Eraldo dos Santos Pinheiro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2825017436880385
  • Última atualização do currículo em 02/01/2019


Possui graduação em Educação Física pelo Centro Universitário La Salle - Canoas (2004), mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009) e doutorado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2014). Atualmente é educador - Confederação Brasileira de Rugby, professor adjunto da Universidade Federal de Pelotas e coordenador do Laboratório de Estudos em Esporte Coletivo (LEECol). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: esporte, rugby, escolares, crianças e jovens e aptidão física. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Eraldo dos Santos Pinheiro
Nome em citações bibliográficas
PINHEIRO, E. S.;Eraldo Pinheiro;PINHEIRO, ERALDO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pelotas, Unidades e Cursos de Graduação, Escola Superior de Eduação Física (ESEF).
Rua Luiz de Camões, 625
Três Vendas
96055630 - Pelotas, RS - Brasil - Caixa-postal: 118
Telefone: (53) 32732752
Fax: (53) 81626202
URL da Homepage: https://wp.ufpel.edu.br/esef/


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Ciências do Movimento Humano.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Prospecção de Talentos Motores para o Rugby: Proposta de modelo a partir de indicadores somatomotores, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Adroaldo Cezar Araujo Gaya.
Palavras-chave: Rugby; Escolares; Talento; Esporte.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física / Subárea: ESPORTE.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física / Subárea: ESPORTE / Especialidade: RUGBY.
Setores de atividade: Atividades esportivas e de recreação e lazer.
2007 - 2009
Mestrado em Ciências do Movimento Humano.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: ATLAS DO PROJETO ESPORTE BRASIL (PROESP-BR): MAPAS E CENÁRIOS DO CRESCIMENTO, DA APTIDÃO FÍSICA, DO DESEMPENHO MOTOR E DOS INDICADORES SOCIAIS GEOREFERENCIADOS DE CRIANÇAS E JOVENS SUL-BRASILEIROS,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Adroaldo Cezar Araujo Gaya.
Palavras-chave: Crescimento Somático; Crianças e Jovens; Atlas; Mapas e Cenário.
2000 - 2004
Graduação em Educação Física.
Universidade La Salle - Canoas, UNILASALLE, Brasil.
Título: Predição de Teste de Força Através dos Índices de Lombard.
Orientador: Claudio Roberto Escovar Paiva.




Formação Complementar


2014 - 2014
Treinamento Esportivo. (Carga horária: 6h).
Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul, CELAFISCS, Brasil.
2012 - 2012
IRB TAlent Optimization Programme. (Carga horária: 40h).
International Rugby Board, IRB, Uruguai.
2011 - 2012
Strength and Conditioning Coach Level II. (Carga horária: 40h).
International Rugby Board, IRB, Uruguai.
2010 - 2010
Fuerza e Preparación Física Nivel I del IRB.
International Rugby Board, IRB, Uruguai.
2009 - 2009
Coaching Educator IRB. (Carga horária: 20h).
International Rugby Board, IRB, Uruguai.
2008 - 2008
Capacitação de Formadores Programa Segundo Tempo. (Carga horária: 60h).
Ministério do Esporte / Secretaria Nacional de Esporte Educacional, ME/SNEE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Subchefe do Departamento de Desporto da ESEF, Carga horária: 4
Outras informações
Portaria 672 Gabinete do Reitor

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comissão Especial Controle Etnico Racial, Carga horária: 4
Outras informações
Portaria 825/2017 Instituir comissão especial e instrumentos de controle a serem utilizados na fiscalização do componente étnico-racial dos candidatos que se autodeclararem negros em processos de seleção ou concursos públicos para provimento de cargos na UFPel.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Representante de Classe no CONSUN, Carga horária: 2

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador Laboratório de Estudos em Esporte, Carga horária: 16
Outras informações
Com a criação deste grupo de pesquisa espera-se que: a) seja consolidada as linhas de pesquisa aplicados à pedagogia do esporte, ao movimento no esporte e estudos aplicados as análises de jogo na Universidade Federal de Pelotas; b) que o grupo de pesquisa contribua na formação acadêmico-científica dos acadêmicos do curso de Educação Física e demais cursos da Universidade Federal Pelotas; e, c) que os resultados obtidos pelos estudos reflitam de forma positiva no desenvolvimento do esporte regional e nacional. Atualmente o grupo tem: 04 pesquisadores 02 estudantes de doutorado 08 estudantes de mestrado 11 estudantes de graduação 04 egressos

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Comissão Especial do CONSUN, Carga horária: 4
Outras informações
Portaria 972 Gabinete do Reitor Comissão especial do CONSUN com a finalidade de apresentar proposta de política de permanência para estudantes de pós graduação que ingressarem pelo acesso afirmativo, conforme resolução do CONSUN UFPel 05/2017


Confederação Brasileira de Rugby, CBRU, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Educador
Outras informações
Educador ministrante dos Cursos de Coaching Rugby Nível I Educador desenvolvimentista de projetos no Estado do RS


Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade La Salle - Canoas, UNILASALLE, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 4
Outras informações
Educação Física na Saúde Pública

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 16

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Pesquisador, Carga horária: 12
Outras informações
Professor pesquisador no projeto Mapeamento do crescimento somático, aptidão física relacionada a saúde e ao desempenho motor e dos indicadores sociais georreferenciados de crianças e jovens da cidade de Canoas/RS.

Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor: Esportes Coletivos 1, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor: Fundamentos do Treinamento Físico, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Voluntario, Enquadramento Funcional: Bolsista Pesquisa, Carga horária: 12
Outras informações
Voluntário do Projeto Esporte Brasil

Vínculo institucional

2001 - 2004
Vínculo: Estagiario/ Bolsista de inici, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 12
Outras informações
Estagiario em diferentes setores da instituição como: Desenvolvimento esportivo, pro-comunitária e Bolsista de iniciação cientifica no Projeto Avaliação da Composição Corporal dos Escolares de Canoas.

Atividades

08/2009 - 06/2013
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Esportes coletivos 1
Fundamentos do Treinamento Físico Desportivo
8/2003 - 12/2004
Estágios , Universidade La Salle - Canoas, .

Estágio realizado
Bolsista de pesquisa no projeto Avaliação da Composição Corporal dos Escolares de Canoas.
4/2003 - 12/2004
Estágios , Universidade La Salle - Canoas, .

Estágio realizado
Auxiliar Técnico e Preparador físico da equipe universitária de futsal adulto Unilasalle.
8/2002 - 8/2004
Estágios , Universidade La Salle - Canoas, .

Estágio realizado
Orientador na area de treinamento de forção, preparação física e avaliador físico.
3/2003 - 7/2004
Estágios , Universidade La Salle - Canoas, .

Estágio realizado
Avaliador físico, antropométrico e postural do Grupo de Terceira Idade Unilasalle.
5/2004 - 5/2004
Treinamentos ministrados , Universidade La Salle - Canoas, .

Treinamentos ministrados
Padronização dos Testes aplicados na Avaliação da Composição Corporal dos Escolares de Canoas

Ministério do Esporte / Secretaria Nacional de Esporte Educacional, ME/SNEE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Executivo do Projeto Esporte Brasil no PST, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Vice- coordenador da Equipe Colaboradora 18., Carga horária: 20


Federação Gaúcha de Rugby, FGR, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Diretor Técnico, Carga horária: 10


San Diego Rugby Club, SAN DIEGO RUGBY, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: Autonomo, Enquadramento Funcional: Coordenador Técnico, Carga horária: 10
Outras informações
Coordenador Técnico das Categorias: Menores de 12 anos, Menores de 15 anos, Menores de 17 anos e Feminino. Técnico das Categorias: Menores de 19 anos e Adulto.

Atividades

05/2008 - Atual
Direção e administração, San Diego Rugby, .

Cargo ou função
Coordenador Técnico das categorias Menores de 17, 15, 13, 10 anos e Feminino.
03/2006 - Atual
Serviços técnicos especializados , San Diego Rugby, .

Serviço realizado
Técnico das Categorias Adulto e Menores de 19 anos.

Porto Alegre Futebol Clube, POA FC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Autonomo, Enquadramento Funcional: Preparador Físico, Carga horária: 10
Outras informações
Preparador Físico da equipe feminina adulta.


Body One Club, BODY ONE CLUB, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Professor de Musculação, Enquadramento Funcional: Funcionario, Carga horária: 12
Outras informações
Professor da Sala de Musculação

Atividades

9/2006 - 03/2008
Serviços técnicos especializados , Body One Club, .

Serviço realizado
Professor Musculação.

Academia Aerostep Studio, AEROSTEP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Personal Trainer, Enquadramento Funcional: Autonomo, Carga horária: 6
Outras informações
Personal Trainer

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Atividades

3/2004 - 7/2008
Serviços técnicos especializados , Sala de Musculação, Canoas.

Serviço realizado
Personal Trainer.
03/2005 - 09/2006
Direção e administração, Setor de Avaliação Física Funcional, .

Cargo ou função
Coordenador do Setor de Avaliação Física.
2/2005 - 2/2005
Treinamentos ministrados , Setor de Avaliação Física Funcional, Canoas Porto Alegre.

Treinamentos ministrados
Padronização dos protocolos de avaliação da academia
8/2003 - 12/2004
Estágios , Sala de Musculação, Canoas.

Estágio realizado
Estagiário da sala de musculação.

Colégio La Salle São João, CLSJ, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estágiário, Carga horária: 24

Atividades

3/2003 - 5/2003
Estágios , Colégio, Porto Alegre.

Estágio realizado
Auxiliar e monitorar aulas de Educação Física do ensino fundamental e médio..

Escolinha de Futsal Alvorada, EFA, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Proprietário, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 0

Atividades

8/2001 - 11/2002
Serviços técnicos especializados , Escolinha de Futsal Alvorada, .

