Giuliana Petri

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2192016830645605
  • Última atualização do currículo em 09/08/2018


Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (1994), Mestre em Patologia Experimental e Comparada pela Universidade de São Paulo (1997) e Doutora em Clínica Veterinária pela Universidade de São Paulo (2002). ProfessoraTitular da Disciplina de Farmacologia e Toxicologia da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Metropolitana de Santos (UNIMES) desde 2004. Professora e Orientadora Permanente do Mestrado Acadêmico Medicina Veterinária no Meio Ambiente Litorâneo na Universidade Metropolitana de Santos desde 04/2017. Coordenadora do Biotério da Faculdade de Medicina do ABC, onde também supervisiona todas as pesquisas que envolvam animais de laboratório nesta Faculdade. Coordenadora do Comitê de Ética em Uso de Animais da FMABC gestão 2016-2017. Pós Doutoranda em Ciências da Saúde na faculdade de Medicina do ABC - Sano André - SP (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Giuliana Petri
Nome em citações bibliográficas
PETRI, G.;PETRI, GIULIANA

Endereço


Endereço Profissional
Centro de Estudos de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC.
Avenida Lauro Gomes, 2000 - Técnica Cirúrgica
Sacadura Cabral
09060-870 - Santo Andre, SP - Brasil
Telefone: (11) 49935471
URL da Homepage: www.fmabc.br


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2002
Doutorado em Clínica Veterinária.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Atividade oxidativa de neutrófilos em gatos infectados pelo vírus da imunodeficiência felina (FIV), Ano de obtenção: 2002.
Orientador: Mitika Kuribayashi Hagiwara.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: neutrófilos; gatos; Radicais livres.
Grande área: Ciências Agrárias
1995 - 1997
Mestrado em Patologia Experimental e Comparada.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Influência da aplicação tópica da proteína ligante de cálcio MRP-14 na evolução da neovascularização induzida na córnea de ratos,Ano de Obtenção: 1997.
Orientador: Benjamin Eurico Malucelli.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: neovascularização; angiogênese; córnea; proteína ligante de cálcio; MRP-14.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Imunologia / Subárea: Imunologia Celular.
1990 - 1994
Graduação em Medicina Veterinária.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Faculdade de Medicina do ABC, FMABC, Brasil.


Atuação Profissional



Faculdade de Medicina do ABC, FMABC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Metropolitana de Santos, UNIMES, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Doutora, Carga horária: 6


Centro de Estudos de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC, CESCO/ABC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Médica Veterinária Coordenadora do Biotério, Carga horária: 32


FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES, FMV-UNIMES, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Profesora Mestrado



