a contribuir no processo de aprendizado oferecido pelas escolas de ensino básico/técnico, podendo inclusive motivar ou esclarecer estudantes quanto aos cursos superiores na área da saúde contribuindo assim para uma escolha profissional mais consciente. Vale salientar que a metodologia de trabalho adotada oferece ao professor de biologia opções entre diferentes enfoques de abordagem para que a prática possa se adequar às demandas específicas da turma ou dos projetos que estão sendo desenvolvidos em sala de aula. Independente do enfoque escolhido pela escola, a abordagem pressupõe escuta dos conhecimentos prévios, das dúvidas e das curiosidades da turma para que se estabeleça um diálogo em que o conhecimento se construa coletivamente e a partir dos anseios dos participantes. A equipe acredita que a experiência de aprender tendo contato com peças humanas reais será um diferencial marcante, pois amplia a dimensão do aprendizado e possibilita conectar o estudo teórico ao campo prático da realidade gerando melhor compreensão e a incorporação de conceitos das ciências biológicas e da saúde. Além disso, o espaço da universidade proporcionará a possibilidade de uma experiência de aprendizado exclusiva sobre corpo humano e saúde por contar com laboratórios de anatomia humana que dificilmente poderiam ser implantados em outros tipos de estabelecimento de ensino.O projeto tem como objetivo promover integração entre a UFMG e escolas de educação básica/técnico, para um inovador processo de ensino-aprendizagem sobre corpo humano e saúde, conforme as demandas da comunidade escolar..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Integrante / JANICE HENRIQUES DA SILVA AMARAL - Coordenador / TANIA MARA SEGATELL - Integrante / RAFAELLA CARDOSO RIBEIRO - Integrante.
2012 - Atual
Mudando o olhar
Descrição: O Programa Saúde na Escola (PSE) é um programa do governo federal que tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. O público beneficiário do PSE são os estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Numa iniciativa pioneira, o PSE em Belo Horizonte tem especificidades e se destaca das demais cidades brasileiras. As ações são planejadas por uma coordenação formada por representantes da Secretaria Municipal de Educação ? SMED e Secretaria Municipal de Saúde ? SMSA com o objetivo de garantia do direito e do desenvolvimento integral dos estudantes da rede municipal de ensino na faixa etária de 6 a 14 anos. O diferencial de Belo Horizonte está no fato de que as duas Secretarias contrataram profissionais ? pela SMED, monitores e assistentes de apoio ao PSE ? que atuam dentro das escolas de ensino fundamental e pela SMSA, enfermeiros e auxiliares de enfermagem que se responsabilizam pelo estado de saúde destes estudantes. Apesar dos recursos existentes, a população brasileira portadora de epilepsia é pouco ou mal atendida. O sistema de saúde brasileiro e muitos profissionais da área não estão preparados para lidar com a síndrome e são vários os fatores que contribuem para essa situação: falta de recursos financeiros, de infra-estrutura, de capacitação dos profissionais e principalmente da falta de políticas públicas para atender os portadores da doença. As pessoas com epilepsia são freqüentemente submetidas a situações de constrangimento. O convívio escolar é uma circunstância particularmente delicada para pacientes, especialmente crianças. Em alguns casos, além das fal.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Maria Carolina Doreto - Integrante.
2009 - Atual
PROGRAMA AGERE: Grupo de ações educativas relacionadas a Epilepsia
Descrição: O Programa Agere, anteriormente denominado a Liga Acadêmica de Epilepsia da Universidade Federal de Minas Gerais (LAE-UFMG), é composto por diferentes ações de extensão: 1) Projeto Educando para a Epilepsia na rede púbica de educação, 2) Projeto Mudando o olhar, e, 3) Curso de Formação de Monitores em Epilepsia. Todas as ações são desenvolvidas por um grupo de estudantes de medicina e de outras áreas da saúde, e tem um objetivo comum: educação e/ou capacitação em epilepsia. Estima-se que 1% da população mundial tenha alguma forma de epilepsia, sendo a incidência da doença ainda maior em países em desenvolvimento. A percepção da população em geral sobre a epilepsia é fundamentada em informações equivocadas e mitos historicamente difundidos, resultando na manutenção do preconceito e estigma que historicamente permeiam a questão da doença. JUSTIFICATIVA Na história da epilepsia, concepções relacionadas à causa, tratamento e cura se alteraram ao longo dos séculos e a expansão do conhecimento nos últimos anos levou ao desenvolvimento de novas abordagens, métodos diagnósticos e tratamentos mais eficientes. Entretanto tal conhecimento encontra-se predominantemente concentrado em grupos específicos: pesquisadores, médicos epileptologistas, e demais setores profissionais que trabalham especificamente com a epilepsia. É relevante multiplicar e estender o conhecimento correto para a população. A percepção da população leiga sobre a epilepsia é equivocada e composta de mitos, como por exemplo, a epilepsia como possessão demoníaca, como doença contagiosa (transmissão pela ?baba?), como doença incurável etc. Tal fato resulta numa perda significativa da qualidade de vida do paciente com epilepsia. Este estigma imposto sobre pessoas com epilepsia afeta a sua família, vida social, emprego, perspectivas conjugais e auto-estima.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Márcio Flávio Dutra Moraes - Integrante / Maria Carolina Doreto - Integrante.
Financiador(es): Pro-reitoria de Extensao UFMG - Bolsa.
2009 - Atual
Curso de Formação de Monitores em Epilepsia
Descrição: A promoção de um curso de formação de novos monitores em epilepsia, que possam exercer um trabalho multiplicador na sociedade, além suprir a demanda por monitores do projeto ?Educando para Epilepsia? da LAE-UFMG. A relevância desta atividade é enorme, já que, embora a epilepsia acometa de 1 a 2% da população, e é uma doença cercada de estigmas, preconceitos e desinformação, não existe no país políticas públicas para atender de forma adequada o grande contingente de portadores. Justificativa: A falta generalizada de conhecimento acerca da epilepsia leva a manutenção do preconceito que historicamente permeia a questão da doença, resultando numa perda significativa da qualidade de vida do portador de epilepsia . O estigma decorre de abalos no núcleo familiar desinformado e despreparado para lidar com a situação; complicações na escola (professores e alunos desinformados); dificuldade para conseguir emprego, demissões devido ao preconceito relacionado com as crises convulsivas, etc. O I Curso de formação de monitores em epilepsia formara recursos humanos treinados e capacitados a difundir informações corretas sobre a epilepsia, o que contribuirá para a redução de preconceitos e das práticas estigmatizantes, resultando na melhoria da qualidade de vida de um numero significativo de pessoas.Além de melhorar o manejo dos pacientes portadores de epilepsia nas unidades básicas de saúde,o que é preconizado pela Organização Mundial de Saúde..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Márcio Flávio Dutra Moraes - Integrante / Maria Carolina Doreto - Integrante.
2009 - Atual
Educando para a Epilepsia na Rede Pública de Educação
Descrição: O projeto ?Educando para a epilepsia? está vinculado ao Programa de Extensao AGERE. O projeto é desenvolvido por discentes/membros da Liga Acadêmica de Epilepsia da UFMG (LAE-UFMG), e tem relevancia social, uma vez que pretende contribuir para a difusão do conhecimento correto sobre esta condição neurológica nas diversas unidades da rede pública de educaçao do município de Belo Horizonte e outras regiões do Estado de MG. Nos últimos 30 anos, vêm sendo desenvolvidos esforços significativos contra séculos de desconhecimento e conseqüentes estigma e discriminação..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) .

Integrantes: Juliana Carvalho Tavares - Coordenador / Maria Carolina Doreto - Integrante.


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Neuropeptides (Edinburgh)
2009 - Atual
Periódico: Journal of Neuroimmunology (Print)
2012 - Atual
Periódico: Neurochemical Research
2013 - Atual
Periódico: Autoimmunity (Amsterdam. Print)


Revisor de projeto de fomento


2017 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Bioquímica e Molecular.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Latim
Compreende Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Menção honrosa poster: 49 Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics, SBFTE.
2016
Menção Honrosa pôster: Avaliação dos efeitos clínicos d administração intranasal de nanopartículas contendo dimetilfumarato em camundongos submetidos a encefalomielite autoimune experimental, Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia/UFMG.
2016
Prêmio Pedro Nava/ Melhor Tema Livre-Revisão de Literatura, Associação Médica de Minas Gerais.
2016
Best paper award XII Workshop de Visão Computacional Automated technique for in vivo analysis of leukocyte recruitment of mice brain microcirculation, UFMS/UFGD/Universidade Católica Dom Bosco.
2014
Professora Homenageada XIII Turma do Curso de Nutrição da UFMG, Comissão Formatura XIII Turma.
2014
Segundo melhor trabalho de extensão do ICB/UFMG/ XVII Encontro Extensão/Semana do Conhecimento, CENEX-ICB/PRoEx/UFMG.
2011
Menção Honrosa - poster: Swim exercise attenuates oxidative damage and induces neuroprotection in rat cerebral slices submitted to oxigen glucose deprivation, FESBE.
2011
Melhor poster do V Simpósio de Neurociências da UFMG: Swim exercise attenuates oxidative damage and induces neuroprotection in rat cerebral slices submitted to oxigen glucose deprivation, Programa de Pós-graduação em Neurociências - UFMG.
2009
Melhores trabalhos de extensão do XII Encontro de Extensão UFMG, PROEX UFMG.
2006
Silver Sponsorship, European Respiratory Society.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:27
Total de citações:510
Fator H:9
Carvalho-Tavares J  Data: 10/09/2015

SCOPUS
Total de trabalhos:9
Total de citações:128
Carvalho-Tavares J  Data: 07/04/2009

Outras
Total de trabalhos:24
Total de citações:392
Carvalho-Tavares J; Carvalho-Tavares Juliana, Carvalho Tavares Juliana; Juliana Carvalho Tavares  Data: 09/02/2015

Artigos completos publicados em periódicos

1.
AZEVEDO, PATRICK O.2017AZEVEDO, PATRICK O. ; SENA, ISADORA F. G. ; ANDREOTTI, JULIA P. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; ALVES-FILHO, JOSÉ C. ; CUNHA, THIAGO M. ; CUNHA, FERNANDO Q. ; MINTZ, AKIVA ; BIRBRAIR, ALEXANDER . Pericytes modulate myelination in the central nervous system. JOURNAL OF CELLULAR PHYSIOLOGY, v. 1, p. 1, 2017.

2.
BERNARDES, D.2016BERNARDES, D. ; OLIVEIRA-LIMA, O. C. ; DA SILVA, T. VITARELLI ; JULIANO, M. A. ; DOS SANTOS, D. MOREIRA ; CARVALHO-TAVARES, J. . Metabolic Alterations in Experimental Autoimmune Encephalomyelitis in Mice: Effects of Prior Physical Exercise. NEUROPHYSIOLOGY, v. 9, p. 1-5, 2016.

3.
SOUZA, K. E.2016SOUZA, K. E. ; SILVA, B. C. G. ; CARVALHO-TAVARES J ; FERRARI, R. J. . Detection of leukocytes in intravital video microscopy using the phase congruency technique. REVISTA DE INFORMÁTICA TEÓRICA E APLICADA: RITA, v. 23, p. 33-50, 2016.

4.
FERREIRA, L. P.2016FERREIRA, L. P. ; MELO, L. A. A. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Status epilepticus: emergência clínica neurológica. REVISTA MÉDICA DE MINAS GERAIS, v. 26, p. s37-S48, 2016.