Serviço realizado
Professor/Técnico/proprietário da escolinha de futsal abrangendo as categorias: fraldinha até juvenil. Desenvolvendo trabalhos de caracter lúdico do fraldinha ao pré mirim. Nas categorias mirim e infantil oportunizado o aprimoramento do gesto técnico do d.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Vem Ser Pelotas
Descrição: Embora todas as pessoas tenham a possibilidade de praticar alguma modalidade esportiva no seu tempo de lazer, poucas estão capacitadas para o alto rendimento esportivo. Portanto, quando se planejam políticas para o esporte de alto rendimento parece lógico incluir estratégias para a seleção, mais ou menos precoce, dos futuros atletas de elite. É uma exigência econômica. Investir em pesquisas e programas capazes de identificar e promover escolares com elevada eficiência motora e neuromuscular é o que fazem os mais destacados países da elite esportiva mundial e é parte relevante nas pesquisas em ciências do esporte. Entretanto, os modelos de identificação de talentos esportivos são pouco eficientes. Devido à complexidade das relações entre os diversos indicadores de desempenho esportivo, os modelos de intervenção não dão conta de prever com a desejada antecedência e necessária eficiência, quem serão, a médio e a longo prazo os atletas de sucesso de nosso país. Nesse sentido, este programa visa a identificação de jovens com altas habilidade motoras e o desenvolvimento de jovens nas modalidades adequadas para as suas qualidades motoras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (18) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Gabriel Gustavo Bergmann - Integrante / Fabricio Boscolo Del Vecchio - Integrante / Rose Méri da Silva - Integrante / Gustavo Dias Ferreira - Integrante.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 4
2017 - Atual
Conhecimentos e competências profissionais dos treinadores do Rugby brasileiros
Descrição: Estudar treinadores no Brasil é uma atividade relativamente recente e vem aumentando nos últimos anos, movimento este causado, provavelmente, pelo intercâmbio de professores e alunos com universidades estrangeiras, nomeadamente, universidades de Portugal, Canadá e Espanha, e além disso, pelo incentivo dado pelo governo à criação de cursos de pós graduação na área da Educação Física, além dos megaeventos esportivos realizados no Brasil, como Jogos Pan Americanos, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. Desta forma, buscar entender o conhecimento e a as competências profissionais de treinadores de Rugby, uma modalidade em crescente expansão no Brasil, parece uma forma bastante adequada de contribuir para a construção do conhecimento nesta área específica. Para tanto, o presente estudo tem um delineamento quanti-qualitativo. A população do estudo será composta pelos treinadores de Rugby das equipes nacionais de Rugby. A amostra será composta intencionalmente, pelos treinadores de Rugby que, após convite, aceitarem fazer parte do estudo. Os preceitos éticos em pesquisa serão seguidos a partir da utilização do termo de consentimento livre e esclarecido. Para a coleta de dados serão utilizadas duas estratégias. A primeira será a aplicação de um questionário validado (BARDIN, 2000), que contempla as questões referentes aos conhecimentos e competências profissionais percebidas dos treinadores esportivos, e a segunda estratégia será a realização de uma entrevista semi- estruturada, para a obtenção dos dados no que concerne os contextos e situações de aprendizagem destes treinadores. A análise dos dados será realizada através de análise destas entrevistas, com a criação a priori, a partir da literatura, de unidades de significados, para posterior análise de conteúdo (BARDIN, 2000), além de estatística descritiva básica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Mario Renato Azevedo Júnior - Integrante / CAMILA BORGES MÜLLER - Integrante / TAIRÃ SOARES - Integrante / ANTÔNIO EVANHÉ PEREIRA - Integrante / ROSE MERI SANTOS DA SILVA - Integrante.
2016 - 2017
Origem dos gols em campeonatos de diferentes níveis técnicos
Descrição: O objetivo deste estudo é o de comparar as situações de origem de gols nos campeonatos de futebol: Liga dos Campeões da UEFA, Copa Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Gaúcho do ano de 2015.O Futebol é um fenômeno que está presente na cultura de muitos brasileiros, segundo Coelho e Tiesler (2008), o Futebol é uma das práticas sociais mais populares do nosso tempo. Participa de boa parte da vida do cidadão e, goste ou não, temos que conviver diariamente com ele em rádios, revistas, emissoras de televisão, jornais etc. Não podemos falar de futebol sem exaltar sua principal marca e essência: o gol. É possível afirmar de acordo com Moraes et al. (2009) que a elevada performance de uma equipe manifesta-se pelo equilíbrio de sua organização coletiva (ofensiva e defensiva) e conseqüente eficácia demonstrada nas suas finalizações, ou seja, sua capacidade em marcar mais gols que o adversário. Desde modo, a obtenção de gol(s) evidencia ser o indicador diferencial e decisivo para caracterizar uma equipe bem sucedida. Uma análise mais sucinta deste acontecimento pode revelar fatores críticos que irão sugerir a estratégia ofensiva mais adequada que sinalize a possibilidade de vitória. De acordo então com o que foi relatado, segundo Hughes e Churchill (2005) a busca de identificação de como os gols são marcados, bem como seus respectivos padrões de construção, configura-se como um dos principais temas de análise na modalidade de futebol. Portanto, o objetivo deste estudo é comparar as situações de origem de gols nos campeonatos de futebol: Liga dos Campeões da UEFA, Copa Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Gaúcho do ano de 2015. Toda a coleta dos dados será realizada de acordo com a observação de vídeos disponíveis em sites de uso comum, utilizando de um software gratuito para análise das ações propostas. Para a comparação dos dados foram utilizadas três variáveis, exemplificadas após a figura adaptada por Garganta (1997): Variável de espaço: Zona em que foi caracterizada a origem do gol, sendo doze ao total. Variável de jogo: Ações específicas do jogo que originam o gol. Dentre elas temos: Bola parada (pênalti, escanteio, tiro livre direto, tiro livre indireto e lateral), Lançamento, Cruzamento e Passe. Variável de origem: Característica do jogo que antecede as ações de acontecimento dos gols, tais como Roubada de Bola e Passe Errado do Adversário (somente analisado em caso de bola em jogo). O instrumento a ser utilizado para a análise dos dados será um software gratuito Longomatch, Todos os dados serão analisados por percentual de ocorrência..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Rafael Morossino - Integrante.
2016 - 2016
EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO SOBRE A APTIDÃO FÍSICA EM ATLETAS DE FUTSAL FEMININO
Descrição: A organização das cargas de treino, bem como a recuperação entre os estímulos, parecer ser uma variável fundamental para o sucesso esportivo. Assim, o objetivo do estudo será analisar os efeitos de macrociclo de treinamento sobre variáveis de aptidão física em atletas de futsal feminino. Serão avaliadas quatorze atletas de futsal feminino semi-profissionais (21,1 ± 2,4) durante o campeonato estadual do RS no ano de 2016. Serão periodizadas 27 semanas de treinamento, divididas em três mesociclos ? pré- temporada (8 semanas); primeira fase de competição (12 semanas); segunda fase de competição (7 semanas). Em média, foram seis dias de treinamento por semana. Foram avaliados em três momentos, na pré-temporada e ao final de cada fase da competição. as medidas de massa corporal (MC), percentual de gordura corporal (%GC), teste de uma repetição máxima (1RM) nos exercícios de agachamento, leg press e supino, salto horizontal (SH), salto vertical (SV), arremesso de medicine ball (AMB), teste T de agilidade (AGIL) e sprint de 20m (S20). Para análise dos dados paramétricos utilizou-se a ANOVA para medidas repetidas, com post-hoc de Bonferroni, enquanto que para os dados não paramétricos utilizou-se o teste de Friedman com correção de Bonferroni. O índice de significância adotado foi = 0,05..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Gabriela Barreto David - Integrante / JULIA WACHS TEIXEIRA - Integrante.
2016 - Atual
Estudo dos Movimentos Fundamentais (FMS) dos Escolares de Pelotas
Descrição: A prática de esporte por crianças e adolescentes é fortemente recomendada pelos benefícios a saúde e socialização. Entretanto, a ocorrência de lesões decorrentes de práticas esportivas vem crescendo anualmente. Buscando reduzir o risco de lesões, o Functional Movement Screen (FMS) é uma ferramenta cada vez mais utilizada por profissionais de medicina esportiva para identificar elos fracos, assimetrias e compensações musculares na realização de movimentos fundamentais, tendo um sistema de pontuação que permite quantificar os resultados. Para tanto, serão identificados os bairros da cidade de Pelotas e sorteada uma escola da rede municipal por bairro. Em cada escola serão avaliados, através da bateria completa do FMS, todos os escolares do 5o ao 9o ano. Os avaliadores são certificados e experientes. Todos os participantes deverão assinar o termo de assentimento e seus responsáveis o termo de consentimento livre e esclarecido (anexos 1 e 2). Todos os dados serão tabulados e analisados através do pacote estatístico SPSS. Para tanto o objetivo do presente estudo é Identificar escores de FMS de escolares da cidade de Pelotas ? RS..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / TAIRÃ SOARES - Integrante / Gustavo Dias Ferreira - Integrante / Natanael Muana Cardoso Noronha - Integrante.
2016 - Atual
PROSPECÇÃO DE TALENTOS MOTORES PARA RUGBY: UM ESTUDO DOS INDICADORES DE DESEMPENHO MOTOR EM JOVENS ESCOLARES
Descrição: Nos dias de hoje nas escolas brasileiras o Rugby é pouco praticado, apesar de na década de 80 algumas escolas particulares na cidade de São Paulo apresentarem a modalidade em seus currículos. No entanto, é consenso entre os dirigentes e colaboradores do Rugby brasileiro que é necessário que a modalidade seja ensinada e difundida nas escolas para que mais pessoas pratiquem e se envolvam com a modalidade no futuro. Nesse sentido, existe uma forte campanha da Confederação brasileira de Rugby (CBRu) juntamente com as Federações para capacitar professores para trabalharem com essa modalidade, oportunizando mais uma alternativa aos seus alunos. Para tanto, em conjunto com a CBRu, estamos desenvolvendo um modelo de programa de desenvolvimento de atletas a longo prazo que prevê a prospecção de escolares com competências motoras similares a de jogadores de rugby da elite das categorias de base do Brasil. Porém, os modelos consultados não se adaptam a nossa realidade, tendo em vista as dimensões continentais do território brasileiro e a diversidade cultural que existe em nosso país. Pinheiro (2014), em um estudo com escolares e atletas de elite do rugby brasileiro, utilizando o procedimento de análise da função discriminante, desenvolveu duas equações para identificar escolares com características somatomotoras de jogadores de rugby, uma para Forwads outra para Backs. No entanto, estas equações ainda estão no plano teórico. Neste sentido os objetivos deste projeto são: Avaliar a aptidão física de escolares e identificar em um conjunto de medidas e testes os escolares com características somatomotoras de atletas de rugby com a finalidade de compor a equipe de menores de 18 anos da ESEF/UFPel..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / CAMILA BORGES MÜLLER - Integrante.Número de orientações: 3
2013 - 2013
MAPAS E CENÁRIOS DO CRESCIMENTO SOMÁTICO, DA APTIDÃO FÍSICA E DOS INDICADORES SOCIAIS GEORREFERENCIADOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA CIDADE DE CANOAS/RS
Descrição: O estudo do crescimento somático e da aptidão física (ApF) de crianças e adolescentes podem trazer informações fundamentais para que profissionais que atuam com esta faixa etária possam melhor desenvolver programas de saúde, educação física e esportes. O estudo de cada uma destas variáveis, bem como a interação entre elas, pode auxiliar na melhor compreensão de determinados fenômenos e comportamentos. Fenômenos e comportamentos estes, fundamentais para que profissionais que trabalham diretamente com esta faixa etária possam compreender de forma mais acurada o desenvolvimento de cada um deles, as diferenças entre os sexos, as influências que um pode exercer sobre os outros, bem como níveis de saúde destes indivíduos. Contudo, o objetivo geral desse estudo é Mapear os níveis de crescimento somático, de aptidão física e dos indicadores sociais georreferenciados de escolares canoenses de 10 a 15 anos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Julio Cesar Walz - Integrante.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Iniciação ao Handebol Escolar na UFPel
Descrição: O presente projeto tem como objetivo geral disseminar, potencializar e qualificar a prática da iniciação ao Handebol na comunidade escolar de Pelotas, assim como busca tornar vivo e potente os princípios da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na vida acadêmica de todos (as) os (as) graduandos (as) envolvidos (as). A implementação do referido projeto está a cargo dos estudantes de Educação Física da ESEF/UFPel, sob a supervisão e orientação de professores da referida instituição e se pauta em dois eixos de ações, que são a realização de oficinas de iniciação ao Handebol, efetivadas nas diferentes escolas do município, assim como na formação de um grupo de Handebol de base, envolvendo estudantes de Pelotas, na faixa etária de dez a quatorze anos, de ambos os sexos, que acontecerá no ginásio da ESEF/UFPel. O presente projeto tem como objetivo geral disseminar, potencializar e qualificar a prática da iniciação ao Handebol na comunidade escolar de Pelotas, assim como busca tornar vivo e potente os princípios da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na vida acadêmica de todos (as) os (as) graduandos (as) envolvidos (as)..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Integrante / ROSE MERI SANTOS DA SILVA - Coordenador.
2017 - Atual
Vem Ser Pelotas
Descrição: Apenas cerca de um terço (34,05%) dos adolescentes brasileiros atende as recomendações de prática de atividade física (AF), sendo esta proporção mais alta entre os meninos (43,3%) do que entre as meninas (24,8%) (Werneck et al., 2018). Apesar da prática regular de AF poder ser realizada em diferentes domínios. As práticas recreativas durante os momentos de tempo livre e as práticas estruturadas se configuram como aquelas em que os adolescentes optam por realizar AF em detrimento de outras atividades. A opção pela realização de AF ao invés de outros comportamentos parece estar associada à aspectos psicossociais como gostar de praticar AF, se perceber competente para realizar AF, conhecer diferentes opções de prática de AF e ter tido experiências anteriores positivas (Pardo et al., 2016). Nesta perspectiva, a escola se configura como um local privilegiado para a promoção da AF entre adolescentes. As possibilidades não se limitam apenas às aulas de educação física, onde conhecimentos sobre diferentes manifestações da cultura corporal do movimento podem ser tratados em suas dimensões procedimentais, conceituais e atitudinais, mas em momentos de aulas de outras disciplinas, com projetos interdisciplinares, e durante o recreio. Não obstante, tais instituições em nosso país apresentam muitas vezes carências em suas estruturas físicas e materiais para a prática de AF e esporte (KNUTH et al. 2009). Esse fato, pode dificultar ou reduzir o contato de escolares com as diversas manifestações da cultura corporal do movimento. Essa redução ao acesso pode privar os escolares aos diversos efeitos positivos oriundos da prática regular de AF e esportes, tanto no que diz respeito à aspectos sociais quanto à marcadores relacionados à saúde (PIERCE et al., 2018). Nessa faixa etária, há uma maior produção dos hormônios sexuais que acarretam em alterações no perfil corporal, e em consequência disso, é nesse momento que há o pico de velocidade de crescimento de estatura e de massa corporal dos escolares brasileiros, 10 e 11 anos para meninas, e 12 e 13 para meninos (BERGMANN, et al. 2007). Além disso, diversos estudos mostram que nas idades entre 10 e 15 anos iniciam-se os primeiros sinais de predisposição associados a doenças crônicas não transmissíveis, bem como a adesão à um estilo de vida ativo e saudável, que aumenta a chance de se perpetuar ao longo do ciclo da vida, como mostram os estudos que acompanharam os níveis de atividade física de crianças até a vida adulta (AZEVEDO JÚNIOR et al., 2007). Atualmente, para que sejam alcançadas melhorias na aptidão cardiorrespiratória, metabólica e neuromuscular, a Organização Mundial de Saúde sugere que 60 minutos diários de atividade física, de moderada a vigorosa, devam ser realizados (OMS, 2017). Porém, no cenário educacional brasileiro atual, as aulas de Educação Física são ofertadas dois períodos semanais de 40 a 50 minutos, ficando muito abaixo do mínimo recomendado. No entanto, é importante ressaltar que o ambiente escolar pode oportunizar a prática efetiva de atividade física e esporte com a finalidade de que os escolares transfiram para os outros ambientes de suas convivências os valores aprendidos e compartilhados. O Programa Vem Ser Pelotas (VSP) foi concebido por professores da Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal de Pelotas e tem por objetivo avaliar os níveis de aptidão física dos escolares do 5º ao 9º ano das escolas da rede municipal de Pelotas e; Identificar os efeitos de intervenções nos níveis de aptidão física dos escolares do 5º ao 9º ano das escolas da rede municipal de Pelotas. No início de 2017 foi assinado um convênio entre a Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal de Pelotas e a Secretaria de Educação e Desporto da Prefeitura Municipal de Pelotas, com a finalidade de diagnosticar os níveis de aptidão física dos escolares de Pelotas.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (18) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Gabriel Gustavo Bergmann - Integrante / Fabricio Boscolo Del Vecchio - Integrante / Gustavo Dias Ferreira - Integrante / ROSE MERI SANTOS DA SILVA - Integrante.
2017 - Atual
Hóquei Indoor para Escolares
Descrição: A modalidade de Hóquei sobre Grama, ainda incipiente no Brasil, é uma modalidade olímpica que contou com a primeira representação nacional em 2016 nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Este desporto coletivo tem por características a precisão, velocidade e trabalho em equipe por parte dos praticantes. Desta forma, este projeto de extensão visa oportunizar monitores e praticantes a se envolverem na modalidade, possibilitando assim experiências didáticas e de aprendizagem para todos os envolvidos neste projeto.Por ser uma modalidade pouco conhecida em território nacional, este projeto se justifica por demarcar um espaço de novos conhecimentos e atividades que podem gerar o investimento em novos projetos e também impulsionar o número de praticantes de atividades em prol da saúde e de um estilo de vida mais ativo. O esporte possibilitará a integração de acadêmicos dos cursos de Educação Física Licenciatura e Bacharelado para uma melhor formação pedagógica através do Hóquei sobre Grama e Indoor. Objetivos: Proporcionar vivencia prática da modalidade de Hóquei Sobre Grama e Indoor para escolares da cidade de Pelotas. Estruturar atividades de iniciação, aprendizagem e prática da modalidade Hóquei sobre Grama e Indoor; Estimular hábitos de um estilo de vida mais ativo e saudável em escolares da cidade Pelotas; Proporcionar momentos de descontração, lazer e integração através da prática do esporte. Para tanto, serão oferecidas Atividades práticas de Hóquei sobre Grama e Indoor, envolvendo escolares da cidade de Pelotas, através de oficinas praticas nas escolas e universidades. As atividades serão distribuídas com aquecimento e alongamento específico para a modalidade; técnicas de condução, manejo e domínio de bola; controle da empunhadura e passes; sistemas táticos e posicionamento em jogo; funções do goleiro e regras do jogo..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / TAIRÃ SOARES - Integrante.
2017 - Atual
Jogando para Aprender
Descrição: O projeto ?Esporte na Escola: Jogando para Aprender? promoverá aulas que serão ministradas por estudantes do curso de Licenciatura de Educação Física, segundo o método de iniciação esportiva baseada no método Universal proposto por Greco e Benda (1998). As crianças terão a oportunidade de uma aproximação plural com esporte a partir da utilização de jogos e brincadeiras. A infância é uma fase marcada por descobertas, a criança através do brincar interage com um mundo de possibilidades. Segundo Instituto Ayrton Senna (2008, p.53) ?uma das principais características da infância é o movimento e através dele a ligação com aprendizagem e desenvolvimento motor, mental, social e afetivo?. De acordo com mesmo autor, as atividades propostas às crianças, a variabilidade das brincadeiras e jogos devem levar em consideração o que elas já vivenciaram, o que conhecem, valorizando as experiências anteriores e promovendo a criação, construção de novos conhecimentos para que o ensino e aprendizagem propiciem um amplo desenvolvimento motor e cognitivo. Por isso, a importância do brincar, da imaginação e também da oferta de diversos estímulos que possibilitem a tomada de decisão e consciência. Os hábitos modernos têm interferido diretamente nas vivências e experiências motoras das crianças, tais fatores estão diretamente relacionados a gênero, idade, envolvimento e participação da família em atividades físicas, realidade social/cultural individual (realidade do ambiente onde o indivíduo está inserido) e aspectos da sociedade moderna (revolução eletrônica, indústria alimentícia, além do ?domínio? do relógio sobre a vida dos indivíduos) (SEABRA et al, 2008). A influência de resultados negativos dos fatores citados constrói dentro do Brasil uma realidade onde uma a cada três crianças de cinco a nove anos encontra-se acima do peso, ao passo que as habilidades motoras fundamentais se mostram fragilizadas e não sendo atingidas por escolares na idade adequada (IBGE, 2010). Segundo Gallahue, Ozmun e Goodway (2013 apud IGNACIO 2015) as experiências proporcionadas pelo meio através de estímulos têm papel fundamental na obtenção de uma maturação das habilidades motoras, tendo esta interferência que repercute em diversas áreas como: esportes, lutas, danças e artes cênicas. Dentro desta perspectiva percebe-se que práticas/experiências e habilidades motoras estão diretamente relacionadas, junto disto, estudos mostram que a ?inabilidade? (limitações próprias) acaba por limitar a inserção da criança na pratica de exercícios físicos (devido a sua própria limitação ou por vergonha), comprometendo ainda mais seu desenvolvimento e aspectos que envolvem sua saúde (Valentini ( 2002 apud IGNACIO, 2015). A Iniciação Esportiva Universal (GRECO; BENDA, 1998) é uma proposta de ensino-aprendizagem-treinamento de esportes para ser utilizada na iniciação esportiva de crianças. Com este modelo busca-se uma aproximação do aluno ao esporte através do resgate de jogos e brincadeiras infantis. Dessa forma, proporciona-se um ensino-aprendizado tático e motor a partir de experiências variadas evitando-se a especialização precoce e a mecanização e repetição de movimentos presente no treinamento de atletas. De acordo com Greco e Benda (1998), esta concepção procura não especializar o aluno em uma modalidade esportiva, mas proporcionar uma formação ampla e geral, adequada a sua idade. Além disso, preza pelo ensinar pelo esporte, ou seja, desenvolver atitudes, comportamentos e valores auxiliando na formação da personalidade (GRECO, 2012). O projeto ?Esporte na Escola: Jogando para Aprender? promoverá aulas que serão ministradas por estudantes do curso de Licenciatura de Educação Física. As ações ocorrerão às quartas e sextas das 14h às 16h no ginásio da Escola Superior de Educação Física (ESEF) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel)..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Mario Renato Azevedo Júnior - Integrante / Patricia da Rosa Louzada da Silva - Integrante / Patricia Machado da Silva - Integrante.
2017 - Atual
Projeto Futebol: Alto Rendimento
Descrição: O futebol como modalidade esportiva oferece uma ampla gama de possibilidades de trabalho, de estudos e de envolvimento social. Já a Universidade, além do desenvolvimento humano, tem o dever de aproximar o conhecimento teórico ao prático e apresentar resultados efetivos para a comunidade que esta inserida. Neste sentido este projeto visa oportunizar a vivência de acadêmicos no planejamento, organização, avaliação, execução, acompanhamento, reavaliação e tomadas de decisão em um clubes de futebol de alto rendimento. Para tanto, serão selecionados acadêmicos para compor a equipe de trabalho. Os encontros de planejamento, organização e tomadas de decisão ocorrerão duas vezes por semana no Laboratório de Estudos em Esporte Coletivo da Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (LEECol/ESEF/UFPel).. As medidas e testes neuromusculares e fisiológicos poderão ocorrer no centro de treinamento dos clubes ou no Laboratório de Bioquímica e Fisiologia do Exercício da ESEF/UFPel. Os testes protocolares iniciais serão: Medidas - Massa Corporal, Estatura, Perímetros, Dobras Cutâneas, FMS com régua; Testes neuromusculares - RAST com fotocélulas, Saltos em plataforma de força (CMJ, SJ e MS), Sprints com fotocélulas de 10 e 20m.; Marcadores fisiológicos - CK, Lactato, Cortisol e Testosterona. Os objetivos do projeto são: - Oferecer para a comunidade esportiva formal um conjunto de avaliações e acompanhamento de dados de qualidade acadêmica para a diminuição da distância teoria/prática e inserir conhecimento universitário no esporte de alto rendimento. - Oportunizar aos acadêmicos a vivência no ambiente de trabalho em esporte de alto rendimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / Gustavo Dias Ferreira - Integrante.
2017 - Atual
Vivência de Handebol na UFPel
Descrição: O presente projeto tem como objetivo geral disseminar, potencializar e qualificar a participação da comunidade pelotense em geral, assim como graduandos oriundos das diversas regiões do Brasil e que residam em Pelotas, na prática do desporto Handebol. Para, além disso, a implementação do referido trabalho, busca tornar vivo e potente os princípios da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na vida acadêmica de todos (as) os (as) graduandos (as) envolvidos (as), pois estará a cargo dos estudantes de Educação Física da ESEF/UFPel, sob a supervisão e orientação de uma professora da referida instituição. Os encontros ocorrerão nas dependências do ginásio da ESEF/UFPel, às segundas feiras, no horário das 19h30m às 20h30m, direcionado à pessoas em geral da comunidade de Pelotas, na faixa etária a partir dos dezessete anos, de ambos os sexos, que buscam um espaço de vivenciar o Handebol, sem o caráter competitivo. Destaca-se ainda que pautamos a presente proposta de trabalho em uma concepção de esporte assumida como um processo educativo que visa investir energia, prazer e alegria no viver, atuando sempre na perspectiva de qualificação da vida, dando condições que cada indivíduo seja trabalhado dentro de sua singularidade, visto que, a prática de atividades prazerosas leva, cada indivíduo, a um desenvolvimento maior com seu corpo, permitindo assim o seu engajamento na busca de uma harmonia de vida e no exercício pleno de sua cidadania..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Integrante / ROSE MERI SANTOS DA SILVA - Coordenador.
2017 - Atual
Rugby Treinamento Adulto
Descrição: O Rugby é praticado hoje em 117 países, sendo que 93 países são filiados a World Rugby (órgão máximo do Rugby mundial) e fazem parte do ranking, em 5 continentes, 19 associações e 6 associações regionais. Segundo o estudo encomendado pela IRB sobre o impacto econômico do Rugby a nível mundial, mais de 5 milhões de pessoas praticam Rugby no mundo, um incremento de 19% desde a copa do mundo da França em 2007. Sendo que esse crescimento ocorreu da seguinte forma: 33% na África, 22% na América do Sul, 18% na Ásia, 18% na América do Norte e 9% entre Europa, Oceania e América Central. A World Rugby esta investindo fortemente em países com grande extensão territorial e populacional e cita em seus últimos relatórios de investimentos Brasil, México, Índia e China, e ainda a Argentina por seu continuo desenvolvimento e Japão por ser o país sede da copa do mundo de 2019 como os países prioritários para os incentivos financeiros para serem aplicados em desenvolvimento, ou seja, na capacitação de professores, técnicos, árbitros e gestores. Na cidade de Pelotas um esforço importante de apaixonados pelo Rugby vinculados a comunidade, de professores e de alunos da Universidade Federal de Pelotas vem sendo investido com a finalidade de criar condições para que aqueles que tenham interesse em praticar a modalidade tenham local adequado para treinamento, recursos humanos de qualidade e apoio pedagógico para o planejamento. Neste sentido, este projeto oferece estrutura física e recursos humanos para: treinamento tático / técnico, treinamento de força, palestras e aulas teóricas.O objetivos do projeto é o de desenvolver a prática do Rugby na região Sul do Estado do Rio Grande do Sul. Para tanto, Farão parte desta atividade pessoas dos dois sexos entre 18 e 40 anos que tenham interesse em praticar Rugby. Há a possibilidade de compor as equipes de competição ou participar das equipes de desenvolvimento. Os treinamento de força ocorrerão terças e quintas das 20h as 22h na sala de musculação da ESEF/UFPel. Esta atividade será sempre acompanhada por um dos colaboradores do projeto. O método utilizado será o de progressão das cargas sempre considerando a individualidade biológica dos envolvidos. O treinamento tático nas terças e quintas das 22h as 23h30min no campo de futebol da ESEF/UFPel e aos sábados das 15h ás 18h no campo da República do Líbano. Os treinamentos estão serão planejados de acordo com as demandas do jogo e as possibilidades táticas e técnicas dos participantes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Coordenador / CAMILA BORGES MÜLLER - Integrante / TAIRÃ SOARES - Integrante.


