Mauro Parolin

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9805072502886857
  • Última atualização do currículo em 22/11/2018


Sou professor Associado do Colegiado de Geografia da Universidade Estadual do Paraná - Campus de Campo Mourão e Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia (Mestrado e Doutorado) da Universidade Estadual de Maringá.Coordeno o Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam e a Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão. Trabalho na área de Geociências mais especificamente com os seguintes temas: estudos do Quaternário, paleoclimatologia, biogeografia e reconstrução paleoambiental através de bioindidacores (pólen, espículas de esponjas de água doce e fitólitos). (Bolsista de Produtividade da Fundação Araucária 2013-2015). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mauro Parolin
Nome em citações bibliográficas
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO

Endereço


Endereço Profissional
Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Departamento de Geografia.
Av. Comendador Norberto Marcondes, 733
Centro
87300-000 - Campo Mourao, PR - Brasil
Telefone: (44) 35181806
Ramal: 733
URL da Homepage: www.fecilcam.br


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais.
Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
Título: Paleoambientes e paleoclimas no final do Pleistoceno e no Holoceno no Sudeste do Estado do Mato Grosso do Sul, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: José Cândido Stevaux.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: palinologia; esponjas de água doce; espículas; espongofácies.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
1999 - 2001
Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais.
Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
Título: Clima seco e formação de dunas eólicas durante o Holoceno Médio em Taquaruçu - MS,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: José Cândido Stevaux.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Dunas; Eólico; Granulometria; Holoceno; susceptibilidade magnética; paleoclimatologia.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Setores de atividade: Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.
1990 - 1991
Especialização em Geografia Física.
Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Campo Mourão, FAFIJAN, Brasil.
1986 - 1989
Graduação em Geografia.
Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, FECILCAM, Brasil.


Pós-doutorado


2016 - 2017
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional de Mar Del Plata, UNMDP, Argentina.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Paleontologia Estratigráfica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geografia Física.


Atuação Profissional



Universidad Nacional de Mar Del Plata, UNMDP, Argentina.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, UEMS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Estadual do Paraná, UNESPAR, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: credenciado, Carga horária: 2
Outras informações
Professor do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA (M-D) da Universidade Estadual de Maringá. Disciplina: Interpretação paleoambiental e paleogeográfica com base em bioindicadores. 4 créditos.

Atividades

02/2011 - Atual
Ensino, Geografia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Interpretasção Paleoambiental e Paleogeográfica com base em Bioindicadores

Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, FECILCAM, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor das disciplinas de Biogeografia e Mudanças Ambientais Naturais e Antrópicas.

Atividades

3/1995 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
Mudanças Ambientais Naturais e Antrópicas
Biogeografia Geral
Cartografia
Geografia Física IV
Geologia
Pedologia e Fetilidade do Solo
07/2007 - 12/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Secretaria de Estado da Ciência Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, .

08/2002 - 12/2005
Extensão universitária .

Atividade de extensão realizada
Projeto Aquarela de Conscientização Ambiental.


Linhas de pesquisa


1.
Estudos de reconstrução paleoambiental com base em bindicadores

Objetivo: - estabelecer condições paleoclimáticas, paleogeográficas e paleoambientais; - estudar e avaliar os potencial de bioindicadores como polens, espículas de esponjas e fitólitos na reconstrução paleoambiental. - caracterização paleoclimática do Quaternário..
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Paleontologia Estratigráfica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
Palavras-chave: Biogeografia; Palinofácies; palinologia; Espículas Silicosas; Esponjas; distribuição populacional.


Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Deposição e conservação de sílica biogênica (espículas de esponjas e fitólitos) em diferentes depósitos sedimentares e seu significado paleoambiental: planície aluvial do Médio e Baixo Ivaí/Paraná e Lagunas Costeiras da região de Mar del Plata/Argentina.
Descrição: Nas últimas décadas viu-se o aumento considerável de estudos paleoambientais tendo como indicador proxy os fitólitos ou espículas de esponjas de água doce. Entretanto, embora a utilização desses indicadores seja conhecida e até o momento tenham resultados muito satisfatórios, pode-se dizer que existe lacunas quanto aos processos relativos à sua maior ou menor capacidade de preservação, principalmente no tocante aos diferentes tipos de depósitos sedimentares. O mesmo pode ser argumentado quanto aos protocolos laboratoriais envolvidos na sua recuperação/extração. Diante desse fato, a presente pesquisa comparará o nível de preservação desses indicadores em diferentes depósitos sedimentares (planície fluvial, lagoas e lagunas). Diferenciando e relacionando os protocolos laboratoriais e os processos tafonômicos envolvidos. Vale ressaltar que a pesquisa trará novos nuances sobre os paleoambientes quaternários do noroeste paranaense, realizando para isso a junção de trabalhos desenvolvidos no Médio e Baixo Ivaí. Em nível internacional realizará novos entendimentos sobre o nível do mar na região de Mar del Plata/Argentina..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Análise da ocorrência de Cerrado no estado do Paraná, considerações paleoambientais, nível de antropização atual e indicação de novas áreas para fins de preservação
Descrição: A pesquisa analisará a ocorrência de vegetação de Cerrado no estado do Paraná (municípios de Arapoti, Campo Mourão, Cianorte, Jaguariaiva, Sabáudia, Sengés e Tuneiras do Oeste). Será estabelecido dois focos de análises: i) paleoambiental: com base em datações absolutas (14C ou Luminescência Opticamente Estimulada - LOE), determinações isotópicas δ13C (estabelecimentos de plantas com ciclo fotossintético C4 ? gramíneas ou C3 ? predomínio de árvores ou gramíneas com característica C3) e recuperação de fitólitos (corpos micrométricos de sílica biogênica precipitados ao longo da vida das plantas em seus tecidos, células e entre as células) de solo ou sedimentos turfosos nos municípios com remanescentes de cerrado, estabelecendo considerações paleoambientais e paleoclimáticas; ii) o nível de antropização sofrido pela vegetação de Cerrado nos municípios indicando novas áreas de preservação. Para obtenção do primeiro objetivo serão realizadas trincheiras em solos e testemunhos de sondagem em planícies aluviais/depósitos lacustres, as determinações isotópicas e datações serão realizadas em laboratórios credenciados no Brasil ou Estados Unidos. A recuperação e identificação dos fitólitos será executada no Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam/UNESPAR/Campus de Campo Mourão. Os resultados irão mostrar o nível de mudança ambiental sofrida pela vegetação desde o final do Pleistoceno e durante o Holoceno, servindo como base para o entendimento e estabelecimentos de processos de conservação de preservação do Cerrado. O nível de antropização será avaliado com base no levantamentos e determinação de espécies do Cerrado (Herbário HCF/Universidade Tecnológica Federal do Paraná) e análises de imagens orbitais com posterior mapeamento das reservas legais que possuam remanescentes de vegetação e a condição de preservação desses remanescentes. Os resultados poderão auxiliar o poder público no estabelecimentos de novas áreas de preservação de vegetação de Cerrado. Considerando que este tipo de vegetação é visto por muitos pesquisadores como uma vegetação relictual, o estabelecimento de novas áreas de preservação permanente ou unidades de conservação poderão gerar aos municípios estudados uma nova forma de captação de recursos financeiros via ICMs ecológico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / Ana Paula da Silva - Integrante / Eloisa Silva de Paula Parolin - Integrante / JEFFERSON QUEIROZ CRISPIM - Integrante / Nelson Vicente Lovatto Gasparetto - Integrante / MARCELO GALEAZZI CAXAMBU - Integrante / Giliane Gessica Rasbold - Integrante / MAYARA DOS REIS MONTEIRO - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Identificação da paleovegetação associada às mudanças climáticas na região da Serra do Cadeado (Ortigueira/PR) e sua relação com as formações campestres no estado do Paraná
Descrição: Este projeto analisará a paleovegetação na Serra do Cadeado/PR e por meio dela realizará a caracterização paleoclimática. Tal verificação se dará via recuperação, caracterização e quantificação de fitólitos e grãos de pólen (palinologia) presentes em um testemunho obtido em uma lagoa situada no Morro da Pedra Branca (Ortigueira/Paraná) à 1.206 m de altitude. O posicionamento geográfico e o isolamento dessa lagoa assumem um caráter impar para os trabalhos paleoambientais, pois a mesma não sofreu até o momento impacto antrópico direto. Assim, propõe-se contribuir para o entendimento das condições ambientais atuais e para a determinação de modelos para condições futuras. Faz-se importante relatar que os resultados obtidos serão correlacionados à presença de vegetação de campo e de Cerrado no estado do Paraná, que atualmente não podem ser explicadas somente pelas atuais condições climáticas e edáficas, sendo portanto necessários estudos como o que se apresenta para compreende-las. Ressalte-se o a inexistência de trabalhos sobre o período Quaternário na região em questão, espera-se portanto que os novos conhecimentos gerados por meio da execução deste trabalho possam resolver questões sobre a vegetação no Estado ainda não totalmente elucidadas e.g. a distribuição do Cerrado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / MARCELO GALEAZZI CAXAMBU - Integrante / ANA PAULA COLAVITE - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual do Paraná - Auxílio financeiro.
2015 - 2017
Bioindicadores para a reconstrução paleoambiental nas regiões sudeste/sul do Brasil e Sul da Provincia de Buenos Aires, Argentina.
Descrição: Projeto de cooperação internacional Brasil/Argentina (CAPES/ MINCyT). Tem como objetivo identificar e caracterizar palinomorfos e biominerais de sílica, ferro, cálcio e seus processos biogeoquímicos em ambientes costeiros e continentais do Brasil e Argentina e relacioná-los com peculiaridades dos fatores ambientais para fins de reconstituição paleobiogeoclimática, fortalecendo a formação de um quadro de pesquisadores voltados para essa temática. Tal grupo, trabalhando interdisciplinarmente, poderá combinar competências nas áreas de Biologia, Geologia, Geoquímica, Geomorfologia, Solos, Sedimentologia, Dinâmica costeira, entre outras. Estas ações se fortalecerão com a formação e aperfeiçoamento de um quadro de pesquisadores voltados para essas importantes e interdisciplinares temáticas ambientais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (6) Doutorado: (3) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / Giliane Gessica Rasbold - Integrante / João Claudio Alcantara dos Santos - Integrante / MARGARITA LUISA OSTERRIETH - Integrante / HELOISA GOMES COE - Integrante / José Antônio Baptista Neto - Coordenador / Antônio Soares da Silva - Integrante / WILSON THADEU VALLE MACHADO - Integrante / ANDRE LUIZ CARVALHO DA SILVA - Integrante / JENIFER GARCIA GOMES - Integrante / CATIA PEREIRA DOS SANTOS - Integrante / YAME BRONZE MEDINA RAMOS - Integrante / AMANDA PACHECO SEIXAS - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Cooperação.
2014 - Atual
Identificação da paleovegetação associada às mudanças climáticas ocorridas no norte do Paraná-BR
Descrição: Descrição: Formações de vegetação não podem ser explicadas somente pelas atuais condições climáticas e edáficas, sendo necessários estudos paleoambientais para melhor compreende-las. Assim, propõe-se a reconstrução da paleovegetação da região durante o Quaternário tardio, visando contribuir para o entendimento do presente e auxiliar, quando possível, nas previsões futuras. Para alcançar tal objetivo esse projeto irá se utilizar do estudo da assembleia de fitólitos, do remonte biológico dos latossolos e dos isótopos de carbono (δ C), bem como da concentração da matéria orgânica de amostras de perfis de solos, sob matas nativas. O δ C indica o tipo de vegetação predominante do período estudado, isto é, as florestas são identificadas pelo sinal C3, enquanto as gramíneas pelo sinal C4. Também serão realizadas a datações dos fragmentos dos carvões encontrados nos perfis de solos pelo método 14C e dos materiais inorgânicos pela Luminescência Opticamente Estimulada (LOE)...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / Nelson Vicente Lovatto Gasparetto - Coordenador.Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Reconstituições Paleobiogeoclimáticas nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais através do Estudo de Biomineralizações de Sílica e Isótopos do Carbono
Descrição: Este projeto pretende contribuir para reconstituições paleobigeoclimáticas de diferentes áreas dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, a fim de melhor compreender o processo de formação e evolução das mesmas durante o Quaternário. Como indicadores foram escolhidos as biomineralizações de sílica (fitólitos e espículas de esponjas) por serem bons proxies para estudos paleoambientais em áreas desprovidas de sedimentos não oxidados. Biomineralizações correspondem a minerais ou substâncias amorfas que são geradas a partir do processo de funcionamento metabólico dos organismos vivos. Embora pouco estudadas, as biomineralizações ocorrem com frequência em diferentes meios na natureza. O estudo das biomineralizações é importante, considerando-se que as mesmas podem ajudar na compreensão de diversos processos ocorridos em um determinado lugar. Esses biominerais podem ser formados em um sítio particular, ficando aí retidos, permitindo, assim, a reconstituição de características ambientais pretéritas de um determinado lugar, sendo de importância fundamental para a compreensão da dinâmica do ambiente. Fitólitos são partículas sólidas de sílica amorfaque se formam por absorção de ácido silícico entre e no interior células de diversas plantas vivas. Eles preservam os registros da vegetação natural, podendo inferir mudanças de densidade arbórea de uma região, estresse hídrico, clima e identificar tipos de vegetação. As esponjas são animais de origem marinha que mais tarde invadiram as águas doces dos continentes dando origem a inúmeros grupos taxonômicos continentais. As esponjas têm sua estrutura formada por um esqueleto interno que funciona como suporte para a parte mole do animal. Esse esqueleto pode ser de origem calcária, silicosa ou espongina, fazendo com que o animal tenha potencial para fossilização e seja utilizado como proxy em estudos paleoambientais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / HELOISA GOMES COE - Coordenador / ANDRE LUIZ CARVALHO DA SILVA - Integrante / JENIFER GARCIA GOMES - Integrante / CATIA PEREIRA DOS SANTOS - Integrante / YAME BRONZE MEDINA RAMOS - Integrante / AMANDA PACHECO SEIXAS - Integrante / Paulo Roberto Gomes - Integrante / GUILHERME DA SILVA SOUZA PIRES - Integrante.
2014 - Atual
Formação e evolução deposicional do sistema lagunar de Maricá (Rio de Janeiro) ao longo do Quaternário
Descrição: ste projeto de pesquisa está voltado para o entendimento da formação e evolução geológica do sistema lagunar de Maricá ao longo do Quaternário. A lagoa de Maricá faz parte de um sistema formado por uma série de lagunas localizadas na planície costeira do município de Maricá, no estado do Rio de Janeiro. Este litoral encontra-se relativamente preservado, por se tratar de uma área de proteção ambiental (APA) e, portanto, de grande importância para a obtenção de dados para estudos científicos. Para alcançar os objetivos desta pesquisa, pretende-se desenvolver um estudo a partir da integração de dados de geofísica adquiridos com o GPR (Ground Penetrating Radar), de sondagem geológica, análises para a caracterização das fácies sedimentares e datações de Carbono 14 e de Urânio. Estudos dessa natureza possibilitam o entendimento das diversas variáveis relacionadas à dinâmica pretérita, as flutuações do nível do mar, aporte de sedimentos, alterações climáticas, entre outras, envolvidas na evolução geológica do litoral. Este conhecimento pode auxiliar na adoção de medidas relacionadas ao gerenciamento costeiro, cada vez mais necessário em virtude da tendência de concentração populacional nessas áreas, em especial no litoral de Maricá..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / José Antônio Baptista Neto - Integrante / ANDRE LUIZ CARVALHO DA SILVA - Coordenador / MARIA AUGUSTA MARTINS DA SILVA - Integrante / AMILSON R. RODRIGUES - Integrante / CAROLINA PEREIRA SILVESTRE - Integrante / KITA CHAVES DAMASIO MACARIO - Integrante / BRUNO CEZAR BAPTISTA RODRIGUES - Integrante.
2014 - Atual
Reconstituições Paleobiogeoclimáticas na Baía de Ilha Grande através do Estudo de Biomineralizações de Sílica e Isótopos de Carbono
Descrição: As biomineralizações são fenômenos muito difundidos na natureza, cujos produtos podem constituir importantes indicadores ambientais, indicando a biodiversidade de determinados ambientes, tanto atuais como pretéritos. Muitos dos produtos das biomineralizações, como por exemplo, os de sílica biogênica, fazem parte de um importante grupo de indicadores ambientais uma vez que têm menor potencial para migrar e se decompor em sedimentos e em solos quando comparados a outros indicadores, tais como os polens. No Brasil, ainda são poucos os estudos de biomineralizações, em particular de silicofitólitos, com fins de reconstituição ambiental. No Estado do Rio de Janeiro já foram realizados alguns estudos pioneiros na região de Cabo Frio/ Búzios e, mais recentemente, na Bacia do ri o São João. No litoral sul fluminense, mais especificamente na Baía da Ilha Grande, região de grande valor ecológico devido à biodiversidade da vegetação exuberante que possui, ainda não foi realizado nenhum trabalho de reconstituição paleoambiental. Os resultados obtidos a partir deste projeto trarão novos conhecimentos para diferentes áreas da pesquisa científica que realizam estudos de reconstituição paleoambiental, contribuindo para a preservação da área..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) / Mestrado profissional: (3) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / HELOISA GOMES COE - Coordenador / ANDRE LUIZ CARVALHO DA SILVA - Integrante / JENIFER GARCIA GOMES - Integrante / CATIA PEREIRA DOS SANTOS - Integrante / YAME BRONZE MEDINA RAMOS - Integrante / AMANDA PACHECO SEIXAS - Integrante.
2013 - 2015
Evolução paleoambiental e paleoclimática da região de Campo Mourão com base na recuperação de fitólitos, determinação δ13C, razão C/N e fontes históricas.
Descrição: Serão obtidos testemunhos de sondagens em turfeiras na bacia do rio Água dos Papagaios e rio Ranchinho em Campo Mourão ? PR (24º02?S e 52º23?W). A região já foi palco da presença de vegetação de Cerrado com mais de 100km2 (restando hoje pequenas manchas e uma área preservada de 1 hectare) a área constitui-se em um ecotono, tendo ao sul a Floresta Ombrófila Mista e ao norte a Floresta Estacional Semidecidual, sendo, portanto importante o entendimento e levantamento da gênese dessa configuração vegetacional. A extração de fitólito será executada via HCl (10%) (eliminação de carbonatos) e aquecimento com KOH (10%). Aplicar-se-á o método de separação entre as substâncias inorgânicas e orgânicas através de solução aquosa de ZnCl2 com densidade de 2g/cm3 (executado no LEPAFE). Serão contados 200 fitólitos por lâmina e calculados os seguintes índices: a) Densidade da Cobertura Arbórea ? com base na relação dicotiledôneas lenhosas e Poaceae; b) Adaptação à aridez (%) com base na relação (saddle/[saddle + cross + bilobate short cell] x 100); c) Estresse hídrico (%) (bulliform/[short cells + acicular + bulliform] x 100; d) Índice climático (%), através da proporção entre os fitólitos de gramínea C3 e C4. Os resultados serão avaliados em conjunto com os dados geocronológicos obtidos via datação 14C e fotossintéticos (C3 e C4), determinados por meio dos isótopos estáveis de carbono presentes na matéria orgânica do solo, mais especificamente o δ13C e δ15N). Concomitante a essas avaliações, será determinada a composição florística de áreas de interesse (ecotonais), sendo o material identificado em herbário (HCF ? UFPR). Das espécies identificadas será determinada sua composição fitolítca, esta composição será comparada com os percentuais de fitólitos recuperados de sedimentos superficiais em relação à floristica da área. Não obstante, como se trabalhará com sedimentos superficiais, faz-se também importante o agrupamento e o resgate de dados históricos (fotos, entrevista.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / Eloisa Silva de Paula Parolin - Integrante / MARCELO GALEAZZI CAXAMBU - Integrante / João Claudio Alcantara dos Santos - Integrante / Leandro Luz - Integrante / MAYARA DOS REIS MONTEIRO - Integrante / Soraia Girardi Bauermann - Integrante / Daianne Patrícia Pulcinelli Tavares Ladchuk - Integrante / Isabel Ferreira Ferreira de Souza - Integrante.Financiador(es): Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2016
Significado paleoambiental de depósitos turfosos na região de Campo Mourão com base em fitólitos, δ13C, δ15N e razão C/N
Descrição: O sítio urbano da cidade de Campo Mourão (24º02?S e 52º23?W) foi construído em uma área de aproximadamente 102 km² de vegetação característica do Cerrado (Maack, 2002). Esse tipo de vegetação, predominante no Brasil central, está em desconformidade com as atuais características climáticas da região Noroeste do Estado do Paraná, área de ecótono entre a Floresta Ombrófila Mista Montana e a Floresta Estacional Semidecidual. Atento a essa desconformidade, Maack (1948) já havia elencado a hipótese de que essa vegetação deveria ser relicto de um clima mais seco que o atual, ocasionado por flutuações climáticas quaternárias. Sabe-se que as glaciações afetam o clima global ocasionando mudanças vegetacionais em várias partes do planeta (Haffer e Prance, 2002). Nesse sentido, pretende-se inferir sobre a dinâmica do clima e da vegetação na região de Campo Mourão ocasionadas pelas glaciações que ocorreram no Hemisfério Norte no período Quaternário. Na região que será estudada observam-se áreas de depósitos de sedimentos turfosos (Figura 1). Sabe-se que esses ambientes são ideais para a preservação de palinomorfos e fitólitos (células de sustentação de gramíneas). Essas estruturas são de grande importância para as pesquisas ambientais, paleoclimáticas, paleoecológicas, paleogeográficas entre outras. Estes estudos levantam entre outras questões: a) qual a produção de fitólitos preservada no sedimento? Aliada a determinação isotópica e datações por 14C, qual a resposta que os fitólitos podem dar na reconstituição paleoambiental da região? Comparando os elementos botânicos presentes hoje em áreas de Unidade de Conservação (Campo Mourão ? Estação Ecológica do Cerrado) e remanescentes de Floresta Estacional Semidecidual próximo a Campo Mourão (Reserva das Perobas/Tuneiras do Oeste/PR) e ecotonais (Estação Ecológica de Luiziana) qual é a composição do sedimento/solo superficiais em relação aos fitólitos? Tal composição reflete os padrões ambientais atuais? Seria possível o estabel.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / Eloisa Silva de Paula Parolin - Integrante / MARCELO GALEAZZI CAXAMBU - Integrante / Giliane Gessica Rasbold - Integrante / João Claudio Alcantara dos Santos - Integrante / Leandro Luz - Integrante / MAYARA DOS REIS MONTEIRO - Integrante / Elaine Cristina Zavadovski Kalinovski - Integrante / GEORGYA CRISTYNA ZARAMELA VIEIRA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2012 - 2016
Geomorfologia e análise ambiental do alto curso do rio Miranda, MS
Descrição: Localizado no sudoeste do estado do Mato Grosso do Sul, o alto curso do rio Miranda é palco de transformações resultantes de mudanças do uso do solo pela economia empregada na área da bacia hidrográfica. Trata-se de um sistema fluvial importante para diversos municípios lindeiros, mas que apesar de sua relevância para irrigação, dessedentação e abastecimento urbano, são inexistentes estudos sobre suas características físicas e ambientais. Nesse sentido, o presente projeto tem por finalidade analisar as características geomorfológicas e ambientais do alto curso do rio Miranda na região sudoeste de Mato Grosso do Sul. O objetivo principal deste projeto é estudar a evolução paleoambiental da planície e canal do rio Miranda e identificar as alterações geradas pela ação antrópica em decorrência dos diferentes e recentes tipos de uso e manejo do solo no trecho delimitado. Este estudo será desenvolvido a partir de levantamentos de campo e de análises laboratoriais, datações, análise de indicadores proxy, e elaboração de mapas temáticos. Serão produzidos, em especial, cartas da geomorfologia e evolução paleogeomorfológica, paleoambiental e da qualidade da água superficial, no qual pretende-se identificar as áreas suscetíveis a ocorrência de processos de degradação da referida planície e canal. Os dados e informações geradas permitirão a reconstituição geomorfológica do trecho delimitado entre as nascentes e os limites entre os municípios de Jardim e Bonito, MS, bem como o mapeamento das condições geomorfológicas e ambientais atuais na escala de 1:50.000. Espera-se também que os resultados forneçam importantes subsídios para o planejamento, conservação, uso e ocupação racional da área, a fim de que se promova o início do uso e conservação sustentável dos recursos hídricos e áreas adjacentes ao canal do rio Miranda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Integrante / Sidney Kuerten - Coordenador / Mario Luis Assine - Integrante / Nelson Vicente Lovatto Gasparetto - Integrante / Aguinaldo Silva - Integrante / MANOEL LUIZ DOS SANTOS - Integrante.
2012 - 2015
Caracterização Paleoambiental da região central ocidental do Paraná enfoque para o Quaternário.
Descrição: Os depósitos turfosos existentes na região de Campo Mourão/PR serão avaliados quanto a presença de fitólitos, o material será datado por Carbono 14 e verificado o sinal isotópico do solo (delta13C e delta 15N). Tais determinações irão estabelecer as condições paleogeográficas e paleoambientais reinantes no Pleistoceno Tardio e durante o Holoceno. Concomitante a essas avaliações, será determinada a composição florística de áreas de interesse (ecotonais), sendo o material identificado em herbário (HCF ? UFPR). Das espécies identificadas será determinada sua composição fitolítca, esta composição será comparada com os percentuais de fitólitos recuperados de sedimentos superficiais em relação à floristica da área. Não obstante, como se trabalhará com sedimentos superficiais, faz-se também importante o agrupamento e o resgate de dados históricos (fotos, entrevistas e documentos) da região, principalmente para a determinação das condições ambientais e climáticas do início do século. Diante do exposto, espera-se que os dados possam estabelecer as condições paleogeográficas e paleoambientais reinantes no Pleistoceno Tardio e durante o Holoceno..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Concessão de três Bolsas de Apoio Técnico para atendimento aos projetos desenvolvidos no Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam e manutenção do seu atendimento.
Descrição: aplicação micropaleontológica, sendo fiel depositário de lâminas de microscopia contendo microfósseis/peseudofósseis de palinomorfos, espículas de esponjas e fitólitos. Atualmente possui cerca de 280 laminários catalogados contendo material microfóssil de trabalhos realizados na região Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. O Lepafe vem desde 2008 auxiliando projetos financiados por órgãos de fomento, alunos de doutorado, mestrado e de graduação em trabalhos cujo enfoque constitui-se em reconstrução paleoambiental e paleoclimática utilizando microfósseis, sendo o segundo laboratório no Brasil a trabalhar com espículas de esponjas de água doce, e o primeiro no Paraná com enfoque para a palinologia aplicada e fitólitos. Atualmente o Lepafe é um ponto de apoio ao desenvolvimeto dos seguintes projetos aprovados por este coordenador junto ao CNPq: a) MCT/CNPq edital 32/2010 (Fortalecimento da Paleontologia Nacional ? Processo 401765/2010-5 - Utilização de microfósseis para reconstrução paleoclimática e paleoambiental do Quanternário: Enfoque para a região central do estado do Paraná; b) MCTI/CNPQ/MEC/CAPES edital nº02/2010 ? Processo 400442/2010 - Paleoclimas e paleoambientes do quaternário paranaense; c) MCT/CNPq edital nº14/2011 ? Universal ? processo 472496/2011-5 - Paleoambientes e paleoclimatologia do Estado do Paraná, recentemente aprovado e aguardando carta para abertura de conta bancária. Diante do exposto a presença de três bolsistas ajudariam a agilizar as pesquisas em andamento e permitiriam ainda a manutenção do atendimento a estagiários, alunos de graduação em trabalhos de conclusão de curso, alunos de mestrado e doutorado e catalogação de material sedimentar. Lembrando que este laboratório até o momento é o único que se tem conhecimento que cataloga microfósseis. Nesse sentido a manutenção plena de seu funcionamento é de fundamental importância para o apoio à micropaleontologia do país. Sumário das atividades a serem desenvolvidas Os bolsistas devem desenvolver as seguintes atividades: a) coleta do material sedimentar das áreas com potencial para preservação de bioindicadores (palinomorfos, espículas de esponjas de água doce e fitólitos); b) montagem de lâminas para microscopia óptica, a partir da desagregação de sedimentos, contendo material polínico, espongológico e fitólitos; c) trabalho de análise e identificação de microfósseis (espículas de esponjas, polinomorfos e fitólitos); d) catalogação de amostras e material sedimentar; e) elaboração de lâminas com palinomorfos e fitólitos da vegetação atual, com vistas à estruturação e montagem de palinoteca e fitoteca; f) elaboração de lâminas com espículas de esponjas, para estruturação e montagem de espongoteca; g) catalogação de material microfóssil/pseudofóssil e atual; h) atendimento de protocolos laboratoriais para alunos de mestrado/doutorado/graduação. Perfil do bolsista: i) comprometer-se a apresentar dedicação integral às atividades de pesquisa no Lepafe; ii) apresentar disposição para trabalhos e protocolos laboratoriais de grande meticulosidade; iii) ser graduado ou graduando nas áreas de geologia, biologia, geografia, ecologia ou áreas afins..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / Giliane Gessica Rasbold - Integrante / João Claudio Alcantara dos Santos - Integrante / MAYARA DOS REIS MONTEIRO - Integrante / JANAINA SILVA ROSSI PEREIRA - Integrante / Elaine Cristina Zavadovski Kalinovski - Integrante / Mayra Stevanato - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2011 - 2014
PALEOAMBIENTES E PALEOCLIMATOLOGIA DO ESTADO DO PARANÁ
Descrição: Os estudos sobre mudanças climáticas pretéritas constituem um grande desafio, uma vez que a reconstituição tem como base interpretativa dados proxy (pólen, espículas de esponjas, fitólitos, isótopos de carbono na matéria orgânica do solo, documentos históricos, entre outros) e datações absolutas. No Estado do Paraná os estudos sobre mudanças climáticas são recentes. As primeiras interpretações paleoambientais baseadas em datações absolutas (14C) foram apresentadas por Bigarella (1971), indicando climas semiáridos nas regiões tropicais e subtropicais brasileiras em épocas de expansão glacial quaternária. Segundo o autor, ciclos menores de oscilação climática foram constatados dentro dos grandes ciclos glaciais, conferindo ao clima do Quaternário, regimes oscilatórios com flutuações climáticas. Stevaux & Parolin (2010) realizaram uma síntese do período Quaternário do Estado do Paraná constatando cerca de uma dúzia de artigos sobre reconstituição climática e ambiental no Estado, e, a maioria deles concentrada na região litorânea. Diante do exposto o presente projeto procura agregar dados que possibilitem entender a dinâmica climática pretérita e atual, baseado no estudo de bioindicadores ambientais (pólen, espículas de esponjas e fitólitos) presentes em sedimento (retirado de áreas turfosas, lagos/lagoas, planícies de inundação, entre outros) e datações absolutas. Para entender os processos mais recentes fará uso de fontes históricas como fotos, documentos oficiais, cartas, entrevistas, entre outros. Tais estudos levantarão e de certa forma responderão entre outras questões: a) Qual a evolução paleoambiental e paleoclimática da região central e norte do Paraná? A evolução dos campos e florestas no Estado? c) Qual o nível de preservação ambiental e biodiversidade do passado em comparação com condições ambientais atuais? As respostas possibilitarão a correlação paleoclimática de outras áreas do Brasil, salientando que, o Estado do Paraná é um dos que mais carecem de tais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / Eloisa Silva de Paula Parolin - Integrante / JEFFERSON QUEIROZ CRISPIM - Integrante / KUERTEN, S - Integrante / MARCELO GALEAZZI CAXAMBU - Integrante / Giliane Gessica Rasbold - Integrante / Leandro Luz - Integrante / Luiz Carlos Ruiz Pessenda - Integrante / MAYARA DOS REIS MONTEIRO - Integrante / Deyvis Willian da Silva - Integrante / MAURÍCIO CAMARGO FILHO - Integrante / Elaine Cristina Zavadovski Kalinovski - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 10 / Número de orientações: 3
2010 - 2012
Paleoclimas e paleoambientes do Quaternário paranaense
Descrição: Na região dos municípios de Turvo, Guarapuava e de Ponta Grossa, ao longo das rodovias BR-376, BR-466 e BR-277, foram observadas varias formações turfosas. Sabe-se que esses ambientes são ideais para a preservação de palinomorfos, esponjas e fitólitos. Tais organismos são de grande importância para os estudos ambientais, paleoclimáticos, paleoecológicos, paleogeográficos entre outros. Tais estudos levantam entre outras questões: a) qual a produção polínica, de fitólitos (células de sustentação de gramíneas) e espicular (esponjas de água doce) preservada no sedimento? As respostas serão importantes para a correlação paleoclimática de outras áreas do Brasil; b) Qual a evolução paleoambiental e paleoclimática da região central do Paraná? Salientando que o Estado do Paraná é um dos que mais carecem de tais pesquisas e dados em relação ao período Quaternário; c) Qual o nível de preservação ambiental e biodiversidade do passado em comparação com condições ambientais atuais? O reconhecimento de mudanças climáticas e ambientais do recente passado geológico constitui importante ferramenta para a compreensão de mudanças climáticas atuais, que afetam diretamente a relação entre o homem e o meio. O resultado deste estudo possibilitará a modelagem de cenários climáticos futuros e uma melhor compreensão da participação do homem nas mudanças ambientais e climáticas recentes, tão divulgadas na mídia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / Sidney Kuerten - Integrante / JEFFERSON QUEIROZ CRISPIM - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 5
2010 - 2012
Utilização de microfósseis para reconstrução paleoclimática e paleoambiental do Quanternário: enfoque para a região central do Estado do Paraná
Descrição: Na região central do Estado do Paraná, foram observadas varias formações turfosas. Sabe-se que esses ambientes são ideais para a preservação de palinomorfos, espículas de esponjas e fitólitos. Estas estruturas são de grande importância para os estudos ambientais, paleoclimáticos, paleoecológicos, paleogeográficos, micropaleontológicos, entre outros. Tais estudos levantam entre outras questões: a) qual a produção polínica, de fitólitos (células de sustentação de gramíneas) e espicular (esponjas de água doce) preservada no sedimento? As respostas possibiletarão a correlação paleoclimática de outras áreas do Brasil; b) Qual a evolução paleoambiental e paleoclimática da região central do Paraná? Salientando que o Estado do Paraná é um dos que mais carecem de tais pesquisas e dados em relação ao período Quaternário principalmente o continental; c) Qual o nível de preservação ambiental e biodiversidade do passado em comparação com condições ambientais atuais? O reconhecimento de mudanças climáticas e ambientais do recente passado geológico constitui importante ferramenta para a compreensão de mudanças climáticas atuais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / José Cândido Stevaux - Integrante / Renato Lada Guerreiro - Integrante / KUERTEN, S - Integrante / João Claudio Alcantara dos Santos - Integrante / Márcia Regina Calegari - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 14 / Número de orientações: 1
2009 - 2012
Sistema de tratamento de esgotos utilizando técnicas da Permacultura em propriedades de agricultura familiar localizadas na Bacia Hidrográfica do Rio Barreiro no município de Rancho Alegre do Oeste - PR.
Descrição: Visa desenvolver duas técnicas da permacultura em 15 estabelecimentos agrícolas de agricultores familiares localizados na Sub-bacia hidrográfica do Rio Barreiro pertencente a bacia hidrográfica do Rio Piquiri no município de Rancho Alegre do Oeste - PR. A primeira técnica a ser desenvolvida será o chamado circulo da bananeira para tratamento de esgotos de águas cinzas, provenientes da pia de cozinha e limpeza de roupas. A segunda técnica será para tratamento das águas negras provenientes dos banheiros residenciais. Nesse sentido o projeto apresenta os seguintes objetivos: - Reduzir a contaminação do lençol freático por patógenos provenientes do esgoto sanitário; - Instalar 15 Estações de Tratamento de Esgoto para tratamento de águas cinzas (circulo da bananeira); - Instalar 15 Estações de Tratamento de Esgoto para tratamento de águas negras (ETE de evaporação); - Qualificar acadêmicos de iniciação científica do cursos de Geografia e Biologia para monitorar as construções das ETE?s nos estabelecimentos agrícolas; - Analisar a qualidade antes da construção das ETE?s e monitorar mensalmente durante o andamento do projeto; - Monitorar dados limnológicos dos corpos hídricos do estabelecimento quinzenalmente (pH, condutividade, oxigênio, turbidez, DBO, DQO, Fósforo); - Mapear a bacia hidrográfica estudada, indicando os pontos onde o trabalho será realizado; - Aplicar palestras de Educação Ambiental nas comunidades rurais incentivando a técnica e ampliando-a; - Divulgar a técnica nos meios de comunicação (rádio, televisão, jornais, entre outros) com o objetivo de Educação Ambiental, apresentando a importância e os resultados obtidos no desenvolvimento do projeto; - Envolver as comunidades rurais, escolas e igreja no desenvolvimento de projetos futuros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / JEFFERSON QUEIROZ CRISPIM - Integrante / Rosemarary Tuzzi Domiciliano - Integrante / Manoel Serino dos Santos - Integrante / Sheila Cristhina da Rocha Ferreira - Integrante / Sérgio Norberto Pagliarini Junior - Integrante / SANDRA TEREZINHA MALYSZ - Integrante / TAMARA SIMONE VAN KAICK - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 1
2008 - 2010
ELABORAÇÃO DE KIT DIDÁTICO PARA DISTRIBUIÇÃO NAS ESCOLAS PÚBLICAS DO PARANÁ ? LÂMINAS DE MICROSCOPIA E LIVRO SOBRE ESPONJAS DE ÁGUA DOCE E DIATOMÁCEAS.
Descrição: - Montagem de kits didáticos com distribuição gratuita para as escolas públicas do Paraná. - Levantamentos de campo e coleta de material. - Confecção de 500 kits com 40 lâminas permanentes contendo esponjas e diatomáceas. - Elaboração de 500 atlas explicativos sobre esponjas e diatomáceas. - Minicursos sobre esponjas de água doce e diatomáceas para professores da rede pública..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / Cecília Volkmer Ribeiro - Integrante / JOSIMEIRE APARECIDA LEANDRINI - Integrante.Financiador(es): Fundo Paraná - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2007 - 2008
LABORATÓRIO DE REFERÊNCIA PARA ESTUDOS DA FAUNA ESPONGOLÓGICA E DE RECONSTRUÇÃO PALEOAMBIENTAL
Descrição: O projeto constitui-se na montagem de um laboratório para identificação e catalogação (centro de referência) da fauna espongológica atual e aquela presente em sedimentos (trabalhos paleoambientais), este laboratório também estará capacitado para trabalhos de caráter palinológico, dando suporte à identificação da flora através dos palinomorfos tanto para trabalhos de pesquisas que envolvam a vegetação atual quanto àqueles de caráter paleo (antigo). Como no Brasil só há um centro de referência para a catalogação de esponjas de água doce localizado na cidade Porto Alegre (Fundação Zoobotânica), a existência de um Laboratório dessa envergadura no Estado, ira fatalmente credencia-lo como referência nacional para estudos que envolvam essa fauna, aumentando assim as possibilidades de convênios científicos entre a Fecilcam e outras instituições..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / Cecília Volkmer Ribeiro - Integrante / Svetlana Medeanic - Integrante / ALVES VALDIR - Integrante.Financiador(es): Fundo Paraná - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 5
2007 - 2008
Manutenção do Técnico Pesquisador para Atendimento ao Público e Desenvolvimento de Pesquisa na Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão.
Descrição: O projeto constitui-se do Estudo da fauna e flora do Cerrado na Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão e Manutenção do Técnico Pesquisador na Estação,, bem como ações de Educação Ambiental por meio de visitas aberta a sociedade diariamente, especialmente para Escolas do ensino fundamental, médio e superior. A necessidade de preservar este testemunho inédito na região e manter este ecossistema de grande importância ambiental, econômica-social e cultural. É de suma importância o desenvolvimento de curso teórico e prático, divulgação dos resultadas das pesquisas especialmente para escolas locais e regionais para um maior aprofundamento dos conhecimentos dentro de um contexto técnico-científico além de contribuir com outros pesquisadores.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador / Svetlana Medeanic - Integrante / Lucimara Liberali - Integrante / Renato Lada Guerreiro - Integrante.Financiador(es): Fundo Paraná - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2


Projetos de extensão


2013 - Atual
Quebra de dormência de sementes e controle de invasoras na Estação Eológica do Cerrado Prof. Diva Aparecida Camargo, através da queimada controlada
Descrição: O projeto visa o estudo do controle de invasoras na Estação Ecológica do Cerrado Prof. Diva Aparecida Camargo, tendo por base a utilização de queimada controlada..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Projetos de desenvolvimento


2012 - 2014
Concessão de três Bolsas de Apoio Técnico para atendimento aos projetos desenvolvidos no Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam e manutenção do seu atendimento
Descrição: Concessão de três bolsas de apoio técnico ao Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam. Para atendimento aos projetos financiados pelo CNPq: MCT/CNPq edital 32/2010 (Fortalecimento da Paleontologia Nacional (Processo 401765/2010-5 - Utilização de microfósseis para reconstrução paleoclimática e paleoambiental do Quanternário: Enfoque para a região central do estado do Paraná); b) MCTI/CNPQ/MEC/CAPES edital nº02/2010 (Processo 400442/2010 - Paleoclimas e paleoambientes do quaternário paranaense); c) MCT/CNPq edital nº14/2011 Universal (processo 472496/2011-5 - Paleoambientes e paleoclimatologia do Estado do Paraná)..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Mauro Parolin - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Paleontologia
2009 - Atual
Periódico: Journal of South American Earth Sciences
2010 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso)
2010 - Atual
Periódico: Revista Geomae - Geografia, Meio Ambientem e Ensino
2010 - Atual
Periódico: Boletim de Geografia da UEM
2012 - Atual
Periódico: Geoingá: Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia
2012 - Atual
Periódico: Ambiência (UNICENTRO)
2012 - Atual
Periódico: Journal of Oceanography
2013 - Atual
Periódico: RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE)
2013 - Atual
Periódico: REVISTA CAMINHOS DE GEOGRAFIA
2014 - Atual
Periódico: Quaternary and Environmental Geosciences
2016 - Atual
Periódico: Zootaxa (Online)
2017 - Atual
Periódico: ZOOTAXA (ONLINE)
2017 - Atual
Periódico: Flora - Morphology Distribution Functional Ecology of Plants (FLORA)


Revisor de projeto de fomento


2013 - Atual
Agência de fomento: Polish Ministry of Science and Higher Education
2013 - Atual
Agência de fomento: Fundação Araucária


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Sedimentologia.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Paleontologia Estratigráfica.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2005
Prêmio Cendotec - Cientistas de Amanhã, IBECC/UNESCO.
2001
MENÇÃO HONROSA, Instituto Brasileiro de Educação, Ciëncia e Cultura/UNESCO/CNPq/SBPC.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
RAMÍREZ, A.I.A.2019RAMÍREZ, A.I.A. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Phytoliths and seeds in fluvial island paleoenviroment reconstruction (interaction with pollen analysis). JOURNAL OF SOUTH AMERICAN EARTH SCIENCES, v. 89, p. 30-38, 2019.

