Fernando Scherner

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4576377335997340
  • Última atualização do currículo em 14/12/2016


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), extensão universitária em Ecologia e Conservação pela University of London (Birkbeck) e mestrado em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). É doutor em Botânica pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Tem como principal linha de pesquisa a avaliação de impactos antropogênicos sobre comunidades macroalgais marinhas ao longo da costa brasileira. Trabalha em duas linhas de pesquisa principais: 1. avaliação da estrutura de comunidades e os mecanismos fisiológicos que levam à perda de biodiversidade marinha diante do impacto da urbanização; 2. possiveis efeitos de mudanças climáticas e acidificação dos oceanos sobre comunidades macroalgais marinhas. Atuou em colaboração com a Universidade de São Paulo e Universidade Federal de Santa Catarina e com outras redes de pesquisa nacionais. Tem experiência nas áreas: ecologia e conservação, taxonomia de criptógamas, algas calcáreas, ficologia aplicada, ecofisiologia vegetal e análise de impactos ambientais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernando Scherner
Nome em citações bibliográficas
SCHERNER, F.;SCHERNER, FERNANDO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Rural de Pernambuco.
Laboratório de Ficologia
Dois Irmãos
52171900 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 33206361
Fax: (81) 33206360


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2013
Doutorado em Botânica.
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Título: Impactos antropogênicos sobre comunidades de macroalgas marinhas, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Sonia Maria Barreto Pereira.
Coorientador: Paulo Antunes Horta.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Macroalgas bênticas; Urbanização; Ecofisiologia; Ecologia; Biodiversidade.
2008 - 2010
Mestrado em Biologia Vegetal.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Impacto da urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Paulo Antunes Horta.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Macroalgas; Poluição; Ecofisiologia; Urbanização.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fisiologia Vegetal / Especialidade: Ecotoxicologia vegetal.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: ECOLOGIA / Especialidade: Ecologia.
1999 - 2004
Graduação em Ciências biológicas.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Aspectos da ecologia do banco de rodolitos (Rhodophyta, Corallinales) da reserva biológica da Ilha do Arvoredo, SC: herbivoria x hidrodinamismo..
Orientador: Paulo Antunes Horta.




Formação Complementar


2010 - 2010
Extensão universitária em International School Marine Ecology-Ecotoxicology. (Carga horária: 45h).
1st PRIMO, PRIMO, Brasil.
2007 - 2007
Advanced Adventurer.
Scuba Schools International, SSI, Tailândia.
2004 - 2007
English as a foreing language. (Carga horária: 2000h).
The English Studio, ES, Grã-Bretanha.
2005 - 2006
Extensão universitária em Ecology and Conservation. (Carga horária: 90h).
Birkbeck University of London, BKL, Inglaterra.
2003 - 2003
Informações sobre animais peçonhentos. (Carga horária: 40h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2002 - 2002
Aspectos Ecol. Comunid. Dominadas por Coralinaceas. (Carga horária: 12h).
Encontro Brasileiro de Ficologia, EBF, Brasil.
1999 - 1999
Open Water Diver.
Scuba Schools International, SSI, Austrália.
1999 - 1999
English as a foreign language. (Carga horária: 120h).
International House, IH, Austrália.
1999 - 1999
Animais peçonhentos. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.


Atuação Profissional



Coral Vivo, CV, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40
Outras informações
Pesquisador coordenador do projeto de pesquisa: Respostas Fisiológicas de Macroalgas Marinhas Tropicais aos Efeitos da Urbanização Costeira

Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , UNIVERSIDADE FEDREAL RURAL DE PERNAMBUCO, .

02/2014 - Atual
Ensino, Botânica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Análise de impactos ambientais por meio da fotossíntese de macroalgas marinhas

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor: Biotecnologia vegetal, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor: Biologia de vegetais aquáticos, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitor: Biologia de vegetais aquáticos, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 20