Outros Projetos


2001 - 2003
Projeto Andorinha
Descrição: Responsável pelo planejamento das atividades físicas e monitoramento dos voluntários.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (20) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Eraldo dos Santos Pinheiro - Integrante / Celso Luis MAchado Pontes - Integrante / Juliana Justos - Coordenador / Diego Vassoleri - Integrante / Gaiatri Batistel da Silva - Integrante.


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano (Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Cinergis (UNISC)
2013 - Atual
Periódico: International Sportmed Journal for Fims
2012 - Atual
Periódico: Trends in Psychiatry and Psychotherapy


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física / Subárea: Educação Física.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física / Subárea: ESPORTE.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física / Subárea: Desempenho.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2014
Patrono da IV Turma de Licenciatura em Educação Física Unipampa, Universidade Federal do Pampa.
2012
TOP - Talent Optimization Programme, International Rugby Board.
2009
Campeão Gaúcho de Rugby - Categoria Adulto, Grupo de Desenvolvimento Rugby RS.
2009
Campeão da Liga Sul Brasileira de Rugby - Categoria Juvenil, Clubes do Liga Sul de Rugby - Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
2008
Campeão Gaúcho de Rugby - Categoria Adulto, Grupo de Desenvolvimento Rugby RS.
2008
Campeão da Liga Sul Brasileira de Rugby - Categoria Juvenil, Clubes do Liga Sul de Rugby - Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CABISTANY, L.2018CABISTANY, L. ; PINHEIRO, E. S. ; RICO, A. M. ; VECCHIO, F. B. . CARACTERÍSTICAS NEUROMUSCULARES DE JOGADORAS DE FUTEBOL: ESTUDO COM JOVENS ATLETAS DE PELOTAS-RS. REVISTA BRASILEIRA DE FUTSAL E FUTEBOL, v. 10, p. 11-17, 2018.

