Alexandre Mendes Cunha

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0579026269226734
  • Última atualização do currículo em 19/12/2018


Alexandre Mendes Cunha se graduou na Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG e obteve seu mestrado e seu doutoramento em História pela UFF, com pesquisas que articularam temas de história econômica com história do pensamento econômico. É Professor Associado da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, na qual leciona no curso de Ciências Econômicas desde 2003. Em 2014 assumiu a direção do Centro de Estudos Europeus da UFMG e atualmente é titular de uma Cátedra Jean Monnet e coordenador acadêmico de um Módulo Jean Monnet, ambos financiado pela União Europeia (EACEA - Education, Audiovisual and Culture Executive Agency). É também pesquisador do Cedeplar/UFMG, com experiência de pesquisa nas áreas de história e economia, com ênfase em história do pensamento econômico, difusão internacional das ideias econômicas e estudos sobre integração europeia. Seus trabalhos, não obstante, abarcam também estudos acerca da questão espacial e regional tanto no âmbito teórico e histórico, história econômica e social, e diferentes aspectos da conexão entre economia do desenvolvimento e ciência e tecnologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexandre Mendes Cunha
Nome em citações bibliográficas
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Ciências Econômicas, Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional.
Av. Antônio Carlos, 6627
Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 34097323
Fax: (31) 34097203


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2007
Doutorado em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
com período sanduíche em Universidade Técnica de Lisboa (Orientador: José Luís Cardoso).
Título: Minas Gerais, da capitania à província: elites políticas e a administração da fazenda em um espaço em transformação, Ano de obtenção: 2007.
Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Império.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica / Especialidade: História Econômica.
2000 - 2002
Mestrado em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Vila Rica e São João del Rey: as voltas da cultura e os caminhos do urbano entre o século XVIII e o XIX,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Prof Dr. Luciano Raposo de Almeida Figueiredo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica / Especialidade: História Econômica.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Fundamentos e Crítica das Artes / Especialidade: História da Arte.
1995 - 1999
Graduação em Administração.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Estudo de reformulação dos Projetos de Desenvolvimento Institucional Urbano do D.IU / BDMG.
Orientador: Prof Dr. Ivan Beck Ckagnazaroff.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.


Pós-doutorado


2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2002 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador / Professor Substituto, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1995 - 1999
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PET / CAPES, Carga horária: 20

Atividades

08/2013 - Atual
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História do Pensamento Econômico (ECN - 052)
06/2013 - Atual
Direção e administração, Reitoria, Diretoria de Relações Internacionais.

Cargo ou função
Membro do Comitê Diretor do Centro de Estudos Europeus - CEE.
03/2013 - Atual
Direção e administração, Reitoria, Diretoria de Relações Internacionais.

Cargo ou função
Membro do Comitê Diretor.
03/2013 - Atual
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História do Pensamento Econômico (ECN - 052)
06/2012 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Economia (Mestrado e Doutorado).
11/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Membro do Núcleo Docente Estruturante - NDE do Curso de Graduação em Relações Econômicas Internacionais (Portaria 107/2011 - FACE/UFMG).
06/2011 - Atual
Direção e administração, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Tutor do Programa de Educação Tutorial (PET) de Economia.
08/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Ciências Econômicas, Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional.

08/2013 - 12/2013
Ensino, Programa de Pós-graduação em Economia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Economia Política Marx e as crises I e II (ECN - 929)
08/2011 - 06/2013
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Leitura Dirigida em História Econômica e História do Pensamento Econômico (ECN - 208)
06/2011 - 06/2013
Direção e administração, Faculdade de Ciências Econômicas, Departamento de Ciências Econômicas.

Cargo ou função
Sub-Coordenador de Curso (Relações Econômicas Internacionais).
08/2012 - 12/2012
Ensino, Programa de Pós-graduação em Economia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Teoria Econômica (ECN933) ? Celso Furtado e o Desenvolvimento Econômico no Brasil
08/2006 - 12/2012
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Econômica Geral (ECN-181)
05/2011 - 05/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão da Biblioteca da FACE.
08/2011 - 12/2011
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Política II (REI - 008)
03/2011 - 06/2011
Ensino, Programa de Pós-graduação em Economia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Teoria Econômica (ECN933) ? Celso Furtado e o Desenvolvimento Econômico no Brasil
09/2009 - 06/2011
Direção e administração, Faculdade de Ciências Econômicas, Departamento de Ciências Econômicas.

Cargo ou função
Coordenador de Curso (Relações Econômicas Internacionais).
03/2010 - 06/2010
Ensino, Economia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Crescimento e Desenvolvimento na História do Pensamento Econômico
08/2009 - 12/2009
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução à Economia
09/2006 - 12/2009
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Ciências Econômicas, Faculdade de Ciências Econômicas.

Atividade realizada
Secretário-editorial da revista Nova Economia (0103-6351).
08/2005 - 12/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Ciências Econômicas, .

Cargo ou função
Membro da comissão especial para Memória da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG.
08/2002 - 08/2008
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Ciências Econômicas, Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional.

08/2003 - 12/2005
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Econômica Geral (ECN-181)
04/2003 - 08/2003
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos em Economia: História Econômica de Minas Gerais (optativa do Curso de Ciências Sociais)
Tópicos em Economia: História Econômica de Minas Gerais (ECN010)
História Econômica do Brasil I (ECN 188)

The European Society for the History of Economic Thought, ESHET, Alemanha.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Member of the Council, Enquadramento Funcional: Member of the Council, Carga horária: 1

Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Associado, Enquadramento Funcional: Associado, Carga horária: 0


Associação Brasileira de Pesquisadores Em História Econômica, ABPHE, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Associado, Carga horária: 0

Atividades

09/2009 - 09/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Representantes, .

Cargo ou função
Conselheiro - Região Sudeste.
09/2007 - 09/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Revista História Econômica & História de Empresas, .

Cargo ou função
Comissão Executiva - Editoria.
09/2005 - 09/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho de Representantes, .

Cargo ou função
Conselheiro - Região Sudeste.
9/2003 - 9/2005
Direção e administração, Associação Brasileira de Pesquisadores Em História Econômica, .

Cargo ou função
1º Tesoureiro.

Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Visiting Research, Enquadramento Funcional: Visiting researcher, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Visiting Research, Enquadramento Funcional: Visiting Researcher, Carga horária: 8


Georg-August-Universität Göttingen, GZG, Alemanha.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Técnica de Lisboa, UTL, Portugal.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estágio de Pesquisa, Enquadramento Funcional: Estágio de Pesquisa
Outras informações
Estágio de pesquisa relativo à Bolsa de Doutorado Sanduíche do CNPq, realizado sob a orientação do Prof. José Luís Cardoso, catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG/UTL)

Atividades

02/2006 - 08/2006
Estágios , Instituto Superior de Economia e Gestão, .

Estágio realizado
Estágio de pesquisa sob orientação do Prof. José Luís Cardoso.

Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 6

Atividades

07/2007 - 07/2007
Ensino, Cultura e Arte Barroca, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Sociedade Mineira Colonial

Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade, FRMFA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Superintendente de Operações, Carga horária: 4

Atividades

10/2010 - Atual
Direção e administração, Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade, .

Cargo ou função
Superintendente de Operações.

Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais, BDMG, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 20

Atividades

1/1999 - 12/1999
Estágios , Departamento de Infra Estrutura Urbana, .

Estágio realizado
Estágio supervisionado.

Governo do Estado de Minas Gerais, GOVERNO/MG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Outros, Enquadramento Funcional: Conselheiro

Atividades

05/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Secretaria de Cultura do Estado de Minas Gerais, Conselho Estadual do Patrimônio Cultural - CONEP.

Cargo ou função
Conselheiro Suplente.


Linhas de pesquisa


1.
Pensamento econômico luso-brasileiro, sécs. XVIII e XIX
2.
História das instituições fazendárias no Brasil e em Portugal nos séculos XVIII e XIX
3.
História das elites políticas e econômicas mineiras entre 1750 e 1850
4.
Urbanização e desenvolvimento do mercado interno em Minas Gerais no século XIX
5.
História Intelectual
6.
Pensamento Economico no Reformismo Ilustrado
7.
Pensamento Econômico Brasileiro e Latino-Americano
8.
Difusão Internacional das Ideias Econômicas
9.
Estudos Europeus e Estudos da União Europeia
10.
História do Pensamento Econômico