5.
Van-Fraga IT2015Van-Fraga IT ; Filho ML ; Lima OCO ; QUEIROZ, Norinne Lacerda ; GUIDINE, P. A. M. ; MORAES, M. F. D. ; Nascimento-Araujo R ; SANTOS, T. M. ; MASSENSINI, A. R. ; Arantes, Rosa ME ; Carvalho-Tavares, Juliana . Effects of tityustoxin on cerebral inflammatory response in young rats. Neuroscience Letters (Print), v. 588, p. 24-28, 2015.

6.
Villa Pinto, C. H2015Villa Pinto, C. H ; SILVA, B. ; Freire, P.G.L ; BERNARDES, D. ; CARVALHO-TAVARES J ; FERRARI, R. J. . Blind deconvolution applied to motion artifacts correction in intravital video microscopy for automatic detection of leukocytes. REVISTA DE INFORMÁTICA TEÓRICA E APLICADA: RITA, v. 22, p. 52-74, 2015.

7.
OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA C.2015OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA C. ; PINTO, MAURO C.X. ; DUCHENE, JOHAN ; QADRI, FATIMUNNISA ; SOUZA, LAURA L. ; ALENINA, NATALIA ; Bader, Michael ; SANTOS, ROBSON A.S. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Mas receptor deficiency exacerbates lipopolysaccharide-induced cerebral and systemic inflammation in mice. Immunobiology (Jena. 1979), v. 220, p. 01, 2015.

8.
BERNARDES, DANIELLE2015BERNARDES, DANIELLE ; BRAMBILLA, ROBERTA ; BRACCHI-RICARD, VALERIE ; KARMALLY, SHAFFIAT ; DELLAROLE, ANNA ; Carvalho-Tavares, Juliana ; BETHEA, JOHN R . Prior regular exercise improves clinical outcome and reduces demyelination and axonal injury in experimental autoimmune encephalomyelitis. Journal of Neurochemistry, v. 136, p. n/a-n/a, 2015.

9.
BARGERSTOCK, ERIN2014 BARGERSTOCK, ERIN ; PUVENNA, VIKRAM ; IFFLAND, PHILIP ; FALCONE, TATIANA ; HOSSAIN, MOHAMMAD ; VETTER, STEPHEN ; MAN, SHUMEI ; DICKSTEIN, LEAH ; MARCHI, NICOLA ; GHOSH, CHAITALI ; Carvalho-Tavares, Juliana ; JANIGRO, DAMIR . Is Peripheral Immunity Regulated by Blood-Brain Barrier Permeability Changes?. Plos One, v. 9, p. e101477, 2014.

10.
GOMIDES, LINDISLEY F.2014GOMIDES, LINDISLEY F. ; LIMA, ONÉSIA C. O. ; MATOS, NATÁLIA A. ; FREITAS, KÁTIA M. ; FRANCISCHI, JANETTI NOGUEIRA ; TAVARES, JULIANA CARVALHO ; KLEIN, ANDRÉ . Blockade of proteinase-activated receptor 4 inhibits neutrophil recruitment in experimental inflammation in mice. Inflammation Research (Printed ed.), v. 00, p. 01-08, 2014.

11.
FERRARI, R. J.2014FERRARI, R. J. ; PINTO, C. H. V. ; SILVA, B. C. G. ; BERNARDES, DANIELLE ; CARVALHO-TAVARES, J. . Automatic detection of motion blur in intravital video microscopy image sequences via directional statistics of log-Gabor energy maps. MEDICAL & BIOLOGICAL ENGINEERING & COMPUTING, v. 14, p. 1-12, 2014.

12.
BILHEIRO, ROGÉRIO P.2013BILHEIRO, ROGÉRIO P. ; BRAGA, ARIADNE D. ; FILHO, MARCELO LIMBORÇO ; Carvalho-Tavares, Juliana ; AGERO, Ubirajara ; CARVALHO, MARIA DAS GRAÇAS ; SANCHEZ, ELADIO F. ; SALAS, CARLOS E. ; LOPES, MIRIAM T.P. . The thrombolytic action of a proteolytic fraction (P1G10) from Carica candamarcensis. Thrombosis Research, v. 131, p. e175-e182, 2013.

13.
ESTATO, VANESSA2013ESTATO, VANESSA ; OBADIA, NATHALIE ; Carvalho-Tavares, Juliana ; FREITAS, FELIPE SANTOS ; REIS, PATRÍCIA ; NETO, HUGO CASTRO-FARIA ; LESSA, MARCOS ADRIANO ; TIBIRIÇÁ, EDUARDO . Blockade of the renin-angiotensin system improves cerebral microcirculatory perfusion in diabetic hypertensive rats. Microvascular Research (Print), v. 87, p. 41-49, 2013.

14.
IFFLAND, PHILIP H.2013IFFLAND, PHILIP H. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; TRIGUNAITE, ABHISHEK ; MAN, SHUMEI ; RASMUSSEN, PETER ; ALEXOPOULOS, ANDREAS ; GHOSH, CHAITALI ; JØRGENSEN, TRINE N. ; JANIGRO, DAMIR . Intracellular and circulating neuronal antinuclear antibodies in human epilepsy. Neurobiology of Disease, v. 59, p. 206-219, 2013.

15.
SOARES, Adriana Coelho2013SOARES, Adriana Coelho ; ARAÚJO, RICARDO NASCIMENTO ; Carvalho-Tavares, Juliana ; DE FIGUEIREDO GONTIJO, NELDER ; PEREIRA, Marcos Horácio . Intravital microscopy and image analysis of Rhodnius prolixus (Hemiptera: Reduviidae) hematophagy: The challenge of blood intake from mouse skin. Parasitology International (Print), v. 23, p. S1383-5769, 2013.

16.
OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA CRISTINA2013OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA CRISTINA ; BERNARDES, DANIELLE ; PINTO, MAURO CUNHA XAVIER ; ARANTES, Rosa Maria Esteves ; Carvalho-Tavares, Juliana . Mice lacking inducible nitric oxide synthase develop exacerbated hepatic inflammatory responses induced by Plasmodium berghei NK65 infection. Microbes and Infection, v. 13, p. S1286-4579, 2013.

17.
BERNARDES, DANIELLE2013BERNARDES, DANIELLE ; OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA CRISTINA ; DA SILVA, THIAGO VITARELLI ; FARACO, CAMILA CRISTINA FRAGA ; LEITE, HÉRCULES RIBEIRO ; JULIANO, MARIA APARECIDA ; SANTOS, DANIEL MOREIRA DOS ; BETHEA, JOHN R ; BRAMBILLA, ROBERTA ; ORIAN, JACQUELINE M ; ARANTES, Rosa Maria Esteves ; Carvalho-Tavares, Juliana . Differential brain and spinal cord cytokine and BDNF levels in experimental autoimmune encephalomyelitis are modulated by prior and regular exercise. Journal of Neuroimmunology (Print), v. 13, p. S0165-5728, 2013.

18.
LEITE, H. R.2012LEITE, H. R. ; MOURAO, F. A. ; DRUMOND, L. E. ; FERREIRA-VIEIRA, T. H. ; BERNARDES, D. ; SILVA, J. F. ; LEMOS, V. S. ; MORAES, M. F. ; PEREIRA, G. S. ; CARVALHO-TAVARES, J. ; MASSENSINI, A. R. . Swim training attenuates oxidative damage and promotes neuroprotection in cerebral cortical slices submitted to oxygen glucose deprivation. Journal of Neurochemistry, v. 123, p. 317, 2012.

19.
QUEIROZ, Norinne Lacerda2011QUEIROZ, Norinne Lacerda ; Lima OCO ; Carneiro CM ; TEIXEIRA, A. L. ; Teixeira-Carvalho A ; ARAÚJO, M. S. S ; BRAGA, Érika Martins ; MARTINS-FILHO, O. A ; CARVALHO-TAVARES J . Plasmodium berghei NK65 induces cerebral leukocyte recruitment in vivo: An intravital microscopic study. Acta Tropica, v. 120, p. 31-39, 2011.

20.
Martin R2010Martin R ; CARVALHO-TAVARES, J. ; HERNANDEZ, M. ; Arnes M ; Ruiz-Gutierrez V ; Nieto ML . Beneficial actions of oleanolic acid in an experimental model of multiple sclerosis: A potential therapeutic role. Biochemical Pharmacology, v. 79, p. 198-208, 2010.

21.
Martin R2009Martin R ; IBEAS, E. ; CARVALHO-TAVARES J ; HERNANDEZ, M. ; Ruiz-Gutierrez V ; Nieto ML . Natural Triterpenic Diols Promote Apoptosis in Astrocytoma Cells through ROS-Mediated Mitochondrial Depolarization and JNK Activation. Plos One, v. 4, p. e5975, 2009.

22.
Dos Santos, Adriana C2008Dos Santos, Adriana C ; Roffê, Ester ; Arantes, Rosa ME ; JULIANO, Luiz ; Pesquero, Jorge L ; Pesquero, João B ; Bader, Michael ; Teixeira, Mauro M ; Carvalho-Tavares, Juliana ; CARVALHO-TAVARES J . Kinin B2 receptor regulates chemokines CCL2 and CCL5 expression and modulates leukocyte recruitment and pathology in experimental autoimmune encephalomyelitis (EAE) in mice. Journal of Neuroinflammation, v. 5, p. 49, 2008.

23.
Martin R2007 Martin R ; CARVALHO, J. ; IBEAS, E. ; HERNANDEZ, M. ; CARVALHO-TAVARES J ; Ruiz-Gutierrez V ; Nieto ML . Acidic Triterpenes Compromise Growth and Survival of Astrocytoma Cell Lines by Regulating ROS Accumulation. Cancer Research, v. 67, p. 3741-3751, 2007.

24.
AGERO, Ubirajara2007AGERO, Ubirajara ; ARANTES, Rosa Maria ; QUEIROZ, Norinne Lacerda ; MESQUITA, Oscar Nassif ; MAGALHÃES, Arinos ; SANCHEZ, Eládio F ; CARVALHO-TAVARES, J. . Effect of mutalysin II on vascular recanalisation after thrombosis induction in the ear of the hairless mice model. Toxicon, v. 50, p. 698-706, 2007.

25.
SOARES, Adriana Coelho2006SOARES, Adriana Coelho ; CARVALHO-TAVARES J ; PEREIRA, Marcos Horácio . Salivation pattern of Rhodnius prolixus (Reduviidae, Triatominae) in mouse skin. Journal of Insect Physiology, v. 52, p. 468-472, 2006.

26.
SANTOS, Adriana Carvalho dos2005SANTOS, Adriana Carvalho dos ; BARSANTE, Michele Mendes ; ARANTES, Rosa Maria Esteves ; BERNARD, Claude ; TEIXEIRA, Mauro Martins ; CARVALHO-TAVARES J . CCL2 and CCL5 mediate leukocyte adhesion in experimental autoimmune encephalomyelitis an intravital microscopy study. Journal of Neuroimmunology (Print), v. 162, p. 122-129, 2005.

27.
OSTROVSKY, L.2000 OSTROVSKY, L. ; CARVALHO-TAVARES J ; WOODMAN, R. C. ; KUBES, P. . Translational inhibition of thrombin induced E-selectin expression stimulates P-selectin dependent neutrophil recruitment. American Journal of Physiology. Heart and Circulatory Physiology, Estados Unidos, v. 278, p. H1225-H1232, 2000.

28.
CARVALHO-TAVARES J;CARVALHO J;Carvalho-Tavares, Juliana, Juliana Carvalho;TAVARES, JULIANA CARVALHO;Tavares JC2000 CARVALHO-TAVARES J; HICKEY, M. J. ; HUTCHISON, J. S. ; SUTCLIFFE, I. T. ; MICHAUD, J. ; KUBES, P. . A role for platelets and endothelial selectins in tumor necrosis factor- alpha induced leukocyte recruitment in the brain microvasculature.. Circulation Research, Estados Unidos, v. 87, p. 1141-1148, 2000.