2.
OLIVEIRA, M.R.F2018OLIVEIRA, M.R.F ; MELHADO, A.F.P. ; ODA, F. H. ; MELO, S. M. ; PAROLIN, M. ; BENEDITO, E. . Sponge species composition and habitat use in a small stream within the agricultural landscape in the lower Tietê River basin in southeastern Brazil, with the first record of Corvoheteromeyenia australis (Demospongiae: Spongillidae) in São Paulo state. North-Western Journal of Zoology, v. 14, p. 1, 2018.

3.
GUERREIRO, RENATO LADA2018GUERREIRO, RENATO LADA ; MCGLUE, MICHAEL M. ; STONE, JEFFERY R. ; BERGIER, IVAN ; PAROLIN, MAURO ; DA SILVA CAMINHA, SILANE A. F. ; WARREN, LUCAS V. ; ASSINE, MARIO L. . Paleoecology explains Holocene chemical changes in lakes of the Nhecolândia (Pantanal-Brazil). HYDROBIOLOGIA, v. 815, p. 1-19, 2018.

4.
VILLWOCK, F. H.2018VILLWOCK, F. H. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; COLAVITE, ANA PAULA ; CAXAMBU, M. G. . Caracterização geográfica do Cerrado: em Campo Mourão e Jaguariaíva, Paraná. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Online), v. 8, p. 225-233, 2018.

5.
REZENDE, ANDRÉA BARBIERI2018REZENDE, ANDRÉA BARBIERI ; STEVAUX, JOSÉ CÂNDIDO ; PAROLIN, MAURO ; GUERREIRO, RENATO LADA . Sponge spicules as proxy in Upper Quaternary lake deposits near Cianorte (PR): a tentative correlation with lakes of Central-Southern Brazil (NW Paraná and SE Mato Grosso do Sul. QUATERNARY AND ENVIRONMENTAL GEOSCIENCES, v. 9, p. 10-18, 2018.

6.
SANTOS, G. B. dos2017SANTOS, G. B. dos ; CASTRO, P. T. A. ; PAROLIN, M. ; DOCIO, L. ; COSTA, D. H. . Análise de espículas de esponjas como indicadores paleoambientais em sedimentos lacustres no oeste da Bahia. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 19, p. 439-448, 2017.

7.
LUZ, LEANDRO DOMINGOS2017LUZ, LEANDRO DOMINGOS ; STEVAUX, JOSÉ CÂNDIDO ; PAROLIN, MAURO ; SILVA, AGUINALDO . Hidrodinâmica da Confluência dos Rios Cuiabá e Paraguai, Pantanal Mato-grossense. REVISTA DO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA, v. Esp., p. 1-10, 2017.

8.
PAROLIN, MAURO2017PAROLIN, MAURO; MONTEIRO, MAYARA DOS REIS ; COE, HELOISA HELENA GOMES ; COLAVITE, ANA PAULA . Considerações Paleoambientais do Holoceno Médio por Meio de Fitólitos na Serra do Cadeado, Paraná. REVISTA DO DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA, v. Esp., p. 96-103, 2017.

9.
ZVIEJKOVSKI, I.P.2017ZVIEJKOVSKI, I.P. ; Stevaux, J.C. ; LELI, I.T. ; PAROLIN, M. ; CAMPOS, J.B. . Sponges as a complement of sedimentary facies analysis in island deposits of Upper Paraná River. JOURNAL OF SOUTH AMERICAN EARTH SCIENCES, v. 79, p. 143-151, 2017.

10.
Stevanato, M.2017Stevanato, M. ; ATHAYDES, T. V. S. ; DONATO, L. ; PAROLIN, M. . O uso da cartografia e mapeamento colaborativo na análise de problemas urbanos. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Online), v. 8, p. 215-224, 2017.

11.
KALINOVSKI, E. C. Z.2016KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; SOUZA FILHO, E. E. . Estágio das pesquisas sobre esponjas continentais na América do Sul: enfoque para a produção científica no Brasil. Revista Terrae Didatica, v. 12, p. 4-18, 2016.

12.
SILVA, DEYVIS WILLIAN DA2016SILVA, DEYVIS WILLIAN DA ; CAMARGO FILHO, MAURICIO ; PAROLIN, MAURO ; BERTOTTI, LUIZ GILBERTO . Paleoenvironmental analysis from the main phytoliths morphotypes found in peat sediment in Guarapuava region-Paraná. Ambiência (UNICENTRO), v. 12, p. 13-32, 2016.

13.
RASBOLD, G. G.2016RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, MAURO ; CAXAMBU, M. G. . Reconstrução paleoambiental de um depósito sedimentar por análises multiproxy, Turvo, Estado do Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 19, p. 315-324, 2016.

14.
LADCHUK, D. P. P. T.2016LADCHUK, D. P. P. T. ; PAROLIN, M. ; BAUERMANN, S. G. . Palynomorphs and Isotopic Data (δ c and δ n) recovery from peaty sediment and its paleoenvironmental significance in the Campo Mourão region. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 9, p. 1183-1196, 2016.

15.
KALINOVSKI, E. C. Z.2016KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; SOUZA FILHO, E. E. . Paleoambientes quaternários da planície do rio Iapó, Castro, Paraná. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 9, p. 1543-1558, 2016.

16.
LUZ, L. D.2015LUZ, L. D. ; KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, MAURO ; Souza Filho, E. E. . Estágio atual do conhecimento sobre fitólitos no Brasil. Terrae Didatica (Impresso), v. 11, p. 52-64, 2015.

17.
MONTEIRO, M. R.2015MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Analysis of phytoliths assembly in topsoil and litter in two Cerrado fragments in urban area of Campo Mourão - Paraná. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 8, p. 1256-1272, 2015.

18.
SANTOS, J. C. A.2014SANTOS, J. C. A. ; GASPARETTO, N.V.L ; PAROLIN, M. . Reconstrução paleoambiental do baixo curso do rio Ivaí - Douradina/Paraná. BOLETIM DE GEOGRAFIA TEORÉTICA, v. 39, p. 337-350, 2014.

19.
LUZ, L. D.2014LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. . Caracterização dos sedimentos turfosos em Campo Mourão, Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 7, p. 319-326, 2014.

20.
Kuerten, S.2013 Kuerten, S. ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. ; McGlue, M. M. . Sponge spicules indicate Holocene environmental changes on the Nabileque River floodplain, southern Pantanal, Brazil. Journal of Paleolimnology, v. 49, p. 171-183, 2013.

21.
PEREIRA, J. S. R.2013PEREIRA, J. S. R. ; PAROLIN, M. ; Monteiro, M. R. ; CAXAMBU, M. G. ; RASBOLD, G. G. . Caracterização morfológica dos fitólitos de Butia microspadix Burret (Arecaceae). RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE), v. 7, p. 59, 2013.

22.
LADA GUERREIRO, RENATO2013LADA GUERREIRO, RENATO ; CÂNDIDO STEVAUX, JOSÉ ; PAROLIN, MAURO ; LUIS ASSINE, MARIO . Late Pleistocene and Holocene paleoenvironments in ponds and alluvial sediments of Upper Paraná River, Brazil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 16, p. 39-46, 2013.

23.
PAROLIN, M.2013PAROLIN, M.; ALVES, L.C . Distribuição de Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville) na região norte da cidade de Campo Mourão - PR. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Online), v. 4, p. 13-23, 2013.

24.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2012PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. ; VAN KAICK, T.S. . Tratamento de esgoto por zona de raízes: análise e eficiência. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Impresso), v. 3, p. 45-57, 2012.

25.
McGlue, M. M.2012McGlue, M. M. ; SILVA, A. ; ZANI, H. ; CORRADINI, F.A. ; PAROLIN, M. ; JABEL, E.J. ; COHEN, A. S. ; ASSINE, M. L. ; TREES, M. A. ; KUERTEN, S ; GRADELLA, F.S. ; RASBOLD, G. G. . Lacustrine records of Holocene flood pulse dynamics in the Upper Paraguay River watershed (Patanal wetlands, Brazil). Quaternary Research (Print), v. 78, p. 285-294, 2012.

26.
CRISPIM, J. Q.2012CRISPIM, J. Q. ; MALYSZ, S.T. ; PAROLIN, M. ; Pagliarini Junior, S.N . Implatação de tecnologias ambientais na casa familiar rural do Município de Iretama - PR. Revista GeoNorte, v. 3, p. 208-220, 2012.

27.
SILVA, K. C.2012SILVA, K. C. ; PAROLIN, M. ; BISSA, W.M . Espículas de esponjas vs. variações do nível do mar relativo do mar na região de Iguape Sudeste do Brasil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 15, p. 319-326, 2012.

28.
GUERREIRO, R. L.2012GUERREIRO, R. L. ; GASPARETTO, N.V.L ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Distribuição e análise de sedimentos turfosos holocênicos na planície do Alto Tibagi, Campos Gerais, Paraná.. RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE), v. 6, p. 105-116, 2012.

29.
RASBOLD, G. G.2012RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G ; Pessenda, L. C. R . Avaliação e quantificação dos fitólitos presentes em Chloris elata Desv., Chloris gayana Kunth e Tripogon spicatus (Ness) Ekman (Chloridoideae). Iheringia. Série Botânica, v. 67, p. 137-148, 2012.

30.
MONTEIRO, M. R.2012MONTEIRO, M. R. ; PEREIRA, J. S. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos característicos de duas espécies de Arecaceae do bioma Mata Atllântica. Revista de Biologia Neotropical, v. 9, p. 10-18, 2012.

31.
GUERREIRO, R. L.2011GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; MARCOTTI, T.C.B . Distribuição e recuperação da vegetação do cerrado e remanescentes na cidade de Campo Mourão, Paraná, Brasil. Boletim de Geografia (UEM), v. 29, p. 113-122, 2011.

32.
McGlue, M. M.2011McGlue, M. M. ; SILVA, A. ; CORRADINI, F. A. ; ZANI, H. ; TREES, M. A. ; ELLIS, G. S. ; PAROLIN, M. ; SWARZENSKI, P. W. ; COHEN, A. S. ; ASSINE, M. L. . Limnogeology in Brazil?s ??forgotten wilderness??: a synthesis from the large floodplain lakes of the Pantanal. Journal of Paleolimnology, v. 46, p. 273-289, 2011.

33.
SANTOS, J. C. A.2011SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. . Distribuição de esponjas continentais no Rio Mourão. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Online), v. 2, p. 13-22, 2011.

34.
RASBOLD, G. G.2011RASBOLD, G. G. ; Monteiro, M. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G ; Pessenda, L. C. R . Caracterização dos tipos morfológicos de fitólitos presentes em Butia paraguayensis (Barb. Rodr.) L. H. Bailey (Arecaceae). Iheringia. Série Botânica, v. 66, p. 265-270, 2011.

35.
Pagliarini Junior, S.N2011Pagliarini Junior, S.N ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Estações de tratamentoa de esgoto por zona de raízes, uma alternativa viável para as cidades?. Revista de Geografia, Meio Ambiente e Ensino - GEOMAE (Online), v. 2, p. 231-244, 2011.

36.
BARRIENTOS, F.F.G.2011BARRIENTOS, F.F.G. ; BARRIENTOS, M.G.F. ; CANDIOTO, V. ; PAROLIN, M. . Farinheiras: avaliação de parâmetros ambientais e de gestão ambiental. Acta Ambiental, v. 3, p. 128-133, 2011.

37.
Volkmer-Ribeiro, C2010Volkmer-Ribeiro, C ; PAROLIN, M. ; FURSTENAU-OLIVEIRA, K. ; MENEZES, H. R. . Colonization of hydroeletric reservoirsin Brasil by freshwater sponges, with special attention on Itaipu. Interciencia (Caracas), v. 35, p. 340-347, 2010.

38.
FERNANDES, A. C. B.2010FERNANDES, A. C. B. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze, Cedrela fissilis Vell. e Melia azedarach l. na vegetação ripária em um afluente da bacia hidrográfica do rio Gavião - Mambor~e/PR. Revista Educação Básica, v. 1, p. 83-111, 2010.

39.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2009 PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Use of spongofacies as a proxy for river-lake paleohydrology in Quaternary deposits of Central-Western Brazil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 11, p. 187-198, 2009.

40.
MIRLEAN, N.2008MIRLEAN, N. ; MEDEANIC, S. ; PAROLIN, M. . Geochemical confirmation of palaeontological reconstructions in the Quaternary. Buletinul Institutului de Geologie Ayi Seismologie Al Aazm, v. 2, p. 15-33, 2008.

41.
ZAI, C.2008ZAI, C. ; TABORDA, J. ; BOIKO, M. A. ; SILVA, M. R. ; PAROLIN, M. . Avaliação quantitativa e qualitativa do folder turistico: em busca de perspectivas. Percurso (Curitiba), v. 8, p. 67-79, 2008.

42.
Volkmer-Ribeiro, C2007Volkmer-Ribeiro, C ; EZCURRA-DE-DRAGO, I. ; PAROLIN, M. . Spicules of the freswater sponge Ephydatia facunda indicate lagoonal paleoenvironment at the pampas of Buenos Aieres Province, Argentina. Journal of Coastal Research, v. 50, p. 449-452, 2007.

43.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2007 PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Sponge spicules in peaty sediments as paleoenvironmental indicators of the Holocene in the upper Paraná river, Brazil. Revista Brasileira de Paleontologia, v. 10, p. 17-26, 2007.

44.
CASTRO, L. B. F.2006CASTRO, L. B. F. ; PAROLIN, M. . Distribuição populacional de Cedrela fissilis Vell. em área de preservação ambiental de Campo Mourão/PR. SaBios Revista de Saúde e Biologia, Campo Mourão, v. 1, p. 15-22, 2006.

45.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2006PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Registros palinológicos e mudanças ambientais durante o Holoceno de Taquarussu (MS). Revista Brasileira de Paleontologia, Porto Alegre, v. 1, p. 137-148, 2006.

46.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2006 PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. . Dry climate and eolian dune formation in the Middle Holocene in Mato Grosso do Sul State, Central West Brazil. Zeitschrift für Geomorphologie. Supplementband, v. 145, p. 177-190, 2006.

47.
SANTOS, A. A.2006SANTOS, A. A. ; MENEZES, H. R. ; SANTOS, K. D. ; PAROLIN, M. . População de Strrypnodendron adstringens (Mart.) Coville e Anadenanthera falcata (Beth) Speg. no perímetro urbano de Campo Mourão. Geojandaia (Jandaia do Sul), v. 6, p. 15-36, 2006.

48.
SILVA, E. F.2005SILVA, E. F. ; PAROLIN, M. . Levantamento populacional de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze no Parque Estadual Lago Azul em Campo Mourão - PR. VI Semana de Iniciação Cientifíca, Campo Mourão, 2005.

49.
Volkmer-Ribeiro, C2005Volkmer-Ribeiro, C ; PAROLIN, M. . Segundo registro de Sterrastrolepis brasiliensis Volkmer-Ribeiro & de Rosa Barbosa (Demospongiae, Potamolepidae) com descrição do habitat e de assembléia, bacia do rio Paraná. Brasil. Revista Brasileira de Zoologia, Curitiba, v. 4, p. 1003-1013, 2005.

50.
OLIVEIRA, A. L.2003OLIVEIRA, A. L. ; PAROLIN, M. . Considerações Sobre Impacto De Borda: Centro de Educação Ambiental Lago Azul. Encontro Paranaense de Educação Ambiental - Teia comunitária na Educação Ambiental, Campo Mourão - PR, 2003.

51.
ONOFRE, G. R.2002ONOFRE, G. R. ; PAROLIN, M. . Quantificação de liquens na cidade de Campo Mourão. Semana de Iniciação Científica. Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Campo Mourão, p. 383-392, 2002.

52.
PAROLIN, M.;PAROLIN, MAURO2001PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. . Clima Seco e Formação de Dunas Eólicas durante o Holoceno Médio em Taquaruçu, Mato Grosso do Sul. Pesquisas em Geociências (UFRGS), Porto Alegre, v. 28, p. 233-243, 2001.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. ; MALYSZ, S.T. . Estações de Tratamento de Esgoto por Zona de Raízes (ETE) e recuperação de nascentes na Casa Familiar Rural do Município de Iretama - PR. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2012. 41p .

2.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. ; MALYSZ, S.T. ; VAN KAICK, T.S. . Estações de Tratamento de Esgoto por Zona de Raízes (ETE). 1. ed. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2012. 20pp .

3.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C (Org.) ; LEANDRINI, J. A. (Org.) . Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. 1. ed. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, MAURO ; GUERREIRO, R. L. ; GASPARETTO, N.V.L ; PEPINO, T. C. ; CAXAMBU, M. G. ; SANTOS, J. A. . Caracterização paleoambiental da região de Ponta Grossa (PR) durnte o Holoceno Superior com base em fitólitos e isótopos estáveis do solo. In: Nelson Vicente Lovato Gasparetto; Marta Luzia de Souza. (Org.). Ambientes naturais: dinâmica e evolução. 1ed.Maringá: PGE Editora, 2018, v. 1, p. 252-264.