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
ANÁLISE DO CORTISOL E DOS NÍVEIS DE SÓDIO E POTÁSSIO EM PACIENTES TRATADOS COM DOSES REDUZIDAS DE TRILOSTANO NO HIPERADRENOCORTICISMO ESPONTÂNEO EM CÃES DA BAIXADA SANTISTA.
Descrição: O Hiperadrenocorticismo é uma endocrinopatia resultante do excesso de glicocorticoides produzidos pela glândula adrenal. O Hiperadrenocorticismo (HAC) pode ser classificado em HAC ACTH-dependente, resultante geralmente de uma neoplasia Hipofisária; HAC ACTH-independente, mais comumente resultante de uma neoplasia no córtex adrenal ou ainda o HAC iatrogênico, secundário a administração crônica e excessiva de glicocorticoides exógenos. Para o tratamento do HAC ACTH-dependente, o tratamento clínico é o mais utilizado, sendo que o Mitotano e o Trilostano são as principais opções de fármacos. O trilostano inibe a enzima esteroidogênica 3-beta-hidroxiesteroide desidrogenase, suprimindo a produção de progesterona, e também de seus produtos finais, o cortisol e a aldosterona. A aldosterona é responsável pela homeostase do sódio, do cloreto, do potássio e da água. Os objetivos do trabalho são: analisar a resposta terapêutica do trilostano com doses reduzidas no tratamento do Hiperadrenocorticismo espontâneo, avaliar os níveis séricos de Sódio e potássio em cães tratados com Trilostano e avaliar os possíveis efeitos adversos do Trilostano. Materiais e Métodos: serão utilizados 40 pacientes com diagnósticos de Hiperadrenocorticismo espontâneo tratados com Trilostano na Baixada Santista. Será analisada a resposta à terapia medicamentosa, através da análise dos níveis de Cortisol por meio do Teste de Estimulação com ACTH. Também serão estudados os efeitos do Trilostano nos níveis séricos de Sódio e Potássio dos pacientes tratados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Coordenador / Matheus Albuquerque Basílio dos Santos - Integrante.
2017 - Atual
ESTUDO DOS EFEITOS DA ASSOCIAÇÃO ENTRE TOPIRAMATO, NALTREXONA E BUPROPIONA NO BINGE E CRAVING DE GLICOSE EM RATOS
Descrição: Binge é o termo utilizado para definir compulsão por alguma substância como álcool, drogas psicoativas em geral, alimentos altamente palatáveis como os que contêm grandes quantidades de açúcar. O craving é a denominação inglesa para fissura, que se define como o desejo intenso, quase incontrolável, de se consumir uma substância. A dependência e o abuso são diagnósticos relacionados ao consumo de substâncias psicoativas, sendo considerados pela psiquiatria como transtornos mentais, que são avaliados através da presença de sintomas. Apesar dos açúcares não serem categorizados como substâncias psicoativas, estudos recentes têm demonstrado que o consumo de formas refinadas pode também desencadear comportamentos de busca considerados irracionais, descontrole da ingestão e vontade quase incontrolável de consumo. Estudos têm relacionado o craving com alterações em neurotransmissores como adepleção de dopamina, alterações do nível de serotonina e alterações no sistema límbico e lobo frontal. As ações de reforço associadas à gratificação de alimento, sexo ou de certas drogas dependem criticamente do circuito dopaminérgico. Para ativar as vias dopaminérgicas muitos indivíduos são levados a utilizarem métodos que aumentam a função dopamina no cérebro. Neste contexto, temos a glicose como exemplo. O topiramato, bupropiona e naltrexona são as novas drogas que estão sendo estudadas para tratamento dos transtornos alimentares e têm demonstrado resultados clínicos promissores. Para este experimento utilizaremos o labirinto em cruz elevado como paradigma de comportamentos condicionados, adequando os animais a estímulos naturalmente aversivos (braços abertos do labirinto), onde um compartimento será naturalmente associado (pareado) à prévia ingestão das substâncias em estudo, passando, então, de um ambiente neutro para um gerador de comportamentos semelhantes aos causados pela substancia administrada. A preferência condicionada de lugar pode, portanto, ser assim obtida. Quando condicionados desta maneira, os animais passam a preferir o ambiente anteriormente aversivo, com o objetivo de conseguir obter, ali, a substância com a qual tal ambiente foi pareada (craving)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Coordenador / CORREA, O.M.T. - Integrante / José Francisco Ramos dos Santos - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Cristina De Zotti Nassis - Integrante / Stephania Morreale - Integrante.
2017 - Atual
CRIAÇÃO DE MODELO EXPERIMENTAL DA DOENÇA DE PEYRONIE
Descrição: A Doença de Peyronie (DP) consiste em um desarranjo fibrótico de patofisiologia pouco conhecida que afeta a túnica albugínea (TA) do pênis podendo resultar em anormalidade da curvatura peniana, dor e disfunção erétil. É estimada uma prevalência de 0,4 a 9% na população masculina. O tratamento da doença depende da fase em que o paciente se encontra, sendo que, na fase aguda, usa-se a farmacoterapia e, na fase crônica, o padrão-ouro é o tratamento cirúrgico. Apesar de décadas de estudos sobre a DP, sua etiologia e patofisiologia definitivas não foram completamente elucidadas, o que dificulta o seu tratamento. Para tentar compreender os mecanismos que ocorrem na DP, alguns modelos experimentais foram desenvolvidos, sendo o principal deles a injeção de TGF-Beta. Ainda que tenha gerado inflamação e fibrose na TA, esse estudo não revelou dados confiantes sobre a formação de placa. Outro estudo recente realizado na FMABC utilizou injeção de sangue e obteve resultados que mostram um aumento de expressão de enzimas da matriz extracelular relacionado ao concomitante aumento de TGF-Beta. No entanto, o estudo também não conseguiu obter a placa característica da DP. Constatou-se que há uma carência de modelos experimentais em DP, portanto o presente estudo visa, a partir da instilação de plasma (cuja concentração de TGF-Beta é superior à do sangue), obter um modelo experimental consistente da doença..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Coordenador / Sidney Glina - Integrante / Marília Arrais Garcia - Integrante / David Jacques Cohen - Integrante.
2017 - Atual
O EFEITO DE FORMULAÇÃO CONTENDO ÓLEO DE LICURI (Syagrus coronata (Martius) Beccari) NO PROCESSO DE REPARAÇÃO TECIDUAL.
Descrição: O presente projeto visa avaliar o padrão de reparação tecidual da epiderme dos ratos machos da linhagem Wistar pelas análises histológicas após o tratamento das lesões induzidas na pele de ratos Wistar com óleo de Licuri a 5 e 10% por 3, 7 e 14 dias. Os animais serão anestesiados e serão realizadas 2 incisões na pele da região dorsal dos animais medinfo 1,5cm x 0,5cm, com uma distância de 2 cm entre elas. Os animais receberão analgésicos e antibióticos no pós-operatório imediato. As lesões serão tratadas com o óleo de Licuri a 5 ou 10% enquanto a lesão contra lateral receberá placebo (óleo mineral). Após 3, 7 e 14 dias os animais serão eutanasiados com overdose de Tiopental sódico e as lesões serão retiradas por excisão cutânea. O material será colocado sobre um papel de filtro e imerso em solução de formol a 10%. Essas amostras serão processadas para histologia e serão realizadas as colorações de hematoxilina- eosina e picrossirius..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Jose Armando Junior - Coordenador / Robson Miranda da Gama - Integrante / Danielle de Campos Cunha - Integrante / Andrea de Andrade Ruggiero - Integrante.
2016 - Atual
PADRONIZAÇÃO DE MÉTODO PARA MANUTENÇÃO DE CÉLULAS DO TUMOR TRANSPLANTÁVEL DE EHRLICH EM CULTURA.
Descrição: No câncer os tumores animais e humanos apresentam semelhanças essenciais, o desenvolvimento da oncologia experimental deu-se pela introdução dos tumores transplantáveis ou transmissíveis. O Tumor Transplantável de Ehrlich (TTE) desenvolve-se na forma ascítica por passagens sucessivas em peritônio de camundongos. Nesse projeto procuramos novas estratégias que levem ao estabelecimento e manutenção das células do TTE ?in vitro? e/ou congeladas. O (TTE) será obtido no biotério de camundongos da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. O tumor apresenta-se na forma ascitíca em camundongo da linhagem isogênica Balb/c. Após a eutanásia do camundongo em câmara de CO2, a pele do abdômen será rebatida para coleta do líquido ascítico. Um camundongo Balb/c será inoculado com 2x105 células do TTE na cavidade peritoneal, para desenvolvimento da forma ascítica do tumor. Após 10 dias da inoculação, o animal será eutanasiado e a pele abdominal rebatida para a retirada do líquido ascítico com auxílio de seringa estéril. Essas células serão então quantificadas, avaliadas quanto a sua viabilidade e cultivadas em garrafas próprias. Após confluência das células na placa, essas serão retiradas da placa por raspagem contadas e congeladas em freezer -700 C. Alíquotas de células do TTE congeladas serão retiradas do freezer e mantidas em banho maria a 370 C até descongelamento total. O animal será inoculado intraperitonealmente com as células do TTE retiradas da cultura. Um único animal receberá toda a suspensão celular preparada. Após a inoculação esse animal será observado até desenvolver ascite. Após o aparecimento da ascite o animal, será eutanasiado em câmara de CO2 e a pele abdominal rebatida para a retirada do líquido ascítico com auxílio de seringa estéril. Parte dessas células serão recolocadas em cultura como descrito anteriormente, e outras serão reinoculadas em outros animais na cavidade peritoneal para observar formação de ascite nesses animais. Esse procedimento será repetido por 4 vezes perfazendo 8 meses de células congeladas e a manutenção delas em cultura e nos animais (n=10). Um outro grupo de animais (n=10) receberão as células por via subcutânea, tanto as mantidas em cultura quanto as mantidas nos animais. Os animais serão pesados periodicamente e após 20 dias serão eutanasiados em câmara de CO2, o tumor pesado em balança de alta precisão e alíquota fixada em formol para análise morfológica dos tumores formados. Essas amostras serão processadas e coradas pela Hematoxilina-Eosina e analisadas sob microscopia de luz..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
