Maria Clareth Gonçalves Reis

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8902469432992768
  • Última atualização do currículo em 17/01/2019


Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Viçosa, graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Montes Claros, mestrado em Educação pela Universidade Federal de Juiz de Fora e doutorado em Educação pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente é professora associada da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, no Laboratório de Estudos de Educação e Linguagem (LEEL), Centro de Ciências do Homem (CCH). Atua ainda no Programa de Pós-Graduação em Políticas Sociais (PPGPS) e coordena o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas - NEABI/UENF. Parecerista ad hoc do GT 21 (Educação e Relações Étnico-Raciais) da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Coordenadora Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR/Capes). Coordenadora da Área Científica "Quilombos, Territorialidade e Saberes Emancipatórios" da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) (ABPN). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Relações Étnico- Raciais; Educação Infantil; Identidade Negra; Educação Escolar Quilombola; Quilombos e Luta pela Terra. Educação Inclusiva; Arte e Educação. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maria Clareth Gonçalves Reis
Nome em citações bibliográficas
REIS, Maria Clareth Gonçalves

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Centro de Ciências do Homem (CCH).
Av. Alberto Lamengo, 2000
Pq. Jardim Califórnia
28013602 - Campos dos Goytacazes, RJ - Brasil
Telefone: (22) 27397039
Ramal: 7179
URL da Homepage: www.uenf.br


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2008
Doutorado em Educação.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Mulheres negras e professoras no ensino superior: as histórias de vida que as constituíram, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Profº Dr. Waldeck Carneiro Filho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: mulheres negras,raça, classe, gênero.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Formação Permanente e Outras Atividades de Ensino, Inclusive Educação À Distância e Educação Especial.
2001 - 2003
Mestrado em Educação.
Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, Brasil.
Título: Escola e contexto social: Um estudo de processos de construção de identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Roberto Alves Monteiro.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Negro, quilombo, identidade.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Formação Permanente e Outras Atividades de Ensino, Inclusive Educação À Distância e Educação Especial.
1990 - 1995
Graduação em Letras.
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
1982 - 1986
Graduação em Pedagogia.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Montes Claros, FAFIL, Brasil.
1979 - 1981
Ensino Médio (2º grau).
Escola Estadual Professora Dulce Sarmento, EEPDS, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
AfroDramaturgia de um corpo ancestral. (Carga horária: 10h).
Espaço MOVA, MOVA, Brasil.
2012 - 2012
Marx e Marxismo: sujeito histórico, classes socias. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2012 - 2012
Oficina Matriz Africana e Ação Educativa. (Carga horária: 21h).
Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, UENF, Brasil.
2011 - 2011
A brinquedoteca:: implantação e operacionalização. (Carga horária: 40h).
Faculdade de Psicologia da USP, USP, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em O trabalho com a linguagem na EJA. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2010 - 2010
Formação continuada/Aplicação da Lei 10.639/03. (Carga horária: 60h).
Fundacão Roberto Marinho, FRM, Brasil.
2006 - 2006
Gênero e raça: feminismo negro. (Carga horária: 6h).
Associação Brasileira de Pesquisadores Negros, ABPN, Brasil.
2006 - 2006
Formação para atuar no projeto "A Cor da Cultura". (Carga horária: 32h).
Fundação Roberto Marinho, FRM, Brasil.
2003 - 2003
História da África. (Carga horária: 3h).
Programa de Educação sobre o Negro na Sociedade Brasileira da UFF, PENESB, Brasil.
2003 - 2003
Corpo em Cena. (Carga horária: 15h).
Circuito Telemig Celular de Cultura, CTCC, Brasil.
2003 - 2003
Oficina de Música do Grupo "O Grivo". (Carga horária: 15h).
Circuito Telemig Celular de Cultura, CTCC, Brasil.
2001 - 2001
Afro-brasididade e Educação.
Programa de Educação sobre o Negro na Sociedade Brasileira da UFF, PENESB, Brasil.
1998 - 1998
Formação de ato/atriz. (Carga horária: 9h).
Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Viçosa, SMCELT, Brasil.
1998 - 1998
Curso Básico de Folclore. (Carga horária: 6h).
Secretaria Municipal de Cultura, Esportes, Lazer e Turismo de Viçosa, SMCELT, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em História da Arte. (Carga horária: 19h).
Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFV, DAUUFV, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Oficina de Teatro e Poesia "Do poema à cena". (Carga horária: 24h).
Centro de Ensino e Extensão da UFV, CEEUFV, Brasil.
1995 - 1995
Extensão universitária em Oficina de Direção Cênica. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
1995 - 1995
Capacitação de docentes para E. Fund. e Infantil. (Carga horária: 40h).
Cooperativa Educacional dos Funcionários do Instituto Montessori, CEFIM, Brasil.
1995 - 1995
Direção Cênica. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
1995 - 1995
Arte na Educação.
Departamento de Educação da UFV, EDUUFV, Brasil.
1994 - 1994
Extensão universitária em Literatura e Cinema. (Carga horária: 40h).
Departamento de Letras e Artes da UFV, DLAUFV, Brasil.
1993 - 1993
Oficina de Teatro. (Carga horária: 152h).
Casa da Cultura da Prefeitura Municipal de Viçosa, SMV, Brasil.
1988 - 1988
TEATRO - Interpretação e Técnica Vocal. (Carga horária: 30h).
Prefeitura Municipal de Montes Claros e FACEARTE, SECELT, Brasil.
1988 - 1988
Dança Moderna. (Carga horária: 30h).
Prefeitura Municipal de Montes Claros e FACEARTE, SECELT, Brasil.
1987 - 1987
Oficina de teatro.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
1985 - 1985
Oficina de prática de criação integrada. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
1982 - 1982
Curso técnico de Educação Física e Desportos. (Carga horária: 96h).
Sociedade Educacional e Divulgadora da Educação Física, SEDEF, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, UENF, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Professor Associado, Enquadramento Funcional: Professora Associada, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas Ministradas Graduação: Educação inclusiva: prática do respeito à diversidade Conteúdo e Metodologia da Educação Infantil II Infâncias, brincadeiras e aprendizagem Educação e Relações Étnico-Raciais Formação de professores da Educação Infantil no contexto das relações étnico-raciais Arte e Educação: teoria e prática A criança, o brinquedo e a educação Pós-Graduação: Relações Raciais no Brasil Tópicos Especiais em Quilombos e Educação no Contexto da Luta pela Terra

Atividades

06/2011 - Atual
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
A criança, o brinquedo e a educação
Conteúdo e Metodologia da Educação Infantil II
Educação e Relações Étnico-Raciais
Educação Inclusiva: prática do respeito à diversidade
Fundamentos da Alfabetização I
Didática II
Infâncias, brincadeiras e aprendizagem

Escola Estadual João de Deus Dias, EEJDD, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1988
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Supervisora pedagógica, Carga horária: 20


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Professor substituto, Enquadramento Funcional: Professora de Prática de Ensino II, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplina ministrada: Prática de Ensino II Curso: Formação de Professores

Atividades

4/2004 - 7/2004
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Prática de Ensino II

Universidade Salgado de Oliveira, UNIVERSO, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplina ministrada: Práxis Educativa: realidades e memórias em contexto Curso: Pedagogia

Atividades

08/2003 - 02/2004
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Práxis educativa: realidades e memórias em contexto

Universidade Presidente Antônio Carlos, UNIPAC, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplinas ministradas: Sociologia e Fundamentos de Educação de Jovens e Adultos Cursos: Pedagogia, História

Atividades

4/2003 - 02/2004
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Educação e Sociedade
Fundamentos e Metodologia do Ensino na EJA
Sociologia

Colégio de Aplicação João Xxiii, JOÃOXXIII, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Professor substituto, Enquadramento Funcional: Professora do Ensino Fundamental, Carga horária: 40
Outras informações
Professora da quarta série (Português e Matemática)

Atividades

4/2000 - 8/2000
Ensino,

Disciplinas ministradas
Português
Matemática

Centro Educacional Génesis, GÉNESIS, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor da Educação Infantil (Maternal), Carga horária: 20

Atividades

2/1998 - 12/1999
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas ligadas a Educação Infantil

Carrossel Escola Infantil Ltda., CEI, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Educação Infantil, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/1994 - 11/1994
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas ligadas à Educação Infantil

Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Bolsista de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Bolsista auxiliar de pesquisa, Carga horária: 20
Outras informações
Título do projeto: Ensino Agrotécnico: Análise e função do desempenho e da articulação com o setor produtivo. Um estudo de caso. Orientadora: Dr.ª Azuete Fogaça

Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora substituta da Creche, Carga horária: 20
Outras informações
Atividade: Professora da Educação Infantil (crianças de 4-5 anos).

Vínculo institucional

1991 - 1993
Vínculo: Estagiária da Creche, Enquadramento Funcional: Professora de Arte Cênica e Música, Carga horária: 20

Atividades

7/1995 - 7/1995
Estágios , Departamento de Educação, Projeto de Alfabetização de Adultos.

Estágio realizado
Professora de Lingua Portuguesa.
1991 - 1993
Estágios , Ded Departamento de Economia Doméstica, Creche.

Estágio realizado
Professora de artes cênicas e música.
1990 - 1991
Estágios , Coopasul Cooperativa de Consumo da Ufv, Promoção de Eventos.

Estágio realizado
Promoção de eventos culturais.

Centro Educacional Monteiro Lobato, CEMOL, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Educação Infantil (3º per.), Carga horária: 20

Atividades

02/1991 - 05/1991
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas ligadas à Educação Infantil

Congregação da Irs. do S. C. de Maria, CISCM, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 1989
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora do Ensino Fundamental, Carga horária: 20
Outras informações
Professora da quarta série do Ensino Fundamental

Atividades

02/1989 - 12/1989
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas específicas da quarta-série do ensino fundamental