2.
PAROLIN, M.; Stevanato, M. ; STEVAUX, JOSÉ CÂNDIDO ; PAROLIN, E. S. P. . Caracterização paleoambiental com base em espículas de esponjas e fauna espongológica atual das lagoas Dos 32 e Linda - sudeste do Mato Grosso do Sul. In: Nelson Vicente Lovato Gaspareto; Marta Luzia de Souza. (Org.). Ambientes naturais: dinâmica e evolução. 1ed.Maringá: PGE EDITORA, 2018, v. 1, p. 265-284.

3.
BUSO JUNIOR, A. A. ; PESSENDA, L. C. R. ; COHEN, M. C. L. ; GIANNINI, P. C. F. ; SCHIAVO, J. A. ; ROSSETI, D. F. ; SIQUEIRA, G. S. ; LORENTE, F. L. ; FRANCISQUINI, M. I. ; De Oliveira, P. E. ; Calegari, M.R ; FRANCA, M. C. ; BENDASSOLLI, J. A. ; Volkmer-Ribeiro, C ; OLIVEIRA, S. M. ; RODRIGUES, F. C. G. ; FORNARI, M. ; MAFRA, C. N. ; PAROLIN, M. ; MACARIO, K. C. D. ; CHERKINSKY, A. . Floresta Atlântica de Tabuleiro: diversidade e endemismos na Reserva Natural Vale. In: Rolim, Samir Gonçalves; Menezes, Luis Fernando Tavares de; Srbek-Araujo, Ana Carolina. (Org.). A paleoecologia e a atual biodiversidade da Mata Atlântica de Linhares: estudos interdisciplinares no Holoceno. 1ed.Belo Horizonte: Rona Editora, 2016, v. , p. 71-90.

4.
PAROLIN, M.; CAXAMBU, M. G ; CARDOSO, O . O Cerrado de Campo Mourão e sua conservação desconservante. In: Ana Paula Colavite; Eloisa Silva de Paula Parolin; Nair Glória Massoquim. (Org.). Geografia, Espaço e Sociedade: uma análise plural. 1ed.Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2015, v. , p. 152-171.

5.
PAROLIN, M.; RASBOLD, G. G. ; Pessenda, L. C. R . Paleoenvironmental condition of Campos Gerais, Paraná, since the Late Pleistocene, based on phytoliths and C and N Isotopes. In: Heloisa Helena Gomes Coe; Margarita Osterrieth. (Org.). Synthesis of some phytolith studies in South America (Brazil and Argentina). 1ed.New York: Nova Publishers, 2014, v. , p. 149-170.

6.
PEREIRA, J. S. R. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Characterization of phytoliths in eight species of Arecaceae in the State of Paraná, Brazil. In: Heloisa Helena Gomes Coe; Margarita Osterrieth. (Org.). Synthesis of some phytolith studies in South America (Brazil and Argentina). 1ed.New York: Nova Publishers, 2014, v. , p. 49-74.

7.
BIGARELLA, J.J. ; PAROLIN, M. . Aspectos Geográficos e Geológicos do Estado do Paraná. In: PAROLIN, M; VOLKMER-RIBEIRO; LEANDRINE, J.A.. (Org.). Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010, v. , p. 1-43.

8.
Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. . Síntese do Período Quaternário do Estado do Paraná. In: PAROLIN, M; VOLKMER-RIBEIRO; LEANDRINE, J.A.. (Org.). Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010, v. , p. 43-58.

9.
PAROLIN, M.; GUERREIRO, R. L. ; KUERTEN, S ; MENEZES, H. R. . Bacias Hidrográficas Paranaenses. In: PAROLIN, M; VOLKMER-RIBEIRO; LEANDRINE, J.A.. (Org.). Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. 104ed.Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010, v. , p. -59.

10.
Volkmer-Ribeiro, C ; PAROLIN, M. . As esponjas. In: PAROLIN, M; VOLKMER-RIBEIRO; LEANDRINE, J.A.. (Org.). Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010, v. , p. 105-130.

11.
Volkmer-Ribeiro, C ; PAROLIN, M. . Sterrastrolepis brasiliensis Volkmer-Ribeiro & De Rosa Barbosa, 1978. In: Angelo Barbosa Monteiro Machado; Gláucia Moreira Drummond, Adriano Pereira Paglia. (Org.). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília, Belo Horizonte: Ministério do Meio Ambiente; Fundação Biodiversistas, 2008, v. 1, p. 235-236.

12.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. . Eolian Dunes in the Upper Paraná River: Evidence of Aridity During the Holocene. In: Angelo A. Agostinho; Liliana Rodrigues; Luiz C. Gomes; Sidnei M. Thomaz; Leandro E. Miranda. (Org.). Structure and functioning of the Paraná River and its floodplain. Maringá: Eduem, 2004, v. , p. 31-35.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
PAROLIN, M.. O passado climático da Terra. O Rosacruz, Curitiba, p. 42 - 45, 01 set. 2006.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VILLWOCK, F. H. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; COLAVITE, A. P. . Considerações paleoambientais do município de Jaguariaíva - Paraná. In: XXII Encontro Sul-mato-grossense de Geógrafos, 2017, Três Lagoas. XXII Encontro Sul-mato-grossense de Geógrafos. Três Lagoas: UFMS, 2017.

2.
LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. ; SILVA, A. ; Stevaux, J.C. . Aspectos morfológicos da confluência dos rios Cuiaba e Paraguai, Pantanal Matogrossense. In: XI SINAGEO, 2016, Maringá. ANAIS DO XI SINAGEO, 2016.

3.
Stevanato, M. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Estudo sobre os morfotipos de fitólitos de dois gêneros de Cyperaceae. In: IX EPCC-Encontro Internacional de Produção Científica UniCesumar, 2015, Maringá. Anais Eletrônico, IX EPCC-Encontro Internacional de Produção Científica UniCesumar, 2015. v. 9. p. 4-8.

4.
ALVES, L. F. P ; PAROLIN, M. . Diferenciação polínica e determinação das características organolépticas de méis comercializados na cidade de Campo Mourão ? PR. In: IX EPCC ? Encontro Internacional de Produção Científica UniCesumar, 2015, Maringá. Anais Eletrônico IX EPCC ? Encontro Internacional de Produção Científica UniCesumar, 2015.

5.
LADCHUK, D. P. P. T. ; PAROLIN, M. . Paleoincêndios indicados por micropartículas de carvão depositados em planície aluvial. In: VIII Simpósio Paranaense de Pós-Graduação em Geografia, 2014, Maringá. aNAIS VIII SIMPGEO, 2014. p. 1978-1993.

6.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Primeiras considerações sobre sílica biogênica na carga suspensa do rio Mourão - PR. In: VIII Simpósio Paranaense de Pós-Graduação em Geografia, 2014, Maringá. ANAIS VIII SIMPGEO, 2014. p. 1994-2008.

7.
PAROLIN, M.; CAXAMBU, M. G ; CARDOSO, O . A espera do fogo: a lenta agornia do Cerrado de Campo Mourão - PR. In: I Simpósio Nacional de Métodos e Técnicas - XXII Semana de Geografia, 2013, Maringá. I Simpósio Nacional de métodos e técnicas da Geografia: ?Novos olhares, Novas geografias? e XXII Semana de Geografia, 2013. p. 1059-1072.

8.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; Souza Filho, E. E. . Primeiras considrações paleoambientais sobre a planície do rio Iapó, Paraná durante o Último Máximo Glacial. In: Primeiras considrações paleoambientais sobre a planície do rio Iapó, Paraná durante o Último Máximo Glacial, 2013, Maringá. I Simpósio Nacional de métodos e técnicas da Geografia: ?Novos olhares, Novas geografias? e XXII Semana de Geografia, 2013. p. 1044-1058.

9.
GOLOVATI, D. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. . Assembléia fitolítica presente em solo superficial e serrapilheira na Estação Ecológica do Cerrado, Campo Mourão, Paraná. In: I Simpósio Nacional de Métodos e Técnicas - XXII Semana de Geografia, 2013, Maringá. I Simpósio Nacional de métodos e técnicas da Geografia: ?Novos olhares, Novas geografias? e XXII Semana de Geografia, 2013. p. 938-948.

10.
LUZ, L. D. ; KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. . Estágio atual das pesquisas sobre fitólitos no Estado do Paraná, Brasil. In: I Simpósio Nacional de Métodos e Técnicas - XXII Semana de Geografia, 2013, Maringá. I Simpósio Nacional de métodos e técnicas da Geografia: ?Novos olhares, Novas geografias? e XXII Semana de Geografia, 2013. p. 927-937.

11.
HEIDRICH, A. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. . A construção de uma palinoneca como fonte de dados proxy para os estudos paleoambientais. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013.

12.
NASCIMENTO, D. C. ; PAROLIN, M. . Avaliação da composição polínica, física e organoléptica de méis comercializados nos municípios de Campo Mourão - Paraná. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013.

13.
CANDELARI, B. A. ; PAROLIN, M. . Caracterização dos fitólitos encontrados na camada superficial do solo do cerrado de Campo Mourão. In: VII ENCONTRO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2012, Campo Mourão. V EPCT, 2012. p. 1-8.

14.
SILVA, A. C. ; SANTOS, H. C. N. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Melia azedarach l. Em vegetação ripária do rio Lontra, no entorno da cidade de Barbosa Ferraz/PR.. In: VII ENCONTRO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2012, Campo Mourão. V EPCT, 2012.

15.
PAROLIN, E. S. P. ; PAROLIN, M. . Vidas multiladas: reflexões sobre a degradação ambiental do Parque do Lago em Campo Mourão/PR. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

16.
ALVES, L.C ; PAROLIN, M. . Ocorrência de Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville) na região lesta da cidade de Campo Mourão - PR. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

17.
Batista. M. dos R. ; Beltrami, R. H. ; Morigi, J. de B. ; PAROLIN, M. . Resultados preliminares sobre a ocorrêrncia de líquens no centro urbano de Mamborê-PR: comparação entre ruas e avenidas. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

18.
PAROLIN, M.; SANTOS, J. C. A. . Ocorrência de Philodendron bipinnatifidum Schott. na região central da cidade de Campo Mourão. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

19.
Luz, L. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze na área urbana de Nova Tebas. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

20.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. . Espécies nativas de cerrado na cidade de Campo Mourão: potencial para recuperação. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

21.
Pagliarini Junior, S.N ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Estações de tratamentoa de esgoto por zona de raízes, uma alternativa viável para as cidades?. In: I Simpósio de Estudos Urbanos: Desenvolvimento Regional e Dinâmica Ambiental, 2011, Campo Mourão. I SEURB, 2011.

22.
Luz, L. ; PAROLIN, M. . Ampliação da ocorrência de esponjas continentais na bacia do rio Corumbataí. In: II CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 2011, Londrina. II Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental, 2012. p. 1-6.

23.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L ; Stevaux, J.C. . Análise palioclimática da formação de depósitos turfosos na planície do Alto rio Tibagi, Campos Gerais, Paraná. In: II SIMPÓSIO PARANAENSE DE ESTUDOS CLIMÁTICOS E XIX SEMANA DE GEOGRAFIA, 2010, Maringá. II SIMPÓSIO PARANAENSE DE ESTUDOS CLIMÁTICOS E XIX SEMANA DE GEOGRAFIA. p. 308-319.

24.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. ; SANTOS, M. S. dos . Avaliação das estações de tratamento de esgoto por zona de raízes instaladas em pequenas propriedades rurais. In: V EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2010, Campo Mourão. V EPCT. Campo Mourão: Fecilcam, 2010.

25.
RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Avaliação das formas de fitólitos presentes em Cyperus giganteus Vahl (Cyperaceae). In: V EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2010, Campo Mourão. V EPCT. Campo Mourão, 2010.

26.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. ; Stevaux, J.C. . Dados proxy indicam melhoria climática na região de Querência do Norte a 7.540 anos AP.. In: II SIMPÓSIO PARANAENSE DE ESTUDOS CLIMÁTICOS E XIX SEMANA DE GEOGRAFIA, 2010, Maringá. II SIMPÓSIO PARANAENSE DE ESTUDOS CLIMÁTICOS E XIX SEMANA DE GEOGRAFIA, 2010. p. 320-333.

27.
SILVA, V. A. ; PAROLIN, M. ; MEDEANIC, S. . Palinologia da Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão e áreas adjacentes. In: IV EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2009, Campo Mourão. IV EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2009.

28.
SILVA, K. C. ; MENEZES, H. R. ; PAROLIN, M. . Avaliação da presença de esponjas continentais nas hidrográficas do rio Formoso e Sem Passo no município de Campo Mourão e Luiziana. In: IV - Encontro de Produção Cientíofica e Tecnológica da Fecilcam, 2009, Campo Mourão. IV - Encontro de Produção Cientíofica e Tecnológica da Fecilcam. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2009.

29.
GÓES, J. A. ; SILVA, J. A. de P. ; CARVALHO, E. T. de P. ; PEREIRA, M. A. A. ; PAROLIN, M. . Densidade populacional de Cedrela fissilis Vell. em áreas de fragmentos de floresta ombrófila mista - Campo Mourão PR. In: XI ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL, 2008, Londrina. ANAIS - ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. Londrina, 2008.

30.
GUERREIRO, R. L. ; PAZINI, G. N. ; LODI, H. C. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Stryphnodendron barbadetiman (Vell) Forrero, Brosimun gaudichaudii Trec., Annona crassiflora Mart., Copaifera lagsdorffii Desf e Caryocar brasiliense Camb. na cidade de Campo Mourão. In: XI ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL, 2008, LONDRINA. ANAIS - ENCONTRO PARANAENSE DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL. LONDRINA, 2008.

31.
FONTANA, A. C. ; NOBREGA, M. T. ; SILVEIRA, H. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Sistema pedológico no entorno da lagoa Dos 32 no Terraço Taquarussu, MS, Brasil. In: VII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA E II ENCONTRO AMERICANO DE GEOMORFOLOGIA, 2008, Belo Horizonte. Dinâmica e Diversidade de Paisagens. Belo Horizonte, 2008. v. VII.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, C. P. ; COE, H. G. ; SILVA, A. L. C. ; PAROLIN, M. ; ROCHA, A. P. . Caracterização paleoambiental da planície costeira de Maricá (RJ, Brasil) através da análise de espículas de esponjas e diatomáceas. In: VI Congreso Argentino de Geomorfología y Cuaternario, 2015, Ushuaia. VI Congreso Argentino de Geomorfología y Cuaternario. Ushuaia, 2015, Ushuaia. VI Congreso Argentino de Geomorfología y Cuaternario, 2015, Ushuaia. VI Congreso Argentino de Geomorfología y Cuaternario. Ushuaia, 2015. v. 1. p. 149-150.

2.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Assembléia fitolítica em dois intervalos de solos em área de floresta ombrófila mista em Mato Rico, Paraná. In: XVII PALEO PR/SC, 2015, Dois Vizinhos. PALEO PR/SC, 2015. v. 3. p. 1-8.

3.
RASBOLD, G. G. ; RAIFUR, I. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. ; Leli, I. T . Espículas de esponja preservadas em sedimento da Ilha Grandre, Alto Rio Paraná. In: VI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Paleontologia Paraná, Santa Catarina, 2014, Florianópolis. Paleo PR/SC ? Resumos expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2014. v. 2. p. 1-6.

4.
PAROLIN, M.; LADCHUK, D. P. P. T. . Micropartículas de carvão como indicadoras de paleoincêndios. In: XVI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Paleontologia Paraná, Santa Catarina, 2014, Florianópolis. Paleo PR/SC ? Resumos expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2014. v. 2. p. 7-13.

5.
Stevanato, M. ; MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Morfotipos característicos de fitólitos da espécie Aristida jubata (Arechav.) Herter (Aristidoideae). In: XVI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Paleontologia Paraná, Santa Catarina, 2014, Florianópolis. Paleo PR/SC ? Resumos expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2014. v. 2. p. 20-25.

6.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. . Primeiras considerações sobre as assembleias fitolíticas presentes na serapilheira e solo superficial em área de Floresta Ombrófila Mista - Turvo - Paraná. In: XVI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Paleontologia Paraná, Santa Catarina, 2014, Florianópolis. Paleo PR/SC ? Resumos expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2014. v. 2. p. 14-19.

7.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. ; MALYSZ, S.T. ; VILLWOCK, F. H. ; ROCHA, J. A ; JESUS, M. J. F. . Estações de tratamento de esgotos por zona de raízes: o caso na casa familiar rural do município de Iretama - PR. In: II SEMINÁRIO DE EXTENSÃO E CULTURA DA UNESPAR, 2014, Campo Mourão. II SEMINÁRIO DE EXTENSÃO E CULTURA DA UNESPAR -, 2014. p. 1-4.

8.
GOLOVATI, D. ; KALINOVSKI, E. C. Z. ; GASPARETTO, N.V.L ; PAROLIN, M. ; JORDANA, M. . Análise do conteúdo fitolítico de um latossolo em uma reserva florestal de Tuneiras do Oeste - Paraná. In: XV REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA PALEO PR/SC, 2013, Campo Mourão. Paleo PR/SC - Resumos Expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013. v. 1. p. 6-11.

9.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; Souza Filho, E. E. . Espículas de esponjas em sedimentos turfosos na planície do rio Iapó indicam mudanças paleoambientais desde 1.870 anos. In: XV REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA PALEO PR/SC, 2013, Campo Mourão. Paleo PR/SC. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013. v. 1. p. 12-17.

10.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Caracterização de fitólitos Calathea aemula Körn e Saranthe composita (Link) K. Schum (Marantaceae). In: XV REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA PALEO PR/SC, 2013, Campo Mourão. Paleo PR/SC - Resumos Expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013. v. 1. p. 18-23.

11.
GOLOVATI, D. ; MONTEIRO, M. R. ; Stevanato, M. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Primeiras considerações sobre os fitólitos de Cyperus luzulae (L.) Retz., Cyperus virens Michx. e Carex banariensis desf. Ex Poir. (Cyperaceae). In: XV REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA PALEO PR/SC, 2013, Campo Mourão. Paleo PR/SC - Resumos Expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013. v. 1. p. 24-29.

12.
PAROLIN, M.; MONTEIRO, M. R. ; Stevanato, M. . Comparação de dois métodos de extração de fitólitos em sedimentos turfosos. In: XV REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA PALEO PR/SC, 2013, Campo Mourão. Paleo PR/SC - Resumos Expandidos. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013. v. 1. p. 30-35.

13.
NASCIMENTO, D. C. ; PAROLIN, M. . Caracterização polínica e física de méis comercializados no município de Campo Mourão - Paraná. In: XXII EAIC - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA; III EAITI - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO, 2013, Foz do iguaçu. XXII EAIC - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA; III EAITI - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO, 2013.

14.
HEIDRICH, A. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. . Palinoteca virtual: relatos de uma experiência. In: XXII EAIC - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA; III EAITI - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO, 2013, Foz do iguaçu. XXII EAIC - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA; III EAITI - ENCONTRO ANUAL DE INICIAÇÃO TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO, 2013.

15.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Formas de fitólitos presentes em Butia paraguayensis (Marb. Rodr.) L. H. Bailey (Arecaceae). In: I Simpósio Ambiental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2011, Campo Mourão. I Simpósio Ambiental da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2011.

16.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. ; Stevaux, J.C. . Formação de canais por coalescência de lagoas: uma hipótese para a rede de drenagem da região de Querência do Norte, PR. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamerican, 2011.

17.
PAROLIN, M.; RASBOLD, G. G. ; Pessenda, L. C. R . Reconstituição paleoambiental utilizando isótopos estáveis do C e N e fitólitos em turfeira na região de Campo Mourão/PR Brasil. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

18.
MARCOTTI, T.C.B ; PAROLIN, M. ; SANTOS, M.L . Espículas de esponjas e fitólitos no Pleistoceno Tardio indicam presença e abandono de canal fluvial - Rio Ivaí Paraná. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

19.
KUERTEN, S ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. . Espículas de esponjas continentais preservadas em sedimentos arenosos Quaternários do Pantanal. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Aramação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

20.
PAROLIN, M.; DOMICILIANO, R. T. ; GUERREIRO, R. L. ; CAXAMBU, M. G . Primeiras considerações palinológicas e paleoclimáticas do Pleistoceno Tardio na região de Campo Mourão, Paraná, Brasil. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

21.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L ; Stevaux, J.C. . Dados palinológicos caracterizam paleoambiente tropical nos Campos Gerais no Holoceno Tardio. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

22.
SILVA, K. C. ; PAROLIN, M. ; BISSA, W.M . Espículas de esponjas em turfeira no baixo curso do rio Ribeira de Iguape (SP) indicam variações do nível relativo do mar durante o Holoceno Médio. In: XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011, Armação dos Búzios. XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário ABEQUA / III Encontro do Quaternário Sulamericano, 2011.