O EFEITO DO SUPLEMENTO DO ÁCIDO URSÓLICO EM CAMUNDONGOS MDX
Descrição: A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença neuromuscular, de origem genética ligada ao cromossomo X, causada pela mutação do gene que codifica a proteína distrofina, responsável pela estabilidade do sarcolema. Na ausência/deficiência da distrofina, as células musculares ficam suscetíveis a danos induzidos pelos ciclos contínuos de degeneração e regeneração limitada. Inflamação, necrose e fibrose são as características fisiopatológicas que acarretam a principal consequência da DMD, a perda da função muscular. O camundongo mdx é um modelo distrófico, amplamente utilizado em pesquisas devido sua uniformidade genética, facilidade de manuseio e reprodução. Infelizmente, até hoje, não há cura para DMD. Entretanto, os avanços da terapia farmacológica através do uso dos glucocorticóides, beneficiou o curso natural da doença. Contudo, o uso dos glucocorticóides, trouxeram alguns efeitos colaterais. Em razão disso, muitos estudos tem sido realizados em torno de como minimizar os efeitos colaterais. Dentre esses estudos, destaca-se o uso de suplementos biologicamente baseados. Neste trabalho propusermos analisar o uso do ácido ursólico (AU). O AU é um componente natural, presente na casca da maçã, que apresenta capacidade de atuar como inibidor da atrofia muscular, aumentando a massa e a força muscular. Visando diminuir os efeitos colaterais do uso dos glucocorticóides, neste trabalho objetivará analisar os efeitos do AU no combate da atrofia muscular e aumento da resistência muscular no modelo mdx. Será avaliado os efeitos do AU na suplementação alimentar do camundongo mdx durante 4 semanas. Duas dosagens de AU serão avaliadas: 10 e 200 mg/Kg. Após 4 semanas, todos os animais serão eutanasiados e será coletado amostras de sangue para análise da proteína creatino-quinase (CK). Serão analisadas as citocinas fibrogênicas e a histopatologia dos músculos extensor longo dos dedos (ELD), tibial anterior (TA) e diafragma (DIA). O Teste de Kondziela será realizado para mensurar possível alteração na força muscular dos animais do presente estudo. Espera-se que os resultados obtidos nesta pesquisa, gerem dados baseados em evidências consistentes para a validação do uso do AU no tratamento da DMD..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / ALZIRA LAVES SIQUEIRA CARVALHO - Integrante / FEDER, DAVID - Coordenador / Aline Cadorini Silveira - Integrante / Thais Borges Lessa - Integrante / Maria Angélica Miglino - Integrante.
2016 - Atual
VALORES DE REFERÊNCIA DE PARÂMETROS BIOQUÍMICOS DE CAMUNDONGOS (Mus musculus) BALB/C E SWISS MANTIDOS NO BIOTÉRIO DA FACULDADE DE MEDICINA DO ABC
Descrição: A referência dos parâmetros bioquímicos dos animais de laboratório, utilizados para pesquisa científica é baseada na literatura internacional. Comparando-se alguns parâmetros avaliados em diferentes estudos com camundongos Balb/C pudemos observar que os valores de referência dos parâmetros bioquímicos variam enormemente, dependendo de diversas variáveis, como sexo, linhagem e genótipo e ainda sofrem influência de outros fatores como idade, condição de alojamento, manejo dos animais, dieta oferecida, padrão sanitário do biotério onde são mantidos, dentre outros. Desta forma o presente trabalho visa estabelecer uma lista de valores bioquímicos do sangue de camundongos da linhagem Balb/C e Swiss do Biotério da FMABC..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
EFEITO DA TESTOSTERONA NOS MARCADORES DE PROLIFERAÇÃO E APOPTOSE E NAS VIAS METABÓLICAS DO ESTROGÊNIO EM TECIDO MAMÁRIO DE RATAS
Descrição: A administração de testosterona em mulheres durante o climatério tem proporcionado importantes benefícios à saúde, sua ação vai além da melhora do desejo sexual e cada vez mais esta terapia vem se difundindo. Embora nos últimos anos tem-se questionado sobre a segurança deste tratamento e qual sua ação sobre o tecido mamário. Até o momento não está completamente compreendido o papel da testosterona e seu risco no câncer de mama. Entender a função dos androgênios no tecido mamário é de grande relevância, pois muitas mulheres fazem uso desta reposição juntamente com outra terapia hormonal, desta forma, avaliar seu real efeito no tecido mamário é essencial..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Coordenador / PINHAL, M. A. S. - Integrante / LUCIANO DE MELO POMPEI - Integrante / Luiz Carlos Abreu - Integrante / Thèrése Rachell Theodoro - Integrante / Ana Maria Amaral Antonio Mader - Integrante / Jussara Celi Conceição Oliveira - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação in vivo do efeito hipoglicemiante de extratos obtidos da raiz de Pterodon emarginatus Vogel
Descrição: Em 2015, a International Diabetes Federation estimou que a prevalência de portadores de diabetes melito (DM) na população brasileira é de 10-12%. Devido às altas taxas de morbidade e mortalidade desta doença, o desenvolvimento de novas opções para o tratamento do DM se faz necessário para ampliar fontes de recursos, disponibilidade e acessibilidade. A medicina popular tem sido vastamente empregada como um indicador para seleção de plantas medicinais e posterior estudo de suas propriedades farmacológicas para diversas enfermidades. O objetivo do presente estudo é avaliar o potencial hipoglicemiante de extratos obtidos da raiz de Pterodon emarginatus Vogel (sucupira-branca), planta utilizada como tratamento opcional ao DM. Nos ensaios biológicos, 21 ratos serão induzidos ao diabetes experimental pela administração intraperitoneal de aloxano, na dose de 160 mg/kg de peso corporal. Somente ratos com glicemia superior a 200mg/dL serão selecionados para o experimento. Três grupos de ratos serão definidos para o início da coleta de dados: 1) DM-C, tratados com solução fisiológica; 2) DM-T, tratados com doses constantes do extrato; 3) DM-TT, tratados com doses progressivas. Os animais serão tratados diariamente por gavagem. Os três grupos serão acompanhados por 6 semanas, nas quais serão avaliados semanalmente a glicemia capilar e, a cada duas semanas, creatinina, ALT/TGP e AST/TGO. Por fim, os dados obtidos ao longo do experimento serão submetidos à análise de variância para amostras repetidas, a fim de se avaliar a existência de potencial hipoglicemiante no extrato obtido das raízes da sucupira..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / FEDER, DAVID - Coordenador / Jose Armando Junior - Integrante / Aline Scardoeli Faiola - Integrante / Ramón Félix Martins Fernandes - Integrante.
2016 - Atual
ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A PAULLINIA CUPANA, PC-18 E O MAGNÉSIO NO TUMOR SÓLIDO DE EHRLICH: ANÁLISE DA AÇÃO ANTITUMORAL, ANTIFADIGA E ANTIOXIDANTE.
Descrição: Será avaliado o efeito do extrado da Paullinia cupana (Guaraná) na dose de 50 mg/Kg, do extrato seco do guaraná (PC-18) na dose de 12,5 mg/Kg e do Magnésio na dosagem de 29 mg/Kg sobre o TSE realizando assim o estudo das expressões gênicas utilizando marcadores inflamatórios e de estresse oxidativo entre os grupos controle, placebo e tratados. Para análise da hepatotoxicidade se realizado o eritrograma, leucograma e plaquetograma dos animais e para análise da hepatotoxicidade realizaremos as dosagens bioquímicas das enzimas hepáticas Alanina transaminase (ALT), Aspartato transaminase (AST), Fosfatase Alcalina (FAL) e Gama Glutamil-Transpeptidade (γ-GT). Também será mensurado o tamanho do tumor utilizando paquímetro ZAAS e a massa tumoral por meio de pesagem para avaliar atividade antitumoral. Para análise do efeito antifadiga, será realizado um estudo observacional da dor, sofrimento e a angústia do animal. Todos os procedimentos experimentais descritos neste trabalho serão avaliados pelo Comitê de Ética em Experimentação Animal da Faculdade de Medicina do ABC em conformidade com a Lei 11.794/2008 (Lei Arouca)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / FONSECA, F.L.A. - Coordenador / Emerson Barbosa da Silva - Integrante / Felipe Ko Chen - Integrante.
2015 - 2016
Administração de Vitamina D em camundongos modelo Balb/C e seus efeitos na força muscular.
Descrição: Esta pesquisa experimental propõe verificar a utilização de Vitamina D no aumento da força muscular. A Vitamina D é caracterizada por um grupo de moléculas secosteroides derivadas do 7-deidrocolesterol (7-DHC) interligadas devido a uma cascata de reações fotolíticas e enzimáticas que acontecem em células de diversos tecidos. Este projeto será conduzido na Faculdade de Medicina do ABC, São Paulo. Serão utilizados camundongos de linhagem BALB/c (animais isogênicos) onde haverá o grupo nº1 controle (ausência de tratamento) e os demais grupos receberão o tratamento de Vitamina D na dosagem de 400 IU/d. O grupo 2 receberá o tratamento no período de 07 dias, o grupo 3 receberá por 15 dias e o grupo 4, por 30 dias. Destes animais será coletado sangue e feita à realização de biopsia hepática, renal, diafragmática e do tecido muscular. A análise dos exames laboratoriais será baseada na realização do perfil hepático (AST, ALT, GGT, Fosfatase alcalina) e na quantificação de Vitamina D plasmática e creatinofosfoquinase. Por conseguinte, as biópsias serão utilizadas para a averiguação morfológica através de lâminas de blocos parafinados. O objetivo desta pesquisa é correlacionar os índices laboratoriais e histopatológicos frente à utilização da suplementação por Vitamina D..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / FONSECA, F.L.A. - Coordenador / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Raphael Alves Campanholi - Integrante / Thaís Moura Gascón Belardo - Integrante.
2014 - Atual
Efeito da Glicosamina na cartilagem Epifisária de Ratos tratados com corticóide por via oral
