Luis Gustavo Molinari Mundim

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6109924220347252
  • Última atualização do currículo em 30/08/2018


Doutorando em História Social da Cultura pela UFMG. Mestre e graduado em História pela mesma instituição. Analista de Gestão Proteção e Restauro do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA/MG (admissão por concurso), atualmente ocupa a Gerência de Identificação e Pesquisa ? GIP. Trabalhos desenvolvidos em temas da História e da Cultura, com ênfase em História do Brasil ? Colônia e Império, Cartografia Histórica, Escravidão Negra, Dinâmicas de Mestiçagem na Ibero-América, Escravidão nos Charcas, História Social da Cultura, atuando principalmente na extensão universitária; educação; ensino, produção de material didático. Experiência em Patrimônio Cultural em geral, especialmente na execução e coordenação de inventário de bens culturais materiais e imateriais, processos de Registro de Bens Culturais Imateriais, Mapas de Percepção, Tombamentos, laudos técnicos, Planos de Salvaguarda, mobilização social, treinamentos de equipes, cursos de formação. Experiência na avaliação, elaboração e execução de projetos no âmbito do Patrimônio Cultural. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luis Gustavo Molinari Mundim
Nome em citações bibliográficas
MOLINARI, Luis G.;MUNDIM, Luis G. M.;MOLINARI, L.G.;MUNDIM, L.G.M.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, Diretoria de Proteção e Memória, Gerência de Identificação e Pesquisa - GIP.
Praça da Liberdade S/N
Funcionários
30140010 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 32352800
Ramal: 2881
URL da Homepage: http://www.iepha.mg.gov.br/


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: NEGROS, MESTIÇOS E MULATOS NA AUDIÊNCIA DOS CHARCAS ENTRE OS SÉCULOS XVI ? XIX: DINÂMICAS DE MESTIÇAGENS, ESCRAVIDÃO, SOCIABILIDADES E CULTURA EM PERSPECTIVA COMPARADA ? IBERO - AMÉRICA.,
Orientador: Eduardo França Paiva.
Palavras-chave: Charcas; Dinâmicas de Mestiçagens; Escravidão; Bolívia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Escravidão..
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América / Especialidade: História Latino-Americana.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico; Educação.
2007 - 2009
Mestrado em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: De José Joaquim da Rocha a Frederich Wagner: civilização, nativos e colonos nas representações graficas do sertão leste de Minas Gerais (1778 - 1855),Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Júnia Ferreira Furtado.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Sertão; Mapas; Apropriação; Leste Minas Gerais; Ocupação; Cartografia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil Império.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Cartografia Histórica.
2002 - 2005
Graduação em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
1993 - 1996
Curso técnico/profissionalizante.
Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, CEFET/MG, Brasil.




Formação Complementar


2014 - 2014
Paisagem Cultural como Patrimônio. (Carga horária: 20h).
Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, IEPHA/MG, Brasil.
2013 - 2013
Patrimônio Imaterial: fortalecendo o Sistema. (Carga horária: 65h).
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - DF, IPHAN/DF, Brasil.
2011 - 2011
ArcGis. (Carga horária: 40h).
Virtual CAD Ltda., VCAD, Brasil.
2010 - 2010
Desenvolvimento de Equipes. (Carga horária: 20h).
Fundação de Educação para o trabalho de Minas Gerais, UTRAMIG, Brasil.
2009 - 2009
PHOTOSHOP. (Carga horária: 54h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC Minas, SENAC/MG, Brasil.
2009 - 2009
Cidade, História, Patrimônio - Módulo I. (Carga horária: 15h).
Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, IEPHA/MG, Brasil.
2009 - 2009
Indicadores para Contratualização. (Carga horária: 8h).
Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, SEPLAG-MG, Brasil.
2009 - 2009
Ética Pública. (Carga horária: 2h).
Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, SEPLAG-MG, Brasil.
2008 - 2008
Capacitação de Metas - Alinhamento Estratégico BSC. (Carga horária: 36h).
Fundação João Pinheiro, FJP, Brasil.
2004 - 2004
As flores do Mal colhidas na primavera dos povos:. (Carga horária: 8h).
Associação Nacional de História - Seção Minas Gerais, ANPUH/MG, Brasil.
2004 - 2004
Encontro com o museu. (Carga horária: 4h).
Museu Histórico Abílio Barreto, MHAB, Brasil.
2002 - 2002
Auditores Internos - SEBRAE/MG. (Carga horária: 16h).
Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Belo Horizonte, SEBRAE/MG, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artistico de Minas Gerais, IEPHA-MG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Conselheiro - CONEP
Outras informações
Conselheiro eleito do Conselho Estadual de Patrimonio Cultural de Minas Gerais - CONEP/MG Compete ao Conselho Estadual do Patrimônio Cultural, nos termos da Lei Delegada nº170, de 25 de janeiro de 2007: I - deliberar sobre políticas, diretrizes e outras medidas de tutela patrimonial, com vistas a orientar a formulação de metas para a atuação dos órgãos gestores estaduais na área patrimonial; II - definir as prioridades do Estado quanto ao oferecimento de bens e serviços na área do patrimônio cultural, com base em estudos e pesquisas realizadas por instituições públicas e privadas e pela comunidade; III - aprovar planos de proteção, conservação, revitalização e intervenção de bens culturais protegidos, de propriedade pública ou privada; IV - decidir sobre o tombamento e o registro de bens, determinando a sua inscrição no Livro de Tombo e no Livro de Registro, respectivamente; V - decidir sobre o cancelamento de tombamento, instruindo os processos para homologação pelo Secretário de Estado de Cultura, no caso de tratar-se de bens particulares, e pelo Governador, no caso de bens públicos; VI - propor a concessão de titulo honorífico, comenda ou condecoração para pessoas e instituições que se destacarem na preservação do patrimônio histórico, artístico e natural do Estado; e VII - fomentar a constituição e o funcionamento dos Conselhos Municipais do Patrimônio Cultural.

Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Gerente de Patrimônio Imaterial, Carga horária: 40
Outras informações
A Gerência de Patrimônio Imaterial trabalha com o Registro e Inventário do Patrimônio Cultural de natureza imaterial de Minas Gerais. Pela legislação o Patrimônio Imaterial está dividido nas seguintes categorias: Saberes, Celebrações, Formas de Expressão, Lugares e outros que não se enquadrem em nenhuma das definições anteriores. A gerência é responsável pela instrução de processos de registro, bem como pela elaboração de planos de salvaguarda para os bens de interesse cultural do estado.

Vínculo institucional

2010 - 2016
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro de Comissão de Etica
Outras informações
A Comissão é encarregada de orientar e aconselhar sobre a ética profissional do servidor público, no tratamento com as pessoas e com o patrimônio público, conforme o decreto nº 43.673/03, criou o Conselho de Ética Pública e o Código de Conduta Ética do Servidor Público e da Alta Administração Estadual.

Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Conselheiro Conselho Curador IEPHA/MG
Outras informações
Conselheiro eleito do Conselho curador do Instituto Estadual do Patrimonio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Conforme estabelecido no art. 5 do Decreto 45850, de 28 de dezembro de 2011, que contém o Estatuto do IEPHA/MG, compete ao Conselho Curador desta instituição: I - deliberar sobre a política de gestão do patrimônio e receita do IEPHA-MG; II - deliberar sobre o plano de ação e o orçamento anual do IEPHA-MG; III - deliberar sobre a prestação de contas anual e a situação econômica e financeira do IEPHA-MG; IV - decidir, em última instância, sobre recursos interpostos contra decisões do Presidente; V - estabelecer os critérios e valores dos serviços prestados pelo IEPHA-MG; e VI - elaborar e aprovar o seu Regimento Interno; e VII -propor ao Governador do Estado alterações no Estatuto da Fundação.

Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista de Gestão Proteção e Restauro, Carga horária: 40
Outras informações
Admissão por Concurso Público.

Atividades

09/2007 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, SEC - Secretaria de Estado de Cultura, .

Cargo ou função
Coordenador - Analista Membro da CTAP - Comissão Técnica de Avaliação de Projetos criada para analisar os projetos apresentados na Lei de Incentivo a Cultura do Estado de Minas Gerais. Participação como coordenador da Câmara de Preservação e restaura.
08/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , GPI - Gerência de Patrimônio Imaterial, .


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Membro Grupo de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Grupo de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 2
Outras informações
Ministrou a Diciplina: O sertão mineiro e suas representações: séculos XVIII e XIX O objetivo básico da disciplina é refletir sobre o Sertão e sobre os diferentes imaginários a ele associado ao longo do tempo. A proposta é debater o sertão de modo geral e especificamente o sertão mineiro do século XVIII até meados do XIX. A idéia é utilizar os mitos de fundação, os relatos dos aventureiros e viajantes, da cartografia e da historiografia.

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Bolsista, Carga horária: 40
Outras informações
Bolsista no Centro de Memoria da Medicina na UFMG. Orientação Prof.Dr(a) Rita de Cassia Marques Bolsista na Escola de Arquitetura da UFMG. Orientação Prof. Dr.(a) Fernanda Morais

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Bolsa, Enquadramento Funcional: Pesquisador Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto de Bolsas Acadêmicas Especiais (PAE) Pesquisa e Produção de Material Didático para o Ensino de História do Brasil Colonial e República. Coordenado pelo Prof. Luiz Carlos Villalta e pela Profª Priscila Brandão Antunes. Sistematização e a organização de fontes secundárias (bibliografias, filmes, iconografia, canções, objetos, mapas, linhas do tempo, esquemas, jogos didáticos etc.) e testemunhos históricos (documentos impressos, documentos manuscritos, imagens, vestígios materiais etc.) para uso no ensino de história nas escolas de nível fundamental e médio.

Atividades

03/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de História.

7/2004 - 12/2004
Estágios , Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de História.

Estágio realizado
PAE - Pesquisa e Produção de Material Didático Brasil Colônia..

Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Intercâmbio Profissional, Enquadramento Funcional: Professor visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Participação no programa de intercambio profissional do Ministério da Cultura do Brasil - MinC, no Máster en Gestión del Patrimonio Historico y Cultural da Universidad Complutense de Madrid. * Coordenação do projeto para a publicação de la 2ª edición de las Mesas de Dialogo del MGPHC: La gestión en torno al Patrimonio Inmaterial Cultural. experiencias en Espana, Portugal y Brasil. *Coordenação del Grupo de Estudios del Patrimonio Cultural Inmaterial. *Desenvolvimento do programa referente ao Patrimonio Cultural Imaterial. *Aulas ministradas de PCI no Museo de Antropologia de Madrid.


Secretária do Estado da Educação, SEE, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de História, Carga horária: 20
Outras informações
Professor ensino fundamenmtal e médio da rede estadual Admissão por Concurso Público.

Atividades

01/2006 - 08/2006
Ensino,

Disciplinas ministradas
História

Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, SEC-MG, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Parecerista Fundo Estadual de Cultura - FEC, Carga horária: 5
Outras informações
Parecerista de Projetos na área de Patrimônio Cultural no Fundo Estadual de Cultura - FEC/MG http://www.cultura.mg.gov.br/gestor-cultural/fomento/fundo-estadual-de-cultura

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Coordenador - Parecerista, Enquadramento Funcional: Coordenador - Parecerista, Carga horária: 5
Outras informações
Coordenador - Analista Membro da CTAP - Comissão Técnica de Avaliação de Projetos criada para analisar os projetos apresentados na Lei de Incentivo a Cultura do Estado de Minas Gerais. Participação como coordenador da Câmara de Patrimônio Material, Imaterial Artesanato e folclore.

Vínculo institucional

2007 - 2013
Vínculo: Parecerista, Enquadramento Funcional: Coordenador - Parecerista, Carga horária: 5
Outras informações
Coordenador - Analista Membro da CTAP - Comissão Técnica de Avaliação de Projetos criada para analisar os projetos apresentados na Lei de Incentivo a Cultura do Estado de Minas Gerais. Participação como coordenador da Câmara de Patrimônio Material, Imaterial Artesanato e folclore.

Atividades

08/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura, .

Cargo ou função
Analista da Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP.
08/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura, .

Cargo ou função
Analista da Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP.

Centro Universitário de Belo Horizonte, UniBH, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor na pós graduação, Enquadramento Funcional: Professor Contratado, Carga horária: 20
Outras informações
Lecionei a disciplina "Projetos de Intervenção: Inventários" no curso de Gestão do Patrimônio Histórico e Cultural do Departamento de pós-graduação do UNIBH.



Linhas de pesquisa


1.
Escravidão, mestiçagem, trânsito de culturas e globalização - séculos XV a XIX - UFMG/CNP

Objetivo: Escravidão, mestiçagem, trânsito de culturas e globalização - séculos XV a XIX. Criado e aprovado pela Câmara Departamental em 2005 O grupo congrega pesquisadores, estudantes de pós-graduação, de graduação e participantes externos que se dedicam a temas relacionados à história da escravidão moderna, no Brasil e no exterior, incluindo temas comparativos; à história da hibridação biológica e cultural; à história dos trânsitos culturais e materiais entre as Américas, a África, a Ásia e a Europa, entre os séculos XV a XIX, em uma perspectiva de globalização que se tornava cada vez mais intensa e complexa; à história da presença de africanos e de seus descendentes no Mundo Moderno. Os estudos produzidos pelos membros do Grupo pretendem ser inovadores, reexaminando temas, períodos e interpretações, explorando novas possibilidades historiográficas, conceituais, assim como, lançando mão de fontes as mais diversas, desde manuscritos e impressos, até a iconografia e a oralidade. Entre os produtos a serem oferecidos pelo grupo contam-se encontros e seminários (o líder coordena o Simpósio Escravidão e Mestiçagens); publicações, teses de doutorado e dissertações de mestrado; monografias de bacharelado e de especialização; apresentação de trabalhos em congressos nacionais e internacionais; participação em grupos de pesquisa nacionais e internacionais (Las fronteras e sus ciudades - s.XVI-XVIII EEHA/CSIC-Sevilla - Dicionário Histórico das Mestiçagens nos Mundos Ibéricos; GDRI Esclavages CNRS-EHESS). O grupo pretende, também, servir de suporte para a formação de novos pesquisadores dessa área temática.. O primeiro livro do grupo é recente: PAIVA, Eduardo França & IVO, Isnara Pereira. (orgs.) Escravidão, Mestiçagem e Histórias Comparadas. São Paulo/Belo Horizonte: Annablume/PPGH-UFMG, 2008. Coleção Olhares..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna..
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Escravidão..
Palavras-chave: Escravidão; Mestiçagem; História Social da Cultura.
2.
Inventário do Patrimônio Cultural

Objetivo: Objetivo inventariar o acervo cultural de Minas Gerais nas suas diversas naturezas, como os bens materiais e imateriais e também mais amplas categorias, bens moveis, integrados, estruturas arquitetônicas e urbanísticas, celebrações, saberes, lugares, formas de expressão e outros...
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Arquitetura e Urbanismo.
Setores de atividade: Atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental; Atividades Recreativas, Culturais e Desportivas.
Palavras-chave: Patrimônio Cultural; Patrimônio Imaterial; IPAC; Bens Culturais.
3.
Patrimônio e Cultura Imaterial