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
[Jean Monnet Chair] Economics, Political Economy and the building of the European Integration Project
Descrição: The creation of the EU resulted from the concurrent action of a wide array of forces: political agendas, institutional constraints, economic interests, and also intellectual perspectives. To properly assess the dynamics of European integration throughout the 20th century, and thus shed some light on the crossroads at which the EU finds itself now, one might do well to reevaluate the nature of the ideas and of the overarching vision that lie in its origin. The project purports to recover the intellectual roots of European integration in the interwar and immediate postwar years, while giving special emphasis to the role-played by economists in this process. European economists were very much involved in debates about international politics, as in the cases of Robbins, Myrdal, Perroux, Eucken and Keynes, to cite only a few. By reconnecting these threads, the project will show how the revived and enlarged perspective of political economy can illuminate some of the challenges currently faced by the EU. The international team assembled for the proposal, gathering renowned experts on the history of economics, law, and international politics is particularly well suited for the proposed task. Building on initiatives developed under a JM Module (2015-18) and activities already in place within the B.A. in International Economic Relations, our aim is to give more focus to the teaching and research on European Studies, thus promoting excellence in EU studies within the university. This will be done mainly through course offerings available to our entire student population (approximately 50,000), events with leading scholars (including workshops designed to policy makers), and different publications. This also plays a role in amplifying the scope and depth of the actions developed by UFMG?s Center for European Studies, headed by the Chair Holder of this proposal, and entirely supported by UFMG?s own funds. The CES offers then a solid base for the JM activities at the university..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador / José Luís Cardoso - Integrante / SUPRINYAK, Carlos Eduardo - Integrante / Luiz Felipe BRUZZI CURI - Integrante / Bernardo Palhares Campolina Diniz - Integrante / Anderson Tadeu Marques Cavalcante - Integrante / Giuliana Laschi - Integrante / Keith Tribe - Integrante / Fernanda Cimini Salles - Integrante / Patrícia Nasser de Carvalho - Integrante / Juhana Hannu Aunesluoma - Integrante / Harald Hagemann - Integrante / Roberto Lampa - Integrante / James Ashley Morrison - Integrante / Timo Pekka Antero Miettinen - Integrante / Pierre-Hernan Rojas - Integrante.Financiador(es): Comissão Européia - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Cameralism across the World of Enlightenment: Nature, Order, Diversity, Happiness
Descrição: Although the concepts of cameralism and cameral sciences are not well known to the general public, there has lately been a notable growth of interest in cameralism amongst historians (Wakefield, Reinert, Laborier, Cunha, Rössner). Perhaps most thought-provokingly, Dorinda Outram has argued that the body of thought known as cameralism was so important ?that it might even be argued that one of the major divisions within Europe was not so much between Catholic and Protestant states, or large and small states but between states which used cameralist thinking and those which did not?. (Outram 1995, The Enlightenment, p. 102). Yet a holistic account on cameralism is still missing, one that would do full justice to the complexity of the intellectual and political traditions in which cameralist thinking emerged and was used. We aim to establish a research grout and a network of scholars for the study of Cameralism across the World of Enlightenment. Three workshops are envisioned in the first instance, to be held at the Lichtenberg-Kolleg, the Göttingen Institute for Advanced Studies. The first, Cameralism and the Enlightenment World: Transfer and Translations, will take place during the week of 10-13 October 2016. The second, Nature and Order: Ideas in Practice, is planned for 3-8 April 2017, and the third, Commercial Society, Population and Family: Diversity and Happiness, will be held during the week of 9-14 October 2017.Our ambition is to make original contributions to historical scholarship on cameralism and Enlightenment..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
[Jean Monnet Module] Theory and Policy in the formation of the European Union: a model for economic integration?
Descrição: The aim of this project is twofold. First, it intends to foster the analysis of the historical circumstances surrounding the birth of the European Union, focusing in particular on the interplay between theories and concepts of regional integration, on one hand, and the political, institutional, and economic forces that underpinned the process, on the other. Secondly, it will use this knowledge in a comparative analysis of other recent experiences of integration, attempting to illuminate how strategies that share the same rationale can lead to widely diverging results due to the different socio-institutional contexts in which they are applied ? thus alerting to the dangers of a hasty adoption of imported models. Building on teaching and research activities that are already in place within the Bachelor Program in International Economic Relations offered by the Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), our aim is to broaden the reach of the courses offered, making them available to the whole student population of the university (approximately 50,000 students). At the same time, we intend to provide greater thematic coherence to the courses by structuring them as a minor on European Studies, available to all UFMG students and sponsored by our Center for European Studies. Additionally, we aim to organize seminars and workshops with leading scholars in the field, as a way of systematically exposing our students and faculty to current research on European integration. The main outputs envisaged include working papers, a book on comparative experiences of integration, an online platform for discussion of related themes, and a general increase of awareness about European studies among the academic community and the civil society..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Léxico conceitual Brasil-Europa: Território, Ambiente, Sociedade e Cultura
Descrição: Trata-se de uma colaboração entre a Universidade Federal de Minas Gerais e a Università di Bologna. O projeto visa a elaboração de um Léxico tratando das matrizes conceituais que, no século XXI, polarizam-se em torno de quatro eixos ? ambiente, território, cultura e sociedade ? convoca as relações Brasil-Europa e configura um campo temático ao mesmo tempo com grande potencial acadêmico e não menor apelo social e político, impactando a agenda dos governantes e as demandas da sociedade. Tais eixos poderão ser desenvolvidos em várias direções, cada um deles abrigando um conjunto de temas e subtemas, e ao mesmo tempo proporcionando uma série de recortes transversais e referências cruzadas. Assim, Território e Ambiente poderão conectar-se com Sociedade e Cultura, e vice-versa, da mesma forma que irão agregar em seu nível próprio temas tais como: 1 ? Território: fronteiras, mobilidades das fronteiras, desterritorização; 2 - Ambiente: ecossistemas, ecologia física, ecologia social, green-economy, agroecologia; 3 ? Sociedade: o socius, a economia, a política.; 4 ? Cultura: multiculturalismo, identidades coletivas, memória, patrimônio. Desse conjunto resultará aquilo que se poderia chamar de matrizes conceituais, abarcando os conceitos eles próprios em sua dimensão epistêmica, isto é, lógica e epistemológica, e o nível propriamente lexical, i.é, linguístico e mais especificamente multi-linguístico, com o italiano e o português brasileiro em linha de frente, porém em conexão com outros agrupamentos em sua diversidade, como é o caso da Europa, somando-se a esse conjunto sua tradutibilidade a uma lingua franca: hoje, o inglês..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
A transmissão das ideias cameralistas no contexto do reformismo ilustrado no mundo Ibérico: reflexões sobre processos de difusão internacional do pensamento econômico no século XVIII
Descrição: O projeto faz parte de uma agenda de pesquisa que vem sendo perseguida nos últimos anos e que se dedica a estudar uma dinâmica de grande interesse para o tema da história da difusão internacional do pensamento econômico, mas ainda não descrita na literatura especializada: a influência da literatura cameralista na formação das ideias econômicas no mundo luso-brasileiro. A pesquisa está organizada em três frentes distintas, que constituem dimensões diferentes da influência das ideias cameralistas no mundo luso-brasileiro. Em primeiro a influência do cameralismo e das ?matérias de polícia? no processo de centralização da administração das finanças públicas em Portugal no pós-terremoto de Lisboa em 1755; em segundo a permanência de estudantes luso-brasileiros (entre eles os brasileiros José Bonifácio de Andrada e Manuel Ferreira da Câmara) na década de 1790 em um dos centros fundamentais de difusão das ideias do cameralismo, a Bergakademie de Freiberg; e finalmente, a tradução de tratados de polícia no século XVIII, com destaque para o Elementos da Polícia Geral de um Estado (1786), traduzido do francês por João Rosado de Villalobos e Vasconcelos, e que conseguimos demonstrar, de forma absolutamente original dentre os vários estudos já desenvolvidos sobre o tema, que se trata de uma versão não simplesmente de um tratado francês de 1781 (atribuído a De Felice, porém realmente escrito por Eli Bertrand), mas de fato de uma versão resumida e não creditada do principal tratado cameralista de Von Justi, o Die Grundfeste zu der Macht und Glücksseeligkeit der Staaten (1760). A pesquisa que propomos aqui para o desenvolvimento nos próximos dois anos busca pensar, a partir destes estudos de caso específicos, dimensões amplas dos processos de difusão internacional do pensamento econômico no século XVIII a partir dos circuitos de tradução, transmissão e adaptação das ideias cameralistas. O contexto principal de trabalho continuará sendo o enquadramento do mundo ibérico, português em particular (e luso-brasileiro por extensão), mas buscando a percepção de dinâmicas análogas no contexto mais amplo do reformismo ilustrado, que marcou diversos estados europeus no período e que permitiu combinações interessante de ideias úteis à reforma econômica e política dos estados, na qual por vezes misturavam-se com essas noções cameralistas, ideias da fisiocracia francesa, da economia civil italiana, ou ainda, abrindo-se à influência crescente da economia política escocesa. O mote principal e discutir circuitos de difusão das ideias econômicas no enquadramento do reformismo ilustrado europeu, tendo por guia a difusão das ideias cameralistas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
Celso Furtado e e a História das Ideias Econômicas: a Importância dos Debates em Cambridge para a Formulação da Teoria do (Sub)Desenvolvimento
Descrição: Descrição: Trata-se de uma pesquisa que combina os campos da História do Pensamento Econômico e da Economia do Desenvolvimento e os esforços de pesquisadores dessas duas áreas. Especificamente, o projeto dá corpo a uma investigação aprofundada acerca da obra de Celso Furtado que têm como centro da análise o tempo e circunstância da formulação das idéias do autor e que, como tal, se articula a outro projeto também em andamento mais relacionado à influência do debate francês no pensamento deste autor. O foco direto da análise, mais especificamente, são as duas temporadas de pesquisa e estudos que Furtado passa na Universidade de Cambridge nas décadas de 1950 e 1970, tratando estes dois períodos enquanto momentos de grande definidores dos posicionamentos e reposicionamentos teóricos adotados pelo autor..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Britto, Gustavo - Coordenador.
2013 - 2015
O ?conhecimento útil? do mundo natural e as transformações no pensamento econômico no Reformismo Ilustrado Luso-Brasileiro (1750-1808): cameralismo, mineração e economia política
Descrição: O projeto aqui proposto constitui desdobramento e amadurecimento da reflexão desenvolvida em pesquisas realizadas ao longo dos últimos 4 anos, financiadas por instituições diversas. Este esforço de investigação permitiu situar e demonstrar a procedência de uma discussão inédita na historiografia: a da presença de idéias cameralistas na formação do pensamento econômico luso-brasileiro. O que se propõe agora é efetivamente demonstrar e comprovar de forma circunstanciada estas questões, baseadas em ampla pesquisa em fontes primárias, inserindo-as em um contexto mais amplo de reflexão, o do reformismo ilustrado. Mais especificamente, o eixo de investigação aproxima o espaço da produção de conhecimento útil sobre o mundo natural, com destaque para a produção de memórias de instituições como a Academia de Ciências, e a emergência da economia política enquanto domínio de reflexão no âmbito do reformismo ilustrado luso-brasileiro. É este ponto de encontro que, pelo que as nossas pesquisas apontaram até o momento, representa o canal mais fértil para a investigação da influência do cameralismo na formação do pensamento econômico luso-brasileiro. O pensamento e a ação dos homens de ciências a serviço das nações marcadas pelo reformismo ilustrado no final do século XVIII na Europa foi responsável por motivar um panorama de pesquisas dedicada à produção de conhecimento útil sobre o mundo natural que teve implicações profundas e diretas no desenvolvimento das idéias econômicas no continente europeu. O caso português e luso-brasileiro e neste sentido de grande interesse. A presente pesquisa explora exatamente este entremeio de questões, com particular ênfase sobre na importância da cameralismo como uma base de conhecimentos dedicada a aumentar o poderio econômico do estado, mas que ao mesmo tempo esteve fortemente ligada no mundo germânico aos avanços nas ciências naturais, especialmente da química, metalurgia e ciências da mineração..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
A importância de Cambridge à contribuição teórica de Celso Furtado no campo da economia do desenvolvimento. Uma história, dois momentos: 1957-58 e 1973-74
Descrição: O projeto dá corpo a uma investigação aprofundada da obra de Celso Furtado em uma perspectiva eminentemente de história do pensamento econômico que têm como centro da análise o tempo e circunstância da formulação das idéias do autor. O foco particular são as duas temporadas de pesquisa e estudos que Furtado passa na Universidade de Cambridge nas décadas de 1950 e 1970, entendendo estes períodos como momentos de grande importância nos posicionamentos e reposicionamentos teóricos adotados pelo autor..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador / Britto, Gustavo - Integrante / Carlos Pinkusfeld Monteiro Bastos - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
Furtado, Perroux e o novo desenvolvimento
Descrição: O projeto dá corpo a uma investigação aprofundada da influência que a obra de François Perroux e o pensamento francês, de maneira ampla, exerceram no pensamento e nos escritos de Celso Furtado no que concerne à problemática do desenvolvimento e do subdesenvolvimento. Se por um lado a influência do pensamento de Perroux e suas relações com as ideias dos autores clássicos do desenvolvimento econômico permanecem relativamente inexploradas, por outro, a análise da influência de Perroux sobre o pensamento de Furtado permanece quase de todo inédita, com justa exceção de algumas investigações preliminares no campo da economia regional e da história do pensamento econômico. O foco particular é a relação entre a visão de Perroux sobre o funcionamento dos sistemas econômicos - em particular de seus conceitos de estrutura econômica, dinâmica da desigualdade e efeito de dominação que determinaram sua participação na revisão do campo de conhecimento que veio a ser conhecida como novo desenvolvimento no final dos anos 1970, e o movimento paralelo de Furtado e sua releitura dos conceitos de desenvolvimento e cultura no mesmo período. Esses temas ganham renovada atenção nos dias atuais, em mais um momento de redefinição da teoria do desenvolvimento, apesar das profundas transformações das estruturas produtivas dos países nas últimas décadas. Mais ainda, o debate atual se dá em um cenário diametralmente oposto daquele verificado no final dos anos 70 e início dos 80. Hoje, os países desenvolvidos encontram-se em situação econômica e financeira frágil, enquanto os países subdesenvolvidos de renda média passam por um ciclo de crescimento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Britto, Gustavo - Coordenador / Carlos Pinkusfeld Monteiro Bastos - Integrante / Bernardo Palhares Campolina Diniz - Integrante.
2012 - Atual
Cameralismo, mineração e economia política: o estudo das ciências naturais e as transformações no pensamento econômico no Reformismo Ilustrado Luso-Brasileiro (1750-1808)
Descrição: O projeto aqui proposto constitui desdobramento e amadurecimento da reflexão desenvolvida em pesquisas realizadas ao longo dos últimos 4 anos, financiadas por instituições diversas. Este esforço de investigação permitiu situar e demonstrar a procedência de uma discussão inédita na historiografia: a da presença de idéias cameralistas na formação do pensamento econômico luso-brasileiro. O que se propõe agora é efetivamente demonstrar e comprovar de forma circunstanciada estas questões, baseadas em ampla pesquisa em fontes primárias, inserindo-as em um contexto mais amplo de reflexão, o do reformismo ilustrado. Mais especificamente, o eixo de investigação aproxima o espaço da produção de conhecimento útil sobre o mundo natural, com destaque para a produção de memórias de instituições como a Academia de Ciências, e a emergência da economia política enquanto domínio de reflexão no âmbito do reformismo ilustrado luso-brasileiro. É este ponto de encontro que, pelo que as nossas pesquisas apontaram até o momento, representa o canal mais fértil para a investigação da influência do cameralismo na formação do pensamento econômico luso-brasileiro. O pensamento e a ação dos homens de ciências a serviço das nações marcadas pelo reformismo ilustrado no final do século XVIII na Europa foi responsável por motivar um panorama de pesquisas dedicada à produção de conhecimento útil sobre o mundo natural que teve implicações profundas e diretas no desenvolvimento das idéias econômicas no continente europeu. O caso português e luso-brasileiro e neste sentido de grande interesse. A presente pesquisa explora exatamente este entremeio de questões, com particular ênfase sobre na importância da cameralismo como uma base de conhecimentos dedicada a aumentar o poderio econômico do estado, mas que ao mesmo tempo esteve fortemente ligada no mundo germânico aos avanços nas ciências naturais, especialmente da química, metalurgia e ciências da mineração..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Dinâmica global do capital e as possibilidades de catch up no século XXI: a experiência japonesa e os desafios para o Brasil
Descrição: O projeto que aqui detalhado representa o ponto de encontro de duas temáticas de pesquisa solidamente estabelecidas no Cedeplar/UFMG. Trata-se da articulação entre a economia da ciência e da tecnologia e economia do desenvolvimento, com vistas a refletir sobre a dinâmica global do capital e as possibilidades de catch up no que se divisam no século XXI. O eixo para explorar esta linha de investigação é a análise da experiência japonesa e a reflexão concreta dos desafios que se apresentam para o Brasil no presente momento histórico. O projeto contará com a colaboração de pesquisadores do renomado National Graduate Institute for Policy Studies (GRIPS), sob a coordenação do Prof. Atsushi Sunami, com quem ao longo deste ano estabelecemos protocolos de colaboração acadêmica, validados e reconhecidos pela Diretoria de Relações Internacionais e Reitoria da UFMG..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Eduardo da Motta e Albuquerque - Integrante / Bernardo Palhares Campolina Diniz - Coordenador.
2011 - 2013
Marx, os cadernos sobre a crise e a economia política contemporânea

