Maria de Lourdes Góes Araújo

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7603331162017231
  • Última atualização do currículo em 31/01/2018


Possui graduação em Enfermagem pela Escola de Enfermagem São Vicente de Paula (1975) e mestrado em Saúde Pública pela Universidade Estadual do Ceará (2000). Foi coordenadora do Projeto Hospital da Mulher de Fortaleza, sendo responsável pela implantação do modelo de gestão e confecção de protocolos clínicos e de gestão do mesmo; está aposentada como professora adjunta da Universidade Regional do Cariri., onde ministrou; as disciplinas: enfermagem em saúde coletiva II, saúde e cidadania, saúde e meio ambiente. Orientou trabalhos de conclusão de curso, pesquisas e projetos de extensão, no qual destaca o Projeto Flor de Jitirana que criou o observatório da violência e dos Direitos Humanos no Cariri Tem experiência na área de saúde, com ênfase em Saúde Pública/ saúde coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: mulher, gênero, direitos sexuais e reprodutivos; violencia e gestão de serviços de saúde. Tem também experiências com ONG especialmente de mulheres e feminista. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Maria de Lourdes Góes Araújo
Nome em citações bibliográficas
ARAÚJO, M. L. G.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Regional do Cariri, centro de ciencias da saude.
Rua Coronel Antônio Luis
Pimenta
63100000 - Crato, CE - Brasil - Caixa-postal: 63105160
Telefone: (88) 31021222
URL da Homepage: http://www.urca.com.br


Formação acadêmica/titulação


1997 - 2000
Mestrado em Saúde Pública.
Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.
Título: Sofrimento Psíquico e Seca : drama de existência, de sofrimento e de classe,Ano de Obtenção: 2000.
Orientador: José Jackson Coelho Sampaio.
Grande área: Ciências da Saúde
Setores de atividade: Saúde Humana.
2014 - 2015
Especialização em Especialização em Docência na Saúde. (Carga Horária: 360h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: REPENSANDO A PRÁTICA EM SAÚDE COLETIVA: AMPLIANDO HORIZONTES, RESSIGNIFICANDO OS SABERES.
Orientador: Simone da Nóbrega Tomaz Moreira2.
2008 - 2009
Especialização em curso de gestão de sistemas e serviços de saúde. (Carga Horária: 405h).
universidade estadual de campinas/secretaria municipal de saúde Fortaleza, UNICAMP, Brasil.
Título: hospital da mulher de Fortaleza: construindo o modelo de gestão - perspectivas e desafios.
Orientador: Eduardo Alves Melo.
1996 - 1996
Especialização em Curso Postitulo en genero, educacion y desarrollo.
servicio universitario Mundial - Coordenadira Regional Para America Latina, SUM, Chile.
Título: sem monografia.
1990 - 1991
Especialização em CursodeFormação emTécnicasAplicadas emPsicodrama.
Associação Brasileira de Psicodrama, ABPS, Brasil.
1985 - 1985
Especialização em Curso de Formação em Psicodrama Pedagógico.
Grupo de Estudos deTécnicas Psicodramáticas, GETEP, Brasil.
1983 - 1983
Especialização em Curso de Especialização em Saúde Materno Infantil. (Carga Horária: 390h).
Universidade de Saúde Pública de São Paulo, USP-SP, Brasil.
1979 - 1980
Especialização em Curso Básico de Saúde Pública. (Carga Horária: 800h).
Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
1976 - 1977
Especialização em Enfermagem em Saúde Pública. (Carga Horária: 360h).
Universidade Federal do Ceará, UFC, Brasil.
1971 - 1975
Graduação em Enfermagem.
Escola de Enfermagem São Vicente de Paula, EESVP, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Competências do currículo das residencias em saude. (Carga horária: 40h).
Escola de Saúde Pública do Ceará, ESP/CE, Brasil.
2012 - 2012
Capacitação de Formação em atenção as mulheres e a. (Carga horária: 58h).
Sociedade para o Bem estar Familiar, BEMFAM, Brasil.
2012 - 2012
Atenção as mulheres e adolescentes- violenciam. (Carga horária: 58h).
Bem-estar familiar no Brasil, BEMFAM, Brasil.
2006 - 2006
Seminario de capacitação das equipes dos serviços. (Carga horária: 32h).
Secretaria Especial dos Direitos Humanos, SEDH, Brasil.
2005 - 2005
oficina pedagógica formação em atenção integral às. (Carga horária: 16h).
Ministério da Saúde, MS, Brasil.
2004 - 2004
Analise de Sobrevida: modelos de riscos proporcion. (Carga horária: 16h).
Associação Brasileira de Saúde Coletiva, ABRASCO, Brasil.
2004 - 2004
atualização epidemiologia ambiental. (Carga horária: 40h).
Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, CPqAM, Brasil.
2003 - 2003
Estratégias de resistencias e empoderamento em gên. (Carga horária: 24h).
Associação Brasileira de Saúde Coletiva, ABRASCO, Brasil.
2003 - 2003
vigilancia ambiental para saude da familia. (Carga horária: 40h).
Fundação Osvaldo Cruz, FOC, Brasil.
2001 - 2001
CURSO DE FORMADORES EM GÊNERO E DESENVOLVIMENTO. (Carga horária: 96h).
GENDER & DEVELOPMENT TRAINING CENTRE,EGMOND AAN ZEE-HOLANDA, GDTC, Holanda.
2000 - 2000
Atualização em Ações de vigilância epidemiológica. (Carga horária: 24h).
Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, SESA, Brasil.
2000 - 2000
TREINAMENTO EM CONTRACEPÇÃO DE EMERGÊNCIA. (Carga horária: 16h).
PACIFIC INSTITUT FOR WOMENS HEALT,NEPAIDS,POPULATION COUNCIL, PIWH, Inglaterra.
1998 - 1998
METODOLOGIAS DE TRABALHO EM GÊNERO. (Carga horária: 64h).
SEMPREVIVA ORGANIZAÇÃO FEMINISTA, SOF, Brasil.
1998 - 1998
CURSO DE COMUNICAÇÃO EM SAÚDE REPRODUTIVA. (Carga horária: 176h).
UNIVERSIDADE JOHN HOPKINS, UJH, Bolívia.
1996 - 1996
elaboração de projetos: amatriz d estrutura lógica. (Carga horária: 24h).
Fundação Joaquim Nabuco, FUNDAJ, Brasil.
1996 - 1996
LABORATÓRIO DE RELAÇÕES DE GÊNERO NO CICLO DE PROJ. (Carga horária: 52h).
REDE MULHER, GTZ, Brasil.
1994 - 1994
GÊNERO E DESENVOLVIMENTO. (Carga horária: 80h).
UNIDADE DE GÊNERO OXFAM/GADU, OXFAM/GADU, Brasil.
1993 - 1993
GÊNERO E DESENVOLVIMENTO. (Carga horária: 80h).
UNIDADE DE GÊNERO OXFAM/GADU, OXFAM/GADU, Chile.
1990 - 1990
TEINAMENTO DE PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDEDA MULH. (Carga horária: 80h).
GRUPO DE SAÚDE DA MULHER, GSM, Brasil.
1987 - 1987
POLÍTICAS DE SAÚDE. (Carga horária: 16h).
PLENÁRIA DE ENTIDADES EM SAÚDE, PES, Brasil.
1986 - 1987
massagem oriental. (Carga horária: 160h).
Associação de Massagem oriental do Brasil, AMOR, Brasil.
1978 - 1978
CURSO PARA PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR. (Carga horária: 240h).
ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE, OPAS, Brasil.
1976 - 1976
ENFERMAGEM MATERNO INFANTIL. (Carga horária: 100h).
MINISTÉRIO DO TRABALHO, MT, Brasil.


Atuação Profissional



Escola de Saúde Pública do Ceará, ESP/CE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: COORDENADOR DE CURSO NACIONAL CONSELHEIROS, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Facilitadora Curso de aperfeiço em gestão Tra, Carga horária: 20


Escola Nacional de Saúde Publica, ENSP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista temporária, Carga horária: 20


Sociedade para o Bem estar da Familia, BENFAM- CEDESS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: voluntario, Enquadramento Funcional: coordenadora, Carga horária: 20
Outras informações
participou como coordenadora do Projeto: Tulipa Beleza, Prosperidade parceria com o Hospital da Mulher de Fortaleza. Coordenou ações para as equipes de saúde no acolhimento e encaminhamento de mulheres em situação de violência doméstica e sexual.


