Iberê Farina Machado

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4492174763399284
  • Última atualização do currículo em 29/06/2018


possui graduação (2003), mestrado em Biologia (2006) e doutorado (2011) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Além de atuar em pesquisas em ecologia e zoologia de anfíbios, vem prestando serviços como consultor em herpetologia para diversas empresas particulares e governamentais. Tem experiência na área de Limnologia, Ecologia e Zoologia de répteis e anfíbios. Participou como consultor no projeto de atualização sobre Estado de Conservação de Anfíbios Brasileiros realizado entre as parcerias do PNUD/ONU e RAN/ICMBio. Atua na diretoria da ONG Instituto Boitatá, no Amphibian Specialist Group (ASG-Brasil) junto à IUCN e faz parte do Laboratório de Herpetologia e Comportamento Animal na UFG como pesquisador visitante. Vem realizando o Pós-Doutorado júnior (CNPQ 150735/2017-0) na Universidade Federal de Goiás, 2017-2018. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Iberê Farina Machado
Nome em citações bibliográficas
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Boitatá.
Rua C 188
Jardim América
74265310 - Goiânia, GO - Brasil
Telefone: (62) 95036776
URL da Homepage: http://institutoboitata.org/


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Biologia.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: Diversidade e conservação de anfíbios em áreas úmidas do Parque Nacional da Lagoa do Peixe ? Único Sítio Ramsar do sul do Brasil., Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Leonardo Maltchik.
Palavras-chave: Amphibians; Anfibios; anura; girino; tadpole; southern Brazil..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
2004 - 2006
Mestrado em Biologia.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: Diversidade de larvas de anuros (Amphibia, Anura) em áreas úmidas do Rio Grande do Sul,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Leonardo Maltchik Garcia.
Palavras-chave: anura; área úmida; conservação; girino; tadpole; wetland.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.
1998 - 2003
Graduação em Ciencias Biologicas.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: Efeitos dos pulsos de inundação na comunidade de anfibios anuros em duas lagoas associadas a uma planicie de inundação do Sul do Brasil.
Orientador: Leonardo Maltchik Garcia.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada / Especialidade: Biodiversidade.


Formação Complementar


2006 - 2006
Noções de Biometria de Anfíbios. (Carga horária: 2h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2003 - 2003
Curso de Herpetologia. (Carga horária: 80h).
Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal, FACIMED, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Serpentes do Rio Grande do Sul. (Carga horária: 30h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2002 - 2002
Ecologia e Fisiologia das Relações Térmicas nos Ré. (Carga horária: 8h).
Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Brasil.
2002 - 2002
Manutenção de Répteis e Anfíbios Em Cativeiro. (Carga horária: 12h).
Fundação Zoobotanica do Rio Grande do Sul, FZRS, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Capacitação de Voluntários Para Salvar Animais Mar. (Carga horária: 48h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2001 - 2001
Animais Aquaticos Perigosos do Brasil: Identificaç. (Carga horária: 8h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2001 - 2001
Avifauna brasileira identificação, pesquisa e cons.
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2001 - 2001
Paleobiogeografia. (Carga horária: 10h).
Sociedade de Ecologia do Brasil, Brasil.
2001 - 2001
Primatologia no Brasil - Estudos Específicos com C. (Carga horária: 8h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2001 - 2001
Serpentes. (Carga horária: 7h).
Sociedade Brasileira de Herpetologia, SBH, Brasil.
2001 - 2001
UM Oceano de Tempo: Paleontologias de Organismos M. (Carga horária: 8h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2000 - 2000
Conservação, Biologia e Manejo de Répteis. (Carga horária: 16h).
Fundação Parque Zoológico de São Paulo, FPZSP, Brasil.
2000 - 2000
Técnicas e Procedimentos para o Trabalho com Fósse. (Carga horária: 48h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2000 - 2000
Ilustração Cientifica. (Carga horária: 6h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2000 - 2000
Biologia de Aranhas. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Zoologia, SBZ, Brasil.
2000 - 2000
Manejo de répteis e anfíbios em cativeiro. (Carga horária: 15h).
Sociedade de Zoológicos do Brasil, S.Z.B, Brasil.
2000 - 2000
Introdução ao Manejo de FAuna Silvestre. (Carga horária: 6h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
2000 - 2000
Montagem de Recintos para Répteis com Finalidades. (Carga horária: 4h).
Bioterium, BIOTERIUM, Brasil.
2000 - 2000
Manutenção de Répteis em Cativeiro e sua Criação C. (Carga horária: 4h).
Bioterium, BIOTERIUM, Brasil.
2000 - 2000
Introdução à Piscicultura. (Carga horária: 6h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Métodos de Coleta, preparação e preservação de col. (Carga horária: 10h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
1999 - 1999
Biologia de Tubarões. (Carga horária: 6h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
1999 - 1999
Introdução à Araneologia. (Carga horária: 25h).
Pontificia Univercidade Catolica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
1999 - 1999
Bioterismo. (Carga horária: 1999h).
Universidade Santa Cecília, UNISANTA, Brasil.
1998 - 1998
Reabilitação de Aves e Mamíferos Marinhos. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
1987 - 1987
Taxidermia Em Crustáceos e Peixes.
Museu do Mar, MUSEUDOMAR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade do Vale do Paraíba, UNIVAP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Alfenas, UNIFAL/MG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Boitatá, IBEC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Boitatá de Etnobiologia e Conservação da Fauna, INST. BOITATÁ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Coordenador Técnico, Enquadramento Funcional: Presidente, Carga horária: 20

Atividades

07/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento, .


Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, ICMBio, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Consultor PNUD, Enquadramento Funcional: Consultor do projeto NPPP, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Consultor para o projeto NPPP para a Avaliação do Estado de Conservação de Anfíbios Brasileiros


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisador associado, Enquadramento Funcional: pesquisador associado
Outras informações
Atuo como pesquisador associado no Laboratório de Herpetologia e Comportamento Animal

Atividades

01/2013 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Ciências Biológicas.

Atividade realizada
Pesquisador associado em estudos sobre a herpetofauna brasileira.

Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: participante


Biota Soluções Ambientais, BIOTA, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Biólogo

Atividades

2007 - Atual
Direção e administração, Manejo de Fauna, .

Cargo ou função
Diretor de Pesquisa.

Embrapa Clima Temperado, EMBRAPA-CPACT, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Consultor da herpetofauna, Enquadramento Funcional: Consultor técnico

Atividades

2005 - 2008
Serviços técnicos especializados , Embrapa Clima Temperado, .

Serviço realizado
Manejo de fauna Petrobrás-SIX - Projeto Xisto Agrícola.

Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, FZB/RS, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio, Carga horária: 40

Atividades

02/1999 - 06/1999
Estágios , Parque Zoológico, .

Estágio realizado
Estágio no setor de zoologia.

Sigeplan, SIGEPLAN, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor em Herpetologia

Atividades

2004 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, .

Cargo ou função
Consultor em Herpetofauna.