23.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; GUERREIRO, R. L. ; Stevaux, J.C. ; PEREIRA, J. S. R. . Primeiras considerações paleoambientais com análise de fitólitos em sedimentos turfosos nos Campos Gerais do Estado do Paraná. In: XIII Congresso da associação brasileira de estudos do Quaternário - III Encontro do Quaternário Sul-americano, 2011, Armação do Búzios. XIII Congresso da associação brasileira de estudos do Quaternário - III Encontro do Quaternário Sul-americano, 2011.

24.
DOMICILIANO, R. T. ; FERREIRA, S.C.R ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Avaliação da efidciência de estações de tratamento de esgoto por zona de raízes no município de Rancho Alegre do Oeste - Paraná. In: EAIC - XIX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2010, Guarapuava. Encontro Anual de Iniciação Científica ... Encontro de Pesquisa da UEPG (CD-Rom), 2010.

25.
FERREIRA, S.C.R ; DOMICILIANO, R. T. ; CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. . Avaliação de estações de tratamento de esgoto por zona de raízes implementadas em estabelecimentos agrícolas familiares da bacia do rio Mourão, região de Campo Mourão - PR. In: EAIC - XIX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2010, Guarapuava. Encontro Anual de Iniciação Científica ... Encontro de Pesquisa da UEPG (CD-Rom), 2010.

26.
DOMICILIANO, R. T. ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Tratamento de esgotos domesticos rurais por meio de zonas de raizes - Rancho Alegre do Oeste/PR. In: 17º. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo (SIICUSP), 2009, São Paulo. 17º. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo (SIICUSP), 2009.

27.
DOMICILIANO, R. T. ; PAROLIN, M. ; MENEZES, H. R. ; MEDEANIC, S. . Avaliação da Composição Polinica do Mel em Duas Áreas de Floresta Ombrófila Mista - Campo Mourão/PR. In: I Simpósio de Biologia da Conservação do Norte do Paraná, 2009, Conélio Procópio. I Simpósio de Biologia da Conservação do Norte do Paraná, 2009.

28.
SILVA, K. C. ; MENEZES, H. R. ; PAROLIN, M. . Levantamento da fauna de esponjas continentais nas bacias hidrográficas dos rios Formoso e Mourão. In: EAIC - XVIII Encontro Anual de Iniciação Científica, 2009, Londrina. Encontro Anual de Iniciação Científica ... Encontro de Pesquisa da UEPG (CD-Rom), 2009.

29.
Kuerten, S. ; PAROLIN, M. . Espículas de esponja de ambiente lótico em barras em pontal pretéritas no Pantanal do Nabileque (MS) como indicadoras de mudanças climáticas e ambientais. In: I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos, 2008, Campo Mourão. SIMPEC-CDEC - I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 164-168.

30.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Espículas silicosas de esponjas de água doce em depósitos de lagoa no Mato Grosso do Sul indicam período mais seco que o atual durante o Último Máximo Glacial. In: I Simpósito Paranaense de Estudos Climáticos, 2008, Campo Mourão. SIMPEC - CDEC - I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos - Passado, Presente e Futuro. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 174-17 4.

31.
LIBERALI, Lucimara ; PAROLIN, M. . Formação do cerrado de Campo Mourão sob clima seco, inventário de espécies xerofíticas e xeromórficas. In: I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos, 2008, Campo Mourão. SIMPEC - CDEC - I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 179-182.

32.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Palinofácies em sedimentos lacustres do Mato Grosso do Sul indicam os períodos de pequena melhoria climática durnate o Ultimo Máximo Glacial. In: I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos, 2008, Campo Mourão. SIMPEC - CDEC - I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos - Passado, Presente e Futuro. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 188-192.

33.
MENEZES, H. R. ; BENETON, J. C. ; PINA, F. ; CALDERAN, S. ; PAROLIN, M. . Densidade e distribuição de Aspidosperma polyneuron Marg. e Cedrela fissilis Vell. no bosque muncipal André Ricardo da Silva, no município de Terra Boa - PR. In: II ENCONTRO INTERDISCIPLINAR DE EDUCAÇÃO - GEOGRAFIA - LETRAS - MATEMÁTICA - PEDAGOGIA, 2008, Campo Mourão. Anais Enieduc. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. v. 1. p. 160-164.

34.
SILVA, J. A. de P. ; CARVALHO, E. T. de P. ; GÓES, J. A. ; PEREIRA, M. A. A. ; PAROLIN, M. . Densidade polulacional de Cedrela fissilis Vell. em duas reservas particulares situadas na BR-487 - Campo Mourão PR. In: II ENCONTRO INTERDISCIPLINAR DE EDUCAÇÃO - GEOGRAFIA - LETRAS - MATEMÁTICA - PEDAGOGIA, 2008, Campo Mourão. Anais Enieduc. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. v. 1. p. 173-177.

35.
SILVA, D. S. ; OGLIARI, D. C. ; YURKIW, E. ; LOURENÇO, P. ; PAROLIN, M. . Densidade de Melia azedarach L. Leucaena sp., Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze e Cedrela fissilis Vell. ao longo das estradas de Campo Mourão. In: II ENCONTRO INTERDISCIPLINAR DE EDUCAÇÃO - GEOGRAFIA - LETRAS - MATEMÁTICA - PEDAGOGIA, 2008, Campo Mourão. Anais Enieduc. Campo Mourão: Fecilcam, 2008. v. 1. p. 190-194.

36.
FERNANDES, A. C. B. ; PAROLIN, M. ; MENEZES, H. R. . Distribuição de Melia azedarach L. Araucaria angustifolia (Bertol. Kuntze) e Cedrela fissilis Vell. em um afluente da bacia do rio Gavião, no município de Mamborê PR. In: III EPCT - ENCONTRO DE PURDUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2008, Campo Mourão. Anais ... EPCT (Impresso). Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 111-113.

37.
SILVA, V. A. ; PAROLIN, M. . Comparação polínica da fitossociologia da estação ecológica do cerrado de Campo Mourão e áreas adjacentes. In: III EPCT - ENCONTRO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2008, Campo Mourão. Anais ... EPCT (Impresso). Campo Mourão: Fecilcam, 2008. p. 61-63.

38.
MENEZES, H. R. ; PAROLIN, M. . Avaliação da ocorrência de esponjas continentais em material sedimentar no alto, médio e baixo curso do rio Sem Passo. In: III EPCT - ENCONTRO PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2008, Campo Mourão. Anais ... EPCT (Impresso), 2008. p. 23-26.

39.
TRIVILLIN, S. F. ; Matos, J. Z ; CANTARERO, T. F. ; PAROLIN, M. . Estudo populacional de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze no perímetro urbano de Campo Mourão - PR. In: II EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2007, Campo Mourão. Anais do II Encontro de Produção Científica e Tecnológica EPCT. Campo Mourão: Fecilcam, 2007. p. 51-54.

40.
CALDERON, T. C. ; PAROLIN, M. . Densidade de Melia azedarach L. na porção superior da bacia hidrográfica do rio do Campo, Campo Mourão - PR. In: II EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2007, Campo Mourão. Anais do II Encontro de Produção Científica e Tecnológica EPCT. Campo Mourão: Fecilcam, 2007. p. 54-58.

41.
SILVA, V. A. ; REZENDE, A. B. ; PAROLIN, M. ; ALVES, V. . Primeiro registro de Dosilia pydanieli (Porífera Espongilidae) no Estado do Paraná. In: II EPCT - Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2007, Campo Mourão. Anais do II Encontro de Produção Científica e Tecnológica - EPCT. Campo Mourão: Fecilcam, 2007. p. 58-61.

42.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Mudanças ambientais durante o Holoceno e final do Pleistoceno indicadas por espongofácies na região de Taquarussu/MS - Brasil. In: X Congresso da ABEQUA, 2005, Guarapari. X Congresso da Abequa - Qual a chave para o futuro, 2005.

43.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. ; MIRLEAN, N. . Geochemical methodology aproach to lake sediments from Taquarussu (MS) enhace Pleistocene/Holocene environmental reconstruction. In: 4th International Symposium - Environmental Geochemistry in Tropical Countries, 2004, Búzios - RJ. Book of Abstracts, 2004. p. 148-150.

44.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. ; Costa, A.C.S. . Clima seco e formação de dunas eólicas durnate o Holoceno Médio em Taquaruçu, MS - Brasil. In: VIII - CONGRESSO DA ABEQUA, 2001, MARILUZ, IMBÉ. BOLETIM DE RESUMOS - MUDANÇAS GLOBAIS E O QUATERNÁRIO, 2001. p. 362-363.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PAROLIN, M.; PIRES, G. S. S. ; COE, H. G. ; MONTEIRO, M. R. ; COLAVITE, A. P. ; Stevaux, J.C. ; CAXAMBU, M. G ; MACARIO, K. C. D. ; SEIXAS, A. P. . Paleoenvironmental considerations since the middle Holocene in the Cadeado Range, Ortigueira - Paraná State. In: 10th International Meeting on Phytoltih Research, 2016, Aix en Provence. 10th International Meeting on Phytoltih Research Abstract, 2016.

2.
PAROLIN, M.; RASBOLD, G. G. ; COE, H. G. ; LUZ, L. D. ; Stevaux, J.C. ; Leli, I. T ; MONTEIRO, M. R. . Phytoliths as paleoenviromental indicator of Bandeirantes Island formation phases, Upper Paraná River, Brazil. In: International Meeting on Phytolith Research, 2016, Aix en Provence. 0th International Meeting on Phytolith Research Abstract, 2016.

3.
SANTOS, C. P. ; RAMOS, Y. B. M. ; SILVA, A. L. C. ; PAROLIN, M. . Reconstituição paleoambiental de uma paleolaguna na planície costeira de Maricá (RJ) com base em espículas de esponjas. In: 47º Congresso Brasileiro de Geologia, 2014, Salvador. 47º Congresso Brasileiro de Geologia, 2014. v. 1. p. 240-240.

4.
JORDANA, M. ; PAROLIN, M. . Estudo da composição polínica e testes organolépticos dos méis comercializados em Campo Mourão. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013.

5.
SILVA, P. L. ; ALMEIDA, S. ; PAROLIN, M. . Estudo da distribuição e quantificação de Murraya paniculata L. (Jack) (Rutaceae) na área urbana de Campo Mourão - PR. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013.

6.
NASCIMENTO, D. C. ; PAROLIN, M. . Avaliação da composição polínica de méis urbanos e da chuva polínica de Campo Mourão - Paraná. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013.

7.
Stevanato, M. ; PAROLIN, M. . Análise polínica em própolis na região de Campo Mourão. In: VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2013, Campo Mourão. VIII ENCONTRO ANUAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2013.

8.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; Souza Filho, E. E. ; MONTEIRO, M. R. . Mudanças paleoambietais do rio Iapó, Campos Gerais, Paraná, indicadas por sílica biogênica. In: XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PALEONTOLOGIA; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLGIA BRASIL-PORTUGAL, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2013. p. 129-129.

9.
LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. ; PESSENDA, L. C. R. . Significado paleoambiental dos fitólitos presentes em turfa na região de Campo Mourão, Paraná. In: XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PALEONTOLOGIA; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLGIA BRASIL-PORTUGAL, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2013. p. 135-135.

10.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. . Assembleia fitolítica presente em solo superficial e serrapilheira em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista em Campo Mourão, Paraná. In: XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PALEONTOLOGIA; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLGIA BRASIL-PORTUGAL, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2013. p. 140-140.

11.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Comparação de três métodos para extração de fitólitos em plantas modernas. In: XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PALEONTOLOGIA; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLGIA BRASIL-PORTUGAL, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2013. p. 141-141.

12.
RAMÍREZ, A.I.A. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. ; MONTEIRO, M. R. . Sementes subfósseis e fitólitos nos depósitos sedimentares de ilha aluvial (Ilha Mutum, Alto Rio Paraná). In: XXIII CONGRESSO BRASILEIRO DE PALEONTOLOGIA; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLGIA BRASIL-PORTUGAL, 2013, Gramado. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2013. p. 179-179.

13.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos presentes em Cortaderia selloana (Schult) Ascjh. e Danthonia secundiflora J. Presl (POACEAE). In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 12-12.

14.
PAROLIN, M.; MONTEIRO, M. R. ; KRUL, F ; CAXAMBU, M. G . Banco de Imagens virtuais como ponto de apoio ao desenvolvimento da micropaleontologia no Brasil. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 14-14.

15.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos presentes em Paspalum dasytrichum Dusén ex Swallen. e Paspalum conspersum Shrad (POACEAE). In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 16-16.

16.
RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. . Extração de fitólitos da camada superficial de depósitos turfosos e sua relação com a florística local. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 18-18.

17.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos presentes em Epidendrum secundum Jacq. (ORCHIDACEAE). In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 20-20.

18.
RAMÍREZ, A.I.A. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; MONTEIRO, M. R. . Variação da composição fitolítica no processo de formação de uma ilha aluvial (Ilha Mutum, Rio Paraná), desde 920 anos AP. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 22-22.

19.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; COE, H.H.G . Morfologia de fitólitos presentes em Cecropia glaziovii Snethl. e Cecropia pachystachya Trécul (URTICACEAE). In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 23-23.

20.
CANDELARI, B. A. ; PAROLIN, M. ; SILVA, D. W. ; CAMARGO FILHO, M. . Análise dos fitólitos encontrados em sedimentos turfosos no município de Guarapuava - PR. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 25.

21.
SILVA, D. W. ; PAROLIN, M. ; CAMARGO FILHO, M. . Análise preliminar da ocorrência de fitólitos em turfeira na região de Guarapuava - PR, Terceiro Planalto Paranaense. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 26-26.

22.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos presentes em Aechmea distichantha Lem.. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 28-28.

23.
PAROLIN, M.; RODRIGUES, L. P. ; GUERREIRO, R. L. ; Stevaux, J.C. . Significado paleoambiental dos fitólitos em sedimentos lacustres na região noroeste do Paraná. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. Paleontologia em Destaque - XXXIII Congresso Brasileiro de Paleontologia 13 a 18/10/2013 - Gramado , RS; I SIMPÓSIO DE PALEONTOLOGIA BRASIL-PORTUGAL. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2012. p. 32-32.

24.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Condições ambientais do início do Holoceno indicadas por fitólitos e analises de delta C-13 na região de Douradina/PR. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 34-34.

25.
SOUZA, A.W.L ; PAROLIN, M. ; SANTOS, J. C. A. . Avaliação de metodologias para recuperação de fitólitos em solo nas ilhas no rio Paraná. In: XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PARANÁ - SANTA CATARINA, 2012, Ponta Grossa. XVI REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PALEONTOLOGIA, PALEO 2012 - PR/SC, 2012. p. 36-36.

26.
KOCH, N. M. ; PAROLIN, M. . Caracterização polínica de Cochlospermum regium (Mart.) Pilger (COCHLOSPERMACEAE). In: VII ENCONTRO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, 2012, Campo Mourão. V EPCT, 2012.

27.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. . Fitólitos preservados em turfeira confirmam período mais seco que o atual durante o Holoceno Médio do Sudeste do Mato Grosso do Sul. In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC-2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 5.

28.
RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. . Fitólitos preservados em turfeira indicam condições paleoambientais nos Campos Gerais desde 26.560 anos AP. In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011- Caderno de Resumos, 2011. p. 7.

29.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Método para aumentar a recuperação de fitólitos em solo. In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 11.

30.
Monteiro, M. ; GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Paleoclimatologia do Holoceno Médio dos Campos Gerais: indicada por palinomorfos, fitólitos e δ13C. In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 11.

31.
RASBOLD, G. G. ; DRANCKA, L. C. S. ; PAROLIN, M. . Fitólitos indicam condições paleoambientais nos Campos Gerais desde o Pleistoceno Tardio. In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 22.

32.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Avaliação das formas de fitólitos presentes em Bromelia balansae Mez (Bromeliaceae). In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 25.

33.
RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologias de fitólitos presentes em Tripogon spicatus (Nees) Ekman e Chloris gayana Kunth (Poaceae). In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 26.

34.
PEREIRA, J. S. R. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Primeira determinação das morfologias de fitólitos de Geonoma schottiana (Mafart.) Drude. (Arecaceae). In: XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011, 2011, Mafra. XIII Reunião Regional de Paleontologia, Paleo PR/SC - 2011 - Caderno de Resumos, 2011. p. 27.

35.
CANDELARI, B. A. ; PAROLIN, M. . A concepção de evolução em alunos do ensino médio das escolas do município de Campo Mourão, Paraná. In: V Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2010, Campo Mourão. V EPCT, 2010.

36.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. . Avaliação da presença de esponjas de água doce na bacia do rio Mourão. In: V Encontro de Produção Científica e Tecnológica, 2010, Campo Mourão. V EPCT, 2010.

37.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L ; Stevaux, J.C. . Análise do conteúdo polínico de uma turfeira na planície do Alto Tibagi, Sudeste do Estado do Paraná. In: XII Reunião Regional de Paleontologia, 9 e 10 de dezembro, Cascavel - PR - PALEO 2010 PR/SC, 2010, Cascavel. XII Reunião Regional de Paleontologia, 9 e 10 de dezembro, Cascavel - PR - PALEO 2010 PR/SC, 2010.

38.
RASBOLD, G. G. ; GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Utilização de fitólitos em reconstrução paleoambiental do Holoceno Tardio no noroeste do Estado do Paraná. In: XII Reunião Regional de Paleontologia, 9 e 10 de dezembro, Cascavel - PR - PALEO 2010 PR/SC, 2010, Cascavel. XII Reunião Regional de Paleontologia, 9 e 10 de dezembro, Cascavel - PR - PALEO 2010 PR/SC, 2010.

39.
REZENDE, A. B. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; FERNANDES, R. S. ; DOMICILIANO, R. T. . Reconstrução do paleoambiente Holoceno, em sedimentos lacustres da região Noroeste do Paraná, Sudeste do Mato Grosso do Sul, baseado em espículas silicosas. In: Paleo 2009, 2010, São Paulo. Paleontologia em Destaque, 2009. v. 63. p. 7-7.

40.
DOBKOWSKI, L. R. ; Garcia, M. J. ; De Oliveira, P. E. ; FERNANDES, R. S. ; GIANNINI, P. C. F. ; BISTRICHI, C. A. ; PAROLIN, M. . Submicrofósseis silicosos das turfeiras do médio valo do rio Paraíba do Sul (Taubaté e Eugênio de Melo) Estado de São Paulo. In: Paleo 2009, 2010, São Paulo. Paleontologia em Destaque, 2009. v. 63. p. 10-11.

41.
Kuerten, S. ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. . Espículas de esponjas como indicadoras de mudanças ambientais no Holoceno da planicie aluvial do Nabileque, Pantanal Mato-Grossense. In: Paleo 2009, 2010, São Paulo. Paleontologia em Destaque, 2009. v. 63. p. 16-16.

42.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Caracterização paleoclimática e paleogeomorfológica com base em espículas de esponjas em lagoas no sudeste do Mato Grosso do Sul - Brasil. In: IV Congreso Argentino de Cuaternario y Geomorfología; XII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário; II Reunión saobre el Cuaternario de America del Sur, 2009, La Plata. Resúmenes. La Plata, 2009. p. 206-206.

43.
Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; Leli, I. T ; Stevaux, R. S ; Cremom, E. H ; MENEZES, H. R. . Processos construtores de planície aluvial: exemplo do Holoceno do Alto Rio Paraná. In: IV Congreso Argentino de Cuaternário y Geomorfología;.XII Congresson da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário; II Reunión sobre el Cuaternário de America del Sur, 2009, La Plata. Rewsúmenes. La Plata, 2009. p. 59-59.