Objetivo: O objetivo da linha é pesquisar e discutir sobre as diversas expressões culturais do patrimônio vivencial brasileiro, suas relações com a materialidade, suas dinâmicas e abordagens..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana.
Setores de atividade: Atividades ligadas ao patrimônio cultural e ambiental.
Palavras-chave: Patrimônio Cultural; Cultura Popular; Inventário; Registro; Patrimônio Cultural Imaterial - PCI.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Obras do Arquiteto Oscar Niemeyer em Minas Gerais
Descrição: O projeto Inventário das Obras do Arquiteto Oscar Niemeyer no estado de Minas Gerais - propõe ampliar e consolidar o conhecimento da produção deste grande expoente da arquitetura modernista do século XX e o seu legado em território mineiro. A Gerência de Identificação e Pesquisa ? GIP, em levantamento preliminar, identificou diversos projetos de autoria do arquiteto no estado que serão devidamente pesquisados no intuito de conhecer, preservar e valorizar a memória e a contribuição desse importante expoente do modernismo. Além das edificações o projeto tem por objetivo identificar os bens culturais associados a essa arquitetura tais como jardins, esculturas, painéis, e outros elementos integrados que foram mobilizados pelo arquiteto. Além da pesquisa histórica, o projeto irá visitar cada uma das edificações fazer a descrição e verificar o estado de conservação dos edifícios..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / André de Sousa Miranda - Integrante / Yukie Noce Watanabe - Integrante / Valéria Tavares Pezzini - Integrante / Bruno Batista Fioravanti - Integrante / Maria Clara Lara Ferreira - Integrante / Letícia Bezerra de Vasconcellos - Integrante / Matheus Lima Orlando - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Bolsa.Número de orientações: 3
2017 - Atual
Arte em Barro: Ceramica do Vale do Jequitinhonha
Descrição: O artesanato em barro feito na região do Vale do Jequitinhonha concentra, em sua arte, e especialmente em seus artistas uma infinidade de influências de diversos grupos formadores da cultura em Minas Gerais. Oriunda da confluência de matrizes indígenas, africanas e portuguesas, a cerâmica proveniente do barro é utilitária e artística, mas também identitária e tradicional. A importância desse saber motivou o IEPHA/MG a iniciar os estudos para reconhecer o artesanato em barro do Jequitinhonha como patrimônio cultural de Minas Gerais. O Cadastro irá ajudar a conhecer um pouco mais sobre esse universo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 1
2017 - Atual
Violas: O fazer e o tocar em Minas Gerais
Descrição: A diversidade cultural encontrada no estado de Minas é reflexo dos inúmeros grupos sociais que aqui chegaram, em diferentes períodos históricos. Tais grupos contribuíram para compor a complexa rede de trocas simbólicas que conformam a chamada cultura mineira. Ao remeter às produções culturais do estado, é notório encontrar certas práticas e expressões que se tornaram signos de identificação, posto que orientam grupos e pessoas para além de suas experiências locais. É o caso das violas que, apesar de presente em variadas regiões do país, assumem uma importância particular em Minas Gerais onde estruturam diversas práticas coletivas nas quais o instrumento e o violeiro possuem diferentes funcionalidades. A viola não se desvincula do tocador que, por sua vez, não separa sua música do universo cultural no qual se insere. O violeiro e o fazedor de violas trazem um conhecimento ancestral, geralmente herdado dos pais ou avós, e contribuem para a manutenção desse saber e dessa forma de expressão que são parte formadora da riqueza cultural do estado. Além de estar fortemente vinculada às celebrações religiosas, como Folias, Congado, Danças de São Gonçalo, a viola é peça importante em formas de expressão como a Catira do Triângulo e Sul de Minas, o Batuque e o Lundu, presentes na região Norte, além de ser o principal instrumento que simboliza e identifica a chamada música caipira, tão difundida e tocada em todo o território mineiro. É com base nessa capacidade criativa e dinâmica da viola que o seminário Violas: o fazer e o tocar em Minas Gerais foi pensado. Pretende-se nesses dois dias de encontro estabelecer com os convidados, pesquisadores, tocadores, mestres e construtores de violas, uma imersão na história e no universo cultural e simbólico da viola no Brasil e em Minas Gerais, buscando compreender as relações deste instrumento com as vivências coletivas, religiosas e indentitárias do povo mineiro. O projeto visa reconhecer os saberes e formas de expressões ligadas à viola como patrimônio cultural imaterial do estado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante / Bianca Silva - Integrante / Breno Trindade da Silva - Integrante / Françoise Jean de Oliveira Souza - Integrante / Guilherme Eugênio Moreira - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 3
2014 - 2016
Folias de Minas - Mapeamento e pesquisa para fins de Registro das folias, ternos, charolas e festas de Reis de Minas Gerais
Descrição: O objetivo do projeto é identificar, reconhecer, valorizar e salvaguardar os bens culturais associados as Folias de Minas, tais como Folia de Reis, de São Sebastião, do Divino e outras expressões culturais com dinâmicas semelhantes existentes no estado de Minas Gerais. O projeto prevê a execução de quatro etapas e esta corresponde a primeira etapa que é a do mapeamento e do levantamento das referencias culturais..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante / Breno Trindade da Silva - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 3
2014 - Atual
DINÂMICAS DE MESTIÇAGENS, TRABALHO COMPULSÓRIO E RELAÇÕES SOCIAIS NO MUNDO IBERO-AMERICANO, ENTRE OS SÉCULOS XVI E XVIII ESFORÇO DE COMPARAÇÃO
Descrição: Mestizo (filho de espanhol e índia, mais tarde empregado generalizadamente a filhos de pais de diferentes qualidades ou castas ) foi termo empregado já nas primeiras décadas posteriores à chegada dos ibéricos nas terras batizadas como Novo Mundo. O termo já existia em línguas latinas desde, pelo menos, o século XII, mas seu uso corriqueiro para identificar seres humanos ocorreu no continente recém-conquistado, naturalizando-se aí. Alternando-se entre o incentivo e a condenação oficiais, a mistura biológica e cultural foi fenômeno social que encontrou campo fértil de norte a sul das Américas, desde o fim do século XV. O crescimento vertiginoso da população de mestiços esteve associado às formas de trabalho compulsório empregadas nas áreas espanhola e portuguesa e acentuou-se ainda mais com a entrada de milhões de negros africanos escravizados. O fato é que desde então houve preocupação das autoridades e, também, da população como um todo, em entender, identificar, controlar, julgar, nomear e classificar tanto indivíduos e grupos matrizes , os que na época não eram considerados produtos de misturas, naturais (índios), europeus, negros e crioulos , quanto os resultantes das mesclas biológicas e culturais americanas, todos partícipes do que tenho denominado dinâmicas de mestiçagens. Os processos históricos aqui entendidos como dinâmicas de mestiçagens, não se definiram a partir da fusão entre puros (agentes, culturas, sangue ) e diferentes ou entre puros e impuros, como alguns de seus críticos talvez ressalvassem. Não obstante, é fundamental lembrar que os discursos e as representações portanto, dimensões históricas de pureza foram concretos e determinantes nesse contexto e que eles sustentaram as classificações e hierarquizações sociais. Não penso em sociedades unificadas ou padronizadas sob um modelo mestiço, mas, ao contrário, penso em realidades nas quais conviveram produtos mistos e matrizes originais, muitas vezes tratadas como genuínas ou puras gente, nações , castas , sangue , culturas, tradições. A característica principal, portanto, era a diversidade de um conjunto e não a sua unicidade, ainda que formada a partir de vários elementos. Daí ressaltar-se a dinâmica e não o estático ou o dado e imóvel. Daí, também, indicar-se, claramente, que essas dinâmicas de mestiçagens não se definiam apenas pelos produtos mestiços seres, objetos, imagens, formas de viver e de pensar, culturas. Elas emergiam do seio de um processo complexo, do qual não se excluíam o que se queria ou se definia impermeável e imaculado. Essas dinâmicas, então, não se restringiam ao misto e para existirem, abarcavam e incorporavam ao seu fazer-se as matrizes originais, ainda que representadas como puras e imutáveis. A documentação oficial produzida desde então e, por vezes, no seio desses processos históricos, assim como a iconografia coeva, as crônicas de viajantes, religiosos, juristas, administradores e, também, as escritas por índios e por mestiços, são todas fontes pródigas em descrever essas dinâmicas e seus agentes. A proposta apresentada aqui quer dar continuidade às investigações sobre essa temática já iniciadas há 12 anos e que carecem ainda de muito maior aprofundamento, da ampliação do corpus de fontes a serem examinadas e da ampliação das variáveis a serem analisadas. A intenção é seguir estudando as dinâmicas de mestiçagens ibero-americanas em perspectiva comparada, continuando a considerar suas características similares e distintas nas várias regiões; os impactos sentidos outrora e hoje; as formas de entendê-las no passado e no presente, tanto por parte de mestiços, quanto por parte dos não-mestiços...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Eduardo França Paiva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Outra.
2012 - 2016
Ritos da Quaresma e Semana Santa
Descrição: Projeto visa pesquisa os ritos e celebrações existentes no período da Quaresma e Semana Santa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Ailton Batista da Silva - Integrante / Fabiele Cristina Soares - Integrante / Leonardo Augusto Silva de Freitas - Integrante / Mariana Rabêlo Farias - Integrante / Bruna Luisa de Paula - Integrante / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante / Adalberto Andrade Mateus - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 4
2012 - 2014
Inventário para Fins de Registro da Comunidade dos Arturos - Contagem/MG
Descrição: A Comunidade do Arturos, localizada em Contagem na região metropolitana de Belo Horizonte, é uma comunidade familiar e, segundo seus membros, ?há mais de 100 anos, preserva e atualiza diversas tradições da cultura negra brasileira?. Reunida em uma propriedade de 6,5 hectares, herdada do patriarca Arthur Camilo Silvério, a comunidade é formada por cerca de 50 famílias, composta basicamente pelos descendentes e agregados do patriarca. Existe uma significativa produção referente à Comunidade dos Arturos: Livros, teses, dissertações, monografias, vídeos e diversas outras pesquisas que evidenciam e caracterizam o lugar como, entre outras coisas, um espaço de memória. O próprio Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais ? IEPHA-MG, desde 2004, iniciou estudos no sentido de se conhecer melhor a comunidade e os bens culturais a ela associados. Naquela oportunidade, 2004, foi solicitado ao IEPHA-MG, pela prefeitura municipal, o Registro das celebrações, saberes e formas de expressão relacionados a comunidade, todavia não houve prosseguimento no referido pedido. Pela análise da documentação é possível perceber que na comunidade são preservadas e recriadas várias tradições da cultura brasileira e mineira como o batuque, a Folia de Reis, o Candombe, o Reinado de Nossa Senhora do Rosário e a Festa da Abolição. Os sons e ritmos são presenças constantes em todos os eventos e nos quintas das casas, as antigas práticas dos saberes relacionados às raízes e plantas também permanece. Além disso, na comunidade está presente o saber das benzeduras, da confecção de instrumentos e indumentárias, da culinária e outros. Todo esse acervo tornou a Comunidade dos Arturos um lugar de reconhecida referência cultural que manteve preservada uma herança cultural já desaparecida em outros contextos regionais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Ailton Batista da Silva - Integrante / Fabiele Cristina Soares - Integrante / Carolina Dellamore Batista Scarpelli - Integrante / Leonardo Augusto Silva de Freitas - Integrante / Mariana Rabêlo Farias - Integrante / Adebal de Andrade Junior - Integrante / Ana Rita Andrade - Integrante / Carmem Guimarães - Integrante / Paulo Ricardo Silva Rodrigues - Integrante / Bruna Luisa de Paula - Integrante / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante.Financiador(es): Fundação Cultural de Contagem - Cooperação / Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 13 / Número de orientações: 2
2012 - 2013
Revisão do Registro do Modo de Fazer o Queijo Minas Artesanal da Região do Serro
Descrição: o Modo de Fazer o Queijo Minas Artesanal da Região do Serro foi o primeiro bem cultural de natureza imaterial registrado como Patrimonio Cultural Imaterial pelo Estado de Minas Gerais em 2002. Em 2012 completa 10 anos do registro e deve-se fazer uma revisão nesse registro. Nesse sentido o projeto irá elaborar um dagnóstico da situação do modo de fazer nesses 10 anos. Serão promovidos encontros com produtores rurais, agentes publicos e interessados nos 10 municipios que fazem parte da região. Serão realizadas entrevistas, gravações de aucio e video, trancsrições e por fim um diagnostico e parecer sobre o bem cultural..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Ailton Batista da Silva - Integrante / Leonardo Augusto Silva de Freitas - Integrante / Keila Guimarães - Integrante / Mariana Rabêlo Farias - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 3
2011 - 2015
Salvaguarda e Proteção do Patrimônio Cultural do Rio São Francisco
Descrição: O projeto tem por objetivo geral identificar e inventariar os bens culturais de natureza imaterial resultantes dos processos e práticas sociais, políticas, econômicas e culturais da população ribeirinha ao vale do rio São Francisco; bem como a cultura material produzida pela relação do homem com o rio e suporte da cultura imaterial destas populações. Além disso, tem por objetivos específicos identificar e inventariar os bens culturais de natureza imaterial das populações lindeiras ao rio São Francisco identificando as suas expressões simbólicas, suas celebrações, seus saberes e os lugares onde eles desenvolvem suas manifestações culturais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Angela Canfora Dolabela - Integrante / Tarcísio Guadalupe de Sá Ferreira Gomes - Integrante / Cassio Alexandre da Silva - Integrante / Carla Cristina Barbosa - Integrante / Cesar Henrique de Queiroz Porto - Integrante / Leonardo Augusto Silva de Freitas - Integrante / Denilson Meireles Barbosa - Integrante / Lenize Silva Vilas Boas - Integrante / Nôila Alencar - Integrante / Raquel Helena de Mendonça e Paula - Integrante / Simone Narciso Lessa - Integrante / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante / Maria Generosa Ferreira Souto - Integrante / Carlos Caixeta de Queiroz - Integrante / Breno Trindade da Silva - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração / Ministerio Público do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Apoio ao Desenvolvimento de Ensino Superior do Norte de Minas - Outra.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 2
2008 - 2010
Inventário do Cemitério do Bonfim - Belo Horizonte - MG
Descrição: Realização do IPAC/MG Cemitério do Bonfim com a identificação, descrição e análise dos acervo cultural relacionado ao cemitério..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / André de Sousa Miranda - Integrante / Ailton Batista da Silva - Integrante / Angela Canfora Dolabela - Integrante.
Número de produções C, T & A: 10
2006 - 2012
Registro da Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte
Descrição: Inventario cultural e instrução do processo de Registro da Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte/MG. Levantamento de campo, elaboração de fichas, fotos, filmagens, entrevistas, descrição, histórico, pesquisa, catalogação, cadastro e salvaguarda dos bens associados a festa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / André de Sousa Miranda - Integrante / Ailton Batista da Silva - Integrante / Angela Canfora Dolabela - Integrante / Fabiele Cristina Soares - Integrante / Tarcísio Guadalupe de Sá Ferreira Gomes - Integrante / Yukie Noce Watanabe - Integrante / Maria Ângela Pinheiro - Integrante / Adriana Laboissière Coelho Cunha - Integrante / Estênio Marques dos Santos - Integrante / Evelin Maria de Almeida Meneconi - Integrante / Keila Guimarães - Integrante / Roberto de Moura Fonseca - Integrante / Silvana Cançado - Integrante / Silvânia Santos Teodoro - Integrante / Valéria Tavares Pezzini - Integrante / Mariana Rabêlo Farias - Integrante / Francisco de Paula Souza de Mendonca Junior - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 5
2006 - Atual
IPAC/MG - Inventário de Proteção do Acervo Cultural de Minas Gerais.
Descrição: O IPAC/MG tem por objetivo inventariar o acervo cultural de Minas Gerais nas suas diversas naturezas, como os bens materiais e imateriais e também mais amplas categorias, bens moveis, integrados, estruturas arquitetônicas e urbanísticas, celebrações, saberes, lugares, formas de expressão e outros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Integrante / André de Sousa Miranda - Integrante / Ailton Batista da Silva - Integrante / Angela Canfora Dolabela - Coordenador / Yukie Noce Watanabe - Integrante / Bruno Batista Fioravanti - Integrante / Maria Clara Lara Ferreira - Integrante / Letícia Bezerra de Vasconcellos - Integrante / Matheus Lima Orlando - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Remuneração.
Número de produções C, T & A: 20 / Número de orientações: 3
2004 - 2006
Os caminhos esquecidos: desvelando o patrimônio cultural dos antigos arraiais da Comarca de Vila Rica
Descrição: O projeto de pesquisa "Os caminhos esquecidos: desvelando o patrimônio cultural dos antigos arraiais da Comarca de Vila Rica" é uma iniciativa que articula três grupos de pesquisa cadastrados no CNPq ("História e Linguagens"; "TRAMA-Tradições e Modernidades em Arquitetura e Urbanismo" - e "LAB-URB-Laboratório de Estudos urbanos e Metropolitanos"), buscando especificamente integrar abordagens teórico-metodológicas que se complementam na discussão sobre o patrimônio cultural - de natureza material e imaterial - de Minas Gerais no período colonial. Trata-se de um estudo interdisciplinar no qual o cruzamento de dados históricos e de análises dos documentos, discursos e imagens produzidos sobre Minas Gerais, em seus rebatimentos e interações na estrutura físico-espacial, indicam que a história de Minas precisa ser constantemente revisitada. O objetivo geral deste projeto é o de coletar, analisar, organizar, registrar e disponibilizar para um público amplo, via web, em mídia digital e em material impresso, acervos cartográficos, documentais, fotográficos que integram o conjunto de informações sobre a região conformada pelas 44 localidades - com ênfase nos 19 distritos e 10 sub-distritos/ povoados integrantes da Comarca de Vila Rica em 1778..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Integrante / Fernanda Borges de Moraes - Coordenador / Renato Machado da Silva - Integrante / João Pinto Furtado - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Minas Gerais - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 6
1999 - 2005
Memória e Cultura Médica em Minas Gerais
Descrição: O projeto objetivou a preservação, organização e disponibilização de acervos das ciências da saúde depositados no Centro de Memória da Medicina da Faculdade de Medicina da UFMG. Sua realização envolveu o tratamento de materiais de natureza diversa, com os seguintes produtos:1- abertura de Biblioteca Histórica do CEMEMOR - cerca de 3.000 títulos disponibilizados; 2- implantação de banco de dados reunindo teses médicas e trabalhos originais - cerca de 800 títulos; 3- conservação e recuepração de obras danificadas - 70 volumes; 4- organização e disponibilização da Biblioteca Professor Oswaldo Costa (dermatologia) - cerca de 2.000 volumes; 5- organização e disponibilização do acervo Família Werneck - 3.554 documentos; 6- organização e disponibilização de acervos pessoais, insitutcionais e temáticos - cerca de 2.500 documentos'; 7- montagem de exposições: "1 Mostra do Acervo" (2000); "75 anos da UFMG, 25 anos do CEMEMOR" (2002); "Medicina e História: um olhar sobre o acervo do Centro de Memória da Medicina de Minas Gerais" (2003 - reformulação da exposição do Museu do CEMEMOR ) e participação em mostras externas: "Entre o passado e o futuro - Universidade Federal de Minas Gerais: 75 anos" (Reitoria da UFMG, 2002); "JK: o estadista da modernidade -1902-2002" (Fundação Clóvis Salgado, 2002); "Pedro Nava: memória e confissão" (Centro de Cultura de Belo Horizonte, 2004); "Liberdade: essa palavra" (Reitoria da UFMG, 2004); 8- Iimplantação do Projeto de Ação educativa do CEMEMOR - com atendimento de estudantes do ensino médio e fundamental de escolas da rede pública e particular de MG; 9- participação em eventos de popularização da ciência: "Público e Museus" (2004); "Férias no Museu" (2004); "Ciência na Rodoviária" e " O Museu vai à escola" durante a "Semana Nacional de Ciência e Tecnologia"(2004); 10- participação em eventos científicos nacionais e internacionais; 11- formação e capacitação de recursos humanos (bolsas,cursos e estágios de teinamento)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (18) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Integrante / Rita de cássia marques - Integrante / Anny Jackeline Torres Silveira - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal de Minas Gerais - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1