29.
CARVALHO-TAVARES J;CARVALHO J;Carvalho-Tavares, Juliana, Juliana Carvalho;TAVARES, JULIANA CARVALHO;Tavares JC1999CARVALHO-TAVARES J; BAYON, Y. ; SANCHÉZ-CRESPO, M. . Immunoglobulin E-mediated anaphylaxis activates nuclear factor kB in rat small intestine. Inflammation Research, Suiça, v. 47, p. 265-269, 1999.

30.
CARVALHO-TAVARES J;CARVALHO J;Carvalho-Tavares, Juliana, Juliana Carvalho;TAVARES, JULIANA CARVALHO;Tavares JC1999CARVALHO-TAVARES J; FOX-ROBICHAUD, A. ; KUBES, P. . An assessment of the mechanism of juxtracrine activation and adhesion of leukocytes in liver microcirculation. American Journal of Physiology. Gastrointestinal and Liver Physiology, Estados Unidos, v. 276, p. G828-G834, 1999.

31.
CARVALHO-TAVARES J;CARVALHO J;Carvalho-Tavares, Juliana, Juliana Carvalho;TAVARES, JULIANA CARVALHO;Tavares JC1997CARVALHO-TAVARES J; MORENO, A. ; CRESPO, M. . Nitric oxide decreases intestinal haemorrhagic lesions in rat anaphylaxis independently of mast cell activation. Mediators of Inflammation (Print), Inglaterra, v. 6, p. 25-31, 1997.

32.
ALONSO, A.1995 ALONSO, A. ; CARVALHO-TAVARES J ; TORRE, S. ; NUÑEZ, L. ; BOSCÁ, L. ; CRESPO, M. . Nitric oxide synthesis in rat peritonial macrophages is induced by IgE/DNP complexes and cyclic AMP analogues. Journal of Immunology (Baltimore), v. 154, p. 6475-6483, 1995.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CARVALHO-TAVARES, J.; BRAGA, Érika Martins . Malaria. 3. ed. Princeton: Neil and Joey Granger, 2013. v. 5. 187p .

Capítulos de livros publicados
1.
CARVALHO-TAVARES J; MUSCARA, M. N. . Adhesion molecules and the endothelium. In: Protasio L. da Luz; Peter Libby;Antônio C. P. Chagas, Francisco R. M. Laurindo. (Org.). Endothelium and cardiovascular diseases: vascular biology and clinical syndromes. 1ed.London: Elsevier, 2018, v. 1, p. 189-201.

2.
CRUZ-HOFLING, M. A. ; TAVARES, JULIANA CARVALHO ; RAPOSO, C. . Phoneutria nigriventer Venom: Action in the Central Nervous System. In: P. Gopalakrishnakone; Gerardo Corzo; Maria Elena de Lima; Elia Diego-García. (Org.). Spider Venoms. 01ed.: Springer, 2016, v. 01, p. 175-202.

3.
CARVALHO-TAVARES J; MUSCARA, M. N. . Moléculas de adesão e endotélio. In: Protássio ´. da Luz; Peter Libby; Antônio C.P. Chagas; Francisco R. M. Laurindo. (Org.). Endotélio e doenças cardiovasculares biologia vascular e síndromes clínicas. 1ed.São Paulo: Atheneu, 2016, v. 01, p. 201-2014.

4.
OLIVEIRA-LIMA, ONÉSIA C. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Immune Response to Malaria Blood Stage. In: Juliana Carvalho Tavares; Érika Martins Braga. (Org.). Malaria. 1ed.Mississippi: MORGAN & CLAYPOOL LIFE SCIENCES, 2013, v. 01, p. 41-54.

5.
LIMBORCO FILHO, M. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Blood-Brain Barrier Disruption in Cerebral Malaria. In: Juliana Carvalho Tavares; Érika Martins Braga. (Org.). Malaria. 1ed.Mississippi: MORGAN & CLAYPOOL LIFE SCIENCES, 2013, v. 1, p. 73-90.

6.
CARVALHO-TAVARES J; BOTTINO, D. A. ; BOUSKELA, E. . Microvascular permeability in Diabetes. In: Schmid-Schönbein; Geert W; Neil Granger. (Org.). Molecular basis of microcirculatory disorders. Paris: Springer-Verlag, 2003, v. III, p. 545-558.

7.
CARVALHO-TAVARES J. Las bases fisiológicasde la conducta. In: José Ignacio Alonso García; Ángel Alonso García. (Org.). Psicologia Bachillerato. Madrid: Mc Graw Hill/ Interamericana de España, 1997, v. , p. 36-54.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FERRAZ, R. J. C. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Neurociências na escola: Concepções de professores da educação básica sobre as bases biológicas da aprendizagem. In: III Congresso de Inovação e metodologias no ensino superior, 2017, Belo Horizonte. Articulação ensino-pesquisa extensão. Belo Horizonte: GIZ Prograd UFMG, 2017. v. 01. p. 1-12.

2.
COSTA, L. A. ; VILELA, M. R. S. P. ; Carvalho-Tavares, Juliana . Contribuições do curso de capacitação Tópicos em Epilepsia para a reconstrução do Conhecimento em Epilepsia. In: III Congresso de Inovação e metodologias no ensino superior, 2017, Belo Horizonte. Articulação ensino-pesquisa-extensão. Belo Horizonte: GIZ Prograd UFMG, 2017. v. 1. p. 1-12.

3.
SOUZA, K. E. ; SILVA, B. C. G. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; FERRARI, R. J. . Automatic detection of leukocytes from intravital video microscopy using the phase congruency technique. In: Workshop de Visão Computacional, 2015, São Carlos. Workshop de Visão Computacional, 2015. p. 387-391.

4.
SILVA, B. C. G. ; FERRARI, R. J. ; CARVALHO-TAVARES, J. . Detection of Leukocytes in Intravital Video Microscopy Based on the Analysis of Hessian Matrix Eigenvalues. In: SIBGRAPI 2015 - XXVIII Conference on Graphics, Patterns and Images, 2015, Salvador. SIBGRAPI 2015, 2015. p. 345-352.

5.
Freire, P.G.L ; SILVA, B. C. G. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; MELO, R. F. ; BERNARDES, D. ; FERRARI, R. J. . Detection of leukocytes in intravital video images. In: X Workshop de Informática Médica, 2012, Curitiba. X Workshop de Informática Médica, 2012.

6.
SILVA, B. C. G. ; Freire, P.G.L ; Bernardes D ; CARVALHO-TAVARES, J. ; MELLO, R. F. ; FERRARI, R. J. . Intravital video microscopy stabilization applied to automatically detect and track leukocytes. In: XII Workshop de Informática Médica, 2012, Curitiba. XII Workshop de Informática Médica, 2012.

7.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, Adriana Carvalho dos ; BARSANTE, Michele ; ARANTE, Rosa Maria ; BERNARD, Claude ; TEIXEIRA, Mauro Martins . Cerebral leukocyte adhesion in vivo is dependent of RANTES and MCP-1 in oligodendrocyte glycoprotein-induced experimental autoimmune encaphalomyelitis. In: XXIX Congresso Brasileiro de Imunologia, 2004, Ouro Preto, 2004.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PINTO, C. H. V. ; Freire, P.G.L ; SILVA, B. ; BERNARDES, D. ; Tavares JC ; FERRARI, R. J. . CORREÇÃO DE ARTEFATOS DE MOVIMENTO EM IMAGENS DE VÍDEO DE MICROSCOPIA INTRAVITAL COM APLICAÇÃO NA DETECÇÃO AUTOMÁTICA DE LEUCÓCITOS. In: XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica CBEB, 2014, Uberlandia. XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica CBEB, 2014.

2.
SILVA, B. ; Freire, P.G.L ; MELLO, R. F. ; BERNARDES, D. ; Tavares JC ; FERRARI, R. J. . Tecnica de estabilizaçao de movimento em microscopia intravital utilizando métodos de co-registro de imagensGENS. In: XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica CBEB, 2014, Uberlandia. XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica CBEB, 2014. p. 193-196.

3.
TAVARES, Adriana Carvalho ; BARSANTE, Michele ; ARANTES, Rosa Maria ; PEIXOTO, Marco Aurélio Lana ; BERNARD, Claude ; JULIANO, Luiz ; TEIXEIRA, Mauro Martins ; CARVALHO-TAVARES J . Molecular mechanism involved in leukocyte recruitment on MOG 35-55-induced experimental autoimmune encephalomyelitis: an observation using intravital microscopy. In: LACTRIMS, 2004, Foz do Iguaçu. Multiple Sclerosis. London: ARNOLD, HODDER HEADLINE PLC, 2004. v. 10. p. S198.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FERRAZ, R. J. C. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; GUERRA, L. B. . Neuroscience and education: a bridge that enriches teacher practice?. In: IV Brazilian Meeting on Brain and Cognition, 2017, São Bernardo dos Campos. Abstract Books, 2017. v. 01. p. 142-143.

2.
SOARES, Adriana Coelho ; Nascimento-Araujo R ; CARVALHO-TAVARES J ; GONTIJO, Nelder F ; PEREIRA, Marcos Horácio . O papel das nitroforinas na performance alimentar de Rhodnius prolixus em hospedeiro mamífero. In: XX Congresso Brasileiro de Parasitologia, 2007, Recife. Revista de Patologia Tropical, 2007.

3.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, Adriana Carvalho dos ; BARSANTE, Michele ; ARANTE, Rosa Maria ; TEIXEIRA, Mauro Martins ; BERNARD, Claude ; JULIANO, Luiz . Molecular mechanism involved in leukocyte recruitment on MOG 35-55-induced experimental autoimmune encephalomyelitis: an observation using intravital microscopy. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation: an international symposium, 2004, Rio de Janeiro, 2004.

4.
CARVALHO-TAVARES J; AGERO, Ubirajara ; MESQUITA, Oscar Nassif ; MAGALHÃES, Arinos ; SANCHEZ, Eládio ; QUEIROZ, Norinne Lacerda . Effect of Mutalysin II on vascular recanalisation after thrombosis induction in the ear microcirculation of the hairless mice. In: XXIX Congresso Brasileiro de Imunologia, 2004, Ouro Preto, 2004.

5.
CARVALHO-TAVARES J; SOARES, Adriana Coelho ; PEREIRA, Marcos Horácio . Assessment of inflammatory mechanism induced by bloodsucking Rhodnius prolixus in the microcirculation of hairless mouse ear. In: 12 International Congress of Immunology, 2004, Montreau, 2004.

6.
SANTOS, Adriana Carvalho dos ; BARSANTE, Michele Mendes ; ARANTES, Rosa Maria Esteves ; BERNARD, Claude ; TEIXEIRA, Mauro Martins ; CARVALHO-TAVARES J . Molecular mechanism involved in leukocyte recruitment on MOG 35-55-induced experimental autoimmune encephalomyelitis: an observation using intravital microscopy. In: XII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia, 2004, Jaboticatubas, 2004.

7.
AGERO, Ubirajara ; QUEIROZ, Norinne Lacerda ; MESQUITA, Oscar Nassif ; MAGALHÃES, Arinos ; SÁNCHEZ, Eládio ; CARVALHO-TAVARES J . Effect of Mutalysin II on vascular recanalisation after thrombosis induction in the ear microcirculation of the hairless mice. In: XII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia, 2004, Jaboticatubas, 2004.