44.
Dobkowski, L. R. ; Garcia, M. J. ; De Oliveira, P. E. ; FERNANDES, R. S. ; GIANNINI, P. C. F. ; Bristrichi, C. A. ; PAROLIN, M. . O registro de submicrofósseis silicosos dos últimos 18.000 anos em turfeiras do médio vale do rio Paraíba do Sul, Estado de São Paulo, Brasil. In: V Congreso Argentino de Cuaternario y Geomorfología; XII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário; II Reunión saobre el Cuaternario de America del Sur, 2009, La Plata. Resúmenes. La Plata, 2009. p. 183-183.

45.
REZENDE, A. B. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; GUERREIRO, R. L. ; FERNANDES, R. S. ; DOMICILIANO, R. T. . Análise paleoambiental a partir de espículas silicosas de esponjas em sedimentos de lagoas. In: IV Congreso Argentino de Cuaternario y Geomorfología; XII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário; II Reunión sobre el Cuaternario de America del Sul, 2009, La Plata. Resúmenes. La Plata, 2009. p. 210-210.

46.
Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; Leli, I. T ; Stevaux, R. S . Alluvial plain constructive processes in the Holocene of the Paraná River, Brazil. In: Glocoph Israel 2009, 2009, Jerusalem. Glocoph Israel 2009 - programs and abstracts. Jerusalem: The Hebrew University of Jerusalem, University of Haifa, The Hebrew University of Jerusalem, 2009.

47.
DOMICILIANO, R. T. ; PAROLIN, M. ; MENEZES, H. R. ; MEDEANIC, S. . Composição Polinica do mel em floresta ombrófila mista na região de Campo Mourão Paraná. In: 3º Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná, 2009, 2009, Maringá. 3º Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná, 2009, 2009.

48.
DOMICILIANO, R. T. ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Tratamento de Esgotos Domésticos por Zona de Raízes no municipio de Rancho Alegre d'Oeste. In: Encontro Paranaense de Educação Ambiental, 2009, Foz do Iguaçu. Encontro Paranaense de Educação Ambiental, 2009.

49.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; ASSINE, M. L. . Uso de bioindicadores na reconstrução paleoambiental na região de Querência do Norte, Noroeste do Paraná, Brasil. In: III Encontro dos Programas de Pós-Graduação em Geociências, 2009, Rio Claro. Resumos, III encontro dos Programas de Pós-Graduação em Geociências, 2009. p. 57-57.

50.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Palinomorfos nos sedimentos lacustres do Mato Grosso do Sul indicam os períodos de pequena melhoria climática durante o Ùltimo Máximo Glacial. In: XII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PALEOBOTÂNICA E PALINOLOGIA, 2008, Florianópolis. XII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PALEOBOTÂNICA E PALINOLOGIA - REVISITANDO A COLUNA WHITE. AMPLIANDO FRONTEIRAS - BOLETIM DE RESUMOS, 2008. p. 161-161.

51.
MORO, R. S ; PAROLIN, M. ; MENEZES, H. R. . INFERÊNCIAS PALEOCLIMÁTICAS DO INÍCIO DO HOLOCENO COM BASE EM ESPÍCULAS DE ESPONJAS CONTINENTAIS ? LAGOA DOURADA/PR. In: Paleo 2008, 2008, Ponta Grossa. Boletim da Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2008. v. 62. p. 5-6.

52.
REZENDE, A. B. ; FERNANDES, R. S. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. . PALEOAMBIENTES DA LAGOA FAZENDA (SÃO TOMÉ - PR) COM BASE EM ESPÍCULAS SILICOSAS DE ESPONJAS CONTINENTAIS. In: Paleo 2008, 2008, Ponta Grossa. PALEOAMBIENTES DA LAGOA FAZENDA (SÃO TOMÉ - PR) COM BASE EM ESPÍCULAS SILICOSAS DE ESPONJAS CONTINENTAIS, 2008. v. 62. p. 6-6.

53.
Della-Riva C. A. ; Viel, J. C. ; MOURA, M. S. ; PAROLIN, M. . Efeito de borda em uma área de preservação permanente no município de Araruna - PR. In: Encontro Interdisciplinar de Educação: Os Desafios das Diversidades Sociais, 2007, Campo Mourão. UNIEDUC - Encontro Interdisciplinar de Educação: Os Desafios das Diversidades Sociais. Campo Mourão: Fecilcam, 2007. p. 29-29.

54.
Matos, J. Z ; TRIVILLIN, S. F. ; CANTARERO, T. F. ; PAROLIN, M. . Mapeamento de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze no perímetro urbano de Campo Mourão - PR. In: Encontro Interdiscipliar de Educação: Os desafios das diversidades sociais, 2007, Campo Mourão. UNIEDUC - Encontro Interdisciplinar de educação: Os desafios das diversidades sociais. Campo Mourão: Fecilcam, 2007. p. 38-38.

55.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Sponge spicules in recovered sediments allow for the distinction of 26 kaBP lentic and lotic paleoenvironments at the Paraná basin - Brazil. In: 7th International Sponge Symposium - Biodiversity, Inovation, Sustainability, 2006, Búzios. 7th International Sponge Symposium - Biodiversity, Inovation, Sustainability - Book of Abstracts, 2006. p. 182-182.

56.
Volkmer-Ribeiro, C ; PAROLIN, M. ; PRIETO, A. R. . Clima seco durante o Holoceno confirmado por spículas de sponjas e palinomorfos na região de Taquarussu/MS. In: Paleo 2005, 2006, Ponta Grossa. Paleontologia em Destaque. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2006. p. 9-10.

57.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Sponge spicules in peat sediments as indicators of paleohydrological and paleoclimatological changes in the Holocene of the upper Paraná river, central SE Brazil. In: Global Comission on Continental Palehydrology GLOCOPH, 2006, Guarulhos/Maringá. Global Comission on Continental Palehydrology GLOCOPH - Fluvial sequences as evidence for landscape and climatic evolution in the Late Cenozoic - IGCP-518 - progamme - abstracts, 2006. p. 43-43.

58.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Sponge spicules as indicators of paleolimnology in sediments associated to the upper Parana river, Brazil. In: Global Comission on Continental Palehydrology GLOCOPH, 2006, Guarulhos/Maringá. Global Comission on Continental Palehydrology GLOCOPH - Fluvial sequences as evidence for landscape and climatic evolution in the Late Cenozoic - IGCP-518 - progamme - abstracts, 2006. p. 23-23.

59.
M. R, Gozer ; M. R. Gozer ; PAROLIN, M. . A questão dasa reservas florestais e o impacto de borda - estudo do médio curso da bacia hidrográfica do rio Canelá - PR. In: I Congresso Científico da Região Centro-Ocidental do Paraná, 2005, Campo Mourão. CONCCEPAR, 2005.

60.
L. A. Vieira ; PAROLIN, M. ; MORMUL, R. P. ; PRESSINATTE JUNIOR, S. . Adsorção e infiltração de água no solo - Técnica para dinamização do processo de ensino-aprendizagem. In: I Congresso Científico da Região Centro-Ocidental do Paraná, 2005, Campo Mourão. I CONCCEPAR, 2005.

61.
SILVA, A. P. ; PAROLIN, M. . Trabalhando o Sistema Solar em escala. In: I Congresso Científico da Região Centro-Ocidental do Paraná, 2005, Campo Mourão. I CONCCEPAR, 2005.

62.
PAROLIN, M.. "Espinhos-de-Pedra" - Sterrastrolepis brasiliensis (Demospongiae: Potamolepidae), segundo registro de ocorrência e associações, rio Piquiri, Paraná.. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus. X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005.

63.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; MIRLEAN, N. ; Stevaux, J.C. . Uso da abordagem palinológica e geoquímica na reconstrução paleoambiental das lagos de Taquarussu (MS) no final do Pleistoceno e durante o Holoceno. In: X Congresso Brasileiro de Limnologia, 2005, Ilhéus. X Congresso Brasileiro de Limnologia - Água para todos, água responsabilidade de todos., 2005.

64.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Mudanças ambientais durante o Holoceno e final do Pleistoceno indicadas por espongofácies na região de Taquarussu/MS - Brasil. In: X Congresso da ABEQUA, 2005, Guarapari. Boletim de Resumo, 2005. p. 180-180.

65.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Clima seco durante o Holoceno confirmado por spículas de sponjase palinomorfos na região de Taquarussu/MS. In: Paleo 2005, 2005, Ponta Grossa. Paleontologia em Destaque. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Paleontologia, 2005. p. 9-10.

66.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Palynological records and environmental changes during the Holocene of the Taquarussu region, MS. In: XI Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos, 2004, Gramado - RS. Boletim de Resumos, 2004. p. 111-111.

67.
PAROLIN, M.; ZAI, C. ; BOIKO, M. A. . Análise de folders turísticos. In: II Congresso Brasileiro de Docência e Pesquisa em Turismo, 2003, Campo Largo. II Congresso Brasileiro de Docência e Pesquisa em Turismo. Campo Largo: Faculdade Cenecista Presidente Kennedy, 2003. p. 181-181.

68.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. ; Volkmer-Ribeiro, C . Caracterização Paleoambiental a Partir de Espículas Silicosas de Esponjas em Sedimentos Lagunares na Região de Taquaruçu - MS. In: Paleo 2003, 2003, Porto Alegre. Paleontologia em Destaque. Porto Alegre: UNISINOS, 2003. p. 17-17.

69.
CARVALHO, J. T. ; SILVA, M. R. ; PAROLIN, M. . Qualidade dos folders turísticos. In: IV SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2003, Campo Mourão. IV SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PROGRAMÇÃO E RESUMOS, 2003. p. 29-29.

70.
PAROLIN, M.. Peoriodização e correlação da verticalização da cidade de Campo Mourão com as safras agrícolas e os planos econômicos. In: III SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2002, Campo Mourão. III SIC/I EPEEx - PROGRAMAÇÃO E RESUMOS, 2002. p. 72-72.

71.
PAROLIN, E. S. P. ; PAROLIN, M. . O mito do desenvolvimento sustentável. In: III SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2002, Campo Mourão. III SIC/ I EPEEx - PROGRAMAÇÃO E RESUMOS, 2002. p. 71-72.

72.
ONOFRE, G. R. ; PAROLIN, M. . Estudo da qualidade do ar através da quantificação dos líquens na cidade de Campo Mourão. In: III SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2002, Campo Mourão. III SIC/I EPEEx - PROGRAMAÇÃO E RESUMOS, 2002.

73.
PAROLIN, M.. A interferência do ribeirão Água Azul no rio Canelá - Primeiros experimentos. In: II SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 2001, Campo Mourão. II - SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PROGRAMAÇÃO E RESUMOS, 2001. p. 42-42.

74.
Kramer, V. M. S ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Thermoluminescence and Magnetic Susceptibility Methods Applied to Paleoclimatic Studies in the Midle Holocene of Mato Grosso do Sul, Brazil. In: Symposium Physical Methods of Dating in Archaeology and Geology, 2000, São Paulo. Symposium Physical Methods of Dating in Archaeology and Geology - abstracts, 2000.

Artigos aceitos para publicação
1.
Stevanato, M. ; PAROLIN, M. ; CAMARGO FILHO, MAURICIO ; PAROLIN, E. S. P. . Paleossolos - O estado da arte no Brasil. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA FÍSICA, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
PAROLIN, M.. Uso de indicadores proxy em estudos paleoclimáticos, Engenharia Ambiental e Paleoclimatologia mais próximas do que você pensava. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
PAROLIN, M.. Explorando o passado para entender o meio ambiente atual. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SANTOS, C. P. ; COE, H. G. ; RAMOS, Y. B. M. ; SILVA, A. L. C. ; PAROLIN, M. . Reconstituição paleoambiental de uma paleolaguna na planície costeira de Maricá (RJ) com base em espículas de esponjas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LADCHUK, D. P. P. T. ; PAROLIN, MAURO . Paleoincêndios indicados por micropartículas de carvão depositados em planície aluvial. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
RASBOLD, G. G. ; RAIFUR, I. ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Espículas de esponja preservadas em sedimento da Ilha Grandre, Alto Rio Paraná. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. ; MALYSZ, S.T. ; VILLWOCK, F. H. ; ROCHA, J. A ; JESUS, M. J. F. . Estações de tratamento de esgotos por zona de raízes: o caso na casa familiar rural do município de Iretama - PR. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
PAROLIN, M.; LADCHUK, D. P. P. T. . Micropartículas de carvão como indicadoras de paleoincêndios. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
Stevanato, M. ; Monteiro, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Morfotipos característicos de fitólitos da espécie Aristida jubata (Arechav.) Herter (Aristidoideae). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
Monteiro, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, MAURO . Primeiras considerações sobre as assembleias fitolíticas presentes na serapilheira e solo superficial em área de Floresta Ombrófila Mista - Turvo - Paraná. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
PAROLIN, M.. Utilização de dados proxy e interpretação paleoambiental: perspectivas e avanços. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
HEIDRICH, A. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, MAURO . A construção de uma palinoneca como fonte de dados proxy para os estudos paleoambientais. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
PAROLIN, M.; CAXAMBU, M. G. ; CARDOSO, O . A espera do fogo: a lenta agonia do Cerrado de Campo Mourão - pr. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
GOLOVATI, D. ; Monteiro, M. R. ; PAROLIN, M. . Assembléia fitolítica presente em solo superficial e serrapilheira na Estação Ecológica do Cerrado, Campo Mourão, Paraná. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
NASCIMENTO, D. C. ; PAROLIN, M. . Avaliação da composição polínica, física e organoléptica de méis comercializados nos municípios de Campo Mourão. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
LUZ, L. D. ; KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. . Estágio atual das pesquisas sobre fitólitos no Estado do Paraná, Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

16.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; SOUZA FILHO, E. E. . Primeiras considrações paleoambientais sobre a planície do rio Iapó, Paraná durante o Último Máximo Glacial. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
Stevanato, M. ; PAROLIN, MAURO . Análise polínica em própolis na região de Campo Mourão. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

18.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. . Assembleia fitolítica presente em solo superficial e serrapilheira em um fragmento de Floresta Ombrófila Mista em Campo Mourão, Paraná. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
NASCIMENTO, D. C. ; PAROLIN, M. . Avaliação da composição polínica de méis urbanos e da chuva polínica de Campo Mourão - Paraná. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

20.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Comparação de três métodos para extração de fitólitos em plantas modernas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
JORDANA, M. ; PAROLIN, M. . Estudo da composição polínica e testes organolépticos dos méis comercializados em Campo Mourão. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
SILVA, P. L. ; ALMEIDA, S. ; PAROLIN, M. . Estudo da distribuição e quantificação de Murraya paniculata L. (Jack) (Rutaceae) na área urbana de Campo Mourão - PR. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

23.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; SOUZA FILHO, E. E. . Mudanças paleoambietais do rio Iapó, Campos Gerais, Paraná, indicadas por sílica biogênica. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
RAMÍREZ, A.I.A. ; PAROLIN, MAURO ; Stevaux, J.C. ; MONTEIRO, M. R. . Sementes subfósseis e fitólitos nos depósitos sedimentares de ilha aluvial (Ilha Mutum, Alto Rio Paraná). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. ; Pessenda, L. C. R . Significado paleoambiental dos fitólitos presentes em turfa na região de Campo Mourão, Paraná. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
GOLOVATI, D. ; KALINOVSKI, E. C. Z. ; GASPARETTO, N.V.L ; PAROLIN, MAURO ; JORDANA, M. . Análise do conteúdo fitolítico de um latossolo em uma reserva florestal de Tuneiras do Oeste - Paraná. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

27.
RASBOLD, G. G. ; Monteiro, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Caracterização de fitólitos Calathea aemula Körn e Saranthe composita (Link) K. Schum (Marantaceae). 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

28.
PAROLIN, M.; MONTEIRO, M. R. ; Stevanato, M. . Comparação de dois métodos de extração de fitólitos em sedimentos turfosos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

29.
KALINOVSKI, E. C. Z. ; PAROLIN, M. ; SOUZA FILHO, E. E. . Espículas de esponjas em sedimentos turfosos na planície do rio Iapó indicam mudanças paleoambientais desde 1.870 anos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
GOLOVATI, D. ; MONTEIRO, M. R. ; Stevanato, M. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Primeiras considerações sobre os fitólitos de Cyperus luzulae (L.) Retz., Cyperus virens Michx. e Carex banariensis desf. Ex Poir. (Cyperaceae). 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

31.
CANDELARI, B. A. ; PAROLIN, M. . Caracterização dos fitólitos encontrados na camada superficial do solo do cerrado de Campo Mourão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

32.
SILVA, A. C. ; SANTOS, H. C. N. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Melia azedarach l. Em vegetação ripária do rio Lontra, no entorno da cidade de Barbosa Ferraz/PR. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

33.
LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. . Ampliação da ocorrência de esponjas continentais na bacia do rio Corumbataí. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
CANDELARI, B. A. ; PAROLIN, M. ; SILVA, D. W. ; CAMARGO FILHO, M. . Análise dos fitólitos encontrados em sedimentos turfosos no município de Guarapuava - PR. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

35.
SILVA, D. W. ; PAROLIN, M. ; CAMARGO FILHO, M. . Análise preliminar da ocorrência de fitólitos em turfeira na região de Guarapuava - PR, Terceiro Planalto Paranaense. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

36.
SOUZA, A.W.L ; PAROLIN, M. ; SANTOS, J. C. A. . Avaliação de metodologias para recuperação de fitólitos em solo nas ilhas no rio Paraná. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

37.
PAROLIN, M.; MONTEIRO, M. R. ; CAXAMBÚ, M. G. . Banco de Imagens virtuais como ponto de apoio ao desenvolvimento da micropaleontologia no Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

38.
KOCH, N. M. ; PAROLIN, M. . Caracterização polínica de Cochlospermum regium (Mart.) Pilger (COCHLOSPERMACEAE). 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

39.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Condições ambientais do início do Holoceno indicadas por fitólitos e analises de delta C-13 na região de Douradina/PR. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

40.
RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. . Extração de fitólitos da camada superficial de depósitos turfosos e sua relação com a florística. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

41.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologia de fitólitos presentes em Aechmea distichantha Lem. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

42.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; COE, H.H.G . Morfologia de fitólitos presentes em Cecropia glaziovii Snethl. e Cecropia pachystachya Trécul (URTICACEAE). 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

43.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Morfologia de fitólitos presentes em Cortaderia selloana (Schult) Ascjh. e Danthonia secundiflora J. Presl (POACEAE). 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

44.
RASBOLD, G. G. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, MAURO ; CAXAMBU, M. G. . Morfologia de fitólitos presentes em Epidendrum secundum Jacq. (ORCHIDACEAE). 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

45.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G. . Morfologia de fitólitos presentes em Paspalum dasytrichum Dusén ex Swallen. e Paspalum conspersum Shrad (POACEAE). 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

46.
PAROLIN, M.; RODRIGUES, L. P. ; LADA GUERREIRO, RENATO ; Stevaux, J.C. . Significado paleoambiental dos fitólitos em sedimentos lacustres na região noroeste do Paraná. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

47.
RAMÍREZ, A.I.A. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, MAURO ; MONTEIRO, M. R. . Variação da composição fitolítica no processo de formação de uma ilha aluvial (Ilha Mutum, Rio Paraná), desde 920 anos AP. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

48.
LADA GUERREIRO, RENATO ; PAROLIN, MAURO ; GASPARETTO, N.V.L ; Stevaux, J.C. . Dados palinológicos caracterizam paleoambiente tropical nos Campos Gerais no Holoceno Tardio. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
MONTEIRO, M. R. ; RASBOLD, G. G. ; PAROLIN, MAURO ; CAXAMBU, M. G. . Avaliação das formas de fitólitos presentes em Bromelia balansae Mez (Bromeliaceae. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

50.
RASBOLD, G. G. ; DRANCKA, L. C. S. ; PAROLIN, M. . Fitólitos indicam condições paleoambientais nos Campos Gerais desde o Pleistoceno Tardio. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

51.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C. . Fitólitos preservados em turfeira confirmam período mais seco que o atual durante o Holoceno Médio do Sudeste do Mato Grosso do Su. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

52.
Rasbold, G.G. ; PAROLIN, M. . Fitólitos preservados em turfeira indicam condições paleoambientais nos Campos Gerais desde 26.560 anos AP. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

53.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Método para aumentar a recuperação de fitólitos em solo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