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Eduardo da Motta e Albuquerque em 16/08/2013.
Descrição: O objetivo deste projeto de pesquisa é desenvolver uma análise do Caderno B113, escrito por Karl Marx em 1869, e de seu lugar na elaboração da teoria marxiana das crises. O Caderno B113 é um dos vários manuscritos deixados por Marx e que permanecem inéditos até o presente, tendo sido trabalhado até aqui apenas pela equipe proponente deste projeto de pesquisa. O Caderno B113 é parte do Arquivo Marx-Engels, depositado no International Institute of Social History (www.iisg.org/imes), em Amsterdã, Holanda. A transcrição do conteúdo do Caderno B113 e a compreensão do seu uso por Marx como um guia de seus estudos relacionados à crise de 1866 consistem no fio condutor de uma agenda de pesquisa abrangente, tanto em torno da obra de Marx como na exploração dos diversos caminhos de investigação de crises como um fenômeno econômico persistente nas sociedades capitalistas no passado e no presente. Um objetivo correlato e associado ao desenvolvimento bem-sucedido desta pesquisa é a construção em Minas Gerais de um Centro de Referência em Economia Política, envolvendo uma rede de pesquisadores de diferentes instituições de ensino e pesquisa do Estado (a UFMG e a UFOP, até o momento), bem como de instituições estrangeiras envolvidas com o tema da pesquisa..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Hugo Eduardo Araujo da Gama Cerqueira - Integrante / Paula, João Antônio de - Integrante / Eduardo da Motta e Albuquerque - Coordenador / Leonardo Gomes de Deus - Integrante / SUPRINYAK, Carlos Eduardo - Integrante.
2010 - 2012
As idéias cameralistas no reformismo ilustrado português: uma investigação sobre a história do pensamento econômico no Império Luso-Brasileiro (1750-1808)
Descrição: O projeto constitui desdobramento e amadurecimento da reflexão desenvolvida em pesquisas recentes financiadas por instituições diversas, em esforço de investigação permitiu situar e demonstrar a procedência de uma discussão inédita na historiografia: a da presença de idéias cameralistas na formação do pensamento econômico luso-brasileiro. O que agora contitui o alvo da pesquisa é a demonstraçao e comprovaçao de forma circunstanciada destas questões, baseadas em larga pesquisa em fontes primárias, inserindo-as em um contexto mais amplo de reflexão, o do reformismo ilustrado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2009 - 2011
Ilustração e Reforma Econômica nos dilemas do Império Luso-Brasileiro (1750-1822): um percurso na história das idéias do cameralismo à economia política
Descrição: A pesquisa dedica-se a investigar um percurso particular nas idéias econômicas, políticas e administrativas dentro do espaço do mundo luso-brasileiro entre 1750 e 1808. O objetivo central é o aprofundamento da pesquisa primária e reflexão sobre o papel do cameralismo e da chamada ?ciência da polícia? dentro do ideário de reformas que vai marcar o estado português no período, em linha de continuidade a outra pesquisa já realizada pelo proponente em tema correlato e em vários aspectos inédita na historiografia. Há entre o período do consulado pombalino e o momento em que afloram todos os dilemas próprios da construção de um império luso-brasileiro, dramatizadas no episódio da transferência da corte para o Brasil em 1808, um curso de transformação nas concepções econômicas que pode ser lido como o próprio nascimento da economia política em Portugal. Este processo já referenciado na literatura especializada ganha, não obstante, novas cores se lido dentro de um registro no qual a influência das idéias da fisiocracia francesa, ou do sistema de economia política de Adam Smith, neste espaço se dá a partir de um ideário de transformação e reforma econômica, sintonizado com a forma específica de abertura à ilustração própria das monarquias católicas absolutistas do período e intermediado pela importância que para estas reformas teriam as chamadas ?matérias de polícia?, no sentido próprio do termo para o século XVIII. É nisto que a influência do cameralismo de matriz autro-germânica (já noticiado em nossas pesquisas anteriores e que começa agora a ganhar mais robusta comprovação empírica) assoma como algo fundamental para a efetiva compreensão das mudanças nas idéias econômicas, políticas e administrativas no período..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2008 - 2010
A influência do cameralismo nas finanças luso-brasileiras: dimensões do discurso e da prática econômica relativas às finanças públicas entre os séculos XVIII e XIX (CNPq)
Descrição: Trata-se de uma análise da administração fazendária luso-brasileira que se desenrola em dois níveis: um primeiro no qual é dada especial atenção para o discurso que orienta e suporta a prática econômica relativa às finanças públicas nesse contexto de estudo, no qual se defenderá a tese original de que o pensamento cameralista desempenha influência preponderante nas reordenações no campo da fazenda ocorridas no século XVIII português. E um outro, no qual será privilegiada a investigação de um caso em particular, capaz de aprofundar os sentidos dessa relação entre discurso e prática e ao mesmo tempo contribuir para o esclarecimento de um capítulo fundamental e pouco cultivado de nossa historiografia: a trajetória das instituições fazendárias nesse universo luso-brasileiro, a partir do destaque à história desses órgãos nas Minas Gerais dos séculos XVIII e XIX..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Em busca de novos horizontes para a economia política contemporânea (Edital Universal CNPq - Processo 476433/2008-8)
Descrição: O projeto central do nosso grupo de pesquisa do CNPq é a construção de um Centro de Referência em Economia Política. Para tanto, é adequado um projeto de pesquisa que busque viabilizar uma mais ampla compreensão do conjunto da obra de Marx e Engels através de uma investigação em torno da edição do Collected Works, em inglês. Esse esforço, crucial dada a posição de Marx na Economia Política e na história do pensamento econômico universal, permite a integração de diversas abordagens econômicas, conforme este projeto formula nos tópicos a seguir. Além do mais, esse esforço combina-se com a formulação de temas diretamente relacionados a questões centrais da sociedade e do capitalismo do nosso tempo. É também objetivo do projeto o aprofundamento do diálogo com os estudiosos do tema no Brasil e no exterior. Para além disto existe a preocupação em se ampliar interlocução já formalizada entre o grupo e o International Institute of Social History (IISH), de Amsterdam, depositário dos originais dos manuscritos de Marx e Engels e um dos principais centros de estudo do tema no mundo hoje, que se insere dentro do processo de crescente internacionalização das pesquisas do Cedeplar/UFMG. A pesquisa será desenvolvida através de cinco linhas de investigação. A primeira linha será desenvolvida pelo conjunto da equipe e as cinco linhas restantes serão encaminhadas por um pesquisador responsável. Desta forma, a pesquisa poderá combinar enfoques mais gerais sobre os Collected Works com pesquisas focalizadas em temas específicos, o que visa contribuir para uma melhor compreensão conjuta das contribuições de Marx e Engles. As linhas são as seguintes: 1) Leitura compreensiva dos Collected Works; 2)O caminho da crítica da economia política; 3) História e historiografia e o debate contemporâneo; 4) Contribuições para a compreensão das crises no sistema capitalista e 5) As interações entre a dimensão financeira e a inovativa.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / João Antonio de Paula - Integrante / Hugo Eduardo Araujo da Gama Cerqueira - Integrante / Eduardo da Motta e Albuquerque - Coordenador / Leonardo Gomes de Deus - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
Dicionário biográfico de Minas Gerais
Descrição: Pesquisa e elaboração de Dicionário Biográfico de mineiros desde o período colonial até o presente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Marcelo Magalhães Godoy - Integrante / João Antonio de Paula - Integrante / Vera Alice Cardoso da Silva - Integrante / Amílcar Vianna Martins - Coordenador.Financiador(es): Instituto Cultural Amílcar Martins - Cooperação.
2004 - 2006
Desenvolvimento urbano e formação do mercado interno de Minas Gerais - 1831-1930
Descrição: A pesquisa se destina à compreensão da formação do mercado interno mineiro a partir de uma perspectiva que privilegia a questão espacial. O século XIX é o palco principal da análise, ainda que com recuos ao Dezoito e desdobramento no Vinte. Os temas da formação espacial do território e da diferenciação progressiva dos espaços econômicos, associados à investigação da composição da rede de cidades e dos processos específicos de urbanização são dimensões fundamentais da análise que identifica no mosaico mineiro resposta fundadora da composição do mercado interno no período..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Alexandre Mendes Cunha - Integrante / Roberto Luís de Melo Monte-Mór - Integrante / Marcelo Magalhães Godoy - Integrante / Mario Marcos Rodarte - Integrante / João Antonio de Paula - Coordenador / Rodrigo Ferreira Simões - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2015 - Atual
Periódico: Iberian Journal of the History of Economic Thought
2007 - 2009
Periódico: História Econômica & História de Empresas
2006 - 2009
Periódico: Nova Economia (UFMG)


Revisor de periódico


2008 - 2008
Periódico: Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas
2010 - 2010
Periódico: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR)
2009 - 2009
Periódico: Revista ANPEC
2013 - Atual
Periódico: Varia História (UFMG. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: História Econômica & História de Empresas
2010 - Atual
Periódico: Nova Economia (UFMG. Impresso)
2013 - Atual
Periódico: America Latina en la Historía Económica
2014 - Atual
Periódico: Journal of Economic Methodology
2014 - Atual
Periódico: Iberian Journal of the History of Economic Thought
2015 - Atual
Periódico: History of Economic Ideas (Testo Stampato)


Revisor de projeto de fomento


2015 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2014 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica/Especialidade: História do Pensamento Econômico.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica/Especialidade: História Econômica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Lê Pouco.