8.
CARVALHO-TAVARES J; HICKEY, M. J. ; HUTCHISON, J. ; SUTCLIFFE, I. ; MICHAUD, J. ; KUBES, P. . Importância das plaquetas e seletinas endoteliais no recrutamento de leucócitos induzido por TNF-alfa na microvasculatura cerebral. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DAS SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIEMENTAL, 2001, Caxambu, 2001.

9.
CARVALHO-TAVARES J; KUBES, P. . Molecular mechanisms underlying leukocyte recruitment in brain microvasculature. In: Federation of American Societies for Experimental Biology, 1999, Washington, 1999.

10.
CARVALHO-TAVARES J; KUBES, P. . Molecular mechanisms underlying leukocyte recruitment in brain microvasculature. In: 5th Altschul Symposium: The role of inflammation in mediating damage following stroke and neurotrauma, 1999, Saskatchewan, 1999.

11.
CARVALHO-TAVARES J; FOX-ROBICHAUD, A. ; KUBES, P. . How are the leukocytes recruited in the liver microcirculation. In: Federation of American Societies for Experimental Biology, 1998, Portland, 1998.

12.
CARVALHO-TAVARES J; GARCIA, M. E. P. L. . 3H-Choline uptake by nerve preparation of cockroach (Periplaneta americana) effect of scorpion venom. In: Simpósio da Sociedade Brasileiira de Bioquímica, 1992, Caxambu, 1992.

13.
CARVALHO-TAVARES J; SUMITANI, M. ; SANTOS, R. A. . Aumento da atividade conversora de angiotensina cardíaca na fase aguda da hipertensão renal em ratos. In: VI Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 1991, Caxambu, 1991.

14.
CARVALHO-TAVARES J; SUMITANI, M. . Influência da desnervação renal sobre o efeito da injeção central do MK422 em ratos hipertensos. In: V Reunião Anual da Federação das Sociedades de Biologia Experimental, 1990, Caxambu, 1990.

15.
CARVALHO-TAVARES J; SUMITANI, M. ; SANTOS, R. A. . Atividade da enzima conversora de angiotensina no coração de ratos hipertensos. In: V Reunião Anual da Federação daas Sociedades de Biologia Experimental, 1990, Caxambu.

16.
CARVALHO-TAVARES J. Relação entre características morfométricas de abelhas e flores tubilíferas no Campus da UFMG e arredores de Belo Horizonte-MG. In: XVI Congresso de Zoologia, 1989, João Pessoa, 1989.

Artigos aceitos para publicação
1.
SILVA, B. C. G. ; Carvalho-Tavares, Juliana ; FERRARI, R. J. . Detecting and tracking leukocytes in intravital video microscopy using a Hessian-based spatiotemporal approach', has been accepted for publication in Multidimensional Systems and Signal Processing. MULTIDIMENSIONAL SYSTEMS AND SIGNAL PROCESSING, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
Carvalho-Tavares, Juliana; SANTOS, G. C. M. . Do laboratório para opúblico: Neurocurso-Educaçao continuada e Divulgação Online de Neurociências. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
Carvalho-Tavares, Juliana; Oliveira FTM ; MENEZES, G. M. M. ; CAIXETA, L. A. B . Epilepsia sem estigma: a contribuição da Liga Acadêmica de Epilepsia (LAE). 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
Carvalho-Tavares, Juliana; CAIXETA, L. A. B ; MENEZES, G. M. M. ; Oliveira FTM . A história da epilepsia: mitos, verdades e suas repercussões na qualidade de vida dos pacientes de hoje. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
CARVALHO-TAVARES J; Fraga I . Avaliação do papel da toxina escorpiônica TsTx na microcirculação cerebral de ratos jovens. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
CARVALHO-TAVARES J; Lima OCO . Avaliação do papel da iNOS no recrutamento de leucócitos na microvasculatura cerebral no modelo experimental de malária induzido por Plasmodium berghei NK65. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CARVALHO-TAVARES J; Bernardes D ; Lima OCO . Efeitos da encefalomielite autoimune experimental (EAE) sobre a adiposidade de animais consumindo dieta normo ou hiperlipídica. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
Lourenço N ; Bernardes D ; Carvalho-Tavares, Juliana . A atuaçao da leptina em resposta inflamatória cerebral em camundongos swiss. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
Fraga I ; Filho ML ; ARANTES, Rosa Maria Esteves ; Moraes-Santos T ; MASSENSINI AR ; CARVALHO-TAVARES, J. . Avaliaçao do papel da toxina escorpiônica TSTX na microcirculaçao cerebral de ratos jovens. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
CARVALHO-TAVARES J; Martin R ; Nieto ML ; Ruiz-Gutierrez V . UTILIZACIÓN DE UN TRITERPENO PENTACÍCLICO PARA LA PREPARACIÓN DE UNA COMPOSICIÓN FARMACÉUTICA DESTINADA AL TRATAMIENTO DE LA ESCLEROSIS MÚLTIPLE. 2008.

Redes sociais, websites e blogs
1.
Carvalho-Tavares, Juliana; QUEIROZ, D. U. . Liga Acadêmica de Epilepsia-Programa AGERE. 2015; Tema: Epilepsia. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
JANIGRO, D. ; CARVALHO-TAVARES, J. . Short Course in Translational Neuroscience. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

Demais trabalhos
1.
CARVALHO-TAVARES J. Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na patogênese do Diabetes mellitus e Esclerose Múltipla-observação na microcirculação cerebral de camundongo. 2001 (Projeto para Bolsa de Produtividade em Pesquisa CNPq) .



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 CARVALHO-TAVARES J; Martin R ; Nieto ML ; Ruiz-Gutierrez V . UTILIZACIÓN DE UN TRITERPENO PENTACÍCLICO PARA LA PREPARACIÓN DE UNA COMPOSICIÓN FARMACÉUTICA DESTINADA AL TRATAMIENTO DE LA ESCLEROSIS MÚLTIPLE. 2008, Espanha.
Patente: Patente no Exterior. Número do registro: 12345, título: "UTILIZACIÓN DE UN TRITERPENO PENTACÍCLICO PARA LA PREPARACIÓN DE UNA COMPOSICIÓN FARMACÉUTICA DESTINADA AL TRATAMIENTO DE LA ESCLEROSIS MÚLTIPLE" . Depósito: 28/03/2008; Pedido do Exame: 28/03/2008; Concessão: 02/04/2008. Instituição(ões) financiadora(s): CSIC/IBGM.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OLIVEIRA, A. C. P.; MIRANDA, A. S.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Bárbara Fernandes Pinto. Avaliação do efeito do tratamento com nanopartículas contendo Angiotensina 1-7 sobre os processos neuroinflammatórios associados ao EAE. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
GONCALVES, R.; Carvalho-Tavares, Juliana; SILVA, R. F.. Participação em banca de Melissa de Carvalho Santuchi. Efeito da angiotensina-(1-7) e alamandina na polarização in vitro de macrófagos murínicos para os fenótipos M1 e M2A. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
COUTINHO, F. A.; FERREIRA, A. V. B.; MATOS, S. A.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Joyce Padilha de Melo. Mapeando as concepções de licenciandos em Ciências Biológicas sobre as relações entre Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS): uma análise ator-rede.. 2017. Dissertação (Mestrado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
GUERRA, L. B.; REIS, D. D.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Letícia Santos Guimarães. Visita a um espaço de educação não formal (museu) complementa a aprendizagem de Ciências?. 2017. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
RAHME, M. M. F.; SCALZO, P. L.; FRANCO, M. A. M.; GUERRA, L. B.; CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Raphael Júnio de Carvalho Ferraz. Capacitação básica em Neurociências e sua influência na prática pedagógica de professores do 3º ano do ensino fundamental I. 2017. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
CRUZ-HOFLING, M. A.; FERRARI, R.; HYSLOP, S.; YAMADA, A. T.; CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Edilene Siqueira Soares. Envolvimento das cavéolas na permeabilidade da barreira hematoencefálica após envenenamento por Phonetria nigriventer em ratos. 2015. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
FRANCISCHI, J. N.; Klein A; CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Ayslan Barra. Estudo do papel dos receptores ativados por protease (PAR) e PAR4 na fagocitose e ativação in vitro de macrófagos peritoneais obtidos de camundongos C57BL/6. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
AKAMI, E. H.; MUSCARA, M. N.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Flávia Neto de Jesus. Consequências da presença de periodontite induzida por ligadura em ratos sobre a resposta vasomotora ib vitro em anéis de artéria mesentérica. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Farmacologia) - Instituto de Ciências Biomédicas (USP).

9.
RIBEIRO, F. M.; CARVALHO-TAVARES, J.; de Oliveira AC. Participação em banca de Soraya Wilke Saliba. Avaliação do efeito da rapamicina sobre a neuroinflamação e neurodegeneração em modelo de excitotocidade induzido por injeção estriatal de ácido quinólico. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
MASSENSINI, A. R.; CARVALHO-TAVARES, J.; GODARD, A. L. B.; MARTINS, A. S.. Participação em banca de Sarah Fonseca Martins. Avaliação da expressão gênica de mdr1, TNF-a, ATP6ap2 e B-actina na epilepsia em modelo animal wisatr audiogênic rats. 2014. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
CARVALHO-TAVARES, J.; GARCIA, M. E.; GOMES, D. G.; RESENDE, R. R.. Participação em banca de Carolina Nunes da Silva. Análise de liberação de L_glutamato de sinaptosomas de córtex cerebral de rato pela toxina PnTx 2-6 da peçonha da aranha armadeira (Phoneutria nigriventer). Avaliação inicial da atividade do peptídeo sintético (PnTx1-9) na liberação de L-glutamato e como potenciador da função erétil. 2012. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
CARVALHO-TAVARES, J.; de Oliveira AC; Nascimento-Araujo R; ANDRADE, Sílvia Passos. Participação em banca de Marcelo Limborço Filho. Papel protetor da pioglitazona sobre a resposta neuroinflamatória em modelo de malária cerebral induzido por Plasmodium berghei ANKA. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
Botion LM; CARVALHO-TAVARES, J.; de Oliveira AC. Participação em banca de Natália Lourenço de Almeida. A influencia do estado nutricional no recrutamento leucócitario cerebral em modelo de inflamaçao sistemica aguda induzida por LPS. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
Carvalho-Tavares, Juliana; Barcelos LS. Participação em banca de Brígida Gomes de Almeida Schirmer. Participação das selectinas nas interações entre células angiogências da medula óssea e endotélio de músculos isquêmicos de membros inferiores em modelo murino. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
CARVALHO-TAVARES J; MSSENSINI, A. R.; Soares D.D.; de Oliveira AC. Participação em banca de Hércules Ribeiro Leite. Participação das vias de estresse oxidativo na neuroproteção mediada pelo treinamento físico em fatias cerebrais submetidas à privação de oxigênio e glicose. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
CARVALHO-TAVARES J; Teixeira HC; FERREIRA, A. P.. Participação em banca de Adriana Karla Gávio Silva. Avaliaçao do efeito imunomodulador do 17 beta estradiol na encefalomielite autoimune experimental murina. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

17.
CARVALHO-TAVARES, J.; GARCIA, M. E.; Chianca DA Jr; MASSENSINI, A. R.. Participação em banca de Iva Tereza Van Fraga. Avaliação do Efeito da TsTX na Microcirculação Cerebral de Ratos Jovens. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

18.
CARVALHO-TAVARES, J.; de Oliveira AC; BRAGA, Érika Martins. Participação em banca de Onesia Cristina Oliveira Lima. O envolvimento da enzima iNOS na modulação do recrutamento leucocitário cerebral e hepático em modelo experimental de malária. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