Linhas de pesquisa


1.
Impactos antropogênicos sobre comunidades marinhas


Projetos de pesquisa


2014 - 2016
Respostas Fisiológicas de Macroalgas Marinhas Tropicais aos Efeitos da Urbanização Costeira
Descrição: As áreas costeiras tem sido, historicamente, objeto de assentamentos humanos de tal forma que, atualmente, cerca de 60% da população humana está concentrada dentro de 100 km da costa, afetando as produtivas zonas costeiras. Nesse contexto tem sido observada uma drástica redução do número de espécies de macroalgas em áreas urbanas costeiras. Essa perda de diversidade de macroalgas gera alterações ecológicas que se propagam por toda a cadeia trófica resultando em perda de qualidade ambiental e em prejuízos para a indústria aquícola e pesqueira. Os mecanismos fisiológicos que levam a esta perda de espécies sensíveis ainda são pouco conhecidos. Contudo a compreensão destes mecanismos é de grande importância para um gerenciamento costeiro eficiente. Assim, este projeto tem como objetivo compreender os mecanismos fisiológicos que levam à perda de importantes algas perenes, diante de tais impactos, levando à redução da biodiversidade marinha em áreas costeiras tropicais. Para tal, uma fração significativa do litoral nordestino será estudada por meio de amostragens e transplantes in situ de macroalgas e o acompanhamento de suas respostas fisiológicas. O delineamento experimental também inclui o arquipélago de Fernando de Noronha, servindo como referência de áreas com menor influência continental. O presente projeto trabalha com a hipótese de que a perda de táxons de macroalgas está relacionada aos processos fisiológicos destes organismos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha (SISBIOTA-Mar)
Descrição: O Mar Territorial Brasileiro e a Zona Econômica Exclusiva compreendem quase 4,5 milhões de km2 e equivalem a mais da metade do território emerso do Brasil. Entretanto, no Ano Internacional da Biodiversidade (2010), o imenso Bioma Marinho permanece como o menos conhecido e protegido no País e o Brasil permanece como um países que menos conhecem e protegem a sua biodiversidade marinha. Nesse contexto, e a fim de ampliar em larga escala o conhecimento sobre a biodiversidade marinha no curto e médio prazo, a presente proposta implementará a Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha. A Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha abrange toda a extensão da biota marinha recifal brasileira e será constituída por oito Universidades Federais e Estaduais (UFSC, UFRGS, USP, UFF, UFRJ, UFES, UFC e UFRPE), 15 Programas de Pós-Graduação, e 15 Pesquisadores de Produtividade do CNPq (3 PQ1A, 1 PQ1B, 1 PQ1C, 2 PQ1D, e 8 PQ2), além de Jovens Pesquisadores. O SISBIOTA-Mar envolverá a integração de mais de 25 projetos de pesquisa e extensão vigentes sintetizados aqui em 3 projetos: Projeto 1 (Ecologia), Projeto 2 (Evolução) e Projeto 3 (Química Marinha Aplicada). O Projeto 1 envolve um conjunto de projetos com enfoque nos padrões e processos ecológicos da Biodiversidade Marinha Brasileira (p. ex., interações tróficas peixes-bentos), com ênfase em grupos funcionais, e é diretamente relacionado aos projetos 1 e 3. Já o Projeto 2 lida com os padrões e processos evolutivos (p. ex., dispersão e vicariância) de formação da Biodiversidade Marinha Brasileira no espaço e no tempo, em um contexto histórico. Por fim, o Projeto 3 visa investigar do ponto de vista químico as relações ecológicas (p. ex., predação e herbivoria), bem como aplicar o conhecimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Respostas de macroalgas marinhas ao processo de acidificação dos oceanos
Descrição: Esse projeto tem como objetivo contribuir para a compreensão dos possíveis efeitos fisiológicos da acidificação dos oceanos sobre comunidades de macroalgas marinhas, avaliando as respostas fisiológicas de espécies chaves ao processo de acidificação dos oceanos por meio de experimentos em mesocosmos e monitoramento da performance fotossintética..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
Avaliação dos impactos da urbanização sobre a biodiversidade marinha: uma análise sob a perspectiva do fitobentos
Descrição: Apesar dos ancestrais dos povos sul-americanos utilizarem os recursos derivados dos ecossistemas costeiros para a alimentação e saúde, há mais de 12 mil anos (DILLEHAY et al. 2008), no Brasil essas tradições se limitam quase que exclusivamente às culturas orientais e seus descendentes. Por outro lado, os conhecimentos da biodiversidade e da composição e estrutura de comunidades de macroalgas constituem informações fundamentais para o entendimento da dinâmica de ecossistemas costeiros e seu papel como estruturadores no meio ambiente, especialmente no que se refere às alterações promovidas por áreas impactadas pela urbanização. Para organismos ecológica e/ou economicamente importantes, abordagens interdisciplinares sobre a biodiversidade ecológica, fisiológica, bioquímica e potencial prospecção permitem subsidiar o monitoramento, a preservação, o manejo e a exploração sustentável dos recursos naturais disponíveis na extensa faixa costeira