Lúcio Flávio de Magalhães Brito

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0032132820345364
  • Última atualização do currículo em 10/09/2018


Sou graduado em engenharia mecânica, pós-graduado em engenharia de segurança do trabalho e em administração hospitalar e sistemas de saúde. Também cursei programas de pós-graduação em engenharia biomédica, tendo realizado inúmeras horas de estudo neste tema. Desde a minha graduação procurei aplicar meus conhecimentos de engenharia a resolver problemas e explorar oportunidades no ambiente hospitalar e, desde 1987, conheci diversos hospitais e suas estruturas, tanto no Brasil como no Exterior. Neste período, também desenvolvi atividades periódicas relacionadas ao ensino, nas áreas de gestão de equipamentos médicos e instalações hospitalares, controle de infecção hospitalar, segurança no ambiente hospitalar, engenharia de segurança do trabalho e administração hospitalar, tanto sob a forma de cursos livres como em cursos de pós-graduação latu-sensu. Participei de congressos em nível nacional e internacional relacionados administração de tecnologia em saúde, especificamente relacionados a engenharia e administração hospitalar, tanto como participante e conferencista. Busquei e obtive certificação internacional em engenharia clínica em 1996 e mantenho-me no programa de recertificação em duas organizações internacionais distintas, mantendo deste modo, maior sintonia com as práticas de países mais avançados. Também me dediquei a escrita de artigos em periódicos, capítulos de livros e livros relacionados a segurança no ambiente hospitalar, contribuindo deste modo com a difusão de conhecimento nesta área. A prática destas atividades nestes anos, me permitiu desenvolver habilidades relacionadas a manutenção e operação de equipamentos médicos e assistenciais e a instalações hospitalares como: - monitores, respiradores, aparelhos de anestesia, bisturi elétrico, mesa e focos para cirurgia, esterilizadores, aparelhos de imagens médicas, aparelhos de laboratório de análises clínicas, etc.. - gases medicinais, geração de energia elétrica auxiliar, ar medicinal, vácuo clínico, detecção e combate a incêndio, transformadores, telefonia, automação, água para consumo humano, projetos de construção e reforma etc.. O estudo e a prática com estes equipamentos se deu em momentos de operação, manutenção, especificação para compra, leitura de projetos, reformas e construção de hospitais, tanto no Brasil quanto no exterior. Para o desenvolvimento destas atividades, mantenho contato permanente com documentos técnicos (aspectos legais e normativos) e administrativos, escritos em inglês e espanhol, de modo que não tenho dificuldade em ler e interpretar informações nestas línguas, principalmente quando se trata de hospitais. Experiência teórica e prática com situações de emergência e desastres, foram obtidas durante o curso de preparação de oficiais da reserva que realizei, tendo obtido a carta patente de 2º Tenente Engenheiro de Combate. Nesta ocasião, mantive contato com atividades de construção de pontes e estradas, comunicações, logística, saneamento, manutenção de armamento e veículos militares. Deste modo, saliento que toda minha carreira profissional foi dedicada ao estudo e conhecimento de necessidades do ambiente hospitalar que podem ser atendidas por serviços de engenharia especializados, sendo que o tema SEGURANÇA é o mais relevante na minha formação e prática profissional. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Lúcio Flávio de Magalhães Brito
Nome em citações bibliográficas
BRITO, L. F. M.

Endereço


Endereço Profissional
Engenharia Clínica Planejamento e Gerenciamento de Tecnologia em Saúde.
Rua Carneiro Leão, 524 Cj 1
Brás
03040-000 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 83351437
URL da Homepage: www.engenhariaclinica.com ou www.medicorp.com.br


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2000
Especialização em Administração Hospitalar e de Sistemas de Saúde. (Carga Horária: 540h).
Fundação Getúlio Vargas - Escola de Administração de Empresas de São Paulo, EAESP, Brasil.
Título: Relatório de Estágio Curricular Obrigatório na Santa Casa de Rio Claro.
Orientador: José Manoel de C. Teixeira.
Bolsista do(a): Engenharia Clínica Planejamento e Gerenciamento de Tecnologia em Saúde, ENGENHARIA CLÍNI, Brasil.
1989 - 1989
Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. (Carga Horária: 680h).
Fundação Educacional Inaciana Pe. Sabóia de Medeiros, IECAT, Brasil.
Título: Não houve este pré-requisito.
1979 - 1986
Graduação em Engenharia Mecânica.
Universidade Federal de Itajubá, UNIFEI, Brasil.
Título: Projeto de um motor de combustão interna - Diesel.




Formação Complementar


2015 - 2015
OFICINA PARA ELABORAÇÃO DE PARECERES TÉCNICO CIENT. (Carga horária: 20h).
Instituto de Saúde, ISaúde, Brasil.
2015 - 2015
Avaliações Econômicas Para Avaliação De Tecnologia. (Carga horária: 20h).
Instituto de Saúde, ISaúde, Brasil.
2015 - 2015
OFICINA PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS CIENTÍFICOS. (Carga horária: 20h).
Instituto de Saúde, ISaúde, Brasil.
2012 - 2012
O Sistema elétrico IT Médico. (Carga horária: 8h).
Beta Eletronic, BETA, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Projeto de Blindagens para salas de radiodiagnósti. (Carga horária: 16h).
Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP, IEE-USP, Brasil.
2001 - 2001
Curso de atualização em tuberculose. (Carga horária: 24h).
Ministério da Saúde, MS, Brasil.
2001 - 2001
Workshop Avançado de Engenharia Clínica - Brasil. (Carga horária: 24h).
American College of Clinical Engineering, ACCE, Estados Unidos.
2001 - 2001
Biosegurança em tuberculose: necessidade e direito. (Carga horária: 24h).
Ministério da Saúde, MS, Brasil.
1995 - 1995
Introdução a engenharia hospitalar. (Carga horária: 180h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1995 - 1995
Estudos especiais I. (Carga horária: 180h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1995 - 1995
Estudos especiais II. (Carga horária: 90h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1994 - 1994
Esterilização de materiais em vapor saturado. (Carga horária: 200h).
GETINGE AB, GETINGE, Suécia.
1994 - 1994
Instrumentação biomédica avançada. (Carga horária: 180h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1994 - 1994
Transdução de grandezas biomédicas. (Carga horária: 180h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1993 - 1993
Seminários de fisiologia para engenheiros. (Carga horária: 135h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1992 - 1992
Introdução ao Controle de Infecção Hospitalar. (Carga horária: 40h).
Ministério da Saúde, MS, Brasil.
1992 - 1992
Treinamento de Incubadora Neonatal. (Carga horária: 3h).
Fanem, FANEM, Brasil.
1992 - 1992
Curso de Mapeamento de Riscos. (Carga horária: 16h).
Serviço Social da Indústria, SESI, Brasil.
1991 - 1991
Advanced Clinical Engineering Workshop. (Carga horária: 200h).
American College of Clinical Engineering, ACCE, Estados Unidos.
1990 - 1990
Manut. Eletrôn e Mecân de Ventiladores e Ap. Anest. (Carga horária: 40h).
Indústria Kentaro Takaoka, KTAKAOKA, Brasil.
1987 - 1987
Estudo quantitativo do sistema cardiovascular. (Carga horária: 135h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1987 - 1987
Biomecânica do Aparelho Locomotor. (Carga horária: 40h).
Instituto de Ortopedia e Traumatologia da Universidade de São Paulo, IOT-USP, Brasil.


Atuação Profissional



Engenharia Clínica Planejamento e Gerenciamento de Tecnologia em Saúde, ECL, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - Atual
Vínculo: Sócio Proprietário, Enquadramento Funcional: Responsável Técnico
Outras informações
Responsável técnico por todos os serviços nas áreas de engenharia clínica e administração hospitalar.


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Outras informações
Professor das seguintes disciplinas. Arquitetura hospitalar Biossegurança e segurança hospitalar - sustentação laboratorial interativa Gestão da tecnologia - sustentação laboratorial interativa Gestão hospitalar - sustentação laboratorial interativa Manutenção e qualidade - sustentação laboratorial interativa


Medicorp Tecnologia Ltda, MEDICORP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Sócio, Enquadramento Funcional: Diretor de Engenharia, Carga horária: 40
Outras informações
Diretor de engenharia, responsável técnico pelas atividades desta área. Engenharia Clínica e Engenharia Hospitalar.

Atividades

10/2006 - 11/2006
Serviços técnicos especializados , Administração de Tecnologia em Saúde, .

Serviço realizado
Realização de diagnóstico de equipamentos médicos e instalações hospitalares no Hospital Universitário Del Río na cidade de Cuenca no Equador.
03/2005 - 04/2005
Serviços técnicos especializados , Administração de Tecnologia em Saúde, .

Serviço realizado
Definição de Produtos e Serviços a Serem Comercializados.

Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Professor Especialista, Enquadramento Funcional: Professor de curso de especialização latu sen
Outras informações
Trata-se de um curso de Especialização em Administração Hospitalar onde atuo com uma carga horária de aproximadamente 16 horas.