Descrição: Em mamíferos, o crescimento ósseo longitudinal acontece até a puberdade quando se formam ligações ósseas que promovem a fusão dos centros de ossificação o que determina o fim do crescimento. Todo o processo de proliferação, diferenciação, maturação e secreção de substâncias que envolvem o condrócito envolve o hormônio do crescimento, IGF-1, hormônio tiroideano, glicocorticoide e hormônios sexuais (Lui & Baron, 2012). Se algum desses fatores reguladores forem alterados pode-se desenvolver uma alteração no funcionamento dessas células ou até um processo patológico. (Kornak & Mundlos, 2003; Krakow & Rimoin, 2010). Uma alteração conhecida é o retardo no desenvolvimento da epífise óssea em crianças expostas ao uso prolongado de corticoesteróides, o que acontece frequentemente em quadros de asma. O uso de corticoesteroides em crianças com asma ou rinite alérgica ajuda a diminuir os sintomas da doença é muito indicado porém, altas doses de corticoide podem gerar alterações no crescimento e promover um fenômeno chamado "catch up". O catch-up é um crescimento linear acima da média para a idade precedido por um período de inibição de crescimento. Apesar de alguns estudos mostrarem resultados controversos, a glicosamina tem sido usada no tratamento da osteoartite, doença onde há degeneração da cartilagem articular, para reduzir seus sintomas, principalmente a dor, e impedir o progresso da doença. A glicosamina é um aminoglicosídeo capaz de estimular os condrócitos a produzir glicosaminoglicanos e proteoglicanos, moléculas que compõe a matriz extracelular das cartilagens. Assim, o objetivo desse estudo é observar o efeito da Glicosamina Sulfato no disco epifisário em ratos submetidos à exposição prolongada a corticosteroides...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / Vivian Costa e Silva - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante.
2011 - 2014
Estudo morfológico do remodelamento do tecido interpúbico durante a prenhez em camundongos
Descrição: Sabe-se que a gestação em camundongos induz o desenvolvimento de um ligamento que desaloja a fibrocartilagem encontrada na sínfise púbica de animais virgens. Com a formação deste ligamento, alarga-se o canal ósseo acomodando a pelve para a passagem do feto no momento do nascimento. Dada a extrema dinâmica e rapidez no remodelamento dos tecidos conjuntivos, o estudo detalhado das alterações em sua composição com o desenvolvimento da prenhez em camundongos fêmeas torna-se particularmente importante. A literatura analisa as alterações da sínfise púbica de animais prenhes apenas nos dias 12D, 15D, 17D, 18D e 19D. No entanto, para o estudo da expressão dos genes envolvidos no remodelamento do tecido interpúbico (fibrocartilagem e ligamento) faz-se necessário o estabelecimento temporal das alterações morfológicas nos dias anteriores ao 12D. Sabemos que neste dia, já há um aumento de tamanho do tecido interpúbico. Assim, deverão ser analisados os dias 10D e 11D do ponto de vista morfológico e morfométrico a fim de determinarmos se o tecido interpúbico nestes dias continua uma fibrocartilagem semelhante ao animal virgem ou se já apresenta alteração de tamanho e organização. Do mesmo modo, avaliaremos os dia 13D e 14D que antecedem o 15D, aonde é de conhecimento que o tecido interpúbico é um ligamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / Gabriela Tognini Saba - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Élia Garcia Caldini - Integrante.
2011 - 2014
Alteração da gordura orbitária após aplicação de Bimatoprost 0,03%. Estudo experimental em ratos.
Descrição: A região orbital é formada por um arcabouço ósseo no qual estão contidos e protegidos os bulbos dos olhos e os tecidos acessórios à visão, como músculos extrínsecos aos bulbos dos olhos, nervos, vasos, aparelho lacrimal. Todo conteúdo orbital não ocupado por essas estruturas é preenchido com tecido conjuntivo denso e adiposo. O Glaucoma, doença caracterizada pela diminuição da drenagem do humor aquoso, leva ao aumento de pressão nas câmaras anterior e posterior do olho. O bimatoprost é a droga de escolha no tratamento do glaucoma de ângulo aberto, por seu incremento na drenagem uveoescleral do humor aquoso. Quimicamente, o Bimatoprost é um análogo sintético da prostaglandina PGF2 e tem alguns efeitos colaterais, dentre eles, a enoftalmia. Observa-se clinicamente a reversão de enoftalmia com a suspensão do tratamento. O tecido adiposo, presente em toda a órbita, tem seu metabolismo controlado por diversos fatores, dentre eles, as prostaglandinas. Objetivo: Mensurar os efeitos do Bimatoprost no tecido adiposo orbital e relacioná-los com a enoftalmia...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / Nilson Lopes da Fonseca Jr. - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Alexandre Pasquarelli Garcia Potério - Integrante.
2011 - 2012
Estudo do efeito da falta de estrógeno na distribuição de heparam sulfato na pele de ratas
Descrição: O envelhecimento da população é um fenômeno que os países ainda estão tentando se adaptar. Na pele e demais órgãos, a heparina, e o heparan sulfato na forma de proteoglicano controlam o armazenamento e a liberação de fatores de crescimento e os protegem da degradação precoce. No entanto, durante o envelhecimento, a pele sofre mudanças estruturais que afetam a quantidade dessas substâncias na matriz extracelular. Sendo o heparam sulfato amplamente distribuído também na pele, e a falta de pesquisas que relacionam a quantidade de heparam sulfato neste tecido com a diminuição do hormônio estrógeno no envelhecimento, o presente trabalho pretende: 1) verificar a associação entre a modulação do heparam sulfato pela HPA1, na ausência de estrógeno, utilizando como modelo experimental animais castrados e, ratas adultas com ciclos reprodutivos normais que serão utilizadas como controle e 2) analisar as possíveis correlações entre heparam sulfato, heparanase1, estrógeno e envelhecimento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Bàrbar Regina Negrete - Integrante / Maria Aparecida da Silva Pinhal - Integrante.
2011 - Atual
Dimensão da sínfise púbica durante o ciclo estral em camundongos virgens.
Descrição: Sabe-se que os camundongos apresentam um ciclo reprodutivo chamado ciclo estral, este ciclo é composto por quatro fases classificadas em proestro, estro, metaestro e diestro. Estudos sobre o remodelamento da sínfise púbica durante a prenhez utilizam como controle camundongos virgens sem levar em consideração a fase do ciclo estral destes. Considerando que o estrógeno é o principal hormônio responsável pelas diferentes fases do ciclo estral e que os tecidos conjuntivos, principalmente os relacionados com o sistema reprodutor, se alteram mediante a ação deste hormônio durante as diferentes fases deste ciclo, achamos importante analisar as características morfológicas e morfométricas da sínfise púbica durante cada fase do ciclo estral..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2011
Distribuição do ácido hialurônico na remodelação do tecido interpúbico no pós parto em camundongos
Descrição: A sínfise púbica (SP) sofre diversas modificações estruturais para permitir a passagem do feto. uma das modificações para acontecer esses aumento da flexibilidade da SP é a transformação da fibrocartilagem localizada entre os ossos púbicos em um ligamento. A formação do ligamento acontece rapidamente uma vez que até o 12º dia de prenhez, o tecido interpúbico ainda é uma fibrocartilagem (como observado nos animais virgens) e no 15º dia de prenhez está totalmente formado. Nos três últimos dias de gestação, este ligamento sofre um processo de relaxamento que é caracterizado pela deposição de matriz extracelular como aumento do proteoglicano versican e do glicosaminoglicano ácido hialurônico, que permitem aumento e a retenção de água no ligamento interpúbico, aumentando a flexibilidade do tecido. No período pós parto, há uma rápida regressão no ligamento interpúbico de maneira que, com três dias pós parto o ligamento tem metade do comprimento observado no 19° dia de gestação. Sendo a relaxina um hormônio importante para a manutenção de água e metabolismo do glicosaminoglicano ácido hialurônico durante a gestação, se faz necessário saber se a rápida involução e diferenciação da sínfise púbica no período pós parto acontece por alterações no metabolismo do ácido hialurônico, uma vez que, até 24 horas após o parto os níveis séricos de relaxina desaparecem por completo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / RODRIGUES, M.C.F.S. - Integrante / Juliana Mora Veridiano - Integrante.
2010 - 2011
Estudo histoquímico do efeito da glicosamina sulfato e associada ao condroitim sulfato no metabolismo do ácido hialurônico na cartilagem articular de ratas ooforectomizadas.
Descrição: A glicosamina e o condroitim sulfato, açúcares constituintes da matriz extracelular das cartilagens hialinas têm sido empregados na terapia de doenças que afetam a cartilagem articular do joelho. Em humanos, estudos mostram a melhora dos sintomas como dor e deficiência na motilidade mediante o tratamento com estes compostos, portanto, esse trabalho tem por objetivo analisar experimentalmente o efeito condroprotetor da glicosamina sulfato associada e não associada ao condroitim sulfato na cartilagem articular do joelho de ratas ooforectomizadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giuliana Petri - Integrante / CORREA, O.M.T. - Coordenador / Juliana Mora Veridiano - Integrante / Henrique de Mello Barletta - Integrante.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2017
Primeiro Lugar na categoria Básico e Experimental, 42º COMUABC.
2017
Menção Honrosa, 42º COMUABC.
1997
I PRÊMIO MARIO MARIANO DE PÓS-GRADUAÇÃO, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Universidade de São Paulo.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SALOMAO, GUSTAVO H.A.2018SALOMAO, GUSTAVO H.A. ; FERNANDES, ADJACI U. ; BAPTISTA, MAURICIO S. ; TARDIVO, JOÃO PAULO ; GIANSSANTE, STELLA ; VERIDIANO, JULIANA MORA ; TOLEDO, OLGA MARIA S. ; PETRI, GIULIANA ; CHRISTOFOLINI, DENISE MARIA ; CORREA, JOÃO ANTONIO . A new Chlorin formulation promotes efficient photodynamic action in choriocapillaris of rabbit?s eyes. BIOORGANIC & MEDICINAL CHEMISTRY LETTERS, v. 28, p. 1870-1873, 2018.