do Brasil. As caracterizações taxonômica, da estrutura de comunidades e de comportamento ecofisiológico de macroalgas são os primeiros passos para sistematizar o conhecimento da riqueza de espécies nativas e propor estudos aplicados para o uso sustentável destes organismos fitobentônicos. Sendo assim, esta proposta pretende fornecer dados sobre a composição e estrutura das comunidades de macroalgas próximas a áreas urbanizadas e caracterizar a biodiversidade, a ecofisiologia e bioquímica de espécies chaves e dominantes como subsídio para a preservação e a exploração de potenciais macroalgas de importância econômica. Esta proposta tem um forte caráter interdisciplinar que integra a participação de equipes de alunos, pós-doutores e pesquisadores de quatro instituições de ensino superior (UFSC, USP, UFBA e UFRPE), promovendo o fortalecimento de competências e conhecimento profissional de pesquisas e programas de pós-graduação na área da botânica, especificamente às relacionadas ao estudo das macroalgas bentônicas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Impacto da urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas
Descrição: Impactos da urbanização sobre comunidades de macroalgas marinhas têm sido relatados no mundo todo, aumentando a preocupação sobre a perda de biodiversidade. O aumento da freqüência e abundância de espécies oportunistas ou efêmeras ocorre em detrimento de importantes espécies perenes formadoras de dossel. O entendimento de mecanismos de causa-efeito que levam a essas mudanças é um desafio recente, e a persistência ou exclusão de espécies diante de impactos urbanos deve estar relacionada à existência ou ausência, respectivamente, de mecanismos de tolerância a condições ambientais adversas. Usando duas espécies de macroalgas, Ulva lactuca e Sargassum stenophylum, foi testado se a urbanização pode causar danos fisiológicos significativos ao aparato fotossintético de uma importante espécie perene que geralmente não é encontrada em ambientes urbanos, em contraste com uma espécie efêmera geralmente freqüente. Foi usada fluorometria modulada (PAM) da clorofila como instrumento para diagnosticar o estresse fisiológico causado pela urbanização. Uma série de experimentos foi preparada para testar os efeitos de variação de salinidade, maior em áreas urbanas, exposições de curto período (24-96 hs) a águas de ambiente urbano em laboratório e um transplante no campo de longo período (quatro semanas). Os resultados indicam que as variações de salinidade normalmente observadas em campo não são uma fonte de estresse significativa para ambas as espécies. Exposições de curto período aumentaram a eficiência fotossintética, particularmente para Sargassum stenophylum enquanto as respostas de longo período foram significativamente negativas para Sargassum stenophylum, diminuindo a eficiência fotossintética em direção a área urbana, mas foram indiferentes para Ulva lactuca. Aqui são fornecidas evidências de que os impactos de longo prazo são significantes para a eficiência fotossintética da importante espécie estruturadora Sargassum stenophylum, enquanto são positivos para a macroalga estre.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Fernando Scherner - Integrante / Paulo A Horta - Coordenador.
2002 - 2004
Avaliação do papel da predação sobre a composição e estrutura do banco de nódulos calcários da Ilha do Arvoredo
Descrição: Descrição: Foi avaliado em um banco de nódulos calcários no sul do Brasil o papel da herbivoria e da predação e de outros fatores ambientais sobre a distribuição e abundância do epifitobentos. Entre estes fatores ambientais potencialmente influentes foram analisados destacadamente as relações entre as diferentes morfologias e espécies constituintes dos nódulos e a abundância dos organismos epifitobenticos. Gaiolas total e parcialmente fechadas com tela de 1 cm de abertura, gaiolas completamente sem tela e áreas controle, foram alocadas aleatoriamente a 7 e 13 metros de profundidade, no Banco de Algas Calcárias da Ilha do Arvoredo, Santa Catarina, Brasil. As características morfológicas dos nódulos, apresentaram forte relação com a abundância de P. variabilis. As maiores abundâncias foram observadas em nódulos de tamanho intermediário e espécies de coralináceas com superfície menos acidentada, como Hydrolithon sp. e Lithophyllum stictaeforme. As análises apontaram grandes variações inter e intramostrais, evidenciando a alta heterogeneidade do referido banco de algas calcárias, fator que deve ser previamente considerado em estudos ecológicos a serem realizados nestes ambientes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Fernando Scherner - Integrante / Paulo A Horta - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2001 - 2003
Composição e estrutura do banco de nódulos calcários da Ilha do Arvoredo, SC, Brasil
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Fernando Scherner - Integrante / Zenilda L Bouzon - Integrante / Paulo A Horta - Coordenador / José P Salles - Integrante / Arno Blankensteyn - Integrante / Eurico C Oliveira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 6