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola
Descrição: Este projeto consiste na proposição da implementação da Educação Escolar Quilombola na Escola Municipal Felizarda Maria Conceição de Azevedo, situada no Quilombo Machadinha, em Quissamã/RJ, tendo como foco as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola. A sua execução se dá por meio da parceira que inclui Escola, Prefeitura Municipal de Quissamã, Associação de Remanescentes de Quilombo de Machadinha (ARQUIMA), Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Universidade Federal Fluminense (UFF). A opção metodológica escolhida foi pela pesquisa-ação, pela estreita associação com uma ação ou com a resolução de um problema coletivo, no qual pesquisadores e participantes representativos da situação estão envolvidos de modo cooperativo ou participativo (THIOLLENT, 1986). Esta proposta surge a partir da demanda da Comunidade Remanescente de Quilombo Machadinha. Por compreenderem que a educação deve estar articulada às questões sociais, culturais e políticas, foi proposto à Secretaria de Educação do município de Quissamã a necessidade de a escola situada na comunidade ter como meta implementar em seu currículo e Projeto Político Pedagógico (PPP) as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2017
Tradição e memória quilombola ao som dos Tambores de Machadinha - PIBIC
Descrição: O projeto de pesquisa pretende analisar o grupo de Jongo Tambores de Machadinha da Comunidade Quilombola Fazenda Machadinha, em Quissamã/RJ. Como objetivos específicos, pretendemos conhecer elementos históricos que marcam a origem do jongo Tambores de Machadinha na região de Quissamã; compreender como elementos da memória do grupo de Jongo Tambores de Machadinha se articulam às questões sociais, culturais e políticas da comunidade; conhecer os desafios enfrentados pela manutenção do Jongo na comunidade pesquisada; compreender como a comunidade se organiza para manter a juventude inserida no grupo de jongo; elaborar um banco de dados com os materiais da pesquisa, como fotografias, vídeos, textos etc.; articular os conhecimentos do jongo Tambores de Machadinha com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola. Como opção metodológica, optamos pela etnografia. Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semiestruturadas; análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. A utilização de questionários também é importante na coleta de dados. Como o projeto ainda se encontra em desenvolvimento, as nossas considerações são parciais. Até o momento, foi realizada revisão bibliográfica acerca do tema, além do trabalho de campo com a realização de entrevistas com pessoas significativas para a pesquisa, também foi aplicado 15 questionários com integrantes do grupo de jongo e pessoas relacionadas. De acordo com a proposta, iniciamos uma gravação de um documentário com pessoas da comunidade a respeito da questão em estudo. Desta forma, conseguimos identificar uma grande parcela de jovens que são atraídos no grupo de jongo Tambores de Machadinha, sendo um dos principais incentivos o fato de poderem viajar para outras cidades e regiões, possibilitando o pensar e o fazer de suas origens culturais e a resistência na comunidade. Descobrimos ainda que os integrantes do grupo carecem de informações sobre o jongo e sua importância para a comunidade, diante disso, pretendemos realizar oficinas com o intuito de sanar esta demanda. E para concluir, pretendemos realizar encontros para a apresentação dos resultados, garantindo assim que o trabalho seja (re)conhecido por aqueles que contribuíram para a realização do mesmo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Luiza Soares de Almeida Souza - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2016 - Atual
Tradição e memória quilombola ao som dos Tambores de Machadinha - PIBIC
Descrição: O projeto de pesquisa proposto pretende analisar o grupo de Jongo Tambores de Machadinha da Comunidade Quilombola Fazenda Machadinha, em Quissamã/RJ. Como objetivos específicos, pretendemos conhecer elementos históricos que marcam a origem do jongo Tambores de Machadinha na região de Quissamã; compreender como elementos da memória do grupo de Jongo Tambores de Machadinha se articulam às questões sociais, culturais e políticas da comunidade; conhecer os desafios enfrentados pela manutenção do Jongo na comunidade pesquisada; compreender como a comunidade se organiza para manter a juventude inserida no grupo de jongo; elaborar um banco de dados com os materiais da pesquisa, como fotografias, vídeos, textos etc.; articular os conhecimentos do jongo Tambores de Machadinha com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola. Como opção metodológica optamos pela etnografia. Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semiestruturadas; análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. A utilização de questionários também será importante na coleta de dados.Além disso, pretendemos identificar documentos publicados ou não sobre o assunto pesquisado. Para isso, sugerimos como referência a análise documental, já que este tipo de técnica possibilita investigar outros materiais como: documentos institucionais conservados em arquivos ou de uso restrito; fotografias, vídeos, gravações; leis, projetos, regulamentos etc. E para concluir, pretendemos realizar encontros para a apresentação dos resultados, garantindo assim que o trabalho seja (re)conhecido por aqueles que contribuíram para a realização do mesmo. Palavras-chave: Quilombo. Memória. Educação. Jongo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Luiza Soares de Almeida Souza - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2013 - 2014
Escola, infância e diversidade étnico-racial - PIBIC
Descrição: O projeto vinculado ao PIBIC/UENF intitulado ?Escola, infância e diversidade étnico-racial?, pretende conhecer as relações estabelecidas entre a escola e as crianças, tentando apreender as maneiras como os/as profissionais lidam com as construções identitárias das crianças. Pretendemos analisar as influências da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais de crianças de cinco anos em escola da rede particular de ensino de Campos dos Goytacazes; descrever os materiais utilizados pelos/as educadores/as nas atividades desenvolvidas em suas práticas pedagógicas, tais como: livros, jogos, brinquedos, etc.; analisar se, e como, as práticas e os materiais didáticos utilizados se relacionam com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana; elaborar um banco de dados dos resultados da pesquisa, após consolidação do diagnóstico levantado, dentre outros. Assim, propomos a utilização da abordagem qualitativa, optando pelo uso da etnografia. Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semi-estruturadas; análise documental e observação participante, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. No decorrer das entrevistas poderão ser utilizados outros recursos visuais (livros, fotografias etc.) para ajudar o/a entrevistado/a a se lembrar dos fatos, deixando a conversa menos formal (SELLTIZ et alli, 1987). E, por fim, pretendemos colaborar com a formação dos/as profissionais da escola pesquisada para ampliação de conhecimentos, apresentando caminhos possíveis para a inserção da temática étnico-racial em suas práticas pedagógicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / 1. Ana Luisa Batista Ribeiro - Integrante.
2012 - Atual
Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas - NEABI
Descrição: O NEABI surge a partir de um projeto enviado e aprovado pela FAPERJ em 2011. O respectivo projeto tem como objetivo principal fomentar a montagem de um núcleo de referência para estudos sobre a História e Cultura Afro-brasileira e Indígena do Norte e Noroeste Fluminenses no Laboratório de Estudos da Educação e Linguagem (LEEL) do Centro de Ciências do Homem (CCH) da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). A partir da publicação das Leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08, cujas prerrogativas é estabelecer as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática da ?História e Cultura Afro-brasileira e Indígena?, respectivamente, percebe-se a dificuldade em que as escolas têm enfrentado para efetiva implementação desta importante Lei. A valorização, em forma de uma legislação específica, não parece ser capaz por si só de sustentar a disseminação e a ampliação do conhecimento sobre o papel e relevância da cultura e da história africana e indígena em nossa formação social. Docentes, discentes, diretores, coordenadores, secretários de educação, entre outros profissionais envolvidos com a educação formal, carecem ainda de núcleos de estudos, centros de cultura e atividades específicas que expressem uma intencionalidade imediata e profunda de assegurar que conhecimento adequado e qualificado sobre estas culturas cheguem até as redes de ensino. Para tal, esta proposta vem tentar contribuir de forma contundente para a propagação, valorização e construção de um espaço acadêmico em que se possam socializar para as instituições escolares e demais interessados propostas, sugestões, documentos, debates e outras atividades pertinentes ao eficaz desenvolvimento de um núcleo de estudos, aberto a toda sociedade do Norte e Noroeste Fluminenses..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Leandro Garcia Pinho - Integrante / Lilian Sagio Cezar - Integrante.
2009 - Atual
Centro de Pesquisas para Formação de Professores do Norte Fluminense
Descrição: O projeto, iniciado em 2009, então sob a coordenação da profª Drª Silvia Alicia Martinez, tem por objetivo atualmente subsidiar discussões sobre a melhoria da produção científica de excelência das áreas da Educação (especialmente em seus fundamentos históricos, políticos e culturais) e da Formação de Professores dentro do âmbito da UENF. Para tal, a meta é dar continuidade a atividades acadêmico-culturais já desenvolvidas por esta proposta anteriormente, intensificando-as, e que se calcam, primordialmente, nos seguintes aspectos: oferta de subsídios em torno de temas educacionais relevantes para a realidade regional do Norte e Noroeste Fluminenses; assessoramento em políticas públicas de formação inicial e continuada de professores; e divulgação dos resultados das pesquisas por meio de participação dos resultados em eventos científicos locais, regionais, nacionais e internacionais. No bojo dessa pesquisa foram publicados variados trabalhos, dentre os quais o livro organizado por professoras vinculadas ao projeto: Azevedo; Peixoto; Andrade (orgs). Formação de professores: percursos investigativos no cotidiano escolar. Também, vinculado a este projeto, destaca-se o Projeto de Formação Continuada de Professores (UENF-CAPES), (MARTINEZ, S.A. Coord.), do qual participam professores da UENF, com previsão de variados produtos (livros, livretos e DVD), no ano de 2014. A partir de junho de 2014, o projeto conta com a coordenação do prof. Dr. Leandro Garcia Pinho (lLEEL-CCH-UENF)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Manifestações Culturais Afro-Brasileiras- Em Foco Jongo Tambores de Machadinha/Quissamã
Descrição: O presente trabalho, intitulado Manifestações culturais afro-brasileiras- em foco Jongo Tambores de Machadinha\Quissamã consiste em ampliar a nossa investigação na comunidade remanescente de quilombo Fazenda Machadinha. Tem o intuito de ampliar o espaço de pesquisa, ensino e extensão, valorizando a compreensão da memória do grupo que se articula às questões sociais, culturais e políticas da comunidade. Dessa forma, pretendemos conhecer os desafios enfrentados pela manutenção do jongo, interpretar como a comunidade se organiza para manter os jovens e adolescentes inseridos no grupo de jongo etc. Acreditamos que esses objetivos nos levam a contribuir com a implementação do Art. 26-A da LDB/9394 de 1996 e com as Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais. Para alcançar os objetivos elegemos a etnografia como opção metodológica, para compreender como os indivíduos constroem e compreendem suas próprias vidas. Utilizamos entrevistas semiestruturadas, análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. Alguns passos já foram dados no decorrer do desenvolvimento do projeto em anos anteriores. Pretendemos dar prosseguimento a partir da conclusão da aplicação das entrevistas semiestruturadas e, concomitantemente, sua análise; elaboração e edição do documentário que registra o Jongo Tambores de Machadinha na atualidade; curso de formação aos participantes do grupo de jongo, tendo como tema ?O jongo no Brasil e entraves racistas em sua manifestação? e; por fim, apresentação da conclusão da pesquisa à comunidade com a exibição do documentário produzido no decorrer da pesquisa. Por fim, almejamos organizar um banco de dados para que todos os materiais coletados sejam disponibilizados para outros pesquisadores e para o próprio grupo de jongo da comunidade quilombola Fazenda Machadinha. Ressaltamos ainda que o respectivo projeto faz parte do Programa de Extensão CulturARTE, criado em 2015..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Ellen Gagliano - Integrante / Janaína Pessanha Patrocínio - Integrante / Eduardo Birchler - Integrante / Michele Pereira da Silva - Integrante.
2016 - 2017
A cultura africana e afro-brasileira na escola: análise da aplicação do art. 26-A da LDB 9394/96 nos estabelecimentos de ensino da educação infantil em Campos dos Goytacazes.