Projetos de extensão


2003 - 2005
Pesquisa e produção de material didático para o ensino de História do Brasil Colonial
Descrição: Este projeto, "Projeto de Bolsas Acadêmicas Especiais", financiado pela Pró-Reitoria de Graduação da UFMG em 2003, com 8 bolsistas e 2 voluntários e, em 2004, com 4 bolsistas e 1 voluntária, visa à pesquisa e à produção de material didático aplicável ao ensino de história, nos níveis fundamental e médio, concernente ao período colonial. Compreende atividades de pesquisa em fontes primárias e secundárias, produção de material didático, elaboração de sugestão de atividades de ensino (para professores), desenvolvimento de cursos para professores e alunos de ensino médio e, ainda, a composição de uma home page, para melhor divulgação dos resultados. No ano de 2004, seu objetivo central é dar continuidade ao trabalho desenvolvido no ano anterior: produzir material didático aplicável ao ensino de história do Brasil Colonial nas Escolas de Educação Básica. Tal material, além disso, será disponibilizado para professores e alunos do Ensino Fundamental e Médio, em reuniões, em cursos de extensão e numa página da internet (www.paehistoria.z6.com.br). A pesquisa e a produção desse amplo conjunto de recursos didáticos enriquecerão a formação dos licenciandos em História da UFMG e estreitarão os laços da universidade com as escolas de Educação Básica. Com a renovação, será incorporado aos seus objetivos o propósito de produzir um CD-ROM e instrumentos didáticos mais compatíveis com a linguagem da internet.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (19) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Integrante / Luis Carlos Villalta - Coordenador / Marina Mesquita Camisasca - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal de Minas Gerais - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2


Outros Projetos


2012 - Atual
Cadernos do Patrimonio Cultural
Descrição: Cadernos do Patrimônio cultural é uma publicação iniciada em 2012 para divulgar trabalhos técnicos realizados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais ? IEPHA/MG. A primeira edição foi com o Cadernos do Patrimônio Imaterial - Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte - publicada em 2013. No ano, 2014, seguinte foi lançado o caderno da Comunidade dos Arturos, em 2015 foi a vez do Inventario Cultural do Rio São Francisco. A série irá contar ainda com o Caderno do Cemitério do Bonfim em Belo Horizonte (no prelo) e do Modo Artesanal de Fazer o Queijo da Região do Serro/MG (prelo). A expectativa e que a medida que outros trabalhos sejam concluídos possam gerar outras publicações, contribuindo assim para a divulgação e promoção do patrimônio cultural de Minas Gerais..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Luis Gustavo Molinari Mundim - Coordenador / Débora Raiza Carolina Rocha Silva - Integrante / Breno Trindade da Silva - Integrante / Antônia Cristina de Alencar Pires - Integrante / Isa Maria Marques de Oliveira - Integrante / Pablo do Prado Soares - Integrante.Financiador(es): Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico - Outra.
Número de produções C, T & A: 2


Revisor de periódico


2015 - 2015
Periódico: E-Hum: Revista científica das áreas de humanidades do UNI-BH
2015 - 2015
Periódico: Revista Eletrônica do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte
2017 - Atual
Periódico: Revista PH


Revisor de projeto de fomento


2016 - Atual
Agência de fomento: Fundo Estadual de Cultura de Minas Gerais
2014 - 2015
Agência de fomento: Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais
2007 - 2013
Agência de fomento: Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Patrimônio.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Patrimônio Cultural.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Pouco, Fala Razoavelmente, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:1
Total de citações:4
MUNDIM, Luis Gustavo Molinari.  Data: 01/12/2012

Artigos completos publicados em periódicos

1.
MOLINARI, Luis G.2012MOLINARI, Luis G.. Patrimônio Cultural Imaterial: Pensamento e Prática. Por Dentro da História: Revista de Educação Patrimonial, v. 05, p. 05-08, 2012.

2.
MOLINARI, Luis G.2010 MOLINARI, Luis G.. Sob o signo do moderno. Revista do Arquivo Publico Mineiro, v. XLVI, p. 60-73, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. ; SOUZA, F. J. O. ; SILVA, E. N. ; PEREIRA, R. V. S. ; MORELO, S. ; POMPERMAYER, R. C. ; ALVES, T. M. . O modo de fazer o queijo artesanal da região do Serro Minas Gerais. 1. ed. Belo Horizonte: IEPHA/MG - Instituto estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, 2018. v. 01. 64p .