Revisor de periódico


2010 - Atual
Periódico: African Journal of Biotechnology
2012 - Atual
Periódico: Aquatic Botany
2013 - Atual
Periódico: Biological Conservation
2013 - Atual
Periódico: Environmental Management


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecofisiologia vegetal.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
3.
Grande área: Outros / Área: Ciências Ambientais / Subárea: Desenvolvimento sustentável.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal/Especialidade: Taxonomia de Criptógamos.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ficologia.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ficologia/Especialidade: Ficologia aplicada.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2013
Mensão Honrosa ao trabalho: "Avaliação dos Impactos da Urbanização sobre a Estrutura de Comunidades Algais nos Recifes da Praia de Boa Viagem, PE, Brasil", XIII JEPEX/UFRPE.
2010
Prêmio Joly, Sociedade Brasielira de Ficologia.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
HORTA, P. A.2016HORTA, P. A. ; RIUL, P. ; AMADO FILHO, G. M. ; GURGEL, C. F. D. ; BERCHEZ, F. ; NUNES, J. M. C. ; SCHERNER, F. ; PEREIRA, S. M. B. ; LOTUFO, T. ; PERES, L. ; SISSINI, M. ; BASTOS, E. ; ROSA, J. ; MUNOZ, P. ; MARTINS, C. ; GOUVEA, L. ; CARVALHO, V. F. ; BERGSTROM, E. ; SCHUBERT, N. ; BAHIA, R. G. ; RODRIGUES, A. C. ; RORIG, L. ; BARUFI, J. B. ; FIGUEIREDO, M. . Rhodoliths in Brazil: Current knowledge and potential impacts of climate change. Brazilian Journal of Oceanography (Impresso), v. 64, p. 117-135, 2016.

2.
SCHERNER, F.;SCHERNER, FERNANDO2016SCHERNER, F.; PEREIRA, CRISTIANO MACEDO ; DUARTE, GUSTAVO ; HORTA, P. A. ; E CASTRO, CLOVIS BARREIRA ; Barufi, José Bonomi ; PEREIRA, Sonia Maria Barreto . Effects of Ocean Acidification and Temperature Increases on the Photosynthesis of Tropical Reef Calcified Macroalgae. Plos One, v. 11, p. e0154844, 2016.

3.
XAVIER, L. R. C. C.2016XAVIER, L. R. C. C. ; SCHERNER, F. ; BURGOS, D. C. ; BARRETO, R. C. ; PEREIRA, S. M. B. . Urbanization effects on the composition and structure of macrophytes communities in a lotic ecosystem of Pernambuco State, Brazil. Brazilian Journal of Biology (Online), v. xx, p. xx, 2016.

4.
BIANCO, ÉVERSON2013BIANCO, ÉVERSON ; DE OLIVEIRA, SIMONE ; RIGOTTO, CAROLINE ; TONINI, MAIKO ; DA ROSA GUIMARÃES, TATIANA ; BITTENCOURT, FRANCINE ; GOUVÊA, LIDIANE ; ARESI, CASSANDRA ; DE ALMEIDA, MARIA ; MORITZ, MARIA ; MARTINS, CINTIA ; SCHERNER, FERNANDO ; CARRARO, JOÃO ; HORTA, PAULO ; REGINATTO, FLÁVIO ; STEINDEL, MARIO ; SIMÕES, CLÁUDIA ; SCHENKEL, ELOIR . Anti-Infective Potential of Marine Invertebrates and Seaweeds from the Brazilian Coast. Molecules (Basel. Online), v. 18, p. 5761-5778, 2013.

5.
ROVAI, ANDRÉ SCARLATE2013ROVAI, ANDRÉ SCARLATE ; Barufi, José Bonomi ; PAGLIOSA, PAULO ROBERTO ; SCHERNER, FERNANDO ; TORRES, MOACIR ALUÍSIO ; Horta, Paulo Antunes ; SIMONASSI, JOSÉ CARLOS ; QUADROS, DAIANE PAULA CUNHA ; BORGES, DANIEL LÁZARO GALLINDO ; SORIANO-SIERRA, EDUARDO JUAN . Photosynthetic performance of restored and natural mangroves under different environmental constraints. Environmental Pollution (1987), v. 181, p. 233-241, 2013.

6.
SCHERNER, FERNANDO2013 SCHERNER, FERNANDO; Horta, Paulo Antunes ; DE OLIVEIRA, EURICO CABRAL ; SIMONASSI, JOSÉ CARLOS ; HALL-SPENCER, JASON M. ; CHOW, FUNGYI ; NUNES, JOSÉ MARCOS C. ; PEREIRA, SONIA MARIA BARRETO . Coastal urbanization leads to remarkable seaweed species loss and community shifts along the SW Atlantic. Marine Pollution Bulletin., v. 76, p. 106-115, 2013.

7.
PASCELLI, CECÍLIA2013PASCELLI, CECÍLIA ; RIUL, PABLO ; RIOSMENA-RODRÍGUEZ, RAFAEL ; SCHERNER, FERNANDO ; NUNES, MARCOS ; HALL-SPENCER, JASON M. ; OLIVEIRA, EURICO CABRAL DE ; HORTA, PAULO . Seasonal and depth-driven changes in rhodolith bed structure and associated macroalgae off Arvoredo island (southeastern Brazil). Aquatic Botany, v. 111, p. 62-65, 2013.

