Giorgio Basilici

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5419992057415168
  • Última atualização do currículo em 14/09/2018


Geologo (Universitá degli Studi di Perugia - 1986) e Doutor em Ciências da Terra (Universitá degli Studi di Bologna - 1993). Pós-doutorado na Universitá degli Studi di Torino (1996-1997) e na Universidade Estadual de Campinas (1999-2000). Livre Docente e Professor Associado II na Universidade Estadual de Campinas. "Investigador Correspondiente" del CONICET (Consejo Nacional de Investigación Científica y Técnicas) de Argentina em junho de 2014. Ocupa-se de Sedimentologia e Estratigrafia, atuando nos seguintes temas: i) Processos deposicionais e pedogenéticos em sistemas eólicos (antigos e atuais) e sistemas fluviais (antigos). ii) Processos sedimentares e arquitetura deposicional de sistemas antigos, clásticos, costeiros e profundos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Giorgio Basilici
Nome em citações bibliográficas
BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.
Rua Carlos Gomes
Cidade Universitária
13083855 - Campinas, SP - Brasil - Caixa-postal: 6152
Telefone: (19) 35214696
Fax: (19) 1935215555
URL da Homepage: http://www.ige.unicamp,br


Formação acadêmica/titulação


1989 - 1993
Doutorado em Scienze Della Terra.
Università di Bologna, UNIBO, Itália.
com período sanduíche em Universitat de Barcelona (Orientador: Mariano Marzo).
Título: A bacia continental Tiberina (Plio-Pleistocene, Italia central): sedimentologia e estratigrafia., Ano de obtenção: 1993.
Orientador: Franco Ricci Lucchi.
Bolsista do(a): Ministero Della Ricerca Scientifica e Tecnologica, MRST, Itália.
Palavras-chave: Analise de facies; arquitetura deposicional; Plio-Pleistocene; Depositos fluviais e lacustres; Paleosolos; Sequencias sedimentares.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Geotectônica.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
Setores de atividade: Recursos Minerais; Outros Setores; Produtos e Serviços Voltados Para A Defesa e Proteção do Meio Ambiente, Incluindo O Desenvolvimento Sustentado.
1979 - 1986
Graduação em Scienze Geologiche.
Universitá Degli Studio Di Perugia, USP, Itália.


Pós-doutorado e Livre-docência


2014
Livre-docência.
Unicamp, BOLSA TRABALHO S, Brasil.
Título: Do continente até o mar: processos e produtos sedimentares de desertos e plataformas marinhas, Ano de obtenção: 2014.
1999 - 2000
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Prospecção Mineral.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Estratigrafia.
1995 - 1997
Pós-Doutorado.
Università degli Studi di Torino PRINCIPALE, UNITO, Itália.
Bolsista do(a): Ministero Della Ricerca Scientifica e Tecnologica, MRST, Itália.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Cartografia Geológica.


Atuação Profissional



VRERI - UNICAMP, VRERI, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Unicamp, BOLSA TRABALHO S, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto de Geociências - Unicamp, IG-UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Livre Docente MS5I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Doutor - MS3 Efeitivado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2000 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Doutor - MS3, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40

Atividades

04/2008 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Geociências da UNICAMP, .

Atividade de extensão realizada
Responsável e Organizador da Universidade Portas Abertas do IG.
10/2007 - Atual
Direção e administração, Instituto de Geociências da UNICAMP, .

Cargo ou função
Coordenador de Curso.
06/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Geociências, .

10/2000 - Atual
Ensino, Geologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sedimentologia
Petrologia Sedimentar
10/2000 - Atual
Ensino, Ciencias e Engenharia do Petroleo, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Arquitetura de rochas reservatorios em sistemas deposicionais subaquaticos profundos
Arquitetura de rochas reservatorios em sistemas deposicionais continentais e costeiros
6/2005 - 5/2008
Extensão universitária , Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.

Atividade de extensão realizada
Acordo de cooperação entre a Universidade Estadual de Campinas (Brasil) e a Universidade de Pisa (Itália) - Area de Geociências - Processo n. 3945/87 - Curso de 20 horas em Maio 2006 no Dipertimento di Scienze della Terra da Universitá di Pisa.
3/2003 - 5/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.

Cargo ou função
Mebro do sub-Commissão de Pós-Graduação - Curso Ciências e Engenharia do Petróleo.
01/2008 - 02/2008
Extensão universitária , Instituto de Geociências, .

Atividade de extensão realizada
Palestras 3 horas - dipertimento di Scienze della Terra, Universitá di Perugia e Dipartimento de Scienze Geologiche - Universitá di Roma 3.
3/2007 - 9/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.

Cargo ou função
Membro da Commissão de Graduação de Ciências da Terra - Representante do DGRN.
3/2005 - 05/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.

Cargo ou função
Membro do Conselho de Pós-Graduação do IG - Representante do Curso Ciêncas e Engenharias do Petróleo.
08/2006 - 08/2006
Extensão universitária , Instituto de Geociências, .

Atividade de extensão realizada
Palestra Departamiento de Geologia - Universidad de Cordoba 3 horas.
3/2002 - 3/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Geociências da UNICAMP, Departamento de Geologia e Recursos Naturais do IGE/UNICAMP.

Cargo ou função
Membro do Conselho de Departamento - Representante MS3.

Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas, CONICET, Argentina.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Investigador Correspondiente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Università Degli Studi Di Roma Tre, UDSRT, Itália.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador e tecnico de mapeamento, Carga horária: 48

Atividades

6/1998 - 5/1999
Pesquisa e desenvolvimento , Dipartimento Di Scienze Geologiche, Stratigrafia e Rilevamento Geologico.

Linhas de pesquisa
Mapeamento geologico

Provincia Di Perugia, PP, Itália.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 0
Outras informações
Administrei um curso de 40 horas sobre a Geologia Regional da Umbria

Atividades

11/1996 - 2/1997
Outras atividades técnico-científicas , Assessorato Alla Cultura, Assessorato Alla Cultura.

Atividade realizada
Curso de 40 horas sobre a Geologia Regional da Umbria, no geral curso pela formação de tecnicos de parque natural..

Soprintendenza Archeologica Per L'umbria, SAPU, Itália.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Vinculo sem horario amarrado so a entrega trabalhode pesquisa.

Vínculo institucional

1991 - 1992
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0

Atividades

7/1991 - 12/1992
Pesquisa e desenvolvimento , Paleontologia, .

Linhas de pesquisa
Depositional architecture

Provincia Di Terni, PT, Itália.
Vínculo institucional

1989 - 1989
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Tecnico cientifico, Carga horária: 24

Atividades

3/1989 - 7/1989
Outras atividades técnico-científicas , Assessorato Ai Beni Ambientali, Assessorato Ai Beni Ambientali.

Atividade realizada
Projeto e aprontamento de um Museo Geo-Paleontolgico.

Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli, SMSM, Itália.
Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 0
Outras informações
Administrei um curso de 10 horas de Geologia Regional da Umbria merdional.

Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Tecnico, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 0
Outras informações
Contrato para administrar 10 horas de curso sobre Geologia da Bacia Tiberina

Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Tecnico cientifico, Carga horária: 0

Atividades

11/1998 - 11/1998
Outras atividades técnico-científicas , Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli, Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli.

Atividade realizada
Administrei um curso de 10 horas de Geologia Regional da Umbria meridional..
2/1998 - 4/1998
Outras atividades técnico-científicas , Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli, Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli.

Atividade realizada
Projeto de ativivades didaticas sobre a geologia regional das áreas ao redor da Floresta Fóssil de Dunarobba..
11/1997 - 12/1997
Outras atividades técnico-científicas , Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli, Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli.

Atividade realizada
Curso sobre a Geologia da Bacia Tiberina.
3/1993 - 3/1993
Outras atividades técnico-científicas , Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli, Scuola Media Secondaria Di Montecastrilli.

Atividade realizada
Projeto de jogo geologico cientifico para alounos das escolas secundarias..

Universitat de Barcelona, UB, Espanha.
Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36

Atividades

7/1995 - 10/1995
Estágios , Institut de Estratigrafia, .

Estágio realizado
Analise de laboratorio associados com paleosolos.

Universitá Degli Studi Di Perugia, UDSP, Itália.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Didatica, Carga horária: 40
Outras informações
Administrei um curso concentrado por duas semans sobre "Geologia e arquitetura dos depositos continentais na Itália Central", desde o dia 12 até o dia 26 de fevereiro 2001

Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40
Outras informações
Partecipei à organização de um Congreso Internacional "Villafranchian and Galerian localities in central Italy".

Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 24

Vínculo institucional

1995 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0
Outras informações
Colaboraçao tecnico cientifica em breves periodos durante escavaçoes arqueologicas

Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Tecnico, Carga horária: 6

Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 12

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 24

Vínculo institucional

1993 - 1994
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36

Vínculo institucional

1993 - 1993
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36

Vínculo institucional

1988 - 1988
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Pesquisador tecnico, Carga horária: 36

Atividades

6/2001 - 6/2001
Serviços técnicos especializados , Dipartimento Di Scienze Della Terra, Geologia Del Quaternario.

Serviço realizado
Redação de uma guis de congresso e partecipação como leader de un field trip.
2/2001 - 2/2001
Ensino, Scienze Geologiche, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Arquitetura de depositos continentais
8/1996 - 5/1999
Ensino, Scienze Geologiche, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sedimentologia siliciclastica
Geologia de depositos quaternarios
3/1998 - 5/1998
Serviços técnicos especializados , Centro Di Ateneo Per i Musei Scientifici, .

Serviço realizado
Projetaçao de um museu geo-paleontológico numa area estraçao de linhito por fins termoeletricos..
11/1997 - 2/1998
Serviços técnicos especializados , Centro Di Ateneo Per i Musei Scientifici, .

Serviço realizado
revição e classificação de uma velha coleção de rochas da segunda metade do 1800..
4/1997 - 10/1997
Ensino, Scienze Geologiche, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sedimentologia dos depositos continentais
11/1996 - 12/1996
Ensino, Scienze Geologiche, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sedimentologia dos depoitos continentais
3/1988 - 9/1988
Serviços técnicos especializados , Centro Interuniversitario Per L'ambiente, .

Serviço realizado
Programação e edição de uma legenda por um mapeamento geológico a escala 1:10.000..

Università Degli Studi Di Roma La Sapienza, USDR, Itália.
Vínculo institucional

1997 - 1998
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0

Atividades

8/1997 - 7/1998
Pesquisa e desenvolvimento , Dipartimento Di Scienze Della Terra, Geologia Del Quaternario.

Linhas de pesquisa
Sedimentary sequences

Università degli Studi di Torino PRINCIPALE, UNITO, Itália.
Vínculo institucional

1994 - 1996
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Pesquisador e Professor Assistente, Carga horária: 36
Outras informações
Recebi unma bolsa Pos-Doutorado de dois anos.

Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Bolsista Erasmus, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 36
Outras informações
Bolsa Erasmus, entre a Universidade de Torino e a Universidade Complutense de Madrid. Passei 6 meses em Madrid.

Atividades

4/1995 - 7/1996
Ensino, Scienze Geologiche, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Sedimentologia continental
3/1991 - 9/1991
Pesquisa e desenvolvimento , Dipartimento Di Scienze Della Terra, Sedimentologia e Estratigrafia.

Linhas de pesquisa
Sedimentary architecture
3/1991 - 9/1991
Estágios , Dipartimento Di Scienze Della Terra, Sedimentologia e Estratigrafia.

Estágio realizado
Estagio realizado na Universidade Complutense de Madrid.

Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Bolsista Erasmus, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 36

Atividades

3/1991 - 9/1991
Estágios , Departamento de Geologia, Sedimentologia.

Estágio realizado
Sedimentary continental architecture.

Università di Bologna, UNIBO, Itália.
Vínculo institucional

1990 - 1993
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 36

Atividades

1/1990 - 12/1992
Pesquisa e desenvolvimento , Dipartimento Di Scienze Geologiche, Sedimentologia.

Linhas de pesquisa
Sedimentary Architecture
1/1990 - 4/1991
Estágios , Dipartimento Di Scienze Geologiche, Sedimentologia.

Estágio realizado
Sedimentologia siliciclastica.

Geognostica Srl, GEOGNOSTICA, Itália.
Vínculo institucional

1989 - 1989
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Tecnico, Carga horária: 36

Atividades

6/1989 - 7/1989
Outras atividades técnico-científicas , Geognostica Srl, Geognostica Srl.

Atividade realizada
Assistência às perfurações e redação de perfis estratigráficos..


Linhas de pesquisa


1.
Análise de Bacias Sedimentares

Objetivo: Estudo dos fatores de controle dos processos sedimentares e análise dos produtos, envolvendo diferentes métodos de análise ( sedimentologia, estratigrafia, paleopedologia, geoquímica, paleontologia)..
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Paleopedologia.
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Estratigrafia.
Setores de atividade: Extração de Petróleo e Serviços Correlatos.
Palavras-chave: análise de fácies; arquitetura deposicional; Paleossolos.
2.
Sedimentary architecture
3.
Mapeamento geologico
4.
Depositional architecture
5.
Sedimentary Architecture
6.
Sedimentary sequences


