Marlon Brandt

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7969181335006271
  • Última atualização do currículo em 25/09/2018


Possui graduação em Bacharelado e Licenciatura em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2004) e graduação em Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007) e doutorado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Professor do curso de Geografia - Licenciatura e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal da Fronteira Sul. Tem experiência na área de Geografia e História, atuando principalmente nos seguintes temas: geografia histórica, história ambiental, populações tradicionais, colonização, indústria madeireira e fruticultura. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marlon Brandt
Nome em citações bibliográficas
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Fronteira Sul, Unidade Bom Pastor.
Avenida Fernando Machado, 108 E
Centro
89802112 - Chapecó, SC - Brasil
Telefone: (49) 20493127
URL da Homepage: www.uffs.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em História.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Uma História Ambiental dos Campos do Planalto de Santa Catarina, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Eunice Sueli Nodari.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Campos; Paisagem; Santa Catarina.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História Regional do Brasil.
2005 - 2007
Mestrado em Geografia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Uso comum e apropriação da terra no município de Fraiburgo-SC: do Contestado à colonização,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Nazareno José de Campos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: colonização catarinense; madeira; terras de uso comum; cultura; economia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História Regional do Brasil.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Histórica.
2001 - 2004
Graduação em Bacharelado e Licenciatura em Geografia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A instalação e funcionamento da serraria René Frey & Irmão na localidade do Campo da Dúvida, atual município de Fraiburgo- SC (1937-1961).
Orientador: Nazareno José de Campos.
2000 - 2004
Graduação em Bacharelado e Licenciatura em História.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: "Frey" burgo: acumulação de capital no setor macieiro e continuidade política em Fraiburgo na década de 1960.
Orientador: Reinaldo Lindolfo Lohn.




Formação Complementar


2007 - 2007
A prática docente na Educação de Jovens e adultos. (Carga horária: 12h).
Prefeitura Municipal de Florianópolis, P/FLORIANOPOLIS, Brasil.
2007 - 2007
Relatos de experiências: a prática docente na EJA. (Carga horária: 20h).
Prefeitura Municipal de Florianópolis, P/FLORIANOPOLIS, Brasil.
2007 - 2007
O processo da prática docente no curso da EJA. (Carga horária: 20h).
Prefeitura Municipal de Florianópolis, P/FLORIANOPOLIS, Brasil.
2006 - 2006
Cartografia histórica. (Carga horária: 4h).
Prefeitura Municipal de Bom Jesus, PMBJ, Brasil.
2006 - 2006
Introdução à Astronomia. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2005 - 2005
GPS - sistema de posicionamento global. (Carga horária: 10h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2005 - 2005
Restrições a política industrial e criação da OMC. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2005 - 2005
Silenciamento da língua: a guerra em Santa Catarin. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2005 - 2005
Agricultura camponesa no Sul do Brasil. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2005 - 2005
História Africana: uma introdução. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2004 - 2004
Introdução à arqueologia. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2003 - 2003
Leituras de Thompson. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2002 - 2002
Capacitação em auditoria ambiental. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Fronteira Sul, UFFS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

05/2018 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Chapecó, .

Cargo ou função
Membro do Comitê Assessor de Pesquisa, campus Chapecó..
08/2017 - Atual
Direção e administração, Curso de Geografia - Licenciatura, .

Cargo ou função
Coordenador do curso de Geografia - Licenciatura, campus Chapecó.
08/2017 - Atual
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Rural
Geografia do Brasil
08/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Chapecó, .

Cargo ou função
Membro do Conselho de Campus.
02/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Editorial da Editora UFFS (EDUFFS), .

Cargo ou função
Presidente do Conselho Editoria e membro do Conselho da área de Ciências humanas, sociais e artes, campus Chapecó.
11/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Chapecó, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

Cargo ou função
Membro suplente do Comitê Assessor de Extensão e Cultura.
08/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Curso de Geografia - Licenciatura, .

Cargo ou função
Membro do Núcleo Docente Estruturante do curso de Geografia - Licenciatura..
05/2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Campus Chapecó, .

10/2017 - 05/2018
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Chapecó, .

Cargo ou função
Membro suplente do Comitê Assessor de Pesquisa, campus Chapecó..
04/2017 - 10/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos - CEP/UFFS, .

Cargo ou função
Membro suplente do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos - CEP/UFFS, campus Chapecó..
03/2017 - 07/2017
Ensino, Mestrado em História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Paisagens
Paisagens Caboclas do Sul do Brasil
03/2017 - 07/2017
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia de Santa Catarina
Geografia Política
04/2014 - 07/2017
Direção e administração, Curso de Geografia - Licenciatura, .

Cargo ou função
Coordenador Adjunto.
08/2016 - 02/2017
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia do Brasil
Tópicos especiais em Geografia Humana
08/2016 - 12/2016
Ensino, Mestrado em História, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Dinâmicas espaço-temporais: a fronteira como diálogo
03/2016 - 07/2016
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Cultural
Geografia Política
08/2015 - 12/2015
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Política
Geografia Política e Regional
03/2015 - 07/2015
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Política
Geografia Política e Regional
Regiões e Redes
08/2014 - 12/2014
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia da Região Sul
Geografia do Brasil
Geografia Política e Regional
03/2014 - 07/2014
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Rural
Tópicos Especiais em Geografia Humana
09/2013 - 02/2014
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Cultural
Geografia Política e Regional
3/2012 - 09/2013
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Política e Regional
Geografia Rural
História do Pensamento Geográfico
08/2011 - 12/2012
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Política e Regional
História do Pensamento Geográfico
Iniciação à Prática Científica
05/2011 - 08/2011
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Geografia Rural

Educação de Jovens e Adultos (EJA), núcleo Centro I, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 30

Atividades

02/2007 - 12/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Ensino multidisciplinar
História

Escola Básica João Gonçalves Pinheiro, EBJGP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 10

Atividades

02/2007 - 09/2007
Ensino,

Disciplinas ministradas
Geografia

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagio docência, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio de docência na disciplina de História Contemporânea II no curso de graduação em História da Universidade Federal de Santa Catarina.



Linhas de pesquisa


1.
O urbano, o rural e as relações campo-cidade
2.
Formação Histórico-territorial


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Suinocultura e transformação da paisagem no município de Chapecó, Santa Catarina (décadas de 1920 a 1950).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador / Gerson Junior Naibo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2016 - 2018
Atlas socioespacial da mesorregião Oeste Catarinense

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ederson do Nascimento em 01/07/2016.
Descrição: Esta pesquisa tem como objetivo contribuir com o conhecimento científico acerca da realidade socioespacial e ambiental do Oeste catarinense, por meio da produção de um atlas geográfico intitulado "Atlas Socioespacial da Mesorregião Oeste Catarinense". Espera-se: a) caracterizar as bases histórico-geográficas da formação socioespacial no Oeste catarinense no âmbito da estruturação do território nacional; b) identificar as assimetrias socioeconômicas e ambientais no território regional em diferentes escalas geográficas; c) identificar os principais agentes e processos socioespaciais estruturadores do território regional; d) caracterizar os padrões de organização espacial e os perfis socioeconômicos da população residente nas cidades e áreas rurais da mesorregião; e) produzir indicadores estatísticos e coleções de mapas temáticos em SIG (Sistema de Informações Geográficas) associados a textos analíticos. A pesquisa tem sua fundamentação no método histórico-dialético em que se busca entender e explicar as contradições e as desigualdades presentes na sociedade e no território e está embasada na teoria social crítica. Espera-se construir os seguintes mapas: evolução da divisão político-administrativa do território regional; uso e ocupação da terra; elementos de infraestrutura territorial, como estradas, rodovias, usinas hidrelétricas; evolução da população e dos saldos migratórios; índice de emprego e desempenho econômico; indicadores de desenvolvimento humano municipal; renda da população e escolaridade da população; infraestrutura pública disponível aos domicílios. Os principais impactos dessa pesquisa estão relacionados à importância de conhecer a dinâmica dos espaços regionais articulados às demais escalas geográficas e, a partir da publicação de seus resultados, fornecer dados e informações que subsidiem políticas públicas de planejamento visando o desenvolvimento territorial. Ademais, a publicação dos resultados em formato de atlas geográfico visa atingir um público mais amplo (incluindo o não acadêmico), possibilitando-lhe, por meio da linguagem cartográfica, um olhar diferenciado e mais abrangente sobre as características socioespaciais da região.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2017
Desbravando e transformando: as alterações ambientais no Oeste catarinense, nas décadas de 1960 a 1980
Descrição: O Estado de Santa Catarina passou por diversas transformações ambientais, em sua maioria, provocados pela antropização da paisagem. O desmatamento foi intensificado na primeira metade do século XX, após o processo de ocupação da região e em função das atividades madeireiras. A Mata de Araucária correspondia, no início do referido século, a 42,5% da vegetação do estado. Hoje, os remanescentes correspondem a 0,7% da mata original. Com o desmatamento houve uma redução do volume madeirável e outras atividades econômicas se intensificaram como agropecuária e monoculturas de árvores exóticas. O objetivo deste projeto será investigar o processo histórico da transformação ambiental no Oeste do Estado, entre as décadas de 1960 e 1980. Na década de 1960 foi criado o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF) e promulgado o Código Florestal em 1965, que atuaram de forma intensa na região. Somente com a promulgação da Constituição Federal de 1988 é que a mata atlântica passa a ser considerada patrimônio nacional, havendo, de certa maneira, maior controle nas ações sobre o meio ambiente. Para atingir os objetivos propostos utilizamos como fontes: relatórios de governo, censos demográficos, relatórios das companhias colonizadoras, os periódicos regionais e estaduais e a legislação federal. Visa-se, portanto, entender como o processo de ocupação influenciou o processo de transformação da paisagem, podendo auxiliar nas futuras medidas para conservação dos ecossistemas envolvidos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Dos vinhedos familiares às grandes empresas: a reconfiguração de paisagens no Brasil através da Vitivinicultura