Linhas de pesquisa


1.
Coordenador na área de Pesquisa e Desenvolvimento do conhecimento sobre herpetofauna brasileira


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Desvendando as lacunas de conhecimento sobre a anurofauna do Cerrado: diagnósticos, diretrizes e perspectivas
Descrição: A principal ferramenta para a proteção de espécies é o conhecimento que se tem sobre ela. No entanto, a obtenção de informações completas sobre características e variações da biodiversidade é praticamente inexequível. O conhecimento atual sobre a biodiversidade pode ser visto como uma subamostra do todo, um retrato de um momento, que por muitas vezes não inclui interações entre complexos temporais e dinâmicas espaciais. A ausência de informações sobre as espécies é conhecida como ?Lacunas de Conhecimento? (ou biodiversity shortfalls) e pode ser sintetizada em sete lacunas, variando desde os domínios da sistemática, biogeografia, biologia populacional, evolução, ecologia funcional, tolerância abiótica até interações ecológicas. Neste contexto, o mapeamento do conhecimento sobre as espécies de anfíbios do Cerrado, seja morfológica, molecular ou biogeográfica, é fundamental para entender como o ambiente influencia suas populações e como as alterações ambientais podem levar uma espécie a extinção. Um diagnóstico sobre o conhecimento dos estudos com anfíbios do Cerrado traz uma nova perspectiva de como avaliar suas populações ao longo do Bioma, além de auxiliar na criação de diretrizes para novos estudos que visem a conservação do grupo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2018
Preenchendo lacunas: Anfíbios, Pequenos Mamíferos e Peixes da RPPN Reserva Natural Serra do Tombador, Cavalcante, Goiás
Descrição: O projeto visa ampliar o conhecimento faunístico da região protegida pela Reserva Natural Serra do Tombador. Devido à grande heterogeneidade espacial da Reserva Natural Serra do Tombador (RNST) e sua relevância como área protegida, acreditamos que informações complementares sobre a composição da anurofauna, ictiofauna e da fauna de pequenos mamíferos podem apoiar o manejo da Unidade de Conservação e ressaltar a contribuição dessa área protegida para a conservação da fauna do Cerrado. Além disso, é extremamente importante ressaltar que a maior proporção de espécies endêmicas e hábitat especialistas no Cerrado, além da maior proporção de espécies ainda não descritas, está justamente nos grupos da fauna em foco. A baixa riqueza da fauna registrada no Plano de Manejo da Unidade de Conservação contrasta com a elevada heterogeneidade espacial da área. Certamente, as amostras realizadas durantes os estudos da Avaliação Ecológica Rápida não foram baseadas em uma amostragem mais refinada dos referidos grupos faunísticos em foco...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Integrante / Werther Pereira Ramalho - Integrante / Reuber Albuquerque Brandao - Coordenador / Pedro de Podestá Uchôa de Aquino - Integrante / Clarisse Rocha - Integrante / Ana Carolina Martins - Integrante / Alexandre Portella - Integrante.Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Status de conservação de Podocnemis expansa na região do médio Araguaia