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
A TRANSIÇÃO PALEOCENO-EOCENO: DO OPTIMUM CLIMÁTICO AO DETERIORAMENTO DO CLIMA
Descrição: A área de estudo está localizada nos Pireneus orientais, perto da cidade de Tremp (Catalunya). Nesta área é exposta uma sucessão de sedimentos clásticos que testemunha a transição entre Paleoceno e Eoceno, num momento da história da terra no qual se assiste à transição de um clima caldo-úmido a um clima mais seco e frio com faixas climáticas bem diferenciadas. O objetivo principal é descobrir, mediante o estudo de paleossolos e da interação destes com os processos sedimentares, tipo e timing desta variação climática. O grupo de Leeds já trabalhou nessas unidades litológicas (Colombera, L., Arévalo, O.J., Mountney, N.P., 2017. Fluvial-system response to climate change: The Paleocene- Eocene Tremp Group, Pyrenees, Spain, Global and Planetary Change, 157, pp.1-17) e possui bom conhecimento do arcabouço estratigráfico e dos processos sedimentares, mas não tem conhecimento e métodos de estudo dos paleossolo, que de fato constituem cerca de 70% em espessura da sucessão sedimentar. Esta última constitui a razão principal pela qual fui convidado para participar da pesquisa. Os métodos de pesquisa usados seguem: (I) coleta de dados macroscópicos de alguns perfis de paleossolos, (II) coleta de amostras dos mesmos, (III) analises laboratoriais das amostras e (IV) interpretações dos dados. (I) Aspectos e formas macroscópicas que marcam a presença de paleossolos (ausência de estruturas sedimentares, marcas de raízes, agregados (peds), películas (cutans), níveis ou faixas com diferentes características cromáticas, concentração de minerais em nódulos ou em massa, horizontes, mosqueamento (mottling), bioturbação e restos fósseis) serão usados para reconhecer limites dos perfis e horizontes dos mesmos. Cada perfil será descrito e fotografado detalhadamente na escala do centímetro. (II) A coleta de amostras será feita horizonte por horizonte extraindo blocos não deformados de 103 cm3 para análises laboratoriais. (III) As análises laboratoriais serão feitas no IG/UNICAMP e nos laboratórios da University of Leeds e consistirão em: (a) análise granulométrica, (b) análise micromorfológica de amostra de mão com microscópio estereoscópico e de lâminas delgadas com microscópio ótico, (c) análise ao microscópio eletrônico de varredura dos aspectos micromorfológicos, mineralógicos, das características químicas por EDS e microtexturais dos grãos de quartzo, (d) análise do conteúdo em CaCO3, mediante calcímetro Dietrich, (e) análise química dos elementos principais, menores e em traços por espectrometria de fluorescência de raio-X, (f) análise petrográfica de lâminas delgadas, (g) análise mineralógica das argilas, (h) análise de marcas de raízes e bioturbações. (IV) Os dados serão elaborados mediante: (a) construção e desenho de perfis de paleossolos divididos em horizontes, (b) cálculo das relações moleculares de intemperismo (molecular weathering ratio) dos dados geoquímicos, (c) descrição as características macromorfológicas e discussão da relação com os aspectos geoquímicos e macroscópicos, (d) definição dos processos de transporte dos grãos de quartzo mediante a interpretação das microtexturas superficiais destes. Os resultados esperados por todos estes processos podem ser cronologicamente assim sintetizados: (a) reconhecimento dos perfis e distinção dos horizontes dos paleossolos, (b) definição dos processos de formação dos paleossolos, (c) associação dos processos paleopedogenéticos com os fatores de controle (clima, tempo, cobertura vegetal, morfologia, material parental e taxa de sedimentação), (d) reconhecimento de eventuais diferenças de perfis de paleossolos e de consequência dos processos de formação no limite entre Paleoceno e Eoceno, (e) investigação e discussão sobre eventuais variações climáticas na transição entre Paleoceno e Eoceno..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / marcus vinicius Theodoro Soares - Integrante / MOUNTNEY, NIGEL PHILIP - Integrante / Luca Colombera - Integrante / Oscar Arévalo - Integrante.Financiador(es): FAEPEX - UNICAMP - Auxílio financeiro / Fluvial Research Group - Eolian Research Group - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
SEDIMENTARY MODELS OF PRECAMBRIAN ERGS IN BRAZIL AND INDIA
Descrição: Are the Precambrian erg depositional systems similar to present ergs in inland deserts? Is the lack vegetation in the terrestrial Earth the main controlling factor for formation of aeolian deposits in pre-Silurian age? Or did other factors control the Precambrian sedimentation in aeolian-dominated systems? These are the main questions and the leitmotiv that drive this project. The abundance and good exposures of Precambrian aeolian deposits in Brazil and India, the general paucity of knowledge in global scientific community of the Brazilian Precambrian aeolian deposits and the good scientific relationships between the Instituto de Geociencias (UNICAMP) and the Geological Studies Unit (Indian Statistical Institute - India) are other relevant reasons that helped to realise the formulation of this project. The study areas are localised in Precambrian aeolian sedimentary successions in Brazil (Galho do Miguel Formation) and India (Venkatpur sandstone Formation), exposures of which constitute optimal conditions to develop this project. Main objective is define the factors that controlled the architecture in these Precambrian aeolian deposits, and, in particular, if the absence of vegetation was a major factor in inducing construction and accumulation of aeolian deposits. This main objective is planned to be realised in following four steps (or secondary objectives), that are, in order: i) definition of the sedimentary structures and interpretations of processes; ii) reconstruction of an architectural model; iii) sequence stratigraphic analysis of the architectural model; iv) comparison of the obtained model with published models of post-Silurian ergs. Most of the data is acquired in the field by detailed analysis of the lithofacies, descriptions of 2D and 3D sections, high-resolution photographic reproductions and collection of samples. In the laboratory, other data are acquired by graphical reproduction of stratigraphic sections, cut and polished samples of rock, microscopic analyses in thin sections, surface microtextures analysis of quartz grains. The expected results of this research depend on the acquired data and relative discussion. Thus, in this planning phase we can only highlight the main points that could be object of discussion and the possible results. The discussion should regard: 1) the comparison of our architectural models with forward and literature architectural models of ergs and 2) tentative to define the controlling factor of our Precambrian architectural models. Finally, the likely results can be: (1) the distinction of the controlling factors that generated the sedimentary succession of Galho do Miguel and Venkatpur Sandstone Formations; (2) the comparison of our models with post-Silurian and pre-Silurian erg sedimentary successions to check analogies and/or differences..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Tapan Chakraborty - Integrante / Áquila Ferreira Mesquita - Integrante / Francisco Romério Abrantes Júnior - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2016 - 2016
Aeolian Proterozoic deposits in Brazil and India: comparison with Phanerozoic analogous.
Descrição: The topic of the project are aeolian deposits localised in India and Brazil, dated Neoproterozoic and Mesoproterozoic, respectively. These deposits formed in a particular period of the Earth history when there was no vegetation on the earth?s land areas. The sedimentary succession exposed in India (Venkatpur Sandstone, Telangana State, SE of India) corresponds to a dune field in a humid environment, where the interdune areas were occupied by small lake or ponds. The sedimentary succession exposed in Brazil (Galho do Miguel Formation, Minas Gerais State, SE of Brazil) corresponds to a dune field in drier environment. These environmental differences in similar aeolian-dominated system allow to discriminate the importance of some controlling factors in the construction and accumulation of aeolian deposits: i) the role of the ground water in determining the availability of dry sand for transport and depth of erosion in a desert dune field; ii) the dune morphology, that depends on the input and availability of the sand, the velocity, direction and periodicity of the winds; iii) the general distribution of the wind circulation during the Proterozoic in India and Brazil that permits palaeoclimatic and palaeogeographic reconstructions. This study will try also to fill a gap of the sedimentological literature. Proterozoic Brazilian deposits are relatively common, but the absence of studies in this topic gives those completely unknown to the international literature. For example, Eriksson and Simpson (1998, Sedimentary Geology, 120, 275?294) and Rodriguez- Lopez et al. (2012, Sedimentology, 61, 1487?1534) showing a world list of eolian deposits did not cite any example of Proterozoic Brazilian aeolian deposits. What are the interest and the application of this kind of studies? In order of importance and practical application we can illustrate: i) Most direct and current application is to hydrogeology and petroleum geology exploration. Our studies allow to improve the knowledge of the geometry and physical characteristics of reservoirs of water or hydrocarbons formed in aeolian deposits. This aspect has a huge importance for Brazil, because the "aquífero Guaraní", one of most world important reservoir of water, located in the south of Brazil, is developed in aeolian deposits. ii) The study of ancient desert sedimentary successions allows to acquire information on the factors and processes that cause the desertification. Successively, data and concepts can be applied to the study of those present areas prone to desertification processes, as NE of Brazil and W of Argentina. iii) One third aspect is a bit futuristic! Mars is a planet that in few years will be probably invaded by Terrestrials. Geology and geomorphology of Mars is now at the forefront of research in which scientists are trying to infer various features on the Mars surface by comparison with the same on the earth surface. In Mars the present morphological process is the wind that builds and moves huge dunes. The present surface of Mars may be compared with the surface of a pre-vegetated Earth surface and used to understand the processes developed in this planet..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Tapan Chakraborty - Integrante / Áquila Ferreira Mesquita - Integrante / marcus vinicius Theodoro Soares - Integrante.Financiador(es): VRERI - UNICAMP - Bolsa.
2016 - Atual
OS COMPLEXOS SISTEMAS DEPOSICIONAIS DOS DESÉRTOS CRETÁCICOS BRASILEIROS: INTERAÇÃO ENTRE DIFERENTES PROCESSOS DEPOSICIONAIS E PALEOPEDOGENÉTICOS (BACIA SANFRANCISCANA E BAURU)
Descrição: A meta desta proposta de pesquisa é discriminar a complexidade dos sistemas deposicionais de ambiente desértico do grupo Areado e Bauru, mediante o uso dos paleossolos e sedimentos como ferramentas de estudo paleoambiental e estratigráfico. Para conseguir este objetivo principal seguiremos os seguintes objetivos secundários: i) caracterização dos sedimentos e interpretação dos processos deposicionais e dos fatores de controle; ii) caracterização dos paleossolos, classificação, individualização dos principais processos que controlaram a evolução dos paleossolos; iii) definição da arquitetura deposicional; iv) reconstrução da evolução sequencial dos sistemas desérticos. O projeto é financiado até o final de 2016 do CNPq (projeto n. 4742272013-8)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2016 - Atual
Erasmus+ Programme, Key Action 1 ? Mobility for learners and staff ? Higher Education Student and Staff Mobility. IG/UNICAMP Thecnical University of Kosice (Slovakia)
Descrição: Research and didaictic activities Interchange beteween Thecnical University of Kosice (Slovakia) and Geosciences Institute ; UNICAMP.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Celso del Ré - Integrante / Juraj Janocko - Integrante.Financiador(es): Instituto de Geociências - Unicamp - Bolsa.
2015 - 2015
ANNOUNCEMENT VRERI nº. 050/2015 ?FAEPEX INTERNACIONAL 2015? PROGRAM -Visitant Professor Tapan Chakraborty (GSC/ISI, India).
Descrição: Main objective of this project is to reinforce an academic relationship with the Geological Studies Unit of Indian Statistical Institute of Kolkata (India) by means research and didactic activities. The visit of Tapan Chakraborty has the following goals: i) To verify in UNICAMP and in the field the progression of research of the PhD student Fabio Simplício (Course in Geosciences, IG/UNICAMP), who is my PhD student and co-tutored by Tapan Chakraborty (see attachment 3). ii) To analyse and discuss the field research activity developed in India by Tapan Chakraborty, Fabio Simplício, Suchana Taral and me in 2015 December. iii) To begin a field research activity in Brazil, parallel and analogous to the activity developed in India. iv) To draft a bilateral research project on analogous themes developed in the field and laboratories in Brazil and India to be presented to FAPESP agency. v) To present a mini-course and a seminar to post-graduation students and colleagues..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado profissional: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Tapan Chakraborty - Integrante.Financiador(es): VRERI - UNICAMP - Bolsa.
2014 - 2015
Proterozoic aeolian-dominated deposits and palaeosols of India and Brazil
Descrição: Main objective of this project is to establish an academic relationship with the Geological Studies Unit of Indian Statistical Institute of Kolkata (India) by means of didactic and research activities. Aim of the didactic activities is divulge the meaning and use of the palaeosols in sedimentary sciences, and our research activity in Brazil. Aim of the research activity is obtain palaeoenvironmental and stratigraphic information in Proterozoic aeolian deposits by the study of sediment and palaeosols. Secondary objective are: i) Characterisation of the sediments and interpretation of the depositional processes and controlling factors. ii) Characterisation and classification of the palaeosols, and individualisation of the controlling factors of their development (Jenny, 1941; Bown and Kraus, 1987). iii) Arrangement of the depositional architectural and sequential model evolution for complex desert aeolian-dominated depositional systems..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Fábio Simplício - Integrante / Tapan Chakraborty - Integrante / Suchana Taral - Integrante.Financiador(es): VRERI - UNICAMP - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2
2013 - 2016
Os complexos sistemas deposicionais desérticos do Cretáceo brasileiros (Bacia Sanfranciscana e Bacia Bauru, SE do Brasil): inter-relações entre depósitos e paleossolos.
Descrição: Sistemas deposicionais desérticos não se reduzem só a campos de dunas eólicas, mas eles são algo de mais complexo que, além de dunas, incluem interdunas, lençóis de areias, áreas de deflação, rios efêmeros, leques aluviais, playas, playa-lakes, sabkha, lagos perenes, superfícies topográficas estáveis com pedogênese. De consequência, as sucessões sedimentares antigas de sistemas desérticos são algo de mais de sets com estratificações cruzadas de grande porte, mas revelam uma complicada geometria de camadas com variadas características litológicas e de estruturas. Os grupos Areado e Bauru, respectivamente Cretáceo inferior da Bacia Sanfranciscana e Cretáceo superior da Bacia Bauru, constituem duas sucessões sedimentares que revelam esta complexidade. Com este projeto pretendemos definir um modelo arquitetural e sequencial das duas unidades mediante o estudo de paleossolos e sedimentos e das próprias inter-relações. Os paleossolos são elementos geológicos frequentes nas sucessões sedimentares continentais e proveitosos, porque registram com maior confiabilidade dos sedimentos os fatores genéticos ambientais e porque constituem claras evidências da interrupção dos processos sedimentares. Neste sentido os paleossolos representam importantes ?proxies? para as reconstruções paleoambientais e para a ordenação estratigráfica de espessas e/ou complexas sucessões sedimentares. Este projeto se propõe continuar e amplificar uma pesquisa concluída em 2010, cuja área de estudo tem sido a porção setentrional de exposição do Grupo Bauru. Nós interpretamos esta porção do Grupo Bauru formada por deposição numa área de lençol de areia eólica onde fases de instabilidade topográfica (erosão e sedimentação) se alternaram com fases de estabilidade topográfica (pedogênese). Os resultados desta pesquisa colocaram em evidência a importância dos paleossolos como indicadores paleoambientais e meios de subdivisão estratigráfica. Este novo projeto propõe verificar a potencialidade dos paleossolos em interação com os depósitos como meios de análise paleoambiental e estratigráfica no estudo da área meridional do Grupo Areado (triângulo mineiro, MG) e da área oriental do grupo Bauru (leste do estado de São Paulo). O Grupo Areado, exposto ao redor da cidade de Presidente Olegário (MG), mostra uma sucessão sedimentar de ambiente desértico, espessa cerca 200 m, onde depósitos de dunas se interestratificam com lençóis de areias, playa-lakes e paleossolos, numa aparentemente complexa disposição geométrica. O Grupo Bauru, nos arredores dos municípios de Marília e Echaporã (SP), mostra uma sucessão espessa 250 m, de prováveis depósitos de playa-lake e lençóis de areia, alternados ciclicamente a perfis de paleossolos. O objetivo principal desta proposta de pesquisa é discriminar a complexidade dos sistemas deposicionais de ambiente desértico do grupo Areado e Bauru, mediante o uso dos paleossolos e sedimentos como ferramentas de estudo paleoambiental e estratigráfico. Para conseguir este objetivo principal seguiremos os seguintes objetivos secundários: i) caracterização dos sedimentos e interpretação dos processos deposicionais e dos fatores de controle; ii) caracterização dos paleossolos, classificação, individualização dos principais processos que controlaram a evolução dos paleossolos; iii) definição da arquitetura deposicional; iv) reconstrução da evolução sequencial dos sistemas desérticos; v) reconstrução de um modelo climático durante o Cretáceo para o SE do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Norberto Geraldo Sgarbi - Integrante / Fábio Simplício - Integrante / Luiz Meneghelli - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
Sistemas deposicionais desérticos do Cretáceo (Grupo Bauru, SE do Brasil, e Formação Los Llanos, W da Argentina): Uso dos paleossolos para interpretações paleoambientais e estratigráficas
Descrição: Embora nas sucessões sedimentares continentais e parálicas antigas os paleossolos sejam muito comuns, estes são pouco considerados nos estudos sedimentológicos e estratigráficos ou são frequentemente descritos como camadas maciças e interpretados como efeitos diagenéticos ou consequência de fluxos com alta taxa de deposição. Contudo, os paleossolos são elementos geológicos importantes e proveitosos porque registram com maior confiabilidade dos sedimentos os fatores genéticos ambientais e porque constituem claras evidências de interrupção dos processos sedimentares. Neste sentido os paleossolos representam importantes ?proxies? para as reconstruções paleoambientais e para a subdivisão estratigráfica de espessas sucessões sedimentares. Com este projeto se propõe continuar uma pesquisa concluída em 2010 (Projeto Fapesp 2007/00140-6), cuja área de estudo tem sido a porção setentrional de exposição do Grupo Bauru, que interpretamos como uma área deposicional de lençol der areia eólica onde fases de instabilidade topográfica (erosão e sedimentação) se alternaram com fases de estabilidade topográfica (pedogênese). Os resultados desta pesquisa colocaram em evidência a importância dos paleossolos como indicadores paleoambientais e corpos geológicos de importante significado como meios de subdivisão estratigráfica. Este novo projeto propõe investigar a área oriental de afloramento do Grupo Bauru (estado de São Paulo) e a Formação Los Llanos (La Rioja, Argentina). Uma prévia visita à sucessão do Grupo Bauru, exposta nos arredores dos municípios de Marília e Echaporã (SP), mostrou que nesta área o Grupo Bauru possui características sedimentares e paleopedológicas diferentes de quanto observado na área de estudo anterior. Por isto, se pensa que o estudo desta nova área possa mostrar uma evolução diferencial do Grupo Bauru com relativas consequências na reconstrução paleoambiental e estratigráfica. A Formação Los Llanos (La Rioja, Argentina) é localizada a 6-7° de latitude mais para sul e 15-16° de longitude mais para oeste da área de estudo do Grupo Bauru e é atribuível ao período Cretáceo a causa da rica fauna de vertebrados encontrados (dinossauros, crocodilos, tartarugas). Esta unidade mostra uma sucessão sedimentar constituída por depósitos eólicos e paleossolos, a primeira vista muito parecida à sucessão do Grupo Bauru. O estudo e comparação entre as duas unidades resulta assim de interesse porque permite: i) verificar a existências de fases de instabilidade e estabilidade da superfície topográfica indicadas por alternâncias entre depósitos/superfícies erosivas e paleossolos, ii) verificar a capacidade dos paleossolos como meios de interpretação paleoambiental e subdivisão estratigráfica, iii) gerar um modelo paleoclimático pela porção da America Latina compreendida entre 20-30° de latitude sul durante o Cretáceo. Pela realização deste projeto serão usados métodos de análise sedimentológica e paleopedológica integrados, que atuarão mediante técnicas de campo como de laboratório. O objetivo principal desta pesquisa é verificar a importância dos paleossolos, quando estudados juntamente aos depósitos, como proxies paleoambientais e estratigráficos. Para conseguir este objetivo, serão seguidos os seguintes alvos secundários: i) interpretação dos fatores que controlaram os processos deposicionais e paleopedogenéticos; ii) definição de uma geometria estratigráfica usando os princípios da arquitetura deposicional e da estratigrafia de sequências aplicada a sistemas desérticos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Sedimentos e paleossolos em sistemas deposicionais desérticos do Cretáceo (Grupo Bauru SE, do Brasil) e Formação Los Llanos, W da Argentina): proxies para interpretações paleoambientais e uso estratigráfico
Descrição: Palaeosols are relatively common in continental and paralic sedimentary successions. Despite that, they are ignored or described as massive sediments and interpreted as chaotic debris flows or diagenetic changes. This superficiality considering palaeosols cannot be justified studying continental and paralic sedimentary successions because they constitute very important proxies of palaeoenvironmental controlling factors and useful stratigraphic tools. This new project wants to be a continuation of a research concluded in 2010 (Fapesp Project n. 2007/00140-6), whose study area was the northern portion of the Cretaceous Bauru Basin. Using relationships between palaeosols and deposits we interpreted this sedimentary succession representing a desert aeolian sand sheet where instability phases of the topography (erosion/sedimentation processes) alternated with stability phases (pedogenesis). Palaeosols have been determinant in discriminating the palaeoenvironmental conditions and the stratigraphic architecture of the unit. This new project proposes to study the eastern area of the Bauru Basin (São Paulo State) and the Los Llanos Formation (La Rioja, Argentina). The Bauru Group, exposed near the town of Marilia, displays different lithological and palaeopedological aspects than we observed in our previous studies. Thus, we think that new data on the evolution and architectural features of the Bauru Group may be obtained from this study area. The Los Llanos Formation is a Cretaceous unit with aeolian deposits and palaeosol formed in arid climate. This sedimentary succession, located 900 km towards south and 1600 km towards west from Bauru Basin study area, look like very similar to the Bauru Basin succession and its study and comparison with the Bauru Basin will allow: i) to verify the existence and meaning of the alternations of stability and instability phases of the topographic surfaces in sedimentary desert palaeoenvironments; ii) to verify the use of palaeosol as palaeoenvironmental and stratigraphic proxies; iii) to generate a palaeoclimatic reconstruction of Latin America during the Cretaceous for a area between 20-30° of latitude. To realise this project, sedimentological and palaeopedological studies in the field and laboratory will be integrated. Main objective will be verify the relevance of the palaeosols, when studied in conjunction with sediments, as palaeoenvironmental and stratigraphic proxies. To reach this result we have to follow this secondary objective in Bauru Group and Los Llanos Formation: i) to interpret the factors that control the depositional and palaeopedogenic processes; ii) to define a stratigraphic geometry using the principles of the depositional architecture and sequence stratigraphy in aeolian and desert systems..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Patrick DAL BO' - Integrante / Lucas Fiorelli - Integrante / Emerson Ferreira de Oliveira - Integrante / Esteban Martín Hechenleitner - Integrante / Áquila Ferreira Mesquita - Integrante.Financiador(es): Fundacao de Amparo Pela Pesquisa do Estado de Sao Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2010 - 2011
SIMULAÇÃO FÍSICA EM TANQUE DE FLUXOS GRAVITACIONAIS BIPARTIDOS BASEADA EM DADOS GEO-SEDIMENTOLÓGICOS DE AFLORAMENTO: da geologia de campo à reprodução em laboratório.
Descrição: Corpos de arenitos gerados em sistemas deposicionais de água profunda são atualmente um dos mais interessantes reservatórios de hidrocarbonetos. Todavia existe uma declarada dificuldade em aproveitar dos hidrocarbonetos contidos neles. De fato, o U.M.O. (Unrecovered Mobile Oil) destes reservatórios possui valores superiores a 70%. Tal alto valor deve-se à mal conhecida organização arquitetônica e distribuição dos depósitos destes sistemas sedimentares. Arenitos bipartidos, caracterizados por uma típica separação em duas porções e produzidos por fluxos gravitacionais também bipartidos (de diferente densidade e contemporâneo movimento), constituem provavelmente os principais tipos de reservatórios areníticos em sistemas de água profunda. As característica sedimentares de arenitos bipartidos são relativamente conhecidos, mas pouco se sabe dos fluxos que os produzem e que controlam indiretamente as características petrofísicas e geométricas das camadas-reservatório de arenitos. O objetivo deste trabalho é reproduzir em laboratório fluxos gravitacionais bipartidos e relativos produtos deposicionais, em escala, baseando-se em dados geó-sedimentológicos reais extraídos de uma atividade de campo em depósitos gravitacionais. Queremos reproduzir em laboratório camadas bipartidas de areia para entender os fatores que controlam a geração deles, o tipo de distribuição geométrica e as variações das características com o espaço e o tempo. Para estudar os fluxos gravitacionais bipartidos usaremos uma pesquisa com um dúplice método: geo-sedimentológico, mediante a análise de dados reais de campo e de amostras em laboratório, e hidráulico, mediante a simulação de fluxos bipartidos em tanque. Mediante a análise de dados de campo obteremos um modelo físico de distribuição vertical e horizontal de arenitos bipartidos e extrairemos alguns parâmetros físicos a serem usados para a simulação de fluxos bipartidos em laboratório. A pesquisa de campo será baseada no estudo de detalhe de cam.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Lenita Fioriti - Integrante / Celso Guirro - Integrante.Financiador(es): Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguêz de Mello - Auxílio financeiro / Agência Nacional do Petróleo - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2010 - 2011
Estratigrafia da Faixa Vazante
Descrição: ....
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador.Financiador(es): Votorantim Metais Zinco - Remuneração.
2010 - 2011
Arquitetura deposicional de um sistema de lençol de areia eólica. A Bacia Bauru na região de Marília (SP)
Descrição: ....
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Pedro Lifter Prandi - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2007 - 2011
Mecanismos e arquiteturas de depósitos siliciclásticos da plataforma até as bacias profundas: análogos do Ordoviciano da Pré-cordilheira Argentina e do Cambriano da Faixa Sergipana
Descrição: Mecanismos e arquiteturas de depósitos siliciclásticos da plataforma até as bacias profundas: análogos do Ordoviciano da Pré-cordilheira Argentina e do Cambriano da Faixa Sergipana. A caracterização dos mecanismos responsáveis pelo aporte e distribuição de sedimento em ambientes plataformais e de águas profundas, assim como da geometria de seus depósitos, é fundamental para a geologia do petróleo, uma vez que estes são um dos principais alvos da exploração de hidrocarbonetos no mundo todo. No âmbito dos estudos que dizem respeito à arquitetura de tais depósitos, dois fatores ainda não são perfeitamente claros: a importância das correntes geostróficas e dos fluxos gravitacionais na distribuição de sedimento da plataforma até águas mais profundas e a diferenciação clara entre rochas geradas por fluxos oscilatórios e\ou combinados (tempestitos) e rochas geradas exclusivamente por fluxos gravitacionais de água profunda (turbiditos). Para tentar esclarecer tais duvidas serão estudadas as Formações Sierra de La Invernada e Portezuelo Del Tontal (Pré-Cordilheira Argentina, Província de San Juan, Argentina). Ambas constituem sucessões sedimentares siliciclásticas depositadas em antigos ambientes de água profunda (leque submarino) durante o Ordoviciano. Com isso os objetivos deste projeto são: 1) Analisar litofácies das Formações Serra de La Invernada e Portezuelo Del Tontal (Ordoviciano, Pré-Cordilheira Argentina, Província de San Juan, Argentina), buscando a interpretação de seus sistemas deposicionais assim como identificar a organização arquitetural de tais depósitos. Busca-se também com esta análise, parâmetros faciológicos (assim como suas sucessões e associações), arquiteturais, paleodirecionais e petrográficos para distinguir depósitos tempestíticos e ?turbidíticos?, uma vez que estes podem ter textura e estruturas sedimentares similares em termos descritivos e genéticos; 2) Elaboração de um modelo de distribuição espacial de fácies com aplicação de conceitos de s.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Elson Paiva de Oliveira - Integrante / Pedro DE LUCA - Integrante / Lenita Fioriti - Integrante / Reynaldo Pires Da Silva Filho - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 15 / Número de orientações: 1
2007 - 2011
Análises dos fatores de controle da génese da Floresta Fóssil de Dunarobba (Pliocene superior, Úmbria, Itália Central)
Descrição: A Floresta Fóssil de Dunarobba (FFD) é localizada na Itália central e é uma das maiore emergências de florestas fóssil conservadas com mais de 40 indivíduos ainda in posição vital numa área de menos de 20.000 m2. A excepcionalidade do renvenimentop gera uma aluso turístico de importância internacional. O objetivo desta pesquisa é determinar od fatores que produziram a formação e conservação da FFD em modo de definir quais ocndições geológicas permitem estas emergências fóssiles e prever a presência na outras florestas na área. A análise é conduzida meidante estudos sedimetológicos e paleopedológicos comparados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Patrick DAL BO' - Integrante / Maria Cristina De Angelis - Integrante.Financiador(es): Soprintendenza Archeologica Per L'umbria - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2007 - 2010
RELAÇÕES ENTRE DEPÓSITOS E PALEOSSOLOS DE AMBIENTE SEMI-ÁRIDO: UM EXEMPLO ANTIGO (BACIA DE BAURU, ESTADOS DE GO, MG E MS) E UM ANÁLOGO ATUAL (VALE DO RIO BERMEJO, W ARGENTINA)
Descrição: Por muito tempo os paleossolos foram desconhecidos aos sedimentólogos, que os descreviam como litofácies maciças e os interpretavam de vários modos. A grande importância que possuem os paleossolos no registro sedimentar começou ser mais clara a partir do final dos anos 80. Todavia, trabalhos que descrevem paleossolos e sedimentos em sistemas deposicionais semi-áridos não são ainda muito freqüentes e permanecem em abertos muitos quesitos relativos, por exemplo, à distribuição horizontal e vertical dos paleossolos em relação aos sedimentos de sistemas de lençóis de areia (sand sheet), a interação entre processos fluviais de regime efêmero e paleossolos em áreas de planície de inundação, e o desenvolvimento de campos de dunas versus lençóis de areia em áreas vegetadas, entre outros. A porção setentrional da Bacia Bauru entre os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, numa porção onde afloram às formações Adamantina (ou Vale do Rio do Peixe) e Marília, parece um ótimo exemplo antigo para desenvolver esta temática de pesquisa. De fato, a maioria dos estudos sobre a Bacia de Bauru interessa principalmente a região oeste do Estado de São Paulo e os aspectos estratigráficos lato sensu. Poucos são os estudos sobre as características sedimentológicas de detalhe e os paleossolos destas unidades, embora os paleossolos perfaçam de 25 até 85% nos afloramentos da área citada da Bacia Bauru. Seguindo os princípios do Atualismo, pretende-se desenvolver este projeto associando ao estudo de um sistema antigo (parte setentrional da Bacia Bauru) um sistema análogo moderno (Vale do Rio Bermejo, W de Argentina). As análises dos sedimentos e dos paleossolos serão tratadas separadamente. Em linhas gerais, elas seguem os procedimentos clássicos da ?análise de fácies? e da análise pedológica, todavia, o projeto aproveita a cooperação entre sedimentólogos e paleopedólogos para desenvolver um método de análise não freqüentemente usado e relativo à análise combinada e comparada.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Patrick DAL BO' - Integrante / Pamela Cardoso Vieira - Integrante / Pedro Lifter Prandi - Integrante / Grace Juliana Gonçalves de Oliveira - Integrante / Rogério Leandro de Araújo - Integrante / MAURÍCIO RIGONI BALDIM - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 9 / Número de orientações: 3
2005 - 2006
INFLUÊNCIA DOS FATORES CLIMÁTICOS NA ARQUITETURA DEPÓSICIONAL DA PORÇÃO SETENTRIONAL DA BACIA BAURU (CRETÁCEO SUPERIOR)
Descrição: A Bacia Bauru é uma bacia intracratônica do Cretáceo Superior desenvolvida em cima da Formação Serra Geral nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Goiás por reativação de estruturas tectônicas pré-cambrianas. O preenchimento sedimentar desta bacia é caracterizado pela maioria por unidades depositadas em sistemas fluviais e de leque aluviais de ambiente árido. Esta bacia constitui um ótimo exemplo para o estudo da construção estratigráfica de sistemas fluviais e de leque aluvial em ambiente árido. De fato, como o clima árido influencia a construção de sucessões sedimentares fluviais é ainda escassamente conhecido. Este projeto visa indagar sobre o controle do fator clima na construção estratigráfica de sistemas fluviais em ambiente áridos mediante o uso dos princípios da ?Arquitetura Deposicional?, codificada por Miall (1985) e atualizada por outros autores como Bridge (1993). O método consiste na descrição de exposições bidimensionais de corpos geológicos formados nestes sistemas sedimentares, no reconhecimento dos mecanismos sedimentares e dos elementos morfológicos deposicionais que o constroem. Isso permite a construção de seqüências temporais e espaciais dos corpos geológicos e a associação dedutiva com fatores de controle associados ao clima. A definição de um modelo de construção de sistemas deposicionais fluviais de ambiente árido, e a caracterização estratigráfica das unidades superiores do Grupo Bauru constituem as finalidades do projeto. Esses objetivos contribuem á definição geométrica de corpos reservatórios de hidrocarbonetos e água e conseqüentemente ao racional uso desses recursos naturais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Alessandro Batezelli - Integrante / Alick Barreto Stuart Boden - Integrante / LADEIRA, Francisco - Integrante.Financiador(es): Não informado / Fundo de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2002 - 2006
ARQUITETURA DEPOSICIONAL DE SISTEMAS SEDIMENTARES DE ÁGUA PROFUNDA EM MARGENS PASSIVAS E ATIVAS: COMPARAÇÃO PARA GERAÇÃO DE MODELOS DE RESERVATÓRIOS
Descrição: O enfoque do projeto é a determinação das características geológicas e seqüenciais de depósitos de água profunda em bacias com aspectos genético-tectônicos opostos: bacias de margem passiva e bacias de margem ativa. A idéia é verificar quais são as condições de formação de corpos geológicos de sistemas de água profunda, em bacias com características morfológico-tectônicas diametralmente opostas. O interesse nos depósitos profundos é que estes constituem uma das mais importantes reservas de hidrocarbonetos no mundo (Weimer and Link, 1991) e, em particular entre os reservatórios brasileiros, estes representam a maioria do atual Original Oil In Place (Bruhn, 1998). Todavia, se de um lado estes reservatórios são extremamente interessantes como reservas de hidrocarbonetos, de outro lado a detecção e extração de hidrocarbonetos são muito complicadas. A limitação na extração de hidrocarbonetos, que no máximo chega a 30%, é relacionada ao escasso conhecimento da disposição geométrica (espaço-temporal) dos corpos geológicos produzidos em sistemas de água profunda. Um outro aspecto importante que induziu este projeto é que quase todos os modelos de deposição de sistemas profundos, com certeza os mais importantes, foram concebidos a partir de sistemas deposicionais de margem passiva, sobretudo de foredeep e, em parte, de retroarco (backarc). Podemos citar entre os casos mais famosos: os ?Grés de Annaux? (Bouma, 1962), a ?Marnoso Arenacea? (Mutti e Ricci Lucchi, 1972) e a ?Brushy Canyon Formation? (Beaubouef et al. 1999). No entanto, a maioria dos sistemas deposicionais de água profunda, que são produtores atuais de hidrocarbonetos, estão localizados em margens tectônicas do tipo passiva, como é o caso já citado da costa Atlântica do Brasil, dos campos produtores na margem ocidental da África ou do Mar do Norte (Stow e Johansson, 2000). Embora, em pequena escala, os mecanismos deposicionais possam ser os mesmos nos dois tipos de bacias, os corpos deposicionais de grand.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Giorgio Basilici - Coordenador / Adriano Cutolo - Integrante / André Henrique - Integrante / Paulo Augusto Moretti - Integrante.Financiador(es): Fundo de Apoio ao Ensino, à Pesquisa e à Extensão - Auxílio financeiro / Agência Nacional do Petróleo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 13 / Número de orientações: 9


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: TERRAE DIDATICA (IMPRESSO)
2014 - Atual
Periódico: Latin American Journal of Sedimentology and Basin Analysis
2014 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Geology
2010 - Atual
Periódico: Geociências (São Paulo. Impresso)


Revisor de periódico


1996 - 1999
Periódico: Il Quaternario
2006 - Atual
Periódico: Latin American Journal of Sedimentology and Basin Analysis
2008 - Atual
Periódico: Anais da Academia Brasileira de Ciências
2007 - Atual
Periódico: Revista Geociências - Rio Claro
2009 - Atual
Periódico: Geologia USP. Série Científica
2008 - Atual
Periódico: Boletin Geologia - Colombia
2010 - Atual
Periódico: Journal of South American Earth Sciences
2010 - Atual
Periódico: Terrae Didatica (Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Journal of maps
2011 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Geociências
2011 - Atual
Periódico: Sedimentology (Amsterdam. Print)
2012 - Atual
Periódico: Memórias e Notícias (Nova Série) - Publicação do Departamento de Ciências d
2012 - Atual
Periódico: Pesquisas em Geociências (UFRGS. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Catena (Cremlingen)
2012 - Atual
Periódico: Journal of Asian Earth Sciences
2012 - Atual
Periódico: Sedimentary Geology
2014 - Atual
Periódico: Earth-Science Reviews
2015 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2015 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2013 - Atual
Periódico: Andean Geology (Print)
2018 - Atual
Periódico: The Open Petroleum Engineering Journal
2018 - Atual
Periódico: GEOLOGICAL SOCIETY OF LONDON. MEMOIRS
2017 - Atual
Periódico: GEOLOGICAL JOURNAL
2015 - Atual
Periódico: INTERNATIONAL JOURNAL OF MODELING AND SIMULATION FOR THE PETROLEUM INDUSTRY


Revisor de projeto de fomento


2018 - Atual
Agência de fomento: UFRN - Programas Institucionais de Bolsas de iniciação Científica (PIBIC/PI
2018 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas
2018 - Atual
Agência de fomento: SAE - Bolsa Trabalho
2017 - Atual
Agência de fomento: VEGA - Scientific Grant Agency of Ministry of Education of the Slovak Repub
2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia
2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2012 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2007 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2005 - Atual
Agência de fomento: FAEPEX - UNICAMP
2004 - Atual
Agência de fomento: PIBIC/CNPq
2002 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Sedimentologia.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Estratigrafia.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Paleopedologia.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geomorfologia de sistemas desérticos.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Catalão
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2012
Prêmio Capes de Tese - 2012 (Orientador), CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).
2011
Professor Homenageado, Formandos 2010 - IG/Unicamp.
2009
Research Grant for my PHD Student - Patrick Dal Bó, International Association of Sedimentologists.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:23
Total de citações:241
Fator H:8
basilci g  Data: 25/07/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:34
Total de citações:512
basilici,g  Data: 25/07/2018

Outras
Total de trabalhos:86
Total de citações:843
Giorgio Basilici  Data: 25/07/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
CHINELLATO, GUILHERME FURLAN2018CHINELLATO, GUILHERME FURLAN ; VIDAL, Alexandre Campane ; KURODA, MICHELLE CHAVES ; Basilici, Giorgio . A taphofacies model for coquina sedimentation in lakes (Lower Cretaceous, Morro do Chaves Formation, NE Brazil). CRETACEOUS RESEARCH, v. 1, p. 1-18, 2018.