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eunice Sueli Nodari em 12/04/2016.
Descrição: O presente projeto se insere no conjunto de estudos que vêm sendo realizados pelo Grupo de Pesquisa, cadastrado no CNPq, Laboratório de Imigração, Migração e Historia Ambiental da UFSC http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1600952320990251, sob a coordenação da professora Eunice Nodari, assim como do Center for Spatial and Textual Analysis (CESTA) na Universidade Stanford, California, EUA, sob a direção do professor Zephyr Frank http://cesta.stanford.edu/ . O objetivo da presente pesquisa é investigar e comparar o processo histórico da transformação e reconfiguração das paisagens florestais em diferentes regiões do Brasil com a introdução da fruticultura, mais especificamente a vinicultura. No sul do Brasil um conjunto de mudanças aconteceram, principalmente, com o estabelecimento de migrantes europeus e descendentes. As transformações ocorreram desde a metade do século XIX até o presente com a substituição gradual das florestas nativas pela agricultura, pecuária, por centros urbanos, plantações de árvores exóticas como o pinus e o eucalyptus e pela fruticultura, sendo que nessa última se destaca a vinicultura que é o objeto da presente pesquisa. Para atingir os objetivos propostos estaremos utilizando as metodologias disponíveis na História Ambiental e da História Espacial (SIG). Uma análise do processo de transformação e reconfiguração dessas paisagens auxiliará na compreensão da importância socioambiental e econômica da vinicultura nas regiões onde ela foi introduzida e, principalmente como o meio ambiente foi afetado e alterado.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
A Atualidade de uma Região. Território e Desigualdades Socioespaciais no Sul do Brasil: um estudo da região do Contestado em Santa Catarina
Descrição: Apesar de seu dinamismo territorial e das densidades técnicas contidas em muitas cidades e no campo, o Sul do Brasil ainda conserva enormes áreas onde a letargia das formas, dos processos econômicos e das organizações sociais e territoriais predominam. Restringindo o espaço de observação, iremos tratar detalhadamente de um desses subespaços: a região do Contestado. O presente projeto nos orienta para buscarmos dados, literaturas e outros registros científicos que nos permitam elaborar a interpretação atual dessa região que possa cumprir com o objetivo dessa pesquisa que é o de investigar e mapear a formação do meio geográfico e as desigualdades e desequilíbrios territoriais que se manifestam no interior do edifício regional de um subespaço da região Sul do Brasil, revelando aspectos e a dimensão amplitude da pobreza urbana e rural ali presentes. A pesquisa se desenvolverá tendo como ponto de partida a abordagem da formação social e territorial desse espaço, marcado por sucessivos, intensivos e seletivos processos de tecnificação do meio geográfico. As heranças na difusão do meio técnico e das possibilidades dadas a partir de um novo subperíodo histórico - o da mundialização - orientam um segundo momento da investigação, em que se quer compreender a atualidade da dinâmica territorial da região em questão. Região que, assim como outros lugares da federação, apresenta uma ordem espacial de desequilíbrios e desigualdades, onde se desenvolvem atividades modernas vinculadas aos circuitos espaciais produtivos de papel e celulose, indústria madeireira e fruticultura, ao mesmo tempo em que a pobreza da vida material e das possibilidades de desenvolvimento da cidadania marcam o cotidiano das populações ali presentes. Por último, a cartografia que esta pesquisa enseja produzir, pretende ajudar a denunciar o já histórico uso desigual, corporativo e seletivo do território..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2015
Urbanização, cidades e desigualdades socioespaciais urbano-metropolitanas no Brasil meridional: uma análise das regiões metropolitanas de Campinas (SP) e Chapecó (SC)
Descrição: O processo de urbanização no Brasil transcorreu impulsionado por um modelo de desenvolvimento econômico excludente, levando à estruturação de aglomerações urbanas com espaços articulados para além da escala da cidade, porém, com acentuadas desigualdades quanto à organização espacial e ao conteúdo social. Nesse contexto, as atuais regiões metropolitanas de Campinas (SP) e Chapecó (SC) consistem em duas destas aglomerações, que, não obstante serem bastante distintas em termos econômicos, demográficos e históricos, mantêm similaridades em relações a processos de estruturação desigual dos espaços urbanos. Assim, este projeto visa compreender as dinâmicas de estruturação desigual do espaço urbano-metropolitano nas duas regiões metropolitanas mencionadas à luz do processo de urbanização nacional. Utilizando-se de referenciais teóricos e procedimentos metodológicos comuns, propõe-se realizar uma análise mais profunda e rigorosa acerca da evolução histórico-geográfica da urbanização e da configuração dos espaços urbanos nas referidas regiões à luz do processo geral de urbanização no Brasil, com vistas a reconhecer particularidades e similaridades nas características da expansão dos tecidos urbanos, de articulação das cidades, de segregação e segmentação social do espaço nos níveis intraurbano e regional.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: colonização e desmatamento no Oeste de Santa Catarina
Descrição: O projeto visa através do uso de imagens e da memória de antigos moradores da região analisar o processo de transformações sócio-ambientais da região Oeste de Santa Catarina, expressa em sua paisagem..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador / Andressa Krieser Bauermann - Integrante / Joseane de Lima - Integrante / Bruna Carolina Krauspenhar - Integrante / Janete Chaves Carlin - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Fronteira Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4
2012 - 2016
Paisagens caboclas: rupturas e continuidades frente a colonização alemã e italiana do Oeste de Santa Catarina
Descrição: O projeto possui como principal objetivo analisar as rupturas e continuidades dos elementos da cultura cabocla expressas na paisagem do Oeste de Santa Catarina frente a colonização alemã e italiana da região a partir das primeiras décadas do século XX. Até o início da colonização a região era ocupada por diversas famílias caboclas, na maioria sob o regime da posse. Nelas, possuíam práticas relacionadas ao uso comum da terra e dos recursos naturais em atividades como a criação de animais, principalmente o porco e a extração da erva-mate, enquanto a agricultura era realizada principalmente para a subsistência. A baixa ocupação demográfica e o uso da floresta com poucas intervenções era a principal característica da paisagem regional. A colonização, trazendo novas concepções de uso e posse da terra, deu origem a um processo de intervenção humana e transformação da paisagem cada vez mais profundo, devastando a floresta para a formação de lavouras e a exploração de seus recursos madeireiros. Tal processo foi o responsável por diversas rupturas e fragmentações dentro do modo de vida e da paisagem construída pela população cabocla, entretanto diversos elementos persistiram, muitos deles inclusive apropriados e ressignificados pelos colonos que migraram para a região..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Universidade Federal da Fronteira Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 4
2012 - 2013
O uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguariensis) pela população cabocla nas florestas do Oeste catarinense
Descrição: A pesquisa tem por objetivo descrever e analisar a prática do uso comum da terra relacionado à extração da erva-mate pela população cabocla nas florestas do Oeste de Santa Catarina, entre as primeiras décadas do século XIX e a consolidação na colonização da região na década de 1930. Na região se estabeleceu, desde as primeiras décadas do século XIX, uma significativa parcela de sitiantes, na maioria posseira, que viviam às margens dos latifúndios pastoris das áreas de Campos. Sua fonte de renda básica se ligava a agricultura de subsistência e práticas ligadas à exploração de recursos em comum da floresta, como a extração da erva-mate e a criação de porcos. O acesso a estes recursos, da mesma forma que a posse da terra e a vida social, era regulado por práticas, normas e costumes, impossíveis de serem apreciadas somente pelo viés econômico, as quais eram transmitidas de geração a geração, onde a oralidade e o direito costumeiro exerciam uma importância fundamental. Isso vai se desestruturando, à medida que uma nova dinâmica sócio-espacial, ligada à economia capitalista vai se instaurando na região, frente aos novos condicionantes espaciais que se fazem sentir, como a colonização, a propriedade legal, o cercamento das terras e a devastação das florestas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador / Naiara Sampaio Silva - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Fronteira Sul - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2
2010 - 2012
A natureza dominada: ocupação e desmatamento no Rio Grande do Sul e no Oeste de Santa Catarina (1875-1970)
Descrição: A chegada dos imigrantes para as áreas de florestas do Rio Grande do Sul no século XIX e a migração de seus descendentes para o norte daquele Estado e o Oeste de Santa Catarina representou modificações não somente na vida humana, mas também na flora e na fauna da região que são personagens de destaque do presente estudo. O objetivo deste projeto é investigar o processo histórico das transformações ocorridas nas florestas do Rio Grande do Sul e do Oeste de Santa Catarina que foram ocupadas por imigrantes europeus e seus descendentes a partir de 1875. O período a ser pesquisado vai até década de 1970 quando se esgotam praticamente todas as áreas florestais. Para compreender tal processo será preciso buscar as mais diferentes fontes, muitas delas já conhecidas, mas não interpretadas com a abordagem da História Ambiental, que analisa a relação dos diferentes grupos sociais com o meio que o circunda. As leituras teóricas farão parte da pesquisa assim como a análise das seguintes fontes: a documentação oficial (relatórios de governo; legislação estadual e municipal; os censos demográficos; relatórios das companhias colonizadoras), os periódicos regionais, iconografias). Utilizaremos também a metodologia da história oral, para coletar as memórias deixadas por habitantes da região. O estudo da transformação da paisagem no oeste catarinense e no Rio Grande do Sul mostra-se social e academicamente relevante, uma vez que a região está recriando constantemente sua identidade e a intervenção humana foi essencial na fragmentação e degradação dos ecossistemas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Marlon Brandt - Integrante / Eunice Sueli Nodari - Coordenador / Marcos Gerhardt - Integrante / Samira Peruchi Moretto - Integrante / Esther Mayara Zamboni Rossi - Integrante / Jó Klanovicz - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Germânias Tropicais: as colônias alemãs e a modelagem antrópica das paisagens em biomas do Brasil e da África