Descrição: O projeto intitulado ?A Cultura Africana e Afro-Brasileira na Escola: Análise da Aplicação do Art. 26-A da LDB 9394/96 nos estabelecimentos de ensino da Educação Infantil em Campos dos Goytacazes? tem como objetivo geral analisar a implementação do Art. 26-A da LDB 9394/96 nos estabelecimentos de ensino da Educação Infantil (creche e pré-escola) no município de Campos dos Goytacazes. Como objetivos específicos, pretendemos: mapear os estabelecimentos de ensino municipal que oferecem a Educação Infantil (creche e pré-escola); conhecer as práticas pedagógicas direcionadas às crianças da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Campos dos Goytacazes; saber se as/os profissionais que atuam nos estabelecimentos pesquisados conhecem o Art. 26-A da LDB 9394; conhecer as atividades desenvolvidas pelas/os educadoras/es na Educação Infantil, tentando perceber se há atividades voltadas à cultura africana e afro-brasileira no cotidiano escolar; descrever os materiais utilizados pelas/os educadoras/es nas atividades desenvolvidas em suas práticas pedagógicas, tais como: livros, jogos, brinquedos, etc.; analisar se, e como, as práticas e os materiais didáticos utilizados nas turmas de Educação Infantil investigadas se relacionam com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais etc. Para responder as questões propostas nesta pesquisa, propomos a utilização da abordagem qualitativa, sem deixar de usar dados quantitativos. Quanto aos procedimentos técnicos utilizaremos o levantamento (GIL, 2008), por ser um procedimento que solicita informações a um grupo significativo de pessoas acerca do problema estudado para, em seguida, mediante análise quantitativa, obterem-se as conclusões correspondentes aos dados coletados. Posteriormente, pretendemos ampliar os conhecimentos das/os profissionais dos estabelecimentos de ensino pesquisados por meio da pesquisa-ação, pela compreensão de que este tipo de metodologia, com base empírica, é concebida, e realizada em estreita associação com uma ação ou com a resolução de um problema coletivo e no qual os pesquisadores e participantes representativos da situação ou do problema estão envolvidos de modo cooperativo ou participativo (THIOLLENT, 1986, p.14)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Jhonatan da Silva Martins - Integrante / . Ingrid Santana Oliveira - Integrante / Keslley Cardozo Bicalho - Integrante / Allef Loureiro - Integrante.
2015 - 2016
Manifestações culturais afro-brasileiras ? em foco Jongo Tambores de Machadinha/Quissamã
Descrição: O projeto intitulado "MANIFESTAÇÕES CULTURAIS AFRO-BRASILEIRAS ? EM FOCO JONGO TAMBORES DE MACHADINHA/QUISSAMÃ" pretende dar continuidade à identificação de manifestações populares afro-brasileiras, em destaque, danças de origens africanas que possibilitem a ampliação de conhecimentos acerca da questão étnico-racial na região Norte Fluminense do Estado do Rio de Janeiro. O projeto tem como foco a Comunidade Quilombola Fazenda Machadinha, localizada na cidade de Quissamã/RJ. Pretendemos analisar o grupo de Jongo Tambores de Machadinha. Conhecer elementos históricos que marcam a origem do jongo naquele local, compreender como elementos da memória do grupo de Jongo se articulam às questões sociais, culturais e políticas da comunidade; conhecer os desafios enfrentados pela manutenção do Jongo e, compreender como a comunidade se organiza para manter a jovens e adolescentes inseridos no grupo de jongo são alguns dos nossos objetivos iniciais. Por fim, almejamos organizar um banco de dados com os materiais da pesquisa, como fotografias, vídeos, textos etc., bem como elaborar de um documentário retratando a prática do jongo na Comunidade Quilombola Fazenda Machadinha. Algumas questões nos instigam a realizar tal pesquisa, dentre elas: quais são os elementos históricos, políticos e culturais que marcam o surgimento do jongo na comunidade? Quais foram as dificuldades encontradas pelo grupo no decorrer de sua organização para manter a tradição ativa na comunidade? Os moradores da comunidade colaboram com a manutenção do grupo de jongo? De que forma? E, por fim, considerando que a grande maioria dos componentes do grupo são adolescentes e jovens: quais são os atrativos que os mantém ativamente presentes no grupo de jongo? Para isto, elegemos a etnografia como opção metodológica, em face de este tipo de abordagem se "referir ao estudo do modo como os indivíduos constroem e compreendem as suas vidas cotidianas? (BOGDAN & BIKLEN, 1994, p.17). Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semiestruturadas; análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. Além disso, pretendemos identificar documentos publicados ou não sobre o assunto pesquisado. Para isso, sugerimos como referência a análise documental, já que este tipo de técnica possibilita investigar outros materiais como: documentos institucionais conservados em arquivos ou de uso restrito; fotografias, vídeos, gravações; leis, projetos, regulamentos etc. Esperamos que este projeto contribua ainda com a ampliação da formação inicial das bolsistas de Extensão da UENF e com a formação continuada dos bolsistas de Universidade Aberta (UA). Pretendemos ainda realizar encontros na comunidade quilombola pesquisada para apresentação dos resultados da pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Luiza Soares de Almeida Souza - Integrante / Luciana Fonseca Teixeira - Integrante / Janaína Pessanha Patrocínio - Integrante / Ellen Mara Gagliano Barros - Integrante / Carla Teixeira - Integrante.
2014 - 2015
Manifestações culturais afro-brasileiras - entre a dança e a capoeira
Descrição: O projeto intitulado " Manifestações culturais afro-brasileiras - da dança à capoeira" surge a partir das atividades desenvolvidas pelo NEABI ? Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas ? da UENF ? Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, onde atuo como coordenadora geral desde a sua criação. A intenção em criar o respectivo núcleo partiu da publicação das Leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08, cuja prerrogativa é estabelecer as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática da ?História e Cultura Afro-brasileira e Indígena?, respectivamente (Art. 26-A da LDB 9394/96). Como objetivo principal pretendemos ampliar os conhecimentos e a prática da dança e da capoeira no contexto das manifestações culturais afro-brasileiras. Pretendemos articular a capoeira à dança com o objetivo de disseminar e multiplicar a compreensão da cultura afro-brasileira nos diversos espaços sociais, dentre eles, nos estabelecimentos de ensino, fazendo cumprir o Art. 26-A da LDB 9394/96. Daremos continuidade à prática da capoeira, iniciada na UENF no segundo semestre de 1995 com a vinda de Mestre Peixinho e iniciaremos a prática da dança de salão, dando ênfase ao samba com a colaboração do GEPEMU ? Grupo de Estudos e Práticas musicais coordenado pelo professor Giovane do Nascimento (CCH). Por meio da inter-relação entre universidade e comunidade, pretendemos articular a dança e a capoeira ao conhecimento, ao lazer e à formação cultural, revendo suas raízes e suas histórias, possibilitando, assim, a ampliação de conhecimentos acerca da questão étnico-racial na sociedade brasileira. Para isto, utilizaremos a etnografia como abordagem metodológica inclusive em face de este tipo de abordagem se "referir ao estudo do modo como os indivíduos constroem e compreendem as suas vidas cotidianas? (BOGDAN & BIKLEN, 1994, p.17)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2015
Manifestações culturais em Campos dos Goytacazes: em foco danças populares afro-brasileiras
Descrição: O projeto intitulado "Manifestações culturais em Campos dos Goytacazes: em foco danças populares afro-brasileiras" pretende dar continuidade à identificação de manifestações populares afro-brasileiras, em destaque, danças de origens africanas que possibilitem a ampliação de conhecimentos acerca da questão étnico-racial no município de Campos dos Goytacazes. No primeiro momento pesquisamos elementos que marcam a origem do Boi Pintadinho. Nesta pesquisa faremos a análise dos dados coletados e daremos continuidade à pesquisa buscando conhecimentos sobre o Samba e o Jongo. Para isto, elegemos a etnografia como opção metodológica, em face de este tipo de abordagem se "referir ao estudo do modo como os indivíduos constroem e compreendem as suas vidas cotidianas? (BOGDAN & BIKLEN, 1994, p.17). Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semi-estruturadas; análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. Além disso, pretendemos identificar documentos publicados ou não sobre o assunto pesquisado. Para isso, sugerimos como referência a análise documental, já que este tipo de técnica possibilita investigar outros materiais como: documentos institucionais conservados em arquivos ou de uso restrito; fotografias, vídeos, gravações; leis, projetos, regulamentos, arquivos escolares etc. Temos a pretensão de levar todo o material coletado na pesquisa para escolas públicas do município de Campos dos Goytacazes que ainda desconhecem tais manifestações culturais. Para isto, propomos cursos de formação de professores para ampliação de conhecimentos, apresentando caminhos possíveis na inserção da cultura popular por meio da dança afro-brasileira em suas práticas pedagógicas. Esperamos que este projeto contribua ainda com a ampliação da formação inicial das bolsistas de Extensão da UENF e com a formação continuada dos bolsistas de Universidade Aberta (UA). E, por fim, pretendemos realizar encontros nas instituições pesquisadas para apresentação dos resultados da pesquisa. Esse retorno possibilitará uma maior aproximação dos entrevistados à realidade pesquisada, podendo, inclusive, servir de estímulo para a continuidade da participação das instituições nos outros eventos almejados, como os citados acima. Estas iniciativas poderão auxiliar a compreensão dos profissionais em relação às diversas questões sociais que nos cercam e, muitas vezes, emperram o desenvolvimento do nosso trabalho na sala de aula..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Deisimara Barreto Peixoto - Integrante / Ellen Gagliano - Integrante / Geneci Maria da Penha - Integrante / Olga Maria Oliveira Maciel - Integrante / Luiza Almeida - Integrante.
2013 - 2014
Manifestações culturais em Campo dos Goytacazes: Em foco danças populares afro-brasileiras
Descrição: O projeto intitulado "Manifestações culturais em Campos dos Goytacazes: em foco danças populares afro-brasileiras" pretende identificar, no Município de Campos dos Goytacazes, manifestações populares afro-brasileiras, em destaque, danças de origens africanas que possibilitem ampliação de conhecimentos acerca da questão étnico-racial no município pesquisado. Assim, a opção metodológica poderá ser pela etnografia, inclusive em face de este tipo de abordagem se "referir ao estudo do modo como os indivíduos constroem e compreendem as suas vidas cotidianas? (BOGDAN & BIKLEN, 1994, p.17). Propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semi-estruturadas; análise documental e observação, técnicas tradicionalmente ligadas à etnografia. Além disso, pretendemos identificar documentos publicados ou não sobre o assunto pesquisado. Para isso, sugerimos como referência a análise documental, já que este tipo de técnica possibilita investigar outros materiais como: documentos institucionais conservados em arquivos ou de uso restrito; fotografias, vídeos, gravações; leis, projetos, regulamentos, arquivos escolares etc. Temos a pretensão de levar todo o material coletado na pesquisa para escolas públicas do município de Campos dos Goytacazes que ainda desconhecem tais manifestações culturais. Para isto, propomos cursos de formação de professores para ampliação de conhecimentos, apresentando caminhos possíveis na inserção da cultura popular por meio da dança afro-brasileira em suas práticas pedagógicas. Esperamos que este projeto contribua ainda com a ampliação da formação inicial das bolsistas de Extensão da UENF e com a formação continuada dos bolsistas de UAB. E, por fim, pretendemos realizar encontros nas instituições pesquisadas para apresentação dos resultados da pesquisa. Esse retorno possibilitará uma maior aproximação dos entrevistados à realidade pesquisada, podendo, inclusive, servir de estímulo para a continuidade da participação das instituições nos outros eventos almejados, como os citados acima. Estas iniciativas poderão auxiliar a compreensão dos profissionais em relação às diversas questões sociais que nos cercam e, muitas vezes, emperram o desenvolvimento do nosso trabalho na sala de aula..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (6) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Deisimara Barreto Peixoto - Integrante / Ruana Batista - Integrante / Danielly Tomaz - Integrante / Fernanda Bastos - Integrante / Ellen Gagliano - Integrante / Geneci Maria da Penha - Integrante.
2012 - 2013
Infâncias e diversidade: a influência da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais.
Descrição: O projeto intitulado ?Infâncias e diversidade: a influência da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais? tem como objetivo geral analisar as influências da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais de crianças entre quatro e cinco anos em escolas da Rede Municipal de ensino de Campos dos Goytacazes. E, como objetivos específicos pretende conhecer as práticas pedagógicas direcionadas às crianças da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Campos dos Goytacazes; descrever os materiais utilizados pelos/as educadores/as nas atividades desenvolvidas em suas práticas pedagógicas, tais como: livros, jogos, brinquedos, etc.; analisar se, e como, as práticas e os materiais didáticos utilizados nas turmas de Educação Infantil investigadas se relacionam com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais etc. A opção metodológica será pela etnografia; propomos o uso de entrevistas, preferencialmente as semi-estruturadas; análise documental e observação participante. No decorrer das entrevistas pretendemos utilizar outros recursos visuais (livros, fotografias etc.). Além disso, propomos identificar documentos publicados ou não sobre o assunto pesquisado. Diante disso, os caminhos a serem percorridos para coletar os dados da pesquisa serão: mapeamento das escolas que oferecem a Educação Infantil na rede municipal de ensino de Campos dos Goytacazes; entrevistas com diretores/as, coordenador/as pedagógico/as, professores/as e crianças das turmas da educação infantil com o objetivo de coletar dados (registros) sobre a temática pesquisada. Esperamos com os resultados desta pesquisa produzir um banco de dados; selecionar e reunir atividades realizadas pelos/as professores/as para serem socializadas com outras instituições; participar, ao longo da pesquisa, da realidade da educação infantil da rede municipal de Campos dos Goytacazes, suscitando reflexões e diálogos, auxiliando e propondo formação conti.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Tatiane Almeida de Souza - Integrante / Carolina Carlos da Silva de Souza Sobrinho - Integrante / Deisimara Barreto Peixoto - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - Bolsa.