Hospital da Mulher de Fortaleza, HMF, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Direção colegiada, Enquadramento Funcional: Cargo missionado, Carga horária: 40
Outras informações
Participou da implantação do hospital, coordenção de equipe multiprofissional, implantação de protocolos clínicos, capacitação, acompanhameno e supervisão administrativa - gestão


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Outro (especifique) aluno, Enquadramento Funcional: nao tem


Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA-CE, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Coordenadora pedagógiga, Carga horária: 20


Coordenação do Projeto Hospital da Mulher de Fortaleza, CPHMF, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2013
Vínculo: Prefeitura Mun de Fortalaleza, Enquadramento Funcional: DG.1- Coordenação de projeto, Carga horária: 40


Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, SMS FORTALEZA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: participante de comissão, Carga horária: 20
Outras informações
paricipou da comissão de credenciamento de profissionais para o hospital da mulher de Fortaleza, realizando organização do processo, analise de curriculo, organização de entrevista, acompnhamento do processo, seleção e lotação de pessoal

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Universidade Regional do Cariri, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: cargo comissionado, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenou a área Técnica de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza- CE


Prefeitura Minicipal de Fortaleza, PMF, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Projeto Hospital da |Mulher d, Carga horária: 20
Outras informações
Implantou e acompanhou o Programa Mulheres Pedreiras na obra do Hospital da Mulher de Fortaleza

Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: CARGO EM COMISSÃO - DG1, Carga horária: 40
Outras informações
CARGO EM COMISSÃO- ASSESSORA ESPECIAL PARA COORDENAR PROJETO HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Projeto Hospital da |Mulher d, Carga horária: 40
Outras informações
Organizou e acompanhou visita técnica dos conselheiros/as de saúde a obra do hospital da mulher de Fortaleza, explanando sobre a missão, objetivos e finalidade do mesmo.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Projeto Hospital da |Mulher d, Carga horária: 40
Outras informações
Organizou e monitorou visita do Ministro da Saúde e demais autoridades a obra do hospital da mulher de Fortaleza, explanndo sobre a missão, objetivos e finalidade do mesmo.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Projeto Hospital da |Mulher d, Carga horária: 40
Outras informações
Organizou e acompanhou visitas técnicas a obra do Hospital da Mulher de Fortaleza realizadas por grupos de profissionais das seis regiões de saúde de Fortaleza, explanando sobre o projeto, missão, objetivos e finalidade.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: cargo comissionado, Enquadramento Funcional: PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA, Carga horária: 40
Outras informações
Implantetei e coordenei durante um ano e meio o primeiro Centro de Referencia em atenção as mulheres vítimas e em situação de violência domestica e sexual do Ce em Fortaleza- PMF . O centro atende mulheres em situação de violência, realiza atividades educativas para prevenção da violenia cometida contra as mulheres; faz encaminhamentos para a rede assistencia e rede de atendmento juríco e de proteção judicial das mlhere e raliza atividades no sentido de fortalecer, empoderar e minimzar o sofrimeno das mulheres vítima de mdo que elas possam estar aptas a romper com o ciclo da violência e reconstruir sias vidas em novas bases economicas, , sciais e emocionais.


centro de referencia de atend. a mulher em situação de violencia, CRTMSV-FC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Cargo comisssionado, Enquadramento Funcional: DNS-2 cargo comissio Pref. M. de Fortaleza, Carga horária: 40
Outras informações
O centro de Referencia foi a primeira instituição do Estado no atendimento de vítimas a e apoio a rede de enfrentamento a violencia. Além do atendimento as mulheres vítimas também foi ofertado apoio aos familiares e fortalecimento da rede interistitucional de apoio; reforço as organizações de mulheres e capacitação e apoio para as mulheres no processo de empoderamento pessoal.


Universidade Vale do Acaraú, UVA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Coordenadora pedagógica, Enquadramento Funcional: Temporario, Carga horária: 20


Prefeitura Municipal de Fortaleza, PMF, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: cargo comissionado, Enquadramento Funcional: DAS-2 - coord. area tecnica saúde da mulher, Carga horária: 40
Outras informações
Coube a coordenação da área tecnica de saúde da mulher e genero a responsabilidade pela implementação da política de saúde da mulher nos diversos níveis de atenção, garantindo a inclusão de indicadores de eficiencia, humanização e universalização da atenção para o conjunto das mulheres da cidade em todas as suas pluralidades.


Ministério da Saúde - FIOCRUZ e F. Araripe, M.S. FIOCRUZ; F., Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: voluntario, Carga horária: 20


Agencia da GTZ no Brasil, GTZ, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: consultora, Enquadramento Funcional: monitoramento CONTAG - Seminário, Carga horária: 16


Escola de Saúda Familia Visconde Saboia, ESFVS- SOBRAL-CE, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultora em gênero, Carga horária: 150
Outras informações
A consultoria consistia numa elaboração de capacitação para as/os profissionais da rede implementando indicadores de gênero através de oficinas , estudos de caso e revisão de literatura especifica. Foram realizadas várias oficinas onde procurou-se instrumentalizar as/os profissionais com recusos pedagógicos para uma abordagem sobre as questões de gênero e principalmente procurando desenvolver a sensibilidade para percepçõ das questões relacionadas a subjetividade que permeia a discriminação e opressão das mulheres nos vários âmbitos.


Celula de Pllitica de Recursos Humanos - SESA, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessora de planejamento, Carga horária: 20


Universidade Regional do Cariri, URCA, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Titular aposentada, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora adjunta do departamento de enfermagem da universidade regional do cariri - URCA desde 2002, por meio de concurso público tendo sido aprovada em 1º lugar

Atividades

08/2002 - Atual
Ensino, ENFERMAGEM, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monografia I
Monografia II
Saúde Coletiva II

SEcretaria Executiva da CIB, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessora técnica, Carga horária: 20


UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ, UECE, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: ensino de graduação, centro de ciencias da s, Carga horária: 40
Outras informações
participou do grupo de pesquisa, e desenvolvimento, centro de ciencias da saúde, departamento de saúde pública. Linhas de pesquisa: gênero


coordenadoria de políticas em saúde - SESA, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: assessora CIB - Planejamento, Carga horária: 40


Assessoria de Planejamento, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessora de Planejamento, Carga horária: 20


Cooperativa Interdisciplinar de Capacitação e Assessoria LTDA, CASA LILÁS, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Presidenta e Assessora, Projetos, Carga horária: 10
Outras informações
A Casa Lilás é uma organização feminista focada da defesa dos direitos das mulheres, questões de gênero, violência, apoio ao acesso das mulheres a agua no semi-arido e melhoria de condições de vida. Como estratégia trabalha com pesquisa, formação, assessoria e comunicação. Como foco tematico: Saúde sexual e reprodutiva, gênero, violência doméstica e sexual, desenvolvimento sustentável e água no semiárido para as mulheres.


Fundação social do gov Estado do CE, FSGE-SAS-CE, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Fac. de curso - Func. Casa do Caminho, Carga horária: 35
Outras informações
A Casa do Caminho foi a primeira casa formada para abrigar mulheres vítimas de violência doméstica e sexual e outras formas. Mulheres que correm risco e que tem sua integridade ameaçada. Essa capacitação foi para as profissionais que trabalhavam na casa recém formada.


Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2000
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Municipal de P. Geração de E. renda e d. tecnologica, PROFITEC, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Facilatora de Curso, Carga horária: 40


Coord. Proj Saude Sexual e reprodutiva proj CONTAG/FNUAP, CONTAG/FNUAP, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora, Carga horária: 20
Outras informações
O projeto CONTAG/FNUAP se propunha a capacitar trabalhadores/as rurais nos temas relacionados aos direitos sexuias e reprodutivos, prevenção das DST/AIDS, com vistas o autocuidado melhoria das condições de saúde e fortalecimento do controle social na saúde. REforço a autonomia das mulheres nas questões reprodutivas e sexuias, redução dos índices de mortalidade materna, gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis assim como a incidencia de contaminação pelo HIV e AIDS no meio Rural, divulgando as possibilidades de prevenção e prática de sexo seguro.


Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, CONTAG, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: assessora na plenaria nacional de mulheres, Carga horária: 32


Complexo portuário do pecem, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Portaria da Secretaria de Saúde -GS, Carga horária: 20
Outras informações
Através de portaria do Secretario de saúde foi constituido grpo de estudos e acompnhamento do Complexo Portuário do Pecém, no qual fui participante e coordenadora. Foram desenvolvidos estudos, e diversas tividades de capacitação sensibilização tendo em vistas preparar trabalhadores e população para a convivencia com a nova obra e principalmente prevenir os impactos decorentes da mesma. Trabalhou-se as temáticas: saúde, trabalhos , ambiente, vigilancia a saúde, prevenão as DST e AIDs , ao uso indevido de drogas, a violencia geral e contra as mulheres e a questão de gênro.


Oficial de projetos da Oxfam do Brasil, OXFAM, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: assessora, Carga horária: 40
Outras informações
Trabalhou como oficial de projetos da Oxfam - representação do Brsil, avaliando projetos, de movimentos sociais, ONG, dando pareceres, dialogando com atores, atrizes dos vários segmentos impelentando ações afirmativas com recorte de gênero, raça/etnia, realizando ações de lobie em prol dos direitos humanos e sociais das populações pobres e excluidas do Ne brasileiro.