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. ; SOUZA, F. J. O. ; BAHIA, A. . Cadernos do Patrimonio Cultural: Inventário cultural do Rio São Francisco. 3. ed. Belo Horizonte: IEPHA/MG - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, 2015. v. 1. 115p .

3.
MOLINARI, L.G.; SILVA, D. R. C. R. ; SOARES, P. P. . Cadernos do Patrimônio Imaterial: Comunidades dos Arturos. 01. ed. Belo Horizonte: IEPHA/MG, 2014. v. 01. 56p .

4.
MOLINARI, Luis G.; SOARES, Fabiele C. ; Et Alli ; SOARES, P. P. . Cadernos do Patrimônio Imaterial: Festa de Nossa Senhora dos Homens Pretos de Chapada do Norte. 01. ed. Belo Horizonte: Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA/MG, 2013. v. 01. 36p .

5.
MOLINARI, Luis G.; DOLABELA, Angela C. (Org.) ; GOMES, Tarcísio. (Org.) ; MIRANDA, A. S. (Org.) ; SILVA, A. B. (Org.) ; SOARES, Fabiele C. (Org.) ; WATANABE, Y. N. (Org.) . Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte. Belo Horizonte: IEPHA/MG - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, 2012. v. 40. 20p .

Capítulos de livros publicados
1.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Parque das Águas de Caxambu - Caxambu/MG.. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 1ed.Belo Horizonte: IEPHA/MG, 2014, v. 2, p. 139-144.

2.
MOLINARI, Luis G.; FREITAS, L. A. S. . Cachoeira do Tombo da Fumaça - Salto da Divisa/MG.. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 1ed.Belo Horizonte: IEPHA/MG, 2014, v. 2, p. 145-148.

3.
MOLINARI, Luis G.. Automóvel Club - Belo Horizonte. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 63ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 63, p. 01-.

4.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. D. ; WATANABE, Y. N. . Capela de Nossa Senhora da Soledade - Lobo Leite/Congonhas. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 22ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 22, p. 01-.

5.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. ; VEADO, Fernando. . Quinta do Sumidouro - Pedro Leopoldo. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 02ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 07, p. 27-30.

6.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. ; SOARES, R. V. . Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento - Jequitibá. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 32ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 32, p. 01-.

7.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Capela de São Sebastião - Araxá. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 34ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 34, p. 01-.

8.
MOLINARI, Luis G.; ROCHA, H. . Academia Mineira de Letras - Belo Horizonte. In: Tarcísio Sá Guadalupe; Delmari. (Org.). Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 62ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2012, v. 62, p. 01-.

9.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Edifício do Necrotério do Cemitério do Bonfim - Belo Horizonte. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 10ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 10, p. 01-.

10.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. . Capela de Nossa Senhora do Rosário ? Chapada do Norte. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 41ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 41, p. 01-.

11.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. . Igreja Matriz de Santa Cruz - Chapada do Norte. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 40ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 40, p. 01-.

12.
MOLINARI, Luis G.. Vapor Beijamim Guimarães - Pirapora. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 61ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 61, p. 01-.

13.
MOLINARI, Luis G.. Ponte Marechal Hermes - Pirapora e Buritizeiro. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 57ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 57, p. 01-.

14.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; PINHEIRO, M. A. . Capela de Bom Jesus da Lapa - Chapada do Norte. Guia de Bens Tombados IEPHA/MG. 43ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 43, p. 01-.

15.
MOLINARI, Luis G.; BARROSO NETO, J. ; WATANABE, Y. N. ; SILVA, A. D. . Capela de Nossa Senhora da Ajuda - Alto Maranhão/Congonhas. Guia dos bens tombados IEPHA/MG. 23ed.Belo Horizonte: Margem 3 - Comunicação estratégica, 2011, v. 23, p. 01-.

16.
MOLINARI, Luis G.; MARQUES, R. C. ; BARROS, L. M. ; GUIMARAES, A. V. ; FERREIRA, L. F. S. . A exposição é o caminho: desafios e discussões na implantação da ação educativa em espaços de ciencia.. In: Edison José Correia, Eleonora Schettini Martins Cunha, Aysson Massote Carvalho. (Org.). (Re)conhecer diferenças, construir resultados. 1ed.Brasília: UNESCO Brasil, 2004, v. 1, p. 139-145.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MOLINARI, Luis G.. Políticas Públicas para o Patrimonio Cultural. BEM INFORMADO, Belo Horizonte, p. 10 - 10, 02 abr. 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MOLINARI, Luis G.. As necrópoles como Patrimônio Cultural: Reflexões sobre o inventário do Cemitério do Bonfim em Belo Horizonte. In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. XXVI Simpósio Nacional de História, 2011.

2.
MOLINARI, Luis G.. Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte: abordagens, ações e metodologias na salvaguada do Patrimônio Imaterial. In: XXIV Simpósio Nacional de História - História e multidiciplinaridade: territórios e deslocamentos, 2007, São Leopoldo. XXIV Simpósio Nacional de História. São Leopoldo: Unisinos, 2007.

3.
MOLINARI, Luis G.. A Apropriação do Espaço dos Sertões Leste de Minas Gerais: Um estudo sobre as imagens cartograficas de Eschewege e Halfeld/Wagner. In: XV Encontro Regional de História (ANPUH-MG), 2006, São João del-Rei/MG. Anais Eletrônicos [CD-ROM], 2006.

4.
MOLINARI, Luis G.. Pesquisa e Produção de Material Didático Brasil Colonial. In: XIV Encontro Regional de História Caminhos da História: os desafios da Historiografia em Minas Gerais (ANPUH-MG), 2004, Juiz de Fora/MG. Caminhos da História: Desafios da historiografia em Minas Gerais [CD-ROM], 2004.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CULTURA, C. I. ; MOLINARI, Luis G. . Comunidad de Arturos: Patrimonio Cultural Intangible, ritmos, danzas y sonidos afro-brasileños. In: VI Congreso Iberoamericano de Cultura: Culturas Vivas Comunitarias, 2014, San José. Memoria VI Congreso Iberoamericano de Cultura - San José, Costa Rica 2014. San José: Ministerio de Cultura y Juventud, Dirección de Cultura, 2014. v. 01. p. 38-39.

2.
MOLINARI, L.G.. Comunidades Tradicionais enquanto patrimônio cultural: Os Arturos e a questão dos Lugares. In: III Encontro de Pesquisa em História da Universidade Federal de Minas Gerais, 2014, Belo Horizonte. CADERNO DE RESUMOS - III Encontro de Pesquisa em História da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, 2014. p. 146-146.

3.
MOLINARI, Luis G.. O Cemitério como Patrimonio Cultural. In: XVI Encontro Regional de História da ANPUH-MG - Memória e Interdisciplinaridades: olhares e experiencias sobre o patrimônio cultural, 2008. XVI Encontro Regional de História 2008, 2008.

4.
MOLINARI, Luis G.. A Apropriação do Espaço dos Sertões Leste de Minas Gerais: Um estudo sobre as imagens cartograficas de Eschewege e Halfeld/Wagner. In: XV Encontro Regional de História (ANPUH-MG), 2006, São João del-Rei/MG. Cadernos de Resumos e Programação, 2006.

5.
MOLINARI, Luis G.. Reformismo Ilustrado Português e a Capitania de Minas Gerais. In: XXIII Simpósio Nacional de História - História: Guerra e Paz (ANPUH), 2005, Londrina/PR. Programa e Resumos do XIII Simpósio Nacional de História (ANPUH), 2005. p. 531-531.

6.
MOLINARI, Luis G.. Pesquisa e Produção de Material Didático Brasil Colonial. In: XIV Encontro Regional de História Caminhos da História: os desafios da Historiografia em Minas Gerais (ANPUH-MG), 2004, Juiz de Fora/MG. Cadernos de Resumos e Programação, 2004. p. 91-91.

Apresentações de Trabalho
1.
MOLINARI, Luis G.. O Patrimônio Cultural Imaterial em Minas Gerais: práticas e reflexões. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MOLINARI, L.G.; SANTOS, J. A. ; NOVAIS, R. ; SILVA, M. ; CAMBAO, A. ; BARGAS, J. . Patrimônios e lideranças quilombolas na contemporaneidade: Estudos de caso. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MOLINARI, Luis G.; BARBOSA, D. M. ; BARBOSA, Carla Cristina ; PORTO, Cesar Henrique de Queiroz ; SILVA, Cassio Alexandre da . INVENTÁRIO CULTURAL DE PROTEÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO-FONTES PARA PESQUISA DAS REFERÊNCIAS CULTURAIS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
MOLINARI, Luis G.. Gestão Cultural e Economia da Cultura. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MOLINARI, Luis G.. La Comunidad de Arturos, la Fiesta del Rosario y el Queso del Serro: bienes culturales de Minas Gerais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MOLINARI, Luis G.. El marco de gestión del PCI en Brasil.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MOLINARI, L.G.; SILVA, D. R. C. R. . O Comitê Gestor de Salvaguarda da Comunidade dos Arturos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MOLINARI, L.G.. Pelos meandros do rio: Um olhar sobre o Patrimônio Cultural do São Francisco em Minas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
MOLINARI, Luis G.. Patrimônio cultural : a ação do IEPHA/MG e a emergência da identificação patrimonial e da salvaguarda no norte de Minas.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
MUNDIM, Luis G. M.. O Registro da Comunidade dos Arturos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
RODRIGUES, P. R. S. ; MOLINARI, L.G. . Os sistemas culinários do Sertão Norte de Minas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
MOLINARI, Luis G.. Os instrumentos de proteção do Patrimônio Imaterial: inventário, registro e Salvaguarda. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
MOLINARI, L.G.. Comunidad de Arturos: Patrimonio Cultural Intangible, ritmos, danzas y sonidos afrobrasileño.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
MOLINARI, L.G.. Comunidades Tradicionais enquanto patrimônio cultural: Os Arturos e a questão dos Lugares. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
MUNDIM, Luis G. M.; DOLABELA, Angela C. ; GOMES, Tarcísio. . O Projeto São Francisco: Paisagem Cultural?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
MOLINARI, Luis G.. Reflexões sobre o Patrimônio Imaterial. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
MOLINARI, Luis G.. O Patrimônio Cultural Imaterial. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
MOLINARI, Luis G.. Legislação Estadual: Politicas Patrimoniais e encaminhamento de projetos no âmbito estadual. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
MOLINARI, Luis G.. Patrimônio Imaterial - reflexões e desafios na instrução dos processos de registro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
MOLINARI, Luis G.. A Atuação do IEPHA-MG no Patrimonio Imaterial. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
MOLINARI, Luis G.. Política estadual de Patrimônio Imaterial e metodologia de inventário do IEPHA/MG.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
MOLINARI, Luis G.. Lei Estadual de Incentivo a Cultura. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
MOLINARI, Luis G.. Lei Estadual de Incentivo à Cultura. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
MOLINARI, L.G.; SILVA, A. B. ; FREITAS, L. A. S. ; MATEUS, A. A. . Banho em Nosso Senhor dos Passos ? Caeté/MG. In. Documentos do Patrimônio Imaterial. Belo Horizonte: INSTITUTO ESTADUAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO DE MINAS GERAIS ? IEPHA/MG, 2013 (Documentário).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
MOLINARI, Luis G.; VILLALTA, L. C. ; ANASTASIA, C. M. J. ; FURTADO, J. P. ; Et Alli . Site de Material Didático de História do Brasil Colonial (http://www.fafich.ufmg.br/pae). 2006.