2.
PINHEIRO, E. S.2018PINHEIRO, E. S.; Ribeiro, Y.S. ; COSWIG, V. ; VECCHIO, F. B. . Aptidão física no rúgbi: comparações entre backs e forwards. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, v. 40, p. 257-265, 2018.

3.
PINHEIRO, E. S.2018PINHEIRO, E. S.; SILVA, P. M. ; SILVA, P. R. L. ; BOTELHO, V. H. . Projeto de Extensão Jogando para Aprender: possibilidades do ensino das capacidades coordenativas e táticas básicas para escolares. REVISTA DA EXTENSÃO DA UFRGS, v. 2018, p. 26-36, 2018.

4.
JALOWITZHI, D. T.2017JALOWITZHI, D. T. ; Eraldo Pinheiro ; FARIAS, V. M. ; BERGMANN, Gabriel Gustavo . Indicadores Antropométricos e de Aptidão Física: Estudo Comparativo Entre Escolares Atletas e Escolares Não Praticantes de Atividades Esportivas. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 11, p. 219-227, 2017.

5.
NUNES, C. G.2017NUNES, C. G. ; MELLO, J. B. ; BERGMANN, M. L. A. ; BAEZ, M. A. C. ; PINHEIRO, E. S. . Perfil metodológico dos professores de Educação Física da rede municipal de ensino de Uruguaiana, RS. LECTURAS EDUCACIÓN FÍSICA Y DEPORTES, v. 22, p. 1-4, 2017.

6.
Gomes, B.P.2016Gomes, B.P. ; Ribeiro, Y.S. ; Vaz, M.S. ; PINHEIRO, E. S. ; VECCHIO, F. B. . Dinâmicas de Variáveis Psicológicas no Treinamento de Militares Futebolístas em Período Preparatório para Competição. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, v. 8, p. 190-196, 2016.

7.
BERGMANN, GABRIEL2015BERGMANN, GABRIEL ; BERGMANN, MAUREN ; CASTRO, A. M. ; PINHEIRO, E. S. ; MOREIRA, RODRIGO ; MARQUES, ALEXANDRE ; Gaya, Adroaldo Cezar Araujo . Prediction of peak oxygen uptake in adolescents from 9 minutes run/walk test. Gazzetta Medica Italiana. Archivio per le Scienze Mediche (Testo stampato), v. 175, p. 15-22, 2015.

8.
MELLO, J. B.2015MELLO, J. B. ; PINHEIRO, E. S. . O Rugby na Educação Física Escolar: Relato de uma Prática. Cadernos de Formação RBCE, v. março, p. 20-32, 2015.

9.
MELLO, J. B.2015MELLO, J. B. ; HERNANDEZ, M. ; FARIAS, V. M. ; Eraldo Pinheiro ; BERGMAN, G. . Aptidão física relacionada ao desempenho motor de adolescentes de Uruguaiana, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 23, p. 72-79, 2015.

10.
BERGMANN, GABRIEL2014BERGMANN, GABRIEL ; BERGMANN, MAUREN ; DE CASTRO, ANTÔNIO ; LORENZI, THIAGO ; PINHEIRO, ERALDO ; MOREIRA, RODRIGO ; MARQUES, ALEXANDRE ; GAYA, Adroaldo . Use of the 6-minute walk/run test to predict peak oxygen uptake in adolescents. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. 19, p. 64-73, 2014.

11.
LUDWIG, A. P.2013LUDWIG, A. P. ; PINHEIRO, E. S. ; VOSER, R. C. . Estado nutricional de crianças e adolescentes praticantes de tênis da cidade de Garibaldi, RS. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 176, p. 1/1, 2013.

12.
CADORE, E. L.2013 CADORE, E. L. ; PINHEIRO, E. S. ; IZQUIERDO, M. ; Correa S.C ; RADAELLI, R. ; Martins J. ; LHULLIER, F. ; Laitano, O. L. ; CARDOSO, M. ; PINTO, R. . Neuromuscular, hormonal and metabolic responses to different plyometric training volumes in rugby players. Journal of Strength and Conditioning Research, v. 1, p. 1-32, 2013.

13.
GAYA, A.2013GAYA, A. ; GAYA, Anelise Reis ; GARLLIP, Daniel ; SANTOS, F. R. ; PINHEIRO, E. S. . O esporte e o tipo físico. Ciencia Hoje das Criancas, v. 26, p. 6-9, 2013.

14.
PINHEIRO, E. S.;Eraldo Pinheiro;PINHEIRO, ERALDO2013PINHEIRO, E. S.; MIGLIANO, M. ; BERGMANN, G. G. ; Gaya, Adroaldo Cezar Araujo . Desenvolvimento do Rugby Brasileiro: panorama de 2009 a 2012. Revista Mineira de Educacao Fisica (UFV), v. 21, p. 990-995, 2013.

15.
BERGMANN, G. G.2013BERGMANN, G. G. ; BERGMANN, M. L. A. ; Moreira, R ; PINHEIRO, E. S. ; Marques, A. M. ; Hallal, P. C ; Gaya, A . Propostas de classificação da aptidão cardiorrespiratória de crianças e adolescentes: revisão de literatura. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. 18, p. 273-285, 2013.

16.
VAZ, L.2013VAZ, L. ; P.V., J. ; PINHEIRO, E. S. ; ALPUIM, J. ; CARRERAS, D. . Caracterização de Indicadores de Performance em Jogadores Experiêntes e Novatos de Rugby em Situação de Jogo Reduzido. Revista Mineira de Educacao Fisica (UFV), v. XXI, p. 735-741, 2013.

17.
GONZALEZ, R. H.2011GONZALEZ, R. H. ; PINHEIRO, E. S. ; BERGMANN, Gabriel Gustavo . Analise do crescimento somático de crianças e jovens de cidades do Oeste do Estado de Santa Catarina. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 152, 2011.

18.
BERGMANN, Gabriel Gustavo2011BERGMANN, Gabriel Gustavo ; BERGMANN, M. L. A. ; MOREIRA, R. B. ; PINHEIRO, E. S. ; MARQUES, A.C. ; GAYA, Adroaldo . Sobrepeso e Obesidade na Infância e Adolescência: Possibilidades de Medidas e Reflexões Sobre as Propostas de Avalliação.. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, v. V16, p. 62-69, 2011.

19.
Lopes, A. L.2011Lopes, A. L. ; PINHEIRO, E. S. ; Cunha G. ; Zapata K. ; Martins J. ; Randhal ; Ribeiro, G.S. ; CARDOSO, M. . Análise da composição corporal e da capacidade aeróbia em jogadores de rugby. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 16, p. 158, 2011.

20.
SILVEIRA, T. C.2010SILVEIRA, T. C. ; PINHEIRO, E. S. ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete . Perfil da potência anaeróbica e velocidade em praticantes de rugby. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 147, 2010.

21.
LENZ, C. H.2010LENZ, C. H. ; PINHEIRO, E. S. ; Generosi, R. A> . Avaliação do nível de desenvolvimento moral de adolescentes frente a dilemas da vida diária e esportiva. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 15, p. 148, 2010.

22.
BERGMANN, Gabriel Gustavo2009BERGMANN, Gabriel Gustavo ; BERGMANN, M. L. A. ; PINHEIRO, E. S. ; MOREIRA, R. B. ; MARQUES, A.C. ; GAYA, Adroaldo . Índice de massa corporal: tendência secular em crianças e adolescentes brasileiros. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v. 11, p. 280-285, 2009.

23.
GARLIPP, D.2009GARLIPP, D. ; Lorenzi, T. ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; PINHEIRO, E. S. ; GENEROSI, R. A. ; GAYA, Adroaldo . Análise longitudinal do dimorfismo sexual no crescimento somático de crianças e jovens escolares. Revista brasileira de prescrição e fisiologia do exercício, v. 3, p. 341-348, 2009.

24.
PINHEIRO, E. S.2008PINHEIRO, E. S.; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; GARLIPP, D. ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; GAYA, Adroaldo . Perfil do crescimento somático de crianças e jovens provinientes de cidades com características culturais alemã, italiana e portuguesa do estado do RS- BR. Lecturas Educación Física y Deportes (Buenos Aires), v. 118, p. 118, 2008.

25.
BERGMANN, Gabriel Gustavo2008 BERGMANN, Gabriel Gustavo ; BERGMANN, M. L. A. ; PINHEIRO, E. S. ; MOREIRA, R. B. ; MARQUES, A.C. ; GAYA, Adroaldo . Estudo longitudinal do crescimento corporal de escolares de 10 a 14 anos: dimorfismo sexual e pico de velocidade. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v. 10, p. 249-254, 2008.

26.
BERGMANN, Gabriel Gustavo2008BERGMANN, Gabriel Gustavo ; PINHEIRO, E. S. ; BERGMANN, M. L. A. ; TORRES, L. ; GAYA, Adroaldo . Estilo de vida na infância e adolescência: Informações e repercusões para a Educação Física Escolar. Diálogo (Canoas), v. 12, p. 151-165, 2008.

27.
BERGMANN, Gabriel Gustavo2007BERGMANN, Gabriel Gustavo ; BERGMANN, M. L. A. ; Lorenzi, T. ; PINHEIRO, E. S. ; GARLIPP, D. ; MOREIRA, R. B. ; MARQUES, A.C. ; GAYA, Adroaldo . Pico de velocidade em estatura, massa corporal e gordura subcutânea de meninos e meninas dos 10 aos 14 anos de idade. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano, v. 9, p. 333-338, 2007.

Capítulos de livros publicados
1.
PINHEIRO, E. S.. Rúgbi. In: Francisco Xavier de Vargas Neto; Rogério da Cunha Voser. (Org.). A criança e o esporte: uma perspectiva lúdica. 2ed.Canoas: ULBRA, 2018, v. 1, p. 108-112.

2.
PINHEIRO, ERALDO; AZEVEDO JUNIOR, M. R. ; MIGLIANO, M. ; BERGMAN, G. . Rugby no Brasil: Na Escola! É Possível?. In: Kátia Lucia Moreira Lemos; Pablo Juan Greco; Juan Carlos Péres Morales. (Org.). 5º Congresso Internacional dos Jogos Desportivos. 1ed.Belo Horizonte: Istituto Casa da Educação Física, 2015, v. 1, p. 87-99.

3.
PINHEIRO, E. S.; SCHUSTER, G. S. . Rugby Tag. In: Amauri A. Bássoli de Oliveira; Claudio Kravchychyn; Evandro Carlos Moreira; Raquel Stoilov Pereira. (Org.). Ensinando e Aprendendo Esportes no Programa Segundo Tempo. 1ed.Maringá: Editora da Universidade Estadual de Maringá, 2012, v. 1, p. 359-392.

4.
PINHEIRO, E. S.; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; SANTOS, D. A. . Aptidão Física em Idosos - Estudo Referenciado a Força e IMC. In: Andrea Krüger Gonçalves; Rosa Maria Freitas Groenwald. (Org.). Qualidade de Vida e Estilo de Vida no Envelhecimento. Porto Alegre: Novo Tempo Editora e Distribuidora de Livros, 2005, v. 1, p. 349-360.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PINHEIRO, E. S.; MIGLIANO, M. ; BERGMANN, GABRIEL ; GAYA, A. . Desenvolvimento do Rugby Brasileiro: Panorama de 2009 a 2012. In: IV Congresso Internacional de Jogos Desportivos, 2013, Florianópolis. 4CIJD - Congresso Internacional de Jogos Desportivos. Viçosa: Revista Mineira de Educação Física, 2013. v. XXI. p. 990-995.

2.
VAZ, L. ; P.V., J. ; PINHEIRO, E. S. ; ALPUIM, J. ; CARRERAS, D. . Caracterização de Indicadores de Performance em Jogadores Experientes e Novatos de Rugby em Situações de Jogo Reduzido. In: IV Congresso Internacional de Jogos Desportivos, 2013, Florianópolis. 4CIJD - Congresso Internacional de Jogos Desportivos. Viçosa: Revista Mineira de Educação Física, 2013. v. XXI. p. 735-741.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
AIRES,B. R. ; BENDER, L. B. ; VECCHIO, F. B. ; SILVA, R. M. ; PINHEIRO, E. S. . APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA AO DESEMPENHO MOTOR DE JOGADORES DE HANDEBOL UNIVERSITÁRIO. In: XXV Congresso de Iniciação Científica, 2016, Pelotas. Anais 2016, 2016.

2.
D'AVILA, M. ; DAVID, G. B. ; VECCHIO, F. B. ; PINHEIRO, E. S. . COMPARAÇÃO DE VARIÁVEIS NEUROMUSCULARES DE JOGADORES DE FUTSAL SUB - 15 E SUB - 17. In: XXV Congresso de Iniciação Científica, 2016, Pelotas. Anais 2016, 2016.

3.
RICO, A. M. ; PINHEIRO, ERALDO ; VECCHIO, F. B. . Perfil Neuromuscular de Jogadoras de Futebol Sub-16. In: 5º Congresso Internacional dos Jogos Desportivos, 2015, Belo Horizonte. Anais do 5º Congresso Internacional dos Jogos Desportivos. Belo Horizonte: EEFFTO/UFMG, 2015. v. 1. p. 943-947.