2.
Basilici, Giorgio2018Basilici, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane . Alternating coarse- and fine-grained sedimentation in Precambrian deep-water ramp (Apiúna Formation, SE of Brazil): Tectonic and climate control or sea level variations?. PRECAMBRIAN RESEARCH, v. 311, p. 211-227, 2018.

3.
SOARES, MARCUS VINÍCIUS THEODORO2018SOARES, MARCUS VINÍCIUS THEODORO ; Basilici, Giorgio ; DAL? BÓ, PATRICK FÜHR ; DA SILVA MARINHO, THIAGO ; MOUNTNEY, NIGEL PHILIP ; COLOMBERA, LUCA ; DE OLIVEIRA, EMERSON FERREIRA ; DA SILVA, KARLA EVENNY BRITO . Climatic and geomorphologic cycles in a semiarid distributive fluvial system, upper cretaceous, Bauru group, SE Brazil. SEDIMENTARY GEOLOGY, v. 1, p. 1, 2018.

4.
SAMPAIO, LORENA DA FONSECA2017SAMPAIO, LORENA DA FONSECA ; BÓ, PATRICK FÜHR DAL? ; Basilici, Giorgio ; MARINHO, THIAGO DA SILVA . Interpretação paleoambiental dos calcretes da Formação Marília na região de Uberaba (MG). GEOLOGIA USP. SÉRIE CIENTÍFICA, v. 17, p. 193, 2017.

5.
Basilici, Giorgio2017Basilici, Giorgio; HECHENLEITNER, ESTEBAN MARTÍN ; FIORELLI, LUCAS ERNESTO ; DAL BÓ, PATRICK FÜHR ; MOUNTNEY, NIGEL PHILIP . Preservation of titanosaur egg clutches in Upper Cretaceous cumulative palaeosols (Los Llanos Formation, La Rioja, Argentina). PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY, v. 482, p. 83-102, 2017.

6.
SIMPLICIO, FÁBIO2017SIMPLICIO, FÁBIO ; Basilici, Giorgio ; MENEGHELLI, L. ; SGARBI, N. G. . Temporal evolution of a Playa Lake: the sedimentary record of Quiricó and Três Barras Formation (Sanfranciscana Basin, south-eastern Brazil). TERRAE (ONLINE), v. 13, p. 3-13, 2017.

7.
3HECHENLEITNER, E. M.2016HECHENLEITNER, E. M. ; FIORELLI, L. ; GRELLET-TINNER, G. ; LEUZINGER, L. ; Basilici, Giorgio ; TABORDA, J. . A new Upper Cretaceous titanosaur nesting site from La Rioja (NW Argentina), with implications for titanosaur nesting strategies. Palaeontology (London), v. 1, p. 1-14, 2016.

8.
2FIORELLI, L.2016FIORELLI, L. ; LEARDI, J. M. ; HECHENLEITNER, E. M. ; POL, D. ; BASILICI, Giorgio ; GRELLET-TINNER, G. . A new Late Cretaceous crocodyliform from the western margin of Gondwana (La Rioja Province, Argentina). Cretaceous Research (Print), v. 60, p. 194-209, 2016.

9.
1Basilici, Giorgio2016Basilici, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FÜHR ; FIORELLI, LUCAS ERNESTO . Comment on -Evolution and palaeoenvironment of the Bauru Basin (Upper Cretaceous, Brazil)- by Luiz Alberto Fernandes & Claudia Maria Magalhães Ribeiro. Journal of South American Earth Sciences, v. 1, p. 1-5, 2016.

10.
4Basilici, Giorgio2016Basilici, Giorgio; BO, PATRICK FÜHR DAL' ; DE OLIVEIRA, EMERSON FERREIRA . Distribution of palaeosols and deposits in the temporal evolution of a semiarid fluvial distributary system (Bauru Group, Upper Cretaceous, SE Brazil). Sedimentary Geology, v. 341, p. 245-264, 2016.

11.
6DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FUHR2015DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FUHR ; Basilici, Giorgio . Intermontane eolian sand sheet development, Upper Tulum Valley, central-western Argentina. Brazilian Journal of Geology, v. 45, p. 97-115, 2015.

12.
7SIMPLICIO, FÁBIO2015SIMPLICIO, FÁBIO ; Basilici, Giorgio . Unusual thick eolian sand sheet sedimentary succession: Paleoproterozoic Bandeirinha Formation, Minas Gerais. Brazilian Journal of Geology, v. 45, p. 3-11, 2015.

13.
5Símplicio Fábio2015Símplicio Fábio ; BASILICI, Giorgio . Climate influence on the construction of a Proterozoic eolian sand sheet (Bandeirinha Formation, Minas Gerais, Brazil). Terrae (Online), v. 11, p. 56-65, 2015.

14.
8Basilici, Giorgio2014Basilici, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR . Influence of subaqueous processes on the construction and accumulation of an aeolian sand sheet. Earth Surface Processes and Landforms (Print), v. 39, p. 1014-1029, 2014.

15.
9MARTINETTO, E.2014MARTINETTO, E. ; BERTINI, A. ; BASILICI, Giorgio ; Baldanza, A. ; Bizzarri, R. ; Cherin, M. ; Gentili. S. ; PONTINI, M. R. . The plant record of the Dunarobba and Pietrafitta sites In the Plio-Pleistocene palaeoenvironmental context of Central Italy. Alpine and Mediterranean Quaternary, v. 27, p. 29-72, 2014.

16.
10LUCA, Pedro Henrique Vieira de2013LUCA, Pedro Henrique Vieira de ; Basilici, Giorgio . A prodeltaic system controlled by hyperpycnal flows and storm waves: reinterpretation of the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera). Brazilian Journal of Geology, v. 43, p. 673-694, 2013.

17.
11BASILICI, Giorgio2012BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. ; OLIVEIRA, Elson Paiva de . A depositional model for a wave-dominated open-coast tidal flat, based on analyses of the Cambrian?Ordovician Lagarto and Palmares formations, north-eastern Brazil. Sedimentology (Amsterdam. Print), v. 59, p. 1613-1639, 2012.

18.
12Basilici, Giorgio2012Basilici, Giorgio; de Luca, Pedro Henrique Vieira ; Poiré, Daniel G. . Hummocky cross-stratification-like structures and combined-flow ripples in the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera): A turbiditic deep-water or storm-dominated prodelta inner-shelf system?. Sedimentary Geology, v. 267-268, p. 73-92, 2012.

19.
13DAL BO P.2011DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . Interpretação paleoambiental da formação Marília na porção noroeste da bacia bauru: relações entre sedimentação e paleopedogênese em um antigo lençol de areia eólica. Geociências (UNESP. Impresso), v. 30, p. 509-528, 2011.

20.
14BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2010BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Anatomy and Controlling Factors of a Late Cretaceous Aeolian Sand Sheet Depositional System: the Marília and the Adamantina formations, NW of the Bauru Basin, Brazil.. Sedimentary Geology, v. 226, p. 71-93, 2010.

21.
15DAL BO P.2010DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . Estimativas de paleoprecipitação e gênese de feições cálcicas e argílicas em paleossolos da Formação Marília (Neocretáceo da Bacia Bauru). Geociências (UNESP. Impresso), v. 29, p. 1-15, 2010.

22.
16Bó, Patrick Francisco Führ Dal 2010Bó, Patrick Francisco Führ Dal ; BASILICI, Giorgio ; Angélica, Rômulo Simões . Factors of paleosol formation in a late cretaceous eolian sand sheet paleoenvironment, Marília Formation, Southeastern Brazil. Palaeogeography, Palaeoclimatology, Palaeoecology, p. 1-15, 2010.

23.
17DE LUCA, P.2010DE LUCA, P. ; BASILICI, Giorgio ; OLIVEIRA, Elson Paiva de . Um sistema deposicional de planície de maré aberta, dominado por ondas: a Formação Lagarto, ordoviciano (?), Domínio Estância, Sergipe. Revista Brasileira de Geociências, v. 40, p. 02-22, 2010.

24.
18BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2009BASILICI, Giorgio; DAL BO P. ; LADEIRA B. F. S. . Climate-induced sediment-palaeosol cycles in a Late Cretaceous dry aeolian sand sheet: Marília Formation (NW Bauru Basin, Brazil). Sedimentology (Amsterdam. Print), v. 56, p. 1876-1904, 2009.

25.
20Fernandes, L.A.2009Fernandes, L.A. ; BASILICI, Giorgio . Transition of ephemeral palustrine to aeolian deposits in a continental arid-semi-arid environment (Upper Cretaceous Bauru Basin). Cretaceous Research, v. 30, p. 605-614, 2009.

26.
19DAL BO P.2009DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio ; ANGELICA, R. S. ; LADEIRA B. F. S. . Palaeoclimatic interpretations from pedogenic calcretes in a Maastrichtian continental arid or semi-arid sand-sheet palaeoenvironment: Marília Formation (Bauru Basin, SE Brazil). Cretaceous Research (Print), v. 30, p. 656-675, 2009.

27.
22LADEIRA B. F. S.2008LADEIRA B. F. S. ; BASILICI, Giorgio ; DAL BO P. ; BROLESI, M.F. . Paleossolos da Formação Marília: contribuição à reconstituição paleogeográfica cretácica na porção norte da Bacia Sedimentar do Paraná - (Quirinóplois e Itajá-GO).. Geografia. Ensino & Pesquisa, v. 12, p. 4807-4818, 2008.

28.
21DE LUCA, P.2008DE LUCA, P. ; BASILICI, Giorgio . O uso dos análogos na definição da arquitetura de reservatórios de rampa de água profunda: diferenças e semelhanças entre um sistema rico em pelito (unidade de Apiúna, Santa Catarina) e um sistema rico em areia (Formação Punta Negra, Pré-cordilheira Argentina). Revista Brasileira de Geociências, v. 38, p. 140-158, 2008.

29.
25FERNANDEZ, Luiz Alberto2007FERNANDEZ, Luiz Alberto ; CASTRO, Alicia ; BASILICI, Giorgio . Seismites on continental sand sea deposits of the Late Cretaceous Caiuá desert, Bauru basin (Brazil). Sedimentary Geology, v. 199, p. 51-64, 2007.

30.
23BATEZELLI, Alessandro2007BATEZELLI, Alessandro ; SAAD, Antonio ; BASILICI, Giorgio . Arquitetura deposicional e evolução da seqüência aluvial neocretácea da porção setentrional da Bacia Bauru, no sudeste brasileiro.. Revista Brasileira de Geociências, v. 37, p. 163-171, 2007.

31.
24BATEZELLI, Alessandro2007BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio . Arquitetura e mecanismos deposicionais em sistemas aluviais holocênicos de clima árido no oeste argentino e comparação com depósitos neocretáceos brasileiros.. Revista Brasileira de Geociências, v. 34, p. 821-840, 2007.

32.
26BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2006BASILICI, Giorgio. Depositional Mechanisms And Architecture In An Pre-Early Cambrian Deep-Water Ramp (Apiúna Unit, South Brazil).. Sedimentary Geology, v. 187, p. 183-204, 2006.

33.
27OLIVEIRA, Elson Paiva de2006OLIVEIRA, Elson Paiva de ; ARAÚJO, Mario ; TOTEU, S ; CARVALHO, Marcelo ; NASCIMENTO, Rs ; BUENO, Juliana Finotto ; MCNAUGHTON, N ; BASILICI, Giorgio . Geologic correlation between the Neoproterozoic Sergipano belt (NE Brazil) and the Yaoundé Schist belt (Cameroon, Africa).. Journal of African Earth Sciences, Great Britain, v. 66, p. 470-478, 2006.

34.
28BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2004BASILICI, Giorgio; MARTINS, Jorge Leonardo . Architectural reinterpretation and acoustic facies of the lower portion of the lower portion of the Apiúna unit (Cambrian deep-water depositional system, Santa Catarina State, Brazil). Revista Brasileira de Geociências, v. 34, n.3, p. 335-346, 2004.

35.
29BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2003BASILICI, Giorgio. Depositi Post-orogenesi del Bacino Sabino. Note Illustrative del Foglio Geologico 357 (Cittaducale) - Memorie del Servizio Geologico Italiano, Roma, v. X, p. 1-15, 2003.

36.
30PERALTA, Silvio2003PERALTA, Silvio ; FINNEY, Stanley C. ; BASILICI, Giorgio . Portezuelo Del Tontal Formation (Lower Caradoc), Western Precordillera, San Juan Province, Argentina: its biostratigraphy and paleogeographic significance.. Serie Correlación Geológica, Tucuman, Argentina, v. 17, p. 119-123, 2003.

37.
31PONTINI, M. R.2002PONTINI, M. R. ; ALBIANELLI, A. ; BERTINI, A. ; BASILICI, Giorgio ; NAPOLEONE, G. . Pollen Record and magnetostratigraphy of the Middle-Late Pliocen lacustrine sequence in the Tiberino Basin (Central Italy). Bollettino della Societa Geologica Italiana, Roma, v. sp. 1, p. 467-472, 2002.

38.
33BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2000BASILICI, Giorgio. Pliocene lacustrine deposits of the Tiberino Basin (Umbria, Central Italy).. AAPG Memoir, v. 46, p. 505-516, 2000.

39.
32BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2000BASILICI, Giorgio. Flood plain lake deposits on an Early Pleistocene alluvial plain (Tiberino Basin, Central Italy). AAPG Memoir, v. 46, p. 535-542, 2000.

40.
35BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1997BASILICI, Giorgio. Sedimentary facies in an extensional and deep-lacustrine depositional system: the Pliocene Tiberino Basin, Central Italy. Sedimentary Geology, v. 109, p. 73-94, 1997.

41.
36LOMBARDI, S.1997LOMBARDI, S. ; AMBROSETTI, P. ; VALENTINI, G. ; BASILICI, Giorgio ; BOZZANO, F. ; MUGNOZZAI, G. S. . The stratigraphic, depositional, geomorphological and structural characteristics of the sediments which contain the Fossil Forest of Dunarobba (FFD). Office For Official Pubblication For European Commuinity, Luxembourg, p. 1-220, 1997.

42.
34ABAZZI, L.1997ABAZZI, L. ; ALBIANLELLI, A. ; AMBROSETTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; BERTINI, A. ; GENTILI, S. ; MAISINI, F. ; NAPOLEONE, G. ; PONTINI, M. R. . Paleontological and sedimentological records in Pliocene distal alluvial fan deposits (cava Toppetti of Todi, Central Italy). Bollettino Della Società Paleontologica Italiana, Modena, v. 36, n.1-2, p. 5-22, 1997.

43.
37BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1996BASILICI, Giorgio; MARTINETTO, E. ; PAVIA, G. ; VIOLANTI, D. . Palaeoecology and sedimentology of Pliocene sea-coastal deposits of Canavese (Northwestern Italy). Bollettino Della Società Paleontologica Italiana, Modena, v. 35, n.1, p. 23-52, 1996.

44.
40BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1995BASILICI, Giorgio. Sedimentologia della parte distale di una conoide alluvionale del Pliocene superiore (Bacino Tiberino, Umbria). Il Quaternario, Roma, v. 8, n.1, p. 37-52, 1995.

45.
38AMBROSETTI, P.1995AMBROSETTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; BARBATO, L. C. ; CARBONI, G. ; STEFANO, G. ; ESU, D. ; GLIOZZI, E. ; PETRONIO, C. ; SARDELLA, R. ; SQUAZZINI, E. . Il Pleistocene inferiore sul ramo sudoccidentale del Bacino Tiberino (Umbria): aspetti litostratigrafici e biostratigrafici. Il Quaternario, Roma, v. 8, n.1, p. 19-36, 1995.

46.
39BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1995BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; CODIPIETRIO, G. ; CORONA, E. ; ESU, D. ; GIROTTI, O. ; MONACO, A. L. ; PAGANELLI, A. ; ROMAGNOLI, M. . La Foresta Fossile di Dunarobba (Terni, Umbria, Italia Centrale): contesto litostratigrafico, sedimentologico, palinologico, dendrocrologico e paleomalacologico.. Il Quaternario, Roma, v. 8, n.2, p. 465-508, 1995.

47.
41BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1994BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. . Analysis of geoenvironmental conditions of the sand-clay series of the Tiber valley and Dunarobba fossil forest preservation.. Annual Report Of The European Community, Luxembourg, 1994.

48.
42BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1994BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; CARRARO, F. ; MARTINETTO, E. ; FORNO, G. . Guida all'escursione nell'area-tipo del Villafranchiano - Villafranca d'Asti 23-24 giugno 1994. Il Quaternario, Roma, v. 7, n.2, p. 655-676, 1994.

49.
43CARRARO, F.1994CARRARO, F. ; AMBROSETTI, P. ; FORNO, M. G. ; BASILICI, Giorgio ; MARTINETTO, E. ; PAVIA, G. . Revisione del Villafranchiano nell'area-tipo di Villafranca d'Asti. Il Quaternario, Roma, v. 9, n.1, p. 5-120, 1994.

50.
44CRESTA, S.1993CRESTA, S. ; BASILICI, Giorgio ; BUSSOLETTI, A. ; COMAS, M. J. ; ELMI, S. ; FERNANDEZ-LOPEZ, S. ; FERRETTI, A. ; GOY, A. ; HENRIQUES, M. H. ; KALIN, O. ; JIMENEZ, A. ; MARTINEZ, G. ; SANDOVAL, J. ; URET, S. ; VENTURI, F. . Relazione sul Workshop «Paleontologia e biostratigrafia dei sedimenti ammonitiferi toarciano-bajociani in successioni di alto morfostrutturale dell' Appennino umbro-marchigiano: l'area di Monte Nerone. Correlazioni con altre regioni della Tetide occidentale». (Piobbico, 2-14 agosto 1993).. Bollettino del Servizio Geologico d´Italia, v. CXII, p. 129-139, 1993.

51.
45BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1991BASILICI, Giorgio; GENTILI, S. ; FARAONE, A. . Un nuovo reperto di Macaca nella breccia ossifera pleistocenica di M.Peglia (Terni, Italia centrale). Bollettino Della Società Paleontologica Italiana, Modena, v. 30, n.2, p. 251-254, 1991.

52.
46BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1990BASILICI, Giorgio. La trasgressione miocenica sulla piattaforma abruzzese-campana nei dintorni di Bojano (Matese orientale). Memorie Descrittive Della Carta Geologica Di Italia, Roma, v. XXXVII, p. 51-58, 1990.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BASILICI, Giorgio. Foresta Fossile di Dunarobba. 1. ed. Todi (PG) - Itália: Ediart, 2008. v. 1. 155p .

2.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. (Org.) ; GENTILI, S. (Org.) ; STOPPA, F. (Org.) ; ANDREI, A. M. (Org.) ; LADNIAK, N. (Org.) ; POZZA, G. C. (Org.) ; COLACICCHI, R. (Org.) ; CERQUAGLIA, Z. (Org.) . Rocce e fossili dell'Umbria Meridionale. Terni: Provincia di Terni - Arti Grafiche Celori, 1996. 54p .

Capítulos de livros publicados
1.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . Paleossolos: registros paleoclimáticos na Bacia Bauru.. In: Carvalho I.; Judite Garcia; Lana; Strohschoen Jr.;. (Org.). PALEONTOLOGIA: CENÁRIOS DE VIDA - PALEOCLIMAS - VOL. 5. 1ed.Rio de Janaeiro: EDITORA INTERCIENCIA LTDA., 2014, v. 5, p. 145-154.

2.
BASILICI, Giorgio; SGARBI, N. G. ; DAL BO P. . A Sub-Bacia Bauru: um sistema continental entre deserto e cerrado.. In: Hassui, Y.; Almeida F.; Carneiro Dal Re, C.D.R.; Bartorelli A.;. (Org.). Geologia do Brasil. 000ed.São Paulo: Beca, 2012, v. , p. 523-543.

3.
Basilici, Giorgio. Desenvolvimento e Preservaçaõ da Floresta Fossil de Dunarobba. In: Barili, S.; Z. Cerquaglia; G. Basilici; S. Vergoni.. (Org.). Foresta Fossile di Dunarobba.. -ed.Todi: Ediart, 2008, v. 1, p. 20-35.

4.
BASILICI, Giorgio. La Valle Umbra e il Quaternario: laghi, fiumi e ghiacciai. In: Francesco Stoppa. (Org.). Leggere il paesaggio geologico dell'Umbria meridionale: la poesia del divenire.. Roma: Bardi Editore, 2004, v. , p. 1-15.

5.
BASILICI, Giorgio; GENTILI, S. . Una foresta vecchia più di 2 milioni di anni sepolta nel fango.. In: Z. Cerquaglia. (Org.). La foresta fossile di Dunarobba. Todi: Ediart, 1996, v. , p. -.

6.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. . Plio-Pleistocene e Itinerario n.15. Da Perugia a SanGemini: Il bacino di Tavernelle ed il Bacino Tiberino. In: Leonsevero Passeri; Maria Bianca Cita. (Org.). Guide Geologiche Regionali: l'Umbria e le Marche. : BE-MA, 1994, v. , p. 275-287.

7.
BASILICI, Giorgio; GENTILI, S. . La Foresta Fossile di Dunarobba: una interpretazione sedimentologica. In: Z. Cerquaglia. (Org.). La foresta fossile di Dunarobba. Todi: Ediart, 1992, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Clima do passado dá pistas sobre o presente.. Correio Popular, Campinas, SP, p. A11 - A11, 12 jul. 2009.

2.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . O clima no período em que crocodilos e dinossauros viviam no território paulista.. Journal da Unicamp, Campinas, SP, p. 3 - 3, 18 maio 2009.