2.
ANASTASIA, C. M. J. ; MOLINARI, Luis G. ; FURTADO, J. P. ; VILLALTA, L. C. ; Et Alli . CD-ROM Material Didático História do Brasil Colonial.. 2005.

Processos ou técnicas
1.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Dossiê de Registro das Folias de Minas. 2016.

2.
MOLINARI, Luis G.; Et Alli . Dossiê de Registro da Festa de Nossa senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte/MG. 2012.

Trabalhos técnicos
1.
IEPHA, M. G. MUNDIM, Luis G. M. DOLABELA, Angela C. GOMES, Tarcísio. BARBOSA, Carla Cristina BARBOSA, D. M. PORTO, Cesar Henrique de Queiroz QUEIROZ, C. C. SILVA, Cassio Alexandre da SOUZA, F. A. F. OLIVEIRA, G. H. G. LOBOS, L. S. V. SOUTO, M. G. F. ALENCAR, N. F. SILVA, P. L. PAULA, R. H. M. E. OLIVEIRA, R. J. LESSA, S. N. MOURAO, T. S. ANTUNES, A. ALVES, C. H. R. VIANA, E. M. RIBAS, J. L. T. SILVA JUNIOR, R. V. SILVA, B. T. , et al.SILVA, D. R. C. R. SOARES, Fabiele C. FREITAS, L. A. S. CARVALHO, A. E. F. O. VELLOSO, A. A. PAULA, B. L. RAIMUNDO, G. C. MOREIRA, G. E. CARVALHO, M. FARIAS, M. R. RODRIGUES, P. R. S. PINTO, R. L. CAIXETA, R. ; Inventário Cultural de Proteção do Rio São Francisco.. 2016.

2.
MUNDIM, Luis G. M.; MUNDIM, Luis G. M. DOLABELA, Angela C. GOMES, Tarcísio. SILVA, D. R. C. R. SILVA, B. T. SOARES, Fabiele C. FREITAS, L. A. S. CARVALHO, A. E. F. O. VELLOSO, A. A. PAULA, B. L. RAIMUNDO, G. C. MOREIRA, G. E. CARVALHO, M. FARIAS, M. R. RODRIGUES, P. R. S. PINTO, R. L. CAIXETA, R. BARBOSA, Carla Cristina PORTO, Cesar Henrique de Queiroz BARBOSA, D. M. QUEIROZ, C. C. SILVA, Cassio Alexandre da SOUZA, F. A. F. OLIVEIRA, G. H. G. LOBOS, L. S. V. , et al.SOUTO, M. G. F. ALENCAR, N. F. SILVA, P. L. PAULA, R. H. M. E. OLIVEIRA, R. J. LESSA, S. N. MOURAO, T. S. ANTUNES, A. ALVES, C. H. R. VIANA, E. M. RIBAS, J. L. T. SILVA JUNIOR, R. V. ; Fontes para a pesquisa das referências culturais ? Inventário Cultural de Proteção do Rio São Francisco. 2016.

3.
MUNDIM, Luis G. M.; SILVA, B. T. ; SILVA, D. R. C. R. . Projeto de pesquisa do inventário para fins de registro do modo de fazer e tocar o Roncoio. 2016.

4.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SOUZA, F. J. O. ; SILVA, B. T. . Projeto Fazenda Boa esperança: Diagnóstico Sociocultural das Comunidades Tradicionais de Belo Vale e região. 2016.

5.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Projeto de Inventário Cultural para fins de Registro das Folias de Minas Gerais. 2015.

6.
MUNDIM, L.G.M.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Projeto Povos e Comunidades Tradicionais de Minas Gerais. 2015.

7.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, B. T. ; SILVA, D. R. C. R. ; VEADO, Fernando. . Projeto Técnicas Construtivas Tradicionais em Minas Gerais. 2015.

8.
IEPHA, M. G. ; MOLINARI, L.G. ; SILVA, D. R. C. R. ; FARIAS, M. R. ; FREITAS, L. A. S. ; PAULA, B. L. ; RODRIGUES, P. R. S. ; OLIVEIRA, I. F. G. ; SCARPELLI, C. D. B. . Dossiê de Registro da Comunidade dos Arturos - Contagem/MG. 2014.

9.

10.
IEPHA, M. G. ; MOLINARI, Luis G. . Parecer de Reavaliação do Modo de Fazer o Queijo Artesanal da Região do Serro/MG. 2013.

11.

12.
SCARPELLI, C. D. B. ; MOLINARI, Luis G. . Projeto de Inventário Cultural para fins de Registro da Comunidade dos Arturos - Contagem/MG. 2012.

13.
MOLINARI, Luis G.; SOARES, Fabiele C. . Dossiê de Registro da Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte. 2012.

14.
IEPHA, M. G. ; MOLINARI, Luis G. ; SOARES, Fabiele C. ; GUIMARAES, K. ; SILVA, A. B. ; MENDONCA JUNIOR, F. P. S. . Inventário da Festa de Nossa Senhora dos Homens Pretos de Chapada do Norte. 2011.

15.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Santa Izabel da Hungria - Caxambu-MG. 2010.

16.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens integrados do Parque das Águas - Caxambu-MG. 2010.

17.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Caxambu - MG. 2010.

18.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário da Folia de Reis do Caxambu Velho - Caxambu-MG. 2010.

19.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Bom Jesus do Matozinhos - Couto de Magalhães de Minas - MG. 2009.

20.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Capela de Nossa Senhora da Conceição - Couto de Magalhães de Minas - MG. 2009.

21.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Santo Antonio - Itacambira - MG. 2009.

22.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Capela de Nossa Senhora do Rosário da Quinta do Sumidouro - Fidalgo - Pedro Leopoldo - MG. 2009.

23.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Inventário dos Bens Integrados do Parque do Sumidouro - Fidalgo - Pedro Leopoldo - MG. 2009.

24.
MOLINARI, Luis G.. Inventário da casa da Quinta do Sumidouro - Pedro Leopoldo - MG. 2009.

25.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. ; DOLABELA, Angela C. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Santo Antônio - Bacalhau - Piranga - MG. 2009.

26.
DOLABELA, Angela C. ; MOLINARI, Luis G. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Piranga - MG. 2009.

27.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário das Obras do Pintor Manuel Funchal Garcia - Carangola - MG. 2008.

28.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. . Inventário dos bens móveis e integrados da Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento - Jequitibá-MG. 2008.

29.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventário dos bens integrados do Casarão da Família Frossard - Carangola - MG. 2008.

30.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. ; SILVA, A. B. . Inventario da Igreja de São João Batista em Terra Branca - Bocaiúva - MG. 2008.

31.
MIRANDA, A. S. ; MOLINARI, Luis G. . Inventario do núcleo urbano de Terra Branca - Bocaiúva - MG. 2008.

32.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Inventário do acervo de Estruturas Arquitetônicas e bens integrados do Cemitério do Bonfim - Belo Horizonte - MG. 2008.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MOLINARI, Luis G.. Circuito da Liberdade, em Belo Horizonte, recebe Dia de Reis. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
MOLINARI, L.G.. Viola Brasil - Seminário da Viola. 2017.

3.
MOLINARI, Luis G.. Patrimônio Cultural Imaterial - Opinião Minas - Parte 1. 2015.

4.
MOLINARI, L.G.. Patrimônio Cultural Imaterial - Opinião Minas - Parte 2. 2015.

5.
MOLINARI, L.G.. Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais quer tornar a benzeção patrimônio imaterial. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MOLINARI, Luis G.. Mapeamento de grupos de Folia de Reis chega ao Noroeste de Minas. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
MOLINARI, Luis G.; MATEUS, A. A. . Revista da Tarde: Inventário Cultural São Francisco. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
MOLINARI, Luis G.. Ritos sagrados ganham proteção em Minas Gerais. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, A. B. ; FREITAS, L. A. S. . Banho com cachaça na imagem de santo é documentado para entrar para história. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
MOLINARI, Luis G.. Festa de Chapada do Norte, no Jequitinhonha, é reconhecida como bem imaterial. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
MOLINARI, Luis G.. O trabalho de pesquisa na Comunidade dos Arturos. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

12.
MOLINARI, Luis G.. INVENTÁRIO Iepha busca parceiros para estudar a crença. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
MOLINARI, Luis G.. Festa de Nossa Senhora do Rosário. 2013.