Secretaria de saúde de Santo André, SSSA, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1993
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Gerente regional de Saúde III, Carga horária: 40


Assistente de diretor-sec.saude santo andre-SP, AD-SSSA-SP, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: assistente de diretor, Carga horária: 40


Prefeitura Municipal de Santo André, PMSA, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: realiz. capacitação em saúde da mulher, Carga horária: 216
Outras informações
Implantou a política de saúde da mulher no municipio de santo andre através de oficinas e outras metodologias.


Centro de Pesquisa e Assessoria, ESPLAR, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - 1992
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Vice presidenta, Carga horária: 29


Serviço social da Indústria Dep. Regional do CE, SESI, Brasil.
Vínculo institucional

1989 - 1989
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assessora, Carga horária: 10
Outras informações
Capacitação para implemetação de uma política de gênero nos serviços de saúde do SESI


Serviço de Orientação da Familia, SOF, Brasil.
Vínculo institucional

1985 - 1987
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: coordenadora da unidade Leste, Carga horária: 40
Outras informações
O trabalho desenvolvido foi numa organização feminista engajada na luta pela defesa dos direitos da mulher, contra a violência sexista de gênero e contra a exclusão social de mulheres. O trabalho de coordenação foi voltado para o fortalecimento da instituição no sentido do apoio e fortalecimento das organizações populares de mulheres e fortalecimento do movimento popular de saúde; ao mesmo tempo implementação de políticas alternativas no atedimento à saúde da mulher nos serviços públicos, garantindo um atendimento integral, humanizado e de qualidade na perspectiva feminista e de gênero.


Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, SESA, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1993
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: comissão normativa de implantação da terapia, Carga horária: 20
Outras informações
portaria: 1864 - 04 de julho de 1983.- GS - A comissão teve a finalidade de implantar a terapia de reidratação oral importnte estratégia para redução da mortalidade infantil no estado, que na época alcançava índices alarmantes. Capacitou os profissionais , estabeleceu normas e rotinas e implementou o uso do soro da produzido pelo Ministério nas unidades de saúde.



Projetos de pesquisa


2008 - 2008
pesquisa de opinião sobre o modelo de gestão do Hospital da Mulher de Fortaleza
Descrição: Pesquisa qualitativa realizada por meio de grupos focais de gestores/as, profissionais de saúde e mulheres usuárias de serviços de saúde da mulher de Fortaleza, para levantar indicativos para a construção do modelo de gestão do Hospital da Mulher de Fortraleza.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2005
Floresta do Araripe: construindo o sistema de vigilancia ambiental em áreas de floresta.
Descrição: Pesquisa realizada por meio do convênio entre o Ministério da Saúde a FIOCRUZ e a Fundação Araripe com o propósito de propor indicadores de saúde ambiental com vistas a implementar um sisstema de vigilância ambiental na região do Araripe tendo como referencia a abordagem ecossistemica da saúde..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1998 - 2000
Sofrimento Psiquico e Seca: drama de existência, de Gênero e de Classe
Descrição: Pesquisa de conclusão de mestrado, desenvolvida na região dos Inhamuns - Ceará, abordando os temas: seca, mulher, gênero, trabalho e saúde mental; Pesquisa qualitativa, desenvolvida por meio de grupos focais e figuras geradoras referenciada pelos estudos sócio demográficos e climáticos, relacionando com o cotidiano das populações rurais em especial das mulheres, avaliando o quanto essas questões impactaram na vida das mulheres, o quanto de sofrimento foi desenvolvido em função da precariedade da vida rural em situação de seca e identificando quais os modos de apropriação as mulheres encontraram para conseguir conviver com essa precariedade e sobreviver diante das dificuldades encontradas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1997 - 1998
Saude Reprodutiva Gênero e Familia
Descrição: Pesquisa qualitativa realizada por meio de grupos focais em dez municípios da região do sertão central e inhamuns - Ceará no período de 1997 a 1998, abordando os temas saude sexual e reprodutiva, sexualidade, violência, gênero e família, com o objetivo de identificar o nível de conhecimento e vivencia das populações rurais sobre os temas, a realidade dos serviços e as necessidades dessas popuilações relacionadas as abordagens. A pesquisa foi financiada pelo Fundo de População das Nações Unidas FNUAP e desenvolvida sob a coordenação da CONTAG..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de desenvolvimento


2007 - 2008
DIRETRIZES PARA O MODELO DE GESTÃO DO HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA
Descrição: Diagnóstico elaborado com a finalidade de subsidiar o processo de construção das diretrizes do modelo de gestão do Hospital da Mulher de Fortaleza. Processo de escuta de pessoas envolvidas e implicadas na atenção às mulheres no âmbito hospitalar dos serviços municipais de Fortaleza Idéias norteadoras: Concepções de saúde, participação, perspectivas de gestão, conhecimento sobre as necessidades das mulheres e perspectivas sobre o Hospital da Mulher de Fortaleza.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Maria de Lourdes Góes Araújo - Coordenador.


Outros Projetos


2015 - Atual
Observatório da violencia e dos direitos humanos no cariri
Descrição: O Observatório da violência e dos direitos humanos do cariri foi criado por meio do projeto de extensão: Flor de jitirana - observatório da violência no cariri sob a coordenação da professora Maria de Lourdes Góes Araujo e teve seu colegiado gestor regulamentado pela portaria 862/2015 do GR, assim como a coordenação do mesmo pela citada professora.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) .
Integrantes: Maria de Lourdes Góes Araújo - Coordenador / MARIA DO SOCORRO VIEIRA LOPES - Integrante / Grayce Alencar - Integrante.
2011 - 2013
Projeto Artesãs da Paz
Descrição: Projeto desenvolvido com apoio da Petrobras em cinco municípios da região do cariri cearense;trabalhou voltado para o desenvolvimento da autonomia econômica das mulheres no foco da economia feminista e solidária, desenvolvendo capacitação e aprimorando os grupos já capacitados nas linhas de produção de artesanatos e no beneficiamento de produtos extrativistas da floresta; abordou os temas: saúde sexual e reprodutiva, economia feminista e solidária, cooperativismo, violência sexista e de gênero e estratégias de comercialização solidárias.Trabalhos diretamente com 400 mulheres distribuídas nos municípios trabalhados. Como estratégia utilizou a comunicação por meio do rádios, ela boração de material educativo - cartilhas e outros e a organização de cursos, oficinas, seminários e uma feira de economia feminista e solidária com as mulheres do projeto..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2009 - 2009
HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA: COSNTRUINDO O MODELO DE GESTÃO ? PERSPECTIVAS E DESAFIOS
Descrição: O trabalho intitulado HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA: CONSTRUINDO O MODELO DE GESTÃO ? PERSPECTIVAS E DESAFIOS faz uma conexão do Curso de Especialização em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde da Universidade de Campinhas (Unicamp) com os projetos da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS). O estudo consiste na descrição e análise do processo de formulação e construção do modelo de gestão do Hospital da Mulher de Fortaleza ? primeiro bloco ? ambulatórios de especialidades médicas. O projeto do Hospital da Mulher tem seu início desde 2005, tendo sido ouvidos diversos segmentos da sociedade, por meio de seminários e da criação de grupos focais, de onde surgiram as formulações iniciais sobre o hospital. Foi significativa a pesquisa realizada em outubro de 2007, que contou com a participação de segmentos envolvidos e implicados na gestão hospitalar. Ao tempo do processo de construção do Hospital da Mulher de Fortaleza, deu-se início ao Curso de Gestão Hospitalar. No foco de contribuir com a otimização da rede assistencial na busca de soluções para os principais entraves, o curso disponibilizou aportes técnicos, científicos e experienciais, o que representou a principal motivação de minha participação e que reforçou meu papel de coordenação do Projeto do Hospital da Mulher de Fortaleza. Esse trabalho tem como objetivo geral: contribuir para a definição e sistematização das bases estruturantes do modelo de gestão do Hospital da Mulher de Fortaleza; e como específicos: a) sistematizar o detalhamento preliminar das unidades de produção do primeiro bloco; b) definir um organograma e um fluxograma preliminares para o primeiro bloco; c) contribuir com indicativos para definições posteriores acerca do protocolo único para orientar o funcionamento do primeiro bloco; d) contribuir com subsídios técnicos, científicos e pedagógicos para a capacitação dos profissionais do primeiro bloco do hospital. O trabalho foi desenvolvido através de resgate da pesquisa (2007), rea.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2007 - 2009
Mulheres no semi árido: regando a semente da vida
Descrição: Projeto desenvolvido pela Casa lilas- ONg feminista, voltado para desenvolver o protagonismo e a autonomia das mulheres no enfrentamento da escassez de água no semi árido cearense; capacitou mulheres como pedreiras para se inserir na construção de cisternas alternativa para captação de água no NE brasileiro, atividade até então desenvolvida apenas por homens, assim rompendo com a segregação ocupacional, questionando a tradicional divisão sexual do trabalho e refletindo sobre os papéis e estereótipos de gênero na sociedade, sobre a violência sexista e machista e sobre a importância do resgate da autonomia e empoderamento das mulheres.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2002 - 2003
Projeto vida nova: prevenindo e ajudando a prevenir
Descrição: Desenvolvido em parceria com a Associação Comunitária do Assentamento Vida Nova em Miraima-Ce, com o apoio do Ministério da Saúde/UNESCO/Coordenação DST/AIDS, trabalhou com vários grupos dos 08 assentamentos do Municipio, trabalhando diretamente com 215 pessoas no primeiro ano e 372 pessoas no segundo ano; abordou os temas: saúde sexual e reprodutiva, DST/AIDS, sexualidade, concepção e contracepção e uso indevido de drogas; realizou camopanhas educativas e organizou banco de preservativos tendo distribuido cerca de 3.000 preservativos nas comunidades; os adolescentes receberam bolsa de R$50,00 para realizar as campanhas educativas nas comunidades..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2001 - 2002
Projeto de Bem com a Vida
Descrição: Projeto desenvolvido com a parceria com o instituto TERRAMAR, ONG que atua na zona costeira do CE e com as Secretarias de Ação Social, de Saúde e Educação dos municípios envolvidos; foiram envolvidos diretamente 720 jovens; 389 nas oficinas de capacitação e realizadas 37 campanhas educativas nas comunidades, 294 participações de jovens em seminários; Foram abordados temas: sexualidade, identidade de gênero, concepção e contracepção, DST/AIDS e uso indevido de drogas. Contou com o apoio do Ministério da Saúde/UNESCO/Coordenação Nacional de DST/AIDS..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2000 - 2001
Formação de adolescentes de escolas de comunidades rurais do CE
Descrição: Formação em saúde sexual e reprodutiva para 45 adolescentes das áreas de assentamentos rurais dos muncipios de Crateús, Nova Russas e Tamboril, objetivando formar multiplicadores/as para atuarem no autocuidado e na orientação de outros/as jovens e adolescentes de suas comunidades; melhorando a informação em saúde sexual e reprodutiva e assim diminuindo a incidência de IST e AIDS, gravidez na adolescência e possibilitando o protagonismo juvenil nos movimentos sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2000 - 2001
Fortalecendo aluta das mulheres populares em Fortaleza
Descrição: Desenvolveu-se por meio de assessoria ao grupo de mulheres do conjunto Palmeiras na periferia de Fortaleza, por meio de projetoi apoiado pelo Fundo NOVIB/CESE, tendo sido publicado caderno de textos, capacitação para as mulheres do grupo e apoio as suas atividades..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2000 - 2000
Formação em Baby Sister
Descrição: projeto apoiado pelo governo federal por meio da Capacitação Solidária, em 2000, voltado pra desenvolver protagonismo juvenil, capacitando 30 adolescentes de baixa renda selecionados em escolas públicas de Fortaleza-CE. Atividades desenvolvidas: formação na área profissionalizante - baby sister, e na área de desenvolvimento pessoal, saúde, sexualidade, gênero e cidadania voltadas para o apoio à melhoria da qualidade de vida..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem em Saúde Coletiva.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Medicina Preventiva.
4.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Epidemiologia.