Atividades

01/2005 - Atual
Ensino, Curso de Especialização em Administração Hospitala, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Planejamento Estratégico Tecnológico

Faculdade de Engenharia Industrial, FEI, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Prof. Segurança no Ambiente Hospitalar (EH)
Outras informações
Trata-se do curso de especialização em nível de pós graduação em Engenharia Hospitalar. Ministro parte da Disciplina de Segurança. Trato dos temas de segurança relacionados a equipamentos médicos e às instalações hospitalares. São ao menos, duas disciplinas por ano. A carga horária é de 12 horas. Objetivos Suprir a demanda de engenheiros, arquitetos e tecnólogos para atuar nas 6.500 instituições hospitalares brasileiras. A necessidade da presença desses profissionais tem se tornado cada dia mais evidente, face ao desenvolvimento acelerado das tecnologias médicas e de equipamentos hospitalares. Exigências cada vez maiores em gestões de qualidade e segurança aos pacientes também são fatores fundamentais que contribuem e justificam essa necessidade. http://portal.fei.edu.br/pt-BR/ensino/pos_graduacao/especializacao/engenharia_manutencao_hospitalar/Paginas/engenharia_manutencao_hospitalar.aspx

Vínculo institucional

1993 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Prof. Segurança no Ambiente Hospitalar (EST)
Outras informações
Trata-se de um curso de especialização em nível de pós graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho. Ao menos duas, vezes por ano ministro, dentro da disciplina de Engenharia de Segurança nas Atividades Profissionais, o tema: o Papel do Engenheiro na Segurança no Ambiente Hospitalar. http://portal.fei.edu.br/pt-BR/ensino/pos_graduacao/especializacao/engenharia_seguranca_trabalho/Paginas/engenharia_seguranca_trabalho.aspx

Atividades

09/2014 - 10/2014
Treinamentos ministrados , Faculdade de Engenharia Industrial - SP - Brasil, .

Treinamentos ministrados
Segurança no Ambiente Hospitalar - Engenharia e Manutenção Hospitalar

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, SENAC, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - Atual
Vínculo: Contrato de prestação de servi, Enquadramento Funcional: Consultor
Outras informações
Minha atuação junto ao SENAC se dá em termos de contratos de consultoria e assessoria, ou contratos para ministrar cursos de curta duração. Ao menos duas turmas são oferecidas anualmente, sendo as últimas nos anos de 2010, 2011, 2012 e 2013, 2014 e 2015. Carga horária do curso de Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares Objetivo Desenvolver o participante para atuar na gestão da atividade de manutenção de equipamentos hospitalares, em organizações de medicina diagnóstica e em unidades hospitalares, avaliando sua estrutura e capacidade, favorecendo e contribuindo para a eficiência e qualidade na tomada de decisões na área. (Carga horária: 16 horas) Mercado de Trabalho Atuação no mercado de trabalho O profissional formado por este curso deverá ser capaz de: - Conhecer a organização hospitalar do ponto de vista funcional e administrativo, reconhecendo a importância da manutenção dos equipamentos existentes para o funcionamento adequado de suas unidades. - Projetar a estruturação e a implantação de um sistema de manutenção de equipamentos, conhecendo sua história na organização de saúde, sua vida útil, quais seus possíveis substitutos e as demais informações que auxiliem na qualidade e na segurança da manutenção. - Reconhecer a organização dos recursos humanos responsáveis pela execução dos trabalhos e as repercussões éticas e ambientais da gestão de manutenção de equipamentos hospitalares. Panorama de mercado Nas últimas décadas, a crescente incorporação de novas tecnologias pelo segmento hospitalar e de medicina diagnóstica, como resultado do desenvolvimento técnico-científico e do avanço na informática, entre outros fatores, aliados à exigência de preservar os princípios da ética e do respeito ao ser humano, evidenciou a necessidade de profissionalização da gestão na área da saúde. Sensível a essa necessidade, o Senac São Paulo oferece o curso de Gestão de Manutenção de Equipamentos Hospitalares, buscando favorecer e

Atividades

12/2015 - Atual
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
05/2015 - 05/2015
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
09/2014 - 09/2014
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
01/2014 - 01/2014
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
11/2013 - 12/2013
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
04/2013 - 04/2013
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares
12/2003 - 12/2003
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Manutenção de equipamentos no hospital
10/2002 - 12/2002
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação em Saúde, .

Serviço realizado
Projeto de Modernização Gerencial de Grandes Estabelecimentos de Saúde (REFORSUS) referente a conclusão da Etapa no. 6: Administração Econômico Financeira incluindo: Sistema de registro de compras, cadastro de fornecedores, controle de gases medicin.
11/2002 - 11/2002
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do Curso Técnico de Gestão em Serviços de Saúde, ministrando aulas de Desenvolvimento de Projeto final de curso.
10/2002 - 10/2002
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do Curso Técnico de Gestão em Serviços de Saúde, ministrando as aulas de Manutenção, Equipamentos Hospitalares e Segurança do Trabalho.
08/2002 - 09/2002
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Engenharia Clínica aplicada à manutenção
07/2002 - 09/2002
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação em Saúde, .

Serviço realizado
Prestação de serviços técnicos de consultoria na subárea de Gestão de Serviços de Saúde. Estes serviços se referem ao Projeto de Modernização Gerencial de Grandes Estabelecimentos de Saúde (REFORSUS) e inclui as seguintes etapas: 1) Planejamento e 1a.
04/2002 - 06/2002
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação em Saúde, .

Serviço realizado
Consultoria referente ao Projeto de Modernização Gerencial de Grandes Estabelecimentos de Saúde (REFORSUS) compreendendo: 1) Término da 1a. fase do Planejamento Estratégico (Balanced Scorecard - BSC), Gerenciamento por Processos e Entrega de Relatór.
01/2002 - 01/2002
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Participação no treinamento Balanced Scorecard dentro da cosultoria ao Projeto de Modernização de Grandes Estabelecimentos de Saúde..
08/2001 - 09/2001
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Prestar serviços técnicos necessários à operacionalização do Curso Técnico em Administração com Ênfase em Serviços de Saúde, atuando como docente, na seguinte disciplina: Estrutura Física e Manutenção. 120 horas.
01/2001 - 03/2001
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do programa do Curso Técnico em Radiologia Médica / Radiodiagnóstico, ministrando aulas da disciplina Higiene e Segurança do Trabalho. 20 horas.
01/2000 - 03/2000
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Prestar serviços técnicos necessários à operacionalização do Curso Técnico em Administração com Ênfase em Serviços de Saúde, atuando como docente, na seguinte disciplina: Estrutura e Manutenção. 60 horas.
01/2000 - 02/2000
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do programa do Curso de Auxiliar de Enfermagem, ministrando aulas da disciplina Higiene e Segurança do Trabalho. 20 horas.
01/2000 - 02/2000
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do programa do Curso Técnico em Radiologia Médica / Radiodiagnóstico, ministrando aulas da disciplina Higiene e Segurança do Trabalho. 20 horas.
01/1999 - 04/1999
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Prestação de serviços técnicos necessários à operacionalização do Curso Técnico em Administração com ênfase em Serviços de Saúde, atuando como docente, na seguinte disciplina: Estrutura e Manuetnção. Carga horária 60 horas.
09/1998 - 10/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Assessoria na organização e desenvolvimento de um Workshop de Gestão de Tecnologia em Saúde, a realizar-se nos períodos de 14, 15 e 16 de agosto de 1998 e 2, 3 e 4 de outubro de 1998..
03/1998 - 08/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Assessoria, operacionalização e avaliação do Curso Técnico em Equipamentos Médico-hospitalares.
03/1998 - 03/1998
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Assessoria na organização de uma programação de aperfeiçoamento para o ano de 1998, em continuação ao Fórum Internacional de Tecnologia em Saúde Tema: "Avaliação Tecnológica com ênfase em Equipamentos de Terapia Intensiva".
02/1997 - 11/1997
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Prestação de serviços de assessoria e coordenação da organização do 1o. Congresso Internacional de Tecnologia em Saúde com o Tema Avaliação Tecnológica..
02/1996 - 07/1996
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Levantar os subsídios necessários à formatação de Plano de Curso de Qualificação Profissional IV, de Técnico em Equipamentos Médico-Hospitalares - Pareceres do CFE 353/89, 268/89 3 28/90, para o Centro de Educação em Saúde conforme segue: 1) Identifi.
02/1996 - 04/1996
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Assessorar o SENAC no desenvolvimento de uma proposta de trabalho para a área de Saúde Hospitalar, organizando e acompanhando a implementação e a avaliação de 8 (oito) cursos na área de Engenharia Clínica, para Engenheiros, no Centro de Educação em S.
03/1995 - 08/1995
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Prestação de serviços de consultoria e assessoria para a realização do II Simpósio de Engenharia Clínica nos dias 26, 27 3 28 de agosto de 1995, na cidade de São Paulo com as seguintes atividades: confecção do programa científico, realização de conta.
03/1995 - 04/1995
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Formatar para o SENAC o Curso de Aperfeiçoamento para Técnico em Segurança do Trabalho em Ambiente Hospitalar, estabelecendo objetivos gerais e específicos, determinando detalhadamente o conteúdo identificado e selecionando docentes..
11/1994 - 12/1994
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Elaborar para o SENAC as atividades preliminares de formatação e organização do II Simpósio de Engenharia Clínica compreendendo os seguintes itens: determinação dos objetivos gerais e específicos do evento; determinação do público, incluindo mala di.
03/1994 - 04/1994
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Apresentar estudos sobre a viabilidade de realização de um Evento Internacional na área de Engenharia Clínica..
03/1994 - 04/1994
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Educação em Saúde, .