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eunice Sueli Nodari em 22/11/2013.
Descrição: A imigração e a colonização alemã em áreas de florestas do Brasil meridional redundaram em modificações antrópicas da paisagem sulina. Na África, o colonialismo alemão também imprimiu alterações em diversos biomas como as florestas do Togo e dos Camarões ou as savanas e os desertos da Namíbia. Tanto no Brasil meridional quanto na África, naturalistas alemães produziram um conhecimento sobre a biodiversidade dos trópicos. Se essa biodiversidade era estudada por alguns, ela era também profundamente alterada pelos colonos e demais atores por meio de atividades extrativistas, agrícolas, artesanais, comerciais e industriais.O objetivo deste projeto é investigar o processo histórico das transformações ocorridas em vários biomas onde houve colônias alemães no Brasil meridional e na África. O período a ser pesquisado abarca desde os primeiros núcleos de colonização alemã no Sul do Brasil (1824 em São Leopoldo/RS e 1829 em São Pedro de Alcântara/SC) até o fim das colônias alemães na África durante a Primeira Guerra Mundial.Para compreender tal processo será preciso cotejar as mais diferentes fontes, muitas delas já conhecidas dos historiadores, mas não interpretadas pela abordagem da história ambiental. Além da documentação oficial (relatórios da administração colonial; leis, decretos e circulares; relatórios das companhias colonizadoras, etc.), há uma série de documentos (jornais, revistas, teses, fotografias, gravuras, cartas, memoriais, literatura, etc.) em língua alemã e produzida nas colônias do sul do Brasil e da África, mas também na Alemanha. Esse corpus documental foi até agora pouco explorado para se escrever uma história das paisagens das Germânias tropicais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2012
Uma história ambiental dos Campos do Planalto de Santa Catarina
Descrição: A pesquisa visa discutir o processo de transformações ambientais da paisagem dos Campos do Planalto de Santa Catarina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador / Eunice Sueli Nodari - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2014 - Atual
Construção de um banco de dados cartográficos municipais georreferenciados para o Oeste catarinense
Descrição: O projeto tem como objetivo a construção de um banco de dados cartográficos digitais contemplando o território do Oeste de Santa Catarina. Realiza-se o levantamento e compilação de cartas topográficas, mapas digitalizados, fotografias aéreas e imagens de satélite dos municípios da região, organizando tais materiais em uma base única georreferenciada em ambiente de Sistema de Informações Geográficas (SIG). Com isso, visa-se ampliar o acervo cartográfico e de geoprocessamento da UFFS, além de possibilitar à comunidade o acesso a informações cartográficas integradas, fundamentais para o desenvolvimento de outras ações de ensino, pesquisa e extensão direcionadas à promoção do conhecimento sobre o território regional.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2014 - Atual
Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades
Descrição: O projeto de extensão tem por objetivo colaborar com a preservação da memória oral e visual das práticas espaciais dos diversos grupos étnicos que habitaram e habitam o Planalto e o Oeste Catarinense. O projeto visa, ao proporcionar uma reflexão histórico-geográfica sobre a diversidade das expressões culturais da população do Planalto e Oeste Catarinense, agregar, a partir de depoimentos e imagens, um acervo fotográfico e de memória oral da região, disponibilizando a outros pesquisadores, alunos, professores e a comunidade geral, o acesso a esses materiais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marlon Brandt - Coordenador / Andrey Luís Binda - Integrante / Éderson do Nascimento - Integrante / Ricardo Alberto Scherma - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Fronteira Sul - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Consolidação da abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural sustentável para Santa Catarina
Descrição: O projeto, que envolve ao mesmo tempo atividades de pesquisa e de extensão, objetiva contribuir para a consolidação da abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento sustentável para o Brasil Rural e da articulação das políticas públicas integrantes da matriz do Programa Territórios da Cidadania, por meio da articulação institucional e operacional de Universidades Públicas Federais e Estaduais, dos Institutos Federais de Educação Tecnológica, das instâncias de gestão social dos Territórios Rurais e da Secretaria de Desenvolvimento Territorial. Para tal, pretende a produção de dados, informações e conhecimentos; difusão de métodos e tecnologias sociais voltadas para a gestão social; estabelecer mecanismos e metodologias de acompanhamento e avaliação da implementação de projetos de inclusão produtiva; qualificar metodologia para implementação e articulação de políticas públicas integrantes da matriz do Programa Territórios da Cidadania PTC; além do monitoramento, avaliação e assessoria técnica aos Colegiados Territoriais.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
A elaboração de ambientes virtuais para o ensino da geografia na educação básica: potencializando canais de diálogo entre a universidade e a escola.
Descrição: A presente proposta de extensão, denominada ?A elaboração de ambientes virtuais para o Ensino da Geografia na Educação Básica: potencializando o diálogo entre a Universidade e a Escola? tem por objetivo geral, por meio da criação de um ambiente virtual a ser disponibilizado na Internet, aproximar os estudos e os debates desenvolvidos no âmbito das disciplinas do Curso de Geografia ? Licenciatura e as escolas de Educação Básica, podendo contribuir com a Formação Continuada de professores e promovendo aproximações com os estudantes (em particular, a preparação para o ENEM)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marlon Brandt - Integrante / Silvia Fernanda Cantóia - Integrante / Willian Simões - Coordenador / Wagner Barbosa Batella - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Fronteira Sul - Bolsa.
2012 - 2014
Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação
Descrição: O projeto visa através de imagens apresentar o processo de transformações sócio-ambientais da região Oeste de Santa Catarina, expressa em sua paisagem. A partir da análise da paisagem é possível ler as relações entre os homens e a natureza, integrando as características e os elementos tanto físicos quanto humanos. Até o início da colonização, as terras do oeste catarinense eram ocupadas por populações indígenas e diversas famílias caboclas que possuíam práticas relacionadas ao uso comum da floresta e de seus recursos naturais em atividades como a criação de animais à solta e a extração da erva-mate. A colonização foi um momento de ruptura para essa população, onde, ao longo de duas décadas, a inserção de uma nova sociedade, deu origem a um processo de intervenção humana e transformação da paisagem cada vez mais profundo, devastando a floresta para a formação de lavouras e a exploração de seus recursos madeireiros..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Marlon Brandt - Integrante / Cristina Otsuschi - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal da Fronteira Sul - Auxílio financeiro.
2012 - 2012
Cursos sobre a geografia histórica do Oeste de Santa Catarina
Descrição: O projeto visa através da elaboração de cursos oferecer ao público interessado e aos professores de ensino fundamental e médio das redes de ensino da região Oeste de Santa Catarina a possibilidade de atualização pedagógica referente a aspectos históricos e geográficos do Oeste de Santa Catarina..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: Editora da UFFS (EDUFFS)


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Revista de Administração Pública (Impresso)
2013 - 2015
Periódico: Tempo e Argumento
2014 - Atual
Periódico: Fronteiras (Florianópolis)
2015 - Atual
Periódico: Revista de Direito da Cidade
2017 - Atual
Periódico: HISTÓRIA, HISTÓRIAS
2017 - Atual
Periódico: História, Ciências, Saúde-Manguinhos


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Ambiental.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Histórica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História Regional do Brasil.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Agrária.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:2
Total de citações:2
BRANDT, Marlon; BRANDT, M.  Data: 20/04/2012

Outras
Total de trabalhos:9
Total de citações:31
BRANDT, Marlon; BRANDT, M.  Data: 10/04/2015

Artigos completos publicados em periódicos

1.
FRITZEN, M.2016FRITZEN, M. ; BRANDT, Marlon . Dinâmica da paisagem no município de Modelo-SC: rupturas e continuidades. Geotextos (Online), v. 12, p. 61-85, 2016.

2.
BRANDT, Marlon2015 BRANDT, Marlon. Criação de porcos à solta na Floresta Ombrófila Mista de Santa Catarina: paisagem e uso comum da terra. História (São Paulo. Online), v. 34, p. 303-322, 2015.

3.
BRANDT, Marlon2014 BRANDT, Marlon; CAMPOS, Nazareno José de . Customs and uses of land by the cabocla population in Santa Catarina Highlands. Mercator (Fortaleza. Online), v. 13, p. 193-208, 2014.

4.
BRANDT, Marlon2014BRANDT, Marlon; SILVA, N. S. . A coleta da erva-mate pela população cabocla do vale do rio do peixe e oeste de santa catarina: apropriação privada da terra e rupturas (décadas de 1900 a 1940). Sociedade & Natureza (UFU. Online), v. 26, p. 459-469, 2014.

5.
BRANDT, Marlon2014BRANDT, Marlon. Agricultura e urbanização na paisagem do município de São José-SC (Séculos XVIII A XX). Fronteiras. Revista Catarinense de História, v. 23, p. 7-20, 2014.

6.
BRANDT, Marlon2013BRANDT, Marlon. Pecuária e História Ambiental nos Campos do Planalto de Santa Catarina. Revista História Catarina, v. VII, p. 32-36, 2013.

7.
BRANDT, Marlon2011 BRANDT, Marlon; Nodari, Eunice . Comunidades tradicionais da Floresta de Araucária de Santa Catarina: territorialidade e memória. História Unisinos, v. 15, p. 80-90, 2011.

8.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2010BRANDT, Marlon. Dos pinheirais à "terra dos trigais": colonização e transformação da paisagem - Colônia Marechal Hindemburgo (1930-1950). Caminhos de Geografia (UFU), v. 11, p. 195-208, 2010.

9.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2010BRANDT, Marlon. O espaço rural dos Campos do Planalto na Chorographia de Santa Catharina. HISTÓRIA: DEBATES E TENDÊNCIAS (PASSO FUNDO), v. 9, p. 217-230, 2010.

10.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2008BRANDT, Marlon; CAMPOS, Nazareno José de . Uso comum da terra e práticas associativistas da população cabocla do planalto catarinense. Geosul (UFSC), v. 23, p. 43-64, 2008.

11.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2007BRANDT, Marlon. Terras de uso comum no planalto catarinense. Revista História Catarina, v. III, p. 39-43, 2007.

12.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2007BRANDT, Marlon. Redes sociais, táticas e estratégias no espaço do trabalho: algumas considerações. História e-História, v. 1, p. 1-2, 2007.

13.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2007BRANDT, Marlon. Campo da Dúvida: Uma Paisagem em Transformação ? Do Uso Comum da Terra à Exploração Madeireira (Décadas de 1930 a 1960). Percursos (UDESC), v. 8, p. 55-71, 2007.

14.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2006BRANDT, Marlon. Pequena produção mercantil no Vale do Rio do Peixe - SC: notas sobre a Sociedade Catarinense de Banha (1938-1941). História e-História, Campinas, v. 1, p. 1-2, 2006.

15.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2006BRANDT, Marlon. Povoamento e grupos indígenas no planalto de Santa Catarina: algumas considerações. História e-História, v. 1, p. 1-2, 2006.

16.
BRANDT, Marlon;BRANDT, M.2006BRANDT, Marlon. Notas sobre a detecção e a prevenção do granizo nos pomares de maçã do município de Fraiburgo ? SC. Estudos Geográficos (UNESP), v. 4, p. 133-141, 2006.