Prêmios e títulos


2015
Paraninfo, Formandos da 1ª turma de Relações Econômicas Internacionais da UFMG (2014/02), UFMG.
2015
Professor Homenageado, Formandos de Relações Econômicas Internacionais da UFMG (2015/01), UFMG.
2013
Professor Homenageado, Formandos em Economia da UFMG, UFMG.
2009
Warren J. and Sylvia J. Samuels Young Scholars Award, History of Economics Society.
2009
Professor Homenageado, Formandos em Economia da UFMG, UFMG.
2005
Bolsa ICAM / USIMINAS - Pesquisas sobre História de Minas Gerais, Instituto Cultural Amílcar Martins - ICAM.
1999
Seleção dos Melhores Trabalhos - VIII Semana de Iniciação Científica, UFMG.
1997
Seleção dos Melhores Trabalhos - VI Semana de Iniciação Científica, UFMG.
1996
Seleção dos Melhores Trabalhos - V Semana de Iniciação Científica, UFMG.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:2
Total de citações:5
Fator H:1
Cunha, Alexandre M  Data: 01/07/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
Cunha, Alexandre Mendes2018 Cunha, Alexandre Mendes; Britto, Gustavo . When development meets culture: the contribution of Celso Furtado in the 1970s. CAMBRIDGE JOURNAL OF ECONOMICS, v. 42, p. 177-198, 2018.

2.
Cunha, Alexandre Mendes2018Cunha, Alexandre Mendes. Keith Tribe, Governing Economy: The Reformation of German Economic Discourse 1750-1840, rev. 2nd ed. (Newbury, UK: Threshold Press, 2017), pp. 346, £35. ISBN: 9781903152362.. Journal of the History of Economic Thought, v. 40, p. 579-583, 2018.

3.
CUNHA, Alexandre Mendes2017CUNHA, Alexandre Mendes. Mario Garcia-Molina and Hans-Michael Trautwein, eds., Peripheral Visions of Economic Development: New Frontiers in Development Economics and the History of Economic Thought (New York: Routledge, 2016), pp. 342, $163 (hardcover). ISBN: 978-1-13890-922-9.. Journal of the History of Economic Thought, v. 39, p. 603-606, 2017.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes2017 CUNHA, Alexandre Mendes. A previously unnoticed 'Swiss connection' in the dissemination of cameralist ideas during the second half of the 18th century. HISTORY OF POLITICAL ECONOMY, v. 49, p. 497-529, 2017.

5.
Cunha, Alexandre Mendes2016Cunha, Alexandre Mendes. Rosa Luxemburg: Theory of Accumulation and Imperialism, by Tadeusz Kowalik. European Journal of the History of Economic Thought (Print), v. 23, p. 1-3, 2016.

6.
Cunha, Alexandre Mendes2016Cunha, Alexandre Mendes. The Idea of Commercial Society in the Scottish Enlightenment, by Christopher J. Berry. European Journal of the History of Economic Thought (Print), v. 23, p. 1-3, 2016.

7.
BRUZZI CURI, L. F.2015BRUZZI CURI, L. F. ; CUNHA, Alexandre Mendes . Redimensionando a contribuição de Roberto Simonsen à controvérsia do planejamento: pioneirismo e sintonia internacional. America Latina en la Historía Económica, v. 22, p. 76-107, 2015.

8.
CUNHA, Alexandre Mendes2015CUNHA, Alexandre Mendes. Gavetas Preciosas: sobre o sexto volume da série de publicações 'Arquivos Celso Furtado'. Ciência Hoje, v. 54, p. 3-4-4, 2015.

9.
ANTONIO DE PAULA, J.2013ANTONIO DE PAULA, J. ; E. A. DA GAMA CERQUEIRA, H. ; Mendes Cunha, A. ; SUPRINYAK, C. E. ; GOMES DE DEUS, L. ; ALBUQUERQUE, E. D. M. E. . Notes on a Crisis: The Exzerpthefte and Marx's Method of Research and Composition()(). The Review of Radical Political Economics, v. 45, p. 162-182, 2013.

10.
CARDOSO, José Luís2012 CARDOSO, José Luís ; CUNHA, Alexandre Mendes . Enlightened Reforms and Economic Discourse in the Portuguese-Brazilian Empire (1750-1808). History of Political Economy, v. 44, p. 619-641, 2012.

11.
CARDOSO, José Luís2012CARDOSO, José Luís ; CUNHA, Alexandre Mendes . Discurso econômico e política colonial no Império Luso-Brasileiro (1750-1808). Tempo. Revista do Departamento de História da UFF, v. 17, p. 65-88, 2012.

12.
CUNHA, Alexandre Mendes2012CUNHA, Alexandre Mendes. A Junta da Real Fazenda em Minas Gerais e os projetos de abolição da circulação de outro em pó (1770-1808): limites às reformas econômicas na colônia dentro da administração fazendária portuguesa. História Econômica & História de Empresas, v. 15, p. 9-46, 2012.

13.
PAULA, João Antonio de2012PAULA, João Antonio de ; E. A. DA GAMA CERQUEIRA, H. ; CUNHA, Alexandre Mendes ; SUPRINYAK, C. E. ; GOMES DE DEUS, L. ; ALBUQUERQUE, E. D. M. E. ; CURI, G. H. S. ; VIEIRA, M. T. . Marx in 1869: Notebook B113, ?The Economist? and ?The Money Market Review?. Vlaams Marxistisch Tijdschrift, v. 46, p. 60-73, 2012.

14.
CUNHA, Alexandre Mendes2011CUNHA, Alexandre Mendes. O Urbano da Cidade Mineradora: o caso da formação espacial das VIlas do Ouro em Minas Gerais (Brasil) no século XVIII. Revista Internacional de Língua Portuguesa, v. 23, p. 75-97, 2011.

15.
CUNHA, Alexandre Mendes2010CUNHA, Alexandre Mendes. Police Science and Cameralism in Portuguese Enlightened Reformism: economic ideas and the administration of the State during the second half of the 18th century. e-Journal of Portuguese History, v. 8, p. 3, 2010.

16.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2009CUNHA, Alexandre Mendes. O urbano e o rural em Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. Cadernos da Escola do Legislativo, v. 11, p. 57-70, 2009.

17.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2008CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; Paula, João Antônio de . História econômica e regionalização: contribuição a um desafio teórico-metodológico. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, v. 38, p. 493-524, 2008.

18.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2008CUNHA, Alexandre Mendes. Tropa em marcha, mesa farta: Minas Gerais e o abastecimento da corte a partir de 1808. Revista de História (Rio de Janeiro), v. 3, p. 64-65, 2008.

19.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2007CUNHA, Alexandre Mendes. Espaço, Paisagem e População: dinâmicas espaciais e movimentos da população na leitura das Vilas do Ouro em Minas Gerais ao começo do século XIX. Revista Brasileira de História, v. 27, p. 123, 2007.

20.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2007CUNHA, Alexandre Mendes. No sertão, o lugar das minas: reflexões sobre a formação do espaço central das Minas Gerais no começo do século XVIII. Estudos Históricos (Rio de Janeiro), v. 40, p. 25-45, 2007.

21.
Cunha, Alexandre Mendes2006Cunha, Alexandre Mendes. Patronagem, clientelismo e redes clientelares: a aparente duração alargada de um mesmo conceito na história política brasileira. História (UNESP. Impresso) (Cessou em 2004), v. 25, p. 226-247, 2006.

22.
CUNHA, Alexandre Mendes;Cunha, Alexandre Mendes;Mendes Cunha, A.;Cunha, A. M.;Alexandre Mendes Cunha2004CUNHA, Alexandre Mendes; CANUTO, Frederico ; LINHARES, Lucas Roosevelt Ferreira ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . O Terror superposto - Uma leitura do conceito Lefebvriano de terrorismo na sociedade urbana contemporânea. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR), Belo Horizonte, v. 5, n.2, p. 27-43, 2004.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo (Org.) . The Political Economy of Latin American Independence. 1. ed. Abingdon (UK); New York (US): Routledge, 2017. v. 1. 336p .

2.
MARTINS FILHO, A. V. ; Paula, João Antônio de ; SILVA, V. A. C. ; CUNHA, Alexandre Mendes ; GODOY, Marcelo Magalhães ; MARTINS, M. C. S. ; CABRAL, C. A. . Novo Dicionário Biográfico de Minas Gerais - 300 anos de História. 1. ed. Belo Horizonte: Instituto Cultural Amilcar Martins, 2014. v. 1. 535p .

3.
DANGELO, A. G. D. (Org.) ; CUNHA, Alexandre Mendes (Org.) ; FIGUEIRA, R. M. (Org.) . Museu Casa Padre Toledo: Memória da Restauração Artística e Arquitetônica. 1. ed. Belo Horizonte: EA/UFMG, 2012. v. 1. 128p .

Capítulos de livros publicados
1.
Cunha, Alexandre Mendes. Espaço conceitual Brasil-Europa: Inspirações a partir da Begriffsgeschichte. In: Ivan Domingues, Roberto Vecchi. (Org.). Léxico conceitual Brasil-Europa: memória cultural e patrimônio. 1ªed.Belo Horizonte: Fino Traço, 2018, v. , p. 45-67.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo . Political economy and Latin American independence from the nineteenth to the twentieth century. In: Alexandre Mendes Cunha; Carlos Eduardo Suprinyak. (Org.). The Political Economy of Latin American Independence. 1ed.Abingdon (UK); New York (US): Routledge, 2017, v. , p. 7-31.

3.
Cunha, Alexandre Mendes. Administrative Centralisation, Police Regulations and Mining Sciences as Channels for the Dissemination of Cameralist Ideas in the Iberian World. In: Marten Seppel; Keith Tribe. (Org.). Cameralism in Practice: State Administration and Economy in Early Modern Europe. 1ed.Woodbridge: Boydell & Brewer, 2017, v. , p. 155-178.

4.
PAGLIOTO, B. F. ; Cunha, A. M. . Criatividade como liberdade: a relação entre cultura e desenvolvimento em Celso Furtado. In: César Ricardo Siqueira Bolaño. (Org.). Cultura e Desenvolvimento: reflexões à luz de Furtado. 1ed.Salvador: EDUFBA, 2015, v. , p. 115-133.

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. A Junta da Real Fazenda em Minas Gerais em seu diálogo com o Erário Régio. In: Caio César Boschi; Régis Clemente Quintão. (Org.). Minas Gerais no Arquivo Histórico do Tribunal de Contas de Portugal. 1ed.Belo Horizonte: PUCMINAS, 2015, v. 1, p. 18-27.

6.
Britto, Gustavo ; CUNHA, Alexandre Mendes . Développement, créativité et création collective : parallèles entre la pensée de François Perroux et celle de Celso Furtado. In: Loty, Laurent; Perrault, Jean-Louis; Tortajada, Ramón. (Org.). Vers une économie « humaine » ? Desroche, Lebret, Lefebvre, Mounier, Perroux, au prisme de notre temps. 1ed.Paris: Hermann, 2014, v. , p. 120-146.

7.
Cunha, Alexandre Mendes. A hora das opções decisivas: o debate acerca do desenvolvimento econômico em Portugal e Brasil. In: Silva, Joaquim Ramos; Barbosa, Allan Claudius Queiroz. (Org.). Desafios econômicos e gerenciais das relações luso-brasileiras: uma década em perspectiva. 1ed.Lisboa: Edições Colibri, 2013, v. , p. 21-32.