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Paula Gomes Lustosa em 08/08/2017.
Descrição: Entre as atividades propostas para este projeto está a caracterização de aspectos-chave da população de quelônios, incluindo a estrutura (razão sexual e tamanho da população) e dinâmica populacional (deslocamento, migração, recrutamento) da espécie Podocnemis expansa, no Parque Nacional do Araguaia e APA Meandros do Rio Araguaia e usar essas informações para determinar o status dessas populações. Entre as ações estão a inferência da A) Estrutura populacional: Caracterizar a estrutura populacional da tartaruga-da-Amazônia quanto à razão sexual e o tamanho de sua população na região do médio Araguaia; B) Dinâmica populacional: Capturar, marcar e recapturar indivíduos da espécie alvo, avaliando o crescimento ponderal, deslocamento, migração, recrutamento, entre outros índices e fatores relativos à dinâmica da pulação monitorada; e C) Manejo de praia: Monitorar os sítios de desova e os filhotes recém-nascidos no Parque Nacional do Araguaia e APA Meandros do Araguaia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Marcadores genéticos como subsídio para reintrodução de Sporophila maximiliani na Região de Cerrado no estado de Goiás
Descrição: Em face da crise mundial da biodiversidade, com taxas alarmantes de extinção de espécies, as reintroduções se tornaram ferramentas importantes para a conservação e restauração das populações de espécies ameaçadas (GEDIR et al., 2004). A proposta tem por objetivo reabilitar para reintroduzir em áreas de ocorrência natural "bicudos? (Sporophila maximiliani), ave criticamente ameaçada de extinção. Para tanto, serão avaliados indivíduos de criadores que se adéquem ao perfil traçado, utilizando­se para tal de análises genéticas, exames laboratoriais e estudos comportamentais, com base no método de soltura soft release e monitoramento pós? soltura em locais protegidos do Cerrado. O Cerrado é considerado um dos 25 hotspots mundiais da biodiversidade, e ações de conservação governamentais das aves ali residentes encontram­se balizadas pelo Plano de Ação Nacional das Aves do Cerrado e Pantanal. Grande parte do conhecimento que temos sobre a espécie é anedótico do cativeiro. Habitava desde vegetações arbustivas em ambientes abertos a brejos e banhados, podendo ser considerada espécie fortemente ligada a ambientes próximos à corpos d?água. Aceita habitats mais alterados (como plantações de arroz), por este motivo, a alteração dos ambientes em que vivia é pouco relevante como explicação para seu declínio.Espécie muito rara ou incomum em grande parte de sua distribuição, a reintrodução da espécie não é somente necessária, mas urgente...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Uso sustentável de tartarugas-­da-­amazônia (Podocnemis expansa Shweigger, 1812) nos rios Araguaia e Crixás­-açu, Goiás, Brasil: Avaliação da pressão de caça sobre as populações (Fase 1)
Descrição: Os quelônios amazônicos possuem grande importância alimentar, econômica e cultural. O uso desses animais tem sido intenso desde o Período Colonial e, devido a isso, houve mudanças significativas no tamanho populacional das espécies representantes desse grupo. Diante desse fato, surgiu a necessidade de criação de leis federais que instituíssem a proteção aos quelônios amazônicos, evitando a caça predatória. Nesse contexto, o monitoramento das populações de tartaruga-­da-­amazônia, uma das espécies mais consumidas no estado de Goiás, é de suma relevância para avaliar a sua dinâmica de crescimento populacional e identificar possíveis técnicas de manejo para o seu uso sustentável, promovendo a conservação da espécie. Para isso, o monitoramento ocorrerá nos rios Araguaia e Crixás­-Açu, onde se localizam as principais praias de desova da espécie no estado de Goiás, e serão realizadas análises com o auxílio do software Vortex para estimar quantitativamente o risco de extinção de uma população, a fim de determinar o impacto de diferentes taxas de pressão de caça sobre as populações de tartaruga­-da-­amazônia. As simulações permitirão verificar se há uma taxa de retirada de indivíduos sustentável, para que seja possível realizar o manejo com alguma taxa de pressão de caça. Esses dados serão informados ao Ibama, que poderá iniciar projeto experimental de manejo sustentável com base no uso desenvolvido por comunidades ribeirinhas dos Rios Araguaia e Crixás-­Açu...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Anfíbios do Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás
Descrição: No mundo inteiro são conhecidas 7.293 espécies de anfíbios, das quais 6.411 são de anuros. O Brasil, o país de maior diversidade de espécies de anuros, conta com 1026 espécies. Para o Cerrado, são conhecidas 209 espécies de anfíbios, cerca de 20% das espécies conhecidas para o Brasil, das quais 150 são espécies típicas do Cerrado. o objetivo geral desse trabalho é inventariar a fauna de anfíbios, caracterizando a estrutura das comunidades, aspectos ecológicos e seus status de conservação em remanescentes de Cerrado e ambientes antropizados do Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás. Especificamente pretende-se: 1) Inventariar quais espécies de anfíbios ocorrem nos remanescentes florestais e em ambientes antropizados do campus; 2) Avaliar como a riqueza, abundância e composição de espécies varia entre os ambientes; 3) Determinar quais variáveis estruturais do hábitat e ambientais influenciam na riqueza, abundância e composição de anfíbios; 4) Descrever e avaliar os modos reprodutivos dos anfíbios em ambientes florestais e não florestais; 5) Classificar as espécies quanto à distribuição no bioma Cerrado e seus respectivos status de conservação; 6) Verificar qual a contribuição dos Biomas limítrofes ao Cerrado em espécies adaptadas a ambientes antropizados; 7) Elaborar um guia dos anfíbios da UFG...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Werther Pereira Ramalho - Integrante / Maurivan Vaz Ribeiro - Integrante / Lorena Dall'Ara Guimarães - Integrante / Katia Alcione Kopp - Integrante / Natan Medeiros Maciel - Integrante / Arthur Gomes Bauer - Integrante / Ricardo Freire de Brito - Integrante.
2015 - Atual
Composição e distribuição espaço-temporal de anuros no Parque Natural Municipal Augusto Ruschi avaliando a provável ocorrência do fungo Quitrídio
Descrição: A disseminação do fungo B. dendrobatidis, tem despertado o interesse de vários pesquisadores e agencias de fomente, devido a sua agressividade e dispersão nos ambientes de Mata Atlantica. O levantamento da presença ou não do fungo em um fragmento isolado e não antropizado fornecerá informações para o melhor conhecimento da dispersão do fungo, bem como a composição da anurofauna presentes e seus comportamentos. A caracterização da partilha espacial e temporal permitirá a compreensão da organização das taxocenoses no fragmento estudado. A área de estudo é enquadrada na categoria Unidade de Conservação de Proteção Integral (UCPI), como Parque Natural Municipal Augusto Ruschi (PNMAR), sendo seu principal objetivo a preservação do seu ecossistema natural, justificando o presente estudo, que ainda não havia sido realizado no local até o momento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Matheus Toledo Moroti - Integrante / Cristina Pacheco Soares - Integrante / Jonatas Alves Ferreira Neto - Integrante / Newton Soares - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 1
2015 - Atual
Dinâmica da anurofauna no uso de bromélias da mata atlântica primária em Ubatuba, SP
Descrição: Projeto que visa compreender o uso de bromélias pela comunidade de anfíbios anuros em um trecho de Mata Atlântica primária na Cidade de Ubatuba, SP. Este trabalho propõe metodologias pouco utilizadas no Brasil, a restauração de sítios reprodutivos para anfíbios bromelígenas através o uso de canos PVC, como forma de simular fitotelmatas, podem ser estratégias viáveis a curto prazo como forma de enriquecimento ambiental em áreas degradadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Rafael Menegucci - Integrante / Humberto Fonseca Mendes - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2015 - Atual
O status taxonômico de Ischnocnema manezinho, uma espécie endêmica e ameaçada da ilha de Florianópolis
Descrição: Descrição: Ischnocnema manezinho descrita na Ilha de Santa Catarina (ISC, Florian6polis - SC) esta inclusa nas listas nacional e da IUCN de especies ameac;adas. Populac;oes descobertas nas encostas litoraneas continentais de Santa Catarina e na Ilha do Arvoredo foram atribufdas a essa espEkie, aumentando a area de ocorrencia da especie, o que pode representar a retirada da especie das agendas de conservac;ao. Contudo, diferenc;as bioacusticas e/ou morfol6gicas apontam para a possibilidade de que as populac;oes localizadas fora da ISC possam representar unidades taxonomicas distintas. Se foro caso, a area de distribuic;ao da especie fica restrita a localidade tipo e suas populac;oes podem estar mais do que vulneraveis, devido a expansao urbana de Florian6polis. Para verificar a identidade e o nfvel de conectividade entre as populac;oes, utilizaremos uma abordagem taxonomica integrativa por congruencia, nas quais as fontes de dados serao sequencias de DNA e dados bioacusticos. Neste caso, partiremos da hip6tese de isolamento geogrMico em ilhas seguido por especiac;ao. Serao geradas sequencias de um locus genico mitocondrial e ao menos seis loci nucleares neutros. Uma vez obtidas as sequencias, geraremos as genealogias utilizando metodos baseados na teoria da coalescencia. Complementarmente aos metodos coalescentes usaremos caracteres bioacusticos. Avaliaremos e compararemos a durac;ao total do canto, a durac;ao media das notas, 0 numero de notas, 0 numero de tipos de notas, 0 intervale entre notas, a presenc;a de harmonicas e as frequencias fundamental e dominante dos cantos. Alem disso, avaliaremos se ha correlac;ao entre as discrepancias populacionais dos cantos e as distancias genetica e geogrMica das populac;oes analisadas. Como resultados esperamos esclarecer o status taxonomico das populac;oes atribufdas a I. manezinho, delimitando corretamente a(s) especie(s) assim ou subsidiar ac;oes de conservac;ao espedfica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Paulo Christiano de Anchietta Garcia - Integrante / Estevão Jasper Comitti - Integrante / Rafael Felix Magalhães - Integrante / Caroline Batistim Oswald - Integrante / Selvino Neckel de Oliveira - Integrante / André Ambrozio de Assis - Integrante.Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
Projeto Amplexo
Descrição: Objetivos Identificar as principais regiões do Brasil que apresentam carências em profissionais e professores que orientem estudos de graduação sobre herpetofauna. Identificar áreas que carecem de estudos e levantamentos da herpetofauna. Identificar pós-graduandos, especialistas em herpetofauna, que tenham interesse em orientar alunos de graduação e, assim, formar e ampliar novos grupos de pesquisa, diminuindo a burocracia e entraves da co-orientação tradicional. Selecionar os alunos de graduação a serem co-orientados.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Werther Pereira Ramalho - Integrante / Lucicléia Railene Assis de Matos - Integrante / Rafael Menegucci - Integrante / Humberto Fonseca Mendes - Integrante / Matheus Toledo Moroti - Integrante / Cristina Pacheco Soares - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 1
2014 - Atual
Conservação de Thoropa saxatilis e Impacto do turismo
Descrição: Muitas espécies de anfíbios utilizam e se reproduzem em riachos, no entanto, as fêmeas da rã-das-pedras depositam seus ovos entre rochas de cascatas, cachoeiras e beira de riachos bem preservados. Depois da eclosão dos ovos, o desenvolvimento dos seus girinos se dá na água que escorre nas rochas (vejam as fotos desse álbum). Este é um tipo bastante específico de modo reprodutivo, se diferenciando de espécies mais comuns que se reproduzem em rios, riachos, lagoas, açudes e banhados. Desta forma, a presença da rã-das-pedras está associada a quedas d'água com paredões rochosos úmidos e existem poucos destes locais nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Dentre estes poucos locais em que a rã-das-pedras ocorrem, alguns vêm sendo modificados ao longo dos anos para a ampliação de rodovias, outros recebem forte impacto do turismo durante as temporadas de férias e veraneio. O Instituto Boitatá, preocupado com a preservação e conservação da rã-das-pedras está estudando para saber qual o impacto do turismo sobre a população que ocorre na Cascata do Forqueta, no Município de Maquiné, Rio Grande do Sul. Com essa avaliação poderemos criar e ampliar o conhecimento e a proteção dessa espécie, que está classificada como EM PERIGO no estado do Rio Grande do Sul e VUNERÁVEL na lista nacional de espécies ameaçadas de extinção..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador.
2013 - Atual
Avaliação da variação geográfica em aspectos morfológicos, acústicos, genéticos e moleculares de Hypsiboas guentheri (Amphibia: Anura: Hylidae): Uma espécie de distribuição restrita na Mata Atlântica do sul do Brasil.
Descrição: O projeto visa reforçar e identificar o conhecimento sobre clina em aspectos morfológicos, acústicos, genéticos e moleculares de Hypsiboas guentheri (Amphibia: Anura: Hylidae) a partir do estudo de variação morfológica e genética ao longo da distribuição da espécie..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Iberê Farina Machado - Coordenador / Guilherme dos Santos de Lucca - Integrante.
2006 - 2010
Diversidade, conservação e manejo das áreas úmidas do Parque Nacional da Lagoa do Peixe - único sítio Ramsar do sul do Brasil
Descrição: As áreas úmidas estão entre os ecossistemas mais produtivos da Terra, com enorme biodiversidade. As áreas úmidas são um dos ecossistemas do planeta mais ameaçados pelas atividades humanas. Alguns pesquisadores estimaram que aproximadamente 50% das áreas úmidas originais da Terra já foram perdidas. No Rio Grande do Sul, estimativas de perda são desconhecidas, embora alguns pesquisadores estimem valores próximos a 90%. A principal causa do desaparecimento das áreas úmidas no RS é a drenagem para agricultura (principalmente arroz irrigado). A Planície Costeira é uma importante área de cultivo de arroz e a região de maior diversidade biológica em áreas úmidas do estado. Nesse sentido, programas de conservação das áreas úmidas da Planície Costeira são estratégicos para a conservação da biodiversidade do sul do Brasil. O Parque Nacional da Lagoa do Peixe (PNLP), localizado na Planície Costeira, é uma das principais unidades de conservação do sul do Brasil. O parque abriga 29 espécies de aves migratórias austrais e boreais, uma das maiores riquezas de aves migratórias do Brasil, sendo a maioria de origem boreal. Essa condição deu ao Parque o status de importância internacional pela Convenção de Ramsar, e se destaca como o único parque protegido pela Convenção de Ramsar da região sul e sudeste do Brasil. A importância do PNLP contrasta com a carência de trabalhos científicos desenvolvidos no parque. Atualmente, o PNLP apresenta diversas ameaças que podem estar comprometendo sua biodiversidade. Dentre elas, duas são preocupantes: a invasão de Pinus sp (espécie exótica) e a abertura artificial da barra da Lagoa do Peixe, cujas conseqüências para a conservação são ainda desconhecidas. Nesse sentido os objetivos específicos desse trabalho são: 1. Inventariar e classificar as áreas úmidas do PNLP; 2. Realizar um levantamento rápido da diversidade de plantas aquáticas, macroinvertebrados, anfíbios e aves das principais áreas úmidas do parque; 3. Analisar a influência da estrutur..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2007
Biodiversidade e funcionamento de arrozais
Descrição: O objetivo geral deste trabalho é avaliar a diversidade biológica dos arrozais e de seus canais de irrigação no Rio Grande do Sul, e analisar a sucessão ecológica das assembléias de algas fitoplanctônicas, macrófitas, macroinvertebrados bentônicos, peixes, anfíbios e aves aquáticas em duas lavouras nas diferentes fases hidrológicas do ciclo de cultivo (período com água e sem água) e pós-cultivo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2004
Biodiversidade e implicações da variação climática nas comunidades aquáticas das áreas úmidas do RS
Descrição: O objetivo geral deste trabalho foi avaliar a diversidade biológica das áreas úmidas do RS, e analisar o efeito da cheia e da seca nas comunidades aquáticas de três classes de ecossistemas aquáticos diferentes (formação palustre, lagoa associada à uma planície de inundação e meandro antigo de rio) ao longo de dois ciclos anuais. O objetivo funcional do projeto foi alcançado analisando a sucessão ecológica de algas perifíticas, zooplancton, macrófitas aquáticas, macroinvertebrados bentônicos, anfíbios e peixes ao longo de dois ciclos anuais. A proposta teórica funcional é alcançar empiricamente uma relação entre os conceitos de diversidade biológica, estabilidade de comunidades e complexidade em áreas alagadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2001 - 2003
Inventario e funcionamento de áreas alagadas do RS
Descrição: O objetivo geral deste trabalho é avaliar a diversidade biológica das áreas úmidas do RS, e analisar a sucessão ecológica das comunidades aquáticas em três lagoas associadas à uma planície de inundação com riqueza de espécies diferentes. O objetivo funcional do projeto será alcançado analisando a sucessão ecológica de algas perifíticas, zooplancton, macrófitas aquáticas, macroinvertebrados bentônicos, anfíbios e peixes ao longo de um ciclo hidrológico anual..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Outros Projetos