Cargo ou função
Elaborar, coordenar, acompanhar, contatar, confirmar a participação e efetuar a remuneração dos Palestrantes para o "Seminário de Saúde Ocupacional"..
09/1988 - 10/1988
Treinamentos ministrados , Centro de Educação em Saúde, .

Treinamentos ministrados
Operacionalização do programa do Curso de Auxiliar de Enfermagem, ministrando aulas da disciplina Higiene e Segurança do Trabalho

Underwriters Laboratories do Brasil, UL, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Avaliador e Perito, Enquadramento Funcional: Avaliador e Perito
Outras informações
Prestação de serviços de avaliação e perícia relacionados a área hospitalar: equipamentos médicos, processos de esterilização, etc


Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, UNESCO, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2007
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Engenheiro de Segurança do Trabalho, Carga horária: 20
Outras informações
Supervisionar e monitorar as inspeções na área de segurança do trabalho; elaborar projetos de capacitação profissional para os funcionários que executarão as ações e para o público alvo; elaborar material técnico e operacional; realizar pesquisa da legislação e normas referentes à área; assessoria no planejamento das ações e elaborar relatórios técnicos de acompanhamento.

Atividades

3/2005 - Atual
Serviços técnicos especializados , COVISA - Coordenadoria de Vigilância Sanitária - Município de São Paulo, .

Serviço realizado
Supervisionar e monitorar as inspeções na área de segurança do trabalho; elaborar projetos de capacitação profissional para os funcionários que executarão as ações e para o público alvo; elaborar material técnico e operacional; realizar pesquisa da l.

Instituto Nacional de Ensino Superior e Pesquisa, INESP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante
Outras informações
Trata-se de um curso de pós graduação em Gestão em Controle de Infecção Hospitalar. Participei do Módulo: Microbiologia das infecções hospitalares. Esterilização, desinfecção e anti-sepsia e microbiologia aplicada ao controle de infecção. Foram três programas desta natureza sendo, um em Brasília/DF, outro no Rio de Janeiro/RJ e outro em Jacareí/SP. Carga horária 4 horas cada.


Escola Paulista de Direito, EPD, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante
Outras informações
Trata-se de um curso de especialização em nível de pós graduação em Direito Médico. Apresento em minha aula, as fontes de risco e mecanismos de ação que afetam o desempenho dos hospitais e a segurança do paciente. 4 horas aula. Duas turmas.


Faculdade Método de São Paulo, MÉTODO, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professos visitante
Outras informações
Cada vez mais a excelência em gestão hospitalar depende de um controle de infecção eficiente e a otimização da prevenção das infecções só é possível com o aprimoramento da gestão dos recursos econômicos, humanos, tecnológicos e científicos. Disto surgiu a ideia de adicionarmos o melhor conceito em administração (MBA) ao conteúdo do nosso curso de pós-graduação em gestão e controle de infecção. Com isso, procuramos aproximar ainda mais a gestão da assistência à saúde aos princípios de qualidade e segurança para a clientela. Nossos Diferenciais Destacamos a qualidade do corpo docente, e, na área do aluno, disponibilizamos cópia integral em PDF do livro ?Infecção Hospitalar e suas Interfaces na Área da Saúde?, única obra sobre controle de infecção do Brasil que ganhou o Premio Jabuti como a melhor publicação. Também oferecemos exclusivamente aos nossos alunos a biblioteca virtual, com as três publicações internacionais na área de controle de infecção; site de relacionamento exclusivo para maior interação e suporte on-line onde você encontra as aulas gravadas para recordar o que aprendeu em sala. http://faculdadefamesp.com.br/pos-graduacao/parcerias/ccih/mba-de-gestao-em-saude-e-controle-de-infeccao/#corpo-docente MBA de Gestão em Saúde e Controle de Infecção


Associação Brasileira de Engenharia Clínica, ABECLIN, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Membro Fundador, Enquadramento Funcional: Coordenador da Comissão de Certificação
Outras informações
A comissão tem por objetivo certificar engenheiros clínicos como forma de reconhecimento formal de seus conhecimentos teóricos e práticos nesta áreas.

Atividades

10/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Comissão de Certificação Internacional em Engenharia Clínica, .

Cargo ou função
Diretor da Comissão de Certificação Internacional em Engenharia Clínica.

República Democrática de São Tomé e Príncipe, PASS, São Tomé e Príncipe.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Consultor Internacional
Outras informações
Refere-se ao Serviço de Consultoria na especificação de equipamentos médicos e de instalações hospitalares de um novo centro de saúde para uma população de aproximadamente 14.000 habitantes. O serviço oferecido pelo Projecto de Apoio aos Sectores Sociais (PASS) do Ministério do Planejamento ao Ministério da Saúde para equipar o referido centro, necessitou deste serviço para aplicação, com maior aproveitamento, dos recursos financeiros a serem utilizados neste processo.


Mount Saint John Medical Centre - Antigua and Barbuda, MSJMC, Antigua.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Auditor Tecnologia em Saúde, Enquadramento Funcional: Consultor Internacional
Outras informações
Trata-se de uma prestação de serviços ao Mount Saint John Medical Centre. Um novo hospital a ser inaugurado no país. O serviço consta de avaliações quantitativas e qualitativas sobre as atividades de engenharia clínica e engenharia hospitalar em desenvolvimento nesta fase de pre-operacionalização do hospital. O resultado do estudo deve permitir iniciar uma atividade de engenharia voltada não somente para os temas de manutenção de equipamentos e instalações mas também para o desenvolvimento de ações tecnico-administrativas para este serviço de engenharia.


Instituto de Eletrotécnica e Energia da USP, IEE-USP, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Engenheiro Clínico - Superior I A, Carga horária: 20
Outras informações
Operacionalização do Curs de Especialização em Engenharia Clínica nos anos de 1993 e 1994. Atividades de ensino. Orientações técnicas sobre equipamentos eletromédicos para o laboratório de ensaio.


X Ray - Services & Solutions, X RAY, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Consultoria e Assessoria, Enquadramento Funcional: Consultor - Engenheiro Clínico
Outras informações
Coordenação de equipe técnica de manutenção de equipamentos de diagnóstico por imagens: Tomografia computadorizada, Ultra-som, Raios-X fixo e móvel, Processadores de filmes radiológicos.

Atividades

11/2004 - 07/2005
Serviços técnicos especializados , Engenharia, .

Serviço realizado
Assessoria interna e externa para instalação, treinamento, manutenção e atividades de consutoria técnica e administrativa sobre diversos equipamentos de diagnóstico por imagens como: aparelho de raios x (fixo, móvel, telecomandado), tomografia comput.

Associação Brasileira de Normas Técnicas - Sede, ABNT/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Participação do Comissão 26:060.02
Outras informações
Reunião para revisão da norma de gases medicinais NBR 11188

Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Membro da Comissão CE 26:010.0, Enquadramento Funcional: Participação da comissão CE 26:010.01
Outras informações
2004 - 2006 Participação da elaboração do projeto de norma: Boas práticas de Gestão de Equipamento para Saúde. Uma série de reuniões são realizadas no intuito de escrever a norma propriamente dita. Normalmente utiliza-se norma internacional sobre a qual o texto a ser enviado para a ABNT é definido. Em 20/03/07 nova reunião para revisão final do projeto de norma: Diretrizes para o Gerenciamento de equipamentos de infra-estrutura e equipamentos médicos a ser encaminhada para consulta pública.


Associação do Sanatório Sírio, ASS, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Engenheiro Clínico, Carga horária: 20
Outras informações
Implantação e operacionalização do Departamento de Engenharia Clínica.


Hospital e Maternidade SEPACO, SEPACO, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1993
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Engenheiro Hospitalar, Carga horária: 40


Faculdade SENAC de Educação em Saúde, SENAC, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Docente, Enquadramento Funcional: Docente
Outras informações
Esta atuação foi feita com vistas ao desenvolvimento de serviços técnicos necessários à operacionalização do Curso Superior de Administração com Habilitação em Gestão de Serviços de Saúde da Faculdade SENAC de Educação em Saúde.

Atividades

02/2002 - 12/2002
Serviços técnicos especializados , Faculdade SENAC de Educação em Saúde, .

Serviço realizado
Participação de uma série de reuniões com 3 horas de duração, durante todo ano de 2002, com todos os docentes que participação do Curso Superior de Adminsitração com Habilitação em Gestão de Serviços de Saúde da Faculdade SENAC de Educação em Saúde..

Hospital Sírio Libanês, HSL, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Palestrante Convidado, Enquadramento Funcional: Palestrante Convidado
Outras informações
Apresentar uma palestra durante o Workshop Avançado em Gerenciamento de Tecnologia em Saúde para Países de Língua Portuguesa. O tema solicitado foi etapas de para implantação de um modelo de gerenciamento de tecnologia com auxílio de um software. Palestra Ministrada em 05/06/2001

Atividades

06/2001 - 06/2001
Treinamentos ministrados , Centro de Estudos e Pesquisas, .