8.
CUNHA, Alexandre Mendes. Da Junta da Real Fazenda à Tesouraria Provincial: a administração das finanças em Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. In: Gonçalves, Andréa Lisly; Chaves, Cláudia Maria das Graças; Venâncio, Renato Pinto. (Org.). Administrando Impérios: Portugal e Brasil nos séculos XVIII e XIX. Belo Horizonte: Fino Traço Editora, 2012, v. , p. -.

9.
CUNHA, Alexandre Mendes. Polizei and the System of public finance: tracing the impact of Cameralism in 18th century Portugal. In: Kurz, Heinz; Nishizawa, Tamotsu; Tribe, Keith. (Org.). The dissemination of economic ideas. Cheltenham: Edward Elgar, 2011, v. , p. 65-83.

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. METALURGIA, MINERAÇÃO E CAMERALISMO: SUPERPOSIÇÕES ENTRE AS CIÊNCIAS NATURAIS E A ECONOMIA POLÍTICA NO REFORMISMO ILUSTRADO LUSO-BRASILEIRO. In: Carlos Fiolhais; Carlota Simões; Décio Martins. (Org.). Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011, v. , p. 214-230.

11.
CUNHA, Alexandre Mendes. 1822-1889 História Política de Minas Geais no Império: uma apresentação. In: Américo Antunes. (Org.). Os Governadores - História de Minas. Belo Horizonte: Hoje em Dia, 2009, v. , p. 33-41.

12.
CUNHA, Alexandre Mendes. A evolução urbana de São João del-Rei. In: Renato Pinto Venâncio; Maria Marta Araújo. (Org.). São João del-Rey: uma cidade no Império. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais, Arquivo Público Mineiro, 2007, v. , p. 19-29.

13.
CUNHA, Alexandre Mendes. A diferenciação dos espaços econômicos e a conformação de especificidades regionais na elite política mineira às primeiras décadas do século XIX. In: Costa, Wilma Peres da; Oliveira, Cecília Helena de Salles. (Org.). De um Império a Outro: estudos sobre a formação do Brasil, séculos XVIII e XIX. São Paulo: Hucitec, 2007, v. , p. 201-222.

14.
CUNHA, Alexandre Mendes; CANUTO, Frederico ; LINHARES, Lucas Roosevelt Ferreira ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . O terror superposto: uma leitura lefebvriana do conceito de terrorismo e suas relações com o mundo contemporâneo. In: Ester Limonad. (Org.). Entre a Ordem Próxima e a Ordem Distante, contribuições a partir do pensamento de Henri Lefebvre. 1ed.Niterói: UFF/GECEL, 2003, v. , p. 69-97.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CUNHA, Alexandre Mendes. Lições da História. Dossiê Riqueza e Partilha. Caderno Pensar Brasil. Estado de Minas, Belo Horizonte, p. 6 - 9, 08 maio 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CUNHA, Alexandre Mendes. Administrative centralization, police regulations and mining sciences as channels in the dissemination of cameralist ideas in Portugal and in the Iberian world during the 18th century. In: 20th Annual Conference of the ESHET, 2016, Paris. Proceedings of the 20th Annual Conference of the ESHET. Paris: ESHET, 2016.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes. Political Economy and Latin American Emancipation from the 19th to the 20th Century: originality, adaptation, and critique in the economic discourse. In: 43rd Annual Conference of the History of Economic Society, 2016, Durhan, NC. Proceedings of the 43rd Annual Conference of the History of Economic Society. Durhan, NC: HES, 2016.

3.
Cunha, A. M.. ?Peaceful Coexistence? and ?contradictions of the development in industrial societies?: François Perroux?s original perspectives on Development Economics and International Political Economy in the 1950s. In: 19th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2015, Rome. Proceedings of the 19th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Rome: ESHET, 2015.

4.
Cunha, A. M.. ?Communauté de Travail? and ?Coexistence Pacifique?: François Perroux?s contributions in the postwar period. In: 4th ESHET-JSHET Joint Conference, 2015, Otaru. Proceedings of the 4th ESHET-JSHET Joint Conference. Otaru: JSHET, 2015.

5.
Cunha, A. M.; SUPRINYAK, C. E. . ECONOMIC MEDIA AS FINANCIAL OBSERVATORY: THE ECONOMIST AND THE PUBLIC DEBATES ON THE PANIC OF 1866. In: 175 years of The Economist: A conference on economics in the media, 2015, London. Proceedings of the conference of the 175 years of The Economist. London: UCL, 2015.

6.
Cunha, A. M.. François Perroux?s original perspectives on International Political Economy in the 1950s: ?L?Europe sans rivages? and ?La coexistence pacifique?. In: 5th Latin American Conference of the History of Economic Thought, 2015, Santiago de Chile. Proceedings of the 5th Latin American Conference of the History of Economic Thought, 2015.

7.
Cunha, A. M.. Administrative centralization, police regulations and mining sciences in the dissemination of cameralist ideas. In: 9th Conference of the Iberian Association of the History of Economic Thought, 2015, Valencia. Proceedings of the 9th Conference of the Iberian Association of the History of Economic Thought. Valencia: Universitat de València, 2015.

8.
Alexandre Mendes Cunha. An unnoticed ?Swiss connection? in the dissemination of cameralist ideas during the second half of the 18th century. In: 18th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2014, Lausanne. Proceedings of the 18th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Lausanne: ESHET, 2014.

9.
Alexandre Mendes Cunha. François Perroux on Development Economics: from economic domination to collective creation. In: 41st Annual Conference of the History of Economic Society, 2014, Montreal. Proceedings of the 41st Annual Conference of the History of Economic Society. Montreal: HES, 2014.

10.
Britto, Gustavo ; CUNHA, Alexandre Mendes . Development, collective creation and creativity: parallelisms between the works of François Perroux and Celso Furtado. In: 17th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2013, London. Proceedings of The 17th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. London: ESHET, 2013.

11.
Cunha, Alexandre Mendes. Johann Heinrich Gottlob Von Justi (1717-1771) e o pensamento econômico cameralista. In: 41º Encontro Nacional de Economia, 2013, Foz do Iguaçu. Anais do 41º Encontro Nacional de Economia. Foz do Iguaçu: ANPEC, 2013.

12.
Alexandre Mendes Cunha. O ?Elementos da Polícia Geral de um Estado? (1786) e as especificidades do discurso econômico ilustrado em Portugal nas últimas décadas do século XVIII. In: VIII Encontro Ibérico de Historia do Pensamento Económico, 2013, Lisboa. Anais do VIII Encontro Ibérico de Historia do Pensamento Económico. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, 2013.

13.
CUNHA, Alexandre Mendes. Natural sciences and economic ideas in the Portuguese enlightened reformism: metallurgy, mining sciences and cameralism. In: 16th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2012, São Petersburgo, Russia. Proceedings of The 16th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Saint Petersburg: ESHET, 2012.

14.
CUNHA, Alexandre Mendes; Britto, Gustavo . Domination and Collective Creation or Creativity and Dependence: parallels between the thought of François Perroux and Celso Furtado. In: COLLOQUE Vers une économie humaine. Pensées critiques d hier pour aujourd hui: Desroche, Lebret, Lefebvre, Mounier, Perroux, 2012, Caen, França. COLLOQUE Vers une économie humaine. Pensées critiques d hier pour aujourd hui: Desroche, Lebret, Lefebvre, Mounier, Perroux. Paris: ISMEA, 2012.

15.
CUNHA, Alexandre Mendes. Manuel Ferreira da Câmara and the Cameralism: natural sciences and economic ideas in the portuguese enlightened reformism. In: XV Seminário de Economia Mineira, 2012, Diamantina. Anais do XV Seminário de Economia Mineira. Belo Horizonte: Cedeplar, 2012.

16.
Cunha, Alexandre Mendes; Britto, Gustavo . When development meets culture: the contribution of Celso Furtado in the 1970s. In: 15th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2011, Istanbul. Proceedings of The 15th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Istanbul: ESHET, 2011.

17.
PAULA, João Antonio de ; CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama ; CUNHA, Alexandre Mendes ; SUPRINYAK, Carlos Eduardo ; DEUS, Leonardo G. de ; ALBUQUERQUE, Eduardo M. e ; CURI, G. H. S. ; VIEIRA, Marco Túlio . Marx in 1869: Notebook B113, The Economist, and The Money Market Review. In: XVI Encontro Nacional de Economia Politica, 2011, Uberlândia. Anais do XVI Encontro Nacional de Economia Politica. São Paulo: SEP, 2011.

18.
BRUZZI CURI, L. F. ; CUNHA, Alexandre Mendes . Redimensionando a contribuição de Roberto Simonsen à controvérsia do planejamento (1943-45): originalidade e sintonia. In: 39º Encontro Nacional de Economia, 2011, Foz do Iguaçu. Anais do 39º Encontro Nacional de Economia. Foz do Iguaçu: ANPEC, 2011.

19.
CUNHA, Alexandre Mendes. Police, mining science and cameralism: reflections on the dissemination of the economic ideas in the 18th century with particular attention to the Portuguese case. In: 14th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2010, Amsterdam. Proceedings of The 14th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Amsterdam: ESHET, 2010.

20.
CUNHA, Alexandre Mendes. Cameralism and police in the enlightened reformism: economic ideas and the administration of the State in Portugal during the second half of the 18th century. In: 37th Annual Conference of the History of Economic Society, 2010, Syracuse. Proceedings of The 37th Annual Conference of the History of Economic Society. Syracuse: HES, 2010.

21.
Cunha, Alexandre Mendes. A Junta da Fazenda em Minas Gerais e seu diálogo com o Erário Régio na metrópole em fins do século XVIII: reflexão sobre os limites às reformas econômicas na colônia dentro da administração fazendária portuguesa. In: 38° ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 2010, Salvador. Anais do 38° ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA. Salvador: ANPEC, 2010.

22.
CUNHA, Alexandre Mendes. Economic ideas in the constitution of public finance system in the Portuguese-Brazilian Empire (1750-1822): from cameralism to political economy. In: The 36th Annual Conference of the History of Economic Society, 2009, Denver, CO. Proceedings of The 36th Annual Conference of the History of Economic Society. Denver: HES, 2009.

23.
CARDOSO, José Luís ; CUNHA, Alexandre Mendes . Enlightened governance and economic reform in the Portuguese- Brazilian Empire (1750-1808): the role of political economy. In: 13th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought, 2009, Thessaloniki. Proceedings of the 13th Annual Conference of the European Society for the History of Economic Thought. Thessaloniki: ESHET, 2009.

24.
CUNHA, Alexandre Mendes. Cameralism and its influence in the Luso-Brazillian Economic thought: reflections on the transmission of economic ideas and on the organization of public finance systems in Portugal and Brazil between the 18th and 19th centuries. In: The Second Joint Conference ESHET-JSHET: The Dissemination of Economic Idea, 2009, Tokyo & Kyoto. The Dissemination of Economic Idea. Tokyo: ESHET-JSHET, 2009.

25.
CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira . Política regional e avaliação: desafios para uma leitura crítica do caso brasileiro. In: XIII Encontro Nacional da ANPUR, 2009, Florianópolis. Anais do XIII ENANPUR. Florianópolis: ANPUR, 2009.

26.
CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira . Política regional e avaliação: desafios para o caso brasileiro. In: VII Encontro da Associação Brasileira de Estudos Regionais, 2009, São Paulo. Anais do VII Encontro da ABER. São Paulo: ABER, 2009.