Outros Projetos


2013 - 2015
Brinquedoteca: Artes e manhas da aprendizagem lúdica
Descrição: O projeto "Brinquedoteca ? artes e manhas da aprendizagem" propõe a criação de uma brinquedoteca no Centro de Ciência do Homem (CCH) da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Ao ser equipada com um variado acervo de brinquedos, livros e jogos infantis, a brinquedoteca terá como objetivo principal proporcionar à criança o acesso ao mundo mágico do brincar, reconhecendo a importância desse direito bem como a valorização do brinquedo como fonte de desenvolvimento do conhecimento, da autonomia, da auto-estima, do equilíbrio, do respeito ao outro e às regras. Este espaço objetiva ainda a criação de uma sala de aula destinada às atividades referentes às disciplinas ligadas à Educação Infantil e Educação Musical, além de proporcionar oficinas de música, dança, jogo dramático, contação de histórias e artes visuais. Visamos a criação de um espaço rico em estímulos prazerosos que convidem as crianças, filhos e filhas dos(as) servidores(as) da UENF, além de crianças da circunvizinhança à criatividade, à imaginação, à atividade cognitiva e à aprendizagem lúdica na construção do conhecimento..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Doutorado: (6) .
Integrantes: Maria Clareth Gonçalves Reis - Coordenador / Giovane do Nascimento - Integrante / Leandro Garcia Pinho - Integrante / Sérgio Arruda de Moura - Integrante / Gérson Tavares do Carmo - Integrante / Maria Cristina dos Santos Peixoto - Integrante.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Revista de Extensão da UENF


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Reveduc - do PPGE da Universidade Federal São Carlos_UFSCar


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Escolar Quilombola.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Infantil.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Formação de professores/as.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Relações Étnico-Raciais e Educação.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação Inclusiva e Diversidade.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Brinquedoteca.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2012
Paraninfa da Turma de Formandas dos Cursos de Pedagogia e Ciências Sociais do CCH, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
2012
Professora Homenageada pela turma de Formandas do Curso de Pedagogia do CCH, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.
2001
Concurso Negro e Educação, Fundação Ford e ANPED.
1995
SUEC - XII Salão de Expressão e Criatividade, DAC - Divisão de Assuntos Culturais da Universidade Federal de Viçosa.
1995
Homenagem pela realização e coordenação do FESTVelho (Festival Cultural do Alojamento Velho), Estudantes da UFV.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1REIS, Maria Clareth Gonçalves2017REIS, Maria Clareth Gonçalves; SOARES, M. R. P. ; COSTA, R. R. S. . Reflexões acerca da Educação Escolar Quilombola na Comunidade Remanescente de Quilombo Machadinha/Quissamã/RJ. HUMANIDADES & INOVAÇÃO, v. 04, p. 225-233, 2017.

2.
2REIS, Maria Clareth Gonçalves2016REIS, Maria Clareth Gonçalves. Educação Escolar Quilombola: Proposta de uma educação diferenciada. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, v. 08, p. 121-139, 2016.

3.
4REIS, Maria Clareth Gonçalves2016REIS, Maria Clareth Gonçalves; DIAS, L. R. . Currículo na Educação Infantil e as Ciências da Natureza: (Re)Educando para a Diversidade Étnico-Racial. Educação em Foco, v. 21, p. 01, 2016.

4.
3REIS, Maria Clareth Gonçalves2016REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEIXOTO, D. B. ; SOUZA, T. A. ; SOUZA SOBRINHO, C. C. S. . Educação e Diversidade: A construção de identidades étnico-raciais na educação infantil. Revista de Extensão da UENF, v. 02, p. 01-198, 2016.

5.
5REIS, Maria Clareth Gonçalves2013REIS, Maria Clareth Gonçalves. Terceiro Milênio: Revista Crítica de Sociologia e Política. Terceiro Milênio: Revista Crítica de Sociologia e Política, v. 01, p. 01-157, 2013.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres, Negras e Professoras: suas histórias de vida. 248. ed. Campos dos Goytacazes: Brasil Multicultural, 2017. v. 500. 01p .

2.
NUNES, G. H. L. (Org.) ; REIS, Maria Clareth Gonçalves (Org.) . Experiências de alfabetização de jovens, adultos e idosos nos quilombos. 1. ed. Curitiba: , 2010. 183p .

Capítulos de livros publicados
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A Educação Básica no contexto da luta pela terra e preservação das tradições culturais. Memória, territorialidade e experiências de educação escolar quilombola. 01ed.Pelotas: Ed. UFPel, 2016, v. 01, p. 01-242.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; DIAS, L. R. . Educação Infantil, Relações Étnico-Raciais e as Ciências da Natureza: educando para a diversidade. In: Silvia Alicia Martinez. (Org.). A criança e o ensino de ciências: Pesquisas, reflexões e experiências. 372ed.Campos dos Goytacazes/RJ: EdUENF, 2014, v. , p. 01-.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; ALVARENGA, M. S. ; SILVA, P. B. G. E. ; ARROYO, M. . A Educação Quilombola no contexto da luta pela terra e pela preservação das tradições culturais. In: Márcia Soares de Alvarenga [et al.]. (Org.). EDUCAÇÃO POPULAR, MOVIMENTOS SOCIAIS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES - DIÁLOGOS ENTRE SABERES E EXPERIÊNCIAS BRASILEIRAS. Ied.Rio de Janeiro: EdUERJ, 2012, v. , p. 191-208.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Corporeidade e infâncias: reflexões a partir da Lei 10.639/03. In: BRANDÃO, Ana Paula e TRINDADE, Azoilda Loretto da (orgs.). (Org.). Modos de brincar: cadernos de atividades, saberes e fazeres. Rio de Janeiro: CIP-Brasil - Catalogação na Fonte, 2010, v. 5, p. 23-29.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Reflexões sobre relações étnico-raciais e educação: entre diálogos e silêncios. In: PEREIRA, Edmilson de Almeida & DAIBERT JR, Robert (orgs). (Org.). Depois, o Atlântico: modos de pensar, crer e narrar na diáspora africana. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2010, v. 1, p. 83-97.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Reflexões sobre a construção da identidade negra em quilombo através da história oral.. In: MARQUES, Luciana Pacheco e MARQUES, Carlos Alberto. (Org.). (Re) significando o Outro. 01ed.Juiz de Fora: EDUFJF, 2008, v. , p. 01-142.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A permanência da população negra na Universidade do Estado do Rio de Janeiro: significados, práticas e perspectivas. In: Maria Auxiliadora Lopes; Maria Lúcia de Santana Braga. (Org.). Acesso e Permanência da População Negra no Ensino Superior. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 2007, v. 1, p. 11-355.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e contexto social: a identidade racial numa comunidade remanescente de quilombo. In: Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva; Iolanda de Oliveira. (Org.). Negro e Educação - Identidade Negra: pesquisas sobre o negro e a educação no Brasil. Petrópolis: Vozes, 2003, v. 01, p. 05-199.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. EncresCampos promove encontro no Jardim São Benedito. Folha Cultura e Lazer - Jornal Folha da Manhã, Campos dos Goytacazes/RJ, 02 abr. 2016.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. História e Cultura Afro-brasileira. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis/RJ, p. 2 - 2, 20 nov. 2007.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Dia Internacional da Mulher Negra. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis/RJ, p. 02 - 02, 25 jul. 2007.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. 8 de março: dia Internacional da Mulher. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis/RJ, p. 02 - 02, 08 mar. 2007.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombos, expressão de luta e resistências. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis/RJ, p. 02 - 02, 21 nov. 2006.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . 13 de maio - dia da Abolição da Escravatura no Brasil: o quê a população negra tem a comemorar e a conquistar. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis, p. 02 - 02, 13 maio 2006.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Racismo: até quando?. Tribuna de Petrópolis, Petrópolis/RJ, p. 02 - 02, 20 nov. 2004.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Pesquisa revela origem da Chacrinha. Jornal Correio de Minas, Congonhas/MG, p. 01 - 13, 13 abr. 2002.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Debatendo identidades de gênero, raça e classe na percepção de mulheres negras. In: VII Seminário Nacional de Sociologia & Política, 2016, Curitiba/PR. Anais VII Seminário Nacional de Sociologia & Política. Curitiba/PR, 2016. p. 01-13.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEIXOTO, D. B. ; SOUZA, T. A. ; SOUZA SOBRINHO, C. C. S. . Infâncias e diversidade: a influência da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais. In: III Seminário Internacional Infâncias e Relações Étnico-Raciais - Perspectivas sobre Infância   e Educação Infantil: Diferença, Sociologia da Infância e Relações Étnico‐Raciais, 2014, São Carlos. Perspectivas sobre Infâncias e Educação Infantil - Diferença, Sociologia da Infância e Relações Étnico-Raciais. São Carlos: COMPACTA, 2014. v. 01. p. 09-1107.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Percepções de mulheres negras no universo racista, sexista e classista. In: 3º Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades (CONINTER), 2014, Salvador/BA. ANAIS CONINTER 3, 2014. v. 1 a 21. p. 1-20.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres Negras no Ensino Superior ? As histórias de vida que as constituiram. In: 35a Reunião Anual da ANPED, 2012, Porto de Galinhas. Trabalhos GT21 Educação e Relações Étnico-raciais, 2012.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Resgatando aspectos da organização social da comunidade remanescente de quilombo Chacrinha dos Pretos através da oralidade.. In: IV Seminário Interncional As redes de conhecimentos e tecnologia:práticas educativas, cotidiano e cultura, 2007, Rio de Janeiro. IV Seminário Internacional As redes de conhecimentos e tecnologia:práticas educativas, cotidiano e cultura. Rio de Janeiro/RJ: Laboratório de Educação e Imagem/UERJ, 2007.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A construção da identidade racial na fala de mulheres negras. In: VII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste, 2005, Belo Horizonte/MG. VII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste. Belo Horizonte/MG, 2005.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Reflexões sobre a construção da identidade negra num quilombo pelo viés da história oral. In: 27ª Reunião Anual da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação ? ANPED, 2004, Caxambu/MG. Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação ? ANPED, 2004.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MONTEIRO, R. A. . Comunidade remanescente de quilombo: processo de construção identitária no viés da história oral. In: VI ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 2004, Rio de Janeiro/RJ. VI ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE. Rio de Janeiro/RJ, 2004.

9.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo. In: V ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 2002, Águas de Lindóia/SP. V ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE. Águas de Lindóia/SP, 2002.

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo.. In: 25ª Reunião anual da ANPED - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2002, Caxambu/MG. 25ª Reunião anual da ANPED - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2002.