4.
FARIAS, V. M. ; BERGMAN, G. ; VAZ, L. ; PINHEIRO, ERALDO . Distribuição de Gols e Influência dos Primeiro Gol Marcado no Resultado Final da Partida em Competições de Futebol de Diferentes Faixas Etárias. In: 5º Congresso Internacional dos Jogos Desportivos, 2015, Belo Horizonte. Anais do 5º Congresso Internacional dos Jogos Desportivos. Belo Horizonte: EEFFTO/UFMG, 2015. v. 1. p. 1049-1052.

5.
GARLIPP, D. ; PINHEIRO, E. S. ; GENEROSI, R. A. ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; GAYA, Adroaldo . Crescimento Somático de Escolares Brasileiros Estratificados pelas 5 Regiões Geopolíticas. In: Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Lingua Portuguesa, 2008, Porto Alegre. XII Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Caxias do Sul: CDcopy Comunicação Digital LTDA, 2008.

6.
BERGMANN, Gabriel Gustavo ; MOREIRA, R. B. ; SOUTO, P. R. G. ; GONÇALVES, L. R. R. ; JADOSKI, L. S. ; BERGMANN, M. L. A. ; PINHEIRO, E. S. ; GAYA, Adroaldo . Relação entre os Resultados do Teste de Sentar e Alcançar e o Comprimento de Membros Inferiores de Escolares de São Jerônimo/RS. In: Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Lingua Portuguesa, 2008, Porto Alegre. XII Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Caxias do Sul: CDcopy Comunicação Digital LTDA, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MÜLLER, C. B. ; SOARES, T. ; VAZ, M. ; VECCHIO, F. B. ; PINHEIRO, E. S. . RELAÇÃO DAS VARIÁVEIS DA APTIDÃO FÍSICA ENTRE POSIÇÃO E SEXO DE JOGADORES DE RUGBY UNION. In: 39º SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 2016, São Paulo. 39º SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE: (IN) ATIVIDADE de A a Z, 2016. v. 22.

2.
MACHADO, L. H. M. ; PINHEIRO, E. S. ; MÜLLER, C. B. ; CABISTANY, L. ; VECCHIO, F. B. . COMPARAÇÃO DE VARIÁVEIS NEUROMUSCULARES DE JOGADORES DE FUTSAL SUB15 E SUB17. In: I Congresso Internacional de Pedagogia do Esporte, 2016, Campinas. Resumos do I Congresso Internacional de Pedagogia do Esporte SESC/FCA-UNICAMP, 2016. v. 20. p. 1-68.

3.
DAVID, G. B. ; PINHEIRO, E. S. ; CASARÉ, W. ; MÜLLER, C. B. ; REICHERT, F. F. . RELAÇÃO ENTRE AÇÕES TÉCNICAS REALIZADAS E O RESULTADO FINAL DE PARTIDAS DE FUTSAL. In: I Congresso Internacional de Pedagogia do Esporte, 2016, Campinas. Resumos do I Congresso Internacional de Pedagogia do Esporte SESC/FCA-UNICAMP, 2016. v. 20. p. 1-68.

4.
JALOWITZHI, D. T. ; ALVES, J. ; PEREIRA, L. C. ; PINHEIRO, ERALDO . Características Físicas de Backs e Forwards da Seleção Gaúcha de Rugby. In: VI Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão (SIEPE), 2014, Bagé. VI SIEPE, 2014.

5.
CAUDURO, A. L. ; CARPES, L. P. ; CARDOSO, M. ; FARIAS, V. M. ; BERGMANN, GABRIEL ; Eraldo Pinheiro . Análise Antropométrica e Neuromotora de Backs e Forwards da Seleção Brasileira de Rugby sub 18. In: 37ª Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2014, São Paulo. CELAFISCS, 2014.

6.
PINHEIRO, E. S.; CARDOSO, M. ; SANTOS, F. R. ; SCHUSTER, G. S. ; GAYA, Adroaldo ; CHALAP, M. O. . As diferenças no desempenho motor entre as idades e os sexos. In: XIV Congresso Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2012, Belo Horizonte - MG. Anais do XIV Congresso de ciências do desporto e educação física dos países de língua portuguesa,, 2012.

7.
CARDOSO, M. ; PINHEIRO, E. S. ; SANTOS, F. R. ; SCHUSTER, G. S. ; GAYA, Adroaldo ; BRAGA, F. C. C. . Perfil do desempenho motor de crianças e adolescentes. In: XIV Congresso Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2012, Belo Horizonte - MG. Anais do XIV Congresso de ciências do desporto e educação física dos países de língua portuguesa,, 2012.

8.
GARLIPP, D. ; PINHEIRO, E. S. ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; Lorenzi, T. ; GAYA, Adroaldo . Alteração do estado nutricional de escolares brasileiros a partir da análise do índice de massa corporal. Dados do Projeto Esporte Brasil. In: XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2010, Maputo - Moçambique. XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Maputo - Moçambique: Faculdade de Ciências, de Educação Física e Desporto de Maputo, 2010.

9.
BERGMANN, Gabriel Gustavo ; MOREIRA, R. B. ; BERGMANN, M. L. A. ; PINHEIRO, E. S. ; GAYA, Adroaldo . Sedentarismo e Excesso de Peso: Estudo Associativo em Escolares de General Câmara, RS, Brasil. In: XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2010, Maputo - Moçambique. XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Maputo - Moçambique: Faculdade de Ciências, de Educação Física e Desporto de Maputo, 2010.

10.
BRAGA, F. C. C. ; Generosi, R. A> ; Marramarco, G. ; PINHEIRO, E. S. ; BARBOSA, T. . Desenvolvimento da força muscular em crianças e jovens escolares durante as aulas de Educação Fìsica. In: XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2010, Maputo - Moçambique. XIII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Maputo - Moçambique: Faculdade de Ciências, de Educação Física e Desporto de Maputo.

11.
Randhal ; Cunha G. ; Zapata K. ; Martins J. ; PINHEIRO, E. S. ; Lopes, A. L. . Perfil antropometrico e fisiologico de jogadores de rugby. In: X Salão de iniciação científico da PUCRS, 2009, Porto Alegre. X Salão de Iniciação Científica da PUCRS.

12.
PINHEIRO, E. S.; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; CARDOSO, M. ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; GAYA, Adroaldo . Relação entre a Potência Anaeróbia, Velocidade e a Força Explosiva em Atletas de Rugby. In: Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Lingua Portuguesa, 2008, Porto Alegre. XII Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa. Caxias do Sul: CDcopy Comunicação Digital LTDA, 2008.

13.
Lorenzi, T. ; GARLIPP, D. ; MARQUES, A.C. ; PINHEIRO, E. S. ; GAYA, Adroaldo ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; ARAUJO, Mauren Lucia Braga de . Economia de Movimento, VO² máximoe Desempenho aerobio de Meninos de 10-15 anos. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Paises de Lingua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 284-284.

14.
PINHEIRO, E. S.; Silveira, C. ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; MARTINETTO, F.K. ; GAYA, Adroaldo ; BERGMANN, Gabriel Gustavo . Crescimento somático de crianças e jovens provenientes de cidades com distintas características culturais do estado do Rio Grande do Sul Brasil. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 309-309.

15.
SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; PINHEIRO, E. S. ; CRESCENTE, Luis Antonio . Controle da aptidão física futebolistas: proposta de bateria de testes. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 472-472.

16.
BERGMANN, Gabriel Gustavo ; ARAUJO, Mauren Lucia Braga de ; Lorenzi, T. ; GARLIPP, D. ; PINHEIRO, E. S. ; GAYA, Adroaldo . Pico de velocidade de crescimento em meninos e meninas de 10 a 14 anos de idade. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 317-317.

17.
ARAUJO, Mauren Lucia Braga de ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; Lorenzi, T. ; GARLIPP, D. ; PINHEIRO, E. S. ; GAYA, Adroaldo . Perfil lipídico, de aptidão cardiorrespiratória, de composição corporal e de hábitos de vida de uma amostra de escolares de 8ª série de Canoas/RS. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 291-291.

18.
SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; PINHEIRO, E. S. ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; CRESCENTE, Luis Antonio . Aptidão física relacionada à saúde de crianças praticantes de futebol. In: XI Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa, 2006, São Paulo. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. São Paulo, 2006. v. 20. p. 306-306.

19.
PINHEIRO, E. S.; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; ARAUJO, Mauren Lucia Braga de ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; AYUB, Beatriz Volpe ; GAYA, Adroaldo . Crescimento Somático de Crianças e Adolescentes da Cidade de Canoas. In: 27º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2005, São Paulo. Atividade Física e Esporte no Ciclo da Vida. São Paulo: Midiograf, 2005. v. 13. p. 213-213.

20.
PINHEIRO, E. S.; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; AYUB, Beatriz Volpe . Correlação Entre Índice de Massa Corporal (IMC) e o Percentual de Gordura (%G) em Escolares Pré-Púberes da Cidade de Canoas. In: ENAPEF - 15º Congresso Latino - Americano de Educação Física, 2005, Capão da Canoa. Sessão Cientifica ENAPEF - Revista Científica da APEF/RS. Novo Hamburgo: Feevale, 2005. v. 1. p. 43-43.

21.
PINHEIRO, E. S.; SPERB, Berenice Mello ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; GAYA, Adroaldo . Perfil do Cresimento Somático de Crianças e Jovens de 07 a 17 anos de Idade dos Dois Sexos Provenientes de Cidades com Características Culturais Alemã, Italiana e Portuguesa do Estado do RS - Brasil. In: 2º Congresso Internacional de Treinamento Esportivo da Rede CENESP- Esporte para Crianças e Jovens, 2005, Gramado. Revista Perfil. Pelotas: Seriarte, 2005. v. 1. p. 64-64.

22.
PINHEIRO, E. S.; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; CRESCENTE, Luis Antonio . Análise Correlacional de Métodos de Composição Corporal em Jovens Atletas. In: 2º Congresso Internacional de Treinamento Esportivo da Rede CENESP- Esporte para Crianças e Jovens, 2005, Gramado. Revista Perfil. Pelotas: Seriarte, 2005. v. 1. p. 74-74.

23.
PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; AYUB, Beatriz Volpe ; PINHEIRO, E. S. . Predição de Carga de Treinamento através de Tabelas Normativas. In: VIII SEFIC, 2005, Canoas. Semana Científica Unilasalle. Canoas: Lasalle. v. 1. p. 106-106.

24.
PINHEIRO, E. S.; SANTOS, D. A. ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete . Aptidão Física em Idosos - Estudo Referenciado a Força e IMC. In: VIII SEFIC, 2005, Canoas. Semana Científica Unilasalle. Canoas: Lasalle. v. 1. p. 107-107.

25.
BERGMANN, Gabriel Gustavo ; PINHEIRO, E. S. ; ARAUJO, Mauren Lucia Braga de ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; AYUB, Beatriz Volpe ; GAYA, Adroaldo . Estado Nutricional de Crianças e Adolescentes da Cidade de Canoas. In: 27º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte, 2005, São Paulo. Atividade Física e Esporte no Ciclo da Vida. São Paulo: Midiograf, 2005. v. 13. p. 155-155.

26.
PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; PONTES, Celso Luis Machado ; PINHEIRO, E. S. . Perfil da Aptidão Física do Grupo de Terceira Idade Unilasalle. In: 27ª Simpósio Internacional de Ciências do Esporte - Celafiscs, 2004, São Paulo. XXVII Simposio Internacional de Ciências do Esporte. São PAulo: FAPESP / RAFA PANA, 2004. v. 1. p. 107-107.

27.
AYUB, Beatriz Volpe ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar ; PINHEIRO, E. S. . Comparação das Medidas Antropométricas de Meninos e Meninas de 10 e 13 anos da Escolas de Canoas - RS. In: 27ª Simpósio Internacional de Ciências do Esporte - Celefiscs, 2004, São Paulo. XXVII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. São Paulo: FAPESP / RAFA PANA, 2004. v. 1. p. 246-246.

28.
PINHEIRO, E. S.; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete . Caracterização do Perfil Metabólico da Equipe de Futsal Universitária do Unilasalle. In: VII Salão e Feira de Iniciação Cientifica - SEFIC, 2004, Canoas. VII SEFIC, 2004. v. VII. p. 1-1.

29.
PINHEIRO, E. S.; AYUB, Beatriz Volpe ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar . Aptidão Física Relacionada a Saúde: Estudo Comparativo do Índice de Massa Corporal (IMC) de Escolares do Sul do Brasil. In: VII Salão e Feira de Iniciação Cientifica - SEFIC, 2004, Canoas - RS. VII SEFIC, 2004.

30.
PINHEIRO, E. S.; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete ; PAIVA, Claudio Roberto Escovar . Perfil Funcional do Grupo de Terceira Idade Unilasalle. In: X Salão de Iniciação CIentifica da ULBRA, 2004, Canoas. X Salão de Iniciação Cientifica da ULBRA, 2004.

31.
PINHEIRO, E. S.; PONTES, Celso Luis Machado ; SIQUEIRA, Osvaldo Donizete . Perfil Neuromuscular do Grupo de Terceira Idade Unilasalle. In: VI Salão e Feira de Iniciação Cientifica - SEFIC, 2003, Canoas. VI SEFIC, 2003.

Artigos aceitos para publicação
1.
MÜLLER, C. B. ; PINHEIRO, E. S. ; SOARES, T. ; VECCHIO, F. B. . EFEITOS DO SEXO E POSIÇÃO DE JOGO NA APTIDÃO FÍSICA DE COMPETIDORES AMADORES DE RUGBY UNION. PENSAR A PRÁTICA (UFG. IMPRESSO), 2019.