27.
SOUZA, T. M. F. ; PAULA, João Antonio de ; CUNHA, Alexandre Mendes . The process of technological change in the 19th century global mining industry: a historical view of the innovation chain and its application to the Minas Gerais gold mines. In: XVth World Economic History Congress, 2009, Utrecht. Proceedings of the XVth World Economic History Congress. Utrecht: International Economic History Association (IEHA), 2009.

28.
CUNHA, Alexandre Mendes. Cameralismo e polícia no reformismo ilustrado português: reflexões a partir do Élémens géneraux de police de Johann Heinrich Gottlob von Justi. In: VI Encontro Ibérico de Historia do Pensamento Económico, 2009, Coimbra. Anais do VI Encontro Ibérico de Historia do Pensamento Económico. Coimbra: AIHPE, 2009.

29.
CUNHA, Alexandre Mendes. O lugar do cameralismo no pensamento económico português: reflexões sobre sua influência na centralização das finanças do Reino na metade segunda do século XVIII. In: V Encuentro Ibérico de Historia del Pensamiento Económico, 2007, Madrid. Ponencias del V Encuentro Ibérico de Historia del Pensamiento Económico. Madrid: Universidad Complutense de Madrid / Asociación Ibérica de HPE, 2007.

30.
CUNHA, Alexandre Mendes. Contos do Reino e das Minas: as relações entre a Junta da Real Fazenda de Minas Gerais e o Erário Régio na segunda metade do século XVIII. In: XXIV Simpósio Nacional de História, 2007, São Leopoldo / RS. Anais do XXIV Simpósio Nacional de História. São Leopoldo / RS: UNISINOS / ANPUH, 2007.

31.
CUNHA, Alexandre Mendes. A diferenciação dos espaços econômicos e a conformação de especificidades regionais na elite política mineira entre os séculos XVIII e XIX. In: XII Seminário sobre a Economia Mineira, 2006, Diamantina. Anais do XII Seminário sobre a Economia Mineira. Belo Horizonte: Cedeplar/UFMG, 2006.

32.
CUNHA, Alexandre Mendes. A diferenciação dos espaços econômicos e a conformação de especificidades regionais na elite política mineira entre os séculos XVIII e XIX. In: XXIII Simpósio Nacional de História (ANPUH) / História: Guerra e Paz, 2005, Londrina. Anais do XXIII Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH, 2005.

33.
CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; PAULA, João Antonio de . Regionalização e História: uma contribuição introdutória ao debate teórico-metodológico. In: VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7ª Conferência Internacional de História de Empresas da ABPHE, 2005, Conservatória, RJ. Anais do VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7ª Conferência Internacional de História de Empresas da ABPHE. São Paulo: ABPHE, 2005.

34.
CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; PAULA, João Antonio de . História Econômica e Regionalização: contribuição a um desafio teórico-metodológico. In: XXXIII Encontro Nacional de Economia, 2005, Natal. Anais do XXXIII Encontro Nacional de Economia. Belo Horizonte: ANPEC, 2005.

35.
CUNHA, Alexandre Mendes; GODOY, Marcelo Magalhães . Redes clientelares e as listas nominativas de 1831/32 para a província de Minas Gerais: reflexões conceituais e metodológicas. In: XIV Encontro Nacional de Estudos de População - ABEP, 2004, Caxambu. Anais do XIV Encontro Nacional de Estudos de População. Campinas: ABEP, 2004.

36.
CUNHA, Alexandre Mendes. A relação entre História e Economia na Teoria da Regulação: Marx, estruturalismo e a Escola dos Annales. In: IX Encontro Nacional de Economia Política, 2004, Uberlândia. Anais do IX Encontro Nacional de Economia Política. São Paulo: Sociedade Brasileira de Economia Política, 2004.

37.
CUNHA, Alexandre Mendes. O espaço das Minas Gerais: formação e diferenciação dos espaços econômicos entre os séculos XVIII e XIX. In: XXIV Congress of APHES, 2004, Lisboa. Proceedings of XXIV Congress of APHES. Lisboa: Associação Portuguesa de História Económica e Social, 2004.

38.
CUNHA, Alexandre Mendes. Esses espaços das Minas Gerais: considerações acerca de um conceito dinâmico de região e seu uso à interpretação dos processos espaciais em curso entre os séculos XVIII e XIX. In: XI Seminário sobre a economia mineira - CEDEPLAR/UFMG, 2004, Diamantina. Anais do XI Seminário sobre a economia mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR / UFMG, 2004.

39.
CUNHA, Alexandre Mendes; GODOY, Marcelo Magalhães . O espaço das Minas Gerais: processos de diferenciação econômico-espacial e regionalização nos séculos XVIII e XIX. In: V Congresso Brasileiro de História Econômica e 6ª Conferência Internacional de História de Empresas da ABPHE, 2003, Caxambu. Anais do V Congresso Brasileiro de História Econômica e 6ª Conferência Internacional de História de Empresas da ABPHE. São Paulo: ABPHE, 2003.

40.
CUNHA, Alexandre Mendes. A diferenciação dos espaços: um esboço de regionalização para o território mineiro no século XVIII e algumas considerações sobre o redesenho dos espaços econômicos na virada do século. In: X Seminário sobre a economia mineira - CEDEPLAR/UFMG, 2002, Diamantina. Anais do X Seminário sobre a economia mineira - 20 anos. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2002.

41.
CUNHA, Alexandre Mendes. Paisagem e População: algumas vistas de dinâmicas espaciais e movimentos da população nas Minas do começo do Dezenove. In: XIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, 2002, Ouro Preto. Anais do XIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais: Violências, o Estado e a Qualidade de Vida da População Brasileira. Ouro Preto: ABEP, 2002.

42.
CUNHA, Alexandre Mendes. Vila Rica - São João del Rey: as transformações no urbano das vilas do ouro entre o século XVIII e o XIX. In: Encontro Nacional da ANPUR: ética, planejamento e construção democrática do espaço, 2001, Rio de Janeiro. Anais do IX Encontro Nacional da ANPUR: ética, planejamento e construção democrática do espaço. Rio de Janeiro: ANPUR, 2001. v. 3.

43.
CUNHA, Alexandre Mendes; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . Dimensões do Urbano: Espaço e Cultura nas Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. In: VI Seminário de História da Cidade e do Urbanismo: cinco séculos de cidade no Brasil, 2000, Natal / RN. Anais do VI Seminário de História da Cidade e do Urbanismo. Natal: UFRN & ANPUR, 2000.

44.
CUNHA, Alexandre Mendes; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . A Tríade Urbana: construção coletiva do espaço, cultura e economia na passagem do século XVIII para o XIX em Minas Gerais. In: IX Seminário sobre a economia mineira - CEDEPLAR/UFMG, 2000, Diamantina. Anais do IX Seminário sobre a economia mineira. Belo Horizonte: CEDEPLAR/UFMG, 2000. v. 1.

45.
CUNHA, Alexandre Mendes. Veredas da Modernidade: encaminhando questões para a cultura na pós-modernidade latino-americana. In: IV Congresso de Ciências Humanas Letras e Artes da Instituições Federais de Ensino Superior Mineiras, 1999, Viçosa. Anais do IV Congresso de Ciências Humanas Letras e Artes das IFES mineiras. Viçosa: UFV, 1999.

46.
CUNHA, Alexandre Mendes. Notas sobre burocratização e cultura em um processo de integração internacional ou questões à administração pública contemporânea. In: VIII Encontro da Associação Nacional dos Cursos de Administração, 1997, Niterói. Anais do VIII Encontro da ANGRAD. Niterói: UFF & ANGRAD, 1997.

47.
CUNHA, Alexandre Mendes; GOMES, A. S. S. . O Ensino de Humanidades na Formação do Administrador frente aos Movimentos de Integração Internacional: uma proposta de mudança curricular para a FaCE - UFMG. In: VII Encontro da Associação Nacional dos Cursos de Administração, 1996, Florianópolis. Anais do VII Encontro da ANGRAD. Florianópolis: UDESC & ANDRAD, 1996.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CUNHA, Alexandre Mendes. Metalurgia, Mineração e Cameralismo: superposições entre as ciências naturais e a economia política no reformismo ilustrado Luso-Brasileiro. In: Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências, 2011, Coimbra. Livro de Resumos do Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011. p. 34-34.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes. History and Space: economical dynamics, political elite and production of urban and rural spaces in Minas Gerais (Brazil) in the 18th and 19th centuries. In: 20th International Congress of Historical Sciences, 2005, Sydney. 20th International Congress of Historical Sciences, 2005.

3.
CUNHA, Alexandre Mendes; MAGALHÃES, Felipe Nunes ; CANUTO, Frederico ; BERTUCCI, Jonas de Oliveira ; LINHARES, Lucas Roosevelt Ferreira ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . Para além do urbano e do rural: Lefebvre e a reprodução das relações de produção. In: XI Encontro Nacional da ANPUR, 2005, Salvador. Caderno de Resumos do XI Encontro Nacional da ANPUR. Belo Horizonte: ANPUR, 2005.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes; CANUTO, Frederico ; LINHARES, Lucas Roosevelt Ferreira ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . O terror superposto: uma leitura lefebvriana do conceito de terrorismo e suas relações com o mundo contemporâneo. In: X Encontro Nacional da ANPUR, 2003, Belo Horizonte. Caderno de Resumos do X Encontro Nacional da ANPUR. São Paulo: ANPUR, 2003.

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. A música no ambiente cultural no Barroco Mineiro: uma leitura de trajetórias individuais e arranjos coletivos dos músicos mineiros entre os séculos XVIII e XIX. In: X Simpósio Regional da Associação Nacional de História / ANPUH - RJ, 2002, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos do X Simpósio Regional da Associação Nacional de História: História e Biografias. Rio de Janeiro: ANPUH - RJ / UERJ, 2002.

6.
CUNHA, Alexandre Mendes. Vila Rica - São João del Rey: reflexões acerca da música sacra e do ambiente cultural do Barroco Mineiro. In: XXI Simpósio Nacional da ANPUH: história no novo milênio - entre o individual e o coletivo, 2001, Niterói. Livro de Resumos do XXI Simpósio Nacional da ANPUH. Niterói: ANPUH e PPGH/UFF, 2001.

7.
CUNHA, Alexandre Mendes. Vila Rica - São João del Rey: sobreposições entre o econômico e o político no processo de rearticulação urbana entre o século XVIII e o XIX. In: IX Simpósio Regional da ANPUH - RJ, 2000, Niterói. Caderno de Resumos do IX Simpósio Regional da ANPUH. Niterói: PPGH/UFF & ANPUH-RJ, 2000.

8.
CUNHA, Alexandre Mendes. Dias Urbanos: arte e cultura nas Minas setecentistas. In: VIII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 1999, Belo Horizonte. Anais da VIII Semana de Iniciação Científica da UFMG. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

9.
CUNHA, Alexandre Mendes. Notas sobre burocratização e cultura em um processo de integração internacional ou questões à administração pública contemporânea. In: VII Seminário de Iniciação Científica da PUC-SP, 1998, São Paulo. Anais da VII Seminário de Iniciação Científica da PUC-SP. São Paulo: PUC-SP, 1998.

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. Veredas da Modernidade: encaminhando questões para a cultura na pós-modernidade latino-americana. In: VII Semana de Iniciação Científica da UFMG, 1998, Belo Horizonte. Anais da VII Semana de Iniciação Científica da UFMG. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

11.
CUNHA, Alexandre Mendes. O Ensino de Humanidades na Formação do Administrador frente aos Movimentos de Integração Internacional: uma proposta de mudança curricular para a FaCE - UFMG. In: 49ª Reunião Anual da SBPC, 1997, Belo Horizonte. Anais da 49ª Reunião Anual da SBPC. Belo Horizonte: UFMG & SBPC, 1997.