3.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Descobertas petrolíferas ajudam na divulgação das geociências.. Secretaria de Ensino Superior do Estado de São Paulo.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PERALTA, Silvio ; FINNEY, Stanley C. ; BASILICI, Giorgio . Biostratigraphy And Paleogeography Of The Portezuelo Del Tontal Formation (Lower Caradoc, Western Precordillera, San Juan Province, Argentina).. In: 9th International Symposium on Ordovician System,, 2003, San Juan. 9th International Symposium on Ordovician System,, 2003.

2.
BASILICI, Giorgio. From Sand to Sand-Mud Deep-Water Ramp: The Apiúna Unit (Early Cambrian, South Brazil). In: Annual Meeting da AAPG (American Association of Petroleum Geologists), 2002, Houston, 2002.

3.
BASILICI, Giorgio. From Sand to Sand-Mud Deep-Water Ramp: The Apiúna Unit (Early Cambrian, South Brazil). In: AAPG Annual Meeting 2002, 2002, Houston. Proceedings and abstracts of AAPG Annual Meeting 2002, 2002. v. 1. p. 1-7.

4.
BASILICI, Giorgio; MARTINS, Jorge Leonardo . The The Sand-Rich and Mixed Sand-Mud Ramp Deep-Water Depositional Systems of the Apiuna Unit (Santa Catarina State, Brazil): a Challenge to Decrease the Unrecovered Mobile Oil.. In: VII LACPEC, 7th Latina American adn Caribbean Petroleum Engineering Conference, March 25-28, Buenos Aires, 2001, Buenos Aires. VII LACPEC, 7th Latina American adn Caribbean Petroleum Engineering Conference, 2001.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CERRI, C. A. D. ; AQUINO, T. D. V. S. ; TOLEDO, M. C. M. ; BASILICI, Giorgio ; RÉ, Celso Del ; GONCALVES, P. W. . MUSEUMS OF GEOLOGY AND PALEONTOLOGY AND THEIR EDUCATIONAL PRACTICES IN BRAZIL - THREE EXAMPLES. In: VIII GeoSciEd 2018, 2018, Campinas. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

2.
DE L, J. S. ; BASILICI, Giorgio ; N.S., S. M. ; RÉ, Celso Del . DIDACTIC EXPERIENCE IN TEACHING OF GEOCIENCES FOR THE COURSE OF PETROLEUM AND GAS ENGINEERING OF THE FEDERAL UNIVERSITY OF AMAZONAS. In: VIII GeoSciEd 2018, 2018, Campinas. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

3.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. ; OLIVEIRA, E. F. ; SOARES, M. V. T. . NORTH TO SOUTH CLIMATE GRADIENT OF ECHAPORÃ MEMBER (MARÍLIA FORMATION, BAURU GROUP). In: Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. v. 1. p. 1.

4.
OLIVEIRA, E. F. ; Basilici, Giorgio . ANALYSIS AND INTERPRETATION OF A PALEOSOL PROFILE IN THE MARILIA FORMATION, LATE CRETACEOUS. In: Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. v. 1. p. 1.

5.
MIYAZAKI, M. R. ; BASILICI, Giorgio . CLIMATE-INDUCED SEDIMENTARY SEQUENCES IN EOLIAN ERG PIRAMBÓIA FORMATION (PERMIAN-TRIASSIC, CHARQUEADA, SP). In: Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. v. 1. p. 1.

6.
PEREIRAARAUJO, T. ; BASILICI, Giorgio . ESTUDOS DE PROCESSOS DE SEDIMENTAÇÃO E ARQUITETURA DEPOSICIONAL EM ARENITOS DA FORMAÇÃO FURNAS, REGIÃO SUDESTE DA BACIA DO PARANÁ, BRASIL. In: Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. v. 1. p. 1.

7.
HENRIQUE, André ; MORETTI, Paulo Augusto ; BASILICI, Giorgio . The Storm-Influenced Deposits Of The Portezuelo Del Tontal Formation, Western Gondwana Margin, Middle-Upper Ordovician, Argentine Precordillera IN PRINT. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Volume Resumos Expandidos, 2006.

8.
BASILICI, Giorgio; OLIVEIRA, Elson Paiva de . Tidal-Dominated Sandy Coast: The Lagarto Formation, Early Cambrian, Sergipe. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Volume Resumos Expandidos, 2006.

9.
MORETTI, Paulo Augusto ; HENRIQUE, André ; BASILICI, Giorgio . Sedimentology And Depositional System Of The Shelf Deposits Of The Sierra De La Invernada Formation (Middle-Upper Ordovician) IN PRINT. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Volume Resumos Expandidos, 2006.

10.
OLIVEIRA, Elson Paiva de ; NASCIMENTO, Rosemary ; ARAÚJO, Mario ; DANTAS, Elton ; BASILICI, Giorgio ; BUENO, Juliana Finotto ; NAUGHTON, Neal Mc . Evidence from detrital zircon SHRIMP geochronology and whole-rock Sm-Nd isotopes for off-craton provenance of metasedimentary units of the Sergipano orogenic belt, NE Brazil. In: SNET, 2005, Curitiba. Abstract, 2005.

11.
OLIVEIRA, Elson Paiva de ; ARAÚJO, Mario ; BUENO, Juliana Finotto ; CARVALHO, Marcelo ; NASCIMENTO, Rs ; TEXEIRA, W ; NAUGHTON, Neal Mc ; BASILICI, Giorgio . Evidence from detrital zircon geochronology and whole-rock Sm-Nd isotopes for off-craton provenance of clastic metasedimentary units of the Sergipano belt, NE Brazil.. In: Simpósio de Geologia do Nordeste, 2005, Recife. Boletim de Resumos Expandidos, 2005. v. 19. p. 95-98.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CHAKRABORTY, T. ; BASILICI, Giorgio ; FERREIRA MESQUISTA A. ; ABRANTES JUNIOR, F. R. . RECONSTRUCTION OF AEOLIAN BARCHANOID RIDGE DUNE COMPLEXES FROM MESOPROTEROZOIC GALHO DO MIGUEL FORMATION, DIAMANTINA, SE BRAZIL. In: 20th International Sedimentological Congress, 2018, Quebec - Canada. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

2.
Basilici, Giorgio; CHAKRABORTY, T. . MICROBIAL MAT CONTROL ON PROTEROZOIC AEOLIAN-DOMINATED DEPOSITIONAL SYSTEMS (VENKATPUR FORMATION, TELANGANA STATE, SOUTH INDIA). In: 20th International Sedimentological Congress, 2018, Quebec Canada. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

3.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio ; RODRIGUES, A. ; SOARES, M. ; MENEZES, M. . PEDOGENIC CALCRETES OF THE MARÍLIA FORMATION (UPPER CRETACEOUS, BRAZIL): MORPHOLOGIES, FORMATIVE PROCESSES AND ENVIRONMENTAL SIGNIFICANCE. In: 20th International Sedimentological Congress, 2018, Quebec - Canada. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

4.
SOARES, M. V. T. ; BASILICI, Giorgio ; DAL BO P. ; MARINHO, T.da S. ; OLIVEIRA, E. F. ; DA SILVA, KARLA EVENNY BRITO . CLIMATIC AND GEOMORPHOLOGIC CYCLES IN A SEMI-ARID DISTRIBUTIVE FLUVIAL SYSTEM (BAURU BASIN - BRAZIL). In: 20th International Sedimentological Congress, 2018, Quebec Canada. Anais, 2018. v. 1.

5.
ABRANTES JUNIOR, F. R. ; BASILICI, Giorgio ; FERREIRA MESQUISTA A. . ARCHITECTURE OF MESOPROTEROZOIC LINEAR DUNES: GALHO DO MIGUEL FORMATION, SE BRAZIL. In: 49º Congresso Brasileiro de Geologia, 2018, Rio de Janeiro. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

6.
BASILICI, Giorgio; CHAKRABORTY, T. . DID PROTEROZOIC MICROBIAL MATS CONTROL THE SAND AVAILABILITY OF AEOLIAN SYSTEMS, AS PRESENT TERRESTRIAL VEGETATION DOES? THE CASE OF VENKATPUR FORMATION, A PROTEROZOIC ERG IN TELANGANA STATE, SOUTH INDIA. In: 49º Congresso Brasileiro de Geologia, 2018, Rio de Janeiro. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

7.
SOARES, M. V. T. ; BASILICI, Giorgio ; DAL BO P. ; MARINHO, THIAGO DA SILVA ; MOUNTNEY, NIGEL PHILIP ; COLOMBERA, L. ; DE OLIVEIRA, EMERSON FERREIRA ; DA SILVA, KARLA EVENNY BRITO . INTERNAL ARCHITECTURE OF CHANNEL DEPOSITS AS A COMPELLING CLIMATE PROXY IN DISTRIBUTIVE FLUVIAL SYSTEMS (BAURU BASIN - BRAZIL). In: 49º Congresso Brasileiro de Geologia, 2018, Rio de Janeiro. Anais, 2018. v. 1. p. 1-1.

8.
SOARES, M. V. T. ; Basilici, Giorgio ; MARINHO, T.da S. ; PEREIRAARAUJO, T. . DRYLAND FLUVIAL SYSTEMS: FACIES ANALYSIS AND SEQUENTIALITY OF THE SERRA DA GALGA MEMBER AT THE ?PONTO 1 DO PRICE? (PEIRÓPOLIS-MG, BAURU BASIN). In: 48CBG, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016. v. 1.

9.
SIMPLICIO, FÁBIO ; Basilici, Giorgio ; FERNANDES, L. R. M. ; CHAKRABORTY, T. ; SGARBI, N. G. . TEMPORAL EVOLUTION OF A PLAYA LAKE (QUIRICÓ FORMATION, LOWER CRETACEOUS, SANFRANCISCANA BASIN, MG-BRAZIL). In: 48CBG, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016. v. 1.

10.
FERNANDES, L. R. M. ; Basilici, Giorgio ; SIMPLICIO, FÁBIO ; SGARBI, N. G. . DRYING OF A CRETACEOUS EPHEMERAL LAKE: AREADO GROUP, SANFRANCISCANA BASIN, MINAS GERAIS, BRAZIL. In: 48CBG, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016. v. 1.

11.
DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FUHR ; Basilici, Giorgio ; OLIVEIRA, E. F. ; SAMPAIO, L. F. ; SOARES, M. V. T. . STRATIGRAPHIC ARCHITECTURE OF A LATE CRETACEOUS FLUVIAL DISTRIBUTARY SYSTEM (BAURU GROUP, SOUTHEAST BRAZIL). In: 48CBG, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016. v. 1.

12.
PEREIRAARAUJO, T. ; Basilici, Giorgio . FACIES AND DEPOSITIONAL ARCHITECTURE OF FURNAS FORMATION IN GUARTELÁ CANYON (EARLY DEVONIAN), PARANÁ BASIN, BRAZIL: FLUVIAL OR SUBTIDAL SYSTEM?. In: 48CBG, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016. v. 1.

13.
HECHENLEITNER, E. M. ; FIORELLI, L. ; GRELLET-TINNER, G. ; BASILICI, Giorgio ; LEUZINGER, L. . A new titanosaur nesting site from the los Llanos Formation (Late Cretaceous, La Rioja, Argentina).. In: XXIX Jornadas Argentinas de Paleontologia de Vertebrados, 27-29 de maio de 2015, Diamante, Entre Rios (Argentina),, 2015, Diamante, Entre Rios (Argentin. Resumenes, p. x, 2015. p. 1.

14.
OLIVEIRA, E. F. ; BASILICI, Giorgio . ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO ENTRE UM PERFIL DE PALEOSSOLO E DEPÓSITO SEDIMENTAR (FORMAÇÃO MARÍLIA, CRETÁCEO SUPERIOR). In: 1º - Seminário de Pesquisa do Laboratório de Paleontologia e Evolução/Curso de Geologia/UFG - 2015, 2015. Anais do 1º - Seminário de Pesquisa do Laboratório de Paleontologia e Evolução/Curso de Geologia/UFG - 2015, 2015. v. 1. p. 1.

15.
SAMPAIO, L. F. ; DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio ; MARINHO, T.da S. . TEXTURA E COMPOSIÇÃO DOS CALCRETES DO MEMBRO SERRA DA GALGA (FORMAÇÃO MARÍLIA, BACIA BAURU) NA REGIÃO DE UBERABA - MG. In: Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015, Campos de Jordão. Geosudeste 2015 - 14º Simpósio de Geologia do Sudeste, 2015. v. 1. p. 1.

16.
BASILICI, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR . Influence of subaqueous processes on the construction and accumulation of an aeolian sand sheet.. In: 19th International Sedimentological Congress, 18 to 22 August 2014, Geneva, Switzerland, Sedimentology at the crossroads of new frontiers,, 2014, Geneva, Switzerland,. Abstracts Book, p.49, 2014.

17.
BASILICI, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR ; MARINHO, T.da S. . Palaeosol as stratigraphic and palaeoenvironmental proxies in aeolian succession.. In: 19th International Sedimentological Congress, 18 to 22 August 2014, Geneva, Switzerland, Sedimentology at the crossroads of new frontiers, 2014, Geneva, Switzerland. Abstracts Book, p.50., 2014.

18.
Símplicio Fábio ; BASILICI, Giorgio . An unusual thick succession of a paleoproterozoic eolian sand sheet (Bandeirinha Formation, south-eastern Brazil).. In: 19th International Sedimentological Congress, 18 to 22 August 2014, Geneva, Switzerland, Sedimentology at the crossroads of new frontiers,, 2014, Geneva, Switzerland. Abstracts Book, p.639., 2014.

19.
BASILICI, Giorgio; FIORELLI, L. ; HECHENLEITNER, E. M. ; GRELLET-TINNER, G. . Cumulative palaeosols: a particular geological condition for 'accumulation' of sauropods eggs (Upper Cretaceous, Tama, La Rioja).. In: 19th International Sedimentological Congress, 18 to 22 August 2014, Geneva, Switzerland, Sedimentology at the crossroads of new frontiers,, 2014, Geneva, Switzerland. Abstracts Book, p.51., 2014.

20.
BASILICI, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR . Influence of subaqueous processes on the construction and accumulation of an aeolian sand sheet.. In: XIV Reunión Argentina de Sedimentología,, 2014, Puerto Madryn (Chubut, Argenti. Resumenes, 2014. p. 36.

21.
BASILICI, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR ; MARINHO, T.da S. . Palaeosol as stratigraphic and palaeoenvironmental proxies in aeolian succession.. In: XIV Reunión Argentina de Sedimentología, 2014, Puerto Madryn (Chubut, Argenti. Resumenes, 2014. p. 37.

22.
DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR ; BASILICI, Giorgio ; Sampaio, L.F ; MARINHO, T.da S. . Calcretes pedogênicos da Formação Marília (neocretáceo da Bacia Bauru).. In: 47º Congresso Brasileiro de Geologia, Salvador, Brasil, 21-26 de setembro 2014,, 2014, Salvador, Brasil,. Atas, 2014. p. 1550.

23.
Símplicio Fábio ; BASILICI, Giorgio . An unusual thick succession of a paleoproterozoic eolian sand sheet (Bandeirinha Formation, south-eastern Brazil).. In: XIV Reunión Argentina de Sedimentología, 1 al 5 de septiembre del 2014, RESÚMENES, Puerto Madryn (Chubut, Argentina),, 2014, Puerto Madryn (Chubut, Argenti. Resumenes, 2014. p. 258.

24.
BASILICI, Giorgio; FIORELLI, L. ; HECHENLEITNER, E. M. ; GRELLET-TINNER, G. . Cumulative palaeosols: a particular geological condition for 'accumulation' of sauropods eggs (Upper Cretaceous, Tama, La Rioja).. In: ). XIV Reunión Argentina de Sedimentología, 1 al 5 de septiembre del 2014,, 2014, Puerto Madryn (Chubut, Argenti. Resumenes, 2014. p. 35.

25.
MENGAL, L. H. ; BASILICI, Giorgio . Análises micromorfológicas em paleossolos e sedimentos no sistema deposicional de lençol de areia do Grupo Los Llanos (Cretáceo superior).. In: XXII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2013, Campinas., 2014, Campinas. Anais do XXII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2013, 2014. p. 236.

26.
DAL RÉ, CARNEIRO C. ; GONCALVES ; BASILICI, Giorgio ; CUNHA, C. A. L. . O uso didático de vídeos no ensino de ciência do sistema terra.. In: 47a edição do Congresso Brasileiro de Geologia, Salvador (Bahia), 21 a 26 setembro de 2014., 2014, Salvador (Bahia),. Resumos do 47º Congresso Brasileiro de Geologia, p. 234, 2014.

27.
MARINHO, T.da S. ; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR ; BASILICI, Giorgio ; IORI, Fabiano V. . Evidências paleoclimáticas com base em paleossolos e macrofósseis do Grupo Bauru (Neocretáceo) em Monte Alto, São Paulo, Brasil.. In: XIII Congresso Brasileiro de Paleontologia, 13-18 de outubro de 2013, Gramado, RS, 2013, Gramado, RS. Boletim de Resumos, p.193, 2013. p. 193.

28.
MONTEBELLER, M. ; BASILICI, Giorgio . Paleossolos em sistemas deposicionais desérticos do cretáceo: significado estratigráfico e uso como proxies paleoambientais.. In: XXI Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2013, Campinas., 2013, Campinas. Anais do XXI Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2013, 2013. p. x.

29.
Símplicio Fábio ; BASILICI, Giorgio . Climate alternations of zibar-like dunes and ephemeral channels in a Paleoproterozoic aeolian sand sheet: Bandeirinha Formation, Minas gerais, Brazil.. In: 6th Latin American Congresso of Sedimentology., 2013, São Paulo. Proceeding,, 2013. p. 47.

30.
BASILICI, Giorgio; DAL' BÓ, PATRICK FRANCISCO FÜHR . Influence of subaqueous processes into the construction and accumulation of an aeolian sand sheet: Upper Tulum Valley (San Juan Province, Western Argentina).. In: 6th Latin American Congresso of Sedimentology, 14-17 julho 2013, 2013, São Paulo. Proceeding, 2013. p. 16.

31.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Palaeosol and sediment interactions controlled by the climate in arid and semiarid palaeoenvironment: the Late Cretaceous of the South American (Bauru Basin, SE Brazil). In: XIII Reunión Argentina de Sedimentologia, 2012, Salta. Anais XIII RAS, 2012.

32.
BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. ; Poiré, Daniel G. . HCS-like and combined-flow ripples in the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera): a turbiditic deep-water or storm-dominated shelf system?. In: XIII Reunión Argentina de Sedimentologia, 2012, Salta. Anais XIII RAS, 2012.

33.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Palaeosol and aeolian sediment interbeddings as proxies to define palaeoenvironmental changes: the Bauru Basin (Late Cretaceous, SE of Brazil). In: 29th IAS Meeting of Sedimentology, 2012, Schladming. Abstracts 29th IAS Meeting of Sedimentology,, 2012.

34.
BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. . HCS-like and combined-flow ripples in the Punta Negra Formation (Lower-Middle Devonian, Argentine Precordillera): a turbiditic deep-water or storm-dominated shelf system?. In: 29th IAS Meeting of Sedimentology, 2012, Schladming. Abstracts 29th IAS Meeting of Sedimentology, 2012.

35.
Símplicio Fábio ; BASILICI, Giorgio . MECANISMOS E GEOMETRIAS DEPOSICIONAIS DOS LENÇOIS DE AREIA EÓLICOS DA FORMAÇÃO BANDEIRINHA, DIAMANTINA (MG). In: 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012, Santos. Resumos do 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2013.

36.
FIORITI, L. ; BASILICI, Giorgio ; GUIRRO, C. ; Viana A.R. ; Maestri R. . SIMULAÇÃO FÍSICA DE FLUXOS GRAVITACIONAIS: EFEITOS DA VARIAÇÃO DE CONCENTRAÇÃO E VAZÃO DO FLUXO NO DEPÓSITO GERADO. In: 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012, Santos. Resumos do 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012.

37.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . CONSTRUÇÃO, ACUMULAÇÃO E PRESERVAÇÃO DO LENÇOL DE AREIA EÓLICA LA SALINA (PROVÍNCIA DE SAN JUAN, ARGENTINA). In: 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012, Santos. Resumos do 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012.

38.
BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. . HCS-LIKE AND COMBINED-FLOW RIPPLES IN THE PUNTA NEGRA FORMATION (LOWER-MIDDLE DEVONIAN, ARGENTINE PRECORDILLERA): A TURBIDITIC DEEP-WATER OR STORM-DOMINATED SHELF SYSTEM?. In: 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012, Santos. Resumos do 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012.

39.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . PALAEOSOL AND SEDIMENT INTERACTIONS CONTROLLED BY THE CLIMATE IN ARID AND SEMIARID PALAEOENVIRONMENT: THE LATE CRETACEOUS OF THE SOUTH AMERICAN (BAURU BASIN, SE BRAZIL). In: 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012, Santos. Resumos do 46° Congresso Brasileiro de Geologia, 2012.

40.
Basilici, Giorgio; DAL BO P. . Climate variations in Late Cretaceous South American arid continental environments: palaeosol and sediment interactions as climate proxies (Bauru Basin, SE Brasil). In: Climate and Ocean Dynamics of the Cretaceous Greenhouse, 2011, Utrecht. Annals of the Congress, 2011. v. 1. p. 1-1.

41.
PIAIA, E. ; BASILICI, Giorgio . Paleossolos e suas relações com depósitos de planície aluvial: a formação Resende, Bacia de Taubaté.. In: XIX Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, ,, 2011, Campinas. Anais do XIX Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp,, 2011. v. 1. p. 1.

42.
DE LUCA, P. ; BASILICI, Giorgio . Storm deposits in deep-water system: a Devonian example of Argentine Precordillera (Punta Negra Formation). In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza. 18th International Sedimentological Congress - Abstract Volume, 2010. p. 904-904.

43.
PRANDI, P. L. ; BASILICI, Giorgio ; DAL BO P. . Well log data for the recognition and interpretation of paleosols in subsurface sections. The Marília Formation in the São Paulo state, SE Brazil. In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza. 18th International Sedimentological Congress - Abstract Volume, 2010. p. 758-758.

44.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio ; ANGELICA, R. S. . Mineralogical distinctions between Bt and Bk Aridisol horizons developed on eolian sand sheet deposits (Marília Formation, Late Cretaceous, Brazil). In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza. 18th International Sedimentological Congress - Abstract Volume, 2010. p. 373-373.

45.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . Comparison between sedimentation models in two warm climate eolian sand sheets: The modern Las Salinas (W Argentina) and ancient Marília and Adamantina formations (Late Cretaceous, SE Brazil). In: 18th International Sedimentological Congress, 2010, Mendoza. 18th International Sedimentological Congress - Abstract Volume, 2010. p. 372-372.

46.
DE OLIVIEIRA, G.J.G. ; Basilici, Giorgio . Caracterização e inter-relações entre depósitos e paleossolos de ambiente árido e semi-árido: um exemplo antigo (Bacia de Bauru, Estados de GO, MG e MS) e um análogo atual (vale de Las Salinas, W Argentina).. In: XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010, Campinas. Anais do XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010., 2010. v. 1. p. 1.

47.
PIAIA, E. ; BASILICI, Giorgio . Paleossolos e suas relações com depósitos de planície aluvial: a formação resende, bacia de taubaté.. In: XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010, 2010, Campinas. . Anais do XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010. v. 1. p. 1.

48.
BALDIM, M. R. ; BASILICI, Giorgio . Análise de fácies de depósitos continentais da Serra de Araçoiaba em Iperó-SP: uma contribuição para a valorização da floresta nacional de ipanema (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade).. In: XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010, 2010, Campínas. Anais do XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010, 2010. v. 1. p. 1.

49.
VILELA, P. C. ; Basilici, Giorgio . Análise de fácies e organização arquitetônica da formação marília.. In: Anais do XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010., 2010, Campinas. Anais do XVIII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2010., 2010. v. 1. p. 1.

50.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . STABILITY AND INSTABILITY OF AEOLIAN SAND SHEETS: MODERN (LAS SALINAS, W ARGENTINA) AND ANCIENT EXAMPLES (BAURU GROUP, LATE CRETACEOUS, SE BRAZIL). In: 27 th IAS MEETING OF SEDIMENTOLOGY, 2009, Alghero. Itália. Abstract of the27th Meeting IAS, 2009.

51.
BASILICI, Giorgio; LUCA, Pedro Henrique Vieira de . SHALLOW WATER HUMMOCKY CROSS STRATIFICATIONS PRESERVED IN AN WAVE-DOMINATED OPEN COAST TIDAL FLAT: LAGARTO FORMATION, NE BRAZIL. In: 27 th IAS MEETING OF SEDIMENTOLOGY, 2009, Alghero. Itália. Abstract of the27th Meeting IAS, 2009.