2006 - 2008
Projeto Carvão Agrícola
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
2005 - 2008
Projeto Xisto Agrícola
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.


Revisor de periódico


2007 - Atual
Periódico: Neotropical Biology and Conservation
2016 - Atual
Periódico: RCA. Revista de ciências ambientais (Unilasalle)
2011 - 2011
Periódico: RCA. Revista de ciências ambientais (Unilasalle)
2010 - 2010
Periódico: RCA. Revista de ciências ambientais (Unilasalle)
2010 - 2010
Periódico: Biodiversidade Pampeana (Online)
2009 - 2009
Periódico: Biodiversidade Pampeana (Online)
2017 - Atual
Periódico: Biodiversity and Conservation
2011 - 2011
Periódico: Biodiversity and Conservation
2013 - Atual
Periódico: Herpetology Notes
2013 - 2013
Periódico: Herpetology Notes
2017 - Atual
Periódico: Check List (São Paulo. Online)
2016 - 2016
Periódico: North-Western Journal of Zoology (Print)
2016 - 2016
Periódico: South American Journal of Thoracic Surgery


Revisor de projeto de fomento


2017 - 2017
Agência de fomento: Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Estadual de Santa Cruz


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Morfologia dos Grupos Recentes.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2002
Menção Honrosa, Mostra Unisinos de Iniciação Científica.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:28
Total de citações:78
Fator H:5
Machado, Ibere F  Data: 30/05/2018

SciELO
Total de trabalhos:2
Total de citações:0
Machado [Autor] and Maltchik [Autor]  Data: 01/03/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:16
Total de citações:92
Machado IF; Mochado IF; Machado, I. F.; ResearcherID: A-2265-2013; ScopusID: 35725663200; ORCID-ID: 0000-0001-8936-0536  Data: 30/05/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
MOROTI, M. T.2018MOROTI, M. T. ; PEDROZO, M. ; SESTITO, G. ; MACHADO, I. F. ; SANTANA, D. J. . Defensive behaviours in Bokermannohyla luctuosa (Pombal and Haddad, 1993)(Anura, Hylidae). HERPETOLOGY NOTES, v. 11, p. 233-237, 2018.

2.
RAMALHO, WERTHER PEREIRA2018 RAMALHO, WERTHER PEREIRA ; MACHADO, IBERÊ FARINA ; VIEIRA, LISANDRO JUNO SOARES . Do flood pulses structure amphibian communities in floodplain environments?. BIOTROPICA, v. 50, p. 338-345, 2018.

3.
MENEGUCCI, R. C.2017MENEGUCCI, R. C. ; GAIGA, R. ; MACHADO, I. F. . Fritziana ulei (Miranda-Ribeiro, 1926): geographic extension, with comments on the natural history of this species. Check List (São Paulo. Online), v. 13, p. 2061-2063, 2017.

4.
MOROTI, MATHEUS DE TOLEDO2017MOROTI, MATHEUS DE TOLEDO ; NETO, JONATAS ALVES FERREIRA ; SANTOS, ANDRIELE CRISTINA DOS ; SOARES, CRISTINA PACHECO ; MACHADO, IBERE FARINA . Amphibia, Anura, Hylidae, Scinax cardosoi (Carvalho-e-Silva & Peixoto, 1991): distribution extension and new state record for São Paulo, Brazil. Check List (São Paulo. Online), v. 13, p. 2042, 2017.

5.
SOUZA, R. D. R.2017SOUZA, R. D. R. ; MOROTI, M. T. ; BRIET, J. ; MACHADO, I. F. . Bokermannohyla luctuosa. Predation. Herpetological Review, v. 48, p. 158-158, 2017.

6.
MUSCAT, E.2016MUSCAT, E. ; ROTENBERG, E. L. ; MACHADO, I. F. . Death-feigning behaviour in an Erythrolamprus miliaris (LINNAEUS 1758) (Colubridae) water snake in Ubatuba, São Paulo, southeastern Brazil.. Herpetology Notes, v. 9, p. 95-97, 2016.

7.
DALMOLIN, D. A.2016DALMOLIN, D. A. ; ROSA, F.O. ; Freire, M.D. ; Fonte, L.F.M. ; MACHADO, I. F. ; Paula, C.N.P. ; Loebmann, D. ; PERICO, E. . First record of the Lesser Snouted Treefrog Scinax nasicus (Cope, 1862) in Brazilian coast and new species records for the state of Rio Grande do Sul. Brazilian Journal of Biology (Online), p. 1-3, 2016.