8.
SCHERNER, FERNANDO2013 SCHERNER, FERNANDO; Ventura, Robson ; Barufi, José Bonomi ; Horta, Paulo Antunes . Salinity critical threshold values for photosynthesis of two cosmopolitan seaweed species: Providing baselines for potential shifts on seaweed assemblages. Marine Environmental Research, v. 91, p. 14-25, 2013.

9.
PAGLIOSA, P. R.2012PAGLIOSA, P. R. ; CANTOR, M. ; SCHERNER, F. ; OTEGUI, M.B.P. ; LEMES-DA-SILVA, A. ; MARTINS, C.D.L. ; ALVES, G. F. ; FONSECA, A. ; HORTA, P. A. . Influence of piers on benthic primary producers and consumers functional groups in a subtropical coastal lagoon channel. Brazilian Journal of Oceanography (Impresso), v. 60, p. 65-73, 2012.

10.
BOUZON, Z. L.2012BOUZON, Z. L. ; FERREIRA, E. C. ; SANTOS, R. ; SCHERNER, F. ; HORTA, P. A. ; MARASCHIN, M. ; SCHMIDT, E.C. . Influences of cadmium on fine structure and metabolism of Hypnea musciformis (Rhodophyta, Gigartinales) cultivated in vitro. Protoplasma, v. 249, p. 637-650, 2012.

11.
SCHMIDT, E.C.2012SCHMIDT, E.C. ; PEREIRA, B. ; PONTES, C.L.M. ; SANTOS, R. ; SCHERNER, F. ; HORTA, P. A. ; MARTINS, R.P. ; LATINI, A. ; MARASCHIN, M. ; BOUZON, Z. L. . Alterations in architecture and metabolism induced by ultraviolet radiation-B in the carragenophyte Chondracanthus teedei (Rhodophyta, Gigartinales). Protoplasma, v. 249, p. 353-367, 2012.

12.
SCHMIDT, E.C.2012SCHMIDT, E.C. ; PEREIRA, B. ; SANTOS, R. ; GOUVEIA, C. ; COSTA, G. B. ; FARIA, G. S. M. ; SCHERNER, F. ; HORTA, P. A. ; MARTINS, R.P. ; LATINI, A. ; RAMLOV, F. ; MARASCHIN, M. ; BOUZON, Z. L. . Responses of the macroalgae Hypnea musciformis after in vitro exposure to UV-B.. Aquatic Botany, v. 100, p. 8-17, 2012.

13.
HORTA, P. A.2012HORTA, P. A. ; Vieira-Pinto, T. ; MARTINS, C. D. L. ; SISSINI, M. ; RAMLOV, F. ; LHULLIER, C. ; SCHERNER, F. ; FRANZAN-SANCHES, P. ; FARIAS, J. N. ; Bastos, E. ; BOUZON, J. ; VALDUGA, E. ; ARANTES, N. ; BATISTA, M. B. ; RIUL, P. ; ALMEIDA, R.S. ; PAES, E. ; RORIG, L. ; YOKOYA, N. S. ; FUJII, M. T. ; GUIMARAES, S. M. ; Copertino, M.S. ; OLIVEIRA, E. C. . Evaluation of impacts of climate change and local stressors on the biotechnological potential of marine macroalgae - a brief theoretical discussion of likely scenarios. Revista Brasileira de Farmacognosia (Impresso), v. 22, p. 768-774, 2012.

14.
SCHERNER, F.;SCHERNER, FERNANDO2012 SCHERNER, F.; BARUFI, J. B. ; HORTA, P. A. . Photosynthetic response of two seaweed species along an urban pollution gradient: Evidence of selection of pollution-tolerant species. Marine Pollution Bulletin., v. 64, p. 2380-2390, 2012.

15.
HORTA, P. A.2011HORTA, P. A. ; SCHERNER, F. ; BOUZON, Z. L. ; RIOSMENA ; OLIVEIRA, E. C. . Morphology and Reproduction of Mesophyllum erubescens (Foslie) Me. Lemoine (Corallinales, Rhodophyta) from Southern Brazil. Revista Brasileira de Botânica (Impresso), v. 34, p. 125-134, 2011.

16.
SALLES, J. P.2010SALLES, J. P. ; SCHERNER, F. ; YOSHIMURA, C. Y. ; FANGANIELO, M. ; BOUZON, Z. L. ; HORTA, P. A. . Cultivation of Native Seaweed Gracilaria domingensis (Rhodophyta) in Southern Brazil. Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso), v. 53, p. 633-640, 2010.

17.
SCHERNER, F.;SCHERNER, FERNANDO2010SCHERNER, F.; RIUL, P. ; Bastos, E. ; BOUZON, Z. L. ; PAGLIOSA, P. R. ; BLANKENSTEYN, A. ; OLIVEIRA, E. C. ; HORTA, P. A. . Herbivory in a rhodolith bed: a structuring factor?. Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 5, p. 358-366, 2010.