52.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . PALEOSOLS AND PRECIPITATION ESTIMATES OF THE LATE CRETACEOUS MARÍLIA FORMATION, SOUTHEASTERN BRAZIL. In: 27 th IAS MEETING OF SEDIMENTOLOGY, 2009, Alghero. Itália. Abstract of the27th Meeting IAS, 2009.

53.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . ANATOMY AND CONTROLLING FACTORS OF A LATE CRETACEOUS AEOLIAN SAND SHEET: THE MARÍLIA AND THE ADAMANTINA FORMATIONS, NW OF THE BAURU BASIN, BRAZIL. In: XI Simpósio de Geologia do SE, 2009, Águas São Pedro. Livro dos Resumos.

54.
BASILICI, Giorgio; LUCA, Pedro Henrique Vieira de . SHALLOW WATER HUMMOCKY CROSS STRATIFICATIONS PRESERVED IN AN WAVE-DOMINATED OPEN COAST TIDAL FLAT: LAGARTO FORMATION, NE BRAZIL. In: XI Simpósio de Geologia do SE, 2009, Águas São Pedro. Livro dos Resumos, 2009.

55.
VIEIRA, P. C. ; BASILICI, Giorgio . USO DA ANÁLISE PETROLÓGICA NA INTERPETAÇÃO DOS PROCESSOS DE APORTE E DISTRIBUIÇÃO DE SEDIMENTO EM SISTEMAS EÓLICOS DE LENÇOL DE AREIA: FORMAÇÃO MARÍLIA (CRETÁCEO SUPERIOR). In: XI Simpósio de Geologia do SE, 2009, Águas São Pedro. Livro dos Resumos, 2009.

56.
DAL BO P. ; BASILICI, Giorgio . WET CLIMATIC CONDITIONS RECORDED FROM PALEOSOLS IN THE LATE CRETACEOUS OF THE BAURU BASIN: MARÍLIA FORMATION, GO AND MS. In: XI Simpósio de Geologia do SE, 2009, Águas São Pedro. Livro dos Resumos, 2009.

57.
VIEIRA, P. C. ; BASILICI, Giorgio . Uso da análise petrológica na interpetação dos processos de aporte e distribuição de sedimento em sistemas eólicos de lençol de areia: Formação Marília (Cretáceo Superior).. In: XI Simpósio de Geologia do SE, 2009, 2009, Águas São Pedro. Livro dos Resumos, 2009., 2009. v. 1. p. 46-46.

58.
VIEIRA, P. C. ; Basilici, Giorgio . Análise petrológica na interpetação dos processos de aporte e distribuição de sedimento em sistemas eólicos de lençol de areia: Formação Marília (Cretáceo Superior).. In: XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009, 2009, Campinas. Anais do XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009., 2009. v. 1. p. 1.

59.
SANTOS, L. P. D. ; BASILICI, Giorgio . Simulação de depósitos gravitacionais produzidos por fluxos bipartidos: da geologia de campo á reprodução emn laboratório. Análise de fácies aplicada à interpretação de fluxos hidráulicos oscilatórios e combinados: formação corumbataí, sierra de la invernada e portezuelo del tontal.. In: XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009,, 2009, Campinas. Anais do XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009., 2009. v. 1. p. 1.

60.
ARAUJO, R. L. ; BASILICI, Giorgio . Análise das microtexturas superficiais de grãos de quartzo mediante microscópio eletrônico de varredura (mev) em depósitos eólicos, fluviais e paleossolos da formação marília da bacia bauru.. In: XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009, 2009, Campinas. Anais do XVII Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2009., 2009. v. 1. p. 1.

61.
BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio . ARQUITETURA E MECANISMOS DEPOSICIONAIS EM SISTEMAS ALUVIAIS HOLOCÊNICOS DE CLIMA ÁRIDO NO OESTE ARGENTINO E COMPARAÇÃO COM DEPÓSITOS NEOCRETÁCEOS BRASILEIROS. In: 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44° Congresso Brasileiro de Geologia.

62.
BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. ; OLIVEIRA, Elson Paiva de . PLANÍCIE DE MARÉ DOMINADA POR ONDA: FORMAÇÃO LAGARTO (ORDOVICIANO (?), DOMÍNIO ESTÂNCIA, SERGIPE). In: 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

63.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . ELEMENTOS ARQUITETURAIS E SUPERFÍCIES LIMITANTES EM UM ANTIGO LENÇOL DE AREIA: FORMAÇÃO MARÍLIA (MS E GO). In: 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

64.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. ; ANGELIS, M. C. ; LADEIRA B. F. S. . FATORES DE CONTROLE GEOLÓGICO À FORMAÇÃO DE FLORESTAS FÓSSEIS: A FLORESTA FÓSSIL DE DUNAROBBA (PLIOCENO SUPERIOR, ITÁLIA CENTRAL). In: 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008, Curitiba. Anais do 44° Congresso Brasileiro de Geologia, 2008.

65.
FIORITI, L. ; BASILICI, Giorgio . Simulação de depósitos gravitacionais produzidos por fluxos bipartidos: da geologia de campo á reprodução emn laboratório. In: XVI Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2008, Campinas. Anais do XVI Congresso interno de Iniciação Científica da Unicamp, 2008.

66.
LADEIRA B. F. S. ; BASILICI, Giorgio ; DAL BO P. ; BROLESI, M.F. . Paleossolos da Formação Marília: contribuição à reconstituição paleogeográfica cretácica na porção norte da bacia sedimentar do Paraná - (Quirinópolis e Itajá -GO). In: V Seminário Latino-americano I Seminário Ibero-americano de Geografia Física, 2008, Santa Maria (RS). Anais do V Seminário Latino-americano I Seminário Ibero-americano de Geografia Física, 2008.

67.
BASILICI, Giorgio; Ladeira, F. ; DAL BO P. . AEOLIAN/FLUVIAL AND PALEOSOL CLIMATIC SEQUENCES IN AN ANCIENT SAND SHEET: MARÍLIA FORMATION, LATE CRETACEOUS, BACIA BAURU, BRAZIL. In: IAS 2007 25th Meeting, 2007, Patras. IAS 25th Meeting - Books of Abstracts, 2007. v. único. p. 49-49.

68.
BASILICI, Giorgio; DE LUCA, P. . STORM-GENERATED COMBINED FLOWS DEPOSITS IN SHELF DEPOSITIONAL SYSTEMS: MIDDLE ? LATE ORDOVICIAN, ARGENTINE PRECORDILLERA. In: IAS 2007 25th Meeting, 2007, Patras. IAS 25th meeting - Books of Abstracts, 2007. v. único. p. 48-48.

69.
BASILICI, Giorgio; Ladeira, F. ; DAL BO P. . AEOLIC/FLUVIAL DEPOSITS AND PALEOSOL INTERACTIONS IN A SEMI-ARID INTRACRATONIC SAND SHEET BASIN: MARÍLIA AND ADAMANTINA FORMATIONS (NW OF THE BAURU BASIN, LATE CRETACEOUS). In: SIMPÓSIO DO SUDESTE - 2007, 2007, Diamantina. Livro dos Resumos, 2007. p. 14-14.

70.
DE LUCA, P. ; BASILICI, Giorgio . MODELO DE FACIES EM SISTEMA PROFUNDO DE RAMPA SUBMARINA RICA EM AREIA (FORMACAO PUNTA NEGRA, DEVONIANO, PRÉ-CORDILHEIRA ARGENTINA). In: SIMPÓSIO DO SUDESTE - 2007, 2007, Diamantina. Livro dos Resumos, 2007. p. 46-46.

71.
Ladeira, F. ; BROLESI, M.F. ; BASILICI, Giorgio ; BATEZELLI, Alessandro . Paleossolos na Formação Marília: contribuição à reconstituição paleogeográfica cretácica nas áreas de Quirinópolis e Itajá :. In: XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2007, Gramado. do XXXI Congresso Brasileiro de Ciência do Solo - Conquistas e Desafios da Ciência do Solo Brasileira, 2007.

72.
BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio . Arquitetura deposicional e evolução da sequencia aluvial neocretácea da porção setentrional da Bacia Bauru, no sudeste brasileiro. In: 7° Simpósio do Cretáceo do Brasil - 1° Simpósio do Terciário do Brasil, 2006, Serra Negra. Boletim do 7° Simpósio do Cretáceo do Brasil, 2006.

73.
BATEZELLI, Alessandro ; ASSINE, M. ; BASILICI, Giorgio . A influencia do Soergimento do Alta Paranaíba na Proveniência Sediemntar do Grupo Bauru e na Paleodrenagem Continental na Região Sudeste do Brasil durante o Neo-Cretáceo. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Anais do XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006. v. Único.

74.
BASILICI, Giorgio; OLIVEIRA, Elson Paiva de . Tidal dominated sandy coast: the Lagarto Formation, Early Cambrian, Sergipe.. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Anais do XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006. v. Único.

75.
MORETTI, Paulo Augusto ; HENRIQUE, André ; BASILICI, Giorgio . Sedimentology And Depositional System Of The Shelf Deposits Of The Sierra De La Invernada Formation (Middle-Upper Ordovician). In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Anais do XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006. v. Único.

76.
HENRIQUE, André ; MORETTI, Paulo Augusto ; BASILICI, Giorgio . The Storm-Influenced Deposits Of The Portezuelo Del Tontal Formation, Western Gondwana Margin, Middle-Upper Ordovician, Argentine Precordillera. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Anais do XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006. v. Único.

77.
BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio ; SAAD, Antonio . High-Accommodation System Tract In The Upper Cretaceous Continental Sequence In The Southeast Brazil.. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracajú. Anais do XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006. v. Único.

78.
BASILICI, Giorgio; MORETTI, Paulo Augusto ; HENRIQUE, André ; BATEZELLI, Alessandro . The importance of the combined flows in the sedimentary record of siliciclastic shelves: the Portezuelo del Tontal and Sierra de la Invernada formations, middle-upper Ordovician, Argentine Precordillera. In: Sediment 2006 - 4th Meeting of the SEPM Central European Section, 2006, Gottingen (D). Abstract and Field Trips, 2006. v. Único.

79.
BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio . A high-accomodation system tract in an intracratonic continental basin (Bauru unit, upper Cretaceous, southeast Brazil). In: Sediment 2006 - 4th Meeting of the SEPM Central European Section, 2006, Gottingen (D). Abstract and Field Trips, 2006. v. Único.

80.
BATEZELLI, Alessandro ; BASILICI, Giorgio . Depositional architecture in an intracratonic alluvial basin dominated of arid climate (neo-Cretaceous of northern Bauru basin, SE Brazil). In: Sediment 2006 - 4th Meeting of the SEPM Central European Section, 2006, Gottingen (D). Abstract and Field Trips, 2006. v. Único.

81.
BODEN, Alick Barreto Stuart ; BASILICI, Giorgio . ARQUITETURA FLUVIAL EM AMBIENTE ÁRIDO: FORMAÇÃO MARÍLIA. In: XIV Congresso Interno da Iniciação Científica - Unicamp, 2006, Campinas. Anais do XIV Congresso Interno da Iniciação Científica - Unicamp, 2006.

82.
BASILICI, Giorgio; CUTOLO, Adriano ; BORGES, João Paulo Gomes ; HENRIQUE, André ; MORETTI, Paulo Augusto . Ordovician storm-dominated basins and the evolution of the western Gondwana margin (Portezuelo del Tontal, Sierra de la Invernada and Yerba Loca formations, Argentine Precordillera).. In: 12° Gondwana Conference, 2005, Mendoza. Gondwana 12 - Geological and Biological Heritage of Gondwana, Abstracts,. Cordova, Argentina: Academia Nacional de Ciências, 2005. p. 64-64.

83.
BASILICI, Giorgio. Filling response of a deepwater system to basin tectonic: the Itajaí Basin, a compressional or an extensional basin?. In: 12° Gondwana Conference, 2005, Mendoza. Gondwana 12 - Geological and Biological Heritage of Gondwana, Abstracts,. Cordova, Argentina: Academia Nacional de Ciências, 2005. p. 63-63.

84.
BASILICI, Giorgio; OLIVEIRA, Elson Paiva de ; CARVALHO, Marcelo ; ARAÚJO, Mario . Macro-tidal early-cambrian deposits in post-collisional sergipano belt and its basin analysis implications. In: 12° Gondwana Conference, 2005, Mendoza. Gondwana 12 - Geological and Biological Heritage of Gondwana, Abstracts,. Cordova, Argentina: Academia Nacional de Ciências, 2005. p. 65-65.

85.
BASILICI, Giorgio; BORGES, João Paulo Gomes ; CUTOLO, Adriano ; HENRIQUE, André ; MORETTI, Paulo Augusto . The importance of storm-gravitational combined flows on the construction of sandstone reservoirs in siliciclastic shelves: analogous in Portezuelo Del Tontal and Sierra de La Invernada Formations (middle-upper Ordovician, Precordillera Argentina).. In: 12° Gondwana Conference, 2005, Mendoza. Gondwana 12 - Geological and Biological Heritage of Gondwana, Abstracts,. Cordova, Argentina: Academia Nacional de Ciências, 2005. p. 176-176.

86.
AUGUSTO, Rafael A ; VIDAL, Alexandre Campane ; BASILICI, Giorgio . Análise de proveniência dos arenitos da Formação Tietê.. In: IX Simpósio de Geologia do Sudeste, 2005, Niterói. Anais do IX Simpósio de Geologia do Sudeste, 2005. p. 1-1.

87.
BASILICI, Giorgio; BONAS, Helane Queiroz . Building And Death Of A Mixed Sand-Mud Deep-Water Ramp (Apiúna Unit, Early Cambrian, Santa Catarina State, Brazil). In: XLII Congresso Brasileiro de Geologia, 2004, Araxa. Abstract Volume, 2004.

88.
BASILICI, Giorgio; PERALTA, Silvio . Wave-Induced Gravitational Flows: Their Depositional, Architectural And Paleogeographic Aspects In An Outer Siliciclastic-Shelf (Portezuelo Del Tontal Formation, Late Ordovician, Precordillera Argentina). In: 23rd IAS Meeting of Sedimentology, 2004, Coimbra. 23rd IAS Meeting of Sedimentology - Abstract book. Coimbra, 2004. p. 57-57.

89.
BASILICI, Giorgio. Irregular Building And Death Of A Mixed Sand-Mud Deep-Water Ramp (Apiúna Unit, Early Cambrian, Santa Catarina State, Brazil). In: 23rd IAS Meeting of Sedimentology, 2004, Coimbra. 23rd IAS Meeting of Sedimentology: Abstract book. Coimbra, 2004. p. 56-56.

90.
BASILICI, Giorgio; PERALTA, Silvio ; FINNEY, Stanley C. . Shelf Reservoirs Produced by Combined Gravity Flow and Storm Deposits: Analogous Model from The Portezuelo Del Tontal Formation (Late Ordovician, Precordillera Argentina, Argentina). In: 2003 AAPG International Conference & Exhibition, 2003, Barcelona. 2003 AAPG International Conference and Exibition, 2003.

91.
BASILICI, Giorgio. Reservoir Geometry of Deep-Water System Delta-Fed: Examples from The Marginal Area of The Paraná Basin (The Itararé Group, Carboniferous-Permian, São Paulo State, Brazil). In: 2003 AAPG International Conference & Exhibition, 2003, Barcelona. 2003 AAPG International Conference & Exhibition, 2003.

92.
DUARTE, W. ; BEZERRA, J. R. ; BASILICI, Giorgio . Reservoir Geometry Of The Eastern Area Of The Itararé Group, Using Outcrop, Geological Mapping And Aeromagnetic Data (São Paulo State, Brazil). In: 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003, Belem. 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003.

93.
BASILICI, Giorgio; PERALTA, Silvio ; FINNEY, Stanley C. . The Portezuelo Del Tontal Formation: a Widespread Storm-Dominated Siliciclastic Shelf of the Lower Caradocian, Western Precordillera, San Juan Province, Argentina.. In: 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003, Belem. 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003.

94.
BASILICI, Giorgio. Depositional Mechanisms and Architecture Association in a Deep-Water Ramp (Apiúna Unit, Cambrian, South Brazil). In: 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003, Belem. 3rd Latin American Congress of Sedimentology, 2003.

95.
BASILICI, Giorgio. Outcrops as Data to Construct a Reservoir Model of Deep-Water Ramp System: a case of Apiúna Unit, South Brazil. In: IX Reunion de Sedimentologia Argentina, 2002, Cordoba, 2002.

96.
BASILICI, Giorgio. Reservoir characterization, architecture and evolution of a deep-sea ramp system (analogous outcrop of Apiúna, Santa Catarina State). In: 7° simpósio de geologia do sudeste, 2001, Rio de Janeiro, 2001.

97.
AZEVEDO, E. J. ; BASILICI, Giorgio . Modelos 3D conceituais dos corpos reservatórios em sistemas deposicionais silicoclástico de águas profundas: o caso do Grupo Itataré - porção setentrional a leste de Campinas. In: IX congresso interno de Inicição cientifica da Unicamp, 2001, Campinas, 2001.

98.
LAZZARETTI, A. F. ; BASILICI, Giorgio . Modelo 3D conceitual dos corpos reservatórios em sistemas deposicionais silicoclásticos de águas profundas: o caso do subgrupo Itararé - Porção entre CAmpinas e Itú. In: IX congresso interno de Inicição cientifica da Unicamp, 2001, Campinas, 2001.

99.
BASILICI, Giorgio. From a closed lake alluvial fan to an open braided-fluvial depositional system: tectonic factors controlling the sedimentary evolution of the Sabina basin (Plio-Pleistocene, Central Italy). In: 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000, Rio de Janeiro. 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000.

100.
BASILICI, Giorgio; BROZZETTI, F. ; CENCETTI, C. ; CONVERSINI, P. ; STOPPA, F. ; TACCONI, P. . Geological, geomorphological and hydrogeological maps of the Todi hill and of the Orvieto cliff (Umbria, Central Italy). In: 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000, Rio de Janeiro. 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000.

101.
BASILICI, Giorgio; PONTINI, M. R. . Lithofacies and pollen assemblage in lake system deposits: Pliocene, Central Italy. In: 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000, Rio de Janeiro. 31st Internation Geological Congress, Rio de Janeiro - Brazil , August 6-17, 2000, 2000.

102.
BASILICI, Giorgio. From sand rich to mixed sand-mud ramp deep-water system: a conceptual model for the Apiuna succession (Cambrian, Itajaí valley, Brazil). In: Sessão de Ciências da Terra da Academia Brasileira de Ciências, São Paulo, December 8, 2000, 2000, Sao Paulo. Sessão de Ciências da Terra da Academia Brasileira de Ciências, 2000.

103.
BASILICI, Giorgio; ALBIANELLI, A. ; CAVINATO, G. ; GLIOZZI, E. ; MASTRO, S. L. ; MAZZINI, I. ; NAPOLEONE, G. ; PONTINI, M. R. . Mid-Late Pliocene paleoenvironment variations in the Valtiberina (Tiber Valley) lacustrine rhytmites: ostracods and pollen distributions related to the magnetocyclic record. In: The 2nd international congress of limnogeology 25-28 May 1999, 1999, Plouzané - France. The 2nd international congress of limnogeology 25-28 May 1999, 1999.

104.
BASILICI, Giorgio; FISAULI, M. . Application of the facies analyses to the geological mapping of continental deposits: two cases in plio-pleistocene basin (the Tiberino and the Sabina basin - central italy). In: Evolução geológica e geodinámica do Apenino, em memória do Prof. Giampalo Pialli. Foligno (Perugia - Itália) 16-17-18 Febbraio 2000, 1999, Foligno (Perugia). Evolução geológica e geodinámica do Apenino, em memória do Prof. Giampalo Pialli. Foligno (Perugia - Itália) 16-17-18 Febbraio 2000, 1999.

105.
ALBIANELLI, A. ; AMBROSETTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; BERTINI, A. ; NAPOLEONE, G. ; PONTINI, M. R. . Mid-late pliocene magnetostratigraphic timing of the Valtiberina lacustrine deposits in the northern Apennines, Italy. In: Evolução geológica e geodinámica do Apenino, em memória do Prof. Giampaolo Pialli. Foligno (Perugia - Itália) 16-17-18 Febbraio 2000, 1999, Foligno. Evolução geológica e geodinámica do Apenino, em memória do Prof. Giampaolo Pialli. Foligno (Perugia - Itália) 16-17-18 Febbraio 2000, 1999.

106.
BASILICI, Giorgio. The sedimentological context of the Fossil Forest of Dunarobba. In: Congress on The Fossil Forest of Dunarobba Avigliano Umbro 22-24 Aprile 1998, 1998, Avigliano Umbro. Congress on The Fossil Forest of Dunarobba, 1998.

107.
BASILICI, Giorgio; BROZZETTI, F. . Controllo tettonico sulla sedimentazione in un bacino continentale plio-pleistocenico: il Bacino Tiberino (Italia centrale). In: Convention on Quaternary tectonic of the italian country: knowledges, problems, and applications Parma 25-27 febbraio 1997, 1997, Parma. Convention on Quaternary tectonic of the italian country: knowledges, problems, and applications, 1997.

108.
BASILICI, Giorgio; BERTINI, A. ; PONTINI, M. R. ; AMBROSETTI, P. . Sedimentary facies and pollen assemblages in a Pliocene lake system: the Tiberino Basin (Umbria, Central Italy). In: INQUA-SEQS '96 Congress The dawn of the Quaternary, 16-21 giugno 1996,, 1996, Tegelen/Kerkrade. INQUA-SEQS '96 Congress The dawn of the Quaternary, 16-21 giugno 1996,, 1996.

109.
BASILICI, Giorgio; ABBAZZI, L. ; AMBROSETTI, P. ; ARGENTI, P. ; BERTINI, A. ; GENTILI, S. ; MASINI, F. ; PONTINI, M. R. . Paleontological and sedimentological records in Pliocene distal alluvial fan deposits (Cava Toppetti near Todi, central Italy). In: XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996, Parma. XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996.

110.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; ARGENTI, P. ; GENTILI, S. ; PONTINI, M. R. . Large carnivore and other mammal fossils from early Pleistocene alluvial plain of the Tiberino Basin (Pantalla, Central Italy). In: XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996, Parma. XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996.

111.
BASILICI, Giorgio; MARTINETTO, E. ; PAVIA, G. ; VIOLANTI, D. . Paleoecologia e sedimentologia dei depositi marino-costieri pliocenici del Canavese (Italia Nord-Occidentale). In: XIII Convention of Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996, Parma. XIII Convention of Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996.

112.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. . Facies ed implicazioni paleoambientali di sedimenti lacustri costieri: il Bacino Tiberino (Pliocene medio-superiore, Umbria). In: XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996, Parma. XIII Convention of the Società Paleontologica Italiana, Parma 10-13 settembre 1996, 1996.

113.
BASILICI, Giorgio. Sedimentary facies and evolution of a Plio-Pleistocene continental basin: the Tiberino Basin (Umbria, Central Italy). In: INQUA-SEQS '96 Congress, The dawn of the Quaternary, 16-21 giugno 1996, Tegelen/Kerkrade (The Netherlands), 1996, Tegelen/Kerkrade. INQUA-SEQS '96 Congress, The dawn of the Quaternary, 1996.

114.
BASILICI, Giorgio; BERTINI, A. ; PONTINI, M. R. . Oscillation climatiques dans le Pliocene de l'Italie Centrale: l'example de la section de Fosso Bianco (Bassin Tiberino, Ombrie). In: 14° Symposium de l'Association des Palynologues de langue francaises Palynologie & Changements globaux, Paris, september 1995, 1995, Paris. 14° Symposium de l'Association des Palynologues de langue francaises Palynologie & Changements globaux, Paris, september 1995, 1995.

115.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; CODIPIETRO, G. ; CORONA, E. ; ESU, D. ; GIROTTI, O. ; MONACO, A. L. ; MENEGHINI, M. ; PAGANELLI, A. ; ROMAGNOLI, M. . Ambiente deposizionale, biostratigrafia e paleoclimatologia dei sedimenti villafranchiani della Foresta Fossile di Dunarobba (Umbria). In: AIQUA Congress on The meaning of Villafranchiano in the Plio-Pleistocene stratigraphy, 20-24 Juny 1994, 1994, Torino. AIQUA Congress on The meaning of Villafranchiano in the Plio-Pleistocene stratigraphy, 20-24 Juny 1994, 1994.

116.
BASILICI, Giorgio; CAVINATO, G. ; MICCADEI, E. . Depositional margins controlled by tectonic in plio-pleistocene lacustrine basins of the central Italy. In: Annual Meeting '94 del IGCP - 324 GLOPALS, 1994, Konin-Ksiaz-Bogatynia. Annual Meeting '94 del IGCP - 324 GLOPALS, 1994.