Idiomas


Inglês
Compreende PoucoLê Pouco.
Outros
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2004
Prêmio Graziela Teixeira 1° lugar, Associação Brasileira de Enfermagem - ABEN.
2004
Prêmio Graziela Teixeira - 3º lugar, Associação Brasieira de Enfermagem - ABEN.
2004
votos de congratulação pelos esforços profissionais/militantes, Assembleia legislativa do Ceará- Deputadas.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
AUGUSTO.Lia Giraldo da Silva .2007AUGUSTO.Lia Giraldo da Silva . ; ARAÚJO, M. L. G. . Compreensões integradas para a vigilância da saúde em ambientes de floresta: o caso da Chapada do Araripe, Ceará, Brasil.. Cadernos de Saúde Pública (ENSP. Impresso), v. 23, p. 549-558, 2007.

2.
ARAÚJO, M. L. G.2005ARAÚJO, M. L. G.. Violência Contra a Mulher. Jornal O Povo, 2005.

3.
ARAÚJO, M. L. G.2002ARAÚJO, M. L. G.. Casa Lilas. Boletim Informativo, Fortaleza - CE, 2002.

4.
ARAÚJO, M. L. G.1999ARAÚJO, M. L. G.. Elaboraçao e Revisão do Manual de Multiplicadoras(es) do Projeto de Educação em Saúde Reprodutiva, gênero e família. Projeto (Porto Alegre), 1999.

5.
ARAÚJO, M. L. G.1997 ARAÚJO, M. L. G.. Um sonho para muitas, utopia para outros - experiência de assesoria ao pólo sindical do sub-médio São Francisco. Tempo Presença, Pernambuco, v. único, p. 38-40, 1997.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ARAÚJO, M. L. G.; Albuquerque Gratce Alencar ; alencar olga maria . Monitoramento dos casos de violência contra a mulher na região do Cariri, em 2016, realizado pelo observatório da violência e dos direitos humanos da região do Cariri - Universidade Regional do Cariri (URCA). 1. ed. Fortaleza: Escola de Saúde pública do Ceara, 2018. v. 01. 50p .

Capítulos de livros publicados
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Direitos sexuais e reprodutivos e a cidadania das mulheres: a prevenção da mortalidade materna como alvo. In: Alves, Elaene;viana Raquel. (Org.). Políticas para as mulheres de Fortaleza. 1ed.São Paulo: Fundação Friedrich Ebert, 2008, v. 1, p. 55-70.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Violência contra as mulheres: um crime de feminicídio. JOrnal O Povo, fORTALEZA, 25 nov. 2011.

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Maternidade: escolha ou destino?. JOrnal O Povo, Fortaleza, 07 maio 2011.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. tanto há feridas quanto motivos para comemorar. JOrnal O Povo, fortaleza, p. 7 - 7, 08 mar. 2009.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. PERSPECTIVA DE GÊNERO EM PROJETOS DE GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA. JORNAL O POVO, FORTALEZA-CE.

5.
ARAÚJO, M. L. G.. O PRONTO SOCORRO É DAS MARIAS. JORNAL O POVO, FORTALEZA-CE.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER. Jornal O Povo.

7.
ARAÚJO, M. L. G.. A SAÚDE DA MULHER EM FORTALEZA ESTÁ DOENTE. JORNAL O POVO, FORTALEZA-CE.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ARAÚJO, M. L. G.. A experiência do Protagonismo Juvenil a partir do Projeto Vida Nova;Previnindo e ajudando a Previnir. In: Congresso Nacional de Aids, 2004, Recife. A experiência do Protagonismo Juvenil a partir do Projeto Vida Nova;Previnindo e ajudando a Previnir, 2004.

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Projeto Tecendo Redes em Contracepção de Emergência. In: Congresso Nacional de AIDS, 2004, Recife. Projeto Tecendo Redes em Contracepção de Emergência, 2004.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Paradigma do HIV/AIDS: Conhecendo o discurso e a prática dos universitários do Cariri. In: Congresso Nacional de AIDS, 2004, Recife. Projeto Tecendo Redes em Contracepção de Emergência, 2004.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. Paradigmas na Formação da Enfermagem: Desconstruindo dicotomias, caminhando para um novo enfoque. In: Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2003, Brasília. Paradigmas na Formação da Enfermagem: Desconstruindo dicotomias, caminhando para um novo enfoque, 2003.

5.
ARAÚJO, M. L. G.. Rastreamento em Diabetes e Hipertensão-Relato de Experiência. In: Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 2003, Brasília. Rastreamento em Diabetes e Hipertensão-Relato de Experiência, 2003.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. Gravidez na adolescência: uma reflexão sobre a influência dos serviços de planejamento familiar - orientação. In: Semana de Iniciação Científica da UECE, 2000, Fortaleza. Gravidez na adolescência: uma reflexão sobre a influência dos serviços de planejamento familiar - orientação, 2000.

7.
ARAÚJO, M. L. G.. Pesquisa sobre a realidade das(os) trabalhadoras(es) rurais - Região Central Inhamuns. In: Semana de Iniciação Científica - UECE, 1998, Fortaleza. Pesquisa sobre a realidade das(os) trabalhadoras(es) rurais - Região Central Inhamuns, 1998.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Diálogos possíveis na construção de redes afirmativas e solidarias. In: VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, 2013, Rio de Janeiro. Anais VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, seção III - resumos aprovados para publicação. Rio de janeiro: Abrasco, 2013. p. 563-564.