2.
ALVES, J. ; FERREIRA, G. D. ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; NORONHA, N. M. C. ; PINHEIRO, ERALDO . ASSOCIAÇÃO ENTRE O FUNCTIONAL MOVEMENT SCREEN E APTIDÃO FÍSICA EM ESCOLARES. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIA E MOVIMENTO, 2018.

3.
FARIAS, V. M. ; BERGMANN, G. G. ; VAZ, L. ; PINHEIRO, E. S. . GOAL SCORING FREQUENCY IN SOCCER IN DIFFERENT AGE GROUPS. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIA E MOVIMENTO, 2018.

4.
MARQUES, P. R. R. ; PINHEIRO, E. S. ; COSWIG, V. . Efeito da idade relativa sobre a seleção de atletas para as categorias de base de um clube de futebol. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 2018.

5.
Vaz, M.S. ; Ribeiro, Y.S. ; PINHEIRO, E. S. ; VECCHIO, F. B. . Psychophysiological profile and prediction equations for technical performance of football players. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 2018.

6.
WILHELM NETO, E. N. ; RADAELLI, R. ; CADORE, E. L. ; SOARES, T. ; PINHEIRO, E. S. . Características físicas e de desempenho de backs e forwards da seleção Gaúcha de Rugby. REVISTA BRASILEIRA DE PRESCRIÇÃO E FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, P. R. L. ; SILVA, P. M. ; PINHEIRO, E. S. . Estudo prévio sobre o impacto da formação continuada na prática pedagógica dos professores de educação física. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
MARQUES, P. R. R. ; MÜLLER, C. B. ; DAVID, G. B. ; PINHEIRO, E. S. . Fatores motivacionais que levam a pratica de futebol: um estudo descritivo em atletas adolescentes de um clube formador. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
D'AVILA, M. ; BENDER, L. B. ; PINHEIRO, E. S. . Relação do escore do teste FMS com lesões em atletas profissionais de futebol. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
DUARTE, Karoline S. ; MÜLLER, C. B. ; PINHEIRO, E. S. . Correlação entre força isométrica de preensão manual e variáveis de saúde em escolares: Projeto Vem Ser Pelotas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
SOARES, T. ; MÜLLER, C. B. ; PINHEIRO, E. S. . Programa Vem Ser Pelotas: Escolares do sexo masculino com altas habilidades motoras para o Rugby. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
SOARES, T. ; PINHEIRO, E. S. . Monitoria Pedagogia do Esporte: Uma análise no desempenho de docentes. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
SOARES, T. ; MÜLLER, C. B. ; LOCATELLI, Liliane ; PINHEIRO, E. S. . Projeto Rugby nas escolas 2017. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
FREITAS, Lucas T. ; DAVID, G. B. ; PINHEIRO, E. S. . Equipes Universitárias de futsal da Universidade Federal de Pelotas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
FERNANDES, Wesley B. ; FARIAS, V. M. ; PINHEIRO, E. S. . Relação entre a posse de bola e o resultado final das partidas da UEFA Champions League. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
RIBEIRO, Franciéle. S. ; SILVA, P. R. L. ; LEITZKE, L. M. ; SILVA, P. M. ; PINHEIRO, E. S. . Avaliação inicial das capacidades coordenativas de crianças de seis a oito anos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
PEREIRA, T. D. ; MÜLLER, C. B. ; SILVA, R. M. ; PINHEIRO, E. S. . Vem Ser Pelotas - Programa de desenvolvimento de jovens para o esporte. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
PINHEIRO, E. S.. O Talento no Esporte - da Escola ao Alto Rendimento. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
PINHEIRO, E. S.. Desenvolvimento de Atletas a Longo Prazo: Uma Proposta para o Rugby Brasileiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
PINHEIRO, E. S.. Esporte na Escola. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
PINHEIRO, E. S.. Rugby no contexto escolar - Uma possibilidade pedagógica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
PINHEIRO, E. S.. Educação Física Escolar: Outros Temas (RUGBY). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
PINHEIRO, E. S.. Educação Física Escolar: outros temas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
PINHEIRO, E. S.. Rugby como Alternativa Esportiva para a Educação Física Escolar. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

19.
PINHEIRO, E. S.. Projeto Esporte Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
PINHEIRO, E. S.. Rugby: uma alternativa para Educação Física Escolar. 2009. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
PINHEIRO, E. S.; PETINNI, R. ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; GAYA, Adroaldo . ATLAS PROJETO ESPORTE BRASIL. 2007.


Demais tipos de produção técnica
1.
PINHEIRO, E. S.. Oficina de Rugby Escolar. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
AZEVEDO JUNIOR, M. R. ; GIUSTI, J. G. ; PINHEIRO, E. S. . Ensino de Esportes Coletivos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
PINHEIRO, E. S.. XII Ciência e Cultura: Rugby. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
GRECO, P. J. ; GARGANTA, J. ; PINHEIRO, E. S. . Pedagogia do Esporte. 2014. .

5.
PINHEIRO, E. S.. Adaptação Anatômica para o Treinamento Desportivo. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
PINHEIRO, E. S.. RUGBY: do Educacional ao Alto Rendimento. 2013. .

7.
PINHEIRO, E. S.. Introdução ao Rugby Escolar. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
PINHEIRO, E. S.. II Jornada da Educação Física. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
PINHEIRO, E. S.. Rugby no Contexto Escolar. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
PINHEIRO, E. S.; MOURAO, L. . Clinica de Rugby nas Olimpíadas Escolares. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
PINHEIRO, E. S.. Rugby como uma alternativa esportiva para Educação Física Escolar. 2011. .

12.
PINHEIRO, E. S.. Aptidão Física. 2011. .

13.
PINHEIRO, E. S.. Entendendo o Rugby. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
PINHEIRO, E. S.. Jornada da Educação Física. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
PINHEIRO, E. S.. Avaliação do Desempenho Motor. 2011. .

16.
PINHEIRO, E. S.. Capacitação Pedagógica do PST 2011. 2011. .

17.
PINHEIRO, E. S.. Esportes Alternativos: Rugby. 2010. .

18.
PINHEIRO, E. S.. Formador da Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo. 2010. .

19.
GAYA, Adroaldo ; PINHEIRO, E. S. . Talento Esportivo. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

20.
GAYA, Adroaldo ; PINHEIRO, E. S. . Capacitação pedagógica do Programa Segundo Tempo. 2010. .

21.
PINHEIRO, E. S.. I Curso de Metodologia de Ensino dos Esportes: Rugby. 2009. .

22.
PINHEIRO, E. S.. Formação Pedagógica Programa Segundo Tempo. 2009. .

23.
PINHEIRO, E. S.. Capacitação das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo - Rugby uma Alternativa para o PST. 2009. .

24.
PINHEIRO, E. S.. Formador da Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo. 2009. .

25.
PINHEIRO, E. S.. Coordenador das Vivências Práticas da Capacitação de Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo. 2009. .

26.
PINHEIRO, E. S.; Reppold Filho, A.R. . Curso de Técnicos e Árbitros de Rugby Nível I. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
GAYA, Adroaldo ; Lisiane Torres e Cardoso ; PINHEIRO, E. S. . Formador no 1 Ciclo Nacional de Capacitação de Coordenadores de Núcleos do Programa Segundo Tempo. 2008. .

28.
GAYA, Adroaldo ; Lisiane Torres e Cardoso ; PINHEIRO, E. S. . Formador do 1 Ciclo Nacional de Capacitação De Coordenadores de Núcleos do Programa Segundo Tempo. 2008. .

29.
GAYA, Adroaldo ; Lisiane Torres e Cardoso ; PINHEIRO, E. S. . Formador no 1 Ciclo Nacional de Capacitação de Coordenadores de Núcleos do Programa Segundo Tempo. 2008. .

30.
GAYA, Adroaldo ; PINHEIRO, E. S. . Formador do 1 Ciclo Nacional de Capacitação De Coordenadores de Núcleos do Programa Segundo Tempo. 2008. .

Demais trabalhos
1.
PINHEIRO, E. S.. Inclusão Social de Crianças e Adolescentes em Situação de Rua. 2003 (Demais trabalhos relevantes) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PINHEIRO, E. S.; COPETTI, F.; CARPES, F. P.; BERGMANN, G. G.. Participação em banca de Vinícius Martins Farias. Jogos reduzidos e as ações técnico-táticas de jovens jogadores de futebol. 2018. Dissertação (Mestrado em EDUCAÇÃO FÍSICA) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
ALBERTON, C. L.; PINHEIRO, E. S.; SILVA, R. F.; RADAELLI, R.; PINTO, S. S.. Participação em banca de Bruno Brasil da Costa. Comparação das respostas neuromusculares após diferentes protocolos de força em homens jovens. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

3.
AZEVEDO JUNIOR, M. R.; AFONSO, M. R.; SILVA, R. M.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Patricia Machado da Silva. A escolha das estratégias para o ensino dos esportes coletivos e a influência dos saberes docentes. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

4.
VECCHIO, F. B.; ROMBALDI, A. J.; SILVA, R.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Eduardo Frio Martins. Impacto do uso de equipamentos de proteção pessoal sobre parâmetros fisiológicos e motores de policiais rodoviários federais. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

5.
PINHEIRO, E. S.; PASTORE, C. A.; ROMBALDI, A. J.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Bárbara Gonçalves de Freitas. Efeitos de diferentes modelos nutricionais na aptidão física e perfil metabólico de adultos fisicamente ativos. 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

6.
MARQUES, A.C.; TEIXEIRA, F. S.; BERGMANN, G. G.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Jennifer Rodrigues Silveira. Estilo de vida, capacidade funcional, atividade física e atividades de vida diária de pessoas com Síndrome de Down maiores de 20 anos. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

7.
VECCHIO, F. B.; ALBERTON, C. L.; MIARKA, B.; FISCHER, G.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Rossano Diniz. Biomecânica do chute semicircular em atletas de Taekwondo, Karatê e Muai thai. 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

Teses de doutorado
1.
VECCHIO, F. B.; PINHEIRO, E. S.; MERINO, E.; MAGNANI, B. H.; MIARKA, B.; ORCY, R. B.. Participação em banca de Victor Silveira Coswig. Fatores de predição do padrão técnico-tático e de tempo movimento em modalidades esportivas de combate. 2017. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

Qualificações de Doutorado
1.
VECCHIO, F. B.; PINHEIRO, E. S.; MERINO, E.; MAGNANI, B. H.; MIARKA, B.; ORCY, R. B.. Participação em banca de Victor Silveira Coswig. Relação entre variáveis de aptidão física e de desempenho em luta no jiu-jitsu brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

2.
MARQUES, A. C.; PINHEIRO, E. S.; SILVA, R. M.; SERON, B. B.; ROCHEFORT, R. S.. Participação em banca de Laura Garcias Jung. Punhobol na educação física: oportunidade para todos. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

3.
REICHERT, F. F.; ROMBALDI, A. J.; MARQUES, A. C.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Rafael Brabosa Porcellis da Silva. Efeitos fisiológicos e psicossociais de diferentes tipos de exercícios físicos em adultos com deficiência visual. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

4.
AZEVEDO JUNIOR, M. R.; PINHEIRO, E. S.; ROCHEFORT, R. S.; GALATTI, L. R.; MARQUES, A. C.. Participação em banca de Antônio Evanhoé Pereira de Souza Sobrinho. Formação e desenvolvimento profissional de treinadores de alto nível. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

Qualificações de Mestrado
1.
GAYA, A.; PINHEIRO, E. S.; VOSER, R. C.. Participação em banca de Guilherme Cartoni Caporal. Seleção de jovens escolares para a prática do handebol: um estudo de análise discriminante entre escolares e federadas. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências do Movimento Humano) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

2.
VECCHIO, F. B.; ROMBALDI, A. J.; ORCY, R. B.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Ariane Goularte Luçardo. Efeitos agudos do treinamento intervalado de alta intensidade no estresse oxidativo de mulheres jovens. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

3.
PINHEIRO, E. S.; ROSSETTO JUNIOR, A. J.; ROCHEFORT, R. S.; AFONSO, M. R.. Participação em banca de Patricia da Rosa Louzada da Silva. Impacto da formação continuada de gestores e professores de educação física no ensino do esporte educacional. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

4.
PINHEIRO, E. S.; WILHELM NETO, E. N.; BERGMANN, G. G.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Camila Borges Muller. Os efeitos de um programa de treinamento tático, técnico e físico em escolares do sexo feminino com altas habilidades motoras para o Rugby: Programa Vem Ser Pelotas. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

5.
AZEVEDO JUNIOR, M. R.; PINHEIRO, E. S.; SILVA, R. M.; ROCHEFORT, R. S.. Participação em banca de Patricia da Silva Machado. O ensino dos esportes coletivos na escola: uma análise a partir dos estágios curriculares. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

6.
ALBERTON, C. L.; PINHEIRO, E. S.; SILVA, R. F.; SILVA, M. C.. Participação em banca de Bruno Brasil da Costa. Respostas aguadas neuromusculares durante protocolos de força e potência em homens jovens. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

7.
MARQUES, A.C.; TEIXEIRA, F. S.; BERGMANN, G. G.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Jennifer Rodrigues Silveira. Estilo de vida, capacidade funcional, atividade física e atividades de vida diária de pessoas com Síndrome de Down. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

8.
ALBERTON, C. L.; MIARKA, B.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Rossano Diniz. Biomecânica do chute semicircular em atletas de Taekwondo, Karatê e Muai thai. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PINHEIRO, E. S.; VECCHIO, F. B.; ALBERTON, C. L.; ANDRADE, L. S.. Participação em banca de Higor Fortes da Fonseca.Comparação da fadiga em dois métodos diferentes em treinamento de força. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