8.
MENEGUCCI, R.2016MENEGUCCI, R. ; SANTOS, M. T. T. ; MAGALHAES, R. F. ; MACHADO, I. F. ; GARCIA, P. C. A. ; PEZZUTI, T. L. . The tadpole of Odontophrynus monachus Caramaschi & Napoli, 2012 (Amphibia, Anura: Odontophrynidae). Zootaxa (Online), v. 4161, p. 549-553, 2016.

9.
SOUZA, R. D. R.2016SOUZA, R. D. R. ; MOROTI, M. T. ; BRIET, J. ; MACHADO, I. F. . VITREORANA URANOSCOPA. PREDATION BY ATTILA RUFUS.. Herpetological Review, v. 47, p. 651, 2016.

10.
MUSCAT, E.2016MUSCAT, E. ; ROTENBERG, E. L. ; MACHADO, I. F. . Um evento incomum de predação de vertebrado por um lagarto insetívoro. Neotropical Biologyand Conservation, v. 11, p. 192-194, 2016.

11.
MOROTI, M. T.2016MOROTI, M. T. ; PEDROZO, M. ; MACHADO, I. F. ; SANTANA, D. J. . Distribution extension of Chiasmocleis mantiqueira Cruz, Feio and Cassini, 2007 (Amphibia, Anura, Microhylidae) in state of São Paulo. Herpetology Notes, v. 9, p. 229-231, 2016.

12.
FERRANTE, L.2015FERRANTE, L. ; MENEGUCCI, R. ; MACHADO, I. F. . CROTALUS DURISSUS (South American Rattlesnake). SWIMMING BEHAVIOUR TO CROSS GEOGRAPHICAL BARRIER. Herpetological Review, v. 46, p. 640-640, 2015.

13.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2015MACHADO, I. F.; MENEGUCCI, R. ; MENDES, H. F. ; MOROTI, M. T. . Polyphenism: Defensive colour behaviour of Phasmahyla guttata (A. Lutz, 1924) (Amphibia, Anura, Hylidae). Herpetology Notes, v. 8, p. 467-470, 2015.

14.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2014MACHADO, I. F.; BECKER, R. ; Mesquita, A. S. O. . Geographic Distribution: Leptodactylus chaquensis. Herpetological Review, v. 45, p. 277-277, 2014.

15.
DALMOLIN, D. A.2014DALMOLIN, D. A. ; PERICO, E. ; MACHADO, I. F. ; RENNER, S. . Anurans from the Taquari River Valley, Rio Grande do Sul State, Southern Brazil. Herpetology Notes, v. 7, p. 693-701, 2014.

16.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2014MACHADO, I. F.; BUHLER, D. ; ABADIE, M. ; SANTOS-JR JUNIOR, A. P. ; SANTOS, R. R. . Distribution extension of Vitreorana uranoscopa (Anura: Centrolenidae) in the state of Rio Grande do Sul, southern Brazil. Herpetology Notes, v. 7, p. 443-446, 2014.

17.
MALTCHIK, L. G.2013MALTCHIK, L. G. ; ROLON, A. S. ; STENERT, Cristina ; MACHADO, I. F. ; MOREIRA, L. F. B. . A invasão dos pinheiros: Biodiversidade de áreas úmidas sob ameaça no sul do Brasil. Ciência Hoje, v. 51, p. 37-40, 2013.

18.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2012 MACHADO, I. F.; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Effects of pine invasion on anurans assemblage in southern Brazil coastal ponds. Amphibia-Reptilia, p. 227-237, 2012.

19.
Dalzochio, M.S.2011Dalzochio, M.S. ; Urakami, Y. ; MACHADO, I. F. . Mecistogaster amalia (Burmeister) Odonata: Pseudostigmatidae: First Record from Rio Grande do Sul State, Brazil.. EntomoBrasilis (Vassouras), v. 4, p. 78-79, 2011.

20.
Maltchik, Leonardo2011Maltchik, Leonardo ; Rolon, Ana Silvia ; Stenert, Cristina ; MACHADO, I. F. ; ROCHA, O. . Can rice field channels contribute to biodiversity conservation in Southern Brazilian wetlands?. Revista de Biología Tropical, v. 59, p. 1895-1914, 2011.

21.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2010 MACHADO, I. F.; MALTCHIK, L. G. . Can management practices of rice fields contribute to amphibian conservation in southern Brazilian wetlands?. Aquatic Conservation, v. 20, p. 39-46, 2010.

22.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2010MACHADO, I. F.; MOREIRA, L. ; SILVA, R. B. ; BECKER, R. ; Mesquita, A. S. O. . Amphibia, Anura, Centrolenidae, Vitreorana uranoscopa (Müller, 1924): Distribution extension in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Check List (São Paulo. Online), v. 6, p. 410-411, 2010.

23.
MALTCHIK, L.2010MALTCHIK, L. ; STENERT, C ; ROLON, Ana Silvia ; MACHADO, I. F. ; GUADAGNIN, D. L. . Diversidade em áreas úmidas. Lavouras de arroz podem proteger organismos aquáticos no sul do Brasil?. Ciência Hoje, v. 45, p. 28-33, 2010.

24.
MOREIRA, L. F. B.2010MOREIRA, L. F. B. ; MACHADO, I. F. ; GARCIA, T. V. ; MALTCHIK, L. . Factors influencing anuran distribution in coastal dune wetlands in southern Brazil. Journal of Natural History, v. 44, p. 1493-1507, 2010.

25.
MALTCHIK, L. G.2008MALTCHIK, L. G. ; PEIXOTO, C. ; STENERT, Cristina ; MOREIRA, L. F. B. ; MACHADO, I. F. . Dynamics of the terrestrial-dwelling amphibian assemblage in a flooded riparian forest fragment in a Neotropical region of the South of Brazil. Brazilian Journal of Biology, v. 68, p. 631-637, 2008.

26.
RODRIGUES, R. G.2008RODRIGUES, R. G. ; Christoff, A. U. ; MACHADO, I. F. . Anurofauna em área antropizada no Campus ULBRA, Canoas, Rio Grande do Sul, Brasil.. Biodiversidade Pampeana (Online), v. 6, p. 39-43, 2008.

27.
MOREIRA, L. F. B.2008MOREIRA, L. F. B. ; MACHADO, I. F. ; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; Maltchik, L. . Anuran amphibians dynamics in an intermittent pond in Southern Brazil. Acta Limnológica Brasiliensia, v. 20, p. 205-212, 2008.

28.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2007 MACHADO, I. F.; MALTCHIK, L. G. . Check-list da diversidade de anuros no Rio Grande do Sul (Brasil) e proposta de classificação para as formas larvais. Neotropical Biology and Conservation, v. 2, p. 101-116, 2007.

29.
Maltchik, L.2007Maltchik, L. ; MOREIRA, L. F. B. ; MACHADO, I. F. ; LACE, Aline Regina Gomes Moraes . Calling period and reproductive modes in an anuran community of a temporary pond in southern Brazil. South American Journal of Herpetology (Impresso), v. 2, p. 129-135, 2007.

30.
Stahnke, L. F.2006Stahnke, L. F. ; SILVA, G. E. F. ; REGULY, R. S. ; MACHADO, I. F. . Novo registro de Cnemidophorus vacariensis Feltrin & Lema, 2000 para o Estado do Rio Grande do Sul, Brasil (Sauria, Teiidae). Biociências (Porto Alegre), v. 14, p. 91-92, 2006.