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial com famílias e professoras em comunidades de remanescentes de quilombos. In: X Colóquio Internacional da Afirse ? I Colóquio Nacional ? Seção Brasileira, 2001, Natal/RN. Heterogeneite, Culture et Education - Heterogeneidade, Cultura e Educação. Natal/RN, 2001.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Desafios na implementação da Educação Escolar Quilombola. In: X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as (X COPENE), 2018, Uberlândia/MG. Livro de Resumos do X COPENE. Uberlândia/MG: Gráfica UFU, 2018. v. 01. p. 01-265.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEIXOTO, D. B. ; SOUZA, T. A. ; SOUZA SOBRINHO, C. C. S. . Infâncias e diversidade: a influência da escola no processo de construção de identidades étnico-raciais. In: Perspectivas sobre Infância e Educação Infantil: Diferença, Sociologia da Infância e Relações Étnico‐Raciais, 2014, São Carlos. Perspectivas sobre Infâncias e Educação Infantil - Diferença, Sociologia da Infância e Relações Étnico-Raciais. São Carlos: COMPACTA, 2014. v. 01. p. 01-76.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres negras e professoras no ensino superior: as histórias de vida que as constituíram. In: V Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as, 2008, Goiânia/GO. Caderno de Resumos do V Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as. Pensamento negro e anti-racismo: diferenciações e percursos. Goiânia/GO: Editora da UCG, 2008. p. 01-217.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARNEIRO, Waldeck . As implicações de ser mulher negra num país racista, capitalista e sexista. In: IV Colóquio Nacional da Afirse - Secção brasileira, 2007, Natal/RN. As implicações de ser mulher negra num país racista, capitalista e sexista. Natal/RN, 2007.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo e identidad. In: CONGRESO PEDAGOGIA 2005. CONGRESO DE ALFABETIZACIÓN Y EDUCACIÓN DE PERSONAS JÓVENES Y ADULTAS, 2005, Havana/CU. Pedagogía 2005 - Encuentro por la unidad de los educadores. Havana: Unidad de publicaciones y servicios multimedias desoft S. A, 2005.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Identidade (s) negra (s): um conceito em construção. In: Congresso Internacional Cotidiano: Diálogo sobre diálogos, 2005, Niterói. Congresso Internacional Cotidiano: Diálogo sobre diálogos. Niterói/RJ, 2005.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e contexto social: um estudo de processos de construção de identidade racial numa comunidade remanescente de quilombo. In: III CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISADORES NEGROS, 2004, São Luis/MA. III Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros - Resumos. São Luis: UFMA/São Luis/MA, 2004. v. 1. p. 3-89.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MONTEIRO, R. A. . Comunidade remanescente de quilombo: processo de construção identitária no viés da história oral. In: VI ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 2004, Rio de Janeiro/RJ. VI ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE. Rio de Janeiro/RJ, 2004.

9.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo hoje: a construção identitária no viés da história oral. In: III SEMINÁRIO NACIONAL - Relações raciais e educação: saberes, políticas e perspectivas, 2003, Niterói/RJ. III SEMINÁRIO NACIONAL - Relações raciais e educação: saberes, políticas e perspectivas. Niterói: Edil Artes Gráficas, 2003.

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo: trajetórias e significados. In: III SEMINÁRIO NACIONAL - Educação e poder: tensões de um país em mudança, 2003, Niterói/RJ. III SEMINÁRIO NACIONAL - Educação e poder: tensões de um país em mudança. Niterói, 2003.

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombos: discutindo trajetória e significados. In: II CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISADORES NEGROS, 2002, São Carlos/SP. De Preto a Afro-descendentes: a pesquisa sobre relações étnico/raciais no Brasil. São Carlos: UPREMA gráfica e editora Ltda., 2002. p. 01-89.

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE A CRIANÇA E O JOVEM NA AMÉRICA LATINA, 2001, Marília/SP. SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE A CRIANÇA E O JOVEM NA AMÉRICA LATINA. Marília/SP: Unesp Marília publicações, 2001.

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo da atuação de famílias e professores no processo de construção da identidade de indivíduos afro-descendentes.. In: Seminário Nacional - Democracia e construção do público no pensamento educacional brasileiro, 2001, Niterói/RJ. Seminário Nacional - Democracia e construção do público no pensamento educacional brasileiro. Niterói/RJ: EDITORA:UFF/Centro de Estudos Sociais Aplicados, 2001.

14.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. L?ecole, la famille et l?identité racialle: une étude sur les processus de construction de l?identité racialle realisée avez les familles et les professeurs dans des communautés de rémanents des ?quilombos?. In: X Colóquio Internacional da Afirse ? I Colóquio Nacional ? Seção Brasileira, 2001, Natal/RN. X Colóquio Internacional da Afirse: Hetérogénéité, Culture et Education. Natal/RN: EDUFRN, 2001. v. 01. p. 143-144.

Artigos aceitos para publicação
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; GOMES, N. L. . DOSSIÊ sobre 'ESTUDOS SOBRE O NEGRO EM EDUCAÇÃO'. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as) - ABPN, 2016.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; DIAS, L. R. . Currículo, Educação Infantil e as Ciências da Natureza: (des) educando para a diversidade racial?. Educação em Foco (Juiz de Fora), 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. 130 anos de abolição e de permanência do racismo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres Afro-descendentes no Magistério Superior. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E EDUCAÇÃO: Questões Sobre Racismo, Preconceito e Discriminação Racial. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; POUBEL, A. G. S. . Um estudo sobre a luta e o reconhecimento da terra em comunidades remanescentes de quilombos: o caso de Machadinha - Quissamã/RJ. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. ?Quilombo e Educação?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A formação da identidade negra no contexto escolar. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Entendendo a construção social do negro no Brasil - a cultura do racismo e o processo de emancipação'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
SOUZA, L. S. A. ; PATROCINIO, J. P. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . ?Manifestações culturais afro-brasileiras ? em foco jongo Tambores de Machadinha/Quissamã?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
POUBEL, A. G. S. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . 'Um estudo sobre a luta e o reconhecimento da terra de comunidades remanescentes de quilombos: o caso de Quissamã - RJ. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Enfrentamento de intolerância na garantia dos direitos e cidadania. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Educação, diversidade e cidadania: Conquistas sociais e Possibilidades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Percepções de mulheres negras no universo racista, sexista e classista. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Os 10 anos da Lei 10.639/2003: conquistas e desafios. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Lei 10.639/3. Avanços, desafios e perspectivas.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PINHO, L. G. . Consciência e respeito: arte da convivência. Respeito à diversidade humana. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PINHO, L. G. . Relações Étnico-Raciais e Educação: desafios e possibilidades. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; VASCONCELOS, V. ; AZEREDO, G. D. . 10 anos da Lei 10.639: os desafios para sua implementação. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEREIRA, Amilcar . Diálogo: Matriz Africana, Escola e Academia. Apresentação dos resultados da oficina.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SANTOS, L. . Corporeidades e musicalidades negras como fator de resistência. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
REIS, Maria Clareth Gonçalves ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Brinquedoteca: que espaço é esse?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Diálogos sobre a construção de materiais de apoio a Educação de Jovens e Adultos no contexto da Educação Quilombola. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Corporeidade e Infâncias: reflexões a partir da Lei 10.639/03. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Diálogos entre saberes e experiências brasileiras. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Reflexões sobre relações étnicorraciais e educação: entre diálogos e silêncios.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . A fotografia das relações étnico-raciais e da educação em quilombos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Análise da produção de Material Didático em EJA (Educação de Jovens e Adultos). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mulheres negras e professoras no ensino superior: as histórias de vida que as constituíram. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Formação continuada de professores que atuam em áreas remanescentes de quilombos. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A educação das relações étnico-raciais: orientações e ações educacionais. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Resgatando aspectos da organização social da comunidade remanescente de quilombo Chacrinha dos Pretos através da oralidade. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . Reflexões sobre relações étnico-raciais, memória e educação em quilombos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . Reflexões sobre relações étnico-raciais, memória e educação em quilombos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A educação das relações étnico-raciais: orientações e ações educacionais. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A pesquisa em Comunidades Quilombolas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Educação, gênero e diversidade étnico-racial. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Identidade negra: um conceito em construção. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A construção da identidade racial na fala de mulheres negras. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Processo de construção de identidade racial em comunidade remanescente de quilombo. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Dia Internacional da Mulher: histórico, conquistas, perspectivas e situação de gênero em alguns momentos históricos e nos dias atuais. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Relatos de um estudo de processos de construção de identidade racial realizado numa comunidade remanescente de quilombo.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. A construção da identidade racial na fala de mulheres negras. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

42.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo e identidad. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Reflexões sobre a construção da identidade negra num quilombo pelo viés da história oraL. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Educação, Cultura e Identidade Negra em Comunidades Remanescentes de Quilombos.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo hoje: a construção identitária no viés da história oral. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo: trajetória e significados. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo: trajetória e significados. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

48.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e contexto social: um estudo de processos de construção de identidade racial numa comunidade remanescente de quilombo. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

49.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Diversidade, contexto escolar: em foco relações raciais na escola. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombo: trajetória e significados. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

52.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e Identidade Racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

53.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Quilombos: discutindo trajetórias e significados. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

54.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial numa comunidade remanescente de quilombo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

55.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

56.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

57.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

58.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Escola, família e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

59.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Arte e educação nas séries iniciais do Ensino Fundamental. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. NKONSONKONSON - Na unidade se encontra a força. Campos dos Goytacaze-RJ, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SOARES, M. R. P. ; COSTA, R. R. S. . Implementação de Educação Escolar Quilombola no Quilombo Machadinha. 2017.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; COSTA, R. R. S. ; SOARES, M. R. P. ; POUBEL, A. G. S. ; BASTOS, F. ; AZEVEDO, N. L. ; UMBELINO , L. F. ; MELO, R. M. ; SOUZA, M. D. . Elaboração do Relatório Antropológico da Comunidade Quilombola Machadinha,. 2017.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NUNES, G. H. L. . Produção do Livro Quilombola. 2008.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Formação continuada de professores que atuam em áreas remanescentes de quilombos. 2008.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . Diagnóstico sobre a Educação Básica nas Áreas Remanescentes de Quilombos do Estado da Bahia. 2008.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Curso de Capacitação: Formação Continuada de Professores que atuam em Áreas Remanescentes de Quilombos. 2008.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NUNES, G. H. L. . Assessoria da Oficina de Produção de material de apoio pedagógico Oficina de Produção de Material de Apoio a Alfabetização Kaingang, Guarani e Quilombola. 2007.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NUNES, G. H. L. ; ROCHA, L. C. ; SCHNORR, G. M. . Consultoria de Implementação de Escola Quilombola na Comunidade Quilombola João Surá. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Parecerista ad hoc Projeto de Pesquisa PIBIC/UENF. 2017.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Membro do CONSUNI - UENF (suplente). 2017.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Membro do Colegiado de Extensão do Centro de Ciências do Homem (CCH) da UENF. 2017.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Membro do Colegiado do Curso de Pedagogia do Centro de Ciências do Homem (CCH) da UENF. 2017.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Parecerista ad hoc Projeto de Pesquisa PIBIC/UENF. 2016.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Parecerista ad hoc Projeto de Extensão Uenf 2016. 2016.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Banca Examinadora de Concurso Público - UFF. 2015.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SANTANA, Nadir Francisca ; VIDAL JÚNIOR, Manuel Vasquez ; VIANA, Alexandre Pio ; MOTA, Ana Beatriz Manhães ; FARINAZO, Márcia Cristina . Membro da Comissão de Análise de Cessão de Áreas Físicas e Transferência da Escola Técnica Agrícola Antônio Sarlo para a UENF. 2012.

9.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Parecerista ad hoc Projeto de Pesquisa do PIBIC/UENF. 2012.