Treinamentos ministrados
Implantação de um modelo de gerenciamento de tecnologia com auxílio de software

Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco, SESPE, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Palestrante Convidado, Enquadramento Funcional: Palestrante Convidado
Outras informações
Palestrante no Curso de Atualização em Tuberculose promovido em conjunto com a Sociedade Pernambucana de Penumologia e Tisiologia. Foram apresentados os principais aspectos das medidas de controle de engenharia recomendadas pelo CDC - Center for Disease Control - EUA. Sistemas de ventilação e exaustão (local exaustora e geral diluidora), sistemas de ar condicionado, filtragem, tipos de instalações utilizadas em sistemas de isolamento de pacientes, manutenção destes sistemas, construção e dimensionamento de salas de inalação de pentamidina, etc.

Atividades

12/2001 - 12/2001
Treinamentos ministrados , Diretoria de Epidemiologia e Vigilância Sanitária, .

Treinamentos ministrados
Curso de Atualização em Tuberculose

Sociedade Brasileira de Engenharia Biomédica, SBEB, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1993
Vínculo: Diret Depar. Engenharia Clínic, Enquadramento Funcional: Tesoureiro, Carga horária: 2
Outras informações
Refere-se a criação do Departamento de Engenharia Clínica dentro da Sociedade Brasileira de Engeharia Biomédica e participação nesta organização como tesoureiro.



Membro de corpo editorial


1998 - 2000
Periódico: Revista Hospitais Brasil


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Biomédica / Subárea: Engenharia Clínica.
2.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica / Subárea: Engenharia de Segurança do Trabalho.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Hospitalar e de Sistemas de Saúde.
4.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica.
5.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Biomédica.
6.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Mecânica / Subárea: Engenharia de Segurança do Trabalho/Especialidade: Perícia Judicial.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2004
Certified Clinical Engineer - CCE, Healthcare Technology Foundation Certification Commission - HTF.
2001
Prêmio Jabuti 2001: Ciências Naturais e da Saúde - Infecção Hospitar e suas Interfaces na Área da Saúde, Câmara Brasileira do Livro.
2000
Especialista em Administração Hospitalar e Sistemas de Saúde, Fundação Getúlio Vargas.
1996
Professional Development Award, American College of Clinical Engineering.
1996
Professional Achievement Award, American College of Clinical Engineering.
1996
Award of Merit - Segurança no Ambiente Hospitalar, Journal of Clinical Engineering.
1996
Award of Merit - Publicações na Exposaúde 1995 e Guia de Fornecedores Hospitalares, Journal of Clinical Engineering.
1996
Certified Clinical Engineer, International Certification Commission - ICC.
1990
Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, Faculdade de Engenharia Industrial.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
BRITO, L. F. M.. Segurança Aplicada às Instalações Hospitalares - 4ª Edição Revisada e Ampliada. 4ª. ed. São Paulo: Editora SENAC, 2006. v. 1. 451p .

2.
BRITO, L. F. M.; BRITO, T. R. M. ; BUGANZA, C. . Segurança Aplicada às Instalações Hospitalares - 2ª Edição. 2. ed. São Paulo: Editora Senac, 2001. v. 1. 126p .

3.
BRITO, L. F. M.. Segurança no Ambiente Hospitalar. 1. ed. Brasília: Departamento de Normas Técnicas - Ministério da Saúde, 1995. v. 1. 196p .

Capítulos de livros publicados
1.
ALVES, V. L. S. ; FELDMAN, L. B. ; ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. . O gestor de engenharia clínica e tecnologia. In: Vera Lúcia de Souza Alves, Liliane Bauer Feldman. (Org.). Gestores da Saúde no Âmbito da Qualidade. 1ed.São Paulo: Editora Martinari, 2012, v. 1, p. 50-55.

2.
BRITO, L. F. M.. Clinical Engineering in Brazil. In: Joseph Felix Dyro. (Org.). Handbook of Clinical Engineering. 1ed.Burlington: Elsevier Academic Press, 2004, v. 1, p. 69-72.

3.
BRITO, L. F. M.; MAGAGNA, D. . Sanitation. In: Joseph Felix Dyro. (Org.). Clinical Engineering Handbook. 1ed.Burlington: Elsevier Academic Press, 2004, v. 1, p. 532-549.

4.
BRITO, L. F. M.. Tuberculose Nosocomial - Medidas de Controle de Engenharia. In: Centro de Referência Professor Hélio Fraga. (Org.). Boletin de Pneumologia Sanitária. 2ed.Rio de Janeiro: Centro de Referência Professor Hélio Fraga, 2001, v. 9, p. 33-50.

5.
BRITO, L. F. M.; BRITO, T. R. M. . Engenharia Clínica e de Manutenção - Infecção Hospitalar e suas Interfaces na Área da Saúde. In: Antonio Tadeu Fernandes. (Org.). Infecção hospitalar e suas interfaces na área da saúde. 1ed.São Paulo: Editora Atheneu, 2000, v. 2, p. 1256-1277.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; PAULA, E. ; CHAVES, T. . Ajuste de los gastos de operación de autoclaves por vapor saturado mediante un menor consumo de agua. Revista El Hospital, Bogotá, p. 18 - 19, 01 ago. 2015.

2.
BRITO, L. F. M.. Aproveitando as oportunidades da feira hospitalar - RHB73. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 132 - 132, 18 maio 2015.

3.
BRITO, L. F. M.. Sua equipe está bem treinada? - RHB72. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 80 - 80, 20 abr. 2015.

4.
BRITO, L. F. M.. Hospitais ainda têm dúvidas sobre como contratar um engenheiro clínico - RHB71. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 90 - 90, 20 fev. 2015.

5.
BRITO, L. F. M.. O inventário de tecnologias, a busca ativa de recalls e a segurança do paciente - RHB69. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 72 - 72, 23 out. 2014.

6.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; PAULA, E. ; CHAVES, T. ; CARVALHO, M. A. A. . A produção intra-hospitalar de ar comprimido medicinal e sua comercialização. É uma atividade rentável?. Revista INFRA Outsourcing & Workplace, São Paulo, , v. 165, p. 23 - 26, 07 jun. 2014.

7.
BRITO, L. F. M.. Sugestões sobre como aproveitar a Feira Hospitalar - RHB67. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 126 - 126, 28 maio 2014.

8.
BRITO, L. F. M.. Como avaliar um serviço - RHB66. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 102 - 102, 22 abr. 2014.

9.
BRITO, L. F. M.. As chuvas de verão e as deficiências estruturais - RHB65. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 34 - 34, 18 fev. 2014.

10.
BRITO, L. F. M.. Equipamentos médicos e os desafios de amanhã - RHB64. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 70 - 70, 17 dez. 2013.

11.
BRITO, L. F. M.. Organograma: Manutenção ou Engenharia? - RHB63. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 40 - 40, 14 out. 2013.

12.
BRITO, L. F. M.. Você já leu a RDC 02/2010? E a NBR 15943/2011? - RHB62. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, , v. 62, p. 98 - 98, 23 ago. 2013.

13.
BRITO, L. F. M.. A Origem da Engenharia Clínica no Brasil - RHB61. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 40 - 40, 16 maio 2013.

14.
BRITO, L. F. M.. Control y Evaluación de Costos de energía Eléctrica, Água y Gases Medicinales. Revista El Hospital, Colombia, , v. 69 Ed. 1, p. 20 - 25, 01 fev. 2013.

15.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; CARVALHO, M. A. A. ; LOURENCO, B. H. . Controlando Custos com Energia Elétrica, Água e Gases Medicinais. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 62 - 63, 17 dez. 2012.

16.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; CARVALHO, M. A. A. . Gerenciamento de Geradores de Energia Elétrica de Emergência em Hospitais. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 92 - 93, 01 jul. 2012.

17.
BRITO, L. F. M.. Minha equipe de manutenção está mesmo ruim?. Revista Pro Hospitalar, São Paulo, p. 26 - 27, 01 jun. 2009.

18.
BRITO, L. F. M.. Que es la ingeniería Clínica?. International Hospital, Panamá - Panamá, p. 73 - 82, 01 abr. 2007.

19.
BRITO, L. F. M.. O que é Engenharia Clínica? Porque desenvolver atividades relacionadas a ela no meu hospital?. Portal Clic Saúde, Londrina, 09 jul. 2006.

20.
BRITO, L. F. M.. A Engenharia Clínica nos Hospitais. Revista Fornecedores Hospitalares, São Paulo - Brasil, p. 90 - 92, 01 jun. 2006.

21.
COSTA, F. ; BRITO, L. F. M. . Setor de manutenção se Moderniza. Informativo do Hospital São Francisco de Assis, Jacaraeí - SP, p. 4 - 4, 01 jan. 2001.

22.
BRITO, L. F. M.. Engenharia Clínica: Uma Especialidade em Expansão. Revista Exposaúde 95 Business - Exposição Internacional da Indústria de Produtos para Saúde, São Paulo, p. 27 - 27, 04 jul. 1995.

23.
BRITO, L. F. M.. Denunciada a Falta de Segurança em Hospitais. Jornal O Popular, Goiania, p. 6 - 6, 29 abr. 1995.

24.
BRITO, L. F. M.. O Especialista Luta pelo seu Mercado. Gazeta Mercantil - Sala do Empresário, São Paulo, 11 dez. 1994.

25.
BRITO, L. F. M.. Riscos Elétricos no Ambiente Hospitalar Unidade Eletrocirúrgica. APEMSO NOTPICIAS - Associação Paulista de Engenheiros e Médicos em Saúde Ocupacional, São Paulo - SP, p. 2 - 3, 01 mar. 1994.