31.
LACE, Aline Regina Gomes Moraes2002LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; DEIQUES, Clarice Hofstadler ; MACHADO, I. F. . Nota sobre a coleção herpetológica do Museu de Zoologia da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Acta Biologica Leopoldensia, v. 24, n.2, p. 215-221, 2002.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FLECK, T. ; BECKER, R. ; MACHADO, I. F. ; SILVA, R. B. ; Barbieri, R. L. . Borboletas - SIX.. 1. ed. Pelotas: no prelo, 2007. 56p .

Capítulos de livros publicados
1.
MACHADO, I. F.; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Anfíbios. In: Castor Bécker Júnior; Program de Pós-graduação em Biologia-Unisinos, Instituto Martin Pescador.. (Org.). Almanaque do Rio do Sinos.. 1ed.Novo Hamburgo: Grupo Editorial Sinos, 2011, v. , p. 22-25.

2.
SILVA, R. B. ; BECKER, R. ; MACHADO, I. F. ; FLECK, T. ; DORNELLES, J. E. F. . Monitoramento de áreas em recuperação: padrões de colonização da comunidade de vertebrados terrestres. In: José Maria Filippini Alba. (Org.). Recuperação de áreas mineradas. 2ed.Brasilia: Embrapa Informação Tecnológica, 2010, v. , p. 181-222.

3.
SILVA, R. B. ; BECKER, R. ; MACHADO, I. F. ; DORNELLES, J. E. F. . Monitoramento de áreas em recuperação: Padrão de colonização da comunidade de vertebrados dos terrestres.. In: José Maria Filipini Alba.. (Org.). Recuperação de áreas mineradas: a visão dos especialistas brasileiros.. -ed.Pelotas: Editora da Embrapa, 2006, v. , p. -.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MACHADO, I. F.. Comunidade de serpentes no Parque Nacional de Aparados da Serra, no Rio Grande do Sul. In: Mostra de Iniciação Científica, 2002, São Leopoldo, 2002.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. ; GUADAGNIN, d. l. . Assembléia de anfíbios em arrozais da planície costeira do sul do Brasil, Mostardas, Rio Grande do Sul, dados preliminares. In: V Congresso Brasileiro de Arroz Irrigado; XXVII Reunião da Cultura do Arroz Irrigado, 2007, Pelotas. Anais do V Congresso Brasileiro de Arroz Irrigado; XXVII Reunião da Cultura do Arroz Irrigado. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2007. v. II. p. 351-352.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MOROTI, M. T. ; FERREIRA NETO, J. A. ; SANTOS, A. C. C. ; PEDROZO, M. ; MACHADO, I. F. ; SOARES, C. P. . Composição e distribuição espaço-temporal de anuros no Parque Natural Municipal Augusto Ruschi. In: XX Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, 2016, São José dos Campos. Anais do XX Encontro Latino Americano de Iniciação Científica, 2016. v. 1. p. 1-1.

2.
HANGGI, D. ; MACHADO, I. F. ; RIBEIRO, M. V. ; RAMALHO, W. P. ; LUSTOSA, A. P. G. . Importância do voluntariado e da participação da população local em ações de preservação ambiental. In: 7º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2015, Gramado. Livro de Resumos do 7º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2015. v. 1. p. 0-577.

3.
RIBEIRO, M. V. ; MACHADO, I. F. ; RAMALHO, W. P. ; KOPP, K. A. ; GUIMARAES, L. D. ; BISPO, A. A. ; BIANCHI, C. A. . Conhecimento tradicional: Lendas e histórias sobre serpentes contadas pelos índios do vale dos Rios Araguaia e Tocantins. In: 7º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2015, Gramado. Livro de Resumos do 7º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2015. v. 1. p. 0-577.

4.
RAMALHO, W. P. ; MACHADO, I. F. ; RIBEIRO, M. V. ; ANDRADE, M. S. ; MATOS, L. R. A. ; VIEIRA, L. J. S. . Anfíbios de várzea em lagos de meandro do médio rio Purus, Amazonas, Brasil. In: II Simpósio Gaúcho de Herpetologia, 2014, Porto Alegre. Caderno de resumos e carta à sociedade do II Simpósio Gaúcho de Herpetologia. Porto Alegre: UFRGS, 2014. v. 1. p. 18-18.

5.
RAMALHO, W. P. ; MACHADO, I. F. ; RIBEIRO, M. V. ; ANDRADE, M. S. ; MATOS, L. R. A. ; VIEIRA, L. J. S. . Anfíbios em planície de inundação: composição e estrutura de assembléias em ambientes de várzea do médio rio Purus, Amazonas, Brasil. In: II Simpósio Gaúcho de Herpetologia, 2014, Porto Alegre. Caderno de resumos e carta à sociedade do II Simpósio Gaúcho de Herpetologia. Porto Alegre: UFRGS, 2014. v. 1. p. 19-19.

6.
MACHADO, I. F.; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . ARE TADPOLE AND ADULT COMPOSITION OF ANURANS AFFECTED BY ON Pinus sp. NATURAL WIDESPREAD?. In: Primer Congreso Uruguayo de Zoologia, 2010, Montevideo. Libro Resumenes do Primer Congreso Uruguayo de Zoologia, 2010.

7.
Mesquita, A. S. O. ; Paise, G. ; MACHADO, I. F. ; Vieira, E. . ALTERAÇÕES NAS ÁREAS DE VIDA DE Oxymycterus nasutus (RODENTIA, SIGMODONTINAE): INFLUÊNCIA DO SEXO E ESTAÇÕES DO ANO. In: Primer Congreso Uruguayo de Zoologia, 2010, Montevideo. Libro de Resumenes do Primer Congreso Uruguayo de Zoologia, 2010.

8.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Amphibian assemblage in two rice field managements from coastal planice in South Brazil.. In: VI World Congress of Herpetology, 2008, Manaus. Poster _ contributed or __symposium, 2008.

9.
SILVA, R. B. ; BECKER, R. ; MACHADO, I. F. . O efeito da mineração na composição da fauna de vertebrados terrestres em diferentes fragmentos florestais. In: XXVI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2006, Londrina. Livro de Resumos, 2006.

10.
LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MACHADO, I. F. ; MALTCHIK, L. G. . Anurofauna associada a uma lagoa temporária em uma planície de inundação no sul do Brasil. Dados preliminares.. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte, 2005.

11.
LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MACHADO, I. F. ; MALTCHIK, L. G. . Larvas de anfibios anuros em áreas úmidas na bacia do Rio dos Sinos, RS, Brasil. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte, 2005.

12.
LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MACHADO, I. F. ; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Dinamica de uma comunidade de anuros de uma lagoa da planicie de inundação do Rio dos Sinos. Dados preliminares. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte, 2005.

13.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MOREIRA, L. F. B. ; PANATTA, Alan ; STENERT, Cristina . Sobreposição de nicho alimentar entre Pseudopaludicola falcipes (Hensel, 1867) e juvenis de Leptodactylus ocellatus (Linnaeus, 1758). In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte, 2005.

14.
MACHADO, I. F.; ROLON, A. S. . Utilização de poças por girinos: escolha ou aleatoriedade?. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. Livro de resumos do 2 Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

15.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MALTCHIK, L. G. . Efeitos dos pulsos de inundação na comunidade de anfibios anuros em duas lagoas associadas a uma planicie de inundação do sul do Brasil.. In: I Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2004, Curitiba, 2004.

16.
SCHWABENLAND FILHO, Gunter ; DEIQUES, Clarice Hofstadler ; MACHADO, I. F. ; LACE, Aline Regina Gomes Moraes . Revisão da nova coleção herpetológica do Museu de Zoologia da Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS parte II - Anfíbios. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajai. Programa e Resumos, 2002.

17.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; DEIQUES, Clarice Hofstadler ; KONRAD, H. G. . Novos dados do levantamento preliminar de serpenmtes da região do Baixo Camaquã, RS. In: XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia, 2002, Itajai. Programa e Resumos, 2002.