14.
MOLINARI, Luis G.. Iepha valoriza tradicionais festejos da Folia de Reis em Minas Gerais. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
MOLINARI, Luis G.. FEQUAJU.MG, Entrevista Luiz Gustavo - Gerente do Governo de Minas Gerais. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
MOLINARI, Luis G.. A força da tradição. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
MOLINARI, Luis G.. Mais de 500 túmulos do Cemitério do Bonfim passam por inventário em MG. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
MOLINARI, Luis G.. Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte, é museu de obras de arte a céu aberto. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
MOLINARI, Luis G.. Inventário do Cemitério do Bonfim. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

20.
MOLINARI, Luis G.. Cemitério do Bonfim pode ser transformado em museu em Minas Gerais. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Arte em Barro: Ceramica do Vale do Jequitinhonha. 2017; Tema: Plataforma de cadastro de ceramistas. (Site).

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Violas: o fazer e o tocar em Minas Gerais. 2017; Tema: Cadastro dos violeiros e fazedores de violas em Mians Gerais. (Site).

3.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, B. T. ; SILVA, D. R. C. R. ; MOREIRA, G. E. ; PINTO, R. L. ; VELLOSO, A. A. ; SOUZA, F. J. O. . Cadastro das Folias de Minas. 2016; Tema: Folias de MInas. (Site).

4.
VILLALTA, L. C. ; MOLINARI, L.G. ; PINTO, A. M. ; ROMEIRO, A. C. ; SILVA, B. ; ANASTASIA, C. M. J. ; PAIVA, E. F. ; CAMISASCA, M. M. ; SILVA, T. L. M. ; FONTES, S. D. S. . Material Didático de História do Brasil Colonial. 2006; Tema: Material didático para ensino de história. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
MOLINARI, Luis G.; FIORAVANTI, B. B. . Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural: Mapas de percepção - Nova Era. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
MOLINARI, Luis G.. ?Pesquisa Participativa: Uso de Mapas de Percepção na Construção do Patrimônio Cultural?. 2018. .

3.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural: Mapas de percepção - Barão Macaúbas. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial CAts. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
MOLINARI, L.G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Relatório Final de Execução - Inventário Cultural de Proteção do Rio São Francisco. 2016. (Relatório de pesquisa).

6.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Capacitação em Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial: O inventário das Folias. 2015. .

7.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial - Mapas de Percepção. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
MOLINARI, Luis G.. Inventário de Bens Imaterias. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
MOLINARI, L.G.. Capacitação em Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial: O inventário das Folias. 2014. .

10.
MOLINARI, L.G.. Documentos do Patrimônio Imaterial: Comunidade dos Arturos. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentário).

11.
MOLINARI, L.G.. Documentos do Patrimônio Imaterial: Comunidade dos Arturos. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentário).

12.
MOLINARI, Luis G.. Parecer de Reavaliação do Modo de Fazer o Queijo Artesanal da Região do Serro/MG. 2013. (Relatório de pesquisa).

13.

14.
MOLINARI, Luis G.; MIRANDA, A. S. . Relatório Final de Pesquisa de Inventário Acervo de Estruturas Arquitetônicas e Bens Integrados do Cemitério do Bonfim - Belo Horizonte. 2010. (Relatório de pesquisa).

15.
MOLINARI, Luis G.; VILLALTA, L. C. ; Et Alli . Relatório do PAE-Pesquisa e produção de material Didático para o Ensino de História do Brasil Colonial, ANO 2005.. 2006. (Relatório de pesquisa).

16.
MOLINARI, Luis G.. A exploração do Sertão Mineiro nas páginas do IHGB. 2005. (Relatório de pesquisa).

17.
MOLINARI, Luis G.; VILLALTA, L. C. ; Et Alli . Relatório do PAE - Pesquisa e produção de material Didático para o Ensino de História do Brasil Colonial, ANO 2004. 2005. (Relatório de pesquisa).

18.
MOLINARI, Luis G.; VILLALTA, L. C. . Tópicos em história do Brasil colonial. 2004. (Mini Curso / Extensão).

19.
MOLINARI, Luis G.; CAMISASCA, M. M. ; VILLALTA, L. C. . Tópicos de História do Brasil Colonial. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
MOLINARI, Luis G.; FREITAS, L. A. S. ; MATEUS, A. A. ; SILVA, A. B. . Banho em Nosso Senhor dos Passos - Morro vermelho Caeté. 2013. Vídeo.

2.
MUNDIM, Luis G. M.; SOARES, Fabiele C. ; SILVA, A. B. . Artesanato em Barro: Ceramica do Jequitinhonha. 2011. Vídeo.



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2012. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

2.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2011. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

3.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2010. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

4.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2009. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

5.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2008. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

6.
MOLINARI, Luis G.. Comissão Técnica de Avaliação de Projetos - CTAP - Patrimônio Cultural. 2007. Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Simpósio Científico do ICOMOS BRASIL.Tema Específico - Sessão 23 - Modernismo. 2018. (Seminário).

2.
X Mestres e Conselheiros.?Pesquisa Participativa: Uso de Mapas de Percepção na Construção do Patrimônio Cultural?. 2018. (Oficina).

3.
Congreso Internacional: esclavitud, trafico y dinamicas de mestizaje en los mundos ibericos en perspectiva comparada durante la Edad Moderna. Negros e mulatos na Audiência dos Charcas: sociabilidades e dinâmicas de mestiçagens na Vila Imperial de Potosí, no século XVII. 2017. (Congresso).

4.
Violas: o Fazer e o Tocar em Minas Gerais. 2017. (Seminário).

5.
5º Seminário Olhar Sobre o que é Nosso.O Patrimônio Cultural Imaterial em Minas Gerais: práticas e reflexões. 2016. (Seminário).

6.
13 Semana de Museus - Museus para uma sociedade sustentável.Arturos: memória sustentável. 2015. (Outra).

7.
2ª edición de las MESAS de diálogo del MGPHC: La gestión en torno al Patrimonio Inmaterial Cultural. Experiencias en España, Portugal y Brasil..La Comunidad de Arturos, la Fiesta del Rosario y el Queso del Serro: bienes culturales de Minas Gerais. 2015. (Encontro).

8.
2ª edición de las MESAS de diálogo del MGPHC La gestión en torno al Patrimonio Inmaterial Cultural. Experiencias en España, Portugal y Brasil..El marco de gestión del PCI en Brasil. 2015. (Encontro).

9.
4ª Semana UEMG.Afrodescendência: memória cultural, social e política em Minas Gerais. 2015. (Outra).

10.
VII Fórum Mestres e Conselheiros - Agentes Multiplicadores do Patrimônio - "Patrimônio e Cidades".Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial - Mapas de Percepção. 2015. (Outra).

11.
XXVIII Simpósio Nacional de História: Lugares dos historiadores: Velhos e Novos Desafios.Pelos Meandros do rio: Um olhar sobre o Patrimônio Cultural do São Francisco em Minas. 2015. (Simpósio).

12.
III Encontro de Pesquisa em História da UFMG - EPHIS/MG.Comunidades Tradicionais enquanto patrimônio cultural: Os Arturos e a questão dos Lugares. 2014. (Encontro).

13.
Paisagem Cultural como Patrimônio.Projeto São Francisco: Paisagem Cultural?. 2014. (Seminário).

14.
VI Congreso Iberoamericano de Cultura: Culturas Vivas Comunitarias,. Comunidad de Arturos, cultura intangible, ritmos, danzas y sonidos afrobrasileños. 2014. (Congresso).

15.
Arturos -Festa da Abolição 2013 - Semana de Museus.O trabalho de pesquisa na Comunidade dos Arturos. 2013. (Encontro).

16.
I Fórum Internacional.Mobilização social e alcance da política (Pesquisas, mapeamentos, inventários participativos - com inclusão de pessoas oriundas dos universos pesquisados nas equipes; Articulação institucional e política integrada. 2013. (Seminário).

17.
A ação do Conservador-Restaurador: aspectos legais.Mecanismos estaduais de fomento à cultura. 2012. (Seminário).

18.
I Festival OMI - O Festival Internacional da Diversidade Cultural.Patrimônio Cultural Imaterial: desafios do poder público na construção das políticas de salvaguarda.. 2012. (Outra).

19.
II Reunião de Salvaguarda de Avaliação da Salvaguarda de Bens Registrados como Patrimonio Cultural do Brasil.O Queijo Minas Artesanal. 2012. (Encontro).

20.
IV Semana Nacional de Museus na UNIFAL-MG.A Preservação do Patrimônio Cultural. 2012. (Outra).

21.
Reunião sobre produção artesanal de queijos de leite cru no Brasil..A produção artesanal de queijos de leite cru no Brasil ? perspectivas de fortalecimento e valorização. 2012. (Encontro).

22.
Balaio do Patrimônio - Serra do Cipó. 2011. (Seminário).

23.
Ciclos do Patrimônio Cultural: Discutindo o Patrimônio Imaterial.Reflexões e desafios na instrução dos processos de registro. 2011. (Outra).

24.
I Seminário sobre o Congado de Contagem.Instrumentos de proteção do Patrimônio Imaterial. 2011. (Seminário).

25.
XXVI Simpósio Nacional de História.As necrópoles como Patrimônio Cultural: Reflexões sobre o inventário do Cemitério do Bonfim em Belo Horizonte. 2011. (Outra).

26.
Balaio do Patrimônio Cultural Imaterial.A Atuação do IEPHA-MG no Patrimonio Imaterial. 2010. (Seminário).

27.
I Seminário Patrimônio Imaterial Cultural.Política estadual de Patrimônio Imaterial e metodologia de inventário do IEPHA/MG.. 2010. (Seminário).

28.
XVI Encontro Regional de História da ANPUH-MG - Memória e Interdisciplinaridades: olhares e experiencias sobre o patrimônio cultural.O Cemitério como Bem Cultural. 2008. (Encontro).

29.
Semana Arte Hoje - Fundação de Arte de Ouro Preto - FAOP. 2007. (Outra).

30.
XXIV Simpósio Nacional de História - História e multidiciplinaridade: territórios e deslocamentos.Festa de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de Chapada do Norte: abordagens, ações e metodologia na salvaguarda do Patrimônio Imaterial. 2007. (Simpósio).