17.
BRANDT, M.2005 BRANDT, M.. A criação da Sociedade Agrícola Fraiburgo (Safra) e o início da pomicultura em Fraiburgo - SC, na década de 1960. Revista On Line Expressões Geográficas, Florianópolis, v. 1, p. 27-41, 2005.

18.
BRANDT, Marlon2005BRANDT, Marlon. Notas sobre o papel do Estado no desenvolvimento da pomicultura em Fraiburgo, Santa Catarina na década de 1960. Nethistória (Brasília), v. 1, p. 1-1, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CAMPOS, Nazareno José de (Org.) ; BRANDT, Marlon (Org.) ; CANCELIER, Janete Webler (Org.) . O espaço rural de Santa Catarina: novos estudos (e-book). 1. ed. Florianópolis: Editora UFSC, 2016.

2.
BRANDT, Marlon; NASCIMENTO, E. (Org.) . Oeste de Santa Catarina: território, ambiente e paisagem. 1. ed. São Carlos: Pedro e João, 2015.

3.
CAMPOS, Nazareno José de (Org.) ; BRANDT, Marlon (Org.) ; CANCELIER, Janete Webler (Org.) . O espaço rural de Santa Catarina: novos estudos. 1. ed. Florianópolis: Editora da Universidade Federal de Santa Catarina, 2013. v. 1. 208p .

Capítulos de livros publicados
1.
RODRIGUES, L. A. ; BRANDT, Marlon . Formação e dinâmica da aviação comercial em Chapecó (décadas de 1940 a 1990). In: NASCIMENTO, Ederson; VILLELA, Ana Laula L. (Org.). Território e sociedade: novos estudos sobre Chapecó e região. 1ed.: Novas Edições Acadêmicas, 2018, v. 1, p. 177-198.

2.
BRANDT, Marlon; HOHN, M. O. ; CASTAMAN, M. N. . Cultura cabocla na paisagem rural de Chapecó. In: Ederson Nascimento; Ana Laura Vianna Varela. (Org.). Chapecó em foco: textos e contextos sobre o espaço urbano-regional. 1ed.São Carlos: Pedro e João, 2017, v. , p. 559-588.

3.
SILVA, C. M. ; BRANDT, Marlon ; MORETTO, Samira Peruchi . Transformando a paisagem: uma história ambiental de Chapecó. In: CARBONERA, Mirian; ONGHERO, André Luiz; RENK, Arlene; SALINI, Ademir Miguel. (Org.). Chapecó 100 anos - histórias plurais. 1ed.Chapecó: Argos, 2017, v. , p. 181-214.

4.
BRANDT, Marlon. Paisagem e uso comum da Floresta Ombrófila Mista pela população cabocla do oeste de Santa Catarina. In: GERHARDT, Marcos; NODARI, Eunice Sueli; MORETTO, Samira Peruchi. (Org.). História ambiental e migrações: diálogos. 1ed.São Leopoldo; Chapecó: Oikos, Editora da UFFS, 2017, v. 1, p. 123-138.

5.
SILVA, C. A. ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. . Uma história ambiental da Fronteira Sul: campos, florestas e agroecossistemas. In: RADIN, José Carlos; VALENTINI, Delmir José; ZARTH, Paulo Afonso. (Org.). História da Fronteira Sul (e-book). 1ed.: , 2016, v. , p. 271-297.

6.
CAMPOS, Nazareno José de ; BRANDT, Marlon ; CANCELIER, Janete Webler . Apropriação/expropriação de terras no pós-contestado: um estudo sobre a concessão da Fazenda Butiá Verde (1929). In: Nazareno José de Campos, Marlon Brandt e Janete Webler Cancelier. (Org.). O espaço rural de Santa Catarina: novos estudos (e-book). 1ed.Florianópolis: Editora UFSC, 2016, v. 1, p. 35-70.

7.
SILVA, C. M. ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. . Uma história ambiental da Fronteira Sul: campos, florestas e agroecossistemas. In: José Carlos Radin; Delmir Valentini; Paulo Zarth. (Org.). História da Fronteira Sul. 1ed.Porto Alegre: Letra e Vida, 2015, v. 1, p. 271-297.

8.
BRANDT, Marlon. Paisagens caboclas no Oeste de Santa Catarina: colonização e rupturas. In: Marlon Brandt; Ederson Nascimento. (Org.). Oeste de Santa Catarina: território, ambiente e paisagem. 1ed.São Carlos: Pedro e João, 2015, v. , p. 11-40.

9.
BRANDT, Marlon. Apropriação/expropriação de terras no pós-contestado: um estudo sobre a concessão da Fazenda Butiá Verde (1929). In: CAMPOS, Nazareno José de; BRANDT, Marlon; CANCELIER, Janete Webler. (Org.). O espaço rural de Santa Catarina: novos estudos. 1ed.Florianópolis: Editora da Universidade Federal de Santa Catarina, 2013, v. 1, p. 35-60.

10.
BRANDT, Marlon. Tropeiros e indígenas: tensões e conflitos nos caminhos de Curitibanos. In: BARROSO, Vera Lúcia Maciel; SANTOS Lucila Maria Sgarbi; VELHO, Adenair Pereira; MADEIRA, Jussara Lisboa; LEMOS, Maristela Lemos de. (Org.). Bom Jesus e o desenvolvimento do tropeirismo nos caminhos do Cone Sul. Porto Alegre: Companhia Rio-grandense de Artes Gráficas (CORAG), 2012, v. , p. 227-230.

11.
BRANDT, Marlon. Gramíneas africanas na paisagem rural de Santa Catarina. In: Sílvio Marcus de Souza Correa. (Org.). Bioses africanas no Brasil: notas de história ambiental. 1ed.Itajaí: Casa Aberta, 2012, v. 1, p. 55-79.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BRANDT, Marlon; CAMPOS, Nazareno José de . Formas de uso e acesso da terra pela população cabocla do planalto de Santa Catarina - Sul do Brasil (séculos XIX e XX). In: XII Encuentro Internacional Humboldt: el capitalismo como geografía, 2010, La Rioja. XII Encuentro Internacional Humboldt: el capitalismo como geografía, 2010. v. 1. p. 1-13.

2.
BRANDT, Marlon. "As armas da maçã brasileira": tecnologia e conhecimento tradicional na detecção e prevenção do granizo nos pomares de maçã do município em Fraiburgo- SC. In: Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2010, Florianópolis. Simposio Internacional de Historia Ambiental e Migrações - Florianópolis - SC ? Brasil, 2010. p. 97-112.

3.
BRANDT, Marlon. ?Mattas soberbas?, ?pastagens riquíssimas?: a paisagem do planalto catarinense através do olhar dos militares da Guerra do Contestado (1912-1916). In: XXV Simpósio Nacional de História - História e Ética, 2009, Fortaleza. Anais do ... Simpósio Nacional de História. Fortaleza: Anpuh, 2009. p. 1-10.

4.
BRANDT, Marlon; NODARI, Eunice Sueli . Colonização e desmatamento da Floresta de Araucária: um estudo sobre a desagregação do usufruto comum da terra em Fraiburgo-SC (1930 a 1960). In: Seminário Internacional Saúde : Corporeidade - Educação e o XVIII Simpósio de História da Imigração e Colonização, 2009, São Leopoldo. Saúde: Corporeidade ? Educação. São Leopoldo: Oikos, 2008. p. 688-696.

5.
BRANDT, Marlon. Desmatamento e desagregação dos espaços de criaçao de porcos à solta em Fraiburgo. In: XII Encontro Estadual de Historia: História, Ensino e Pesquisa; III Encontro Estadual do Grupo de Trabalho Gênero de Santa Catarina; IV Jornada Nacional de História do Trabalho, 2008, Criciúma. Expressa Extensão (UFPel). Criciúma: Unesc, 2008. p. 1-12.

6.
BRANDT, Marlon. Imagens de uma paisagem em transformação: a devastação da Floresta de Araucária na Colônia Marechal Hindemburgo (décadas de 1930 e 1940). In: 8º Simpósio de Geografia (SIMGeo) América Latina: Soberania e Desenvolvimento, 2008, Florianópolis. 8º SIMGeo América Latina: Soberania e Desenvolvimento, 2008. p. 1-19.

7.
BRANDT, Marlon. Memórias e oralidade no acesso e uso da terra em comum no Planalto de Santa Catarina. In: IV Encontro Regional Sul de História Oral: Culturas, Memórias e Identidades, 2007, Florianópolis. Anais, 2007.

8.
BRANDT, Marlon. O uso comum da terra na localidade de Butiá Verde, atual município de Fraiburgo-SC, nas décadas de 1930 e 1940: notas de pesquisa. In: XI Encontro Estadual de História: Mídia e Cidadania, 2006, Florianópolis. XI Encontro Estadual de História: Mídia e Cidadania, 2006.

9.
BRANDT, Marlon. A industrialização do Vale do Rio do Peixe - SC: um estudo sobre a empresa René Frey & Irmão (década de 1930). In: VI Simpósio de Geografia da UDESC, 2006, Florianópolis. VI Simpósio de Geografia - UDESC Perspectivas da Geografia no mundo Contemporâneo, 2006. v. 01.

10.
BRANDT, Marlon. O uso comum da terra em Curitibanos: considerações sobre a criação de porcos soltos na localidade de Campo da Dúvida (décadas de 1930 e 1940). In: X Seninário de Desenvolvimento da Pesquisa na Universidade do Contestado, 2006, Curitibanos. Seminário de Desenvolvimento da Pesquisa na Universidade do Contestado: Produção Docente e Discente, 2006.

11.
BRANDT, Marlon. "Igualitarismo caboclo" e uso comum da terra nos redutos sertanejos da Guerra do Contestado. In: I Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil (SINARUB), 2006, São Paulo. Simpósio Nacional o Rural e o Urbano no Brasil, 2006. v. 1. p. 1-11.

12.
BRANDT, Marlon. Memórias de tensões e conflitos entre ?alemães? e ?caboclos? na colônia de Marechal Hindemburgo durante a Segunda Guerra Mundial. In: Muitas faces de uma guerra: 60 anos do término da Segunda Guerra Mundial e o processo de Nacionalização do Sul do Brasil, 2005, Florianópolis. Simpósio Udesc, 2005.