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Parecerista ad hoc Projeto de Pesquisa do PIBIC/UENF. 2011.

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Membro da Comissão eleitoral da Eleição representante do Colegiado Acadêmico - COLAC. 2011.

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; ISTOE, Rosalee Santos Crespo ; SOUZA, Carlos Henrique Medeiros de. ; NEY, Marlon Gomes ; PEIXOTO, Lucas Xavier . Membro do Colegiado do Curso de Pedagogia. 2011.

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PIRES, Bianka ; PEDLOWSKI, Marcos Antônio . Membro da Comissão Eleitoral para Representante dos Docentes no Colegiado Acadêmico - COLAC. 2011.

14.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; TAVARES, Gerson ; TOTTI, Maria Eugênia F. . Membro da Comissão Eleitoral para Eleição de Chefe do Laboratório de Estudos de Educação e Linguagem - LEEL. 2011.

15.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PIRES, Bianka ; PEDLOWSKI, Marcos Antônio . Membro da Comissão Eleitoral para Eleição de Representantes dos Docentes no Conselho Universitário - CONSUNI. 2011.

16.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . RELATÓRIO FINAL da consultoria. 2008.

17.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Capacitadora do Projeto A cor da Cultura. 2006.

18.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . RELATÓRIO PARCIAL da pesquisa "Permanência da População Negra no Ensino Superior: significado, práticas e perspectivas".. 2006.

19.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio . RELATÓRIO FINAL da pesquisa "Permanência da População Negra no Ensino Superior: significado, práticas e perspectivas". 2006.

20.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. 4º Concurso de Dotações de Pesquisa sobre Negro e Educação. 2005.

21.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. RELATÓRIO PARCIAL da pesquisa "Escola e contexto social: um estudo de processos de construção da identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo". 2002.

22.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. RELATÓRIO FINAL da pesquisa "Escola e Identidade Racial: um estudo de processos de construção da identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo. 2002.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. EncresCampos promove encontro no Jardim São Benedito. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Documentário TV Câmara Campos dos Goytacazes. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. PGM 10: Corporeidade - Canal Futura. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Fórum pela Alfabetização. 2007. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Educação Quilombola. 2006. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Jornal da Rede de TV Canal Futura. 2005. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Revista de Extensão da UENF, v. 2, n. 2, abril de 2016. 2016. (Editoração/Periódico).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Revista de Extensão da UENF Vol. 2, n. 3, agosto de 2016. 2016. (Editoração/Periódico).

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Relatório Técnico PROC. E-26/111.151/2012. 2015. (Relatório de pesquisa).

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Corporeidade, música e dança na cultura africana e afro-brasileira. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NUNES, G. H. L. . Experiências de Alfabetização de Jovens, Adultos e Idosos nos Quilombos. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - LIVRO).

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Relações étnico-raciais e educação: reflexões, vivências e perspectivas. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais e Promoção das Africanidades na Escola. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NUNES, G. H. L. . Oficina de Produção de Material de Apoio a Alfabetização Kaingang, Guarani e Quilombola. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
BENIGNO ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Oficina - Arte e Ludicidade: a unimultiplicidade e sua metodologias. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - "Reflexões sobre a construção da identidade negra". 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina "Reflexões sobre processos de construção da identidade negra" - IV FÓRUM DE INVESTIGAÇÃO QUALITATIVA ? III Painel Brasileiro/Alemão de pesquisa. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Dança e teatro: em cena ?auto-estima de corpo e alma". 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Dança e teatro: em cena ?auto-estima de corpo e alma. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Arte na escola: em cena o jogo teatral. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina de Teatro do PROCAP. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Teatro para crianças ? iniciantes. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

17.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Teatro para adultos ? iniciantes. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

18.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina de Teatro. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

19.
FOGACA, A. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Ensino agrotécnico: análise da estrutura do desempenho e da articulação com o setor produtivo. 1997. (Auxiliar de Pesqusa).

20.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Curso de Teatro para Escola Experimental de Artes da Casa de Cultura de Viçosa. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

21.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Monitora do Curso de Teatro do Projeto PROEX/MEC. 1996. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

22.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina - Expressão corporal: dinâmica da libertação. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

23.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Oficina de Teatro na 3ª Semana do Folclore. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

24.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Teatro e coreografia. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. CAMALEÃO E AS BATATAS MÁGICAS. 1998 (PRODUTORA, ATRIZ e DIRETORA).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. MORTE E VIDA SEVERINA. 1994 (ATRIZ e PRODUTORA).

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. POEMAS DIVERSOS. 1992 (INTÉRPRETE).

Demais trabalhos
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Presidente do Centro Acadêmico de Letras da UFV. 1992 (Presidente do Centro Acadêmico de Letras da UFV) .

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Coordenadora Cultural do DCE da Universidade Federal de Viçosa (UFV). 1992 (Coordenadora Cultural do Diretório Central dos Estudantes da UFV) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PINHEIRO, M. L.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; FARIAS, P. S.; BURDICK, J. S.. Participação em banca de Rômulo Barreto da Mata. O amor tem cor? Um estudo sobre relações afetivo-sexuais inter-raciais na cidade de Campos dos Goytacazes. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MONTEIRO, R. A.; AMARAL, S. C.; ANDRE, B. P.. Participação em banca de Ângelo Moreira Arruda. Cidadania e sentimento de pertencimento da criança: participação da escola na construção das práticas cidadãs desde a infância. 2016. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LEAO, G. M.; GOMES, N. L.; JESUS, R. E.. Participação em banca de Aline Neves Rodrigues Alves. Juventude Quilombola: Projetos de vida, sonhos comunitários e luta pelo reconhecimento. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação - Conhecimento e Inclusão Social) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MESQUITA, W. A. B.. Participação em banca de Bárbara Hilda Crespo Prado de Carvalho. Comunidade remanescente de quilombo da Rasa: Uma abordagem das relações de identificações étnica e religiosa. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, G. T.; OLIVEIRA, E. C.; CAETANO, R. C.. Participação em banca de Leonardo Faé de Almeida. PROJOVEM Campos Saberes da Terra Capixaba: propostas e resultados na elevação de escolaridade e na qualificação social e profissional. 2014. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, G. T.; BEDIM, J. G. L.; ANDRE, B. P.. Participação em banca de Décio Nascimento Guimarães. Inclusão Escolar: contribuições à formação de pedagogos. 2014. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MARTINEZ, S. A.; CARMO, G. T.; PINHO, L. G.. Participação em banca de Clarissa Menezes de Souza. O significado do PROEJA segundo professores e alunos do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Fluminense. 2013. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; AZEVEDO, Sérgio de.; LIFSCHITZ, Javier.; LEITÃO, Márcia. Participação em banca de Fernanda Conceição de Souza Bastos. Cultura, política e os fazeres da Comissão Pastoral da Terra (CPT). 2012. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LÔBO, Yolanda Lima; CHAVES, M. W.; MORALES, W.. Participação em banca de Angellyne Moço Rangel. Permanências ou reconversões? Caminhos de formação em cursos de pedagogia no município de Campos dos Goytacazes pós resolução CNE/CP N. 1/2006. 2012.

Qualificações de Mestrado
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CEZAR, L. S.; NASCIMENTO, G.; AZEVEDO, I. S.. Participação em banca de Tarianne da Silva Pinto Bertoza. Resistência Cantada: Mestra Jongueira Noinha e as Dimensões Políticas do Jongo em Campos dos Goytacazes ? RJ. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Políticas Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; ALMEIDA, E. T. V.; CRUZ, J. L. V.. Participação em banca de Pauline Aparecida Idelfonso Ferreira da Silva. Relações geracionais, consubstancialidade e mobilidade social: trajetória das mulheres negras no mercado de trabalho em Campos dos Goytacazes. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional) - Universidade Federal Fluminense.

3.
MALAGOLI, M. A. S.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; SANTOS, E. V. M.. Participação em banca de Marcelo Cavalcanti Vianna. Caminhos da Educação do Campo na agenda governamental em Campos dos Goytacazes-RJ: Iniciando o diálogo. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional) - Universidade Federal Fluminense.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CEZAR, L. S.; AZEVEDO, N. L.. Participação em banca de Alan Gomes da Silva Poubel. Um estudo sobre o reconhecimento e a luta pela terra na comunidade remanescente de quilombo Machadinha - Quissamã. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia Política) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

5.
PINHO, L. G.; CEZAR, L. S.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; GANTOS, M. C.. Participação em banca de Simone Machado Athayde. Estudo sobre as tecnologias sociais na comunidade quilombola de Monte Alegre: conhecer para valorizar. 2013.

6.
ANDRE, B. P.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, G. T.. Participação em banca de Décio Nascimento Guimarães. Inclusão Escolar: contribuições à formação de pedagogos. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Cognição e Linguagem) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MELO, W. S.; CORREA, J. B.; SILVA, L. D. T. A.. Participação em banca de Maria Inês da Silva Nascimento.O brincar na Educação Infantil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MELO, W. S.; SILVA, L. D. T. A.. Participação em banca de Roberto Carlos Pereira.A Importância da Contação de Histórias Infantis às Crianças de Zero a Cinco Anos.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SILVA, L. S.; BETTA, T. E. L.. Participação em banca de Gabriel Ângelo Gomes Trindade.A Produção do Discurso Jornalístico dos Periódicos Folha da Manhã e o Diário Sobre a Greve dos Professores do Estado do Rio de Janeiro em 2016. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MORAES, C. L.; SILVA, L. D. T. A.. Participação em banca de Menediana Mota André Valério de Oliveira.Reflexões sobre as Práticas Pedagógicas Realizadas no Espaço Lúdico Brinquedoteca/Uenf. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PAES, S. M.; ANDRE, B. P.. Participação em banca de Isabela de Oliveira Santos.A Contação de Histórias na Educação Infantil. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

6.
VASCONCELOS, V. L.; AZERE, G. D.; REIS, Maria Clareth Gonçalves. Participação em banca de Deisimara Barreto Peixoto e Francine de Souza Machado.Gestão Escolar e Educação Étnico-Racial: orientações para uma gestão afirmativa. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pós-Graduação em Gestão Escolar) - Instituto Superior de Educação Prof. Aldo Muylaert.