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Relato de Experiência ? Projeto tecendo Redes em Contracepção de Emergência. Recife. In: Congresso Nacional de AIDS, 2005, Recife - PE. Congresso Nacional de AIDS, 2005.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Abordagem quanti-qualitativa sobre violência no Brasil no Mundo. In: primeira Semana de Iniciação Científica da URCA, 2004, Crato. Anais da primeira Semana de Iniciação Científica da URCA, 2004.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. Incidencia de mortalidade por causas externas no Muncipio do Carto- CE. In: Primeira Semana de Iniciação Científica da Universidade Regional do Cariri, 2004, Crato. Anais Semana de Iniciação Científica, 2004.

5.
ARAÚJO, M. L. G.. Oficina de identidade de Gênero e Desenvolvimento para Mulheres das Comunidades Rurais do Muncípio de Nova Russas-Ce - Reato de Experiência. In: Primira Semana de Iniciação Cientifica, 2004, Crato. Anais da primeira Semana de iniciação Científica, 2004.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. Perfil Epidemiologico do Municipio de Nova Russas-Ce - relato de experiencia. In: Primeira Semana de Iniciação Cientifica URCA, 2004, Crato. Anais da primeira Semana de Iniciação Cientifica da URCA, 2004.

7.
ARAÚJO, M. L. G.. Analise quanti-qualitativa : perfil epidemiológico do muncipio de Salitre-Ce - relato de experiência. In: Primera Semana de Iniciação Cientifica da URCA, 2004, Crato. Anais da primeira semana de iniciação cientifica da URCA, 2004.

8.
ARAÚJO, M. L. G.. Paradigmas do HIV/AIDS: Conhecendo o Discurso e a Pratica dos Universitários de Enfermagem do Cariri.. In: 1º Congresso Cearense de Enfermagem, 2004, Fortaleza - CE. 1º Congresso Cearense de Enfermagem, 2004.

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Relato de Experiência ? A experiência do Protagosnismo Juvenil a partir do projeto Vida Nova: prevenindo e ajudando a prevenir.. In: Congresso Nacional de AIDS, 2004, Recife. Congresso Nacional de AIDS, 2004.

10.
ARAÚJO, M. L. G.. Diagnóstico de Saúde em comunidades Rurais da Região de Crateús e Cariri com Enfoque de Gênero. In: 1 Congresso Cearense de Enfermagem, 2004, Fortaleza - CE. 1 Congresso Cearense de Enfermagem, 2004.

11.
ARAÚJO, M. L. G.. ? Protagonismo Juvenil e Prevenção às DST/HIV/AIDS em Miraíma ? CE, com Enfoque de Gênero. In: 1 Congresso de Enfermagem, 2004, Fortaleza - CE. 1 Congresso de Enfermagem, 2004.

12.
ARAÚJO, M. L. G.. OFICINAS DE PREVENÇÃO ÀS DST E AIDS COM GRUPOS POPULARES DO MEIO RURAL. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002, FORTALEZA-CE. 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002. v. ÚNICO.

13.
ARAÚJO, M. L. G.. SOFRIMENTO PSÍQUICO E SECA:DRAMA DE EXISTÊNCIA DE GÊNERO E DE CLASSE. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002, FORTALEZA-CE. 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002. v. ÚNICO.

14.
ARAÚJO, M. L. G.. PROJETO DE BEM COM A VIDA. In: 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002, FORTALEZA-CE. 54 CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM, 2002. v. ÚNICO.

15.
ARAÚJO, M. L. G.. SOFRIMENTO E SECA:DRAMA DE EXISTÊNCIA E DE GÊNERO E DE CLASSE. In: VI ENCONTRO DE PESQUISADORES-V SEMANA UNIVERSITÁRIA DA UECE, 2000, FORTALEZA-CE. ANAIS DA SEMANA UNIVERSITÁRIA, 2000. v. ÚNICO.

16.
ARAÚJO, M. L. G.. SAÚDE REPRODUTIVA: GÊNERO E VIDA FAMILIAR. In: IV ENCONTRO DE PESQUISADORES DA UECE, 1998, FORTALEZA-CE. ANAIS DA SEMANA DE INICIAÇÃO CIENÍFICA DA UECE, 1998. v. ÚNICO.

Apresentações de Trabalho
1.
ARAÚJO, M. L. G.. I Worksshop de temas emergenbtes em saúde da mulher. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Política de Saúde da Mulher negra. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Hospital da Mulher de Fortaleza: construindo o modelo de gestão perspectivas e desafios. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
ARAÚJO, M. L. G.. Política de Saúde para a atenção integral à Saúde da Mulher. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ARAÚJO, M. L. G.. Violência contra a mulher: um desafio para a equipe multiprofissional. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
ARAÚJO, M. L. G.. Violência contra a Mulher. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ARAÚJO, M. L. G.. Sexualidade Feminina: adolescente, mulher adulta e mulher idosa. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
ARAÚJO, M. L. G.. A vulnerabilidade frente à AIDS. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Abordagem multiprofissional:da menarca ao climatério. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
ARAÚJO, M. L. G.. A Enfermagem como força política de trabalho: abordagem no âmbito do Sistema municipal de saúde. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ARAÚJO, M. L. G.. A política de Saúde para as mulheres e gênero em Fortaleza. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ARAÚJO, M. L. G.; Graicy A.A. ( Graicy Albuquerque alencar) . A visão das mulheres de comunidades rurais acerca da menopausa. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
ARAÚJO, M. L. G.. Abordagem qualitativa sobre a violência no Brasil e no Mundo. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
ARAÚJO, M. L. G.. SExualidade e relaçoes de gênero. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
ARAÚJO, M. L. G.. SExualidade e relaçoes de gênero. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
ARAÚJO, M. L. G.. Saúde reprodutiva. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
ARAÚJO, M. L. G.; PESSOA,Cleudes . A vida das mulheres no campo e na cidade:construindo lugares de afets, resistencia e superação. Fortaleza: Cooperativa Interdisciplinar de Capacitação e assessoria LDTA - Casa Lilás, 2009 (cartilha).

2.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes . Juventude:saúde, direitos sexuais e reprodutivos- capitulo de cartilha. Brasilia: CONTAG, 2006 (cartilha).

3.
ARAÚJO, M. L. G.. AVALIAÇÃO UTILIZANDO-SE DE PESQUISA COM GRUPOS FOCAIS SOBRE SEGMENTO DE GÊNERO-PROJETO PRÓ-SERTÃO. ARACAJU-SE: GOVERNO DO ESTADO DE SERGIPE, 2002 (RELATÓRIO DE PESQUISA).

4.
ARAÚJO, M. L. G.; Sousa J.R. ( José Rogério Martiniano Sousa) ; Viana R. ( Raquel Viana) . Desvendando os gêneros, desvelando o cotidiano. Fortaleza: casa lilás, 2002 (cartilha).

5.
ARAÚJO, M. L. G.; CASTRO,G. ( Gigi Castro) ; VANINI, S. ( Soraia Vanini) . Mulheres no semi´-árido regando asemente da vida. fortaleza: casa lilas, 2002 (cartilha).

6.
ARAÚJO, M. L. G.. O ABORTO E A CIDADANIA DAS MULHERES. FORTALEZA-CE: CASA LILÁS, 2001 (BOLETIM INFORMATIVO DA CASA LILÁS).

7.
ARAÚJO, M. L. G.. SAÚDE DA MULHER :REALIDADE E EXPECTATIVA. FORTALEZA-CE: CASA LILÁS, 2000 (BOLETIM INFORMATIVO DA CASA LILÁS).

8.
ARAÚJO, M. L. G.; Sousa J.R. ( José Rogério Martiniano Sousa) ; MEDEIROS. R.R. ( Rosalba Medeiros Rocha) . Relatório técnico das atividades realizadas pelo projeto Educaçãoem Saúde Reprodutiva - gênero e Familia. Brasilia: CONTAG, 1998 (RELATÓRIO DE PESQUISA).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes ; LUNA, B. . Projeto Artesãs da Paz. 2012.

2.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes . Projeto mulheres no semi arido: regando a semente da vida. 2010.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Saúde sexual e reprodutiva. 1998.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. Organização de mulheres no Polo sindical de petrolandia pernambuco. 1997.

Trabalhos técnicos
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Elaboração de material didático do Curso de Gestão na Atenção Primária com ênfase nas arboviroses. 2017.

2.
ARAÚJO, M. L. G.; AAUJO, M. J. O. ; BESA M.E ; VIEIRA A.A.B ; CUNHA M.T. . Protocolo C.A. as mulheres vitimas de violencia domestica e esexual. 2012.