26.
BRITO, L. F. M.; BODINAUD, J. ; RUFCA, J. N. . Engenharia Clínica é Saúde. Jornal da Associação Médica Brasileira - JAMB, Brasil, p. 8 - 8, 01 nov. 1993.

27.
BRITO, L. F. M.; BRITO, T. R. M. . Engenharia Clínica: Consultoria e Comércio. Jornal do CREMESP - Orgão Oficial do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Atividades, p. 10 - 10, 01 jun. 1993.

28.
BRITO, L. F. M.. Engenharia Hospitalar: um serviço de consultoria na cidade. Jornal da Cidade, Jundiaí, 24 fev. 1991.

29.
BRITO, L. F. M.. Entrevista sobre o tema: Engenharia Clínica. Revista CIPA, São Paulo, p. 39 - 41.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BRITO, L. F. M.. A administração do servo ventilador 900C. In: V Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2009, São Paulo. A administração do Servo Ventilador 900C, 2009.

2.
CARDOSO, M. S. ; COMBA, A. ; FERREIRA, J. A. ; BRITO, L. F. M. . Procedimentos de segurança na eletrocirurgia com alça. In: X Congresso Basileiro - II Congresso Latino Americano de Patologia do Trato Genital Infeirior e Colposcopia, 1995, São Paulo. Anais do X Congresso Basileiro - II Congresso Latino Americano de Patologia do Trato Genital Infeirior e Colposcopia, 1995.

3.
BRITO, L. F. M.; MARTINS, M. C. . Treinamento: Equipamento médico e Engenharia Clínica. In: I Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, 1992, Caxambú. Anais I Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, 1992. v. 1. p. 413-417.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BRITO, L. F. M.; ROSSI, M. C. ; RIBEIRO, B. M. ; LOPES, H. P. . A administração do servo ventilador 900 C - Siemens - Parte 2.2 - Fole. In: VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2012, São Paulo. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2012.

2.
BRITO, L. F. M.; ROSSI, M. C. ; ROSSITE, A. ; RIBEIRO, B. M. . A administração do servo ventilador 900 C - Siemens - Parte 2.1 - Válvula de borracha. In: VII Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2011, São Paulo. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2011.

3.
BRITO, L. F. M.; ROSSI, M. C. ; BRITO, T. R. M. ; RIBEIRO, B. M. ; LOPES, H. P. . A administração do servo ventilador 900 C - Siemens - Parte 2 - Avaliação. In: VI Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2010, São Paulo. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica, 2010.

4.
PAULO, M. A. R. ; BRITO, L. F. M. . Requisitos técnicos para a atividade de poda de árvores e afins próximos a rede leétrica energizada. In: III Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária, 2006, Florianópolis. Requisitos técnicos para a atividade de poda de árvores e afins próximos a rede leétrica energizada, 2006.

5.
ANDREOTTI, M. ; BRITO, L. F. M. . Vigilância Sanitária em Hospitais:O conhecimento das fontes de risco e seus mecanismos de ação. In: III Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária, 2006, Florianópolis. Vigilância Sanitária em Hospitais:O conhecimento das fontes de risco e seus mecanismos de ação, 2006.

6.
BRITO, L. F. M.. Engenharia Clínica e Epidemiologia. In: I Congresso Latino-Americano de Epidemiologia, 1995, Salvador. Trabalho publicado sob forma de Poster. Salvador, 1995.

7.
COMBA, A. ; BRITO, L. F. M. . Prevenção de acidentes com bisturi elétrico em centro cirúrgico: Um papel para a qeuipe de enfermagem e engenharia clínica. In: II Congresso brasileiro de Enfermagem em Centro Cirúrgico - Tecnologia, Desenvolvimento e Qualidade a Tríade do Futuro, 1995, São Paulo. Anais do II Congresso brasileiro de Enfermagem em Centro Cirúrgico. São Paulo: SOBECC, 1995. v. 1. p. 9-9.

8.
BRITO, L. F. M.; COMBA, A. ; CARVALHO, E. . Contribuição da Engenharia Clínica para o Controle de Infecção Hospitalar em Investigação de um Surto Infeccioso. In: VIII Congresso Brasileiro de Infectologia e II Congresso de Infectologia do Mercosul, 1994, Porto Alegre. Programa Oficial - Infecto 94. São Paulo: WTE - Gerenciamento de Eventos, 1994. p. 90-90.

9.
BRITO, L. F. M.. Clinical Engineering in Brazil: Current Needs for Hospital Safety. In: World Congress on Medical Physics and Biomedical Engineering, 1994, Rio de janeiro. Physics in Medicine and Biology. Bristol: IOP Publishing Ltd, 1994. v. 1. p. 252-252.

Apresentações de Trabalho
1.
BRITO, L. F. M.. NOVAS TENDÊNCIAS EM SAÚDE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
BRITO, L. F. M.. A ENGENHARIA CLÍNICA E O TECNÓLOGO EM SAÚDE. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
BRITO, L. F. M.. Engenharia clínica para estudantes. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
BRITO, L. F. M.. Engenharia clínica da teoria à prática. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
BRITO, L. F. M.. La seguridad del paciente y la infraestructura hospitalaria. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
BRITO, L. F. M.. La seguridad del paciente y la Ingeniería Clínica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. . Como os hospitais medem o consumo de energia e o que fazem para serem mais eficientes?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
BRITO, L. F. M.. A gestão pública da segurança dos equipamentos médicos e das instalações hospitalares em estabelecimentos assistenciais de saúde. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
BRITO, L. F. M.. II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
BRITO, L. F. M.. Gerenciamento de Riscos Médicos e Hospitalares: perspectiva do engenheiro clínico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
BRITO, L. F. M.. A Contribuição do Engenheiro Clínico na Segurança do Paciente em Sala de Cirurgia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
BRITO, L. F. M.. Gerênciamento de Riscos: equipamentos médicos e instalações hospitalares e como afetam a prática médica (fontes de riscos e mecanismos de ação).. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
BRITO, L. F. M.. A Contribuição da Engenharia Clínica no Projeto de Sistemas de Ventilação e Ar Condicionado em Hospitais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BRITO, L. F. M.. Fiscalização de Hospitais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
BRITO, L. F. M.. Fontes de Risco e Mecanismos de Ação de Acidentes no Ambiente Hospitalar. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
BRITO, L. F. M.. Controle de Custos e Despesas na Construção de um Hospital Dia. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
BRITO, L. F. M.. Engenharia e Manutenção Hospitalar. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
BRITO, L. F. M.. Ìndice de Segurança Hospitalar - Guia para avaliadores (Alta Complexidade). Brasília: ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, 2014. (Tradução/Livro).

2.
BRITO, L. F. M.. Índice de segurança hospitalar: Guia para avaliação de estabelecimentos de saúde de média e baixa complexidade. Brasília: ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, 2014. (Tradução/Livro).

3.
BRITO, L. F. M.. Segurança do Trabalho. São Paulo: CEDAS - Centro São Camilo de Deenvolvimento em Admiistração da Saúde, 1994 (Material Didático para Curso de Especialização em Medicina do Trabalho).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BRITO, L. F. M.. Elaboração de questões sobre engenharia clínica para concurso público. 2017.

2.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. ; BRITO, T. R. M. ; RIBEIRO, M. ; SA, R. A. M. ; MENDES, V. E. ; BUGANZA, C. . Plano de Curso de Qualificação Profissional IV de Técnico em Equipamentos Médico-Hospitalares. 1996.

Programas de computador sem registro
1.
BRITO, L. F. M.. Partner - Ferramenta de Gerenciamento Tecnológico em Instalações e Equipamentos Médico-Hospitalares. 1996.

Produtos tecnológicos
1.
BRITO, L. F. M.; RODRIGUES, D. L. ; BRITO, T. R. M. . Sistema de umidificação do micro clima de incubadoras para controle da perda de água transepidérmica em recém nascidos pré termo de extremo baixo peso. 1998.

Trabalhos técnicos
1.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; PAULA, E. ; CHAVES, T. . AJUSTE DE LOS GASTOS DE OPERACIÓN DE AUTOCLAVES POR VAPOR SATURADO. 2015.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BREVES, I. ; BRITO, L. F. M. . Plano de gerenciamento de tecnologias em saúde é fundamental para prevenção de eventos adversos graves envolvendo equipamentos hospitalares. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
GONCALVES, C. ; BRITO, L. F. M. ; GIUDICE, V. ; REIS, R. L. . Engenharia - As Boas Práticas de Gerenciamento de Equipamentos Médico-hospitalares. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
AIDAR, F. ; TACCHINI, G. A. V. ; GOMES, M. V. O. ; BRITO, L. F. M. . ENERGIA E ÁGUA - Reduzir o Consumo e Implementar Eficiência Energética. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

4.
RIENZO, C. ; BRITO, L. F. M. ; FIORENTINI, D. ; BROCCO, A. ; BARBANO, D. B. A. . A Qualidade do Ar Interior no Complexo Mundo Hospitalar. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
BRITO, L. F. M.; SANTOS, S. P. ; BATISTA, N. A. . Tecnologia e Medicina. 1997. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
BRITO, L. F. M.. Engenharia e Manutenção Hospitalar: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
BRITO, L. F. M.. Mini Curso: O papel da engenharia na administração da manutenção de equipamentos hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

12.
BRITO, L. F. M.. Engenharia e Manutenção Hospitalar: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
BRITO, L. F. M.. Engenharia Clínica e Segurança em Ambientes Hospitalares. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

14.
BRITO, L. F. M.. Engenharia Clínica e Segurança em Ambientes Hospitalares. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

15.
BRITO, L. F. M.. Gestão da Manutenção de Equipamentos do Hospital. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
BRITO, L. F. M.. Especialista em Controle de Infecção Hospitalar - IBRACIH. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

17.
BRITO, L. F. M.. Especialista em Controle de Infecção Hospitalar - IBRACIH. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

18.
BRITO, L. F. M.. Manutenção de Equipamentos no Hospital - SENAC/SP. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Administração Hospitalar - UEL. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

20.
BRITO, L. F. M.. Especialista em Controle de Infecção Hospitalar - IBRACIH. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
BRITO, L. F. M.. Especialista em Controle de Infecção Hospitalar - IBRACIH. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

22.
Antonio Gibertoni Júnior ; Alexandre Hermini ; BRITO, L. F. M. ; Fabiano Goulart Rennó Siqueira ; Marcelo Bonfim ; Saide Jorge Calil . Engenharia Clínica - Programa de Certificação Internacional. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material sobre Engenharia Clínica para uso em programa de educação médica à distância).