117.
AMBROSETTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; BARBATO, L. C. ; CARBONI, M. ; STEFANO, F. ; ESU, D. ; GENTILI, S. ; GLIOZZI, E. ; PETRONIO, C. ; SARDELLA, R. ; SQUAZZINI, E. . Il Pleistocene inferiore nel ramo sud-occidentale del Bacino Tiberino (Umbria): aspetti litostratigrafici e biostratigrafici.. In: AIQUA Congress on Intramountain basins, 13-15 september 1993, 1993, Roma. Il Quaternario, 1993. v. 62. p. 331-332.

118.
BASILICI, Giorgio. Sedimentazione e pedogenesi nella parte distale di una conoide alluvionale del Pliocene superiore (Bacino Tiberino, Umbria).. In: AIQUA Congress on Itrmountain basins, 13-15 september 1993, 1993, Roma. Il Quaternario, 1993. v. 6. p. 364-365.

119.
AMBROSETTI, P. ; ARGENTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; GENTILI, S. ; IKOME, F. . The Pleistocenic fossil vertebrata of the Pietrafitta Basin (Umbria - Italy): preliminary taphonomic analyses.. In: Workshop of the European Paleontological Association intitled Taphonomy processes and products Strasburg, 1992, Strasbourg. Workshop of the European Paleontological Association intitled Taphonomy processes and products, 1992.

120.
BASILICI, Giorgio. Sedimentologia e stratigrafia dei depositi continentali del bacino intramontano di Todi, Plio-Pleistocene (Umbria). In: 1° Annual Scientifical Meeting of the Gruppo Informale di Sedimentologia of the CNR, 1991, Bologna. 1 Annual Scientifical Meeting of the Gruppo Informale di Sedimentologia of the CNR, 1991.

121.
BASILICI, Giorgio. La trasgressione miocenica sulla piattaforma abruzzese-campana nei dintorni di Bojano (Matese orientale). In: Giornate di studio in memoria di Carlo Bergomi, 1987, Roma. Memorie del Servizio Geologico - Giornate di studio in memoria di Carlo Bergomi, 1987.

Resumos publicados em anais de congressos (artigos)
1.
BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio2001BASILICI, Giorgio. From sand rich to mixed sand-mud ramp deep-water system: a conceptual model for the apiuna succession (Cambrian, Itajaí valley, Brazil). Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 73, n.3, 2001.

2.
BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1993BASILICI, Giorgio. Evoluzione deposizionale del ramo sud-occidentale del Bacino Tiberino (Plio-Pleistocene, Umbria): da un sistema lacustre profondo ad una piana alluvionale. Il Quaternário, Roma, v. 6, n.2, p. 333-334, 1993.

3.
BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1993BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; BARBATO, L. C. ; CARBONI, M. ; STEFANO, F. ; ESU, D. ; GENTILI, S. ; GLIOZZI, E. ; PETRONIO, C. ; SARDELLA, R. ; SQUAZZINI, E. . Il Pleistocene inferiore nel ramo sud-occidentale del Bacino Tiberino (Umbria): aspetti litostratigrafici e biostratigrafici.. Il Quaternário, Roma, v. 6, n.2, p. 331-332, 1993.

4.
BASILICI, Giorgio;Basilici, Giorgio1993BASILICI, Giorgio. Sedimentazione e pedogenesi nella parte distale di una conoide alluvionale del Pliocene superiore (Bacino Tiberino, Umbria).. Il Quaternário, Roma, v. 6, n.2, p. 364-365, 1993.

Apresentações de Trabalho
1.
BASILICI, Giorgio. Proxies climáticos no Cretáceo do Brasil e da Argentina. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BASILICI, Giorgio. Were Precambrian deep-water deposits different by Phanerozoic analogous?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
BASILICI, Giorgio. How and where Titanosaur laid eggs. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BASILICI, Giorgio. The importance of wave and tides in distribution and sedimentation of material in deep water mini cruso 7 horas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
BASILICI, Giorgio. Role of palaeosols in deciphering palaeoenvironments and stratigraphy of continental deposits Mini-cruso 7 horas. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
BASILICI, Giorgio. Clastic deposits from fluvial to deep-water depositional environments. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
BASILICI, Giorgio. Palaeosols and deposits in the temporal evolution of a semiarid fluvial distributary system. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
BASILICI, Giorgio. Methods of recognition and study of palaeosols in sedimentary records - Curso 35 horas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
BASILICI, Giorgio. Methods of recognition and study of palaeosols in sedimentary records - Curso de 35 horas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
BASILICI, Giorgio. Methods of recognition and study of palaeosols in sedimentary records - Curso 35 horas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
BASILICI, Giorgio. Hybrid coastal ancient depositional systems: storm wave, tide and hyperpycnal flows interaction. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
BASILICI, Giorgio. Influence of the water on the construction and accumulation of aeolian sand-sheet. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
BASILICI, Giorgio. Qualcuno sa che cosa sono le hummocky cross-stratifications e dove si trovano?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências - Curso 30 horas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
BASILICI, Giorgio. Riconoscimento di paleosuoli in successioni sedimentarie antiche - MInicurso 4 horas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
BASILICI, Giorgio. Ventos, desertos e rochas - 4 horas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
BASILICI, Giorgio. Depósitos e estratigrafia em sistemas eólicos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
BASILICI, Giorgio. Distribuição espacial das areais plataformais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . El desierto brasileño en el tiempo de los grandes dinosaurios y cocodrilos: un estudio paleopedológico de las rocas del Cretácico Superior del SE brasileño. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
BASILICI, Giorgio. Sistemas sedimentários eólicos desérticos Mini-ciurso 2 horas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
BASILICI, Giorgio. Guia ao reconhecimento e ao uso dos paleossolos. Exemplos no registro geológico do Grupo Bauru (Cretáceo superior) - 2 horas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
BASILICI, Giorgio. Paleossolos: reconhecimento e uso em sucessões sedimentares 2 horas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
BASILICI, Giorgio. Cyclical interbedding of palaeosol and aeolian deposits as proxies of climate variations in Late Cretaceous of Bauru Basin (SE Brazil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
BASILICI, Giorgio. Geologia, geologia do petróleo e sedimentologia aplicadas a museologia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
Basilici, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências - 30 horas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

26.
BASILICI, Giorgio. A depositional model for a wave-dominated open-coast tidal flat. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
BASILICI, Giorgio. Depósitos e fluxos de densidade: leitura de campo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
BASILICI, Giorgio. Catastrophic storm-induced gravitational-deposits in Ordovician foreland shelf: Precordillera Argentina, W Argentina.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
BASILICI, Giorgio. Catastrophic storm-induced gravitational-deposits in Ordovician foreland shelf: Precordillera Argentina, W Argentina. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
BASILICI, Giorgio. Deepwater depositional systems characterized by gravitational and combined flows: the pre-Cambrian basin of the Itajaí (Brazil) and the Ordovician basins of Precordillera. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
BASILICI, Giorgio. Deepwater gravitational and combined flows: the new ideas of the last 10 years applied in examples of the South America. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
BASILICI, Giorgio. Villafranchian and Galerian localities of central Italy. Perugia: Universitá di Perugia, 2001 (Guia de Congresso).

2.
BASILICI, Giorgio; BROZZETTI, F. . Notes and Geological Maps of the Todi and Orvieto hills, 1:5.000 scale. Perugia: Regione Umbria, 1999 (Descriçao de mapa geologico).

3.
BASILICI, Giorgio. A geo-palaeontological museum near the electric power station of Pietrafitta (Piegaro - PG).. Perugia: Universidade de Perugia - Centro di Ateneo per i Musei Scientifici, 1998 (Projeto museal).

4.
BASILICI, Giorgio. Exercices for the teaching activity of Earth Science. Montecastrilli: Scuola Media di Montecastrilli, 1998 (Relatorio didatico).

5.
BASILICI, Giorgio; MARTINETTO, E. ; CARRARO, F. ; BERTOLDI, R. ; COZZI, L. ; GIARDINO, M. ; PAVIA, G. ; RAVAZZI, C. ; VIOLANTI, D. . Pliocene PLants, Environments and Climate of North-Western Italy. Torino: Universitá di Torino, 1998 (Guia de Congresso).

6.
BASILICI, Giorgio. Note delle Carte Geologiche di Todi, San Terenziano, Canonica, Montemolino,escala 1:5000. Perugia: Regione dell'Umbria, 1998 (Descriçao de mapa geologico).

7.
BASILICI, Giorgio; BROZZETTI, F. . The south-western branch of Tiberino Basin (Plio-Quaternary): evolution and tectonic control on the sedimentation. Perugia: Universidade di Perugia, 1997 (Guia de Congresso).

8.
BASILICI, Giorgio; PONTINI, M. R. . Report and files on the rocks, fossils and minerals of the Verri Collection of the Città della Pieve Museum. Città della Pieve: Comune di Città della Pieve, 1997 (Catalogo de Museu).

9.
BASILICI, Giorgio. Riempimento sedimentario della grotta dei Cocci (Narni): processi sedimentari e relazioni con la frequentazione umana. Perugia: Soprintendeza archeologica dell'Umbria, 1996 (Relatorio tecnico).

10.
BASILICI, Giorgio. Meccanismi, prodotti e tempi di sedimentazione dell'invaso artificiale di Montedoglio (AR). Perugia: Istituto Regionale di Ricerca Economica e Sociale, 1994 (Relatorio tecnico projetual).

11.
BASILICI, Giorgio. La Foresta Fossile di Dunarobba: aspetti paleobotanici, sedimentologici e stratigrafici. Perugia 1993 (Guia de Congresso).

12.
BASILICI, Giorgio. Contesto deposizionale e stratigrafico della Foresta Fossile di Dunarobba (FFD).. Roma 1992 (Guia de Congresso).

13.
BASILICI, Giorgio; AMBROSETTI, P. ; GENTILI, S. . Itinerari turistico-geologici della Regione Umbria. Il Ternano e l'Amerino. Perugia: Istituto Regionale di Ricerche Economiche e Sociali, 1992 (Guia Turistica).

14.
BASILICI, Giorgio. Il Bacino continentale Tiberino (Plio-Pleistocene, Umbria): analisi stratigrafica e sedimentologica. Bologna: Universidade de Bologna, 1992 (Tese de Doutorado).

15.
AMBROSETTI, P. ; BASILICI, Giorgio ; FARAONE, A. ; GREGORI, L. ; PARISI, G. ; VENTURI, F. . Guidebook of the Social Convention of the Società Paleontologica Italiana. Perugia: Universidade de Perugia, 1987 (Guia de Congresso).

16.
BASILICI, Giorgio. La trasgressione miocenica sul Massiccio del Matese (CB). Perugia: Universidade de Perugia, 1986 (Tese de Laurea).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BASILICI, Giorgio. Escolha de area pela construçao de um aterro sanitario. 1998.

2.
BASILICI, Giorgio. Projeto pela segurança e renaturalização de um desmoronamento usando métodos naturalístico. 1995.

3.
BASILICI, Giorgio. Projetaçao e recuperaçao de cava de argila. 1989.

4.
BASILICI, Giorgio. Geologia e hidrogeologia aplicada à engenharia. 1987.

5.
BASILICI, Giorgio. Projetaçao e recuperaçao de cava de argila. 1987.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
BASILICI, Giorgio. Sistema deposicionais desérticos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências. Curso de Pós-Graduação 30 horas, Universidade Federal do Pará. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BASILICI, Giorgio. Riconoscimento di paleosuoli in successioni sedimentarie antiche. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Reconhecimento de paleossolos em sucessões sedimentares. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
BASILICI, Giorgio. Riconoscimento di paleosuoli in successioni sedimentarie antiche. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Reconhecimento de paleossolos em sucessões sedimentares. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
BASILICI, Giorgio. Guia ao reconhecimento e ao uso dos paleossolos. Exemplos no registro geológioc do Grupo Bauru (Cretáceo superior). 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
BASILICI, Giorgio. Paleossolos: reconhecimentos e uso em sucessões sedimentares. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
BASILICI, Giorgio. Paleossolos: reconhecimento e uso em sucessões sedimentares. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
BASILICI, Giorgio. Guia ao reconhecimento e ao uso dos paleossolos. Exemplos no registro geológico do Grupo Bauru (Cretáceo superior). 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

11.
BASILICI, Giorgio. Sistemas sedimentários eólicos desérticos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

12.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos híbridos: modelos de fácies e etratigrafia de sequências.. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

14.
BASILICI, Giorgio. Deepwater gravitational and combined flows: the new ideas of the last 10 years applied in examples of the South America. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
BASILICI, Giorgio. Deepwater gravitational and combined flows: the new ideas of the last 10 years applied in examples of the South America. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

16.
BASILICI, Giorgio. Mechanism and depositional architecture as tools developing a geological mapping in continental and ?turbiditic? sedimentary systems. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

17.
BASILICI, Giorgio. Introdução à geologia do Petróleo. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

18.
BASILICI, Giorgio. Mechanism and depositional architecture as tools developing a geological mapping in continental and ?turbiditic? sedimentary systems. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

19.
BASILICI, Giorgio. Depositional architecture of Plio-Pleistocene continental deposits of central Italy. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

20.
BASILICI, Giorgio. Depositional architecture of Plio-Pleistocene continental deposits of central Italy. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
BASILICI, Giorgio. A arquitetura tridimensional de depósitos de leque profundo do grupo do Rio Itajaí (Estado de Santa Catarina, Brasil), e suas implicações para exploração e exploitação de hidrocarbonetos (II reolatorio). 2001. (Relatório de pesquisa).

22.
BASILICI, Giorgio. A arquitetura tridimensional de depósitos de leque profundo do grupo do Rio Itajaí (Estado de Santa Catarina, Brasil), e suas implicações para exploração e exploitação de hidrcarbonetos. 2000. (Relatório de pesquisa).

23.
BASILICI, Giorgio. Geological Maps of Torricella in Sabina, Poggio Moiano, Castel Nuovo di Farfa, Fara in Sabina, Poggio Mirteto, 1:10000 scale. 1999. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

24.
BASILICI, Giorgio; BROZZETTI, F. . Mapa geologico das Colinas de Todi e Orvieto, na escala 1:5000. 1999. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

25.
BASILICI, Giorgio. Prototypal geological map of plio-quaternary deposits at the 1:10000 scale: report and 4 geological maps of the Tiberino Basin. 1999. (Relatório de pesquisa).

26.
BASILICI, Giorgio. Mapas geologicos e geomorfologicos das cidades de Todi, Montemolino e San Terenziano. 1998. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

27.
BASILICI, Giorgio. Mapa geologico da Bacia Tiberina, na escala 1:10000. 1992. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BASILICI, Giorgio; FERRAO, A. M. A.; BOGGIANI, P. C.. Participação em banca de Tiago Davi Vieira Soares de Aquino. ?VULGARIZAÇÃO? DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO: A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA SEDIMENTOLÓGICA DO GRUPO BAURU PARA O MUSEU DOS DINOSSAUROS EM PEIRÓPOLIS, MG. 2018. Dissertação (Mestrado em Ensino e História de Ciências da Terra) - Instituto de Geociências - Unicamp.

2.
BASILICI, Giorgio; ALMEIDA, 2. P.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Marcus Vinícius Theodoro Soares. Arquitetura deposicional e dinâmica de sistemas fluviais de ambiente semi-árido: o Grupo Bauru no Triângulo Mineiro (Cretáceo Superior). 2018. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

3.
SCHRER, C. M. S.; DAL BO P.; Basilici, Giorgio; BALLICO, M. B.. Participação em banca de RAQUEL GEWEHR DE MELLO. RECONSTRUÇÃO DOS PALEOVENTOS DO GONDUANA NO JURO-CRETÁCEO. 2018. Dissertação (Mestrado em geociências) - UFGRS.

4.
Jovane L.; ANNA, L. G. S.Lucy Gomes Sant' Anna; SAVIAN, J. F.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Eric Siciliano Rego. Variation of mineral and clay minerals recorded in the Neo-Tethys (central Turkey): new evidences of climate changes durong the MIddle Eocene. 2017. Dissertação (Mestrado em Ocenografia geológica) - Instituto Oceanográfico - USP.

5.
ALMEIDA, R. P.; GIANNINI, Paulo; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Maria Paula Ramos Clavijo. AVALIAÇÃO DE PORTE DE UM SISTEMA ENTRELAÇADO NA FORMAÇÃO MARIZAL (APTIANO, BACIA DO TUCANO) A PARTIR DE ANÁLISES DE PALEOSINUOSIDADE E PALEOHIDRÁULICA. 2017. Dissertação (Mestrado em geociencias) - Instituto de Geociências - USP.

6.
VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de JOÃO PEDRO TAUSCHECK ZIELINSKI. AVALIAÇÃO PETROFÍSICA DE COQUINAS POR MEIO DA MICROTOMOGRAFIA DE RAIOS-X: UM EXEMPLO DA FM. MORRO DO CHAVES, BACIA DE SERGIPE-ALAGOAS. 2017. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

7.
BASILICI, Giorgio; SCHRER, C. M. S.; LAVINA, E. L. C.; GOLDBERG, K.. Participação em banca de Adriano Domingos Dos Reis. Análise arquitetural de depósitos fluviais da Formação Guará (Jurássico superior-Cretáceo inferior) na borda sudeste da Bacia do Paraná, RS, Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em geociências) - UFGRS.

8.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; DAVIS, R. R.. Participação em banca de Guilherme Chinellato. Modelo de tafofácies para as coquinas da Formação Morro do Chaves, Bacia de Sergipe-Alagoas. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

9.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; SGARBI, N. G.. Participação em banca de Emerson Ferreira de Oliveira. Relações entre os processos paleopedogenéticos e sedimentares na Formação Marília da Serra de Echaporã (Grupo Bauru, Cretáceo superior).. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

10.
BASILICI, Giorgio; RÉ, Celso Del; BOGGIANI, P. C.. Participação em banca de Thiago Pereira Araújo. Sistema fluvial ou dominado por maré? Estudos de processos de sedimentação e arquitetura deposicional da Formação Furnas (Canyon Do Guartelá), Devoniano Inferior, Bacia do Paraná, Brasil.. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

11.
Basilici, Giorgio; YOSHINAGA, S.P.; GIANNINI, Paulo. Participação em banca de LUIZ RICARDO MENEGHELLI FENANDES. SECAGEM DE LAGO EFÊMERO NO CRETÁCEO INFERIOR, GRUPO AREADO - GALENA, MINAS GERAIS. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

12.
NOGUEIRA, A.; TRUCKENBRODT, W.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Raphael Neto Araujo. Depósitos lacustres rasos da formação Pedra de Fogo, Permiano da Bacia do Parnaíba, Brasil.. 2015. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Universidade Federal do Pará.

13.
VIDAL, Alexandre Campane; KIUNG, Chang; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Caetano PONTES COSTANZO. Análise de incerteza para simulaçaõ de cenários de contenção hidraúlica em gerencimento de áreas contaminadas. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

14.
VIDAL, Alexandre Campane; KIUNG, Chang; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Aline Maria POÇA BELILA. Caracterização petrofísica dos carbonatos da Formação Morro do Chaves, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

15.
BRANCO, F. R.; JACINTA, E.; WILLIAM, S. F.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Flávia CALLEFO. Análise tafonômica e paleoecológica das estruturas assocaidas a comunidades microbianas holocênicas e permianas.. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

16.
SIMOES, 5. S. A.; PERINOTTO, J. A. J.; ARIENTI, L. M.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Eduardo ROEMERS DE OLIVEIRA. Contexto deposicional da Sequencia Balbuena III (Maastrichitinan/Daniano) da Formação Yacoraite na Sub-Bacia Metán-Alemania na região de Salta, Argentina. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociencias (Geociencias e Meio-Ambiente)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

17.
RÉ, Celso Del; BASILICI, Giorgio; LAMA, E. A.. Participação em banca de José Roberto Malaquias Junior. O ensino de Geociências como ponte entre o local e o global: projeto geo-escola em Monte Môr, SP. 2013. Dissertação (Mestrado em Ensino e História de Ciências da Terra) - Instituto de Geociências - Unicamp.

18.
NOGUEIRA, A.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Cleber Eduardo Neri Rabelo. Paleoambiente da Bacia volcânica Mosquito e do sistema desértico Corda, Jurassíco superior, centro-oeste da Bacia do Parnaíba.. 2013. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Universidade Federal do Pará.

19.
BRANCO, F. R.; FERNANDES, M. A.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Ariel MILANI MARTINE. Reconstituições de cenários paleoambientais cretáceos - Membro Crato (Formação Santana, Bacia do Araripe) e Formação Adamantina (Bacia Bauru).. 2013. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

20.
SANTOS, P. R.; DAL RÉ, CARNEIRO C.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Fabio Simplício. Lençois de areia eólica proterozóicos: construção e influência das variações climáticas (Formação Bandeirinha, MG, BR). 2013. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

21.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Luiz Saturnino De Andrade. Fácies e estratigrafia da Formação Pedra de Fogo, Bacia do Parnaíba, região de Filadélfia, TO. 2012. Dissertação (Mestrado em Geologia e Geoquímica) - Universidade Federal do Pará.

22.
BASILICI, Giorgio; SAWAKUCHI, A. O.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Pedro Lifter Rodrigues Prandi. Arquitetura deposicional de um sistema de lençol de areia eólica. A Bacia Bauru na região de Marília (SP).. 2012. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

23.
Crosta, A.P.; SANTOS, T. S.; GOES, A. M.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Mariana VELCIC MAZIVIERO. Caracterização geológica da estrutura de impacto de Riachão (MA).. 2012. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

24.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; Sturaro, J.R.. Participação em banca de Ancila MAria Almeida de Carvalho. Carcaterização de reservatórios fluviais da Bacia de Taubaté. 2011. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

25.
BASILICI, Giorgio; GUIRRO, C.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Lenita Fioriti. Simulação física em tanque de fluxos gravitacionais: efeitos da variação de concentração e vazão do fluxo no depósito.. 2011. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

26.
SAWAKUCHI, A. O.; GOES, A. M.; FAMBRINI, G. L.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Jorge Emanuel DOS SANTOS NÓBREGA. Proveniência sedimentar do Grupo Guaritas, Cambriano da Bacia de Camaquã (RS). 2011. Dissertação (Mestrado em geociencias) - Instituto de Geociências - USP.

27.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.; Pessenda, L.C.R.. Participação em banca de Melina Mara de Souza. Palinologia em sedimentos quaternários, localizados na estação do Instituto Florestal de Jataí, SP. 2010. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

28.
Basilici, Giorgio; GIANNINI, Paulo. Participação em banca de Ana Paula Burgoa Tanaka. Sedimentologia, cronologia e dinâmica progradacional das planícies costeiras de Campos Verdes e Ji (Laguna, SC).. 2010. Dissertação (Mestrado em geociencias) - Instituto de Geociências - USP.

29.
VIDAL, Alexandre Campane; ROSA, H.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de André Henrique. Modelo de fácies de um sistema profundo de rampa submarina (Formação Punta Negra) Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp.

30.
GIANNINI, Paulo; SAWAKUCHI, A. O.; VITAL, H.; TESSLER, M. G.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Carlos Conforti Ferreira Guedes. Evolução sedimentar quaternária da Ilha Comprida, Estado de São Paulo. 2009. Dissertação (Mestrado em Geociências (Geologia Sedimentar)) - Universidade de São Paulo.

31.
ROSA, H.; SUSLICK, Saul Barisnick; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Paulo Augusto Moretti Junior. Análise de fácies e modelo paleodeposicional da plataforma siliciclástica ordoviciana da Pré-Cordilheira Argentina. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp.

32.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.; SUGUIO, K.. Participação em banca de Patrick Francisco Fuhr Dal Bó. Interação paleossolos e sedimentos em sistema eólico de lençõl de areia (Formação Marília, NW da Bacia Bauru). 2008. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Unicamp.

33.
SANTOS, T. S.; BASILICI, Giorgio; SAWAKUCHI, A. O.. Participação em banca de Pedro Henrique Vieira de Luca. Modelo de distribuição de depósitos areníticos em sistemas análogos de plataforma marinha: um exemplo do Cambriano da Faixa Sergipana (Formações Lagarto e Palmares, Domínio Estância, Sergipe e Bahia).. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp.

34.
BASILICI, Giorgio; ROSTIROLLA, S.. Participação em banca de Ary Gustavo Cândido. Análise do potencial de ocorrência de reservatórios devonianos na porção profunda na bacia do Paraná, baseada na caracterização estratigráfica do Membro Tibagí, Fm Ponta Grossa. 2007. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Universidade Federal do Paraná.