3.
ARAÚJO, M. L. G.; MORAIS B.M ; MACEDO J. ; SANTOS J.A.L. ; CAVALCANTE L.M. ; CORDEIRO L.R. ; FEIJO L. ; CASTELO BRANCO M. ; VINICIUS R. ; DANTAS V.L. ; LEITE V.M.C. . PROTOCOLO CLINICO CENTRO DE ATENCAO EM TERAPIAS INTEGRATIAS E COMPLEMENTARES. 2012.

4.
ARAÚJO, M. L. G.; AAUJO, M. J. O. ; CUNHA M.T. ; BESA M.E ; VINICIUS R. ; SANTOS J.A.L. . PROTOCOLO DA ATENÇÃO AMBULATORIAL HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA. 2012.

5.
ARAÚJO, M. L. G.; AAUJO, M. J. O. ; CUNHA M.T. ; BESA M.E . PROTOCOLO DE A. EM OBSTETRICIA BASEADA EM EVIDENCIA CIENTIFICA. 2012.

6.
ARAÚJO, M. L. G.; FERREIRA, V. (Verônica Ferreira) ; Sousa J.R. ( José Rogério Martiniano Sousa) . Avaliação sobre enfoque de genero. 2003.

7.
ARAÚJO, M. L. G.; FERREIRA, V. (Verônica Ferreira) . Avaliação de segmento de gênero de entidades de mulheres. 2003.


Demais tipos de produção técnica
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Feridas invisíveis. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Teoria Paideia, clinica ampliada e redes de cuidado. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes . Cartilha Economia solidária e feminista:um novo desafio para as mulheres. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de Instrução - boletim).

4.
ARAÚJO, M. L. G.. VIDA SUSTENTÁVEL : EXERCÍCIO DE DIREITOS E CIDADANIA DAS MULHERES.. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de Instrução - boletim).

5.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes ; COSTA.E.(Enelsa Conta) . agenda ida Casa lilas. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Agenda informativa e cultural).

6.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes . A VIDA DAS mulheres no campo e na cidade: construindo lugares de afeto, resisitencia e superação. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de Instrução - cartilha).).

7.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes ; COSTA.E.(Enelsa Conta) . Agenda da Casa lilas. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - ageda informativa e cultural).

8.
ARAUJO, M. L. G. ; VIANA, R. ; ARAÚJO, M. L. G. . Política de Saúde para mulheres de Fortaleza. 2007. (Cartilha).

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Cartilha Saúde da Gestante. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material de Instrução - cartilha).).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
ARAÚJO, M. L. G.; EDILMA R. C.; ABREU, M. K.. Participação em banca de Joilton de Sousa Carvalho. A importancia do acolhimento dos profissionais de saúde aos usuários do C.S. Antonia A. de Abreu na cidade de Araripe-CE. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização do Trabalho e da Gestão na Saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará.

2.
ARAÚJO, M. L. G.; ABREU, M. K.; PEREIRA, T. M.. Participação em banca de Samya Maria Lima gonçalves. Implementação das ações de acolhimento na estratégia de saúde da família no município de Milagres-CE. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará.

3.
ARAÚJO, M. L. G.; NOGUEIRA, F. J. S.; ABREU, M. K.. Participação em banca de Dayse Alves Vieira. Promoção da saúde dos escolares com sobrepeso e obesidade no mun. de Farias Brito-CE. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará.

4.
ARAÚJO, M. L. G.; ABREU, M. K.; NOGUEIRA, F. J. S.. Participação em banca de Francisca Elonya Moura Teixeira. Implantação da política de EP no municipio de Mauriti-CE para redução do abandono ao tratamento de pacientes com TB. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará.

5.
ARAÚJO, M. L. G.; ABREU, M. K.; NOGUEIRA, F. J. S.. Participação em banca de Maria Angelita Ferreira Silva. Proposta de implementação da mesa de negociação permanente dos trabalhadores do SUS no município de Varzea Alegre-CE. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de rachel welsy Antero Bezerra de Sousa. serviço aso hemocentro regional do crato, com enfase no controle do fatursamento. 2013 - Escola de Saúde Pública do Ceará.

7.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de MARIA DE FATIMA OLIVEIRA TEIXEIRA. ALTERAÇÕES POSTURAIS OBSERVADAS EM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL DO COLÉGIO MUNICIPAL DE FARIAS BRITO - CE. 2003. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Saúde Pública) - Universidade Estadual do Ceará.

8.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de JOSÉ GLAUBERTO PARENTE. CARACTERIZAÇÃO DO USO DA PRÓTESE DENTÁRIA NAS PESSOAS NA TERCEIRA IDADE. 2003. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ.

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Maria elizene Pinto. Uma Análise da Adesão ao Tratamento em Posto de Saúde da Família de Itapipoca - Ceará. 2000. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Saúde Pública) - Universidade Estadual do Ceará.

10.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Irisvan Rodrigues Rocha. Um estudo da Primeira Consulta de Enfermagem de Pré Natal no Centro de Saúde Manuel Capelo Caamano Itapajé Ceará. 2000. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Saúde Pública) - Universidade Estadual do Ceará.

11.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Carmenzeida Bastos Cruz. Causas da Resistência ao Alimento Materno pelas Mães do Município de Itapajé - Ceará. 2000. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Saúde Pública) - Universidade Estadual do Ceará.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Vanessa Alencar Barros.Saúde Ambiente e Qualidade de Vida: identificando o Conhecimento da população sobre riscos decorrentes da exposição à peira do cimento. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de ANA KARENINE DANTAS SOARES.CARACTERIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA SEXUAL EM MULHERES DE JUAZEIRO DO NORTE-CE. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de CLAUDIO GONÇALVES SOBREIRA.MORTALIDADE MATERNA: UM DESAFIO AOS PROFISSIONAIS. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de KLECIA RODRIGUES DE OLIVEIRA.RISCOS EMOCIONAIS DA EQUIPE DE ENFERMAGEM FRENTE AO PROCESSO DE MORTE EM UTI. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

5.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de JULIENE FERREIRA LEANDRO.ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM AO PORTADOR DE HANSENÍASE NO PSF. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de KARLAYNE PEREIRA RAMOS.HÁBITOS SAUDÁVEIS: O COMPRIMENTO DA TERAPIA NUTRICIONAL PELOS PACIENTES COM DIABETES MELLITUS TIPO 2. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

7.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Anna Glêssan Alves Dantas.Dificuldades e frustações pelas gestantes adolescentes no período do puerperio. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

8.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Maruska Tarciane Fernandes Facundo.Mulher no climatério o valor da informação no cotidiano. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Leiliane de Queiroz Oliveira.Adolescencia e drogas: refletindo sobre a relação da familia, da escola e das políticas públicas. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

10.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de CIBELE DO NASCIMENTO; PATRÍCIA BEZERRA PEDROSA;.INVESTIGAÇÃO DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DAS(OS) PROFISSIONAIS ENFERMEIRAS (OS) QUE ATUAM NOS PSFS DO CRATO-CE, NA IDENTIFICAÇÃO DAS DST EM MULHERES QUE PROCURAM O SERVIÇO. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

11.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Anne Jobênia Coelho Dantas.DST na Adolescência: ações preventivas e de controle na promoção à saúde em PSF no município do Crato- CE. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

12.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Dayane RaKelly de Oliveira.Educação para a saúde sexual na adolescencia - uma abordagem da educação sexual nas escolas do municipio do Crato-Ce. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

13.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Anne Jobenia Coelho Dantas.Ações de saúde voltadas para a prevenção /promoção da saúde do adolescente no campo das DST em um PSF do municipio do Crato-CE.. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri.

14.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de CRISTIANE LIMA DE ALMEIDA.A ATUAÇÃO DA MULHER COMO LÍDER COMUNITÁRIA-UM ESTUDO DE CASO SOBRE O CONJUNTO SÃO PEDRO NO BAIRRO VICENTE PINZÕN. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ.

15.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de Márcia Maria Saraiva.Gravidez na Adolescência: Uma reflexão sobre os serviços de Planejamento Familiar. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Universidade Estadual do Ceará.

16.
ARAÚJO, M. L. G.. Participação em banca de RAQUEL VIANA.DELEGACIA DE DEFESA DA MULHER: A EXPERIÊNCIA DO CEARÁ. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em SERVIÇO SOCIAL) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ARAÚJO, M. L. G.; EDILMA R. C.; QUIRINO, G. S.. PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR TEMPORÁRIO. 2013. Universidade Regional do Cariri.

2.
ARAÚJO, M. L. G.; EDILMA R. C.; MONTEIRO, M. F. V.. PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR TEMPORÁRIO. 2013. Universidade Regional do Cariri.

Avaliação de cursos
1.
ARAÚJO, M. L. G.; Jocelia M.O; MONTEIRO, M. F. V.. Curso de Especialização em Gestão do Controle, Avaliação, Regulação e auditoria. 2013. Escola de Saúde Pública do Ceará.