23.
BRITO, L. F. M.. Lançamento Virtual do Livro Segurança nas Instalações Hospitalares. 2007. (Participação em "chat on line" no site Infecções Hospitalares e suas Interfaces na Área da Saúde).

24.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

25.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

26.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Administração Hospitalar - UEL. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

27.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

28.
BRITO, L. F. M.. Especialização Administração Hospitalar - UEL. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

29.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

30.
BRITO, L. F. M.. ESpecialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

31.
BRITO, L. F. M.; MAGAGNA, D. . Manutenção de Equipamentos no Hospital - SENAC. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

32.
BRITO, L. F. M.; MAGAGNA, D. . Manutenção de Equipamentos no Hospital - SENAC/SP. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

33.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - FEI. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

34.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

35.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

36.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

37.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Administração Hospitalar - UNIVILLE/FGV. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

38.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

39.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

40.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia e Manutenção Hospitalar. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

41.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Hospitalar - IPH. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

42.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

43.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

44.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia e Manutenção Hospitalar. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

45.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares - FEI. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

46.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

47.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

48.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

49.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares - FEI. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

50.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - Mackenzie. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

51.
BRITO, L. F. M.. Engenharia de Segurança nas atividades hospitalares - FEI. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

52.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - UFPB. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

53.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - FEI. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

54.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - Mackenzie. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

55.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - UNICAMP. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

56.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - UFPB. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

57.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Medicina e Enfermagem do Trabalho - São Camilo. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

58.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Medicina e Enfermagem do Trabalho - São Camilo. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

59.
BRITO, L. F. M.. Controle de riscos no ambiente hospitalar - fontes de risco e mecanismos de ação - SENAC/SP. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

60.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - FEI. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

61.
BRITO, L. F. M.; MARTINS, M. C. . Determinação da Periodicidade das Manutenções Preventivas - I Simpósio de Engenharia Clínica. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

62.
BRITO, L. F. M.; MACHADO, L. S. . Investigação de Acidentes com Equipamentos Médicos - I Simpósio de Engenharia Clínica. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

63.
BRITO, L. F. M.; CAETANO, L. G. X. ; COMBA, A. . Aspectos Técnicos e Legais da Segurança no Ambiente Hospitalar. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

64.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - UNICAMP. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

65.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - USP. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

66.
BRITO, L. F. M.. Controle de Riscos no Ambiente Hospitalar - CELACADE. 1993. .

67.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho - FEI. 1993. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

68.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - USP. 1993. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

69.
BRITO, L. F. M.. Especialização em Engenharia Clínica - UNICAMP. 1993. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

70.
BRITO, L. F. M.. Introdução ao Controle de Infecção Hospitalar: ESTERILIZAÇÃO E GERMICIDAS. 1992. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BRITO, L. F. M.. Participação em banca de Gildeon Galhardo Menezes de Souza.Administração de Tecnologia em Saúde com Ênfase no Desenvolvimento de Novos Negócios. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Saúde) - Fatec - Faculdade de Tecnologia de Sorocaba - Centro Paula Souza.

2.
ALMEIDA, J. L. A.; BRITO, L. F. M.. Participação em banca de Michelle Roseiro.Programa de Controle de Equipamentos e Atividades no Departamento de Engenharia Clínica e Hospitalar. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Tecnologia em Saúde) - Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BRITO, L. F. M.. Concurso Público para seleção de ENGENHEIRO HOSPITALAR. 2006. Universidade Estadual de Montes Claros/MG.

2.
BRITO, L. F. M.. Banca Examinadora do Concurso para a Classe de Engenheiro. 1992. Secretaria de Estado da Saúde.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Fórum PLANISA de Gestão da Saúde. 2017. (Seminário).

2.
2º Simpósio de Engenharia Clínica e Hospitalar de Minas Gerais. 2015. (Simpósio).

3.
2º Simpósio de Engenharia Clínica e Hospitalar de Minas Gerais - AMECH.O Papel da Engenharia nos programas de acreditação nacional e Internacional.. 2015. (Simpósio).

4.
Encontro de Ciências Exatas e Tecnologia (PUC SP 2015).Engenharia Clinica e os desafios do Engenheiro Biomédico. 2015. (Encontro).

5.
III Seminário Brasileiro de Engenharia Clínica. 2015. (Seminário).

6.
III Seminário Brasileiro de Engenharia Clínica.Elementos para elaboração de Estudo de viabilidade econômica e financeira: Parte I - O ponto de equilíbrio. 2015. (Seminário).

7.
O Fórum + Prêmio HealthARQ (Mesa Redonda).Mesa redonda: Gerenciamento de custos: um desafio a ser vencido. 2015. (Encontro).

8.
Palestra - Capítulo Estudantil IEEE EMB UFABC - Engenharia Biomédica.Perspectivas da Engenharia Clínica no mercado de trabalho brasileiro. 2015. (Encontro).

9.
V Jornada de Tecnologia em Sistemas Biomédicos - Inovação e Tecnologia a Serviço da Saúde.Tecnologias Hospitalares: O Que Precisamos Fazer Para Cuidar Mais e Melhor Delas. 2015. (Outra).

10.
XXII Semana de Tecnologia da FATEC Sorocaba.Engenharia Clínica e Engenharia Hospitalar. 2015. (Seminário).

11.
2a. Semana de Engenharia Biomédica (INATEL). 2014. (Encontro).

12.
Exame Info: O Futuro da Saúde. 2014. (Outra).

13.
II Seminário Brasilieiro de Engenharia Clínica.Segurança: NR 32 - Engenharia Clínica - Insalubridade e Periculosidade. 2014. (Seminário).

14.
IV Curso de Calidad y Seguridad del Paciente. 2014. (Congresso).

15.
IV Curso Internacional de Calidad y Seguridad del Paciente. Seguridad del Paciente y los Equipos de Infraestructura Hospitalaria. 2014. (Congresso).

16.
IV Curso Internacional de Calidad y Seguridad del Paciente. Seguridad del Paciente y los equipos medico assistenciales. 2014. (Congresso).

17.
Oficina sobre a Adaptação do Índice de Segurança Hospitalar para o Brasil. Adaptação do Índice de Segurança Hospitalar para o Brasil (ANVISA). 2014. (Congresso).

18.
Retomada do crescimento - Banco Credit Suisse. 2014. (Outra).

19.
Seminário do Conhecimento e Gestão Pública - 2014.A gestão pública da segurança dos equipamentos médicos e das instalações hospitalares em estabelecimentos assistenciais de saúde. 2014. (Seminário).

20.
Seminário Hospitais Saudáveis - SHS 2014.Mesa Redonda: Como os hospitais medem o consumo de energia e o que fazem para serem mais eficientes?. 2014. (Seminário).

21.
Celebração dos 10 Anos de ABEClin.Entrega de Prêmios - Apresentação do Planejamento de 2014. 2013. (Encontro).

22.
Controle da qualidade do ambiente interior é fundamental para a saúde humana.Controle da qualidade do ambiente interior é fundamental para a saúde humana. 2013. (Encontro).

23.
II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. Service Delivery: Maintenance Strategies, Service Contract, Management, Maintenance (CMMS) Administration, Parts/Supplies Purchase and/or Inventory.. 2013. (Congresso).

24.
II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. Medical Devices and People Challenges, How can CE demonstrate values?. 2013. (Congresso).

25.
II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. The Role of the Clinical Engineer in the designing and building of new hospitals. 2013. (Congresso).

26.
II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica (Mesa). ROUND TABLE: Benchmarking IC: New Direction for Clinical Engineering. 2013. (Congresso).

27.
II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica (Mesa). ROUND TABLE: Exchanging experiences. 2013. (Congresso).

28.
I Seminário Brasileiro de Engenharia Clínica. 2013. (Seminário).

29.
I Workshop Engineering in Medicine and Biology Society Studants (UNAC). CLINICAL ENGINEERING WORKSHOP FOR STUDENTS - IEEE EMBS UNAC. 2013. (Congresso).

30.
Semana da Engenharia Elétrica - Faculdade de Americana. Engenharia Clínica - Ferramenta de trabalho para estudantes.. 2013. (Feira).