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SILVA, R. M.; TIMOTEO, G. M.. Participação em banca de Beatriz Helena Pinheiro.?Educação Inclusiva no ensino regular: avanços e percalços. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

8.
SILVA, R. M.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.. Participação em banca de Francielle Nunes de Sousa.?A formação docente na perspectiva da Educação Inclusiva?. 2015 - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

9.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.; TIMOTEO, G. M.. Participação em banca de Bethânia Alvarenga Montanha Castro Koch Torres.?A arte como instrumento didático-pedagógico?. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

10.
SILVA, R. M.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; ANDRE, B. P.. Participação em banca de Glória Júlia Soares dos Santos Pinto.?As políticas de inclusão dos alunos do pré-escolar no atendimento educacional especializado na Rede Municipal de Campos dos Goytacazes: Mito ou realidade?. 2015 - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.; CARMO, G. T.. Participação em banca de Erivelton Sobreira Júnior.Capoeira na escola: uma proposta para a implementação da Lei 10.639/03. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, G. T.; PINHO, L. G.. Participação em banca de Juliana Ferreira Rangel.Creche: meio de interação e desenvolvimento físico, cognitivo e social. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MOURA, S. A.; MADONATO, R.. Participação em banca de Nilcéia França Tavares.A importância da contação de histórias na Educação Infantil. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

14.
MARTINEZ, Sílvia Alícia.; NASCIMENTO, G.; REIS, Maria Clareth Gonçalves. Participação em banca de Francine de Souza Machado.Educação no Campo - Relato de uma Experiência no Assentamento Zumbi dos Palmares. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

15.
NASCIMENTO, G.; PINHO, L. G.; REIS, Maria Clareth Gonçalves. Participação em banca de Viviane Barboza dos Santos.Possibilidades e desafios do cumprimento da Lei 10.639/03 com enfoque no projeto Batuque aí - Escola Municipal Francisco de Assis-RJ. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

16.
LUQUETTI, E. C. F.; REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, Gérson Tavares do.. Participação em banca de Luciana Soares Marques.Um estudo sobre a leitura e escrita através do ou pelo método das boquinhas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

17.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.; ANDRE, B. P.. Participação em banca de Regina Brunichilli Cabral Bulhões.Música na Escola? O Desafio do Ensino de Música após a Lei 11.769/2008. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

18.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CARMO, Gérson Tavares do.; CRISPIM, E.. Participação em banca de Camila da Silva Romão.Mapeamento da Educação de Surdos no Município de São João da Barra. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

19.
ISTOE, Rosalee Santos Crespo; REIS, Maria Clareth Gonçalves; MANHAES, F. C.; VIANA, M. R.. Participação em banca de Márcia Regina Pacheco Soares.Educação na Terceira Idade. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

20.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.; LÔBO, Yolanda Lima. Participação em banca de Alcimere Maria da Mata Siqueira.O programa Mais Educação nas Escolas Municipais em Campos dos Goytacazes: um estudo exploratório. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

21.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEIXOTO, Maria Evacyra Viana; TAVARES, Gerson; PEIXOTO, Maria Cristina dos Santos. Participação em banca de Beatriz Azeredo de Oliveira.Alguns percalços da prática pedagógica da educação infantil: o caso da cheche Getúlio Vargas em Campos dos Goytacazes-RJ. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

22.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; NASCIMENTO, G.; PEIXOTO, Maria Cristina dos Santos. Participação em banca de Ana Carolina de Sousa Vaz.O ensino de arte em escolas estaduais de Campos dos Goytacazes (RJ): um mapeamento sobre o ensino de arte. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

23.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; PEIXOTO, M. C. S.; NASCIMENTO, G.. Participação em banca de Ana Carolina de Sousa Vaz.O ensino de Arte em Campos dos Goytacazes. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

24.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; TAVARES, Gerson; PEIXOTO, Maria Cristina dos Santos. Participação em banca de Beatriz Azeredo de Oliveira.Dilemas e percalços da prática Pedagógica na Educação Infantil: O caso da Creche Getúlio Vargas em Campos Dos Goytacazes/RJ. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

25.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CRISPIM, E.; TAVARES, Gerson. Participação em banca de Cristiane Vianna.As concepções de alfabetização de jovens e adultos presentes nos livros didáticos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

26.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Magna Cristina Nunes Santana.A contribuição da gestão democrática para a transformação das práticas avaliativas.. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

27.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Daiana Santos Sabino.Diversidade étnica no cotidiano da escola: um estudo de projetos e práticas em uma escola pública do município do Rio de Janeiro. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

28.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Simone de Jesus Bernardo.Escola participativa: que espaço é esse?. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

29.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Sylvia Lopes Moreira.Gestão escolar e democracia: limites e possibilidades de práticas no contexto escolar.. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

30.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Lúcia Helna Cardoso.O gestor escolar e o projeto político-pedagógico: um estudo sobre concepções e práticas numa escola pública do Rio de Janeiro. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

31.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Gleice Aparecida da Silva Pereira Passos.O lugar da população negra na história da educação brasileira: alguns apontamentos. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

32.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Gilberto César de Alencar.O processo educacional e a exclusão da população negra no mercado de trabalho. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

33.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Maria da Glória da Fonseca Lopes.Ser negro (a) no mercado de trabalho: o olhar da empresa W. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

34.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Participação em banca de Maria Regina Rodrigues.O papel do pedagogo nas organizações não-escolares. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estácio de Sá.

35.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MEDEIROS, Andrea Borges de. Participação em banca de Marivalda Abigail Rofino.Relações raciais na escola: uma perspectiva de análise a partir do livro de literatura infantil. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade Federal de Juiz de Fora.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos para a Carreira de Magistério Superior. 2015. Universidade Federal Fluminense.

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos para a Carreira de Magistério Superior área de conhecimento LÍNGUA PORTUGUESA. 2015. Universidade Federal Fluminense.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MOREIRA, A. R. C. P.; REIS, A. C.; GUIMARAES, P. V.; RANGEL, S. O. C.. Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos para a carreira de Magistério Superior. 2015. Universidade Federal Fluminense.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; LIMA, M. B.. Banca Examinadora do Concurso Público de Provas e Títulos para a Carreira de Magistério Superior área de conhecimento EDUCAÇÃO. 2014. Universidade Federal Fluminense.

Outras participações
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CRISPIM, E.; ANDRE, B. P.. Processo de Seleção de Bosa de Apoio ao Ensino das disciplinas PORTUGUÊS E INGLÊS INSTRUMENTAL. 2012. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

2.
CRISPIM, E.; ANDRE, B. P.; REIS, Maria Clareth Gonçalves. Processo de Seleção de Bosa de Apoio ao Ensino da disciplina LIBRAS. 2011. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; CRISPIM, E.; ANDRE, B. P.. Processo de Seleção de Bosa de Apoio ao Ensino da disciplina PORTUGUÊS INSTRUMENTAL. 2011. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MAIWORM-WEIAND, Abilio; LÚCIA, Maria; MARIA, Dulce. XII SALÃO UNIVERSITÁRIO DE EXPRESSÃO E CRIATIVIDADE - SUEC - ÁREA DE LITERATURA. 1995. Universidade Federal de Viçosa.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII CONINTER. Dilemas da Salvaguarda de Saberes Tradicionais: Estudo de Caso do Jongo em Campos dos Goytacazes-RJ. 2018. (Congresso).

2.
X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as ? X COPENE. Desafios na implementação da Educação Escolar Quilombola. 2018. (Congresso).

3.
X Congresso Nacional de Pesquisadores/as Negros/as - X COPENE. Desafios na implementação da Educação Escolar Quilombola,. 2018. (Congresso).

4.
XVI Congresso Internacional ALADAA. Percibirse negra en un universo sexista y racista. 2018. (Congresso).

5.
II Congresso de Pesquisadores(as) Negros(as)-Região Sudeste. Educação Escolar Quilombola: desafios para uma implementação participativa na Comunidade Quilombola Machadinha/RJ. 2017. (Congresso).

6.
II Congresso de Pesquisadores(as) Negros(as)-Região Sudeste. Embates na implementação do artigo 26-A da LDB 9394/96: as dificuldades em sua execução na cidade de Campos dos Goytacazes. 2017. (Congresso).

7.
IX COPENE ? Congresso Brasileiro de Pesquisadores(as) Negros(as). Um estudo sobre a luta e o reconhecimento da terra de comunidades remanescentes de quilombos - O caso de Machadinha/Quissamã/RJ. 2017. (Congresso).

8.
Encontro Nacional do PARFOR - A Formação e a Ação dos Professores da Educação Básica. 2016. (Encontro).

9.
Por uma Frente Democrática em Campos.O NEABI/UENF no contexto da democracia em Campos e região. 2016. (Encontro).

10.
Semana Unificada da Consciência Negra. 2016. (Outra).

11.
VII Seminário Nacional de Sociologia e Política.Debatendo identidades de gênero, raça e classe na percepção de mulheres negras. 2016. (Seminário).

12.
Diálogos Diaspóricos - Diversidade e Identidade - Encontro Comemorativo dos 30 anos do NEAB/UFMA.Quilombos e Educação. 2015. (Encontro).

13.
I COPENE Sudeste - Congresso Pesquisadores Negros/as -. Um estudo sobre A Luta e o reconhecimento da terra de Comunidades Remanescentes de Quilombos: O Caso de Machadinha - Quissamã/Rj. 2015. (Congresso).

14.
Congresso Internacional Interdisciplinar em Sociais e Humanidades - CONINTER. Percepções de mulheres negras no universo racista, sexista e classista. 2014. (Congresso).

15.
Formatura do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF.Professora homenageada pela turma de formandas do curso de pedagogia. 2012. (Outra).

16.
Fórum Educação Afirmativa Sankofa.Diálogo: Matriz Africana, Escola e Academia. Apresentação dos resultados da oficina.. 2012. (Encontro).

17.
A Cor da Cultura.Corporeidades e infâncias: reflexões a partir da Lei 10.639/03. 2011. (Encontro).

18.
Congresso Infâncias e brinquedos de ontem e hoje. Brinquedoteca: que espaço é esse?. 2011. (Congresso).

19.
Congresso Infâncias e brinquedos de ontem e hoje. 2011. (Congresso).

20.
II Seminário Educação Popular, Movimentos Sociais e Formação de Professores: diálogos entre saberes e experiências brasileiras.A educação quilombola no contexto da luta pela terra e preservação das tradições culturais. 2011. (Seminário).

21.
VI Congresso Brasileiro de Pesquisadores(as) Negros(as). 2010. (Congresso).

22.
Curso Marx e o Marxismo 2009. 2009. (Outra).

23.
V Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros. Mulheres negras e professoras no ensino superior: as histórias de vida que as constituíram. 2008. (Congresso).

24.
IV Colóquio Nacional da AFIRSE - Seção Brasileira.As implicações de ser mulher negra num país racista, capitalista e sexista. 2007. (Outra).

25.
IV Seminário Internacional "As redes de conhecimentos e a tecnologia: práticas educativas, cotidiano e cultura".Resgatando aspectos da organização social da comunidade remanescente de quilombo Chacrinha dos Pretos através da oralidade. 2007. (Seminário).

26.
I Encontro de Pesquisadores - Pesquisa. 2006. (Encontro).

27.
II Encontro de Pesquisadores - Pesquisa "Permanência da População Negra no Ensino Superior". 2006. (Encontro).

28.
IV CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISADORES NEGROS. SIMPÓSIO III: Educação, gênero e diversidade étnico-racial. 2006. (Congresso).

29.
Seminário Gênero e Etnia. 2006. (Seminário).

30.
Seminário O Negro e a Educação: as ações afirmativas e a Lei 10.639/03 do Projeto MEC/SESu UNIAFRO. 2006. (Seminário).

31.
Congresso Internacional "Cotidiano - Diálogos sobre Diálogos". Identidade (s) negra (s): um conceito em construção. 2005. (Congresso).

32.
PEDAGOGÍA 2005: Encuentro por la unidad de los educadores - 1er Congresso Mundial de Alfabetizacion.Quilombo e identidad. 2005. (Encontro).

33.
Seminário As muitas faces de Pedro. 2005. (Seminário).

34.
VII Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste/ANPED.A construção da identidade racial na fala de mulheres negras. 2005. (Encontro).

35.
27ª Reunião Anual da ANPED.Reflexões sobre a construção da identidade negra num quilombo pelo viés da história oral. 2004. (Outra).

36.
III Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros(as). Educação, cultura e identidade negra em comunidades remanescentes de quilombos.. 2004. (Congresso).

37.
IV Seminário "Universidade Pública: conhecimento e projeto de País". 2004. (Seminário).

38.
Seminário "Quilombos no Brasil: terra, cultura, educação e sustentabilidade".Quilombo: trajetória e significados. 2004. (Seminário).

39.
III Seminário "Relações Raciais e Educação: saberes, políticas e perspectivas".Quilombo hoje: a construção identitária no viés da história oral. 2003. (Seminário).

40.
III Seminário Nacional - Educação e Poder: tensões de um país em mudança.QUILOMBOS: trajetórias e significados. 2003. (Seminário).