19.
ARANTES, Rosa Maria Esteves; CARVALHO-TAVARES, J.; FERREIRA, A. P.; TEIXEIRA, A. L.. Participação em banca de Flávia Cassemiro da Silva Viegas. Estudo clínico-histopatológico da encefalomielite auto-imune experimental em camundongos selvagens e deficientes para apolipoproteína-E. 2009. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

20.
Carvalho-Tavares, Juliana; FERREIRA, A. P.; Gameiro J; SOUZA, M. A.. Participação em banca de Sandra Bertelli Ribeiro de Castro. Avaliação Terapêutica de análogos da genisteína no modelo de encefalomielite autoimune experimental. 2009. Dissertação (Mestrado em Saúde) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

21.
Lopes-Ferreira F; CARVALHO-TAVARES J; TEIXEIRA, Mauro Martins; Talvani A. Participação em banca de Flávio Lopes Ferreira. Efeitos da inibição da clivagem do fator de necrose tumoral (TNF) em modelo de isquemia e reperfusao intestinal. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

22.
CARVALHO-TAVARES J; TEIXEIRA, Mauro Martins; DUTRA, Walderez Ornelas. Participação em banca de Ana Letícia de Oliveira Figueiredo Alessandri. Mecanismos envolvidos nos efeitos inibitórios do antagonista do receptor de taquicininas sobre o recrutamento de eosinófilos em um modelo de pleurisia alérgica em camundongos. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

23.
CARVALHO-TAVARES J; MACHADO, Denise Carmona Cara; FRANCISCHI, Janetti Nogueira de. Participação em banca de Gustavo Batista de Menezes. Estudo do efeito dos inibidores de ciclooxigenase sobre o recrutamento leucocitário induzido por diferentes estímulos pró-inflamatórios em ratos. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

24.
CARVALHO-TAVARES J; PEREIRA, Marcos Horácio; MACHADO, Denise Carmona Cara; RIBEIRO, Múcio Flávio Barbosa. Participação em banca de Adriana Coelho Soares. Salivação e alterações na microcirculação do hospedeiro mamífero durante o processo alimentar de traitomíneos. 2004. Dissertação (Mestrado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Teses de doutorado
1.
CARVALHO, W. A.; CASTRO, J. M. A.; GAMEIRO, J.; FERREIRA, A. P.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Flávia Márcia de Castro e Silva. Influencia da obesidade induzida por dieta hiperlipídica sobre a resposta imune em modelo experimental de alergia pulmonar. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

2.
FERREIRA, A. P.; OLIVEIRA, A. C. P.; BORGES, K. B. G.; MUSCARA, M.; KLEIN, A.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Natália Lourenço de Almeida. Avaliação da Influência da obesidade sobre a regulação b2 adrenérgica do pefil de moocitos estimulados com LPS. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
GARCIA, M. E. L. P.; GOMES, D. A.; SILVA, E. R.; BELO, C. A. D.; FIGUEIREDO, S. G.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Rosangela da Silva Lomeo. Estudo do efeito da crotoxina no sistema nervoso central: liberação de glutamato e possivel internalização da toxina. 2014. Tese (Doutorado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
MUSCARA, M. N.; FERREIRA, A. P.; SANTOS, M. J. C.; SANTOS, R. A.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Onésia Cristina Oliveira Lima. Estudo da resposta imflamatória cerebral e sistêmica induzida por LPS em camundongos geneticamente deficientes para o receptor MAS. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
MELO, G. E. B. A.; MENDONCA, V. A.; LEITE, H. R.; THOMASINI, R.; PEREIRA, L. S. M.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Wellington Gomes. Efeito modulador do exercício aeróbio sobre parâmetros clínicos, funcionais e imunológicos em idosas da comunidade com osteoartrite de joelho. 2014. Tese (Doutorado em Programa Multicêntrico de Pós-Graduação em Ciência) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

6.
CARVALHO-TAVARES, J.; OLIVEIRA, A. L. R.; MELLO, M. T.; TEIXEIRA, A. L.; Soares D.D.. Participação em banca de Danielle Bernardes. Efeitos do exercício físico regular de natação sobre o desenvolvimento e progressão da encefalomielite autoimune experimental (EAE). 2013. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
CARVALHO-TAVARES J; Frazão A; RIBEIRO, A. M; Da Cunha C; Kushmerick C. Participação em banca de Leticia de Souza Resende. Parâmetros comportamentais e Neuroquímicos em Modelo Experimental de Deficiência Grave de Tiamina. 2012. Tese (Doutorado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
CARVALHO-TAVARES J; Teixeira, Mauro M; Assreuy J; Martins MA; Pinheiro SV; Silva AC. Participação em banca de Katia Daniela da silveira. Efeito da modulação farmacológica do sistema renina-angiotensina na artrite experimental. 2010. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
Oliveira ALR; CARVALHO-TAVARES J; TEIXEIRA, A. L.; Pinho V; Savino W. Participação em banca de David Henrique Rodrigues. Estudo do papel do fator ativador plaquetário na encefalomielite autoimune experimental. 2010. Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
CARVALHO-TAVARES J; Ferro EAV; Lana M; Giunchetti RC; Carneiro CM. Participação em banca de Paula Melo de Abreu Vieira. Aspectos imunológicos da infecçao experimental em camundongos por formas tripomastigotas metacíclicas ou sanguínes do Trypanosoma cruzi. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto.

11.
CARVALHO-TAVARES J; FRANCISCHI, Janetti Nogueira de; FARSKY SH; Klein A; Teixeira CF. Participação em banca de Gustavo Batista de Menezes. Efeito de inibidores de ciclooxigenases sobre a migração de leucócitos induzida em diferentes modelos experimentais in vivo e in vitro. 2008. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
CARVALHO-TAVARES J; ANDRADE, Sílvia Passos; LEMOS, Virgínia Soares; SANTOS, Robson Augusto Sores dos; RITA; IVANITA. Participação em banca de Denise Maria Rover da Silva. Papel do receptor MAS no efeito relaxante da ANG1-7 e do AVE 0991 na aorta de camundongo e de rato. 2005. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
MIRANDA, A. S.; RAIMUNDO, V.; CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Marcus Vinícius dos Santos. As Neurociências na Mídia. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
Carvalho-Tavares, Juliana; MIRANDA, A. S.; RAIMUNDO, V.. Participação em banca de Marcus Vinicius dos Santos. Neurociências em um jornal impresso brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
FUJIWARA, R. T.; LEITE, E. A.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Juliane Souza Lanza. Formulação Lipossomal de proteína recombinante imunogênica incorporada em adesivos de microagulhas dissolvíveis para vacinação transdërmica contra Leishmaniose. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
Carvalho-Tavares, Juliana; RIBEIRO, A. M; VIEIRA, L. B.. Participação em banca de LUARA AUGUSTA DA COSTA E SILVA BRAGA BATISTA. Envolvimento do sistema endocanabinoide em modelos animais de ataque de pânico baseados da teoria do alarme falso de sufocação e na teoria serotoninérgica. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
BARCELOS, L. S.; COELHO, M. M.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Thiago Henrique Caldeira Oliveira. Papel dos receptores de quimiocinas CXCR1 e CXCR2 na lesão hepática por isquemia e reperfusão. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
COELHO, M. M.; SOUZA, L. P.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Natália Alves de Matos. Estudo do papel do receptor ativado por protease (PAR)-2 no recrutamento de leucócitos e na produção de mediadores inflamatórios na inflamação pulmonar experimental. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
TEIXEIRA, M. M.; FRANCISCHI, JANETTI NOGUEIRA; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Giselle Santos Magalhães. Estudo do papel da Angiotensina 1-7/receptor Mas na Inflamação pulmonar crônica em camundongos. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
Carvalho-Tavares, Juliana; RIBEIRO, F. M.; BARCELOS, L. S.. Participação em banca de Natália Pessoa Rocha. Caracterização imunofarmacológica e sintomas não-motores na doença de Parkinson. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
CARVALHO-TAVARES J; LEMOS, Virgínia Soares; Vasconcelos AC; Campos PP. Participação em banca de Paula Peixoto Campos. Caracterizaçao da angiogenese inflamatoria em um modelo murino de Lupus. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
CARVALHO-TAVARES J; CARMONA, D.; TEIXEIRA, Mauro Martins. Participação em banca de Gustavo Batista de Menezes. Estudo Farmacológico do citoesqueleto e das ciclooxigenases na quimiotaxia de leucócitos. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
CARVALHO-TAVARES J; HAIBARA, Andrea Siqueira; REIS, Adelina Martha dos; DUARTE, Igor Dimitri G. Participação em banca de Mirna de Azevedo Schettino. Mecanismos envolvidos no efeito vasodilatador da diocleína e floranol em anéis de artéria basilar de ratos. 2005. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Mestrado
1.
Carvalho-Tavares, Juliana; FONSECA, M. A.; REIS, D. D.. Participação em banca de Tainá Pedrosa Moreira. Educação não formal para além dos museus e centro de ciências:reflexões a partir do projeto Universidade das Crianças do Núcleo de Educação e Comunicação em Ciências da Vida. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-graduação em Educação e Docência) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
SANTOS, M. J. C.; CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Ana Soares Guida. Aplicação da metodologia investigativa em ambientes não formais: análise da influência desta construção no conhecimento biológico. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, M. J. C.. Participação em banca de Cleto Edsel Llanque Miranda Júnior. O suo de mapas conceituais como recurso didático no ensino de Biologia no Colégio Militar de Belo Horizonte. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, M. J. C.. Participação em banca de Eliane Ribeiro Magalhães. Aplicação de metodologia científica:desenvolvimento crítico e autonomia de alunos do Ensino Médio. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, M. J. C.. Participação em banca de Jerônimo Agostinho Freire. Sistematização do uso do smartphone como ferramenta pedagógica para otimizar a orientação e aprendizagem de alunos de ensino médio em sala de aula e em espaços não formais. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, M. J. C.. Participação em banca de Eufrásia Patrícia Santos Meira. Ensino investigativo como recurso didático para obter maior autonomia e criticidade dos alunos da Escola Estadual Zinha Meira. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
CARVALHO-TAVARES J; SANTOS, M. J. C.. Participação em banca de Leonardo Caldeira de Souza. Produção de vídeoaulas e uso do youtube como ferramenta de estudo no ensino de biologia. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
COSTA, F. L. P.; SOUZA, B. R.; Carvalho-Tavares, Juliana. Participação em banca de Sarah David Siqueira. A neurobiologia das emoções e sua integração com a cognição em crianças no ambiente escolar. 2018. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
AGUIAR, C. L.; MEDEIROS, D. C.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Evandro Alonso Martins. Trabalho noturno: efeitos imunofisiológicos da restrição do sono e do desalinhamento circadiano. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
GUERRA, L. B.; ROQUE, Z. M.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Raphael Júnio de Carvalho. Neurociências e Educação: uma revisão integrativa da literatura. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CARVALHO-TAVARES J; GUERRA, L. B.; GOMES, C. M. A.. Participação em banca de Kelly Tainara da Silva. Diálogos entre Neurociências e a Educação: mitos e verdades. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
GUERRA, L. B.; JAEGER, A.; CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Lúcia Cristina Monteiro. Uso de testes para promover o aprendizado de fatos da teoria da evolução. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SCALZO, P. L.; AZEVEDO, R. V. M.; CARVALHO-TAVARES, J.; VILELA, M. R. S. P.. Participação em banca de Leidiana de Almeida Costa.Contribuições do curso de capacitação Tópicos em Epilepsia para a reconstrução do conhecimento em Epilepsia. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Alexandre Santos Martorano Ferreira.Padrões de predação de ninhos em campo limpo antropizado na Serra do Cipó. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Lilia de Cassia Espírito Santo.Ocorrência, resistência à antifúngicos e fatores de virulência de Candida albicans e outras leveuras oportunistas isoladas de ambientes lacustres de MG. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Manuel Loureiro Gontijo.Efeitos do parasitismo de Struthathus flexicaulis (Mart.) Mart. (Loranthaceae) na germinação de sementes de Mimosa calodendron Mart. (Fabaceae). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
CARVALHO-TAVARES, J.. Participação em banca de Bruno Henrique Simões Moreira.Isolamento de microssatélites de Cyclopes didactylus, o tamanduá (Pilosa: Cyclopedidae). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
CARVALHO-TAVARES, J.; Pereira GS. Participação em banca de Patrícia Gonçalves de Souza.Nectários extraflorais em Philodendron sp (Araceae): distribuição e aspectos estruturais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
CARVALHO-TAVARES, J.; Pereira GS. Participação em banca de Paula Campos Junqueira Reis.Dinâmica nictemeral do CO2 na Lagoa Carioca, Parque Estadual do Rio Doce, MG. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
CARVALHO-TAVARES, J.; Pereira GS. Participação em banca de Christiane Freitas Abreu Mendes.Estudo da hipertrofia cardíaca induzida por isoproterenol em camundongos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
CARVALHO-TAVARES, J.; LEMOS, Virgínia Soares. Participação em banca de Bárbara de Freitas Magalhães.Estudo do Transcriptoma da glândula de veneno do escorpião Tityus serrulatus: foco em anotações funcionais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
CARVALHO-TAVARES, J.; Vale F. Participação em banca de Pedro Luiz Silva de Miranda.Há autocorrelação espacial em variáveis fitofisionômicas de uma floresta estacional semi-decídua secundária urbana?. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
CARVALHO-TAVARES, J.; Vale F. Participação em banca de Francisco Llamosas Baptista.Levantamento Florístico preliminar do Morro do Baú, Rio Acima, MG.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
CARVALHO-TAVARES, J.; Pereira GS. Participação em banca de Mauro Silva.Caracterizaçao do perfil hormonal e ponderal de um modelo genético de epilepsia em ratas.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
CARVALHO-TAVARES, J.; LEMOS, Virgínia Soares. Participação em banca de Renata Pimentel Rocha.Dimorfismo sexual morfométrico em Culicivora caudacuta (Aves: Tyrannidae). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
CARVALHO-TAVARES J. Participação em banca de Thiago Vitarelli da Silva.Avaliação motora e da memória do tipo declarativa hipocampo-dependente na encefalomielite autoimune exxperimental (EAE) em camundongos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CARVALHO-TAVARES J; MORAES, M. F. D.; DORETO, M. C.; ALVAIR. Concurso Público para seleção de professor substituto. 2002. Universidade Federal de Minas Gerais.