12.
CUNHA, Alexandre Mendes. O Projeto de Construção de uma Sociedade Mundial: reflexões sobre processos de integração internacional. In: IV Encontro de Iniciação Científica da UFOP, 1997, Ouro Preto. Anais da IV Encontro de Iniciação Científica da UFOP. Ouro Preto: UFOP, 1997.

13.
CUNHA, Alexandre Mendes. O Projeto de Construção de uma Sociedade Mundial: considerações sobre filosofia moral e economia internacional. In: Anais da VI Semana de Iniciação Científica da UFMG, 1997, Belo Horizonte. Anais da VI Semana de Iniciação Científica da UFMG. Belo Horizonte: UFMG, 1997.

14.
CUNHA, Alexandre Mendes. O Projeto de Construção de uma Sociedade Mundial: reflexões sobre processos de integração internacional. In: V Semana de Iniciação Científica da UFMG, 1996, Belo Horizonte. Anais da V Semana de Iniciação Científica da UFMG. Belo Horizonte: UFMG, 1996.

Apresentações de Trabalho
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo . Economic Media as Financial Observatory: The Economist and the public debates on the panic of 1866. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; Britto, Gustavo . Domination and Collective Creation or Creativity and Dependence: parallels between the thought of François Perroux and Celso Furtado. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
CUNHA, Alexandre Mendes. Desafios sociais do Brasil e Portugal: convergindo interesses. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CUNHA, Alexandre Mendes. Diferenciação espacial e formação do mercado interno em Minas Gerais, sécs. XVIII e XIX. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. Do urbano ao rural: economia e política em Minas Gerais entre o século XVIII. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo . Editors? introduction. Abingdon (UK); New York (US), 2016. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes. Orelha: 'Entre a História e a Economia'. São Paulo, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

3.
Cunha, Alexandre Mendes; Britto, Gustavo . When development meets culture: the contribution of Celso Furtado in the 1970s (Texto para discussão, 429). Belo Horizonte: Cedeplar/UFMG, 2011 (Textos para Discussão / CEDEPLAR-UFMG).

4.
CUNHA, Alexandre Mendes; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; PAULA, João Antonio de . Regionalização e História: uma contribuição introdutória ao debate teórico-metodológico (Textos para Discussão nº 260). Belo Horizonte: CEDEPLAR / UFMG, 2005 (Textos para Discussão / CEDEPLAR-UFMG).

5.
RODARTE, Mario Marcos ; COSENTINO, Daniel Do Val ; MOREIRA, Rafael Henrique Rodrigues ; CUNHA, Alexandre Mendes ; GODOY, Marcelo Magalhães . O banco de dados dos inquéritos provinciais da segunda metade do século XIX (Texto para Discussão nº 206). Belo Horizonte: CEDEPLAR / UFMG, 2003 (Textos para Discussão / CEDEPLAR-UFMG).

6.
CUNHA, Alexandre Mendes; CANUTO, Frederico ; LINHARES, Lucas Roosevelt Ferreira ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo . O terror superposto: uma leitura lefèbvriana do conceito de terrorismo e suas relações com o mundo contemporâneo (Textos para Discussão nº 217). Belo Horizonte: CEDEPLAR / UFMG, 2003 (Textos para Discussão / CEDEPLAR-UFMG).

7.
CUNHA, Alexandre Mendes. Vila Rica e São João del Rey: as voltas da cultura e os caminhos do urbano entre o século XVIII e o XIX. Niterói: UFF, 2002 (Dissertação).

8.
CUNHA, Alexandre Mendes. Dias Urbanos: ensaio sobre as artes e a cultura nas Minas setecentistas. Belo Horizonte: UFMG, 1999 (Monografia).

9.
CUNHA, Alexandre Mendes. Estudo de reformulação dos Projetos de Desenvolvimento Institucional Urbano do D.IU / BDMG. Belo Horizonte: UFMG, 1999 (Monografia).

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. O Projeto de Construção de uma Sociedade Mundial: reflexões analíticas sobre integração internacional. Belo Horizonte: UFMG, 1996 (Monografia).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para o CNPq. 2016.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para o CNPq. 2016.

3.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para o CNPq. 2015.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para o CNPq. 2015.

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para o CNPq. 2015.

6.
CUNHA, Alexandre Mendes. Parecer para a FAPESP. 2014.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CUNHA, Alexandre Mendes. Escola do Legislativo apresenta "PENSANDO MINAS". 2008. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; GODOY, Marcelo Magalhães . História de Minas Gerais. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório Final do Pós-doutorado - FAPEMIG. 2008. (Relatório de pesquisa).

3.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2006). 2006. (Relatório de pesquisa).

4.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório de pesquisa para o Instituto Cultural Amílcar Martins. 2006. (Relatório de pesquisa).

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório Final da Bolsa de Doutorado Sanduíche - CNPq. 2006. (Relatório de pesquisa).

6.
PAULA, João Antonio de ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo ; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; CUNHA, Alexandre Mendes ; GODOY, Marcelo Magalhães ; RODARTE, Mario Marcos . Relatório Final de Pesquisa - FAPEMIG. 2006. (Relatório de pesquisa).

7.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (02-2005). 2005. (Relatório de pesquisa).

8.
PAULA, João Antonio de ; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo ; SIMÕES, Rodrigo Ferreira ; CUNHA, Alexandre Mendes ; GODOY, Marcelo Magalhães ; RODARTE, Mario Marcos . Relatório Parcial de Pesquisa - FAPEMIG. 2005. (Relatório de pesquisa).

9.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2005). 2005. (Relatório de pesquisa).

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2004). 2004. (Relatório de pesquisa).

11.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (02-2004). 2004. (Relatório de pesquisa).

12.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2003). 2003. (Relatório de pesquisa).

13.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (02-2003). 2003. (Relatório de pesquisa).

14.
CUNHA, Alexandre Mendes. Regionalização de Minas Gerais, séc XVIII. 2002. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

15.
CUNHA, Alexandre Mendes; BICALHO, M. F. B. ; NASCIMENTO, D. ; ROSSATO, J. A. ; MAGALHÃES, M. S. . HISTÓRIA CULTURAL E PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - Módulo 2 (Cidadania). 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

16.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2001). 2001. (Relatório de pesquisa).

17.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (02-2001). 2001. (Relatório de pesquisa).

18.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (01-2000). 2000. (Relatório de pesquisa).

19.
CUNHA, Alexandre Mendes. Relatório para Comissão de Bolsas UFF (02-2000). 2000. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; PAULA, João Antonio de ; TONUCCI, João . Faces (trailler). 2008. Vídeo.

2.
PAULA, João Antonio de ; CUNHA, Alexandre Mendes ; ROUSSET, Alexandre . Exposição Permanente sobre a História da Faculdade de Ciências Econômicas. 2008. Instalação.

3.
ABREU, G. ; CUNHA, Alexandre Mendes . Curta Metragem - OMNIPALIA (35mm). 2000. Filme.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes. Curta Metragem - O Lenço (16mm). 1998. Filme.

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. Curta Metragem - Notas de um passeio imaginário (16mm). 1997. Filme.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo; SAIDLER, M. F. S.; LIMONAD, E.; MAGALHÃES, Felipe Nunes. Participação em banca de Rodrigo Castriota de Mello Santos. Urbanização extensiva e planetária: formulações clássicas e contemporâneas. 2016. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; MONTE-MÓR, Roberto Luís de Melo; MACHADO., A. F.; LEITAO, C. S.. Participação em banca de Bárbara Freitas Paglioto. A singular mediação entre cultura e economia: economia criativa como estratégia de desenvolvimento. 2015. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
CUNHA, Alexandre Mendes; CURADO, M.; CAVALIERI, Marco Antônio Ribas. Participação em banca de Lúcia Centurião. A tese da poupança forçada e sua repercussão no pensamento econômico brasileiro e da Cepal: 1949-1964. 2015. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Econômico) - Universidade Federal do Paraná.

Teses de doutorado
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; FRANCO, R.; ALCIDEZ, S.; CHAHON, S.; NEVES, G. P.. Participação em banca de Rodrigo Elias Caetano Gomes. A propósito de dois textos também políticos de Tomás Antônio Gonzaga (1768-1789). 2014. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

2.
Paula, João Antônio de; Cunha, Alexandre Mendes; CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama; HONORATO, C.; PIRES, A.. Participação em banca de Marcus Antônio Croce. Crises financeiras na primeira década republicana e os bancos em Minas Gerais (1889-1903). 2013. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
JAYME JR., F. G.; Britto, Gustavo; Cunha, Alexandre Mendes; MARQUETTI, A.; MATTOS, F. A. M.; BASTOS, C. P. M.. Participação em banca de Izabel Cristina de Lima. Ensaios sobre ciclos e lucratividade na indústria brasileira, 1968-2008. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama; PAULA, João Antonio de; CUNHA, Alexandre Mendes; COUTINHO, Maurício Chalfin; BIANCHI, Ana Maria Afonso Ferreira. Participação em banca de Carlos Eduardo Suprinyak. Moeda, Mercadoria e Crise Mercantil: os debates econômicos na Inglaterra durante a década de 1620. 2010. Tese (Doutorado em PÓS GRADUAÇÃO EM ECONOMIA) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
Paula, João Antônio de; CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama; Cunha, Alexandre Mendes; GODOY, Marcelo Magalhães; PIRES, A.. Participação em banca de Marcus Antônio Croce. A conjuntura econômica do Encilhamento e o sistema bancário de Minas Gerais. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo. Participação em banca de Victor Barros Aburachid.A Teoria Monetária de David Hume e sua Influência na Obra de Adam Smith. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo. Participação em banca de Vitor Henrique Barbosa Fabel.Profecias Autorrealizáveis e a Relação entre Teoria e Prática Econômica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Cunha, Alexandre Mendes; CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama. Participação em banca de Leandro Augusto Gomes Roque.A teoria monetária de Ludwig von Mises - considerações sobre a atual crise econômica. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de João Bosco Moura Tonucci Filho.Belo Horizonte fractal: de Alphavilles à Allfavelas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Ulisses Sant Anna Marques.Economia em Carl Menger - um estudo em perspectiva comparada da revolução marginalista. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Philipe Sherrer Mendes.Finanças Públicas no Governo Provincial Mineiroq. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

7.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Ricardo Vinícius Cornélio de Carvalho.A interpretação da obra de David Ricardo sobre a contribuição de Pierro Sraffa. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

8.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Bruno Andrade Brandão.A definição da questão fundiária no México. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

9.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Ari de Souza Soares.A pequena produção familiar no setor informal - um estudo de caso da Feira Hippie de Belo Horizonte. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Henrique Liboreiro Cotta.Análise da interdependência dos preços os moradores de cria-recria e engorda de bovinos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

11.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Marcelo Soares Bandeira de M. Filho.Urbanização e distribuição da população na província de Minas Gerais entre as décadas de 1830 e 1870. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Eduardo Sá Barreto Cruz.Argentina: do plano de convertibilizadade à crise da dívida. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

13.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Arnaldo Lôpo Mont'Alvão Neto.Do dilema à hibridez: uma interpretação acerca da relação entre agricultura familiar e inovações tecnológicas e de mercado no limiar das relações entre o rural e o urbano,o tradicional e o moderno, no projeto Jaíba. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Fábio Oliveria Nogueira.Mineração aurífera em Minas Gerais no século XIX: um estudo das características de mineradoras e empresas de mineração. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

15.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Felipe Nunes Coelho Magalhães.Urbanização extensiva na área de influência de Belo Horizonte: uma perspectiva macroregional. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

16.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Rafael Vivas Sena Silva.A posse da terra em Minas Gerais no século XIX: 1822-1889. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

17.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Daniel do Val Cosentino.Transição para o trabalho livre - um estudo de caso. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

18.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Guilherme Westin Duarte de Azevedo.A relação entre estado e economia: um estudo das políticas cambiais adotadas de 1946 a 1961. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais.