18.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; DEIQUES, Clarice Hofstadler ; FENSTERSEIFER, H. C. . Levantamento Preliminar de Serpentes da Região do Baixo Camaquã, RS. In: V Congresso de Ecologia do Brasil, 2001, Porto Alegre. Resumos do Congresso de Ecologia do Brasil, 2001.

Apresentações de Trabalho
1.
MACHADO, I. F.. Uso do Mendeley na vida acadêmica: Uma ponte entre a gestão de bibliotecas e compartilhamento de pesquisas. . 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MACHADO, I. F.. Continue a nadar: o papel das ONGs na conservação de espécies. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MACHADO, I. F.. O papel das ONGs na conservação de espécies - Instituto Boitatá. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MACHADO, I. F.. Atualizações do livro do PANSul. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MACHADO, I. F.. Introdução à anfíbiofauna: aspectos taxonômicos e ecológicos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MACHADO, I. F.. Coleções Científicas e técnicas de preservação da herpetofauna. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MACHADO, I. F.. Metodologias de coleta para amostragem da herpetofauna. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MACHADO, I. F.. Introdução à fauna de lagartos, crocodilianos e quelônios. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
MACHADO, I. F.. Foto identificação em répteis e anuros. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
MACHADO, I. F.. Uso do Mendeley na vida acadêmica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
MACHADO, I. F.. Metodologia de avaliação no estado de conservação da herpetofauna brasileira. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
MACHADO, I. F.; FERRANTE, L. ; HANGGI, D. . Atividade e conceitos básicos de campo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
MACHADO, I. F.. Oportunidades para conservação de anfíbios e répteis ameaçados do Sul do Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
MACHADO, I. F.. Identificação de anuros. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
MACHADO, I. F.. Ao infinito... e além! Como o uso do Mendeley auxilia a organização da pesquisa científica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
MACHADO, I. F.. Entender para conservar - um jeito diferente de se pensar em ciência. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
MACHADO, I. F.. Projeto Amplexo: Como a coorientação solidária pode acrescentar informações sobre a herpetofauna brasileira. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
MACHADO, I. F.. Introdução serpentes: aspectos taxonômicos e ecológicos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Amphibian assemblage in two rice field managements from coastal planice in South Brazil.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
MACHADO, I. F.; LACE, Aline Regina Gomes Moraes ; MOREIRA, L. F. B. ; MALTCHIK, L. G. . Assembléia de anfíbios em arrozais da planície costeira do sul do Brasil, Mostradas, Rio Grande do Sul, Dados preliminares. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
MACHADO, I. F.; BECKER, R. ; FLECK, T. . A fauna em diferentes estágios de recuperação pós-mineração do xisto. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
MACHADO, I. F.; MALTCHIK, L. G. . Diversidade de larvas de anuros (Amphibia, Anura) em áreas úmidas do Rio Grande do Sul. Dados preliminares. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
Fonte, L.F.M. ; LISBOA, C. S. ; MACHADO, I. F. ; FERRANTE, L. ; SILVANO, D. L. . ANFÍBIOS EM FOCO (ANFoCO ): SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CONSERVAÇÃO DE ANFÍBIOS. São Paulo: Sociedade Brasileira de Herpetologia, 2018 (Notícias de Conservação).

2.
Fonte, L.F.M. ; LISBOA, C. S. ; MACHADO, I. F. ; FERRANTE, L. ; SILVANO, D. L. . Grupo de especialistas em anfíbios do Brasil (ASG Brasil): histórico, reestruturação e atividades atuais. São Paulo: Sociedade Brasileira de Herpetologia, 2018 (Notícias de Conservação).

3.
MACHADO, I. F.; MORAIS, A. R. ; FIORILLO, B. F. ; STRUSSMANN, C. ; PANTOJA, D. L. ; SILVANO, D. L. ; MAFFEI, F. ; NOMURA, F. ; RODRIGUES, G. B. F. ; CORTES, L. G. ; PIATTI, L. ; MARTINS, M. ; BRANDAO, R. A. ; SILVA, R. C. C. ; LUZ, V. L. F. . Herpetologia Brasileira ? A Vez do Cerrado e Pantanal. São Paulo: Sociedade Brasileira de Herpetologia, 2017 (Notícias de Conservação).

4.
MOROTI, M. T. ; FERREIRA NETO, J. A. ; SANTOS, A. C. C. ; SOUZA, R. D. R. ; SOARES, C. P. ; MACHADO, I. F. . Anura do Parque Natural Municial Augusto Ruschi, São José dos Campos, São Paulo, Brasil.. Chicago, USA: The Field Museum, 2016 (Guia de especies).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MACHADO, I. F.. ART - 2011/06940 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2011.

2.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/04945 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

3.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/07204 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

4.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/10213 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

5.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/10121 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

6.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/04945 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

7.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/04863 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

8.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/04805 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

9.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/04800 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

10.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/03156 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

11.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/03141 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

12.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/01901 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

13.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/00832 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

14.
MACHADO, I. F.. ART - 2010/00521 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2010.

15.
MACHADO, I. F.. ART - 2009/09334 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2009.

16.
MACHADO, I. F.. ART - 2009/05267 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2009.

17.
MACHADO, I. F.. ART - 2009/00839 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2009.

18.
MACHADO, I. F.. ART - 2009/00714 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2009.

19.
MACHADO, I. F.. ART - 2009/00120 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2009.

20.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07073 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

21.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07072 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

22.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07048 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

23.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07047 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

24.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07046 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

25.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/01869 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

26.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/01115 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

27.
MACHADO, I. F.. ART - 2008/07045 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2008.

28.
MACHADO, I. F.. ART - 2007/05117 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2007.

29.
MACHADO, I. F.. ART - 2007/03201 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2007.

30.
MACHADO, I. F.. ART - 2006/00634 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2006.

31.
MACHADO, I. F.. ART - 2005/15021 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2005.

32.
MACHADO, I. F.. ART - 2005/15020 - Anotação de Responsabilidade Técnica - Estudos Ambientais - Levantamento da herpetofauna. 2005.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
MACHADO, I. F.; FERRANTE, L. . I Curso Biologia e Conservação de Anfíbios e Répteis. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
MACHADO, I. F.. Identificação de Anuros. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
MACHADO, I. F.. Diversidade e Conservação de anuros em áreas úmidas costeiras no sul do Brasil. 2011. (Palestra).

4.
MACHADO, I. F.. Técnicas de trabalho com répteis e anfíbios. 2008. (Professor convidado).

5.
MOREIRA, L. F. B. ; MACHADO, I. F. ; MALTCHIK, L. G. . Ecologia reprodutiva de anfíbios.. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
MACHADO, I. F.; MOREIRA, L. F. B. . Eca, eca... Sapo, rã ou perereca? Uma visão sobre anfíbios do RS. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
MACHADO, I. F.. Participação em banca de Guilherme dos Santos de Lucca. Diversidade de anfíbios anuros em áreas com influência da extração de carvão no sul do Brasil. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Ambientais) - Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
RODRIGUES, R. G.; Christoff, A. U.; MACHADO, I. F.. Participação em banca de Ricardo Garcia Rodrigues.Riqueza e Uso De Ambientes Por anuros Em Área Antrópica No Campus Canoas, ULBRA-RS. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biologia) - Universidade Luterana do Brasil.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
1° Ciclo de Palestras: Formação Profissional do Biólogo.O papel das ONGs na conservação de espécies - Instituto Boitatá. 2016. (Seminário).

2.
2º Encontro de Responsáveis Técnicos. 2016. (Encontro).

3.
4° Monitoria do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Répteis e Anfíbios Ameaçados da Região Sul do Brasil.Anfíbios. 2016. (Outra).

4.
I CONSTEC - Congresso de Sustentabilidade, Técnicas e Conceitos do curso de Engenharia Ambiental. Anfíbios em Goiás: Conhecimento Atual e perspectivas para estudos futuros. 2016. (Congresso).