Outras participações
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Estado, transformações sociais e políticas públicas. 2014. Universidade Regional do Cariri.

2.
ARAÚJO, M. L. G.. 4º CEURCA. 2014. Universidade Regional do Cariri.

3.
ARAÚJO, M. L. G.. comitê assessor de avaliação interna de bolsas de iniciação cientifica PIBIC-URCA/FUNCAP. 2014. Universidade Regional do Caririri.

4.
ARAÚJO, M. L. G.. III CEURCA Colóqui Sociedade, Políticas Públicas, Cultura e Desenvolvimento. 2013. Universidade Regional do Cariri.

5.
ARAÚJO, M. L. G.; EDILMA R. C.; MARIA S.V.L. PERCEPÇÃO DE MULHERES PRIMÍPARAS SOBRE A CONSULTA DE ENFERMAGEM DE PRÉ NATAL EM UNIDADES DE SAÚDE. 2013. Universidade Regional do Cariri.

6.
ARAÚJO, M. L. G.. III CEURCA Colóqui Sociedade, Políticas Públicas, Cultura e Desenvolvimento. 2013. Universidade Regional do Cariri.

7.
ARAÚJO, M. L. G.; QUIRINO, G. S.; EDILMA R. C.. Comissão de avaliação de desempenho funcional de Eglidia Carla Figueredo Vidal. 2013. Universidade Regional do Cariri.

8.
ARAÚJO, M. L. G.. COMISSÃO DE CREDENCIAMENTO DOS PROFISSIONAIS PARA OCUPAÇÃO DE CARGOS HOSPITAL DA MULHER DE FORTALEZA. 2012. SECRETARIA MUNICIPAL DE SAUDE DE FORTALEZA.

9.
ARAÚJO, M. L. G.. Comissão examinadora de seleção interna dos servidores inscritos no programa de liderança PDL. 2001. Secretaria de Saúde do Estado do Ceará.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
16 dias de ativismo no combate a violencia contra a mulher.Histórico e importancia da campanha dos 16 dias de ativismo. 2016. (Encontro).

2.
VI Semana de psicologia- psicologia e o dialógo interdisciplinar.Violencia contra amulher: uma abordagem transdiciplinar. 2016. (Outra).

3.
17ª semana de enfermagem da URCA. A enfermagem no SUS. 2015. (Congresso).

4.
Ii workshop de temas emergentes em saúde da mulher.Violencia contra a mulher. 2015. (Seminário).

5.
Curso de especialização docência na Saúde.não apresentou trabalho. 2014. (Encontro).

6.
Encontros Sustentáveis do Mestrado de Desenvolvimento Regional Sustetável.Autonomia Feminina para o Desenvolvimento Sustentável. 2014. (Seminário).

7.
Primeiro encontro presencial do curso de especialização docencia na saúde.projeto de intervenção saúde coletiva:resignificando saberes. 2014. (Encontro).

8.
Encontros Sustentáveis.Autonomia Feminina para o Desenvolvimento Sustetável. 2013. (Seminário).

9.
III ceurca - SOCIEDADE, POLITICAS PÚBLICAS, CULTURA E DESE NVOLVIMENTO. MESA DE APRESENTAÇÕES ORAIS DE ARTIGOS TEMÁTICOS: ESTADO E POLITICAS PÚBLICAS: LIMITES E pOSSIBILIDADES,. 2013. (Congresso).

10.
VIII Semana de enfermagem: consciência profissional e a enfermagem. A mulher em situação de risco: violência doméstica. 2013. (Congresso).

11.
V semana de Enfermagem da Faculdade de Juazeiro do Norte. O fim do SUS e as repercussões para a enfermagerm. 2013. (Congresso).

12.
II cafe cultural PET.Violência: um problema social sob o olhar interdisciplinar. 2012. (Seminário).

13.
SENSIBILIZAÇÃO EM VIOLENCIA SEXUAL E DOMESTICA CONTRA AMULHER.capacitação de profissionais para atenção a mulheres vitimas e em situação de violencia sexual e domestica. 2012. (Oficina).

14.
11° Encontro Nacional da Rede feminista de Saúde e Direitos Sexuais e Direitos reprodutivos.experiencia de trabalhos ealizados. 2011. (Encontro).

15.
3 Conferencia nacional de Políticas para as Mulheres. participação como delegada. 2011. (Congresso).

16.
61º Congresso Brasileiro de Enfermagem. Gênero e a prática social da enfermagem na preservação do ecossistema. 2009. (Congresso).

17.
Especialização em Saúde da Familia.Violência contra a mulher. 2008. (Oficina).

18.
Especialização em saúde da família e comunidade.Violência contra amulher. 2008. (Outra).

19.
11º Congresso Mundial de Saúde Pública; 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. 2006. (Congresso).

20.
8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e 11º Cong mundial de Saúde Pública. 2006. (Congresso).

21.
Conferencia Brasileira de HIV/AIDS. 2006. (Congresso).

22.
Conferencia Brasileira de HIV/AIDS e HEpatites Virais. 2006. (Congresso).

23.
III Jornada de Saúde da Mulher.Violencia contra a Mulher: um desafio para a equipe multidisciplinar. 2006. (Seminário).

24.
III Jornada de Saúde da Mulher.Sexualidade Feminina: adolescente, mulher adulta, mulher idosa. 2006. (Oficina).

25.
I Jornada Científica do HDGM-M.Violência contra mulher. 2006. (Seminário).

26.
1 Conferencia Municipal de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde de Fortaleza. experiencias. 2005. (Congresso).

27.
1ª Conferencia Estadual de polícas para as mulheres. saúde sexual e reprodutiva. 2004. (Congresso).

28.
Curso de Atualização em Epidemiologia Ambiental.Curso de Atualização em Epidemiologia Ambiental. 2004. (Outra).

29.
I Congresso Cearense de Enfermagem e I Mostra de Enfermagem. Gênero, Saúde e Enfermagem. 2004. (Congresso).

30.
VI CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA. VI CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA. 2004. (Congresso).

31.
VI CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA.CURSO - ANÁLISE DE SOBREVIDA; MODELOS DE RISCOS PROPORCIONAIS E EXTENSÕES. 2004. (Outra).

32.
CURSO - VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL PARA O PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA.CURSO - VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL PARA O PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA. 2003. (Outra).

33.
VII CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE COLETIVA. VII CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE COLETIVA. 2003. (Congresso).

34.
54} Congresso Brasileiro de Enfermagem. Controle Social: os Enfermeiros nos Conselhos de Saúde. 2002. (Congresso).

35.
54º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM. 54º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM -ABEN. 2002. (Congresso).

36.
CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM - ABEN. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM - ABEN. 2002. (Congresso).

37.
Deminário Causas Externas e Violência enquanto problema de Saúde Pública.Causas Externas e Violência enquanto problema de Saúde Pública. 2002. (Encontro).

38.
I Seminário de combate a Violencia e ao uso indevido de drogas do Projeto Amor a Vida - Sobral.Violência Sexual. 2002. (Seminário).

39.
Seminário da coordenadoria da mulher de Recife-PE.Genero, Saúde e Cidadania. 2002. (Seminário).

40.
VI Enfermaio.Gravidez na adolescencia: uma reflexão sobre a influ~encia dos serviços de planejamento familiar. 2001. (Encontro).

41.
III Conferencia Estadual de Saúde. 2000. (Congresso).

42.
III Conferencia Estadual de Saúde. 2000. (Outra).

43.
I Jornada Brasileira A Enfermagem eo Adolescente.Gênero e adolescencia. 2000. (Seminário).

44.
TREINAMENTO DE CONTRACEPÇÃO DE EMERGÊNCIA.PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES EM CONTRACEPÇÃO DE EMERGÊNCIA: MAIS UM DIREITO SEXUAL E REPRODUTIVO. 2000. (Outra).

45.
8º Encontro da REDOR N e NE. 1999. (Encontro).

46.
SEMINÁRIO MULHERES E ECONOMIA.SEMINÁRIO MULHERES E ECONOMIA. 1999. (Seminário).

47.
Ciclos de Debate da Cidadania.Educação e Gênero: quem educa o cidadão?. 1997. (Encontro).

48.
OFICINA SOBRE PESQUISA QUALITATIVA.OFICINA SOBRE PESQUISA QUALITATIVA. 1997. (Oficina).

49.
IV CONGRESSO BRASILEIRO DE SAÚDE COLETIVA. CONTROLE SOCIAL DO SUS. 1994. (Congresso).

50.
Conferencia municipal de Saúde. 1992. (Outra).

51.
II CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA. II CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA. 1992. (Congresso).

52.
Impacto e desafios da Aids. 1991. (Seminário).

53.
SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE INTERCÃMBIO DEENFERMAGEM.relato de experiência. 1989. (Seminário).