31.
VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. 2012. (Congresso).

32.
I Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. ?Ingeniería Hospitalaria y Seguridad de Instalaciones?. 2011. (Congresso).

33.
I Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. ?Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica? y ?Gestión del Sostenimiento?. 2011. (Congresso).

34.
Jornada de Ponencias en Ingeniería Biomédica - Universidade Nacional de Callao.Aplicación de conceptos de ingeniería a los hospitales.. 2011. (Oficina).

35.
VII Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. 2011. (Congresso).

36.
VIII Conservatorio de Administración y Gestión en Salud 2011 (Mesa).Gestión Hospitalaria, Calidad e Ingeniería Clínica (Mesa). 2011. (Oficina).

37.
VI Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. 2010. (Congresso).

38.
V Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. A Administração do Servo Ventilador 900C. 2009. (Congresso).

39.
Estudo Prospectivo Setorial: Equipamentos Médicos, Hospitalares e Odontológicos.Participação da oficina: Hemodiálise em 2023 nos segmentos: Mercado; Tecnologia, Investimentos, Talentos, Infra Estrut. Política Inst e Infra Estrut. Física.. 2008. (Oficina).

40.
Gestão de Riscos com foco na Segurança do Paciente.Identtificação de Riscos e Ações Preventivas em Relação a Equipamentos Medico-Hospitalares. 2008. (Outra).

41.
Gestão de Serviços Hospitalares.Elabore um planejamento financeiro para Viabilizar Investimentos na estrutura hospitalar que garantam retorno satisfatório. 2008. (Seminário).

42.
I Seminário Alagoano sobre Biossegurança e Tuberculose Hospitalar.Biosseguraça em Tuberculose: Medidas de Controle de Engenharia. 2008. (Seminário).

43.
IV Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. O processo de certificação em engenharia clínica. 2008. (Congresso).

44.
IV Jornada Brasileira de Gerenciamento de Riscos e Segurança do Paciente.A Manutenção e a Engenharia Clínica Hospitalar: Sua Importância para a Segurança dos Clientes Internos e Externos. 2008. (Outra).

45.
Qualificação de Fornecedores. 2008. (Encontro).

46.
Seis Sigma na Saúde. 2008. (Seminário).

47.
V Encontro Nacional de Controle de Infecção em Hospitais de Câncer.Atuação da engenharia clínica na adequação do ambiente hospitalar. 2008. (Encontro).

48.
VI Congresso Paulista de Infectologia. Engenharia Clínica. 2008. (Congresso).

49.
VIII Simpósio Internacional de Economia da Saúde.Controle de custos e despesas na construção de um hospital dia. 2008. (Simpósio).

50.
VI Semana de Tecnologia em Saúde - Prof. M.SC. Marcos José de Lima.Segurança no Ambiente Hospitalar. 2008. (Outra).

51.
Gestão de Resíduos: Risco, Prevenção e Precaução. 2007. (Encontro).

52.
III Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. O Processo de Certificação Internacional em Engenharia Clínica. 2007. (Congresso).

53.
III Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. 2007. (Congresso).

54.
ABDEH - Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar - Evento Regional São Paulo.Lucrando com Administração de Tecnologia: facilities e equipamentos médicos. 2006. (Encontro).

55.
I Encontro de Tecnologia em Saúde. 2006. (Encontro).

56.
II Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. 2006. (Congresso).

57.
III Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária - SIMBRAVISA - Florianópolis - PR.Vigilância Sanitária em Hospitais: O conhecimento das fontes de risco e seus mecanismos de ação. 2006. (Simpósio).

58.
III Simpósio Brasileiro de Vigilância Sanitária - SIMBRAVISA - Florianópolis - RS.Requisitos técnicos para a atividade de poda de árvores e afins próximos a rede elétrica energizada. 2006. (Simpósio).

59.
I Seminário Estadual de Melhoria da Qualidade Hospitalar: Segurança do Paciente.Engenharia Clínica como Estratégia Gestão Hospitalar. 2006. (Seminário).

60.
Seminário Regional de Acreditação Internacional - Benchmarking Institucional - CBA/JCI. 2006. (Seminário).

61.
14º Congresso de Provedores, Diretores e Administradores Hospitalares de Santas Casas e Entidades Filantrópicas do Estado de São Paulo. Engenharia Clínica - Implantação e Gerenciamento. 2005. (Congresso).

62.
Conferencia Anual de Inversion y Administracion Hospitalaria.Papel de la Ingeniería Clinica en la Incorporación de Tecnologia (Increasing Return of Investment by Clinical). 2005. (Oficina).

63.
I Congresso Brasileiro de Engenharia Clínica. Gases Medicinais uma Visão Prática. 2005. (Congresso).

64.
I Congresso de Administração em Saúde do Paraná. Engenharia e Manutenção Hospitalar. 2005. (Congresso).

65.
I Seminário Técnico Científico - Icterícia Neonatal. 2004. (Seminário).

66.
Seminário Internacional: Importância da Avaliação de Tecnologia em Saúde.Importância da Avaliação de Tecnologia em Saúde. 2003. (Seminário).

67.
Biossegurança em Tuberculose: Necessidade e Direito.Medidas de Biossegurança em Tuberculose para Laboratórios, Unidades Hospitalares e Ambulatórios - Controle Ambiental: Engenharia e Fluxo. 2001. (Seminário).

68.
Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose - Abordagem Clínica da Co-Infecção TB/HIV. Aplicação das Medidas de Controle de Engenharia - Ventilação e Ar Condicionado. 2000. (Congresso).

69.
Administrando a Saúde dos Seus Negócios - Gestão da Qualidade/Tecnologia. Como Cobrar por ela?/Acreditação Hospitalar. 1999. (Seminário).

70.
VI Congresso Brasileiro de Controle de Infecção e Epidemiologia Hospitalar. Edifício Doente. 1998. (Congresso).

71.
VI Seminário Nacional de Recursos Próprios UNIMED.Engenharia Clínica. 1998. (Seminário).

72.
Engenharia Clínica - Faculdade de Medicina de Itajubá.Engenharia Clínica em Escolas de Formação Médica. 1997. (Encontro).

73.
I Fórum Internacional de Avaliação de Tecnologia em Saúde - Avaliação Tecnológica de Equipamentos Médico-Hospitalares com ênfase em UTI. Indicadores de um Gerenciamento Tecnológico Eficaz. 1997. (Congresso).

74.
Semana de Combate e Controle da Tuberculose.Engenharia Aplicada ao Controle da Tuberculose. 1997. (Encontro).

75.
Administração Financeira em Engenharia Clínica. 1996. (Oficina).

76.
II Encontro de Enfermagem em Centro Cirúrgico e Central de Esterilização de Material.Mesa REdonda: Utilização seguran de equipamentos em centro cirúrgico e central de material com o tema: Conhecimentos necessários para o enfermeiro sobre equipamentos e manutenção preventiva no centro cirúrgico. 1996. (Encontro).

77.
II Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho - Instituto de Infectologia Emílio Ribas.Biosegurança no Ambiente Hospitalar. 1996. (Seminário).

78.
O Gerenciamento da Tecnologia de Equipamentos Médicos para a Melhoria dos Cuidados com o Paciente e do Desempenho Econômico da Instituição. 1996. (Oficina).

79.
Simpósio Métodos Invasivos e não Invasivos na Monitorização de Pacientes.Tecnologia associada a segurança e qualidade dos equipamentos. 1996. (Simpósio).

80.
V CONSIN - Congresso Nacional de Segurança Integral. Engenharia Clínica na Segurança dos Hospitais. 1996. (Congresso).

81.
Conferência sobre Engenharia Clínica.O Perfil do Engenheiro Clínico. 1995. (Encontro).

82.
Engenharia Clínica no Brasil: Formação e Tendências - Centro de Estudos e Pesquisas do Hospital Sírio Libanês.Tendências da Engenharia Clínica no Brasil: Segurança no Ambiente Hospitalar. 1995. (Oficina).

83.
II Congresso brasileiro de Enfermagem em Centro Cirúrgico - SOBECC. Mesa Redonda - Os desafios da Modernidade: O emprego da alta tecnologia e o impacto ambiental. 1995. (Congresso).

84.
I Seminário de Segurança e Saúde do Trabalhador - Subdelegacia do Trabalho.Riscos Elétricos em Ambiente Hospitalar. 1995. (Seminário).

85.
IX Semana da Integração - Faculdade de Engenharia Industrial.O Homem, o Meio Ambiente e as Condições de Trabalho em Hospitais. 1995. (Seminário).

86.
Segundo Simpósio de Engenharia Clínica.II Simpósio de Engenharia Clínica. 1995. (Simpósio).

87.
Seminário Equipamentos Médico-Hospitalares: Gestão e Tecnologia na Indústria e nos Serviços Hospitalares.Mesa Redonda: Organização de Serviços de Manutenção de Equipamentos Médico-Hospitalares e a Avaliação de Impactos Funcionais e Econômicos nos Hospitais. 1995. (Seminário).

88.
VI Congresso Goiano de Hospitais - II Jornada Goiana de Controle de Infecção Hospitalar. Segurança Hospitalar. 1995. (Congresso).

89.
XI Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho - Hospital do Coração.O papel dos profissinais da área da saúde na redução de acidentes nos hospitais. 1995. (Seminário).