41.
II Seminário Internacional. 2003. (Seminário).

42.
II Seminário Internacional "As redes de conhecimentos e a tecnologia: imagem e cidadania". 2003. (Seminário).

43.
Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFJF. 2003. (Seminário).

44.
25ª Reunião Anual da ANPED.Escola e identidade racial: estudo dos processos de construção da identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo.. 2002. (Outra).

45.
Colóquio "Questões atuais na investigação etnográfica". 2002. (Outra).

46.
II Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros. Quilombos: discutindo trajetória e significados. 2002. (Congresso).

47.
III Fórum de Investigação Qualitativa. 2002. (Outra).

48.
Seminário do Concurso Negro e Educação. 2002. (Seminário).

49.
Seminário Racismo no Brasil. 2002. (Seminário).

50.
V Encontro de Pesquisa em Educação da Região Sudeste.Escola e identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo. 2002. (Encontro).

51.
24ª Reunião Anual da ANPED.Escola e identidade racial: estudo dos processos de construção da identidade racial em uma comunidade remanescente de quilombo.. 2001. (Outra).

52.
II Seminário "Relações Raciais e Educação: a produção dos saberes e práticas pedagógicas".Escola e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Seminário).

53.
I Seminário do II Concurso Negro e Educação. 2001. (Seminário).

54.
Painel de Investigação Qualitativa: crianças e adolescentes em perspectiva. 2001. (Outra).

55.
Seminário Internacional sobre a Criança e o Jovem na América Latina.Escola, família e identidade racial: um estudo dos processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Seminário).

56.
Seminário Nacional - Democracia e construção do público no pensamento educacional brasileiro.Escola, família e identidade racial: um estudo da atuação de famílias e professores no processo de construção da identidade de indivíduos afro-descendentes?.. 2001. (Seminário).

57.
X Colloque International de L'AFIRSE.Escola, família e identidade racial: um estudo de processos de construção de identidade racial com famílias e professores em uma comunidade remanescente de quilombo. 2001. (Outra).

58.
I Encontro do SIMAVE. 2000. (Encontro).

59.
II Fórum de Investigação Qualitativa. 2000. (Outra).

60.
I Seminário Internacional de Avaliação Educacional. 2000. (Seminário).

61.
Semana da Educação. 2000. (Outra).

62.
Semana Pedagógica. 1998. (Outra).

63.
I Colóquio de Filosofia e Filosofia da Educação. 1997. (Outra).

64.
Conferência Regional de Educação. 1996. (Outra).

65.
I Seminário de Literatura Infantil. 1995. (Seminário).

66.
I Congresso IInternacional de Educação Piagetiana. 1984. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MIRANDA, S. ; SILVA, G. C. ; MIRANDA, C. ; GOMES, L. L. S. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Encontro de Área Científica - I Encontro de pesquisadores/as quilombolas e não quilombolas com lideranças representativas dos quilombolas no COPENE 2018. 2018. (Congresso).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; VASCONCELOS, V. ; ALMEIDA, L. S. ; BERTOZA, T. S. P. ; MELO, W. S. . VI Aniversário do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas da UENF e VIII edição do OLHARES África ? Brasil. 2018. (Outro).

3.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. X Congresso Brasileiro de Pesquisadores/as Negros/as ? X COPENE. 2018. (Congresso).

4.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. V Jornada Universitária pela Reforma Agrária - JURA. 2018. .

5.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Coordenação do GT Educação quilombola e indígena no contexto da luta pela terra e preservação da memória. 2017. (Outro).

6.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; DAMIAO, F. J. . Coordenação do GT Infância(s) negra(s): culturas e interseccionalidades. 2017. (Outro).

7.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; COSTA, R. R. S. ; SOARES, M. R. P. . Curso Formação para a implementação da Educação Escolar Quilombola. 2017. (Outro).

8.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SOARES, M. R. P. ; COSTA, R. R. S. . Curso de Formação em Educação Escolar Quilombola. 2017. (Outro).

9.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. V Aniversário do NEABI/UENF. 2017. (Outro).

10.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. II Congresso de Pesquisadores(as) Negros(as) da Região Sudeste. 2017. (Congresso).

11.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; GONCALVES, P. R. . I Conexão Hip Hop UENF. 2016. (Outro).

12.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; RISSO, S. ; SANTOS, A. ; VASCONCELOS, V. ; PAES, S. . Semana Unificada da Consciência Negra. 2016. (Outro).

13.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. IV ANIVERSÁRIO DO NEABI_?Desafios e Possibilidades do Ensino da História, Cultura e Arte Africana, Afro-Brasileira e Indígena na Escola?. 2016. (Outro).

14.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Mesa Redonda ?Relações raciais no contexto da diversidade?. 2015. (Outro).

15.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Semana Unificada do Negro -. 2015. (Outro).

16.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. III Aniversário do NEABI/UENF. 2015. (Outro).

17.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. II ANIVERSÁRIO DO NEABI - "Relações Raciais no Brasil - entre ações e tensões". 2014. (Outro).

18.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. "III semana do Idoso? do projeto Terceira Idade em Ação. 2014. (Outro).

19.
VASCONCELOS, V. ; AZEREDO, G. D. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Olhares África Brasil - 10 anos da Lei 10.639/2003: os desafios para a sua implementação. 2013. (Outro).

20.
MADONATO, R. ; NASCIMENTO, G. ; MOURA, S. A. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves . Ciclo de Palestras - Conferência Nacional de Educação/Plano Nacional de Educação. 2013. (Outro).

21.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; VASCONCELOS, V. ; PAES, S. ; RANGEL, J. ; PEIXOTO, D. B. ; BATISTA, R. ; BATISTA, A. L. ; TOMAZ, D. ; BASTOS, F. . I Aniversário do NEABI - Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas. 2013. (Outro).

22.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. I Seminário ?Extensão Universitária em Debate?. 2013. (Outro).

23.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. "II semana do Idoso" do projeto Terceira Idade em Ação. 2013. (Outro).

24.
FELIX, A. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves ; VIEIRA, L. M. D. . Congresso Nacional de Estudantes de Agronomia. 2013. (Congresso).

25.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. MESA REDONDA - Educação e Relações Étnico-Raciais: em foco a Lei 10.639/03.. 2012. (Outro).

26.
VASCONCELOS, V. L. ; ROSA, A. M. S. A. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves ; PINHO, L. G. . Coordenação do Projeto Olhares África Brasil. 2012. (Outro).

27.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; MENDES, A. P. . Moderadora da mesa Ações Afirmativas: um balanço da conjuntura da luta contro o racismo no Brasil. 2012. (Outro).

28.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Coordenação da sessão de Comunicação Oral do Congresso Internacional "Cotidiano - Diálogos sobre diálogos". 2005. (Congresso).

29.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Coordenação da Mesa Redonda Educação, Cultura e Identidade Negra no III Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros. 2004. (Congresso).

30.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Membro da Equipe de Apoio do III Fórum de Investigação Qualitativa. 2002. (Outro).

31.
MELO, M. P. C. E. ; FOGACA, A. ; REIS, Maria Clareth Gonçalves ; BARBOSA, M. E. . I Encontro do SIMAVE - Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública. 2000. (Outro).

32.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Teatro: Camaleão e as batatas mágicas. 1998. (Outro).

33.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. RECREARTE - Recreação e arte. 1997. (Outro).

34.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; VITARELLI, Ronaldo ; OSAQUE, Paulo . Teatro: Morte e Vida Severina. 1994. (Outro).

35.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. FESTVELHO - Festival Cultural do Velho. 1993. (Festival).

36.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. Coordenadora da Oficina de Dança Afro-brasileira. 1993. (Outro).

37.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. FESTVELHO - Festival Cultural do Velho. 1992. (Festival).

38.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. I COMPOR - Concurso de poesias, contos e crônicas da Universidade Federal de Viçosa. 1992. (Concurso).

39.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. FESTVELHO - Festival Cultural do Velho. 1991. (Festival).

40.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. I Mostra Cultural da Coopasul - Cooperativa de Consumo. 1991. (Exposição).

41.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. FESTVELHO - Festival Cultural do Velho. 1990. (Festival).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Tarianne da Silva Pinto Bertoza. Resistência Cantada: Mestra Jongueira Noinha e as Dimensões Políticas do Jongo em Campos dos Goytacazes ? RJ. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Waldelilo Santos de Melo. ?O GRITO NEGRO?: A CONSTITUIÇÃO DO GRUPO DE CONSCIÊNCIA NEGRA YLÁ-DUDU DE ANGRA DOS REIS. Início: 2018. Tese (Doutorado em Políticas Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Alan Gomes da Silva Poubel. Estudo sobre a luta, o reconhecimento e a titulação da terra de remanescentes de quilombos: um estudo de caso da comunidade Machadinha. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Luciane Detoni. As contribuições da música e dança africana e afro-brasileira na construção cultural de nosso país. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação para as Relações Étnico-Raciais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

2.
Édina Ponsoni. Expressões afro-brasileiras como princípio educativo. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação para as Relações Étnico-Raciais) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Gabriel Ângelo Gomes Trindade. A Produção do Discurso Jornalístico dos Periódicos Folha da Manhã e o Diário sobre a Greve dos Professores do Estado do Rio de Janeiro em 2016. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

2.
Ellen Mara Gagliano. Desafios que florescem e inspiram poesias. Biografia de uma mulher negra quilombola. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

3.
Julien Reis Ossola. DIVERSIDADE DE GÊNERO E SEXUALIDADE NA INFÂNCIA: Uma análise a partir de relatos de ex-alunos gays nos primeiros anos do Ensino Fundamental I. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

4.
Silvana Manhães Faísca de Carvalho. A importância de jogos e brincadeiras no desenvolvimento de crianças de 7 a 10 anos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

5.
Juliana Ferreira Rangel. Creche: meio de interação e desenvolvimento físico, cognitivo e social. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

6.
Erivelton Sobreira Júnior. Capoeira na escola: uma proposta para a implementação da Lei 10.639/03. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

7.
Queli Alves Francisco. FAMÍLIA E ESCOLA: A importância do vínculo entre essas duas instituições.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

8.
Ana Valéria Boniolo Medeiros. A construção da aprendizagem pelo lúdico. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

9.
Tatiane Almeida de Souza. A Representação do Negro no Livro Didático: em foco os Livros Didáticos da Educação Infantil do Grupo Expoente aplicados na Rede Pública de Campos dos Goytacazes. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

10.
Nathália Barros Pessanha. Relações Étnico-Raciais na Educação Infantil: experiências e vivências com um olhar na escola privada. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.

11.
Ruana de Souza Batista. As ações afirmativas no contexto social brasileiro: uma abordagem sobre as cotas raciais na UENF. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Orientador: Maria Clareth Gonçalves Reis.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
REIS, Maria Clareth Gonçalves; SANTOS, L. . Corporeidades e musicalidades negras como fator de resistência. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
REIS, Maria Clareth Gonçalves. RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E EDUCAÇÃO: Questões Sobre Racismo, Preconceito e Discriminação Racial. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


APROVAÇÃO EM CONCURSOS/SELEÇÕES:
- Seleção de bolsista recém-doutor PRODOC/CAPES da Universidade Federal Fluminense, 2009
- Seleção Consultoria em Educação Quilombola; MEC/SECAD/PNUD, 2008
- II Concurso Negro e Educação; ANPED/AÇÃO EDUCATIVA, 2001
- Seleção do Mestrado da Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, 1999
- Seleção para professor substituto na área de Didática e Prática de Ensino, UFSCAR, 1999



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/01/2019 às 19:49:00