35.
SANTOS, P. R.; BASILICI, Giorgio; CANUTO, J. R.. Participação em banca de Rodrigo Artur Perino Salvetti. Sistemas deposicionais e paleogeografia do subgrupo Itararé (Neopaleozóico da Bacia do Paraná) na região entre Itú e Indaiatuba, SP. 2005. Dissertação (Mestrado em geociencias) - Instituto de Geociências - USP.

36.
BASILICI, Giorgio; Schiozer D.; ROSTIROLLA, S.. Participação em banca de Henrique Rosa. Padronização do fluxo de informações sobre avaliação de descubertas de recursos Petrolíferos no contexto brasileiro. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências e engenharia do Petróleo) - Instutito de Geociências - Unicamp.

37.
CESAR, P. H. T.; BASILICI, Giorgio; BORDIN, B.; FERNANDEZ, Luiz Alberto; PRIJAC, C.. Participação em banca de Paulo Henrique Tavares Cesar. Análise vertical de sucessões de depósitos gravitacionais marinhos profundos do Cambriano Inferior, na unidade de Apiúna, Santa Catarina. 2001. Dissertação (Mestrado em Ciencias e Engenharia do Petroleo) - Universidade Estadual de Campinas.

Teses de doutorado
1.
Basilici, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; DAL BO P.; CARNEIRO, C. R.; SGARBI, N. G.. Participação em banca de Fabio Simplício. SISTEMAS DESÉRTICOS ANTIGOS: DISTRIBUIÇÃO DAS FÁCIES E SEQUÊNCIAS SEDIMENTARES (FORMAÇÃO BANDEIRINHA - MESOPROTEROZOICO E O GRUPO AREADO - CRETÁCEO INFERIOR). 2017. Tese (Doutorado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

2.
BRANCO, F. R.; Basilici, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; DAVIS, R. R.; FARIA, R. S.. Participação em banca de Isabel Cortez Christiano de Souza. ANÁLISE DAS FLORAS NEOPALEOZOICAS DA BACIA DO PARANÁ EM MÚLTIPLAS ESCALAS. 2016. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

3.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Sri Prabir Dasgupta. Sedimentology of the Lower Gondwana rocks of Jharia Basin, India with special reference to the bearing of the basin tectonics on sedimentary patterns. 2015. Tese (Doutorado em Geology) - Universoty of Kolkata.

4.
ALMEIDA, 2. P.; SANTOS, P. R.; LAVINA, E. L. C.; SCHRER, C. M. S.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de André MARCONATO. Planície de inundação pré-vegetação: exemplos de supergrupo Espinhaço (mesoproterozoico, BA) e do supergrupo camaquã (Ediacarano-Cambriano, RS).. 2014. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - USP.

5.
BRANCO, F. R.; BITENCOURT, A. L. V.; MARTINS, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Melina Mara DE SOUZA. Análise paleoambiental quaternária do ecotono Cerado / Mata Atlântica no Município de Mogi-Guaçu/SP. 2014. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

6.
ALMEIDA, 2. P.; ASSINE, M.; FAMBRINI, G. L.; GIANNINI, Paulo; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Bernardo TAVARES DE FREITAS. A Formação Marizal (Aptiano) na bacia de Tucano (BA): contriobuições à arquitetura de depósitos fluviais implicações paleobiogeográficas. 2014. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - USP.

7.
BRANCO, F. R.; BASILICI, Giorgio; E.F. PIres; DAVIS, R. R.; BITTENCOURT JUNIOR, N. S.. Participação em banca de Rafael Souza Faria. Lenhos fósseis das formações Irati e Teresina no estado de São Paulo: novos dados.. 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

8.
BRANCO, F. R.; DAVIS, R. R.; BASILICI, Giorgio; KINOSHITA, L. S.; JASPER, A.. Participação em banca de Jean Carlo Mari Fanton. Reconstruindo as floresta tropicais úmidas do Eoceno-Oligoceno do sudeste do Brasil (Bacias de Fonseca e Gandarela, Minas Gerais) com folhas de Fabaceae, Myrtaceae e outras Angiospermas: origens da Mata Altlântica. 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

9.
ALMEIDA, 2. P.; GIANNINI, Paulo; FAMBRINI, G. L.; SAWAKUCHI, A. O.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Felipe TORRES FIGUEIREDO. Proveniência e arquitetura de depósitos fluviais das sub-bacias Tucano central e norte, Cretáceo (BA).. 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - USP.

10.
SANTOS, P. R.; SGARBI, N. G.; BRANCO, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Pedro Henrique VIEIRA DE LUCA. Processos de Transporte e Deposição de Material Clastico em Sistemas Deposicionais Costeiro e de Plataforma Marinha Dominados por Ondas (Formações Lagarto e Palmares, Brasil e Formação Punta Negra, Argentina). 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

11.
DILCE, R. F.; GIANNINI, Paulo; FAURCHILD, T. R.; CASTRO, J. C.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Emiliano CASTRO DE OLIVEIRA. Carbonatos continentais quaternário do Pantanal Matagrossense e adjacências: implicações climática e tectônicas.. 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - USP.

12.
GIANNINI, Paulo; Riccomini C.; BASILICI, Giorgio; VITAL, H.; POZZOCO, C. T. M.. Participação em banca de Carlos Conforti Ferreira Guedes. Cronologia e sedimentologia dos depósitos eólicos quaternários da costa leste maranhense. 2012. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - USP.

13.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; SGARBI, N. G.; BRANCO, F. R.; Carvalho, I.. Participação em banca de Patrick Francisco Fuhr Dal' Bó. Caracterização dos mecanismos deposicionais e processos paleopedogenéticos em lençois de areia eólico: a Formação Marília, Neocretáceo da Bacia Bauru e La Salina, Holoceno da Bacia Tulum.. 2011. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

14.
BASILICI, Giorgio; BATISTA, J. J.; DAITX, E. C.; DARDENE, M. A.; XAVIER, R. P.. Participação em banca de JAne NObre Lopes. Diagenesis of the Dolomites Hosting Zn/Ag Minerla deposits in the Bambuí Grouo at Januaria region - MG. 2002. Tese (Doutorado em Geociências) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Doutorado
1.
BRANCO, F. R.; Basilici, Giorgio; ZABINI, C.; FERNANDES, M. A.. Participação em banca de Ariel Milani Martine. Propostas de reconstruções de cenários paleoambientais para biotas fósseis do Brasil. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

2.
Basilici, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; DAL BO P.; RÉ, Celso Del. Participação em banca de FÁBIO SIMPLICIO. FACIES E MODELOS ARQUITETURAIS PARA SISTEMAS DESÉRTICOS ANTIGOS: A FORMAÇÃO BANDEIRINHA (PALEOPROTEROZÓICO) E O GRUPO AREADO (CRETACEO INFERIOR). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

3.
BRANCO, F. R.; Basilici, Giorgio; MEIRELES, L. D.; MARTINS, F. R.. Participação em banca de FRANCISCO HERNAN SANTIAGO RIOS. CARACTERIZAÇÃO DE ACUMULAÇÕES DE FITOMACRORESTOS NO RIO MOGI-GUAÇU, SP, BRASIL. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

4.
BRANCO, F. R.; ADALENE, M. S.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Isabel Cortez Christiano de Souza. Recobstituição paleobotánica do neopaleozoico da bacia do Paraná através do uso intergrado de geotectonlogias. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

5.
MILONI SANTUCCI, R.; BRANCO, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Sandra Aparecida Simionato Tavares. Montealtosucus arrudacamposi Carvalho, Vasconcelos et Tavares 2007, Crocodyliformes, Peirosauridae do Cretáceo superior da bacia bauru: aspectos morfofuncionais. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

6.
BRANCO, F. R.; ROBERTO, D. R.; ARMANDO, R. Z.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Marjorie KAUFFMANN. Levantamento de jazigos paleontológicos da Formação Pedra de fogo e Motuca (Permiano - Bacia do Parnaíba) no Estado Tocantis. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

7.
VIDAL, Alexandre Campane; MASCHIO, C.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Aline Maria POÇA BELILA. Caracterização petrofísica dos carbonatos da Formação Morro do Chaves, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

8.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.; DAVIS, R. R.. Participação em banca de Rafael Souza Faria. Lenhos fósseis da formações Irati e Corumbataí no estado de São Paulo. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

9.
BASILICI, Giorgio; SGARBI, N. G.; BRANCO, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Pedro Henrique Vieira de Luca. Processos sedimentare e distribuição de sedimento em área de plataforma marinha: exemplos de sisteam deposicionais dominados por ondas (Formaçõa Lagarto- Sergipe, Brasil) e Formação Punta Negra, Sna Juna - Anrgentina.. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

10.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane; SGARBI, N. G.. Participação em banca de Patrick Francisco Fuhr Dal' Bó. Caracterização dos mecanismos deposicionais e processos paleopedogenéticos em lençois de areia eólico: a Formação Marília, Neocretáceo da Bacia Bauru e La Salina, Holoceno da Bacia Tulum. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

11.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Jean Carlo Maria Fanton. Angiospermas das paleofloras paleógenas Fonseca e Gandarela: implicações taxonômicas e paleoclimáticas. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

12.
LOPES, J. N.; BASILICI, Giorgio; BATISTA, J. J.; XAVIER, R. P.; DAITX, E.. Participação em banca de Jane Nobre Lopes. Controles metalogenéticos das mineralizações de Zinco, Prata e Chumbo, associados a carbonados neoproterozoicos do grupo Bambuí na região de Januária (MG). 2001. Exame de qualificação (Doutorando em Geociências) - Universidade Estadual de Campinas.

Qualificações de Mestrado
1.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; YOSHINAGA, S.P.. Participação em banca de Marcus Vinícius Theodoro Soares. ARQUITETURA DEPOSICIONAL E DINÂMICA DE SISTEMAS FLUVIAIS DE AMBIENTE SEMI-ÁRIDO: O GRUPO BAURU NO TRIÂNGULO MINEIRO (CRETÁCEO SUPERIOR). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

2.
Basilici, Giorgio; GONCALVES, P. W.; FERRAO, A. M. A.. Participação em banca de TIAGO DAVI VIEIRA SOARES DE AQUINO. ?DI-VULGARIZAÇÃO? DO CONHECIMENTO ACADÊMICO: A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA SEDIMENTOLÓGICA DO GRUPO BAURU PARA O MUSEU DOS DINOSSAUROS EM PEIRÓPOLIS, MG CAMPINAS 2017. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Ensino e História de Ciências da Terra) - Instituto de Geociências - Unicamp.

3.
VIDAL, Alexandre Campane; Basilici, Giorgio; BRANCO, F. R.. Participação em banca de JOÃO PEDRO TAUSCHECK ZIELINSKI. JOÃO PEDRO TAUSCHECK ZIELINSKI AVALIAÇÃO PETROFÍSICA DE COQUINAS POR MEIO DA MICROTOMOGRAFIA DE RAIOS-X: UM EXEMPLO DA FM. MORRO DO CHAVES, BACIA DE SERGIPE-ALAGOAS. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

4.
BASILICI, Giorgio; RÉ, Celso Del; GONCALVES, P. W.. Participação em banca de Thiago Pereira Araújo. Sistema fluvial ou dominado por maré? Estudos de processos de sedimentação e arquitetura deposicional da Formação Furnas (Canyon Do Guartelá), Devoniano Inferior, Bacia do Paraná, Brasil.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

5.
BASILICI, Giorgio; Campius A.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Emerson Ferreira de Oliveira. Relações entre os processos paleopedogenéticos e sedimentares na Formação Marília da Serra de Echaporã (Grupo Bauru, Cretáceo superior).. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

6.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Guilherme Chinellato. Modelo de tafofácies para as coquinas da Formação Morro do Chaves, Bacia de Sergipe-Alagoas.. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

7.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; MASCHIO, C.. Participação em banca de Aline Maria POÇA BELILA. Caracterização petrofísica dos carbonatos da Formação Morro do Chaves, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil.. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

8.
BASILICI, Giorgio; SANTOS, T. S.; Crosta, A.P.. Participação em banca de Mariana Velcic Maziviero. Carcaterização geológica da estrutura de impacto de Riachão (MA). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

9.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Paula Bueno Sacknies. Caracterização do campo de Namorado (Bacia de Campos) por meio da Interpretaçaõ Sísmica. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

10.
BRANCO, F. R.; BASILICI, Giorgio; YOSHINAGA, S.P.. Participação em banca de Ariel Milani Martins. Reconstituições paleoartísticas das Bacias Bauru, Paraná e Araripe. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

11.
BRANCO, F. R.; DAL RÉ, CARNEIRO C.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Livia DOS SANTOS DE ANDRADE.. Um sistema deposicional misto, carbonático e siliciclástico do Meso-Proterozoico: o Gruipo Vazante.. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

12.
BASILICI, Giorgio; RÉ, Celso Del; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Fábio Simplício. Caracterizaçaõ dos mecanismos e das geometria deposicionais de Lençois de Areia pre-Cambrianos a formaçaõ Bandeirinha (Serra do Espinhaço, Diamantina). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

13.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; Leite, E.P.. Participação em banca de Ancila Maria Almeida de Carvalho. Carcaterização de reservatórios fluviais da Bacia de Taubaté. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

14.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; Ladeira, F.. Participação em banca de Pedro Lifter Rodrigues Prandi. Arquitetura deposicional de um sistema de lençol de areia eólica. A Bacia Bauru na região de Marília (SP).. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

15.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; GUIRRO, C.. Participação em banca de Lenita Fioriti. Simulação física em tanque de fluxos gravitacionais: efeitos da variação de concentração e vazão do fluxo no depósito.. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

16.
BASILICI, Giorgio; Pessenda, L.C.R.; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Melina Mara de Souza.. Palinologia em sedimentos quaternários, localizados na estação do Instituto Florestal de Jataí, SP.. 2009. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

17.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Bruno Luis Gonçalves Dilly. Aplicação do método k-NN para a classificação de rochas reservatório siliciclásticas. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

18.
BASILICI, Giorgio; YOSHINAGA, S.P.; de Figueiredo, B.R.. Participação em banca de Cintia Barros Câmara. Avaliação da qualidade ambiental da bacia do Rio Betari, Iporanga, SP. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

19.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Patrick Francisco Fuhr Dal' Bó. Interação paleossolos e sedimentos em sistemas eólic de lençol de areia (Formaçaõ Marília, NW da BAcia Bauru. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

20.
Basilici, Giorgio; ROSTIROLLA, S.. Participação em banca de Ary Gustavo Cândido. Análise do potencial de ocorrência de reservatórios devonianos na porção profunda na bacia do Paraná, baseada na caracterização estratigráfica do Membro Tibagí, Fm Ponta Grossa. 2007. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

21.
BASILICI, Giorgio; YOSHINAGA, S.P.. Participação em banca de Lúcio Carramilo Caetano. Águas subterránea nos municípios de Campos dos Goytacazes ? RJ: uma opção para o abastecimento. 1999. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp.

22.
Basilici, Giorgio; SIMOES FILHO, I.. Participação em banca de Guilherme Fernandes Vasquez. Os aspectos geofísicos de rochas reservatórios turbidíticas. 1999. Exame de qualificação (Mestrando em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Basilici, Giorgio; HARTMANN, G. A.; MEIRA, V. T.. Participação em banca de Julia Tucker.Mapeamento e Análise de fácies do limite nordeste da bacia Bauru. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

2.
VIDAL, Alexandre Campane; Basilici, Giorgio; HARTMANN, G. A.. Participação em banca de João Victor Santos Oliveira.Técnica de análise de imagens de lâmina delgada de arenitos via MATLAB. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em geociênciias) - Instituto de Geociências - Unicamp.

3.
BASILICI, Giorgio; BRANCO, F. R.. Participação em banca de Eduardo Caldato.Análise de fácies do reservatório de Campo Peregrino, Bacia de Campos, Rio de Janeiro. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

4.
BRANCO, F. R.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Juliana Sampaio da Costa.Briófita e megasporos associados a ambiente pró-glacial do grupo Itararé - SP.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

5.
VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Saulo Paternoster de Paula Ribeiro.Análise de conglomerados da Formação Bandeirinha em Diamantina - MG: definições de possível proveniência e sistema deposicional. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

6.
Basilici, Giorgio; FERREIRA MESQUISTA A.. Participação em banca de Marcelle Rose Miyazaki.Interação fluvial e eólica na Formação Pirambóia (Permiano-Triassico, Oeste de Rio Claro, SP). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

7.
VIDAL, Alexandre Campane; Basilici, Giorgio. Participação em banca de Braian Henrique Pavan.Sistema fluviais de grande dimensões: uma reinterpetação da Frmação Furnas no Canyon do Guartela. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp.

8.
BRANCO, F. R.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Marcus Vinivius Theodoro Soares.Sistemas fluviais de ambiente árido: análise de fácies e sequencial do Ponto 1 de Price (Peirópolis. Bacia Bauru). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp.

9.
CALLEFO, F.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Marcelo Gomide.Ambientes de deposição e tafonomia de rodolitos da Região Nordeste do Brasil. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp.

10.
VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Guilherme Furlan Chinelato.Caracterização permo-porosa a partir da análise de imagens das coquinas da Formação Morro do Chave, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

11.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Gisele Francelino Miguel.Análise faciológica com ênfase nos mecanismos deposicionais dos arenitos de idade Campaniano (Neocretáceo), no Campo de Uruguá ? Bacia de Santos.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

12.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Rodrigo de Andrade Miotto.ARENITOS ASFÁLTICOS DA BORDA LESTE DA BACIA DO PARANÁ: FATORES ESTRATIGRÁFICOS E ESTRUTURAIS RELACIONADOS À ACUMULAÇÃO DE ÓLEO EM ARENITOS DA FORMAÇÃO PIRAMBÓIA. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

13.
BASILICI, Giorgio; OLIVEIRA, R. C.. Participação em banca de Paulo Roberto Bernardes Coelho Junior.Modelamento geológic da planícei de inundação do rio jaguarí, no município de Paulínia - SP. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

14.
BRANCO, F. R.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de João Paulo Bertho Barbosa.Analise de Fácies e Estruturas Sedimentares com uma Interpretação Paleoambiental da Formação Galho do Miguel, um Sistema Deposicional Eólico.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

15.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Ana Carolina Ribeiro e Silva Stevanato.Análise petrográficas de reservatórios. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

16.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Aline Maria Poças Belila.GEOLOGIA DO MUNICÍPIO DE CAPIVARI ? SP. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

17.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Fábio Simplício.A Formação Bandeirinha, um sistema deposicional mesoproterozoico de ambiente árido: análise de fácies e interpretação paleoambiental (Diamantina, Minas Gerais).. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

18.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Rafael Cataldo.Estromatólitos da Lagoa Salgada (RJ). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

19.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Marcia Thaís de Souza.O sistema deposicional pelítico mesoproterozóico da Formação Serra da Lapa ? Grupo Vazante: sistema marinho profundo ou de água rasa?. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

20.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Pamela Cardoso Vilela.Fácies e arquitetura deposicional de um sistema deposicional de lençol de areia eólico do Cretáceo Superior: Formação Marília na região central e NW da Bacia Bauru.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

21.
BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Ancila Maria Almeida de Carvalho.Distribuição dos arenitos na Bacia de Taubaté (SP). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

22.
YOSHINAGA, S.P.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Tainá Teixeira Pires Couto.Análise de correlação rocha-perfil do subgrupo Itararé, município de Capivari-SP. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Unicamp.

23.
PORTUGAL, R.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Caetano Pontes Costanzo.Aplicação da Sísmica 1D e modelagem 3D da Impedância Acústica. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Unicamp.

24.
BASILICI, Giorgio; SANTOS, T. S.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Lenita Fioriti.Proveniências e mecanismos deposicionais de arenitos de sistemas de água profunda: formações Portezuelo del Tontal e Punta Negra (San Juan, Argentina). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Unicamp.

25.
BASILICI, Giorgio; SANTOS, T. S.; VIDAL, Alexandre Campane. Participação em banca de Pedro Henrique Vieira de Luca.Fácies e Organização Arquitetônica de Sistemas Deposicionais de Água Profunda (Formação Punta Negra, Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Unicamp.

26.
SANTOS, P. R.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de Paulo Augusto Moretti.Aspectos Deposicionais E Paleogeográficos Da Formação Sierra De La Invernada (Ordoviciano Médio-Superior, Pré-Cordilheira Argentina).. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

27.
BASILICI, Giorgio; SANTOS, P. R.. Participação em banca de Adriano Cutolo.Mecanismos Deposicionais, Geometria Dos Corpos E Potenciais Reservatórios Em Plataforma Marinha Rasa: Ordoviciano Da Pré-Cordilheira Argentina.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

28.
SANTOS, T. S.; BASILICI, Giorgio. Participação em banca de João Paulo Gomes Borges.Análise sequencial multiescalar de corpos geológicos siliciclásticos da Pré-Cordilheira Argentina: Formaçeos Sierra de La Invernada e Portezuelo del Tontal (Ordovicianomédio-Superior).. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp.

29.
Basilici, Giorgio; SANTOS, P. R.. Participação em banca de André Henrique.Análise De Fácies E Paleogeografia Da Formação Portezuelo Del Tontal: Margem Gondwanica Ocidental Durante O Ordoviciano Médio-Superior.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp.

30.
Saul Suslick; VIDAL, Alexandre Campane; Basilici, Giorgio. Participação em banca de Mariane Andrade.Estudo das seqüências sedimentares dos reservatórios areníticos de sistema de água profunda da Unidade de Apiúna, Bacia do Itajaí (SC).. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp.

31.
BASILICI, Giorgio; PASSERI, Leosevero; CIARAPICA, Gloria. Participação em banca de Riccardo Tosi.Analisi sedimentologica e stratigrafica della porzione settentrionale del Bacino Tiberino. 1997. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Scienze Geologiche) - Universitá Degli Studi Di Perugia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BASILICI, Giorgio; VIDAL, Alexandre Campane; AMARAL, W. S.. Presidente Comissão para função de Técnico de Laboratório. 2017. Instituto de Geociências - Unicamp.

2.
GUEDES, C. C. F.; VESELY, F. F.; SOUZA, M. C.; Basilici, Giorgio. Suplente - Banca examinadora do concurso para docente do Departamento de Geologia da UFPR ? área do conhecimento Estratigrafia, Análise de Bacias e Mapeamento Sedimentar. 2017. Universidade Federal do Paraná.

3.
SOUZA FILHO, C. R.; VIDAL, Alexandre Campane; BASILICI, Giorgio; Carvalho, I.; AZEVEDO, R. L. M.. Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP) na disciplina Fundamentos de Paleontologia e Geologia de campo I. 2015. Instutito de Geociências - Unicamp.

4.
FERNANDA, 2. N.; JOELSON, L. S.; BASILICI, Giorgio. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de Professor Assistente na Universidade Federal do Oeste do Para (UFOPA). 2014. Universidade Federal do Oeste do Pará.

5.
YOSHINAGA, S.P.; BASILICI, Giorgio; PASCHOLATI, E. M.; BORGES, W. R.; ELIS, V. R.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP) na disciplina Geofísica. 2014. Instituto de Geociências - Unicamp.

6.
Basilici, Giorgio; NEGRAO, O.; Mello, S.; MEGID, J.; UHLEIN, A.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP). 2011. Instituto de Geociências - Unicamp.

7.
BASILICI, Giorgio; SGARBI, N. G.; RÉ, Celso Del; MEGID, J.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP). 2010. Instituto de Geociências - Unicamp.

8.
BASILICI, Giorgio; Compiani, M.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP).. 2010. Instituto de Geociências - Unicamp.

9.
XAVIER, R. P.; BASILICI, Giorgio; YOSHINAGA, S.P.; GIANNINI, Paulo; PERINOTTO, J. A. J.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Concurso Publico para Efetivação de Docente (MS-3, RDIDP), na área de Geologia, disciplinas Petrografia Sedimentar e Geologia de Hidrocarbonetos. 2009. Unicamp.

10.
RICCOMINI, C.; TAIOLI, F.; SOARES, P.; BASILICI, Giorgio; ASSINE, M.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Concurso Publico para Efetivação de Docente (MS-3, RDIDP) na área de Geologia do Petróleo. 2008. Universidade de São Paulo.

11.
RICCOMINI, C.; TAIOLI, F.; SOARES, P.; BASILICI, Giorgio; ASSINE, M.. Membro Titular da Comissão Julgadora da Concurso Publico para Efetivação de Docente (MS-3, RDIDP) na área de Geologia Sedimentar. 2008. Universidade de São Paulo.