13.
BRANDT, Marlon. A criação de porcos soltos em florestas de araucária no município de Curitibanos - SC: considerações iniciais sobre o uso comum de terras na localidade de Butiá Verde, entre as décadas de 1930 e 1960. In: V Simpósio de Geografia da Udesc, 2005, Florianópolis. V Simpósio de Geografia da Udesc, 2005. p. 08-16.

14.
BRANDT, Marlon. Terras de uso comum no Planalto Serrano de Santa Catarina: um estudo sobre a localidade do Campo da Dúvida, atual município de Fraiburgo entre as décadas de 1930 e 1960. In: II Simpósio Internacional de Geografia Agraria; III Simpósio Nacional de Geografia Agrária; Jornada Ariovaldo Umbelino de Oliveira, 2005, Presidente Prudente. Anais (Simpósio Nacional de Geografia Agrária ... Simpósio Internacional de Geografia Agrária. CD-Rom), 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
KRAUSPENHAR, B. C. ; BRANDT, Marlon . Projeto de pesquisa 'Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: colonização e desmatamento no Oeste de Santa Catarina': considerações preliminares sobre a presença da uva japão (Hovenia dulcis). In: VIII Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica da UFFS, 2018, Realeza. Anais da VIII Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica da UFFS, 2018. p. 1-4.

2.
BAUERMANN, A. K. ; BRANDT, Marlon . Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: exploração madeireira em Pinhalzinho SC (1940-1970). In: 9º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2017, Santana do Livramento. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2017. v. 9. p. 1-5.

3.
BRANDT, Marlon; BAUERMANN, A. K. . Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades - alguns apontamentos. In: 9º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2017, Santana do Livramento. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2017. v. 9. p. 1-52317-3203.

4.
BAUERMANN, A. K. ; BRANDT, Marlon . Transformação da paisagem em Pinhalzinho ? SC ao longo das décadas de 1940 a 1970 a partir da exploração madeireira. In: 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016, Florianópolis. Anais do 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016. v. 1.

5.
WAGNER, D. F. ; BAUERMANN, A. K. ; BRANDT, Marlon . Paisagem faxinalense: um estudo de caso sobre o faxinal Taquari em Rio Azul ? PR. In: 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016, Florianópolis. Anais do 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016. v. 1.

6.
GASTMANN, A. ; KRAUSPENHAR, B. C. ; MIGNONI, C. ; SOARES, G. K. ; FANFA, I. ; CRUZ, L. ; SZCZYGEL, M. T. ; RIBEIRO, M. C. ; LIMA, V. V. ; MORETTO, Samira Peruchi ; SILVA, C. M. ; BRANDT, Marlon . Meio ambiente e História: a fronteira sul do Brasil como objeto de estudo. In: 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016, Florianópolis. Anais do 4° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2016. v. 1.

7.
BAUERMANN, A. K. ; BRANDT, Marlon . Transformação da paisagem em Pinhalzinho - SC, a partir da exploração madeireira entre as décadas de 1940 a 1970. In: VI Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica, 2016, Chapecó. Anais da VI Jornada de Iniciação Científica e Tecnológica, 2016.

8.
BRANDT, Marlon; HOHN, M. O. ; CASTAMAN, M. N. ; DEIMLING, C. D. . Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades - reflexões de seu primeiro ano de atividades. In: 33º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul, 2015, Bagé. 33º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul Anais, 2015.

9.
DEIMLING, C. D. ; BRANDT, Marlon . Colonização e pequena produção mercantil de carnes no Oeste de Santa Catarina. In: 3º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2014, Florianópolis. 3º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2014. v. 1. p. 1381.

10.
DEIMLING, C. D. ; BRANDT, Marlon . A questão das migrações campo-cidade, decorrentes do processo de instalação das agroindústrias no município de Chapecó, SC.. In: 2º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações, 2012, Florianópolis. Simposio Internacional de Historia Ambiental e Migrações - Florianópolis - SC ? Brasil. São Leopoldo: Oikos, 2012. v. 1. p. 2910-2914.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RODRIGUES, L. A. ; BRANDT, Marlon . Sadia S.A/Transbrasil: do Oeste catarinense para o mundo. In: Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2017, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2017. v. VII. p. 1.

2.
BRANDT, Marlon. A criação da 'Escola Florestal Fundação Fraiburgo': uma tentativa de introdução do plantio de pinus no planalto catarinense. In: XVI Encontro Estadual de História da ANPUH-SC, 2016, Chapecó. Caderno de Resumos, 2016.

3.
LIMA, J. ; HOHN, M. O. ; BRANDT, Marlon . A presença da população cabocla no conteúdo histórico-geográfico das páginas oficiais da internet dos municípios da microrregião de Chapecó. In: V SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015. v. 5. p. ---.

4.
SANTOS, L. S. ; BRANDT, Marlon . Colonização no Oeste de Santa Catarina: técnicas agrícolas e transformações da paisagem. In: V SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015. v. V. p. ---.

5.
HOHN, M. O. ; CASTAMAN, M. N. ; BRANDT, Marlon . Elementos da cultura cabocla na paisagem rural de Chapecó, SC. In: V SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015. v. V. p. ---.

6.
BRANDT, Marlon; HOHN, M. O. ; CASTAMAN, M. N. ; DEIMLING, C. D. . Projeto de extensão 'Memória histórico-geográfica do planalto e Oeste de Santa Catarina': imagens e oralidades? ? primeiras atividades. In: V SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2015. v. V. p. ---.

7.
FRITZEN, M. ; BRANDT, Marlon . Paisagem, rupturas e continuidades a partir da colonização no município de Modelo-SC. In: IV Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2014, Chapecó. Anais do SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS, 2014. v. IV. p. 1-2.

8.
BRANDT, Marlon. Paisagem e população cabocla do Oeste de Santa Catarina na obra 'O Chapecó que eu conheci' de Wenceslao de Souza Breves. In: VII Simposio de la Sociedad Latinoamericana y Caribeña de Historia Ambiental, 2014, Quilmes. Libro de resumenes, 2014.

9.
SILVA, N. S. ; ALESSI, E. ; BRANDT, Marlon . Uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguariensis) no Oeste de Santa Cararina. In: III SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2013, Chapecó. Anais do 3º SEPE e 3ª Jornada de Iniciação Científica, 2013. v. 3. p. 1-1.

10.
BRANDT, Marlon. A ação do Estado na transformação da paisagem dos Campos do Planalto de Santa Catarina: políticas de fomento ao cultivo de trigo entre os anos de 1930 e 1960. In: II Congresso Internacional de HIstória Regional, 2013, Passo Fundo. Anais do II Congresso Internacional de HIstória Regional, 2013. p. 69-70.

11.
BRANDT, Marlon; NODARI, Eunice Sueli . Pequena Produção mercantil e a devastação da Floresta Ombrófila Mista no Oeste de Santa Catarina (1930-1950). In: V Simposio de la Sociedad Latinoamericano y Caribeña de História Ambiental, 2010, La Paz, Baja California Sur.. V Simposio Latinoamericano y Caribeño de Historia Ambiental, 2010. p. 107-108.

Apresentações de Trabalho
1.
SCHERMA, R. A. ; NASCIMENTO, E. ; BRANDT, Marlon ; BINDA, A. L. . Território e desigualdades socioespaciais: um estudo da Região do Contestado em Santa Catarina. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
BRANDT, Marlon. Paisagem e população cabocla do Oeste de Santa Catarina na obra ?O Chapecó que eu conheci? de Wenceslao de Souza Breves. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SILVA, N. S. ; BRANDT, Marlon . Uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguariensis) no Oeste de Santa catarina: colonização e rupturas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
SILVA, N. S. ; OTSUSCHI, C. ; BRANDT, Marlon . Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
DAGA, G. S. ; BEDIN, M. V. ; BRANDT, Marlon . Faxinal Papanduva de Baixo ? Prundentópolis/PR: uma experiência de trabalho de campo. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
BRANDT, Marlon. Caminhos de tropas e as variáveis ambientais do planalto de Santa Catarina nas mensagens do governo estadual do século XIX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
DEIMLING, C. D. ; BRANDT, Marlon . A questão das migrações cidade-campo, decorrentes do processo de instalação das agroindústrias no município de Chapecó, SC.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
BRANDT, Marlon. A ação do Estado na transformação da paisagem dos Campos do Planalto de Santa Catarina: políticas de fomento ao cultivo de trigo entre os anos de 1930 e 1960. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ALESSI, E. ; BRANDT, Marlon . O uso comum da terra na coleta da erva-mate (ilex paraguaiensis) pela população cabocla nas florestas do oeste catarinense. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
ALESSI, E. ; BRANDT, Marlon . O uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguaiensis) pela população cabocla nas florestas do oeste catarinense. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
BRANDT, Marlon. Ampliando as pastagens pelo fogo e pela serra: pecuária e exploração madeireira nos Campos do Planalto de Santa Catarina. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
BRANDT, Marlon. Campos do Planalto de Santa Catarina: transformações na paisagem. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BRANDT, Marlon. Notas para uma história ambiental do tropeirismo no Sul do Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
BRANDT, Marlon. "As armas da maçã brasileira": tecnologia e conhecimento tradicional na detecção e prevenção do granizo nos pomares de maçã do município em Fraiburgo- SC. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BRANDT, Marlon; CAMPOS, Nazareno José de . Formas de uso e acesso da terra pela população cabocla do planalto de Santa Catarina - Sul do Brasil (séculos XIX e XX). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
BRANDT, Marlon; NODARI, Eunice Sueli . Pequena produção mercantil e a devastação da Floresta Ombrófila Mista no Oeste de Santa Catarina. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
BRANDT, Marlon. "Mattas soberbas", "pastagens riquíssimas": a paisagem do planalto catarinense através do olhar dos militares da Guerra do Contestado (1912-1916). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
BRANDT, Marlon. Memórias de tropeiros e criadores de porcos "`a solta" da região de Fraiburgo-SC. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
BRANDT, Marlon. Desmatamento e desagregaçao dos espaços de criação de porcos à solta em Fraiburgo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
BRANDT, Marlon. Colonização e desmatamento da Floresta de Araucária: um estudo sobre a desagregação do usufruto comum da terra em Fraiburgo_SC (1930 a 1960). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
BRANDT, Marlon. Imagens de uma paisagem em transformação: a devastação da Floresta de Araucária na Colônia Marechal Hindemburgo (décadas de 1930 e 1940). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
BRANDT, Marlon; NODARI, Eunice Sueli . Uso comum da terra e recursos naturais no planalto de Santa Catarina: notas sobre a criação de porcos à solta nas Florestas de Araucária (1920 a 1960). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
BRANDT, Marlon. Memórias e oralidade no acesso e uso da terra em comum no Planalto de Santa Catarina. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
BRANDT, Marlon. Tropeiros e indígenas: Tensões e conflitos nos caminhos de Curitibanos. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
BRANDT, Marlon. O uso comum da terra na localidade de Butiá Verde, atual município de Fraiburgo-SC, nas décadas de 1930 e 1940: notas de pesquisa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
BRANDT, Marlon. Um exemplo de rede: notas sobre o combate ao granizo nos pomares de maçã de Fraiburgo-SC. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
BRANDT, Marlon. Apropriação/expropriação de terras em Curitibanos-SC: o caso das localidades da Baía e de Marechal Hindemburgo, entre as décadas de 1920 e 1940. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
BRANDT, Marlon; CAMPOS, Nazareno José de . Memorias e Costumes do Planalto Catarinense: do Tropeirismo ao Pós Contestado. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