54.
Encontro de alunos/as do Curso de Fisioterapia -Universidade de São Paulo.Programa de Saúde da Mulher. 1987. (Encontro).

55.
8ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE. 1986. (Outra).

56.
IV ENCONTRO MUNICIPAL DO SETOR DE SAÚDE E III ENCONTRO NACIONAL DOS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE. 1985. (Encontro).

57.
1º Seminário sobre aleitamento Materno.Mãe orienta mãe.. 1983. (Seminário).

58.
I Convenção Interiorana de Enfermagem.Atenção Primária em Saúde. 1983. (Simpósio).

59.
I SEMINÁRIO DE TERAPÊUTICA DE HIDRATAÇÃO ORAL. 1983. (Seminário).

60.
I SEMINÁRIO SOBRE ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE.ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE. 1983. (Seminário).

61.
OFICINA PREPARATÓRIA PROJETO DE SAÚDE EM ÁREAS PERIURBANAS. 1983. (Oficina).

62.
SEMINÁRIO DE PADRÕES DE ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM. 1983. (Seminário).

63.
Y SEMINÁRIO DE ENFERMAGEM EM SAÚDE COMUNITÁRIA NORTE/NORDESTE. 1983. (Seminário).

64.
SEMINÁRIO SOBRE ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE.SEMINÁRIO SOBRE ATENÇÃO PRIMÁRIA DE SAÚDE. 1980. (Seminário).

65.
CURSO - ATUALIZAÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE.CURSO - ATUALIZAÇÃO DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE. 1979. (Outra).

66.
XXXI Congresso brasileiro de enfermagem. Análise Crítica da Enfermagem no país. 1979. (Congresso).

67.
CURSO PARA PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - OPAS.CURSO PARA PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - OPAS. 1978. (Outra).

68.
ENCONTRO DE TÉCNICOS DA PROGRAMAÇÃO DO PIASS/PPREPS.ENCONTRO DE TÉCNICOS DA PROGRAMAÇÃO DO PIASS/PPREPS. 1978. (Encontro).

69.
SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO E PROGRAMAÇÃO DO PIASS/POLO NORDESTE.SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO E PROGRAMAÇÃO DO PIASS/POLO NORDESTE. 1978. (Seminário).

70.
II ENCONTRO DE COORDENADORES DO PSMI E PNS DO NORDESTE. 1977. (Encontro).

71.
II SEMINÁRIO DE AVALIAÇAO DAS ATIVIDADES DA SESA. 1977. (Seminário).

72.
XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM. XXV CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM. 1973. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ARAÚJO, M. L. G.; Antonia mendes . Feira de Economia Feminista e Soclidária. 2013. .

2.
ARAÚJO, M. L. G.. SEMINARIOS DE SENSIBILIZAÇÃO PARA ATENÇÃO E VIOLENCIA. 2012. (Outro).

3.
ARAÚJO, M. L. G.. Seminário mulheres no semi árido e a água. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
maria de Lourdes Góes araújo. PERCEPÇÃO DE MULHERES PRIMÍPARAS SOBRE A CONSULTA DE ENFERMAGEM DE PRÉ NATAL EM UNIDADES DE SAÚDE. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

2.
maria de lourdes goes araujo. Promoção da saúde dos escolares com sobrepeso e obsidade no muncípio de Farias Brito - CE. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

3.
maria de lourdes goes araujo. Implantação da política de educação permanente no município de Mautiri-Ce para redução do abandono de pacientes portadores de tuberculose. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

4.
Samya Maria Lima Gonçalves. Implemerntação das ações de acolhimento na estratégia saúde da família dfo muncipio de Milagres-CE. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Espec em gestão do trabalho e da educação na saúde) - Escola de Saúde Pública do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

5.
Francisca Elonya Moura Teixeira. Implantação da Política de Educação Permanente no Município de Mauriti-CE. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciurso de Espacialização em Gestão do Trabalho) - Escola de Saúde Pública do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

6.
.. Nível de Conhecimento que os (as) Hipertensos (as) tem sobrew a Hipertensão Arterial - Itapajé. 2000. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Saúde Pública) - Universidade Estadual do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Mikaelly Soares dos Santos. Percepção das prim iparas sobre a consulta de enfermagem de pré natal em uma unidade básica. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Enfermagem) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

2.
LEILIANE DE QUEIROZ OLIVEIRA. ADOLESCÊNCIA E DROGRAS:REFLETINDO SOBRE A RELAÇÃO ENTRE FAMÍLIA, ESCOLA E POLITICAS PÚBLICAS. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

3.
RICARDO JORGE QUIRINO. A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NUMA PERSPECTIVA DE GÊNERO SOB O OLHAR MASCULINO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

4.
DAYANNE RAKELLY DE OLIVIERA. EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE NA ADOLESCÊNCIA-UMA ABORDAGEM DA EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS DO MUNICIPIO DE CRATO-CE. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

5.
ANNA GLESSAN ALVES. DIFICULDADES E FRUSTRAÇÕES ENFRENTADAS PELAS GESTANTES ADOLESCENTES NO PERÍODO DO PUERPÉRIO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

6.
MARUSKA PARCIENNE FERNANDES FACUNDO. MULHER NO CLIMATÉRIO: O VALOR DA INFORMAÇÃO NO COTIDIANO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

7.
SARA AMÂNCIO ANTES PORTÃO. O PERFIL DA MULHER TRABALHADORA E AS REPERCUSSÕES EM SUA QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

8.
JOANA BERENICE GARCIA LEITE. VULNERABILIDADE DAS MULHERES A DST/AIDS. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

9.
CIBELE DO NASCIMENTO. INVESTIGAÇÃO DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DAS(OS) PROFISSIONAIS ENFERMEIRAS(OS) QUA ATUAM NOS PSF DO CRATO-CE, NA IDENTIFICAÇÃO DAS DST EM MULHERES QUE PROCURAM O SERVIÇO. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

10.
ANNE JOBÊNIA COELHO DANTAS. DST NA ADOLSCÊNCIA: AÇÕES PREVENTIVAS E DE CONTROLE NA PROMOÇÃO À SAÚDE EM PSF NO MUNIC´PIO DE CRATO-CE. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

11.
Cristiane Lima de Almeida. A atuação da mulher como lider comunitária - um estudo de caso sobre o conjunto São Pedro no Bairro Vicente Pizon. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

12.
Márcia Maria Saraiva. Gravidez na Adolescência: Uma Reflexão sobre os Serviços de Planejamento Familiar. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Enfermagem) - Universidade Estadual do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

13.
.. Mulher, Trabalho e Poder. 2000. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Sociologia) - Universidade Estadual do Ceará. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

Iniciação científica
1.
Vanessa de Alencar Barros. Saúde Ambiente e qualidade de vida:identificando o conhecimento da população sobre riscos decorrentes da exposição à poeira do cimento. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.

2.
LEILANY DANTAS VARELA. VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM ESTUDO DO IMPACTO SOBRE A SAÚDE. 2004. Iniciação Científica. (Graduando em ENFERMAGEM) - Universidade Regional do Cariri, Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Maria de Lourdes Góes Araújo.



Inovação



Outros projetos


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Política de Saúde da Mulher negra. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
ARAÚJO, M. L. G.. Teoria Paideia, clinica ampliada e redes de cuidado. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
ARAÚJO, M. L. G.. Feridas invisíveis. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Outras informações relevantes


Participação em Disciplinas de Graduação
Saúde, Trabalho e Meio ambiente - URCA/2004
Epidemiologia - URCA/2004

Participação no corpo técnico de Pesquisa da Fundação Araripe, na condição de coordenadora, pesquisadora do projeto A Floresta do Araripe: construindo o sistema de Vigilância em Saúde em áreas de floresta/ Crato e Jardim/ CE

Participacão grupo de pesquisa da URCA: Saúde Coletiva/ 2003-2004

Participação em pesquisa através do Projeto CONTAG - Educação em Saúde Reprodutiva Gênero e Familia - Diagnóstico em municipios do semiárido NE dos Estados do CE, PE e Rn - Apoio FNUAP; Realizada através de grupos focais, entrevistas e observação partcipante; os resultados subsidiaram a realização do projeto que hoje se transformou numa grande política de saúde sexual e direitos reprodutivos apoiada peloministério da saúde junto as comunidades rurais através da Conferedaç~]ao Nacional da agricultura- CONTAG.

Testemunhos sobre desempenho profissional:
!. Associação de moradores do Conjunto Palmeiras;
2. Testemunho - Professor Dr. José Jacson;
3. EX. Secretario de Saúde de Santo André- Fernando Galvaneze;
3. Coordenador da COPOS- SESA - DR. Alexandre ;
4. Cearah Periferia - Diretora executiva - Maria do Socorro do Nascimento;
5. Coordenadora da Junta de Planejamento - Dra Vera Maria Camera Coelho.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 24:25:27