54.
Rasbold, G.G. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBU, M. G . Morfologias de fitólitos presentes em Tripogon spicatus (Nees) Ekman e Chloris gayana Kunth (Poaceae). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

55.
MONTEIRO, M. R. ; GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBÚ, M. G. . Paleoclimatologia do Holoceno Médio dos Campos Gerais: indicada por palinomorfos, fitólitos e delta C13. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

56.
PEREIRA, J. S. R. ; MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; CAXAMBÚ, M. G. . Primeira determinação das morfologias de fitólitos de Geonoma schottiana (Mafart.) Drude. (Arecaceae. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

57.
LUZ, L. D. ; PAROLIN, M. . Distribuição de Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze na área urbana de Nova Tebas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

58.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. . Espécies nativas de cerrado na cidade de Campo Mourão: potencial para recuperação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

59.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. . Ocorrência de Philodendron bipinnatifidum Schott. na região central da cidade de Campo Mourão. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

60.
Pagliarini Junior, S.N ; PAROLIN, M. ; CRISPIM, J. Q. . Estações de tratamentoa de esgoto por zona de raízes, uma alternativa viável para as cidades?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

61.
ALVES, L.C ; PAROLIN, M. . Ocorrência de Stryphnodendron adstringens (Mart. Coville) na região lesta da cidade de Campo Mourão - PR. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

62.
PAROLIN, E. S. P. ; PAROLIN, M. . Vidas multiladas: reflexões sobre a degradação ambiental do Parque do Lago em Campo Mourão/PR. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

63.
Batista. M. dos R. ; Beltrami, R. H. ; Morigi, J. de B. ; PAROLIN, M. . Resultados preliminares sobre a ocorrêrncia de líquens no centro urbano de Mamborê-PR: comparação entre ruas e avenidas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

64.
RASBOLD, G. G. ; GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, MAURO ; Stevaux, J.C. . Utilização de fitólitos em reconstrução paleoambiental do Holoceno Tardio no noroeste do Estado do Paraná. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

65.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L ; Stevaux, J.C. . Análise do conteúdo polínico de uma turfeira na planície do Alto Tibagi, Sudeste do Estado do Paraná. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

66.
GUERREIRO, R. L. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Análise palioclimática da formação de depósitos turfosos na planície do Alto rio Tibagi, Campos Gerais, Paraná. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

67.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; Stevaux, J.C. . Caracterização paleoclimática e paleogeomorfológica com base em espículas de esponjas em lagoas no sudeste do Mato Grosso do Sul - Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

68.
REZENDE, A. B. ; Stevaux, J.C. ; PAROLIN, M. ; GUERREIRO, R. L. ; FERNANDES, R. S. ; DOMICILIANO, R. T. . Análise paleoambiental a partir de espículas silicosas de esponjas em sedimentos de lagoas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

69.
DOMICILIANO, R. T. ; PAROLIN, M. ; MENEZES, H. R. ; MEDEANIC, S. . Composição Polinica do mel em floresta ombrófila mista na região de Campo Mourão. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

70.
SANTOS, J. C. A. ; PAROLIN, M. ; GASPARETTO, N.V.L . Primeiras considerações sobre sílica biogênica na carga suspensa do rio Mourão. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

71.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Palinomorfos nos sedimentos lacustres do Mato Grosso do Sul indicam os períodos de pequena melhoria climática durante o Ùltimo Máximo Glacial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

72.
PAROLIN, M.; MEDEANIC, S. ; Stevaux, J.C. . Palynological records and environmental changes during the Holocene of the Taquarussu region, MS. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
BORSATO, V. A. ; PAROLIN, M. . Definições de tempo e clima. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010 (Divulgação Científica).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MONTEIRO, M. R. ; PAROLIN, M. ; ASSAD FILHO, N . Vistoria do aterro sanitário no Município de Godoy Moreira - Paraná. 2016.

2.
PAROLIN, M.. Valoração de dano causado a depósito sedimentar. 2015.

3.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. ; CARDOSO, O . Relatório de vistoria sobre deposição de resíduos no Município de São João do Ivaí/PR. 2015.

4.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. . Relatório da vistoria realizada na estação de tratamento de esgotos sanitários (ETE) ? Ribeirão da Escrita (Rosário do Ivaí ? PR). 2015.

Trabalhos técnicos
1.
PAROLIN, M.; VILLWOCK, F. H. ; CRISPIM, J. Q. ; COLAVITE, ANA PAULA ; MONTEIRO, M. R. ; EDUVIRGEM, R. V. ; DOCIO, L. . Resultado de vistoria - Propriedade n.17.084 Inquérito civel MPPR 0024.17.001241-3 (Ministério Publico do Paraná/Campo Mourão). 2018.

2.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. ; MONTEIRO, M. R. ; DOCIO, L. ; COLAVITE, A. P. ; SILVA, A. K. F. ; PEPINO, T. C. . Resultado da vistoria Propriedade Chácara Beija Flor - Estrada Barreiro das Frutas s/n ? Campo Mourão Paraná Inquérito Civil n. MPPR-00024.17.001311-4. 2018.

3.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, E. S. P. ; CARDOSO, O . Plano de Manejo da Estação Ecológica do Cerrado Prof. Diva Aparecida Camargo. 2017.

4.
PAROLIN, M.. Manutenção do Técnico Pesquisador para atendimento ao público e desenvolvimento da pesquisa na Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão. 2007.

5.
PAROLIN, M.. Laboratório de Referência Para Estudos da Fauna Espongológica e de Reconstrução. 2007.


Demais tipos de produção técnica
1.
PAROLIN, M.. Extração e Identificação de Fitólitos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
PAROLIN, M.. Paleoambientes e paleoclimatologia do estado do Paraná. 2015. (Relatório de pesquisa).

3.
PAROLIN, M.. Caracterização Paleoambiental da região central ocidental do Paraná enfoque para o Quaternário.. 2015. (Relatório de pesquisa).

4.
PAROLIN, M.. A utilização de bioindicadores na interpretação de paleoambientes. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
PAROLIN, M.. Evolução paleoambiental e paleoclimática da região de Campo Mourão com base na recuperação de fitólitos, determinação δ13C, razão C/N e fontes históricas.. 2014. (Relatório de pesquisa).

6.
PAROLIN, M.. Estudo de bioindicadores fósseis e pseudofósseis: extração, preparo e interpretação. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
PAROLIN, M.. Sistema de tratamento de esgotos utilizando técnicas da Permacultura em propriedades de agricultura familiar localizadas na Bacia Hidrográfica do Rio Barreiro no município de Rancho Alegre do Oeste PR.. 2012. (Relatório de pesquisa).

8.
PAROLIN, M.. Utilização de microfósseis para reconstrução paleoclimática e paleoambiental do Quaternário: enfoque para a região central do estado do Paraná. 2012. (Relatório de pesquisa).

9.
PAROLIN, MAURO. Paleoclimas e paleoambientes do Quaternário paranaense. 2012. (Relatório de pesquisa).

10.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C ; LEANDRINI, J. A. . Lâminas de permanentes para microscopia óptica - Espículas de Esponjas e Frústulas de Diatomáceas. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Kit Didático).

11.
PAROLIN, M.; GUERREIRO, R. L. ; KUERTEN, S . Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. 2010. (Editoração/Livro).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. . Recuperação e proteção de nascentes. 2011 (Divugação científica).

2.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q. . Fecilcam Projetos de Saneamento Básico em Propriedades de Agricultura Familiar. 2009.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PAROLIN, MAURO; PARELLADA, C. I.; BORSATO, V. A.. Participação em banca de Fernando Henrique Villwock. Identificação da paleovegetação associada às áreas de Cerrdo na Mesoregião Centro Oriental Paranaense. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

2.
PAROLIN, M.; SILVA, H. M.; JUNIOR, J.P.. Participação em banca de Janaina Silva Rossi Pereira. MUDANÇAS SÓCIOAMBIENTAIS NO MUNICÍPIO DE ENGENHEIRO BELTRÃO, PARANÁ COM BASE NA HISTÓRIA DE VIDA DOS MORADORES E DOCUMENTOS DE ÉPOCA. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

3.
PAROLIN, M.; CAXAMBU, M. G; CRISPIM, J. Q.. Participação em banca de Daianne Patrícia Pulcinelli Tavares Ladchuk. Recuperação de palinomorfos e dados isotópicos (δ13C E δ15N) em sedimentos turfosos na região de Campo Mourão e seu significado paleoambiental. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

4.
SOUZA FILHO, E. E.; PAROLIN, M.; PINHEIRO, U. S.. Participação em banca de Elaine Cristina Zavadovski Kalinovski. Paleoambientes quaternários da planície do Rio Iapó, Castro, Paraná. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

5.
PAROLIN, M.; OSTERRIETH, M. L.; GASPARETTO, N.V.L. Participação em banca de Mayara dos Reis Monteiro. Análise da composição fitolítica da serrapilheira e solo como indicador de alterações ambientais em diferentes estratos arbóreos do Paraná. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

6.
GASPARETTO, N.V.L; CAXAMBU, M. G; PAROLIN, M.. Participação em banca de Daiany Golovati. Daiany Golovati. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

7.
TOLEDO, M. B.; PAROLIN, M.; FONSECA, E. M.. Participação em banca de Jenifer Garcia Gomes. Reconstituições paleoambientais do uso do solo e da cobertura vegetal nas bacias dos rios Macacu e Caceribu, RJ, através de biomineralizações de silica. 2015. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

8.
SOUZA FILHO, E. E.; PAROLIN, MAURO; CAMPOS, J. B.. Participação em banca de Erick Caldas Xavier. A efetividade das unidades de conservação na sustentabilidade da paisagem. 2015. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

9.
PAROLIN, M.; BAUERMANN, S. G.; Stevaux, J.C.. Participação em banca de Leandro Domingos Luz. Aspectos paleoambientais do Quaternário Superior na região de Campo Mourão, Paraná. 2014. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

10.
CAMARGO FILHO, M.; BERTOTTI, L. G.; GASPARETTO, N.V.L; PAROLIN, M.. Participação em banca de Jaqueline Rodrigues dos Passos. Caracterização das linhas de pedra em afloramento, na bacia hidrográfica do rio Bananas, Guarapuava. 2014. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Centro-Oeste.

11.
MEDEANIC, S.; MIRLEAN, N.; MACHADO, M.I; PAROLIN, M.. Participação em banca de Débora Pimentael Diniz Santos. Registros de palinomorfos no testemunho REG-973 no Cone do Rio Grande e suas aplicações para reconstruções paleoambientais e paleoclimáticas. 2011. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Física, Química e Geológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

12.
MIRLEAN, N.; MEDEANIC, S.; MACHADO, M.I; PAROLIN, M.. Participação em banca de Nicolas Paolo Zanella. Análise descritiva da composição da precipitação seca e úmida em distintos coletores atmosféricos na zona do estuário da Lagoa dos Patos. 2011. Dissertação (Mestrado em Oceanografia Física, Química e Geológica) - Universidade Federal do Rio Grande.

13.
ASSINE, M. L.; PAROLIN, M.; Stevaux, J.C.. Participação em banca de Renato Lada Guerreiro. Evolução geomorfológica e paleoambiental dos terraços da margem esquerda do Alto Rio Paraná. 2011. Dissertação (Mestrado em Geociencias (Geociencias e Meio-Ambiente)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

14.
NOBREGA, M. T.; Souza Filho, E. E.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Izabel Terezinha Leli. Variação espacial e temporal da carga suspensa do rio Ivaí. 2010. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

15.
Stevaux, J.C.; Garcia, M. J.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Andréa Barbieri Rezende. Espículas de esponjas em sedimentos de lagoa como indicador paleoambiental no NW do Estado do Paraná. 2010. Dissertação (Mestrado em Análise Geoambiental) - Universidade de Guarulhos.

16.
PAROLIN, M.; COIMBRA, J. C; Stevaux, J.C.. Participação em banca de Vanessa de Souza Machado. Espongofauna do Paleolago Cemitério, Catalão, GO. 2009. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

17.
Stevaux, J.C.; PAROLIN, M.; MELO, M. S.. Participação em banca de Renato José Paes. Análise da dinâmica do fluxo na confluência dos rios Paraná e Paranapanema. 2007. Dissertação (Mestrado em Análise Geoambiental) - Universidade de Guarulhos.

Teses de doutorado
1.
FIGUEIREDO, A.; MELO, G.V. de; PAROLIN, M.; PEREIRA, A. J.. Participação em banca de Catia Pereira dos Santos. Reconstituição paleoambiental da planície costeira de Maricá, RJ, com base em biomineralizações de sílica. 2018. Tese (Doutorado em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

2.
MORO, R. S; Stevaux, J.C.; PAROLIN, M.; CAMARGO FILHO, M.. Participação em banca de Deyvis William da Silva. Caracterização paleoclimática do Quaternário em áreas planálticas do Estado do Paraná. 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

3.
MORO, R. S; PAROLIN, M.; Stevaux, J.C.; FUSTENBERGER, C. B.; PINTO, M. L. C.. Participação em banca de Melissa Koch Fernandes de Souza Nogueira. Estrutura e distribuição espacial das florestas ripárias do rio Pitangui, Paraná, Brasil. 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Ponta Grossa.

4.
GASPARETTO, N.V.L; CORRADINI, F.A.; SILVA, AGUINALDO; FORTES, E.; PAROLIN, M.. Participação em banca de João Cláudio Alcântara dos Santos. Análise qualitativa da carga suspensa do rio Mourão-PR, sua relação com o uso e ocupação do solo e considerações paleoambientais. 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

5.
Stevaux, J.C.; MARCHETTI, Z.; PAROLIN, M.; Souza Filho, E. E.; SOUZA, M. C.. Participação em banca de Alma Isbel Ariza Ramires. Uso de sementes semi-fósseis como "paleo-indicador" em sedimento de rio anabranching: o caso do Alto rio Paraná. 2014. Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá.

6.
Stevaux, J.C.; ETCHEBEHERE, M. L. C.; SAAD, A. R.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Rafaela Harumi Fugita. Geomorfologia e evolução quaternária do alto rio Paraná. 2014. Tese (Doutorado em Geociências e Meio Ambiente) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
SOUZA, M. C.; BENEDITO, E.; SLUSARSKI, S. R.; VIANA, P. L.; PAROLIN, MAURO. Participação em banca de Kazue Kawakita. Poaceae na planície de inundação do Alto Rio Paraná (PIAP) e seu entorno, Mato Grosso Sul e Paraná, Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Comparada) - Universidade Estadual de Maringá.

8.
Souza Filho, E. E.; FERREIRA, J. H. D.; LIMA, V.; FIORI, C. O.; PAROLIN, MAURO. Participação em banca de Marcia Aparecida de Oliveira Seco. Comportamento espectral de plantas como ferramenta de determinação metodológica para monitoramento de espécies invasoras. 2014. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

9.
SOMMER, M. G.; PIRES, E. F.; PAROLIN, M.; PERAIBA, M. C. R.; MENDONCA FILHO, J. G.. Participação em banca de Gabrielli Teresa Gadens Marcon. Inferências paleoambientais e paleoclimáticas para o Quaternário continental do sul do Brasil baseadas em análises de palinofácies e de geoquímica orgânica de ambientes influenciados por diferentes regimes hidrológicos. 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Geociências) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

10.
ASSINE, M. L.; Stevaux, J.C.; PAROLIN, M.; Souza Filho, E. E.; CUNHA, S. B. da. Participação em banca de Sidney Kuerten. Evolução geomorfológica e mudanças ambientais no megalaque do Nabileque, Quaternário do Pantanal Mato-Grossense. 2010. Tese (Doutorado em Geociências e Meio Ambiente) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

11.
OLIVEIRA, M.A.T de; DUARTE, G.M.; PAROLIN, M.; De Oliveira, P. E.; MERLOTTI, S.. Participação em banca de Gisele Leite de Lima. Estratigrafia e palinologia de depósitos colúvio-aluviais no plantalto de São Bento do Sul e no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, Santa Catarina. 2010. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

12.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C.; CASTRO, P. T. A.; DELICIO, M. P.; VARAJÃO, A. F. D. C. Participação em banca de Ariana Cristina Santos Almeida. Gênese, distribuição e caracterização dos espongilitos do Noroeste de MInas Gerais. 2009. Tese (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) - Universidade Federal de Ouro Preto.

13.
SANTOS, L.J.C; PAROLIN, M.; BRANDENBURG, A.; CORREA, G. T.; MIRANDA, T. L. G.. Participação em banca de Jefferson de Queiroz Crispin. Avaliação dos recursos hídricos e o desenvolvimento de métodos qualitativos na avaliação ambiental em estabelecimentos agroecológicos no Município de Rio Branco do Sul-PR. 2007. Tese (Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade Federal do Paraná.

Qualificações de Doutorado
1.
PAROLIN, M.; Kuerten, S.; Leli, I. T. Participação em banca de LEANDRO DOMINGOS LUZ. Dinâmica fluvial e evolução geomorfológica da planície de confluência dos rios Cuiabá e Paraguai, Pantanal Matogrossense. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

2.
GASPARETTO, N.V.L; PAROLIN, M.; SANTOS, M.L. Participação em banca de João Claudio Alcantara dos Santos. Análise qualitativa da carga suspensa do Rio Mourão - PR. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

3.
SOUZA, M. L.; PAROLIN, M.; ANGELIS NETO, G.. Participação em banca de Felipe Rodrigues Macedo. "Proposta metodológica para analise geográfica de passives ambientais: município de Maringá -PR. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

4.
BAPTISTA NETO, J. A.; BARRETO, C.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Cátia Pereira dos Santos. Reconstituição paleobiogeoclimática da planície costeira de Maricá através do estudo de biomineralizações. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências (Geoquímica)) - Universidade Federal Fluminense.

Qualificações de Mestrado
1.
PAROLIN, M.; BORSATO, V. A.; SILVEIRA, H.. Participação em banca de Mayra Stevanato. Caracterização paleobiogeográfica de paleossolo em Inácio Martins-PR com base em dados proxy. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

2.
BAPTISTA NETO, J. A.; PAROLIN, M.; BARRETO, C.. Participação em banca de Catia Pereira dos Santos. Reconstituição paleobiogeoclimática da planície costeira de Maricá através do etudo de Miomineralizações. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Geologia e Geofísica Marinha) - Universidade Federal Fluminense.

3.
GASPARETTO, N.V.L; CAXAMBU, M. G.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Daiany Golovati. A paleovegetação associada às mudanças climáticas do quaternário tardio nas regiões noroeste e centro ocidental paranaenses-BR. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

4.
FORTES, E.; GASPARETTO, N.V.L; PAROLIN, M.. Participação em banca de Bruno Augusto Candelari. Morfogênse e morfodinâmica da planície alveolar do rio Bufadeira, Faxinal - PR. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

5.
PAROLIN, M.; GASPARETTO, N.V.L; Stevaux, J.C.. Participação em banca de Mayara dos Reis Monteiro. Análise da composição fitolítica da serrapilheira e solo como indicador de alterações ambientais em diferentes estratos arbóreo no Paraná. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

6.
PAROLIN, M.; Stevaux, J.C.; LUZ, L. D.. Participação em banca de Leandro Domingos Luz. PALEOGEOGRAFIA DO MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO-PR. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PAROLIN, E. S. P.; MONTEIRO, M. R.; PAROLIN, M.. Participação em banca de Ana Claudia Maccagnan Bechauser.Estudo das mudanças ambientais no município de Ubiratã, Paraná, por meio da história de vida dos moradores que vivem na região a mais de 60 anos. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná.

2.
PAROLIN, M.; LUZ, L. D.; MONTEIRO, M. R.. Participação em banca de Maila Miriam Ferreira.Considerações paleoambientais do Holoceno Médio da Serra do Cadeado, Ortigueira - Paraná. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná.

3.
PAROLIN, M.; RASBOLD, G. G.; LUZ, L. D.. Participação em banca de Daiane de Carvalho Mailkut.Avaliação da arborização urbana e área verde da cidade de Mamboré - PR. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná.

4.
PAROLIN, M.; SECO, M.A.O; ROCHA, J. A. Participação em banca de Denner Conrado.Caracterização paleoambiental de uma turfeira nos Campos Gerais do Paraná, com base em isótopos estáveis do carbono e nitrogênio presentes no solo e matéria orgânica particulada. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO.