2.
PETRI, GIULIANA2018PETRI, GIULIANA. Método Substitutivo ao uso de animais vivos para o ensino das vias de administração em animais de laboratório. Revista da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório, v. 6, p. 16-19, 2018.

3.
FEDER, DAVID2018FEDER, DAVID ; IERARDI, MARIANA ; COVRE, ANA LAURA ; PETRI, GIULIANA ; CARVALHO, ALZIRA ALVES DE SIQUEIRA ; FONSECA, FERNANDO LUIZ AFFONSO ; BERTASSOLI, BRUNO MACHADO . Evaluation of the gastrointestinal tract in mdx mice: an experimental model of Duchenne muscular dystrophy. APMIS, v. 126, p. 693-699, 2018.

4.
COHEN, DAVID J.2018COHEN, DAVID J. ; OLIVEIRA, ANDRÉ V. ; THEODORO, THÉRESÈ R. ; PETRI, GIULIANA ; MELO, CARINA M. ; CAVALHEIRO, RENAN P. ; NADER, HELENA B. ; MADER, ANA M. ; PINHAL, MARIA A. S. ; GLINA, SIDNEY . Extracellular matrix alterations after blood instillation in tunica albuginea of rats. INTERNATIONAL JOURNAL OF IMPOTENCE RESEARCH, v. 30, p. 85-92, 2018.

5.
FONSECA JUNIOR, N. L.2016FONSECA JUNIOR, N. L. ; PETRI, G. ; VERIDIANO, J. M. ; REHDER, J. R. C. L. . Changes of orbital connective tissue after bimatoprost injection. Experimental study in rats. Revista Brasileira de Oftalmologia (Impresso), v. 75, p. 300-307, 2016.

6.
COHEN, DAVID2016COHEN, DAVID ; PINHAL, MARIA APARECIDA ; THEODORO, THÉRESE ; MADER, ANA MARIA ; PETRI, GIULIANA ; VENTURINI, ANDRE ; GLINA, SIDNEY . PD45-12 NEW EXPERIMENTAL MODEL IN RATS FOR PEYRONIE'S DISEASE: CHANGES OF COMPONENTS OF THE EXTRACELLULAR MATRIX. JOURNAL OF UROLOGY, v. 195, p. e1065, 2016.

7.
POMPEI, L. M.2015 POMPEI, L. M. ; CUNHA, E. P. ; STEINER, M. L. ; THEODORO, T. R. ; MADER, A. M. A. A. ; PETRI, G. ; PINHAL, M. A. S. ; FERNANDES, C. E. . Effects of estradiol, progestogens, and of tibolone on breast proliferation and apoptosis. Climacteric (Carnforth), v. 18, p. 518-522, 2015.

8.
NEMOTO, RENATO2015NEMOTO, RENATO ; PAVIN, BARBARA ; CANTERAS, BRUNA ; DREICON, ALEXIA ; FERNANDES, GUSTAVO ; PETRI, GIULIANA ; FONSECA, FERNANDO ; FEDER, DAVID . Study of Angiogenesis-Related Phosphodiesterase Inhibitors. Journal of Applied Pharmaceutical Science, v. 5, p. 123-125, 2015.

9.
1FONSECA JR., N. L.2014FONSECA JR., N. L. ; PETRI, G. ; VERIDIANO, J.M ; REHDER, J. R. C. L. . Evaluation of palpebral fissure and orbital volume after bimatoprost 0.03% orbital injections. Experimental study in rats. Revista Brasileira de Oftalmologia (Impresso), v. 73, p. 341-347, 2014.

10.
FEDER, D.2013FEDER, D. ; BACCI, M. R. ; SANTOS, J. A. B. ; GABOARDI, M. T. C. O. ; STANGENHAUS, C. ; LEWI, J. K. ; SHIROMA, M. A. R. V. ; JUNQUEIRA, P. E. B. S. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. . Evaluation of Herbalife nutritional supplements in hepatic function in rats. Journal of Applied Pharmaceutical Science, v. 3, p. 167-169, 2013.

11.
2FEDER, D.2011FEDER, D. ; GODOY, L. ; FORSAIT, S. ; FEDER, C. K. R. ; GABOARDI, M. T. C. O. ; PETRI, G. ; GOUVEIA, M. R. F. V. ; PEREIRA, E. C. ; JUNQUEIRA, V. B. C. ; PERAZZO, F. P. ; AZZALIS, L. A. ; FONSECA, F.L.A. . Evaluation of the liver function and its histological alterations in rats treated with HERBALIFE Green Tea.. Research Journal of Biological Sciences, v. 6, p. 227-229, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARIN, T. A. ; BERTASSOLI, B. M. ; PETRI, G. ; SANTOS, J. F. R. ; SILVA, V. G. ; FONSECA, F. L. A. ; CARVALHO, A. L. S. ; FEDER, D. . THE STUDY OF ALISKIREN IN MDX DYSTROPHIC MICE. In: 15th International Congress on Neuromuscular Diseases, 2018, Viena. 15th International Congress on Neuromuscular Diseases - ICNMD 2018, 2018. v. 5. p. S141-S141.

2.
BERTASSOLI, B. M. ; FAIOLA, A. S. ; ARMANDO JUNIOR, J. ; PETRI, G. ; SANTOS, J. F. R. ; FONSECA, F. L. A. ; CARVALHO, A. L. S. ; FEDER, D. . INFLUENCE OF THE EXTRACT OF SUCUPIRA BRANCA (PTERODON EMARGINATUS VOGEL) IN SURAL NERVE OF DIABETIC RATS. In: 15th International Congress on Neuromuscular Diseases, 2018, Viena. 15th International Congress on Neuromuscular Diseases. Viena: Journal of Neuromuscular Diseases, 2018. v. 5. p. S265-S265.

3.
FEDER, D. ; CARVALHO, A. ; BERTASSOLI, B. M. ; GIORDANI, L. P. ; PETRI, G. ; PERAZZO, F. F. ; ALVES, B. C. A. ; PEREZ, M. M. ; FONSECA, F. L. A. . THE EFFECT OF UNCARIA TOMENTOSA IN DIAPHRAGM MUSCLE OF MDX DYSTROPHIC MICE. In: 15th International Congress on Neuromuscular Diseases, 2018, Viena. 15th International Congress on Neuromuscular Diseases. Viena: Journal of Neuromuscular Diseases, 2018. v. 5. p. S186-S187.

4.
CIANCAGLINI, J. V. ; POLLY, M. ; ZAREMBA, G. ; BACCI, M. R. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. ; FEDER, D. . Prevenção das complicações renais em ratos diabéticos: estudo comparativo entre o tratamento farmacológico e o pré-condicionamento isquêmico a distância. In: XVIII Congresso Paulista de Nefrologia, 2015, Atibaia-SP. Journal of the American Society of Nephrology, 2015. v. 26. p. 1A-1127A.

5.
FERREIRA, D. A. ; ZAMBELLI, J. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. ; SANTOS, J. F. R. ; FEDER, D. . Efeito do Tamoxifeno sobre a fibrose pulmonar induzida pela bleomicina em modelo experimental. In: 40º Congresso Médico Universitário do ABC, 2015, Santo André. Anais do 40º COMUABC. São Paulo - SP: Zeppelini Publishers, Instituto Filantropia, 2015. v. 40. p. 130-130.

6.
SILVA, V. C. E. ; PETRI, G. ; SANTOS, J. F. R. ; VERIDIANO, J.M ; CORREA, O.M.T. . Eficácia da glicosamina na cartilagem epifisária de ratos tratados com corticoide. In: 40º Congresso Médico Universitário do ABC, 2015, Santo André. Anais do 40º COMUABC. São Paulo - SP: Zeppelini Publishers, Instituto Filantropia, 2015. v. 40. p. 140-140.

7.
CARVALHO, A. L. S. ; TONDATO, V. ; IAMNHUK, L. ; GOMIERO, F. ; PETRI, G. ; DELGADO, P. ; ALVES, B. ; FONSECA, F. ; FEDER, D. . Agomelatine increases muscle strength and reduces the expression of inflammatory Cytokines in mdx dystrophic mice. In: Annual Meeting of Neurology, 2014, Philadelphia. 2014 Scientific Abstract Listing and Annual Meeting Information, 2014.

8.
BRUNIERA, F. R. ; SAVIOLLI, I. H. ; VERIDIANO, J.M ; BACCI, M. R. ; SATO, M. A. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . ESTUDO DE LESÃO ENDOTELIAL EM RATOS WISTAR TRATADOS COM VANCOMICINA EM DIFERENTES DILUIÇÕES. In: 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2013, SANTO ANDRÉ. ANAIS DO 38 COMUABC. SANTO ANDRE: NEPAS, 2013. v. 38. p. 84-84.

9.
SABA, G. T. ; VERIDIANO, J.M ; PETRI, G. ; CORREA, O.M.T. . ESTUDO DA MATRIZ EXTRACELULAR NA REMODELAÇÃO TECIDUAL DA SÍNFISE PÚBICA DE CAMUNDONGOS PRENHES. In: 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2013, SANTO ANDRÉ. ANAIS DO 38 COMUABC. SANTO ANDRE: NEPAS, 2013. v. 38. p. 85-85.