31.
IV Congresso Internacional do Barroco Ibero-Americano. 2006. (Congresso).

32.
XV Encontro Regional de Hitória (ANPUH-MG).A Apropriação do Espaço dos Sertões Leste de Minas Gerais: Um estudo sobre as imagens cartograficas de Eschewege e Halfeld/Wagner. 2006. (Encontro).

33.
1º COLÓQUIO TECNOLOGIAS DIGITAIS, ENSINO E INTERDISCIPLINARIDADE. 2005. (Outra).

34.
Seminário Internacional: Formas, Sons, Cores e Movimento na Modernidade. 2005. (Seminário).

35.
XXIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA - HISTÓRIA: GUERRA E PAZ.O REFORMISMO ILUSTRADO PORTUGUES E A CAPITANIA DE MINAS GERAIS. 2005. (Simpósio).

36.
AUTORISMO NAS MARGENS DA REPÚBLICA 1964-198. 2004. (Outra).

37.
MOSTRA DAS PROFISSÕES UFMG.MOSTRA DAS PROFISSÕES UFMG (Monitor)- 07 a 09 de Junho. 2004. (Outra).

38.
XIV Encontro Regional de História.Pesquisa e Produção de Material Didático Brasil Colônial. 2004. (Encontro).

39.
XIV Encontro Regional de História Caminhos da História: os desafios da Historiografia em Minas Gerais (ANPUH-MG).Pesquisa e Produção de Material Didático Brasil Colonial. 2004. (Encontro).

40.
Museu de Antropologia, Arqueologia e Mineralogia de UFMG. 2002. (Outra).

41.
XI Circuito Histórico, Artístico e Cultural - Rio de Janeiro - Petropolis. 2002. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MOLINARI, Luis G.; SOUZA, F. J. O. ; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Seminário Violas: O fazer e o tocar em Minas Gerais. 2017. (Outro).

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Alameda São Francisco: O rio inunda a cidade. 2015. (Exposição).

3.
MOLINARI, L.G.; ANDRADE. A ; MOREIRA, S. G. A. . III EPHIS - Encontro de Pesquisa em História. 2014. (Outro).

4.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; FREITAS, L. A. S. ; PAULA, B. L. ; FARIAS, M. R. . 1º Encontro Mineiro do Patrimônio Cultural - Patrimônio em Movimento. 2014. (Outro).

5.
MORAES, F. B. ; MOLINARI, Luis G. ; SILVA, R. M. . 1º Colóquio: Tecnoligias digitais, Ensino e Interdiciplinaridade. 2005. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Orientações de outra natureza
1.
Maria Clara Lara Ferreira. Modernismo. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. (Orientador).

2.
Letícia Bezzerra de Vasconcellos. Oscar Niemeyer Modernidade. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. (Orientador).

3.
Matheus Lima Orlando. Pesquisa em Periódicos - Jornais. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. (Orientador).

4.
André Vitor de Oliveira Batista. Folias e Violas. Início: 2016. Orientação de outra natureza. Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Orientações de outra natureza
1.
Bianca Zacarias França. As Folias de Minas. 2016. Orientação de outra natureza - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

2.
Guilherme Eugênio Moreira. Giros, trajetos e caminhos das folias em Minas. 2015. Orientação de outra natureza. (Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

3.
Andrezza Alves Velloso. Os mitos e lendas do norte de Minas. 2015. Orientação de outra natureza. (História) - Centro Universitário de Belo Horizonte. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

4.
Renata Lopes Pinto. Tombamento da Lagoinha em Belo Horizonte/MG. 2015. Orientação de outra natureza. (História) - Centro Universitário de Belo Horizonte, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

5.
Manoella Carvalho Oliveira. Futebol e Patrimônio Cultural. 2015. Orientação de outra natureza. (História) - Centro Universitário Faculdade Estácio Belo Horizonte, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

6.
Gisele Caroline Raimundo. Patrimônio Cultural. 2015. Orientação de outra natureza. (História) - Centro Universitário Faculdade Estácio Belo Horizonte, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

7.
Bruna Luisa de Paula. Pesquisa Documental na Comunidade dos Arturos. 2014. Orientação de outra natureza - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

8.
Paulo Ricardo Silva Rodrigues. Relatos do Sertão Norte mineiro pelos viajantes do seculo XIX. 2014. Orientação de outra natureza - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

9.
André Elias Ferreira de Oliveira Carvalho. Patrimônio Cultural diálogos. 2014. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

10.
Ana Carolina Araujo Fernandes. Patrimônio Cultural Imaterial - Comunidade dos Arturos. 2013. Orientação de outra natureza. (Antropologia) - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

11.
Mariana Rabêlo de Farias. A pesquisa e o historiador nos processos de patrimonialização.. 2013. Orientação de outra natureza - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

12.
Hugo Mateus Gonçalves Rocha. Patrimônio Cultural. 2012. Orientação de outra natureza - Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

13.
Bárbara Magalhães de Aguiar Oliveira. Patrimônio Cultural Imaterial. 2011. Orientação de outra natureza. (Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

14.
Fábio Martins Dias. Patrimônio Cultural Imaterial. 2011. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

15.
Alisson Rosa Loureiro. Inventário de Bens Culturais. 2010. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

16.
Bruno Lourdes Vale Goyatá. Inventário de Bens Culturais. 2010. Orientação de outra natureza. (Arquitetura e Urbanismo) - Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.

17.
Kelly Araújo Rabello. Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lapa - IPAC/MG. 2009. Orientação de outra natureza. (História) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais. Orientador: Luis Gustavo Molinari Mundim.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
MOLINARI, Luis G.2012MOLINARI, Luis G.. Patrimônio Cultural Imaterial: Pensamento e Prática. Por Dentro da História: Revista de Educação Patrimonial, v. 05, p. 05-08, 2012.


Livros e capítulos
1.
MOLINARI, Luis G.; SOARES, Fabiele C. ; Et Alli ; SOARES, P. P. . Cadernos do Patrimônio Imaterial: Festa de Nossa Senhora dos Homens Pretos de Chapada do Norte. 01. ed. Belo Horizonte: Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - IEPHA/MG, 2013. v. 01. 36p .

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. ; SOUZA, F. J. O. ; SILVA, E. N. ; PEREIRA, R. V. S. ; MORELO, S. ; POMPERMAYER, R. C. ; ALVES, T. M. . O modo de fazer o queijo artesanal da região do Serro Minas Gerais. 1. ed. Belo Horizonte: IEPHA/MG - Instituto estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, 2018. v. 01. 64p .


Apresentações de Trabalho
1.
MOLINARI, Luis G.. Lei Estadual de Incentivo a Cultura. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MOLINARI, Luis G.. Lei Estadual de Incentivo à Cultura. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MOLINARI, Luis G.. Legislação Estadual: Politicas Patrimoniais e encaminhamento de projetos no âmbito estadual. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MOLINARI, Luis G.. Reflexões sobre o Patrimônio Imaterial. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MOLINARI, Luis G.. Os instrumentos de proteção do Patrimônio Imaterial: inventário, registro e Salvaguarda. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MOLINARI, Luis G.. El marco de gestión del PCI en Brasil.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MOLINARI, L.G.; SILVA, D. R. C. R. . O Comitê Gestor de Salvaguarda da Comunidade dos Arturos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
RODRIGUES, P. R. S. ; MOLINARI, L.G. . Os sistemas culinários do Sertão Norte de Minas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
MOLINARI, L.G.. Capacitação em Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial: O inventário das Folias. 2014. .

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Capacitação em Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial: O inventário das Folias. 2015. .

3.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial - Mapas de Percepção. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
MOLINARI, Luis G.. Inventário de Bens Imaterias. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural Imaterial CAts. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
MOLINARI, Luis G.. Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural: Mapas de percepção - Barão Macaúbas. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
MOLINARI, Luis G.; FIORAVANTI, B. B. . Processos de Pesquisa do Patrimônio Cultural: Mapas de percepção - Nova Era. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
MOLINARI, L.G.. Documentos do Patrimônio Imaterial: Comunidade dos Arturos. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentário).

2.
MOLINARI, L.G.. Documentos do Patrimônio Imaterial: Comunidade dos Arturos. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Documentário).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MOLINARI, Luis G.. FEQUAJU.MG, Entrevista Luiz Gustavo - Gerente do Governo de Minas Gerais. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
MOLINARI, Luis G.. Patrimônio Cultural Imaterial - Opinião Minas - Parte 1. 2015.

3.
MOLINARI, L.G.. Patrimônio Cultural Imaterial - Opinião Minas - Parte 2. 2015.

4.
MOLINARI, Luis G.. Circuito da Liberdade, em Belo Horizonte, recebe Dia de Reis. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
MOLINARI, Luis G.. Festa de Nossa Senhora do Rosário. 2013.


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. ; FREITAS, L. A. S. ; PAULA, B. L. ; FARIAS, M. R. . 1º Encontro Mineiro do Patrimônio Cultural - Patrimônio em Movimento. 2014. (Outro).

2.
MOLINARI, Luis G.; SOUZA, F. J. O. ; SILVA, D. R. C. R. ; SILVA, B. T. . Seminário Violas: O fazer e o tocar em Minas Gerais. 2017. (Outro).


Redes sociais, websites e blogs
1.
VILLALTA, L. C. ; MOLINARI, L.G. ; PINTO, A. M. ; ROMEIRO, A. C. ; SILVA, B. ; ANASTASIA, C. M. J. ; PAIVA, E. F. ; CAMISASCA, M. M. ; SILVA, T. L. M. ; FONTES, S. D. S. . Material Didático de História do Brasil Colonial. 2006; Tema: Material didático para ensino de história. (Site).

2.
MOLINARI, Luis G.; SILVA, D. R. C. R. . Violas: o fazer e o tocar em Minas Gerais. 2017; Tema: Cadastro dos violeiros e fazedores de violas em Mians Gerais. (Site).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 20:30:27