2.
PINHEIRO, E. S.; SILVA, R. M. S.; BERGMANN, G. G.; SILVA, I. C. M.. Participação em banca de William Nunes Cazare.Futsal universitário: Fatores motivacionais e barreiras para a prática de esportes durante a carreira acadêmica. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

3.
PINHEIRO, E. S.; MERINO, E.; DOMINGUES, M.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Breno Berny Vasconcelos.Fatores Determinantes para a vitória em lutas de Wushu Sanda de nível internacional: Comparação da temporalidade e da utilização de ações motoras. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

4.
PINHEIRO, E. S.; BERGMANN, G. G.; SILVA, M. C.; SILVA, I. C. M.. Participação em banca de Bruno da Rocha Aires.Aptidão Física relacionada ao desempenho motor de jogadores de futsal universitário. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

5.
PINHEIRO, E. S.; VECCHIO, F. B.; SILVA, I. C. M.; ALBERTON, C. L.. Participação em banca de Vitor Lima Kruger.Efeitos agudos de diferentes protocolos de potência na fadiga muscular em jogadores de futsal. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

6.
PINHEIRO, E. S.; RIGO, L. C.; DAVID, G. B.; SILVA, I. C. M.. Participação em banca de Thiago Weisshahn dos santos.Comparação entre diferentes ações dos goleiros em lances de enfrentamento ao atacante: uma análise da copa do mundo de futebol de 2018. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

7.
COZZESA, M.; PINHEIRO, E. S.; GIUSTI, M.. Participação em banca de Danilo Luís Santos de Oliveira.Análise do estresse psíquico em árbitros de Futsal. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

8.
AZEVEDO JUNIOR, M. R.; GONZALES, N. G.; BERNI, K. D. C.; ROSA, D. L.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Betina Gomes Boetege.A temática da saúde dentro do ambiente escolar após três anos da intervenção do Projeto Educação Física+ no município de Pelotas/RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

9.
PINHEIRO, E. S.; KRUGER, G.; MARQUES, A. C.. Participação em banca de Pâmela Dias da Silva.A PARTICIPAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DA CIDADE DE PELOTAS -RS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

10.
PINHEIRO, E. S.; PINTO, S. S.; ROMBALDI, A. J.; ALBERTON, C. L.. Participação em banca de Amanda Ricardo Mendes.EFEITOS HIPOTENSIVOS DE UMA SESSÃO DE TREINAMENTO DE FORÇA REALIZADA NOS MEIOS AQUÁTICOS E TERRESTRES. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

11.
PINHEIRO, E. S.; KAEFER, A.; CLARK, S. C.. Participação em banca de Ricardo Trindade Camargo.EFEITOS DO AUTO ESTABELECIMENTO DE METAS NA APRENDIZAGEM DO PÊNALTI EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA DE FUTSAL DA CIDADE DE PELOTAS: UM ESTUDO PILOTO.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

12.
PINHEIRO, E. S.; VECCHIO, F. B.; MERINO, E.; ALBERTON, C. L.. Participação em banca de Robson Dias.TEMPO DE EXECUÇÃO DO CHUTE MAWASHI-GERI (SEMICIRCULAR) DO KARATÊ SHOTOKAN. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

13.
PINHEIRO, E. S.; BICCA, J. A.; GIUSTI, J. G.; ROCHEFORT, R. S.. Participação em banca de Douglas Doro Dias.O TRABALHO DO TREINADOR DE GOLEIROS NO FUTEBOL: DA TEORIA À PRATICA. 2017 - Universidade Federal de Pelotas.

14.
PINHEIRO, E. S.; JUNG, L. G.; MARQUES, A. C.. Participação em banca de Martina Laurino Teles.ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA E ATIVIDADES INTERVENIENTES DE VIDA DIÁRIA DE PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN DO PROJETO DOWN DANÇA: A PERCEPÇÃO DOS PAIS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

15.
PINHEIRO, E. S.; KRUGER, G.; MARQUES, A. C.. Participação em banca de Maicon Lima de Moraes.DESCREVER A PREVALÊNCIA DA PRÁTICA DE ESPORTE EXTRACLASSE DAS CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA NAS ESCOLAS COMUNS DO MUNICÍPIO DE PELOTAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

16.
PINHEIRO, E. S.; ROMBALDI, A. J.; DOMINGUES, M.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Charles Bartel.DEMANDAS FISIOLÓGICAS DE EXERCÍCIOS INTERVALADOS DE ALTA INTENSIDADE ESPECÍFICOS DO TAEKWONDO. 2017 - Universidade Federal de Pelotas.

17.
CAVALLI, M. O.; SILVA, R. M.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Willian Tim Maron.A percepção de praticantes de futsal a cerca do contexto da escolinha de futsal e da EF escolar enquanto espaços de ensino aprendizagem. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

18.
MARQUES, Alexandre Carraconde; PINHEIRO, E. S.; JUNG, L. G.. Participação em banca de Luciana Maia Garcias.Pratica de Atividade Física de Crianças e Adolescentes com Transtorno do espectro Autista. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

19.
PINHEIRO, E. S.; BERGMANN, GABRIEL; BERGMANN, MAUREN. Participação em banca de Helter da Rosa Oliveira.Aptidão física relacionada à saúde: revisão sistemática. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa.

20.
PINHEIRO, E. S.; CARPES, F. P.; FARIAS, V. M.. Participação em banca de Renato Ribeiro Azevedo.Características neuromecânicas dos pés de jovens futebolístas. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa.

21.
PINHEIRO, E. S.; AZEVEDO JUNIOR, M. R.; Hallal, P. C. Participação em banca de Rodrigo Bernardi.A influência dos meios campistas nos resultados das partidas da copa do mundo 2014. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

22.
PINHEIRO, E. S.; MERINO, E.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Luana Noguês.Brazilian Jiu-jitsu: relações entre aptidão física e desempenho em combate. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

23.
SILVA, M. C.; PINHEIRO, E. S.; VECCHIO, F. B.. Participação em banca de Camila Borges Muller.Análise e comparação da aptidão física de jogadores de pádel em diferentes categorias. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

24.
PINHEIRO, E. S.; KOHN, R.; PINTO, S. S.; ALBERTON, C. L.. Participação em banca de Cauê Gautério.Efeitos agudos de diferentes protocolos aeróbios sobre variáveis neuromusculares de mulheres jovens. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

25.
PINHEIRO, E. S.; GIUSTI, J. G.; COZZESA, M.. Participação em banca de Laís Vargas.Caracterização do perfil dos treinadores de futsal feminino de equipes que disputam os jogos abertos de Pelotas. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas.

26.
PINHEIRO, E. S.; CARPES, F. P.. Participação em banca de Thaís Almeida.Fatores associados à baixa aptidão física em adolescentes. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa.

27.
CARPES, F. P.; PINHEIRO, E. S.. Participação em banca de Patricia Engers.Validade e reprodutibilidade de um instrumento ara identificar as barreiras para atividade física em adolescentes. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
FIGUEIREDO, M. B.; MERINO, E.; PINHEIRO, E. S.; UMPIERRE, D. M.. Concurso professor substituto: Pedagogia do Esporte e Organização de Eventos. 2017. Universidade Federal de Pelotas.

Outras participações
1.
SILVA, M. C.; PINHEIRO, E. S.; REICHERT, F. F.; RIGO, L. C.. Processo Seletivo de Bolsa de Pós Doutorado. 2017. Universidade Federal de Pelotas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
35º Simpósio Nacional de Educação Física.VEM SER PELOTAS - PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE JOVENS PARA O ESPORTE. 2016. (Simpósio).

2.
39º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Relação das variáveis da aptidão física entre posição e sexo de jogadores de Rugby Union. 2016. (Simpósio).

3.
33ª Simpósio Nacional de Educação Física - UFPel.Desenvolvimento de Atletas a Longo Prazo: Uma Proposta para o Rugby Brasileiro. 2014. (Simpósio).

4.
37ª Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. 2014. (Simpósio).

5.
V Conferência Municipal de Esporte e Lazer.Talento Motor na Escola. 2014. (Simpósio).

6.
39 ENAPEF 23 Congresso Científico de Educação Física. Avaliador. 2013. (Congresso).

7.
39ª Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Parecerista da Sessão Científica. 2013. (Congresso).

8.
I Reunião das Equipes do Projeto Referências para o Desenvolvimento do Plano Nacional de Esporte de Alto Rendimento no Brasil. 2013. (Encontro).

9.
I Semana Acadêmica de Educação Física.Introdução ao Rugby Escolar. 2013. (Oficina).

10.
IV Congresso Internacional de Jogos Desportivos. Desenvolvimento do Rugby Brasileiro: Panorama de 2009 a 2012. 2013. (Congresso).

11.
IV Encontro Esportivo da Fronteira Oeste - ESFRO.Esporte para Crianças e Jovens: Da iniciação ao alto rendimento. 2013. (Encontro).

12.
1 Fórum Sul-Americano de Rugby.Ideias e conceitos para implementação de um plano estratégico: CBRu um case de sucesso. 2012. (Encontro).

13.
1 Fórum Sul-Americano de Rugby.Idéias e Conceitos para a Implementação de um Plano Estratégico: CBRu um case de sucesso. 2012. (Encontro).

14.
38˚ ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Educação Física Escolar: Outros Temas. 2012. (Congresso).

15.
38˚ ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Parecerista trabalhos científicos. 2012. (Congresso).

16.
38ª Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Parecerista da Sessão Científica. 2012. (Congresso).

17.
I Forum Sul-Americano de Rugby.Rugby Ensino Aprendizagem: qual o método?. 2012. (Outra).

18.
II Congresso Internacional da RED Iberoamericana de investigacion sobre La Calidad de La Educacion Superior. Projetos de inclusão social e educacional. 2012. (Congresso).

19.
Oficina de Formação de Professores da XXVI Edição do Prêmio Jovem Cientista. 2012. (Oficina).

20.
Red Ibero Americana de Investigación sobre la Calidad de la Educación Superior. Investigación sobre la Calidad de la Educación Superior. 2012. (Congresso).

21.
SIEFLAS - Seminário Internacional de Educação Física, Lazer e Saúde. 2012. (Seminário).

22.
Simpósio de Pesquisa do Exercício - SIPE. 2012. (Simpósio).

23.
VIII Semana de Iniciação Cientifica - SEFIC.SEFIC. 2012. (Simpósio).

24.
I Simpósio de Esportes - Unipampa: Esportes Coletivos.Rugby como uma alternativa esportiva para Educação Física Escolar. 2011. (Simpósio).

25.
I Simpósio de Esportes - Unipampa: Esportes Coletivos.Esporte Educacional e o Esporte na Escola: possibilidades e responsabilidades. 2011. (Simpósio).

26.
IV Congresso Internacional de Pedagogia do Esporte. Avaliação do Desempenho Motor/Proesp-Br. 2011. (Congresso).

27.
Jornada de Educação Física da Feevale.Aptidão Física Relacionada a Saúde de Crianças e Jovens. 2011. (Simpósio).

28.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Projeto Esporte Brasil - PROESP. 2010. (Encontro).

29.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Planejamento do Programa Segundo Tempo: a intenção é compartilhar conhecimentos, saberes e mudar o jogo. 2010. (Encontro).

30.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.PROESP - Projeto Esporte Brasil. 2010. (Encontro).

31.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Projeto Esporte Brasil - PROESP. 2010. (Encontro).

32.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Experiências Práticas - Rugby. 2010. (Encontro).

33.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Experiências Práticas: Rugby e Futsal. 2010. (Encontro).

34.
Capacitação Pedagógica do Recreio nas Férias. 2010. (Encontro).

35.
Congresso Internacional das Ciências do Esporte. Esportes Alternativos: Rugby e Hoquei na Grama. 2010. (Congresso).

36.
Encontro Anual das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo. 2010. (Encontro).

37.
Capacitação das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo. 2009. (Outra).

38.
Capacitação Pedagógica do Programa Segundo Tempo.Planejamento do Programa Segundo Tempo: a intenção é compartilhar conhecimentos, saberes e mudar o jogo. 2009. (Encontro).

39.
II Simpósio de Educação Física Escolar - I Curso de Metodologia de Ensino dos Esportes.Rugby: uma alternativa para Educação Física Escolar. 2009. (Simpósio).

40.
V Semana Científica Unilasalle.Feira de Iniciação Científica. 2009. (Outra).

41.
Capacitação de Formadores do Processo de Capacitação do Programa Segundo Tempo. 2008. (Encontro).

42.
Capacitação dos Coordenadores de Equipes Colaboradoras de Acompanhamento dos Núcleos do Programa Segundo Tempo. 2008. (Encontro).

43.
Encontro das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo.Equipe Colaboradora 18 Sul. 2008. (Encontro).

44.
Seminário de Avaliação do I Ciclo Nacional de Capacitação de Coordenadores de Núcleo do Programa Segundo Tempo. 2008. (Seminário).

45.
28º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.28º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. 2005. (Simpósio).

46.
2º Congresso Internacional de Treinamento Esportivo da Rede CENESP - Esporte para Crianças e Jovens. 2º Congresso Internacional de Treinamento Esportivo da Rede CENESP - Esporte para Crianças e Jovens. 2005. (Congresso).

47.
Congresso Internacional de Preparação Desportiva. Congresso Internacional de Preparação Desportiva. 2005. (Congresso).