5.
III Semana de Biologia do Curso de Ciências Biológicas do Centro Universitário de Goiás Uni-Anhanguera.Faça diferença: ONGs e conservação de espécies - Instituto Boitatá. 2016. (Encontro).

6.
I Integra Cerrado. 2016. (Outra).

7.
I Jornada Acadêmica de Biologia: Trilhando passos para o futuro.Continue a nadar: o papel das ONGs na conservação de espécies. 2016. (Seminário).

8.
Seminários II do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Recursos Naturais do Cerrado.Continue a nadar: o papel das ONGs na conservação de espécies - Instituto Boitatá. 2016. (Encontro).

9.
7º Congresso Brasileiro de Herpetologia. 2015. (Congresso).

10.
III Monitoria Anual e Avaliação de Meio Termo do Plano de Ação Nacional para Conservação dos Répteis e Anfíbios Ameaçados da Região Sul.Atualizações do livro do PANSul. 2015. (Outra).

11.
Simpósio: Entender para conservar - um jeito diferente de se pensar em ciência.Projeto Amplexo: Como a coorientação solidária pode acrescentar informações sobre a herpetofauna brasileira. 2015. (Simpósio).

12.
XIX Semana Acadêmica da Biologia.Oportunidades para conservação de anfíbios e répteis ameaçados do Sul do Brasil. 2015. (Outra).

13.
II Monitoria do Plano de Ação Nacional para Conservação de Répteis e Anfíbios Ameaçados da Região Sul do Brasil.Mesa-redonda sobre a conservação de répteis e anfíbios da Região Sul do Brasil. 2014. (Encontro).

14.
II Simpósio Gaúcho de Herpetologia. 2014. (Oficina).

15.
V SABIO - Semana Acadêmica de Biologia do IF Goiano - Campus Rio Verde.Lista Vermelha e os Critérios da IUCN: história e aplicações para herpetofauna, em especial anfíbios. 2014. (Oficina).

16.
2° Workshop de reavaliação da lista da fauna ameaçada de extinção no Rio Grande do Sul.Anfíbios. 2013. (Oficina).

17.
1° Workshop de reavaliação da lista da fauna ameaçada de extinção no Rio Grande do Sul.Anfíbios. 2012. (Oficina).

18.
Desafios para a Conservação da Megadiversidade: O caso dos anfíbios e répteis brasileiros.. 2012. (Simpósio).

19.
II Congreso Uruguaio de Zoologia. 2012. (Congresso).

20.
IV Oficina de Avaliação do Estado de Conservação dos Anfíbios do Brasil.Relator e Avaliador. 2012. (Oficina).

21.
III Oficina de Avaliação dos Estados de Conservação dos Anfíbios Brasileiros..Avaliador da região sul e apoio logístico. 2011. (Oficina).

22.
Primer Congreso Uruguayo de Zoologia. ARE TADPOLE AND ADULT COMPOSITION OF ANURANS AFFECTED BY ON Pinus sp. NATURAL WIDESPREAD?. 2010. (Congresso).

23.
Simpósio de Taxonomia de Anura: O estado da arte. 2010. (Simpósio).

24.
6º World Congress of Herpetology. Amphibian assemblage in two rice field managements from coastal planice in South Brazil.. 2008. (Congresso).

25.
V Congresso Brasileiro de Arroz Irrigado. Assembléia de anfíbios em arrozais da planície costeira do sul do Brasil, Mostardas, Rio Grande do Sul, Dados Preliminares. 2007. (Congresso).

26.
2º Simpósio de Anfíbios. 2006. (Simpósio).

27.
Reunião Técnica.A fauna em diferentes estágios de recuperação pós-mineração do xisto. 2006. (Outra).

28.
2º Congresso Brasileiro de Herpetologia. 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia. 2005. (Congresso).

29.
1º Congresso Brasileiro de Herpetologia. 1º Congresso Brasileiro de Herpetologia. 2004. (Congresso).

30.
26º Congresso da Sociedade de Zoológicos do Brasil. 2002. (Congresso).

31.
Encontro de Zôo do Mercosul. 2002. (Encontro).

32.
Mostra de Iniciação Científica.Mostra de Iniciação Científica. 2002. (Outra).

33.
XXIV Congresso Brasileiro de Zoologia. 2002. (Congresso).

34.
6º Simpósio de Biologia da Universidade Santa Cecília - UNISANTA. 2001. (Simpósio).

35.
I Simpósio da Sociedade Brasileira de Herpetologia.I Simpósio da Sociedade Brasileira de Herpetologia. 2001. (Simpósio).

36.
V Congresso de Ecologia do Brasil. 2001. (Congresso).

37.
VIII Reunião Academica da Biologia da UNISINOS - RABU.VIII Reunião Academica da Biologia da UNISINOS - RABU. 2001. (Outra).

38.
XIV Semana Nacional de Oceanografia. 2001. (Outra).

39.
Simposio de Biologia da Universidade Santa Cecília. 2000. (Simpósio).

40.
V Encontro Internacional de Zoologicos. 2000. (Encontro).

41.
XXIII Congresso Brasileiro de Zoologia. 2000. (Congresso).

42.
XXIV Congresso de Zoologicos do Brasil. 2000. (Congresso).

43.
II Encontro de aracnólogos do Cone Sul. 1999. (Encontro).

44.
Simposio de Biologia da UNISANTA. 1999. (Simpósio).

45.
Semana Nacional de Oceanografia. 1998. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MACHADO, I. F.. Curso Bioacústica: Teoria e Prática. 2016. (Outro).

2.
MACHADO, I. F.. Conhecer para preservar: Salvem os sapos. 2016. (Outro).

3.
MACHADO, I. F.. Simpósio: Entender para conservar - um jeito diferente de se pensar em ciência. 2015. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Rafael Costabile Menegucci. Dinâmica da anurofauna no uso de bromélias da mata atlântica primária em Ubatuba, SP. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Alfenas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Matheus de Toledo Moroti. Distribuição e composição espaço-temporal de anuros no Parques Natural Municipal Augusto Ruschi, analisando a provável ocorrência do fungo quitrídeo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Vale do Paraíba, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Iberê Farina Machado.

2.
Diego Anderson Dalmolin. Estrutura de taxocenoses de girinos em poças de área aberta na região do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biologia) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES. Orientador: Iberê Farina Machado.

3.
Diego Anderson Dalmolin. Estrutura de taxocenose de girinos (Amphibisa: Anura) em poças de área aberta na região do Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES. Orientador: Iberê Farina Machado.

4.
Leonardo Felipe Bairros Moreira. Estrutura de uma comunidade de anuros associada a uma lagoa intermitente em uma planícia de inundação no sul do Brasil.. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciencias Biologicas) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Orientador: Iberê Farina Machado.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
FERRANTE, L.2015FERRANTE, L. ; MENEGUCCI, R. ; MACHADO, I. F. . CROTALUS DURISSUS (South American Rattlesnake). SWIMMING BEHAVIOUR TO CROSS GEOGRAPHICAL BARRIER. Herpetological Review, v. 46, p. 640-640, 2015.

2.
MACHADO, I. F.;MACHADO, IBERE FARINA;MACHADO, IBERÊ FARINA2015MACHADO, I. F.; MENEGUCCI, R. ; MENDES, H. F. ; MOROTI, M. T. . Polyphenism: Defensive colour behaviour of Phasmahyla guttata (A. Lutz, 1924) (Amphibia, Anura, Hylidae). Herpetology Notes, v. 8, p. 467-470, 2015.


Apresentações de Trabalho
1.
MACHADO, I. F.. Oportunidades para conservação de anfíbios e répteis ameaçados do Sul do Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MACHADO, I. F.. Identificação de anuros. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
MACHADO, I. F.. Ao infinito... e além! Como o uso do Mendeley auxilia a organização da pesquisa científica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MACHADO, I. F.. Simpósio: Entender para conservar - um jeito diferente de se pensar em ciência. 2015. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 24:02:57