Outras participações
1.
Carvalho-Tavares, Juliana; ASTH, L.; MOTA, T. R. P.; FAGUNDES, E. S.. Comissão da seleção de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Neurociências. 2018. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CARVALHO-TAVARES, J.; MENDONZA, C. F.; MOREIRA, F.. Comissão de Seleção de Doutorado PPG em Neurociências. 2017. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
KLEIN, A.; POLETINI, M.; PEREIRA, G. S.; ROMERO, T. R. L.; CARVALHO-TAVARES J. Comissão Seleção Mestrado Programa de Pós-graduação Ciências Biológicas: Fisiologia e Farmacologia ICB. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
YEHIA, H. C.; HAASE, V. G.; CARVALHO-TAVARES, J.. Comissão da Seleção do Doutorado do Programa de Pós-graduação Em Neurociências. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
CARVALHO-TAVARES J. Avaliador da XII Encontro de Extensão (UFMG). 2009. Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
CARVALHO-TAVARES J; ALMEIDA, Alvair Pinto de; Reis HJ. Comissão de Avaliação de Estágio Probatório Prof André Ricardo Massensini. 2007. Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
CARVALHO-TAVARES J. Comissao de Avaliaçao de Monografias IV Jornada Acadêmica de Anatomia Aplicada. 2007. Faculdade de Medicina-UFMG.

8.
CARVALHO-TAVARES J; ALMEIDA, Alvair Pinto de; ANDRADE, Sílvia Passos. Banca Examinadora de Qualificação Denise Maria Rover da Silva. 2005. Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
CARVALHO-TAVARES J; DUARTE, Igor Dimitri Gama; COELHO, Márcio Mattos; REIS, Adelina Martha dos. Banca Examinadora de Qualificaçãode Luiz Claudio N Ferreira. 2004. Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
CARVALHO-TAVARES J; REIS, Adelina Martha dos; DUARTE, Igor Dimitri Gama; HAIBARA, Andrea. Banca Examinadora para Transferêcnia de nível de Mestrado para Doutorado. 2004. Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
CARVALHO-TAVARES J; MACHADO, Denise Carmona Cara; FRANCISCHI, Janetti Nogueira de. Banca Examinadora de Dissertação de Mestrado de Vanderson Assis Romualdo. 2003. Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
CARVALHO-TAVARES J; TASSO. Comissão Examinadora do Projeto de Tese da candidata Célia de Fátima Barbosa. 2003. Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
CARVALHO-TAVARES J; DUARTE, I. D.; CARMONA, D.. Exame de Qualificação de Leani Máximo Souza, intitulado Liberação de mediadores inflamatórios em cultura de leucócitos mononucleares de animais de experimentação e humanos jovens e velhos. 2002. Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
CARVALHO-TAVARES J; DUARTE, I. D.; DÉBORA. Exame de Qualificação de Kátia Lucy de Melo Maltos intitulado: Inflamação na polpa dental de ratos como modelo experimental pra drogas analgésicas e antiinflamatórias.. 2002. Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
CARVALHO-TAVARES J; SILVA, P.. Defesa de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Biologia-UERJ/Aluna Érica Patrícia Garcia de Souza. 2001. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Dia Nacional da Ciência. Viagem pelo corpo. 2018. (Exposição).

2.
III CONGRESSO BRASILEIRO DOS ACADÊMICOS DE MEDICINA I CONGRESSO ESTADUAL DOS ESTUDANTES DE MEDICINA DE SÃO PAULO. ABORDAGEM A PACIENTES COM EPILEPSIA NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. 2018. (Congresso).

3.
Purple Day.Dia mundial de Conscientização da Epilepsia. 2018. (Outra).

4.
Redes de Pesquisa, educação e tecnologias. 2018. (Outra).

5.
Satellite Event SBNeC: Shades of Interdisciplinary in Neuroscience.Why to treat experimental autoimmune encephalomyelitis (EAE) with DMF-Solid nanoparticles?. 2018. (Outra).

6.
V Congresso Brasileiro de Retórica/IV Jornadas da Associação Latino-americana de Retórica/. 2018. (Congresso).

7.
49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics. Proteinase-activated receptor (PAR)-2 blockade impairs ovalbumin-induced airway inflammation. 2017. (Congresso).

8.
Americas School of Neuroimmunology.BBB function and dysfunction. 2017. (Outra).

9.
Colóquio Educação Superior: dimensões e perspectivas transdisciplinares-desafios do Ensino Superior e EaD. 2017. (Outra).

10.
I Encontro Nacional do PROFBIO. 2017. (Encontro).

11.
III Congresso de inovação e metodologias no Ensino Superior. Neurociências na escola: Concepções de professores da educação básica sobre as bases biológicas da aprendizagem. 2017. (Congresso).

12.
III Congresso de inovação e metodologias no Ensino Superior. Contribuições do curso de capacitação Tópicos em Epilepsia para a reconstrução do Conhecimento em Epilepsia. 2017. (Congresso).

13.
II Jornada Acadêmica da Liga de Trauma e emergências.epilepsia pós-traumática:uma revisão. 2017. (Outra).

14.
II Jornada da Especialização em Neurociências.Barreira Hematoencefálica: função e disfunção. 2017. (Outra).

15.
IUPS 38th World Congress Rhythms of Life. Pulmonary and cerebral immunophysiological effects induced by the systemic administration of the herbicide paraquat. 2017. (Congresso).

16.
IUPS 38th World Congress Rhythms of Life. Dimethylfumarate associated with aerosol nanoparticles reduces clinical signs of experimental autoimmune encephalomyelitis and respiratory dysfunction in mice. 2017. (Congresso).

17.
IV Brazilian Meeting on brain and cognition.Neuroscience and education: a bridge that enriches teacher practice?. 2017. (Encontro).

18.
XI International Symposium Vasoactive Peptides.XI International Symposium Vasoactive Peptides Session I. 2017. (Simpósio).

19.
XV Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio a Pessoas com Epilepsia.Impacto das ações do Programa de Extensão AGERE na comunidade e na formação acadêmica. 2017. (Encontro).

20.
XVI Jornada de Extensão da UFMG. 2017. (Outra).

21.
XX Encontro de Extensão UFMG.Comissão de avaliação. 2017. (Encontro).

22.
I Encontro de Pesquisa e Inovação em Fisiologia e Farmacologia do ICB/UFMG.AVALIAÇÃO DOS EFEITOS CLÍNICOS DA ADMINISTRAÇÃO INTRANASAL DE NANOPARTÍCULAS CONTENDO DIMETILFUMARATO EM CAMUNDONGOS SUBMETIDOS A ENCEFALOMIELITE AUTOIMUNE EXPERIMENTAL. 2016. (Encontro).

23.
II Encontro de Neuroanatomia Clínica.Neuroanatomia aplicada à cirurgia de epilepsia: amigdalohipocampectomia seletiva: uma nova alternativa ao tratamento cirúrgico da epilepsia das estruturas mesiais do lobo temporal. 2016. (Encontro).

24.
II Jornada da Liga Acadêmica de Puericultura, Pediatria e Adolescência.Epilepsia de Ausência na Infância. 2016. (Outra).

25.
II Jornada de Neurociências da UFMG.Epilepsiae Neuroinflamação. 2016. (Outra).

26.
I Jornada Acadêmica de trauma e emergências clínicas.Status epilepticus: emergência clínica neurológica. 2016. (Outra).

27.
I Simpósio Nacional de Naobiotecnologia. 2016. (Simpósio).

28.
XIII Jornada Acadêmica de Saúde Mental (JASME).Crises epilépticas não psicogênicas:diagnóstico diferencial em epilepsia. 2016. (Outra).

29.
XII Workshop de Visão Computacional.Automated technique for in vivo analysis of leukocyte recruitment of mice brain microcirculation. 2016. (Outra).

30.
XIV Encontro da Epibrasil.O Programa de Extensão AGERE (Liga Acadêmica de Epilepsia) da UFMG: Ações voltadas para a comunidade e meio acadêmico. 2016. (Encontro).

31.
XIV Encontro da Epibrasil.Relação entre nível sócio-econômico e prevalência de epilepsia:revisão da literatura. 2016. (Encontro).

32.
XVIII Encontro de Extensão."Impacto das ações do Programa de Extensão AGERE na comunidade e na formação acadêmica". 2016. (Encontro).

33.
XV Jornada de Extensão da UFMG ? Tecnologias e Sociedade: Contribuições da Extensão. 2016. (Outra).

34.
1st Course of the Americas School of Neuroimmunology. 2015. (Outra).

35.
III International Congress of Immunopharmacology. NEUROINFLAMMATION AND NEURODEGENERATION: INDEPENDENT NEUROPATHOLOGICAL TARGETS OF EAE?. 2015. (Congresso).