10.
KANAGUCHI, G. ; SILVA, C. S. ; BRUNIERA, F. R. ; SAVIOLI, L. R. M. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . AVALIAÇÃO DO PERFIL LIPIDÍCO E GLICÊMICO EM RATOS WISTAR TRATADOS COM SEMENTE DE CHIA (SALVIA HISPÂNICA L.). In: 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2013, SANTO ANDRÉ. ANAIS DO 38 COMUABC. SANTO ANDRE: NEPAS, 2013. v. 38. p. 109-109.

11.
NEMOTO, R. P. ; PAVIN, B. R. ; DREICON, A. H. ; CANTERAS, B. A. ; FERNANDES, G. R. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . ESTUDO DOS INIBIDORES DA FOSFODIESTERASE SOBRE A ANGIOGÊNESE. In: 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2013, SANTO ANDRÉ. ANAIS DO 38 COMUABC. SANTO ANDRE: NEPAS, 2013. v. 38. p. 116-116.

12.
TONDATO, V. A. ; IAMNHUK, L. M. ; GOMIERO, F. P. R. ; PETRI, G. ; DELGADO, P. ; FONSECA, F.L.A. ; CARVALHO, A. L. S. ; FEDER, D. . AGOMELATINA MELlHORA A FORÇA MUSCULAR E AUMENTA A PRESSÃO DE UTROFINA EM CAMUNDONGOS COM DISTROFIA MUSCULAR. In: 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2013, SANTO ANDRÉ. ANAIS DO 38 COMUABC. SANTO ANDRE: NEPAS, 2013. v. 38. p. 118-118.

13.
SABA, G. T. ; VERIDIANO, J.M ; PETRI, G. ; CORREA, O.M.T. . Remodelamento do tecido interpúbico de camundongos na segunda semana de prenhez. In: 37 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC, 2012, Santo André. Arquivos Brasileiros de Ciência da Saúde. Santo Andre - SP: NEPAS, 2012. v. 37. p. 94.

14.
ASSANOME, R.S. ; EZCURRA, T.C.S.P. ; ALVES, A.O. ; LOPES, M.F.D. ; PETRI, GIULIANA ; FEDER, D. . Estudo comparativo entre hypericum e azul de metileno em terapia fotodinâmica no tumor de Erlich. In: 35º Congresso Médico Universitário do ABC, 2010, Santo André. Anais do 35º COMUABC. São Paulo - SP: Zeppelini Publishers, Instituto Filantropia, 2010. v. 35. p. 149-149.

Apresentações de Trabalho
1.
PETRI, G.. Cuidados com Medicamentos de uso veterinário. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
PETRI, G.; PASSETI, T. A. ; ALMEIDA, A. H. ; BERTASSOLI, B. M. ; SANTOS, J. F. R. . Valores de referência de parâmetros bioquímicos de camundongos (Mus musculus) a linhagem BALB/c mantidos no biotério da Faculdade de Medicina do ABC - Santo André/SP. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BERTASSOLI, B. M. ; GIORDANI, L. P. ; PEREZ, M. M. ; SILVEIRA, A. C. ; ALVES, B. C. A. ; CARVALHO, A. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. ; FEDER, DAVID . Evaluation of the Effect of Uncaria Tomentosa in the Diaphragm Muscle of MDX mice. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
SANTOS, J. F. R. ; VERIDIANO, J.M ; PETRI, G. ; ALMEIDA, A. H. ; BERTASSOLI, B. M. ; CORREA, O.M.T. ; FONSECA, F.L.A. ; PASSETI, T. A. . Evaluation of the Effect of Chronic Selenium Supplementation in the Growth of Erlich Transplantable Tumor and its Toxicity in Blab-C mice. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
TURATI, J. M. M. ; RUGGIERO, A. A. ; VERIDIANO, J.M ; PETRI, G. ; CORREA, O.M.T. ; GAMA, R. M. ; ARMANDO JUNIOR, J. . Effects of Buriti Oil (Mauritia flexuosa L.)in rat Wound Healing. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
ROMANO, J. J. ; NASSIS, C. Z. ; PETRI, G. ; SANTOS, J. F. R. . Study of the effects of caffeinated/sugared energy drink on ethanol craving in rats. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SANTOS, J. F. R. ; PASSETI, T. A. ; VERIDIANO, J.M ; PETRI, G. ; ALMEIDA, A. H. ; CORREA, O.M.T. ; BERTASSOLI, BRUNO MACHADO ; FONSECA, F. L. A. . Avaliação do efeito da suplementação crônica de selênio no crescimento do tumor transplantável de Ehrlich (TTE), e sua toxicidade em camundongos ispogênicos Balb/C. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
PASSETI, T. A. ; THEODORO, T. R. ; PINHAL, M. A. S. ; PETRI, G. ; SANTOS, J. F. R. ; FONSECA, F. L. A. . Padronização de método para manutenção de células do tumor transplantável de Ehrlich em cultura. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
PASSETI, T. A. ; PETRI, G. ; VERIDIANO, J.M ; TOLEDO, OLGA MARIA S. ; SANTOS, J. F. R. ; FONSECA, F. L. A. ; SEMENTILLI, A. . Comparação dos Tumores Solidos Formados a partir de Celulas do Tumor Transplantavel de Erhlich (TTE) de Ascite ou Oriundas de Culturas 'in Vitro'. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
PETRI, G.. Alternativa ao uso de animais vivos nas aulas de Farmacologia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
PASSETI, T. A. ; BISSOLI, L. R. ; SANTOS, J. F. R. ; PETRI, G. . Inflammatory and antiblastic action of propolis red. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
PETRI, G.. Pesquisa com Animais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
ARMANDO JUNIOR, J. ; VERIDIANO, J. M. ; PETRI, G. ; GAMA, R. M. . Effects of ethanol extract of Tithonia Diversifolia (HEMSL) A. Gray dry flowers carried ina an emulsion in rat wound healing. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
CIANCAGLINI, J. V. ; POLLY, M. ; ZAREMBA, G. ; BACCI, M. R. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. ; FEDER, D. . Prevenção das complicações renais em ratos diabéticos: Estudo comparativo entre tratamento farmacológico e o pré-condicionamento isquêmico à distância. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
VERIDIANO, J.M ; FERNANDES, L. L. ; SABA, G. T. ; PETRI, GIULIANA ; SANTOS, J. F. R. ; CALDINI, E. G. ; CORREA, O.M.T. . Dimension of the symphysis pubis during the estrous cycle in virgin mice. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
SILVA, C. S. ; KANAGUCHI, G. ; BRUNIERA, F. R. ; SAVIOLI, L. R. M. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . AVALIAÇÃO DO PERFIL LIPIDÍCO E GLICÊMICO EM RATOS WISTAR TRATADOS COM SEMENTE DE CHIA (SALVIA HISPÂNICA L.). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
PETRI, G.. PARTICULARIDADES NA TERAPÊUTICA FELINA. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
BRUNIERA, F. R. ; SAVIOLLI, I. H. ; VERIDIANO, J.M ; BACCI, M. R. ; SATO, M. A. ; PETRI, G. ; FEDER, DAVID ; FONSECA, F.L.A. . Estudo da Lesão endotelial em ratos Wistar tratados com Vancomicina em diferentes diluições. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
SABA, G. T. ; VERIDIANO, J. M. ; PETRI, G. ; CORREA, O.M.T. . Estudo da matriz extracelular na remodelação tecidual da sínfise púbica em camundongos prenhes. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
KANAGUCHI, G. ; SILVA, C. S. ; BRUNIERA, F. R. ; SAVIOLI, L. R. M. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . Avaliação do Perfil lipídico, glicêmico e estresse oxidativo em ratos Wistar tratados com semente de Chia (Salvia Hispânica). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
NEMOTO, R. P. ; PAVIN, B. R. ; DREICON, A. H. ; CANTERAS, B. A. ; FERNANDES, G. R. ; PETRI, G. ; FONSECA, F.L.A. ; FEDER, D. . Estudo dos inibidores da fosfodiesterase sobre a angiogênese. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
TONDATO, V. A. ; IAMNHUK, L. M. ; GOMIERO, F. P. R. ; PETRI, GIULIANA ; DELGADO, P. ; FONSECA, F.L.A. ; CARVALHO, A. L. S. ; FEDER, DAVID . Agomelatina melhora a força muscular e aumenta a expressão de utrofina em camundongos com distrofia muscular. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
FERREIRA, R. C. ; PETRI, G. ; PERAZZO, F. F. ; GNAN, L. A. ; ROCHA, K. ; MACHADO, C. A. ; FONSECA, F.L.A. . ANÁLISE TOXICOLÓGICA E DE EFICÁCIA DA APLICAÇÃO TÓPICA DE IGF-1LIPOSSOMADO NA PROMOÇÃO DO CRESCIMENTO DO PELO. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
FERREIRA, R. C. ; PETRI, G. ; PERAZZO, F. F. ; GNAN, L. A. ; ROCHA, K. ; MACHADO, C. A. ; FONSECA, F.L.A. . Análise Toxicológica da e de eficácia da aplicação tópica de IGF-1 lipossomado na promoção do crescimento do pêlo. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
RODRIGUES, M.C.F.S. ; PETRI, G. ; VERIDIANO, J.M ; CORREA, O.M.T. . Distribuiçao do acido hialuronico na remodelaçao do tecido interpubico no pos-parto de camundongos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
DANTAS, J.F. ; LEGER, F.S. ; da COSTA, R.A.R. ; PETRI, G. ; FEDER, D. . Efeito do oleo de semente de uva na aterosclerose em Coelhos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
BARLETTA, H. de M. ; PETRI, G. ; VERIDIANO, J.M ; CORREA, O.M.T. . Estudo Morfologico e morfometrico do efeito da glicosamina sulfato associada ao condroitim sulfato na cartilagem articular de ratas ooforectomizadas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
ALVES, A.O. ; LOPES, M.F.D. ; ASSANOME, R.S. ; EZCURRA, T.C.S.P. ; PETRI, G. ; FEDER, D. . Estudo Comparativo entre Hypericum e azul de metileno em terapia fotodinâmica no Tumor de Erlich. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
da COSTA, R.A.R. ; PAVANI, K.C.P. ; LEGER, F.S. ; DANTAS, J.F. ; FONSECA, F.L.A. ; PETRI, G. ; FEDER, D. . Estudo do óleo de semente de uva sobre a angiogênese e atividade fagocitária dos macrófagos peritoneais em camundongos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
IBANES, A.S. ; CABRAL, M. ; GÁSCON, T.M. ; MOREIRA, A.P.F. ; PETRI, G. ; FEDER, D. ; FONSECA, F.L.A. . Avaliação da celularidade hematológica e resposta humoral em ratos Wistar submetidos à auto-hemoterapia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
PETRI, G.. Curso de Animais de Laboratório. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MATOS, D.; PETRI, G.; BERTASSOLI, B. M.; BIONDI, L. R.. Participação em banca de Vinicius Campregher de Siqueira. Bem-estar e comportamento de cães: orientação para médicos veterinários clínicos. 2017. Dissertação (Mestrado em MP, Saúde e Meio Ambiente) - Universidade Metropolitana de Santos.