29.
BRANDT, Marlon. A criação da Sociedade Agrícola Fraiburgo (Safra) e o início da pomicultura em Fraiburgo - SC. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
BRANDT, Marlon. Memórias de tensões e conflitos entre ?alemães? e ?caboclos? na colônia de Marechal Hindemburgo durante a Segunda Guerra Mundial. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
BRANDT, Marlon. Terras de uso comum no Planalto Serrano de Santa Catarina: um estudo sobre a localidade do Campo da Dúvida, atual município de Fraiburgo entre as décadas de 1930 e 1960. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
BRANDT, Marlon. A serraria René Frey & Irmão no Campo da Dúvida: temporalidades e espacialidades (1937-1941). 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
BRANDT, Marlon. A criação de porcos soltos em florestas de araucária no município de Curitibanos-SC: considerações iniciais sobre o uso comum da terra na localidade de Butiá Verde, entre as décadas de 1930 e 1960. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
NODARI, Eunice Sueli ; BRANDT, Marlon ; MORETTO, Samira Peruchi ; KLUG, João ; GERHARDT, Marcos . Anais do 4º Simpósio Internacional de História Ambiental e MIgrações 2016 (Anais de evento).

2.
NODARI, Eunice Sueli ; BRANDT, Marlon ; MORETTO, Samira Peruchi ; SILVEIRA, T. . 3º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações 2014 (Anais de evento).

3.
NODARI, Eunice Sueli ; GERHARDT, Marcos ; MORETTO, Samira Peruchi ; BRANDT, Marlon . Anais do 2º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. São Leopoldo: Oikos, 2012 (Anais de evento).

4.
BRANDT, Marlon. Uso comum e apropriação da terra no município de Fraiburgo, SC: do Contestado à colonização. Florianópolis: Editora da Ufsc, 2007 (Resumo).

5.
BRANDT, Marlon. A instalação e funcionamento da serraria René Frey e Irmãos na localidade do Campo da Dúvida, atual município de Fraiburgo-SC (1937-1961) 2005 (Resumo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
BRANDT, Marlon. Avaliador Ad Hoc EDITAL Nº 189/GR/UFFS/2018 -PROBITI/FAPERGS. 2018.

2.
BRANDT, Marlon. Avaliador de resumos da VIII JIC Jornada de Iniciação Científica da UFFS. 2018.

3.
BRANDT, Marlon. Avaliador de resumos VII SEPE - Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS. 2017.

4.
BRANDT, Marlon. Avaliador Ad Hoc Edital '314/UFFS/2016-PROBITI/FAPERGS'. 2016.

5.
BRANDT, Marlon. Avaliador de resumos VI SEPE - Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS. 2016.

6.
BRANDT, Marlon. Avaliador Ad hoc Edital Nº 804/UFFS/2014. 2014.

7.
BRANDT, Marlon. Avaliador ad hoc - Edital 262/UFFS/2012. 2013.

8.
BRANDT, Marlon. Parecerista ad hoc para a Revista Tempo e Argumento, Volume 05, Número 01, Ano 2013. 2013.

9.
BRANDT, Marlon. Avaliador ad hoc - Edital 168/UFFS/2011. 2012.


Demais tipos de produção técnica
1.
BRANDT, Marlon. Tropeirismo e a formação territorial do Sul do Brasil. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BRANDT, Marlon. Fontes históricas para a pesquisa geográfica. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
BRANDT, Marlon. Anais do Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2010. (Formatação de textos dos Anais do Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações).

4.
BRANDT, Marlon; GERHARDT, Marcos ; MORETTO, Samira Peruchi . Populaçoes tradicionais e história ambiental. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
BRANDT, Marlon. Guerra do Contestado: um olhar geográfico. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
BRANDT, Marlon. Formas de acesso e uso da terra em comum pela população cabocla no bioma da Floresta Ombrófila Mista dos Estados do Paraná e Santa Catarina. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
BRANDT, Marlon. Formas de acesso e uso da terra e recursos naturais em comum pela população cabocla na floresta de araucárias de Santa Catarina. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
BRANDT, Marlon. Tropeirismo e povoamento do planalto catarinense. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
BRANDT, Marlon. Memórias e oralidade: metodologias e fontes sobre o acesso e usos da terra e recursos naturais em comum do planalto catarinense. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
BRANDT, Marlon. Frentes de povoamento e formas de uso comum da terra no planalto de Santa Catarina. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
BRANDT, Marlon. Curso de capacitação e aperfeiçoamento sobre história de Fraiburgo. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MORETTO, Samira Peruchi; NODARI, Eunice Sueli; BRANDT, Marlon; SILVA, C. M.. Participação em banca de Gil Karlos Ferri. Entre rios e florestas: uma história ambiental do município de Celso Ramos, SC.. 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
MORETTO, Samira Peruchi; SILVA, C. M.; KLUG, João; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Cláudia Valmorbida Risso. ENTRE TRABALHO E LAZER: AS MEMÓRIAS DOS HABITANTES DOS MUNICÍPIOS DE IRATI, JARDINÓPOLIS, UNIÃO DO OESTE E SUL BRASIL (1920-1980). 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

3.
SILVA, C. M.; BRANDT, Marlon; KLANOVICZ, Jó. Participação em banca de Handressa Louani Rossi. A Embrapa no Oeste Catarinense: as implicações do programa de melhoramento genético de suínos (1975 - 1985). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

Teses de doutorado
1.
CAMPOS, Nazareno José de; KLUG, João; KLANOVICZ, Jó; BRANDT, Marlon; SILVA, C. A.; ROVER, O. J.. Participação em banca de Cristiane Fortkamp Schuch. O desenvolvimento da pecuária bovina no Planalto Serrano catarinense e as transformações do espaço e da sociedade regional. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
TOMAZZOLI, E.; FOSSARI, T. D.; PELLERIN, J. R. G. M.; BELTRAME, A. V.; WITTMANN, L. T.; BAPTISTA, E. M. C.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Luciana Cristina de Almeida. Ocupação Pré-Colonial no Planalto Catarinense: os Sítios Arqueológicos do Município de Urubici (SC) sob a perspectiva da Geoarqueologia. 2014. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
NODARI, Eunice Sueli; KLUG, João; RECKZIEGEL, A. L. S.; ZARTH, P. A.; REIS, M. S.; MACHADO, P. P.; BRANDT, M.. Participação em banca de Marcos Gerhardt. História Ambiental da erva-mate. 2013. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Mestrado
1.
CARVALHO, Miguel M. X.; CARBONERA, M.; RENK, A. A.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Ademir Miguel Salini. Colonização e meio ambiente: a transformação da paisagem do oeste catarinense (1930 a 1970). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
FRAGA, G. W.; SOUZA, F. F. F.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Angélica Rossi. Sob os desígnios da civilidade e modernidade: a constituição da cidade de Erechim-RS, nas décadas de 1950 e 1960. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

3.
ANDREIS, A. M.; MYSKIW, A. M.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Gabriella Xavier de Medeiros Barros. A história no jornal em diálogo com os significados na escola: lugar, memória e identidades em Erechim/RS. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

4.
SILVA, C. M.; MORETTO, Samira Peruchi; NODARI, Eunice Sueli; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Gil Karlos Ferri. História Ambiental entre os rios Canoas e Pelotas: flora, fauna e velhos costumes em Celso Ramos-SC. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

5.
SILVA, C. M.; BRANDT, Marlon; KLANOVICZ, Jó. Participação em banca de Handressa Louanne Rossi. A Embrapa no Oeste catarinense: questões sobre melhoramento genético. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

6.
NODARI, Eunice Sueli; BRANDT, Marlon; ESPINDOLA, M. A.. Participação em banca de Esther Mayara Zamboni Rossi. Participação em banca de Esther Mayara Zamboni Rossi. "Subindo a Serra": migrações e as transformações da paisagem nos Campos de Altitude no Rio Grande do Sul e Santa Catarina (1890-1970). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CATALAO, I. F.; MAGRINI, M. A.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Daniela Feyh Wagner.Entendendo a reestruturação da cidade: o caso de Itá. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
NASCIMENTO, E.; VARELA, A. L. V.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Mayling Vassoler Bedin.Reflexões e impressões sobre a ocupação desigual no espaço urbano da cidade de Chapecó, SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

3.
MORETTO, Samira Peruchi; LOPES, A. R. S.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Adriano Vanderlei Michelotti Rodrigues.Desastres que não deixaram saudades: construção das enchentes em desastres socioambientais nas inundações de 1990 e 2015 no município de Saudades, SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

4.
MORETTO, Samira Peruchi; BRANDT, Marlon; PETROLI, F. I. S.. Participação em banca de Scheila Maria Bolzan.Política, discurso e cidade: Chapecó, SC, início dos anos 1950. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

5.
CATALAO, I. F.; ANTONGIOVANNI, Lídia; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Lucimar Sobicz.O papel da Rede Aliança na estratégia de sobrevivência dos pequenos mercados na região Oeste catarinense. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

6.
NASCIMENTO, E.; BRANDT, Marlon; FRIESTINO, J. K.. Participação em banca de Lidiane Iczak.Uma abordagem geográfica para o Aedes aegypti: análise da espacialização de focos em Chapecó/SC. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

7.
SILVA, C. M.; BRANDT, Marlon; PICOLI, B. A.. Participação em banca de Handressa Louanne Rossi.A atuação da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no Oeste catarinense: a questão do melhoramento genético de suínos (1975-1985). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