36.
Seminário de epilepsia refratária/IV Seminário Centro de estudos da Clínica Neurológica e Neurocirúrgica da Santa Casa -. 2015. (Seminário).

37.
X International Symposium on Vasoactive Peptides.RENIN ANGIOTENSIN SYSTEM COMPONENTS. 2015. (Simpósio).

38.
8th International Symposium on Neuroprotection Neurorepair.Evaluation of brain inflammation in mice genetially deficient in the angiotensin-(1-7) receptor Mas during experimental endotoxemia. 2014. (Simpósio).

39.
XVII Encontro de Extensão/ UFMG Semana do Conhecimento.Impacto das ações do Programa de Extensão AGERE na comunidade e na formação acadêmica. 2014. (Encontro).

40.
XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica. Detection of Motion Blur in Intravital Microscopy Video Images via Analysis of Oriented Texture Features. 2014. (Congresso).

41.
XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica. Correção de Artefatos de Movimento em Imagens de Vídeo de Microscopia Intravital com Aplicação na Detecção Automática de Leucócitos. 2014. (Congresso).

42.
Curing th Epilesies 2013: Pathways Forward. 2013. (Congresso).

43.
VIII Workshop Educando para Epilepsia.Pesquisa em Epilepsia. 2013. (Outra).

44.
VII Simposio Internacional de Neurociencias da UFMG.Short course in Translational Neuroscience. 2013. (Simpósio).

45.
XVI Encontro de Extensão UFMG.Impacto do AGERE na comunidade e na formação acadêmica. 2013. (Encontro).

46.
XVI Encontro de Extensão UFMG.Avaliador dos Programas e Projetos de extensão. 2013. (Encontro).

47.
XVI Encontro de Extensão UFMG.Avaliação do Impacto Educativo do Curso Tópicos em Epilepsia e sua importância para o combate ao preconceito. 2013. (Encontro).

48.
XXXVII Reuniao Anual da SBNeC. Blood brain barrrier : a relevant neurovascular cross-talk bridge. 2013. (Congresso).

49.
XXXVII Reuniao Anual do SBNeC. Neuroinflammatory mechanisms in brain injury. 2013. (Congresso).

50.
21st Annual International Epilepsy Symposia. 2012. (Simpósio).

51.
Palestra no Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação/UFSCar.Mecanismos neuroimunólogicos associados a diferentes condições inflamatórias. 2012. (Outra).

52.
PPG em Ciência da Computação.Mecanismos Neuroimunológicos associados a diferentes condições inflamatórias. 2012. (Outra).

53.
XLVII Congresso Anual da SBFis. The cardiovascular response evoked by injection of NMDA into the insular cortex matches with expression of NMDA receptors NR2A and NR2B subunits. 2012. (Congresso).

54.
XXVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. O Canabidiol atenua as interações leucócito-endotélio na encefalomielite autoimune experimental em camundongos. 2012. (Congresso).

55.
I Congresso sobre Epilepsia do Vale do Aço. Liga Acadêmica de Epilepsia. 2011. (Congresso).

56.
III Seminário de Educação a Distância CAED-UFMG. 2011. (Seminário).

57.
VIII International Symposium on Vasoactive Peptides.Potential antithrombotic effect of proteolytic fraction from carica Candamarcencis latex: a study using intravital microscopy in the ear microvesels of hairless mice. 2011. (Simpósio).

58.
XIV Encontro de Extensão da UFMG.Epilepsia Sem Preconceito. Quatro anos de contribuições do Programa de Extensão Liga Acadêmica de Epilepsia (LAE-UFMG).. 2011. (Encontro).

59.
10th International Congress of Neuroimmunology. ROLE FOR iNOS IN LEUKOCYTE RECRUITMENT IN CEREBRAL AND HEPATIC MICROVASCULATURE AFTER Plasmodium berghei NK65 INFECTION.. 2010. (Congresso).

60.
II Encontro de Patologia do Programa de Pos-graduação em Patologia.Microscopia Intravital do cérebro: uma ferramenta para avaliar a interação leucócito-endotelio em diferentes condições inflamatórias. 2010. (Encontro).

61.
I Seminário Anual de Extensão da UFMG. 2010. (Seminário).

62.
XIII Encontro de Extensão UFMG.Do laboratório para o público: Neurocurso-Educação continuada e divulgação online de Neurociências. 2010. (Encontro).

63.
XVIIIEncontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia/Simpósio de Comemoração dos 10 anos do NNC.?Extensão Universitária: o papel do NNC nos últimos anos. 2010. (Encontro).

64.
II Seminário de Educação a Distância. 2009. (Seminário).

65.
XII Encontro de Extensão UFMG.Liga Acadêmcia de Epilepsia. 2009. (Encontro).

66.
XVII Ciclo de Palestras do Programa de Educação Tutorial.Técnica de Microscopia intravital para estudar a inflamação cerebral. 2009. (Seminário).

67.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.A toxina PhTx4 da aranha Phoneutria nigriventer diminui a adesão luecoictária induzida por TNFalfa na microcirculaçao cerebral de camundongos. 2009. (Encontro).

68.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.A atuação da leptina em resposta inflamatória cerebal em camundongos swiss obesos. 2009. (Encontro).

69.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.A atuaçao da leptina em resposta inflamatória cerebral em camundongos swiss. 2009. (Encontro).

70.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.Avaliação do papel da toxina TsTx na microcirculação cerebral de ratos jovens. 2009. (Encontro).

71.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.Efeitos da encefalomielite autoimune experimental (EAE) sobre a adiposidade de animais consumindo dieta normo ou hiperlipídica. 2009. (Encontro).

72.
XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia.Avaliação do papel da iNOS no recrutamento de leucócitos na microvasculatura cerebral no modelo experimental de malária induzido por Plasmodium berghei NK65. 2009. (Encontro).

73.
XXIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental- FeSBE. Avaliaçao do papel da toxina escorpiônica TSTX na microcirculaçao cerebral de ratos jovens. 2009. (Congresso).

74.
Newroscience 2008.Effect of physical exercise on seizure severity in rats prone to audiogenic seizure. 2008. (Outra).

75.
Symposium on Development & Plasticity of the nervous system. 2008. (Simpósio).

76.
XXIIIREUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DAS SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIEMENTAL. Avaliação por microscopia intravital da resposta inflamatoria cerebral após a induçao de diferentes modelos experimentais de obesidade. 2008. (Congresso).

77.
XXIII REUNIÃO ANUAL DA FEDERAÇÃO DAS SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIEMENTAL. Alteraçoes fisiológicas associadas a malária cerebral experimental induzida por Plasmodium berghei NK65 em camundongos jovens. 2008. (Congresso).

78.
7th International Congress of Comparative Physiology and Biophysics. 2007. (Congresso).

79.
XX Congresso Brasileiro de Parasitologia. Avaliação da resposta inflamatória cerebral em camundongos BALB7C e C57Bl76 infectados por Plasmodium berghei NK65. 2007. (Congresso).

80.
XX Congresso Brasileiro de Parasitologia. O papel das nitroforinas na performance alimentar de Rhodnius Prolixus em hospedeiro mamífero. 2007. (Congresso).

81.
I Congresso Mineiro de Epilepsia. 2006. (Congresso).

82.
Paraquat-induced leukocyte recruitment in the murine central nervous system: an observation by intravital microscopy. ERS. 2006. (Congresso).

83.
Potential role of secretory phospholipase A2 type II in the transition of innate to adaptative immunity during atherosclerosis. Congreso Mundial de Cardiología. 2006. (Congresso).

84.
Third International Symposium Gene & Stem Cell therapy for heart failure and other cardiovascular.Third International Symposium Gene & Stem cell therapy for heart failure and other cardiovascular diseases. 2006. (Simpósio).

85.
XIII Simpósio Internacional de Fisioterapia Respiratória.Paraquat-induced leukocyte recruitment in the murine central nervous system: an observation by intravital microscopy. 2006. (Simpósio).

86.
XXXI Meeting Brazilian Society of Immunology.Characterization of cerebral malaria pathogenesis induced by Plasmodium berghei NK65 in young Balb/c mice.. 2006. (Encontro).

87.
Congresso Iberoamericano de Neuroimunomodulação. Congresso Iberoamericano de Neuroimunomodulação. 2005. (Congresso).

88.
Effect of Mutalysin II on vascular recanalisation after thrombosis induction in the ear microcirculation of the hairless mice. XXIX Congresso Brasileiro de Imunologia. 2004. (Congresso).

89.
Effect of Mutalysin II on vascular recanalisation after thrombosis induction in the ear microcirculation of the hairless mice.XII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia. 2004. (Encontro).

90.
Estudo da interação leucócito-endotélio na microcirculação cerebral por microscopia intravital.Seminário FUNED. 2004. (Seminário).

91.
LACTRIMS. LACTRIMS. 2004. (Congresso).

92.
Molecular mechanism involved inleukocyte recruitment on MOG 35-55-induced experimental autoimmune encephalomyelitis: an observation.Nitric Oxide, Citokines and Inflammation. 2004. (Simpósio).

93.
V International Symposium on Vasoactive Peptides.Comissão de Discussão de Posters. 2004. (Simpósio).

94.
Microscopia intravital:uma ferramenta interdisciplinar.Conferência no XI Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia. 2003. (Encontro).

95.
Concuros para Professor Adjunto na ärea de Tansdução de Sinal.Segundo lugar no Concurso Publico para Professor Adjunto do Departamento de Bioquímica e Imunologia-UFMG. 2002. (Outra).

96.
.Participação na Jornada Rio-São-Paulo de Reumatologia. 2001. (Outra).

97.
Congresso Brasileiro de Imunologia. Chairman no Congresso Brasileiro de Imunologia/Módulo de neuroimunoendocrinologia. 2001. (Congresso).

98.
Mecanismos de interacción leucocito-endotélio en la microcirculación hepática y cerebral.Conferência na Sociedad Catalana de Inmunología-Barcelona-Espanha. 2001. (Seminário).

99.
Recrutamento de leucócitos na microcirulação cerebral.Seminário no Departamento de Farmacodinâmica da FIOCRUZ. 2001. (Seminário).

100.
Seminário da Pós-graduação em Biologia-Biocências nucleares.Conferência na Pós-graduação em Biologia/UERJ. 2001. (Seminário).

101.
Curso Métodos de estudo da Microcirculação. Apresentação do curso: Microcirculaçao Hepática e cerebral. 2000. (Congresso).

102.
Sinalização da indução de óxido nítrico em macrófagos por mecanismos dependentes de IgE. Mini-conferência na FeSBE/Módulo Homenagem ao Professor Flores. 1997. (Congresso).

103.
3H-Choline uptake by nerve preparation of cockroach (Periplaneta americana) effect of scorpion venom.SIMPÓSIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE BIOQUÍMICA. 1992. (Simpósio).

104.
Aumento da atividade conversora de angiotensina cardíaca na fase aguda da hipertensão renal em ratos..VI Reuniao da FESBE. 1991. (Outra).

105.
Defesa de monografia do Bacharelado de Bioquímica e Imunologia.Apresentação da monografia: Estudo da captação de 3H-colina em fatias de corda nervosa de barata (Periplaneta americana). 1991. (Seminário).

106.
Atividade da enzima conversora de angiotensina no coração de ratos hipertensos.V Reuniao da FeSBE. 1990. (Outra).

107.
.Participação na II Semana de Biologia da UFMG. 1989. (Outra).

108.
.Participação na I Jornada de Biologia da PUC-MG. 1987. (Outra).