2.
BIONDI, L. R.; DEDIVITIS, R. A.; CERNACH, M. C. S. P.; PETRI, G.. Participação em banca de Paola Monte Alegre Américo. Conhecimento de Médicos Veterinários de pequenos animais da Baixada Santista sobre bem-estar animai. 2017. Dissertação (Mestrado em MP, Saúde e Meio Ambiente) - Universidade Metropolitana de Santos.

Teses de doutorado
1.
JUNQUEIRA, V.; UHART, M.; BASTOS, P. A. S.; PETRI, G.; AZEDO, M. R.. Participação em banca de Carolina Cruz Murta de Castro. Inserção dos médicos veterinários nos serviços públicos da região metropolitana da Baixada Santista: uma aproximação ao referencial Saúde Única (one health). 2016. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
PETRI, G.. Participação em banca de Bianca Aline Lomasi Flohr. Utilização do Método turbidimétrico para determinação de hemoglobina glicada (A1c) em cães diabéticos e não diabéticos. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina do ABC.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OKAMOTO, P.; HENRIQUES, M. B.; PETRI, G.; PIMENTEL, A. A.. Participação em banca de Pamela Okamoto.Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

2.
AZEDO, M. R.; PETRI, G.; BOMBARDELLI, J. A.. Participação em banca de Leonardo Péricles Telles Barros.Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

3.
FONTENELLE, J. H.; PETRI, G.; SIQUEIRA, V. C.. Participação em banca de Patrícia Gomes de Morais.Relatório de Estagio Curricular. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

4.
CHUCRI, T.M.; PETRI, G.; SIQUEIRA, V.C. de. Participação em banca de Katerine Rodrigues Pereira.Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

5.
PETRI, G.; SIQUEIRA, V.C. de; CHUCRI, T.M.. Participação em banca de Kamila Silva Cândido Mendonça.Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

6.
PETRI, G.; SIQUEIRA, V.C. de; CHUCRI, T.M.. Participação em banca de Caroline Brunelli Silva.Relatório de Estágio. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

7.
SIQUEIRA, V.C. de; CHUCRI, T.M.; PETRI, G.. Participação em banca de Ana Carolina Bernadochi Panzenboeck.Estágio Supervisionado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

8.
CHUCRI, T.M.; PETRI, G.; SIQUEIRA, V.C. de. Participação em banca de Rebeca Francis Simão.Relatório de Estágio. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

9.
SIQUEIRA, V.C. de; PETRI, G.; TAVARES, C. M. R.. Participação em banca de Maria Izabel Augusto Teixeira Silva Zatti.Relatório de Estágio Supervisionado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

10.
ANDREA, P.; PETRI, G.; CASTRO, C. C. M.. Participação em banca de MARINA MOURA THOMÉ.ALIMENTAÇÃO VEGETARIANA E NATURAL PARA ANIMAIS DOMÉSTICOS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES.

11.
SOARES, S. C.; CARVALHO, T. D.; PETRI, G.; FONSECA, F.L.A.; SCALISSE, G. C. S.. Participação em banca de Samyra Costa Soares.Gestação e Tabagismo: uma abordagem da saúde fetal. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Saúde Ambiental) - Faculdade de Medicina do ABC.

12.
SIQUEIRA, V.C. de; CHUCRI, T.M.; PETRI, G.. Participação em banca de Camila Lavorato de Souza Guedes.Osteossarcoma em cães. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

13.
FRANÇA, M.A.P.G; PETRI, G.; DE MARIA, D. Participação em banca de Maria Almeida Prado Galvão de França.Doping em Equinos. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

14.
PETRI, G.. Participação em banca de Daniel Felipe Zanetti Dias da Silva.O comportamento dos cães em decorrência às alterações dos níveis de Serotonina. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.

15.
PETRI, G.; NICOLAU, A. A.. Participação em banca de Ana Laura Alves Lemos.Hipotiroidismo em Cães. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
15º Congresso da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de laboratório, 4º Encontro Latino Americano de Ciência em Animais de Laboratórioe reunião Anual do International Council on Laboratory Animal Science. Curso Como reduzir a interferência no resultado experimental durante a contenção, coleta e inoculação em ratos e camundongos. 2018. (Congresso).

2.
15º Congresso da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de laboratório, 4º Encontro Latino Americano de Ciência em Animais de Laboratórioe reunião Anual do International Council on Laboratory Animal Science. Valores de Referência de parâmetros bioquímicos de camundongos (Mus musculua) da linhagem BALB/c mantidos no Biotério da Faculdade de medicina do ABC - Santo André/SP. 2018. (Congresso).

3.
1ª Curso de Imersão em Reações Adversas a Drogas. 2018. (Simpósio).

4.
Curso de Atualização em Biotérios. 2018. (Simpósio).

5.
Diagnóstico e Tratamento da Proteinúria Associada a IRC. 2018. (Seminário).

6.
Importância da Socialização e Imunização dos Filhotes de Cães e Gatos. 2018. (Seminário).

7.
Prevenção e combate ao Princípio de Incêndio, Abandono de Área e Primeiros Socorros. 2018. (Outra).

8.
Abrodagem terapêutica da Dermatite Atópica Canina. 2017. (Outra).

9.
A maconha e o meu cérebro - o que sabemos hoje?. 2017. (Outra).

10.
Classificação Clínica da ICC. 2017. (Seminário).

11.
Colangite X Lipidose Hepática. 2017. (Outra).

12.
Congresso Pet South America. 2017. (Congresso).

13.
Considerações sobre Dirofiliariose. 2017. (Seminário).

14.
Desafio do manejo das Piodermites (Estudos de Casos). 2017. (Outra).

15.
Desafios Atuais no Diagnóstico e Tratamento da Otite Externa e Média em Cães. 2017. (Seminário).

16.
Diagnóstico e Terapia das Otites (Estudo de Casos). 2017. (Outra).

17.
Diarréia Crônica. 2017. (Outra).

18.
Disciplina de Direito Penal III.Maus Tratos e Pesquisas Científicas com Animais. 2017. (Outra).

19.
Doença Renal Crônica. 2017. (Outra).

20.
Epilepsia Canina. 2017. (Outra).

21.
III Workshop em Bioterismo - Inovação e Capacitação.Mini Curso I - Manejo, Analgesia e Vias de Administração em Ratos. 2017. (Simpósio).