12.
BASILICI, Giorgio; SCHRANK, Alfonso; GIANNINI, Paulo; RÉ, Celso Del; SAAD, Antonio. Membro Titular da Comissão Julgadora da Seleção Pública de Provas e Títulos para preenchimento de uma função de docente (MS-3, RDIDP). 2003. Universidade Estadual de Campinas.

13.
BASILICI, Giorgio; SUSLICK, Saul Barisnick; KIUNG, Chang; PETRI, Settembrino; BRITO, Dimas Dias. Membro Titular da Comissão Julgadora da Concurso Publico para Efetivação de Docente (MS-3, RDIDP). 2003. Universidade Estadual de Campinas.

14.
BASILICI, Giorgio; SCHRANK, Alfonso; CASTRO, J. C.; BRITO, Dimas Dias; SOUZA FILHO, C. R.. Seleção publica de provas e títulos para função de docente (nível MS-3)na área de Geologia (Estratigrafia). 2001. Universidade Estadual de Campinas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
4° Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás. Coordenador de Sessão Técnica - Estartigrafia. 2007. (Congresso).

2.
Simulação e registro geológico de correntes de densidade: temas, problemas e ferramentas. Depósitos e fluxos de densidade: leitura de campo. 2007. (Congresso).

3.
XLIII Congresso Brasilero de Geologia. Sedimentologia e Estratigrafia. 2006. (Congresso).

4.
3rd Latin American Congress of Sedimentology. 4. Coordinator da Sessão Técnica ?Facies and Stratigraphy in non-marine to transitional environments. 2003. (Congresso).

5.
IX Reunion de Sedimentologia Argentina. Moderator da ?Sesión Estratigrafia Secuencial y Análisis de Cuencas?. 2002. (Congresso).

6.
Euro-Mam 2001: Villafranchian and Galerian localities of central Italy. Organizador e líder de Excursão no Congresso. 2001. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GONCALVES ; RÉ, Celso Del ; Basilici, Giorgio ; IMBERNON, R. A. L. . VIII GeoSciED - Campinas, Brazil 22-27 July. 2018. (Congresso).

2.
DAL BO P. ; BORGHI, L. ; ABBOTS-GUARDIOLA, F. ; CARVALHO, M. ; Basilici, Giorgio ; SCHERER, C. ; MARINHO, T. . 49º Congresso de Geologia do Brasil 20-24 agosto - Coordenador Associado. 2018. (Congresso).

3.
FRANCUS, P. ; LAVOIE, D. ; MALO, M. ; BASILICI, Giorgio . 20th International Sedimentological Congress 13-17 August - Organisation of a session. 2018. (Congresso).

4.
BASILICI, Giorgio. 6th Latin American Congress of Sedimentology - IAS. 2012. (Congresso).

5.
BASILICI, Giorgio. Seminários de Geologia: Qualidade na formação de geólogos na Unicamp. 2009. (Outro).

6.
BASILICI, Giorgio. Universidades de Portas Abertas - UPA. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Kamylla de Fátima Barbosa da Silva. Revisão sedimentológica dos depósitos cenozoicos que constituem o Aquífero Sedimentar de São Paulo com a finalidade de produzir um modelo estratigráfico-arquitetural conceitual de transporte de contaminantes. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp. (Orientador).

2.
RICHARD GUILLERMO VÁSCONEZ GARCIA. DESENVOLVIMENTO E HIDRODINÂMICA DAS BARRAS FLUVIAIS DA FORMAÇÃO FURNAS, DEVONIANO INFERIOR, CANYON DO GUARTELÁ, BACIA DO PARANÁ, BRASIL. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Marcus Vinícius Theodoro Soares. DISTRIBUIÇÃO DE DEPÓSITOS E PALEOSSOLOS EM ANTIGOS SISTEMAS FLUVIAIS DISTRIBUTIVOS OU DE MEGAFANS : PROXIES PARA INTERPRETAÇÕES PALEOAMBIENTAIS E ESTRATIGRÁFICAS. Início: 2018. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Karla Evenny Brito da Silva. Processos paleopedogenéticos e deposicionais do Grupo Bauru na sua área NE (Cretáceo superior). Início: 2017. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas. (Orientador).

3.
Joemes de Lima Simas. O ensino de geociências como instrumento formador no curso de Engenharia de Petróleo e Gás da Universidade Federal do Amazonas.. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ensino e História de Ciências da Terra) - Instituto de Geociências - Unicamp. (Orientador).

4.
Emerson Ferreira De Oliveira. Paleopedogênese e depósitos sedimentares em climas áridos e semiáridos: Grupo Bauru (Formação Marília, Cretáceo Superior) e Bacia Sanfranciscana (Grupo Areado, Cretáceo Inferior).. Início: 2016. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Thiago Pereira Araújo. Modelo, distribuição e grau de preservação de sistemas deposicionais de grandes rios entrelaçados: Formação Furnas, Bacia do Paraná, Brasil. Início: 2016. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

6.
Áquila Ferreira Mesquita. Interação entre processos sedimentares e paleopedogenéticos num sistema deposicional semi-árido (Formação Los Llanos, oeste da Argentina, Cretáceo superior).. Início: 2015. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Francisco Romero Abrantes JUnior. Início: 2018. Instituto de Geociências - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
luiz meneghelli Fernandes. Evolução sequencial de depósitos cretácicos de playa-lake (Bacia Sanfranciscana).. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Rafael Santos Nogueira. APRIMORAMENTO TÉCNICO NO LABORATÓRIO DE LAMINAÇÃO DE ROCHAS DO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS. Início: 2018. Orientação de outra natureza. SAE - Bolsa Trabalho. Serviço Apoio Estudantes - Bolsas Auxílio Social UNICAMP. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Emerson Ferreira de Oliveira. Relações entre os processos paleopedogenéticos e sedimentares na Formação Marília da Serra de Echaporã (Grupo Bauru, Cretáceo superior).. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

2.
Thiago Pereira Araújo. Sistema fluvial ou dominado por maré? Estudos de processos de sedimentação e arquitetura deposicional da Formação Furnas (Canyon Do Guartelá), Devoniano Inferior, Bacia do Paraná, Brasil.. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

3.
Marcus Vinícius Theodoro Soares. deposicional e dinâmica de sistemas fluviais de ambiente semiárido: o Grupo Bauru no Triângulo Mineiro (Cretáceo superior). 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instutito de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

4.
LUIZ RICARDO MENEGHELLI FENANDES. SECAGEM DE LAGO EFÊMERO NO CRETÁCEO INFERIOR, GRUPO AREADO - GALENA, MINAS GERAIS. 2016. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Giorgio Basilici.

5.
Tiago Davi Vieira Soares de Aqui. Divulgação da pesquisa Acadêmica: o caso do Grupo Bauru e do Museu de Marília.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ensino e História de Ciências da Terra) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Giorgio Basilici.

6.
Fabio Simplício. Mecanismos e geometria deposicionais da Fromação Bandeirinha, Diamantina (MG).. 2013. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Giorgio Basilici.

7.
Pedro Lifter Rodrigues Prandi. Arquitetura deposicional de um sistema de lençol de areia eólica. A Bacia Bauru na região de Marília (SP).. 2012. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

8.
Lenita Fioriti. Simulação física em tanque de fluxos gravitacionais: efeitos da variação de concentração e vazão do fluxo no depósito.. 2011. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Giorgio Basilici.

9.
Paulo Augusto Moretti Junior. Análise de fácies e modelo paleodeposicional da plataforma siliciclástica ordoviciana da Pré-Cordilheira Argentina. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

10.
André Henrique. Modelo de fácies de um sistema profundo de rampa submarina (Formação Punta Negra) Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

11.
Patrick Francisco Führ Dal Bó. Significado dos paleossolos no registro estratigráfico e paleoambiental da Formação Marília na porção centro norte do Estado de São Paulo (Bacia Bauru, Cretáceo Superior). 2008. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

12.
Pedro Henrique Vieira de Luca. Modelo de distribuição de depósitos areníticos em sistemas análogos de plataforma marinha: um exemplo do Cambriano da Faixa Sergipana (Formações Lagarto e Palmares, Domínio Estância, Sergipe e Bahia).. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências de Engenharia do Petróleo) - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

13.
Paulo Henrique Tavares Cesar. Análise vertical de sucessões de depósitos gravitacionais marinhos profundos do Cambriano Inferior, na unidade de Apiúna, Santa Catarina. 2001. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciencias e Engenharia do Petroleo) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

Tese de doutorado
1.
Pedro Henrique Vieira de Luca. Processos de Transporte e Deposição de Material Clastico em Sistemas Deposicionais Costeiro e de Plataforma Marinha Dominados por Ondas (Formações Lagarto e Palmares, Brasil e Formação Punta Negra, Argentina). 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, . Orientador: Giorgio Basilici.

2.
Fábio Simplício. Modelos Arquiteturais Para Sistemas Desérticos Antigos: A Formação Bandeirinha (Mesoproterozóico) e o Grupo Areado (Cenozóico). 2013. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Giorgio Basilici.

3.
PATRICK FRANCISCO FUHR DAL BO. Caracterização dos mecanismos deposicionais e processos paleopedogenéticos em lençois de areia eólico: a Formação Marília, Neocretáceo da Bacia Bauru e La Salina, Holoceno da Bacia Tulum.. 2011. Tese (Doutorado em Geociências) - Instituto de Geociências - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Patrick Fuhr Dal Bó. 2017. Instituto de Geociências - Unicamp, . Giorgio Basilici.

2.
Alessandro Batezelli. Aplicação De Um Modelo Atualístico Na Caracterização Deposicional Da Porção N-Nw Da Bacia Bauru (Cretáceo Superior): Comparação Com Os Sistemas De Leques Aluviais E Playa-Lakes Da Pré-Cordilheira Argentina (Holoceno) -PÓS-DOUTORADO. 2007. Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Giorgio Basilici.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Julia Tucker. Mapeamento e arquitetura deposicional do grupo Bauru no Triangulo Mineiro. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

2.
Marcus Vinicius Theodoro Soares. Sistemas fluviais de ambiente árido: análise de fácies e sequencial do Ponto 1 de Price (Peirópolis. Bacia Bauru).. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

3.
Marcelle Rose Miyazaki. Interação fluvial e eólica na Formação Pirambóia (Permiano-Triassico, Oeste de Rio Claro, SP).. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

4.
Braian Henrique Pavan.. Sistema fluviais de grande dimensões: uma reinterpetação da Frmação Furnas no Canyon do Guartela.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

5.
Saulo Paternost P. Ribeiro. Análise de conglomerados da Formação Bandeirinha em diamantina ? MG: proveniência e sistema deposicional.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

6.
Gisele Francelino Miguel. Análise faciológica com ênfase nos mecanismos deposicionais dos arenitos de idade Campaniano (Neocretáceo), no Campo de Uruguá ? Bacia de Santos.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

7.
Julio Vilar. A análise de fácies do Grupo Itataré (Bacia do Paraná) na região de Monte Môr - SP: possívei evidências de mecanismos oscilatórios.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

8.
João Paulo Bertho Barbosa. Analise de Fácies e Estruturas Sedimentares com uma Interpretação Paleoambiental da Formação Galho do Miguel, um Sistema Deposicional Eólico.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

9.
Fábio Simplício. A Formação Bandeirinha, um sistema deposicional mesoproterozoico de ambiente árido: análise de fácies e interpretação paleoambiental (Diamantina, Minas Gerais).. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

10.
Marcia Thaís de Souza. O sistema deposicional pelítico mesoproterozóico da Formação Serra da Lapa ? Grupo Vazante: sistema marinho profundo ou de água rasa?. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

11.
Pamela Cardoso Vilela. Estudo Petrográfico dos Depósitos e Paleossolos de um sistema deposicional de lençol de areia eólico do Cretáceo Superior: Formação Marília na região de Marília (SP) e Sul de Goiás.. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

12.
Lenita Fioriti. Proveniências e mecanismos deposicionais de arenitos de sistemas de água profunda: formações Portezuelo del Tontal e Punta Negra (San Juan, Argentina). 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Unicamp, Petrobras - Unidade Bacia de Santos. Orientador: Giorgio Basilici.

13.
Pedro Henrique Vieira de Luca. Fácies e Organização Arquitetônica de Sistemas Deposicionais de Água Profunda (Formação Punta Negra, Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina). 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.

14.
João Paulo Gomes Borges. Análsie seqeuncial multiescalar de corpos geológicos siliciclásticos da Pré-Cordilheira Argentina: Formaçeos Sierra de La Invernada e Portezuelo del Tontal (Ordovicianomédio-Superior). 2005. 69 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

15.
Adriano Cutolo. Mecanismos Deposicionais, Geometria Dos Corpos E Potenciais Reservatórios Em Plataforma Marinha Rasa: Ordoviciano Da Pré-Cordilheira Argentina.. 2005. 75 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

16.
André Henrique. ANÁLISE DE FÁCIES E PALEOGEOGRAFIA DA FORMAÇÃO PORTEZUELO DEL TONTAL: MARGEM GONDWANICA OCIDENTAL DURANTE O ORDOVICIANO MÉDIO-SUPERIOR. 2005. 88 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

17.
Paulo Augusto Moretti. Aspectos Deposicionais E Paleogeográficos Da Formação Sierra De La Invernada (Ordoviciano Médio-Superior, Pré-Cordilheira Argentina). 2005. 89 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

18.
Mariane Andrade. Estudo das seqüências sedimentares dos reservatórios areníticos de sistema de água profunda da Unidade de Apiúna, Bacia do Itajaí (SC).. 2003. 52 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

19.
Riccardo Tosi. Stratigrafia e Sedimentologia del Bacino di Umbertide (Umbria, Italia). 1997. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Scienze Geologiche) - Universitá Degli Studio Di Perugia. Orientador: Giorgio Basilici.

20.
Alessandro Toppi. Comportamento geotecnico dei corpi sabbiosi della Unità di Santa Maria di Ciciliano (Umbria, Italia). 1995. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Scienze Geologiche) - Universitá Degli Studi Di Perugia. Orientador: Giorgio Basilici.

Iniciação científica
1.
Marcelle Rose Miyazaki. Reconstrução do sistema deposicional eólico da Formação Botucatu (Mesozoico) - oeste de Rio Claro (SP).. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

2.
Lays Helmer Mengal. Análises micromorfológicas e geoquímicas em paleossolos e sedimentos no sistema deposicional de lençol de areia da Formaçaõ Los Llanos (Cretáceo superior). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instutito de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

3.
Marjorie Montebeller. Paleossolos em sistemas deposicionais desérticos do Cretáceo: significado estratigráfico e uso como proxies paleoambientais. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

4.
Edinei Piaia. Paleossolos e suas relações com depósitos de planície aluvial: a Formação Resende, Bacia de Taubaté.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

5.
Edinei Piaia. Paleossolos e suas relações com depósitos de planície aluvial: a Formação Resende, Bacia de Taubaté.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

6.
Pamela Cardoso Vilela. Análise petrológica de sedimentos areníticos em sistemas deposicionais desérticos. O Grupo Bauru.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

7.
Lilian Pimentel Diniz dos Santos. Análise de fácies aplicada à interpretação de fluxos hidraúlicos oscilatórios e combinados: Formação Corumbataí, Sierra de La Invernada e Portezuelo del Tontal.. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

8.
Rogério Leandro de Araujo. Análise das microtexturas superficiais de grãos de quartzo mediante microscópio eletrônico de varredura (MEV) em depósitos eólicos, fluviais e paleossolos da Formação Marília da Bacia Bauru.. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

9.
Pamela Cardoso Vilela. Análise petrológica de sedimentos areníticos em sistemas deposicionais desérticos. O Grupo Bauru.. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

10.
Grace Juliana Gonçalves de Oliveira. Caracterização e inter-relações entre depósitos e paleossolos de ambiente árido e semi-árido: um exemplo antigo (Bacia de Bauru, estados de GO, MG e MS) e um análogo atual (Vale de Las Salinas, W Argentina).. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

11.
Maurício Rigoni Baldim. Análise de Fácies de depósitos continentais da Serra de Araçoiaba em Iperó-SP: uma contribuição para a valorização da Floresta Nacional de Ipanema (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade).. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

12.
JOSELAINE REGIANI GONSALES. SIMULAÇÃO DE DEPÓSITOS GRAVITACIONAIS PRODUZIDOS POR FLUXOS BIPARTIDOS:. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

13.
Lenita de Souza Fioriti. SIMULAÇÃO DE DEPÓSITOS GRAVITACIONAIS PRODUZIDOS POR FLUXOS BIPARTIDOS: da geologia de campo á reprodução em laboratório. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

14.
Pamela Cardoso Vilela. Análise petrológica de sedimentos areníticos em sistemas deposicionais desérticos. O Grupo Bauru.. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, PIBIC/CNPq. Orientador: Giorgio Basilici.

15.
Alick Barreto Stuart Boden. CONTROLE DOS FATORES CLIMÁTICOS NA ARQUITETURA FLUVIAL DE AMBIENTE ÁRIDO E SEMI-ÁRIDO: DADOS DE AFLORAMENTOS DA FORMAÇÃO MARÍLIA NA ÁREA DE DO TRIANGULO MINEIRO (BACIA BAURU, CRETÁCEO SUPERIOR).. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Unicamp, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

16.
Juliana Andreotti. Analise De Fácies Em Depósitos Gravitacionais De Água Profunda: A Unidade De Apiúna (Pre-Cambriano, Santa Catarina). 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Giorgio Basilici.

17.
Pedro Henrique Vieira de Luca. Fácies e Organização Arquitetônica de Sistemas Deposicionais de Água Profunda (Formação Punta Negra, Devoniano, Pré-Cordilheira Argentina).. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Unicamp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

18.
Adriano Cutolo. Caracterização do ambiente deposicional e elaboração de modelo geométrico de reservatório de hidrocarbonetos para Formação Portezuelo Del Tontal, Pré-Cordilheira Argentina.. 2004. 34 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

19.
Paulo Augusto Moretti. GEOMETRIAS DOS SEDIMENTOS DE ÁGUA PROFUNDA DA MARGEM PASSIVA OCIDENTAL DO GONDWANA: FORMAÇÃO LA INVERNADA (ORDOVICIANO MÉDIO-SUPERIOR). 2004. 34 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

20.
André Henrique. Sistema Deposicional de depósitos de água profunda da margem ocidental do Gondwana durante o Ordoviciano Médio-Superior: Formação Portezuelo Del Tontal. 2004. 65 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Giorgio Basilici.

21.
José Eustáquio Pampuri Barbosa. Influência dos Mecanismos Deposicionais na Construção de Corpos Reservatórios em Sistemas de Água Profunda: Análogo Aflorante da Unidade de Apiúna (SC).. 2002. 53 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

22.
Mariane Andrade. Estudo das seqüências sedimentares dos reservatórios areníticos de sistema de água profunda da Unidade de Apiúna, Bacia do Itajaí (SC).. 2002. 52 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

23.
Eduardo Jorge de Azevedo. Modelo 3D conceitual dos corpos reservatórios em sistemas deposicionais siliciclasticos de águas profundas: o caso da formação Itararé - Porção setentrional a leste de Campinas. 2001. 25 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

24.
Andrea Fregolente Lazzaretti. Modelo 3D conceitual dos corpos reservatórios em sistemas deposicionais siliciclasticos de águas profundas: o caso da formação Itararé - Porção setentrional a leste de Campinas. 2001. 32 f. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Estadual de Campinas, Agência Nacional do Petróleo. Orientador: Giorgio Basilici.

Orientações de outra natureza
1.
Daniel Francisco Martins de Sousa. Preparação de kits para ensaios de Física de Sedimentação e de amostras de estruturas sedimentares: umas ferramentas para a atividade didática e de extensão em Ciências da Terra.. 2011. Orientação de outra natureza. (Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, SAE - Bolsa Trabalho. Orientador: Giorgio Basilici.

2.
Rafael de Vasconsellos Texeira. Atividades no Laboratório de Laminação para finalidades de didáticas, extensão e pesquisa.. 2009. Orientação de outra natureza. (Geologia) - Instituto de Geociências - Unicamp, SAE - Bolsa Trabalho. Orientador: Giorgio Basilici.

3.
Fabiana Bardela. Uma coleção de rochas e estruturas sedimentares na rede.. 2005. 12 f. Orientação de outra natureza - Universidade Estadual de Campinas. Orientador: Giorgio Basilici.

4.
Mariana Maziviero. Criação de bancos de dados bibliográficos de tipo sedimentológicos e estratigráficos. 2005. 34 f. Orientação de outra natureza - Universidade Estadual de Campinas, Unicamp. Orientador: Giorgio Basilici.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
BASILICI, Giorgio; SGARBI, N. G. ; DAL BO P. . A Sub-Bacia Bauru: um sistema continental entre deserto e cerrado.. In: Hassui, Y.; Almeida F.; Carneiro Dal Re, C.D.R.; Bartorelli A.;. (Org.). Geologia do Brasil. 000ed.São Paulo: Beca, 2012, v. , p. 523-543.


Apresentações de Trabalho
1.
BASILICI, Giorgio. Deepwater depositional systems characterized by gravitational and combined flows: the pre-Cambrian basin of the Itajaí (Brazil) and the Ordovician basins of Precordillera. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BASILICI, Giorgio. Depósitos e fluxos de densidade: leitura de campo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
BASILICI, Giorgio. Catastrophic storm-induced gravitational-deposits in Ordovician foreland shelf: Precordillera Argentina, W Argentina.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BASILICI, Giorgio. Catastrophic storm-induced gravitational-deposits in Ordovician foreland shelf: Precordillera Argentina, W Argentina. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
BASILICI, Giorgio. A depositional model for a wave-dominated open-coast tidal flat. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
BASILICI, Giorgio. Cyclical interbedding of palaeosol and aeolian deposits as proxies of climate variations in Late Cretaceous of Bauru Basin (SE Brazil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
BASILICI, Giorgio. Geologia, geologia do petróleo e sedimentologia aplicadas a museologia. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . El desierto brasileño en el tiempo de los grandes dinosaurios y cocodrilos: un estudio paleopedológico de las rocas del Cretácico Superior del SE brasileño. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
BASILICI, Giorgio. Qualcuno sa che cosa sono le hummocky cross-stratifications e dove si trovano?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
BASILICI, Giorgio. Riconoscimento di paleosuoli in successioni sedimentarie antiche. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
BASILICI, Giorgio; DAL BO P. . Reconhecimento de paleossolos em sucessões sedimentares. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
BASILICI, Giorgio. Sistemas deposicionais desérticos e costeiros híbridos: modelos de fácies e estratigrafia de sequências. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
BASILICI, Giorgio. Paleossolos: reconhecimento e uso em sucessões sedimentares. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
BASILICI, Giorgio. Guia ao reconhecimento e ao uso dos paleossolos. Exemplos no registro geológico do Grupo Bauru (Cretáceo superior). 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
BASILICI, Giorgio. Sistemas sedimentários eólicos desérticos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
BASILICI, Giorgio. Deepwater gravitational and combined flows: the new ideas of the last 10 years applied in examples of the South America. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
BASILICI, Giorgio. Mechanism and depositional architecture as tools developing a geological mapping in continental and ?turbiditic? sedimentary systems. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
BASILICI, Giorgio. Depositional architecture of Plio-Pleistocene continental deposits of central Italy. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GONCALVES ; RÉ, Celso Del ; Basilici, Giorgio ; IMBERNON, R. A. L. . VIII GeoSciED - Campinas, Brazil 22-27 July. 2018. (Congresso).

2.
BASILICI, Giorgio. Seminários de Geologia: Qualidade na formação de geólogos na Unicamp. 2009. (Outro).



Outras informações relevantes


Atuais relações com entidades acadêmicas estrangeiras
i) Membro do Grupo Fluvial & Eolian Reaserch Group, de Nigel Mountney (http://frg.leeds.ac.uk/news.php, "News and ongoing" 2 julho 2015).
ii) Investigador Correspondiente del CONICET - Argentina. 
iii) Responsável do Projeto Erasmus + entre UNICAMP e Technical University of Kosice 
iv) Responsável convênios entre; a) UNICAMP e CRILAR/CONICET de Argentina; b) UNICAMP e Technical University of Kosice (Eslováquia); c) UNICAMP e GSU-ISI of Kolkata (Índia). 

Gerencia: 
i) Laboratório de Laminação IG/UNICAMP
ii) Laboratório de Paleopedologia e Sedimentologia IG/UNICAMP 

Administrativo
i) Coordenador dos cursos de Graduação do IG-Unicamp (2009 - 2011). Coordenador Associado dos cursos de Graduação (2007- 2009 e 2011-2013 )
ii) Líder do grupo de pesquisa em ?Análise de Bacias Sedimentares? no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. 
Nota: Participação a Congresso está só indicada quando organizador, moderador e convidado.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/11/2018 às 2:56:43