109.
.Participação na I Semana de Biologia da UFMG. 1987. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Carvalho-Tavares, Juliana. Purple Day. 2018. (Outro).

2.
CARVALHO-TAVARES J; SEGATELLI, T. M. . I Workshop em Ensino de Biologia. 2018. (Outro).

3.
RIBEIRO, A. M ; Carvalho-Tavares, Juliana . Satellite Event SBNeC: Shades of Interdisciplinarity in Neuroscience. 2018. (Outro).

4.
Carvalho-Tavares, Juliana. XI Curso Tópicos em Epilepsia. 2018. (Outro).

5.
Carvalho-Tavares, Juliana. Purple Day. 2017. (Outro).

6.
Carvalho-Tavares, Juliana. X Curso Tópicos em Epilepsia. 2017. (Outro).

7.
Carvalho-Tavares, Juliana. Dia Nacional e Latino Americano da Epilepsia. 2016. (Outro).

8.
Carvalho-Tavares, Juliana. IX Curso Tópicos em Epilepsia. 2016. (Outro).

9.
Carvalho-Tavares, Juliana. Purple Day. 2016. (Outro).

10.
CARVALHO-TAVARES J; FLORES, C. ; CAMPOS, V. R. ; SCALZO, P. L. ; TOCATINS, R. . VIII Simpósio Internacional de Neurociências. 2015. (Outro).

11.
CARVALHO-TAVARES, J.. Blood brain barrier: a relevant neurovascular cross-talk bridge. 2013. (Outro).

12.
DORETO, M. C. ; CARVALHO-TAVARES, J. . I Encontro Metropolitano de Epilepsia. 2013. (Outro).

13.
CARVALHO-TAVARES, J.; DORETO, M. C. . VIII Workshop educando para a Epilepsia. 2013. (Outro).

14.
CARVALHO-TAVARES, J.; DORETO, M. C. . X Encontro Anual da EPIBRASIL. 2012. (Outro).

15.
Arantes, Rosa ME ; CARVALHO-TAVARES J . Mini-curso em Modelos Experimentais em Esclerose Múltipla. 2010. (Outro).

16.
Carvalho-Tavares, Juliana. XIII Encontro de Extensao UFMG. 2010. (Outro).

17.
CARVALHO-TAVARES J. XVII Encontro de Pesquisa em Fisiologia e Farmacologia. 2009. (Outro).

18.
CARVALHO-TAVARES J. VI Workshop "Educando para a Epilepsia". 2009. (Outro).

19.
CARVALHO-TAVARES J; DORETO, M. C. ; MASSENSINI AR . II Congresso Mineiro de Epilepsia. 2008. (Congresso).

20.
DORETO, M. C. ; CARVALHO-TAVARES J ; Santos MCV . I Workshop: Educando para a Epilepsia. 2007. (Outro).

21.
DORETO, M. C. ; CARVALHO-TAVARES, J. . II Workshop educando para a Epilepsia. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Sarah David Siqueira. Integração entre emoção e cognição no ambiente escolar. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

2.
Sarah Eliane de Matos Silva. Vacinação em adolescentes: a importância da educação científica no cotidiano de alunos do Ensino Médio. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

3.
Leidiana de Almeida Costa. Estudo dos marcadores moleculares associados a epilepsia refratária. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Dayenne Godoy Pellucci Maciel. Formação discente em Neurociências: uma ferramenta visando a aprendizagem significativa. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

5.
Cristiano Nogueira Santos. Aprendizagem significativa e formação de multiplicadores no espaço escolar. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Bárbara Fernandes Pinto. Avaliação neuromoduladora da Angiotensian 1-7 associada a lipossomasadministrada por via inalatória em camundongos com encefalomielite autoimune experimental. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Orientador).

2.
MOSTAFA ABDELLATIF ABDELSALAM ABDELRHEEM. Cytotoxic mechanism of a potential anticancer synthetic peptide LyeTx I_b. Início: 2015. Tese (Doutorado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Bárbara Fernandes Pinto. Ação neuromoduladora da Angiotensina 1-7 associada a lipossomas adminsitrada por via inatória em camundongos com EAE. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

2.
Letícia Santos Guimaraes. Análise do ensino de ciências com o uso de educação não formal-visitas a museu influenciam no aprendizado?. 2017. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

3.
Raphael Junio de Carvalho Ferraz. Formação básica em Neurociências e sua influência na prática pedagógica do Ensino Fundamental I. 2017. Dissertação (Mestrado em Neurociências) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

4.
Thiago Vitarelli da Silva. Avaliação dos efeitos do canabidiol sobre os eventos imunológicos e degenerativos induzidos pela encefalomielite autoimune experimental (EAE) em camundongos. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

5.
Marcelo Limborço Filho. Papel da Pioglitazona sobre o processo inflamatório cerebral em modelo de malária induzido por Plasmodium berghei ANKA em camundongos C57Bl/6. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

6.
Natália Lourenço de Almeida. A influencia do estado nutricional no recrutamento leucocitário cerebral em modelo de inflamaçao sistêmica aguda induzida por LPS. 2011. Dissertação (Mestrado em Fisiologia e Farmacologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

7.
Onésia Cristina Oliveira Lima. Importância da iNOS no recrutamento de leucócitos na microvasculatura cerebral e hepática em Modelo Experimental de Malária. 2010. Dissertação (Mestrado em Fisiologia e Farmacologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

8.
Iva Tereza Van Fraga. Avaliação do efeito da TsTX na microcirculação cerebral de ratos jovens. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

9.
Flávia Cassemiro da Silva Viegas. Estudo clínico-histopatológico da encefalomielite auto-imune experimental em camundongos selvagens e deficientes para apoliproteína-E. 2009. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Juliana Carvalho Tavares.

10.
Norinne Lacerda Queiroz. Avaliação da resposta inflamatória cerebral em camundongos BALB/c e C57Bl/6 infectados por Plasmodium berghei cepa NK65. 2007. Dissertação (Mestrado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

11.
Flávia Cassemiro Viegas. Estudo clínico-histopatológico da Encefalomielite Autoimune Experimental em camundongos selvagens e deficientes para apolipoproteína E. 2007. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Juliana Carvalho Tavares.

12.
Adriana Coelho Soares. Salivação e alterações na microcirculação do hospedeiro mamífero durante o processo alimentar de triatomíneos. 2004. Dissertação (Mestrado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Juliana Carvalho Tavares.

Tese de doutorado
1.
Natália Lourenço de Almeida. Avaliação da influência da obesidade sobre a regulação B2 adrenérgica do perfil de monócitos estimulados com LPS. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

2.
Onésia Cristina Oliveira Lima. Estudo da resposta imflamatória cerebral e sistêmica induzida por LPS em camundongos geneticamente deficientes para o receptor MAS. 2014. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

3.
Danielle Bernardes. Efeitos do exercício físico regular de natação sobre o desenvolvimento e progressão da encefalomielite autoimune experimental (EAE). 2013. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

4.
Adriana Carvalho dos Santos. Estudo in vivo do papel das quimiocinas e dos receptores de bradicinina, B1 e B2, no recrutamento de leucócitos na microvasculatura cerebral de camundongos com Encefalomielite Autoimune Experimental. 2006. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Juliana Carvalho Tavares.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Sarah David Siqueira. A integração entre emoção e cognição em crianças no ambiente escolar. 2018. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

2.
Evandro Alonso Martins. Trabalho noturno: efeitos imunofisiológicos da restrição do sono e do desalinhamento circadiano. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Neurociências e suas fronteiras) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

3.
Leonardo Silva Augusto. Recrutamento de leucócitos no sistema nervoso central de camundongos após a induçao da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) por paraquat. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Fisioterapia Respiratória) - Centro Universitário de Belo Horizonte. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

4.
Igor Generoso Magalhaes. Recrutamento de leucócitos no sistema nervoso central de camundongos após a induçao da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) por paraquat. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Fisioterapia Respiratória) - Centro Universitário de Belo Horizonte. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

5.
Eduardo Brandao Azevedo. Recrutamento de leucócitos no sistema nervoso central de camundongos após a induçao da síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) por paraquat. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Fisioterapia Respiratória) - Centro Universitário de Belo Horizonte. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Lorena Natasha Brito Ribeiro. Avaliação dos efeitos clínicos e inflamatórios de nanopartículas contendo dimetilfumarato em camundongos submetidos a encefalomielite autoimune experimental. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

2.
Leidiana de Almeida Costa. Contribuições do curso da capacitação tópicos em Epilepsia para a reconstrução do conhecimento em Epilepsia. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Enfermagem) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

3.
Camila Cristina Fraga Faraco. Estudo longitudinal do escore clinico e do recrutamento leucocitario na encefalomielite autoimune experimental em camundongos WT e ApoE-/-. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

4.
Thiago Vitarelli da Silva. AVALIAÇÃO MOTORA E DA MEMÓRIA TIPO DECLARATIVA HIPOCAMPO-DEPENDENTE NA ENCEFALOMIELITE AUTOIMUNE EXPERIMENTAL (EAE) EM CAMUNDONGOS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

5.
Norinne Lacerda Queiroz. Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na patogênese da maláriacerebral experimental por microscopia intravital. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

Iniciação científica
1.
Lorena Natasha Brito Ribeiro. Avaliação dos efeitos clínicos e inflamatórios de nanopartículas contendo dimetilfumarato em camundongos submetidos a encefalomielite autoimune experimental. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

2.
Leonardo Teotonio Machado. Avaliação dos mecanismos moleculares associados disfunção da BHE induzidos pelo sintético PnPP-19. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Farmácia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

3.
Denison Alves Pedrosa. Papel das cavéolas na ativação de células endoteliais e migração transcelular de leucócitos através da barreira hematoencefálica no modelo de EAE. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

4.
Thiago Vitarelli da Silva. AVALIAÇÃO MOTORA E DA MEMÓRIA TIPO DECLARATIVA HIPOCAMPO-DEPENDENTE NA ENCEFALOMIELITE AUTOIMUNE EXPERIMENTAL (EAE) EM CAMUNDONGOS. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

5.
Camila Cristina Fraga Faraco. Estudo longitudinal do escore clinico e do recrutamento leucocitario na encefalomielite autoimune experimental em camundongos WT e ApoE-/-. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

6.
Naiara de Sá Reis. Estudo da disfunção endotelial na microcirculação cerebral após a indução de um modelo experimental de obesidade em camundongos. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Nutrição) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

7.
Marcelo Limborço Filho. Toxinas de serpentes e sua importância clínica na trombose cerebral. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

8.
Leidiane Miranda. Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envovlvidos na patogênese da malária cerebral experimental em camundongos balb-c. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

9.
Raphaela Menin Franco Martins. Papel das plaquetas no recrutamento de leucocitos após a induçao de malaria experimental por Plasmodium berghei NK65 em camundongos jovens. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.

10.
Norinne Lacerda Queiroz. Estudo dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos na patogênese da maláriacerebral experimental por microscopia intravital. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Juliana Carvalho Tavares.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
CARVALHO-TAVARES, J.; BRAGA, Érika Martins . Malaria. 3. ed. Princeton: Neil and Joey Granger, 2013. v. 5. 187p .


Redes sociais, websites e blogs
1.
Carvalho-Tavares, Juliana; QUEIROZ, D. U. . Liga Acadêmica de Epilepsia-Programa AGERE. 2015; Tema: Epilepsia. (Site).



Outras informações relevantes


Professora Orientadora do Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia), do Departamento de Fisiologia e Biofísica, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais

Professora Orientadora do Programa de Pós-graduação em Neurociências, Universidade Federal de Minas Gerais



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 12:39:49