8.
CATALAO, I. F.; BRANDT, Marlon; CAMPOS, F. R. G.. Participação em banca de Daniela Cristina Cararo.Microempreendedorismo individual, comércio e consumo em Chapecó. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

9.
SCHERMA, Ricardo. A.; BRANDT, Marlon; XAVIER, F. W.. Participação em banca de Joseane de Lima.Formação de oligopólio e uso corporativo do território pela Cooperativa Central Aurora Alimentos LTDA.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

10.
VUELMA, A.; BERTO, J. L.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Anderson Borges.Variabilidade pluvial na cidade de Seara: influência do El Niño e da La Niña. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

11.
ANTONGIOVANNI, Lídia; SCHERMA, Ricardo. A.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Cleone Stülp.Debate acerca das noções de território como abrigo e território como recurso a partir de uma análise da produção de leite em Itapiranga e produção de material para ensino de geografia.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

12.
SCHERMA, R. A.; NASCIMENTO, E.; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Flávia Carla Vacarin.Movimento populacional e as grandes empresas: um estudo da migração internacional e a presença da população haitiana em Chapecó-SC. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

13.
BRANDT, Marlon; SCHERMA, Ricardo. A.; Batella, Wagner Barbosa. Participação em banca de Cristiane Santin.Êxodo rural, esvaziamento populacional e suas implicações nos aspectos socioeconômicos no município de Caxambu do Sul-SC (2000-2010). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

14.
SCHERMA, Ricardo. A.; ANTONGIOVANNI, Lídia; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Sadimar Maronesi.Assentamento Dom José Gomes: da exclusão social e econômica a um mundo de possibilidades. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

15.
RAMBO, A. G.; BRANDT, Marlon; SIMOES, W.. Participação em banca de Renata Hübner.Novos usos do território decorrentes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) no município de Saudades. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul.

16.
MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Senaide Wolfart.O Bairro Alvorada revisitado (Mal. Cândido Rondon - 1970-2008). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

17.
MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire; BRANDT, Marlon. Participação em banca de Keith Damas Zimmermann.As enchentes de 1983 em Santa Catarina: outras cidades atingidas. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ANTONGIOVANNI, Lídia; BRANDT, Marlon; CATALAO, I. F.. Concurso para professor substituto. Edital 047/UFFS/2017. 2017. Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
NASCIMENTO, E.; ANDREIS, A. M.; BINDA, A. L.; BRANDT, Marlon. Concurso para professor substituto. Edital 11/UFFS/2017. 2017. Universidade Federal da Fronteira Sul.

3.
BINDA, A. L.; BRANDT, Marlon; GRISON, F.; BERTO, J. L.. Concurso para professor substituto. Edital 064/UFFS/2015. 2015. Universidade Federal da Fronteira Sul.

4.
BINDA, A. L.; BRANDT, Marlon; NASCIMENTO, E.. Concurso para professor substituto. Edital 209/UFFS/2015. 2015. Universidade Federal da Fronteira Sul.

Outras participações
1.
VALENTINI, D. J.; MYSKIW, A. M.; ANDREIS, A. M.; ROCHA, H. J.; RADIN, J. C.; BRANDT, Marlon. Comissão de Seleção do Processo Seletivo para admissão de estudantes no Programa de Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado em História. 2017. Universidade Federal da Fronteira Sul.

2.
BRANDT, Marlon. Comissão de Seleção do Processo Seletivo para admissão de estudantes no Programa de Pós-graduação Stricto Sensu Mestrado em História. 2016. Universidade Federal da Fronteira Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2ª Semana Acadêmica de Geografia: caminhos da educação sob uma perspectiva geográfica.O uso comum da terra na coleta da erva-mate (ilex paraguaiensis) pela população cabocla nas florestas do oeste catarinense. 2012. (Outra).

2.
2º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações.A ação do Estado na transformação da paisagem dos Campos do Planalto de Santa Catarina: políticas de fomento ao cultivo de trigo entre os anos de 1930 e 1960.. 2012. (Simpósio).

3.
II Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2012. (Seminário).

4.
Workshop História Ambiental: temas, perspectivas, problemas.História Ambiental: temas, perspectivas, problemas. 2012. (Outra).

5.
XI Seminário nacional e VIII Encontro do Cone Sul Sobre Tropeirismo - XI Senatro.Caminhos de tropas e as variáveis ambientais do planalto de Santa Catarina nas mensagens do governo estadual no século xix. 2012. (Seminário).

6.
1ª Semana Acadêmica de Geografia.Desastres ambientais em Santa Catarina ? um olhar para o Oeste. 2011. (Outra).

7.
XII Encuentro Internacional Humboldt: el capitalismo como geografía.Formas de uso e acesso da terra pela população cabocla do planalto de Santa Catarina - Sul do Brasil (séculos XIX e XX). 2010. (Encontro).

8.
X Seminário Nacional e VII Encontro do Cone Sul Sobre Tropeirismo - SENATRO.Notas para uma história ambiental do tropeirismo no Sul do Brasil. 2010. (Seminário).

9.
X Simpósio de Geografia da Udesc - Planejamento e Desenvolvimento (X SIMGeo). 2010. (Simpósio).

10.
XXV Simpósio Nacional de História."Mattas soberbas", "pastagens riquíssimas": a paisagem do planalto catarinense através do olhar dos militares da Guerra do Contestado (1912-1916). 2009. (Simpósio).

11.
8º Simpósio de Geografia (SIMGeo) América Latina: Soberania e Desenvolvimento.Imagens de uma paisagem em transformação: a devastação da Floresta de Araucária na Colônia Marechal Hindemburgo. 2008. (Simpósio).

12.
IX Seminário Nacional e VII Encontro do Cone-Sul Sobre Tropeirismo.Memórias de tropeiros e criadores de porcos "`a solta" da região de Fraiburgo-SC. 2008. (Seminário).

13.
Seminário Internacional Saúde: Corporeidade - Educação/XVIII Simpósio de História da Imigração e Colonização.Colonização e desmatamento da Floresta de Araucária: um estudo sobre a desagregação do usufruto comum da terra em Fraiburgo-SC (1930 a 1960). 2008. (Seminário).

14.
XII Encontro Estadual de Historia: História, Ensino e Pesquisa; III Encontro Estadual do Grupo de Trabalho Gênero de Santa Catarina; IV Jornada Nacional de História do Trabalho.Desmatamento e desagregação dos espaços de criaçao de porcos à solta em Fraiburgo.. 2008. (Encontro).

15.
X Simpósio em História/I Simpósio Nacional em História: Trabalho, Cultura e Poder, X Simpósio em História/I Simpósio Nacional em História: Trabalho, Cultura e Poder.so comum da terra e recursos naturais no planalto de Santa Catarina: notas sobre a criação de porcos à solta nas Florestas de Araucária (1920 a 1960). 2008. (Simpósio).

16.
XXIX SemaGeo "Transformações regionais no Brasil". 2008. (Outra).

17.
III Seminário de Educação, Relações Raciais e Multiculturalismo. 2007. (Seminário).

18.
IV Encontro Regional Sul de História Oral: Culturas, Identidades e Memórias.Memórias e oralidade no acesso e uso da terra em comum no Planalto de Santa Catarina. 2007. (Encontro).

19.
XXVIII SEMAGeo "Recurso Hídricos, Clima e Desenvolvimento". 2007. (Outra).

20.
II Semana da História - 25 anos da Novembrada: Estado Autoritário, Capitalismo e Emancipação Social. 2006. (Outra).

21.
VIII Seminário Nacional Sobre Tropeirismo/V Encontro do Cone Sul Sobre Tropeirismo.Tropeiros e indígenas: tensões e conflitos nos caminhos de Curitibanos. 2006. (Seminário).

22.
VI Simpósio de geografia: perspectivas da geografia no mundo contemporâneo.A industrialização do Vale do Rio do Peixe - SC: um estudo sobre a empresa René Frey & Irmão (década de 1930). 2006. (Simpósio).

23.
XI Encontro Estadual de História: Mídia e Cidadania.O uso comum da terra na localidade de Butiá Verde, atual município de Fraiburgo-SC, nas décadas de 1930 e 1940: notas de pesquisa. 2006. (Encontro).

24.
XXVII Semana da Geografia - SEMAGeo. 2006. (Outra).

25.
Colóquio: Ensino Médio, História e Cidadania. 2005. (Outra).

26.
Colóquio Habermas. 2005. (Outra).

27.
II Encontro Sul Brasileiro de Geografia (Ensulgeo); XXVI Semana da Geografia (Semageo).A serraria René Frey & Irmão no Campo da Dúvida: temporalidades e espacialidades (1937-1941). 2005. (Encontro).

28.
III Simpósio Nacional de Geografia Agrária/II Simpósio Internacional de Geografia Agrária/I Jornada Ariovaldo Umbelino de Oliveira.Terras de uso comum no Planalto Serrano de Santa Catarina: um estudo sobre a localidade do Campo da Dúvida, atual município de Fraiburgo entre as décadas de 1930 e 1960. 2005. (Simpósio).

29.
Muitas faces de uma guerra: 60 anos do término da Segunda Guerra Mundial e o processo de Nacionalização do Sul do Brasil.Memórias de tensões e conflitos entre alemães e caboclos na colônia de Marechal Hindemburgo durante a Segunda Guerra Mundial. 2005. (Simpósio).

30.
Seminário da Revista Discente On Line Expressões Geográficas.A criação da Sociedade Agrícola Fraiburgo (Safra) e o início da pomicultura em Fraiburgo - SC, na década de 1960. 2005. (Seminário).

31.
Seminário Ítalo-brasileiro Sobre Cooperação Científica e Tecnológica. 2005. (Seminário).

32.
V Simpósio de Geografia da Udesc.A criação de porcos soltos em florestas de araucária no município de Curitibanos - SC: considerações iniciais sobre o uso comum de terras na localidade de Butiá Verde, entre as décadas de 1930 e 1960.. 2005. (Simpósio).

33.
Semana de História. 2004. (Encontro).

34.
X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder/ 3ª Reunião nacional do GT Estudos de Gênero/ II Jornada Nacional de História do Trabalho. 2004. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRANDT, Marlon. VIII SEPE Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS. 2018. (Outro).