18.
FAVERI, C.2010FAVERI, C. ; FARIAS, J. N. ; SCHERNER, F. ; OLIVEIRA, E. C. ; HORTA, P. A. . Temporal changes in the seaweed flora in Southern Brazil and its potential causes. Pan-American Journal of Aquatic Sciences, v. 5, p. 350-357, 2010.

19.
HORTA, P. A.2008HORTA, P. A. ; SALLES, J. P. ; Bouzon J. L. ; SCHERNER, F. ; Cabral D. ; BOUZON, Z. L. . COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA DO FITOBENTOS DO INFRALITORAL DA RESERVA BIOLÓGICA MARINHA DO ARVOREDO, SANTA CATARINA, BRASIL IMPLICAÇÕES PARA A CONSERVAÇÃO.. Oecologia Brasiliensis (Impresso), v. 12, p. 51-57, 2008.

Capítulos de livros publicados
1.
SCHERNER, F.. A Utilizacao de Algas como Alternativa para Produção de Biocombustíveis. In: Heline Sivini Ferreira; José Rubens Morato Leite. (Org.). Biocombustíveis - Fonte de Energia Sustentável? - Considerações Jurídicas, Técnicas e Éticas.. 1ed.São Paulo: Saraiva, 2010, v. 1, p. 67-79.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; BOUZON, Z. L. . Análise do papel da predação sobre a abundância do zoantídio Protopalithoa variabilis.. In: VI Congresso de ecologia do Brasil, 2003, Fortaleza. Anais do VI Congresso de ecologia do Brasil, 2003.

2.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. . Análise preliminar da taxonomia e importância ecológica de Mesophyllum erubescens. In: Simpósio nacional de oceanografia, 2001, Rio Grande-RS. Anais do simpósio naciona de oceanografia, 2001.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MARTINS, C. D. L. ; SUTIL, C. ; SCHERNER, F. ; PAGLIOSA, P. R. ; HORTA, P. A. ; FONSECA, A. . Efeito dos Trapiches na Distribuição do Microfitobentos e Fitoplâncton e sua Relação com as Propriedades Físico-Químicas da Água no Canal da Barra da Lagoa da Conceição, SC. In: III Congresso Latinoamericano de Ecologia, 2009, São Lourenço. Anais do III Congresso Latinoamericano de Ecologia, 2009.

2.
Vieira-Pinto, T. ; Almeida, F.V.R. ; CANTOR, M. ; SCHERNER, F. ; BATISTA, M. B. ; FONSECA, A. ; PAGLIOSA, P. R. ; HORTA, P. A. . Effect of docks on macrophytobenthic community: a case study in estuary. In: III Congresso Latinoamericano de Ecologia, 2009, São Lourenço. Anais do III Congresso Latinoamericano de Ecologia, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FREITAS, A. ; PEREIRA, S.M.B. ; SCHERNER, F. ; MACEDO, S. J. . Avaliação dos impactos da urbanização sobre comunidades macroalgais em trechos recifais do litoral do Estado de Pernambuco, Brasil.. In: IX Congreso de Ficologia de Latinoamérica e el Caribe, 2011, Córdoba. Boletin de la Sociedad Argentina de Botánica, 2011. p. 74.

2.
SCHERNER, F.; Bastos, E. ; BURGOS, D.C. ; HORTA, P. A. . Impacto da urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficoloia, 2010, Paraty, RJ. Anais do XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010.

3.
SCHERNER, F.; Pires, H. ; Py-Daniel, S. ; Copertino, M.S. ; HORTA, P. A. . Efeitos sinérgicos de salinidade, temperatura e urbanização sobre a fotossíntese de macroalgas marinhas: uma avalliação dos potenciais impactos das mudanças climáticas. In: XIII Congresso Brasileiro de Ficologia, 2010, Paraty, RJ. Anais do XIII Congresso Brasieliro de Ficologia, 2010.

4.
SCHERNER, FERNANDO; Patricia Oening ; TURBAY, R. ; GOMES, G.O. ; Horta, Paulo Antunes . Efeitos da poluição urbana sobre a produção primária de Sargassum sp. e Ulva sp.. In: II Workshop - Novos Bioativos de Macroalgas, 2009, Ilha Bela, SP. Anais do II Workshop - Novos Bioativos de Macroalgas, 2009.

5.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; BOUZON, Z. L. . A profundidade influencia a morfologia de nódulos de algas calcárias (Corallinales Rhodophyta)?. In: II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004, São Paulo. Anais do II Simpósio Brasileiro de Oceanografia, 2004.

6.
SCHERNER, F.; BOUZON, Z. L. ; HORTA, P. A. . Duas espécies melobesoides (Corallinales, Rhodophyta) do banco de nódulos calcários da Reserva Biológica do Arvoredo. In: IX Reunião Brasileira de Ficologia, 2002, Santa Cruz-Aracruz-ES. Anais da IX Reunião Brasileira de Ficologia, 2002.