90.
Controle de Riscos no Ambiente Hospitalar.Fontes de Risco no Ambiente Hospitalar. 1994. (Seminário).

91.
Primeiro Simpósio de Engenharia Clínica.Realidade da Engenharia Clínica no Brasil. 1994. (Simpósio).

92.
Semana Interna de Prevenção de Acidentes - Hospital das Clínicas Samuel Libânio da Faculdade de Ciências Médicas.Segurança no Ambiente Hospitalar. 1994. (Seminário).

93.
World Congress on Medical Physics and Biomedical Engineering. Clinical Engineering in Brazil: Current Needs for Hospital Safety. 1994. (Congresso).

94.
Educação Continuada em Anestesiologia - Sociedade de Anestesiologia do Est. de São Paulo.Acidentes com Eletricidade na Sala de Operações. 1993. (Oficina).

95.
Exposaúde - 93 - São Paulo - Pq. Anhembi.Conceitos Básicos de Cleanning Room. 1993. (Outra).

96.
I Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho - Insituti de Infectologia Emílio Ríbas.Riscos de Acidentes Biológicos no Ambiente Hospitalar. 1993. (Encontro).

97.
Apresentação e Discussão do Termo de Referência para Elaboração do Manual de Segurança para Hospitais.Manual de Segurança para Hospitais. 1992. (Encontro).

98.
II Congresso Brasileiro de Engenharia Hospitalar. A Engenharia Clínica. 1992. (Congresso).

99.
VII Jornada de Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho. 1992. (Outra).

100.
Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Hospital Assunção.Riscos Ocupacionais no Ambiente Hospitalar. 1991. (Seminário).

101.
VI Seminário Nacional de Manutenção e Equipamentos Hospitalares.O Papel da Engenharia no Controle de Infecções Hospitalares. 1989. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BRITO, L. F. M.; Antonio Gibertoni Júnior ; Saide Jorge Calil . IV Congresso Brasileiro de Engenharia Clinica. 2009. (Congresso).

2.
Ilana Bejgel ; Miguel Aiub Hijjar ; Wanir José Barroso ; BRITO, L. F. M. . I Seminário de Biossegurança em Tuberculose: necessidade e direito. 2000. (Outro).

3.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. . Administrando a Saúde dos Seus Negócios - Gestão da Qualidade/Tecnologia. Como Cobrar por ela?/Acreditação Hospitalar. 1999. (Outro).

4.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. ; BINSENG, W. . Planejamento Estratégico e Avaliação Tecnológica. 1998. (Outro).

5.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. ; DYRO, J. F. . Seleção e Aquisição de Equipamentos Médicos. 1998. (Outro).

6.
SILVA, C. L. S. ; ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. ; MALIK, A. M. ; TRITAPEPE, L. S. M. ; DIAS, M. D. ; MOURA, M. L. P. A. ; DIMENSTEIN, R. . I Fórum Internacional de Tecnologia em Saúde - Avaliação Tecnológica de Equipamentos Médico-Hospitalares com Ênfase em UTI. 1997. (Outro).

7.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. . Cursos em Engenharia Clínica. 1997. (Outro).

8.
ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. ; MORRIS, R. L. . O Gerenciamento da Tecnologia de Equipamentos Médicos para a Melhoria dos Cuidados com o Paciente e do Desempenho Econômico da Instituição. 1996. (Outro).

9.
BINSENG, W. ; ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. . Administração Financeira em Engenharia Clínica. 1996. (Outro).

10.
BRITO, L. F. M.. Segundo Simpósio de Engenharia Clínica. 1995. (Congresso).

11.
BRITO, L. F. M.. Primeiro Simpósio em Engenharia Clínica. 1994. (Congresso).

12.
GENARO, E. ; ARONE, E. M. ; BRITO, L. F. M. . Seminário - Controle de Riscos no Ambiente Hospitalar. 1994. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Zaxaris Athanassios Vidras. Reconhecimento, avaliação controle de riscos nas atividades hospitalares. Estudo de caso: Unidade de terapia intensiva de um hospital de grande porte. Início: 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) - Faculdade de Engenharia Industrial. (Orientador).

2.
Luiz Geraldo Martins Junior. Engenheiro de Segurança do Trabalho. Início: 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) - Faculdade de Engenharia Industrial. (Orientador).

3.
Felipe Scridelli Pereira. Engenheiro de Segurança do Trabalho. Início: 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) - Faculdade de Engenharia Industrial. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Karina Senatori. A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DO EDIFÍCIO DE SAÚDE. 2015. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia e Manutenção Hospitalar) - Faculdade de Engenharia Industrial. Orientador: Lúcio Flávio de Magalhães Brito.

2.
Ruth Buhamad Garbi Neta. Segurança no Trabalho com Radiações Ionizantes Utilizadas no Ambiente Hospitalar. 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho) - Fundação Educacional Inaciana Pe. Sabóia de Medeiros. Orientador: Lúcio Flávio de Magalhães Brito.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; CARVALHO, M. A. A. . Gerenciamento de Geradores de Energia Elétrica de Emergência em Hospitais. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 92 - 93, 01 jul. 2012.

2.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; CARVALHO, M. A. A. ; LOURENCO, B. H. . Controlando Custos com Energia Elétrica, Água e Gases Medicinais. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 62 - 63, 17 dez. 2012.

3.
BRITO, L. F. M.. A Origem da Engenharia Clínica no Brasil - RHB61. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 40 - 40, 16 maio 2013.

4.
BRITO, L. F. M.. Control y Evaluación de Costos de energía Eléctrica, Água y Gases Medicinales. Revista El Hospital, Colombia, , v. 69 Ed. 1, p. 20 - 25, 01 fev. 2013.

5.
BRITO, L. F. M.. Você já leu a RDC 02/2010? E a NBR 15943/2011? - RHB62. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, , v. 62, p. 98 - 98, 23 ago. 2013.

6.
BRITO, L. F. M.. Organograma: Manutenção ou Engenharia? - RHB63. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 40 - 40, 14 out. 2013.

7.
BRITO, L. F. M.. Equipamentos médicos e os desafios de amanhã - RHB64. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 70 - 70, 17 dez. 2013.

8.
BRITO, L. F. M.. As chuvas de verão e as deficiências estruturais - RHB65. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 34 - 34, 18 fev. 2014.

9.
BRITO, L. F. M.. Como avaliar um serviço - RHB66. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 102 - 102, 22 abr. 2014.

10.
BRITO, L. F. M.. Sugestões sobre como aproveitar a Feira Hospitalar - RHB67. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 126 - 126, 28 maio 2014.

11.
BRITO, L. F. M.. O inventário de tecnologias, a busca ativa de recalls e a segurança do paciente - RHB69. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 72 - 72, 23 out. 2014.

12.
BRITO, L. F. M.. Hospitais ainda têm dúvidas sobre como contratar um engenheiro clínico - RHB71. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 90 - 90, 20 fev. 2015.

13.
BRITO, L. F. M.. Sua equipe está bem treinada? - RHB72. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 80 - 80, 20 abr. 2015.

14.
BRITO, L. F. M.. Aproveitando as oportunidades da feira hospitalar - RHB73. Revista Hospitais Brasil, São Paulo, p. 132 - 132, 18 maio 2015.

15.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; PAULA, E. ; CHAVES, T. . Ajuste de los gastos de operación de autoclaves por vapor saturado mediante un menor consumo de agua. Revista El Hospital, Bogotá, p. 18 - 19, 01 ago. 2015.

16.
BRITO, L. F. M.; AIDAR, F. ; PAULA, E. ; CHAVES, T. ; CARVALHO, M. A. A. . A produção intra-hospitalar de ar comprimido medicinal e sua comercialização. É uma atividade rentável?. Revista INFRA Outsourcing & Workplace, São Paulo, , v. 165, p. 23 - 26, 07 jun. 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
BRITO, L. F. M.. Gerenciamento de Riscos Médicos e Hospitalares: perspectiva do engenheiro clínico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
BRITO, L. F. M.. Fontes de Risco e Mecanismos de Ação de Acidentes no Ambiente Hospitalar. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
BRITO, L. F. M.. II Congreso Internacional de Ingeniería Clínica y Gestión Tecnológica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
BRITO, L. F. M.. A gestão pública da segurança dos equipamentos médicos e das instalações hospitalares em estabelecimentos assistenciais de saúde. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
BRITO, L. F. M.. Engenharia clínica da teoria à prática. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
BRITO, L. F. M.. NOVAS TENDÊNCIAS EM SAÚDE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Cursos de curta duração ministrados
1.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
BRITO, L. F. M.. Curso Livre: Gestão da Manutenção de Equipamentos Hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
BRITO, L. F. M.. Eng. de Segurança do Trabalho: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
BRITO, L. F. M.. Engenharia e Manutenção Hospitalar: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

11.
BRITO, L. F. M.. Engenharia e Manutenção Hospitalar: Segurança no Ambiente Hospitalar. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

12.
BRITO, L. F. M.. Mini Curso: O papel da engenharia na administração da manutenção de equipamentos hospitalares. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
GONCALVES, C. ; BRITO, L. F. M. ; GIUDICE, V. ; REIS, R. L. . Engenharia - As Boas Práticas de Gerenciamento de Equipamentos Médico-hospitalares. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
RIENZO, C. ; BRITO, L. F. M. ; FIORENTINI, D. ; BROCCO, A. ; BARBANO, D. B. A. . A Qualidade do Ar Interior no Complexo Mundo Hospitalar. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 22:38:31