2.
NODARI, Eunice Sueli ; KLUG, João ; SANTOS, M. P. R. T. ; MORETTO, Samira Peruchi ; LOPES, A. R. S. ; KLANOVICZ, Jó ; GERHARDT, Marcos ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. ; PEREIRA, E. M. . 5° Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2018. (Outro).

3.
LORO, A. P. ; HERRMANN, A. P. ; RADUNZ, A. L. ; GOMES, A. L. ; VARGAS, E. S. ; CARMINATI, F. ; BENDER, J. P. ; LIMA, J. F. ; CELICH, K. L. S. ; ZENEVICZ, L. T. ; ROSSETTO, M. ; BRANDT, Marlon ; GUERRA, P. H. A. ; ALVES, P. R. L. ; MACIEL, S. F. V. O. ; SILVA, V. N. . VI SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS. 2016. (Outro).

4.
NODARI, Eunice Sueli ; KLUG, João ; MORETTO, Samira Peruchi ; LOPES, A. R. S. ; MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire ; KLANOVICZ, Jó ; SANTOS, M. P. R. T. ; GERHARDT, Marcos ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. . 4º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2016. (Outro).

5.
BRANDT, Marlon; ANDREIS, A. M. ; LIMA, G. L ; BERTOLINI, W. Z. . 5ª Semana Acadêmica de Geografia e II Encontro Regional para Estudos Geográficos (EREG) ? Recursos naturais versus políticas governamentais no cenário mundial.. 2015. (Outro).

6.
NODARI, Eunice Sueli ; KLUG, João ; CORREA, Sílvio Marcus de Souza ; MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire ; KLANOVICZ, Jó ; SANTOS, M. P. R. T. ; GERHARDT, Marcos ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. ; ESPINDOLA, M. A. ; TOMIELLO, N. ; MORETTO, Samira Peruchi . 3º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2014. (Outro).

7.
BRANDT, Marlon; ANDREIS, A. M. ; SIMOES, W. ; SCHERMA, Ricardo. A. . 4ª Semana Acadêmica de Geografia ? espaço rural e agricultura familiar: um estudo acerca do Brasil rural. 2014. (Outro).

8.
BRANDT, Marlon. Projetos de Desenvolvimento Regional. 2014. (Outro).

9.
BRANDT, Marlon; SCHERMA, Ricardo. A. ; BINDA, A. L. ; OTSUSCHI, C. ; FRITZEN, M. ; BEDIN, M. V. ; SPEZIA, L. S. . 3ª Semana Acadêmica de Geografia: espaço geográfico e tecnificação. 2013. (Outro).

10.
NODARI, Eunice Sueli ; KLUG, João ; CORREA, Sílvio Marcus de Souza ; SILVEIRA, A. D. ; MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire ; KLANOVICZ, Jó ; SANTOS, M. P. R. T. ; ESPINDOLA, M. A. ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. ; GERHARDT, Marcos ; MORETTO, Samira Peruchi ; MENDES, Simoni ; WERLE, M. J. ; LIMA, A. B. ; ROSSI, Esther Mayara Zamboni . 2º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2012. (Outro).

11.
BRANDT, Marlon; OTSUSCHI, C. ; SCHERMA, Ricardo. A. ; CANTOIA, S. F. ; SIMOES, W. . 2ª Semana Acadêmica de Geografia: caminhos da educação sob uma perspectiva geográfica. 2012. (Outro).

12.
BRANDT, Marlon. II SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2012. (Outro).

13.
BRANDT, Marlon; OTSUSCHI, C. ; LIMA, G. L ; BINDA, A. L. ; NASCIMENTO, E. ; Batella, Wagner Barbosa . 1ª Semana Acadêmica de Geografia. 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Marina Andrioli. A invenção do ?Celeiro Catarinense?: A região Oeste nos tempos do ?milagre econômico?. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

2.
Janete Chaves Carlin. (Título ainda em definição). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

3.
Joseane de Lima. Da colonização ao sistema de integração Aurora: uma perspectiva histórico-geográfica das tranformações socioterritoriais no Oeste catarinense. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Sara Maria Kriese. Esvaziamento populacional na microrregião de Frederico Westphalen, RS. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

2.
Murilo Milani. Cinema como espaço de sociabilidade em Chapecó (décadas de 1950 a 1980). Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

3.
Joel José de Souza. O período que antecedeu a implantação da UHE de Itá, SC: memórias de incerteza e medo. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

4.
Jean David Flores. Futebol e paisagem: a Associação Chapecoense de Futebol no espaço urbano de Chapecó (1973-2016). Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).

5.
Neicarlos Giovanoni. A dança como elemento da identidade alemã no Oeste de Santa Catarina. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Andressa Krieser Bauermann. Feiras agropecuárias e tecnificação agrícola: o caso do Itaipu Rural Show no oeste catarinense entre os anos de 1998 e 2017. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

2.
Lucas Azeredo Rodrigues. A gênese da configuração territorial do Aeroporto Municipal de Chapecó-SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

3.
Lucia Nita Capelezzo Centenaro. Análise da discussão ambiental da Campanha da Fraternidade 2017 na Diocese de Chapecó-SC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

4.
Ana Paula Groth. Terra Indígena Guarani Araça?í: territorialidades e disputas entre agricultores e indígenas nos municípios de Cunha-Porã e Saudades-SC. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

5.
Cristiane Santin. Êxodo rural, esvaziamento populacional e suas implicações nos aspectos socioeconômicos no município de Caxambu do Sul-SC (2000-2010). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

6.
Cristiane Deimling. Colonização. pequena produção mercantil e agroindústrias em São Carlos, SC: das "fábricas de banha" ao Frigorífico São Carlos (Friscar) - décadas de 1930 a 1970. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

Iniciação científica
1.
Bruna Caroline Krauspenhar. Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: colonização e desmatamento no Oeste de Santa Catarina. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlon Brandt.

2.
Andressa Krieser Bauermann. Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: colonização e desmatamento no Oeste de Santa Catarina. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul, pró-reitoria de pesquisa e pós graduação. Orientador: Marlon Brandt.

3.
Joseane de Lima. Paisagens caboclas: rupturas e continuidades frente a colonização alemã e italiana do Oeste de Santa Catarina. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

4.
Melânia Olmira Hohn. Paisagens caboclas: rupturas e continuidades frente a colonização alemã e italiana do Oeste de Santa Catarina. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

5.
Leonardo Silva dos Santos. Memórias e imagens de uma paisagem em transformação: colonização e desmatamento no Oeste de Santa Catarina. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

6.
Maria Neusa Castaman. Paisagens caboclas: rupturas e continuidades frente a colonização alemã e italiana do Oeste de Santa Catarina. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

7.
Maycon Fritzen. Paisagens caboclas: rupturas e continuidades frente a colonização alemã e italiana do Oeste de Santa Catarina. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

8.
Naiara Sampaio Silva. O uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguariensis) pela população cabocla nas florestas do Oeste catarinense. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

9.
Edimar Alessi. O uso comum da terra na coleta da erva-mate (Ilex paraguariensis) pela população cabocla nas florestas do Oeste catarinense. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

Orientações de outra natureza
1.
Francieli Sarturi. Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

2.
Joseane de Lima. Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

3.
Cristiane Deimling. Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

4.
Maria Neusa Castaman. Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

5.
Melânia Olmira Hohn. Memória histórico-geográfica do Planalto e Oeste de Santa Catarina: imagens e oralidades. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

6.
Nívio Miguel Toledo Júnior. Consolidação da abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural sustentável para Santa Catarina. 2014. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade Federal da Fronteira Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marlon Brandt.

7.
Gisele Silveira. Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação. 2014. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

8.
Daniel dos Santos. Estágio supervisionado em Geografia - Escola Básica Municipal Vila Rica. 2012. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.

9.
Daniela Loureiro. Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação. 2012. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Federal da Fronteira Sul. Orientador: Marlon Brandt.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, N. S. ; OTSUSCHI, C. ; BRANDT, Marlon . Oeste de Santa Catarina: imagens de uma paisagem em transformação. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
BRANDT, Marlon. Tropeirismo e a formação territorial do Sul do Brasil. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
NODARI, Eunice Sueli ; KLUG, João ; CORREA, Sílvio Marcus de Souza ; SILVEIRA, A. D. ; MONTYSUMA, Marcos Fábio Freire ; KLANOVICZ, Jó ; SANTOS, M. P. R. T. ; ESPINDOLA, M. A. ; BRANDT, Marlon ; CARVALHO, Miguel M. X. ; GERHARDT, Marcos ; MORETTO, Samira Peruchi ; MENDES, Simoni ; WERLE, M. J. ; LIMA, A. B. ; ROSSI, Esther Mayara Zamboni . 2º Simpósio Internacional de História Ambiental e Migrações. 2012. (Outro).

2.
BRANDT, Marlon; OTSUSCHI, C. ; SCHERMA, Ricardo. A. ; CANTOIA, S. F. ; SIMOES, W. . 2ª Semana Acadêmica de Geografia: caminhos da educação sob uma perspectiva geográfica. 2012. (Outro).

3.
BRANDT, Marlon. II SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão. 2012. (Outro).

4.
BRANDT, Marlon; SCHERMA, Ricardo. A. ; BINDA, A. L. ; OTSUSCHI, C. ; FRITZEN, M. ; BEDIN, M. V. ; SPEZIA, L. S. . 3ª Semana Acadêmica de Geografia: espaço geográfico e tecnificação. 2013. (Outro).

5.
BRANDT, Marlon; ANDREIS, A. M. ; SIMOES, W. ; SCHERMA, Ricardo. A. . 4ª Semana Acadêmica de Geografia ? espaço rural e agricultura familiar: um estudo acerca do Brasil rural. 2014. (Outro).

6.
BRANDT, Marlon. Projetos de Desenvolvimento Regional. 2014. (Outro).

7.
LORO, A. P. ; HERRMANN, A. P. ; RADUNZ, A. L. ; GOMES, A. L. ; VARGAS, E. S. ; CARMINATI, F. ; BENDER, J. P. ; LIMA, J. F. ; CELICH, K. L. S. ; ZENEVICZ, L. T. ; ROSSETTO, M. ; BRANDT, Marlon ; GUERRA, P. H. A. ; ALVES, P. R. L. ; MACIEL, S. F. V. O. ; SILVA, V. N. . VI SEPE - Seminário de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFFS. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 18:21:56