48.
30º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Treinamento Esportivo Aplicado. 2004. (Congresso).

49.
30º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. 2004. (Congresso).

50.
30º Enapef- Encontro Nacional de Profissional de Educação Física. 2004. (Congresso).

51.
II Congresso do SBFEX. II Congresso Brasileiro de Fisiologia do Exercício. 2004. (Congresso).

52.
XXVII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.Fisiologia do Exercício. 2004. (Simpósio).

53.
XXVII Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.27º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte. 2004. (Simpósio).

54.
10º Convenção GF de Fitness e Atividade Física. Futsal Avançado. 2003. (Congresso).

55.
29º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Hidroworkout. 2003. (Congresso).

56.
29º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Hidroginástica Avançada. 2003. (Congresso).

57.
29º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Futsal. 2003. (Congresso).

58.
III Congresso Internacional Lasallista de Educação.Seminario de Educação e Inclusão Social. 2003. (Seminário).

59.
VI Jogos de Integração do Idoso.VI Jogos de Integração do Idoso. 2003. (Encontro).

60.
13º CONGEF- Congresso Gaúcho de Educação Física. Futsal: Iniciação, treinamento e formação de equipe. 2002. (Congresso).

61.
28º ENAPEF - Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física. Avaliação e Prescrição de Exercícios. 2002. (Congresso).

62.
GF - 9º Convenção GF de FItness e Atividade Física. Futsal: Teorias e Práticas. 2002. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PINHEIRO, E. S.; SACCOL, M. F. . Torneio Internacional de Rugby Sevens de Paso de Los Libres. 2014. (Outro).

2.
BERGMANN, GABRIEL ; PINHEIRO, E. S. ; BERGMANN, MAUREN ; AZEVEDO JUNIOR, M. R. . I Simpósio Sul Brasileiro de Atividade Física e Saúde: Atividade Física sem Fronteiras. 2014. (Outro).

3.
PINHEIRO, E. S.. Xangri-lá Beach Rugby. 2012. (Outro).

4.
PINHEIRO, E. S.; Reppold Filho, A.R. . I Forum Sul Americano de Rugby. 2012. (Outro).

5.
PINHEIRO, E. S.. Campeonato Gaúcho de Rugby. 2012. (Outro).

6.
PINHEIRO, E. S.. Campeonato Gaúcho de Rugby. 2011. (Outro).

7.
PINHEIRO, E. S.; Reppold Filho, A.R. . I Encontro Gaúcho de Rugby: Gestão para o Crescimento. 2011. (Outro).

8.
PINHEIRO, E. S.. Campeonato Gaúcho de Rugby. 2010. (Outro).

9.
GAYA, Adroaldo ; RODRIGUES, Rodrigo Soares ; MARQUES, A.C. ; PINHEIRO, E. S. ; Lisiane Torres e Cardoso ; BERGMANN, Gabriel Gustavo ; GARLIPP, D. ; Lorenzi, T. ; MOREIRA, R. B. ; ARAUJO, Mauren Lucia Braga de ; GENEROSI, R. A. . XII Congresso de Ciencias do Desporto e Educação Física dos Países de Lingua Portuguesa. 2008. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Paulo Ricardo Rezende Marques. A formação dos treinadores participantes dos jogos escolares de Pelotas. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. (Orientador).

2.
Lucas Cardozo Bagatini. Validação de testes específicos para o Rugby. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. (Orientador).

3.
Lincoln Belmonte Bender. Modelo de pré temporada para clubes de futebol. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. (Orientador).

4.
Camila Borges Muller. Efeitos e um programa de treinamento tático, técnico e físico em escolares do sexo feminino com altas habilidade motoras para o rugby: Programa Vem Ser Pelotas. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

5.
Patricia da Rosa Louzada. Impacto da formação continuada de gestores e professores de educação física no ensino do esporte educacional. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Rodrigo Maia Tedesco. Estado da arte relacionado a produção acadêmica na modalidade rugby no Brasil. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Física Escolar) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

2.
Joubert Caldeira Penny. Projeto Rugby nas escolas da rede municipal de Pelotas - RS. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação Física Escolar) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

3.
Henrique Esteves Zubiaurre. O Uso da Tecnologia Como Instrumento Avaliativo em Aulas de Educação Física na Escola Municipal Rio Grande. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ação Educativa no Ensino Fundamental) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

4.
Ana Paula Ludwing. Estado nutricional de crianças e adolescentes praticantes de tênis da cidade de Garibaldi - RS. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Treinamento Desportivo e Personal Trainer) - SOCIEDADE DE GINÁSTICA PORTO ALEGRE. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

5.
Anderson Claro Fernandes. Fatores motivacionais que levam à prática da modalidade olímpica hóquei na grama. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Treinamento Desportivo e Personal Trainer) - SOCIEDADE DE GINÁSTICA PORTO ALEGRE. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Gabriel Soares Vieira. Antropometria, potência de membros inferiores e desvio de maturidade de atletas escolares e não escolares de handebol sub 14 e sub 16 selecionados para o acampamento regional de melhoria técnico - tática: Um estudo comparativo. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

2.
Luis Henrique Menon Machado. Análise das áreas de formação e competências dos treinadores de futsal da cidade de Pelotas/RS. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

3.
Felipe Daniel Ribeiro. influência dos fatores estruturais da escola, formação dos professores/treinadores e apoio institucional no desempenho positivo na modalidade de basquete nas categorias sub 17 nos dois sexos nos jogos escolares de pelotas. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

4.
Marcelo Kopp Toescher. Antropometria e aptidão física de escolares basquetebolistas sub 17 e sub 19: Um estudo comparativo. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

5.
Lucas Thomas de Freitas. Análise dos níveis de ansiedade pré-competitiva de escolares do sexo masculino de 8 a 13 anos de idade: Um estudo de caso. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

6.
Lucas Jeske Lilge. Nível de atividade esportiva dos alunos da ESEF/UFPel. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

7.
Marcelo D'Avila Mink. Efeitos de uma pré-temporada no escore do teste FMS e suas relações com lesões em jogadores profissionais de futebol. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

8.
Augusto Gastucci Weege. FUTEBOL MODERNO: UMA PERSPECTIVA DA EVOLUÇÃO PARA A CONSTRUÇÃO DE EQUIPES DE ALTO RENDIMENTO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

9.
Rafael de Melo Morossino. A ORIGEM DOS GOLS EM CAPEONATOS DE DIFERENTES NÍVEIS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

10.
Julia Wachs Teixeira. EFEITOS DO TREINAMENO SOBRE APTIDAO FISICA EM ATLETAS DE FUTSAL FEMININO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

11.
Bruno Strelow Albrecht. Análise dos movimentos fundamentais e ocorrência de lesões em jogadores profissionais de futebol. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

12.
Ericson Tormes Ruppenthal. Origem dos gols de uma equipe no Campeonato Gaúcho de Futsal na categoria sub 13. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

13.
Frederico Santos Leite. ANÁLISE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM ATLETAS DE FUTEBOL 7 EM SITUAÇÃO DE JOGO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

14.
Igor Daniel Soares Sá Britto. ANÁLISE DAS CARACTERÍSTICAS TÁTICAS OFENSIVAS DE UMA EQUIPE DE FUTEBOL FEMININO: UM ESTUDO DE CASO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

15.
Luiza Gastaman da Silva. IDENTIFICAÇÃO DE ESCOLARES COM ALTAS HABILIDADE MOTORAS PARA O VOLEIBOL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

16.
Natanael Muana Cardoso Noronha. O OVERHEAD SQUAT COMO FERRAMENTA DE ANÁLISE FUNCIONAL DE JOGADORES DE RUGBY. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

17.
Willian Silva dos Santos. FATORES QUE INFLUENCIAM NA PRÁTICA ESPORTIVA DE ALUNOS DA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL OLAVO BILAC, PARTICIPANTES DOS JOGOS ESCOLARES DE PELOTAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

18.
Luciano Fernandes Quadros. Ensino do futsal para crianças e adolescentes: revisão de literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

19.
Rafael Vaz Godoy. Ensino do futsal para crianças e adolescentes: revisão de literatura. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

20.
Cristiano Gomes Nunes. Perfil dos professores de educação física da rede pública municipal de Uruguaiana. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade Federal do Pampa. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

21.
Leonardo Staub. Educação Física e Saúde Mental. A atuação do Professor de Educação Física nos centros de atenção psicossocial (caps): um estudo de revisão. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

22.
Sérgio Tadeu Ribeiro Pelletti. Fatores determinantes na posição corporal de ciclistas: um estudo de revisão. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

23.
Guilherme Cunha Schneider. Aptidão Física Relacionada ao Desempenho Motor em Crianças e Adolescentes: Revisão. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

24.
Diego da Costa Araújo. Jovens talentos para o esporte no Brasil: uma revisão teórica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

25.
Gustavo Bainy de Abreu. Implicações causadas pela obesidade em crianças e adolescentes: um estudo de caso. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

26.
Anderson Bittencourt Carpes. Comparação dos níveis de força da categoria pré-infantil de uma equipe de futebo da cidade de Porto Alegre - RS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

27.
Helmo Antônio Dillemburg. Perfil da flexibilidade de atletas de fisiculturismo da cidade de Canoas - RS. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

28.
Mauricio Conceição Danieli. Treinamento para fisiculturistas em Off-Season e Pré-Contest: Uma revisão de literatura. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

29.
Tardelli Malta da Silva Zandoná. Influência do treinamento de força em idosos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

30.
Laryssa Tavares. Aptidão Física Relacionada ao Desempenho Motor de Escolares. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

31.
Pamela Klock. Dança, Educação Física e os Benefícios para Aptidão Física. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

32.
Gabriel Bitencourt. Associação entre o índice de massa corporal (IMC) e a aptidão física de escolares entre 10 e 15 anos dos dois sexos.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

33.
Laryssa Tavares. Desempenho motor de crianças praticantes de futsal: um estudo descritivo. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

34.
Elaine Rodrigues. Estado nutricional de Pais e Filhos de uma escola municipal da cidade de Sapucaia do Sul - RS. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

35.
André Luis Nedel Pereira. Fatores Motivacionais que Estimulam os Alunos de Escola Particular a Disputarem Competições de Futsal. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

Iniciação científica
1.
Marcelo D'Avila. Relação do escore do teste FMS com lesões em atletas profissionais de futebol. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

2.
Karoline da Silva Duarte. Correlação entre força isométrica de preensão manual e variáveis de saúde em escolares: Projeto Vem Ser Pelotas. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

3.
Tairã Gonçalves Soares. Programa Vem Ser Pelotas: Escolares do sexo masculino com altas habilidades motoras para o Rugby. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

4.
Tairã Gonçalves Soares. Monitoria Pedagogia do Esporte: Uma análise no desempenho de docentes. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

5.
Tairã Gonçalves Soares. Projeto Rugby nas escolas 2017. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

6.
Lucas Thomas de Freitas. Equipes Universitárias de futsal da Universidade Federal de Pelotas. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

7.
Wesley Bierhals Fernandes. Relação entre a posse de bola e o resultado final das partidas da UEFA Champions League. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

8.
Talita Duarte Pereira. Vem Ser Pelotas - Programa de desenvolvimento de jovens para o esporte. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

9.
Tairã Gonçalves Soares. Projeto Rugby nas Escolas 2017. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

10.
Franciéle da Silva Ribeiro. Avaliação inicial das capacidades coordenativas de crianças de seis a oito anos. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

11.
Laryssa Tavares. Aptidão Física Relacionado ao Desempenho Motor de Crianças e Jovens Praticantes de Futsal. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.

12.
Gabriel Boff Bitencout. Aptidão Física Relacionada à Saúde e Estado Nutricional de Escolares. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Educação Física) - Universidade La Salle - Canoas. Orientador: Eraldo dos Santos Pinheiro.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
BERGMANN, GABRIEL2015BERGMANN, GABRIEL ; BERGMANN, MAUREN ; CASTRO, A. M. ; PINHEIRO, E. S. ; MOREIRA, RODRIGO ; MARQUES, ALEXANDRE ; Gaya, Adroaldo Cezar Araujo . Prediction of peak oxygen uptake in adolescents from 9 minutes run/walk test. Gazzetta Medica Italiana. Archivio per le Scienze Mediche (Testo stampato), v. 175, p. 15-22, 2015.

2.
MELLO, J. B.2015MELLO, J. B. ; PINHEIRO, E. S. . O Rugby na Educação Física Escolar: Relato de uma Prática. Cadernos de Formação RBCE, v. março, p. 20-32, 2015.


Apresentações de Trabalho
1.
PINHEIRO, E. S.. Rugby no contexto escolar - Uma possibilidade pedagógica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
PINHEIRO, E. S.. I Curso de Metodologia de Ensino dos Esportes: Rugby. 2009. .

2.
PINHEIRO, E. S.. Formação Pedagógica Programa Segundo Tempo. 2009. .

3.
PINHEIRO, E. S.. Esportes Alternativos: Rugby. 2010. .

4.
PINHEIRO, E. S.. II Jornada da Educação Física. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
PINHEIRO, E. S.. Jornada da Educação Física. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
AZEVEDO JUNIOR, M. R. ; GIUSTI, J. G. ; PINHEIRO, E. S. . Ensino de Esportes Coletivos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
PINHEIRO, E. S.. XII Ciência e Cultura: Rugby. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
PINHEIRO, E. S.. Oficina de Rugby Escolar. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 23:04:51