19.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Leonardo Alves da Silva.Revolução Russa: formação, conseqüências e contradições do processo revolucionário. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva.

20.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Rafael Porfírio Guerra.Incentivos do governo para investimentos na cultura: a legislação federal e seus impactos econômicos. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva.

21.
CUNHA, Alexandre Mendes. Participação em banca de Fernanda Santos de Paula.O programa de ação econômica do governo: 1964-1966. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CUNHA, Alexandre Mendes; DINIZ, B. P. C.; CARVALHO, C. E.; Paula, João Antônio de; VADEL, J.. Concurso Público para Professor Adjunto A - na área de Economia Política Internacional. 2015. Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo; BARRETO, E.. Concurso para Professor Auxiliar. 2013. Universidade Federal de Juiz de Fora.

3.
CUNHA, Alexandre Mendes; MARTINS, A. V.; SUZIGAN, Wilson; RIBEIRO, Maria Alice Rosa; SAES, Flávio Azevedo Marques de. Concurso para Professor Adjunto do Departamento de Ciências Econômicas da UFMG - área de ?História Econômica?. 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
CUNHA, Alexandre Mendes; SAES, Flávio Azevedo Marques de; DALLA COSTA, Armando João; STEIN, Edson; CAVALIERI, Marco Antônio Ribas. Concurso para Professor Adjunto do Departamento de Ciências Econômicas da UFPR - área de ?História Econômica Geral?. 2011. Universidade Federal do Paraná.

Outras participações
1.
Alexandre Mendes Cunha. Comissão Julgadora do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional. 2014. Ministério da Integração Nacional.

2.
CUNHA, Alexandre Mendes; Paschoal, Júlio Alfredo Rosa; Brandão, Carlos Antônio; Randolph, Rainer; Monastério, Leonardo; Costa, Eduardo José Monteiro da; Araújo, Tânia Bacelar de. Comissão Julgadora do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional. 2012. Ministério da Integração Nacional.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Séminaire Histoire de l?Economie Politique - Triangle / UMR.« François Perroux?s original perspectives on Development Economics and International Political Economy in the 1950s ». 2015. (Seminário).

2.
Ciências Sociais Cruzadas.?A polícia e os ecos do cameralismo no discurso econômico ilustrado em Portugal na segunda metade do século XVIII?. 2013. (Simpósio).

3.
GIST Symposium:"Brazil?s Innovation System: Challenges and Prospects".?Remarks on the history of Brazilian economy with particular attention to the industrial policies during the 20th century? in: The Overviews of Brazil?s Innovation System and its Challenges. 2013. (Simpósio).

4.
A Amazônia do Século XX e as Amazônias do Século XXI.Mesa Redonda: "Dinâmicas do Capital na Amazônia". 2008. (Seminário).

5.
I Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação do Departamento de História da Universidade Federal de Ouro Preto e II Simpósio do Núcleo Império e Lugares no Brasil, "Administrando Impérios: Portugal e Brasil nos século XVIII e XIX".O cameralismo e sua influência na administração fazendária. 2008. (Seminário).

6.
Pensando Minas: ciclo de palestras da Escola do Legislativo.O Urbano e o Rural em Minas Gerais entre os séculos XVIII e XIX. 2008. (Outra).

7.
XIII Seminário sobre a Economia Mineira.Mesa Redonda I ? Pensamento Econômico na Periferia do Capitalismo. 2008. (Seminário).

8.
VII Congresso Brasileiro de História Econômica e 8ª Conferência Internacional de História de Empresas. Membro da Comissão Científica (Área I - Brasil Colônia) e Coordenador da Sessão Temática "Fiscalidade no mundo colonial". 2007. (Congresso).

9.
VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7ª Conferência Internacional de História de Empresas. Membro da Comissão Científica (Área I - Brasil Colônia) do VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7ª Conferência Internacional de História de Empresas. 2005. (Congresso).

10.
XIII Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Música. 2001. (Encontro).

11.
XXIV General Population Conference (IUSSP). 2001. (Congresso).

12.
Narrativas da Modernidade. 1997. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Cunha, A. M.; SUPRINYAK, C. E. ; ALVAREZ, A. ; PRIETO, J. H. ; COSENTINO, Daniel Do Val . 2nd History of Economics Summer School in Latin America (HESSLA). 2017. (Outro).

2.
ALVAREZ, A. ; Alexandre Mendes Cunha ; SUPRINYAK, Carlos Eduardo ; PRIETO, J. H. . 1st History of Economics Summer School in Latin America (HESSLA). 2015. (Congresso).

3.
CARDOSO, José Luís ; COT, A. L. ; EDWARDS, J. ; DUARTE, P. G. ; BETANCOURT, R. G. ; HANDS, W. ; Cunha, A. M. . 5th ESHET Latin American Conference. 2015. (Congresso).

4.
ALMODOVAR, A. M. M. ; CARDOSO, José Luís ; FERRI, P. C. ; PRIETO, J. H. ; MATA, M. E. A. ; Cunha, A. M. ; BLAS, L. P. ; HORMIGO, A. S. . 9th Conference of the Iberian Association of the History of Economic Thought. 2015. (Congresso).

5.
DOMINGUES, I. ; Cunha, A. M. ; AVILA, M. C. A. ; FRANCA, V. R. V. ; GOMES, A. M. R. . 1st EUROPEAN STUDIES CENTER CONFERENCE (UFMG) - EUROPEAN STUDIES TODAY: EXPERIMENTS AND MODELS. 2014. (Congresso).

6.
Alexandre Mendes Cunha; SUPRINYAK, Carlos Eduardo ; COUTINHO, Maurício Chalfin ; BOIANOVSKY, M. ; CARDOSO, José Luís ; MARCUZZO, M. C. . 4th ESHET Latin American Conference. 2014. (Congresso).

7.
Mata, Maria Eugénia ; CUNHA, Alexandre Mendes ; CARDOSO, José Luís ; Sanchez, Alfonso ; Bastien, Carlos ; ALMENAR, S. ; Trincado Aznar, Estrella . VIII Encuentro Ibérico de Historia del Pensamiento Económico. 2013. (Congresso).

8.
Cunha, Alexandre Mendes; SUPRINYAK, Carlos Eduardo . Seminário HPE na América Latina. 2013. (Outro).

9.
GUIMARÃES, Carlos Gabriel ; PAULA, João Antonio de ; CUNHA, Alexandre Mendes ; MULLER, Elisa Maria de Oliveira ; CERQUEIRA, Hugo Eduardo Araujo da Gama ; PIÑEIRO, Théo Lobarinhas . VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7ª Conferência Internacional de História de Empresas. 2005. (Congresso).

10.
CUNHA, Alexandre Mendes. VII Semana de Iniciação Científica da UFMG. 1998. (Congresso).

11.
CUNHA, Alexandre Mendes. II Encontro Nacional de Grupos PET / 49ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 1997. (Congresso).

12.
CUNHA, Alexandre Mendes. IV Jornada Nacional de Iniciação Científica / 49ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. 1997. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Marcos Gustavo Pires de Melo. Formação do Pensamento Revolucionário Urbano de Henri Lefebvre: Aproximações, Distanciamentos e Apropriações do Pensamento Marxiano. Início: 2016. Tese (Doutorado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Rafael Galvão Almeida. A history of New Political Economy. Início: 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Coorientador).

3.
Ian Coelho de Souza Almeida. The Emergence of Sociology in Nineteenth-Century Germany and Its Relations to Economics Studies. Início: 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Bárbara Freitas Paglioto. Relações entre cultura e economia: um estudo da Economia Criativa como estratégia de desenvolvimento no Brasil a partir dos debates e políticas iniciados na última década. 2012. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Alexandre Mendes Cunha.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ana Paula Londe. Celso Furtado e a Teoria da Dempendência. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

2.
Camila Lopes de Oliveira Farah. A Relação entre ajustes de cunho neoliberal e conflitos instraestatais na África Subsaariana. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

3.
Marcos Paulo Dias Leite Resende. ARRANJOS FINANCEIROS INTRA-BRICS: um novo sistema financeiro para uma nova ordem mundial. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

4.
Rafael Bax de Barros Aquino. Moçambique e o Quadro Político-Econômico do Pós-Conflito. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

5.
Luiz Felipe Bruzzi Curi. O debate econômico no Brasil na Era Vargas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

6.
Frederico Montezuma Pereira da Silva. Desenvolvimento Econômico e Relaçoes Internacionais no Brasil pós1945. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

7.
Juliana Maria Soares. As instituições fazendárias no período regencial: 1831-1840. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

8.
Daniel Palhares Figueira. A exploração do ouro em Minas Gerais no século XVIII: ponderações sobre povoamento, desenvolvimento e tributação. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

9.
Luciano Lima Lages. A distribuição de renda no Brasil e suas implicações. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

10.
Daniel Pelizer Herken. O café produzido no Brasil: sua história e seu sistema agroindustrial. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Econômicas) - Centro Universitário Newton Paiva. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

Iniciação científica
1.
Lorena Rodrigues Vieira. A importância de Cambridge à contribuição teórica de Celso Furtado. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

2.
Leonardo Barbosa de Rezende Paiva. A importância de Cambridge à contribuição teórica de Celso Furtado no campo da economia do desenvolvimento. Uma história, dois momentos: 1957-58 e 1973-74. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

3.
Ana Tereza Pires Santos. O Nordeste e a trajetória intelectual de Celso Furtado. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

4.
Ana Paula Londe. A noção de progresso no iluminismo escocês. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

5.
Vitor Lopes de Souza Alves. A teoria do valor-trabalho: da formulação clássica à crítica marxista. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

6.
Camila de Oliveira. Difusão Internacional das Ideias Econômicas. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Econômicas Internacionais) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

7.
Gabriela Da Costa Belo. As idéias cameralistas no mundo luso-brasileiro. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

8.
Vanessa Cardoso Ferreira. As idéias cameralistas no mundo luso-brasileiro. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.

9.
Luiz Felipe Bruzzi Curi. As idéias cameralistas no mundo luso-brasileiro. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Alexandre Mendes Cunha.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
CUNHA, Alexandre Mendes2015CUNHA, Alexandre Mendes. Gavetas Preciosas: sobre o sexto volume da série de publicações 'Arquivos Celso Furtado'. Ciência Hoje, v. 54, p. 3-4-4, 2015.


Livros e capítulos
1.
DANGELO, A. G. D. (Org.) ; CUNHA, Alexandre Mendes (Org.) ; FIGUEIRA, R. M. (Org.) . Museu Casa Padre Toledo: Memória da Restauração Artística e Arquitetônica. 1. ed. Belo Horizonte: EA/UFMG, 2012. v. 1. 128p .

2.
MARTINS FILHO, A. V. ; Paula, João Antônio de ; SILVA, V. A. C. ; CUNHA, Alexandre Mendes ; GODOY, Marcelo Magalhães ; MARTINS, M. C. S. ; CABRAL, C. A. . Novo Dicionário Biográfico de Minas Gerais - 300 anos de História. 1. ed. Belo Horizonte: Instituto Cultural Amilcar Martins, 2014. v. 1. 535p .


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DOMINGUES, I. ; Cunha, A. M. ; AVILA, M. C. A. ; FRANCA, V. R. V. ; GOMES, A. M. R. . 1st EUROPEAN STUDIES CENTER CONFERENCE (UFMG) - EUROPEAN STUDIES TODAY: EXPERIMENTS AND MODELS. 2014. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 2:37:08