7.
HORTA, P. A. ; SCHERNER, F. ; SALLES, J. P. ; FREIRE, A. ; BLANKENSTEYN, A. ; MORANDINI, A. ; BOUZON, Z. L. ; OLIVEIRA, E. C. . Composição e estrutura espaço/temporal de bancos de nódulos calcarios da Ilha do Arvoredo, Florianópolis, SC. In: IX Reunião Brasileira de Ficologia, 2002, Santa Cruz-Aracruz-ES. Anais da IX Reunião Brasileira de Ficologia, 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
PEREIRA, S.M.B. ; CARVALHO, F. ; SCHERNER, F. ; LECA, E. . As algas marinhas e suas potencialidades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; OLIVEIRA, E. C. ; SIMONASSI, J.C. ; HALL-SPENCER, JASON M. ; CHOW, F. ; NUNES, J. M. C. ; PEREIRA, SONIA MARIA BARRETO . Coastal urbanization leads to remarkable seaweed species loss and community shifts along the SW Atlantic. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ROVAI, ANDRÉ SCARLATE ; PAGLIOSA, PAULO ROBERTO ; Barufi, José Bonomi ; SCHERNER, FERNANDO ; TORRES, MOACIR ALUÍSIO ; Horta, Paulo Antunes ; Lewis III, Roy Robin ; SORIANO-SIERRA, EDUARDO JUAN ; CINTRON, G. ; SCHAEFFER-NOVELLI, Y. ; MENGHINI, R. P. ; COLHO JR., C. . A hierarchical framework to assess mangrove restoration outcomes: Insights for future ventures. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
SCHERNER, F.; Amaral F. ; Oliveira P. . Influências antrópicas e climáticas na biodiversidade marinha e oceânica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
SCHERNER, F.; Pires, H. ; Py-Daniel, S. ; Copertino, M.S. ; HORTA, P. A. . Efeitos sinérgicos de salinidade, temperatura e urbanização sobre a fotossíntese de macroalgas marinhas: uma avaliação dos potenciais impactos das mudanças climáticas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SCHERNER, F.; Bastos, E. ; BURGOS, D.C. ; HORTA, P. A. . Impacto da urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SCHERNER, F.. Efeitos sinérgicos de salinidade, temperatura e urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas: uma avaliação dos potenciais impactos das mudanças climáticas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
Bastos, E. ; SCHERNER, F. ; HORTA, P. A. . Efeitos do estresse de salinidade sobre a performance fotossintética de Chondracanthus teedei (Mertens ex Roth) Kützing e Hypnea musciformis (Wulfen) J.V. Lamaroux. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; OENING, P. ; TURBAY, R. ; GOMES, G.O. . Efeitos da poluição urbana sobre a produção primária de Sargassum sp. e Ulva sp.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
Vieira-Pinto, T. ; Almeida, F.V.R. ; CANTOR, M. ; SCHERNER, F. ; BATISTA, M. B. ; FONSECA, A. ; PAGLIOSA, P. R. ; HORTA, P. A. . Effect of docks on macrophytobenthic community: a case study in estuary. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
MARTINS, C. D. L. ; SUTIL, C. ; SCHERNER, F. ; PAGLIOSA, P. R. ; HORTA, P. A. ; FONSECA, A. . Efeito dos Trapiches na Distribuição do Microfitobentos e Fitoplâncton e sua Relação com as Propriedades Físico-Químicas da Água no Canal da Barra da Lagoa da Conceição, SC. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; BOUZON, Z. L. . A profundidade influencia a morfologia de nódulos de algas calcárias (Corallinales Rhodophyta)?.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. ; BOUZON, Z. L. . Análise do papel da predação sobre a abundância do zoantídio Protopalithoa variabilis.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
SCHERNER, F.; BOUZON, Z. L. ; HORTA, P. A. . Duas espécies melobesoides (Corallinales, Rhodophyta) do banco de nódulos calcários da Reserva Biológica do Arvoredo.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
SCHERNER, F.; HORTA, P. A. . Taxonomia e estudo ecológico preliminar da alga calcária Mesophyllum erubescens (Rhodophyta, Corallinaceae) na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, Santa Catarina, Brasil. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
SCHERNER, F.. Ethnobotany for begginers, 2016. (Tradução/Livro).

2.
Gruedling, F. ; SCHERNER, F. . Como fazer o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional funcionar. TED, 2011. (Tradução/Outra).

3.
SCHERNER, F.. Considerations about Coscinodiscus wailesii (Diatomeae) on the Santa Catarina Island's Coast, Brazil.. Acta Limnologica Brasiliensis, 2010. (Tradução/Artigo).