22.
I Simpósio Sobre Reprodutibilidade em Ciências Biomédicas. 2017. (Simpósio).

23.
IV Simpósio Nacional Gastrointestinal Oncologia D'Or. 2017. (Simpósio).

24.
Manejo do Gato Obstruído. 2017. (Outra).

25.
Nova Abordagem das Dermatopatias Parasitárias. 2017. (Outra).

26.
Nutrição e Reposição de Barreira em cães com Dermatite Atópica e Reação Adversa a alimentos. 2017. (Outra).

27.
Síndrome Cardiorrenal. 2017. (Seminário).

28.
14º Congresso da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório e 3ºEncontro Latino Americano de Ciências em Animais de LaboratórioE E. 2016. (Congresso).

29.
14º Congresso da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório e 3ºEncontro Latino Americano de Ciências em Animais de LaboratórioE E.Minicurso: Genética e Manejo Reprodutivo de Biotérios. 2016. (Outra).

30.
I Encontro de CEUAs do Estado de São Paulo. 2016. (Encontro).

31.
II Workshop em Bioterismo do Departamento de Parasitologia ICB USP. 2016. (Outra).

32.
Simpósio de Métodos Alternativos ao Uso de Animais no Ensino.Alternativa ao uso de animais vivos na aula prática de vias de administração na Disciplina de Farmacologia. 2016. (Simpósio).

33.
Capacitação Docente. 2015. (Oficina).

34.
Challenges and perspectives in research on alternatives to animal testing. 2015. (Simpósio).

35.
I Fórum em Saúde e Sustentabilidade da Fundação do ABC. 2015. (Simpósio).

36.
II Forum de Ensaios Pré-clínicos. 2015. (Outra).

37.
III SIMPÓSIO de BIOTERISMO do EINSTEIN. 2015. (Simpósio).

38.
II Simpósio do CONCEA - integração entre as CEUAs e CONCEA: legislação e conhecimento. 2015. (Simpósio).

39.
XvII Semana Acadêmica Universitária de Medicina Veterinária da Universidade Metropolitana de Santos.Síndrome dilatação-vólvulo-torção gástrica em cão: relato de caso. 2015. (Outra).

40.
13ºCongresso da Sociedade Brasileira e 2ºEncontro Latino Americano de Ciências em Animais de Laboratório. participante. 2014. (Congresso).

41.
13ºCongresso da Sociedade Brasileira e 2ºEncontro Latino Americano de Ciências em Animais de Laboratório.Curso de analgesia, anestesia e principais cuidados no pós-operatório em animais de laboratório 1h. 2014. (Outra).

42.
13ºCongresso da Sociedade Brasileira e 2ºEncontro Latino Americano de Ciências em Animais de Laboratório.Minicurso de Analgesia e Anestesia 4h. 2014. (Outra).

43.
38 CONGRESSO MEDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC. 2013. (Congresso).

44.
38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC. Curso Prático de Videolaparoscopia do 38º COMUABC. 2013. (Congresso).

45.
38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC. Curso "Hands On". 2013. (Congresso).

46.
CAMPANHA DE VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA ANIMAL DE 2013.VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA. 2013. (Outra).

47.
2º Encontro dos Comitês de Ética em Experimentação Animal. 2012. (Encontro).

48.
Congresso Médico Universitário do ABC. Remodelamento do tecido interpúbico de camundongos na segunda semana da prenhez. 2012. (Congresso).

49.
First International FESSACAL/SBCAL Meeting. 2012. (Encontro).

50.
Congresso Brasileiro de Hematologia e Hemoterapia. Avaliação da celularidade hematológica e resposta humoral em ratos Wistar submetidos à auto-hemoterapia. 2010. (Congresso).

51.
II Congresso Internacional de Medicina Felina. 2001. (Congresso).

52.
XXII Congresso da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais. 2001. (Congresso).

53.
XXIII Congress of the Small Animal Veterinary Association. 1998. (Congresso).

54.
X Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental.Evolução da Neovascularização em córneas de ratos tratados topicamente com meio condicionado de células epitelióides (MDF - Macrophage Deactivating Factor). 1995. (Encontro).

55.
XXII Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. 1992. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PETRI, G.. Curso Hands On do 42º COMUABC. 2017. (Congresso).

2.
PETRI, G.. Curso Hands on do 39º COMUABC. 2016. (Congresso).

3.
PETRI, G.. Curso Prático de Videolaparoscopia do 39º COMUABC. 2016. (Congresso).

4.
PETRI, G.. CURSO HANDS ON DO 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC. 2013. (Congresso).

5.
PETRI, G.. CURSO PRÁTICO DE VIDEOLAPAROSCOPIA DO 38 CONGRESSO MÉDICO UNIVERSITÁRIO DO ABC. 2013. (Congresso).

6.
PETRI, G.. VIII Encontro Nacional de Patologia Veterinária (ENAPAVE). 1997. (Congresso).

7.
PETRI, G.. Curso de Nutrição em Pequenos Animais. 1994. (Outro).

8.
PETRI, G.. Importância das Principais Afecções Respiratórias e Reprodutivas nos Suínos. 1994. (Outro).

9.
PETRI, G.. Curso de Medicina Veterinária Alternativa. 1993. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Matheus Albuquerque Basílio dos Santos. ANÁLISE DO CORTISOL E DOS NÍVEIS DE SÓDIO E POTÁSSIO EM PACIENTES TRATADOS COM DOSES REDUZIDAS DE TRILOSTANO NO HIPERADRENOCORTICISMO ESPONTÂNEO EM CÃES DA BAIXADA SANTISTA.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em MP, Saúde e Meio Ambiente) - Universidade Metropolitana de Santos. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
FILIPE GALINDO DE OLIVEIRA. TUMOR VENÉREO TRANSMISSÍVEL RESISTENTE A VINCRISTINA (RELATO DE CASO). 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em ONCOLOGIA VETERINÁRIA) - INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO QUALITTAS. Orientador: Giuliana Petri.

2.
Areoma Moreira da Cunha Carvalho. Mastocitoma conjuntival em um canino. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Oftalmologia Veterinária) - Associação Nacional de Clínico Veterinários de Pequenos Animais - SP. Orientador: Giuliana Petri.

3.
Carlos Augusto Luna Luchetta Filho. Anestesia Peridural em câes. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Anestesiologia Veterinária) - Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Educação Continuada Ltda. Orientador: Giuliana Petri.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
BÁRBARA GOMES DA NÓBREGA MAURI PEREIRA. Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

2.
NÁTHALIE SANTANA. Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

3.
CAROLINE DOS SANTOS SILVA. Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

4.
Marielli Bassani Costi. A fisioterapia aplicada à Medicina Veterinária (Relato de casos). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES. Orientador: Giuliana Petri.

5.
Joice Firmino da Silva. Relatório de Estágio Curricular Supervisionado em Medicina Veterinária: Clínica médica e cirúrgica de pequenos animais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES. Orientador: Giuliana Petri.

6.
Mariana Araújo João Sobrinho. Relatório de Estágio Curricular Supervisionado. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em MEDICINA VETERINÁRIA) - FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA UNIMES. Orientador: Giuliana Petri.

7.
Camila Sabrina Sardinha. Leishmaniose Visceral Canina: Relato de caso. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

8.
Priscila Aquino Brisolla de Barros. A dosagem do lactato serico como indice prognostico em pequenos animais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

9.
Renata Caroline Bezerra Argentoni. Sarcoma de aplicaçao em gatos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

10.
Elizabeth dos Santos. SÍNDROME COLANGIO - COLANGIOEPATITE FELINA. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos. Orientador: Giuliana Petri.

Iniciação científica
1.
Duan Caroline da Silva. Avaliação do efeito do extrato etanólico e sua fração polifenólica das folhas secas de Myrciaria cauliflora (Mart.) O. Berg. veiculado em emulsão no processo de reparação tecidual induzido na pele de ratos Wistar. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade Metropolitana de Santos, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giuliana Petri.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
PETRI, G.. Pesquisa com Animais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).



Outras informações relevantes


Curso Básico de Oratória para Professores e Pesquisadores em 1994, na Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 10:17:35