5.
PAROLIN, M.; ROCHA, J. A; ASSAD FILHO, N. Participação em banca de Thaia do Carmo Calderon.Densidade populacional de Melia Azedarach L. na porção superior da bacia hidrográfica do rio do Campo, Campo Mourão - PR. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
COSTA, M. E. M.; PAROLIN, M.; MARTINS, V. M.. Biogeografia e Conservação da Natureza. 2012. Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

2.
PAROLIN, M.; CRISPIM, J. Q.. Concurso Público para os cargos de Professor do Ensino Superior - Departamento de Geografia. 2008. Faculdade Estadual de Educação Ciências e Letras de Paranavaí.

Outras participações
1.
COELHO, T. M.; PAROLIN, M.; CAMPOS, R. V. de M.. Professor Associado Nivel A. 2017. Universidade Estadual do Paraná.

2.
BERTOTTI, L. G.; PAROLIN, M.; FAJARDO, S.. Professor Associado Nível A. 2014. Universidade Estadual do Centro-Oeste.

3.
POMARI, L.R.; ZANATTA, S. C.; PAROLIN, M.. Professor Associado Nível A. 2012. Faculdade Estadual de Educação Ciências e Letras de Paranavaí.

4.
SANTOS, M.L; MENDES, C. M.; ROCHA, M. M.; PAROLIN, M.. Comissão de Seleção de Candidatos ao Programa de Pós-Graduação Em Geografia - Mestrado e Doutorado. 2012. Universidade Estadual de Maringá.

5.
PAROLIN, M.; BOVO, M. C.; CRISPIM, J. Q.. TESTE SELETIVO. 2008. FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO.

6.
PAROLIN, M.. Teste seletivo para a contratação de professores colaboradores. 2006. Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão.

7.
PAROLIN, M.. Teste Seletivo para professores colaboradores. 2002. Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I SIMPÓSIO DE HISTÓRIA NATURAL DO TERCEIRO PLANALTO PARANAENSE.Explorando o passado para entender o meio ambiente atual. 2015. (Simpósio).

2.
XVII PALEO PR/SC.Assembléia fitolítica em dois intervalos de solos em área de floresta ombrófila mista em Mato Rico, Paraná. 2015. (Encontro).

3.
VIII Jornada Interdeisciplinar.Cerrado de Campo Mourão. 2014. (Outra).

4.
I Simpósio Nacional de Métodos e Técnicas - XXII Semana de Geografia.A espera do fogo: a lenta agornia do Cerrado de Campo Mourão - PR. 2013. (Simpósio).

5.
V Semana Acadêmica e II Seminário de Pesquisas Ambientais: Meio ambiente e conservação.Utilização de dados proxy e interpretação paleoambiental: perspectivas e avanços. 2013. (Seminário).

6.
IV Encontro interdisciplinar de Educação.Dilemas entre o discurso da mídia e o conhecimento científico. 2011. (Encontro).

7.
XIII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário - III Encontro do Quaternário Sul-Americano. Primeiras considerações palinológicas e paleoclimáticas do Pleistoceno Tardio na região de Campo Mourão, Paraná, Brasil.. 2011. (Congresso).

8.
XIII Reunião REgion al de Paleontologia.Fitólitos preservados em turfeira confirmam período mais seco que o atual durnate o Holoceno Médio no sudeste do Mato Grosso do Sul. 2011. (Encontro).

9.
V EPCT.Avaliação das estações de tratamento de esgoto por zona de raízes instaladas em pequenas propriedades rurais. 2010. (Encontro).

10.
IV Congresso Argentino de Cuaternário y Geomorfología; XII Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário; II Reunião sobre el Cuarternário de América del Sur. Caracterização paleoclimática e paleogeomorfológica com base em espículas de esponjas em lagoas no sudeste do Mato Grosso Sul - Brasil. 2009. (Congresso).

11.
XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinologia.Palinomorfos em sedimentos lacustres do Mato Grosso do Sul. 2008. (Simpósio).

12.
Sponge spicules as indicators of paleolinology in sediments associated to the upper Paraná river, Brazil. Global Comission on Continental Paleohydrology GLOCOPH - Fluvial sequences as evidence for landscape and climatic evolution in the late Cenozoic - IGCP - 518. 2006. (Congresso).

13.
Sponge spicules in recovered sediments allow for the distinction of 26 kaBP lentic and lotic paleoenvironments at the Paraná basin - Brasil.7th International Sponge Symposium - Biodiversity, Inovation, Sustainability. 2006. (Simpósio).

14.
Clima seco durante o Holoceno confirmado por espículas de esponjas e palinomorfos na região de Taquarussu/MS.Paleo 2005. 2005. (Encontro).

15.
Uso da abordagem palinológica e geoquímica na reconstrução paleoambiental das lagos de Taquarussu (MS) no final do Pleistoceno e durante o Holoceno. Congresso Brasileiro de Limnologia. 2005. (Congresso).

16.
X Congresso da Associação Brasileira de Estudos do Quaternário. X Cogresso da ABEQUA. 2005. (Congresso).

17.
4th Internatinal Symposium. 4th International Symposium - Environmental Geochemistry in Tropical Countries. 2004. (Congresso).

18.
Correlation of Quaternary Events of The MERCOSUL countries (Argentina, Brazil, Uruguay, Paraguay).Intercongress Workshop of the INQUA project - Sarcom/Terpro comission. 2004. (Encontro).

19.
XI - Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos.XI - Reunião de Paleobotânicos e Palinólogos. 2004. (Encontro).

20.
Paleo 2003 - Reunião da Sociedade Brasileira de Paleontologia.Paleo 2003. 2003. (Encontro).

21.
VIII - Semana de Geografia.VIII - Semana de Geografia. 2002. (Encontro).

22.
II - SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA.II - SEMANA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. 2001. (Outra).

23.
MUDANÇAS GLOBAIS E O QUATERNÁRIO. VIII - CONGRESSO DA ABEQUA. 2001. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PAROLIN, M.. XI SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA. 2016. (Congresso).

2.
PAROLIN, M.. XV REUNIÃO DA PALEO PR/SC. 2013. (Outro).

3.
PAROLIN, M.. III ENIEDUC - Encontro Interdisciplinar de Educação. 2009. (Outro).

4.
ANDRADE, A. V. de A. ; PAROLIN, M. . I Simpósio Paranaense de Estudos Climáticos. 2008. (Outro).

5.
PAROLIN, M.. Encontro Interdisciplinar de Educação,. 2007. (Outro).

6.
PAROLIN, M.. I Congresso Científico da Região Centro-Ocidental do Paraná. 2005. (Congresso).

7.
PAROLIN, M.. I Fórum das Faculdades Estaduais do Paraná. 1998. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Katiuscia Naiara Ariozi Lima. Paleogeografia quaternária da região de Cianorte.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Mayra Stevanato. Significado paleoambiental de paleossolo na região de Guarapuava com base em fitolitos, δ13C, δ15N e razão C/N ,. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Fernando Henrique Villwock. Reconstrução paleobiogeográfica em sítios arqueológicos paranaenses. Início: 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Renan Valério Eduvirgem. Reconstrução paleobiogeográfica por indicadores multiproxy no Parque Nacional do Iguaçu - Paraná. Início: 2018. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Giliane Gessica Rasbold. Paleoeologia das lagoas da borda oeste do Pantanal por indicadores multiproxy. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá. (Coorientador).

4.
Mayara dos Reis Monteiro. Análises multiproxy em formações carsticas e lagoas no Corredor de Biodiversidade do rio Miranda - Mato Grosso do Sul. Início: 2016. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá. (Orientador).

5.
Leandro Domingos Luz. Dinâmica de evolução da confluência do rio Cuiabá, Pantanal norte. Início: 2015. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Ronaldo de Miranda Penarotti. Mapeamento da ocorrência de esponjas continentais no estado do Paraná.. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná, Fundação Araucária. (Orientador).

2.
Thaina Caroline Pepino. Morflologia fitolítica de espécies de Cucurbitaceae e Amaranthaceae e sua aplicação em estudos paleobiogeográficos. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Wllinton Celestino. Quebra de dormência de sementes e controle de invasoras na Estação Ecológica do Cerrado Profª. Diva Aparecida Camargo, através da queimada controlada.. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Estadual do Paraná. Fundação Araucária. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Fernando Henrique Villwock. Identificação da paleovegetação associada a áreas de cerrado na mesoregião centro oriental paranaense. 2018. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Mauro Parolin.

2.
Marcelo Rodrigues Freitas de Oliveira. Distribuição e uso do habitat por esponjas de águas continentais em uma bacia hidrográfica. 2017. Dissertação (Mestrado em Biologia Comparada) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Mauro Parolin.

3.
Daianne Patrícia Pulcinelli Tavares Ladchuk. Recuperação de palinomorfos e dados isotópicos (δ13C E δ15N) em sedimentos turfosos na região de Campo Mourão e seu significado paleoambiental. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Mauro Parolin.

4.
Janaina Silva Rossi Pereira. Análise das mudanças ambientais no município de Engenheiro Beltrão, Paraná com base na história de vida dos moradores e documentos de época. 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

5.
Mayara dos Reis Monteiro. Análise da composição fitolítica da serrapilheira e solo como indicador de alterações ambientais em diferentes estratos arbóreos do Paraná. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, . Orientador: Mauro Parolin.

6.
Leandro Domingos Luz. Aspectos paleoambientais do Quaternário Superior na região de Campo Mourão, Paraná. 2014. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

7.
Jaqueline Rodrigues dos Passos. Caracterização das linhas de pedra, na baica hidrográfica do rio Bananas Guarapuava - Paraná. 2014. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Mauro Parolin.

8.
Giliane Géssica Rasbold. Paleoecologia de um sistema fluvial anabranching por análises multiproxy, alto rio Paraná. 2014. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Mauro Parolin.

9.
João Claudio Alcantara dos Santos. Paleogeografia e paleoambientes do Baixo Curso do Rio Ivaí. 2013. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, . Coorientador: Mauro Parolin.

10.
Ana Carolina Gonçalves. Paleoecologia e investigação de conectividades ambientais: um exemplo na Ilha Mutum, Alto Rio Paraná. 2012. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Mauro Parolin.

11.
Deyvis Willian da Silva. Caractrerização paleoambiental da região de Guarapuava Paraná a partir do sedimento de turfa. 2012. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual do Centro-Oeste, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Mauro Parolin.

12.
Renato Lada Guerreiro. Paleoambientes holocênicos da planície do Alto Tibagi, Campos Gerais, sudeste do Estado do Paraná. 2011. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá, . Coorientador: Mauro Parolin.

Tese de doutorado
1.
Gisele Barbosa dos Santos. Origem do sistema lacustre da região do Médio São Francisco: Bacia do Rio Grande - Bahia. 2016. Tese (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) - Universidade Federal de Ouro Preto, . Coorientador: Mauro Parolin.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Juliana Zanardi de Matos. Distribuição de Araucaria angustifolia (Belt.) Kuntze na bacia hidrográfica do rio do Campo - Campo Mourão Paraná. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Geogaria, Meio Ambiente e Ensino) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO. Orientador: Mauro Parolin.

2.
Marcos Antônio de Freitas. A atividade antrópica e degradação dos solos - Microbacia do rio Três Barras.. 1998. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Planejamento Geoambiental) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

3.
Leonel Maioli Junior. O campo térmico da cidade de Campo Mourão - primeiros experimentos. Campo Mourão:. 1998. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Planejamento Geoambiental) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

4.
Vergínia Rodrigues de Mello. Estudos ambientais e de escoamento superficial e subsuperficial da bacia hidrográfica Água de Mandaguari. 1998. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Planejamento Geoambiental) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

5.
Edir Souza das Neves. Percepções Ambientais e Etnográficas dos Produtores da Microbacia do rio das Ervas, Laranjal - PR.. 1998. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Planejamento Geoambiental) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

6.
Heleine Rocha Moriyama. Avaliação parcial de alguns livros didáticos de ciências quanto às estruturas vegetais.. 1997. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pré Escola e Metodologia das Séries Iniciais) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Mayra Stevanato. Paleossolos - O estado da arte no Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

2.
Maila Miriam Ferreira. Considerações paleoambientais do Holoceno Médio da Serra do Cadeado, Ortigueira - Paraná. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

3.
Daiane de Carvalho Mailkut. Avaliação da arborização urbana e área verde da cidade de Mamboré - PR. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

4.
ISABEL FERREIRA DE SOUZA. ANALISE DE SÍLICA BIOGÊNICA NA CARGA SUSPENSA DO RIO LIGEIRO. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

5.
Mayara dos Reis Monteiro. Paleoclimatologia do Holoceno Médio indicadas por fitólitos nos Campos Gerais. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

6.
Ligia Priscila Rodrigues. Signifado ambiental dos fitólitos preservados em sedimentos lacustres na região noroeste do Paraná. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO. Orientador: Mauro Parolin.

7.
Anderson Wesley de Lima Souza. Levantamento de fitólitos em sedimentos superficiais das ilhas Mutum e conjunto de ilhas denomina Floresta - Região de Porto Rico/PR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

8.
Luana Carolina de Sá Drancka Eugênio. Utilização de fitólitos para reconstrução paleoambiental na região dos Campos Gerais - Estado do Paraná. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

9.
Denner Conrado. Caracterização paleoambiental de uma turfeira nos Campos Gerais do Paraná, com base em isótopos estáveis do carbono e nitrogênio presentes no solo e matéria orgânica particulada. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO. Orientador: Mauro Parolin.

10.
Sidival Antonio Calderan. Avaliação paleoambiental com base no fitoclastos e isótopos estáveis de carbono e nitrogênio presentes no solo na região dos Campos Gerais do Estado do Paraná. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO. Orientador: Mauro Parolin.

11.
Thaia do Carmo Calderon. Densidade populacional de Melia Azedarach L. na porção superior da bacia hidrográfica do rio do Campo, Campo Mourão - PR. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

12.
Joelma Viana de Souza. Regionalização da América do Norte e América Central a partir da Análise de Cluster. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Faculdade Integrado de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

13.
Daniela Negrisoli Veiga. Regionalização da América do Sul a partir da Análise de Cluster. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Faculdade Integrado de Campo Mourão. Orientador: Mauro Parolin.

Iniciação científica
1.
Letícia Fernanda Pires Alves. Estudo da composição polínica de méis não orgânicos e orgânicos comercializados em Cianorte/PR. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Produção Agroindustrial) - Universidade Estadual do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

2.
Mayra Stevanato. Estudo de fitólitos da família Cyperaceae. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

3.
Elisa Pazinato. Morfologia fitolítica e polínica de representantes da Família Fabaceae. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

4.
Letícia Fernanda Pires. Diferenciação polínica e organoléptica entre méis orgânicos e não orgânicos comercializados em Campo Mourão/PR. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Produção Agroindustrial) - Universidade Estadual do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

5.
Fernanda de Araujo Martins. Descrição polínica de espécies do cerrado como aporte para palinoteca e estudos paleoambientais. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Produção Agroindustrial) - Universidade Estadual do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

6.
Mayra Stevanato. Estudo dos fitólitos da Fammília Cyperaceae na vegetação de Cerrado de Campo Mourão, descrição morfológica e preservação em solo. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual do Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

7.
MAÍSA JORDANA DE AZEVEDO KAUST. ESTUDO DA COMPOSIÇÃO POLÍNICA E TESTES ORGANOLÉPTICOS DOS MÉIS comercializados EM CAMPO MOURÃO- PR. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

8.
Dandara Carlessi do Nascimento. Avaliação da composição polínica de méis urbanos e analise da precipitação polínica. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Produção Agroindustrial) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

9.
Cristiane Grella Miranda. Composição polínica dos méis de Campo Mourão. 2012. Iniciação Científica - Colégio Estadual João XXIII - EFM, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.

10.
Natália Mattos Koch. CARACTERIZAÇÃO POLÍNICA DE FITOLÍTICA DE ALGUMAS ESPÉCIES DA VEGETAÇÃO DE CERRADO DE CAMPO MOURÃO. 2012. Iniciação Científica - Colégio Unidade Polo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

11.
Dandara Carlessi do Nascimento. Avaliação da composição polínica de méis e estruturação de palinoteca. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia de Produção) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

12.
Aline Heidrich. A construção de uma palinoteca como fotnte de dados proxy para os estudos paleoambientais. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

13.
Bruno Augusto Candelari. CARACTERIZAÇÃO DOS FITÓLITOS ENCONTRADOS NA CAMADA SUPERFICIAL DO SOLO DO CERRADO DE CAMPO MOURÃO-PR. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

14.
João Cláudio Alcantara dos Santos. Avaliação da presença de esponjas de água doce no rio Mourão. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

15.
Bruno Augusto Candelari. A concepção de evolução em alunos do ensino médio nas escolas públicas do município de Campo Mourão. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

16.
Rosemary Tuzi Domiciliano. Avaliação da eficiência de Estações de Tratamento de Esgoto por Zona de Raízes no Município de Rancho Alegre do Oeste. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Tecnologia Ambiental) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mauro Parolin.

17.
Viviane Aparecida da Silva. Palinologia da Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão e áreas adjacentes. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.

18.
Karen Cristina Silva. Avaliação da presença de esponjas continentais nas hidrográficas do rio Formoso e Sem Passo no município de Campo Mourão e Luiziana. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.

19.
Ana Claudia Breitkreitz Fernandes. Distribuição de Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze, Cedrela fissilis Vell. e Melia azedarach l. na vegetação ripária em um afluente da bacia hidrográfica do rio Gavião - Mambor~e/PR. 2009. Iniciação Científica - Colégio Estadual João XXIII - EFM, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.

20.
Tais Cristina Berbet Marcotti. Avaliação da reprodução de esponjas continentais em estruturas artifíciais. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Fundo Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

21.
Renato Lada Guerreiro. Análise da ocorrência de espécies do cerrado em área urbana da cidade de Campo Mourão. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Fundo Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

22.
Viviane Aparecida da Silva. Comparação polínica da fitossociologia da estação ecológica do cerrado e áreas adjacentes. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.

23.
Viviane Aparecida da Silva. Primeiro registro de Dosilia pydaniele (PORIFERA DEMOSPONGIAE) para a região Sul.. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - FACULDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO, Fundo Paraná. Orientador: Mauro Parolin.

24.
C. Zai, M. A. Boiko, M. R. da Silva e J. T. de Carvalho. Avaliação Quantitativa e Qualitativa do Folder Turístico - Em busca de perspectivas. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Turismo) - Centro Integrado de Ensino Superior. Orientador: Mauro Parolin.

Orientações de outra natureza
1.
Mario Sergio Souza de Alencar.. Controle de invasores da Estação Ecológica do Cerrado por meio da queima controlada. 2016. Orientação de outra natureza. (Geografia) - Universidade Estadual do Paraná, Fundação Araucária. Orientador: Mauro Parolin.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
GUERREIRO, R. L.2012GUERREIRO, R. L. ; GASPARETTO, N.V.L ; PAROLIN, M. ; Stevaux, J.C. . Distribuição e análise de sedimentos turfosos holocênicos na planície do Alto Tibagi, Campos Gerais, Paraná.. RCA. Revista de Ciências Ambientais (UniLASALLE), v. 6, p. 105-116, 2012.


Livros e capítulos
1.
PAROLIN, M.; Volkmer-Ribeiro, C (Org.) ; LEANDRINI, J. A. (Org.) . Abordagem ambiental interdisciplinar em bacias hidrográficas no Estado do Paraná. 1. ed. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2010.

2.
CRISPIM, J. Q. ; PAROLIN, M. ; MALYSZ, S.T. ; VAN KAICK, T.S. . Estações de Tratamento de Esgoto por Zona de Raízes (ETE). 1. ed. Campo Mourão: Editora da Fecilcam, 2012. 20pp .


Cursos de curta duração ministrados
1.
PAROLIN, M.. Estudo de bioindicadores fósseis e pseudofósseis: extração, preparo e interpretação. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
PAROLIN, M.. Extração e Identificação de Fitólitos. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
PAROLIN, M.. A utilização de bioindicadores na interpretação de paleoambientes. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Outras informações relevantes


Coordenador do Laboratório de Estudos Paleoambientais da Fecilcam e Coordenador da Estação Ecológica do Cerrado de Campo Mourão



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 16:04:40