4.
SCHERNER, F.. Evaluation of the sampling methods applied to phycoperiphyton studies in the Ratones River estuary, Brazil.. Brazilian Journal of Oceanography, 2010. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SCHERNER, F.. Estudo de Impacto Ambiental para Obras de Dragagem de Áreas do Porto de Itaguaí. 2014.

2.
SCHERNER, F.. Estudo de Conformidade Ambiental da Marina Guará. 2007.

3.
HORTA, P. A. ; SALLES, J. P. ; BOUZON, J. ; SCHERNER, F. . Plano de Manejo das Algas Bentônicas da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo.. 2003.

Trabalhos técnicos
1.
SCHERNER, F.. Estudo de Conformidade ambiental da Marina Guará. 2007.


Demais tipos de produção técnica
1.
SCHERNER, F.; SCARIOT, L. A. ; Rover, T. ; Donnangelo, A. . O mundo das macroalgas marinhas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
SCHERNER, F.; Donnangelo, A. . Ecologia e taxonomia de macroalgas marinhas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
HORTA, P. A. ; SALLES, J. P. ; BOUZON, J. ; SCHERNER, F. . Levantamento da Biodiversidade de Algas Bentônicas da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo.. 2003. (Relatório de pesquisa).

4.
HORTA, P. A. ; SALLES, J. P. ; SCHERNER, F. ; PASZKUK, A. F. (Ana Flávia Paszkuk) . Cultivo de algas calcárias do litoral do Espírito Santo.. 2002. (Cultivo de algas marinhas).

5.
SCHERNER, F.. Missão Oceanográfica - Operação São Francisco II - Apoio Técnico para Fitoplâncton. 2002. (Estudo de impacto ambiental).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SCHERNER, F.; FREITAS, A.. Participação em banca de Hércena Múrcia.Macroalgas de manguezais do Nordeste brasileiro: histórico e perspectiva para novos caminhos na pesquisa. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Faculdade Salesiana do Nordeste.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Congresso Brasileiro de Biologia Marinha. 2011. (Congresso).

2.
Mudanças climáticas e a botânica no Brasil - O papel da pós graduação na formação de recursos humanos e geração de conhecimento.Efeitos sinérgicos de salinidade, temperatura e urbanização sobre a fotossíntese de macroalgas marinhas: uma avaliaç#ao dos potenciais impactos das mudança climáticas. 2010. (Outra).

3.
XIII Congresso Brasileiro de Ficologia. Impacto da urbanização sobre a performance fotossintética de macroalgas marinhas. 2010. (Congresso).

4.
II Workshop Novos Bioativos de Macroalgas.Efeitos da poluição urbana sobre a produção primária de Sargassum sp. e Ulva sp.. 2009. (Oficina).

5.
IV Simpósio Dano Ambiental na Sociedade de Risco. 2009. (Simpósio).

6.
II Simpósio Brasileiro de Oceanografia.A profundidade influencia a morfologia de nódulos de algas calcárias (Corallinales Rhodophyta)?. 2004. (Simpósio).

7.
VI Congresso Brasileiro de Ecologia. Avaliação do papel dos predadores e da estrutura do banco de nódulos calcários da Ilha do Arvoredo (SC) sobre a abundância do zoantídeo Protopalythoa variabilis.. 2003. (Congresso).

8.
IX Reunião Brasileira de Ficologia. Composição e estrutura espaço/temporal de Bancos de Nódulos Calcários da Ilha do Arvoredo, Florianópolis, SC.. 2002. (Congresso).

9.
XXII Encontro Nacional dos Estudantes de Biologia. 2002. (Encontro).

10.
XIV Semana Nacional de Oceanografia.Taxonomia e estudo ecológico preliminar da Alga Calcária Mesophyllum erubescens (Rhodophyta, Corallinaceae) na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo ? SC ? Brasil.. 2001. (Simpósio).

11.
VI Congresso e Exposição Internacional sobre Florestas. 2000. (Congresso).

12.
III Semana da Biologia. 1999. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SCHERNER, F.. Workshop: Mudanças climáticas e a Botânica no Brasil: O papel da pós graduação na formação de recursos humanos.. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Juliane Suelen Silva dos Santos. Avaliação dos Impactos da Urbanização sobre as Comunidades de Macroalgas em Praias do Litoral de Pernambuco, Brasil. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Saúde Humana e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Pernambuco. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Helder Pires. Resposta de macroalgas perante variações de temperatura e salinidade (Ulva fasciata e Sargassum stenophyllum) (co-orientação). 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Federal de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Fernando Scherner.

2.
Gabriela de Oliveira Gomes. Análise do impacto antrópico através da comunidade de algas em costões rochosos em duas praias da ilha de Santa Catarina (co-orientação). 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências biológicas) - Universidade Federal de Santa Catarina. Orientador: Fernando Scherner.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 22:39:19